Page 1

www.outdoorregional.com.br | 1


2 | www.outdoorregional.com.br


EXPEDIENTE

CARTA AO LEITOR

Toda edição é única e especial, mas esta tem um motivo a mais para isso, pois comemora os 78 anos de emancipação político-administrativa da cidade! Sendo assim, você poderá conferir um complemento que visa destacar alguns dos principais pontos turísticos e atrativos do município.

Coordenador Geral Rafael J Pereira Coordenador de Criação André Maffeis Criação DGM Consultoria & Comunicação Comercial (15) 3263 - 5028 Jornalista Responsável Juliana Moreno MTB: 0056878/SP Repórteres Bruno Rodrigues / Juliana Moreno Rafael Barbosa Colaboradores Fábio Sanqueta / Aline Cunha Gabriela Barreto / Dr. Marcelo L. Galvão Laura Baggio

E falando em festa, mais uma vez a Boituvana é destaque, desta vez com uma entrevista com a dupla Pedro Paulo & Alex, que promete agitar a noite do dia 06. Em Especial também trazemos uma matéria com outra dupla que estará em Boituva, Cezar e Paulinho. O show deles marca a abertura da Boituvana, já no dia 03. Prata da Casa apresenta Yasmin Nicolly, aluna boituvense que venceu o concurso nacional educativo “Ao Redor da Ibero América”, organizado pela empresa Proactiva Meio Ambiente. Como prêmio, ela ganhou uma viagem ao Peru, acompanhada de sua professora, Maria Beatriz. Em Moda Masculina, verá que é possível também aos homens utilizar as estampas florais em suas composições. Com equilíbrio e boas combinações, pode ser a escolha certa para locais despojados e até mesmo os mais formais. Aproveite bem esta edição especial de aniversário de Boituva e até a próxima!

Revisão Juliana Moreno Diagramação / Projeto Gráfico Bruno Vieira Veiga de Oliveira Fotografia Eduardo Soares Agradecimento Paulo Kalaf - RP Pedro Paulo e Alex Tiragem / Impressão 8.000 exemplares / Graf. Santa Edwiges Distribuição Boituva/Iperó/Cerquilho Tatuí/Sorocaba Assinaturas assinaturas@outdoorregional.com.br Edições anteriores edicoes@outdoorregional.com.br Empresa Pereira e Maffeis Editora LTDA CNPJ: 13.970.830/0001-93

A revista não se responsabiliza por conceitos e opiniões emitidos por entrevistados e colaboradores, assim como não se responsabiliza pelo conteúdo de informes e anúncios publicitários

www.outdoorregional.com.br | 3


4 | www.outdoorregional.com.br


www.outdoorregional.com.br | 5


6 | www.outdoorregional.com.br


www.outdoorregional.com.br | 7


8 | www.outdoorregional.com.br


www.outdoorregional.com.br | 9


ÍNDICE

22 68

12 14 16 18 20 22 24 26 31 56 62 64 66 68 72 74 76 78 80 82

Literatura Música Moda Masculina Moda Feminina Beleza Transformação Bem Estar Social Especial Boituva Capa Saúde Esportes Games Autos Finanças Direito Especial Prata Gourmet Crônica

80 Anúncios e Publicidade: Avenida Pereira Ignácio, 378 2º andar - sala 07 Telefone: (15) 3263-5028 (15) 99114-2136 contato@outdoorregional.com.br

62 10 | www.outdoorregional.com.br

www.outdoorregional.com.br


www.outdoorregional.com.br | 11


LITERATURA

Homens Difíceis Por: Juliana Moreno j-moreno@ outdoorr egional.com.br

esses seriados tornaram-se uma forma artística típica dos Estados Unidos na primeira década do século 21, equivalentes ao que os filmes de Scorsese, Altman, Coppola e outros haviam representado nos anos 1970, ou ao que os livros de Updike, Roth e Mailer tinham sido na década de 1960. O conteúdo deste livro examina como e por que isso aconteceu Sim, apesar de estar vendo aqui figuras famosas do mundo das séries, como Walter White e Tony Soprano, o nosso foco é a literatura! “Homens Difíceis” é uma obra que coloca os personagens masculinos das séries em destaque e, através deles, retrata a evolução da televisão. Os anti-heróis pra lá de complexos dão o tom para Brett Martin, que numa profunda reflexão, aborda o processo criativo e os bastidores da produção de séries tidas como referência em seus gêneros. Vários “homens difíceis” serão mostrados, como o solitário Don Draper, de “Mad Men”, e o esperto Walter White, de “Breaking Bad”, por exemplo. Segundo o autor, todos esses personagens acabam sendo, de uma forma ou de outra, parentes psicológicos de Tony, chefe da máfia e protagonista em “Família Soprano”. “Infelizes, moralmente comprometidos, complicados, profundamente humanos”, define Martin. Vale dizer que o livro possui alguns spoilers, como já era esperado, principalmente quando se diz respeito à “Família Soprano”, pois o autor se detém um bom tempo

12 | www.outdoorregional.com.br

Ficha Técnica Título: ”Homens Difíceis” Autor: Brett Martins Editora: Aleph 368 páginas

nela, já que foi a precursora dessa nova era de séries que “fugiam à regra”, digamos. Para dar vida a essa obra tão profunda, o autor entrevistou e analisou os criadores das séries, bem como os brilhantes protagonistas das mesmas. Fora isso, Martin também conversou com diretores, assistentes de produção, roteiristas e muitas outras pessoas envolvidas no processo que dá vida a séries de tanto sucesso.


www.outdoorregional.com.br | 13


MÚSICA

CIDADE VERDE SOUNDS Por: Bruno Rodrigues b-rodrigues@ outdoorregional.com.br

Com um estilo próprio de reggae, a dupla traz o que há de mais novo no gênero musical jamaicano e conquista fãs pelo Brasil Quem são?

A dupla conquista cada vez mais fãs e já se apresentou duas vezes na Costa Rica

A Cidade Verde Sounds foi formada em 2005 por dois músicos nascidos no Maringá (PR). Os integrantes procuram inovar na batida do reggae e vêm fazendo sucesso com um estilo bem diferenciado. Adonai é o vocalista e compositor das canções, Dub Mastor é uma espécie de “mago” por trás dos arranjos, bases e mixagem ao vivo, trazendo uma experiência única em relação a reggae a quem nunca ouviu o som. E não é só no Brasil que o nome da dupla cresce, já que por duas vezes se apresentaram na Costa Rica, onde a música “Real Ganjaman” é executada nas rádios diariamente. O primeiro CD, “Reggae Presidente”, saiu em 2011 e contou com participações especiais de Eek a Mouse, Ranking Joe e Sizzla Kalonji. A música e videoclipe “Faroeste” hoje é a mais visualizada no Youtube e já conta com mais de um milhão de views. Em setembro de 2013 foi lançado o segundo CD: “Missão de Paz”. O single que leva o mesmo nome do CD, em menos de três dias chegou a 25 mil visualizações.

Sucesso consolidado Nas redes sociais o crescimento é constante. A página do Facebook já conta com mais de 450 mil seguidores e segue em ritmo acelerado de admiradores. Ano passado o Cidade Verde embarcou para a Jamaica pela primeira vez, e com a viagem, o EP in Jamaica Project foi lançado. Contando com quatro músicas inéditas e quatro versões instrumentais o CD é uma incursão profunda nas raízes jamaicanas, já que foram gravadas nos Estúdios Tuff Gong (Bob Marley) e Harry J, onde as maiores lendas já estiveram presentes. As músicas “Roots” e “Não tenha medo” ganharam videoclipes gravados em várias localidades jamaicanas e um minidocumentário foi produzido para todos os fãs acompanharem essa viagem muito enriquecedora para a música nacional.

14 | www.outdoorregional.com.br

A primeira temporada terá seis episódios, com uma hora de duração cada


www.outdoorregional.com.br | 15


MODA MASCULINA

Estampa Floral Por: Gabriela Barreto g-barreto@ outdoorregional.com.br

Para não errar, é preciso ser cauteloso na hora da escolha da peça e em sua composição A estampa floral é relativamente difícil de ser usada, por ser algo chamativo e difícil de ser combinado.

Como usar Para que o floral funcione bem na vestimenta, é necessário evitar qualquer excesso, seja em outras peças de roupa, seja em acessórios. Por isso, a estampa deve ser reservada às camisas ou acessórios que vão ser usados na parte de cima, chamando atenção para o rosto e jogando o olhar para cima. Já para a parte de baixo, uma bermuda em uma estampa floral um pouco mais discreta se adequa melhor às composições.

Locais adequados Outra restrição da estampa são os locais e ocasiões para uso. O ambiente de trabalho, por exemplo, por se tratar de um local mais formal e pouco descontraído, no máximo comporta uma camisa em tom escuro com um floral bem pequeno e discreto, mas se o local de trabalho for uma corporação muito séria, nem pense nisso, fique com o traje formal tradicional mesmo!

Para funcionar bem, o floral não pode ser acompanhado de excessos também é possível encontrar florais grandes e chamativos que podem ser usados em combinações para o verão, principalmente se aparecerem em camisas de manga curta, fazendo, de leve, um estilo tropical.

Equilíbrio Para uma composição mais equilibrada, o ideal é coordenar o floral com uma peça básica e de cor neutra, portanto, se você escolheu uma camisa com essa estampa o melhor é adicionar uma calça jeans tradicional. Se preferir aplicar o floral nos acessórios, mantenha o restante da composição mais controlado.

Opções As estampas de fundo escuro (preto, marinho, marrom ou vinho) estão presentes em diversas coleções de grifes e lojas populares, sendo as mais discretas e fáceis de combinar, mas

Combine uma peça floral às demais neutras

Invista na composição com tênis ou sapato floral

Aposte na bermuda floral para um local despojado e na camisa floral para uma composição mais formal

16 | www.outdoorregional.com.br


www.outdoorregional.com.br | 17


MODA FEMININA

18 | www.outdoorregional.com.br


Jeans, couro ou camurça: a textura varia assim como o comprimento, que pode ser mini ou na altura do joelho. A ideia é escolher aquela que mais faz o seu estilo.

O estilo O estilo traduz uma releitura da moda feminina nos anos 80 e 90, onde as saias longas com botão frontal eram essenciais e modernas. Décadas se passaram e ela retornou ao guarda-roupa feminino, com uma outra proposta, mais ainda preservando as mesmas características anteriores. Observa-se pelas ruas que atualmente aderiram a essa moda somente as mais antenadas, porém, ditadores de moda apostam na saia de botão frontal como a próxima  queridinha das estações. Diferente e moderna, ela combina com diversos tipos de manequins, um pouco mais alta, mais baixa, enfim, o que vale é proporcionar e apostar nessa nova tendência da temporada.

Combinações O mesmo vale para as combinações. Camisas arrematadas com um nozinho na barra, blusas de gola rulê, cashmere e tops de tricô ou renda funcionam perfeitamente, sendo todas usadas por dentro para uma cintura marcada bem feminina.

Use com tênis, deixando o look mais despojado e confortável

Abuse na gola alta combinada às saias de botão frontal

Calçado Nos pés, valem botas de cano longo para as mais altas ou ankle boots para as mais baixinhas. Agora, se o evento pede um visual mais polido, vá de mocassim. Já em looks de passeio, elas ficam lindas combinadas com tênis branco. Versátil, a saia da vez pode ainda compor tanto o guardaroupa do verão, quanto o de inverno, bastando atrelar uma meia-calça.

O bom e velho scarpin pode ser composto à saia de botão frontal com uma belíssima camisa

www.outdoorregional.com.br | 19


Por: Juliana Moreno j-moreno@outdoorregional.com.br

BELEZA

DETOX CAPILAR Você já deve ter ouvido algo sobre detox capilar, não é mesmo? Mas sabe de fato no que consiste esse processo e para quem é indicado? O detox capilar nada mais é do que uma limpeza profunda do couro cabeludo, sendo indicado para pessoas que fazem uso de química nos cabelos, ou ainda que possuem oleosidade excessiva, ressecamento ou descamação no couro cabeludo. Os profissionais da área ainda indicam o processo em casos de muita quebra ou queda dos fios, bem como se eles costumam ficar com o aspecto sujo rapidamente. O tratamento ainda ajuda a controlar a produção de sebo, bem como prolonga o efeito da escova e da progressiva, já que a pessoa não precisará lavar tanto a cabeça para exibir fios bonitos.

O ETERNO CURINGA Foi lançada recentemente a nova coleção dos Esmaltes Juliana Paes. Trata-se da linha “O Eterno Curinga”, composta por quatro variações de preto, desenvolvidos com nano partículas de Argan e Colágeno, para ajudar no crescimento e fortalecimento das unhas. Já os nomes foram baseados nas frases que as mulheres costumam dizer no salão, quando não sabem que cor querem colorir as unhas. O “Tanto Faz” tem cobertura fosca e o “Não Sei” é repleto de pontinhos de brilho. Os outros dois são o “Qualquer Um”, o cremoso da coleção, e o “Escolhe Você”, que possui uma cobertura perolada.

BLOGUEIRAS ASIÁTICAS Sabemos que cada tipo de mulher possui suas particularidades e formas de salientar a beleza. Hoje indicaremos blogueiras de beleza asiática, que entendem tudo sobre maquiagem e sabem como valorizar os traços naturais de sua etnia! Em suas redes sociais, elas reúnem dicas e tutoriais relacionados ao universo na maquiagem e também dos cabelos. Vivian Vo-Farmer (@viviannn_v), por exemplo, possui um tutorial super acessado, onde ensina uma técnica que te permite acordar com as ondas de Gisele Bündchen! Já a tailandesa Amata Chittasenee (@pearypie) reúne em seu Instagram mais de um milhão seguidores, onde publica tutoriais para diversas ocasiões. Outras inspirações: Michelle Phan (@michellephan), Jenn Im (@ imjennim) e Maryam Maquillage (@maryamnyc). 20 | www.outdoorregional.com.br


www.outdoorregional.com.br | 21


TRANSFORMAÇÂO

Mudar Por: Laura Baggio l-baggio@outdoorregional.com.br

Tornar-se um guerreiro Há uma cena no filme “Poder Além da Vida” (título original “Peaceful Warrior” – tradução literal “Guerreiro Pacífico”), de direção de Victor Salva, onde o protagonista Dan Millman se vê no topo de um edifício e está prestes a pular, quando de repente é surpreendido por ninguém menos que ele mesmo. Essa sua outra versão é visivelmente uma parte dele e expressa algumas de suas características fortes: ele é egocêntrico, arrogante, arisco e irônico. Ela o confronta sobre quem ele está tentando se tornar,

Mudar requer um ato de coragem

questiona-o e eles lutam no beiral do prédio, a centímetros do abismo. Até que finalmente o mais forte consegue pendurar o outro e tem a chance de jogá-lo precipício abaixo. Antes, porém, a versão limitante de Dan o questiona “você sabe quem você é sem mim?”, ele o responde “não” e o joga, cometendo um suicídio parcial. Peço desculpas pelo spoiler sobre o filme, mas essa cena é extremamente profunda e pertinente quando a questão é mudar. Mudar muitas vezes significa lutar contra partes de nós,

22 | www.outdoorregional.com.br

correndo um grande risco de cairmos desfiladeiro abaixo. As incertezas, os medos, as angústias, tudo isso surge quando há uma perspectiva de mudança. Começamos a nos questionar e ponderar num confronto interno. É preciso matar um pouco do que somos. Abrir mão de quem somos, às vezes do que fomos durante muitos anos, pra podermos ser realmente diferentes, mesmo instáveis e incertos do que poderemos vir a ser. Por isso mudar é ser guerreiro, é saber a quem e quando levantar a espada, sendo fiel aos seus princípios. Requer um ato de coragem. Uma apunhalada, uma decisão. E só um guerreiro pode fazer isso. Para mais textos, acesse: www.oombrodaborboleta.blogspot.com.br


www.outdoorregional.com.br | 23


BEM ESTAR

Por: Juliana Moreno j-moreno@outdoorregional.com.br

VAMOS CAMINHAR Ter um coração saudável é algo extremamente necessário para evitar as temidas doenças cardíacas. Desenvolver alguns hábitos, até mesmo bem simples, pode ajudar imensamente a controlar e até prevenir a pressão alta e a ocorrência de problemas cardíacos. Uma simples caminhada, por exemplo, pode trazer ótimos resultados! Pesquisam indicam que 35 minutos do exercício, cinco vezes na semana, em velocidade moderada, já ajudarão na prevenção dos problemas do coração. Sem contar que você terá duplo benefício, já que, por consequência, também irá perder uns quilinhos! Já se o necessário é tratar uma pressão alta mais elevada, essa caminhada deve ser feita todos os dias.

ALIMENTOS DO BEM Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), doenças associadas ao colesterol alto, mal que atinge cerca de 40% da população brasileira, são apontadas como a principal causa para a morte de 17 milhões de pessoas em todo mundo. Sendo assim, algumas estratégias podem ajudar na diminuição do colesterol ruim, principalmente no que diz respeito à alimentação. Confira uma lista de alimentos que devem fazer parte do seu cardápio: frutas vermelhas, peixes, chá verde, chocolate amargo, abacate, azeite de oliva e vinho tinto. Mude seus hábitos alimentares e seu coração agradecerá!

DE OLHO NA ALIMENTAÇÃO Ainda falando sobre alimentação, diversos estudos já comprovaram que o brasileiro, infelizmente, não se alimenta bem. De acordo com uma pesquisa realizada pelo Ministério da Saúde no ano passado, apenas um quarto da população brasileira (24,1%) consome a quantidade de frutas e hortaliças recomendada pela Organização Mundial da Saúde, em cinco ou mais dias da semana. Isso, na prática, representa pelo menos 400 gramas de frutas ou hortaliças por dia, o que equivale ao consumo de cinco ou mais porções, pelo menos em cinco dias da semana. Como está sua alimentação?

24 | www.outdoorregional.com.br


www.outdoorregional.com.br | 25


SOCIAL

Fotos: Vincenzo Daldoss

26 | www.outdoorregional.com.br


www.outdoorregional.com.br | 27


SOCIAL

Inauguração Hering Store

Fotos: Renato Salles

28 | www.outdoorregional.com.br


www.outdoorregional.com.br | 29


SOCIAL

Deck Bar e Restaurante

Fotos: Raphael Chespkassoff

30 | www.outdoorregional.com.br


FOTO: DANIEL PANE

www.outdoorregional.com.br | 31


Por: Juliana Moreno j-moreno@outdoorregional.com.br

MATÉRIA

ESPECIAL

BOITUVA, 78 ANOS

FOTO: GI NATEL

DOS 30 DIAS DE SETEMBRO, UM DELES POSSUI UM BRILHO MAIOR. NO CALENDÁRIO, O DIA 06 TEM UM DESTAQUE: ANIVERSÁRIO DE BOITUVA!

32 | www.outdoorregional.com.br

Neste ano, comemoramos os 78 anos de emancipação político-administrativa do município. E para celebrar, nada melhor que ajustar os holofotes sobre alguns dos principais atrativos deste local que tanto gera admiração em seus moradores. Embarque agora em um passeio pela cidade e se encante pelos tantos detalhes que fazem de Boituva um lugar tão especial!


01

BALONISMO

Rodrigo Viotto, da Balonismo Aventura, que está há seis anos em Boituva, ressalta que a topografia da cidade é muito boa e propícia para a prática da atividade de balonismo. Segundo ele, o maior público que vem à cidade para voar é de São Paulo, mas também atendem demanda de moradores de cidades dos arredores, como Campinas, Jundiaí e Sorocaba. “Os voos acontecem sempre aos finais de semana e é difícil precisar quantos acontecem mensalmente, pois dependemos 100% de condições climáticas perfeitas para a prática do balonismo”, explica ele. Rodrigo ainda informa que o voo tem duração de uma hora. Além disso, a pessoa recebe um brinde com espumante e está incluso um café da manhã que acontece na Chácara Samambaia.

# VOAR DE BALÃO Rodrigo Calzzeta, que mora na cidade há quase 15 anos, voou de balão pela primeira vez no ano passado. Quem também o acompanhou nessa experiência foi o amigo Roverson Cirino Pereira, que morou em Boituva em 2002, mas depois mudou-se para Ribeirão Preto. Mas não pense que a distância foi um problema! “Nós aproveitamos as férias de final de ano e criamos a nossa oportunidade de voar. Agendamos e ele cruzou o Estado para vir”, conta Rodrigo. “Foi uma experiência fascinante. Lá nas alturas reina o silêncio, a contemplação e a introspecção. É maravilhoso poder ver nossa cidade lá de cima, as casas e as pessoas, pequenininhas. Isso nos faz analisar muito sobre a grandeza do mundo, do universo e o papel que temos neste contexto. É um passeio seguro, harmônico e que pode e deve ser realizado por todos pelo menos uma vez”, complementa ele. Quem também ficou admirado ao poder ver do alto a cidade em que mora é Felippe Henrique. “É possível notar a expansão de Boituva e ao mesmo tempo desfrutar da paz e tranquilidade que o céu tem para oferecer, sem adrenalina nenhuma que eu acreditava ter. Sem dúvidas é um passeio para ser guardado na memória”, conta ele. Já José Edney Franco, gostou tanto da experiência, que até já repetiu a dose. “Voei de balão duas vezes e a sensação é maravilhosa. Ele voa bem devagar e você pode apreciar a paisagem. Você se sente livre como um pássaro”, define ele.

RODRIGO CALZZETA “Foi uma experiência fascinante. Lá nas alturas reina o silêncio, a contemplação e a introspecção”

JOSÉ EDNEY FRANCO “Ele voa bem devagar e você pode apreciar a paisagem”

www.outdoorregional.com.br | 33


FOTO: IGOR COSTA

RODRIGO MALACIZE “A pior parte é a hora que chega o momento de saltar, quando abre a porta do avião”

BOITUVA É CONHECIDA COMO CAPITAL DO PARAQUEDISMO

ROSANA DÓRIA

02

PARAQUEDISMO

O Centro Nacional de Paraquedismo reúne diversas escolas de paraquedismo e promove saltos diariamente. Ali, é realizada uma média de 3 mil saltos semanalmente, o que soma ao final de cada mês a incrível marca de 12 mil lançamentos! Alan Constâncio da Silva, é instrutor da Queda Livre, escola que já está há 20 anos na cidade. Eles possuem capacidade para mais de 100 saltos por dia, equipamentos

de última geração e, além disso, é a primeira escola a possuir uma aeronave própria para seus clientes. Alan diz que a Queda Livre é responsável por 150 saltos semanais. E não pense que são apenas moradores daqui que se interessam pelo esporte radical! “As pessoas vêm de todos os lugares. Já tivemos gente de Minas Gerais, Rio de Janeiro e até da região Norte”, afirma o instrutor.

# SALTAR DE PARAQUEDAS O primeiro salto de boituvenses no Centro Nacional de Paraquedismo foi realizado em dezembro de 1971. Na ocasião, estava lá Antonio Carlos Nogueira, se preparando com outros amigos para o primeiro salto com lançamento pelo Comandante Belo com o avião PT-AFU. “Fico imaginando nós, que saltamos com paraquedas modelos T-10, tendo as mesmas emoções com os modelos atuais. Momento marcante e inesquecível em haver dado o meu salto e participado da implantação do Centro Nacional de Para34 | www.outdoorregional.com.br

quedismo em Boituva”, relembra ele. Quem também acompanhou um pouco da história do paraquedismo na cidade foi Rodrigo Malacize. “Na infância meu pai sempre me levava para brincar lá, então cresci vendo os aviões e os saltos. Quando tinha campeonatos, sempre ia assistir”, conta ele. Ele, que sempre teve vontade saltar, tomou coragem somente quando um amigo de infância ia passar um tempo em outro país e resolveu fazer a despedida dele com um salto. “Fui com o coração na boca, estava muito nervoso. A pior parte é

“Foi uma experiência maravilhosa. Indico a todos”

ALINE CUNHA “Não há como não se apaixonar pela sublime sensação de liberdade”


a hora que chega o momento de saltar, quando abre a porta do avião. Mas depois que salta, é só curtir a adrenalina e a paisagem da nossa cidade”, diz ele. Já Jacielle Fatima, que sempre sonhou em saltar, no ano passado conseguiu realizar o desejo depois de ganhar o salto como presente de aniversário. “É difícil explicar a sensação. Quando você sente aquele vento no rosto, que maravilha! Emoção inexplicável, tudo muito lindo”, conta. Katrina Bertolim desfrutou de momentos maravilhosos com essa experiência. “A vista é linda, a adrenalina é intensa e o fim do salto, quando o paraquedas já está aberto, é uma delícia, dá uma sensação tremenda de paz. Eu senti como se todos os problemas tivessem desaparecido”, relembra ela. Altas emoções também viveu Rosana Dória, que reuniu a família para realizar a aventura. “Saltei com meu irmão, marido, um primo e um amigo. Foi uma experiência maravilhosa. Indico a todos”, diz ela, que já programa uma nova data para outro salto. Aline Cunha também afirma que ninguém deveria passar por essa vida sem saltar! “Os 40 segundos, em média, da queda livre são indescritíveis, e quando o paraquedas abre é uma delícia. Apreciar a vista voando de paraquedas é espetacular. Não há como não se apaixonar pela sublime sensação de liberdade”, afirma. Sobre a sensação ao saltar, Laura Baggio diz que imaginava que sentiria uma parecida com a da queda de elevador de parque de diversões. “Mas não foi nada disso! Saltar foi como ser segurada pela mão do vento. Uma sensação de liberdade, um despertar do corpo inteiro”, define.

03

MUSEU DO TROPEIRO

Apesar de ter bastante destaque por essas duas atrações, a cidade não é somente do balonismo e do paraquedismo. “Boituva é uma cidade tropeira”, afirma Isael Cruz, que é idealizador e mantenedor do Museu do Tropeiro, um local que busca manter viva a história tropeira da região, resgatar tradições e os costumes. Cruz, como é conhecido e gosta de ser chamado, recebeu nossa equipe no Museu para uma conversa a respeito do local. Emocionado, compartilhou como foi o início da implantação, há quase 15 anos, e a importância do tropeirismo para sua vida, bem como para a cidade e seus moradores.

# A IDEIA Ele, que é natural de Minas Gerais, conta que quando tinha sete anos, se lembra de um quarto onde seu avô guardava muitos arreios. “Eu achava que um dia eu iria criar um quarto como aquele e resultou no Museu”, relembra. Na época em que estava iniciando a implantação do Museu, por volta de 1990, Cruz morava em São Paulo. Ele conta que escolheu Boituva por ser uma cidade estrategicamente muito boa, principalmente pela proximidade com Sorocaba, que tem forte ligação com o tropeirismo também. Depois de idas e vindas entre São Paulo e Boituva, chegou o dia em que ele resolveu ficar definitivamente aqui. “Para sorte da minha família, pois Boituva não tem nem o que dizer, né”, complementa ele, orgulhoso. “Boituva era uma cidade tropeira, pois se você olhar as fotos históricas da cidade, sempre verá um carro de boi, uma mula, cargueiros. Identificação grande com o Tropeirismo Boituva tem, mas era preciso aflorar isso de uma forma consciente, sem exageros, baseando-se na própria história do tropeirismo”, diz ele.

www.outdoorregional.com.br | 35


# O MUSEU O Museu, uma área de mais de 200 metros quadrados, foi montado com as características de um pouso tropeiro, ou seja, com o que as pessoas tinham na época, mantendo a tradição. “Aqui o visitante vai se deparar com elementos e materiais não muito comuns, pois estão quase todos em extinção. Terá um contato direto com os objetos que foram usados pelos tropeiros”, conta Cruz. Como exemplos, ele cita o fogão de trempe, o carro de boi, estribos e esporas. Fora isso, há muitos outros objetos que resistiram ao tempo e hoje servem para testificar a história dos tropeiros. “Uma pessoa se não souber de onde veio, como vai saber para onde vai? Aos poucos estamos perdendo nossa identidade, e não só no tropeirismo”, afirma Cruz. E para manter viva essa história, ele nos conta que realiza palestras no Museu, direcionadas a alunos das escolas de Boituva. “Começo falando do Tropeirismo no Brasil, a importância socioeconômica da época e o que deixou de legado para a nossa sociedade. Incutimos também a questão moral, que faz parte da personalidade do tropeirismo, bem como a música, culinária, comportamento e religião do tropeiro”, conta ele.

# O AMOR AO TROPEIRISMO Isael nos conta que é um trabalho árduo difundir essa cultura. Ele, que há tanto tempo mantém vivo esse local na cidade, não recebe nenhuma verba pública para isso. Entretanto, faz isso com um grande amor, e com a esperança que coisas boas da nossa cultura, como é o caso do Tropeirismo, não se percam. E o amor de Cruz consegue se estender a cada canto do Museu. “Sou testemunha de várias pessoas que se comovem aqui dentro. Muitas vezes ficaram distanciadas, foram para cidade grande, mas se identificam com as coisas aqui e volta tudo na cabeça. Até mesmo aquele que não tinha contato, mas o pai tinha, o avô tinha. Todos que vêm aqui se emocionam porque alguma coisa identifica você na história. O doce que a avó fazia, o frango com quiabo, o arroz carreteiro”, diz. Para quem quiser conhecer o Museu do Tropeiro, Cruz estará sempre disposto a guiar essa visita. “Grupos de 20 a 30 pessoas podem agendar diretamente pela Prefeitura, no dia que quiser, de segunda a segunda. Me disponibilizo qualquer dia, pois tenho interesse em divulgar essa cultura”, explica. A entrada é gratuita para grupos de pessoas e de alunos

36 | www.outdoorregional.com.br

O MUSEU POSSIBILITA UMA IMERSÃO NO MOVIMENTO TROPEIRO

de escolas públicas. É cobrada uma taxa apenas em casos de grupos de estudantes de escolas particulares, sendo que o valor é direcionado inteiramente para a manutenção do local.

# PARABENIZAÇÃO Isael aproveitou para parabenizar a cidade por seu aniversário. “Quero parabenizar nossa cidade por seus 78 anos e também as pessoas de Boituva, que são muito amáveis e um dos motivos para eu estar aqui. Elas me abraçaram e, em retribuição a esse abraço, quero deixar um legado também para Boituva”, finaliza ele. Rogério Vianna, Diretor do Departamento de Cultura da cidade, falou sobre a importância do local. “Para Boituva, ser sede de um lugar de memória de tamanho valor histórico é fundamental devido suas riquezas históricas, que tem valor inestimável e intrínseco, razão porque se acredita ser, o Museu do Tropeiro, de grande importância para as próximas gerações e a preservação de todo acervo salvaguarda a memória tropeira, permitindo que o Museu se transforme em um importante espaço de aprendizagem”, diz o diretor. O Museu do Tropeiro está localizado na Estrada Jerivá, 140 – Sítio do Zé Bueno. As visitas podem ser agendadas na Prefeitura ou diretamente com Isael, através do telefone (15) 99786-4860.

O LOCAL POSSUI OBJETOS QUE TESTIFICAM A HISTÓRIA TROPEIRA

ROGÉRIO VIANA “Para Boituva, ser sede de um lugar de memória de tamanho valor é inestimável”


www.outdoorregional.com.br | 37


04

FAZENDA DO PINHAL

Outro lugar de destaque da cidade, a Fazenda do Pinhal, teve início no século XIX. Lá, é produzida a famosa Cachaça Três Coronéis, ou cachaça da Família Rosa, uma tradição desde os tempos dos Coronéis.

38 | www.outdoorregional.com.br


FOTO: ARQUIVO TRÊS CORONÉIS

FOTO: ARQUIVO TRÊS CORONÉIS

# INÍCIO A história começou em 1903, com o velho Tristão Rosa, proprietário da Fazenda do Pinhal. Uma modesta engenhoca movida à roda d’água deu origem à indústria que, de início, foi dirigida por José Soarez Rosa, também conhecido como Zezinho. Atualmente, é seu filho, Colomi Rosa, 84 anos, que está à frente da indústria artesanal, que com grande orgulho mantém o nome, a tradição de família e a qualidade da Cachaça Três Coronéis. Nossa equipe visitou o local e pôde conhecer um pouco sobre a bebida. Glaucio Rosa Luvizotto, administrador do local, nos conta que são produzidos em média 20 mil litros da bebida todos os anos. “Metade é comercializado no blend da cachaça e outra metade é armazenado em barris de carvalho para o envelhecimento, onde fica depositada de três a quatro anos. É desta forma que se dá o toque amadeirado do produto”, explica ele.

GLAUCIO ROSA LUVIZOTTO “Metade é comercializado no blend da cachaça e outra metade é armazenado em barris de carvalho”

# A CACHAÇA

A CACHAÇA É ENVELHECIDA EM TONÉIS DE CARVALHO

COLOMI ROSA ENTRE SEUS FAMILIARES

Luvizzoto também nos explicou que a cachaça é produzida de forma artesanal. “Inicialmente com corte manual da cana na palha, sendo transportada com trator até o barracão do engenho, onde é passada na moenda para extração da garapa. Esta é depositada em dorna de fermentação, adicionando juntamente com leveduras selecionadas para o processo de fermentação, formando assim o mosto fermentado de cana de açúcar, sendo transferido na sequência para o alambique”, conta. Depois disso, é elevado a alta temperatura, evaporando e condensando a cachaça. Tem, assim, origem a Cachaça Três Coronéis. Outro destaque fica por conta do rótulo da bebida, cuja imagem que a ilustra remete ao Coronelismo, época na qual iniciou-se a produção de cachaça na Fazenda do Pinhal, no ano de 1903. “A foto foi feita na sede de uma fazenda de um amigo da Família Rosa e os saudosos figurantes eram pessoas ilustres da cidade de Boituva. À esquerda do rótulo está o Sr. Dimas Campos, ao centro o Sr. João Holtz e à direita o Sr. Brasil Holtz. A Fazenda do Pinhal está localizada na estrada Municipal Zélia de Lima Rosa, Km 8. www.outdoorregional.com.br | 39


FOTO: CAROL GODEFROID

05

GRUPO PETRÓPOLIS

VISTA AÉREA DA UNIDADE BOITUVA

UNIDADE DE BOITUVA É UMA DAS MAIORES DO PAÍS

40 | www.outdoorregional.com.br


E se o assunto é bebida, não podemos deixar de destacar o Grupo Petrópolis, cuja unidade instalada em Boituva tem capacidade de produção de quase 900 milhões de litros de cerveja por ano. É uma das maiores fábricas de cervejas do país, sendo que todo o terreno ocupa uma área de 540 mil metros quadrados. E o melhor é que é possível conhecer tanto o interior da fábrica, como o passo a passo dessa produção através do Beer Tour.

# A PRODUÇÃO DA CERVEJA Acompanhada do mestre cervejeiro, Alberto Flister, nossa equipe participou do Beer Tour e conheceu todo o processo da produção da cerveja, que começa com o envio do malte para os moinhos, que possuem a função de promover um corte na casca e expor o amido contido no grão. Depois disso, começa um processo com as seguintes etapas: mosturação, fervura, acabamento, engarrafamento e pasteurização.

APÓS O TOUR PELA FÁBRICA, É FEITA A DEGUSTAÇÃO

# BEER TOUR

ALBERTO FLISTER “em 8 anos de projeto, estima-se que o Beer Tour já tenha recebido mais de 60 mil visitantes”

Saulo Bordon, do departamento de comunicação da empresa, nos contou que o Grupo Petrópolis estruturou o Beer Tour como uma forma de se aproximar de seu público consumidor, parceiros comerciais, colaboradores e estudantes. “Trazer esse público para dentro da fábrica, mostrar em detalhes todo o processo produtivo, além de encantar, apresenta aos consumidores a qualidade de nossos produtos”, explica ele. Ele também explicou que hoje o Beer Tour está passando por um processo de reestruturação devido ao crescimento da demanda de pessoas interessadas em conhecer o interior da fábrica. “Em Boituva, por conta da grande demanda de visitadas de revendas, parceiros comerciais e universidades, não conseguimos atender os visitantes externos, mas em breve ampliaremos a estrutura para receber também turistas e moradores da região”, explica. Segundo ele, a grande questão é os grupos conseguirem agenda disponível para essa visitação, que atualmente já ultrapassa seis meses de espera. Mesmo assim, em oito anos de projeto, estima-se que o Beer Tour já tenha recebido mais de 60 mil visitantes, afirma Alberto.. Por outro lado, a Boutique Petrópolis, também no local, é aberta para qualquer pessoa interessada em adquirir itens da linha de vestuário, acessórios, bem como as bebidas das marcas do Grupo Petrópolis. Localiza-se na Estrada Municipal Batista Favoretti, 350.

www.outdoorregional.com.br | 41


FOTO: ACERVO PREFEITURA DE BOITUVA

06

PARQUE ECOLÓGICO

Boituva também possui um local que consegue encher os olhos dos amantes da natureza. Trata-se do Parque Ecológico Eugênio Walter, uma área de 136 mil metros quadrados, onde se encontram cerca de 70 animais, de 45 espécies. O local, que recebe em torno de 6.300 visitantes mensalmente, é classificado pelo IBAMA como zoológico e, como tal, segue legislação vigente do órgão e possui estrutura para receber animais silvestres aprendidos em tráfico ou que foram atropelados, contando com atendimento biológico veterinário.

O LOCAL POSSUI VEGETAÇÃO TÍPICA DA MATA ATLÂNTICA

# OBJETIVO Amilton de Pádua Serrão, Secretário de Agricultura e Meio Ambiente, diz que o objetivo do Zoo é acolher animais da fauna, estando estes em extinção ou não, possibilitando atendimento veterinário, alimentação e avaliações, pois caso já estejam aptos a serem, reintroduzidos à natureza novamente, assim será feito. “Com esse lema, oferecemos aos nossos visitantes animais para visitação e áreas verdes com uma integração direta. Um lugar agradável onde até mesmo o gramado pode e deve ser pisado e utilizado para o descanso e contemplação da natureza”, explica ele. 42 | www.outdoorregional.com.br

AMILTON SERRÃO “Um lugar agradável onde até mesmo o gramado pode e deve ser pisado e utilizado para o descanso e contemplação da natureza”

# IMPORTÂNCIA Ainda segundo Serrão, os zoológicos são importantes por suas contribuições na preservação, pesquisa, educação e como forma de recreação. “Nos dias de hoje, a fauna cada vez mais sofre com a diminuição dos ecossistemas naturais, o comércio ilegal de animais silvestres, a caça predatória, o aumento de poluição em todos os seus níveis, entre tantos outros. Isso contribui para a extinção das espécies ou sua diminuição, por isso, diferentes tipos de instituições se especializam em manter e reproduzir essas espécies, de forma legal e com objetivos concretos. Os parques zoológicos, abertos para a visitação pública, têm uma importância muito grande nesses processos”, defende o secretário. O Parque Ecológico fica na Avenida Pedro Eid, s/nº, somente não funciona às segundas-feiras e a entrada é gratuita.


www.outdoorregional.com.br | 43


A PARÓQUIA SÃO ROQUE COMEMOROU 99 ANOS DE EXISTENCIA EM MARÇO

44 | www.outdoorregional.com.br


07

PARÓQUIA DE SÃO ROQUE # PARABENIZAÇÃO

A Paróquia de São Roque, localizada na praça central, é um cartão postal da cidade e estás prestes a comemorar o centenário. Foi criada e instalada por Dom Lúcio Antunes de Souza, bispo de Botucatu, no dia 06 de março de 1916.

# O CENTENÁRIO Segundo o padre Edson Daros, já foi criada uma comissão para a organização das comemorações dos 100 anos da paróquia. Ele informou que as programações das celebrações serão divulgadas mais próximas da data, mas já adiantou que haverá exposição de fotos e também o lançamento de uma revista comemorativa com a história da paróquia.

# FESTA DE SÃO ROQUE O padre também falou a respeito da tradicional festa em louvor ao padroeiro da cidade, São Roque, realizada na Praça da Matriz. A festa faz parte do Calendário Turístico do Estado de São Paulo pela Lei Estadual 6.084/88 e é considerada uma das mais importantes tradições culturais de Boituva. “Falar da data de um padroeiro, de

Padre Edson finalizou deixando uma mensagem de parabenização a Boituva. “Falar da cidade é falar do povo, e a minha mensagem é que esse povo continue sendo alegre, feliz, um povo que teme a Deus. Minha mensagem é que renovemos a cada dia essa alegria de fazer parte da história dessa cidade”, finaliza ele.

PE. EDSON DAROS “Falar da data de um padroeiro, de um santo católico, é falar da importância religiosa, para quem tem fé e para quem é católico” um santo católico, é falar da importância religiosa, para quem tem fé e para quem é católico. Penso que essa data podia ser mais explorada, pois é importante para a cidade. São Roque, Igreja Católica e Boituva são realidades inseparáveis”, diz o padre.

www.outdoorregional.com.br | 45


RODOVIA CASTELLO BRANCO, KM 116

VISTA DO ALTO DO NOVO PRÉDIO DO HOTEL RAFELI

#PARABÉNS BOITUVA Escolher Boituva, seja como moradia ou local de passeio, é ter a certeza do encantamento. Seja pelo céu, colorido por balões e paraquedas, ou pelo chão, marcado orgulhosamente pelo cavalgar dos tropeiros. Um solo fértil, que produz a matéria prima da cachaça e também preserva o verde da flora e a vida da fauna. Uma cidade em ascensão, que ao mesmo tempo que atrai empresas grandiosas, consegue guardar as tradições. Boituva, uma cidade com estes e muitos outros motivos para se orgulhar!

46 | www.outdoorregional.com.br


www.outdoorregional.com.br | 47


SOCIAL

Baile da Rainha

Fotos: Vincenzo Daldoss

48 | www.outdoorregional.com.br


www.outdoorregional.com.br | 49


SOCIAL

Cultura Alternativa

50 | www.outdoorregional.com.br


www.outdoorregional.com.br | 51


SOCIAL

Aniversário de 1 ano Analú Pet Palestra Suvinil e Tintas Pig Fotos: André Maffeis e Vincenzo Daldoss

52 | www.outdoorregional.com.br


www.outdoorregional.com.br | 53


SOCIAL

Temacon Temakeria e Cia Fotos: Vincenzo Daldoss

54 | www.outdoorregional.com.br


www.outdoorregional.com.br | 55


CAPA

56 | www.outdoorregional.com.br

Por: Juliana Moreno j-moreno@outdoorregional.com.br


PEDRO PAULO & ALEX A dupla que é sucesso nas repúblicas promete agitar Boituva

A história do início da dupla é daquelas que você conhece e pensa “parece que eu já ouvi isso em algum lugar”. Assim como outras duplas sertanejas, Pedro Paulo & Alex são a prova de que algo totalmente casual, pode em pouco tempo se tornar um verdadeiro sucesso.

Início Eles se conheceram no ano de 2010 e logo começaram, despretensiosamente, a cantar juntos em algumas ocasiões, como churrascos de repúblicas em Umuarama-PR. Vendo que o entrosamento dos meninos era muito bom, e que eles conseguiam agitar todas as festas, os amigos começaram a sugerir que eles deveriam de fato formar uma dupla e tentar a carreira na música. No final desse mesmo ano, eles se apresentaram em uma festa universitária na cidade de Maringá, no Paraná, e foi esse show o responsável por dar à dupla novos rumos, desta vez no âmbito profissional.

www.outdoorregional.com.br | 57


A partir daí, Pedro Paulo & Alex começaram a se apresentar em diversas cidades do Paraná e não demorou muito para lançarem o primeiro álbum, em 2011, gravado ao vivo em Maringá, e que foi trabalhado durante todo o ano de 2012. Com o slogan “Sucesso nas Repúblicas”, os primeiros hits de sucesso foram “Adultério”, um funk adaptado para o sertanejo, e “Beber Mais Uma Vez”. Depois disso vieram as músicas “Vaquinha”, “Arreia” e “Tchurururu”. Já no final de 2012, com a música “Fama de Pegador”, eles conseguiram alcançar proporções ainda maiores, sendo a canção um sucesso cantado a plenos pulmões pelos fãs nos shows da dupla.

Carreira A dupla, em entrevista, falou sobre esse início da carreira. “Nós sempre tivemos pretensão de sermos reconhecidos, mas não imaginávamos acontecer tão rápido, e hoje somos considerados referências”, afirmou a dupla. Quando pergunto o que mais mudou de lá pra cá, eles dizem que com certeza foi a questão de alcançarem a fama. “Antes, a gente saía na rua tranquilamente, e hoje, somos reconhecidos por onde passamos e é muito gratificante ter esse reconhecimento dos fãs”, dizem. O primeiro DVD, gravado em Umuarama, serviu para consolidar a dupla e dar início ao processo de expansão para outras regiões do Brasil.

“Fãs” Já neste ano, eles subiram ao palco para gravar o segundo DVD, desta vez na cidade de Marília, onde arrebataram um público estimado em 4 mil pessoas, que cantaram e dançaram por volta de duas horas e meia. Com isso, provaram mais uma vez que chegaram fortes ao mercado nacional, que abraçou a dupla. O repertório escolhido para “Fãs”, nome do novo DVD, é praticamente todo inédito, com destaque para as músicas “Só no Movimento”, “Tá Me Provocando”, “Quem Falou que eu Não Amo” e “Meu Corpo Dá Sinal”. “Nossos fãs são tudo para nós. Se hoje conquistamos nosso espaço, é graças a Deus e a eles.

NÓS SEMPRE TIVEMOS PRETENSÃO DE SERMOS RECONHECIDOS, MAS NÃO IMAGINÁVAMOS ACONTECER TÃO RÁPIDO

58 | www.outdoorregional.com.br


www.outdoorregional.com.br | 59


E foi pensando nisso que decidimos fazer essa homenagem. Um novo álbum inteiramente pensado para eles”, dizem eles a respeito do nome escolhido para esse novo trabalho.

Composições e inspirações Com um grande número de músicas de sucesso, perguntamos sobre o processo de composição. Eles nos contaram que grande parte das músicas são compostas em parceria com amigos e compositores. “Algumas músicas são feitas por nós mesmos, e outras músicas são compostas por nós em parceria com amigos, buscando colocar nas letras coisas que nosso público se identifique, algo também que retrate o que eles vivenciam em suas vidas”, dizem. Já sobre as inspirações musi-

cais da dupla, eles dizem que, assim como muitas duplas têm a eles como espelho, também possuem algumas referências. “Zezé di Camargo e Luciano, Leandro e Leonardo, Di Paullo e Paulino e Victor e Leo. Estamos sempre buscando mesclar essas referências com novas tendências do mercado”, explicam.

Boituvana Pedro Paulo & Alex prometem agitar a Boituvana! “Os fãs podem esperar o melhor show que já fizemos”, se comprometem eles. “Gostaríamos de agradecer pelo carinho e confiança em nosso trabalho, e fica aqui nosso convite, pois no dia 06 temos um encontro marcado. Queremos ver todos lá”, finaliza a dupla.

OS FÃS PODEM ESPERAR O MELHOR SHOW QUE JÁ FIZEMOS (...) POIS NO DIA 06 TEMOS UM ENCONTRO MARCADO

60 | www.outdoorregional.com.br


www.outdoorregional.com.br | 61


SAĂšDE

62 | www.outdoorregional.com.br


Quando uma pessoa que gostamos fica doente, parece que um pedaço de nós adoece também. Ficamos tristes e sabemos que uma visita pode melhorar a autoestima da pessoa enferma, como também o quadro em si. Mas você sabe dos cuidados ao realizar essa visita na casa ou em um hospital?

Na casa Se o enfermo está em repouso em casa significa que o quadro não é tão grave, porém, dependendo da doença, cuidados específicos podem ser necessários como nos casos das doenças que podem ocorrer transmissão via aérea. Todo mundo gosta de levar uma sopinha, mas antes de levar qualquer coisa, pergunte para algum familiar se existe alguma restrição no caso de alimentos. Sim, alimentos podem atrapalhar alguns medicamentos, reduzindo ou inibindo o seu efeito. Não utilize produtos com essências marcantes demais em você, como perfumes. Flores são presentes excelentes para alegrar um paciente, porém, verifique se o mesmo não possui algum tipo de alergia. Uma opção é evitar flores que possuem grande quantidade de pólen. Faça visitas de curta duração e evite muitas pessoas ao mesmo tempo em volta do enfermo.

No hospital Cada instituição pode eleger regras diferentes para as visitas aos pacientes internados. Nunca leve de casa medicamentos, mesmo que o paciente solicite a você. Toda a prescrição médica é posteriormente avaliada por farmacêuticos para que não haja interações entre os medicamentos e seus horários administrados. Quando entrar na enfermaria ou quarto procure uma pia e lave as mãos e antebraço com água e sabão, seque bem e utilize o álcool gel. Pode até parecer um exagero, mas higienize as mãos antes e após tocar no paciente ou se tocar em outros objetos do local. Isso evita a transmissão cruzada de micro-organismos para você, para o paciente e entre os objetos. Não leve nenhum alimento, já que o paciente terá uma dieta balanceada fornecida pela

Cada instituição costuma ter suas próprias regras para as visitas aos pacientes instituição, baseando-se no quadro de evolução. Apesar das circunstâncias, evite levar crianças ou idosos, já que o sistema imunológico delas é mais sensível, como também os mais suscetíveis a doenças que podem ser transmitidas ao enfermo. No caso de UTIs, tanto o horário como a quantidade de visitas são reduzidas devido à gravidade da situação do paciente, como também para evitar ao máximo o contato com agentes externos nesse local.

Gesto de carinho Todo mundo que está doente gosta e precisa de um carinho. Isso ajuda na sua recuperação. Trate-o com toda atenção, mas não se esqueça dos cuidados para evitar que você sai de lá com alguma contaminação ou leve alguma até o paciente. E boa visita!

www.outdoorregional.com.br | 63


ESPORTES

64 | www.outdoorregional.com.br


Sobre o jogo Reconhecido oficialmente como esporte de mente no dia 29 de abril de 2010 pela Associação Internacional dos Esportes da Mente (IMSA), o pôquer criou uma identidade como jogo de habilidade, concentração e inteligência. Mas, diferente do xadrez, por exemplo, o pôquer traz muitas revelações nas expressões faciais e gestos que caracterizam um blefe. Cada vez mais popular no mundo todo, a modalidade conquista praticantes por todo planeta e, além dos jogos in loco, conta com muitos adeptos no estilo online. A Série Mundial de Poker é o torneio mais importante deste competitivo jogo, atraindo competidores profissionais de todo o mundo. Johnny Moss foi o primeiro ao ganhar o título de Campeão Mundial de Poker, em 1970, quando o jogo foi celebrado em Binion’s Horseshoe. Em 2003, o Casino Harrah adquiriu os direitos para ser o anfitrião oficial do torneio, que hoje em dia é celebrado anualmente no Rio Hotel e Casino. A Série Mundial de Poker foi expandida para além de Las Vegas e chegou ao resto dos EUA e, no final de 2007, foi celebrado a primeira Série Mundial de Poker na Europa.

A fera brasileira Um dos jogadores de pôquer mais populares do Brasil, Felipe Mojave, foi anunciado como o mais novo embaixador do PokerStars. Mojave se junta ao grupo de elite formado pelo Team PokerStars Pro André Akkari e pelos astros do futebol Neymar Jr e Ronaldo Nazário como propagador do PokerStars no Brasil. O PokerStars é a marca principal do The Rational Group, que opera negócios e marcas relacionados ao jogo, incluindo também a Full Tilt Poker e o European Poker Tour. Com milhões de prêmios acumulados em oito anos de carreira como jogador profissional e coach, incluindo títulos e mesas finais de diversos torneios ao redor do mundo, como Circuito Europeu de Pôquer (European Poker Tour - EPT), Circuito Latino-americano de Pôquer (Latin American Poker Tour - LAPT), e Circuito Brasileiro de Pôquer (Brazilian Series of Poker - BSOP), Monjave também teve um excelente desempenho no último Evento Principal do Circuito Mundial de Pôquer (World Series of Poker - WSOP), onde seu amigo Neymar Jr apareceu em Las Vegas para apoiá-lo. Além de

Felipe Mojave é embaixador do PokerStars, marca principal do The Rational Group jogar, Mojave também é conhecido pelos comentários repletos de conhecimento sobre o jogo ao lado de André Akkari em programas de pôquer na TV brasileira, como o “Somos Poker” na Fox Sports e o “Poker Night” na Band Sports.

COM OITO ANOS DE CARREIRA, MOJAVE POSSUI MILHÕES DE PRÊMIOS ACUMULADOS

www.outdoorregional.com.br | 65


GAMES

66| www.outdoorregional.com.br


“Journey”

Desenvolvedora: Thatgamecompany Editora: Sony Computer Entertainment Plataformas: PS3 / PS4 Lançamento: julho de 2015 (PS4) Um dos maiores lançamentos de 2012 agora chega ao Ps4. Não existem diferenças perceptíveis entre as versões de PS3 e PS4 e, na verdade, se você compra ou comprou uma delas, já tem direito a outra. Ao narrar a aventura de um ser que deve chegar ao topo de uma montanha, “Journey” apresenta uma aventura intimista, com uma mensagem propositalmente complexa pois fala com a sua própria personalidade, dialogando com quem o jogador é. Ainda incrivelmente bonito, este jogo consegue transmitir uma experiência poderosa, que arrisco dizer, deve ser conhecida por todos aqueles que gostem de vídeo games. Não existem inimigos a serem vencidos, enigmas a serem descobertos, ou histórias complexas a serem contadas e, mesmo assim, este jogo prova que nada disso é relevante, pois tudo o que importa é a jornada até o seu destino e como você escolhe vivenciá-la.

Tembo: the Badass Elephant

Plataformas: PC, PS4, XO Desenvolvedora: Game Freak Editora: Sega Lançamento: julho de 2015 Está aí um jogo que me surpreendeu. Com um design de fases caprichado e um visual carismático, este game que narra a guerra de Tembo, uma espécie de Rambo misturado com Dumbo, consegue prender a atenção de qualquer um que goste de jogos plataforma 2D. Assumimos a pele deste herói para derrotar uma força maligna que invade uma cidade e o jogo consegue nos passar através do seu gameplay a força do herói, que avança pelas

fases destruindo exércitos inimigos como se fossem moscas. Com um nível de dificuldade desafiador, mas que nunca chega a ser injusto, o game começa leve e despretensioso, pois ele irá exigir que você domine todas as habilidades de Tembo no futuro, principalmente nos estágios mais avançados e lutas contra os chefes, que representam alguns dos melhores momentos do game. Mesmo que tenha alguns probleminhas, como controles pouco funcionais e uma trilha sonora repetitiva, “Tembo: the Badass Elephant” é um game com um nome engraçado e com uma proposta muito bem resolvida. Um game divertido e desafiador que vale a pena ser conferido.

“Her Story”

Plataformas: PC, Mac, IOS Desenvolvedor: Sam Barlow Editor: Sam Barlow Lançamento: junho de 2015 “Her Story” se propõe a ser um jogo de detetive, onde você representa um protagonista não identificado a princípio, que precisa ver uma série de vídeos sobre um caso de assassinato. Os vídeos são gravações reais, onde uma mulher conta sobre o crime e a sua missão é encontrar a maior quantidade de gravações possíveis para conseguir desvendar o que realmente aconteceu. Cada vez que você digita uma palavra em um campo de busca, uma nova série de vídeos aparece e, assim, é necessário prestar atenção às informações que cada vídeo contém, pois a palavra certa pode liberar o vídeo que irá trazer a revelação que irá te deixar um pouco mais perto de resolver o caso. Mesmo que traga uma barreira clara, pois é necessário um bom nível de inglês, o título consegue prender nossa atenção com esta história intrigante e mesmo que pareça oferecer pouco, surpreende pela forma minuciosa como compõe sua ambientação e constrói sua narrativa. Um dos games mais interessantes que joguei este ano e que vale a pena ser conferido se você tiver um pouco de paciência e uma mente aberta à novas experiências.

www.outdoorregional.com.br | 67


AUTOS

Etios 2016 Por: Bruno Rodrigues b-rodrigues@ outdoorregional.com.br

Modelo traz novo sistema multimídia com conexão para smartphone por meio da tecnologia de espelhamento Características A linha 2016 do Etios vem com novo item de série para a versão XLS (hatchback e sedã) e para o aventureiro Cross (hatchback). A partir de agora, esses modelos serão equipados com sistema de áudio e display exclusivos. O novo estilo de áudio das versões XLS e Cross traz tela LCD touchscreen de sete polegadas e faz a conexão mirror link (espelhamento) para smartphone. Reprodução de arquivos MP3 estão disponíveis por meio da conexão dos dispositivos USB, entrada para cartão SD, HDMI e Aux-In, além de pareamento por Bluetooth. O sistema conta ainda com o indispensável rádio AM/ FM, viva-voz para telefone e controles no volante. O novo dispositivo de áudio do Etios 2016 também permite o espelhamento do navegador dos smartphones, por meio da conexão de cabos USB e HDMI. Para utilizar esta função, o usuário deve baixar o aplicativo Sygic Car Navigation, já disponível pelo Google Play e, em breve, pela Apple Store. A montadora aumentou o line up da gama Etios, que conta atualmente com nove versões, entre as carrocerias hatchback e sedã.

O Etios se destaca pelo baixo custo de manutenção, peças e reparo

68 | www.outdoorregional.com.br

Os modelos XLS e Cross possuem sistema de áudio e display exclusivos

OS PREÇOS VARIAM DE R$40.890 A R$54.990 Economia e Segurança O Etios tem se destacado no mercado automotivo pelo baixo custo de manutenção, de peças e de reparo, e também apresenta os preços de seguro mais competitivos entre os hatchback compactos. Segundo o ranking do Car Group do CESVI (Centro de Experimentação e Segurança Viária), que compara veículos quanto à facilidade, rapidez e custo de reparo em caso de colisão, o Etios está posicionado entre os primeiros, em ambas as carrocerias. O modelo foi o primeiro carro compacto do país a conquistar quatro estrelas (de cinco possíveis) em proteção para os passageiros dos bancos dianteiros, e duas estrelas na proteção dos ocupantes dos bancos traseiros, no teste de colisão do Latin NCAP. Isso se deve à preocupação que a Toyota tem com a segurança, desde a concepção do veículo. Sua carroceria tem vários pontos de absorção de impacto e deformação programável, seguindo a mesma linha de construção do Corolla. Características que fazem a marca japonesa ir na contramão dos problemas econômicos. Os preços variam de R$ 40.890 a R$ 54.990 dependendo da versão.


www.outdoorregional.com.br | 69


BOITUVA

CONFIRA AS NOVIDADES DO MUNICÍPIO Fonte: Assessoria de Comunicação Prefeitura de Boituva

Menos criminalidade, mais médicos e empregos

Relatório aponta que Boituva contém avanço da criminalidade Um balanço apresentado ao prefeito Edson Marcusso pelo comandante da 4ª Companhia da Polícia Militar, Capitão Lincoln Estanagel de Barros, demonstra que Boituva praticamente manteve neste primeiro semestre do ano os mesmos patamares criminais, em relação ao mesmo período de 2014. Para o prefeito Edson Marcusso, ações como a implantação da 4ª Companhia da Polícia Militar em Boituva, o aumento do efetivo da polícia militar no município, o forte trabalho de investigação da Polícia Civil e as operações encampadas pela Guarda Civil Municipal, que recebeu investimentos em treinamentos e armamentos, são fatores importantes para a melhora dos indicativos.

Cidade ampliou o quadro com a contratação de 20 novos profissionais

Oferta de médicos e especialidades cresce em mais de 50% A oferta de médicos na rede de saúde de Boituva aumentou sensivelmente nos últimos dois anos e meio, segundo aponta balanço da Secretaria Municipal de Saúde. Durante a solenidade de inauguração da Unidade Básica de Saúde “João Batista de Arruda”, no Parque Santa Rita, o prefeito informou que, além de ampliar o quadro funcional geral de profissionais de atendimento técnico de saúde, mediante contratações realizadas pela Prefeitura desde 2013, esta elevou substancialmente a quantidade de médicos nos postos de saúde, que saltou de 18 profissionais para 26, somente nas áreas de clínica-geral e ginecologia. Mas a ampliação não ocorreu somente nestas duas áreas, considerando que o número de médicos especialistas atendendo no município também cresceu saltando dos 18 registrados em 2013 para 30 profissionais no último mês de junho.

Mais de 90% dos alunos do SENAI estão empregados como Aprendiz Retomando as atividades do segundo semestre de 2015, o prefeito Edson Marcusso visitou o Centro de Formação SENAI de Boituva, onde conversou com os instrutores e alunos dos cursos profissionalizantes oferecidos pela entidade. Em Boituva, por meio do Centro de Formação, o SENAI mantém atualmente seis turmas, nas áreas de Mecânica, Elétrica, Administrativa e Confecção, com cursos anuais de aprendizagem industrial, onde aproximadamente 90% dos alunos já estão empregados, com carteira de trabalho devidamente assinada.

70 | www.outdoorregional.com.br

Dos 84 alunos atendidos pela instituição, 72 já estão contratados por empresas de Boituva e região


www.outdoorregional.com.br | 71


FINANÇAS

PASSE A CRISE COM CERTA TRANQUILIDADE Como “ganhar” dinheiro em tempos difíceis

Por: Fabio Sanqueta f-sanqueta@outdoorregional.com.br

Com a aceleração da inflação nos últimos 18 meses, a pressão em cima dos orçamentos das famílias é ainda maior, principalmente as com poder aquisitivo baixo.

Os aumentos

Os aumentos vieram nas tarifas públicas e essenciais: água, luz e transporte. No caso da água, a falta dela, afetando todos os setores, a luz devido à geração da mesma e o baixo investimentos no segmento. No transporte incluímos o público e privado, considerando o aumento de pedágios, combustível e manutenção. Além desses três principais, a alta do dólar tem forte influência, encarecendo os preços com referência no exterior, como o trigo, utilizado no pãozinho e macarronada.

Situações

A situação é muito mais grave quando imaginamos que, além do alto custo de vida, a grande maioria possui dívidas fixas que chegam a 50% de sua renda, onde os outros 50% sofrem impacto direto da inflação. O cenário obriga a uma inversão de gastos, deixando de consumir um produto de marca por um que realiza a mesma situação de uma marca inferior. Outro exemplo claro: se a carne vermelha subiu demais, simples, troque pela de frango.

Alternativas

Fique de olho nos gastos em excesso, “tolos”, que são totalmente passíveis de corte. Se a conta de luz subiu até 100% nos últimos 12 meses e há uma crise hídrica, podemos encurtar o banho, apagar as luzes que não estão sendo utilizadas, retirar da tomada os aparelhos (mesmo em modo de economia). Troque as marcas, lembrando que um produto taxado como “inferior” às vezes se utiliza da mesma fórmula/

72 | www.outdoorregional.com.br

Aproveite promoções e estoque produtos com prazo de validade longo

Aproveite promoções e estoque produtos que possuem data de validades elevadas ou mesmo que possam ser congelados ingrediente. Uma economia de um produto que custa R$ 3,00 para R$ 2,70, não são apenas R$ 0,30 centavos, e sim 10%! Aproveite promoções e estoque produtos que possuem data de validades elevadas ou mesmo que possam ser congelados. Evite de todas as formas utilizar de cheque especial ou créditos rotativos de cartão de crédito, pois seus 50% da renda se tornarão 30% e vão ser “engolidos” pela inflação.


www.outdoorregional.com.br | 73


DIREITO

FILIAÇÃO SOCIOAFETIVA A sociedade evoluiu e, consequentemente, as formas de família também!

Por: Aline Cunha direito@ outdoorr egional.com.br

A Constituição Federal de 1988 trouxe a inovação na área familiar, resguardando direitos e protegendo todos os tipos de famílias e entidades familiares, tendo por fundamento o afeto e a convivência. A origem biológico-genética deixou de ser a única merecedora de proteção por parte do Estado.

Filiação socioafetiva

Diante disso a filiação passou a ser encarada não apenas pelos laços consanguíneos, mas pelo vínculo afetivo. Hoje a filiação é encarada também pelo vínculo afetivo

A filiação socioafetiva já é uma realidade constitucionalmente reconhecida e que visa atender aos interesses da criança E hoje é conhecida como filiação socioafetiva, que nada mais é que uma relação jurídica de afeto com o filho em casos que, inexistente vínculo biológico, os pais criam uma criança por opção, dando-lhe amor, cuidado e ternura. Ou seja, trata-se de filiação sob o ponto de vista do afeto, através da convivência diária, do carinho e cuidados dispensados à pessoa. Para ocorrer a filiação socioafetiva devem estar presen-

74 | www.outdoorregional.com.br

tes alguns requisitos: existência de afeto; convivência; tratamento recíproco paterno/materno-filial e razoável duração da relação.

Efeitos jurídicos

A filiação socioafetiva gera os mesmos efeitos jurídicos da filiação biológica ou da adoção, quais sejam: declaração do estado de filho afetivo; registro civil de nascimento; adoção de sobrenome dos pais afetivos; relações de parentesco; irrevogabilidade da paternidade/maternidade; herança entre pais, filhos e parentes sociológicos; poder familiar; guarda e sustento do filho ou pagamento de alimentos; direito de visitas entre outros. A filiação socioafetiva já éuma realidade constitucionalmente reconhecida e que visa atender aos interesses da criança, valendo, então o velho ditado popular: “pai ou mãe é aquele que cria”.


www.outdoorregional.com.br | 75


ESPECIAL

76 | www.outdoorregional.com.br


Quatro décadas depois do lançamento do primeiro álbum, essa dupla de sertanejos, que cravou o nome na lista de maiores intérpretes do estilo no país, ainda guarda a jovialidade e o entusiasmo de quando começou. Além do talento nato para a música, eles ainda dão um show de irreverência nas entrevistas que concedem e levam alegria ao público que acompanha seus shows. Eles estarão na cidade no próximo dia 03, dando abertura aos shows da Boituvana! Uma noite que promete muita animação ao som da música caipira!

Álbuns Em 1974 veio o primeiro disco, intitulado “Venha Me Dar Suas Mãos”, cujo destaque ficou por conta da faixa “O Calvário”. Depois disso, gravaram mais um disco e veio, então, o primeiro grande sucesso da dupla, “Noite Maravilhosa”, faixa título do terceiro álbum, datado de 1981. Daí para frente eles tiveram uma sequência de álbuns lançados, cada um emplacando um hit de sucesso e, claro, um número de fãs que só aumentava.

Alma Sertaneja A dupla possui 28 álbuns na carreira, sendo que o mais recente é o “Alma Sertaneja II”, um verdadeiro tributo à história da música sertaneja, segundo eles. Nesse trabalho, reuniram clássicos e músicas de raiz regravadas com muitas participações especiais, entre elas, Marciano, Pedro Bento & Zé da Estrada, Lourenço & Lourival, Craveiro & Cravinho, o apresentador Ratinho fazendo uma declamação e muitos outros.

Início Sebastião Cézar Franco e Paulo Roberto Franco, são filhos de Craveiro, da dupla Craveiro e Cravinho, sendo a música uma herança que passou de geração para geração. Eles, ainda meninos, cresceram ouvindo modas sertanejas e acompanhando rodas de viola, que aconteciam na casa deles, em Piracicaba, interior de São Paulo. Nesses encontros, era comum estarem presentes ícones do gênero caipira, como é o caso de Tião Carreiro, Belmonte e João Mineiro, entre outros. A primeira vez que Cezar e Paulinho cantaram foi na Rádio Difusora de Piracicaba.

São 40 anos de carreira e 28 álbuns lançados

www.outdoorregional.com.br | 77


PRATA DA CASA

Yasmin Nicolly Por: Bruno Rodrigues b-rodrigues@ outdoorregional.com.br

A aluna boituvense venceu Concurso Nacional de Meio Ambiente e ganhou uma viagem para o Peru Orgulho de Boituva A boituvense de 10 anos, Yasmin Nicolly de Souza, venceu o concurso nacional educativo “Ao Redor da Ibero América”, organizado pela empresa Proactiva Meio Ambiente. O evento foi criado com a finalidade de promover mais conhecimento sobre o meio ambiente e incentivar bons hábitos ambientais desde cedo entre as crianças latino-americanas, obtendo-as como propagadoras desta informação. O concurso teve como tema “O dia em que as crianças do mundo aprenderam a cuidar da mãe terra” e a estudante Yasmin Nicolly foi contemplada como a grande vencedora. A aluna da escola EMEF. Cel José Campos de Arruda Botelho recebeu como prêmio uma viagem ao Peru acompanhada de sua Professora Maria Beatriz. Além da jovem vencedora foram premiados também os alunos Kaio Vitor Pires e Miguel Heleno Moreno. O município de Boituva foi representado por 10 escolas e reuniu o trabalho de 40 professores que trabalharam com os alunos dos quintos anos o tema proposto. Participaram do concurso, além do Brasil, os países da Argentina, Equador, Chile, Colômbia, Peru, Venezuela e México.

No Peru, a aluna planeja conhecer as ruínas, montanhas e a cidade de Cuzco

BOITUVA FOI REPRESENTADA POR 10 ESCOLAS NO CONCURSO Incentivo familiar

“O dia em que as crianças do mundo aprenderam a cuidar da mãe terra” foi o tema do concurso

78 | www.outdoorregional.com.br

A mãe da estudante, Érica Fernandes de Souza, conta que incentivava a filha contando histórias infantis alimentando a imaginação e o conhecimento de Yasmin. “Com o tempo a própria Yasmin ia pedindo para eu contar as histórias, era época que ela ainda não sabia ler. Quando não tinha mais livros eu mesma inventava”, afirma Érica. A aluna ganhou o direito de viajar a um dos países mais ricos nos quesitos história e cultura da América Latina: o Peru. Empolgada com o passeio, a jovem carrega com entusiasmo toda curiosidade que pretende levar à viagem. “Quero ver lá as ruínas onde moravam os povos incas, as montanhas e a cidade de Cuzco”, conta a entusiasmada vencedora do concurso.


www.outdoorregional.com.br | 79


GOURMET

Canelone Invertido Por: Juliana Moreno j-moreno@ outdoorr egional.com.br

Que tal uma forma diferente e muito saborosa de servir canelone? Nesta receita, o recheio de presunto e queijo vai do lado de fora, mas você pode variar o sabor de acordo com o seu gosto!

INGREDIENTES

4 “ninhos” de macarrão tipo cabelo de anjo 2 dentes de alho 2 colheres (sopa) de manteiga 50 ml de leite 2 colheres (sopa) de requeijão 1 colher (sopa) de salsinha picada Presunto cozido e muçarela em fatias Sal e pimenta do reino a gosto

01

Quebre o macarrão com as mãos e cozinhe em água fervente com sal

02

Depois de cozido, refogue o macarrão com alho e manteiga

03 04

Em seguida, adicione o leite, o requeijão e mexa até incorporar bem todos os ingredientes

Por último coloque a salsinha e tempere com sal e pimenta do reino

80 | www.outdoorregional.com.br

05

Sobre uma superfície, pegue uma fatia de presunto e coloque uma de muçarela sobre ela. Em seguida, coloque o recheio de macarrão e enrole o seu canelone

06

Faça uma quantidade de rolinhos suficientes para preencher o refratário que irá utilizar

07

Depois disso, cubra com molho de sua preferência, salpique orégano e leve ao forno em 200ºC por aproximadamente 15 minutos, suficiente para derreter o queijo


www.outdoorregional.com.br | 81


CRÔNICA

Aquele elogio preso na garganta

Encontrar a coragem para elogiar era ainda mais difícil. A mera ideia de realmente chegar perto de uma pessoa que eu nunca havia visto e fazer um elogio me paralisava e, só para ter uma ideia, eu cheguei a assustar uma garota que usava um par de óculos muito bonito, porque simplesmente fiquei parado a encarando, sem ter coragem de falar isso para ela. Mil coisas passavam pela minha cabeça. Depois de algum tempo e muitas tentativas malsucedidas eu comecei a me soltar, falar meus primeiros elogios, e digo

Por: Rafael Barbosa r-barbosa@outdoorregional.com.br

Há algum tempo tomei a decisão de tentar vencer minha timidez, procurar formas de me relacionar melhor com as pessoas. Depois de ler alguns livros sobre relacionamentos amorosos e sociais, principalmente o ótimo “Como Fazer Amigos e Influenciar Pessoas”, de Dale Carnegie, escolhi uma técnica indicada por vários autores para fazer novos amigos e vencer a timidez: fazer um elogio sincero a uma pessoa. Assim saí todo feliz e faceiro com o objetivo de elogiar ao menos um desconhecido por dia. Pode parecer uma coisa meio boba, afinal, fazer um elogio não é nada difícil para a maioria das pessoas. Mas fiquei surpreendido em descobrir como foi difícil elogiar alguém que nunca tinha encontrado antes, mesmo que realmente achasse que ela merecia o cumprimento.

Estamos tão concentrados em nós mesmos, na nossa própria rotina, que reparar nas outras pessoas, mesmo que de forma positiva, é uma coisa difícil. Assim, acho que você pode imaginar como foi complicado encontrar algo que considerava bacana e que quisesse elogiar em alguém nos meus primeiros dias.

82 | www.outdoorregional.com.br

Descobri algo: elogios são contagiantes

com um sorriso no rosto que a experiência foi mais divertida do que pensei. Nas primeiras vezes simplesmente falava e ia embora, mas depois de ver como as pessoas eram educadas e, na infinita maioria das vezes, agradeciam o elogio com um sorriso no rosto, descobri um fato curioso: elogios são contagiantes. Quando mais elogiava, mas confiança tinha em continuar a elogiar. Não me entendam mal, não me tornei uma versão maluca de Mary Poppins, dançando pelas ruas com os braços abertos distribuindo positividade e elogios, mas hoje consegui meu objetivo e pelo menos uma vez por dia eu ofereço um elogio sincero a alguém. Veja só você, até ganho alguns elogios de volta algumas vezes.

Tão concentrados em nós mesmo, é difícil reparar nas outras pessoas


www.outdoorregional.com.br | 83


84 | www.outdoorregional.com.br

Outdoor Regional  

Edição 66 - PPA