Page 1

Fim-de-semana EDIÇÃO

PUBLICIDADE

SEXTA-FEIRA | 11.OUTUBRO.2019 | N.º 258 | Ano II | 5.ª Série e

PUBLICIDADE

NESTA EDIÇÃO

MENINA DE 5 ANOS BALEADA EM CASA SETÚBAL

Criança da Bela Vista está em estado grave

SETÚBAL P.11

Amorlux comemora 25 anos a crescer

P.3

MONTIJO CONSTRUÇÃO DE EDIFÍCIO DE TRÊS PISOS JÁ COMEÇOU

NEGÓCIOS

P.4

P.16 e 17

CANDIDATURAS ATÉ 29 NOVEMBRO

Exército “invade” cidade com comemorações oficiais

15 milhões para as PME da Península de Setúbal P.18

ALCOCHETE P.11

Fado ganha vida no núcleo histórico PUBLICIDADE

REPORTAGEM

Hotel de três estrelas no centro da cidade

Fr Freguesia do Sado: recantos com sabor a sal re com vista para a Arrábida co P.20 P P. .2 e 21


2

Operação de combate ao DAESH

30 militares partem da Base Aérea do Montijo para o Iraque

SEXTA-FEIRA, 11/10/2019

Decorrente de compromissos internacionais assumidos por Portugal, parte este domingo à noite da Base Aérea do Montijo, a 10ª Força Nacional Destacada, composta por 30 militares do Exército Português, para participar na

ACTUAL Casal de 30 e 6 anos detido

da próxima semana, “pretende apoiar a formação das Forças iraquianas que combatem directamente o terrorismo no seu país. A 10.ª Força Nacional Destacada foi aprontada para esta missão pela Brigada Mecanizada

O TAL PLANO “B”, terminal aeroportuário na BA6 (Parte II)

CARLOS JORGE DE ALMEIDA DIREITOS RESERVADOS

U

m homem e uma mulher, de 30 e 26 anos, respectivamente, foram detidos na terçafeira por furto de interior de veículo, na localidade de Setúbal. A detenção feita pelo Núcleo de Investigação Criminal da GNR de Setúbal, surgiu na sequência, precisamente, de investigação que apurou estarem os dois indivíduos envolvidos em furtos

Gran Capitan no Besmayah Range Complex, e ainda um oficial no Quartel-General em Bagdade e outro no Kuwait. Esta missão, na qual já se encontram militares do Exército português, que irão regressar em meados

OPINIÃO

GNR apanha assaltantes de carros na zona balnear de Setúbal

Enquanto as pessoas estavam na praia, dois indivíduos furtavamlhes os carros e levavam os objectos de valor. Foram apanhados quando fugiam depois do último furto. Duas crianças assistiram à detenção

operação “Inherent Resolve" no Iraque. O contributo de Portugal nesta operação militar de combate ao DAESH, da coligação internacional, é de 30 militares na formação e treino das “Iraqi Security Forces”, na Base espanhola

nas praias da zona balnear de Setúbal, aproveitando a ausência de pessoas perto dos veículos para furtar os objectos de valor no interior dos mesmos. Resultante das diligências policiais, e na sequência do último furto, quando os indivíduos se colocaram em fuga, foi possível efectuar a sua intercepção. Durante a abordagem, os militares detectaram a presença de dois menores no interior da viatura, com 3 e 6 anos, que assistiram aos furtos perpetrados pela mãe e pelo seu companheiro, tendo ficado, posteriormente, à guarda do avô. Os bens furtados, e que foram entretanto apreendidos, como roupa, malas, calçado e dinheiro, foram devolvidos aos legítimos proprietários. Os detidos foram constituídos arguidos e foram entregues ontem a 1.º interrogatório judicial no Tribunal Judicial de Setúbal.

Vereador da Coligação Democrática Unitária na Câmara Municipal de Montijo

Noutro plano, esta opção “B”, a BA6, tem de ser vista no quadro de um Planeamento Estratégico do país e da região onde se liguem, de forma coerente, as diferentes infraestruturas de natureza ferroviária, rodoviária e marítima, já existentes ou a desenvolver. Torna-se evidente que a solução agora proposta não tem ligações adequadas, com a exceção das oferecidas pela Ponte Vasco da Gama, ou pela Transtejo/Soflusa, com as contingências conhecidas. Não pode, também, apresentar-se a opção “B”, a BA6, como uma solução de maior empregabilidade, comparativamente ao plano “A”, o Novo Aeroporto de Lisboa no Campo de Tiro/Canha/Montijo. O aeroporto complementar que Governo e Vinci defendem para a BA6, de acordo com a estimativa do Comité Internacional de Aeroportos, de criação de empregos para aeroportos de baixa densidade de tráfego (é o caso do Montijo-BA6, com o pormenor ainda mais negativo de só acolher as companhias “Low-Cost”) andará entre os 350 e 600 empregos por milhão de passageiros transportados. Mas nesta estimativa inclui-se a vertente de carga, o que não haverá no caso na BA6-

Montijo. De acordo com vários estudos e cenários e admitindo que o atual ritmo de crescimento de passageiros se mantivesse, o Montijo-BA6, em 2030, data próxima do fim da sua utilização, só geraria um número entre as 1.200 e 1.400 empregos (estudos/projeções da Rolan Berger, por exemplo)! No plano “A”, a construção seria dividida em quatro grandes atividades: desarborização e desmatação da área de implantação do NAL, decapagem e movimentação de terras (numa área de cerca de 1.920 hectares), pavimentação e construção de edifícios e instalação de redes, sistemas e dispositivos. Posteriormente, seguir-se-ia um período de testes, ensaios e certificações. Em termos de mão-de-obra previa-se, no Estudo de Impacto Ambiental do NAL, no Campo de Tiro, realizado pela NAER, uma presença média no local de implantação de mais de 1.500 trabalhadores ao longo dos cinco anos e meio, esperando-se um máximo de cerca de 3.000 trabalhadores em simultâneo, só na área da construção civil.... Para além da perda deste contingente de mão de obra, e daquele que seria gerado pela entrada em funcionamento das infraestruturas a construir, cumpre perguntar quantas centenas de cidadãos, entre militares e civis, que trabalham, hoje, na Base Aérea do Montijo - cerca de 800 a 900 pessoas -, aqui residentes, teriam de deixar o território, e naturalmente o Montijo, para concretizar-se este plano “B”? Para mais a esmagadora maioria destes trabalhadores, nomeadamente os militares, são alta-

mente qualificados, ao contrário do que se verificará com a sua passagem a aeroporto civil. Ainda: a opção “B”, a BA6 apenas favoreceria as companhias aéreas chamadas “Low-Cost que, está demonstrado, pouco contribuem para as economias locais, regionais e nacionais. Por uma vez estamos de acordo com uma frase do Governo sobre esta matéria, quando proclama, alto e bom som, recorrendo à chantagem sobre a entidade chamada a produzir o Estudo de Impacto Ambiental – chamada à pressa ao Montijo e Alcochete para sessões de esclarecimento pró-BA6 (!) –, que não há um plano “B”. Não, não há! O Terminal na BA6, o tal plano "B", cozinhado pela multinacional francesa, não é nenhuma alternativa, não serve o Povo e o País! Não, o plano “B”, o terminal na BA6 não seria um novo Aeroporto Internacional de Lisboa, atentaria contra a segurança de milhares de cidadãos, contra a sua saúde, contra a flora e a fauna, contra a bacia hidrográfica do Tejo e o seu Estuário, contra a saúde de milhares de cidadãos e, no fim, dado o seu prazo previsível de pouco mais de 16 anos, obrigaria o Povo Português a ter de construir, com os nossos recursos, o Novo Aeroporto de que Portugal precisa. Não, não pode haver um plano “B”! Há um plano “A”, a construção de um novo aeroporto internacional de Lisboa, a construir sim no Montijo, mas em Canha! com os recursos da ANA/VINCI, tal como foi acordado com o Governo português!

FICHA TÉCNICA

PUBLICIDADE geral@osetubalense.com publicidade.setubal@gmail.com

SETÚBAL ALMADA SEIXAL PALMELA BARREIRO ALCOCHETE OUTROS CONCELHOS MONTIJO MOITA 212 383 228 265 520 716 265 094 354 265 092 725 212 318 392 212 047 599 212 047 599 212 384 894 937 081 515

Registo de Título N.º 107552 | Depósito Legal N.º 8/84

Propriedade: Outra Margem - Publicações e Publicidade, Lda. Contribuinte: 515 047 325. (Detentores de mais de 10% do capital social: Gabriel Rito e Carlos Bordallo-Pinheiro). Editor: Primeira Hora - Editora e Comunicação, Lda. Contribuinte: 515 047 031 (Detentores de mais de 10% do capital social: Setupress, Lda., Losango Mágico, Lda., Carla Rito e Gabriel Rito) Sede de Administração e Redacção: Travessa Gaspar Agostinho, 1 - 1.º, 2900-389 Setúbal. Conselho de Gerência: Carla Rito, Carlos Dinis Bordallo-Pinheiro, Gabriel Rito e Carlos Bordallo-Pinheiro.

CONCELHO DE SETÚBAL Travessa Gaspar Agostinho, 1 - 1.º - 2900-389 Setúbal - Tel. 265 094 354 (geral) / 265092 633 (redacção) / 265 092 725 - 265 520 716 (dep. comercial) CONCELHO DE PALMELA Rua José Saramago, lote 26 - loja direita 2955-027 Pinhal Novo - Tel. 212 384 894 CONCELHOS DE MONTIJO E ALCOCHETE Praça da República, 63, Galerias Comerciais, Lj 18. Tel./Fax: 212 318 392

CONCELHO DO BARREIRO Intermarche da Moita - Quinta Santa Rosa Rua Classe Operário - Alhos Vedros - Moita Tel.: 212 047 599 - 939 050 535 CONCELHO DA MOITA Intermarche da Moita - Quinta Santa Rosa Rua Classe Operário - Alhos Vedros - Moita Tel. 212 047 599 / 939 050 535 REDACÇÃO Director: Francisco Alves Rito (CPJ 2292) diretor@osetubalense.com Redacção: Mário Rui Sobral (CPJ 3872 A),

Humberto Lameiras (CPJ 2321 A); Ana Martins Ventura (CPJ 7230 A). Colaboradores: Inês Antunes Malta (CPJ 7226 A); Miguel Nunes Azevedo (TP 2608); Fátima Brinca (CPJ 2574); Rogério Matos (CPJ 9929); Helga Nobre; André Rosa; Ricardo Lopes Pereira e José Pina. Fotografia: Mário Prata, Alexandre Gaspar e Arsénio Franco. DEPARTAMENTO ADMINISTRATIVO Teresa Inácio, Dulce Lança e Branca Belchior. PUBLICIDADE Direcção Comercial: Carla Sofia Rito e Carlos Dinis Bordallo-Pinheiro. Setúbal: Ana Oli-

veira, Mauro Sérgio, Célia Felix e Rosália Batista. Montijo: Graciete Rodrigues.PPalmela: Rosália Batista. Barreiro: Carla Santos. Moita: Carla Santos. IMPRESSÃO Tipografia Rápida de Setúbal, Lda. - Travessa Jorge d’Aquino, 7 - 2900-427 Setúbal e-mail: geral@tipografiarapida.pt DISTRIBUIÇÃO VASP - Venda Seca, Agualva - Cacém Tel. 214 337 000 Tiragem média diária: 9.000 exemplares

Estatuto Editorial disponível em https://www.facebook.com/pg/ JornalOSetubalense/ about/?ref=page_internal

Edição online www.diariodaregiao.pt Digital Media Officer: José Luís Andrade

Os artigos assinados são da responsabilidade dos seus autores


SEXTA-FEIRA 11/10/2019

SETÚBAL

ACTUAL

O DIÁRIO DA REGIÃO DE SETÚBAL

3

Vítima foi encaminhada para o Hospital de São José depois de ser baleada com caçadeira

Familiares levaram criança baleada ao hospital, mas mantêm silêncio sobre origem do disparo e localização da arma

DIREITOS RESERVADOS

Menina de cinco anos baleada na Bela Vista em estado grave

POR ANA MARTINS VENTURA

U

ma menina de cinco anos encontra-se em estado grave após ter sido baleada, dentro de casa, no bairro da Bela Vista. Sobre a ocorrência, o Comando Distrital da PSP de Setúbal, afirma que “nnão houve um tiroteio associado ao caso”, embora não possa “eesclarecer as condições em que o disparo terá ocorrido”, apesar de as instalações da 2ª Esquadras ficarem próximas ao prédio onde a situação ocorreu. “TTemos apenas conhecimento de que uma criança foi baleada e encaminhada para o hospital, tendo sido já no hospital que um agente identificou o caso e reportou ao Comando. Origem do disparo e autor continuam por identificar”. A Polícia Judiciária de Setúbal informou O Setubalense que “aa vítima tem etnia cigana e terá sido baleada em casa, com um tiro de caçadeira”. Após ser levada ao Hospital de S. Bernardo, em Setúbal, por familiares a criança foi encaminhada para o Hospital de São José, em Lisboa, onde ainda se encontra em estado grave. Segundo a PJ, “ttudo aponta para um disparo acidental durante o manuseamento negligente de uma arma, até porque o local onde ocorreu é

MONTIJO

próximo às instalações da PSP, no bairro da Bela Vista e não foram registados conflitos, ou outras reacções, como acertos de contas”. A Judiciária revela que o contacto com os familiares da vítima já foi realizado, mas ainda não foi possível averiguar confirmar definitivamente o que está na origem deste disparo, com os mesmos a remeterem-se ao silêncio. “EE devido a medicação analgésica a menina também não está em estado para responder às questões colocadas pelas polícias”. Quanto ao paradeiro da arma, até ao momento “éé desconhecido”. Com todas as hipóteses em aberto a investigação continua a decorrer.

2494 Armas apreendidas Sobre casos com armas não registadas, em moldes semelhantes ou no seguimento de conflitos deliberados, Vitor Paiva, director do Departamento de Investigação Criminal de Setúbal (DIC), considera que não têm aumentado no distrito de Setúbal, “m mas continuam a estar muito presentes”. O DIC destaca, em particular, casos mais recentes “ccomo a ocorrência no restaurante de Aldeia e Paio Pires”, no Seixal, que terá envolvido pelo menos oito indivíduos e “ddisparos no Bairro da Jamaica”.

No centro destas ocorrências estão muitas vezes, o que as forças de “m segurança identificam como armas de utilização comunitária”. Nesses casos a arma, ou armas utilizadas, são pertença de um grupo que as utiliza e esconde em locais acordados, à medida que são necessárias. “C Casos muito comuns não só no bairro da Jamaica [no Seixal], como no bairro do Vale da Amoreira [concelho da Moita]”. Um modus operandis que dificulta a identificação e apreensão de armas ilegais utilizadas para a prática de crimes. Segundo o Relatório Anual de Segurança Interna, em 2018 foram

registadas 2494 apreensões de armas no âmbito da prática de criminalidade grave. Menos 573 que no ano anterior. Números ao encontro do que o director do DIC de Setúbal identifica como um possível decréscimo. Embora se mantenham as utilizações não só na prática de crimes, mas também de forma ilegal em festejos, como aniversários e passagens de ano. Situações negligentes que ocorrem “S com mais frequência no seio da comunidade cigana e podem levar a casos como o que foi registado em Setúbal esta semana, com uma criança baleada”.

Na Galeria Municipal

Mostra de três artistas é inaugurada amanhã “

V

iajantes” intitula a exposição de pintura, escultura, joalharia e gravura, dos artistas Inês Almeida, Saskia Moro e Paulo Neves, que vai ser inaugurada já amanhã, a partir das 16h30, na

Galeria Municipal do Montijo. Esta é a segunda mostra do ciclo comemorativo do 20.º aniversário da Galeria Municipal e estará patente ao público até 23 de Novembro. “AAtravés das esculturas em ma-

deira de Paulo Neves, da joalharia e gravura de Inês Almeida e da pintura e da obra sobre papel de Saskia Moro somos convidados a uma reflexão sobre o jogo da vida e os vários percursos que ela nos apre-

senta, sobre os migrantes que trazem consigo as suas memórias, sobre os peregrinos (romeiros) que caminham em busca da sua devoção”, revela a Câmara Municipal do Montijo, entidade promotora da

iniciativa em parceria com a Galeria Valboam. A exposição poderá ser visitada de segunda-feira a sábado, das 9h00 às 12h30 e entre as 14h00 e as 17h30.


4

SETÚBAL

União das Freguesias implementa novos horários de atendimento

SEXTA-FEIRA, 11/10/2019

REGIONAL

A União das Freguesias de Setúbal tem novos horários para atendimento ao público desde segunda-feira. O Polo de Nossa Senhora da Anunciada, na Rua Deputado Henrique Cardoso, junto à Fonte Nova, passa agora a funcionar,

de segunda a sexta-feira, entre as 08h00 e as 13h45, com uma pausa no serviço de atendimento entre as 11h00 e as 11h30. A reorganização do horário tem como objectivo dar resposta às necessidades da população e surge após

uma auscultação de interesses. Como resultado a União das Freguesias criou uma forma de responder a diferentes necessidades, proporcionando um atendimento matinal a partir das 08h00 e abrangendo o período habitual da hora

de almoço. O edifício sede da União das Freguesias, em Santa Maria da Graça, na Rua do Mormugão, mantém o actual horário de atendimento, de segunda a sexta-feira, das 09h00 às 12h30 e das 14h00 às 17h00.

Equipamento da B&B Hotels vai ter três pisos e três estrelas DIREITOS RESERVADOS

MONTIJO

População quer horários diferenciados nos serviços públicos

Construção de hotel arranca no centro da cidade PUBLICIDADE

Trabalhos devem estar concluídos até final do próximo ano. Investimento deverá ascender a “um milhão de euros”

POR MÁRIO RUI SOBRAL

J

á arrancaram os trabalhos para construção de um novo hotel no centro da cidade do Montijo. O equipamento da B&B Hotels – cadeia hoteleira que foi adquirida pela PAI Partners em 2016 por 800 milhões de euros – deverá estar concluído até final do próximo ano, substituindo o antigo edifício onde funcionou o extinto jornal “Gazeta do Sul”, no cruzamento entre a Avenida João XXIII e a Avenida D. Afonso Henriques, junto ao parque municipal. O novo hotel, cuja empreitada está a cargo da construtora Casais, “tterá três pisos e será uma unidade de três

estrelas, não prevendo a colocação de varandas”, disse Nuno Canta, presidente da Câmara Municipal do Montijo, no início deste ano a O SETUBALENSE, adiantando que o investimento deverá “rrondar um milhão de euros”. Na altura, o autarca considerou a aposta da cadeia hoteleira como “uu m primeiro efeito da vinda do novo aeroporto para a Base Aérea n.º 6 do Montijo”, apesar de a intenção dos promotores ter sido manifestada à autarquia anos antes. A localização numa zona privilegiada da cidade – onde se encontra não só Parque Municipal Carlos Hidalgo Gomes de Loureiro como também uma outra unidade hoteleira e o Tribunal Judicial do Montijo – também mereceu destaque da parte do socialista. “ÉÉ um dos sítios nobres da cidade, que se adapta à capacidade hoteleira, a qual irá assim aumentar a disponibilidade do número de dormidas existentes em termos turísticos”, lembrou, realçando também que a intervenção permitirá “rreabilitar” o espaço.

Nuno Canta avançou ainda que em termos de hotelaria, a Câmara Municipal do Montijo “ppreconiza investimentos para a frente ribeirinha, voltada para a zona da Lançada, com traseiras para o Bairro da Barrosa, para lá do ramal do caminho-de-ferro”, reforçando então: “TTemos essa visão estratégica para a localização de novos hotéis na cidade, aproveitando a frente ribeirinha e o enquadramento paisagístico”. Até final de 2020, a B&B Hotels – que têm em marcha a criação de outras duas unidades hoteleiras, uma em Sacavém (B&B Hotel Lisbon Airport) e outra em Oeiras – prevê ainda abrir hotéis em Matosinhos, Vila Nova de Gaia, Viseu e Viana do Castelo, num investimento global de 70 milhões de euros. A cadeia hoteleira francesa, recorde-se, apresenta mais de 500 hotéis espalhados por toda a Europa. Alemanha, Itália e Polónia, além de Portugal, são apenas alguns exemplos de investimentos realizados pela B&B Hotels, que também marca presença em... Marrocos.


SEXTA-FEIRA 11/10/2019

O DIÁRIO DA REGIÃO DE SETÚBAL

REGIONAL

5

Direcção da Organização Regional de Setúbal do PCP avalia resultados eleitorais

Com três deputados eleitos, menos dois do que nas Legislativas de há quatro anos, a CDU não se dá por enfraquecida. Da análise dos resultados de 6 e Outubro, a direcção regional comunista diz que o quadro político está diferente e não sorri para uma Geringonça 2.0

ALEX GASPAR

PCP admite derrota mas garante não baixar os braços

POR HUMBERTO LAMEIRAS

A

CDU reconhece ter perdido votos nestas Legislativas comparativamente com as de 2015 e que este resultado se traduz num quadro político em que “oos trabalhadores e o povo vêem as perspectivas de defesa, conquista e avanços de direitos e rendimentos saírem enfraquecidos”. Esta é uma das conclusões da Direcção da Organização Regional de Setúbal do PCP (DORS) depois de ter analisado os resultados eleitorais para a Assembleia da República. Da reunião da passada terçafeira foi ainda decidida a necessidade da estrutura política avançar com “llinhas de intervenção imediatas para desenvolver a iniciativa política e o reforço do partido”. Este tema será por certo fo-

REACÇÃO. PCP afirma que ao perder votos trabalhadores também perdem capacidade de luta

cado por Jerónimo de Sousa já no dia 26 de Outubro, no comício no Seixal, às 15h00. Em comunicado, a DORS frisa que a “ddinamização” do partido assim como a “iiniciativa política e o reforço da sua organização”, são elementos “nnucleares para prosseguir e ampliar a luta pela melhoria das condições de vida dos trabalhadores e das populações”. Do mesmo modo, considera fundamental para o crescimento da influência política do PCP, “uum renovado empenho dos militantes e organizações”. PSD e CDS com política condenada Ainda na base da análise dos resultados eleitoras, os

comunistas fazem questão de reafirmar que apesar do PS ter conquistado mais mandatos “nnão consegue, quer no plano regional quer no plano nacional, obter a maioria absoluta”. A par disto, “oo PSD e o CDS vêm ser reconfirmada e aprofundada a condenação que há quatro anos os portugueses tinham dado à sua política”, enquanto “oo BE reduz a sua votação na Região e não cresce a sua influência, e o PAN consegue eleger um deputado”. Esta é a análise fria da DORS de onde depreende, na perspectiva nacional, que a relação de forças deste quadro é semelhante ao de há quatro anos mas, “nnão permite iludir que esta arrumação de forças no plano institucional corresponde

Liberais satisfeitos com resultados na região A Iniciativa Liberal (IL) reagiu aos resultados das legislativas, destacando não só a eleição de um deputado como também a votação conseguida na região. “AA nível distrital, a IL obteve 4.133 votos, o que corresponde a 1.05% dos votos, mais que duplicando a votação das Europeias e ultrapassando mesmo o PCTP-MRPP, o que representa um marco histórico

na nossa democracia”, analisou Diogo Prates, que encabeçou a lista do partido pelo círculo eleitoral de Setúbal. “Q Queremos dar continuação a estes bons resultados já nas eleições autárquicas e nas próximas eleições legislativas, ambicionando a eleição de um deputado pelo nosso distrito”, acrescentou. A concluir, Diogo Prates ga-

rante: “AAssumimos o compromisso com as pessoas do nosso distrito, que nos bateremos na Assembleia da República por menos impostos, melhores serviços públicos, nomeadamente na saúde, educação e justiça, seremos intransigentes na defesa da liberdade individual e na liberdade de escolha. Seremos a oposição que este distrito merece e precisa.”

PUBLICIDADE

a uma conjuntura política distinta da verificada em 2015”. Com isto os comunistas parecem não estar convictos para entrarem num Geringonça 2.0. Em comunicado, a DORS do PCP reafirma à população da Região que “ccomo sempre, seremos fiéis aos compromissos assumidos, iremos com os resultados eleitorais obtidos e os mandatos alcançados, prosseguir com determinação e independência política a intervenção e luta pela melhoria das condições de vida dos portugueses”. Ao que acrescenta usar os votos conseguidos para “ccriar caminhos e condições políticas para o desenvolvimento de uma política patriótica e de esquerda que responde aos problemas nacionais e às aspirações populares”.


No Cinema Teatro Joaquim d' Almeida

6

SEXTA-FEIRA, 11/10/2019

O Ginásio Clube do Montijo vai assinalar, no próximo domingo, um quarto de século de existência, em cerimónia a ter lugar a partir das 16h00 no Cinema Teatro Joaquim

d' Almeida. “O O Programa será composto por um pequeno filme/fotografia sobre a vida do clube, desde a sua fundação”, revela o Ginásio Clube do Montijo, adiantando que DIREITOS RESERVADOS

LOCAL

Ginásio Clube do Montijo celebra 25 anos de vida durante a sessão comemorativa do 25.º aniversário será feita a entrega de prémios aos sócios fundadores, aos sócios com 25 anos de filiação, bem como aos atletas

MONTIJO

que mais se destacaram ao serviço do clube . No final das celebrações, haverá Hip Hop e convívio com o partir do tradicional bolo de aniversário.

Na próxima semana

DIREITOS RESERVADOS

Workshop e mega-aula marcam agenda do 'Mês Sénior'

MONTIJO

Novo ano lectivo vai contar com mais alunos e disciplinas

Universidade Sénior abraça 'caloiros' e professores Temáticas de criminologia, turismo ou Feng Shui estão entre as nove disciplinas novas à disposição dos 169 alunos inscritos este ano. Torneio distrital de Walking Football para a terceira idade vai realizar-se na cidade

A

sala multiusos, na Quinta do Saldanha, acolheu a cerimónia de abertura do novo ano lectivo da Universidade Sénior do Montijo, que permitiu dar as boas-vindas a novos alunos (caloiros) e professores. Durante a sessão, realizada na última segunda-feira, foi confirmado que a Universidade Sénior parte para este novo ciclo com mais alunos e disciplinas.

MONTIJO

“EEstão matriculados, no momento, 169 alunos, dos quais 29 fazem a primeira matrícula”, disse José Francisco dos Santos, reitor da universidade, sublinhando que “eeste é o primeiro ano que se atinge um número máximo de disciplinas colocadas à disposição dos alunos, num total de 49”. Nove das disciplinas, acrescentou o responsável, serão leccionadas pela primeira vez, abordando temáticas como criminologia, turismo ou Feng Shui – arte milenar chinesa que estuda a influência do espaço no bemestar do indivíduo. Ao mesmo tempo, José Francisco dos Santos revelou uma outra novidade. “S Será realizado no Montijo, no dia 15 de Maio de 2020, o torneio distrital de Walking Football da Associação Rede de Universidades da Terceira Idade (RUTIS), onde irão intervir 18 equipas”, anunciou. Quanto ao ano lectivo passado, o responsável fez um balanço positivo,

apresentando alguns números. “FForam realizadas 400 aulas, sete visitas de estudo, 15 workshops e cinco aulas abertas”, vincou, no dia em que assinalou um ano como reitor da Universidade Sénior do Montijo. Nuno Canta, presidente da Câmara Municipal, participou na cerimónia e destacou o contributo de todos os que participam na universidade, bem como o papel desta na comunidade, prometendo que a autarquia continuará a apostar no engrandecimento do projecto. “ÉÉ, para nós, um elemento fundamental continuar a desenvolver projectos de envelhecimento activo”, afirmou o autarca, lembrando que a universidade é “uum projecto fundamental de coesão e inclusão social na cidade”. A parte final da cerimónia, o jovem artista montijense Luís Sequeira abrilhantou a ocasião com um apontamento musical.

Sessão sobre musicoterapia vai decorrer na Casa do Ambiente e a actividade física vai ter lugar no parque municipal

U

m workshop de musicoterapia e uma mega-aula aberta de actividade física são as duas iniciativas, integradas no 'Mês Sénior', que vão decorrer na próxima semana no Montijo. O workshop está agendado para quinta-feira, 17, a partir das 15h00, na Casa do Ambiente, e a mega-aula está marcada para o dia seguinte, 18, pelas 10h30, no parque municipal. A iniciativa que aborda a terapêutica centrada na música vai ser dinamizada por Anabela Breia Fernandes e tem como objectivo, de acordo com os critérios da Associação Portuguesa de Musicoterapia,

“ddesenvolver potenciais e/ou restabelecer funções do indivíduo para que ele possa alcançar uma melhor integração intra e/ou interpessoal e, consequentemente, uma melhor qualidade de vida, através da prevenção, reabilitação ou tratamento”. Já a mega-aula aberta a toda a população será conduzida por Helena Santos Lopes e será desenvolvida “ttambém no âmbito das celebrações do 10.º aniversário do Centro Hospitalar Barreiro Montijo”, revela a Câmara Municipal do Montijo. “D Durante todo o mês de Outubro, no âmbito das comemorações do Dia Internacional da Pessoa Idosa, realizam-se diversas iniciativas. O 'Mês Sénior é uma iniciativa' promovida pelo município do Montijo com o objectivo de que todos sejam conscientes das atitudes negativas e discriminatórias por razões de idade, assim como do prejuízo que estas causam nas pessoas mais idosas”, conclui a autarquia.

Iniciativa promovida por professores realiza-se esta manhã

Parque Municipal recebe 250 crianças a saltar para o sucesso Associações e clubes locais juntam-se ao evento que vai permitir muita actividade física à pequenada de 3.º ano

M

ais de 250 crianças do 3.º ano das escolas básicas do Montijo vão “invadir”, durante

a manhã de hoje, o Parque Municipal Carlos Hidalgo Gomes de Loureiro, no centro da cidade. A pequenada vai participar na iniciativa “3.º Salto Para o Sucesso”, promovida pelos docentes do conselho de 3.º ano do Agrupamento de Escolas do Montijo. Actividade física é coisa que não irá faltar, tendo sido convidados a juntar-se ao evento vários clubes e Ginásio Clube associações locais. “G

do Montijo, Montijo Basket Associação, Clube Judo do Montijo, Academia Dance Fusion, Crossfit Montijo e Banda Democrática 2 de Janeiro aceitaram o desafio”, revela José Carlos Castro, um dos professores que integram a equipa responsável pela organização da iniciativa. “O O evento tem um formato recíproco, no sentido em que os alunos podem realizar actividades físicas

diferentes das realizadas nas escolas e as instituições presentes podem dar-se a conhecer e angariar praticantes”, adianta o docente, sublinhando um dos efeitos positivos que a iniciativa tem nos pequenotes. “P Pelo facto de se realizar no início do ano lectivo, faz com que os alunos encontrem motivação e se empenhem para as restantes actividades escolares”, considera.

O “3.º Salto Para o Sucesso” tem como objectivos “ppromover o sucesso escolar”, mas também “iincentivar os alunos para a prática física regular, aumentar o empenho nas actividades escolares e estabelecer parcerias com as associações, clubes e empresas do município”, sublinha o docente a concluir. A iniciativa conta com o apoio da Câmara Municipal do Montijo.


SEXTA-FEIRA 11/10/2019

LOCAL

7

SETÚBAL Moradores e coletividades contribuem para retrato social

Conselho de S. Sebastião aprova levantamento da freguesia DIREITOS RESERVADOS

DIREITOS RESERVADOS

O DIÁRIO DA REGIÃO DE SETÚBAL

SETÚBAL

Divulgação de áreas de intervenção dedicadas à segurança

Autarcas aprovam acordo para Centro de Interpretação dos Riscos Reconhecer e evitar os principais riscos presentes nos quatro elementos da natureza é o objectivo do Centro de Interpretação dos Riscos que vai nascer num edifício devoluto no Jardim Engenheiro Luís Fonseca

A

Câmara Municipal de Setúbal e a Administração dos Portos de Setúbal e Sesimbra (APSS) vão assinar um protocolo sobre cedência de instalações para um Centro de Interpretação dos Riscos. Esta nova valência é instalada num edifício devoluto há vários anos localizado no Jardim Engenheiro Luís Fonseca, à beira-rio, entre as instalações do restaurante Portugália

e o cais de apoio aos catamarãs. A formação deste centro, que vai ser dinamizado pela autarquia através do Serviço Municipal de Protecção Civil e Bombeiros, destina-se à divulgação das diversas esferas de intervenção na área da segurança. Está prevista a instalação de mostras permanentes, assim como receber acções de sensibilização e formação. Em comunicado, a Câmara avança que este centro “ffoca atenções nos diversos riscos existentes tanto no território setubalense como a nível nacional”. 45 mil euros para reabilitar edifício Além da mostra interactiva "Riscos! Aprender e Evitar", que apresenta os principais riscos presentes nos quatro elementos da natureza, concretamente terra, ar, água e fogo, o centro vai dinamizar um núcleo direccionado para as alterações climáticas.

O imóvel, com 183 metros quadrados de área coberta e 332 de área descoberta, é cedido no âmbito deste protocolo por um período máximo de dez anos, pelo qual a autarquia pagará uma contrapartida mensal de 750 euros. A celebração deste acordo entre a autarquia e a APSS foi aprovada na última reunião pública da Câmara. O protocolo define ainda que “oo carácter pedagógico do Centro de Interpretação dos Riscos, bem como o investimento necessário para reabilitar o edifício, cerca de 45 mil euros, é acordado por um período de cinco anos de isenção de contrapartidas”. Ainda segundo deliberação dos eleitos, o “pprotocolo caduca na data em que se verifique a transferência da dominialidade para o município de Setúbal” da área do edifício "nno âmbito do processo de transferência da gestão de áreas portuárias que não têm nem se prevê que venham a ter uso portuário".

Conhecer as condições sociais e estruturas de educação e de saúde é um dos objectivos do Conselho Local de Parceiros de S. Sebastião para definir respostas à medida

A

Junta de Freguesia de S. Sebastião tem a decorrer sessões de auscultação pública abertas a representantes do movimento associativo e popular, associações e comissões de moradores para recolher testemunhos e informações complementares às que já tem compiladas para a criação de um documento que quer retratar a realidade social do território. A construção deste documento foi decidida após as reuniões de Setembro e Outubro, entre o executivo da Junta e entidades pertencentes ao Conselho Local de Parceiros de S. Sebastião (CLPSS), com o objectivo de recolher contributos para complementar o retrato social da freguesia. Consideramos que este deve ser “C um processo participado que corresponda às preocupações de todos e que retrate, da forma mais fiel possível, a realidade da freguesia”, explica

Nuno Costa, presidente do executivo da Junta de Freguesia de S. Sebastião que, em parceria com a Cooperativa SEIES - Sociedade de Estudos e Intervenção em Engenharia Social, impulsionou a criação da CLPSS. De acordo com Ana Bordeira, secretária do executivo da Junta de Freguesia, a ideia é “ccriar um documento que nos ajude a intervir melhor no território de S. Sebastião, identificando as principais características, potencialidades e necessidades do território” nas áreas da inclusão social, e educação e saúde. Para isso, será incluída a visão dos “aagentes locais com conhecimento privilegiado do território”, indica a autarca, referindo-se ao movimento associativo e popular. As duas reuniões já realizadas contaram com os contributos de representantes de diversas associações e testemunhos de alguns cidadãos, a título individual, que quiseram colaborar no processo. Nestes encontros marcam igualmente presença representantes da SEIES e da Rede Europeia Anti-Pobreza. Todos os contributos, testemunhos e inquietações apresentados nestas reuniões vão ser incluídos no relatório social da freguesia que será apresentado publicamente em reunião plenária a agendar brevemente, para a qual serão convidados representantes de todos os agentes que participaram na discussão.


8

ESPECIAL MOTOR

Especial Motor

O DIÁRIO DA REGIÃO DE SETÚBAL

SEXTA-FEIRA 11/10/2019


SEXTA-FEIRA 11/10/2019

O DIÁRIO DA REGIÃO DE SETÚBAL

HMSN – MEDIAÇÃO DE SEGUROS A HMSN é uma agência de seguros que trabalha com várias companhias, tais como, a TRANQUILIDADE, a FIDELIDADE, a ZURICH, a ALLIANZ e a LUSITANIA

T

odas essas companhias têm no ramo automóvel um seguro adequado e personalizado para cada viatura e condutor. Como agentes e sendo o seguro automóvel obrigatório temos o dever e a obrigação de aconselhar o melhor seguro que se adapta a cada situação mas cabe ao cliente fazer a escolha Ànal.

Neste tipo de seguro há várias modalidades com um conjunto alargado de coberturas facultativas que o cliente pode optar por escolher. Conheça o melhor plano de seguro automóvel, informe-se na nossa agência e saiba como pode fazer a diferença na sua proteção e na do seu carro.

AUTO TANECO A oÀcina AUTO TANECO está equipada com os mais avançados meios de reparação de chapa para carroçaria automóvel e têm para oferecer um serviço de Bate Chapas de excelência, mantendo sempre as características originais do seu automóvel. Reparação e substituição de grelhas, capot, guarda lamas, portas e outras peças * Reparação de todo o tipo de mossas no veículo * Re-

paração e substituição de escapes e pára-brisa. A nossa secção de Pintura Automóvel tem ao seu dispor proÀssionais qualiÀcados e possuímos nas nossas instalações zonas de preparação e estufa de pintura. Serviço geral de pintura * pintura rápida * polimento / envernizamento de faróis * polimentos gerais. Visite-nos e peça o seu orçamento sem qualquer tipo

Para mais informações dirija-se à Rua da Cruz, nº 11 no Montijo ou contacte-nos através do 215 991 690, 934 966 804 ou 968 694357. Abertos de 2ª a 6ª das 9h30 às 18h * geral.hmsn@ gmail.com * www.hmsn.pt Esperamos por si!

de compromisso. Encontramo-nos em S. Francisco, na Rua da Pacheca nº 43 e atendemos de 2ª a 6ª. Para mais informações pode nos contactar através do 212 314 139 ou 917 585 658.

ESPECIAL MOTOR

9


10

ESPECIAL MOTOR

-lhe muito dinheiro a longo p prazo, tanto em peças como em e mão de obra. A nossa motivação é oferece ao cliente a melhor solução cer para p as suas necessidades. Trabalhamos Tr com total transparência p e proÀssionalismo.

A

oÀcina DANIAUTO é a escolha acertada, efectuada por especialistas, para a manutenção, reparação e montagem do seu veículo. Devido à nossa vasta gama de serviços, podemos oferecer aos nossos clientes exactamente aquilo que eles necessitam. Ocupamo-nos de todas as marcas automóveis e a nossa oÀcina está equipada com sistemas de diagnós-

tico modernos e inovadores para solucionar os problemas de forma rápida e precisa. A revisão e a manutenção do seu veículo são duas das acções mais importantes que deve levar a cabo regularmente para prolongar a vida útil do seu carro. Para além de garantir que tenha sempre em bom funcionamento o carro, uma manutenção correcta irá poupar-

BREVEMENTE IREMOS ABRIR A DANIAUTO PNEUS Estamos situados na Av. Fialho Gouveia (frente ao Modelo) nº 2 em Montijo. Pode ligar para os contactos 212 314 035 / 916 378 087 / 966 297 175 ou envie-nos um email para dafr.rodrigues@gmail.com. Abertos de 2ª a 6ª das 8h30 às 12h30 e das 14h às 18h.

çoamento/treino da condução. A mais-valia da Escola de Condução Luz Verde é ser uma empresa que aposta na qualidade e na transparência dos serviços prestados traduzindo-se no bem-estar e satisfação de todos os nossos clientes. Os futuros condutores são

form formados para serem habilitados e sobretudo conscientad tes para que, uma vez na estrad trada, tenham uma prática de condução defensiva, segur gura e económica contribuinddo para uma sustentabilidade do meio ambiente deixando uma menor pegada ecológica. Esta Esg cola de Condução tem como est estratégia diferenciar-se pela qualidade e oferecer um serviço de excelência. Para mais informações estamos situados na Atalaia, mais propriamente na Estrada Nacional 4 e com os seguintes contatos telefónicos: 212 319 022 / 916 870 745 escolaconducaoluzverde@ gmail.com

A

Escola de Condução Luz Verde conta já com mais de 20 anos de existênciaa no ensino da condução dee Ligeiros e Motociclos e com m uma equipa motivada com mais de 40 anos de experiência cumprindo todos os requisitos legais. É uma empresa famiada liar de referência localizada a apenas 1 minuto do “Alegro Montijo” e a 3 minutos do centro da cidade abrangendo todo o concelho do Montijo. A nossa equipa está em constante melhoria para que todos os candidatos atinjam os seus objetivos, quer seja a aprovação no exame teórico e prático, quer seja para aperfei-

A

LFINA CAR é a oÀcina automóvel de referência no Montijo. Em toda a região somos a escolha de quem procura uma oÀcina de conÀança, proÀssional e com garantia nos SERVIÇOS AUTO realizados. OÀcina auto fundada em 1990, é a concretização de um sonho e da visão do seu proprietário, Leonel Fina. Inicialmente a funcionar na vila do Samouco, está desde 2018 numas magníÀcas e modernas instalações, no centro do Montijo. Na L FINA CAR aposta-se na qualidade dos SERVIÇOS AUTO prestados e na excelência dos recursos humanos.

SEXTA-FEIRA 11/10/2019

O DIÁRIO DA REGIÃO DE SETÚBAL

Aqui encontra uma esquipa jovem, mas experiente. Investimos permanentemente na inovação e em ter os últimos equipamentos, quer de diagnóstico, quer de reparação. Ar Condicionado * Assistência Auto 24H * Centralinas * Chapa e Pintura * Descarbonização do motor * Diagnósticos * Electricidade * Electrónica * Inspecções Auto (IPO) * Marcações Online * Reparações * Revisões * Troca de Combustível * Usados * Viaturas em Stock * entre outros… Para nos conhecer e saber tudo o que podemos fazer pelo seu automóvel, não hesite em nos contactar

Av. Dos Bombeiros Voluntários do Montijo, 338 * 2870219 Montijo * 212 310 861 – 933 250 699 Segunda a Sexta das 9h às 13h e das 15h às 22h * Sábado das 9h às 13h e das 15h às 19h lÀnacar@gmail.com * facebook.com/L-FINA-CAR * instagram.com/lÀnacar * www. lÀnacar.pt

A

nossa grande aposta sta na qualidade do ennsino da condução tem dado os seus frutos e começa a constituir-se como um valor estratégico, pois a diminuição dos custos na obtençãoo da carta de condução deeentave-se à elevada percentagem de aproveitamentoo dos nossos alunos. A implementação da qualidade foi entendida como um processo de dinamização de uma empresa e da motivação dos seus recursos humanos na procura da máxima eÀciência, através de um processo contínuo de inovação e aperfeiçoamento constante, exibindo uma imagem de qualidade e

conquistando a conÀança do público, cumprindo-se assim a nossa Ànalidade. A certiÀcação do sistema de controlo de qualidade vai evitar a ocorrência das designadas não-conformidades, diminuindo assim, todos os custos que daí advêm e permitindo simultaneamente, uma

m maior Àdelização e satisfação ddos clientes. Apelamos asssim à prática de uma conduçção defensiva e por consegguinte comportamentos contr trários aos potenciadores de ac acidentes rodoviários. A escola de Condução Mano nobras vai assinalar o 20º An Aniversário no próximo dia 27 de Novembro e para tal aproveita para fazer um convite a todos que queiram tirar a carta a visitar as instalações do Montijo ou Setúbal. Rua Cidade de Évora, nº 62 – Montijo * Tel: 216 083 145. Avª das Descobertas, Lote 5-A Montebelo – Setúbal * 265 739 510. ec-belqui@hotmail.com

Contamos com mais de 20 anos de história e uma vasta experiência de mercado das tintas e produtos complementares, trabalhando todos os dias para oferecer aos nossos clientes o melhor serviço e os melhores produtos. Somos uma empresa vocacionada para o atendimento personalizado, pois acreditamos que cada cliente é único e tem necessidades específicas conforme o trabalho que desenvolve. Para responder a essas necessidades estamos continuamente a aumentar e

diversificar a nossa oferta com produtos de qualidade reconhecida. Temos uma vasta gama de produtos que respondem com qualidade a praticamente todas as fases do processo da repintura automóvel. Desde a preparação da chapa até à proteção final. O nosso forte investimento em tecnologia de ponta e nos sistemas de informação, ajudam-nos a dar uma resposta mais eficaz aos desafios do dia-a-dia. Aliamos a produtos de qualidade fornecidos por

parceiros de renome à nossa capacidade técnica e tecnologia de última geração. A satisfação e a rentabilidade dos processos de pintura dos nossos clientes são a nossa maior preocupação.” Estamos situados na Rua Afonso Albuquerque, nº 49 e na Rua da Guiné, nº 14 e 16, ambas no Montijo. Podem nos contactar também através do 212 316 434, 917 259 503, 912 733 959 e 913 361 924. Abertos de 2ª a Sábado * geral.davicoatings@gmail. com

A

carácter vinculativo, são apenas uma estimativa do custo de reparação e/ou manutenção necessária com base nos dados que indica e estão sujeitos a conÀrmação da nossa oÀcina. A RP Auto em parceria com a GoFree Caravans dispõe de um serviço completo de Aluguer de Autocaravanas ao seu dispor. Desde 2 a 7 lugares as suas próximas férias podem ser feitas de forma económica no conforto de uma Autocaravana e sem nenhuma preocupação! Têm um serviço que é a ROADON – Gestão e monitorização da Frota Automóvel para empresas. Consiste de

uma forma simples controlar a frota automóvel, veriÀcando os veículos em tempo real e obter relatórios das actividades realizadas pelas viaturas. É um método eÀciente, económico e otimiza trajectos, combustível, custos e muito mais. Para comprovar os nossos serviços podem visitar nas nossa instalações sito na: Estrada Nacional 4, nº 55 * 2870-700 Atalaia – Montijo * 216 040 667 / 927 230 442 Segunda a Sexta das 8h30 às 12h30 / 14h às 19h e Sábado das 9h às 13h geral.rpauto@gmail.com * https://rpauto.pt

RP AUTO é uma oÀcina de reparação e manutenção automóvel no Montijo. Além de preparação e/ou alteração de viaturas TT e 4x4 também dispõem de máquinas de diagnóstico. É uma empresa que presta serviços de bate chapa e pintura automóvel, troca de baterias, cargas de ar condicionado, descarbonização do motor, electricidade automóvel, mudanças de óleo, preparação de viaturas para IPO, entre outros. Pode pedir o orçamento estimado para a reparação ou manutenção da sua viatura, facilmente e sem sair de casa. Os orçamentos não têm


SEXTA-FEIRA 11/10/2019

SETÚBAL

LOCAL

O DIÁRIO DA REGIÃO DE SETÚBAL

11

Iniciativas centradas no Largo José Afonso, na Avenida Luísa Todi e Parque Sant’Iago

Homenagens, um espectáculo equestre, um concerto, celebrações religiosas e actividades com jovens vão preencher as comemorações do Dia do Exército que, na verdade, vão ser nove. É um modelo para aumentar a relação entre esta força militar e a população

CM SETÚBAL

Exército invade cidade durante nove dias

POR HUMBERTO LAMEIRAS

C

erca de dois mil militares vão estar na cidade de Setúbal entre 19 e 27 de Outubro nas comemorações do Dia do Exército. O ano passado a cidade escolhida foi Guimarães e, agora, a preferência é junto ao Sado. “S Só faz sentido se estivermos com as pessoas dentro de uma lógica de instituições militar”, afirmava o major-general Figueiredo Feliciano durante a apresentação do programa para estes dias. Este modelo descentralizado do Dia do Exército, ao passar por várias zonas do país, chega a mais pessoas, principalmente à juventude que “éé o nosso público-alvo”, acrescentava o chefe de gabinete do Chefe do Estado-Maior do Exército. Ou seja, a par de divulgar ao país as capacidades do exército, as comemorações também contribuem para “aatrair mais jovens para o serviço militar no Exército”. Organizado entre o Exército e a Câmara de Setúbal, ao longo de nove

MANUEL PISCO. Vereador na Câmara Municipal de Setúbal, ao lado do Major General Figueiredo Feliciano

dias, decorrem um conjunto de iniciativas centradas no Largo José Afonso, na Avenida Luísa Todi e no Parque Sant’Iago, todas de participação gratuita, para a população em geral e também para as escolas. Programa alargado e diversificado “EEsta é uma invasão [a Setúbal] consentida e muito agradecida”, afirmou o vice-presidente da Câmara de Setúbal, Manuel Pisco, ontem durante a conferência de imprensa na Casa da Cultura. Mais do que uma demonstração de capacidades militares e bélicas, a iniciativa “rreforça a identidade nacional” junto da população, uma vez que “ppartilha as funções do Exército no apoio ao quotidiano das populações e também em missões de representação da pátria portu-

guesa”, exclamou o autarca. Com um programa alargado, o destaque da autarquia e do Exército vai para a conferência "A Portugalidade", dia 19 a partir das 18h00, no Auditório do Instituto Politécnico de Setúbal. Esta será antecedida de uma homenagem aos Antigos Combatentes, uma hora antes, na Praça Almirante Reis, mais conhecida por Largo dos Combatentes, mas o ponto alto das comemorações é a cerimónia militar. A começar neste dia, e até ao seguinte, destaca-se o `Boot Camp´ e `Team Building´, no Parque Santiago, em que participam centenas de jovens do ensino secundário e superior. Aqui, vão ter oportunidade de passar pelo ambiente militar e viver momentos como alimentar-se com ração de combate.

Rastreios de saúde para pessoas e animais Um espectáculo equestre no Largo José Afonso às 16h00 do dia 20, um concerto pela Banda Sinfónica do Exército, às 22h00 do dia 23 no Fórum Luísa Todi, uma missa de acção de Graças e Sufrágio, na Igreja de São Julião, e a referida cerimónia militar, no dia 27, também no Largo José Afonso, são algumas das principais actividades previstas no programa de comemorações do Dia de Exército. Nesta cerimónia, "ddeveremos ter cerca de 400 militares, mas, se consideramos todos os pontos do programa de comemorações, penso que deverão passar por Setúbal cerca de 2 mil militares", contabiliza o Major General Figueiredo Feliciano.

Dois dias antes, está prevista uma mostra de diversas actividades militares complementares, que terá lugar das 10h00 às 22h00, na Avenida Luísa Todi e no Largo José Afonso. Outro destaque para este dia 25 vai para a disponibilização de actos médicos, com rastreio de diversos problemas de saúde pelos profissionais do Exército. O autarca setubalense destacou também a recolocação de uma lápide evocativa dos militares do antigo Regimento de Infantaria 11, de Setúbal, que foram mortos durante a I Guerra Mundial, que tinha sido retirada durante as obras de remodelação do edifício, entretanto transformado numa Escola de Hotelaria, uma cerimónia que se realiza dia 23, às 15h00.

Este fim-de-semana

Fado ganha vida no núcleo histórico de Alcochete

A

DIREITOS RESERVADOS

Bruno Chaveiro, António Pinto Basto, Sara Correia e Cláudia Pascoal, Ângelo Freire, Matilde Cid, Ricardo Ribeiro e Diego El Gavi são os artistas convidados

ANTÓNIO PINTO BASTO

lcochete vai ser, durante este fim-de-semana, a capital do fado. A canção portuguesa que foi declarada pela UNESCO Património Cultural Imaterial da Humanidade vai ganhar vida no núcleo histórico da vila, pela voz de oito nomes sonantes do panorama artístico, com vários espectáculos repartidos pelos largos S. João e António dos Santos Jorge. A iniciativa, intitulada “Fado ConVida '19”, arranca pelas 18h00 deste sábado com uma exposição subordinada à te-

mática fadista, nos Paços do Concelho. Os concertos iniciam-se pouco depois, a partir das 19h30, com a actuação de Bruno Chaveiro, no Largo de S. João. Segue-se António Pinto Basto, que actuará uma hora e meia mais tarde no Largo António Santos Jorge. O primeiro dos dois dias deste “Fado ConVida '19” fecha com a subida ao palco, pelas 22h30, de Sara Correia, que convida Cláudia Pascoal a actuar, no Largo de S. João. No domingo, 13, Ângelo Freire será

o primeiro a apresentar-se ao público. A actuação está agendada para as 19h30, no Largo de S. João. Depois será a vez de Matilde Cid puxar pela voz, a partir das 21h00, no Largo António Santos Jorge. A última actuação agendada no programa estará a cargo de Ricardo Ribeiro, que convida a apresentar-se em palco Diego El Gavi, a partir das 22h30. A iniciativa permitirá ainda a participação a fadistas da terra, estando prevista animação pela noite dentro.


12 ESPECIAL MOTOR

O DIÁRIO DA REGIÃO DE SETÚBAL

SEXTA-FEIRA 11/10/2019


SEXTA-FEIRA 11/10/2019

PUBLICIDADE

O DIĂ RIO DA REGIĂƒO DE SETĂšBAL

13

Sabores de Setúbal Anuncie aqui o seu restaurante! Encerra à segunda-feira Especialidades3HL[HH&DUQHV*UHOKDGRV0DVVLQKDGH6DSDWHLUD $UUR]GH0DULVFR&KRFR)ULWR$RVDOPRoRVPHQXGRGLD Morada7UDYHVVDGR6HL[DOQ¾UF±6HW~EDO Contacto:

&

PARA ANUNCIAR CONTACTE

Almada 265 520 716 | SetĂşbal 265 094 354 Seixal 265 092 725 | Montijo 212 318 392 Moita 212 047 599 | Barreiro 212 047 599 Palmela 212 384 894 | Alcochete 937 081 515 Outros Concelhos 212 383 228


14

PUBLICIDADE

SEXTA-FEIRA 11/10/2019

O DIĂ RIO DA REGIĂƒO DE SETĂšBAL

INSTITUIĂ‡ĂƒO DE PALMELA

VENDE-SE EMPILHADOR

PRECISA DE FIEL DE ARMAZÉM

Nissan com capacidade atĂŠ 900 quilos

HABILITADO A CONDUZIR VEĂ?CULOS PESADOS

A gasolina e gĂĄs. Bom estado

- OFERECEMOS: VENCIMENTO BASE COMPATIVEL COM A FUNĂ‡ĂƒO SUBSIDIO DE REFEIĂ‡ĂƒO TRABALHO DE 2ÂŞ A 6ÂŞ FEIRA, DESLOCAÇÕES APENAS NESTA REGIĂƒO HORĂ RIO DE ESCRITĂ“RIO 918 755 572

Barreiro 4.950 euros 967 196 769

JOSÉ MANUEL JOSÉ SILVA SILVA

PRECISA-SE M/F PRECISA-SE M/F

PRECISA-SE M/F PRECISA-SE M/F

Assador, empregado Assador, de mesa e copa de para SetĂşbal. para

Empregado de mesa Empregado e ajudante de cozinha com bastante prĂĄtica com para restaurante em SetĂşbal. para Tlf.: 265 553 247 - 916 377 481 Tlf.:

Tlm.: 918 167 391 Tlm.: PARTICIPAĂ‡ĂƒO E PARTICIPAĂ‡ĂƒO AGRADECIMENTO AGRADECIMENTO

2246

CEDÊNCIA DE QUOTAS DE CAFÉ

BLOCO CLĂ?NICO

SetĂşbal - Av. 5 de Outubro junto Ă rodoviĂĄria Cont. 916 249 077

FarmĂĄcia Portugal

PRECISA-SE

DIRECTOR TÉCNICO Fernando Gamito Rodrigues Av. Jaime Cortesão, 77-B Tel. 265 539 060 • Setúbal Horårio: 09h00 - 13h00; 14h00 - 20h00 Såbado: 09h00 - 13h00

empregada/o de cozinha p/ cafĂŠ com experiĂŞncia. SetĂşbal - Av. 5 de Outubro, nÂş 32 cont. 966 253 545

ANUNCIE AQUI 265 520 716

Instituto de Cardiologia de SetĂşbal Rua dos Comediantes nÂş 9A - SetĂşbal TELF. 265 531 400 - FAX: 265 531 401 Dr. Arnaldo Fernandes - Cardiologista (Director TĂŠcnico) Dr. Agostinho Borges - Cardiologista PediĂĄtrico/ crianças DrÂŞ. Leonor Parreira - Cardiologista/ Arritmologista DrÂŞ. Sara Gonçalves - Cardiologista Dr. DelďŹ m Lopes - Neurologista DrÂŞ. Ivone Fernandes - Pneumologista/ doenças pulmonares Dr. VĂ­ctor Fonseca - Pneumologista/ doenças pulmonares Dr. Hugo Pereira - ClĂ­nica Geral DrÂŞ. Helena ClĂĄudio - Acupuntura - AnĂĄlises ClĂ­nicas -

LABORAT RIO LABORATĂ“RIO DE AN`LISES ANĂ LISES CLĂ&#x;NICAS CLĂ?NICAS '5$0$5,$),/20(1$/23(63(5',*­2 '5$/)5('23(5',*­2 +RUiULRÂ?DÂ?IHLUDK 6iEDGRK 5XD-RUJHGH6RXVD_6HW~EDO ZZZSUHFLODESW_WHO WHOP_)D[


SEXTA-FEIRA 11/10/2019

15

MARIA DE FÁTIMA BRASINHA FREIRE

GRACINDA DAS FLORES DA SILVA NERY

BEBIANO SALVADOR VICTORINO

MARIA JOSÉ CRISTÓVÃO FARINHA FIDALGO

(1927 – 2019)

(1924 – 2019)

(1925 – 2019)

(1941 – 2019)

Participação e Agradecimento

Participação e Agradecimento

Participação e Agradecimento

Participação e Agradecimento

A funerária Armindo lamenta informar o falecimento de Maria de Fátima Brasinha Freire. A família vem por esta via agradecer a todas as pessoas que se dignaram a acompanhar o funeral ou que, de qualquer outra forma, manifestaram as suas condolências.

FLORÊNCIO ANTÓNIO DA CONCEIÇÃO CUSTÓDIO 5.º ANO DE FALECIMENTO

Sua esposa, filho, nora e neta, vêm lembrar com profunda tristeza o 5.º ano de falecimento do seu ente muito querido. AGÊNCIA FUNERÁRIA COSTA SETÚBAL 265 523 496 www.funerariacosta.com

C/0005

PUBLICIDADE

O DIÁRIO DA REGIÃO DE SETÚBAL

A funerária Armindo lamenta informar o falecimento de Gracinda das flores da Silva Nery. A família vem por esta via agradecer a todas as pessoas que se dignaram a acompanhar o funeral ou que, de qualquer outra forma, manifestaram as suas condolências.

A funerária Armindo lamenta informar o falecimento de Bebiano Salvador Victorino. A família vem por esta via agradecer a todas as pessoas que se dignaram a acompanhar o funeral ou que, de qualquer outra forma, manifestaram as suas condolências.

A funerária Armindo lamenta informar o falecimento de Maria José Cristóvão Farinha Fidalgo. A família vem por esta via agradecer a todas as pessoas que se dignaram a acompanhar o funeral ou que, de qualquer outra forma, manifestaram as suas condolências.

VENDO GARAGEM EM SETÚBAL NAS COLINAS DE SÃO FRANCISCO XAVIER (VISO) CARACTERÍSTICAS: ÁREA DE 49M; DÁ PARA VÁRIOS CARROS E MUITA ARRUMAÇÃO; GARAGEM / BOX INTERIOR; PORTÃO DE ACESSO ÀS GARAGENS COM COMANDO À DISTANCIA; QUADRO ELECTRICO INDEPENDENTE; DUAS JANELAS PARA O EXTERIOR O QUE LHE PROPORCIONA MUITA LUZ NATURAL; ACESSO MUITO LARGO E FÁCIL. PREÇO - 31.000€

CONTACTOS: 934 861 611 / 964 910 112


16

Agosto marca queda nas importações e exportações SEXTA-FEIRA, 11/10/2019

NEGÓCIOS SEIXAL

Os dados estatísticos divulgados, esta quinta-feira, pelo Instituto Nacional de Estatística (INE), mostram que as exportações de bens diminuíram 3,8% e as importações caíram 4,0% em agosto face ao mesmo mês de 2018, penalizadas pela que-

bra no comércio de combustíveis e lubrificantes. Segundo as Estatísticas do Comércio Internacional do INE, “ddestacam-se os decréscimos nas exportações e nas importações de ‘combustíveis e lubrificantes’ (-44,1% e -43,7%, respectivamente), nomea-

damente nas exportações de ‘produtos transformados’ e nas importações de ‘produtos primários’”, que “ppoderão estar relacionados com o encerramento para manutenção da refinaria de Sines durante o mês de agosto”. Excluindo os combustí-

veis e lubrificantes, em agosto as exportações aumentaram 0,6% e as importações cresceram 4,4% (3,0% e +9,7%, respetivamente, em julho de 2019). Em julho as exportações tinham aumentado 1,3% e as importações tinham subido 9,5%.

Amorlux - Projectos e Instalações Eléctricas

Bodas de prata comemoradas com o melhor dos 25 anos de existência da empresa da Margem Sul Em Paio Pires mora mais um exemplo notável de empreendedorismo no Distrito de Setúbal. Do imaginário de um só homem nasceu um projecto que hoje em dia emprega dezenas de pessoas. Duas décadas e meia depois regista o melhor ano de sempre. Dado elucidativo do caminho em crescendo até agora trilhado POR LUÍS PESTANA

A

empresa sediada na Aldeia de Paio Pires, concelho do Seixal, tem uma vasta e reconhecida experiência no sector das instalações especiais, em particular no segmento das instalações eléctricas. Depois de um caminho iniciado em 1994 por Vítor Guisado, à data já experiente técnico de energia, a Amorlux está em 2019 a comemorar o seu 25ª aniversário. O responsável por este rumo de sucesso afirma a O SETUBALENSE – DIÁRIO DA REGIÃO, de forma objectiva, “qque este ano está a correr muito bem. É mesmo o melhor da empresa”. Ao longo deste tempo a Amorlux cresceu em todos os aspectos. Nas estruturas físicas e móveis, para aumentar a sua capacidade de resposta face à procura, e no quadro de pessoal que conta hoje com cerca de 30 colaboradores. A maior parte dos negócios estão no sector da hotelaria, construção nova e remodelação. “O O mercadoalvo, actual da Amorlux, está assente na construção civil associada ao turismo e a novos residentes de vários países”, explica Vítor Guisado. Pela qualidade do trabalho que desenvolve não surpreende a distinção que lhe foi concedida com o prémio de PME Excelência em 2018. Ano em que passou a contar com a certificação

VÍTOR GUISADO. A inovação e qualidade nos serviços prestados são os elementos diferenciadores para o sucesso

da Autoridade Nacional de Protecção Civil. A Amorlux também é Certificada há 15 anos com o Sistema de Gestão da Qualidade ISSO:9001:2015 Resultados só possíveis, destaca Vítor Guisado, devido “àà nossa qualidade na execução, ao cumprimento de prazos, a contas certas e à estabilidade de quadros de pessoal”. Mas o fundador da empresa frisa

ainda a importância da Amorlux “eestar atenta às tendências e mercados. Tendo começado em 1994 no sector Terciário (Gestão Técnica Centralizada) em grande expansão na altura, direccionou-se de seguida para os condomínios de luxo. Em 2001 enveredámos também pela renovação na Hotelaria”. A partir de 2008, continua, “aalargámos o nosso trabalho às energias

renováveis e certificámos a primeira micro-geração com ligação à rede em Portugal. Até 2012 instalámos e certificámos cerca de 300 operações”. Mas o caminho não tem sido fácil. Vítor Guisado dá um exemplo significativo. “C Continuamos neste mercado mas com menos expressão devido à mudança na lei e nos incentivos a partir de 2011 com a intervenção da

troika em Portugal”. Esse foi um momento que colocou à prova a Amorlux. A capacidade de inovação e adaptação a novas realidades. Prova superada; “AA partir daí enveredámos para o sector de Hotelaria, tendo renovado a maior parte dos Hotéis Tivoli. Neste momento estamos a executar 3 Hoteis da cadeia Marriot, Sheraton e Ibis”. Na procura de consolidar a sua

A Amorlux cresceu em todos os aspectos. Nas estruturas físicas e móveis e no quadro de pessoal que conta hoje com cerca de 30 colaboradores


SEXTA-FEIRA 11/10/2019

NEGÓCIOS

O DIÁRIO DA REGIÃO DE SETÚBAL

17

OPINIÃO

EUSÉBIO CAMACHO Observador social

Dragagens no Sado, uma questão de consciência cívica

posição no mercado “ppassámos a investir também no segmento de vivendas de luxo no Algarve onde implementamos além das Instalações eléctricas e Telecomunicações, também Sistemas de Domótica (Casa Inteligente), em que integramos na mesma aplicação em smartphone toda a iluminação, estores, climatização, controle de acessos, vídeo porteiro, CCTV e alarmes”, explicanos o responsável. A actividade da AMORLUX compreende o desenvolvimento, engenharia, instalação, e assistência técnica de instalações especiais em empreendimentos habitacionais, escritórios, unidades industriais, unidades hoteleiras, e infra-estruturas públicas. São assim cinco a áreas específicas de actuação: Segurança, Electricidade, Redes Estruturadas, Energias Alternativas e Gestão Técnica. Em matéria de segurança a Amorlux dedica-se ao desenvolvimento de sistemas de controlo de acessos, detecção de incêndio de gás e monóxido de carbono, com os quais se promove o bom funcionamento das instalações de uma empresa. Na vertente electricidade a empresa concebe, desenvolve e implementa instalações eléctricas de baixa tensão em condomínios, escritórios e unidades industriais. Esta actividade é complementada com o fabrico e instalação de quadros eléctricos. Redes Aéreas de Média e Baixa Tensão. Postos de Transformação. Redes Subterrâneas de Média e Baixa Tensão. Iluminação Pública. Contagens de BT e Serviços de Apoio e Piquete às Redes MT e BT e ainda Trabalhos em Tensão. Nas Redes Estruturadas a Amorlux “éé qualificada e está perfeitamente equipada para fazer instalações e certificação de redes estruturadas de computadores, de qualquer dimensão e para todos os fins”, destaca Vítor Guisado. O âmbito das Energias Renováveis

Prémio de PME Excelência em 2018. Ano em que passou a contar com a certificação da ANPC a que se junta a Certificação da Qualidade norma ISO 9001:2015

não é esquecido e a empresa foi pioneira na certificação, “jjunto das entidades competentes, uma instalação de Microgeração ao abrigo do Decreto-Lei nº 363/2007”, revela. Nesta área, por norma, o armazenamento de energia nos sistemas fotovoltaicos autónomos é assegurado por baterias. A sua dimensão é essencial para o bom funcionamento do sistema. O armazenamento de energia representa 13 a 15% do investimento inicial, considerando uma duração de vida de 20 anos. Por isso “ffazemos contratos de manutenção e assistência para garantir o máximo rendimento destas estruturas energéticas”, sublinha. Na Gestão Técnica faz implementação de sistemas de controlo específicos para aplicações de climatização, iluminação, racionalização de energia, optimizando os consumos e a vida interna dos edifícios, “sendo especialistas nesta área”, realça Vítor Guisado. Nas Redes Estruturadas a Amorlux “éé qualificada e está perfeitamente equipada para fazer instalações e certificação de redes estruturadas de computadores, de qualquer dimensão e para todos os fins”, garante. Para 2020 a expectativa, antecipa Vítor Guisado, é “ccontinuar a cimentar a nossa posição nos sectores da hotelaria, condomínios de luxo e Infraestruturas em loteamentos novos”.

“Estou até de forma muito gratificante, acompanhado por centenas de jovens que numa demonstração de sociabilidade e consciência cívica se manifestaram ruidosamente contra as dragagens e a favor da emergência climática”

Convidado a escrever um pequeno texto sobre temática à minha escolha, decidi não enveredar por um ou outro dos grandes temas da atualidade como a Emergência Climática, a Amazónia, o Brexit, Hong Kong, o eventual Impeachment Americano, etc., e concentrar-me em problemáticas mais “apelativas” no sentido da proximidade física, territorial e emocional. Problema mais premente até pelo aproximar da data para terem início as dragagens no Sado levaram à rua em recente manifestação, um bom milhar de setubalenses, e outros, protestando contra as mesmas. No final do protesto frente à sede da Administração dos Portos de Setúbal e Sesimbra, é de realçar a intervenção emocionada de Raquel Gaspar, bióloga cofundadora da organização Ocean Alive, que enumerou os riscos e as consequências que as dragagens irão originar no leito do rio, nomeadamente, sobre as pradarias marinhas que vão morrer devido às trepidações geradas na água impedindo a luz de penetrar e logo não ocorrendo a fotossíntese vital para a vida marinha acontecer. “Estou até de forma muito gratificante, acompanhado por centenas de jovens que numa demonstração de sociabilidade e consciência cívica se manifestaram ruidosamente contra as dragagens e a favor da emergência

climática. Outros dirigentes ambientalistas como Francisco Ferreira, da Zero, puseram em causa o processo, criticando também a Câmara Municipal de Setúbal da CDU e a sua presidente Dores Meira, (assobiada) que diz “não recear problemas decorrentes do projecto dado que confia que a APSS vai assegurar todas as medidas necessárias para proteger o Sado”. De realçar que o executivo da Câmara Municipal do Montijo decidiu chumbar o aeroporto na localização projectada, tendo em conta a “afectação de condições ambientais e as alterações da qualidade de vida das populações na região”, no que concordamos, posição contudo contraditória relativamente à das dragagens. Agradável surpresa foi a presença de alguns líderes políticos e candidatos às recentes eleições, embora saibamos que por vezes, mais que a opção do ser contra ou a favor, o que conta é marcar presença. Uma jornalista presente escreveu “os setubalenses aguardam o que consideram ser um futuro com falta de informação sobre como será o dia a dia da cidade e do Sado…”. Pessoalmente fui manifestarme contra as dragagens e não discutir os seus efeitos, mas eu não sou jornalista nem candidato. Nesta posição estou até de forma muito gratificante, acompa-

nhado por centenas de jovens que numa demonstração de sociabilidade e consciência cívica se manifestaram ruidosamente contra as dragagens e a favor da emergência climática. Nestas minhas crónicas sem datas fixas, irei introduzir uma pequena rubrica a que chamarei “Bestiário”onde irei sugerir, propor, criticar casos e acontecimentos. 1. Como qualquer um já constatou, semanalmente, principalmente ao fim de semanasomos visitados por centenas de veraneantes que trazidos por autocarros visitam a cidade. Começam normalmente pela Praça, Av. LuísaTody, Largo do Bocage, Baixa e outros locais à descoberta, outros vão à praia e quase todos ao choco frito. Devido a tal, há dias em que a Av. LuísaTody se assemelha a uma central de camionagem Sugestão:Para quando um parque de estacionamento para estes autocarros de passagem? 2. Está bonito, funcional e prático o “passadiço” entre a Restinguinha e a praia de Albarquel. O que está feio, sujo, porco e com um cheiro nauseabundo é o local e os próprios contentores onde são vertidos os restos dos peixes e comidas do restaurante.É um mau começo e um fim desagradável para quem vai e vem da praia. Sugestão: Mudança de local dos contentores e ou mudança para outro tipo de contentores.


18

NEGÓCIOS

SEXTA-FEIRA 11/10/2019

O DIÁRIO DA REGIÃO DE SETÚBAL

PENÍNSULA DE SETUBAL

Concurso aberto com recepção de candidaturas a terminar a 29 de Novembro

Com o programa anunciado, ao abrigo do SI Inovação, o Governo garante que será dado às empresas mais apoio e com melhores condições. A modernização produtiva na região é o grande objectivo. Na Península de Setúbal, as PME constituem cerca de 99,9% do tecido empresarial

O SETUBALENSE

15 milhões para as PME da Península de Setúbal

POR LUÍS PESTANA

O

Governo já tinha “pré-anunciado” que seriam dados em breve os primeiros passos para a aplicação de um programa de incentivo à inovação dirigido a empresas da Península de Setúbal. A intenção foi oficializada com a abertura do concurso a candidaturas que serão admitidas no âmbito de um procedimento concursal, cujos Avisos de concurso são divulgados através do Portal Portugal 2020. A implementação do presente Sistema de incentivos, SI Inovação, refere aviso publicado “ttem criado uma importante dinâmica no investimento empresarial, que assume particular relevância ao nível das PME, construindo-se adicionalmente como um instrumento de criação de valor nos territórios de Programas Operacionais que apresentam um nível de disponibilidade orçamental e de execução inferior ao esperado”. Em particular, pormenoriza o documento, “oos territórios previstos no mapa de Auxílios com finalidade regional 2014-2020 e mais especificamente o território da Península de Setúbal, constitui uma frente de oportunidade territorial pelo posicionamento estratégico, nomeadamente das infraestruturas portuárias (entre os Portos de Lisboa e Setúbal), beneficiando do potencial sinérgico com alguns pontos de concentração de inovação (como a área industrial de Coina)”. Noutra vertente o Governo refere que “oos espaços em regeneração nos centros urbanos, de consolidação nas áreas periurbanas e de reconversão nas áreas industriais, abrem possibilidades ao investimento empresarial em actividades inovadoras, tirando partido do potencial de crescimento da Península de Setúbal”.

Empresas podem beneficiar de 50% a fundo perdido e os outros 50% são empréstimo sem juros As PME que se proponham investir com projectos elegíveis no SI Inovação no presente Aviso, “beneficiarão logo à partida de uma componente de incentivo não reembolsável (anteriormente apenas atribuída sob a forma de isenção de reembolso após a aferição do cumprimento dos resultados),

mantendo-se o incentivo reembolsável sem juros”. Em declarações aos jornalistas, à margem do 2º Fórum Empresarial da Associação Industrial da Península de Setúbal (AISET), que decorreu na cidade na passada semana, o Ministro da Economia, defendia que “éé importante continuarmos a apoiar a modernização das empresas desta região. Há aqui um conjunto de grandes empresas, mas também existem várias pequenas empresas que trabalham, ou nas cadeias de valor das grandes empresas estimulam, ou para outros mercados. E, nesse sentido, temos de continuar a fazer o apoio à modernização produtiva nesta região”. Pedro Silva disse ainda que “nneste incentivo dedicado especificamente a estas empresas fazer uma majoração de 10% dos apoios, de tal maneira que poderemos ter um nível e uma intensidade de apoio superior àquele que existe normalmente nesta região”. Para a presidente da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional de Lisboa e Vale do Tejo (CCDR-

LVT), um dos objectivos deste programa operacional é o de atingir “uuma diferenciação mais positiva para quem precisa mais”. Em relação ao valor de 15 milhões de euros, Teresa Almeida, esclarece que ”ddentro daquilo que é a dotação no âmbito do Programa Operacional da Região de Lisboa, conseguimos criar uma situação excepcional de montantes alocados para as Pequenas e Médias Empresas com uma taxa mais favorável. Isto quer dizer que a gestão de fundos não é inflexível. Muitas vezes pensamos que os fundos são rígidos com muitas regras, o que torna difícil de fazer diferente porque somos obrigados a cumpri-las, mas temos sempre a possibilidade de gerir”. A presidente da CCDR-LVT, acrescenta que “eeste é um programa para a inovação produtiva, portanto não tem uma caracterização – não é generalizado -, e não tem nada de diferente ao necessário que as empresas têm de apresentar para aceder. O que temos é uma despesa alocada à região e com possibilidade de majoração superior àquilo que normalmente tem

Pequenas e Médias Empresas com uma taxa de investimento mais favorável sido dado. Quer dizer que vamos dar mais apoio e com mais condições”. Ao abrigo deste concurso o prazo para a apresentação de candidatura decorre até ao dia 29 de novembro deste ano. A data limite para notificação das propostas de decisão é o dia 5 de Março de 2020.


SEXTA-FEIRA 11/10/2019

SOCIEDADE

DIREITOS RESERVADOS

O DIÁRIO DA REGIÃO DE SETÚBAL

19

HORÓSCOPO Pelo Astrológo Tarólogo e Guia Espiritual

Francisco Guerreiro Consultório: 96 377 05 04 MONTIJO

E-mail: francisco_astrologo@hotmail.com

    MONTIJO

Promovido pela Plataforma da Península de Setúbal da Rede Social

Cineteatro Joaquim de Almeida acolheu encontro sobre empreendedorismo, cooperação e desenvolvimento regional Segurança Social de Setúbal e rede regional de parceiros estudam formas de trabalho em rede para incentivar empreendedores

O

Montijo acolheu ontem um encontro sobre “Empreendedorismo, Cooperação e Desenvolvimento Regional”, promovido pela Plataforma da Península de Setúbal da Rede Social, organismo de parceria entre entidades públicas e privadas, coordenado pelo Centro Distrital de Setúbal da segurança Social, e vocacionado para a concertação de estratégias de desenvolvimento dos concelhos de Alcochete, Almada, Barreiro, Moita, Montijo, Palmela, Seixal, Sesimbra e Setúbal. Na sessão de abertura, o presidente da Câmara do Montijo apresentou o concelho como “uuma terra aberta aos novos

ALMADA

projectos de investimento”, como o futuro aeroporto, mas “ccom respeito” pelas gentes, história e tradições locais. Nuno Canta apontou a liberdade como um factor essencial à “nnova era de desenvolvimento”, defendendo que é “rresponsabilidade de todos” construir um mundo de liberdade, por exemplo, económica e associativa, importante até para a concretização dos direitos sociais. Antes do autarca, o presidente do Instituto Politécnico de Setúbal defendeu a importância do trabalho em rede, como “uuma mais-valia” para o desenvolvimento da região. “AA melhor estratégia não é cada entidade querer ter todos os recursos necessários”, sublinhou Pedro Dominguinhos, que vincou ainda o foco nos agentes Cada projecto de emempreendedores. “C preendedorismo é único, tem um conjunto de competências e carências especificas”, alertou. O IPS, que representa uma comunidade

de quase oito mil pessoas, com sete mil alunos em 80 cursos, tem cerca de 30 docentes envolvidos nestas plataformas de cooperação. Os trabalhos foram encerrados pela coordenadora da plataforma e directora do Centro Distrital da Segurança Social, Natividade Coelho. O encontro de ontem contou com a participação de Manuel Meireles, da Direcção-regional de Agricultura e Pescas da Região de Lisboa e Vale do Tejo, César Ribeiro, mestrando da MCE/IPS, Álvaro Cidrais, da RUMO, Teresa Costa, docente da ESCE/IPS, Maria do carmo Guia, directora do centro de Emprego do Sul do tejo do IEFP, Ana Rita Ramos da AERLIS, Nuno Maia da AISET e João Vieira da Orange Tree Houses. Os debates foram moderados pelos jornalistas Francisco Alves Rito, de O SETUBALENSE – DIÁRIO DA REGIÃO, e Raúl Tavares do “Semmais”.

José Neves e Margarida Vila-Nova são Pedro e Inês

Reinar depois de morrer

J

osé Neves e Margarida Vila-Nova são Pedro e Inês em Reinar depois de morrer, a nova estreia da Companhia de Teatro de Almada. Trata-se de um texto do "Século de Ouro" espanhol, escrito por Luís Vélez de Guevara. A encenação é de Ignacio García director

do Festival Internacional de Teatro Clásico de Almagro, Espanha. Do elenco fazem também parte os actores João Lagarto, Ana Cris, David Pereira Bastos, Leonor Alecrim, Maria Frade e Pedro Walter. O espectáculo fica em cena de 25 de Outubro a 17 de Novembro, de quinta a

sábado, às 21h00, quartas e domingos, às 16h00. As habituais Conversas com o Público, onde vários especialistas debaterão os temas levantados pelo espectáculo, acontecem aos sábados, dias, 26 de Outubro, e 2, 9 e 16 de Novembro, às 18h00, no Foyer do TMJB.

 



CARNEIRO 21/03 a 20/04 No plano amoroso – vão ser criadas condições para o romance. Use o seu charme e aproveite a oportunidade. No plano profissional – trabalhe em projetos relacionados com a sua carreira, o sucesso vai depender da sua preparação neste momento.Carta da semana – O PAPA – esta carta mostra-nos que você tem necessidade de se sentir seguro e de conhecer a verdade. TOURO 21/04 a 21/05 No plano amoroso – harmonia, entendimento, se surgir algum conflito aproveitará para refletir e fazer um balanço dos seus sentimentos e emoções. No plano profissional – pode receber proposta tentadora de liderança o que representará uma melhoria financeira, não esqueça que as suas responsabilidades também aumentarão. Carta da semana – O JULGAMENTO – esta carta significa que está a ser observado, qualquer passo em falso, cai-lhe tudo em cima, como se tivesse constantemente a ser julgado. GÉMEOS 22/05 a 21/06 No plano amoroso – momento de renascimento, renovação, contato com outras pessoas, o que lhe poderá trazer experiencias nova e de futuro. No plano profissional – reorganize o seu mundo interior sem se deixar levar por pensamentos pessimistas. Faça bons planos para o futuro. Carta da semana – A IMPERATRIZ – esta carta define a semana de boas evoluções, em todas as situações sairá com bons resultados. CARANGUEJO 22/ 06 a 22/07 No plano amoroso – largue a rotina e parte á aventura, faça uma viagem, para os comprometidos, removem a vossa relação, com um hobbie conjunto ou saíam para um programa que apreciem. No plano profissional – beneficiada a carreira, porque brilhará muito esta semana, planeie e crie objetivos, pois a sua mente clara, concisa e trabalhadora ajuda-lo-á neste campo. Carta da semana – O SOL – esta carta exerce uma influência positiva e protetora, mas você necessita de uma virtude natural sua que é a coragem. LEÃO 23/ 07 a 23/08 No plano amoroso – pairam algumas ideias negativas na sua cabeça, deverá libertar-se delas, ganha mais com isso, muitas delas são infundadas. Tenha mais amor próprio e verá que os outros se vão sentir mais atraídos. No plano profissional – com período relativamente ás finanças, talvez não tanto quanto desejaria, mas bom. Terá capacidade de atrair dinheiro. Carta da semana – O MUNDO – esta carta capta boas influências, que permitem que consiga ter êxito em tudo aquilo a que se propuser fazer. VIRGEM 24/08 a 23/09 No plano amoroso – poderá conhecer alguém que lhe desperte a atenção, alguém muito interessante capaz de lhe transmitir valores e emoções diferentes. No plano profissional – criatividade ao nível intelectual e mental, excelente altura para transmitir os seus conhecimentos aos outros. Carta da semana – O AMOROSO – esta carta diz que deve evitar decisões muito repentinas sem estarem bem definidas. BALANÇA 24/09 a 23/10 No plano amoroso – poderá sentir mais necessidade de se dedicar ao seu amor, como atitude defensiva face ao exterior. Desabafe os seus receios. No plano profissional – criatividade sublimada, sente-se feliz com vontade de agarrar novos projetos. Carta da semana – A LUA – esta carta diz-nos que esta semana não deve arriscar pois a sorte não está aliada a si, tente gerir-se pela lógica. ESCORPIÃO 24/10 a 22/11 No plano amoroso – comunique despretensiosamente com a sua cara metade, até porque se sente muito introspetivo, aprecie as coisas simples com a sua cara metade, como passear, combata a tendência para se isolar. No plano profissional – aceite ajuda de pessoas mais velhas, mais experientes que podem ajudá-lo a atingir os seus objetivos. Carta da semana – A PAPISA – esta carta aconselha a que seja prudente e não “fale demais”, pois a confidencialidade não será respeitada. SAGITÁRIO 23/11 a 20/12 No plano amoroso – restruture o romance, com novas conversas, pequenas viagens, inove. No plano profissional – faça uma retrospeção do seu desempenho no trabalho, tente fazer também alguma poupança mensal. Carta da semana – O IMPERADOR – esta carta representa o começo da luta pelo progresso. CAPRICÓRNIO 21/12 a 20/01 No plano amoroso – aproveite para comunicar, dialogar, criem autenticidade na vossa relação. No plano profissional – o seu valor fará com que consiga êxito no campo financeiro, deverá efetuar investimentos logo que possa. Carta da semana – O MAGO – capacidade de escolha, aproveite para tomar decisões e encontrará boas soluções. AQUÁRIO 21/01 a 20/02 No plano amoroso – necessita de um porto de abrigo, não tenha vergonha, ao demonstrar os seus sentimentos, sairá beneficiado. No plano profissional – aproveite a sua capacidade de comunicação neste momento, o que abrirá novos horizontes e lhe dará oportunidade de redimensionar, apresentar um novo projeto profissional. Carta da semana – A TEMPERANÇA – capacidade de adaptação ás evoluções, tente compreender o que o rodeia. PEIXES – 21/02 a 20/03 No plano amoroso – o seu lado apaixonado, idealista está acentuado, explore-o e será recompensado. No plano profissional – cuidado com transações comerciais. Utilize a sua energia para novos projetos profissionais. Carta da semana – O DEPENDURADO – esta carta diz-nos que você tem que se libertar de algumas situações, mas que só consegue se tiver apoios.

O SEGREDO DAS CARTAS

Pelo TARÓLOGO e ASTRÓLOGO Francisco Guerreiro. Resolva todos os seus problemas sentimentais, profissionais, financeiros e de saúde, marcando uma consulta pelo número 96 377 05 04. Após a 1.ª consulta efectua tratamentos espirituais. Consultório: Rua Serpa Pinto n.º 127 3.º Esq. - Montijo

E-mail:francisco_astrologo@hotmail.com


20

SOCIEDADE

SETÚBAL

SEXTA-FEIRA 11/10/2019

O DIÁRIO DA REGIÃO DE SETÚBAL

Passeio das antigas salinas aos viveiros de peixe e ostras

Freguesia do Sado: recantos com sabor a sal à vista da Arrábida Numa das freguesias que acolhe um dos maiores pólos industriais de Setúbal e do país, a natureza continua a ser uma pérola a descobrir e a preservar. Roteiro com Manuel Véstias, presidente da Junta de Freguesia do Sado, pelos locais que mantêm a população ligada ao rio POR ANDRÉ ROSA FOTOS ALEX GASPAR

M

anuel Véstias aponta para a imensidão de sapais à sua frente, grandes espelhos de água de formato rectangular delimitados por terra, num sítio que se chama Monte de Cabras, rodeado Neste momento já é visível de mato. “N a preparação de alguns tanques para piscicultura”, explica o presidente da Junta de Freguesia do Sado debaixo de um sol ameno de Outubro. O estuário do Sado, reserva natural, continua a ser berço de importantes matérias-primas para muitas actividades económicas na freguesia e no concelho, e prova disso são os crescentes viveiros de peixes e ostras que se estão a instalar no território, empregando várias pessoas. Como se sabe, não é de hoje a relação das populações com o rio Sado. Por ter condições naturais excepcionais para a produção de sal, as salinas dominaram durante muitos anos a paisagem plana do território, atividade que se manteve desde o tempo dos romanos até praticamente aos anos 1990. “D Daqui era extraído o sal que era utilizado nas fábricas de conserva de peixe em Setúbal e nos bacalhoeiros, para salgar o bacalhau”, lembra Manuel Véstias. “Q Quando as salinas foram desactivadas procuraram-se alternativas como a piscicultura e a ostricultura”. Até à década de 1940 o crescimento da zona foi pouco significativo. Quando a apanha das ostras se afirmou como principal ocupação económica, dezenas de famílias prove-

MANUEL VÉSTIAS. Presidente da Junta de Freguesia do Sado

nientes de Alcácer do Sal, Grândola e Santiago do Cacém acorreram à região, mantendo a actividade pujante até aos anos 1960. A poluição causada, mais tarde, pela implantação das fábricas e a quase extinção da espécie portuguesa de ostra fizeram com que o negócio quase desaparecesse, mas ele recuperou e hoje está dinâmico, com vários produtores a instalar viveiros nos sapais do rio, produzindo ali muitas das ostras que se comem em Portugal e

no estrangeiro. As salinas lá estão, abandonadas, mas não esquecidas. Pelo seu simbolismo como atividade tradicional da freguesia, surgem lembradas na rotunda artística da rua principal de Praias do Sado, onde foi inaugurado, o ano passado, um monumento em homenagem ao salineiro, da autoria do artista setubalense Pedro Marques. E, recorde-se, foram também mote a uma exposição com fotografias de Américo Ribeiro e artefactos ligados

Freguesia amiga do ambiente “AAs questões ambientais são uma preocupação da Junta de freguesia, do concelho e da população”, afirma Manuel Véstias. Prova disso foi a certificação do Selo Verde obtida pela junta de freguesia, que se candidatou a um programa da Câmara Municipal de Setúbal para distinguir boas prátiNão usarmos utencas ambientais. “N sílios descartáveis, fazemos reci-

clagem, aproveitamento da água da chuva para rega, temos energia captada através de painéis solares, consumo de água racional e lâmpadas led”, exemplificou. Pontualmente, a junta de freguesia colabora também em acções de voluntariado que promovem a apanha de lixo no estuário do Sado, encaminhado os resíduos apanhados para reciclagem.

à extracção de sal, que esteve patente na sede da junta de freguesia. “AAs pessoas acabaram por se fixar nesta zona procurando trabalho na indústria. Mas nunca voltando costas ao rio. Ainda hoje há uma forte ligação da população ao rio, quer com a actividade piscatória quer com uma actividade agrícola familiar”, nota Manuel Véstias enquanto conduz o passeio até à Herdade da Mitrena. Ali chegados, não deixa de ser impressionante como um cenário natural

como o dos sapais pode coexistir com um horizonte de traços fabris. O espaço, da responsabilidade da Administração dos Portos de Setúbal e Sesimbra, infelizmente não está assinalado do ponto de vista turístico, mas tem um caminho, uma pequena ponte, zonas de lazer e dá acesso a uma lagoa. Um casal de turistas francês, a viajar de autocaravana, confirma a necessidade de aquele local estar melhor identificado. Desnorteados e


SEXTA-FEIRA 11/10/2019

SOCIEDADE

O DIÁRIO DA REGIÃO DE SETÚBAL

O NOSSO PATRIMÓNIO

21

POR JOANA LOPES (Licenciada em Artes com especialização em Direito do Património)

CASA DO CORPO SANTO

a tentar decifrar um mapa que os leve ao Moinho de Maré da Mourisca, são prontamente ajudados pelo presidente, que os guia até ao destino no seu automóvel particular. As placas na estrada não permitem enganos e facilmente se chega àquele que é um dos principais atractivos turísticos da freguesia, situado no Faralhão. Construído no século XVIII, o moinho de maré da Mourisca foi um dos quatro moinhos erguidos no estuário do Sado para moagem de cereais através da força da maré. Uma vez recuperado em 1995 e, mais recentemente, requalificado por iniciativa da Câmara Municipal de Setúbal, tornou-se um centro de interpretação da natureza e uma autêntica sala de visitas, com bar, esplanada e loja de produtos regionais, visitado por turistas nacionais e estrangeiros. O pequeno cais-palafítico construído em estacas de madeira enterradas no sapal confirma a ligação da população ao rio, pois tanto serve de cais de partida para passeios de

barco pelo rio Sado, como para os pescadores amarrarem as suas artesanais embarcações de madeira. É também ali que acontecem o Observanatura – evento vocacionado para o turismo de natureza e que promove as maravilhas da fauna e flora do estuário, habitat de flamingos e dezenas de outras espécies de aves – e as mais populares Festas do Moinho de Maré da Mourisca, organizadas pela junta de freguesia. Ao caminhar pelo Passadiço das Aves, com esculturas da autoria do mesmo artista do monumento ao salineiro, Manuel Véstias chama novamente a atenção para as movimentações de terras que, adiante, se irão transformar em novos viveiros de aquicultura. Outra das actividades ligadas ao rio, acrescenta o autarca, é a apanha de isco pela técnica do casulo que tem lugar também na zona de sapais. “AAinda hoje há uma forte ligação da população ao rio”, diz Manuel Véstias. Ali, vive-se com os esteiros de sal na memória e o rio eternamente presente, à vista da Arrábida.

Esta semana viajo até à Antiga Casa da Confraria dos Marinheiros e Pescadores de Setúbal, mais conhecida pela Casa do Corpo Santo, uma morada que me transportou aos mais eloquentes postais de uma cidade antiga

FOTOS: DIREITOS RESERVADOS

Uma obra prima escondida nas traseiras da cidade de Setúbal

P

aredes edificadas em 1714, e testemunho histórico que albergou o Santo protector dos náufragos, São Pedro Gonçalves Telmo, um frade Dominicano nascido em Castela e conhecido por Corpo Santo.Com localização privilegiada no largo do Corpo Santo e abraçado pela Igreja de Santa Maria da Graça, esconde-se um palácio reabilitado que dá lugar hoje a um Museu Barroco. Um portefólio de memórias, que respira uma fachada seiscentista com apontamentos de talha dourada de “Estilo Nacional”, patentes na capela. A história desta inspiradora morada no nº 28, que tem como marca de excelência a dedicação à terra, à arte e ao mar. É a entrada do piso térreo, que faz

as maravilhas dos visitantes da cidade e convida à descoberta da natureza Atlântica. Bússolas, compassos, óculos náuticos e até um radiogoniómetro portátil, objectos que envolvem ainda o legado dos ofícios da arte náutica. Na atmosfera da simplicidade e no espírito genuíno desta casa subimos até ao primeiro piso, um piso de sinfonia religiosa, onde o Barroco se conjuga com peças de pintura, escultura e ourivesaria.

A beleza revela-se ao longo das salas que contam histórias detalhadas de uma viagem cronológica exímia e inegável onde um pitoresco quadro exibe cenas de lazer da aristocracia, como caçadas, e o trabalho que constrói a história da cidade. Um testemunho importante com classificação patrimonial que revela a importância da cultura da cidade e que tem como missão homenagear as gentes do mar, preservando a sua memória.


22

FUTEBOL FEMININO Taça de Portugal – 1.ª eliminatória

Almada em estreia absoluta na competição defronta Paio Pires no Pragal

SEXTA-FEIRA, 11/10/2019

DESPORTO

Tem início no próximo domingo mais uma edição da Taça de Portugal em Futebol Feminino com a realização da primeira eliminatória que será disputada apenas por equipas que disputam o Campeonato Nacional da 2.ª Divisão, num total de 27

jogos. De acordo com o regulamento da prova as equipas da Liga BPI, só se juntam à competição na 3.ª eliminatória. As equipas da região, que foram todas incluídas na zona sul, vão disputar os seguintes encontros: Os Pescadores da Costa de

Caparica deslocam-se ao recinto do Sport Futebol Damaiense, o Palmelense vai jogar ao campo do Tenente Valdez, o Amora viaja até Alverca para defrontar a equipa local e a Escola de Futebol Feminino de Setúbal disputa a eliminatória em Mar-

vila com os Pastéis da Bola. Nesta eliminatória será ainda de destacar a recepção do Barreirense ao União de Almeirim e o único confronto entre equipas da região a ter lugar no Campo do Pragal entre Almada e Paio Pires.

Entre as novidades propostas pela Comissão estão os regulamentos eleitoral e disciplinar

Os sócios Cândido Casimiro, João Martins, Luís Fuzeta da Ponte e Manuel Guerra Henriques elaboraram a proposta que já se encontra na posse dos órgãos sociais

DIREITOS RESERVADOS

Proposta de alteração aos estatutos já foi entregue à direcção do Vitória

POR RICARDO LOPES PEREIRA

A

Comissão nomeada pela direcção do Vitória FC, constituída por Cândido Casimiro, João Martins, Luís Fuzeta da Ponte e Manuel Guerra Henriques, deu no início do mês de Outubro por concluídos os trabalhos para que tinha sido formada e entregou à direcção a proposta de alteração aos Estatutos e o Regulamento Interno, que inclui, entre outros assuntos, os regulamentos eleitoral e disciplinar. O documento, que já se encontra na posse do presidente dos sadinos Vítor Hugo Valente e dos restantes órgãos sociais, vai agora ser analisado, podendo em breve os sócios serem chamados a pronunciar-se sobre as alterações introduzidas. Ao que O SETUBALENSE – DIÁRIO DA REGIÃO apurou, o texto final define-se mais como novos estatutos do que como uma revisão dos mesmos. O nosso jornal recolheu junto de uma fonte próxima do processo a informação de que entre as alterações mais relevantes estão, por exemplo, a intenção de o clube adoptar a denominação de apenas Vitória, além das já existentes Vitoria Futebol Clube ou VFC, eliminando de vez, estatuariamente, o erro recorrente de o clube ser denominado da mesma forma que a cidade onde está sediado: Setúbal. Outra das medidas a introduzir tem como objectivo definir regulamentos eleitorais claros. Assim, defende-se no documento a obrigatoriedade de as Assembleias-gerais serem convocadas nos prazos estipulados nos Estatutos. Não o sendo, no mínimo,

implica processo à Mesa da Assembleia-geral, podendo, em casos de reincidência, ser motivo de perda de mandato. Neste ponto são também defendidas mais obrigatoriedades. Uma preconiza a realização da AG ordinária ser convocada três vezes por ano em vez de duas actuais, sendo a terceira para análise e debate do estado do Vitória. A outra obrigatoriedade refere que a realização das Assembleias gerais extraordinárias requeridas pelos associados num prazo máximo de 30 dias após a entrega do requerimento. Outra das propostas apresentadas é a de se efectuar uma divisão do Conselho Fiscal e Disciplinar em Conselho Disciplinar e Conselho Fiscal. Para evitar que sócios recentes possam integrar listas candidatas aos órgãos sociais defende-se que os só-

cios tenham um mínimo de três anos de filiação para poderem ser candidatos aos órgãos sociais. A antiguidade terá de ser de cinco anos se for ao de uma das presidências dos órgãos sociais e de 10 se for ao Conselho Vitoriano. Caso seja aceite a proposta de alteração apresentada, as candidaturas ao Conselho Vitoriano em listas independentes dos outros órgãos passariam a ser uma realidade, com possibilidade de o serem apenas a esse órgão, o qual será eleito pelo método de Hondt [n.d.r.: O método Hondt é um modelo matemático utilizado para converter votos em mandatos com vista à composição de órgãos de natureza colegial. O sistema de representação proporcional caracteriza-se, essencialmente e de modo simples, pelo facto de o número de eleitos por

cada candidatura concorrente a um determinada eleição ser proporcional ao número de eleitores que escolheram votar nessa mesma candidatura.] de forma a ser um órgão representativo de todo o universo Vitoriano e passando a ter outras funções de consulta e recurso. A proposta entregue à direcção refere ainda a intenção de estabelecer uma harmonização do ano fiscal do Clube com o da SAD, bem como a existência de um Regulamento interno e Regulamento eleitoral – que foi anexado aos Estatutos – para análise e votação simultânea com os mesmos, de forma a dotar o Clube de métodos transparentes, modernos e práticos de gestão. Teeste duplo com sub-23 e Mafra O plantel liderado por Sandro

Mendes faz hoje, pelas 10:30 horas, em Tróia, o primeiro de dois jogos de preparação que tem agendados para as próximas horas frente à equipa de Sub-23. Amanhã, também pelas 19:30, os sadinos viajam até Mafra para defrontarem o conjunto da 2.ª Liga naquele que será o segundo teste em 24 horas. Ambos os jogos são à porta fechada e vão permitir ao técnico dar minutos aos jogadores menos utilizados na presente época. Entretanto, ao que apurámos a partida da 3.ª eliminatória da Taça de Portugal frente ao Águias do Moradal vai realizar-se no dia 20 de Outubro (domingo), pelas 14:00 horas. A estreia dos setubalenses será no Estádio do Ventoso, na aldeia de Estreito, concelho de Oleiros, casa do emblema da 1.ª divisão distrital de Castelo Branco.


SEXTA-FEIRA 11/10/2019

DESPORTO

DIREITOS RESERVADOS

O DIÁRIO DA REGIÃO DE SETÚBAL

23

CAMPEONATOS DISTRITAIS Arrancam já no próximo domingo

DIREITOS RESERVADOS

Depois da taça chega o campeonato com vários galos para um só poleiro

CAMPEONATO DE PORTUGAL

Amora e Pinhalnovense jogam em casa mas Fabril e Olímpico actuam fora Na 7.ª jornada do Campeonato de Portugal, que se disputa este fimde-semana, há duas equipas da região que jogam em casa e outras tantas que actuam em terreno alheio. No Estádio da Medideira, o Amora procura a sua primeira vitória POR JOSÉ PINA

O

Desportivo Fabril desloca-se a S. Pedro de Sintra para defrontar o 1.º Dezembro que ocupa actualmente o quarto lugar na tabela classificativa com 12 pontos e se encontra 100% vitorioso em casa. Por esta razão prevê-se uma partida complicada para a equipa comandada por Filipe Romão que terá de dar tudo o que tem e jogar com muita concentração para poder regressar ao Lavradio com um resultado que satisfaça as suas pretensões. O favoritismo é atribuído à equi-

pa de Sintra, que tem mais oito pontos que o seu adversário, mas há que demonstrar isso em campo porque não há vencedores antecipados. Olímpico joga em Marvila O Olímpico do Montijo desloca-se a Marvila onde joga no Campo Eng.º Carlos Salema, com o Oriental. Frente a frente vão estar duas equipas que se encontram igualadas em termos classificativos e têm até agora percursos idênticos no campeonato. Na última jornada a equipa de Marvila foi empatar a Loulé, que perdeu os primeiros pontos na competição, e isso deixou os ‘alfacinhas’ motivados para este confronto com os montijenses que após a entrada do novo treinador só têm ganho. Prevê-se um bom jogo de futebol com resultado incerto. Pinhalnovense recebe Sintra Football O Pinhalnovense, que na jornada anterior sofreu em Lagos a sua primeira derrota, recebe o Sintra Football no Campo Santos Jorge onde esta época ganhou uma vez (Olímpico do

Montijo) e empatou duas (Real e Sintrense). As duas equipas encontramse separadas na classificação geral apenas por um ponto com vantagem para a equipa de Pinhal Novo que, com o apoio do deu público, vai tentar regressar aos bons resultados e naturalmente às vitórias. Resta saber se o Sintra Football [que esta época já ganhou em Loures] vai permitir. Amora procura primeira vitória O Amora vai tentar obter a sua primeira vitória frente ao Sacavenense, que segue na tabela classificativa com mais seis pontos. No passado domingo, os azuis da Medideira estiveram muito perto de festejar mas não conseguiram porque consentiram a igualdade aos 90 minutos. A sorte não tem acompanhado a equipa que se encontra na zona de despromoção mas uma vitória no campeonato pode mudar o chip e catapultar a equipa para lugares mais condizentes com o seu real valor. O Sacavenense, por tradição, costuma criar muitas dificuldades mas o Amora, agora comandado por Tuck, a jogar em casa, não vai querer desperdiçar a oportunidade. Vamos ver se consegue.

D

epois da realização da fase de grupos da Taça AF Setúbal, que funcionou para a maioria dos clubes com pré-época, têm início no próximo domingo os Campeonatos Distritais de Futebol da 1.ª e 2.ª Divisão, as competições mais importante do futebol associativo da região. Como acontece à partida para qualquer prova, todos entram com o objectivo de fazer o melhor possível mas, por uma ou outra razão, há sempre quem tenha mais possibilidades de vencer. Na 1.ª Divisão, pelo investimento feito, o Oriental Dragon parece ser o principal candidato mas, por aquilo que deu para ver na taça, há outros que também podem assumir esse estatuto. É o que acontece por exemplo com o Alcochetense que se reforçou de forma criteriosa, com o Cova da Piedade “B” que possui um grupo de jogadores bastante coeso, com o Comércio Indústria que se apresenta com um plantel completamente renovado, com o FC Setúbal que anunciou nos últimos dias reforços de peso, com o Sesimbra que terminou a fase de grupos da taça só com vitórias, com o Barreirense

que tem sempre uma palavra a dizer e até mesmo o V. Gama de Sines. Jogos da 1.ª jornada: V. Gama – Beira Mar de Almada; Alcochetense – Alfarim; O. Dragon – Moitense; Sesimbra – Comércio Indústria; Palmelense – U. Santiago; Charneca de Caparica – Grandolense; FC Setúbal – C. Piedade “B” e Pescadores – Barreirense. II Divisão Na 2.ª divisão Distrital a ambição também é grande por parte dos clubes mas, tal como acontece na 1.ª Divisão, também aqui há quem seja mais favorito. Águas de Moura, Seixal, Brejos de Azeitão e Samouquense parecem ser os mais competentes mas há outros que também poderão ter uma palavra a dizer. Jogos da 1.ª jornada: Quinta do Conde – Lagameças; Brejos de Azeitão – Quintajense; Seixal – Corroios; Banheirense – Santo André; Juv. Melidense – Almada; Trafaria – Alcacerense; Samouquense – Águas de Moura; Zambujalense – Monte de Caparica.

II LIGA Cova da Piedade recebe Farense

Equipa de Jorge Casquilha tem necessidade urgente de pontuar

O

Cova da Piedade defronta no próximo domingo, dia 13 de Outubro, às 15 horas, no Estádio Municipal José Martins Vieira, o Farense em jogo a contar para a 8.ª jornada do Campeonato da II Liga Profissional de Futebol. Depois de duas vitórias, sobre o Feirense e Benfica “B”, nos dois primeiros jogos que disputaram em

casa, os piedenses perderam o último com o Casa Pia. Por isso, este jogo com o Farense reveste-se de extrema importância para a equipa treinada por Jorge Casquilha, que tem uma necessidade urgente de pontuar para não se afundar mais na tabela classificativa, limpar a imagem menos positiva deixada no encontro que motivou a primeira derrota caseira.

O 15.º lugar que ocupa neste momento é uma posição deveras incómoda porque o último classificado está apenas a uma distância de três pontos. Assim sendo, há apenas um único resultado que interessa aos piedenses, a vitória. Pois só com ela podem respirar com mais alívio e seguir em frente de forma mais desafogada. Contudo, a tarefa não se

apresenta nada fácil porque o Farense também não quer perder a carruagem da frente. A diferença pontual entre as duas equipas joga a favor dos algarvios que seguem em quarto lugar com o dobro dos pontos do Cova da Piedade e, na condição de visitantes, já venceram por duas vezes, uma no Estoril e outra em Oliveira de Azeméis.

Tendo em conta o objectivo das duas equipas perspectiva-se um bom encontro de futebol que poderá ser decido numa questão de pormenor, a não ser que algo de extraordinário aconteça. A título de curiosidade, recorda-se que na época passada o Cova da Piedade venceu o seu adversário por 1-0. JOSÉ PINA


Profile for O Setubalense

O Setubalense, diário regional de Setúbal nº 258  

O Setubalense, diário regional de Setúbal nº 258  

Advertisement