Page 1

Prefácio

por Fernando Ruas, Presidente da Câmara Municipal de Viseu, Presidente da Associação Nacional de Municípios Portugueses (ANMP)

A crescente urbanização da nossa sociedade e os desafios daí decorrentes, tais como o abastecimento de água, a gestão dos transportes, o desenvolvimento das economias locais, a luta contra a pobreza, a utilização das novas tecnologias, entre outros, são matérias cada vez mais prementes e que merecem reflexão. Enquanto no início do século passado apenas uma em cada dez pessoas habitava em cidades e grandes urbes, que se situavam nos países mais desenvolvidos, atualmente o cenário é bem diferente. Está a aumentar, exponencialmente, a concentração de pessoas nas cidades, sendo esta já superior a metade da população mundial e, continua a verificar-se um acentuar desta tendência. O mundo transformou-se numa imensa civilização urbana, em que a cultura global acentua o anonimato e unifica os comportamentos. Em pouco mais de um século, o êxodo dos campos, em direção às cidades, tornou-se num fenómeno à escala planetária, criando mega urbes onde o ritmo de crescimento ultrapassou o esforço de planeamento. De acordo com as afirmações proferidas por alguns peritos internacionais no arranque da III Conferência de Cidades Globais, em Toronto, “As cidades converteram-se no principal motor económico do mundo e, o seu papel, vai aumentar nos próximos anos…”. Presentemente, as cidades são pólos proeminentes de concentração de pessoas, de poder político e económico e difusoras de conhecimento e inovação. São muitos os desafios que se colocam às cidades Europeias, determinados por importantes diferenças ao nível das suas estruturas e funções económicas, composição social, dimensão da população, estrutura demográfica e localização geográfica. Conscientes desta nova realidade e da crescente importância do papel das cidades no desenvolvimento económico e social dos territórios, os ministros da União Europeia

13


assinaram, em 2007, a “Carta de Leipzig sobre cidades europeias sustentáveis”, onde acordaram um conjunto de linhas orientadoras para a promoção de políticas integradas de desenvolvimento urbano. Apesar da sua diversidade, as cidades de toda a Europa, enfrentam, hoje, um desafio comum: aumentar a sua prosperidade económica, competitividade e reduzir o desemprego e a exclusão social, a par da melhoria e proteção do ambiente urbano. Torna-se, assim, importante apostar no “Desenvolvimento Urbano Sustentável”, o qual deve ser entendido como o “desenvolvimento que disponibiliza serviços ambientais, sociais e económicos de base, a todos os residentes numa comunidade, sem ameaçar a

14

viabilidade dos sistemas naturais, construídos e sociais de que dependem esses serviços”. Em Portugal, nos últimos trinta anos, o papel de promoção do “Desenvolvimento Urbano Sustentável” tem recaído, essencialmente, sobre os Municípios. Os Municípios, salvo raras exceções, são os únicos que, de uma forma homogénea, têm garantido, em todos os espaços territoriais, desde a grande cidade à aldeia mais remota, do litoral ao interior, a democratização do investimento público bem como a melhoria da qualidade de vida das populações. Sem Poder Local, Portugal seria muito menos desenvolvido e, certamente, muito mais assimétrico. Esta é uma realidade incontroversa, dificilmente contrariável, e que é especialmente sentida, em cada uma das nossas autarquias, por aqueles que ali residem. Só transformando os Municípios em territórios cuja economia e riqueza assentem no conhecimento, na inovação e no talento dos portugueses, se poderá tornar Portugal mais criativo e competitivo. Considero, assim, que o presente livro nos traz uma visão clara e contemporânea e uma reflexão prospetiva sobre os desafios que se irão colocar no âmbito do desenvolvimento integrado das cidades, nos próximos tempos, reconhecendo o papel do poder local na afirmação dos territórios e, contribuindo para uma maior reflexão e novas pistas sobre as cidades do futuro, através da utilização da gestão, do marketing e do planeamento estratégicos. Este livro poderá ser muito útil para todos os que têm responsabilidades e capacidade de exercer influencia no desenvolvimento das nossas cidades, autarcas, atores locais, gestores e planeadores assim como noutros técnicos e investigadores que se debruçam sobre estas áreas do saber.

Os Desafios das Cidades - Prefácio  

Prefácio do Livro

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you