Page 2

2

Vittorio Medioli vittorio.medioli@otempo.com.br Fax: (31) 2101-3903

Prêmio dos bons abade Constant, ao ser perguntado: “O que é um tolo?”, respondeu calmamente. “É alguma coisa mais absurda que uma besta. É o homem que quer chegar sem ter andado. É o que se julga senhor de tudo porque chegou a ter alguma coisa. É um matemático que despreza a poesia. É um poeta que protesta contra os matemáticos. É um pintor que julga a filosofia uma inépcia porque nada entende de filosofia. Ainda é o que ignora e nega a ciência sem ter o trabalho de estudá-la. É o homem que fala sem conheceresem saber”.Aquele quesesatisfaze secompraz da sua ignorância, que confia na esperteza da transgressão e age como fera, imaginando que, podendo enganar os homens, poderá enganar Deus. Para que o aluno compreendesse mais, o abade explicou que o tolo é “o urso que esmaga a cabeça do amigo com uma pedra para caçar uma mosca e ainda justifica seu gesto trágico. O tolo julga que nada tem a aprender. Ele quer reger os outros. Muitos o enxergam como tolo, porém ele jamais o saberá”. Fala mais do que ouve, escuta a si mesmo para não tomar ciência de que nada sabe. É quem sonha em ter sucesso e poder sem ter estudado e suado. O jovem retrucou: “Mas como é possível encontrar tolos em lugares importantes, colhendo sucesso, honras e glórias?”. Sem abalo, o abade respondeu: “Simples. É por causa do número quase infinito de tolos que existem neste mundo que a política é, e sempre será, a ciência da dissimulação e da mentira. O tolo não sabe usar o poder e fatalmente se engasgará com este. Não é por outra razão que Maquiavel, um sutil e desarmado pensador, ousou dizê-lo e foi ferido por uma reprovação legítima”. “O florentino fingiu dar lições e conselhos aos príncipes para traí-los, expô-los e denunciá-los à desconfiança das multidões. Porém, as multidões são tolas e acreditaram ser Maquiavel um cínico e frio conselheiro a serviço dos poderosos. Digo mais, meu jovem. Se desejares tornar-te poderoso em obras, nunca digas a alguém teu pensamento, nem à mulher que tu amas. Lembra-te de Sansão e Dalila”. Pois é, “quando uma mulher julga conhecer a fundo o marido, deixa de amá-lo, passa a querer governá-lo, a dirigi-lo. Se ele resistir, ela o odeia; se ceder, ela o despreza. Repara. A vida ensina que a mulher se apaixona com frequência pelo confessor, pois ele sabe tudo dela, e ela, nada dele. O segredo atrai mais a mulher tola do que mil explicações”. O mistério permite ao tolo sonhar, acreditar que o milagre é possível sem merecimento, e na sua congênita ignorância. Quando o sino marcou a hora do silêncio, o aluno ainda questionou: “O que é afinal que move o tolo?”. “Meu caro jovem, a vaidade pueril e o mesquinho interesse levamos homens pelo nariz até a morte. Sãopoucos os que se apercebem disso. Empurram a pedra de Sísifo. O fundo da maior parte das almas é a vaidade. A vaidade é o vazio, é o vácuo, nunca sacia”. “Acrescentem-se zeros quantas vezes puder, para o tolo sempre valerão zero; amontoa nadas e a nada chegarás. Nada, eis aí o programa da maioria dos homens!”. Começam com nada, juntam zeros e ainda acabam sentindo falta de tudo”. “Enfim, o quefazer?”, pergunta o jovem. “Se tu queres ser puro e sagrado, tu serás consagrado ao suplício. A humanidade pecadora não te aceitará, tu serás o espelho onde poderão ver sua feiura, e assim te quebrarão.Essahumanidadetemnecessidade dos tormentos das almas inocentes e puras. Seu triunfo é incerto, mas sempre é póstumo. O Cristo morreu na cruz, e todos aqueles que Ele iniciou foram martirizados”. Osuplício éo imposto quepaga quem tomoua liberdade de ser Deus. “A ti, meu jovem, cabe a árdua escolha”.

O

O TEMPO BETIM 11 a 17 de abril de 2014

Opinião

Contraponto

¼ Y

Sobreo decretoque alteraas regras do cartãoCesta Servidore restringeo benefício

“Essenovocálculo vai prejudicardiretamenteosservidores mais simplesehumildese quecarregama prefeitura nas costas.Quandoerapara cortar aquio benefíciodos altos salários,o governo nãoquis. Mais umavez, éumgrandeequívoco desse governo.” Antônio Carlos (PT) - vereador

“Na mesa de negociação, os sindicatos levantaram essa questão, e o secretário de Administração pediu 60 dias para rever o decreto. Mas o prefeito me garantiu que revoga ainda hoje (terça) esse decreto e não vai alterar nenhum benefício do servidor.” Klebinho Rezende (PTB) - vereador

¼ 2

Editorial

Tempo bom para a Polícia Militarde Betim. Aconstrução danova sededo 33º Batalhão, obra esperadahá anos,enfim começou.Alimpeza doterreno foiiniciadanodia3, eaprevisãoéque a nova sedeseja concluídaem15meses.Essa obra émaisque necessáriapara estruturarmelhora PM,principalmentecomBetimenfrentandoaltosíndices de violência.

Tempo bom paraoscontri-

A equação desequilibrada da saúde Naúltimasegunda-feira,dia 7de abril,foicomemorado o Dia Mundial da Saúde. Mas em vez de ter celebrações, a data, criada pela Organização MundialdeSaúde(OMS)em1948parachamara atenção para os problemas da área, foi marcada por protestos no país, em função do colapso em queseencontraasaúdebrasileira. Isso porque os investimentos feitos na área –aConstituiçãoFederaldeterminaqueEstados invistam12%eosmunicípios15%desuareceita própria na saúde –não resultam em ações concretasquemelhoremasaúdedapopulação. SóemBetim, a previsãoéque sejam investidos R$469,3milhõesnesteano,oqueinfelizmente nãoresulta emuma saúdede qualidade. Parece uma equação desequilibrada, que nem osmatemáticos ou outros especialistas das finanças conseguem explicar, porque o volume de dinheiro investido se esvai e faltade tudo: de médicosaequipamentos. EmBetim,asaúde,quejáseencontravaesfacelada no governo da ex-prefeita MDC, também não teve avanço neste quase um ano e meio da administração Carlaile. Pacientes continuam a ser contaminados por superbactérias no Hospital Regional. Profissionais da unidade afirmam que a situação continua crítica porque as obras exigidaspelaVigilânciaSanitáriaEstadualnoiníciodoanopassado caminhamapassos detarta-

Tempo Bom

ruga.Essa questãoémuitosériaemtodoo mundo.RelatóriodivulgadopelaOMSmostraquecerca de 500 milcasos de tuberculose em 2012 em todomundoforamcausadosporbactériasmultiresistentes. Em Betim, foram 24 mortes na gestãodeMDC. Nosetordahemodiálise,quetambémsofreu gravesdenúnciasnagestãopetista,tambémpouca coisa mudou. Como O Tempo Betim já mostrou, pacientes estão tendo que ficar internados meses no Hospital Regional porque não conseguem vaga para fazer tratamento três vezes por semana no setor. Isso sem falar na UAI Norte, cujas obras para serinaugurada não se concretizam, na falta de equipamentos essenciais – o raioX da UAI Sete de Setembro está parado há meses–enagrevefeitapelosagentesdesaúdee outrosprofissionaisdaárea. Enquantoisso,projetosquepoderiamajudar amelhorarasaúde,comooPais,queviabilizaria a construção de hospitais em parceria com a iniciativa privada, foram deixados de lado. Apesar de ter um compromisso firmado com a Amil, a prefeituranãodeuseguimentoaoprojeto. Osgovernantes precisam entenderque a população está cansada da falta de ações concretas;osprotestosdejunhopassadomostraramisso.Épreciso repensar açõesparaque a equação dasaúdepasseatermaisequilíbrio.

buintesbetinenses,que terão descontopara pagar osimpostosmunicipaisatrasados. A Câmaraaprovou projetodo Executivoque concedeisenção deaté 90%para quem forquitarà vista tributosvencidos até 31de dezembrode 2013.

Tempo bom para a CPI queinvestiga adívida milionáriaquea construtora Andrade Gutierrezcobra domunicípio. Foramaprovados doisrequerimentoscomunicando aos exprefeitos,comoIvair Nogueira, queeles serãoconvocadospela comissãopara darexplicações.

Tempo Ruim Tempo ruim paraosvereadoresdabasealiadadoprefeito Carlaile.Elesnãoaprovaram requerimentofeitoporAntônio Carlos(PT)parasaberporque aparelhosderaioXestãosem funcionarnaUAISetedeSetembro.Ogovernotemqueseexplicar.Cobrarissoéumdeverdo vereador,penaquemuitosnão entendemisso.

Tempo ruim paraLéoContador.OdonodagráficaIrmãos Cunha,ondeforamemitidas notasfiscaisdelanchesdairmã deCarlão,AdrianaClarindo, declarouquealgumasdelassão falsificadas.Comisso,asituaçãodeLéosecomplicaeele poderesponderatécriminalmenteseofatoforcomprovado.

Tempo ruim para a saúde. Segundo parentes de pacientes do Hospital Regional, a contaminação por superbactérias continua. Funcionários reclamam que obras da unidade caminham a passos lentos.

O Tempo Betim - Sex, 11/04/2014  

Edição semanal de O Tempo Betim

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you