Issuu on Google+

Gratuita

No traçocerto

Entrevista com Eduardo Calazans, quadrinista e universitário Página 04

O Universitário

Segurança

Liberdade com Expressão!

.com.br

www.jornalouniversitario.com.br

Força Nacional controlará principais rodovias do DF Página 06 Brasília, Agosto de 2012 - Ano V - Edição 26

A CAPITAL DE TODOS OS RITMOS Bandas como Legião Urbana, Capital Inicial, Plebe Rude, entre outras, deram à Brasília o título de “capital do rock“; hoje, a cidade mostra que há espaço para todos os tipos de música Economia

Página 06

Redução do IPI prorrogada Comércio com mais dois meses de redução do Imposto sobre os Produtos Industrializados

Crítica de Cinema

Página 07

Batmam vs Os Vingadores Uma comparação entre dois longas que foram sucesso de bilheteria

Oportunidades

Página 03

Concursos, empregos e estágios Confira as vagas disponíveis no nosso caderno de oportunidades em Brasília

Garota&Garoto O Universitário

Greves e protestos

85% de reprovados na OAB

Pelo menos 25 categorias entraram em greve, tendo o aumento salarial como uma das principais reinvindicações; o Ministério do Planejamento estima que a paralisação tenha envolvido cerca de 80 mil servidores

Apenas 14,97% dos mais de 109 mil bachareis que prestaram o VII Exame de Ordem foram aprovados; de acordo com a OAB, o desempenho ruim se deve à baixa qualidade do ensino nas instituições

Página 03

Página 06

Os mais belos estudantes universitários estão aqui. Conheça a estudante de direito Rose Avelar, destaque desta edição Página 07


02

O Universitário

Sócio Diretor do Jornal O Universitário. twitter: @igadelha

Papo Cabeça

por

Igor Gadelha Schneider

B

e m aventurados aqueles brasilienses que têm mais de 35 anos, pois em sua juventude contemplaram um dos maiores fenômenos musicais que o mundo já viu, fazendo com que Brasília não fosse conhecida como símbolo de corrupção, assim como nos dias de hoje, mas sim reconhecida por ser celeiro de grandes bandas de rock, o movimento foi tão forte que deu a nossa cidade um slogan que até os dias de hoje é pronunciado em todo país, nossa cidade ficou mundialmente conhecida como Brasília, a Capital do Rock. Desde os anos 90, não se sabe o motivo do desaparecimento de bandas do cerrado na mídia, grupos que emplacam grandes sucessos ao som de muitas guitarras distorcidas e letras que gritam por uma revolução. Mas isso não que dizer que Brasília não produza bons músicos como antigamente, a prova disso é a banda Ataque Beliz, que dá orgulho ao brasiliense. E a equipe do O Universitário não poderia deixar de apresentá-la a vocês. Nem só de artistas musicais nossa cidade vai bem, esta edição traz uma matéria com o quadrinista Eduardo Calazans, que luta por um lugar ao sol junto com tantos outros artistas de Brasília que divulgam sua arte de maneira bem interessante. Não vamos apenas ler estas matérias sobre artistas candangos e permitir que caiam no esquecimento, vamos divulgá-los para nossos amigos na faculdade, bares, baladas e internet. Vamos mostrar para o Brasil que Brasília não é só uma cidade que abriga corruptos de todos os cantos do país, mas sim que aqui abrigamos artistas tão bons quanto os do eixo Rio –São Paulo.

@pecesiqueira “Quando um assunto é considerado “proibido” aí sim é que ele deve ser falado até deixar de ser tabu.”

@Sen_Cristovam “Acabemos com necessidade de cotas: escola de base com mesma qualidade para todos.”

Onde está a força jovem no Brasil?

É

lamentável o posicionamento jovem nos dias de hoje. Uma vez que a mediocridade tomou conta dos interesses intelect uais do estudante brasileiro, me arrisco a tratar do assunto como uma massa falida em sua própria desilusão. Uma política podre que adentra nos lares das famílias pela inércia do nosso poder, a força jovem já não existe mais, a não ser por alguns pratos de lentilha. O Brasil entra em colapso, a esperança simplesmente já não é mais pronunciada pelas bocas. O que será de nós com essa geração inexpressiva? Outrora os jovens praticavam sua cidadania, iam às ruas com um objetivo e não saíam aleatoriamente tomados por impulsos carnavalescos, mas sim para praticar uma mudança. Mudanças de grande porte, a força jovem era temida. Em tempo, ainda podemos fazer um movimento, onde as diferenças são deixadas de lado e todos possam pensar em um

@MarceloTas

bem comum, evitando este suplantar de mazelas todos os dias vividas, de forma que as pessoas possam ser parte deste novo corpo. Corpo este que expulsa a corrupção do poder, liquida toda a exploração desenfreada, erradica com os abusos dos “porcos” congressistas e até mesmo é capaz de realizar uma reforma política nacional. Mas como podemos fazer isso possível se o jovem não se preocupa mais ou sequer sabe o que acontece de verdade pelos bastidores políticos? O jovem não sabe do seu verdadeiro poder neste país. Sejamos fortes nesse momento de tanta desafeição com a pátria, mesmo sem forças para lutar. Façamos da “mudança” o combustível principal para combatermos a banda podre da política no Brasil, não só dos políticos, mas de toda a população corrupta que em nosso país hoje se encontra. Basta, ou muda tudo ou paramos o país!

“Horário Eleitoral Gratuito é mentiroso até no nome: este ano vai custar ao contribuinte a bagatela de R$ 606 milhões”

@rafinhabastos “Impressionante a força da Globo. As olimpíadas estão c/ a mesma divulgação do camp. mundial de xadrez de 78.”

@‫‏‬Reguffe “Nosso Código de Defesa do Consumidor precisa ser aprimorado. Nossa legislação está aquém da de vários países do mundo nesse campo.”

EXPEDIENTE

@paulocoelho “Se somos um peixe maior que o tanque em que fomos criados, ao invés de nos adaptarmos a ele, devíamos buscar o oceano”

@JornalUniv

[

[

EXPRESSE SUA OPINIÃO! Mande uma mensagem para:

Levy Brandão (Diretor Presidente) | Igor Gadelha Schneider (Sócio Diretor) André Ribeiro (Gerente Geral) Jornalismo - Alveni Lisboa (Jornalista) e Glaucia Machado (Estagiária) Diagramação: Camila Piazzalunga (Diagramadora) e Alan Martins (Estagiário) Colaboradores: Anderson Felipe, Lázaro Pereira, e Renata Albuquerque.

inbrax ADE Conjunto 17 Lote 29 Sobreloja - Águas Claras - DF Fone: (61) 3033-3650 - contato@jornalouniversitario.com.br


03

O Universitário

Oportunidades Concursos

Estágios

Concurso

Salário

Vagas

Situação

ANA-Agência Nacional de Águas

Até R$ 4.780,18

45

Inscrição/ Edital

Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (IBAMA)

Até 2.580,72

300

Inscrição/ Edital

Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios - DF

Não Infotmado

93

Inscrição/ Edital

CRP - Conselho Regional de Psicologia- 1º Região Até R$ 2.868,47

17

Inscrição/ Edital

TRT - Tribunal Regional do Trabalho 18º Região (GO)

Até R$ 21,766,15

11

Inscrição/ Edital

Câmara de Águas Lindas de Goiás

Até 2.000,00

47

Inscrição/ Edital

ANCINE – Agencia Nacional do Cinema

Até R$ 4.760,18

82

Inscrição/ Edital

Receita Federal do Brasil

R$ R$ 13.600,00

200

Inscrição/ Edital

Empregos Assistente de vendas Principais Responsabilidades e Atribuições: Prospecção de clientes, marcações de visitas, atendimento aos clientes, atendimento pós-venda, emissão de relatórios de visita Escolaridade: Preferencialmente, cursando nível superior. Remuneração: R$ 1.100,00 Benefícios: VT + Reembolso de combustível semanal (caso possua veículo próprio), Plano de saúde Amil (50% subsidiado pela empresa). Horário de trabalho: segunda à sexta, de 8h30 às 18h15 Local: Lago Sul/Brasília Interessados enviar currículo para: currículo_df@hotmail.com

Administração Vaga: 1 / Sem.: a partir do 3° / Bolsa: R$ 500 + AT / Horário: segunda a sexta-feira das 8h às 13h e sábado das 8h às 12h / Asa sul / Conhec.exigidos: informática básica / Enviar o currículo para: acompanhamento. if@institutofecomerciodf.com. br / Assunto: escritório/ Hellen JORNALISMO Vaga: 1 / Sem.: a partir 2° / Bolsa: R$ 600 + AT / Horário: das 9h às 16h / SIA / Conhec.exigidos: informática básica / Enviar currículo para: acompanhamento. if@institutofecomerciodf.com. br / Assunto: Cp/Hellen SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Vaga: 1 / Sem: a partir do 3° / Bolsa: R$ 450 + AT / Horário: quatro horas noturnas / Lago Norte / Conhec.exigidos: informática básica / Enviar currículo para : acompanhamento.if@institutofecomerciodf.com.br / Assunto: Metabolismo / Nahellen

Recepcionista hospitalar Requisitos: Formação: Ensino médio completo Necessário ter experiência com recepção hospitalar ou de clínicas (guias) Local: Lago Sul Remuneração: R$ 800,00 + VT Horário: 12:00 ás 22:00 (seg a sex) 7:30 ás 13:00 (sábado) Os interessados deverão cadastrar o currículo no site www.somadesenvolvimento.com.br, na sessão Oportunidades/ empregos, e/ou enviar e-mail para: klicia@somadesenvolvimento.com.br

EDUCAÇÃO FÍSICA Sem: 5º / Vaga: 1 / SIA / Bolsa: R$ 1.028 + AT + VR / Período: 8h às 15h / Conhec. exigidos: Pacote Office, internet, redação Jornalismo Vagas: 2 / Sem.: 3º / Bolsa: R$ 650 + AT / Horário: das 9h às 15h ou das 14h às 20h / Asa norte / requisito: conhecimento em clipping / Enviar currículo para: acompanhamento.if@ institutofecomerciodf.com.br / Assunto: arte/ Hellen HISTÓRIA Vaga: 1 / Sem.: do 4º ao 6º/ Bolsa: R$ 550 + AT + AR / Horário: das 12h às 18h / Asa Norte/ Conhec.exigidos: informática intermediário / Enviar currículo para : acompanhamento.if@ institutofecomerciodf.com.br / Assunto: Aliança / Nahellen IF Estágio Localização: SCS QD. 06 Ed. Federação do Comércio, 5° andar Telefones: (61) 3962-2008 / 39622022 / 3962-2027 Site: www.ifestagio.com.br

www.iel.com.br (61) 3327-2120

Greve dos servidores públicos é marcada por protestos Funcionários de pelo menos 25 categorias aderiram ao movimento

Foto: Marcello Casal Jr./ABr

Rodoviária Federal, Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra), da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), do Arquivo Nacional, da Receita Federal, dos ministérios da Saúde, do Planejamento, das Relações Exteriores, do Meio Ambiente e da Justiça, entre outros.

A

p ós mais de dois meses em greve, representantes da maior parte dos servidores federais decidiram assinar acordo com o governo, aceitando a proposta de reajuste de 15,8%. Iniciados em julho, os protestos e as paralisações

cresceram no mês de agosto. No último dia 15, foram fincadas mil cruzes no gramado da Esplanada, simbolizando os mil dias sem negociação da greve. A paralisação afetou servidores da Polícia Federal, Polícia

Pelo menos 25 categorias entraram em greve, tendo o aumento salarial como uma das principais reinvindicações. O Ministério do Planejamento estima que a paralisação tenha envolvido cerca de 80 mil servidores. Em contrapartida, os sindicatos calculam que 350 mil funcionários aderiram ao movimento.

85% dos candidatos reprovaram no último exame da OAB Desempenho ruim é reflexo da baixa qualidade de ensino nas instituições

A

penas 14,97% dos mais de 109 mil bachareis que prestaram o VII Exame de Ordem foram aprovados. De acordo com a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), o desempenho ruim se deve à baixa qualidade do ensino nas instituições. Entretanto, a entidade ressalta que o percentual de aprovação dos 15.667 candidatos que cursam o nono e o décimo semestres do curso foi maior, superou 46%, o que pode indicar avanço na formação dos advogados. Segundo

dados do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep), o número de cursos no país passou de 886 em 2005 para mais de 1,2 mil neste ano. A Universidade Federal de Viçosa (UFV) e a Escola de Direito do Rio de Janeiro foram as instituições de ensino público e privado que obtiveram os melhores desempenhos nos índices de aprovação, com cerca de 73% de aproveitamento. A Universidade de Brasília (UnB) ficou com a 9ª colocação entre as instituições públicas, com 59% de aprovação.


04

O Universitário

Entrevista

No traço certo

Eduardo Calazans e os obstáculos em seu caminho para se tornar um quadrinista de sucesso

T

alentoso, criativo, universitário, blogueiro, Eduardo Calazans, jovem artista de Brasília, fala sobre suas inspirações, referências e projetos. Quem sou eu? Tenho 23 anos de idade. Nasci no Rio de Janeiro, mas vim para Brasília com cinco anos e aqui vivo desde então. Estou concluindo o curso de Artes Plásticas na Faculdade Dulcina de Moraes. Trabalho como ilustrador e programador visual em uma empresa de educação à distância e como freelancer de ilustração e designer. Você lembra como conheceu os quadrinhos? Basicamente comecei lendo Turma da Mônica, como toda criança brasileira. Mas comecei a curtir mesmo e

apreciar HQ quando li a série “Homem-aranha azul”, que conta sobre o primeiro relacionamento do Aranha e os primeiros desafios de sua vida de herói. A partir daí comecei a desenhar heróis em geral. Contudo, entendi que queria criar HQ’s de fato, quando conheci o trabalho de Fábio Moon e Gabriel Bá. Então foi aí que realmente me apaixonei e decidi me dedicar a fazer quadrinhos. Quais são suas referências no universo dos quadrinhos? E fora dele? Desenhistas gosto muito do John Romita Jr. e Chris Bachalo (desenhista da Marvel e DC comics). Quadrinistas sou muito influenciado pelo Moon e Bá, que foram quem me possibilitaram conhecer outros estilos de quadrinhos. Sou fã declarado do Homem-Aranha e gosto muito do “Calvin e Haroldo” e quadrinhos independetes. Fora do mundo dos quadrinhos ain-

da sou bem nerd. Gosto muito de cinema, games e músicas. Escritores gosto muito do Neil Gaiman e do Stephen King, que influenciam na forma de contar as histórias. Tudo isso com um bom Classic Rock (tipo Lynyrd Skynyrd e Led Zepellin) e uma boa MPB Como e quando surgiu o blog Uma Por Vez? O “Uma Por Vez” nasceu em setembro de 2010, com a ideia de fazer uma página de história em quadrinhos por semana, com as temáticas mais variadas. Por duas razões básicas decidi criá-lo. Primeiramente não adianta fazer quadrinhos que vão virar folhas soltas dentro de casa e nem produzir só para você. Você tem que dar a cara a tapa, aprender com erros, entender os acertos e interagir com o público. E segunda razão, para ter uma produção constate de quadrinhos, pois assim como ninguém aprende teatro sem interpretar, nin-

guém faz quadrinhos sem produção de quadrinhos.

e estou pensando em fazer faculdade de Cinema.

O trabalho no Uma Por Vez lhe abriu portas?

Para quem tem vontade de seguir no ramo, quais as principais dicas que você daria?

Tive bons retornos, sejam profissionais ou pessoais. Vários quadrinhos estão em meu portifólio o que me possibilitou fazer muitos trabalhos de freelancer e hoje trabalhar como ilustrador e programador visual. Já na vida pessoal, tenho retorno como boas conversas de bar, às vezes sou visto como um bom aconselhador de quadrinhos e até ajuda na hora dos papos só a dois. Quais são seus planos atuais? Quero continuar com as histórias no blog. Sinto que com elas cativo cada vez mais pessoas, e dentro em breve devo lançar o 3° impresso independente, que trás um retorno ainda maior ao trabalho e atinge mais leitores. Em breve quero ir para Curitiba cursar pós-graduação em quadrinhos

Acredite, produza e de a cara a tapa. Foram as melhores coisa que aprendi e vivo até hoje. Fazer quadrinhos, principalmente independentes, significar criar um caminho próprio. Claro que sempre haverá pessoas a se espelhar e para te influenciar, mas você tem que fazer algo seu e que você acredite, ou então só será um bom copiador. Às vezes as pessoas vão criticar muito, o caminho vai ser mais solitário e tenuoso. Sendo que só você poderá dar um norte ao seu caminho. Mas no fim quadrinhos é a arte de contar histórias e a vida não vale nada sem uma boa história para se contar. Confira a íntegra no nosso portal: www.jornalouniversitario.com.br


05

O Universitário

A capital DE TODOS OS

Foto: Divulgação

Capa Móveis Coloniais de Acaju

Ritmos

Bandas como Legião Urbana, Capital Inicial, Plebe Rude, entre outras, deram à Brasília o título de “capital do rock“; hoje, a cidade mostra que há espaço para todos os tipos de música

B

r asília é vista por muitos brasileiros como capital das decisões políticas e centro do poder administrativo, mas também ficou conhecida como a capital do rock. Na década de 80, Legião Urbana, Capital Inicial, Plebe Rude e Detrito Federal, entre outros grupos, contribuíram para a construção da imagem da cidade. O rock ocupou o espaço urbano, os parques, as superquadras de Lucio Costa, cresceu e apareceu.

Akróz

Foto: Divulgação

Entretanto, a diversidade cultural trazida por pessoas de vários estados proporcionou a mistura de gêneros musicais, que começa a criar uma nova identidade para a capital. A influência do choro é cada dia maior, resultado do trabalho do Clube do Choro. O samba é resgatado pela cantora Renata Jambeiro. A cena erudita conta com apresentações da Orquestra Nacional e do violonista Fabiano Borges.

Com 14 anos de carreira, a banda Móveis Coloniais de Acaju surgiu sem muitas pretensões. Um grupo de jovens buscava uma sonoridade singular, diversão e, quem sabe, o sucesso. O som é uma mistura de ska, samba, jump swing, rock, funk e ritmos do Leste Europeu. Não

Temos a influência das pessoas de todo canto do país, que vieram construir a cidade e trouxeram suas bagagens culturais”. Esdras Nogueira

Revolta contra políticos corruptos, vício sobre a tecnologia, sentimentalismo e conquistas na vida são os temas abordados pela Akróz. Hícaro Teixeira (voz), Nestor Rabello (guitarra), Rafael Maia (baixo) e Marcelo Maia (bateria) são os integrantes atuais da banda, que nasceu em 2009. “Akróz foi formada em Brasília. Digamos que a banda nasceu na 111/112 da Asa Norte, mesmo eu sendo de Sobradinho e Rafael morando no Park Way. Na 111/112 Norte foi onde tudo começou. E a relevância

que tem, é que somos da capital do Brasil”, conta Hícaro. As influências do grupo são inúmeras, começando do Blues ao Metal. Entre as referências, System of a down, KoRn, Deftones, Metallica, Michael Jackson, Legião Urbana, Capital Inicial, Cássia Eller e Racionais. “Aqui existem muitas bandas excepcionais, mas existem outras horríveis de filhinho de papai. E tem aquelas que formam panelinha com produtores da cidade, que impedem Brasília de conhecer novas bandas”, afirma o vocalista Hícaro.

O rock é transformado pela banda Móveis Coloniais de Acaju, que incorpora diferentes ritmos como o ska. Para a estudante da UnB Lorena Dantas, essa mistura é interessante. “Hoje em dia as pessoas rotulam muito e separam muito os grupos de música. E eles apenas misturam tudo, e o que poderia ficar ruim, fica único e maravilhoso”, diz. “Eles são uma referência de música aqui. Brasília hoje é capital de tudo e, ultimamente, bandas que começaram

é a toa que eles já chegaram a apelidar sua música de “feijoada búlgara”. Para o estudante universitário Eduardo Setúbal, o grupo representa bem a cidade. “Uma banda única, que inova a cada show trazendo uma alegria a todos os presentes, e o melhor de tudo, é de Brasília”. Eduardo é brasiliense e está morando no Amazonas. “Os diferenciais são a alegria e a presença de palco, que cativam qualquer um que vá ao show”, completa.

Como vocês veem o mercado musical em Brasília?

As mais variadas. Em uma banda com dez integrantes e todos muito participativos isso não poderia ser diferente. Mas nesse disco que estamos gravando, nosso terceiro trabalho, mergulhamos no soul. Escutamos muito os artistas da Motown, e isso, mais a bagagem musical do ska, rock, música brasileira, e tudo mais que a gente escuta e usa nas nossas músicas, acabou dando uma identidade muito interessante nas músicas.

Hoje temos uma retomada, bem menos referente. Acho que Brasília cresceu e uma característica que vemos na música da cidade, e isso inclui o som do Móveis, é um ecletismo que aceita muito bem as diferenças. Temos a influência das pessoas de todo canto do país, que vieram construir a cidade, e trouxeram suas bagagens culturais. É um mercado interessante e ainda cheio de possibilidades.

Ele teve uma superexposição nos anos 80. Muitos artistas apareceram daqui, Capital, Plebe, a própria Legião, foi a época de ouro. Nos anos 90 tivemos novamente um movimento de rock, menos politizado e mais escrachado, sem a grande visibilidade de antes também, mas igualmente interessante na minha opinião.

A banda nasceu na capital Quais são as influências do do rock brasileiro. Isso tem grupo? peso na carreira de vocês?

Entrevista com Esdras Nogueira - Integrante do grupo

independentemente estão tendo o espaço delas. É merecido. Acho lindo quando vejo o DVD deles e o André (voz) fala ‘Boa noite, nós somos Móveis Coloniais de Acaju, somos de Brasília’. Eles fazem parte da nossa cultura”, completa a estudante. Essas novas bandas de todos os gêneros compõem o atual cenário musical da jovem capital. Não tão badalado quanto a década de 80, mas repleto de possibilidades. Afinal por ser um grande caldeirão de culturas, Brasília e os brasilienses ainda estão construindo a sua identidade na música e também em todas as outras manifestações culturais.


06

O Universitário

Esportes e Saúde Por Luisa

blesssaude.blogspot.com.br

Foto: Altiplano.com.br

Alimentação

Frutos do cerrado O pequi, um dos mais conhecidos, é rico em vitamina C e possui boas quantidades de licopeno, substância que protege a próstata e o coração por ter atividade antioxidante.

O

Foto: www.mairinews.com

s frutos do cerrado podem ser consumidos in natura ou serem utilizados em diversas preparações como em sucos, licores, sorvetes, geleias e doces diversos. No geral, possuem elevados teores de açúcares, proteínas, sais minerais, ácidos graxos, vitaminas do complexo B e carotenóides, precursores da vitamina A.

A

p artir da primeira quinzena de setembro, 133 homens da Força Nacional de Segurança (FNS) atuarão nas divisas do Distrito Federal. Eles irão monitorar as principais rodovias federais que passam pelo DF e são usadas por criminosos para o tráfico de drogas e como rota de saída de veículos roubados. O pedido será formalizado pelo governador Agnelo Queiroz. De acordo com levantamento da Secretaria de Segurança,

Em um estudo que avaliou a composição nutricional da macaúba, cajú-do-cerrado, araticum, murici, gabiroba, cagaita, mangaba, puçá, araçá, chichá e pitomba, observou-se que a macaúba foi o fruto que apresentou o maior teor de cálcio, seguido do chichá. Este, entretanto, apresentou a maior quantidade de zinco e ferro. Em relação ao ferro, a macaúba apresentou

Força Nacional controlará principais rodovias do DF rodovias federais como a BR-040 (Brasília-Valparaíso) e a BR-020 (Brasília-Formosa) são as rotas mais usadas por autores de roubos de veículos e de roubos com restrição de liberdade da vítima. Normalmente os destinos desses carros são pontos de desmanche na região do Entorno. O prazo inicial de permanência da Força Nacional no DF é de três meses, podendo ser prorrogado.

A mangaba possui vitaminas do complexo B, além das vitaminas A e C, fibras e minerais como ferro, cálcio e fósforo em sua composição. É considerada hipocalórica pela baixa quantidade de calorias que possui.

a segunda maior quantidade. O estudo concluiu que os frutos do cerrado possuem quantidades significativas dos nutrientes responsáveis pelo bom funcionamento do organismo, além de auxiliarem na prevenção e tratamento de doenças. Além disso, eles tornam-se ótima sugestão para o alcance da ingestão dietética recomendada por serem fontes alternativas de nutrientes.

A gabiroba, por conter vitamina C, é utilizada no combate à gripe e pode também ser utilizada no tratamento de diarréias, cãibras e males do trato urinário devido à presença de substâncias adstringentes em sua casca. É considerada hipocalórica, isto é, de baixo valor calórico.

Redução do IPI para carros e outros produtos é estendida

O

ministério da Fazenda prorrogou por dois meses a redução do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) para automóveis. O benefício acabaria no dia 31 de agosto, mas foi estendido até o fim de outubro. Além dos veículos, o governo renovou benefícios fiscais para mais três tipos de produtos: eletrodomésticos da linha branca, móveis e materiais de construção. Os eletrodomésticos da linha branca (fogões, geladeiras, tanquinhos e máquinas de lavar) e os móveis continuarão com alíquotas reduzidas até 31 de dezembro. Já os subsídios

para materiais de construção valem até dezembro de 2013. Ao todo, existe a estimativa de renúncia fiscal de R$ 1,2 bilhão neste ano e de R$ 3,9 bilhões no ano que vem. De acordo com o ministro da Fazenda, Guido Mantega, a redução tributária na venda de veículos deu impulso forte ao setor, que atualmente vende 16,6 mil carros por dia, em média. A indústria automobilística se comprometeu a manter o nível de empregos e a repassar a redução do IPI para o consumidor.

Regras claras para realização de concursos

O

D istrito Federal agora tem uma lei própria que regulamenta a realização de certames para o preenchimento de cargos em órgãos públicos da administração local. Os deputados distritais aprovaram em 1º e 2º turnos a proposta que reúne normas para orientar todas as etapas desses exames. Em breve, o assunto deverá ser sancionado pelo governador Agnelo Queiroz, o que validará as regras. A mudança afeta, pelo menos, 350 mil pessoas na capital federal que se dedicam a estudar para entrar no serviço público.


Garota&Garoto O Universitário

Rose Avelar

Inscreva-se!

Idade: 24 anos Curso: Direito Universidade: Unieuro

Estamos selecionando os estudantes mais belos de Brasília. Mostre quem você é e prove que beleza também pode ser sinônimo de inteligência.

Por quais motivos você escolheu o curso de Direito? Escolhi o curso de Direito para que possa levar informações a quem precisa e ajudar as pessoas carentes. Adoraria se tivesse a oportunidade de trabalhar na Defensoria Pública, pois percebi que a demanda social lá é maior.

Envie sua foto com nome, idade e curso para o e-mail selecao@ jornalouniversitario. com.br e aguarde. Inscreva-se, compartilhe!

O curso é o que você esperava? Sim, grandes informações, aprendizados e sonhos. O curso de Direito nós dá várias opções e o mercado é bastante amplo, recomendo.

fb.com/OUniversitario @JornalUniv

O que você espera do seu futuro profissional? Sucesso, não seria falsa em dizer o contrário, pois todos buscamos isso. E no meu caso busco o financeiro para que com isso possa ajudar as pessoas que amo e admiro.

Crítica de cinema

Confira a íntegra no nosso portal:

www.jornalouniversitario.com.br

Por André Ribeiro

www.peliculaestragada.blogspot.com

é fã de quadrinhos pode ir assistir tranquilo com sua namorada que nunca leu uma HQ na vida, pois possui uma vasta quantidade de cenas de humor e ação, que nem dá tempo dela fazer perguntas bobas do tipo “qual deles é o melhor?”.

E

ste foi o ano mais aguardado para todos que são fãs de quadrinhos assim como eu. 2012 estreou nas telas dos cinemas dois grandes filmes de super-heróis que tanto se aguardava: Os Vingadores e Batman: O Cavaleiro das Trevas Ressurge.

07

Até o fechamento desta edição, Os Vingadores continua emplacando seu sucesso de bilheteria com a terceira posição no ranking de todos os filmes, enquanto Batman já perdeu sua posição de filme mais assistido neste mês para O Legado Bourne. Bom, ambos são excelentes, pois conseguiram

trazer para a magia do cinema heróis que só eram possíveis de se imaginar nos quadrinhos. Muito se discute a respeito de qual seria o melhor longa e qual teria a maior bilheteria. Os Vingadores é um ótimo filme que tem muita ação e diversão. Um tipo de filme que você que

Mesmo mostrando a junção de vários heróis que tiveram filmes solos antes, não é difícil de entender sem ter assistido algum deles. Já Batman, é necessário que sua namorada já tenha assistido os filmes anteriores. Claro, aqueles do diretor Nolan. Nunca, mas nunca permita a ela assistir o filme do Tim Burtom ou Joel Shumacher. Batman não empolga muito pelas cenas de ação, mas a historia é algo realmente envolvente, parecendo com um final

de capítulo da novela das nove, prendendo sua atenção de tal forma que só o faz pensar em detalhes do filme dois dias depois. Detalhes do tipo “Pô, legal, Bruce fugiu da prisão, mas como ele conseguiu chegar a Gotham se ele estava falido e ninguém podia mais entrar na cidade?”. Detalhes que não precisam ser questionados para dizer se Batman é um bom filme ou não. Assim como nos quadrinhos, Batman e Os Vingadores são heróis completamente diferentes. Os longas de ambas as estrelas das HQs também são completamente diferentes e merecem respeito. Essa luta da indústria cinematográfica para fazer um filme melhor do que o outro só tem um ganhador, nós que somos fãs de quadrinhos.


08

O Universitário

Entretenimento Lançamentos do cinema LOOPER - ASSASSINOS DO FUTURO Ambientado em um futuro próximo, um grupo de assassinos -- conhecidos como Loopers - trabalham para um sindicato do crime. Eles são enviados do futuro para o presente, para matarem criminosos antes que os crimes sejam cometidos. Mas quando um deles descobre que foi enviado para o passado para matar a si mesmo, o sistema começa a ser questionado.

Estreia: Dia 28/09

Piada

BUSCA IMPLACÁVEL 2 Liam Neeson retorna como Bryan Mills, um ex-agente da CIA extremamente talentoso, que arriscou tudo para salvar sua filha Kim de sequestradores albaneses. O pai de um deles promete vingança pela morte do filho. Em uma viagem a Istambul, Bryan e sua ex-esposa são sequestrados. Desta vez, ele irá depender da ajuda da filha Kim para escapar, usando as mesmas forças táticas de sempre para salvar a todos e sistematicamente eliminar os sequestradores, um por um.

Estreia: Dia 05/10


Jornal O Universitário - Agosto