Issuu on Google+

Desporto

Desporto

PÁG. 13 [DR

PÁG. 14

Guardião Ricardo Atletismo Batista segura do Vitória baliza sadina alvo de cobiça Dez anos após ter saído do Vitória, o guarda-redes setubalense volta a entrar no Bonfim para reforçar a equipa de Domingos Paciência. Ajudar o clube do seu coração a chegar longe na Liga é ambição.

Os resultados de eleição conseguidos pelos jovens atletas vitorianos estão a merecer forte interesse dos 'grandes' de Lisboa. Além da qualidade da formação, há um fundista sénior que continua a dar nas vistas.

SEXTA-FEIRA 18.JUNHO.2014

N.º 47 | Ano I | 4.ª Série www. issuu.com/osetubalense

Preço € 0,50 | Diretor João Abreu

Trabalhadores da Unicervi reunem com Tribunal

Última Hora PÁG. 16 Os 160 ex-trabalhadores da Unicervi foram informados pelo sindicato que ganharam o processo em tribunal para haver as indemnizações, no entanto, as burocracias continuam a impedir o pagamento das mesmas. Os trabalhadores aguardam uma reunião no Tribunal de Comércio, em Lisboa para esclarecer a situação. [DR

Desporto

PÁG. 13

Cidade

PÁG. 9

Embarcações centenárias poupam na manutenção As embarcações tradicionais do Sado ganham novas condições para competir num mercado com concorrentes mais modernos, através da poupança na manutenção que, tem um custo anual superior a cinco mil euros.

'Brinca na areia' sadino vai jogar futebol de praia no campeão de Itália Última Hora

PÁG. 16

Proprietário de restaurante atropelado na passadeira

Cidade PÁG. 7

Mundial chega atrasado à Fest’Asso [ RUI MINDERICO 

Um imprevisto levou ao atraso da transmissão do jogo de estreia da selecção nacional no Mundial de Futebol 2014 na Fest’Asso. A situação levou a que muitos setubalenses que tinham programado ver o jogo no ecrã gigante do Cais 3, tenham sido obrigados a ver o jogo noutro local.


02 |

BLOCO CLÍNICO

QUARTA-FEIRA 18.JUNHO.2014

Cuidado com os “Calmantes” A [ DR 

s Perturbações de Ansiedade tendem a ser um problema muito comum nas sociedades atuais. Mais até do que por vezes se possa pensar, estas constituem um problema de saúde que importa não ignorar. Dividindo-se de forma muito genérica e resumida, em ansiedade situacional aguda, perturbação de ansiedade generalizada, perturbação de pânico e perturbação de ansiedade social, estas surgem muitas vezes ainda em situações mistas, com componentes de um outro grupo chamado de Perturbações Depressivas. As opções terapêuticas são várias, mas infelizmente uma das mais populares são o que as pessoas por vezes chamam de “calmantes”. Trata-se habitualmente de um grupo far-

sendo pacientes que apresentavam quase sempre fortes reticências quanto à possibilidade de os suspender. É boa prática clínica que estes medicamentos não sejam tomados de forma prolongada. Termino com uma recomendação. Não é que estes medicamentos não possam ser tomados, a sua toma deve é ser obrigatoriamente controlada por um médico com experiência na sua utilização, e a abordagem terapêutica deve incluir outras soluções, quer farmacológicas, quer psicoterapêuticas. Mais importante do que atenuar os sintomas, é resolver o problema que está na sua origem.

macológico conhecido por Benzodiazepinas que, classificado com base na sua “função chave”, também é conhecido por Ansiolíticos.

Mais vezes do que seria desejável, estes fármacos são usados não só com prescrição médica, como também em automedicação. É

Farmácia Portugal

Instituto de Cardiologia de Setúbal Rua dos Comediantes 9A - Setúbal Telf.: 265 531 400 • Fax: 265 531 401

Director Clínico: Dr. Arnaldo Fernandes Dr. Arnaldo Fernandes - Cardiologista Dr. Hugo Pereira - Clínica Geral Dr. Victor Fonseca - Pneumologista Dr. Agostinho Borges - Cardiologista Pediátrico Dra. Leonor Parreira - Cardiologista Arritmologista Dra. Sofia Marcelino - Psicóloga C/0058

ISABEL DUARTE

Ortopedia Lince

DIRECTOR TÉCNICO Fernando Gamito Rodrigues Av. J a im e Co r t esã o , 77-B Tel. 265 539 060 • Set ú ba l Horário: 09h00 - 13h00; 14h00 - 20h00 Sábado: 09h00 - 13h00 C/0054

Clínica Vascular Dr. José Falcão

Doenças das Artérias e Veias Esclerose Indolor - Pé diabético Ecodoppler Vascular www.centroclinicodesetubal.pt R. Garcia Peres, 32 - Tel.: 265 525 842-265 525 923 C/0057

Clínica Médica

Enfermagem/ Médicos

MÉDICA - ESPECIALISTA ASSISTENTE GRADUADA

um erro grave. São úteis em situações específicas, mas nunca deveriam ser usados sem acompanhamento médico próximo.

Novo espaço com Exposição

Material Ortopédico Conforto Médico Hospitalar Rua Camilo Castelo Branco - 167 B/C Tel. 265 228 118 • Fax: 265 571 046 www. ortopedialince.com C/0069

DOENÇAS DO APARELHO DIGESTIVO (VESÍCULA-INTESTINO- HEMORROIDAS) HÉRNIAS - VARIZES

Ac. ADVANCECARE MÉDIS MULTICARE TELECOM E OUTROS Av. Combatentes da G. Guerra, 6-1.º Fte. SETÚBAL TELEF. 265 531 460

C/0067

MAXICLÍNICA CLÍNICA MÉDICA E DENTÁRIA

Rua dos Pinheirinhos, nº 15 G 2910-121 Setúbal Telf.: 265 234 199 916 632 853 C/0062

Cirurgia Plástica Estética e Maxilofacial Dr. Gabriel Braço Forte Urologista/ Fluxometrias Biopsias Prostáticas Dr. Carlos Gonçalves Clínico Geral Tel.: 265 525 236 - SETÚBAL clinicamiradouro@sapo.pt

LABORATÓRIO DE ANÁLISES CLÍNICAS DRA. MARIA FILOMENA LOPES PERDIGÃO DR. ALFREDO PERDIGÃO Horário 2ª a 6ª -feira: 08.00/12.30 - 14/18.00h - Sábado: 09.00/12.00h Rua Jorge de Sousa, 8 | 2900-428 Setúbal www.precilab.pt | tel. 265 529 400/1 | Fax: 265 529 408 | Laboratório Tlm.: 910 959 933

UROLOGIA

Centro de Saúde S. Sebastião Urb. Vale do Cobro, Av. Das Descobertas Tel. 265 708 000 Centro de Saúde Bonfim Praça do Brasil, 14, 1º Tel. 265 525 653 Ext. de Saúde do Sado Rua Manuel Francisco Novo, santo Ovídio Tel. 265 790 460 Ext. de Saúde Bairro Santos Nicolau Rua Prof. Augusto Gomes , 25 Tel. 265 545 200

DR. PAULO VALE DOENÇAS RINS E VIAS URINÁRIAS, DISFUNÇÃO SEXUAL E INCONTINÊNCIA URINÁRIA CLÍNICA ARRÁBIDA C/0087

Av. Dr. Manuel Arriaga, 26 - 1º • Tel.: 265 236 495 C/0091

Serviços Administrativos Tel. 265 094 354 • Telem. 912 277 601 e-mail: geral@osetubalense.com

Dr. Delfim Lopes Neurologia Rua dos Comediantes, 9-A Consultório e Domicilio Telf.: 265 531 400 C/0059

Manuel Rodrigues Pereira Médico Especialista em Medicina Geral e Familiar iClinics

Celi Barbuy Cunha CLÍNICA DE MEDICINA DENTÁRIA Implantologia/ Ortodôncia Próteses Fixas/ Dentisteria estética R. Eng. Henri Perron, 14 - R/c Dtº (Qta. de Vanicelos) - Tel.: 265 55 14 12 Das 9 ás 13 e das 15 ás 19 horas C/0055

Telefones Úteis

Dr. José Rabaçal (917 327 985)

CIRURGIA GERAL

Ao longo da minha prática clínica observei uma imensidão de gente a tomar “calmantes” de forma prolongada no tempo,

Ext de Saúde S. Sebastião Urb. Vale do Cobro, Av. Das Descobertas Tel. 265 708 000 Extensão de Saúde Praça da República Praça da República Tel. 265 544 320 Extensão de Saúde Santa Maria Rua Damão, 1 Tel. 265 531 200

Ext. de Saúde Viso Rua Batalha do Viso, 46 Tel. 265 572 572 Ext. de Saúde Azeitão Rua Artur Horta, 18 Tel. 212 199 500 Centro Diagnóstico Pneumológico Urb. Vale do Cobro, Av. Das Descobertas Tel. 265 708 000 Serviço de Saúde Pública Urb. Vale do Cobro, Av. Das Descobertas Tel. 265 708 000 Rua Luís Gonzaga Nascimento, 2, R/C Dto Tel. 265 544 129/7 Hospital de São Bernardo R. Camilo Castelo Branco Tel. 265 549 000 Hospital Ortopédico do Outão Tel. 265 543 900 Hospital de Sant’Iago (Hospor) EN 10 Km 37 Tel. 265 509 200 Frenesius Medical Care

Clínica de Hemodiálise Quinta de Vanicelos Lote 1 – Estrada da Baixa de Palmela Tel. 265 541 840 Intoxicações Tel. 808 250 143 Linha Verde Tel. 800 212 216 Linha de Saúde Pública Tel. 808 211 311

Farmácias HOJE FARMÁCIA BONFIM Av. António Rodrigues Manito, 12 265 538 270 FAR. MONTE BELO Pç. da Independência, Lj.3 B-C (Monte Belo) 265 539 300 AMANHÃ FARMÁCIA BOCAGIANA Av. Ant. Rodrigues Manito, 107-A 265 546 610 FARMÁCIA PORTUGAL Av. Jaime Cortesão 77 B 265 539 060


OPINIÃO

QUARTA-FEIRA 18.JUNHO.2014

Política

Perspectiva

Feira de Sant’Iago

Este Mundo Cão

O

s muçulmanos radicais vão tomando conta do Iraque deitando por terra todos rol de vítimas havidas com a intervenção americana para derrubar Sadam e estabelecer a democracia. Não discuto as razões dos novos senhores da guerra mas a visão dos fuzilamentos em massa dos prisioneiros do exército regular iraquiano causam arrepios. Na Índia o problema das castas e a “inferioridade” das mulheres trazem aos meios de comunicação com uma frequência inusitada casos de violações colectivas e até de assassinatos de mulheres e com alguma tolerância justificativa das autoridades do país. No centro de África grupos armados raptam raparigas ás centenas para as vender para prostituição e fornecedoras de órgãos para transplantes numa indiferença e desumanidade incríveis custando a acreditar que o poder regular do país onde isto

aconteceu não consiga resgatar as raparigas. Mas mais perto de nós, em Londres, alguém dito civilizado mandou colocar pontas agudas de aço nos locais onde habitualmente dormiam alguns sem abrigo, numa manifestação de crueldade incrível, protelando as soluções que o problema dos sem abrigo tem na sua origem – o que interessa aos autores dessa terrível iniciativa são apenas as aparências e nem sequer um esboço de atitude humanitária e política para resolver esse grave problema sinal duma sociedade de exclusão como é aquela em que vivemos. Figuras de nome público bem apelam para se tentar por termo á guerra da Síria onde se digladia facções religiosas e políticas há três anos numa indiferença para com os milhões de deslocados vivendo em campos de barracas nos países limítrofes. Na Ucrânia os separatistas (naturalmente de ori-

gem russa, podem ter os seus sonhos de se juntar á mãe Rússia) mantêm uma região em constante clima de guerra sob o olhar complacente de outras grandes potências que fecham os olhos ao cinismo russo. Entre nós as lutas partidárias em momento de grave crise nacional demonstram uma total indiferença aos interesses das populações que estão sofrendo as agruras da tal austeridade que exigia uma atitude colectiva patriótica para ser solucionada – se é que pode ser solucionada! O Papa Francisco põe de maneira inédita os líderes judeus e palestinianos a rezar em conjunto e – como é sua tradição – aos beijos…e poucos dias depois começa a construção de mais colonatos judeus nos terrenos que devem ser da jurisdição da Palestina. E não acabaria de apontar casos e casos recentes da falsidade humana, da hipocrisia dos políticos, dos extremismos radicais religiosos, do poder despótico

E

Mário Moura de ditaduras, numa palavra, casos de desumanidade e de falta total de consideração pela dignidade dos er humano. Que mundo cão em que vivemos! Como se modificará este estado de coisas? Eis um ansioso e dramático apelo aos homens de boa vontade e, especialmente, aos que se dizem cristão para que pensem, medite e se transformem por dentro e sejam agentes de mudança para um mundo melhor!

Recordar é Viver

Setúbal Mais Bonita

P

arabéns à organização, com o fim de tornar a cidade mais bonita, com a limpeza dos espaços verdes, plantação de árvores, pintura de muros e edifícios, com a colaboração de voluntários, do mecenato e da Câmara de Setúbal. Além da feliz ideia e iniciativa dos comerciantes em decorar a Rua Dr. Paula Borba (Rua dos Ourives), com peixes, golfinhos, cho-

| 03

cos, entre outros, confeccionados com linha, que estão pendurados na rua, com muito gosto e muito trabalho. É um autêntico espectáculo e um grande êxito, que os fotógrafos e as máquinas de filmar não se cansam de explorar em pormenor a maravilhosa decoração da Rua dos Ourives, na “Setúbal Mais Bonita”. A exemplo do que se vai fazendo por algumas localidades no país, com a limpe-

za dos graffitis, Setúbal podia também aproveitar esse voluntariado e mecenato para limpar a cidade, que foi invadida pelos graffitis e também pelos pombos, que dão uma má imagem à cidade do Rio Azul, com uma das mais belas baías do mundo. Setúbal não merece esta situação, pois é uma cidade bonita, bafejada pela natureza, com belíssimos arredores e praias. E “Viva Setúbal”!

mbora reconheça o esforço que tem sido feito para que a deslocalização da Feira de Sant`Iago, decisão do executivo CDU, não acabe com aquele que em tempos foi considerado o maior certame a sul do Tejo, a verdade é que os esforços desenvolvidos não têm sido suficientes para a revitalização que se esperava. A redução dos dias de duração da feira, consubstanciada em justificações que podem até ser atendíveis, não conseguem esconder o declínio do certame e o facto dos sucessivos e retumbantes êxitos conseguidos na Avenida Luísa Todi jamais conseguirem ser alcançados enquanto teimosamente se continuar a insistir na actual localização. A localização da Feira de Sant`Iago no centro da cidade é um projecto que tem vindo a ser defendido pelo Partido Socialista e que hoje faz ainda mais sentido. O ressurgimento do certame numa nova centralidade e perspectiva, deverá ser mola impulsionadora da economia local, englobando divertimentos, comércio, exposições, restauração, espectáculos e outras actividades culturais, recreativas e desportivas, num novo modelo que não se resuma a um cartaz de espectáculos e onde setu-

Fernando José Partido Socialista de Setúbal

balenses e azeitonenses voltem a marcar presença assídua, ponto de encontro e etapa obrigatória para as gentes da região nos meses de Julho e Agosto. A Feira de Sant`Iago terá de ser um marco nas festividades em Portugal, onde para além do aspecto lúdico e cultural, constitua uma importante mostra da economia local e regional, espaço de negócios e de troca de experiências. Sem nunca esquecer as boas práticas e conceitos aplicados nos anos mais recentes, só com a introdução dum novo modelo de feira e com uma nova centralidade, a Feira de Sant`Iago poderá ressurgir e afirmar-se com o maior certame a sul do Tejo e como um dos maiores e mais importantes do país.

Custódio Pinto

Memórias de um alfaiate

O Alfaiate era indispensável

A

rquitectos da moda e da elegância, os alfaiates tinham o seu espaço nos palácios e nas casas nobres. A primeira referência a esta profissão em Portugal surge no século XII, com o iní-

cio da historia do nosso país, no reino de Portugal e dos Algarves, especialmente entre o povo judeu. D. Afonso V confiava as suas vestes aos dons do alfaiate Latrão. D. João II ao mestre Abraão. Nos arqui-

vos do século XVIII liam-se actas como esta, de Baron Longchamp: “Maurice, preciso de ti. Podes trazer a tua mulher e os teus filhos. Podes viver no meu palácio o tempo necessário. (…) Passa por cá.

Não posso viver a ideia de que haja em França quem vista melhor que eu. Traz a tua tesoura mágica.” Até aos séculos XIX e XX, épocas áureas da alfaiataria em Portugal e na Europa principalmente,

podemos observar a evolução a que podemos chamar de cultura da elegância masculina, podemos ver os modelos das diversas épocas nas telas da colecção “O alfaiate através dos tempos”.

Vitor Gaspar Autor da colecção de quadros “O Alfaiate através dos tempos”


04 |

EDUCAÇÃO/CULTURA

QUARTA-FEIRA 18.JUNHO.2014 [ DR 

Alunos da Lima de Freitas confeccionam pizzas com fornos solares A

Hell Hound e Tio Rex têm duelo marcado no FUMO

Festival FUMO já arrancou A

pós o arranque do festival no domingo com o concerto dos Nobody's Bizness na Casa da Cultura, o FUMO - Festival Urbano de Música e Outras Coisas apresenta, na próxima sexta-feira à noite, o duo Tio Rex & Hell Hound Banjo Duel e o regresso do “homem orquestra” Noiserv. Com início às 21h30 no Auditório Charlot, o espectáculo junta o músico setubalense Tio Rex, ou seja, Miguel Reis, que lançou, no ano passa-

do, com o selo da Experimentáculo Records o disco de estreia, intitulado “Preaching to a Choir of Friends and Family”, com Diogo Augusto, também conhecido como Hell Hound, o homem de vanguarda de bandas como os Sonic Reverends, os Jack Shits ou os Los Saguaros. Este duelo de banjos contrapõe assim um cantautor com influências de artistas como Simon & Garfunkel, Johnny Cash ou Bob Dylan e um músico com atitude rock

descarnada até ao osso, ou seja, até à sua forma mais pura do blues, do folk e de toda uma tradição de várias décadas de música norte-americana. Para finalizar o espectáculo, sobe ao palco Noiserv (David Santos), a quem já chamaram "o homem-orquestra" ou "banda de um homem só", e que conta no seu currículo com o bem sucedido disco de estreia “One Hundred miles from thoughtlessness”, o EP “A day in the day of the days”, mais de quatro

centenas de concertos por Portugal e resto do mundo e ainda uma série de colaborações em teatro e cinema. O músico volta a Setúbal para apresentar o disco “Almost Visible Orchestra”, lançado em Outubro de 2013. O bilhete para este espectáculo custa 10 euros, mas também está disponível o passe geral para todo o festival, por 25 euros. Mais informações disponíveis no site oficial do FUMO em www.festivalfumo.tk.

Autarquia disponibiliza ateliers de Verão gratuitos A 18.º edição dos Ateliers de Verão, iniciativa gratuita, promovida pela Câmara Municipal de Setúbal, oferece, entre 24 de Junho e 8 de Agosto, mais de 50 actividades para jovens e seniores. As inscrições já estão abertas à população.

C

erca de meia centena de ‘ateliers’, incluindo algumas actividades pontuais, é disponibilizada a crianças e jovens entre os 6 e os 18 anos e à população sénior do concelho. Divididos por faixas etárias, os participantes devem escolher até três ‘ateliers’, por ordem de preferência, indicando-as na ficha de inscrição, disponibilizada na página da Câmara Municipal de Setúbal, a qual deve ser entregue pessoalmente

na Divisão de Inclusão da Autarquia, na Rua Amílcar Cabral, n.º 6, devidamente preenchida. Actividades desportivas e criativas, do ténis às artes plásticas, passando pela vela e a olaria, são algumas das dezenas de ‘ateliers’ que se realizam em vários locais, como os parques da cidade, as piscinas municipais e locais de entidades parceiras neste projecto municipal. Quanto às acções pontuais, como visitas à Fá-

brica da Felicidade, da Coca-Cola, prática de triatlo e elaboração de papagaios de papel, não há limite de actividades por cada participante. Os Ateliers de Verão, que promovem a ocupação das férias lectivas aliando momentos de aprendizagem, de diversão e de troca de conhecimentos entre gerações, são igualmente destinados à população sénior. Informática, danças latinas, minigolfe, olaria e guitarra são algumas das

acções propostas para os munícipes com mais de 65 anos. O critério de selecção para os Ateliers de Verão, com capacidade para envolver mais de mil participantes, é a ordem de inscrição. À semelhança de outros anos, a iniciativa termina com uma festa, no Auditório José Afonso, onde são dados a conhecer alguns dos trabalhos efectuados durante os dois meses de ‘ateliers’.

proveitando o bom tempo que se tem feito sentir desde a semana passada, os alunos de 5º ano do Agrupamento de Escolas Lima de Freitas, procederam à confecção de pizzas, utilizando para o efeito, fornos solares. Estes fornos são construídos recorrendo à utilização de chapas de polipropileno alveolar, aos quais se cola papel de alumínio, na parte superior. De seguida, dá-se-lhe uma forma côncava, (como se pode observar nas fotos), e a partir daí vira-se para o ponto cardeal Sul, potenciando, dessa forma, a intensidade e a acção do sol. Ao fim de dez minutos

de contacto com os raios solares, começou a observar-se o crepitar saboroso e apelativo da massa das pizzas e o queijo a derreter deliciosamente. Sensivelmente uma hora depois de terem sido colocadas nos fornos solares, as pizzas estavam prontas para serem degustadas e aí foi um-ver-se-te-avias, para gáudio dos alunos que rapidamente deram conta do recado… comendo todas as pizzas. Estas acções, organizadas pelo grupo de Ciências Naturais, têm como objectivo realçar a importância crescente das energias limpas, tais como a energia solar, nas nossas sociedades actuais. [ DR 

Escola Superior de Tecnologia promove debate sobre certificação energética

A

Escola Superior de Tecnologia de Setúbal do Instituto Politécnico de Setúbal (ESTSetúbal/IPS) organiza a palestra “Certificação Energética de Habitações e Edifícios de Serviços”, que ocorre amanhã, pelas 21h30, na Casa da Baía. A sessão pretende informar os participantes acerca da importância e contributo das auditorias energéticas, aos projectos e ao edificado, para a redução do consumo de energia e enquanto mecanismo eficaz na promoção da eficiência energética e das energias renováveis. Um dos temas abordados

será, também, a transposição da Directiva Europeia 2002/91/CE para legislação portuguesa em 2006, que introduziu suplementarmente a auditoria à qualidade do ar interior nos edifícios de serviços, o que trouxe algumas consequências na exequibilidade do processo de certificação. A palestra será conduzida por João Francisco, docente da ESTSetúbal/IPS e Perito Qualificado do Sistema de Certificação Energética de Edifícios (SCE). Mais informações e inscrições em www.estsetubal. ips.pt.


POLITICA/ ECONOMIA

QUARTA-FEIRA 18.JUNHO.2014

| 05

Faralhão recebeu homenagem a Vasco Gonçalves e a Rosa Coutinho [ FOTOS: CONQUISTAS DA REVOLUÇÃO 

Os Valores de Abril, de que Vasco Gonçalves e Rosa Coutinho foram grandes figuras há 40 anos, voltaram a marcar espaço, no sábado passado, na Cooperativa de Habitação Bem-Vinda a Liberdade, no Faralhão, num almoço-convívio de homenagem ao único Primeiro-Ministro a quem os trabalhadores e o povo português trataram como “Companheiro”, “Camarada”.

A

iniciativa, promovida pela Associação Conquistas da Revolução, relembrou as sucessivas deslocações àquela Cooperativa, que se abeira dos Sapais da Mitrena, de Vasco Gonçalves, Rosa Coutinho e José Casanova, escritor e então Director do Avante!, no quadro da afirmação da solidariedade com Cuba, promovida pelo Núcleo de Setúbal da Associação de Amizade Portugal-Cuba (AAPC), facto igualmente revivido pela leitura de poemas por duas das suas dirigentes locais, Odete Santos e Olinda Peixoto.

Perante mais de 80 participantes, com forte presença da União dos Resistentes Antifascistas Portugueses (URAP), tomaram a palavra o Comandante Manuel Begonha, Militar de Abril, e José Casanova, respectivamente Presidente e Vice-Presidente da Associação Conquistas da Revolução. Ambos repartiram o destaque a dar ao General e ao Almirante da Revolução do 25 de Abril, após uma introdução de Nuno Lopes, membro da Direcção. De permeio, também se falou de

Álvaro Cunhal e Eugénio de Andrade, dos dias 11 a 13 de Junho de 2005 entre os quais ambos faleceram após Vasco Gonçalves. Manuel Vestias, Presidente da Junta de Freguesia do Sado, deixou uma saudação. Com dezenas de reformados, pensionistas e idosos, no âmbito da regular actividade daquele órgão autárquico, deslocara-se a Peniche, cujo simbolismo - o da resistência e luta antifascista - não deixava de se ligar ao Faralhão que abria de novo portas a quem resistiu e lutou.

Almoço de homenagem reuniu dezenas de pessoas

Odete Santos e Olinda Peixoto recitaram poemas

PS de Setúbal considera inoportuno e infundado Congresso Extraordinário e Directas

Superintendente brasileiro de Itajaí visitou Porto de Setúbal [ APSS 

A Comissão Política Distrital da Federação de Setúbal do Partido Socialista, em reunião realizada na passada quinta-feira, no Seixal, rejeitou a proposta de realização de um congresso extraordinário e de eleições directas para a liderança do partido.

E

m análise aos resultados das eleições para o Parlamento Europeu, os socialistas consideram a vitória do PS “positiva, no plano nacional e distrital, não obstante a não eleição da candidata Maria Amélia Antunes”. O Secretário-geral do PS, António José Seguro, foi felicitado pela lista de candidatos do PS ao Parlamento Europeu, considerada como uma das “melhores de sempre”, e pelos resultados obtidos a nível nacional. Segundo comunicado da Fede-

ração Distrital de Setúbal do PS, “das muitas intervenções realizadas, não houve registo de manifestações contrárias”. Da análise da situação política interna do PS e na discussão de uma moção que defendia a realização de um congresso extraordinário, prevaleceram os argumentos que o PS “tem vindo a acumular capital político com as duas vitórias eleitorais seguidas – uma vitória histórica, a maior de sempre do PS em eleições autárquicas - con-

siderando-se intempestiva, inoportuna, sem fundamentos políticos de substância programática diferenciadora, a defesa de realização de um congresso extraordinário e de eleições directas para a liderança do partido”, refere a mesma nota. Por outro lado, foi assinalado que a proposta do Secretário-geral do PS, António José Seguro, de realização de eleições primárias “é uma solução corajosa, inovadora e mobilizadora de todos os cidadãos e militantes em

geral que querem participar na escolha do candidato do PS a primeiro-ministro”. O Secretariado da Federação do PS de Setúbal sublinha que o debate realizou-se “com moderação e elevação, no respeito pela pluralidade e diferença de opiniões, características do PS, confiando que o contributo dos militantes e simpatizantes, no processo de eleições primárias para a escolha do candidato a primeiro-ministro, reforçará as propostas do Partido Socialista”.

O

Porto de Setúbal foi visitado pelo Superintendente do Porto de Itajaí, o segundo maior porto brasileiro de contentores do Brasil. Antônio Ayres dos Santos Júnior, acompanhado pelo representante dos portos brasileiros na APLOP - Associação Portos de Língua Portuguesa, Adalmir José de Sousa, foi recebido pelo Presidente do Conselho de Administração da APSS, Vítor Caldeirinha, na sequência da participação no Fórum do Mar 2014, dedicado à economia do mar, que decorreu na cidade do Porto, no final de Maio.

Durante a deslocação aos terminais do Porto de Setúbal, o responsável teve oportunidade de conhecer o Terminal Roll-on Roll-off e o Terminal de Contentores, com a sua vasta área de expansão ‘low cost’ e cais fundado a 15 metros de profundidade. Aproveitou ainda para visitar a torre VTS de controlo de tráfego de navios e a eficiência da JUP – Janela Única Portuária de Setúbal, tendo em vista os planos de desenvolvimento em curso no Porto de Itajaí para a introdução de um sistema similar.


06 |

QUARTA-FEIRA 18.JUNHO.2014

PCP questiona Governo sobre atraso no pagamento a IPSS da região

Dito Assim!

Leitaria Montalvão F

echou portas mais uma casa referência em Setúbal. Desta feita foi o Conde D´Arcos, café, cervejaria e restaurante que ao longo de trinta e cinco anos acolheu uma clientela certa e cúmplice que privou de perto com a saborosa e requintada comida caseira da D. Carminda e com o saber experiente do Sr. Manuel, o casal Pereira que, afinal deram tudo em prol de um convívio que no passado domingo terminou com uma lágrima no canto do olho dos clientes que, foram até ali para se despedirem de um emblemático espaço-tertúlia da cidade do Sado. Fica sempre um amargo de boca porque, ao fim e ao cabo, o adeus é isso mesmo porque provoca a nostalgia e a saudade tão peculiar a todos nós. Setúbal perde, assim, mais um espaço de referência atrás de muitos outros que, ao longo dos tempos, fazendo carreira acabaram,

também, por ceder restando a lembrança de momentos idos e bem passados. O Café Central, a Brasileira, o Café Moderno, o Reno, o Restaurante Bocage, o Bar Caracol, o emblemático Tamar, o Benjamim, o Sadino, o inesquecível Esperança e até mesmo a velha Ginginha do Bocage. Mais recentemente o Portuno Octubrus, comandado pelo Hélder Pereira, que transitara de malas e bagagens do Círculo Cultural, para um velho mas remodelado armazém na 5 de Outubro. Fale-se ainda das míticas Seagull, Gávea, Chez Moi, Macumbra, a Ostra, o Leo Taurus, a Fábrica e, em Palmela a Cubata e a Globo, discotecas de eleição que acolheram a alegria e a irreverência de várias gerações. A cidade fica mais pobre dos seus espaços de convívio e tertúlia, dos hábitos, conversas e estilos que faziam de cada casa um local único e místico. A cidade perde,

por isso, o convívio entre as suas gentes que numa mesa de café, de restaurante, ou numa discoteca se alinhavam em sintonia de gostos, gestos e partilhas. Os espaços não se renovam e por uma ou outra qualquer razão desaparecem de cena deixando um vazio que nunca mais é preenchido. Também bares como o Copus, o Pierrot, o Cactus e até o Caranguejos baquearam à irredutibilidade dos tempos que não perdoam. Digamos que entre os anos 60 e os 90 Setúbal conheceu as suas melhores casas de restauração e diversão nocturna, os melhores cafés e bares. A população correspondia com uma frequência regular e lucrativa. Mas veio a TV a cores, os vídeos, as telenovelas, os DVD´s e sei lá mais o quê; vieram as crises financeiras e de valor, que trouxeram a desmobilização e o abandono. Jamais a rota dos cafés, bares e discotecas se recom-

Joaquim Gouveia pôs para desagrado dos mais saudosos e para desânimo de uma cidade que vê nascer outros pontos de interesse mas sem o mesmo sentimento colectivo de aderência. Essa é que é essa. Perdeu a cidade, perdemos todos nós porque, ao fim e ao cabo os fins de semana ao fundo da Luisa Todi, nada, mas mesmo nada, têm a ver com os tempos em que a informação, a cultura e o respeito andavam lado a lado com a diversão. Oxalá a Leitaria Montalvão, ainda respire por muitos anos. A bem de todos, claro!

Necrologia

Maria Rosa Francisco Rodrigues Faleceu a 11.06.13

Um ano depois. Muito amor e eterna saudade!

Maria Rosa Francisco Rodrigues Agradecimento

A Família da Enfª Maria Isabel Cid Pereira agradece todo o apoio prestado pela equipa do Serviço de Oncologia do Hospital S. Bernardo, em especial às Dras Cristina Albuquerque e Nathalie e às Enfermeiras Sandra Diodata e Paula Banha. Informamos que será celebrada missa de 7º Dia na próxima sexta-feira, dia 20-06-2014 na Igreja de São Paulo pelas 19h00, pelo que agradecem desde já a quem queira participar neste ato religioso.

OP/ 0202

O Grupo Parlamentar do PCP alega ter recebido a denúncia das Instituições Particulares de Solidariedade Social do distrito de Setúbal sobre os atrasos no pagamento das verbas referentes ao Fundo de Compensação Socioeconómica para o ano lectivo 2012/2013 pelo Governo. Desta forma, os deputados comunistas questionaram o Governo sobre esta matéria.

E

ste fundo, conhecido como o “fundo de compensação das educadoras de infância”, pretende apoiar as instituições no pagamento das remunerações às educadoras de infância que trabalham nestas instituições. Para tal estas apresentam a candidatura ao Ministério da Educação e Ciência e, no caso de ser aprovada, é o Instituto de Gestão Financeira da Segurança Social que procede à transferência das verbas. As instituições aguardam, de acordo com o PCP de Setúbal, pelo pagamento do Fundo de Compensação Socioeconómica para regularizarem a situação dos respectivos trabalhadores. “Há instituições que estão confrontadas com situações financeiras difíceis e que ainda não pagaram os subsídios aos seus

Classificados Aluga-se quartos

c/ AC e aquec., sala, cozinha, 3wc, c/ agua, luz, gás, tv, internet, tel. Incl. na mensalidade, zona central de setúbal Telf. 265573086 914902991

Contacte o Jornal O Setubalense Travessa Gaspar Agostinho, 1 - 1º andar • Telefone 265 094 354 email: branca.belchior@osetubalense.com

Aluga-se Moradias e Armazéns dentro de quinta na zona Modelo de Palmela Telefone 910 944 502

OP/ 0206

C/ 0198

OP/ 0203

Peq. Anúncios

Aluga-se

ANÚNCIOS DE NECROLOGIA

trabalhadores”, alegam os comunistas. Os deputados comunistas consideram “inaceitável que o Governo PSD/ CDS perpetue o incumprimento com as instituições, dificultando a sua situação financeira”. Os deputados do PCP, Paula Santos, Francisco Lopes, Bruno Dias, Jorge Machado, David Costa e Rita Rato, questionaram o Governo sobre a razão pela qual ainda não foi pago o Fundo de Compensação Socioeconómica relativo ao ano lectivo de 2012/2013 às instituições. Quiseram também saber quando pretende o Governo proceder ao seu pagamento e se reconhece que os atrasos no pagamento deste fundo introduz “graves dificuldades às instituições”.

apartamento T1, equipado para férias, na Avenida Beira Mar, a 50 metros da praia. Informa o nº. 919352766

Aluga-se •Arrenda T1 s/m J.Quebedo 200€,

Fujitsu

•Alugo T1 na Torre São Bernardo

OP/ 0187

Recruta-se Jovens C/S Experiencia p/ Trabalhar na área residencial Oferecemos Base, comissões a cima da media e transporte da empresa vpp.recrutamento@gmail.com Tel.961 408 695 • 918 376 820

T1 c/m J.Hospital 220€, T2 s/m P.Brasil 300€, T2 s/m Fonte Nova 300€, Temos mais. Tlm. 967 706 156 OP/ 0204 mobilado c/ parqueamento Telefone 934 13 2340/ 217 740 567 OP/ 0205

OP/ 0186

STAND EDUCAR Quer vender o seu automóvel mesmo com dividas ao banco? A partir do ano 2002 compro a pronto pagamento negocio sério Qta do Anjo Tel. 919708654 OP/ 0201

Siga-nos no Facebook


CIDADE

QUARTA-FEIRA 18.JUNHO.2014

| 07

Problemas logísticos no Fest’Asso atrasam transmissão do jogo da selecção nacional [ RUI MINDERICO 

A transmissão do jogo de estreia da selecção nacional no Mundial de Futebol 2014 no Fest’Asso, foi atrasada, cerca de vinte minutos, devido a um problema logístico. A situação levou a que muitos daqueles que tinham programado ver o jogo no ecrã gigante do Cais 3, tenham sido obrigados a encontrar outro local. POR VERA GOMES

P

erto das 17 horas, o recinto da Fest’Asso, no Cais 3 da APSS, começou a encher-se de público que pretendia visualizar o primeiro jogo de Portugal na Copa do Mundo 2014. No entanto, o ecrã gigante onde ia ser transmitido o jogo, ainda não estava montado e ao microfone, o presidente da União das Freguesias avisou que, por motivos alheios à organização, a transmissão só deveria ser possível a partir da segunda parte. Claro que, muitos dos adeptos não esperaram pela montagem do ecrã e abandonaram o recinto, à procura de outro local para ver a selecção das quinas. Esta situação causou

alguma estranheza porque o Fest’Asso tem exibido alguns dos jogos desde quinta-feira, sem problemas. Contactado por O Setubalense, Rui Canas explicou que o sistema de vídeo que tinha permitido a visualização dos outros jogos não era compatível com a luminosidade que se fazia sentir àquela hora da tarde. Assim, de acordo com o presidente da União das Freguesias de Setúbal, foi decidido investir num sistema LED, que permite uma qualidade de imagem superior, exclusivamente para as transmissões dos jogos da selecção portuguesa e dos jogos das 17 horas, dado que se trata de uma tecnologia “muito cara e que não podíamos tê-la permanentemente”, revelou o autarca.

O que causou o atraso foi, ainda segundo Rui Canas, o facto do técnico da empresa que forneceu o equipamento ser de Torres Novas e não ter conseguido encontrar o local da festa a horas, sendo que a organização teve que ir buscá-lo à Estrada da Graça. Ainda assim, foi possível operacionalizar o sistema durante a primeira parte da partida, tendo começado a transmissão cerca de vinte minutos após a hora marcada, e, alguns adeptos ainda voltaram ao Cais 3. O presidente da União das Freguesias de Setúbal lamenta o sucedido mas garante que foi uma eventualidade que ultrapassou a responsabilidade da organização. Para evitar que aconteçam mais contingências, o autarca decidiu manter aquele sistema LED

Atraso na transmissão do jogo de Portugal estragou os planos de alguns setubalenses

durante o resto da festa, que só termina a 13 de Julho, com a transmissão da final do Mundial no Brasil. Hoje, é transmitido, a partir das 20 horas, o jogo entre Espanha e Chile, seguido do espectáculo de sevilhanas, às 22h30. Amanhã é a vez do jogo do Uruguai contra a Inglaterra, também marcado para as 20 horas e que termina com a actuação de Tunas académicas.

Projecto do Alegro expõe sorrisos dos setubalenses

O

Centro Comercial Alegro Setúbal desafiou os setubalenses a serem o rosto do “Projeto.06 – Somos todos Alegro” da iniciativa “Arte em Toda a Parte”. O fotógrafo Filipe Ferreira andou pelas ruas da cidade a captar os sorrisos dos setubalenses e o resultado final é uma intervenção artística, em grande escala, exposta na fachada de um imóvel no Largo da Misericórdia. O fotógrafo Filipe Ferreira, a Presidente da Câmara Municipal de Setúbal, Maria das Do-

3 Reparos

Reparámos que os moradores do Bairro Afonso Costa se queixam da limpeza urbana naquela zona da cidade, mais precisamente entre as ruas da Esperança e João de Deus. Lixo na calçada, pragas de roedores e animais mortos na via pública são algumas das queixas dos residentes que alegam já ter alertado a junta de freguesia para a situação. Reparámos que na Praça General Luís Domingues, junto à sede do São Domingos Futebol Clube, nas traseiras da Estação Ferroviário do Quebedo, os pilaretes e a calçada, junto aos bueiros, foram pintados com tintas coloridas e desenhos animados, o que dá mais vida àquele local. É sempre de salientar este tipo de iniciativas que, apesar da sua simplicidade, ajudam a embelezar os recantos da cidade. [ DR 

[ DR 

res Meira e o Diretor-geral da Immochan, Mário Costa vão inaugurar o projecto artísti-

co, esta sexta-feira, pelas 18 horas. Com esta iniciativa o Arte em toda a Parte

pretende retratar a cidade, as suas gentes e vivências e mostrar a sua energia e a sua luz. Esta é mais uma acção integrada no projecto “Arte em Toda a Parte”, da responsabilidade da Immochan, que conta com o apoio da Câmara Municipal de Setúbal e visa, de acordo com a empresa, “consolidar a Arte e a Cultura como um eixo estratégico no posicionamento da marca Alegro, em perfeito alinhamento e sintonia com tudo aquilo que os Centros Comerciais Alegro vêm realizando”.

Reparámos que na Estrada dos Ciprestes, os semáforos frente à estação ferroviária causam alguma confusão no trânsito. Isto porque existem três faixas de rodagem, sendo que duas são para os automobilistas que querem virar à direita, para a Praça do Brasil/ Avenida da República Guiné Bissau e a outra para os que querem seguir para a Avenida Portela. No entanto, as setas no asfalto são quase imperceptíveis e a sinalização luminosa também não ajuda a esclarecer. Isto leva a que muitos automobilistas, principalmente turistas, se posicionem na faixa do meio para seguir em frente.


08 |

CIDADE

QUARTA-FEIRA 18.JUNHO.2014

Parquímetros em Setúbal pagos através do telemóvel Os condutores em Setúbal que estacionem num local com parquímetros podem já fazer o pagamento através de uma aplicação para o telemóvel disponível nas lojas interactivas da Appstore e na Play Store. Um novo serviço que permite facilitar o pagamento do parqueamento aos automobilistas que estacionam em determinadas zonas da cidade.

O

serviço vem facilitar e modernizar o processo de pagamentos, numa altura em que a utilização dos telemóveis com ligação à internet veio garantir novas formas de lidar com o dia-a-dia e ultrapassar obstáculos que, anteriormente, eram mais difíceis de contornar, através de simples clicks nos aparelhos digitais. Para o condutor usufruir deste serviço tem de criar uma conta no website eosparking.pt e associar a esta um cartão de crédito e as matrículas que desejar, podendo assim gerir no smartphone, computador ou tablet, os seus estacionamentos. A fiscalização é executada através da leitura da matrícula pelos terminais dos fiscais. Caso

[ DR 

esta esteja validada, não é emitida qualquer multa aos proprietários dos automóveis. O Setubalense foi à rua tentar perceber se os condutores já utilizam esta nova funcionalidade, porém aqueles contactados não a conhecem, mas demonstraram agrado perante esta nova forma de facilitar o seu quotidiano. Ana Custódio, condutora em Setúbal, admite que, sempre que possível, evita as zonas de estacionamento pago de forma a não ter de acarretar mais despesas no dia-a-dia, mas classifica esta nova funcionalidade como “boa”, apesar de ainda não a possuir. Por seu lado, Pedro Baptista entende que o estacionamento pago devia oferecer melhores condições aos veículos, como

a segurança, mas, indica, “não existem grandes diferenças entre o não pago e o pago”, a não ser a maior proximidade às zonas de comércio e serviços. Ambos os condutores não demonstraram grande vontade em adquirir o novo serviço disponibilizado, uma vez que, sempre que possível, escolhem zonas de estacionamento gratuito. A melhor das funcionalidades existentes neste novo serviço, para além da possibilidade de executar o pagamento dentro do carro, quando chove, passa pela opção de prolongar ou interromper o estacionamento sempre que necessário. Caso o condutor, por qualquer razão, seja por estar numa reunião ou nas compras, pode prolongar o seu estacionamento

Os parquímetros estão a dar lugar a outros métodos de pagamento

através do telemóvel, ao mesmo tempo que também pode interrompê-lo caso se despache mais cedo, algo que era impossível até ao momento. Em Setúbal o serviço está disponível em 966 lugares de estacionamento nas avenidas Luísa Todi, Combatentes da Grande Guerra, 5 de Outubro, Alexandre Herculano e Mariano de Carvalho, nas ruas Regimento de Infantaria 11 e Joaquim Brandão, nas praças de Bocage, do Quebedo e Almirante Reis e ainda no Largo do Corpo Santo. O serviço e os Parking encontram-se disponíveis também em Faro, Amadora, Lagos, Portimão, Sesimbra, Vila Nova de Gaia e Vila Real, sendo instalado brevemente noutras zonas do país.

Parque Sant’Iago recebe Piquenicão e festa dos Santos Populares A 11.ª edição do Piquenicão e a festa dos Santos Populares, actividades destinadas à população sénior do concelho, começam no domingo, no Parque Sant’Iago.

C

erca de mil idosos são esperados no domingo, a partir das 10h00, em mais uma edição do Piquenicão Concelhio, uma iniciativa da Câmara Municipal e das juntas de freguesia, que promove o convívio e a troca de experiências entre os munícipes. Até às 18h00, a animação faz-se com a vocalista Fátima Dias, no recinto do Parque Sant’Iago, engalanado com motivos alusivos aos Santos Populares. Os enfeites que decoram o local do Piquenicão foram elaborados por idosos de várias instituições, que festejam os Santos Populares no dia seguin-

[ DR 

Cerca de mil idosos vão conviver no recinto da Feira de Sant'Iago

te, segunda-feira, também a partir das 10h00,

no mesmo local. Esta festa dos Santos

Populares conta com a participação de cerca

de 350 idosos, num dia aberto ao convívio, com baile e apresentação de marchas das instituições representadas nesta iniciativa da Câmara Municipal em parceria com as juntas de freguesia. A população sénior envolvida na decoração, colocada também em ruas

do bairro de S. Domingos e em zonas envolventes às instituições, recebe diplomas de participação. Colaboraram este ano na iniciativa, a Associação de Socorros Mútuos Setubalenses, Centro Comunitário de Santa Maria, Cáritas (Centro Social da Bela Vista), Centro Comunitário de S. Sebastião, APPACDM – CAO1, LATI, Núcleo dos Amigos do Bairro Santos Nicolau, Lar Acácio Barradas, Lar Paula Borba, CAD, Centro Comunitário de Vanicelos, CATI, Venerável Ordem Terceira, Centro Social de Bem-Estar Social, Misericórdia de Azeitão, AURPIA e Conforto dos Avós.


CIDADE

QUARTA-FEIRA 18.JUNHO.2014

| 09

Recuperação de embarcações tradicionais do Sado ganha nova vida O protocolo celebrado entre a Administração dos Portos de Setúbal e Sesimbra (APSS) e a Associação Portuguesa do Património Marítimo (APPM), que consiste na promoção e restauração de algumas embarcações tradicionais do Rio Sado, permite que estas possam competir num mercado que apresenta modernas e melhoradas embarcações a cada ano que passa e que não suportam os custos de manutenção das mais antigas.

J

oão Barbas, da Tróia Cruze e da APPM, explica a O Setubalense que os custos na manutenção dos antigos Galeões de Sal tornaram-se bastante elevados, pelo que foi necessário “encontrar novas formas de diminuir estes valores de forma a encontrar uma auto-sustentabilidade na actividade marítimo-turística”. A Tróia Cruze possui dois dos quatro barcos a recuperar no âmbito deste protocolo, o “Pego do Altar” e o “Riquitum” que, em conjunto com “Zé Mário”, da Reserva Natural do Estuário do Sado (RNES), foram construídos em 1943 no antigo estaleiro da Praia da Saúde e constituem “um autêntico testemunho vivo da antiga actividade dedicada à exploração das salinas”. Há cerca de 25 anos as embarcações antigas começaram a ser recuperadas por iniciativa de Henrique Cabeçadas, Antunes Dias, antigo director da Reserva Natural do

 APSS 

 CRISTINA GIRÃO VIEIRA 

Estuário do Sado, e Álvaro Pescaria, que viam estas a serem levadas por estrangeiros e recuperadas no exterior para alavancar o turismo desses locais. “O Pego do Altar já se encontrava nas Ilhas Canárias”, explica João Barbas, para quem estes devem ser exclusivamente utilizados para a promoção local em Setúbal.

Galeões do Sal utilizam cais da APSS para reparações O protocolo de recuperação das embarcações vai permitir a que estas possam utilizar um cais da APSS para encalhar, o que “reduz os custos relacionados com o estacionamento dos barcos e o transporte”. “Isto vai permitir a retirada dos barcos mais vezes do mar para pequenos trabalhos de recuperação que antes não eram possíveis”, prossegue o proprietário da Tróia Cruze que estima o valor anual de cada manutenção em cinco mil euros. Por seu lado,

Manutenção das embracações tradicionais do Sado vai ser facilitada com protocolo de recuperação

Filipe Chagas, do Clube Naval Setubalense, proprietário da embarcação “Hiate de Setúbal”, admite desconhecer tal protocolo mas recebe com agrado as boas notícias. “A poupança no estacionamento da embarcação vai ser considerável face aos custos actuais”. De acordo com João Bar-

bas, a APSS vai poder ainda utilizar estas embarcações para usufruto próprio, em passeios organizados pela administração ou visita de qualquer entidade ao Estuário do Sado. No que toca à promoção da actividade turística proporcionada pelas embarcações tradicionais,

Filipe Chagas admite um aumento do público de norte a sul do país que tenha conhecimento daquilo que é realizado no Rio Sado a bordo das embarcações centenárias. Para além desta nova possibilidade que já era exigida pela APPM há algum tempo mas por “falta de abertura das antigas ad-

ministrações da APSS tinha sido constantemente adiada”, como explica João Barbas, o protocolo entre as entidades vai permitir ainda uma melhor divulgação das actividades marítimo-turísticas existentes no Rio Sado a bordo das embarcações tradicionais. O website da APSS apresenta já um espaço dedicado aos “Passeios no Sado”, com o objectivo de reunir e divulgar informação sobre a actual oferta de passeios em embarcações no rio Sado, contribuindo para a captação de clientes regionais, nacionais e estrangeiros. Na Doca do Comércio será ainda afixada a actividade marítimo-turística no Sado pelas operadoras existentes, de forma a aproximar a informação da população que passa por esta doca de recreio. O Setubalense entrou em contacto com a RNES, proprietária da embarcação “Zé Mário” mas até ao momento não obteve resposta.

Arquitectos setubalenses apresentam estudo sobre habitações unifamiliares em Veneza Setúbal marca presença na Bienal de Arquitectura de Veneza 2014, em Itália, com um estudo do atelier SAMI-arquitectos que aborda a ligação da construção de habitações unifamiliares, com a paisagem de excelência em Setúbal.

Fundamentals” dá o tema à 14.ª edição da Bienal de Arquitectura de Veneza, a decorrer entre 7 de Junho e 23 de Novembro, na qual participam seis equipas de ar-

quitectos portugueses que trabalham a questão da habitação, com o enfoque temático “Homeland – less Housing more Home”. Neste âmbito, a participação da SAMI-arquitec-

tos na Bienal de Arquitectura de Veneza 2014 tem como objecto de estudo Setúbal, cidade em relação à qual os arquitectos Miguel Vieira e Inês Vieira da Silva exploram o conceito “unifamiliar” na perspectiva da intimidade como processo do habitar e como ferramenta de organização do território. A proposta do atelier consiste na elaboração de uma “Carta para Lugares de Intimidade”, um documento de planeamento para a identificação e definição destes locais de exceção, que podem

ser destinados a casas unifamiliares de habitação permanente, nos quais a paisagem propicia a construção deste tipo de imóveis. O documento, que pode constituir um instrumento de trabalho para a Câmara Municipal de Setúbal, permite adoptar soluções sustentadas nas áreas abordadas no estudo e, paralelamente, testar a nova visão para o território setubalense mediante clientes específicos. O Forte de Albarquel, a zona das Fontainhas e a colina na área do Viso são

alguns dos locais abordados pelos arquitectos, sediados em Setúbal, no estudo conduzido juntamente com a arquitecta Susana Ventura que, a partir da ideia de casa “unifamiliar”, explana sobre a relação estabelecida entre um arquitecto e um cliente na elaboração de um projecto. De referir que esta equipa setubalense está actualmente a desenvolver o projecto Terminal 7, para a frente ribeirinha da cidade. As conclusões do estudo da SAMI-arquitectos são

partilhadas na 14.ª edição da Bienal de Arquitectura de Veneza em várias apresentações na publicação “Homeland – less Housing more Home”. Num dos textos, publicado este mês, a presidente da Câmara Municipal de Setúbal, Maria das Dores Meira, aborda as estratégias municipais delineadas para o território, a par dos projectos para os próximos anos que visam transformar o concelho num território mais moderno e sustentável, mais competitivo e com novos investimentos.


10 |

CULTURA

QUARTA-FEIRA 18.JUNHO.2014

Exposição "Polychromia 2014" mostra esculturas de Carlos Eufémia A exposição individual de esculturas de Carlos Eufémia, intitulada "Polychromia 2014", é inaugurada este sábado, às 17 horas, na Casa d’Avenida, sita na Avenida Luísa Todi, 286.

N

esta mostra, o artista moçambicano, residente em Setúbal, reutiliza madeiras que outrora pertenceram a embarcações que navegavam no Sado e foram abatidas ou reparadas nos estaleiros de Setúbal. Uma dessas empresas, a Sadonaval, estando em processo de mu-

dança de instalações para que Setúbal possa usufruir do futuro Terminal 7, disponibilizou estas madeiras que depois de tratadas o artista recuperou para lhes dar nova vida e preservar esta parte da história de Setúbal. É também uma homenagem aos pescadores e à cidade pois as cores utili-

[ DR 

zadas são as dos barcos da doca dos Pescadores e os títulos referências a bairros, praias ou empresas ligadas à história da cidade sadina. A utilização da madeira e a simplicidade das formas são os pontos em comum entre os dois grupos de esculturas em que se divide a exposição. O primeiro grupo inspira-se em elementos da natureza, os insectos e as estruturas vegetais, cujos títulos em Japonês os remetem para um mundo ainda mais distante e desconhecido que a natureza que existe à nossa volta. O segundo grupo é uma tentativa desesperada de agarrar

o passado e preservá-lo para o futuro. A exposição vai estar patente a partir de sábado e até 6 Julho das 11h00 às 19h00 de terça a Domingo. Carlos Eufémia vive e trabalha em Setúbal e Palmela e, desde 1994, tem o seu trabalho, maioritariamente em pedra mármore e calcário, representado em colecções particulares e empresariais em países como EUA, Brasil, Canadá, Alemanha, Suíça, Bélgica, Noruega e Suécia. Nascido em 1966, em Moçambique, o escultor, é, desde há dois anos, artista residente da Casa d'Avenida.

“vINHO rASGADO” volta embriaga de boa disposição MAEDS a promover curso no Teatro de Bolso “Arrábida Aqueológica”

vINHO rASGADO” é um espectáculo que fala livremente da vida, dos caminhos que trilhamos, da embriaguez da liberdade de pensamento e expressão. Cansados da banalização histérica do riso num país carente de diversão, três intérpretes/criadores juntam-se no Teatro de Bolso, este sábado à noite, acompanhados de muito boa disposição. O actor João Brás, com Carlos Curto no baixo e André Antunes na guitarra, criaram este espectáculo que usa a poesia dos autores Mário de Sá Carneiro, Charles Baudelaire, Tossan, J. M. de Matos Vila, Álvaro de Campos, António Botto, Fernando Pessoa, Pablo Neruda e Ary dos Santos, como forma de materialização de todos esses

[ DR 

A

João Brás, ladeado por Carlos Curto (baixo) e André Antunes (guitarra)

pensamentos, fermentado com algumas notas de boa disposição. Para desfrutar à mesa de um bar, numa adega ou na cadeira de um pequeno auditório e mesmo entre os livros de uma biblioteca, "vINHO rASGADO” é um espectáculo para “beber” por inteiro e em boa companhia.

Este espectáculo, que conta com o apoio do Teatro Animação de Setúbal (TAS), já passou por várias cidades, tendo inclusive sido apresentado no Teatro Villaret, em Lisboa. Por Setúbal já passaram no ano passado, com uma actuação na Sociedade Musical Capricho Setubalense.

3ª edição do curso de Verão “Arrábida Arqueológica”, que decorre de 8 a 11 de Junho, conta com uma componente teórica, e outra prática realizada no Castro pré e proto-histórico de Chibanes (Palmela). Será dedicada ao processo de neolitização no Ocidente Ibérico. Esta é uma oportunidade de actualização de conhecimentos e participação nos debates para alunos do ensino superior de arqueologia, história e/ou antropologia, para profissionais destas áreas e ainda para público interessado numa problemática tão crucial para o entendimento da actualidade. Os professores do curso são arqueólogos de re-

nome que desenvolvem projectos de investigação em Neolítico. Os participantes vão ainda poder desenvolver trabalho de campo em uma das jazidas arqueológicas mais emblemáticas da Arrábida: Chibanes. Aí foi possível distinguir três grandes fases de ocupação, todas elas fortificadas. A fase mais antiga é datada do terceiro milénio a.C. e abrange o Calcolítico e o Bronze Antigo. Segue-se, após longo período de abandono (cerca de 1700 anos), ocupação da II Idade do Ferro, datável dos séculos IV/III e primeira metade do século II a.C. Por fim, o local foi ocupado no período Romano Republicano, na fase da conquista ro-

mana (último quartel do séc. II a.C. e 1ª metade do séc. I a.C.). Vão também realizar-se visitas a alguns dos sítios arqueológicos da região como os hipogeus pré-históricos da Quinta do Anjo, o estabelecimento romano do Creiro e a estação arqueológica de Tróia. Os interessados em participar neste curso de Verão, devem inscrever-se no MAEDS (Museu de Arqueologia e Etnografia do Distrito de Setúbal), sito na Avenida Luisa Todi, nº162, ou contactar o museu, através do 265 239 365 ou do e-mail maeds@mail. telepac.pt. Mais informações em http://museu-maeds.org/chibanes2014/.

Experimentáculo leva cinco jovens à Eslovénia

A

associação Experimentáculo vai reunir um grupo de cinco jovens portugueses, entre os 17 e os 30 anos, para o intercâmbio "Brandyourself", que vai decorrer na Eslovénia,

mais propriamente na cidade de Crnomelj, entre os dias 20 e 28 de Agosto. O projecto vai juntar 36 jovens de seis países da União Europeia - Portugal, Eslovénia, Malta, Itália, Grécia, Bulgária e

Croácia - e é dirigido sobretudo a jovens desempregados, recém-licenciados ou prestes a entrar no mundo de trabalho. O objectivo é abordar um dos problemas mais actuais do panorama eu-

ropeu, que se prende com o elevado número do desemprego juvenil. Assim, o intercâmbio pretende promover uma reflexão sobre o assunto, mas também dotar os participantes de ferramentas para contor-

nar este obstáculo, especialmente através da criação de um currículo em vídeo. Este é um projecto certificado e financiado pelo programa Erasmus+, da Comissão Europeia, e é o primeiro intercâmbio

que a Experimentáculo promove este Verão. As inscrições para o intercâmbio, que já estão a decorrer, têm um custo de 50 euros (a confirmar), que inclui viagem, estadia, alimentação e actividades.


REGIÃO

QUARTA-FEIRA 18.JUNHO.2014

ADREPES dá a conhecer projectos para a Península de Setúbal

Cerca de duzentas instituições e empresários participaram na mostra de projectos organizada pela Associação para o Desenvolvimento Rural da Península de Setúbal (ADREPES), que traçou objectivos a atingir até finais deste ano. [ FOTOS: DR 

“2 (de)mãos por Palmela” aposta na qualificação do Centro Histórico D

Álvaro Amaro esteve presente na sessão de abertura

A

Mostra de projectos “Consolidar o Passado, Planear o Futuro – Península de Setúbal, Território de Terra e Mar” teve a participação de cerca de duzentas pessoas, entre empresas, entidades públicas, associações e cooperativas. A iniciativa organizada pela ADREPES – Associação para o Desenvolvimento Rural da Península de Setúbal, em colaboração com a DRAPLVT – Direcção Regional de Agricultura e Pescas de Lisboa e Vale do Tejo e a RRN – Rede Rural Nacional, decorreu nos dias 6 e 7 de Junho, no Espaço Fortuna em Quinta do Anjo. A realização do evento

teve dois grandes objectivos: dar a conhecer os projectos apoiados na Península de Setúbal, no período 20072014, pelo PRODER – Programa de Desenvolvimento Rural e pelo PROMAR – Programa Operacional Pesca, e criar uma rede de empreendedores, que apresentaram os seus projectos, partilhando ideias, estabelecendo e elaborando estratégias futuras em prol do desenvolvimento da região. A inauguração da mostra contou com a presença do secretário de Estado do Mar, Manuel Pinto de Abreu, que reforçou a importância dos financiamentos ligados à economia do

Empresários e instituições conheceram os projectos para a Península

Mar e a capacidade dos territórios e dos seus agentes em investir e concretizar os seus negócios. O presidente da Câmara Municipal de Palmela, Álvaro Amaro, saudou a iniciativa da ADREPES, que considerou “demonstrativa do seu trabalho na região e do seu dinamismo para potenciar e apoiar projectos empreendedores”. O anfitrião da sessão de inauguração, Paulo Cipriano, presidente da ADREPES fez uma retrospectiva do trabalho da associação e do empenho na preparação da Estratégia de Desenvolvimento Local para o próximo período de programa-

ção 2014-2020. Trabalhar em rede, definir estratégias comuns, de forma participada, partilhar experiências e envolver na programação os agentes activos no território têm sido os principais objectivos da associação. Durante a tarde do dia 6 de Junho e a manhã do dia 7 tiveram lugar reuniões temáticas com os promotores dos projectos demonstrativo da dinâmica de um território com excelentes recursos e potencialidades para o desenvolvimento de actividades ligadas à agricultura, pescas, floresta, produtos agro-alimentares, turismo, património, serviços sociais e microempresas.

Base Aérea no Montijo abre ao público

A

Base Aérea n.º 6, no Montijo, vai estar aberta ao público no próximo domingo, dia 22 de Junho. Quem quiser pode então conhecer a Unidade e ver de perto os aviões. Localizada no concelho do Montijo, esta Unidade da Força Aérea Portuguesa (FAP) dispõe de quatro Esquadras de Voo, equipadas com os aviões C130H, C-295M, Falcon 50 e com o helicóptero EH101 Merlin. Esta é sem dúvida uma oportunidade para conhecer de perto os robustos C-130H, responsáveis por muitas missões no estrangeiro, sobretudo em teatros de guerra; o versátil C-295M, novo meio da FAP e equipado com os mais modernos sistemas de vigilância

marítima; e o sofisticado helicóptero EH-101 Merlin, responsável pelas extraordinárias recuperações de náufragos. A juntar a estes meios aéreos, os visitantes podem ainda ver o helicóptero Lynx, ao serviço da Marinha Portuguesa. A segunda-feira não se fará apenas de aviões, estando reservado aos visitantes demonstrações por parte da Secção de Assistência e Socorro e da Secção Cinotécnica. Se na primeira são exibidas as capacidades das viaturas dos bombeiros no combate a incêndios a aeronaves, na segunda os militares da Polícia Aérea protagonizam exercícios diversos com os cães militares, que revelam capacidade de obediência e de cum-

primento de ordens. Para fechar o programa, este ano a Base Aérea n.º 6 terá ainda em exibição uma mostra de viaturas antigas militares. Com as portas abertas das 10h às 17h, esta é uma iniciativa inserida nas comemorações do 62.º Aniversário da Força Aérea Portugue-

sa, com o objectivo de contribuir para a divulgação da temática aeronáutica, especialmente a capacidade técnica e a competência profissional da Força Aérea. Junte a família e vá conhecer a Força Aérea Portuguesa, passando um domingo entre os aviões e os militares. [ DR 

A Base do Montijo vai ser aberta aos visitantes

| 11

ar uma “nova cara” ao Centro Histórico de Palmela é o principal objectivo da iniciativa “2 (de) mãos por Palmela”. A primeira edição deste projecto vai realizar-se nos dias 5 e 6 de Julho, entre as 9 e as 18 horas, e aposta na qualificação da imagem do Centro Histórico da vila e na sensibilização para a importância de cuidar do património edificado. Trata-se de um projecto de participação cidadã, que pretende envolver voluntários, mecenas e a população, em geral, no objectivo comum de melhoria da imagem da zona mais antiga de Palmela. A intervenção, em espaços públicos ou privados, terá um carácter meramente estético, mas contribuirá para aprofundar sentimentos de pertença e estreitar laços na comunidade,

potenciando, também, a qualidade de vida e a captação de novos moradores e investidores. A iniciativa integra o plano do Município para este núcleo urbano, através do Gabinete de Recuperação do Centro Histórico, que tem vindo a promover acções conducentes à conservação, manutenção e beneficiação do património. São exemplo várias medidas estratégicas de incentivo à reabilitação urbana por parte dos proprietários, como o FIMOC – Programa de Financiamento Municipal de Obras de Conservação em Imóveis localizados na área de intervenção do GRCH, a redução do IMI para esta área ou a redução e isenção de taxas para operações urbanísticas.

Montijo assinala dia mundial do yoga P

ara assinalar o Dia Mundial da Yoga, o Montijo vai receber, no próximo sábado, uma aula aberta de ioga ministrada pela professora Ana Duarte da Silva, do Espaço Cultural - Ashram Pashupati Centro de Artes Orientais, com demonstrações de coreografias Ásana e Mudrá. Esta é uma iniciativa integrada no projecto Montijo Lugar de Encontros. A aula começa às 11h00, no parque municipal. O Espaço Cultural- Ashram Pashupati, fundado a 17 de Maio de 2010, é representante do Centro de Artes Orientais no Montijo, segue a maior linhagem de Yôga técni-

co do mundo – o SwáSthya Yôga, com 30 anos em Portugal. A sua acção principal é cultural, ensinando uma urdidura de técnicas e conceitos virados para a qualidade de vida, para hábitos saudáveis e para o autoconhecimento. O objectivo é levar as pessoas a aproveitarem melhor os recursos pessoais (corpo, mente e emoções), através da aplicação de técnicas que proporcionam mais energia, vitalidade, bem-estar físico, concentração e relaxamento, melhor administração do stress e das emoções, maior descanso mental, motivação e desempenho no trabalho.


12 |

REGIÃO

QUARTA-FEIRA 18.JUNHO.2014

Coordenação Região FÁTIMA BRINCA

Bispo de Setúbal apela para que “haja mais homens a servir a Igreja”

[ FOTOS: DR 

D. Gilberto Reis, bispo de Setúbal, esteve em Palmela, onde procedeu à inauguração do monumento a Nossa Senhora de Fátima, debaixo de um sol tórrido e com a participação de dezenas de crentes.

U

ma equipa de boa vontade concretizou o sonho da vila de Palmela de ter um monumento dedicado a Nossa Senhora de Fátima, que foi inaugurado, na entrada da Avenida da Liberdade. D. Gilberto Reis, Bispo de Setúbal, inaugurou e benzeu o monumento, lançando um apelo “rezem para que haja mais homens a dizer: eu também quero servir a Igreja”. Para o Bispo de Setúbal a inauguração

do monumento a Nossa Senhora “é motivo de alegria, e, quem por aqui passar, dirá certamente, que é bom existir a Igreja” e realçou a localização do monumento pois “quem passa de carro e os que passam a pé podem ver a Nossa Senhora”, mas também “temos uma escola aqui perto, que é um sinal importante”. O padre José Maria, responsável pela Paróquia de Palmela, realçou o contributo de “uma equipa de boa vontade, que co-

meçou este trabalho em 5 de Fevereiro e acabou em 6 de Junho, que nos deu a certeza de que Deus quando quer trabalha”

e terminou dizendo que “contámos com o contributo de muitos, que deram o seu talento e trabalho na inauguração deste

monumento, com este calor ardente que é também o calor de Deus”.

José Maria da Fonseca comemora Universidade 180 anos com arraial de Verão para toda A empresa José Maria da Fonseca vai celebrar os seus 180 anos a família com um Arraial Popular no próximo dia 27 de Junho, a partir das 19h00,

[ DR 

no Largo do Rossio em Vila Nogueira de Azeitão. Esta festa é aberta ao público, sendo que o arraial comemorativo conta com muita animação, música, petiscos e vários vinhos da José Maria da Fonseca.

T

endo em conta o sentido de responsabilidade social que a empresa preserva, as bebidas alcoólicas serão simbolicamente cobradas. A totalidade da receita vai reverter a favor da Santa Casa da Misericórdia. Os petiscos e bebidas não-alcoólicas são gratuitos. António Soares Franco, presidente da José Maria da Fonseca refere que “este é um ano especial para a José Maria da Fonseca pois celebramos 180 anos de vida, um marco extraordinário não só para a empresa, mas também para a região e para o país. É com enorme prazer que decidimos celebrar esta data tão significativa com uma festa aberta a todos os consu-

[ DR 

A

Casa José Maria da Fonseca celebra aniversário em Azeitão

midores e amigos”. Paralelamente a esta iniciativa, este ano, a José Maria da Fonseca vai continuar a promover várias iniciativas que visam marcar esta data, nomeadamente o lançamento da primeira loja online, o lan-

çamento de vinhos comemorativos e ainda o leilão de um Moscatel de Setúbal do início do século XX. Fundada há 180 anos, a José Maria da Fonseca é um dos líderes nas áreas da produção e comercialização de vinhos de mesa

e generosos, encontrando-se as suas marcas presentes em mais de 70 países. O portefólio da José Maria da Fonseca engloba mais de trinta marcas representativas das principais regiões vitivinícolas nacionais.

Universidade Sénior do Montijo está a desenvolver o projecto Universidade de Verão que incluiu diversas actividades culturais, desportivas e recreativas, numa parceria entre a Câmara Municipal do Montijo e as associações Kenshin Ryu Jujutsu e AkRJJúnior. Até 12 de Setembro, entre as 8h00 e as 18h00, a Universidade de Verão vai dinamizar actividades dirigidas ao público em geral, aos alunos da Uniseti Montijo e aos seus netos,

dos 6 aos 13 anos. As actividades estão divididas por semanas temáticas dedicadas a áreas como a música, as ciências, a agricultura ou as artes, sempre numa perspectiva intergeracional que permita o envolvimento dos diversos alunos. Para mais informações sobre o método de inscrição e o seu valor contacte a secretaria da Universidade Sénior através do telefone 212 327 887 ou do e-mail uniseti.montijo@ gmail.com.


DESPORTO

QUARTA-FEIRA 18.JUNHO.2014

| 13

Nuno Tavares vai jogar pelos campeões de Itália Futebol de praia O experiente jogador setubalense parte esta quarta-feira para Roma para representar a equipa da Lázio. O atleta ainda acredita que voltará a Portugal para ajudar o Vitória a chegar à fase final do II do campeonato nacional da modalidade sob a égide da FPF. [ O SETUBALENSE 

POR JOAQUIM GUERRA

F

ormado nos escalões de formação do futebol do Vitória, Nuno Tavares, 38 anos, jogou na Liga principal do Canadá antes de voltar ao nosso país para representar sete clubes lusos no futebol de 11. Em 2008, depois de deixar os relvados, no Palmelense, o futebol de praia passou a ser a paixão. Em discurso directo, Nuno Tavares, confessa que a modalidade jogada na areia está a evoluir, diz que Setúbal tem potencial para ser uma referência, mas a falta de um campo é um entrave.

"Na Rússia, Itália e Suíça, por exemplo, o futebol de praia é recheado de condições e permite a profissionalização dos jogadores.", lembra Nuno Tavares

Setúbal pode vir a ter condições para ser uma referência no futebol de praia? Sem dúvida. Mas para isso há que começar pela concretização de um sonho: contruir um campo. Sem essa infra-estrutura é impossível. Já temos um setubalense que é Seleccionador Nacional, jogadores de qualidade que gostam de praticar a modalidade, mas falta o campo. Uma estrutura que seria funda-

mental para a promoção deste desporto junto dos jovens e que abriria portas às nossas colectividades a criar mais uma secção. A equipa do Vitória, com muito esforço, para treinar tem deslocar-se a Sesimbra. Imagina-se o que não se pouparia em tempo e dinheiro se houvesse um campo em Setúbal.

O Setubalense – Depois de dois jogos realizados pela equipa do Vitória na presente edição do Nacional de futebol de praia está de partida para Itália. Nuno Tavares – É verdade. Vou jogar pela Lázio, actual campeã italiana, no campeonato principal do futebol de praia italiano. É um desafio que muito me orgulha. Desde que assumi esta prática de forma profissional, este é o momento mais alto da carreira, por clubes, e espero corresponder da melhor forma. Todavia, a Lázio será a segunda equipa que representa em Itália. De facto, nos últimos quatro anos vesti a camisola do Sambenedettese. Uma equipa pela qual consegui o 3.º lugar da Série “A” e a conquista da taça, no ano passado. Agora, pela Lázio, onde serei o único português, terei a oportunidade de competir no Super 8, que é o torneio maior, onde alinham, entre outros, a Roma, Inter de

Milão e Génova. A competição começa no dia 1 de Julho. Desta forma, continuar a jogar pelo Vitória, em que assumia o estatuto de capitão de equipa, é um capítulo encerrado? Acredito que não será. Confio que o Vitória vai chegar longe no campeonato e que ainda virei a tempo de poder dar uma ajuda. Temos bons jogadores e os resultados positivos vão ser uma realidade. Com duas jornadas já realizadas, como olha para o campeonato nacional português? No que respeita, à fase regional, dá para ver que a evolução está a acontecer. Quer no plano da competitividade, quer da adesão dos atletas. As quatro equipas que garantirem o apuramento para a fase seguinte vão mostrar renovados argumentos e espero que o Vitória seja uma delas. A nível nacional, a modalidade, desde a entrada da federação, evolui. Mas, ainda há muita falta de apoios para que o investimento das equipas e dos clubes seja uma desejada realidade. A diferença com outros países é grande. Na Rússia, Itália e Suíça, por exemplo, o futebol de praia é recheado de condições e permite a profissionalização dos jogadores. Com 38 anos, até quando pensa continuar a jogar na areia? Até as pernas aguentarem. A FIFA admite a competição para os jogadores até aos 45 anos. Uma coisa é certa, quando deixar de jogar, vou continuar ligado ao futebol de praia.

[ DR 

Ricardo Batista não escondeu a satisfação de voltar a vestir à Vitória

Ricardo Batista regressa para a baliza

E

stá contratado um dos novos guarda-redes para equipa de futebol profissional do Vitória versão 2014/15. Dez anos depois de vestir de verde e branco, o guardião setubalense Ricardo Batista, 27 anos, assinou, ontem, contrato para as próximas duas épocas. Na primeira reacção, o jogador confessa-se feliz por estar de regresso ao clube que o formou. “O Vitória sempre foi uma prioridade para a minha carreira. Fiz aqui a minha formação, enquanto homem e profissional, e tenho que agradecer ao Vitória tudo aquilo que fiz, até hoje, no futebol. É naturalmente um regresso a casa”, referiu ao site do clube, o guarda-redes com estatuto internacional. A reentrada de Ricardo Batista no Vitória acontece após uma ligação do jogador ao Nacional da Madeira, em que apenas foi utilizado apenas num jogo da Taça da Liga. Uma estada que ainda assim não deixou de ser seguida pelos responsáveis vitorianos. “Isso é passado e, agora, encaro o futuro com enorme vontade de ajudar o meu clube”. Afirmou o guardião. Consciente da boa

época realizada pelos sadinos na última época, Ricardo Batista sente-se motivado para ajudar o clube a conseguir os renovados objectivos. À garantia de “muito trabalho” o guardião acrescenta a ambição de visar a permanência da equipa na I Liga. “Sabemos que a grandeza do Vitória obriga-nos a pensar sempre mais além e essa ambição tem que ser intrínseca a quem enverga esta camisola. Acredito que estamos a formar um bom grupo de jogadores, que será muito bem orientado por uma equipa técnica liderada por um treinador de primeira linha, o mister Domingos Paciência”, elogiou.

De volta a casa Internacional português pelos sub-23 e sub-21, Ricardo Batista está de regresso a Setúbal de onde saiu há dez anos para rumar aos ingleses do Fulham. A experiência no estrangeiro seguiu em Inglaterra nos MK Dons e Wycombe Wanderers até o Sporting o fazer retornar ao nosso país. Olhanense e Nacional foram os mais recentes emblemas que representou até reentrar, agora, no Bonfim.

Futebol de formação vitoriano Resultados fim-de-semana Torneio Complementar Juvenis - AFS Moitense, 1 – Vitória, 4 Campeonato Distrital Infantis “B” Futebol 7 - AFS Cova Piedade, 4 – Vitória, 1


14 |

DESPORTO

QUARTA-FEIRA 18.JUNHO.2014

[ DR 

Atletas vitorianos cobiçados para mudar de clube

[ DR 

POR JOAQUIM GUERRA

A equipa das pontes festejou a sua primeira grande conquista no futebol da Liga do Sado

União das Pontes ganha a Taça da Liga do Sado

U

ma vitória, por 7-6, valeu à equipa do União Desportiva e Recreativa das Pontes a conquista da Taça da Liga de Veteranos do Sado, no jogo de atribuição do troféu, frente ao Sport Clube do Sado. Na final da competição, realizada no sábado, no recinto do Imapark, os experientes futebolistas da equipa das Pontes chegaram ao intervalo a vencer por 4-1. Todavia, os segundos 30 minu-

Azeitão avança com 2.º torneio de futsal

O

Grupo Musical e Desportivo União e Progresso vai organizar, no próximo sábado, a segunda edição do Torneio Futsal Centenário GMDUP. O evento, único reservado a escalões de formação que acontece esta época no concelho de Setúbal, é apresentado em formato competitivo quadrangular para os patamares etários de traquinas, benjamins e iniciados. Com a participação de nove emblemas convidados, entre os quais o D. João I, clube tricampeão distrital em iniciados, assumem destaque as representações de Benfica e Sporting, no escalão de benjamins. O torneio organizado pelo emblema azeitonense, um dos embaixadores do futsal de formação do concelho sadino, contará com jogos a realizar ao longo de todo o dia.

tos trouxeram a incerteza no desfecho, com o conjunto do Sport Sado a perder o desafio apenas por um golo de desvantagem. Esta foi a primeira taça conquistada pela equipa do União das Pontes, conjunto em que alinham Borges, Valente, Tueba e Pestana, antigos reconhecidos futebolistas. Quanto ao Sport Sado, que esta temporada conquistou o título de campeão da Liga de veteranos

e a supertaça, Quim, Figueiredo, Mário Fonseca, Rui André, José Matos, Álvaro Soares e Mário Moço são alguns dos conhecidos nomes que já estiveram ligados ao futebol profissional do Vitória e não só. Entretanto, recorde-se que a Liga de Veteranos do sado vai realizar a Gala de entrega dos troféus da presente época, no dia 28 de Junho, às 20 horas, no pavilhão da sede do Bairro da Liberdade.

Vitória confirma maioria para o “Lopes da Silva”

A

penúltima convocatória da selecção distrital de futebol da AF Setúbal de sub-14, divulgada esta terça-feira, deixa antever que o Vitória, com sete jogadores, será o clube mais representado na equipa regional que vai participar no Torneio Nacional Inter-associações “Lopes da Silva”. Antes de revelar, amanhã, a convocatória final, Alexandre Santana, seleccionador distrital da AF Setúbal, chamou 18 atletas para o derradeiro treino de prepa-

Este é o logo da edição 2014

ração da equipa. Uma sessão que envolve um particular com os iniciados do Alcochetense, a disputar esta noite, às 20 horas, em Alcochete. A lista de convocados para este derradeiro apronto é composta pelos seguintes jogadores: João Valido, Rodrigo Coutinho, António Domingues, João Bagão, Miguel Costa, Diogo Lopes e Diogo Semedo (Vitória); Hugo Araújo e Leandro Fernandes (Pescadores da Costa de Caparica); Diogo Carvalha e João Pereira (Leão Altivo); Paulo Ferreira (Fabril); Diogo Vilela (Barreirense); Tiago Lança (Vasco da Gama); Diogo Firmino (Pinhalnovense); Francisco Varela (Charneca de Caparica), e David Bonito e João Vivas (Alcochetense). Recorde-se que o torneio “Lopes da Silva”, que conta com a co-organização da AF Setúbal, realiza-se entre 22 e 28 deste mês, em Almada.

A

s boas prestações do atletismo do Vitória estão a merecer redobradas atenções por parte dos ‘grandes’ da modalidade. O fundista sénior Luís Margarido e as juvenis Margarida Monteiro e Rita Ribeiro são alguns dos atletas vitorianos que despertam sério interesse para seguirem a carreira noutros emblemas. A observação dos atletas do Vitória tem vindo a ser efectuada, sobretudo, ao longo da presente época. No último fim-de-semana, na pista do Estádio Universitário, em Lisboa, os contactos tornaram-se mais efectivos, depois de Margarida Monteiro, 16 anos, ter conquistado o título nacional dos 100 metros e o 2.º posto nos 300 metros, e Rita Ribeiro, 16 anos, ter brilhado com um 3.º lugar nos 800 no 32.º Olímpico Jovem. Uma competição reservada a iniciados e juvenis em que o Vitória esteve representado com cinco dos 32 atletas ao serviço da selecção distrital que ficou em 2.º lugar. Fernando Ferreira, responsável técnico pela secção de atletismo do Vitória, confirmou a O Setubalense o interesse de alguns clubes nos atletas que tem vindo a projectar. “É muito gratificante saber desse interesse. Estamos perante o reconhecimento, merecido, que é atribuído aos atletas e que resulta de muito trabalho e dedicação”, assumiu o treinador vitoriano, que reentrou no Vitória em 2010, depois de ter estado no clube entre 1974 e 1994. Sporting e Benfica são os clubes que lideram o interes-

Rita Ribeiro e Margarida Monteiro em destaque

se na aquisição dos atletas sadinos. “Sei que há outros clubes, mas ainda nada está

Resultados dos atletas do Vitória no Olímpico Jovem INICIADOS Margarida Monteiro: Campeã (100 metros); vice-campeã (300 metros); Vice-campeã (estafeta de 4x100 metros). Patrícia Alminhas: vice-campeã (estafeta de 4x80 metros, com novo recorde regional); 3ª classificada (80 metros). Armando Assembleia: 4º classificado (salto em comprimento); vicecampeão (estafeta de 4x80 metros, com novo recorde regional). João Valido: 5º classificado (1000 metros) Juvenis Rita Ribeiro: 3ª classificada (800 metros). Classificação por distrito: 1º, Lisboa; 2º, Setúbal e 3º Leiria.

garantido.” Avançou o experiente técnico, ressalvando que, a haver mudanças das atletas juvenis, só serão possíveis na próxima época, que começa em Outubro.

A terceira de Margarido No que respeita a Luís Margarido, o atleta sadino está a realizar uma temporada de eleição. O fundista, 27 anos, do Vitória venceu, no domingo, a corrida de 10 km da Junta de Freguesia do Lumiar, em Lisboa, à frente de um lote de atletas de qualidade reconhecida. Foi a terceira corrida da distância ganha por Margarido este ano, reforçando a sua qualidade e interesse de clubes na sua contratação. As corridas em estrada são sempre uma grande força promocional não só do atleta, mas também do clube que representa e neste caso o Vitória, emblema que não passou despercebido aos espectadores. “"Vai Vitoria!" "Força Vitória!" Foram incentivos registados quando Luís Margarido avançava para o triunfo, numa prova que contou com 165 atletas.

Bilhar sadino à conquista do título nacional de uma tabela

F

ernando Silva, bilharista setubalense, não foi feliz nas meias-finais da Taça de Portugal, em bilhar às três tabelas - carambola. No Porto, no fim-de-semana, o jogador sadino assumiu a O Setubalense que este “longe de realizar uma boa

competição”, pelo que foi eliminado e falhou a final da prova que vai atribuir o título individual. Entretanto, a motivação não refreia pela conquista de um título nacional. Fernando Silva já está a preparar com determinação a sua presença na jornada

final de bilhar a uma tabela, competição agendada para os dias 4, 5 e 6 de Julho no Porto. “É a primeira vez que vou disputar esta prova e a minha ambição é mesmo vencer”, garantiu o bilharista, que conta com o apoio do restaurante sadino ”Mar Azul”.


ÚTEIS/ LAZER

QUARTA-FEIRA 18.JUNHO.2014

PASSATEMPOS - SUDOKU

| 15

AGENDA GASTRONÓMICA Soluções

RESTAURANTE

SNACK-BAR

OP/ 0070

O Novo Retiro do FERNANDO way Especialidades eA k a T Arroz de Marisco • Açorda de Marisco

Ensopado de Enguias • Peixe e Carne na Brasa Rua Henrique Rosa, 24/26 • Tel. 265 732 628 • Poço Mouro • 2910-293 Setúbal

Anuncie aqui o seu restaurante! Preços Especiais

PARA ANUNCIAR CONTACTE

912 278 131 265 094 354 912 277 601

Cinema FÓRUM MUNICIPAL LUÍSA TODI

1 “Fúria de Viver” (Rebel Without a Cause) 23 de Junho – 21h00

Sinopse:

J

ames Dean personifica Jim Stark, um jovem em que a frustração e a raiva, comum na juventude norte-americana no pós-guerra, obriga a família a mudar várias vezes de cidade. Na procura do amor e de

novas amizades após mais uma mudança, Jim é colocado à prova entre corridas de carros e lutas de facas. Esta é mais uma das sessões Lauro António Masterclass, onde, além da exibição de uma selecção de obras

da época de ouro do cinema americano, compreendida entre 1930 e 1960, o público tem acesso a comentários do crítico de cinema em complemento ao filme em cartaz. A entrada é livre.

Pintura 1 Baía do Sado (Aguarelas) Até 27 de Junho | 2ª, 4ª e 6ª, das 09h15 às 18h00 | 3ª e 5ª, das 09h15 às 20h30

Sinopse:

N

uma mostra de trabalhos de Florbela Glindim, Setúbal, surge na suavidade da cor e na ternura do pincel, que desenha a beleza natural de um olhar mais atento a cada canto e recanto desta cidade à beira mar plantada. A artista plástica, restauradora, artesã e formadora em Artes Plásticas e Artesanato já fez exposições dos seus trabalhos em Portugal e Espanha (ex: FIA - Feira Internacional de Artesanato; BTL - Bolsa de Tu-

rismo de Lisboa; FEISPOR Feira Hispano -Portuguesa). Participou, ainda, em exposições colectivas e individuais, regionais e distritais. Tem trabalhos em vários países, tais como: França, Espanha, Suíça, Holanda e Brasil. Em 1988 frequentou o Curso de Pintura e Cerâmica pelo Centro de Formação do Seixal, no Fortuna Ofícios (Quinta do Anjo - Palmela). De 1995 a 2012 exerceu a função de Sócia Gerente na Galeria/oficina Arte & Imagi-

11•13•37•40•48 + 8•9

1º60852 2º30998 3º12865 Tempo

Telefones Úteis Câmara Municipal de Setúbal 265 541 500 Capitania Porto de Setúbal 265 548 270

MEDIATECA DA ESTSETÚBAL/IPS

LOTARIA CLÁSSICA

EUROMILHÕES

CP de Setúbal 265 526 845 GNR de Setúbal 265 540 287

Táxis 913 201 015 935 910 222 962 012 727

Piquete Águas do Sado 265 529 800

nação, onde exerceu a actividade de Artista Plástica, Artesã e Formadora a tempo inteiro. Em 2005 fez o Curso de Raku (CENCAL - Caldas da Rainha). A entrada para a exposição, organizada pela EST/ IPS é gratuita.

Piquete EDP 800 506 506 Polícia de Segurança Pública 265 522 022 Polícia Marítima 265 548 275

26º 14º

Céu com períodos de muito nublado AMANHÃ 26º 14º

TST Setúbal 265 009 721

Cruz Vermelha Portuguesa 265 522 578 Intoxicações 808 250 143

HOJE

Protecção Civil de Setúbal 800 212 216 Protecção à Floresta 177

LINHA DE EMERGÊNCIA Bombeiros Sapadores de Setúbal 265 522 122 Bombeiros Voluntários 265 523 523 Protecção Civil 265 523 223 Cruz Vermelha Portuguesa 965 394 3910

Céu limpo

Marés HOJE Hora 01:28 07:46 13:46 20:08

Altura (m) 0.62 3.15 0.85 3.32

Baixa-mar Preia-mar Baixa-mar Preia-mar

AMANHÃ Hora 02:24 08:43

Altura (m) 0.78 Baixa-mar 3.02 Preia-mar

14:45

1.00

Baixa-mar

21:08

3.16

Preia-mar

Título registado na ERC sob o n.º 107552; Propriedade: Carlos Bordallo-Pinheiro; Director: João Abreu - redaccao@osetubalense.com; N.º Registo Legal 8/84; Jornalistas: (Cf. n.º 3 do art.º 14.º do Dec.-Lei n.º 56/2001 de 19/2); Redacção: Tel: 265 092 633; redaccao@osetubalense.com - Vera Mariano - C.P.J. n.º 5213 - vera.mariano@osetubalense.com; Vera Gomes - vera.gomes@osetubalense.com; Colaboradores: Joaquim Guerra (Desporto) C.P.J. 9461 - joaquim.guerra@osetubalanse.com; Fátima Brinca (Região) - C.P.J. n.º 2574 - fatimabrinca@gmail.com; Joaquim Gouveia (Cultura e Reportagem) - C.P.J.TE n.º 644 - quim.gouveia@sapo.pt; Brissos Lino; Giovanni Licciardello; Departamento Comercial: Mauro Sérgio - mauro.sergio@osetubalense.com; Departamento Administrativo: Tel: 265 094 354 • 912 277 601; Ana Almeida - ana.almeida@osetubalense.com; Branca Belchior - branca.belchior@osetubalense.com; Cessionário e Editor: Setupress - Soc. Editora, Lda. - Pessoa Colectiva com o n.º 510 965 423 com domicílio na Travessa Gaspar Agostinho n.º 1 - 1º Andar - 2900-389 Setúbal; Gerentes: Carlos Bordallo-Pinheiro; Maria Luisa Bordallo-Pinheiro; José Araujo; Proprietário com mais 10% do capital social: Bordalo Pinheiro, Lda; Tiragem: 5000 ex.; - Fotocomposição e Arte Final: Setupress - Soc. Editora, Lda. - Travessa Gaspar Agostinho n.º 1 - 1º Andar - 2900-389 Setúbal; Impressão: Tipografia Rápida de Setúbal - Travessa Jorge D'Aquino, 7 - 2900-427 Setubal - trapida@bpl.pt


16 |

ÚLTIMA HORA

QUARTA-FEIRA 18.JUNHO.2014

Trabalhadores da Unicervi querem receber as indemnizações

Trânsito condicionado entre Lisnave e Fontainhas

U

Os 160 trabalhadores da Unicervi, que perderam os postos de trabalho há 15 anos, estão cansados de esperar e vão continuar a desenvolver diligências para receberem as verbas a que têm direito. O próximo passo será uma reunião no Tribunal de Comércio, em Lisboa. [ DR 

m troço da Estrada Nacional 10-4, entre as instalações da Lisnave e a Doca de Recreio das Fontainhas, está condicionado à circulação automóvel a partir de hoje e, previsivelmente, até 4 de Julho, devido a operações na via pública. Os trabalhos a executar pela Estradas de Portugal, que decorrem entre as 08h00

Transeunte atropelado ao atravessar passadeira

U

Antigos trabalhadores vão continuar a lutar pelo pagamento dos montantes a que têm direito

D

epois da concentração, que os antigos trabalhadores realizaram nas instalações da Unicervi em Palmela, que O Setubalense noticiou em primeira mão, novas diligências estão a ser preparadas. Miguel Cascalheira revelou, “tivemos uma reunião com o Sindicato do Comércio em Setúbal, onde a dirigente Célia Lopes, nos informou que devíamos estar contentes porque tínhamos ganho o processo e que somos os primeiros na atribuição dos quatro milhões de euros, que estão disponíveis. Pediu-nos para esperarmos mais uma semana”. Miguel Cascalheira acabou por entrar em contacto com o Tribunal do Comércio em Lisboa e explica, “fui informado que o processo tinha seguido para o juiz para que este fizesse a graduação de créditos”, mas também “disse que existe um processo agregado ao nosso em que se tem que fa-

zer a habilitação de herdeiros dos proprietários da Unicervi”. O desespero volta a assolar as mentes dos trabalhadores, pois conforme revela Miguel Cascalheira “se houver recurso da decisão o processo irá ser novamente atrasado”. “Não vamos desistir”, sublinha este trabalhador e o próximo passo “será pedir à dirigente do Sindicato que

nos acompanhe a Lisboa, para que o Tribunal do Comércio esclareça a situação”. Para Grumecindo Figueiredo “é tempo de se fazer justiça aos 160 trabalhadores, que se viram a braços com uma vida sem futuro” e remata “deixem-nos viver uma velhice tranquila, pois trabalhámos para isso”. Também Carlos Guilher-

me, um dos trabalhadores mais antigos da Unicervi, não se conforma. “Fizeram-nos assinar um acordo de pagamento, onde abdicámos de 205 do valor a que tínhamos direito e a administração ficou de nos pagar a prestações a indemnização, mas continuo à espera de receber os 200 mil euros, que me devem”, expressou.

Uma longa caminhada Os 160 trabalhadores despedidos da Unicervi, alguns deles já faleceram, passaram momentos de grande desespero, pois devido à idade, não conseguiram arranjar outro trabalho e depois do desemprego, têm passado dificuldades. Na passada quinta-feira, muitos desses trabalhadores concentraram-se nas instalações degradadas da empresa, onde manifestaram uma

profunda revolta por tanto tempo de espera “fomos despedidos de uma empresa rentável, que tinha lucros diários de cerca de 15 mil contos e que encerrou devido à má gestão da administração”. A empresa encerrou há 15 anos e os trabalhadores têm feito tudo para receber as indemnizações, ordenados e subsídios em atraso a que têm direito. Miguel Cascalheira confessa com tristeza “tem

acontecido tudo e até tivemos a infelicidade de falecer o advogado de defesa do processo Vilhena Júlio”. Mas deixa no ar a promessa “não iremos parar até que cada um dos trabalhadores ou as viúvas dos que morreram recebam os valores a que têm direito”. Recorde-se que nas antigas instalações da Unicervi esteve prevista a implantação de um espaço comercial, mas a crise deitou por terra tal intenção.

Pedro Abrunhosa actua na Feira de Sant’Iago A

edição deste ano da Feira de Sant’Iago vai contar com um concerto do artista Pedro Abrunhosa, revelou a Câmara Municipal de Setúbal no facebook oficial do evento.

Pedro Abrunhosa está em tour pelo país a promover o seu mais recente álbum: “Contramão”, de onde foi extraído o tema “Para os Braços da Minha Mãe”, canção

que tem merecido rasgados elogios da crítica e que tem emocionado os portugueses por todo o mundo. Fazem também parte deste disco as canções "Toma Conta de

Mim" e "Voámos em Contramão", que com certeza não vão faltar na actuação do cantor, em Setúbal, além de temas mais antigos como “Tudo o que eu te dou” e “Se fos-

e as 18h00, incidem num troço com cerca de oito quilómetros e visam a reparação pontual do pavimento. A execução daquelas acções motiva que o trânsito automóvel esteja condicionado na Estrada Nacional 10-4. Nos locais onde decorrem as obras, a circulação é feita em regime de alternância.

m homem, de meia idade, foi atropelado anteontem, entre as 11h00 e o meio-dia, quando atravessava a passadeira, na Avenida General Daniel de Sousa. De acordo com os populares, o automóvel que embateu no indivíduo, circulava em direcção à Avenida Daniel de Sousa, sendo que a vítima vinha da Praça Marquês de Pombal para atravessar a estrada. Segundo o que O Setubalense conseguiu apurar no local, junto da população, o condutor da viatura que abalroou o homem, terá sido acometido de um Acidente Vascular Cerebral. No local esteve uma equipa do INEM que assistiu a vítima de atropelamento no local, como é visível na foto, tendo depois

transportado a mesma para o Hospital de S. Bernardo, devido aos ferimentos no crânio e na face. A PSP tomou nota da ocorrência, no entanto, até ao fecho desta edição, não foi possível obter, desta entidade, qualquer informação sobre o incidente. De referir ainda que, os comerciantes no local alegaram conhecer o homem atropelado, reconhecendo-o como o “Ti Horácio”, proprietário do restaurante “Casa Morena”, sito no Largo da Fontenova. O Setubalense tentou também confirmar esta informação junto do próprio, mas sem sucesso, dado que o estabelecimento encontrava-se encerrado. No entanto, ao que conseguimos apurar, o homem já teve alta do hospital e aparenta estar bem.  RUI MINDERICO 

se um dia o teu olhar”. Esta é a segunda confirmação do cartaz do certame, que decorre de 25 de Julho a 3 de Agosto. O primeiro nome a ser revela-

do foi o da fadista Gisela João. As datas das actuações de cada artista só serão reveladas a partir de dia 25 de Junho, um mês antes do início da feira.


Jornal O Setubalense