Issuu on Google+

Mantenha a boa forma neste inverno A

nutricionista Meire Cristina Borges dá dicas importantes para manter a forma no inverno e aproveitar alimentos saborosos nesta estação do ano. No inverno, vas pessoas não tem vontade de beber água. “Isso é um erro, pois durante o inverno também elimina-se água do corpo e é preciso repor essa perda. Por isso não esqueça de beber de 2 a 3 litros de água todos os dias”, diz a nutricionista. Página 7

Doença Inflamatória Intestinal Doença de Crohn e Retocolite Ulcerativa são dois tipos de doenças inflamatórias do intestino. Isto, você já sabe. Mas saberia dizer quais as diferenças entre elas? É o que o médico cirurgião e endoscopista do aparelho digestivo, João Conrado Reis explica nesta edição. Página 2

12

Notícia & Cia

Seja parceiro da Polem A Polem - Associação de Apoio às Pessoas com Lesão Medular – que tem proporcionado qualidade de vida a inúmeras pessoas de todas as idades – está em busca de mais parceiros e recursos até que se torne autosustentável. Quem fala sobre as próximas metas é o neurocirurgião José Eduardo de Andrade Lopes, atual diretor presidente da Associação. Página 11

Realize o sonho da casa própria Agora ficou ainda mais fácil financiar sua casa própria. Você só precisa ir à Roval Empreendimentos Imobiliários, que é correspondente bancária da Caixa Econômica Federal (CEF) e fazer um bom negócio. Página 9


Polem busca mais parceiros e recursos

Diarréia é sintoma de doença intestinal D oença de Crohn e colite ulcerativa são dois tipos de doenças inflamatórias do intestino. Isto, você já sabe. Mas saberia dizer quais as diferenças entre elas? É o que o médico endogastro João Conrado Reis explica nesta reportagem, informando que estes dois tipos de doença acometem muitas pessoas. De acordo com Conrado, especializado em cirurgia geral e em endoscopia digestiva, as diferenças entre elas não parecem ser tão grandes. Ambas causam diarréias que consomem o indivíduo, anemia, duram por tempo indeterminado e, na maioria das vezes, não cessam sem tratamento medicamentoso. As causas de diarréias que levam inúmeras pessoas às clinicas podem ser várias, diz o médico. Desde as gastroenterocolites agudas de origens virais ou bacterianas, as verminoses como amebíase intestinal, giardíases e estrongiloidiases até as de origem externas ao organismo representadas por alergias ao glúten e intolerâncias ao leite. Na colite ulcerativa acontece um processo infla-

matório envolvendo a mucosa (camada mais superficial) do intestino grosso, geralmente difusa, comprometendo grandes segmentos ou apenas o reto (porção terminal do intestino grosso). Na doença de Crohn o segmento comprometido é pequeno e envolve todas as camadas da parede intestinal. Outra diferença é que a doença de Crohn pode acometer qualquer segmento do aparelho digestivo, desde a boca até o ânus e a colite ulcerativa, apenas o cólon (intestino grosso). A doença inflamatória pode levar ao sangramento intestinal, febre, alteração no exame de sangue com aumento dos leucócitos, diarréia e cólicas. As alterações causadas pelo processo inflamatório podem ser visualizadas através de exames radiológicos ou endoscopia (colonoscopia). A doença de Chron parece ser a mais devastadora das duas, o que não minimiza os efeitos danosos da retocolite ulcerativa, frisa Conrado. Na doença de Chron o envolvimento das lesões no tubo digestivo faz-se de maneira global, envolvendo todo o tubo digestivo (da boca ao ânus), acometendo todas as camadas da parede do trato digestório. Além de diarréias de repetição há também emagrecimento associado à anemia e as complicações das lesões na parede do órgão são muito comuns, estando entre elas, fístulas (perfurações de partes do tubo digestivo com outros órgãos e até com a pele). As fístulas geralmente levam o indivíduo ao tratamento cirúrgico e ainda que tratadas não eximem o doente de novas crises. Já a retocolite ulcerativa tem como predominância o acometimento exclusivo do intestino grosso, envolvendo especificamente sua parte mais interna, a mucosa. Nem por isto, é menos grave, ressalta. Dr. João Conrado Reis - CRM 75.775 - Médico especializado em cirurgia geral e endoscopia ­digestiva - Atende à Rua José Pedrini, 105 - Fone: 19 3831.5636 – Mogi Guaçu - SP

2

Notícia & Cia

D

Há 2 tipos de doenças inflamatórias do intestino

Saiba o que fazer e como tratar O endogastro João Conrado Reis diz que o diagnóstico clínico é claro, embora não seja tão específico quanto ao diagnóstico armado (isto é, realizado através de aparelhos). A colonoscopia, associada a biópsias dos órgãos acometidos são hoje o padrão ouro para diagnóstico e, com a popularização do método, de custos acessíveis. Feito o diagnóstico, Retocolite ou Doença de Chron, o tratamento deve ser instituído tendo como finalidade melhorar as condições físicas e emocionais do portador e evitar desta forma as complicações, dentre elas cirurgia e malignização - transformação para câncer. Conrado explica que nos dias atuais, com o maior conhecimento da genética (DNA), as drogas de maior sucesso para estes tratamentos são os imunomoduladores (TNF), drogas que atuam na resposta inflamatória do organismo. “Devido a estas descobertas, atualmente o número de doentes que sofrem complicações e são submetidos a cirurgias vem diminuindo. Este fato é importantíssimo, pois a cirurgia é sempre uma agressão”, finaliza João Conrado Reis.

e outubro de 2007 até agora a Polem - Associação de Apoio às Pessoas com Lesão Medular – tem proporcionado qualidade de vida a inúmeras pessoas de todas as idades. Dos 10 pacientes atendidos por mês no início das atividades, hoje a entidade tem capacidade para atender gratuitamente 42 pessoas com lesão medular causada por acidentes ou qualquer outro tipo de problema que lesione a medula, como é o caso de infecções, tumores ou doenças degenerativas, por exemplo. E há fila de espera. Quem garante é o neurocirurgião José Eduardo de Andrade Lopes, idealizador do projeto e atual diretor presidente da Polem. José Eduardo explica que os pacientes contam com atendimento especializado de três fisioterapeutas, dois psicólogos (que atendem não só os assistidos, mas também seus familiares e cuidadores), nutricionista, assistente social, terapeuta ocupacional e técnica de enfermagem. Todos contratados. O assistido pela Polem ainda dispõe de atendimento voluntário de médicos especializados nas áreas de neurocirurgia, urologia, ortopedia, cirurgia plástica, cardiologia, cirurgião de mão e clínico de dor. Neste caso o atendimento também é gratuito. De janeiro de 2008 a maio deste ano 8.032 pessoas foram atendidas no setor de fisioterapia; de junho de 2008 a maio 3.582 receberam atendimento individual no setor de psicologia. Neste mesmo período e setor outras 1.734 pessoas tive-

O idealizador e diretor presidente da Polem, José Eduardo de Andrade Lopes ram atendimento em grupo, assim como 1.080 cuidadores tiveram atendimento psicológico. No setor de Terapia Ocupacional 971 pessoas foram atendidas individualmente de fevereiro de 2009 a março de 2011, enquanto 232 foram beneficiados com atendimento em grupo. De fevereiro de 2008 a maio deste ano 816 foram atendidas pela nutricionista e outras 109 passaram pela assistente social. O neurocirurgião José Eduardo de Andrade Lopes fala da próxima meta: fazer com que a associação se torne autosustentável. Enquanto isto não acontece, a entidade busca parcerias com

pessoas jurídicas, físicas, enfim, da comunidade em geral das cidades que são beneficiadas com os serviços como Mogi Guaçu, Mogi Mirim, Itapira, Espírito Santo do Pinhal e Estiva Gerbi. Ele explica que pessoas jurídicas podem doar 2% do lucro real e, depois, ter o mesmo valor restituído através do Imposto de Renda. Até agora, os maiores parceiros são a Unimed que cedeu e reformou o espaço onde funciona a Associação e várias empresas das cidades de Mogi Guaçu e Itapira , além de uma empresa de Belo Horizonte, cujos empresários entenderam a importância da iniciativa

e decidiram fazer as doações Há doadores da comunidade e 80 médicos doam mensalmente o valor de um atendimento feito como conveniado da Unimed á Associação. Além disto, para arrecadar verbas, a Polem realiza bazares, feijoadas, festas juninas e outros eventos. O dinheiro arrecadado com a cafeteria instalada no Hospital São Francisco também é revertido à Associação. José Eduardo de Andrade Lopes conta que, como neurocirurgião, na maioria das vezes, utilizava tecnologia de ponta para que depois o paciente ficasse na cama. Daí surgiu a idéia de fundar a Polem. Porque o ideal, segundo ele, é que a vítima de acidente com graves consequências saia do hospital e de imediato conte com serviços especializados. Antes da Associação, era praticamente impossível, pois a pessoa tinha que se deslocar a uma das unidades da AACD (Associação de Assistência à Criança Deficiente) ou Hospital Sarah Kubitschek, em Brasília. “Hoje estas pessoas recebem atendimento aqui mesmo. E gratuitamente também”, reafirma, feliz de ter seu sonho realizado e compartilhado com outros profissionais.

SERVIÇO

Associação de Apoio às Pessoas com Lesão Medular. Rua Domingos Sínico, 334 – Jd. Guaçu Mirim - Fone: 19 3831-1044 e-mail: contatopolem@gmail.com

Notícia & Cia

11


10

Notícia & Cia

Notícia & Cia

3


Financie a sua casa própria na Roval S

e você tem renda mensal de até R$ 3.900,00 e não possui nenhum imóvel registrado em seu nome, agora pode financiar sua casa própria na Roval Empreendimentos Imobiliários, uma das correspondentes bancárias da Caixa Econômica Federal (CEF) para o projeto Minha Casa, Minha Vida. A Roval pode fazer simulações e montar tozdo o processo do financiamento, além de fazer toda a intermediação necessária para a assinatura de contratos, serviços que a CEF não faz mais. “Sendo assim, obrigatoriamente estes serviços só podem ser prestados por correspondente bancário”, explica o diretor da Roval, Neemias Ricardo Ribeiro. Ele frisa que a pessoa interessada em financiar a casa própria através do projeto Minha Casa, Minha Vida tem que comprovar a renda dos últimos 120 dias – ou seja: ter vínculo empregatício neste período – e morar ou trabalhar na cidade em que está financiando o imóvel por, no mínimo, um ano.

4

Notícia & Cia

O imóvel a ser financiado tem que ser novo e ter o habite-se de, no máximo, seis meses, além de ser localizado onde as ruas frontais e laterais sejam pavimentadas. O interessado deve comparecer à Roval portando RG e CPF, comprovantes de endereço, do estado civil e de renda, carteira de trabalho e cópia da declaração do imposto de renda do ano anterior. Indo até a Roval Empreendimentos Imobiliários a pessoa interessada pode escolher entre três tipos de plantas que variam de 46 a 55 metros quadrados. O prazo para a conclusão da obra é de seis a nove meses. Há possibilidade de o interessado escolher a cor do imóvel e o piso.

Outras opções para realizar seu sonho O diretor da Roval Empreendimentos Imobiliários, Neemias Ricardo Ribeiro, explica ainda que quem não se enquadrar nos critérios exigidos pelo projeto Minha Casa, Minha Vida, tem outras opções. De acordo com ele, neste caso a pessoa interessada pode ser enquadrada

na Carta FGTS ou na Carta SBPE. Esta última disponível para autônomos e comerciantes. As taxas de juros variam de 7,5% a 12% ao ano. E não há a exigência do imóvel ser novo. A compra pode ser realizada através da própria imobiliária ou se a pessoa já tem um imóvel à vista a empresa pode apenas cuidar do

processo de financiamento. A Roval Empreendimentos Imobiliários possui uma equipe preparada para atender a todos estes grupos e está instalada na Praça Duque de Caxias, 33, Centro. O horário de atendimento é das 8h às 17h45 de segunda a sexta-feira e, aos sábados, das 8h30 às 12h.

Notícia & Cia

9


8

Notícia & Cia

Notícia & Cia

5


Como manter a boa forma no inverno

O

inverno chegou e com ele vem aquela vontade de ficar em casa debaixo das cobertas e comer todas as delícias que esta estação sugere. Chocolate quente, fondue, sopa, massas e outras delícias que só de pensar já dão água na boca, fazem parte do cardápio durantes estes meses. Mas não podemos esquecer qaue todas estas preparações são muito calóricas e que pode proporcionar aqueles quilia Friozinho e sopa é uma ótima combinação. Se você souber prepa-

6

Notícia & Cia

rar, escolher os ingredientes da sopa é uma boa pedida, pois além de esquentar, terá uma refeição saudável. Use e abuse de verduras, legumes e temperos naturais. Acrescente com moderação carboidratos como: macarrão, arroz, mandioca, batata e mandioquinha, pois são todos alimentos do mesmo grupo alimentar. “Cuidado com os cremes, pois geralmente é acrescido creme de leite, que fornece muitas calorias. Moderação na quantidade, não é porque é sopa que pode ser consumida à vontade, pois é um prato que fornece calorias como qualquer outro”, explica a nutricionista Meire Cristina Borges. Troque o chocolate quente tradicional pela versão light com leite desnatado e achocolatado light. Vale lembrar que mesmo os alimentos sendo light devem ser consumidos moderadamente. Ter menos calorias não significa que você pode comer em dobro. Passar o inverno e não frequentar uma festinha de queijo e vinho não é justo. Então siga a dica: dê preferência pelo queijo branco, experimente acrescentar um pouco de azeite e orégano. “O vinho tinto é uma opção saudável, pois tem propriedades antioxidantes que fazem bem à saúde”, conclui Meire.

No inverno é preciso controlar a alimentação para não ganhar peso excessivo

Confira as dicas da nutricionista 1 - Prefira massas com molho simples de tomate ou a bolonhesa. Uma sugestão para tornar o molho branco menos calórico é utilizar o leite desnatado no preparo. 2 - Substitua os doces com chantilly, creme de leite e leite condensado por doces a base de frutas. 3 - O grupo das verduras e legumes é essencial para o bom funcionamento do organismo. Consuma estes alimentos cozidos, refogados, grelhados. 4 - Consuma frutas todos os dias. Opte por aquelas que contêm vitamina C (laranja, limão, acerola, tangerina, morango, etc). 5 - Faça de 5 a 6 refeições por dia, estabeleça horários, assim não irá extrapolar na próxima refeição e não sentirá fome durante o dia. 6 - Coma devagar e em ambientes tranquilos. Coma até que fique satisfeito e não empanturrado. 7 - Alimentos ricos em fibras proporcionam uma sensação de saciedade maior, por isso consuma alimentos como: pão e arroz integral, aveia, farelo de trigo, granola, etc. 8 - Beba água! Durante o inverno também elimina-se água do corpo e é preciso repor essa perda. Por isso beba de 2 a 3 litros de água todos os dias. 9 - O consumo de bebida alcoólica costuma se elevar no frio, o que pode aumentar o consumo de calorias e consequentemente o peso. Não esqueça que cada grama de álcool fornece 7 kcal. 10 - Não deixe de praticar exercícios! Não permita que o desânimo e a preguiça tomem conta de você. A prática de atividade física é importante para o seu corpo em qualquer época do ano.

Notícia & Cia

7


Jornal Noticía & CIA