Page 1


ENVELHECER COM SAÚDE Envelhecer não é sinônimo de doença. No entanto, sabe-se que com o passar dos anos é comum o aparecimento de algumas doenças como pressão alta e diabetes. Estudos mostram que a partir dos 40 anos de idade organismo vai se tornando mais lento em suas reações ocorrendo uma diminuição da capacidade funcional. Viver por mais tempo é um desejo de todos, mas queremos acima de tudo, viver com saúde, qualidade, liberdade e facilidade. O conceito de saúde vai além da ausência de doenças, principalmente nas pessoas com mais idade. Saúde significa ter equilíbrio orgânico, psicológico e social. Esta cartilha foi elaborada pela Prefeitura Municipal de Osório, através da Secretaria Municipal da Saúde, pelos profissionais do Núcleo Ampliado de Saúde da Família e Atenção Básica – NASF/AB, composto por fisioterapeuta, fonoaudióloga, médico veterinário, nutricionista, professor de educação física, psicóloga, terapeuta ocupacional. Contribuíram ainda o Conselho Municipal da Pessoa Idosa de Osório/RS e os setores da Vigilância em Saúde farmácia. Além disso, a Secretaria de Saúde possui o projeto VIVA PARA VALER, que proporciona diversas atividades para exercitar a mente e o corpo nas praças da cidade e nas Unidades de Saúde. Informe-se na sua unidade de saúde. O objetivo orientar você e seus familiares em relação aos cuidados com a saúde. Esperamos que estas ferramenta seja um apoio no seu processo de envelhecimento.

1

BOA LEITURA!


ATIVIDADE FÍSICA Atividades físicas regulares e apropriadas, incluindo qualquer movimento corporal, podem reduzir o risco de muitas doenças como hipertensão arterial, diabetes, depressão e derrame cerebral. Não existe o melhor exercício para o idoso, o importante é encontrar atividades que desenvolvam flexibilidade, equilíbrio, força muscular que é fundamental a medida que o corpo envelhece. Procure sempre um professor de educação física ou um profissional de saúde antes de iniciar um programa de atividades físicas.

VEJA OS PRINCIPAIS BENEFÍCIOS PROPORCIONADOS PELA ATIVIDADE FÍSICA: Controle do peso; 2 - Redução do risco de morte por doenças cardiovasculares; 3 - Melhora do controle da pressão arterial, do colesterol, do triglicerídeo e diabetes; 4 - Melhora da postura e do equilíbrio; 5 - Preservação dos ossos e articulações; 6 - Melhora dos quadros de dor em geral; 7 - Melhora da imunidade; 8 – Estimula o convívio social; 9 – Favorece a redução tabagismo, álcool e drogas; 10 - Diminuição da ansiedade, do estresse, melhora do estado de humor, da autoestima e a qualidade do sono.

2


ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL Uma alimentação equilibrada é fundamental para a garantia do envelhecimento saudável. Seguem as seguintes orientações: Faça três refeições ao dia (café da manhã, almoço e jantar), além de pequenos lanches nos intervalos. * Dê preferência aos grãos integrais (arroz, trigo) e aos alimentos na sua forma mais natural. Inclua nas principais refeições alimentos como arroz, milho, batata, aipim, batata-doce. * Inclua frutas, legumes e verduras em todas as refeições ao longo do dia, pois são ricos em vitaminas, minerais e fibras. * Coma feijão com arroz, de preferência no almoço ou no jantar. Esse prato brasileiro é uma combinação completa e nutritiva. * Lembre-se de incluir carnes, aves, peixes, ovos, leite e derivados em pelo menos uma refeição durante o dia. * Use pouca quantidade de óleos, gorduras, açúcar e sal no preparo dos alimentos. * Beba água mesmo sem sentir sede, de preferência, nos intervalos das refeições. * Evite bebidas açucaradas (refrigerantes, sucos e chás industrializados), bolos, biscoitos recheados, doces e outras guloseimas.

3

* Fique atento às informações nutricionais dos rótulos dos produtos industrializados (processados e ultraprocessados) para favorecer a escolha de produtos alimentícios mais saudáveis. * Sempre que possível, realize as refeições acompanhado (a) de alguém. A companhia de familiares, amigos ou vizinhos proporciona mais prazer com a alimentação e favorece o apetite.


DISFAGIA: DIFICULDADE PARA ENGOLIR O nome pode parecer estranho, mas o problema é mais comum do que você imagina. A DISFAGIA é uma alteração na deglutição, ou seja, no ato de engolir alimentos ou saliva. Pode ocorrer em diferentes fases da vida, especialmente em idosos, podendo trazer sérias conseqüências à saúde. Na disfagia ocorre um desvio do alimento ou da saliva, obstruindo parcialmente ou completamente as vias respiratórias. Esse desvio pode ser facilitado também pelo envelhecimento natural de estruturas envolvidas na deglutição (lábios, língua, bochechas, etc.). A T E N Ç Ã O: A disfagia não é uma doença por si só, mas um sintoma de que alguma alteração pode estar ocorrendo, sendo imprescindível a orientação e tratamento adequados. POR ISSO, FIQUE ATENTO A SINAIS COMO: - dificuldade ao engolir - sensação de algo parado na garganta - tosses ou engasgos freqüentes causados por alimentos ou pela saliva - cansaço, febre, rouquidão ou restos de comida na boca após a alimentação ALGUMAS DICAS DURANTE A ALIMENTAÇÃO: • Manter a postura ereta e confortável, nunca comer deitado, salvo em caso de orientações específicas • Comer sem pressa • Manter a prótese dentária bem adaptada • Caso necessário, coma alimentos mais pastosos e líquidos mais grossos, pois o engasgo com alimento líquido é o mais freqüente. Além de provocar problemas emocionais e isolamento social, causa problemas sérios como desidratação, desnutrição e pneumonia, além do risco de morte por asfixia.

4


A SURDEZ OU DIFICULDADE PARA OUVIR A partir dos 50/60 anos de idade a pessoa pode começar a perceber que não ouve com a mesma perfeição de antes, devido à degeneração de algumas células auditivas. Este processo é chamado de Presbiacusia e não afeta só a capacidade de ouvir os sons baixos, mas também a de entender uma conversa do dia-a-dia. Faz parte do envelhecimento natural do indivíduo. Avaliar a audição é o primeiro passo para solucionar o problema.

FIQUE ATENTO PARA ESTES SINAIS: • Ouvir e não compreender • Aumentar demais o volume do rádio e da TV • Falar muito alto ou muito baixo • Apresentar barulho ou zumbido no ouvido ou na cabeça • Apresentar tontura ou desequilíbrio • Apresentar depressão, irritação, indiferença ou isolamento social As condutas indicadas podem ser: tratamento clínico, cirúrgico ou uso de aparelho auditivo. A seleção do aparelho mais adequado, o acompanhamento periódico e a reabilitação são essenciais para o bom uso do aparelho auditivo.

MELHORE SUA COMUNICAÇÃO:

5

• Informe que você tem alguma perda auditiva • Procure conversar em ambientes silenciosos e com boa iluminação • Fique próximo ao falante e observe seu rosto e gestos • Sem receios, peça para repetir quando não entender O diagnóstico e o tratamento adequados ao idoso com perda auditiva melhoram sua qualidade de vida, preservando o convívio social. Procure a Unidade de Saúde mais perto de você!


MEMÓRIA É a capacidade do nosso cérebro em reter informações e recuperá-las no momento que queremos. A partir dos 35 anos, a velocidade de processamento cerebral diminui, então algumas pessoas já podem perceber os primeiros sinais de esquecimento ou demora para lembrar de alguma informação. Doenças cardiovasculares, diabetes, níveis elevados de gordura e açúcar no corpo, podem agravar os esquecimentos.

É IMPORTANTE USARMOS TÁTICAS QUE DESAFIEM A CAPACIDADE DE RESPOSTA DO CÉREBRO, COMO: Ÿ Ÿ

Ÿ Ÿ Ÿ Ÿ

Fazer atividades físicas; Malhar a mente: palavras cruzadas, sudoku, xadrez, caça palavras,dominó, joga de memória, jogo dos 7 erros, quebra-cabeça, ler um livro ou assistir um filme e depois contar para alguém; Desafiar a rotina: escovar os dentes e segurar talheres com a mão não dominante, mudar um caminho que faz como rotina; Ao ler uma palavra, pense em outras 5 que comecem com a mesma letra; Conviver com outras pessoas e com animais de estimação; Fazer uma lista de compras e não utilizá-la.

LEMBRE-SE! Nunca pare de aprender, quanto mais estimulado o cérebro, maior a capacidade de memorização. Ÿ Para melhorar a memória é importante dormir de 7 à 9h diárias, pois é durante o sono que as memórias se consolidam. Ÿ Mas isso pode mudar, o segredo é manter a mente ativa e estimulada.

Ÿ

6


CUIDADOS NA RESIDÊNCIA DORMITÓRIO: Instale tela na janela e deixe o sol entrar. É importante renovar o ar e manter o ambiente aquecido. Os móveis devem estar afastados das paredes para facilitar a limpeza. As roupas de cama não devem encostar no chão, assim como as roupas e toalhas não devem ficar penduradas atrás da porta para evitar esconderijos para aranhas e escorpiões. Os calçados devem ser “batidos” antes de usar. BANHEIRO: Sacuda as toalhas antes de usar, pois podem esconder aranhas, lacraias e insetos que causam acidentes. COZINHA: Todos os alimentos devem estar protegidos de insetos e roedores. Nunca deixe sobre a mesa ou no forno de um dia para outro. Alimentos perecíveis (produtos de origem animal e comidas já preparadas) devem ser conservados em geladeira a 7°C. Somente descongele os alimentos, na própria geladeira ou no microondas, nunca em temperatura ambiente. ÁREA DE SERVIÇO: Desinfetantes, detergentes ou sabões podem causar queimaduras, problemas respiratórios ou intoxicações. Nunca adquira produtos clandestinos, pois não garantem limpeza e não matam os germes. Não utilize copos, xícaras ou colheres do uso diário como medida para produtos de limpeza. Vede ralos para evitar a entrada de escorpiões, aranhas, baratas e proliferação de mosquitos. Nunca deixe baldes ou água parada no tanque, ajuda na prevenção a focos do Aedes aegypti, mosquito transmissor da Dengue.

7

JARDIM: Mantenha sempre varrido e com grama aparada e os arbustos podados. O lixo deve ser acondicionado em sacos fechados ou lixeiras com tampa. Não use os pratos dos vasos de flores, ou coloque areia, evitando depósitos de água parada e focos de mosquitos. Entulhos, material de construção, lenha ou pneus favorecem o abrigo de roedores.


PREVENÇÃO DE QUEDAS Cair pode resultar em ferimentos e em fraturas graves como de crânio e fêmur, principalmente na Terceira Idade. Por isso, é tão importante conhecer os principais fatores de risco para as quedas e os cuidados e orientações que são bastante eficazes para evitar que elas ocorram.

ATITUDES PREVENTIVAS DE ROTINA: Ÿ Ÿ Ÿ Ÿ Ÿ Ÿ Ÿ Ÿ Ÿ

Fazer exames oftalmológicos e físicos anualmente Ingerir a quantidade adequada de cálcio e vitamina D, através de uma alimentação saudável; Expor-se ao sol diariamente por 15 minutos, antes das 10h ou depois das 16h sem protetor solar; Praticar atividades físicas que desenvolvam agilidade, força, equilíbrio e coordenação; Usar calçados com sola antiderrapante e manter o cadarço sempre amarrado; Não andar pela casa apenas com meias nos pés; Usar chinelos que fiquem firmes nos pés; Evitar ingerir excessivamente bebidas alcoólicas; Cuida ao tomar medicamentos, preste atenção no horário e quantidade correta.

PREVINA QUEDAS EM CADA UM DOS AMBIENTES DOMÉSTICOS: São múltiplos os fatores de risco para quedas, alguns deles são modificáveis, principalmente os re l a c i o n a d o s a o a m b i e n t e . Conseguir eliminar um desses fatores de risco significa reduzir a probabilidade de que ocorra uma queda.

8


9


10


USO CORRETO DOS MEDICAMENTOS VOCÊ SABE POR QUE TOMAR MEDICAMENTO POR CONTA PRÓPRIA COLOCA EM RISCO SUA SAÚDE? Todo medicamento, até o mais simples, pode causar efeitos indesejáveis graves, como reações alérgicas, problemas no estômago e hemorragias, dependendo da resposta do organismo. O uso incorreto de medicamentos pode atrasar o reconhecimento das doenças ou até mesmo agravá-las. LEMBRE-SE! Tome o medicamento com água; Proteja os seus medicamentos da luz, da umidade e do calor. O banheiro, a cozinha e o carro não são locais adequados para guardálos; Ÿ Tome o medicamento como prescrito. Não pule e nem acumule doses. Se está com dúvidas sobre o quanto um medicamento pode fazer bem ou não, converse com um profissional qualificado e evite ouvir terceiros; Ÿ Mantenha a lista dos medicamentos visível. Anote o que você está tomando e quais são os horários de cada medicamento. Atualize a lista a cada consulta ou mudança e inclua também orientações específicas como “tomar após o café da manhã” ou “30 minutos antes do almoço”; Ÿ Faça o acompanhamento periódico necessário com seu médico. Não importa se você usa o medicamento há muito tempo, ou se é recentemente. O acompanhamento de rotina é necessário. Periodicamente é preciso reavaliar se o medicamento é a melhor opção para o paciente e rever horários, a frequência com que o paciente tomará aquele medicamento e a dosagem. Ÿ Ÿ

O QUE FAZER COM MEDICAMENTOS VENCIDOS OU QUE NÃO SERÃO MAIS USADOS? Não devemos descartar os medicamentos no lixo comum ou no vaso sanitário, eles devem ser entregues nas farmácias para que sejam descartados de maneira correta.

11

NÃO FIQUE COM DÚVIDAS. PROCURE O FARMACÊUTICO!


SEXUALIDADE Ao envelhecer muitas mudanças podem ocorrer na vida sexual, social e psicológica. Estar ciente das mudanças físicas que estão relacionadas à idade e tomar consciência delas no próprio corpo é essencial para viver esse período. Muitas vezes, o desempenho sexual pode estar relacionado a algum problema de saúde, como diabetes, colesterol alto, fumo, álcool, menopausa e uso de alguns medicamentos Envelhecer não significa perder o interesse pelo sexo. O normal é que, se houver boa saúde, as pessoas permaneçam sexualmente ativas durante toda a vida. Por isso, é importante manter hábitos saudáveis e fazer exames para saber como está a sua saúde.

FIQUE ATENTO! Na última década, as Infecções Sexualmente Transmissíveis (ISTs) têm afetado a saúde dos idosos, principalmente pela ausência do uso de preservativo. De acordo com dados do Boletim Epidemiológico HIV/Aids de 2018, do Ministério da Saúde, o número de casos de HIV entre pessoas acima dos 60 anos aumentou 81% entre 2006 e 2017, sendo que as taxas aumentaram tanto para homens quanto para mulheres. Os cuidados de prevenção necessários para a pessoa idosa são os mesmos para todas as idades. A população idosa, assim como toda a população sexualmente ativa, precisa fazer uso do preservativo.

12


VIOLENCIA É CRIME! A violência contra pessoas idosas é uma violação aos direitos humanos e é uma das causas mais importantes de lesões, doenças, perda de produtividade e isolamento. Existem várias formas de violência contra a pessoa idosa, como:

SEXUAL

AUTOAGRESSÃO

ABANDONO

NEGLIGÊNCIA

ECONÔMICO

FINANCEIRA E

PATRIMONIAL

AUTONEGLIGÊ N

CIA

FÍSICA

PSICOLÓGICA

Caso você esteja sofrendo ou conheça alguém que sofre alguma forma de violência, fale o que está acontecendo para um profissional de Saúde. Ligue Disque 100 ou busque ajuda no Conselho dos Direitos do Idoso, Ministério Público ou CRAS.

13


CONSELHO MUNICIPAL DA PESSOA IDOSA CMPI - OSÓRIO/RS MISSÃO: A formulação da política de promoção, proteção e defesa dos direitos do idoso, observada a legislação em vigor, a qual atuará na plena inserção do idoso na vida familiar, socioeconômica e político-familiar do Município e visando minimizar preconceitos. FINALIDADE: Estabelecimento de prioridades de atuação e de definição da aplicação dos recursos públicos Federais, Estaduais, Municipais e privados destinados às políticas básicas de atenção ao idoso. LEGISLAÇÃO: Lei nº 5426, de 23/09/2014. Cria o CMPI e o FUN-IDOSO e dá outras providências. Decreto Municipal nº 222 de 23/10/2015, aprova o Regimento Interno do CMPI e do Fun-Idoso. Portaria Municipal nº 1449 de 29/05/2015, nomeação dos Conselheiros titulares e suplentes CNPJ do Fun-Idoso: 27.865.238/0001-36 Conta Bancária: CEF - POA Ag. 2822 -Cta.nº 00004515-6 FUNCIONAMENTO: Reuniões Ordinárias: Mensais, abertas ao público. Às 1ª segundas-feiras de cada mês, às13h30min. Local: Sala de reuniões da Secretaria Municipal de Assistência Social e Habitação. Endereço: Rua Gal. Osório, 2230 - Glória CEP 95520000 - Osório/RS Endereço: Rua Gal. Osório nº 2230 - Gloria - Osório/RS - Cep: 95.520-000 Telefones: (51) 3663.2988 e 3663.3186 E-mail:conselho.idoso.osorio@gmail.com

14


Profile for Prefeitura de Osório

Cartilha Saúde do Idoso  

Prefeitura de Osório Secretaria Municipal da Saúde 2019

Cartilha Saúde do Idoso  

Prefeitura de Osório Secretaria Municipal da Saúde 2019

Profile for osoriors
Advertisement