Page 1

19

Jullie Especial

A música e a personalidade forte da banda Matanza

e seus notáveis passos no caminho do sucesso

Decoração

Chegou a hora de aquecer os ambientes


2 | www.outdoorregional.com.br


Carta ao Leitor

“Eu não mudaria nada em você” É ao som dessas palavras, cantadas pela jovem e linda garota que ilustra nossa capa, que escrevo hoje para você. E por falar em mudanças, todos hão de convir que às vezes elas chegam e vêm para o bem. E em se tratando de Outdoor Regional, bota bem nisso! Nesta edição, temos algumas boas mudanças, que na verdade chegam para somar em diversidade e qualidade de informação. Umas das novidades que você vai notar é a editoria Prata da Casa, que vai se destinar a contar um pouco da história das bandas da nossa região, que pouco a pouco vão galgando seu merecido espaço no cenário musical. E para ajudar nessa tarefa, a Outdoor abre suas páginas e liga os holofotes sobre essas ótimas bandas que muitas vezes estão escondidas em barzinhos e casas de show. Outra editoria que chega para agradar a muitos é a Games. Como o próprio nome já diz, nela vamos sempre abordar as novidades do mundo dos videogames, buscando agradar os viciados em games de plantão. E ainda, para deixar essa edição ainda mais fascinante, trazemos uma entrevista especial com a banda Matanza, que acaba de lançar o cd “Odiosa natureza humana”. Ainda seguindo a linha musical, uma matéria sobre a polêmica cantora Lady Gaga, ícone do momento. E como não podia deixar de ser, já que estamos no mês mais saboroso do ano, aprenda em Gourmet a fazer um delicioso bolo fudge de chocolate, que vai deixar seu feriado ainda melhor. Some a isso matérias interessantes como: o papel da mulher na Fórmula Indy, as maravilhas de Bonito, o charme da alfaiataria feminina e muito mais! Pronto, eis então uma edição gostosa de ler e apreciar. Então relaxe e aproveite tudo de bom que há especialmente pra você na sua Outdoor Regional. Boa leitura!

Juliana Moreno Jornalista

Recado dos leitores Adorei a capa da revista desta edição. Parabéns! Cada dia que passa fica melhor. Mal posso esperar a próxima edição. Carol Farias - Boituva A Revista Outdor Regional mereceria ter seu alcance extendido até a cidade de Sorocaba. Trabalho muito bem feito e de qualidade. Andrei Antonelli - Sorocaba

Paixão! Tudo o que se faz movidos por ela, sempre dá certo! Parabéns pelo novo formato da revista, pelas matérias e por esses 02 anos de sucesso! Quero cumprimentar também o Rafael Barbosa pela crônica “Ignorância Social” e dizer que com certeza ele estava sendo iluminado quando escreveu o texto, parabéns para ele. Doris Holtz - Boituva Acompanhei o crescimento desta revista inovadora com conteúdo espetacular e só posso dizer Parabéns Outdoor Regional, muitos anos de vida! Rafael Bastos - Sorocaba


Índice 06

Cinema & TV

08

Literatura

10

Música

12

Games

14

Tecnologia

16

Moda

18

Decoração

22

Esporte

24

Social

30

Capa

34

Especial

38

Prata da Casa

40

Gourmet

42

Turismo

44

Direito

46

Auto

48

Política

50

Trabalho

52

Saúde

54

Região

56

Galeria

58

Crônica

Esporte pag.22 Deixe-se Ana Beatriz Figueiredo mostra que mulher também é boa de volante

Turismo pag.42 Cidade de Bonito não encanta apenas pelo nome

Gourmet pag.40 Aprenda uma sobremesa de Bolo Fudge de chocolate para deixar sua Páscoa ainda mais especial

Auto pag.46 Chevrolet Malibu 2011 traz estilo, tecnologia e conforto

A revista Outdoor Regional não se responsabiliza por conceitos e opiniões emitidos por entrevistados e colaboradores da revista, não necessariamente refletem a opinião da redação e editores, assim como não se responsabiliza pelo conteúdo de informes e anúncios publicitários

Expediente Coordenador Geral Rafael J Pereira| Coordenador de Criação André Maffeis Jornalista Responsável Melise Scomparim MTB:46015 /SP Repórteres AC Rezende/Bruna Pretel/Camila Marcusso/Juliana Cuani/ Juliana Moreno/Rafael Barbosa/Vitor Quartezani Colaboradores Bruno Fernandes/Paulo Pereira/ Rafael Moreno Revisão Juliana Moreno/ Melise Scomparim/ Julia Melo Projeto Gráfico/Diagramação Thiago Nehring/ Bruno Veiga Foto Flávio Genaro | Comercial Patricia Pereira|Tiragem 8.000 exemplares Distribuição Boituva/Iperó/Cerquilho/Tietê/Tatuí Site www.outdoorregional.com.br|Empresa CNPJ: 07.627.719/0001-04 Anúncios e Publicidade: Avenida Pereira Ignácio, 378 - 2º andar - sala 07 Telefone: (15) 3263-5028 / (15) 9114-2136 / (15) 9744-9382 contato@outdoorregional.com.br


www.outdoorregional.com.br | 5


Essa é a velocidade com que as pétalas cinema da cerejeira caem, mas também é a velocidade com a qual duas pessoas podem acabar se distanciando

E se todos nós tivéssemos que lidar com a separação? Juliana Moreno j-moreno@outdoorregional.com.br

C

inco centímetros por segundo. O que pode acontecer em um segundo? Num piscar de olhos? Você pode amar alguém em um segundo. Uma vida pode ser mudada em um segundo, pois leva apenas esse tempo para dizer “sim” ou “não”, uma pequena resposta que pode mudar tudo. E o que dizer então de cinco centímetros? Pode parecer pouco, mas é muito. Você pode se livrar de sofrer um acidente de carro por apenas cinco centímetros, ganhar ou perder uma corrida por apenas cinco centímetros. Cinco centímetros por segundo é a velocidade com que uma flor-de-cerejeira cai. E esse é o pano de fundo para contar a história de Takaki e Akari, dois amigos de infância que acabam tendo que se separar, mas que insistentemente lutam contra a distância. “5 Centímetros por Segundo” é de uma beleza singular, capaz de fazer quem o assiste ficar deslumbrado pelas belíssimas paisagens mostradas, praticamente um espetáculo a cada céu mostrado. Mas, além de deslumbrar pela parte visual, o filme faz também nascer em nós certos questionamentos acerca da temática central. Afinal, estaríamos nós preparados para lidar com a separação? A obra, dividida em três partes, mostra primeiro a infância dos personagens juntos, depois a adolescência em que, embora já separados, mantinham contato

6 | www.outdoorregional.com.br

por cartas e, por fim, a fase adulta, quando é encarada então a separação. Talvez o mais interessante seja notar como, para um deles, separação nunca significou esquecimento. E para você? Pense em amigos, amores, familiares. Talvez aquele seu amigo, o qual a vida levou pra longe, ainda pense em você. E também pode ser que você ainda lembre-se de determinada pessoa que foi pra “longe”. Quando a separação chega, seja ela de cinco centímetros ou cinco quilômetros, é natural achar que é pra sempre. Mas nunca esqueça que, talvez um dia, você esteja caminhando e cruze com

Notas

“5 Centímetros por Segundo” (“Byousoku 5 centimeter”) Japão - 2007

alguém que um dia havia ido para longe. Como será sua reação? Se você já tiver se permitido esquecer, irá apenas passar e seguir adiante. Mas se nunca esqueceu, você vai olhar pra trás. O que você vai fazer?

Cinema Pra quem gosta de um bom suspense regado a terror, o mês vai ser bom. No dia 22 de abril, chega aos cinemas o filme “Insidious”, que no Brasil foi traduzido como “SobrenatuLocadora ral”. A direção é de James Wan, com roteiro “O Garoto de Liverpool”, filde Leigh Whannell, a mesma dupla que rea- me que conta a história de John lizou “Jogos Mortais”. Não bastasse isso, eles Lennon, chega às locadoras no uniram-se a Oren Peli, Jason Blum e Steven final do mês. O longa mostra um Schneider, os responsáveis por “Atividade pouco da infância, juventude e Paranormal”. A história é de uma família que os primeiros passos de Lennon nota que acontecimentos “do mal” insistem como músico, além, é claro, do em perseguir a vida de seu filho. A crítica ao nascimento da amizade com Paul filme tem sido positiva, sendo considerado McCartney, o que marcaria o cocomo um dos melhores dos últimos anos meço de uma das mais importanno que diz respeito à assombração. Vamos tes bandas de rock: Os Beatles. aguardar.


www.outdoorregional.com.br | 7


“ S

literatura

O Caminho do Poço das Lágrimas

Rafael Moreno

r-moreno@outdoorregional.com.br

empre acompanhei o trabalho do André Vianco, escritor brasileiro nascido em São Paulo e criado na cidade de Osasco, desde a época em que seus livros não eram muito conhecidos nacionalmente. Desde “Os Sete”, obra lançada inicialmente pelo próprio autor no ano de 2000, fiquei fascinado pelo modo como vampiros e lobisomens eram retratados. Claro que os vampiros sempre receberam um maior destaque, com suas roupagens muitas vezes reformuladas para o nosso século. Em “O Caminho do Poço das Lágrimas”, André Vianco nos presenteia com uma história que difere em muitos aspectos das outras já criadas. Não há vampiros nem lobisomens, no entanto, nos deparamos com uma situação no

mínimo intrigante e que levanta uma série de teorias e dúvidas na cabeça do leitor. Jonas tem uma relação complicada com seus dois filhos, já que trabalha muito e tem pouco tempo para a família. E é por esse mesmo motivo que ele resolve levá-los para um passeio, a fim de tentar reatar os laços de afeto que ele julga perdidos. Em um determinado momento, Jonas e seus filhos acordam em lugar estranho, sem saber o que aconteceu e sem o menor vestígio do carro em que eles viajavam. A partir desse ponto, o cenário vai ficando cada vez mais estranho e surreal. Os personagens seguem por um caminho de pedras e as próprias criaturas que eles encontram nesse trajeto parecem querer dificultar a caminhada e

O caminho do poço de lágrimas Autor: André Vianco Editora: Novo Século Ano: 2008 Páginas: 208

brincar com os temores e sentimentos de todos. Bem, realmente há muito suspense, mas o cerne da história é outro pois, na verdade, o livro transmite lições importantíssimas e que levam o leitor à muitas reflexões. Recomendo para todas as idades. Menção especial para as belas ilustrações encontradas no livro, criadas por Lese Pierre.

“Lágrimas” Leu Ingrid na placa à beira da estrada. - Pera aí – disse Jonas, abaixando-se e pegando um galho seco. Com o pedaço de galho, empurrou os cipós, as ramas de trepadeiras e as teias de aranha que encobriam a placa verde desbotada, com a tinta rachada e descascada pelo tempo. “Caminho do poço de lágrimas” Ingrid arrepiou-se ao ler. Lembrava algo. - Pai... esse nome... não é o nome da musiquinha que a mamãe cantava pra gente quando éramos pequenos? - Hum. Acho que sim, Bosco. Eu lembro alguma coisa de uma música assim. - Curioso – sorriu Ingrid.

Nota

Pág. 28

No começo de abril, chegou às livrarias a mais nova obra de André Vianco, intitulada “O Caso Laura”, um romance policial que não deixa de lado as raízes sobrenaturais, que deram fama ao autor. Aliás, o sucesso de André é bem notável, visto que, no Brasil, o gênero de terror não é muito difundido. No livro, a protagonista Laura é uma jovem abalada pela doença de seu pai e perseguida por um segredo do passado. Seu alívio vem quando ela abre seu coração para Miguel, um amigo que conheceu num banco de praça. Entretanto, ele está sendo investigado por um detetive contratado por alguém que se preocupa com ela. Miguel, por sua vez, possui a capacidade de sumir em lugares movimentados, deixando o investigador em um beco sem saída e, ao mesmo tempo, fascinado por 8 | www.outdoorregional.com.br Laura.


www.outdoorregional.com.br | 9


música

uani

Juliana C j-

om.br

egional.c

utdoorr cuani@o

O

lançamento do novo álbum de Lady Gaga, intitulado “Born This Way” - sucessor de “The Fame Monster”, lançado em 2009 - está previsto para 23 de maio. Segundo entrevista publicada pela revista Rolling Stone, a cantora define o álbum como “mais poético”. “É, de uma forma muito estranha, o casamento entre música eletrônica com essa coisa épica, me atrevo até a dizer metal ou rock 'n' roll ou até um pop com estilo de hino, com batidas dançantes. É, certamente, o trabalho mais inovador que fiz até hoje”, disse. O primeiro single dá nome ao novo disco e foi classificado pela revista como uma “faixa animada e de batida dançante”. O clipe foi filmado em Nova York, em janeiro, e a primeira versão foi disponibilizada no site da cantora em fevereiro. Depois disso, saíram ainda as versões remix e country. A direção é de Nick Knight e a coreografia de Laurie Ann Gibson. Na introdução, que tem duração de pouco mais de 2 minutos, Lady Gaga lê um texto sobre o “nascimento de proporções magníficas e mágicas, em um lugar chamado G.O.A.T., em português, Território Alienígena Pertencente ao Governo, de uma criatura livre de preconceitos e julgamentos que deu origem a uma nova raça. Mas, no

10 | www.outdoorregional.com.br

mesmo dia, um outro nascimento terrível aconteceu: o do mal”. Em resumo, o clipe aborda a convivência entre as duas criaturas aos longos dos mais de sete minutos de duração. A cantora interpreta ambas as mães: dos aliens “bonzinhos” e dos “malvados”. Lady Gaga usa como figurino uma lingerie de couro.

Lady Gaga arrecada mais de 250 mil dólares em 48 horas Mais uma vez, Lady Gaga deu a todos uma prova de seu “poder”: a cantora lançou em seu site, uma campanha em prol das vítimas dos terremotos e do tsunami que assolaram o Japão no dia 11 de março deste ano. Em apenas 48 horas, ela arrecadou US$ 250 mil com as vendas de uma pulseira com a frase “We pray for Japan” (“Nós rezamos pelo Japão”). O lucro das vendas será revertido para ajudar na reconstrução do país. Segundo o site oficial, a própria Gaga desenhou as pulseiras de plástico, que estão à venda por US$ 5 na loja oficial: a LGS [Lady Gaga Store], que vende desde camisetas personalizadas até velas Alejandro.

“A Trupe Delirante No Circo Voador” é o novo DVD de Pitty

A cantora Pitty anunciou pelo twitter o título do seu novo trabalho, que sairá em CD, DVD e LP. Segundo ela, “A Trupe Delirante No Circo Voador pintou durante o processo de ensaios e escolha de repertório e, principalmente, pelo fato de termos escolhido o Circo para gravar. Foi surgindo na nossa cabeça essa fantasia-analogia: banda de rock também é um grupo de artistas itinerante, a cada dia num lugar diferente armando sua ‘lona’ e apresentando o seu espetáculo, muitas vezes mambembe”. O novo trabalho, gravado ao vivo em dezembro, deve sair em maio.

Marcelo Camelo lança segundo álbum solo O cantor Marcelo Camelo divulgou recentemente a arte da capa de “Toque Dela”, seu novo álbum - o segundo solo - previsto para ser lançado em abril. O desenho é uma criação do artista paulista Biel Carpenter. “Coloquei a imagem no meu computador e ela foi ganhando força e significado à medida que aprontava o disco. Depois o chamei para cuidar da parte gráfica”, disse em comunicado oficial. A data do primeiro show da nova turnê também já foi marcada: será dia 7 de maio no Circo Voador no Rio de Janeiro.


www.outdoorregional.com.br | 11


games

Título: Marvel X Capcom 3 Fabricante: Marvel e Capcom Estilo: Luta Plataforma: Xbox 360 / PS3 Ano de Lançamento: 2011 Idioma: Inglês Sinopse: Jogo de luta que mistura os personagens da Marvel e da Capcom

Melise Scomparim m-scomparim@outdoorregional.com.br

F

oram quase dez anos entre o Marvel X Capcom 2 e o Marvel X Capcom 3, mas para a alegria dos fãs, a série de jogos de luta chegou e não deixou de lado os elementos que fizeram do jogo um verdadeiro clássico. O jogo traz novos personagens, incluindo Dante de Davil May Cry, Cris e Wesker de Residente Evil, protagonistas do universo Marvel, entre outros. Por falar em personagens, a maioria satisfez os jogadores. A jogabilidade mudou e utiliza de

Marvel X Capcom 3 teve seu lançamento em fevereiro e poucos meses depois já é um dos games mais requisitados do ano elementos mais recentes, além de rodar a 60 frames por segundo, tornando ao mesmo tempo os movimentos mais lentos, porém mais realistas. Graficamente o jogo chama atenção pelos detalhes e cenários reformulados que muito lembram as histórias em quadrinhos com cores vibrantes. O verdadeiro atrativo do jogo fica por conta da versão online, com dois modos de jogo: Ranked, no qual o jogador disputa uma luta contra um adversário aleatório em busca de uma posição melhor

no ranking mundial e Player Matchs, no qual é possível escolher quem será o opositor. Em março foi lançado o pacote via download chamado Shadow Mode, responsável por criar um time de lutadores com uma inteligência artificial baseada em personalidades famosas do mundo dos games. Marvel x Capcom 3 desempenhou seu papel e provou que a série realmente merece ser referência. É um título obrigatório para os fãs de games de luta, principalmente para quem curte o modo online.

Para os fãs de Atari, a empresa criadora lançou para os dispositivos da Apple, uma coleção com seus maiores sucessos. São 25 pacotes separados ou um pacote completo com todos os 82 jogos do Atari 2600 e mais 18 clássicos do arcade, como o pioneiro “Pong”. Cada jogo exibe na tela de abertura a sua caixa original da época em que foi lançado e alguns títulos permitem jogar simultaneamente com um amigo através da conexão bluetooth do aparelho. Charmoso e nostálgico.

A produtora Sega divulgou no dia 07 de abril um trailer com o mascote Sonic. No vídeo, disponível na página do porco espinho azul no Facebook, o herói corre ao lado de sua versão mais antiga, da época dos games do Mega Drive, em 1991. O vídeo, segundo a empresa, é uma dica do próximo título de Sonic, conhecido como “Sonic Generations”. O game desenvolvido para o PlayStation 3 e Xbox 360 deve ser lançado ainda em 2011. E mais um lembrete: em junho, o Sonic completa 20 anos.

12 | www.outdoorregional.com.br


www.outdoorregional.com.br | 13


tecnologia

Melise Scomparim m-scomparim@outdoorregional.com.br

O

iPad 2 tem um design completamente renovado, 33% mais fino, ou seja, o tablet é mais fino que o iPhone 4, e até 15% mais leve que o iPad da primeira geração. O display continua sendo de LCD LED retroiluminado de 9,7 polegadas. O iPad 2 inclui o novo processador dual-core A5 da Apple, que permite uma rápida performance e magníficos gráficos e também conta com duas câmaras: uma câmara VGA frontal para FaceTime® e Photo Booth®, e uma de retaguarda para captura de vídeo em HD 720p, trazendo pela primeira vez a inovadora funcionalidade FaceTime para os utilizadores de iPad. Apesar de ser mais fino, leve e rápido e  de ter magníficas novas funcionalidades, o iPad 2 continua a oferecer as mesmas 10 horas de autonomia de bateria que os utilizadores esperam. Os primeiros países a receber a novidade foram Austrália, Áustria, Bélgica, Canadá, República Checa, Dinamarca, Finlândia, França, Alemanha, Grécia, Hungria, Islândia, Irlanda, Itália, Lu-

14 | www.outdoorregional.com.br

No mês de março, Steve Jobs, CEO da Apple, anunciou o lançamento do iPad 2, que deve chegar ao Brasil em abril

xemburgo, México, Países Baixos, Nova Zelândia, Noruega, Polónia, Espanha, Suécia, Suíça, Reino Unido e Portugal. O iPad 2 será vendido em  em duas cores: preto ou branco. O preço e a capacidade de armazenamento serão os mesmos da linha anterior. Entre as novidades está a presença de uma saída de vídeo HDMI e seu sistema operacional modificado, que possibilita a multitarefa. Na versão anterior, o iPad reinava com 90% do mercado de tablets. Com essa mudança, a soberania deve continuar. A Apple não deixará o iPad sem uma capa de proteção. A companhia lançou também a Smart Cover, uma capa de proteção diferente das que estamos acostumados a ver. Ela cobre somente a capa e é presa por ímã. A Smart Cover é dobrável, pode ser encontrada em diversas cores e em duas opções de materiais: couro e plástico.


www.outdoorregional.com.br | 15


Alfaiataria feminina

moda

Elegante, clássica e sexy: adjetivos mais que bem selecionados para as peças de alfaiataria feminina Melise Scomparim m-scomparim@outdoorregional.com.br

C

ortes perfeitos. Assim são as peças de alfaiataria que, por muito tempo, foram feitas apenas para os homens. Essa moda só veio para o guarda-roupa feminino graças à Chanel. Mulher poderosa e precursora de estilo, a estilista encontrou conforto nas calças, blazers, sueteres, paletós e camisas masculinas. Outro grande estilista que ajudou a incorporar a alfaiataria ao mundo feminino foi Saint Laurent na década de 60, com o smoking feminino. E com a onda menina-menino, a alfaiataria não poderia estar mais em alta. Moda que com certeza vai agradar a grande maioria das mulheres, afinal, quem não gosta de um shorts ou bermuda, saias, casacos, calças, jaquetas e tailleurs com esse corte perfeito? Claro que desde que entraram no universo feminino, elas nunca mais o deixaram. São um verdadeiro clássico. Mas o peso nessa e na próxima estação está maior, valorizando modelagens contemporâneas compostas de muita calça reta, camisaria, bolsos tipo faca, bainha italiana... Um luxo! E conte com a tendência invadindo, até mesmo, as cores da estação: risca de giz, azul marinho, preto, bege, cinzas e caramelo

16 | www.outdoorregional.com.br

estão com tudo no outono e inverno 2011. Essa tendência é ótima para o trabalho da maneira clássica de combinação. Para compor o look outwear basta inovar e misturar as peças, como substituir a calça do terno por uma bermuda de alfaiataria com o blazer, uma opção fashion e chique. Aposte também nos acessórios pra dar um up na produção. Os chapéus estilo Panamá continuam em alta. Aproveite e fique finalmente clássica e fashion ao mesmo tempo!


Fast Fashion Encontro fashion

Imagina só: Isabeli Fontana, Renata Kuerten, Adriana Lima, Izabel Goulart, Alessandra Ambrósio e Ana Beatriz Barros desfilando juntas, Capital Inicial dando o ritmo da passarela e com a apresentação do gatíssimo Rodrigo Lombardi. Esse encontro aconteceu de verdade. Foi na noite do dia 26 de março em Curitiba: o Monange Dream Fashion Tour, que deve percorrer ainda diversas cidades brasileiras, finalizando a temporada em São Paulo, no mês de setembro.

Bala de caramelo nas unhas

Apaixonadas por esmaltes, fiquem ligadas! A grande tendência do momento é o caramelo, ou camel (referência ao pelo do camelo). Uma cor diferenciada, neutra e que pode conter nuances vermelhas ou douradas, mas sempre com aquele “quê” de bala de caramelo. A cor é tendência total no inverno em roupas, sapatos e, claro, nas unhas. As cores com nuances amareladas ficam lindas em peles morenas e as avermelhadas para meninas de pele mais branquinha.

Lily Allen na moda Vintage

A cantora Lily Allen mostrou que sabe bem mais do que cantar e compor. Ela está lançando sua linha própria de roupas, com inspiração vintage. São 18 peças, na maioria vestidos, batizados com nomes de pessoas ou lugares conhecidos. As peças serão lançadas em junho e vendidas na loja de Lily Allen com a irmã “Harvey Nichols”, na Inglaterra, e na Le Bom Marché (França) com mais de 70 lojas internacionais. A pergunta é: será que chega aqui no Brasil? Espero muito que sim.

www.outdoorregional.com.br | 17


decoração

Paulo Pereira decoracao@outdoorregional.com.br

E

stamos de mudança. É hora de aquecer os ambientes, por isso, devemos começar a pensar nos ambientes onde passaremos a maior parte do tempo, como sala de tv e sala de estar, locais onde costumamos receber os amigos para um bom bate-papo. Sofás com chaise retrátil e reclinável caíram no gosto dos que realmente procuram conforto e modernidade, mas a dúvida muitas

18 | www.outdoorregional.com.br

vezes é: qual o tecido mais resistente e elegante? Então, aqui vai a dica: cheniles de tons fortes, como marrom café e fendi, são cores que vão com tudo. Além disso, por não interferirem no restante da decoração, as poltronas ganham um papel de destaque tanto nos tecidos listrados, como nos florais. Elas vão continuar no auge, mas com detalhes mais ricos, como fibras naturais e

madeiras mais trabalhadas. O restante fica por conta dos acessórios, como almofadas e xales. Hoje também temos no mercado belíssimos tapetes de tear que estão fazendo a cabeça dos profissionais de decoração, sejam eles com listras ou mesclados. Por isso, vale a pena apostar nas cores de tons mais fortes neste inverno e deixar sua casa aconchegante e linda.


www.outdoorregional.com.br | 19


20 | www.outdoorregional.com.br


www.outdoorregional.com.br | 21


esportes

Ana Beatriz Figueiredo quer mostrar nas pistas americanas que mulher também é boa de volante Vitor Quartezani v-quartezani@outdoorregional.com.br

N

os últimos tempos, as mulheres vêm lutando e muito por condições de igualdade em relação aos homens, e alcançaram em diversos setores, como indústria, meios acadêmicos e até meios políticos, pois não podemos esquecer que, hoje, o Brasil tem uma mulher como seu governante máximo: Dilma Rousseff. No mundo dos esportes, principalmente no automobilismo, isso ainda está longe de ser uma verdade estabelecida, uma vez que as principais categorias da modalidade não contam com um grande número de pilotos mulheres atuantes. Mas uma brasileira começa a mudar um pouco esse panorama. Trata-se de Ana Beatriz Figueiredo (ou como prefere ser chamada, Bia Figueiredo), paulistana de 25 anos

22 | www.outdoorregional.com.br

que disputará a temporada 2011 da Fórmula Indy. Hoje, Bia Figueiredo corre ao lado de mais duas mulheres na Indy: a suíça Simona de Silvestro e a mais famosa delas, a americana Danica Patrick, que surpreendeu a todos ligados à velocidade com uma vitória no Japão em 2008 e um 3˚ lugar na mais tradicional prova do mundo da velocidade, as 500 Milhas de Indianápolis em 2009. Bia também quer fazer história nas pistas e 2011 pode ser o ano do começo de tudo isso, já que ela realiza esse ano sua primeira temporada completa na Indy pela equipe Ipiranga Dreyer & Reinbold Racing, o que será de extrema importância no seu processo de aprendizagem e amadurecimento dentro da categoria. Como todos aqueles que sonham

em ser piloto de corrida, Bia Figueiredo teve que passar por todas as categorias de base do automobilismo. Começou no kart em 1994 com oito anos; de 2003 a 2006 pilotou na Fórmula Renault, categoria disputada em vários países. Em 2006, andou na Fórmula 3 Sul-Americana e cravou seu primeiro nome na história ao ser, até hoje, a única mulher a conquistar uma pole position na principal classe da categoria. Com um mercado fechado na F1, ainda um universo que reprime a presença de uma mulher dentro da categoria, foi tentar a sorte no mercado norte-americano, tradicionalmente mais aberto ao ingresso das mulheres. Em 2008, estreou na Indy Lights, categoria de acesso a Indy, conseguiu uma vitória no circuito de Nashiville e terminou a tempo-


Mulheres no automobilismo Maria Teresa de Fillipis – italiana, disputou quatro GPs pela equipe Maserati e um pela Porsche nos anos de 1958 e 59 Lella Lombardi - italiana, disputou 13 provas pela Brabham nas temporadas 1974 e 75 e conseguiu o melhor resultado de uma mulher na F1: um sexto lugar no GP da Espanha Divina Galica - inglesa, disputou três treinos entre 1976 a 78 Desiree Wilson - sul-africana, tentou a classificação para o GP da Inglaterra em 1980, mas não conseguiu se classificar Giovanna Amati - italiana, tentou, de forma frustrada, a classificação em três provas pela Brabham em 1992 Sarah Fisher - americana, estreou na Fórmula Indy em 1999 e conseguiu notoriedade em 2002, ao ser a primeira mulher a conseguir uma pole position na Fórmula Indy, sendo que o seu melhor resultado foi um segundo lugar em 2001 Milka Duno - venezuelana que, desde 2007, disputou 17 GP’s Danica Patrick – americana, é a melhor mulher em termos de resultados da história do automobilismo feminino, pois disputou até o momento 99 corridas, com três pole positions, uma vitória e sete pódios

rada em terceiro lugar. Em 2009, mais uma vitória e a confirmação de que era chegada a hora de voos mais altos. Em 2010, estreou na Fórmula Indy com a equipe Dreyer & Reinbold Racing, onde disputou quatro provas da temporada, entre elas o Grande Prêmio do Brasil e as 500 milhas de Indianápolis. “O ano de 2010 foi importante, pois conseguimos correr em quatro provas importantes e começamos, a partir daí, a iniciar as negociações para a temporada de 2011”, afirma Bia Figueiredo, em entrevista exclusiva a Outdoor Regional. 2010 ainda guardava uma conquista muito especial para Bia, já que ela foi a primeira mulher a participar do De-

safio Internacional das Estrelas de Kart, ao lado dos maiores nomes do automobilismo como Felipe Massa, Rubens Barrichello e Tony Kanaan. Se não bastasse isso, Bia roubou a cena e na última bateria saiu da 11ª colocação para vencer e mais uma vez cravar seu nome na história. Com talento e determinação destacados, a questão do preconceito contra a mulher no automobilismo também fez parte da carreira de Bia Figueiredo, principalmente nos seus primeiros anos de carreira. “No começo da minha carreira foi muito difícil a aceitação dos homens perante a presença de uma mulher nas provas. E como eu estava em fase de crescimento também

foi complicado conciliar as mudanças que começavam a ocorrer na minha vida”, disse ela. Contudo, mesmo com as dificuldades que todos os pilotos têm, hoje Bia Figueiredo se diz contente com sua aceitação dentro da Indy e orgulhosa por ser mais uma figura feminina a representar o Brasil no âmbito dos esportes internacionais. “Na Fórmula Indy as coisas são mais tranquilas, os homens aqui estão mais acostumados a correr ao lado de mulheres. E sem dúvida nenhuma é um grande orgulho ser a primeira piloto brasileira a correr uma etapa completa na Fórmula Indy e espero poder dar grandes alegrias esse ano”, finalizou.

www.outdoorregional.com.br | 23


24 | www.outdoorregional.com.br


www.outdoorregional.com.br | 25


26 | www.outdoorregional.com.br


www.outdoorregional.com.br | 27


01

02

03

05

06

social

04

07

28 | www.outdoorregional.com.br

10

08

11

09

12


14

13

16

15

17

18

20

22 19 Festival de Rodeio de Iperó | Iperó 01 Juliana, Pedro, Fabiana e Gisele 02 Carina e Murilo 03 Cris e Amilton Serrão 04 Rogério e Ana Paula 05 Mara, Priscila e Pâmela 06 Luana 07 Bruna, Tatiana e Natália 08 Celyna, Leni e Giovana 09 Vanessa, Carla e Jomara 10 Ana Luíza, Luis Gustavo e Daniele 11 Marcão Créditos: Patricia Pereira

21 Terra Brasilis | Boituva 12 Jéssica, Gabriela, Gleice e Paula 13 Carina 14 Jessica, Valdir e Carolina 15 Gabriela, Vanessa, Mélani e Tainá 16 Alexandre e Natália 17 Juliana e Júnior 18 Aline, Ravena e Daniele Créditos: Patricia Pereira

Teatro SETEC/FIB Peça “Veredas da Salvação” | Boituva 19 Jonas Silveira Leite e Selma Regina F. Leite 20 Rafael Molina e Michele Rodrigues 21 Luiz Frendenberg e Francine Vieira Créditos: André Maffeis

Coquetel de Lançamento Coleção Outono-Inverno Miss Flora | Boituva 22 Giuliana, Gabriela, Jaciara e Roxanny Créditos: Patricia Pereira www.outdoorregional.com.br

| 29


Jullie, Juliana! capa

Ela podia ser mais uma, mas se reinventou e vem pra ficar

30 | www.outdoorregional.com.br


, nao Melise Scomparim m-scomparim@outdoorregional.com.br

N

a carência de uma juventude de poucos ídolos surge uma jovem linda, de atitude, inteligente, compositora e com uma voz encantadora! Jullie tem tudo o que é necessário para ser uma estrela e, se imaginam que seus 22 anos podem atrapalhar, é melhor rever conceitos. A capixaba sabe bem o que quer desde cedo e tem uma maturidade de dar inveja. Para quem não conhece ainda, Jullie já esteve na MTV, no Canal Disney e fez um dueto com Joe Jonas (integrante do Jonas Brothers), além de, é claro, tirar o fôlego dos rapazes por onde passa. www.outdoorregional.com.br | 31


Jullie também interpreta e viveu a personagem de Juliana Paes na adolescência no filme “Mais uma vez amor”, teve papéis em “Malhação” e “Floribella”, além de muitas peças de teatro, mas a verdadeira paixão sempre foi a música. Até então como Juliana Vasconcelos, Jullie só nasceria com os trabalhos de dublagem. A moça dublou diversos filmes e séries, como “Gossip Girl”. Jullie tem um jeitinho inocente e rebelde, usa maquiagem com um quê de pin up, roupas descoladas, adora cinema, cílios postiços, esmaltes diferentes, twittar sobre os mais diversos assuntos e é super atenciosa com os seus seguidores. No seu álbum de estreia “Hey!”, um disco bem feminino e com muita atitude, Jullie assina a composição das maiorias das faixas. Ela é uma menina que descobriu cedo sua vocação e sempre se disciplinou muito. Sorte a nossa! A Outdoor Regional conversou com a menina-moça entre um compromisso e outro da nascente estrela.

32 | www.outdoorregional.com.br


Outdoor>> Como teve início sua vida artística? Jullie>> Ainda pequena decidi que queria ser cantora e passei a me apresentar num parque na cidade em que morava, Vitória - ES. Foi um pulo pra eu começar a ser contratada para cantar em eventos de empresas. Além disso, eu desfilava, fotografava, fazia comerciais e cheguei a ser repórter mirim de um programa infantil local. Outdoor>> Como é, aos 22 anos, ter reconhecimento do seu talento? Jullie>> É maravilhoso! É um sonho que está se realizando aos poucos e eu espero que a minha história ainda tenha muito chão. Outdoor>> Como foi para você gravar a versão em português da música “Wouldn´t change a thing”? Jullie>> Foi um privilégio, me senti honrada por ter sido escolhida para esta versão.  

Outdoor>> Qual é a sensação de ter seu nome vinculado ao queridinho Joe Jonas? Jullie>> Ele é um ídolo teen, atinge praticamente a mesma faixa etária de público que pretendo atingir, então acho que tem tudo a ver. Admiro muito o trabalho dele nos Jonas Brothers. Outdoor>> Como a álbum “Hey!” tem sido recebido? Você esperava esse sucesso?  Jullie>> “Hey!” foi o meu primeiro disco, tenho um carinho grande por ele, foi um momento muito esperado na minha vida. Considero o primeiro passo para que muitos outros discos venham! Outdoor>> Além de cantora, você exerce outras funções, como atriz, apresentadora e dubladora. Como são essas funções? Qual é a sua preferida?  Jullie>> Tento conciliar tudo da melhor maneira possível, mas o meu foco é a música.

Outdoor>> A exposição no You Tube também ajuda na divulgação do seu trabalho? Jullie>> Ajuda, sim. É importante ter vídeos no YouTube, é uma ótima divulgação, todo mundo usa a internet e é essencial estar em todos estes canais. Outdoor>> O que espera profissionalmente para 2011?  Jullie>> Espero por um disco novo, muitos singles nas rádios e shows!  Outdoor>> Como é ser ídolo teen?  Jullie>> É um público com o qual adoro lidar! Outdoor>> Você ainda consegue levar um cotidiano normal?  Jullie>> Mais ou menos. Ando muito na correria e é difícil ter um tempo para amigos e família, mas eu dou um jeitinho. Outdoor>> Aos 22, você segue algum ritual de beleza? O que faz para manter-se sempre radiante? Jullie>> Não faço quase nada, apenas limpo bem a pele depois de um longo dia.

Jullie? a e r b is so a m o t i ela já mu r e e u b q a s o para garant o s u o E i r ! ional. u a g r c e o R t u n r o a o c c i F Outdo te da i s e p i o u e q t da e Acess s i l y a l p na ie.com l l u j entrou y e h www. / / : p t t h www.outdoorregional.com.br | 33


especial

O energĂŠt rock and

Classificada como uma das bandas mais pesadas do Brasil, Matanza mostra a personalidade do rock nacional, bem diferente daquele tocado nas rĂĄdios 34 | www.outdoorregional.com.br


tico roll

Melise Scomparim m-scomparim@outdoorregional.com.br

O

som pesado, letras diretas e divertidas, são marcas do Matanza. A banda foi idealizada em 1996, por Jimmy e Donida, partindo da ideia de músicas simples e diretas bem ao estilo Johnny Cash, um dos ídolos da banda. Completavam a formação o baterista Nervoso e o baixista Diba.

O lançamento do primeiro álbum foi em 2001, intitulado “Santa Madre Cassino”, já contando com China no baixo. No mesmo ano, a banda foi demitida da gravadora por falta de um sucesso radiofônico. “A Arte do Insulto” foi gravado em meados de 2006 e lançado em outubro do mesmo ano. Em seguida, no ano de 2008 é lançado o “Matanza Ao Vivo”. O guitarrista Donida deixa os palcos

para dedicar-se exclusivamente à composição do material da banda e seu lugar nos palcos é ocupado por Maurício Nogueira. Cinco anos após “A Arte do Insulto”, o Matanza lançou em março deste ano o “Odiosa Natureza Humana”, pela DeckDisc, cheio de letras sarcásticas e muito Countrycore, como eles mesmos definem seu estilo. No papo que a Outdoor regional teve com Jimmy London, muita sinceridade, hardcore e mais um pouco sobre a odiosa natureza humana. www.outdoorregional.com.br | 35


Outdoor>> Como surgiu a banda Matanza? Jimmy>> O Matanza surgiu há 15 anos como um projeto paralelo do Donida e eu. Tocávamos juntos no Acabou La Tequila. A ideia era fazer um som mais cru, influenciado pelo country americano e que falasse das  insatisfações e do "saco cheio" que todo mundo sente vez ou outra. Mas como ninguém sabia tocar direito esse tipo de música, o hardcore acabou sendo a maneira mais honesta de levar o projeto pra frente. A partir daí, as músicas foram tomando forma e estamos aí até hoje. Outdoor>> Com as letras críticas, vocês esperam alguma resposta ou polêmica com a sua música? Jimmy>> O intuito é falar do que incomoda, do lado feio das coisas que a maioria das pessoas tenta ignorar, mas sempre aparece como um soco na cara. Se tem alguma resposta do público é porque tratamos de um aspecto do ser humano e não somos diferentes de ninguém.

36 | www.outdoorregional.com.br

Tá afim de ouvir mais o Matanza? 1998 - Terror em Dashville Quem faz o Matanza: 2001 - Santa Madre Cassino Jimmy London (Vocal) 2003 - Música Para Beber e Brigar China (Baixo) 2005 - To Hell With Johnny Cash Jonas (Bateria) 2006 - A Arte do Insulto Marco Donida (Guitarra) (Composição) 2008 - MTV Apresenta Matanza Maurício Nogueira (Guitarra) (Show) 2011 - Odiosa Natureza Humana Outdoor>> Como é explorar o rock em um momento de sertanejo universitário e bandas coloridas como Restart? Jimmy>> Estamos falando de coisas diferentes, certo? Cada um tem o seu gosto. Imagino que alguém que ouça Restart ou Luan Santana não vá se interessar por Matanza ou bandas de rock mais pesadas e nem por isso vamos deixar de existir. Siga seu caminho, não incomode pra não ser incomodado. Outdoor>> Quais as referências musicais da banda? Jimmy>> Johnny Cash, Slayer e Motorhead. A tríade máxima do Matanza.

Outdoor>> Quais as inspirações para o novo álbum "Odiosa Natureza Humana"? Jimmy>> Acredito que o título seja bastante auto-explicativo. Quem nunca teve vontade de mandar para aquele lugar o maldito infeliz ouvindo música alta do seu lado no ônibus? É disto que estamos falando. Outdoor>> Para vocês, qual é a característica mais odiosa da humanidade? Jimmy>> São tantas que é difícil eleger uma. É só ver o noticiário que elas são praticamente esfregadas na sua cara, só não vê quem não quer.


www.outdoorregional.com.br | 37


prata da casa

Juliana Cuani j-cuani@outdoorregional.com.br

U

ma tarde de domingo, uma reunião com os amigos para jogar conversa fora, muita risada, brincadeiras, com direito até a piada, tocar um violão ou então fazer um batuque. Cena bem comum, não é? Pois é assim que muita banda tem o seu começo e foi o que aconteceu com a Prato Feito, nascida em Sorocaba. Quem conta essa história é o vocalista Andrei Antonelli. “Eu estava na rua tocando violão e imitando vozes quando o rapaz que seria o vocalista da banda me convidou para cantar num ensaio deles. Depois de pegar amizade, e ensaiar duas vezes, tivemos um show numa escola”. O próximo passo seria então escolher um nome, uma tarefa que não é nada fácil. “Eu sempre vinha com várias ideias que eram gozadas e nunca aceitas, e “Prato Feito” eu inventei uma mentira que os outros integrantes acreditaram. Certo dia disse que vi no Jô Soares um numerólogo dizendo que surgiria uma banda para suprir o espaço deixado pelos ‘Mamonas Assassinas’ e

38 | www.outdoorregional.com.br

o nome seria algo como Prato Principal, daí sugeri Prato Feito e todos acharam lindo”, conta, entre risos. A primeira apresentação da Prato Feito aconteceu em 2003, na Escola Estadual Senador Vergueiro em Sorocaba, durante uma Festa do Sorvete. Os rapazes, de profissões diversas, se uniram pela vontade de fazer música. Cada um atua em um ramo diferente: o vocalista Andrei é advogado e humorista, o guitarrista Filipe é estudante de Direito, o percussionista Carlos Henrique trabalha como auxiliar de enfermagem, Bob, o baterista, é bancário, um dos tecladistas, Bruno, é inspetor de qualidade e o outro, Berna, é vendedor e o baixista Melchior é operador de máquinas. Oito anos depois, a banda, que tem como marca a irreverência e o improviso, acredita não ter um estilo definido. “Nós tocamos axé, sertanejo, brega, pop, funk, rock nacional, reggae, todos os ritmos com muita alegria, zuação, performances, brincadeiras e improvisos”, conta Andrei. Por esse motivo, a música mais conheci-

da não poderia deixar de seguir essa linha e, claro, ser de autoria de Andrei Antonelli: ela se chama “Meu Cão Bilau”. “A gente queria uma música pegajosa, de refrão fácil, com duplo sentido e em forma de piada. Quem ouve a música, não esquece jamais o refrão: ‘Au, au, au, cadê o meu Bilau, fugiu não sei pra onde agora estou muito mal; Au, au, au, alguém pegou o meu Bilau, enfiou não sei aonde, coitadinho do animal’”. Ele ainda conta que ela foi concebida durante uma aula de Direito Processual Civil, numa das salas da Universidade de Sorocaba. O vocalista encerra o papo dizendo que o mais importante agora é buscar o crescimento. “Nunca tivemos um investidor, como atualmente muitas bandas e duplas sertanejas têm. Nos faltou e nos falta alguém que acredite conosco. Nosso sonho é ter oportunidade de poder disputar espaço com outras bandas e duplas, ter investimento para que ela cresça, pois nosso objetivo principal é levar alegria e, antes de nos divertir, divertir o público”, finaliza ele.


www.outdoorregional.com.br | 39


gourmet

É tempo de Páscoa, uma das épocas mais saborosas do ano, tempo de muito chocolate! E no nosso cantinho de gastronomia não poderia ser diferente! Aprenda uma sobremesa de chocolate para deixar essa data ainda mais especial

Melise Scomparim

m-scomparim@outdoorregional.com.br

Bolo fudge de chocolate O chocolate tem que estar presente, para isso, segue uma das melhores receitas de chocolate da Chef Luciana Lobo

Ingredientes para a massa - 150 g de chocolate meio amargo - 1 2/3 xícara (chá) de açúcar - 1/2 xícara (chá) de leite  - 1/2 xícara (chá) de água  - 110 g de manteiga  - 1/3 xícara (chá) de óleo  - 2 xícaras (chá) de farinha de trigo  - 4 colheres (sopa) de cacau em pó  - 1 pitada de bicarbonato de sódio  - 3 colheres (chá) de fermento em pó  - 2 ovos  - Manteiga e farinha de trigo para untar e polvilhar 

Modo de preparo(massa) - Preaqueça o forno a 180ºc (temperatura média). - Unte uma fôrma redonda de 25 cm de diâmetro com manteiga e polvilhe com farinha de trigo. - Numa tábua, pique o chocolate. - Numa panela, coloque o chocolate picado, o açúcar, o leite e a água. Leve ao fogo médio, mexendo sempre. Quando derreter, retire do fogo. - À panela com a mistura de chocolate, junte a manteiga e o óleo. Misture apenas para incorporar. - Numa tigela grande, misture a farinha, o cacau em pó, o bicarbonato e o fermento em pó. Regue com a mistura de chocolate e misture bem. - Adicione os ovos, um a um, misturando bem entre cada adição. - Transfira a massa para a fôrma e gire sobre a mesa para nivelar a massa. Leve ao forno preaquecido para assar por 30 minutos. Enquanto isso, prepare a cobertura. 40 | www.outdoorregional.com.br

Ingredientes para a cobertura - 300 g de chocolate meio amargo - 150 ml de creme de leite fresco  - 70 g de manteiga  

Modo de preparo(cobertura) 1. Numa tábua, pique o chocolate. Transfira para uma tigela e leve ao microondas por 1 minuto, apenas para amolecer. 2. Coloque a manteiga num recipiente e leve ao microondas por 30 segundos, para derreter. Se preferir, derreta numa panelinha, em fogo bem baixo. 3. Numa panelinha, coloque o creme de leite e leve ao fogo médio. Quando ferver, retire do fogo e despeje no chocolate amolecido. Misture bem, até obter um creme liso. Acrescente a manteiga derretida e misture novamente

Montagem 1. Num prato redondo, maior que a assadeira, desenforme o bolo. 2. Despeje a cobertura de ganache sobre o bolo e espalhe movimentando o prato. Este procedimento serve para deixar um aspecto bem liso à cobertura. Com uma espátula, espalhe nas laterais a cobertura que escorreu. Polvilhe a borda do bolo com as amêndoas laminadas. 3. Quando a cobertura endurecer, transfira o bolo para outro prato ou limpe as bordas, retirando o excesso de cobertura.


www.outdoorregional.com.br | 41


turismo

A cidade localizada em Mato Grosso do Sul ĂŠ sinĂ´nimo de diversĂŁo, aventura, natureza e, claro, beleza Melise Scomparim m-scomparim@outdoorregional.com.br

42 | www.outdoorregional.com.br


B

onito tem vários atrativos, principalmente se você for fã de belezas naturais, águas límpidas, com doses de aventura e muito ar livre. Suas belezas atraem turistas de todo o mundo. Localizada em Mato Grosso do Sul, está a 1.170km de São Paulo e é conhecida por sua exuberância. No aquário natural de Baía Bonita, as águas transparentes deixam à mostra cardumes de mais de 30 espécies diferentes. Ali ainda é possível fazer a Trilha dos Animais e avistar em pontos de observação emas, jacarés e outros animais locais.

Na Barra do Sucuri, o destaque fica por um trecho do Rio Formoso, no qual um balneário com decks, bar, trilhas e muito conforto esperam pelo turista. Em Bonito são diversas cachoeiras, trilhas, piscinas naturais e grutas que agradam e muito aos olhos de seus visitantes. Um dos mais belos cenários são as cachoeiras do Rio do Peixe, com água limpa, cachoeiras belíssimas e ainda é possível testemunhar a fauna local com macacos, araras e tucanos. A Gruta do Lago Azul é um monumento natural, com sua preservação garantida e é mais um desses cenários paradisíacos de Bonito.

O turismo de aventura da região é um verdadeiro show à parte, com rapel entre fendas de rochas no Abismo Anhumas e passeios de bicicletas por trilhas que vão mata adentro, com direito a banho de cachoeira no Bike Tour Rio Sucuri. Essas são apenas algumas das atividades radicais. As atrações vão muito além, como bóia cross, arborismo, rapel e muito mergulho. No mergulho na Praia da Figueira é possível ver um barco e um avião submersos. Adrenalina, tranquilidade e uma verdadeira overdose de natureza e muitas maravilhas do coração do Brasil.

www.outdoorregional.com.br | 43


direito

A MP nº. 518, que regulamenta a formação e consulta a banco de dados com informações de adimplemento de pessoas físicas e jurídicas, será benéfica aos consumidores ou trará apenas novas e maiores vantagens aos bancos e financeiras?

E

m época de economia aquecida e propostas de crescimento e concessão de crédito de forma sustentável, é muito importante nos atentarmos aos cuidados para evitar o superendividamento do consumidor. Nesse sentido, a Medida Provisória (MP) nº. 518, de 30/10/2010, cria um banco de dados chamado de “cadastro positivo”, fornecendo informações de adimplemento para a tomada de crédito. Tal cadastro já existe em outros países, onde tem alcançado alguns dos objetivos almejados, dentre estes, a redução da taxa de juros. Contudo, como na grande maioria das vezes, sempre existe um lado bom e outro ruim, e não poderia ser diferente neste caso. Podemos, de forma até relativamente simples, analisar algumas vantagens, como a aludida redução da taxa de juros praticados pelas instituições bancárias. Com um histórico positivo melhor elaborado, poderiam estas fornecer crédito a seus interessados com maior certeza de seu recebimento, diminuindo, assim, o risco da perda e consequente minoração dos juros praticados, deixando a forma genérica com a qual é feito atualmente, onde tais

44 | www.outdoorregional.com.br

taxas são calculadas sobre o impacto da inadimplência da sociedade de forma geral. Podemos ainda citar que um interessado tido como bom pagador, na hora de tomar para si empréstimo de valores ou financiamento de bens, poderia também auferir vantagens no tocante à celeridade do procedimento ou em razão das ofertas de garantias. Porém, se analisarmos com olhos menos otimistas, existe o receio do mau uso das informações integrantes de tal banco de dados, que poderiam gerar aborrecimentos e profundos constrangimentos ao consumidor, ou ainda tornar estes tipos de relações financeiras ainda mais díspares, criando vantagens maiores aos já fortes órgãos financeiros, que sujeitam seus clientes a relações exclusivas de adesão, não possibilitando a estes a negociação da grande maioria dos termos contratuais. Ainda nesse entendimento, a efetivação de tal cadastro, minimizaria os riscos das instituições bancárias, uma vez que estas poderiam ter uma análise muito mais abrangente sobre o histórico de seus candidatos a clientes, optando somente por aqueles que lhes interesse; fortalecendo ainda mais a parte já nitidamente mais forte da

Bruno Fernandes b-fernandes@outdoorregional.com.br

relação, como já dito. É importante que, medidas como a que se discute aqui, sejam criadas apenas com o escopo de beneficiar o consumidor, atendendo assim aos nortes constitucionais, a fim de igualar esta balança financeira, não gerando altos custos ou riscos demasiados às partes envolvidas. Por fim, nos cumpre considerar que tal cadastro não possui nenhum óbice em nosso ordenamento e, se ainda de forma simples, atingir parte de seu objetivo, gerando minoração das abusivas taxas de juros hoje praticadas, estaríamos diante de grande vantagem ao consumidor, justificando a pertinência de tal criação.


www.outdoorregional.com.br | 45


auto

Melise Scomparim m-scomparim@outdoorregional.com.br

O

Chevrolet Malibu chegou para você se apaixonar à primeira vista. Primeiro você vai ver o design, as rodas de alumínio e as maçanetas cromadas. Depois, você vai experimentar o acabamento em couro, os bancos elétricos, o Premium Sound. E por fim, vai sentir o conforto do computador de bordo, dos controles de som e do piloto automático. Além disso, você pode contar com toda a segurança de seis airbags, freios ABS, Programa de Estabilidade, monitoramento de pressão de pneus e Panic Brake Assistance.

46 | www.outdoorregional.com.br

O Malibu, além de ter um estilo marcante, já vem completo: ar condicionado, volante em couro, porta-malas com controle, brake light e muito mais. Veja alguns dos diferencias do Chevrolet Malibu: - Computador de bordo com mais de 30 funções: possibilita melhor monitoramento do que ocorre com o veículo; - Remote Start: o acionamento do motor e ar condicionado por controle remoto, que gera mais conforto e segurança; - Rodas de alumínio de 18” com acabamento especial: mais estabilidade e beleza;

Malibu 2011 traz estilo, tecnologia e conforto: um carro completo para você


- Premium Sound, CD player, MP3, entrada auxiliar USB e 8 alto falantes BOSE, além de controle no volante. Tecnologia, mais segurança e um som com qualidade diferenciada; - Seis airbags, ABS com EBD e assistência de frenagem em emergência, freios reforçados para emergências e bolsas de ar infláveis frontais, laterais e cortina; - Transmissão com Active Se-

lect: seis velocidades com troca manual de marchas no câmbio; - Acabamento em couro, sofisticação, beleza e conforto; - Cruise Control (piloto automático) e computador de bordo, que mantêm a velocidade constante, permitindo descansar as pernas principalmente em viagens longas: maior conforto e tranquilidade ao dirigir; - Ajuste elétrico dos bancos dianteiros: mais facilidade no ajuste para você rodar com mais conforto;

- Ar-condicionado digital com controle automático de temperatura: proporciona mais conforto para motorista e passageiros; - Controle de tração: melhora a estabilidade e o desempenho do veículo, assegurando a tração mesmo em pisos irregulares.

www.outdoorregional.com.br | 47


política

AC Rezende

“T

ac-rezende@outdoorregional.com.br

emam menos a morte e mais a vida insuficiente”. Esta frase de Bertolt Brecht pode representar, magnificamente, a trajetória de homem público do ex-vice-presidente do Brasil, José Alencar Gomes da Silva. Nascido em 17 de outubro de 1931, deixou a família quando tinha 14 anos para assumir um emprego no município de Muriaé, Minas Gerais. Filho de um pequeno comerciante mineiro, foi emancipado pelo pai aos 18 anos, quando a maioridade civil ocorria aos 21 e, corajosamente, abriu uma loja na cidade de Caratinga. Esse era o início da carreira de um dos maiores empresários brasileiros, cuja curta carreira política foi tão intensa que marcou profundamente o cenário do poder de Brasília e demonstrou a existência de vida moral neste campo tão carente de moralidade. A entrada na cena política do ex-vice presidente começa, de fato, em 1994, quando se candidata a governador de Minas Gerais, perdendo o pleito eletivo para o tucano

48 | www.outdoorregional.com.br

O político mineiro José Alencar teve uma curta, mas intensa, carreira política. O suficiente para mostrar que pode haver fidelidade à moral nesse campo Eduardo Azeredo. Já em 1998, pelo PMDB, candidata-se a senador, atingindo a marca de quase 3 milhões de votos. Em 2001 transfere-se para o PL, chegando à vice-presidência um ano mais tarde. Nesse posto, Alencar representou um ponto forte onde Lula se amparou diversas vezes. Aliás, o político mineiro representava o braço forte do presidente, confiável a ponto de ter assumido a presidência na ausência de Lula poder dezenas de vezes. Na campanha presidencial de 2002, José Alencar aceitou assumir o posto de vice na chapa de Luiz Inácio Lula da Silva à Presidência da República. A vitória nas eleições daquele ano demonstrou uma estratégia política certeira: contrabalançar a imagem do candidato operário com a imagem do empresário de sucesso do ramo têxtil, cujo conglomerado empresarial arrecada cerca de U$ 2,4 bilhões de dólares ao ano. O casamento do capital com o trabalho, cantavam em verso e prosa. A composição da chapa deixou

o setor empresarial mais tranquilo diante da imagem do ex-sindicalista de discursos extremistas de anos atrás, que produziam verdadeiras visões do inferno ou, no mínimo, do Armagedom, nos cidadãos mais conservadores e políticos mais demagogos. Alencar foi um ardoroso defensor da diminuição dos juros, e suas posições nacionalistas foram reconhecidas por todos os escalões do governo. Seu posicionamento contrário diante da criação da Área de Livre Comércio das Américas (Alca), ecoou por todos os cantos do país. À frente do Ministério da Defesa, o político mineiro restaurou o respeito dos militares em 2004. A vida política de Alencar foi curta, mas intensa o bastante para torná-lo ícone de como se pode fazer política de forma leal aos princípios da moralidade. Ele morreu em São Paulo aos 79 anos, neste 29 de março, após 13 anos de luta contra um câncer na região abdominal. Dizia: “Não tenho medo da morte, mas da desonra”.


www.outdoorregional.com.br | 49


trabalho

Melise Scomparim

N

As empregadas domésticas são raridade no mercado de trabalho e, entre as causas disso, está a expansão do trabalho formal no Brasil

m-scomparim@outdoorregional.com.br

os últimos anos, com o crescimento econômico do Brasil, o mercado formal se expandiu e empregos mal renumerados e com alta carga de tra-

50 | www.outdoorregional.com.br

balho não são mais atrativos como área de atuação. Este é o caso das empregadas domésticas. De acordo com o Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese), fa-

tores como carga horária prolongada e a baixa remuneração, levam as mensalistas a procurar qualificação e migrar para outros empregos. Uma das consequências dessa migração, é que poucas pessoas


Empregos em 2011 O governo espera que este ano sejam alcançados 3 milhões de vagas com carteira assinada e para os próximos anos, estima 10 milhões de vagas, algo que viria a superar o recente recorde. O desafio para os próximos anos é ter mão de obra qualificada para os postos de trabalho. O mês de fevereiro deste ano registrou alta recorde na geração de empregos. Informações do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) divulgadas pelo Ministério do Trabalho nesta terça, confirmam a criação de 280.799 postos de trabalho. Recorde para o mês. No segundo mês de 2011, o número de demissões foi de 1,51 milhão, já as contratações somaram 1,79 milhão. No mês de janeiro, as admissões contabilizaram 1,65 milhão, frente a 1,49 milhão de demissões. Com isso o Brasil deve ser o país a ter maior crescimento de emprego em 2011. Espera-se que o governo invista em medidas de educação para ter mão de obra específica para preencher toda essa demanda.

têm optado pela profissão de empregada doméstica nos moldes tradicionais, seja para dormir no emprego ou indo e vindo todos os dias para o trabalho. Entre os anos de 2003 e 2010, foram criados cerca de 15 milhões de empregos no Brasil. Somente em 2010, foram gerados mais de dois milhões de vagas, superando as expectativas para o período. Com famílias ganhando um melhor salário, a disponibilidade orçamentária para contratar alguém para tomar conta do lar aumen-

tou, e as poucas e raras mensalistas tiveram seus salários valorizados, já que a procura pelo serviço cresceu e os trabalhadores dessa classe diminuíram. O custo com empregada doméstica foi o que mais subiu em 2010, quase 12%. Como consequência, muitas famílias já se rendem aos moldes de alguns países estrangeiros, que substituem a mensalista por uma diarista e dividem as tarefas diárias entre os familiares. A vantagem da diarista está na redução de custos, já que, por lei, as

mensalistas devem ser registradas e os patrões devem pagar altos encargos trabalhistas. As diaristas estão mais fáceis de encontrar, pois segundo o Dieese em parceria com a Fundação Sistema de análise de dados (Seade), a contratação de diaristas cresceu 50,98% de 2000 a 2009, enquanto que os contratos de mensalistas caíram 15,02%. As diaristas estão aproveitando essa fatia do mercado, pois mais faxinas podem fazer sua rentabilidade mensal aumentar em até três vezes.

www.outdoorregional.com.br | 51


saúde

Bruna Pretel b-pretel@outdoorregional.com.br

N

o mês de abril é comemorado o Dia Mundial da Saúde, celebrado no dia 7. Porém, quando o assunto é saúde, muitas pessoas pensam em coração, circulação, alimentação saudável, pressão, obesidade, diabetes entre outros. Mas e a saúde da sua boca, não precisa de cuidados e atenção? A nossa saúde começa pela boca, por isso, mantê-la saudável é essencial. Como fazer isso? É simples! É preciso cuidados básicos, como escovação diária, principalmente após as refeições, uso de fio dental, cremes dentais com flúor, evitar doces entre as refeições e, é claro, visitar regularmente o dentista para um exame clinico completo. Os dentistas recomendam que todas as pessoas, desde a infância, e por toda a vida, tenham dentes e gengivas saudáveis. Afinal, os problemas mais comuns são de-

52 | www.outdoorregional.com.br

correntes da má higienização da boca, como no sangramento das gengivas no ato da escovação e no uso do fio dental, e problemas de mau hálito. No agravamento deste quadro, podem surgir as cáries, as quais necessitam ser tratadas, pois podem acabar evoluindo e causando um problema endodôntico (o famoso canal), gengivite (inflamação da gengiva) e consequente perda dos dentes. Preste atenção! Além desses problemas, podem passar a existir doenças mais graves, por meio de bactérias que podem se disseminar na corrente sanguínea e se alojarem em outros órgãos. Para cuidar bem da sua saúde bucal e da sua família, fique atento! É importante que a primeira visita ao dentista seja feita aos três anos de idade, quando a primeira dentição se encontra completa, além de ser uma excelente oportunidade para ensiná-lo a escovação correta.

Além dos cuidados básicos e visitas regulares ao dentista, saiba que os alimentos também são importantes quando falamos de dentição. Inclusive, alguns que podem ser considerados “companheiro” dos dentes e das gengivas, como a carne, leite, ovos, frutas e peixe. O que ocasiona problemas é a retenção de alimentos na boca por muito tempo, provocando a formação de ácidos. E outros tipos de alimentos devem ser evitados, como balas, doces, chicletes, bolachas e outros. Uma boca bem cuidada reflete a saúde do corpo todo e dentes mal conservados levam a uma mastigação deficiente ou mordida errada que podem ocasionar desde dores de cabeça até mesmo problemas cardíacos. Então, não deixe de consultar seu dentista e ter hábitos saudáveis.


www.outdoorregional.com.br | 53


região

Camila Marcusso c-marcusso@outdoorregional.com.br

Q

uem não gosta de assistir a uma apresentação na praça da cidade, ao ar livre, na companhia de amigos, buscando apreciar espetáculos e ter um momento de diversão e descontração? Os shows, espetáculos e apresentações realizados nas praças são uma tradição, em especial nas cidades do interior, onde a população já tem o hábito de passear pelas mesmas. Pensando nisso, a Prefeitura de Tatuí, cidade conhecida como a Capital da Música, criou, através da Secretaria de Cultura, Turismo, Esporte, Lazer e Juventude, o projeto “Música na Praça”, que

54 | www.outdoorregional.com.br

tem o intuito de fomentar o desenvolvimento cultural do município. O projeto ocorre todos os sábados, na Praça da Matriz, às 11h e conta com apresentações de diferentes estilos musicais. No dia 2 de abril, o grupo a se apresentar foi o “Coco de Saia”, interpretando estilos regionais. Para Stela Manfrenato, integrante do grupo, as apresentações nas praças são importantes para levar a música e a cultura para a população. Na opinião de Alba Oliveira, também integrante do grupo, além da disseminação da cultura, o projeto abre portas para os músicos divulgarem o seu trabalho.

Num clima de descontração e alegria, as apresentações contagiam o público e trazem a magia da música ao alcance de todos. Isabel Miranda, moradora da cidade de Tatuí, afirma que as atrações são muito importantes para distrair e divertir a população. “Precisa manter a tradição. Música sempre é bom e diverte a todos”, disse. As amigas Janaína Costa e Rafaeli Camargo sempre assistem aos shows em Tatuí e afirmaram conhecer diferentes estilos de música a cada semana. José Roberto Xavier, morador da cidade de São Paulo, já compareceu a algumas apresentações na cidade e gostou muito.


a cidade n s e t n e s e r p bém estão m a t o ã s r e iv d esentações r p a s a s r Música e e iv d organizou e u q ersário , o iv h n il a u o q a r o ã ç a de Ce r m comemo e iz r t a M a d a e abril d na Praç 3 ia d o n o d celebra do município, A próxima atração do projeto “Música na Praça” será a Banda Sinfônica Jovem do Conservatório de Tatuí, no dia 16 abril. Música e diversão também estão presentes na cidade de Cerquilho, que organizou diversas apresentações na Praça da Matriz (Praça Presidente Kennedy) em comemoração ao aniversário do município, celebrado no dia 3 de abril. As atrações abertas ao público contaram com shows de grandes artistas como os “Amigos Violeiros de São Carlos”, a banda “Código 5” e a cantora “Wanessa Camargo”. Na Praça da Matriz de Boituva também ocorrerão apresen-

tações no mês de abril. No dia 23, às 18h, haverá a Oficina do Choro, às 22h o espetáculo “Antigos Carnavais” (com marchinhas, fantasias e danças) e às 23h show com a “Banda Internight”. Já no dia 28, às 20h, haverá a apresentação de dança dos alunos da Oficina Municipal de Artes, intitulada “Dance Day”. Na opinião do aposentado Naur Raposo, as apresentações nas praças das cidades são muito importantes para a população, pois proporcionam momentos de lazer e entretenimento e trazem a música que, segundo ele, alegra e vivifica.

O projeto “Música na Praça” ocorre todos os sábados, na Praça da Matriz de Tatuí, às 11h, e conta com apresentações de diferentes estilos musicais

www.outdoorregional.com.br | 55


galeria Chapéu Pralana modelo Feminino Rua Nove de Julho,133 |Centro | Boituva/SP Fone: (15) 3263-4752 à vista ou no cartão

Sapatilha Carrano Rua Cel. Eugênio Motta, 521 - loja43 Shopping Villa D´ouro | Centro | Boituva/SP Fone: (15) 3263-4284 ou 3 x R$ 47,63

Camisa Feminina Rua Camilo Thame, 47 - loja 5 | Centro | Boituva/SP Fone: (15) 3263-4424 / 33631505 ou à vista ou no cartão

Almofada com dispositivo massageador à pilha em curva para apoio do pescoço. Rua Camilo Thame, 39 | Centro | Boituva/SP Fone: (15) 3263-4121 ou à vista com 10% desconto

Camisa Feminina Rua Estela Gomes Bertolli ,159 | De Lorenzi | Boituva/SP Fone: (15) 3363-2966 / 9616-1096 à vista ou 4 x no cheque 56 | www.outdoorregional.com.br


www.outdoorregional.com.br | 57


crônica Rafael Barbosa r-barbosa@outdoorregional.com.br

A

internet foi uma das maiores evoluções que a humanidade já testemunhou. Através dela, vemos o que acontece no mundo com a rapidez de um clique e, com o tempo, deixamos de ser meros espectadores para nos tornarmos desbravadores, passando a nos expressar através de blogs, jogando jogos on-line e conversando com outras pessoas em salas de bate papo. Quando fazemos nosso login, passamos a ter o mundo todo ao nosso alcance, abrimos um universo de possibilidades. A internet trouxe inúmeros benefícios que mudaram nossas vidas, mas com o tempo, começamos a passar tanto tempo olhando através da tela de nossos PCs, que nos acostumamos a ver o mundo real através dela. Sim, a internet mudou nossas vidas, mas ela também nos mudou no processo. O mundo on-line nunca esteve tão em alta, entretanto, as relações pessoais nunca estiveram tão degradadas. Pessoas chegam aos seus trabalhos e imediatamente ligam seus MSNs, mesmo sem

58 | www.outdoorregional.com.br

cumprimentar seus companheiros de trabalho, enquanto crianças se despedem de seus colegas somente para, mais tarde, conversarem com eles através da rede. Passamos a desnudar nossas vidas em redes sociais, estabelecendo contato com centenas de pessoas que nunca vamos conhecer pessoalmente, embora não sejamos capazes de dar um bom dia aos nossos vizinhos ao sairmos de casa. Trocamos a qualidade pela quantidade e, ao invés de nos preocuparmos em estabelecer laços mais profundos com as pessoas ao nosso redor, passamos a disputar por mais amigos no Facebook ou mais seguidores no Twitter. Nada mais justo, afinal, leva-se tempo e esforço para se construir uma amizade verdadeira, enquanto basta um simples clique para se adicionar um novo amigo ao seu perfil. Nos tornamos mais frios, tão preocupados com números quanto as máquinas que nos permitem acessar a rede. Mas não nos damos conta disso. Atualmente, vemos o mundo on-line de uma maneira tão natural que, ingenuamente, acreditamos

que tudo está melhor, pois agora podemos conhecer mais pessoas. Porém, conhecer alguém não significa que você tem algum tipo de relação com ela. E a atual geração é a que mais sofre com isso, já que, criada nesta nova era digital, passou a tomar tudo que vê na rede como verdade, enxergando-a como um meio seguro, onde podem conhecer o mundo e fazer amigos. Um pensamento perigoso, pelo simples fato de que a internet é tão boa quanto os que a usam, e a pessoa que está do outro lado da rede pode não ser tão bem intencionada. E assim vamos nos envolvendo mais e mais neste mundo on-line. Tanto que me assusta o pensamento de que talvez um dia nossos filhos, ou netos, não entendam que uma frase escrita tem mais impacto quando falada, que não podemos ver as verdadeiras intenções de uma pessoa através da foto de um avatar e que 1.000 amigos no Facebook não substituem um simples abraço de um amigo sincero. Mas talvez não precisemos ir tão longe, afinal, será que nós ainda entendemos isso?


www.outdoorregional.com.br | 59


60 | www.outdoorregional.com.br

Outdoor Regional  

ediçao 19 - Julie

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you