Page 1

PUBLICIDADE 1201

SEGUNDA-FEIRA |1 14.OUTUBRO.2019 | N.º 259 | Ano II | 5.ª Série

PUBLICIDADE

PORTO DE SINES RECEBE 1,3 MIL MILHÕES SESIMBRA P.6

ROGÉRIO CHORA PINTOR DE SETÚBAL SOMA MAIS DE 60 ANOS DE CARREIRA

P.16 e 17

Maior investimento de sempre nos portos, para ampliar Terminal XXI e construir novo Terminal Vasco da Gama P.4

SETÚBAL P.10

PS espera ter vereador Fernando José no Parlamento

Obra da Escola Rodrigues Soromenho foi adjudicada

EMPREGO E FORMAÇÃO União de Sindicatos quer mudar trabalho barato P.15

PUBLICIDADE

“Setúbal é uma inspiração” PUBLICIDADE

IEFP promove Semana do Empregador P.14


2

FIGURA DO DIA

REPARO DO DIA

SEGUNDA-FEIRA, 14/10/2019

Û

MIRADOURO DA ARRÁBIDA NOTA DO DIA

HANS-PETER BUEHLER E MARION BUEHLERBROCKHAUS

FRANCISCO ALVES RITO Director

Uma marca na cidade e um lugar no coração A obra da Fundação Buehler-Brockhaus está à vista e cidade deve mostrar-se reconhecida A Fundação Buehler-Brockhaus, criada por um casal de alemães que adoptou Setúbal como sua cidade de residência, em 2008, anunciou o fim da actividade, após dez anos de forte apoio ao desenvolvimento artístico, cultural e até social, local e regional. Durante uma década, a fundação doou alguns milhões de euros em sete esculturas - em pontos distintos da cidade, como os Golfinhos, na Rotunda do Alegro, Zéfiro, no Monte Belo, ou as Sardinhas, nas Fontainhas - mas também em apoio a obras de arqueologia e restauro - do Fórum Luísa Todi ao Convento de Jesus, passando pelo Mercado do Livramento ou a requalificação da Doca de Pesca - e até de subsídios, prémios e ofertas em géneros a várias colectividades e organizações culturais, como a LASA, o Festróia ou as companhias de teatro e dança. A mão amiga deste invulgar casal não se ficou apenas pela cidade, tendo chegar, por exemplo, a Alcácer do sal, através da compra de instrumentos musicais para a Sociedade Filarmónica Visconde de Alcácer. Esta generosa prática chegou agora ao fim, anunciado pelos fundadores, que agradecem o apoio da Câmara Municipal de Setúbal. Dizem que a cidade "tinha todos os requisitos para ser o sitio certo onde o apoio poderia ser bem vindo". E esperamos que realmente tenha sido. O motivo do fim da fundação não é explicado, nem é necessário que seja para efeitos da devida gratidão colectiva. Setúbal, e os setubalenses, saberão certamente guardar memória desta tão invulgar e relevante dádiva e um espaço no coração para os seus generosos protagonistas.

O casal alemão, residente em Setúbal desde 2008, dedicou uma década, e alguns milhões de euros, ao desenvolvimento artístico, cultural e social da cidade e não só. A Fundação Buehler-Brockhaus, que fundaram há dez anos, cessou este ano a sua actividade, e deixa uma marca indelével em Setúbal.

OPINIÃO

Cabo suspenso na Rua Frei António das Chagas Reparámos que este cabo, que mal se vê na fotografia, está suspenso entre postes mas de forma anómala. Literalmente pendurado em postes de iluminação que não são para o efeito, o cabo

termina também de forma anormal, em cada um dos lados da rua, conduzido para o nível do solo. Certamente uma solução provisória. Falta saber quanto tempo subsistirá.

PENSAR SETÚBAL

Francisco Sousa: Um prestigiado artesão setubalense

GIOVANNI LICCIARDELLO Professor

Hoje iremos falar de Francisco Sousa, um prestigiado artesão setubalense. Francisco Sousa nasceu em Setúbal em 1938. Filho de Ernesto de Sousa, pescador, nascido também em Setúbal e de Maria da Conceição Sousa, natural de Olhão, tendo vindo viver para Setúbal ainda muito nova. A mãe era costureira e confeccionava a roupa dos pescadores que iam para a pesca do Bacalhau. Desta relação nasceram seis filhos: três raparigas e três rapazes. Estudou na escola da Casa dos Pescadores no actual Largo José Afonso, tendo deixado os estudos, com apenas 9 anos de idade. Começou logo a trabalhar num armazém, numa dobadora que tratava do fio para a

pesca, mantendo-se pouco tempo nessa ocupação. Trabalhou posteriormente junto à doca, ajudando os pescadores a levar o peixe para a lota, com caixas que se pegavam dos dois lados. Desde miúdo que teve sempre a percepção da sua habilidade manual. Sempre que podia, ia para a Comenda apanhar os cascos das palmeiras e com uma navalha fazia barcos. Com 18 anos iniciou a sua actividade piscatória a bordo da traineira “Glória do Sado”. Iam pescar ao longo de toda a costa portuguesa. Com cerca 22 anos, abandonou a pesca, ficando na mesma empresa a tratar da reparação das redes. No defeso da pesca da sardinha, que ia de Abril a Junho, procedia-se à reparação das embarcações nos estaleiros localizados na Praia da Saúde. Durante esses tempos, Francisco Sousa ia para o estaleiro pintar, assistindo à construção de traineiras, desde o início, até aos acabamentos finais, sempre prestando muita atenção a todos os detalhes de construção. Casou com 27 anos e teve dois filhos, um dos quais também de nome Fran-

cisco, pai do meu aluno Rafael, que foi quem me falou em primeiro lugar do talento do seu avô. Em boa hora o fez. Nos anos 70, o número de traineiras foi diminuindo, tal como as fábricas de conserva, tendo regressado para a pesca artesanal, confeccionando as redes para a pesca num armazém até 1999, altura em que foi para a reforma com 62 anos. Após o falecimento da sua mulher, ocorrido em 2001, Francisco Sousa adquiriu um andar com garagem por baixo, dedicando-se em exclusivo a construir embarcações, cada uma delas com cerca um metro de comprimento. Francisco Sousa carrega fortemente nos érres. A sua forma de expressar, com uma linguagem rica, característica e marcadamente setubalense, deixame absolutamente fascinado. Gostava de saber falar assim. Sei imitar, mas não é a mesma coisa. Vitoriano indefectível, é sócio de ouro, contando actualmente 54 anos de associado. Francisco Sousa utiliza as ferramentas de carpinteiro. Na sua bancada encontramos polainas, formões, martelos, etc. que vão sendo sucessivamente

manuseadas com arte e engenho. No final, os barcos são todos testados com a prova de água, colocando-os um dia inteiro dentro de uma banheira. São, sobretudo, traineiras de inegável beleza, construídas de raiz pelas suas talentosas mãos. Um aspecto fundamental e que chamo desde já a atenção no trabalho de Francisco Sousa; nunca vendeu nenhum barco que construiu e que constrói, guardando-os na sua garagem e expondo-os sempre que é solicitado para isso. A sua destreza manual e o seu talento como artesão, deveriam merecer uma outra atenção por parte dos responsáveis camarários. Fica, portanto, aqui a sugestão dirigida à Câmara Municipal de Setúbal, no sentido de se procurar encontrar um local, onde estas belíssimas embarcações, mantendo-se como propriedade de Francisco Sousa, pudessem ser vistas e admiradas por todos. Caro senhor Francisco; é para mim um grande privilégio poder usufruir da sua distinta companhia, aprender com a sua experiência e apreciar as suas magníficas obras.

FICHA TÉCNICA

PUBLICIDADE geral@osetubalense.com publicidade.setubal@gmail.com

SETÚBAL ALMADA SEIXAL PALMELA BARREIRO ALCOCHETE OUTROS CONCELHOS MONTIJO MOITA 212 383 228 265 520 716 265 094 354 265 092 725 212 318 392 212 047 599 212 047 599 212 384 894 937 081 515

Registo de Título N.º 107552 | Depósito Legal N.º 8/84

Propriedade: Outra Margem - Publicações e Publicidade, Lda. Contribuinte: 515 047 325. (Detentores de mais de 10% do capital social: Gabriel Rito e Carlos Bordallo-Pinheiro). Editor: Primeira Hora - Editora e Comunicação, Lda. Contribuinte: 515 047 031 (Detentores de mais de 10% do capital social: Setupress, Lda., Losango Mágico, Lda., Carla Rito e Gabriel Rito) Sede de Administração e Redacção: Travessa Gaspar Agostinho, 1 - 1.º, 2900-389 Setúbal. Conselho de Gerência: Carla Rito, Carlos Dinis Bordallo-Pinheiro, Gabriel Rito e Carlos Bordallo-Pinheiro.

CONCELHO DE SETÚBAL Travessa Gaspar Agostinho, 1 - 1.º - 2900-389 Setúbal - Tel. 265 094 354 (geral) / 265092 633 (redacção) / 265 092 725 - 265 520 716 (dep. comercial) CONCELHO DE PALMELA Rua José Saramago, lote 26 - loja direita 2955-027 Pinhal Novo - Tel. 212 384 894 CONCELHOS DE MONTIJO E ALCOCHETE Praça da República, 63, Galerias Comerciais, Lj 18. Tel./Fax: 212 318 392

CONCELHO DO BARREIRO Intermarche da Moita - Quinta Santa Rosa Rua Classe Operário - Alhos Vedros - Moita Tel.: 212 047 599 - 939 050 535 CONCELHO DA MOITA Intermarche da Moita - Quinta Santa Rosa Rua Classe Operário - Alhos Vedros - Moita Tel. 212 047 599 / 939 050 535 REDACÇÃO Director: Francisco Alves Rito (CPJ 2292) diretor@osetubalense.com Redacção: Mário Rui Sobral (CPJ 3872 A),

Humberto Lameiras (CPJ 2321 A); Ana Martins Ventura (CPJ 7230 A). Colaboradores: Inês Antunes Malta (CPJ 7226 A); Miguel Nunes Azevedo (TP 2608); Fátima Brinca (CPJ 2574); Rogério Matos (CPJ 9929); Helga Nobre; André Rosa; Ricardo Lopes Pereira e José Pina. Fotografia: Mário Prata, Alexandre Gaspar e Arsénio Franco. DEPARTAMENTO ADMINISTRATIVO Teresa Inácio, Dulce Lança e Branca Belchior. PUBLICIDADE Direcção Comercial: Carla Sofia Rito e Carlos Dinis Bordallo-Pinheiro. Setúbal: Ana Oli-

veira, Mauro Sérgio, Célia Felix e Rosália Batista. Montijo: Graciete Rodrigues.PPalmela: Rosália Batista. Barreiro: Carla Santos. Moita: Carla Santos. IMPRESSÃO Tipografia Rápida de Setúbal, Lda. - Travessa Jorge d’Aquino, 7 - 2900-427 Setúbal e-mail: geral@tipografiarapida.pt DISTRIBUIÇÃO VASP - Venda Seca, Agualva - Cacém Tel. 214 337 000 Tiragem média diária: 9.000 exemplares

Estatuto Editorial disponível em https://www.facebook.com/pg/ JornalOSetubalense/ about/?ref=page_internal

Edição online www.diariodaregiao.pt Digital Media Officer: José Luís Andrade

Os artigos assinados são da responsabilidade dos seus autores


Suspeitos de tráfico de droga ficam em prisão preventiva SEGUNDA-FEIRA, 14/10/2019

ACTUAL

Dois homens que tinham sido detidos pela GNR da Trafaria (Almada) por suspeitas de tráfico de droga ficaram em prisão preventiva, informou no sábado a GNR. O Núcleo de Investigação Criminal de Almada da GNR

deteve na Trafaria uma mulher e dois homens suspeitos de tráfico de droga e posse de arma ilegal, tendo os homens ficado em prisão preventiva e mulher sido constituída arguida. As detenções foram feitas na sequência

de uma investigação que decorria há já 11 meses e durante a qual os militares da GNR apuraram que os suspeitos se dedicavam em exclusivo a esta actividade ilícita, vendendo a droga directamente a consumidores

na Charneca da Caparica. Segundo um comunicado da GNR, um primeiro suspeito foi interceptado no Aeroporto de Lisboa na posse de 2,7 quilos de cocaína pura, dissimulada no interior de uma mala de viagem.

3

SETÚBAL Por alegada violação do direito de participação pública

SOS Sado interpõe acção para que projecto de dragagens seja declarado “nulo” Movimento pediu também ao MP abertura de inquérito sobre actuação do ex-Capitão do Porto de Setúbal REGIÃO

Setúbal fica entre os municípios com maior fatia para regeneração urbana

Península de Setúbal recebe 1,3 ME do Portugal 2020 para recuperar vilas e cidades Os municípios da Área Metropolitana de Lisboa vão receber mais 4,3 milhões do programa comunitário Portugal 2020 para regeneração urbana. Margem norte de Lisboa recebe a maior fatia. Para a península vem menos de metade

POR ANA MARTINS VENTURA FOTO ALEX GASPAR

S

etúbal vai receber mais 490,2 mil euros para regeneração urbana, ao abrigo do programa de atribuição de fundos comunitários Portugal 2020. Esta verba adicional é atribuída com base na execução financeira dos projectos do Plano Estratégico de Desenvolvimento Urbano Sustentável (PEDUS) e não é exclusiva para Setúbal. Os 18 municípios da Área Metropolitana de Lisboa (AML), que

actualmente mantêm projectos em curso ao abrigo deste plano também recebem novos apoios. Em Setúbal, como já foi aplicado 47% do financiamento atribuído anteriormente para projectos PEDUS, chega agora a nova quantia próxima ao meio milhão de euros. Uma das mais elevadas entre os municípios da AML. Deste lado do Tejo segue-se Sesimbra, que recebe cerca 154 mil euros; depois Moita, com mais de 150 mil euros; Palmela com 137,6 mil euros; Seixal está um pouco acima dos 133 mil euros e Alcochete recebe 116. Entre os município da margem sul que recebem menos orçamento está Montijo, que até agora executou apenas 6% do orçamento anterior e por isso recebe 60,2 mil euros. Almada, tendo também avançado apenas 6 %, recebe 55,9 mil euros. O apoio de menor valor em toda a AML vai para o Barreiro que, com apenas 1% de execução financeira aplicada na regeneração urbana, leva agora cerca de 13 mil euros. No total, para os 9 municípios que constituem a região sul da AML, a reprogramação do Portugal 2020, vem assim entregar mais de 1,3 milhões de euros.

Lisboa Norte com maior apoio A margem norte Lisboa leva a maior fatia o bolo. No topo da lista, com um total de 51% de execução financeira no decorrer de projectos de regeneração urbana, o concelho de Lisboa recebe o valor adicional de 537,5 mil euros. Seguem-se Mafra (45% de execução) e Loures (com 43%), que recebem 473 mil e 451,5 mil euros, respectivamente. Em quarto lugar vem Sintra com 387 mil euros. Depois, Amadora com 180 mil euros e Cascais com quase 142 mil euros. No lado norte do Tejo a menor percentagem vai para Odivelas e Oeiras que recebem 43 mil e 38,7 mil euros cada. Com estas contas, os 18 municípios da Área Metropolitana de Lisboa (AML) recebem no total mais 4,3 milhões de euros, no âmbito da reprogramação do Portugal 2020, para projetos ligados à regeneração urbana. O critério de distribuição da verbas assente na taxa de execução de cada município foi proposto pela Comissão Diretiva do PORLisboa no final de Agosto e consensualizado pelo Conselho Metropolitano de Lisboa no final e Setembro, com apenas os votos contra de Palmela e do Seixal.

O

movimento SOS Sado informou na sexta-feira que interpôs uma ação administrativa à Avaliação de Impacte Ambiental (AIA) do projeto de melhoria das acessibilidades do Porto de Setúbal, defendendo que deve ser declarada “nnulo”. “N N a impugnação, que visa a Agência Portuguesa do Ambiente e a Administração dos Portos de Setúbal e Sesimbra, o SOS Sado invoca que os factos descritos constituem uma violação do direito de participação pública, atempada e informada”, explicou o movimento cívico, em comunicado. Para o SOS Sado, a “cconsequência desta violação” deverá ser a “nnulidade do procedimento AIA, com idênticas consequências sobre a autorização da obra de dragagem”. Além desta ação, o movimento pediu ao Ministério Público a abertura de um inquérito sobre a atuação do anterior capitão do Porto de Setúbal, Luís Lavrador, por, alegadamente, “sse ter recusado a investigar a obra ilegal que a Administração dos Portos de Setúbal e Sesimbra

realizou num afloramento granítico que integra a formação rochosa popularmente conhecida como ‘Pedra Furada’”. “C Consideramos estar perante a eventual prática de um crime de denegação de justiça, que competirá ao Ministério Público de Setúbal investigar”, indicou. Para o movimento, este é “m mais um episódio numa longa série de falhas de atuação das autoridades”, que deveriam zelar pela legalidade do procedimento, pela defesa do ambiente e das populações, mas “nnão o têm feito”. “N Na dúvida sobre se determinado projeto causa ou não danos irreversíveis ao ambiente, qualquer projeto não deve avançar. No caso das dragagens do rio Sado, as dúvidas são certezas”, sublinhou. No ano passado, o SOS Sado já tinha entregado uma providência cautelar, sob a forma de ação popular, para suspender as dragagens no estuário do Sado, assim como o Grupo Pestana, no último mês de julho, que requereu a suspensão imediata do título de Utilização Privativa do Espaço Marítimo Nacional concedido à empresa Mota-Engil para as dragagens. Em Setembro, mais de 1.000 pessoas manifestaram-se contra este projeto de melhoria das acessibilidades marítimas, que prevê a retirada de 3,5 milhões de metros cúbicos de areia do estuário do Sado.

RECTIFICAÇÃO

“PCP admite derrota mas garante não baixar os braços”

N

a última edição, sexta-feira, O SETUBALENSE noticiou a avaliação feita pela Direcção da Organização Regional de Setúbal do PCP onde, erradamente, é referido que o PCP/PEV, no círculo eleitoral de Setúbal, perdeu dois deputados

nas Legislativas de 6 de Outubro, comparativamente com as de 2015. O correcto é que perdeu um deputado entre os dois sufrágios. Ou seja, em 2015 elegeu 4 mandatos e nas Legislativas 2019 elegeu 3 mandatos.


4

SANTIAGO DO CACÉM

Incêndio em S. Francisco da Serra obrigou a combate vários dias

SEGUNDA-FEIRA, 14/10/2019

REGIONAL REGIÃO

O incêndio que ocorreu na quintafeira em Santiago do Cacém reacendeu no sábado à tarde, tendo sido dado como dominado ao início da noite, indicou fonte da Protecção Civil. A fonte do Comando Distrital de Operações de

Socorro (CDOS) de Setúbal referiu que o fogo, numa zona de mato e montado, reacendeu por volta das 15:15 de sábado e foi considerado dominado pelos bombeiros ao inicio da noite. Durante a tarde, o combate às chamas mobilizou

164 operacionais de várias corporações de bombeiros dos distritos de Setúbal e de Beja, auxiliados por 57 viaturas e cinco meios aéreos. O incêndio na freguesia de São Francisco da Serra, no concelho de Santiago do Cacém, tinha

deflagrado na quinta-feira, por volta da hora de almoço, tendo sido considerado dominado às 17h05, quatro horas e meia após o alerta. Segundo o CDOS, não há registo de danos pessoais, nem de casas atingidas.

Investimento total de 1,3 mil milhões é o maior de sempre nos portos portugueses

Amanhã é lançado o concurso para Terminal Vasco da Gama, que vai custar 642 ME e estará concluído em 2024. Ao mesmo tempo, a PSA, que alarga concessão do Terminal XXI para 50 anos, vai investir também 660,9 ME

FOTOS: DIREITOS RESERVADOS

Governo anuncia novo terminal de Sines e prolonga concessão à PSA por mais 20 anos

O

Governo anunciou no sábado o lançamento de um concurso público internacional para a concessão do novo terminal de contentores do Porto de Sines, uma obra orçada em 642 milhões de euros, que deverá estar concluída em 2024, e, na mesma cerimónia, assinou o prolongamento da concessão do Terminal XXI à PSA por mais 20 anos. A ministra do Mar, Ana Paula Vitorino, adiantou que o concurso será lançado formalmente amanhã, para um prazo de concessão de 50 anos. A governante explicou que será um concurso público internacional para a concessão, em regime de serviço público, de um novo terminal de contentores no Porto de Sines, designado por Terminal Vasco da Gama. O caderno de encargos contempla o projeto de construção e exploração, existindo um prazo de nove meses para apresentação de propostas. O Governo prevê que a adjudicação desta obra seja feita no último trimestre de 2020 e que esta possa ter início em 2021, com uma duração aproximada de três anos. A construção do novo terminal de Sines representa um investimento total de cerca de 642 milhões de euros e terá uma capacidade de movimentação anual de 3,5 milhões de TEU (medida padrão para calcular o volume dos contentores). Do valor total de investimento, que será feito por fundos privados pela futura entidade concessionária, estima-se que 225 milhões de euros se-

ANA PAULA VITORINO. Ministra assistiu a assinatura de acordo entre PSA e Porto de Sines

jam para equipamentos e os restantes 417 milhões para infraestruturas. A tutela estima que o novo terminal de Sines gere um impacto económico total de 524 milhões de euros, representando 0,28% do Produto Interno Bruto (PIB) e 0,33 % do Valor Acrescentado Bruto (VAB) português. Já a nível do emprego, o Governo acredita que possam ser criados 1.350 postos de trabalho diretos na fase de exploração. A mesma sessão, serviu para a

assinatura de um aditamento ao contrato de concessão assinado entre a Administração do Porto de Sines (APS) e a empresa concessionária PSA Sines, para o Terminal XXI. A renovação desta concessão será por mais 20 anos, passando dos 30 inicialmente previstos para 50, e prevê um investimento global de 660,9 milhões de euros, que contempla a expansão do cais de acostagem, mas também a manutenção, substituição e renovação de equipa-

Porto de Setúbal com Janela Única Logística em Março A Janela Única Logística (JUL) entra em actividade em Março de 2020, anunciou a Administração dos Portos de setúbal e Sesimbra (APSS), na sexta-feira. Em comunicado, a administração portuária referiu que o novo sistema “cconstitui um passo significativo para tornar o porto mais competitivo,

com processos totalmente digitais, mais rápidos e mais baratos”. A JUL é um sistema que faz a ligação da Janela Única Portuária (JUP) a todos os modos de transporte terrestre, desenvolvendo a ligação aos portos secos e plataformas logísticas e que pretende aumentar a eficiência das cadeias logísticas do país.

mentos já instalados nas fases anteriores. Deste investimento, a PSA Sines pretende aplicar 134,4 milhões de euros em infraestruturas, concretizadas entre Fevereiro de 2021 e o final de 2023. Está previsto, igualmente, um investimento de 9,3 milhões de euros para a expansão da ferrovia, já existente, e 154,2 milhões para novos equipamentos a adquirir até 2027, num total de 297,9 milhões. A frente de cais do terminal, atualmente com

1.040 metros, passará a ter 1.950 e possibilitará a atracação simultânea de quatro navios porta-contentores de última geração. Com esta intervenção, o Governo estima aumentar a capacidade dos actuais 2,3 milhões TEU (medida padrão para calcular o volume dos contentores) para 4,1 milhões. No final da cerimónia, em declarações aos jornalistas, a ministra do Mar, Ana Paula Vitorino, destacou o facto deste investimento no terminal XXI resultar também na criação de mais emprego direto e indireto na região, estimando, em termos diretos, O mais 900 postos de trabalho. “O porto de Sines já é o maior empregador da região e com este investimento vamos duplicar o emprego direto”, assegurou a governante. Actualmente, o Terminal XXI emprega mais de mil pessoas e, com estas alterações, o Governo estima que o impacto no Produto Interno Bruto (PIB) seja de 118 milhões de euros, promovendo, em termos de efeitos diretos, indiretos e induzidos, a criação de cerca de 4.600 postos de trabalho. Por seu turno, o diretor executivo regional da PSA para a Europa, David Yang, lembrou que quando o grupo assumiu a gestão do Porto de Sines, em 1999, “aa cidade era pequena e tinha poucas infraestruturas”. “EEm 20 anos tudo mudou. Da nossa parte não haverá retrocessos e iremos continuar a investir”, sublinhou.


SEGUNDA-FEIRA 14/10/2019

REGIONAL

O DIÁRIO DA REGIÃO DE SETÚBAL

5

Iniciativa visa estabelecer parcerias ou negócios entre indústrias da região e empresas

Nuno Maia, directorgeral da associação, salienta a importância de dinamizar 'networking' entre agentes do sector

FOTOS: DIREITOS RESERVADOS

AISET promove encontro de manutenção industrial em Palmela

POR MÁRIO RUI SOBRAL

E

stabelecer relacionamentos entre empresas e fornecedores, de forma a criar oportunidades de negócios, partilha de informações e parcerias é o objectivo do encontro de manutenção industrial que a Associação da Indústria da Península de Setúbal (AISET) vai promover na próxima quarta-feira, 16, pelas 9h30, na Sociedade Filarmónica e Humanitária de Palmela. A sessão de abertura contará com intervenções de Antoine Velge, presidente da AISET, e José Sobral, que preside à Associação Portuguesa de Manutenção Industrial (APMI). Nuno Maia, director-geral da AISET, e Álvaro Amaro, presidente da Câmara Municipal de Palmela, intervêm na sessão de encerramento, prevista para as

PUBLICIDADE

ORADORES. Álvaro Amaro (presidente da Câmara de Palmela) e Nuno Maia (diretor-geral da AISET) encerram encontro

16h45. Face ao êxito da primeira edição, realizada em 2017 no Barreiro e que juntou 130 representantes de 60 empresas, a AISET decidiu levar a efeito o “2.º Meeting de Manutenção Industrial”, que vai contar com mais de uma dezena de oradores, entre especialistas e professores universitários. Nuno Maia reconhece que gostaria

de atingir o registo de participações verificado em 2017, mas lembra a especificidade da iniciativa e aquilo que considera crucial. “EEste é um tipo de encontro muito técnico. No primeiro, há dois anos, tivemos uma participação surpreendente e agora esperamos igualar esse registo. Não é a quantidade que é importante, mas sim o tipo de contactos que são estabelecidos entre

os fornecedores e as empresas de manutenção industrial”, disse, reforçando que o objectivo passa por “ppromover” actvidades de 'networking'. Abordagem às técnicas de 'ponta' A iniciativa tem também, vinca o director-geral da AISET, “uuma parte de workshop em que professores universitários vão dar a conhecer as

melhores investigações e práticas ao nível da manutenção industrial”. Desta vez o encontro realiza-se em Palmela, seguindo “uuma lógica de itinerância do evento”, explica ainda Nuno Maia. Assente numa perspectiva “winwin”, o “meeting” de manutenção industrial aposta na concretização de negócios futuros. Contribui para “oo reforço de competências das empresas prestadoras de serviços”, esclarece a AISET em nota de Imprensa, já que, no evento “ssão abordados os processos e as técnicas de 'ponta' no sector”. Paralelamente, permite “uum melhor conhecimento do tecido industrial da região e das suas necessidades”. As empresas que necessitam de manutenção industrial passam a ficar conhecedoras dos serviços prestados, podendo encontrar as soluções pretendidas para problemas existentes. O primeiro encontro, recorde-se, teve lugar no Barreiro a 19 de Outubro de 2017, contando com a participação de 130 pessoas, em representação de seis dezenas de empresas, e teve como parceiros a APMI e a Baía do Tejo.


6

SETÚBAL

Corte de trânsito na Rua do Arcos adiado de hoje para quarta-feira

SEGUNDA-FEIRA, 14/10/2019

O inicio do corte de transito anunciado pela Câmara de Setúbal para hoje, na Rua do Arcos, foi adiado para a próxima quarta-feira, informou a autarquia.

LOCAL

"AA alteração deve-se ao facto de o empreiteiro responsável pelos trabalhos de regularização do troço final da Ribeira da Figueira e bacias de retenção ter adiado para quar-

ta-feira o início das obras naquele arruamento", explica a Câmara Municipal. O corte de trânsito, no troço entre a Rotunda Tratado de Roma e prédio com o número 64,

deverá durar dois meses. As alternativas são as ruas General Daniel de Sousa, Isaías Newton, Frei António das Chagas, Oliveira Martins e dos Arcos.

SESIMBRA Empreitada de 2,8 milhões deve estar concluída no Verão de 2021

Parte nova do estabelecimento vai ter sete salas de aulas, três salas para as artes, três laboratórios, biblioteca, gabinete médico e pavilhão gimnodesportivo

A

empreitada de ampliação da Escola Navegador Rodrigues Soromenho, na vila de Sesimbra, já foi adjudicada, anunciou na sexta-feira a Câmara Municipal. A obra, no valor de 2,8 milhões, deve estar concluída no Verão de 2021, prevendo-se que arranque antes do final deste ano de 2019. A ampliação, acordada entre a Câmara Municipal e o Ministério da Educação através de um protocolo assinado em 2017, prevê a construção de sete novas salas de aulas, três salas para as artes, três laboratórios, biblioteca, gabinete médico e pavilhão gimnodesportivo. O projecto de arquitectura, elaborado pelo município, que também

FOTOS: DIREITOS RESERVADOS

Ampliação da Escola Navegador Rodrigues Soromenho já foi adjudicada

cedeu o terreno necessário ao crescimento do espaço ocupado pela escola, propõe o reaproveitamento dos espaços do actual edifício, ficando, por exemplo, o actual pavilhão como sala polivalente. A Câmara de Sesimbra, explica que após a conclusão dos trabalhos, as actividades escolares serão transferidas para o novo edifício e informa que além da ampliação, as componentes actuais do estabelecimento vão ser renovadas. O concurso público para essa segunda parte das obras, segundo a autarquia, será lançado "nno decorrer da intervenção

ALCÁCER DO SAL Tuna do IPS animou iniciativa

Comunidade escolar recebida na Pousada Afonso II

A

comunidade escolar do concelho de Alcácer do Sal foi recebido, numa cerimónia de boasvindas e abertura do ano lectivo, na Pousada Afonso II. Entre pessoal docente e não docente, juntaram-se muitas dezenas de pessoas, na quarta-feira, nos claustros da pousada, num encontro descontraído animado musicalmente pela Tuna Académica Cidade Amada (TASCA), do Instituto Politécnico de Setúbal. O presidente da Câmara Municipal de Alcácer do Sal, Vítor Proença, aproveitou para "ddesejar um excelente ano letivo a todos, independente-

mente das funções que desempenham, no plano profissional e pessoal", e fazer "um sincero agradecimento a todos os funcionários e funcionárias que trabalham nas escolas pelo que têm feito em prol da educação e do ensino". A recepção á comunidade educativa, apoiada por financiamento do programa Alentejo 2020, contou também com a presença dos restantes vereadores com pelouro da Câmara de Alcácer do Sal, assim como da presidente da Assembleia Municipal, Maria Antónia Mendes e do presidente da União das Freguesias de Alcácer, Arlindo Passos.

com as obras de ampliação". O município sublinha ter tido "uum

papel determinante para que fosse possível acomodar todas as valên-

cias do futuro equipamento escolar", e recorda que a reabilitação desta escola era há muito reivindicada pela comunidade educativa e pela Câmara Municipal. "AA comparticipação acordada, embora de valor significativo, ficará aquém dos custos totais com as obras, o que significa que a autarquia irá assegurar parte considerável do financiamento das intervenções", acrescenta a autarquia, especificando que o valor total a custear pelo Ministério da Educação é de 3 milhões de euros, o que não chega para as duas obras.


SEGUNDA-FEIRA 14/10/2019

GRÂNDOLA

LOCAL

O DIÁRIO DA REGIÃO DE SETÚBAL

7

Vila vai ficar tão doce quanto morena

Animação de rua, gigantones e casinha de chocolate, estátuas vivas, insufláveis para os mais novos e muitas outras actividades são algumas das propostas do evento

ARQUIVO / DIREITOS RESERVADOS

Feira do Chocolate apresenta Irmãos Verdades e Micaela

O

FEIRA DO CHOCOLATE. Estátuas vivas são uma das muitas coisas para ver no certame que decorre de 8 a 10 de Novembro

de chocolate e as estátuas vivas”, revela a Câmara Municipal de Grândola, entidade responsável pela organização do evento que vai contar ainda com “ccarrosséis, insufláveis e a Casinha de Chocolate com um conjunto de ac-

SETÚBAL Equipa operacional da JFSS renova cozinha escolar

Junta de Freguesia de S. Sebastião realiza obras na Escola Básica da Conceição

A

cozinha da Escola Básica do Bairro Nossa Senhora da Conceição foi alvo de um conjunto de intervenções na área da cozinha. Uma reparação realizada pela Junta de Freguesia de S. Sebastião (JFSS) no sentido de melhorar a confecção de refeições escolares com equipamentos renovados. As reparações levadas a cabo pela equipa operacional da JFSS definemse ao nível da ligação de esgoto e canalização para posterior instalação

de um sistema de estufa (banho-maria), adequado às necessidades da comunidade escolar, com a capacidade de manter a temperatura dos alimentos confeccionados. Foram ainda realizadas reparações ao nível do lava-loiças e instalado um extractor de encastre na parede, equipamento que permite assegurar uma melhor ventilação, mantendo a cozinha mais arejada, sem odores e fumo, foi outra das intervenções realizadas na cozinha da escola.

tividades dirigido aos mais novos”. Ao longo dos três dias, os visitantes vão poder desfrutar de várias propostas de animação, além dos espectáculos de Irmãos Verdades e Micaela e das várias performances de

DIREITOS RESERVADOS

s Irmãos Verdades e a cantora Micaela são os principais nomes que integram o cartaz de animação da habitual feira que, este ano entre 8 e 10 de Novembro, volta a tornar Grândola numa vila tão doce quanto morena e o litoral alentejano ainda mais apetitoso. O Parque de Feiras e Exposições entrou em contagem decrescente para receber mais uma edição da Feira do Chocolate. Os ritmos quentes dos Irmãos Verdades marcam a agenda artística logo no primeiro dia do evento. O grupo sobe ao palco pelas 22h00, meia-hora antes da performance de manipulação de fogo com Animamundy. Dose idêntica de actuações é servida no segundo dia, sábado, com a mesma relação horária e apenas uma alteração: a actuação da contagiante Micaela. A Feira do Chocolate apresenta, porém, muitos outros atractivos. “Q Quem andar pelo recinto do certame vai ainda cruzar-se com os gigantones

manipulação de fogo. Asseguradas estão actividades como animação circense, com o Grupo Malatish, concertos de rua, com Cornalusa, e teatro-circo, com CharnOli. A feira vai funcionar das 14 às

24h00 no primeiro dia (sexta-feira). No sábado, poderá ser visitada entre as 11 e as 24h00. Domingo, último dia do certame, a abertura será feita de novo às 11h00 e o fecho acontecerá às 20h00.


8

LOCAL

LITORAL ALENTEJANO

SEGUNDA-FEIRA 14/10/2019

O DIÁRIO DA REGIÃO DE SETÚBAL

Arrancou oficialmente a construção do CRO, para ajudar animais bravos e controlar matilhas

Associação 4 Patas e outros amigos dos animais mostram satisfação com nova unidade, mas dizem que é preciso fazer ainda mais

FOTOS: DIREITOS RESERVADOS

Centro de Recolha Oficial traz esperança para fim de abandono animal em Sines

POR MARTA RAIMUNDO

A

construção do Centro de Recolha Oficial Animal de Sines (CRO) “nnão vai terminar com as matilhas [mas], vai resolver alguns casos de abandono e será muito importante para as esterilizações e castrações se a Câmara assim o entender”, declarou a O SETUBALENSE Alexandra Bento, presidente da associação 4 Patas – Associação Abrigo dos Animais de Sines, que surgiu em 2015. Esta associação sem fins lucrativos visa, entre outros objetivos, apoiar os animais errantes, através, por exemplo, de sensibilização “jjunto das crianças, nas escolas, apelando para os critérios de maus-tratos a animais, abandono, adoção e cuidados a ter com animais domésticos” e monitorizar e alimentar colónias de gatos. Conta com um corpo de quatro voluntários internos e outros quatro externos. Alexandra Bento considera que a construção do CRO é um passo relevante “ppara recolha de animais abandonados e ninhadas de matilha” bem como para “ttratamento de animais”. Na opinião da presidente da associação, “aa construção do canil é urgente para resolver alguns casos”, porém, continua, “nnão resolve o problema dos animais de rua”. A associação gostava de ter instalações próprias mais adequadas, de forma a ajudar ainda mais animais, mas tal não foi ainda possível. “EEstamos há quatro anos a tentar que nos cedam um terreno. Só temos a sede cedida pela Junta de Freguesia [na qual] temos uma sala em que colocamos gatos após recolha, doentes e feridos, que após tratamento nas clínicas vão para lá”. Posteriormente são “ccolocados para adopção, e neste momento temos 30”, explicou Alexandra Bento. Para a construção do CRO, foram feitas “aalgumas reuniões” e “ffez-se um abaixo assinado”, pelo que a população teve um papel importante

ALEXANDRA BENTO. A presidente da associação 4 Patas, na sede da instituição. Espaço cedido pela Junta de Freguesia de Sines já é insuficiente

no avanço deste projeto. Alexandra bento relembra que este “ttambém era um ponto da campanha” do Partido Socialista, pelo qual foi eleito o autarca Nuno Mascarenhas, para a Câmara Municipal de Sines. De modo a resolver os problemas com as matilhas, a 4 Patas está “aa lutar para que seja feito um espaço de matilha, à semelhança de outras cidades”. Ana Rodrigues, jovem activista sineense, partilha da mesma opinião. Embora o CRO possa ajudar na erradicação das matilhas, Ana Rodrigues teme que não vão erradicar o problema. “P Para acabar com as matilhas, penso que a solução adotada por Matosinhos, de criar parques na rua,

é a melhor. Há uns anos a Câmara disse que fazer isto seria impossível por alguma razão apontada na lei. (…) Pode ser que agora, como Matosinhos mostrou ser possível, e já tem os parques em construção, a Câmara de Sines veja que afinal dá para fazer”. Apesar de considerar o CRO “ffundamental”, tal como Alexandra Bento, acredita que o mesmo “nnem vai ter espaço para os animais abandonados e todos aqueles que são retirados às famílias, por falta de condições ou que têm de ir para o CRO porque a família morre.” E destaca: “O O CRO vai ser relativamente pequeno para as necessidades.” Promotora de uma manifestação

NADINE SETERO

ANA RODRIGUES

em Sines, Ana Rodrigues afirmou que só na cidade, excluindo Porto Covo e a estrada para a localidade, “hhá cerca de duas centenas” de animais abandonados. Estes “ccontinuam a nascer. O número só não aumenta muito mais porque uns morrem, e algumas ninhadas vão sendo retiradas pela associação 4 Patas”, contou ao jornal. “AA ideia [da manifestação] surgiu depois de ver um vídeo da matilha da Administração do Porto de Sines (APS). Era uma família enorme, com muitos cachorros, todos deitados no meio da estrada”, disse. “P Publiquei [o vídeo] e teve muitos milhares de visualizações e interações. Nessa altura informei-me sobre a situação com a associação 4 Patas e fiquei a saber da quantidade de animais que por aí havia naquelas condições”, continuou. A manifestação realizou-se no dia 18 de junho, do ano passado e contou com cerca de 50 pessoas. “AAndámos pela cidade e tivemos muito apoio de toda a gente, apesar de não terem aderido à manifestação.” O pedido de construção do CRO “ccom a manifestação foi muito claro”, refere Ana Rodrigues, explicando que a reivindicação era antiga. “TTer feito esta manifestação, sendo que não havia sido feita em Sines em 40 anos, teve muito impacto”, destacou a jovem activista. “P Penso que toda a pressão popular faz a diferença.”

Nadine Setero, participante da manifestação realizada em 2018, não esquece os casos de atropelamentos de animais, e o medo da Grande parte população em geral. “G destas matilhas estão perto de estradas ou locais com movimento, que comprometem muito a segurança destes animais pois existem muitos casos de atropelamento. Outro aspeto a realçar é que muitas pessoas deixaram de fazer as suas caminhadas, perto destas zonas, com receio de um ataque ou por levarem o seu animal de estimação, e correrem o risco de o mesmo ser atacado”, esclareceu a jovem de Sines, ao SETUBALENSE. “AA construção deste centro só trará vantagens para a cidade e para a saúde pública”, afirmou. A edificação do tão desejado Centro de Recolha Oficial Animal, promovida pela Câmara de Sines, teve início na semana passada, na zona norte da cidade, num investimento de cerca de 190 mil euros, e deve estar concluído no início de 2020. Em junho deste ano, Nuno Mascarenhas disse à Lusa que este avanço iria dar resposta aos problemas com os animais, que tem havido na cidade, sendo que esta é uma “nnecessidade urgente”, já que, matilhas de cães e colónias de gatos são um problema presente e permanente na cidade de Sines, do qual muito se queixam os seus habitantes.


SEGUNDA-FEIRA 14/10/2019

SETÚBAL Inscrições para passeio tradicional decorrem de 18 a 25

União das Freguesias dedica Outubro aos seniores

FOTOS: DIREITOS RESERVADOS

O DIÁRIO DA REGIÃO DE SETÚBAL

PUBLICIDADE

No dia 31 a União das Freguesias leva a população sénior em mais um aventura de vida activa, com um passeio a Caldas da Rainha

O

tradicional Passeio do Dia do Idoso encerra o programa comemorativo da União das Freguesias de Setúbal, neste Outubro dedicado aos seniores. No dia 31 o destino é a cidade de Caldas da Rainha, onde os turistas setubalenses têm a oportunidade de

visitar o Parque D. Carlos I, terminando a actividade com um almoço-convívio no Salão Milénio. As inscrições para o passeio mais esperado do ano estão abertas de 18 e 25 de Outubro, no Polo de Nossa Senhora da Anunciada e na Sede (Santa Maria da Graça) da União das Freguesias de Setúbal. Do conjunto de iniciativas especiais deste mês dedicado ao idoso faz ainda parte uma Tarde Dançante, marcada para dia 18, no Polo de Nossa Senhora da Anunciada, do Centro Comunitário da União das Freguesias de Setúbal. Através deste programa especial “aa União das Freguesias de Setúbal promove a vida activa para os seniores do território”.

LOCAL

9


10

POLÍTICA

SEGUNDA-FEIRA 14/10/2019

O DIÁRIO DA REGIÃO DE SETÚBAL

Sofia Araújo de Sines e Fernando José de Setúbal abrem segunda linha para Assembleia da República

Novo Governo leva mais PS de Setúbal ao Parlamento Dos nove deputados eleitos pelo Partido Socialista no círculo eleitoral do distrito de Setúbal nestas Legislativas, pode acontecer que também o 14.º da lista tenha assento na Assembleia da República. Basta que se confirmem os cinco ministeriáveis da lista

POR HUMBERTO LAMEIRAS FOTO MÁRIO ROMÃO

C

om o secretário-geral do Partido Socialista, António Costa, já indigitado pelo Presidente da República para chefiar o XXII Governo Constitucional, a formação do mesmo deverá acontecer no final de Outubro, esse é pelo menos o desejo de Marcelo Rebelo de Sousa. O processo eleitoral, segundo o estabelecido pela Comissão Nacional de Eleições, só termina esta quartafeira (no décimo dia posterior à eleição), ou seja, depois de apurados os votos dos círculos da Europa e fora da Europa, que elegem, cada um deles, dois deputados. Na conta aos dias tem de se considerar que, pela Constituição, a Assembleia da República reúne no terceiro dia posterior ao apuramento de todos os resultados finais oficiais das eleições. Mas o dia 19 bate num sábado e o Primeiro-ministro ainda vai ter de apresentar os titulares das pastas ministeriais ao Presidente da República, assim sendo, está previsto que a Assembleia da República tome posse na manhã de 23 de Outubro e à tarde o Governo. Será nessa altura que se saberá se a lista do Partido Socialista pelo círculo eleitoral de Setúbal é muito ou pouco ministeriável. Para já é praticamente dado como certo que pelo menos dois nomes da lista vão para o novo elenco liderado por António Costa: Eduardo Cabrita que no XXI Governo foi ministro da Administração Interna, e agora poderá mudar de pasta, e Ricardo Mourinho Félix como

PAULO LOPES. Líder do PS Setúbal mostra partido unido rumo às autárquicas

secretário de Estado Adjunto e das Finanças. Recorde-se que há quatro anos, depois do PS ter eleito sete mandatos pelo círculo de Setúbal, depois da constituição do Governo acabaram por ter assento no Parlamento nacional onze nomes da lista.

Para além das pastas de Eduardo Cabrita e Ricardo Mourinho, Catarina Marcelino foi nomeada secretária de Estado da Igualdade e Inês de Medeiros (actual presidente da Câmara de Almada) saiu da bancada para assumir a vice-presidência do novo conselho de administração da INATEL.

Com isto a almadense Francisca Parreira, no lugar onze da lista, conseguiu uma cadeira no Parlamento, tendo saído da Assembleia da República na primeira remodelação do Governo, com o regresso de Catarina Marcelino à bancada. Ora, o figurino poderá ser muito parecido com o novo Governo. A própria Ana Catarina Mendes, líder da lista socialista por Setúbal e secretária-geral Adjunta do Partido Socialista disse a O SETUBALENSE que pela “ggrande qualidade da lista” esta pode ser considerada “m ministeriável”. Este é também o ponto de vista de Paulo Lopes, presidente da Comissão Política Concelhia do PS de Setúbal. “C Contamos que Fernando José tenha assento no hemiciclo”. Paulo Lopes está a referir-se ao 11.º lugar da lista, tendo por previsão que, pelo menos, Eduardo Cabrita e Ricardo Mourinho vão ocupar pastas em ministérios. O certo é que António Costa já disse que a constituição do novo Governo não andará longe da do anterior. Portanto, poderá acontecer que Catarina Marcelino volte a merecer confiança para um lugar governativo, assim como João Galamba que, no Governo que agora finda, ocupou funções como Secretário de Estado da Energia - Ambiente e Transição

PS e Bloco dão peso a Almada no Parlamento O concelho de Almada conta com quatro deputados eleitos para a Assembleia da República, seguido de Setúbal e Barreiro com três cada um Dos 18 lugares a serem ocupados por deputados eleitos pelo círculo eleitoral de Setúbal na Assembleia da República, nove vão para a bancada do PS, três para o lado da CDU, outros três para o PSD, dois para o grupo parlamentar do BE, e um para o PAN, isto na contagem dos votos expressos convertidos pelo método Hondt. Mas qual o concelho do distrito de Setúbal que fica com mais peso na Assembleia da República? Considerando apenas os directamente eleitos dos cinco partidos que conseguiram representação pelo distrito no Parlamento, Almada tem assento com os socialistas Ana Catarina Mendes e Filipe Pacheco, e ainda

com as bloquistas Joana Mortágua e Sandra Cunha, portanto, quatro. No segundo lugar surgem dois concelhos, Setúbal e Barreiro, ambos com três mandatos. No caso de Setúbal foram eleitos Ricardo Mourinho Félix pelo PS, mais Nuno Carvalho e Fernando Negrão pelo PSD. Do Barreiro, têm assento os socialistas Eduardo Cabrita e André Pinotes, e ainda o eleito pelo PEV (CDU) José Luís Ferreira. Com dois mandatos estão também dois concelhos: Moita e Seixal. A socialista Eurídice Pereira da Moita, assim como a social-democrata Maria Fernanda Velez. Do concelho do Seixal vem a comunista Paula Santos e Cristina Rodrigues eleita na lista do PAN.

No caso do Montijo, foi eleita a socialista Catarina Marcelino. De fora do distrito de Setúbal foram eleitos três deputados referenciados com Lisboa, é o caso dos socialistas João Galamba e Maria Antónia Santos, assim como o comunista Francisco Lopes. Se for considerada a hipótese da lista do Partido Socialista pelo Distrito de Setúbal eleger até ao 14.º mandato, isto considerando possíveis saídas para cargos de governação, na Assembleia da República poderão também figurar Sofia Araújo, de Sines, Fernando José, de Setúbal, Clarisse Campos, de Alcácer do Sal, Ivan Gonçalves, de Almada e Bruno Barata, do Seixal.

Energética. Outro nome que não pode ser colocado fora da equação é a própria Ana Catarina Mendes. Vozes dentro do PS dizem que a secretária-geral adjunta tem lugar no novo Governo, e fala-se que a saída de Vieira da Silva de ministro do Trabalho Solidariedade e Segurança Social, pode ter como sucessão Ana Catarina Mendes, sendo-lhe apontado perfil para liderar este Ministério sensível e exigente. Mas também se fala na liderança da bancada socialista. Com este alinhamento, dos nove deputados eleitos podem ter assento no Parlamento nomes até ao 14.º lugar. Entrariam assim na calha Sofia Araújo, de Sines, Fernando José, de Setúbal, Clarisse Campos, de Alcácer do Sal, Ivan Gonçalves, de Almada e Bruno Barata, do Seixal. Directamente eleitos, Ana Catarina Mendes a sua ligação é com Almada, Eduardo Cabrita com o Barreiro, Eurídice Pereira à Moita, João Galamba a Lisboa, Ricardo Mourinho Félix a Setúbal, Catarina Marcelino é um nome do Montijo, Maria Antónia Almeida Santos, de Lisboa, Filipe Pacheco, de Almada e André Pinotes, do Barreiro. Nesta hipótese, vista até ao 14º lugar da lista, verifica-se que Almada é o concelho do distrito com mais deputados no Parlamento, três, seguido de Setúbal com dois deputados. Mas o mais perto de confirmar lugares é mesmo o concelho de Setúbal. O reforço do PS de Setúbal no “O Parlamento da República é muito importante para mantermos o partido mais vivo, dinâmico e aberto à sociedade civil, e também chamar independentes para o nosso projecto”, diz Paulo Lopes. O presidente da Concelhia Socialista de Setúbal está já com as armas apontadas às Autárquicas de 2021 e fala mesmo de “aambição para um novo ciclo”, ao mesmo tempo afirma que o PS no concelho vive “uum espírito de união e de trabalho para construir o futuro em Setúbal”. E, para dar mais élan a este seu desejo, espera que o vereador na Câmara de Setúbal, em regime de substituição, Fernando José passe a ter voz no Parlamento O trabalho do PS no da República. “O concelho de Setúbal é reconhecido pela Federação Distrital do partido e pela população”, afirma.


LOCAL

O DIÁRIO DA REGIÃO DE SETÚBAL

LUSA

SEGUNDA-FEIRA 14/10/2019

ALMADA-SEIXAL

Utentes do Seixal “chocados” com encerramento de Urgência Pediátrica do Garcia de Orta

A

Comissão de Utentes da Saúde do Concelho do Seixal (CUSCS) manifestou-se, no sábado, “cchocada” com o anúncio de encerramento temporário da Urgência Pediátrica do Hospital Garcia de Orta, em Almada, criticando o Governo por uma “oobsessão com o défice”. “N Não estamos surpreendidos com a situação presente, pois era iminente que isto viesse a acontecer”, pode ler-se no comunicado divulgado pela CUSCS horas depois do anúncio, pela administração do hospital, de que a Urgência Pediátrica daquela instituição iria encerrar entre as 20h00 de sábado e as 08h00 de domingo, por falta de médicos para cumprir a escala nocturna. A CUSCS recorda que o Hospital Garcia de Orta “sserve actualmente uma população de aproximadamente 500 mil pessoas, e não pode ficar desprovido deste importante serviço, que recebe cerca de 200 casos por dia”. “AA acrescer a esta situação a Unidade de Cuidados Intensivos Pediátricos está fechada há três meses, não tendo reaberto até agora, apesar das diversas promessas”, salientou a comissão de utentes. O mesmo texto critica o Governo pelo que considera ser uma “oobsessão com

o défice [que] tem contribuído para o desinvestimento e subfinanciamento do Serviço Nacional de Saúde, servindo para o crescimento exponencial da medicina privada, transferindo do Orçamento de Estado para estes, cerca de metade do valor acfeto ao Ministério da Saúde”. “N Não se pode apontar para um défice zero ou, como já se antecipa para este ano, um excedente orçamental, quando este é conseguido à custa da degradação dos serviços públicos socialmente mais importantes”, referem os utentes daquele concelho de 160 mil habitantes. Dois doentes mandados para Lisboa A urgência pediátrica do do HGO reabriu ontem de manhã, informou o gabinete de comunicação do HGO, dizendo que cerca das 09h00 o serviço estava a funcionar “ccom toda a normalidade”. Durante o período do fecho desta urgência acorreram aquele serviço dois utentes (pelas 03h00 e pelas 06h00), que foram informados para se deslocarem aos hospitais Santa Maria ou Dona Estefânia, em Lisboa. A administração do hospital disse lamentar esta situação, mas garantiu que estão a decorrer “ttodas as diligências

necessárias para ultrapassar as dificuldades”, em articulação com a Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo (ARSLVT) e com a tutela. Na sexta-feira, o Sindicato dos Médicos da Zona Sul alertou que a urgência pediátrica do Hospital Garcia de Orta continuava em risco de fechar à noite e que mais quatro médicos podem demitir-se caso não existam “m mudanças”. “AA proposta dos colegas de pediatria é muito clara: têm que deixar de fazer bancos de urgência à noite, porque só sete pediatras é que fazem urgência e, desses sete, só quatro têm menos de 55 anos [e fazem noites]”, afirmou, na altura, à agência Lusa o presidente do sindicato, João Proença. Segundo este responsável sindical, há uma grande carência de pediatras neste hospital de Almada, no distrito de Setúbal, o que faz com que os médicos ao serviço se encontrem “eexaustos” por terem que fazer banco de urgência “ddia sim, dia não”. A falta de pediatras no Garcia de Orta já se arrasta há mais de um ano, quando saíram 13 profissionais, mas nem o lançamento de concursos foi suficiente para colmatar esta carência porque “nninguém concorreu”, adiantou o responsável. Lusa

11


12

LOCAL

SETÚBAL

SEGUNDA-FEIRA 14/10/2019

O DIÁRIO DA REGIÃO DE SETÚBAL

Festival que junta cinema com música ao vivo decorre até dia 20

Até domingo, ainda há muito cinema e concertos para ver e ouvir no Fórum Luísa Todi e Cinema Charlot

FOTOS: CM SETÚBAL

Film Fest arrancou com “L’inferno” ao som do Coro Setúbal Voz

A

primeira edição do Film Fest – Festival de Cinema Musicado ao Vivo de Setúbal já exibiu, neste fim-desemana, mais de uma dezena de filmes, depois do arranque na quinta-feira à noite, no Fórum Municipal Luísa Todi, com a projecção da pelicula “L’Inferno”, acompanhada, ao vivo, pelo coro voz de Setúbal. O concerto do coro sadino, dirigido pelo maestro Jorge Salgueiro, deu música à obra de 1911, de Francesco Bertolini, Giuseppe de Liguoro e Adolfo Padovan, baseada em “A Divina Comédia”, de dante. A narração foi de Rui Sidónio, da banda Bizarra Locomotiva. O festival, que recupera o antigo cine-concerto, decorre

até dia 20, apresenta um total de 21 filmes, mudos ou sem som, acompanhados de concertos ao vivo de músicos como Noiserv ou Tó Trips. Desde quinta-feira até ontem, foram exibidos também

“Shoes” (1916), de Lois Weber, com música ao vivo de Gonçalo Simões; “Mosaico”, “A Chairy Tale”, “Blinkity Blank”, “Neighbours” e “Loops”, filmes de animação do escocês Norman McLaren com bandas sonoras

Cartazes de Tó Trips na Casa da Cultura Além de participar no Film Fest com concertos ao vivo de acompanhamento aos filmes, Tó Trips participa também como ilustrador. O artista, conhecido sobretudo pelo projecto Dead Combo, mostra a sua colecção de originais de cartazes. “Eram os Cartazes mais Rápidos do Mundo” está em exposição, até dia 30, na Casa da Cultura que acolhe também outras actividades paralelas ao festival, como tertúlias e oficinas de cinema. PUBLICIDADE

CERCIZIMBRA Centro de Reabilitação Profissional (CRPC) CONCURSO EXTERNO Formador para curso de operador/a de serviços gerais • • • •

Habilitações mínimas 12º ano de escolaridade; Experiência na área a contratar; Possuir certificado de competências pedagógicas; Possuir carta de condução.

Candidatura até dia 31 de outubro 2019 Enviar Curriculum Vitae para: recursoshumanos@cercizimbra.pt

a cargo de Daily Misconceptions; e as curtas-metragens “Étude Cinématographique sur une arabesque” e “L’Invitation au voyage”, de Germaine Dulac, cineasta pioneira, com música de “La Negra”, projecto PUBLICIDADE

de Sara Ribeiro e Alexandre Bernardo. No sábado à noite houve lugar a uma estreia nacional, a apresentação em formato cineconcerto do documentário “Beautiful Things”, obra com prémio de “Melhor Filme Italiano” no 74.º Festival de Cinema de Veneza. O realizador Giorgio Ferrero esteve presente no Fórum Luisa Todi a assistir à projecção que foi musicalmente acompanhada num dueto entre Giorgio Ferrero e Rodolfo Mongitore. No domingo, o dia foi dedicado à produção portuguesa, com dois filmes dos anos 20, exibidos no Cinema Charlot. “Rita ou Rito?...”, de Reinaldo Ferreira, teve banda sonora de “O Manipulador”, e “Os Lobos”, de Rino Lupo, foi acompanhado de concerto de Tó Trips. Escolas na quarta-feira e famílias no domingo Na próxima quarta-feira o Film Fest dedica-se à escolas,

com sessões às 11h00 e às 14h00, no Charlot, de “O Balão Vermelho”, de Albert Lamorisse, com música de Charlie Mancini, e o atelier de sonorização “Mini-Mancinis”, com os filmes “Felix in Hollywood” e “O Imigrante”, acompanhados ao vivo por Charlie Mancini e formandos do atelier. Já o domingo, dia 20, é especialmente dirigido às famílias, com a exibição de “Sherlock Jr.”, de Buster Keaton, musicado ao vivo por Noiserv, às 16h00, no Fórum Luísa Todi. Nesse que é o último dia do festival, é exibido também “O Gabinete do Doutor Caligari”, de Robert Wiene, no Charlot, das 21h30, com música Jorge Moniz e Mário Delgado. Na sexta-feira, no Charlot, às 21h30, é apresentado “O Homem da Câmara de Filmar”, e, no sábado, dia 19, no Fórum Luísa Todi, às 21h30, são exibidos “I’m Furious Red” e “Giuseppi”, de Cecil Satariano, acompanhados pela música dos MODS Collective.


SEGUNDA-FEIRA 14/10/2019

O DIÁRIO DA REGIÃO DE SETÚBAL

EMPREGO E FORMAÇÃO PROFISSIONAL

13


14

EMPREGO E FORMAÇÃO PROFISSIONAL

SEGUNDA-FEIRA 14/10/2019

O DIÁRIO DA REGIÃO DE SETÚBAL

Instituto do Emprego e Formação Profissional promove várias actividades

ARQUIVO / DIREITOS RESERVADOS

Semana do empregador dinamiza região

Programa abrange Setúbal, Azeitão, Montijo, Barreiro, Moita e Costa de Caparica (Almada), além do Seixal que receberá no último dia a Feira do Emprego e Formação

A

rranca hoje, e prolonga-se até à próxima sexta-feira, a Semana do Empregador da Região de Lisboa e Vale do Tejo, que visa incentivar a colaboração entre os centros de emprego e formação profissional, as entidades empregadoras e, enquanto parceiros, autarquias, instituições de ensino e associações empresariais, entre outras. Os serviços do Instituto de Emprego e Formação Profissional (IEFP) vão, assim, levar uma vez mais a efeito várias iniciativas em diversas áreas geográficas da região. “AAo longo dessa semana serão realizadas pelos diferentes serviços locais do IEFP, IP várias actividades especialmente dirigidas às empresas, muitas delas em parceria com as respectivas câmaras municipais e outras entidades de relevo para o cumprimento da sua missão”, explica a Delegação Regional de Lisboa e Vale do Tejo do IEFP, apontando o principal objectivo da acção. “ÉÉ divulgar os serviços e apoios de que

as entidades empregadoras podem beneficiar. Somos o serviço público de emprego que promove soluções à medida das necessidades das empresas, designadamente em processos de recrutamento e selecção de pessoal e de qualificação dos seus trabalhadores.” O organismo lembra, na página administrada pelo IEFP na Internet, o trabalho que é desenvolvido “eem parceria com inúmeras empresas e em sectores de actividade com grande expressão no mercado”, e salienta que pretende “ccriar novas relações de confiança e de fidelização, ampliando o leque de destinatários”. Com esta iniciativa, “oos empregadores têm oportunidade, neste período, de conhecer melhor tudo o que o IEFP pode fazer” em benefício das suas próprias empresas. Na região, as actividades inseridas na Semana do Empregador vão passar por Setúbal, Azeitão, Montijo, Barreiro, Moita, Costa de Caparica (Almada) e Seixal. SETÚBAL Amanhã, entre as 10 e as 13h00, terá lugar na Biblioteca Municipal de Setúbal um encontro com empregadores, que visa dar a conhecer o trabalho desenvolvido por prestigiadas empresas, bem como as boas práticas nas áreas dos recursos humanos, perfis profissionais mais recrutados e as necessidades sentidas nesse

âmbito. A acção, com a colaboração da Cooperativa SEIS, servirá ainda para apresentação de grupos de empregabilidade. À tarde, entre as 14 e as 16h00, a mesma iniciativa será desenvolvida na Casa da Baía. MONTIJO Também amanhã, das 10 às 13h00, na Galeria Municipal do Montijo, será levada a efeito a conferência “Alterações ao Código do Trabalho”. Este encontro é organizado em parecia com as câmaras municipais de Montijo e Alcochete e tem por objectivo sensibilizar os empresários para as mais recentes alterações laborais. A iniciativa contará com intervenções dos dois presidentes das autarquias, Nuno Canta e Fernando Pinto, respectivamente, além Fernando Catarino, sub-director da Direcção Geral do Emprego e Relações do Trabalho, Rui Abreu, director de serviços do mesmo organismo, e Maria do Carmo Guia, directora do Centro de Emprego do Sul do Tejo. A acção contempla um debate que será moderado por Raúl Tavares, director do jornal Semmais. BARREIRO Ainda durante o dia de amanhã, a partir das 17h00, mas no Museu Industrial do Parque Empresarial da Baía do Tejo, no Barreiro, será reali-

zada nova conferência sobre “Alterações ao Código do Trabalho”. O encontro, em parceria com o Parque Empresarial da Baía do Tejo, é organizado conjuntamente com a Câmara Municipal do Barreiro. Fernando Catarino volta a ser um dos intervenientes na iniciativa, que decorre depois da realizada no Montijo. AZEITÃO Na quarta-feira, 16, entre as 9h30 e as 12h30, a Junta de Freguesia de Azeitão receberá um encontro com os principais empregadores de sectores de actividade relevantes, numa acção em cooperação com os gabinetes de inserção profissional da zona de Azeitão, Pinhal Novo e Quinta do Anjo. A iniciativa tem como objectivo promover o conhecimento de boas práticas de formação, selecção, recrutamento e integração profissionais. MOITA No dia 17, quinta-feira, os Paços do Concelho, na Moita, servirá de palco à realização de uma conferência subordinada ao tema “Sistema de Quotas para Pessoas com Deficiência”. Entre as 9h30 e as 12h30, estará em cima da mesa o tema da reabilitação profissional, no que toca ao disposto na Lei 4/2019, com o intuito de a divulgar junto das entidades empregadoras. Esta acção,

em colaboração com a autarquia, contará com a participação de Leonardo Conceição, do IEFP. COSTA DE CAPARICA Ainda na quinta-feira, o Parque Urbano da Costa de Caparica receberá, entre as 10 e as 13h00, uma sessão sobre apoio aos empregadores do sector da hotelaria. A iniciativa realiza-se em colaboração com a Câmara Municipal de Almada. Articular com as entidades empregadoras do ramo, identificando necessidades de recursos humanos do sector, perfis em concreto e, junto das mesmas, divulgar serviços e apoios do IEFP e da autarquia é o objectivo da sessão. SEIXAL No dia 18, das 10 às 16h00, decorrerá a Feira de Emprego e Formação no Serviço de Formação Profissional do Seixal. A iniciativa é uma organização conjunta dos serviços de emprego e formação profissional de Seixal, Setúbal, Sul Tejo e Almada. Haverá mostra de formação e interacção entre visitantes, formandos e formadores; encontro entre candidatos a emprego e entidades empregadoras com ofertas de emprego registas para eventual ajustamento; e divulgação de medidas e apoios do IEFP, incluindo Rede EURES. As autarquias estarão representadas no evento.


SEGUNDA-FEIRA 14/10/2019

LUÍS LEITÃO

O DIÁRIO DA REGIÃO DE SETÚBAL

EMPREGO E FORMAÇÃO PROFISSIONAL

15

Coordenador da União dos Sindicatos de Setúbal da CGTP-IN

“No distrito de Setúbal o trabalho é mais barato, tem de ser a força colectiva dos trabalhadores a mudar esta realidade” Para o sindicalista Luís Leitão o facto positivo das últimas Legislativas foi o PS não ter a maioria absoluta e a direita ter dado uma má cambalhota. Entende que há muitas lutas a continuar pelos direitos dos trabalhadores e aumento dos salários. Na sua opinião, as alterações ao Código de Trabalho baralham ainda mais a vida de quem trabalha POR HUMBERTO LAMEIRAS FOTO ALEX ALEXANDRE

E

m entrevista a O SETUBALENSE, o Coordenador da União dos Sindicatos de Setúbal da CGTPIN diz não ter receio dos pequenos, novos, sindicatos sectórias, e afirma que mais cedo do que tarde os trabalhadores vão compreender que a central sindical influenciada pelo PCP está certa. Como sindicalista, que leitura faz dos resultados eleitorais das últimas Legislativas, onde o PS saiu reforçado? Saudamos o facto de não ter existido maioria absoluta do Partido Socialista, assim como a derrota da direita. Mas ficámos numa situação parecida à de 2015, o que quer dizer que quanto às questões do trabalho é preciso olhar de forma diferente do que foi feito, nomeadamente quanto à legislação laboral e aumento de salários. Do que ficou por fazer em termos de direitos do trabalho o que considera prioritário colocar na mesa das negociações? A contagem do tempo de serviço para a administração pública e aumento de salários. E também o aumento de salários no sector privado e contratação colectiva. A 1 de Outubro entraram em vigor as alterações ao Código de Trabalho, aplicáveis aos contractos a partir desta data. Como interpreta o novo texto da lei? É mais uma machadada nos direitos dos trabalhadores porque abre caminho à precariedade. Passamos a ter o período experimental do trabalhador na empresa a estender-se

REIVINDICAÇÃO. Luís Leitão lembra que os trabalhadores da TST foram para a greve e conseguiram aumento salarial

para os 180 dias, para trabalhadores em primeiro emprego e desempregados de longa duração, isto possibilita a enorme rotatividade de emprego. Ou seja, ao fim de cinco meses e 29 dias o trabalhador pode ser despedido. Temos ainda a questão do banco de horas grupal e as 150 horas de trabalho extraordinário anual a à borla, a favor das empresas, mediante o acordo de 65% dos trabalhadores. Outro caso é o estender dos contractos de trabalho de muito curta duração, que existiam para alguns sectores, que passam de 15 para 35 dias. Ora se conjugarmos estes contractos, por exemplo nas grandes superfícies que aleguem os períodos de Natal e das férias, poderemos ter

um contracto de cinco meses mais 29 dias em conjunto com o contracto de muita curta duração, isto vai dar seis meses de trabalho com o trabalhador a poder ser despedido findo deste tempo. O que temos é mais precariedade. Apesar da correlação de forças na Assembleia da República, poderia haver um melhor novo Código de Trabalho, mas vimos o PS a juntar-se ao PSD e CDS e aprovaram-no. Com estas alterações ao Código de Trabalho, as empresas que contratem a tempo certo acima da média que é permitida no seu sector têm de pagar uma taxa que terá aplicação progressiva. Não considera isto positivo? No caso do comércio temos o sector

com 35% acima da taxa de precariedade, é multado aos 36%, é importante que assim seja, mas isto continua a abrir caminho à instabilidade no emprego. É claro que não rejeitamos a passagem dos contractos a prazo de três para dois anos, mas com o alargamento do período experimental associado ao dos contractos de curta duração, continuamos na linha da precariedade de trabalho, nomeadamente no distrito de Setúbal. Que peso tem a precariedade de trabalho no distrito? Estamos nos 35% dos contractos, portanto temos mais de 50 mil trabalhadores no distrito em zona de precariedade. Se bem que temos combatido esta situação e conseguido

“A CGTP mantém-se fiel ao princípio de combater a exploração do homem pelo homem” A CGTP-IN realiza o XIV Congresso a 14 e 15 de Fevereiro de 2020, no Seixal, sob o lema “Valorizar os Trabalhadores, Construir um Portugal Soberano e com Futuro”. Isto a um ano de comemorar meio século de luta sindical. A CGTP comemorou 49 anos a 1 a Outubro deste ano. Como avalia praticamente meio século de acção desta central sindical? Muita luta e muitas vitórias. Mas preparados para continuar mais meio século a reivindicar ao lado dos trabalhadores, essencialmente

nos seus locais de trabalho. É uma central sindical formada no tempo do fascismo com a conquista de sindicatos corporativos que deram origem à CGTP, sempre fiel ao seu princípio de acabar com a exploração do homem pelo homem; e continuamos com esse objectivo maior. Temos uma CGTP reforçada, renovada e isso pode ser visto no seu próximo congresso, em Fevereiro, que será nosso distrito, na Torre da Marinha, Seixal. Temos uma CGTP com força para continuar a sua luta de defesa pelos

trabalhadores. No distrito qual considera o grande marco da acção da CGTP? Pode ser quase contraditório, mas lembro dois grandes locais de trabalho nos anos 80, Lisnave [em Almada] e Siderurgia Nacional [no Seixal], onde foi dado vigor à luta sindical, embora as circunstâncias políticas na altura terem retraído um pouco essa luta operária. Mas temos também os casos da Portucel/Inapa onde tivemos, com os trabalhadores, uma grande vitória contra o processo de nacionalização da empresa.

que trabalhadores passem a efectivos nas empresas, muitas vezes por via judicial. Atenção, a Constituição diz que deve ser privilegiada a segurança no emprego. Porém, no distrito de Setúbal os números do desemprego têm vindo a baixar. E já não é mais apontado como acima da média nacional. Sim, mas temos uma grande rotatividade de emprego, nomeadamente nas pequenas e médias empresas. Se bem que estejamos a ter ganho em postos de trabalho, não podemos ignorar que há grande rotatividade de emprego. Como avalia os salários pagos, pelo privado, no distrito? Por exemplo, no sector do turismo existe muito trabalhador fragilizado por falsos estágios, isto vai desde os grandes hotéis em Tróia até ao resto do distrito, como em Sesimbra. Inclusivamente, vemos muito bom trabalhador daqui a fazer contracto de estágio e depois optar por ir para Lisboa porque é melhor remunerado, e por vezes dentro da mesma cadeia de hotéis. No distrito o trabalho é mais barato; tem de ser a força colectiva dos trabalhadores a mudar esta realidade. Temos um bom exemplo: os trabalhadores da Transportes Sul do Tejo reivindicaram e conseguiram um aumento de 46 euros nos salários, para Janeiro; isto foi força da vontade colectiva e reivindicação comum. Já que fala em transportes, passemos para os transportes de matérias perigosas e mercadorias. Temos assistido a greves destes sectores, lideradas por dois sindicatos sectórias, à margem Fectrans, ligada à CGTP. Considera que o poder dos grandes sindicatos pode estar a ser beliscado? A FECTRANS, como o STRUP, sempre disseram que estávamos em tempo de negociação dos contratação colectiva e direitos individuais dos trabalhadores, e no final da nova negociação foi conseguido o aumento salarial dos trabalhadores. Por isso, durante a negociação, entendemos que não era tempo de greve. Um desses sindicatos acabou por seguir o acordo assinado pela FECTRANS, mas com nuances que, assim o entendemos, conduziram à perda de direitos. Não belisca os sindicatos da CGTP porque fazemos o nosso caminho, e mais cedo do que tarde os trabalhadores vão compreender que estamos certos.


16

ALCÁCER DO SAL

Trabalhos retomados em estação arqueológica

SEGUNDA-FEIRA, 14/10/2019

SOCIEDADE SETÚBAL

A Câmara de Alcácer do Sal está a proceder a trabalhos arqueológicos de manutenção na estação arqueológica de Santa

Catarina de Sítimos, divulgou o município na sexta-feira. O plano de actividades está a ser levado a cabo por técnicos do sector de

Arqueologia, Património e Museus do município e foi adoptado no sentido de retomar intervenções arqueológicas interrompidas em

2006/2007, além de tentar obter mais documentação arqueológica de forma gradual na área intervencionada.

Pintor setubalense soma mais de 60 anos de carreira

Rogério Chora: “Setúbal é uma inspiração” Dos barcos de pesca às ruas do centro histórico, toda a cidade se revê nas telas pintadas por Rogério Chora, o único pintor que conseguiu manter-se em Setúbal vivendo em exclusivo da profissão. E que continua a pintar com mesmo a paixão de sempre, aos 78 anos

POR ANDRÉ ROSA FOTOS ALEX GASPAR

R

ogério Chora, 78 anos, é um dos mais consagrados pintores da sociedade artística setubalense. Querido por muitos, admirado por outros tantos, colecciona hoje centenas de obras fruto de uma carreira com mais de 60 anos dedicados às telas e aos pincéis. O primeiro desenho fê-lo logo aos quatro anos: uma chávena. Aos oito, percebeu que era com a cor que animaria as suas criações. Daí a ser um dos autores de uma exposição de pintura infantil patente no salão nobre dos Paços do Concelho, tinha então 14 anos, foi um processo rápido, de traço decidido. Foi nessa altura que pintou a primeira aguarela e a primeira pintura à vista, já na Escola Industrial e Comercial de Setúbal. Como que adivinhando o seu próprio percurso, certo é que já aos 13 anos contava aos jornalistas da Gazeta Setubalense os seus planos, enquanto deles esboçava um retrato: queria ir para a escola de artes decorativas António Arroio, em Lisboa, e seguir Belas-Artes. Estávamos em 1956. Anos mais tarde, tudo o que de promissor a imprensa anunciava

ROGÉRIO CHORA. É preciso ter amor pela cidade. Gosto de pintar as figuras que ninguém considera, figuras populares ligadas à parte marítima. Gosto muito de pintar o mar”


SEGUNDA-FEIRA 14/10/2019

SOCIEDADE

O DIÁRIO DA REGIÃO DE SETÚBAL

17

Pestana Tróia Eco-Resort foi distinguido no Salão Imobiliário de Portugal

DIREITOS RESERVADOS

Empreendimento da região eleito o melhor de turismo

– “ttudo em Rogério Chora nos faz admitir ter ele nascido já artista, senhor daquele dom natural que, mais tarde ou mais cedo, feito realidade, concede o lugar à consagração” (O Setubalense, 1962) – viria a confirmar-se. Em Belas-Artes Rogério Chora experimentou pintura, litografia (desenho de letra, publicidade), escultura e até cinzelagem e cerâmica. A pintura, claro, sempre o acompanhou sob a forma de “uum desejo interior, algo que nos puxa”, descreve, enquanto recorda o seu percurso académico e artístico sentado no seu atelier, em Setúbal. Rodeado de milhares de pincéis, trinchas, recipientes de tintas e dezenas de telas, umas acabadas, outras à espera dos toques finais, lembra também como, de forma natural, descobriu a sua “llinha própria” como artista, neste caso hiper-realista. “AA pintura figurativa é o bom para mim”. E Setúbal, de uma forma ou de outra, sempre foi uma inspiração por via dos locais que frequentava desde criança, filho de setubalenses. “S Sempre gostei de Setúbal, e como pintor, sempre gostei de pintar os motivos da nossa terra relacionados com o mar, figuras populares, paisagens. Também fiz algumas coisas sobre o Alentejo”, diz, apontando para uma tela que retrata uma planície. Foi ao mar, porém, que Rogério Chora foi “beber” as maiores inspirações, aprendendo a pintar a faina, os pescadores, a movida da lota, os barcos e os reflexos de sombras e cores na água com um realismo quase fotográfico. Unanimemente, é considerado um dos maiores pintores de Setúbal, alguém que ao longo dos anos foi olhando para a cidade com olhos de ver, ora mais objectivos, ora mais “românticos”, para a pintar como se a eternizasse. “ÉÉ preciso ter amor pela cidade. Gosto de pintar as figuras que ninguém considera, figuras

Sempre gostei de Setúbal, e como pintor, sempre gostei de pintar os motivos da nossa terra relacionados com o mar, figuras populares, paisagens

populares ligadas à parte marítima. Gosto muito de pintar o mar”, confirma o setubalense. A tal pintura dos reflexos na água, conseguiu fazê-la ao fim de anos de trabalho e aperfeiçoamento. Os barcos saveiros, a apanha da ostra, a paisagem urbana de Setúbal, os monumentos, a indústria, a Serra da Arrábida e figuras maiores da literatura e da História local, como Bocage, ficaram até hoje transportas para as telas. Muitos talvez não saibam, mas Rogério Chora foi também o autor do bonito painel de azulejos que decora a fachada do Centro Comercial do Bonfim. Sentado no ateliê, recorda por fim a mensagem preocupada que o pai lhe passou, era ainda um jovem pintor anónimo na cena setubalense: “O O meu pai dizia que a pintura não dava pão”. Mas se há coisa que ainda hoje lhe dizem é que “ffoi o único pintor que conseguiu sobreviver em Setúbal com base na atividade da pintura”. Os setubalenses, que tanto têm assistido a profundas transformações na cidade e no seu espaço urbano, podem olhar para a pintura de Rogério Chora como uma memória viva do que a cidade já foi, e da beleza que sempre teve.

Ocupa uma área de 100 hectares, conta com uma frente de praia de dois quilómetros em condomínio privado e 180 unidades de alojamento, piscinas interiores e exteriores, campos de ténis, polidesportivos e saunas

O

melhor empreendimento imobiliário de turismo mora na região. Trata-se do Pestana Tróia Eco-Resort que foi distinguido nos Prémios SIL do Imobiliário, atribuídos pela Fundação AIP e o Conselho Estratégico do SIL durante o Salão Imobiliário de Portugal que decorreu até ontem na FIL, em Lisboa. “FFace ao seu contributo para o desenvolvimento do sector imobiliário,

o júri foi unânime na atribuição deste galardão ao Pestana Tróia Eco-Resort, o projecto da região com maior velocidade de vendas, que se encontra em fase final de comercialização”, revelou o Grupo Pestana em nota de Imprensa, adiantando que “nnesta última etapa estão disponíveis 40 novas Beach Villas” para entrega no Verão de 2020. O Pestana Tróia Eco-Resort – que ocupa “uuma área de 100 hectares, dos quais 50% são reserva natural e apenas 5% destinados a construção” – conta com “uuma frente de praia de dois quilómetros em condomínio privado”, além de “1 180 unidades de alojamento pertencentes a proprietários privados e exploradas turisticamente pelo grupo Pestana”. Piscinas interiores e exteriores, campos de ténis, padel e polidesportivos, saunas, banho turco e ginásios são valências que integram o referido complexo. “AAs infra-estruturas foram cuida-

dosamente concebidas numa óptica ecológica e a envolvência das Villas foca a preservação do meio ambiente e das espécies naturais da região, minimizando o impacte ambiental e incentivando à racionalização de recursos, sendo os jardins compostos por plantas autóctones e areia branca, convidando os hóspedes a uma vivência mais ecológica”, resume o grupo empresarial. O Pestana Hotel Group gere mais de 90 hotéis em Portugal e no estrangeiro. Neste segmento, que é a sua principal área de negócio, opera com quatro marcas: Pestana Hotels & Resorts, Pestana Collection Hotels, Pestana Pousadas de Portugal e Pestana CR7 Lifestyle Hotels. Está presente em 15 países, conta com mais de 11.500 quartos disponíveis na Europa, África e América e uma equipa global de sete mil colaboradores, assumindo-se como o maior grupo hoteleiro multinacional de origem portuguesa.


18

PUBLICIDADE

SEGUNDA-FEIRA 14/10/2019

O DIĂ RIO DA REGIĂƒO DE SETĂšBAL

LABORATĂ“RIO DE ANĂ LISES CLĂ?NICAS

INSTITUIĂ‡ĂƒO DE PALMELA

PRECISA

'5$0$5,$),/20(1$/23(63(5',*­2 '5$/)5('23(5',*­2

DE FIEL DE ARMAZÉM

+RUiULRÂ?DÂ?IHLUDK 6iEDGRK

BLOCO CLĂ?NICO

5XD-RUJHGH6RXVD_6HW~EDO ZZZSUHFLODESW_WHO WHOP_)D[

Dra. Teresa Bertolo Dra. NĂŠlia Alegria

HABILITADO A CONDUZIR VEĂ?CULOS PESADOS

Medicina Geral e Familia Medisete - Centro MĂŠdico, Lda. SetĂşbal - Telf: 265 239 390

- OFERECEMOS: VENCIMENTO BASE COMPATIVEL COM A FUNĂ‡ĂƒO SUBSIDIO DE REFEIĂ‡ĂƒO TRABALHO DE 2ÂŞ A 6ÂŞ FEIRA, DESLOCAÇÕES APENAS NESTA REGIĂƒO HORĂ RIO DE ESCRITĂ“RIO 918 755 572

Dra. Estefânia Campos Tratamentos de Incontinência Urinåria e Fecal Medisete - Centro MÊdico, Lda. Setúbal - Telf: 265 239 390

FarmĂĄcia Marques

FarmĂĄcia Portugal

DIRECĂ‡ĂƒO TÉCNICA Dr. Valter Manuel C. Gomes

DIRECTOR TÉCNICO Fernando Gamito Rodrigues Av. Jaime Cortesão, 77-B Tel. 265 539 060 • Setúbal Horårio: 09h00 - 13h00; 14h00 - 20h00 Såbado: 09h00 - 13h00

De Segunda a Sexta das 9h às 19h Såbado das 9h às 13h Ru a A r r o n ch es J u n q u eir o , 1 0 9 Tel . 2 6 5 5 2 2 7 8 3 • S e t ú b a l

Dra. Maria JosĂŠ LeitĂŁo Psicologia | Hipnoterapia Medisete - Centro MĂŠdico, Lda. SetĂşbal - Telf: 265 239 390

TRES´LIMPA

VENDO GARAGEM EM SETĂšBAL NAS COLINAS DE SĂƒO FRANCISCO XAVIER (VISO) CARACTERĂ?STICAS: Ă REA DE 49M; DĂ PARA VĂ RIOS CARROS E MUITA ARRUMAĂ‡ĂƒO; GARAGEM / BOX INTERIOR; PORTĂƒO DE ACESSO Ă€S GARAGENS COM COMANDO Ă€ DISTANCIA; QUADRO ELECTRICO INDEPENDENTE; DUAS JANELAS PARA O EXTERIOR O QUE LHE PROPORCIONA MUITA LUZ NATURAL; ACESSO MUITO LARGO E FĂ CIL. PREÇO - 31.000â‚Ź CONTACTOS: 934 861 611 / 964 910 112

Dra. Anabela Nabais

Limpezas de habitação, comÊrcios e prÊdios Limpezas grandes, pós obras, diårias ou semanais. Manutenção de persianas 932149735

2231

Neurocirurgia Medisete - Centro MĂŠdico, Lda. SetĂşbal - Telf: 265 239 390

2246

CEDÊNCIA DE QUOTAS DE CAFÉ Setúbal - Av. 5 de Outubro junto à rodoviåria Cont. 916 249 077

ALMERINDA MARIA PARREIRA

VENDE-SE EMPILHADOR

NASCEU 10-01-1928 FALECEU 07-10-2019

Nissan com capacidade atĂŠ 900 quilos

PARTICIPAĂ‡ĂƒO E AGRADECIMENTO Seus familiares cumprem o doloroso dever de participar o falecimento do seu ente querido. O funeral realizou-se no dia 09-10-2019 pelas 15h00 da Capela da Ressurreição / Alcabideche para o Centro FunerĂĄrio de Cascais. Agradecendo a todos quantos se dignaram e participaram em tĂŁo piedoso acto, bem como a todos que de qualquer outra forma manifestaram o seu pesar.

A gasolina e gĂĄs. Bom estado Barreiro 4.950 euros

Funeråria Central Setubalense 265 550 045 • 265 238 528 (Serviço Permanente)

C/0161

C/0004

967 196 769

MARIA LUCINDA PEREIRA ALMEIDA DOS SANTOS

ANA ROSA COSTA SELORIANO MOURA

Faleceu a 01-10-2019

Faleceu a 12-10-2019

PARTICIPAĂ‡ĂƒO E AGRADECIMENTO

PARTICIPAĂ‡ĂƒO E AGRADECIMENTO

Seus filhos, netos, restante famĂ­lia e amigos cumprem o doloroso dever de participar o falecimento do seu ente querido cujo funeral se realizou no dia 04-10-2019 para o CrematĂłrio de SetĂşbal. Na impossibilidade de o fazerem pessoalmente, vĂŞm por este meio agradecer a todas as pessoas que se dignaram acompanhar ou que de outra forma manifestaram o seu pesar.

Seu esposo, filha, netos, restante famĂ­lia e amigos cumprem o doloroso dever de participar o falecimento do seu ente querido cujo funeral se realizou no dia 14-10-2019 para o CemitĂŠrio da Paz. Na impossibilidade de o fazerem pessoalmente, vĂŞm por este meio agradecer a todas as pessoas que se dignaram acompanhar ou que de outra forma manifestaram o seu pesar.

Agência Funeråria Sado Telef. 265 718 605 Serviço Permanente

Agência Funeråria Sado Telef. 265 718 605 Serviço Permanente


SEGUNDA-FEIRA 14/10/2019

SAUL ANTÓNIO MOLEIRO

MARIA IZABEL SILVA VEIGA

MARIA DE FÁTIMA BRASINHA FREIRE

GRACINDA DAS FLORES DA SILVA NERY

(1929 – 2019)

(1946 – 2019)

(1927 – 2019)

(1924 – 2019)

Participação e Agradecimento

Participação e Agradecimento

Participação e Agradecimento

Participação e Agradecimento

A funerária Armindo lamenta informar o falecimento de Saul António Moleiro. A família vem por esta via agradecer a todas as pessoas que se dignaram a acompanhar o funeral ou que, de qualquer outra forma, manifestaram as suas condolências.

A funerária Armindo lamenta informar o falecimento de Maria Izabel Silva Veiga. A família vem por esta via agradecer a todas as pessoas que se dignaram a acompanhar o funeral ou que, de qualquer outra forma, manifestaram as suas condolências.

A funerária Armindo lamenta informar o falecimento de Maria de Fátima Brasinha Freire. A família vem por esta via agradecer a todas as pessoas que se dignaram a acompanhar o funeral ou que, de qualquer outra forma, manifestaram as suas condolências.

19

A funerária Armindo lamenta informar o falecimento de Gracinda das flores da Silva Nery. A família vem por esta via agradecer a todas as pessoas que se dignaram a acompanhar o funeral ou que, de qualquer outra forma, manifestaram as suas condolências.

ERNESTO GOMES HORTA

MÁRIO JOÃO VIEGAS MOURATO

NATALINA GUERREIRO DE DEUS

EUGÉNIO PINA SALVADO

FALECEU A 10/10/2019

FALECEU A 09/10/2019

FALECEU A 09/10/2019

FALECEU A 12/10/2019

PARTICIPAÇÃO E AGRADECIMENTO

PARTICIPAÇÃO E AGRADECIMENTO

PARTICIPAÇÃO E AGRADECIMENTO

PARTICIPAÇÃO E AGRADECIMENTO

Sua esposa, filha, neta e restante família, têm o doloroso dever de participar o falecimento do seu ente muito querido e de agradecer reconhecidamente a todos os que se dignaram acompanhá-lo à sua última morada, bem como aos que das mais diversas formas, lhes manifestaram pesar.

Seus irmãos, sobrinhos, tia e restante família, têm o doloroso dever de participar o falecimento do seu ente muito querido e de agradecer reconhecidamente a todos os que se dignaram acompanhá-lo àsua última morada, bem como aos que das mais diversas formas, lhes manifestaram pesar.

A família tem o doloroso dever de participar o falecimento do seu ente muito querido e de agradecer reconhecidamente a todos os que se dignaram acompanhá-lo à sua última morada, bem como aos que das mais diversas formas, lhes manifestaram pesar.

Seu filho, netos e restante família têm o doloroso dever de participar o falecimento do seu ente muito querido. O corpo encontra-se em câmara ardente na capela do Faralhão. O funeral realiza-se hoje pelas 15,00 para o cemitério da Paz em Setúbal e agradecem reconhecidamente a todos os que se dignarem acompanhá-lo à sua última morada, bem como aos que das mais diversas formas, lhes manifestarem pesar.

AGÊNCIA FUNERÁRIA COSTA

AGÊNCIA FUNERÁRIA COSTA

AGÊNCIA FUNERÁRIA COSTA

AGÊNCIA FUNERÁRIA COSTA

SETÚBAL 265 523 496 www.funerariacosta.com

C/0005

PUBLICIDADE

O DIÁRIO DA REGIÃO DE SETÚBAL

SETÚBAL 265 523 496 www.funerariacosta.com

SETÚBAL 265 523 496 www.funerariacosta.com

SETÚBAL 265 523 496 www.funerariacosta.com


20

SOCIEDADE

O DIÁRIO DA REGIÃO DE SETÚBAL

20 Setubalenses

SEGUNDA-FEIRA 14/10/2019

20 Artistas

Mara Guerreiro

“Lutar pelo que queremos e deixar fluir a vida” Os nossos “20 Setubalenses, 20 Artistas” seguem persistentes e lutadores. Esta semana regressamos ao palco do Teatro com as mil expressões do clown na arte e nos sonhos da arte, pelos quais Mara Guerreiro não desiste de lutar FOTO ALEX GASPAR POR ANA MARTINS VENTURA

A

qui estão quase 20 anos de trabalho. E a essência do clown, navegante das emoções”, apresenta Mara Guerreiro, actriz de um tempo em que o teatro “aainda é um mistério para o público”. Mas, isso não é um obstáculo para a performer. Pelo contrário, é mais um motivo para “ddesafiar a vida e a arte”. Na sua alma de clown e no rosto de mil expressões está a mensagem de que “éé importante lutar pelo que queremos, mas também é importante deixar fluir a vida. Deixar que ela nos leve para onde tem que levar”. Afinal, no fim, o teatro é assim, dono de uma magia que “ddeixa as coisas acontecerem naturalmente”. Este é a Mara que acredita que a Arte, seja ela qual for, deve acontecer sempre ‘fora da caixa’. Inovadora. Aliás esse é o conceito da arte. Criar sempre algo novo a partir de cada momento único, que não se volta a repetir.

Uma Mara que tem sonhado desde sempre com o percurso no teatro e nas artes performativas e que “nnão desiste de lutar”. Arte com resistência No mundo em que as cenas deviam acontecer no palco da vida naturalmente, Mara assume que a Arte “ttem sido um percurso difícil e precário”. Um percurso que, “iinfelizmente, é a condição de muitos artistas”. Se esse é um motivo para colocar barreiras no caminho, Mara Guerreiro desafia que “nnão”. E acredita, “qquando as coisas são feitas com amor e persistência, acontecem”. Quanto ao modo como a cidade deixa as coisas acontecerem, a Arte é outra. “C Começa a existir cada vez mais abertura para novos projectos”, contudo, “aainda existe resistência. Cabe a nós, artistas, encontrar estratégias para cativar o público”.

PUBLICIDADE

Sabores Sabores de Setúbal de

Anuncie aqui o seu restaurante! Anuncie


SEGUNDA-FEIRA 14/10/2019

DESPORTO

O DIÁRIO DA REGIÃO DE SETÚBAL

21

Triunfos por 3-0 sobre os sub-23 e 1-2 em Mafra

Treinador Sandro Mendes viu em acção todos os jogadores disponíveis no plantel

DIREITOS RESERVADOS

Sadinos vencem testes antes da estreia na Taça de Portugal Mano, Artur Jorge, Bruno Pirri, André Sousa, José Semedo, Carlinhos, Éber Bessa, Kigi Sekgota, Zequinha e Ghilas, tendo jogado ainda Sílvio, Leandrinho, Hachadi, Baba Fernandes, Diogo Santos, Léo Chão e Mathiola. Entretanto, o plantel goza hoje o segundo dia de folga, voltando ao trabalho amanhã de manhã para continuar a preparar o duelo de domingo (14:00 horas), a contar para a 3.ª eliminatória da Taça de Portugal, com o Águias do Moradal, da 1.ª divisão distrital da Associação de Futebol de Castelo Branco.

POR RICARDO LOPES PEREIRA

A

proveitando a paragem na competição devido aos compromissos das selecções, o Vitória FC realizou dois jogos de preparação antes de regressar aos jogos oficiais no próximo domingo com o Águias do Moradal, em partida da 3.ª eliminatória da Taça de Portugal. Na sexta-feira, os sadinos venceram, em Tróia, por 3-0, os sub-23 e no dia seguinte foram a Mafra bater o 10.º classificado da II Liga, por 1-2. Frente aos sub-23, Sandro Mendes aproveitou para testar novas soluções e, ao mesmo tempo, dar ritmo aos jogadores menos utilizados. Mathiola, 37 minutos, Tiago Castro, 44, e Baba Fernandes, 85, apontaram os golos em Tróia. No Estádio Municipal de Mafra, os golos foram apontados por Bruno Pirri (30 minutos) e Carlinhos (64), enquanto Zé Tiago (42) marcou para os mafrenses. Mais do que o resultado, o maior destaque no teste com os sub-23 vai para o regresso de André Pedrosa, que actuou como suplente utilizado. Oito meses e meio depois de contrair uma rotura do ligamento cruzado anterior de um joelho, o médio, de 22 anos de idade, somou os primeiros minutos depois de se lesionar a 30 de Janeiro de 2019, dia em que os sadinos empataram (1-1) com o Sporting.

Documentos de alteração aos Estatutos disponíveis a partir de hoje

Em Tróia, a equipa de Sandro Mendes não precisou utilizar nenhum dos titulares do último jogo oficial (1-1 na Taça da Liga com o Sp. Covilhã) para se superiorizar à equipa da Liga Revelação treinada por Chiquinho Conde. Baba Fernandes, Nuno Pinto, Leandrinho, Mathiola e Ghilas, que foram suplentes na Covilhã, ganharam ritmo e poderão ser opção no jogo da 3.ª eliminatória da Taça de Portugal com o Águias do Moradal. De início atuaram Milton Raphael, Luís Cortez, Baba Fernandes, João Meira, Nuno Pinto, Vilela, Leandrinho, Tiago Castro, Mathiola, Léo Chão e Guedes, tendo jogado ainda Petterson, André Pedrosa, Ghilas e Hugo Neves. Nos sub-23, Diogo Santos, Dion, Ser-

rão, Marcos, Bruno Langa, Lobo, Johnson, Gustavo, Sylla, Shinga e Marouca foram titulares, enquanto Firmino, Rodrigo Antunes, Modesto, Canadas, Rainieri, Bustos, Bruno Almeida e Zack foram suplentes utilizados. Depois do 3-0 sobre os sub-23, o Vitória ganhou no sábado de manhã no reduto do Mafra, por 1-2, naquele que foi o segundo teste realizado em 24 horas. O defesa Bruno Pirri, aos 30 minutos, e o médio Carlinhos, 64, foram os autores dos golos sadinos, que viram o mafrense Zé Tiago, aos 42, apontar o tento de honra dos anfitriões. Com um onze mais próximo do utilizado nos jogos oficiais, os comandados de Sandro Mendes tiveram o

ascendente no primeiro tempo, período em que Ghilas e Éber Bessa ameaçaram inaugurar o marcador. Mais eficaz que os colegas do setor ofensivo foi o central Bruno Pirri, autor do 1-0, que viria a ser desfeito ainda antes do intervalo pelo avançado Zé Tiago. Na segunda parte, Sandro Mendes, que não pode por estes dias contar com os internacionais Makaridze (Geórgia), Mansilla (sub-23 da Argentina) e Berto (Cabo Verde), procedeu a várias alterações no onze. Foi já com novos atletas em campo que Carlinhos, um dos elementos mais dinâmicos no jogo, chegou ao golo que deu a vitória aos setubalenses. De início atuaram Milton Raphael,

Entretanto, depois de O SETUBALENSE – DIÁRIO DA REGIÃO ter avançado na edição de sexta-feira que a documentação com a alteração de estatutos já está na posse da direcção, o organismo presidido por Vítor Hugo Valente anunciou no sábado que coloca à discussão pública a alteração dos estatutos e do regulamento interno/eleitoral por um prazo de 15 dias. “AA direcção do Vitória FC deliberou colocar à discussão pública a alteração dos estatutos e do regulamento interno/eleitoral de acordo com os termos da versão apresentada pela comissão nomeada para o efeito, presidida por Cândido Casimiro. Os documentos estarão disponíveis no site do Vitória (www.vfc.pt) durante um período de 15 dias a contar da próxima segunda-feira, 14 de Outubro de 2019, devendo todas as sugestões ser enviadas para o e-mail estatutos@vfc.pt”

Cientes do caminho a percorrer, fazer. “C nomeadamente nas áreas infraestruturais do departamento de futebol de formação, está em curso um conjunto de obras, na Várzea e no campo n.º 2 do Bonfim, para que sejam recuperados e atingidos patamares superiores em consonância com a história e dimensão do nosso clube, claramente reconhecido pelos organismos que tutelam o desporto em Portugal e neste caso em concreto o futebol”.

O Vitória, que faz questão de deixar uma palavra de agradecimento à Câmara Municipal de Setúbal “ppela cooperação e ajuda em alguns processos inerentes à certificação 4 estrelas”, não esqueceu o vizinho Comércio Indústria, certificado como entidade formadora 3 estrelas pela Federação Portuguesa de Futebol. “AAproveitamos ainda para parabenizar todos os clubes regionais que foram certificados, em especial um centenário e nosso vizinho”. RLP

Vitória é Entidade Formadora 4 Estrelas

O

Vitória FC foi no sábado distinguido pela Federação Portuguesa de Futebol (FPF) com a placa que certifica o clube como Entidade Formadora 4 Estrelas na época 2018/2019. Na Cidade do Futebol, em Oeiras, a convite da FPF, o presidente dos sadinos, Vítor Hugo Valente, recebeu das mãos do seu homólogo da Federação, Fernando Gomes, o galardão que “m muito honra” o clube. Em nota publicada na página ofi-

cial dos vitorianos, que também estiveram representados na ocasião por Paulo Gomes, vice-presidente responsável pelo departamento de formação, Aldo Nascimento, director-geral, e Carlos Chaby, coordenador-geral Carlos que superentende toda a coordenação técnica do departamento, o clube dá conta do progresso verificado em relação à época anterior. “EEste acto simbólico, que muito nos honra e agradecemos, foi o cul-

minar de um processo de certificação que exigiu rigor e empenho de toda uma direcção que à sua chegada encontrou um processo de certificação sob reservas, com elevados constrangimentos, longe dos pressupostos e requisitos a cumprir na certificação, nomeadamente nos recursos humanos, logísticos e infraestruturais”, lê-se. Apesar da satisfação pelo reconhecimento, o Vitória afirma estar ciente de que há ainda muito por


22

DESPORTO

SEGUNDA-FEIRA 14/10/2019

O DIÁRIO DA REGIÃO DE SETÚBAL

Vitória joga com o Benfica na quarta-feira

Amâncio Canhembe ou Neymar, como é conhecido no seu país, marcou o golo que valeu o triunfo a Moçambique diante do Quénia

À

procura de voltar aos eixos após uma derrota pesada frente a um Sporting que se esperava um adversário complicado, o andebol do Vitória regressa esta quarta-feira ao Antoine Velge com mais um encontro no qual não são esperadas facilidades. A equipa orientada por Luís Monteiro vai medir forças com o Benfica, um dos candidatos ao título nacional, num jogo adiado a contar para a 7ª jornada da I Divisão. O duelo entre sadinos e águias está marcado para as 20 horas, no Pavilhão Antoine Velge. Com apenas uma vitória nos primeiros sete encontros disputados, os vitorianos vão

N

tentar surpreender o Benfica naquele que será o segundo duelo às ordens

da nova equipa técnica. MIGUEL NUNES AZEVEDO

DIREITOS RESERVADOS

Jovem sagra-se campeã nacional em Dressage Alice Osório Nogueira e o cavalo ‘Divino’ brilharam na prova realizada na Sociedade Hípica Portuguesa, conquistando o primeiro lugar para a jovem cavaleira do Centro Hípico Quinta das Cabreiras, de Azeitão

uma altura em que procura um lugar na equipa principal do Vitória, Amâncio foi o herói na seleção de Moçambique. O avançado de 21 anos marcou o único golo no duelo entre moçambicanos e quenianos e deu o triunfo aos ‘mambas’, que em novembro começam a caminhada para a CAN. Neymar, como é conhecido em Moçambique, desfez o nulo à passagem do minuto 69, valendo o terceiro triunfo consecutivo à equipa orientada por Abel Xavier. O jogador do Vitória tinha entrado aos 66 para o lugar de Edmilson e só precisou de três minutos para fazer a diferença. Os vitorianos Bruno Langa e Kamo-Kamo também foram chamados pelo selecionador mas nenhum dos dois foi opção para o encontro.

Bruno Langa ficou na bancada, enquanto que Kamo-Kamo foi suplente não-utilizado. Contratado na época passada para reforçar a equipa de sub-23, Amâncio marcou por oito vezes na temporada de estreia em Portugal e conquistou um lugar no plantel principal. No entanto, uma lesão impediu que integrasse o arranque do campeonato pela formação orientada por Sandro Mendes, regressando à Liga Revelação para ganhar ritmo. Para já, soma dois golos em cinco encontros nesta campanha.

Alvinegros venceram na primeira jornada do campeonato

Comércio e Indústria entra com pé direito Os alvinegros foram a Sesimbra vencer a equipa da casa por 2-1 e começaram o campeonato com um triunfo. FC Setúbal não teve a mesma sorte na Bela Vista. Brejos de Azeitão entrou na II Distrital com vitória caseira

A

lice Osório Nogueira sagrou-se campeã nacional de Dressage nas provas realizadas nas instalações da Sociedade Hípica Portuguesa. Com o seu cavalo ‘Divino’, a atleta de nove anos vê recompensados os esforços no escalão de infantis e consegue o título que lhe escapara no ano anterior, no qual se havia sagrado vice-campeã. A jovem monta desde os quatro anos de idade no Centro Hípico Quinta das Cabreiras, em Azeitão, com o treinador Fábio Vilhena. A competir desde os seis anos, Alice Osório Nogueira já começa a aumentar o seu palmarés, no qual conta ainda com a medalha de bronze no Troféu Dressage Póneis 2018. Na prova realizada em Lisboa, Alice Osório Nogueira bateu a concorrência de outros três atletas, conseguindo uma percentagem de avaliação de

DIREITOS RESERVADOS

Depois de uma derrota pesada frente ao Sporting, o andebol vitoriano terá pela frente o Benfica como adversário

DIREITOS RESERVADOS

Andebol com novo teste difícil

Amâncio foi herói pela selecção moçambicana

A 70,1% no primeiro dia e de 68,6 no segundo. Em segundo lugar ficou Sofia Federighi, a montar Xeco, e Guilherme Dias Arruda completou o pódio,

também a cavalo de Xeco. No escalão de iniciados o triunfo foi para Francisco Braz e em juvenis a vencedora foi Matilde Louro Santos. M.N.A.

primeira jornada da I Distrital arrancou com um triunfo do Comércio e Indústria na deslocação ao Estádio Vila Amália, casa do Sesimbra. Numa partida bem disputada, o triunfo sorriu aos alvinegros, que levaram os três pontos para Setúbal após um triunfo por 2-1. A equipa setubalense esteve a perder e precisou de dar a cambalhota no marcador para conseguir o triunfo. Na próxima jornada os alvinegros jogam o primeiro encon-

tro do campeonato no Campo da Bela Vista, recebendo o Vasco da Gama no próximo domingo, pelas 15 horas. Já o FC Setúbal não conseguiu contrariar o favoritismo do Cova da Piedade B, que foi ao Municipal da Bela Vista vencer por uns confortáveis 4-1. Depois de na última temporada os ‘guerreiros’ orientados por Mário Leandro terem conseguido a permanência na derradeira jornada, a turma setubalense não conseguiu entrar com pé direito no campeonato. A procura pelo primeiro triunfo continua no próximo domingo, diante do Barreirense, pelas 15 horas. Simultaneamente começou também a II Distrital, na qual o Brejos de Azeitão é apontado como um dos fortes candidatos à subida de divisão. Os azeitonenses não desiludiram e venceram o vizinho Quintajense em casa por 3-2. Depois de uma boa prestação na Taça AFS e da primeira vitória no campeonato, segue-se a deslocação a Corroios.


SEGUNDA-FEIRA 14/10/2019

DESPORTO

DIREITOS RESERVADOS

O DIÁRIO DA REGIÃO DE SETÚBAL

II LIGA C. Piedade perde em casa com Farense

Piedenses jogaram desde os 25 minutos em inferioridade numérica

O CAMPEONATO DE PORTUGAL

Ganhou ao Sacavenense por 2-1

Amora foi a única equipa da região a vencer O Pinhalnovense não conseguiu melhor que um empate (0-0) e o Olímpico do Montijo e o Desportivo Fabril foram derrotados em Marvila (2-1) e S. Pedro de Sintra (3-2), respectivamente POR JOSÉ PINA

O

grande destaque da jornada vai para o Amora que venceu o Sacavenense por 2-1, naquela que foi a sua primeira vitória no campeonato. O Sacavenense é um adversário tradicionalmente complicado sempre que se desloca ao Estádio da Medideira e este jogo não fugiu à regra. O Amora, que precisava de pontuar para fugir à zona de despromoção, entrou bem no jogo e aos 15 minutos adiantou-se no marcador com um golo de Geraldo, mantendo-se a vantagem até ao intervalo. Na segunda parte a equipa

de Sacavém empatou por volta dos 60 minutos e as coisas ficaram mais complicadas mas Joca acabou por decidir (78’), marcando o golo da vitória na cobrança de um pontapé de penalti. Pinhalnovense empata em casa Quem ficou aquém do desejado foi o Pinhalnovense que empatou em casa com o Sintra Football num jogo que teve uma primeira parte equilibrada, com poucas oportunidades de golo de parte a parte. Na segunda metade a equipa de Pinhal Novo foi superior e atirou por duas vezes a bola ao ferro mas não teve a sorte pelo seu lado e o melhor que conseguiu foi conquistar um ponto, quando na verdade tudo fez [em especial na 2.ª parte], para conquistar os três. Olímpico perde com penalti na compensação Derrota injusta sofreu o Olímpico do Montijo na sua deslocação a Marvila, não só pelo jogo que fez mas também pela forma como sofreu o golo da derrota, numa grande penalidade já em

período de compensação (90+3’). Depois de uma primeira parte que terminou com o resultado em branco, a equipa montijense abriu o activo por intermédio de Marcelo, que deu a melhor sequência a um cruzamento de Hélio Roque, aos 58 minutos. A equipa de Marvila reagiu e empatou aos 70 minutos e quando se esperava que o jogo terminasse assim surgiu o penalti que deu a vitória ao Oriental. Fabril aos 25 minutos já perdia por 3-0 O Desportivo Fabril também não foi feliz nesta jornada porque foi derrotado em S. Pedro de Sintra pelo 1.º Dezembro (3-2), num jogo em que aos 25 minutos já perdia por 3-0 com golos sofridos aos 2 minutos, aos 6 de grande penalidade e aos 25 minutos. Na segunda parte o Fabril entrou disposto a alterar o rumo dos acontecimentos e acabou por reduzir com golos marcados por Valter (60’) e Bruninho (75’), sendo este de penalti. De referir que a equipa do Barreiro viu ainda um remate de Bruninho ser devolvido pelo ferro da baliza adversária.

23

Cova da Piedade sofreu a segunda derrota em casa (0-2) no jogo que disputou com o Farense relativo à oitava jornada da II Liga e afundou-se ainda mais na tabela classificativa porque ficou mesmo à beira da linha de água. A vitória da equipa algarvia pode considerar-se incontestável porque foi obtida perante um adversário que jogou mais de uma hora reduzido a dez elementos e fez um mau 'ensaio geral' para a recepção ao Benfica, na sexta-feira, em encontro da terceira eliminatória da Taça de Portugal. O Cova da Piedade, que se apresentou com cinco alterações em relação à derrota com o Casa Pia na ronda anterior, foi a primeira equipa a chegar perto do golo, com um cabeceamento de Chico Chen que obrigou Hugo Marques a aplicar-se. Porém, depois de Mayambela ob-

rigar Tony Batista a defesa atenta e de Ryan Gauld cabecear à trave, aconteceu a expulsão directa do central piedense Yan Victor (25’), que derrubou o escocês quando este se isolava na direcção da baliza. Sem que a equipa da casa tivesse tempo para se reorganizar, o Farense inaugurou o marcador por Matheus Silva (31’) e três minutos depois foi Mayambela a aumentar para 2-0. Com o triunfo na mão, o Farense optou por gerir os acontecimentos na segunda parte, permitindo ao Cova da Piedade equilibrar na posse de bola, mas, em inferioridade numérica, os piedenses nunca conseguiram descobrir o caminho da baliza algarvia e até ao fim a melhor oportunidade pertenceu mesmo ao Farense que, com esta vitória subiu ao terceiro lugar da tabela classificativa. JOSÉ PINA

CAMPEONATOS DISTRITAIS

Competição arrancou com algumas surpresas

O

s campeonatos distritais de futebol começaram com alguns resultados surpreendentes. Na 1.ª divisão merecem destaque as vitórias do Beira Mar de Almada em Sines, do Comércio Indústria em Sesimbra, do C. Piedade “B” em Setúbal, do Grandolense na Charneca de Caparica e também o empate do Alfarim em Alcochete. Resultados: V. Gama 1 Beira Mar de Almada 2; Alcochetense 3 Alfarim 3; O. Dragon 1 Moitense 0; Sesimbra 1 Comércio Indústria 2; Palmelense 3 U. Santiago 1; Charneca de Caparica 0 Grandolense 1; FC Setúbal 1

C. Piedade “B” 4; Pescadores 2 Barreirense 2. Na 2.ª Divisão o resultado mais significativo foi alcançado pelo Águas de Moura que venceu no Samouco, por 1-0, mas de realçar será também o triunfo do Almada (3-1) em Melides. Resultados da 1.ª jornada: Quinta do Conde 2 Lagameças 1; Brejos de Azeitão 3 Quintajense 2; Seixal 3 Corroios 1; Banheirense 0 Santo André 0; Juv. Melidense 1 Almada 3; Trafaria 1 Alcacerense 1; Samouquense 0 Águas de Moura 1; Zambujalense 3 Monte de Caparica 2. JOSÉ PINA

TAÇA DAS REGIÕES

Selecção distrital sénior volta a treinar no Campo do Juncal

A

selecção distrital de futebol sénior da AF Setúbal prossegue esta segunda-feira a sua preparação para a fase Zonal da Taça das Regiões que se disputa entre os dias 20 e 22 de Dezembro. Para a segunda sessão de trabalho

a realizar novamente no Campo do Juncal, às 20h 30m, o treinador distrital, Tomás Pereira, convocou 35 jogadores, de 11 clubes, sendo de destacar a presença de João Vasco, jogador do Brejos de Azeitão, o único clube da 2.ª Divisão presente na convocatória.

Eis os restantes jogadores convocados: Bernardo Lopes (Grandolense), Kevin, Janita, Bruno Elias, Miguel Flor, Jackson e Diogo Palma (Barreirense), Daniel Vital, Duarte, Mimi, Fialho e Luís Gaspar (Alcochetense, Alex Correia, Manuel Barata e André Pinto

(Alfarim), João Cabral e Bernardo Soares (Sesimbra), Fábio Delgado, Rachid, Mauro Fernando, Alphonse Mendes e Amândio Ramião (Oriental Dragon), Pedro Silva, Bruno Miranda, Diogo Silva, Rui Carreira e Micael Pereira (Palmelense), Thierry, Gonçalo Cruz e Luís Costa (Comércio e Indús-

tria), João Monteiro (U. Santiago) e Tiago Lança, Diogo Gandarês e André Trindade (Vasco da Gama). A Fase Final da competição será disputada entre 23 e 26 de Janeiro de 2020, numa organização da FPF, por delegação da UEFA. JOSÉ PINA


Profile for O Setubalense

O Setubalense, diário regional de Setúbal nº 259  

O Setubalense, diário regional de Setúbal nº 259  

Advertisement