Issuu on Google+

Desporto

Última Hora

PÁG. 13 [DR

Meninos do C. Indústria triunfam em Espanha

PÁG. 16

Bárbara Rodrigues vai para Turquia

A equipa de benjamins do Comércio e Indústria conseguiu um triunfo inédito para o clube sadino. No torneio do Getafe não deram hipótese e ergueram o troféu.

A poucos dias de partir para a Turquia, onde vai representar Portugal no concurso internacional Future Model and Talent World, a modelo setubalense Bárbara Rodrigues, confessa estar confiante num bom resultado.

QUARTA-FEIRA 16.ABRIL.2014

N.º 22 | Ano I | 4.ª Série www.osetubalense.com | Preço € 0,50 | Diretor João Abreu

Voltamos segunda-feira Informamos os nossos caros leitores e colaboradores que O Setubalense não será publicado na próxima sexta-feira, devido ao facto de ser dia feriado em que se assinala a “Paixão de Cristo”. Assim, voltamos às bancas na segunda-feira, dia 21 de Abril. Até lá, desejamos a todos os setubalenses uma Feliz e Santa Páscoa.

Especial PÁG. 05 e 08

Baixa e Mercado do Livramento em destaque Nesta segunda edição do Especial da Baixa, O Setubalense percorre o Largo da Misericórdia e a Rua Arronches Junqueiro para descobrir os seus atractivos. Destaque ainda para o início de um especial sobre o que de melhor tem para oferecer o Mercado do Livramento.

Região PÁG. 12

Palmela queima Judas no sábado

PSD alerta para mais penhoras na Câmara de Setúbal Cidade PÁG. 09 O PSD de Setúbal está preocupado com o avolumar de dívidas por parte da Câmara de Setúbal e alerta para a “falência eminente” do município que “poderá sofrer novas penhoras que impeçam o pagamento de salários”. Desporto PÁG. 13

[ a-gosto.com 

A força do capitão em nome do Vitória

Pedro Queirós, capitão da equipa do Vitória, em entrevista a O Setubalense, assume que a época foi muito positiva. O defesa-direito garante que os colegas que estão a ser alvo de cobiça têm muito valor e admite, quando for o tempo, terminar a carreira no Bonfim. Segunda-feira, há mais um jogo para vencer.

As ruas do centro histórico de Palmela voltam a encher-se de fumo no próximo sábado de Aleluia, dia 19 de Abril, para a tradicional Queima do Judas que leva todos os anos centenas de pessoas à vila para assistirem à recriação daquela passagem bíblica.

Edição de Livros • Revistas • Boletins • Cartões • Ofícios • Envelopes • Facturas • Recibos • Guias de Remessa • Flyers • Cartazes • Sacos em Papel • Papel de Embrulho • Caixas • Calendários

Tipografia Rápida de Setúbal, Lda.

,

artes graficas

Offset

Digital

Rotativa

Travessa Jorge dAquino, n.º 7 - 2900-427 SETÚBAL | Apartado 182 - 2901-901 SETÚBAL Telef. 265 539 690 | Fax 265 539 698 - e-mail: trapida.palmira@gmail.com

FUNDADA 1951


02 |

BLOCO CLÍNICO

QUARTA-FEIRA 16.ABRIL.2014

Caldeirada à mesa, com prazer e saúde F ruto da combinação entre o melhor peixe, que a nossa costa tem, e a tradição de gerações que combina na culinária o uso dos mais variados ingredientes, as caldeiradas são uma delícia e também um prato muito saudável. Ouvimos e lemos as muitas razões que existem para consumirmos peixe. Para além de ser muito saboroso, o peixe é um alimento com inúmeros benefícios nutricionais. É um excelente fornecedor de proteínas de elevada qualidade, com vitaminas e boa gordura. A grande maioria dos peixes é magra contendo menos de 4% de gordu-

ra e mesmo os peixes gordos contêm pouco mais de 10% de gordura (mas da boa) – o peixe é por tudo isto de digestão mais fácil. Os peixes são ainda uma importante fonte alimentar de vitamina A e D e de ácidos gordos polinsaturados ómega-3, muito importantes para a saúde. Estes ácidos gordos são protectores das doenças cardiovasculares, ajudando a manter o coração e o sistema circulatório saudáveis. Impedem o envelhecimento das artérias e evitam danos vasculares, como a formação de coágulos por exemplo. Devemos consumir peixe pelo menos 4 vezes por se-

[ DR 

mana. O peixe é assim muito importante numa alimentação saudável e Setúbal tem-no da melhor qualidade. Lembre-se que a nossa caldeirada é uma óptima maneira de confeccionar peixe. Em lume brando com um bom azeite, pouco sal e ervas aromáticas cozem batatas, cebolas, alho e vários peixes como por exemplo: tamboril, eiroses, safio, charrocos, pata roxa, salmonetes e sardinhas. Aproveite, faça uma caldeirada e junte à mesa família e amigos com muita Saúde.

Cruz Vermelha Delegação de Setúbal

Bloco Clínico

Clínica Vascular

Instituto de Cardiologia de Setúbal

Dr. José Falcão

Rua dos Comediantes 9A - Setúbal Telf.: 265 531 400 • Fax: 265 531 401

Director Clínico: Dr. Arnaldo Fernandes Dr. Arnaldo Fernandes - Cardiologista Dr. Hugo Pereira - Clínica Geral Dr. Victor Fonseca - Pneumologista Dr. Agostinho Borges - Cardiologista Pediátrico Dra. Leonor Parreira - Cardiologista Arritmologista Dra. Sofia Marcelino - Psicóloga C/0058

MÉDICA - ESPECIALISTA

CIRURGIA GERAL

C/0067

Celi Barbuy Cunha CLÍNICA DE MEDICINA DENTÁRIA Implantologia/ Ortodôncia Próteses Fixas/ Dentisteria estética R. Eng. Henri Perron, 14 - R/c Dtº (Qta. de Vanicelos) - Tel.: 265 55 14 12 Das 9 ás 13 e das 15 ás 19 horas C/0055

DIRECTOR TÉCNICO Fernando Gamito Rodrigues Av. J a im e Co r t esã o , 77-B Tel. 265 539 060 • Set ú ba l Horário: 09h00 - 13h00; 14h00 - 20h00 Sábado: 09h00 - 13h00 C/0054

C/0059

DOENÇAS DO APARELHO DIGESTIVO

Av. Combatentes da G. Guerra, 6-1.º Fte. SETÚBAL TELEF. 265 531 460

Farmácia Portugal

Rua dos Comediantes, 9-A Consultório e Domicilio Telf.: 265 531 400

ASSISTENTE GRADUADA

Ac. ADVANCECARE MÉDIS MULTICARE TELECOM E OUTROS

R. Garcia Peres, 32 - Tel.: 265 525 842-265 525 923 C/0057

Dr. Delfim Lopes Neurologia

ISABEL DUARTE

(VESÍCULA-INTESTINO- HEMORROIDAS) HÉRNIAS - VARIZES

Doenças das Artérias e Veias Esclerose Indolor - Pé diabético Ecodoppler Vascular www.centroclinicodesetubal.pt

MAXICLÍNICA CLÍNICA MÉDICA E DENTÁRIA

Rua dos Pinheirinhos, nº 15 G 2910-121 Setúbal Telf.: 265 234 199 916 632 853 C/0062

Centro de Saúde S. Sebastião Urb. Vale do Cobro, Av. Das Descobertas Tel. 265 708 000 Centro de Saúde Bonfim Praça do Brasil, 14, 1º Tel. 265 525 653 Ext. de Saúde do Sado Rua Manuel Francisco Novo, santo Ovídio Tel. 265 790 460 Ext. de Saúde Bairro Santos Nicolau Rua Prof. Augusto Gomes , 25 Tel. 265 545 200

Ortopedia Lince Novo espaço com Exposição

Material Ortopédico Conforto Médico Hospitalar Rua Camilo Castelo Branco - 167 B/C Tel. 265 228 118 • Fax: 265 571 046 www. ortopedialince.com C/0069

Telefones Úteis

Siga-nos no Facebook

Ext de Saúde S. Sebastião Urb. Vale do Cobro, Av. Das Descobertas Tel. 265 708 000 Extensão de Saúde Praça da República Praça da República Tel. 265 544 320 Extensão de Saúde Santa Maria Rua Damão, 1 Tel. 265 531 200 Ext. de Saúde Viso

Rua Batalha do Viso, 46 Tel. 265 572 572 Ext. de Saúde Azeitão Rua Artur Horta, 18 Tel. 212 199 500 Centro Diagnóstico Pneumológico Urb. Vale do Cobro, Av. Das Descobertas Tel. 265 708 000 Serviço de Saúde Pública Urb. Vale do Cobro, Av. Das Descobertas Tel. 265 708 000 Rua Luís Gonzaga Nascimento, 2, R/C Dto Tel. 265 544 129/7 Hospital de São Bernardo R. Camilo Castelo Branco Tel. 265 549 000 Hospital Ortopédico do Outão Tel. 265 543 900 Hospital de Sant’Iago (Hospor) EN 10 Km 37 Tel. 265 509 200 Frenesius Medical Care Clínica de Hemodiálise Quinta de Vanicelos

Lote 1 – Estrada da Baixa de Palmela Tel. 265 541 840 Intoxicações Tel. 808 250 143 Linha Verde Tel. 800 212 216 Linha de Saúde Pública Tel. 808 211 311

Farmácias HOJE FAR. FARINHA PASCOAL Av. D. João II, 2 B 265 547 770 FARMÁCIA MARQUES R. Arronches Junqueiro, 109-11 265 522 783

AMANHÃ FARMÁCIA COSTA Largo da Misericórdia, 48-50 265 522 760 FAR. CUNHA PINHEIRO Rua da Camarinha, 32 265 528 251


OPINIÃO

QUARTA-FEIRA 16.ABRIL.2014

Ambiente

FAZER A CIDADE

Para quando a reposição do areal na Praia da Arrábida?

A

pós um Inverno rigoroso, repleto de intempéries, que levaram ondas gigantes a galgar paredões, molhes e todo o tipo de protecções marítimas um pouco por todo o país, e onde em muitas zonas a areia das praias desapareceu por arrasto, eis chegado um dia maravilhoso de sol que me levou a passear à minha praia favorita, o Portinho da Arrábida! Pensava eu que este ano já poderia andar descalça à beira-mar, tal como noutra praia de águas calmas qualquer!..., mas não! A não ser calçada, de forma a não correr o risco de torcer um pé ou tropeçar numa pedra maior, dada a irregularidade dos pedregulhos ao longo de todo o percurso à beira-mar, desde o Portinho até ao Creiro. Que eu saiba não foi ne-

| 03

nhuma onda gigante que levou o saudoso “Monte Branco” desta praia, nem foi nenhum monstro marinho que engoliu praticamente toda a areia que existia na praia!. Quero com isto dizer que a nossa bela praia da Arrábida está cada vez com mais pedras à vista, que se prolongam por uma vasta extensão, interferindo com os espaços concessionados, dificultando o acesso à àgua de crianças e adultos, onde supostamente só deveria existir a areia branca e fina de outrora!. Então do que é que os dirigentes das Associações Ambientalistas e de Conservação da Natureza da n/ Região estão à espera para resolver este “desconforto ambiental”? Em vez do nosso Governo canalizar verbas “a fundo perdido” para arranjar o

irreparável, quer na Costa da Caparica quer em outras praias de mar revolto do país, onde as pessoas insistem em construir casas e negócios de restauração “de caras para o mar”, não seria mais útil os Setubalenses também se pronunciarem através dos media, denunciando o pouco que se tem feito para voltarmos a ter a areia que nos foi sugada desde a construção do “Tróia Resort” e nunca mais foi reposta? Ainda para mais, os nossos representantes nem sequer correm o risco deste investimento se perder ou esfumar no mar, visto que no Sado só existem golfinhos e até à data ainda não apareceu nenhum tsunami!... Ao abrirem diariamente os telejornais relatando os tremendos estragos feitos pelo mar ao longo de todo

este Inverno, como é que quem de direito permite que a nossa praia da Arrábida continue a desaparecer, silenciosamente, como se de uma praia qualquer se tratasse!? Trata-se de Património da Humanidade que urge preservar! Mesmo que seja à boleia de qualquer campanha eleitoral, é preciso que se actue rapidamente na reposição da areia em falta na Arrábida sob pena de perdermos mais esta “belíssima paisagem natural”! Obs.: Mas para cobrarem uma “fortuna” para se poder estacionar o mais perto possível da praia, ainda que num lugar ao sol, em plena Serra, foi criada uma Associação!? Tudo pela Preservação do Ambiente e da Natureza!

O sentido do sacrifício

O

s tempos da Quaresma e da Páscoa falam essencialmente de sacrifício. O problema é que o sentido do sacrifício, no âmbito religioso, está hoje arredado do entendimento do cidadão comum. As pessoas compreendem o que é fazer sacrifícios materiais, supostamente em nome de um futuro melhor, mas não gostam de ser engana-

Com o advento de Cristo, desde logo a figura é identificada como “o cordeiro de Deus” que tira o pecado do mundo, por João, o Baptista, dando o tom nas páginas neotestamentárias do drama do Calvário, onde se viria a consumar o efectivo sacrifício desse Cordeiro. Mas o sacrifício comporta dois aspectos essenciais: por um lado a oferta solene à divinda-

das pelos políticos – que insistem no discurso do sacrifício – mas dificilmente conseguem ver alguma luz no fundo do túnel. A fé cristã, porém, está baseada no princípio do sacrifício. Mesmo os seus antecedentes, a fé judaica (abraâmica), partem do quase-sacrifício de Isaque por Abraão. A ideia persiste na Pessach – a Páscoa judaica – ocasião em que um cordeiro seria sacrificado por cada família hebraica na noite que antecedeu o êxodo do Egipto. Mais tarde o mesmo princípio passa depois à religião organizada, enquanto ritual estribado na lei de Moisés, com os holocaustos e outros sacrifícios de animais, no tabernáculo do deserto e depois no templo de Jerusalém, os quais funcionavam simbolicamente como sacrifícios de substituição dos antigos israelitas. Mesmo na religião antiga, segundo a Torah, Deus terá requerido de Caim e Abel o sacrifício de sangue de um animal e não apenas oferendas de produtos da terra como frutos e flores.

de, em donativos ou vítimas, e por outro lado a renúncia a algo que nos é precioso. O sentido do sacrifício de sangue aponta para o reconhecimento de que Deus é o dador da vida (representada por esse mesmo sangue), mas também para a ideia de que o animal imolado funciona como um substituto aceite pela divindade, pois, como reza o autor da Carta aos Hebreus: “E quase todas as coisas, segundo a lei, se purificam com sangue; e sem derramamento de sangue não há remissão” (9:22). Assim, o sentido da Páscoa é que Cristo, o Ungido de Deus, se entregou a si mesmo por nós, pecadores, num sacrifício vicário (substituinte), de modo a abrir-nos ao caminho da plena comunhão com Deus Pai, que é Santo e não aceita pecado na sua presença. O sangue do Cordeiro, que cobre simbolicamente todo aquele que pela fé o recebe como Salvador, é que nos possibilita essa entrada no Lugar Santo. Boa Páscoa.

Mª Margarida Sousa

Perspectiva

A páscoa no mundo de hoje

A

Páscoa é o verdadeiro centro do cristianismo – é a ressurreição de Cristo após a sua paixão e morte. Quando Nietzsche e, mais tarde Sartre, afirmaram que Deus estava morto não pensaram que a sua afirmação viria a traduzir uma realidade dos nossos dias. Pois a verdade é que, para a maioria dos homens de hoje, Deus está morto – ou pelo menos procede como se tal afirmação fosse a realidade. Até muitos que se dizem cristãos pelas suas atitudes e pelo seu comportamento pouco convencem que sigam um Deus vivo. Terminada a quaresma prepara-se a celebração da morte de Deus, mas aproxima-se a ressurreição com o domingo de Páscoa! Mas a realidade é bem outra para o homem comum neste mundo dessacralizado. Deus foi apresentado muito como solução para superar deficiências do conhecimento

humano, e com o progresso científico a necessidade de Deus, nesta perspectiva, foi sendo cada vez mais reduzida – o bosão (a partícula de Deus), a síntese de células vivas, o conhecimento do infinitamente pequeno e dos espaços siderais, etc., foram-no parecendo inútil. Por outro lado Deus tem sido para as massas uma força alienante, um autêntico ópio do povo, como lhe chamava Marx. E milhares de cristãos continuam com um cristianismo ritualista, alienados na “consolaçãozinha” do Alem como recompensa deste “vale de lágrimas”. Mas o Deus, Alfa e Ómega da nossa humanidade, origem e destino de todas as coisas e de todos os seres, esse Deus que desde Abraão fala com os homens e se insere na História, esse Deus que se fez homem em Jesus Cristo, esse Deus que vive no coração de todos os que amam o próximo, esse Deus que é energia amorizante, que é Caminho,

Verdade e Justiça, esse Deus é uma realidade viva! Onde está Ele portanto? Se está morto há que ressuscita-lo! Se na tua vida tens carregado a tua cruz, aquele cancro que estende já os seus tentáculos pelo teu corpo, aquele reumático que te impede de trabalhar apesar dos teus 30 anos, aquele marido que te trás insegura e frustrada, aquele filho anormal que te amargura a vida, aquelas dificuldades financeiras que te deprimem, esse desemprego que parece sem solução, aquela morte do teu único filho que era a razão de ser da tua vida, porque não permaneci na angústia e na neurose, porque não reagi com violência e com ódio? Porque acredito que o Amor vence o ódio, porque sei que o caminho para o que une e argamassa os homens é a solidariedade, porque acredito que depois da “Paixão e morte” vem a ressurreição, vem a Páscoa, vem vitória da Paz

Mário Moura e da Justiça sobre o mal, a indiferença e o comodismo. Porque acredito na “revolução da ternura” com diz o Papa Francisco. Porque renego este sistema “que mata”, como diz o Papa Francisco. Porque sinto em mim essa Força que me obriga a SAIR para as periferias da sociedade, como diz o Papa Francisco. Porque acredito que a Igreja a que pertenço tem de ser “uma Igreja pobre para os pobres”, com também pede o Papa Francisco. E assim Deus estará vivo e ressuscitado, e assim será uma verdadeira Páscoa!

José Brissos-Lino


04 |

QUARTA-FEIRA 16.ABRIL.2014

“Cartoonista de Abril” revisita Revolução dos Cravos

Poemas do País da Vida É preciso semear no gesto simples de quem se dá ao passar e deixa que seja o tempo a mostrar que vale a pena lançar na encruzilhada a semente da flor da qual não vai conhecer nem o viço nem a cor.

[ CMS 

Sejamos chuva serena a cair discretamente no canteiro mesmo ao lado sem ninguém se aperceber porque nasceu tanto verde... na secura dum passado. Que o sorriso seja Sol cheio do calor da Vida a tornar mais colorida esta paisagem a deixar com marcas deste passar a construir este Amar... Só depois descobriremos como é bom sentir cá dentro a grandeza do momento de ser plena Unidade; E a flor que foi semente fez-se assim fruto patente com sabor de eternidade!

A exposição de Abel Manta proporciona uma forma diferente de revisitar a revolução dos cravos

M

ais de uma centena de desenhos de Abel Manta marcam presença numa exposição sobre o “Cartoonista de Abril”, mostra inaugurada no sábado à tarde, na Galeria Municipal do 11. A ferocidade, a ironia e a subtileza dos pormenores são traços transversais aos 103 trabalhos

forte actualidade”, sublinhou o vereador da Cultura da Câmara Municipal de Setúbal, Pedro Pina, ao reforçar que “arte de João Abel Manta transmite, através do desenho ‘cartoon’, uma mensagem de enorme sagacidade” que importa reter. Num momento em que se assinalam quatro décadas da Revolução de

www.poemasdopaisdavida.wordpress.com

sobretudo, no suplemento literário do Diário de Lisboa, é dividida em duas partes, a primeira com uma caracterização de Portugal nos últimos anos da ditadura, a segunda sobre a aceleração apaixonada vivida entre 25 de Abril de 1974 e 25 de Novembro de 1975, durante o PREC. “João Abel Manta – Cartoonista de Abril”,

Abel Manta nasceu em 1928, em Lisboa. Formado em Arquitectura pela Escola Superior de Belas-Artes de Lisboa, em 1951, dedicou grande parte da carreira à vertente de artista plástico, ao elaborar vários trabalhos nas áreas de pintura, cerâmica, tapeçaria, mosaico, ilustração, artes gráficas e ‘cartoon’. Com Alberto Pessoa e

[ CMS 

A ferocidade, a ironia e a subtileza dos pormenores são traços transversais aos 103 trabalhos de João Abel Manta que integram a mostra de João Abel Manta que integram a mostra, uma iniciativa integrada nas comemorações locais dos 40 anos da Revolução dos Cravos, que proporciona uma maneira diferente de revisitar Abril. “É uma exposição que continua a marcar uma

1974, o autarca salientou que “Setúbal acolhe com particular entusiasmo o trabalho de um grande cartoonista de Abril”, exposição que “deve ser apresentada às gerações mais novas”. A exposição, composta por trabalhos publicados,

mostra organizada pela Câmara Municipal de Setúbal em colaboração com o Museu da Cidade, de Lisboa, está patente até 10 de Maio, de terça a sexta-feira das 11h00 às 13h00 e das 14h00 às 18h00 e aos sábados das 14h00 às 18h00.

Hernâni Gandra, foi responsável pelo projecto dos blocos habitacionais da Avenida Infante Santo, uma das principais referências arquitectónicas de Lisboa, trabalho com o qual ganhou, em 1957, o Prémio Municipal de Arquitectura.

Grupo de treze jovens em intercâmbio na Alemanha

A

Associação Cultural Experimentáculo partiu na segunda-feira para Oldenburg, na Alemanha, onde vai permanecer até ao próximo dia 24, a participar num intercâmbio europeu de jovens que assinala o centenário da I Guerra Mundial. Ao grupo português de 13 jovens, juntam-se outros tantos participantes da Alemanha e da França, num programa de actividades que terá como ferramenta central o teatro

e a expressão dramática. Financiado e certificado pela Deutsch-Franzosisch Jugendnetzwerk, o projecto pretende promover valores de tolerância, igualdade e respeito pelos direitos humanos, mas também capacitar os participantes de novas aptidões e competências, tanto a nível pessoal como profissional. Além disso, os jovens poderão contactar com outras culturas, derrubando preconceitos e promovendo a mobilidade dentro do espaço europeu.

PROF. SOUAREBA Grande conselheiro com 64 anos de experiência. Especialista em todos os trabalhos ocultos. Conhecido por grandes personalidades da África inteira. O africano experiente aconselha rapidamente sobre todos os seus problemas mesmo os mais di ceis e desesperados, tais como: amarração, afastamento, problemas profissionais e familiares, negócios e impotência sexual, sorte, jusça, vícios, álcool e drogas.

Consultas das 08h00 às 22h00, pessoalmente e à distância ou correspondência

Trabalho honesto, sério, eficiente e rápido • Facilidades de Pagamento

911 049 355 / 967 373 793

Resultados 100% Curandeiro


l especia

BAIXA DE SETÚBAL

QUARTA-FEIRA 16.ABRIL.2014

| 05

Um dos principais largos da cidade

O

Largo da Misericórdia é um dos pontos centrais do centro histórico de Setúbal e um dos largos mais emblemáticos da cidade. Para além de variado comércio, como a célebre e tradicional pastelaria Capri, uma óptica ou lojas de roupa, este é o local onde está localizada a delegação de Setúbal da Cruz Vermelha Portuguesa e a sede da Sociedade Musical e Recreativa Capricho Setubalense. É uma rua cheia de vida, onde muitos se encontram para conviver sentados nos bancos de jardim no centro do largo. É também um local onde se realizam várias iniciativas, como concertos e outras actividades de dinamização do comércio local, como uma feirinha de Natal.

Aqui pode encontrar artigos únicos e diferentes

Seguimos a regra dos três R's Reciclar, Reduzir e Reutilizar

A antiga Rua de S. Sebastião e Rua Direita

A

Rua Arronches Junqueiro é a antiga Rua de São Sebastião, que também já se chamou Rua Direita, e que liga a porta do sol ao Largo da Misericórdia. Uma rua típica e castiça setubalense, com muita vida e animada, sobretudo, por comércio de restauração onde

se pode comer o bom peixe assado setubalense, mas também há um salão de cabeleireiro, uma costureira e um atelier de costura. Arronches Junqueiro (1868 – 1940) foi um poeta, naturalista e arqueólogo setubalense, que passou grande parte da sua infân-

cia na antiga Rua de São Sebastião que, mais tarde, seria rebaptizada com o seu nome. Junqueiro constituiu uma colecção geológica que ofereceu à Escola Liberal de Setúbal e uma colecção de história natural que entregou à cidade, depositando-a no Liceu Bocage. Foi, ain-

da, director do periódico “A Folha de Setúbal”. Na Rua Arronches Junqueiro, viveu o cantor lírico Armando Guerreiro (1923 – 1990) no primeiro andar, do número 120, e, em 2013, a Liga dos Amigos de Setúbal e Azeitão prestou-lhe uma simbólica homenagem com a coloca-

-

Arranjos de Costura Roupa por Medida Artigos Retrosaria Tecidos Decoração Artesanato Tecidos para Trabalhos Manuais

ção de uma placa que marca o local onde Armando Guerreiro viveu durante muitos anos. Esta é também uma rua com histórias e lendas, como a Lenda da Moura Encantada, uma história de tra-

dição popular, passada junto à Porta do Sol, perto do Miradouro, no Séc. XIV.


06 |

QUARTA-FEIRA 16.ABRIL.2014

Verdes repudiam privatização do lixo A

privatização da EGF, empresa pública responsável por 51 por cento da capital da Amarsul, é vista pelos Verdes como um regresso ao passado que a população de Setúbal quer esquecer. Heloísa Apolónia, deputada deste grupo parlamentar na Assembleia da República, entende que “Setúbal conhece bem os efeitos da privatização do sector da recolha e tratamento do lixo e não quer voltar a essa situação, com o aumento brutal da tarifa a ser pago pelo consumidor”. Os Verdes passaram por Setúbal nas jornadas parlamentares, nos últimos dois dias, tendo reunido com autarquias, trabalhadores e ambientais para debater o tema da entrega aos privados do sistema público de recolha de lixo. “Quando os municípios da região aderiram à Amarsul, fizeram-no porque

acreditaram que estavam a depositar este serviço em mãos de instituições públicas e agora sentem-se traídos”, acrescenta Heloísa Apolónia. A “solidão” do Governo neste processo também é vincada pela deputada eleita pelo círculo de Setúbal em 2011, referindo que “ninguém apoia esta decisão e quando o Governo vem dizer que tem aprovação por parte da Associação Nacional de Municípios esquece-se que esta entidade rejeitou publicamente por completo esta opção”. A deputada chega mesmo a considerar a privatização como uma traição aos municípios que aderiram ao serviço e critica Passos Coelho por não possibilitar que estes venham a possuir a maioria do capital social da Amarsul, precavendo assim uma subida das tarifas. “Esta situação seria um mal menor mas a solução

LALLEMAND IBÉRIA, S.A. Sede Lugar da Cachofarra - Setúbal Capital Social: € 2.875.000,00 Matriculada na Conservatória do Registo comercial de Setúbal sob o número único de matricula e identificação fiscal 500 223 823

ASSEMBLEI GERAL DE ACCIONISTAS CONVOCATÓRIA [ DR 

Ponto Um: Deliberação sobre o relatório de gestão, contas, ba lanço e demais elementos, de prestação de contas do Conselho de Administração, referente ao exercí cio de 1 de Fevereiro de 2013 a 31 de Janeiro de 2014;

passa mesmo por rejeitar por completo a privatização”, verifica a deputada dos Verdes. O capital social da Amarsul pertence em 51 por cento à EGF - Empresa Geral de Fomento (detida em pleno pela AdP - Águas de Portugal, SGPS, S.A.) e 49 por cento aos municípios inseridos na área de atuação. Em relação ao investimento necessário

para os próximos anos na recolha do lixo, são cerca de 300 milhões de euros que são necessários até 2020, “sendo que cerca de mil milhões já foram avançados pelos cofres público até hoje”, realça Heloísa Apolónia, adiantando que “quem pegar no negócio do lixo vai estar com certeza sorridente uma vez que o investimento vai ser pouco e o lucro imenso”.

João Carlos Lopes dos Santos

Faleceu A 21-04-2012

Nasceu a 06-06-1938 Faleceu a 12-04-2014

PARTICIPAÇÃO DA MISSA 2º ANIVERSÁRIO E AGRADECIMENTO

AGRADECIMENTO

OP/ 0104

Agenda Gastronómica

OP/ 0091

Arrenda-se posto de abastecimento de combustível pronto a funcionar, no centro de Setúbal e com alvará de licença de exploração até 2028.

Respostas ao apartado nº 52, 2951-901 Palmela, indicando forma de contacto. OP/ 0096

Ponto Seis:

Eleição de novos Órgão Social;

Ponto Sete:

Outros assunto;

OP/ 0070

RESTAURANTE

Setúbal, 28 de Março de 2014

O Presidente da Mesa de Assembleia (Maria do Carmo Vitorino)

ELO-FÁBRICA NACIONAL DE MATERIAL AUTOMÓVEL, SA. Sede Social: Cucena, 2840-132 Aldeia de Paio Pires Capital Social: 1 800 000,00 € (integralmente subscrito e realizado) Pessoa Colectiva Nº. 500 094 411 Matriculada na Conservatória do Registo Comercial do Seixal sob o número 2

2º Apreciar e deliberar sobre a proposta de aplicação de resultados; 3º Proceder à apreciação geral da Administração e da Fiscalização da Sociedade. 4º Proceder à eleição dos Órgãos Sociais para o triénio 2014/2016 5º Deliberar sobre as remunerações dos Órgãos Sociais. A Assembleia será constituída nos termos do disposto no artº.379º do Código das Sociedades Comerciais e os documentos estarão à disposição dos Senhores Accionistas, para consulta, na sede da sociedade, nos quinze dias anteriores à data prevista para a sua realização. Aldeia de Paio Pires, 15 Abril de 2014 O Presidente da Mesa

SNACK-BAR

O Novo Retiro do FERNANDO way Especialidades eA

Tak

É permitida a representação de Accionistas nos termos e na forma prevista na lei.

1º Apreciar e deliberar sobre o Relatório de Gestão, o Balanço e a Demonstração de Resultados do Exercício de 2013, bem como o Relatório e Parecer do Conselho Fiscal;

OP/ 0103

Recruta-se Jovens C/S Experiencia p/ Trabalhar na área residencial Oferecemos Base, comissões a cima da media e transporte da empresa vpp.recrutamento@gmail.com Tel.914 765 612 OP/ 0106

Apreciação em geral da administração efectuada:

Nos termos do disposto no art. 377º.do Código das Sociedades Comerciais. convocam-se os Senhores Accionistas para se reunirem em Assembleia-Geral Anual de Accionistas, na sede social, no próximo dia 22 de Maio de 2014, pelas 15 horas, com a seguinte ordem de trabalhos:

Seu esposo, filho, nora e restante família vem por este meio recordar com saudade o seu ente querido. Mais informam que será celebrada missa do 2º aniversário de falecimento no dia 21 de Abril ás 18h00 na Igreja dos Grilos, pelo que agradecem desde já a quem se dignar participar neste ato religioso.

ajudante de cozinha, cozinheira/o e empregado/a de Mesa c/ pratica para restaurante Tel.916 377 481

Ponto Três:

ASSEMBLEIA-GERAL DE ACCIONISTAS CONVOCATÓRIA

Seu filho, nora e restante família, cumprem o doloroso dever de participar o falecimento do seu ente querido, cujo funeral se realizou no dia 14-04-2014 para o Cemitério de Algeruz, em Setúbal. Vêm por este meio e na impossibilidade de o fazer pessoalmente agradecer a todas as pessoas que se dignaram acompanhar ou de outra forma lhe manifestaram o seu pesar.

Fujitsu

Deliberar sobre a aplicação de resultados;

De acordo com o artigo 10º do Pacto Social, a cada acção corresponde um voto.

Rosa Maria da Silva Guedelha Calado André

Precisa-se

Ponto dois:

Ponto Quatro: Aprecisção e votação do Parecer do Fiscal Único;

Necrologia

Classificados

Nos termos da lei e dos Estatutos, convoncam-se os Senhores Accionistas da LALLEMAND IBÉRICA, S.A. (a "Sociedade") ára a reunião da Assembleia Geral anual a ter lugar na sede social, sita em Lugar de Cachofarra - Setúbal, ás 10h00m do próximo dia 30 de Abril de 2014, com a seguinte ordem de trabalhos:

Arroz de Marisco • Açorda de Marisco Ensopado de Enguias • Peixe e Carne na Brasa

________________________________ Dr. Fernando da Cunha Fernandes OP/ 0105

Rua Henrique Rosa, 24/26 • Tel. 265 732 628 • Poço Mouro • 2910-293 Setúbal

Residencial de Idosos Peq. Anúncios Tem Vagas

Aluga-se

Telefone 910 637 113 OP/ 0094

• Apartamentos T0 a T3 várias zonas da cidade, Moradias, Lojas, Escritórios, Armazens, Garagens Tel: 919 365 150 C/ 0151

Setupress - Sociedade Editora, Lda. . Arrenda T1 S/M J.Quebedo 225€,T1 Mob. J. Hospital 250€, T1 Mob. P. Brasil 290€, T3 C/M B. Liceu 325€, T2 C/M B. Palmela 280€ e T2 S/M P. Brasil 300€ T. Mais 96 770 6156

Travessa Gaspar Agostinho, n.º 1, 1º Andar Tel.: 265 094 354 • 912 277 601


CIDADE

QUARTA-FEIRA 16.ABRIL.2014

| 07

Campanha sensibiliza para recolha de óleos alimentares usados

U

ma acção de sensibilização para a recolha e separação selectiva de óleos alimentares usados realizou-se no sábado de manhã, nas imediações e dentro do Mercado do Livramento. A campanha, que incidiu na distribuição de folhetos informativos e na oferta de funis que ajudam na recolha, em casa, de óleos alimentares usados, foi promovida pela ENA Agência de Energia e Ambiente da Arrábida, com o apoio da Câmara Municipal de Setúbal, no âmbito do projecto RecOil. "É uma iniciativa que procura envolver toda a comunidade, com enfoque no público escolar, na recolha de óleos alimentares domésticos usados para posterior tratamento e reutilização em biodie-

[ CMS 

sel", explicou Sandra Dias, da ENA, que participou na iniciativa. A acção foi desenvolvida com o apoio de elementos que pertencem ao corpo de Patrulheiros, projecto municipal que garante uma ocupação a reformados, nomeadamente destinada à vigilância de espaços públicos. A campanha permitiu transmitir à população as principais vantagens da reciclagem de óleos alimentares, sobretudo na "atribuição de uma nova utilidade energética", explicou Sandra Dias, e divulgar as mais de três dezenas de pontos de recolha públicos disponíveis em Setúbal e Azeitão.

Setúbal recicla sete mil litros de óleo por ano O projecto RecOil, finan-

ciado pela Comissão Europeia e coordenado localmente - Setúbal, Sesimbra e Palmela - pela ENA, tem como objectivo o incremento da recolha de óleos alimentares usados em habitações e a respectiva reconversão em biodiesel. Na perspectiva ambiental, o projecto procura, por um lado, minimizar os impactes negativos da introdução dos óleos nos sistemas de drenagem de águas domésticas e, por outro, aumentar a produção de biodiesel de uma forma sustentável, ou seja, sem recorrer às culturas energéticas. "A Câmara Municipal, no âmbito da participação neste projecto, espera alargar em Setúbal, até ao final do ano, a rede de recolha selectiva destes detritos, com a introdução de mais três dezenas de

A campanha incidiu na oferta de funis que ajudam na recolha de óleos alimentares usados em casa

oleões", afirmou António Luís Rodrigues, assessor para a área do Ambiente na Autarquia. Os pontos de recolha disponíveis nas escolas "são aqueles que mais contribuem para a reciclagem,

um sinal de que as novas gerações estão comprometidas com este objectivo", sublinhou aquele responsável, adiantando que em 2013 foram reciclados, no concelho de Setúbal, cerca de sete mil litros de óleo.

O biodiesel, misturado com o gasóleo normal e colocado nos postos de abastecimento, contribui para a diminuição do perigo das emissões feitas pelos veículos motorizados aquando da circulação.

Associação José Afonso apresenta “Os Rapazes dos Tanques”

O

[ DR 

livro “Os Rapazes dos Tanques” é apresentado no próximo sábado, às 17 horas, na Sala José Afonso, da Casa da Cultura, com a presença de Adelino Gomes. Este livro, promovido pela Associação José Afonso (AJA), oferece-nos imagens e testemunhos exclusivos dos homens (oficiais, sargentos e praças) que estiveram frente a frente no Terreiro do Paço e no Carmo, no dia

25 de Abril de 1974. “As fotografias de Alfredo Cunha e as entrevistas conduzidas por Adelino Gomes levam-nos a (re) viver aquelas horas e a percebermos as dúvidas, os receios, a ansiedade, a tensão, a esperança, as alegrias vividas por cidadãos que, depois desse dia, regressaram, na maior parte dos casos, ao anonimato. E a conhecer, também, o olhar que esses homens têm sobre o país, quarenta anos de-

A

cias Médicas e a Escola Nacional de Saúde Pública da Universidade Nova de Lisboa. O prazo de inscrições termina a 18 de Abril. O Mestrado em Fisioterapia consiste numa formação de natureza profissionalizante, dirigida aos licenciados em fisioterapia que pretendam aprofun-

dar o seu conhecimento e compreensão no âmbito da intervenção clínica ou comunitária, bem como desenvolver competências para o exercício autónomo da profissão. A estrutura do mestrado possibilita a aquisição de competências em duas áreas específicas de intervenção:

3 Reparos

eles está o cabo apontador cuja acção Salgueiro Maia considerou decisiva para a vitória das forças revoltosas”, expressa a associação. “Os Rapazes dos Tanques” simboliza em Salgueiro Maia e em todos eles a homenagem que Portugal presta, quarenta anos depois, aos militares que derrubaram a ditadura.

Reparámos que na Avenida Pedro Alvares Cabral, entre o troço da nova rotunda dos Quatro Caminhos e o cruzamento do Jumbo, a iluminação pública se encontra desligada há várias semanas. É importante repor a iluminação naquela área bastante movimentada da cidade.

Escola Superior de Saúde do IPS abre candidaturas para Mestrado em Fisioterapia Escola Superior de Saúde do Instituto Politécnico de Setúbal abriu candidaturas para os mestrados em Fisioterapia – Ramo de Saúde Pública e em Fisioterapia – Ramo das Condições Músculo-Esquelética, ministrados em associação com a Faculdade de Ciên-

pois”, expõe a AJA em comunicado. “Pela primeira vez, é dada voz a furriéis e cabos que não obedeceram às ordens de fogo do brigadeiro comandante das forças fiéis ao regime - um acto de justiça aos que, estando, numa primeira fase, na defesa do regime arriscaram a vida e souberam estar à altura do desafio. Entre

Saúde Pública e Condições Músculo-Esquelética. Esta última formação foi recentemente acreditada pela International Federation of Orthopedic Physical Therapists (IFOMPT), sendo actualmente, em Portugal, o único curso que faz parte da IFOMPT Aproved Learning Institutions.

Reparámos que na Rua Galroas, no sentido Av. Mestre Lima de Freitas - Azinhaga de S. Joaquim, existem três buracos grandes no asfalto, antes do cruzamento da Estrada dos Ciprestes.

Reparámos que na Rua S. João de Deus, Bairro Afonso Costa, o candeeiro de iluminação pública, frente ao n.º 130, está com a lâmpada fundida há várias semanas. Tal situação coloca em causa a segurança dos moradores.


08 |

MERCADO DO LIVRAMENTO

QUARTA-FEIRA 16.ABRIL.2014 [ FOTOS: MANUEL VIEIRA

Ana Conceição & Filhos, Lda. Mercado do Livramento e Lota Comercial Telef. 265 238 583 - Setúbal

Qualidade e Frescura

! s o n e t i s Vi

Mercado do Livramento tem nova cara

O melhor mercado da região

O

Mercado do Livramento é um ex-libris da cidade de Setúbal. Visitado diariamente por centenas de pessoas, não só de Setúbal, mas de vários locais da Grande Lisboa e do Alentejo, é um mercado que tem tudo o que procura. Desde o pão, queijos, fruta, legumes, doces, enchidos, bacalhau salgado e fresco, vinhos e licores, caracóis e frutos secos, não esquecendo as saborosas azeitonas, tudo com a melhor qualidade e frescura. Mas há ainda flores e artigos de vestuário, artesanato, ou pode optar pelos salões de beleza, cafés, snack-bares, e ainda por comprar jornais e revistas. Mas sem descurar a diversidade de oferta e a qualidade de todos aqueles produtos, este é, sem dúvi-

O atendimento ao público é o melhor, com vendedores simpáticos e cativantes que a todos recebem com boa disposição e alegria. da, o mercado de excelência do melhor peixe da região e um dos melhores do país. O peixe mais saboroso, o de melhor qualidade e o mais fresco está na mítica praça setubalense e é, sobretudo, por ele que centenas de pessoas, vindas de vários cantos da região de Lisboa, se deslocam a Setúbal para comprar no Mercado do Livramento. Para além disso, o atendimento ao público é o melhor, com vendedores simpáticos e cativantes que a todos recebem com boa disposição e alegria. E há também a beleza do edifício histórico e

do painel de azulejos que quase ficou destruído no trágico acidente que vitimou mortalmente cinco trabalhadores no decorrer das obras de requalificação do mercado, em Fevereiro de 2012. Quanto a estas obras, que custaram quatro milhões de euros, permitiram criar novas valências, ampliar o mercado para a zona traseira e requalificar antigas infraestruturas, de acordo com as novas exigências legais, para além do ninho de empresas, no primeiro piso, que deu ainda um carácter mais moderno ao equipamento.

Os comerciantes do Mercado do Livramento desejam a todos os clientes uma Feliz e Santa Páscoa

Donzília Fernando & Filhos

RECANTO ALENTEJANO

Pedra n.º 17

Frutas e Legumes

D. Beatriz agradece

dade Quali patia e Sim

Excelente Charcutaria com Queijos de Qualidade Tlm. 967 077 299

há doce não s i a m e c Do

Tlm. 912 504 072 Setúbal

Escolha o seu Talho no Mercado do Livramento Simpatia e Qualidade ao Melhor Preço

Talho da Luz - de Ricardo Espiga Doce

Tel. 964 595 456

Simpatia e Qualidade

Qualidade eTradição

Tlm. 917 507 741 Tel. 265 533 824

Talho 22 - de João e Olinda Neves

Mantemos a Qualidade eTradição

Florista Julieta, José Martins Flores bonitas e variadas

Visite-nos! no Mercado do Livramento

Gostamos de servir bem Bifanas e Ginginha da melhor

no seu Mercado do Livramento

MARIBACALHAU

A nossa melhor qualidade em Bacalhau e Conservas

Tlm. 961 870 513

Sabor da Fruta No Mercado do Livramento encontra simpatia com atendimento personalizado e sempre com um sorriso nos lábios. Venha conhecer os nossos produtos, os nossos preços, sentir a nossa simpatia.

Sabor da Fruta, a qualidade ao melhor Preço

Tel. 967 174 089

Rogério e Luiz

Talho da Luz do Livramento

Frutas Carlos das Caldeiradas

Temos o melhor para si Grande Variedade e Qualidade neste Mercado

Simpatia e Qualidade

Visite-nos!

no Mercado do Livramento

Um Espetácualo em Frescur eTradição

Tel. 969 674 949

TALHO CAFERRA Temos Qualidade

Tlm. 916 792 170

Visite-nos! Carnes Nacionais, Aves, Coelho, Borrego, Porco

Ao seu dispôr, em Vinhos, Aguardentes, Moscatel, Refrigerantes


CIDADE

QUARTA-FEIRA 16.ABRIL.2014

| 09

PSD divulga “falência eminente” do município de Setúbal O endividamento da Câmara Municipal de Setúbal está em “valores proibitivos” e “põe em risco os seus compromissos quer com os trabalhadores, quer para com os fornecedores, quer para com os próprios munícipes”. Quem o afirma é Nuno Carvalho, presidente da Comissão Política do PSD de Setúbal, que quer informar os deputados municipais e vereadores dos outros partidos da oposição, para “haver uma concertação” e “apontar soluções”. [ DR 

O

POR VERA GOMES

PSD de Setúbal revela que, nos últimos anos, têm sido registados “valores crescentes” em processos judiciais intentados contra a Câmara Municipal de Setúbal (CMS), que passaram de 48 mil euros em 2010, para 10,6 milhões de euros em 2013 e, “só em Janeiro de 2014 o valor já vai em mais de 717 mil euros”. Nuno Carvalho revelou, anteontem, em conferência de imprensa, que o endividamento da autarquia “está em valores proibitivos” e “demonstra que existe uma falência da capacidade da CMS de prestar serviços. Desde problemas nas redes de saneamento e falta de capacidade de investir; até problemas em pagar salários, como já foi afirmado pela presidente da Câmara, e como é bem conhecido do domínio público, há uma antecipação do pagamento de salários para evitar qualquer tipo de embaraço”. O presidente da Comissão Concelhia do PSD de Setúbal explica que o “avolumar de dívidas” teve origem “após a divida que está a ser negociada com a Amarsul”, que tem actualmente um valor de dez milhões de euros, mas que à data da interposição da acção judicial, em Abril de 2013, era de 6,9 milhões. Os social-democratas associam esta situação a “um efeito de cascata”, considerando que “vai estar sempre presente o receio de

Nuno Carvalho mostrou-se preocupado com "avolumar de dívidas" e adiante que a capacidade da Câmara está em "eminente falência"

haver novas penhoras que impeçam o pagamento de salários e a eminente a falência da capacidade da Câmara Municipal actuar”. Os processos colocados c CMS entre 1 de Janeiro

de 2013 e 31 de Janeiro de 2014 valor aproximado de 12,5 milhões de euros, deste há uma parte de 6,9 milhões de euros relativos à Amarsul, mas aquilo que está a ser negociado é o

valor de 10 milhões de euros. Ainda há pelo menos 6 milhões de euros que ainda têm que ser negociados. Isto só referente a 2013. Os compromissos que a CMS tem para trás

não estão a permitir no presente conseguir funcionar. Se no presente está com dificuldades em funcionar, quando tiver que pagar, aí a eminência constante de não conse-

Associação Parque Sant’Iago em insolvência desde Janeiro

A

Associação Parque Sant’Iago, entidade responsável pela organização da Feira de Sant’Iago, foi declarada insolvente, pelo Tribunal Judicial de Setúbal, nos primeiros dias de Janeiro último. A sentença teve origem num processo de pedido de insolvência, interposto em Outubro de 2013, por parte de uma empresa de segurança e vigilância. Em causa es-

tava uma dívida no valor de 30 mil euros, da Associação Parque Sant’Iago para com a empresa. Além desta acção, o Parque Sant’Iago foi também alvo de uma execução comum no valor aproximado de 1,4 milhões de euros, por uma empresa de construção civil, tendo sido solicitada a penhora do recinto da Feira de Sant’Iago, localizado nas

Manteigadas. Esta última acção ficou sem efeito, dado que a associação entrou e processo de insolvência. A informação foi avançada pela Comissão Concelhia do PSD de Setúbal e O Setubalense confirmou a sentença, junto do Tribunal de Setúbal, verificando que, além das empresas que interpuseram o pedido de insolvência e a acção de execução (penho-

ra), a Associação Parque Sant’Iago, tem ainda como credor uma empresa de publicidade, com sede no Barreiro, e uma entidade bancária. O Setubalense solicitou à Câmara Municipal um esclarecimento sobre esta situação, no entanto, fonte do gabinete da presidência remeteu uma resposta para hoje, na reunião pública ordinária, nos Paços do Concelho.

guir pagar salários, fornecedores, não conseguir prestar serviços Desta forma, o PSD pretende solicitar reuniões aos vários partidos políticos para prestar informação sobre estes processos e valores “para que os próprios deputados da Assembleia Municipal e vereadores possam, enquanto parte interessada, deslocar-se ao tribunal e consultar os processos”. Após essa análise “vai ter que haver uma concertação no sentido de assegurar o salário dos trabalhadores e o pagamento aos fornecedores, de forma a que a falência da Câmara não se torne tão grave que possamos ter uma cidade que não funcione”, afirma Nuno Carvalho. Sem querer apontar, para já, uma solução específica, o dirigente social-democrata adianta que “estamos numa fase de emergência e urgência” e que “devemos concentrar-nos numa solução sustentável”, não tornando esta questão numa “intriga política”. Relativamente ao facto da autarquia ter conseguido chegar a um acordo de pagamento com a Amarsul, Nuno Carvalho refere que isso “significa que no futuro há um acordo que não pode falhar, senão as contas voltam a ser penhoradas”. Mas para o PSD, o problema é muito mais gravoso do que apenas a dívida à Amarsul, dado que “ainda há pelo menos 6 milhões de euros de dívidas que ainda têm que ser negociados”.

Porto de Setúbal participa no Dia Europeu da logística na ESCE

O

Porto de Setúbal juntou-se às comemorações do Dia Europeu da Logística, com a participação, na passada quinta-feira, no evento Supply Chain Day 2014

organizado pela Escola de Ciências Empresariais do Instituto Politécnico de Setúbal (IPS), que visou dar a conhecer aos participantes o valor da logística na cadeia de distribuição.

Participaram no evento, António Melo, ‘distribution executive’, António Cameirão Jorge, docente da ESCE, e o Presidente do Conselho de Administração da APSS, Vítor Caldeirinha, que real-

çou a elevada capacidade disponível do Porto de Setúbal para servir a região de Lisboa até à Extremadura espanhola, nos contentores e outras cargas na vertente ‘shortsea’, nos

próximos 20 anos. O seminário constituiu mais uma oportunidade de “fortalecer os laços que unem a APSS e o IPS, na missão conjunta de construir a ponte entre o ensi-

no e a crescente atividade logístico/portuária da região de Setúbal, tão relevante para as exportações e economia nacionais”, indica a APSS em comunicado.


10 |

CULTURA

QUARTA-FEIRA 16.ABRIL.2014

Albano Almeida faz viagem ao centro da música portuguesa [ DR 

POR JOAQUIM GOUVEIA

F

oi inaugurada no sábado a exposição "Instrumentos Musicais Populares Portugueses", no Museu do Trabalho Michel Giacometti, que tem como grande impulsionador o músico setubalense Albano Almeida. A exposição surge pela homenagem pública que é devida ao homem que realizou a grande recolha da nossa identidade cultural e que dá nome ao Museu do Trabalho de Setúbal. Estão patentes na exposição cerca de trinta instrumentos musicais, divididos por quatro áreas: Aerofonoes, Cordofones, Idiofones e Membranofones, bem como documentação e registos fotográfícos, alguns cedidos pelo Museu Verdades Faria Câmara Municipal de Cascais. A exposição estará patente ao público até ao dia 21 de Junho, de Terça a Sexta das 9h30 às 12h30 e

das 14h00 às 18h00, e aos Sábados e Domingos das 14h00 às 18h00. Albano Almeida, músico conhecido da nossa cidade é o grande impulsionador da exposição. Os seus conhecimentos sobre a matéria são extensos. Qual a importância desta exposição? Tem uma importância multidisciplinar, porque é a primeira vez que este museu recebe uma exposição de instrumentos musicais populares portugueses e sendo a música uma área a que Michel Giacometti teve uma grande ligação fazia todo o sentido trazê-la para aqui. Por outro lado, queremos mostrar aos mais jovens que há património para ser visto e observado. Há muitos instrumentos de origem portuguesa. Isso fica a dever-se a que factores? Essencialmente ao mundo do trabalho. O povo português está muito ligado ao sector primário que é o

Albano Almeida é o grande impulsionador desta exposição

trabalho no campo. A música e o canto marcavam o ritmo do próprio trabalho. Havia os tocadores. Também existe uma área religiosa como os círios e as procissões que eram acompanhadas pelas gaitas de foles, pelas caixas e pelos tambores. No fundo, os portugueses tiveram sempre e arte e o engenho de reinventar instrumentos. Por

exemplo, o cavaquinho é um instrumento português difundido e adaptado em todo o mundo. O acordeão que chegou da Europa foi aqui desmembrado, porque era um instrumento caro e deu origem à concertina e ao Sólidó. Há vários estilos musicais em Portugal... Sim, e isso tem a ver

com as regiões. Há formações típicas musicais que são diferentes. Do Minho ao Algarve, há uma disparidade muito grande na forma de tocar e cantar e isso faz a grande riqueza musical deste país. Mas o fado é a canção nacional? Acho que sim, mas hoje a maior parte dos artis-

tas não cantam o fado na sua gene. O fado tem outras características, outro código. Era uma canção do povo para se transmitir notícias. Dava-se um mote numa quadra e glosava-se em décimas. Sobretudo com o aparecimento da rádio o fado modernizou-se porque já não era possível passar uma canção com nove minutos ou mais. Logo o fado está adulterado quanto ao seu ADN. Os outros estilos como a chula, o vira, o malhão, as saias, etc., mantém as respirações originais. António Maria Eusébio, o Calafate foi o grande cantador de fado de Setúbal. Esta é uma exposição que se recomenda vivamente à população estudantil... Sem dúvida. Os jovens alunos devem visitá-la pela sua importância e actualidade e para perceberem a funcionalidade dos instrumentos e a dimensão da própria música.

Concerto do “homem-tigre” domou o público no Fórum Luísa Todi

A

s músicas de “True”, o mais recente trabalho de The Legendary Tigerman, foram apresentadas sexta-feira à noite num concerto de rock’n’roll que pôs o público do Fórum Municipal Luísa Todi a dançar. Um ténue foco de luz desvendou Paulo Furtado à chegada ao palco da principal sala de espetáculos da cidade. Apresentou-se, como sempre, de fato e óculos escuros. Os primeiros acordes de guitarra, para “Wild Beast”, uma das novas composições, levaram à primeira ovação da noite. Ainda o público aplaudia a primeira música de “True” e surge “Do Come Home”. Acústico e intimista, o tema de lançamento do novo álbum do “homem-tigre” repartiu a atenção do público entre o som da guitarra e o videoclip oficial, filmado a preto e branco, ao estilo clássico da sétima arte.

Ao terceiro tema, o primeiro desafio. O músico português, já a partilhar o palco com Paulo Segadães, na bateria e em segundas vozes, lançou o repto para a audiência se levantar e aproximar do palco. É como Paulo Furtado se sente mais confortável. O público, porém, não lhe fez a vontade. Seguiram-se mais músicas de “True”, intercaladas com outros temas do já longo percurso musical de The Legendary Tigerman, sobretudo de “Naked Blues” e “Femina”. Pelo meio, nova incitação. “Vá lá pessoal, venham até aqui. Até se podem deitar no palco.” Mas o público estava reticente. À terceira foi de vez. As luzes baixas desinibiram os espectadores, que, após mais um pedido, acederam finalmente à vontade do artista e abraçaram-no à boca do palco. “Agora sim, vamos dançar”, lançou, para acelerar o espectá-

[ CMS 

The Legendary Tigerman esbanjou energia e contagiou o público que se levantou para dançar

culo ao ritmo tresloucado de “Bad Luck Rhythm 'N' Blues Machine” e “Walkin'Downtown”. Pelo meio, uma revelação, com Paulo Furtado a interpretar “A Lifetime of Your True Love”, um inédito que não consta no mais recente trabalho. “Escrevi este tema para o último disco mas, num momento de

loucura [risos], resolvi não o incluir em True. Nem sei porquê”, partilhou The Legendary Tigerman. As quase duas horas de concerto culminaram com “21st Century Rock’n Roll”, uma descarga electrizante de decibéis que fez vibrar o Luísa Todi. Aos acordes vigorosos, as pernas do “homem-tigre” respon-

diam numa dança de espasmos enquanto a voz, soltava, simplesmente, “rock’n’roll!”. A guitarra já saltara borda fora, atirada para um canto do palco, depois de expelir toda a electricidade possível, e o público dançava quando Paulo Furtado, uma e outra vez, gritava o mesmo grito de guerra.

Galgou, agilmente, para cima da bateria com que Paulo Segadães o acompanhava para repetir, freneticamente, “rock’n’roll”. Saltou e caiu de joelhos junto do público. O lendário “homem-tigre” rendeu-se aos setubalenses, mas, no fim, foi a audiência que acabou domada ao som de Paulo Furtado.


REGIÃO

QUARTAFEIRA 16.ABRIL.2014

| 11

A proximidade ao tecido empresarial é estratégia da autarquia do Montijo

O

presidente da Câmara Municipal do Montijo defende a proximidade do tecido empresarial como estratégia política da autarquia. Declarações proferidas durante a visita do edil as instalações da Raporal/Stec. Nuno Canta fez-se acompanhar nesta visita pelos membros da direcção da empresa Cristina de Sousa (presidente), Pedro Lagoa e Mário Guarda, que deram a conhecer os projectos de investimento previstos para aquela unidade. O encontro teve início na sede da Raporal, rações de Portugal, S.A., em Brejo do Lobo, onde Nuno Canta constatou a obra em curso da Unidade industrial de secagem do milho. Na Herdade do Gamoal em Pegões, foi dada a conhecer

[ DR 

Presidente de Câmara do Montijo visitou as instalações da empresa Raporal

a construção em curso da nova pecuária. O líder da autarquia do Montijo teve ainda oportunidade de conhecer o espaço da futura loja da carne da Atalaia, o local da futura ampliação da expedição da Unidade de Carnes, bem como

inteirar-se do espaço e do projecto da futura Unidade de Congelação da Raporal. Nuno Canta deixou a garantia que “iremos apoiar, na medida do possível, todos os investimentos que as empresas e os empresários nos colocarem. Podem

O presente e o futuro do “Centro Histórico”

O

s parceiros do Plano de Ação para Recuperação e Dinamização do Centro Histórico de Palmela reuniram para perspectivarem acções de futuro para o Centro Histórico de Palmela. Os parceiros mostraram total disponibilidade para aprofundar a dinâmica criada nesta área privilegiada da vila palmelense. Parte de uma estratégia integrada para o desenvolvimento local, onde cada projecto funciona como pólo criador e incentivador de dinâmicas próprias e efeitos multiplicadores, este Plano contou com 26 operações, num total de investimento de 3.560 euros (oito ações desenvolvidas pelos parceiros no Plano de Ação, representando 572.698 euros, e dezoito acções desenvolvidas pela Câmara Municipal, num total de 2.987.381 euros). Estiveram envolvidos no protocolo de parceria quinze parceiros: Município de Palmela, Junta de Freguesia de Palmela, Santa Casa da Misericórdia de Palmela, Fundação Robert Kalley, Associação de Idosos de Palmela, Teatro O Bando, Centro Social de Palmela, FIAR - Associação Cultural, Sociedade

[ DR 

esperar, da minha parte, todo o empenhamento e dedicação para que possam levar para a frente os vossos projectos”. O edil deixou claro que a proximidade do tecido empresarial vai ao encontro da estratégia política

de autarquia, de promover e apoiar a dinâmica empresarial e a criação de emprego, abrindo caminho para a implantação e o desenvolvimento de novas actividades de produção no município. “Acredito que é pela criação de riqueza e de

solidificação das empresas do ponto de vista financeiro e até estrutural, que nós podemos alargar o emprego e, com isso, diminuir o desemprego”, frisou. A Raporal aposta na produção de alimentos compostos para animais e na actividade agro-pecuária, conta, actualmente, com um quadro de pessoal de 527 trabalhadores (298 directos e 229 indirectos). Em 2013, encerrou o ano fiscal com um volume de negócios superior a 100 milhões de euros. Para o ano de 2014 estão previstos investimentos num valor superior a seis milhões de euros nas seguintes unidades: Secador de Milho; Unidade de Acabamento de Suínos; Ampliação de Expedição; Unidade de Congelação e Loja de Carne da Atalaia.

“Um Corpo que Dança” no Poceirão O Centro Cultural de Poceirão acolhe, amanhã, véspera do feriado da sexta-feira Santa, às 14h30, a oficina “Um Corpo que Dança”. A iniciativa, uma organização da Artemrede com a Câmara Municipal de Palmela, procura respostas

para perguntas como “De onde vem a dança? Será que a sinto dentro de mim? O que me faz dançar? Ou de que fala a dança?”. Explorar a importância do corpo como forma de expressar emoções através do movimento, do tempo,

do ritmo e da poesia são os objectivos desta oficina, com a duração de uma hora e meia, dirigida a crianças dos quatro aos seis anos. Com entrada livre, a oficina “Um Corpo que Dança” tem inscrições limitadas a 24 participantes.

As linhas com que o repórter se cose…

Carneiro, sim senhor!

O

Centro histórico de Palmela vai ser mais dinamizado

Filarmónica Palmelense “Loureiros”, Sociedade Filarmónica Humanitária, Confraria Gastronómica de Palmela, Associação de Comércio e Serviços de Setúbal, Associação de Escoteiros de Palmela – Grupo 40, AJITAR e Associação da Rota dos Vinhos da Península de Setúbal. Para dar início a uma nova fase de trabalho, os serviços municipais apresentaram alguns indicadores sobre o presente e futuro, nomeadamente, no que diz respeito à conservação de imóveis e ao leque de oferta comercial e de serviços nesta área, e partilharam a estratégia de dinamização do Centro Histórico 2014-2017, assente na qualificação

e recuperação do espaço público, na dinamização económica e no desenvolvimento sociocultural. A publicitação de incentivos à recuperação e atratividade do Centro Histórico, novas intervenções de reabilitação do espaço público e infraestruturas, o incentivo à instalação de esplanadas e quiosques (ver abaixo), a captação de eventos promocionais, o desenvolvimento de projetos de dinamização cultural e turística, a promoção da marca “Centro Histórico” e a campanha “2 Demãos por Palmela” são algumas das ações integradas no conjunto de 25 medidas apresentadas, a implementar a curto prazo.

meu tio Joaquim emigrou para terras de França nos anos sessenta, quando não havia trabalho e tornava-se impossível sustentar os filhos. Tal como hoje está a acontecer com esta crise. A sua capacidade de adaptação sempre foi reconhecida, apesar de mal saber ler e escrever. A minha tia, com dois filhos de tenra idade, ficou lavada em lágrimas, mas apesar de ser uma mulher frágil de saúde, era uma pessoa forte de convicções, talvez motivada pela força das necessidades. A casa estava recheada de recordações de uma vivência feliz, mas cada canto fazia-lhe lembrar o marido ausente, pois fora ele que construíra pedaço a pedaço a habitação de meia aba para albergar a família. A primeira carta demorou longos dias a chegar.

Finalmente o correio vindo de França chegou à terra. O carteiro entregou a carta ao miúdo mais velho da minha tia, que galgou as quintas vizinhas correndo até a casa para levar a carta à mãe. Quase sem fôlego chegou ao tanque onde a minha tia lavava umas roupitas, enquanto as lágrimas saudosas do marido lhe molhavam o rosto. Antes de abrir a carta, respirou, enquanto rezava uma prece para que fossem boas notícias. A carta do meu tio Joaquim rezava assim: “Diamantina estou bem de saúde e o patrão gosta do meu trabalho. O mais difícil tem sido conseguir perceber a língua desta gente, mas cá me vou safando. Até já passei por carneiro.

Como sei cozinhar bem os meus colegas pediram-me para fazer umas cabeças de carneiro assadas no forno. Fui até ao talho da vila mas, estranhamente, não vi nenhuma cabeça de carneiro para mostrar ao empregado o que queria, porque aqui os franceses não aproveitam essa parte dos animais. Mas não sou homem para me atrapalhar e, perante o pasmo de algumas pessoas que se encontravam no talho, comecei a berrar como os carneiros, enquanto batia na cabeça. O riso foi geral mas voltei com seis cabeças enormes, sem pagar um franco. Podes dizer aí à família que foi preciso vir para França para passar a ser carneiro”. Coordenação Região:

Fátima Brinca


12 |

REGIÃO

QUARTA-FEIRA 16.ABRIL.2014

Inscrições abertas para curso de apicultura na Quinta do Conde

Palmela cumpre a tradição e Queima o Judas E "…É Judas esse traidor/ Que fez a maldita negociata/ Vendeu o seu próprio Mestre/ Por trinta moedas de prata”. A passagem bíblica, onde Judas traiu Cristo e o entregou à morte, vai inspirar, mais uma edição da “Queima do Judas” de Palmela, que todos os anos junta centenas de pessoas para assistirem à cremação de "figuras" que recordam aquele episódio religioso.

A

s ruas do centro histórico de Palmela voltam a encher-se de fumo no próximo Sábado de Aleluia, 19 de Abril, com a Queima do Judas. Uma tradição que volta a cumprir-se numa organização da Câmara Municipal de Palmela com as associações do concelho, no âmbito do Programa Municipal de Teatro. O desfile pelas ruas da vila tem início, às 21h30, no Largo dos Loureiros, conduzindo os participantes através de várias estações, ao som dos tambores. A cada paragem, as associações locais fazem a dramatização do seu testamento, texto de tom satírico, que aborda temas da actualidade e dita o destino do Judas, um boneco de palha, com recheio pirotécnico, que, assim, expia, simbolicamente, os pecados do mundo. O percurso termina no Largo de S. João, com animação musical e um espectáculo de fogo-de-artifício. Para o vereador responsável pela cultura no município palmelense, Luís Miguel Calha, o papel da Queima do Judas representa um “factor de identidade cultural e memória da comunidade de Palmela”, recordando que “a cultura, a história, as tradições e costumes são, cada vez mais, reconhecidos, en-

[ DR 

quanto valores fundamentais de atractividade turística do nosso território, pelo que a Câmara Municipal vai continuar a preservar e a fortalecer estas exemplares iniciativas”. O aumento do número de grupos participantes na edição deste ano, treze grupos com boneco para a Queima e dois grupos no apoio e animação, é, nas palavras do autarca, “a expressão de uma população participativa e de um tecido associativo muito dinâmico”, pelo que deixa o convite para uma visita ao Centro Histórico de Palmela, partilhando desta noite especial. A Queima do Judas foi recuperada em 1995 pelo Município e deriva de um ritual de origens pagãs, ligado à celebração do equinócio da primavera e ao início de um novo ciclo de vida.

C

Centro de Inovação e Participação Associativa, na Quinta do Conde, nos dias 9, 10, 16, 17, 23, 24, 31 de Maio, e 7 de Junho, às sextas-feiras, das 19 às 22 horas, e aos sábados, das 9 às 13 e das 14 às 18 horas. Esta iniciativa destina-se a maiores de 18 anos, e é dinamizada pela Câmara Municipal de Sesimbra, em parceira com o CEARTE – Centro de Formação Profissional para o Artesanato. Os interessados podem obter mais informações e efectuar a inscrição no Gabinete de Economia Local e Pescas, na Rua da Cruz nº 24 A, em Sesimbra, com o telefone 212 28 87 14 e e-mail pescas.ruralidade@ cm-sesimbra.pt.

40 Anos de Abril - Canções com história no Montijo [ DR 

Percurso: Largo dos Loureiros; Praça Duque de Palmela; Largo D. Afonso Henriques; Largo D. João; Rua Heliodoro Salgado (junto ao Parque Venâncio Ribeiro da Costa); Cruzamento da Rua 31 de Janeiro com a Rua Hermenegildo Capelo; Cruzamento da Rua do Passadiço com a Rua Hermenegildo Capelo; Largo Marquês de Pombal; Largo do Passo da Formiga; Largo de S. João.

O povo grita: "Estás prestes a ser queimado!"

Participantes: Sociedade Filarmónica Palmelense “Loureiros”; Grupo das Férias Culturais; AEP Escoteiros – Grupo 40, Palmela; Acção Teatral Artimanha; DRACA; Centro Social de Palmela; Teatro Sem Dono; Sociedade Columbófila de Palmela; Teatro Estranhamente

Louco e Absurdo; Grupo de Teatro dos Serviços Sociais e Culturais dos Trabalhadores do Município de Palmela; Grupo Informal Indiferentes; Grupo de Teatro Guizo; Sociedade Filarmónica Humanitária; Grupo Coral Ausentes do Alentejo; Bardoada – Grupo do Sarrafo e Câmara Municipal de Palmela

Ovos caçados em Azeitão entenas de crianças participaram na Caça ao Ovo da Páscoa, no Parque da Cooperativa, em Vendas de Azeitão. Esta foi uma iniciativa da Junta de Freguesia de Azeitão que contou com o apoio dos Voluntários da Associação Cívica Azeitão No Coração, da Câmara Municipal de Setúbal, Espaço Descoberta e das Escolas de Azeitão. Durante todo o dia de sábados, as brincadeiras em torno da Páscoa integraram pin-

stão abertas inscrições para um curso de apicultura em Quinta do Conde. Trata-se do curso de Maneio e Condução das Colónias ao Longo do Ano, que tem como objectivo preparar os participantes para acompanharem de forma organizada e contínua a evolução das colónias e do apiário, a fim de melhorarem o rendimento da sua actividade. Tratamento de colónias infestadas, avaliação do estado de maturação do mel, acompanhamento sanitário das colmeias, ou a invernação das colónias, essencial na defesa contra o frio e humidade, são algumas das matérias a abordar nesta formação, que decorre no

tura de ovos, teatro de fantoches e muitos doces alusivos à época, desde os cupcakes aos coelhos em forma de chupa-chupas, passando pelas bolachas em forma de ovo. À passagem por um ovo amarelo gigante, construído pelos voluntários da Associação Cívica Azeitão no Coração e pela junta de freguesia, as crianças entraram, gratuitamente, num mundo de ovos de chocolate e outros coloridos. Além da caça aos ovos

[ DR 

Crianças brincaram à caça dos ovos da Páscoa

da Páscoa, um teatro de fantoches, todo concebido pelo grupo de voluntários, encantou o público mais novo. Li-

vros infanto-juvenis e doces também não faltaram nesta primeira edição da Caça ao Ovo da Páscoa.

O

Cinema Teatro Joaquim D’Almeida, no Montijo, recebe uma viagem musical para celebrar 40 anos de liberdade. Amanhã, pelas 21h30, sobem ao palco o Grupo Canto D’Aqui, o Grupo Sopros do Zeca e o Grupo Coral do Montijo para um espectáculo único com mais de 50 elementos em palco. Desde de 1984, que o Grupo Canto D’Aqui tem desenvolvido um trabalho de relevo na pesquisa e divulgação da música tradicional e popular portuguesa, com o objectivo de manter viva a nossa cultura musical. Interpretam temas de todas as regiões de Portugal, executando instrumentos, como bandolins, cavaquinhos, violas braguesas, concertina, violão baixo, entre outros de cariz tradicional, que acompanham um conjunto de vozes de grande qualidade melódica. "Sopros de Zeca" apresenta-se em concerto executando

temas instrumentais e acompanhando vários solistas, sendo alguns deles membros do grupo Canto D´aqui e outros solistas convidados. O concerto conta também com o Grupo Coral do Montijo, fundado em Março de 2007, cujo director artístico, desde a sua fundação, é o Maestro José Manuel Balegas Gonçalves. O Grupo é constituído por elementos de várias faixas etárias, que cantam “a capella” a quatro vozes (sopranos, contraltos, tenores e baixos). O grupo “Canto D’Aqui”, convida todos aqueles que quiserem lembrar as canções com história a assistir de Zeca Afonso a Adriano Correia de Oliveira, de Fausto a Paulo de Carvalho, sem esquecer Sérgio Godinho e outros amigos cujas emoções perduram na actualidade. Não perca esta oportunidade para lembrar as canções com história. A entrada é livre.


DESPORTO

QUARTA-FEIRA 16.ABRIL.2014

| 13 [ FOTOS: DR 

“Não ponho de parte a hipótese de terminar a carreira em Setúbal” [ A-GOSTO.COM 

E em termos pessoais, enfrentar o Braga, clube do qual vestiu a camisola em 2005/06, ainda que na equipa B? Não há sentimento especial por isso. É um clube que gostei de passar, que respeito, mas neste momento represento o Vitória e é pelo Vitória que vou dar o máximo.

POR JOAQUIM GUERRA

A

assistir ao jogo de ontem estiveram presentes no Bonfim, responsáveis dos escoceses do Celtic. Benfica e Arouca também viram O espectáculo sadino. Pedro Queirós é o capitão do Vitória e admite que as coisas estão bem encaminhadas para seguir para a sua terceira época a vestir de verde e branco. Em entrevista a O Setubalense, o defesa-direito, de 29 anos, garante que o balanço da época é muito positivo, quer somar os três pontos frente ao Braga e reconhece qualidade suficiente para que alguns dos actuais colegas possam vir a dar o salto. Terminar a carreira no Bonfim é um cenário que o antigo jogador do Tirsense, clube sedeado na sua terra natal, admite vir a ser possível. O Setubalense - Estamos a três jogos do fim do campeonato. Independentemente da posição final que a equipa vai ocupar na classificação, que balanço faz da temporada? Pedro Queirós –Muito bom. Conseguimos o nosso principal objectivo que era a manutenção e a sete jornadas do fim, o que tem sido muito difícil para o clube nos últimos anos. Para além desse facto, é unânime que continuamos a praticar um excelente futebol , por isso esta época só pode ser rotulada de muito positiva. E no plano individual, nesta que é a sua segunda época no Bonfim? Tem corrido bem. Tive um início de época um pouco atribulado como a equipa. Mas aos poucos fomos melhorando e também comecei a sentir-me melhor. Considero que tem sido uma época bastante regular e bastante boa. O que é ser capitão do Vitória? É tentar ajudar os mais novos a entrar numa fase difícil que é a passagem

Pedro Queirós não tem definido o momento de travar a carreira

para os seniores e quando as coisas não correm bem puxar por toda a gente. Não diria que sinto uma responsabilidade acrescida por usar a braçadeira, mas sim uma sensação muito boa. Além disso, toda a gente sabe o que deve fazer dentro do campo, são homenzinhos e tem sido uma tarefa fácil, porque apesar de termos um plantel jovem, somos muito humildes, gostamos de aprender e de trabalhar. E isso facilita muito. Deseja continuar no Vitória na próxima época? Sim. Está tudo bem encaminhado para que assim seja.

Reencontro com o Braga Como antevê a recepção ao Braga, numa jornada em que o Vitória pode alcançar o 6.º lugar? Será um jogo como outro qualquer. Será normalíssimo. O nosso principal objectivo da época está concretizado. Agora é jogar jogo a jogo, conquistar os três pontos em disputa e é lógico que se ficarmos acima do Braga será muito bom. Mas, agora, o nosso objectivo é ficar dentro dos oito primeiros classificados, registo que nos permitirá entrar directamente na fase final da Taça da Liga na próxima época.

Como vê o capitão as boas notícias que têm vindo a público sobre alegados interesses em colegas de equipa? É bom para toda a gente. Bom para quem é falado e bom para o clube. Mas para quem é falado é muito bom porque reflecte o reconhecimento público pelo trabalho que têm demonstrado ao longo da época e da equipa e é sinal de que as coisas estão a ser muito bem feitas. Se conseguirem dar o salto te-

rão todas as capacidades para continuar o seu trajecto e brilhar. E espero que acima de tudo sejam felizes. É logico que é com a ajuda de todo o grupo, porque só assim conseguem sobressair, mas não tenho dúvida que têm mais do que qualidade para renovarem a sua felicidade.

Na sua posição táctica não é natural marcar golos, e ainda não o fez pelo Vitória. Tem esse desejo? Não é um objectivo que me passe muito pela cabeça. Tenho outros objectivos que passam por não deixar os adversários marcar. Não vivo preocupado com isso, prefiro que sejam os meus colegas a marcar. Todavia, é lógico que gostaria de apontar um golo, tal como todos os jogadores gostam, mas não vivo obcecado com o facto de ainda não ter marcado pelo Vitória.

Regularidade dá confiança É o segundo jogador do Vitória com mais minutos jogados... Sempre fui um jogador que nunca teve muitas lesões, o que ajuda bastante a estarmos fisicamente aptos para competir. Nos anos que levo de futebol tenho sido muito regular e tenho tido a felicidade dos treinadores gostarem do meu trabalho. Por mais quantos anos espera jogar? Não tenho estipulado, mas espero que enquanto o corpo deixar e eu puder continuar na alta roda do futebol, vou seguir com naturalidade. Admite terminar a carreira no Vitória? Porque não. Nunca pensei nisso. É cedo para pensar em fim de carreira, mas não ponho de parte esse cenário. O Vitória é, de longe, o clube em que estive com a massa associativa mais fervorosa, muito apoiante, que nos acompanha para todo o lado e que nos ajuda . Aos adeptos devo agradecer a sua dedicação porque foram fundamentais para que conseguíssemos a manutenção o mais cedo possível.

Alésio Peter ganhou o vice-titulo nos Jogos Africanos

Ténis de mesa vitoriano brilha além-fronteiras

O

jovem mesatenista angolano, Aléssio Peter, que esta época representa o Vitória, é vice-campeão africano de cadetes. O atleta, que recentemente sagrou-se campeão nacional, voltou a mostrar qualidades, desta vez pela seleção de Angola, nos Jogos Africanos 2014, realizados no Egipto. Na competição por equipas, Aléssio Peter jogou nas categorias de cadetes e juniores, contribuindo para que os dois escalões atingissem a 3ª posição. No plano individual, em cadetes, o jovem atleta alcançou a 2ª posição, um feito nunca atingível por nenhum atleta angolano até à data, tornando-se no primeiro mesatenista olímpico de angola. Com a conquista do vice-título africano, Aléssio ganhou a entrada directa para os Jogos Olímpicos da Juventude, a realizar de 16 a 28 de Agosto de 2014 em Nanjing, China.

Novo triunfo intramuros Entretanto, no fim-de-semana, realizou-se o 19º Torneio de Vila de Conde, onde o ténis de mesa do Vitória voltou a destacar-se. José Pedro Francisco, em cadetes, venceu a prova individualmente e contribuiu para o 2.º lugar colectivo do escalão. Eis os resultados do Vitória: Infantis – Rafael Albino, 20º lugar; Cadetes – José Pedro Francisco (1.º) e Tiago Contente (31.º), 2.º lugar por equipas; Juniores – Guilherme Faria (3.º), José Pedro Francisco (17.º) e Artur Almeida (30.º), 3.º lugar por equipas.

José Pedro Francisco

Quarteto ausente J

orginho, Diogo Rosado, François e Rafael Martins não treinaram esta terça-feira. Os quatro jogadores estão entregues ao departamento clinico do clube. Entretanto, esta manhã, às 10h30, no relvado do Vale da Rosa, metade do plantel vito-

riano volta a trabalhar a preparação para o jogo com o Braga, a realizar segunda-feira, às 18 horas no Bonfim. À tarde, às 16h30, em Vila Franca de Xira, um misto de juniores e atletas da equipa principal, jogam um particular frente ao Vilafranquense.

Formação em acção Q

uatro equipas do Vitória participam em cinco torneios este fim-de-semana. A saber: Juvenis - Torneio Internacional de Rezé (França), de 18 e 20; Iniciados “A” - Torneio Triangular da Páscoa Santiago do

Cacém, dia 18; Benjamins “A” - Torneio da Páscoa do Centro Cultura e Desporto de Olivais, dia 18, e Benjamins “B” - Torneio da Páscoa de Oriola, dia 18 e Torneio de Páscoa do GDRAfeiteira (Vendas Novas), dia 19.


14 |

DESPORTO

QUARTA-FEIRA 16.ABRIL.2014

Futebol de Praia avança competições

A

s emoções do futebol de praia estão a chegar. Com vista à promoção da modalidade, a AF Setúbal, à semelhança do ano passado, vai organizar Torneios Abertos, eventos regionais que propiciam a preparação das equipas com vista à presença no campeonato nacional e, este ano em estreia, Taça de Portugal, sob a égide da FPF. No que respeita aos torneios abertos da associação, refira-se que as inscrições das equipas no escalão sub-16 (patamar que possibilita a constituição de equipas mistas) e sub-40 (dos 16 aos 40 anos) devem ser formalizadas na sede da AFS, até ao próximo dia 24. Os torneios têm a sua realização agendada para o mês de Maio. [ DR 

'Alvi-negros' já venceram

Recorde-se que na última época, a equipa sénior de futebol de praia do C. Indústria venceu dois dos três torneios promovidos. Entretanto, o nosso distrito vai voltar a entrar no mapa do campeonato. Sesimbra deve acolher, pelo menos, uma etapa da prova organizada pela FPF, instituição que estreia este ano a Taça de Portugal. O arranque do campeonato está previsto para 31 de Maio e as inscrições, a registar na AFS, prolongam-se até ao dia 24. Recorde-se que o Vitória, foi a equipa da região a chegar mais longe no campeonato na época passada, tendo alcançado a 2.ª fase.

Benjamins do C. Indústria brilharam em Espanha

[ DR 

Selecção feminina entra a perder no Inter-associações

A

Na foto, em em cima da esquerda para a direita: Miguel Santos, Guilherme Costa, Tomas Pardete, Pedro Pereira, Miguel Augusto. Em baixo: Paulo Luz, Gil Martinez, Dinis Assis, Fabio Correia, Rodrigo Mendes. Estes foram os campeões treinados por Joao Luz, igualmente na foto em cima.

POR JOAQUIM GUERRA

A

equipa de futebol de benjamins do Comercio e Indústria venceu, este sábado, em Madrid, Espanha, o torneio internacional do Getafe FC. No prestigiado evento, em que o emblema sadino foi o único luso representado, os jovens setubalenses festejaram a conquista e ainda foram premiados com uma visita ao Estádio do Real Madrid. Naquele que é considerado um dos mais famosos torneios infantis realizados em Espanha, por altura da Semana Santa, a equipa

Faralhão promove torneio

O

Estrelas do Faralhão vai organizar, no dia 25, a partir das 10 horas, no campo de futebol, o “I Torneio 25 de Abril”, em futebol de 5. O evento, que vai premiar os três primeiros classificados, em cada patamar etário, é aberto a todos os escalões, de ambos os géneros, e o clube admite inscrições até este domingo, que podem ser registadas através do e-mail- estrelasfaralhaofc@gmail.com ou através do tlm. 914864813. O Estrelas do Faralhão tem vindo a reforçar a sua dinâmica competitiva. Esta época fez apresentar mais duas equipas de futebol de formação e uma de futsal feminino. A realização do torneio é mais um meio de promoção das actividades do clube.

do C. Indústria, mostrou a qualidade do seu futebol de formação e não deu hipóteses à concorrência. De facto, nos dois jogos realizados na competição destinada a benjamins, frente ao CD Illescas e Getafe FC, os jovens ‘alvi-negros’, liderado pelo treinador João Luz, contaram por triunfos ambas as partidas por, 4-1 e 4-2, respectivamente, e celebraram um triunfo inédito para o clube sadino. Além do pémio colectivo, a equipa viu ainda distinguidos três atletas (Paulo Luz, Pedro Pereira e Miguel Santos) Refira-se que, depois da conquista no relvado, a

comitiva sadina aproveitou a oportunidade para, a convite da organização, ver de perto o carismático Estádio Santiago Bernabéu, casa do Real Madrid e conhecer um pouco da capital espanhola.”Tratou-se de um momento único que estas crianças irão recordar para o resto das suas vidas”, comentou Nuno Santos, director do C. Indústria, antes de acrescentar que “o balanço desta jornada foi excelente e congratulamo-nos em contribuir para a felicidade das crianças, pois conseguimos competir, divertir e passear ao mesmo tempo”.

Selecção Distrital da AF Setúbal de Sub-16, de futebol feminino, começou esta terça-feira, com um desaire, por 3-0, frente à equipa da AF Leiria, a discussão pelo título nacional da edição 2014 do Torneio Inter-associações de Futebol 7 Feminino Sub-16 que decorre até sexta-feira, em Fátima e no Entroncamento, e que envolve 17 selecções distritais. Num selecionado distrital que, entre as 14 jogadoras convocadas, conta com oito atletas oriundas do Quintajense FC, a equipa da AF Setúbal integra ainda futebolistas da Escola de Futebol Feminino de Setúbal, Pinhalnovense, Palmelense, Paio Pires e CR Instrução.

A O Setubalense Alexandre Santana, seleccionador distrital de futebol da AF Setúbal, mostrou-se conformado com o resultado do jogo inaugural. “Estivemos abaixo das expectativas. Leiria foi mais forte, mas o desfecho é exagerado. O penálti que deu o primeiro golo, foi determinante. Vamos tentar que a ansiedade não afecte no segundo jogo». A equipa setubalense volta a entrar em campo esta quarta-feira, às 10h00, no relvado sintético do Complexo Desportivo do Bonito, no Entroncamento, para defrontar a AF Coimbra, que ontem já venceu, por 3-2, Leiria. Será o segundo desafio da AFS no Grupo E. [ DR 

A comitiva da AF Setúbal que marca precensa no torneio

Árbitro de Setúbal apita a final da Taça AFS A

Sport Clube do Sado é novo comandante

J

osé Palma, 41 anos, do Núcleo de Árbitro de Futebol da Cidade de Setúbal, do Quadro C3 Manutenção, foi o escolhido para arbitrar o jogo da final da Taça da AF Setúbal, a realizar esta sexta-feira, às 15h30, em Sesimbra, entre as equipas do União Banheirense e Amora. O árbitro, que será coadjuvado por Fábio Duque (Setúbal), João Lourenço (N. Pinhal Novo) e Sérgio Lobo (N. Almada), como 4º árbitro, diz que a sua nomeação é motivo de grande satisfação e mais um marco histórico na carreira. “Vou fazer o melhor para que o encontro corra de feição para todos os intervenientes, seja equipas em

[ DR 

José Palma é o árbitro da final

competição como público assistente”, vincou. Há 24 anos no activo, o árbitro sadino espe-

ra ainda que o encontro “seja uma grande festa do futebol como é característica de finais de taça. Esta vai ser uma final e apenas uma equipa vai sair vitoriosa, mas a festa deve ser partilhada por todos, vencedores e vencidos, em prol do fair-play e da qualidade do futebol distrital”. Recorde-se que José Palma arbitrou o seu primeiro jogo há 23 anos. Foi assistente de Carlos Silva no encontro da 3ª divisão entre o Santacruzense e Câmara de Lobos. Como árbitro principal, estreou-se no encontro dos iniciados da 1ª divisão entre a União de Santiago e as Estrelas de Santo André.

equipa do Sport Clube do Sado venceu, por 5-3, no sábado, a Casa do Benfica em Setúbal, e assumiu, na 16.ª jornada, a liderança do campeonato da Liga de Veteranos do Sado. Os restantes desfecho da ronda tiveram os seguintes resultados: Gâmbia, 2- Ídolos da Praça, 4; Alto da Guerra, 2-Pontes, 5; Casal das Figueiras, 2- Santo Ovídio, 6, e Praiense, 2-Bairro do Liceu, 6. O jogo entre Curvas e E. Faralhão realiza-se este sábado. Para o mesmo dia joga-se, às 16 horas, a 1.ª volta da Taça da Liga. Gâmbia-Pontes e S.C. Sado-Alto da Guerra são os desafios.


ÚTEIS/ LAZER

QUARTA-FEIRA 16.ABRIL.2014

| 15

PASSATEMPOS - SUDOKU Soluções

Cinema Travessa Gaspar Agostinho, n.º 1 - 1º andar • 2900-389 Setúbal Serv. Adm. Tel. 265 094 354 • Telem. 912 277 601 Redacção Tel. 265 092 633 e-mail: geral@osetubalense.com

AUDITÓRIO MUNICIPAL CHARLOT

1 “Em Busca da Verdade” Amanhã e 6ª feira – 18h00

Sinopse:

A

versão original da longa-metragem “Em Busca da Verdade” é exibida em mais uma sessão do ciclo Ingmar Bergman, um dos maiores realizadores da História do Cinema. Trata-se de um drama melancólico e evocativo que gira em torno de quatro personagens. Karin, que acabou de receber alta de um asilo psiquiátrico, passa férias numa ilha com o

marido, o pai e um amigo quando se convence que Deus lhe aparece. Este filme, o primeiro da trilogia do mestre sobre a relação do Homem com Deus, mereceu o Óscar de melhor filme de língua estrangeira de 1962 e o prémio BAFTA da Academia Britânica. Bilhetes à venda por 4,5€ (normal) e 3,5€ (cartão Jovem, estudante e 3ª idade).

3•14•26•47•50 + 7•11

Exposição 1 “Entre o Corpo e o Silêncio” Até 14 de Junho – 3ª a sábado das 09h00 às 12h30 e das 14h00 às 17h30 boa – “Retratos do Silêncio”. Esta é na expressão da pintora, a exposição do meio, que estava no seu atelier a aguardar o confronto com o público, agora proporcionado. Ana Lima-Netto nasceu em Lisboa em 1960. Estudou arquitectura na Escola Superior de Belas Artes de Lisboa, onde se licenciou em 1985. Desde então repartiu-se entre o exercício

1º 01229 2º 00565 3º 16649

Telefones Úteis

HOJE

Protecção Civil de Setúbal 800 212 216

Capitania Porto de Setúbal 265 548 270

Protecção à Floresta 177 Táxis 913 201 015 935 910 222 962 012 727

AMANHÃ

CP de Setúbal 265 526 845

TST Setúbal 265 009 721

Céu limpo

GNR de Setúbal 265 540 287 Cruz Vermelha Portuguesa 265 522 578 Intoxicações 808 250 143 Piquete Águas do Sado 265 529 800 Piquete EDP 800 506 506

da actividade profissional e a pintura, à qual se dedica quase exclusivamente desde 1994.

Tempo

Câmara Municipal de Setúbal 265 541 500

MUSEU DE ARQUEOLOGIA E ETNOGRAFIA DO DISTRITO DE SETÚBAL

“Entre o Corpo e o Silêncio” apresenta um conjunto de trabalhos de desenho e pintura, da autoria de Ana Lima-Netto, realizados sobre acetato, com recurso a técnica mista, conciliando a memória do corpo de fases anteriores, com uma nova linguagem de abstraccionismo geométrico a que presentemente se dedica e foi objecto de recente exposição em Lis-

LOTARIA CLÁSSICA

EUROMILHÕES

Polícia de Segurança Pública 265 522 022 Polícia Marítima 265 548 275

22º 14º

Céu com periodos de muito nublado

26º 9º

Marés LINHA DE EMERGÊNCIA Bombeiros Sapadores de Setúbal 265 522 122 Bombeiros Voluntários 265 523 523 Protecção Civil 265 523 223 Cruz Vermelha Portuguesa 965 394 3910

HOJE Hora

Altura (m)

04:22 10:28 16:40 22:47

3.42 0.53 3.49 0.53

Preia-Mar Baixa-Mar Preia-Mar Baixa-Mar

AMANHÃ Hora

Altura (m)

05:00 11:04 17:18 23:26

3.42 0.55 3.48 0.55

Preia-Mar Baixa-Mar Preia-Mar Baixa-Mar

Título registado na ERC sob o n.º 107552; Propriedade: Carlos Bordallo-Pinheiro; Director: João Abreu - director@osetubalense.com; N.º Registo Legal 8/84; Jornalistas: (Cf. n.º 3 do art.º 14.º do Dec.-Lei n.º 56/2001 de 19/2); Redacção: Tel: 265 092 633; redaccao@osetubalense.com - Vera Mariano - C.P.J. n.º 5213 - vera.mariano@osetubalense.com; Vera Gomes - vera.gomes@osetubalense.com; Colaboradores: Joaquim Guerra (Desporto) C.P.J. 9461 - joaquim.guerra@osetubalanse.com; Fátima Brinca (Região) - C.P.J. n.º 2574 - fatimabrinca@gmail.com; Joaquim Gouveia (Cultura e Reportagem) - C.P.J.TE n.º 644 - quim.gouveia@sapo.pt; Brissos Lino; Giovanni Licciardello; Departamento Comercial: Mauro Sérgio - mauro.sergio@osetubalense.com; Departamento Administrativo: Tel: 265 094 354 • 912 277 601; Ana Almeida - ana.almeida@osetubalense.com; Branca Belchior - branca. belchior@osetubalense.com; Cessionário e Editor: Setupress - Soc. Editora, Lda. - Pessoa Colectiva com o n.º 510 965 423 com domicílio na Travessa Gaspar Agostinho n.º 1 - 1º Andar - 2900-389 Setúbal; Gerentes: Carlos Bordallo-Pinheiro; Maria Luisa Bordallo-Pinheiro; José Araujo; Proprietário com mais 10% do capital social: Bordalo Pinheiro, Lda; Tiragem: 5000 ex.; - Fotocomposição e Arte Final: Setupress - Soc. Editora, Lda. - Travessa Gaspar Agostinho n.º 1 - 1º Andar - 2900-389 Setúbal; Impressão: Tipografia Rápida de Setúbal - Travessa Jorge D'Aquino, 7 - 2900-427 Setubal - trapida@bpl.pt


16 |

ÚLTIMA HORA

QUARTA-FEIRA 16.ABRIL.2014

Modelo setubalense parte domingo para concurso na Turquia [ A. CARVALHO 

POR VERA MARIANO

A

poucos dias de partir para a Turquia, onde vai representar Portugal no concurso internacional Future Model and Talent World 2014, Bárbara Rodrigues, modelo setubalense de 17 anos, confessa a O Setubalense estar “muito nervosa”, mas também “muito feliz”. Ontem, a jovem foi recebida pela presidente da Câmara de Setúbal, Maria das Dores Meira que lhe desejou boa sorte e que “fale muito no nome de Setúbal e das qualidades da cidade” aos mais de 100 participantes no concurso. Bárbara Rodrigues foi a vencedora entre 54 concorrentes de todo o país, num concurso que se realizou no início de Março, no Montijo, e onde não é só saber des-

filar que conta, mas também ter outro talento. A jovem, natural de Setúbal, residente na Algodeia e a frequentar o nono ano na Escola Secundária Sebastião da Gama, representará Portugal na Turquia, entre os dias 21 e 27 de Abril, num concurso onde disputará a vitória com mais de 100 jovens oriundas dos quatro cantos do mundo. Ao longo da semana, Bárbara participa em diversas actividades organizadas pelo Future Model and Talent World 2014, como visitas à cidade de Istambul e a um orfanato local, um desfile num hotel e uma entrevista com o júri do concurso em inglês. A gala final, na qual a jovem fará um número de dança do ventre, talento com o qual se inscreveu, e desfilará em traje tradicional português (ca-

Presidente da Câmara desejou boa sorte a Bárbara Rodrigues que parte para a Turquia no domingo

valeira antiga), biquini e vestido de gala. Os últimos dias têm sido de “preparação intensa, com muitos ensaios para os desfiles e o

número de dança”, para estar tudo perfeito na gala final. “A minha mãe tem-me ajudado muito e dá-me muitas dicas sobre como desfilar. Na dança,

tenho recebido a ajuda da professora Andreia Gravata. Está a correr tudo bem e espero conseguir representar bem o meu país e trazer a vitória para Por-

tugal”, conta a O Setubalense. Bárbara Rodrigues parte este domingo para a Turquia com a mãe, Anabela, que a tem acompanhado e apoiado desde sempre no sonho de ser modelo. A jovem não quis partir sem tirar uma fotografia com a presidente da autarquia sadina, a qual figurará no site do concurso, onde já estão colocadas dezenas de fotos de outras candidatas ao lado de responsáveis locais nos seus países. Maria das Dores Meira desejou que Bárbara traga “um bom resultado para Setúbal e para Portugal” e ainda deu alguns conselhos à jovem. “Sei que desejas ser modelo, mas não te esqueças de continuar os estudos, pois é uma profissão efémera e é importante garantires o teu futuro”, disse.

Despiste em Vila Maria provoca ferido grave

U

ma viatura ligeira com quatro pessoas no interior despistou-se no cruzamento da Estrada da Graça com a Avenida Belo Horizonte, no início da subida para o Bairro da Bela Vista, na noite de domingo. Dos quatro indivíduos no interior do veículo, três sofreram ferimentos ligeiros e outro ficou em estado grave, sendo que todos foram transportados para o Hospital de São Bernardo. O choque deu-se contra “um obstáculo fixo na estrada”, explica o Centro Distrital de Operações de Socorro (CDOS) a O Setubalense. No local, ve-

[ DR 

rificámos que o lancil está partido e algumas marcas de despiste encontram-se junto à parede do prédio rosa, tendo sido este o local do embate. Um total de 22 elementos de forças de segurança e assistência deslocaram-se ao local pelas 23 horas, divididos por oito viaturas da Companhia de Bombeiros Sapadores de Setúbal, Bombeiros Voluntários de Palmela e Águas de Moura, INEM e PSP. O Setubalense tentou contactar o Hospital de São Bernardo para saber o estado das vítimas deste incidente mas até ao momento não obteve qualquer resposta.

Viatura despistou-se neste cruzamento onde ainda são visiveis os sinais do embate

Câmara dá medalha da cidade a título póstumo a Antoine Velge

A

presidente da Câmara Municipal de Setúbal, Maria das Dores Meira, entrega hoje, numa cerimónia a realizar às 11h30, nos Paços do

Concelho, a Medalha da Cidade em Ouro, a título póstumo, a Antoine Velge. A distinção, que concede o título de cidadão honorário de Setúbal, galardão atribuí-

do a um grupo restrito de individualidades, é entregue ao neto de Antoine Velge. Os contributos como benemérito, nomeadamente para o desen-

volvimento desportivo setubalense, com subsídios para a construção do estádio do Vitória Futebol Clube e a outras agremiações desportivas, a par do apetrecha-

mento do Hospital de São Bernardo, valeram-lhe a distinção. Antoine Velge nasceu em Bruxelas, Bélgica, em 1901. Fundou, em 1926, o Grupo Sapec, e

realizou vários investimentos internacionais, nomeadamente em Setúbal, com o banqueiro Frederic Jacobs. Faleceu aos 74 anos, a 15 de Abril de 1974.


Jornal O Setubalense