Issuu on Google+

Desporto

Desporto

PÁG. 14 [DR

PÁG. 13

Confissões de um campeão europeu

Equipa técnica vitoriana ao Raio X

O judoca do Vitória, João Martinho, que no domingo conquistou a medalha de ouro na Taça da Europa, recorda a O Setubalense os momentos decisivos da competição e revela a quem dedica o histórico triunfo.

Com a entrada do treinador de guarda-redes, está definida a renovada equipa técnica do futebol do Vitória. Conheça o percurso dos responsáveis que vão trabalhar sob a liderança de Domingos Paciência.

VER BEM NÃO CUSTA NADA TAN e TAEG do cartão Institutoptico Credit = 0%*

Beneficie de um crédito sem anuidades, sem juros nem custos de adesão

Tel. Grátis 800 305 888

/opticamodelo

*Cartão de crédito Institutoptico Credit, gerido pela Pastor Serfim. Exemplo: para um crédito no valor de 600 € em 12 meses, prestação mensal de 50€. As ópticas Institutoptico actuam como intermediários de crédito a título acessório e sem carácter de exclusividade. Condições válidas até 2016.

A utilização do crédito está condicionada a uma mensalidade mínima de 15 €

Av. 5 de Outubro, 67 / 73 - Tel. 265 229 888 Av. Dr. Rodrigues Manito, 105 B - Tel. 265 547 188

QUARTA-FEIRA 28.MAIO.2014

N.º 38 | Ano I | 4.ª Série Preço € 0,50 | Diretor João Abreu

Última Hora PÁG. 16

Semana Académica bate recorde de entradas A actuação de Anselmo Ralph na noite de sexta-feira foi sem dúvida a mais requisitada da Semana Académica de Setúbal, sendo que o recinto do campus do IPS bateu o recorde de entradas numa só noite.

Cultura PÁG. 04

Igrejas sem condições para alargar horários As igrejas do concelho estão encerradas durante grande parte do dia, levando a que muitos turistas sejam impedidos de conhecer o seu interior. No entanto, essa realidade implica todo um contexto de falta de recursos e de organização eclesiástica que tentámos conhecer.

Utentes lutam contra fecho do centro de saúde

Cidade PÁG. 09 A Comissão de Utentes do Centro de Saúde de Santa Maria garante que não vai desistir de lutar contra o encerramento do centro e já reuniu mais de 500 assinaturas num abaixo- assinado que está a circular na União das Freguesias de Setúbal. A comissão garante ainda que solicitou uma reunião à Administração Regional de Saúde (ARS) “há mais de uma semana, mas sem qualquer resposta”. [ DR 

Última Hora PÁG. 16

Última Hora PÁG. 16

Motociclista não resistiu a ferimentos O motociclista de 52 anos que sofreu um acidente no domingo à tarde, na Estrada dos Ciprestes não conseguiu resistir aos ferimentos graves e acabou por falecer no Hospital de São Bernardo. A vítima, do sexo masculino, residia nas Lagameças, Poceirão, concelho de Palmela.

Rock no Sado quer estar no top 8 dos festivais nacionais

Edição de Livros • Revistas • Boletins • Cartões • Ofícios • Envelopes • Facturas • Recibos • Guias de Remessa • Flyers • Cartazes • Sacos em Papel • Papel de Embrulho • Caixas • Calendários

Tipografia Rápida de Setúbal, Lda.

,

artes graficas

Offset

Digital

Rotativa

Travessa Jorge dAquino, n.º 7 - 2900-427 SETÚBAL | Apartado 182 - 2901-901 SETÚBAL Telef. 265 539 690 | Fax 265 539 698 - e-mail: trapida.palmira@gmail.com

FUNDADA 1951


02 |

BLOCO CLÍNICO

QUARTA-FEIRA 28.MAIO.2014

Espirros, ranho e comichão no nariz

S

e com regularidade apresenta estes sintomas, é possível que tenha Rinite Alérgica. Se for realmente esse o caso, pode-se dizer que é algo muito comum e na verdade, embora crónico, não costuma causar problemas de maior. Trata-se de uma patologia onde a história familiar é habitual e cujo tratamento, além de passar muitas vezes pelo uso de medicamentos, inclui também higiene nasal regular e, pelo evitar do contacto com os agentes que a provocam. Estes, habitualmente são variáveis, mas quem tem Rinite Alérgica, costuma facilmente identifica-los. Os sintomas podem prolongar-se todo o

ano, ou ocorrer apenas em algumas estações do ano: Primavera e

Se tem o diagnóstico de Rinite Alérgica, deve tentar que na

Outono, por exemplo. Podem ainda apenas ocorrer quando existe exposição ao agente causador.

sua própria casa não haja acumulação de pó. Assim, é melhor que o chão não seja revestido de alcatifa.

Farmácia Portugal

Instituto de Cardiologia de Setúbal Rua dos Comediantes 9A - Setúbal Telf.: 265 531 400 • Fax: 265 531 401

Director Clínico: Dr. Arnaldo Fernandes Dr. Arnaldo Fernandes - Cardiologista Dr. Hugo Pereira - Clínica Geral Dr. Victor Fonseca - Pneumologista Dr. Agostinho Borges - Cardiologista Pediátrico Dra. Leonor Parreira - Cardiologista Arritmologista Dra. Sofia Marcelino - Psicóloga C/0058

ISABEL DUARTE ASSISTENTE GRADUADA

CIRURGIA GERAL DOENÇAS DO APARELHO DIGESTIVO (VESÍCULA-INTESTINO- HEMORROIDAS) HÉRNIAS - VARIZES

Ac. ADVANCECARE MÉDIS MULTICARE TELECOM E OUTROS Av. Combatentes da G. Guerra, 6-1.º Fte. SETÚBAL TELEF. 265 531 460

C/0067

MAXICLÍNICA CLÍNICA MÉDICA E DENTÁRIA

Rua dos Pinheirinhos, nº 15 G 2910-121 Setúbal Telf.: 265 234 199 916 632 853 C/0062

muito tempo. Por vezes, a alergia é ainda associada ao contacto

Ortopedia Lince

DIRECTOR TÉCNICO Fernando Gamito Rodrigues Av. J a im e Co r t esã o , 77-B Tel. 265 539 060 • Set ú ba l Horário: 09h00 - 13h00; 14h00 - 20h00 Sábado: 09h00 - 13h00 C/0054

Clínica Vascular Dr. José Falcão

Doenças das Artérias e Veias Esclerose Indolor - Pé diabético Ecodoppler Vascular www.centroclinicodesetubal.pt R. Garcia Peres, 32 - Tel.: 265 525 842-265 525 923 C/0057

Clínica Médica

MÉDICA - ESPECIALISTA

O espaço deve ser arejado e não deve haver humidade nas paredes. Cuidado com os cobertores guardados no armário durante

Enfermagem/ Médicos Dr. José Rabaçal Cirurgia Plástica Estética e Maxilofacial Dr. Gabriel Braço Forte Urulogista/ Fluxometrias Biopsias Prostáticas Dr. Carlos Gonçalves Clínico Geral Tel.: 265 525 236 - SETÚBAL clinicamiradouro@sapo.pt

LABORATÓRIO DE ANÁLISES CLÍNICAS DRA. MARIA FILOMENA LOPES PERDIGÃO DR. ALFREDO PERDIGÃO Horário 2ª a 6ª -feira: 08.00/12.30 - 14/18.00h - Sábado: 09.00/12.00h Rua Jorge de Sousa, 8 | 2900-428 Setúbal www.precilab.pt | tel. 265 529 400/1 | Fax: 265 529 408 | Laboratório Tlm.: 910 959 933

UROLOGIA

Novo espaço com Exposição

Material Ortopédico Conforto Médico Hospitalar Rua Camilo Castelo Branco - 167 B/C Tel. 265 228 118 • Fax: 265 571 046 www. ortopedialince.com C/0069

C/0087

Av. Dr. Manuel Arriaga, 26 - 1º • Tel.: 265 236 495 C/0091

Serviços Administrativos Tel. 265 094 354 • Telem. 912 277 601 e-mail: geral@osetubalense.com

Conjuntivite Alérgica, a Asma e o Eczema. Trata-se de problemas

Dr. Delfim Lopes Neurologia Rua dos Comediantes, 9-A Consultório e Domicilio Telf.: 265 531 400 C/0059

associados pelo facto de possuírem mecanismos de doença semelhantes, embora com manifestações em diferentes áreas, nomeadamente: olhos, vias respiratórias baixas e pele, respetivamente. Não é um drama ter Rinite Alérgica. Atualmente, é possível atenuar muito significativamente os sintomas, de modo que a sua qualidade de vida seja a melhor possível. Se acha que pode ter Rinite Alérgica, consulte o seu Médico de Família. Este saberá certamente como ajudá-lo.

Dr. Manuel Rodrigues Pereira Médico Especialista em Medicina Geral e Familiar iClinics

Celi Barbuy Cunha CLÍNICA DE MEDICINA DENTÁRIA Implantologia/ Ortodôncia Próteses Fixas/ Dentisteria estética R. Eng. Henri Perron, 14 - R/c Dtº (Qta. de Vanicelos) - Tel.: 265 55 14 12 Das 9 ás 13 e das 15 ás 19 horas C/0055

Telefones Úteis Centro de Saúde S. Sebastião Urb. Vale do Cobro, Av. Das Descobertas Tel. 265 708 000 Centro de Saúde Bonfim Praça do Brasil, 14, 1º Tel. 265 525 653 Ext. de Saúde do Sado Rua Manuel Francisco Novo, santo Ovídio Tel. 265 790 460 Ext. de Saúde Bairro Santos Nicolau Rua Prof. Augusto Gomes , 25 Tel. 265 545 200

DR. PAULO VALE DOENÇAS RINS E VIAS URINÁRIAS, DISFUNÇÃO SEXUAL E INCONTINÊNCIA URINÁRIA CLÍNICA ARRÁBIDA

com animais domésticos, como o gato. Associadas à Rinite Alérgica, encontram-se outras doenças, como por exemplo: a

Ext de Saúde S. Sebastião Urb. Vale do Cobro, Av. Das Descobertas Tel. 265 708 000 Extensão de Saúde Praça da República Praça da República Tel. 265 544 320 Extensão de Saúde Santa Maria Rua Damão, 1 Tel. 265 531 200

Ext. de Saúde Viso Rua Batalha do Viso, 46 Tel. 265 572 572 Ext. de Saúde Azeitão Rua Artur Horta, 18 Tel. 212 199 500 Centro Diagnóstico Pneumológico Urb. Vale do Cobro, Av. Das Descobertas Tel. 265 708 000 Serviço de Saúde Pública Urb. Vale do Cobro, Av. Das Descobertas Tel. 265 708 000 Rua Luís Gonzaga Nascimento, 2, R/C Dto Tel. 265 544 129/7 Hospital de São Bernardo R. Camilo Castelo Branco Tel. 265 549 000 Hospital Ortopédico do Outão Tel. 265 543 900 Hospital de Sant’Iago (Hospor) EN 10 Km 37 Tel. 265 509 200 Frenesius Medical Care

Clínica de Hemodiálise Quinta de Vanicelos Lote 1 – Estrada da Baixa de Palmela Tel. 265 541 840 Intoxicações Tel. 808 250 143 Linha Verde Tel. 800 212 216 Linha de Saúde Pública Tel. 808 211 311

Farmácias HOJE FARMÁCIA SANTIAGO Estrada de Palmela, 59 A 265 538 650/1/2 FAR. CUNHA PINHEIRO Rua da Camarinha, 32 265 528 251 AMANHÃ FAR. SILVA RAMOS R. Fer. Motrena, 41 Lt1 Lj A/B (Manteigadas) 265 522 709 FAR. CARMO SOBRAL R. Carlos Daniel, 10 B 265 537 573


OPINIÃO

QUARTA-FEIRA 28.MAIO.2014

Opinião

Política

Setúbal em progresso N

o dia 13 de Maio de 2014 realizou-se uma conferência na Biblioteca de Setúbal, com o Secretário de Estado das Pescas, Manuel Pinto de Abreu, sobre a estratégia nacional para o Mar 2013/2020, que vai contar com 400 milhões para a actividades económicas do mar. Para esse desenvolvimento, o presidente da Administração do Portos de Setúbal e Sesimbra, Vítor Caldeirinha, deseja expandir, na zona da Mitrena e, possivelmente, construir um porto na desmante-

lada central da EDP, dragagens na foz do Rio Sado, próximo dos ferrys, para a entrada de navios em todas as marés, expansão do terminal roll-on roll-off, construção de uma linha férrea à Mitrena. Para o desenvolvimento do turismo, a APSS aposta na construção de uma marina de náutica de recreio, na doca do Clube Naval, aproveitando os terrenos e os edifícios em mau estado que envolvem esta futura infrae4strutura. A APSS tem também projectada a vinda de mini-cruzeiros que é uma mais valia para

Setúbal. A exemplo do que a APSS fez com mais areia na praia de Albarquel, que a tornou numa belíssima praia e irá fazer o mesmo nas restantes praias, para a tão falada e desejada “Albarquel MAIOR”. Para completar este futuro e magnifico cartaz turístico, falta ainda completar a obra começada antes de 25 de Abril e não acabada que é o Ribeiro da Ajuda na Comenda e também o Forte de Albarquel, desactivado e abandonado, sem se saber qual será o seu destino. Por último, a reaber-

A Europa a quente A

Custódio Pinto tura, brevemente, do café-esplanada no jardim da beira-rio e, possivelmente, os sanitários na asa do avião…será? Viva Setúbal

Perspectiva

Um tornado político F altam poucos minutos para a meia-noite deste domingo eleitoral. Estou cheio de números e de projecções, comparações e comentários. E não penso exclusivamente nas eleições no nosso país, mas na generalidade da Europa, ao encabeçar esta reflexão com este título: “um tornado político”. Na realidade a União Europeia já foi! E até á publicação deste texto as coisas só podem tornar-se mais claras. Partidos da extrema direita, partidos eurocépticos, partidos sem programas nem projectos, partidos nacionalistas, crescem em vários países da Europa, constituindo com os seus eleitos uma Assembleia Europeia onde crescem perigosamente os que a repudiam e criticam nas suas políticas e até na sua própria existência. Por cá verdadeiramente nem o PS nem os partidos coligados do governo (PSD e CDS) podem estar satisfeitos – o primeiro porque os seus

| 03

números significam que lhe não é dado um grande crédito, os segundos porque os seus números são um valente abanão na credibilidade da bondade das suas políticas. O Bloco parece sofrer de anemia, e o Dr. Marinho Pinto recebe votos pelas suas incisivas opiniões lançadas ao éter pela TV enquanto bastonário dos advogados. A CDU recebe a compensação da sua coerência mas pouco amor demonstra á União e ao Euro. Enfim, não se perspectiva uma nova União Europeia que mude com coerência e solidez para uma política de solidariedade, uma política que não tenha dentro do seu miolo escondidos, ou mesmo á vista de todos, os interesses dos países mais ricos, do centro e norte da Europa. E a União só o seria se o povo sentisse que essa solidariedade existia, que não existia a obediência cega á Alemanha, que os países do norte se sentissem irmãos dos do sul, que as políticas programadas não levassem o veneno

economicista, o potencial da desigualdade, da exclusão e do racismo – daí o desinteresse que mais de 60% de abstenções demonstra. Estas eleições foram um verdadeiro tsunami político para a chamada União Europeia! Enquanto isto se passa por aqui, o Papa Francisco prega a paz e a harmonia entre palestinianos e judeus, convida os seus dirigentes para sua casa no Vaticano, para orarem a Deus por essa harmonia e por essa Paz, não ficando por meias palavras, chamando estado á Palestina, parando significativamente junto do muro que separa os dois povos, olhando nos olhos os respectivos presidentes, falando do sofrimento de ambos os povos e não esquecendo até a tragédia do holocausto. Será que a sua simplicidade e os seus apelos vão dar frutos? Que grande lição seria para os políticos, de lá e daqui, se essa simplicidade e esse convite ao diálogo dessem início

Mário Moura

a uma solução pacífica dum conflito de há tantos anos, gerador de sofrimento, de ódio e de morte! Que grande lição para os políticos, de lá e daqui, que usam a hipocrisia e a mentira sem quaisquer remorsos! A nova Assembleia Europeia e os chefes que nela irão aparecer necessitam dum banho de simplicidade, de amor á verdade e de sentirem com convicção que representam pessoas que estão sofrendo e vivendo angustiados e que é necessário serem diferentes para que tal situação mude e nos leve para uma convivência sã e próspera.

s europeias de domingo passado tornaram visível a necessidade imperiosa da União Europeia mudar de rumo. A europa dos cidadãos nunca foi tão necessária, e só ela pode responder a este influxo de partidos eurocéticos e extremistas (quer de direita, quer de esquerda), que na França, Inglaterra, Áustria, Alemanha Grécia, Dinamarca e Finlândia conseguiram eleger eurodeputados. O que significa cerca de 130 dos 751 deputados eleitos ou 17% do parlamento passou a ser eurocético ou anti europeísta. Estes números devem preocupar-nos a todos. As implicações que podem advir desta reorganização de forças poderão ser muito negativas, especialmente se considerarmos que um partido extremista venceu em frança o que compromete o eixo Paris-Berlin e que o mesmo aconteceu no Reino Unido que já de si tinha uma visão menos europeísta. Esperemos que os valores e a visão Europeia não sofram um retrocesso civilizacional fruto desta mudança. Assistimos a outro fenómeno que reflete a natureza presente da política, a dissociação da mesma do seu eleitorado, isto verifica-se através dos resultados obtidos pelos partidos do arco da governação, verifica-se pela abstenção que continua a atingir valores excessivos para uma sociedade que pretende ter uma democracia saudável, e verificou-se também pela dispersão dos votos e surgimento de forças políticas não convencionais, apostadas num referencial humano por oposição ao aparelho.

Manuel Pereira Machado CDS/PP de Setúbal Em Portugal o PS mostrou a sua incapacidade em ser alternativa credível e esgotou a sua liderança. Uma diferença de 4 pontos percentuais no pleno pico da austeridade, mostra que o eleitorado não acredita na capacidade da oposição em ser governo capaz. O bloco de esquerda está moribundo desde a saída de louçã e da imposição da liderança bicéfala, e continua a sangrar mais a cada ato eleitoral. A CDU ganhou votos com um discurso contra o euro, e com isso entusiasmou-se para apresentar uma moção de censura ao governo, o que mostra que a cassete se mantém a mesma desde a safra de 74. O MPT apostou num modelo de campanha assente no candidato e na sua mensagem do que na ideia de programa partidário, e conseguiu agregar massa critica para eleger o Marinho e Pinto. A coligação PSD/ CDS terá que tirar conclusões destes resultados e fazer mudanças se quiser dar continuidade ao percurso sustentável que nos tirou dos grilhões da troika, na certeza porém, de que terá que repensar a sua politica e os seus políticos.


04 |

CULTURA

QUARTA-FEIRA 28.MAIO.2014

Falta de recursos complica abertura das igrejas em horário alargado Tem sido evidente, e já foi até motivo de publicações no nosso jornal, que as igrejas do concelho estão encerradas durante grande parte do dia, levando a que muitos turistas sejam impedidos de conhecer o seu interior. No entanto, essa realidade implica todo um contexto de falta de recursos e de organização eclesiástica que tentámos conhecer, através do coordenador do recente projecto do Roteiro das Igrejas da Diocese de Setúbal.

O Bispo não pode declarar por decreto que as igrejas têm que estar abertas, porque isso implica recursos que têm que vir automaticamente das paróquias”, começa por evidenciar o responsável pela coordenação do projecto digital do Roteiro das Igrejas da Diocese de Setúbal. De acordo com Ruben Duarte, é importante perceber primeiro a forma como a Igreja está organizada. O facto de a Diocese de Setúbal não abranger todo o distrito “traz dificuldades na articulação com as câmaras”, revela, indicando que a referida diocese abarca apenas os concelhos de Alcochete, Almada, Barreiro, Moita, Montijo, Palmela, Seixal, Sesimbra e Setúbal. Depois, cada diocese divide-se em paróquias e, entre estas últimas e as dioceses existem ainda “subdivisões eclesiásticas a que chamados vigararias”. Cada paróquia corresponde a uma área geográfica “e

[ DR 

igreja para lá das horas de culto, por achar que isso é um chamariz para roubos”. O responsável refere ainda que os recursos existentes nas paróquias estão direccionados para a área social, sendo que a arte sacra tem, obviamente ficado para segundo plano.

O trabalho da Comissão Diocesana de Arte Sacra

Igreja de Santa Maria é uma das mais procuradas pelos turistas em Setúbal

é cada paróquia, dentro da sua autonomia pastoral e financeira que tem que encontrar recursos…”, que são necessários para manter as portas das igrejas abertas, dado “não ser uma tarefa nada simples”. A garantia de que a igre-

ja está vigiada e a conveniência de ter alguém que saiba explicar aquilo que as pessoas vão visitar, são dois dos problemas focados por Ruben Duarte. “Não nos interessa só abrir a porta, porque achamos que é uma gestão pouco

inteligente do espaço, interessa que, quando nos fizerem uma pergunta, sobre algum detalhe, saibamos responder e isso envolve recursos qualificados”, afirma. Além disso, “temos que respeitar o pároco que pode não querer abrir a

Festival de Música de Setúbal arranca amanhã

A

quarta edição do Festival de Música de Setúbal, com o tema “Mar”, começa amanhã e prolonga-se até domingo, com a realização de espectáculos e outras actividades em equipamentos e espaços ao ar livre do concelho. O evento, organizado pela A7M – Associação Festival de Música de Setúbal, resultado de uma parceria contínua entre a Câmara Municipal e The Helen Hamlyn Trust, reúne grandes artistas e a comunidade local em espectáculos comuns. No cartaz, destaque para as participações da Grand Union Orchestra, do Grupo Vocal Olisipo e da Orquestra de Câmara Portuguesa, a par de uma instalação do artista Fernando Mota e do habitual desfile de percussão pelas ruas da cidade, uma das imagens de marca do certame.

Depois do sucesso na edição anterior, a londrina Grand Union Orchestra regressa a Setúbal, amanhã, para abrir o certame com “Trova de Três Oceanos”, um novo espectáculo que liga a identidade portuguesa a diferentes culturas mundiais, através da linguagem comum que é a música. O concerto, com direcção de Tony Haynes, no Fórum Municipal Luísa Todi, inclui as participações de jovens da Academia Luísa Todi, dos BelaBatuke e do Conservatório Regional de Setúbal. As entradas para este primeiro espectáculo, com início às 21h00, custam 12 euros. O tradicional desfile de percussão, com escolas e grupos comunitários, num percurso pela Avenida Luísa Todi a partir do Fórum Municipal, realiza-se Sexta-Feira de manhã, às 10h30.

“Deixem o Pimba em Paz” fez sucesso no Fórum [ CMS 

A “Trova de três oceanos” abre a quarta edição do Festival de Música

Os participantes terminam no Auditório José Afonso, onde participam, às 11h15, no concerto “A Foz dos Ritmos”, com direcção de Fernando Molina. Igualmente na Sexta-Feira, à noite, o Grupo Vocal Olisipo, de Lisboa, dá um concerto gratuito, mediante reserva, na Igreja de Santa Maria. Armando Possante dirige o concerto de duas horas, com início às 21h30,

Ainda assim, a Diocese de Setúbal tem uma Comissão de Arte Sacra que tem levado a cabo vários projectos, entre eles o Roteiro das Igrejas da Diocese de Setúbal, que tem como objectivo congregar toda a informação que está dispersa sobre as igrejas da diocese, e comunicá-la à sociedade civil. Um trabalho “hercúleo”, garante Ruben Duarte, que, em conjunto com alguns membros da Comissão Diocesana de Arte Sacra e voluntários, está, desde Setembro de 2013, a listar e georreferenciar todas as igrejas da diocese

e pretende “arranjar, para cada espaço, uma fotografia da fachada e um texto descritivo”. O roteiro, que pode ser encontrado no site http:// igrejas-setubal.pt/, tem disponível uma ficha-tipo para cada uma das 129 igrejas da Diocese de Setúbal, com a localização, uma descrição e as horas de culto. Mas o trabalho da comissão vai para além do roteiro, sendo que estão a inventariar todas as peças de arte sacra de todas as paróquias. “Estamos a fotografar e a fazer uma ficha para cada peça, trabalho que iniciámos há alguns anos e que ainda vamos a metade”, indica Ruben Duarte, responsável também pela direcção de arte. Ciente de que “o turismo religioso é uma tendência clara no país” e que temos um espólio magnífico do qual podemos retirar mais valias”, o jovem, licenciado em design de comunicação, alega que, “só através de mecenato ou de parcerias se consegue fazer mais”.

que celebra os navegadores portugueses que morreram no mar. “Encanto Marítimo – Requiem pelos navegadores Portugueses”, com acompanhamento de jovens cantores do Conservatório Regional de Setúbal, é inspirado na missa Ave Maris Stella e inclui excertos da "História Trágico-Marítima", lidos pelo actor Luís Madureira.

B

runo Nogueira e Manuela Azevedo surpreenderam, na sexta-feira à noite, o público do Fórum Municipal Luísa Todi que assistiu a “Deixem o Pimba em Paz”, espectáculo em que músicas populares são apresentadas com arranjos especiais. Temas como “És tão sensual”, de Toy, tiveram uma apresentação muito própria feita pela cantora Manuela Azevedo, dos Clã, enquanto, outros, como “A Garagem da Vizinha”, de Quim Barreiros, foram recordados pelo humorista

Bruno Nogueira. Durante cerca de uma hora e meia, as mais de 400 pessoas que quase lotaram o Fórum Luísa Todi assistiram a reinvenções musicais de canções muito conhecidas do reportório pimba português, apresentadas, por exemplo, com arranjos de jazz ou de pop. Filipe Melo, Nélson Cascais e Nuno Rafael são os músicos que acompanham Manuela Azevedo e Bruno Nogueira, este último autor da original ideia do projecto “Deixem o Pimba em Paz”. [ CMS 

Dupla interpretou temas do universo pimba com muito humor


RUBRICA/ ACTUALIDADE

QUARTA-FEIRA 28.MAIO.2014

| 05

Que é feito de si? [ DR 

CATARINO COSTA

“Estou sempre disponível para intervir” POR JOAQUIM GOUVEIA

O

dr. Catarino Costa é um político sobejamento conhecido no concelho de Setúbal. Foi vereador e presidente da Assembleia Municipal e desempenhou vários cargos na concelhia do seu Partido Socialista. Hoje olha para o passado e recorda “uma grande equipa autárquica” onde esteve inserido nos anos 90. No presente está ligado à Parpública, empresa que detém particpações no capital de várias empresas públicas, estudando a realidade dessas mesmas empresas e encontrando as melhores soluções para a sua rentabilidade. Sente-se disponível para colaborar e ajudar na vida social e política de Setúbal e tem do actual exectivo camarário a idéia de que poderia fazer mais e melhor. É um benfiquista confesso.

Que é feito de si? Faço aquilo que sempre foi a minha principal motivação ao longo da vida: a minha actividade profissional, como economista. Mantenho a participação de há muitos anos, como comentador político, num programa semanal numa rádio local de Setúbal e

Se fosse hoje era possível fazer as coisas da mesma forma? Claro que não! Como aliás tem sido evidente…

a adesão ao PS, em 1985 (quando o PS estava tão em baixo que Mário Soares tinha 3% de popularidade), a eleição para Vereador em 1989, cada uma das 7 vitórias nas 7 vezes em que fui candidato a Presidente da Comissão Política Concelhia de Setúbal, cada uma das 3 vitórias nas 3 vezes em que fui candidato a Coordenador da Secção da Portela e as várias vitórias, ao longo de muitos anos, nas eleições de delegados a congressos federativos e nacionais (ganhar sempre ajuda muito…), a moção “Para o que der e vier”, em 1996, com que surpreendi e mobilizei todo o Partido, no Concelho e no Distrito (a moção está hoje mais actual que nunca) e a vitória na eleição para Presidente da Assembleia Municipal em 1997. Sem ser decisivo, também me orgulho de ter sido o Director Distrital da campanha de Jorge Sampaio à Presidência da República. Muito marcante e momento mais triste de toda a minha vida política foi o da morte do meu saudoso amigo Humberto Daniel.

Que momentos foram decisivos na sua vida política? Os momentos mais marcantes e mais decisivos da minha vida política foram:

De que forma está a aproveitar esta sua experiência na Parpública? Estou a estudar e a aprofundar o conheci-

vou tendo tempo (um pouco mais do que era costume,) para a família e para outros “hobbies”, especialmente o meu Benfica. Que recordações guarda dos seus tempos de autarca? Uma grande equipa autárquica do PS, na Câmara, Assembleia Municipal e Freguesias, onde (especialmente nos mandatos em que tivemos maioria absoluta,) as competências profissionais e políticas de cada um e a solidariedade entre todos estavam acima de factores mesquinhos, equipa totalmente empenhada em concretizar acções em prol do desenvolvimento de Setúbal, como Concelho, do apoio às instituições da mais variada natureza e da melhoria das condições de vida dos setubalenses e dos azeitonenses, com especial atenção aos mais desfavorecidos.

mento da realidade de várias empresas públicas em que a Parpública, detém participações no capital social, competindo-me acompanhar a respectiva actividade e formular propostas de actuação para as mesmas. Tenho sido agradavelmente surpreendido pelo desempenho positivo, do ponto de vista económico, financeiro e social de algumas, nomeadamente de uma grande empresa situada no Concelho de Setúbal, que ultrapassou dificuldades que, há alguns anos, pareciam insuperáveis e se consolidou como referência internacional no sector em que opera. Pensa voltar a desenvolver algum tipo de intervenção política ou social em Setúbal? Claro que sim, não só em Setúbal mas também, e preferencialmente, em Setúbal. Se a saúde me ajudar, estarei sempre disponível para intervir no sentido de contribuir para a resolução de problemas e ajudar a melhorar a qualidade de vida dos meus concidadãos. Já pensou em escrever as suas memórias? Já. Mas não vou revelar ainda em que pé está esse projecto…

Que imagem tem da actualidade de Setúbal? Vou tentar ser objectivo porque amo Setúbal, mas porque gosto de analisar Setúbal, de olhos bem abertos. Setúbal está hoje melhor do que quando a conheci, há quase 60 anos e está muito melhor do que quando iniciei a minha vida autárquica, há quase 30 anos. Mas, do ponto de vista urbanístico e do ponto de vista político, está bastante pior do que poderia perfeitamente

estar. E do ponto de vista social está infinitamente pior do que seria minimamente aceitável para a nossa normal consciência de cidadãos europeus, permanecendo e mesmo agravando-se numerosas situações de desemprego, empobrecimento, exclusão social e miséria de muitos dos nossos concidadãos, pessoas merecedoras de uma vida justa e digna como a que desejamos para nós próprios e para os nossos familiares.

Escola Superior de Ciências Sapadores organizam terceira edição Empresariais aposta do Extreme Challenge em formação de Gestão, III Extreme Challenge envolver os operacionais te na realização de um step e passadeira com CBSS, desafio de força na prática da actividade conjunto de provas que inclinação são algumas O Marketing e Turismo e resistência direcciona- desportiva, com o objecti- simulam o esforço desen- das provas a realizar, du-

E

ncontra-se a decorrer, a partir de hoje e até 7 de Julho, o período de candidaturas para pós-graduação em Gestão e Marketing Turístico na Escola Superior de Ciências Empresariais do Instituto Politécnico de Setúbal (ESCE/IPS), ministrada em parceria com o Instituto Politécnico de Leiria. A formação pretende dotar os formandos de conhecimentos que aliam a gestão ao marketing turístico, por forma a dar resposta à crescente necessidade de profissionais que disponham de novas competências e técnicas para uma eficaz gestão e promoção

dos empreendimentos, bem como à constante mudança e aumento da competitividade na área do turismo. A pós-graduação materializa-se numa excelente oportunidade para os formandos aprofundarem e compreenderem, de forma teórica e prática, vários temas na área da gestão e do marketing turístico, numa perspectiva integrada de desenvolvimento sustentável de acordo com os objectivos definidos no Plano Estratégico Nacional de Turismo. As candidaturas devem ser realizadas via online no portal da Escola (www.esce. ips.pt)

do para operacionais das forças de protecção e socorro, realiza-se no dia 6 de Junho, no quartel da Companhia de Bombeiros Sapadores de Setúbal. A iniciativa, com início às 08h30, procura motivar e

vo de manter e melhorar a condição física e reforçar o desempenho profissional. O exercício, organizado pelos Bombeiros Sapadores de Setúbal com o apoio da câmara, consis-

volvido pelos bombeiros num ataque ofensivo a um incêndio estrutural em pisos elevados. Bicicleta estática, saltos alternados com apoio de mãos, abdominais, remo, levantamento de pesos,

rante toda a manhã, com competições individuais e por equipas. No final da actividade, os participantes confraternizam num almoço, uma sardinhada, que decorre igualmente no quartel da CBSS.

União dos Sindicatos de Setúbal realiza concentração

A

União dos Sindicatos de Setúbal /CGTP-IN realiza hoje uma concentração em Setúbal, a partir das 10h00, desde o Auditório Charlot até ao Largo da

Misericórdia. Esta concentração está integrada na semana de luta que a CGTP-IN está a levar a cabo até 31 de Maio e que tem como objectivos:

aumentar os salários; actualizar o salário mínimo para os 515 euros a 1 Junho 2014; manter, repor e lutar pelas 35 horas semanais para todos; repor de ime-

diato os salários, pensões e reformas; restituir o poder de compra entretanto perdido; dinamizar o mercado interno e defender a contratação colectiva.


06 |

QUARTA-FEIRA 28.MAIO.2014

Dito Assim!

Os “palitos” A

ndo um bocado desconfiado com o nosso povo. E a desconfiança não é de agora. Então estava eu com a rapaziada do costume no café do bairro onde moro, alardeando dúzia e meia de conversas que se entrelinham umas nas outras com nota de destaque para a vinda do Domingos, para o Vitória e eis que em notícia sensacionalista a televisão mostra a imagem da chegada do tal Manuel Baltazar “Palito”, ao tribunal de S. João da Pesqueira, depois de andar fugido aos cavalos e às espingardas da GNR, por 34 dias, recolhendo assobios e... imagine-se, aplausos dos populares que por ali o esperavam. Aplau-

sos pois! Ora mais esta. Ficámos atónitos, sem saber ler nem escrever. Pronto, em parte está explicada a desconfiança, sim porque a outra parte já vinha de trás. Mas afinal que povo é este, meus amigos, capaz de aplaudir um criminoso que ceifou a vida a duas pessoas e ainda por cima atirou sobre a ex-mulher e a própria filha? Há qualquer coisa que não bate certo na caixa da mioleira deste povo. É que bem vistas as coisas estas atitudes vêm de há muito. Só para citar algumas que me lembro bem: não foi este o povo que cinco anos após ter chorado sobre o caixão de Salazar nos Mosteiros dos Jerónimos

Necrologia

Maria Ivone de Oliveira Ferreira Faleceu a 23-05-2014 Participação, Agradecimento E Missa 7º Dia

Sua filha, genro, neto e restante família, cumprem o doloroso dever de participar o falecimento do seu ente querido. Vêm por este meio e na impossibilidade de o fazer pessoalmente agradecer a todas as pessoas que se dignaram acompanhar ou de outra forma lhe manifestaram o seu pesar. Mais informam que será celebrada missa, no dia 29 de Maio, pelas 18:30 horas, na igreja de S. José (Camarinha), em Setúbal. Agradecendo desde já a todos quanto queiram participar neste ato religioso. OP/ 0175

AGRADECIMENTO

veio dar vivas ao 25 de Abril? Não é este povo que vai á manifestação de sábado gritar contra o desemprego e no domingo aparece nos estádios de futebol, de lenço branco na mão, a exigir o despedimento do treinador da sua equipa? E não é este povo... blá, blá,blá... vocês sabem. Claro que não somos todos mas são muitos. Depois admirem-se do país que temos. Sou do tempo que em o Carlos, o latagão da turma levava, no primeiro dia de aulas, uma régua comprida e dura, à senhora professora, para nos afincar nas mãos quando nos portássemos mal. E até a mãe do Carlos, e outras mães, não se coibiam de dizer à se-

nhora professora: “se o meu filho se portar mal puxe-lhe as orelhas”. E depois admiram-se que há tipos com orelhas de burro... E aqueles pais, decididos e incontrariáveis (acho que inventei uma palavra!...), diziam (e dizem), com a maior das sapiências deste mundo: “Na tropa é que te fazes um homem, meu filho”, como que desistindo da responsabilidade que lhe estava entregue que era a de ser ele a educar e a preparar o próprio filho? Isto para não falar na minha vizinha Mimosa, que falava mal do marido pelos cotovelos como se tivesse casado com o homem para ter com que se entreter no falatório. E mais. Lembro-me bem

que somos o país dos defeitos, ninguém presta, nem é bom. Santos de casa não fazem milagres! Este dito é nosso, verdade? Mas, afinal, o que é que se passa connosco? Seremos assim tão desbocados? Como é que se pode bater palmas ao “Palito”? Ora bolas, não lembra nem ao diabo. Palmas a um chacínora, criminoso, ainda por cima foragido. Bom aquilo foi melhor que ver o Rambo em acção. Algo vai mal no reino de Portugal. Já aquele chefe de exército romano, ao falar com César, fez questão de o elucidar: “os portugueses não se governam, nem se deixam governar”. Se calhar sou um pessimista. Ok, tudo bem mas o

AGÊNCIA FUNERÁRIA COSTA * SETÚBAL * TELEF. 265 523 496 www. funeráriacosta.com OP/ 0174

amigo leitor não bate palmas ao “Palito”, pois não?... Ah, já agora: perceberam o recado dos tais sessenta e tal por cento que não votaram? Penso que quiseram dizer: num país de desempregados quem não trabalha... também não vota. E pronto estamos falados sobre... palitos.

Secretário de Estado do Ensino Básico e Secundário participa em conferência no Politécnico de Setúbal

O

Secretário de Estado do Ensino Básico e Secundário, João Grancho, vai estar presente hoje na conferência “A Importância da Literacia Financeira no Processo Formativo dos Jovens”, organizada pela Escola Superior de Ciências Empresariais do Instituto Politécnico de Setúbal (ESCE/ IPS). A iniciativa tem lugar a partir das 14h00, no auditório da ESCE/IPS, no Campus do IPS, em Setúbal. A conferência enquadra-se nas actividades do

projecto “FLin€VET”, desenvolvido em parceira por entidades de ensino superior de seis países europeus, nomeadamente Portugal, Suíça, Alemanha, Reino Unido, Áustria e Itália, no âmbito do Programa Aprendizagem ao Longo da Vida - Programa Leonardo Da Vinci, da Comissão Europeia. O projecto “FLin€VET”, do qual a ESCE/IPS é a entidade parceira em Portugal, pretende “apresentar e desenvolver um quadro sustentado e partilhado da Literacia Financeira no

contexto da formação profissional europeia, realizando a análise e comparação de como a Literacia Financeira é realmente representada nos programas de formação profissional dos países participantes”. Neste sentido, de acordo com a ESCE, têm sido efectuadas diferentes acções e experiências no âmbito das práticas e pesquisa sobre a formação profissional, em diversos países, o que “proporciona uma ampla oportunidade para explicar, comunicar e integrar várias opiniões no debate acerca

Residencial de Idosos em Setúbal tem vagas para homens e mulheres ambiente famíliar

910 637 113

da Literacia Financeira, moldando-as e ajustando-as, em simultâneo, para lidar com as exigências específicas da formação profissional”. Para além do secretário de Estado, o programa da conferência conta com a intervenção de profissionais da área financeira e da educação, bem como com a intervenção de Luís Filipe Santos, Subdirector Geral da Educação, que apresentará o tema “A Educação Financeira dos Jovens: O papel das instituições de Ensino Regular”.

Peq. Anúncios

Classificados

A família de Maria Emilia Mendão Pronto vem por este meio, agradecer reconhecidamente a todos os funcionários do lar de S. Paulo e do Centro de Dia da Associacão dos Socorros Mutuos de (setúbal). Pelo carinho, profissionalismo e dedicação para com o seu familiar.

Joaquim Gouveia

OP/ 0158

Mudanças & Entregas

Precisa-se Manicure/Pedicure com experiencia. Setúbal Tef.265 234 771OP/ 0160

Feira Esotérica e Alternativa No Atlantic Park Setúbal Dia 30 de Maio a 1 de Junho e 6 de Junho a 8 de Junho Entrada Livre OP/ 0166

Desde 9€/hora Orçamentos grátis Telf. 936 243 063 OP/ 0171

Aluga-se •Apartamentos T0 a T3

várias zonas da cidade, Moradias, Lojas, Escritórios, Armazens, Garagens Tel: 919 365 150 C/ 0151

•Arrenda T1 S/M J.Quebedo 200€,

Aluga-se Casas com 2 e 3 Ass na Quinta da Horta Seca Baixa de Palmela Tel. 212 353 320/ 91 6274 235 OP/ 0162

Serviços Administrativos Tel. 265 094 354 • Telem. 912 277 601 e-mail: geral@osetubalense.com

T1 C/M J. Hospital 220€,T2 S/M B. Liceu 350€,T1 Mob Moderno Alves Silva 325€, Temos Mais 967 706 156 OP/ 0150

Formação •Esca- Escola Cabeleireiros inscri-

ções cursos cabeleireiro senhora/homem/ unissexo, manicure/pedicure/depilação. Formação prática modular p/ profissionais. Referenciais ANQ Tel.265229820/919723919 OP/ 0139


CIDADE

QUARTA-FEIRA 28.MAIO.2014

Mural de azulejos pintado por jovens simboliza interculturalidade [ FOTOS: DR 

Crianças e jovens do projecto “Pro Infinito e Mais Além – E5G”, inserido no bairro da Bela Vista, e alunos da EB1/JI da Bela Vista juntaram-se para pintar um mural de azulejos sob o tema da interculturalidade. A obra de arte foi inaugurada a 16 de Maio e pode ser contemplada no Centro Multicultural de Setúbal, sito no bairro CheSetúbal.

O

“Pro Infinito e Mais Além – E5G”, projecto do Programa Escolhas, realizou a actividade anual “Arte no Bairro”, que tem como objectivo promover acções de cariz artístico e cultural no bairro da Bela Vista e zonas circundantes. “Pretende-se o envolvimento das crianças e jovens acompanhadas pelo projecto na execução de obras de arte, tendo as ruas e/ou outros espaços como local de exposição”, explicam os promotores da acção, em comunicado. Este ano, o tema escolhido foi o da “interculturalidade”, que, de uma forma lúdica e atractiva, foi trabalhado através da pintura em azulejo pelos alunos da EB1/JI da Bela

Vista e crianças e jovens que participam diariamente no projecto, culminando num mural. Em parceria com a Câmara Municipal de Setúbal esta actividade ficou inserida no mês de Maio do Diálogo Intercultural, e foi decidido a fixação dos azulejos no espaço do Centro Multicultural de Setúbal. A inauguração decorreu no dia 16 de Maio, e contou com a presença dos alunos e participantes do projecto, e a actuação do grupo de dança da APPACDM de Setúbal, os “Momentos de Talento”, que dançaram e encantaram os mais novos, não só envolvendo-os nas danças, mas também promovendo um momento de respeito e partilha das diferenças.

| 07

Trânsito condicionado na Av. Luísa Todi e Reboreda

O

lado sul da Avenida Luísa Todi, no troço compreendido entre o Largo José Afonso e a Escola de Hotelaria e Turismo de Setúbal, regista na sexta-feira de manhã interrupções momentâneas de trânsito. O encerramento pontual daquele troço à circulação automóvel, das 09h30 às 11h30, resulta da realização de um desfile de percussão no âmbito do Festival de Música de Setúbal.

Também um conjunto de vias da zona da Reboreda regista condicionamentos pontuais de trânsito à passagem de uma procissão de velas, no sábado, a partir das 21h00. As rodovias afectadas são a Praça da Reboreda e as ruas de São Jorge, de Marrocos, Augusto Nobre, Nossa Senhora do Amparo, Senhor Jesus dos Aflitos, Carlos Ferreira e Nossa Senhora da Arrábida.

“Infantário Cogumelo” realiza celebração mariana

O

“Infantário Cogumelo”, da Cáritas Diocesana de Setúbal, promove a actividade “Juntos com Maria”, a realizar esta sexta-feira, entre as 10h00 e as 11h30, no Parque Verde da Bela Vista, para celebrar Maio, o mês de Maria. Esta atividade é dirigida a todas as valências da Cáritas Diocesana de Setúbal e a todas as entidades e pessoas a título individual, que queiram prestar homenagem à mãe de Jesus.

3 Reparos Crianças e jovens pintaram juntos um mural pela interculturalidade

“Há Festa no Parque” juntou milhares de pessoas no Bonfim

A actividade em concreto consiste numa celebração mariana, em que será rezado o terço abreviado e montado junto a um altar, um rosário de grandes dimensões, composto por missangas coloridas e crucifixo, feito pelas crianças, jovens, idosos, utentes e voluntários, das várias valências da Cáritas de Setúbal, com cerca de 500 m2 de área. A organização espera reunir nesta celebração cerca de 600 pessoas.

Reparámos que no início da Rua Armando Guerreiro, que liga a Avenida Dr. António Rodrigues Manito à Rua Francisco Sá Carneiro, em Vanicelos, existe um monte de pedras e paralelepípedos soltos na calçada, junto a um murete. Chamamos a atenção para a necessidade de efectuar a limpeza daquele espaço de circulação pedonal. [ DR 

As famílias de Setúbal festejaram, no fim-de-semana, no Parque do Bonfim, o final do ano lectivo com um conjunto de actividades desenvolvidas no âmbito do evento “Há Festa no Parque”. Entre três a quatro mil pessoas passaram pelo jardim central da cidade sadina onde decorreram actividades orientadas para pais e filhos.

P

elo Parque do Bonfim encontravam-se espalhados ‘ateliers’ de pintura facial, de modelagem de balões e de pintura de murais. Os mais audazes aventuraram-se a pular no ‘dynamic bungee’, enquanto a pequenada pôde gastar o resto das energias em insufláveis e jogos tradicionais. O programa do “Há Festa no Parque” conciliou, como é habitual, vertentes lúdicas e pedagógicas, incluindo uma exposição de projectos escolares, música, dança, teatro, modalidades despor-

[ CMS 

tivas e um ‘peddy paper’. No Bonfim esteve também em funcionamento um circuito de prevenção rodoviária. O “Há Festa no Parque” incluiu ainda a entrega de diplomas de participação e brindes a alunos da turma vencedora do concurso de criação da mascote da campanha “Setúbal em Bom Ambiente”, promovida pela Câmara Municipal. As lembranças foram entregues pelo vereador Manuel Pisco a alunos da EB1 do Montalvão, que baptizaram a mascote da campanha com o nome “SAMBI”,

Miúdos e graúdos divertiram-se com as actividade lúdicas no Bonfim

com o objectivo de homenagear a Serra da Arrábida e o Estuário do Sado e alertar para a importância da preservação das espécies. O “Há Festa no Parque” contou igualmente com a

habitual Mostra de Cursos e Profissões, na qual são apresentadas as ofertas disponíveis em diferentes escolas profissionais e de ensino superior, bem como em empresas.

Reparámos que ao longo da calçada da Avenida Jaime Cortesão, existem vários alvéolos, onde terão estado árvores plantadas, mas que actualmente estão vazios e incomodam a circulação de peões, uma vez que, não tendo árvores lá plantadas, não são mais do que empecilhos, principalmente para as pessoas com locomoção limitada. É preciso tapar estes alvéolos com paralelepípedos. Reparámos que continua a haver alguma falta de civismo e respeito pelos lugares prioritários nos autocarros que fazem os vários percursos na cidade. É sabido que os lugares da frente destinam-se a idosos, pessoas com dificuldades de locomoção, grávidas e acompanhantes de crianças de colo, mas, por diversas vezes assistimos à entrada de idosos nos autocarros e, apesar de haver pessoas mais jovens sentadas nesses lugares, ninguém se levanta para ceder o acento a quem mais necessita.


08 |

QUARTA-FEIRA 28.MAIO.2014

Mário Regalado deixou espólio para o futuro

O trovador da cidade do Sado [ DR 

da própria cidade. Mário Regalado compôs a música e cantou o poema que o galego Laureano Rocha escreveu. À genialidade de Mário Regalado e Laureano Rocha juntou-se a vontade e a sabedoria do Conjunto Típico “Os Galés”, liderado por Regalado, imortalizando o tema que ainda hoje é cantado por toda a cidade. São inúmeras as canções que Mário Regalado teve tempo de alinhar e interpretar, vários os poetas que convidou para trabalhar consigo e muitos os músicos que partilharam a mesma tonalidade. O reconhecimento da sua obra é um dever de todos os setubalenses que, mercê do entusiasmo e contagiante forma de comunicar de Mário Regalado, possuem espólio único capaz de nos orgulhar e alardear aos sete ventos deste país tão rico de músicas e poesias.

POR JOAQUIM GOUVEIA

O

nome do músico, poeta e cantor Mário Regalado está inteiramente relacionado com a música tradicional setubalense e sesimbrense. Artista versátil e inteligente, criou temas que ainda hoje perduram na memória colectiva de um povo que o soube aplaudir e homenagear em tempo útil. Deixou um legado magnífico que é hoje lembrado por agrupamentos típicos de Setúbal e que, durante a última semana, demos a conhecer através das entrevistas que realizámos e publicámos com cada um deles, a saber: “Os Alcorrazes”, “Os Massacotes” e “Cantares do Sado”. O tema “Rio Azul” está guardado na memória colectiva do povo de Setúbal e é, sem dúvida, com reconhecimento pleno, o hino

“Pujança musical”

M

ário Regalado é, com outros artistas, membro fundado de um agrupamento musical "Os Galés", sendo que esta formação musical foi sofrendo ao longo de alguns anos diversas formações diferentes. Para mim, a que teve mais impacto até porque foi numa fase em que realizaram a gravação de um LP - tinha a seguinte: Mário Regalado, Dimas Soares, Rogério Ângelo, e Idaleciano Paulo (lembro estes). Nesta fase gravaram o tema Rio Azul, que a par de outras músicas enaltecia qualidades e vertentes mais regionais e locais - a pesca, as belezas naturais, falando algumas de temas actuais. A partir desta fase, que acontece nos anos 80 e sendo cada vez

Albano Almeida (musicólogo) mais cantado e tocado, acaba por se tornar um hino representativo da nossa cidade. Esta música tem poema de Laureano Rocha com música de Mário Regalado e não tendo certeza da autoria e parceria na feitura deste hino, tive informação que o Maestro Azóia também contribuiu para a feitura da mesma

“Setúbal no país”

“Um símbolo de Setúbal”

T

O

alvez o «Rio Azul» não seja o hino da cidade, mas é verdade que «Os Galés», que Mário Regalado tinha trazido de Sesimbra para as margens do Sado, levaram a imagem de Setúbal por todo o país, com uma agenda sempre bem preenchida. De notar que as letras eram, na maioria, da autoria

de Idaleciano Paulo e do Laureano Rocha (que escreveu o Rio Azul), a que Mário Regalado imprimia o seu estilo musical que fez escola. «Os Galés» actuavam, em média com três espectáculos por fim-de-semana, e de Norte a Sul, sendo o primeiro grupo do Continente a actuar na ilha do Corvo, nos Açores.

Rio Azul é, provavelmente, a canção que melhor representa a beleza e o espírito do Sado e de Setúbal. E julgo que é unanimemente reconhecida pela gente de Setúbal, como sendo um hino da sua terra. E Mário RegalaJorge Santos (jornalista)

Inauguração de “A magia da tela” na Casa da Cultura

A

artista setubalense Manuela Conceição inaugura, no dia 31 de Maio, no Espaço das Artes da Casa da Cultura de Setúbal, a exposição de pintura “A magia da tela”. Apaixonada pela pintura desde muito nova, a artista tem vindo ao longo dos anos a frequentar

‘ateliers’ de pintura e de artes decorativas. Nesta sua exposição, a que decidiu chamar “A magia da tela” a artista mostra, neste tipo de suporte, toda a beleza da sua imaginação, onde o amor pela Natureza está sempre presente. A exposição, patente até 12 de Junho, é organizada pela Artiset.

do é também um dos artistas que melhor simboliza esta terra da beira-mar e as gentes do mar. Embora saiba que a letra é do saudoso Laureano Rocha, a interpretação do Mário Regalado foi muito importante.

Carlos Anjos (técnico superior de cultura na CMS)

Caminhar pelos animais com a “Sobreviver” P

ara comemorar 11 anos de actividade dedicados ao apoio, frequente e continuado, aos animais de rua da região e também àqueles recolhidos pelo Canil Municipal de Setúbal, a Associação Sobreviver realiza, a 8 Junho, uma caminhada solidária, cujo valor da inscrição (3€) reverte directamente para a associação. O percurso será aproximadamente de 2,5 quilómetros e terá como ponto de partida o separador central da Avenida Luísa

Todi (frente ao Pingo Doce) onde está presente uma banca com alguns artigos para venda e onde poderão ser entregues outros donativos. No fim da caminhada, realiza-se ainda uma aula de zumba no Parque Urbano da Albarquel. A Associação Sobreviver é uma associação de defesa animal, sem fins lucrativos, que promove uma adopção responsável dos animais que acolhe, prestando cuidados veterinários e

garantindo o seu bem-estar. Fundada a 8 de Maio de 2003, a associação acolhe actualmente no seu abrigo cerca de 200 animais, contando exclusivamente com a ajuda de associados, voluntários, donativos e iniciativas que frequentemente desenvolvem para angariação de fundos. Os interessados em participar podem fazer a sua inscrição através do contacto 938 514 487 ou do e-mail sobreviver.setubal@hotmail.com.


CIDADE

QUARTAFEIRA 28.MAIO.2014

| 09

Comissão de utentes garante que vai lutar contra encerramento do posto médico de Santa Maria [ DR 

POR VERA MARIANO

A

Comissão de Utentes do Centro de Saúde de Santa Maria garante que não vai desistir de lutar contra o encerramento do centro e já reuniu mais de 500 assinaturas num abaixoassinado que está a circular na União das Freguesias de Setúbal. Yolanda Cloetens, membro da comissão de utentes, disse ainda a O Setubalense que foi solicitada uma reunião à Administração Regional de Saúde (ARS) “há mais de uma semana, mas sem qualquer resposta”. À porta do centro de saúde, os utentes que vão entrando, na maioria idosos, aproveitam a presença dos membros da comissão e da reportagem de O Setubalense para manifestarem a sua revolta: “É uma vergonha encerrarem este centro de saúde. Querem fechar tudo!”, dizem. Depois, pedem para assinar o abaixo-assinado que está a circular por vários pontos da freguesia, porque, garantem, “não vamos deixar fechar este centro de saúde!”. É esse o objectivo da comissão de utentes, for-

Os membros da Comissão de Utentes aguardam resposta da Administração Regional de Saúde para uma reunião

mada há cerca de duas semanas, ou seja, lutar contra o encerramento do posto de saúde, localizado num edifício de cinco andares, na Rua de Damão, e a transferência dos mais de 12 mil utentes para o posto da beira-mar (Praça da República). A comissão queixa-se que a decisão foi tomada com “um grande secretismo e sem informar devidamente os utentes”. “Foi tudo feito

às escondidas para ver se ninguém dava por isso e evitar que as pessoas lutassem. Mas nós vamos lutar para o centro se mantenha aberto!”, garante Yolanda Cloetens. As primeiras acções da comissão foram um pedido de reunião à ARS, há mais de uma semana, mas “ainda sem qualquer resposta”, e a realização de um abaixo-assinado que “está a ter uma boa

aceitação e já conta com mais de 500 assinaturas”. “As pessoas estão muito revoltadas. A maioria são idosos, com dificuldades de locomoção, que não têm como se deslocar para a beira-mar. Será muito difícil sem transporte e com as dificuldades que têm, por isso considero que está a ser feito um atentado contra a vida”, refere Francisco Rodrigues Lobo. O antigo pre-

sidente da Câmara de Setúbal e utente deste posto médico rejeita as considerações do director do Agrupamento de Centros de Saúde (ACES) Arrábida, Lourenço Braga, sobre o estado das instalações que albergam o centro de saúde. “Este posto médico está nestas condições há 60 anos e só agora é que dizem que não tem condições? Toda a população de Setúbal deveria lutar

contra este encerramento, pois está em causa o direito à saúde, que é o mais importante na vida das pessoas”. Para além de apontar as dificuldades dos utentes em deslocarem-se para o posto médico da beira-mar, a comissão de utentes desconfia ainda da capacidade daquela unidade para receber mais pessoas, bem como das palavras de Lourenço Braga quando diz que os utentes vão manter o médico de família. “Então, um utente de Santa Maria cujo médico vai agora para a reforma, vai ficar com médico na beira-mar? Os médicos desse posto já estão sobrecarregados. Além disso aquelas instalações são pequenas, tem uma sala de espera que dá para 20 pessoas”, lamentam. A comissão de utentes vai esperar mais uns dias para recolher “o maior número de assinaturas possível, de preferência 1500”, antes de decidir outras formas de luta. Quando tiverem as assinaturas que consideram necessárias, garantem que irão entregar a petição ao director do ACES Arrábida e que tudo farão “contra o encerramento do posto de Santa Maria”.

Opinião

Mais um crime contra a saúde O

posto médico de Stª Maria da Graça está em vias de encerrar já no final do mês de Maio. Esta unidade de saúde, localizada numa das zonas mais densificadas do concelho, e com grande número de habitantes de idades muito elevadas, muitos deles com dificuldades de locomoção, será transferida para o centro de saúde na Praça da República, próximo da beira-mar. Tal mudança condicionará ou eliminará o acesso aos cuidados de saúde de muitos e muitos habitantes desta zona do con-

celho, o que se traduz no acelerar a morte de muitos deles. É uma forma de assassínio descarado, mas que a justiça oficial está incapacitada de conter. A consciência do acto criminoso é bem evidente pelo secretismo com que é levado a efeito. Os habitantes da freguesia, e nem todos, só agora começam a ter conhecimento deste atentado às suas vidas. Os funcionários desta unidade, conhecedores de tal medida, repudiam-na, mas conscientes das penalizações a que estarão

sujeitos pela sua divulgação, mantêm-se calados mas com sentimento de revolta de tal ordem, que tive a oportunidade de constatar, ao ouvir um desabafo de angústia entre duas funcionárias: “são todos a mesma coisa”...nunca mais votarei...”, etc., etc. Ora é exactamente esta uma das conclusões que pretende atingir, o modelo politico instalado, muito bem elaborado pelos grandes interesses capitalistas, após a segunda grande guerra mundial pela criação do Clube Bilberg em 1954 constituído pelas 100 maiores fortunas

mundiais, ao qual aderiram posteriormente muitas e muitas entidades. A limitação do espaço não me permite falar agora sobre esta organização e seus objectivos, o que tentarei fazer mais tarde. Por agora a intenção destas linhas é fazer a divulgação deste atentado à saúde e dar o contributo possível para sensibilizar os cidadãos para acções que possam contribuir no retrocesso destas criminosas intenções. Não nos deixemos levar pelo lema de que “ são todos a mesma coisa”, nem pelo adormecimento a que

nos querem conduzir com essas ladaínhas. O Mundo tem avançado pela coragem dos Povos em enfrentar as imposições com que os grandes poderes monetários tentam dominar a Humanidade! Podem alegar argumentos com o intuito de tentar justificar as suas intenções, mas acima de tudo está o Ser Humano, e o que resultará desta miserável intenção é o assassínio – termo correcto- de muitos cidadãos.

Setubalenses, não só os moradores de Santa Maria da Graça mas todos, envolvamo-mos nesta luta pela defesa de uma das maiores conquistas do 25 de Abril: o Serviço Nacional de Saúde! Francisco Rodrigue Lobo Comissão de Utentes do Centro de Saúde de Santa Maria


10 |

LUZES E SOMBRAS

QUARTA-FEIRA 28.MAIO.2014

O golpe de 28 de Maio

[ DR 

Setúbal não reagiu contra o golpe militar de 1926. O país estava farto do caos. Os funcionários autárquicos tinham começado o ano com os salários em atraso e as fábricas de conservas prestes a falir. [ DR 

Para que serve a Cultura? T

empos houve em que a Cultura era levada um pouco mais a sério em Portugal. Havia até uma pasta ministerial dedicada à coisa. Mas foi sol de pouca dura. Rapidamente a coitada foi despromovida a secretaria de Estado. E como o que interessa nestas coisas, além das políticas, é sobretudo a dotação orçamental, basta ver qual o valor do PIB dedicado à promoção e apoio às actividades culturais no Orçamen-

A

to de Estado. Por aí se confirma que os governantes dificilmente entendem a importância do fenómeno cultural, independentemente da sua cor política. Os partidos procuram utilizar as figuras do meio em campanhas eleitorais, sempre que podem, mas custam a entender que sem Cultura não há identidade nacional, nem consciência cívica, nem sequer coesão e mobilidade social. J.B.L.

Herói das campanhas de pacificação em África, na Índia e Grande Guerra, Gomes da Costa entra em Lisboa a 6 de Junho

lbérico Afonso Costa, na sua História e Cronologia de Setúbal (1248-1926) recorre a uma crónica do dia 26 de Maio de 1926, neste jornal, assinada pelo jornalista Óscar Paxeco, ligado aos sectores mais conservadores da cidade, que retrata o ambiente de profunda instabilidade vivido nas vésperas do golpe de Gomes da Costa. O articulista, antevendo já o golpe militar afirma: “Mau que seja, não será, não é com certeza pior do que isto que para aí está, que para aí se

arrasta nos esgares agónicos duma morte vergonhosa. O parlamentarismo, estando desacreditado, arrastado pelas ruas da amargura, atingiu o seu fim. A nação tem assistido aos espectáculos mais deprimentes e indecorosos, o que se vê? Um parlamento incapaz de governar, um parlamento impotente para realizar qualquer obra digna, improdutivo por natureza, desastrado por condição. (…) Não temos a ditadura armada, que pode ser forte, e por ser forte, pode ser inteligente, de

um ou de poucos. Mas temos em compensação a ditadura irresponsável e estúpida do número. (…) Se amanhã, a ditadura militar for possível em Portugal, não poderemos dizer, não temos o direito de dizer que foi apenas a conquista de situações de predomínio, o móbil de semelhante acto. As culpas devem ir, se culpas houver de atribuir de semelhante facto, contra os políticos, contra o Parlamento, que apenas tem desorganizado a nação, perdendo-a no esquecimento criminoso a que votou os seus melhores e mais sagra-

dos interesses. Manter-se o parlamentarismo tal como está entre nós, é impossível, humanamente e nacionalmente impossível”. Setúbal não reagiu ao golpe militar. No dia 30 a guarnição militar de Setúbal adere à chamada “revolução de Maio”, após reunião do Conselho de Oficiais. Os trabalhadores da Câmara tinham começado o ano com os salários em atraso e a indústria conserveira estava à beira da falência. Estava aberta a porta ao Estado Novo salazarista.

Os versos que abandonam os poetas (inédito de Fernando Paulino) Os versos que abandonam os poetas procuram abrigo no azul dos rios, recolhem-se inquietos entre a solidão das sombras. Uma parte destes espalha-se no vento sobre o coração dos lagos, outra na penumbra das ilhas onde habitam pequenos pássaros. Não sei descrever os lugares onde procuro a humildade para os versos, não sei da liberdade com que o poema se inscreve na lucidez do papel.

A relatividade das circunstâncias, segundo Ortega y Gasset

C

ircunstâncias e decisão são os dois elementos radicais de que se compõe a vida. A circunstância – as possibilidades – é o que da nossa vida nos é dado e imposto. Isso constitui o que chamamos o mundo. (…) Mas esta fatalida-

de vital não se parece à mecânica. Não somos arremessados para a existência como a bala de um fuzil, cuja trajectória está absolutamente pré-determinada. (…) Viver é sentir-se fatalmente forçado a exercitar a liberdade, a decidir o que vamos ser

neste mundo. (…) É, pois, falso dizer que na vida «decidem as circunstâncias». Pelo contrário: as circunstâncias são o dilema, sempre novo, ante o qual temos de nos decidir. Mas quem decide é o nosso carácter. (Ortega y Gasset, “A Rebelião das Massas”)

Coordenação: José Brissos-Lino. Publica-se na última quarta-feira de cada mês. Próxima edição: 25 de Junho. Enviar sugestões e colaborações para esta página ao cuidado do Coordenador: drbrissoslino@gmail.com Luiza Todi, escultura em metal, Fórum Municipal, lado poente. Autor: Sérgio Vicente.


REGIÃO

QUARTAFEIRA 28.MAIO.2014

Câmara de Palmela apoia Vindimas com 22 mil euros

A

Associação das Festas de Palmela – Festas das Vindimas vai receber 22 mil euros da Câmara de Palmela para a realização do evento. O apoio será repartido em dois pagamentos, segundo explicou o vereador Luís Miguel Calha, para que a Associação “possa proceder à regularização de compromissos financeiros”. O município reconhece que a Associação das Festas de Palmela tem desenvolvido um “importante trabalho de valorização das Festas das Vindimas, o qual tem tido clara ex-

Susana Ciriaco preside à Festa das Vindimas até 2015

pressão no número de visitantes que nos seis dias do certame acorrem à Vila de Palmela”. As receitas

obtidas pelas Associação incidem, quase na sua exclusividade, no período em que se realizam as festivi-

distinguido pelo júri, que analisou a participação de 90 concorrentes. António Trabulo vive em Setúbal há mais de quarenta anos e foi

Chefe de Serviço de Neurocirurgia do Hospital dos Capuchos, em Lisboa. Já em 2009 o médico setubalense tinha conquistado o Prémio

Igreja de Santiago recebe “Catapultas e Máquinas de Cerco”

A

exposição “Catapultas e Máquinas de Cerco” vai abrir ao público no próximo dia 1 de Junho, na Igreja de Santiago, no Castelo de Palmela. Trata-se de uma oportunidade privilegiada para contactar de perto com esta colecção, que apresenta a evolução da tecnologia bélica ao longo da História, através de reproduções de catapultas, máquinas de cerco e outros objectos, com destaque para as civilizações grega e romana e para o período medieval, e para ouvir as explicações detalhadas dos especialistas. A mostra vai estar patente até 2 de Novembro, numa organização de Cultura Entretenida com o apoio da Câmara Municipal de Palmela. Reproduções de catapultas, gruas, arietes, torres de assalto e peças de artilharia, entre outras, estão no centro desta mostra, que pretende dar a conhecer a tecnologia e a engenharia bélica da Antiguidade, de acordo com as perspectivas dos sitiados e dos sitiadores. Na exposição, organizada por blocos históricos, com especial destaque

Adega de Pinhal Novo cria Espaço de Enoturismo [ DR 

[ DR 

Médico radicado em Setúbal ganha Prémio de Conto O

livro “Ofício de Contar”, da autoria do médico António Trabulo, ganhou o Prémio Aldónio Gomes 2014 da Universidade de Aveiro. O livro foi

| 11

Exposição ocupa Igreja de Santiago

para as civilizações grega e romana e para a Idade Média, apresenta-se a forma como estas máquinas se constituíram como veículo através do qual os cientistas de cada época aplicaram os seus conhecimentos. In-

cluem-se, ainda, objectos diversos, que reproduzem relevos e peças arqueológicas, mecanismos alternativos às molas de torção, projécteis e ilustrações de cercos, representativos de diferentes épocas históricas.

Horário: De Terça-feira a Domingo : das 10h00 às 12h30 e 14h00 às 20h00. Segunda-feira: das 14h00 às 20h00 Entre 14 de Julho e 7 de Setembro: das 10h00 às 20h00 (sem interrupção na hora de almoço) Bilheteira: Adultos: 3,50€;

Descontos:

Crianças entre os 6 e os 12 anos, reformados, estudantes, Cartão Jovem, Cartão Palmela Tourist Card, Cartão Municipal Sénior (classe A), grupos com mais de vinte elementos: 2,00€. Grupos escolares: 1,50€ Famílias (dois adultos e duas pessoas com desconto): 8,00 €

dades, pelo que considera “pertinente” a atribuição de uma primeira tranche do apoio municipal, que vai ser entregue já este mês e a segunda em Agosto. Ao longo dos últimos quatro anos, a Associação tem estado a pagar uma dívida que ultrapassava os 100 mil euros, de direcções anteriores. A nova presidente da Associação, Susana Ciríaco, que foi eleita este ano, quer “continuar a reduzir o passivo e controlar os gastos, mas sempre em consideração para que as festas não percam qualidade”.

Fialho de Almeida com o romance “Retornados: Adeus a África”. No seu vasto currículo literário conta-se a publicação de 11 volumes de ficção.

O Pinhal Novo vai receber um Espaço de Enoturismo

U

m espaço de Enoturismo vai ser inaugurado na Adega ASL. Tomé de Pinhal Novo para a divulgação e venda de produtos regionais. A adega produtora do abafadinho caramelo irá criar condições para a degustação e venda de produtos, assim como de variados produtos de excelência produzidos na região, além de poder funcionar como espaço para eventos de natureza lúdica e didáctica. A ASL Tomé aposta, futuramente, na realização de eventos culturais, artísticos e de lazer, partindo de uma vertente gastronómica (mas não só), integrados numa perspectiva de dinamismo dos agentes locais, com vista

ao envolvimento de toda a comunidade nas potencialidades dos produtos e do trabalho das gentes do concelho. Os dois irmãos proprietários da adega explicam que o objectivo, “além da comercialização dos produtos, é promover o talento de artistas locais, realizar workshops de âmbitos variados e organizar eventos de carácter temático, abrangendo interesses de áreas tão dispersas como música, gastronomia, artesanato, e outras artes como a pintura, a fotografia, a dança ou o teatro”. A inauguração do Espaço de Enoturismo irá coincidir com o aniversário da adega, que comemora 61 anos, no dia 31 de Maio.

As linhas com que o repórter se cose…

Também fui mendiga

Q

uando vi o Tim (vocalista dos Xutos e Pontapés) a fazer o papel de mendigo, lembrei-me de um episódio que vivi quando estava no jornal O Setubalense na década de setenta. A época do Natal, tal como hoje, envolvia diversas acções de solidariedade, que contemplavam as pessoas mais desfavorecidas. O João Lúcio, responsável da redacção, lançou o desafio para fazermos uma reportagem sobre as pessoas necessitadas e como sentiam elas a época natalícia. O chefe queria um trabalho diferente e lançou-me o repto para assumir a personagem e fazer também de mendiga. Os dois colegas de redacção trouxeram as vestimentas rotas e a cabeleira postiça, muito desalinhada e cheia de porcaria. O carvão proveniente dos lápis afiados serviu para enfarruscar-me a cara, dando-me um aspecto andrajoso e sujo. Na ante-véspera de Natal levei um banquinho

de praia, que foi sujeito a uma prévia maquilhagem de sujidade, e sentei-me junto à porta principal do Mercado do Livramento, com uma caixa de cartão aos pés, onde se lia o apelo “Ajudem-me a ter Natal”. As pessoas, à medida que iam passando, deixavam cair uma moeda. Muitos deles lamentavam “coitada, vesse que está cheia de fome”. Uma cigana vendia roupas a meu lado e perguntou-me cheia de pena “tem fome?”. Eu abanei afirmativamente a cabeça e a bondosa mulher entrou no mercado regressando com duas bananas. Para manter o disfarce na perfeição fiz-lhe um sinal de agradecimento e comi com sofreguidão as bananas. Mas o gesto mais surpreendente estava para vir. O meu amigo Xico da Cana ( infelizmente já desaparecido) olhou-me com piedade e disse “depois do almoço passe ao meu restaurante, que eu dou-lhe de comer”. Os meus colegas apro-

veitaram para ir gozar o prato e quiseram também participar no “teatro”. Depois de me darem a moedinha, um deles tirou de um saco de plástico dois sabonetes, que atirou para a caixa dizendo “a miséria não é desculpa para andares com tanta porcaria, toma lá dois sabonetes e vai-te lavar”. Fiz um esforço enorme para não desatar a rir e continuei no meu papel de pedinte e até à hora do almoço consegui amealhar várias moedas. A reportagem foi feita e o dinheiro angariado pela falsa mendiga foi entregue a um pedinte verdadeiro para matar a fome naquele dia. Os sabonetes tiveram também utilidade: serviram para tirar a porcaria usada no disfarce. Depois da reportagem, que foi publicada com grande destaque num jornal de Lisboa, fui levar o jornal à cigana que me ajudara e duas bananas para repor as que me dera. Coordenação Região:

Fátima Brinca


12 |

REGIÃO

QUARTA-FEIRA 28.MAIO.2014

Jardim Casa Mora recebe “Montijo Lugar de Encontros”

Quintajense constrói polidesportivo descoberto [ DR 

A

iniciativa Montijo Lugar de Encontros promove uma “Noite Vintage”, na próxima sexta-feira, dia 30 de Maio, a partir das 22h00, no Jardim Casa Mora. No dia 31 de Maio, é a vez da Confraria da Carne de Porco realizar a sua apresentação oficial, às 17h00, no mesmo local, com o evento “O Porco à Mesa” e à noite o grupo “Mãos à Obra” convida os participantes a viajar no tempo e a recuar à década de 50, para um “Baile da Chita”, às 21h00, no Musical Alfredo Keil. Tanto a decoração, como a sonoridade do grupo Suzie’s Velvet vão recriar um ambiente vintage no Jardim da Casa Mora. O Suzie’s Velvet é um grupo de jazz que recria o ambiente das décadas de 30, 40 e 50 de Hollywood através de um repertório marcado pelos temas clássicos do swing e do blues, sob influência de grupos vocais como The Andrew Sisters e The Mills Brothers. No sábado, a Confraria da Carne de Porco na sua apresentação oficial, no dia 31 de Maio, às 17h00, no Jardim Casa Mora vai realizar um showcooking pelo Chef

Igor Martinho (vencedor do concurso Chefe Cozinheiro do Ano – 2009) e promover a carne de porco. A animação musical fica a cargo do grupo de música tradicional “Sinfonias e Tradições” da Escola de Música Sinfonia e Eventos. A Confraria da Carne de Porco é uma associação sem fins lucrativos, de âmbito local, com sede no edifício da Bolsa do Porco. A defesa, o prestígio, a valorização e a promoção da carne de porco e dos seus derivados são os objectivos desta confraria, que se assume como pólo dinamizador da carne de porco. O Baile da Chita foi um dos eventos mais marcantes na década de 50 do Musical Clube Alfredo Keil e irá fechar a programação deste fim-de-semana do Montijo Lugar de Encontros. O Grupo Mãos à Obra, com o apoio da Câmara Municipal do Montijo, retomou a iniciativa e irá realizar um concurso para eleger os melhores vestidos, aos quais serão atribuídos troféus, criados em exclusivo por artistas de artes do Grupo Mãos à Obra. A música estará a cargo da Sociedade Filarmónica 1.º de Dezembro.

Mostra de Teatro Escolar anima Quinta do Conde

Q

uinta do Conde faz parte da rota da 10.ª Mostra de Teatro Escolar que se realiza no concelho de Sesimbra, de 30 de Maio a 1 de Junho, Sexta-feira a Domingo. Dar visibilidade ao trabalho desenvolvido pelas escolas, promover o teatro junto da comunidade escolar e contribuir para

o crescimento artístico e pessoal dos alunos do concelho são os principais objectivos da Mostra de Teatro. Durante os três dias, vão ser postos à prova dezenas de jovens talentos. Os temas são diversos e foram trabalhados ao longo de vários meses pelos pequenos actores, em conjunto com os professores.

Programa em Quinta do Conde 31 Maio, Sábado - 15h00 A Fada Oriana Centro Infantil do Centro Comunitário da Quinta Conde 1 Junho, Domingo - 15h00 O Dia em que o Mar Entristeceu Escola Básica Integrada da Quinta do Conde

S

em perder de vista um pavilhão, o Quintajense Futebol Clube está a erguer um polidesportivo descoberto. A obra, que deverá estar concluída dentro de dois meses, é o resultado de uma candidatura ao PRODER, que garante um apoio financeiro de 75% do custo total do investimento, o qual será de 76.594,80 euros. O polidesportivo descoberto do Quintajense, que deverá estar apto a funcionar no próximo ano lectivo, para apoio às atividades desportivas da Escola Básica com Jardim de Infância de Quinta do Anjo, integra um relvado sintético (espessura de dois centímetros) que permitirá a prática de diversas modalidades desportivas, vedação e redes de protecção ao longo do campo, bem como soluções de iluminação e aquecimento de águas

[ DR 

para o funcionamento dos balneários, que permitirão uma maior eficiência energética e, consequentemente, diminuição das despesas do clube. Fundado a 7 de julho de 1940, o Quintajense e a Câmara Municipal de Palmela, aprovaram, em 2008, um protocolo relativo ao projecto e obra de construção de um novo pavilhão desportivo, na sequência

da queda da cobertura e demolição completa do equipamento após a passagem de um temporal pela Quinta do Anjo. De acordo com o referido protocolo, a autarquia assumiria a comparticipação de um máximo de 30% do custo total do projeto e obra, até um valor máximo de 225.000 euros, comprometendo-se o clube a obter o remanescente do valor

através de candidaturas a apoios de entidades públicas e/ou privadas. Não existindo, neste período, linhas de financiamento a que se pudesse candidatar, o Quintajense avançou com uma proposta de construção de um polidesportivo descoberto, uma solução transitória que permitirá a prática desportiva à população em geral e à comunidade escolar. Entretanto, a Câmara Municipal aprovou, em reunião pública, a atribuição de um apoio financeiro, no valor de quinze mil euros, destinado a comparticipar a construção deste equipamento, a disponibilizar à comunidade. A autarquia comprometeu-se ainda a colaborar na construção do rampeamento da entrada do pavilhão, de forma a permitir o acesso a pessoas com mobilidade condicionada.

Cãominhada regressa a Pinhal Novo

N

o âmbito da Semana da Energia e do Ambiente, a freguesia de Pinhal Novo, no concelho de Palmela, volta a receber a Cãominhada Solidária, no próximo domingo, 1 de Junho. Cães e respectivos donos são convidados a passarem uma manhã de alegre convívio. A participação nesta iniciativa, com par-

tida às 9h00, da Praça da Independência, é gratuita, aceitando-se um donativo em género, a reverter para a PRAVI, associação local de protecção dos animais. Destinada à população em geral (a partir dos 6 anos), a Cãominhada tem um percurso de 9,5 km e uma duração de 3,5 horas. Os interessados deverão

inscrever-se através do tel. 212 336 692 ou do e-mail apaulino@cm-palmela. pt até às 16h00 do dia 30 de maio. Requisitos para a participação: o cão tem que estar desparasitado, vacinado (apresentar boletim de vacinas no local) e ter identificação; trela e coleira/peitoral; água e um recipiente para beber; sacos para reco-

lha de dejectos; não é permitido levar cadelas com cio e cães com historial de violência face a outros animais e/ou pessoas; permite-se a inscrição de pessoas que não levam nenhum cão, mas que participam pelo prazer de caminhar. A Cãominhada é promovida pela Câmara Municipal de Palmela.

Palmela assinala Dia da Criança com actividades lúdicas e pedagógicas

O

Dia Mundial da Criança, 1 de Junho, vai ser assinalado um pouco por todo o concelho de Palmela. São várias as actividades lúdicas e pedagógicas propostas pela Câmara Municipal em parceria com as instituições do concelho, até 5 de Junho. As actividades, diversificadas e com frequência gratuita, foram compiladas a pensar, especialmente, nas crianças, na comunidade escolar e nas famílias. Do vasto programa comemorativo, destacam-se as iniciativas dirigidas à Comunidade Educativa, que têm como pano de fundo o Centro Histórico de Palmela (o percurso pedonal “Um

[ DR 

olhar atento aos pormenores da arquitectura” e as visitas animadas por personagens da História ao Castelo de Palmela), e também as visitas à Quinta Pedagógica de S. Paulo e à Quinta Pedagógica Caramela para conhecer o trabalho rural. De salientar ainda as actividades relacionadas com a cultura da região e as técnicas agro-pecuárias e a visita aos Paços do Concelho e à Biblioteca Municipal de Palmela, no âmbito do projecto “Poder Local. Eu Conheço. Eu Participo!”, para contactar com os eleitos, conhecer o trabalho realizado por uma autarquia e reflectir sobre a importância de participar na gestão pública do território.

No Dia Mundial da Criança, durante toda a manhã, o Campo de Jogos Municipal de Palmela é palco da iniciativa “Família Activa, Criança Saudável”, inserida no Programa “Mexa-se em Palmela”, com diversas actividades lúdicas e desportivas para as crianças e toda a famí-

lia. Ao contrário do que muitas pessoas pensam, o Dia Mundial da Criança não é só uma festa onde os mais novos ganham presentes. É um dia em que se pensa nos milhares de crianças que continuam a sofrer de maus tratos, doenças, fome e discriminações.


DESPORTO JOÃO CARLOS

Função: Treinador-adjunto Idade: 40 anos Naturalidade: Valença 2014/15 Vitória Clubes anteriores: 2013/14 Kayserispor (Turquia) 2012/13 Desportivo da Corunha (Espanha) 2011/12 Sporting 2010/11 Braga 2009/10 PAOK (Grécia) 2008/09 PAOK (Grécia) 2007/08 FC Porto (juniores) 2005/06 FC Porto [Juvenis) 2004/05 FC Porto B 2003/04 FC Porto B (pr. físico) 2002/03 FC Porto B (pr. físico) 1999/00 Boavista (juvenis)

FILIPE SILVA

Função: Treinador de guarda-redes Idade: 38 anos Naturalidade: Coimbra 2014/15 Vitória 2014/15 FPF Clubes anteriores: 2013/14 Nogueirense 2012/13 Nogueirense 2011/12 Nogueirense Sertanense 2010/11 Académica (juniores) 2009/10 Académica (juniores) 2008/09 Académica (juniores) 2006/07 Águeda 2007/08 Águeda

QUARTA-FEIRA 28.MAIO.2014

Equipa técnica já está preenchida Treinadores Filipe Silva é o homem escolhido para assumir o cargo de treinador de guarda-redes. Domingos Paciência vai trabalhar com mais quatro elementos na equipa técnica que vai liderar no Vitória. [ A-GOSTO.COM 

estrutura técnica que vai trabalhar com a equipa de futebol profissional do Vitória está definida. Depois de apresentado o treinador principal,

A

bol, onde recentemente esteve envolvido na equipa técnica da Selecção Nacional sénior de futebol no feminino, o emblema do Bonfim assegura os préstimos de um elemento que já exerceu funções ao lado de André Villa-Boas (Académica) e acrescentou experiên-

Os responsáveis técnicos João Carlos (adjunto) e Rui Santos (preparador-físico) são velhos conhecidos do líder da equipa técnica vitoriana

O treinador de guarda-redes, Filipe Silva, já acumulou experiência internacional, mas será pela porta do Bonfim que vai estrear-se na Liga

Domingos Paciência, na passada sexta-feira, dia em que foram igualmente confirmados os nomes de João Carlos (treinador-adjunto), Rui Santos (preparador-físico) e Paulo Oliveira (responsável pelo scouting), Filipe Silva é o elemento que fecha o leque de técnicos que vão trabalhar no Bonfim. Com a entrada do novo responsável pelo treino dos guardiães vitorianos, que desta forma fecha um ciclo ao serviço da Federação Portuguesa de Fute-

cia através de estágios realizados nas equipas do Manchester United, FC Porto, Real Madrid e Newcastle. Todavia, esta é a sua primeira actuação na Liga portuguesa. Filipe Silva, 38 anos, trabalhou ainda ao serviço do Lousanense, Águeda, Sertanense e Nogueirense. Está, portanto, formado o grupo de responsáveis, jovens, por onde vai passar uma dose fundamental do sucesso da equipa do Vitória para nova temporada que se avizinha.

POR JOAQUIM GUERRA

DOMINGOS PACIÊNCIA Função: Treinador principal Idade: 45 anos Naturalidade: V.N. Gaia 2014/15 Vitória Clubes anteriores: 2013/14 Kayserispor (Turquia) 2012/13 Desportivo da Corunha (Espanha) 2011/12 Sporting 2010/11 Braga

2009/10 Braga 2008/09 Académica 2007/08 Académica 2006/07 U. Leiria 2004/05 FC Porto B 2003/04 FC Porto B (Adjunto) 2002/03 FC Porto B (Adjunto) 2001/02 FC Porto B (Adjunto)

Estágio de pré-época sobe à serra

A

equipa do Vitória 2014/15 vai fazer o estágio de pré-temporada em Seia, Guarda. Será na Albergaria Senhora do Espinheiro, em Aldeia da Serra, que mais uma vez – tal como aconteceu nos últimos três anos – a comitiva vitoriana vai utilizar, durante uma semana, como ‘quartel-general’

| 13

RUI SANTOS

Função: Preparador-físico Idade: 37 anos Naturalidade: Braga 2014/15 Vitória Clubes anteriores: 2013/14 Kayserispor (Turquia) 2012/13 Desportivo da Corunha (Espanha) 2011/12 Sporting 2010/11 Braga 2009/10 Braga 2008/09 U. Leiria 2007/08 U. Leiria 2006/07 U. Leiria 2005/06 Guimarães 2004/05 U. Leiria 2003/04 U. Leiria 2002/03 Caç. Taipas 2000/01 Caç. Taipas (juvenis) 1998/99 Vizela (infantis)

PAULO OLIVEIRA

Função: Observador (scouting) Idade: 21 anos Naturalidade: Setúbal 2014/2015 Vitória (scouting) Clubes anteriores: 2013/14 Vitória (scouting) 2012/13 Vitória (scouting) 2010/11 Vitória (juniores - atleta) 2009/10 Vitória (juniores - atleta) 2008/09 Fabril (juvenis – atleta) 2008/09 Palmelense (juvenis – atleta) 2007/08 Palmelense (juvenis – atleta) 2006/07 Palmelense (iniciados - atleta) 2005/06 Palmelense (iniciados – atleta)

Futebol de formação vitoriano

[ DR 

O relvado do estádio serrano vai acolher os primeiros treinos da nova época

para fortalecer o espírito do novo grupo, agora sob a liderança de Domingos Paciência. No que respeita ao plano de treinos, o plantel sadino vai utilizar o relvado do Estádio Municipal de Seia. Recorde-se que o arranque dos trabalhos, em Setúbal, está agendado para dia 7 de Julho.

Resultados

Campeonato Nacional Juniores “B” (Juvenis) Vitória, 0 – Fabril, 0 Campeonato Distrital Infantis “A” Futebol 7 - AFS D Portugal, 1 – Vitória, 5

(A equipa do Vitória venceu o Torneio

Complementar de Infantis “A” ) Campeonato Distrital Infantis “B” Futebol 7 - AFS Vitória, 8 – Barreirense, 0

Campeonato Distrital Benjamins “B” Futebol 7 - AFS Sonho XXI, 4 – Vitória, 2


14 |

DESPORTO

QUARTA-FEIRA 28.MAIO.2014

Domínio distrital vitoriano no ténis de mesa [ DR 

Trampolim verde e branco é campeão nacional

A

ginástica de trampolins do Vitória conquistou, no sábado, no Pavilhão Desportivo Municipal D. Leonor, nas Caldas da Rainha, um título nacional. Protagonistas de mais uma vitória para as cores vitoria-

POR JOAQUIM GUERRA

Tiago Contente e José Pedro Francisco

A

qualidade competitiva dos mesatenistas do Vitória voltou a ser comprovada no fim-de-semana, durante o campeonato distrital de cadetes, realizado no pavilhão do Independente Torrense, Torre da Marinha, Seixal. Na competição individual, José Pedro Francisco e Tiago Contente foram as duas principais figuras do ténis de mesa sadino, ao ficarem na 1ª e 2ª posições, respectivamente. No plano colectivo, os lugares cimeiros foram assumidos, igualmente, pelos jovens sadinos. O par formado por Tiago Contente e Luís Rodrigues venceu a prova. A dupla José Pedro Francisco/Pedro Gonçalves classificou-se no 2.º lugar. [ DR 

Estou muito feliz. Sinto-me, finalmente, recompensado pelo meu trabalho”. Foi assim que reagiu a O Setubalense João Martinho, judoca do Vitória, que no domingo, na Corunha, conquistou a medalha de ouro na Taça da Europa de Espanha, em juniores. João Martinho, 17 anos, que este ano está a estrear-se nos juniores e na categoria de -81 kg (era -73kg) não hesita em avaliar esta conquista como a maior. “É a grande vitória, até agora, da minha carreira. A medalha de maior relevo, para mais, num escalão que é novo para mim”. Instado a olhar para a competição, Martinho aponta o combate dos quartos-de-final, como o mais complicado. “Os combates foram todos difíceis como esperava, mas o mais complicado, pela sua duração, terá sido o dos ‘quartos’ frente ao adversário finlandês”, contou o atleta sadino, que deitou ao tapete, por ippon, os quatro judocas que enfrentou na prova. João Martinho, confiante, confessou que a vitória final nunca lhe saiu da cabeça. “Sabia que estava melhor preparado quer física quer psicologicamente. Sempre acreditei no triunfo, que era o meu objectivo e do qual nunca me desviei”, afirmou.

Mais taças antes do Europeu As duplas vitorianas campeãs distritais

O jovem campeão já olha para o que aí vem. A participa-

[ DR 

Os campeões João Oliveira e Rui Domingos

nas, os jovens ginastas João Oliveira e Rui Domingos, estiveram mais acertados do que a concorrência e sagraram-se Campeões Nacionais de Trampolim Sincronizado, no escalão de iniciados. O triunfo da dupla setubalense foi o ponto alto da

“Sempre acreditei que podia vencer” [ DR 

participação do Vitória, que esteve representado na competição com um total de sete atletas. Recorde-se que os ginastas do Vitória foram orientados pelos treinadores Eric Coelho e António Pedro Duarte.

Liga do Sado avança para a recta final

A

João Martinho atirou todos ao tapete e subiu ao lugar mais alto do pódio

ção nas duas últimas rondas da Taça da Europa, na Polónia e República Checa, ambas em Julho, e para o Europeu, a realizar em Bucareste, Roménia, em Setembro, e Mundial, marcado para Miami, Estados Unidos, em Outubro. Presenças internacionais garantidas, mas que muito ficam a dever, não só pelos resultados, mas pelo investimento familiar. “Foram os meu pais que pagaram tudo para que eu conseguisse o 5.º lugar na Taça, em Itália, resultado importante para

estar entre os quatro melhores de Portugal”, vincou Martinho, que dedicou a medalha de ouro, agora conquistada, quer aos familiares, quer ao seu treinador no Vitória, Tiago Lopes. Na técnica final, João Martinho promoveu a sua modalidade. “O judo é uma modalidade reconhecida pela UNESCO, como das mais indicadas para se praticar. É um desporto muito divertido e que nos motiva a treinar e a perseguir objectivos. Quando se ganha é muito reconfortante”.

edição 2013/14 do campeonato de futebol da Liga de Veteranos do Sado está a três jornadas da sua conclusão. No último sábado realizou-se a ronda 20, que registou os seguintes desfechos: Casa do Benfica de Setúbal, 6 - C.D.C.R. Gâmbia, 3; Alto da Guerra Sport Clube, 2 C.C.R.D. Curvas, 5; U.D.R. Casal das Figueiras, 5 - E. Faralhão F.C., 0; U.C.R.D. Praiense, 3 - N.R.D. Ídolos da Praça, 5; Comércio Santo Ovídio, 3 Sport Clube do Sado, 14, e U.D.R. Pontes, 5 - C.D.R. Bairro do Liceu, 5. O Sport Clube do Sado mantem a liderança da prova, com 54 pontos, mais dois do que a casa do Benfica de Setúbal, no segundo lugar.

Veteranos sadinos enfrentam Belenenses [ DR 

Jornada festiva de futebol jovem deu mais cor e animação ao Estádio do Bonfim

A

equipa masculina dos Magic Foot e as jogadoras que representaram o conjunto do Estrelas do Feijó foram os grandes vencedores da etapa regional de Setúbal da Taça Coca-Cola. Os jovens futebolistas venceram o torneio, depois de derrotarem, por 1-0, na final, a equipa Coca-Cola Team Madiz. Nas meninas, a representação da Escola Futebol Feminino de Setúbal não foi feliz no jogo de atribuição do título, ao perder, por 2-1, nas grandes penalidades, depois de chegar ao final do tempo regulamentar, com o marcador a registar o nulo.

[ DR 

As equipas masculina e feminina vencedoras da etapa de Setúbal

No evento realizado no sábado, no Estádio do Bonfim e no relvado da Várzea, que promoveu cerca de 50 jogos, estiveram em acção meio milhar de jovens atletas, entre os 13 e os 15 anos. Nove jovens foram pré-selecionados, pelos “olheiros” da prova, e poderão vir a integrar as Seleções Nacionais Coca-Cola que disputarão a grande final da prova. A acção, que contou com o apoio do Vitória e da Câmara de Setúbal, envolveu ainda o Parque Vida Ativa, espaço que animou muitos setubalenses, que deram corpo ao exercício físico.

A

equipa de andebol de veteranos do Vitória joga esta quarta-feira, no Pavilhão Antoine Velge, a partir das 21 horas, frente ao Belenenses, em desafio a contar para o distrital do escalão, organizado pela Associação de Andebol de Lisboa. Refira-se que os experientes atletas vitorianos seguem no 2.º lugar da classificação da prova, entre seis equipas, e estão na discussão pelo apuramento para a fase final nacional da competição.


ÚTEIS/ LAZER

QUARTA-FEIRA 28.MAIO.2014

PASSATEMPOS - SUDOKU

| 15

AGENDA GASTRONÓMICA Soluções

RESTAURANTE

SNACK-BAR

OP/ 0070

O Novo Retiro do FERNANDO way Especialidades eA k a T Arroz de Marisco • Açorda de Marisco

Ensopado de Enguias • Peixe e Carne na Brasa Rua Henrique Rosa, 24/26 • Tel. 265 732 628 • Poço Mouro • 2910-293 Setúbal

Anuncie aqui q o seu restaurante! Preços Especiais

PARA ANUNCIAR CONTACTE

912 278 131 265 094 354 912 277 601

Cinema AUDITÓRIO MUNICIPAL CHARLOT

1 “O Silêncio” 29 e 30 de Maio – 18h00

Sinopse:

D

uas irmãs, Ester, a mais velha, e Anna, a mais nova, e o filho desta, estão a viajar de comboio numa cidade estranha, cuja língua não conseguem compreender. Ester não está bem. Alojam-se num hotel árido. Ester tenta aproximar-se, mesmo sexualmente, da irmã. Esta sai, indo a um cabaré,

LOTARIA CLÁSSICA

EUROMILHÕES onde vê um casal a ter relações, numa mesa ao lado. Escolhendo um homem, regressa ao hotel. O filho vagueia pelos corredores vazios do hotel. Encontra uma companhia de anões, que o levam para o quarto deles, e o mascaram de mulher. Brinca um pouco com o porteiro e ouve a tia confrontar a mãe com

a presença de um homem no seu quarto. Tanques rolam pelas ruas da cidade. Ester está a morrer. Várias vezes pensou até já ter morrido. Pensa que a irmã a deixou. Mas esta volta. Ester dá ao sobrinho um papel onde estão escritas traduções da estranha língua local. Ele e a mãe partem. Ester vai morrer.

Palestra MUSEU DE ARQUEOLOGIA E ETNOGRAFIA DO DISTRITO DE SETÚBAL

1 “Fotografia de Oportunidade” 30 de Maio – 21h30 projecto cultural Sy- especial nas áreas de Amnapsis, em colaboração biente e Energias Renovácom o MAEDS, promove veis, como redactor e fotómais um serão temático no grafo. Foi galardoado com âmbito das “Sextas de Fo- dois primeiros prémios em tografia”. Desta vez o tema fotografia livre e temática é “Fotografia de Oportuni- em concursos promovidos dade” pelo fotojornalista pela Câmara Municipal do José Alex Gandum, ex- Seixal. O género de fotogra-colaborador do Semanário fia que gosta de fazer não Expresso e actual fotógrafo obedece a nenhum critério na Fundação EDP / Museu pré-estabelecido, mas tem da Electricidade e colabo- maior apetência pela fotorador em várias revistas grafia livre, desde motivos e outras publicações, em citadinos, passando por

7•13•16•25•26 + 1•6 Telefones Úteis Protecção Civil de Setúbal 800 212 216

Capitania Porto de Setúbal 265 548 270

Protecção à Floresta 177

CP de Setúbal 265 526 845

Táxis 913 201 015 935 910 222 962 012 727

Cruz Vermelha Portuguesa 265 522 578 Intoxicações 808 250 143 Piquete Águas do Sado 265 529 800 Piquete EDP 800 506 506

conferências e tertúlias, até paisagens e caminhadas pelas praias, campos e serras.

Tempo

Câmara Municipal de Setúbal 265 541 500

GNR de Setúbal 265 540 287

O

1º60634 2º11080 3º01195

Polícia de Segurança Pública 265 522 022 Polícia Marítima 265 548 275

HOJE 23º 12º

Céu muito nublado AMANHÃ 22º 15º

Céu com períodos de muito nublado

TST Setúbal 265 009 721

Marés LINHA DE EMERGÊNCIA Bombeiros Sapadores de Setúbal 265 522 122 Bombeiros Voluntários 265 523 523 Protecção Civil 265 523 223 Cruz Vermelha Portuguesa 965 394 3910

HOJE Hora

Altura (m)

03:21 3.27 09:26 0.70 15:41 3.39 21:53 0.67 AMANHÃ Hora

Altura (m)

04:03 10:05 16:20 22:32

3.23 0.72 3.39 0.69

Preia-mar Baixa-mar Preia-mar Baixa-mar

Preia-mar Baixa-mar Preia-mar Baixa-mar

Título registado na ERC sob o n.º 107552; Propriedade: Carlos Bordallo-Pinheiro; Director: João Abreu - redaccao@osetubalense.com; N.º Registo Legal 8/84; Jornalistas: (Cf. n.º 3 do art.º 14.º do Dec.-Lei n.º 56/2001 de 19/2); Redacção: Tel: 265 092 633; redaccao@osetubalense.com - Vera Mariano - C.P.J. n.º 5213 - vera.mariano@osetubalense.com; Vera Gomes - vera.gomes@osetubalense.com; Colaboradores: Joaquim Guerra (Desporto) C.P.J. 9461 - joaquim.guerra@osetubalanse.com; Fátima Brinca (Região) - C.P.J. n.º 2574 - fatimabrinca@gmail.com; Joaquim Gouveia (Cultura e Reportagem) - C.P.J.TE n.º 644 - quim.gouveia@sapo.pt; Brissos Lino; Giovanni Licciardello; Departamento Comercial: Mauro Sérgio - mauro.sergio@osetubalense.com; Departamento Administrativo: Tel: 265 094 354 • 912 277 601; Ana Almeida - ana.almeida@osetubalense.com; Branca Belchior - branca.belchior@osetubalense.com; Cessionário e Editor: Setupress - Soc. Editora, Lda. - Pessoa Colectiva com o n.º 510 965 423 com domicílio na Travessa Gaspar Agostinho n.º 1 - 1º Andar - 2900-389 Setúbal; Gerentes: Carlos Bordallo-Pinheiro; Maria Luisa Bordallo-Pinheiro; José Araujo; Proprietário com mais 10% do capital social: Bordalo Pinheiro, Lda; Tiragem: 5000 ex.; - Fotocomposição e Arte Final: Setupress - Soc. Editora, Lda. - Travessa Gaspar Agostinho n.º 1 - 1º Andar - 2900-389 Setúbal; Impressão: Tipografia Rápida de Setúbal - Travessa Jorge D'Aquino, 7 - 2900-427 Setubal - trapida@bpl.pt


16 |

ÚLTIMA HORA

QUARTA-FEIRA 28.MAIO.2014

Rock no Sado aposta em tornar-se num dos oito melhores festivais do país

A organização do Festival Rock no Sado, que este ano realiza-se entre os dias 15 e 17 de Agosto, no Parque Santiago, nas Manteigadas, quer colocar o evento no “top 8 dos festivais nacionais”. “Esta é a nossa meta. Posicionar o Rock no Sado entre os oito melhores festivais do país, com a particularidade que este é dedicado exclusivamente à música portuguesa”, disse ontem, durante a apresentação do evento, na Casa da Cultura de Setúbal, a Relações Públicas do Rock no Sado, a conhecida astróloga e apresentado Maya. [ DR 

POR VERA MARIANO

A

segunda edição do evento apresenta algumas novidades, a começar pelo aumento do número de bandas para o dobro – este ano serão 27 - e a criação de mais um palco, ou seja, haverá um palco principal – o palco Arrábida – e “o palco Sado mais dedicado à actuação de bandas de música que estão a dar os primeiros passos, nomeadamente do distrito e da cidade de Setúbal”, como explica Pedro Gomes, da organização. De salientar ainda que este ano foram integrados mais estilos musicais, não apenas o rock, de forma a “ter música para todos os

gostos e atrair mais pessoas”, refere o responsável. Assim, logo a começar no dia 15, Richie Campbell com um estilo mais reggae é o cabeça de cartaz, com destaque também para a actuação dos Klepth. No dia 16, será a vez de o hip hop estar em destaque com a actuação de Boss AC, mas também dos Lemm Project. A fechar com chave de ouro o festival, os Xutos e Pontapés, os UHF, cujo vocalista António Manuel Ribeiro é padrinho do evento, e os Alcoolémia actuam no Parque Santiago, nas Manteigadas no dia 17 de Agosto. De salientar ainda a realização de duas festas dedicadas a dois espaços emblemáticos da diversão

A banda setubalense “Gente Estranha” actuou na apresentação

nocturna setubalense, nomeadamente a Festa do Seagull, a realizar na Sexta-feira, dia 15, e a Festa do Absurdo, a realizar no Sábado, dia 16. À semelhança do ano passado não vão faltar também as tasquinhas de

gastronomia e a concentração motard animada pelo Moto Clube de Setúbal. Apesar de no ano passado, a iniciativa não ter corrido tão bem como o desejado, Pedro Gomes e Carlos Oliveira, mentores e organizado-

res do projecto, não desistiram a continuam a apostar no evento que tem como causa a música nacional. “Vamos continuar a apostar na nossa cidade e num projecto no qual acreditamos. Esperamos que os setubalenses este ano estejam connosco e todos juntos vamos tornar este festival numa referência porque somos uma causa pela música nacional”, refere Carlos Oliveira. De salientar que, desde a primeira edição, em 2013, só bandas portuguesas actuam no Rock no Sado e é assim que continuará a ser, garantem os responsáveis. Só por isso, garante António Manuel Ribeiro, vocalista dos UHF, ou seja, “só por este festival ter sido o primeiro a dizer

que é um festival apenas de música portuguesa poderá sempre contar a minha presença”. Também o vereador da Cultura da Câmara de Setúbal, pedro pina, esteve presente na apresentação do evento e desejou que o Rock no Sado se torne num “grande festival de referência para todos”. “Esperamos que seja uma iniciativa de enorme sucesso, pois terá boa música e realiza-se num espaço ideal para festivais com estas características”. Quanto aos preços das entradas para o Festival Rock no Sado, o passe de três dias tem o custo de 30 euros e inclui acampamento e estacionamento, e o preço de um dia é de 15 euros.

Anselmo Ralph e novo projecto de Pacman esgotaram recinto do IPS O campus do Instituto Politécnico de Setúbal recebeu mais uma edição da semana académica com concertos para todos os gostos, desde Toy a Gregor Salto passando pelo artista que está na voga neste momento em Portugal, Anselmo Ralph.

A

noite da actuação do angolano foi mesmo a mais requisitada, com a fila da compra dos bilhetes a compor-se desde a manhã de sexta-feira por pessoas que não queriam perder a oportunidade de ver a sua actuação em palco. Este cenário não se repetiu nos dois dias seguintes, mas o fecho da semana académica, na segunda-feira, teve outra enchente de público com a performance ao vivo do novo projecto musical de Carlão (Pacman, ex-Da Weasel), Fred (Orelha Negra) e Regula, os 5-30. Bruno Fragueiro, responsável pela organização do certame académico, reco-

[ DR 

Concerto de Anselmo Ralph foi o mais concorrido da Semana Académica

nhece o impacto que este já possui “não só na região, mas por todo o país”. “O recinto já começa a ser demasiado pequeno para um

evento desta dimensão e mediatismo”, brinca ainda. O presidente da mesa da assembleia geral da AAIPS admite que esta edição foi

mais um sucesso, apesar de ter coincidido com o primeiro dia do Rock In Rio, domingo, e final da Liga dos Campeões, sábado, dias mais fracos em termos de afluência populacional ao recinto. Pedro Monchique, DJ residente no recinto da semana académica, faz um balanço positivo do evento. “Foram quatro noites para todos os gostos, onde há que realçar a noite de domingo, com a organização da Semana Académica a conseguir ter em palco três artistas de Setúbal, Jorge Nice, Toy e eu próprio. Um feito a assinalar e que deve ter seguimento noutras

edições de modo a ficar patente que a cidade tem um lugar no coração do IPS”. O artista que celebra 20 anos de carreira destaca ainda “o recorde de entradas numa só noite no recinto com a actuação de Anselmo Ralph, suplantando expressivamente o Richie Campbell, no ano passado”. Em relação aos restantes dias, “as coisas arrefeceram mais um pouco, mas na segunda-feira os 5-30, Dj Glue e Gregor Salto trataram de pôr tudo em sentido com uma noite ‘TOP’ que durou ate ao raiar do dia”. Apesar de já não haver concertos no campus do IPS, o programa da sema-

na académica ainda não acabou. No sentido de criar uma maior aproximação dos estudantes à cidade de Setúbal, o Largo José Afonso recebe hoje o Arraial Académico com a participação dos sempre bem-dispostos Irmãos Cabanas. Já na sexta-feira é a vez da festa estudantil partir para a Escola Superior de Tecnologia do Barreiro com a realização de um karaoke. Para finalizar o certame académico, a emotiva Bênção das Fitas dá-se no Domingo, no Largo José Afonso, num momento destinado a amigos e famílias dos alunos finalistas do Instituto Politécnico de Setúbal.

Motociclista de acidente na estrada dos Ciprestes morreu no hospital O

motociclista de 52 anos que sofreu um acidente no domingo à tarde, na Estrada dos Ciprestes, tal como O Setubalense noticiou na edição de segunda-feira, não conseguiu resis-

tir aos ferimentos graves e acabou por falecer no Hospital de São Bernardo, no domingo à noite. De acordo com a PSP de Setúbal, a vítima, do sexo masculino, tinha 52 anos e residia nas

Lagameças, Poceirão, concelho de Palmela. O acidente ocorreu cerca das 15h00 de domingo, quando o motociclista, que se deslocava no sentido Setúbal – Palmela, colidiu

contra um veículo ligeiro que vinha de Palmela e fazia a manobra para virar para a Rua das Galroas. Segundo algumas testemunhas contaram a O Setubalense do acidente, o

condutor da mota, que passou ao sinal verde, ainda terá tentado travar quando viu o carro no meio da via “mas não conseguiu e bateu com a cabeça numa das rodas traseiras do car-

ro”. O homem foi alvo de várias tentativas de reanimação no local e foi depois encaminhado para o Hospital de São Bernardo, onde acabaria por falecer cerca das 20h45.


O Jornal O Setubalense