Page 77

Constatando as hipóteses que os educandos estão levantando a partir das perguntas, das dúvidas, e qualificar (avaliar) no processo de aquisição da língua escrita efetiva-se o desenvolvimento do seu saber e a apropriação do conhecimento através das atividades planejadas e replanejadas, baseando-se nas teorias criticamente pensadas, sabendo-se que o ato de qualificar não é neutro, é um ato político, porque depende de nossas teorias e convicções que avaliamos. Nessa postura o conhecimento de cada educando é valorizado, seus questionamentos-perguntas vão se aprofundando na rigorosidade científica, e, reconhecendo a realidade utilizando os conceitos e refletindo sobre os pré-conceitos, compreenderá a realidade de si para si, transformando-a. Esta realidade do não-saber, do não-poder, do não-EU, transformada em saber, poder e Eu. Diante desse cenário, a Educação de Jovens e Adultos pode contribuir com os seguintes pontos: ••

Melhoria na renda e nas condições de vida dos catadores - potencializando seus direitos civis, sociais e políticos;

••

Formar uma consciência cidadã - de agente socioambiental privado, com responsabilidade pública;

••

Construir de uma identidade forjada numa prática reconhecida e valorizada socialmente;

••

Apropriar-se dos processos de organização do trabalho e dos conhecimentos técnicos necessários para, segundo os princípios do Cooperativismo e da Economia Solidária, desenvolver e expandir progressivamente suas atividades no âmbito da cadeia produtiva dos resíduos sólidos.

As experiências de reflexão vivenciadas na Oficina

A oficina “Catadores de Materiais Recicláveis” contou com um grupo diversificado de educadores e educadoras de diferentes municípios do estado do Paraná. Com uma média de cinquenta participantes foi possível construir interativos, dinâmicos e diferentes espaços de diálogos, visando dissecar a dinâmica que envolve a alfabetização neste segmento. Em primeiro momento, foi feita a apresentação dos educadores e assessor do segmento, através de relatos de história de vida, atividade importante para o grupo se conhecer e poder relatar as experiências com a EJA, bem como a visão sobre os catadores de materiais recicláveis. Cada participante expôs ao grupo maior sua história de vida, a relação com o segmento e a expectativa com relação ao curso. Ressalta-se dentre o grupo a inexistência de catadores de materiais recicláveis, e apenas dois cursistas que trabalham diretamente com salas de alfabetização com catadores, evidenciando a necessidade de aprofundar mais sobre a história do movimento no Brasil. Cabe salientar que, no primeiro momento, os educadores solicitaram a troca do nome do segmento, passando de Recicladores para Catadores de Materiais Recicláveis, pois se sabe que os educandos desse segmento fazem a coleta de materiais recicláveis, entretanto não são detentores de indústrias recicladoras/transformadoras.

128

Em segmento foi trabalhada a questão da história dos catadores de matérias recicláveis no Brasil, subsidiado pelo uso das informações do Movimento dos Catadores de Materiais Recicláveis Nacional MNCR, contidas no site www.mncr.org.br. Identificadas a origem e característica dos catadores em nível nacional, continuamos a prosa identificando algumas características dos educandos desse segmento, na qual os educadores concluíram que estes são um grupo que, além de excluídos educacionalmente ao longo da vida, são excluídos de inúmeros benefícios sociais, em atos de discriminação, por trabalharem com o lixo. Em prosseguimento a essa etapa, o assessor subsidiou a prosa de como elaborar uma estrutura pedagógica voltada a atender as reais expectativas do segmento, possibilitando a superação do analfabetismo, evitando deste modo a evasão dos educandos ao longo do processo educativo, entre outros pontos. De posse deste diálogo, podemos identificar dois aspectos principais: a) Relativos às dinâmicas das salas de alfabetização dos catadores de materiais recicláveis e o Programa Paraná Alfabetizado.

Aspectos físicos: Para uma melhor oferta para esse segmento, o Programa teria que dar apoio para que os educadores pudessem estar efetivando as salas de alfabetização nos locais de trabalho dos catadores, ou seja, nos locais de separação dos materiais recicláveis. Esse apoio seria na rápida aquisição de alguns materiais como: lousa, cadeiras, carteiras, entre outras, desde os primeiros dias de alfabetização, demonstrando a preocupação do Programa, bem como dos educadores, em estar auxiliando os catadores na aquisição da leitura e escrita. Alimentação: Ao estabelecer salas de alfabetização em ambientes não escolares como cooperativas e associações, o Programa teria que estar subsidiando e avaliando se os parceiros estão levando merendas para estes locais, bem como os utensílios (pratos, talheres) para o pleno desenvolvimento das atividades. b) As contribuições e ações educativas junto aos catadores de materiais recicláveis.

Através da turma de alfabetização, esse segmento concluiu que a mesma exerce um papel fundamental na melhoria e expectativa de vida destes trabalhadores, possibilitando através de ações educativas que os educandos se identifiquem como importantes agentes de proteção ao meio ambiente, demonstrando sua contribuição às práticas de desenvolvimento sustentável, ao passo que suas ações desviam quantidades significativas de materiais recicláveis antes de serem encaminhados aos lixões. As ações educativas desse segmento devem trazer contribuições significativas ao grupo de catadores, tais como a valorização do eixo da profissão x pessoa - alguns catadores de materiais recicláveis têm vergonha de sua profissão, devendo a sala de aula colocar na prosa a importância dos mesmos na sociedade, por ser uma das profissões de grande contribuição ambiental. Cabe ressaltar que as turmas de alfabetização com catadores de materiais recicláveis são importantes instrumentos na criação e fortalecimento de cooperativas/associações populares, tais como:

Caderno Temático da Diversidade e Alfabetização

texto coletivo e atividades que demandam técnica de alfabetização desafiadora, dialógica, produzindo uma reflexão coletiva sobre a sua escrita e o mundo.

129

Profile for Orlando Ferretti

Caderno Temático - Diversidade  

Texto pubicado no caderno Temático da Secretaria Estadual de Educação do Paraná

Caderno Temático - Diversidade  

Texto pubicado no caderno Temático da Secretaria Estadual de Educação do Paraná

Advertisement