Page 1

Sexta-feira, 18.05.2018, Carazinho

CARAZINHO, sexta - Feira 18.05.2018

Diário da Manhã -

1

www.diariodamanha.com 37 ANOS - Nº 377 - R$ 2,00

foto: DM/Isabella Westphalen

Sistema quase pronto

foto: DM/Isadora Stentzler

As 10 novas câmeras de videomonitoramento estão instaladas e devem entrar em funcionamento na semana que vem, com sistema de espelhamento das imagens. Página 10

A vida de quem precisa de

acessibilidade Pessoas com deficiência contam sua rotina na cidade. Prefeitura realiza obras em canteiros para melhorar a mobilidade. Páginas 4 e 5

Definidos os projetos da cédula da Consulta Popular Votação acontece em todo o estado entre os dias 26, 27 e 28 de junho. Neste ano, governo do estado destinou R$ 80 milhões para o pleito. Página 3

Opinião

Nadja Hartmann

Mais trinta policiais para a região e nenhum para Carazinho. Onde estão os nossos deputados??? Página 6


RADAR

2 - Diário da Manhã

Sexta-feira, 18.05.2018, Carazinho

Foto: Divulgação

Sindicar com sede própria

Entidade vai funcionar na Avenida Flores da Cunha O Sindicato das Empresas de Transporte de Cargas de Carazinho e Região (Sindicar) alcança uma marca importante em sua história. A partir da segunda-feira (21), a entidade passa a funcionar em uma sede própria, localizada na Avenida Flores da Cunha, próximo à estação rodoviária. A nova sede conta com um espaço de 100 m². “A aquisição de uma sede própria era uma proposta quando assumimos o Sindicar. Com muito trabalho da diretoria

conseguimos alcançar essa meta”, destaca Moisés Santos, presidente da entidade sindical. A festa de inauguração da nova sede acontece no próximo dia 25, em evento marcado para às 19h30min. “Convidamos todos os associados para usufruir da nossa sede própria e a confraternizar conosco no dia 25, quando vamos apresentar o local e servir um coquetel. A nova sede vai melhorar o atendimento ao público”, frisa Santos.

Definida a data da Feira do Produtor Na manhã desta quintafeira (17), foi realizada na sede da Emater mais uma reunião para as últimas definições da Feira de Produtor. O encontro contou com a presença de representantes da Secretaria Municipal da Agricultura, Emater e produtores e definiu a data da Feira, que acontecerá no dia 9 de junho na Gare, das 07h às 14h, conforme escolha da

Foto: Divulgação

Smec e Sicredi promovem oficina de Educação Financeira

comunidade em votação no facebook oficial da Prefeitura. No encontro, também foi abordada a questão da logística quanto ao transporte e acesso dos produtos ao local do comércio, padronização de atendimento, preços e a questão da estrutural em geral. Em caso de chuva, o evento será adiado para sábado seguinte ao da data inicial.

Gremista Tri Solidário Neste ano, o Grêmio e o Mesa Brasil Sesc realizam a campanha Gremista Tri Solidário, que tem como objetivo arrecadar alimentos não perecíveis, que serão distribuídos às instituições sociais que fazem parte da rede de solidariedade do

Mesa Brasil Sesc. Os itens que serão depositados nos coletores disponíveis nas rampas de acesso do estádio, poderão ser entregues sempre nos jogos válidos do Campeonato Brasileiro 2018 na Arena do Grêmio, em Porto Alegre.

Educação financeira é um dos eixos de trabalho da Smec Na manhã desta quinta-feira (17), a Secretaria Municipal de Educação e Cultura (SMEC) de Carazinho, em parceria com o Sicredi, proporcionou a todos os diretores e equipe pedagógica da secretaria, uma oficina sobre

Educação Financeira. O tema é um dos eixos de trabalho da Smec. A atividade aconteceu na superintendência regional do Sicredi e contou com a presença do secretário municipal de Educação, Lucas Gabriel Lopes. Fundador Jornalista Túlio Fontoura (1935 1979) Presidente-Emérito Dyógenes Auildo Martins Pinto (1972 1998) Vinícius Martins Pinto (1997 2003)

Presidente Janesca Maria Martins Pinto Vice-Presidente Ilânia Pretto Martins Pinto Editora Geral Nadja Hartmann

ANIVERSÁRIOS 18/05 Adriana Michele Kuhn Alcides Antônio Momolli Alice Breancini Antônio Guaz Cardoso Ari Xavier Bernardo Hoffmann Cinchowicz Cecílha Maria Einsfld Ecleiton de Moura Silva Grégori Rosseto Steilmann Gustavo André dos Santos Jairo Zarpellon João Idomar dos Santos Larissa Pilati Lisandra da Silva Lourdes da S. Zieppe Luis Dias de Meira Luis Gustavo Carlesso Luisa Cristina Reichert Marcos Freiberger Mário Martins Marina Berwig Marisa Graeff Marlene Vargas Leite Prisciane Simone Matge Priscila Matge Rafael Eduardo Marcheiser Rejane Voll Pedroso Roberto Kolling Silvana Zirbes Portela Sueli Tapia de Oliveira Valdenor Teixeira Gonçalves Valdir Mesquita Velloso Vanderlei Ricardo Barzotto Yuri Hermes

Diretora Comercial: Jussara Alberton Sirena Editor Interino: Rodolfo Sgorla da Silva (MTE 18546/RS)

www.diariodamanha.com www.facebook.com/diarioam

@diariodamanhaRS


POLÍTICA

Sexta-feira, 18.05.2018, Carazinho

Diário da Manhã -

3

Região vive realidades distintas da Consulta Popular Enquanto Carazinho garantiu recursos nos últimos quatro anos, baixa participação de eleitores fez com que demandas de Passo Fundo ficassem sem receber repasses por dois anos Foto: Leonardo de Moraes /GOV RS

Daniel Rohrig politica@diariodamanha.com

Isadora Stentzler redacao.carazinho@diariodamanha.com

Após ter ficado de fora de repasses garantidos por meio da política de Estado que compreende o processo de participação popular por dois anos, Passo Fundo – que faz parte do Conselho Regional de Desenvolvimento da Região da Produção – busca maior adesão dos eleitores a fim de garantir recursos para investimento em áreas prioritárias definidas por meio do processo direto da Consulta Popular. A cidade foi a única do universo de 21 municípios do Corede Produção a ficar de fora do montante de 1,8 milhão de reais que será destinado aos projetos prioritários escolhidos na votação no ano passado - na área de segurança pública o videomonitoramento regional e na saúde o Hospital Público Regional. Por outro lado, Carazinho foi contemplado com os recursos do Conselho Regional de Desenvolvimento (Corede) por quatro vezes. Em 2011, a cidade votou e conseguiu a aquisição de um caminhão para o Corpo de Bombeiros. Entre 2013 e 2014, o recurso foi destinado à compra de uma viatura, dois kits de proteção para a Brigada Militar e uma viatura para a Polícia Civil. De 2015 para 2016, o Hospital de Caridade de Carazinho (HCC) foi contemplado com a aquisição de equipamentos hospitalares e nos dois anos seguintes a verba foi destifoto: Arquivo/DM

Eleição do Corede ocorre entre os dias 26, 27 e 28 de junho em todo o RS

Dêninson Costa, secretário de Desenvolvimento de Carazinho

nada para a pavimentação asfáltica no Distrito Industrial Carlos Augusto Fritz. Na última consulta popular, em 2017, a cidade recebeu recursos para a compra de câmeras de videomonitoramento. Na tarde de ontem (17), uma assembleia geral do Corede reuniu em Passo Fundo representantes de todos os municípios da região da Produção para definir quais demandas irão compor a cédula de votação em 2018 para serem apresentadas na eleição, que ocorre entre os dias 26, 27 e 28 de junho. Participaram da reunião os presidentes dos Conselhos Municipais de Desenvolvimento, delegados representantes de lideranças dos municípios e representantes de áreas importantes como segurança pública, agricultura e meio ambiente. A presidente do Corede, Munira Awad, lamenta que Passo Fundo tenha ficado de fora por dois anos após não atingir os critérios mínimos exigidos na Consulta Popular. “A cidade ficou de fora dos repasses em 2016 e 2017. Dos R$ 60 milhões fixados pelo Governo do RS, que foi dividido entre todos os 28 Coredes do Estado por meio de critérios, a nossa região receberá R$ 1,8 milhão para serem aplicados nos projetos que vamos

definir na votação. Passo Fundo ficou de fora devido à baixa participação através dos votos”, explica. Este ano, serão R$ 80 milhões revertidos aos Coredes – R$ 2,1 milhões para a região da Produção. Para ser beneficiada com recursos, Passo Fundo necessita cumprir com alguns dos critérios estabelecidos pelo Corede, entre eles, um índice mínimo de 4.260 eleitores na participação popular. Em 2017, de um total de cerca de 142 mil eleitores passo-fundenses, apenas 1.398 registraram seu voto em uma das seis opções de programas disponibilizadas na cédula de votação. A cidade registrou dados inferiores a municípios bem menos povoados como Marau, por exemplo, que teve 2.605 votos. “A gente chama atenção da população sobre a importância da Consulta Popular. É um programa de Estado e não de governo. É um recurso que vem da própria população e é um dinheiro que não é de Governo A ou B, mas sim, dos nossos impostos. Por isso, a população vota e escolhe onde essa verba será investida. Neste caso, não é sobre pautas que o município acha importante, mas sim, o que a região demanda”, esclarece Munira.

Segurança pública como prioridade

Nos projetos selecionados por Carazinho no processo deste ano, por exemplo, estão pautas de fortalecimento e incentivo à agricultura familiar, com criação de feiras locais; aquisição de equipamentos pedagógicos com construção e melhorias de salas – destinados apenas às unidades do Estado –; ampliação, reforma e compra de equipamentos para estabelecimento de saúde vinculados ao Sistema Único de Saúde (SUS); e dois projetos voltados à segurança para compra de sistema de videomonitoramento e outro para reaparelhamento dos órgãos de segurança. “A gente tem uma pressão em cima da demanda de aparelhamento para a segurança. Apoiamos a Brigada Militar, mas neste momento olhamos para o videomonitoramento como algo necessário a fim de aumentar a nossa inteligência policial. Com esse novo sistema, por exemplo, a cidade ficará interligada com outras e os bandidos terão que rever sua estratégia, já que se cada esquina tiver uma câmera, será como ter um policial de prontidão”, destacou o secretário de Desenvolvimento e Mobilidade Urbana da Carazinho, Dêninson da Costa, ao ressaltar que a adesão da po-

pulação nas consultas é o que possibilita que recursos sejam aplicados de forma direta no município. Como presidente do Conselho, Munira reafirma o compromisso dos eleitores em garantir recursos, já que somente por meio do volume de votos é que eles serão garantidos. “Passo Fundo já recebeu recursos por meio da Consulta Popular outras vezes. O que a gente precisa é que a população vote e faça a sua parte. A cidade entra no critério de municípios com mais de 120 mil eleitores. Então, precisamos que mais de 4.300 pessoas participem e que desse total o projeto disponível na cédula receba mais de 3% dos votos”, finalizou a presidente do Corede Produção.

Demandas para 2018/2019

A partir da assembleia da tarde dessa quinta-feira (17), os seguintes projetos farão parte da cédula de votação da consulta popular: 1) SEAPI: Manejo e conservação de solo 2) SSP: Videomonitoramento e cercamento eletrônico 3)SOP: Apoio à recuperação de estradas vicinais 4) SEMA: Implementação de planos, programas e projetos ambientais 5)) SDR: Apoio ao desenvolvimento da agricultura familiar 6) SEDUC: Implementação de espaços pedagógicos que favorecem a aprendizagem

Decisão popular

Instituída em 1998, a Consulta Popular é um instrumento de participação da sociedade, que define parte dos investimentos que constarão no Orçamento do Estado. Anualmente, o governo fixa o valor – de R$ 80 milhões em 2018 – que será submetido à deliberação da população. A quantia é distribuída entre as regiões de acordo com critérios como a quantidade de habitantes e o Índice de Desenvolvimento Socioeconômico (Idese).


4 - Diário da Manhã

Sexta-feira, 18.05.2018, Carazinho

Acessibilidade:

um assunto que a sociedade precisa ver Pessoas com deficiência contam sua rotina em Carazinho. A Secretaria de Obras trabalha para melhorar a acessibilidade em canteiros da Avenida Flores da Cunha Isadora Stentzler redacao.carazinho@diariodamanha.com Iara Tereza Schwertiz nem havia dado os primeiros passos quando perdera o movimento das pernas, aos dois anos. “Sofri uma paralisia infantil”, lembra, em frente à Câmara de Vereadores de Carazinho e mirando as obras do canteiro central que visam aumentar a acessibilidade da cidade. “Desde então precisei de apoio e uso de cadeiras de rodas. Mas foi só quando ganhei esta”, diz se referindo à cadeira motorizada, “que passei a sair de casa. Antes eu ficava a maior parte do tempo na cama”. Aos 51 anos, ela preside a Associação dos Deficientes Físicos de Carazinho (Adefic), que atende 120 pessoas, e ergue a voz para denunciar o que chama de “exclusão e invisibilidade” das pessoas com deficiência no município. Com o anúncio de que a Secretaria de Obras iniciou melhorias nos canteiros centrais na segunda-feira, a fim de abrir passagens entre as faixas de pedestre de um lado para o outro da Avenida Flores da Cunha, ela se remexe na cadeira para apontar que apesar da iniciativa, Carazinho ainda está longe de ser uma cidade inclusiva. “É como uma ação para tapar buraco. Pois a cidade carece de muita coisa para que possamos nos locomover livre-

Iara Tereza Schwertiz sofreu paralisia infantil aos dois anos. Hoje com 51, desabafa: “É como se eu fosse um problema” mente”, opina. sar a rua. Enquanto a acompanhaInvisíveis va na quarta-feira, em uma Seguindo pela avenida na saída de via, a reportagem Eu me sinto cadeira que conquistou via precisou empurrar a cadeira Justiça há cinco anos, Iara es- de Iara, e, em outro, no local humilhada, sabe? clarece o que só alguém com onde acontecem as obras Cadeirante não mobilidade limitada pode para abertura do canteiro sentir. Ela acelera nos botões em frente à Câmara, um carcompra? Cadeirante de comando do encosto ao ro da Assistência Social do não vai a lado direito e logo acentua município parou para recoque a calçada irregular com locá-la na faixa de pedestres, restaurante? fissuras é capaz de prender a exemplificando na prática Carazinho não é roda impedindo-a de seguir. as barreiras que sofre pela uma cidade para Bem como que a falta de es- deficiência não escolhida. “Eu me sinto humilhada, paços entre as ruas – o que a todos. Prefeitura tenta sanar com as sabe?”, começa a desabafar, obras nos canteiros centrais lembrando que há outros – a faz seguir mais quadras empecilhos além da infraespara o ato simples de atraves- trutura pública. “É como se eu fosse um problema. Na Corrida de semana passada, por exemobstáculos plo, eu tinha uma reunião e Os baixa-visão Tiago Roni não pude comparecer por- Ferreira, de 30 anos, que que o elevador para os ca- preside a Associação Carazideirantes não funcionava no nhense de e para Deficientes ônibus. Se eu saio sozinha, Visuais (Acadev), e Alessanpreciso pedir ajuda em si- dro de Oliveira Moraes, de tuações assim. E não quero ficar dependente dos outros. Sem falar que no comércio as entradas te impedem de passar sem ajuda. Aí eu pergunto: Cadeirante não compra? Cadeirante não vai a restaurante? Carazinho não As calçadas táteis são o melhor auxílio para a mobilidade de é uma cidade para todos”, diz. deficientes visuais

45, deixaram ontem à tarde a sede do Conselho Municipal dos Direitos da Pessoa com Deficiência (CMPD), na Rua Silva Jardim, e caminharam até à Avenida Mauá, na altura dos pontos de ônibus. O local possui o maior trecho de piso tátil, que auxilia na mobilidade de deficientes visuais, do município. Mas tão logo acabaram seus azulejos, acabou a autonomia de quem só vê com os pés o caminho que precisa seguir. “O ideal seria que esse piso fosse intermitente”, começa Moraes, cego do olho esquerdo e com 5% de visão no direito, “que os semáforos tivessem aviso sonoro. Pois nós que somos baixavisão não costumamos andar com varetas. Se paramos no ponto de ônibus, por exemplo, não sabemos qual ônibus chegou, a não ser que perguntemos. Já aconteceu de ouvir: ‘mas você é cego que não está vendo?’ As pessoas não estão preparadas para lidar com deficientes”, pontua. Moraes começou a perder a visão a partir dos 20 anos devido ao descolamento de retina que gerou uma catarata congênita. O processo da escuridão foi gradual e quando conseguiu adquirir seu primeiro carro 0km, já não podia mais dirigi-lo – deixando do que mais amava fazer –, pois passara a esconder os olhos atrás de óculos escuros. O olho direito teve de ser substituído por um de vidro, enquanto o esquerdo perdeu sua cor castanha chegando a um tom azulado. “A prótese peguei do mesmo tom e assim mudei a cor dos meus olhos”, explica. Já Tiago nasceu com bai-


OPINIÃO

Sexta-feira, 18.05.2018, Carazinho

Cada abertura deve ter 1,2 m de largura para contemplar, além de cadeirantes, mães com carrinhos de bebê. Após este trecho, a equipe da secretaria deve iniciar uma avaliação nos bairros para que eles também sejam contemplados com a mobilidade. A expectativa era de que ontem as duas aberturas estivessem concluídas. A próxima etapa, segundo o secretário, será a implementação de calçadas táteis – com textura – nos pontos em que ainda não há. Ela permite que cegos e portadores de baixa-visão se locomovam com mais segurança, porém, ainda não há previsão para início dessas obras, uma vez que parte das calçadas depende da inciativa privada. “É uma coisa simples que parece que não tem importância. Mas para quem tem dificuldade, é uma melhoria muito boa”, frisou. Para o presidente do CMPD, Ressoli de Abril, trata-se de um primeiro passo para a mobilidade urbana do município, mas que

Aos poucos vamos adequando para que a acessibilidade esteja presente na cidade

trará impactos imediatos à população portadora de alguma deficiência. Abril destaca ainda que já solicitou à secretaria para que a entidade acompanhe outras obras na cidade para que as necessidades de mobilidade sejam identificadas de imediato a fim de que os portadores de deficiência não sejam lesados com a infraestrutura do espaço. Porém destaca que para além do Centro, as regiões fora do perímetro central conti-

Na tarde da quarta-feira (16), Iara Tereza Schwertiz precisou de ajuda para passar de um lado da rua a outro nuam sendo uma preocupação. “Nos bairros a situação fica pior devido à questão econômica porque algumas pessoas não têm como fazer uma adequação. Com isso

se cria o risco. Já vimos espaços com postes, entulhos... e tudo isso prejudica”, pontua. “Acreditamos que ainda há um longo caminho a ser percorrido. Mas importante é começar”, destaca.

De acordo com um funcionário da empresa Glória, que conversou com a reportagem por telefone e não quis informar o nome, a empresa dispõe de 24 ônibus, todos equipados para atender cadeirantes. Segundo ele, os aparelhos são testados todas as manhãs e quando, por uma eventualidade, não funcionam, um carro da companhia é disponibilizado para atender os passageiros com deficiência.

Primeiro passo

Segundo o secretário de Obras Estevão de Loreno, os trabalhos que iniciaram na segunda-feira são um “primeiro passo” para tornar a cidade inclusiva. A previsão é de que em até 90 dias elas sejam concluídas em 15 pontos da Avenida Flores da Cunha. Os dois primeiros locais beneficiados nesta etapa foram em frente à Câmara de Vereadores e ao banco Banrisul, onde o canteiro central foi aberto e as calçadas adequadas para mobilidade de pessoas com dificuldades motoras nos espaços em que passa a faixa de pedestres. “A obra não gera custo nenhum, pois é feita pela equipe da própria secretaria. Era uma demanda antiga, mas aos poucos vamos adequando para que a acessibilidade esteja presente na cidade”, destacou.

5

Fotos: DM/Isadora Stentzler

xa-visão, mas os 40% que enxergava se tornaram 20%, impedindo-o de trabalhar com informática ou jogar videogame. Apesar disso, o presidente da Acadev ainda ousa caminhar sozinho na rua, mesmo vendo um mundo em borrões. Enquanto Alessandro se nega, lamentando pela autonomia que não pode mais exercer por a cidade não abraçá-lo com sua deficiência. “E começa aqui”, fala, referindo-se às saídas das calçadas, “se não há uma rampa, que também ajudaria os cadeirantes, posso cair se estiver só. Os portões erguidos, as roseiras que saem dos muros, também. Isso nos corta, machuca. A calçada que deveria ser para caminhar, acumula entulhos. Os postes ficam no caminho. Eu já cheguei a bater meus joelhos. Então não é uma cidade que propicia nossa autonomia. E me dá medo”, desabafa. Por enxergarem vultos, as cores fortes, como o amarelo, são perceptíveis nos traçados da rua. E o barulho dos carros também ajuda nos avisos. Mas conscientes de que as coisas não mudam da noite para o dia, pedem que a cidade feche seus olhos para se colocar nos seus lugares. “Queremos planejamento, sentir as coisas acontecendo. Sabemos que investir em acessibilidade ainda é caro, mas existem coisas que não custam tanto e para nós faz uma grande diferença”, diz.

Diário da Manhã -

Alessandro de Oliveira Moraes, de 45 anos, é cego do seu olho esquerdo e possui 5% de visão no olho direito


OPINIÃO

6 - Diário da Manhã

Sexta-feira, 18.05.2018, Carazinho

Nadja Hartmann nadja@diariodamanha.com

Sem pressão...

Fica realmente muito difícil de compreender como um município com dois deputados federais, sendo um ex-ministro e outro, um ex-secretário, ambos de governos que ainda estão no poder, e ainda com o alinhamento de bandeiras em nível estadual, federal e municipal, não possua força política suficiente para garantir nem que seja um reforço mínimo no efetivo da segurança pública...A distribuição dos 30 policiais da BM na região anunciada esta semana pelo Comando Regional é a prova que está nos faltando muita pressão política... Dos 30, nenhum virá para Carazinho... Enquanto isso, temos que conviver com a onda crescente de criminalidade. Só nos cinco primeiros meses deste ano, já foram três homicídios e dois latrocínios...Ou seja, a média de uma morte violenta por mês... Quantos deputados a mais teremos que eleger para garantir que Carazinho seja tratado como prioridade na região???...Será que o que nos falta é um deputado estadual???

Mobilização

...Já que ficamos de fora do último lote de policiais para a região, que possamos agora contar com o empenho dos nossos deputados para garantir a abertura de uma turma de formação de novos policiais no município. A possibilidade existe e é bem concreta, mas vai depender da pressão política de nossos representantes políticos junto ao governo...Em uma reunião esta semana, o prefeito Milton Schmitz e lideranças estiveram tratando junto ao comando da BM em Carazinho, sobre a estrutura necessária para garantir o curso de formação no município. O presidente da ACIC, Jocélio Cunha se mostra bastante otimista, mas lembra que outros municípios também estão mobilizados... Portanto, o fator de desempate será a pressão política...Tomara que nossos deputados entrem em ação!

Tentativa e erro

É praticamente unânime entre os carazinhenses que o trânsito de Carazinho precisa de mudanças...Porém, no ímpeto de solucionar o problema, a atual administração está cometendo o maior pecado que se pode cometer se tratando de trânsito: falta de planejamento,

buscando acertar através de tentativa e erro...Quando implica mudar a preferencial de uma das principais vias da cidade, não dá para “experimentar para ver se vai dar certo”...Esta e qualquer outra mudança deveria ter sido baseada em um estudo metódico de engenharia de trânsito que avalizasse o acerto da mudança...Verdade que a administração demonstrou flexibilidade “mudando a mudança” depois de uma enxurrada de reclamações de motoristas. Por outro lado, isso demonstra fragilidade na tomada de decisões, que se viessem bem fundamentadas se sustentariam, independentemente de opiniões empíricas... Qualquer decisão que impacta milhares de cidadãos não pode ser baseada no “achismo”...No trânsito, o “achismo” pode custar uma vida!

Fogo amigo

E o secretário de Obras, Estevão De Loreno fez questão de esclarecer que não está pensando na candidatura à vice-prefeito nas próximas eleições, e que “por enquanto”, o único candidato que existe para 2020 é o atual prefeito Milton Schmitz...A afirmação do secretário vem no sentido de amenizar a repercussão dentro do PP, do tópico da coluna passada, onde levantei a possibilidade de uma dobradinha Deninson Costa e Estevão De Loreno para Majoritária em 2020...Segundo De Loreno, o fogo amigo se inflamou e faltou bombeiro para apagar...

promisso com o deputado Sérgio Turra, que irá concorrer a reeleição, e foi fundamental para viabilizar a nomeação de Cleonice Magalhães para o Sine...Como disse Aylton: “Político precisa ser fiel a quem também lhe é fiel e apoiou seus governos, suas campanhas e ajuda sua cidade e seu povo !”

Mutirão

Ao contrário da Comissão de Ordem Econômica e Social, que está com um importante projeto para o desenvolvimento de Carazinho “dormindo em berço esplêndido”, até que todos os vereadores entendam a proposta, os vereadores da Comissão de Justiça e Finanças presidida pelo Tenente Costa, se empenharam em um mutirão esta semana e conseguiram liberar mais cinco projetos para a próxima Comissão...que é da Ordem Econômica e Social...Tomara, agora, que os vereadores desta Comissão sigam o mesmo ritmo...Não resta dúvida que todos os projetos devem passar por uma análise criteriosa dos vereadores, mesmo assim, em alguns casos, tal análise demanda celeridade...

na Assembleia e Congresso, com uma forte atuação na campanha de cabos eleitorais nos municípios. Ontem à noite, aconteceu mais um encontro organizado pelos Apoiadores do Partido Novo em Carazinho, que tem no advogado Piero Pauletto da Costa, uma das principais lideranças...Pelo menos, agora com a desistência do irmão Deninson Costa, ele estará mais à vontade para defender os nomes do partido para a Assembleia em Carazinho...

Porque não nós???

Apesar da direção da Havan ter divulgado uma nota ontem mantendo ainda a disposição de se instalar em Passo Fundo, são cada vez mais fortes os boatos que diante do impasse com o Sindicato dos Comerciários do município, a empresa possa transferir a megaloja para Erechim, uma vez que lá já existe uma legislação que garante o horário livre para o comércio, já que conforme o próprio Luciano Hang, dono da empresa, a Havan não vai construir loja onde as pessoas não a querem...Não é preciso nem dizer, que se Carazinho já tivesse a legislação, ou seja, se o nosso legislativo tivesse aprovado o projeto, mais do que nunca, estaríamos no páreo para receber o investimento...Mas não estamos...

Fidelidade

Falando em PP, o ex-prefeito Aylton Magalhães também esclareceu que “como político de fidelidade partidária”, tem os seus candidatos do partido, mas que realmente procurou tanto o pré-candidato Márcio Guarapa e o ex-pré-candidato, Deninson Costa, ambos do PMDB, para dizer que entre os “candidatos da casa”, os dois seriam as suas “segundas opções”...A afirmação de Aylton demonstra que o vice Fernando Sant´anna de Moraes é realmente “carta fora do baralho” do PP local para Assembleia Legislativa, mesmo que se fosse, dificilmente contaria com o apoio de Aylton...Entre outras razões, uma delas é que o ex-prefeito já tem com-

Vereador Tenente Costa: mutirão na Comissão

Aposta

E o Partido Novo continua apostando em Carazinho e região para se firmar no interior do Estado. Mesmo com o forte apelo de não utilizar dinheiro público na campanha, o pré-candidato à Presidência pelo partido João Amôedo ainda não decolou nas pesquisas, permanecendo na lanterna...Porém, a meta do partido é garantir a representatividade

“A Havan não vai construir loja onde as pessoas não a querem” Luciano Hang, dono da Havan


Sexta-feira, 18.05.2018, Carazinho

VARIEDADES

Diรกrio da Manhรฃ -

7


8 - Diário da Manhã

EDUCAÇÃO

Sexta-feira, 18.05.2018, Carazinho


Sexta-feira, 18.05.2018, Carazinho

geral

Diรกrio da Manhรฃ -

9


SEGURANÇA

10 - Diário da Manhã

Sexta-feira, 18.05.2018, Carazinho

Ajustes finais nas 10 novas câmeras de videomonitoramento De acordo com o secretário municipal de Desenvolvimento, Dêninson Costa, todas estão prontas na estrutura básica, faltando apenas alguns ajustes da empresa responsável pela instalação Isabella Westphalen isabella@diariodamanha.com

Em prol de melhorar o monitoramento e investir na segurança pública da cidade, a Secretaria Municipal de Desenvolvimento encarregou-se de conseguir a instalação de câmeras de videomonitoramento em mais dez pontos da cidade. Segundo o titular da pasta, Dêninson Costa, operadores da empresa responsável pelo sistema, a Teltex, estão na cidade para finalizar o serviço e deixá-lo pronto e funcionando até a semana que vem. O secretário explica que a Eletrocar também está finalizando a parte elétrica das instalações, porém, falta pouco para que o sistema já esteja

disponível e funcionando. O monitoramento das câmeras é feito através de um espelhamento, que disponibiliza as imagens para a Brigada Militar e a Polícia Civil, porém, Costa afirma que espera-se melhorar ainda mais essa “vigia”, conectando as imagens com o Centro Integrado de Comando de Porto Alegre (CEIC), na qual ficam instaladas equipes dos bombeiros, guarda nacional, Brigada Militar, Polícia Civil, entre outras. “A partir deste cercamento digital, que agora é possível, o CEIC tem acesso às nossas câmeras e à nossa memória, isso fica salvo”, comentou o secretário, que acredita que essa rede de monitoramento é benéfica para a segurança da população.

Novos pontos de monitoramento Segundo o secretário, os 10 pontos que receberam as câmeras são: * Esquina da Rua Antônio José Barlette com a Avenida Flores da Cunha; * Entroncamento da Rua Senador Salgado Filho com a BR 285; * Trevo Dyógenes Martins Pinto (Trevo do Avião); * Rua Francisco Rosa Marcondes (proximidades do entroncamento da Rua Henrique Teodoro Schutz com a BR 285); * Avenida das Indústrias, nas proximidades da BR 285; * Esquina das ruas Eça de Queiróz e São João Batista (Praça Soldado Adriano); * Rua Padre Luis Guanella (atrás da Estação Rodoviária); * Esquina da Rua Expedicionário Claudino Pinheiro com a Avenida Flores da Cunha; * Esquina da Rua Alexandre da Motta com a Avenida Flores da Cunha; * Esquina da Rua Marcílio Dias com a Avenida Flores da Cunha.

Foto: DM/Isabella Westphalen

Cerca de R$ 214 mil foram investidos na compra dos equipamentos

Próximas ações: mais monitoramento A intenção da Secretaria é, até o final do governo, ainda cobrir com monitoramento cerca de 17 pontos de entrada na cidade que foram mapeados. Costa afirma que também está sendo investido em câmeras OCR, que tem a possibilidade de, além de filmar, fazer automaticamente a identificação das placas dos veículos que aparecem nas imagens e apontar possíveis irregularidades emitindo um alerta.

O plano, segundo o secretário, é instalar quatro OCR’s, duas delas nas principais entradas da cidade, o trevo da Avenida Flores da Cunha com a BR 386 e o Trevo do Avião. “Terminou a instalação dessas 10 câmeras agora, vamos fiscalizar o funcionamento e pronto, já podemos investir nas OCR’s”, explicou Costa, que acredita na eficácia do videomonitoramento e que este é um consenso do go-

verno atual. “Uma das nossas maiores demandas é a segurança pública, então, ao fim desses projetos, vão ser por volta de 44 câmeras em Carazinho. Isso vai nos trazer uma grande melhoria na segurança, na parte da inteligência”, ressaltou o secretário, que também acredita no potencial deste projeto e por isso é feito tanto investimento, para que possa ter esse retorno positivo para a sociedade.

geral Polícia 24h

PF divulga informações sobre Operação Efeito Colateral II Ação investiga o possível desvio de R$ 1,2 milhão do setor de oncologia do HSVP A Polícia Federal (PF) divulgou informações sobre a Operação Efeito Colateral II, deflagrada no Hospital São Vicente de Paulo (HSVP) e outros pontos da cidade, na terça-feira (15).

Segundo a investigação, o desvio de R$ 1,2 milhão foi feito no “repasse de valores para empresa privada em valor maior que a tabela SUS e para médico que não realizou atendimento”

no setor de oncologia do HSVP. A empresa, entretanto, não teve o nome revelado. A investigação, inicialmente feita pela PF de Passo Fundo, agora é realizada pela

Delegacia de Repressão à Corrupção e Crimes Financeiros da PF, em Porto Alegre, pela especialização e pelo uso do laboratório de combate a crimes financeiros. A PF disse que não irá

informar, neste momento, o nome nem o número de investigados na ação. Os 40 policiais que participaram da operação apreenderam mídias e documentos dos investigados.


SEGURANÇA

Diário da Manhã -

11

Homem morre em acidente na BR 386 Foto: DM/Marcelo Fripp

Sexta-feira, 18.05.2018, Carazinho

Fato aconteceu em trecho pertencente a Almirante Tamandaré do Sul Uma colisão transversal entre UM veículo de passeio e UM caminhão deixou um homem morto na madrugada desta quinta-feira (17) na BR 386. O fato aconteceu em trecho pertencente a Almirante Tamandaré do Sul, há cerca de 20 quilômetros de Carazinho. Conforme a Polícia Rodoviária Federal (PRF), o acidente aconteceu por volta das 3h, no quilômetro 157 da rodovia. Segundo a PRF, o motorista de um caminhão truck, com placas de Clevelândia-PR, transitava no sentido Carazinho-Sarandi quando colidiu transversalmente com um veículo Palio, com placas de

Chapecó, que saía do trevo de acesso a Almirante Tamandaré do Sul. O motorista Palio ficou preso às ferragens e precisou ser retirado por uma equipe do Corpo de Bombeiros de Carazinho. Ele foi encaminhado pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência

(Samu) ao Hospital de Caridade de Carazinho (HCC), onde não resistiu aos ferimentos e morreu. O motorista do caminhão saiu ileso. A vítima fatal foi identificada pelo Corpo de Bombeiros como Francis Luis Zorzi, de 30 anos, natural de Ronda Alta.


12 - Diário da Manhã DIÁRIO PASSO FUNDO redacao@diariodamanha.net - (54) 3316.4800 DIÁRIO CARAZINHO redacao.carazinho@diariodamanha.net - 54.3329.9666 DIÁRIO FM 98.7 MHz diariofm@diariodamanha.net - 54.3311.1309 DIÁRIO AM - 570 KHz diarioam570@diariodamanha.net - 54.3311.7756 DIÁRIO AM CARAZINHO - 780KHz diarioam780@diariodamanha.net - 54.3331.2422

www.diariodamanha.com

DM Sexta-feira, 18.05.2018

CARAZINHO

PREVISÃO PARA HOJE Sexta-feira, 18.05.2018, Carazinho PASSO FUNDO

15ºC 19ºC

15ºC 19ºC Mínima

PORTO ALEGRE

15ºC Mínima

Mínima

Máxima

19Máxima

Máxima

LUAS Minguante 07-05

Nova 15-05

Crescente 22-05

Cheia 29-05

Nova mudança em cruzamento A Rua Marechal Floriano volta a ser preferencial no cruzamento com a 15 de Novembro. As mudanças que haviam sido feitas pelo Departamento Municipal de Trânsito (DMT), integrante da Secretaria Municipal de Desenvolvimento, visando a melhoria no trafego local tiveram que ser refeitas após levantamento viário quantitativo de fluxo. A análise foi executada devido à grande demanda vinda dos moradores e comerciantes da área, que pediam a volta da antiga preferencial. Marcos Soares, diretor do DMT, aponta que de acordo com levantamento feito nota-se que a esquina tornou-se mais perigosa. “Foi realizado um estudo de campo pela equipe indicando também que motoristas não estavam respeitando as modificações, ignorando os procedimentos que foram realizados no espaço. Por isso, além da revogação, estamos instalando refúgios para que os pedestres se sintam mais seguros ao fazer a travessia, podendo observar o movimento e evitar acidentes”, comenta. Comerciantes da região

Fotos: DM/Tainá Binelo

DMT voltou atrás em alteração que havia ocorrido recentemente. Local recebeu nova sinalização

Fiscais de Trânsito orientaram a movimentação no local enquanto as mudanças eram feitas também foram afetados pelas mudanças. Devido ao risco apresentado pelos condutores que não obedeciam as alterações, se tornou comum que os clientes que costumavam frequentar os estabeleci-

mentos mudassem seu destino. “O movimento fluía, mas após as alterações se tornou difícil ter os mesmos lucros de antes. Nossa clientela inúmeras vezes falou sobre como se tornou difícil chegar ao

posto graças à alta movimentação e perigo que a rua começou a apresentar após a mudança”, afirmou Elton Luis Piovesan, proprietário do Posto PV, que se localiza exatamente no cruzamento. A modificação que passou a vigorar a partir desta quinta-feira (17) visa a volta da segurança e melhor fluidez no trânsito do local, que também teve a 15 de Novembro transformada em mão única recentemente.

15 de Novembro

A rua permanece preferencial nos outros cruzamentos, já que a alteração

Modificação passou a valer ontem

será apenas no seu entroncamento com a Marechal Floriano. Até o seu final, na esquina do De Loreno, e em relação ao cruzamento com a Rua Silva Jardim, os condutores que trafegarem pela 15 de Novembro terão a preferência.

“Os motoristas não estavam respeitando as modificações, ignorando os procedimentos que foram realizados no espaço” Marcos Soares, diretor do DMT


Conexão

PASSO FUNDO - CARAZINHO

Sexta-feira, 18.05.2018 - www.diariodamanha.com

Reajustes nos combustíveis pesam mais no orçamento

Foto Caetano Barreto / DM

Gasolina e diesel acumulam alta de mais de 40% em seis meses, e a política de reajustes diários da Petrobras gera despesas e críticas nas empresas de transporte Caetano Barreto caetano@diariodamanha.com

Rodolfo Sgorla da Silva rodolfo@diariodamanha.com

Sancionada há seis meses, a nova lei de política de preços para combustíveis adotada pela Petrobras, que alinha o preço do barril de petróleo com a avaliação do mercado internacional, continua a gerar discussões com opiniões contrárias à medida. Agora, além de motoristas profissionais, empresas de transporte e pessoas que utilizam seus carros para o dia a dia, a Federação Nacional do Comércio de Combustíveis e de Lubrificantes (Fecombustíveis) também se manifestou recentemente, engrossando o coro dos contrários à nova medida. Na nota, a Fecombustíveis critica a medida da Petrobras, indicando que ela tem causado prejuízos às famílias e empresas brasi-

leiras. “A política de preços da estatal, que tem por base acompanhar o mercado internacional do petróleo, tem ocasionado oscilações desconexas em relação à realidade brasileira. A população ainda sofre os percalços da crise econômica, refletida na perda de poder aquisitivo, aumento da taxa de desemprego em 13,1% no primeiro trimestre, com 13,689 milhões de desempregados. Os trabalhadores recebem em real, e não em dólar”. Para os empresários, as dificuldades aumentaram: “Impossível para qualquer empresa de transporte arcar e o pior de tudo repassar aos seus clientes esses aumentos diários como a nova politica de preços das Petrobras. Os empresários do nosso ramo estão indo trabalhar sem saber como será o final do dia, um setor totalmente devastado, sem horizontes”, lamentou Isonyr Bianchini

Transportadoras reclamam também dos altos impostos sobre combustíveis Canalli, proprietário da Dicanalli Empreendimentos, de Passo Fundo. Quem também demonstra preocupação com o preço cobrado pelo combustível é Moisés Santos, presidente do Sindicato das Empresas de Transporte de Cargas de Carazinho e Região (Sindicar). “Hoje, teríamos duas demandas para solicitar ao governo federal, a redução no valor dos combustíveis e

Empresários pedem medidas do governo A federação publicou sua nota um dia após o pronunciamento oficial do presidente Michel Temer, que anunciou no Palácio da Planalto, em discurso realizado na última terça-feira (15), que seu governo “salvou a Petrobras”, informando que a estatal lucrou R$ 7 bilhões no primeiro trimestre esse ano, lucro maior que em 2013. Para a Fecombustíveis, os constantes resultados positivos da empresa tem sido custeados pelo consumidor: “Todos estes fatores demonstram, na visão do mercado, que a estatal está no caminho certo, atraindo investidores e recuperando sua imagem no mercado internacional. Mas a que preço? Os brasileiros estão pagando uma conta muito alta ao arcar com os custos pesados dos combustíveis. É injusto que o povo brasileiro, no meio de uma longa crise econômica, seja sacrificado para beneficiar uma única empresa que foi criada e se desenvolveu em cima do monopólio da indústria do petróleo”. Canalli concorda: “O Lucro da Petrobrás vem de uma política massacrante em cima de um setor que já não tinha oxigênio e que eles estão terminando de matar”. Desde junho de 2017, quando a estatal reguladora dos derivados anunciou que a política de

preços para a gasolina e para o diesel vendidos nas suas refinarias às distribuidoras teria como base o preço de paridade de importação, a gasolina e o óleo diesel registraram altas maiores que 40%, e mesmo que Michel Temer tenha afirmado no início de maio que o governo busca alternativas para reduzir os tributos, não há nenhum anuncio concreto sobre o assunto. Atualmente, cerca de 45% dos combustíveis são impostos, sendo que desse total, 29% fica com o Estado, através do imposto sobre circulação de mercadorias e serviços, o ICMS,e os outros três impostos são destinados para os cofres da União, e são determinados pelo governo federal: o CIDE, o PIS/PASEP e o COFINS. De acordo com Santos, o combustível é o elemento mais caro na composição de custos do setor de transporte. “O óleo diesel chega a representar 20% dos custos de uma empresa de transporte. O normal seria ele ter um índice de 12%. Ou seja, quase dobrou esse percentual. Pelas informações que temos, o combustível subiu 25% em 2017, enquanto que os outros insumos tiveram um acréscimo de preço de 15 a 20%”, analisa o presidente do Sindicar.

a melhoria das condições de tráfego das rodovias. Com relação ao primeiro item, há um aumento abusivo no combustível, inclusive com uma forte sinalização de que

pode haver uma paralisação na semana que vem em protesto a isso. Temos que dar uma demonstração de força para o governo federal”, pontua.

Autônomos também apontam dificuldades Quem tem seu próprio caminhão e trabalha de forma independente, como Idalino Bernardi, têm visto o número de colegas de profissão diminuir com essa nova realidade, conforme abordou recente reportagem do Diário da Manhã. “Os caminhoneiros autônomos estão largando a profissão, pois não conseguem mais manter o próprio caminhão, só se mantém quem tem frete seguro e as grandes transportadoras”, desabafa. No segundo semestre de 2017, a segunda edição do anuário de transporte da Confederação Nacional do Transporte (CNT), confirmou essa tendência: Segundo a organização, de 2015 para 2016, o número de empresas de transporte rodoviário de carga caiu de 156.765 para 111.743, redução de 29%, e os caminhoneiros autônomos, que eram 723.807 em 2015, passaram a 553.643 no último levantamento, representando um encolhimento de 23% da categoria.


DIÁRIO DA MANHÃ

2

Sexta-feira, 18.05.2018 Passo Fundo Carazinho

REGIÃO Ministro garante obras na Transbrasiliana

Foto Matheus Moraes/ DM

Em reunião com o Comitê Executivo Pró-Conclusão da BR 153, ministro dos Transportes indicou que a demanda será incluída no PAC

A elaboração do edital de licitação do Projeto Técnico para a pavimentação da BR 153, entre Passo Fundo e Erechim, chamada Transbrasiliana, foi confirmada pelo ministro dos Transportes, Portos e Aviação Civil, Valter Casimiro. O anúncio foi feito nessa semana, em Brasília, durante visita do reitor da Universidade de Passo Fundo (UPF), José Carlos Carles de Souza, que também preside o Comitê Executivo Pró-Conclusão da Obra da BR 153. Conforme publicou ontem o Diário da Manhã, a pauta é reivindicação que vem sendo discutida há anos pela comunidade regional, sendo a rodovia uma alternativa a ERS 135, que é pavi-

mentada e, por isso, já recebe grande volume de veículos que se deslocam da região do Planalto ao Alto Uruguai. O encontro contou com a participação dos deputados Darcísio Perondi e Ronaldo Nogueira, além do prefeito de Ipiranga do Sul, Mario Ceron. Na oportunidade, o ministro Valter Casemiro referendou o que já havia sido definido em encontro anterior, realizado no dia 18 de abril. “Devemos realizar um estudo para viabilizar a elaboração de projeto técnico da BR 153 para a pavimentação dos 68 km”, relatou. Ainda, o ministro afirmou que a demanda (projeto técnico e execução) está sendo incluída no PAC para o pe-

ríodo 2019/2021. Ele ainda determinou a imediata elaboração do edital para a licitação do Projeto Técnico da pavimentação, com previsão de publicação até o mês de julho de 2018. O reitor José Carlos comemorou a informação que foi concedida pelo ministro. “Hoje, temos a confirmação de que não há como pensar em realizar ações de modo isolado. Temos a convicção de que somente é possível a execução da obra se tivermos um sentimento coletivo da sua importância. Graças a esse esforço coletivo, teremos a conclusão dessa importante obra que potencializará o desenvolvimento da nossa região”, destacou.

Trecho de quase 70 quilômetros da rodovia federal é de chão batido, conforme mostrou matéria do Diário publicada nessa quinta-feira

Reforma na ERS-324 entra em nova fase Obra na rodovia que liga Passo Fundo a Marau já está recebendo uma nova camada de asfalto O Daer reiniciou, ainda em abril, as obras na ERS-324, entre Passo Fundo e Marau, e passados 30 dias da retomada dos trabalhos, a recuperação da rodovia já está recebendo execução de base de brita graduada e a primeira camada asfáltica. Os serviços na rodovia, que iniciaram na região em setembro de 2017, estavam parados

desde dezembro, quando foi concluído o trecho de 22 km que liga as cidades de Casca e Vila Maria. Os trabalhos realizados por meio do Contrato de Restauração e Manutenção (Crema) da região de Passo Fundo – Palmeira das Missões, através do Departamento Autônomo de Estradas de Rodagem (Daer), preveem a recupera-

www.diariodamanha.com Presidente

Vice-Presidente

Janesca Maria Martins Pinto

Ilânia Pretto Martins Pinto

@diariodamanhaRS www.facebook.com/redediariodamanha

Clélia Fontoura Martins Pinto - ME Matriz: Rua Independência, 917, sala 3 - Passo Fundo Contato: (54) 3316-4800

ção de 23 quilômetros, que recebeu serviços de fresagem, que é o corte e retirada da pista avariada, que neste trecho será de 4 cm. “Muitas vezes demoramos em iniciar uma obra, ou acabamos paralisando algumas durante o percurso. Tudo isso acontece para que consigamos executar um serviço de qualidade”, justifica Uberti. O investimento no segmento é de R$ 24 milhões, com recursos do Banco Mundial (Bird). “Após concluirmos a restauração, seguiremos em direção a Vila Maria”, assinala o diretorgeral da autarquia, Rogério Uberti. Para dar continuidade às obras no trecho de 35,71 quilômetros de Passo Fundo –

Vila Maria, o Departamento precisou readequar o projeto original. “O Daer percebeu que era necessário uniformizar os moldes do projeto para que as obras seguissem o padrão das demais”, explica Uberti. Além das melhorias na ERS-324, o Programa Crema Passo Fundo – Palmeira das Missões contempla a manutenção constante do segmento pelos próximos cinco anos, sendo que o governo

do Estado já está projetando uma nova fase para dar continuidade ao trabalho que começa agora. O Crema prevê obras de recuperação completa, drenagem, sinalização e serviços de manutenção de trechos pavimentados. A execução dos trabalhos passa por avaliação constante de acordo com indicadores de desempenho estabelecidos contratualmente, e o projeto abrange 530 quilômetros de estradas.

Acordo de Resultados O Programa Crema integra o Acordo de Resultados 2017, assinado por todas as secretarias e vinculadas. Ele consiste no acompanhamento dos projetos elencados para serem executados pelo Governo do Estado. Os compromissos firmados envolvem o planejamento de indicadores de desempenho, ações e eficiência da gestão.


Sexta-feira, 18.05.2018 Passo Fundo Carazinho

3


ESPORTE DIÁRIO DA MANHÃ

4

Sexta-feira, 18.05.2018 Passo Fundo Carazinho

STJD suspende Pottker e D’Ale

Perfil dos convocados Foto Ricardo Duarte/ Divulgação

A quinta-feira (17) foi agitada no Estádio Beira-Rio. No período da manhã, a direção anunciou a demissão do gerente-executivo de futebol, Jorge Macedo. Enquanto buscava outro nome para o cargo, o clube recebeu a informação de que o meia D’Alessandro e o atacante William Pottker foram suspensos pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva. Assim, não encara a Chapecoense, segunda-feira (21), pelo Brasileirão. Macedo estava no cargo desde que Marcelo Medeiros assumiu a presidência do Internacional, há mais de um ano e meio. Sem resultados, o departamento de futebol vinha sofrendo pressão e grande parte da torcida pedia mudanças. Com a saída de Jorge Macedo, alguns nomes já surgiram como possíveis

William Pottker está fora do jogo diante da Chapecoense substitutos, como Rodrigo Caetano e Paulo César Tinga. Dentro de campo, o técnico Odair Hellmann passou a contar com dois problemas visando a partida contra a Chapecoense, segunda-feira (21), pelo Brasileirão. O STJD julgou Pottker pela expulsão na partida contra o Flamengo. No mesmo jogo, D’Ales-

sandro envolveu-se em empurra-empurra e agrediu Lucas Paquetá. Diante dos fatos, os colorados foram suspensos por dois jogos. Como Pottker já havia ficado de fora do Gre-Nal, não encara a Chape e volta apenas contra o Corinthians. D’Alessandro cumprirá a suspensão contra Chape e Timão.

Grêmio inicia venda de ingressos Entradas para o jogo diante do Defensor são comercializadas desde ontem Foto Divulgação

O Grêmio entra em campo no próximo dia 23, às 19h15, contra o time uruguaio Defensor, na Arena. A venda de ingressos para o jogo, o último pela fase de grupos da Conmebol Libertadores 2018, começou ontem (17), às 11h, com exclusividade para sócios no site www.arenapoa.com.br. Para o público geral os ingressos estarão disponíveis a partir de sábado (19), também às 11h. As bilheterias abrem na segunda-feira (21). As arquibancadas no setor Norte têm valores entre R$ 25 (sócio diamante) até R$ 50 (normal). Nas cadeiras gramado, os valores vão de R$ 78 (sócio diamante no setor sul) até 170

Grêmio e Defensor voltam a se enfrentar no próximo dia 23

(normal no setor oeste). A cadeira gols custa entre R$ 133 (sócio diamante) e R$ 190 (normal). As cadeiras superior custam R$ 50 a R$ 120.

Passo Fundo Futsal quer ginásio lotado Equipe recebe no sábado a AFF, de Fortaleza dos Valos, pela 3ª rodada da Série Prata Mais um jogo difícil no ca- Fortaleza dos Valos, que em também fixo Maurício Schleminho do Passo Fundo Fut- 2017 chegou até as semifinais der, que recuperado de lesão sal/ Fasurgs/ Valtra Razera da competição. fará a estreia na Série Prata. neste início de Série Prata “É um jogo onde temos que Se espera um grande públi2018. Mas nada que sur- entrar mais ligados e menos co no Capingui neste sábado preenda, pois desde que fe- eufóricos que na estreia em para empurrar a equipe para chou o grupo dos doze parti- casa. Sabemos que nosso a primeira vitória. Os ingrescipantes se sabia que o nível torcedor espera a primeira sos já estão sendo vendidos da competição seria muito vitória e ela vai vir, mas para no Capingui por R$ 10, das equilibrado e cada jogo se- isso temos que jogar com in- 14h às 19h. Na preliminar do ria uma decisão. Não será teligência” afirmou o fixo e jogo, 16 horas, a equipe SUBdiferente neste sábado (19) capitão, Nuno, que volta ao 17 do Passo Fundo Futsal joga quando o Passo Fundo Futsal time depois de cumprir sus- mais uma partida pelo estarecebe no Capingui a AFF de pensão. Outro retorno é do dual, diante da SER Itaqui.

Foto Divulgação

Atacante e meia não poderão encarar a Chapecoense. Camisa 10 também está fora do jogo diante do Corinthians

Na sequência dos perfis de cada jogador convocado por Tite para representar o Brasil na Copa do Mundo, a reportagem do Jornal Diário da Manhã apresenta hoje Cássio. Gaúcho de Veranópolis, Cássio Ramos nasceu em 6 de junho de 1987. Após ser descoberto em um teste na sua cidade natal, Cássio integrou as categorias de base do Grêmio. Profissionalizou-se pelo Tricolor na temporada de 2005 e seguiu o Estádio Olímpico até 2007, Cássio sem ser aproveitado. Surgiu a possibilidade, então, de seguir para a Europa e Cássio acertou com o holandês PSV, onde também não teve sequência de jogos – foram apenas cinco partidas até 2011. Nesse período, foi emprestado ao também Sparta Roterdam, no ano de 2009. Já em 2012, chegou como reserva no Corinthians e no mesmo ano virou ídolo ao praticar uma defesa milagrosa em chute de Diego Souza, pela Libertadores. Pelo clube paulista, foi campeão da Libertadores e do Mundial em 2012, tricampeão paulista, campeão da Recopa de 2013 e bicampeão brasileiro. No Corinthians, ainda, trabalhou com Tite e conquistou a confiança do treinador. Com 1,95m de altura, Cássio estreou na Seleção em 2012, convocado por Mano Menezes. Foi titular do gol apenas um vez, em 2017, diante do Japão.

Lista de convocados Outra seleção que já divulgou a lista final com 23 jogadores para a Copa do Mundo foi Marrocos. A convocação feita pelo treinador Hervé Renard também deixa claro que outros três atletas estão em uma lista de espera. Destaque para fato que apenas seis dos chamados de fato nasceu no Marrocos – a maioria dos chamados são holandeses ou franceses naturalizados. Convocados Goleiros: Munir Mohand Mohamed, Yassine Bounou e Ahmed Reda Tagnaouti. Defensores: Mehdi Benatia, Romain Saïss, Manu Da Costa, Achraf Hakimi, Nabil Dirar, Badr Banoun e Hamza Mendyl. Meio-campistas: Youssef Aït-Bennasser, Medhi Carcela, Karim El Ahmadi, Younes Belhanda, Hakim Ziyech, Fayçal Fajr, Sofyan Amrabat , Nordin Amrabat, Mbark Boussaoufa e Amine Harit. Atacantes: Aziz Bouhaddouz, Khalid Boutaïb e Ayoub El Kaabi. Reservas: Oualid El Hajjam, Noussair Mazraoui e Youssef En Nesyri.

FIFA divulga ranking Ontem (17) a FIFA divulgou a atualização do seu ranking de seleções. Essa deve ser a última contagem de pontos antes do início da Copa do Mundo, dia 14. como não houve ainda partida entre as equipes, a pontuação segue a mesma, apresentando a Alemanha na liderança, seguida do Brasil. 1, Alemanha (1.544 pontos) 2. Brasil (1.384) 3. Bélgica (1.346) 4. Portugal (1.306) 5. Argentina (1.254) 6. Suíça (1.179) 7. França (1.166) 8. Espanha (1.162) 9. Chile (1.146) 10. Polônia (1.128)

Carazinho  
Carazinho  
Advertisement