Page 1

Quinta-feira, 14.06.2018, Carazinho

CARAZINHO, quINTA - Feira 14.06.2018

Diário da Manhã -

1

www.diariodamanha.com

Inadimplência cresce em

Carazinho

Aumento de 10,87% refere-se à variação de abril para maio de 2018. Por outro lado, os indicadores deste ano são menores do que o registrado em 2017. Página 6

Foto: Arquivo/DM

Copa do Mundo incentiva o comércio carazinhense Evento mais importante do futebol inicia hoje com Rússia x Arábia Saudita. O Brasil estreia no domingo (17). Conexão e Página 7

42 anos de compromisso com o meio rural Escola Estadual de Educação Profissional de Carazinho (EEPROCAR) completa hoje 42 anos de história. Considerada uma das melhores escolas agrícolas do Estado, carrega consigo o compromisso de formar, principalmente, cidadãos éticos e comprometidos com o trabalho no campo. Páginas 4 e 5

Nova mudança na Eletrocar Danilo Flores não permanecerá na presidência. Prefeito Milton Schmitz ainda não definiu o substituto. Página 3

foto: DM/Rodolfo Sgorla da Silva

37 ANOS - Nº 393 - R$ 2,00


RADAR

2 - Diário da Manhã

Quinta-feira, 14.06.2018, Carazinho

Interséries solidário A ação foi organizada pelos Grêmio Estudantil da escola e entregue pelos seus integrantes Arthur Won Mühlen e Marcelo Kemmerich, Maila Hoppen e Irmão Armelindo Busanello.

Foto: DM/Nathan Schultz

O instrutor de trânsito do Sest/Senat de Carazinho, Leandro Vesoloski, participou na manhã desta quarta-feira (13) do programa Agenda de Notícias. O instrutor falou sobre o projeto “Escola de Motoristas Profissionais”, que tem como objetivo promover a capacitação e a atualização de condutores habilitados nas categorias D ou E.

Foto: Divulgação

O Colégio La Salle realizou uma competição Interséries dos Anos finais e Médio na qual a inscrição era um quilo de alimento por jogador. Os alimentos arrecadados foram entregues para a Casa de Acolhimento.

Aulão Junino no Sesc Preparada pela equipe da Academia do Sesc Carazinho, acontecerá uma atividade especial em comemoração a São João. O Aulão Junino, que ocorrerá no dia 20 de junho, quarta-feira, será disponibilizado em dois horários, aberta para alunos e comunidade, que adaptam exercícios ao tema das festas.

A partir das 14h, os idosos integrantes do Programa Sesc Maturidade Ativa participam de uma aula de quadrilha, dança tradicional da data, além de uma confraternização com comidas típicas. Além disso, às 18h30min haverá um aulão de ritmos e funcional, e após este, será servido quentão e pipoca para uma confraternização.

SISU 2018 Já estão abertas as inscrições para o Sistema de Seleção Unificada (Sisu), referentes ao segundo semestre de 2018. Os candidatos interessados podem se inscrever até a próxima sexta-feira (15), sendo todo o processo feito exclusivamente pela internet, por meio do site. O Sisu é o sistema informatizado do Ministério da Educação no qual as instituições públicas de ensino superior oferecem vagas a estudantes

com base nas notas obtidas no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Pode concorrer quem fez a prova em 2017 e obteve nota acima de zero em redação. Ao ingressar no sistema, o candidato deverá escolher, por ordem de preferência, até duas opções de curso entre as vagas ofertadas. É possível alterar essas opções durante todo o período de inscrição, sendo considerada válida a última modificação confirmada.

Feira de Saúde Promovida pela Secretaria Municipal da Saúde, a próxima Feira de Saúde de Carazinho acontece no próximo sábado (16) na ESF Princesa, das 8h30mn às 12h e das 13h30min às 16h30min. A Feira irá contar com uma diversificada programação: avaliação médica, odontológica e enfermagem para crianças; atualização de vacinas;

testes de glicemia (em jejum no período da manhã); verificação da pressão arterial; exames preventivos; e testes rápidos. Palestras: 10h – Saúde Bucal; 13h30min – Anemia; 14h – Doação de Sangue; Além da programação voltada à saúde, o público infantil poderá desfrutar de atividades recreativas e brincadeiras.

Farmácia Glória/Rede Associadas recebe Paulo Brito A Farmácia Glória/Rede Associadas promoveu nesta quarta-feira (13) um evento aberto à toda a comunidade. A ação aconteceu na filial 5, ao lado da Praça Albino Hillebrand, no Centro de Carazinho. Durante a manhã, o público

participou da roda de chimarrão com a participação especial do comunicador Paulo Brito. O evento também propiciou acesso a serviços de cuidados com a beleza e saúde, entre outras atividades, como sorteio de brindes.

Seminário da SDECT O secretário municipal de Desenvolvimento, Dêninson da Costa, esteve em Porto Alegre participando do Seminário de Inovação, Ciência e Tecnologia: “Estratégias Nacionais e Internacionais de Inovação”, uma realização da Secretaria Estadual do Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia (SDECT) em parceria com o

Banco Mundial (BIRD). No evento foram abordados temas centrais do desenvolvimento econômico, tais como: sustentabilidade de ambientes de inovação, novos formatos de captação de recursos e novos ecossistemas de inovação, além da apresentação dos resultados dos programas desenvolvidos pela SDECT com recursos BIRD. Fundador Jornalista Túlio Fontoura (1935 1979) Presidente-Emérito Dyógenes Auildo Martins Pinto (1972 1998) Vinícius Martins Pinto (1997 2003)

Presidente Janesca Maria Martins Pinto Vice-Presidente Ilânia Pretto Martins Pinto Editora Geral Nadja Hartmann

ANIVERSÁRIO 14/06 Aggeo Nascimento de Oliveira Ana Cássia P. Ferrari Arlete Petry Camila Machado Malchow Clenara Citron Muneroli Cristina F. de Souza Daniela da Costa Pilger Diana Goi Eliseu Batalha Ernani Fetzer Fabrício Lampert Fernando da Silva Franchesca Zamboni Geni de Fátima Loehdel Gilberto Pensin Jaklin Carla Kempfer Jorge Luiz Vieira Letícia Schardong Gobbi Maria Eliete Leal Maria Lúcia Leite Becker Marluci da Rosa Mônica Roberta Hermes Vargas Otávio Augusto Schmitz Lima Reduino da Cunha Rosangela Machado Rudimar dos Santos Sprefliing Silvia Loss Solivan Santos Ribeiro Wilson Krause

Diretora Comercial: Jussara Alberton Sirena Editor Interino: Rodolfo Sgorla da Silva (MTE 18546/RS)

www.diariodamanha.com www.facebook.com/diarioam

@diariodamanhaRS


POLÍTICA

Quinta-feira, 14.06.2018, Carazinho

Diário da Manhã -

3

Danilo Flores não ficará na Eletrocar Atual presidente entende que não preenche os requisitos da Lei das estatais e deixará a função no dia 29 de junho. Flores deixará um pacote de sugestões de medidas aos conselheiros da empresa, dentre elas um plano de desligamento incentivado. Prefeito ainda não definiu um substituto Alessandro Tavares alessandro@diariodamanha.com

Pouco mais de um mês depois de ter assumido a presidência da Eletrocar, Danilo Dal Zot Flores pediu o afastamento da função e deve deixar a direção da empresa no dia 29 deste mês. Flores, que é advogado e delegado de polícia aposentado, logo que assumiu a direção da concessionária pleiteou ao Tribunal de Contas uma avaliação deste sobre se sua indicação preenchia os requisitos, ou não, para a Lei Federal 13.303, que ficou popularmente conhecida como a lei das estatais. O protocolo no Tribunal entanto foi arquivado, uma vez que o órgão não se manifesta sobre fatos em concreto, já que Flores assumiu a função neste ínterim, porém um dos conselheiros lhe contatou ainda na semana passada e orientou que de acordo com o que se verifica no art. 17° da referida Lei há o entendimento de que Flores não o preencheria. Assim, para evitar futuros apontamentos e responsabilizações a ele e ao prefeito Milton Schmitz, o advogado prefere deixar a função. Flores, no entanto, deixará encaminhadas algumas sugestões a serem avaliadas e a passarem pelo crivo dos conselheiros de Administração da empresa, e podem vir estas a serem acatadas ou não pelo próximo gestor. O diretor técnico Cláudio Quadros e o diretor financeiro Jonas Lampert permanecerão nas funções.

Flores estava no cargo há pouco mais de um mês

Sugestão de um plano de desligamento incentivado

O presidente comenta que para equilibrar receitas e despesas mensais, a Eletrocar precisa reduzir seus custos em pelo menos R$ 300 mil por mês. No último mês, o faturamento da Eletrocar foi de R$ 10,6 milhões. O advogado explica no entanto que descontados os valores que se paga pela energia elétrica que é distribuída, e outras regulamentações especificas do setor, em média apenas 15% dos custos da empresa são de fato gerenciáveis pela direção. Em outras palavras seria o mesmo que dizer que comparado ao faturamento mensal, a empresa terá como controlar destes aproximadamente R$ 1,6 milhão, porém, dos valores que implicam nestes 15% dos custos, 65% se referem aos compromissos com a folha de pagamento de pessoal, por isso, por mais que a direção faça adequações entre outros centros de custos, as despesas com funcionários são a conta que representa a maioria dos valores que se compreendem como gerenciáveis. A empresa tem 121 colaboradores. Portanto, um plano de desligamento incentivado a ser baseado no tripé: aposentadorias, idade e tempo de serviços na empresa deverá ficar indicado ao próximo gestor. Levantamento prévio feito pelos atuais diretores apurou que de aposentados a empresa tem em seu quadro 26 homens e 2 mulheres, dos servidores com mais de 20 anos de atuação na Eletrocar são 26 homens e 3 mulheres, pelo critério de idade idade, no caso homens com mais de 55 anos e mulheres com mais de 50 anos são três colaboradores de cada sexo. Muitos dos servidores se enquadram em mais de um destes critérios. A proposta que seria algo semelhante aos planos de demissão voluntária ou plano de aposentadoria incentivada e deve sugerir incentivos financeiros como contrapartida aos pedidos de demissão. Como ainda

Fotos: Arquivo/DM

não foi apresentada ao Conselho da Empresa e ao Sindicato da categoria, o presidente prefere não detalhar a proposta. Embora não fale em números de desligamentos por meio de futura adesão ao plano, a intenção é de que se reduzam as despesas com a folha em pelo menos R$ 150 mil mês.

Parcela do ICMS

Nesta semana, o presidente, acompanhado do diretor financeiro, Jonas Lampert, estiveram na Procuradoria Geral do Estado (PGE), e se iniciará a partir de então conversação com a Secretaria de Fazenda do Estado na intenção de um novo acordo e renegociação das dividas referentes ao ICMS dos anos de 2013, 2015 e 2016. Flores lembra que embora tenha havido uma renegociação dos valores devidos, tal período em média ficou compreendido em 60 meses, e o compromisso mensal fica na ordem de R$ 358 mil, o que sequer é o prolongamento do prazo para 120 meses. De modo que o desembolso mensal fique em torno de R$ 200 mil. A dívida de ICMS que está sendo paga é de R$ 18 milhões, porém, deste total, R$ 6 milhões são de multas pelo atraso.

Recuperação dos ativos

Outra medida que a empresa já tomou e da qual fará sugestões ao Conselho tange a inadimplência dos clientes. Flores explica que o prazo para pagamento das faturas de energia elétrica tem sido de até 45 dias antes da empresa proceder a interrupção no fornecimento. O advogado explica que pelas resoluções da Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL), entre a comunicação do atraso ao corte o prazo para interrupção pode ser de 15 dias, hoje pela sistemática adotada pela empresa o prazo já é maior. Por dia a empresa recebia de 20 a 30 clientes pedindo por mais prazo além dos 45 dias já concedidos, ocorre no entanto, que pelas regras do segmento, passados 90 dias de atraso há o entendimento de que a empresa não teria

Como o Município é o acionista majoritário, o prefeito define o presidente mais como proceder a interrupção do serviço. A empresa estima que tenha por receber em valores em atrasos por parte de clientes algo próximo de R$ 3,8 milhões. Além de observar o prazo máximo de 45 dias para a cobrança, se observa que pelo regramento interno, a empresa não pode deixar de cobrar multas pelo atraso, e a ideia é de que o Conselho analise a possibilidade de anistiar as multas e de dar a possibilidade dos devedores de parcelar as dívidas, como uma forma de se apurar parte dos valores da inadimplência.

O que impede o presidente de ficar

Dos 97 artigos da Lei Nº13.303, que dispõe sobre o estatuto jurídico da empresa pública, da sociedade de economia mista e de suas subsidiárias, no âmbito da União, dos Estados, do Distrito Federal e dos Municípios, popularmente conhecida como a Lei das Estatais, são as interpretações sobre as previsões que constam no Art. 17 e em seus 5 incisos que, em tese, impedem a permanência de Flores na função. Exige-se que os membros do Conselho de Administração e os indicados para os cargos de diretor, inclusive presidente, diretor-geral e

diretor-presidente, devem ter experiência profissional de, no mínimo, 10 dez anos no setor público ou privado, na área de atuação da empresa pública, da sociedade de economia mista ou em área conexa àquela para a qual forem indicados em função de direção superior; ou 4 anos ocupando pelo menos um dos seguintes cargos de direção ou de chefia superior em empresa de porte ou objeto social semelhante ao da empresa pública ou da sociedade de economia mista. A lei também cita que é cabível da indicação aqueles que tenham exercido cargo em comissão ou função de confiança equivalente a DAS-4 ou superior, no setor público. Porém o Grupo de Direção e Assessoramento Superiores – DAS- são indicações que cabem ao poder federal fazer.

Prefeito em busca de nomes

O prefeito Milton Schmitz revela que ainda não tem um nome para substituir Danilo Flores na presidência da Eletrocar e destaca que embora hajam vários nomes de gestores para análise, a maior dificuldade que se tem é de encontrar profissionais que preencham os requisitos na previsto na Lei das Estatais.


ECONOMIA

4 - Diário da Manhã

Quinta-feira, 14.06.2018, Carazinho

“Formamos cidadãos”

A afirmação é do diretor da EEPROCAR, Celito Luiz Lorenzi, que já atua na instituição há 39 anos, e salienta que participar da história da Escola é um orgulho em sua trajetória. Um admirador de seus alunos, Lorenzi acredita que antes de formar um profissional, é necessário investir na formação de cidadão e acredita que este objetivo vem sendo bem cumprido Foto: DM/Fabiana Duarte

Isabella Westphalen isabella@diariodamanha.com

Base forte

acolhimento é a melhor saída. “Eles tem que ser recebidos com mais carinho, atenção, então, temos que ter esse cuidado especial, para que eles não desistam disso e entendam que sair de casa faz parte da vida”, complementou Lorenzi.

Formando jovens para um país melhor

O laço de Celito com a Escola é visível, através da propriedade com que ele conta a história da instituição e, quando fala da EEPROCAR, fala também de sua trajetória, aprendizados e vivências. “No dia 10 de agosto de 79 eu comecei a dar aula, lembro bem o dia. E confesso que prefiro ser o professor, é mais interessante, existe mais a interação com o aluno”, comentou Lorenzi, que salienta que na direção, há pouco esse contato no dia-a-dia com os estudantes, que é algo que lhe faz falta.

“A gente forma uma grande família”, respondeu o diretor, quando questionado sobre a relação que há entre os alunos e toda a equipe de coordenação da Escola, pois, os alunos convivem mais naquele ambiente, do que em casa, por isso também cabe aos professores e funcionários da instituição, passar bons valores humanos. “A gente busca primeiro formar o cidadão, para depois formar o técnico. Se você formar bem o cidadão, por consequência o técnico vai ser bom também. Isso é o principal para a gente”, refletiu Celito, que ressalta que a teoria pode ser buscada através dos livros, porém, formar um profissional ético é através de bons exemplos e ensinamentos de

Para a primeira diretora da Escola, Marleide Lorenzi, a instituição tem importância fundamental para quem por ela passa, pois há diferencial, a filosofia de vanguarda, de pesquisa, experimentos e atividades práticas. “Tem destaque nacional porque manteve essas práticas, com profissionais qualificados”, afirmou Marleide. A ex-diretora começou a trajetória pela construção da Escola em 1974, pois haviam muitas coisas a serem resolvidas. De acordo com ela, haviam apenas dois prédios na época, viáveis para uso, portanto, ressalta ter sido um trabalho grande para a construção dos alojamentos. “Começou a ser idealizada em 1960 e foram três anos para que a Escola começasse. Em 1980, nos tornamos um modelo de escola padrão para o Brasil”, contou Marleide, que afirma ter se dedicado de forma integral para a concretização do projeto da EEPROCAR na época. “Deixei de lecionar na UPF e no Colégio Glória, para me dedicar a essa Escola. Era 24h, de segunda a segunda”, relembrou a primeira diretora.

“A ética é uma coisa que falta tanto hoje no Brasil, nos deparamos com tantos escândalos. Então, eu acho que temos que começar pelos nossos jovens, para que tenhamos um país melhor” Celito Lorenzi

Foto: DM/Fabiana Duarte

Hoje, 14 de maio, a Escola Estadual de Educação Profissional de Carazinho – EEPROCAR – completa 42 anos de atividade no município. Segundo o diretor, Celito Luiz Lorenzi, são 42 anos de altos e baixos, momentos bons e ruins, que ajudaram a formar a instituição de excelência em ensino técnico agropecuário que é hoje, uma das melhores do Rio Grande do Sul. Em 39 dos 42 anos da escola, Lorenzi esteve presente, por isso, afirma que toda sua trajetória profissional aconteceu na Escola e se orgulha que sua história se misture com a da instituição. “Estou como diretor desde 2010, mas essa já é a terceira gestão que participo. Nesses anos, já ocupei todos os cargos que se imagina, já fui diretor, vice-diretor, coordenador de estágio, responsável pelo internato no início e professor”, contou Lorenzi, que também ressalta que, quando começou, como professor, em agosto de 1979, o nome da Escola era Centro Rural do Ensino Supletivo. Atualmente com 240 alunos para administrar, Celito afirma que sempre, um dos pontos mais importantes para ele, é acolher estes jovens com carinho, pois para muitos é a primeira vez que saem de casa. “Eu vim do meio rural, então, me identifico muito com os jovens que estão aqui. Sei de onde eles vieram, porque eu vim do mesmo local e da mesma forma”, emocionou-se o diretor. Um dos objetivos da Escola é levar o aluno de volta para o campo, buscando renovar este interesse e estreitar as relações entre os jovens e o meio rural. “Quando eles chegam aqui, eu lembro que já passei por isso, embora tenha sido a bastante tempo, compreendo eles melhor neste primeiro momento”, afirmou Lorenzi, que afirma acreditar que o

vida. Quando reflete sobre sua trajetória na Escola, Lorenzi afirma que não parece ter passado tanto tempo, e pode dizer que viveu toda sua vida ali dentro. “Tiveram altos e baixos, momentos muito bons, outros nem tanto. Mas, hoje, a EEPROCAR é uma referência dentro das 26 escolas agrícolas, somos uma das melhores”, ressaltou o diretor, que é grato e reconhece o trabalho árduo até aqui, que fez a Escola chegar a um nível de excelência na formação de técnicos.


ECONOMIA estudam na Escola, e compõe o grupo de cerca de 40 que são internas, ou seja, passam manhã, tarde e noite na instituição. Nathalia ainda não decidiu se quer cursar medicina veterinária ou engenharia ambiental, mas afirma que a Escola lhe preparou para qualquer uma das opções. “Estar aqui só reforçou minha vontade de querer seguir trabalhando com isso. Aqui a gente desenvolve tanto a parte animal quanto a vegetal, então é muito rico o ensino”, salientou a estudante. Incentivada pelos pais e familiares a estudar na EEPROCAR, Nathalia, que é de Chapada, porém, a família reside no Distrito de Vassouras, relata que não foi fácil sair de casa tão cedo, porém, não se arrepende. “Acho que quando a gente gosta de algo, a gente não desiste. Aqui dentro eu amadureci, criei uma mentalidade diferente, que, inclusive me prepara para o mercado de trabalho”, avaliou Nathalia.

Há cada ano cresce a participação de mulheres no meio rural

Marleide carrega no coração a Escola e afirma a importância de manter os trabalhos da instituição

Maturidade Há três anos estudando na EEPROCAR, a aluna Nathalia Luana Zimmer, 17, é uma das internas da Escola e está concluindo a modalidade ensino médio integrado, que propõe aos alunos 28 disciplinas, pois agrega o ensino técnico com os conteúdos da escola regular. “Está sendo de grande importância a minha vivência aqui, aprendi e ainda estou aprendendo muita coisa. Acredito que, quando a gente quer muito alguma coisa, a gente busca e consegue aprender”, comentou a estudante, que se forma na Escola este ano. A jovem faz parte do grupo de cerca de 70 meninas que

Desde 2011 a EEPROCAR criou a possibilidade do internato feminino. Antes disso, as escolas agrícolas não contemplavam a presença das mulheres. De acordo com Lorenzi, das 70 alunos, 40 são internas e 30 semi, que no caso estudam e vão embora todos os dias. “Uma coisa que a gente percebe é que a participação das mulheres na área rural cresce todos os anos. Antes do internato, tínhamos somente 1 ou 2 meninas por turma, quando era muito”, explicou o diretor. Segundo Lorenzi, as mulheres vem para agregar ainda mais o trabalho no campo e percebem um retorno, não significativo, mas que existe o aumento de jovens retornando para as propriedades e esse é um dos objetivos da Escola. “Estamos conseguindo cumprir e, a cada turma, percebemos que esse movimento só melhora, também porque hoje as condições no campo são diferentes”, ressaltou o diretor.

Pós ensino médio Para estudar na EEPROCAR, também há a modalidade que pode ser realizada depois que

5

uma turma de 25 alunos, iniciando neste segundo semestre. Depois, em março, mais duas turmas ingressam”, explicou o diretor, que salienta que a Escola oferece um nível de ensino muito bom, dispondo de uma equipe de professores extremamente qualificada.

Os dois estudantes afirmam ser gratos por todo o incentivo e aprendizado que a escola agrícola lhes proporcionou até aqui o aluno conclui o ensino médio, como é o caso do estudante Guilherme Turela Mehring, 18, e que também está concluindo sua passagem pela Escola este ano. “Uma professora minha da escola me indicou para vir para cá, sabia do meu interesse nessa área e me ajudou”, contou o jovem, que é natural de Mormaço e também é um dos internos da instituição. Sobre a experiência que adquiriu na instituição, Guilherme afirma que a vivência adquirida, irá lhe ajudar no que decidir fazer depois desta etapa concluída. “Acho que o maior aprendizado que tive aqui é o trabalho em equipe, certamen-

te ajudou e muito na minha formação, porque também fiz muitos amigos aqui dentro”, disse o aluno.

Para ser um aluno Segundo o diretor, o aluno que quer entrar para compor a parte de ensino médio integrado, deve ser inscrever através da Secretaria de Educação e que, o período normal de inscrições, abre a partir de novembro, para que venha a ser sorteado. Na categoria de pós médio, Lorenzi afirma que há o processo seletivo, inclusive, um dos processos está com as inscrições abertas até domingo, dia 17 de junho. “Vamos abrir

“O ensino técnico é fundamental para quem pensa em fazer agronomia, veterinária, engenharia florestal, biologia, zootecnia, enfim, cursos ligados ao meio ambiente e agricultura” Celito Lorenzi

Foto: DM/Fabiana Duarte

Foto: Arquivo/DM

Para Celito, a EEPROCAR é diferenciada, pois é “três em uma”, pois operam com a escola, trazendo a questão pedagógica para os alunos, a hotelaria, referente ao internato e a granja, que engloba as Unidades Educativas de Produção (UEP's). “Temos as mais diversas atividades, lavouras de milho, soja, aveia, gado de leite e de corte, suínos, aves, coelhos, enfim, uma série de áreas, nas quais os alunos atuam inclusive”, explicou o diretor, que afirma que toda essa vivência só vem a agregar na vida do aluno que mora nesta essa realidade todos os dias. Hoje atuam cerca de 25 professores e 20 funcionários, envolvidos em diversos trabalhos e que prestam o suporte para os alunos, 24h todos os dias, mantendo o constante contato com os estudantes.

Diário da Manhã -

Foto: DM/Isabella Westphalen

Quinta-feira, 14.06.2018, Carazinho


ECONOMIA

6 - Diário da Manhã

Quinta-feira, 14.06.2018, Carazinho

Inadimplência cresce 10,87% em Carazinho alessandro@diariodamanha.com

Levantamento feito pela CDL/SPC de Carazinho indica que após um período de redução do número de inadimplentes a cidade apresentou um aumento do número de devedores em 10,87%. O indicador se refere aos meses de abril e maio de 2018 em comparado com o mesmo período de 2017. Se a análise levar em conta os cinco primeiros meses de 2018, comparado com o mesmo período de o ano passado, ainda existe um recuo de 5,18%, ou seja, mesmo que nos últimos meses o número de inadimplentes tenha aumentado, o percentual ainda é inferior ao de 2017. Atualmente, existem cerca de 19.400 registros no SPC de Carazinho e, entre CPF's e CNPJ's, cerca de 10.600 negativados, sendo que mensalmente os registros com mais de 5 anos são excluídos automaticamente do sistema. Mesmo que o número de inadimplentes tenha diminuído em 5,18% se a comparação acontecer com os cinco primeiros meses de 2017, o aumento de devedores nos meses de abril e maio de 2018 reflete as dificuldades que as famílias estão encontrando para equilibrar seu orçamento e fazer frente aos diversos compromissos que possuem. Segundo pesquisa nacional do SPC Brasil, a região Sul do Brasil contabiliza mais de 8 milhões de inadimplentes, com alguma pendência fi-

foto: Arquivo/DM

Alessandro Tavares

Foto: DM/Rodolfo Sgorla da Silva

Indicador se refere à variação de abril para maio de 2018. A cidade tem hoje 19.400 registros no SPC. Embora preocupantes, os indicadores deste ano são menores do que o registrado em 2017

“Não podemos mais conviver com crises que forçam pessoas a escolherem que débitos pagarão”, afirma o presidente da CDL Carazinho Evandro Zanolla

Indicadores de geração de emprego

10,6 mil registros no SPC de Carazinho são de negativados nanceira. “Mensalmente, se observa um grande esforço dos brasileiros em tentar quitar suas dívidas, mesmo que sua capacidade de pagamento esteja reduzida. A situação política e econômica do país precisa ser solucionada rapidamente, pois a retomada do crescimento da nossa economia, o que aumentaria emprego e renda, é urgente. Não podemos mais conviver com crises que forçam pessoas a escolherem que débitos pagarão”, afirma o presidente da CDL Carazinho Evandro Zanolla.

Dados da Inadimplência

Faixa etária: a maior parte dos inadimplentes está entre os 30 e 39 anos, com 24,70%. Em seguida aparece a faixa etária de 40 a 49 anos com 22,97%. Valor da dívida: 11,52% dos consumidores inadimplentes têm dividas superiores a R$ 500,00; 22,15% dos cidadãos têm dívidas de até R$ 50,00; 24,70% dívidas de até R$ 100,00; 29,35% dívidas de até 250,00; e 12,28% possuem dívidas de até R$ 500,00.

Comportamento da inadimplência nos cinco primeiros meses O diretor executivo da CDL, Wanderlei Conte, explica que a variação de inadimplência mês a mês é um tanto instável e depende muito da maneira que cada lojista administra a sua carteira de devedores, podendo registrar no primeiro dia de atraso ou esperar. Mas, de modo geral, a inadimplência registrada em Carazinho nos primeiros cinco meses do ano indica que o índice de janeiro de 2018 era 4% a menos do que os registros de janeiro de 2017. Fevereiro de 2018 tinha números 20% maiores do que fevereiro de 2017. Já março deste ano tinha um total devedores 25% menor do que no mesmo mês de 2017. Em abril deste ano, a inadimplência era 13% menor do que no quarto mês do ano passado. Em maio, o índice foi 21% a mais do que em maio de 2017.

Os indicadores de demissões e contratações do Cadastro Geral de Empregados e Desempegados (Caged) do Ministério do Trabalho mostram que no período de janeiro de 2017 a janeiro de 2018 houve um acumulado de 303 demissões a mais do que o saldo de contratações. Já de fevereiro de 2017 a fevereiro de 2018 o indicador é de 219 vagas a menos. Já de março do ano passado para março deste ano o saldo, embora menor, permanecia negativo em 85 postos de trabalho e quando pareados abril de 2017 com abril de 2018 se verifica uma diferença de 135 demissões a mais do que o número de contrações. Quando analisados somente os primeiros meses de 2018, o Caged indica que em janeiro o saldo de demissões foi maior em 5 vagas do que a quantidade contratações, mas a partir de fevereiro os saldos passaram a ser positivos, em fevereiro de 50 vagas, em março de 171 vagas e em abril de 32. Os dados referentes a maio devem ser divulgados pelo Ministério do Trabalho provavelmente na próxima semana.

Os dados de maio referentes à geração de empregos ainda não foram divulgados pelo Caged


ECONOMIA

Quinta-feira, 14.06.2018, Carazinho

Diário da Manhã -

7

Camisetas, chuteiras e bola da Copa para torcer Para quem ama o futebol, esta quinta-feira (14) não é um dia qualquer. Com o jogo Rússia x Arábia Saudita tem início hoje a Copa do Mundo 2018. O Brasil estreia no domingo (17), quando encara a Suíça às 15h em Rostov. Visando a estreia do Brasil, as compras para torcer já começaram. Segundo o proprietário das lojas Andriolli, Darci Vedana, a “amarelinha” já está à venda e a procura tem sido grande. “Temos as camisas em tamanhos adulto, infantil, feminino, como queiram. Está vendendo bem, sentimos que o pessoal está empolgado para a Copa, a gente sente que mexe”, afirmou Vedana. Além das camisetas da Seleção Brasileira, e também de outros países, o proprietário também percebe as vendas de chuteiras, principalmente de jogadores como Neymar, Messi e Cristiano Ronaldo. “As pessoas pedem, se animam. Então, a gente vende bem os artigos de esporte nessa época, se cria o clima de Copa”, afirmou Vedana, que também ressalta para a questão da bola da Copa, que já está esgotada. “A primeira remessa que chegou, já vendemos tudo. Já fizemos o pedido para mais”, complementou. De acordo com Vedana, por mais que a situação política no Brasil seja turbulenta e nada agradável, é importante buscar um ânimo e a Copa do Mundo vem para isso. “A expectativa é para o hexa, amém. Acho que vai ser bom, de qualquer forma, mexe com a movimentação”, salientou o comerciante.

Renovando a televisão para dar sorte

Em época de Copa do Mundo, existe uma movimentação no comércio, principalmente na parte da troca de televisores. De acordo com o gerente

Foto: DM/Taina Binello

Competição mais importante do futebol começa hoje. A Seleção Brasileira estreia no domingo (17) e o comércio de Carazinho percebe que a competição mexe com os ânimos do torcedor

Brasil estreia contra a Suíça da loja Deltasul, Fernando requerimentos dos funcionáNeuberger, a procura é gran- rios, os bancos terão turnos de, principalmente pelas te- diferenciados. O Sindicato dos levisões de telas grandes, de Bancários aponta que no dia 43, 49 e 55 polegadas. “Isso 22 de junho, quando o Brasil acontece bastante em época joga com a Costa Rica às 9h, as de Copa, quem gosta de fu- agências funcionarão das 13h tebol então, aproveita para às 17h. trocar de televisão. Aqueles Caso a Seleção Brasileira que não têm TV digital bus- passe de fase e jogue às 11h, cam se atualizar”, comentou as instituições financeiras irão Neuberger. funcionar das 8h até 10h30min Outra peculiaridade é a e das 14h às 16h. busca das pessoas pelas O Poder Judiciário local pusmart TVs e há também a pro- blicou uma ordem de serviço, cura por antenas e converso- decretando que igualmente se res digitais, para adaptação adaptarão ao evento. No dia 22 das televisões. “Aqueles que de junho, sexta-feira, o expeainda não podem investir, diente do Fórum será das 12h talvez em um produto novo, às 19h, sem intervalo, e no dia acaba optando pelo conver- 27 das 8h às 14h; Caso ocorra a sor”, explicou o gerente, que classificação para as oitavas de também frisa que a loja aca- final, na partida do dia 2 ou 3 ba fazendo promoções nesse de julho, terça-feira, das 14h às período, pensando na Copa. 19h, sendo atrasado em 30min “Temos bastante ofertas vol- em situações de acréscimos. tadas para esse tema e venEm contrapartida, Wanderdemos também pipoqueiras, lei Conte, executivo da Câmapoltronas, estofados, enfim, ra de Dirigentes Lojistas (CDL) que acabam somando tam- de Carazinho, conta que não bém nessa época”, avaliou haverão mudanças durante Neuberger, que acredita que a primeira fase. “As lojas se apesar de um pouco tímidas adaptarão sem precisar de hoem relação à Copa, é clara a rários diferenciados, televisões movimentação em prol dis- serão colocadas, rádios, para so. que clientes e funcionários fi-

Horários de funcionamento alterados

Em dias de jogos da Seleção Brasileira, buscando um melhor atendimento ao público e também atender aos

TV's a partir de 43 polegadas são as mais procuradas

quem ligados nas partidas”, afirmou.

Órgãos públicos municipais

A Câmara de Vereadores de Carazinho atenderá em turno único apenas no dia 27 de junho. A Prefeitura se pronunciou também sobre

o período de jogos, tendo turno único no dia 22 das 12h às 18h e no dia 27 das 7h às 13h. As Secretarias de Educação e Cultura (SMEC), da Saúde e Vigilância Sanitária estarão atendendo em horário normal. As escolas municipais e as ESF’s também seguem com as atividades normalmente, bem como os demais setores ligados à Saúde. De acordo com o secretário municipal de educação, Lucas Lopes,, alunos, professores e servidores as alunos, professores e servidores assistirão aos jogos na própria instituição, sendo que ficará livre para

os pais e familiares que preferirem buscar seus filhos durante o horário dos jogos. Caso o Brasil se classifique, a partir do dia 2 de julho, tal orientação será reavaliada.

Internautas comentam expectativa para a Copa Na página do Grupo Diário da Manhã no facebook, o internauta pode responder como está sua expectativa para a Copa. Até o final da tarde de ontem, os que não estavam interessados nos jogos que acontecem na Rússia eram maioria.


88- Diário - Diárioda daManhã Manhã

CULTURA

Quinta-feira, 07.06.2018, Carazinho Quinta-feira, 14.06.2018, Carazinho


SEGURANÇA

Quinta-feira, 14.06.2018, Carazinho

Diário da Manhã -

9

Cadê a cruz que estava aqui? Cemitérios são alvos de furtos e têm túmulos violados; zelador do Cemitério da Glória calcula 220 objetos este ano

É quando os portões do cemitério da Glória são fechados que o zelador Jacir de Almeida imagina que os furtos acontecem. Mal iluminado, sem segurança e em um bairro aquém do Centro da cidade, sabe que os jazigos viram chamariz e os brilhantes de cobre e metal emplacados nas lápides tornam-se ouro para os que dele querem se beneficiar. “Eu percebo logo quando chego de manhã. Conheço isso aqui como a palma da minha mão”, detalha Jacir, que não exagera no tempo, por há quase 12 anos servir o cemitério. Ele caminha entre os túmulos e não há um que fuja às suas vistas. Calcula uns 220 objetos furtados. “Só este ano”. E especula como são feitas as ações. Na tarde de ontem, enquanto esperava o cimento de um novo piso secar, ele segurava um pequeno rádio que o acompanha no serviço – única voz entre os túmulos – e olhava para as terras ao fundo do cemitério que podem receber novas valas. “Não me venha com mais problema”, brincou ao ver a reportagem, e de pronto levantou-se para mostrar o problema que diz acontecer “há mais de anos” no cemitério. “Da última vez foi no final do dia das mães”, e começa a contar nos dedos, “foi na sexta, foi no sábado, foi no domingo e depois na quarta-feira. Levaram um monte de molduras. Mas dessa vez não deixaram as fotos. Só algumas. Acho que não conseguiram tirar.” As fotos, a que se refere Jacir, são as imagens dos mortos, envoltas em molduras de bronze que são sacadas do material. Em novembro passado, Jacir disse ter recolhido 84 delas. As guardou e comunicou a Paróquia Nossa Senhora de Fátima, administradora do local. “Avisamos os familiares e algumas foram recolocadas naquela vez. Mas agora as fotos foram junto. Acho que não conseguiram tirar. Não sei”, especula. Antes de maio, o zelador cita outra vez, quando 120 argolas de gavetas foram arrancadas, em meados de feve-

FOTOS: DM/Isadora Stentzler

Isadora Stentzler Isadora@diariodamanha.com

Objetos mais furtados são os de cobre e bronze reiro. “E as cruzes eu já perdi a conta”, anuncia. “Mas nunca foi denunciado”.

Sem registros Apesar da constância com que os furtos acontecem a Delegacia de Polícia de Carazinho não possui registros de Boletins de Ocorrência citando o crime. A paróquia diz que ligações já foram feitas às autoridades e as autoridades dizem que apesar dos telefonemas, nada foi documentado. As informações oficiais são de dois furtos em cemitérios das comunidades de Coqueiros do Sul neste ano, e de um grupo preso em Palmeira das Missões pelo mesmo tipo de crime. “Isso vem acontecendo com frequência”, destaca Loreno Nissel, da Delegacia de Polícia Civil de Carazinho. “Eles vão no interior e pegam materiais de cobre e bronze. Materiais que possam vender no ferro velho. Suspeitamos que a maioria vá

para o uso de drogas, mas ainda estamos fazendo buscas para identificar os autores.” Sem nomes e sem justiça, são as famílias, diz a secretária da Paróquia, Michelle Silva, que sentem pela violação do último totem de lembrança dos parentes. Esses dias, conta sem precisar o tempo, um senhor apareceu na Paróquia para reclamar da segurança. Reclamar da violação ao sepulcro. Michelle falou que lá pelas tantas ele entendeu os problemas de segurança a que passa o local. Mas como não foi e não é o único, a administração já faz planos para driblar o problema. “Ligamos para mais de 20 famílias esse ano porque o zelador recolheu as fotos e conseguimos identificar. Alguns muito antigos não tivemos como localizar de novo. Mas planejamos terceirizar esse serviço. Também queremos pedir mais policiamento na região. Não é algo muito legal”, desabafa.

Zelador Jacir de Almeida identifica gavetas que tiveram argolas furtadas

Ladrões costumam furtar as molduras e deixar as fotografias para trás. É comum encontrá-las encostadas ao lado das lápides

Jacir é o único funcionário do cemitério e contabiliza os estragos por conhecer o local como a palma da mão

Algumas lápides estão completamente vazias devido aos furtos


10 - Diรกrio da Manhรฃ

CIDADE

Quinta-feira, 14.06.2018, Carazinho


CIDADE

Quinta-feira, 14.06.2018, Carazinho

Tarifas do transporte intermunicipal ficarão mais caras

11

OFÍCIO DO REGISTRO CIVIL DAS PESSOAS NATURAIS Rua Venâncio Aires, 279 - Carazinho/RS - Fone: (54) 3329-5588 Sílvia Regina de Assumpção Carbonari, Oficial de Registro, faz saber que pretendem casar-se: JALISTON FABRÍCIO DOS SANTOS e ANDRESSA MARILISE LAMM.

Quem souber de algum impedimento, acuse- na forma da lei. Carazinho, 14 de junho de 2018.

Rayra Mendes Oficial Escrevente Autorizada

Foto: Arquivo/DM

Reajuste de 18,91% para linhas diretas e 22,20% para quem embarca ao longo do trajeto foi definido por conselho da Agergs

Diário da Manhã -

Agergs realizou uma Avaliação de Impacto Regulatório (AIR) Aline Prestes aline@diariodamanha.com A Agência Estadual de Regulação dos Serviços Públicos Delegados do Rio Grande do Sul (Agergs) autorizou, após reunião do Conselho, o reajuste nas tarifas do transporte rodoviário intermunicipal. No caso das linhas diretas e semidiretas cujos passageiros embarquem na rodoviária o valor é de 18,91% e ao longo do percurso o aumento chega a 22,20%. Para a Região Metropolitana, o índice aprovado foi de 8,94%. Para chegar aos valores do reajuste, a Agergs realizou uma Avaliação de Impacto Regulatório (AIR), observando pontos que impactavam na manutenção e na permanência de bons serviços públicos prestados à população pelo transporte rodoviário, explicou o assessor de comunicação social e porta voz

da empresa, Renato Sagrera. “Foram levados em conta a queda na demanda que vem sendo registrada nos últimos tempos, prejuízos que empresas transportadoras vêm apresentando no segmento e também é importante destacar que o transporte clandestino vem crescendo no Rio Grande do Sul. Veículos que não têm licenciamento ou permissão para transportar pessoas, acabam executando a tarefa de forma ilegal”, aponta. O Departamento Autônomo de Estradas de Rodagem (DAER-RS) irá decidir quando entra em vigor o reajuste. Além disso, Renato lembra que muitas pessoas têm optado por utilizar aplicativos de mobilidade urbana para se descolar a lugares que, antes, iam por meio de transporte rodoviário. “Vale lembrar que a crise no país e reajustes como do óleo diesel impac-

“Foram levados em conta a queda na demanda que vem sendo registrada nos últimos tempos, prejuízos que empresas transportadoras vêm apresentando no segmento e também é importante destacar que o transporte clandestino vem crescendo no Rio Grande do Sul”

tam diretamente na prestação dos serviços. O conselho levou em conta todos esses apontamentos, quando aprovou a revisão tarifária”, salienta ele. Para entender o impacto desses aumentos, deve-se inicialmente diferenciar cada reajuste. O primeiro de 8,94% refere-se à Região Metropolitana, ou seja, ônibus que transitam entre Alvorada e Porto Alegre, por exemplo, e permanecem entre essa região, registra o porta voz da Agergs. “Já os 18,91% são daqueles que saem da Região Metropolitana pela rodoviária e vão para o interior

e os 22,20% são válidos para os que embarcam ao longo do percurso. A diferença faz parte de uma liminar emitida

pelo Tribunal de Contas que garante valores diferenciados para quem utiliza a rodoviária”, salienta.

Veja no exemplo como ficarão os valores em algumas rotas Viagem saindo do Centro de Passo Fundo até o Centro de Carazinho Sem o aumento: em torno de R$ 11,00 Com o aumento: R$ 13,50 (reajuste de 22,20%) Viagem da rodoviária de Passo Fundo a Porto Alegre Sem o aumento: R$ 73,35 Com o aumento: R$ 87,25 (reajuste de 18,91%) Viagem saindo de Cachoeirinha até Porto Alegre (região metropolitana) Sem o aumento: em torno de R$ 7,00 Com o aumento: R$ 7,65 (reajuste de 8,94%)


DM

12 - Diário da Manhã DIÁRIO PASSO FUNDO redacao@diariodamanha.net - (54) 3316.4800 DIÁRIO CARAZINHO redacao.carazinho@diariodamanha.net - 54.3329.9666 DIÁRIO FM 98.7 MHz diariofm@diariodamanha.net - 54.3311.1309 DIÁRIO AM - 570 KHz diarioam570@diariodamanha.net - 54.3311.7756 DIÁRIO AM CARAZINHO - 780KHz diarioam780@diariodamanha.net - 54.3331.2422

CARAZINHO

PASSO FUNDO

05ºC 12ºC

05ºC 12ºC Mínima

08ºC Mínima

Mínima

Máxima

PORTO ALEGRE

Quinta-feira, 14.06.2018

www.diariodamanha.com

PREVISÃO PARA HOJE Quinta-feira, 14.06.2018, Carazinho Máxima

LUAS

16ºC Máxima

Minguante 06-06

Nova 13-06

Crescente 20-06

Cheia 28-06

Tiro esportivo atrai carazinhenses Venator Clube, localizado em Colônia Dona Júlia, possui 480 integrantes Fotos: Arquivo Venator Clube de Tiro

Sereno Azevedo redacao.carazinho@diariodamanha.com

A prática de tiro esportivo vem conquistando a simpatia dos carazinhenses. Somente no Venator Clube de Tiro são 480 praticantes, sendo o mais jovem de apenas 12 anos e o mais velho com 75 anos. Um dos fatos que mais chama a atenção é a quantidade de mulheres que praticam tiro ao alvo como forma de lazer. De acordo com o presidente Márcio Damiani, já há um grupo de 50 mulheres que participa da prática esportiva no clube. O espaço fica localizado em Colônia Dona Júlia, em Carazinho. “Por ser um esporte praticado com armas de fogo, existe todo um sistema especial de segurança, com acompanhamento de monitores. Praticar tiro ao alvo é um esporte extremamente seguro,” salienta Damiani. Atualmente, o esporte é praticado nos sábados e domingos, com estudo para ser liberada a prática nas quintas-feiras. Conforme o presidente do Clube, existem duas frentes no esporte, sendo uma com praticantes de tiro que treinam visando às competições esportivas regionais, nacionais e internacionais. Já o

“Tenho expectativa que vamos avançar muito nesta modalidade esportiva”, destaca Márcio Damiani, presidente do Venator Clube de Tiro

Competições

Clube foi fundado em 2016 segundo grupo apenas atira pelo lazer esportivo, sem almejar competições como, por exemplo, tiro ao prato. “Tem aqueles que procuram o clube com a finalidade de aprender a atirar e manusear uma arma de fogo. Quem não possui arma pode praticar com as disponibilizadas pelo próprio clube”, explica o presidente.

Avanço da modalidade

Segundo Damiani, para a compra de uma arma existe todo um procedimento legal que precisa ser observado e seguido. “Nós também trabalhamos com a parte do Certificado de Registro, documento expedido pelo Exército Brasileiro”, salienta. O dirigente do clube - fundado em 2016 – acredita num

Campeonato de Bola 9 do Grêmio Aquático chega à 13ª rodada O Campeonato de Bola 9 do Grêmio Aquático de Carazinho chega à 13a rodada. A partir das 12h45min do próximo sábado, dia 16, medem forças Só Se For Agora x Os Bartira; Artois x Junto&Misturado; Centauros x Real; Tinkilibra x Independente FC. Os resultados da última rodada foram: Só Se For Agora 1 x 1 Viamel; Artois 4 x 1 Independente FC; e Coringa FC 1 x 3 Tinkilibra. A equipe do Viamel lidera a disputa isoladamente, com 21 pontos ganhos em nove jogos disputados. Com oito gols marcados, Luan Borges (Os Bartira) e Rafael Bennemann (Artois) dividem a artilharia cional do Aquático e que existe há muitos da competição. “O Campeonato anos”, destaca Marlon Hortêncio, coordede Bola 9 é uma competição tradi- nador de esportes do Grêmio Aquático.

crescimento ainda maior da prática de tiro esportivo com uso de armas como carabinas, revólveres e pistolas. “Tenho expectativa que vamos avançar muito nesta modalidade esportiva, pois aquele que experimenta uma única vez a sensação de atirar esportivamente retorna para os estandes de tiro”, enfatiza Damiani.

/senaccarazinho

#mudandoavida

@senacrs

Aos 12 anos, Arthur Mazzutti Bratz é praticante do esporte visando lá na frente participar de competições de tiro. “É um garoto com futuro. Quem sabe logo teremos um carazinhense campeão mundial em alguma modalidade de tiro”, projeta Damiani, que já participa de competições oficiais de Trap Americano. O carazinhense deverá participar de uma competição internacional no final do mês de julho em Illinois, nos Estados Unidos.

@senac_rs

Mude de vida com os cursos do Senac Carazinho: Design de Sobrancelhas - 30h Dicção e Oratória para Docentes e Executivos - 20h Editor Gráfico - 180h Fotografia Digital com Photoshop - 60h Gestão Administrativa - 36h Informática Fundamental Compacto - 60h Matemática Financeira com uso senacrs.com.br/carazinho da Calculadora HP 12c - 24h

Senac Carazinho

Av. Flores da Cunha, 2821 Fones: (54) 3331.5557 / 3329.5851

Senac. Educação profissional mudando vidas.


Conexão

PASSO FUNDO - CARAZINHO

Quinta-feira, 14.6.2018 - www.diariodamanha.com

“Nasci de novo”, diz motorista de caminhão arremessado pelo vento Hospitalizado, Domingos Favretto conversou com o Jornal Diário da Manhã nessa quarta-feira (13) e relatou os momentos de tensão vividos durante os tornados entre Tapejara e Coxilha. Apesar do acontecimento, caminhoneiro busca se recuperar e prosseguir na profissão Matheus Moraes matheus@diariodamanha.com

De aniversário no último fim de semana, o tapejarense Domingos Favretto, de 57 anos, não esperava que comemoraria, pela segunda vez na semana, a data, na cama de um dos quartos do Hospital Santo Antônio, em Tapejara. “Eu brinco que fiz aniversário duas vezes nessa semana. Nasci de novo”, declara o caminhoneiro, que sobreviveu após seu caminhão ter sido arrastado até a lavoura. O incidente ocorreu na madrugada da última terça-feira (12), em razão dos tornados que ocorreram entre Coxilha e Tapejara. O caminhão de Domingos foi um dos três que acabaram tombando no quilômetro nove da ERS 463 por causa dos ventos na região. O dele, no entanto, foi o único que saiu da pista e acabou na lavoura. Com peso de 14 toneladas, o caminhão tombou uma vez, foi levantado pela força do vento, rodopiou pela lavoura e tombou novamente. “Já vi comentários de que o caminhão pode estar parado, bater um vento e derrubá-lo. Mas o caminhão andando e fazer o que fez, nunca tinha visto”, declara o trabalhador, que sequer

conseguiu parar sobre a pista quando percebeu o impacto dos ventos. O trabalhador estava num comboio de três veículos de um frigorífico, que saiu de Tapejara e tinha Camargo como destino. Durante o trajeto de 101 quilômetros, os caminhões iriam passar por Coxilha, Passo Fundo, Vila Maria e Camargo. Há cinco anos trabalhando na boleia todos os dias, o caminhoneiro afirma que, apesar do acontecimento, deve seguir na profissão e recuperar seu caminhão, cujo possui seguro total. Hospitalizado desde terça-feira, o caminhoneiro está com diversos hematomas e uma fratura exposta na bacia. A reportagem do Jornal Diário da Manhã conversou com ele nessa quarta-feira (13). Confira a entrevista na íntegra:

DM Entrevista Diário da Manhã - Qual a sua lembrança sobre o acidente? Domingos Favretto – Foi questão de segundos. Quando começou a chuva até dar o vento. Na primeira vez que deu a ‘pegada’ de vento, deu uma balançada. Quando ele

Foto: Vinicius Coimbra / DM

Três caminhões tombaram na ERS 463 na madrugada de terça-feira balançou, estava me recuperando de novo, quando deu outro vento muito forte. Aí aconteceu o primeiro tombo. Depois, o vento levantou ele. Acho que ele ficou um bom tempo no ar antes de bater no chão de novo. Foi aí que deu a pancada no chão e ele parou. DM – E você bateu a cabeça? Se machucou? D.F – Não bati a cabeça. Eu tenho muitas pancadas pelo corpo, levei muitas pancadas. Estou com uma fratura exposta. É uma fissura na bacia. DM – Alguma vez, como

D.F – Começou por meia noite e meia. Até conseguir sair do caminhão e chegar próximo da pista, demorei uns dez minutos. Meu colega veio me socorrer no caminhão. Depois, para conseguir socorro e ir para o Hospital, mais uns 30 minutos. DM – Você havia acompanhado a previsão do tempo? Sabia da possibilidade de ventos fortes? D.F – Se tinha o comentário que teriam fortes ventos. Mas a gente nunca espera que vamos passar por uma situação que passei naquela noite.

caminhoneiro, achou que um caminhão poderia ser tombado pelos ventos? D.F – Já vi comentários de que o caminhão pode estar parado, bater um vento e derrubar o caminhão. Mas o caminhão andando e fazer o que fez, nunca tinha visto.

DM – Logo no início, pensou em parar em algum momento para esperar o tempo dar uma trégua? D.F – Não deu tempo nem de parar em cima da pista. Quando começou, foi por questão de segundos, que aconteceu tudo isso.

DM – Qual o sentimento que fica depois desse grande susto? D.F – [Risos]. Eu fiz aniversário duas vezes essa semana. Estava de aniversário no fim de semana e, agora, acredito que nasci de novo.

DM – E o seu futuro? Pensa em seguir como caminhoneiro, apesar desse acontecimento? D.F – Vou seguir. Não vou me desanimar por esse motivo. Acredito que meu caminhão tenha sido totalmente danificado, mas tenho seguro total dele. Vou recuperar ele. Pretendo continuar.

DM – Demorou muito tempo até ser socorrido?


REGIÃO DIÁRIO DA MANHÃ

2

Quinta-feira, 14.6.2018 Passo Fundo Carazinho

Momento de reconstrução nas cidades mais atingidas

No primeiro dia após temporal e tornados no Norte gaúcho, municípios auxiliam famílias e ajudam na retomada de residências Foto: Divulgação / Prefeitura de Água Santa

Matheus Moraes matheus@diariodamanha.com

O atendimento às famílias atingidas com o temporal que destruiu milhares de residências na região Norte do Rio Grande do Sul foi pauta no Governo do Estado nessa quarta-feira. O socorro aos municípios atingidos foi trabalhado de maneira integrada entre secretarias e também a Defesa Civil do Estado e das cidades. De acordo com levantamento da Defesa Civil nessa quarta-feira (13), o número de municípios e residências atingidas pelos temporais na região Norte do Rio Grande do Sul, na última terça-feira, subiu para 26 e 2.780, respectivamente. O dado de famílias desabrigadas continuou o mesmo, com dez registros. Aumentou, também, a relação de famílias desalojadas, para 29. Além disso, dois óbitos já haviam sido mencionados ainda na terça-feira, nos municípios de Ciríaco e Sarandi. Um dia após todo o temporal e os tornados, em pontos localizados, a movimentação foi de acompanhamento às famílias prejudicadas. Em reunião com o governador

Moradores de Água Santa arrecadam colchões, alimentos e cobertores José Ivo Sartori, o coordenador da Defesa Civil Estadual, Alexandre Martins, relatou que foram emitidos alertas a praticamente todo o Rio Grande do Sul. As ocorrências, diversas com granizo e vendavais, culminaram com residências destruídas e a variação brusca de temperatura. “Nessa primeira fase, a prioridade é a vida das pessoas. Já tínhamos mobilizado o atendimento humanitário, com lonas nas regiões mais atingidas e o remanejamento de outras regiões, sempre com agilidade. Estamos com estoques baixos de alimentos e roupas. Por isso, nosso ape-

www.diariodamanha.com Presidente

Vice-Presidente

Janesca Maria Martins Pinto

Ilânia Pretto Martins Pinto

@diariodamanhaRS www.facebook.com/redediariodamanha

Clélia Fontoura Martins Pinto - ME Matriz: Rua Independência, 917, sala 3 - Passo Fundo Contato: (54) 3316-4800

lº à população para doações à Campanha do Agasalho”, declara. A reportagem do Jornal Diário da Manhã entrou em contato com os departamentos responsáveis pelos municípios mais atingidos na região Norte para um panorama do primeiro dia de mobilização para reconstruir as residências atingidas.

Ciríaco Em Ciríaco, foram distribuídas lonas na manhã dessa quarta-feira. Além disso, uma equipe social, com voluntários, arrecada alimentos, colchões e cobertores no Salão Paroquial da cidade. De acordo com o vice-prefeito de Ciríaco, Odacir de Mello, grande parte da cidade já estava com energia elétrica restabelecida. “A luz já voltou em quase toda a totalidade. A água também está voltando”, declarou no fim da manhã de quarta-feira. Ao todo, são mais de cem residências que foram atingidas em Ciríaco, além de galpões que foram ao chão. “As secretarias continuam trabalhando para auxiliar as famílias que acabaram perdendo suas casas”, conta o vice-prefeito. A família da vítima fatal da cidade, José de Arquiles, é amparada pelo poder público municipal. Segundo o vice-prefeito, o homem morava sozinho na área rural. A família, por sua vez, morava na área urbana do município. “Estamos dando todo apoio necessário para eles. Falamos hoje com o sobrinho dele. Está tudo certo”, completa Mello.

Água Santa Em Água Santa, onde mais de 50 residências foram atingidas, na área rural da cidade, a comunidade ainda sofre com a falta de energia elétrica e de água em algumas localidades. De acordo com a Prefeitura, a administração deu suporte de água com o auxílio de um caminhão tanque e do Corpo de Bombeiros. Ao todo, são cerca de 100 famílias sem água e energia, em razão de que a fiação elétrica da região foi atingida. As escolas continuam com as atividades normais, visto que os temporais atingiram apenas a área rural da cidade. No entanto, alguns professores que tiveram suas residências atingidas não trabalham nestes primeiros dias de reconstrução. Na tarde dessa quarta-feira, a Prefeitura de Água Santa comunicou que, em razão das demandas geradas, o município necessitava de mais pessoas para realizar trabalho voluntário na data. Em contato com o prefeito de Água Santa, Jacir

Miorando, a reportagem foi informada que o comércio da cidade contribui com valores acessíveis de materiais para a reconstrução de residências. “Eles se colocaram à disposição para receber algum valor em dinheiro e poder ajudar a reconstruir as casas, facilitando na venda de materiais”, comenta. Segundo o administrador municipal, a região de Água Santa foi afetada de maneira gradativa com os temporais. Por isso, ele acredita que a reconstrução demorará mais tempo que o estimado. “Vai mais dias para reconstruir tudo e voltar ao trabalho normal. Achávamos que seria menos, mas ainda teremos dias de trabalho pela frente. Estamos dando suporte, mas ainda tem muita coisa para se fazer”, declara. Nessa quarta-feira, a comunidade também trabalhava na limpeza das áreas rurais, sobretudo com recolhimento de animais mortos em função da destruição de aviários.

Coxilha

Em Coxilha, cerca de 30 famílias foram atingidas, de acordo com a Defesa Civil do município. Nessa quarta-feira, foi alterado o decreto de situação de emergência para tornado, após solicitação da Defesa Civil do Estado, em razão do que foi caracterizado pelos institutos meteorológicos. “Estamos contabilizando os prejuízos e atendendo os prazos para dar encaminhamento para a Defesa Civil, para obter o reconhecimento da situação em nível de Estado e União”, explica o representante da Defesa Civil de Coxilha, Ivan Tamanho. Segundo Ivan, os levantamentos de prejuízos começaram a ser contabilizados ainda na quarta-feira. “Estamos fazendo esse trabalho de campo, em parceria com a Emater. Estamos atendendo as necessidades mais urgentes, com o fornecimento de telhas”, completa o representante. Em razão da destruição das torres de água na cidade, as comunidades de Rio do Peixe e Engenho da Água foram reparadas na noite de terça-feira e na quarta-feira. “É uma estrutura muito alta. Precisamos colocar um caminhão guincho para poder elevar a caixa em cima da torre”, acrescenta Ivan.

Arrecadações em Passo Fundo

Uma campanha de arrecadação no Hospital São Vicente de Paulo (HSVP) busca reunir alimentos não-perecíveis, produtos de limpeza e de higiene pessoal para ajudar as famílias atingidas na região. A entrega dos materiais deve ser feita na portaria dos funcionários do HSVP. A Arquidiocese de Passo Fundo, em conjunto com o Fundo de Solidariedade e Cáritas Arquidiocesana (FDS), convoca a comunidade para realizar doações em caráter de emergência numa coleta específica no fim de semana (16 e 17 de junho). As doações podem ser feitas pela conta da Caixa Econômica Federal; Conta corrente: 1788-7, Operação: 003, Agência: 1593, em nome de Cáritas Arquidiocesana de Passo Fundo.

*Até o fechamento dessa edição, a reportagem não conseguiu contato com a administração de Sarandi.


ESPORTE

Todos pela Copa

DIÁRIO DA MANHÃ

Perfil dos convocados Foto FIFA/ Divulgação

Kleiton Vasconcellos kleiton@diariodamanha.com

A cada quatro anos, fãs do futebol (e também parte da população em geral) voltam suas atenções para a disputa da Copa do Mundo. Pela 21a vez na história, a competição promoverá os jogos entre seleções para definir qual a melhor equipe da atualidade. Em 2018, coube à Rússia sediar o evento que contará com 32 selecionados. Somando um total de 64 jogos, a tabela de partidas inicia hoje (14), quando a bola rola em Moscou para Rússia x Arábia Saudita, ao meio-dia (horário de Brasília). Antes haverá uma cerimônia oficial de abertura, com apresentações artísticas e presença de nomes importantes do futebol, como Ronaldo. Além dele, o mascote oficial Zabivaka – um lobo. A Copa da Rússia terá 11 sedes e 12

Favoritas

Pelo número de títulos e também importância de seus jogadores, algumas seleções podem ser apontadas como favoritas ao título. É o caso do pentacampeão Brasil, da tetracampeã Alemanha, da bicampeã Argentina e de França, Inglaterra e Espanha (cada uma com um título). Mesmo bicampeão, o Uruguai não é apontado como favorito. Já equipes como Bélgica e Portugal podem ir longe mesmo sem nunca ter conquistado a Copa.

Foto Divulgação

Mundial de futebol inicia hoje na Rússia contando com 32 equipes em busca do tão sonhado título

3

Quinta-feira, 14.6.2018 Passo Fundo Carazinho

Gabriel Jesus

Copa do Mundo é o grande desejo das 32 seleções participantes do Mundial estádios: Lujniki e Otkrytie (ambas em Moscou), Krestovsky (São Petersburgo), Kalinigrado (Kaliningrado), Kazan (Cazã), Samara (Samara), Níjni Novgorod (Níjni

Novgorod), Volgogrado (Volgogrado), Mordovia (Saransk), Rostov (Rostov do Don), Olímpico de Fisht (Sochi) e Central (Ecaterimburgo).

Principais nomes Entre os jogadores presentes no Mundial, alguns chamam a atenção e podem aparecer eleitos como o craque da competição. É o caso de Cristiano Ronaldo (Portugal), Lionel Messi (Argentina), Neymar Jr (Brasil), Mohamed Salah (Egito), Özil (Alemanha), Hazard (Bélgica), Mbapeé (França), Iniesta (Espanha) e Keane (Inglaterra).

Jogo inaugural A partir do meio-dia, os anfitriões russos recebem a Arábia Saudita em Moscou. Com atuações apagadas em amistosos e contando com o brasileiro Mario Fernandes (ex-Grêmio) entre os convocados, o técnico russo Stanislav Cherchesov aposta no trabalho coletivo para vencer dos seus torcedores. Já os árabes são comandados por Juan Antonio Pizzi e apostam na posse de bola para vencer o jogo de hoje e também avançar de fase no Mundial.

O perfil de hoje entre os convocados por Tite para representar o Brasil na Copa é de Gabriel Jesus. O jogador mais jovem do selecionado nasceu em 3 de abril de 1997 em São Paulo. Desde cedo jogou futebol em diversas escolinhas paulistanas até ingressar no Sub-15 do Anhanguera. Suas boas atuações o levaram ao Palmeiras, primeiro na base e depois aos profissionais, com 18 anos, em 2015. Tratado como joia, foi lançado no Campeonato Paulista e aos poucos obteve o status de centroavante titular do time. Assim sagrou-se campeão da Copa do Brasil em 2015 do Campeonato Brasileiro em 2016 – nessa competição, foi escolhido o melhor jogador. Embora não seja alto (1,75m), tem muita habilidade, velocidade e mobilidade. Tais características chamaram a atenção de Pep Guardiola e o treinador o contratou para o rico Manchester City e o jogador está na Inglaterra desde janeiro de 2017. Já levantou o Campeonato Inglês 2017-2018 e a Copa da Liga Inglesa. É convocado para a Seleção Brasileira desde 2015 (Sub-20 e Sub23) , conquistando o ouro nas Olimpíadas de 2016. Tite para o time principal desde 2016 e já tem 10 gols pela equipe.


Quinta-feira, 14.06.2018 Passo Fundo Carazinho

4

Tabela de jogos - Copa do Mundo 2018

Carazinho  
Carazinho  
Advertisement