Page 12

12

JANEIRO 2016

Ambiente

Jacintos de Água espécie exótica invasora

Manuel Lima m.l.valedoneiva@gmail.com

A

grande quantidade de jacintos de água, que proliferam em vários rios no nosso país, tais como, Cávado e rio Neiva, onde esta espécie invasora não passa despercebida, pois tem efeitos nefastos, nos locais onde proli-

fera em abundância. Jacinto de água da família Pontederiaceae, nome científico Eichhornia Crassipes, erva aquática flutuante de folhas intumescidas e flores azuis/violetas muito vistosas, a forma como se apresenta nos nossos rios. Esta planta não é autóctone, originária da América do Sul, introduzida na Europa por via ornamental. A aparição desta

espécie em Portugal ocorre nos anos 30, mas a sua beleza escondia grandes malefícios. O seu crescimento pode ser rápido, tendo as condições adequadas no seu habit tais como: temperatura elevada da água e poluição acentuada, num curto espaço de tempo, pode duplicar a sua população em poucos dias. A sua reprodução acontece por duas vias, a vegetativa e ainda a via seminal, características que favorecem esta espécie invasora. Criam uma espécie de tapete, que por vezes cobre totalmente a superfície da água, diminuindo a qualidade da vida aquática, levando em muitos casos à eutrofização do curso de água. O impacte no ecossistema é enorme, o impedimento à navegação, dificultando a atividade piscícola e o uso recreativo do meio aquático. Esta espécie invasora está (listada no anexo I do Decreto-Lei nº 565/99, de 21 dezembro), e tem comportamento invasor no território Português. O controlo desta espécie exótica invasora, exige uma gestão bem planeada, a contínua monitorização dos locais é fundamental, para se proceder à recuperação das áreas invadidas pela infestante invasora. Ajude a mapear os locais onde prolifera essa espécie.

Opinião

Apoio aos Desempregados

Sandra Pais

É

importante a criação de medidas de apoio aos jovens de forma a facilitar a sua inserção na vida ativa logo que estejam preparados. Atualmente, existem vários programas e incentivos, como é o caso da Garantia Jovem, com o intuito de ajudar os portugueses em situação de desemprego e pertencen-

tes a uma faixa etária bastante desprotegida. Para que estas medidas cheguem ao conhecimento de todos, devem ser fomentados ainda mais os mecanismos de divulgação para que os destinatários possam usufruir na altura certa e assim evitarem a inatividade. A Garantia Jovem é um compromisso do Governo no combate ao desemprego jovem, que decorre num período de quatro meses aproximadamente, ou seja, estes quatro meses são o tempo que o Governo demora a criar uma oportunidade de emprego para um jovem após a sua saída do sistema de ensino ou do mercado de trabalho. Até ao final do ano de 2015, o Governo previu apoiar cerca de 378 mil jovens através da implementação deste

programa. Para 2020 este pretende ajudar mais de 1,2 milhões de jovens com um investimento de cerca de 4,2 milhões de euros. Este programa é uma garantia de que todos os jovens têm uma verdadeira oportunidade de ter um emprego, de apostar na sua qualificação e de estar em contacto com o mercado de trabalho, com intuito de combater a inatividade e o desemprego dos jovens. Posto isto, os principais objetivos da Garantia Jovem são – ajudar os jovens que queiram mais qualificações, ajudar os jovens a entrar no mercado de trabalho e reduzir o desemprego jovem. Os beneficiários deste compromisso do Governo são os que têm idades compreendidas entre os 18 e 29 anos de idade

Jornal o Vale do Neiva - Edição Janeiro 2016  
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you