Page 1

Festival do Choco 2018

ESPECIAL PORTO DE SETÚBAL C/ 0400

l a i c e p s e

Nesta edição

SEXTA-FEIRA 02.MARÇO.2018 N.º 603 Ano V | 4.ª Série www. issuu.com/osetubalense

Cidade

PÁG. 06

Barbeiro Thiago Maia representa Setúbal em Campeonato Nacional Sociedade

Preço € 0,50 | Director João Abreu

MAU TEMPO ARRASA PASSADIÇO NO PORTINHO DA ARRÁBIDA

PÁG. 11

 MARIA BALSINHA 

Reportagem

PÁG. 07

Empresários debatem oportunidades do mar para desenvolver região Desporto

PÁG. 12

Vitória com teste difícil na fortaleza do Bonfim FC Setúbal quer voltar aos triunfos e lutar pelo pódio

Proprietários vão ter de limpar terrenos até 15 de março PÁGS. 04 A 05


02

BLOCO CLÍNICO/ ÚTEIS

SEXTAFEIRA 02.MARÇO.2018

Farmácia Portugal

LABORATÓRIO DE ANÁLISES CLÍNICAS

DIRECTOR TÉCNICO Fernando Gamito Rodrigues Av. J ai me Corte são, 77-B Te l . 2 6 5 5 3 9 0 6 0 • Setú bal Horário: 09h00 - 13h00; 14h00 - 20h00 Sábado: 09h00 - 13h00

C/1123

DRA. MARIA FILOMENA LOPES PERDIGÃO DR. ALFREDO PERDIGÃO

Clínica Médica Dr. J. M. Marques

C/1796

CENTRO MÉDICO E DE ENFERMAGEM DA PORTELA NO CENTRO E NO DOMICÍLIO Relatório pericial médico de avaliação de incapacidade / deficiência, de acordo com a tabela nacional de incapacidades para atestado de incapacidade multiusos Todos os serviços de enfermagem e médicos. Injeções Massagista Lino Freire Reumatologia, Ortopedista, Saúde Familiar, Psicologia centro.portela@sapo.pt | Tel. 265 234 520 Av. Bento Gonçalves, 6 D - 2910-431 Setúbal C/ 1943

Rua Jorge de Sousa, 8 | 2900-428 Setúbal www.precilab.pt | tel. 265 529 400/1 telm.: 910 959 933 | Fax: 265 529 408

C/1127

Tel.: 265 525 236

Horário 2ª a 6ª-feira: 08.00/12.30 - 14/18.00h Sábado: 09.00/12.00h C/1762

- Atestados electrónicos para carta de condução - Atestados médicos diversos - Medicina desportiva

Farmácia Marques

Instituto de Cardiologia de Setúbal Rua dos Comediantes nº 9A - Setúbal TELF. 265 531 400 - FAX: 265 531 401 Dr. Arnaldo Fernandes - Cardiologista (Director Técnico) Dr. Agostinho Borges - Cardiologista Pediátrico/ crianças Drª. Leonor Parreira - Cardiologista/ Arritmologista Drª. Sara Gonçalves - Cardiologista Dr. Delfim Lopes - Neurologista Drª. Ivone Fernandes - Pneumologista/ doenças pulmonares Dr. Víctor Fonseca - Pneumologista/ doenças pulmonares Dr. Hugo Pereira - Clínica Geral Drª. Helena Cláudio - Acupuntura - Análises Clínicas C/1761

De Segunda a Sexta das 9h às 19h Sábado das 9h às 13h Ru a A r r o n ch es J u n q u eir o , 1 0 9 Tel. 265 522 783 • Set ú b a l C/1595

Anuncie aqui Contacto: 265 094 354

CONSULTA DE OPTOMETRIA

ortopedialince@gmail.com www.ortopedialince.com www.facebook.com/ortopedialince C/1821

Rua Camilo Castelo Branco, 167 B/C - 2910-450 SETÚBAL

Tel. 265 228 118 Tlm. 918 596 071

ÓCULOS UNIFOCAIS PREÇO DE FÁBRICA 75€ ATÉ 10X S/ JUROS* * Mediante aprovação de crédito

Setúbal - Av. 22 de Dezembro nº 7 • TLF: 265417200 • TLM: 924233000 Évora - Praça da Horta da Porta nº 2 • TLF: 266043907 •TLM: 934793341

Tempo

Marés

Dra. Maria José Leitão Psicologia | Hipnoterapia Medisete - Centro Médico, Lda. Setúbal - Telf: 265 239 390

ÓCULOS PROGRESSIVOS PREÇO DE FÁBRICA 249€ ATÉ 10X S/ JUROS*

DIRECÇÃO TÉCNICA Dr. Valter Manuel C. Gomes

HOJE Hora

03:02 09:13 15:25 21:26

Hoje

Altura (m)

3.76 0.26 3.60 0.35

Preia-mar Baixa-mar Preia-mar Baixa-mar

18º 8º

Aguaceiros Amanhã

AMANHÃ

TOTOLOTO

Farmácias de Serviço HOJE

AMANHÃ

DOMINGO

FARMÁCIA FUZETA R. Pe. José Mª Nunes Silva, 133 B (à Bela Vista) 265 721 747

FAR. TAVARES DA SILVA Av. Bento Jesus Caraça, 70 B 265 711 031

FARMÁCIA BOCAGIANA Av. Ant. Rodrigues Manito, 107-A 265 546 610

FARMÁCIA BONFIM Av. António Rodrigues Manito, 12 265 538 270

FAR. FARINHA PASCOAL Av. D. João II, 2 B 265 547 770

03:43 09:53 16:05 22:05

LOTARIA POPULAR

DOMINGO

1º 81890 2º 54649 3º 69623

FAR. CUNHA PINHEIRO Rua da Camarinha, 32 265 528 251

Touro 21/4 a 21/5 Conselho Do Dia: Seja realista. Amor: Ficará magoado. Há notícias que poderão abalar o seu dia. Trabalho: Pessoas que estima, poderão desiludi-lo com mesquinhices. Separe águas. Dinheiro: Sujeito a enganos. Saúde: Insónias.

Gémeos 21/5 a 20/6 Conselho Do Dia: Analise factos. Amor: Pequenos distúrbios poderão deixá-lo pensativo. A instabilidade sentimental irá permanecer ao longo deste dia. Trabalho: Os seus projectos estão a ser avaliados. No entanto deve discutir, por forma a defender as suas

Caranguejo 21/6 a 22/7 Conselho Do Dia: Estabilize as suas ideias. Amor: Ainda que namoradeiros, poderá sofrer com afastamentos que irão destesabilizá-lo. Trabalho: Terá iniciativa, mas nem sempre se sentirá satisfeito. Dinheiro: Pequenas entradas. Saúde: Controle os níveis de colesterol.

Leão 23/7 a 22/8 Conselho Do Dia: Corte com o passado. Amor: Seja mais atrevido e dê mais vida a uma relação. Trabalho: Inicia projectos novos. Há algo que gostaria de realizar. Hoje é o dia! Dinheiro: Acabe com despesas. Saúde: Dores reumáticas. Virgem 23/8 a 22/9 Conselho Do Dia: Não perca a esperança. Confie no Universo. Amor: Dia de muito amor. Apaixone-se! Trabalho: Novas propostas chegarão até si.

04:23 10:31 16:43 22:43

16º 10º

Preia-mar Baixa-mar Preia-mar Baixa-mar

Chuva Domingo

Altura (m)

3.73 0.35 3.50 0.46

Preia-mar Baixa-mar Preia-mar Baixa-mar

16º 8º

Aguaceiros

Telefones Úteis

Aconselhamentos e Cursos de Tarot presenciais, em Setúbal e Quinta do Conde, por telefone e online para Todo o Mundo • Contacto: 961 093 788 • Email: tarot.online2011@gmail.com - www.tarologamargaridafernandes.com • www.facebook. com/TCEMF

ideias. Dinheiro: Gaste com controlo. Saúde: Pequenos sintomas devem ser verificados pelo seu médico.

Hora

3.80 0.26 3.59 0.36

Esta informação não dispensa a consulta dos resultados na página oficial dos Jogos Santa Casa da Misericórdia

Taróloga - Margarida Fernandes

Conselho Do Dia: A vida é um romance, aproveite-a. Amor: Andará mais sensível, embora queira controlar os seus sentimentos. Deixe-se levar pela onda do amor. Trabalho: Terá capacidade para realizar projectos e de fazer propostas aliciantes e vantajosas. Dinheiro: Ganhos ao dobro. Saúde: Dores de estômago.

Altura (m)

21 • 27 • 35 • 38 • 46 + 11

Horóscopo | 02 de Março

Carneiro 21/3 a 20/4

Hora

Dinheiro: Ganhos extra. Saúde: Estável.

Balança 23/9 a 22/10 Conselho Do Dia: Faça as pazes com o mundo. Amor: Dê mais de si a uma relação. Saiba perdoar. Trabalho: Uma pessoa amiga poderá ajudá-lo a encontrar alternativas ao seu estado actual. Dinheiro: Faça doações. Saúde: Sujeito a constipações.

Escorpião 23/10 a 21/11 Conselho Do Dia: Lute pelas suas ambições. Amor: Estará a sofrer com fortes paixões, que nem sempre parecem ser correspondidas. Trabalho: Conte com atritos e problemas trazidos por colegas ou superiores. Dinheiro: Terá que ser mais exigente para receber o que lhe é de direito. Saúde: Sujeito a alergias.

Sagitário 22/11 a 21/12 Conselho Do Dia: Deixe o Universo falar por si. Amor: Poderá ser surpreendido por notícias. No entanto, conte com desenvolvimentos na sua vida amorosa. Trabalho: Parece que a sua

situação está parada, mas irá movimentar-se em breve. Dinheiro: Oscilações. Saúde: Estabilize as energias.

Capricórnio 22/12 a 19/1 Conselho Do Dia: Não pense demais! Amor: Apesar de ter incertezas, irá dar voz ao amor. Trabalho: Tudo será tranquilo, apesar de colocar em dúvida uma situação. Dinheiro: Ganhos. Saúde: Estável.

Aquário 20/1 a 18/2 Conselho Do Dia: Tranquilize a sua mente. Amor: Tudo estará bem. Sentirá a paz interior que necessita. Trabalho: Não conte com desenvolvimentos, mas está protegido. Dinheiro: Estável. Saúde: Beba mais água.

Peixes 19/2 a 20/3 Conselho Do Dia: Controle a impulsividade. Amor: Uma notícia irá deixá-lo irritado e instável. Calma! Trabalho: Seja cauteloso. Estão a dificultar o seu caminho. Dinheiro: Sujeito a gastos prazerosos. Saúde: Ansiedade.

Centro de Saúde S. Sebastião Urb. Vale do Cobro, Av. das Descobertas - Tel. 265 708 000 Centro de Saúde Bonfim Praça do Brasil, 14, 1º Tel. 265 536 570 Ext. de Saúde do Sado Rua Manuel Francisco Novo, Santo Ovídio - Tel. 265 790 460 Ext. de Saúde Bairro Santos Nicolau Rua Prof. Augusto Gomes , 25 Tel. 265 545 200 Ext de Saúde S. Sebastião Urb. Vale do Cobro, Av. das Descobertas Tel. 265 708 000 Ext. de Saúde S. Filipe Rua Batalha do Viso, 46 Tel. 265 572 572 Ext. de Saúde Azeitão Rua Artur Horta, 18 Tel. 212 199 500 Extensão de Saúde Praça da República Praça da República Tel. 265 544 320 Centro Diagnóstico Pneumológico Urb. Vale do Cobro, Av. das Descobertas Tel. 265 708 000

Câmara Municipal de Setúbal 265 541 500 Capitania Porto de Setúbal 265 548 270 CP de Setúbal 265 526 845 GNR de Setúbal 265 242 500 Cruz Vermelha Portuguesa 265 522 578 Intoxicações 808 250 143 Piquete Águas do Sado 265 549 300 Piquete EDP 800 506 506 Polícia de Segurança Pública 265 522 022 Polícia Marítima 265 105 123 Protecção Civil de Setúbal 800 212 216 Protecção à Floresta 177 Táxis 913 201 015 | 935 910 222 | 962 012 727

Serviço de Saúde Pública Rua Luís Gonzaga Nascimento, 2, R/C Dto - Tel. 265 544 129/7

TST Setúbal 265 009 721

Hospital de São Bernardo R. Camilo Castelo Branco Tel. 265 549 000

LINHA DE EMERGÊNCIA Bomb. Sapadores de Setúbal 265 522 122

Hospital Ortopédico do Outão Tel. 265 543 900

Bombeiros Voluntários 265 523 523

Hospital da Luz - Setúbal (Hospor) EN 10 Km 37 Tel. 265 509 200

Protecção Civil 265 523 223 918 500 112

Título registado na ERC sob o n.º 107552; Propriedade: Carlos Bordallo -Pinheiro; Director: João Abreu - director@osetubalense.com; N.º Registo Legal 8/84; Jornalistas: (Cf. n.º 3 do art.º 14.º do Dec.-Lei n.º 56/2001 de 19/2); Redacção: Tel: 265 092 633; redaccao@osetubalense.com; Editor - Humberto Lameiras - C.P.J. 3427 - humberto.lameiras@osetubalense.com, Ana Martins Ventura - T.P. nº 2579 - ana.ventura@osetubalense.com; Inês Antunes Malta T.P. nº 2481 - ines.malta@osetubalense.com; Miguel Nunes Azevedo - T.P. nº 2608 - miguel.azevedo@osetubalense.com; Colaboradores: Fátima Brinca - C.P.J. n.º 2574 - fatima.brinca@osetubalense.com; Rogério Matos - C.P.J. n.º 9929 - rogerio.matos@osetubalense.com; Departamento Comercial: Mauro Sérgio - mauro.sergio@osetubalense.com; Célia Felix - celia.felix@osetubalense.com; Luís Kaiseler - luis.kaiseler@setupress.pt; Filipe Tavares - filipe.tavares@ osetubalense.com; Departamento Administrativo: Tel: 265 094 354 • geral@osetubalense.com; Dulce Lança - dulce.lanca@osetubalense.com; Branca Belchior - branca.belchior@osetubalense.com; Fotografia: André Areias; Mário Prata; Cessionário e Editor: Setupress - Soc. Editora, Lda. - Pessoa Colectiva com o n.º 510 965 423 com domicílio na Travessa Gaspar Agostinho n.º 1 - 1º Andar - 2900-389 Setúbal; Gerentes: Carlos Bordallo-Pinheiro; Maria Luisa Bordallo-Pinheiro; Sócios com mais de 5 % do capital social: Bordalo Pinheiro, Lda., Maria Luisa BordalloPinheiro e Rafael Bordallo-Pinheiro; Tiragem: 5000 ex.; Paginação: Sónia Bordallo-Pinheiro; Marisa Batista; Maria João Besugo - paginacao@osetubalense.com; Impressão: Tipografia Rápida de Setúbal, Lda - Travessa Jorge D'Aquino, 7 - 2900-427 Setubal - geral@tipografiarapida.pt

"O Setubalense" publica os trabalhos dos seus jornalistas e colaboradores de acordo com a ortografia por eles escolhida.


ABERTURA

SEXTAFEIRA 02.MARÇO.2018

03

Março Mulher traça caminhos para o futuro Comemoração “25 Edições, Caminhos para o Futuro” é o tema do programa Março Mulher deste ano, que conta com exposições, teatro, cinema, palestras, encontros literários e workshops, a realizar ao longo do mês em vários espaços ç e equipamentos de Setúbal.

 DR 

O

programa Março Mulher, organizado pela SEIES – Sociedade de Estudos e Intervenção em Engenharia Social, em parceria com a Câmara Municipal de Setúbal e a colaboração de diversas instituições, empresas e voluntários, assinala, a 8 de março, o Dia Internacional da Mulher, com eventos entre Março e Maio. As actividades do programa Março Mulher 2018 começam logo no início deste mês, com a exposição “Página de Papel de Vento”, da pintora russa Olga Bagina, a inaugurar amanhã, às 16h00. A mostra, patente até 24 de março, pode ser vista de segunda a sexta-feira das 09h00 às 19h00 e aos sábados das 14h00 às 19h00. Já “A Mulher Conserveira”, pequena dramatização pelo Projeto Sénior Tradições da Junta de Freguesia de São Sebastião, sobre histórias e vivências do trabalho em fábricas conserveiras de Setúbal, está em cena também amanhã, a partir das 15h00, na Sala José Afonso da Casa da Cultura. A 7, às 15h00, na Biblioteca Pública Munici-

pal, há “Mulheres de e em Setúbal – Partilha de Experiências”, com testemunhos de individualidades que se destacaram nas suas áreas de intervenção, caso da oradora Maria da Luz Santos. A sessão repete no dia 21, desta feita com a participação de Joaquina Soares. No dia 8 haverá um conjunto variado de atividades, como “Conversas e Outras Cenas sobre (Des) Igualdade”, que se realizam das 07h00 às 10h00 e das 16h00 às 19h00 nas estações de comboios, na Praça do Brasil, e rodoviária, localizada na Avenida 5 de Outubro. Ao longo de todo o dia 8, em vários locais do Bairro do Troino, é dinamizada a campanha de sensibilização “A Igualdade entre Mulheres e Homens Mora Aqui?”, com acções de rua e distribuição informativa nas caixas de correio com dados sobre a (des)igualdade em Portugal. Ainda neste dia, “Ser Mulher… Antigamente, Hoje e Caminhos para o Futuro” dá tema a uma conversa, das 10h00 às 12h00, no Sindicato dos Bancários do Sul e Ilhas, local que exibe, às 15h00, o filme “Mulheres Divinas”, de Petra Volpe, seguido de debate. Pelas

18h00, na Galeria Municipal do 11, é inaugurada a exposição “5 Mulheres Artistas”, com trabalhos de Ana Curto, Ana Isa Férias, Cristina Troufa, Rita Melo e Teresa Melo. A mostra, patente até 28 de abril, pode ser vista de terça a sexta-feira das 11h00 às 13h00 e das 14h00 às 18h00 e aos sábados das 14h00 às 18h00. O Dia Internacional da Mulher inclui ainda, às 18h00, na Biblioteca Pública Municipal de Setúbal, um encontro com a escritora Cristina Norton e, às 21h00, na Sala José Afonso da Casa da Cultura, a conferência “A Voz Poética Feminina: de sujeito de enunciação a agente discursiva”, por Ana Margarida Chora. A noite de dia 8, por sua vez, reserva, pelas 21h30, no Museu de Arqueologia e Etnografia do Distrito de Setúbal, a conferência “As Sociedades Contemporâneas e as Questões das Mulheres – Silêncios e Realidades”, com as participações das oradoras Regina Marques e Sandra Benfica. O programa continua até Maio, caracterizado por uma enorme variedade cultural, por vários locais da cidade.

ELO - FÁBRICA NACIONAL DE MATERIAL AUTOMÓVEL, S.A. Sede Social: R. Quinta da Galega de Cima, 24 Casal do Marco - 2840-126 Aldeia de Paio Pires Capital Social: 1.800.000,00 € (integralmente subscrito e realizado) Pessoa Colectiva n.º 500 094 411 Matriculada na Conservatória do Registo Comercial do Seixal sob o número 2

ASSEMBLEIA-GERAL DE ACCIONISTAS CONVOCATÓRIA Nos termos do disposto no art.º 377º do Código das Sociedades Comerciais, convocam-se os Senhores Accionistas para se reunirem em Assembleia-Geral Anual de Accionistas, na sede social, no próximo dia 03 de Abril pelas 11:30 horas, com a seguinte ordem de trabalhos: 1º. Apreciar e deliberar sobre o Relatório de Gestão, o Balanço e a Demonstração de Resultados do Exercício de 2017, bem como o Relatório e Parecer do Conselho Fiscal; 2º. Apreciar e deliberar sobre a proposta de aplicação de resultados; 3º. Proceder à apreciação geral da Administração e da Fiscalização da Sociedade; 4º. Eleição de um membro efectivo do Conselho Fiscal e designação do seu Presidente, e eleição do Presidente da Assembleia Geral, ambos até ao termo do mandato em curso (2017-2019); 5º. Deliberar sobre as remunerações dos Órgãos Sociais; 6º. Deliberar sobre a alteração dos artigos 5º e 7º dos Estatutos, que passarão a ter a seguinte redacção: ARTIGO 5º 1- As acções são nominativas, sendo incorporadas em títulos de uma, cinco, dez, cinquenta, cem, quinhentas, mil, cinco mil, dez mil e cinquenta mil acções. ARTIGO 7º 1- Os accionistas deliberam em Assembleias Gerais regularmente convocadas e reunidas, ou nos termos do artigo cinquenta e quatro do Código das Sociedades Comerciais. 2- Em vez de publicadas, as convocatórias podem ser comunicadas aos accionistas através de cartas registadas ou, em relação aos accionistas que comuniquem previamente o seu consentimento, por correio electrónico com recibo de leitura. 3- Os accionistas deliberam sobre as matérias que lhe são especialmente atribuídas pela lei ou pelo contrato, e sobre as que não estejam compreendidas nas atribuições de outros Órgãos da Sociedade. 4- Sobre matérias de gestão da Sociedade, os accionistas só podem deliberar a pedido do Órgão de Administração. A Assembleia será constituída nos termos do disposto no art.º 379º do Código das Sociedades Comerciais, e os documentos estarão à disposição dos Senhores Accionistas, para consulta na sede da sociedade, nos quinze dias anteriores à data prevista para a sua realização. Casal do Marco, 01 de Março de 2018 O Presidente da Mesa Dr. Fernando da Cunha Fernandes

OP/2687

POR INÊS ANTUNES MALTA


04

REPORTAGEM

SEXTAFEIRA 02.MARÇO.2018

GNR galga terreno a avisar proprietários cara a cara para limpar propriedades Prevenção A GNR tem em campo militares a alertar os proprietários para, até dia 15, limparem os seus terrenos a fim de evitar que se repitam grandes incêndios. O Setubalense acompanhou a primeira acção do Núcleo de Proteção Ambiental de Palmela e verificou existirem situações de risco iminente.

O

POR ROGÉRIO MATOS

Serviço de Protecção da Natureza e do Ambiente (SEPNA) da GNR, através dos Núcleos de Proteção Ambiental, tem em campo militares num esforço único no país para alertar, porta a porta, os proprietários de zonas em risco de incêndio para a necessidade de, até ao próximo dia 15, efetuarem a desmatação dos quintais em cumprimento da lei, salvaguardando assim a própria vida e a dos vizinhos em caso de incêndio. “Esta é uma forma bastante eficaz de alertar os proprietários porque os contactamos directamente e sabem assim que estamos atentos”, afirma José Vieira, tenente coronel do SEPNA da GNR de Setúbal. O Setubalense acompanhou a primeira ação do Núcleo de Proteção Ambiental de Palmela junto dos proprietários na quarta-feira. Consigo, levam elementos da Proteção Civil e um comunicado individual para entregar em mãos aos proprietários, assinado pelos militares e pelo próprio proprietário. “Há dois anos, um militar do SEPNA lembrou-se de colocar nas caixas do correio os avisos para a limpeza do terreno e recebemos inúmeras chamadas com dúvidas sobre o que deviam fazer. Aí nasceu a ideia de contac-

À entrada da quinta, nada fazia prever o autêntico perigo no interior. Pneus amontoados junto a vegetação alta, um sem número de veículos em fim de vida, a existência de ligações elétricas sem qualquer segurança, bem como pinheiros e eucaliptos altos por todo o espaço

tar cara a cara”, conta José Vieira. Certo é que no ano passado, a GNR entregou em mãos 119 avisos individuais porta a porta e em 106 situações, os proprietários cumpriram a limpeza. “As pessoas têm que perceber que a desmatação da

propriedade é um pilar essencial no combate aos incêndios porque em caso de tragédia, as chamas não têm espaço para


SEXTAFEIRA 02.MARÇO.2018

05

 FOTOS: MARIA BALSINHA 

A Câmara Municipal de Palmela tem já preparada a maquinaria para entrar nestes terrenos e limpá-los, mas não será fácil identificar os proprietários que podem, em muitos casos, nem saber que possuem estes terrenos adquiridos em heranças ou partilhas

progredir nem chegam às suas casas”. A GNR espera que a população cumpra com os deveres de limpeza do mato à volta das suas casas, principalmente devido às tragédias do ano passado que custaram a vida a mais de cem pessoas apanhadas pelos fogos nas zonas centro e norte do país. Na manhã de quarta-feira, os militares partiram para uma propriedade com cerca de dez hectares na zona de Miraventos, logo à saída de Setúbal em direção a Aires. “Recebemos uma denúncia para a falta de limpeza dos terrenos e decidimos investigar”, refere o mestre florestal do NPA de Palmela António Silva. À entrada da quinta, nada fazia prever o autêntico perigo no interior. Pneus amontoados junto a vegetação alta, um sem número de veículos em fim de vida, a existência de ligações elétricas sem qualquer segurança, bem

como pinheiros e eucaliptos altos por todo o espaço. Um curto-circuito e uma faúlha basta para que toda esta herdade arda no verão. Os elementos da proteção civil de Palmela ficaram incrédulos com o que verificaram e adivinham que terá que ser a autarquia a limpar todo este terreno. O proprietário, alegadamente único destes dez hectares, será um homem com avançada idade que não terá meios para cumprir a obrigatoriedade de limpeza de todo o terreno. Será agora a autarquia a fornecer os limites cadastrais da propriedade para perceber se esta terá outros proprietários e após o dia 15 de março, se a limpeza não for concluída, tem que avançar com a maquinaria pesada no espaço

após notificação pela GNR, que multa ainda o ou os proprietários pela falta de limpeza. “Não tínhamos conhecimento desta situação de alto perigo e se a limpeza não for feita, temos que ser nós a limpar, não há outra solução”, adivinha Carlos Caçoete. Só no ano passado, a autarquia tomou posse administrativa de cerca de 50 hectares distribuídos por todo o concelho, sensivelmente um hectar por proprietário, para efetuar a manutenção das faixas de gestão de combustível ao redor das habitações.

O custo das limpezas rondou os 25 mil euros, valor imputado aos proprietários, mas até hoje, nem um cêntimo foi devolvido aos cofres camarários. Este ano, é estimado que o valor aumente para os 50 mil euros para limpeza de cem hectares. “A autarquia vai adjudicar, por ajuste directo, a três empresas a limpeza de cerca de cem hectares que estão já identificados desde o ano passado até hoje”, afirma Carlos Caçoete, admitindo que esse valor pode aumentar. Partimos da herdade nos Ciprestes para o Parque Natural da Arrábida, uma propriedade identificada como Terra Rossa, no Vale de Alcube com cerca de cinco hectares, exemplo perfeito para o que deve ser feito no campo da manutenção das faixas de gestão de combustível ao redor das habitações, mas onde

surge um problema, identificado pelo proprietário. “O mato em redor do terreno não é limpo e não sabemos sequer quem são os proprietários”, conta Francisco Tilak Viegas, que tem na gaveta um projecto de cariz de educação ambiental e que quer ter na propriedade centenas de crianças provenientes de escolas dos municípios de Setúbal e Palmela. A Câmara Municipal de Palmela tem já preparada a maquinaria para entrar nestes terrenos e limpá-los, mas não será fácil identificar os proprietários que podem, em muitos casos, nem saber que possuem estes terrenos adquiridos em heranças ou partilhas. A GNR vai continuar a realizar diversas iniciativas de contacto com proprietários, população em geral e alunos nas escolas para alertar para a necessidade de limpeza dos matos.


06

CIDADE

SEXTAFEIRA 02.MARÇO.2018

3 Reparos  FOTOS: DR 

Reparámos que os andaimes das obras que estão a ser realizadas no edifício da antiga Ford dificultam a passagem de peões no local, que acabam por ter que se desviar e passar pela estrada. Reparámos que a situação de iluminação na Rua da Electricidade, na zona do Vale do Cobro, já foi reparada pela EDP. A rua deixou assim de ser a mais escura da zona. Reparámos que a chuva e o mau tempo que se têm feito sentir nos últimos dias fizeram os seus estragos em várias partes da cidade.

Para fazer reparos, pode contactar O Setubalense através do telefone 265 092 633 ou enviar para o email: redaccao@ osetubalense.com

Concurso Thiago Maya é barbeiro e tem como clientes o presidente do Vitória, Vítor Hugo, os jogadores do clube da cidade, entre outros nomes de referência na cidade. Este fim de semana, representa Setúbal no Campeonato Nacional de Barbeiros, onde vai dar o seu melhor na esperança de vencer.

Barbearia Maya

representa Setúbal no Campeonato Nacional POR ANA MARTINS VENTURA

Que eu saiba sou o único da cidade a participar. Uns amigos deram-me a ideia para representar Setúbal no concurso e assim fiz. Vou com as expectativas altas, com a moral em cima. Espero que eu vença, e de qualquer forma vou fazer o meu melhor para chegar à final”, refere Thiago Maya. “Estou aqui neste espaço há cerca de um ano, vinha de outro trabalho e tinha os meus clientes que vieram comigo. Nós somos uma barbearia que oferece um conceito de excelência em cortes de cabelo e uma barba bem feita com toalha quente, e temos crescido muito desde que chegamos aqui”, acrescenta. A Barbearia Maya, barbearia de referência em Setúbal, situada na Estrada dos Ci-

prestes, perto da Estação de Comboios, já teve o nome Brazilian Barber Shop mas agora é com o apelido do barbeiro Thiago que se apresenta ao país. Com clientes reconhecidos na nossa cidade, entre os quais os jogadores e o presidente do Vitória Futebol Clube, Thiago vai representar Setúbal no Challenge CACP BarberShop - Campeonato Nacional de Barbeiros este fim de semana. Com 14 anos de experiência e formação na área, Thiago, de 31, participa assim na semi-final do concurso deste ano e, se sair vencedor, chegará depois ao Porto, cidade onde terá lugar a final. No domingo, com início pelas 15h00 no Hotel Roma, em Lisboa, serão apurados 20 finalistas dos 47 concorrentes de várias zonas do país, entre

os quais se encontra o representante da cidade do rio azul. O Challenge CACP BarberShop é um concurso de barbeiros a nível nacional, cuja primeira edição teve lugar em 2016 e cujo primeiro objectivo é gerar o reconhecimento da profi ssão de barbeiro e divul-

gar os novos talentos deste mercado. É destinado a todos os profi ssionais da barbearia.

“Somos uma barbearia que oferece um conceito de excelência em cortes de cabelo e uma barba bem feita com toalha quente, e temos crescido muito desde que chegamos aqui” Opinião

Política

Taxas e Tachos

E

m regra assino este artigo como Presidente da Comissão Política do PSD. Hoje assino como Vereador da Câmara Municipal de Setúbal. Qual a diferença? Este não é propriamente um artigo de opinião, apenas aproveito este espaço para expor a exigência de todos os setubalenses e azeitonenses,

razão pela qual serei mais sintético e objectivo. Estamos todos saturados com o longo percurso sobre o IMI e sua possível redução em Setúbal. A culpa parece ser de todos menos dos que podem decidir sobre a sua redução, a CDU. Acresce, mais recentemente, uma embrulhada sobre a Taxa

Municipal de Protecção Civil, que até nasce de um erro que foi comum a Câmaras Municipais de todas as cores políticas, mas quem pode decidir sobre quem e quando recebe a devolução da taxa ainda não decidiu, ou seja a CDU. Recentemente, tornaram-se públicas algumas contratações

(apenas as mais mediáticas) de avenças para o Município de Setúbal, realizadas por quem pode decidir e decidiu, ou seja a CDU. O que se exige à CDU é que seja expedita nas decisões, se aceitam reduzir o IMI, então reduzam, se têm que devolver a Taxa Municipal de Protecção Civil então devolvam, o resto é

Nuno Carvalho PSD

conversa porque já se viu que quando querem decidir, até decidem rápido.


SOCIEDADE

SEXTAFEIRA 02.MARÇO.2018

07

Empresários investem no futuro da região com forte aposta na náutica  DR 

Desenvolvimento A Ásia ultrapassou a Europa no sector económico relacionado com a exploração das potencialidades na economia de mar. Este foi um dos pontos centrais de observação durante o encontro da associação Mar7 realizado na Casa da Baía, tendo com objetivo focar em novas oportunidades de investimento com olhos voltados para o futuro do Sado e das rotas atlânticas. POR ANA MARTINS VENTURA

Paulo Ribeiro, presidente da Mar7, apresentou o encontro Mar7 Pitchs | CEOs@SEA como um ponto de reflexão “sobre a economia do mar e tudo o que envolve a economia do mar no distrito de Setúbal e enfoque no concelho de Setúbal”. Um momento de reflexão na Casa da Baía para identificar investimentos necessários e oportunidades na região. A primeira conferência da as-

sociação Mar7 em 2018 reuniu deste modo empresas da região que “estão de algum modo associadas à náutica, para que possam dar a sua perspetiva sobre a indústria naval mas também sobre o caso concreto das suas empresas. O que fizeram, o que pretendem fazer e as oportunidades que estão a surgir nesta área, na região, no país e no mundo” explica Paulo Ribeiro. Um sector da economia onde Paulo Ribeiro identificou “se

existe sector da economia onde as nossas fronteiras extravasam o nosso distrito e concelho é, sem dúvida, o sector da economia do mar”. O vereador Carlos Rabaçal congratulou a associação de empresários pelo trabalho desenvolvido em prol do crescimento da região, potenciando as possibilidades que os canais marítimos proporcionam e que serão um ponto ainda mais, do que aquilo que já representam

essencial de crescimento para os próximos anos. O próximo encontro será daqui a 2 meses para voltar a discutir potencialidade de negócio e desenvolvimento para a região.

Olhar para Ásia como exemplo de crescimento aposta no mar como futuro Miguel Marques autor do estudo LEME – Barómetro PwC

da Economia do Mar apresenta o crescimento da Ásia em relação a este sector como exemplo do que é possível fazer na Europa, para o futuro próximo, expandindo para além do Atlântico. Para que exista mais economia do mar Miguel Marques identifica como essencial “existirem dois grandes factores”, identificando em primeiro lugar “pessoas qualificadas, preparadas para enfrentar a adversidade, quer natural do elemento água mas também o tempo, porque ganhar dinheiro com a economia do mar leva tempo. E neste ponto precisamos de profissionais resilientes”. Depois, a análise sobre a necessidade bons equipamentos onde considera essencial retomar fortemente “a construção e reparação naval”. Pois, no seu ponto de vista “não conseguiremos fazer crescer a nossa economia do mar se não estivermos bem equipados”. Algo onde aponta, “a Europa esquece isto, mas a Ásia não está a esquecer isto. E neste momento somos meros seguidores do que está a ser feito na Ásia”.

A primeira conferência da associação Mar7 em 2018 reuniu empresas da região que “estão de algum modo associadas à náutica Opinião

Semana da Cáritas centrada na ecologia integral

E

sta semana, no nosso país, é dedicada à Cáritas. Culminará no próximo domingo, Dia Nacional da Cáritas. Compreenderão que não poderia ser outro o assunto do meu artigo de opinião. Estão a decorrer, em muitas localidades de Portugal, múltiplas atividades que visam chamar a atenção para desafios que estão a ser-nos colocados, perante os quais não poderemos ficar indiferentes. Pelo contrário, há que enfrentálos com determinação, sob pena de comprometermos a nossa sobrevivência e, ainda mais, a dos nossos vindouros.

As evidências desses desafios estão aí: alterações do clima que oscilam, ao longo de todo o ano, entre chuvas intensas e secas prolongadas ou oscilações da temperatura do ar, desconcertantes. A falta de água em algumas regiões do mundo, e também já em certas localidades do nosso país, está a ser uma enorme preocupação. O aparecimento de certo tipo de epidemias sociais e sanitárias é outro problema grave. Por isso, o tema para esta Semana é “Uma só família humana. Cuidar da Casa Comum”. Não é difícil de entender esta constatação e apelo. Por muito que teimemos

viver centrados em nós próprios, não sobreviveremos sem os outros. A “Casa Comum” chamase planeta Terra. Tudo o que ela contém não está só ao serviço dos seres humanos. Pelo contrário, foi-lhes dada a missão de a tratar bem. Não é isso que está a acontecer. Estamos a delapidar os recursos naturais. Cada um e cada uma tem quotaparte de responsabilidade nisso. Logo, a partir das 21h00, este assunto vai ser tratado na Escola de Hotelaria de Setúbal, por iniciativa da Cáritas Diocesana de Setúbal. Não fique em casa, por favor. Também, até domingo, andarão

nas ruas pessoas a fazer o peditório para a Cáritas, que o mesmo é dizer - para os habitantes da Região de Setúbal que precisam de ajuda para satisfazerem necessidades básicas de subsistência. Não é uma tarefa fácil. Até porque o clima de suspeições que se tem gerado nos últimos tempos está a tornar cada vez mais difícil a realização deste tipo de iniciativas. Por isso, uma palavra de gratidão aos que aceitaram andar na rua a pedir a solidariedade dos seus concidadãos pela coragem demonstrada. Para os que foram forem abordados peço apenas:

Eugénio Fonseca Presidente da Cáritas confiem! A rejeição da solidariedade prejudica unicamente os pobres. Sejamos sensatos e generosos. Outra coisa não esperarei do povo da nossa região que, apesar de já ter sofrido na pele carências várias, mantém um altruísmo exemplar. Não se esqueçam de cuidar da “Casa Comum”. Vivamos como uma só família. Veremos como ganhamos todos, desde já, e sempre.


08

l especia

SEXTAFEIRA 02.MARÇO.2018

Entre as mil e uma alternativas de como cozinhar choco

Venha saborear! Mariscos, grelhados, peixe e carne Especialidades: Choco Frito, Ensopado de Enguias Morada: Av. Luisa Todi Nº530 Setúbal Contacto: 265 232 942 Encerra à terça feira

O ENT ASCIM N IO TÓN [ AN

Especialidades: Peixe Assado, Cataplana de Peixe e Fondue de Vitela Morada: Rua da Saúde, 34 • 2900-633 Setúbal Contacto: 265 237 738 tascadasmarés@hotmail.com

Especialidades: Peixe Assado e Pizzas Morada: Praça Machado dos Santos, nº 7 - 10 • 2900-178 Setúbal Contacto: 265 553 493 • tascakefish@hotmail.com Encerra à segunda-feira

C/ 1824

POR ANA MARTINS VENTURA

Especialidades: Peixe e Carne Grelhados. De terça a domingo há pratos do dia. Morada: Praça do Quebedo, nº 17 e nº 12 – Setúbal Contacto: 919 753 114 – 917 045 457

C/1838

Restaurante O Cantinho dos Petiscos Especialidades: Choco Frito, Petiscos, Mariscos,Peixe Assado Morada: Av. Luisa Todi 374/376 Setúbal Contacto: 265 409 986 Aberto todos os dias

Especialidades: Peixe e Carnes Grelhados, Massinha de Sapateira, Arroz de Marisco, Choco Frito. Aos almoços menu do dia Morada: Travessa do Seixal, n.º 8, r/c – Setúbal Contacto: 915 420 976

Especialidades: Peixe Assado e Grelhados no Carvão Morada: Travessa Álvaro Anês, 8 - Setubal Contacto: 265533369/919476041 Encerra às Terças-feiras

Choco com Molho de Tomate

Enquanto chef costumo usar as duas grandes vertentes nacionais. O choco frito e o choco em feijoada. Mas a tinta do choco também é uma abordagem que gosto de utilizar para fazer arroz ou massas negras”. Uma união entre tradição e uma vertente mais cosmopolita que o chef José Lino afirma estar “cada vez mais em voga” e que será um dos motes do festival.

Na cozinha com… o choco

C/ 058

Encerra à segunda-feira

FESTIVAL DO CHOCO

José Lino fala sobre a abordagem aos novos arrozes, onde o negro da tinta do choco liga muito bem com peixes e mariscos”. Também em crocantes para entradas ou complemento de pratos principais a tinta do choco é muito utilizada para dar cor e um sabor mais intenso”. Na paelha a tinta do choco é utlizada há muito tempo. “Nós não estávamos muito habituados, era mais utilizado em Espanha, mas agora começamos a ter mais abertura para esses pratos”.

500g de choco limpo cortado em pedaços 2 colheres de sopa de azeite 1 cebola 2 dentes de alho 1 folha de louro Piri-piri q.b Cerca de 300g de tomate pelado 125 ml de vinho branco Coentros q.b. Sal q.b.

Sabores Em entrevista a O Setubalense no contexto c do Festival do Choco 2018, a decorrer em Setúbal até dia 11, o chef José Lino apresenta novas nov abordagens para além do nosso tradicional choco frito. Sabores ainda por descobrir. Questionado sobre se choco frito continua a ser rei? José Lino confessa que essa é a sua vertente favorita. No entanto, ainda assim afirma, “já fiz várias roupagens diferentes para o choco frito e já vi outros colegas experimentarem também esta ousadia, dentro da receita tradicional. Não precisamos ser sempre tradicionais, hoje temos à nossa disposição muitos produtos que nos permitem inovar”. A fusão da cozinha tradicional com a nova cozinha começa a ser um mercado forte em Setúbal e “surgem cada vez mais os chamados restaurantes gourmet com novas abordagens feitas por nova geração de chefs”. Opções inovadoras em que diferentes partes do choco estão a ser utilizadas naquilo que José Lino identifica como “um recuperar de antigos sabores, tal como se viu com o bacalhau em que a partir de determinada altura as línguas, por exemplo, saíram de moda

Modo preparação: Num tacho, leve ao lume o azeite, a cebola cortada aos cubinhos, os alhos picados e a folha de louro. Deixe refogar mas sem deixar alourar. Junte o tomate picado em cubos e o piri-piri. Mexa e deixe refogar por

e agora foram recuperadas em diferentes pratos da nova cozinha”. O mesmo acontece em Setúbal com as ovas de choco. “Embora sejam um produto com valor elevado e nem sempre fácil de encontrar, já eram utilizadas pelos pescadores em receitas antigas e agora surgem de novo”.

E como reinventar uma receita que já é uma tradição? Neste ponto o chef faz referência á globalização da cozinha que permite usar novos produtos e tendências, “como as farinhas japonesas para tempuras ou o panko [género de pão ralado para frituras], que permitem uma textura mais crocante e diferente da habitual, conseguida”. A par destas alternativas, arriscar nas marinadas do choco antes da cozedura é também uma solução, com a utilização de novos temperos. “Ou, a utilização da tinta do choco para fazer uma maione-

mais 10 minutos. Seguidamente junte o choco e tempere com um pouco de sal. Após dois minutos regue com o vinho branco, tape e deixe cozinhar em lume médio por 15 a 20 minutos até que o choco fique tenro. SE o molho secar du-

se negra que acompanhe o choco frito. Algo que também permite um sabor totalmente diferente dentro de um prato típico”, na sua opinião, “intensificando mais o sabor a mar”. Novidades não só ao nível da confecção do choco frito mas também dos molhos que acompanham, “como trilogias em que temos diferentes sabores, por exemplo, o agridoce”.

Em Setúbal que vem degustar o choco o que espera? Enquanto cliente José lino comenta, “para além do sabor, vou procurar a textura. Isto, claro, no choco frito que continua ser o meu favorito”. “A cozedura ideal para obter a textura certa de modo a não ficar nem muito rijo, nem mole” é o que também espera encontrar num restaurante em Setúbal. O chef avalia que a fritura “deve ser feita com o óleo à temperatura certa para que o resultado final seja um choco crocante e quase sem gordura, de modo a que na boca fique apenas o sabor a mar e dos temperos que o intensificam, como o limão”.

rante a cozedura adicione um pouco mais de água e vinho branco. Depois do choco já estar bem macio, retire do lume e salpique com coentros picados. Acompanhe com legumes cozidos ou salteados, conforme preferência.


SEXTAFEIRA 02.MARÇO.2018

RESTAURANTE

Festival do choco só mesmo em Setúbal

O

C/1960

choco é rei nas ementas de mais de três dezenas de restaurantes de Setúbal, que participam, até ao dia 11 de março, num festival gastronómico com diferentes formas de confeccionar e saborear o típico molusco do Sado. Seja frito, guisado, com ou sem tinta, o choco é um elemento tradicional da gastronomia setubalense. Frito, no prato com batatas, igualmente fritas, e salada, ou no pão, é talvez a maneira mais comum de apresentar e provar a iguaria que faz parte da tradição gastronómica setubalense, durante o Festival do Choco 2018,e também ao longo de todo o ano. Assado com ou sem tinta, ensopado, à antiga, em caldeirada, estufado, ao alhinho e de pitéu, além de feijoada de ovas, são outras das opções promo-

vidas no âmbito do evento de gastronomia dinamizado com o apoio das empresas Lallemand e Makro. O festival gastronómi-

Casa da Baía, são de participação gratuita mediante inscrição. Neste caso, a última até ao dia 8 de março, através do contacto telefónico 265 545 010.

Para além de frito, assado com ou sem tinta, ensopado, à antiga, em caldeirada, estufado, ao alhinho e de pitéu, além de feijoada de ovas, são outras das opções promovidas no âmbito do evento de gastronomia dinamizado com o apoio das empresas Lallemand e Makro co incluiu, na abertura, a 24 de fevereiro, uma aula de culinária com o chef José Serrano e, no encerramento, a 11 de março, às 18h00, conta com uma degustação comentada pelo chef João Antunes. As actividades, ambas na

09

BALUARTE DO SADO

Especializades:

Peixe Grelhado • Choco Frito • Caldeiradas

Praça da República, N.º 1-A 2900-587 Setúbal

Tel.: 265 238 780 Fax: 265 537 763

O Festival do Choco 2018 integra um ciclo de eventos gastronómicos dinamizado pela Câmara Municipal com o objetivo de divulgar sabores e tradições da cozinha setubalense e, em simultâneo, estimular a restauração local e promover Setúbal enquanto destino turístico de excelência.

Restaurantes participantes Participam no Festival do Choco a Adega do Zé, a Adega Leo do Petisco, o Baluarte da Avenida, o Bombordo, o Cais 56, o Cantinho dos Petiscos, o Capitão Cook, a Casa do Mar, a Casa Lagarto, o Copa D’Ouro, o Estuário do Sado, o Ferribote, o Mar Azul, o Museu do Choco, a Nova Taberna o Pescador, o Novo 10, o Kefish e o

Convés. A Petisqueira o Manuel, Poço das Fontainhas, Rebarca, Restinguinha, Ribeirinha do Sado, Solar do Marquês II, Só Sónia, Taberna de Azeitão, Taberna Grande, Taberna Típica O Pescador

II, Tasca da Avenida, Tasca da Fatinha, Tasca das Marés, Tasca do Xico da Cana, Ti Prudência e Verde e Branco também fazem parte do evento. Inês Antunes Malta


10

SEXTAFEIRA 02.MARÇO.2018  DR 

Tradição O choco frito é a referência gastronómica mais relevante da cidade de Setúbal. Um pouco por todo o país há restaurantes que integram na ementa o Choco Frito à Setubalense. Tudo começou quando Manuel Coutinho decidiu inventar um novo petisco para vender na sua taberna.

A origem e a história do choco frito POR INÊS ANTUNES MALTA

A

ntigamente, no percurso desde o Largo António Joaquim Correia (antigo Largo da Palmeira), até à Fonte Nova, Praça Machados dos Santos quase todas as portas davam a uma taberna. Ainda no século XX, era nesse local que os pescadores do bairro do Troino se reuniam para

acertar contas das suas pescarias e jogar às cartas, enquanto apreciavam os seus copos de vinho tinto, nos poucos momentos de ócio de que dispunham. Nesse mesmo local existia um restaurante, actualmente o Solar do Marquês II, onde começou a história do choco frito Manuel Coutinho, o primeiro dono desse restaurante, era um desses pescadores que um

Como é a pesca ao choco?

M

uitos já se questionaram sobre como é feita a apanha do choco, naquele que é o primeiro momento desta espécie desde deixa a água para rumar aos pratos sob as mais diversas formas. Ora o choco pode ser apanhado com linha e a toneira (também conhecida como ‘palhaço’), mas a grande maioria vem das embarcações de pesca com redes. Para já, o rio não é visto pelos pescadores como o local ideal para a apanha do choco, uma vez que só em finais de março e meados de abril é que as quantidades aumentam. Por enquanto, as embarcações seguem para mar-alto, a cerca de ‘20 braças para a terra’ à procura de uma iguaria que se tor-

nou símbolo da cidade. Quem anda ao choco sabe que este gosta de sol. Por isso, as condições perfeitas para a apanha são um dia soalheiro e um mar com pouca corrente e águas claras. As viagens são feitas num só dia, uma vez que o mesmo não deve ser colocado em gelo a bordo, além de que deve ser guardado separadamente e em quantidades pequenas para não correr o risco de se estragar. Em época alta, uma embarcação poderá apanhar até 100kg numa só pescaria, embora seja algo muito invulgar para os pescadores, sendo que a totalidade do choco facilmente encontra mercado nos dias de hoje, ao contrário do que aconteceu noutras alturas.

dia decidiu dar outro rumo à sua vida e tornou-se taberneiro. Arrendou um espaço no Largo da Palmeira para instalar a sua taberna e decidiu introduzir um novo petisco, até então praticamente desconhecido em Setúbal. Logo cedo pela manhã, dirigia-se à beira-rio e ainda nas escadinhas de acesso ao rio comprava e começava a preparar o

novo petisco. Cortava o choco em tiras, lava-o muito bem nas águas do Sado e, já na taberna, as tiras de choco eram de novo passadas por água doce, salpicadas de sal e esfregadas com alho e malagueta. As tiras eram depois fritas e o novo petisco foi um sucesso. A taberna de Manuel Coutinho ficou assim famosa entre os pescadores e tantos outros

clientes. E, tal como se pode ler no livro “Histórias, Coisas e Gentes de Setúbal”, do autor Rui Canas Gaspar, “este antigo pescador setubalense dos Olhos d’Água quando faleceu deixou mais do que um considerável pecúlio, legou-nos sobretudo um delicioso e emblemático prato da gastronomia tradicional: o choco frito à moda de Setúbal”.

“É importante que se continuem a promover as tradições locais”

A

O Setubalense, Carlos Frutuoso, um dos responsáveis da Setúbal Pesca, falou sobre a pesca do choco, a importância da mesma para a comunidade piscatória sadina e a relevância de iniciativas como o Festival do Choco. A associação, que se carateriza como uma “verdadeira loja do cidadão da pesca” foi fundada em 2008 e, em conjunto com a Bivalmar, representa perto da totalidade das embarcações de Setúbal. O Setubalense: Como está a decorrer pesca do choco neste momento? Carlos Frutuoso: Neste momento ainda não há muito choco. O período mais forte será daqui para a fren-

te, quando ele começar a vir aqui para o rio. Quando chegar a época certa, esperemos que ele venha. O choco é um ‘bicho’ esquisito, digamos assim. Ele vai para as águas doces, para o rio, mas só desova se as condições climatéricas e as condições da água o permitirem. Caso contrário, não sobe o rio com tanta facilidade. A pesca do choco continua a ser o ganhapão de muitos pescadores setubalenses? Já foi mais. Neste momento há muitas embarcações de recreio a capturar choco e inclusive a apanharem chocos das redes das embarcações de pesca. É uma situação complicada de gerir e a fiscalização deveria ter

mais atenção a este problema. O choco ainda é uma das espécies que conseguem dar algum lucro à atividade, principalmente no início e no final da época da sua captura, quando atinge valores razoáveis. Está a decorrer agora o Festival do Choco. Como vê estas iniciativas? É importante que se continuem a promover as tradições locais e aquilo que é nosso. Há todo o interesse em divulgar os produtos locais, até porque isso traz algum dinheiro à cidade, traz visitantes e estes festivais são muito importantes, seja de que produto for, desde que seja da região. Miguel Nunes Azevedo


SOCIEDADE

SEXTAFEIRA 02.MARÇO.2018

11  DR 

Intempérie causa danos no Portinho da Arrábida

A

forte agitação marítima que se fez sentir na madrugada de quinta-feira provocou danos consideráveis no passadiço de cimento junto à orla marítima no Portinho da Arrábida, imediatamente antes do restaurante O Farol e junto a habitações. Orlando Soares, proprietário do restaurante diz que o restaurante vai ficar encerrado enquanto o pavimento não for restaurado. “Isto nunca foi visto”, conta Orlando Soares. “Tenho que fechar o restaurante porque não há acessos seguros para os clientes”, lamenta, acrescentando que o mar chegou a entrar no restaurante, mas sem provocar danos materiais.

O Serviço Municipal de Proteção Civil e a Polícia Marítima de Setúbal estiveram durante toda a manhã de ontem a avaliar os estragos. Sobre a reparação do passadiço que permitirá a reabertura do restaurante O Farol, esta caberá à Agência Portuguesa do Ambiente (APA), conforme refere José Luís Bucho, coordenador da proteção civil de Setúbal. “Aquela zona é da responsabilidade da Agência Portuguesa do Ambiente e qualquer intervenção terá de partir desta”. Entretanto foram colocados 6 sacos (big bags) com areia na zona mais exposta aos efeitos da ondulação e será ponderada a colocação de enrocamento na base do muro de proteção. Foi igual-

Pedro Vieira, presidente do Clube da Arrábida, avança que esta situação só veio a expor todas as fragilidades do Portinho da Arrábida e que o Clube tem vindo a apontar desde há dez anos. “A água inundou por completo a Praia do Creiro e chegou ao restaurante. Por momentos, ficámos sem praia” mente efetuado o balizamento da zona afetada, para condicionamento do acesso ao público. De acordo com a APA, “relativamente à reparação do muro afetado, nomeadamente da zona colocada a descoberto por ação do mar, a Agência Portuguesa do Ambiente, logo que esteja ul-

trapassado este episódio de forte agitação marítima, irá proceder à avaliação técnica da situação, com vista ao seu enquadramento financeiro e concretização”. Pedro Vieira, presidente do Clube da Arrábida, avança que esta situação só veio a expor todas as fragilidades do Portinho

da Arrábida e que o Clube tem vindo a apontar desde há dez anos. “A água inundou por completo a Praia do Creiro e chegou ao restaurante. Por momentos, ficámos sem praia”, lamenta. Os estragos no Portinho da Arrábida foram os que mais expressão tiveram em toda a orla marítima setubalense, conforme refere Nicholson Lavrador, comandante da Polícia Marítima de Setúbal. “Houve ainda uma boia que se soltou em Sesimbra, mas foi recuperada na praia”. De acordo com Nicholson Lavrador, o pior ainda estava para vir na madrugada desta sexta-feira devido à maré alta. Rogério Matos

Opinião

Fazer a Cidade

FAKE NEWS

O

caso não aconteceu com um qualquer pasquim ou jornal tablóide dos que por aí se publicam. Foi num dos mais antigos diários nacionais, com uma provecta idade e pergaminhos. A notícia rezava assim na edição online do “Diário de Notícias”: “Tribunal pede que morto seja alvo de perícia médico-legal psiquiátrica”. O texto surge repleto de pormenores, chegando ao ponto de afirmar que “a notificação indicava o local onde a perícia se poderia desenvolver: a campa do falecido e o respectivo cemitério”…

Parece que a notícia não terá sido escrita por nenhum estagiário ou colaborador externo mas pela própria subdirectora do jornal que não tentou verificar os factos junto do tribunal, como exige o jornalismo sério. Pelo contrário. A fonte da notícia terá sido um post no Facebook de alguém ligado à saúde mental no Alentejo. Temos, portanto, um jornal que se pretende referência jornalística no país a lançar cá para fora notícias falsas com base nas malfadadas redes sociais, onde todos os dias se “matam” actores de cinema e outras personalidades famosas,

“Nunca diga uma mentira que não possa provar.” (Millôr Fernandes)

José Brissos-Lino

seria possível. Mais grave ainda, é que quase toda a comunicação social se limitou a repetir tal dislate sem qualquer preocupação de busca da verdade. E o que fica na cabeça das pessoas é que de facto os tribunais são dirigidos por tolinhos ou mal-intencionados. Quando confrontados com notícias falsas, alguns jornalistas quase culpam os lesados porque “não desmentiram”. Como se as pessoas não tivessem mais que fazer do que andar a passar a pente fino os disparates, as invenções e mentiras tantas vezes veiculadas pelos média.

Pergunta-se: aonde foi a jornalista buscar os pormenores macabros da notícia, como a afirmação de que “a morada de contacto era a campa do falecido no cemitério onde está enterrado”? Há jornalistas que se deviam dedicar à ficção porque revelam uma tal alergia à realidade que os desqualifica para o exercício do jornalismo. José Lúcio, juiz presidente da Comarca de Beja, veio contar a estória e repor a verdade num longo texto, no mesmo jornal, onde apenas o director deu a cara a pedir desculpa, em meia dúzia de linhas num cantinho do final da página.

onde se enxovalha quem quer que seja e se soltam os cães da frustração sem qualquer filtro nem bom senso, à semelhança das caixas de comentários nos jornais online. O que aconteceu de facto foi que a juíza em questão, colocada perante um requerimento interposto pela advogada de uma das partes, que pretendia contestar um testamento por suposta incapacidade do testador à data da outorga do mesmo, e que solicitava um exame psiquiátrico, nada decidiu, tendo-se limitado a perguntar à secretaria do tribunal se a realização de tal diligência


12

DESPORTO

SEXTAFEIRA 02.MARÇO.2018

Email: desporto@osetubalense.com

Futebol de formação vitoriano Agenda do fim-de-semana Campeonato Nacional Juniores 1ª divisão – Ap. Campeão 3ª jornada União Leiria Vitória Sábado, pelas 15 horas Campo da Mata, nas Quintas Sirol – Sta Eufémia Campeonato Nacional Juvenis Manutenção – Série D 12ª jornada Vitória Oeiras Domingo, pelas 11 horas Campo Municipal de Palmela Campeonato Nacional Iniciados Ap. Campeão 12ª jornada Oeiras Vitória Domingo, pelas 11 horas Estádio Municipal de Oeiras – Mário Wilson Campeonato Distrital Iniciados 1ª divisão / 17ª jornada Vitória Olímpico Montijo Domingo, pelas 10 horas Complexo Desportivo do Vitória Campeonato Distrital Infantis A Divisão Honra – Ap. Campeão 1ª jornada Vitória Cova da Piedade Sábado, pelas 10h30 Estádio Bonfim nº 2 Campeonato Nacional Infantis B 2ª fase – Série C 8ª jornada Vitória Escola D. João I Sábado, pelas 09 horas Estádio Bonfim nº 2 Campeonato Distrital Benjamins A 3ª fase - 1ª jornada Vitória Sonho XXI Sábado, pelas 11h45 Estádio Bonfim nº 2 Campeonato Distrital Benjamins B 2ª fase – Série C 8ª jornada Alcacerense Vitória Sábado, pelas 09h30 Estádio Municipal de Alcácer

Favoritismos ficam fora do Bonfim I Liga Depois da derrota pesada no Bessa, o Vitória procura dar uma resposta positiva frente ao Rio Ave este domingo. Os sadinos têm uma tarefa difícil frente ao 5º classificado e esperam que o ‘fator casa’ volte a pesar. Dia da Mulher chega mais cedo ao Bonfim, com entrada gratuita para as vitorianas. POR MIGUEL NUNES AZEVEDO

M

otivado para dar uma boa resposta após a goleada imposta pelo Boavista, o Vitória recebe este domingo (18 horas) o Rio Ave naquele que será um teste difícil para a equipa de José Couceiro, que enfrenta um dos fortes candidatos por um lugar na Liga Europa. Os vila-condenses ocupam o 5º lugar da tabela, com 37 pontos, mais 17 do que a turma sadina, que vive uma luta renhida pela permanência contra cinco outras equipas. Contudo, há algo com 55 anos que joga a favor dos setubalenses: o Estádio do Bonfim. Em casa, os vitorianos só perderam três jogos

 DR 

Costinha é um dos jogadores em risco de exclusão

no somatório de todas as competições (Aves, Guimarães e Porto) e têm conseguido resultados cada vez melhores, bem como melhor assistência nas bancadas. Do lado do Vitória são esperadas mexidas depois da derrota pesada no Bessa, enquanto que também o Rio Ave deverá alterar o onze inicial. Sem os lesionados Gelson Dala e Leandrinho e o castigado Marcão, também Marcelo está em dúvida depois de ter abandonado o último encontro diretamente para o hospital após um choque violento com um adversário. O defesa-central já voltou aos treinos, mas Miguel Cardoso poderá abdicar do jogador por precaução, embora haja al-

 ARQUIVO 

tida, há quatro futebolistas que poderão falhar a deslocação à Madeira para defrontar o Marítimo. Nuno Pinto, Costinha, Edinho e José Semedo somam quatro cartões amarelos e se virem mais um cumprirão castigo na próxima jornada.

Portas abertas às vitorianas Mulheres terão entrada gratuita este domingo

guma escassez de soluções no eixo defensivo.

Quarteto em risco de exclusão Embora sem jogadores castigados à entrada para esta par-

De modo a celebrar o Dia Internacional da Mulher (8 de março), as vitorianas têm entrada gratuita para assistir ao jogo deste domingo. A medida, que visa conseguir outra boa assistência, aplica-se a todas as mulheres, mesmo que não sejam associadas do clube, sendo apenas preciso levantar um convite na Gestão de Sócios ou nas bilheteiras do estádio.

Três pódios para o Naval FC Setúbal procura em Vila Franca de Xira voltar às vitórias

O

Clube Naval Setubalense esteve em ação nos Campeonatos de Inverno de Lisboa – Piscina Longa, que se realizaram no passado fim de semana em Vila Franca de Xira. Em representação do clube sadino estiveram 13 nadadores dos escalões juvenil, júnior e sénior, que trouxeram para Setúbal três pódios. Entre um total de 390 atletas de 29 clubes da Associação de Natação de Lisboa, destaque para o segundo lugar de Ana Margarida Soares (200 metros livres), o terceiro lugar de Leonor Ramos Zacarias (800 metros livres) e para o triunfo de José Miguel Oliveira, que se sagrou campeão regional de juvenis B com um tempo de 2:25.33 minutos.

 DR 

José Oliveira sagrou-se campeão regional

D

epois de um arranque promissor naquela que é a época de estreia do FC Setúbal na I Distrital, os sadinos levam três jogos sem vencer, naquela que está a ser a pior fase da temporada. Depois das derrotas frente aos primeiros classificados, Amora e Barreirense, a equipa de Bela Vista empatou em Almada e poderá perder o 4º lugar da tabela se for derrotada pelo Sesimbra no próximo domingo. A única representante da cidade na I Distrital já afirmou, através do presidente e treinador Mário Leandro, que não vai baixar os braços e certamente procurará regressar aos triunfos. O jogo frente aos sesimbrenses, a contar para a 17ª jornada, será

disputado em casa dos ‘guerreiros’, o que dá uma grande vantagem à equipa setubalense. Contudo, com as duas equipas separadas por apenas 1 ponto, espera-se um jogo renhido. Ainda que desfalcada pelas lesões de Ballo e Gakou, o extremo Rafinha está recuperado e deverá ir a jogo para ajudar no ataque. Também elegíveis estão os reforços Alexssandro Farias (ex-Alcacerense) e Dieng (ex-Palmelense), que foram inscritos nos últimos dias para reforçar as opções no plantel. Em caso de uma vitória, o FC Setúbal poderá deixar para trás o adversário mais próximo e até mesmo subir ao pódio, caso o Fabril seja derrotado pelo Banheirense.


SEXTAFEIRA 02.MARÇO.2018

Sabores de Setúbal

C/ 1797

Onde vamos hoje?

 DR 

NOVO RESTAURANTE GENUINAMENTE JAPONÊS Morada: Av. José Mourinho, 90 Contacto: 265 424 362/927317107 Crianças menos de 10 anos - Almoço: 5,50€ | Jantar: 7,50€ Takeaway - 1 cx 6.50€ -2 cx 12€ -3 cx 17,50€

C/ 1383

Feijoada de choco e camarão

13

[ FOTOS: DR 

AGENDA GASTRONÓMICA

C/ 1383

Especialidades: Comida Vegetariana e Macrobiótica Morada: Av. Luísa Todi, 123 – Setúbal Contacto: 265 233 482 Período de Encerramento: Fim-de-semana

OP/1928

Especialidades: Peixe Grelhado; Cataplanas; Arroz de Marisco, Tamboril e Garoupa; Mariscada; Choco Frito Morada: Avenida José Mourinho nº 46 2900 Setúbal | 265553247 Horário: 12h às 16h e das 18h30 às 23h - Aberto todos os dias

Especialidades: Arroz de Marisco, Bacalhau Assado Morada: Praia da Figueirinha Contacto: 212 189 626 • restaurantebarmar@sapo.pt Aberto todos os dias

Ingredientes para 2 pessoas

Anuncie aqui o seu restaurante!

350g de Feijão branco cozido usar 250g de tiras de choco (podem pota) 150g de miolo de camarão 1 tomate maduro 1 pimento vermelho pequeno tomate 2 colheres de sopa de polpa de 1 cebola 2 dentes de alho 1 folha de louro 1 malagueta seca Sal e pimenta q.b. Azeite q.b.

Preparação: Pique a cebola e os dentes de alho e leve-os ao lume juntamente com um fio de azeite e a folha de louro deixando refogar. Entretanto corte o to-

Preços Especiais

mate em pedacinhos assim como o pimento vermelho e acrescente ao refogado juntamente com a polpa de tomate, tempere com um pouco de sal, pimenta e a malagueta seca e deixe cozinhar.

Corte as tiras de choco em cubos e acrescente ao refogado. Deixe cozinhar uns 10 minutos a crescente depois o feijão e o miolo de camarão. Envolva bem e retifique os temperos eixando cozinhar mais um pouco até o camarão estar cozinhado e a feijoada

apurada. Sirva polvilhada com coentros frescos picados e acompanhe com arroz branco. Bom Apetite! Fonte: Joana Roque http://paracozinhar. blogspot.pt

PARA ANUNCIAR CONTACTE 912 278 131 912 277 047 914 793 037


14

PALMELA

SEXTAFEIRA 02.MARÇO.2018

Socialista Mara Rebelo estreia-se como vereadora  DR 

Balanço Mara Rebelo estreou-se nas lides autárquicas como vereadora do Partido Socialista e tem dado nas vistas com as suas sugestões na autarquia de Palmela governada pela CDU. A autarca faz o balanço destes primeiros quatro meses de gestão autárquica e aponta algumas lacunas que têm que ser eliminadas.

POR FÁTIMA BRINCA

M

ara Rebelo integra o Conselho de Administração da Fundação COI e foi eleita como vereadora nas listas do PS para a câmara de Palmela. A autarca tem dado nas vistas com sugestões coerentes, nomeadamente nas áreas sociais e da educação. A jovem vereadora faz o balanço dos primeiros quatro meses de mandato, revelando “aceitei o desafio, porque acreditei, desde o primeiro momento, na visão estratégica de Raul Cristóvão, no sentido de protagonizar uma alternativa democrática à CDU”. Mara Rebelo quer “ajudar a construir uma nova forma de fazer política e um novo projecto autárquico para o concelho”. Para a vereadora socialista “o desafio

foi compreendido e aceite pelos munícipes, pois conseguimos, aos fim de mais de 39 anos, retirar a maioria absoluta à CDU” e “os três vereadores eleitos pelo PS, têm procurado ir ao encontro daquilo que defendemos centrando a nossa acção em novas políticas de governação autárquica, sempre numa atitude de oposição construtiva, pois esse é nosso propósito maior, defender a população”. Mara Rebelo considera que “há muito ainda por fazer no nosso concelho. Mas esse é um caminho que nós, vereadores do PS, teremos de trilhar até final de mandato” e não deixa de considerar que o “executivo liderado pela CDU continua a manter as suas posições pouco ambiciosas, e por isso mais confortáveis” e em Palmela “precisamos de uma melhor gestão dos recursos financei-

Mara Rebelo estreia-se como vereadora

ros, com políticas que promovam as economias locais que atraiam investimento e por conseguinte que criem empregos. Precisamos de melhores políticas sociais que deem novas respostas aos problemas das pessoas”. A vereadora, apesar de não ter pelouros, lembra que as propostas do PS “já começaram a dar alguns frutos”, nomeadamente “a inclusão do IMI Familiar, pela primeira vez no concelho de Palmela, a atribuição de Bolsas de Estudo para estudantes do Concelho e a implementação do Cartão Municipal para o Voluntariado, a começar pelos Bombeiros Voluntários”. A vereadora socialista faz questão de alertar para a necessidade do executi-

Alemanha distingue vinhos da Casa Ermelinda Freitas com Medalha Grande Ouro

 DR 

vo eleito pelos munícipes, “não ser detentor de toda a informação e conhecedor de toda a realidade e temos de ter a humildade de saber interagir com a população e sempre que se justifique dar-lhes ferramentas que nos possibilitem fazer o nosso trabalho ainda melhor”. Essa interacção, realça a autarca, “deve incluir o associativismo, os movimentos cívicos, todos aqueles que querem, assim como nós, melhorar o nosso concelho” e destaca o exemplo dado pela Junta de Freguesia de Palmela, ganha pelo Partido Socialista, para “percebermos as diferenças positivas que surgiram, desde que tomámos posse”. E aponta algumas lacunas

“precisamos de melhores políticas sociais que deem novas respostas aos problemas das pessoas. E isso tem de passar por uma urgente revitalização da Rede Social do Concelho” e lembra “o associativismo no concelho de Palmela está a passar por graves dificuldades e este tem de ser encarado como um problema de todos nós”. A vereadora anuncia “iremos sempre fomentar, junto da força política em exercício, a coexistência com este sector de forma refletida, estruturada e organizada, evitando sobreposições e atropelamentos desnecessários, que em nada contribuem para o bem-estar da população, bem pelo contrário”.

Ampliação da igreja com isenção de taxas

 DR 

O

vinho “Vinha do Fava – Touriga Nacional 2016” da Casa Ermelinda Freitas obteve a medalha de Grande Ouro, no famoso concurso, “Berliner Wein Trophy”, na Alemanha. Mas a adega de Fernando Pó conquistou nesse concurso mais cinco medalhas de ouro, atribuídas aos vinhos Cabernet Sauvignon Reserva 2014, Vinha da Valentina Reserva Signature 2016, Valoroso Reserva 2015, Vinha do Rosário Syrah 2016 e Vinha do Rosário Touriga Nacional 2016. Nestes dois primeiros meses de 2018 a Casa Ermelinda Freitas já conquistou a distinção do CEF Espumante Bruto pela Deco e 21 medalhas internacionais, com destaque para o Grand Prix-Cisne de Ouro, uma Medalha Grande Ouro, 13 de Ouro e 6 de Prata.

Igreja vai sofrer obras de ampliação

A

Casa Ermelinda Freitas acumula medalhas

Igreja Paroquial da Freguesia de S. Pedro da Marateca foi reconhecida de interesse público pela Câmara de Palmela e estará isenta de taxas nas obras de ampliação para a criação da sala de velório, instalações sanitárias públicas e construção de telheiro.

A autarquia de Palmela destaca que a igreja “desempenha um importante papel na comunidade, na defesa da cultura e tradições locais, mostrando-se igualmente atenta à conjuntura socioeconómica da população do território, organizando actividades solidárias e de apoio social”.


NECROLOGIA

SEXTAFEIRA 02.MARÇO.2018

Funeraria

Armindo

Marino Garrinhas Afonso Costa

Carlos Manuel Correia Oliveira

Maria de Lurdes Narciso Pereira

(1967 – 2018)

Participação e Agradecimento

Participação e Agradecimento

Participação e Agradecimento

A funerária Armindo lamenta informar o falecimento de Marino Garrinhas Afonso Costa.

A funerária Armindo lamenta informar o falecimento de Maria de Lurdes Narciso Pereira. A família vem por esta via agradecer a todas as pessoas que se dignaram a acompanhar o funeral ou que, de qualquer outra forma, manifestaram as suas condolências.

A funerária Armindo lamenta informar o falecimento de Carlos Manuel Correia Oliveira. A família vem por esta via agradecer a todas as pessoas que se dignaram a acompanhar o funeral ou que, de qualquer outra forma, manifestaram as suas condolências.

Funeraria

Funeraria

Arranjos tradicionais ou modernos, aos melhores preços do mercado.

Funeraria

Você sabia...

Se necessita com urgência de um apontamento floral entregue na capela, ligue... 265 523 515 Funeraria

... que pode subscrever gratuitamente o cartão “eLIFE VIDA ETERNA”?

... que a funerária Armindo está disponível todos os dias do ano, a qualquer hora, para o apoiar em caso de emergência funerária?

Garan mos o cumprimento das suas úl mas vontades. Não confronte mais a sua família com este tema tão incómodo e, principalmente,

EMERGÊNCIA FUNERÁRIA

800 217 217 LIGUE GRÁTIS

265 523 515 OPE/000

LIGUE GRÁTIS

Você sabia...

Você sabia...

Para mais informações ligue

800 217 217

Armindo Armindo

Armindo Armindo Temos serviço de Flores para funerais

EMERGÊNCIA FUNERÁRIA

... que a funerária Armindo, em colaboração com a EternaILive, tem serviço permanente de entrega de flores para funerais?

(1965 – 2018)

(1935 – 2018)

15

não pense mais nisso! Funeraria

Funeraria Funeraria

Funeraria

Armindo Armindo

Armindo Armindo

Classificados

Necrologia

Alugo

Mudanças Jorge Gabriel

Afonso Oliveira Modesto

Desmontagem e Montagem Temos elevador exterior www.mudançasjorgegabriel.com 265 094 678 / 914 920 OP/ 094 1936

2 assoalhadas mobiladas 300€

Tlm. 917 964 132 OP/ 2676

Precisa-se Empregado/a de Balcão (café/ Snack – Bar)

265 572 516 OP/ 2680

Peq. Anúncios • Dá-se a exploração peixaria, baixo preço. Tlm 917910473

M/F

Restaurante na Mourisca pretende reforçar equipa de colaboradores

FALECEU A 02-03-2017

Em memória de “Em nós continuam a viver aqueles que partiram” Estarás para sempre nos nossos pensamentes e corações. OP/ 2686

Contacte o Jornal O Setubalense Telefone 265 094 354 Email: geral@osetubalense.com

Procuramos pessoas dinâmicas, com capacidade de trabalho, e transporte próprio, nas seguintes áreas: - Empregados de mesa, com experiência e conhecimentos de inglês. - Copeiras - Ajudantes de cozinha, com experiência Oferecemos: - Integração em empresa referenciada no sector, distinguida com Prémio PME excelência 2017 - Horário de trabalho continuo, rotativo semanalmente - Vencimento de acordo com a exigência e o desempenho - Possibilidade de progressão na carreira Contacto - 912719389

OP/ 2685

AGÊNCIA FUNERÁRIA A COSTA

C/ 1799

Serviço Permanente e 265 523 496 Facilidades de pagamento Entrega direta de documentos os na Segurança Social em Lisboa boa

Precisa-se

ardina Telefone: 265 094 354

Receba o seu Jornal em formato PDF Contacto: 265 094 354


16

SEXTAFEIRA 02.MARÇO.2018

PUBLICIDADE

Telefone 265094354 geral@osetubalense.com  

Edição nº 603 dia 02 de Março de 2018

Telefone 265094354 geral@osetubalense.com  

Edição nº 603 dia 02 de Março de 2018

Advertisement