Issuu on Google+

Terรงa e Quarta-feira, 4 e 5.03.2014 , Passo Fundo

Diรกrio da Manhรฃ -

1


2 - Diรกrio da Manhรฃ

Terรงa e Quarta-feira, 4 e 5.03.2014 , Passo Fundo


Terรงa e Quarta-feira, 4 e 5.03.2014 , Passo Fundo

Diรกrio da Manhรฃ -

3


4 - Diรกrio da Manhรฃ

GERAL

Terรงa e Quarta-feira, 4 e 5.03.2014 , Passo Fundo


Terรงa e Quarta-feira, 4 e 5.03.2014 , Passo Fundo

GERAL

Diรกrio da Manhรฃ -

5


6 - Diรกrio da Manhรฃ

Terรงa e Quarta-feira, 4 e 5.03.2014 , Passo Fundo


Terรงa e Quarta-feira, 4 e 5.03.2014 , Passo Fundo

Diรกrio da Manhรฃ -

7


8 - Diรกrio da Manhรฃ

Terรงa e Quarta-feira, 4 e 5.03.2014 , Passo Fundo


Terรงa e Quarta-feira, 4 e 5.03.2014 , Passo Fundo

Diรกrio da Manhรฃ -

9


10 - Diรกrio da Manhรฃ

Terรงa e Quarta-feira, 4 e 5.03.2014 , Passo Fundo


Terรงa e Quarta-feira, 4 e 5.03.2014 , Passo Fundo

Diรกrio da Manhรฃ -

11


12 - Diรกrio da Manhรฃ

Terรงa e Quarta-feira, 4 e 5.03.2014 , Passo Fundo


Terรงa e Quarta-feira, 4 e 5.03.2014 , Passo Fundo

Diรกrio da Manhรฃ -

13


14 - Diรกrio da Manhรฃ

Terรงa e Quarta-feira, 4 e 5.03.2014 , Passo Fundo


Terรงa e Quarta-feira, 4 e 5.03.2014 , Passo Fundo

Diรกrio da Manhรฃ -

15


16 - Diรกrio da Manhรฃ

Terรงa e Quarta-feira, 4 e 5.03.2014 , Passo Fundo


Conexão

PASSO FUNDO - CARAZINHO - ERECHIM

Terça-feira, 1º-04-2014 - www.diariodamanha.com

Caso Dal Agnol: Empresa de telefonia está sob investigação Conforme delegado federal a companhia pagava para empresário advogar em seu favor nos processos movidos por clientes FOTO ARQUIVO DM

Jonas Lima

Empresário continua desaparecido

policia@diariodamanha.net

Na tarde de ontem (31), o delegado da Delegacia de Polícia Federal de Passo Fundo, Mário Luiz Vieira, divulgou uma nova informação sobre o caso Dal Agnol. Conforme ele, uma empresa de telefonia fixa está sendo investigada por também fazer parte da fraude milionária descoberta em fevereiro deste ano. A companhia é acusada de fechar uma espécie de acordo ilícito com Maurício Dal Agnol. Intitulado de “Acordão”, o contrato encontrado em um fundo falso na casa do empresário, e que até então não havia sido divulgado pela polícia, dava conta de que a empresa de telefonia fixa teria pago R$50 milhões para ele interceder nos processos movidos pelos clientes, através de donos de ações da empresa. O acordo também estabelecia que Dal Agnol ainda receberia 50% dos valores que con-

As investigações sobre o paradeiro do principal chefe da quadrilha de fraudadores de um esquema milionário, continuam. O empresário Maurício Dal Agnol ainda não foi encontrado e está sendo buscado pela Polícia Internacional. Sua mulher também é procurada. No dia 20 do último mês, a justiça pediu quebra de sigilo dos clientes do escritório de Dal Agnol

através de ação cautelar. Durante a deflagração da Operação Carmelina em fevereiro, a polícia federal encontrou dentro da casa de Dal Agnol, em Passo Fundo, esta peça falsa onde além do “Acordão” estariam guardados outros documentos e malas de dinheiro vivo. Segundo os policiais, a quantia de dinheiro era tanta que foi preciso buscar uma máquina de contar notas em um banco.

Esquema milionário foi descoberto após investigações da PF seguisse recuperar dos clientes e o restante era devolvido para a companhia telefônica. “Aproximadamente 20mil vítimas teriam recebido metade dos valores que de fato deveriam ganhar, isso nos mostra que realmente o esquema poderia estar muito acima do Dal Agnol”, afirma. Conforme Vieira, até 2009 esta empresa já havia perdido na justiça mais de R$640 mi-

lhões em processos movidos por clientes e a partir das informações confirmou-se que o acusado estaria advogado para ambos os envolvidos. “Em nenhum momento as vítimas foram comunicadas a respeito de nenhuma movimentação e agora a empresa também está sendo investigada por estar atrelada ao esquema fraudulento”, confirma o delegado.

Dal Agnol consta na página da Interpol como procurado


REGIÃO Diário da Manhã

2

Terça-feira 1º.04.2014

Passo Fundo Erechim Carazinho

Morangos: hora de

Mudas produzidas na região já estão quase prontas para o plantio. Época ideal de plan

Cotações

FOTO DIVULGAÇÃO/EMATER

moedas

Fechamento Variação%

Dólar 2,2690 Euro 3,1242

CBOT

0,44 0,45

Fechamento Variação%

Soja (U$d/bu) 1464,00 27,50 Milho (U$/bu) 502,00 10,00 Trio(U$/bu) 697,25 1,75 Óleo (U$/bu) 40,42 -0,06 Farelo (U$/tonO) 479,30 10,90 As cotações foram apuradas às 17h30. Horário de BR bm&f

Fechamento Variação%

Soja (U$d/bu) 30,30 Milho (U$/bu) 30,30 Boi(U$/bu) 121,00 Ouro/bm&f zid (R$/gr) 94,50

agrícolas Fechamento Soja Passo Fundo (R$/SC) 66,50 Milho Passo Fundo (R$/SC) 26,50 Trigo Carazinho (R$/SC) 39,00 www. agroinvvesti.com.br Av. Gal Neto, 789 - 2104-2300

bolsa 31/03/2014

Bovespa

+1,30% 50.415 pontos

INCC / Passo Fundo VARIAÇÃO NO MÊS

0,44%

**tjlp

jANEIRO A MARÇO

5% a.a.

SALÁRIO MÍNIMO R$ 724,00

SALÁRIO Região

Menor: R$ 770,00 Maior: R$ 1.100,00

Claudio Dóro Engº.Agrº. Claudio Dóro EMATER/RS ASCAR Passo Fundo

De bandido à mocinho Há muito tempo o produtor rural vem produzindo comida e preservando o meio ambiente, mas para os olhos da população urbana ele é considerado inimigo do meio ambiente. A nova lei que obriga a inscrição no Cadastro Ambiental Rural (CAR) do Ministério do Meio Ambiente vai começar a desmistificar esse conceito, no lugar de punir o homem do campo, vai apoiar para que ele regularize sua terra, inclusive vai oferecer incentivos para a recuperação de áreas degradadas e criar novas linhas de crédito. É a oportunidade para que o setor produtivo rural possa saldar eventuais pendengas ambientais, originadas no tempo em que o desmatamento não tinha controle. Para o produtor, o importante é continuar produzindo de maneira sustentável, preservando a biodiversidade, protegendo o solo e os recursos hídricos de sua propriedade. É o novo ambiente legal de segurança jurídica e prosperidade que o produtor rural necessita para melhorar sua imagem junto à sociedade.

Manejo adequando garante produtividade da safra de morangos ALESSANDRA PASINATO ale@diariodamanha.net

Com a chegada de abril, inicia a preparação para o plantio de mudas de morango. Em Passo Fundo, a produção se concentra em pequenas áreas que somadas correspondem a cerca de 2 hectares, conforme dados da Emater municipal. Na propriedade de Odarlei Matiolo, a família cultiva nove canteiros de 50 metros, onde estão

plantadas 4 mil mudas de duas variedades que foram importadas do Chile no ano passado. Matiolo conta que a produção iniciou a partir da ideia de diversificar a propriedade e um teste foi feito com morangos. “Fizemos uma pesquisa e percebemos que todos os morangos vinham de outros municípios e que teria um nicho de mercado para explorar. Temos uma propriedade com boa logís-

NORMATIVO

dos comerciários Fechamento

Passo Fundo Erechim Carazinho

R$ 860,00 R$ 806,00 R$ 862,00

TABELA INSS Até 1.317,07 De 1.317,08 até 2.195,12 De 2.195,13 até 4.390,24

8% 9% 11%

www.diariodamanha.com Presidente

Vice-Presidente

Janesca Maria Martins Pinto

Diretor Executivo

Ilânia Pretto Martins Pinto

Rogel Mello

@jornal_dm www.facebook.com/diariodamanha

Clélia Fontoura Martins Pinto - ME Matriz: Rua Independência,917, sala 3 - Passo Fundo Contato: (54) 3316-4800

tica, água em abundância e produção familiar. Fizemos o teste e está dando certo”, explica ele. A produção é comercializada atualmente na Feira do Produtor, além de consumidores que buscam os morangos diretamente na propriedade que fica na localidade de Bom Recreio. Para este ano, o produtor adianta que, em breve, as plantas já devem começar a produzir frutos. “Há pelo menos 60 dias estamos fazendo a manutenção com poda e manejo das plantas, já que elas estão no segundo ano de produção”, comenta o produtor. Em 2013, a produção alcançou uma média diária de 50 kg e animou a família, que no próximo ano deve implantar uma estufa para produção de morangos no sistema semihidropônico.


REGIão

e preparar o solo

ntação inicia na segunda quinzena de abril e segue até meados de maio

Diário da Manhã

3

Terça-feira 1º.04.2014

Passo Fundo Erechim Carazinho

Produção

A produção de morangos pode ser feita com mudas produzidas na região ou com a importação de mudas, como explica a professora e pesquisadora em hortaliças, Eunice Oliveira Calvete. “Tem o produtor que faz a própria muda e que já está se organizando para plantar. No entanto, essas mudas não suprem a demanda e temos dependência da importação de mudas do Chile e da Argentina”, comenta ela, informando que mais de 15% da produção regional é importada. Segundo a pesquisadora, a época indicada para o plantio se estende da segunda quinzena de abril até meados de maio. Em relação às mudas importadas, Eunice comenta que geralmente elas chegam na metade de maio e às vezes se prolonga até junho, com isso, o plantio é mais tardio e compromete a produtividade, dependendo das condições climáticas.

Qualidade das mudas Segundo Eunice, a qualidade das mudas importadas geralmente é melhor do que aquelas produzidas de forma local. “A genética é a mesma, o que diferencia é que as mudas são produzidas em regiões de verões mais amenos, com temperaturas mais quentes durante o dia e mais frias durante a noite. Isso tende a engrossar a coroa, que é onde vemos a qualidade de uma muda - pelo diâmetro da coroa”, enfatiza, comentando que além da questão clima, as questões fitossanitárias diferenciam as mudas locais das importadas. “São viveiros que, não por acaso, se instalaram na Patagônia argentina e chilena, numa latitude de 40° do Equador, com condições ambientais mais propícias”, constata.

Cuidados Eunice orienta que, neste período, é indicado iniciar o preparo do solo, fazendo análise de solo pelo menos um mês antes do plantio, desta forma, o produtor vai saber as necessidades do solo. Segundo ela, a adubação pode ser feita diretamente no solo ou via irrigação, conhecida por fertirrigação, sempre avaliando o PH do solo. “Hoje existem cultivares e variedades que tem uma safra só – chamadas de dias curtos - e outras cultivares que podem produzir o ano todo – chamadas dias neutros – que produzem se as temperaturas estiverem entre 10°C e 28°C”, pontua. Ainda em questão de produção, a pesquisadora co-

menta que o morango tem que ter cobertura de solo, que pode ser feita com restos de palha ou pode ser feita com plástico preto ou cinza de espessura fina. “Esse plástico pode ser colocado antes do plantio ou 30 dias depois que a muda estiver no campo. Ele contribui para que os frutos permane-

çam limpos, já que não ficam em contato com o solo e se faz importante porque o morango não pode ser lavado antes de ser comercializado”, orienta. A professora ainda explica que o plantio é feito normalmente com 30 cm entre linhas e 30 cm entre plantas, em canteiros com até 4 fileiras.


ESPORTE Diário da Manhã

4

Terça-feira 1º.04.2014

Passo Fundo Erechim Carazinho

Inter vence o Gre-Nal 400 Rafael Moura (Inter) e Barcos (Grêmio) marcaram os gols do clássico

O Gre-Nal de número 400 da história foi disputado na tarde de domingo (30), na Arena do Grêmio. Válido como jogo de ida nas finais do Campeonato Gaúcho, o clássico teve dois tempos distintos, em que cada equipe foi melhor em um deles. No final, o Internacional ganhou por 2x1. A grande finalíssima

ocorre dia 13, provavelmente no Estádio Beira-Rio. O jogo foi elétrico. Com menos de 10 minutos de bola rolando, cada equipe teve duas chances boas de gol. Até que Pará, aos 14min, cruzou com precisão e Barcos subiu livre para marcar, de cabeça, o 1x0 pró-Grêmio. O Tricolor ainda teve boas chances,

a principal em bicicleta de Riveros defendida por Dida. No segundo tempo, o técnico Abel Braga mudou o jogo ao colocar Alan Patrick na vaga de Jorge Henrique. Com a nova formação, que ainda teve Ernando em lugar de Juan, o Internacional dominou as ações e empatou aos 7min, com Rafael Moura completando de cabeça um cruzamento de Aránguiz. Pouco depois, aos 27min, foi a vez de Fabrício cruzar para Rafael Moura, novamente de cabeça, sacramentar o 2x1. Com o resultado, o Inter joga pelo empate, na volta, para ser campeão do Gauchão. O Grêmio precisará vencer por dois gols de diferença para levar o título. Vitória tricolor por 2x1 leva a decisão para os pênaltis.

FOTO DONALDO HADLICH

Rafael Moura, de cabeça, marcou os gols da vitória colorada

Grêmio 1x2 Internacional Grêmio (1): Marcelo Grohe; Pará, Werley, Rhodolfo e Wendell; Edinho, Ramiro, Riveros (Maxi Rodriguez), Dudu (Alán Ruiz), Luan (Jean Deretti); Barcos. Técnico: Enderson Moreira. Inter (2): Dida; Gilberto, Paulão, Juan (Ernando), Fabrício; Willians, Aránguiz, Alex (Ygor); D’Alessandro e Jorge Henrique (Alan Patrick); Rafael Moura. Técnico: Abel Braga.


Guia

Melhor Idade

Terça-feira, 11.03.2014 - www.diariodamanha.com

PASSO FUNDO

Alzheimer: família também precisa de suporte FOTO DIVULGAÇÃO

Quando bem informada, a família tem melhores condições de se manter estruturada e cuidar do paciente A doença de Alzheimer afeta 35 milhões de pessoas em todo o mundo. Somente no Brasil, cerca de 1,2 milhão de pessoas enfrentam o problema. O neurologista do Serviço de Neurologia e Neurocirurgia de Passo Fundo, Dr. Alan Fröhlich, explica que o primeiro sintoma e a principal característica da doença é a perda de memória. Mas, na verdade, o Alzheimer tem ainda mais consequências, pois afeta diversas funções cognitivas, como a capacidade de raciocínio, de atenção e de concentração. Além disso, tem influência também nas questões emocionais e comportamentais, podendo levar os pacientes

a ficarem agitados e ter outras mudanças de comportamento e alterações na capacidade da realização de atividades de vida diárias. Inicialmente, o esquecimento é relativo a fatos recentes, sendo que o paciente continua lembrando de fatos antigos, mas o esquecimento tende a se agravar. O paciente se torna dependente a medida que o problema evolui. Embora dependa muito do estágio da doença, é preciso reconhecer o momento em que a pessoa passa a necessitar de acompanhamento constante para evitar situações de risco. “Dependendo do estágio da doença, os pacientes começam a ter dificuldades de executar tarefas rotineiras como se vestir, comer e tomar banho, por exemplo”, explica o médico, que reforça: “Buscamos evitar ao máximo a internação. Isso porque qualquer mudança

de ambiente pode deixar o paciente mais agitado, mais confuso, porque ele perde a noção do espaço que ele tem na casa dele”, explica o neurologista. Ele reforça a importância do suporte para a família do doente. “O que existe de mais importante no tratamento, mesmo antes da medicação, é ter um bom suporte para a família. Isso porque, quem mais sofre com a doença é o familiar, sendo que o paciente, por conta dos sintomas, acaba não tendo tanta noção da doença. Se a família está bem estruturada e bem informada sabendo lidar com os sintomas, isso vai ser muito importante para o paciente”, defende o médico. Neste sentido há grupos de apoio, um deles é a Abras, de Passo Fundo, que é regional da Associação Brasileira de Alzheimer, e realiza reuniões com familiares.

Surgimento da doença O principal fator de risco para a doença é a idade “O risco de a doença de Alzheimer surgir em pessoas com menos de 65 anos é menor do que 0,1%, ou seja, é extremamente baixo. Mas esse risco dobra a cada cinco anos depois que a pessoa completa 70 anos. Então, em pessoas entre 70 e 75 anos o risco de ter a doença é de 1%, e quando se considera pessoas entre 85 e 90 anos, esse risco aumenta para cerca de 25%”, exemplifica Fröhlich. O médico explica que a doença ocorre pelo acúmulo de uma proteína no cérebro chamada beta-amilóide. “O acúmulo dessas substâncias começa a provocar uma reação que

provoca a morte dos neurônios. Isso é que vai causando os diversos sintomas da doença”, esclarece o neurologista. Porém, segundo ele, ainda não se tem uma ideia concreta sobre o que leva ao acúmulo dessas proteínas e ao surgimento da doença, pois há diversos fatores que podem levar a isso. Desta forma, o Alzheimer ocorre porque os neurônios, ou células cerebrais, vão morrendo. O cérebro tem uma reserva muito grande, por isso a pessoa só vai ter sintomas da doença quando uma grande quantidade destes neurônios já tiver morrido. “Caso o cérebro esteja bem cuidado, a pessoa vai demorar

mais para ter os sintomas”, alerta Fröhlich. Mas e como cuidar do cérebro? Segundo o médico, tudo o que se sabe que faz bem ao coração, faz bem ao cérebro também. “Para cuidar bem do cérebro é importante fazer atividades físicas regulares, ter uma alimentação saudável, dormir bem também é muito importante. Além disso, é fundamental que as pessoas, a medida que envelhecem, continuem fazendo aquilo que gostam”, orienta o médico, que completa: “É importante manter atividades para que o cérebro continue funcionando”. Isso, embora não evite a doença, vai fazê-la começar mais tarde.

Tratamento O problema foi descrito em 1903 por um médico chamado Alzheimer, por isso o nome da doença. Desde então, o tratamento tem avançado muito. Embora ainda seja uma doença que não tem cura e que segue progredindo apesar do tratamento, existem muitas medicações em fase de pesquisas. “As perspectivas tanto para o tratamento quanto para o diagnóstico mais precoce são bastante boas”, acredita o neurologista. Segundo ele, atualmente as medicações disponíveis tentam evitar a progressão da doença. “Muitas vezes ocorre de o paciente começar a tomar a medicação e os familiares não perceberem muita mudança. Isso porque a medicação disponível hoje tenta fazer com que a doença não evolua tão rapidamente. Ela não causa

uma melhora grande naquilo que já se estabeleceu. A doença progride mesmo com a medicação, porém, de forma mais lenta”, resume o médico. Neste sentido, ele destaca a importância de procurar atendimento assim que começarem a surgir os sintomas, para que, com o tratamento, a doença passe a evoluir de forma mais lenta, adiando a progressão dos sintomas. O diagnóstico é apenas clínico, sendo que exames são feitos para excluir outras patologias. Conforme o médico, existe uma escala de sintomas que vai de 0 a 71 e as medicações conseguem regredir em média apenas quatro pontos nessa escala. “Parece pouco, mas um ponto pode representar a possibilidade de comer com a própria mão, conseguir se vestir”, acrescenta.


geral Diário da Manhã

2

Terça-feira, 11.03.2014 Passo Fundo

Conheça seus direitos

Carnaval reúne idosos no

Seminário Nossa Senhora Aparecida

Na tarde da sexta-feira (7), mais de mil pessoas participaram de um baile de carnaval no ginásio do Seminário Nossa Senhora Aparecida, em Passo Fundo. Os idosos, integrantes dos mais de 50 grupos de convivência vinculados a Coordenadoria de Atenção ao Idoso da Prefeitura de Passo Fundo, dançaram, brincaram e aproveitaram a tarde em boa compa-

nhia e música. A integrante Zair da Silva , de 79 anos, aproveita a realização dos bailes para encontrar amigos. “É sempre muito bom rever as amigas e amigos em uma tarde de festa, ocupar a vida com alegria. Isso que tenho feito”, contou. Informações para participar dos grupos da Coordenadoria de Atenção ao Idoso podem ligar para o telefone (54) 3312-3070.

FOTO/ASCOM PREFEITURA DE PASSO FUNDO

Zair da Silva “É sempre muito bom rever as amigas e amigos em uma tarde de festa, ocupar a vida com alegria. Isso que tenho feito”

Terceira Idade Digital tem inscrições abertas O Programa Terceira Idade Digital, da Prefeitura de Passo Fundo, está com inscrições abertas para novas turmas. De acordo com a coordenador da Terceira Idade, Cândida Bertoncello, até o momento, são 127 inscritos. “Ainda temos vagas para quem quiser participar das aulas nos turnos das manhã”, destacou Cândida. O Programa é destinado para pessoas com 60 anos ou mais.

Vita Calm (Vitallis) Composição: camomila, passiflora, valeriana, mulungu e kawa-kawa. Indicação: calmante natural que atua no sistema nervoso e é indicado para pessoas que sofrem de insônia, ansiedade, hiperatividade e depressão leve. As dicas de saúde são da Naturendres. Fone: 3311-9111 e Mais Endres. Fone: 3622-0500

Para realizar a inscrição é necessário procurar a Secretaria de Cidadania e Assistência Social (SEMCAS), localizada no Antigo Quartel (Rua Teixeira Soares, 625). Os interessados devem apresentar carteira de identidade e um comprovante de residência. As aulas nos turnos da manhã acontecem nas segundas, terças e sextas-feiras, na SEMCAS, e nas quintas-feiras na Biblioteca Pública Municipal Arno Viuniski. As aulas são realizadas em dois horários: das 8h30min às 10h e das 10h15min às 11h30min. Mais informações podem ser obtidas através do telefone da Secretaria (54) 3312-3070.

Mulher, direito e evolução Em dias de exaltação à mulher – considerando que a data é mera referência, posto que sua importância deve ser celebrada diariamente – deve-se remeter aos tempos já idos, em que os relatos históricos trazem a limitação a quase todos os direitos civís para as mulheres. O dia Internacional da Mulher, diga-se, foi criado em 1910 como homenagem a morte de centenas de operárias de uma fabrica têxtil, nos EUA em 1857, quando reivindicaram seus direitos e foram trancadas dentro da fabrica, para perecerem em um incêndio provocado de forma criminosa e violenta. A data até hoje comemorada, foi oficializada em 1975, por ato da ONU. Às mulheres, era tolhido o direito político de votar, por não ser considerada cidadã, e tal prerrogativa era regalia apenas dos homens. A legislação da época, a Constituição Federal vigente, era clara em seu texto assegurando o direito ao voto a todos os cidadãos. Entretanto, a mulher, em nítida discriminação, deixava de ser tratada como cidadã, para ser apenas vista como a dona do lar, gerada e criada para tanto. Como dever instintivo, a mulher devia estar sempre pronta para cuidar do marido, filhos, casa e atender as suas necessidades. Mais ainda, a capacidade da mulher exercer seus direitos tornava-se relativa após o casamento, passando a depender do marido para realizar os atos da vida civil. Frutos de uma sociedade patriarcal da qual somos provenientes, era o homem quem ditava as regras gerais de convívio, e podia livremente se lançar no mercado de trabalho, praticar esportes diversos e operar grandes maquinas, representar politicamente, etc. As mudanças, todas elas significativas, mesmo que lentas ao longo do tempo, passaram a ser vistas legalmente, na década de 60, com a promulgação do Estatuto da Mulher Casada, de 1962, que revogou a incapacidade relativa da mulher, e o “pátrio – poder ” deixou de existir, concedendo-se ao casal a ter peso igual nas decisões familiares, e conferindo à mulher o direito de construir bens reservados, entre outros direitos de suma importância. Anos depois, com a lei do divórcio, que significou um avanço significativo para a modernização do Direito de Família, outros fatores que levaram à valorização da mulher também foram considerados em sede de leis e sociedade. Em 2002 com o novo Código Civil Brasileiro, a mulher teve adquirido o direito de declarar seu marido como dependente quando for necessário, e também foi possível que ambos, homem ou mulher, pudessem adotar o sobrenome do outro. Acompanhe a sequência desta coluna na próxima edição do Guia Melhor Idade, no dia 18. Autores: Na coluna Conheça Seus Direitos, os advogados Dra. Katianne Scherer (OAB/RS 71.796) e Dr. Bruno Deon Rossato (OAB/RS 84.266B) do Escritório Rossato e Scherer Advocacia Especializada, Rua Capitão Eleutério, 337. Fone (54) 3632-0188, esclarecem dúvidas sobre a área jurídica .

www.diariodamanha.com

Editora

Jornalista

Liliana Crivello / RP:10698

Sirlei Pazinato / RP: 14391

@jornal_dm www.facebook.com/diariodamanha

Clélia Fontoura Martins Pinto - ME Matriz: Rua Independência,917, sala 3 - Passo Fundo Contato: (54) 3316-4800


artigo Diário da Manhã

POESIA

3

Mulher gaúcha

Terça-feira, 11.03.2014 Passo Fundo

A demência e as suas manifestações II Dr. Paulo M. Mesquita*

Leônidas Camargo

Eu sou mulher gaúcha, eu me criei lá nos galpões cultuando as nossa tradições por isso tenho vaidade. Desde minha pouca idade, meu pai mostrou-me o caminho uma estrada sem espinho, o CTG é a minha sociedade.

Não vão pensar que sou grossa, o gaúcho tem cultura. Eu gosto das coisas puras, que tem o cheiro do chão, eu amo o meu rincão e valorizo o que é nosso e faço tudo que posso pela nossa tradição.

Este vestido que eu uso é um presente dos meus pais, são vestes dos ancestrais, os nosso antepassados. Hoje é lei está aprovado pela assembleia estadual, é traje de gala social, a pilcha do nosso estado.

O meu rio grande do sul, num laço de irmandade, vamos unir a cidade a serra e a coxilha. Repontando a tropilha para mais uma disputa pela cultura eu vou à luta. Eu sou prenda farroupilha.

Bate no meu peito um coração rio-grandense, gineteando me convence num corcóveo em apuro. Uma emoção, eu procuro um fandango de galpão. Sou a nova geração sou gaúcha do futuro.

A tradição me fez mais gaúcha, uma bem prendada prenda, sou herança de legenda, honro a lança, e a garrucha. Viva o nosso pampa!ala pucha! Berço de heroicos farroupilhas agradece a deus esta filha por ser mulher gaúcha.

FOTO DIVULGAÇÃO

Do primeiro livro Tropa de Versos Extraído do blog: poesiasdeleonidas.blogspot.com.br

Desafio da semana Acompanhe aqui no Guia Melhor Idade o Desafio da Semana. Participe fazendo os exercícios sugeridos e acompanhe as respostas na edição seguinte. Desafio da semana passada: Os irmãos

De três irmãos - José, Adriano e Caio -, sabe-se que ou José é o mais velho ou Adriano é o mais moço. Sabe-se também, que ou Adriano é o mais velho ou

Caio é o mais velho. Então quem é o mais velho e quem é o mais moço dos três irmãos? Resposta: A segunda afirmação determina que José não é o mais velho, portanto a partir da primeira afirmação concluímos que Adriano é o mais moço. Se Adriano é o mais moço, Caio é o mais velho. Desafio desta semana: A Sentença de morte

Você está para receber a sua sentença de morte. Os assassinos o desafiam: - Faça uma afirmação qualquer. Se o que você falar for mentira, você morrerá na fogueira. Se falar a verdade, será afogado. Se não pudermos definir sua afirmação como verdade ou mentira, você será libertado. O que você irá dizer? Pense na frase, descubra o desafio, e acompanhe a resposta na próxima edição. Até lá! Os desafios são propostos pelo Supera Ginástica para o Cérebro, Rua Paissandú 1066 – Centro. Telefone: 3632-8300. www.metodosupera.com.br

É importante que se saiba, que mesmo que o idoso tenha um diagnóstico de demência, pode não ser certo considerar, que todas as alterações de comportamento, humor ou cognição, são inevitavelmente causadas por ela. Existem muitas e variadas razões para um idoso ter comportamentos diferentes e alterações de humor. No entanto, a presença da demência pode tornar difícil ao idoso, explicar às pessoas que o cercam, o que está sentindo ou vivenciando. Nesses casos deve-se evitar a censura ou a crítica sobre uma situação apresentada, pois ela poderá levar a sentimentos de desprezo e desespero, que não conduzem certamente, à resolução do problema. Um idoso pode preferir o isolamento por não poder ouvir corretamente a conversa, ou pode ficar agressivo, por não estar seguro de quem está em sua casa, devido a problemas com a visão. Ele pode não se comunicar ou alimentar-se, devido ao mau estado de conservação de seus dentes, ou à dor que eles podem estar causando. Coisas simples como essas, podem causar alterações de humor e comportamento, que não se devem especificamente à demência. Cuidar de um idoso que está tornando-se progressivamente mais dependente, não é tarefa fácil. Essa evolução se acompanhará de muitas exigências, gerando novas tarefas aos cuidadores. É necessário entender que devem ser assegurados os direitos ao idoso demenciado e a dignidade que ele merece na trajetória de seu envelhecimento. *Diretor do Residencial Longevittá


Guia Diário da Manhã

Terça-feira, 11.03.2014

4

Passo Fundo

LOCADORA

SERVIÇOS

LIMPEZA GERAL

FISIATRIA

CIRURGIA VASCULAR E ANGIOLOGIA

ORTOPEDIA E TRAUMATOLOGIA

NEUROLOGIA E NEUROCIRURGIA

CENTRO TERAPÊUTICO

OTORRINOLARINGOLOGIA E FONOAUDIOLOGIA


Passo Fundo