Page 1

Desconto 10% veja no Jornal

265 539 690 geral@tipografiarapida.pt www.tipografiarapida.pt

TERÇA-FEIRA 10.JULHO.2018

N.º 80 | Ano II | 1.ª Série www. issuu.com/oseixalense

Desporto PÁG. 10 e 11

Seixal Ladies Open disputado por atletas de 27 países

Preço € 0,01

Director: João Abreu

[ OSEIXALENSE 

Antigo autocarro do FC Porto é a nova coqueluche do Amora

NESTA EDIÇÃO ESPECIAL EMPRESAS & NEGÓCIOS

Homenagem aos bombeiros

[ OSEIXALENSE 

PÁGS. 08 e 09

Câmara do Seixal paga refeições escolares em tempo de férias PÁG. 04


02

ACONTECEU

TERÇAFEIRA 10.JULHO.2018

Brasileiro Rouxinol agradece apoio para a realização do Seixal Ladies Open

O

 DR 

Clube Recreativo e Desportivo Brasileiro Rouxinol juntou na passada quarta-feira, nas suas instalações, no âmbito do Seixal Ladies Open, patrocinadores, entidades oficiais e outras entidades que, de algum modo estiveram ligados ao torneio, como foi o caso da Federação Portuguesa de Ténis e o Águias Unidas do Fanqueiro que colaborou cedendo o seu espaço desportivo ao evento, visto serem necessários quatro courts, pelo facto de se tratar de um torneio internacional. O presidente do clube, Jorge Prata Ribeiro, agradeceu a todos a colaboração dada para que fosse possível concretizar o sonho de um torneio internacional e o alargamento das instalações, recentemente efectuado. “Sem a ajuda da Câmara Municipal do

“Clubes unidos podem fazer grandes coisas”, Eduardo Rosa, J.F. Corroios

Seixal e da Junta de Freguesia de Corroios tal não teria sido possível”, referiu.

Eduardo Rosa, presidente da Junta de Freguesia de Corroios, salientou o apoio prestado pelo

Águias Unidas, como exemplo que deveria ser seguido em outras situações, porque “os clubes

unidos podem fazer grandes coisas”. O autarca deixou também bem vincado que “a Câmara Municipal e a Junta de Freguesia estão aqui para ajudar sempre que for possível e necessário, principalmente, em eventos como este que também ajudam para o conhecimento do Seixal e da Freguesia de Corroios, a nível internacional”.

Maquetas do Seixal premiadas Forças de segurança apreenderam 26 doses de haxixe  DR 

Classificação

N

o dia 26 de junho, decorreu a entrega dos prémios do Concurso de Maquetas Energias Renováveis – Outra Forma de Futuro, promovida pela AMESEIXAL – Agência Municipal de Energia do Seixal. O evento contou com a participação de várias escolas do concelho. A entrega de prémios decorreu na Praça Luís de Camões, no Seixal, com a presença de Philippe Bollinger, da AMESEIXAL, e de Ana Sofia Carmo, em representação do vereador Joaquim Tavares, da Câmara Municipal do Seixal. Estiveram presentes alunos, pais e professores das escolas participantes e finalistas do concurso. Os vencedores ganharam jogos Science4you e todos os finalistas receberam prémios de participação.

1º lugar Escola Secundária Alfredo dos Reis Silveira (7.º D) Ana Morgado Isabel Reis Vanessa 2º lugar Escola Secundária Dr. José Afonso (7.º B) Fábio José Lucas Horta Martim Oliveira 3º lugar Escola Básica de Vale de Milhaços (7.º C) Pedro Palma 4º lugar Escola Básica de Vale de Milhaços (7.º A) João Mestre 5º lugar Escola Secundária Alfredo dos Reis Silveira (12.º T1)

 DR 

A

operação “Fonte 2765”, que decorreu entre o dia 2 e o dia 5, levou à detenção de 20 pessoas por tráfico de droga, incluindo um guarda prisional. No total foram apreendidas 26 mil doses de haxixe. Para além de 37 veículos, 1 000 doses de cocaína, nove telemóveis e material de corte e embalamento de droga. A operação “Fonte 2765” começou pelas 04h00 de segunda-feira e a maioria das detenções foram efetuadas no cumprimento de mandados. Uma investigação a cargo do Departamento de Investigação e Ação Penal (DIAP) de Sintra e do Núcleo de Investigação Criminal da GNR de Sintra, que decorria há cerca de dois anos, e visava um grupo que atuava em rede e de forma organizada. Os elementos da rede eram os principais abastecedores de droga das zonas de Seixal, Sintra, Cascais, Oeiras, Abrantes e Entroncamento. Uma operação realizada em

conjunto com a Polícia de Segurança Pública (PSP) durante a qual foram ainda apreendidas “três armas de fogo, 499 munições de diversos calibres, nove armas brancas, dois aerossóis de defesa, uma soqueira, quatro armas de ar comprimido, 42,7 gramas de ouro, 33 veículos ligeiros e dois motociclos”. Onze das 20 pessoas que foram detidas estão em prisão

preventiva. De acordo com o comunicado apresentado, “sete dos identificados ficaram com apresentações diárias em posto policial, proibição de contacto entre eles e de entrar em bairros sociais”. No âmbito da operação, também foram efetuadas 94 buscas, das quais 50 domiciliárias, sete não domiciliárias e a vários veículos.

Título registado na ERC sob o n.º 126891; Propriedade: Setupress - Soc. Editora, Lda; Director: João Abreu; N.º Registo Legal 414653/16; Jornalistas: (Cf. n.º 3 do art.º 14.º do Dec.-Lei n.º 56/2001 de 19/2); Redacção: Tel: 265 094 354; redaccao@oseixalense.pt - Editor: Humberto Lameiras - C.P.J. 2321A - humberto.lameiras@oseixalense.pt; Ana Martins Ventura - nº 7230 A - ana.ventura@oseixalense.pt; José Pina - C.P.J. 1055 - jose.pina@oseixalense.pt; Departamento Comercial: Tel: 265 092 725; Filipe Tavares - filipe.tavares@oseixalense.pt; Paulo Maldonado - paulo.maldonado@setupress.pt; Logística: Luís Kaiseler; Departamento Administrativo: Tel: 265 094 354 • geral@ oseixalense.pt; Dulce Lança; Branca Belchior; Editor: Setupress - Soc. Editora, Lda. - Pessoa Colectiva com o n.º 510 965 423 com domicílio na Travessa Gaspar Agostinho n.º 1 - 1º Andar - 2900-389 Setúbal; Gerentes: Carlos BordalloPinheiro; Maria Luisa Bordallo-Pinheiro; Carlos Dinis Bordallo-Pinheiro; Sócios com mais de 5 % do capital social: Bordalo Pinheiro Holding, Lda, Carlos Dinis Bordallo-Pinheiro, Rafael Bordallo-Pinheiro; Tiragem: 5000 ex.; - Paginação: Tel: 265 098 405; Sónia Bordallo-Pinheiro; Marisa Batista; Maria João Besugo - paginacao@oseixalense.pt; Impressão: Tipografia Rápida de Setúbal, Lda - Travessa Jorge D'Aquino, 7 - 2900-427 Setubal - geral@tipografiarapida.pt

"O Seixalense" publica os trabalhos dos seus jornalistas e colaboradores de acordo com a ortografia por eles escolhida.


ABERTURA

03

TERÇAFEIRA 10.JULHO.2018

FOTOS: DR 

Arrentela festeja união do associativismo, vozes e sons da terra

Tradição As festas de Arrentela regressam de 11 a 15 de julho. Um momento de união entre artistas locais e associativismo, com o apoio da União de Freguesias do Seixal, Arrentela e Aldeia de Paio Pires, assim como da Câmara Municipal. POR ANA MARTINS VENTURA

Herman José, a Orquestra Juventude Independente Torrense e um festival de folclore são algumas das atrações

D

e 11 a 15 de julho, as festas populares chegam à freguesia de Arrentela, na zona envolvente à antiga companhia de lanifícios, na Torre da Marinha, com animação de rua. O espetáculo de Herman José, o concerto da Orquestra Juventude Independente Torrense e um festival de folclore são algumas das atrações, num programa que também dá espaço à atuação de grupos corais das associações e das coletividades, à fanfarra dos bombeiros do Seixal e à banda da Sociedade Filarmónica União Arrentelense. As atuações dividem-se pelo palco instalado junto à Rotunda das Geminações e pela Avenida do MFA, em frente à sede social do Independente Futebol Clube Torrense, onde fica colocado o palco 2.

Um programa que conta com uma forte participação do movimento associativo popular, “que assim dá a conhecer as suas atividades culturais e desportivas”, anuncia a autarquia em comunicado.

Terra à vista, história de Arrentela A antiga e histórica Arrentela encontra-se debruçada sobre o esteiro do rio Judeu. De acordo com registos históricos o nome ‘Arrentela’ provém de

“Aventella”, por ser uma terra varrida por muitos ventos, ou de “Arreentella”, por causa de estar implantada em areais. Há ainda quem defenda a tradição de que desde que foi avistada por pescadores e foi menciona-

do e pregão “além terra”, a localidade ganhou o nome de Arrentela. Em 1384, a ‘Arramtella’ era referida por Fernão Lopes, na crónica de D. João I. Assim como outros povoados ribeirinhos da região, a Arrentela desenvolveu-se com base nas potencialidades do rio, explorando a construção naval, sobretudo a partir do período dos descobrimentos e expansão marítima portuguesa.


04

SOCIEDADE

TERÇAFEIRA 10.JULHO.2018

Autarquia assume comparticipação das refeições aos alunos em período de férias Apoio A Assembleia Municipal do Seixal deliberou que a Câmara do Seixal pague a comparticipação financeira referente às refeições dos alunos do Pré-Escolar e 1.º Ciclo durante o período de atividades extracurriculares, em julho e setembro. O presidente da Câmara garante que esta medida estava prevista ainda antes da decisão dos deputados municipais, mas também diz que o Ministério da Educação está a falhar com a parte que lhe compete.

A

Assembleia Municipal do Seixal aprovou, por maioria, uma moção que solicita à Câmara que “garanta a comparticipação no valor das refeições escolares a todas as crianças que frequentam o Ensino Pré-Escolar e 1.º Ciclo do Ensino Básico da rede pública durante as férias lectivas”, ou seja, durante o mês de julho e primeira quinzena de setembro. O documento apresentado pela bancada socialista indicava que seja “mantida a mesma tabela de preços, com base na fórmula de cálculo da comparticipação familiar,” segundo “os escalões de apoio estabelecidos pela Acção Social Escolar”. Com o PS a firmar que esta questão teve de subir a Assembleia Municipal porque “nunca foi agendada em sessão de Câmara”, e receia que a maioria CDU que gere a autarquia não dê provimento a decisão dos deputados municipais, Joaquim Santos, presidente da Câmara do Seixal, disse a O Seixalense que a Câmara, “ainda antes da deliberação da Assembleia, já tinha considerado assumir a comparticipação nas refeições escolares [para estes alunos] durante o período em que participam em actividades extra curriculares no período de férias”. A esclarecer a situação, o edil afirmou existir um “diferendo colocado por alguns partidos da oposição na Assembleia Municipal em que referem que o Ministério da Educação paga a sua parte das refeições escolares durante este período de férias”, mas aponta que isto “não é verdade”. Joaquim Santos defende que “o modelo estabelecido para o ano lectivo deveria ser transposto para este período sem aulas”, em que uma parte do preço das refeições é paga pelo Ministério da Educação. “Entendemos que isso deveria

[ DR 

Para o presidente da Câmara do Seixal não há dúvida que muitas famílias “precisam de ser apoiadas, através da comparticipação nas refeições fora do período escolar”

acontecer em julho e setembro, no período de férias”, diz. Enquanto a situação não estiver definida “a Câmara a pagar” e “quando Ministério resolver alterar a sua decisão as coisas ficaram normalizadas”. Para o presidente da Câmara do Seixal não há dúvida que muitas famílias “precisam de ser apoiadas, através da comparticipação nas refeições fora do período escolar”, uma afirmação que avançou a O Seixalense e que, de alguma forma, vai ao encontro da moção apresentada pelos socialistas na Assembleia Municipal.

Refere o documento apresentado pelo PS à deliberação dos deputados municipais, que durante o período lectivo, “o serviço de refeições tem o custo máximo para as famílias de 1,46 euros, IVA incluído, variando em função do apoio atribuído aos alunos, considerado o escalão do abono familiar em que estão inseridos”. Segundo o Decreto-Lei em vigor, “os alunos que integram o escalão A estão isentos de pagamento e os alunos que pertencem ao escalão B pagam 0,73€, o que corresponde a 50% desse montante”.

O texto da moção cita ainda que “a Câmara Municipal do Seixal, no serviço que tem contratado paga 1,74 euros por cada refeição, sendo a diferença de custos entre o valor real do serviço pago e o co-pagamento das famílias suportado pelos apoios financeiros do Ministério da Educação e da autarquia”. Ora, com o Ministério a “assegurar o apoio financeiro às crianças que frequentam Atividades de Animação e Apoio à Família (AAAF) em julho e setembro”, durante este período “o Município do Seixal deixa de as-

sumir os encargos com as refeições escolares servidas nos refeitórios escolares do Ensino Pré-escolar e 1.º Ciclo do Ensino Básico da rede pública, passando a família a suportar o custo total da prestação do serviço no valor de 2,12 euros independentemente da sua condição socioeconómica. Ou seja, esteja no escalão A, B ou C, todas as crianças pagam o mesmo”. Mas Joaquim Santos reafirma que “a Câmara vai assumir a comparticipação das refeições escolares durante este período de férias”.


TERÇAFEIRA 10.JULHO.2018

05

C/203

PUBLICIDADE


06

SOCIEDADE

TERÇAFEIRA 10.JULHO.2018

Setúbal é o distrito com mais vítimas mortais na estrada Segurança O número de acidentes nas estradas portuguesas aumentou nos primeiros seis meses do ano face ao ano anterior. De acordo com o último balanço da Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária, entre 1 de Janeiro e 30 de Junho deste ano, registaram-se mais 2.403 acidentes do que no período homólogo, e Setúbal é o distrito a registar mais vítimas mortais na estrada.

A

sinistralidade rodoviária subiu nos primeiros seis meses do ano. Relativamente ao período homólogo de 2017, foram agora, entre Janeiro e Junho, registados 63.357 desastres nas estradas portuguesas, mais 2.403 acidentes do que no mesmo período do ano passado. Ainda assim, de acordo com o último balanço da Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária, que abrange o período entre 1 de Janeiro e 30 de junho deste ano, registaram-se menos vítimas mortais. Quanto às vítimas mortais, no primeiro semestre do ano registaram-se 220 mortos, menos 15 relativamente ao mesmo período do ano passado, em que foram 235. O número de feridos graves baixou no período homólogo para 862, com menos 141, e os feridos ligeiros caíram para 18.734, com menos 97.

[ DR 

O balanço da ANSR, que reúne dados da GNR e PSP, indica ainda que só na última semana do mês de Junho, entre os dias 22 e 30, morreram nas estradas nove pessoas e 42 fi-

Obra de João Barros Silva em exposição

J

oão Barros Silva apresenta a sua obra numa exposição patente até 28 de julho, de terça a sexta-feira, das 10h00 às 20h30 e ao sábado, das 14h30 às 20h30, na Galeria Augusto Cabrita, sediada na Quinta dos Franceses, Seixal. João de Barros Silva, partiu de Lisboa para Angola nos anos 50 do e desde cedo começou a conviver com esta forma de arte: o retrato. Na sua adolescência, por volta dos 15 anos de idade, pintou os primeiros quadros a óleo sobre tela ou madeira, iniciado pelo pai. Figura de quem absorveu as maiores influências e o gosto particular pela figura humana. Em 1975, com a vinda para Portugal, em vésperas da in-

dependência de Angola, interrompe a sua actividade artística por vários anos. Durante o curso de Medicina retoma o desenho a grafite. Primeiro na Ar.Co (1989) e posteriormente na Arte Ilimitada (1992), frequenta cursos breves de introdução ao desenho e à pintura. Em 2014 foi feita uma proposta para integrar um grupo de seniores na ADFA – Associação dos Deficientes das Forças Armadas, que semanalmente reunia sob a orientação de uma professora licenciada em Artes Plásticas com o objetivo de aprender técnicas de pintura. Foi então que teve um contacto mais sério e continuado com a pintura a acrílico, tendo ganho a paixão pelo retrato.

caram feridas com gravidade em acidentes. O distrito com mais acidentes foi o de Lisboa, com 12.958, seguido do Porto, com 11.804, Braga, com 5.504,

Aveiro a contabilizar 5.392 desastres e Setúbal posiciona-se com 5.042 registos. Quanto ao número de mortos, Setúbal foi o distrito com mais vítimas mortais. 33 pes-

soas morreram nas estradas setubalenses, a que se seguiram Lisboa, com 25, o Porto, com 23, Leiria, com 18, Faro, com 16, e Aveiro, Braga e Viseu com 13. No que diz respeito aos feridos graves, o distrito que maior valor apresenta nos primeiros seis meses do ano é o de Lisboa, com 109, seguido de Santarém, com 98, Faro, com 86 e Porto, com 80 registos. No espaço de um ano, entre 1 de julho de 2017 e 30 de junho de 2018, o número de mortos nas estradas subiu para 495, tendo sido registados mais oito ocorrências, enquanto o de feridos graves baixou para 2.057, verificando-se portanto menos 122 casos do que no período anterior. Estes dados da Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária dizem respeito aos mortos cujo óbito foi declarado no local do acidente ou a caminho do hospital.

Colégio Guadalupe do Seixal conquista pódio em competição tecnológica

A

poiados pelo Instituto Politécnico de Setúbal (IPS), alunos do Colégio Guadalupe do Seixal são vice-campeões europeus do CanSat 2018. A equipa GSat, do Colégio Guadalupe acaba de regressar da final europeia que decorreu na ilha de Santa Maria, Açores, de 27 de junho a 1 de julho, com uma medalha de prata na bagagem. Esta competição anual é promovida pela Agência Espacial Europeia e desafia os alunos do ensino secundário a construir microssatélites. Este ano envolveu equipas representantes de 18 países da Europa, na maioria vencedores das respetivas competições nacionais, e mais uma equipa convidada, vinda do Japão. Os alunos do Seixal já tinham conquistado o júri nacional com o seu cansat, literalmente, um satélite em forma de lata, apostado em de-

terminar a existência de vida noutros planetas e construído com o apoio do Instituto Politécnico de Setúbal (IPS). Agora voltaram a merecer destaque, desta vez alcançando o segundo lugar. O primeiro lugar ficou com a equipa da Irlanda, numa disputa que cresceu a nível geográfico e de exigência, envolvendo um total de 120 participantes.

“Conseguimos representar o nosso colégio e o nosso país ao mais alto nível, tendo mostrado a toda a Europa que em Portugal existem alunos com muitas capacidades”, afirma, orgulhoso, o professor Dário Zabumba, que acompanhou os cinco jovens vice-campeões europeus, destacando o papel “determinante” do IPS nos resultados obtidos.


TERÇAFEIRA 10.JULHO.2018

07

Atividade operacional da GNR revela excesso de velocidade entre as principais infrações

A

[ DR 

presentam grande parte do resultado da actividade operacional da GNR: 468 no total. Entre as infracções com mais incidência, destaque para 112 por excesso de velocidade; 63 por condução com taxa de álcool no Sangue superior ao permitido por lei; 28 por falta de inspeção periódica obrigatória; 21 por uso indevido do telemóvel no exercício da condução; 21 por infrações relacionadas com tacógrafos; 19 por fata ou incorreta utilização do cinto de segurança e/ou; sistema de retenção para crianças; 10 por falta de seguro de responsabilidade civil obrigatório. Na sinistralidade foram registados 89 acidentes registados, com uma vítima mortal e 32 feridos leves.

Guarda Nacional Republicana levou a efeito um conjunto de operações no fim-de-semana que visaram a prevenção e combate à criminalidade violenta e fiscalização rodoviária. Os números da última actividade operacional da GNR revelam 46 detidos em flagrante delito, destacando-se: 33 por condução sob o efeito do álcool; 4 por condução sem habilitação legal; 3 por tráfico de estupefacientes; e 1 por posse de arma proibida. Em termos de apreensões contabilizaram-se 63 doses de haxixe; 12 doses de heroína; 3 doses de cocaína; 4,9 gramas de liamba; 1 arma branca; 1 bastão.

Excesso de velocidade continua no pódio As infracções de trânsito re-

Opinião

Falar Direito

Administrador de Condomínio ou “Pequeno Hitler”?

C

aros leitores. Todos nós (eu, os meus familiares, os meus clientes e certamente qualquer um de vós que perca dois minutos do seu tempo para ler este artigo, que já teve, ouviu falar, ou tem, aquele “administrador” que é o “imperador” do seu sítio. Digamos que é aquela pessoa que iniciou o seu mandato, há muitos anos, da melhor forma. Colocou ordem nas contas, fez reparações necessárias nos espaços comuns e organizou o Fundo de Reserva, as contas do condomínio e até processou judicialmente os condóminos que não pagavam. O problema, é que, qual “complexo Bruno de Carvalho”, o poder subiu-lhe à cabeça e ao invés de cumprir a legislação e apresentar as suas continhas no final do mandato, decidem ficar indefinidamente, muitas das vezes sem marcarem Assembleias de Condomínio, nem prestarem contas, torandose como autênticos “donos e senhores do pedaço” e sem que ninguém lhes faça frente. Mas deviam saber que o

administrador do condomínio é, regra geral, eleito pela assembleia de condóminos, e que a duração do cargo de administrador do condomínio é de apenas um ano (mas como a disposição do n.º 4 do artigo 1435.º do Código Civil tem carácter supletivo, nada obsta a que seja fixado, pelo título constitutivo da propriedade horizontal e/ou pela assembleia de condóminos, outro período de duração do cargo). Atrevo-me a chamar a esse poder, um poder com “pés de barro”, pois da mesma forma que acabámos de ver um Presidente de um clube recentemente eleito com mais de 80% dos votos e de reconfirmado numa Assembleia com mais de 90% (falo obviamente de BdC) em que uma simples Assembleia lhe retirou todos os poderes - desde que formalmente marcada, cumprindo-se todos os requisitos), também o acto de nomeação / eleição ou exoneração do administrador do condomínio é uma das competências/ atribuições da assembleia de condóminos. Possível, ou “fazível”, como diria o outro e,

acreditem, acontece muitas vezes. Uma particularidade - somente se a assembleia de condóminos não eleger administrador é que poderemos recorrer à figura do administrador provisório (cfr. artigo 1435.º-A, do Código Civil) ou, caso este recuse, poderá excepcionalmente recorrer-se à nomeação de administrador pela via judicial) (cfr. resulta da interpretação conjugada do artigo 1435.º, n.º 1, e 1435.º-A, n.º 1 e n.º 3, ambos do Código Civil; com os artigos 1425.º e 1428.º do Código de Processo Civil). No entanto, nem o tribunal ou a autoridade judiciária poderá efectivamente obrigar ninguém, condómino ou terceiro, a exercer (de facto) as funções de administrador do condomínio, sendo sempre possível a recusa mesmo que exista nomeação judicial. Conquanto, geralmente a eleição ou designação do administrador do condomínio decorre na reunião da assembleia de condóminos, para o efeito convocada (cfr. art.º 1432.º do Código Civil), e a escolha é feita pela simples

maioria dos votos representativos do valor total do edifício (cfr. art.º 1432.º, n.º 3, do Código Civil) (reunião em “1.ª convocatória”) ou por simples maioria dos votos dos condóminos presentes, no caso da reunião da assembleia de condóminos ser efectuada na data correspondente à realização da reunião em “2.ª convocatória” (cfr. art.º 1432.º, n.º 4, do Código Civil). Por fim, dizer-vos que o administrador do condomínio, eleito e exonerado pela assembleia de condóminos ou nomeado judicialmente, pode ser condómino ou um terceiro, remunerado ou não (cfr. artigo 1435.º, n.º 2 e n.º 4, do Código Civil). Ao administrador do condomínio - órgão singular * da administração do condomínio encarregue da gestão corrente dos bens comuns - compete executar as deliberações da assembleia de condóminos e tomar as medidas necessárias à conservação do edifício. Espero que tenham lido e percebido bem – As Deliberações da assembleia de Condomínio e

Paulo Cunha Advogado

não as suas próprias deliberações. A si cabem-lhe os actos de gestão corrente. Que serão ratificados, ou não, pela mesma assembleia. Pois é, meus caros, para uns quantos, ser administrador é a aspiração máxima de uma vida, quiçá a oportunidade única de mandar em alguma coisa, quando nem na sua casa se manda, noutros casos é o exercício de um dever cívico, mas em todos os casos nunca se esqueçam que – “Dos actos do administrador cabe recurso para a assembleia, a qual pode neste caso ser convocada pelo condómino recorrente.”


08

CONCELHO

TERÇAFEIRA 10.JULHO.2018

Câmara reforça apoio financeiro corporações de bombeiros do co Comemoração A inauguração de um monumento em homenagem aos bombeiros, a garantia de aumento da verba para apoio às corporações do concelho e reforço de equipamentos marcaram o Dia Municipal do Bombeiro. Autarcas e representantes de várias instituições elogiaram o trabalho das duas corporações pela segurança das populações, enquanto se ouviram críticas à Autoridade Nacional de Protecção Civil e também ao poder político central.

A

s corporações de concelho do Seixal comebombeiros do Sei- mora o seu Dia Municixal e de Amora pal do Bombeiro, e com vão receber este a Associação Humanitáano um apoio financei- ria dos Bombeiros Mistos ro de um milhão de euros do Seixal a assinalar 40 da parte da Câmara Muni- anos de formação, o edil cipal. As duas associações durante a cerimónia púhumanitárias veem as- blica que decorreu no Arsim ser aumentada a verba mazém 56 – Arte Sx, na em 30% comparativamen- antiga fábrica da Mundet, te com o ano passado. O revelou que esta corporaanúncio veio do presidente ção irá receber ainda uma da autarquia, Joaquim San- nova ambulância e dez tos, durante a cerimónia do equipamentos individuais Dia Municipal do Bombeiro de combate a incêndios. que se comemorou no pas- Por sua vez a corporação dos Bombeiros Mistos sado dia 29 de junho. de Amo“Este é ra será um dos reforçam a i o r e s Para o presidente da da com apoios c i n c o em ver- União de Freguesias, equipab a s António Santos, mentos t r a n s fe o Monumento idênticos. ridas peNo filos mu- aos Bombeiros nal da cenicípios é uma homenagem rimónia para as foi assia s s o c i a- justíssima e vincou nado um ções de que o poder local p r o to c o bombeilo entre ros a ní- estará sempre a Câmavel na- ao lado dos ra e a Fec i o n a l”, deração l e m b r o u soldados da paz de BomJo a q ui m Santos acrescentado que beiros do Distrito de Seesta decisão ”é sinal da túbal, em que a autargrande confiança que a quia vai ceder um espaço Câmara do Seixal tem nos para sede de formação a ser utilizado por esta insbombeiros do concelho”. No 15.º ano em que o tituição. Para o presidente

da Câmara este acordo é o “ampliar uma parceria”, enquanto Carlos Picado, representante da Federação, apontava a autarquia seixalense como “uma referência no distrito e no país no apoio aos bombeiros”. Esta data, que coincide com o feriado municipal, ficou ainda marcada com a inauguração de um monumento de homenagem aos bombeiros erigido frente à baía na rotunda que dá acesso à Alameda dos Bombeiros do Seixal. Monumento da Autoria de António Faustino e que foi apontado por António Santos, presidente da União de Freguesias do Seixal, Arrentela e Aldeia de Paio Pires como “uma homenagem justíssima aos nossos bombeiros”. E, perante os presidentes das juntas de freguesia do concelho, afirmou que os bombeiros do município “podem sempre contar com o apoio” deste nível do poder local. Um apoio que “nunca será su-

ficiente comparado com o grande serviço que os bombeiros prestam às populações”, acrescentou. Com a cerimónia do Dia Municipal do Bombeiro a contar com a presença de um representante da Protecção Civil Distrital, do presidente da Liga Portuguesa dos Bombeiros Portugueses, Jaime Marta Soares, dos presidentes das associações de bombeiros do concelho e autarcas, ouviram-se críticas sobre como o Estado está a tratar os soldados da paz.


TERÇAFEIRA 10.JULHO.2018

o às oncelho

Novos quartéis poderão estar a funcionar já no próximo ano O

[ FOTOS: OSEIXALENSE 

Na sua intervenção, o comandante dos Bombeiros Mistos do Seixal, José Raimundo, lembrou as dificuldades sentidas durante os incêndios do ano passado e apontou que “enquanto os nossos operacionais dão o seu melhor, da parte do Estado nada mudou. Continuamos a precisar de

equipamentos, mais formação e mais competências”. Ou seja, “continuamos a assistir a um contínuo desinvestimento nos bombeiros”. Também para o presidente da Assembleia Municipal do Seixal, Alfredo Monteiro, não poupou críticas ao poder político apontando-lhe “falta de decisão e falta de ordenamento da floresta”. Ao mesmo tempo elevou o apoio que o Seixal tem dado aos seus bombeiros. “Segundo a Associação de Municípios Portugueses, através da Câmara do Seixal e das juntas de freguesia, este é o quinto concelho do país que mais apoia os bombeiros”, afirmou. O apoio da autarquia seixalense aos bombeiros foi também elogiado pelo comendador Jaime Marta Soares que não poupou a Autoridade Nacional de Protecção Civil por “não compreender a realidade dos bombeiros”. Mais do que isso, apontou que este organismo “deve existir para servir os bombeiros e não para se servir dos bombeiros”, por isso “a Liga dos Bombeiros Portugueses não está de bem com a

Terreno onde será construído o novo quartel dos Bombeiros Mistos de Amora

09

A u toridade Nacional de Protecção Civil”, vincou. Mas para Marta Soares nem tudo está mal e apontou que “felizmente, a relação entre a Liga dos Bombeiros Portugueses e o poder político tem vindo a evoluir, assim como com a Associação de Municípios Portugueses”. E, quanto a ajuda que as autarquias dão aos bombeiros, destacou o Seixal como “um exemplo para o país”.

Dia Municipal do Bombeiro do concelho do Seixal começou com a visita ao terreno onde será construído o novo quartel da Associação Humanitária de Bombeiros Mistos de Amora (AHBMA). Perante o presidente da Câmara do Seixal e os presidentes das Juntas de freguesia de Amora e Corroios, Lúcia Soares, que preside à direcção da associação, disse que “daqui a um ano gostávamos de estar a inaugurar o novo quartel”. Trata-se de uma obra financiada através do POSEUR em 47%, sendo a restante parte do investimento assegurada pela AHBMA através da Câmara que também

cedeu o terreno junto ao Complexo Municipal de Atletismo Carla Sacramento. Para já a autarquia transferiu 400 mil euros para que a obra avance e o presidente da Câmara, Joaquim Santos, confia que estará concluída no próximo ano. Entretanto, prometeu que após a inauguração do quar tel, tal como aconteceu este ano com os Bombeiros Mistos do Seixal, “também os de Amora terão um monumento erigido em sua homenagem”. O segundo momento deste dia em nome dos bombeiros passou pela visita à obra da secção destacada de Fernão Ferro da Associação Humanitária de Bombeiros Mistos do Concelho do Sei-

xal. A primeira pedra foi lançada o ano passado, devendo este equipamento entrar em funcionamento no próximo ano. O novo quar tel da cor poração, que tem uma compar ticipação financeira da autarquia na ordem dos 350 mil euros, fica localizado na Flor da Mata, na freguesia de Fer não Fer ro, junto à Estrada Nacional 378 e ao nó de acesso à A33. Para além de equipamento, veículos e operacionais para assegurar uma rápida resposta à população desta zona do concelho, está previsto que o edifício receba a Unidade L ocal de For mação da Escola Nacional de Bombeiros, neste momento a funcionar em Foros de Amora.


10

DESPORTO

TERÇAFEIRA 10.JULHO.2018

Amora prepara equipa para o Campeonato de Portugal Pré-época Plantel colocado à disposição de Litos vai trabalhando no Complexo Municipal de Atletismo Carla Sacramento, que funciona como quartel-general da equipa nesta fase preparatória. Para sábado, às 10 horas, está agendado o primeiro jogo de preparação contra o Sacavenense. [ DR 

POR JOSÉ PINA

O

Amora já trabalha na preparação da sua equipa de futebol sénior que, nesta época de 2018 / 2019, vai disputar o Campeonato de Portugal. Os trabalhos tiveram início na passada sexta-feira com a realização dos habituais exames médicos e no dia seguinte teve lugar o primeiro treino [aberto ao público em geral] que serviu essencialmente para que os jogadores se ficassem a conhecer melhor, dado que o plantel apresenta muitas novidades em relação à época anterior. Com o relvado da Medideira a sofrer obras de restauro o quartel-general do Amora nesta fase preparatória funciona no Complexo Municipal de Atletismo Carla Sa-

cramento, local onde se realizam também todos os jogos de pré-época programados. O primeiro acontece já no próximo sábado, às 10 horas, no Complexo Carla Sacramento, contra o

Sacavenense; no dia 18, o Amora desloca-se a Loures para defrontar a equipa local, também às 10 horas; no dia 21, recebe o Nacional da Madeira, às 16 horas; no dia 25 jogará em Alcochete contra uma

Élio Santos é agora o coordenador técnico

É

[ ARQUIVO 

de peso na estrutura que visa o aperfeiçoamento e o acompanhamento de todas as equipas de futebol de 11, desde o escalão de iniciados até à equipa principal”. Composição da estrutura: Litos (treinador principal), Vítor Padinha, David Canilho e David Maside (adjuntos), Marcos Salvador (treinador de guarda-redes) e Élio Santos (coordenador técnico).

lio Santos, o treinador que levou a equipa à conquista do título distrital na época anterior, vai continuar ligado ao Amora exercendo outras funções. Depois do convite formulado pela SAD, Élio Santos aceitou fazer parte da estrutura para a época de 2018/2019 como Coordenador Técnico do Futebol de 11. Os amorenses consideram Élio Santos como um “um reforço

Ana Assucena (Amora) volta a ser chamada à selecção nacional

A

na Assucena, de 14 anos, jogadora do Amora Futebol Clube, foi uma das eleitas para integrar a selecção nacional de sub15 que vai participar no Torneio CONCACAF 2018, que se realiza entre 6 e 13 de agosto, em

Bradenton, na Flórida (EUA). A atleta do Amora, que vestiu pela primeira vez a camisola das quinas em Fevereiro deste ano frente à Alemanha, conta já com seis internacionalizações e um golo marcado pela selecção nacional. Portugal [que participa como selecção convidada, tal como acontece com a Irlanda do Norte] vai defrontar os Estados Unidos (7 de Agosto, às 09h00), El Salvador (8 de Agosto, às 09h00) e Jamaica (10 de Agosto, às 09h00). A hora indicada é local. Na Flórida são menos 5 horas que em Portugal Continental.

equipa [Sub-23] do Sporting; no dia 28 realiza-se um torneio quadrangular onde participam também as equipas do Vilafranquense, U. Leiria e Marinhense; no dia 1 de Agosto recebe a Academia Bla-

ck Bulls [Moçambique] e no dia 4 de Agosto termina esta fase preparatória jogando também em casa contra o Belenenses. O plantel, que ainda não está fechado, integra para já os seguintes jogadores: GUARDA-REDES: Patrick Costinha (ex-Real Sport Club), João Marreiros (ex-Eléctrico) e Carlos Faria (ex-júnior) DEFESAS: Adérito, Ruben Nunes, Hugo Graça, Lino Rosado (ex-júnior), Rodrigo Monteiro (ex-júnior), Telmo Tavares (ex-júnior), Bertrande (Sp. Ideal), João Victor (ex-Lusitano VRSA), Carlos Tovar (ex-Lusitano VRSA) MÉDIOS: Edson, Edi Tavares, Tiago Lacão, André Graça (ex-júnior), Gelson Cláudio (ex-júnior) AVANÇADOS: Joca, Hugo Rosa, Ruben Fidalgo (ex-Olhanense) e Eva Nag Bienvenu (ex-Leixões).

A nova atracção da Medideira

U

ma das grandes atracções neste início de época desportiva é o novo autocarro do clube, acabadinho de chegar à Medideira. O autocarro que pertencera ao FC Porto foi adquirido, retocado e devidamente pintado com as cores do clube, apresentando um visual deslumbrante. Destinado ao transporte dos atletas, o autocarro dispõe de todas as comodidades e há mesmo quem o considere luxuoso e impo-

[ DR 

nente. Os associados do clube foram agora chamados para escolherem o nome a dar ao autocarro.

Ciclismo no Parque Industrial do Seixal

O

Clube de Ciclismo da Aldeia de Paio Pires e LA Alumínios Sport são as entidades organizadoras de uma prova de ciclismo, na vertente de estrada, a realizar no dia 14 de Julho, em circuito, no perímetro do Parque Industrial do Seixal onde não faltará a acção e o espectáculo. Denominada “1.º Criterium do Seixal 2018”, a prova terá um percurso de aproximadamente 4.5Km. Não

terá qualquer carácter oficial mas serão atribuídos tempos e ordem de classificação, com atribuição de prémios para os três primeiros de cada categoria. A prova é aberta a atletas masculinos e femininos não sendo necessária licença desportiva da Federação Portuguesa de Ciclismo e todos eles serão agrupados de acordo com a idade: Cadetes (16 a 17 anos), Juniores (17 a18 anos),

Sub23 / Elites (18 a 29 anos), M30 (30 a 39 anos), M40 (40 a 49 anos) e M50 (+ 50 anos), no sector masculino e Sub23/ Elites (18 a 29 anos) e Masters (+ 30 anos), no sector feminino. O início da prova terá lugar às 18h00 com as mangas de qualificação, às 20h30m realizam-se as meias-finais, a final está marcada para as 21h50m e a entrega de prémios prevista para as 23h00.


TERÇAFEIRA 10.JULHO.2018

11

Seixal Ladies Open trouxe ao concelho atletas de 27 países Torneio Internacional Para além da vertente desportiva esta iniciativa do Clube Recreativo e Desportivo Brasileiro Rouxinol pode funcionar também como um excelente veículo de promoção turística dada a quantidade de atletas estrangeiros que envolve [ OSEIXALENSE 

POR JOSÉ PINA

A

atleta da Nova Zelândia Paige Hourigan foi a vencedora da 1.ª edição do Seixal Ladies Open, torneio internacional que decorreu entre os dias 30 de Junho e 8 de Julho nos courts de ténis do Clube Recreativo e Desportivo Brasileiro Rouxinol. A vitória da atleta neozelandesa foi obtida na final disputada com Valeria Bhunu (Zimbabwe) mas o resultado de 2-0 não espelha de forma nenhuma a forma equilibrada como o jogo foi decorrendo como, aliás, revelam os parciais (6-4 e 6-3). Hourigan, que conquistou o seu primeiro título de carreira aos 21 anos, arrecadou pela vitória 12 pontos para o ranking WTA e um prémio individual de 2.600 dólares. Esta partida, que contou com a adesão de bastante público, foi presenciada também pelo vereador do pelouro de desporto da Câmara Municipal do Seixal José Carlos Gomes que deu os “parabéns a todos os que contribuíram para a realização deste torneio que teve uma excelente organização, engrandece o concelho do Seixal e demonstra a grande dinâmica que o Clube Recreativo e Desportivo Brasileiro Rouxinol tem, nesta modalidade. Espero que este torneio internacional seja o primei-

Fernanda Jorge derrotada na final de pares

E

ro de muitos mais”, referiu. Fernando Alves, o director do torneio, visivelmente satisfeito fez

questão de salientar que “este torneio era uma ambição há muito anos. Conseguimos finalmente organizá-lo e estamos muito satisfeitos por isso. Tivemos muitas inscrições (400) e um qualifying de 48 atletas de 27 países. Correu tudo bem e como tal tudo indica que para o ano cá estaremos de novo”. “Estamos cansados mas orgulhosos do trabalho que fizemos. Havia uma grande expectativa, tanto da nossa parte como da CM Seixal, por ser o primeiro, mas tudo correu sem problemas e com atletas de qualidade”, fez questão de salientar João Prata Ribeiro, presidente do clube,

Casal do Marco é tri-campeão da I Liga [ DR 

O

Clube Desportivo e Cultural do Casal do Marco terminou o campeonato da I Liga de Futsal do Concelho do Seixal em primeiro lugar conquistando assim o título de campeão pela terceira vez consecutiva. Na última jornada, que serviu ape-

nas para cumprir calendário, a equipa do Casal do Marco venceu a Casa do Benfica Seixal por 3-2 num excelente jogo de futsal disputado no polidesportivo das Cavaquinhas. O título assenta na perfeição à equipa do Casal do Marco porque foi a

mais regular ao longo do campeonato onde obteve 17 vitórias, dois empates e duas derrotas, terminando o campeonato com o melhor ataque com 116 golos marcados, com segunda melhor defesa e com um lugar no topo da tabela relativa à disciplina. A equipa liderada pelo mister Fernando Correia, formada por jogadores de grande qualidade, andou praticamente sempre na frente do campeonato e acabou por conquistar o título com todo o mérito. De referir que o Casal do Marco está também apurado para disputar a final da Taça do Concelho, após vitória (7-5) sobre o GD Cavadas nas meias-finais. O adversário do Casal do Marco será o vencedor do G. Corroios – Seixal, que se disputa esta noite, às 21 horas, no Pavilhão da Escola Alfredo dos Reis Silveira, na Torre da Marinha.

que realçou também o contributo do director do torneio “sem ele isto não teria sido possível”.

m pares, a vitória foi obtida pela dupla constituída pela cambojana Andrea Ka e britânica Eden Silva que derrotaram na final o par ibérico, formado pela portuguesa Francisca Jorge e espanhola Luque Moreno, por 2-1, com os parciais de 3-6, 6-1 e 10-5. O jogo começou da melhor maneira para a dupla ibérica que venceu o primeiro jogo por 6-3, no segundo jogo a der rota por 1-6 deixou a decisão para o terceiro jogo [tie-brea k] que ditou a vitória final de Andrea Ka e Eden Silva.

Manuel Coisinha (Seixal) nomeado para melhor treinador de formação ano

M

anuel Coisinha, é um dos seis nomeados para o prémio de treinador de formação do ano que vai ser atribuído pela primeira vez pela Associação Nacional de Treinadores e Basquetebol, com o objectivo de valorizar e promover o trabalho dos treinadores que contribuem para a formação de jovens atletas em Portugal. Para proceder à eleição a ANTB solicitou aos directores técnicos das diferentes associações distritais que indicassem um treinador que correspondesse aos critérios estabelecidos para serem votados por um painel de peritos em que se incluem os seleccionadores nacionais das diferentes categorias, o director técnico nacional, o director da ENB, e a direcção da ANTB.

[ DR 

Os nomeados são: Abílio Lourenço, BC Limiense; André Silva, Académico FC; George Sing, AD Ovarense; Gilda Correia, CRC Quinta dos Lombos; Manuel Coisinha, Seixal Clube 1925 e Pedro Silva, Imortal BC.


12

GASTRONOMIA

TERÇAFEIRA 10.JULHO.2018

Ingredientes

Dip de Atum e Abacate  DR 

1 lata de atum em azeite 1/2 abacate maduro s 2 colheres de sopa de pickle picados 1 colher de sopa de coentros picados chips de milho para servir

Preparação: Abrir o atum e escorrer o azeite. Colocar numa taça. Entretanto esmagar o abacate e junte com o atum. Adicionar os pickles e os coentros picados e envolver bem.

Servir com chips de milho e uma bebida bem fresca. Bom Apetite! Fonte: Joana Roque http://paracozinhar. blogspot.pt

Anuncie aqui o seu restaurante! Preços Especiais PARA ANUNCIAR CONTACTE 912 278 131| 912 277 047 914 793 037

"Cozinhar é só um jeito diferente de amar"

• Catering • Casamentos • Batizados • Cocktails • Aniversários • Jantares empresariais • Jantares de grupo

o oming a ao D jantar r r e c n E ao a-feira E Terç Av. Rui Gracio N 74D Santa Marta do Pinhal - Corroios (Av. principal, das bombas Repsol) Reservas: 966 535 250 | trilogiamesaaportuguesa@gmail.com


l especia EMPRESAS & NEGÓCIOS

TERÇAFEIRA 10.JULHO.2018

Associados da ACISTDS usufruem de mais vantagens no acesso à banca  DR 

A

os cerca de 5.000 associados da ACISTDS podem beneficiar de vantagens na subscrição de produtos para a gestão do dia-a-dia, nomeadamente nas contas à ordem, cartões e terminais de pagamento, bem como no que se refere ao próprio financiamento, designadamente no acesso a crédito à tesouraria, crédito ao investimento, leasing e outras linhas de financiamento, bem como na pro-

teção de bens e pessoas, com benefícios claros no que respeita aos seguros. A ACISTDS reforça, assim, o seu papel no apoio aos empresários e empresas, motores de desenvolvimento da economia regional. Os associados poderão aceder às informações complementares sobre as condições comerciais em vigor, junto da instituição ou numa das agências da Caixa de Crédito Agrícola.

C/155

C/0234

ACISTDS – Associação do Comércio, Indústria, Serviços e Turismo do Distrito de Setúbal relembra os seus associados que já têm ao seu dispor novas vantagens no acesso a produtos e serviços financeiros, desde o dia 05 de Junho de 2018, data da assinatura do recente Protocolo de Colaboração estabelecido com o Grupo Crédito Agrícola. Com o presente acordo,

13


14

especial

TERÇAFEIRA 10.JULHO.2018

EMPRESAS & NEGÓCIOS

ACISTDS e Câmara Municipa promovem cerimónia públic de assinatura de Protocolo d

A

ACISTDS – Associação do Comércio, Indústria, Serviços e Turismo do Distrito de Setúbal e a Câmara Municipal de Alcochete promoveram ontem, dia 09 de Julho de 2018 (segunda-feira), pelas

11h00, uma cerimónia pública de assinatura do Protocolo de Colaboração entre as duas entidades, realizada no Salão Nobre do Edifício dos Paços do Concelho, sito no Largo de São João, n.º 5 – Alcochete. O documento foi assinado

pelo Presidente da Direção da ACISTDS, Francisco Carriço, e pelo seu Vice-Presidente, Isaú Maia, a par do Presidente da Câmara Municipal de Alcochete, Fernando Pinto. Com o objetivo de impulsionar a oferta comercial na vila

de Alcochete, a proposta de protocolo já havia sido aprovada em reunião de câmara descentralizada, realizada a 13 de Junho de 2018, nas instalações da Junta de Freguesia de Samouco. Com o intuito de potenciar

a valorização do comércio local e, simultaneamente, contribuir-se para o aumento do volume de vendas dos estabelecimentos, a ACISTDS vai proceder à instalação de mupis interativos na vila, conjuntamente com a criação de


TERÇAFEIRA 10.JULHO.2018

pal de Alcochete ca de Colaboração [ DR 

ACISTDS integra Conselho Consultivo Local do Seixal em representação da CCP

A

um website, que funcionará como um centro comercial virtual. As ações a realizar, contemplam, ainda, a criação de um cartão de cliente, como forma de promover a fidelização dos consumidores. O conjunto de iniciativas

planeadas pela ACISTDS enquadra-se no âmbito do Projeto Conjunto Comércio Investe – “Revitalização do Comércio de Proximidade da Vila de Alcochete”, com o apoio do IAPMEI – Agência para a Competitividade e Inovação, I.P. e

Governo de Portugal. Paralelamente, e em coordenação com a autarquia, estão delineadas outras ações de animação de rua, resultantes, também, da auscultação junto dos empresários locais.

15

ACISTDS – Associação do Comércio, Indústria, Serviços e Turismo do Distrito de Setúbal, pela pessoa do seu Vice-Presidente da Direção, Isaú Maia, que desempenha funções, cumulativamente, como Presidente da Delegação do Seixal, integra, agora, o Conselho Consultivo Local (CCL) do Centro de Emprego e Formação Profissional do Seixal, na qualidade de representante da CCP – Confederação do Comércio e Serviços de Portugal, por convite da entidade. É da competência do CCL apreciar e emitir parecer sobre o plano, orçamento e relatório anual de atividades do centro, bem como acompanhar as suas iniciativas, avalizando a sua atividade formativa e as saídas profissionais consideradas estratégicas ou prioritárias em função das necessidades do mercado de trabalho, contribuindo-se para a integração no respetivo tecido económico e social. Cabe, ainda, a este órgão, formular todas as propostas, sugestões ou recomendações consideradas relevantes para uma boa intervenção do centro. O CCL reúne trimestralmente, por norma, e extraordinariamente, por

convocatória do seu presidente, por sua iniciativa ou a pedido de um terço dos seus membros. Os Estatutos do Instituto do Emprego e Formação Profissional, I.P. (IEFP, I.P.), aprovados pela Portaria n.º 319/2012, de 12 de Outubro, prevêem a constituição deste órgão consultivo, constituído por oito representantes da administração pública, quatro representantes das confederações patronais com assento na Comissão Permanente de Concertação Social do Conselho Económico e Social, por estas indicados, condição preenchida pela CCP, e quatro representantes das confederações sindicais integrantes dessa mesma Comissão de Concertação Social. Recorde-se que o Presidente da Direção da ACISTDS, Francisco Carriço, foi empossado como Vice-Presidente da CCP a 22 de Março de 2018, na Sessão Solene de Tomada de Posse dos Órgãos Sociais da Intituição para o quadriénio 2018-2021, decorrida na sequência da Assembleia-Geral Eleitoral, realizada a 16 de Março do corrente ano. Francisco Carriço volta, assim, a integrar a Direção da CCP, onde já tinha assento, na qualidade de Vogal.


16

TERÇAFEIRA 10.JULHO.2018

KINESIO TAPE CRIOTERAPIA ACUPUNTURA NATUROPATIA MESOTERAPIA MASSAGEM DE RECUPERAÇÃO MÉDICA, ESTÉTICA E DESPORTIVA

Rua Santiago Kastner, nº13-A (Rua dos Bancos) Santa Marta do Pinhal Tlm 965503119 | email: paulaantunes_30@hotmail.com

PUBLICIDADE

Edição nº 80 dia 10 de Julho  

Telefone 265094354 geral@oseixalense.pt

Edição nº 80 dia 10 de Julho  

Telefone 265094354 geral@oseixalense.pt

Advertisement