Page 1

www.outdoorregional.com.br

1


2

www.outdoorregional.com.br


EXPEDIENTE

Carta ao leitor A Outdoor deste mês chega ao som da cantora Iza, dona dos hits “Pesadão” e “Ginga”. Em entrevista ela falou sobre o início da carreira e contou detalhes sobre seu álbum de estreia, “Dona de Mim”, que foi lançado em abril deste ano. Coordenador Geral Rafael Jorge Pereira Coordenador de Criação André Maffeis Jornalista Responsável Juliana Moreno MTB: 0056878/SP Repórteres Bruno Rodrigues / Juliana Moreno Rafael Barbosa / Gislaine Silva Colaboradores Gabriela Barreto / Caio de Souza Aline Cunha / Vanessa Vichi Drª Ana Paula Bettini

Com a chegada do Inverno, em Nutrição abordamos a questão da alimentação nessa época mais fria do ano. Confira dicas de como se alimentar de forma saudável e eficaz. Na mesma linha, Web nos apresenta o Blog da Mimis, que é encabeçado por Michelle Franzoni e aborda qualidade de vida e formas de obter saúde e resultados estéticos. Moda Feminina destaca os tecidos lurex e lamê, que têm brilhado com força total nos desfiles da temporada internacional de inverno e podem ser usados divinamente nesta estação. Já para eles, o assunto são as bolsas que, de diversos modelos, dão uma elegância mais do que especial em looks casuais ou tradicionais. Estes e outros assuntos foram preparados pensando em você. Boa leitura!

Fotografia Raphael Chespkassoff Revisão Juliana Moreno / Rafael Pereira Diagramação / Projeto Gráfico Bruno Vieira Veiga de Oliveira Departamento Jurídico Mariele de Oliveira Rosa OAB/SP 377.408 Agradecimento Ana Paula Aschenbach Perfexx Assessoria e Comunicação Tiragem/Impressão 8.000 exemplares Gráfica Santa Edwiges

Juliana Moreno

Distribuição Boituva/Iperó/Cerquilho Tatuí/Sorocaba

Jornalista Reponsável pela Revista Outdoor Regional

Assinaturas assinaturas@outdoorregional.com.br Edições anteriores edicoes@outdoorregional.com.br Empresa Pereira e Maffeis Editora LTDA CNPJ: 13.970.830/0001-93

A revista não se responsabiliza por conceitos e opiniões emitidos por entrevistados e colaboradores, assim como não se responsabiliza pelo conteúdo de informes e anúncios publicitários

j-moreno@outdoorregional.com.br

www.outdoorregional.com.br

3


4

www.outdoorregional.com.br


www.outdoorregional.com.br

5


6

www.outdoorregional.com.br


www.outdoorregional.com.br

7


Índice

46 60

10 12 14 16 18 20 22 24 26 28 40 46 50 52 54 56 58 60 62 64 66

Cinema Séries Literatura Música Moda Masculina Moda Feminina Nutrição Beleza Web Social Capa Esportes Psicologia Saúde Games Turismo Direito Gourmet Politica Prata da Casa Crônica

62 Anúncios e Publicidade: Avenida Pereira Ignácio, 378 2º andar - sala 07 Telefone: (15) 3263-5028 (15) 99114-2136 contato@outdoorregional.com.br

12 8

www.outdoorregional.com.br

www.outdoorregional.com.br


www.outdoorregional.com.br

9


Juliana Moreno Jornalista MTB 0056878/SP

Cinema

j-moreno@outdoorregional.com.br

i

Segundo o diretor, o longa é tanto uma sequência de “Guerra Civil”, quanto do filme original

i

O filme promete ser o mais sombrio da franquia

10

www.outdoorregional.com.br

i

Desde que a adaptação foi anunciada, surgiram as promessas de vermos na tela algo tão mágico quanto no livro


Homem-Formiga e a Vespa No segundo filme do Homem-Formiga, que chegou aos cinemas no último dia 05, veremos a busca de Hope Van Dyne (Evangeline Lilly) por sua mãe Janet (Michelle Pfeiffer), a Vespa original. Isso porque, como mostrado no primeiro filme, ela desapareceu na dimensão quântica e não mais voltou. Hope e seu pai Hank Pym (Michael Douglas) achavam que seria impossível trazê-la de volta, mas no final do filme anterior também foi possível ver que Scott Lang (Paul Rudd), o novo Homem-Formiga, conseguiu entrar no mundo quântico e retornar. Entretanto, as coisas irão se complicar com o aparecimento de uma nova vilã, “Ghost”, interpretada por Hannah John-Kamen, que possui o poder de atravessar objeto sólidos.

Todo Dia O filme, baseado no livro homônimo do renomado escritor David Levithan, traz uma história fictícia, com um leve toque de realidade e uma premissa bem interessante. Rhiannon é uma típica adolescente, apaixonada por um dos atletas mais populares de sua escola e acredita profundamente que ele é o amor da sua vida. Justin, por sua vez, é uma pessoa fria e não muito amorosa. Um certo dia, ele aparece todo romântico, levando Rhiannon a acreditar que ele realmente mudou. O que ela não imagina, porém, é que Justin na verdade é outra pessoa. Trata-se de “A”, responsável pelo grande destaque da trama. “A” é uma alma que todo dia acorda em um corpo diferente e pela qual a garota se apaixona, independente da cor da pele, sexo ou etnia.

Missão Impossível – Efeito Fallout No novo filme da saga, Ethan Hunt (Tom Cruise) e sua equipe do IMF, na companhia de aliados conhecidos, encaram uma corrida contra o tempo depois que uma missão acaba dando errado. Christopher McQuarrie está de volta à direção e no elenco as novidades são os atores Henry Cavill, Angela Bassette e Vanessa Kirby. Cruise, conhecido por dispensar dublês nas cenas de ação, precisou repetir mais de cem vezes um salto em queda livre até que a cena ficasse perfeita! “Tom é o primeiro ator a fazer um salto desses em frente às câmeras. Tivemos que desenvolver um capacete especial que é tanto um propulsor, quanto um dispositivo salva-vidas”, contou o coordenador de dublês Wade Eastwood.

www.outdoorregional.com.br

11


Juliana Moreno Jornalista MTB 0056878/SP

Séries

j-moreno@outdoorregional.com.br

Lovesick Romance, comédia e muito sotaque britânico

Ao passear pelo vasto catálogo da Netflix, pode ser que você já tenha até visto o nome dessa série e nunca deu muita bola (como é o meu caso). Entretanto, que grata surpresa tive ao dar uma chance para “Lovesick”!

Enredo A história principal gira em torno de Dylan (Johnny Flynn), um rapaz que, ao descobrir que contraiu clamídia, uma DST, decide entrar em contato com todas as mulheres com que já esteve, seguindo uma ordem alfabética, a fim de informá-las sobre sua condição e orientá-las a fazer o teste que detecta a doença. Para isso, ele conta com

12

www.outdoorregional.com.br

a ajuda de seu melhor amigo Luke (Daniel Ings) e Evie (Antonia Thomas). O grande foco da série é a relação entre Dylan e Evie, mostrando de maneira bem realista como é se apaixonar por seu melhor amigo e todos os conflitos decorrentes disso. Ao fazer pontes entre o passado e o momento presente, é impossível não se emocionar com os encontros e desencontros, bem como altos e baixos de Dylan e Evie.

Formato Além do humor garantido, “Lovesick” já ganha o telespectador de cara pelo formato dos episódios: a primeira temporada é composta por apenas seis episódios de ape-

i

As três temporadas da série estão disponíveis no catálogo da Netflix


nas 20 minutos, ou seja, é possível “matar” a deliciosa temporada em um dia só! Cada episódio é focado em mostrar como Dylan conheceu e se envolveu com cada mulher, ao mesmo tempo que nos faz conhecer um pouco sobre os relacionamentos amorosos dos personagens, tanto no passado, como no presente. Outro destaque é a trilha sonora, que casa perfeitamente com tudo e

deixa a série ainda mais cativante. E se você gosta de sotaque britânico, com certeza vai se encantar por “Lovesick”.

Temporadas A série, criada originalmente para a emissora britânica Channel 4, em 2014, foi cancelada após a primeira

temporada no canal, mas logo foi resgatada pela Netflix. A terceira temporada estreou em janeiro deste ano e já está disponível na Netflix, mas o destino de “Lovesick” ainda é incerto. Bom, mas uma coisa é certa: numa hora você nem dava bola para a série, mas em outra, quando vê já assistiu as três temporadas e está torcendo para que venham as próximas!

www.outdoorregional.com.br

13


Juliana Moreno Jornalista MTB 0056878/SP

Literatura

j-moreno@outdoorregional.com.br

“A luz que perdemos” O livro da autora Jill Santopolo figurou na lista dos mais vendidos do The New York Times, USA Today e Publishers Weekly. No centro da história estão Lucy e Gabe, que se conhecem na faculdade na manhã do dia 11 de setembro de 2011, no mesmo instante em que dois aviões colidem com as Torres Gêmeas. Depois disso, decidem que querem fazer algo importante com suas vidas, que promova uma diferença no mundo. Um ano depois eles se reencontram e, enquanto Lucy decide investir em sua carreira em Nova York, Gabe é enviado ao Oriente Médio como fotojornalista. Nos 13 anos seguintes, o caminho dos dois se cruza e se afasta muitas vezes e, mesmo quando separados pela distância, não deixam de ser sentir algo um pelo outro. Ao longo desse tempo, Lucy se questiona sobre destino e livre arbítrio, tentando entender se foi o destino que os uniu e se estão separados por escolha própria. Autora: Jill Santopolo | Editora: Arqueiro | 272 páginas

“O que Alice esqueceu” Liane Moriarty, autora de “Pequenas grandes mentiras”, livro que deu origem à série “Big Little Lies”, nos apresenta em sua mais nova obra a personagem Alice. Ela, aos 29 anos, casada com Nick, um marido amoroso, aguarda o nascimento do primeiro filho rodeada pela linda família formada por sua irmã, a mãe atenciosa e a avó. Tudo muda quando um certo dia ela acorda no chão da academia e percebe que se passaram 10 anos! Enquanto tenta descobrir o que aconteceu, ela percebe que se tornou uma pessoa muito diferente, que não tem quase nada em comum com quem ela era na juventude. A autora, através da história, constrói uma narrativa ágil e leve com foco em recomeços, lembranças e coisas que nos esforçamos para esquecer.

Autora: Liane Moriarty | Editora: Intrínseca | 416 páginas

14

www.outdoorregional.com.br

“Uma casa no fundo de um lago” O novo livro do autor do best-seller “Caixa de Pássaros” nos apresenta James e Amelia, dois adolescentes de dezessete anos que começam a gostar um do outro. Quando James chama Amelia para sair, tudo parece perfeito: um passeio de canoa pelos lagos, sanduíches e cervejas. Ao se aprofundarem na exploração, chegam a um lago escondido e encontram algo muito impressionante embaixo da água. Simplesmente uma casa de dois andares, completa, com móveis, um jardim, piscina e com a porta da frente aberta. Ao vasculharem o imóvel, começam a sentir um misto de fascínio com medo. Será que aquele local misterioso esconde alguém ou algo vivo? Depois de mergulharem nos mistérios da casa no fundo do lado, a vida de James e Amelia jamais será a mesma.

Autor: Josh Malerman | Editora: Intrínseca | 160 páginas


www.outdoorregional.com.br

15


Bruno Rodrigues Jornalista e Pedagogo MTB 0071443/SP

Música

b-rodrigues@outdoorregional.com.br

Emicida Com mais de uma década de carreira, o rapper Emicida exibiu suas músicas ao vivo para agradecer os fãs e comemorar os 10 anos do single que o apresentou para o mundo, denominado “Triunfo”. Emicida fez um show com um setlist de 27 músicas e 13 convidados. O resultado foi o DVD “10 Anos de Triunfo”. Entre os convidados do cantor estão no projeto: Karol Conka, Rael, Caetano Veloso, Pitty, Vanessa da Mata, Drik Barbosa, Guimê, Coruja BC1, Rashid, Prettos, Muzzike, Amiri e Raphão Alaafin.

Ferrugem Um dos novos nomes do samba, Ferrugem, lançará um DVD referente a um show exibido em maio no Espaço das Américas, em São Paulo. O álbum chamado “Prazer, Eu Sou Ferrugem” é uma apresentação de seu trabalho ao cená-

rio musical para fomentar o seu estilo ao público atual. O cantor é de Campo Grande, zona oeste do Rio de Janeiro e promete disseminar o calor e gingado carioca acompanhado de uma voz repleta de firmeza.

Daniel Boaventura Ator de muitas novelas na Rede Globo, Daniel Boaventura lançará um DVD em show acompanhado de Zizi Possi e Daniel Jobim. A apresentação ocorreu no dia dos namorados, 12 de junho, e teve ambiente propício para tal data. Daniel Boaventura preparou um repertório especial com canções românticas já gravadas em projetos anteriores do Rei Roberto Carlos, como “Olha”, “Como é grande meu amor por você”, entre outras.

16

www.outdoorregional.com.br


www.outdoorregional.com.br

17


Gabriela Barreto Produtora e Styling de moda

Moda Masculina

g-barreto@outdoorregional.com.br

Bolsas masculinas Elas têm ganhado força e estão presentes em 9 de cada 10 desfiles de moda da temporada

Bolsa totem Já as bolsas totem são essas bem similares à sacolas de feira, e sim podem também ser usadas pra tal ocasião, entretanto, são super bemvindas para situações como almoço com colegas em um restaurante mais descontraído, ida à praia, passeio no parque ou até mesmo para passear no shopping à tarde.

Bolsa carteiro A famosa bolsa carteiro aparentemente nunca sai de moda. Além de super moderna, ela  é extremamente  útil, pois em geral suporta uma quantidade relativamente grande de itens e combina com várias composições. A bolsa carteiro é bastante adequada para compor seu look mais formal e ao meu ver é a ideal para usar junto ao terno na hora de ir para o trabalho. Só perde pra pasta no quesito formalidade.

Dicas Seja de pano ou de couro de peixe, as bolsas dão uma elegância mais do que especial em looks desde mais casuais aos mais tradicionais. Vale ressaltar que sempre é bacana que os  acessórios conversem e falem a mesma  língua  que o  visual e estilo pessoal. Se você está com um visual esportivo, usar uma mochila bacana esportiva é legal, mas ela não casa com o visual social, por exemplo. São diversos os modelos de bolsas masculinas, destacamos e detalhamos as mais usadas e favoritas entre

18

www.outdoorregional.com.br

os homens, como a bolsa totem, bolsa cilindro, a velha mochila, a querida bolsa carteiro, etc.

Bolsa cilindro A bolsa cilindro é ideal para o universo masculino, para quem necessita levar vários itens dentro dela para passar o dia todo fora. Bastante versátil, vai bem com várias composições mais urbanas e esportivas, como calça jogger e até mesmo jeans destroyed. É a famosa bolsa de academia, moderna.

01 Em ambientes mais formais aposte na bolsa carteiro 02 Use a bolsa totem para passeios e ambientes urbanos descolados 03 Para mochila no trabalho, opte por materiais mais requintados, como couro


www.outdoorregional.com.br

19


Gabriela Barreto

Moda Feminina

Produtora e Styling de moda g-barreto@outdoorregional.com.br

Lurex e Lamê Os tecidos que têm brilhado com força total nos desfiles da temporada internacional de inverno

Depois de terem iluminado as passarelas do inverno 2017, eles têm dado o tom às coleções de grifes com características e aspectos bastante distintos.

Os tecidos Durante a Paris Fashion Week, por exemplo, a dobradinha maximalista

20

www.outdoorregional.com.br

apareceu tanto nas apresentações de marcas naturalmente decorativistas, quanto na de outras mais conceituais. O lurex aparece nessa temporada em diversos modelos da vestimenta, como: vestidos, terninhos, calças, saias, casacos, bodies, tricôs e tops. As opções para não passar despercebida na próxima estação são muitas - e para todos os gostos e bolsos.

O lurex aparece nessa temporada em diversos modelos da vestimenta


Vamos brilhar! Tem peças que vão do escritório aos momentos de lazer com muito brilho em tecidos mais fluidos. O brilho da nova estação ganhou cores e aparece com efeitos de glitter para completar a sua atualização mega moderna.

Dicas 01 Para usar sem medo de errar: aposte no lurex ou lamê em produções noturnas 02 Deixe o curto para outro tipo de tecido e aposte em produções mais fechadas, longas e elegantes

03 Produções diurnas pedem um belo jeans combinado ao lurex ou lamê, quebrando assim a notoriedade da peça à luz do dia

www.outdoorregional.com.br

21


Vanessa Vichi Nutricionista Clínica e Esportiva - CRN3 18387

Nutrição

nutricao@outdoorregional.com.br

Alimentação no Inverno Nos dias mais frios, o corpo humano “sente” uma maior necessidade de energia para executar o trabalho do dia a dia e ainda precisa manter sua temperatura normal A consequência direta é que sentimos mais fome, pois nessa época do ano o metabolismo corporal fica mais acelerado, pois necessita produzir maior quantidade de calor, a fim de manter a temperatura do corpo. Associados a este fator existem outros dois fatores que contribuem significativamente para o aumento do peso, que são: o aspecto psicológico do indivíduo e a falta de exercício físico regular.

Consequências Em relação ao aspecto psicológico ficou constatado que no inverno algumas pessoas têm tendência a se sentirem deprimidas, em função da diminuição na produção de serotonina, o neurotransmissor que promove a sensação de bem-estar. Consequentemente, se entregam aos prazeres alimentares, próprios da estação consumidos de modo exagerado, fazendo com que se engorde além da média. Associado aos hábitos alimentares incorretos, outro fator auxilia o sobrepeso nessa época do ano, que é a desmotivação para a realização de exercícios regulares.

Como se alimentar O ideal seria evitar o consumo de alimentos calóricos em excessos, como: chocolates, cremes, sopas cremosas, fondues, quiches, tortas, doces, bebidas alcoólicas e evitar o sedentarismo. O importante é fazer lanches intermediários para evitar o excesso de fome antes das refeições principais. Preparações quentes como caldos e sopas de legumes, chás, frutas assadas e legumes cozidos podem ser consumidos, pois aliviam a fome e aquecem o corpo. Além disso, é fundamental conciliar uma alimentação equilibrada com a prática de exercícios físicos.

Hábitos As atividades aeróbicas como caminhada, corrida ou bicicleta são ótimas

22

www.outdoorregional.com.br

opções para evitar o ganho de peso comum durante esse período, já que a ingestão de alimentos calóricos é maior. Outro ponto é se exercitar ao ar livre. Pouco sol pode alavancar a vontade de comer carboidratos. Quando não temos sol, como nos dias mais cinzentos do inverno, a produção de serotonina pelo cérebro também diminui. A serotonina dá uma sensação de bem-estar e evita a compulsão alimentar, muitas vezes provocada pelo desânimo.

Dicas * Apesar de suar menos no inverno, o organismo necessita ser hidratado antes, durante e após os exercícios. No inverno a diurese está aumentada, por isso o consumo de água é essencial, além de também prevenir complicações pulmonares e renais; * O ideal é abusar dos alimentos ricos em carboidratos complexos como:

hortaliças, frutas, frutas secas como os damascos e as ameixas, pães, cereais e grãos integrais, incluindo granola sem açúcar e aveia; * Saladas mornas onde as hortaliças são regadas com o tempero quente é uma ótima opção; * Aposte nos probióticos na forma de suplementos, nos leites fermentados e iogurtes, além de se atentar ao aporte de vitaminas e minerais, especialmente a vitamina C, que maximiza a função de células imunológicas e auxilia na manutenção de mucosas, inclusive do trato respiratório. Ela também pode acelerar o processo de recuperação de gripes e resfriados, e está presente no morango, acerola, tangerina, frutas cítricas, kiwi, caju, tomate e pimentão verde. Atenção: Consulte um Nutricionista para verificar a necessidade de um suplemento alimentar e a dosagem adequada a ser utilizada.


www.outdoorregional.com.br

23


Juliana Moreno Jornalista MTB 0056878/SP

Beleza

j-moreno@outdoorregional.com.br

Purified Skin Com a crescente demanda por águas micelares no mercado brasileiro, a Neutrogena lançou um produto chamado Purified Skin, uma versão com o diferencial de ser oil free e com uma formulação mais leve e menos agressiva à pele. O Purified Skin oferece benefícios de limpeza, demaquilante, redução da oleosidade, desobstrução dos poros, purificação, frescor e suavidade, ou seja, é uma água micelar 7 em 1. Dessa forma, o produto promove uma limpeza eficaz, sem causar danos à barreira da pele. É possível encontrar o Purified Skin em farmácias, perfumarias e supermercados pelo preço sugerido de R$ 29,90.

Best Beard A Grecin, marca com 20 anos de experiência em beleza masculina, lançou recentemente uma linha específica para o tratamento dos fios da barba. Com o nome de Best Beard, é composta por shampoo, condicionador e um óleo especialmente formulados para essa finalidade. Além de tratar os fios, os produtos visam também oferecer cuidado para a pele do ros-

to, que muitas vezes sofre com coceira, descamação e oleosidade. O shampoo, além de hidratar barba e pele, desobstrui os poros e age diretamente sobre a coceira, enquanto que o condicionador é uma emulsão com efeito de até 48 horas. Por fim, o óleo é composto apenas por óleos naturais de eucalipto, alecrim e jojoba, além de vitamina E.

BT Glow A blogueira Bruna Tavares lançou recentemente um produto que estava sendo imensamente aguardado: iluminador em gotas! Depois de um longo período de desenvolvimento, chegaram ao mercado seis cores do BT Glow: Champagne, Rose Pearl, Taupe, Gold, Rose Gold e Bronze. São tons com intensidades e subtons diferenciados para agradar todo mundo! A embalagem é linda, feita em vidro fosco com aplicador próprio para conta gotas de maquiagem, diferente de outros que estão surgindo em alguns produtos. Por ser em gotas, o BT Glow permite a customização do iluminado de acordo com seu gosto e também possibilita a mistura na base ou no hidratante. Vegan e cruelty free, pode ser encontrado em lojas online pelo valor aproximado de R$ 55,90. 24

www.outdoorregional.com.br


www.outdoorregional.com.br

25


Bruno Rodrigues Jornalista e Pedagogo MTB 0071443/SP

Web

b-rodrigues@outdoorregional.com.br

Blog da Mimis Em tempos de aplicativos imediatos, o blog de Michelle Franzoni segue fazendo enorme sucesso

O blog Em tempos de busca pelo corpo perfeito ou a corrida por uma vida mais saudável, aplicativos de medições corporais e atividades como crossfit estão cada vez mais em alta. Mas acredite, um blog sobre qualidade de vida e formas de obter saúde e resultados estéticos segue fazendo muito sucesso. Trata-se do Blog da Mimis. A plataforma é exibida num site repleto de temas tais como: alimentação, receitas, exercícios físicos, estilo e beleza, casa e decoração, comportamento, saúde, além de viagens, kids, entre outros. Além do blog, o trabalho de Michelle Franzoni também está nas redes sociais. Por lá, ela tem mais de 970 milhões de curtidas no Facebook, cerca de 700 mil seguidores no Instagram e mais de seis milhões de visualizações em seus vídeos no Youtube.

A blogueira Michelle Franzoni é artista visual, graduada em fisioterapia, especialista no método pilates, com mestrado em Engenharia de Produção, Doutora em Engenharia e Gestão do Conhecimento e ex-professora universitária. Ela nasceu em Florianópolis e criou o Blog da Mimis em setembro de 2012, com a ideia de compartilhar seus conhecimentos em culinária saudável, atividade física e qualidade de vida. Atualmente ela se dedica exclusivamente à produção de textos, fotos, vídeos, bem como à gestão das mídias sociais em que atua, além de ministrar palestras em eventos nas áreas de qualidade de vida e saúde. /michellefranzonimimis /blogdamimis

26

www.outdoorregional.com.br

i

Guilherme Belinassi, advogado especialista em direito criminal


www.outdoorregional.com.br

27


Social

Fotos: Raphael Chespekassoff

28

www.outdoorregional.com.br


www.outdoorregional.com.br

29


Social

6ª edição Festa do Branco Fotos: Raphael Chespkassoff

30

www.outdoorregional.com.br


www.outdoorregional.com.br

31


Social

6ª Festa da Família Colégio Portinari Fotos: Vincenzo Daldoss / Nathalia Gerevini.

32

www.outdoorregional.com.br


www.outdoorregional.com.br

33


Social

6ª Festa da Família Colégio Portinari Fotos: Vincenzo Daldoss / Nathalia Gerevini.

34

www.outdoorregional.com.br


www.outdoorregional.com.br

35


Social

Festa Junina Anglo de Boituva Fotos: Raphael Chespkassoff / ColĂŠgio Anglo

36

www.outdoorregional.com.br


www.outdoorregional.com.br

37


Social

Absurdo Chopp & Food Fotos: Raphael Chespkassoff

38

www.outdoorregional.com.br


Petra Bar Fotos: Raphael Chespkassoff

www.outdoorregional.com.br

39


Capa

40

www.outdoorregional.com.br


Juliana Moreno

i

Jornalista MTB 0056878/SP O álbum de estreia, “Dona de Mim”, é contemporâneo e dialoga com o que há de mais moderno nas paradas internacionais

j-moreno@outdoorregional.com.br

Isabela Lima, a jovem cantora de 27 anos que saiu de Olaria, no Rio de Janeiro, vive nos últimos meses uma incrível ascensão no mercado musical brasileiro. Suas primeiras aparições foram na internet, onde ela postava releituras de canções que mexiam com seu coração, até que sua versão de “I Put a Spell on You”, de Nina Simone, chamou a atenção da Warner Music e a conduziu à carreira que tanto almejava. Em pouco tempo, suas músicas já figuram nas listas das mais ouvidas.

O começo é sempre difícil, mas eu sempre soube que tinha tomado a decisão certa

www.outdoorregional.com.br

41


i

No início de junho, Iza fez sua estreia como apresentadora do programa “Música Boa ao Vivo”, que vai ao ar pelo Multishow

Início Antes mesmo de lançar o primeiro álbum, a cantora já havia mostrado toda sua potência artística no Rock in Rio, onde se apresentou ao lado de Cee Lo Green. O primeiro disco, “Dona de Mim”, foi lançado em abril, mas o contrato com a gravadora já estava assinado desde maio de 2016. Em entrevista, ela nos contou o que mudou em sua vida de lá pra cá. “Muita coisa. Lançamos dois singles que foram muito bem recebidos pelo público, minha música começou a tocar na rádio. Eu sou muito grata por tudo o que vem acontecendo na minha vida. Estou muito feliz com o lançamento do ‘Dona de Mim’ e com a receptividade de todos”, diz. Single após single, Iza foi sedimentando sua reputação. “Pesadão”, por exemplo, que contou com a participação de Marcelo Falcão, alcançou top 10 em várias emissoras de rádio, foi certificada com platina tripla em download e streaming, além de ser eleita uma das músicas de 2017 pela revista Rolling Stone. Outro destaque é a faixa “Ginga”, na qual a cantora divide os microfones com Rincon Sapiência, um dos rappers mais celebrados da atualidade.

“Dona de Mim” Sobre o nome escolhido para o primeiro álbum, Iza afira que ele representa sua força e seu autoconhecimento. “Sou dona de mim, quem sabe onde eu posso e devo estar, sou eu”, afirma. O disco também chegou com força total no que se refere às participações especiais, já que conta com nomes de peso como Ivete Sangalo e Thiaguinho. A cantora falou um pouco sobre essas escolhas para o álbum. “Todos são artistas que eu admiro demais e por isso foi uma honra ter cada um deles trabalhando comigo. As músicas foram feitas pensando em cada um deles. Eu sabia que ‘Corda Bamba’ não seria a mesma coisa sem a Ivete, por exemplo, como em ‘Rebola’ ou ‘É Nóis’. 
Fiquei muito feliz quando cada um deles aceitou o convite e mais feliz ainda com o resultado de cada faixa. Poder criar com essas pessoas, trocar energias

42

www.outdoorregional.com.br


e ideias, foi o presente maior desse trabalho”, diz ela.

Contato com a música Iza também nos contou como aconteceu o seu primeiro contato com a música. “Desde pequena a música faz parte da minha vida. Minha família é muito envolvida com a arte em geral, então a música sempre esteve presente na minha vida, nas reuniões de família, no meu dia a dia. Acho que eu sempre tive esse amor pela música desde o berço e isso só foi crescendo com o tempo”, contou ela. Ela também nos contou como foi o momento em que ela percebeu que viver da música era o que ela de fato queria para sua vida. “Eu trabalhava com publicidade e estava infeliz. Não me sentia completa com o que eu fazia. Aí eu comecei a pensar no que eu queria fazer pra sempre da minha vida, mesmo que de graça. E cantar foi a única coisa que veio à minha

cabeça. Foram escolhas que foram me trazendo para onde estou agora. O começo é sempre difícil, mas eu sempre soube que tinha tomado a decisão certa”, afirma a cantora.

Planos Iza com certeza está em ótima fase! No início de junho ela fez sua estreia como apresentadora do programa “Música Boa ao Vivo”, que vai ao ar todas as terças-feiras no Multishow. Além disso, a cantora se prepara para uma turnê. “Teremos um show novo, em breve. Já estou criando em cima do disco. A ideia é viajar o Brasil inteiro com a turnê nova”, conta ela. Para finalizar, Iza deixou um recado para os fãs e leitores da Outdoor Regional. “Gostaria de agradecer o carinho de todo mundo, a maneira como meus fãs receberam meu primeiro disco, a maneira como cuidam de mim e respeitam o meu trabalho. Sou muito grata por tudo o que tenho vivido e espero que seja um longo caminho”, finalizou.

www.outdoorregional.com.br

43


Informe publicitário

Dr. Raul Sartoreli Melaré Quiropraxista e Acupunturista AQB - 0107

Quiropraxia O bem-estar do seu corpo

A coluna vertebral Nossa coluna vertebral é formada por 24 vértebras mais um osso triangular, chamado sacro, e sua pontinha final, chamada de cóccix. Ela é responsável pelo suporte do corpo, nos mantém eretos, tem a função também de proteger a medula espinhal e os nervos que saem dela, além de promover mobilidade para todo o tronco. Entre cada vértebra existe uma substância cartilaginosa, chamada de disco intervertebral, que funciona como uma espécie de amortecedor para nossa coluna.

Desalinhamentos Alguns acontecimentos em nosso dia a dia podem gerar estresse e/ou desalinhamento das vértebras, como quedas, má postura, traumas, má alimentação, tabagismo, entre outros. Da mesma maneira que os traumas físicos afetam

44

www.outdoorregional.com.br

o corpo, os traumas emocionais também somatizam como problemas físicos. Esses desalinhamentos podem gerar sobrecargas excessivas nos discos intervertebrais e nas articulações, fazendo com que um ou outro perca sua integridade e consequentemente sua função. Quando o alinhamento da coluna não é restaurado no início, a pressão continua, resultando assim em dores nas costas ou outros sintomas. Tomar medicamentos que “mascaram” os sintomas, sem corrigir o problema, é como desligar o alarme da casa sem tirar o ladrão.

Ajustes A Quiropraxia mantém seu foco no ajuste da coluna, isso é, corrige o mau funcionamento desta, permitindo maior mobilidade, melhor postura e maior fluxo de comunicação entre

o sistema nervoso (cérebro, medula espinhal e nervos) e o restante do corpo. Importante lembrar que o cérebro envia mensagens através da medula espinhal a todos os órgãos, células e tecidos do corpo. Essas informações regulam sono, digestão, coordenação dos movimentos, etc.

Tratamento A Quiropraxia trata de uma forma natural, não usa cirurgia, nem medicamentos. Defende que a saúde plena depende do bom funcionamento de todos os sistemas do corpo juntamente com hábitos e ambientes saudáveis, assim, restaurando a harmonia do corpo como um todo, é natural que o corpo recupere sua saúde. Acredita também na habilidade do corpo de se autocurar. Nós estamos no controle de nossa saúde, e mais do que isso, nós somos os responsáveis por ela.


www.outdoorregional.com.br

45


Bruno Rodrigues Jornalista e Pedagogo MTB 0071443/SP

Esportes

b-rodrigues@outdoorregional.com.br

Dieta esportiva A dieta precisa ser dolorosa? Hoje em dia não, como mostram algumas opções

Opções mais prazerosas Nem só de frango e batata doce vivem aqueles que fazem dieta. Com o crescimento do mercado fitness, fica cada vez mais fácil encontrar produtos diferentes para complementar a alimentação saudável. Atualmente existem diversas opções de marcas que acompanham a demanda do consumidor e inovam em suas linhas, dentre as mercadorias, sorvetes e chocolates já podem ser encontradas em versões proteicas, além de receitas que tornam mais fácil variar o cardápio. A atleta Adriana Lobo, ciclista profissional de provas de longa duração, acredita que uma boa dieta consiste em escolher alimentos sau-

46

www.outdoorregional.com.br

dáveis e que, atualmente, as pessoas que procuram seguir um estilo de vida benéfico ao corpo têm facilidade em encontrar variedade de opções. “O mercado está trazendo muitas opções de produtos saudáveis e saborosos, que substituem tranquilamente os alimentos naturalmente gordurosos. Eu, por exemplo, faço uso de barrinhas de proteína. Acho uma facilidade, pois elas são bem fáceis de transportar, são bem saborosas, têm bom valor nutricional e é possível consumi-las a qualquer hora

Igor de Camargo, jogador de futebol

i


e em qualquer lugar”, afirma ela.

No futebol Seguindo a mesma linha, o jogador de futebol brasileiro, naturalizado belga, Igor de Camargo, que faz parte do elenco do KV Mechelen (clube de futebol da Bélgica), diz que fazer dieta tem que ser prazeroso e que os alimentos têm que satisfazer o paladar, mas que, para isso, é importante contar com um acompanhamento. “Aquilo que é saudável, pode e deve ser gostoso. Dieta se trata de alimentação balanceada, e dentro dessa dieta você pode diversificar e incluir ali-

mentos proteicos como substituição, varia muito do gosto de cada um e da orientação de cada nutricionista”, diz. A maior dificuldade por parte daqueles que iniciam uma dieta, é prosseguir com ela sem cair nas famosas “tentações” e acabar voltando aos antigos costumes. Pensando nisso, algumas marcas incentivam outras formas de uso de seus produtos, para que eles não se tornem enjoativos. Exemplo disso é a Wcup (empresa de suplementos originária na Bélgica, com unidade brasileira na cidade de Porto Feliz/SP), que traz em suas redes sociais receitas com suplemento alimentar. A coordenadora de comunicação da marca, Marcia Campos,

i

Adriana Lobo, ciclista

i

Igor é adepto à dieta esportiva

acredita que é sempre difícil deixar velhos hábitos, mas que adaptando algumas comidas, a dieta se torna algo fácil. “Muitos de nós já temos incutido na mente que, quanto mais doce ou mais gorduroso o alimento, mais gostoso. Hoje, existe um amplo leque de receitas que incorporam os suplementos, facilitando sua ingestão e também a diversificando. É difícil consumir as mesmas coisas da mesma forma, mas utilizá-las em outros preparos é uma forma de manter o foco sem perder o prazer pela alimentação”, finaliza Marcia.

www.outdoorregional.com.br

47


Informe publicitário

Pedro Dantas Engenheiro Eletricista CREA - 5069955181

De olho na economia Com previsões de alta na conta de luz e as bandeiras tarifárias adicionais como amarela e vermelha, ter um sistema de energia fotovoltaica é a melhor maneira de economizar e se proteger contra esses aumentos No mês de junho desse ano foi adotado a tarifa de bandeira vermelha nível dois, que acrescenta R$ 5,00 nas contas de luz a cada 100KWh (Quilowatts-hora). Com as previsões de pouca chuva nos próximos meses e os baixos reservatórios das hidrelétricas, essa cobrança extra pode ser estendida até o final desse ano. Uma ótima maneira de economizar e se proteger contra aumentos na tarifa de energia ou cobranças extras como bandeira amarela e vermelha, é investir na instalação de um sistema de Energia Solar Fotovoltaica. Hoje no Brasil já foram instalados quase trinta mil sistemas entre residências, comércios, indústrias e áreas rurais.

Energia fotovoltaica em seu imóvel O Brasil vem passando desde 2012 por uma revolução em sua matriz energética, quando foi criado pela Agência Nacional de Energia Elétrica regras para que consumidores possam produzir sua própria energia de maneira limpa e renovável. Esses pequenos sistemas de micro ou mini geração de energia são capazes de atender toda a demanda do imóvel e o proprietário passa a pagar apenas a taxa mínima obrigatória de acordo com o padrão de entrada, por exemplo, se o imóvel foi bifásico o valor mínimo a ser pago é de 50kwh.

Como funciona A produção de energia com o sistema fotovoltaico é realizada com a conversão de luz solar em energia através dos painéis solares feitos de silício. É possível a produção até mesmo em dias com baixa incidência de sol, nublados ou chuvosos. Esses painéis solares, que podem ser fixados no telhado ou no solo, são ligados a um equipamento chamado de inversor, que converte a energia produzida nas placas em ener-

48

www.outdoorregional.com.br

gia elétrica que pode ser utilizada no imóvel onde o sistema fotovoltaico foi instalado.

Investimento Durante o dia a energia produzida alimenta todos os equipamentos elétricos que estão ligados e o excesso de energia vai para a rede da distribuidora, gerando créditos que serão abatidos na energia consumida quando não há captação de luz solar, como por exemplo durante a noite. Este crédito poderá

ser consumido em até 5 anos ou ainda compartilhado com outros imóveis. Esses sistemas possuem uma durabilidade de aproximadamente 25 anos e, após esse período, os painéis passam a produzir cerca de 80% de capacidade do sistema instalado inicialmente e a manutenção necessária durante esses anos é basicamente a limpeza das placas solares. Investir nessa fonte de energia já é viável e com a economia mensal na conta de energia, o retorno do investimento médio (payback) é de 5 a 6 anos.


www.outdoorregional.com.br

49


Caio Gabriel Romão de Souza Psicólogo CRP 06/130018

Psicologia

psicologia@outdoorregional.com.br

As férias estão chegando Período pode ser utilizado para desenvolver nas crianças processos de aprendizagem e crescimento social Com o período de férias escolares chegando, a criançada já começa entrar no clima, pois para elas esse é um período esperado e repleto de expectativas. Já para os pais, na maioria das vezes devido às suas atribuições profissionais e compromissos do dia a dia, se inicia um período de preocupações. Podem surgir mudanças na dinâmica familiar e reorganização da rotina, para que assim, possam acompanhar ou vivenciar esse período em harmonia com seus filhos.

Mudanças de hábito Esqueça o videogame, tablet, celulares e demais recursos que não possibilitem uma interação visual repleta de risadas e diversão. Eu particularmente procuro orientar meus clientes a buscarem atividades como jogos que contenham regras e sejam adequados à faixa etária de cada criança.

Jogos Nesse recurso, temos a possibilidade de desenvolver com nossos filhos experiências que nos possibilitam estimular a consciência de regras, tempo, organização e estratégias. Os jogos que eu mais indico costumam ser Uno, Banco Imobiliário, Cara a Cara, Jogo da Memória, os clássicos Dama, Xadrez, Jogo da Velha e Resta Um, além de outros mais modernos, como Operação (ótimo para o desenvolvimento de habilidades motoras finas), Jogo da Vida, Pula Macaco e Quem sou eu.

Convivência Essas são atividades que demandam um certo tempo da família, então a primeira dica é reservar algumas horas do seu dia para compartilhar com seus filhos, pois cada vez mais os recursos tecnológicos vêm fazendo aquilo que seria muito importante à criança desenvolver no contato com o outro. Diante disso, vale lembrar que o primeiro grupo social que a criança pertence

50

www.outdoorregional.com.br

é a família, e nessa primeira experiência vai iniciar o desenvolvimento de sua consciência social, adquirir hábitos, viver dentro de uma rotina e desenvolver suas relações sociais.

Outras atividades Outras opções que temos disponíveis, além de promover a diversão, nos possibilitam também experiências com a natureza e as atividades ao ar livre. As famílias vêm se atentando aos benefícios dessa experiência, tanto para o bolso como também para o bem-estar promovido pelos passeios da família em parques ou praças publicas. Também encontramos no cinema a possibilidade de auxiliar no desenvol-

vimento de nossos filhos, pois é uma atividade que permite o contato com enredos que podem sempre nos beneficiar e promover um exercício de reflexão com a criançada.

Lembrete Vale lembrar que essas práticas devem também se estender para o cotidiano das crianças, e não serem praticadas apenas nos períodos de férias escolares. Seus benefícios são incalculáveis para o desenvolvimento dos processos de aprendizagem, cognitivo e social, além de nos oferecer maiores experiências que nos possibilitam desenvolver os vínculos familiares e maior tolerância às frustrações e experiências ruins.


www.outdoorregional.com.br

51


Ana Paula Bettini Farmacêutica Bioquímica e membro da Comissão Técnica do Conselho Reg. de Farmácia de Sorocaba CRF-SP 53672

Saúde

ana-bettini@outdoorregional.com.br

Consultório Farmacêutico Atendimento personalizado do paciente

O conceito de consultório farmacêutico foi definido em duas portarias do Conselho Federal de Farmácia (CFF) publicadas em 2013 e a existência desse espaço é também apoiada pela Lei 13.021, de agosto de 2014, que dispõe sobre o exercício das atividades farmacêuticas, onde o profissional atende as pessoas preservando a individualidade da consulta

Quais atendimentos podem ser feitos nos consultórios farmacêuticos? * Avaliação do conjunto de medicamentos usados pelo paciente quanto à dosagem, horário de consumo e possíveis interações; * Comunicação com outros profissionais da saúde que atendam o paciente para emitir parecer farmacêutico e discutir tratamentos de forma integrada; * Encaminhamento de paciente a profissionais de saúde; * Conversa com paciente sobre sintomas e evolução da doença;

52

www.outdoorregional.com.br

* Caso necessário, pedido de exames laboratoriais e realização de medidas como as de pressão, temperatura e glicemia; * Registro de ações em prontuário do paciente.

Como funciona o Atendimento Farmacêutico? O atendimento no consultório pode começar de duas formas: * O próprio paciente procura o farmacêutico com queixas de saúde ou dúvidas sobre seu tratamento; * Em outras, o farmacêutico detecta uma situação atípica durante o atendimento no balcão e convida o paciente para uma consulta. O Farmacêutico habilitado em fitoterapia e/ou terapias complementares (como florais, por exemplo) coleta todas as queixas do paciente e então prescreve produtos naturais conforme a necessidade. Há vários casos em que pacientes chegam até a farmácia com queixas, como: * Imunidade baixa;

* Constipação Intestinal (intestino preso); * Compulsão Alimentar; * Insônia; * Sinusite ou Rinite; * Entre outras infinidades de queixas. O farmacêutico habilitado pode prescrever produtos naturais como forma complementar para o tratamento, não podendo substituir ou mesmo mudar ou suspender medicamentos prescritos pelos médicos.

Combate à automedicação O atendimento personalizado pelo farmacêutico também busca prevenir os riscos da automedicação. O profissional orienta e sinaliza os efeitos (tóxicos e/ou acumulativos) dos medicamentos e também dos fitoterápicos, que são ingeridos de forma indiscriminada. O farmacêutico clínico não veio para tomar o lugar do médico, mas para intermediar a relação entre pacientes e médicos. Somos um elo para agregar qualidade de vida ao paciente.


www.outdoorregional.com.br

53


Rafael Barbosa Jornalista

Games

r-barbosa@outdoorregional.com.br

Os serviços de assinatura nos games Com a chegada dos serviços de streaming, liderados pelo pioneirismo da Netflix, comprar um filme ou uma série se tornou um ato praticado por poucos entusiastas, enquanto que ir à locadora é agora apenas uma lembrança que se torna cada vez mais distante

Com outras empresas de entretenimento televisivo aderindo a este modelo, como Hulu e Amazon, além outras tantas se preparando para entrar na disputa (como a Disney), começamos a nos perguntar quando teremos um produto parecido disponível também em nossos consoles. A Sony deu a largada nesta corrida em 2014, quando anunciou o Playstation Now, um serviço que rodaria jogos da versão atual e anterior do console Sony no PS4 e (posteriormente) nos PCs. A empresa japonesa investiu pesado para tornar este serviço uma realidade, e após quatro anos, o sistema

54

www.outdoorregional.com.br

oferece mais de 600 títulos em seu pacote, o que seria fantástico se ele estivesse disponível para todos.

Dificuldades técnicas O problema é que rodar um jogo em Streaming é muito mais complexo que ver um filme, devido a interatividade que os games necessitam. Além de enviar a imagem do título para a sua tela, os comandos nos controles devem ser enviados para o servidor do serviço para então serem processados e reenviados para a sua televisão, resultando em uma plataforma que precisa ter

uma velocidade de internet impraticável no Brasil e na grande maioria dos países do mundo. Não é à toa que o serviço só é oferecido nos EUA, Canadá e alguns países europeus. A Sony continua a investir no serviço, que não deve estar disponível para o grande público num futuro próximo, porém outras empresas encontraram uma forma de oferecer uma assinatura de jogos mensais mais condizente com a realidade brasileira. Existem empresas hoje que disponibilizam “serviços de assinatura” para quem tem um Playstation 4, onde você pode ter acesso a todos os jogos disponíveis na plataforma digital da Sony


i

(PSN), através do envio do código do jogo. O problema é que estes serviços oferecem certas limitações, como ter que jogar na conta da empresa nos planos mais básicos, além do preço nada atrativo. Outro fato complicado é que mesmo estes serviços nunca estavam disponíveis para Xbox One ou PC, um problema que foi solucionado de forma

brilhante quando a Microsoft implantou um serviço revolucionário na indústria dos games.

Uma “Netflix” nos games A empresa estreou no ano passado o seu Xbox GamePass, um serviço onde

O problema é que rodar um jogo em Streaming é muito mais complexo que ver um filme, devido a interatividade que os games necessitam

você paga mensalmente (R$29) e tem acesso a um amplo catálogo de jogos do Xbox One, Xbox 360 e do Xbox original. A diferença é que, ao contrário da Sony, você baixa os jogos em seu console para poder jogá-los, de uma forma similar à que faria se estivesse comprando um jogo on-line. Apesar do pioneirismo da Sony em oferecer jogos por um serviço de assinatura, foi a Microsoft quem realmente deu um passo importantíssimo neste segmento por oferecer uma plataforma com preço acessível e ao alcance dos jogadores desde o seu lançamento. A empresa de Bill Gates não divulgou os resultados financeiros de sua empreitada, porém a forma como a companhia tem investido pesado no programa mostra o sucesso da iniciativa, que agora não apenas oferece jogos antigos, mas também lançamentos disponível para o serviço no mesmo dia em que chegam às prateleiras das lojas físicas. Uma iniciativa que começa a ser seguida por outras empresas, como a EA, que anunciou um serviço igual para seus jogos no PC, dando impulso a um movimento que promete mudar a forma como vamos jogar videogames e sobre o qual vamos discutir na próxima edição. Até lá!

www.outdoorregional.com.br

55


Bruno Rodrigues Jornalista e Pedagogo MTB 0071443/SP

Turismo

b-rodrigues@outdoorregional.com.br

Moscou A capital russa reúne um enorme lastro cultural, belezas arquitetônicas e muita, mas muita história

56

www.outdoorregional.com.br

Vitrine mundial Em clima de Copa do Mundo, o planeta todo está com os olhos voltados para a Rússia. A antiga União Soviética traz um charme particular com suas impotentes construções e obras de arte por todo país. Seu presidente, Vladimir Putin, reflete este ar de soberania com o investimento gasto na Copa: cerca de R$ 40 bilhões. A questão para eles é de honra, como sempre visando não ficarem atrás de um rival geográfico histórico, os Estados Unidos, que curio-


i

Moscou é uma cidade moderna, mas segue repleta de tradição soviética

os mais desinteressados neste tipo de arte de boca aberta. samente estão fora da competição perdendo a vaga para o modesto Panamá. Para visitar a Rússia, os brasileiros não precisam de visto, basta estar com o passaporte em dia e o passeio turístico por lá está garantido. Moscou traz lindas paisagens, sobretudo as urbanas. A Praça Vermelha reflete uma arquitetura grandiosa de história e civilidade. Por lá, eram feitos desfiles militares no período soviético e atualmente é um atrativo turístico mundialmente conhecido, demonstrando a tradição de um país com grandes mudanças geográficas. Para quem aprecia movimentos polí-

ticos que marcaram a humanidade, o Museu de Lenin é um prato cheio. Outro museu interessante é a Galeria Estatal Tretyakov, local dedicado à preservação e divulgação da arte nacional russa. Se você quer uma loja com artigos do departamento da antiga União Soviética, este lugar se chama GUM. Mesmo que não compre nada, vale a pena conhecer o que significou essa potência na época da Guerra Fria. No quesito cultural o Teatro Bolshoi é imperdível. Com estilo neoclássico, o luxuoso teatro representa a cultura russa com apresentações do Ballet Bolshoi, que deixa até mesmo

Cartões postais Ao visitar a capital russa duas paradas são obrigatórias. Apesar do estilo parecido, estes prédios possuem diferenças representativas. O Kremlin é um complexo fortificado no centro da cidade, nas margens do rio Moskva. Próximo dali, mas sem relação política, está a Catedral de São Basílio, uma construção do século XVI que conta com cúpulas multicoloridas e um museu referente à igreja. Sua fachada externa traz uma beleza ímpar se tornando um dos principais pontos de fotografia.

www.outdoorregional.com.br

57


Aline Cunha Advogada OAB/SP 318.489

Direito

direito@outdoorregional.com.br

Dependentes químicos têm direito ao auxílio doença O auxílio doença é um benefício oferecido pelo INSS (Instituto Nacional de Seguro Social) aos trabalhadores que precisam fazer tratamento médico

A dependência química está classificada entre os transtornos psiquiátricos, sendo considerada uma doença crônica que pode ser tratada e controlada, simultaneamente, como doença e como problema social. Os dependentes químicos precisam de tratamento médico e podem precisar afastar-se do trabalho para esse tratamento. Todo trabalhador que contribui com a Previdência Social, quando necessita se afastar do trabalho para tratamento médico, pode dar entrada no auxílio doença e isso se aplica também ao dependente químico. Esse benefício garante ao trabalhador receber um salário enquanto estiver afastado do trabalho.

Requisitos Para a concessão do benefício, há alguns requisitos legais que deverão ser observados: a comprovação da qualidade de segurado, o cumprimento do período de carência exigido em lei (12 contribuições mensais), a incapacidade para o trabalho ou atividade habitual por mais de 15 dias consecutivos e que a incapacidade seja temporária, parcial ou total. A incapacidade para o trabalho deve ser comprovada por perícia médica realizada pela Previdência Social, além de ser obrigado a realizar exame médico periódico para acompanhar a evolução do tratamento.

Documentos necessários Para requerer o benefício devem ser apresentados os seguintes documentos: * Documento de identificação oficial com foto, que permita o reconhecimento do requerente; * Número do CPF; * Carteira de trabalho, carnês de contribuição e outros documentos que comprovem pagamento ao INSS; * Documentos médicos decorrentes de seu tratamento, como atestados, exa-

58

www.outdoorregional.com.br

mes, relatórios, etc.; * Para o empregado: declaração carimbada e assinada do empregador, informando a data do último dia trabalhado.

O benefício O valor do benefício é variável segundo a contribuição de cada trabalhador. O tempo de afastamento pode ser prolongado caso seja comprovada a necessidade. Durante esse período, o trabalhador passará por diversas perícias com o objetivo de avaliar se ele está apto a vol-

i

Todo trabalhador que contribui com a Previdência Social, quando necessita se afastar do trabalho para tratamento médico, pode dar entrada no auxílio doença e isso se aplica também ao dependente químico

tar ao trabalho. Caso o trabalhador apresente todos os documentos necessários e ainda assim o benefício não for concedido, pode-se recorrer junto ao INSS por meio  de um recurso administrativo ou ingressar com processo judicial.


www.outdoorregional.com.br

59


Juliana Moreno Jornalista MTB 0056878/SP

Gourmet

j-moreno@outdoorregional.com.br

Bolinho de chuva recheado

Ingredientes 2 xícaras de farinha de trigo ½ xícara de açúcar 1 xícara de leite 2 ovos 2 colheres (chá) de fermento Óleo para fritar 300 g de goiabada ou doce de leite Açúcar e canela a gosto

60

www.outdoorregional.com.br

Apesar do nome, todo mundo sabe que um bolinho de chuva vai bem mesmo em dias não chuvosos. Aliás, encaixa perfeitamente com os dias frios que estamos tendo ultimamente e fica ainda mais incrível quando recheado com goiabada ou doce de leite.

Modo de Preparo 1. Misture bem a farinha, o açúcar,

o leite, os ovos e o fermento até formar uma massa lisa e homogênea

2. Com o óleo aquecido, leve colheradas da massa para fritar até dourar. Cuidado para não deixar o óleo quente demais, pois isso pode deixar os seus bolinhos crus por dentro

3. Escorra bem os bolinhos em papel toalha e deixe esfriar um pouco 4. Corte os bolinhos ao meio, recheie com goiabada ou doce de leite, como preferir 5. Faça uma mistura de açúcar com canela e passe os bolinhos nela antes de servir


www.outdoorregional.com.br

61


Bruno Rodrigues Jornalista e Pedagogo MTB 0071443/SP

Política

b-rodrigues@outdoorregional.com.br

De olho na Copa com a cabeça nas eleições Mais do que em outros anos, os brasileiros parecem estar mais atentos às eleições, mas sem deixar a paixão pelo futebol de lado

Cenário atual Apesar do calor da Copa do Mundo, o brasileiro está com uma preocupação mais aflorada a respeito de segurança e estabilidade financeira. Em décadas o salário mínimo aumentou, é verdade, mas os custos aumentaram muito mais. A ida a um supermercado, açougue ou posto de gasolina mostra a dificuldade que a maioria dos brasileiros sofre. O cidadão precisa entender que nem só da presidência é que é feita a política nacional, para tanto, deve

62

www.outdoorregional.com.br

i

Com Lula na cadeia, eleição presidencial fica imprevisível

conhecer seus eleitos no município, no estado e por fim em âmbito federal. Entendemos ao longo desses últimos anos que o Congresso Nacional tem um poder ímpar, pois tirou Dilma Rousseff de exercício e manteve Michel Temer mesmo com uma gravação pra lá de suspeita no envolvimento com a JBS. Mas como isso foi possível? Através de emendas oferecidas aos deputados em troca de sua manutenção. Uns chamam de habilidade política, outros


chamam de aberração. Sabe por quê? Porque o dinheiro gasto em favor dessas emendas vem do nosso bolso. O sistema democrático ainda é o mais seguro, mas engatinha como uma criança imatura. Essa dependência de colegiados menores representando bancadas religiosas, ruralistas, entre outras, é que rege o rumo do dinheiro do país. E esse dinheiro não é pouco, pois o impostômetro aponta mais de trilhões de reais captados, isso mesmo trilhões. Normal para um país continental, mas o que é anormal é como essa bagatela é distribuída.

Opções presidenciais O cenário se obriga a ser novo. Com Lula na cadeia, Geraldo Alckmin e Ciro Gomes sem força para decolarem ao longo do país, polarizam-se nomes como o de Jair Bolsonaro e Marina Silva. O capitão do exército leva com ele um alarido de apoio da internet e de jovens que se satisfazem com seus discursos contra os bandidos. A ambientalista, por sua vez, tenta sua terceira candidatura presidencial. A grande incógnita é se de fato Lula se mantiver preso, a ala esquerda do país apoiará Marina – apesar de sua posição favorável

i

Bolsonaro, Marina e Alckmin disputam a vaga de maior força do poder executivo nacional

sobre a prisão do maior ícone do PT e o impeachment de Dilma - para uma novidade à frente do país ou se renderá à popularidade crescente do caricato Bolsonaro. Vamos curtir a Copa sim, mas sem esquecer que em outubro temos o poder de decidir como ficará o congresso e quem assumirá a caneta mais importante do país.

www.outdoorregional.com.br

63


Prata da casa

Gislaine Silva Jornalista g-silva@outdoorregional.com.br

Rodrigo Momberg Cantor atualmente divulga a música de trabalho “Pra ver se acredito”

Início da carreira Rodrigo Momberg tem 28 anos e mora em Tatuí. Desde muito pequeno, sempre teve o desejo de ingressar na carreira artística. “Tudo começou em meados de 2001, quando meu primo Luis Antonio, já falecido,

64

www.outdoorregional.com.br

me deixou tocar na guitarra. A partir daí comecei a estudar de verdade e consegui entrar no Conservatório de Tatuí. Toquei em várias bandas  como guitarrista e com o passar do tempo foi surgindo a vontade de cantar e aqui estou profissionalmente tocando e cantando desde de 2011”, conta ele.

Atualmente Rodrigo faz em média de 10 a 15 shows por mês, sendo 90% deles acústicos em barzinhos com voz e violão Música de trabalho Rodrigo nos contou as novidades dos seus projetos. “Gravei algumas músicas autorais e estarei disponibilizando em breve nas plataformas digitais. É um projeto contendo cin-


cas autorais para que seja possível lançar um produto de qualidade pra ter uma aceitação positiva neste mercado tão concorrido”, afirma.

Agradecimento

co faixas musicais, com destaque pra música ‘Pra ver se acredito’, a qual hoje é minha musica de trabalho”, disse. Atualmente Rodrigo faz em média de 10 a 15 shows por mês, sendo 90% deles acústicos em barzinhos com voz e violão. Quando o assunto é estilo que mais toca, ele é categórico na resposta: sertanejo! “Olha, eu toco um pouco de cada estilo, isso é porque nos lugares que toco, gosto de agradar diferentes gostos musicais, mas o meu foco maior é o sertanejo. Além de cantar eu toco violão e guitarra”, diz Rodrigo.

Rodrigo agradece aos fãs que curtem seu trabalho aqui na região e deixa um recado especial para quem acompanha a revista Outdoor Regional. “Gostaria de agradecer a todos os leitores da revista que acompanham os meus trabalhos e espero que tenham gostado de saber um pouco de meu trabalho e também da minha trajetória. Me sigam lá nas redes sociais e fiquem por dentro das novidades, agenda, vídeos e muito mais!” conclui.

Projetos Para o futuro o plano é divulgar o seu trabalho nacionalmente. “Eu quero desenvolver um trabalho nacional. Junto com a minha equipe, estamos trabalhando forte nas minhas músi-

rodrigo_momberg rodrigomombergoficial

www.outdoorregional.com.br

65


Rafael Barbosa Jornalista

Crônica

r-barbosa@outdoorregional.com.br

Desânimo nacional A Copa do Mundo chegou e com ela aquele momento mágico, onde nossa seleção entra em campo para buscar mais uma vez o título de melhor do mundo, em uma época de festa onde os melhores do mundo se enfrentam dentro de campo, enquanto os torcedores celebram foram dele. Mas este ano as coisas parecem diferentes. O brasileiro parece meio desanimado com este embate de gigantes, que acontece dentro dos gramados a cada quatro anos. Cadê o seu Juvenal, que enfeitava o seu comércio com bandeiras verde e amarelo durante a Copa, colocando o telão para acompanhar junto com os funcionários aquele momento sagrado, onde nossa equipe entrava em campo? Onde estão as famílias e os amigos que se reuniam e depois de cada jogo saiam com seus carros gritando “Vai Brasil”, enquanto distribuíam sua empolgação e buzinadas pela cidade? Onde estão as bandeiras verde e amarela que eram tão orgulhosamente colocadas nas casas durante a competição mais importante do esporte que é a paixão nacional? Hoje são poucos os que ousam ficar empolgados com a Copa do Mundo e a única tradição que parece ter sobrado é a de se reunir com os amigos naquele barzinho de esquina, para acompanhar as partida, afinal, se existe algum tradição mais importante que o futebol, é aquela cervejinha sagrada na companhia dos amigos. O que terá acontecido com este povo que já nasceu com a bola no pé? Será que estamos perdendo nossa “brasilidade”? Talvez o Brasil esteja numa situação tão complicada que está difícil pensar em futebol. É complicado torcer para qualquer coisa quando se está desempregado e com risco de faltar o arroz com feijão das crianças. Está mais fácil torcer para a situação do país melhorar do que por mais um gol do Brasil, afinal o Neymar já ficou rico, enquanto nós temos que correr atrás do pão nosso de cada dia. Se bem que a situação da nossa seleção está quase tão difícil quanto a

66

www.outdoorregional.com.br

do país. Quando escrevo este texto nossa equipe canarinho acabou de passar pela Costa Rica em um jogo tão sofrido que parecia final de Copa do Mundo. Não sei se meu coração aguenta outro baque desse. Mas tudo bem, também não acho que nossa equipe chegue muito longe jogando daquele jeito. Parece que foi ontem que Romário, Ronaldo e Ronaldinho Gaúcho, guiaram um time de craques rumo à grandes conquistas. Hoje a gente se dá por satisfeito se o Neymar não cai mais de sete vezes por jogo. Não ser o melhor em um esporte conta muito para o povo brasileiro, que adora dar uma de Maria Chuteira, adorando atletas apenas quando estão no auge apenas para abandoná-los no primeiro erro. Quem não lembra da paixão relâmpago que nosso país teve pelo UFC, que caiu tão rápido quanto o Anderson Silva após que-

brar a canela. Charles Miller pode ter inventado o esporte, mas foi o brasileiro que o transformou em uma arte e tornou o esporte uma referência para o mundo. Hoje, ao invés de estamparem suas capas com as belas performances de nossos craques, os jornais internacionais preferem falar sobre o papelão dos nossos torcedores, que abordam mulheres estrangerias apenas para humilhá-las com palavras de baixo calão que elas não entendem. Quem sabe daqui a quatro anos as coisas melhorem, com um time novo, um técnico diferente e um país que não esteja mais um caos. Daí talvez tenhamos mais vontade de torcer pelo país. A menos é claro que ganhemos a Copa, aí a empolgação volta com força triplicada, afinal, nada encanta mais uma Maria Chuteira do que uma equipe que está por cima.


www.outdoorregional.com.br

67


68

www.outdoorregional.com.br

Outdoor Regional  

Edição 99 - Iza

Outdoor Regional  

Edição 99 - Iza

Advertisement