Page 1

C/ 0400

QUARTA-FEIRA | 04.JULHO.2018 | N.º 652 Ano V | 4.ª Série www. issuu.com/osetubalense

Preço € 0,50 | Director João Abreu

 JFSS 

PJ investiga origem de incêndio na Tetra

PÁG. 05  DR 

Cidade PÁG. 04

Festanima regressa às Escarpas de São Nicolau com animação e música de Setúbal Desporto

PÁG. 12

Vitória é dos clubes portugueses mais ativos no mercado

NOVA GERÊNCIA

! a nós e t a Junt na Escola de Condução Golfinho em Setúbal

A TUA ESCOLA DE ELEIÇÃO

Éat ua ve z!

C/018

C/0164

Novos preços; Novas Viaturas; Melhor Ensino

A Fechar

PÁG. 16

Allef “apaixonado” mostra vontade de ajudar

Temperaturas podem atingir mais de 40 graus


02

BLOCO CLÍNICO/ÚTEIS

QUARTAFEIRA 04.JULHO.2018

Farmácia Portugal

LABORATÓRIO DE ANÁLISES CLÍNICAS

DIRECTOR TÉCNICO Fernando Gamito Rodrigues Av. J ai me Corte são, 77-B Te l . 2 6 5 5 3 9 0 6 0 • Setú bal Horário: 09h00 - 13h00; 14h00 - 20h00 Sábado: 09h00 - 13h00 C/0024

DRA. MARIA FILOMENA LOPES PERDIGÃO DR. ALFREDO PERDIGÃO Horário 2ª a 6ª-feira: 08.00/12.30 - 14/18.00h Sábado: 09.00/12.00h

Anuncie Aqui O Seu Bloco Clínico

Tlf. 265 094 354 Email: geral@osetubalense.com

C/0261

Rua Jorge de Sousa, 8 | 2900-428 Setúbal www.precilab.pt | tel. 265 529 400/1 telm.: 910 959 933 | Fax: 265 529 408 C/0259

Anuncie Aqui O Seu Bloco Clínico

Farmácias de Serviço

Marés

Tempo

Hora

FARMÁCIA BRASIL Praça do Brasil, 15 265 528 870

FARMÁCIA MARQUES R. Arroches Junqueiro, 109-11 265 522 783

26º 15º

Aguaceiros Amanhã

AMANHÃ

03:10 09:10 15:28 21:37

FARMÁCIA HIGIENE Praça Teófilo Braga, 10 265 530 160

1 • 12 • 15 • 29 • 48 + 3 • 5

Altura (m)

3.06 0.86 3.25 0.82

Preia-mar Baixa-mar Preia-mar Baixa-mar

AMANHÃ Hora

FAR. MONTE BELO Pç. da Independência, Lj.3 B-C 265 539 300

EUROMILHÕES

HOJE

Hoje

HOJE

29º 15º

Céu pouco nublado

03:48 09:47 16:05 22:14

3.07 0.84 3.28 0.80

Preia-mar Baixa-mar Preia-mar Baixa-mar

Aconselhamentos e Cursos de Tarot presenciais, em Setúbal e Quinta do Conde, por telefone e online para Todo o Mundo • Contacto: 961 093 788 • Email: tarot.online2011@gmail.com - www.tarologamargaridafernandes.com • www.facebook.com/TCEMF

Touro 21/4 a 21/5 Conselho Do Dia: Evite desiludirse. Seja mais desconfiado. Amor: O medo de sofrer e a procura perante as duvidas, poderão trazer-lhe dissabores. Trabalho: Há propostas que têm de ser bem esclarecidas. Tende a enganos. Dinheiro: Desonestidades financeiras. Saúde: Noites mal dormidas.

Gémeos 21/5 a 20/6 Conselho Do Dia: Mantenha-se fiel aos seus princípios. Amor: Poderá sentir-se aborrecido com a sua carametade. No entanto, dê o benefício da dúvida e siga o seu coração. Trabalho: Desenvolva vários trabalhos, mas organize-se. Dinheiro: Ganhos vindos de várias áreas. Saúde: Especial atenção em

órgãos duplos.

Balança 23/9 a 22/10

Caranguejo 21/6 a 22/7 Conselho Do Dia: Sonhe e realize. Amor: Aposte no amor e dê mais de si a uma relação. Trabalho: Desenvolva os seus projectos. Será bem sucedido. Dinheiro: Entradas rápidas. Saúde: Dores na zona lombar.

Conselho Do Dia: Ganhe autoconfiança e auto-confiança. Amor: Poderá discutir com a sua cara-metade e por termino, inconscientemente, a uma relação. Trabalho: Uma resposta negativa poderá colocá-lo em desespero. Dinheiro: Perdas inesperadas. Saúde: Cuidado com quedas.

Leão 23/7 a 22/8

Escorpião 23/10 a 21/11

Conselho Do Dia: Mude a sua atitude. Verá melhorias, se o fizer. Amor: Liberte-se de assuntos do passado. A vida tem de ser vivida ao segundo. Aposte na sua felicidade. Trabalho: Dará por terminada uma fase de um projecto. Mas uma nova será iniciada. Dinheiro: Acabe com dívidas. Saúde: Dores reumáticas.

Virgem 23/8 a 22/9 Conselho Do Dia: Seja ambicioso. Amor: Conseguirá levar a “água ao seu moinho” e realizar os seus desejos. Trabalho: Acredite nos seus projectos e faça de tudo para atingir os seus objectivos. Dinheiro: Gastos supérfluos. Saúde: Sujeito a ansiedade.

1º 44946 2º 23054 3º 63465 Esta informação não dispensa a consulta dos resultados na página oficial dos Jogos Santa Casa da Misericórdia

Telefones Úteis

Taróloga - Margarida Fernandes

Conselho Do Dia: Mantenha-se firme perante as suas decisões. Amor: Não aceite injustiças. Evite desentendimentos, mas seja forte nas suas atitudes. Trabalho: Conseguirá definir um estado. Dinheiro: Equilibrado. Saúde: Alimente-se com regras.

LOTARIA CLÁSSICA

Altura (m)

Horóscopo | 04 de JULHO

Carneiro 21/3 a 20/4

Email: geral@osetubalense.com 265 094 354

Conselho Do Dia: O Universo estará a seu favor. Aproveite este dia de sorte. Amor: O amor irá sorrir, se abrir o seu coração. Aposte na sua felicidade. Trabalho: Uma nova oportunidade ser-lhe-á dada. Dinheiro: Entradas extra. Saúde: Dores nos joelhos.

Sagitário 22/11 a 21/12 Conselho Do Dia: Aproveite a criatividade para dar voz aos seus sonhos. Amor: A boa disposição reinará. Estará divertido e levará a vida de forma descontraída. Trabalho: Dia atarefado. Terá muitas actividades, apenas tem que se concentrar. Dinheiro: Entradas de pequenas quantias. Saúde: Controle a tensão arterial.

Capricórnio 22/12 a 19/1 Conselho Do Dia: Estabilize a sua vida. Amor: Hoje estará tranquilo perante o amor. Trabalho: Nada mudará. Tudo se manterá. Dinheiro: Estável. Saúde: Beba mais água.

Aquário 20/1 a 18/2 Conselho Do Dia: Pense bem antes de tomar qualquer decisão. Amor: Uma relação terá de ser repensada. Olhe para dentro de si e entenda o que sente. Trabalho: O seu trabalho estará a ser avaliado.Com tempo terá as respostas deste processo. Dinheiro: Gaste de forma consciente. Saúde: Faça análises de rotina.

Peixes 19/2 a 20/3 Conselho Do Dia: Liberte-se de tensões. Amor: Estará mais focado no passado, que no presente. Seja feliz hoje. Não pense no que já não volta. Trabalho: Quererá fazer mais do que pode. Calma, tudo deve ser feito com mais coerência, para que seja perfeito. Dinheiro: Sujeito a gastos. Saúde: Dores de cabeça.

Centro de Saúde S. Sebastião Urb. Vale do Cobro, Av. das Descobertas - Tel. 265 708 000 Centro de Saúde Bonfim Praça do Brasil, 14, 1º Tel. 265 536 570 Ext. de Saúde do Sado Rua Manuel Francisco Novo, Santo Ovídio - Tel. 265 790 460 Ext. de Saúde Bairro Santos Nicolau Rua Prof. Augusto Gomes , 25 Tel. 265 545 200 Ext de Saúde S. Sebastião Urb. Vale do Cobro, Av. das Descobertas Tel. 265 708 000 Ext. de Saúde S. Filipe Rua Batalha do Viso, 46 Tel. 265 572 572 Ext. de Saúde Azeitão Rua Artur Horta, 18 Tel. 212 199 500 Extensão de Saúde Praça da República Praça da República Tel. 265 544 320 Centro Diagnóstico Pneumológico Urb. Vale do Cobro, Av. das Descobertas Tel. 265 708 000 Serviço de Saúde Pública Rua Luís Gonzaga Nascimento, 2, R/C Dto - Tel. 265 544 129/7 Hospital de São Bernardo R. Camilo Castelo Branco Tel. 265 549 000 Hospital Ortopédicodo Outão Tel. 265 543 900 Hospital da Luz - Setúbal (Hospor) EN 10 Km 37 Tel. 265 509 200

Câmara Municipal de Setúbal 265 541 500 Capitania Porto de Setúbal 265 548 270 CP de Setúbal 265 526 845 GNR de Setúbal 265 242 500 Cruz Vermelha Portuguesa 265 522 578 Intoxicações 808 250 143 Piquete Águas do Sado 265 549 300 Piquete EDP 800 506 506 Polícia de Segurança Pública 265 522 022 Polícia Marítima 265 105 123 Protecção Civil de Setúbal 800 212 216 Protecção à Floresta 177 Táxis 913 201 015 | 935 910 222 | 962 012 727 TST Setúbal 265 009 721 LINHA DE EMERGÊNCIA Bomb. Sapadores de Setúbal 265 522 122 Bombeiros Voluntários 265 523 523 Protecção Civil 265 523 223 Cruz Vermelha Portuguesa 918 500 112

Título registado na ERC sob o n.º 107552; Propriedade: Carlos Bordallo -Pinheiro; Director: João Abreu; N.º Registo Legal 8/84; Jornalistas: (Cf. n.º 3 do art.º 14.º do Dec.-Lei n.º 56/2001 de 19/2); Redacção: Tel: 265 092 633; redaccao@ osetubalense.com; Editor - Humberto Lameiras - C.P.J. 2321 A - humberto.lameiras@osetubalense.com, Ana Martins Ventura - T.P. nº 2579 - ana.ventura@osetubalense.com; Inês Antunes Malta - T.P. nº 2481 - ines.malta@osetubalense.com; Miguel Nunes Azevedo - T.P. nº 2608 - miguel.azevedo@osetubalense.com; Colaboradores: Fátima Brinca - C.P.J. n.º 2574 - fatima.brinca@osetubalense.com; Rogério Matos - C.P.J. n.º 9929 - rogerio.matos@osetubalense.com; Departamento Comercial: Tel: 265 092 725; Mauro Sérgio - mauro.sergio@osetubalense.com; Célia Felix - celia.felix@osetubalense.com; Paulo Maldonado - paulo.maldonado@setupress.pt; Filipe Tavares - filipe.tavares@osetubalense.com; Departamento Administrativo: Tel: 265 094 354 • geral@osetubalense.com; Dulce Lança - dulce.lanca@osetubalense.com; Branca Belchior - branca.belchior@osetubalense.com; Fotografia: André Areias; Mário Prata; Logística: Luís Kaiseler; Cessionário e Editor: Setupress - Soc. Editora, Lda. - Pessoa Colectiva com o n.º 510 965 423 com domicílio na Travessa Gaspar Agostinho n.º 1 - 1º Andar - 2900-389 Setúbal; Gerentes: Carlos Bordallo-Pinheiro; Maria Luisa Bordallo-Pinheiro; Carlos Dinis Bordallo-Pinheiro; Sócios com mais de 5 % do capital social: Bordalo Pinheiro Holding, Lda., Carlos Dinis Bordallo-Pinheiro e Rafael Bordallo-Pinheiro; Tiragem: 5000 ex.; Paginação: Tel: 265 098 405; Sónia Bordallo-Pinheiro; Marisa Batista; Maria João Besugo - paginacao@osetubalense.com; Impressão: Tipografia Rápida de Setúbal, Lda - Travessa Jorge D'Aquino, 7 - 2900-427 Setúbal - geral@tipografiarapida.pt

O Setubalense publica os trabalhos dos seus jornalistas e colaboradores de acordo com a ortografia por eles escolhida.


ABERTURA

03

QUARTAFEIRA 04.JULHO.2018

 FOTOS: CMS 

Figueirinha hasteia Bandeira Azul pelo 10º ano consecutivo Distinção A Bandeira Azul foi hasteada na manhã de segunda-feira na Praia da Figueirinha, na Serra da Arrábida, numa cerimónia simbólica que incluiu ainda o hastear da Bandeira de Praia Acessível.

N

a manhã de segunda-feira, a presidente da Câmara Municipal de Setúbal, Maria das Dores Meira, acompanhada pelo vereador Manuel Pisco, o capitão de porto de Setúbal, Luís Lavrador, e pelo técnico de segurança da empresa TST, José Perleques, içou as bandeiras Azul e de Praia Acessível, na Praia da Figueirinha. Isto além das bandeiras do município e da transportadora, perto de um painel que contém todas as informações necessárias para os utentes das mesmas tenham um verão em segurança. Pelo décimo ano consecutivo, a Praia da Figueirinha ostenta a Bandeira Azul, o que demonstra, nas palavras da presidente da autarquia, que “todos os anos se renova o interesse e a preocu-

pação por parte do município em relação às pessoas que frequentam a praia”. A Bandeira Azul é atribuída anualmente mediante a avaliação dos critérios “informação e educação ambiental”, “qualidade da água”, “gestão ambiental e equipamentos” e “segurança e serviços”: “mais uma vez cumprimos e vamos continuar a cumprir, pois temos sempre como principal preocupação o bem-estar das pessoas. Temos realizado um grande investimento para proporcionar as melhores condições a nível ambiental, turístico e de lazer e temos muito orgulho no trabalho desenvolvido”, considerou Maria das Dores Meira. Implementada à escala europeia em 1987, por iniciativa da Fundação para a Educação Am-

O programa Bandeira Azul, que se encontra a decorrer até ao final da época balnear, inclui ainda acções de sensibilização e de limpeza na Praia de Albarquel e na Praia da Figueirinha biental, com o apoio da Comissão Europeia, a Bandeira Azul está presente em Portugal praticamente desde o início da sua fundação. Em 2018, o programa Bandeira Azul é dedicado ao tema “O Mar que Respiramos”, tendo em conta os dados científicos que revelam que 50 por cento do dióxido de carbono lançado na atmosfera é absorvido pelos oceanos e que 70 por cento do oxigénio do planeta é produzido pelo plâncton marinho. Para trabalhar esta temática,

é desenvolvido em todo o país um total de 864 atividades de educação ambiental – 784 em praias, 73 em marinas e sete em embarcações – ao longo da época balnear.

Programa da Bandeira Azul a decorrer ao longo do mês O programa da Bandeira Azul em Setúbal, a decorrer até ao final da época balnear, inclui ainda, a 11 de Julho, ao longo do dia, a acção de sensibilização

ambiental “Os suspeitos do costume”, na Praia de Albarquel. Segue-se, a 18, a acção de limpeza “Caça às Beatas”, na Praia da Figueirinha. Para além disto, as exposições “Arrábida Lugar Sagrado” e “O Mar que Respiramos”, ambas patentes na Praia da Figueirinha, e o concurso de fotografia “Fotografias que partilhamos”, são outras acções contempladas no programa de sensibilização ambiental Bandeira Azul 2018 na cidade de Setúbal. Quanto à bandeira de Praia Acessível, também hasteada na segunda-feira, a mesma atesta as condições oferecidas pela Figueirinha para receber pessoas com mobilidade reduzida. I.A.M.


04

CIDADE

QUARTAFEIRA 04.JULHO.2018

Escarpas de Santos Nicolau recebem 16ª Festanima Bairrismo A grande festa popular do concelho tem início esta sexta-feira, na varanda para o Estuário do Sado e a Serra da Arrábida – as Escarpas de Santos Nicolau. Uma edição que promete 10 dias de muita animação, com um cartaz musical apelativo, gastronomia e fogo-de-artifício que encerra as festividades, pelas 0h00 de 15 de julho.  FOTOS: JFSS 

POR ANA MARTINS VENTURA

Esta é a maior festa popular do concelho e é um prazer tremendo que seja o próprio movimento associativo a organizá-la, numa lógica de participação ativa”. Foi deste modo que Nuno Costa, presidente da Junta de Freguesia de São Sebastião (JFSS), apresentou a 16ª Festanima. Durante a apresentação da tradicional celebração das Escarpas de São Nicolau, Nuno Costa referiu que os compromissos da Junta de Freguesia e da Câmara Municipal para com esta festa foram cumpridos. Dos desafios propostos, neste momento, “apenas falta cumprir o da requalificação da avenida Belo Horizonte, obra que está atualmente em curso, levada a cabo pela Câmara Municipal, com recurso a fundos europeus”.

Um orçamento arrojado Nos últimos 5 anos o orçamento de comparticipação da JFSS dedicado à Festanima passou de 1500 para 6 mil euros. Nuno Costa comenta que apenas “não é mais porque temos realizado investimentos para tornar a festa plenamente autónoma”. Entre os investimentos constam a aquisição de um palco, vedações, mesas e bancos, materiais que hoje permitem que a festa seja independente. Outro dos desafios ganhos foi o provimento do local da festa de infraestruturas (eletricidade, esgotos, água canalizada) que facilitam a sua implantação. “Falta apenas a requalificação da melhor varanda para uma das mais belas baías do mundo”, revela o autarca, obra que envolve vários arruamentos do bairro Santos Nicolau e que, de acordo com o autarca, “deverá estar pronta até ao final do ano”. O presidente da JFSS concluiu a apresentação com “votos de que a Festanima continue a crescer, com mais visitantes e um cartaz cada vez mais ambicioso, sem perder, no entanto, a sua

sustentabilidade e a organização do movimento associativo”.

Programa para milhares de visitantes Madalena Lopes, presidente da direção da Associação de Festas de S. Sebastião, que organiza a Festanima, salientou o “vasto e recheado leque de artistas” desta edição. A responsável agradeceu a todos os que tornam a iniciativa possível, com especial ênfase para o apoio dado pela Câmara Municipal e pela JFSS. Madalena Lopes revelou ainda que a associação tem boas ex-

Toy, Vozes do Fado Rio Azul, Ricardo Savedra, André Patrão, Luís Rosa, Alfa Trio, Banda Contraponto, Ana Rita e Paulo Ribeiro animarão as noites da Festanima pectativas para esta edição, uma vez que, nos últimos dois anos, “passou de 22 mil para 30 mil vi-

sitantes, esperando-se que possa atingir os 40 mil este ano”. Do programa fazem parte vozes bens setubalenses como Toy, Vozes do Fado Rio Azul, Ricardo Savedra, André Patrão, Luís Rosa, Alfa Trio, Banda Contraponto, Ana Rita, Paulo Ribeiro. Alguns dos muitos artistas que vão animar as noites nas Escarpas de Santos Nicolau.

Associativismo em festa A festa conta ainda com nove tasquinhas, exploradas por nove coletividades da freguesia: a Associação das Festas Populares de

São Sebastião; União Futebol Comércio e Indústria; São Domingos Futebol Clube; Núcleo Bicross de Setúbal; Clube de Futebol Os Sadinos; Associação de Moradores Luta do Povo; Grupo Desportivo “Os Amarelos”; Núcleo de Amigos do Bairro Santos Nicolau e o Sport Clube do Sado. A sessão solene de abertura da Festanima decorre na sede do Grupo Desportivo “Os Amarelos”, no dia 6, pelas 19h00, seguida de um cortejo até ao centro da festa, acompanhado pela Banda da Sociedade Musical Capricho Setubalense e pela marcha do Bairro Santos Nicolau.


QUARTAFEIRA 04.JULHO.2018

05

 DR 

Incêndio em habitação leva 15 moradores ao hospital por inalação de fumos  DR 

3 Reparos Reparámos que na Rua Joaquim Brandão, entre a Avenida Mariano de Carvalho e a Avenida 5 de Outubro, se encontram do lado direito vários pilaretes estragados.

Árvore em risco veda área na Comenda

A

falta de condições de segurança a envolverem a possível queda de uma árvore de grande porte levou a Câmara Municipal de Setúbal, com o apoio do Serviço Municipal de Proteção Civil e Bombeiros, a interditar uma zona do Parque da Comenda, com a criação de um perímetro de segurança e a colocação de informação no local. Trata-se de um eucalipto com 30 metros de altura, cujas pernadas estão partidas e em risco de queda.

nas imediações pela PSP, que o encaminharam para o Serviço Psiquiátrico do Hospital de São Bernardo por lhe serem conhecidos antecedentes psiquiátricos. Os moradores acordaram sobressaltados com as chamas, tendo muitos, como descreve Daniel Dionísio, chefe da equipa dos bombeiros sapadores, saído do prédio pelos próprios meios. “Cerca de cem pessoas tiveram que sair para a rua por razões de segurança e 25 foram assistidas no local”, refere o bombeiro sapador, acrescentando que “após ventilação do prédio, os moradores puderam voltar a entrar, isto pelas 10 horas”. Ao todo, no local, estiveram 15 veículos e 36 operacionais entre bombeiros, Cruz Vermelha, INEM e PSP de Setúbal. Esta não é a primeira vez que o nº2 da Rua Celestino Alves foi evacuado pelos bombeiros. Em dezembro do ano passado, cerca de 30 moradores foram re-

Reparámos que para quem sai da Rotunda da Praça de Portugal e vira em direcção ao Hospital, o sinal da passadeira que se encontra colocado do lado direito está tombado há já algum tempo. Para fazer reparos, pode contactar O Setubalense através do telefone 265 092 633 ou enviar para o email: redaccao@ osetubalense.com

tirados das habitações devido a uma fuga de gás que se veio a verificar na cave do prédio. O alerta foi dado aos bombeiros pelas 11h50 horas e ao local acorreram os Bombeiros Sapadores de Setúbal, com dois veículos e seis homens, bem como a PSP e a Setgás, cujo técnico reparou a fuga antes de permitir que os moradores voltassem às suas habitações. Ao que foi possível apurar na altura junto de fonte da administração do condomínio, suspeita-se que fuga se deveu a uma puxada de gás ilegal realizada por este mesmo homem que habitava sozinho num espaço comercial devoluto na cave do prédio. Esta não foi a primeira vez que o homem, sem abrigo e ilegalmente a ocupar o espaço, realiza puxadas. Já o fez com a electricidade, água e, nesse mesmo mês, com a rede de televisão, tendo cortado o serviço a metade do prédio. Rogério Matos

C/0080

U

m incêndio em habitação na Rua Celestino Alves, junto à gasolineira da Avenida Bento Jesus Caraça, obrigou à hospitalização de 15 moradores por inalação de fumos, dos quais um bebé com três meses. A PJ está agora a apurar indícios criminais que estivessem na origem do incêndio que teve origem num quarto do 2ºE. As chamas deflagraram às 7h30 horas e graças à rápida intervenção dos bombeiros sapadores o incêndio foi dado como extinto 20 minutos depois. Nenhuma outra habitação foi afetada. Apenas o 2ºE ficou completamente destruído, sendo o seu ocupante, um homem com cerca de 25 anos que pernoitava nesta casa ilegalmente, apontado como o autor do incêndio por moradores que tiveram que sair para a rua enquanto decorriam os trabalhos dos bombeiros. O suspeito foi encontrado

A complexidade da operação exigida para a regularização da situação obriga a Câmara Municipal à contratação de meios externos, “o que ocorrerá o mais brevemente possível”, avança a autarquia em comunicado. Um cenário de risco fez com que a autarquia disponibilizasse um número de telefone, 800 212 216, para prestar esclarecimentos complementares sobre comportamentos de segurança a adotar no Parque da Comenda.

Reparámos que para quem sai da Rotunda Tratado de Lisboa e entra na segunda saída à direita para Rua General Daniel de Sousa, o passeio encontra-se partido, a cair para o lado da estrada.


06

SOCIEDADE

QUARTAFEIRA 04.JULHO.2018

 ARQUIVO 

Feira de Sant’Iago apresenta cartaz diversificado Programação Do palco principal aos secundários, sem esquecer as tasquinhas gastronómicas, os espaços dedicados aos mais pequenos, a homenagem ao Zé dos Gatos e os Vinhos da Península de Setúbal como tema, a Feira de Sant’Iago conta com um programa diversificado desde as presenças habituais às novidades da edição deste ano, a decorrer entre 21 de Julho e 5 de Agosto. POR INÊS ANTUNES MALTA

T

he Gi, Richie Campbel e Matias Damásio são alguns dos nomes no cartaz da Feira de Sant’Iago 2018, edição dedicada aos Vinhos da Península de Setúbal, que receberá centenas de feirantes, expositores e diversões entre 21 de Julho e 5 de Agosto. Para além do Palco Setúbal, o palco principal, e do Palco Mundo, cuja programação foi divulgada nas edições do nosso jornal,

a Praça dos Bares, espaço de gastronomia, com animação musical. A edição deste ano conta com o Pavilhão Vinhos de Setúbal, espaço dinamizado pela autarquia em colaboração com a Comissão Vitivinícola Regional da Península de Setúbal e por produtores de vinhos, com exposição, apontamentos musicais, oficinas de artesanato, experiências interactivas, provas de vinhos e degustações, com a oficina de artesanato “Afinal é fácil”, diariamente das 21h00 às 23h00, cria-

Programação Palco Bares

ção e interpretação por Isabel Curto Castan, com o apoio de Maria Neves Rodrigues, com o tema decorações para o lar, decoração de mesa e garrafas decorativas, e com o Espaço Baco. A Feira de Sant’Iago terá ainda, como é habitual ao longo das várias edições, tendas institucionais, onde estão presentes serviços da autarquia, empresas e instituições com representatividade local e nacional; com o “Espaço Mascote”, onde poderá tirar fotografias, jogar um jogo e descobrir mais sobre a história de José Maria Tavares, “Zé dos Gatos”, tão conhecido e acarinhado pelo público setubalense, numa homenagem feita pela autarquia e por Zé Nova, artista plástico que criou a mascote; com o Espaço

Saúde, localizado na tenda institucional 1 e partilhado por várias instituições ligadas e/com actividades na área da saúde; e com o Espaço Solidariedade, área destinada a campanhas de solidariedade e sensibilização por entidades sem fins lucrativos. Na rua dos Produtos Regionais, reúne-se a oferta gastronómica e vínica da península e outros produtos da Serra da Estrela, de Mirandela e da Ilha da Madeira; e no Espaço dos Sentidos, existe uma área de exposição e de actividades dinamizadas pelos serviços de Cultura, Juventude, Desporto, Inclusão Social, Bibliotecas e Museus da autarquia, sem esquecer o circuito de arborismo, os jogos tradicionais, o miradouro e a tradicional zona dos carrosséis.

21 de Julho, Sábado 20h00: Tuna Sadina e Tasca 22 de Julho, Domingo 20h00: Luís Casanova 23 de Julho, segunda-feira 20h00: The Kombi Wagon Trio 24 de Julho, terça-feira 20h00: Flicking Through 25 de Julho, quarta-feira 20h00: Homem na lua 26 de Julho, quinta-feira 20h00: KJ Cláudio Silva 27 de Julho, sexta-feira 20h00: Nuadis Santa Cruz 28 de Julho, sábado 20h00: Carla Lança e Inês Pereira 29 de Julho, domingo 20h00: Nicole Viviana 30 de Julho, segunda-feira 20h00: Grupo Caju Picante 31 de Julho, terça-feira 20h00: Jorge Nice 1 de Agosto, quarta-feira 20h00: KJ Fábio Almeida 2 de Agosto, quinta-feira 20h00: Versons Duo 3 de Agosto, sexta-feira 20h00: The Bossa Alibi 4 de Agosto, sábado 20h00: Susana Martins e Sara Margarida 5 de Agosto, domingo 20h00: Fado ao Piano, com Joana Lança e Artur Jordão

Opinião

Pensar Setúbal

Ambiente e Património Natural (Parte II)

N

a semana passada, demos início a um conjunto de duas crónicas sobre uma acção de formação que a Ordem do Biólogos organizou, destinada sobretudo a professores das áreas das Ciências Naturais, durante três sábados, repartidos entre Abril e Maio. Esta acção teve como seu orientador, o professor Jorge Paiva, um dos mais eminentes e prestigiados botânicos portugueses da actualidade. Durante os dois primeiros dias, percorremos a zona da Arriba Fóssil da Costa da Caparica, Cabo Espichel e a nossa magnífica e inimitável Serra da Arrábida. No derradeiro dia, percorremos uma zona inserida na Reserva Natural do Estuário do Tejo, com a sua riqueza e diversidade florística e faunística. Na Herdade da Barroca, próximo de Alcochete, percorremos uma enorme extensão de Montado de Sobro. Vale a pena debruçarmo-nos sobre esta árvore tão peculiar e tão caracteristicamente portuguesa.

Em 2011, o Sobreiro (Quercus suber) foi consagrado, por unanimidade da Assembleia da República, como a Árvore Nacional de Portugal. Esta classificação está directamente relacionada com a grande importância económica, social e ambiental que representa para o país, uma vez que cerca de 23% da área florestal portuguesa é constituída por sobreiros, que suportam a principal indústria do país, a indústria da cortiça, além de darem um contributo fundamental contra a desertificação social e de contribuírem para a preservação da biodiversidade associada ao montado de sobro. Cada sobreiro demora 25 anos até poder ser descortiçado pela primeira vez, mas só a partir do terceiro descortiçamento a cortiça tem a qualidade exigida para a produção de rolhas. As duas primeiras extracções resultam em matéria-prima para isolamento, pavimentos e outros fins. Isto significa que, para

produzir cortiça de qualidade para rolhas, cada sobreiro necessita de mais de 40 anos. É uma árvore sem pressas, com uma longevidade que pode atingir os 200 anos. Ao longo de toda a sua vida, o sobreiro pode ser descortiçado cerca de 17 vezes, embora existam casos muito raros que já ultrapassaram esta meta. Para além das utilizações mencionadas atrás, hoje em dia, encontramos lojas de venda de produtos confeccionados a partir da cortiça, tais como malas, sapatos, bonés, chapéus de chuva e acessórios diversos. O montado de sobro é responsável por uma elevada biodiversidade natural, como vimos, incluindo fauna selvagem, pastagens e flora diversa, albergando uma grande variedade de espécies animais e plantas, em teias de relacionamento alimentar centradas no sobreiro. Relativamente aos mamíferos encontrados nas florestas de sobreiros, incluem-se lebres, doninhas, lobos, genetas, javalis, veados e o lince

ibérico, animal actualmente muito vulnerável e que encontra nos montados e bosques de sobro, um dos seus habitats preferenciais. No que diz respeito às aves, o montado de sobro da Península Ibérica constitui o habitat ideal para inúmeras espécies de aves, tais como o falcão peneireiro, o mocho galego, o picanço real, cegonhas-pretas, águias imperiais, águias ibéricas, milhafres, abutres negros, piscos, poupas, abelharucos, cotovias tordos, tentilhões, picapaus, e garças-reais que anualmente chegam do Norte da Europa. A Rede Natura 2000 considera os montados e os bosques de sobro importantes para a conservação da biodiversidade. As paisagens de sobreiros são um dos melhores exemplos de equilíbrio entre a conservação e desenvolvimento para benefício comum das populações e da Natureza, proporcionando meios de subsistência tradicionais, potenciando oportunidades de desenvolvimento em áreas

Giovanni Licciardello Isabel Gomes Susana Ferreira Teresa Ribeiro social e economicamente mais desprotegidas e desempenhando um papel fundamental em processos ecológicos como a retenção de água, a conservação do solo ou a fixação de carbono. A importância do sobreiro em Portugal é reconhecida desde o século XIII, altura em que surgiram as primeiras leis de protecção da espécie. Aplaude-se, portanto, esta iniciativa da Ordem dos Biólogos e fica aqui lançado o repto para a realização de mais seminários desta, ou de outra natureza, aqui na nossa Região de Setúbal.


AZEITÃO

QUARTAFEIRA 04.JULHO.2018

07

Maria da Fonseca Círio de Nossa Senhora José lança campanha “Torne-se da Arrábida reaviva um chef com BSE” tradição em Azeitão A

 DR 

Festas Entre amanhã e domingo, a tradição chega ao Rossio de Vila Nogueira de Azeitão, conjuntamente com música, convívio e muita animação, naquela que é já a 29ª edição das Festas da Arrábida e Azeitão. Um dos pontos altos é, como habitualmente, o Círio de Nossa Senhora da Arrábida.  DR 

POR INÊS ANTUNES MALTA

N

o sábado e no domingo, o Círio de Nossa Senhora da Arrábida regressa a Azeitão. O programa de dia 7, sábado, arranca com missa pelas 16h00, seguida da partida do Círio do Rossio para o Convento da Arrábida acompa-

nhado pela banda da Sociedade Filarmónica Perpétua Azeitonense. A chegada ao Convento está prevista para as 20h00, hora em que terá também lugar a Procissão Bom Jesus até à Capela. No dia seguinte, domingo, a alvorada é dada às 08h00 pela banda da SFPA, e às 10h00 terá lugar missa solene seguida de

procissão. Pelas 17h30, o Círio regressa do Convento da Arrábida para Azeitão e às 18h30 será a saída da Igreja de Aldeia de Irmãos. O evento conta com o apoio da Junta de Freguesia de Azeitão, da SFPA, do Convento da Arrábida e do Convento de São Domingos. Azeitão recebe Programa da RTP “Aqui Portugal” No sábado, pelas 14h00, no âmbito das festas, tem início, em directo do recinto do Rossio de Vila Nogueira de Azeitão, o Programa da RTP “Aqui Portugal”, que será transmitido pela RTP e pela RTP Internacional, até as 20h00. Por este motivo, existirão mais condicionamentos à circulação de trânsito na zona do que o habitual, sobretudo no dia 7.

José Maria da Fonseca acaba de lançar a nova colheita 2017 do BSE – Branco Seco Especial e a campanha “Torne-se um chef com BSE”, que vai oferecer 11 cursos de cozinha com chefs conceituados. Esta campanha decorre até dia 31 de Agosto e está disponível em Portugal Continental nos supermercados e hipermercados aderentes. Para se habilitar a um destes cursos leccionados pelo atelier de cozinha Feed Me, em Lisboa, só tem de adquirir uma

garrafa de BSE 750 ml, aceder ao website da campanha, inserir os seus dados pessoais, uma frase criativa com as palavras “Branco Seco Especial” e “Chef” e a imagem do talão de compra. As 11 melhores frases ganham os cursos de cozinha: 10 cursos temáticos e 1 curso de sushi.

Centro Ciclista Azeitonense promove competição no domingo

A

28ª edição do Prémio Juvenil de Aldeia da Piedade terá lugar no domingo, pelas 10h00. A competição de ciclismo, destinada às escolas, com partida e chegada junto da antiga Escola Primária da Aldeia da Piedade, em Azeitão, começa pelas 10h00. A organização está a cargo

 DR 

do Centro Ciclista Azeitonense e a participação é gratuita.

Opinião

Perspectiva

A (des) união europeia

A

União Europeia foi um sonho de três ou quatro grandes estadistas do pos-guerra. Reconheçamos que o seu primeiro objetivo – a Paz – foi alcançado até hoje. Mas o seu sonho ia mais alem. Era construir uma união entre as principais nações europeias sob o ponto de vista social e económico na base da fraternidade, da solidariedade e da liberdade. Pensavam assim que se iriam esbatendo progressivamente as diferenças a todos os níveis, entre os países no campo da economia, dos costumes e, especialmente, no campo da segurança social. Foram passando as décadas e chegámos aos dias de hoje numa situação bem diferente pois os países mais ricos começaram

a não querer aplicar os seus dinheiros na entreajuda aos países mais pobres e os últimos políticos que chegaram ao poder das várias nações têm-se visto em apuros para manter um processo continuado de aproximação entre os vários países. E chegámos ao ponto de , por exemplo, uma das grandes nações europeias concretizar a sua saída da União – a Inglaterra. Este rude golpe veio demonstrar que a U.E. estava mesmo muito pouco consolidada. Alem disso foram entrando progressivamente para a União outros países cuja tradição democrática era bem menos forte , vindo à superfície essa tendência “fascistoide” logo que surgiu um grave problema social como a onda de refugiados dos países africanos e do oriente em guerras permanentes há muitos

anos. E estamos assistindo ao desmembrar desse espírito de união e solidariedade perante a onda de fugitivos que chegam ás fronteiras do sul dessa União Europeia – e vemos os milhares de afogados no Mediterrâneo, e assistimos aos milhares de mortos no deserto onde alguns países do norte de África mandam pôr muitos dos tais fugitivos que chegam aos seus países com o fito de passarem para a Europa. E perante tal vaga de gente que procura de qualquer maneira um sítio para viver onde possa não estar sob a ameaça constante de morrer alguns países fecham as suas fronteiras a leste da Europa e na Itália e na Grécia que estão mais ao alcance desses fugitivos – os que não morrem pelo caminho – também chegaram ao poder políticos que deixam muito a

desejar sob o ponto de vista democrático. Pior que isso, são governos populistas e que são verdadeiramente anti União Europeia. Esta desunião e esta evolução para governos anti-democráticos foi posta em evidência na última reunião para debater o estado da União. Alem disso nunca foi conseguido um espírito europeísta nos povos que pouco colaboram nos processos eleitorais para o Parlamento Europeu, alem de os muitos problemas da união monetária terem levado a políticas muito restritivas que, essas sim, os povos sentem na sua carteira e nos seus modos de vida. Talvez a única iniciativa que tem tido algum êxito seja o intercâmbio de alunos entre os países, mas os problemas surgidos na política e na

Mário Moura economia têm evoluído mais rapidamente em sentido negativo, não dando tempo para que esse número de possíveis “cidadãos da Europa” acedam ao poder. Estamos num momento bem grave para a União Europeia! Estamos sentindo até um certo cheiro a guerra, não só o que nos chega da Síria e do centro de África mas mesmo em plana Europa. E tudo isto agraado com a nova política dos Estados Unidos com Tremp no poder. Esperamos e desejamos que os que ainda lutam por uma Europa Unida possam chegar a dominar a situação.


08

REPORTAGEM

QUARTAFEIRA 04.JULHO.2018

“Subir ao segundo andar sem cadeira de rodas é, no mínimo, um desafio”  ALEX GASPAR 

 DR 

Caminhos O Governo português considera que, apesar dos sucessivos decretos de lei que têm vindo a ser aplicados para mobilidade e acessibilidade de pessoas com deficiência, “ainda existe um expressivo conjunto de edifícios, espaços e instalações que não satisfazem condições de acessibilidade”. Na Bela Vista, Neuza da Conceição ultrapassa barreiras todos os dias. No concelho de Setúbal mais de 6 mil pessoas com algum tipo de deficiência seguem passos semelhantes aos de Neuza, todos os dias.  NISA VENTURA 

POR ANA MARTINS VENTURA

Eu vivo num segundo andar, aqui no Bairro Azul da Bela Vista, sem elevador. Conseguir subir as escadas consigo, porque encontrei modos de mover o meu corpo mesmo com paralisia. Mas subir ao segundo andar sem cadeira de rodas é, no mínimo, um desafio”. Neuza da Conceição está à espera de uma outra morada que a Câmara Municipal iria atribuir dentro da habitação camarária, “mas em um rés-do-chão ou prédio com elevador”. Contudo, “até ao momento essa solução ainda não foi possível”, explica a utente da APPACDM – Associação Portuguesa de Pais e Amigos do Cidadão Deficiente Mental, de Setúbal. “Em contrapartida devido à urgência da situação e com a APPACDM tem residências para assistir os utentes em casos como o da Neuza, já estamos a preparar algumas reparações em uma residência das nossas para que a Neuza possa mudar-se para lá em breve com as condições de acessibilidade e bem-estar de que todos nós precisamos diariamente”, explica Sara Cravo, diretora técnica do CAARPD – Centro de Atendimento, Acompanhamento e Reabilitação da Pessoa Portadora de Deficiência e Incapacidade da APPACDM.

Uma mensagem à cidade… A caminho da APPACDM, Neuza deixa uma mensagem à cida-

de e aos seus responsáveis. “Mais mobilidade não é só fazer rampas aqui e ali, para subirmos e descermos passeios e atravessarmos a estrada”. Neuza questiona “e os semáforos com tempo entre o vermelho e o verde demasiado curto, os passeios estreitos e os estacionamentos nas bermas e nos passeios que no ‘empurram’ todos os dias para a estrada e consequentemente para o meio do trânsito? Como é suposto enfrentarmos essas barreiras e mantermos a nossa segurança todos os dias”. Para Setúbal, “gostava de ver uma ciclovia percorrer toda a cidade. Às vezes penso que cons-

troem as cidades e não pensam em todas as pessoas que podem viver lá”.

Decreto-Lei para a mobilidade Em 1997, foi aprovado um decreto de lei que tornava obrigatória a adopção de um conjunto de normas técnicas básicas de eliminação de barreiras arquitectónicas em edifícios públicos, equipamentos colectivos e via pública para melhoria da acessibilidade das pessoas com mobilidade condicionada. Sendo que para tal “foram ouvidos os órgãos de governo próprio das Regiões Autónomas dos Açores e da Madeira e

a Associação Nacional de Municípios Portugueses”. De acordo com normas estabelecidas pela Organização das Nações Unidas e suas agências especializadas, o Conselho da Europa e a União Europeia era “imperativa” uma “progressiva eliminação das barreiras, designadamente urbanísticas e arquitectónicas” de modo a permitir, às pessoas com mobilidade reduzida o acesso a todos os sistemas e serviços da comunidade, criando condições para o exercício efectivo de uma cidadania plena, de acordo com os princípios da Constituição, que proclama o princípio da igualdade, o direito

à qualidade de vida, à educação, à cultura e ciência e à fruição e criação cultural e, em especial, quando consagra os direitos dos cidadãos com deficiência. Passados 20 anos, em 2017 o Governo português voltou a reforçar a legislação com um novo decreto de lei no regime da acessibilidade aos edifícios e estabelecimentos que recebem público, via pública e edifícios habitacionais. Na publicação deste novo documento, o Governo considerou que, “ao longo dos últimos anos, Portugal tem vindo a desenvolver um conjunto de políticas que visam a construção de uma sociedade mais inclusiva, na qual todos os cidadãos e cidadãs exerçam os seus direitos e usufruam das suas liberdades fundamentais em condições de igualdade de oportunidades”. Contudo, apesar de iniciativas como o Plano de Ação para a Integração das Pessoas com Deficiências ou Incapacidade, o Plano Nacional de Promoção da Acessibilidade e o Regime de Apoio aos Municípios para a Acessibilidade, “apesar de não existirem dados sistematizados que permitam analisar com rigor os resultados obtidos na implementação de acessibilidades a nível nacional, é inegável que temos, hoje, um território mais acessível”. Mas “não obstante os progressos alcançados, subsiste no edificado nacional um expressivo conjunto de edifícios, espaços e instalações que não satisfazem condições de acessibilidade”.


CULTURA Iniciativa No final de Maio, uma equipa multidisciplinar da comunidade educativa da Universidade Sénior de Setúbal apresentou no Fórum Municipal Luísa Todi o espectáculo “Canções da nossa memória”. A maior sala de espectáculos da cidade encheuse para receber a criação setubalense, que foi um sucesso de bilheteira.

POR INÊS ANTUNES MALTA

Este é um projecto nosso, que nasceu na UNISETI. Faço parte da administração da instituição, dou aulas de História da Pintura e de Pintura Contemporânea mas independentemente disso tenho também o bichinho da animação cultural, área na qual desenvolvi vários trabalhos ao longo da minha vida”, começa por dizer Américo Pereira, membro da administração da UNISETI e responsável pela criação do espectáculo. “E dado este bichinho da animação cultural que ficou em mim, nas férias do ano passado, comecei a pensar que seria interessante explorar os talentos e aptidões que aqui existem, sobretudo no que diz respeito a cantar, juntando pessoas que pudessem concretizar um projecto que fosse um misto de teatro e canções”, acrescenta. E assim foi. Alunos e professores da UNISETI – Universidade Sénior de Setúbal, no total de cerca de trinta pessoas, apresentaram um espetáculo multidisciplinar no palco do Fórum Municipal

QUARTAFEIRA 04.JULHO.2018

09

UNISETI regista sucesso com espectáculo “Canções da nossa memória”  FOTOS: DR 

Luísa Todi, por onde passaram momentos de teatro, canções, fado e dança. “No meu entender, nesta instituição, para além de dar conhecimento a quem ao longo da vida nem sempre pôde ter a possibilidade de o adquirir em determinadas áreas por ter as suas actividades profissionais, também é muito importante que aqui se desenvolva uma interação de amizade, de proximidade e de concretização de objectivos”, considera, acrescentando que este projecto impede também situações de isolamento com que muitas pessoas pertencentes à terceira idade se deparam. Para Américo Pereira, a união e a proximidade que projectos como este acabam por criar são também da maior importância a par do facto de pôr à prova “capacidades que as pessoas muitas vezes até desconhecem que têm”.

Teatro e música reúnem memórias comuns de uma geração “Neste projecto, tirando a minha intervenção, nenhuma das pessoas tinha feito teatro ante-

riormente. Nas aulas de Fado aqui da universidade, às quais vêm pessoas que gostam do Fado, percebi que existiam aqui vozes interessantes e quis potenciá-las para cantar outras coisas, que não apenas Fado, que tivessem sobretudo a ver com melodias e canções que tiveram êxito há uns anos”, conta. Juntando melodias e canções das memórias de quem no espectáculo participa, e justificando-se assim o nome “Canções da nossa memória”, o grupo ensaiou entre cinco e seis meses o espectáculo que viria a ser concretizado pela primeira vez no Fórum Municipal Luísa Todi. A sala ficou repleta para ouvir as canções que, acompanhadas por projecções relacionadas com o tema, permitiram a realização de uma viagem dos sentidos e das memórias. Do repertório fazem parte êxitos como “Oh tempo, volta para trás”, “Carvoeiras”, “Ninguém foge ao seu destino”, “A agulha e o dedal”, “O dia da espiga”, fados, uma intervenção cultural tradicional russa, realizada por uma aluna da instituição, e a Marcha do Centenário de Setúbal, “que foi uma marcha que se fez quando Setúbal fez os 100 anos e com a qual terminamos o espectáculo”. Para além da música, no espectáculo há ainda lugar para a intervenção de um pescador setubalense, personagem desempenhada pelo próprio Américo Pereira, que interrompe o espectáculo e durante alguns minutos anima a plateia a falar “à charroque”e a intervir juntamente com uma cantora “para criar diversi-

dade no que diz respeito à actuação e ao trabalho que se está a fazer”.

Projecto regista sucesso, soma e segue “Este foi realmente um projecto que as pessoas aceitaram, desenvolveram com muito entusiasmo ao longo dos meses e levaram a bom porto. Apesar de a maior parte dos participantes não ter estado nunca num palco como o do Fórum, as coisas correram com bastante agrado dos espectadores e foi um serão muito agradável”, refere Américo Pereira. “Para além disso, foi também gratificante ver que todo o esforço foi recompensado e reconhecido”. No seguimento deste sucesso registado, está até prevista uma repetição do espectáculo mas desta vez no final do ano. “Estamos a pensar que não nos fiquemos apenas por aquele espectáculo e que o passamos repetir não só na nossa cidade mas também na região. Lá para Novembro gostaríamos de repetir, na mesma sala. Estamos a tratar do pedido, e vamos ver o que con-

seguimos em termos de datas”, revela. Américo Pereira adianta ainda que “no futuro espera conseguir mobilizar mais elementos masculinos para que a equipa fique mais equilibrada, uma vez que a UNISETI é frequentada maioritariamente por senhoras” e que já tem novos projectos em mente. “Quando um projecto fica feito, há uma espécie de necessidade de não parar por aí. É o que está a acontecer connosco, as pessoas ficaram tão entusiasmadas que não querem parar e então já estou a congeminar outro projecto para poder continuidade a este. E uma vez que resultou em pleno seria bom que não ficássemos por aqui e pudéssemos repetir”, remata.


10

PALMELA

QUARTAFEIRA 04.JULHO.2018

Deputados comunistas alertam para situação do Centro Jovem Tejo Preocupação A Associação Centro Jovem Tejo vive uma situação dramática com grandes dificuldades no plano económico e financeiro para manter em funcionamento a comunidade terapêutica. O Grupo Parlamentar do PCP interpolou o Governo se “está disponível para encontrar um procedimento uniforme para proceder à transferência das verbas previstas em diploma legal para a instituição”.  DR 

POR FÁTIMA BRINCA

A

Associação Centro Jovem Tejo foi criada em 1989 e desenvolve trabalho na área da prevenção, tratamento e reinserção de pessoas com comportamentos aditivos e dependências, possuindo uma co-

O presidente Álvaro Amaro também está preocupado com a situação do Centro Jovem Tejo

munidade terapêutica de internamento. Apesar de ter uma capacidade de 25 camas para tratamento de adolescentes, jovens e adultos, o Centro Jovem Tejo, localizado na Quinta do Anjo, tem actualmente

cerca de 20 adolescentes e jovens, todos inseridos no sistema educativo com notório sucesso escolar. A Associação vive grandes dificuldades no plano económico e financeiro para manter em funcionamen-

to a comunidade terapêutica. Os deputados comunistas manifestam a sua preocupação e interrogam o Governo “porque que não há prolongamento do internamento do jovem na comunidade terapêutica para lá dos 18 meses?”. Os comunistas

Pedro Ferreira homenageado pelo MIM e amigos  DR 

Bombeiros de Pinhal Novo. Pedro Ferreira foi eleito do PS na Assembleia de Freguesia de Pinhal Novo e integrou a lista do MIM para a câmara de Palmela. Os eleitos do MIM marcaram presença, enquanto as restantes forças políticas a que pertenceu primaram pela ausência. O momento mais emotivo da homenagem foi proporcionado por um poema dos pais de Pedro, que traduziu as saudades que todos sentem do jovem atingido por letal doença.

O

Sempre pronto a ajudar Eras tão sincero e honesto Por isso Deus te levou Para junto dos santinhos E eu, a rezar aqui estou Que Deus te guarde no céu Como eu te guardo no coração Até um dia querido filho

“Pedro, meu filho querido As saudades me atormentam Quanto mais tempo passa Mais as saudades aumentam

Pudesse eu dar-te a minha mão Nunca te vamos esquecer Pela pessoa que foste Pelas saudades que temos Pelas alegrias que nos deste

Para sentir algum conforto Nesta homenagem ardente E para te sentir mais perto A tua foto está presente

Descansa em paz filho Amor do meu coração Os teus amigos não te esquecem Nesta homenagem, aqui estão”.

Pedro Ferreira foi homenageado

s autarcas do MIM, amigos e familiares prestaram homenagem a Pedro Ferreira, no dia em que fazia 32 anos. O jovem conhecedor da vida da comunidade palmelense recebeu o tributo ao som de canções de Zeca Afonso, no auditório dos

Eras um filho bom e companheiro Eras um amigo para guardar O segredo do teu amigo

interpelam também o Governo “se está disponível para encontrar um procedimento uniforme para proceder à transferência das verbas previstas em diploma legal para as instituições?” O Centro Jovem Tejo tem seis jovens com prolongamentos au-

torizados nos termos dos Acordos de Promoção e Protecção ou dos Despachos Judiciais, mas desde Janeiro que as comparticipações não são pagas, envolvendo um montante de 24 mil euros. Os jovens permanecem na comunidade terapêutica até ao final do ano letivo, com elevados custos para a instituição, para além de existirem atrasos da Segurança Social na transferência das verbas. O Grupo Parlamentar do PCP defende “a revisão do despacho e que o Governo encontre um procedimento uniforme para proceder à transferência das verbas previstas em diploma legal para as instituições”. Também o presidente da autarquia palmelense, Álvaro Amaro, já alertou há três meses atrás para a grave situação financeira da associação, que tem notária participação na comunidade educativa na freguesia de Quinta do Anjo.

Sivipa conquista importante prémio em Londres

 DR 

A

Sivipa foi novamente reconhecida em Londres, tendo conquistado o mais importante troféu do Sommelier Wine Awards 2018, que premia os melhores vinhos para restaurantes, pubs, bares e hotéis. O cobiçado prémio, o “House Wine of the Year”, foi para o Terras do Sado Tinto 2017, eleito pelo seu caráter, valor e excelência. Este tinto da Península de Setúbal já fora premiado com a medalha de Prata no Vinalies Internationales. O júri reuniu mais de 150 dos principais sommeliers e compradores de vinhos do comércio no Reino Unido, que distinguiram o excelente néctar da Sivipa. Recorde-se que em 2017, os

O vinho tinto da Sivipa conquistou o júri

Moscatéis Sivipa foram premiados no concurso de Londres obtendo uma medalha de Ouro e uma de Prata, para o Moscatel Roxo Sivipa colheita 2011 e para o Moscatel Roxo Superior 10 Anos.


DESPORTO Palmelense apresenta reforços

A

preparar o regresso à I Distrital, o Palmelense continua a apresentar reforços para 2018/19. A equipa de Palmela, que já tinha confirmado o japonês Okamura, contará também com André Semedo (ex-FC Setúbal), Fábio Delgado (ex-Barreirense), João Bombaça (ex-Olímpico do Montijo) e Lagarto (ex-Águas de Moura).

Lusitano em 2º no Aquatlo

O

nze clubes e 128 jovens atletas participaram no 5º Aquatlo de Setúbal, a última etapa do Circuito Jovem Alentejo da Federação Portuguesa de Triatlo. Participaram nesta competição, dividida entre vertentes de natação e corrida, seis clubes da região e ainda cinco clubes oriundos de Lisboa, com equipas dos escalões de benjamins, infantis, iniciados e juvenis. Nesta última jornada, destaque para o segundo lugar obtido pelos setubalenses do Lusitano, que participaram com 14 atletas. Na soma geral das provas, o Repsol Triatlo sagrou-se vencedor, seguido do Amiciclo Grândola e com a Escola de Triatlo de Santo António de Évora a completar o pódio.

O

Brejos de Azeitão esteve na Madeira para participar no Camacha Cup, um torneio de futebol de formação no qual os azeitonenses competiram com cinco equipas dos escalões sub-11, sub13, sub-15 e sub-17. Em prova estiveram 46 equipas, que levaram à ilha mais de 920 atletas. O CCDBA conseguiu chegar ao pódio nos escalões mais velhos, com os sub-15 e sub-17 a conseguirem o terceiro lugar nos respetivos torneios. Já os sub-13 terminaram em 5º lugar, enquanto que a prova de sub-11 contou com duas equipas da formação azeitonense, com os ‘B’ a terminar em 6º lugar e os ‘A’ em 7º.

11

Email: desporto@osetubalense.com

Goleador do Comércio e Indústria ruma ao Brejos de Azeitão

 DR 

Entrevista Depois de regressar aos relvados para ajudar o Comércio e Indústria, Carrilho deixou a equipa sadina e foi apresentado como reforço do Brejos de Azeitão. A O Setubalense, o melhor marcador dos alvinegros na última época explicou o porquê da sua saída e prometeu ajudar a equipa azeitonense com trabalho e golos. POR MIGUEL NUNES AZEVEDO

C

om a época terminada, os clubes do futebol distrital continuam a preparar a nova temporada com entradas e saídas no plantel. O Brejos de Azeitão não foge à regra e nos últimos dias apresentou seis reforços, entre eles Carrilho e Serginho, que chegam do ‘vizinho’ Comércio e Indústria. Em entrevista a O Setubalense, Carrilho explicou o que o levou a assinar pela turma da Brejoeira. “Desde o final da época ninguém me abordou para renovar contrato e então percebi que não contavam comigo”, disse o avançado, que depois de ter regressado ao ativo marcou 19 golos, registo que lhe valeu o título de melhor marcador da equipa setubalense. Surgiram então várias propostas de outros clubes, com Carrilho a optar por assinar pelo CCDBA. “Fiquei convencido com o que me apresentaram e pela forma como me abordaram. Gostei do modo como trabalham e como jogaram na temporada

passada – um futebol aguerrido, de não virar a cara à luta. O projeto do Brejos de Azeitão é para subir de divisão e eu quero poder lutar por esse objetivo”, disse o jogador, que integrou o último treino da equipa azeitonense. Lembre-se que o grupo treinado por João Gomes não conseguiu um lugar de subida à I Distrital, embora tenha chegado à fase final do campeonato. Agora, em 2018/19, Carrilho prepara-se para reencontrar a antiga equipa. “Vim para o Brejos porque queria estar numa equipa que lutasse pela subida e não para provocar ninguém. O Comércio e Indústria continua a ser o meu clube de coração e as pessoas sabem isso. Com seis anos já vestia a camisola do clube e tenho o maior respeito por ele”, disse o avançado, que admite que jogará com “coração dividido” e que, no final da época, espera que ambas as equipas consigam subir de divisão. Certo é que, se marcar ao antigo clube, não festejará. “Sei que vou ter de trabalhar

para merecer a minha oportunidade. Prometo trabalhar e marcar, que é aquilo que melhor sei fazer”, disse Carrilho, que dentro de dias festejará o 39º aniversário e admite que já pensa em pendurar as chuteiras. “Gostava de terminar a carreira em grande. Poderia ter acontecido este ano, se tivéssemos conseguido a subida, mas não foi possível. Talvez possa acontecer agora. Penso que seria uma boa despedida”, disse.

 ARQUIVO 

Jovens do CCDBA nos pódios do Camacha Cup

QUARTAFEIRA 04.JULHO.2018

Medalhas para o atletismo do Vitória

O

Vitória somou uma medalha de prata e duas de bronze em Vagos, nos campeonatos nacionais de juniores que reuniram 420 atletas de todo o país. Margarida Silva, no sábado, foi a primeira atleta vitoriana a subir aos pódios, conseguindo o terceiro lugar nos 400m com um tempo de 58,82 segundos. A jovem sagrou-se também vice-campeã nos 800m, no domingo, atravessando a meta com uma marca de 2m14,20s. Também Inês Borba somou mais uma conquista, vencendo o bronze nos 1.500 metros com um registo de 4m32,14s, va-

lor que lhe teria valido o apuramento para o Europeu de Juvenis que decorre na Hungria a partir de dia 5. Ao mesmo tempo, em Lisboa, o Estádio Universitário foi palco

do Campeonato Nacional de Veteranos, na qual Rute Dias e Jorge Parrulas se sagraram campeões nacionais. A primeira foi a grande vencedora das categorias de 100 e 200 metros no escalão

+45, enquanto que o segundo foi o melhor atleta na prova de salto com vara na mesma faixa etária. Já Teresa Coelho, na corrida de 100 metros, sagrou-se vice-campeã nacional.  FOTOS: DR 


12

QUARTAFEIRA 04.JULHO.2018

 FOTOS: MNA 

Vitória é dos que mais mexe com o mercado VFC Nove contratações até ao momento colocam os sadinos no pódio entre os mais ativos no defeso. Só Rio Ave e Benfica igualam número dos sadinos. Reforços são esperados em Espanha. POR MIGUEL NUNES AZEVEDO

A

atravessar uma verdadeira revolução no plantel, o Vitória é dos clubes mais ativos neste mercado de transferências. Os sadinos contam com nove contratações, sem contar com Frederico Venâncio, Miguel Lázaro ou Valdu Tê, que regressaram ao Bonfim depois de terem estado cedidos a outros clubes na última época. Estas nove caras novas – Milton Raphael, Mano, Artur Jorge, Cascardo, Nuno Valente, Rúben Micael, Éber Bessa, Alex Freitas e Victor Veloso – colocam a equipa setubalense nos lugares cimeiros da lista dos clubes que mais têm mexido com o mercado. Em igualdade com os sadinos estão o Rio Ave, também com nove reforços, e o Benfica, habitualmente líder no que toca ao volume de contratações. Os encarnados somam nove caras novas no plantel, entre elas o extremo João Amaral, que trocou o Bonfim pelo Estádio da Luz, e Alfa Semedo, apresentado ontem.

Perto do pódio está o Belenenses, que garantiu ontem o oitavo reforço da equipa. De destacar que estes eram os dados disponíveis pela altura do fecho desta edição, uma vez que nesta altura do defeso são esperadas muitas movimentações.

Menos empréstimos Outro dado interessante é o reduzido número de jogadores emprestados aos sadinos. Neste momento, Gustavo Cascardo é o único futebolista que está cedido, com Vitória e Atlético Paranaen-

Alex Freitas, Mano e Rúben Micael foram os três últimos reforços apresentados

se a chegarem a acordo para a transferência por empréstimo do internacional sub-20 brasileiro durante os próximos dois anos. Lembre-se que, ao longo da época anterior, sete jogadores estiveram por empréstimo no plantel vitoriano. O Benfica cedeu João Teixeira, Patrick e César – que rumou ao Brasil em janeiro - e o Porto emprestou Gonçalo Paciência e recuperou-o após a final da Taça da Liga, abrindo a porta à chegada de André Pereira na mesma condição. Já o Sporting emprestou

Plantel não está fechado Apesar de um bom número de reforços já estar assegurado, a administração e o treinador Lito Vidigal continuam à procura de aumentar as soluções no plantel. Contratar novos jogadores para frente de ataque é a prioridade, uma vez que o grupo não conta com nenhum avançado cen ALEX GASPAR 

Nuno Valente, Artur Jorge, Cascardo, Milton Raphael, Victor Veloso e Éber Bessa foram novidade no primeiro treino

Leandro Resida à experiência

O

holandês Leandro Resida está treinar com o plantel do Vitória desde a passada semana. O avançado de 1,70m está a ser observado por Lito Vidigal com vista numa possível contratação e seguiu com o grupo para Islantilla, onde permanecerá até sábado, data em que realizará um encontro amigável contra o Isla Cristina. Aos 28 anos, se conseguir impressionar quem de direito, Resida poderá estar perto da sua primeira experiência no estrangeiro depois de ter jogado todos os anos da sua carreira na Holanda, sagrando-se campeão da II Divisão pelo Venlo em 2016/17.

Wallyson até ao final do campeonato, enquanto que do Génova chegou Thomas Rodriguez, avançado argentino que nunca foi utilizado por José Couceiro.

 MNA 

Bilhetes para Internacional do Sado já à venda Os bilhetes para o Torneio Internacional do Sado já se encontram à venda na Gestão de Sócios do Estádio do Bonfim. Lembre-se que a competição decorre nos dias 10, 11 e 13 deste mês. No primeiro dia, os visitantes Benfica e Napredak jogarão entre si, pelas 19 horas. O Vitória sobe ao relvado no segundo dia, para enfrentar a equipa sérvia, pelas 21 horas, e joga a última partida do torneio frente ao vice-campeão nacional, pelas 20h30. Os ingressos têm um custo de 10 euros por partida, com os sócios do Vitória a terem acesso exclusivo à central coberta.

Nuno Valente quer acordar o gigante

N

uno Valente, reforço contratado ao Arouca, acredita que o Vitória vai conseguir uma boa época este ano. O médio, que volta agora a trabalhar com Lito Vidigal, lembrou a grandeza do clube sadino e disse que chegou a hora de acordar o “gigante adormecido”. “Quando vi que podia voltar a jogar na I Liga e voltar a ser treinado pelo mister Lito Vidigal nem pensei duas vezes. Poder representar um clube com a grandeza do Vi-

Avançado holandês tem trabalhado com o plantel

tro de raíz – Allef, Alex Freitas ou Victor Veloso podem ser a opção mais atacante, mas atuam preferencialmente nas alas. Apesar de estar em estágio em Islantilla, o Vitória poderá receber novos reforços nos próximos dias, que se juntarão aos 29 atletas que Lito Vidigal convocou para os treinos em território espanhol.

tória FC é significativo para qualquer jogador. O Vitória é um clube com história, um gigante adormecido, mas que esta época vai acordar para voltar a ser o que já foi”, disse Nuno Valente no estágio em Islantilla. “Este grupo que estamos a construir tem muita qualidade e podemos fazer coisas bonitas esta época. Estou a gostar muito deste novo desafio e espero que a vontade que todos têm demonstrado continue durante toda a temporada”, acrescentou.


QUARTAFEIRA 04.JULHO.2018

Sabores de Setúbal

13

Onde vamos hoje?

OP/1956

Frango Assado com Molho Barbecue de Laranja e Mel

[ FOTOS: DR 

AGENDA GASTRONÓMICA

C/0023

Especialidades: Peixe Assado e Pizzas Morada: Praça Machado dos Santos, nº 7 - 10 • 2900-178 Setúbal Contacto: 265 553 493 • tascakefish@hotmail.com Encerra à segunda-feira

Especialidades: Peixe Assado, Cataplana de Peixe e Fondue de Vitela Morada: Rua da Saúde, 34 • 2900-633 Setúbal Contacto: 265 237 738 tascadasmarés@hotmail.com

C/ 1786

Ingredientes 1 frango partido em pedaços 1 laranja sal e pimenta q.b. em 1 colher de sopa de mos tarda m grão à antiga (se não tivere usem mos tarda normal) 1 pitada de piri-piri moído 50g de ketchup 50g de mel 50ml de sumo de laranja

Especialidades: Choco Frito, Petiscos, Mariscos,Peixe Assado Morada: Av. Luisa Todi 374/376 Setúbal Contacto: 265 409 986 Aberto todos os dias

a assar em forno previamente aquecido a 180ºC durante cerca de 40 minutos ou até a carne estar cozinhado. Entretanto prepare o molho: num tachinho coloque a mostarda, o

sumo de laranja, o mel, o ketchup e um pouco de piri-piri e deixe dissolver tudo. Assim que retirar o frango do forno verta o molho sobre ele e envolva bem de modo a que

fique bem coberto. Polvilhe com um pouco de cebolinho e sirva.

C/ 0079

Preparação: Tempere os pedaços de frango com sal, pimenta, sumo e raspa de laranja e deixe marinar. Coloque depois o frango num tabuleiro que vá ao forno e à mesa, e leve-o

Restaurante O Cantinho dos Petiscos

C/0091

Especialidades: Comida Vegetariana e Macrobiótica Morada: Av. Luísa Todi, 123 – Setúbal Contacto: 265 233 482 Período de Encerramento: Fim-de-semana

Bom Apetite! Fonte: Joana Roque http://paracozinhar. blogspot.pt

Especialidades: Peixe e Carne Grelhados. De terça a domingo há pratos do dia. Morada: Praça do Quebedo, nº 17 e nº 12 – Setúbal Contacto: 919 753 114 – 917 045 457

Especialidades: Peixe Assado, Arrroz de Marisco, Feijoada de Choco Morada: Praceta Portinho da Arrábida, 2925-378 Setúbal, Portugal Contacto: 218 084 963 info@restaurantedoportinho.com

Especialidades: A verdadeira empada do Brasil, Lombo de Bacalhau da Zazá, Fricassé da Zazá. Uma junção de gastronomia Brasileira e Portuguesa. Morada: Rua Arronches Junqueiro nº 115 – Setúbal Contacto: 968631792 – 968631793 | Casa-da-Zazá

C/0092

C/151

C/0265

Restaurante D’u Portinho

Especialidades: Peixe Assado no Carvão, Caldeirada, Fritada de Peixe, Diversos Pratos de Carne, Pratos do Dia Morada: Rua Faustino José Santana, 4 – 2900-362 Setúbal Contacto: 265 234 398 – 961 821 333


14

REGIÃO

QUARTAFEIRA 04.JULHO.2018

163º Aniversário do Jornal O Setubalense A Câmara Municipal do Montijo felicita o jornal O Setubalense pelo seu 163º Aniversário, assim como, os seus dirigentes, colaboradores e leitores. O Setubalense é um Jornal histórico que resistiu sempre com empenho, força e dinamis-

mo, mostrando ser uma referência no panorama jornalístico regional ao serviço dos territórios e das pessoas. É hora de mostrar os nosso apoio e incentivo, ao jornal O Setubalense, para continuar o seu percurso, nesta nobre missão, de

informar a opinião pública e marcar gerações de homens e mulheres pautando-se, sempre, por critérios de isenção, rigor, transparência, pluralidade e ética. Em nome da Câmara Municipal do Montijo, desejamos as mais sinceras felicidades e su-

cessos editoriais, em benefício de uma informação de qualidade ao serviço da cidadania, da tradição e da identidade do nosso povo. Nuno Canta Presidente da Câmara Municipal do Montijo

Antigo Orfanato de Aldeia Galega continua a ser referência na cidade Homenagem O povo do Montijo continua a orgulhar-se do antigo Orfanato de Aldeia Galega. O presidente Nuno Canta fez questão de lembrar que “através desta e de outras instituições, fomos construindo uma cidade assente nos valores da solidariedade, da justiça e da fraternidade”.

A

s autarquias do Montijo continuam a tradição de homenagear o antigo Orfanato de Aldeia Galega (hoje Montijo) com a colocação de uma coroa de flores junto à placa existente nas instalações do Hospital do Montijo. A iniciativa contou com autarcas, instituições sociais e alguns ex-alunos do antigo Orfanato. Fernando Caria, presidente da União de Freguesias de Montijo e Afonsoeiro, destacou que “o povo

do Montijo orgulha-se do antigo Orfanato”. Também o presidente da Câmara do Montijo, Nuno Canta lembrou a importância do Orfanato, na comunidade local, que “através desta e de outras instituições, fomos construindo uma cidade assente nos valores da solidariedade, da justiça e da fraternidade”. O médico César Ventura criou o Orfanato de Aldeia Galega em 1919, que inicialmente foi instalado na residência da sua mãe e,

depois, na propriedade onde funciona o Hospital do Montijo. Centenas de órfãos foram acolhidos na instituição quando as crianças ficaram sem pais, que

morreram vítimas de diversas epidemias no país e no Montijo. O Orfanato foi inaugurado no dia 1 de Fevereiro de 1920, tendo em 1963 sido integrado no pa-

 DR 

trimónio da Santa Casa da Misericórdia do Montijo. O edifício foi demolido na década de 1980, mas a instituição continua a fazer parte da história do Montijo.

Opinião

Setúbal mais bonita

Algumas das exposições em Setúbal a visitar

N

a Casa da Baía está patente uma maravilhosa exposição: “Cires Centro Interpretativo do Roaz do Estuário do Sado”, que foi inaugurada no dia 5.06.2018, pelo Ministro do Ambiente João Pedro Matos Fernandes a presidente da Câmara Municipal de Setúbal, Dra Maria das Dores Meira. É de louvar a ideia, a capacidade da pessoa ou pessoas que com imaginação conseguiram esta exposição do “Roaz do Estuário do Sado”, que está representada e muito bem, desde uma enorme mesa, larga e comprida, que ocupa quase toda a sala e que representa a população de golfinhos que

habita as águas do Sado, roazes, que é uma espécie única. O tampo da mesa está coberto com imagens e explicações da Reserva Natural do Estuário do Sado, Reserva Botânica das Dunas de Tróia, Parque Natural da Arrábida e Parque Marino Luiz Saldanha. Sou um assíduo frequentador da Casa da Baía e das suas exposições e presentemente a dos golfinhos, que é espectacular, mas nas minhas visitas à exposição tenho notado ou talvez por coincidência pouca frequência que é uma pena e que deverá ser visitada e devidamente apreciada, todo aquele trabalho exposto na

exposição “Cires” e parabéns à belíssima organização. Sucede que no dia 19.06.2018, no almoço da ginástica da Divisão desportiva da C.M.S. do final do ano lectivo 2017/2018 e após o almoço alvitrei ao nosso professor Paulo uma visita à Casa da Baía, para ver a exposição dos golfinhos, convite que foi aceite e ficaram maravilhados com a belíssima exposição, pois ainda éramos cerca de meia centena de ginastas, que irão transmitir e recomendar aos amigos uma visita à exposição “Cires”, na Casa da Baía. António Fernando Santos “TÓSSAN”: a vida é engraçada

mas eu levo-a muito a sério Na Galeria Municipal do 11, está patente a exposição “TOSSAN”, que foi um dos mais notáveis mestres da arte da ilustração e do grafismo no século XX. Exposição de muito valor e atractiva com trabalhos inéditos, que dá a conhecer a sua enorme obra e histórias da sua vida, portanto é aconselhável uma visita a esta espectacular exposição. Casa da Cultura: Outra exposição, na Sala Artiset Dez anos depois, aqui estamos. Exposição de pintura, arte aplicada e fotografia, inaugurada no dia 23 de Junho de 2018, dos seguintes: Aníbal Madeira,

Custódio Pinto Fernando Araújo, Mimi Oliva Silva, Mendes Pais e Madureira Pais, estes dois últimos pai e filho, que não deixa de ser interessante, por ambos terem o gosto pela pintura, parabéns e continuem. Visitei e gostei dos trabalhos expostos, pois é de louvar: “Dez anos depois, aqui estamos”. Votos para que continuem, com mais exposições, para bem da cultura e neste caso da pintura. Viva Setúbal!


CLASSIFICADOS/NECROLOGIA

QUARTAFEIRA 04.JULHO.2018

Funeraria

Armindo

Manuel Borges Gomes (1936-2018)

800 217 217 LIGUE GRÁTIS

Maria Georgete de Jesus Mendes Rocha

Vanda Isabel Mateus Pereira

Dra. Maria Fernanda Vieira Ferreira da Bernarda

(1931 – 2018)

(1978– 2018)

(1944 – 2018)

Participação e Agradecimento

Participação e Agradecimento

Participação e Agradecimento

Participação e Agradecimento

A funerária Armindo lamenta informar o falecimento de Maria Georgete de Jesus Mendes Rocha. A família vem por esta via agradecer a todas as pessoas que se dignaram a acompanhar o funeral ou que, de qualquer outra forma, manifestaram as suas condolências.

A funerária Armindo lamenta informar o falecimento de Vanda Isabel Mateus Pereira. A família vem por esta via agradecer a todas as pessoas que se dignaram a acompanhar o funeral ou que, de qualquer outra forma, manifestaram as suas condolências.

A funerária Armindo lamenta informar o falecimento da Dra. Maria Fernanda Vieira Ferreira Da Bernarda. A família vem por esta via informar que o corpo esteve em camara ardente no complexo Fúnebre de Setúbal dia 29/06/2018. Agradece-se a todas as pessoas que se dignarem a acompanhar o funeral ou que, de qualquer outra forma, manifestarem as suas condolência.

Armindo

OPE/000

EMERGÊNCIA FUNERÁRIA

A funerária Armindo lamenta informar o falecimento de Manuel Borges Gomes. A família vem por esta via agradecer a todas as pessoas que se dignaram a acompanhar o funeral ou que, de qualquer outra forma, manifestaram as suas condolências. Funeraria

Funeraria

Funeraria

Armindo

Armindo

Funeraria

Armindo

Manuel Augusto Pereira Neves

João José Joaquim Silva

Joaquim José Carvalho da Silva (Quixa)

Armindo dos Santos

(1944-2018)

(1923-2018)

(F:02-01-2018)

(1926 – 2018)

Participação e Agradecimento

Participação e Agradecimento

6º Mês de Eterna Saudade

Participação e Agradecimento

A funerária Armindo lamenta informar o falecimento de Manuel Augusto Pereira Neves. A família vem por esta via agradecer a todas as pessoas que se dignaram a acompanhar o funeral ou que, de qualquer outra forma, manifestaram as suas condolências.

A funerária Armindo lamenta informar o falecimento de João José Joaquim Silva. A família vem por esta via agradecer a todas as pessoas que se dignaram a acompanhar o funeral ou que, de qualquer outra forma, manifestaram as suas condolências.

Sua esposa, filha, irmã e restante família vem por este meio recordar com profunda saudade o 6º mês do falecimento do seu ente querido Joaquim José Carvalho da Silva.

A funerária Armindo lamenta informar o falecimento de Armindo dos Santos. A família vem por esta via agradecer a todas as pessoas que se dignaram a acompanhar o funeral ou que, de qualquer outra forma, manifestaram as suas condolências.

Funeraria

Armindo

Funeraria

Funeraria

Armindo

Armindo

ANÚNCIOS DE NECROLOGIA

Funeraria

Armindo

Classificados Precisa-se

Serventes/Pedreiros com experiência na área de Construção Civil. Telf. 265 706 051OP/ 2840 Aluga-se para Férias

Contacte o Jornal

R/C de vivenda ao dia ou semana, Fonte da Lavra, 100 metros vista para Troia/Arrábida.

O Setubalense

Tlm 964 555 164 OP/ 2836

Telefone 265 094 354

Senhora procura trabalho como cuidadora de idosos ou limpezas horários e regalias a combinar Tlm 913 827 130

Email: geral@osetubalense.com

OP/ 2844

AGÊNCIA FUNERÁRIA A COSTA Serviço Permanente e 265 523 496

C/ 1799

15

Facilidades de pagamento Entrega direta de documentos os na Segurança Social em Lisboa boa

Precisa-se Empregada/o de balcão para Snack Bar. Tlm 265112426

OP/ 2841

Precisa-se Ajudante de cozinha c/ muita prática. Tlm 912 129 835 910 883 071

OP/ 2843

Anuncie aqui Contacto: 265 094 354

Precisa-se Siga-nos no Facebook Anuncie aqui contacto: 265 094 354

ardina Telefone: 265 094 354


16

A FECHAR

QUARTAFEIRA 04.JULHO.2018

Allef determinado em afirmar-se VFC O avançado brasileiro acredita que 2018/19 poderá ser a sua época de afirmação no futebol português. Depois de um ano ao serviço dos sadinos, Allef garante que hoje é “um vitoriano de verdade” e revela amor ao clube setubalense. POR MIGUEL NUNES AZEVEDO

F

ruto da aposta nos escalões inferiores, Allef chegou no verão passado ao Vitória. O brasileiro, que encontrou a forte competição de Paciência, Edinho ou André Pereira na frente do ataque, foi pouco utilizado por José Couceiro e espera que Lito Vidigal lhe dê mais oportunidades. A estagiar com o resto do plantel vitoriano em Espanha, o futebolista mostrou-se confiante em fazer 2018/19 a temporada da

sua afirmação na I Liga. “Tento em cada treino aperfeiçoar a minha técnica. A cada dia que passa sinto-me melhor. Atravesso um momento de grande confiança e este vai ser o ano em que vou dar tudo para me afirmar no futebol português”, disse Allef ao site oficial do clube sadino. Numa equipa com muitas caras novas, o brasileiro vê no plantel um grupo ambicioso. “Mais importante do que a vontade de vencer, é a vontade de nos prepararmos para vencer. É isso que

tenho sentido neste grupo fantástico. O estágio tem servido para fortalecer o espírito de grupo e para nos conhecermos melhor. Acredito que vamos fazer coisas muito boas durante a época, porque vejo grande ambição em todos, desde a equipa técnica aos jogadores”, disse Allef, que se mostrou motivado para ajudar. “Gostava que a equipa alcançasse uma boa classificação e, quem sabe, uma posição de destaque nos lugares cimeiros da classificação. Sou um sonhador e sonho alto com coisas boas para o clube

e para mim. Quero marcar golos e ajudar a equipa a ir o mais longe possível”, acrescentou. O brasileiro revelou também que já se sente um vitoriano de coração e admitiu amor ao clube que lhe abriu as portas ao palco principal do futebol português. “Sinto este clube de uma forma muito especial. Tudo o que passámos na última época fez com que o meu amor pelo Vitória crescesse ainda mais. Sou apaixonado pelo Vitória e acredito que vou ser muito feliz aqui. Jogar no Vitória é um sonho realizado”, afirmou.

Temperaturas chegam aos 40 graus nos próximos dias N

os próximos dias as temperaturas podem ficar perto dos 40 graus no Sul, Centro e em zonas do Interior Norte a partir do final deste fim-de-semana. Em comu-

nicado, o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) confirma que o tempo deve estabilizar nos próximos dias, sendo esperadas "temperaturas acima dos 30 graus".

O site MeteoAlerta indica também que entre domingo, dia 8 de julho, e quinta-feira, dia 12, "uma depressão em altura vai colocar-se a oeste do continente e arrastar uma

 MNA

massa de ar muito quente do norte de África por toda a Península Ibérica", fenómeno que poderá causar uma onda de calor com temperaturas perto ou acima dos 40 graus.

 DR 

Edição nº 652 dia 04 de Julho de 2018  

Telefone 265094354 geral@osetubalense.com

Edição nº 652 dia 04 de Julho de 2018  

Telefone 265094354 geral@osetubalense.com

Advertisement