Issuu on Google+


02

Geral

eflexões TUDO É PARA A GLÓRIA DE DEUS “Por isso não desfalecemos; mas, ainda que o nosso homem exterior se corrompa, o interior, contudo, se renova de dia em dia” 2 Coríntios 4:16 Não baixe sua cabeça diante das adversidades, se nós formos viver segundo aquilo que vemos ou ouvimos, não vamos chegar a lugar nenhum, porque aonde nós olhamos nos deparamos com coisas contrárias com aquilo que esperamos. Se você olha para o seu Àlho, para o seu marido, talvez você vê coisas que te entristece,

que te desanimam, então se você deixar se levar o que está diante de nossos olhos, como vai ser a sua vida? O homem de Deus sofre perseguições, tem aÁições, se depara com as adversidades, mas nada abala ele, nada abala a fé, porque sabe que há um Deus que não permite que nada de mal aconteça com ele. E a palavra de Deus diz em 1 João 5: 18 que aquele que é de Deus o diabo não toca. Deus o exalta diante daqueles que querem ver a usa destruição, o pro-

blema nunca foi sinônimo de derrotas para quem está bem com Deus, pelo contrário todos os grandes homens mediantes a grandes problemas se tornaram mais que vencedores. O que pode te levar à depressão, à tristeza ou ao fracasso, Deus transforma em forças pra você. É normal as decepções, as tristezas, mas quando você está bem com Deus, consegue superar com a maior naturalidade. “Porque a nossa leve e momentânea tribulação produz para nós um

peso eterno de glória mui excelente;” as situações difíceis Deus tornou 2 Coríntios 4:17 em v itór ias p ara os grandes Você tem que enfrentar todos homens de Deus, foi assim com os seus problemas sendo va- Daniel, com Elias, com Isaque, lente, o procom Jacó blema não O que pode te levar à depressão, e t a m b é m vem para será assim à tristeza ou ao fracasso, Deus destruir, ele na sua vida, transforma em forças pra você basta você surge para crer. O proque Deus manifeste a sua glória em você. blema surgiu? Mas isso não é O problema é sinônimo de vitória nada perto do Deus que você tem, para quem acredita nisso. Todas não desanime.

inema Clint Eastwood, Harrison Ford e Wesley Snipes poderão estar em Mercenários 3 Mercenários 2 já se consolidou como a realização do paraíso para os fãs de Àlmes de ação. Agora, imagine que o produtor Avi Lerner já está querendo para um terceiro Àlme os atores Clint Eastwood (Os Imperdoáveis), Harrison Ford (Indiana Jones e os Caçadores da Arca Perdida), Nicolas Cage e Wesley Snipes (Blade - Caçador de Vampiros), segundo o Total Film. Nada mal, hein?! “Temos abordado Clint Eastwood para ser um dos caras, temos um personagem em mente para ele. Estamos conversando com Harrison Ford. (E queremos) Wesley Snipes quando ele sair da prisão. Eu também darei a vocês mais um nome,

nós temos Nicolas Cage para interpretar (um dos personagens)”, revelou Lerner. Ele também contou que estão planejando trazer Mickey Rourke (O Lutador) de volta. Nicolas Cage – que já trabalhou anteriormente com o diretor Simon West em Con Air –, ao que tudo indica, será um personagem chamado Hunter Gatherer. Entretanto, essa informação ainda não foi conÀrmada. A publicação também revela que Jean-Claude Van Damme (O Grande Dragão Branco) pode aparecer na sequência. Seria esse um spoiler de Mercenários 2? Vamos aguardar para descobrir.


Geral

EMPRESA ENVOLVE FUNCIONÁRIOS

NA BUSCA POR QUALIDADE Buscar alternativas para reduzir custos, buscar segurança, ou mesmo envolvimento de grupos, Àzeram parte da terceira edição da Mostra Externa de Projetos das Equipes de Melhoria Continua (EMC) das

Empresas Incoplast e Copobrás -, realizada na Associação de Funcionários Incoplast (Afai), no sábado, 4. O objetivo da ação realizada desde 2009, e levar adiante o lema ‘Hoje melhor do que ontem, amanhã me-

lhor do que hoje’. Nisto está incluso a atitude de estimular a criatividade entre os colaboradores. A mostra reuniu nestes três anos mais de 650 projetos de melhoria. A gerente de qualidade e coor-

denadora da mostra, Marilésia Kestring Badziak, informa que nesta edição, mais uma vez aberta ao público, o evento reuniu 23 projetos, desenvolvidos por mais de 600 funcionários envolvidos nos grupos. “As pessoas são o que há de mais importante neste programa. De forma voluntaria, eles apresentaram trabalhos que visam resolver problemas relacionados à qualidade, produtividade e ambiente de trabalho, além de contribuir com açaões de responsabilidade social e ambiental”, explica. Ela explica que os trabalhos também passaram pela análise de uma comissão de jurados que avaliaram a mostra. “Três projetos estão classiÀcados como Ideia Destaque e representarão a empresa no Encontro Catarinense de Circulo de Controle de Qualidade (CCQ). O evento ocorre em 05 de outubro, em Jaraguá do Sul. Se novamente alguns dos trabalhos for selecionado, ele concorre em etapa nacional”, completa. A mostra é realizada em todas as unidades da Copobras S/A, espalhadas pelo país.

03

Entre os projetos

Exemplos de ações desenvolvidas pelas EMC podem fazer a diferença inclusive para beneficiar outras pessoas. Caso da campanha do agasalho que neste ano arrecadou 2.741 donativo, encaminhados a Pastoral da Criança do município. Outras convenções arrecadam brinquedos, coletam garrafas PET e óleo de cozinha usado. A mostra contou com 36 estandes, sendo que 23 foram utilizados por EMC para apresentação de projetos de melhorias e os demais foram parceiros/equipes de apoio da empresa.

mostra reuniu

em três anos mais de 650 projetos de melhoria


04

Geral

ventos

Por Aline Tartare

COMO ESCOLHER O VESTIDO DE NOIVA PERFEITO Uma das primeiras coisas com que a mulher sonha logo depois de marcar a data do casamento é com o seu vestido de noiva. Ele tem que ser perfeito, o vestido mais lindo que ela um dia já usou. Algumas já sabem como ele deve ser e tem na cabeça todos os detalhes. Outras saem à procura do vestido que faça os seus olhos brilharem. Não importa se você é do time das decididas ou das que ainda estão descobrindo o que lhes agrada, estas orientações irão ajudar você a escolher o vestido perfeito. Primeiro de tudo, segure a ansiedade. Não adianta procurar o vestido com muita antecedência. É legal pesquisar, buscar referências, visitar estilistas e lojas para conhecer os modelos e

os serviços que o mercado para te acompanhar nesta oferece. No entanto, não tarefa. A escolha do vestidecida nada com mais de do de noiva deve ser uma oito meses da data do casa- experiência única. Então, mento. Acredite, a maioria aproveite para dividi-la com das mulheres muda muito de as pessoas especiais da opinião até o dia de entrar sua vida: sua mãe, irmã ou na igreja e escolher o vesti- uma madrinha querida. São do muito cedo pode levar a pessoas que te conhecem, respeitam o seu gosto e em arrependimentos. Não se sinta na obrigação quem você confia e sabe que darão de seguir tenu m a o p i n i ão dências. A noiva deve usar o Siga o seu coração si ncera. Mas que ela gosta e o vestido perfeito lembre-se que q u a n to m a i s e deve se sené aquele que o fez pessoas fotir confortável. bater mais forte. rem com você, Se o mo delo mais opiniões de vestido que está na moda não tem nada diferentes da sua poderão a ver com você, esqueça-o. surgir. O importante é que a noiO vestido ideal é aquele em que a noiva se sente bonita va tenha em mente que ela e feliz, e que reÁete a sua não deve tentar agradar a todos com sua escolha, a personalidade. Leve as pessoas certas não ser ela mesma.


05

Geral

          



  &

($

                         !  ! !" #$%&$%%& '()&* +%&*  !"#!$"%&$$&!"'()#!

    



   

  

 *  +

*      ,  * -

    . -

*   



*

/)!61(!# )#!%%)#!

 

 &! /)!51(

  

   

*

   

 /)!041( %&!$%!$

*

 



789  2     2  0

 /)!01(2%)3 &%#!

*

 


06

Geral


Geral

uriosidades

Expressões Populares

Fazer nas coxas: A expressão “fazer nas coxas” surgiu na época da colonização brasileira. As telhas usadas nas construções da época, feitas de barro, eram moldadas nas próprias coxas dos escravos. Assim, algumas vezes ¿cavam largas, outras vezes ¿nas, nunca com um tamanho uniforme. Foi desta forma que surgiu a expressão, utilizada para indicar algo mal feito.

Barata sem cabeça

Você sabia que a barata pode viver nove dias sem a cabeça. Se você tem medo delas, certiÀque que após a chinelada ela não sobreviverá.

Por que cachorros não podem comer chocolate? Porque o chocolate, principalmente o escuro, contém teobromina, uma substância que faz um grande estrago no sistema nervoso dos totós. Presente no cacau, a teobromina pode provocar crises alérgicas, aumento da pressão arterial, taquicardia, arritmia, tremores e convulsões. Dependendo do porte do animal, da quantidade de chocolate que ele ingerir e da sua sensibilidade ao alimento, ele pode até mesmo entrar em coma e morrer. E tem mais: o consumo de chocolate, bem como de outros alimentos com alto teor de açúcar, predispõe os cachorros a cáries e outros problemas dentários. Para evitar essa roubada, uma empresa nacional chegou até a desenvolver um petisco que tem sabor, cheiro e aparência de chocolate, mas não é chocolate e pode ser consumido na boa pelo seu melhor amigo

07

Para ¿car acordado Você precisa trabalhar, mas, esta com aquela vontade de dormir e não pode. Comer uma maçã é mais eÀciente que tomar café para se manter acordado.


08

Especial Para saúde do corpo, fundamental acompanhamento pro¿ssional

QUALIDADE

DE VIDA

C

O que você está fazendo para ter saúde?

onforme resultados de pesquisas cientíÀcas, cuidados com a saúde tem elevado a expectativa de vida do brasileiro. Mas, para manter corpo e mente equilibrados é necessário utilizar recursos de várias áreas para ter longevidade. Os resultados de todos os processos que contribuem com a vida, demonstram que a expectativa de vida no Brasil, aumentou quase 40 anos em meio século. Nos anos 60 a perspectiva do cidadão, girava entorno dos 48 anos, o que vinha depois era lucro. No Censo 2010, o Instituto Brasileiro de GeograÀa e Estatística (IBGE) amostrou que os brasileiros estão vivendo em média até os 73,4 anos, um aumento de mais de 25 anos.

Manter a saúde depende de alguns fatores que unidos estimulam o equilíbrio entre os aspectos físicos e mentais. Conhecer algumas relações básicas é importante para se ter boa saúde.

É grande a observação do número de óbitos causados por doenças descobertas em estágios avançados. Alguns estudos mostram que a população masculina é a mais relutante em buscar auxílio médico. É o que revela o médico gastroenterologista e clínico, Reginaldo Oenning. Ele explica que a principal ação para manter o corpo saudável é a prevenção. “O acompanhamento médico é importante e evita que problemas iniciais se tornem mais graves ao longo do tempo. Por exemplo, se uma doença é identiÀcada logo no inicio de sua formação, é mais fácil tratar”, opina. Porém, Reginaldo declara que as pessoas, principalmente os homens, que possuem algum tipo de dor ou desconforto procuram alternativas farmacêuticas, ou mesmo caseiras, por conta própria, o que pode prejudicar a ação médica. “A questão é que o problema avança e só aí ele procura um médico. O resultado disso pode ser algo mais sério, que poderia ter sido solucionado no seu surgimento, com opções de tratamento mais amplas”, observa. Reginaldo explica que parte das doenças atualmente está ligada a obesidade e destaca que o simples controle alimentar pode fazer muita diferença para a saúde. “A obesi-

MÉDICO GASTROENTEROLOGISTA E CLÍNICO, REGINALDO OENNING

dade preocupa no mundo todo e no Brasil os índices aumentam a cada ano. Ela é preocupação de muitas das especialidades médicas. Hoje em dia vemos pessoas com 30 anos tendo infarto, algo assustador. Porém, ações simples, como melhorar o padrão alimentar, podem minimizar o risco a saúde”, alerta. No caso de pessoas com histórico familiar de problemas de saúde mais graves, como cânceres, hipertensão e diabetes, o médico indica o início de acompanhamento ainda mais

cedo. Para as mulheres, além de exames básicos, como de colesterol, glicemia e controle da pressão arterial, ele aponta a necessidade da mamograÀa e avaliação do colo uterino. Já os homens, atenção voltada à próstata, precisando superar preconceitos, pois isto prejudica a manutenção de sua saúde. “As doenças graves muitas vezes são silenciosas. Por isso é importante fazer check-ups regulares. A descoberta precoce dá outra perspectiva de tratamento”, acrescenta.


Especial Exercícios físicos é a melhor forma de garantir saúde Desde quando nascemos somos totalmente flexíveis, ativos, esportistas, mas perdemos isso ao longo da vida. E ficar parado acelera está perda. Mas, como avalia o médico Reginaldo Oenning, alguns cuidados podem fazer toda a diferença e a inclusão de atividades físicos na rotina é um fator importante. Nesta direção, para as idades mais avançadas é fundamental que se tenha estes cuidados. No Brasil atual a pirâmide etária é semelhante aos países de primeiro mundo. Nos anos 60, a terceira idade – pessoas com mais de 60 anos, correspondiam a 4,7%, ou seja pouco mais de 3,3 milhões dos 70 milhões de habitantes. Atualmente o valor ultrapassa 10,8%. São mais de 20,5 milhões de habitantes com idade acima de 60 anos, em uma população de mais de 190 milhões de brasileiros. Estes valores são fruto da preocupação com a saúde, do avanço da ciência e de outros cuidados, tanto físico quanto psicológicos. O país entendeu esta mudança no perfil e a preocupação com a saúde e

PROFESSOR DE EDUCAÇÃO FÍSICA MARIO HENRIQUE LEITE SOUZA

torna evidente os investimentos na terceira idade. Em se tratando da região do Vale do Braço do Norte e municípios próximos, praticamente em todos os municípios há alguma atividade direcionada especiÀcamente a este grupo social. De acordo com o professor de Educação Física especialista em treinamento esportivo e formador do grupo de corrida, Mario Henrique Leite Souza, apesar do foco na terceira idade, é importante começar desde cedo a manter ativi-

dades regulares. Porém ele alerta para a importância do acompanhamento de profissionais qualiÀcados. “Todas as atividades são importante, mas, não adianta iniciar uma atividade sem conhecimento, sem o material e local adequado. Isso pode ter efeito contrário ao que se busca”, enfatiza. Segundo Mario Henrique esta necessidade se torna mais necessária a partir dos 50 anos. “Dizem que a vida começa aos 50. Até esta idade a pessoa tem várias metas, bom emprego, constituir família,

ter sua casa e alguns luxos. A partir desta idade é que ela vai aproveitar e, se o corpo estiver em boa forma, conseguiremos tirar mais proveito disso”, complementa. Ele acrescenta nesta idade a atividade contribui para facilitar ações simples como sentar e andar, fortalecer músculos, melhorar a resistência, a Áexibilidade e a qualidade do sono, evitar diabetes e hipertensão. “O uso da academia é direcionada a estas pessoas, já que os mais jovens praticam várias atividades, porém, não é somente indicada a musculação, mas também a natação, hidroginástica, caminhadas, corridas, a dança e pilates, por exemplo. Todas elas são alternativas para o manter o corpo saudável”, expõe. O proÀssional também indica o envolvimento social como grupos de jogos, encontro com amigos, são fatores importante nesta relação. “A socialização é muito importante, principalmente na terceira idade. Tudo isso contribui para evitar gastos com a saúde no futuro e a pessoa investir em atividades que lhe dá prazer”, conclui.

09

Cérebro também precisa ter atividade para evitar doenças Atividades físicas, cuidados com a saúde são essenciais, mas não bastam para ter plenitude, é necessário trabalhar também a mente. Principalmente para afastar certas doenças, como a depressão, como destaca a psicóloga Franciele Duarte. A proÀssional alerta que esta é a doença do século e que o número de pessoas que sofrem com essa doença e ela se fortalece nas pessoas da terceira idade. “Nessa fase da vida é bem comum o surgimento ou mesmo a evolução da doença, pois as pessoas parecem perder o sentido da vida. Muito em função da aposentadoria, pois tinham uma atividade, trabalhavam, e de uma hora para outra aquilo não faz mais parte do seu dia a dia”, explica. Apesar do problema ela adverte que trabalhar a mente não deve ser algo pensado apenas na terceira idade. Os cuidados para manter um cérebro saudável na terceira idade são os mesmos que devemos ter desde a juventude. “Atitudes simples como fazer atividades físicas regularmente, alimentação saudável, controle do estresse, dentre outros, são fatores signiÀcativos para manter a capacidade de pensar, lembrar e aprender durante todas as fases da vida”, aponta. A psicóloga reforça a opinião dos proÀssionais ao enfatizar que a alimentação é um dos fatores mais importantes na busca de uma vida saudável, tanto para o corpo quanto para a mente e que isso, aliada a prática de exercícios físicos, uma boa alimentação tende contribuir muito para a saúde independentemente da idade. “A prática esportiva produz endorÀnas no cérebro, que é o neurotransmissor responsável pela sensação de prazer, bem estar, reduzindo os níveis de estresse, que é responsável pela liberação de cortisol, hormônio que atrapalha o desenvolvimento do cérebro e inÁuencia negativamente no sono e na alimentação”, explica. Em relação ao trabalhar o cérebro, Franciele lembra que não se pode deixar de outros fatores simples e corriqueiros do dia-a-dia também importantes para a saúde do cérebro. “Responder palavras cruzadas, ler, escrever, fazer artesanatos, boas noites de sono, jogos - baralho, xadrez, eletrônicos, por exemplo - até mesmo as conversas com os amigos, enÀm, qualquer atividade que faça o cérebro trabalhar é importante para ajudar a superar a fase de aposentadoria e para manter a saúde”, Ànaliza. Mesmo que sejamos desorganizados, ou relaxados quanto ao que foi tratado aqui, o importante é ser feliz, estar de bem consigo já é um grande passo para que a vida seja aproveitada em sua plenitude.


10

Geral

assatempo Rindo Muito

O homem comum fala, o sábio escuta, o tolo discute”. (Sabedoria Oriental )

O que é o que é : Cai em pé e corre deitado ? Não, não é a chuva ! É uma minhoca de para-quedas Quem é o pai do volante ? O painel Qual é a diferença entre a mulher e o leão ? A mulher usa batom e o leão ruge

Palavras Cruzadas

PRIMEIRO PASSEIO

Para Pintar

Duas mulheres conversam no ônibus: Ai, a gente nunca pode conÀar nos homens! desabafava a morena. Imagina que o meu marido um dia saiu pra comprar uma caixa de fósforos e nunca mais voltou! E isso já faz 8 anos! Ah, isso eu tenho certeza que nunca vai acontecer comigo! respondeu a loira. Mas como é que você pode ter tanta certeza assim? Os homens são imprevisíveis! É, mas o meu marido usa isqueiro!

Joãozinho Joãozinho chega correndo em casa e diz pra sua mãe: — Mãe, eu joguei uma bomba na mesa da professora. A mãe gritou com ele.. — Você está louco? Volta e pede desculpa pra sua professora. — Mas mãe, que professora?!

Conjuntivite A loira no médico: — Doutor, acho que estou com conjuntivite no olho. O médico corrige… — Conjuntivite no olho é pleonasmo. E a loira desentendida: — Poxa doutor, então tô com pleonasmo.


Geral

11 Acompanhe a história

PLANO DIRETOR PARTICIPATIVO

DOCUMENTO AINDA AGUARDA PARA SER VOTADO DESENVOLVIMENTO ORGANIZADO DO MUNICÍPIO ESTA NAS MÃOS DOS VEREADORES QUE ADIARAM VOTAÇÃO Muitos aguardavam ansiosos a votação do Plano Diretor Participativo em Braço do Norte. Mas, mesmo após análise técnica e a leitura do parecer da Comissão de Legislação, Justiça e Redação, na segunda-feira, 7, os vereadores decidiram não incluir o documento na pauta do dia. A primeira votação deve ocorrer nesta segunda-feira, 13. O PDP reúne diretrizes para o desenvolvimento organizado do município, criam áreas industriais e indicam espaços residências, de preservação e até mesmo, direcionam o crescimento. Os últimos detalhes foram tratados na sexta-feira, 4. A equipe técnica,

formada pelos engenheiros, Valdir Volpato, Richard Botega e Julia Lima Michels, contratada para reavaliar o documento, esteve com o relator da comissão, o vereador Cleber Manoel da Silva (PP) e o diretor administrativo da casa legislativa, Edinei Wiggers. O encontro possuía o objetivo de acertar últimos detalhes na redação e, enÀm, concluir um processo que gera polêmica desde 2005. Na última sessão, mesmo com o aval dos dois outros membros da comissão, os vereadores, Salésio Meurer (PMDB) e Antônio Bittencourt de Souza, o Toninho da Cabana (PSD) o documento não integrou a pauta. Se não houver mais atrasos, o relator

acredita que ainda este mês o PDP deve passar pela sanção do prefeito Evanísio Uliano (PP), o Vânio. O relato acredita que a análise mais detalhada pode beneficiar o conhecimento dos vereadores, mas aÀrma que o documento não agrada a todos. “Mesmo assim ela nos dará diretrizes para o desenvolvimento organizado do município, mesmo que isso não agrade em cada ponto a todos”, adverte. O impasse maior esta relacionado a questões ambientais. O PDP tem por base o Código Ambiental Catarinense (CAC) que, em certos pontos, fere o documento Federal. Por exemplo, ao longo do córrego

Santa Augusta que inicia no bairro Nossa Senhora de Fátima, há aproxidamente 200 imóveis irregulares pela lei federal. “Porém ele não condiz com a realidade que está presente no CAC. Se seguirmos a lei soberana e as determinações do Ministério Público, estes imóveis, alguns com muitos anos, serão interditados e terão que ser demolidos e não é este nosso desejo, pois nem os moradores e nem o município terá condições de arcar com este prejuízo”, observa. Se aprovado na próxima sessão, o documento ainda passará por uma segunda votação que deve ocorrer na próxima segunda-feira, 20.

Em 2005, o município contratou a empresa Finatec para realizar os trâmites para a criação do PDP. Após centenas de reuniões com a comunidade, em 2008, o documento passou pela aprovação do então prefeito Luiz Kuerten (PP), o Tilico. Ele deveria seguir para apreciação dos vereadores, porém foi engavetado. Quando voltou a tona a discussão, em 2010, o PDP reapareceu com diversas irregularidades, identiÀcadas pela equipe técnica. Foram mais de 60 artigos alterados, sem que estes tivessem passado pela aprovação em assembleia. Desde então vários encontros com a sociedade foram promovidos para corrigir as irregularidades. O próximo passo é a aprovação por parte do legislativo municipal e o encaminhamento para sanção do prefeito. Após isso, deve ser formado o Conselho das Cidades que possui 61 membros, representantes da sociedade organizada que devem analisar, atualizar e votar possíveis alterações no PDP.


12

Geral

eu Futuro

Por: Fabiano JosĂŠ da Silva Professor de InformĂĄtica

INFORMĂ TICA NA “MELHOR IDADEâ€? Os pais FlĂĄvio e Érica, proprietĂĄrios da Loja Corpo e Forma, estĂŁo radiantes com a passagem de mais um aniversĂĄrio de seu Âżlho Pedro Silvestri da Silva. ParabĂŠns a linda famĂ­lia.

NĂŁo hĂĄ quem diga, nos dias atuais, que nunca viu um computador. A tecnologia ĂŠ algo presente na vida de todas as pessoas, seja criança, adulto ou atĂŠ mesmo, na 3ÂŞ idade. Para os jovens, isso ĂŠ algo normal e que faz parte da vida, mas se analisarmos mais cuidadosamente, hĂĄ duas dĂŠcadas a grande maioria das pessoas nĂŁo sabiam nem o que era um Computador, sendo que hoje em dia quem nĂŁo souber mexer nele Ă€ca para trĂĄs e ĂŠ cada vez mais comum pessoas com mais vivĂŞncia procurar cursos para poder ao menos conversar com parentes e amigos em programas de bate-papo. JĂĄ existem no mercado atual, verdadeiros vovĂ´s “expertsâ€? em informĂĄtica, o que nĂŁo ĂŠ difĂ­cil de acontecer, basta boa vontade e tempo para aprender, pois, uma coisa ĂŠ certa, nĂŁo hĂĄ idade para aprender! As possibilidades da informĂĄtica sĂŁo imensas e podem facilitar a vida das pessoas sem preconceitos quanto Ă  classe social ou a idade. Diante deste fato ĂŠ

cada vez mais comum ver pessoas com mais idade procurar instruir-se eaprender a lidar com as oportunidades e facilidades que o mundo digital pode propiciar. Hoje em dia existem cursos voltados para as pessoas com mais idade, respeitando o tempo de cada uma, porÊm muitas destas pessoas preferem optar por cursos normais, sem delimitação de idade. A escolha deve Àcar por conta de cada um. Pois o que realmente importa Ê não parar no tempo e buscar outras formas de distração, trabalho e comunicação com o mundo. A informåtica Ê a melhor opção atual para isso. Nela podemos conhecer novas pessoas, reencontrar antigos amigos, estudar, formar-se à distância econhecer locais e culturas distantes, entre inúmeras outras possibilidades. Quem não estå a par dessa tecnologia, fica distante de um mundo de oportunidades e interação não apenas tecnológica mas tambÊm com todo outro mundo. Os mais velhos tem um

pensamento que precisa ser mudado: “informĂĄtica ĂŠ para os jovensâ€?, pois acham que nĂŁo tem mais capacidade para o aprendizado, sendo que muitas vezes ao tentar usar um computador sentem diĂ€culdades ou ainda quando pedem ajudar a alguĂŠm da famĂ­lia, normalmente essa pessoa, por saber manusear com facilidade, nĂŁo tem paciĂŞncia para ensinĂĄ-los. Uma dica ĂŠ procurar cursos onde tenham profissionais qualiĂ€cados para ensinar e dar dicas de como usar um computador. Para se aprender informĂĄtica nĂŁo hĂĄ limite de idade, hĂĄ apenas a vontade de aprender. Agora, se vocĂŞ quer realmente conhecer o seu computador e aprender a usĂĄ-lo, passe na Escola YesBras em frente ao Corpo de Bombeiros e entre para esse novo mundo. Domine seu computador, faça dele seu aliado e nĂŁo uma dor de cabeça constante! NĂŁo perca essa oportunidade e deixe de ser um “analfabeto digital!â€?

  

  

  #

    # ## # )& *    )& +    ,,,                                     ! "   #  $  %  &'    (  (  )   * (   +

-. * 

          !" # $%&  '(    


Geral

aúde Bucal COMO MANTER OS DENTES SAUDÁVEIS? Prevenção dos problemas bucais começa na alimentação. Dê preferência às frutas, fibras e verduras; evite os alimentos ácidos e açucarados, refrigerantes e alimentos pastosos. Mastigue demoradamente, distribuindo o alimento por toda a boca e utilizando todos os dentes para isso. Não use os dentes para Àns mecânicos, tais como: partir linhas, abrir garrafas, quebrar alimentos de casca dura, por exemplo. A grande maioria dos problemas bucais também pode ser evitada com uma escovação adequada, e o uso do fio dental. Infelizmente, apenas a odontologia curativa (restaurações, extrações, tratamentos de canal...) não obtém resultado no controle de doenças bucais. Cerca de 95% dos brasileiros sofrem de cárie

e doença das gengivas (doença periodontal), mesmo com grande número de dentistas por habitante. O curioso é que a maioria dos pacientes vai ao dentista para corrigir problemas estéticos e não para realizar procedimentos preventivos. Muitos fatores podem justiÀcar essa realidade: o custo de um tratamento dentário, a falta de dinheiro, etc. O fato é que os brasileiros não têm o hábito de consultar um dentista regularmente, como fazemos com tantas outras especialidades médicas. Isso quer dizer, que a melhor solução para a dor de dente é a prevenção. Visitas periódicas ao dentista, mesmo sem a existência de qualquer sintoma, podem detectar o problema desde cedo, garantindo o sucesso do tratamento e a sua saúde bucal!

13

Por Dra. Samia Ahmad Cirurgiã - Dentista CRO 11815

CRIANÇAS DE RF PROMOVEM HOMENAGEM AOS PAIS Total envolvimento das crianças nas atividades, deixou muitos pais emocionados, na homenagem a eles, realizada na noite de quarta-feira, 8. Organizada pelos professores do Centro de Educação Infantil e da Escola Municipal José Boeing, o evento reuniu mais de 400 alunos do município e 380 pais. Durante os últimos meses, os professores ensaiaram as crianças para que tudo saísse perfeito. No dia da homenagem, as crianças da creche até o quinto ano cantaram, apresentaram o instrumento de trabalho de cada pai e participaram de um jogral – uma música falada dentro de uma ordem que da um ritmo interessante – falando sobre os tipos de pais. E, como não poderia ser diferente, as apresentações surpreenderam e deixaram muitos pais com lagrimas nos olhos.

De acordo com a diretora de ambas as instituições e representante da Secretaria de Educação do município, Romeli DaRout Machado, o envolvimento tanto das crianças, como dos pais, foi algo extraordinário. “Nossa alegria em ver os pais presentes em tamanho número e muito felizes com seus Àlhos. Nos últimos tempos temos percebido que os pais estão mais presentes nas ações da escola e isso é importante para as crianças. Por sua vez, elas fazem tudo com muito amor, alegria. Por mais simples que seja, elas se doam para agradar e ver o sorriso do pai e a mãe felizes”, destaca. Segundo ela, a participação dos pais estimula o envolvimento dos Àlhos nas tarefas. “Faz a diferença na educação dos Àlho e vamos planejar mais ações como está”, aÀrma Romeli.


14

Geral PROFESSORAS RECEBEM

CONCEITO ‘A’ NA UFSC

GESTORES GARANTE SUCESSO DE PÚBLICO Informações preciosa sob olhares e ouvidos atentos, marcaram a terceira edição da Semana Acadêmica da Engenharia de Produção, realizada nos dias 8 e 9, no Centro de Vivências da Unibave, em Orleans. Realizado pelo Núcleo de Pesquisa Kaizen31, formados por acadêmicos do curso, o evento, foi dividido em palestras e debate. No primeiro dia, mais de 130 pessoas acompanharam o desenvolvimento dos temas, tecnologia da informação aplicada na cadeia de suprimentos, ministrado pelo Diretor de TI e Logística da GAM, Luiz Augusto Nuerberg e também a relação da produção chinesa na desindustrialização do Brasil, conteúdo apresentado pelo Superintendente de Planejamentos e Novos Negócios da Eliane,

José Celso Barbosa Junior. Para o segundo dia de evento, o grupo contextualizou o tema ‘O perÀl do proÀssional do futuro’. Os fatores que contribuem para o crescimento pessoal, foram apresentado com a experiência de três nomes, referencias em gestão em três segmentos diferenciados. Deste debate, mediado por um dos gestores do Farol Shopping, Luiz Antônio Reinert Prim, participaram o fundador da GAM e Farol Shopping, o empresário Genésio Antônio Mendes, o gerente de departamento de engenharia de manutenção da Tractebel Energia, Engenheiro Mecânico Luiz Felipe e o gerente de plantas da Librelato, Gilberto Zoppei. O grupo discorreu seu conhecimento sobre três eixos especíÀcos – liderança, o novo proÀssional exigido pelo mercado e o

proÀssional da engenharia de produção. “Basicamente, o perÀl do proÀssional precisa reunir coisas simples como, inquietude em buscar o conhecimento, humildade, saber ouvir e trabalhar em equipe e ter bom humor são características fundamentais em qualquer área”, destacaram os entrevistados. Para o coordenador do curso e do NP Kaizen31, Dimas Rocha, o público se prendeu ao tema. “A troca de experiências foi o ponto alto do evento. A visão de cada um e suas exigências sobre o profissional atual chamou a atenção do público que permaneceu até o último instante no evento, algo que nos surpreendeu”, ressalta o coordenador. Em um resumo geral, Rocha afirma que os dois dias de evento cumpriram seu objetivo

e superaram a expectativa dos envolvidos na organização. “Este é o primeiro ano em que o evento foi totalmente organizado por acadêmicos que correram atrás de patrocínios, dos materiais e pessoas que repassaram seus conhecimentos. Estão de parabéns por escolherem um tema atual, por buscarem pessoas de alto conhecimento e referência nas áreas de atuação e por atrair os vários cursos para a participação nos dois dias de evento”, acrescenta. Como inscrição os participantes dispuseram de um quilo de alimento não perecível. Ao todo foram arrecadados 340 quilos de alimentos que serão doados ao orfanato Infantil Paraíso da Criança de Urussanga e para o CEI Othilia Debiasi de Orleans.

Desenvolver uma tese é um trabalho difícil que requer muito empenho e organização, mas o coroamento faz superar estes momentos. Caso das professoras Lucimar Jeremias Longuinho e Sandra Regina Hoepers Waterkemper. Elas receberam conceito ‘A’, no Curso de Especialização em Coordenação Pedagógica, oferecido pela UFSC, em Florianópolis, em parceria com a SED, UNDIME e MEC. Gestoras do Centro de Educação de Jovens e Adultos (Ceja), elas defenderam sua tese nos dias 30 e 31 de julho. Lucimar apresentou o tema ‘Coordenador pedagógico – Encontros e desencontros da função-’. Já Sandra defendeu a tese ‘O coordenador pedagógico e as relações interpessoais – Ações, intenções e contradições-’. A pesquisa possui como base de estudo O CEJA e as unidades descentralizadas , envolvendo os professores da rede estadual de ensino. A especialização não ofereceu custos as autoras. Elas explicam que a oportunidade reforça o desejo por melhor educação. “Veio de encontro com as necessidades da edu-

cação de aprender a trabalhar com a equipe docente, administrativa na parte pedagógica”, observa Longuinho. Ela revela que os temas estão relacionados à falta de profissionais em áreas especiÀcas. Hoje o ‘pedagógico’ das escolas é realizado pelos antigos especialistas ou pelo Assistente Tecnico Pedagógico (ATP). “Mas, este não tem formação em coordenação pedagógica, por sua vez não está preparado para atender o pedagógico das escolas, para ele desempenhar a função pedagógica das escolas vai ter que buscar formação especiÀca. Precisamos de profissionais especializados, preparados e que saibam como e o que fazer, somente assim teremos um educação de qualidade”, complementam. As gestoras reaÀ rmaram que o sacrifício foi recompensado com o sucesso. “É o resultado de nosso esforço, dedicação a melhorar a educação neste país, que hoje investe tão pouco, mas que ainda temos profissionais que lutam”, defendem.


Geral

15

CEF EM NOVO ENDEREÇO

Modernizar o atendimento e aproximar o cliente dos produtos e serviços, motivaram a agência da Caixa Econômica Federal, em Braço do Norte a mudar de endereço. Desde a segunda-feira, 6, o banco atende na rua Nereu Ramos, próximo a praça Coronel Collaço, também no centro do município. O trabalho de mudança ocupou os funcionários inclusive no Àm de semana, para que na segunda-feira, 7, a agencia estivesse de portas abertas para os clientes. A agência que

completou 31 anos em maio, deixa o antigo imóvel de dois pavimentos, para atender em uma estrutura recém-construída, com cerca de 800 metros quadrados e atendimento em um piso térreo. O espaço mais amplo, segue o padrão atual das agências da instituição, o que facilitou a indicação para cada atendimento e também o acesso para os clientes. Com o gerente Ivoir Carlos Volpato em reunião na regional, a substituta temporária da gerência, Valéria Martins Wiggers comentou a mudança e

reaÀrmou as palavras de Volpato no ato da inauguração. “As mudanças são signiÀcativas, tanto na estrutura quanto no atendimento. No prédio antigo, com dois pavimentos, alguns serviços estavam no segundo andar, um empecilho em certas circunstâncias. A nova estrutura tem porte de agência de grandes cidades e possui mais espaço, os setores Àcaram bem distribuídos para melhor atender o cliente”, pontua. As mudanças afetaram também o modo operacional dos equipamen-

tos. “Mais moderna, a tecnologias empregada otimiza, acelera o atendimento. O resultado é a qualidade no serviço prestado ao público”, expõe. Ela também enfoca o futuro da agência que atende, em especial, a região do vale. “De um modo ou outro, toda a população acaba tendo vinculo com a CEF. Investir em melhoria, na qualidade de vida é a forma encontrada para valorizar o crescimento harmônico entre banco e cidade”, finaliza.

Atendimento especial

Com a mudança a instituição À nanceira abre espaço também para melhor atender qualquer pessoas com limitações. “Há equipamentos especiais e um proÀssional treinado em libras e habilitado para atender qualquer limitação do cliente”, colabora Valéria.


16

Contracapa


Jornal O Visor