Issuu on Google+

www.outdoorregional.com.br | 1


Boituva - SP

a

aprecie

comer bem

Endereço: Av.Mario Pedro Vercellino , 173 - Centro |

Rodízio

todas as quartas no jantar

Funcionamento: de terça a domingo /Almoço ( 11:00 - 14:30 ) / Jantar (19:00 - 23:00 ) 2 | www.outdoorregional.com.br

Delivery: (15) 3263 - 4898


Carta ao Leitor

Aconchegue-se! A nova edição da Outdoor Regional está como colo de mãe, sopinha de inverno, um abraço amigável no meio do dia, ou seja, totalmente aconchegante, gostosa do começo ao fim! Já começa pelo aniversário da nossa querida Boituva, 74 anos de progresso misturado com aquele jeitinho de interior com uma população hospitaleira, de sorriso fácil, inteligente, esperta e, claro, com a trilha sonora da Boituvana! Sim!Chegou o evento do ano em Boituva! A Boituvana traz muitas atrações este ano, entre elas, os personagens da nossa matéria de capa João Carreiro e Capataz, os brutos do sertanejo. O cantor Eduardo Costa também está em nossas páginas com uma entrevista na editoria Especial. E não podia faltar, para completar, uma matéria comemorativa dos 40 anos da dupla Chitãozinho e Xororó. Para esquentar ainda mais os corações, receitas de sopas deliciosas, turismo tem a alegria de Itacaré-BA, e para quem não quer sair do calor do cobertor, tem matérias de games com Nathan Drake, crônica sobre as experiências em 3D, política, literatura, cinema e muito mais! Sem mais delongas, se ajeite, e devore essa edição da Outdoor!

Melise Scomparim Jornalista

Recado dos leitores 22

a h l e b A

Kidde volta!

Arpureteno da-se coome Su er s Sand os novo Stepway o Sander .indd 1

Outdoor22

“Parabéns a toda equipe!” Marcos Rogério Piccini via Facebook

a de fábric de os da 30 an com energia nte ia p ci Hits prin

“Eu adorei! Ficou show de bola! “ @RaycelesMorais Via Twitter “Parabéns pelo sucesso e que ele seja o ancoradouro no norte de vossos projetos” Edvaldo da Silva via Facebook

! ra ELES Moda paam e as mulheres st em Eles go o estão a quand roup amam guarda o m dia co

24/07/11

19:40

3


4 | www.outdoorregional.com.br


www.outdoorregional.com.br | 5


Expediente

Índice 08

Cinema & TV

10

Literatura

André Maffeis

12

Música

Jornalista Responsável

14

Tecnologia

16

Moda

AC Rezende Camila Marcusso

18

Decoração

Juliana Cuani / Juliana Moreno Rafael Barbosa

20

Educação

22

Games

24

Especial

Revisão Juliana Moreno

28

Social

Mariele Rosa

34

Capa

Projeto Gráfico / Diagramação Thiago Nehring / Bruno Oliveira

40

Esporte

Foto

42

Saúde

Coordenador Geral Rafael J Pereira Coordenador de Criação

Melise Scomparim MTB:46015 /SP Repórteres

Colaboradores Bruno Fernandes / Fábio Sanqueta Thássia Moro / Paulo Pereira

Estúdio Daniel Trabanca

44

Autos

Comercial Patricia Pereira

46

Finanças

Tiragem

48

Trabalho

50

Direito

52

Política

54

Turismo

assinaturas@outdoorregional.com.br

56

Gourmet

Edições anteriores

58

Prata da casa

60

Região

64

Galeria

66

Crônica

8.000 exemplares Distribuição Boituva/Iperó/Cerquilho/Tietê/Tatuí/ Sorocaba Assinaturas

Política pag.52 O jogo do caicai continua no governo Dilma

crônica pag.14 3D encanto ou frustração?

gourmet pag.52 Festival de sopas para esquentar seus dias frios

turismo pag.14 O melhor da Bahia em Itacaré

edições@outdoorregional.com.br Site www.outdoorregional.com.br| Empresa CNPJ: 07.627.719/0001-04 Anúncios e Publicidade: Avenida Pereira Ignácio, 378 - 2º andar - sala 07 Telefone: (15) 3263-5028 / (15) 9114-2136 / (15) 9744-9382 contato@outdoorregional.com.br

A Revista Outdoor Regional não se responsabilzia por conceitos e opiniões emitidos por entrevistados e colaboradores, assim como não se responsabiliza pelo conteúdo de informes e anúncios publicitários

6 | www.outdoorregional.com.br


www.outdoorregional.com.br | 7


cinema

Ficha Técnica “Matemática do Amor” (“An Invisible Sign”) EUA - 2010

Conte com o inesperado E se todos nós fôssemos inspiração para alguém? Juliana Moreno j-moreno@outdoorregional.com.br

Q

uantas pessoas você já conheceu em sua vida? Algumas talvez tenham tido apenas uma passagem rápida, outras podem ser que permaneçam com você até hoje. De qualquer forma, o que quero dizer é que, com tantos “encontros” ao longo dos dias, com certeza você já serviu de inspiração para alguma pessoa. Tire a prova por você mesmo: quem você pode dizer neste momento, sem pestanejar, que é a sua inspiração? Todos nós temos alguém em quem nos espelhamos. Olhamos para essa pessoa e desejamos pelo menos em alguma coisa sermos iguais. E não estou falando de inveja, não, mas de pura e simples admiração, o que são coisas bem diferentes. Assim aconteceu com Mona Gray que, enquanto criança, admirava, ainda que de uma forma um tanto diferente, seu vizinho. Esse senhor usava um colar no qual pendurava um número que mudava de acordo com o seu humor. Mona, então, viu nascer dessa admiração, também o

8 | www.outdoorregional.com.br

seu amor pelos números. Ela simplesmente via números em tudo: nas pessoas, na natureza, nas situações, na sua imaginação. Inclusive foram os números que a ajudaram a superar, de certa forma, a doença psiquiátrica de seu pai. Refugiada então na companhia de seus números, ela começa a aprender da vida quando é chamada para lecionar Matemática numa escola infantil. É lá que o ciclo continua e ela começa a ser inspiração da doce Lisa. É dessa forma que Mona consegue crescer emocionalmente e superar as adversidades da vida e inclusive as suas também, pois percebe que ela mesma pode influenciar e ser exemplo para outras pessoas. Isso nos leva a questionar nossas atitudes, pois podemos estar nos esquecendo que, de uma forma ou de outra, sempre estamos sendo vistos. E o que nossa imagem está refletindo? Poderia alguém olhar pra nós e querer ter sua vida transformada por uma influência nossa?

Neste começo de agosto, chegou às telas de cinema o novo filme estrelado por Brad Pitt, chamado “A Árvore da Vida”. Boa parte da história central se passa nos anos 50 e gira em torno do casal O’Brien e seus três filhos. Jack, o mais velho, no começo da trama está vivendo sua feliz infância aos 11 anos, mas tudo muda quando um dos irmãos morre, fato que leva a família ao desespero. É então que a história passa a mostrar a transformação pela qual o menino passa depois desse ocorrido, sempre na constante busca pelo sentido da vida.

Natalie Portman e Ashton Kutcher dão vida à Emma e Adam na comédia romântica “Sexo sem Compromisso”. Na história, eles são dois amigos que fazem um pacto para manter um relacionamento estritamente sem compromisso. Eles podem estar juntos sempre que quiserem, fazer o que quiserem juntos, mas não pode haver sentimento para, supostamente, não estragar tudo. A questão é: eles realmente vão conseguir seguir com isso e manter a amizade sem que o amor chegue e “atrapalhe”?


www.outdoorregional.com.br | 9


literatura

“Água para Elefantes” Juliana Moreno j-moreno@outdoorregional.com.br

Não falo muito sobre esses dias. Nunca falei. Não sei por quê trabalhei em circos por quase sete anos, e se isso não é assunto para conversas, não sei o que mais pode ser. Na verdade, eu sei por que não falo sobre isso: nunca confiei em mim. Eu tinha medo de deixar escapar alguma coisa. Sabia como era importante guardar o segredo dela e de fato o guardei – pelo resto de sua vida e depois. Em 70 anos, nunca o revelei a ninguém

O

encantamento começa já na capa. A ilustração te fisga de tal forma que é impossível não ficar admirado. Sabe aquele tipo de livro em que é inevitável julgar pela capa? Então, este é um deles. Mas você julga da melhor forma possível, pois a linda capa te impulsiona a querer abri-lo o mais rápido possível. Confesso que eu, depois de crescida, perdi um pouco daquela admiração por circos que eu tinha enquanto criança. Talvez seja por achar que os bichos não são bem tratados, ou ainda pelo medo de palhaços que cresceu junto comigo e nunca mais foi embora. Bom, de qualquer forma, nem isso me impediu de querer ler e gostar dessa história que é toda contada entre lonas, números artísticos e animais. Tudo é contado por Jacob Jankowski, personagem principal, que agora vive numa casa de repouso. Ele nos leva a passear por suas memórias de juventude, quando, depois de perder os pais, ele decide largar a faculdade de veterinária,

10 | www.outdoorregional.com.br

justo quando está para realizar as provas finais antes de se formar. Desiludido, ele acaba entrando, sem querer, num trem que, mal sabia ele, iria mudar sua vida. Estamos falando do Esquadrão Voador do Circo Irmãos Benzini, o Maior Espetáculo da Terra. É nesse universo completamente diferente do que estava acostumado, que ele começa a exercer sua profissão de veterinário, quando é admitido para cuidar dos animais do circo. É lá também que ele conhece a belíssima Marlena, grande estrela do número com cavalos e esposa do temível August. Como não poderia deixar de ser, ele acaba se apaixonando por ela. Como se não bastasse uma paixão apenas, ele acaba adquirindo outra: Rosie, a elefanta que deveria ser a salvação do circo. Ou seria dele? Enfim, é uma história envolvente, na qual você consegue facilmente se imaginar dentro das cenas, dadas as tão incríveis narrações. Uma ótima leitura, sem dúvidas, quer você goste de circos ou não.

“Água para Elefantes” Sara Gruen Editora Arqueiro 272 páginas

No começo deste mês foi lançado o livro ilustrado “Corinthiarte – Campeão dos Campeões”. A obra percorre o tempo e retrata a história do Corinthians entre os anos de 1921 e 1930, narrando a vida da família Alvinegra, o crescimento da cidade e também do país. O livro, dividido em dez volumes, foi escrito por Fernando Wanner, Filipe Gonçalves e Luiz Wanner e o projeto literário foi realizado pelo Porto Zen Estúdio.


www.outdoorregional.com.br | 11


música

ais triste ntrei me deixou m co en e qu o je ho “E la que existe Um pedacinho de meu paletó...” Um fio de cabelo no Juliana Cuani j-cuani@outdoorregional.com.br

C

ertamente, e afirmamos sem medo de errar, muita gente cresceu ouvindo esse e outros refrões que fizeram e fazem sucesso no cenário musical brasileiro há 40 anos. E como não poderia deixar de ser, afinal 40 anos de carreira não podem passar em branco, a dupla Chitãozinho & Xororó comemorou a data em grande estilo com o terceiro DVD comemorativo intitulado “Chitãozinho & Xororó 40 Anos Sinfônico”, gravado dia 1º de agosto na Sala São Paulo ao lado de convidados especiais. A produção executiva é assinada

por Fernando Meirelles. Os outros dois foram “Chitãozinho & Xororó 40 Anos Nova Geração” e, “Chitãozinho & Xororó 40 Anos Entre Amigos”. Além da Orquestra Bachiana Filarmônica Sesi, os irmãos subiram ao palco ao lado de nomes como Caetano Veloso, João Carlos Martins, Maria Gadú, Sandy, Alexandre Pires, Fafá de Belém, Junior Lima, Jair Rodrigues e Fábio Jr. José de Lima Sorinho e Durval Lima, respectivamente Chitãozinho e Xororó, nasceram na cidade de Astorga no Paraná e se tornaram uma dupla renomada

no mundo sertanejo. Oficialmente, o primeiro disco foi lançado no ano de 1970, intitulado “Galopeira”, mas o sucesso apareceu apenas no oitavo disco. O álbum “Somos Apaixonados” vendeu 1,5 milhão de cópias, graças ao estouro da música “Fio de Cabelo”, que abrimos essa matéria. No ano 2000, a dupla completou 30 anos e a marca de 30 milhões de discos comercializados. Os fãs da dupla, conectados em redes sociais, podem acompanhar as novidades através da página http://www.facebook. com/chxoficial.

Gravadora deve lançar 12 músicas inéditas de Amy Winehouse Após a morte da cantora de 27 anos no dia 23 de julho, seguida de boatos de uma recaída no uso de drogas, a gravadora Universal anunciou o lançamento de um álbum com 12 músicas inéditas. Duas delas foram divulgadas pelo produtor Salaam Remi em seu blog: foram as versões alternativas de “Round Midnight”, do álbum de estreia, Frank (2003), e “Some Unholy War”, de Back to Black. A gravadora está em negociação com a família, e o lançamento do material inédito ainda não tem previsão para chegar às lojas.

SWU 2011 acontece em Paulínia Os organizadores do SWU 2011, segunda edição do festival que promove a sustentabilidade, anunciaram Chris Cornell, em show solo, e Black Rebel Motorcycle Club. Apenas alguns nomes entre as 70 atrações nacionais e internacionais programadas que já contém Black Eyed Peas, Snoop Dogg, James Murphy e Frankie Knuckles, Megadeth e Faith No More. O local escolhido dessa vez foi a cidade de Paulínia, que recebe o evento nos dias nos dias 12, 13 e 14 de novembro. Os ingressos do SWU, apenas para o setor pista, começaram a ser vendidos em 11 de julho. Os bilhetes para o camping e o pacote Vip começam a ser vendidos a partir de agosto, ainda sem datas ou valores definidos.

12 | www.outdoorregional.com.br


www.outdoorregional.com.br | 13


Reciclagem

tecnologia

com fidelização

A Apple sai na frente com programa de benefícios para seus clientes, os mantendo e sendo sustentável

Melise Scomparim m-scomparim@outdoorregional.com.br

A

Apple aposta em programa de benefícios para barrar crescimento dos smarts com plataforma Android, fidelizar clientes e de quebra manter a empresa na onda da sustentabilidade. A Apple criou um programa de benefícios para que donos de versões antigas de iPhones, iPads, Macs, PCs ou notebooks troquem seus aparelhos usados por Gift Cards, que podem ser usados na compra de novos produtos. O valor do produto será calculado pela PowerOn, uma empresa contratada pela

Apple para cuidar do programa. É possível ver uma avaliação preliminar do preço do dispositivo pela internet, e então enviá-lo para a PowerOn, sem custos. A empresa entrará em contato com o usuário para avisar se o crédito disponibilizado será diferente do previsto pelo site, que calcula a partir da descrição feita pelo antigo dono sobre a condição do aparelho. Se o usuário preferir não aceitar o valor oferecido pela empresa poderá receber o produto de volta, sem custos. Caso contrário, a PowerOn enviará um Gift

Card da Apple em três semanas para o cliente. Esse é mais um entre diversos programas de reciclagem que a empresa oferece para consumidores. Por enquanto, o serviço está disponível apenas nos Estados Unidos. A participação crescente do Android no mercado com certeza fez a Apple ligar a criatividade do marketing e buscar uma maneira de cativar e manter seus clientes. Essa é a grande guerra da tecnologia e quem ganha é o consumidor.

A concorrência que amamos Os rádios têm despertado o interesse de diversas empresas, por isso, o consumidor pode esperar pelo começo de uma baixa de preços nesse setor e novos serviços. As redes sociais têm ganhado mais e mais importância, com isso, a guerra entre elas para ganhar a sua atenção tem se intensificado. Para não ficar esquecido na batalha entre Google+ e Facebook, o Twitter também traz inovações. Foi recentemente divulgada uma ferramenta de compartilhamento de fotos diretamente na página no twitter.com, além de mudanças da aba @Mentions, além de outras melhorias que devem ser anunciadas em breve.

14 | www.outdoorregional.com.br


www.outdoorregional.com.br | 15


a d a l Sa

moda

s a t u r de f

ete m o r p 2 1 0 2 O verão ito e j o d , s e r o c muitas a! r o d a l i s a r B que o Melise Scomparim m-scomparim@outdoorregional.com.br

o se o fri o d n apaua e sol taa t s er afa ais ab sso m e no rec e em a ment ropical, t n ri país ve, b . e l s i r ma junto de se o segue o n a e d a vont e divertid d i v e r t i d coo is h l ca ã d a é m a n c a r c o m a s i r que E na ue b s, já humor do q e a d d a mo sso nalid e to am o no a persores l ss e s rev zes a no ons são e r o t c ve seus itas nsae se e mu e, pois d s ad gado nalid carre dos. e r ão é s e m p s i g n i f i c a s looks n os o m e d colhe ç õ e s rodução o es ssamos p d n a a N pa Qu , coom, ente. difer inado t a postura óm m s s deter mundo u s ou mai m a o d as co para is diverti olhid asião c s a e r e s m ev e m s e r d a s à o c d tida. ua brias adeq r transmi e o e d s cuida sagem a n e m eà

Q

16 | www.outdoorregional.com.br


Para a mod a verão 2012 , a tendência é um a cartela de presente pe cores forla facilidade tes, por isso em com, pode pre b inar cores e p a rar um guarda roup pela leveza . a cítrico, ca Os tons m ais neutros co ndy e neon com belas p mo cinza, n itadas de co u de, off-white, ocre res neutras, s e beges sã como o cin o za, ocres, b in dispensáveis, tanto eges, nudes para as ma e muito off-w is o hite (aquele usadas p a ra equilibrar o s brancos mais escurin visual colori hos). quanto para do, as mais discr As cores c etas, para om aspecto essas mulhe res, esses to de doces, candy ns são para , deixam o se esbaldar. verão com uma cara ainda mais O jeans e divertida, com jeitinh o navy (m o de loja de arinheiro ) também e doces. stão em alt O v e rd e , a e são ro s a e la ra ótimas op ções de c n ja n a s to n a li d a d e o m s de neon p osição de look, e o u c ít ri as estamp c o , n o B ra as florais e s il s ã o m o g e o m étricas tam d a c e rt a e m to d o o bém serão v e rã o . da estação hits . O branco ta mbém sem Agora é só pre se faz esperar o verão e se divertir muito com as cores!

Ser chique e confortável. Na moda, nem sempre era assim, mas essa fase ficou no passado, graças à nova tendência de casacos, jaquetas e parkas esportivas, sofisticadas e lindas! E o melhor: elas vêm com zíper e capuz, um toque despojado e atual.

As saias longas vêm com tudo no próximo verão, deixando a mulher bem feminina e chique. Mas esqueça o estilo hippie, pois as novas saias imprimem sofisticação e podem ser usadas desde o dia a dia até mesmo nas noites mais animadas.

Os óculos de sol dão um toque mais elegante e ainda protegem a visão dos raios UV, por isso, para a estação mais quente do ano, aposte nos modelos com cores vibrantes, aros largos e estampados, além das lentes em cores quentes, em degradê e espelhadas. As lentes arredondadas, quadradas grandes e em formato geométrico prometem ser sucesso neste verão de 2012. Os óculos estilo aviador voltam em estilo mais elegante e sofisticado. www.outdoorregional.com.br | 17


decoração

O verão vem aí !

Paulo Pereira p-pereira@outdoorregional.com.br

O

inverno nem acabou e tudo indica que neste verão vamos aproveitar muito mais a área de lazer. Não só pelo fato das altas temperaturas, estamos falando de novidades para área externa como móveis e acessórios para quem gosta de receber os amigos em alto estilo. Os acabamentos como alumínio, fibra sintética e tecidos estão cada vez mais ousados. As formas das peças são cada vez mais variadas como as peças que antes eram usadas na parte interna da

18 | www.outdoorregional.com.br

casa como a poltrona suspensa que é uma leitura dos anos 60, buble chair e outros mais. As novidades não param por aí. Vamos ver as linha em telas também com muitas novidades nas chaise longue que por sua vez ganham diferentes formas e tamanhos como um charmoso mini toldo. E já está fazendo o maior sucesso para quem optar por futons nas peças, com sofás, poltronas, bancos em madeira as estampas continuam com tons fortes e alegres, os florais ainda vão continu-

ar com força total. Quem está de volta também são os alumínios fundidos como são conhecidos são peças confeccionadas na areia cadeiras e mesas com tampos giratórios como se fossem rendas feitas à mão, isso mesmo! Essa linha retrô não caiu no esquecimento, não. Estão sendo cada vez mais procurados pelos arquitetos e decoradores e com certeza você vai ver muitas peças lindas e fazendo nossa área de lazer ainda mais bela. Aproveite este verão com as mais belas formas e cores.


www.outdoorregional.com.br | 19


Educação Thássia Moro t-moro@outdoorregional.com.br

N

os dias de hoje, acontece cada vez mais cedo a preocupação com o desenvolvimento das crianças nos seus primeiros anos de vida. A interação entre o meio familiar e o meio escolar acaba se tornando comum na vida de milhares de famílias, pois a escola é o principal ambiente complementar no desenvolvimento da criança. E é por isso que a educação infantil se tornou um componente de suma importância no cotidiano de pais, filhos e educadores. Entretanto, esse processo de adaptação em um novo ambiente e em uma nova rotina não é tão simples como parece. A relação racional e emocional nesse processo de transição tão importante na vida familiar passa por diversos caminhos, tanto na necessidade dos pais trabalharem e deixarem seus filhos em um local adequado, na ansiedade com relação ao futuro dos filhos, quanto o lado emocional na inserção da criança em um novo cotidiano longe da família, experimentando novos sentimentos e relações. A principal dúvida é a idade ideal para colocar seu filho na escola e qual a melhor opção para a criança. Essa decisão é pessoal e somente

20 | www.outdoorregional.com.br

Os primeiros passos A importância da educação infantil no desenvolvimento das crianças

pode ser tomada pelos pais, mas existem alguns aspectos que podem auxiliar nessas difíceis e determinantes escolhas. Os educadores e especialistas apontam que as crianças menores, quando entram em contato mais cedo com a escola, são muito mais desenvolvidas do que aquelas que não estão nela, pois já convivem com a rotina escolar desde um ano, dois ou três. Além do aprendizado, de novas formas de convívio e da autonomia, a principal função da educação infantil é a função socializadora que a escola impõe às crianças, principalmente para aquelas que possuem pouca convivência com outras crianças. É nesse momento que se aprende a emprestar, a negociar, a esperar, a cooperar, ou seja, habilidades que dificilmente podem ser feitas em casa. Ao buscar uma escola, tenha

em mente que a educação infantil não tem o papel de acelerar o processo de escolarização. Nesse momento, a escola torna-se uma extensão do ambiente doméstico, mas com a introdução de novos elementos, como a socialização e o contato com diversas formas de aprendizado que passam a ajudar no processo natural de escolarização da criança. Além disso, a escola tem como objetivo transmitir novas formas de conhecimento que, aliados à educação que a criança tem em casa, se tornam elementos fundamentais em seu desenvolvimento. A escola se torna um elemento fundamental no cotidiano das crianças e de seus pais, mas somente com a união desses dois elementos é que o desenvolvimento equilibrado da criança acontece de maneira harmoniosa e completa.


www.outdoorregional.com.br | 21


games

Nathan Drake

Rafael Barbosa r-barbosa@outdoorregional.com.br

A

franquia Uncharted chegou de mansinho ao PS3. “Drake’s Fortune”, o primeiro título da série, causou certa comoção, mas foi com a sua continuação, “Among Thieves”, que a franquia alcançou o estrelato, superando em crítica e público jogos de franquias já consagradas como o excelente “God of War 3”. Com o sucesso, é evidente que os jogadores pediriam mais e a Naughty Dog os atendeu. Em “Uncharted 3: Drake’s Deception” veremos o herói Nathan Drake em busca da mítica Cidade dos Mil Pilares, que supostamente estaria localizada em algum lugar do deserto de Rub’ al Khali, na Península Arábica. Praticamente todos os aspectos dos games anteriores foram melhorados e ampliados. Os personagens estão mais expressivos e parecem espantosamente vivos, enquanto os cenários apresentados são grandiosos e muitas

vezes opressivos. Porém, não foram só os gráficos que evoluíram. O gameplay também sofreu alterações e agora Drake poderá sair no braço com múltiplos inimigos, apanhará munições automaticamente e suas habilidades furtivas serão mais bem exploradas durante o jogo. O modo multiplayer também foi reformulado. Além de trazer os habituais modos cooperativos e competitivos, o game também permitirá um nível de personalização e evolução de personagens e armas nunca antes vistas na série. “Drake’s Deception” também será compatível com a tecnologia 3D e segundo a Sony, trará os melhores efeitos em três dimensões já vistos no console. E o melhor de tudo é que poderemos curtir tudo isto em nossa língua, já que a Sony afirmou que o game será totalmente traduzido e dublado para o português do Brasil.

A produtora Reef Entertainment afirmou que adquiriu os direitos da franquia “Rambo” e que está produzindo um game baseado no ícone brucutu dos anos 80. Segundo o presidente da produtora, Peter Rezon, a crescente popularidade dos filmes de ação tornou esta a época perfeita para se lançar um jogo baseado no personagem. O game será lançado para PS3, Xbox 360 e PC e deve chegar às prateleiras em 2012.

O 3DS sofreu um substancial corte de preços. Desde o dia 12 de agosto, o novo console portátil da Nintendo teve seu preço reduzido em 30%, passando de 249,99 para 169,99 dólares. O motivo do surpreendente abatimento no valor se deve às fracas vendas que o console tem alcançado pelo mundo, e é a primeira vez na história da companhia nipônica, que um console seu sofre um corte de preços tão grande e em tão pouco tempo. 22 | www.outdoorregional.com.br

Nome: Uncharted 3 Desenvolvedora: Naughty Dog Editora: Sony Computer Entertainment Plataformas: Playstation 3 Lançamento: 01/11/2011


www.outdoorregional.com.br | 23


especial

Juliana Cuani j-cuani@outdoorregional.com.br

A

e d o j e n a t r Se

história de Eduardo Costa se confunde com a de milhares de brasileiros, recheada de momentos difíceis e a luta para sobreviver em condições dignas. Uma família mineira muito simples ganhou mais um membro em 13 de dezembro de 1979: nascia em Belo Horizonte aquele que estava marcado para o sucesso e destinado a mudar sua história – Edson Vander da Costa Batista, mais conhecido como Eduardo Costa. Filho de João Batista e Maria Raimunda da Costa, não se deixou intimidar pela vida simples que levava e seguiu em frente graças à música. “Eu sou apaixonado por música desde pequeno, sempre gostei e aprendi tudo sozinho, sou autodidata. Já trabalhei vendendo picolé, em floricultura e na roça também. Mas, desde muito jovem, já cantava na noite”, nos explica o cantor. Pode-se dizer que tudo começou por acompanhar os músicos da família, que, aliás, compõem grande parte dela, em diversas festas como a Folia de Reis. O gosto pela música sertaneja apareceu ainda na infância, por volta dos cinco anos de idade. O próprio Eduardo se define como um caipira nato, até pelo jeito de se expressar. “Procuro preservar minhas origens, gosto mesmo é de estar entre os amigos, tomar uma boa cachaça, comer um frango caipira com quiabo, jogar truco e contar causos, tomando um bom café coado em coador de pano”, diz ele, descrevendo como gosta de passar os poucos dias livres.  Ele também conta que o começo na música não foi fácil. “Depois de sair de Abre Campo e voltar a morar em BH, montei uma banda chamada ‘K&ipira’ com meu amigo Juninho, um dos primeiros a acreditar em mim. Como não durou muito tempo, montamos a dupla ‘Eduardo e Cristiano’ que se apresentava por cachês muito baixos, às vezes não sobravam 20 ou 30 reais para dividir entre os dois. Depois de tantas dificuldades, decidi investir na carreira solo e cantar sozinho”. Além de cantor, Eduardo Costa também é compositor e toca vários instrumentos, entre eles, aquele que considera

24 | www.outdoorregional.com.br

alma e c


, e l e p e

coração

www.outdoorregional.com.br | 25


a sua verdadeira paixão: a viola caipira. A música “Coração Aberto” que aparece em seu primeiro CD gravado de forma independente foi seu primeiro sucesso, se tornando conhecida por conta da pirataria que espalhou as músicas pela cidade. Mas o primeiro cd da carreira, considerado oficial, só foi gravado em 2002 e se chama “Ilusão”. Já em 2003 lançou o segundo trabalho “Rasgando a madrugada”, seguido por “No buteco I”; “Pele, alma e coração” e “No buteco II”, lançados em sequência, um a cada ano. Em 2007, Eduardo Costa e a gravadora Universal Music lançaram o primeiro DVD da carreira, gravado em novembro de 2006, em Belo Horizonte. Com o sucesso da música de trabalho “Me apaixonei”, o cantor à marca de 500 mil cópias. Já em 2008, ele lançou o segundo CD pela gravadora. O álbum “Cada dia eu te quero mais” alcançou grande sucesso, se tornando um marco na carreira do cantor. Após 2 milhões de cópias vendidas, chegou às lojas o oitavo trabalho de Eduardo, intitulado “Tem tudo a ver”. Entre suas diversas influências musicais, Eduardo diz que a variedade delas é que originou o seu estilo e, dentre a lista de nomes, estão Barrerito do Trio Parada Dura, Gino e Geno, Chitãozinho e Xororó, Teodoro e Sampaio, as Irmãs Freitas, Milionário e José Rico, Almir Sater, Tião Carreiro e Pardinho, Liu e Léu, André e Andrade, Renato Teixeira. “Daí é que surgiu a ideia de misturar sertanejo com batuque, forró e baladas românticas. Todas as minhas influências juntas, sem nunca,

26 | www.outdoorregional.com.br

claro, perder a raiz”. Para o projeto do segundo DVD, ele confessa que não foi fácil escolher as canções que entrariam e a etapa de planejamento desse novo trabalho. “É muito bom ver nossos sonhos serem realizados, ainda mais quando a gente participa de todos os processos. O mais difícil foi separar as ‘preferidas’ entre tantas opções. No intervalo de um DVD para o outro, lancei dois discos. Pegamos os grandes sucessos dos dois, alguns sucessos antigos e regravações e as inéditas”. O nome é para arrebatar os corações de seus fãs apaixonados: “De pele, alma e co ração”, gravado em outubro de 2010 no Credicard Hall, diante de um público de mais de 4 mil pessoas e lançado recentemente pela Sony Music. O projeto visual do DVD é assinado pelo lighting designer argentino Guillermo Herrero, que apostou na mais moderna tecnologia, que remete à usada por astros internacionais como Celine Dion, Elton John e U2, por exemplo. As participações especiais ficam por conta de Belo, Paula Fernandes e a dupla Alex e Konrado. O repertório escolhido é composto por 27 canções, sendo cinco delas inéditas. “A música ‘Ela saiu à Francesa’ é uma parceria minha com meu produtor musical Daniel Silveira e com Ronaldo Cezario. ‘Quem É’ não é de minha autoria, mas foi uma música que desde a primeira vez que ouvi, chamou minha atenção. Inclusive foi a música escolhida para ser o primeiro single deste trabalho. ‘Pé de Macaco’, que é uma letra divertida que brinca com uma expressão

que usamos muito na estrada, ‘Tomara a Deus’ e ‘Ponto Final’ também são composições minhas, esta última em parceria com Breno Barreto”. Segundo ele, é praticamente impossível descrever a emoção de ver a reação do público com a concretização desse projeto. “A aceitação dos fãs foi maravilhosa. É tudo maravilhoso! É muito bom ter nosso trabalho reconhecido. Os fãs adoraram! Compareceram em peso na gravação, compraram o CD e o DVD e nos shows, cantam todas as músicas. Isso é muito gratificante para o artista”, comenta com seu jeito caipira, mas sem conseguir esconder a emoção e o orgulho de seu trabalho. Para Eduardo, a novidade que já vem dando o que falar é a música “Quem é”. “Enquanto as músicas de hoje estão chamando a mulher de cachorra, de bandida, aqui eu a trato com o carinho que ela merece. É um samba romântico com cavaquinho, pandeiro e tudo o mais, como manda o figurino”, diz ele. Perguntado sobre o CD, um show ou trabalho marcante, o cantor ficou em cima do muro. “Já gravei 8 CD´s e 2 DVD´s. No caso, o ‘CD e DVD De Pele, Alma e coração’ é um dos mais importantes pra mim, pois, além de ser o trabalho mais recente, foi também a concretização de um sonho. Mas isso é difícil falar... Todos os shows são especiais e têm sua singularidade. Cada cidade, cada público, sempre são especiais. Já me apresentei em tantos lugares... Acho que meu sonho mesmo é nunca parar de fazer show!”, finaliza o mais novo queridinho da música sertaneja.


www.outdoorregional.com.br | 27


28 | www.outdoorregional.com.br


www.outdoorregional.com.br | 29


30 | www.outdoorregional.com.br


www.outdoorregional.com.br | 31


32 | www.outdoorregional.com.br


www.outdoorregional.com.br | 33


capa

34 | www.outdoorregional.com.br


s o t u r b s O do sertanejo Melise Scomparim .br tdoorregional.com m-scomparim@ou

Carreião Jo o, ri tá si er iv n u o ej an rt se e Em meio a uma geração d sertanejo, o d ra u p s ai m te en rt ve a m u ro e Capataz escolheram ola vi e d es od g pa os os d u sa s ao com notas que remetem

A

viola caipira nunca foi esquecida. Deixada de lado por alguns anos, o brasileiro de uns tempos pra cá redescobriu esse instrumento através do sertanejo e muito se deve a uma dupla que transparece sua paixão pela música de raiz. Estamos falando de João Carreiro e Capataz. João Carreiro e Capataz misturam a moda de viola a arranjos de rock, uma mistura que deu certo e resgatou a música caipira.

www.outdoorregional.com.br | 35


Com um linguajar caipira proposital, músicas com erros de português como as clássicas músicas de viola, a dupla se preocupa o máximo possível em manter a fidelidade do seu estilo musical. “Primeiramente somos apaixonados em moda de viola, só que para entrarmos no mercado adaptamos uma roupagem nova, com sanfona, guitarra e outros instrumentos mais pesados. O mais gostoso é que foi tudo naturalmente, e com isso acabamos achando a nossa identidade”, declarou a dupla em entrevista à Outdoor Regional. Na verdade, eles também vieram preencher a vida de muitos

36 | www.outdoorregional.com.br

fãs da música caipira que há anos se sentiam órfãos de novidades no estilo. João Carreiro e Capataz são fãs declarados de Tião carreiro e Pardinha desde de a adolescência, e eles devem à essa dupla, inclusive, a inspiração para iniciarem no mundo musical. A dupla que alcançou notoriedade recentemente, já existe há nove anos. Eles contam que no dia 04 de maio de 2002 subiram ao palco pela primeira vez e se conheceram por intermédio do tio do João Carreiro, o Tio Biju. João Carreiro nasceu em Cuiabá no estado de Mato Grosso, é formado em Administração de Empresas e desde garoto é fascinado por música e fã incondicional do cantor Tião Carreiro. João Carreiro se declara caseiro, quando não está em turnê fica com a família e trabalha em novas composições. Seu nome de batismo é João Sérgio Batista Corrêa Filho. Capataz, ou Hilton Cesar Serafim, também nasceu em Cuia-


bá. Formado em Direito pela Unic (Universidade de Cuiabá), desde pequeno acompanhava seu pai, José Alfredo, nos trabalhos da fazenda e perambulava cantando com um amigo. Foi assim que se apaixonou pela música. Nas horas vagas se dedica a torcer pelo seu time de futebol, saborear um bom churrasco de carneiro e aproveita as rodas de viola para cultivar novas amizades. O relacionamento da dupla com seus fãs é a melhor possível. “Respeitamos muito nossos fãs, por isso eles só estão aumentando com o passar do tempo, graças a Deus”, comentam. Esse aumento de fãs e admiradores do som de João Carreiro e Capataz é a consequência de trazer as raízes para um estilo musical com a cara do nosso povo. O sertanejo de raiz vem conquistando muitos adeptos e, para a dupla, esse fato é motivo de alegria e de gratidão. “Estamos de uma certa forma contribuindo pra que isso venha a acontecer. Hoje o público deixou de ter vergonha de gostar do chamado sertanejo raiz, isso

graças ao novo sertanejo, que abriu portas pra várias pessoas que gostavam de outro gênero musical”. João Carreiro e Capataz também são conhecidos como “os brutos do sertanejo”, apelido dado pelas rádios do estado do Paraná. “Foi o primeiro estado a nos tocar pra valer nas FMs. Eles acharam um sertanejo diferente do cotidiano pelo timbre das nossas vozes, um tom muito mais grave do que o mercado estava acostumado a ouvir”. Com o apelido, muitas fãs se perguntam “os brutos também amam”? E como a Outdoor Regional é extremamente fiel aos seus leitores, não deixamos a pergunta no ar, e a dupla não fugiu de responder não, aliás, responderam na lata. “Opa, se amamos! Tanto que a nossa música mais recente de traba-

lho se chama ‘Volta pro meu coração’, autoria de João Carreiro, uma moda ‘xonada’ demais”, contam. A resposta não poderia ser diferente, como todo bom sertanejo, o amor está ali, impregnado na voz, melodia, modo de viver e cantar a vida. Ainda neste ano de 2011, os violeiros garantem o lançamento de um novo CD, quase todo feito de músicas inéditas. O novo trabalho receberá o nome de “João Carreiro e Capataz – Lado A e B”. O CD duplo promete agradar, sendo o lado A composto apenas de modas caipiras e os fãs agradecem. E pra quem gostou, não precisa esperar demais, pois João Carreiro e Capataz estarão presentes na Boituvana deste ano. A dupla deixou um recadinho. “Em breve estaremos aí, juntinhos com vocês em Boituva quebrando tudo e fazendo um super show pra vocês. Um abraço e que Deus os abençoe”, finalizam.

www.outdoorregional.com.br | 37


BOITUVANA 2011 Neste ano, o “Festival de Rodeio de Boituva” chega a sua 22ª edição. O rodeio será realizado durante os dias 1 e 6 de setembro, e contará com diversas duplas e cantores sertanejos, além de bailão e rodeio profissional todas as noites no Centro de Eventos Municipal. Abrindo a festa, “Teodoro e Sampaio”. No dia 2, a animação fica por conta da dupla “Guilherme e Santiago”, que cantam os hits “E

38 | www.outdoorregional.com.br

daí!?” e “Que dá vontade, dá!”. Dia 3 de setembro a festa fica por conta de “João Carreiro e Capataz”, com sua moda de viola inconfundível. Eduardo Costa agitará a plateia em sua apresentação no dia 4 de setembro. No dia 5, o público conta com o show de “César Menoti e Fabiano”. No aniversário de 74 anos de Boituva, em 6 de setembro, o show é de “Chitãozinho e Xororó”.


www.outdoorregional.com.br | 39


esporte

o t a n o e p Cam e d o r i e l i s Bra de m e g a Pilot 2011   s e m Vela idade c o l e v , o Precisã ia nos céus c e distân e Boituva d

Melise Scomparim m-scomparim@outdoorregional.com.br

H

á alguns meses aconteceu em Boituva o “Campeonato Brasileiro de Pilotagem de Velame 2011” promovido pela Confederação Brasileira de Paraquedismo. O Campeonato foi realizado em Boituva, no Centro Nacional de Paraquedismo, considerada a área de salto mais adequada para a prática do esporte. Conhecida como a ca-

40 | www.outdoorregional.com.br

pital do paraquedismo civil, há 34 anos, dispõe de 16 escolas homologadas, com instrutores habilitados e inspecionado pela Confederação Brasileira de Paraquedismo. O Centro Nacional de Paraquedismo tem aeroporto particular, o que facilita a prática do esporte, uma vez que é utilizado exclusivamente pelas aeronaves que levam as pessoas para saltar. O evento

reuniu mais de 30 atletas, divididos em duas categorias, sendo elas: Intermediário e Pró. O esporte, à primeira vista, pode parecer apenas com o paraquedismo, porém é no chão que a história muda, pois o Velame exige do atleta uma precisão cirúrgica com fatores em conjunto, como a distância e velocidade. O esporte consiste em ultrapas-


O atleta Ipiranga, um dos oito classificados para o mundial da entrevista `a uma emissora de tv

sar a piscina e atingir o mais próximo possível o alvo de pé. Nada fácil, afinal a velocidade é alta e exige um domínio total do paraquedista. Foram três dia de evento e a disputa em Boituva definiu os oito melhores paraquedistas que vão disputar o mundial, no fim deste ano no velho continente. A Confederação surgiu quando o paraquedismo deixou de ser vinculado ao DAC (Departamento de Aeronáutica Civil) nos anos 50 e então um grupo de jovens de São Paulo e do Rio de Janeiro resolveu reorganizá-lo e dar-lhe um cunho moderno. Em 1962, foi fundada a Federação Brasileira de Paraquedismo e, por meio de uma Assembléia Geral,

foi dissolvida em 30/03/1963 e criada a Comissão de Organização da UBP (União Brasileira de Paraquedismo) com o intuito de definir objetivos da nova entidade, sua estrutura e sua filiação aos órgãos máximos do esporte nacional e internacional. Paralelamente também no meio militar, o paraquedismo  se desenvolvia como esporte, tendo as competições com os civis contribuindo para o seu crescimento. A União Brasileira de Paraquedismo atingiu os objetivos para os quais foi criada: estruturar o paraquedismo como esporte, dando  condições para sua filiação ao Conselho Nacional de Desportes  (CND) e a Federação 

Aeronáutica Internacional (FAI). Essas atividades desenvolvidas nos anos 1963 e 1964 culminaram com o envio da primeira delegação brasileira de paraquedismo ao 7° Campeonato Mundial organizado pela FAI em 1964  na Alemanha Ocidental (RFA) e permitiram a perpetuação do paraquedismo esportivo brasileiro, superando definitivamente as barreiras oficiais e burocráticas até então existentes. Foram criadas as três primeiras federações (Paraná, São Paulo e Rio de Janeiro) e, assim, em 1975, a UBP transforma-se em CBPq (Confederação Brasileira de Paraquedismo).

www.outdoorregional.com.br | 41


saúde

Faz bem pro bebê, faz bem pra mulher

Leite Materno: muito além de saúde física, um ato de amor

Melise Scomparim m-scomparim@outdoorregional.com.br

E

m meados do mês de agosto, a pauta no Ministério da Saúde foi a Semana Mundial da Amamentação (SMAM) de 2011, na qual o ministro da Saúde, Alexandre Padilha, conclamou a todos os setores da sociedade a apoiar as mães para que tenham condições de amamentar seus filhos. “Precisamos mobilizar todos os segmentos – governos, empresas, profissionais da saúde, familiares, lideranças religiosas e comunitárias - para que este direito seja respeitado”, afirmou.  Toda criança menor de seis meses tem direito ao aleitamento materno, segundo determinação da Organização Mundial de Saúde (OMS). Nessa primeira fase de vida, o leite da mãe deve ser um alimento exclusivo. Muitas mulheres não têm leite, e também há crianças que não têm o contato com a mãe nesse

42 | www.outdoorregional.com.br

período, por isso, para assegurar a saúde do bebê, o Brasil possui a maior rede pública de banco de leite humano no mundo. Esse banco de leite alimenta em torno de 135 mil recém-nascidos. O aleitamento materno é a mais antiga estratégia natural de vínculo, proteção e nutrição para a criança. Constitui a mais econômica e eficaz intervenção para redução da mortalidade infantil. O leite materno tem tudo o que o bebê precisa até os seis meses, inclusive água, e é de mais fácil digestão. Segundo a Sociedade de Pediatria de São Paulo, a lista é extensa. O leite materno protege contra doenças alérgicas, diversos tipos de câncer, desnutrição, diabetes mellitus, doenças digestivas, doenças crônicas como osteoporose, doença cardiovascular e ateroesclerose, obesidade, meningites, sarampo e outras doenças infecciosas, doenças respiratórias e otites,

doenças do trato urinário e cáries. E ainda promove melhor desenvolvimento neuro-psicomotor infantil e cognitivo, aumenta o QI, promove melhor padrão cardiorrespiratório durante a alimentação, melhor resposta às imunizações e melhor equilíbrio emocional. Para as mães, o ato de amamentar ajuda na perda de peso mais rapidamente após o parto e ajuda o útero a recuperar seu tamanho normal, diminuindo o risco de hemorragia e de anemia. Além disso, reduz o risco de diabetes, de câncer de mama e de ovário. Mesmo com todos os benefícios, muitas mães encontram barreiras para conseguir amamentar o seu bebê. É direito ter dois períodos por dia no trabalho para amamentação, além de um lugar adequado e confortável para mamães e bebês. Amamente e apóie a amamentação!


www.outdoorregional.com.br | 43


autos

C3 Picasso A vida elevada ao cubo Melise Scomparim m-scomparim@outdoorregional.com.br

O

C3 Picasso finalmente foi lançado por terras brasileiras, sendo que o modelo já existe desde 2008 na Europa. As formas cúbicas que caracterizam a minivan permanecem atuais e a equipe de projetistas do Brasil realizou mudanças no design, que deixaram o carro bastante jovial. Na frente, grade e para-choque seguem a linha do Aircross, a logomarca do duplo chevron continua no centro, mas o espaço da placa foi deslocado para a direita, no lado oposto está localizado o logotipo que identifica o carro. Na parte traseira a principal mudança é o desenho assimétrico da tampa do porta-malas. Na parte interna, o espaço é bastante confortável para cinco ocupantes, embora tenha 4,09 metros de comprimento, o C3 Picasso conta com entre-eixos de 2,54 metros. Não faltam porta-objetos espalhados pela cabine.  O C3 Picasso é comercializado com o motor 1.6 16V Flex, o câmbio pode ser manual de cinco marchas ou automático de quatro velocidades.

44 | www.outdoorregional.com.br


As três versões de acabamento têm em comum ar-condicionado, direção assistida, vidros elétricos nas portas dianteiras, retrovisores elétricos, computador de bordo e banco traseiro bipartido entre os itens de série. A versão básica GL oferece chave do tipo canivete com abertura das portas, travamento automático das portas, porta-luvas refrigerado, tomada de 12 volts e aviso de não-utilização dos cintos de segurança.  A versão intermediária GLX traz rodas de liga leve, maçanetas externas na cor do veículo, retrovisores na cor do veículo, vidro dianteiro do motorista com dispositivo “one touch” e função anti-esmagamento, vidros traseiros elétricos, faróis de neblina, banco do motorista com regulagem de altura, rádio CD Player com MP3, entrada auxiliar e comandos na coluna de direção, mesinhas tipo avião para os bancos traseiros, bancos dianteiros com bolsas porta-revista, indicador de temperatura externa no rádio e travamento elétrico para vidros traseiros. Com câmbio automático, o C3 Picasso GLX ganha sistema de frenagem

anti-travamento (ABS) e distribuição eletrônica de frenagem (EBD) e acionamento automático do pisca alerta em frenagem de urgência. O airbag duplo é opcional em ambas as versões.  Já a versão top Exclusive adiciona ar-condicionado digital, bancos revestidos em couro, rádio com Bluetooth, entrada USB e conexão para iPod, airbag duplo frontal, piloto automático com limitador de velocidade, volante revestido em couro e com detalhes cromados, sensor de estacionamento traseiro, freios com sistema anti-travamento (ABS) e distribuição eletrônica de frenagem (EBD), acendimento automático de faróis, sensor de chuva, apoios de braço nos bancos dianteiros, alarme, manopla do câmbio cromada e retrovisores exteriores cromados. Como opcionais, a versão conta com airbags laterais dianteiros e sistema de navegação por satélite (GPS) com tela colorida de sete polegadas embutida no topo do console central. A Citroën oferece três anos de garantia e plano de manutenção com preços fixos de revisão a cada 10 mil quilômetros.

www.outdoorregional.com.br | 45


finanças

Adequando-se `a

sua realidade

Fábio Sanqueta financas@outdoorregional.com.br

M

uito se fala da ótima economia brasileira, de como as pessoas podem continuar comprando, entrando em financiamentos e tudo ficará bem. Mas vamos levantar algumas situações básicas para que você possa avaliar a sua saúde financeira. 1) Quanto da sua renda hoje está destinada a pagamentos de parcelas e financiamentos? Um número saudável seria em torno de 30%. Por que só isso? Não podemos esquecer-nos dos reajustes anuais dos financiamentos e dos aumentos de preços de produtos e serviços em caso de inflação alta, como a que tivemos no início de 2011. Vivemos no país com as maiores taxas de planeta, jamais devemos nos esquecer disso. 2) Em caso de algum acidente ou perda de emprego, como ficariam as finanças da casa? Por quanto tempo a família poderia se manter sem uma entrada de dinheiro ou com receitas menores? Se esse número for menor que seis meses, você não passou no teste. 3) Quantas pessoas contribuem para a entrada de dinheiro na família? Se for apenas uma, como anda sua situação dentro do emprego? Se for um empresário, ele pode se dar ao luxo de tirar 20 dias de férias por ano? Ou ele não pode se dar ao luxo de nem pegar um resfriado? 4) Como estão os planos futuros

46 | www.outdoorregional.com.br

de aposentadoria da família? Existe algum plano, alguma meta de ganho mensal, ou isso por enquanto não é prioridade? 5) Como estão os seus investimentos? Não só os investimentos relacionados a ganho de capital, mas também os investimentos na carreira. Se houver um abalo na empresa em que você trabalha hoje, conseguiria uma recolocação com facilidade e rapidez? Como anda a sua empregabilidade? 6) Você já passou por algum momento de crise financeira? Se passou, acha que agora está melhor preparado para passar por uma

nova crise semelhante (ou pior)? Ou acha que nunca mais vai passar por isso e que “agora é diferente”? Se você sentiu um “frio na barriga” ao responder a alguma dessas questões, parabéns! É sinal que você ao menos se conscientizou de que alguma coisa está errada com as suas finanças. Cabe agora rever alguns conceitos e práticas relacionadas ao seu dinheiro, agir e então refazer o teste daqui algum tempo, sendo que de seis em seis meses seria interessante. Lembre-se que o resultado pode refletir na sua vida e na vida de sua família.


www.outdoorregional.com.br | 47


trabalho

Seja uma pessoa

agradável

Juliana Moreno j-moreno@outdoorregional.com.br

V

ocê deve concordar comigo que lidar com pessoas é uma tarefa extremamente difícil, pois cada um tem um modo de ver e lidar com as coisas. Por conta disso, sempre precisamos usar de um bom jogo de cintura para saber contornar as situações do dia a dia, ainda mais se elas são em nosso ambiente de trabalho. Lá talvez seja o lugar em que mais temos contato direto com pessoas diferenciadas e, por conta disso, talvez seja também onde mais encontremos dificuldade em exercer a difícil arte da compreensão. Para tornar essa convivência em grupo uma prática mais agradável e menos desgastante, existem algumas atitudes que podem colaborar para isso. Sempre costumamos acusar os outros de tudo quanto é errado, mas vamos estar atentos para perceber se, muitas vezes, não fazemos exatamente as mesmas coisas que tanto desaprovamos nos outros. - Se no seu ambiente de trabalho é permitido o uso de celular, não faça disso uma festa. O hit do momento pode ser até mesmo legal e empolgante, mas isso não quer dizer que

48 | www.outdoorregional.com.br

todos tenham a mesma opinião que você. O que isso quer dizer? Bem, lembre-se de em hipótese alguma colocar como toque do seu celular a música que versa sobre um tal de pônei maldito. Por se tratar de um ambiente de trabalho, a melhor opção é deixar seu celular em modo silencioso e jamais ficar conversando assuntos pessoais em voz alta. - Sabe aquele lance de cada um no seu quadrado? Funciona perfeitamente quando o assunto é ambiente de trabalho. Se você por acaso escutou uma conversa alheia, não queira entrar no assunto, se interessando em saber todos os detalhes da situação. Se você for chamado para participar da conversa, tudo bem, senão, permaneça neutro, como se não tivesse ouvido nada. - Programe seus horários. Procure nunca chegar atrasado a reuniões ou eventos relacionados com o trabalho, pois isso pode parecer falta de comprometimento de sua parte. Assim que uma reunião for marcada, já anote na sua agenda, coloque um lembrete no celular, enfim, faça da melhor forma para garantir que você não vai chegar atrasado, ou pior ainda, esquecer.


- Tudo tem hora. Isso se aplica principalmente a brincadeiras e piadas. Mesmo que uma piada seja contada apenas às pessoas que estão próximas a você, com certeza os risos vão ultrapassar essa limitação. Isso pode ocasionar um certo desconforto, ainda mais se houver alguém concentrado bem na hora em que as gargalhadas explodirem. - Por se tratar de um ambiente com muitas pessoas, pegue leve na hora de escolher o perfume que vai usar. Lembre-se que podem existir pessoas alérgicas, que não vão gostar nada se você aparecer pela manhã com o cheiro de uma mistura de mil flores. Prefira sempre os mais fracos. - A pior coisa quando estamos com fome e não podemos comer, é sentir cheirinho de comida, concorda? Pois então, não adquira o hábito de estar sempre comendo na sua mesa

de trabalho. Isso se torna ainda mais agravante se o lanchinho tiver cheiro forte, e você resolver o comer perto do horário do almoço ou no fim da tarde. Com certeza você estará rodeado de pessoas famintas, que terão que controlar seus estômagos roncadores por sua causa. Se tiver que comer algo rápido, prefira ir até a cozinha ou um local onde as pessoas não estejam trabalhando. - Regra fácil: o que não está na sua mesa, não é seu. Isso se aplica à caneta do seu vizinho de trabalho, sim! Se precisar pegar emprestado, sempre devolva. E jamais mexa nas coisas de outras pessoas sem permissão, pois isso é extremamente desagradável. - Se você não tem uma secretária exclusivamente sua, quando você for deixar sua mesa de trabalho para almoçar ou qualquer outro motivo,

deixe o telefone fixo da sua mesa sem som. Se você for uma pessoa requisitada, isso significa que o telefone tocará sem parar, deixando as pessoas ao redor da sua mesa irritadas ou tendo que fazer o papel de secretárias. - Se for precisar chegar atrasado ou até mesmo faltar, sempre comunique isso aos seus superiores, pois isso demonstra comprometimento. Uma falta sem aviso prévio pode colocar tudo a perder, se você estiver almejando uma promoção, por exemplo. - Se tiver que atender um telefonema pessoal, seja breve. Se houver um assunto a ser tratado, tente resolver em outra ocasião. Nada impede de você atender seus telefonemas, mas desde que isso não tome mais tempo do que o seu trabalho de fato. É precisa saber dividir as coisas, para evitar problemas futuros.

www.outdoorregional.com.br | 49


direito Bruno Fernandes b-fernandes@outdoorregional.com.br

L

egalmente falando, prescrição é a perda do direito de ação. Ou seja, a dívida persiste, mas não poderá mais ser cobrada através de ações administrativas ou judiciais. Nosso Código Civil (Lei 10.406/2002), em seu artigo 206, dispõe os respectivos prazos de prescrição para cada tipo de dívida. Em época de economia aquecida e concomitante crise global, vemos ainda consideráveis níveis de inadimplência, e também grandes abusos por parte dos credores. Em regra, as dívidas prescrevem em 10 anos, contudo, o aludido artigo acima citado, prevê normas específicas para determinadas dívidas, estabelecendo prazos diversos para cada tipo de débito. O fato de uma dívida ter prescrevido não isenta o devedor de saldá-la, mas bloqueia o direito do credor em cobrá-la legalmente. A fim de exemplificar, podemos citar os débitos referentes a aluguel, que têm prazo máximo de cobrança de três anos, e casos de dívidas oriundas de contratos diversos, que prescrevem em cinco anos, como dívidas de cartões de crédito e convênios médicos, por exemplo. Tal “validade” das dívidas tem sua fundamentação em nome da segurança jurídica, para que não fosse permitido a uma pessoa ficar vinculada eternamente à outra em razão de uma dívida. Se alguém deve, tem a obrigação de pagar; e se alguém é credor, tem o direito de cobrar, e o dever de fazê-lo rápido, sob pena de não poder fazê-lo mais. A inclusão de tais débitos em órgãos de proteção ao crédito, tais como SCPC e SERASA, também possuem prazos para a mantença

50 | www.outdoorregional.com.br

Até quando

vou dever?

Nosso Código Civil estabelece prazos para prescrições de dívidas, bem como institui regras para cobranças e manutenção do débito em cadastros de órgãos de proteção ao crédito. Será que você ainda precisa pagar o que deve? dos registros, que é de cinco anos a partir do momento em que a dívida deveria ter sido paga, conforme preconizado pelo artigo 43, § 1º. do Código de Defesa do Consumidor (Lei nº. 8.078/1990), sendo qualquer período superior a este indevido, podendo gerar reparações morais. Importante salientar que a prescrição do direito de cobrar judicialmente uma dívida, não exime o devedor de pagá-la, apenas cessa direito do credor do suporte jurisdicional, permitindo a este ainda a prerrogativa de realizar a cobrança por outros meios cabíveis. De tal feita, a dívida persiste, devendo ser paga pela obrigação devida e

outrora assumida, e também pela questão moral. Honrar a palavra acordada, hoje parece coisa do passado, mas ainda “está na moda”, e deveria ser praticada por todos. As práticas realizadas nas negociações comerciais refletem diretamente no aumento ou diminuição de juros; se temos alto índice de inadimplência, a desconfiança aumenta e os juros sobem, se temos pagamentos honrados à época dos vencimentos ocorre o contrário disso, assim, honrar com suas obrigações torna tudo mais fácil para todos, além de evitarmos incômodos e problemas desnecessários, mantemos nosso “bom nome”.


www.outdoorregional.com.br | 51


política

AC Rezende ac-rezende@outdoorregional.com.br

Cai Jobim: entranhas à mostra A certeira demissão de um dos melhores ministros de Estado põe às mostras a putrefata estrutura política nacional. Mudanças? Nem pensar 52 | www.outdoorregional.com.br

N

elson Jobim caiu. Mais um dos ministros de Estado da Presidente da República, Dilma Rousseff, deixa de comandar a pasta e é posto de escanteio. Diferentemente de outros três ministros do Governo Federal, envolvidos em denúncias de corrupção (Antonio Palocci, da Casa Civil, Alfredo Nascimento, dos Transportes, e Wagner Rossi, da Agricultura), Jobim caiu por ter uma língua que não consegue guardar silenciosa. Jobim foi, sem dúvida, um dos melhores ministros de Estado do Governo Lula, e vinha sendo um dos pilares mais firmes da alta administração pública federal. Mas jamais se alinhou ao lulismo. Ao contrário, sempre manteve-


-se alinhado às suas convicções “demotucanas” de República. Ao ponto de declarar, de público, que votará em José Serra, cuja imagem alinha-se a um projeto político diverso do da atual mandatária nacional. Dilma novamente mostrou um pulso dirigido para o pragmatismo, levando Jobim a pedir demissão (se não pedisse, seria demitido por ser um ministro falastrão e não-alinhado). Esse mesmo pulso que vem derretendo, sistematicamente (impulsionado – coagido, quase – por denúncias de corrupção envolvendo personalidades políticas próximas) o quadro de apadrinhamento descarado e montagem de cabides de emprego para aliados que Lula montou para manter a governabilidade. Cargos que deveriam ser ocupados por técnicos com excelência, vinham abrigando políticos corruptos e, em última instância, essencialmente incompetentes. Tudo em nome de uma governabilidade mantida à

custa de uma excepcional competência política de Lula, que fazia malabarismos para aliados manterem-se aliados, para azar da República, dos cofres públicos e felicidade do que há de pior e mais trágico no sistema político nacional.  O problema é estrutural. De um lado, encontra-se o gover-

no pseudo esquerdista de Lula e Dilma, do outro, uma oposição pseudo democrática e essencialmente incompetente. No meio, aqueles que alinham-se com qualquer um dos dois, desde que o mantenham no poder. Lula costurou uma colcha de retalhos, e vem dando a devida

manutenção política a ela, como tutor de Dilma. Enquanto isso, a Presidente vem mostrando suas qualidades administrativas e, de qualquer forma, uma competência conhecida mesmo pela oposição e reconhecida pelo setor empresarial e público. São duas camadas agindo na administração: a política, com um Lula atuante, e a técnica, pela qual responde Dilma Rousseff. De fora dela, permanece a oposição demotucana incapaz de promover novos ares políticos, pelos quais anseia a sociedade brasileira, mantendo o caciquismo falido como motor propulsor. Também fora dela permanece a desorientada ultraesquerda nacional, e aqueles que, como Marina Silva, pensam representar o novo mas, na verdade, vestem múmias com camisas novas. Se o Brasil quer mudar, precisa fiar-se por uma política mais técnica. Mas só conseguirá isso nas fileiras de movimentos independentes, e não com o atual quadro que sobreviveu a tudo e a todos. Até agora...

www.outdoorregional.com.br | 53


turismo

Itacaré:

toda a alegria da Bahia pra você! Melise Scomparim m-scomparim@outdoorregional.com.br

I

tacaré nada mais era que um pequeno vilarejo na década de 80, mas hoje muita coisa mudou, exceto as paisagens, belezas naturais e o povo simpático e acolhedor. A cidade está localizada no litoral sul do estado da Bahia e pertence à chamada “Costa do Cacau”, com temperatura média de 27ºC. Possui uma área de aproximadamente 732km² e cerca de 27.000 habitantes.

54 | www.outdoorregional.com.br

O ano todo de calor, praias, cachoeiras, mata atlântica e muito mais A cosmopolita Itacaré tem as ruas tomadas por moradores e turistas que dividem espaço com o rico artesanato do local. Os coqueiros e dendezeiros certamente são os preferidos por muitos artistas locais e também pelos visitantes. As fibras do coqueiro e seus talos transformam-se em luminárias, talos de açaí tornam-se jogos americanos, folhas do coqueiro geram interessantes revestimentos, cortinas são feitas

com dezenas de sementes de dendê, entre outros. As praias da cidade têm água morna temperada pelo sol, algumas delas são extensas com costões cobertos por mata e outras menores emolduradas por coqueirais. Algumas praias localizadas dentro da cidade possuem boa infra-estrutura turística, outras mais afastadas são acessíveis somente por lindas trilhas. É possível se exercitar nas aulas de capoeira ao ar livre


ou para os mais empolgados, jogar futebol de areia. Além do mar, o Rio de Contas é uma ótima opção para um passeio de canoa em meio aos manguezais e caranguejos. Itacaré é palco durante todo o ano de campeonatos de surf que atraem

esportistas, turistas e moradores. Para os que estão em busca de experiências na zona rural, há visitas agendadas à Área de Proteção Ambiental (APA). A APA Itacaré Serra Grande foi criada em 1993 pelo Governo do Estado da Bahia e tem como objetivos proteger o

rico patrimônio natural da região e incentivar o uso equilibrado dos recursos naturais. A estrutura hoteleira, ótimos restaurantes, uma noite agitada e um pôr do sol maravilhoso são os convites para quem quer conhecer e se apaixonar por Itacaré.

www.outdoorregional.com.br | 55


gourmet

Festival de sopas da Outdoor Regional

O frio deve permanecer mais um pouco, então, que tal um festival com receitinhas fáceis e deliciosas de sopas? Melise Scomparim m-scomparim@outdoorregional.com.br

Caldo brasileiro

Ingredientes Para o tempero

2 tomates maduros cortados em quatro partes 1 cebola cortada em quatro partes 2 dentes de alho inteiros 1 colher (café) de açúcar 1 copo (tipo americano) de água 1 colher (chá) de gengibre ralado

Para o caldo

1 litro de caldo de galinha (2 tabletes de caldo de galinha dissolvidos em 1 litro de água) 1/2 kg de batata 2 colheres (sopa) de azeite temperos batidos e reservados sal a gosto 3 folhas de couve manteiga cortadas em fatias fininhas (tipo mineira) e escaldadas

Modo de preparo Num liquidificador, bata os tomates maduros, a cebola, os dentes de alho, o açúcar, a água e o gengibre ralado. Reserve.

Para o caldo

Numa panela em fogo médio com 1 litro de caldo de galinha, cozinhe as batatas. Transfira as batatas e o caldo para um liquidificador e bata. Reserve. Numa panela em fogo médio com azeite, cozinhe os temperos batidos e reservados até que comecem a espirrar (cerca de 20 minutos). Junte o creme de batata reservado e sal a gosto. Cozinhe até engrossar (por mais ou menos 10 minutos). Acrescente a couve cortada em fatias fininhas e escaldadas.

56 | www.outdoorregional.com.br

Sopa de queijo no pão italiano

Ingredientes

1 copo de requeijão; 1 colher de sopa de amido de milho; 2 xícaras de chá de leite; 100g de queijo parmesão; 4 pães italianos

Modo de preparo

Na parte superior do pão, faça um círculo como se fosse uma tampa e retire com cuidado. Remova todo o miolo do interior do pão, mas com cuidado. Retire até que o pão fique se parecendo com uma cumbuca e não descarte o miolo. Junte todos os ingredientes e coloque-os em uma panela ao fogo médio mexendo sem parar até que o queijo derreta e a sopa fique cremosa. Enquanto o creme se encorpa, coloque os pães sem a tampa no forno pré-aquecido e aguarde cinco minutos no máximo. Após a sopa obter o estado desejado a despeje dentro de cada pão e despeje queijo parmesão ralado a gosto. Sirva o miolo do pão como acompanhamento.


www.outdoorregional.com.br | 57


prata da casa Thássia Moro t-moro@outdoorregional.com.br

O

s meios de comunicação são essenciais na vida de qualquer pessoa no mundo de hoje, principalmente na vida dos jovens. Por isso, a ONG Lunos teve a grande ideia de usar as diversas ferramentas de comunicação para inserir uma nova forma de prática cidadã na vida dos jovens. Situada na cidade de Boituva, a ONG visa oferecer aos estudantes de escola pública, entre 14 e 18 anos, a utilização de diversas mídias para aprimorar a consciência crítica, e a inserção efetiva do jovem na sociedade e a cultura, através de atividades voltadas a rádio, TV, internet e jornais. Muito mais do que a criação de produtos midiáticos, a ONG busca atrair nos estudantes a prática da cidadania, seu papel na sociedade e como seu crescimento intelectual é essencial não só para seu ganho pessoal, mas para o mundo que o rodeia. A Outdoor conversou com os idealizadores do Lunos para que eles nos explicassem melhor qual o objetivo do projeto e qual o papel que eles buscam despertar nos jovens. Segundo Luiz Carlos Paes Vieira, diretor-presidente da ONG e fundador, a ideia surgiu a partir de uma somatória de experiências pessoais dos idealizadores, além disso, há ainda o projeto da efetivação da Educomicação em nossa comunidade, que nada mais é do que a união da educação com a comunicação, visando eliminar as distâncias entre educadores e estudantes. O maior grupo consumidor dos meios de comunicação são os jovens e é a partir desse elemento que o Lunos busca fazer com que eles usem

58 | www.outdoorregional.com.br

Existe luz ao

fim do túnel

O Lunos e seu papel na conexão do jovem com a cidadania

Gravação do programa Lunáticos no auditório da FIB

da comunicação para ampliar suas ideias, compartilhá-las e, acima de tudo, realizar a transformação social a partir dos sonhos e demandas que eles tiverem – afirmou Luciano Frontelle, diretor de oficinas. Segundo Rodrigo Calzzetta Freire, diretor de Comunicação, o projeto está no caminho certo, os estudantes estão aprendendo uma nova forma de ver o mundo e obtendo a oportunidade de se descobrirem como produtores de conhecimento. O projeto Lunos tem duração de seis meses e nesse período os integrantes participam

de diversas atividades, presenciais e também virtuais. O curso é modulado e de aprendizado contínuo, como afirmou Renato Melaré - diretor de Criação. Segundo Paes Vieira, “os jovens imaginam como deveria ser o lugar ideal para viverem e depois, utilizando das ferramentas da comunicação (o que inclui as mídias sociais) buscam sensibilizar mais pessoas. A transformação começa nas pessoas, na forma de pensar, agir e analisar as informações”, finaliza.

Prata da casa é uma editoria destinada a divulgar os artistas da nossa Região. Se você possui uma banda, grupo de dança ou de teatro, é esportista ou tem qualquer talento artístico, este espaço é para você! Escreva agora para prata@outdoorregional.com.br


www.outdoorregional.com.br | 59


região

Boituva assopra velinhas

no próximo dia 6

“E ao comemorar 6 de setembro, relembra teu passado triunfal e faz do teu presente uma certeza, que hoje és glória regional” Hino à Boituva – Roberto Rosendo de Camargo

60 | www.outdoorregional.com.br

Camila Marcusso c-marcusso@outdoorregional.com.br


C

omo narra o hino municipal, no dia 6 de setembro Boituva faz aniversário e completa 74 anos de emancipação político-administrativa. Cidade simples, com características interioranas, mas em franco desenvolvimento e expansão, ideal para quem busca novas oportunidades, aliadas à tranquilidade e aconchego.

História No início de sua existência, Boituva era uma vila da cidade de Porto Feliz, que começou a crescer com a chegada da Estrada de Ferro Sorocabana, em 1882. “A Estrada de Ferro Sorocabana foi a mola propulsora do progresso e responsável pela motivação dessas famílias a se estabelecerem em definitivo na Vila Boituva”, afirma João de Castilho em seu livro “Boituva – A Águia da Castelo – Capital do Pára-quedismo”. Com esse crescimento acele-

rado a vila se emancipou e em 1937 tornou-se o município de Boituva. A história da cidade foi inicialmente preservada por Francisco de Oliveira Filho, o qual começou a organização do acervo da Biblioteca Municipal, que se tornou a Casa da Cultura e recebe seu nome, em homenagem feita no ano de 1991. Nesse mesmo ano, houve o concurso para a escolha do hino municipal. O vencedor foi o de Roberto Rosendo de Camargo, também autor do hino da cidade de Cerquilho, que ficou marcado pelo refrão “Boituva, Boituva, terra onde reside a paz. Quem chegou, ficou. Quem partiu, chorou. E não te esquece nunca mais”.

Turismo Conhecida mundialmente pela prática do paraquedismo, a cidade se orgulha do título de Centro Nacional de Paraquedismo e já sediou

campeonatos internacionais, além de receber muitos visitantes do Brasil e do mundo, principalmente durante os finais de semana. Maira Lembo Dumit mora em Campinas e foi para Boituva para saltar de paraquedas. Ela ganhou o salto de presente de aniversário do namorado Wolfgang Schrott. “Boituva é super famosa aqui na região por ser a capital nacional do paraquedismo, por isso escolhemos saltar na cidade. Nós gostamos do local, pois parece ser tranquilo para morar, além de ser bem bonito”, contou Maira. Atualmente, a cidade também oferece voo de balão e está se popularizando como um local adequado para a prática do esporte.

Boituvana A semana do aniversário da cidade, tradicionalmente conhecida como Boituvana, traz muitas

www.outdoorregional.com.br | 61


atrações em comemoração a data. Neste ano, a programação conta com: Caminhada do Conselho Municipal de Portadores de Deficiência e da APAE - Associação dos Pais e Amigos dos Excepcionais – (20/08); Baile da Eleição da Rainha e Cowboy do Rodeio (20/08), Homenagem aos atletas dos Jogos Regionais (26/08), Torneio de Artes Marciais (27/08), Lançamento do Projeto “Primeiro Livro” (31/08), Torneio Boituva de Bocha (03/09), Desfile de Cavaleiros e Charreteiros (04/09), Desfile Cívico (06/09) e outros eventos que ainda estão sendo fechados. O 22º Festival de Rodeio, tradição na cidade, será realizado entre os dias 1 e 6 de setembro, no Centro de Eventos Municipal, numa realização da Cia. Gianotti de Rodeios, com o apoio da Prefeitura Municipal. No dia da abertura a entrada será franca e, após as montarias, a animação ficará por conta da dupla Teodoro e Sampaio. Durante a festa ainda haverá a presença dos sertanejos Guilherme e Santiago; João Carreiro e Capataz; Eduardo Costa; César Menotti e Fabiano e Chitãozinho e Xororó. O campineiro Lucas de Andrade vai prestigiar as festividades des-

62 | www.outdoorregional.com.br

te ano. “Vou comparecer a Boituvana, pois gosto muito dos shows do Festival de Rodeio. Além disso, vou reencontrar minha família que mora na cidade”, disse.

Parabéns, Boituva! “Fazer aniversário é olhar para trás com gratidão e para frente com fé! Parabéns, Boituva!” - Rafael Kobota, Boituva/SP. “Parabéns, Boituva! Cidade querida que acolhe a todos com seu povo gentil e com suas características simples, mas grandiosas.” - Adriana de Jesus Melo Zanatta, Iperó/SP.   “Quem chegou, ficou. Quem partiu, chorou. E não te esquece nunca mais! – Parabéns, Boituva pelo seu 74° aniversário, que a cada ano possa crescer ainda mais” - Diego Bazzo, Boituva/SP. “Boituva hoje é meu porto seguro, volto sempre quando procuro paz, família e aconchego. Quanto estou na cidade sinto um calor confortante, sabor da doce infância e lembranças simplesmente maravilhosas” - Glaucia Cisotto Trestin, São Paulo/SP.


www.outdoorregional.com.br | 63


galeria

Pimenta Calçados

Sapatilha Tab ita R$134,00 à V ista ou 3x R$4 7, Rua Cel Eugên 63 io Motta, 521/ Loja43 Centro, Boitu va/SP Fone: (15)32 6-34284

Atrevida Lingerie s Conjunto Rio ista R$59,00 à V e Julho, 40, d e v Rua No uva/SP Centro, Boit 3-2258 6 Fone(15)33

Vitória By Kids

Sapato Femin ino Bibi R$78,20 à Vis ta ou 3x R$28, 96 Rua Cel Eugên io Motta, 521/ Loja42, Centr o, Boituva/SP Fone: (15)33 63-2648

Criart

aginarium Luminária Im dito Débito e Cré Cartões de à Vista m na Co pra to n o sc e D e 5% d 78, ênio Motta, Rua Cel Eug uva/SP Centro, Boit 6-33961 3 Fone: (15)3

A.Roberta

Blusa Feminina 3x R$22,90 Rua Estela Gomes Bertolli,1 59 De Lorenzzi, Boituva/SP Fone: (15)9616-1096

Atrattiva

mputadorizada Balança Digital Co rdura e água corassa muscular, go m , so pe de o içã Med C poral, análise de IM onto à vista o ou 10% de desc rtã ca no X 3 em R$ 138,90 /SP 39 - Centro, Boituva Rua Camilo Thame, 1 Fone: (15) 3263-412 64 | www.outdoorregional.com.br


www.outdoorregional.com.br | 65


crônica

Rafael Barbosa r-barbosa@outdoorregional.com.br

D

esde que o senhor James Cameron trouxe o seu filme Avatar para o cinema, o 3D virou uma verdadeira mania. De 2009 para cá os filmes em três dimensões têm crescido assustadoramente, com a proposta de oferecer às pessoas uma nova experiência, o que traria novamente o público ao cinema, combatendo diretamente franquias de entretenimento já muito bem estabelecidas, como a famosa rede de locadoras BitTorrent. O problema é que depois do furor que James Cameron causou, as coisas nunca mais foram as mesmas, e a única experiência que a nova tecnologia tem oferecido ao público é o sentimento de frustração. Embora algumas animações apresentem uma experiência diversificada, a grande maioria dos filmes em três dimensões oferece apenas decepção e um ingresso bem mais caro. O recurso em pouco tempo acabou se tonando um artifício utilizado pelos estúdios

66| www.outdoorregional.com.br

Trambique em Três Dimensões

para ganhar mais dinheiro, muitas vezes através da desinformação, já que muitos dos filmes nem mesmo são gravados em 3D e sim simplesmente convertidos à tecnologia. A conversão tem um resultado final bem inferior, porém, é claro que ninguém nos avisa deste pequeno detalhe na hora que compramos o ingresso. Assim, somos introduzidos às salas de projeção esperando que o filme transcenda as limitações da tela, porém, com o tempo descobrimos que pagamos a mais para ver uma tela mais escura, uma legenda sobreposta e alguns efeitos que facilmente passam despercebidos. Realmente acredito que o 3D pode vir a oferecer uma experiência única, mas apenas no futuro, já que agora é apenas mais um recurso feito para retirar dinheiro de pessoas desavisadas como eu e você, porque, por enquanto, a única coisa que salta à vista enquanto vemos o filme é a sensação de que fomos passados para trás.


www.outdoorregional.com.br | 67


68 | www.outdoorregional.com.br


Outdoor Regional