Page 1

Desporto

C/ 0400

QUARTA-FEIRA | 11.ABRIL.2018 | N.º 618 Ano V | 4.ª Série www. issuu.com/osetubalense

Preço € 0,50 | Director João Abreu

PÁG. 11 e 12

Direção do Comércio e Indústria faz Vitória-Benfica: arbitragem balanço positivo do primeiro ano muito contestada a nível nacional  MARIA BALSINHA 

Em Setúbal telemóveis podem salvar vidas

PÁG. 03

A Fechar

Cidade PÁG. 16

C/018

Bebé recém-nascida morta à facada

PÁG. 06

Cruz Vermelha reforça emergência médica

Cultura

PÁG. 09

Jornalista Fátima Brinca revela histórias de vida

Palmela

PÁG. 10

Gastronomia entre os pré-finalistas das 7 Maravilhas à Mesa


02

BLOCO CLÍNICO/ÚTEIS

QUARTAFEIRA 11.ABRIL.2018

Farmácia Portugal

LABORATÓRIO DE ANÁLISES CLÍNICAS

DIRECTOR TÉCNICO Fernando Gamito Rodrigues Av. J ai me Corte são, 77-B Te l . 2 6 5 5 3 9 0 6 0 • Setú bal Horário: 09h00 - 13h00; 14h00 - 20h00 Sábado: 09h00 - 13h00 C/1354

CENTRO MÉDICO E DE ENFERMAGEM DA PORTELA NO CENTRO E NO DOMICÍLIO Relatório pericial médico de avaliação de incapacidade / deficiência, de acordo com a tabela nacional de incapacidades para atestado de incapacidade multiusos

DRA. MARIA FILOMENA LOPES PERDIGÃO DR. ALFREDO PERDIGÃO Horário 2ª a 6ª-feira: 08.00/12.30 - 14/18.00h Sábado: 09.00/12.00h

C/1762

Rua Jorge de Sousa, 8 | 2900-428 Setúbal www.precilab.pt | tel. 265 529 400/1 telm.: 910 959 933 | Fax: 265 529 408 C/1127

Todos os serviços de enfermagem e médicos. Injeções Massagista Lino Freire Reumatologia, Ortopedista, Saúde Familiar, Psicologia

Dra. Teresa Bertolo Dra. Nélia Alegria

centro.portela@sapo.pt | Tel. 265 234 520

Medisete - Centro Médico, Lda. Setúbal - Telf: 265 239 390

Av. Bento Gonçalves, 6 D - 2910-431 Setúbal

Medicina Geral e Familia

C/ 1943

C/1821

Farmácias de Serviço

Farmácia Marques DIRECÇÃO TÉCNICA Dr. Valter Manuel C. Gomes De Segunda a Sexta das 9h às 19h Sábado das 9h às 13h Ru a A r r o n ch es J u n q u eir o , 109 Tel. 265 522 783 • Set ú ba l

Neurocirurgia

Dra. Maria José Leitão Psicologia | Hipnoterapia

Medisete - Centro Médico, Lda. Setúbal - Telf: 265 239 390

Medisete - Centro Médico, Lda. Setúbal - Telf: 265 239 390

Dra. Anabela Nabais

C/1821

C/1595

Marés

Tempo

Hora

FARMÁCIA BOCAGIANA Av. Ant. Rodrigues Manito, 107-A 265 546 610

FAR. CUNHA PINHEIRO Rua da Camarinha, 32 265 528 251

15º 7º

Aguaceiros Amanhã

04:27 10:49 16:57 23:19

Hora

FARMÁCIA LUÍSA TODI Av. Luísa Todi, 560 A 265522691

14 • 27 • 39 • 46 • 48 + 11 • 12

Altura (m)

1.48 2.40 1.56 2.58

Baixa-mar Preia-mar Baixa-mar Preia-mar

LOTARIA CLÁSSICA

1º 27167 2º 56659 3º 36315

AMANHÃ

AMANHÃ FARMÁCIA PORTUGAL Av. Jaime Cortesão 77 B 265 539 060

EUROMILHÕES

HOJE

Hoje

HOJE

14º 7º

Chuva

05:47 12:08 18:11

Altura (m)

1.40 2.51 1.45

Baixa-mar Preia-mar Baixa-mar

Esta informação não dispensa a consulta dos resultados na página oficial dos Jogos Santa Casa da Misericórdia

Telefones Úteis

Horóscopo | 11 de Abril

Centro de Saúde S. Sebastião Urb. Vale do Cobro, Av. das Descobertas - Tel. 265 708 000

Taróloga - Margarida Fernandes Aconselhamentos e Cursos de Tarot presenciais, em Setúbal e Quinta do Conde, por telefone e online para Todo o Mundo • Contacto: 961 093 788 • Email: tarot.online2011@gmail.com - www.tarologamargaridafernandes.com • www.facebook.com/TCEMF

Carneiro 21/3 a 20/4 Conselho Do Dia: Domine a sua vida. Amor: Poderá ter que ser mais firme nas suas atitudes. Há quem não compreenda a posição na sua vida, Carneiro. Trabalho: Conseguirá controlar um problema. Dará nas vistas. Dinheiro: Estável, mas não gaste demasiado. Saúde: Sujeito a stress.

Touro 21/4 a 21/5 Conselho Do Dia: Vá com calma. Amor: Faça uma introspecção sobre a sua vida. Tenha a certeza de que os seus esforços para manter uma relação, não são em vão. Trabalho: Conte com dificuldades. Previna-se de complicações. Dinheiro: Entradas lentas. Saúde: Dores nas costas.

estabilizar energias. Caranguejo 21/6 a 22/7 Conselho Do Dia: Tome decisões. Amor: O seu coração poderá deixá-lo baralhado. Deixe-se levar pelo melhor que a vida tem. Trabalho: Será colocado um novo caminho à sua frente. Siga em direcção do que gosta. Dinheiro: Ganhos. Saúde: Estável.

Leão 23/7 a 22/8 Conselho Do Dia: Antes de reagir, investigue. Amor: Seja cauteloso nos seus passos. Evite precipitar-se perante factos que poderão não ser reais. Trabalho: Avalie novas propostas. Vale a pena pensar em mudar. Dinheiro: Faça gastos pensados. Saúde: Esteja atento a sintomas.

Virgem 23/8 a 22/9

Gémeos 21/5 a 20/6 Conselho Do Dia: Viva a vida com leveza. Amor: Renove energias. Uma relação precisa de o sentir mais liberto. Trabalho: Conte com fluidez. Nada está parado e tudo estará bem e controlado. Dinheiro: Estável. Saúde: Faça meditações para

Conselho Do Dia: Defina melhor as suas estratégias. Amor: Assuntos do passado poderão surgir de novo e necessitam que sejam esclarecidos. Trabalho: Poderá deixar explícito o que pretende para um projecto. Dinheiro: Equilibrado. Saúde: Oscilação de peso.

C/1821

Balança 23/9 a 22/10

Capricórnio 22/12 a 19/1

Conselho Do Dia: Seja estratega. Amor: Não olhará a meios para atingir fins. Uma vez desconfiado irá até ao fundo da questão. Trabalho: Conte com peripécias. Seja cauteloso para não ser prejudicado. Dinheiro: Gastos prazerosos. Saúde: Ansiedade.

Conselho Do Dia: Seja mais responsável. Amor: Poderá dizer de forma impensada o que não quer. Cuidado. Trabalho: Faça alterações a um projecto. Receba novos pareceres. Dinheiro: Controle despesas. Saúde: Sujeito a estados depressivos.

Escorpião 23/10 a 21/11 Conselho Do Dia: Seja menos pessimista. Amor: Poderá acabar com assuntos pendentes. Para tal irá afastar-se de determinadas pessoas. Trabalho: Não desespere. Fecha-se uma porta, abre-se uma janela. Afinal, nada é por acaso. Dinheiro: Gastos extra. Saúde: Sujeito a pequenas quedas.

Sagitário 22/11 a 21/12 Conselho Do Dia: Inicie novos projectos de vida. Amor: Aproveite a vida ao máximo. Divirta-se, descontraia e não assuma compromissos. Trabalho: Tenha iniciativa. Novas ideias serão bem vindas. Dinheiro: Pequenas entradas. Saúde: Controle a tensão arterial.

Aquário 20/1 a 18/2 Conselho Do Dia: Seja realista. Amor: Tende a acreditar no “lobo vestido de cordeiro”. Atenção, pois as aparências iludem. Trabalho: Cuidado com promessas. Seja mais desconfiado. Dinheiro: Poderá ser enganado. Saúde: Sujeito a insónias.

Peixes 19/2 a 20/3 Conselho Do Dia: Lute pelos seus sonhos. Lute por si. Amor: Terá pequenos atritos. No entanto, conseguirá resolver a seu favor. Trabalho: Exige-se maior esforço, pois as suas forças serão poucas. Use a mente para contrariar o corpo. Dinheiro: Ganhos vindo do seu trabalho. Saúde: Sujeito a alergias.

Centro de Saúde Bonfim Praça do Brasil, 14, 1º Tel. 265 536 570 Ext. de Saúde do Sado Rua Manuel Francisco Novo, Santo Ovídio - Tel. 265 790 460 Ext. de Saúde Bairro Santos Nicolau Rua Prof. Augusto Gomes , 25 Tel. 265 545 200 Ext de Saúde S. Sebastião Urb. Vale do Cobro, Av. das Descobertas Tel. 265 708 000 Ext. de Saúde S. Filipe Rua Batalha do Viso, 46 Tel. 265 572 572 Ext. de Saúde Azeitão Rua Artur Horta, 18 Tel. 212 199 500 Extensão de Saúde Praça da República Praça da República Tel. 265 544 320 Centro Diagnóstico Pneumológico Urb. Vale do Cobro, Av. das Descobertas Tel. 265 708 000 Serviço de Saúde Pública Rua Luís Gonzaga Nascimento, 2, R/C Dto - Tel. 265 544 129/7 Hospital de São Bernardo R. Camilo Castelo Branco Tel. 265 549 000 Hospital Ortopédicodo Outão Tel. 265 543 900 Hospital da Luz - Setúbal (Hospor) EN 10 Km 37 Tel. 265 509 200

Câmara Municipal de Setúbal 265 541 500 Capitania Porto de Setúbal 265 548 270 CP de Setúbal 265 526 845 GNR de Setúbal 265 242 500 Cruz Vermelha Portuguesa 265 522 578 Intoxicações 808 250 143 Piquete Águas do Sado 265 549 300 Piquete EDP 800 506 506 Polícia de Segurança Pública 265 522 022 Polícia Marítima 265 105 123 Protecção Civil de Setúbal 800 212 216 Protecção à Floresta 177 Táxis 913 201 015 | 935 910 222 | 962 012 727 TST Setúbal 265 009 721 LINHA DE EMERGÊNCIA Bomb. Sapadores de Setúbal 265 522 122 Bombeiros Voluntários 265 523 523 Protecção Civil 265 523 223 Cruz Vermelha Portuguesa 918 500 112

Título registado na ERC sob o n.º 107552; Propriedade: Carlos Bordallo -Pinheiro; Director: João Abreu; N.º Registo Legal 8/84; Jornalistas: (Cf. n.º 3 do art.º 14.º do Dec.-Lei n.º 56/2001 de 19/2); Redacção: Tel: 265 092 633; redaccao@ osetubalense.com; Editor - Humberto Lameiras - C.P.J. 3427 - humberto.lameiras@osetubalense.com, Ana Martins Ventura - T.P. nº 2579 - ana.ventura@osetubalense.com; Inês Antunes Malta - T.P. nº 2481 - ines.malta@osetubalense.com; Miguel Nunes Azevedo - T.P. nº 2608 - miguel.azevedo@osetubalense.com; Colaboradores: Fátima Brinca - C.P.J. n.º 2574 - fatima.brinca@osetubalense.com; Rogério Matos - C.P.J. n.º 9929 - rogerio.matos@osetubalense.com; Departamento Comercial: Mauro Sérgio - mauro.sergio@osetubalense.com; Célia Felix - celia.felix@osetubalense.com; Luís Kaiseler - luis.kaiseler@setupress.pt; Filipe Tavares - filipe.tavares@osetubalense.com; Departamento Administrativo: Tel: 265 094 354 • geral@ osetubalense.com; Dulce Lança - dulce.lanca@osetubalense.com; Branca Belchior - branca.belchior@osetubalense.com; Fotografia: André Areias; Mário Prata; Cessionário e Editor: Setupress - Soc. Editora, Lda. - Pessoa Colectiva com o n.º 510 965 423 com domicílio na Travessa Gaspar Agostinho n.º 1 - 1º Andar - 2900-389 Setúbal; Gerentes: Carlos Bordallo-Pinheiro; Maria Luisa Bordallo-Pinheiro; Sócios com mais de 5 % do capital social: Bordalo Pinheiro, Lda., Maria Luisa Bordallo-Pinheiro e Rafael Bordallo-Pinheiro; Tiragem: 5000 ex.; Paginação: Sónia Bordallo-Pinheiro; Marisa Batista; Maria João Besugo - paginacao@osetubalense.com; Impressão: Tipografia Rápida de Setúbal, Lda - Travessa Jorge D'Aquino, 7 - 2900-427 Setúbal - geral@tipografiarapida.pt

"O Setubalense" publica os trabalhos dos seus jornalistas e colaboradores de acordo com a ortografia por eles escolhida.


ABERTURA

QUARTAFEIRA 11.ABRIL.2018

Editorial

A edição de segunda-feira, 9 de abril, de O Setubalense não saiu para as bancas

03

Setúbal SOS interliga população e Proteção Civil Entreajuda A aplicação para dispositivos móveis Setúbal SOS, inspirada na sua congénere My112 a atuar em Madrid, que possibilita ao utilizador o estabelecimento de uma ligação direta, com acesso a localização e dados de saúde, pelo Centro Municipal de Operações de Socorro.  MARIA BALSINHA 

(Nova Nova ameaça àss publicações em m papel)

POR ANA MARTINS VENTURA

Por razões que não sabemos este assunto ainda não veio a público: Em Portugal não se fabrica papel em bobines destinados à impressão dos jornais, tendo sido vendidos até aqui, por fábricas localizadas no norte da Europa a um preço compatível com o nosso mercado. Um desses principais fornecedores cessou as vendas em Março passado, estando agora as gráficas portuguesas a deparar com escassez dessa matéria-prima. A administração de O Setubalense contactou diversos jornais, nacionais e regionais, grupos de comunicação social e grandes gráficas portuguesas que nos confi rmaram esta situação. A escassez de papel já está a afectar as pequenas gráficas e dentro em breve até as maiores verão as suas reservas de matéria-prima esgotar-se, pelo que prevemos um aumento no curto prazo do custo final de publicação dos jornais que acabará infelizmente por refletir-se nos preços de capa. Numa nova situação de mercado, têm surgido fornecedores de papel de jornal mas que, se valendo da escassez, têm feito aumentar o respectivo valor, sem contudo garantir qualidade e prazos de entrega. Fruto desta situação não chegou à gráfica com quem trabalhamos, o papel a tempo da publicação da edição de dia 9/4/2018, estando prevista a reposição apenas para o dia seguinte. Contamos por isso retomar a nossa publicação na edição da próxima quarta-feira dia 11. Contudo, tendo em conta a dita situação de mercado e que o actual formato de O Setubalense não é muito vulgar, o nosso/ vosso jornal passará a ser publicado num novo formato e em papel de peso e cor diferente, a fim de assegurar o fornecimento do produto disponível mais comum. Muito embora sem responsabilidade directa no sucedido, pedimos do facto desculpa aos nossos leitores, prometendo continuar a merecer a vossa escolha e confi ança. O Director João Abreu (Com a Administração)

A abrangência da aplicação Setúbal SOS é apenas para o concelho de Setúbal, no entanto um residente do concelho, mesmo fora desta área, ou até do país pode através da APP, ficar actualizado sobre o que está acontecer e sobretudo pedir ajuda em caso de necessidade de socorro. Como? Basta que tenha os dados móveis ligados assim como a localização GPS e através desse sinal o Centro Municipal de Operações de Socorro alerta as entidades de emergência nacionais ou do país em que o setubalense estiver”, explica José Luís Bucho, coordenador do Serviço Municipal de Proteção Civil. “A ideia para o desenvolvimento da APP Setúbal SOS surgiu a partir de uma situação que preocupa diariamente as entidades locais”, refere José Luís Bucho, “a segurança da população e a agilização dos métodos de atuação, sem disparar sirenes e alertas gerais. Mas sim, incidindo sobre a ocorrência diretamente e com as pessoas que a estão a viver em específico”. Com Setúbal SOS, os setubalenses e azeitonenses têm de modo gratuito e imediato acesso aos avisos da Proteção Civil sobre Setúbal. “E, ao efectuar a inscrição online, o utilizador pode responder a um questionário sobre doenças crónicas, medicação em toma, grupo sanguíneo”. Através deste perfil, em caso de acidente, o utilizador que dispare o alerta de ajuda pode ser socorrido com mais eficácia e conhecimento “pelas equipas mobilizadas para o terreno”.

“Imagine-se perdido na Arrábida…”

Setúbal a inovar inspirado por Madrid Até ao momento a aplicação Setúbal SOS está a ser utilizada por cerca de mil utilizadores “e ainda não foi utilizada em nenhum cenário de acidente ou catástrofe”, destaca José Luís Bucho como um bom sinal de que as cosias “correm bem” no concelho. Contudo, “a Setúbal SOS tem sido muito útil na divulgação de alertas sobre as últimas intempéries ou cortes de água ocorridos na cidade, por exemplo”. Esta APP, segundo adianta o coordenador “foi inspirada na MY112, utilizada na região de Madrid”. Embora a nível nacional exista também uma aplicação semelhante para a população residente nos Açores, “mas, neste caso, associada à atuação em cenário de sismo”.

Novos planos As perspetivas de José Luís Bucho para o futuro passam por “colocar as entidades locais cada vez mais próximas da população e disseminar mais informação, para que todos possamos trabalhar em conjunto: população e entidades locais”. Sendo este o modelo que considera ideal. “Manter a articulação do corpo do Centro Municipal de Operações de Socorro, constituído pelo Serviço Municipal de Proteção Civil, Cruz Vermelha e Bombeiros, associados ao apoio da PSP, GNR, capitânia do Porto de Setúbal”. Em breve, o Serviço Municipal de Proteção Civil irá começar a realizar visitas para apresentar ações de sensibilização com vista à autoprotecção. “Como saber atuar em caso de acidente ou em caso de necessitar de prestar uma pri-

No cenário em que alguém está a fazer uma caminhada na Arrábida, José Luís Bucho, coordenador do Serviço Municipal de Proteção Civil, realça as potencialidades da aplicação Setúbal SOS. “O caminhante pode adicionar à sua ficha uma fotografia do local onde se encontra. E se tiver os dados móveis ligados, assim como a localização GPS nós [Proteção Civil] recebemos as coordenadas e vamos onde a pessoa está”. Nestes casos o Centro de Operações da Proteção Civil de Setúbal atua de imediato, “para encontrar quem está em situação de risco e em articulação com outras entidades que integram o núcleo de proteção civil como os bombeiros, a GNR, PSP ou Cruz Vermelha”.

meira assistência a quem tiver sofrido um acidente. O que devo fazer em caso de tempestade. Sismo”.


04

CIDADE

QUARTAFEIRA 11.ABRIL.2018

“O planeta é a tua casa”: um ano de Feel4Planet

 FOTOS: DR 

Ambiente Este mês, a Feel4Planet completa um ano de existência e, para comemorar, para além da exposição “Beata no Chão, no Mar, na Areia: Uma Perigosa Viagem”, que se encontra patente na Casa do Largo até ao dia 23, encontra-se a promover o evento “O planeta é a tua casa”, com limpeza de uma área da Avenida Luísa Todi, um debate e uma visita guiada à exposição. POR INÊS ANTUNES MALTA

Em abril do ano passado, surgiu a Feel4Planet e um ano depois vamos reunir-nos com todos os que quiserem juntar-se a nós para celebrar este marco”, refere Carolina Nunes, uma das quatro fundadoras da Feel4Planet. Todos os meses um colectivo de jovens de Setúbal tem a oportunidade de partilhar os seus conhecimentos e a sua arte na Casa do Largo - Pousada da Juventude e neste mês de Abril é a vez da Feel4Planet.

Beatas em obra de arte protegem ambiente “Beata no Chão, no Mar, na Areia: Uma Perigosa Viagem” é uma exposição que apresenta trabalhos que resultam da manipulação artística de beatas recolhidas na cidade de Setúbal e nas praias da região pela Feel4Planet com a ajuda de mais de uma centena de voluntários. Com esculturas e pinturas da artista plástica Ana Quintino, a mostra pode ser visitada todos os dias, das

09h00 às 22h00, até ao dia 23 de Abril.

“O planeta é a tua casa” Para além da exposição, para assinalar o primeiro aniversário da Feel4Planet, realiza-se este sábado o evento “O planeta é a tua casa”, inserida no ciclo “Colectivos com Voz”. Entre as 10h00 e as 12h00, um grupo de voluntários da Feel4Planet procederá à limpeza de uma área na Avenida Luísa Todi, entre o Core-

to e a Fonte Luminosa, com ponto de encontro pelas 10h00 no Coreto. Os voluntários deverão levar consigo saco e luvas, bem como chapéu, água e, se desejar, o lanche da manhã. No início da acção, serão descritos todos os procedimentos e formas de actuar. Esta acção de limpeza é seguida de um almoço-convívio na Casa da Baía, que irá consistir na partilha, por todos os participantes, de um prato trazido pelos mesmos. Na parte da tarde, a

partir das 15h00, há um debate e visita guiada à exposição “Beata no Chão, no Mar, na Areia: Uma Perigosa Viagem”, na Casa do Largo. “No debate, estarão presentes Catarina Gonçalves, da Bandeira Azul, Joana Antunes, em representação da Associação Portuguesa do Lixo Marinho, a Surfrider Foundation do Porto, na pessoa de Tobé Meireles, e Pedro Vieira, do Clube da Arrábida”, explica, adiantando que ainda aguardam “algumas confirmações”.

Thiago Maia vence 1º lugar de styling de barba no Campeonato Nacional de Barbeiros

O

barbeiro Thiago Maia foi campeão nacional, ao vencer o primeiro lugar na categoria de melhor styling de barba, no Challenge CACP BarberShop – Campeonato Nacional de Barbeiros, que teve lugar este fim de semana na Expocosmética, na Exponor, no Porto. Para além disso, o barbeiro que representou Setúbal no campeonato nacional alcançou ainda o segundo lugar na classifica-

 DR 

ção geral, numa competição cujo principal objectivo é gerar o reconhecimento da profissão de barbeiro e divulgar os novos talentos do mercado. “Trouxe este prémio para Setúbal, cidade a que dedico este prémio. Esta classificação é para todos os setubalenses”, revela o barbeiro que vê assim concretizado o seu sonho de vencer, pelo seu estilo de barbearia, numa mistura do antigo com o moderno.

Esta participação, que O Setubalense tem vindo a acompanhar, vem confirmar as expectativas do barbeiro “que ansiava vencer”. Com nomes reconhecidos na cidade como clientes, entre os quais os jogadores e o presidente do Vitória Futebol Clube, Thiago Maia pensa vir a promover e desenvolver no futuro actividades para ensinar pessoas que pretendam trabalhar na área de barbearia. I.A.M.


QUARTAFEIRA 11.ABRIL.2018

Concessionário de Galapos diz que proibição de trânsito para as praias é “brincadeira de carnaval”

O

concessionário balnear da Praia de Galapos e Galapinhos, – praia que, no ano passado, foi considerada a mais bonita da Europa –, foi apanhado de surpresa pelo anúncio da interdição completa de trânsito entre a Figueirinha e Praia do Creiro. “Isso é uma aberração, só pode ser uma brincadeira de carnaval”, diz Paulo Ribeiro, que depois de no ano passado ter tido o “melhor ano de sempre na afluência à praia”, adivinha agora “grandes dificuldades”. O concessionário diz ter sido apanhado de surpresa enquanto ainda trabalhava para recuperar o bar depois das intempéries que arrasaram toda a frente marítima da Arrábida durante o início do mês de março. A população terá que recorrer a autocarros para aceder às praias de Galapos e Galapinhos, o que Paulo Ribeiro considera “completamente absurdo”. “A maior parte das pessoas que frequentam estas praias gostam de comodismo, de levar o próprio carro, e se houvesse maior esforço para fazer cumprir as regras de trânsito dos anos anteriores, não seria necessária esta proibição”. Estas consistiam na interdição de trânsito entre as nove e 19 horas entre a Praia da Figueirinha e Creiro. A O Setubalense, em entrevista publicada na edição de 28 de fevereiro, Maria das Dores Meira referiu a tomada de medidas de vigilância para tornar o acesso às praias pela estrada mais segura, interditando o trânsito com excepção a comerciantes, residentes e veículos de emergência. Questionada sobre o que está planeado para facilitar a acessibilidade às praias, a autarca referiu estar a começar a intervenção na Figueirinha e Portinho da Arrábida, “onde faremos vários pequenos pontões de atracagem de barcos para possibilitar a chegada de

 MARISA BATISTA 

05

3 Reparos Reparámos que o buraco que se encontra logo a seguir à rotunda da mulher das pernas abertas, junto à Igreja de Nossa Senhora da Conceição, na zona da Tetra, se encontra cada vez pior. Quem faz a rotunda e sai em direcção às bombas e à igreja nem consegue passar pela faixa da esquerda, afectada pelo buraco. Reparámos que já foi novamente reparado o buraco de grandes dimensões que se encontrava no cruzamento da rua Lúcia de Encarnação Maracoto com a rua Dr. Henrique Constantino, no Bairro Afonso Costa. Reparámos que na Estrada do Cemitério, em Palmela, as tampas das sarjetas, se encontram cheias de lixo.

A O Setubalense, em entrevista publicada na edição de 28 de fevereiro, Maria das Dores Meira referiu a tomada de medidas de vigilância para tornar o acesso às praias pela estrada mais segura, interditando o trânsito com excepção a comerciantes, residentes e veículos de emergência mais pessoas às praias sem terem de o fazer pela estrada. Relativamente à estrada, se ela estiver sobre a nossa gestão, vamos tomar medidas de vigilância para a tornar mais segura”. Acrescentou ainda que, “ao mesmo tempo, passará a existir um vai-vem de autocarros que vão sair da zona das Amoreiras onde será criado um

terminal com carreiras diretas para as para as praias. Outro terminal irá ficar junto ao Centro Comercial Alegro, e um outro no terminal de camionagem”. Para quem quiser ir de transporte próprio até à zona da Secil, “estaciona e terá também um vai-vem até às praias”. “Ou seja, o acesso às praias por viatura própria não será permitido e a excepção é para quem trabalha ou reside junto às mesmas e, obviamente, para viaturas de emergência”. Questionada ainda porque não assume a autarquia a gestão definitiva dos acessos às praias, Maria das Dores Meira referiu que a autarquia quer assumir, porém, o Estado é que só agora está a preparar o protocolo para passar a gestão definitiva para a autarquia. “Nós dizemos que sim, que assumimos, mas a responsabilidade da consolidação das encostas tem de ser garantida pelo Governo. Cada vez que se faz ali uma pequena intervenção implica valores acima de um milhão de euros. A autarquia pode ter a responsabilidade das estradas, mas as encostas têm de ser da parte do Governo”. Entretanto, O Setubalense apurou que, brevemente, a Câmara de Setúbal vai divulgar toda a informação

relativa ao esquema de circulação para as praias, nomeadamente sobre o trans-

porte vai-vem e áreas de estacionamento. Rogério Matos

Para fazer reparos, pode contactar O Setubalense através do telefone 265 092 633 ou enviar para o email: redaccao@ osetubalense.com

Partilham o nome. O próprio, Vítor, e o apelido de família, Carrilho. São figuras emblemáticas de um emblema da cidade. Ambos orgulhosos representantes, em gerações diferentes, do Comércio e Indústria. O pai, júnior do Vitória Futebol Clube, ingressou no final da década de 70 nas fileiras dos unionistas, sangue novo de uma grande equipa comandada por Jaime Graça, o magriço de 66, também ele filho de Setúbal. Seguiu-se uma carreira de jogador de recursos técnicos e, mais tarde, de treinador adjunto de um ex-colega de equipa, Fernando Laje. Fez parte do plantel que defrontou União de Lamas e Varzim na 40ª edição da Taça de Portugal. O filho, herdeiro da paixão clubista, senhor de uma indomável entrega, goleador de remate poderoso, possui 8 anos de currículo ao serviço do centenário Comércio. Na caderneta dos alvinegros Carrilho é nome de marca. A registar como paradigma da humilde grandeza dos “nossos”. Obrigado


06

QUARTAFEIRA 11.ABRIL.2018

Cruz Vermelha adquire ambulância para reforçar emergência médica em Setúbal

A

Delegação de Setúbal da Cruz Vermelha Portuguesa é desde o início de Abril Posto de Emergência Médica do INEM, tendo adquirido uma nova ambulância para reforçar a assistência pré hospitalar em Setúbal. Em declarações a O Setubalense, Filipe Botas, coordenador local de emergência da Cruz Vermelha, refere que “o município de Setúbal vê assim reforçada a resposta do socorro pré-hospitalar a situações de doença súbita e acidente”. Desde a sua entrada em funcionamento e nos primeiros cinco dias do mês, a nova ambulância respondeu a 40 ocorrências, das quais sete nas freguesias de Azeitão, duas no município de Sesimbra e as restantes nas freguesias de Setúbal. “Este é o merecido reconhecimento pelo esforço de todos os homens e mulheres, voluntários e profissionais, que ao longo dos últimos anos têm apostado na qualidade do socorro, na melhoria pessoal e da instituição”, prossegue Filipe Botas. Foi a Cruz Vermelha que assumiu os encargos inerentes à

 ARQUIVO 

Desde a sua entrada em funcionamento e nos primeiros cinco dias do mês, a nova ambulância respondeu a 40 ocorrências, das quais sete nas freguesias de Azeitão, duas no município de Sesimbra e as restantes nas freguesias de Setúbal

aquisição da ambulância, ao contrário do que acontecia até há um ano atrás, quando o INEM entregava as ambulâncias aos corpos de bombeiros. “Este Posto de Emergência Médica assume funções tendo por base o mais recente modelo de funcionamen-

to assumido pelo INEM, ou seja, estamos a assegurar com ambulância própria até que seja disponibilizada verba para aquisição de viatura específica para as funções”. A viatura está assim alocada ao serviço do INEM, contan-

do com meios de comunicação direta com o Centro de Orientação de Doentes Urgentes do INEM por rádio SIRESP e por telemóvel. Para Filipe Botas, a nova ambulância surge para reforçar a relação de confiança com o INEM, que mantinha à cerca de 18 anos

como posto reserva. O concelho de Setúbal conta com duas ambulâncias do INEM e uma moto de emergência médica no Centro de Setúbal do INEM, a VMER do Hospital de São Bernardo e dois PEM, um nos bombeiros voluntários e outra na Cruz Vermelha. Rogério Matos

Opinião

Política

“ E a Sra. Maioria? O costume!”

N

a política portuguesa, o costume pode mais que a lei, no pensamento de

alguns! Os hábitos instalam-se e são difíceis de mudar, sejam eles bons ou maus. Por isso, por vezes uma renovação é necessária, senão obrigatória. Quando os comportamentos habituais desprezam a norma ou o protocolo, algo não funciona corretamente, nem pode continuar a funcionar. Há algo que temos que “digerir” por mais amargo que seja o seu sabor: É que a maioria não é lei, nem é legisladora, a maioria só por ser maioria não lhe é concedido automaticamente a isenção e a plenitude do

conhecimento. Ser maioria absoluta não se pode traduzir por poder absoluto, mas antes por mais deveres e maiores responsabilidades perante quem se representa. É localmente, nas freguesias pequenas, como a de Gâmbia, Pontes e Alto da Guerra, onde moro e sou autarca, que os comportamentos despreocupados exercidos pela maioria absoluta mais se notam e, por eles são desprezados como se nada fosse. Refiro-me, por exemplo, ao facto da oposição não ser convidada para eventos organizados pela Junta de Freguesia, não podendo assim representar quem em si votou, como se o bom senso e a

boa educação, não bastassem para convidar a oposição e todos os autarcas legitimamente eleitos. Ora convém relembrar que existe uma lei, a lei do Direito da Oposição, lei essa que as forças partidárias contrárias são obrigadas (como o fizeram) a apelarem pelo seu cumprimento. Com efeito, tal parece não ter sido suficiente referir uma vez para relembrar à maioria absoluta algo que deveria ser obrigatório, fê-lo várias vezes para que fossem ouvidos. Algo não está certo, nem pode estar, quando no decorrer da assembleia de Freguesia, os deputados da oposição assistem a comportamentos que envergonham a nossa

democracia. Mas eu sei mesmo que algo não é correto, nem nunca poderia estar quando aos deputados eleitos democraticamente e legitimamente e em pleno exercício das suas funções após a Assembleia de Freguesia são lhes dadas “condições restritas” (não previstas na lei) de visionamento da gravação dessa mesma sessão de trabalhos, sem fundamento legislativo, quando tal é um direito de todo e qualquer deputado eleito! O porquê da restrição? Não sei! O porquê de não admitirem os seus erros, apesar de as críticas serem fundamentadas? Bem, isso é a arrogância da maioria absoluta que exerce um

Eunice Pratas PS

mandato ainda adolescente, mas que se acham donos da verdade e do poder absoluto, encontrando-se saturados de vícios antigos para uma democracia jovem como a nossa! É irónico que apesar da democracia em Portugal celebrar o seu aniversário este mês, a liberdade para alguns ainda seja de difícil convívio…


AZEITÃO

QUARTAFEIRA 11.ABRIL.2018

07  DR 

CVA promove workshop e lança nova exposição este fim de semana

Reutilização O Centro de Valorização Artística está a promover um workshop de bijuteria em papel de jornal para este fim de semana, por Palmira Moreira, artista residente. Durante sábado e domingo, estará também patente a exposição comemorativa de aniversário do CVA. POR INÊS ANTUNES MALTA

N

o próximo fim de semana, será possível fazer colares com papel de jornal, com aplicação de técnicas básicas e simples com o intuito de elaborar bijuteria variada e criativa, para uso próprio ou para oferecer. O workshop é dedicado a adultos e crianças, a partir dos 10 anos, e está a cargo de Palmira Moreira, artista residente no Centro de Valorização Artística, com quem O Setubalense esteve à conversa.

“O workshop consiste em fazer um colar com papel de jornal e revista, de forma a reaproveitar o papel do jornal mas também a utilizar outros materiais, como por exemplo pedras semi-preciosas. A execução é muito simples. Depois, leva um acabamento de verniz, para que o produto final se conserve bem. Portanto, a pessoa faz, leva para casa, e pode usar ou oferecer”, refere. “É tudo uma questão de criatividade por parte das pessoas”, considera. O evento, onde serão usadas técnicas que Palmira explora

habitualmente no seu trabalho, terá lugar entre as 15h30 e as 17h00 e as inscrições têm o valor de oito euros por pessoa. Por sua vez, em horário mais alargado, mas no mesmo espaço, pode ser visitada a exposição colectiva comemorativa do primeiro aniversário do CVA, comemorado no passado dia 17 de Março. Durante os dias de 14 e 15 de Abril, o CVA abre a exposição comemorativa do seu primeiro aniversário ao público em geral. “A exposição vai ficar só mesmo estes dias. Os trabalhos fizeram parte da comemoração do nosso

O evento, onde serão usadas técnicas que Palmira explora habitualmente no seu trabalho, terá lugar entre as 15h30 e as 17h00 e as inscrições têm o valor de oito euros por pessoa primeiro aniversário mas como este foi à porta fechada optámos

por abrir ao público”, explica. “São obras variadas, de artistas residentes, de sócios fundadores, e entre elas estão também obras de António Osório de Castro, sócio benemérito que faleceu recentemente”, acrescenta. Palmira Moreira, Zé Vi, Gilberto Gaspar, João Sebastian, Nélia Ramalho, José Henrique Prado e Paulo Nunes farão parte dos autores presentes na exposição, que conta com trabalhos de pintura, escultura, cerâmica, e poderá ser visitada entre as 14h30 e as 19h00 dos próximos sábado e domingo.

 FOTOS: IAM 

Cerimónia aviva memória e obra de Sebastião da Gama

O

94.º aniversário do nascimento de Sebastião da Gama comemorou-se, na manhã de ontem, com um programa que evoca a memória e a obra do poeta azeitonense. Nem a chuva impediu a realização das actividades de homenagem ao poeta, que começaram pelas 10h00, com a deposição de flores na estátua erguida ao poeta, na Praça da República,

em Vila Nogueira de Azeitão. As presidentes da Junta de Freguesia de Azeitão, Celestina Neves, e da Associação Cultural Sebastião da Gama, Alexandrina Pereira, acompanhadas do chefe da Divisão de Museus da Câmara Municipal de Setúbal, José Luís Catalão, colocaram coroas de flores na base do monumento, num momento que contou, igualmen-

te, com a presença de elementos dos Bombeiros Voluntários de Setúbal e da Associação Casa da Poesia de Setúbal. Numa parceria da Câmara Municipal de Setúbal com a Junta de Freguesia de Azeitão, a Associação Cultural Sebastião da Gama e a Casa da Poesia de Setúbal, o programa seguiu pelas 10h30, com uma romagem ao cemitério,

momento que incluiu a leitura de poemas da autoria de Sebastião da Gama. No próximo dia 21, a Biblioteca de Azeitão recebe ainda, a partir das 18h00, a cerimónia de entrega do Prémio Sebastião da Gama. Recorde-se que Sebastião Artur Cardoso da Gama nasceu a 10 de abril de 1924, em Vila Nogueira de Azeitão, tendo completado a licen-

ciatura em Filologia Românica em 1947 na Faculdade de Letras de Lisboa. “Serra-Mãe”, de 1945, foi a primeira obra do poeta editada em vida, seguindo-se “Cabo da Boa Esperança”, de 1947, e “Campo Aberto”, 1951. No dia 7 de fevereiro de 1952, Sebastião da Gama morre, com apenas 27 anos, vítima de tuberculose renal, doença que sofria desde a sua adolescência.


08

CONCELHO

QUARTAFEIRA 11.ABRIL.2018

MARIA BALSINHA 

Congresso das mais belas baías comemora 20 anos O

Vannes recebe o jantar de gala comemorativo. No último dia do congresso, em La Baule, a presidente do Clube das Mais Belas Baías do Mundo, Maria das Dores Meira, dirige a assembleia-geral da instituição. A sessão serve para discutir assuntos estratégicos para a vida deste restrito clube, na linha do que tem sido implementado nesta presidência que termina no final do ano em Taiwan. O Clube das Mais Belas Baías do Mundo integra 41 membros na actualidade e, na Bretanha, juntam-se mais duas novas enseadas – Eilat, de Israel, e Ku-

jukushima, do Japão. Acresce que a Baía de Luanda, Angola, confirmou presença no congresso mundial para apresentar oficialmente a candidatura para integrar o Clube. Fundada a 10 de março de 1997, em Berlim, Alemanha, com a designação Club des Plus Belles Baies du Monde, é uma associação que se rege segundo a legislação francesa. A promoção da conservação do meio ambiente e do desenvolvimento sustentável e o estímulo do uso eficiente dos recursos são os principais objetivos desta instituição internacional.

GNR e DGRM apreendem Campanha para ajudar 6,5 toneladas de cavala Quelimane quase a terminar em missão conjunta em Sesimbra

Matemática enche EB Luísa Todi esta sexta-feira

13.º Congresso Mundial do Clube das Mais Belas Baías do Mundo realiza-se entre os dias 17 a 21 de Abril, em Vannes e La Baule, na Bretanha, França, num momento marcante para a vida desta associação, a comemorar os seus vinte anos de existência. Trinta baías de 16 países de todo o mundo participam nesta reunião-magna da instituição internacional dirigida pela presidente da Câmara Municipal de Setúbal, Maria das Dores Meira, o que constitui um número recorde de delegações, presentes num congresso cujo principal palco é

a cidade de Vannes, escolhida por ter sido na Baía de Morbihan que tudo começou, há vinte anos. Do programa destaca-se a apresentação e votação dos concursos mundiais de criação do hino do Clube e a atribuição de uma bolsa de mérito científico. Está também programada a apresentação aos delegados de um novo circuito de barco entre baías mundiais e de um conjunto de experiências empresariais de baías que visam o enriquecimento económico local e a possível aplicação noutros locais do mundo. Já as baías francesas divulgam um dossier sobre questões

 DR 

U

ma missão conjunta de controlo e inspeção de pescas realizada no dia de ontem no porto de Sesimbra, que envolveu Inspetores de Pescas da Direção-Geral de Recursos Naturais, Segurança e Serviços Marítimos e agentes da Guarda Nacional Republicana-Unidade de Controlo Costeiro conduziu à apreensão cautelar de 6,5 toneladas de cavala. A captura mantida a bordo de um navio de pesca que se dirigiu àquele porto para efectuar a descarga era composta

por exemplares subdimensionados. O pescado cautelarmente apreendido foi doado a instituições de solidariedade social. A manutenção a bordo e a descarga de pescado subdimensionado constitui infração grave. A missão conjunta decorreu no quadro de cooperação prevista no SIFICAP – Sistema Integrado de vigilância, Fiscalização e Controlo das Actividades da Pesca, como meio para a preservação dos Recursos Naturais da Política Comum de Pescas.

ambientais destinado a incentivar a criação de uma associação francófona de enseadas. Em Vannes, decorre ainda um desfile de todas as delegações pelas ruas até à sede oficial, para inaugurar uma exposição sobre os vinte anos do Clube e homenagear os três fundadores, Michel Met, Hervé Laigo e Bruno Bodard, membros do Departamento de Turismo de Vannes, e que, em 1997, deram o passo decisivo para a criação do Clube das Mais Belas Baías do Mundo. A realização de várias visitas à Baía de Morbihan é outra das iniciativas agendadas, enquanto o Casino de

A

campanha de solidariedade a decorrer em Setúbal para angariação de bens, como vestuário e material escolar, para entregar à população de Quelimane, em Moçambique, está a decorrer até ao dia 20 de abril. Roupa e calçado leves, adequados para o clima mais quente, e manuais e material escolar diversificado são exemplos de bens com que os setubalenses podem demonstrar solidariedade para com a população, em particular as crianças, de Quelimane, cidade com a qual Setúbal é geminada desde 2000. "Setúbal ajuda Quelimane" é o título fio condutor da campanha a decorrer desde o início do ano, conduzida pela Câmara Municipal sadina e que caminha agora para a recta final. Terminado o prazo para a doação de bens, 20 de abril, todo o material recolhido, que pode incluir, ainda, livros e brinquedos que não necessi-

tem de pilhas para funcionar, são enviados para Quelimane, para posterior distribuição pela população local. Os interessados em contribuir nesta ação de solidariedade devem deixar os bens a doar no quartel dos Bombeiros Voluntários de Setúbal, na zona ribeirinha da cidade, ou na Companhia de Bombeiros Sapadores de Setúbal, com quartel localizado no Monte Belo Norte. No âmbito da geminação entre as duas cidades, foi já possível que, em 2017, uma dezena e meia de poços de captação de água potável começassem a ser construídos em Quelimane, fruto de um gesto de solidariedade de Setúbal que contou com o envolvimento do tecido empresarial local, nomeadamente da VSObras24h, da Herdade de Algeruz Empreendimentos Turísticos, da Squareview e da Reformosa.

 DR 

D

ecorre na sexta-feira, próximo dia 13, a partir das 14:30 horas, na EB Luísa Todi, o 11º Campeonato Concelhio de Jogos Matemáticos e 1º Regional. No evento, participam alunos do 1º, 2º e 3º Ciclos e Ensino Secundário de várias escolas dos concelhos de Setúbal e Palmela, num total de mais de uma centena de alunos. Com a dinamização deste tipo de actividades, pretende-se que a Matemática chegue a todos os jovens, desenvolvendo o gosto pelos números através da realização de jogos.


CULTURA

09

QUARTAFEIRA 11.ABRIL.2018

Fátima Brinca revela a sua "vida parida, vida sofrida" em livro

 FOTOS:IAM 

Factos O auditório da Biblioteca Municipal de Palmela encheu-se, no passado sábado, para receber a obra “Vida parida, vida sofrida”, da autoria de Fátima Brinca. Com o humor carinhoso que lhe é tão característico, a jornalista partilhou com os presentes memórias, vivências e histórias de uma vida. POR INÊS ANTUNES MALTA

Foi a Alexandrina que me empurrou para esta aventura e em boa hora o fez. Sinto-me honrada de ter aqui pessoas das diversas áreas, das diversas forças políticas, que têm em comum comigo o facto de serem meus amigos e isso para mim é o mais importante”, começou por dizer a jornalista Fátima Brinca, autora do livro “Vida parida, vida sofrida”, que agradeceu à Câmara de Palmela pela cedência do espaço e pela presença de todos os autarcas, familiares e amigos na apresentação do seu primeiro livro. “Tenho junto de mim pessoas de quem muito gosto e quero no meu funeral se estejam todos a rir e a lembrarem-

-se das coisas que eu disse na apresentação do meu livro. É assim que eu quero, porque gosto das pessoas alegres à minha volta”, continuou. O livro foi apresentado pela poetisa e presidente da Casa da Poesia de Setúbal, Alexandrina Pereira, que para além de ter escrito o prefácio da obra conduziu também a sua apresentação. “Tendo acompanhado desde o início o nascimento deste livro da Fátima, considero que as crónicas que ia publicando no jornal do Pinhal Novo geraram palavras de apreço por parte de muitos leitores que nelas se reviam e entre os quais me incluo”, referiu Alexandrina Pereira, autora do prefácio da obra, seguindo-se a apresentação de uma lista de recordações de vida comuns a si e à

autora. “Muito me orgulho da garra com que sempre ultrapassaste os obstáculos. A tua coragem é um hino à dignidade. A tua frontalidade é um hino à coragem”, acrescentou. A poetisa Alexandrina Pereira garante um sorriso na leitura da obra da jornalista, “mesmo nas páginas que poderiam sugerir um drama”, que deve ser lida e vivida com amor, num desafio à sensibilidade de cada um. Entre os amigos de Fátima Brinca que preencheram o auditório da Biblioteca Municipal de Palmela na manhã de sábado, para além da poetisa Alexandrina Pereira, da mesa fizeram parte Susana Alves, escritora e autarca da freguesia de Quinta do Anjo, Nuno Canta, presidente da Câmara Mu-

nicipal do Montijo e Álvaro Amaro, presidente da Câmara Municipal de Palmela. “Quando conheci a Fátima, percebi logo que era uma força de natureza, com aquele humor, com aquela vontade e à vontade que ela tem de nos conquistar”, partilhou Susana Alves, que leu de seguida o primeiro texto do livro. Nuno Canta também não poupou os elogios à jornalista. “A Fátima foi sempre uma pessoa autêntica, tem sido uma grande amiga e sobretudo uma grande jornalista. Ela é um exemplo pela luta da igualdade das pessoas e estas são lutas de hoje, e são lutas de sempre”, refere. Por sua vez, Álvaro Amaro reforçou também a autenticidade de Fátima Brinca: “o jornalismo

tem que ser irreverente, solto e livre e a Fátima mostrou sempre estar na primeira linha de combate por causas com isto relacionadas”. O presidente da Câmara Municipal de Palmela aproveitou ainda a ocasião para fazer votos “de que a Fátima não fique por aqui pois ela tem muitas outras histórias para partilhar connosco e serão certamente histórias de afecto nas quais vamos até gostar de nos reconhecer”. As próximas apresentações do livro terão lugar no próximo dia 28 de Abril, pelas 15h00, na Casa Ermelinda Freitas, e a 5 de Maio, também pelas 16h00, mas desta feita na Biblioteca Municipal de Setúbal, onde a jornalista conta “com a presença dos amigos setubalenses”.

Alferes Francisco Pinto Vidigal: o setubalense que morreu há 100 anos na Batalha de La Lys

F

ez nesta segunda-feira precisamente 100 anos que, a 9 de Abril de 1918, o Corpo Expedicionário de Português passava pelo seu momento mais trágico no vale da ribeira de La Lys. Com o propósito de prestar homenagem a Alferes Francisco Pinto Vidigal, o único setubalense que morreu neste fatídico dia, Diogo Ferreira, historiador setubalense, e jovem investigador do Instituto de História Contemporânea da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa, realizou uma investigação para a sua dissertação de mestrado em História Contemporânea recentemente publicada de forma a trazer de volta a sua memória. O ataque alemão provocou a morte a centenas de militares e a prisão a alguns milhares de portugueses.

 DR 

“O Alferes Francisco Pinto Vidigal é um combatente da Grande Guerra que parece estar esquecido na memória setubalense. Hoje, 100 anos depois da Batalha de La Lys, há que relembrá-lo”, refere Diogo Ferreira, historiador setubalense, mencionando a importância que é manter viva a memória deste homem que morreu em La Lys. “Perdeu a vida a lutar pela pátria e esta homenagem, este acto de o relembrar, é o mínimo que podemos fazer”, acrescenta. Filho do tipógrafo Romão Vidigal e de Januária de Assunção Correia Pinto, Francisco Pinto Vidigal nasceu a 20 de Abril de 1883 na freguesia de São Sebastião do concelho de Setúbal. Casou com Sílvia da Luz Silva Sanches, com quem teve dois filhos: José Vidigal e Maria Irene.

Até assentar como praça no Regimento de Infantaria nº11, foi aprendiz de carpinteiro. No seu percurso militar até à Grande Guerra, para além de ter sido atirador especial na 3ª Companhia do 2º Batalhão do R.I. 11, passou pelo ramo da instrução, onde foi professor auxiliar no curso de habilitação para 1º cabo e professor do curso de instrução. Depois

ter subido de sargento-ajudante para alferes, saiu pela última vez da sua casa no nº 70 da rua Antão Girão, em Setúbal, para Lisboa onde embarcaria para França a 27 de Maio de 1917. No Corpo Expedicionário de Português, foi integrado no Batalhão de Infantaria nº 2 da 6ª Brigada da 2ª Divisão, tendo sido louvado “pelo muito zelo e constante dedicação com que desempenhou todos os serviços a seu cargo” (Ficha de Matrícula - 14 de Junho de 1917), “pela maneira inteligente, zelosa e distinta como se desempenhou do ensino de instrução que lhe foi confiada” (Ficha de Matrícula - 5 de Setembro de 1917) e “pela maneira inteligente, muito zelo e dedicação com que se desempenhou da acumulação de serviços de que foi encarregado” (Ficha de Matrícula - 7 de Fevereiro de

1918). Foi, ainda, Porta-Bandeira no quartel-general da mesma brigada e recebeu a medalha de prata de comportamento exemplar, a 16 de Novembro de 1917. A derrota portuguesa na batalha de La Lys, a 9 de Abril de 1918, resultou na sua morte, pelas 11 horas da manhã, por intoxicação de gases e uma grave ferida na nuca provocada por estilhaços de granada. Foi enterrado no cemitério de Saint Venant, desconhecendo-se o número da sua sepultura. Em homenagem post mortem foi elevado a Tenente de Infantaria a 27 de Maio de 1920 e, por intervenção do núcleo de Setúbal da Liga dos Combatentes, foi-lhe atribuído o nome de uma pequena rua no concelho a 28 de Abril de 1926. Inês Antunes Malta


10

PALMELA

QUARTAFEIRA 11.ABRIL.2018

 FOTOS: DR 

Palmela é pré-finalista das 7 Maravilhas à Mesa

Selecção O presidente da Câmara de Palmela aproveitou a tomada de posse da Associação da Festa das Vindimas para anunciar que o concelho está entre os 49 pré-finalistas das 7 Maravilhas à Mesa. A selecção teve em conta a gastronomia, os roteiros abrangendo a Aldeia Vinhateira de Fernando Pó, o Castelo, o Centro Histórico e o Parque Natural da Arrábida e a Casa Mãe da Rota dos Vinhos da Península de Setúbal. POR FÁTIMA BRINCA

Á

lvaro Amaro, presidente da Câmara de Palmela, aproveitou a tomada de posse, na noite de segunda-feira, da Associação da Festa das Vindimas, para anunciar que o município de Palmela foi incluído nos 49 pré-finalistas das 7 Maravilhas à Mesa. Palmela foi escolhida por 7 patrimónios: a gastronomia, que contempla a sopa caramela, a nível das sopas, o queijo de Azei-

tão, na vertente dos queijos, os vinhos tintos da “Quinta da Invejosa Reserva 2015” e os vinhos de excepção com o Moscatel de Setúbal roxo. Nos roteiros a escolha incidiu sobre os territórios vinhateiros da Aldeia Vinhateira de Fernando Pó, o património histórico, cultural e natural que inclui o Castelo, o Centro Histórico de Palmela e o Parque Natural da Arrábida. Na vertente das adegas, lagares e queijarias a escolha recaiu sobre a Casa Mãe da Rota dos Vinhos

da Península de Setúbal. Palmela e Setúbal são os únicos municípios seleccionados no distrito, nos 49 pré-finalistas das “7 Maravilhas à Mesa”. Nos 7 patrimónios de Setúbal, o destaque da gastronomia vai para o pão do Faralhão, as ostras do Sado ao natural, o salmonete setubalense e o queijo de Azeitão DOC. O vinho branco “Quinta do Alcube reserva” e o Moscatel Roxo de Setúbal 1997, da adega José Maria da Fonseca foram as escolhas a nível dos vinhos.

Queijaria Santiago venceu Concurso de Queijo de Azeitão  DR 

A equipa que produz o melhor Queijo de Azeitão

A

chuva tudo fez para afastar os visitantes do Festival do Queijo, Pão e Vinho, mas não conseguiu pois a vontade do povo foi mais forte que o S.

Pedro. A Queijaria Santiago foi a grande vencedora do Concurso de Queijo de Azeitão. João Santiago dedicou o prémio

a todos os produtores de Queijo de Azeitão. A Queijaria localizada em Algeruz participou pelo segundo ano consecutivo e obteve o primeiro prémio no Concurso de Queijo de Azeitão, com o produtor vencedor a destacar “sinto uma enorme satisfação por reconhecerem o trabalho desta equipa, onde a aposta na qualidade é uma constante”. O Concurso do Queijo de Azeitão do Festival deste ano premiou os seguintes produtores: 1º) Queijaria Santiago 2º) Queijaria Vítor Fernandes (vencedor do ano passado) 3º) Queijaria da São 4º) Queijaria Portinho A chuva quis marcar presença nos três dias do Festival Queijo, Pão e Vinho, tendo-se registado 14 mil visitantes, as vendas de produtos ultrapassaram as do ano passado.

A Casa da Baía foi escolhida na vertente dos roteiros como experiências únicas. As 49 pré-finalistas das 7 Maravilhas à Mesa vão ser votadas

nas Galas Semanais da RTP, que irão decorrer entre 22 de Julho e 16 de Setembro, com apresentação de Catarina Furtado e José Carlos Malato.

Palmela foi escolhida por 7 patrimónios: a gastronomia, que contempla a sopa caramela, a nível das sopas, o queijo de Azeitão, na vertente dos queijos, os vinhos tintos da “Quinta da Invejosa Reserva 2015” e os vinhos de excepção com o Moscatel de Setúbal roxo

Assobiador recebe Prémio Europeu

C

entenas de pessoas fizeram questão de participar na cerimónia da entrega do Prémio Europeu junto ao Sobreiro Assobiador. Um piquenique foi montado com muita animação proporcionada pelos Bardoada, pelo Grupo de Teatro “A TELA” e pelo Rancho Folclórico de Fernando Pó.

O troféu, fabricado com sete árvores diferentes, foi entregue ao presidente da Câmara Álvaro Amaro, à vereadora Fernanda Pesinho, à presidente da União de Freguesias de Poceirão e Marateca e à responsável do TELA, Sónia Carvalho, pelo presidente da Floresta Mediterrânica, Nuno Calado.  DR 

Assobiador conquista Prémio


DESPORTO

QUARTAFEIRA 11.ABRIL.2018

11

Email: desporto@osetubalense.com

 ARQUIVO 

Imagem limpa, casa arrumada e sonhos no horizonte UFCI Um ano depois de ter sido eleita, a direção do Comércio e Indústria faz um balanço positivo dos primeiros 12 meses e aponta a muito trabalho ainda por fazer. Em entrevista a O Setubalense, Luís Lança e Vítor Augusto falaram sobre os desafios, os projetos para o futuro e os planos para uma academia e uma sede social. POR MIGUEL NUNES AZEVEDO

A

direção do Comércio e Indústria cumpriu recentemente o primeiro ano ao serviço dos alvinegros. Em entrevista a O Setubalense, o presidente Luís Lança e o líder da mesa da Assembleia Geral, Vítor Augusto, lembraram doze meses de muito trabalho e admitiram que não imaginavam receber o clube numa situação tão delicada. “Têm sido meses de grandes dores de cabeça, de aprendizagem, e tem sido um trabalho monstruoso recuperar a imagem deste clube. Quando chegámos tínhamos 135 euros na conta, uma academia que não existia e hoje temos 202 atletas inscritos, temos tentado cumprir com as nossas obrigações e com as das direções anteriores”, começou por dizer Luís Lança. “Não estávamos preparados para tantas dificuldades e tanta desorganização. Todos os dias nos batiam à porta a pedir contas e responsa-

“Não estávamos preparados para tantas dificuldades e tanta desorganização. Todos os dias nos batiam à porta a pedir contas e responsabilidades”, afirmou Luís Lança

bilidades. Sem o esforço de todos na direção, acredito que não teríamos chegado ao primeiro ano. Ainda hoje nos aparecem dívidas que desconhecíamos por completo”, recordou. O panorama financeiro do Comércio e Indústria foi uma questão que sempre preocupou a direção, que na altura das eleições desconhecia o quão grave estavam as contas e, principalmente, como tinham chegado a tal ponto. “Como é possível que se tenha pago 9 mil euros de multas por não ter pago o selo de uma carrinha que já nem estava na posse do clube? Tudo porque nunca se deu baixa do veículo. Isto serve para perceberem as situações pelas quais passamos”, revelou Luís Lança. “Houve uma política de endividamento dos antigos corpos sociais, que foi feita de forma irresponsável, anárquica e inadequada às condições do clube”, afirmou Vítor Augusto, presidente de mesa da Assembleia Geral, acrescentando que o clube tem conseguido renegociar as dívidas. “Foi feito um esforço na melhoria da imagem e da credibilização do clube junto de várias entidades. O Comércio e Indústria sempre foi um clube da cidade e não um clube de bairro e é assim que deve continuar”, acrescentou. Limpar da imagem dos alvinegros foi a primeira missão do grupo. Os dirigentes admitem que o nome do clube estava mal visto na cidade e que reverter a situação não foi fácil. “O

Vítor Augusto (esq) e Luís Lança (dir) fazem balanço positivo do primeiro ano

primeiro ato em que estive presente enquanto presidente foi na comemoração do aniversário do São Domingos, onde nunca tinha estado ninguém do Comércio e Indústria. Fomos também apresentar cumprimentos à Junta de Freguesia, algo há muitos anos que não acontecia”, lembrou Luís Lança. Os dirigentes destacaram ainda uma série de melhorias e projetos que já conseguiram implementar no Comércio e Indústria, entre eles a modernização dos processos administrativos, a pintura das instalações, a criação de um departamento médico com condições “que fazem inveja a muitos clubes dos

campeonatos nacionais” ou a manutenção do piso relvado no Campo da Bela Vista, que no fim desta época será alvo de uma nova intervenção para garantir a sua continuidade.

Academia de formação e sede social estudadas “Começámos a dar os primeiros passos para criar a academia do Comércio e Indústria. O clube constrói-se de baixo para cima e, para que o processo de formação seja implementado, precisamos de mais do que este campo. Precisamos de um espaço e de uma alternativa para a nossa formação, alternativa essa que estamos a negociar e já existem perspetiva”,

revelou Vítor Augusto, acrescentando que existem fortes perspetivas de que o futuro “ninho da formação” possa ser uma realidade já na próxima época. Além da academia, também a sede social é um sonho dos alvinegros, que poderá tornar-se realidade nos próximos tempos, dependendo da reabilitação das instalações que o clube possui. “Pode não se resumir a um triénio, mas queremos ter tempo para deixar o clube no bom caminho, tanto a nível da reorganização administrativa e financeira, da remodelação ou ampliação das instalações e de um projeto desportivo que não se resuma ao futebol”, disse Luís Lança.

“Estamos confiantes de que vamos conseguir a subida”

C

om nomes sonantes e jogadores experientes, os alvinegros foram sempre apontados como um dos grandes candidatos à subida de divisão. “Por incrível que pareça, 90% do plantel ofereceu-se ao clube. As pessoas vieram bater à porta porque são antigos jogadores ou simpatizantes, e vieram para ajudar, como é o caso de Carrilho, Mário Loja ou do treinador Carlos Ribeiro”, revelou Luís Lança. Já Vitor Augusto destacou a competitividade desta edição, muito acima do que se viu noutros anos. “Nunca a II Distrital teve tantas e tão boas equipas, como é o caso do Cova da Pie-

dade B, Oriental Dragon ou do Brejos de Azeitão. A concorrência obrigou-nos a este esforço acrescido, mas a maior valia do plantel é a união do grupo”, defendeu, destacando um jantar de convívio para fortalecer os laços da equipa, que se realiza todas as sextas-feiras entre jogadores, equipa técnica e corpos sociais. “No campeonato nada está decidido. Não ganhámos nem perdemos nada e vamos seguindo jogo a jogo. Estamos confiantes de que vamos conseguir subir, mas ser campeão continua a ser o grande objetivo e lutaremos até ao fim”, assegurou o presidente.


12

QUARTAFEIRA 11.ABRIL.2018

Futebol de formação vitoriano Resultados do fim de semana Camp. Nacional Juniores 1ª divisão – Ap. Campeão 6ª jornada V. Guimarães – 4 (7º) Vitória – 1 (8º) Camp. Distrital Infantis A Divisão Honra – Ap. Campeão 5ª jornada Vitória – 1 (2º) Almada 2015 – 0 (6º) Camp. Distrital Infantis B Fase Final - 1ª jornada Vitória – 1 (3º) Acad. Corroios – 1 (4º) Camp. Distrital Benjamins A Fase Final - 5ª jornada Pinhalnovense – 0 (6º) Vitória – 5 (3º) Camp. Distrital Benjamins B Fase Compl. Nível 1 - 1ª jornada Vitória – 2 (5º) Barreirense – 3 (2º)

João Ferreira e Ana Santos vencem Triathlon

J

oão Ferreira, do Estoril Praia Triatlo, e Ana Filipa Santos, do Rio Maior Triatlo, foram os grandes vencedores do Setúbal Triathlon, prova que trouxe cerca de 600 atletas à cidade. A competição de longa distância contou com 1,9 quilómetros de natação, 90 de ciclismo e terminou com 21,1 quilómetros de corrida. João Ferreira foi o primeiro a cortar a meta, com um tempo de 4:16,04 horas. Já Ana Filipa Santos foi a grande vencedora de geral feminina, terminando com um registo de 4:53,54 horas.

Arbitragem do Vitória-Benfica em destaque no debate desportivo VFC Uma série de lances do jogo do último sábado marcaram a discussão da atualidade desportiva em vários programas de debate. Penálti assinalado nos descontos foi principal motor de controvérsia. Vitorianos não escondem insatisfação.  ARQUIVO 

POR MIGUEL NUNES AZEVEDO

A

s atenções do mundo do futebol viraram-se para o jogo entre Vitória e Benfica, com a arbitragem a ser alvo de pesadas críticas. Em causa está uma série de cartões amarelos poupados a jogadores benfiquistas, como o caso de Jardel, Rúben Dias ou Fejsa, que estavam em risco de falhar o clássico com o Porto. A opinião dos críticos face a Rúben Dias é quase que unânime, com vários comentadores e analistas desportivos a defender que o jovem deveria ter sido expulso por acumulação de cartões. Críticas à arbitragem têm marcado época

A atuação de Luís Godinho, que apitou ambos os jogos entre Vitória e Benfica nesta época, tem sido alvo de uma série de críticas nos últimos dias Também uma grande penalidade não assinalada sobre André Pereira faz correr tinta. O jovem foi carregado dentro da área encarnada no decorrer da segunda parte, com a falta a não ser assinalada. Bem diferente foi o penálti conseguido por Salvio nos descontos, com as opiniões a divergirem sobre a veracidade da

decisão. Lembre-se que, questionado sobre o lance, José Couceiro falou sobre a intensidade, numa alusão à análise que fez a uma série de decisões semelhantes que penalizaram os sadinos ao longo da época. Nas redes sociais sucedem-se as críticas por parte dos vitorianos, que não escondem a insatisfação para com a arbitragem de Luís Godinho. A atuação do árbitro, que apitou os dois jogos entre Vitória e Benfica neste campeonato, foi criticada logo após a partida, com um grupo de adeptos sadinos a manifestar desagrado junto à sala de imprensa onde estavam os jornalistas à espera da conferência de imprensa.

Jogo de ‘poucos amigos’ nas bancadas deixou marcas O encontro frente ao Benfica ficou também marcado por desacatos entre adeptos e a polícia. Ao que O Setubalense apurou junto do Comando Distrital, o caso resultou na detenção de um jovem de 21 anos e na identificação de um outro indivíduo. Tudo terá começado com o arremesso de cadeiras por parte de adeptos do Vitória, o que motivou a entrada das forças policiais. Dois dos operacionais terão ficado feridos depois de terem sido atingidos por uma das cadeiras, sendo que o responsável terá tentado fugir e foi detido no momento, segundo infor-

mações prestadas pela PSP. No momento da entrada da polícia, quatro outros elementos terão sofrido ferimentos nos confrontos, com um deles a precisar de receber tratamento hospitalar. Em comunicado publicado no passado domingo, o Grupo 1910 reagiu e defendeu que os confrontos começaram quando, após o primeiro golo de Raúl Jimenez, os adeptos benfiquistas instalados na lateral começaram a provocar as claques vitorianas. “Como já dissemos por várias vezes, quem manda no Bonfim somos nós, por isso não nos rebaixamos a ninguém, e

respondemos, defendendo o que é nosso, e o nosso ideal. Por sua vez, e como vem sendo hábito, a PSP de Setúbal gosta de descarregar nos da sua terra”, pode ler-se no comunicado, onde a claque revela que convocará uma reunião com o presidente dos sadinos, Vítor Hugo Valente. Também nas redondezas do Estádio do Bonfim se registaram algumas ocorrências que, ao que tudo indica, estarão relacionadas com a partida, entre elas um caso de agressão no café Novo Intervalo, após o jogo, por adeptos afetos ao clube da Luz.

Remo do Clube Naval soma títulos nacionais João Valido enfrenta paragem

 DR 

J

oão Valido, guarda-redes dos juniores do Vitória que já treina com a equipa principal, lesionou-se com gravidade e teve ser operado, enfrentando agora uma paragem que o afastará da competição até ao final da época, com um tempo de recuperação estimado de entre 4 a 6 meses.

Simão Simões sagrou-se campeão nacional

A

tletas de remo do Naval conquistaram títulos nacionais nos campeona-

tos que decorreram no passado domingo em Gondomar. O destaque vai para Simão Simões,

que se sagrou campeão na categoria de 1x júnior masculino, e para a dupla formada por Afonso Costa e Dinis Costa, que foi vice-campeã em 2x seniores masculino. Além dos atletas que chegaram aos pódios, participaram Marcelo Simões (4º) e João Deodato (14º) em 1x juvenil masculino, Mário Nogueira, Simão Passarinho, João Martinho e Tomás Serôdio (9º) em 4x juvenil masculino, Henri-

que Paz (7º) em 1x júnior masculino, Miguel Mendes (8º) em 1x sénior masculino e Américo Charrano (7º) e Rui Faria (9º) em 1x veterano masculino, após a aplicação do respetivo handicap por idade. Organizado pela Federação Portuguesa de Remo e pelo Clube Naval Infante D. Henrique, o evento contou com a presença de 420 atletas em representação de 23 clubes portugueses.


QUARTAFEIRA 11.ABRIL.2018

Sabores de Setúbal

13

Onde vamos hoje?

[ FOTOS: DR 

AGENDA GASTRONÓMICA

Especialidades: Peixe Assado e Pizzas Morada: Praça Machado dos Santos, nº 7 - 10 • 2900-178 Setúbal Contacto: 265 553 493 • tascakefish@hotmail.com Encerra à segunda-feira

C/1123

“Quiche” sem Massa de Frango, Bacon e Legumes na Frigideira

OP/1956

 DR 

C/ 1383

Especialidades: Peixe Assado, Cataplana de Peixe e Fondue de Vitela Morada: Rua da Saúde, 34 • 2900-633 Setúbal Contacto: 265 237 738 tascadasmarés@hotmail.com

C/ 0079

Especialidades: Comida Vegetariana e Macrobiótica Morada: Av. Luísa Todi, 123 – Setúbal Contacto: 265 233 482 Período de Encerramento: Fim-de-semana

Ingredientes 2 alho franceses pequenos 250g de cogumelos 2 cenouras médias fiado 250g de frango cozinhado e des (sem peles nem ossos) as 200g de bacon em tirinhas fin azeite q.b. ou 150ml de natas (natas vegetais leite de coco) 6 ovos sal, pimenta e noz moscada

Preparação: Corte o alho francês em rodelas finas e lave-o depois muito bem para limpar todas as impurezas. Lave também os cogumelos e lamine-os. Descasque a cenoura e corte-a em cubinhos. Leve uma frigideira ao lume com um pouco de azeite e junte o alho francês e deixe começar a cozinhar. Junte depois os cogumelos e a cenoura e deixe saltear até começarem a ficar murchos. Acrescente depois o frango, o bacon e as natas ou o leite de coco e envolva bem. Tempere de sal, pim-

neta e noz moscada. Desligue e deixe arrefecer. À parte bata os ovos e envolva-os bem na mistura anterior. Leve depois a frigideira ao forno previamente aquecido a 180ºC durante cerca de 15 minutos. (Se a sua frigideira não for própria para ir ao forno, pode transferir para uma tarteira de vidro ou tabuleiro que vá ao forno e à mesa. Sirva cortada em fatias e com uma salada verde. Fonte: Joana Roque http://paracozinhar.blogspot.pt

Restaurante O Cantinho dos Petiscos Especialidades: Choco Frito, Petiscos, Mariscos,Peixe Assado Morada: Av. Luisa Todi 374/376 Setúbal Contacto: 265 409 986 Aberto todos os dias

Anuncie aqui o seu restaurante! Preços Especiais PARA ANUNCIAR CONTACTE 912 278 131 • 912 277 047 • 914 793 037

C/0056

Especialidades: Peixe e Carne Grelhados. De terça a domingo há pratos do dia. Morada: Praça do Quebedo, nº 17 e nº 12 – Setúbal Contacto: 919 753 114 – 917 045 457


14

REGIÃO

QUARTAFEIRA 11.ABRIL.2018

Aprendizagem no Esteval  DR 

E

nsino O espaço do Esteval vai receber o Laboratório de Aprendizagem do Montijo, que será inaugurado amanhã, 12 de Abril, às 14h30, no Centro Cívico. Este laboratório oferece

um ambiente educativo pedagogicamente apropriado, com recurso a meios tecnológicos inovadores e de qualidade. O Laboratório de Aprendizagem do Montijo é um modelo inovador da sala de

aula, que será dinamizado pelos docentes das escolas do município do Montijo. O espaço recorre a meios tecnológicos inovadores e de qualidade, aposta em “estabelecer a ponte entre o quotidiano dos alunos e as

práticas educativas, com o objetivo de mobilizar conhecimentos e promover o desenvolvimento de competências essenciais à vida profissional e pessoal dos jovens” destaca-se na apresentação. O laboratório “ficará disponível para as escolas dos vários níveis de ensino do município, mediante marcação prévia, para dinamização de aulas e outras iniciativas com os alunos”. O espaço será também usado pela autarquia para promover semanas temáticas e também para a dinamização de actividades com as famílias e a comunidade, em articulação com as Associações de Pais e Encarregados de Educação.

Opinião

Perspectiva

grita do alto dos telhados algo de diferente, algo de novo, uma Boa Nova, e a maioria das pessoas não se movem, não inovam “porque sempre foi assim”. Ai, quantas vezes tenho escrito que cada um de nós deve deixar de ser espectador da vida , devendo passar a ser ator dessa mesma vida, revoltando-nos contra esse espírito tacanho do “sempre foi assim” – e isto torna-se mais premente na época em que vivemos em que tudo se faz a correr – os espaços encurtaram, as noticias sabem-se na hora, a velocidade ultrapassa a da luz, a tecnologia até já fala em inteligência artificial, a microbiologia atinge paroxismos de minucia sendo o micra já há muito ultrapassado, e os abismos siderais são devassados sendo o ano/luz uma banalidade na exploração espacial – porque as coisas na realidade já não são assim, isto é, tudo está em mudança, não podemos continuar aferrados ao “sempre foi assim”, pois isso é deixar á rédea solta os que comandam a tal

sociedade que exclui e até mata! Mata de fome, mata o gosto pela vida, mata a alegria de viver, mata a criatividade, e ás vezes mata mesmo no sentido literal da palavra. Basta pensar nos milhares de afogados no mediterrâneo, dos milhares de mortos na Síria, das centenas de mortos na faixa de Gaza, nos ataques terroristas, e de tantos outros infelizes que morrem nas “quatro partidas” do mundo por muitas e variadas razões, dependentes quase todas elas da luta pelo poder ou pelo lucro que caracteriza a tal nossa maneira de viver anquilosada que lhe convém reforçar o dito “não mexam porque sempre foi assim”: Estas divagações são para serem lidas por quem nos dirige, pelos políticos portanto, estas reflexões são para serem lidas por quem diz que segue o Evangelho (a Boa Nova) e continua agarrado a normas com mais de mil anos e não ouviram ou leram o que saiu do Concilio Vaticano II, ou não ouvem nem leem o que com simplicidade mas

Jorge Augusto FALECEU A 08/04/2018

PARTICIPAÇÃO e AGRADECIMENTO

A família, tem o doloroso dever de participar o falecimento do seu ente muito querido e de agradecer reconhecidamente a todos os que se dignaram acompanhá-lo à sua última morada, bem como aos que das mais diversas formas, lhes manifestarem pesar.

AGÊNCIA FUNERÁRIA COSTA * SETÚBAL * TELEFONE 265 523 496 www. funeráriacosta.com OP/ 2720

Olímpio Ribeiro Duarte Gonçalves FALECEU A 06/04/2018

PARTICIPAÇÃO e AGRADECIMENTO

Sempre foi assim! .... Temos falado aqui muitas e variadas vezes na necessidade de mudança da sociedade em que vivemos. Temos várias vezes reclamado que esta sociedade organizada como está cria graves divisões sociais, e pior que isso empurra para as margens muita gente que passa a viver na miséria – uma “sociedade que mata” como nos não cansamos de repetir esta referência do nosso Papa Francisco quando se refere ás multidões de pobres que existem por esse mundo fora. Dissemos a propósito da Pascoa que era altura ótima para se iniciar um processo de mudança seguindo as diretrizes que Jesus nos deixou com a sua vida. Uma das razões e dos defeitos das nossas gentes é deixarem submeterse a regras e costumes ancestrais que, como o mundo não para de rodar e de se transformar, se tornam antiquadas e desadaptadas, as regras e…as pessoas que se deixam manietar por elas. De quando em quando aparece alguém que

Necrologia

Sua esposa, filhas, genros, netos e restante familia têm o doloroso dever de participar o falecimento do seu ente muito querido e de agradecer reconhecidamente a todos os que se dignaram acompanhá-lo à sua última morada, bem como aos que das mais diversas formas, lhes manifestaram pesar.

Mário Moura com profundidade nos vai dizendo o Papa Francisco Como gosto dum pensamento dum filósofo que reza assim: “É preciso mudar este mundo e depois mudar este mundo mudado”, pois aqui não cabe de maneira nenhuma o “sempre foi assim”. Que quem me ler hoje fique incomodado e pense na monotonia da sua vida, pense nas razões porque anda deprimido, pense até nalguns sintomas de doença que o apoquentam, e que esse incómodo faça sair do imobilismo em que vive e faça nascer uma vontade de mudar o que está errado- e não digam que não sabem o que está errado pois não faltam hoje conferencias, livros, artigos de revistas, rádios, televisões, debates, e…a internet (está lá tudo o quisermos saber!) “É preciso mudar este mundo e depois mudar este mundo mudado”

AGÊNCIA FUNERÁRIA COSTA * SETÚBAL * TELEFONE 265 523 496 www. funeráriacosta.com OP/ 2721

Delfina Rosa Verdial Mesquita Cordeiro FALECEU A 04/04/2018

PARTICIPAÇÃO e AGRADECIMENTO

A família e amigos, têm o doloroso dever de participar o falecimento da sua ente muito querida e de agradecer reconhecidamente a todos os que se dignaram acompanhá-la à sua última morada, bem como aos que das mais diversas formas, lhes manifestaram pesar.

AGÊNCIA FUNERÁRIA COSTA * SETÚBAL * TELEFONE 265 523 496 www. funeráriacosta.com OP/ 2716

Contacte o Jornal O Setubalense Telefone 265 094 354 Email: geral@osetubalense.com


NECROLOGIA

QUARTAFEIRA 11.ABRIL.2018

Funeraria

(1953 – 2017)

Armindo

João Manuel Gonçalves Abreu (1939 – 2018)

EMERGÊNCIA FUNERÁRIA

800 217 217 LIGUE GRÁTIS

José Joaquim Rabeta

Amélia Maria Lima

António João da Silva Palma

(1935 – 2018)

(1918 – 2018)

(1948 – 2018)

Participação e Agradecimento

Participação e Agradecimento

Participação e Agradecimento

Participação e Agradecimento

A funerária Armindo lamenta informar o falecimento de João Manuel Gonçalves Abreu. A família vem por esta via agradecer a todas as pessoas que se dignaram a acompanhar o funeral ou que, de qualquer outra forma, manifestaram as suas condolências.

A funerária Armindo lamenta informar o falecimento de José Joaquim Rabeta. A família vem por esta via agradecer a todas as pessoas que se dignaram a acompanhar o funeral ou que, de qualquer outra forma, manifestaram as suas condolências.

A funerária Armindo lamenta informar o falecimento de Amélia Maria Lima. A família vem por esta via agradecer a todas as pessoas que se dignaram a acompanhar o funeral ou que, de qualquer outra forma, manifestaram as suas condolências.

A funerária Armindo lamenta informar o falecimento de António João da Silva Palma. A família vem por esta via agradecer a todas as pessoas que se dignaram a acompanhar o funeral ou que, de qualquer outra forma, manifestaram as suas condolências.

Funeraria

Armindo

OPE/000

15

Funeraria

Funeraria

Armindo

Armindo

Funeraria

Armindo

Romão Manuel Ferreira Rebelo

Fernando de Jesus Lopes

Maria da Céu de Jesus Santos Coelho

José Lopes Dias

(1962 – 2018)

(1953 – 2017)

(1925 – 2018)

(1926 – 2018)

Participação e Agradecimento

Participação e Agradecimento

Participação e Agradecimento

Participação e Agradecimento

A funerária Armindo lamenta informar o falecimento de Romão Manuel Ferreira Rebelo. A família vem por esta via agradecer a todas as pessoas que se dignaram a acompanhar o funeral ou que, de qualquer outra forma, manifestaram as suas condolências.

A funerária Armindo lamenta informar o falecimento de Fernando de Jesus Lopes. A família vem por esta via agradecer a todas as pessoas que se dignaram a acompanhar o funeral ou que, de qualquer outra forma, manifestaram as suas condolências.

A funerária Armindo lamenta informar o falecimento de Maria da Céu de Jesus Santos Coelho. A família vem por esta via agradecer a todas as pessoas que se dignaram a acompanhar o funeral ou que, de qualquer outra forma, manifestaram as suas condolências.

A funerária Armindo lamenta informar o falecimento de José Lopes Dias. A família vem por esta via agradecer a todas as pessoas que se dignaram a acompanhar o funeral ou que, de qualquer outra forma, manifestaram as suas condolências.

Funeraria

Armindo

Funeraria

Funeraria

Armindo

Necrologia

Armindo

Classificados

Ilda Rosa Banha Caneco

Pedicure, medical, calista, trata de pés diabéticos com muita experiência, procura trabalho part- time ou aceito propostas.

FALECEU A 06/04/2018

Funeraria

Armindo

ANÚNCIOS DE NECROLOGIA Contacte o Jornal O Setubalense Telefone 265 094 354 Email: geral@osetubalense.com

Precisa-se

Tlm 960409272

OP/ 2712

Seus filhos, netos, genros, noras e restante familia têm o doloroso dever de participar o falecimento da sua ente muito querida e de agradecer reconhecidamente a todos os que se dignaram acompanhá-la à sua última morada, bem como aos que das mais diversas formas, lhes manifestaram pesar. AGÊNCIA FUNERÁRIA COSTA * SETÚBAL * TELEFONE 265 523 496 www. funeráriacosta.com OP/ 2719

Mudanças Jorge Gabriel

Desmontagem e Montagem Temos elevador exterior www.mudançasjorgegabriel.com 265 094 678 / 914 920 094 OP/ 1936

AGÊNCIA FUNERÁRIA A COSTA

C/ 1799

Serviço Permanente e 265 523 496 Facilidades de pagamento Entrega direta de documentos os na Segurança Social em Lisboa boa

VENDA DE VIATURAS LIGEIRAS

Precisa-se

Serventes/Pedreiros com experiencia na área de Construção Civil. Telf. 265 706 051 OP/ 2718

Precisa-se funcionário/a para churrasqueira Tlm 935505009 OP/ 2722

ardina Telefone: 265 094 354

Anuncie aqui contacto: 265 094 354

A APSS-Administração dos Portos de Setúbal e Sesimbra, SA informa todos os interessados que vai proceder à venda de duas viaturas ligeiras. A documentação relativa à presente venda está disponível no Departamento de Aprovisionamento da APSS, sito na Praça da República, 2904-508 SETÚBAL, em www.portodesetubal. pt separador “ANÚNCIOS E EDITAIS e página oficial de Facebook. Entrega de propostas até às 15h00 do dia 18 de abril de 2018. Setúbal, 9 de abril de 2018 A Presidente do Conselho de Administração Lídia Sequeira C/096

PARTICIPAÇÃO e AGRADECIMENTO


16

A FECHAR

QUARTAFEIRA 11.ABRIL.2018

Mulher suspeita de matar filha recém-nascida com facada A  DR 

POR ANA MARTINS VENTURA

morte de uma bebé recém-nascida, alegadamente, pela mãe à facada está a ser considerada o crime mais macabro da actualidade pela comunicação social e opinião pública. Aconteceu na noite de 9 de abril, em Corroios, Seixal, cerca das 23h00 e até ao momento os contornos ainda não são conhecidos, com as autoridades a manter o caso em investigação. Em declarações a O Setubalense, fonte próxima da Pollícia Judiciária (PJ)de Setúbal comentou que “neste momento está a ser realizada a autópsia da recém-nascida, no sentido de apurar as causas da morte, ou se no momento do nascimento se encontraria ou não com vida”, explica. Ao que tudo indica, na noite de 9 de abril foi realizada uma chamada para o 112 a fim de alertar para o facto de uma jovem mulher de 25 anos ter dado à luz em casa e a recém-nascida ter morrido durante o parto. “A chamada terá sido realizada pela irmã que assitiu

ao parto e pelo atual companheiro desta mulher que, ao chegar a casa se deparou com este cenário” À chegada ao local, em Corroios, na Avenida Vieira da Silva, a família da mulher informou os agentes da PSP sobre o que tinha ocorrido e que até ao momento do alegado ato, “desconheciam que a jovem estava grávida”. Na residência os agentes da PSP encontraram a recém-nascida dentro de um saco de plástico

e com ferimentos graves. Dentro dos procedimentos habituais foram chamados ao local os bombeiros com uma viatura de emergência médica para dar assistência à mulher que, devido ao parto realizado em casa, se encontrava em estado grave, sendo encaminhada para o Hospital Garcia de Orta. No caso da recém-nascida já nada havia a fazer “e o óbito foi declarado no local”. A jovem deu à luz em casa, com

a ajuda da irmã e no momento do nascimento terá morto a filha com uma facada no peito. Uma informação sobre a qual a mesma fonte próxima da PJ explica que, “estão a ser realizadas diversas diligências no sentido de saber o que ambas as mulheres estiveram a fazer nos momentos em que estiveram sozinhas em casa, quando ocorreu o parto”. O caso encontra-se em investigação pela PJ que, no momento não avança informações oficiais, alertando a comunicação social para “os diferentes timings das autoridades e dos media, o que leva, por vezes, à divulgação de crimes no tempo momento menos correto”. Neste contexto as motivações do crime são desconhecidas. “Mas tendo a mãe escondido a gravidez de todos ao longo da gestação, teve tempo para pensar no que pretendia fazer no momento do nascimento”, alerta a mesma fonte próxima da PJ. A alegada autora do crime, classificado como infanticídio, tem mais dois filhos, gémeos, de 20 meses.

RASI mantém Setúbal com alto índice de criminalidade violenta

E

ste é um crime sem precedentes nacionais desde há algum tempo. Mas que, no entanto, reflete os números publicados sobre o distrito de Setúbal no Relatório Anual de Segurança Interna (RASI), que coloca a região dentro das 4 com mais incidência de criminalidade grave e violenta. A par com Lisboa, Porto e Faro. Embora na totalidade do país, de acordo com os números publicados no último RASI a criminalidade geral tenha passado de 431 037 participações para 341 950, uma redução de 18%, dentro da qual a criminalidade violenta e grave diminuiu de 24 317 ocorrências para as atuais 15 303, representando uma redução de cerca de 37%.

Telefone 265094354 geral@osetubalense.com  

Edição nº 618 dia 11 de Abril de 2018

Telefone 265094354 geral@osetubalense.com  

Edição nº 618 dia 11 de Abril de 2018

Advertisement