Page 1

OUTDOOR REGIONAL - EDIÇÃO 91

1


2

OUTDOOR REGIONAL - EDIÇÃO 91


EXPEDIENTE

Carta ao leitor Coordenador Geral Rafael Jorge Pereira Coordenador de Criação André Maffeis Jornalista Responsável Juliana Moreno MTB: 0056878/SP Repórteres Bruno Rodrigues / Juliana Moreno Rafael Barbosa Colaboradores Gabriela Barreto / Raphael Chespkassoff Dr. Marcelo L. Galvão / XPRES / Solutudo Rafael Neto / Aline Cunha Eduardo de Carvalho Revisão Juliana Moreno / Rafael Pereira

Ao som do bom e velho rock, a Outdoor Regional deste mês traz uma entrevista com a cantora Pitty, que logo irá completar 20 anos de sua vida dedicados à música. Ela falou sobre suas novas fases, como apresentadora e mãe, bem como o mais novo projeto “Na Pele”, single em parceria com Elza Soares. Em Direito você poderá tirar suas dúvidas a respeito de comissão de corretagem. Afinal, essa cobrança é viável ou não? Esportes coloca em foco o querido São Bento, time de Sorocaba que conquistou o acesso ao Campeonato Brasileiro da Série B e encheu o coração da cidade e também da região de alegria! Moda Feminina destaca a onda vermelho e rosa que tem invadido as passarelas e as ruas. Os tons, que parecem à primeira vista tão inusitados juntos, tomaram o lugar da dupla preto e branco, até então os queridinhos na combinação de looks. Em Web você irá conhecer a página Grifei Num Livro, projeto do jornalista Kleyson Barbosa que reúne trechos de variados livros e conquista cada vez mais seguidores. E tem muito mais! Confira esta edição que está recheada de conteúdo informativo feito especialmente para você. Boa leitura!

Diagramação / Projeto Gráfico Bruno Vieira Veiga de Oliveira Departamento Jurídico Mariele de Oliveira Rosa OAB/SP 377.408 Agradecimento Piky Mariana Candeias Batucada Comunicação Foto Capa Jorge Bispo Tiragem/Impressão 8.000 exemplares Gráfica Santa Edwiges

Juliana Moreno Jornalista Reponsável pela Revista Outdoor Regional

Distribuição Boituva/Iperó/Cerquilho Tatuí/Sorocaba Assinaturas assinaturas@outdoorregional.com.br Edições anteriores edicoes@outdoorregional.com.br Empresa Pereira e Maffeis Editora LTDA CNPJ: 13.970.830/0001-93 A revista não se responsabiliza por conceitos e opiniões emitidos por entrevistados e colaboradores, assim como não se responsabiliza pelo conteúdo de informes e anúncios publicitários

j-moreno@outdoorregional.com.br

OUTDOOR REGIONAL - EDIÇÃO 91

3


4

OUTDOOR REGIONAL - EDIÇÃO 91


OUTDOOR REGIONAL - EDIÇÃO 91

5


6

OUTDOOR REGIONAL - EDIÇÃO 91


OUTDOOR REGIONAL - EDIÇÃO 91

7


8

OUTDOOR REGIONAL - EDIÇÃO 91


OUTDOOR REGIONAL - EDIÇÃO 91

9


10

OUTDOOR REGIONAL - EDIÇÃO 91


OUTDOOR REGIONAL - EDIÇÃO 91

11


Índice

20 64

14 16 18 20 22 24 26 28 32 48 52 54 56 58 60 62 64 66

Cinema Séries Literatura Música Moda Masculina Moda Feminina Beleza Web Social Capa Esportes Saúde Games Turismo Direito Gourmet Política Crônica

Errata: Na Edição 90, as fotos do cantor Alexandre Pires foram tiradas pelo fotógrafo Leonardo Lima

22

Anúncios e Publicidade: Avenida Pereira Ignácio, 378 2º andar - sala 07 Telefone: (15) 3263-5028 (15) 99114-2136 contato@outdoorregional.com.br Empresa Parceira: Solutudo Boituva (15) 3264-1457 / SoluTudo Boituva

58 12

OUTDOOR REGIONAL - EDIÇÃO 91

www.outdoorregional.com.br


OUTDOOR REGIONAL - EDIÇÃO 91

13


Juliana Moreno Jornalista MTB 0056878/SP

Cinema

j-moreno@outdoorregional.com.br

i

Tomas Alfredson, de ‘Deixe Ela Entrar’ e o ‘O Espião que Sabia Demais’ dirigiu o longa, filmado ano passado na Noruega

i

O filme irá reunir pela primeira vez os grandes heróis do Universo Estendido da DC

14

OUTDOOR REGIONAL - EDIÇÃO 91

i

Ben e Alex precisam juntos enfrentar o frio, ferimentos, falta de comida, rios congelados e até pumas


“Depois Daquela Montanha” Estreia no dia 02 de novembro o drama de sobrevivência estrelado por Kate Winslet e Idris Elba. Baseado no best-seller de 2010, escrito por Charles Martin, o filme acompanha um cirurgião e uma escritora que sobrevivem a uma queda de avião e que acabam se apaixonando enquanto lutam pela sobrevivência em uma região montanhosa cheia de perigos. Em entrevista divulgada, Winslet comparou o filme com “Titanic”. “É tão extremo quanto. Aliás, acho que desde ‘Titanic’ não fazia algo desse tipo. Foi uma coincidência, outro romance de sobrevivência, e sei que as pessoas vão comparar, mas são também filmes bem diferentes”, declarou a atriz. O roteiro foi adaptado por Chris Weitz e a direção ficou por conta do israelense Hany Abu-Assad.

“Boneco de Neve” No início de novembro chega aos cinema o filme estrelado por Michael Fassbender, conhecido por papéis em “Steve Jobs” e “12 Anos de Escravidão”, pelos quais foi nomeado ao Oscar e Globo de Ouro. O filme é baseado no aterrorizante best-seller escrito por Jo Nesbo, centrado no personagem de Fassbender, que vive Harry Hole, um detetive que investiga o assassinato de uma mulher durante a primeira neve do inverno. A única coisa que ficou da mulher é um lenço rosa dado por seu filho e que foi achado em um boneco de neve no quintal de sua casa. A medida que se aprofunda no caso, o detetive percebe que pode estar atrás do primeiro serial killer da Noruega. A direção é de Tomas Alfredson, com roteiro de Matthew Michael Carnahan e produção de Tim Bevan e Eric Fellner.

“Liga da Justiça” No dia 16 de novembro Batman, Flash, Ciborgue, Mulher-Maravilha e Aquaman entram em cena em “Liga da Justiça”. No filme, Bruce Wayne procura heróis para formar um time de combatentes para defender a Terra. Durante uma entrevista, os astros revelaram quais são as fraquezas de seus personagens e como elas serão inseridas no filme. Ben Affleck, quando perguntado sobre o Batman, disse que Bruce Wayne tem um tipo de tristeza interior e cinismo que precisam ser superados para unir o grupo. Já Ezra Miller, que vive o Flash, disse que o grande problema do personagem é que ele é o tipo de pessoa que despreza costumes. Gal Gadot explicou que a Mulher-Maravilha deverá lidar com a sua solidão e Ray Fisher afirmou que a fraqueza de Ciborgue é ser muito sensível ao mundo ao redor dele. Por fim, o Aquaman enfrenta sérios problemas de autoconfiança, segundo Jason Momoa.

OUTDOOR REGIONAL - EDIÇÃO 91

15


Juliana Moreno Jornalista MTB 0056878/SP

Séries

j-moreno@outdoorregional.com.br

i

O livro que inspirou a série foi lançado em 1996 pelo ex-agente John Douglas e o escritor Mark Olshaker

Mindhunter Nova série original da Netflix é inspirada no livro “Mindhunter: O Primeiro Caçador de Serial Killers Americano”

A série, que estreou no dia 13 de Outubro, teve como inspiração o livro escrito por John Douglas e Mark Olshaker, lançado recentemente pela Editora Intrínseca.

A história John Douglas foi um agente da Unidade de Apoio Investigativo do FBI durante a década de 70, que se tornou conhecido por começar a estudar e traçar o perfil psicológico de assassinos em série. Naquela época, em que o termo serial killer sequer existia, esses criminosos ganharam os holofotes da mídia. A série, então, é conduzida pela história real do agente John Douglas, que ficou cara a cara com dezenas de assassinos famosos e conduziu entrevistas que o

16

OUTDOOR REGIONAL - EDIÇÃO 91

ajudaram a traçar um padrão para tentar entender a mente de um serial killer.

Enredo Na série, o personagem principal é Holden Ford, vivido por Jonathan Groff. Ele é um negociador de reféns que, apesar de seguir fielmente a cartilha, perde uma negociação e uma vítima, fato que o faz buscar outros métodos de trabalho. Remanejado, ele se torna um instrutor em Quântico e começa a se interessar pelos motivos que movem os assassinos. Quando começa a trabalhar com o Agente Bill Tench (Holt McCallany), da Unidade de Ciência Comportamental, os dois decidem começar a estudar e aplicar seus novos métodos em todo país.

Um duelo psicológico Criada e escrita por Joe Penhall, a produção executiva dos primeiros episódios ficou por conta de David Fincher, responsável por clássicos do gênero, como Seven e Zodíaco. A primeira temporada, com 10 episódios, já está disponível na Netflix, mas apesar disso, talvez não seja uma boa escolha de série para maratonar. São longos episódios, carregados de diálogos intensos entre Holden e os criminosos, e que levam tempo para digerir e refletir. Mesmo assim, os estudos e os encontros com os serial killers são o ponto alto da série, pois passamos a conhecer cada personagem e suas motivações.


i

OUTDOOR REGIONAL - EDIÇÃO 91

17


Juliana Moreno Jornalista MTB 0056878/SP

Literatura

j-moreno@outdoorregional.com.br

“Vidas Muito Boas” Chegou às livrarias no início de outubro a versão em livro do famoso discurso de paraninfa da autora da série “Harry Potter” na Universidade de Harvard. “Como podemos aproveitar o fracasso” e “como podemos usar nossa imaginação para melhorar a nós e os outros” são questões que a autora responde na obra. O livro foi escrito através das experiências de Rowling como universitária e também de sua trajetória até se transformar em uma escritora mundialmente famosa. Um texto de muito valor para os fãs da autora e também surpreendente para todos que buscam palavras inspiradoras. Rowling já vendeu mais de 450 milhões de exemplares da saga “Harry Potter”, traduzida para 79 línguas.

Autora: J.K. Rowling | Editora: Rocco | 80 páginas

“Tartarugas Até Lá Embaixo” John Green, autor de “A Culpa é das Estrelas”, “O Teorema Katherine” e “Cidades de Papel”, cinco anos depois da última publicação, retorna agora à cena com “Tartarugas Até Lá Embaixo”. O livro conta a história de Aza Holmes, uma jovem que lida com transtorno obsessivo-compulsivo (TOC) e que um dia decide sair em busca de um bilionário que desapareceu misteriosamente. O motivo? Quem o encontrar receberá como prêmio uma enorme recompensa em dinheiro! Aza, além de fazer de tudo para agir como detetive, também tenta ser uma boa filha, amiga e aluna. O autor, que assim como Aza precisa conviver com o TOC, revelou que a história é inspirada em situações que ele mesmo teve que enfrentar.

Autor: John Green | Editora: Intrínseca | 256 páginas

18

OUTDOOR REGIONAL - EDIÇÃO 91

“Leonardo da Vinci” Assinada pelo mesmo autor dos best-sellers “Steve Jobs: A biografia” e “Einstein: sua vida, seu universo”, a obra é a biografia definitiva do mestre Leonardo da Vinci. O autor Walter Isaacson teve como base de sua pesquisa milhares de páginas dos impressionantes cadernos que Leonardo manteve ao longo de boa parte da vida, bem como as mais recentes descobertas sobre sua obra e trajetória. Revelando faces inéditas da história de Leonardo, Isaacson mostra que sua genialidade estava pautada em características bastante palpáveis, como a curiosidade, uma intensa capacidade de observação e uma imaginação bastante fértil que caminhava lado a lado com a fantasia.

Autor: Walter Isaacson Editora: Intrínseca | 640 páginas


OUTDOOR REGIONAL - EDIÇÃO 91

19


Bruno Rodrigues Jornalista e Pedagogo MTB 0071443/SP

Música

b-rodrigues@outdoorregional.com.br

Daniel

Emicida No Dia da Consciência Negra, 20 de novembro, o cantor Emicida fará gravação de seu primeiro DVD oficial. O evento acontecerá na casa de show Audio, no bairro da Água Branca, em São Paulo. A gravação vai contar com muitas participações especiais, além de

direção musical de Dudu Marote e direção do DVD de Fred Ouro Preto. A música “Avuá“ foi o último lançamento do artista, além do projeto Língua Franca que Emicida executou junto com Rael e outros artistas portugueses e que resultou em músicas como “Ela” e “A Chapa é Quente“.

O conceituado cantor sertanejo Daniel lançou uma nova música. “Desandou” é um dos primeiros hits apresentados ao produtor Dudu Borges para fazer parte do novo álbum. A composição da canção é de Peninha e Elias Muniz, parceiros de longa data em sucessos. “Desandou” está com Daniel há algum tempo, e mesmo antes de ter o planejamento deste álbum, o cantor já tinha na música a intenção de gravá-la. O videoclipe foi gravado na cidade de Figueira da Foz, em Portugal.

Jota Quest No dia 11 de novembro, no palco do Espaço das Américas, ocorre o lançamento do  DVD “Acústico”  da banda Jota Quest. O trabalho terá a produção musical de Liminha, projeto que remonta o repertório de clássicos da banda pop-rock, além de apresentar quatro canções inéditas, compostas especialmente para o DVD. Rogério Flausino (vocal), Marco Túlio Lara (guitarra), PJ (baixo), Paulinho Fonseca (bateria) e Márcio Buzelin (teclados) não vão abandonar os clássicos como “Só Hoje”, “Dias Melhores”, “Amor Maior”, “Tempos Modernos” e “Dentro de um Abraço”, hits que consagraram a banda mineira. 20

OUTDOOR REGIONAL - EDIÇÃO 91


OUTDOOR REGIONAL - EDIÇÃO 91

21


Gabriela Barreto Produtora e Styling de moda

Moda Masculina

g-barreto@outdoorregional.com.br

O tênis da vez: Vans Old Skool

Calçado do momento já fez bastante sucesso e agora retorna em grande estilo o clássico cabedal preto com a faixa e sola brancas sempre está entre os mais valorizados.

Depois de Adidas Stan Smith, Adidas Super Star, Nike Cortez, Adidas Gazelle e inúmeros clássicos que retornaram e vieram como tendências, caindo no gosto de todos e todas, o novo queridinho no exterior e no Brasil é o Vans Old Skool. E pode apostar, a cor que está pegando entre a galera realmente é o clássico preto, mesmo o modelo tendo outras cores que também podem fazer parte do seu estilo.

O modelo O clássico modelo da Vans, apresentado no final dos anos 70, trouxe à tona a icônica faixa lateral da mar-

22

OUTDOOR REGIONAL - EDIÇÃO 91

ca. Lançado como um tênis voltado para a prática do Skate, não perdeu sua essência, mas extrapolou as pistas e as ruas para fazer parte do nosso dia a dia, tanto para performance em esportes radicais, como uma ótima opção mais casual, para ser usado na mistura de estilos e também nos palcos, nos pés de muitas bandas e artistas.

Variações São inúmeras as coleções e colaborações já lançadas pela Vans com o Old Skool sendo protagonista, e o modelo já recebeu diversas estampas, aplicações e Colourways diferentes, mas

Dicas 01 Independente do seu estilo, o Old Skool voltou para ser quase universal, para diversos homens, sem idade, gênero ou estilo de vida 02 O queridinho é o preto com detalhe branco. Invista nele sem erro!

03 Jeans é o grande amigo na produção com o Vans Old Skool


OUTDOOR REGIONAL - EDIÇÃO 91

23


Gabriela Barreto

Moda Feminina

Produtora e Styling de moda g-barreto@outdoorregional.com.br

A onda vermelho e rosa Foi-se o tempo em que o preto e o branco eram os queridinhos na combinação de looks, pois foi eleito um novo clássico! Uma super tendência vem conquistando o coração das mais antenadas no mundo da moda: é a combinação de rosa + vermelho. Seja nas makes ou nos looks, a combinação vem dominando as passarelas.

A tendência Nenhuma outra combinação é tão atual e feminina quanto o rosa millennial, queridinho do momento, e o vermelho. O tom pálido de rosa, que é muito mais do que uma cor fofa, se tornou o complemento perfeito para o lado forte e “cheguei” do vermelho. É como sempre ditamos, a moda vai e volta, sempre e a todo momento. Outro dia vivemos a fase do colorblocking, depois ele sumiu, agora volta e com dois blocos de cores predominante: vermelho e rosa!

Das passarelas às makes O combo pode parecer estranho no começo, mas garanto que fica super cool! Várias celebridades já aderiram à essa junção de cores super alto astral. A tendência extrapolou o mundo da moda e invadiu também o da beauté. A mistura de rosa com vermelho ganhou espaço principalmente na região dos olhos, com sombras que dão aquele ar chic e de alto poder com os esfumaçado em rosa, ou o rosa nos olhos e o batom vermelho dos lábios.

24

OUTDOOR REGIONAL - EDIÇÃO 91


Dicas 01 Para apostar no vermelho e rosa sem medo de errar, diversas marcas já estão com peças que têm as duas cores presentes. Invista nessas, como vestido e macacão, por exemplo

02 O rosa claro e o vermelho tomate são os que mais harmonizam facilmente, aposte na blusa rosa claro e na saia, shorts ou calça vermelha

Como usar Vale tudo na mistura de rosa e vermelho! Diferentes tons e variações das cores, mistura de peças do cotidiano com um toque da passarela e até mesmo combinar make e look de um jeito super cool. Mas uma coisa é certa: essa tendência é a nova que-

ridinha não só dos estilistas, como do street style de muitas fashionistas ao redor do mundo! A sacada desse tendência é perceber como esses dois tons realmente funcionam bem lado a lado, tão bem quanto o tradicional preto e branco. Se você não acredita, aposte, coloque as duas peças lado a lado, vai dar brilho aos olhos!

03 Se você tem medo de errar, vale começar pelos acessórios, colares, bolsas e sapatos que apresentam as cores, depois é só se jogar no look todo vermelho + rosa

OUTDOOR REGIONAL - EDIÇÃO 91

25


Juliana Moreno Jornalista MTB 0056878/SP

Beleza

j-moreno@outdoorregional.com.br

Magia de Unicórnio Um dos lançamentos mais comentado da 13ª Beauty Fair foi o Magia de Unicórnio da Koloss, um sérum antioxidante e embelezador, inspirado no super famoso Unicorn Essence Farsali. Feito para ser usado antes da maquiagem, durante a preparação de pele, ele aposta na combinação de açaí, blueberry, goji berry, elderberry, tamarindo e baunilha, nutrientes ricos em vitamina C. Como resultado, o produto promete prevenir o aparecimento de rugas e o envelhecimento precoce, além de uniformizar e hidratar a pele.

Duo de Blush Hermione O mais novo lançamento da Coleção Hermione, da blogueira Bruna Tavares, é um Duo de Blush. A coleção já possui três tons de batom líquido, dois tons de batons em bala e uma sombra em pó, todos inspirados no tom mágico do Hermione, que inclusive a versão líquida ganhou o Prêmio Cosmopolitan de

Beleza 2016. O Duo possui dois lados opacos e neutros, sendo que o lado claro representa o Hermione Light e o lado escuro o Hermione Clássico. Assim como os batons, os tons possuem um fundo malva acinzentado e podem ser usados com blush, contorno e até mesmo como sombras!

Bases Fluídas Recentemente aconteceu o surgimento das bases fluídas, algo que já é bem comum no exterior, mas que por aqui chegou como um verdadeiro divisor de águas no mundo da beleza. Com a proposta de ser uma cobertura mais leve e natural, essa novidade casou perfeitamente com o clima quente de Primavera-Verão. No exterior, esse tipo de base é encontrado apenas em marcas famosas, ou seja, bem caras! Já nas marcas nacionais o valor é bem mais convidativo e várias delas estão apostando nessa proposta. Como opções, até agora, temos a Air Power do Boticário, a Base Fluída Efeito Matte da Vult, a Base Natural Superfluída da Quem Disse Berenice?, bem como a Aviva Noir, Base Fluída Matte da Jequiti e a Cover Touch da Océane Femme. 26

OUTDOOR REGIONAL - EDIÇÃO 91


OUTDOOR REGIONAL - EDIÇÃO 91

27


Bruno Rodrigues Jornalista e Pedagogo MTB 0071443/SP

Web

b-rodrigues@outdoorregional.com.br

Grifei num Livro Projeto do jornalista Kleyson Barbosa reúne trechos de variados livros

Para apaixonados por livros Você é amante de livros? Gosta de registrar trechos mais marcantes com aquela famosa caneta marca texto amarela? Pois bem, existe uma página especialmente voltada pra isso. Trata-se da fanpage “Grifei num Livro”. É um apanhado e frases e fragmentos retirados de livros clássicos e contemporâneos. Um exemplo de frase: “Solte todo Sol toda Sorte/ Pode que volte”, um trechinho de Paulo Leminski em seu livro “Toda Poesia”. A ideia é que os seguidores tenham um contato literário com pequenos textos, tornando um conhecimento rápido e diário.

i

O trabalho, além de trechos de livros, também reúne frases curiosas, inspiradoras e enigmáticas

o trecho escolhido no livro e enviar para o e-mail grifeinumlivro@gmail. com ou usar a hashtag #grifeinumlivro no Instagram e Facebook.

A iniciativa reúne trechos grifados de diversas obras e já conta com mais de 56 mil fãs no Facebook e 26 mil seguidores no Instagram Interatividade O projeto “Grifei num Livro” foi criado pelo jornalista Kleyson Barbosa, através de uma forma colaborativa. A iniciativa reúne trechos grifados de diversas obras e já conta com mais de  56 mil fãs no Facebook e 26 mil

28

OUTDOOR REGIONAL - EDIÇÃO 91

seguidores no Instagram. Além de ser uma forma muito dinâmica e bacana de conhecer novos livros e autores, o trabalho do jornalista também reúne frases curiosas, inspiradoras e enigmáticas como esta que foi citada da obra de Leminski. E o mais legal é que você pode participar dos posts da página. Para isso, basta fotografar

/grifeinumlivro @ grifeinumlivro


OUTDOOR REGIONAL - EDIÇÃO 91

29


Informe publicitário

Dr. Raul Sartoreli Melaré Quiropraxista e Acupunturista AQB - 0107

Dores nas costas? Ouça seu corpo! Esta dor, nada mais é que seu corpo tentando se comunicar, informando de que algo está errado e que precisa de ajuda Quem já teve dores nas costas, sabe o quanto é incômodo e estressante este tipo de sintoma. Quando se pensa nesta dor, logo vem a lembrança de uma pontada, fisgada ou até mesmo uma crise que gerou o famoso “travamento na coluna.

Alívio provisório Na maioria das vezes, a primeira reação ao sentir uma dor é a ingestão de algum medicamento que gere o alívio da mesma, não se preocupando com a causa deste problema, e sim em apenas em aliviar o sintoma. Porém, o fato de tomar medicamento sem orientação de uma assistência médica adequada, além de não resolver a causa do problema, pode também agravá-lo. Afinal, os analgésicos agem somente eliminando a dor, que é um sinal de alerta do corpo, não tratando a origem do problema.

Hérnia de disco e artroses Dores nas costas não tratadas inicialmente podem passar de um mero desconforto para dores fortes e incapacitantes, como no caso de hérnia de disco e artroses da coluna, em que na maioria das vezes inicia-se com um pequeno desvio da coluna com o mínimo de dor, que após alguns meses ou anos, se não tratada corretamente, pode evoluir com a piora do quadro.

Tratamento com Quiropraxia Portanto, é imprescindível que a qualquer sinal de desconforto ou dores nas costas procure um profissional especializado no tratamento para a coluna, evitando assim o agravamento do quadro de dor. Como já citado em edições anteriores, a Quiropraxia

30

OUTDOOR REGIONAL - EDIÇÃO 91

é uma excelente aliada para este tipo de problema. A Quiropraxia busca sanar a causa do problema, tendo a visão do corpo como um todo, não olhando somente para o ponto de dor e do sintoma em si. O tratamento quiroprático é baseado em ajustes (correções) articulares específicos, os quais promovem

o alinhamento da coluna e a descompressão nervosa, tendo alívio imediato após cada sessão. Lembrando que é de suma importância procurar um profissional graduado em nível superior para realizar tais manobras. Para mais informações sobre a Quiropraxia acesse o site www.quiroecia.com.br


OUTDOOR REGIONAL - EDIÇÃO 91

31


Social

VinSanto Trattoria Fotos: Raphael Chespkassoff

32

OUTDOOR REGIONAL - EDIÇÃO 91


OUTDOOR REGIONAL - EDIÇÃO 91

33


Social

VinSanto Trattoria Fotos: Raphael Chespkassoff

34

OUTDOOR REGIONAL - EDIÇÃO 91


OUTDOOR REGIONAL - EDIÇÃO 91

35


Social

ExpoAnglo

Esse ano, nossa ExpoAnglo foi apresentada em um formato diferente, para que o público pudesse prestigiar a apresentação de cada grupo de alunos. E não há o que discutir, nossos alunos, professores e toda equipe, arrasaram! Houve muita emoção com os temas de cada grupo! Nossos alunos do Ensino Fundamental I,  com a leitura do livro “Para Sempre”  desenvolveram o tema principal da obra - “O Ciclo da Vida” – e seus temas secundários “a natureza, a transformação e a troca de experiências, histórias e sentimentos entre entes queridos”.  Esses temas secundários foram estudados e transformados em apresentações. O 1º ano tratou sobre o nascimento; o 2º ano, sobre a infância; o 3º ano,sobre amizade; o 4º ano, sobre floresta e o 5º ano, sobre a juventude.

36

OUTDOOR REGIONAL - EDIÇÃO 91

Já os alunos do Ensino Fundamental II  aproveitaram a oportunidade e direcionaram o “Para Sempre” para diversas áreas de estudo. O  6º ano  apresentou “Alguns cientistas que marcaram a evolução da ciência”, o  7º ano  desenvolveu o tema “Grandes amizades que se perpetuaram no tempo”, e o 8º ano contribuiu com o tema “O empoderamento feminino para sempre”. Foram muitos os olhares atentos e marejados. Muita reflexão para um tempo que exige mudanças! Nosso colégio agradece o empenho e a presença de todos. Até o próximo ano, com mais novidades!

Fotos: Eduardo de Carvalho


OUTDOOR REGIONAL - EDIÇÃO 91

37


Social

Dia das crianças no Centro Comercial da Avenida Brasil

38

OUTDOOR REGIONAL - EDIÇÃO 91

No Dia das Crianças aconteceu uma apresentação especial do Mágico Luciano Rosa no Centro Comercial na Avenida Brasil

Fotos: Rafael Neto


OUTDOOR REGIONAL - EDIÇÃO 91

39


Social

A Fábrica Pub

40

OUTDOOR REGIONAL - EDIÇÃO 91


OUTDOOR REGIONAL - EDIÇÃO 91

41


Social

Os Paralamas do Sucesso

42

OUTDOOR REGIONAL - EDIÇÃO 91


149 Snooker Bar Comenda Empreendedor Prefeito Olimpio Andrade e Título de Policial Padrão de Boituva/SP

OUTDOOR REGIONAL - EDIÇÃO 91

43


Social

Golden Hits Fotos: Eduardo de Carvalho

44

OUTDOOR REGIONAL - EDIÇÃO 91


OUTDOOR REGIONAL - EDIÇÃO 91

45


Social

Golden Hits Fotos: Eduardo de Carvalho

46

OUTDOOR REGIONAL - EDIÇÃO 91


OUTDOOR REGIONAL - EDIÇÃO 91

47


Capa

Foto: Fernando Hiro - EDIÇÃO 91 REGIONAL 48 OUTDOOR


Juliana Moreno

i

Segundo Pitty, o rock é um espaço mais possível para as mulheres hoje em comparação ao tempo em que ela começou na música

Jornalista MTB 0056878/SP j-moreno@outdoorregional.com.br

No perfil de suas redes sociais ela se define como cantora, compositora, escrevedora e apresentadora. Pitty também é mãe da pequena Madalena, que completou um ano em agosto. A roqueira baiana define o atual momento de sua vida como um período de muitas descobertas e renovação. “E também de muita vontade de novos projetos e novas aventuras profissionais”, diz ela.

OUTDOOR REGIONAL - EDIÇÃO 91

49


i

Além de atrair olhares por sua música, a cantora também tem chamado a atenção pelas bandeiras que levanta, como o feminismo

Saia Justa E realmente essa vontade foi atendida! Em março, ela retomou a vida profissional com um novo desafio: integrar o time do Saia Justa, programa do canal fechado GNT. Juntamente com a atriz Taís Araújo, Astrid Fontenelle e Mônica Martelli, debate ao vivo temas como política, violência e feminismo. Segundo a cantora, debater e dialogar são ferramentas essenciais para o coletivo e, convenhamos, isso é algo que ela tira de letra. “Acho que luto por coisas que são naturais e justas: igualdade, respeito, harmonia. Oportunidade para que possamos crescer e nos relacionar de forma mais saudável”, disse ela em uma entrevista.

Música e maternidade Pitty estava afastada dos palcos desde o final de 2015, por conta da gestação delicada e o retorno começou a acontecer aos poucos em junho deste ano.

50

OUTDOOR REGIONAL - EDIÇÃO 91

Acho que luto por coisas que são naturais e justas: igualdade, respeito, harmonia Perguntei para a cantora como foi esse reencontro com o público e como tem sido conciliar a música com a maternidade. Pitty afirma que o momento foi emocionado e saudoso, cheio de novos significados. “Foi bem intenso mesmo. E assim têm sido os shows dessa turnê especial que inventei, apenas para não ficar longe dos palcos. Eu resolvi fazer poucos shows e em situações especiais justamente porque a Madalena ainda é pequena e eu não quero ficar longe dela nesse momento”, explica ela.


“Na Pele” Ainda falando sobre novos projetos, recentemente Pitty lançou a canção “Na Pele”, gravada em parceria com a cantora Elza Soares. A letra da canção surgiu durante a produção do álbum Sete Vidas, lançado por Pitty em 2014. “Naquele momento eu senti que aquela composição não tinha nada a ver com o resto daquela obra, que ela era outra

i

O início Aproveito para questionar a cantora sobre as principais lembranças do início da carreira, onde a fama talvez fosse ainda apenas um sonho distante. “A lembrança da lida, do trabalho constante, da construção de tijolo por tijolo nessa estrada. No mercado independente a gente faz de tudo, é o bom e velho ‘do it yourself’, e essa

O último álbum de estúdio da cantora, Setevidas, foi lançado em 2014

coisa. Guardei e fiquei com ela na cabeça. Eu já tinha um desejo antigo de fazer algo com a Elza, que é uma mulher e artista que admiro muito. Um dia mandei a música pra ela, e ela propôs que gravássemos juntas. Me senti muito honrada”, conta ela. Ainda segundo Pitty, o empoderamento feminino não é, necessariamente, o único assunto da canção. A cantora afirma que a música fala também sobre o tempo, as vivências e a bagagem que vamos juntando e que nos forma. “A letra traz essa metáfora da água sendo o tempo, que, ao longo da vida, cava leitos de rio na pele”, explica.

é uma grande escola. Tudo que sei veio dali, daquela vivência”, afirma. Também perguntei sobre o processo que ela passou na música, onde precisou de inserir em um meio majoritariamente masculino. “Eu ia dizer que fui encontrando meu espaço, mas a verdade é que essa mata foi aberta a facão. Essa porta teve que ser chutada para abrir e só tenho plena consciência disso hoje. Na época, era uma questão de sobrevivência e de querer, acima de tudo, viver da música que eu acreditava”, relembra Pitty.

Fotos: Assessoria de Imprensa

OUTDOOR REGIONAL - EDIÇÃO 91

51


Bruno Rodrigues Jornalista e Pedagogo MTB 0071443/SP

Esportes

b-rodrigues@outdoorregional.com.br

i

O time teve uma trajetória meteórica, que em cinco anos deixou a cidade cheia de orgulho

São Bento A equipe de Sorocaba conquistou o acesso ao Campeonato Brasileiro da Série B e encheu a cidade e a região de alegria

Orgulho da região Quando o árbitro paraense Dewson Fernando Freitas da Silva assoprou o apito final aos 48 minutos do segundo tempo no estádio Walter Ribeiro, o CIC, os 9.937 torcedores (incluindo este jornalista que vos escreve) foram à loucura. O jogo é referente à

52

OUTDOOR REGIONAL - EDIÇÃO 91

classificação das semifinais do Campeonato Brasileiro da Série C. Mas o mais importante neste empate de 0x0 contra a Associação Desportiva Confiança de Sergipe, ocorrido no dia 24 de setembro de 2017, foi o acesso à Série B do campeonato nacional. A partir de 2018 o Esporte Clube São Bento de Sorocaba vai figurar entre

os 40 melhores times do cenário nacional. Como todo ano um grande clube do país acaba sendo rebaixado é muito provável que Sorocaba os receba para enfrentar o azulão. O placar sem gols no CIC foi suficiente para o acesso, pois na primeira partida o São Bento tinha batido o Confiança por 2x0 lá em Aracaju. A equipe sorocabana que fez história foi escalada assim pelo técnico Paulo Roberto Santos: o goleiro foi Rodrigo Viana; a zaga foi composta por Muriel, Rogério, João Paulo e Marcelo Cordeiro; o meio de campo contou com Fábio Bahia, Eder, Maicon Souza e Caio Cézar; Everaldo e Anderson Cavalo formaram a dupla de ataque.


Fotos: Bruno Rodrigues

Trajetória histórica O que torna essa conquista ainda mais especial é o caminho percorrido até ela. Após praticamente abrir falência quando chegou ao fundo do posso na séria A3 do campeonato paulista em 2011, o clube teve que mudar a diretoria. No ano seguinte, em 2012, já sob nova gestão, o São Bento começou uma reação que quase terminou no retorno à série A2. A conquista, porém, só veio em 2013. Em 2014, o técnico em vigência atualmente, Paulo Roberto Santos, assumiu o time. Com um sistema de jogo sólido, a equipe conquistou o acesso à divisão de elite do Paulistão. A partir daí o time decolou e está desde então na série A enfrentando grandes times como Corinthians, Palmeiras, São Paulo e Santos. O sucesso levou o azulão sorocabano a disputar um

A partir de 2018 o Esporte Clube São Bento de Sorocaba vai figurar entre os 40 melhores times do cenário nacional campeonato nacional depois de 24 anos ausente. A série D do brasileirão foi pouco e o Bentão conquistou contra o Itabaiana-SE o acesso para a terceira divisão na série C. A conquista da série B nós já te contamos como foi e, desta forma, o São Bento teve uma trajetória meteórica, que em cinco anos deixou a cidade cheia de orgulho e as demais torcidas admiradas com essa campanha histórica e extraordinária.

OUTDOOR REGIONAL - EDIÇÃO 91

53


Dr. Marcelo L. Galvão

Saúde

Farmacêutico Bioquímico e Secretário da Comissão Técnica do Conselho Reg. de Farmácia de Sorocaba CRF-SP 50.071 m-galvao@outdoorregional.com.br

Novembro Azul

Câncer de próstata entre outras doenças estão no foco na saúde do homem

i

O câncer de próstata e outras doenças ligadas à saúde do homem ainda existem e precisam de cuidado e prevenção

Cada vez mais o homem está se livrando de muitos tabus e cuidando mais da sua saúde. Já falamos sobre o Novembro Azul na Ed. 47 em 2013, mas sempre é bom relembrar e ampliar o conhecimento. Neste mês, a saúde do homem fica em destaque para lembrar que o câncer de próstata e outras doenças ligadas à saúde do sexo masculino ainda existem e precisam de cuidados. E o mais importante, a prevenção.

Câncer de Próstata Ligada ao envelhecimento do homem, o aumento da próstata pode ser benigno ou maligno. Esse aumen54

OUTDOOR REGIONAL - EDIÇÃO 91

to pode ser pelo fator natural e/ou somado ao consumo de alimentos ricos em gorduras e embutidos, hábitos como ingestão excessiva de álcool, do fumo, fatores hereditários e sedentarismo. Como prevenção, realizar o exame de PSA, Ultrassom e Toque Retal a partir dos 40 anos, caso não haja nenhum caso na família.

Câncer de Pênis Causado principalmente por falta de higiene, esse tipo de câncer pode ser facilmente evitado com água e sabão diário na região genital: retrair a pele que cobre o pênis, lavar e secar. Simples assim! Outras medidas também

podem ser realizadas, como trocar de cueca (preferencialmente confeccionadas em algodão) diariamente e secar o pênis com papel higiênico após urinar. Outra causa desse tipo de câncer está ligada com o vírus do HPV, que além do pênis pode atingir ânus e garganta. Neste caso, a vacinação antes do início da vida sexual como proteção, além de tratamento, se necessário, na vida adulta.

Câncer de Pele Protetor solar! O uso diário desse produto pode prevenir tanto o envelhecimento da pele como o câncer de pele. E muitos que até o usam se es-


creções durante o ato sexual. HPV, gonorreia, sífilis, HIV entre outras podem ocorrer em qualquer idade, que por conta dos medicamentos contra impotência, prolongaram a vida sexual sem o hábito da camisinha/preservativo, incomum na época juvenil desta população.

i

Saúde é fundamental em todas as fases da vida, por isso, o homem deve cuidar do seu corpo por dentro e por fora

quecem de passar em algumas partes do corpo, ocasionando então o câncer de orelha, nariz, lábios e pés! Então o importante é aplicar na quantidade certa em todas as áreas expostas (sem proteção de roupa).

ISTs (antiga DSTs) Agora denominadas ISTs (Infecções Sexualmente Transmissíveis) estão ligadas às doenças que passam por contato de partes do corpo ou se-

a saúde do homem fica em destaque para lembrar que o câncer de próstata e outras doenças ligadas à saúde do sexo masculino ainda existem e precisam de cuidados...

Doenças Metabólicas Estão ligadas à Hipertensão Arterial, Obesidade e Diabetes. O consumo excessivo de sal, alimentos gordurosos e de açúcares podem causar respectivamente essas doenças. Em todas, alimentação equilibrada e prática de exercícios são fundamentais ou quando já em tratamento, seguir corretamente as prescrições médicas.

Cuide-se! Previna-se! Viva mais! Cuidar da própria vida é o princípio de tudo! Seu corpo é seu maior patrimônio! Saúde é fundamental em qualquer fase da nossa vida e o homem atual cuida bem dela, por fora e por dentro. Não é preciso se privar de nada, mas moderadamente pode-se viver melhor. Faça seus exames, previna-se e curta mais a vida com plenitude!

Continue lendo sobre esse assunto no site www.chameofarmaceutico.com.br ou nas mídias sociais: Facebook, Youtube e Instagram @chameofarmaceutico ou Twitter @chameofarma Contato ou Sugestões chameofarmaceutico@hotmail.com

OUTDOOR REGIONAL - EDIÇÃO 91

55


Rafael Barbosa Jornalista

Games

r-barbosa@outdoorregional.com.br

i

Desenvolvedora: PagodaWest Games / Headcannon / Tantalus Media Produtora: Sega Plataformas: PC/ Nintendo Switch / PS4 / XOne Lançamento: Agosto de 2017

Sonic Mania O jogo que os fãs esperavam há décadas

Sonic Mania é o jogo que os fãs do ouriço azul esperam há mais de 20 anos. Desde a ida do personagem para o mundo 3D, vimos Sonic passar por maus bocados, sendo obrigado a pegar uma espada e lutar ao lado do Rei Arthur, ser transformado em lobisomem e até mesmo ser dirigido como um carro, em jogos terríveis e que nunca representavam o que os fãs realmente queriam. Mas depois de tantas ideias malucas e títulos medíocres, finalmente temos um jogo que consegue resgatar todos os elementos que consagraram

56

OUTDOOR REGIONAL - EDIÇÃO 91

os antigos jogos do personagem, mas sem perder a oportunidade de modernizar um pouco esta fórmula.

De volta ao clássico Sonic Mania é, à primeira vista, uma simples volta ao passado. Somos levados a uma seleção de fases dos três primeiros jogos do personagem, em estágios ao clássico estilo 2D e onde o objetivo é avançar pelo cenário ao lado de nosso amigo Tails, sempre em alta velocidade enquanto derrotamos

os robôs do vilão Robotnic e coletamos argolas douradas que funcionam como nossa vida. Uma perfeita representação da fórmula que consagrou os primeiros jogos do ouriço mais famoso dos games nos anos 90. Mas existe muito mais do que simples saudosismo neste jogo, que recebeu uma boa repaginação gráfica. Sonic conta com novas animações que dão ainda mais vida ao personagem, que percorre em alta velocidade cenários belíssimos e que, apesar de lembrarem as fases clássicas, foram quase que to-


i

A SEGA afirmou que Sonic Mania é o jogo do ouriço azul com as melhores avaliações em 15 anos

talmente refeitos e apresentam novas áreas que são tão divertidas de serem jogadas quanto as antigas. Uma reformulação que se mantém fiel ao trabalho original. Algo que só pode ser feito porque a equipe responsável pelo jogo claramente sabe quais são os pontos fortes e fracos do personagem.

Voando sem sair do chão Sonic sempre foi conhecido por sua velocidade e, assim, o game abusa dos momentos em que simplesmente vemos o porco espinho correr pelos cenários, passando por diversos obstáculos sem grandes interrupções no ritmo do jogo, para que possamos apreciar o herói fazer o que faz de melhor. E exatamente por isso o game minimiza os momentos em que o personagem precisa ficar parado, pular entre plataformas e enfrentar os inimigos, o que era um dos aspectos mais fracos dos jogos clássicos. E embora isto inevitavelmente diminua a dificuldade do game, os cenários são tão divertidos que vale a pena desbravar os cenários e alta velocidade. As fases são grandes parques de diversões, cheias de níveis e subníveis que

se conectam e o game abusa da criatividade e senso de humor para brincar com o personagem, que é transformado em ondas de rádio, em uma bola de um jogo de bingo e outras tantas brincadeiras que dão um gostinho todo especial a cada estágio, que conta com ambientações muito diferentes umas das outras. Com uma nova gama de chefes igualmente cativantes e um alto fator de replay que permite que o jogador revisite os estágios com outros personagens, Sonic Mania é uma carta de amor ao ouriço azul. Ela não reinventa nada e não irá mudar suas impressões caso você nunca tenha gostado dos jogos clássicos, mas é um título obrigatório para todos aqueles se lembram com saudade das corridas deste carismático herói.

OUTDOOR REGIONAL - EDIÇÃO 91

57


Bruno Rodrigues Jornalista e Pedagogo MTB 0071443/SP

Turismo

b-rodrigues@outdoorregional.com.br

Punta Cana Repleto de praias de tirar o fôlego, este importante pedaço dominicano encanta turistas por diversos motivos

Paraíso Que o Caribe ostenta praias paradisíacas não é novidade, mas você sabe quais os lugares são recomendados para hospedar-se, quais atividades de lazer podem realizar, quais experiências podem ter? Pois é, a Outdoor Regional traz alguma dicas sobre um pedacinho dessas maravilhosas praias: Punta Cana, na República Dominicana. São oito quilômetros de praias de areia branca, mar absurdamente azul e co-

58

OUTDOOR REGIONAL - EDIÇÃO 91

i

Marcelo e Elisa durante Lua de Mel

queiros deixando o ambiente como um cartão postal de dar inveja em qualquer lugar do planeta. Atividades como mergulho, kitesurfe, windsurfe, passeios de barco e de caiaque são indispensáveis. Todos são devidamente programados pelos mais de trinta resorts instalados na ponta leste do país. O impressionante complexo de Punta Cana traz uma sequência de hotéis lado a lado, com a possibilidade de circular entre eles. Os resorts possuem luxuosas piscinas, spas, campos de golfe, cassinos e animadas boates ao ritmo de merengue,


i

São oito quilômetros de praias paradisíacas

bachata e reggaeton, tudo para manter os hóspedes em plena atividade desde quando acordam até altas horas da noite.

Turista regional O servidor público sorocabano Marcelo de Almeida Junior, 25, viajou para Punta Cana em Lua de Mel com sua esposa, Elisa Escobar. O casal ficou hospedado no resort Be Live Collection Punta Cana. Marcelo conta que ficou encantado com a estrutura do hotel com sis-

tema all inclusive, que inclui nove restaurantes como opções de ambientes para refeição. Além de desfrutar todas as vantagens da hospedagem, o casal foi à capital do país, Santo Domingo, fez passeio de lancha de alta velocidade em que o visitante pode pilotar, se aventurou em trilha de buggy e embarcaram numa viagem de catamarã até a Isla Saona. “O momento mais marcante da viagem pra mim foi a recepção na Isla Saona. Fomos acolhidos com música típica local, massagem e um delicioso suco natural de melancia. Tudo isso

com direito à lagosta no almoço e uma vista de tirar o fôlego, digna do cenário do filme Lagoa Azul. Por fim, o retorno é feito de lancha”, revela o turista Marcelo. O sorocabano afirma que também gostou muito de Santo Domingo pelo valor histórico e cultural que a cidade transmite aos visitantes. Junto a tudo isso, o casal fez amizade com turistas de várias partes do mundo, como o ucraniano Felix Broytman que mora em Nova York, e o vendedor de pacotes turísticos Johnguy Paul, ambos com contatos mantidos até hoje.

OUTDOOR REGIONAL - EDIÇÃO 91

59


Aline Cunha Advogada OAB/SP 318.489

Direito

direito@outdoorregional.com.br

Comissão de Corretagem Inexistindo previsão contratual, torna-se inviável a cobrança da comissão de corretagem A taxa de corretagem é paga ao corretor de imóveis como remuneração pelo seu trabalho. O pagamento da comissão é assegurado pelo Código Civil, sendo a corretagem prevista nos artigos 722 a 729. O problema é: quem deve pagar a comissão do corretor, conhecida como comissão ou taxa de corretagem?

Interpretação do STJ O Superior Tribunal de Justiça (STJ) em sede de recurso repetitivo decidiu a respeito da validade da cláusula contratual que transfere ao consumidor a obrigação de pagar comissão de corretagem, entendendo que é válida tal cláusula que transfere ao promitente-comprador a obrigação de pagar a comissão de corretagem nos contratos de promessa de compra e venda de unidade autônoma em regime de incorporação imobiliária, desde que previamente informado o preço total da aquisição da unidade autônoma, com o destaque do valor da comissão de corretagem.

Validade da comissão de corretagem O ministro Paulo de Tarso Sanseverino, ao analisar a validade de tal cláusula, ponderou inicialmente que “se trata de prática usual do mercado brasileiro a utilização de corretagem, e que, tal qual as seguradoras, as incorporadoras terceirizam o trabalho do corretor. As incorporadoras têm efetivamente transferido esse custo ao consumidor, por meio da terceirização do serviço a profissionais da área de corretagem. Não há venda casada, “apenas a terceirização da atividade de comercialização para profissionais do setor, o que não causa prejuízo para os consumidores”. Assim, concluiu que, em princípio, “é válida a cláusula que transfere ao consumidor a obrigação de pagar a

60

OUTDOOR REGIONAL - EDIÇÃO 91

comissão de corretagem, exigindo-se transparência”.

Clareza e transparência Entretanto, para se transferir o pagamento da comissão de corretagem ao promitente-comprador é necessário ter clareza e transparência na previsão contratual, sendo que o custo deve ser previamente informado, especificando o valor do imóvel e o valor da comissão de corretagem, ainda que seja paga destacadamente. Esse dever de informação é cumprido

quando o consumidor é informado até o momento da celebração do contrato acerca do preço total da unidade imobiliária, incluído nesse montante o valor da comissão de corretagem. A omissão da informação contraria os deveres de informação e transparência que devem estar presentes nas relações de consumo e, em casos de omissão, o consumidor terá o direito de exigir o cumprimento da proposta pelo preço ofertado, não sendo permitida a cobrada separada da comissão de corretagem ou, é cabível a sua restituição, no prazo de 3 anos da data do pagamento.


OUTDOOR REGIONAL - EDIÇÃO 91

61


Juliana Moreno Jornalista MTB 0056878/SP

Gourmet

j-moreno@outdoorregional.com.br

Salada Refrescante

Ingredientes

Sabe aquela salada que consegue refrescar um dia quente? É esta! Uma combinação de pepinos com molho

1 pedaço pequeno de gengibre

Modo de Preparo

1 limão

de gengibre dá origem a um sabor bem original e que combina com a estação!

5. Em seguida, misture tudo com o auxílio de uma colher

1. Descasque o pedaço de gengibre

6. Agora, descasque o pepino e corte em fatias bem fininhas utilizando o próprio descascador de legumes

1 colher (sopa) de molho shoyu

2. Coloque o gengibre em um recipiente e acrescente as raspas da casca do limão

7. Coloque o pepino cortado em cima do molho e reserve

1 pepino

3. Corte o limão ao meio e esprema

8. Corte grosseiramente o coentro, coloque em baixo e em volta do pepino

4. No mesmo recipiente acrescente o óleo, o azeite e o molho shoyu

9. Para finalizar, pique a pimenta e

½ pimenta chilli vermelha 1 colher (café) de óleo de gergelim 2 colheres (sopa) de azeite

1 punhado de coentro

62

OUTDOOR REGIONAL - EDIÇÃO 91

e rale

bem para conseguir o suco

jogue por cima dos pepinos


OUTDOOR REGIONAL - EDIÇÃO 91

63


Bruno Rodrigues Jornalista e Pedagogo MTB 0071443/SP

Política

b-rodrigues@outdoorregional.com.br

i

Goldman fez duras críticas às posturas de Doria

Clima quente no ninho dos tucanos PSDB sofre com conflitos internos e ganha contornos de rusga e desarmonia entre seus membros

Fogo amigo A política traz alguns pontos importantes que devem ser notados com mais atenção. Alguns deles são esses três: as questões técnicas (legislações,

64

OUTDOOR REGIONAL - EDIÇÃO 91

legalidade de projetos, constituição, cassações, entre outras); questões de governabilidade (trabalhos, resultados, soluções, agilidade, eficiência, prestação de serviço, atendimento ao povo) e questões políticas (relacionamentos, “jogo de cintura” para lidar com a opo-

sição, parcerias, aliados não partidários e por aí vai). Eu acrescentaria um quarto ponto que pode ser fundamental no universo político: o ego. Troca de farpas entre partidos de ideologias antagonistas, oposições e adversários são muito comuns. Os embates não


ocorrem necessariamente apenas durante as campanhas eleitorais, mas sim quando um dos rivais vence as eleições e conta com a fiscalização ferrenha dos opositores. Entretanto, por conta desta quarta questão, o ego, o clima pode esquentar até mesmo entre membros

i

cargo como trampolim para concorrer à presidência nacional nas eleições do ano que vem. O ex-governador o acusou também de ser um político ruim e comum, longe de ser o gestor sem envolvimento com a velha política o qual vendeu sua imagem.

Doria rebateu o ex-governador alegando que foi eleito e está trabalhando

ex-presidenta Dilma os chamando de “sem vergonha” e “anta”, respectivamente. Bom, até aí, como já dito, são de partidos e ideias diferentes, vá lá. Mas Doria também não mediu esforços para atacar Goldman e respondeu o companheiro de partido através de um vídeo em sua página do Facebook o chamando de fracassado e dizendo que enquanto ele está de pijama o prefeito está com o povo, trabalhando

Doria também não mediu esforços para atacar Goldman e respondeu o companheiro de partido através de um vídeo em sua página do Facebook

de um mesmo partido. É o caso do exgovernador e vice-presidente nacional do PSDB, Alberto Goldman, e o atual prefeito de São Paulo, João Doria, pertencente ao mesmo partido. Os dois trocaram ofensas bastante severas através das redes sociais. Goldman acusou Doria de não governar a cidade como prefeito, mas de usar o

A resposta João Doria já demonstrou que não tem muito freio para expressar suas opiniões sobre o que não concorda. Um exemplo disso são as palavras desferidas contra o ex-presidente Lula ou a

bastante. A discussão dividiu opiniões, muitos concordaram com Goldman e acham que Doria é um prefeito muito ausente, marqueteiro e nada produtivo. Outros estão com o gestor, alegando que Goldman não passa de um invejoso que não conseguiu a candidatura para prefeitura de São Paulo. O fato é que o PSDB há algum tempo não encontra um status de congruência, seja pelo caso de Aécio Neves, que parte apoia sua saída e outra não, ou pela corrida ao posto da presidência nacional. De fato, o clima está fervendo no ninho dos tucanos.

OUTDOOR REGIONAL - EDIÇÃO 91

65


Rafael Barbosa Jornalista

Crônica

r-barbosa@outdoorregional.com.br

Todo mundo é crítico Recentemente uma performance artística no Museu de Arte Moderna de São Paulo (MAM) foi o centro da polêmica nacional, quando uma menina de aproximadamente cinco anos foi fotografada tocando os pés do artista, que estava nu e imóvel deitado no chão, durante a apresentação do trabalho La Bête (A Besta, em francês). Sinceramente, acho desnecessário falar sobre a polêmica, principalmente quando ela gira em torno de um trabalho artístico que foi severamente rejeitado pela muito bem embasada comunidade de críticos brasileira, que é tão atuante através das redes sociais. Os primeiros críticos a se manifestarem foram os artísticos, que observando unicamente a imagem da menina tocando os pés do homem, de imediato entenderam totalmente o trabalho que estava sendo retratado e assim puderam determinar que o seu teor ofensivo era desnecessário e imoral, de cunho claramente pedófilo e indigno de ser apresentado pois “na opinião deles, aquilo não era arte”. É claro, alguns “críticos menores” argumentaram que o conceito de arte é grande e variado demais, não podendo ser meramente classificado como “o que é” ou “o que não é”, além de apontarem que inúmeras obras hoje consideradas clássicos absolutos também foram extremamente repudiadas em suas épocas pelo seu caráter transgressor. Chegaram a ter a audácia de dizer que as pessoas deveriam procurar conhecer a exposição e acompanhar o trabalho que estava sendo exibido, para entenderem completamente sua intenção e, aí sim, tirarem suas conclusões. Bobagens óbvias e que foram imediatamente rechaçadas pela comunidade artística especializada da internet. Em seguida foram os críticos maternos que, entendendo o âmago da questão, se concentraram em analisar o que realmente importa: a atitude da mãe que criminosamente levou sua filha àquela exposição maldita. Aquela crápula que, ao invés de levar sua filha ao parque ou à

66

OUTDOOR REGIONAL - EDIÇÃO 91

biblioteca, a levou a uma “exposição” maliciosa e claramente de cunho pedófilo, retratando o seu claro despreparo ao submeter sua cria a um ambiente impróprio. E daí se existia informativos sobre a nudez da exposição? Se tem nudez é claramente erotização e você não pode submeter crianças a isso. E daí se a criança apenas tocou o pé do homem? Pelas fotos (a única prova que basta) ela estava a pelo menos um metro do pênis do homem – olha o perigo. E daí se ela estava rodeada de adultos? Eles poderiam estar apreciando aquele momento erótico. Nem vou entrar nos argumentos pífios de que a criança e o homem, partes centrais do trabalho, não estavam vendo erotização naquela cena, que o teor da obra precisaria ser conhecido antes de se realizar qualquer crítica e que

ninguém poderia argumentar sobre o comportamento de uma mãe que, de nenhuma maneira, colocou sua filha em risco. Argumentos como este nem mesmo devem ser levados em consideração, principalmente quando é obvio que La Bête foi um fracasso artístico colossal. Fico feliz que nossa comunidade de críticos engajados e especializados tão presentes nas redes sociais tenha conseguido, com tão poucas informações, decretar seu veredito sobre o absurdo realizado no MAM e iluminado nossas mentes sobre a atrocidade que estava sendo cometida ali. Respiro aliviado que novamente mantemos nosso caráter conservador que tanto preza pela moral e pelos bons costumes. Enquanto existirem pessoas assim, de julgamento rápido, dedos ágeis e uma rede social disponível, nossa sociedade estará sempre avançando. Em qual direção? Tenho até medo de pensar nisso.


OUTDOOR REGIONAL - EDIÇÃO 91

67


68

OUTDOOR REGIONAL - EDIÇÃO 91

Outdoor Regional  

Edição 91 - Pitty

Outdoor Regional  

Edição 91 - Pitty

Advertisement