Issuu on Google+

L

O

ÇÃ DI

IA EC

P

ES

E

Número 13 - Ano 2 - Março de 2014

1 ano de Renova+News


FALA, GALERA Nesta edição de aniversário do Renova+News, preparamos um “Fala, galera” muito especial. Procuramos nossos colegas que figuraram na coluna Você ao longo do primeiro ano de vida do Renova+News e perguntamos a eles qual tinha sido a emoção e a repercussão da participação no jornal. Também fizemos a todos uma outra pergunta: “Quem gostaria de ver retratado na Coluna Você?”. A resposta a essa pergunta você confere na página 11, onde publicamos o perfil do “mais votado”. Nestas duas páginas você mata as saudades dos nossos astros e estrelas da Coluna Você…

“Compartilhei um dos meus grandes sonhos, e compartilhar conquistas com pessoas que torcem por você é tudo de bom. Mas o mais legal é que a matéria foi uma chave para eu conversar com pessoas com quem não tinha contato antes. Falamos sobre a realização do meu sonho, viagens futuras, dicas, fiquei sabendo dos sonhos de algumas pessoas… Muito bom!” Ana Paula Lacerda, Edição #01

“Foi muito bacana saber que a empresa valoriza os colaboradores em suas particularidades. As pessoas que trabalham com a gente nem sempre sabem de características umas das outras e, assim, nos aproximamos. Acho esse um papel importante do Renova+News: ele nos aproxima da empresa e das pessoas das unidades. Parabéns por essa ferramenta de ligação entre as pessoas!” Clarize, Edição #02

“Além de mostrar o que a empresa faz, o jornal também mostra o que os colegas gostam e estão fazendo. Eu gostei bastante de participar. Muitos colegas brincam comigo, me chamando de o mestre-sala poliglota da Renova. Guardo um exemplar em casa como recordação.” Seu Manu, Edição #03

“Foi ótimo, me senti valorizada, reconhecida. Foi um sentimento bom. Os colegas de outras localidades diziam: ‘Te conheci pela revista’. Mas teve um comentário, em especial, que me emocionou muito. Quando cheguei em casa e mostrei a revista para minha filha, ela falou: ‘Mainha, estou orgulhosa da senhora. Achei bonita a atitude da empresa’. Gostaria que minhas colegas de trabalho também aparecessem, para elas se sentirem tão felizes quanto eu me senti.”

“Para mim, em especial, que estava chegando à Renova, foi uma experiência muito legal. Depois da matéria, muitas vezes chegava aos locais e já tinha proximidade porque, de certa forma, as pessoas já me conheciam. Isso, sem dúvida, ajudou na minha integração e acho que o Renova+News tem muito forte esse papel de ser um instrumento de aproximação de toda a equipe.” Patrícia Prieto, Edição #05

Dona Ester, Edição #04 EXPEDIENTE . Renova+News é uma publicação interna, com periodicidade mensal, dirigida aos colaboradores da Renova Energia. Diretor de Sustentabilidade e de Comunicação: Ney Maron. Comitê Editorial: Alexandre Oluchi, Analista de Comunicação; Edilene Borges, Assistente Administrativo; Emanuela Cabib, Superintendente Jurídico; Josy Alves, Gerente de Comunicação; Marcio Douglas, Coordenador de Comunicação. Jornalista responsável: Silvio Monteiro, MTb 18.089. Produção Editorial: Vox Comunicação, Vinícius Carvalho. Fotografias: Arquivo Renova. Editoração: Leela Estúdio. Impressão: Alphagraphics Tiragem: 350 exemplares.

2


“Achei muito legal e desafiador. Quem me conhece sabe o quanto sou tímida, e que não sou de falar muito de mim. Mas, depois, estava até dando autógrafos — risos. Com o jornal todo mês aprendo algo sobre uma área, conheço mais sobre um colega e vejo as conquistas da Renova. O Renova+News ajuda a diminuir a distância entre os escritórios, os setores e as pessoas.” Marina, Edição #06

Foi interessante, e ao mesmo tempo gratificante, poder compartilhar uma vivência pessoal ou profissional entre os amigos de trabalho. É uma experiência única, pois abre espaços para elogios, críticas e discussões importantes para o desenvolvimento tanto pessoal como profissional. O Renova+News me mantém antenado e bem informado quanto às estratégias e conquistas da empresa, bem como permite o compartilhamento de vivências de outros colegas. Vítor, Edição #06

“Achei o máximo ver o meu poder de decisão (rsrsrs), Mas, galera, pode acreditar, se eu decidisse mesmo não teria colocado aquela foto na matéria. Considero o Renova+News como um golaço marcado em 2013. Nele temos informações importantes e conhecemos, a cada mês, parte do nosso time com mais detalhes.”

“Foi muito bacana. A coluna Você é uma forma interessante de as pessoas conhecerem um pouco umas das outras. Com o Renova+News conseguimos ter uma visão do que está ocorrendo de forma macro na companhia.” Ricardo Rodrigues, Edição#07

“Achei muito bom, pois as pessoas puderam me conhecer melhor. Foram muitos comentários, por exemplo: ‘Tá ficando muito chique, hein, me dá um autógrafo’. Com o Renova+News a gente fica mais informada e sabendo tudo o que vem acontecendo nas outras localidades, como Salvador e Caetité.” Maria, Edição #08

“Puxa, eu me senti tão lisonjeada. De verdade, achava que nunca iria sair, pensava que só os ‘grandões’ apareceriam nesse jornal. Através do Renova+News, tive a oportunidade de conhecer vários colegas de trabalho, vários relatos e acompanhar o crescimento da Renova. A cada mês, fico esperando ele chegar para poder sentar na minha cadeirinha e ler as novidades.” Mada, Edição #08

“Foi simplesmente s-e-n-s-a-c-i-o-n-a-l. Primeiramente por ter participado de uma edição mais que especial; segundo, pela oportunidade de falar um pouco do meu lado pessoal e, finalmente, pelo carinho refletido na forma como a matéria foi escrita. Os comentários dos colegas foram demais, mas foi muito especial ver a reação dos meus familiares, que não conseguiram disfarçar o orgulho ao lerem a matéria.”

Dilma, Edição#09 Gina, Edição #11

“Olha, foi mesmo um passo para a fama, rsrs, dei muitos autógrafos. Muitos colegas vieram me perguntar se eu era parente do famoso craque chileno… E minha mãe, toda orgulhosa, até guardou um exemplar do Renova+News de recordação.”

“Participar do Renova+News foi uma experiência interessante e diferenciada. Sem dúvida, uma publicação que consegue promover a integração dos colaboradores Renova.” Clázia, Edição #12

Renato Figueroa, Edição #10

Resposta da redação: Muito obrigado a todos vocês que, mais uma vez, abrilhantaram as páginas do Renova+News. É muito bom saber que nosso time conta com gente tão especial e carismática. Parabéns! 3


ABORÍGENE

A Origem do Aborígene Há quase 20 anos, o Marcio Douglas criou, no seu último ano da escola, o Zap – o jornal do momento! Nele escrevia sobre assuntos do dia a dia da escola, os eventos, criticava o modelo das provas, contava o perfil de alguns alunos, satirizava os professores, fazia charges e muitas caricaturas… e ele chamava a todos de mongol. Tudo era motivo para chamar alguém de mongol. Adolescente, não tinha maturidade para entender que chamar as pessoas assim podia soar para alguém como uma ofensa. Até o dia em que um grande amigo lhe disse que toda vez que ouvia essa palavra, sentia-se ofendido, pois sua irmã tinha “Síndrome de Dawn” e muita gente a chamava dessa forma. Marcio ficou muito mal, jurou que jamais chamaria alguém assim e acabou com o jornal. Mas o estrago já estava feito. A palavra havia se popularizado. Marcio pensou em tantas outras para substituí-la, mas nenhuma pegava. Foi quando, numa bela Sessão da Tarde, assistindo ao filme Crocodilo Dundee, ele viu a figura de um aborígene. Marcio adorou aquele índio bom, muito divertido e meio atrapalhado. Deu algumas risadas e viu ali uma identificação grande. A inspiração veio e saiu da sala já chamando a todos de aborígene. O nome pegou… Foi só aqui na Renova, tantos anos depois, que o “Aborígene” se tornou um apelido. Nunca antes as pessoas haviam chamado o Marcio de aborígene, até que a Fernanda Kitamura, a Mariana Galhardo e a Manu começaram a chamá-lo de “Abô”. Conhecendo esse alagoano, já imagino que ele estava se achando o “sedutor”, pensando “cheguei em São Paulo abalando corações”. Mas não demorou muito para ele descobrir que, na terra da garoa, as pessoas se tratam, carinhosamente, apenas pela primeira sílaba do nome: ou seja, Abô era por Aborígene. Decepções galanteadoras à parte, eu vim para ficar e, há um ano, a metamorfose de apelido para personagem aconteceu. Ganhei uma imagem, uma cara e “voz” próprias… assim, pude passar a contar minhas histórias com liberdade, como a alegria na criação do jornal, a saudade de um grande amigo, a trajetória profissional baseada nos mandamentos. Aqui pude narrar também os causos da turma, como a história do Denis e sua onça, brincar com os assuntos da empresa, como a reunião da remuneração que assisti “ao vivo na Bahia”, as expectativas sobre Guarajuba e cantar sobre as evidências do nosso PA. Mais do que contar causos, acho que represento um pouco de cada leitor – um pouco divertido, um pouco atrapalhado, mas que vê no outro seu semelhante. Quando chamo outras pessoas de aborígene – e não importa se é um acionista, o presidente da empresa ou as nossas assistentes… é porque, para mim, todos têm a mesma importância, todos serão sempre e simplesmente iguais a mim, Aborígenes.


SUSTENTABILIDADE

Sustentabilidade: mito ou realidade? A partir desta edição o Renova + News apresentará uma série de reportagens com reflexões sobre sustentabilidade. A ideia é contribuir com o conceito do que é ser sustentável para a Renova, de acordo com a visão de nossos colaboradores, abarcando a opinião de todos. Do presidente e diretores, passando por coordenadores, analistas, assistentes, auxiliares… enfim, todos que habitam e gravitam no universo Renova.

Quando começamos a pensar nesta série especial, a primeira pergunta que surgiu foi: onde a Renova é sustentável? Você já parou para pensar nisso? Mas, o que é mesmo ser sustentável? É não jogar lixo na rua? É ir para o trabalho de bicicleta? É praticar a carona solidária? Plantar árvores? Atuar como voluntário em causas humanitárias?

Teoricamente teríamos vários “sims” para todas estas questões, afinal todas envolvem atitudes sustentáveis. Isso tudo é muito importante e conta para mostrarmos na prática o conceito de sustentabilidade.

Ops, mas espere um pouco. Qual o conceito de sustentabilidade para você? O Aurélio (também conhecido como “pai dos ignorantes”) descreve sustentabilidade como: “modelo de desenvolvimento que busca conciliar as necessidades econômicas, sociais e ambientais de modo a garantir seu atendimento por tempo indeterminado e a promover a inclusão social, o bem-estar econômico e a preservação dos recursos naturais”. É uma conceituação até razoável, porque padroniza o conhecimento geral da sociedade sobre o tema.

Mas, para nós, o mais importante é saber: Qual o seu conceito de sustentabilidade? E aí, você construirá conosco o segundo capítulo desta série, contando pra gente... No seu dia a dia na Renova o que usa de práticas sustentáveis? Basta apagar a luz? Fechar as torneiras após o uso do banheiro? Não imprimir todo e qualquer trabalho?

Enfim, aqui começa a série de matérias que quer nos levar a refletirmos sobre o que é ser sustentável, não só na vida profissional mas, e principalmente, na vida pessoal. Para isto, basta nos enviar um email para o renova@renovaenergia.com.br com o título SUSTENTABILIDADE II. Aguardamos você!

5


RIO

Á RS

L CIA

PE

ES

DE

IVE N A EDITORIAL

A cara da

R E N O V A !

Renova+News completa um ano de proximidade e parceria com os colaboradores A criação de um veículo de comunicação é uma tarefa relativamente complexa. Envolve ter uma linha editorial consistente, cumprimento de prazos, periodicidade frequente, abrangência de temas, matérias bem construídas… enfim, que todos os colaboradores se vejam refletidos nas páginas do jornal. No caso do Renova+News todos estes fatores mais processuais são 100% compensados porque adoramos fazer este jornal, que comemora agora seu primeiro ano de vida! E quando digo isso, digo baseada em depoimentos de alguns membros do nosso Comitê Editorial que, de fato, sentem um prazer enorme em contribuir com o jornal.

É mesmo prazeroso demais ver todo o mundo lendo, comentando, interagindo, sugerindo coisas a cada edição distribuída. Ficamos felizes quando escutamos as gargalhadas com a coluna do Aborígene, os comentários sobre as matérias mais corporativas ou quando ouvimos um dos nossos “personagens” dizer que levou o jornal para casa e que alguém da família guardou o exemplar com enorme orgulho. Aí é nossa hora de sentir uma pontinha de orgulho e curtir aquela sensação de “dever cumprido”!

Nossa, olhando pra trás a gente nem acredita: passou tão rápido e, neste um ano, o Renova+News parece mesmo ter conseguido assumir um papel importante como um dos principais canais de comunicação entre a alta liderança da Renova e os colaboradores.

6


Quando eu e o aborígene Marcio Douglas falamos, lá atrás, sobre nossa intenção de criar o Renova+News, ouvimos frases desafiadoras e estimulantes: “ninguém tem tempo pra ler jornal”, “façam uma versão eletrônica, assim, se não der certo, poderão descontinuar sem ninguém perceber”, dentre outras. O primeiro número, que tinha como tema principal o lançamento do Renova+News apoiado por uma análise de Taric Andrade sobre os mitos e verdades do apagão, foi recebido com certa desconfiança. A segunda edição foi focada nas metas que tínhamos de cumprir em 2013 e, como se tratava de um assunto corporativo, o jornal começou a ser visto com mais seriedade. Depois tivemos êxito ao focarmos os exemplares seguintes em datas comemorativas, como o aniversário de um ano do Programa Catavento, as festas juninas, o aniversário do Complexo Eólico Alto Sertão I e o Dia dos Pais. Dai em diante marcamos golaços com os colaboradores, ao retratarmos nosso

foi bom

D+!!!

sucesso no vender 159 MW no LER 2013, ao compartilharmos o Dia da Família Renova ocorrido em nossas três unidades e ao esmiuçarmos todo o esforço de nossa equipe para fechar o Projeto Jequitibá. Aí vieram as três edições finais: a festa que fizemos com o Araketu em nossa confraternização de fim de ano, seguida pela capa com Ricardo e Renato, sócios-fundadores, sobre os 13 anos da Renova (campeã de interações, sobretudo do público feminino) e chegamos finalmente à 12ª edição, voltada aos excelentes resultados de 2013. Se tivéssemos de escolher uma única frase para definir este primeiro ano do Renova+News seria: FOI F***. Tudo isso graças à confiança, ao reconhecimento e à parceria que temos com vocês. Muito obrigada!

7


ACONTECE

Renova coloca o bloco na rua Carnaval é tempo de folia, descanso e de ficar bem longe dos colegas de trabalho, certo? Se a sua resposta foi sim para todas as alternativas, então você não conhece a galera do escritório de Salvador da Renova. Afinal, pelo segundo ano, a equipe aproveitou o Carnaval para se integrar ainda mais e participar da festa em alto estilo com o Bloco Juntos Somos +. O “bloquinho” – como vem sendo carinhosamente chamado – saiu no desfile dos blocos de fanfarra de Salvador organizado pela prefeitura e teve cerca de 150 participantes entre colaboradores (de Salvador, Caetité e até mesmo quatro foliões de São

Paulo), familiares, prestadores de serviço e amigos, além da presença dos grandes patrocinadores do bloco: Tom e Ernani, da Preserv. A iniciativa foi de Jamile Maia e Seu Manu, que junto ao Amaral, responsável por desenhar as camisetas (abadás, dizem os soteropolitanos) do bloco, formam a extra-oficial “Comissão de Carnaval da Renova”. Com sua alegria e oportunidade de integração, o Juntos Somos + agora já faz parte do calendário de eventos dos colaboradores da Renova, principalmente de Salvador!

Grupo de Trabalho conduzirá planos de ação A Renova acredita que todos são responsáveis pela melhoria do clima organizacional. Assim, dando sequência ao trabalho iniciado com a pesquisa de clima e os grupos focais, foi instituído um grupo de trabalho com colaboradores de diversas áreas. O objetivo: propor e implementar planos de ações nos cinco pontos de atenção apontados pela pesquisa: Qualidade de Vida e Bem-Estar, Clareza e Direcionamento, Imagem e Valores, Gestão de Desempenho e Remuneração. Os participantes do grupo foram convidados pelo RH, com a validação dos gestores, além daqueles que se voluntariaram a participar, e foram divididos em cinco subgrupos. Cada subgrupo

Clareza e Direcionamento Maria Teresa Pimentel – Meio Ambiente Flavia Carvalho – RI Fausto Duarte – TI

Remuneração Marina Cardoso – Controladoria Ramon Brito – Jurídico Ferdinando Demarchi – Controladoria Danilo Ferraz – Recursos Humanos

ficou responsável por refletir, discutir, propor ideias, elaborar e executar planos de ação para cada um dos pontos de atenção. “Claro que, em alguns temas mais técnicos, o RH direcionará a execução, mas, ainda assim, com o suporte do grupo”, explica Carolina Pilon, de Recursos Humanos.

As reuniões dos subgrupos, para discussão e elaboração dos planos de ação, acontecerão mensalmente, e, a cada dois meses, o grupo de trabalho completo se reunirá. “As reuniões ampliadas permitirão que todos Qualidade de Vida e Bem-Estar se atualizem sobre o andamento das ações. Além disso, elas terão Roberta Neri – Implantação como finalidade deliberar e aprovar Vanessa Almeida – Compras Maria Gravina – Planejamento Ambiental ações que exijam a validação da Alta Ramon Brito – Jurídico Liderança da empresa.”, diz Carolina. Gestão de Desempenho

Imagem e Valores Marcio Douglas – Comunicação Carla Teixeira – Meio Ambiente Maria Alice Santos – Sustentabilidade

8

Cintia Ferrari – Jurídico Paulo Everton – Sustentabilidade Manu Cabib – Jurídico Klecio Correia – Implantação


RECURSOS HUMANOS

Quem quer dinheiro? Pagamento do PPR 2013 está chegando. Programa traz novidades importantes “Quem quer dinheiro?” Brincando com a plateia, o famoso apresentador de TV motiva suas colegas de trabalho a se movimentarem na tentativa de agarrar os aviõezinhos que cruzam o auditório. Afinal, quem não se mexe pra conseguir um “dinheirinho extra”? Brincadeiras à parte, é um pouco esse o espírito do Programa de Remuneração Variável (RV) da Renova. Fazer com que todos se mobilizem, atrás do cumprimento das metas de desempenho e comportamentais que vão garantir a desejada participação nos lucros e resultados. E este ano a RV traz novidades. A mais importante é o enquadramento à nova legislação do PPR (Lei nº 12.832), que estabelece uma tabela de tributação exclusiva do imposto de renda sobre a participação nos resultados. “Na prática, os trabalhadores que receberem um PPR de até R$ 6.270,00 ficam isentos de recolher IR, e acima desse valor foram definidas alíquotas progressivas mais vantajosas”, explica Sara Szilard, gerente de Recursos Humanos. O enquadramento traz também incentivos fiscais para a empresa, como a isenção na tributação de encargos sociais sobre o PPR.

TABELA TRIBUTAÇÃO EXCLUSIVA DO IR Valor da remuneração variável anual (em R$)

Alíquota (em %)

Parcela a deduzir (em R$)

Até 6.270,00 (isento de IR)

0

***

De 6.270,01 a 9.405,00

7,5

470,25

De 9.405,01 a 12.540,00

15

1.175,62

De 12.540,01 a 15.675,00

22,5

2.116,12

Mais de 15.675,00

27,5

2.899,87

Para enquadrar a Remuneração Variável à nova lei, foi preciso atender a diversas exigências, como a formação de comissões de empregados e a formalização de um acordo assinado pelo sindicato. Assim, foram criadas duas comissões, uma em São Paulo e outra na Bahia – cada uma com 6 integrantes, 3 representando a empresa e 3 representando os colaboradores. Além disso, foram redigidos dois acordos idênticos, assinados pelos sindicatos dos eletricitários dos respectivos Estados. Segundo a gerente, a participação dos colaboradores trouxe conquistas importantes. O grupo de assistentes e auxiliares, por exemplo, teve um aumento no “alvo de salários” que passou a ser de 1,5 salário, com a possibilidade de chegar a 2,25 salários.

Mecânica

Cada colaborador terá o seu PPR pago a partir do cumprimento de 3 metas de desempenho – Corporativas, de Área e Individuais, com pesos diferentes para os Colaboradores Individuais e Gerentes. Além das metas de desempenho, cada colaborador poderá adicionar até 2% referente à Meta Comportamental. Essa meta é individual e com base na avaliação de competências. Veja no quadro a composição das metas.

Gerentes

Colaboradores

PA Renova

60%

40%

PA Área

40%

40%

PA Individual Total Competências

20%

100%

100% Fator de adição

80%

100%

120%

-2%

0%

+2%

Mas isso não é tudo. O acordo do PPR conta este ano com um gatilho de pagamento atrelado ao lucro da empresa. Caso a empresa tivesse um lucro inferior ao estabelecido no acordo, não haveria pagamento do PPR, independentemente do atingimento das demais metas. Mas a meta estabelecida para o gatilho foi superada. Como reconhecimento ao excelente trabalho da equipe, que alcançou o primeiro lucro da história da Renova, a direção da empresa determinou, por liberalidade, que todos os colaboradores somem 5% a sua nota de desempenho. Esse número, resultante da soma das metas de desempenho, mais a meta comportamental e os 5% adicionais pelo lucro, será a Nota Final de Performance do colaborador. Pagamento

E o que isso tem a ver com seu dinheirinho? Tudo. O pagamento da PPR será feito a partir dessa “nota final de performance” aplicada à régua de pagamento do “Alvo de Salários” definido para cada grupo funcional. Veja abaixo:

Nota Final de Performance

80%

100%

120%

Equivalência da Performance em $ Colaboradores

50% do Alvo em Nº de Salários

Alvo em Nº Salário

150% do Alvo em Salários

Gerentes e Acima

0% do Alvo em Nº de Salários

Alvo em Nº Salário

200% do Alvo em Salários

Nos próximos dias, cada gestor informará seus colaboradores sobre a nota final de desempenho e o respectivo valor do PPR a ser recebido. O pagamento será feito até o dia 31 de março.

9


BALAIO DE GATO

6

Pratas da Casa Engenharia é a responsável pelo desenvolvimento de todas as demandas técnicas dos empreendimentos da Renova Parte integrante da diretoria de Implantação, o departamento de Engenharia da Renova está organizado em dois grupos – um de coordenação da execução e outro de projetos, com equipe em São Paulo e Salvador. A equipe de projetos é a responsável por preparar as informações de habilitação para os leilões e todos os levantamentos de custos para as construções dos parques eólicos e todos os projetos de contratação para os empreendimentos. Um trabalho minucioso que requer grande conhecimento técnico e experiência para desenvolver projetos elétricos e civis, tanto de usinas eólicas, como de usinas hidrelétricas. Nesta equipe trabalham José Frias, Paulo Machado, Claudio Amaral, Cris, Mariana, Roberto, Ubiraci, Tony, Mateus e Penha. Já o grupo que cuida tecnicamente das obras quando elas estão em construção é o chamado grupo de coordenação técnica da execução, composto por Pedro Leoni, Fabio Barros e Fernanda Perigo, que cuida dos projetos que envolvem a parte civil. Segundo Tiago Villaça, gerente de Engenharia de Implantação, a área participa dos projetos da empresa desde o princípio. “Depois que as equipes de Prospecção e Engenharia Eólica encontram os pontos de melhores ventos em uma determinada região, entramos com tudo nos projetos”, afirma Tiago, explicando que a área é responsável por toda a solução técnica para a construção dos parques eólicos, desenvolvendo todo o quantitativo de custos dessas soluções para o leilão e preparando os documentos técnicos de habilitação para os licenciamentos de construção, além dos documentos técnicos para a contratação da obra. “Além disso, interagimos com todas as áreas envolvidas para garantir que a construção aconteça conforme foi projetada, dando suporte para a análise de viabilidade técnica de novos empreendimentos e ainda nos envolvemos com o Regulatório e com a Comercialização para ajudar nas tomadas de decisão”, completa.

Novos desafios

Cada vez mais a Renova vem se posicionando dentro do mercado como uma empresa que é capaz de prover as soluções para os problemas com capital humano interno, experiência e conhecimento desenvolvidos dentro de casa. Isso foi comprovado em 2013 quando, com projetos e soluções criados internamente, a empresa conseguiu sucesso nos leilões dos quais participou. “Fomos convocados para projetar todo o complexo Alto Sertão III, um conjunto de 46 parques eólicos na região de Caetité. Fizemos a totalidade dos projetos internamente e a Renova está prestes a contratar o início das obras”, orgulha-se Tiago. E agora em 2014 a área já se prepara para novos desafios: projeto do complexo de Umburanas, licenciamento da área de Labocó e participação em mais leilões. “Para chegar lá, temos que enfrentar mudanças, temos que fortalecer o conhecimento, valorizar as pessoas e nos prepararmos para o amanhã, porque o hoje já acabou e o ontem, já vencemos. Que cada vez mais as fronteiras, até então distantes, sejam cruzadas e vencidas pela nossa equipe, ajudando a Renova e todos a sermos +”, finaliza o gerente.

Confira na imagem as plataformas do Alto Sertão II, otimizadas pela engenharia em comparação ao Alto Sertão I.

5 O conhecimento da equipe de engenharia da Renova pode ser observado por qualquer habitante do planeta!

EQUIPE DE ENGENHARIA Turma de cima da esquerda para direita: Pedro, Frias, Mateus, Paulo, Roberto, Tiago. Turma de baixo: Mariana, Cris, Penha, Fernanda, Tony, Ubiraci, Fabio, Amaral.

10


VOCÊ

De bem

com a Vida! Conversador, comunicativo e divertido, Marcio Douglas vive intensamente a vida profissional e familiar Ser feliz! Certamente esse é o objetivo de 10 em 10 pessoas. Mas, entre desejar e realmente perseguir o desejo, normalmente, existe uma grande distância. Entretanto, isso não pode ser dito em relação ao colega Marcio Douglas Moura de Araújo, de Comunicação. “Se tiver que vender cachorro quente na praia para ser feliz, é pra lá que eu vou”, comenta o alagoano que também atende pelo apelido de Aborígene. E para sorte de todos aqueles que convivem com ele na empresa, hoje a felicidade de Marcio está nos corredores da Renova, onde atua desde fevereiro de 2011. A história dele na empresa começou de forma curiosa. Já conhecido no segmento de energia eólica, Marcio recebeu uma oferta do Renato Amaral em uma reunião do setor.

“Por que você ainda não enviou um currículo seu para Renova?”, perguntou Renato. “Porque estou bem na empresa onde trabalho, obrigado”, respondeu Marcio. “E não prefere trabalhar para uma empresa brasileira? Você gosta de trabalhar com os Europeus?” Foi a senha para Marcio pensar com mais interesse na proposta e aceitá-la meses depois. A primeira atuação na Renova foi na Prospecção eólica na região Sul e em Relações Institucionais, até que seu jeito expansivo o levou para a área a qual tem tudo a ver: Comunicação. “Conversando com o Ney Maron, comentei que achava que a empresa tinha que se comunicar melhor. Ele me pediu para eu fazer uma proposta sobre o que eu achava que deveria ser a comunicação na Renova, mas em nenhum momento pensei que criariam uma área especifica para isso e muito menos que eu estaria nela”, relembra aos risos.

A apresentação aconteceu, e todos na diretoria da empresa concordaram com os argumentos. Ney Maron assumiu a área de Comunicação, pedindo que o Marcio o ajudasse. Primeiramente, ele acumulou a nova função com a anterior até que o volume das demandas de comunicação o levou para seu novo caminho. Quem não se comunica...

E realmente comunicação tem tudo a ver com o aborígene Marcio. Ele conhece todos os colegas da Renova pelo nome e está sempre por dentro de tudo que acontece na empresa, servindo como um elo entre equipe e gestores. “A Renova me deu liberdade de expressão e aqui sempre tive muito acesso. Do acionista à moça do café, converso com todos e me alimento dessas conversas e da resposta do outro”, revela. Quando o assunto é família, Marcio confirma aquilo que quem o conhece já desconfia: tem um casamento feliz com Laurete e é um paizão para as meninas Marina e Luísa. “Desde que casei já morei em cinco Estados diferentes e toda a minha família, de pais a tios e primos, sempre arruma um jeito de me visitar. Sinto que sou importante para eles, assim como eles são tudo pra mim”, confessa. Humano e companheiro, ao ser perguntado sobre qual seu hobby, Marcio responde de bate pronto: “Me divertir. E pratico isso todo dia”!

11


ORGULHO DE SER RENOVA

De colecionador a apreciador Durante muitos anos, ao longo da minha experiência profissional anterior à Renova, tive um hobby pouco peculiar: Colecionador de Jornais/Revistas Internos de Empresas. Dá prá acreditar? Pois é, cada maluco com sua mania... Sempre fui muito curioso para entender as culturas estabelecidas em cada empresa. Um dos grandes símbolos de culturas empresariais são justamente os jornais e comunicações internas. Eles representam, ou tentam representar, o que as empresas gostariam de ser, e não o que as empresas são de fato. Os jornais internos também explicitam o tipo de relacionamento que os executivos e acionistas tendem a estabelecer com seus colaboradores. Ao falar com os profissionais de empresas e ler os jornais internos fiquei, em geral, impressionado

com as divergências entre o que se busca e o que, de fato, existe implantado e se operando nas empresas. Em minha visão, essas diferenças representam grandes oportunidades de alinhamento e de motivação do grupo de profissionais destas empresas, porque assegurar a existência de diálogo franco e aberto é a chave para manter as culturas empresarias vivas e em evolução constante. Por isso, sempre acreditei e sonhei em poder fazer parte de uma organização que desse condições para um jornal interno ser desenvolvido por representantes dos profissionais da empresa para falar do que as pessoas, realmente, querem falar. Tratando, assim, de forma aberta e sem censura, todo e qualquer tema relevante, primeiro para as pessoas, e depois, para a própria empresa. Então, como tudo na Renova, lançamos um belo desafio para a nossa área de Comunicação: criar um veículo de comunicação interna que fosse focado nas pessoas e nos temas de que todos querem falar, sem censura.

Parabenizo nossos aborígenes queridos e o comitê editorial que mensalmente dedica tempo para criar e aperfeiçoar a cada edição nosso Renova+News! Tenho muito orgulho de fazer parte desta equipe! Vocês me surpreendem a cada dia! Valeu!!! PS.: Kelly que tem mania de organizar tudo muito bem, há alguns meses olhou para minha coleção de jornais internos e disparou: “Mathias, você precisa mesmo guardar esta pilha de jornais internos velhos? Não vejo necessidade mais, pois só com os da Renova você tem tudo o que imaginava ser o ideal!” Bem, não preciso dizer que a pilha inteira foi para o lixo. Reciclável, claro (rs). Mathias Becker

AS SELETAS

12


Renova + News mar14