Issuu on Google+

Reprodução: Google Maps

Desenvolvimento: Prefeito fala sobre a construção das casas populares e vinda de novas indústrias A Prefeitura Municipal assinou convênio com a Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano (CDHU) para a construção de 146 casas populares. O investimento em habitação, que será de mais de R$ 13 milhões, era esperado pela população há pelo menos 20 anos. Rafard apresenta um déficit habitacional de pelo menos mil casas, en-

tretanto, um segundo projeto paralelo está em andamento e visa à construção de 418 novas residências, adianta César Moreira. Segundo ele, “Rafard vai começar a se desenvolver. Temos chances de, em poucos anos, essa cidade passar a ter de 15 a 20 mil habitantes, em virtude das indústrias que estão nos procurando. Com isso, a arrecadação poderá dobrar.” Página 5

Capivari

Foto: Túlio Darros

Prefeitura assina mais de R$ 3 milhões em convênios Página 9

Rafard

Servidores públicos recebem 7% de aumento Página 5 Esporte

Corrida de rua acontece neste domingo em Capivari Página 16

Exclusivo: Padre D’Elboux anuncia pré-candidatura Em entrevista exclusiva à Rádio R FM e ao jornal O Semanário, o pároco Antônio Carlos D’Elboux, da Paróquia Nossa Senhora de Lour-

Instituto Terapêutico Nova Aliança

Comunidade desenvolve modelo de tratamento para dependentes químicos

Foto: Túlio Darros

Clínica surgiu para “dar voz” ao projeto de um grupo de pesquisa da Unisal, de Americana. Página 13

des, em Rafard, confirmou sua pré-candidatura a deputado estadual de São Paulo pelo Partido Social Democrático (PSD). Para se dedicar à cam-

panha, além de trancar a matrícula do curso de Direito, o padre deixa a cidade no próximo dia 17, somente três anos após tomar posse. Página 7


2

opiniÃo Editorial

De vento em polpa

Duas novidades positivas agitaram o cenário político de Rafard nos últimos dias. O jejum de mais de 20 anos em busca da construção de novas casas populares foi quebrado pela administração César Moreira. E, ao que tudo indica, desta vez sem mais enganações, a população pode comemorar a conquista. “Ninguém vai estar mais feliz do que eu no dia em que as chaves destas casas forem entregues”, confidenciou o prefeito durante entrevista aos jornalistas deste periódico. Apesar de todas as críticas e jogos políticos que cercam a administração pública, o atual chefe do Executivo tem transparecido confiança em suas palavras e atitudes. Com o seu “jeitão” autoritário e ao mesmo tempo simples de se expressar, ele tem desagradado a alguns, mas seu posicionamento tem gerado bons frutos em favor do município. Como ele mesmo diz, “são coisas que as pessoas não enxergam”. É difícil encontrar um político que tome decisões impopulares, que vão contra qualquer conselho de marqueteiros políticos, como o reajuste na tarifa de água e esgoto, já no início do seu governo. Sem bajulações, César Moreira tem se mostrado um político atual, e não retrógrado, como muitos o tacharam. Com seus erros e acertos, ele nos deixa um fio de esperança de que pessoas boas e preocupadas para com o próximo ainda permeiam a boa administração de um município. Lembrando que o sucesso da cidade não depende apenas de seu mandatário, mas também dos que o assessoram, cada um no que sabe, ou pelo menos deveriam saber, fazer de melhor. Que esta seja a primeira de muitas conquistas para o povo rafardense, que há décadas se perdeu no caminho do desenvolvimento econômico, cultural e social. Outra novidade no campo político é a possível candidatura do atual pároco da cidade, Antonio Carlos D’Elboux, o qual, confiante, pretende disputar uma cadeira na Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo. Em entrevista à Rádio R FM, ele foi sabatinado por jornalistas e ouvintes, a qual você confere com exclusividade nesta edição. Quiçá, um deputado estadual atuante possa colaborar de maneira mais ágil, com o progresso da região. Competência e dinamismo o padre D’Elboux tem de sobra e demonstrou durante os três anos em que conviveu na sociedade rafardense. Bons ventos parecem soprar para o lado de cá!

O SEMANÁRIO

religiÃo Estamos nos aproximando de mais uma festa de Santo Antônio. No dia 10 de junho, uma terça-feira, iniciaremos o tríduo, na Capela Santo Antônio, com a Missa pelas Famílias, às 19h, com a Liturgia na responsabilidade da Comunidade N. Sra. Aparecida e os Cantos pelo Conjunto Sementes da Fé. Às 20h: Quermesse com música ao vivo e quadrilha por alunos da Escola Municipal Luís Grellet. O cardápio da Quermesse será: pastéis, salgados, espetinho, cuscuz, mini-pizza, porções de batata e de polenta, doces, sorvetes, quentão, vinho quente, chocolate quente, água, refrigerantes e cerveja. Haverá barraca de tômbola. No dia 11 – quarta-feira – às 19h, teremos a Missa pelos Doentes, com a Liturgia na responsabilidade da Comunidade da Matriz N. Sra.

Festa de Santo Antônio

de Lourdes e os Cantos pelo Conjunto São Francisco. Às 20h: Quermesse com música ao vivo e quadrilha por alunos da Escola Municipal Aurélio Sotto. No dia 12 – quinta-feira – Dia dos Namorados, teremos, às 19h, Missa pelos Namorados com bênção dos namorados e no final a bênção e distribuição do Bolo de Santo Antônio, vendido cada pedaço de aproximadamente um quilo por R$ 10,00, sendo a Liturgia preparada pela Comunidade Santo Antônio e os Cantos a cargo do Conjunto Renascer. Às 20h: Quermesse com música ao vivo e quadrilha pelos Jovens do Grupo Unidos pela Fé. No dia 13 de junho – sextafeira – Dia de Santo Antônio – teremos às 19h Missa Solene pelos Paroquianos e pelos Devotos de Santo Antônio, pelos

arTigo Estamos a alguns dias do início da tão famosa, propalada e por muitos não aceita, Copa Mundial de Futebol, a ser realizada em alguns Estados e estádios brasileiros. Como em outras expressões, o que era Estádio hoje é Arena, no que não deixa de ter razão, uma vez que; dentro de um gramado cercado por quatro linhas, um juiz com apito para comandar a peleja, auxiliado por dois com bandeirinhas, dirige a luta entre vinte e dois (22) selecionados “gladiadores” que sem elmo e espada, mas calçando chuteiras agressivamente ferradas, lutam nervosamente para colocar no fundo da rede uma bola, marcando o gol. Nas ferrenhas disputas em busca de “Canecos”, “Troféus” e “Taças” encontra-se a tal “Copa Mundial” prestes a ser assistida por milhares de brasileiros e de outras nacionalidades, cada um “torcendo por sua seleção”, havendo também os fanatizados que além de rezarem pela vitória do Brasil, se envolvem na Ban-

30 DE MAIO DE 2014

Pe. Antônio Carlos D’Elboux é pároco de Rafard

aniversariantes do dia e por todos os que levam o nome de Antônio ou Antônia com os Cantos pelos Conjuntos Musicais da Paróquia e Procissão nas ruas em volta da Capela e bênção dos pães. Às 20h15: Quermesse com música ao vivo e quadrilha pelos alunos da Emei Benedita Almeida Vendramin e da Creche Enzo Henrique Vieira. No dia 14 – sábado – às 18h: Missa na Capela Santo Antônio pelos Paroquianos falecidos e os Cantos pelo Coral Santa Cecília e às 19h: Quermesse com música ao vivo e quadrilha pelos alunos da Escola Municipal Luís Grellet. No dia 15 – domingo – às 08h: Missa na Capela N. Sra. Aparecida transmitida pela Rádio R e com os cantos pelo Conjunto São Francisco. Às 9h30: Missa das Crianças na Matriz N. Sra. de Lourdes. Às

Está chegando a hora...

DENIZART FONSECA é cidadão rafardense

deira Nacional e sobem de joelhos as escadas de pedra diante das Igrejas! Cada um é de acordo com sua personalidade formação e ideal, dentro do polêmico certo ou errado e seguindo o chamado Livre Arbítrio, na caminhada em busca de paz interior ou o oposto. Na qualidade de eternos aprendizes e buscadores da verdade, considerando os parcos conhecimentos possuídos através de estudos sobre o assunto em pauta, mas usando a lógica do bem comum, não concordamos com a aplicação de vultosas verbas em construções faraônicas que ficarão esquecidas e abandonadas após o evento. O nosso País – um verdadeiro continente – tem outras prioridades, a partir da Saúde e Educação para a aplicação das elevadíssimas verbas destinadas a esse setor. Os hospitais estão superlotados por pacientes em macas nos corredores, vítimas também da ausência de profissionais competentes, tratamento adequado e falta de medicamentos.

No setor educacional, é com grande decepção e tristeza que assistimos (agravada nesta faze “festiva”), o desrespeito à Bandeira Nacional que é retrato da nossa Pátria sendo usada (contrariando a Lei), até por órgãos Oficiais, ostentando tamanho e forma inadequada o que incide na falta de boa Educação Moral e Cívica, sem deixar de citar o baixo salário dos nossos colegas professores na ativa, lutando por seus direitos. As manifestações que estamos assistindo de reprovação e revolta quanto à realização dessa disputa futebolística, deveriam ser apresentadas muito antes, ao ser anunciado a aprovação da FIFA e decisão dos organizadores brasileiros que; usando o bom senso e espírito patriótico, demonstrando falta de vaidade não deveriam sequer ter inscrito o Brasil como candidato a sediar essa disputa. Voltando ao bom senso:acaso, apesar de todos esses atos até de vandalismo, quando a canalha de terroristas se vale

FilosoFanDo A Religião tem a saúde como um dos principais objetivos, pois pessoas sadias são mais acessíveis e mais pragmáticas às instruções dessa ciência, são mais relacionáveis. A Bíblia tem sábias orientações aos cientistas de todas as áreas bem como aos leigos. Ela afirma que o nosso corpo é templo do Espirito Santo, e devemos mantê-lo saudável e puro. A negligência para com a sua manutenção pune-nos com a destruição (1 Cor 3:1617; 6:17-20). Deus deseja que sejamos prósperos, saudáveis e espirituais (3 João 2). Isto é perfeitamente natural, pois Deus ama Suas criaturas e sabe que a felicidade, lucidez, longevidade e espiritualidade dependem de seu bem estar físico e mental. Como Criador, conhece cada célula, cada átomo e cada detalhe do funcionamento dessa “assombrosamente maravilhosa” máquina pensante, Deus sabe o que é melhor para os humanos. Analisem-se algumas recomendações divinas exaradas nas Escrituras como cartilha da saúde. 1-Os nutricionistas e médicos, hodiernamente, orientam a necessidade de comer alimen-

tos saudáveis, frutas, verduras, cereais integrais, o mais natural possível e com um mínimo de carne preferivelmente grelhada e não bovina. Isto é modernidade. Gênesis 1:29 revela os melhores alimentos para vigor e saúde: ervas que dão sementes, frutas que dão sementes (verduras, oleaginosas, cereais). A carne só foi “permitida devido ao dilúvio”, mesmo assim somente de animais “limpos” e saudáveis, que não tivessem morrido por si (Lev 11 e Dt 14:3-14). Hoje, as razões são óbvias, a ciência moderna diz o mesmo, contudo o ensino bíblico é de 3400 anos atrás. Em 1400 a.C, um povo ignorante, saído da escravidão, tinha orientações tão atuais e sábias para prolongar sua vida: era-lhes proibido comer gordura animal e a carne com o sangue (Lv 7:23-27). É sábio voltar aos conselhos divinos! 2- Ao criar o homem, Deus o colocou no jardim para lavrá-lo e cuidar dele (Gn 1:15). Deus o criou corpo físico, cujos músculos e órgãos necessitam de exercício. Paulo cita a luta daqueles que correm no estádio. Todos sabemos, que um

F���������: J��� C����� D����� J��� P������ FUNDADO EM 15 DE MAIO DE 1991 Publicação da empresa: Darcam Editoral Ltda.-ME Rua Jornalista José Miguél Bósio, 296, Casa 1 - CEP 13370-000 Centro - Rafard/SP - CNPJ: 09.125.268/0001-24 www.osemanario.com.br

D������ G����/E����� R����������: T���� D����� - MTB 63932/SP tuliodarros@osemanario.com.br R�������/R�������: L���� B������� - MTB 76078/SP reportagem@osemanario.com.br

11h: Missa pelos Casais com renovação dos compromissos matrimoniais e bênção das alianças na Matriz N. Sra. de Lourdes com os Cantos por Janu e Conjunto Adonai. Às 12h15: Almoço Mineiro no Salão Paroquial , com o seguinte cardápio: feijão tropeiro, arroz branco, porco pururuca, couve à mineira, torresmo, mandioca frita e salada de tomate e de cebola, com banana em calda como sobremesa. Cantos sob responsabilidade de Janu e Conjunto Adonai. O preço do convite é R$ 30,00. Às 19h: Missa na Capela Santo Antônio pelos que colaboraram com os festejos e despedida do Pe. Antônio, com os Cantos pelos Conjuntos Musicais da Paróquia. Às 20h: Quermesse de encerramento com música ao vivo e quadrilha pelos alunos da Escola Municipal Aurélio Sotto.

Religião e Saúde

Leon�eni� Ven�r��i� é professor de Filosofia, Ética e História

membro engessado se atrofia e se enfraquece em poucos dias de inatividade. O bom funcionamento do cérebro, coração ou de qualquer órgão do nosso corpo, depende de exercícios físicos. A recomendação dos especialistas é que se exercite seis vezes semanalmente por 30 a 90 minutos, numa intensidade adequada à idade e outras condições individuais (consulte cardiologista e professor de educação física). O exercício ajuda controlar o peso, reduz a pressão alta, diminui o risco de diabetes, melhora o nível do HDL, aumenta a endorfina (do bom humor), prorroga o Alzheimer, melhora o desempenho mental, diminui o risco de depressão e de câncer de cólon e de mama, proporciona elasticidade ao corpo e retarda o envelhecimento. 4- Higiene é uma ciência relativamente nova. Quando D. João veio com a corte para o Brasil em 1808, a rainha D. Maria, cheia de piolhos, tomava raríssimos banhos trimestrais. No Brasil, até 1900, ainda jogavam os dejetos de urinóis pelas janelas, nas ruas, os porcos faziam a limpeza. Ver “Do Imaginário

R������ redacao@osemanario.com.br F���������/C��������: D���� C��������� financeiro@osemanario.com.br vendas@osemanario.com.br I��������: G������ T������ T������: 2.000 ����������

das oportunidades para invadir e destruir imóveis, provocando até mortes impedirá a realização do malfadado evento? Não! Então considerando o dito popular “o que não tem remédio, remediado está” e em desespero de causa, resignadamente aceitarmos, unamo-nos, e sem excessos, acolhendo, respeitando e não menosprezando os adversários, numa demonstração de possuirmos também boa educação esportiva, conhecemos o pronunciamento do Barão de Couberem, criador das Olimpíadas que:-“ O importante não é vencer, mas competir”. Quanto ao trânsito local, um elevado número de motoristas “caras de pau”, continua transgredido, e não observando (ou fazendo que conta que não viram) descendo a Rua José de Moraes Barros enquanto outras “bolhas” continuam estacionando suas malas para descarregar mercadorias, no início dessa mesma rua... E as autoridades, onde andarão?

à Santa Inquisição”, p 157, Leondenis Vendramim. Pobre dos desprevenidos, que passassem nesse momento, sob essas fenestras! Os médicos Osvaldo Cruz, em 1904, enfrentou risco de morte para implantar higiene e erradicar a peste bubônica. Mao Tse Tung, em 1961 orgulhavase de sua falta de higiene bucal “imperador divino não precisa de higiene” - perdeu todos os dentes, teve várias doenças sexuais transmissíveis. Os povos vizinhos a Israel não tinham hábito de higiene. Deus orientou seu povo, que deviam fazer suas necessidades, fora do acampamento, em buracos, por eles cavados, e depois cobertos (Dt 23:12-14). Deus ordenava, por meio de Moisés, que o povo se lavasse e lavasse também as roupas (Ex. 19:10). A Bíblia recomenda banhos, lavar as mãos para as refeições e para os cultos (Gn.35:2; Ex. 19:10; 29:4; e 2 Sam 11:2; Mc 7:2-3). (Continuaremos o tema no próximo artigo, até lá). Entre em contato com o autor: vendramim1936@gmail.com ou financeiro@osemanario.com.br

J����� O S�������� R������� PABX: (19) 3496-1747 (19) 3496-2771 E-����: osemanario@osemanario.com.br Mídas Sociais: www. facebook.com/osemanario Twitter: _osemanario www.flickr.com/osemanario

Preço de venda avulsa: R$ 2,00 | Valores de assinatura: Anual - R$ 70,00 | Semestral - R$ 50,00 (Valores para assinatura dentro do campo de atuação do jornal: Rafard, Capivari, Mombuca, Rio das Pedras e Porto Feliz)

O� ������� ��������� ��� �������� ��������������� � ������� �� ������. S�� �� ������� ���������������� �� ���� �������.


30 DE MAIO DE 2014

O SEMANÁRIO

3


4

poliTicalienTe

O SEMANÁRIO

polítiCa | Parlamentar mais jovem da atual legislaTúlio Darros é jornalista e publicitário

“A política é talvez a única profissão para a qual se pensa que não é preciso nenhuma preparação.” (Robert Louis Stevenson)

Presença – Os vereadores capivarianos Tetê Borsari e Serrano marcaram presença na última sessão ordinária de Rafard. Dizem nos bastidores que os vereadores das cidades coirmãs tem realizado um intercâmbio político, dividindo ideias e experiências. Que bom!

Esqueceram de mim – A assinatura do convênio para construção das casas populares foi bastante elogiada pelos parlamentares, porém, não faltaram críticas perante o esquecimento do prefeito em não convidar os vereadores para participar do momento. O presidente Juliani taxou como falta de consideração para com todos os vereadores. Homenagem – Alexandre Juliani parabenizou e frisou a importância das costureiras no município, que movimentam grande número de profissionais. Na oportunidade, foi entregue uma moção de congratulações a nove costureiras. Agradecendo – Recebemos na noite de terça-feira, 27, das mãos do presidente Alexandre Juliani, uma Moção de Congratulações pela passagem dos 23 anos do jornal O Semanário. Obrigado ao amigo e todos os parlamentares pela homenagem, a qual dedicamos também aos fundadores, colaboradores e funcionários que atuam e já passaram por aqui. Pedido – Satisfazendo o interesse das mulheres, as vereadoras Angela Barboza e Daniela Parra oficiaram ao Executivo uma indicação para a contratação de um profissional de ginecologia do sexo feminino para atender na Unidade Mista de Saúde. Segundo elas, não é preconceito com os profissionais homens que lá atuam, mas há uma preferência por mulheres, pois muitas se sentem constrangidas e com vergonha, deixando de ir ao médico e desenvolvendo doenças por falta de tratamento. Sinalização – O vereador Marcelo Frederico indicou ao setor de trânsito que entre em contato com a Concessionária Rodovias do Tietê e solicite a colocação de placas de sinalização no trevo próximo à entrada da Fazenda São Bernardo, no final da Rua João Squilassi, sinalizando a entrada da cidade para quem vem do sentido Tietê/ Rafard. Separação – Uma indicação do vereador e presidente do Legislativo, Alexandre Juliani, pede que a prefeitura desmembre o Departamento de Cultura, Turismo e Esporte. Segundo ele, a área de cultura vai bem, mas o esporte está parado na cidade. O vereador pede que seja criada duas pastas, separando o esporte da cultura e turismo, para poder movimentar mais a cidade. Calçamento – O vereador Rodolfo Minçou cobrou a construção de uma calçada no terreno localizado na esquina das ruas IV Centenário e 14 de julho. “Trata-se de um terreno em que o proprietário deveria ser notificado, mas existem informações que o mesmo, há tempos, não é localizado, portanto, a administração deveria por questão de bom senso, já que neste local existe

um ponto de ônibus, construir a calçada. Em dias de chuva, o local fica totalmente intransitável”, alegou o parlamentar.

Mais sinalização – O trânsito é alvo constante de cobranças e indicações dos vereadores. Na última sessão os vereadores Angela Barboza e Luis Ferreira Brito solicitaram que o departamento sinalize os cruzamentos das ruas Conselheiro Gavião Peixoto e Duque de Caxias, e na esquina da Avenida Dr. José Soares de Faria e a Rua Allan Rolim Barbosa para proporcionar maior segurança aos moradores e motoristas da região.

foi assinado em conjunto com o vereador Alexandre Fontolan. Verbas – Rodolfo Minçon solicitou cópias de verbas oriundas de convênios e recursos próprios, federal e estadual, referente à infraestrutura, relativas à pavimentação e questionou se eram verbas de recape, tapa buraco ou outros. Em outro requerimento, ele também pediu cópias das notas fiscais dos serviços executados de pavimentação em ruas, avenidas e outros, nos exercícios de 2013 e 2014, com firmas contratadas por meio de licitação ou por dispensa, com recursos próprios.

Na UTI – A saúde é outro setor deficiente no município. O vereador Rodolfo Minçon apresentou requerimento solicitando informações sobre qual o valor total para manter o atendimento na Unidade Mista de Saúde durante 24 horas. Ele questiona também qual o valor estimado com medicamentos no plantão noturno; número de atendimentos noturnos mês a mês, desde 2013; média de valor gasto nos últimos 12 meses com funcionários da enfermagem, recepção, motorista e médicos; estrutura administrativa no plantão noturno (das 19h às 7h) incluindo motorista e recepcionistas; custos nos mesmos termos dos itens acima dos anos de 2009 a 2012. Na mesma sessão, os vereadores Marcelo Frederico e Alexandre Fontolan também requisitaram informações sobre qual a demanda média de atendimento diário na UMS e qual a medida de encaminhamento à Santa Casa por não conseguir atender o paciente na UMS. Eles querem saber a respeito das faltas médicas, se há alguma punição e se estão sendo tomadas medidas para repor a falta de médicos e enfermeiros durante o dia.

Sempre Jovem – Os integrantes do Grupo Sempre Jovem de Rafard receberam uma Moção de Congratulações pela participação na 18ª edição dos jogos regionais (Jori), na cidade São Roque, entre os dias a 16 a 18 de maio. Proposta pelo vereador Alexandre Fontolan, a moção parabeniza o grupo, que vem se qualificando a cada dia, desenvolvendo uma série de atividades voltadas ao aprendizado, danças, dinâmicas, jogos esportivos e integração dos participantes. “Representaram com graça, elegância e honra o nome de nossa cidade coração”, completou Fontolan.

Concurso – Marcelo Frederico pediu informações sobre vagas e concursos da Guarda Municipal, indagando quantas vagas não foram preenchidas no último concurso e por que. O vereador quer saber se há previsão de um novo concurso para resolver o problema de falta de efetivo e quando. Ele questionou também qual empresa realizou o último concurso.

Descontentamento – No uso da tribune livre, Marcelo Frederico criticou a administração pelo resultado do pregão para fornecimento de carne. “Infelizmente quem concorreu foi o frigorífico que deu problema, e ganhou. A prefeitura já pecou no passado de não ter impugnado esse frigorífico de participar do pregão. Agora o problema fica para os diretores de escola e vereadores”, desabafou. O parlamentar disse que Rafard parece “a casa da sogra”, onde as empresas vem, fazem o que querem e somem. Segundo ele, o valor de R$ 10 mil anunciados pela administração, que seriam doados pelos organizadores da feirinha, não apareceram, conforme um requerimento respondido pela própria prefeitura.

Por merecimento – Puf requisitou à prefeitura que envie os nomes dos funcionários que recebem as gratificações e os respectivos valores, desde janeiro de 2014. “Gratificação é para quem merece!” Sabotagem – Justificando um requerimento sobre gastos com manutenção de máquinas agrícolas, o vereador Marcelo Frederico expos uma situação, taxada por ele, de esquisita. Segundo o parlamentar, as máquinas são novas e estão dando problema. “Já sabem o que é e tampam o sol com a peneira, falam que está tendo sabotagem. Quem está sendo sabotado é a população e o prefeito”, disparou Frederico. No requerimento ele pede a relação de gastos com as máquinas agrícolas, contendo a descrições da máquina, tempo de trabalho registrado no horímetro, data da manutenção, peça trocada (se foi trocada) e local onde foi feito o serviço, desde janeiro de 2013. O requerimento

30 DE MAIO DE 2014

Incentivo – O projeto de lei que cria o programa de incentivo “Diploma Aluno Nota 10” para estudantes de primeiro e segundo grau da rede de ensino, de autoria do vereador Alexandre Juliani, foi aprovado por unanimidade. Os alunos que obtiverem os melhores resultados da série em que estudam serão homenageados anualmente em ato solene promovido pela Câmara Municipal, no encerramento de cada ano letivo municipal, na presença de autoridades e imprensa.

Comodato – O projeto de lei que autoriza o Poder Executivo Municipal a firmar contrato de comodato com a Saint Gobain, através da subsidiária Isover, foi aprovado por unanimidade. A condição para que o município receba uma ambulância Fiorino 2005/2006, para ser utilizada na Unidade Mista de Saúde, é que o município preste socorro imediato ao canteiro de obras da empresa, se houver necessidade. Após o término da construção, a empresa doará a ambulância ao município. Dizem que é feio negar presente, mas...

Concessão – Outro projeto importante aprovado por unanimidade autoriza a concessão por cinco anos, do quiosque localizado na Praça Emancipação, no Centro da cidade. A concessão visa a exploração comercial. Segundo a prefeitura, muitas pessoas procuram para alugar o espaço e atender os frequentadores da praça e também as pessoas que esperam o ônibus circular.

tura voltou a dizer que Rafard é uma cidade sem leis

“População e prefeito estão sendo sabotados”, afirma vereador Marcelo Frederico

Foto: Arquivo Pessoal

Aumento – Foi aprovado um aumento de 7% na remuneração dos servidores públicos municipais e mais 7% de incorporação no ticket alimentação, que se aplicará aos ativos, inativos e pensionistas, dos Poderes Executivo e Legislativo, bem como os de contrato temporário. A vereadora Daniela Parra parabenizou pelo cumprimento da lei, mas disse que o aumento foi menor que o anterior. Desabafo – A vereadora Daniela Parra parece estar descontente com algumas pessoas em cargos de confiança da administração municipal. Segundo a parlamentar, acontecimentos desnecessários aconteceram com ela e com o vereador Wagner Bragalda nos últimos dias. “Quero sugerir ao senhor prefeito que realize uma reunião e se necessário várias, com seus cargos de confiança – diretores, secretários e afins - para trabalhar com eles o tema ética e comprometimento”, disparou. Daniela alega que seu posicionamento na casa de leis vem sendo questionado e distorcido e disse que já passou da hora de Rafard ter pessoas mais comprometidas, éticas e capacitadas para assumir cargos tão importantes, que levariam o município para um “desenvolvimento global”. “Se você acha que está sendo ofendido por ser cobrado por vereadores, está trabalhando no lugar errado. Vá ser patrão, aí faz do seu jeito, como e quando quiser”, alfinetou. A parlamentar declarou ainda estar farta de retaliação por parte de pessoas escolhidas pelo prefeito que não sabem o significado de administração pública. “Não seguem nenhuma regra e fazem da maneira que querem, parecem turistas e aparecem de vez em quando, e ganham os mais altos salários da prefeitura, e ainda, gatificações. Tem que dar exemplo e poderiam começar cumprindo o horário, como o prefeito faz”, finalizou. Rejeitando o veto – O projeto de lei que dispõe sobre receber diretamente do contribuinte, valores de impostos, taxas e outros numerários de competência da administração pública que em outra oportunidade, havia sido aprovado por unanimidade pelos vereadores, foi vetado pelo prefeito. A atitude foi criticada pelos parlamentares, que rejeitaram o veto por unanimidade. Confidenciando – Em entrevista a este jornal, o prefeito César Moreira declarou não ter mais intenções políticas e que fará um governo sem rabo preso. Segundo ele, o próximo prefeito colherá bons frutos iniciados pela atual administração e que a população acompanhará um grande desenvolvimento urbano e industrial. Deus lhe ouça senhor prefeito! Por hoje é só. Até a próxima!

Custo R$ 84,00 - Lei nº 1571/2012 - Tiragem 2000

Aos 29 anos, o vereador Marcelo Frederico, militante do Partido Trabalhista Brasileiro (PTB) é o mais jovem da atual Legislatura da Câmara Municipal de Rafard. Suas colocações claras e concisas durante o uso da tribuna livre têm despertado atenção, como um dos parlamentares mais atuantes. Na última sessão ordinária, realizada na terça-feira, 27, Frederico criticou e pediu providências da empresa Raízen, que tem danificado a estrada municipal no Bairro Santa Lídia, ao lidar com o plantio de cana-de-açúcar. Outro assunto abordado pelo vereador diz respeito ao convênio com a Prodesp, empresa de informática do Governo do Estado de São Paulo, que desenvolve e implementa para os diferentes órgãos estaduais, soluções de governo eletrônico voltadas para a melhoria de processos operacionais, da gestão do Estado e do atendimento ao cidadão. O parlamentar cobra a implantação na Guarda Civil Municipal, do sistema para emissão e controle de multas de trânsito. “Assim poderemos fazer a reeducação no trânsito em Rafard, evitando problemas com desrespeito perante as vagas de idosos e deficientes”, explica. O vereador chamou atenção e questionou sobre gastos “estranhos” com máquinas agrícolas rurais que são novas e estão apresentando problemas com frequência. “Sabem o que é, tampam o sol com a peneira e dizem que as máquinas estão sendo sabotadas. Quem está sendo sabotado é a população e o prefeito”, critica Frederico, que também alertou sobre problemas com licitações de carne e a polêmica Feirinha

do Brás. “Rafard está uma cidade sem lei”, dispara. De acordo com o parlamentar, houve falha da administração na licitação de carnes em não impugnar a empresa vencedora. Na época, segundo o vereador, a empresa entregava produtos impróprios para o consumo e venceu novamente a concorrência. “Podemos ter problemas com entregas de carnes das merendas escolares.” A polêmica Feirinha do Brás voltou a ser debatida na última sessão. Segundo Marcelo Frederico, as respostas da prefeitura ao seu requerimento deixam claro que não existem cópias dos comprovantes dos valores doados, que segundo anunciado pelo Executivo, seria de R$ 10 mil para a Assistência Social do município. “A promotora do evento ainda não pagou. Vocês acham que vai voltar para pagar esses dez mil reais?”, indaga ao prefeito, que esteve presente na sessão. Dentre os comentários polêmicos, o vereador declarou que Rafard parece a “casa da sogra”, pois ninguém é punido severamente. “Se não houver punição dos cargos de confiança e fornecedores, os problemas irão continuar”, alerta. O jovem parlamentar declarou achar estranho o Executivo assinar um veto de uma lei que visa a transparência do dinheiro público, a qual é um dos autores. “Acho que o prefeito gosta de polêmicas”, diz Marcelo Frederico. Encerrando o uso da tribuna, o vereador pediu atenção especial para a indicação que visa fechar um convênio com o Corpo de Bombeiros de Capivari.

Custo R$ 42,00 - Lei nº 1571/2012 - Tiragem 2000


O SEMANÁRIO

30 DE MAIO DE 2014

5

Dissídio | Impacto financeiro com aumento dos salários dos servidores públicos municipais será em torno de R$ 55 mil por mês

Servidores públicos recebem aumento de 7% O projeto de lei da revisão geral anual da remuneração dos servidores públicos municipais com proposta de aumento de 7% foi aprovado por unanimidade na última terça-feira, 27, em sessão ordinária da Câmara Municipal. Além do aumento sala-

rial, o mesmo percentual foi concedido no valor do ticket alimentação dos servidores. De acordo com o prefeito César Moreira (PMDB), o valor do aumento foi proposto após estudos financeiros das possibilidades da prefeitura. “É nosso objetivo valorizarmos ao máximo

o servidor público. Desta forma solicitei um estudo financeiro para concedermos um bom percentual dentro das possibilidades financeiras do governo municipal”, enfatiza. O chefe do Executivo disse ainda que o aumento faz parte de um planeja-

mento de valorização estabelecido já no início de 2013. “Não devemos falar em percentuais isolados. No ano passado incorporamos o abono e concedemos aumento. Neste ano investimos em capacitações para diversos setores, melhorias das condições de trabalho

e concedemos também aumento. Nosso objetivo é valorizar constantemente o servidor público e no que depender de nós, trabalharemos sempre com esse foco,” afirma Moreira. Em 2013, o aumento foi de 8% em todas as referências e os servidores tiveram

a incorporação de R$ 150 ao salário. Hoje, a Prefeitura de Rafard conta com 380 servidores ativos e temporários e, segundo estimativa, o impacto financeiro total na folha de pagamento é de cerca de R$ 55 mil por mês, totalizando R$ 660 mil ao ano.

Habitação | Moradias serão construídas no fim do ano; prefeito, César Moreira, deu os créditos da conquista ao engenheiro civil Alécio Polo

Foto: Túlio Darros

Fim da novela: Depois de 20 anos, Prefeitura assina convênio para construção de 146 casas populares

A Prefeitura Municipal assinou na tarde de quintafeira, 22, convênio com a Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano (CDHU) para a construção de 146 casas populares. O investimento em habitação, que será de mais de R$ 13 milhões, era esperado pela população há pelo menos 20 anos. Cabe agora à prefeitura pagar o desmembramento dos lotes e doá-los à Caixa Econômica Federal, além de realizar o processo licitatório da terraplenagem e de toda a infraestrutura. Segundo o prefeito, César Moreira (PMDB), depois de enfrentar problemas com a documentação, foi preciso refazer o projeto e provar a necessidade das casas populares para a CDHU. “A gente entrou na prefeitura pensando que estava tudo

certo, mas o projeto inteiro teve que ser abortado, pois as 202 casas inicialmente previstas não caberiam no terreno”, conta. “Considerando que recomeçamos do zero, conseguimos a aprovação em tempo recorde”, acrescenta. As moradias serão construídas num terreno de aproximadamente 29,2 mil metros quadrados (Rua Eugênio Tezoto – Popular) e cada uma terá 200 metros quadrados, sendo 56 de área construída, com dois quartos, sala, cozinha, banheiro e mais uma área com alicerce pronto para as famílias que queiram construir outro cômodo. O início da obra está previsto para o fim do ano. Para Moreira, a conquista em curto prazo se deve ao profissionalismo

do engenheiro civil Alécio Polo. “Ele antecipa o acontecimento e isso nos ajudou muito. Acredito que se fosse outro engenheiro a documentação não sairia esse ano. O Alécio é competente, conhecedor e trabalhador. Nunca perdeu um convênio de engenharia”, elogia o prefeito. Polo foi um dos responsáveis pela construção de 323 casas populares em Capivari. No entanto, as próximas etapas da obra serão supervisionadas por outro profissional. “Nós vamos contratar outro engenheiro para acompanhar tudo, porque o Alécio já tem muito serviço”, explica Moreira. Segundo ele, idosos, pessoas com deficiência e funcionários da Polícia Militar têm preferência na ocupação das casas, enquanto a outra porcentagem, não especificada, será sorteada pela Caixa. Habitação e economia Rafard apresenta um déficit habitacional de pelo menos mil casas, entretanto, um segundo projeto paralelo está em andamento e visa à construção de 418 novas residências, segundo César Moreira. O investimento vem por meio de iniciativa privada numa área localizada atrás da extinta empresa Agroquímica. “O empresário Airton Lemes, sem

dúvida um homem lutador, que sabe das necessidades do município, comprou uma área de terra e já está dando entrada no Incra [Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária]. Portanto, eu acredito na proposta dele”, diz. Leme também está construindo um novo distrito industrial na cidade, a fim de combater outro problema: a arrecadação do município, que gira em torno de R$ 25 milhões por ano. Moreira afirma não ver outro caminho para aumentar a renda, senão a vinda de novas indústrias. “Se o mundo está sendo industrializado, porque Rafard vai ficar parada no meio? Vamos acompanhar a maré. Não tem outra saída”, destaca. Segundo ele, “Rafard vai começar a se desenvolver. Se tudo correr bem, a Copa do Mundo não atrapalhará em nada. Temos chances de, em poucos anos, essa cidade passar a ter de 15 a 20 mil habitantes, em virtude das indústrias que estão nos procurando. Com isso, a arrecadação poderá dobrar. Hoje, a renda é baixa e, com a demanda de coisas para fazer, foi ficando tudo parado. Mas não condeno os prefeitos anteriores. É questão de dinheiro para manter a cidade. Tudo é muito caro”. Ainda de acordo com

Moreira, os baixos salários impostos pela prefeitura não atraem profissionais de fora e, na cidade, não há currículos que preencham os requisitos previstos em lei. “Não é a gente que não quer contratar, não há pessoas preparadas. Eu gostaria que os jovens rafardenses se aperfeiçoassem na área administrativa, porque eu prefiro dar emprego para a ‘turma’ daqui”, esclarece. Com a vinda de novas indústrias, explica, a Prefeitura Municipal terá condições de oferecer salários melhores e condições de trabalho aos servidores públicos, visto que somente a Isover – empresa ligada à Saint-Gobain e que está se instalando em Rafard – “injetará muito dinheiro na economia”, melhorando “bruscamente” a situação. Falta de comunicação De uns tempos para cá, os atritos entre Executivo e Câmara Municipal estão cada vez mais constantes. Questionado a respeito, César Moreira afirma que já tentou encontrar alguém para intermediar a comunicação, sem sucesso. “Está faltando diálogo entre nós. Na correria do meu dia a dia, que é enorme, não tenho tempo de fazer essa parte, de conversar diretamente. Já perguntei aos vereadores

se alguém pode fazer isso por mim, pois ninguém está mais interessado em ver a cidade bem do que o prefeito e os vereadores”, garante. Ele admite que os parlamentares têm razão ao cobrar as inúmeras demandas da cidade, mas frisa que é preciso entender que o caixa da prefeitura não tem dinheiro para fazer tudo o que pedem. “Se criarmos muitos funcionários, ou não teremos mais condições de repassar aumentos ou começaremos a demitir pessoas”, exemplifica. “Mas eu preciso sentar com eles e falar sobre o problema, afinal, quem não gostaria de ter todos os funcionários que é preciso?” E, em relação às promessas de campanha, Moreira diz ter feito muitas coisas, mas o povo não vê. “Faz apenas um ano e cinco meses que estou aqui. Minha administração ainda não terminou e tudo o que prometi será feito. Estamos trabalhando firme e os vereadores estão se dedicando, correndo atrás de verbas, a gente vê o esforço. Ao mesmo tempo, acho que atrás de cada crítica deveria vir uma possível solução. Não esperar acontecer para criticar e, sim, me aconselhar antes. Eu sou um só, não consigo olhar tudo”, conclui o prefeito.

D

S r

v m p p f d 2 C

r f t v p v p c d o m D e c t d m

d f


6

O SEMANÁRIO

30 DE MAIO DE 2014


O SEMANÁRIO

30 DE MAIO DE 2014

7

Entrevista | Após 3 anos, pároco se despede da Paróquia Nossa Senhora de Lourdes para iniciar campanha política; barbarense lutará por reajuste salarial dos professores, segurança e saúde

Fotos: Túlio Darros

Padre D’Elboux lança pré-candidatura a deputado estadual

“Lá também é lugar de evangelizar”, profetizou o padre Antônio Carlos D’Elboux, 60, na última segunda-feira, 26. Ele se referia à Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo, lugar este que poderá ser frequentado por ele no próximo ano. Tudo, dependendo do resultado da eleição presidencial que se aproxima (5 de outubro). “Tudo me leva a crer que tenho grandes chances de ganhar.” Em entrevista exclusiva à Rádio R FM e ao jornal O Semanário, o pároco da Paróquia Nossa Senhora de Lourdes, em Rafard, confirmou sua pré-candidatura a deputado estadual de São Paulo pelo Partido Social Democrático (PSD). Com 35 anos de sacerdócio, D’Elboux afirma que não irá deixar o clero, pois “padre não deve ser político para sempre”. Para se dedicar à candidatura, além de trancar a matrícula do curso de Direito, o padre deixa a cidade no próximo dia 17, somente três anos após tomar posse da paróquia rafardense (30 de janeiro de 2011). Natural de Santa Bárbara d’Oeste, D’Elboux retorna à casa da família assessorado pelo irmão e presidente do diretório do PSD em SBO, Paulo César D’Elboux. Rádio R FM: Padre, o senhor é mesmo pré-candidato a deputado estadual? Padre Antônio Carlos D’Elboux: Sim. Sou pré-candidato pelo Partido Social Democrático (PSD). Recebi a licença excepcional do bispo Dom Fernando Mason e agora estou aí. Não posso dizer publicamente que sou candidato, porque isso é somente após a convenção e o registro no Tribunal Eleitoral. Mas sou pré-candidato, ou seja, estou me pré-dispondo a ser candidato. Meu irmão Paulo César D’Elboux é presidente do diretório do PSD em Santa Bárbara d’Oeste há muito tempo e ele sempre foi ligado ao presidente nacional, o Gilberto Kassab. Nesse sentido de fidelidade, nas mudanças de partido, meu irmão sempre seguiu o Kassab e tem um aval muito bom, tanto do partido, quanto do tesoureiro, que é o primo dele, o outro Kassab. R FM: Existe mais alguém da sua família que militou na política em Santa Bárbara d’Oeste? D’Elboux: Só meu irmão mesmo. Ele é político há muito tempo. Foi candidato a prefeito, é formado em Direito e tem mestrado em Marketing Político. Das dez campanhas feitas por ele, perdeu apenas duas. E é ele quem está me assessorando. R FM: O senhor acredita que o partido poderá ver algum problema em sua candidatura? D’Elboux: Eu penso que não, porque já recebi um comunicado do presidente nacional do partido, dizendo estar muito feliz em saber que meu nome está concorrendo à candidatura pelo PSD. R FM: Sua cabeça já deve ter “entrado em parafuso” muitas vezes por conta dessa candidatura, não? D’Elboux: Sinceramente não. Vamos começar do começo: dois dias antes do término das inscrições – é preciso se filiar a um partido um ano antes das eleições – meu irmão me ligou perguntando se eu gostaria de me inscrever no PSD. Eu disse que não havia motivo, já que não tinha intenção de me candidatar a nada, mas ele insistiu: “vamos, você fica participando”. E eu disse: “quais são os compromissos?” “As reuniões, mas você vai se quiser”. Então eu falei: “bom, se é só isso pode me colocar”. Depois, fui assinar a papelada. Mas meu irmão já tinha tudo em mente. Há seis meses, um prefeito reeleito da região procurou meu irmão e ofereceu determinado valor em dinheiro, desde que eu saísse como dobradinha para apoiar a irmã dele a deputada federal. Meu irmão, então, me ligou e eu falei um palavrão, disse “vá para aquele lugar” e assunto encerrado. Passados mais ou menos 30 dias, outro político, deputado federal, foi à Rádio Brasil, em SBO, e disse ao meu irmão que gostaria de fazer dobradinha comigo, se oferecendo para colaborar com a campanha também. Daí, o Paulo me ligou e eu respondi com o mesmo palavrão. Só que ele disse assim: “eu falei para ele que nós iríamos conversar e que daria a resposta somente depois do Carnaval”. Nesse meio tempo, ele fez uma

pesquisa de mais ou menos 50 pessoas em SBO – parentes, amigos e lideranças. E, depois, veio conversar comigo. Eu fiquei espantado porque, das 50 pessoas, somente uma prima minha foi contra, alegando que padre não deve se candidatar. Porém, ela garantiu que se mesmo assim eu resolvesse fazê-lo, me apoiaria. Quer dizer, foi praticamente unânime. A partir daí, comecei uma pesquisa no Facebook. Numa das publicações, mais ou menos 150 pessoas responderam. Das quais, apenas 15 foram contra, sendo que dez delas disseram o mesmo que minha prima: “eu acho que não deve, mas se você for conte comigo. Nós vamos ajudá-lo, vamos votar e batalhar”. Depois consultei deputados. Hoje, dos 94 deputados estaduais em São Paulo, 14 são pastores de igrejas evangélicas, das mais diversas. Em contraponto, temos apenas um padre católico, que é o padre Afonso Lobato (PV), de Taubaté. Já está na terceira legislatura e, pelo que me falou, será candidato à quarta. Fiz várias perguntas a ele: “quando você se lançou, qual foi a reação?” Ele disse: “alguns padres foram contra, outros ficaram em cima do muro, e um bom grupo apoiou. Vai ser a mesma coisa”. Então, perguntei se é verdade que na Assembleia Legislativa um quer puxar o tapete do outro, se o que manda é o partido etc. “Meu irmão, a Assembleia reproduz a sociedade. Os mesmos problemas que temos na sociedade temos lá. Além do mais, diante de tudo o que falam – que o partido que manipula, que você vem com boa vontade e não consegue nada – temos uma arma, o voto. Sim, não e me abstenho. Se é um assunto que você acha que o partido quer impor e você não deve votar, você se abstém. Cada um deve agir de acordo com sua consciência.” Jornal O Semanário Regional: O que o padre D’Elboux pode trazer para a cidade? D’Elboux: Eu posso ajudar muito mais Rafard como deputado estadual do que como padre dentro da cidade. Nossa população não chega a nove mil habitantes, dos quais, aproximadamente sete mil votam. Como deputado, posso conseguir verbas para a prefeitura e para as entidades. Além disso, sempre fui uma pessoa de relacionamento. Tenho amizades com deputados estaduais e federais e posso conseguir verbas diretamente. Mas, o que faz um deputado estadual? Primeira coisa e a mais importante: faz leis e pode modificar as existentes, com a aprovação da maioria. A segunda: fiscaliza o Governo do Estado e todas as entidades ligadas a ele, a fim de saber onde está sendo aplicado o dinheiro arrecadado dos impostos pagos pelo povo. E a terceira coisa é conseguir verbas para os municípios e entidades de filantropia que operam nas diversas cidades do estado. Por exemplo, para mim é uma afronta um grupo econômico deter 82% das terras de uma cidade. Alguém precisa legislar em cima disso. A sede dessa grande empresa, instalada há 300 metros do Centro, nem isso, paga impostos como se estivesse na área rural. Goste ou não goste alguém precisa fazer alguma coisa. E outra, fazer em benefício da população. Se uma entidade como essa pagasse o imposto devido, o recurso para o município seria maior. Com isso, muitas coisas poderiam ser feitas em benefício do povo. R FM: O senhor vai continuar morando aqui? D’Elboux: Não. Vou morar em Santa Bárbara d’Oeste. Dia 17 de junho eu me mudo. Dia 15 termina a Festa de Santo Antônio, celebro a última missa na Capela Santo Antônio, e fico mais dois dias para prestação de contas. Já marquei reunião com os dois conselhos, o Econômico e o Pastoral, e com a Equipe de Festa. Em seguida, inicio minha campanha como pré-candidato. Quero visitar as autoridades constituintes de todas as cidades, não importa se votarão em mim ou não. Vou visitar o prefeito, o presidente da Câmara, o juiz de Direito, o promotor, as faculdades. A gente vai ouvir o que eles têm para falar, o que eles querem e o que não querem, para abrir caminho e poder me colocar à disposição. Uma vez eleito é tudo mais fácil quando já se conhece. Não me interessa se o partido é A ou B. A

cidade está acima de qualquer “picuinha” e de qualquer prefeito, deputado ou governador. R FM: Achei que o senhor seria deputado e continuaria sendo padre em Rafard. D’Elboux: Não. Eu saí e não sei se volto. Se eu perder, o bispo me dá uma paróquia. Se eu volto para Rafard ou não é o bispo quem determina. Mas pelo que conheço dele penso que não volto. Porque, em geral, ele não repete o mesmo lugar onde a pessoa já passou. Agora, se ele me pedir para voltar, voltarei contente, feliz da vida, sem problema nenhum. Estou terminando o sétimo semestre de Direito. Depois, farei matrícula e, em seguida, vou trancar, pois não quero entrar “meia-boca”. Ou eu entro pra valer, trabalhando de manhã, à tarde e à noite, ou não entro. Posso perder, tenho humildade de pedir voto. Mas tudo me leva a crer que tenho grandes chances de ganhar. Ademais, você percebe que o povo está de “saco cheio” da classe política e quer mudança. Então, a impressão que tenho é que o cavalo está encilhado para mim. Eu só preciso montar. R FM: Rafard ganha um candidato e perde um padre. D’Elboux: Olha, se eu fosse conversar com o bispo e ele me dissesse “ou você deixa o Ministério Sacerdotal ou não será candidato” eu não seria candidato. Sou padre por opção e não delego. Entretanto, durante o período eleitoral não poderei exercer publicamente o Ministério. A igreja católica é contra a participação política partidária ou sindical de padres e diáconos. Porém, a mesma regra do Código de Direito Canônico contém exceções. Então, o bispo me deu a licença, eu continuo padre, só que eu não posso exercê-lo justamente para não ir à igreja pedir voto. O Semanário: Qual sua formação profissional? D’Elboux: Sou formado em Filosofia pela Universidade de Passo Fundo (UPF), em Teologia pelo Instituto Teológico de São Paulo (Itesp), em Jornalismo pela Cásper Líbero e em Administração pela Escola Superior de Administração de Negócios (ESAN), ligada à Faculdade de Engenharia Industrial (FEI). Depois, cursei mestrado em Rádio e Televisão nos Estados Unidos e, atualmente, estou terminando o sétimo semestre de Direito na Faculdade de Direito de Itu (Faditu). O Semanário: Comente um pouco a respeito das atividades desempenhadas dentro e fora da igreja. D’Elboux: Fui professor universitário em Leme, Rio Claro, Piracicaba e Santa Bárbara d’Oeste. As duas últimas na Anhanguera, nas quais defendi a implantação do curso de Administração perante o Ministério da Educação (MEC). Trabalhei bastante em meios de comunicação, em gráfica, fui diretor das livrarias Paulus e ecônomo provincial. Trabalhei em favelas e bairros pobres. Fui pároco durante três anos em Compensa (Manaus), um povo muito bom. E também trabalhei em Piracicaba. Junto a uma equipe, participei do início do Bosque dos Lenheiros. Nossa presença foi muito importante lá. Hoje, existem ainda as comunidades de São Paulo Apóstolo e Rainha dos Apóstolos, ambas fundadas por mim. Depois, ganhamos dois lotes de uma firma e compramos outros dois, para prepararmos a Paróquia da Sagrada Família, lá no Mário Dedini. Foi comigo que começou tudo isso. Organizávamos grupos, tinha mês que dávamos 300 cestas básicas. Fizemos curso para gestantes, no qual preparávamos a mulher grávida com palestras e dávamos todo o enxoval – muito bom – para a criança. Todo esse serviço social foi prestado enquanto pároco e primeiro reitor do Santuário Nossa Senhora dos Prazeres, em Piracicaba. Sabe o que me estimulou a ser político? Uma entrevista que o Papa Francisco deu a estudantes jesuítas e alguém perguntou algo a respeito de política. E ele respondeu: “Minha gente, vocês falam que a política é suja. A política é suja porque os cristãos não entram nela com espírito evangélico. Os cristãos se comportam como Pilatos, ou seja, só sabem lavar as mãos”. Lá também é lugar de evangelizar. Lá também é lugar de teste-

munhar a misericórdia e o amor de Deus, a justiça dele em favor de todos nós. Eu acho que a evangelização é abrangente em qualquer lugar. É o mesmo que o papa falou a respeito dos homossexuais: “Quem somos nós para julgá-los? O importante é estarmos lá, no meio, como sinal, como presença”.

Ouvinte: O padre acredita que não católicos também votarão nele? D’Elboux: Algumas igrejas evangélicas já são direcionadas, já têm seu próprio candidato. São votos de cabresto, quer dizer, não é você quem decide; alguém decide por você. Então, claro que aí não. Mas tenho amigos pastores, os quais já disseram que estão fazendo propaganda por mim. Assim, sei que terei votos de gente não católica, mas conforme a igreja, pois determinadas igrejas já têm seus candidatos – seus pastores. R FM: Falando em marketing, qual seria o elemento a ser trabalhado na campanha de um padre? D’Elboux: Da Diocese de Piracicaba, que está completando 70 anos, serei o primeiro candidato a deputado estadual ou federal. Todavia, já tivemos padre deputado em Capivari, no tempo do Império, o padre Fabiano. A Paróquia São João Batista foi construída por meio de uma lei feita por ele e aprovada, cujas usinas e empresas deveriam destinar 2% de suas rendas à igreja. Naquele tempo, era chamado deputado provincial. E também tivemos padre candidato em Rafard, o qual foi eleito a vereador e, em seguida, renunciou. O padre Renato Lucchi, eleito para ajudar um candidato, cuja presença julgou importante na época. R FM: Não há uma frequência de padres em propagandas políticas, não é? D’Elboux: Nós temos, hoje, quatro padres deputados federais e alguns que são prefeitos, mesmo no estado de São Paulo, mas são poucos. A igreja não apoia, não incentiva, porque ela acha que é um papel específico do leigo. Eu penso diferente. Acho que, vez ou outra, precisamos de alguns padres. Eu tive amizade com o padre Mário Calazans. Ele foi deputado estadual e um senador brilhante. Teve também o padre Godinho, o qual foi deputado estadual, federal e participou daquele jornal da Record que o pessoal dizia ser o “Jornal da Tosse”, porque era um grupo de idosos. Ele era mineiro, mas viveu em São Paulo. Ou seja, eu mesmo conheci e conheço padres que estão aí desempenhando seus papéis na política. Mas acho que padre não deve ser político para sempre, de profissão. É por um momento, uma ou duas legislaturas e cai fora. O Semanário: Como as pessoas da nossa cidade receberam a notícia da sua pré-candidatura? D’Elboux: De início, algumas ficaram estupefatas. Mas outro dia uma senhora de 81 anos foi falar comigo na Matriz, e ela disse: “padre, eu tinha decidido que não ia mais votar, mas eu e meu marido já conversamos e nós vamos votar só para votarmos no senhor. O senhor trabalha, é firme. Nós vimos sua atuação aqui nesse período”. Por onde passo fico surpreso, mas positivamente. As pessoas vêm se aproximando. Não fico pedindo votos porque nem posso. As pessoas é que vêm e falam que votarão em mim. R FM: Padre, o senhor não tem medo de “queimar seu filme”? D’Elboux: Não me preocupo porque não quero fazer carreira dentro da igreja. Se eu quisesse, essa candidatura já “queimaria” qualquer coisa. Mas estou tranquilo, numa boa. Estou preparado para ganhar e para perder. Aqui em Rafard, por exemplo, iremos trabalhar para conseguirmos dois mil votos. Se conseguirmos 1.800 atingirmos a meta. Já temos tudo pronto, os cálculos, as metas para a nossa região. Em Capivari, preciso de três mil votos. Na última eleição ninguém conseguiu isso. Vamos batalhar, é claro. Fazer reuniões na época certa, distribuir panfletos. É uma campanha política. O Semanário: A política nasceu dentro da igreja católica? D’Elboux: Não. Ela também nasceu dentro da igreja. A política é a arte de bem governar, de evidar esforços em vista do bem comum. A igreja sempre apoia o político com “p” maiúsculo. Só que ela é contra a política partidária e não apoia candidato A ou B, exceto se determinado candidato, na plataforma política, agir contra a doutrina da igreja. Nesse caso, ela não tem medo de dizer “esse não, por isso ou aquilo”. Mas política partidária a igreja não apoia e não incentiva, justamente para não ficar dividida. Algumas pessoas são muito apegadas em partidos. Outro dia mesmo conversava com um prefeito, de outro partido, e disse a ele para ficar tran-

quilo. O que eu puder fazer para ajudar eu farei. Ele sabe que pode contar comigo. A mesma coisa em Rafard e em Capivari. Durante uma conversa com o prefeito de Capivari, Rodrigo Proença (PPS), eu disse: “conte comigo sempre, independentemente do partido”. O partido é o meio necessário para que eu possa participar. É claro que cada partido tem seus programas, mas se você reparar na programação, os partidos são muito parecidos. É a prática que pode ser diferente. Alguns bispos do Paraná são resistentes. Lá, eles não querem padres na política. Quem deseja entrar na política deve deixar o Ministério Sacerdotal. Dom Fernando não foi assim comigo. Continuo padre, não exercerei o sacerdócio durante a campanha (rezarei missas particulares em minha casa), mas fora do estado eu posso. Em julho tenho uma viagem marcada para Manaus e lá vou rezar missa e fazer batizado. Na véspera da eleição, abençoarei um casamento numa cidade do Paraná. Eu só não posso dentro do estado. E, se eleito, serei mais ou menos como o padre Afonso. Ele não tem paróquia, mas celebra missas, faz casamentos, batizados e enterros. Não sei ainda se vou ter paróquia. Mas, por exemplo, se o padre Afonso tivesse ficaria complicado, devido às inúmeras reuniões realizadas à noite, em São Paulo. É até melhor não ter. A igreja sabe.

Ouvinte: Sua propaganda política será como padre Antônio Carlos D’Elboux ou somente como padre D’Elboux? D’Elboux: O bispo pediu que eu evitasse o “padre”. Mas foi pedido, não ordem. Assim, combinei com meu irmão em atendermos o bispo em 75%. Porém, ainda estou em dúvida se usarei “Padre D’Elboux” ou “Padre Antônio”. Um desses dois vai. E no meu currículo vai também, né? Eu sou padre, as igrejas nas quais trabalhei estão lá. A dúvida é porque “Padre D’Elboux” é mais conhecido no clero. Entre o povo é mais comum “Antônio”. Então não sei, vamos estudar ainda. O Semanário: Quanto ganha um deputado estadual? D’Elboux: O deputado estadual ganha pouco mais de R$ 20 mil. Esse valor é o “limpo”. Depois, tem a assessoria: um deputado de São Paulo tem 32 assessores, carro à disposição e uma ajuda mensal de mais ou menos R$ 20 mil, que paga a correspondência, o aluguel de certo escritório ou mesmo de apartamento. É possível acompanhar essas despesas no site da Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo. Qualquer um pode acessar. É muita verba? Sim. Mas se você usá-la em benefício do povo, para servir, acredito que não há problema. Eu já disse para algumas pessoas e agora falo em público porque eu jogo limpo: R$ 20 mil para mim é muito. Então, eu vou destinar R$ 10 mil por mês desse salário a obras sociais da região, como colaboração pessoal. O Semanário: Em relação às emendas parlamentares, é destinada uma cota para cada deputado? D’Elboux: Geralmente existe um acordo, por exemplo, R$ 2 milhões para cada um. Depois, os deputados precisam batalhar junto aos secretários e àquelas verbas que são devolvidas porque as pessoas não prestam contas, não fazem as coisas como devem ser feitas. Certas prefeituras não recebem ajuda porque não são organizadas, não sabem fazer projetos, não têm os imóveis do jeito que devem ser. Portanto, em primeiro lugar as prefeituras precisam colocar “a casa” em ordem, porque senão é só balela. Daí sim pedir ajuda a um deputado estadual ou federal. O mesmo deve acontecer com as entidades filantrópicas. Se não tem o certificado de filantropia, não adianta pedir porque não irá conseguir. R FM: Padre, uma dobradinha é sempre boa. O senhor já tem algum planejamento nesse sentido? D’Elboux: Sim. Farei dobradinha com o deputado Guilherme Campos (PSD), de Campinas. Já é a segunda legislatura federal dele, está indo para a terceira. Foi prefeito de Campinas e presidente da Associação Comercial. A família dele é dona de uma loja conhecida em Campinas, a Casa Campos. Outros deputados já me procuraram diretamente ou por meio de seus assessores para que eu também faça pequenas dobradinhas em determinados lugares. Aqui em Rafard recebi a visita do ex-prefeito de Salto Geraldo Garcia (PP). Já recebi gente da menina Talita, candidata federal pelo PV, em Americana; do Bruno Covas (PSDB), ex-secretário do Governo e neto do ex-governador Mário Covas; e o Ricardo Izar (PSD) também quer em determinadas cidades. Mas essa parte prática é meu irmão quem cuida. O Semanário: O senhor tem recebido apoio dos políticos da cidade? D’Elboux: Alguns vereadores

prometeram me apoiar, não só aqui, mas na região. No entanto, esse trabalho ainda estou fazendo. Não fico preocupado com o prefeito. Ele é um voto só, igual aos outros. Fico mais preocupado em me colocar à disposição para servir a cidade. Tudo vai depender de ele ser um cara de visão, do tipo: “eu não vou votar nele, mas é bom termos um grupo aqui que o apoie, porque por meio dele virão verbas. Ele é ligado à cidade, o pessoal o conhece”. Ou seja, vai depender da inteligência dos “alcaidas” da região. Se forem inteligentes, receberão a todos e bem. Se forem burros... O Semanário: Padre D’Elboux, o senhor será engajado em quais políticas públicas? D’Elboux: Procurando analisar nosso estado, temos problemas sérios que precisam ser melhorados, veja a greve dos professores. Precisamos melhorar a qualidade de vida de nossas escolas, começando com melhorias no salário dos professores. Existe recurso para isso. Agora, com o mau professor devemos ser linha dura, botar fora sem medo. Outra coisa é a segurança. Veja os crimes da nossa região, esses dias mesmo em Rio das Pedras, em Capivari, pelo amor de Deus, né? E, a questão de saúde. Tanto desvio de verba da saúde. Conversando com muitos médicos esses dias, em Catanduva, me disseram que a manobra com dinheiro existe até em bancos de sangue: “se você pegar desse banco eu deposito ‘tanto’ na sua conta”. Precisamos lutar para que as coisas sejam transparentes e o recurso vá, realmente, nas mãos de quem precisa. O Semanário: O senhor, enquanto padre, está entrando num “ninho de cobras”. Como será lidar com isso? D’Elboux: Eu tenho dois colegas que fizeram Jornalismo comigo, na Cásper Líbero. Um deles trabalhou na antessala do Governo Lula, em Brasília, por dois mandatos. Ele sempre dizia: “não entre. É um ambiente sujo, um quer puxar o tapete do outro”. Outra colega é assessora de imprensa de um vereador em São Paulo, e o pai dela já foi vereador. Ela me mandou por escrito: “não entre, você vai ver, você vai na melhor das intenções, porque é um cara justo e reto, mas vai entrar num meio que é uma podridão”. Sabe, eu estou preparado para isso. Esse desafio é muito grande e bom. Eu vou sabendo que é um ambiente hostil, mas é ali que eu sou chamado numa boa, com muita tranquilidade, com o pé no chão. Nós precisamos dar testemunho cristão lá dentro. Por isso que eu acho que quem é candidato ou pré-candidato a deputado estadual deve exercer seu mandato, em primeiro lugar, com dignidade e com respeito à coisa pública e à vontade popular, denunciando sem medo os abusos econômicos e as vantagens que podem auferir no exercício do cargo. Se fizer assim, está sendo honesto com ele e com os eleitores. E é isso que nós queremos: mudança para melhor. Não roubar e não deixar que roubem. O Semanário: Como o senhor avalia a política em Rafard? D’Elboux: A política de Rafard precisa se abrir. Eu acho que é uma política muito fechada ainda, sabe? Gostaria de ver uma Câmara ativa, cobrando as ações do prefeito, fazendo com que a cidade aconteça – não é coisa pessoal –, conseguindo verbas a nível estadual e federal. Nós temos aqui um nome de respeito, o nome de Tarsila do Amaral. Nós, rafardenses, não explorarmos esse nome, a casa dela. Eu mesmo quis visitar a casa, mas a usina não deixou. Na ocasião, estava acompanhando um grupo de jornalistas. Um deles, diretor de Jornalismo da Rede Globo, em São Carlos. E não deixaram por mesquinharia. Devemos explorar esse nome. A própria presidente da República levou o Obama para ver um quadro da Tarsila. Volta e meia os jornais, a Folha de S. Paulo e o Estadão, citam a Tarsila. Rafard não tem um quadro original da Tarsila. É uma vergonha. E o pessoal não se interessa. Precisamos de gente que se interesse. Agora, é um círculo vicioso: a cidade não tem recurso, os vereadores daqui ganham pessimamente, em torno de R$ 900. Então, é aquele negócio, né? Vai se contentando... um prefeito daqui ganha quanto? Uns R$ 7 mil. Quando a pessoa trabalha, que ganhe R$ 10 mil, R$ 20 mil. Mas quando a pessoa não trabalha, R$ 1 mil é muito, é demais. É preciso alguém que vá atrás, que prepare projetos, que vá até o governo federal, ao Ministério de Turismo. Alguém que vá atrás da presidente. Ela é propensa a isso. Imagine o que nós teríamos se explorássemos, no bom sentido, a presença e a figura de Tarsila do Amaral, nascida em Rafard. Tudo bem, quando ela nasceu Rafard pertencia a Capivari, mas ela é rafardense. Ou seja, nós não valorizamos, no bom sentido, o maior produto que Rafard tem. A Tarsila do Amaral.


8

O SEMANÁRIO

30 DE MAIO DE 2014


30 DE MAIO DE 2014

CADERNO 2

CAPIVARI

sEgurança | Equipamentos foram doados pela Guarda Civil Metropolitana de São Paulo

Guarda Municipal ganha 100 rádios portáteis A Guarda Municipal recebeu na quinta-feira, 22, 100 rádios portáteis, do tipo HT, da Guarda Civil Metropolitana de São Paulo. Segundo a Secretaria da Defesa Social, a força de segurança da capital já doou cerca de três mil aparelhos a cidades paulistas após passar a utilizar modelos digitais. “Temos contato com o comandante da Guarda Metropolitana, Gilson Menezes, e com o guarda Carlinhos Silva, que também é suplente de deputado federal. Solicitamos a doação por meio de ofício e, graças ao bom relacionamento entre as corporações, fomos atendidos”, diz o secretário da Defesa Social, Gamaliel Lourenço de Souza. Ele explica que o acordo foi intermediado pelo guarda capivariano Gilmar Leite, que é suplente de vereador e possui contato com Silva. Toda a comunicação entre a base da corporação e os guardas é feita por rádio. No entanto, nem todos os cerca de 90 agentes da corporação trabalham com o aparelho portátil. “Possuímos aproximadamente 60 rádios. São equipamentos antigos, as baterias não duram muito tempo”, afirma. Com os novos rádios, mais modernos que os atuais modelos utilizados pela Guarda Municipal, Souza prevê mais eficiência nos trabalhos da corporação. “Com a doação, todo o efetivo passará a utilizar rádio. A comunicação é um requisito fundamental do nosso dia a dia. Sem informação não fazemos nada.” A Guarda Municipal também recebeu cinco rádios base. Os equipamentos são instalados em pontos fixos e deverão equipar, por exemplo, o canil, a Defesa Civil e a Central de Monitoramento, de acordo com Souza.

Foto: Ass.Com.Capivari

Ao lado de guardas, secretário Gamaliel confere novos rádios

Promad Lançado pela Guarda Municipal no ano passado, o Programa Municipal Antidrogas (Promad) iniciou na noite de quarta-feira, 28, pela escola Teresinha de Jesus Macluf, a formatura de 45 dos cerca de 350 estudantes que participaram do curso neste primeiro semestre. Direcionado a alunos de 5º ano, o Promad é aplicado durante nove encontros. De forma interativa e lúdica, os instrutores do projeto – todos guardas municipais – promovem atividades que buscam conscientizar e transformar os estudantes em “multiplicadores” da prevenção ao consumo do álcool e outras drogas na sociedade. O prefeito Rodrigo Abdala Proença (PPS), acompanhando pelo vice Vitor Hugo Riccomini (PTB), prestigiou a cerimônia e afirmou que, entre tantos investimentos na Guarda Municipal, como cursos, compra de equipamentos, renovação da frota e inauguração do Canil, o Promad é o “mais barato e importante deles”. “O Promad é a valorização à vida. Acreditamos nos estudantes em seu poder multiplicador de disseminar informações sobre perigos do uso de drogas lícitas e ilícitas. As crianças vão mudar a sociedade”, diz Rodrigo.

Para o secretário da Defesa Social, Gamaliel Lourenço de Souza, ao aplicar o Promad nas escolas, a prefeitura investe no futuro. “As drogas são uma realidade, não podemos ficar de braços cruzados. Temos de cuidar bem das nossas crianças. São elas que amanhã estarão em nossos lugares, ocupando cargos, construindo uma cidade melhor”. Carolina Bertolli Silva, de 10 anos, premiada com uma bicicleta pela melhor redação sobre o curso, disse ter aprendido ensinamentos que levará “para a vida toda”. “Aprendi que devemos respeitar o próximo, não fumar, não praticar bullying e ficar longe das drogas”, conta. Mãe de Carolina, Lucilene Bertolli Silva elogiou a iniciativa da prefeitura. “Aquilo que ela aprendeu com o Promad na escola levou para casa e compartilhou com toda a família. É uma experiência aprovadíssima”, declara. Até 10 de junho, a Guarda Municipal realizará formaturas em outras cinco escolas: Ana Aparecida Rufino Dias (dia 29, às 19h), Hermínia Ferraz de Camargo Penteado (dia 30, às 7h), Cherubim Fernandes Sampaio (dia 31, às 10h), Dirceu Ortolani Stein (dia 9, às 19h) e Derly Andriotti (dia 10, às 19h). Na Cnec,

que também recebeu o Promad neste primeiro semestre, a entrega dos certificados ocorrerá em agosto, em data a ser definida.

Convênio A Guarda Municipal obteve na terça-feira, 20, a aprovação de convênio com Polícia Federal em cumprimento da Lei Federal nº 10.826/2003, que dispõe sobre registro, posse e comercialização de armas de fogo e munição. “É mais uma conquista histórica da administração Rodrigo [Abdala Proença, prefeito] e Vitor [Hugo Riccomini, vice -prefeito]. A Guarda Municipal existe desde 1937 e só agora firmou convênio com a Polícia Federal”, diz o secretário da Defesa Social, Gamaliel Lourenço de Souza. De acordo com ele, o convênio permitirá que a corporação compre novas armas. “Assim que obtivemos a aprovação, já começamos a trabalhar para adquirir novo armamento. Será mais uma melhoria dentro desse grande processo de reestruturação da corporação que iniciamos em 2013”, afirma. O acordo também facilitará, por exemplo, a participação da Guarda Municipal em cursos e treinamentos oferecidos pela Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp), órgão ligado ao Ministério da Justiça, além de permitir que a corporação pleiteie verbas do Governo Federal para aquisição de equipamentos. O processo de liberação ocorre em três etapas e consiste no levantamento de documentos e informações. “A gestão passada tentou, mas o processo não teve andamento. Levantamos uma nova documentação, atendemos todas as exigências da Polícia Federal e agora conseguimos a aprovação”, explica Souza.

vErbas | Bosque dos Pinheiros terá rede coletora de esgoto e duas estações elevatórias

Prefeitura assina mais de R$ 3 milhões em convênios A tarde de quinta-feira, 22, será histórica para Capivari. No Palácio dos Bandeirantes, em São Paulo, o prefeito Rodrigo Proença (PPS) e o vice-prefeito Vitor Riccomini (PTB) assinaram convênios que resolverão problemas que se arrastam por anos: conquista de R$ 1 milhão para construção de rede coletora e duas estações elevatórias no Bairro Bosque dos Pinheiros e R$ 509 mil para análise de investigação confirmatória dos antigos lixões da cidade. Jacques Azevedo e César Pagliardi, moradores do Bosque dos Pinheiros, estiveram com o prefeito e vice e assinaram o convênio como testemunhas. A obra permitirá a construção de rede coletora de esgoto e de duas Estações Elevatórias de Esgoto (EEEs), além de linha de recalque com 1.275 metros de extensão, atendendo inicialmente 300 lotes. Essa conquista teve a participação do deputado Roberto Morais (PPS) e do ve-

reador Júnior Pazianotto (PPS). De acordo com o superintendente do Saae, José Luiz Cabral, essa obra “eliminará o desconforto das fossas sépticas e melhorará a qualidade do meio ambiente, preservando o lençol freático”. O próximo passo é a abertura de licitação para início dos serviços. “Com essas conquistas, resolvemos problemas que perduram há 30 anos. São melhorias voltadas para o futuro da cidade, pois terão eficácia pelos próximos 30 anos”, afirma Proença. Lixões “Muitas administrações passaram, fizeram acordos, mas nenhuma resolveu o problema na raiz e é o que estamos fazendo agora”, explica a diretora de Meio Ambiente, Karen Angelin, sobre o convênio assinado com a Secretaria de Desenvolvimento Econômico do Estado, por intermédio do Programa de Apoio Tecnológico aos Municípios (Patem), para a realização de es-

tudo nos três antigos lixões. “No passado, a prefeitura despejava o lixo nesses locais sem nenhum preparo, o que pode ocasionar contaminação do solo e da água. Esse estudo vai mostrar que tipo de contaminação tem nesses espaços e até onde ela vai”, complementa a diretora. O recurso é de R$ 509 mil, obtido por intermédio da vereadora Gilceane Malto (DEM) e do deputado federal Rodrigo Garcia, de mesmo partido. E, o estudo será realizado pelo Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT). Mais conquistas Durante a cerimônia, também foi assinado o convênio de R$ 1,6 milhão para o córrego Lava Pés: construção de 293 metros de coletor tronco, suficiente para 10 mil habitantes, 36 poços de visita, duas Estações Elevatórias de Esgoto (EEEs) e 581 metros de linha de recalque. Segundo o superintendente Cabral, “o objetivo dessa obra é melhorar a

qualidade de vida dos moradores da Vila Fátima, da Nova Aparecida e das adjacências, com a despoluição do córrego”. O prefeito Rodrigo Proença assinou, ainda, um convênio para a vinda de R$ 100 mil para a compra de equipamentos do Centro Especializado de Atendimento à Mulher e à Criança (Ceamc), intermediado pelo vereador Bruno Barnabé (PPS) e pelo deputado federal Vanderlei Macris (PSDB). O Setores Integrados da Administração Municipal (Siam), de Capivari, receberá um Acessa São Paulo – programa de inclusão digital do Governo do Estado de São Paulo – no valor de R$ 50 mil. A solicitação foi feita pelo vereador Júnior Pazianotto. E, por fim, a Diretoria Municipal de Meio Ambiente recebeu um computador e uma impressora da Secretaria Estadual do Meio Ambiente para auxiliar os pequenos produtores a realizarem o Cadastro Ambiental Rural (Car).

9

O SEMANÁRIO

EXECutivo | Concurso do Sebrae-SP visa reconhecer os gestores que promovem o desenvolvimento econômico e social

Proença recebe selo ‘Prefeito Empreendedor’

Foto: Ass.Com.Capivari

A prefeitura foi contemplada com o selo “Prefeito Empreendedor”, do Sebrae-SP. O concurso tem o intuito de reconhecer os gestores que promovem o desenvolvimento econômico e social de seus municípios por meio do incentivo aos pequenos negócios locais. Entre os premiados está o prefeito Rodrigo Proença (PPS). Ao todo, foram 335 projetos inscritos de 265 prefeituras (cada uma poderia se inscrever em até duas categorias).

As sete categorias do prêmio são: Lei Geral Implementada, Compras Governamentais, Desburocratização, Pequenos Negócios no Campo, Pequenos Negócios nos Eventos Esportivos, Novos Projetos e Melhor Projeto Estadual. Além das sete prefeituras vencedoras, outros 180 projetos dos municípios, que contemplam uma política desenvolvimentista integradora, abrangente e inovadora, foram contemplados com o selo “Prefeito Empreendedor”.

CapaCitação | Valor do convênio é estimado em mais de R$ 28 mil; escola será instalada no Alto Castelani

Capivari terá ‘Escola da Beleza’

Na tarde de quarta-feira, 28, no Palácio dos Bandeirantes, em São Paulo, o prefeito Rodrigo Proença (PPS) e a primeira-dama e presidente do Fundo Social de Solidariedade (FFS), Paula Proença, assinaram convênio para a vinda de uma “Escola de Beleza”, com capacitação para Assistente de Cabelereiro. A primeira-dama e presidente do Fundo Social de Solidariedade do Estado de São Paulo, Maria Lúcia Alckmin, também esteve presente. O valor do convênio é estimado em R$ 28.634,98. A “Escola da Beleza” será

implantada no antigo prédio do Capivari Digital, no Bairro Alto Castelani (Avenida Newton Pimenta Neves, 493). “Vamos fazer as adequações necessárias no prédio e tão breve esse novo projeto estará em pleno funcionamento em Capivari”, explica Paula. Ainda segundo a presidente do Fundo Social, o convênio prevê seis fases com duração de dois meses e 10 vagas disponíveis em cada uma. “No final de 12 meses teremos formado 60 alunos. A prioridade é atender pessoas de baixa renda.”

FlagranTe

ConsCiEntiZação | Visitas, palestra, plantio de mudas, exposição e ‘Cãominhada’ estão entre as atrações

Semana do Meio Ambiente começa dia 2 Resultado de parceria entre a Secretaria da Educação, a Diretoria de Meio Ambiente e o Serviço Autônomo de Água e Esgoto (Saae), a 1ª Semana do Meio Ambiente de Capivari começa na segunda-feira, 2, e terá atrações até domingo, 8. Na quinta-feira, 5, será comemorado o Dia Mundial do Meio Ambiente. A programação é desenvolvida para crianças de escolas municipais e entidades assistenciais, além dos clientes Centro de Atenção Psicossocial – Álcool e Drogas (Caps AD). “Nosso desejo é reforçar as questões de

proteção e preservação do meio ambiente, além de alertar a população quanto ao papel que cada um de nós possui. Cuidar do meio ambiente é uma tarefa de todos nós”, explica a diretora de Meio Ambiente, Karen Angelin. Cinco escolas da Rede Municipal de Ensino participarão, em dias diferentes, da semana. As crianças das instituições “Casa da Criança” e “Santa Rita de Cássia” e os clientes do Caps AD também iniciarão as atividades na segunda-feira, 2, com visita à Estação de Tratamento de Água (ETA II), no Bairro Ribeirão.

Na terça-feira, 3, o secretário-executivo do Consórcio PCJ, Francisco Lahoz, fará palestra no plenário da Câmara Municipal, a qual será aberta ao público. Mais uma visita acontecerá na quarta-feira, 4. Desta vez, a atração será a Estação de Tratamento de Esgoto (ETE), no bairro Porto Alegre. Para associar os temas trabalhados na palestra e durante as visitas, os participantes realizarão, na quinta-feira, 5, um plantio de mudas na praça do Bairro Nova Aparecida, no córrego Lava Pés. A sexta-feira, 6, será

preenchida com a exposição no Paço Municipal dos trabalhos relacionados ao meio ambiente, desenvolvidos pelas crianças e pelos clientes do Caps AD. A exposição ficará aberta para visitas até dia 13. As ações que marcam a Semana do Meio Ambiente não se encerram por aí. No domingo, 8, uma “Cãominhada” está sendo organizada pelo Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo (IFSP) – Campus Capivari, e terá a parceria da prefeitura. O percurso deve sair às 8h, da Praça Central.

Papai babão! Parabéns ao casal Greiciane e Leandro Leme pelo nascimento do primeiro filho, Miguelzinho, na última segundafeira, 26. O papai Leandro está aceitando doação de babadores (risos).


10

O SEMANÁRIO

30 DE MAIO DE 2014


O SEMANÁRIO

30 DE MAIO DE 2014

11

Turismo

Aline Pinheiro é jornalista, agente de viagens, mãe e escreve no blog Viajar com Filhos (www.viajarcomfilhos.com)

Uruguaiana: A última cidade do Brasil

A cidade de Uruguaiana fica a cerca de 625km de Porto Alegre e se localiza na margem esquerda do Rio Uruguai na fronteira Brasil-Argentina. Do outro lado do rio fica a cidade argentina de Paso de los Libres. É o grande portão de entrada do Brasil para argentinos e chilenos que resolvem chegar em nosso país via rodoviária. E a principal saída do Brasil para aqueles que pretendem visitar a Argentina e o Chile de carro. Achei Uruguaiana uma cidade bem estruturada e planejada. Não há grandes edifícios, mas há um patrimônio arquitetônico muito bem preservado. A cidade possui uma boa gastronomia e a populaç��o é bem acolhedora. Tem um castelo na cidade muito legal, Residência de propriedade do Dr. Jorge Pouey de Oliveira. Réplica dos castelos Europeus, misturando o estilo tudor, normando e renascença. O carnaval em Uruguaiana tem um tradicional desfile de carnaval. Neste evento, na avenida Presidente Vargas, realiza-se a “passarela do samba”. O carnaval tornou-se sucesso por acontecer fora de época e tem, como escolas mais tradicionais, a Unidos da Cova da Onça, a detentora da maior torcida; Os Rouxinóis, a maior vencedora e a escola mais antiga entre as da atualidade; e a Unidos da Ilha do Marduque, escola que representa o Bairro Mascarenhas de Morais, um dos principais e mais populares bairros da cidade. Uruguaiana é conhecida como o principal palco da Califórnia da Canção Nativa (patrimônio cultural e histórico do estado, criado em 1971), tendo em vista que é na cidade que ocorrem as finais deste evento, geralmente no mês de dezembro de cada ano. Uma dica é visitar Passo de Los Libres, na Argentina, é só atravessar uma pequena ponte. E para quem está por lá de carro eu indico a Praia do Cantão que fica no distrito de São Marcos, a cerca de 50 km de Uruguaiana, o local oferece completa infraestrutura para camping com caramanchões, cabanas, restaurante, banheiros, parque infantil, piscina, quadra de areia e rampa para barcos. O local é limpo, com gramado bem cuidado e bancos. Seu acesso é asfaltado em seu maior trecho e sinalizado. Para chegar em Uruguaiana vá até Porto Alegre de avião e pegue um ônibus para a cidade ou alugue um carro.

Ótica XV Um carinho especial a seus olhos

Rua XV de Novembro, 784

Fone/Fax: (19) 3491-4451

Funerária Conselvan Plano de Assistência Familiar CAPIVARI - R. General Osório, 455. Fones: (19) 3491-1033 / 3491-3511 RAFARD - IV Centenário, 199 Centro - Fone: (19) 3496-2697

ZEZINHO

Confecções Soreli Ltda-ME

T I J O L O S Telefones: (19)

3491-2965 / 3491-6271

“O mundo maravilhoso das malhas”

 3491.1246

Av. José Annicchino, 37 Centro - CAPIVARI/SP

Panificadora Pantojo O melhor pão da cidade. Aceitamos encomendas de pão, bolos, doces e salgados.

R. Maurício Allain, 119 Fone: (19) 3496-1187

R. Regente Feijó, 902 - Capivari

Teo Modas R. Maurício Allain, 142 Centro - Rafard-SP Aberta aos sábados até às 16h

Fone: 3496-2423

Drogaria

Nova União Convênio com Aferc, Cosan, Branyl, Rigitec, Rafitos, Parcan, Trancian, Microsal

Pães - Doces - Bolos Sorvetes - Café Espresso R. Cons. Gavião Peixoto, 617 - RAFARD

Rua Maurício Allain, 147 Rafard - F.: 3496-2786

Fone: (19) 3496-1691

Escritório Contábil Real

VADINHO ASSESSORIA

Abertura de firmas Fiscal - Contábil R. Bento Dias, 694 - Centro

Fone: (19) 3491-2440

ELETRICISTA

Agro Comercial e Papelaria

Residencial e Industrial

GLOBAL

Valdir Quagliato

Toda linha de materiais p/ escritório e escolar. Pintos, rações, materiais p/ pesca, ferramentas e produtos veterinários

Rua Paul Madon, 488 RAFARD

TEL. 3496-1242 Cel.: 9143-0072

ENTREGA À DOMICÍLIO

R. Maurício Allain, 130 - Rafard

Fone: (19) 3496-1235

MATERIAIS P/ CONSTRUÇÃO

Fone: (19) 3491-1919 Fax: (19) 3491-3853 Al. Faustina Franchi Annicchino, 755 - Capivari-SP


Mombuca

Prédio da prefeitura é reformado

O prédio da Prefeitura Municipal está de visual novo. Além da pintura, o telhado foi consertado e os espaços reorganizados, a fim de proporcionar mais conforto aos funcionários públicos. O gabinete da prefeita, Maria Ruth de Oliveira (PR), também passou por melhorias. “O ambiente ficou mais limpo, bonito e isso nos deixa mais à vontade para receber as pessoas”, diz. A recepção da prefeitura, segundo ela, também mudou. “Agora há mais espaços para aguardar o atendimento, com café e água disponíveis.” Para Ruth, o prédio é da população, portanto, todos devem ser recebidos com carinho e respeito. As mudanças também podem ser notadas na parte externa. Além do prédio principal, o governo investiu, ainda, na reforma de outros espaços, como a creche da Vila Nova, a sede do Centro de Referência de Assistência Social (Cras), as escolas municipais e, nas últimas semanas, está investindo na reforma e ampliação da unidade do Posto de Saúde de Família (PSF) da Vila Nova.

Mombuca

Convênios passam de R$ 600 mil, afirma prefeita Na última semana, a prefeita Maria Ruth de Oliveira (PR) e o vice Valdemir Pedroso (PV) estiveram em São Paulo para a assinatura de convênios com o governo estadual. Os vereadores Walter de Moraes (PPS), Fátima Coleone (PPS), Eugênio de Oliveira Neto (PR), Tiago Pedroso (PV), João Roberto Berlanga (PP) e José Roberto de Souza (PP) também marcaram presença. Dos convênios assinados, Mombuca irá receber R$ 610 mil em verbas para obras. “Assinar estes convênios já é um dos passos para várias obras e investimentos da cidade”, diz Ruth. Entre os recursos estão: R$ 50 mil para a recuperação da Avenida Fepasa, R$ 200 mil para a reforma da Praça da Bíblia, R$ 310 mil para a construção do Centro de Múltiplo Uso e R$ 50 mil para a iluminação e reestruturação do Estádio Municipal. Segundo a prefeita, as verbas foram conquistas com apoio dos vereadores e por meio dos deputados estaduais Chico Sardelli (PV) – Praça da Bíblia e Centro de Múltiplo Uso – Campos Machado (PTB) – iluminação – Roberto Morais (PPS) – Centro de Múltiplo Uso – e Vanessa Damo (PMDB) – Fepasa.

Rafard

Festa Junina das escolas municipais acontece na sexta-feira, 6 O Arraiá das Escolas Municipais, uma das maiores festas promovidas pela Diretoria da Educação, acontece na sexta-feira, 6, em frente à Prefeitura Municipal. Barracas tradicionais, quadrilhas e atrações musicais, tudo com o tema da Copa, já estão sendo planejadas e organizadas com o apoio cultural da Rádio R FM, de Rafard. Mais detalhes serão divulgados na próxima semana. Na ocasião, escolas apresentarão as danças ensaiadas e proporcionarão um momento de integração entre família e escola. “A festa junina é uma demonstração de cultura. Esta edição será o arraiá do hexa, pois pretendemos criar o espírito de equipe e união que a Copa do Mundo deve despertar em todos”, conta a diretora da Educação, Rejane Marreto.

Rio

das

Pedras

Vacinação contra a gripe acontece até sexta-feira A Secretaria Municipal de Saúde prorrogou até sexta-feira, 30, das 8h às 15h, a Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe, realizada de segunda a sexta-feira, no Centro Médico de Especialidade Sr. Francisco Gorga Filho. Os grupos prioritários para receberem a vacina são: pessoas com 60 anos ou mais, gestantes, mulheres no período pós-parto, crianças de seis meses a menores de cinco anos e portadores de doenças crônicas.

Regional

Rafard | Prefeito anunciou a construção de mais duas salas para melhorias de infraestrutura

Reforma da UBS segue a todo vapor A reforma da Unidade Básica de Saúde (UBS) e a construção da nova farmácia seguem a todo vapor. De acordo com a prefeitura, mais de R$ 200 mil estão sendo investidos no local. Além da farmácia, que irá melhorar o atendimento da população, estão sendo feitas adequações na brinquedoteca, como troca de portas, melhorias na sala de coleta de sangue, pintura geral do prédio etc. Segundo o vice-prefeito, Carlos Roberto Bueno (PPS), as obras tornaram-se realidade por meio de uma emenda parlamentar do deputado estadual Rogério Nogueira (DEM) e de um convênio com a Qualis-UBS. Além disso, na semana passada o prefeito, César Moreira (PMDB), assinou convênio para a construção de mais duas salas e um sanitário na unidade. Serão cerca de 120 metros

O SEMANÁRIO

durante os Jogos Regionais do Idoso, em São Roque

Primeira-dama de Rafard fala sobre projetos do Fundo Social à primeira-dama do estado

Foto: Ass.Com. Rafard

Bueno visita obra da farmácia

quadrados de construção, por meio de uma emenda parlamentar no valor de R$ 150 mil do deputado estadual Jorge Caruso (PMDB), e contrapartida de pouco mais de R$10 mil da prefeitura. A verba foi intermediada pelos vereadores Angela Barbosa e Wagner Bragalda junto às lideranças do PMDB.

“Nesta semana fui pessoalmente visitar as obras da UBS e da farmácia. Tenho certeza que com melhor infraestrutura e com as melhorias que estamos planejando para os atendimentos, somada à construção de mais essas duas salas, a saúde de Rafard dará um salto qualitativo”, destaca Bueno.

Rafard | Obras de recape devem acontecer, em paralelo, em mais de 10 ruas da cidade

Ruas recebem sarjetões

Rua Nossa Senhora de Lourdes é a primeira a receber sarjeta

A prefeitura iniciou na terça-feira, 27, a construção de sarjetões para posterior recape em diversas ruas. A Nossa Senhora de Lourdes foi a primeira da lista, cujas obras são provenientes de dois convênios: um no valor de R$ 150 mil, intermediado pelo deputado estadual Roberto Morais (PPS) junto ao vice-prefeito Carlos Roberto Bueno, de mesmo partido, e outro no valor de R$ 250 mil, conquistado pelo prefeito César Moreira (PMDB) e pelo vice junto à Casa Civil. “Rafard está mudando para melhor. Andando pelas ruas, a população pode ver obras de sarjetões e recapes; está vendo uma nova frota de veículos nas ruas; e pode acompanhar os processos por meio da internet com transparência”, diz Moreira. Confira as ruas que serão interditadas na sua totalidade ou parcialmente nos próximos dias para receberem as obras: Recape 1: Trecho das ruas 14 de Julho e Aguinoral Quadros Ruzza e ruas Vergílio Cardi, José de Almeida, Adolfo Bragion e Domingos Boscolo. Sarjetões: Esquina das ruas Conselheiro Gavião Peixoto e Cap. José D. Nunes; esquina das ruas Capitão José Duarte Nunes e Nadalina P. Lucchi, Aguinoral

30 DE MAIO DE 2014

Rafard | Therezinha Moreira acompanhou prefeito

Foto: Ass.Com. Rafard

CADERNO 3

Foto: Ass.Com. Rafard

12

Q. Ruzza e Eugenio Tezotto, Domingos Boscolo e Eugenio Tezotto, Domingos Boscolo e rua sem denominação, Adolfo Bragion e Amélio Fedrighi, Osvaldo Ricomini e José de Almeida, Virgilio Cardi e José de Almeida, Adolfo Bragion e Osvaldo Ricomini, Adolfo Bragion e Felicio Albieiro e Adolfo Bragion e Alziro Talassi. Recape 2: Trecho das ruas Nossa Senhora de Lourdes, Adolfo Braggion, Alziro Talassi, Pedro Turatti, Domingos Ruzza e Oswaldo Ricomini. Sarjetões 2: Esquina das ruas Domingos Ruzza e Felício Albieiro, Domingos Ruzza e Alziro Talassi, Alziro Talassi

e Pedro Turatti, Capitão José Duarte Nunes e Nossa Senhora de Lourdes, Marechal Deodoro da Fonseca e Nossa Senhora de Lourdes, Nossa Senhora de Lourdes e IV Centenário e Nossa Senhora Lourdes e José Morais Barros. Convênio Um convênio assinado com o Governo do Estado na semana passada viabilizará a pavimentação de cerca de 3 mil metros quatrados de área em trechos das Ruas Giovani Boscolo e Carlos Luchi nos próximos meses. De acordo com o chefe do executivo, a obra custará cerca de R$ 190 mil, sendo R$ 160 mil provenientes da emenda parlamentar do deputado estadual Rogério Nogueira (DEM) e contrapartida de pouco mais de R$ 30 mil da prefeitura. “Há tempos Rafard não tem tantas obras acontecendo ao mesmo tempo. Mais de 10 ruas serão recapeadas nos próximos dias e outras pavimentadas nos próximos meses. Estamos felizes pelas conquistas, pois essas mostram que estamos no caminho certo,” registra o vice-prefeito Carlos Roberto Bueno. Com o convênio assinado, a administração iniciará o processo licitatório para começar as obras.

Moreira, Maria Lúcia e Therezinha durante o Jori

Ao lado do prefeito, César Moreira (PMDB), a primeira-dama, Therezinha Moreira, a dona Zizi, aproveitou para conversar com a primeira-dama do estado de São Paulo, Maira Lúcia Alckmin, durante os Jogos Regionais do Idoso (Jori), na cidade de São Roque. Therezinha falou sobre os projetos de Rafard relativos à Assistência Social e enalteceu a presença da esposa do governador no evento. Na oportunidade, Moreira e Therezinha também parabenizaram os membros da terceira Idade de Rafard pela brilhante participação e dedicação no Jori 2014.

“Considero importante que as primeiras-damas estejam presentes e à frente de trabalhos em favor da população. Admiro o trabalho da Lú Alckmin e, em nossa cidade, procuro dar o melhor de mim nos projetos relacionados ao Fundo Social de Solidariedade [FSS]”, diz.

Dona Zizi entrega medalha à participante do Jori, em São Roque

Rafard | Equipamento oferece melhores condições de trabalho aos servidores, afirma vice-prefeito

Máquina de cortar asfalto é adquirida pela prefeitura

Foto: Ass.Com. Rafard

Prefeito e vice conferem desenpenho da máquina

Recentemente, a prefeitura adquiriu uma máquina de cortar asfalto. Na semana passada, o novo equipamento chegou à cidade e já está sendo utilizado nas ruas. Na tarde de terça-feira, 27, o prefeito César Moreira (PMDB) e o vice Carlos Roberto Bueno (PPS) foram no Distrito Industrial para conferir o desempenho da máquina in loco. “Essa aquisição permitirá um trabalho de melhor qualidade em nosso asfalto. Com ela, o ser-

viço será mais limpo e preciso, além de evitar o desperdício”, afirma Moreira. Para Bueno, o equipamento também oferece melhores condições de trabalho aos servidores e, em breve, as diferenças no asfalto poderão ser notadas pelos cidadãos. “Dentre as máquinas de pequenos serviços e excelente qualidade estão a de cortar asfalto e a de pintura de solo, também adquiridas recentemente pelo município”, comenta o vice-prefeito.

Rafard | ‘Todos deram o melhor de si e os resultados não poderiam ser diferentes’, diz professora

Apresentação de ballet emociona público

Foto: Ass.Com. Rafard

Prefeito e vice durante asinatura do convênio

Rafard | Segundo diretora da Educação, tecnologia é utilizada como atrativo para atingir as metas

Escola municipal trabalha meio ambiente em cinema itinerante

A Escola Municipal Luís Grellet está sendo beneficiada com o “Cine Itinerante”, um projeto da escola em parceria com a APM e a Companhia do Lazer. Na quarta-feira, 28, foram exibidos durante todo o dia aos alunos filmes em terceira dimensão com o tema meio ambiente. “Estamos trabalhando a questão ambiental em todo o município e em todas as es-

colas municipais por meio de projetos diferenciados, e o cinema itinerante é um deles. Queremos despertar a consciência ambiental, e o uso da tecnologia certamente é um bom atrativo para conseguirmos atingir as metas propostas”, afirma a diretora da Educação, Rejane Marreto. De acordo a chefe de Meio Ambiente, Camila Garcia, esta ação abre as co-

memorações da Semana do Meio Ambiente, a qual seguirá com diversas atividades de conscientização, de 31 de maio a 5 de junho. “Percebemos um interesse grande dos alunos. Sabemos que a consciência ambiental não é um processo rápido, no entanto, temos certeza de sua eficácia quando trabalhado de forma transversal com as crianças”, diz.

Alunos se apresentaram na sexta-feira, no Centro Cultural

A Diretoria de Cultura, Esporte e Turismo realizou na sexta-feira, 23, no Centro Cultural Julio Henrique Raffard, uma apresentação especial dos alunos que frequentam as aulas de ballet. O evento, organizado em parceria com a professora Bia Blota, atraiu grande público e emocionou a plateia. “A apresentação foi emocionante. Todos deram o máximo de si e os resultados não poderiam ser diferentes.

Agradeço a todos pelo empenho e dedicação”, diz Bia. Na oportunidade, uma mãe falou sobre os avanços da filha na escola e nos relacionamentos depois que ela começou a participar das aulas. A professora Bia Blota também homenageou as crianças com um vídeo de fotos das bailarinas desde o início das aulas, e as mães foram homenageadas com uma mensagem e danças especiais.


O SEMANÁRIO

30 DE MAIO DE 2014

13 Foto: Túlio Darros

Drogas | Comunidade surgiu para desenvolver um novo modelo de tratamento para dependência química; Bíblia é a única regra de fé entre os internos, afirma diretor

Clínica de reabilitação oferece terapia com base na afetividade O pastor Alexandre Jordão, da Igreja Batista Nova Aliança, atua como diretor e capelão no Instituto Terapêutico Nova Aliança, em Rafard. A comunidade, que oferece tratamento a dependentes químicos e alcoólatras – apenas homens maiores de 18 anos –, surgiu para “dar voz” ao projeto de um grupo de pesquisa do Centro Universitário Salesiano de São Paulo (Unisal), de Americana, no qual cursou também Psicologia. Segundo Jordão, faz alguns anos, o governo federal divulgou que de cada 100 pessoas que procuram um serviço terapêutico, duas conseguem se recuperar e, isso apenas durante os dois primeiros anos. Depois, vem a recaída, reduzindo a estatística a zero. “Eu trabalho com jovens há 20 anos, num outro projeto. Lá, de 100 pessoas que

pelo menos 40 pessoas já foram atendidas. “Quando adaptamos o projeto terapêutico e o aplicamos na instituição, provamos que a nova abordagem atende 80% da população de dependentes químicos.” Porém, lembra que ainda não se passaram os dois anos de recuperação, visto que, oficialmente, a comunidade foi fundada em janeiro do ano passado. “O Brasil precisa de uma abordagem terapêutica, pois a dependência química tornou-se uma calamidade pública. Uma epidemia incurável. Na verdade, o mundo todo está sofrendo com isso. O próprio CID-10 [Classificação Internacional de Doenças] entende o vício das drogas com uma ‘doença incurável e crônica’”, admite o capelão, responsável por cuidar da parte espiritual dos pacientes.

Instituto Nova Aliança tem capacidade para atender 60 homens

entram 80% se recuperam”, conta. “Eram andarilhos, pessoas que já estavam com o sistema nervoso central comprometido. E estão comigo até hoje. Casaram, tiveram filhos, compraram casas, carros. Então apresentei a eles [à universidade] outra estatística. Com isso, me convidaram para fazer parte do grupo de pesquisa, que visa entender o porquê da ineficácia do projeto terapêutico oferecido no Brasil”, acrescenta o psicólogo. A partir da realização de testes psicológicos, os estudantes descobriram traços de personalidade e formataram um novo projeto. A pesquisa denominada “Abordagem apoiada na afetividade” considera apenas as qualidades do indivíduo, deixando de lado o que ele tem de ruim. “Isso a sociedade já imprimiu na testa dele.” O objetivo, de acordo com Jordão, é desenvolver o desejo de lutar e fazer com que eles possam ver o que são de verdade. “A gente foca no amor e no carinho”, diz. O Instituto Nova Aliança, explica o pastor, não trabalha com agressividade, nem com regras. Segundo ele, a maioria das comunidades terapêuticas insere diversas regras nas paredes, as quais “servem apenas para serem quebradas”. Isso porque os dependentes “possuem um traço de personalidade chamado ‘psicoticismo’”, ou seja, “vivem as emoções intensamente, para mais ou para menos, sendo pouco resilientes (não conseguem lidar com frustrações)”. “Outro dado estatístico diz que de cada dez internos, oito saem no primeiro mês porque se estressam. Uma terapia baseada na agressividade, por meio da punição, faz com que eles queiram ir embora”, explica. Além disso, segundo Jordão, o indivíduo deve querer se internar. “Tive somente três casos aqui que a pessoa foi embora. Mas quando entrou, a gente sabia que não queria vir. Não adianta vir forçada pela família. As portas estão abertas. Ela entra e sai quando quiser.” Com isso, a estatística divulgada nacionalmente foi derrubada logo na primeira turma de indivíduos estudados. Até hoje,

O Instituto O Instituto Terapêutico Nova Aliança integra um trabalho social ainda maior da Igreja Batista, o Instituto Maida de Desenvolvimento Humano, mantenedor de outros três projetos: as Escolas Kairós, em Guiné Bissau e Senegal, na África; o Centro de Saúde Keru Dund, também em Senegal; e o “Educação para o Esporte e Alfabetização da Língua Inglesa”, em Caucutá, na Índia. Além de Jordão, a equipe do instituto compreende quatro psicólogos, dois professores de Educação Física, dois técnicos em Dependência Química, um médico e uma pedagoga, bem como cozinheiros, funcionários de serviços gerais, motoristas e oficineiros. Atualmente, a comunidade está na terceira turma, com 21 internos, os quais, de acordo com o pastor, convivem em harmonia num ambiente integrado à natureza. Bois, porcos, galinhas, aves, cachorros e diversos outros animais compõem um cenário tranquilo e acolhedor, composto ainda por uma horta, campo de futebol, quadra de vôlei de areia, playground, tanque de pesca, piscina, academia e refeitório, com capacidade para acolher até 60 pessoas em recuperação. No entanto, Alexandre Jordão diz não aceitar mais de 25 internos de uma vez. “Uma família com mais de 25 pessoas dá confusão, são muitas ideias diferentes. O grupo que está aqui hoje sequer discute. É um carinho entre eles. Tem uns que são mais velhos, daí a gente vê um cortando as unhas do outro, porque aquele não consegue abaixar direito. Outros não conseguem lavar roupa porque têm suas limitações, aí um lava a roupa do outro também.” Após o café da manhã, ele detalha que os pacientes participam de algumas palestras e, em seguida, fazem a laborterapia, das 10h às 12h30, a qual trata da realização de tarefas com funções terapêuticas. Depois, o almoço é servido e os internos têm direito a duas horas de descanso. À tarde, a equipe multidisciplinar inicia a sequência de consultas, oficinas e realiza mais palestras.

Embora idealizada por evangélicos, Jordão explica que a terapia não é baseada em uma única religião. “A facilidade é que o Brasil é um país cristão, e este tem uma única regra de fé, que é a Bíblia. Então, a gente trabalha apenas em cima dessa instrução”, afirma. Testes “Nós estamos em busca de um modelo de tratamento para dependência química”, enfatiza o psicólogo a respeito do objetivo principal do Instituto Nova Aliança. Para isso, ele conta que a comunidade desenvolve uma série de testes com os internos, assim como planos-pilotos dos serviços que podem ser oferecidos. Um deles diz respeito a uma república para abrigar aqueles que, depois dos nove meses de tratamento, não têm para onde ir. “Temos alguns moradores de rua aqui, os quais não podem voltar para fora. Então, penso em fazer uma república numa das casas que possuímos nesse espaço para que eles fiquem. Temos uma horta, um pesqueiro, e essas coisas podem gerar renda para eles. A ideia está pronta, mas não consegui realizá-la ainda, pois há um problema legal com vínculo empregatício”, revela. O impasse, ressalta, ainda está sendo analisado para evitar que os ex-internos sejam confundidos com funcionários da comunidade, já que estes poderão viver no local livremente e trabalhar onde quiserem. Outro teste, denominado Grupo de Apoio ao Interno (GAI) consistiu em selecionar indivíduos em recuperação para fazer parte da equipe multidisciplinar. Todavia, o GAI não deu certo, segundo Jordão. “Um cobra o outro e os internos não obedecem ao que é monitor, gerando estresse, uma responsabilidade que eles não têm. Daí, fomos pesquisar lá fora e descobrimos que muitos saem e têm a chamada recaída depois de serem trazidos para trabalhar na equipe.” A clínica de reabilitação é considerada particular, porém, sem fins lucrativos. O custo mensal de um residente, considerando gastos com equipe técnica, alimentação e eletricidade gira em torno de R$ 2,3 mil. Entretanto, o capelão afirma não haver ninguém que paga esse valor. “Ninguém aqui tem esse dinheiro. É assim: ‘ah, eu posso pagar tanto’”, exemplifica Jordão. “A gente procura saber qual a condição financeira da família, para que ela pague com o que tem para nos ajudar. E a equipe técnica é voluntária. A gente trabalha com o recurso que tem, e o Instituto Maida ‘banca’ a diferença.”

Pastor e psicólogo, Alexandre Jordão criou pesquisa denominada “Abordagem apoiada na afetividade”

tinha o controle. Mas, aos 18 anos entrei na ‘química’, cocaína, e foi aí que as coisas começaram a complicar: pequenos furtos, primeiro dentro de casa, depois passaram a acontecer fora, era uma coisa vergonhosa mesmo, de entrar pelo telhado. Com isso, adquiri 18 processos e fui condenado a dois anos e sete meses de prisão.” José (nome fictício), 41, conheceu o Instituto Terapêutico Nova Aliança há cerca de três meses, quando a mãe, de 58 anos, disse que tinha ouvido falar a respeito de um lugar diferente daqueles das 11 internações anteriores. “Eu ia por espontânea vontade, mas nunca me senti bem. Em vez de me animarem, me revoltavam ainda mais”, conta. Ele aponta, também, que as instituições falavam pouco sobre a Bíblia. “Era mais Narcóticos Anônimos, não tinha esse lado com poder superior, no qual você acredita e se coloca abaixo dele.” “E, eu era uma pessoa muito autossuficiente, orgulhosa e egocêntrica, até que chegou num ponto em que novamente olhei para mim e vi que necessitava de uma nova internação. Ao mesmo tempo, voltar àqueles lugares me parecia o fim do mundo”, completa. O adicto em recuperação recorda que, quando estava a caminho, a mãe o perguntou se ele tinha certeza que queria ir. “Com o coração cortando eu disse: ‘se eu não for eu vou morrer’”. Em 1993, o rafardense descobriu ser portador do Vírus da Imunodeficiência Humana (HIV), consequência da droga injetável. Na época, trabalhava numa empresa de telhas, caixas d’água e placas de cimento, mas foi aposentado devido à falta de informações a respeito da aids. Hoje, ele faz acompanhamento na Universidade Estadual de Campinas (Unicamp). Aos 19 anos, terminou um noivado que havia acabado de oficializar, depois de cinco anos de namoro, para ficar com outra moça, a qual viria a ser mãe de suas duas filhas. Hoje, uma tem 21 anos, e a outra, 17. “Elas moram em Capivari. A mais velha é casada e já tenho um neto

Horta compõe ambiente terapêutico da comunidade

Questão de sobrevivência “Eu acredito que, como a maioria, comecei a usar drogas por curiosidade, aos 16 anos. Fumava maconha, ingeria álcool e tomava alguns comprimidos. Estava indo tudo bem, eu

também, não tem nem um aninho ainda”, diz José. A esposa, por sua vez, morreu em decorrência da aids. Ela descobriu ser portadora do vírus antes mesmo do marido. “No dia em que minha filha nasceu eu estava preso. Foi aí que mi-

nha namorada descobriu o vírus HIV. Ao sair da cadeia, fiz os exames que confirmaram que eu também era portador”, explica. Após alguns anos, José desenvolveu tuberculose e chegou a pesar 30 quilos. Em seguida, contraiu meningite e perdeu todos os movimentos do corpo, precisando usar fraldas. Um dia, escutou os médicos falando que aplicariam nele um remédio que poderia não funcionar. Com medo de morrer, disse à mãe: sairia da cama andando. E assim o fez. “Na segunda-feira, acordei com muita dor nos pés, mas, sentado, segurei no suporte do soro e saí andando. Quando os médicos, as enfermeiras e os outros pacientes viram, começaram a bater palmas”, recorda emocionado. Porém, nem mesmo essa vitória o fez deixar as drogas. Após o nascimento da segunda filha, a mulher de José, com quem não era casado oficialmente, ficou doente, quase cega. Quando ela morreu, o dependente químico diz ter se aprofundado ainda mais nos vícios, vindo a consumir pedras de crack. “Passei a andar em bares, favelas, biqueiras, lugares que a gente usava como pontos para fumar. Aqui no interior, era embaixo de uma ponte. Ficava até três dias lá sem comer ou dormir. Só ia para casa tomar banho, trocar de roupa e pegar mais dinheiro. Vivia rodeado de pessoas desprezadas pela sociedade, e eu não era diferente, com exceção de meus pais. Nem sei descrever o tamanho da bondade, da generosidade e do amor que eles têm por mim.” O irmão de José, 31, também é usuário de crack. Quando tinha apenas 10 anos, acompanhava o aposentado até Campinas, aonde ia para comprar drogas. Ele alega que o pai, 63, só emprestava o carro se ele levasse o irmão junto. “Meu pai tinha um bar de cartas e bocha. Trabalhei um tempo com ele e costumava pedir o carro para jantar. Ele me emprestava desde que eu levasse meu irmão. O problema é que eu não ia jantar”, admite. Recuperação Vendo o sol nascer e se pôr em meio às paisagens terapêuticas oferecidas pelo instituto, o adicto em recuperação diz ver a mudança até na família. “Meus pais olham para mim com os sorrisos de orelha a orelha. É gratificante”, afirma. Segundo José, a doença fez com que eles – na função de codependentes – perdessem o prazer nas coisas. “Não saíam mais de casa, nem à casa de parentes.” “Minha mãe chegou a dizer que meu irmão e eu destruímos a liberdade deles, sem falar na saúde. Eu sinto vontade de chorar quando me lembro de minha mãe e meu pai entrando na galeria da cadeia para me visitar. Imagino a vergonha e a decepção que passaram comigo”, fri-

sa. Ao contrário da impressão gerada durante o caminho até a clínica, o paciente garante que o tratamento é outro, o carinho é maior. “Até arrepia de falar.” Ex-fumante, diz não acreditar que seria possível largar o cigarro. “Quando eu sair daqui, Deus vai tocar no coração do meu irmão, também”, prevê com esperança. Sobre a fórmula para criar coragem, sobreviver em meio às inúmeras dependências e, depois de tudo, voltar a viver, o homem de olhos sensivelmente azuis claros, cuja pele é marcada pela luta diária desde a 8ª série do ensino fundamental, revela que os dependentes químicos precisam olhar para trás, a fim de enxergar como estão vivendo no momento. “Pare e pense, deite na cama e reflita. Tente se lembrar do tempo que não usava drogas. Procure olhar o lado familiar e ver quanta gente você está prejudicando. É uma vida que vai te levar cada vez mais para o fundo. Você está sujeito a ser preso, a levar um tiro, a morrer. É só andar para trás”, aconselha. Segundo ele, o primeiro passo é deixar o orgulho de lado e pedir ajudar. “Tem muita gente disposta a ajudar pessoas com esse problema. É preciso pedir e aceitar, porque é possível parar, sim. Antes eu falava até para os meus pais: ‘eu gosto de usar’ e, na realidade, eu gostava muito mesmo, mas a consequência que é cruel. Além do mais, dá para sentir prazer em outras coisas, em coisas do bem. Aos poucos, a gente vai aprendendo isso e esquece a necessidade de usar drogas.” Para o diretor do Instituto Terapêutico Nova Aliança, mais do que auxílio, os adictos precisam de pessoas que os estendam as mãos e ofereçam compreensão e aceitação. “A gente tem que olhar como Deus olha. Ele não julga ninguém e espera sempre o melhor das pessoas. Está na Bíblia: “Não suspeita o mal, mas sempre espera o bem.” (1 Cor, 13) Esse é o caráter de Deus. Então, se Deus que é onisciente e continua acreditando em mim, porque eu não vou fazer isso?”, questiona o pastor.


CLASSIFICADOS O SEMANÁRIO

14

Imóveis

TERRENO MOMBuCA

Vendo, plano, 12m x 25m, 300m² no bairro Vila Nova. R$ 45 mil. Tratar pelo fone: 3492-2727.IB - indeterminado

JD. DO BOSQuE

Vendo casa, 2 dormitórios, sala, cozinha, banheiro e garagem. R$ 150 mil. Tratar pelo fone: 3492-2727. IB - indeterminado

NOVA APARECIDA

Casa com 3 dormitórios, terreno inteiro, R$ 230 mil. Tratar pelo fone: 3492-2727. IB - indeterminado

EXCELENTE CHÁCARA

Vendo excelente chácara medindo 2.000 m², toda murada, cerca elétrica, portão eletrônico, com grama esmeralda, piscina e churrasqueira. Casa com finíssimo acabamento, localizada na Av. Brigadeiro Faria Lima. R$ 500 mil. Tratar pelo fone: 3492-2727. IB - indeterminado

TERRENO SãO PEDRO

Vendo, planíssimo, 200m², R$ 86 mil. Tratar pelo fone: 3492-2727. IB

- Indeterminado

IMÓVEL COMERCIAL EM CAPIVARI

Vendo, novo, localizado na Av. Brigadeiro Faria Lima, contendo 1 garagem, 1 sala de atendimento, 3 salas de escritório, 2 banheiros completos, cozinha, acesso para autos ou caminhões pela rua atrás do imóvel, R$ 380 mil. Tratar pelo fone: 3492-2727. IB - indeterminado

CASA

Vendo casa excelente, próxima ao centro, 2 dormitórios, sala, cozinha, banheiro social, porão grande com cozinha e banheiro, R$ 370 mil. Tratar pelo fone: 3492-2727. IB - indeterminado

VILA FÁTIMA

Vendo casa, terreno inteiro, 3 dormitórios, R$ 320 mil. Tratar pelo fone: 3492-2727. IB - Indeterminado

SANTO ANTÔNIO

Vendo casa, terreno inteiro, 3 dormitórios, R$ 550 mil. Tratar pelo fone: 3492-2727. IB - Indeterminado

SANTO ANTÔNIO II

Vendo casa, 3 dormitórios, sala, cozinha, abrgio p/ 2 autos + 1 casa de 3 cômodos nos fundos, terreno 11,60 x 36,50 metros = 337,3m², R$ 250 mil. Tratar pelo fone: 3492-2727. IB - Indeterminado

SANTA TERESINHA

Vendo excelente casa, recuo de 27m, jardim, área de terreno 600m², 250m² construído, pavimento térreo, suíte master, 1 dormitório, sala, copa, cozinha, banheiro, banheiro social e demais dependências. Pavimento superior amplo dormitório c/ sacada, banheiro completo, ampla sala c/ varanda. Aceito imóvel como parte de pagamento. R$ 850 mil. Tratar pelo fone: 3492-2727. IB - Indeterminado

APTO. VILA CARDOSO

Aluga-se, excelente apartamento no Edifício Vancouver, novo, confira. Tratar pelo fone: 3492-2727. IB - Indeterminado

SANTA RITA

Vendo casa, 2 quartos, 1 suite, 2 vagas, terreno 133m², construido 140m², R$ 230 mil. Tratar pelo fone: 3492-2332. RI - indeterminado

SANTA RITA II

Vendo casa, 1 quarto, 2 vagas, em construção, terreno 174m², construido 110m², R$ 250 mil. Tratar pelo fone: 3492-2332. RI - indeterminado

JARDIM ELISA

Vendo casa 3 quartos, 2 vagas, terreno 150m², construído 122m², R$ 250 mil. Tratar pelo fone: 3492-2332. RI - indeterminado

FLAMBOYANT

Vendo casa 1 quarto, 1 suite, 2 vagas, terreno 160m², construído 120m², R$ 255 mil. Tratar pelo fone: 3492-2332.

ALuGA-SE CHÁCARA

Para festas, eventos e finais de semana. Ótima localização, piscina, churrasqueira e salão para festas. Capivari/SP. 19 3492-5251 / 19 92550445. Indeterminado

PãO DE AÇÚCAR

Vendo casa 2 quartos, 1 suite, 2 vagas, lazer, piscina terreno 516m², construído 229m², R$ 750 mil. Tratar pelo fone: 3492-2332. RI - indeterminado

ÁREA INDuSTRIAL

VILA FÁTIMA

Vendo casa, 2 quartos, 1 vaga, terreno 300m², construido 125m², R$ 280 mil. Tratar pelo fone: 3492-2332. RI - indeterminado

VILA CARDOSO

Vendo casa 3 quartos, 2 vagas, sobrado, terreno 165m², construído 153m², R$ 260 mil. Tratar pelo fone: 3492-2332. RI - indeterminado

JARDIM ELISA II

Vendo casa 2 quartos, 1 suite, 2 vagas, lazer, churrasqueira, terreno 300m², construído 200m², R$ 340 mil. Tratar pelo fone: 3492-2332. RI - indeterminado

APTO. SãO VICENTE

Alugo, de frente para o mar, para 6 pessoas. Tratar pelos fones: 19 34913794 / 19 3492-3883 / 19 3496-2884 / 19 99460-0342 / 19 99785-6837. Ed. 1147/1182

PãO DE AÇÚCAR

Vendo casa em Capivari. Tratar pelo fone: 3492-2534. FRI - Indeterminado

HONDA CIVIC 2008

Vendo, automático, cinza, R$ 38 mil. Tratar pelo fone: 3491-3114. MV

CENTRO

Vendo edícula luxo, churrasqueira, murada, terreno 540m², construido 116m², R$ 500 mil. Tratar pelo fone: 3492-2332. RI - indeterminado

ALuGO CHÁCARA

Para festas, eventos ou finais de semana, com piscina, campo, churrasqueira. Localizada no Cancian. Tratar pelo fone: 9402-9336. INDETERMINADO

APTO. PRAIA GRANDE

Alugo, em frente ao mar, no Forte, para 10 pessoas, com garagem para 1 carro. Tratar pelos fones: 3491-1246 (comercial) ou (19) 9240-5738. Indeterminado

JARDIM ELISA

FuSION 2008 - indeterminado

HONDA FIT 2009

Vendo, prata, R$ 36 mil. Tratar pelo fone: 3491-3114. MV - indeterminado

SAVEIRO 2012

Vendo, cabine estendida, R$ 30 mil. Tratar pelo fone: 3491-3114. MV

- indeterminado

ECOSPORT 2004

Vendo, preta, R$ 24.500,00. Tratar pelo fone: 3491-3114. MV - indeterminado

SAVEIRO 2010

Vendo, preta, R$ 25 mil. Tratar pelo fone: 3491-3114. MV - indeterminado

Vendo casa semi nova, 3 dormitórios, 2 vagas, 112m² de construção, R$ 250 mil. Tratar pelos fones: 19 21464000. JLB - Indeterminado

indeterminado

SANTO ANTONIO

MERCEDES 1113

NOVACAPI

CARGO 1314

Vendo casa com 3 quartos, sala, 2 vagas, terreno 250m², construido 113m², R$ 280 mil. Tratar pelos fones: 19 2146-4000. JLB - Indeterminado Vendo sobrado em construção, R$ 300 mil. Tratar pelos fones: 19 21464000. JLB - Indeterminado

CENTRO CAPIVARI

Vendo casa, 3 quartos, 2 salas, 2 vagas, terreno 480m², construido 150m², R$ 500 mil. Tratar pelos fones: 19 2146-4000. JLB - Indeterminado

CENTRO RAFARD

Vendo casa, 3 quartos, 2 salas, 1 suite, 2 vagas, terreno 420m², construido 324m², R$ 550 mil. Tratar pelos fones: 19 2146-4000. JLB - Indeterminado

TERRENO MOMBuCA

Vendo terreno próximo do Centro, com energia e água, R$ 550 mil. Tratar pelos fones: 19 2146-4000. JLB - Indeterminado

CASA RAFARD

Vendo ótima construção de 270m², terreno de 250m², na Rua Maria Tereza Gimenes, R$ 340 mil. Tratar pelos fones: 19 2146-4000. JLB - Indeterminado

APARTAMENTO II

Vendo apartamento de 75m², fundos, R$ 260 mil. Tratar pelos fones: 19 2146-4000. JLB - Indeterminado

ÁREA DISTRITO

Vendo área no Distrito Industrial de Capivari, terreno 3377m², construido 1070m², R$ 1.100.000,00. Tratar pelos fones: 19 2146-4000. JLB - Indeterminado

APARTAMENTO

Vendo apartamento de 77m² pronto para morar no Edifício Vancouver em Capivari, com 3 quartos, sala, suite e 2 vagas. Consulte!. Tratar pelos fones: 19 2146-4000. JLB - Indeterminado

CENTRO

Alugo 2 salas comerciais em Capivari, na Rua Fernando de Barros, 830, sobrepiso. Tratar pelo fone: 34922534.FRI - Indeterminado

PADOVANI

Alugo barracões em Capivari. Tratar pelo fone: 3492-2534.FRI - Indeterminado

CENTRO II

PIPEIRO

RI - indeterminado

CELTA 2012

Vendo, automático, preto, R$ 35 mil. Tratar pelo fone: 3491-3114. MV

ROSSI

Vendo casa 2 quartos, 2 vagas, terreno 188m², construido 178m², R$ 320 mil. Tratar pelo fone: 3492-2332.

uNO VIVACE 2012

Vendo, cinza, R$ 21.900,00. Tratar pelo fone: 3491-3114. MV - indeterminado

Alugo barracão em Capivari. Tratar pelo fone: 3492-2534.FRI - Indeterminado

CASA ANTIGA

Vendo na Rua Antonio Jarussi, terreno 300m². Tratar pelo fone: 34922534. FRI - Indeterminado

TERRENO CENTRO

FORD kA 2009

Vendo, 1.6, completo, R$ 21.500,00. Tratar pelo fone: 3491-3114. MV -

Vendo, caminhão ano 81, cor azul, com baú de 6,50 metros, duas portas laterais, documentação em dia. Tratar pelo fone: 3496-1989. INDETERMINADO Vendo, caminhão 86 toco, cor branco, com baú de 7 metros c/ porta lateral. Documentação em dia. Tratar pelo fone: 3496-1989. INDETERMINADO

TEMPRA 95

Vendo, série ouro, preto, motor 0Km. R$ 10.500,00 mil. Fone: 9181-6114. INDETERMINADO

CORSA HATCH MAXX 2011 Vendo, 1.4, completo, preto. Tratar pelo fone: 19 3492-2417. BV-Indeterminado

SuZukI BuRGMAN 06

Vendo, único dono, amarela, R$ 3 mil. Tratar c/ Celso pelo fone: 3492-3431 ou 99203-2187. INDETERMINADO

ECOSPORT XLT 2012

Vendo, preto. Tratar pelo fone: (19) 3492-5543. PV - Indeterminado

HILuX 2008

Vendo, cinza, menos ar. Tratar pelo fone: 19 3492-2417. BV-Indeterminado Vendo, 4 portas, menos ar, cinza. Tratar pelo fone: 19 3492-2417. BV-

Indeterminado

PICk-uP CORSA 2001

Vendo, 1.6, cinza. Tratar pelo fone: 19 3492-2417. BV-Indeterminado

PALIO 2012

Vendo, vermelho, R$ 19.900,00. Tratar pelo fone: 3491-3114. MV -

indeterminado

CROSSFOX 2012

Vendo, prata. Tratar pelo fone: (19) 3492-5543. PV - Indeterminado

CROSSFOX 2009

Vendo, prata. Tratar pelo fone: (19) 3492-5543. PV - Indeterminado

COROLLA XLI 2012

Vendo, automático, cinza, R$ 52 mil. Tratar pelo fone: 3491-3114. MV - indeterminado

CORSA SEDAN PREMIuM

Vendo, cinza, 1.4, completo. Tratar pelo fone: 19 3492-2417. BV-Indeterminado

Negócios & Oportunidades OPORTuNIDADE

Sacoleiras de roupas, tudo consignado, só paga o que vender, lucro de 100%. Peças a partir de R$ 19,90, em Americana. Interessados entrar em contato pelos fones: (19) 3645-2003 ou (19) 3406-5794. Ed.

1139/1182

VITRÔ

Vendo vitrô usado 2m x 1,20, com vidros em perfeito estado, R$ 250,00. Tratar pelo fone: 19 3496-1747 ou 99872-9050. Indeterminado

LIMPACAP LIMPEZA EM GERAL

Limpeza e pintura de telhados (resina própria para telhas). Pintura e limpeza de calhas. Limpeza e higienização de caixa d'água. Limpeza de caixa de gordura. Pintura de portões. Tratar pelos fones: 19 3492-3198 com Ricardo ou 19 99190-1163 com Sérgio. Ed. 1151/1152/1153/1154

HILuX SW4 2008

CONTRATA

PV - Indeterminado

L200 TRITON 2012

Vendo, automática, preta, 4x4. Tratar pelo fone: (19) 3492-5543. PV - Indeterminado

RANGER 2012

Vendo, cabine dupla, 4x4 diesel. Tratar pelo fone: (19) 3492-5543. PV - Indeterminado

CRuZE LTZ 2012

Vendo, preta. Tratar pelo fone: (19) 3492-5543. PV - Indeterminado

TuCSON 2010

Vendo, preta, automática. Tratar pelo fone: (19) 3492-5543. PV - Indeterminado

FOCuS HATCH 2003

Vendo, verde, 1.8, completo. Tratar pelo fone: (19) 3492-5543. PV -

Indeterminado

CELTA 2007

Santa Casa de Capivari admite auxiliar e técnico de enfermagem e instrumentador(a) cirúrgico. Levar curriculum pessoalmente do Departamento pessoal com Nicolas e Regiane ou pelo fone: 19 3491-9191. Indeterminado

EMPRESA CONTRATA

Enfermeira com experiência mínima de 3 anos em área clínica e administrativa. Interessados encaminhar currículo para a caixa postal 1844 - CEP 13360000. Indeterminado

EMPRESA CONTRATA

Coordenadora de Telemarketing. Oferecemos registro em carteira, salário fixo. É necessário ter conhecimento em informática. Interessados enviar currículo para lar.capivari@centraldedoacoes. com.br ou pessoalmente na Rua Avenida do Carmo, 120, Vila Cardoso, Capivari, no Lar dos Velhinhos até o dia 03/06/2014. Indeterminado

Vendo, preto, 2 portas. Tratar pelo fone: (19) 3492-5543. PV - Indeterminado

CORSA CLASSIC 2008

Vendo, completo, prata. Tratar pelo fone: (19) 3492-5543. PV - Indeterminado

FRONTIER ATTACk 2013

Vendo, preta, diesel, 4x4. Tratar pelo fone: (19) 3492-5543. PV - Indeterminado

LOGuS 94

Vendo, 1.8, cinza escuro, álcool, ótimo estado de conservação. Tratar pelo fone: 19 9245-2814. Indeterminado

Vendo, na Rua André de Mello, 280, em Capivari, 6,75m de frente x 42m de fundo. Tratar pelo fone: 34922534. FRI - Indeterminado

CASA

Vendo próximo ao Tiro de Guerra. Tratar pelo fone: 3492-2534. FRI - In-

determinado

APARTAMENTO

Vendo em Ubatuba, 3 quartos, sala, cozinha, banheiro. Tratar pelo fone: 3492-2534. FRI - Indeterminado

CENTRO III

Vendo casa no Centro de Capivari. Tratar pelo fone: 3492-2534. FRI - In-

determinado

SãO JOSÉ

Vendo casa de alto padrão em Capivari. Tratar pelo fone: 3492-2534. FRI - Indeterminado

BARRACãO POPuLAR

Alugo em Rafard, na rua Giovani Boscolo, 746. Tratar pelo fone: 34961735. Ed. 1152/1153/1154/1155

aNuNCIE: 3496-1747

21/05 – Denis Fernando Lanzoni – 40 anos 23/05 – Ivone de Oliveira – 62 anos 23/05 – Ramon Luis Matias da Silva – 23 anos 24/05 – Benedito Leme – 77 anos 26/05 – Alberto Vilalta – 69 anos 27/05 – Pascoal de Freitas Pinto – 52 anos 28/05 – Josefina Antonia da Silva Lazarini – 93 anos 28/05 – Antonio Ferreira – 77 anos 28/05 – Ivanice de Santana Freire – 80 anos

Vendo, cinza. Tratar pelo fone: (19) 3492-5543. PV - Indeterminado

Empregos

Vendo, automática, prata, diesel. Tratar pelo fone: (19) 3492-5543.

osemanario@osemanario.com.br

CAPTIVA 2010

Vendo, 4x4, automática, prata. Tratar pelo fone: (19) 3492-5543. PV - Indeterminado

aNUNcIe: (19) 3496-1747

Vendo, com baú, ano 1976, com ou sem serviço. Tratar com Vagner pelo fone: 19 99734-9485. Indeterminado

CORSA HATCH 2009

Indeterminado

imóveis - veÍculos - empregos negócios & oporTuniDaDes

MERCEDES 1113

Vendo, branca, bom estado de conservação, documentada. Tratar com Vagner pelo fone: 9734-9485.

- indeterminado

RI - indeterminado

SANTA TERESINHA

DT 180 96

Vendo área na Estrada Mombuca de frente para pista, terreno 24.000m², construido 500m², R$ 750 mil. Tratar pelo fone: 3492-2332. RI - indeterminado

Alugo barracão em Capivari, na Rua Bento Dias. Tratar pelo fone: 34922534.FRI - Indeterminado

Vendo casa 2 quartos, 1 suite, 2 vagas, nova, terreno 160m², construido 128m², R$ 290 mil. Tratar pelo fone: 3492-2332. RI - indeterminado

Veículos

30 DE MAIO DE 2014

ORAÇãO A SãO JORGE – PARA PEDIR EMPREGO

São Jorge cavalheiro, abre os meus caminhos, ajuda-me a conseguir um bom emprego. Faça com que eu seja bem visto por todos superiores, colegas e subordinados. Que a paz, o amor e a harmonia estejam sempre presentes no meu coração, no meu lar e no meu serviço, vela por mim e pelos meus, protegendo-nos sempre, abrindo e iluminando os nossos caminhos, ajudando-nos também a transmitirmos paz, amor e harmonia a todos que nos cercam. Amém. Mandar publicar assim que receber a graça. (NR). Ed. 1153/1154

EMACI INDÚSTRIA E COMÉRCIO DE ARTEFATOS DE CIMENTO LTDA ME, torna público que Requereu junto a CETESB a Licença Prévia para a Fabricação de Artefatos de Cimento para uso na Construção, sito à Estrada das Palmeiras s/nº, KM 1 entrada a direita, Bairro das Palmeiras, Capivari/SP. Ed. 1153

EXTRAVIO DE DIPLOMA GRAZIELLE NAYARA FELÍCIO SILVA, pessoa física inscrita no CPF sob nº 097.183.876-33, neste ato por seu representante legal, vem por meio deste notificar o extravio do diploma de outorga de Bacharel em Serviço Social pela Universidade Estadual de Montes Claros. O documento foi perdido nas proximidades da Rua Antônio Pires, 242, Capivari. Qualquer informação, entrar em contato pelo telefone: 19 99723-3616, que será gratificado. Ed. 1153/1154


O SEMANÁRIO

30 DE MAIO DE 2014

15

Horóscopo Dia 30/05/2014 Neila Maria Rogatto Juliani Paula Fernanda Ferrari de Souza Sandra Maria Castellini Fernando César dos Santos Doraci Ap. Monegato de Freitas Dia 31/05/2014 Bárbara Fontolan Leandro Henrique A. Botinham Heloisa Helena Tonin Ioran Bortoleto Pirez Marlene Celestino da Silva Heloisa Vitória Benatti Maria de Lourdes G. Ferraz Leite Dia 01/06/2014 Geraldo Marçola Diógenes Donisete Feliciano Wilson Sterde Sides Bisin Facion Natália Victória Rezende Rubens de Andrade Alexandre Armelin Raissa Pires Nunes Dia 02/06/2014 Daniel Médice Lourençon Leogildo João Vendramin Luana Quibáo Marinalva M. da Silva Fornazin Vagner Roberto Ferreira Brito Adhemar Galdino Nascimento Rafael Galdino Nascimento Mônica Priscila Pinto

Julia Perecim Menegati Santo Lazarini Filho Guilherme Risso da Silva Dia 03/06/2014 Bruno Uvini Bortolança Jeferson Bertoldo Gustavo Feliciano Gustavo Honora Abel Liliane Pimentel Forti Mirian Rodrigues Alves Moreira Erika Ghislene de Freitas Luis Miguel Santos Cláudio Daiana Toledo da Silva Belline Andreia Ap. Stoco Rayane de Fátima Leite Roberta Ap. Leite Miriam dos Santos Murilo Luchetti Dia 04/06/2014 Luis Antonio Gave Leonisse Lopes de Paula Garcia Guimar Darros Bortolucci Dia 05/06/2014 Fernando Qualiato Moreira Flavia Cristina de S. Quagliato Celso Ap. Souza Vicente Daiane Vieira Silva Moreira Luidi Toledo Tilda de Almeida Ferrari Rafael Xavier Leite Mariana Albieiro Ferreira

Áries – De 21/03 a 20/04: Esta semana teremos a Lua Nova no setor de aprendizados facilitando novos interesses, estudos e conhecimentos. É um bom momento para diversificar suas atividades e interesses e adotar uma atitude mais flexível dialogando mais com as pessoas. O momento favorece uma nova relação com o meio que lhe circunda, ariano.

Touro – De 21/04 a 20/05: Nesta semana teremos a fase lunar nova no setor astrológico relacionados aos recursos e aos talentos taurinos, estimulando uma nova maneira de você expressar a suas habilidades e de lidar com o dinheiro. A inteligência é o fator diferencial que proporciona a aquisição de novos recursos e o desenvolvimento de negócios, taurino. Gêmeos – De 21/05 a 20/06: É em seu signo que teremos a Lua Nova nesta semana indicando o início de uma nova etapa na vida dos geminianos. É importante agir com versatilidade e flexibilidade e também desenvolver novos conhecimentos, iniciativas e atitudes. Mas tenha cuidado com a tendência ao excesso de expectativas e de ilusões. Pode haver desafios entre a vida pessoal e profissional, geminiano. Câncer – De 21/06 a 21/07: Este é o momento em que os cancerianos devem fazer uma parada para reflexão, avaliando o que ocorreu ao longo dos últimos meses e absorvendo os ensinamentos deste importante período. É uma fase mais introspectiva e há importantes insights e intuições. Você deve silenciar a mente racional e ouvir mais a sua voz interior, canceriano. Leão – De 22/07 a 22/08: Nesta semana teremos a Lua Nova no setor de amizades e de contatos com grupos e empresas, favorecendo os projetos coletivos, leonino. É um momento interessante para você olhar para o futuro e refletir sobre as inúmeras possibilidades que agora se apresentam. A questão é com quem você vai contar, como um apoio importante neste momento. Virgem – De 23/08 a 22/09: A Lua Nova desta semana ocorrerá no setor de carreira dos virginianos, estimulando novos interesses, conhecimentos e contatos relacionados ao âmbito profissional. É um excelente momento para você diversificar os seus interesses e poderá inclusive se dedicar simultaneamente a mais de um objetivo. Pode haver, entretanto, uma dificuldade envolvendo seus relacionamentos, é preciso que você esteja atento a isso, virginiano. Libra – De 23/09 a 22/10: Nesta semana o seu planeta regente Vênus mudará o movimento, enfatizando as questões financeiras, a intimidade, as emoções e a sexualidade, mas deve haver cuidado com atitudes possessivas e manipuladoras. É um momento importante também para estudos e viagens relacionadas ao seu desenvolvimento mental e cultural, libriano. Escorpião – De 23/10 a 21/11: Esta semana a Lua Nova ocorrerá no setor de transformações escorpianas indicando um importante momento de reflexões sobre as atitudes e padrões que devem ser eliminados. É um momento de alquimia pessoal em que você se dá conta de questões onde há pontos de vista divergentes. É um momento importante também para negociações, escorpiano. Sagitário – De 22/11 a 21/12: É no setor de relacionamentos sagitarianos que teremos a Lua Nova, indicando uma importante nova etapa em suas relações e associações onde você deverá estar mais disposto ao diálogo e também haverá um aprendizado muito importante com cada pessoa que cruzar o seu caminho. É um momento interessante para entender que o maior aprendizado de todos é emocional, sagitariano.

Completaram 12 anos no dia 7 de maio, os irmão Vitor e Vinícius Poli. A família agradece a presença de todos os amigos e familiares na comemoração e deseja muita paz, saúde e sucesso.

Comemora mais um nat nesta sexta-feira, 30, Neila Rogatto. Receba os parabéns, votos de saúde e sucesso de seu filho Pedro, familiares, amigos e funcionários da UMS Rafard. Todos aguardam a churrascada!!!

Capricórnio – De 22/12 a 20/01: É no setor de trabalho dos capricornianos que teremos uma importante Lua Nova nesta semana, indicando o momento de desenvolver novos interesses profissionais e talvez também outros métodos, técnicas e modos de trabalhar. É um momento importante para estudos, conhecimentos e contatos relacionados à carreira como também será necessário prestar mais atenção na saúde e na qualidade de vida, capricorniano. Aquário – De 21/01 a 19/02: Romance, vida afetiva, jovialidade e contato com crianças são as questões evidenciadas nesta semana em que teremos a Lua Nova ocorrendo no signo de Gêmeos, que é de elemento Ar como aquário. É um momento de mais leveza aos aquarianos e devem agir com flexibilidade. É também uma fase oportuna para expressar os seus talentos criativos e a inteligência. Peixes – De 20/02 a 20/03: É no setor doméstico e familiar dos piscianos que ocorrerá nesta semana a lua nova, indicando o momento em que novos interesses ligados à casa, à família e à vida pessoal começam a se mostrar mais intensamente. É importante que você esteja aberto a pontos de vista diferentes dos seus e também disposto ao diálogo com os familiares. Netuno, o seu regente, estará em aspecto desafiador com essa Lua Nova, chamando a atenção para as ilusões, pisciano.

NOVELAS

M.M. Comércio de Água Mineral RafarD Entregas em domicílio

Galão 20 Litros e Galão 10 Litros Disk Água: Depósito: (19) 3496-2750 Residência: (19) 3491-7099 / 3492-5315 Aberto de segunda à sexta das 8h às 18h. Sábado das 8h às 12 h.

Av. São Bernardo, nº 53 - Centro - RAFARD

A Feia Mais Bela - SBT - 17h30 – sextafeira: Fernando aceita se fantasiar de travesti. Yasmim aceita o convite de Ramon e os dois saem para jantar. Luiggi, Ricardo e Fernando assinam o contrato. Marta disfarça a voz, telefona para Éfren e diz onde ele pode encontrar Yasmin com seu amante. Ramon e Yasmim não jantam no restaurante sugerido por Lola. Éfren chega ao restaurante para procurar Yasmim e, ao ver as garotas do clube, não perde a chance de insultá-las. Ramon tenta seduzir Yasmim, mas eladiz que está apaixonada por Éfren. Éfren se nega a dar pensão para Lola. Lola segura o cheque de Yasmim. Márcia aconselha Lola e ela acaba entregando o cheque à rival. Alice pressiona Márcia e ela decide ajudá-la a comprar roupas novas. Ramon comenta com Lola sobre a relação de Éfren e Yasmim. Letícia consegue um empréstimo bancário. Luiggi entrega a Fernando o vestido que usará como “rainha da noite”. Café Com Aroma de Mulher - SBT 14h30 – sexta-feira: Daniela começa a fazer terapia, e está decidida a não voltar a ver Sebastião Vallejo. Marcela aconselha o irmão a falar com Gaivota antes da viagem, pois se ele não fizer isso, com certeza vai perdê-la para Mauro Salinas. Sebastião não ouve os conselhos da irmã e liga para a Dr. Daniela. Gaivota pede a Marta que telefone para a Café Export e descubra se Sebastião ainda está no país. Gaivota tem uma grande decepção ao saber que Sebastião viajou sem se despedir. Mauro percebe que Gaivota está muito deprimida e faz de tudo para que ela não se sinta tão sozinha. Angela liga para a sogra e marca um encontro com ela. Marcela comenta com a avó o assunto da reunião e o que sua irmã, tia, e cunhada estão fazendo contra Gaivota. Dias depois, todas as Vallejo estão reunidas na casa de Cecília. Elas querem que a matriarca tome uma decisão contra Gaivota, pois, mais uma vez, elas foram excluídas dos eventos da Associação. Cecília quer saber se estão fazendo alguma coisa contra Gaivota e todas elas garantem que não. O Dr. Almeida informa ao Dr. Mauro Salinas que terá que substituí-lo em uma viagem de negócios. Mauro, sem escolha, aceita o convite. Cecília se recusa a pedir a Gaivota ou ao Dr. Almeida que reconsiderem a decisão, porque está convencida de que elas não merecem nenhuma consideração da parte deles. Cecília deixa claro que antes de exigir alguma coisa da Associação elas precisam deixar Gaivota em paz. Angela fica indignada com a decisão da sogra e a acusa de ter mais consideração por Gaivota do que por elas. Mais tarde, Cecília conversa com a neta, Marcela, e diz que não ficará mais do lado de Gaivota e que, da próxima vez, exigirá que ela convide as senhoras Vallejo. O Dr. Mauro comunica a Gaivota que ela ficará à frente do Departamento de Relações Públicas, pois ele passará um mês viajando pela Europa e Japão. Carmela percebe que sua filha tem uma leve atração pelo chefe. Gaivota quer aproveitar esse mês longe de Sebastião e de Mauro para pensar em sua vida, e, principalmente, para analisar melhor os seus sentimentos em relação aos dois.

Paula comenta com Arthur que só está esperando que chegue a conta de telefone para descobrir quem é a amante de seu marido. Ivan chega de Miami e conta para a esposa que conseguiu vender a torrefação por um bom preço. Lucrécia comenta que saiu para jantar com Lúcia e que a cunhada se comportou de uma maneira muito estranha. Ivan sabe que Lúcia não é uma santa como todos da família pensam e pede a Lucrécia que repare com mais detalhes no bebê, pois para ele o menino não é filho de Sebastião. Marcela liga para Gaivota e conta tudo que aconteceu na casa de sua avó. Gaivota comenta que o Dr. Mauro ficará um mês fora do país. Antes de viajar Mauro faz uma declaração de amor para Gaivota. Um mês depois, na Café Export, Ivan está muito nervoso, pois a bolsa não está reagindo como ele esperava. Francisco, ao perceber que as coisas não vão muito bem para a Café Export, pede ao filho que devolva o dinheiro que a empresa lhe emprestou para que construísse sua torrefação. Ivan fala que no momento não pode quitar sua dívida, pois usou o dinheiro para pagar outras pessoas. Francisco não acredita no filho e pede que ele apresente todas as notas fiscais referentes a esses pagamentos. Gaivota liga para Marcela para saber como está indo a viagem de Sebastião. Marcela diz que seu irmão está se saindo muito bem mesmo sem a ajuda da Associação. Chiquititas - SBT - 20h30 – sexta-feira: Miguel espia por um buraco na parede do quarto de Ernestina. Ele percebe que Matilde, que finge ser Ernestina, escondeu um documento na escrivaninha. Janu vai até a praça toda arrumada para encontrar André. Ela pensa que o garoto irá se declarar. Bia e Thiago espiam de longe o desenrolar do plano deles. Dani começa a largar a cadeira de rodas aos poucos e começa a andar com apoio de muletas. André chega e Janu tenta beijá-lo. O menino estranha a atitude e repreende a amiga. Rafa, Mosca, Binho, Bia, Thiago e Pata aparecem rindo da desilusão amorosa da encrenqueira Janu. Matilde chama Carmen em seu quarto no orfanato e diz que está com os dois testamentos, o falso e o verdadeiro. Miguel escuta Matilde dizer que o testamento original constava a neta de José Ricardo, ou seja, filha de Miguel. Matilde pede R$ 1 milhão para não contar nada. Carmen aceita pagar apenas R$ 500 mil. Bruno (Bruno Autran), um ex-namorado de Letícia (mãe de Dani que faleceu) vai a casa de Carol procurar a mulher. Maria e a boneca Laura conseguem abrir a porta do porão do orfanato para que Miguel consiga se sair do local. Mili está pronta como Açucena para ir para a premiação do concurso. Mili acha que todos na premiação sabem sobre o disfarce. Carmen convida Simão para ser seu mordomo. O homem aceita. Açucena, que na verdade é Mili, é a anunciada como a grande vencedora do prêmio literário, organizado por Linda, mãe de JP. Em Família - Globo - 21h – sexta-feira: Alice começa a fazer aulas de defesa pessoal. Nando e Juliana organizam uma agenda de visitação para Iolanda ver Bia. Chica e Ricardo planejam viajar para os Estados Unidos. Cadu diz a Clara que quer voltar a trabalhar no bistrô,

Novelas e Filmes

mas ela não deixa. Flavinha conta para Marina e Vanessa que terminou o relacionamento que tinha com uma mulher. Laerte e Luiza se animam pensando na data do casamento. Virgílio descobre que Helena não se desfez de sua caixa de recordações. Felipe tenta conquistar Silvia, mas ela não lhe dá esperanças. Geração Brasil - Globo - 19h – sextafeira: Jonas se desentende com Gláucia e suspende sua mesada. Shin consegue convites para a festa da Coreia, e Tomás fica radiante. Jonas conta para Pamela que Gláucia falou mal dele para Jack. Lara conta para Iracema sobre o pai de Tomás. Evangelina pede para dormir com Brian. Brian teme que Maria fale sobre ele com os jornalistas. Cidão convida Dante para participar de um show na Pedra Lascada. Malhação - Rede Globo - 17h30 – sexta-feira: Bernardete e Abelardo comemoram sua vida de casados. Anita acompanha Ben até a rodoviária. Ben não embarca para Curitiba e pede abrigo a Sidney em segredo. Vera, Ronaldo e Hernandez explicam tudo sobre Antônio e a investigação para a família. Antônio se antecipa ao encontro e sequestra Sofia. Ben vê Anita sendo raptada e vai atrás da namorada. Anita revela a Antônio que a irmã não está grávida.

Meu Pedacinho de Chão - Globo - 18h – sexta-feira: Epaminondas sugere que Renato inaugure o pronto-socorro, como oportunidade para Ferdinando fazer seu discurso como candidato a prefeito. Ferdinando explica a Pedro Falcão e a Gina que quer fazer uma campanha limpa, sem ofensas ao atual prefeito. Serelepe dá a primeira aula para Zelão e diz que irá ensiná-lo a escrever a palavra ‘amor’. Rebelde - SBT - 21h15 – sexta-feira: Mia diz a Celina que assim que voltarem de Orlando procurarão um médico para resolver seu problema de anorexia. Roberta e Pilar discutem. O professor Henrique chega e Roberta conta que Pilar falou que ele deixará o colégio no final do ano. Henrique confirma a notícia dada por Pilar e diz que pensava comunicar a todos. Roberta, decepcionada, chama Henrique de mentiroso. O professor Pascoal fala ao Sr. Mendiola que finalmente conseguiu que o professor Henrique pedisse demissão do colégio. Miguel diz a Gastão que não adianta falar com Franco, pois ele não vai acreditar em nada e, como prova, mostra o cheque que Franco lhe deu para pagar sua matrícula. Tomás, Diego, Roberta, Mia e todos os seus colegas se trancam na sala de aula e se negam a abrir a porta enquanto o professor Henrique não vier falar com eles. Pascoal ameaça expulsá-los se não abrirem. Pascoal consegue abrir a porta e o Sr. Mendiola comenta com os alunos que cometeram uma falta muito grave e comunica que os bolsistas, Vick, Lupita, Nico e Miguel, serão expulsos do colégio. FILMES Corujão - 2h40 - Globo - Show Bar – sábado: Violet Sanford (Piper Perabo), uma jovem de 21 anos, segue para Nova York com um sonho: tornar-se uma gran-

de compositora de sucesso. Mas ela deixa suas aspirações profissionais de lado quando recebe uma proposta para trabalhar num show bar chamado Coyote Ugly, localizado em Manhattan. Até que, juntamente com um grupo de jovens mulheres sensuais, irá atormentar os clientes do local, com suas artimanhas e brincadeiras. Corujão II - 4h20 - Globo - Quanto Mais Idiota Melhor - sábado: Dois grandes amigos, os metaleiros Wayne e Garth, produziam diretamente do porão um talk -show chamado “O Mundo de Wayne”, que transmitiam para uma rede de TV local. O programa chama a atenção de um executivo de uma grande rede de televisão, que tem o interesse de produzir uma versão de alto orçamento do talk-show. Corujão - 2h25 - Globo – Infidelidade – sexta-feira: Num subúrbio de Nova York Connie Sumner (Diane Lane) leva uma vida feliz e segura ao lado de Edward (Richard Gere), com quem está casada há 11 anos e tem um filho, Charlie (Erik Per Sullivan), que amam muito. Aparentemente nada poderia se interpor na felicidade deste casal, mas este amor será posto à prova quando Connie, ao se ver no meio de uma ventania muito forte em uma pequena rua do Soho, acaba derrubando Paul Martel (Olivier Martinez), um belo e sensual francês que carregava uma pilha de livros. Ela machuca levemente seu joelho e, como não consegue pegar um táxi, Paul a convida para ir até o apartamento dele. Lá Paul flerta de uma maneira bem discreta, arrumando gelo e ataduras para o joelho dela. Ela então liga para Charlie dizendo que irá de atrasar, mas antes que ela parta Paul lhe dá um livro de poesia persa. Ela menciona com Edward o que aconteceu, mas está claro que está ficando obcecada por Paul. Logo ela regressa à cidade com um pretexto para ligar para ele. Os dois se tornam amantes e são dominados por uma paixão que não pára de crescer. Edward sente que Connie está diferente e então contrata Frank Wilson (Dominic Chianese), um detetive, para seguir Connie. Seus maiores temores são confirmados, então Edward decide se confrontar com Paul, sem imaginar que esta decisão afetará ele e Connie para sempre. Tela de Sucessos - 23h - SBT - Amigos Por Acaso – sexta-feira: Em Miami, o caçador de prêmios Bucum Jackson (Ice Cube) usa métodos pouco ortodoxos e se recusa a ter um parceiro. Apesar de ser muito competente no que faz, Jackon já se cansou de sua perigosa e pouca gratificante profissão. Sonha mudar de ares e abrir a própria firma de investigação particular. Sem dinheiro para começar o negócio, Bucum é dorçado a realizar mais uma missão: perseguir e capturar Reggie Wright (Mike Epps), im pequeno vigarista que fala pelos cotovelos e que já cruzou o seu caminho anteriormente. Quando os dois finalmente se reencontram, Reggie tropeça em dois ladrões sofisticados que acabaram de roubar um diamante que vale 20 milhões de dólares. Quando Bucum captura Reggie, este lhe faz uma proposta: se unirem para pegar o tal diamante, passando a perna nos ladrões e na polícia de Miami.


ESPORTES

O SEMANÁRIO

16

30 DE MAIO DE 2014

Fale com a Redação

reportagem@osemanario.com.br

Rafard | Na edição 2014, 34% da população aderiu às atividades, contra 20% no ano anterior

Dia do Desafio reúne cerca de 3 mil pessoas A Prefeitura Municipal investiu na conscientização da importância da prática de atividades físicas, conquistando a participação de 2.996 pessoas no Dia do Desafio, realizado na quarta-feira, 28. O número é bem maior do que o alcançado no ano passado, segundo a diretora de Cultura, Esporte e Turismo de Rafard, Sueli Batagin. “Neste ano, 34% da população aderiu à prática de atividades físicas, contra 20% em 2013”, diz. Criado no Canadá, o Dia do Desafio é difundido mundialmente pela Tefisa, uma entidade alemã que promove o esporte. Na América Latina, este dia é organizado pelo Serviço Social do Comércio (Sesc), com o intuito de fazer com que a população deixe de lado a rotina e coloque o corpo em movimento, praticando atividades físicas. O

Foto: Ass.Com.Rafard

Futebol | Leãozinho enfrenta o São Bento às 15h, no Estádio Municipal Fernando de Marco

Capivariano Sub-20 joga neste sábado Colaboração | André Stucchi

Evento propõe que as pessoas deixem a rotina de lado ou pratique exercícios físicos

evento acontece anualmente na última quarta-feira do mês de maio, por meio de ações comunitárias. De acordo com Sueli, a

cidade conseguiu esta participação através de uma forte parceria entre as diretorias de Cultura e Educação. Comércios e indústrias, explica,

também aderiram à causa, as quais se dedicaram à prática de atividades físicas durante 15 minutos, visando à conscientização de todos.

Futebol | A Seleção hondurenha visitou as instalações em três ocasiões e em nenhuma delas fez exigências especiais

Seleção de Honduras aposta em tranquilidade de Porto Feliz para ir bem na Copa do Mundo A seleção de Honduras confia na tranquilidade da cidade de Porto Feliz, onde desfrutará de completo centro de treinamento e um moderno hotel para ir bem na Copa do Mundo e tentar passar para as oitavas de final. Os comandados do téc-

nico colombiano Luis Fernando Suárez treinarão nas instalações da Academia Traffic, onde o time de futebol de base Desportivo Brasil prepara jovens que têm entre 13 e 18 anos para jogarem profissionalmente. Durante sua participação no torneio, Honduras usará

um dos cinco campos com medidas regulamentares do complexo esportivo, assim como a academia, a piscina, uma sala de recuperação e fisioterapia, uma de imprensa e uma de reuniões. Porto Feliz tem cerca de 50 mil habitantes e fica a 120 quilômetros de São Paulo e

60 do aeroporto Viracopos, da vizinha Campinas. É dali que Honduras embarcará rumo a Porto Alegre, Curitiba e Manaus para enfrentar, respectivamente, França, Equador e Suíça na primeira fase da Copa do Mundo. Com informações do portal de esportes do Terra.

Corrida | Cidade terá vias do percurso da prova bloqueadas; entrega dos kits aos corredores começa no sábado, 31

Com 600 participantes, Capivari 10k terá representantes de 11 cidades A primeira edição da corrida de rua Capivari 10k, prova da Secretaria da Juventude, Esporte e Lazer (Sejel) que ocorre no domingo, 1º, com largada às 8h30, na Praça Central, terá 600 corredores. Serão atletas amadores de 11 cidades paulistas, incluindo Capivari, que vão encarar percursos de 5 km e 10 km. De acordo com a Gaia Esportes, empresa contratada pela Sejel para organização do evento, estarão representados

na prova os seguintes municípios: Capivari, Santa Bárbara d’Oeste, Americana, Limeira, Piracicaba, São Paulo, Campinas, Indaiatuba, Jundiaí, Ribeirão Preto e Rafard. Todos os participantes receberão medalha, frutas e água, além de kit com camiseta, sacola, squeeze, barra de cereais e chip descartável. A entrega dos kits começará no sábado, 31, na Praça Central, entre 10h e 16h. No domingo, os corredores poderão fazer a

retirada das 7h às 8h. A Sejel tem recomendado aos corredores de Capivari que recebam o kit no sábado. “Pedimos aos participantes que são de Capivari, além de Rafard, que retirem o kit no sábado para facilitar a vida dos corredores que virão de outras cidades e farão a retirada no domingo”, diz o diretor da pasta, Rui Sanches. Interdição de ruas No dia da prova, a Secre-

taria de Transportes Públicos e Trânsito (Semutransp) vai montar uma operação especial de trânsito, com bloqueio de trechos das vias do percurso, entre 5h e 11h. Sofrerão interdição parcial as ruas Saldanha Marinho, André de Melo, Bento Dias, Padre Fabiano, Antônio Pires, XV de Novembro e Santa Catarina, além das avenidas Brigadeiro Faria Lima, João Salvate, Pio XII, Piratininga e José Annicchino.

ADVOGADOS

MONTEIRO e SILVA NOVAS INSTALAÇÕES R. Maurício Allain, nº 10 - Centro - RAFARD/SP

Fone: (19) 3496-1011

Rafard Corretora de Seguros Seguros para automóveis, residências, máquinas agrícolas, vida, empresarial SEGURADORAS: ITAÚ, PORTO SEGURO, MARÍTIMA E VERA CRUZ

Fone: (19) 3496-1226 R. Maurício Allain, 328 - Centro - Rafard/SP

MICROSAL PRODUTOS QUÍMICOS

Rod. Campinas - Tietê, Km 44,5 - CAPIVARI PABX (19) 3492-8000

Contribuindo com o esporte em Rafard e Região

O Capivariano Futebol Clube Sub-20 volta a campo neste sábado, 31, às 15h, no Estádio Fernando de Marco, em Capivari, diante do São Bento, de Sorocaba. A equipe vem de duas derrotas consecutivas: no sábado, 24, jogando muito bem no Fernando de Marco, a equipe foi derrotada pelo Ituano por 1 a 0, no final do segundo tempo. A equipe teve chance de empatar no

final da partida, mas não foi feliz na finalização. Na quarta-feira, 28, o time enfrentou o Osasco, na cidade de mesmo nome, e teve nova derrota, desta vez por 3 x 2. A exemplo do jogo diante do São Paulo, o Leãozinho começou bem o jogo e vencia por 2 a 0, quando sofreu a virada. Neste sábado, 31, jogam São Paulo x Barueri; Ituano x Osasco e Capivariano x São Bento.

Mombuca | Segundo o professor José Alves, time contém talentos da modalidade

Escolinha de Futsal disputa a final da Copa Regional de Piracicaba Depois de várias vitórias, os dois times da Escolinha Municipal de Futsal disputam a final da 9ª Copa Regional de Futsal de Piracicaba e Região. Os jogos acontecem em Piracicaba, e Mombuca disputa nas categorias Sub-14 e Sub-16. “Os times já estão classificados para as disputas finais. Os meninos jogam bem e temos talentos para o futsal”, diz o professor José Alves. De acordo com o monitor esportivo da cidade, Ronaldo Ramos, a final da Copa está prevista para o dia 14 de junho. Além de Mombuca e Piracicaba, equipes de outros municípios, como São Pedro

e Águas de São Pedro, também estão na final. As aulas de futsal da Escolinha Municipal são oferecidas gratuitamente no Ginásio de Esportes. “São aulas semanais, com mais de 100 crianças. Em 2013, a escolinha foi ampliada e ganhou um professor capacitado. A diferença pode ser notada nos resultados dos times”, elogia Ramos. O objetivo da escolinha, segundo ele, é incentivar a prática de atividades físicas entre crianças e jovens. Além do futsal, a Prefeitura Municipal mantém aulas de capoeira e karatê, por meio da Rede Municipal de Educação.

Society | Jogos acontecem neste final de semana

Chuva adia primeira rodada das semifinais no Cser

A diretoria de esportes do Clube Social Esportivo Rafard (Cser) adiou a rodada das semifinais dos campeonatos de futebol society, categoria jovem e veterano, que aconteceriam no último final de semana, pois o campo não oferecia condições de jogo. As partidas foram transferidas para este final de semana. Confira: Pela categoria jovem, no sábado, 01, o Luciano Veículos enfrenta a Equipe D, às 15h, no campo 1. Às 16h, pela categoria veterano, o Elite FC/Borracharia Brito joga contra o Puro Sabor/Grupo Pantojo,

no campo 1. No domingo, 02, também pelo veterano, a Lanchonete Zero Grau/Bar do Betão enfrenta o Bar e Bochas Rivail, às 9h, no campo 1. Fechando a rodada, pela categoria jovem, o Bar do Betão enfrenta a Oficina do Dema, às 10h15. Hidroginástica O Cser oferece aulas de hidroginástica todas as terças e quintas-feiras, a partir das 18h30. As aulas são gratuitas para sócios e não-associados pagam R$ 35,00 por mês. Informações pelo telefone: 3496-1480.


Jornal O Semanário Regional - Edição 1153