Page 1

O Universitário

www.jornalouniversitario.com.br

Distribuição Gratuita

Liberdade com Expressão!

.com.br

Brasília, Junho de 2012 - Ano V - Edição 24

Rio+20

O tempo do planeta está acabando

Entrevista Greve: Conversa com o professor da UnB Ebnezer Nogueira O presidente da Associação dos Docentes da UnB (ADUnB) falou sobre a paralisação e a situação do ensino superior no país.

O Brasil resolverá seus problemas educacionais apesar de seus dirigentes.

Página 04

Comportamento

Esporte

Leis da atração

Na corda bamba

Amor à primeira vista? Que nada! O cérebro é quem dispara a sensação de desejo pelo outro

O Slackline está caindo no gosto dos brasilienses, saiba mais sobre esse esporte simples e muito divertido.

Página 5

Página 07

Inovação

Oportunidades

Novo código de barras

Concursos, empregos e estágios

Novo sistema promete acabar com a venda de produtos fora da validade.

Confira as vagas disponíveis no nosso caderno de oportunidades em Brasília.

Página 05

Página 03


02

O Universitário

Papo Cabeça

por

Bacharel em Comunicação Social-Publicidade e Propaganda. Diretor Presidente do Jornal O Universitário. twitter: @levybrandao

Levy Brandão

A

R io + 20 chegou, e com ela uma palavra que nós brasileiros estamos conhecendo melhor a cada dia que passa, sustentabilidade. Segundo o Wikipédia, o termo quer dizer: “Característica ou condição de um processo ou de um sistema que permite a sua permanência, em certo nível, por um determinado prazo”. Essa palavra retrata muito bem as condições as quais vivemos quando o assunto é política. Vimos uma jorrada de denúncias contra nosso governador, Agnelo Queiroz, assolarem os noticiários, e simplesmente nos conformamos com o fato de que não existem provas suficientes para condená-lo. Ora, a Rio + 20 é um grande evento mundial, que tem por finalidade trazer uma nova consciência à população sobre como podemos reverter erros que cometemos contra a natureza na busca do desenvolvimento. Em nome de boas políticas públicas, não é necessário um evento de grande porte como a Rio + 20, e sim lembrarmos do significado da palavra sustentabilidade nas próximas eleições, que surgem para mostrarmos que o poder emana do povo. A renovação ou “reciclagem”, se preferirem, vai acontecer, desde que tenhamos uma cidadania forte o suficiente para provar que somos responsáveis pelo tipo de governo que desejamos, e que não nos conformamos com o atual cenário político que mancha a história da nossa cidade. Sustentabilidade, esse termo definirá o futuro do nosso país, tanto no meio ambiente quanto na política.

A justiça é cega

F

i co sem entender a justiça do nosso país. Vejo muitos bandidos roubarem dinheiro de lojas e de pessoas, e serem condenados a até três anos de reclusão por roubos pequenos. Por outro lado, vejo políticos levarem o dinheiro da educação, da saúde, da segurança, e serem condenados a apenas devolver esse recurso. A meu ver, se o político leva o dinheiro da população, ele é um criminoso, como outro qualquer. A condenação não seria apenas devolver a quantia roubada, isso é no mínimo a obrigação. Ele tinha que ficar um bom tempo preso para pensar no que fez, além de devolver o dinheiro.

@Sen_Cristovam “Na véspera da Rio +20 Petrobras reduz gastos com energia alternativa. Temos futuro?” Cristovam Buarque - Senadora pelo Distrito Federal

@alexnero “O bom é saber que, apesar da aliança do Lula com o Maluf, o Rio+20 foi um sucesso e os problemas do planeta foram resolvidos ;)”

Realmente nós até vemos políticos sendo presos, mas o difícil é a prisão durar mais

@coelhotwitta “Rio +20 pelo visto só está servindo pra causar mais trânsito na cidade.”

que uma semana. Foi o caso do ex-deputado Brunelli. O ex-parlamentar foi filmado recebendo dinheiro para apoiar o governador José Roberto Arruda, e foi condenado a devolver três milhões para os cofres públicos, quantia que recebeu durante o esquema. Assim é muito fácil para os políticos. Eles desviam recursos públicos e se forem pegos devolvem apenas o valor que foi descoberto, continuando suas vidas normalmente. Minha opinião é essa, político que desvia dinheiro público é um criminoso como outro qualquer, tem que passar um bom período na prisão. O Congresso Nacional tem que rever estas leis, e temos que ter punições mais duras para os políticos. Não basta devolver o que roubou, tem que pagar caro pelo que fez.

@joaocampos_ms “No festival mundial do circo Rio+20 segue a algazarra de ‘onguistas’, índios, ecologistas de botequim e outros desocupados.”

@rodrigokob “O Brasil dando 10 bilhões para o FMI auxiliar na crise européia?! Tá mesmo sobrando dinheiro pra saúde, segurança, educação... Piada!”

@ttatyrezende “ Eu fico triste quando as pessoas julgam um movimento legítimo dos trabalhadores como bando de intransigentes e culpados pela crise na educação...”

@WarlleyCorsino

“Lembrando que país RICO é um país com educação!! Cadê o governo para ver a situação das instituições federais??”

EXPEDIENTE

@douglinhas_14 “Não fizeram nem metade do que foi proposto na Eco 92. Não vamos nos enganar que irão cumprir algo ‘’firmado’’ na Rio +20.”

@JornalUniv

[

[

EXPRESSE SUA OPINIÃO! Mande uma mensagem para:

Levy Brandão (Diretor Presidente) | Igor Gadelha Schneider (Diretor Executivo) André Ribeiro (Diretor Executivo) Camila Piazzalunga (Diagramadora) Estagiários: Diagramação Alan Martins Jornalismo Glaucia Machado Colaboradores: Anderson Felipe, Lázaro Pereira, Thiago Melo e Alveni Lisboa.

inbrax ADE Conjunto 17 Lote 29 Sobreloja - Águas Claras - DF Fone: (61) 3033-3650 - contato@jornalouniversitario.com.br


03

O Universitário

Oportunidades Concursos Concurso

Salário

Vagas

Situação

POLÍCIA MILITAR DO DISTRITO FEDERAL

Até R$ 7.947,50

41

Inscrição/ Edital

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UFG - UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS

Até R$ 7333,67

01

Inscrição/ Edital

PODER JUDICIÁRIO SECRETARIA DA DIRETORIA DO FORO COMARCA DE LUZIÂNIA-GOIÁS

Até R$ 2.055,16

07

Inscrição/ Edital

Tribunal Superior do Trabalho

Até R$ 6.611,39

37 e *CR

Inscrição/ Edital

Ministério da Ciência, Tecnologia e Informação (MCTI)

Até R$ 9.157,00

510

Inscrição/ Edital

Polícia Federal (PF) - 01/2012

Até R$ 13.368,68

600

Inscrição/ Edital

COFECON/CORECONs

R$ 4.381,51

25

Inscrição/ Edital

VALEC - Engenharia, Construções e Ferrovias S/A

R$ 6100,00

800

Inscrição/ Edital

AGSEP - Agência Goiana do Sistema de Execução Penal

R$ 1.450,46

666 * Cadastro Reserva

Inscrição/ Edital Fonte: www.pciconcursos.com.br

Empregos Enfermeiro

Vendedora

Requisitos: Ensino Superior em Enfermagem, Vivência em UTI, Conhecimento intermediário em Informática. Horário: 06x18, com dois plantões de 12h ao mês, no fim de semana, Vale transporte e Alimentação no local de trabalho. Interessados enviar currículo com o assunto “Enfermeiro UTI” pararh@hospitaldaher.com.br

Requisitos: Ensino médio completo, experiência com vendas. Salário: R$ 720,00 Beneficios: VT / Comissão / Plano de saúde e odontológico Local de trabalho: Asa Sul Atribuições do cargo: Atendimento ao cliente, abastecimento e organização do setor. Regime: CLT Interessados enviar o currículo para Rh.perfilres@gmail.com com o titulo Vendedor Asa Sul

Supervisor de vendas externas

Recepcionista hospitalar Requisitos: Experiência em atendimento e preenchimento de guias, ensino médio completo, bom português, organização, agilidade, pontualidade, assiduidade, bom relacionamento interpessoal, boa comunicação. Salário: R$ 622,00 + VR: R$ 10,00 + VT. Segunda a sexta-feira, das 8h às 18h, sáb até 12h. Interessados devem enviar currículo para: rh12.recrutamento@gmail.com

Requisitos: habilidade em gerir pessoas, dar feedback, saber trabalhar com metas, vendas, treinamento, competitivo, ser organizado, com liderança e motivada. Necessário ter experiência com vendas externas e possuir habilitação categoria “D”. Salário R$ 864,00+ Ajuda de Custo + Comissão. Enviar cv p/ contato@gvtplaneta.com.br - Assunto: supervisor externo junto com a pretensão salarial. No corpo do e-mail escreva porque deve ser chamado para entrevista e porque deve exercer a função de supervisor.

Estágios ADMINISTRAÇÃO Vagas: 1 / Local: Asa Norte/ Sem.: 5º ao 6º / Período: das 8h às 12h / Bolsa: R$ 364,00+benefícios / Conhec. exigidos: Windows, Word, Excel e internet

BIBLIOTECONOMIA Vagas: 1 / Local: Asa Norte / Sem.: 2º ao 7º / Período: das 14h às 18h / Bolsa: R$ 364,00+benefícios / Conhec. exigidos: Windows, Word, Excel e internet

PUBLICIDADE Vagas: 1 / Local: Asa Norte / Sem.: 4º ao 7º / Período: das 8h às 14h / Bolsa: R$ 520,00+benefícios / Conhec. exigidos: Photoshop e Power Point

DIREITO Vagas: 1 / Local: Asa Sul / Sem.: 3º ao 4º / Período: das 12h30 às 18h30 / Bolsa: R$ 520,00+benefícios / Conhec. exigidos: Windows, Word, Excel e internet

ARQUIVOLOGIA Vagas: 1 / Local: Esplanada / Sem.: 4º ao 7º / Período: das 8h às 12h / Bolsa: R$ 364,00+benefícios / Conhec. exigidos: Windows, Word, Excel e internet

JORNALISMO Vagas: 1 / Local: Asa Norte / Sem.: 5º ao 7º / Período: das 14h às 18h / Bolsa: R$ 364,00+benefícios / Conhec. exigidos: Windows, Word, Excel e internet

ARTES CÊNICAS Vagas: 1 / Local: Taguatinga / Sem.: 4º ao 6º / Período: das 7h às 13h / Bolsa: R$ 400,00+benefícios / Conhec. exigidos: Windows, Word, Excel e internet

EDUCAÇÃO FISICA Vagas: 1 / Local: Sobradinho / Sem.: 4º ao 5º / Período: 6 horas variáveis / Bolsa: R$ 450,00+benefícios / Conhec. exigidos: Windows, Word, Excel e internet

O nosso socorro está em o nome do Senhor, criador do céu e da Terra. - Salmo 124:8 Confia os teus cuidados ao Senhor, e ele te susterá; jamais permitirá que o justo seja abalado - Salmos 55:22

MARKETING Vagas: 1 / Local: Guará / Sem.: 4º ao 7º / Período: das 12h às 18h / Bolsa: R$ 700,00+benefícios / Conhec. exigidos: Corel Draw

EQSW 304/504, lote 2, Edifício Atrium, Sudoeste) www.ciee.org.br (61) 3701-4800


04

O Universitário

Entrevista

Estudantes sem aulas na UnB

Foto: Isabela Bonfim

de e não com um jantar com políticos. Temos que ter mais investimento em pesquisa, em infraestrutura, em projetos de novos professores, em moradia, entre outros.

Você no O Universitário

O ensino na UnB está dentro dos padrões esperados para uma instituição federal localizada na capital do país?

O

Jornal O Universitário conversou com o presidente da Associação dos Docentes da UnB (ADUnB), Ebnezer Nogueira. O professor falou sobre a greve dos docentes e a situação do ensino superior do país. Qual é a principal reivindicação da categoria dos professores das instituições federais de ensino superior? A principal reivindicação é a revisão do plano de carreira dos docentes das instituições de ensino superior. A greve dos professores das universidades federais completou um mês. Qual será o prejuízo dos alunos? Esperamos que apenas suas férias sejam afetadas, pois todas as aulas serão repostas. Além dos docentes, alunos de 22 instituições também deflagraram greve. O apoio desses alunos está colaborando para a luta dos professores? Com certeza. Para nós, professores, é importante ter o apoio dos alunos. O que você espera do desfecho desse impasse com 0 governo federal?

Espero que possamos ser vitoriosos, com um plano de carreira que valorize o professor universitário.

É óbvio que não. Somos a 25ª colocada e éramos a decima primeira no ano passado, entre as melhores universida-

Nauê Bernardo

O Brasil resolverá seus problemas educacionais apesar de seus dirigentes. Quais são os principais problemas encontrados no ensino superior público no Brasil? Os principais? Existem muitos, desde os baixos salários, condições de trabalho, e pouco investimento em pesquisa e extensão. Por que a educação superior não é tratada como prioridade pelo governo federal? Falta de visão. Acho que apenas pessoas educadas podem ter essa visão. Você só gosta do que conhece e só conhece o que lhe for ensinado. A UnB caiu 14 posições, no ranking das melhores instituições de ensino superior da América Latina. Quais os aspectos que a universidade deve melhorar para se recuperar? Ter um reitor de visão, que se preocupe com a universida-

Ciência Política-UnB

des da América Latina. Não acho que temos que ser melhor por estar na capital federal, temos que ser melhor por obrigação mesmo. Há alguma instituição federal de ensino superior que possa ser considerada como referência para as demais? Acho que a federal do Rio tem seu lugar ao sol, mas todas as instituições federais estão muito longe das estaduais de São Paulo, pois lá o financiamento está contido no orçamento do estado. O que você espera da educação superior no Brasil nos próximos anos? Espero que melhore e é por isso que lutamos. País sem educação é país dominado, país que não pode resolver seus problemas sociais. O Brasil resolverá seus problemas educacionais apesar de seus dirigentes.

Érika Álvares Engenharia de Produção UnB

Acho a greve um pouco prejudicial, e por conta da altura do semestre em que ela foi adotada, achei uma decisão radical demais. Porém, os motivos são altamente válidos, pois até onde eu sei, não houve o cumprimento de um acordo antigo firmado pelo governo. Além do mais, acredito que o problema do salário dos professores não pode ser mais postergado, é necessário tomar uma atitude em relação a isso agora. O maior problema talvez não seja apenas o baixo salário do professor (que certamente tem sim que subir), mas o fato de alguns funcionários públicos, especialmente do Legislativo e Judiciário, terem “super salários”.

A greve dos professores é pautável e essa mobilização nacional foi tardia tendo em vista os problemas enfrentados pelos professores das universidades do país. Os motivos das reinvindicações são válidos e esse é o momento ideal para lutar pela qualidade do ensino superior que, atualmente, possui estruturas precárias de ensino, pesquisa e extensão. Mesmo apoiando a greve, o corpo discente também sofre as consequências das instabilidades do período letivo, pois nem todos os professores param de dar aulas e não raro os estudantes se prejudicam por terem de comparecer às aulas durante a greve e após o término desta.

Não acho a greve da UnB válida, tanto é que muitos professores não queriam aderir à greve e aderiram por pressão do sindicato, e logo depois pelo fato do calendário ser suspenso. Meu maior prejuízo é o fato de a greve ter iniciado um mês antes das aulas terminarem, ou seja, o calendário vai ficar uma bagunça. Não acho válidos os motivos dos professores. Alguns alunos decidiram apoiar a greve com a justificativa de ter melhoramento na assistência estudantil, qualidade de ensino, e etc., mas a atenção está toda Bárbara Alencar para os professores. O governo e os professores estão pouco se lixando para o que o aluno pensa Gestão do Agronegócio UnB ou deixa de pensar.


05

O Universitário

Comportamento Saiba o que acontece no seu corpo quando você vê alguém atraente Amor à primeira vista? Que nada! O cérebro é quem dispara a sensação de desejo pelo outro Antes mesmo de dizer “oi” para aquela pessoa que está de olho, o cérebro já processou as características do objeto desejado. Somente o cheiro já pode desencadear um processo de afinidade. Áreas do cérebro se acendem e começam a produzir dopamina, a mesma substância química responsável pela sensação de euforia e bem-estar. Nas mulheres, no período de ovulação, a atenção pode se voltar para homens com traços mais masculinos, com barba cerrada, altos e fortes. Se estiver menstruada, um rosto mais suave e delicado pode ser mais atraente. O ponto do cérebro relacionado às memórias está comparando-o sutilmente

Foto: Shutterstock

De 0 a 5 minutos

deixar você fora de órbita: a oxitocina, hormônio que, entre outras funções, incentiva a união e o prazer de estar com aquela pessoa.

Depois de alguns meses

com antigos relacionamentos. Você pode até não admitir, mas é isso que ocorre. Depois de 5 minutos A mente deu sinal verde para o centro de controle hormonal liberar substâncias químicas, os chamados feromônios. O cérebro também sinaliza

a liberação adrenalina: o coração acelera, o “friozinho na barriga” toma conta e toda a concentração se volta para ele ou ela. Depois de 10 minutos Além do coquetel de adrenalina, dopamina, testosterona/progesterona e feromônios, outra substância pode

Se você estiver realmente apaixonado(a), o cérebro reforça a produção do fator de crescimento neural, uma proteína que estimula o desenvolvimento e garante a sobrevivência das células neurais dos sistemas nervosos central e periférico. É a chamada fase da paixão. Infelizmente, tudo volta ao normal depois de no máximo 18 meses de compromisso. Nessa hora que as coisas podem complicar: ou o sentimento se torna amor verdadeiro ou vem a insatisfação, a vontade de querer partir para outro relacionamento.

A paixão faz a produção de cortisol, o hormônio do estresse, disparar. Mas, ao contrário do sentimento ruim, que é liberado com o estresse mais crônico, essa versão de curto prazo faz com que a pessoa fique meio embriagada e confusa. É aí que entra em ação o lado racional, que analisa e pondera qualidades e defeitos do parceiro(a). Se o relacionamento passar dessa fase, a probabilidade de ele dar errado é muito menor do que antes. Só não dá para vacilar: mudar a maneira de tratar o outro ou “pular a cerca” são atitudes que costumam ser cruciais no término de uma relação duradoura. Aí, todos os hormônios bons vão embora e pode acabar restando apenas tristeza e arrependimento.

Inovação

Solução para a compra de produtos vencidos Novo código de barras avisa sobre data de validade do item adquirido

U

m código de barras é a nova tecnologia que promete acabar com a venda de produtos vencidos. Ele alerta o consumidor sobre vencimento da validade logo no momento em que é passado pelo caixa do mercado. Assim, o cliente pode optar por substituir o produto ou desistir da compra. O antigo código de barras EAN 13 será substituído pelo novo CODE 128, que, por ser maior, armazena muito mais quantidade de informações sobre o produto. O projeto foi desenvolvido a partir de uma demanda da Associação Pau-

lista de Supermercado (Apas). Segundo a associação, a medida vai beneficiar os próprios comerciantes, pois evitarão problemas com o cliente. A nova tecnologia permite aos gerentes monitorarem a validade dos produtos comercializados mesmo à distância. Do escritório dele, é possível saber se a data daquele terminado carregamento venceu ou está próxima de vencer. Hoje, o controle é feito manualmente pelos funcionários do estabelecimento. Por enquanto, a tecnologia só estará disponível em produtos que precisam ser pesados,

como fatiados, carnes e frutas. Para que todos os produtos utilizassem o código, seria preciso um acordo nacional para padronização, algo que ainda não está em discussão. Pesquisa feita pela Apas no começo do ano revelou que 56,2% dos estabelecimentos registraram reclamações sobre mercadorias fora do prazo de validade. As principais ocorrências são de alimentos perecíveis (35,6%) e produtos de mercearia (24,7%). A associação alertou para os produtos comprados fatiados, cuja data de validade é reduzida em comparação à peça inteira.


06

O Universitário

Capa

Rio+20: o futuro do planeta em debate

A

Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável, a Rio+20, aconteceu na cidade do Rio Janeiro e teve como principal objetivo assegurar o comprometimento político com o meio ambiente. A conferência também buscou a avaliação de tratados e decisões adotadas pelas principais cúpulas sobre o assunto e o diálogo acerca de novos temas. O encontro marcou os 20 anos de realização da Conferência das Nações Unidas sobre Meio Ambiente e Desenvolvimento (Eco-92). De acordo com a professora do ensino superior Karin Astrid, a Eco-92 é uma referência. “É o momento em que surge o conceito de desenvolvimento sustentável, momento em que os danos ao meio ambiente causados pelos países desenvolvidos começam a ser discutidos”, diz Karin. Os líderes mundiais pre-

sentes na Rio 92 assinaram a Agenda 21, documento que propõe ações para um novo modelo de desenvolvimento. Além disso, três tratados ambientais foram formulados, abrangendo as questões da mudança do clima, perda da biodiversidade e desertificação. “Talvez os resultados da Rio+20 terão menos impacto do que os da Eco-92, que rendeu vários resultados concretos”, completa. Apenas nas últimas duas décadas, a população mundial cresceu 26%, a produção de alimentos aumentou 45% e a cobertura florestal encolheu três milhões de quilômetros quadrados, segundo dados da organização não governamental WWF. Na Rio+20, os representantes dos 194 países membros da ONU debateram os desafios econômicos, sociais e ambientais enfrentados na busca pelo desenvolvimento sustentável. Durante o evento, foram

“Talvez

os resultados da Rio+20 terão menos impacto do que os da Eco-92, que rendeu vários resultados concretos

abertos espaços para a participação da população. A estudante de administração Luana Fiuza, 22 anos, relatou sua experiência. “Aprendi como posso implantar a sustentabilidade e o cuidado com o meio ambiente no trabalho empresarial, sem deixar de focar no sucesso da empresa e na lucratividade. O espaço Sebrae dentro da Rio+20 tem várias palestras e oficinas com esse foco, além de uma feira com vários exemplos de empreendimentos sustentáveis”, descreve a estudante. O documento final da con-

ferência foi assinado no dia 22 de junho. No texto, os aspectos sociais são destacados, ressaltando o esforço conjunto para a erradicação da pobreza. “Reafirmamos também a necessidade de se alcançar o desenvolvimento sustentável: a promoção sustentada, inclusiva e justa do crescimento econômico, criando maiores oportunidades para todos, reduzindo as desigualdades”, diz o texto. O documento tem uma redação generalista sobre investimentos e metas. Foram excluídos os detalhes sobre repasses financeiros, a criação do fundo para o desenvolvimento sustentável e especificações sobre economia verde. O Brasil e vários países em desenvolvimento defendiam a criação do fundo anual de US$ 30 bilhões, mas os países desenvolvidos rejeitaram a proposta. O principal desafio na busca de um consenso é a atual situação econômica mundial. Afinal, é fundamental definir quais países pagarão a conta dos investimentos em sustentabilidade. Ainda de acordo com a professora Karin, “a crise mundial deve impedir resultados mais efetivos na conferência, pois momentos de crise não são bons para tomadas de decisões e novos paradigmas”. A Eco-92 fez a questão ambiental ganhar força e ser discutida por toda a sociedade. Agora, na Rio+20, o debate se tornou mais urgente, diante do aumento da temperatura global e da perda de recursos naturais. Os tratados precisam ser cumpridos, é um momento para ações.

DESDE A RIO 1992 , A COBERTURA FLORESTAL

MUNDIAL ENCOLHEU

TRÊS MILHÕES DE

QUILÔMETROS QUADRADOS

1992

2011

DESDE 1992 , A

POPULAÇÃO MUNDIAL CRESCEU 26%, E ATIN-

GIU A MARCA DE

7 BILHÕES

NO FINAL DE DO ANO DE 2011

2,9X NO RITMO ATUAL, A HUMANIDADE

PRECISARÁ DE 2,9 PLANETAS

ATÉ 2050

2,7BILHÕESDEPESSOAS ENFRENTAM ESCASSEZ DE ÁGUA AGUDA AO MENOS UM MÊS NO ANO

Fonte: WWF

Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/ABr

Em meio a desconfianças e crise econômica, os chefes de Estado se reúnem em busca de “consenso sustentável”


07

O Universitário

Esporte

Andando na corda bamba

F

oi-se o tempo em que andar na corda bamba era exclusividade dos trapezistas de circo. A nova moda que vem conquistando Brasília é o Slackline, um esporte que ganha cada vez mais adeptos. A prática consiste em caminhar sobre uma fita de nylon esticada, estreita e flexível, presa a certa altura do chão. Olhando de fora, parece fácil. Porém, o exercício exige concentração e bastante equilíbrio dos praticantes. A altura da fita depende da habilidade da pessoa. Para novatos, recomenda-se entre 15 cm e 30 cm. Quem já tem alguma prática, pode se arriscar em cordas amarradas a um metro ou 1,20m do chão, aproximadamente. Os experientes são mais ousados, chegando a caminhar a mais de 2 metros de altura. Eduardo Rodrigues é craque em andar sobre a fita. Ele é um dos organizadores do grupo Slackline Brasília, o maior da capital federal. Ini-

Foto: Bruno Dias

O Slackline está caindo no gosto dos brasilienses. Conheça esse esporte simples, mas muito divertido

cialmente eles começaram a se reunir nas palmeiras localizadas atrás do Congresso Nacional. O local é cheio de árvores próximas, o que permite a instalação de vários equipamentos. Para ele, o lado bom do esporte é a facilidade

Quem pode praticar?

que somente agora está se tornando popular. “Em Brasília, eu conheço quatro grandes grupos. Somente o que eu participo tem mais de 500 membros”. Segundo ele, as primeiras competições profissionais começam a surgir.

Nas redes sociais

tas praticam o Slackline como uma forma divertida de treinar músculos e movimentos, já que há manobras semelhantes entre eles. Foto: Pietro Barreto

O Slackline é indicado para todas as idades. Desde crianças a partir de 5 anos a adultos com 80 anos. Muitos escaladores, skatistas e surfis-

para a prática. “Aqui no DF tem muitos locais bons para o Slackline. E qualquer pessoa pode praticar. A gente sempre ajuda quem está começando”, explica Eduardo. Ele conta que o esporte já existe há vários anos, mas

O Slackline está tão popular que tem até rede social própria. Quem quiser participar e se socializar com outros praticantes só precisa acessar o endereço: slacklinebrasil.ning.com

Ou, se preferir, há uma página no Facebook que reúne apenas os praticantes da capital federal. Basta procurar por Slackline Brasília no site para ter acesso à página.

“Ano passado nós organizamos o Campeonato Brasiliense de Slackline. Semana que vem, a nossa equipe vai a Belo Horizonte disputar um torneio contra várias feras do esporte. Lá o ‘bicho pega’!”, avisa o organizador do Slackline Brasília. Os equipamentos necessários para a prática são poucos: a fita especial, o protetor de árvore (para não danificála), uma catraca de tensão e dois objetos fixos, geralmente postes ou árvores onde a fita será presa. Os materiais custam entre R$ 200 e R$ 500, um pouco caro para só uma pessoa pagar. Por isso, o ideal é juntar um grupo de amigos e fazer uma “vaquinha” para a compra do equipamento. O importante é usar somente produtos autorizados e adequados à prática do Slackline. A bancária Viviane de Sá conheceu a modalidade através do grupo dos escoteiros, do qual faz parte. No primeiro contato, ela achou que os praticantes fossem atores circenses devido à semelhança com a tradicional corda bamba. “Vim conferir para aprender um pouco mais sobre o esporte. Hoje já aprendi que há várias modalidades com grupos profissionais. Estou até pensando em começar a praticar”, conta. De fato, o Slackline não se resume apenas a andar de um lado a outro da fita. Os praticantes mais experientes costumam realizar manobras e saltos (Trickline). Há também quem pratique o esporte sobre as águas (Waterline) ou sobre grandes alturas, como árvores, prédios e até montanhas (Highline).


08

O Universitário

Entretenimento

PALAVRAS CRUZADAS DIRETAS

www.coquetel.com.br Série da TV Globo estrelada por Marco Nanini e Marieta Severo

© Revistas COQUETEL 2012

Pequeno hotel de caráter familiar (pl.) Partícula emitida pelo nebulizador

Repartição do aeroporto onde se inspe- Sujo (fig.) ciona a Diretório Árvore brasileira bagagem (abrev.)

(?) Luciani: nome de João Paulo I, cujo papado durou só 33 dias

Enjoado; nauseado (fig.)

O de Pelé ocorreu em 1977

Rio russo Dom para as artes ou ciências

Sufixo de “bruxedo”

Desinência de palavras no plural Ingrediente de perfumes na Antiguidade

Parte interna de uma fechadura

Jogo de cartas infantil com animais

Neto de imigrantes japoneses Altera “Tropa de (?)”, filme de José Padilha Longe, em inglês Festa de (?): comemoração agitada e ruidosa

(?) da Caverna, alegoria de Platão Grande pedaço (de comida) Escolhida

Diz-se da moda nostálgica Benévola

Exibição de obras de arte

Alimento mais consumido no mundo Saudação jovial Rato, em inglês

Cavidade da garganta, contém as pregas vocais Instrumento de percussão que acompanha a dança flamenca

Piadas

Metro (símbolo)

P

Ã

O

TINTA FRESCA

Períodos históricos Não, em francês “(?) Clarín”, jornal argentino

Divisão da peça teatral

Verbosíntese da atitude possessiva

A Loira foi no zoológico, viu a jaula do

- Pai ! Pai ! - grita o filho do jardim - Acabaram

leão e leu: “Cuidado com o leão”..

de roubar nosso carro!

Andando mais um pouco viu a jaula da

- Você viu os ladrões?

onça e leu: “Cuidado: onça”..

- Vi !

Daí ela passou em uma jaula vazia onde leu: “Cuidado: tinta fresca” … aí ela saiu desesperada gritando: - tinta fresca fugiu! tinta fresca fugiu!!

3/far — non — rat. 5/mirra. 6/albino. 7/caixeta. 9/lodacento — mico-preto. 13/jogo-despedida.

Solução A JO G R C A N A D E F A E M I L I C A

G O O DE T I X C U M L I A R R B A O A R A S T

E L E I T A T N S Õ E S PE

I A D PE D I U R T A A N S L A MI E N A C T R O O P E R N G E O T N H O

L O D A A L C B E I N N T O O M Ã O A S T E R L A

BANCO

95

ROUBARAM O CARRO

- E você acha que conseguiria reconhecê-los? - Não, mas anotei a placa do carro

Jornal O Universitário - Junho  

Jornal O Universitário - www.jornalouniversitario.com.br - Edição do mês de junho que circulou nas ruas. Matéria de capa: RIO+20. Entrevista...

Advertisement