Issuu on Google+

DIRECTOR Joaquim Duarte

SEMANÁRIO 15 de Outubro de 2010 | Ano X X V | N. 1302 | €0,80

(IVA incluído)

Telefone 243 309 600 · Fax 243 333 766 · Centro Nacional de Exposições - Quinta das Cegonhas - Apartado 355 - 2000-471 Santarém info@oribatejo.pt · www.oribatejo.pt

Festival de Gastronomia ao gosto de todas as carteiras | páginas 6 a 8 e 41

Santarém Enfermeiro já com queixa antiga de abuso sexual página 15

Negócios Vinhos do Tejo ganham concurso mundial página 31

Região Utentes da A23 em luta contra portagens página 24

Santarém Cruz Vermelha (des)espera por novas instalações página 10

4 corridas mistas só a 1 euro em defesa da festa brava

| páginas 12 e 39


2

O Ribatejo 15 | Outubro | 2010

praçapública sopa da pedra

eles dizem

“5 para a meia noite” em Abrantes Já passava da meia-noite quando a animação começou em força no Bar Aquapolis, em Abrantes, com o músico David Antunes – também cameraman da nossa Tvribatejo – e a sua Midnight Band que aqui toca todas as quartas-feiras. Com ele vieram também os apresentadores do programa“5 para a meia noite”, Luís Filipe Borges e Pedro Fernandes, e uma vasta equipa de produção, sempre muito animada, que não parou de cantar e encantar madrugada dentro.

Paulo Fonseca reeleito

r

Este homem [José Junqueiro] veio dizer que as autarquias têm de gastar menos e gastar melhor. Gastar, o quê? Seguramente não podem gastar os 100 milhões de euros que este governo retirou o ano passado. Moita Flores in Correio da Manhã, sobre o secretário de Estado da Administração Local

Miss com queda para a política

Ex-governador civil e actual presidente da Câmara de Ourém, Paulo Fonseca voltou a ser reeleito presidente da Federação do PS distrital. Um desafio ganho à partida porque nem sequer teve opositores. Mais difícil, se calhar, é reintegrar os dissidentes, embora tenha declarado à comunicação social que acredita no regresso de Paulo Caldas à militância activa no partido. Aguardemos pois pelo regresso do autarca do Cartaxo ao regaço socialista.

r

A vencedora da edição deste ano do concurso “Rainha das Vindimas“, Vanessa Descalço, de Pontével, afirmou que a política está entre os seus interesses e elegeu o primeiro-ministro, José Sócrates, como uma das personalidades que gostava de conhecer pessoalmente. Um gosto muito discutível, nestes tempos vacas magras. Mas já agora, a jovem beleza de Pontével sonha seguir carreira na Polícia Judiciária. Será que Moita Flores pode dar uma ajudinha?

Agarrem-me senão… “É preciso lembrar ao PSD que já houve uma moção de censura nesta legislatura e que o PSD não a votou, mas agora ameaça com ela quando a Assembleia da República já não pode ser dissolvida. É o estilo conhecido popu-

larmente como ‘agarrem-me senão eu mato-o’ aplicado à política nacional”, ironizou o líder da bancada do PCP, Bernardino Soares, no final das jornadas parlamentares comunistas, que decorreram segunda-feira em Santarém.

Percebo que o Dr. Moita Flores tenha os seus sobressaltos de autarca. Ter atingido quase o máximo do endividamento líquido, ter excedido largamente o de médio e longo prazo, ter prazos de pagamento de quase sete meses, realidade que se tem vindo a agravar desde 2007, não é coisa pouca” José Junqueiro, Correio da Manhã

crónica de maldizer

Não me candidatarei Para que não possa dizer-se que nas minhas crónicas, agora ou logo, faço proclamações eleitorais, adianto já, à distância de três meses, que, no que se refere às próximas eleições presidenciais, não me candidatarei. Por isso, ficam prevenidos os meus leitores, ficam prevenidos, advertidos e avisados do seguinte: a certa altura, não há candidato à conezia de Presidente da República que não diga, num excelente exercício de refinada hipocrisia, Mas o que eu quero e o que lhes peço é que votem em consciência. Isso é que é importante. Votem em consciência. Seria, seria realmente importante se eu fosse candidato, mas não serei.

Nem, sequer, votarei. Por inúmeras razões. Não posso votar no Manuel Alegre porque ainda me não esqueci de que ele passou a vida a caçar, a pescar e a comer – fazendo versos nos intervalos. Um predador acabado. A matar bichos, a comer bichos. A matar, a comer… Predador… Predador que sempre foi, se fosse a Presidente da República, ponderando que os políticos são, como políticos, os maiores predadores do universo, seria o fim da macacada. E não só ... Não votarei no Prof. Cavaco Silva porque detesto aqueles esgares que ele engrena quando lhe fazem uma pergunta. Não sei se já repararam: pára,

abre a boca, fecha a boca, vê-se que está a pensar, e fala depois, a modos que sorrindo, dizendo finalmente o que todos contávamos que dissesse. Exactamente. Se pensar provoca esgares daqueles, Santo Deus, mais vale votar no Carlos Queiroz, que não será flor que se cheire e não pensa nem diz nada de jeito, mas consegue a revogação dos castigos que lhe aplicam em menos tempo do que o que levam a ler os processos dele – quando demoraram anos a ser arquivados os que injustamente foram movidos ao Sr. Pinto da Costa, que, reconheça-se, é um dos portugueses mais importantes, tão importante como o Sr. Carlos Queiroz.

Portanto, não votarei Cavaco. Também não votarei Defensor de Moura. Por razões evidentes: como não sou de Moura não me aproveitará esse defensor. E não votarei também Francisco Lopes. Por que não. Restava-me votar no Dr. Fernando Nobre, homem de que sou grande admirador. Mas não posso cometer essa maldade, porque sou amigo dele, e não me parece que deva reformar-se já, instalando-se em Belém. Quero que continue a notabilíssima obra em que se tem gasto. Tenho, por fim, outra razão para não votar, que nada tem que ver com os candidatos: resolvi suspender a minha condição de democrata por uns tempos, por-

Eurico H. Consciência

que, convenhamos, com os políticos que temos tido nos últimos anos, não se vê como é que, por que é que e, sobretudo, para que é que somos democratas neste país. Para dar de comer a milhares de medíocres incompetentes pendurados nos partidos? Já dei. Para gente dessa já dei, há anos, voluntariamente, de boa fé. Agora só dou o que me obrigam e dar, e só por isso: por me ser imposto. Que fique claro: não votarei nas próximas. E só votarei noutras se surgirem razões para interromper a suspensão da minha condição de democrata.


OPINIÃO | PRAÇA PÚBLICA 3

O Ribatejo 15 | Outubro | 2010

Cartoon de António Maia

opinião

online

Obras, impostos e promoções: “Defen-

a pergunta da semana

Tenciona visitar o Festival de Gastronomia este ano e o que acha do evento? Sim vou. É uma excelente iniciativa, que promove a melhor gastronomia do país num único espaço, com uma grande oferta de pratos regionais. Um dia tento comer uma refeição num dos restaurantes nunca repetindo a região do ano anterior. Faço uma segunda visita para petiscar e assim provar uma pouco de cada região. Penso que os preços estão dentro do que é praticado nos restaurantes.

Nuno Pereira Arneiro das Milhariças

Sim, em principio vou. Todos os anos marco presença. Durante alguns anos não fui porque achava injusto pagar a entrada e também os preços praticados no interior. Mas voltei a ir e acho que as condições têm melhorado nos últimos anos. Em Rio Maior, por exemplo, a entrada é reduzida o que permite um maior gasto no interior. Acho que 2,50 euros para uma família completa é duro. Mónica Timóteo Santarém

Quando posso vou, até porque moro a cinco minutos de lá. Acho os bilhetes caros mas o resto é normal. Até acho que nem se come muito caro lá dentro. Às vezes o preço é puxado mas a comida é muito boa. Quanto ao evento acho que é muito importante, é uma tradição de há muitos anos.

Não fui os outros anos portanto este ano também não vai ser excepção. A não ser que finalmente as entradas sejam grátis para todo aquele que é bom garfo e toda a gente em geral. Acho que já se paga bem lá dentro, nos restaurantes. Nunca paguei nada mas os comentários dos meus amigos não são nada abonatórios aos preços praticados. João Lobato Póvoa da Isenta

F editorial

Leitura integral deste artigo em

www.oribatejo.pt

Susana Coelho Santarém

Breve epitáfio a

Ao investigador infatigável da École des Hautes Études de Paris. Ao ensaísta arguto, polémico, incontornável. Ao resistente do pensamento crítico, contra a erosão da palavra. Ao sociólogo que nunca deixou de o ser, embora viajando por tantos outros caminhos do saber e da história das mentalidades. Ao Professor, nas várias latitudes, em Portugal, em França, no Brasil, de quem fui, como tantos outros, largamente tributário. Ao anti-fascista, presente e solidário, na palavra e no terreno e ao combatente anti-colonialista, desde os tempos idos da antiga Casa dos Estudantes do Império, em Lisboa. Ao que nunca se exilou… do pensamento. Ao estudioso de África, do império Lunda ao reino Monomopata.

der, no momento actual, a sobrecarga máxima de impostos para fazer obra, como o deputado municipal António Mor teve o desplante de fazer na última Assembleia Municipal de Abrantes, é tão absurdo como um agricultor abençoar, como factor desenvolvimento, a chuva diluviana que lhe destruiu todas as sementeiras e o arruinou. Tal como a chuva, o investimento público, em princípio, é bom, excepto se o país se encontrar à beira da bancarrota, por causa de uma dívida pública incontrolável e astronómica, e com falta de financiamento que é precisamente na situação em que se encontra. Sem esquecer a inevitabilidade dos cortes cada vez maiores nas transferências para as autarquias, nos próximos anos, o que implicará necessariamente cada vez mais dificuldades para estas cumprirem os compromissos já assumidos...” Um artigo de Santana-Maia Leonardo, advogado e vereador na Câmara de Abrantes.

Ao especialisecialista das Literaiteraas turas das Nações africanas de língua portugue-sa. Ao artista plástico. Ao grande viajante da inquietação e da curiosidade intelectual. Ao companheiro de tantos caminhos, de há mais de 40 anos a esta parte, no significado etimológico da palavra, ou seja, o “companio”, que “partilha o pão”, o que aqui inclui o pão do conhecimento. Ao colaborador nas colunas deste Semanário. Aqui deixo estas breves linhas em sua memória. António Branquinho Pequeno

Alfredo Margarido Alfredo Margarido faleceu esta terçafeira, aos 82 anos. Professor universitário, romancista, poeta, ensaísta, tradutor, jornalista e artista plástico, Alfredo Margarido foi tudo isto e muito mais, numa vida longa de erudição espargida em vasta produção intelectual que também os leitores de O Ribatejo tiveram a fugaz oportunidade de compartilhar, através das aliciantes crónicas jornalísticas, que aqui publicou ao longo dos anos 90, onde nos ofereceu sábia leitura, tantas vezes ponteada de ironia, sobre a actualidade política e cultural do país, que o tempo dificilmente apagará. Acabou por deixar estas páginas, com grande pena nossa, aquando da mudança gráfica do jornal. Porque justamente não quis comprimir o seu pensamento dilatado e a prosa solta à nova grelha que o jornalismo actual convencionou dever ser curta e breve, na tenta-

tiva de captar a atenção de mais leitores. Também Branquinho Pequeno, nosso amigo e velho colunista destas páginas – cujo regresso saudamos neste seu breve epitáfio a Alfredo Margarido –, partilhou desta mesma recusa contra a nova geografia que veio limitar o território da opinião nos jornais A opinião precisa de praia. E este espaço pouco mais pode ir além do desabafo. Como esta breve confissão sobre o contacto imorredouro que tivemos com o homem invulgar que foi Alfredo Margarido e de uma grandeza tal que não cabe nestas páginas. A seu tempo, a digitalização das páginas impressas de quase vinte e cinco anos do jornal O Ribatejo ajudarão a disponibilizar no nosso site os notáveis a variados artigos de opinião que Alfredo Margarido aqui publicou, e que também são nosso orgulho. Joaquim Duarte


4 PRAÇA PÚBLICA | OPINIÃO

O Ribatejo 15 | Outubro | 2010

Director Joaquim Duarte joaquim.duarte@oribatejo.pt CP. n.º 867

Redacção - 243 309 601 João Baptista (chefe) joao.baptista@oribatejo.pt - CP. n.º 1157 João Nuno Pepino joao.pepino@oribatejo.pt - CP. n.º 6911 Bruno Oliveira bruno.oliveira@oribatejo.pt - CP. nº 8754 Jorge Guedes - CP. nº 2798 Jerónimo Belo Jorge - CP. nº 1907 (Abrantes) Joana Margarida Carvalho (Estagiária - Abrantes) Vânia Clemente Colunistas Armando Fernandes, Beja Santos, Carlos Chaparro, Daniel Abrunheiro; Eurico Heitor Consciência, José Niza, Luís Eugénio Ferreira, António Maia (Cartoon)

Colaboradores António Branquinho Pequeno, António Brotas, Alexandre Manuel, André Lopes (desporto), Adolfo Luís (fotografia futebol), Carlos Alberto Cruz, Hélder Duque (fotografia futebol), Joaquim Dâmaso (fotografia), João Grego Esteves, José A. Costa (fotografia futebol), Júlio Freches, Nuno Abreu (fotografia futebol), Nuno Matos (fotografia futebol), Renato Campos, Rogério Rodrigues, Rosalina Melro, Vítor Gomes (fotografia futebol)

Departamento Gráfico Vítor Arsénio (chefe), António Vieira

Projecto Gráfico

defrank - Comunicação Editorial defrank@interacesso.pt

Departamento Comercial - 243 309 602 Rita Duarte (directora comercial) 962 108 761 rita.duarte@oribatejo.pt Luís Silva - 962 108 756 Ana Marecos - 962 108 762 Sandra Amendoeira - 961 736 350

Secretariado - 243 309 600 Ana Sousa - 962 108 760

foto denúncia “Queremos Passeios Sem Carros Em Santarém” é o nome do movimento recentemente criado no Facebook, que já conta mais de uma centena de “amigos” que vão colocando fotos de ruas da cidade com carros a ocupar passeios. Na apresentação da página, os dinamizadores apontam o mau exemplo da Avenida 25 de Abril, “mas pode ser outra rua, a não ser que tenha parquímetros...”

Penso logo insisto

Sede: Centro Nacional de Exposições Quinta das Cegonhas Apartado 355 2000-471 Santarém Geral: 243 309 600

Orçamento: brincar com o fogo

Publicidade 243 309 602 Fax: 243 333 766

E-mail info@oribatejo.pt

Internet www.oribatejo.pt

Serviços assinaturas 243 309 600

Paginação e montagem Jortejo, Lda. - Santarém telef.: 243 309 605

Impressão Imprejornal, S.A. Rua Rodrigues Faria 103, 1300-501 Lisboa

José Niza

Distribuição Vasp

Assinaturas (52 Números) Portugal: 25,50 € Europa: 50,50 € Resto do Mundo: 76 € Preço Avulso 0.80 € (IVA incluído) Editora e proprietária: Jortejo, Lda. Apartado 355 2002 SANTARÉM Codex

GERÊNCIA Francisco Santos, Ângela Gil, Albertino Antunes

Departamento Financeiro Ângela Gil (Direcção), Ana Rita Fonseca, Catarina Branquinho, Gabriela Alves e Patrícia Santos. info@lenacomunicacao.pt

Departamento de Marketing Patrícia Duarte (Direcção), Susana Santos (Coordenação) e Catarina Fonseca marketing@lenacomunicacao.pt

Departamento Recursos Humanos Nuno Silva (Direcção) e Sónia Vieira. drh@lenacomunicacao.pt

Departamento Sist. Informação Tiago Fidalgo (Direcção) e Hugo Monteiro. dsi@lenacomunicacao.pt

Unidade de Projectos Lúcia Silva (Direcção) e Joana Baptista (Coordenação) projectos@lenacomunicacao.pt Tiragem semanal 9.500 exemplares Depósito Legal 13 983/86 Sócios com mais de 10% de capital Sojormédia: 83% Nº Registo no ICS: 111209 (20.11.85) Nº Contribuinte: 501636110

Autorizado pelos CTT a circular em invólucro fechado de plástico envoi fermé autorisé par les PTT Portugais · Autorização - Autorisation: Nº 16 DE 001602 DCE pode abrir-se para verificação postal

A cada dia que passa a situação agrava-se, a resistência psicológica dos Portugueses está a ficar mais enfraquecida, e a impaciência cresce. Simultaneamente, a imagem e a credibilidade internacional de Portugal anda pelas ruas da amargura. E demorará muito tempo a recuperar.

Na passada semana aqui escrevi e demonstrei que o PSD, por ter sido responsável pelas crises mais graves que Portugal atravessou desde o 25 de Abril (vidè 1983 e 2005) – crises essas que o PS teve de resolver com o sacrifício da maioria dos Portugueses – não possuía legitimidade política que explicasse o comportamento irresponsável que está diariamente a demonstrar em relação ao Orçamento do Estado. A situação que neste momento existe em Portugal constitui uma séria preocupação para todos nós e um enorme desafio para os políticos que melhor a conhecem e aos quais compete enfrentá-la e resolvê-la. Pelo que se tem dito e escrito sobre a matéria, todos os Portugueses já perceberam que a coisa está negra, que exije soluções drásticas a doer e que não há volta a dar. Sobre ela se têm pronunciado os opinadores e comentadores de serviço, mesmo aqueles que tendo sido responsáveis por situações idênticas, falam agora de cátedra acreditando que o Povo não tem memória. Nunca um Orçamento foi tão falado, discutido e criticado mesmo antes de existir. E isso é bom porque contribui para que as pessoas tomem consciência da dimensão dramática do que está em causa e para que compreendam e “aceitem” a inevitabilidade das medidas a tomar. Por parte dos partidos da oposição é natural que existam posições diferenciadas de acordo com a matriz ideológica de cada um, o que só prova que, em Portugal, a democracia funciona. Quanto às medidas a adoptar – que o Orçamento terá de enunciar e quantificar – ninguém contesta a ine-

vitabilidade da diminuição das despesas públicas e de um aumento das receitas do Estado. E isto é tão óbvio que nem merece discussão. É no entanto a partir daqui que começam as contradições, a demagogia, o irrealismo, o populismo e o oportunismo. É a partir daqui que perigosamente se começam a misturar e a trocar os interesses do País pelos ganhos partidários. É aqui que se começa a brincar com o fogo. CDS, PCP, Bloco de Esquerda - e, sobretudo, o PSD – todos afirmam ter soluções miraculosas para resolver os problemas com que nos confrontamos. Mas todos eles rejeitam soluções infelizmente inevitáveis como, por exemplo, a redução de salários, o corte de alguns benefícios sociais ou o aumento de alguns impostos. Ao mesmo tempo que criticam e rejeitam, não são capazes de apresentar soluções ou propostas alternativas para resolver as situações que identificam e denunciam. Não é isto uma irresponsabilidade populista? Antes de o Governo ter apresentado as medidas recentemente anunciadas, já o PSD bramava, exigia e ameaçava que só viabializaria o Orçamento se houvessem significativos cortes na despesa pública e não se verificasse um aumento de impostos, proposta esta tão simpática quanto irrealizável e tão inviável como a descoberta do elixir da longa vida ou da quadratura do círculo. Bem vistas as coisas nem sequer se trata de uma proposta, mas sim de uma exigência em forma de ultimato. E tudo isto é tão irresponsável que até os mais ferozes críticos do governo – a começar por Medina Carreira e a acabar em Marcelo Re-

belo de Sousa e Alberto João Jardim, passando ainda por Manuela Ferreira Leite, Paulo Rangel ou Pacheco Pereira – todos eles já instaram publicamente Passos Coelho a viabilizar o Orçamento por não haver melhor saída. É caso para dizer, como se dizia antes: “Se isto não é o PSD, onde é que está o PSD”? A ideia que começa a perpassar e a preocupar é a de que a direcção do PSD – que nunca acreditou que o PS cortasse tão drasticamente na despesa pública como sempre exigiu – ficou agora completamente desarmada e sem argumentos ao constatar que o governo, afinal, tinha ido muito mais longe. E, por isso, ficou engasgada a disparar ameaças sem sentido e a prometer soluções miraculosas e alternativas às do governo, mas que só revelará aquando do debate sobre o Orçamento. Será que existem mesmo? Quais são? E onde estão? A cada dia que passa a situação agrava-se, a resistência psicológica dos Portugueses está a ficar mais enfraquecida, e a impaciência cresce. Simultaneamente, a imagem e a credibilidade internacional de Portugal anda pelas ruas da amargura. E demorará muito tempo a recuperar. A somar a tudo isto e para animar a festa, aí vem uma greve geral que não servirá para nada a não ser para somar mais um dia de paralização laboral aos milhentos dias de férias, sábados e domingos, pontes, feriados nacionais e municipais, etc. Como aqui escrevi e demonstrei em 2 de Julho passado, em Portugal, por cada dia de trabalho há um dia de descanso! Não seria melhor trabalhar-se um pouco mais e um pouco melhor?


OPINIÃO | PRAÇA PÚBLICA 5

O Ribatejo 15 | Outubro | 2010

há vinte anos

Já há vinte anos atrás o Orçamento de Estado prometia apertos de cinto. A oposição criticava o governo de Cavaco e os autarcas reclamavam. Na altura a crise tinha em pano de fundo a primeira guerra do Golfo. O negócio dos quartos arrendados a estudantes era tema de reportagem. Santarém organizava a 1ª feira do marisco. As Carnes Nobre eram vendidas por 4 milhões contos.

números

813

Dez das principais empresas públicas de transportes (TAP, CP, Carris, Metro, etc.) contam com 813 chefias intermédias, com remunerações médias fixas de 3920 euros. Tudo somado o custo anual é de 44,6 milhões. Ou antes, custava. Porque com os cortes salariais agora anunciados o Estado vai poupar só nestas remunerações quatro milhões de euros ano.

estrelas

Moita Flores Presidente da Câmara de Santarém

Ao lançar a petição em defesa da festa brava, que já leva 13 845 assinaturas, Moita Flores tornou-se a figura do momento do mundo taurino. Com esta iniciativa, Moita Flores conseguiu o feito de trazer para Santarém um grande festival taurino, com quatro corridas num fim-de-semana, com entradas a 1 euro, graças à participação graciosa de todas as grandes figuras da festa brava.

A espuma dos dias

Já há muito tempo que não haviam notícias de tantos prémios internacionais para os vinhos do Ribatejo, agora chamados do Tejo. A mais recente vaga de prémios, no concurso Mundus Vinis, deu à região o melhor resultado de sempre: sete medalhas de ouro e nove de prata. Mérito dos produtores da região mas também fruto do trabalho da nova CVR Tejo que tem 220 mil euros para promoção. (pág. 31)

Filipe Lobo d’ Ávila é um dos deputados mais interventivos no Parlamento. Com tanto trabalho, certamente não tem tempo para ler os jornais regionais. E foi pena. Tivesse lido O Ribatejo e teria poupado tempo e trabalho a questionar o Ministério das Obras Públicas sobre a Estrada Nacional 361 entre Alcanede e Amiais de Cima. De facto, o arranjo da estrada já foi adjudicado e deverá iniciar-se em breve.

Opinião

Dieta forçada O respeito que nutro pelos leitores obriga-me a não ser displicente fazedor de opinião, por essa razão rejeito dependências, antes procuro apreciar actos e atitudes especialmente no âmbito da goverArmando Fernandes nação a todos os níveis. Nesta altura, em vésperas do início do Festival de Gastronomia, a forçada dieta imposta pelo governo traz consigo restrições Estamos a todos, mesmo àqueles nada em tempo podem restringir por carência de poupan- de rendimentos. Estamos em ça, cada um tempo de poupança, cada um como pode, como pode, mas muitos nada podem. Resta-lhes recorrerem mas muià mendicidade, tal como o gotos nada verno recorre pagando juros podem. cada vez mais altos. A menResta-lhes dicidade sempre foi praticarecorrerem da um pouco por todo o lado, documentos de todo o género à mendimostram-nos como determicidade, nados locais eram disputados tal como pelos pedintes, ainda hoje aso governo sim acontece, mas nos tempos correntes a cadeia de pedinrecorre tes engrossou enormemenpagando juros cada te. Todos conhecemos episódios burlescos protagonizados vez mais por mendigos, de um ou outro altos. diz-se terem enriquecido no exercício da “profissão” isentos de tributação e declarações de rendimento. Um cego, um coxo, um marreca ou um maneta pela virtude de uma distracção no lançamento de um foguete, eram sólidos e lucrativos elementos de muitas famílias. As crianças sempre o foram e continuam a ser como

Filipe Lobo d’Ávila Deputado do CDS/PP eleitopelo distrito

José Gaspar Presidente CVR Tejo

Estaremos todos falidos em 10 anos? diariamente o verificamos especialmente nas zonas mais frequentadas. Os pseudo-arrumadores também exercem a profissão da pedinchice passeando sapatilhas de qualidade e estripando cigarros nos momentos de ócio, murmurando imprecações quando lhes é recusada a moedinha. Outros mendigos obtêm lucros recorrendo a toda a sorte de expedientes, conheci um que quando lhe perguntaram como explicava possuir reluzente e caro automóvel respondeu: saiu-me num sorteio. O cavalheiro conseguiu um atestado de pobreza apesar de ser proprietário de avultado património rural e urbano. Há ainda a classe de mendigos especializada em subsídios e benfeitorias como se viu na atribuição das casas de renda barata da Câmara de Lisboa, talentosa nos choradinhos espremedores da teta do orçamento e organizada ao ponto de poder pressionar os donos do poder. Neste país a mendicidade é um modo de vida, daí a minha apreensão caso o orçamento não seja aprovado e o possível advento do FMI nos impeça de continuarmos a estender a mão à caridade dos bancos estrangeiros. A acontecer os famintos enquanto entoam “levantai-vos ao vítimas da fome”, podem protagonizar uma nova patuleia. Mais vale um mau orçamento, que nada. Depois a falação é outra!

À excepção dos períodos de guerra total, nunca a dívida pública dos países mais poderosos do mundo foi tão elevada como é hoje. Jacques Attali (autor de “Estaremos todos falidos dentro de dez anos?”, da Alétheia Editores) vem dizer-nos que o nosso Beja Santos destino está preso das opções que estão ou vão ser tomadas no imediato: depende de como se vai restabelecer o equilibro entre gerações e das novas regras da arquitectura bancária, fiQuando nanceira e política à escala mundial. se vive em Começando por discorrer sobre a própria noção de dívida, o autor estaausteridabelece a forma como se articula com de e sob o o conceito de soberano – em que toespectro dos os cidadãos são responsáveis pela do defidívida (no fundo, a soma das dívidas nhamento contraídas pelo Estado face aos crecolectivo, dores nacionais e estrangeiros, incluindo todos os juros dessa dívida). sugerir alternativas A dívida soberana dos países ocidentais tornou-se explosiva. Estamos plausíveis hoje a viver à custa das gerações futué muito ras, assistimos mesmo à situação paimportante. radoxal dos países do Sul custearem Há que ter com as suas poupanças as dívidas dos países mais ricos. Em menos de dois confiança anos, entre 2009 e 2010, a dívida púde que a banca rota blica aumentou na Europa uma média de 14,5 pontos do PIB. Abreviadamené evitável. te, os bancos ocidentais deixaram de Jacques conseguir emprestar dinheiro porque Attali indica procuravam reduzir as suas próprias um caminho dívidas. Intervir ao nível do Estado é cada vez mais difícil. e abre o A ruína de todos é possível, não podebate. demos descartar este cenário. Não é de excluir o cenário da falência do euro e a depressão mundial, ou a falência do dólar ou até mesmo a depressão e o colapso da Ásia. Para se afastar um cenário tão dantesco, Jac-

ques Attali propõe que se reformule a questão sobre o que é o limite adequado da “boa” dívida. A dívida é tanto mais sustentável quanto mais for financiada pelas poupanças internas; um soberano responsável não pode financiar o funcionamento do país através de empréstimos – o que leva a colocar a questão da dívida no seu verdadeiro contexto que é o lugar do Estado na sociedade, o cruzamento entre o colectivo e o indivíduo. Temos de ter a coragem de fazer o balanço do que vamos deixar às gerações seguintes, diz Attali. Tudo começa em redefinir o modelo social, saber quais os bens que uma sociedade pode obrigar os seus membros a considerar públicos. Jacques Attali diz que há uma estratégia possível para travar o caminho ao descalabro. Sugere mesmo a criação de uma “Caixa Nacional de Amortizações”. Mas para que haja mobilização é preciso debate público, colocar a questão da dívida pública no primeiro lugar das preocupações dos cidadãos, situando-a no seu contexto real: o do lugar do colectivo em sociedades extremamente apegadas à liberdade individual. Havendo a previsão das despesas públicas da Europa vir ainda a aumentar maciçamente, é preciso inventar novos instrumentos para atrair os financiadores. Attali fala em títulos de tesouro europeus, num fundo orçamental europeu e em investimentos necessários. Por último, refere a implementação à escala mundial de uma arquitectura de gestão das dívidas soberanas radicalmente nova. (Ler artigo integral em: www.oribatejo.pt)


6

O Ribatejo 15 | Outubro | 2010

abertura

textos ∑ Bruno Oliveira

A Petiscos e pratos típicos de cada região do país são oferta gastronómica para todas as carteiras

Festival Nacional de Gastronomia com sabores para todas carteiras 30 anos ∑ Festival Nacional de Gastronomia, na Casa do Campino, de 16 de Outubro a 1 de Novembro A capital do Ribatejo volta a ser a capital da gastronomia nacional por 15 dias naquela que é já a 30ª edição do Festival de Gastronomia, que decorre como habitualmente na Casa do Campino entre 16 de Outubro e 1 de Novembro. O dinheiro nos bolsos dos comensais pode ser menos por causa da crise

mas o certo é que o festival aposta em continuar a ser um festival popular e para todos, tendo por isso uma aposta na qualidade dos petiscos que vão ser servidos pelos 13 restaurantes presentes. Para quem quiser “petiscar” já sabe que cada restaurante terá, a preços mais comedidos, várias iguarias para comer ao balcão em convívio com

os amigos. Ainda por cima, se quiser pode votar no seu petisco favorito e habilitarse a ganhar m fim-de-semana para duas pessoas no Minho, um passeio de barco em Setúbal para observação de golfinhos e uma refeição para duas pessoas no Restaurante Toucinho, em Almeirim. Para lá dos petiscos, já sabe que terá sempre os

muitos e variados pratos das várias regiões de Portugal que aqui estão representadas nos restaurantes. Do norte ao sul, do centro às ilhas, do peixe à carne, aos doces e licores presentes no Pavilhão do Futuro e na tenda grande, aos vinhos, aos queijos e enchidos, passando pela nova cozinha das equipas olímpicas que vão confeccionar

Cid, Carlos Moniz e Carminho no cartaz Uma das grandes novidades deste ano é o cartaz musical. Pelo palco montado no átrio principal da Casa do Campino vão passar nomes como José Cid (dia 19, às 22h), Fernando Mendes com o espectáculo “Mendes.com” (dia 18, às 21h30), Carlos Alberto Moniz (dia 23, às 21h30), a fadista Carminho (dia 25, às 22h), Orquestra Típica Scalabitana (dia 26, às 21h30), Orquestra Santos Rosa (dia 16, às 21h30), Roberto Leão (dia 24, às 21h30), entre outros grupos de música tradicional portuguesa, galega e de S. Tomé.

pratos nos dias 16, 17, 23 e 24, no átrio principal. Para além dos sabores nacionais, terá ainda dois restaurantes internacionais: um em representação da região da Galiza e outro em representação de S. Tomé e Príncipe. Como habitualmente vão haver os almoços regionais no salão grande da Casa do Campino e onde todos os

dias uma região gastronómica servirá os seus melhores pratos. A animação também foi reforçada este ano com espectáculos musicais e teatrais no átrio principal da Casa do Campino, à tarde e à noite. Bons motivos para visitar Santarém durante estes dias e provar o que de melhor existe em Portugal.

Preços dos bilhetes e horários O bilhete diário custa 2,5 euros (à excepção dos dias 18 e 19 que custam apenas 2 euros). As cadernetas de 10 bilhetes (compradas até 15 de Outubro) custam 20 euros e podem ser adquiridas na Casa do Campino. Os almoços regionais custam 30 euros.

Horários O recinto está aberto de 2ª a 6ª feira das 12h às 16h e das 19h às 24h. Aos sábados e domingos o espaço do festival abre das 12h às 24h. No último dia, 1 de Novembro, o recinto só funciona das 12h até às 19h.


FESTIVAL NACIONAL DE GASTRONOMIA | ABERTURA 7

O Ribatejo 15 | Outubro | 2010

Campanha “Prove Portugal” promove sabores nacionais Será apresentado o programa “Prove Portugal”. Em que consiste?

É um programa nacional desenvolvido pelo Turismo de Portugal com a participação das entidades regionais. Vamos ter aqui neste festival, no dia 26, a apresentação regional do programa. Esta campanha pretende demonstrar as virtualida-

A Joaquim Rosa do Céu, presidente da Entidade Regional de Turismo de Lisboa e Vale do Tejo

Festival dimensionado para superar a crise

des da gastronomia portuguesa do ponto de vista da promoção do turismo nacional. Consiste em acções de promoção nos mercados internos e externos. Queremos demonstrar que em Portugal existe uma cozinha com autenticidade, com história e com valores mas que também tem lugar também para os novos talentos.

100 anos da República festejados com almoço

Obras∑ Restaurantes tiveram obras que permitem reduzir custos aos restaurantes Quais as perspectivas para o Festival neste tempo de crise geral na sociedade?

É evidente que os tempos que vivemos são de crise mas o país não pode parar. Não podemos olhar para esta situação e pensar que a solução é fazer uma contenção exaustiva. Se não houver crescimento na economia entramos num ciclo terrível de recessão. Temos que continuar a gerar movimentos económicos que provoquem crescimento. Este ano, baixámos o preço de ocupação do espaço para os restaurantes. Fizemos também obras de fundo na zona de restaurantes que permitem mudar a funcionalidade e reduzir a mão-de-obra. Estas obras permitem ainda aumentar o espaço para os clientes dos restaurantes. Pedimos também alguns ajustes nos preços das refeições, sobretudo nos petiscos. Aliás, os restaurantes são os primeiros a ter interesse em que as pessoas venham e consumam. Não podemos ir muito

mais além porque não podemos pensar cada passo em função da crise. Este é um festival de características únicas porque a gastronomia é um dos elementos fundamentais na actividade de promoção turística porque diferencia aquilo que de melhor o país tem para oferecer. Os restaurantes demonstraram dificuldades acrescidas para estarem presentes?

É evidente que cada restaurante gostaria de aqui estar de forma simbólica mas não podemos pôr em causa a autosuficiência e sustentabilidade do festival. É das verbas que são geradas pela presença dos agentes económicos que podemos fazer estas obras de beneficiação nos espaços da Casa do Campino. Este festival tem de continuar a ser auto-sustentável porque quando cedermos à tentação de pensar que deve ser um evento só com esforço de entidades públicas estaremos a cometer o erro que outras entidades cometeram ao longo de anos. Temos que

pensar sempre no princípio do utilizador-pagador. Se sempre tivéssemos pensado assim possivelmente não estaríamos a viver algumas dificuldades. Qual foi a política relativamente às entradas e aos almoços regionais?

Mantivemos os mesmos preços para ambas as situações. No caso dos almoços regionais houve uma diminuição no número mas queremos continuar a manter a presença da gastronomia das regiões. Houve uma única região que, pela sua dimensão, nos pediu dois almoços, a região do Grande Porto e Norte de Portugal. Houve um reforço da ani-

580 mil euros de orçamento e patrocínios reforçados

mação musical e cultural. Como foi possível?

É uma evidência que a animação era um dos aspectos menos conseguidos deste festival. Este ano foi possível, através de um reforço do apoio de alguns patrocinadores, trazer alguns espectáculos diferentes. Patrocinadores como a Delta Cafés, a Unicer e a Repsol acrescentaram ao seu apoio o pagamento destes espectáculos. Mantém-se a presença de novos talentos da cozinha?

No átrio principal vamos ter o pódio olímpico com os melhores chefes da equipa olímpica de culinária a confeccionar algumas receitas ao vivo.

∑ Qual é o orçamento do

A Rosa do Céu e o vereador António Valente,

da Câmara de Santarém, que partilham organização O que significou a declaração da gastronomia como património cultural nacional?

Esta declaração atribuída pelo ex-presidente Jorge Sampaio não podia deixar de ser evocada neste que é o grande festival de gastronomia. Hoje a gastronomia é um património cultural que evoluiu muito em termos de oferta e em termos das exigências dos consumidores. Já não falamos mais de um grupo de pessoas sentadas a uma mesa num momento de convívio. Quando falamos em gastronomia gostamos de saber a história por detrás de um determinado prato, queremos viver experiências únicas.

Festival?

O orçamento do Festival está dimensionado para 580 mil euros, os quais a Entidade Regional de Turismo subsidia com 30 mil euros. O restante é conseguido em patrocínios.

Qual o objectivo da presença de delegações internacionais no festival?

Sabemos que a gastronomia portuguesa foi sendo enriquecida ao longo dos séculos por conhecimentos de outras geografias.

Cada vez que trazemos um país da lusofonia estamos a evocar um pouco desta nossa história. No caso da presença espanhola tem a ver com a importância que o mercado de Espanha tem para Portugal. Hoje Portugal não acaba na fronteira, avança pela Galiza, num conceito de mercado interno alargado. A presença da delegação da Galiza passa por um acordo mais amplo para garantirmos um intercâmbio entre as duas regiões. De que forma é que o festival assinala a implantação da República?

No almoço inaugural, de dia 16, esperamos ter responsáveis da comissão do centenário da República. Pedimos também às equipas olímpicas de culinária que confeccionam uma refeição evocativa do que eram os hábitos culinários na época da implantação da República.


8 ABERTURA | FESTIVAL NACIONAL DE GASTRONOMIA

O Ribatejo 15 | Outubro | 2010

Restaurantes presentes Regiões ∑ Sabores regionais representados em 13 restaurantes

Jantar Democrático Comemorar a vitória da implantação da República sem boas pitanças não tinha graça, nem era admissível. Sucederam-se os ágapes comemorativos, onde a linguagem revolucionária se estende à descrição dos menus, como é o caso deste jantar democrático realizado no dia 6 de Novembro de 1910, em honra “dos cidadãos revolucionários Estevam Pimentel ilustre governador civil d’Évora e Manoel Vidal e José do Rosário aspirantes telegrapho postaes”. Menu: Sopa Perola à Governo Provisório, Pasteis de carne à Revolução 5 de Outubro, Peixe à Marinha Portuguesa, Vitella à Directorio do Partido Republicano, Carne assada à Imprensa Republicana, esparregado à Associações Carbonárias, Doces, fructas, café à Mulher Portuguesa, Vinhos de pasto, Porto e Champagne à heroico Machado dos Santos”. O jantar foi servido no Salão do Palácio D. Manuel em Évora. Se estudarmos atentamente o dito menu ele mostra-nos

os tiques de uma burguesia bem instalada – Porto e Champagne – de grande apetite, predominando os pratos de carne (três) e ou não fosse a refeição no Alentejo, apenas um de peixe. Sobremesas em conformidade como podem verificar. As referências à Marinha, à Carbonária e a Machado dos Santos permitem-nos perceber a matricialidade ideológica dos promotores, tendo como pano de fundo o Partido Republicano. A referência à Mulher Portuguesa não era postiça, antes revela o papel das activistas femininas no alvor da República. O anúncio do jantar está carregado de simbólicas que só por si justificam longa interpretação e como afirmação de poder registe-se o facto de a refeição ter tido lugar no Palácio de D. Manuel, tendo sido fornecida pelo Hotel Chiado. Armando Fernandes

PS. Voltarei a escrever sobre este curioso documento.

Almoços regionais ∑ 16 Out – Lisboa e Vale do Tejo (Equipas Olímpicas) ∑ 17 Out – Porto e Norte de Portugal (Trás-os-Montes e Alto Douro) ∑ 20 Out – Oeste ∑ 21 Out – Serra da Estrela ∑ 22 Out – Turismo de Portugal (Escolas de Hotelaria) ∑ 23 Out – Açores ∑ 24 Out – Porto e Norte de Portugal (Porto) ∑ 26 Out – Equ. Olímpicas ∑ 27 Out – Centro ∑ 28 Out – Alentejo ∑ 29 Out – Minho ∑ 30 Out – Galiza

∑ 31 Out – S. Tomé ∑ 1 Nov – Algarve Os almoços regionais custam 30 euros e podem ser reservados através do 243333022

Este ano participam no Festival de Gastronomia 13 restaurantes/espaços com ementas e sabores regionais distribuídos pelas cavalariças 1 e 2 e pelo Pavilhão Francis-

co Ribeiro. Alguns “habitués” marcam mais uma vez a sua presença neste evento: O Cortiço (Viseu), O Porquinho (Coimbra), Tasca Rasca (Faro), O Costa (Vila Real), O Mariñei-

ro – Galiza (Espanha), O Académico (Bragança), O Palhinhas (Rio Maior), O Flor (Gouveia), Estelas (Peniche), Lampião (Évora), O Torres (Vila Verde), José do Rego

(Açores) e Carnalentejana (Alentejo). Haverá também um espaço da “Qualifica” com programa próprio, um laboratório do gosto e cantares ao desafio,


10

O Ribatejo 15 | Outubro | 2010

santarém Campanha de saúde continua a visitar as freguesias A campanha de saúde itinerante “quem previne, vive”, lançada pela divisão de saúde e acção social da Câmara Municipal de Santarém no final de Maio com o objectivo de alertar e informar a população sobre os riscos das doenças cardiovasculares, vai continuar a percorrer todas as freguesias do concelho. Durante o mês de Outubro, esta campanha, que é realizada através de 11 roll-up´s que veiculam informação útil sobre a hipertensão arterial, os factores de risco cardiovascular e AVC, a obesidade, a diabetes e o colesterol A, vai estar nas freguesias de Tremez, Gançaria, Romeira e Azóia de Baixo.

A par da exposição, vão realizar-se sessões de esclarecimento sobre as patologias de maior prevalência nas freguesias que as acolhem, e que serão dinamizadas por profissionais de saúde. Em Tremez, realizou-se uma sessão de informação sobre o risco cardiovascular na segunda-feira, 11, na sede da Junta Freguesia, que contou com a participação dos enfermeiros Francisco Eustáquio e Carlos André, do Hospital de Santarém e da Associação de Hipertensos de Portugal, entidade que é parceira da Câmara nesta iniciativa e responsável pelos conteúdos técnico-científicos.

Projecto sénior põe idosos do concelho a fazer exercício O projecto sénior para os idosos do concelho de Santarém é promovido pelas Juntas de Freguesia de São Nicolau, São Salvador e Marvila, e tem como principal objectivo proporcionar uma actividade física orientada, regular e vocacionada para a promoção da saúde e bem-estar. As aulas decorrem às terças-feiras no Pavilhão Gimnodesportivo, e às quintas-feiras nas Piscinas do Sacapeito, com actividades de ginástica geriática, que aumentam o movimento dos idosos e diminuem o sedentarismo e a inactividade física. As actividades caracterizam-se por um trabalho generalizado, incluindo uma activação geral, exercícios de força, ginástica, jogos, caminhadas, actividades rítmicas/expressivas e hidroginástica.

As aulas são iniciadas com uma fase de aquecimento, exercícios de alongamento e de mobilidade articular. Depois a actividade principal, com maior intensidade e termina com exercícios de relaxamento, aulas dadas pelos professores Tiago Simões e Renato Rodrigues. Inscrições nas sedes das Juntas de Freguesia de São Nicolau, São Salvador e Marvila.

MOITA FLORES FALA DA REPÚBLICA NO COLÉGIO INFANTE SANTO

A Telma Aldeia quer novas instalações para dinamizar a área do socorrismo

Cruz Vermelha (des)espera por novas instalações CVP ∑ quer condições dignas para voluntários e funcionários A delegação de Santarém da Cruz Vermelha Portuguesa vive momentos difíceis, devido à falta de condições nas instalações da urgência médica, situada no campo da feira. Uma situação que se arrasta há vários anos e que só terá solução quando a Câmara Municipal de Santarém e a sede nacional da Cruz Vermelha Portuguesa cheguem a acordo sobre as futuras instalações da urgência médica. Telma Aldeia, presidente da comissão administrativa da delegação de Santarém da Cruz Vermelha Portuguesa, revela que já existe um possível espaço para a urgência médica, no Convento das Donas, particlmente ocupado pela PSP, e “inclusivamente já fizemos pequenas obras, que agora estão paradas por ques-

tões burocráticas, pois não sabemos ao certo se o espaço vai mesmo ser cedido à Cruz Vermelha”, afirma Telma Aldeia. E enquanto esperam por melhores condições, as dificuldades continuam a surgir diariamente, devido à falta de verba para dinamizar a delegação. Uma situação colmatada com os apoios que “não são muitos e são esporádicos, pequenos donativos em géneros ou financeiros” e com os serviços regulares como as consultas de clínica geral, o serviço de enfermagem ao domicilio, tratamentos, consultas de apoio psicológico e ainda o transporte de doentes e os serviços prestados ao Hospital Distrital de Santarém. “Aqui vivemos do ou trabalhamos ou trabalhamos” afirma Telma Aldeia, pois os cerca de

2000 sócios que pagam 12 euros anuais de quotas por cada casal, não são suficientes para sustentar a associação humanitária e dar auxilio a todos os pedidos. Assim, a CVP teve que realizar “parcerias com o Banco Alimentar, recolhemos roupas para ajudar mães desfavorecidas, temos um serviço de teleassistência para idosos, alugamos material de apoio como camas articuladas, canadianas e andarilhos e queremos fazer mais na área da deficiência e da terceira idade”. Nesta altura, a luta por melhores condições é diária ,“queremos melhorar a nossa frota a curto prazo”, mas há que definir prioridades e, para Telma Aldeia, o momento é de negociações para uma nova urgência médica pois essa é “a grande necessidade”.

O Colé g io I n fa nte Santo abre espaço à conferência “A República contada aos nossos Pais”, com os oradores Francisco Moita Flores e José Miguel Noras, no próximo dia 26. Alusiva ao ideário republicano, a conferência terá como público-alvo os pais e encarregados de educação do Colégio. No início da sessão haverá espaço para a apresentação de trabalhos dos alunos e a actuação do Coro do Colégio, que entoará o hino nacional. Impulsionados pelos docentes do Departamento de Ciências Sociais e Humanas, os alunos do Colégio envolveram-se na elaboração de diferentes trabalhos alusivos à República Portuguesa.

JUNTA DE PERNES RECEBIDA PELA SEGURANÇA SOCIAL Na sequência das tomadas de posição públicas contra o encerramento do Balcão de Atendimento da Segurança Social em Pernes, a Junta de Freguesia foi recebida, esta segundafeira, pelos responsáveis do Centro Distrital de Segurança Social de Santarém. Os responsáveis da Segurança Social deram explicações sobre a decisão tomada, que é transversal a todo o distrito de Santarém. Salomé Vieira, presidente da Junta de Freguesia, acompanhada dos restantes membros do Executivo, lamentou a decisão: “A política economicista de encerramento de serviços públicos, a desresponsabilização, com a tentativa permanente de passar para as autarquias responsabilidades próprias, esteve patente na agenda da reunião, que pecou por tardia”.


12 SANTARÉM

O Ribatejo 15 | Outubro | 2010

Candidato a bastonário reuniu com advogados

A Carlos Anjos do grupo dos peticionários que apoiam Moita Flores na sua defesa pela festa brava

Mega festival taurino para defender festa brava Touradas∑ Santarém recebe 4 espectáculos taurinos nos dias 23 e 24 de Outubro A praça de toiros de Santarém recebe, nos dias 23 e 24 de Outubro, quatro festivais taurinos organizados por um grupo de apoiantes da petição de Francisco Moita Flores em defesa da festa brava. Carlos Anjos, porta-voz dos peticionários “Em Defesa da Festa Brava”, apresentou o programa esta semana e afirmou que estas quatro corridas de toiros são organizadas com o objetivo de apoiar a petição lançada pelo escritor e presidente da câmara de Santarém, Moita Flores, e de “demonstrar ao poder político que existe uma grande comunidade em Portugal que defende a festa brava”. Durante estes dois dias, sábado e domingo, vão acontecer quatro corridas de toiros com a presença de 24 cavaleiros tauromáquicos, de cinco novilheiros e de 1 matador de toiros. Na praça de Santarém, a “Monumental Celestino Graça”, vão também estar 15 grupos de forcados de todo o país. Segundo Carlos Anjos todos os intervenientes nas quatro corridas de toi-

ros “vão participar de forma gratuita nesta jornada” e os toiros também serão disponibilizados “de forma graciosa” à organização. Também o vereador António Valente garantiu que a câmara municipal não vai disponibilizar verbas para esta iniciativa e que se limita a ser “parceira” na promoção do evento. A mesma disponibilidade para apoiar gratuitamente esta causa foi demonstrada pelos representantes da empresa organizadora, a Aplaudir, e da Santa Casa da Misericórdia de Santarém, proprietária da praça. Carlos Anjos frisou que a organização deste evento pretende responder desta forma à petição lançada recentemente por organizações anti-tourada, nomeadamente o PPA - Partido Pelos Animais e o MATP Movimento Anti-Touradas de Portugal. “A petição anti-tourada pretende proibir esta actividade levando o assunto à Assembleia da República”, disse ainda Carlos Anjos, referindo que, na sua opinião, “é importante que o poder polí-

tico conheça as razões daqueles que defendem esta tradição e que saiba a importância desta actividade para a economia do país, sobretudo da Lezíria e do Alentejo”, salientou ainda Carlos Anjos. Também o vereador António Valente destacou a importância da tauromaquia para a região, afirmando que esta petição de Moita Flores tem também o objectivo de “defesa de famílias que dependem da criação de toiros e de cavalos”. Para o autarca, “a prioridade das prioridades é estar em Santarém nestes dois dias sem nada que divida os aficionados”. An-

tónio Valente disse ainda que o objectivo deste festival é também o de recolher, pelo menos, cerca de 15 mil assinaturas de apoio à petição lançada por Moita Flores. “Até ao próximo Verão esperamos ter cerca de 100 mil assinaturas”, acrescentou. Durante os dois dias vão haver algumas actividades no exterior da praça de toiros, designadamente, largadas e entradas de toiros, demonstrações equestres e desfiles de campinos pelas ruas da cidade de Santarém. A petição lançada por Moita Flores conta com cerca de 7500 assinaturas.

Bilhetes a 1 euro dão direito a desconto para a Gastronomia

∑ Os bilhetes para as corridas custam 1 euro, um valor que é considerado “simbólico” pela organização e que, segundo António Valente, servirá apenas para custear algumas despesas de funcionamento da praça e do espectáculo. Quem adquirir um bilhete tem direito a entrar no Festival Nacional de Gastronomia por 1,5 euros.

Fragoso Marques, candidato a Bastonário da Ordem dos Advogados, participou na segunda-feira, num encontro com advogados no Tribunal da Comarca de Santarém. O candidato a Bastonário apresentou o programa de candidatura, onde constam várias propostas, nomeadamente, no acesso à profissão, a revogação do polémico exame de acesso ao estágio, reservando a inscrição como advogado estagiário a quem tem o título de Mestre. No apoio judiciário, Fragoso Marques defende a alteração do actual sistema, propondo, entre outras medidas, que os advogados nomeados que consigam a resolução extrajudicial de conflitos sejam remunerados; a exigência do pagamento pontual dos honorários dos defensores ofi-

ciosos; a implementação de maior transparência no sistema, publicitando as escalas; e a instalação, em articulação com as delegações, de uma rede nacional de gabinetes de consulta jurídica. A utilização de uma vinheta de identificação pessoal em qualquer documento em que haja intervenção do advogado e/ou o alargamento da aplicação do certificado digital, como forma de identificar os actos praticados pelos advogados é uma das medidas propostas por Fragoso Marques para o combate à procuradoria ilícita. Fernando Fragoso Marques é advogado há 36 anos, tendo sido Presidente da Delegação do Barreiro e Presidente do Conselho Distrital de Lisboa da Ordem dos Advogados (19992001).

Rancho do Bairro participou em festival das Astúrias

O Rancho Folclórico do Bairro de Santarém participou no passado dia 9 no II Festival Seronda, na cidade de Langreo, Província das Astúrias. O festival é organizado pelo Colectivo de Baile e Musica Tradicional “L’Enguedeyu”, fundado na localidade de Lada (Langreo) em 1977, sendo um Grupo que tra-

balha para que as tradições e costumes Asturianos não se percam, sendo sua preocupação preservar as suas raízes e a cultura dos seus antepassados. O Rancho Folclórico do Bairro retribuiu, assim, a visita que o grupo asturiano realizou em Junho passado para participar no Festival do Bairro .


SANTARÉM 13

O Ribatejo 15 | Outubro | 2010

Festival Bike Portugal no Cnema Salão do ciclismo ∑ Maior evento nacional dedicado à bicicleta entre os dias 22 e 24 em Santarém A 7ª edição do Festival Bike Portugal 2010, - Festival Internacional da Bicicleta, Equipamentos e Acessórios e Salão de Ciclismo Profissional realiza-se de 22 a 24 de Outubro, no CNEMA – Centro Nacional de Exposições e Mercados Agrícolas, em Santarém. É o maior evento desportivo em Portugal dedicado em exclusivo ao mundo da bicicleta, acessórios e equipamentos e destinado a atletas, aos praticantes das várias modalidades, profissionais do sector e público em geral. Com uma área de exposição a rondar os 15.000 m2, o espaço interior está reservado para os expositores, representando várias marcas existentes no mercado nacional e internacional, com produtos diversificados e de quali-

dade e novos modelos de bicicletas, equipamentos e acessórios. Já o recinto exterior será palco para a exibição de várias modalidades. A realização do 1º Downhill Festival Bike Portugal é a principal novidade deste ano, mas é possível

encontrar actividades para todos os gostos, como a 6ª Maratona BTT, o 6º Grande Encontro Nacional de Ciclismo para Todos, o 3º Passeio Lisboa – Santarém, o 3º Duatlo Festival Bike, o 7º Encontro de Ciclismo de Escolas, a final do Campeonato Nacional

de BMX e Dirt Jumping, exibições de Trial Bike ou os Test-Drive que as marcas proporcionam a quem pretende experimentar as novidades do sector. Horário e bilhetes. O certame está aberto ao público na sexta-feira

das 17h00 às 21h00, sábado, das 10h00 às 22h00, e domingo, das 10h00 às 20h00. Os bilhetes de 1 dia custam 6 euros, o bilhete Feira (3 dias) custa 10 euros, e as crianças até 11 anos (inclusive) não pagam. O parque de estacionamento é gratuito.

ASSOCIAÇÃO DE DANÇAS DESPORTIVAS DE TREMEZ Na passada edição noticiámos que dois pares de dançarinos da Associação de Danças Desportivas de Tremez se tinham sagrado campeões nacionais, segundo informação que recebemos da escola. A escola vem agora rectificar o nome dos pares vencedores que são Tomás Faustino e Sofia Vitorio, campeões nacionais de Latinas em Juvenis A, e Renato Braz e Ana Carolina, campeões nacionais de Latinas Juniores II Open. Importa corrigir também o nome do responsável pela Associação, que identificámos como Armando Ferreira mas que na prática é Isabel Ferreira, actual presidente da instituição. Armando Ferreira já foi presidente da direcção mas é agora presidente da Assembleia Geral e responsável pelos grandes eventos.


14 SANTARÉM

O Ribatejo 15 | Outubro | 2010

Assembleia Municipal exige obras nas barreiras

A Jerónimo de Sousa veio à abertura das Jornadas Parlamentares do PCP em Santarém.

Deputados do PCP em visita à crise no distrito Jornadas Parlamentares ∑ Deputados visitaram empresas e serviços públicos As visitas realizadas no distrito de Santarém pelos deputados do PCP, no âmbito das Jornadas Parlamentares, “permitiram confirmar no terreno as principais preocupações que o PCP tem manifestado quanto à situação económica e social do distrito de Santarém”. Nas conclusões destas Jornadas Parlamentares realizadas em Santarém, o deputado Bernardino Soares sublinhou que “a grave situação económica e social do distrito acompanha os problemas do país: destruição do aparelho produtivo nacional, desemprego, precariedade, baixos salários, emprego não qualificado, recurso generalizado a empresas de subcontratação de mão-de-obra. O número de desempregados registados é de 19 mil trabalhadores, sendo que 27% não tem qualquer apoio em situação de desemprego”. Os deputados concluíram que “a falta de investimento público no distrito tem tido consequências graves no encerramento e falência de empresas de construção civil” e que “a destruição do aparelho

produtivo manifestou-se no distrito de Santarém com particular gravidade, nomeadamente com os processos de insolvências de inúmeras empresas, entre as quais a João Salvador, Manuel Freitas Lopes e IFM Platex, que colocaram no desemprego 620 trabalhadores, e na agricultura com o fim da produção e transformação da beterraba sacarina no Vale do Sorraia”. No âmbito destas Jornadas Parlamentares, os deputados do PCP encontraram-se com a Associação dos Agricultores dos concelhos de Abrantes, Constância, Sardoal e Mação, a Associação de Utentes da Ponte de Constância, a freguesia de Couço, visitaram o Hospital de Tomar, as empresas EMEF, Mitsubishi e Martinfer. Os deputados comprometeram-se a fazer tudo o que estiver ao seu alcance para impedir a “injusta introdução de portagens na A23, via estruturante para a vida e a economia da região”. Os deputados do PCP vão ainda apresentar esta semana na Assembleia da

República um “projecto de resolução com o objectivo de garantir a celeridade na adopção de medidas urgentes com vista à reabertura da ponte sobre o Tejo em Constância e a adopção de medidas de cooperação técnico-financeira destinados a compensar o município dos prejuízos do encerramento da ponte”. Os deputados sublinham que se “acentuou o processo de encerramento de serviços públicos no distrito, assumindo particular gravidade o encerramento de serviços de saúde e a falta de médicos de família e enfermeiros em inúmeras localidades; no início deste ano lecti-

vo encerraram 46 escolas primárias no distrito; e foram ainda encerrados recentemente vários balcões da segurança social, numa altura em que são mais precisos”. Para o PCP, “esta política economicista de encerramento de serviços públicos acentua a desertificação do país, e este ataque com o objectivo de privatização de serviços essenciais traduz-se na falta de trabalhadores e no recurso à subcontratação da mãode-obra, nomeadamente médicos, enfermeiros e auxiliares de acção educativa sem formação profissional”.

PCP apresenta 20 propostas para Orçamento de Estado

∑ Fim dos benefícios fiscais para os seguros de saúde, redução das administrações de empresas públicas e dos gabinetes do governo e a suspensão de novas parcerias público privadas são propostas do PCP na discussão do próximo Orçamento do Estado. Ao todo, os comunistas vão apresentar 20 medidas.

A Assembleia Municipal de Santarém aprovou por unanimidade uma moção que exige ao governo uma resposta urgente à necessidade de consolidar as barreiras do planalto. “A segurança da vida das pessoas e a defesa das suas casas e pertences não pode ser negligenciada”, pelo que o “investimento na consolidação das barreiras é uma emergência e uma prioridade”, lê-se no texto do documento apresentado por Pedro Malaca, do Bloco de Esquerda, e que mereceu o voto favorável de todos os eleitos. A moção, aprovada na sessão de sexta-feira, 8 de Outubro, vai agora ser enviada ao primeiro-ministro José Sócrates, requerendo ao governo “que responda em tempo útil a

esta emergência”, iniciando os trabalhos “dentro da maior brevidade possível”. O documento recorda ainda que o projecto de estabilização das barreiras elaborado pela Câmara de Santarém já está concluído, e que a redução da velocidade de passagem dos comboios naquele troço da Linha do Norte “não resolve o problema”. Para o autor, importa “criar consensos com todas as forças políticas do concelho no sentido de pressionar, vigorosamente, o governo a avançar”. Durante a discussão, Pedro Malaca alertou que “o mau tempo vai aparecer, e estão em causa a segurança de pessoas e bens e as condições de utilização das principais vias de acesso à cidade”.

Deputado do CDS chegou tarde à estrada 361 O estado de degradação a que chegou a Estrada Nacional 361 no troço entre Alcanede e Amiais de Cima levou o deputado Filipe Lobo d’ Ávila a questionar o Ministério das Obras Públicas, através de requerimento na Assembleia da República. “Os prejuízos pessoais e profissionais para os inúmeros utilizadores daquele troço da EN361” levaram o deputado centrista a questionar se o Ministério tem conhecimento de tal situação e se tem prazo para a execução das prementes obras de requalificação desta estrada. O movimento Cívico ER 361, através de um dos seus porta-vozes, Paulo Coelho saudou a iniciativa parlamentar considerando, no entanto, que

“a maioria das perguntas feitas ao Ministério das Obras Públicas já foram respondidas”. Esta reacção é sustentada pela entrega da empreitada da 1ª fase de beneficiação da ER 361 entre Alcanede e Amiais de Cima no valor de 1.567.000,00 (sem iva), adjudicada à empresa de Construções Júlio Lopes, S. A com sede no Concelho de Pombal. Baseado nos últimos esclarecimentos da delegação Regional de Santarém da EP, Paulo Coelho admite que o início das obras está apenas dependente de meras questões processuais, pelo que a fase de contratação deverá “arrancar dentro em breve”, tendo o empreiteiro um período legal de 30 dias para a consignação da empreitada.


SANTARÉM 15

O Ribatejo 15 | Outubro | 2010

JULGAMENTO PROSSEGUE COM EXCLUSÃO DE PUBLICIDADE

Enfermeiro é repetente em queixas de abuso sexual O enfermeiro do Hospital de Santarém que está a ser julgado por alegadamente ter colocado o pénis nas mãos de duas pacientes já tinha sido alvo de um inquérito interno por actos de cariz sexual da mesma natureza. Em 2008, uma jovem de nacionalidade moldava apresentou uma queixa contra este enfermeiro, alegando ter sido molestada durante um episódio de urgência. A denúncia deu origem a um inquérito interno que acabou arquivado por falta de provas, num caso que se resumia à palavra da queixosa contra a do profissional. O Con-

arquivo

Em 2008 ∑ Emigrante de leste queixou-se de ter sido molestada no serviço de urgência

A Hospital de Santarém arquivou denuncia por falta de provas

selho de Administração do Hospital ouviu ambos, e decidiu não dar anda-

mento à queixa porque o relato da jovem era contraditório em relação a vá-

rias questões, como a cor da bata usada nessa noite, e ao facto do enfermeiro

ter estado de serviço na triagem e não na urgência, onde teriam ocorrido os abusos reportados. A 23 de Março e 9 de Abril de 2009, surgiram mais duas queixas contra o mesmo profissional que continuam a ser julgadas no Tribunal de Santarém, onde o arguido, de 29 anos, responde por dois crimes de coacção sexual. A defesa sustenta que a presente acusação resulta de uma vingança orquestrada por alguém que teve conhecimento da primeira queixa arquivada. João Nuno Pepino joao.pepino@oribatejo.pt

Por determinação do colectivo de juízes, os órgãos de informação podem assistir às sessões do julgamento, mas estão proibidos de relatar os depoimentos das testemunhas. Na audiência de terça-feira, foi ouvida uma das duas queixosas, de 53 anos (a outra, de 20 anos, depôs na sessão anterior), que relatou os factos constantes da queixa que já tinha apresentado à PSP e ao Hospital. Foram ainda inquiridas uma colega de trabalho desta alegada vítima (que, curiosamente, é casada com um enfermeiro que estava a investigar a denuncia da queixosa mais nova), a enfermeira chefe do Hospital de Santarém (questionada sobretudo sobre o acesso aos fármacos na urgência), e uma amiga da imigrante de leste que avançou com a primeira queixa.


SANTARÉM 17

O Ribatejo 15 | Outubro | 2010

FREGUESIA DE PERNES ASSINA PROTOCOLO COM ESCOLA D. MANUEL I

Conservatório faz 25 anos Instalações decrépitas ∑ Obras das novas instalações estão atrasadas O Conservatório de Música de Santarém está a assinalar 25 anos na expectativa da mudança para novas instalações, alegando que as actuais põem em risco a continuidade de um percurso “de que a cidade se deve orgulhar”. Beatriz Martinho, presidente da direção do Conservatório de Música de Santarém, disse à agência Lusa lamentar a demora na resolução de uma situação que pode pôr em causa a qualidade de ensino numa instituição que tem visto o seu trabalho reconhecido, nomeadamente, ao ser o único conservatório do país Escola Associada da UNESCO. “Começamos a entrar em desespero”, afirmou Beatriz Martinho, sublinhando que a situação que se vive actualmente – de exiguidade de espaço, falta de condições acústicas e agravamento da degradação do edifício, com a chuva a entrar em diversas salas – é de “sufoco”. Segundo disse, desde há três anos o Conservatório de Música de Santarém, que tem paralelismo pedagógico concedido pelo Ministério da Educação, registou um aumento acentuado de alunos, passando da casa da centena para perto

No seguimento de constituição de turmas de Currículos Alternativos, a Junta de Freguesia de Pernes, ao abrigo do Protocolo assinado com a E.B. D. Manuel I, recebeu um aluno, João Alexandre Cintrão Durães, para se integrar no ambiente de trabalho, no desempenho de tarefas compatíveis. Esta é uma forma de “estimular a iniciação ao conhecimento de ambientes próprios do mundo laboral e de melhorar a articulação educativa Escola/ Transmissão para a vida activa”,

A Beatriz Martinho, presidente da direcção do Conservatório de Música de Santarém. dos 300 alunos neste ano lectivo. As novas instalações, junto ao Teatro Sá da Bandeira, entraram em obras de adaptação, mas, ao contrário do inicialmente anunciado, ainda não estão prontas. Nessas novas instalações, cedidas pela autarquia, o Conservatório poderá ministrar aulas de instrumentos que até aqui não podia oferecer por falta de condições – como percussão ou harpa – e iniciar o ensino de dan-

ça contemporânea, uma vertente prevista desde a sua criação, mas nunca concretizada por falta de espaço, adiantou. Beatriz Martinho referiu ainda as dificuldades criadas pelo recuo do Ministério da Educação em relação ao ensino articulado da música nas escolas oficiais, decisão tomada em vésperas do início do ano lectivo, quando estavam já contratados professores e formadas quatro turmas nas várias escolas

de segundo ciclo. “Sentime defraudada”, disse a diretora do conservatório, adiantando que a cooperativa que gere a instituição decidiu, depois de uma reunião com pais e agrupamentos, suportar os custos de uma turma de 28 alunos. Mesmo que a medida seja retomada, os meninos excluídos “nunca mais poderão usufruir do ensino da música de forma gratuita”, disse. O Conservatório de Música de Santarém tem assi-

nalado as bodas de prata desde Janeiro com a realização de concertos, à média de um por mês, estando o próximo agendado para 12 de Novembro, realizando-se a 27 desse mês o jantar de gala comemorativo dos 25 anos. Dia 8 de Dezembro, a convite do Bispo da Diocese será estreada na Sé uma peça composta por João Lourenço, um dos professores do conservatório, seguindo-se, dia 17, um Concerto de Natal.

WORKSHOP DE ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL Para assinalar o Dia Mundial da Alimentação, o W Shopping, promove em parceria com a Bertrand Editora um workshop com a nutricionista Helena Cid. No dia 16 de Outubro, às 16h00, pais e filhos estão convidados a ir à Livraria Bertrand do W Shopping descobrir a importância dos alimentos e de uma alimentação saudável com a autora de “Todos para a Mesa”, um livro com 100 receitas deliciosas, rápidas e saudáveis para toda a família.


18

O Ribatejo 15 | Outubro | 2010

região lezíria do tejo santarém “PASSE AS PONTES” FOI UM SUCESSO

A A actual Isolagro começou a ser construída em 1997, de uma forma completamente clandestina

Sete empresas aguardam alteração do PDM para se legalizarem Câmara do Cartaxo ∑ Câmara aguarda por decisão da CCDR-LVT para legalizar indústrias Apesar de ser o caso mais mediático por ter colocado em tribunal o presidente da Câmara do Cartaxo, Paulo Caldas, a Casa das Peles não é a única empresa que a autarquia pretende legalizar através de uma alteração ao Plano Director Municipal (PDM). Há mais seis empresas do concelho incluídas na proposta de alteração do PDM que está em análise na Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional de Lisboa e Vale do Tejo (CCDR-LVT), que a Câmara entregou em Setembro sob o eixo economia / emprego. Um dos casos é a actual Isolago, propriedade do grupo Hidra, Indústria de Plásticos, SA, cuja fábrica de 6.800 m2 começou a ser construída de forma clandestina em 1997 no Pinhal da Rola, freguesia de Pontével, sem nunca ter tido licenciamento da Câmara. Recorde-se que, para resolver este imbró-

glio, a Câmara aprovou a 23 de Janeiro de 2006 a suspensão da aplicação do PDM naquela zona florestal para poder licenciar a empresa. A decisão foi bastante criticada pela oposição, tendo em conta as sucessivas ilegalidades e a falta de diálogo com os proprietários, que chegaram a vedar o acesso dos fiscais municipais ao local e a ser alvo de uma contra-ordenação de 50 mil euros, a maior alguma vez emitida pelo

Importância económica justifica pedidos de alteração

município. No documento enviado à CCDR-LVT, e tendo em conta que a Isolagro assegura 33 postos de trabalho e atingiu um volume de negócios superior a 6 milhões de euros em 2009 (metade em exportações para a UE), a autarquia propõe que se legalize a situação classificando como “área industrial existente” os 561 mil m2 do terreno. Das principais empregadoras do concelho, outra que está em situação irre-

gular é a Ipetex, que assegura 115 postos de trabalho, mas que está numa situação de “impossibilidade de legalização de edificação industrial e de ampliação”, uma vez que a “área industrial existente” não abrange todo o prédio, que tem uma área parcialmente afecta à REN. A autarquia pede à CCDR-LVT que seja “autorizada a ampliação das edificações existentes na área da REN”, até porque a empresa tem um projecto de investimento

∑ Na fundamentação do processo de alteração, a Câmara alega que, no actual PDM (de 1998), “algumas unidades de actividades económicas isoladas não foram cartografadas nem salvaguardadas”, o que torna o documento desajustado à realidade actual do concelho. Este facto justifica a pretensão de legalizar estas empresas porque “é urgente fomentar o desenvolvimento e a criação de novas actividades económicas geradoras de postos de trabalho”, assim como impedir a sua deslocalização para concelhos limítrofes”. A autarquia acrescenta que “todas as situações referidas não representam quaisquer conflitos com as Reservas Ecológica e Agrícola Nacional, nem com outras servidões ou restrições de utilidade pública”.

que visa criar 30 a 50 postos de trabalho. A Flora Garden, uma empresa do ramo da silvicultura que opera no aglomerado urbano de Casais Penedos (e que assegura 150 postos de trabalho), pretende instalar-se noutro prédio que possui junto à zona industrial da Lapa, mas que está afecto ao espaço florestal. Sobram ainda a Eurolato, em Vila Chã de Ourique, onde foram erigidas quatro edificações sem licenciamento, a Indústria e Comércio de Rações, na Ribeira do Cartaxo, um prédio que acolheu uma pecuária sem que o processo de licenciamento tenha sido concluído e que está hoje transformado numa fábrica de comida para animais, e a Fábrica de Mosaicos, uma indústria cerâmica actualmente inactiva em Casais Lagartos que quer reactivar a sua actividade. João Nuno Pepino

O programa de oferta turística “passe as pontes em Coruche”, que decorreu entre os dias 1 e 5 de Outubro, aproveitando o feriado do centenário da República, foi um verdadeiro sucesso em termos de afluência de visitantes à capital do Sorraia. A gastronomia local e a cultura estiveram em destaque, durante a realização da XXVI feira do livro de Coruche, que além dos livros a bom preço teve um programa complementar recheado de actividades e exposições temáticas, e as XXII jornadas de gastronomia, com muitos pratos típicos da região a fazerem as delicias dos visitantes que acorrerem aos vários restaurantes aderentes.

GNR APANHA SEIS SUSPEITOS DE ROUBOS A GNR deteve seis indivíduos, duas mulheres e quatro homens, suspeitos de roubos por esticão, sobretudo a idosos, furtos em residências, furtos de viaturas, incêndio de viaturas roubadas e abandono de veículos na via pública. A operação, realizada pelo Núcleo de Investigação Criminal do Destacamento da GNR de Santarém, decorreu nos arredores de Pernes, na passada terça-feira, 12 de Outubro. Segundo comunicado da GNR, os suspeitos têm entre os 17 e os 23 anos, residem nos concelhos de Santarém e Rio Maior, e terão praticado estes crimes nas áreas de Santarém, Torres Novas, Rio Maior e Caldas da Rainha. Durante a detenção foram também apreendidos dois carros e um telemóvel aos suspeitos. Os seis indivíduos foram libertados e vão aguardar julgamento com termo de identidade e residência, após terem sido constituídos arguidos.


CARTAXO | REGIÃO 19

O Ribatejo 15 | Outubro | 2010

Rainha das Vindimas é de Pontével Concurso ∑ edição 2010 teve como tema central o Centenário da Implantação da República Vanessa Descalço, 18 anos de idade, representante da freguesia de Pontével, foi eleita Rainha das Vindimas do Concelho do Cartaxo 2010, na noite de 09 de Outubro, um evento que voltou a decorrer no Ateneu Artístico Cartaxense. Um prémio entregue pelas mãos do presidente da câmara do Cartaxo, Paulo Caldas, num momento em que a vencedora desta edição 2010 não conseguia esconder a emoção, afirmando que “ser rainha é uma sensação única, é óptimo poder representar o concelho do Cartaxo e eu vou tentar fazê-lo da melhor forma”. Inês Cabaço, de 16 anos, representante da freguesia de Vale da Pinta, foi eleita 1.ª Dama de Honor e Catarina Silva, de 16 anos, da freguesia do Cartaxo, foi a 2.ª Dama de Honor. O

Prémio Vítor de Sousa, que premeia a candidata mais simpática e que é atribuído pelas concorrentes, foi entregue a Ana Lígia Tão, de 14 anos, natural da freguesia da Ereira. Com sala cheia, claques ao rubro e num ambiente de boa-disposição, a eleição deste ano teve como tema central o Centenário da Implantação da República, com especial destaque para o papel feminino durante a República. No primeiro desfile, as oito candidatas apresentaram trajes tradicionais dos finais do século XIX e primeira metade do século XX, desde o traje de pescadora até ao traje domingueiro, um desfile que fez recuar e perceber como se vestiam os cartaxeiros. No segundo desfile, a ganga associou-se aos acessórios de pele e aos ténis marcando o desfile de passeio. E por último, as

candidatas apresentaram vestidos de noite todos semelhantes, da designer de moda Madalena Toscany, que se inspirou nos trajes que as senhoras do início do século XX vestiam para montar a cavalo. O espectáculo de eleição da Rainha das Vindimas 2010 contou ainda com as bailarinas do Ateneu Artístico Cartaxense e do programa Viver Mais, Viver Melhor numa representação que culminou com o Hino Nacional, cantado por Ana Sofia Antunes e a interpretação dos alunos do Curso de Expressão Dramática do Centro Cultural do Cartaxo, que fizeram uma reconstituição histórica dos momentos marcantes da implantação da República, e com a música da Orquestra da Sociedade Filarmónica Incrível Pontevelense (SFIP). A rainha de 2010 consi-

A Vanessa Descalço, Inês Cabaço e Catarina Silva foram as vencedoras da edição 2010 dera-se uma pessoa responsável e optimista mas teimosia Quanto à sua par-

ticipação revela que “cabe a todas as candidatas incentivar as outras jovens

a participar no concurso, para lhe darem continuidade”.


20 REGIÃO | SALVATERRA DE MAGOS | CARTAXO | BENAVENTE

O Ribatejo 15 | Outubro | 2010

ACIDENTE EM SAMORA PROVOCA CINCO FERIDOS Cinco feridos, um dos quais em estado bastante grave, foi o resultado de uma colisão que envolveu um pesado de mercadorias e dois ligeiros, na sexta-feira, 8 de Outubro, na Estrada Nacional 118, junto a Samora Correia, concelho de Benavente. O ferido em estado mais grave foi transportado de emergência para o Hospital de São José, em Lisboa, ao passo que outro dos ocupantes de uma das viaturas ligeiras foi levada para o Hospital Reynaldo dos Santos, em Vila Franca de Xira.

A A Câmara Municipal de Salvaterra de Magos garante não ter existido qualquer “ilegalidade” ou “favorecimento”

PILHAS USADAS VALEM LIVROS A SETE ESCOLAS

Filho de membro do júri vence concurso público Novo engenheiro civil ∑ Iniciou funções na autarquia há cerca de um mês A Câmara Municipal de Salvaterra de Magos contratou um engenheiro civil cujo pai foi membro do júri do concurso que lhe garantiu o emprego. Vítor Hugo Marques Abalada foi o primeiro classificado num concurso público aberto para um lugar de técnico superior na área da engenharia civil. Um dos vogais suplentes do júri foi o seu próprio pai, José Gabriel Marques, chefe da divisão financeira da autarquia liderada por Ana Cristina Ribeiro,

a única presidente eleita em Portugal pelo Bloco de Esquerda. “Não há qualquer ilegalidade nem houve aqui nenhuma interferência”, garantiu ao nosso jornal fonte da Câmara de Salvaterra de Magos. Isto “porque o pai foi vogal suplente e não membro efectivo do júri, não tendo participado directamente em nenhum acto concursal de avaliação de candidatos ou realização de provas”, esclareceu. “O júri é designado antes de aparecerem os

candidatos”, disse a mesma fonte, afirmando que José Gabriel Marques comunicou que o filho ia concorrer ao seu superior hierárquico, tendo este decidido mantê-lo no júri, uma vez que estava nomeado como suplente. Sem querer tornar públicos os seus “juízos valorativos quanto à maior ou menor transparência deste concurso”, o vereador Hélder Esménio (PS) lamenta que “todo o processo seja omisso em relação ao facto de um elemen-

to do júri ser pai de um dos concorrentes”.“Não duvido que seja legal, mas devia existir um parecer jurídico que valide a tramitação seguida”, porque “estão em causa questões que devem ser sempre avaliadas do ponto de vista ético”, acrescentou Hélder Esménio. Segundo os resultados do concurso, disponíveis na página on-line da Câmara, Vítor Hugo Marques Abalada, que iniciou funções há cerca de um mês, venceu com uma nota final de 16,9 valores, bem acima

PSP do Cartaxo tem novo comandante Sérgio Alexandre Vieira Pombo Mendes é o novo comandante da Esquadra da PSP do Cartaxo. Natural do concelho, onde frequentou o ensino primário até ter entrado no Colégio Militar, em Lisboa, o subcomissário Pombo Mendes ingressou no Instituto Superior de Ciências Policias e Segurança Interna, onde concluiu o curso em

2004, tendo posteriormente, em 2009, tirado o curso de formação de Oficiais de Polícia, obtendo o grau de licenciatura em Ciências Policiais. Com 26 anos, Pombo Mendes já passou pelas esquadras do Estoril, Queluz, Bairro Alto e pelo Comando Distrital de Santarém, tendo participado ainda em alguns eventos da Au-

toridade Nacional de Protecção Civil. Esteve também no Comando Metropolitano de Lisboa, onde comandou a Esquadra de Segurança à Presidência do Conselho de Ministros, tendo estado envolvido em eventos como a Cimeira Ibero-Americana e a visita de Bento XVI a Portugal. Em Novembro de 2009, iniciou a frequência do

Curso de Segurança a Instalações, na Unidade Especial de Polícia, tendo-o concluído com êxito em Dezembro do mesmo ano. Pombo Mendes assumiu as novas funções de comandante da esquadra do Cartaxo no dia 8 de Outubro, tendo substituído Sofia Gordinho, que exercia o cargo há cerca de dois anos.

dos 13,6 e 12 registados pelos segundo e terceiro classificados. Os restantes 10 concorrentes foram excluídos. O jovem é formado pela Universidade de Coimbra, onde concluiu o mestrado integrado em engenharia civil em Setembro de 2008. Desde essa data até 2010, prestou serviço na divisão de gestão de edifícios, equipamentos e infra-estruturas da universidade coimbrã. João Nuno Pepino joao.pepino@oribatejo.pt

A reciclagem de pilhas usadas valeu mil euros em livros novos a sete escolas do distrito de Santarém. Os jardins-de-infância de Valhascos (concelho de Abrantes), Foros de Salvaterra (Salvaterra de Magos), Porto Alto nº 2 (Benavente) e Moitas Venda (Torres Novas), e as EB do 1º ciclo de Raposa (Almeirim), Casais Lagartos (Cartaxo), e Cerejeira (Tomar) foram as premiadas na 7ª edição do projecto “Pilhas de Livros”, promovido a nível nacional pelos hipermercados Modelo. A nível nacional, a cadeia do ramo alimentar está a entregar às escolas vencedoras cerca de 130 mil euros para aquisição de um total de 12.500 livros, recomendados pelo Plano Nacional de Leitura do Ministério da Educação. A iniciativa, que tem a colaboração da Ecopilhas, Sociedade Gestora de Resíduos de Pilhas e Acumuladores, contou com a participação de mais de 266 mil crianças, do pré-escolar ao 3º ciclo, que foram responsáveis pela recolha de mais de 75 toneladas de pilhas. Segundo Eurico Cordeiro, director-geral da Ecopilhas, esta iniciativa “representa já cerca de 20% do total de pilhas recolhidas em Portugal”.


XXXXXXX | XXXXX

O Ribatejo 15 | Outubro | 2010

Em luta contra dívida Alpiarça ∑ Um ano de balanço autárquico O conhecimento do valor da dívida da Câmara Municipal de Alpiarça dominou o debate político no primeiro ano de mandato de Mário Pereira, eleito pela CDU, à frente da autarquia. Em Outubro de 2009, quando recuperou a autarquia após 12 anos da gestão socialista de Joaquim Rosa do Céu, Mário Pereira começou por pedir uma auditoria externa às contas, “descobrindo” uma dívida da ordem dos 13 milhões de euros que obrigou o seu executivo a elaborar um plano de saneamento que aguarda ainda parecer do Tribunal de Contas. “Admito que numa alteração política como esta, em que obtivemos uma vitória com maioria absoluta, se crie em alguma base eleitoral de apoio algumas expectativas que não se cumpriram”, disse Mário Pereira à agência Lusa. Contudo, frisou, “mesmo nestas condições difíceis, têm sido executados alguns aspectos importantes do programa eleitoral” da CDU. A oposição socialista, liderada por Regina Ferreira (a cabeça de lista, Sónia Sanfona, não chegou a tomar posse assumindo o cargo de governadora civil), acusa o actual executivo de “algum marasmo”, limitando-se a “dar continuidade a projectos que estavam em andamento” e a “uma ou outra iniciativa”. Mário Pereira responde afirmando que os compromissos anteriormente assumidos e a situação financeira em que o PS deixou o muni-

A Mário Pereira, presidente da Câmara cípio não deixaram “grande margem de manobra”. O autarca lamenta que a oposição do PS não reconheça que as “duas grandes obras” lançadas pelo anterior executivo – a recuperação da Casa Museu dos Patudos, no valor de 2,5 milhões de euros, e o centro escolar, 1,1 milhões de euros – têm todo o esforço de execução e pagamento neste mandato. Por outro lado, refere como realizações deste primeiro ano o “desanuviamento do ambiente político”, com a oposição e com as várias instituições do concelho, a aposta

Oposição critica falta de projectos de vulto

na reabilitação de escolas, a realização de eventos com baixo investimento mas com impacto na promoção do município, como o Festival do Melão e a Alpiagra. “Estamos ainda a tentar, através de pequenas obras, fazer uma lavagem de cara à imagem muito degradada do património edificado do concelho”, disse, referindo que está em curso um projecto para apoiar melhoramentos nos edifícios das colectividades, da igreja e de serviços públicos, que poderá vir a ser alargado aos particulares.

∑ A eleita do PS, Regina Ferreira disse sentir que “não há um projecto concreto de desenvolvimento”, criticou que a proposta de saneamento financeiro não especifique o que vai deixar de ser feito, e lamentou não existir um esforço no sentido da captação de novos investimentos.

Rastreio em Vale de Cavalos A farmácia Alegrete, em Vale de Cavalos, concelho da Chamusca, vai acolher um rastreio ao grau de hidratação da pele no corpo e nas mãos, no próximo dia 18 de Outubro. Os valores retirados serão divulgados à pessoa rastreada de ime-

diato, num exame que visa avaliar o nível de hidratação da pele do indivíduo. O diagnóstico final será elaborado por um farmacêutico, que aconselhará cada pessoa sobre a necessidade de realizar um tratamento ou qual o tratamento cor-

recto a efectuar, consoante os resultados obtidos. A Ratiopharm, empresa alemã de fabrico e comercialização de produtos farmacêuticos, disponibiliza os recursos humanos e materiais necessários para a realização da campanha.


22 REGIÃO | RIO MAIOR

O Ribatejo 15 | Outubro | 2010

MOITA FLORES FALA SOBRE VIOLÊNCIA NA ESCOLA O presidente da Câmara Municipal de Santarém, Francisco Moita Flores, foi o orador principal da sessão “violência em meio escolar”, que se realizou no cine-teatro de Rio Maior, no passado dia 7 de Outubro. O escritor e autarca socorreu-se da história da Gata Borralheira para fazer algumas comparações entre esta fábula e a realidade, advertindo os muitos alunos presentes para a importância de saberem respeitar sempre os seus colegas. Esta sessão informativa foi organizada pelo agrupamento vertical de escolas Fernando Casimiro Pereira da Silva, inserido no projecto “educação para a saúde”, e teve como principal objectivo alertar os jovens para a temática da prevenção da violência nas escolas.

SALA DO CONTO DA BIBLIOTECA FOI RECUPERADA A sala do conto da biblioteca municipal de Rio Maior foi alvo de uma intervenção geral de recuperação, tendo em conta que se encontrava num avançado estado de degradação que colocava em causa a segurança dos utentes e funcionários. Os principais problemas prendiam-se com infiltrações de água das chuvas nas estruturas de vidro, o que provocou a degradação das paredes, chão e rodapés. O espaço apresentava também problemas a nível do isolamento térmico e do aproveitamento do ar condicionado, que foram resolvidos. Agora que está recuperada, a Câmara Municipal de Rio Maior, responsável pelas melhorias, pretende criar uma programação regular e utilizá-la com maior frequência para a realização de actividades adaptada aos mais pequenos, explica uma nota de imprensa da autarquia.

AUTARQUIA PREOCUPADA COM SITUAÇÃO SOCIAL

A O presidente do PSD, Pedro Passos Coelho, foi o convidado de honra da festa

Isaura Morais celebra um ano de mandato autárquico Jantar de aniversário ∑ Reuniu cerca de 700 apoiantes do PSD e CDS/PP O presidente do PSD, Pedro Passos Coelho, foi o convidado de honra da festa do primeiro aniversário de Isaura Morais à frente da Câmara Municipal de Rio Maior, que reuniu cerca de 700 convivas numa sala de banquetes da cidade, na segunda-feira, 11 de Outubro. Eleita pela coligação “juntos pelo futuro”, que reuniu PSD, CDS/PP e Associação de Cidadãos Independentes por Rio Maior (ACIRM), a autarca recebeu uma enorme ovação antes de discursar e agradeceu a todos o apoio que lhe têm dado nas novas funções autárquicas. Em jeito de balanço destes primeiros 12 meses, Isaura Morais destacou pela positiva a elevação do nível da qualidade das tasquinhas de Rio Maior e o novo formato da Feira Nacional da Cebola (FRIMOR), que se revelou um sucesso. A autarca sublinhou que já se notam muitas diferenças em relação à gestão do PS, que controlou a Câmara durante 24 anos. Mais do que a cor

política, “há uma nova atitude e um novo clima” no concelho, enfatizou, dando como exemplo a política de apoio ao desporto do município. Segundo Isaura Morais, a Câmara já não vai subsidiar mais o desporto profissional, e prefere apostar no desporto para todos, projecto cujas linhas de acção estão a ser desenvolvidas pela Desmor, que passou a ter uma gestão profissional. A autarca lamentou ainda “os momentos difíceis” que todas as autarquias atravessam, agravado pelo corte de verbas nas transferências do Orçamento de Estado, e afirmou que a dívi-

da da Câmara cresceu 25% no último ano do mandato de Silvino Sequeira. Lembrando que esteve em Rio Maior há cerca de um ano atrás, quando muita gente não acreditava na eleição de Isaura Morais, Pedro Passos Coelho não poupou elogios à autarca. “É alguém que está a mostrar estar à altura do lugar com seriedade e paixão”, disse o líder socialdemocrata, para quem a vitória autárquica é fruto do trabalho da coligação, mas sobretudo da própria presidente. Passos Coelho serviu-se do exemplo de Rio Maior para estender a sua homenagem a todos

Críticas ao governo marcam discurso

∑ “A quem estamos entregues? O que se passa em Portugal? Que governo é este?”, questionou o líder social-democrata, lambrando que não é possível apresentar um plano de austeridade em que “só as pessoas e as empresas é que apertam o cinto, e o Estado não aperta nada”.

os social-democratas que há um ano concorreram às autárquicas, frisando a forte implantação do partido no poder local. Com o sentido de voto do PSD na discussão do próximo Orçamento de Estado para 2011 a marcar a agenda política nacional, Passos Coelho disse no seu discurso que, “se não fossem as eleições presidenciais, estaria a apresentar uma moção de censura ao governo”. O líder do PSD lembrou que, segundo dados do INE, até Junho o défice era de 9,5%, contra os 9,3% de 2009. Mas antes das eleições de há um ano foi anunciado um valor de 5,7%, recordou, questionando a seriedade do ministro das Finanças. “Com este ministro sabemos que Portugal pode dormir descansado”, ironizou, questionando como pode o défice estar em 9,5% num ano em que o governo congelou salários e admissões na Administração Pública, aumentou o IVA e cortou nas transferências para as autarquias.

A presidente da Câmara Municipal de Rio Maior, Isaura Morais, mostrou-se preocupada com o agravamento da situação social no concelho. “Tendo em conta o aumento do número de pedidos de ajuda que nos chegam, há cada vez mais famílias em dificuldades”, disse a autarca na última reunião pública do executivo, realizada na segunda-feira, 11 de Outubro. Segundo Isaura Morais, a situação afecta particularmente “crianças em idade escolar e idosos com vários encargos com a saúde”, num concelho onde “as características da ruralidade ajudam a agravar as dificuldades que as pessoas enfrentam”. Para fazer face a esta realidade, a autarca afirmou que a Câmara está a ponderar reforçar as verbas destinadas ao apoio social, durante a elaboração do orçamento para 2011. “Tem que haver uma folga maior para esta área, que nos preocupa e à qual queremos dar resposta”, disse.

RIO MAIOR LIDERA EXECUÇÃO DO QREN NA LEZÍRIA Dos 11 concelhos que integram a Comunidade Intermunicipal da Lezíria do Tejo (CIM-LT), a Câmara Municipal de Rio Maior é a que regista a taxa de execução de fundos do QREN mais elevada. Segundo informações dadas presidente do município, Isaura Morais, na última reunião pública do executivo, Rio Maior tem uma taxa de execução de 83%, ao passo que a média da CIM-LT anda pelos 34%. Ainda segundo a autarca, o FEDER programado para o período 2007 / 2010 tem um valor que os 5,1 milhões de euros, tendo o município de Rio Maior apresentado já despesas de aproximadamente 4,2 milhões de euros.


CHAMUSCA | ALPIARÇA | ALMEIRIM | REGIÃO 23

O Ribatejo 15 | Outubro | 2010

Águas do Ribatejo efectuou limpeza em 60 reservatórios A Águas do Ribatejo concluiu recentemente a sua operação anual de limpeza e higienização dos reservatórios de água nos concelhos que constituem a empresa municipal. Segundo uma nota de imprensa da Águas do Ribatejo, foram limpos 15 reservatórios em Coruche, cinco em Alpiarça, 13 na Chamusca, nove em Benavente, oito em Almeirim, e 10 em Salvaterra de Magos, num total de cerca de 20 milhões de litros de água. Refirase que “No município de Benavente não foram incluídos seis reservatórios dos sistemas de Benavente e Samora Correia, cuja limpeza está incluída na empreitada de reabilitação a decorrer actualmente”, adianta a empresa, explicando que “18 foram limpos em período nocturno, nas grandes concentrações urbanas, por forma a minimizar impactos na população abastecidas por esses

reservatórios”. “A operação foi efectuada por uma empresa certificada para o efeito, com legitimidade para emitir certificados de limpeza”, esclarece ainda a Águas do Ribatejo.

Três municípios penalizados com corte de verbas Por terem ultrapassado os limites do endividamento liquido em 2008, as Câmaras Municipais de Alpiarça, Chamusca e Alcanena vão sofrer um corte de verbas no Orçamento de Estado. Segundo os despachos ministeriais que serviram para notificar as autarquias, a 6 e 7 de Outubro, Alcanena vai sofrer uma redução que ronda os 2,1 milhões de euros, ao passo que a Chamusca está no lote de municípios com valores retidos entre os 400 mil e os 789 mil euros. Alpiarça, com cerca de 30 mil euros, é a Câmara que menos retenção de verbas sofre porque justificou cerca de 548 mil euros dos 578 mil da

redução prevista inicialmente. Os montantes retidos, ou seja não transferidos através do Fundo de Equilíbrio Financeiro (FEF), são calculados a partir do valor inicial de excesso de endividamento líquido, em que 10% tem de ser obrigatoriamente reduzido pela autarquia, e a que soma a percentagem da variação do excesso de endividamento no período em causa. As Câmaras podem justificar os montantes e assim conseguir a redução do valor final a reter, como foi o caso de Alpiarça. A nível nacional, vão ser penalizados 17 municípios, entre os quais os três concelhos ribatejanos.

Almoço de adiafa em Benfica Iniciativa ∑ Serve para lançar o novo pólo sociocultural da freguesia A vila de Benfica do Ribatejo, concelho de Almeirim, vai reviver o tradicional almoço da adiafa no sábado, 23 de Outubro, numa iniciativa que servirá também para lançar o pólo sociocultural da freguesia. Organizada pelo Rancho Folclórico de Benfica do Ribatejo e pela

família Malfeito Ferreira, a festa começa às 12 horas, com uma visita guiada às instalações e abertura oficial da exposição do investigador Manuel João Neves, com artefactos arqueológicos encontrados em Benfica do Ribatejo. Eurico Henriques, da Associação de Defesa do Patrimó-

nio Histórico e Cultural do Concelho de Almeirim fará uma exposição sobre as origens da vila. Pelas 12h45, realiza-se um cortejo do rancho de trabalhadores e respectiva entrega da bandeira da adiafa, seguido pelo almoço, que visa recuperar as tradições ancestrais asso-

ciadas à adiafa, a festa que marcava em tempos idos o final das vindimas e o convívio entre patrões e trabalhadores. Haverá também actividades de animação, onde se inclui um leilão de vinhos de casas agrícolas da região, apresentados pelos enólogos responsáveis pela sua criação.


24

O Ribatejo 15 | Outubro | 2010

região médio tejo santarém LADRÕES ASSALTAM BANCO EM DIA DE PEREGRINAÇÃO

CONSTÂNCIA EXIGE SOLUÇÃO RÁPIDA PARA A PONTE

A presença de 175 militares da GNR em Fátima para o reforço da vigilância durante a peregrinação dos dias 12 e 13 de Outubro não foi suficiente para impedir um assalto a uma dependência do Montepio Geral, na terça-feira passada. Por volta das 14 horas, vários indivíduos assaltaram à mão armada a agência, na Cova de Santa Iria, perto do Santuário, e fugiram de seguida num carro que foi posteriormente identificado pelas autoridades. Segundo conseguimos apurar, os autores do crime actuaram encapuzados e terão apontado armas de fogo aos funcionários, obrigando-os a entregar o dinheiro que tinham nas caixas. O valor do roubo não foi divulgado pela instituição bancária. O caso está a ser investigado pela Polícia Judiciária, que esteve no local a recolher provas e levou as imagens de vídeo-vigilância.

A Comissão de Utentes Unidos pela Ponte (CUUP) de Constância entregou uma petição com 7.350 assinaturas ao presidente da Assembleia da República na quinta-feira, 7 de Outubro, pedindo uma resolução urgente para o problema da ponte rodoviária. Em declarações à Lusa, a porta-voz do movimento afirmou que o objectivo da entrega da petição intitulada “Pela reabertura, reparação e construção da ponte sobre o Tejo”, “é levar o assunto a discussão em sede de plenário de modo a que os partidos com assento parlamentar assmam uma posição definitiva”. Júlia Amorim disse que foi a viagem foi “proveitosa”, tendo acrescentado que a delegação foi recebida por Jaime Gama, presidente da AR, e pelo presidente da Comissão das Obras Públicas. A responsável acrescentou ter saído de Lisboa com “boas expetativas” relativamente a uma definição de resolução do problema, tendo referido que o assunto “tem merecido também grande atenção por parte de todos os grupos parlamentares”. “Saímos daqui satisfeitos porque finalmente todos estão a olhar para o problema decididos a resolvê-lo e ficámos também com a ideia que, se o objecto da petição ficar resolvido na Comissão de Obras Públicas, não haverá a necessidade de o mesmo subir a plenário”, observou. Na petição, que contou com 7350 assinaturas recolhidas entre o dia 30 de Julho e 30 de Setembro em várias localidades da região, pode ler-se que a ponte “é utilizada por mais de quatro mil utentes por dia, permite o acesso à A23, serve empresas e unidades militares” localizadas na região.

FINIBANCO ENTREGA DONATIVO AO CRIT O Centro de Reabilitação e Integração Torrejano recebeu um cheque de 1.140 euros referentes a um donativo angariado durante a campanha de abertura da agência de Torres Novas do Finibanco. A instituição bancária seleccionou duas instituições, uma das quais o CRIT, para as quais reverteram 20 euros por cada conta aberta desta nova agência. Na entrega do donativo, o director central do Finibanco, Vítor Melo, elogiou a instituição torrejana pelo seu papel de excelente integrador no âmbito da deficiência e de grupos mais desfavorecidos, e salientou a actividade do banco assenta em princípios de consciência e responsabilidade social.

A Nem a chuva impediu que a caravana rumasse a Abrantes com quatro piscas e velocidade reduzida

Utentes da A23 prometem radicalizar luta Protesto∑ Dezenas de carros participaram em marcha contra portagens Foi debaixo de muita chuva e no meio de um trânsito caótico que algumas dezenas de automobilistas fizeram uma marcha de protesto contra a introdução de portagens na A23. Os manifestantes partiram de Torres Novas ao final da tarde de sexta-feira, dia 8, e logo na zona de acesso à A23 gerou-se o caos, com um acidente e muitos carros parados nas rotundas. O protesto rumou depois ao Entroncamento de onde saíram mais veículos de apoio. O destino final foi o concelho de Mação, um dos mais afectados e sem alternativas à A23. Apenas com folhas brancas nos vidros dos carros com a frase “Não às portagens na A23”, a caravana automóvel fez um “primeiro teste” e nem a

chuva demoveu os manifestantes de assinalar o início da luta na rua. “Esta iniciativa é um ensaio”, disse António Costa Ferreira, da Comissão de Utentes da A23 no Médio Tejo, referindo que esta marcha de protesto foi uma forma de chamar a atenção para “os prejuízos que advêm para a região” pela introdução de portagens nesta via.

“Estes custos não estavam previstos pelas empresas”, disse ainda o porta-voz deste movimento, acrescentando também que não existem alternativas viáveis à A23. “Fizeram desaparecer a estrada nacional 3, que tinha quase o mesmo percurso da A23. Alguns troços desapareceram, outros foram entregues às autarquias que fizeram arruamentos

Abaixo-assinado a correr em vários concelhos

∑ Está já a decorrer um abaixo-assinado nos vários concelhos atravessados pela A23, esperando a comissão de utentes reunir “milhares de assinaturas” ao longo de Novembro. “Só no Entroncamentos esperamos ter quase 4 mil assinaturas”, referiu o representante dos utentes.

urbanos, com semaforização, com rotundas e com lombas. A N3 não é alternativa”, frisou ainda António Ferreira. Sem alternativas, os utentes também não acreditam no sistema de isenções anunciado pelo Governo. “Essas isenções são para tentar dividir as pessoas mas não resolvem nada”, considerou António Ferreira. As isenções prometidas não convencem os utentes que prometem endurecer o protesto na rua. “Enquanto não houver alternativas não haverá pagamentos por parte da população e nós vamo-nos empenhar no não pagamento. Prevemos a radicalização das iniciativas se a nossa voz não chegar”, explicou o porta-voz da comissão de utentes.


ENTRONCAMENTO | REGIÃO 25

O Ribatejo 15 | Outubro | 2010

INSTITUTO DO MÉDIO TEJO OFERECE NOVOS CURSOS O Instituto do Médio Tejo (IMT), no Entroncamento, tem as inscrições abertas para cursos de curta duração e pós-graduação, leccionados por docentes do ensino superior, e que conferem o diploma de frequência e aproveitamento. Os cursos, que resultam de uma parceira entre a Câmara Municipal do Entroncamento, o Grupo Universidade Lusófona e a Escola Secundária do Entroncamento, vão decorrer em horário pós laboral, às sextas-feiras e sábados, nas instalações da escola secundária. Para mais informações, os interessados podem consultar o site http://imt.grupolusofona.pt, ou solicitálas através da secretaria do IMT, telefone 249 726 472, pelo email info@esecentroncamento.rcts.pt, ou então do Grupo Lusófona, 217 515 51, ou email marta. vieira@ulusofona.pt.

Bloco questiona modernização ferroviária no Entroncamento Requerimento ∑ Interroga governo sobre supressão da passagem de nível na linha da Beira Baixa O Bloco de Esquerda questionou o governo acerca da realização das obras de modernização da estação de caminho-deferro do Entroncamento e sobre a supressão da passagem de nível da linha da Beira Baixa na cidade. No primeiro requerimento ao Ministério das Obras Públicas, Transportes e Comunicações, o BE sublinha que a estação do Entroncamento “é uma das maiores e mais importantes” da rede ferroviária nacional, aí entroncando as linhas do Norte, da Beira Baixa, do Leste e ainda o ramal de Tomar. “Além de constituir um importante nó do tráfego ferroviário nacional, é a mais im-

portante estação do Médio Tejo, por aí fluindo largos milhares de passageiros, em movimentos pendulares, quer para Lisboa quer para outras cidades do distrito de Santarém”, refere o documento. O Bloco lembra que o Entroncamento é sede da “maior empresa de manutenção de material ferroviário”, que tem aí o seu maior parque oficinal, “onde laboram largas centenas de trabalhadores, vindos diariamente de uma região muito alargada”. Os bloquistas lamentam que, apesar disso, esta estação aguarde há muito obras de modernização “que garantam a renovação de equipamentos, melhorem o conforto e a informação

A Segundo o BE, a importância ferroviária da cidade justifica o investimento dos passageiros”, frisando que sobretudo se impõem obras que “assegurem condições de segurança compatíveis com as modernas exigências nesse domínio”. No segundo requerimento, o BE pergunta para quando está prevista

a eliminação da passagem de nível da linha da Beira Baixa existente no Entroncamento, sublinhando que a “inexistência de um atravessamento desnivelado origina enormes congestionamentos no tráfego”, além de questões de segu-

rança. “Sendo o Entroncamento uma cidade dividida ao meio pelas linhas férreas, o Bloco considera que é crucial assegurar um acesso rápido a qualquer ponto da cidade, quer aos meios de socorro quer às forças de segurança”, afirma.


26 REGIÃO | TOMAR | BARQUINHA | ALCANENA | ABRANTES

O Ribatejo 15 | Outubro | 2010

Movimento de defesa do Tejo muda de estatuto O Movimento pelo Tejo (PROTEJO) aprovou os estatutos da nova condição de movimento associativo, com o objectivo de ganhar uma maior capacidade de mobilização e intervenção nos processos de participação pública. A aprovação decorreu na assembleia constituinte do passado sábado, 9 de Outubro, onde o porta-voz, Paulo Constantino, explicou que o movimento contabiliza 1.411 membros e 32 associações e autarquias ribeirinhas, e que a passagem a associação “fortalece e consolida” os propósitos do PROTEJO, permitindo que se constitua “cada vez mais como um movimento de cidadãos em defesa da bacia do Tejo”. Depois de aprovados os estatutos da nova associação, “fica a faltar a eleição dos corpos sociais”, uma situação que deverá ficar resolvida na assembleia geral a realizar em Dezembro

próximo, disse. Segundo observou, a constituição em associação pretende “garantir maior capacidade de intervenção nos processos que se avizinham de participação pública”, nomeadamente no Plano de Gestão da Região Hidrográfica do Tejo, Plano de Ordenamento do Estuário do Tejo e Plano Estratégico de Requalificação e Valorização do rio Tejo. “O novo estatuto vai permitir a criação de capacidade de financiamento das actividades e da prestação de apoio para a defesa do património natural e cultural do rio” Tejo, “seja através do estabelecimento de uma quota anual mínima a pagar por cada associado ou da apresentação de candidaturas a subsídios ou subvenções de instituições públicas”, disse. Para Paulo Constantino, “o PROTEJO terá mais condições para concretizar a sua missão”.

Bloco questiona qualidade do ar em Alcanena O deputado José Gusmão, do Bloco de Esquerda, entregou na Assembleia da República um requerimento onde interpela o Ministério do Ambiente sobre a qualidade do ar no concelho de Alcanena, questão que “tem sido objecto de inúmeras queixas ao longo dos anos”. “Já foi identificada a origem dos maus cheiros e os impactos que a qualidade do ar pode ter na saúde pública” e “quais as medidas que estão a ser tomadas para resolver os problemas detectados” são duas das interpelações levantadas pelo deputado, para quem o problema da qualidade do ar “eventualmente decorrerá da proximidade de uma ETAR, mas não tem havido nenhum esclarecimento

público sobre as razões que estão por detrás de uma situação que se arrasta”. Segundo José Gusmão, “nas últimas semanas, o problema agravou-se, afectando a vida das populações de Alcanena e de outras localidades do concelho, como Bugalhos, Pousados, Filhós e Casal Saramago, confrontadas com um agravamento da qualidade do ar e com maus cheiros, em particular durante a noite e madrugada”. “Há inclusive famílias que, confrontadas com o arrastar do problema, estão a mudar o local de residência”, o que se trata “de um quadro inaceitável e insustentável, seja qual for o ponto de vista por que seja encarado”, salienta o eleito no documento.

ALUNOS DE ABRANTES VENCEM PRÉMIO “A lg uma coisa tinha de acontecer”, um documentário de Mónica Ferreira, Daniela Guerra, João Luz e Rita Moreira, alunos da licenciatura em vídeo e cinema documental da Escola Superior de Tecnologia de Abrantes (ESTA), venceu o prémio para o melhor documentário no CINESC - I Festival Nacional de Curtas-Metragens para Escolas de Cinema. A distinção mereceu a decisão unânime do júri deste festival, organizado pela City Classic de Alvalade e New Line Cinemas Portugal (NLC).

A Pedro Marques, de Tomar, é um dos fundadores do movimento

Independentes criam associação Objectivos ∑ Ganhar voz e dimensão nacional Vários movimentos autárquicos independentes de todo o país decidiram criar uma associação nacional para “ganhar voz” e reivindicar igualdade de direitos face aos partidos. Pedro Marques, do grupo Independentes por Tomar (IpT), disse à Lusa que, numa reunião realizada no passado fimde-semana em Tomar, foram já aprovados os estatutos e designada a comissão instaladora, devendo a escritura constitutiva da Associação Nacional de Movimentos Autárquicos Independentes (ANMAI) ser assinada até ao fim do mês. A partir dessa data, todos os grupos de independentes que concorram às eleições autárquicas poderão tornar-se sócios efectivos da associação, disse. Realçando que os independentes têm actualmente mais eleitos nas freguesias que o PCP e que o número global de mandatos passa os de partidos como o Blo-

co de Esquerda e o CDSPP, Pedro Marques afirmou que esta força só ganha expressão através de uma associação nacional. Os promotores da associação acreditam que, ganhando dimensão nacional, os partidos “vão ter que dialogar com a associação e resolver as questões que discriminam” os independentes. Entre estas, Pedro Marques apontou como desvantagens dos independentes a não isenção de IVA, que torna mais caras as campanhas eleitorais, e a impossibilidade de serem identificados com um símbolo no boletim de

voto, já que, ao contrário dos partidos, são identificados através de numeração romana. Os estatutos da ANMAI consagram o incentivo à democracia participativa de base, a reivindicação de igualdade dos direitos consagrados na Lei Eleitoral e do financiamento e a luta pela regionalização. Por outro lado, definem a associação como “um agente de cooperação positivo e representativo com todos os órgãos de soberania e agentes”, nomeadamente Associação Nacional de Municípios Portugueses e Associação Nacional de Freguesias.

Movimento já reúne 7 concelhos

∑ A associação, que tem sede em Tomar, terá um Conselho Nacional de autarcas eleitos pelos Grupos de Cidadãos Eleitores e órgãos regionais. Além de Pedro Marques, a comissão instaladora reúne representantes de movimentos de independentes de Faro (José Vitorino), Coimbra (Pina Prata), Rio Maior (Arlindo Lopes), Mira (Agostinho Silva), Azeitão (Pascale Lagneux), Caldas da Rainha (Teresa Serrenho) e Fundão (Manuel Trindade).

FEIRA DA DOÇARIA COM NOVIDADES A ma ior pa l ha de Abrantes do país vai ser confeccionada ao vivo na abertura da 9ª feira nacional de doçaria tradicional de Abrantes, que arranca no próximo dia 29 de Outubro e se estende até 1 de Novembro, no centro histórico da cidade. Para a confecção do doce tradicional abrantino feito no maior formato já visto, está convidado o premiado doceiro Manuel Correia. Já na sua nona edição, esta feira organizada em parceira pela Câmara e pela Associação para o Desenvolvimento Integrado do Ribatejo Interior (TAGUS), traz mais uma vez à antiga rodoviária doces, compotas e licores provenientes de norte a sul do país, a que junta animação para todos os públicos. Como novidade, há a assinalar a realização de um seminário que se debruçará sobre a temática da doçaria tradicional portuguesa, o enquadramento legal das pequenas unidades de produção e a certificação dos produtos, entre outros temas. Outra das novidades é uma exposição sobre a doçaria tradicional e conventual com os utensílios utilizados na sua confecção, que funcionará na Assembleia de Abrantes durante os dias do certame.


28 REGIÃO | MAÇÃO | FERREIRA DO ZÊZERE

O Ribatejo 15 | Outubro | 2010

Fernando Nobre visita distrito Programa ∑ Entre 18 e 23 de Outubro, candidato presidencial passa por nove concelhos No âmbito da sua candidatura à Presidência da República, Fernando Nobre vai percorrer quase metade dos concelhos do distrito de Santarém entre os dias 18 e 23 de Novembro, acompanhado pelo mandat��rio distrital, Nelson de Carvalho (ex-presidente da Câmara Municipal de Abrantes), entre outros elementos da estrutura de apoio. A visita começa em Ferreira do Zêzere, no dia 18, com um pequeno-almoço no bar dos bombeiros voluntários, e uma visita ao mercado municipal e à empresa Rações do Zêzere. A comitiva segue depois para Abrantes, onde passa pela Secundária Dr. Manuel Fernandes e pelo Tecnópolo, antes da inauguração da sua sede concelhia. No dia 19, Fernando Nobre desloca-se a Rio Maior

JORGE MIRANDA EM FERREIRA DO ZÊZERE “As três constituições portuguesas desde a proclamação da República” é o tema da conferência proferida pelo professor Jorge Miranda, da Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa, no dia 16 de Outubro, às 17 horas, no edifício da Câmara de Ferreira do Zêzere.

HOMEM SUSPEITO DE VIOLAR SOGRA

A Fernando Nobre será acompanhado pelo mandatário distrital, Nelson de Carvalho (passeio pela cidade, Escola Superior de Desporto e Cooperativa de Chãos), Cartaxo (lar de São João da Misericórdia e passeio na Rua Batalhoz) e Salvaterra de Magos (Escola Profissional). No dia seguinte, é a vez de Santarém (Insti-

tuto Politécnico), Entroncamento (EMEF e acção de rua junto à Estação Ferroviária), e Torres Novas, num encontro jantar com empresários da Nersant. O dia 21 é dedicado a Almeirim, com visitas à Encherim, Adega Cooperati-

va e um almoço num restaurante local. O candidato regressa ao distrito a 23 de Outubro, sábado, a Tomar, para uma visita ao Convento de Cristo (local onde, a 10 de Junho de 1991, foi condecorado pelo Presidente da República Mário Soa-

res como Grande-Oficial da Ordem do Mérito), um encontro com artistas locais e uma visita à Feira de Santa Iria. O périplo pelo distrito termina com um jantar em Santarém, no Festival Nacional de Gastronomia.

A PJ de Leiria deteve um homem, residente no concelho de Mação, que é suspeito de ter tentado violar a sogra, uma idosa de 78 anos que sofre de Alzheimer. O detido, um motorista de 42 anos, está acusado de um crime de violação agravada, depois da própria família ter denunciado às autoridades a situação, que, segundo um comunicado da PJ, terá ocorrido “apenas uma vez”.


29

O Ribatejo 15 | Outubro | 2010

Instituto Politécnico de Santarém

politécnico

Integram o Instituto Politécnico a Escola Superior Agrária de Santarém, Escola Superior de Educação de Santarém, Escola Superior de Desporto de Rio Maior, Escola Superior de Saúde de Santarém e Escola Superior de Gestão e Tecnologia de Santarém

Semana de Acesso Livre no IPS

A Os ex-alunos de 1989 a 2006 juntaram-se em almoço de convívio em Alcanede

Ex-alunos da Gestão juntaram-se em convívio Associação∑ Ex-alunos querem volta a dinamizar a Associação de Antigos Alunos Um grupo de antigos alunos da Escola Superior de Gestão (ESGTS) juntou-se num convívio, no passado dia 9 de Outubro, para lembrar velhos tempos e “criar uma alavanca” para dinamizar a já existente Associação de Estudantes de Antigos Alunos da ESGTS. A ideia deste almoço convívio nasceu de um núcleo de antigos alunos, formado por Adriano Cruz, Pedro Cadete e João Danado, e os contactos mais concretos iniciaramse em Julho com auxílio da rede social do Facebook. “A partir daí, e com o auxílio de outras ferramentas de marketing viral foram desenvolvidos inúmeros contactos, inclusivamente, além-fronteiras, que nos deram força para continuar dado o entusiasmo”, referiu ao nosso

jornal João Danado, da organização. O almoço decorreu em Alcanede e antes houve uma cerimónia de entrega de diplomas a estes antigos alunos, na Escola, em que participou o subdirector Hélder Pereira. Durante o almoço actuou a Tuna TAGES que recordou antigos momentos e deixou alguns de “lágrima ao canto do olho”, como nos contou João Danado.

Actuou ainda o Dj Pedro Inês e houve serviço de baby-sitters para entreter miúdos e graúdos. O convívio juntou alunos matriculados entre 1989 e 2006. “Apesar das diferenças de idades, partilharam muitas histórias em comum”, refere ainda João Danado. “Da nossa parte, fica a promessa da disponibilidade para qualquer sugestão e, obviamente, dar se-

Alunos solidários com CADEL

∑ Deste almoço saiu ainda um apoio solidário, recolhido num peditório durante o almoço, e que a organização vai entregar à CADEL/ASSODEL – Associação de Protecção e Integração de Deficientes, que foi responsável pela elaboração dos brindes entregues no evento.

guimento a tudo o que seja notável e que implique a intervenção de todos vós”, diz o organizador deste convívio numa mensagem dirigida directamente aos antigos alunos escola.

Momentos únicos de espírito académico João Danado recorda-nos a importância do que chama de espírito académico referindo que “após alguns anos de formação, estes jovens criaram laços de fraternidade, desenvolveram relações únicas, uniram as suas vozes por mais e melhores condições de ensino, e viveram algo de lindo, único e inexplicável”. O ex-aluno fala ainda a importância da formação académica “para um dia mais tarde vingar num mercado de trabalho cada vez mais ímpio e selectivo”.”

O Instituto Politécnico de Santarém acolhe entre os dias 18 e 24 de Outubro a Semana de Acesso Livre (Open Acess Week) com um programa de actividades distribuído pelas várias escolas, entre os quais se destacam os workshops sobre auto-depósito no Repositório Digital do IPS. No dia 18, o workshop é na Escola Superior de Gestão de Tecnologia, às 14h30. No dia seguinte, 19, realizam-se dois workshops, um na Escola Agrária, às 10h, e outro na Escola Superior de Desporto, às 14h30. No dia 20, o workshop decorre na Escola Superior Agrária, às 14h30. No dia 21 de Outubro, realizase um seminário, a partir das 14h30, com a participação de Eloy Rodrigues, que vai falar sobre Open Acess,

com a apresentação da revista de livre acesso “Revista Interacções” pelo director Pedro Reis, apresentação do repositório da RCAAP por João Moreira e apresentação do repositório do Politécnico de Santarém. Todas estas apresentações podem ser seguidas em directo na ilha do Second Life da Escola Superior de Educação de Santarém. A semana termina com o workshop na Escola Superior de Educação, às 10h. Este site é uma iniciativa no âmbito do projecto Repositório Científico de Acesso Aberto de Portugal (RCAAP), que pretende congregar todas as actividades e informações úteis sobre a promoção e realização em Portugal do evento internacional Open Access Week.

Alunas de enfermagem em Pontével Um grupo de 4 enfermeiras, que frequentam o I Curso de Mestrado em Enfermagem Comunitária da Escola Superior de Saúde de Santarém, vai realizar um diagnóstico-estudo da situação de saúde da freguesia de Pontével (Cartaxo), entre a população com mais de 75 anos de idade. Este traba-

lho será feito em colaboração com a Unidade de Cuidados na Comunidade do Cartaxo e Comissão Social de Freguesia de Pontével e as entrevistas aos idosos serão realizadas às quintasfeiras, sextas-feiras e sábados no período de 11 de Outubro a 13 de Novembro de 2010.

Jornadas da prática profissional na ESES A Escola Superior de Educação recebe no dia 20 as Jornadas de Prática Profissional no âmbito dos cursos da Licenciatura em Educação Básica e dos Mestrados que Habilitam para a Docência. No âmbito desta jornada, haverá uma conferência, às 17h30, sobre “Ética e Educação: ensino,

uma profissão do humano” proferida por Mireille Cifali, psicanalista, doutorada em Ciências da Educação e formadora de professores na Universidade de Genève. O programa das jornadas começa às 14h30 e decorre no auditório 1 da Escola durante toda a tarde.


30

O Ribatejo 15 | Outubro | 2010

negócios COMPRARCASA ABRE LOJA NO ENTRONCAMENTO A imobiliária Compra r Ca sa va i abr i r uma nova loja no Entroncamento,a 100ª da sua cadeia a nível nacional. Para Luís Mário Nunes, director-geral da ComprarCasa, referiu na convenção anual da empresa que a imobiliária vai “continuar investir na qualificação e no desenvolvimento de novos sectores, como sejam o da reabilitação urbana, do arrendamento e do turismo residencial”.

A Alexandre Carreteiro, ex-director-geral, com o novo director-geral, Mariano Güemes, e o presidente da Câmara, Dionísio Mendes

Nestlé Waters cresceu com abertura de fábrica em Coruche Sucesso em tempo de crise ∑ Empresa conseguiu “consolidar” marca com abertura de nova fábrica A Nestlé Waters Direct festejou o primeiro aniversário da abertura da sua fábrica em Coruche, no lugar de Ovelhas (S. José da Lamarosa), e o seu director-geral, Alexandre Carreteiro, de saída do cargo, fez um balanço “muito positivo” deste investimento de 7 milhões de euros. “Esta fábrica permitiunos ter finalmente a marca de água Nestlé em Portugal e fazer crescer o negócio neste contexto económico complicado”, referiu Alexandre Carreteiro. Segundo o director-geral, desde Julho de 2009, a fábrica já produziu 3 milhões de garrafas, cresceu 60 por cento no mercado nacional de water coolers (máquinas de refrigeração de água), consolidou a sua posição dominante de detentor de 94% do mercado de escritórios (onde cresceu 5% no último) e cresceu 35% no mercado

doméstico. A nível global de facturação, a empresa cresceu 7%. A Nestlé tem neste momento cerca de 35 mil clientes e 60 mil máquinas distribuídas por todo o país. Por hora, a fábrica está a produzir 2000 garrafões e os responsáveis referem que tem uma eficiência de 93%, tendo ainda registado zero acidentes no primeiro ano de actividade. A fábrica e a empresa são certificadas com ISO 9001, ISO

Aposta no mercado doméstico dos garrafões de 11 litros

1401 e a OSHAS 1801, estando neste momento a decorrer o processo de atribuição de uma quarta, a ISO 2200. A abertura desta fábrica em Coruche permitiu criar cerca de 50 postos de trabalho, directos e indirectos.

Aposta em técnicos da região Alexandre Carreteiro referiu ainda que a empresa está disponível para fazer acordos com escolas técnicas da região

para recrutar futuros profissionais. A Nestlé Waters tem estado também em contacto com a comunidade de Coruche e realizado acções com escolas e com a autarquia. Essa ligação foi frisada pelo presidente da Câmara, Dionísio Mendes, que participou neste encontro de balanço do 1º aniversário da empresa. Segundo o autarca, a Nestlé foi uma “mais-valia para o concelho”, uma “âncora para dar visibili-

∑ A Nestlé aposta agora em crescer no segmento doméstico, o das famílias, reforçando a sua presença no mercado nacional com a distribuição de garrafões de 11 litros ao domicílio de forma gratuita. A Nestlé é a única marca no mercado nacional a ter estes garrafões mais pequenos. A breve prazo, a Nestlé Waters quer passar a distribuir uma máquina de refrigeração de bancada nos operadores do retalho e, desta forma, fazer crescer a importância deste mercado para os 15 a 16% da facturação. Esta campanha para o mercado doméstico tem como embaixador o chefe Chakkal e a máquina será vendida por um preço na ordem dos 75 euros.

dade e ajudar a atrair futuros investimentos”. O presidente salientou também a escolha do nome da água que é comercializada pela Nestlé, - “Nascente dos Sobreiros – que faz alusão a outro produto de prestígio de Coruche, a cortiça e o montado de sobro.

Novo director-geral Para substituir Alexandre Carreteiro no cargo de director-geral foi escolhido o argentino Mariano Güemes, que trabalhava na marca a nível europeu. Alexandre Carreteiro ruma para Espanha para assumir funções em áreas ligadas a outros produtos da Nestlé. Na saída, o ex-director-geral salienta o “trabalho extraordinário com a equipa” e o facto de deixar a empresa “com uma marca forte, a Nestlé Waters Direct. Bruno Oliveira

NERSANT LEVA EFICIÊNCIA ENERGÉTICA À MERCAR A Nersant e o ISQ – Instituto de Soldadura e Qualidade estiveram na Mercar, em Abrantes, na para continuidade do Auditec, projecto dinamizado por esta associação empresarial que permite o acesso das empresas a apoios a fundo perdido para a realização de diagnósticos tecnológicos e de inovação, diagnósticos energéticos e diagnósticos ambientais. O diagnóstico energético é a prioridade da Mercar, informou a gerente da empresa, Cláudia Martinho Jorge, explicando ainda que o objectivo da empresa é o de aumentar em breve as instalações da oficina, tendo em mente uma preocupação fundamental, a iluminação. “A nível de iluminação é muito importante termos o máximo de conforto e proporcionar ao pessoal as melhores condições”, explicou Cláudia Jorge, afirmando ainda que o pretende fazer sem aumento dos custos energéticos e aproveitando toda a luz natural do edifício. Os custos de realização destes diagnósticos são financiados em 45% no caso de pequenas empresas, e de 35% no caso de médias empresas.


INVESTIR & AGIR | NEGÓCIOS 31

O Ribatejo 15 | Outubro | 2010

BES ABRE NOVO BALCÃO NO PEGO

Vinhos do Tejo conquistam 7 medalhas de ouro e 9 de prata Melhor resultado de sempre∑ Vinhos da região conquistam concurso Mundus Vini Os vinhos do Tejo obtiveram este mês o melhor resultado de sempre no concurso internacional Mundus Vini, um dos mais reputados do mundo. Os néctares da região ganharam sete medalhas de ouro e nove de prata na 10ª edição deste concurso alemão considerado a maior prova cega internacional de vinhos. Entre as sete medalhas de ouro, cinco foram atribuídas a vinhos tintos e duas a vinhos brancos, enquanto as restantes nove medalhas de prata foram para seis tintos, dois brancos e um rosé. A Enoport conquistou o maior número de medalhas com um total de quatro galardões - um de ouro, com o ‘Cabeça de Toiro Reserva Tinto 2007’, e três de prata, para o “Serradayres Rosé 2009”, o “Serradayres Reserva Tinto 2008” e o “Quinta de S. João Baptista Special Selection Touriga Nacional Tinto 2007”.

tros de vinhos do Tejo para a Alemanha, o que coloca a Alemanha no ‘top 5’ dos países onde se verifica uma maior actividade exportadora de vinhos do Tejo. O Mundus Vini decorreu entre 27 de Agosto e 5 de Setembro na Alemanha, onde 5883 vinhos de 49 países.

Quinta da Ribeirinha com ouro O vinho Vale

A Os vinhos do Tejo têm conquistado vários prémios internacionais Ganharam ainda medalhas de ouro os vinhos “Vale de Lobos Branco 2009” da Quinta da Ribeirinha (Santarém), o “Guarda Rios Branco 2009” da Vale d’Algares (Cartaxo), o “Vila Jardim Escolha Tinto 2008” da Quinta do Vale do Armo, o “Padre Pedro Tinto 2008” da Casa Cadaval (Salvaterra de Magos), “Fiúza Ikon Touriga Nacional Tinto 2008” da Fiúza&Bright (Almeirim)

e o “Quinta Alorna Reserva Tinto 2008” da Quinta da Alorna (Almeirim). As medalhas de prata foram para o “Marquesa da Alorna Branco2009”, para o “Vale d’Algares Selection Branco 2009”, o “Falcoaria Reserva Tinto 2007” da Quinta do Casal Branco (Almeirim), o “Differente Red Tinto 2007” da Encosta do Sobral, o “Fiúza Premium Touriga Nacional/ Cabernet Sauvignon Tin-

to 2008” e ainda o “Encosta do Sobral Reserva Tinto 2007”. Para o presidente da CVR Tejo, José Gaspar, estes resultados são “o reconhecimento da qualidade dos vinhos da nossa região e um reflexo da importância estratégica conferida pelos vinhos do Tejo ao mercado alemão, em termos de exportações”. Só no ano passado, foram exportados mais de 142 mil li-

de Lobos Branco 2009 da Quinta da Ribeirinha foi um dos premiados com uma medalha de ouro.A família detém cerca de 95 hectares de área agrícola dos quais 40 hectares estão ocupados com a cultura da vinha. As vinhas têm entre 4 e 20 anos. A colheita 2003 ganhou uma medalha de ouro para o Vale de Lobos Syrah no Concurso de Vinhos do Ribatejo (2004) e com uma medalha de prata para o Vale de Lobos D.O.C. tinto no conceituado Challenge du Vin 2004, realizado em França.

O Banco Espírito Santo abre este dia 15 de Outubro, um novo balcão de serviço ao Cliente no Pego, no concelho de Abrantes. Neste novo espaço, os clientes vão poder encontrar as soluções financeiras do banco e a área de seguros da Tranquilidade. Até Junho deste ano, o BES já contava com 725 balcões espalhados por todo o país.

SCALABITANO EDITA CÓDIGO DO TRABALHO ANOTADO O jurista de Santarém, Diogo Vaz Marecos, acaba de lançar o livro “Código do Trabalho - Anotado”, uma obra que analisa o conteúdo deste diploma normativo de 2009, os seus principais problemas na aplicação das normas através de uma “visão prática, o mais próxima possível dos problemas concretos do dia a dia”. Esta obra está à venda por 68,90 euros e é da editora Wolters Kluwer Portugal/Coimbra Editora.

Emprego & Formação

Portugal pode ser inovador? A edição online da AICEP Portugal Global dá um especial destaque à entrevista que Richard Bendis, fundador e presidente executivo da Innovation America, deu ao Jornal Expresso. O presidente da Agência para a Inovação americana, que participou na cimeira da COTEC (Associação Empresarial para a Inovação), defendeu que “Portugal deve concentrar esforços em clusters em que é competitivo” e “deve melhorar a imagem de país inovador no estrangeiro”. Na verdade, o que Richard Bendis veio dizer tem sido referido por muitas pessoas. Mas, como já se tornou hábito que no nosso país se valorize mais as opiniões internacionais que as nacionais, penso que vale a pena retomarmos a opinião de Bendis e falarmos um pouco daquilo que falta a Portugal.

Indubitavelmente, todas as vozes se levantam para dizer que Portugal, independentemente da crise que está a passar, só tem uma alternativa: Inovar. E inovar não significa apenas produzir novos bens, significa, antes de mais, descobrir fontes de vantagens competitivas que nos permitam diferenciar dos mercados mais concorrenciais, ou seja: criar inovação que todos os outros países com matérias-primas e mão-deobra mais barata que a nossa não consigam fazer com a diferenciação e qualidade que os países tecnologicamente mais avançados, como é o caso da Alemanha, tenham muita dificuldade de imitar, a preços semelhantes. Penso que esta deve ser a base que sustentará qualquer estratégia competitiva que tenha em vista o crescimento das exportações nacionais. Nos últimos 8 meses,

as exportações portuguesas cresceram 13% e que este foi o principal factor que susteve a entrada da economia nacional em recessão. Ora, se pensarmos efectivamente em quais são as nossas vantagens competitivas, o leque não é muito alargado. Em primeiro lugar, devemos referir a centralidade de Portugal, que pode ser uma excelente porta de ligação da Europa à América e à África. Em segundo lugar, as condições climatéricas que, a maior parte do ano, são excelentes para o turismo, para a prática de desporto e para a agricultura (veja-se por exemplo o número de horas de sol que temos anualmente face à maioria dos países mais competitivos do Norte da Europa). Em terceiro lugar, as características da população: afabilidade, hospitalidade e criatividade. Em quarto lugar, as dimensões e aces-

sibilidades do nosso país. O facto de termos um país que se percorre facilmente de uma ponta à outra em pouco mais de meia dúzia de horas pode ser explorado como uma vantagem competitiva. Se considerarmos estas vantagens competitivas num quadro global de inovação e, seguindo as recomendações de Bendis, nos focalizarmos nos clusters onde podemos ser melhores, certamente os resultados surgirão. Não podemos é continuar a “disparar tiros no escuro”, na esperança que algum acerte. A inovação só raramente é fruto do acaso, a maioria da inovação que se faz é pensada e é de caris incremental. A inovação não se pode cingir aos produtos, cada vez mais os processos e os serviços ganham peso neste campo. E, como eu já muitas vezes referi e Bendis vem corroborar: “É uma questão de

Florinda Matos(*)

posicionamento e de identificação dos pontos fortes que podem ser promovidos. Portugal deveria lançar uma campanha de marketing a nível internacional para promover a sua marca de país inovador.” O que é que nós podemos fazer diferente, melhor e mais barato que os outros? Se o Estado e as empresas colocarem esta questão e encontrarem a resposta, parece-me que o problema da competitividade da economia portuguesa está resolvido e com ele os problemas económicos e sociais do país. (*) Docente /Investigadora Consultora PMEConsult


32

O Ribatejo 15 | Outubro | 2010

desporto Z

3ª DIVISÃO NACIONAL - SÉRIE D

4ª jornada

5ª jornada (24 Outubro) Marinhense Vigor Ág. Moradal Gândara BC Branco Ac. Viseu

Atl. Riachense Monsanto Sourense Oliv. Bairro Tocha Nogueirense

Z

0 0 0 1 1 0 0 0 0 0 0 0

GOLOS

14-1 11-3 10-4 6-4 6-7 4-5 3-4 5-10 4-4 3-5 3-7 0-15

PONTOS

DERROTAS

0 1 1 1 1 2 2 2 3 3 3 4

Ouriquense Benavente Mação U. Tomar Ouriense Pego

6 6 6 6 6 6 6 6 6 6 6 6

4 4 3 2 2 1 2 1 2 1 0 0

2 1 2 4 2 5 2 3 0 2 3 2

12 9 9 7 7 6 6 6 3 3 3 0

PONTOS

GOLOS

0

Cartaxo Fazendense Pego Torres Novas Mação Ouriense Benavente U. Tomar Amiense Samora Ouriquense Alcanenense

DERROTAS

Amiense

1. 2. 3. 4. 5. 6. 7. 8. 9. 10. 11. 12.

EMPATADOS

3

JOGOS

1 3 1 0 1 1

Z

0 11-3 14 1 10-2 13 1 8-8 11 0 5-3 10 2 6-5 8 0 4-3 8 2 6-6 8 2 7-8 6 4 3-7 6 3 6-9 5 3 2-10 3 4 4-8 2

DISTRITAL - DIVISÃO SECUNDÁRIA - SÉRIE A

2ª jornada

1. 2. 3. 4. 5. 6. 7. 8. 9.

Meiaviense Goleganense U. Chamusca C. Ferroviária

Z

U. Abrantina F. Zêzere Goleganense Meiaviense Atalaiense Tramagal C. Ferroviária Alferrarede U. Chamusca

2 2 2 2 2 2 1 1 2

2 1 1 1 1 1 0 0 0

0 1 1 0 0 0 0 0 0

0 0 0 1 1 1 1 1 2

3-1 7-2 6-4 4-3 3-3 4-5 1-2 0-2 0-6

PONTOS

GOLOS

DERROTAS

EMPATADOS

1 2 5 2

3ª jornada (17 Outubro) Alferrarede Atalaiense Tramagal F. Zêzere Folga o U. Abrantina

JOGOS

Atalaiense Tramagal F. Zêzere U. Abrantina

VITÓRIAS

Classificação

Meiaviense 3 Goleganense 4 U. Chamusca 0 C. Ferroviária 1 Folgou o Alferrarede

6 4 4 3 3 3 0 0 0

DISTRITAL - DIVISÃO SECUNDÁRIA - SÉRIE B

1ª jornada

Pernes Cercal Emp. Comércio Mindense

1. 2. 3. 4. 5. 6. 7. 8.

Caxarias Moçarriense Assentis Cercal Emp. Comercio Vasco da Gama Mindense Pernes

1 1 1 1 1 1 1 1

1 1 0 0 0 0 0 0

0 0 1 1 1 1 0 0

0 0 0 0 0 0 1 1

3-0 3-0 1-1 1-1 1-1 1-1 0-3 0-3

PONTOS

GOLOS

DERROTAS

EMPATADOS

0 1 1 0

Moçarriense Caxarias V. Gama Assentis

Z

JOGOS

Pernes Cercal Emp. Comércio Mindense

VITÓRIAS

Classificação 3 1 1 3

2ª jornada (17 Outubro)

3 3 1 1 1 1 0 0

DISTRITAL - DIVISÃO SECUNDÁRIA - SÉRIE C

1ª jornada

Porto Alto Coruchense Glória Marinhais

1. 2. 3. 4. 5. 6. 7. 8.

Glória Salvaterrense Marinhais Porto Alto Barrosense U. Almeirim Coruchense Pontevel

1 1 1 1 1 1 1 1

1 1 1 1 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 1 1 1 1

5-0 2-0 2-1 2-1 1-2 1-2 0-2 0-5

PONTOS

GOLOS

DERROTAS

2 0 1 1

EMPATADOS

Salvaterrense Pontével U. Almeirim Barrosense

JOGOS

Classificação 0 5 2 2

2ª jornada (17 Outubro) Salvaterrense Pontével U. Almeirim Barrosense

4 3 3 2 2 2 2 2 1 1 1 0

VITÓRIAS

Alcanenense Fazendense Torres Novas Amiense Cartaxo Pego

Alcanenense Fazendense Torres Novas Amiense Cartaxo Samora

Coruchense Glória Marinhais Porto Alto

4 4 4 4 4 4 4 4 4 4 4 4

Classificação 2 0 1 1 1 1

7ª jornada (17 Outubro)

Caxarias V. Gama Assentis Moçarriense

Nogueirense Monsanto Ac. Viseu Atl. Riachense Bf. C. Branco Oliv. Bairro Sourense Vigor Ág. Moradal Marinhense Tocha Gândara

DISTRITAL - DIVISÃO PRINCIPAL

6ª jornada Samora Ouriquense Benavente Mação U. Tomar Ouriense Jogo em atraso Fazendense

1. 2. 3. 4. 5. 6. 7. 8. 9. 10. 11. 12.

EMPATADOS

0 0 2 0 0 3

JOGOS

Tocha Marinhense Vigor Gândara Ág. Moradal BC Branco

VITÓRIAS

Classificação 3 2 1 6 1 2

VITÓRIAS

Atl. Riachense Monsanto Sourense Nogueirense Oliv. Bairro Ac. Viseu

3 3 3 3 0 0 0 0

A

Monsanto-Marinhense: Apesar da forte oposição de Índio, Jamerson acabou por marcar o golo inaugural

3ª Nacional - Série D

Riachense e Monsanto com grande início de campeonato A vitória fácil sobre o União da Tocha provou que a relva do Campo Coronel Mário Cunha está para o Riachense como os espinafres estão para o Popeye. Foi , de fac to, com marcante superioridade que os alvi-negros ultrapassaram o adversário vindo do concelho de Cantanhede, com especial ênfase para o regresso à forma plena da brigada centrocampista Moita-CariocaLemos-Emerson. O Riachense dominou todo o jogo e o resultado poderia facilmente ter descambado numa goleada histórica, observando-se bolas na barra e mal-empregados momentos flagrantes de golo para todos os gostos. Não se pode desvalorizar, claro, os três golos de

Santana, Carioca e Emerson, que prolongaram a invencibilidade da equipa de Nando Costa em casa e a fizeram ascender a um meritório 4.º lugar. O campeão distrital está a impor respeito na série C. Mas o evento pode ter provado também aquilo os responsáveis do Monsanto apregoaram na semana passada: que a derrota da sua equipa frente ao Tocha pode não ter passado de um equívoco. Nesta jornada, também de volta às vitórias, o Monsanto bateu o Marinhense no Municipal de Alcanena. Apesar de demonstrar desde o início que tinha preparado uma busca incessante de golos, apenas na segunda parte o Monsanto marcou os dois golos da vitória. Logo no

regresso dos balneários, Jamerson tratou de fazer o que sabe melhor, com um golo fácil na conclusão de um cruzamento. O segundo tento apareceu apenas nos descontos, através de Pedro Emanuel, que ditou a sentença da sua ex-equipa ao aproveitar a subida desesperada e mal calculada do guarda-redes opositor à área do Monsanto. A equipa de Rui Gorriz apanhou assim o Ac. Viseu no 2.º lugar, que perdeu em casa com o Benfica de Castelo Branco. O líder, o Nogueirense, voltou a golear, desta vez o Gândara por uma cilíndrica meia dúzia de golos. O Gândara colase ao fundo, com um pleno de derrotas e ainda sem um único golo. A próxima jornada é no

domingo, dia 24, já que vai haver um intervalo para a Taça de Portugal. O Monsanto vai a casa do Vigor e Mocidade, que esta semana conseguiu a sua segunda vitória seguida, frente ao Sourense. Os monsantenses só querem vencer e ficarão com um olho no jogo do Nogueirense em Viseu, a partir de onde poderão chegar à liderança (se o Nogueirense perder, o que é difícil) ou ficar isolados no 2.º lugar (se o Ac. Viseu perder, que é o mais provável). O Riachense desloca-se à Marinha Grande para encontrar os seus semelhantes (no que ao equipamento diz respeito). É de prever um Marinhense muito aguerrido, que ficará em risco de desmotivação caso volte a perder.


FUTEBOL | DESPORTO 33

O Ribatejo 15 | Outubro | 2010

Divisão Principal Distrital

Jornada de empates A

C. Ferroviária-U. Abrantina: A equipa de Abrantes soube suster a forte pressão dos entroncamentenses até ao fim do jogo

Divisão Secundária Distrital

Golos com fartura e Abrantina na frente Série A - A única equipa com o pleno de vitórias na única série que já leva dois jogos realizados, é o União Abrantina. Segue no consequente primeiro lugar, depois de ter vencido o Cidade Ferroviários no seu jogo de estreia e no seu próprio reduto. O Ferreira do Zêzere surpreendeu ao golear na Chamusca os unionistas locais, brindando-os com chapa cinco. O Goleganense também marcou muitos golos na sua primeira vitória no campeonato, em casa frente ao Tramagal. O Meiaviense bateu os vizinhos do Atalaiense e igualou-os na pontuação, enquanto o Alferrarede descansou. No próximo domingo, descansa o U. Abrantina, enquanto se realizam os seguintes encontros: F. Zêzere-C. Ferroviária, Atalaiense-Goleganense, Tramagal-U. Chamusca e Alferrarede-Meiaviense. Série B – Na jornada inaugural houve duas vitórias com o mesmo resultado, que deixaram o Caxarias e o Moçarriense na frente. O primeiro bateu o Pernes e o segun-

do sobrepôs-se ao Mindende, ambos em casa. O Assentis empatou a uma bola com os Caixeiros de Santarém, enquanto o Vasco da Gama obteve o mesmo resultado frente ao Cercal. Na 2 .ª j o r n a d a , o Caxarias joga com os vizinhos do Cercal, o Pernes recebe o Moçarriense, o Empregados do Comércio joga em casa com o Vasco da Gama e o Assentis vai a Minde. Série C – No grupo em que houve muitos golos e nenhum empate, o Glória sobressaiu ao arrancar o campeonato com um resultado glorioso: 5-0 ao Pontével. O Salvaterrense venceu no estádio José Peseiro, ante o Coruchense, que assim manchou o seu regresso à actividade competitiva. O Marinhais derrotou o U. Almeirim, enquanto o Porto Alto fez o mesmo no dérbi ante o Barrosense. No domingo, o calendário contempla os encontros seguintes: Salvaterrense-Porto Alto, Pontével-Coruchense, U. Almeirim-Glória e Barrosense-Marinhais.

Voltaram os empates à Divisão Principal, numa jornada em que os ditos principais candidatos à conquista do título mais não conseguiram do que o rendimento mínimo de um ponto. Dos quatro primeiros classificados, apenas se safou o Fazendense, ao bater o Ouriquense, conseguindo isolar-se no 2.º posto e igualar o Cartaxo em número de vitórias. A equipa de Fazendas de Almeirim, orientada por Filipe Rego, não se fez rogada em Vila Chã de Ourique, onde Batata, Zé Miguel e Morais (auto-golo) marcaram os três golos que valeram a quarta vitória consecutiva nas primeiras seis jornadas. Uma recuperação fantástica, sem dúvida, de um Fazendense que começou o campeonato com uma derrota e um empate. Por seu lado, o Ouriquense está com uma classificação cada vez mais complicada. Ainda no topo da classificação, agora com apenas um ponto de vantagem, o Cartaxo esteve bem perto de sofrer a sua primeira derrota, em Tomar. Os unionistas da casa marcaram logo aos quatro minutos por intermédio de Hugo e deram boa luta considerando o fraco início de campeonato. Mas os “tintos” nunca deram a causa por perdida e, depois

A U. Tomar-Cartaxo: Os segundos finais livraram o Cartaxo da sua primeira derrota

de um jogo bem disputado (diz quem viu que ambas as equipas tiveram oportunidades para vencer), o empate veio de Ruas, já em tempo de compensação. O Pego será talvez a equipa que até agora está a cumprir melhor os seus objectivos. Depois de vencer todos os jogos disputados em casa, o esquadrão de Fernando Costa voltou a somar um ponto fora, em Ourém. Ainda assim deixou escapar

o 2.º lugar para o Fazendense e estacionou logo abaixo. Frente ao Pego, o Ouriense também demonstrou estabilidade e saldo positivo, atingindo o seu quinto empate em seis jogos, nos quais nunca perdeu. Marco Pereira marcou para o Atlético Ouriense e Hugo Emídio para os pegachos. Surpreendente contagem de empates tem também o Torres Novas que, ainda assim, tem nesta altura mais

pontos do que golos (o dobro). Em Benavente, Bruno Pedro colocou os da casa em vantagem, mas Renato foi o responsável pela partilha dos pontos com o Torres Novas. O Mação venceu pela segunda vez, igualando o Ouriense e o Benavente no 5.º lugar. Na recepção ao Amiense, Bocas foi o autor da vantagem mínima para a equipa da terra dos presuntos. Em Samora Correia, fezse a festa da primeira vitória dos axadrezados, frente ao Alcanenense, num jogo em que Sandro e Cardoso fizeram o gosto ao pé. O Alcanenense ocupa sozinho a última posição, uma situação que já não conhecia há alguns anos. Na próxima jornada, o Cartaxo, que não se pode descuidar sob pena de perder a liderança, recebe o Ouriense, que irá tentar somar mais um ponto. O Fazendense recebe o Benavente enquanto o Pego volta a jogar fora, desta vez em Samora. O Torres Novas, sedento por uma vitória, recebe o Mação, uma maçã dura de roer e que, se vencer, ultrapassa os “amarelos” na classificação. O U. Tomar vai ter, como de costume, a tarefa difícil em Amiais de Baixo. Por fim, há um encontro entre últimos: Ouriquense e Alcanenense não querem perder a esperança tão cedo.

Taça da Liga

Fátima faz suar Beira-Mar O Fátima ficou incumbido da tarefa de receber o Beira-Mar, equipa da Liga Zon Sagres que entrou directamente nesta 2.ª fase da Taça Liga. A equipa de Diamantino Miranda chega a à eliminatória depois de dois empates com o Feirense e o Moreirense e uma vitória contra o Gil Vicente na 1.ª fase da prova. O jogo foi animado, com ritmos diferentes em alturas diferentes do decorrer da partida. A equipa aveirense entrou mais forte,

atendendo ao seu estatuto, e marcou muito cedo, por intermédio de Leandro Tatu. Mas o domínio foi repartido a partir daí, quando o Fátima passou a olhar de frente o seu adversário do escalão superior. Por várias vezes até ficou perto de conseguir surpreender as hostes governadas por Leonardo Jardim. Mais uma vez, Diamantino Miranda foi o arquitecto da recuperação do Fátima, fazendo as substituições certas que iriam dar vida à sua equipa.

André Carvalhas e Yartey entraram bem e abanaram a defensiva do Beira-Mar. Foio segundo (por sinal, um ex-Beira-Mar) quem concretizou a vontade do empate, a vinte minutos do fim. Moral da história: empate justo, em que a vitória não ficava mal a qualquer uma das equipas. Especial mérito para o Fátima - por ser do escalão inferior - mas vantagem para o Beira-Mar, que parte à frente para a 2.ª mão da eliminatória, uma vez que marcou fora (em

caso de empate, golo fora atribui a vitória).

Carregado para a Taça O cheirinho da emoção das competições a eliminar prolonga-se. No domingo é a vez da 3.ª eliminatória da Taça de Portugal, com o Fátima a visitar o Carregado, equipa que foi despromovida este ano à 2.ª Divisão Nacional. O favoritismo vai para a turma fatimense, que almeja chegar à 4.ª eliminatória, onde já só estarão 32 equipas.


34 DESPORTO | MODALIDADES

O Ribatejo 15 | Outubro | 2010

Hóquei Clube de Santarém

Iniciados vencem em Coimbra A equipa de iniciados do Hóquei Clube de Santarém (HCS) estreou-se da melhor maneira no campeonato regional deste escalão, ao vencer fora a Académica de Coimbra por 5-1, no passado fim-desemana. Os jovens scalabitanos resolveram o jogo na primeira parte e foram para o intervalo com uma vantagem de 4-0. A segunda metade serviu para rodar a equipa, sem grande esforço. Este resultado dá alento ao HCS para o campeonato, onde o objectivo traçado é a participação nos nacionais, uma tarefa que será difícil mas não impossí-

vel de alcançar. Também os escolares iniciaram a sua prova de convívios regionais, que irá durar até Maio do próximo ano, tendo empatado com o Sporting de Tomar a quatro golos. No sábado, dia 16, os infantis e os juvenis recebem em Santarém a Académica de Coimbra, às 14 e 16h15, respectivamente. No domingo, 17, os benjamins e os escolares jogam em Oliveira do Hospital, às 16h30 e 15h30, respectivamente, ao passo que o iniciados recebem o Alcobaça na nave desportiva municipal de Santarém, às 10 horas.

A Tenistas do Entroncamento tiveram uma prestação positiva

Torneio de ténis em Abrantes O Clube Lazer, Aventura e Competição (CLAC) do Entroncamento foi o clube que mais atletas levou a participar no torneio de ténis “Abrantes Cup 2010”, no escalão sub16, que se realizou no passa-

do fim-de-semana, 9 e 10 de Outubro, nos courts da cidade abrantina. A comitiva do entroncamento foi formada pelos atletas Tiago Rabaça, Iven Bretes, Francisco Arez, Francisco Monteiro,

Tiago Raimundo, Eduardo Boavida, Samuel Bernardino e João Salgado. Em termos de resultados individuais, destaque para as prestações de Ivan Bretes, que chegou aos quartos de final, e para Tiago

Rabaça, foi eliminado na meia-final, num jogo bastante disputado. No conjunto, os resultados foram positivos pois os restantes jovens tenistas também ultrapassaram várias rondas iniciais.

NOTARIADO PORTUGUÊS CARTÓRIO DE SANTARÉM A CARGO DA NOTÁRIA ISABEL MARIA RAIMUNDO DE OLIVEIRA FILIPE BATISTA MARQUES.

CRÉDITOS PAU LO N I ZA * CRÉDITO RÁPIDO P/ INÍCIO DO SEU NEGÓCIO Taeg desde 7,00%

* CRÉDITO PESSOAL OU CARTÃO DE CRÉDITO C/ ASSINATURA DE 1 SÓ TITULAR, SE CASADO Taeg desde 12,06%

* CRÉDITO CONSOLIDADO COM E SEM HIPOTECA C/ REDUÇÃO ATÉ 60% DO ENCARGO MENSAL Taeg desde 6,59%

* CRÉDITO COM GARANTIA DO SEU AUTOMÓVEL E NEGÓCIOS AUTO ENTRE PARTICULARES Taeg desde 18,52%

* LINHAS DE CRÉDITO COM APOIO DO ESTADO PARA INÍCIO DO SEU NEGÓCIO E PARA EMPRESAS JÁ EXISTENTES Taeg desde 2,50%

ARRENDA-SE

Espaço para escritório/ Serviços c/ 80 m2 Qualquer actividade - Em openspace, Totalmente Remodelado

* CRÉDITO HABITAÇÃO E TRANSFERÊNCIAS COM REDUÇÃO DA SUA PRESTAÇÃO MENSAL E POSSIBILIDADE DE TAXA FIXA

Eu Isabel Maria Raimundo de Oliveira Filipe Batista Marques, Notária do Cartório Notarial de Isabel Marques, na cidade de Santarém, CERTIFICO, para efeitos de publicação que por escritura de vinte e oito de Setembro de dois mil e dez, lavrada de folhas catorze a folhas dezasseis, no livro de notas para escrituras diversas número duzentos e um - A, deste Cartório. MANUEL PINHEIRO FERREIRA, casado, natural da freguesia de Alcanede, concelho de Santarém, residente na Rua Dr. Silvino Sequeira, n.º 148, Gançaria, Santarém, na qualidade de procurador de JOÃO MARIA FERREIRA, contribuinte fiscal 161 456 286, solteiro, maior, natural da dita freguesia de Alcanede, residente no Lar dos Irmãos Henriques, Rua da Fonte, n.º 11, Casal da Velha, Alcobertas, Rio Maior, no uso de poderes conferidos em procuração que se encontra arquivada a instruir aquela mesma escritura, outorgou uma escritura de JUSTIFICAÇÃO na qual com exclusão de outrem, o seu representado, se afirma dono e legítimo possuidor do seguinte: UM - Prédio rústico, composto de cultura arvense, oliveiras, montado de sobro, serra e pastagem ou pasto, com a área de dois mil setecentos e vinte metros quadrados, a confrontar de Norte com Armando Frazão Bonifácio, de Sul com Ramiro Maria Frazão, de Nascente com Herdeiros de Júlia de Jesus e de Poente com Eduardo Manuel da Piedade Santos, sito em Barbinos, freguesia de Alcobertas, concelho de Rio Maior, omisso na Conservatória do Registo Predial de Rio Maior e inscrito na respectiva matriz sob o artigo 292 da secção L, com o valor patrimonial tributário para IMI de € 122,96 e para IMT de € 328,57, valor este que lhe atribui. DOIS - Um quinto indiviso, que é o que o seu representado possui, do prédio rústico, composto de olival, sobreiros, solo subjacente de cultura arvense em olival, cultura arvense de sequeiro, figueiras, macieiras e oliveiras, com a área total de dois mil e oitocentos metros quadrados, a confrontar no todo de norte e do sul com estrada, do nascente com Suzete da Conceição Pereira e Maria da Conceição Pereira de Sousa e do poente com Eduardo Manuel da Piedade Santos, sito em Taipa, freguesia de Alcanede, concelho de Santarém, omisso na Conservatória do Registo Predial de Santarém e inscrito na respectiva matriz sob o artigo 100 da Secção BB, com o valor patrimonial tributário correspondente à citada fracção para IMI de € 37,69 e para IMT de € 95,28, valor este que lhe atribui. Que o prédio indicado em UM e a fracção indivisa do prédio indicado em DOIS, vieram à posse do seu representado, João Maria Ferreira, por volta do ano mil novecentos e oitenta e quatro, por doação verbal de Joaquim Alonso Ferreira e Adelina Maria, casados sob o regime da comunhão geral, residentes que foram no lugar e freguesia de Gançaria, concelho de Santarém, pais do ora justificante, não tendo no entanto reduzido a escritura pública a referida doação verbal. Que, sobre estes identificados bens, o seu representado, exerceu sempre, uma posse de boa-fé, contínua, pacífica e pública, à vista e com conhecimento de toda a gente, sem oposição de quem quer que seja, pagando os respectivos impostos, tudo isto por um lapso de tempo superior a vinte anos, pelo que, se pode dizer que adquiriu o dito prédio indicado em UM e a fracção do mencionado em DOIS por usucapião, modo este de aquisição que aqui se invoca expressamente. Que, assim, o seu representado, justifica por este meio o seu direito de propriedade sobre aqueles bens. ESTÁ CONFORME. Cartório Notarial de Isabel Marques, vinte e oito de Setembro de dois mil e dez.

Taeg desde 5,1994%

A Notária, (Isabel Maria Raimundo de Oliveira Filipe Batista Marques)

* CONTACTE-NOS MESMO QUE TENHA

(em Jornal “O Ribatejo”, edição n.º 1302 de 15.10.2010)

PROBLEMAS BANCÁRIOS, POIS EM MUITOS CASOS AINDA TEMOS A SOLUÇÃO

TRESPASSA-SE

www.pauloniza.pt

Centro Cidade Santarém

Urb. Vila das Taipas. Lt.4 – r/c Drt. 2080-067 Almeirim

Contacto: 96 210 87 61

E-mail: geral@pauloniza.com

Telf.: 243 579 296

Telm. 938 879 678

CAFÉ EM

S. JOÃO DA RIBEIRA CONTACTO:

(RIO MAIOR)

243 949 159


MODALIDADES | DESPORTO 35

O Ribatejo 15 | Outubro | 2010

Hóquei em patins - 2ª divisão nacional

1ª Jornada da época 2010 / 2011

“Tigres” de Almeirim lideram isolados

Resultados do Inatel

Com duas jornadas disputadas, o Hóquei Clube “Os Tigres” já lidera o campeonato nacional da 2ª divisão – zona sul. Num grande jogo de hóquei em patins, a equipa almeirinense venceu por 9-7 no terreno do Liga MR Algés, e é o único clube que conta por vitórias os dois jogos já disputados. Os golos dos Tigres foram marcados por Bruno Ribeiro (3), Bruno Januário

(3), Ricardo Silva (2) e Rui Cova. A outra equipa do distrito, a Juventude Ouriense, conseguiu uma excelente vitória por 3-2 no terreno do CA Campo Ourique e soma agora quatro pontos, tendo ascendido ao grupo dos segundos classificados. Na próxima jornada, no sábado, 16 de Outubro, as duas formações ribatejanas encontram-se em Ourém, às 21 horas.

Grupo A: Ortiga 1 – Envendos 2, Arreciadas 1 – Sentieiras 1, Carvoeiro 0 – Casais Ravelhos 1, e Alvega 5 – São Facundo 0. Comandam Alvega, Casais Ravelhos e Envendos. Grupo B: Olival 2 – Rio de Moinhos 1, Lobos do Carvalhal 1 – Sabacheira 0, e Seiça 5 – Bairro 0. Folgou a Amoreira. Comandam Seiça, Olival e Lobos do Carvalhal. Grupo C: Ulme 0 – Alvitejo 4, Parreira 2 – Carregueira 1, e Vale de Cavalos 3 – Tancos 0. Folgou o Alcanhões. Comandam Alvitejo,

Vale de Cavalos e Parreira. Grupo D: Raposa 1 – Benfica do Ribatejo 1, Vale de Santarém 3 – Zebrinho 0, e Paço dos Negros 3 – Juve S. Domingos 0. Folgou o Granho. Comandam Paço dos Negros e Vale de Santarém. Grupo E: Assentiz 0 – Alcobertas 2, Alencalense 1 – Almoster 5, e Arrouquelas 0 – Casal da Charneca 2. Folgou o Vilanovense. Comandam Almoster, Alcobertas e Casal da Charneca. Grupo F: Valada 0 – Ereira 0, Vale da Pinta 3 – Lapa 3, e Tigres

do Cartaxo 1 – Vale da Pedra 1. Folgou o Quebradas. Grupo G: Fajarda 1 – Carapuções 1, CB Samora Correia 0 – Foros de Salvaterra 1, e Rebocho 0 – Fazendas Figueiras 2. Folgou a Malhada Alta. Comandam Fazendas Figueiras e Foros de Salvaterra. Grupo H: Azervadinha 2 – Volta do Vale 1, Cortiçadas de Lavre 0 – Montinhos Pegos 1, Valverde 1 – Santana do Mato 4, e Santa Justa 6 – Foros Lagoiços 0. Comandam Santa Justa, Santana do Mato, Azervadinha e Montinhos Pegos.

Basquetebol

EDIÇÃO DOS 20 KMS DE ALMEIRIM REALIZA-SE A 23 DE OUTUBRO

Santarém Basket entra com quatro vitórias As equipas dos escalões de formação do Santarém Basket estrearam-se nas competições oficiais da época 2010 / 2011 com quatro vitórias e uma derrota, resultados do dia 5 de Outubro e do passado fim-desemana. Em jornada dupla, os sub14 femininos perderam em casa frente ao CD Torres Novas por 33-56, e foram vencer no pavilhão do CD Amiense por 69-47.

Os sub14 masculinos bateram o CD Torres Novas em Santarém por 89-53, e o Benavente por 55-34. Os sub16 femininos venceram fora o Rio Maior Basket por 60-47. No sábado, 12 de Outubro, esta equipa visita o terreno do Amiense, às 18h30, ao passo que as sub12 femininas deslocamse a Torres Novas para defrontar a UDR Zona Alta às 14h30.

Lazer

CLAC organiza caminhadas de longa distância O Clube de Lazer, Aventura e Competição (CLAC) do Entroncamento está a organizar a caminhada de longa distância “Ultra Rota dos Templários”, que se realiza no próximo dia 23 de Outubro. A iniciativa “é uma actividade desportiva dirigida aos caminheiros nacionais e a todos aqueles que fazem da marcha e do andar uma excelente forma de praticar desporto”, salienta o CLAC em comunicado, explicando que a rota tem dois níveis de parti-

cipação: uma mini-versão que liga o Entroncamento a Constância, sempre por espaços rurais passando pela Barquinha, Tancos e castelo de Almourol, e uma versão mais longa, que aproveita os trilhos da primeira e depois, após o almoço, percorre os trilhos ao longo do Rio Tejo até regressar ao Entroncamento. “Estão previstos tempos de 4h30 e 11 horas, respectivamente, para completar os percursos”, salienta a organização.

Atleta de Salvaterra de Magos

António Henriques é campeão de BTT António Henriques, natural de Salvaterra de Magos, sagrou-se campeão ibérico de 24 horas BTT, na categoria solo masculina do troféu “PTopenXCR”, ao alcançar o 1º lugar na prova derradeira, que se realizou em Manteigas, no skiparque do Sameiro, no dia 3 de Outubro. O “PTopenXCR” disputou-se em qua-

tro desafios realizados em circuito fechado, durante 24 horas, com distâncias nunca superiores a 13 quilómetros. O campeão apurou-se mediante a soma de pontos em cada uma das provas. O esforço de António Henriques, que representa a equipa da BarboRacing / Polisport, foi recompensado depois de muitas horas

a pedalar ao frio, sob temperaturas baixíssimas, a rondar os 3ºc, e mais tarde sob temperaturas elevadíssimas, como em Proença a Nova e Castelo Branco, totalizando mais de 1.000 quilómetros em 84 horas de provas. O jovem de Salvaterra de Magos tornou-se o primeiro português a sagrar-se campeão ibérico nesta prova.

Congresso de sportinguistas O Núcleo Sportinguista de Alferrarede, concelho de Abrantes, vai ser responsável pela organização do I congresso dos núcleos

do Sporting Clube de Portugal, uma grande reunião nacional que se irá realizar em 2012. A candidatura foi apresentada no passado

fim-de-semana em Castelo Branco, durante o XII encontro nacional destes núcleos, e foi aceite por unanimidade.

A 24ª edição da prova de atletismo “20 kms de Almeirim / Troféu Spiridon” corre-se no próximo dia 23 de Outubro, sábado, a partir das 16 horas. Paralelamente à corrida principal, uma das mais emblemáticas do país, realiza-se também a miniprova num percurso urbano de cinco quilómetros. No final, haverá uma confraternização à volta da sopa da pedra, onde será servido aos participantes este prato típico do concelho, acompanhado de “caralhotas”, fruta e vinho de Almeirim. A organização é da Associação 20Kms de Almeirim.

PROVA DO REGIONAL DE MOTOCROSS EM ALQUEIDÃO A pista de Alqueidão, concelho de Torres Novas, vai receber uma prova do campeonato regional centro / sul de motocross no próximo domingo, 17 de Outubro. Nesta prova, onde são aguardados cerca de cem pilotos, serão disputadas mangas nas classes de elite, MX2, MX1, cadetes (iniciados) 85cc, minis 65cc e 50cc e amadores. O período da manhã será dedicado aos treinos livres, a partir das 10 horas, ao passo que as mangas pontuáveis começam a ser disputadas a partir das 14 horas, com o espectáculo a que os pilotos já habituaram o público.


36

O Ribatejo

Workshop de cerâmica em Torres Novas

culturas

15 | Outubro | 2010

O cineclube de Torres Novas promove dia 17 de Outubro, a partir das 10h00, um workshop de cerâmica tendo como tema os 150 anos do Tratado de Amizade entre Portugal e Japão. Saiba mais através de cineclube.torresnovas@gmail.com.

destaques

Dança e música com perfume a tango no Teatro Sá da Bandeira em Santarém “Perfume de Tango”, o espectáculo de dança do grupo Mariel Martinez Quintet chega ao Teatro Sá da Bandeira, em Santarém, dia 16 de Outubro, às 21h30. Uma proposta “tanguera” que mostra as mais clássicas raízes da música da Argentina, desde a melodia da música, às cores vivas e apaixonantes, à forma de dançar que se revela através do corpo. Na voz Mariel Martinez, de Buenos Aires acompanhada pela guitarra de Alejandro Picciano, carregada de ecos de jazz, e a nostalgia do “bandoneóna” de Carlos Quilici com um toque natural de improvisação. Na dança, Alejandra Capello e Javier Carrizo, oriundos de Buenos Aires, vão mostrar lhe uma outra dimensão do tango através de um modo de dançar apaixonante. Um espectaculo de dança único, para ver no Teatro Sá da Bandeira, em Santarém, dia 16 de Outubro, às 21h30.

Sevilhanas em Benavente Música no Theatro Bar em Tomar

Benavente promove o primeiro encontro de escolas de sevilhanas, dia 16 de Outubro, às 21h30, no cine-teatro de Benavente. Uma iniciativa organizada pelo grupo de Sevilhanas dos Bombeiros Voluntários de Benavente e que pretende envolver o público em ge-

ral, na magia, forma de dançar e paixão que a dança sevilhana traduz. Participam neste encontro os grupos de Samora Correia, Arruda dos Vinhos, Alcochete, Castanheira Sarilhos Pequenos e Benavente. Uma iniciativa para ver dia 16 de Outubro, às 21h30, em Benavente.

O Theatro bar, no cineteatro Paraíso, em Tomar regressa à noite com muita música. Dj Pipo será o primeiro a animar as noites de Outono, dia 15 de Outubro, às 00h30 e dia 16, será dia de concerto com “The Chamber” a prometer uma grande noite de música, a partir da 23h30. Para encerrar a noite, dj Bad Choice animará os presentes até altas horas da manhã. São as noites de música que regressam ao Theatro Bar, em Tomar, já a partir de 16 de Outubro.

“Os Direitos dos Palhaços” Os palhaços também têm direitos? É que pode ficar a saber no dia 17 de Outubro, às 16h00 no auditório do Círculo Cultural Scalabitano, em Santarém. Esta produção do Veto Teatro Oficina apresenta um espectáculo em que o Pantufa reivindica os seus direitos, os quais só o Ernesto parece ser capaz de compreender, ou talvez não! A verdade ao certo ninguém sabe, pois com estes dois palhaços até o que parece impossível pode acontecer. Espectáculos que dão continuidade ao ciclo de teatro infantil, dia 17 de Outubro com a peça “Os Direitos dos Palhaços”, dia 24 de Outubro com “Não Faças Isso Zé Zé” e dia 31 de Outubro com “A Água Também se Lava”. O Ribatejo quer levá-lo ao teatro e tem para oferecer cinco convites aos primeiros cinco leitores a contactar o jornal através do 243 309 600.

roteiro cinemas SANTARÉM W Shopping - Cinemas

18h50, 21h10 e às 00h00* (6ª e sábado).

Tel: 707220220

Castello Lopes 1

Castello Lopes 2

Adoro-te...À distância

Hachiko - Amigo para sempre

Comédia (M12) - Erin e Garret conhecem-se, uma noite, num bar e acordam juntos na manhã seguinte. Ambos sentem uma enorme química, mas pensam que será apenas um romance de Verão. Sessões às 13h10*, 16h00,

Drama (M12) - Hachiko é um cão especial, com a alcunha de “Hachi”, e acompanha o seu dono Parker, um professor universitário, todos os dias, até a estação de comboios para o ver partir, retor-

nando à estação, todas as tardes para cumprimentá-lo ao final de cada dia.Sessões às 13h30*, 16h20, 18h40, 21h00 e às 23h40* (6ª e sábado).

Castello Lopes 3 Residente Evil: Ressurreição 3D Terror (M12) -Num Mundo devastado por um vírus que torna as suas vítimas em zombies, a bela e mortal Ali-

∑ ce continua a sua procura por sobreviventes. Sessões às 21h20 e 23h50(6ª e sábado)

A lenda dos guardiões 3D Animação (M6) - Soren é um jovem mocho que adora as histórias que o seu pai lhe conta sobre os Guardiões de Ga’Hoole, um mítico bando de guerreiros que defendem toda a nação dos mochos

contra os temíveis Pure Ones. O grande sonho de Soren é juntar-se ao seus heróis, ao contrário do seu irmão mais velho, Kludd, que apenas ridiculariza a ideia.Sessões às 12h40, 14h50, 17h00 e 19h10

Castello Lopes 4

filho, que havia sido raptado. Mas, por entre o frenesim mediático da foto do reencontro, ela apercebe-se que aquela criança não é o seu filho.Sessões às 13h20, 16h10, 19h00, 21h50 e às 00h15* (6ª e sábado).

A Troca

Castello Lopes 5

Drama (M12) - As orações de Christine Collins são ouvidas quando é encontrado o seu

Jantar de Idiotas Comédia (M12) - A história de Tim, um executivo com gran-


O Ribatejo

CULTURAS 37

David Antunes e Olavo Bilac em Abrantes

15 | Outubro | 2010

A cervejaria Aquapolis, em Abrantes apresenta mais uma noite de música ao vivo com a banda David Antunes & The Midnight Band. Desta vez o convidado especial é o cantor Olavo Bilac. Dia 16 de Outubro, a partir das 23h00. Entradas gratuitas.

exposições

Vai acontecer...

Música

Torres Novas

“Carmen” um espectáculo multidisciplinar no Cartaxo

Taacto

Exposição de artes plásticas da artista Stephenie Oliveira. Uma exposição que pode ser visitada diariamente na Rua da Trindade, 15/17, junto à Farmácia Central em Torres Novas.

Dia 16 de Outubro, às 21h30, a Sociedade Filarmónica Cartaxense regressa ao Centro Cultural do Cartaxo para surpreender com o espectáculo Carmen. Um momento que reúne a banda, o Grupo Coral Alla Brévis e a escola de ballet da Sociedade Filarmónica Cartaxense, com a participação especial do coro da Sociedade Recreativa e Musical da Pedreira, revelando um espectáculo multidisciplinar único com a conjugação de diferentes composições. nInstrumentos, voz coral e coreografia numa única união inspirada na ópera de Georges Bizet (1875) para ver no Centro Cultural do Cartaxo. Espectáculo com entrada livre.

Constância República

“Constância em 1910” está patente ao público na Antiga Cadeia, em Constância, até 20 de Dezembro. Uma mostra inserida nas Comemorações do Centenário da República. Uma exposição que resulta dos trabalhos realizados pelos alunos de Constância.

Cartaxo

Fotografia Exposição “Cartaxo - da Monarquia à República”, organizada pela Associação Eco-Cartaxo e Pulsar - Associação de Animação Cultural, que pretende assinalar os cem anos da República em Portugal. Para ver na Galeria Pintor José Tagarro.

Câmara Lenta - por Francisco Maia

Tomar

Exposição Entre Outubro e Dezembro, o que se poderá ver, segundo Jorge Calado, são “paisagens sem bichos e bichos sem paisagens. E há desenhos com animais: as linhas rectas dos bicos das aves, as linhas curvas da tromba e do marfim do elefante, a margem do lago definida pela linha de flamingos.” Na Galeria dos Paços do Concelho.

Santarém

União Europeia Exposição “1986-2006 – Portugal e Espanha, 20 anos de integração europeia”, no W Shopping, em Santarém.

Hachiko. Ligação animal. Este relativamente desconhecido filme, é sem duvida um dos filmes mais surpreendentemente tocantes e belos dos últimos tempos. Baseado numa historia verídica passada no Japão, conta-nos a historia da relação entre um cão e o seu dono. Realizado por Lasse Hallström e protagonizado por Richard Gere, conta com um elenco recheado de caras conhecidas, de especial nota, Jason Alexander, o “George” da série televisiva “Seinfeld”. Quase um filme de época natalícia e com especial encan-

to para quem tiver um fraquinho por animais, este filme apresenta-se como um dos melhores exemplos da ligação que pode

existir entre homem e animal. Concluindo, uma historia tocante e pessoal, e em geral um óptimo filme de família.

“Ti-Tó-Tis” dança e música para bebés

O Centro Cultural do Entroncamento apresenta dia 17 de Outubro, às 15h30, um espectáculo de dança e música para bebés “Ti-Tó-Tis” da Companhia Dançarte. Este espectáculo oferece a dança e a música num

contexto pensado ao pormenor, onde a luz, o som, o cenário e a imagem se interligam e criam momentos lúdicos e imaginários únicos. Para ver dia 17 de Outubro, às 15h30 no Centro Cultural do Entroncamento.

Mação com bandas em concerto Mação volta a integrar o projecto “Bandas em Concerto”, já a partir de dia 16 de Outubro, pelas 21h30, no cine-teatro municipal de Mação, numa iniciativa que contará com a participação da Sociedade Artística Musical dos Pousos. Esta iniciativa musical pretende mostrar a todos, o que de melhor se faz a nível instrumental na região centro, continuando assim este ciclo musical até ao ano de 2011. Depois da primeira actuação, a banda de Mação

volta a subir ao palco dia 20 de Novembro, à 21h30, com a Associação Recreativa e Musical Amigos da Branca e para terminar, dia 27 de Março de 2011, às 16h00, com a Banda Nova de Fermentelos.

roteiro cinemas des ambições de carreira que acaba de receber o seu primeiro convite para o “jantar de idiotas”, um evento mensal, realizado na própria casa do seu patrão, que confere ‘direito à basófia’ (e potencialmente mais) ao executivo que convidar o maior tótó. Sessões às 13h00, 15h50, 18h20, 21h40 e às 00h10* (6ª e sábado).

Castello Lopes 6

e sábado).

21h500 e 00h15

Comer Orar Amar Drama (M12) - Liz Gilbert é uma mulher moderna que, após o divórcio, decide fazer uma viagem pelo Mundo, de modo a redescobrir-se a si própria. Retira-se do trabalho pelo período de um ano e entra numa zona de risco, de forma a mudar a sua vida. Sessões às 12h50, 15h40, 18h30, 21h30 e às 00h20* (6ª

TORRES NOVAS

AZAMBUJA

Cine Teatro

Atrium

TORRES NOVAS

Lenda dos Guardiões 3D

Boy

Salt

TorreShopping

Animação (M6) - Sessões às 13h00, 15h10, 17h20 e 19h30

Drama (M16) - Um drama realizado por Nagisa Oshima. Um filme baseado num caso real.No outono de 1966, um casal com dois filhos praticou várias vezes uma fraude extorquindo dinheiro a automobilistas. Sessão dia 20 de Outubro, às 21h30.

Acção(M12) 21h30.

Sala 1

Comer Orar Amar Drama (M12) - Sessões às 12h50, 15h40, 18h30, 21h30 e 00h10 (6ª e sábado).

Sala 2 O aprendiz de feiticeiroDrama (M12) - Sessões às

Sala 3 A Cidade - digital Acção (M12) - Sessões às 1 12h4, 15h30, 18h20, 21h40 e 00h20

-

Sessão

às

RIO MAIOR Cine Teatro Karate Kid Acção/Drama(M12) - Sessão às 21h30, dias 14 e 15 de Outubro.


38 CULTURAS

televisão A noite do fim do mundo RTP1

O Ribatejo

Culinária Saudável em Azambuja

horóscopo carneiro 21/3 a 20/4

Período importante ao nível das mudanças que balança 24/9 a 23/10 deve enfrentar com coragem guardando-se de

Estabilidade afectiva quer pela manutenção e desenvolvimento de uma relação que muito aprecia, quer pela superação definitiva de sequelas de uma separação. Dê largas aos seus impulsos e actue com alegria e sem dramas. Semana em que será protegido e bem elogiado.

escorpião 24/10 a 22/11

gémeos 22/5 a 21/6

Não deve persistir em situações do passado, em especial quando tem que lutar contra a vontade das pessoas que gosta. Tenha coragem de deixála seguir o caminho que escolheu. O elemento masculino atravessa um melhor período, já mais seguro e também mais apoiado.

sagitário 23/11 a 20/12

O facto de superar alguns obstáculos não quer dizer que eles não se repitam. O ambiente à sua volta é favorável desde que faça as opções correctas. Esta semana pode contar com preciosas colaborações embora algumas não passem de intenções. Enfrente os problemas.

As cidades secretas da Amazónia

caranguejo 22/6 a 22/7

Dificuldades inesperadas no campo afectivo que tenderá a agravarem já que se sente um pouco cansado e desiludido. Não tome a parte pelo todo e tenha em conta que a vida social, esta semana, é portadora de momentos ilusórios. As suas opiniões não serão muito atendidas.

capricórnio 21/12 a 20/1

Bons momentos em que se sentirá jovem e apaixonado. Possibilidade de amor realizado no decurso de viagem. Não se penitencie se se sentir feliz, no caso de estar numa ligação não oficial. Seja bastante objectivo e não tome decisões meramente estéticas ou emocionais.

RTP2

leão 23/7 a 23/8

É necessário ser firme mas compreensivo. O tempo pode ser um factor importante na definição dos sentimentos da pessoa de quem gosta. Algumas atitudes poderão chocá-lo contudo não serão de todo inesperadas. Maior equilíbrio irá permitir atingir os seus objectivos.

aquário 21/1 a 19/2

Muito favorecidas as relações conjugais. Deve insistir bastante par obter o que deseja pois tem todas as possibilidades de o conseguir. Evite fechar negócio ou fazer acordos durante este período mesmo que isso lhe custe muito. De facto, a sorte está em saber como adiar.

Possibilidade de chegar ao seu conhecimento uma situação que ignorava e que pode fazer modificações um tanto brutais na sua vida. Tome decisões mas evite ser muito exuberante ou agressivo. Fim de um trabalho com êxito, e começo de um outro com mais exigência.

peixes 20/2 a 20/3

touro 21/4 a 21/5

Segunda, 18 de Outubro, 21h00

Ao longo dos séculos, um grande número de exploradores tentou descobrir as civilizações perdidas, escondidas na Amazónia. Actualmente uma nova geração de cientistas e exploradores revivem as teorias da cidade perdida de “El Dorado”, reflexo do poderoso império Inca. Um documentário único dedicado ao fascínio das cidades secretas da Amazónia!

sorte

virgem 24/8 a 23/9

euromilhões 9 |30 | 35 | 39 | 46| 6 | 8

totobola

212x1x21211x1 Super 14. Mafra - Atlético 1-1

totoloto 5 | 8 | 10 | 13 | 28| 29 | 32

joker 2 .162 .283

situações conflituosas. Se pretende manter a sua ligação actual não tenha atitudes que sabe de antemão serem prejudicais. As divergências não constituem motivo para rupturas.

palavras cruzadas Marcos Cruz - Rede Expresso

Concurso nº 41/2010

Relações tensas no âmbito da conjugalidade. Pouca disponibilidade para dialogar sobre questões importantes. Forte sentido de conquista em situações que envolvam novidade. O plano material é o mais favorecido. Maior segurança nas opiniões e grande satisfação pessoal.

Não vale a pena tentar fugir de sentimentos fortes. Novo relacionamento em circunstâncias imprevistas mas curiosas. Embora a situação financeira não seja totalmente como deseja não deve inquietar-se muito neste domínio. Boas notícias estão em perspectiva.

sudoku

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11

7

7 9 3

4

8

1

2

6

6

5

VERTICAIS: 1. Tecido brilhante. Altas e Baixas na Galiza 2. Onde se trabalha barro. Nulo sem vogais 3. Tocada por Érato. Estratégico 4. Tem tudo para ser tia. Cavalicoques 5. Árvore que representa relações familiares 6. Transporta internacionalmente e por terra. Meio diâmetro 7. Desenvolvida 8. Cabo entre a França e o Mónaco. É quase eco. Para não o ser há que não vestir-lhe a pele 9. Primas más da foca. Tirano de António Lopes Ribeiro 10. É humano 11. Profissão de 007. Elevado.

5

6

3 7 7

1 3

Joe Cocker PVP:8,99€ Depois de mais de quarenta anos de carreira, Joe Cocker continua a ser um dos mais famosos cantores da actualidade. Os seus 21 discos de originais e os 4 discos ao vivo já lhe garantiram vários prémios, nomeadamente Grammys, Globos de Ouro e inclusivé um Oscar.

6

DVD Film Noir Bettina, Mark Keller, Roger Jackson PVP: 17,90€ Film Noir destina-se a entrar na restrita galeria dos filmes de culto e coloca o estreante D. Jud Jones e o co-realizador Risto Topaloski no top dos criadores de animação. Com este filme os arquétipos do film noir a preto e branco foram actualizados para os dias de hoje enaltecendo cores e alternando planos abertos e fechados no meio de um sombrio chiaroscuro.

5

8

4 7

6

5

2

3

9 9 4

2

3

8

1

3

25 | 32 | 39 | 41 | 43| 46| 7

9 1

9 9

CD Hard Knocks

5 4

5 4

4

HORIZONTAIS: 1. Fortalece o governo minoritário 2. Formada por poucos mas bons. São vários os litúrgicos 3. Dança napolitana 4. Grande fúria. Aqui está. Há quem o traga na barriga 5. Nota. Associada 6. Era a capital da Cazaria. Fugiu do Labirinto com asas de cera 7. Diz-se ao telefone. Como um pêro 8. Conceito matemático. Sofre metamorfoses 9. Seduz. Arte cinética 10. Nevoeiro denso em África 11. Foi para se apoderarem dele que os argonautas foram à Cólquida. Alternativa a oitenta.

António Feio PVP:13,43€ “Tenho um tumor gigante no pâncreas. Alguns dos tratamentos conseguiram reduzir um pouco o seu tamanho, mas não o suficiente para poder ser operado. Sei bem o que isso significa. Neste momento, e porque não há outra forma, vivo um dia de cada vez. Deixei de fazer planos para a frente. Não sei o que me espera no futuro, mas isso agora também não importa, o que interessa é o aqui e agora.”

4

6 7

5 1

LIVRO Aproveitem a vida

1

3

loto2 VERTICAIS: 1. cetim; rias 2. olaria; nl 3. lira; tático 4. ita; pilécas. 5. genealógica 6. TIR; raio 7. crescida 8. Ail; ec; lobo 9. otárias; pai 10. errar 11. espião; alto HORIZONTAIS: 1. coligação 2. elite; ritos 3. tarantela 4. ira; eis; rei 5. mi; parceira 6. Atil; Ícaro 7. alô; sã 8. integral; rã 9. alicia; Op 10. cacimba 11. Tosão; oito Soluções

Estes resultados não dispensam a consulta da lista oficial do Departamento de Jogos da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa

15 | Outubro | 2010

escaparate

Sentir-se-á cansado de lutar por sonhos que dificilmente vê concretizados. O seu julgamento levá-lo-á a rupturas mas estas só valerão a pena se forem meditadas e não impulsivas. Tem que ter a maior atenção para não sair prejudicado nos negócios desta semana.

Sábado, 16 de Outubro, 21h15

Maio de 1910. Portugal está em sobressalto político pela eminente Implantação da República. Cientistas e astrónomos de todo o Mundo anunciam que a Terra poderá colidir com a cauda do Cometa Halley na noite de 18 de Maio de 1910, noite essa a que muitos já chamam de “A Noite do Fim do Mundo”. É este facto que leva David Pereira, o jovem correspondente do Diário de Notícias em Mirandela, a ser convidado para trabalhar na redacção do jornal em Lisboa, para aí elaborar artigos sobre os 15 dias que antecedem a fatídica e anunciada colisão. Um retrato de época de uma sociedade em efervescência.

Azambuja promove um workshop de cozinha saudável, no âmbito das Comemorações do Dia Mundial da Alimentação, no próximo dia 16 de Outubro, às 10h00, no Centro Escolar de Alcoentre. O workshop “Culinária Saudável” conta com a participação do Chef Frederico Francisco, que irá confeccionar os pratos. Saiba mais através do telefone 263 400 496.

2

JOGO Racket Sports

9

PS3 PVP: 39,99€ Torna-te numa estrela do desporto, mostra o teu jogo em locais simbólicos como o Monte Fuji e o Central Park em Nova Iorque. Compete em cinco modalidades: ténis, pingue-pongue, badminton, squash e ténis de praia. T orna-te num atleta Racket Sports através de uma variedade de personagens modificáveis.

2

8 6

Só há uma regra: completar a grelha, de modo a que cada linha, cada coluna e cada bloco de 3x3 incluam os números de 1 a 9, sem repetições!


O Ribatejo 15 | Outubro | 2010

Passeio pedestre em Ourém “Ao longo da ribeira...com histórias da mourana” é o mote para o passeio pedestre a realizar dia 17 de Outubro, em Ourém, pelas 09h00. A concentração está marcada na Junta de Freguesia de Ribeira de Fárrio. Mais informações através de junta.farrio@sapo.pt.

Bailado

“Savalliana” com bailado no Virgínia A Companhia Nacional de Bailado (CBN) chega a Torres Novas, dia 16 de Outubro, pelas 21h30 ao Teatro Virgínia para apresentar mais um espectáculo de dança. “Savalliana”, uma criação de Rui Lopes Graça que remonta ao ano 2000 mostra através do bailado a essência do “ser humano como motor individual do imaginário colectivo” sempre desenvolvido através de uma visão pragmática da vida. Uma peça

repleta de ritmo e dinamismo, onde predomina a linguagem gestual ao som de música ibérica, dos séculos XVI e XVII, com movimentos contínuos, acrobáticas piruetas, onde se conjugam a graciosidade, a precisão coreográfica, o malabarismo e a perfeita coordenação do bailado. Um bailado que volta a distinguir a Companhia Nacional de Bailado e que termina a sua digressão em Torres Novas. Custo do bilhete 7,5 euros.

Teatro

“Debaixo da mesa”. Teatro para crianças

O Cine-Teatro São Pedro, em Alcanena, apresenta dia 17 de Outubro, às 11h00, o espectáculo “Debaixo da Mesa”, da Companhia Agnès Desfosses – ACTA. Uma peça de teatro destinada aos mais novos (crianças até 4 anos de idade), onde o público é levado ao fundo do mar. Uma

peça de teatro de proximidade onde interactividade é palavra de ordem, já que os mais pequenos vão ter de trepar, escavar, tocar, ouvir, rastejar, olhar e dançar. O preço do bilhete é de 5 euros e as reservas podem ser efectuadas através do telefone 249 889 115 ou do e-mail bilheteira@cineteatro.alcanena.pt.

39


40 COMERES & BEBERES | RESTAURANTES E ESPECIALIDADES SANTARÉM A GRELHA Especialidades Peixe Fresco, Bacalhau Assado com Magusto, Espetadas de Lulas com Gambas, Espetadas de carne Barrosã com Gambas e Ananás, Espetadas Mistas, Arroz de Feijoca, Bons Vinhos da Região Folga 2ª Feira Morada R. Ateneu Comercial, 1 r/c Esq. – Santarém Telefone. 243333348/ 243322636/ 917604488

QUINTAL DO BECO Especialidades Lulas fritas com camarão, Bife à Beco. Folga Domingo. Morada Beco dos Fiéis de Deus, nº 15, Santarém. Tel. 243391247.

O CANTINHO DOS SABORES Especialidade Bacalhau Assado com Açorda de Grelos Folga: Domingo. Morada Estrada Nacional 3, Alto do Vale, Vale de Santarém Tel. 243761268

O SALSA Especialidades Peixe Fresco, Carnes da Especialidade, Massinhas de Peixe, Açorda de Ovas Folga Domingo Aberto nos Feriados Morada EN 3 – Portela das Padeiras – Santarém Tel. 243351341 J F RESTAURANTE Especialidades Folhado de Perdiz, Bacalhau frito com Gambas e Coentros, Camarão com Risotto 3 queijos, Bifes do lombo, Cozinha Tradicional portuguesa Folga 3ª Feira Morada Jardim de Cima - Santarém Tel. 243302200 CASA CONDEÇO Especialidades Açorda de Bacalhau à Barrão, Molhinhos de Carneiro com Grão, Migas Ribatejanas c/ Bochechas de Porco Favas com Entrecosto Folga 2ª Feira Morada Rua do Alfageme, 41 – Ribeira de Santarém - Santarém Tel. 243326887 A CARROÇA Especialidades Bacalhau à Carroça; Bacalhau à Lagareiro, Bacalhau à Brás, Carne de porco à Alentejana, Petiscos (amêijoas, moelas, pica-pau) - Aberto todos os dias Morada Rua Principal – Advagar - Achete Tel. 243478216 LUÍS DO LEITÕES Especialidades Leitão assado à Bairrada, Bacalhau à Lagareiro, Grelhados variados Folga 2ª Feira Morada Rua Teófilo Braga, 10 - Santarém Tel. 243332102 O BACALHAU Especialidades Borrego à Casa, Bacalhau à Lagareiro, Peixe Fresco Folga 3ª feira à tarde Morada Rua S. Tiago Tremez Tel. 243479196 TABERNA DO QUINZENA Especialidades: Magusto com Bacalhau Assado, Pato Assado no Forno, Cozido à Portuguesa, Cabrito Assado no Forno, Pernil de Porco e Naco de Toiro Bravo Avinhado Folga Domingo Morada Taberna I - Rua Pedro Santarém, 93/95 - Santarém Tel. 243322804 Morada Taberna II – Cerco da Mecheira, 20 - Santarém Tel. 243333110 ADEGA DOS SABORES Especialidades Cabrito Assado no Forno, Bacalhau assado com batata a murro, Polvo à Lagareiro. Folga 5ª feira e domingo ao Jantar. Morada Rua 25 de Abril, 27 – Casa dos Pinheirinhos- Casal da Charneca – Almoster – Santarém. Tlm 916845000 MINA VELHA Especialidades: Bacalhau Assado com Magusto, Bacalhau c/ Broa, Massa à Barrão, Bife à Mina Velha, Posta à Mina Velha. Folga : Domingo à Noite e 2ª Feira. Contacto 243 372 581. Morada : Urb. Quinta das Fontainhas – Santarém. Long. 08´42´20” O. Lat. 39´42´19” N

QG Folga 3ª feira Morada: Praça 15 de Dezembro, 1 - Cartaxo Tel. 243499300 Tlm. 967062629

QUINTA DOS GRAVELHOS Folga 3ª feira Morada: Rua do Comércio, 58 - Moçarria Tel. 243499300 Tlm. 967062629 DOM TACHO Especialidades Ensopado de Enguias, Feijoada de Gambas, Mar e Terra Morada Rua Marquesa da Ribeira Grande 53, Vale de Santarém Tel. 243 761078. Aberto todos os dias.

OH VARGAS Especialidade Comida Tradicional Folga Sábado (excepto para serviços marcados) Morada EN 3 - Portela das Padeiras - Santarém Tel. 243351146.

(excepto feriados). Morada Rua do Campo da Bola - Foros de Benfica. Tel. 243580934 CARTAXO

O CANTINHO DA BELA Especialidades Bacalhau gratinado, bacalhau à casa, ensopado de borrego, lombo assado com migas, coelho à caçador Folga Domingo Morada Estrada Nacional 3, Lote 3, Pernes Tel. 243 449 514.

ADEGA DO BACALHAU Especialidades Bacalhau à Lagareiro, Bacalhau assado com Magusto, Bife à Casa Folga Domingo Morada Travessa da Boleta, 2 e 4 (centro histórico) Santarém. Tel. 243306519964569837.

TABERNA RENTINI Especialidades Cozinha Tradicional, Grelhados no carvão Morada Casais do Quintão - Perofilho, 2005-021 Várzea - Santarém Tel. 243499254 CHAFARICA DA TORRE Especialidades Carne de Vitela Maronesa, Bacalhau na brasa, Camarão Tigre, Raia com molho de alcaparras Folga Domingo Morada Praceta João Caetano Brás, 9 - S. Domingos - Santarém Telf. 243 372 649 - 96 6620790 O TASCO Especialidades Massa à Barrão, Bacalhau grelhado com Magusto, Bife à Tasco, Entrecôte com Migas, Carnes de Porco Preto grelhadas Folga Domingo Morada EN 3 – S. Pedro (frente à JAE) – 2005 Santarém Tel. 243302740 Tlm. 917062391 O BERNARDO Especialidades: Bacalhau no forno com Broa de Milho, Polvo no forno, Ensopado de Borrego, Cabrito no Forno e Lombos de Fataça Grelhados Folga: 2ªas Feiras Morada: Loja Nova – S. Vicente do Paúl Contactos: 243428388 Telemóvel 9918939656 O CANTINHO DO AVÔ Especialidades: Queixadas de Porco no Forno, Molhinhos com Feijão Branco, Cozido à Portuguesa, Feijoada à Transmontana, Secretos de Porco Preto, Magusto com Bacalhau Assado, Polvo à Lagareiro. Folga Domingo. Morada Rua Paulino da Cunha e Silva nº 121 – 2000-369 Alcanhões. Tel. 243428303 CARAVANA Especialidades: Bife à Caravana, Bife de Pimenta, Lulas com camarão. Folga Domingo. Morada Rua Capelo Ivens, nº 102, Santarém. Tel. 243 306 437 PAPARIKA DO MOCHO Especialidades: Muamba de galinha, Caracoletas guisadas, Cataplana de marisco e Torricado de bacalhau Folga: Domingo Morada: Rua do Matadouro Regional, Lote 22 – Quinta do Mocho – Zona Industrial – 2005-002 Santarém Contactos: 243325144/ 918550164/ 919848045 CONSTÂNCIA FALCÕES Especialidades: Troxas de Sta. Madalena, Bife na Pedra, Terra e Mar, Maçã Romana Folga: Terça-Feira Morada: Rua Luís de Camões, 33 Abrantes Horário: 12h10m ás 15h00m e das 19h30m ás 22h30m Telefone: 249 098 875 E-mail: restaurantefalcoes@gmail.com SALVATERRA PRETO & BRANCO Especialidades Bacalhau com natas, Porco Preto, Arroz de Pato, Enguias do Rio, Carne Mirandesa Folga 2ª feira Morada Av. Dr. Roberto Ferreira da Fonseca, 144 - Salvaterra de Magos Tel. 263507858 - 918675981

O Ribatejo 15 | Outubro | 2010

O CHURRASCO Especialidades Frango, Coelho, Costeletas e Mistas grelhadas. Pratos do dia. Cozido à portuguesa (à quintafeira). Morada R. Dr. Gomes da Silva (Sociedade Filarmónica Cartaxense) Cartaxo Telem: 963458371 TABERNA DO GAIO Especialidades Pratos Regionais e grelhados de peixe e carne. Jantares às sextas e sábados. Folga ao domingo. Estrada Nacional N3 - Cruz do Campo - Cartaxo. Telf: 243 759 883

CALIFÓRNIA Especialidades Enguias c/arroz de feijão, Ensopado de Enguias, Entrecosto Frito c/arroz de feijão, Vitela estufada, Chispe c/Feijão Branco. Serve Jantares. Fecha às terças. Telf: 263504643 . Foros de Salvaterra. O PINTO Especialidades Enguias fritas c/arroz de feijão, ensopado de enguias, polvo à lagareiro, Borrego à Alentejana. Fondue. Aberto todos os dias. Serve jantares. EN 118 KM54 – Marinhais ADEGA DA ROSA Especialidades Picanha, Bacalhau à Lagareiro, Chocos à Lagareiro, Espetada de lulas c/gambas, costeleta Mirandesa. Garrocheira – Foros de Salvaterra; Telf: 263 507 240 CABANA DOS PARODIANTES Especialidades Bife à Patilhas & Ventoinha, Molhata de Enguias (caldeirada típica avieira). Pode encomendar Barretes, Bolo Rei e outras especialidades. Folga 4ªs feiras à tarde. Av. Dr. Roberto Ferreira da Fonseca. Mail: cabana.eventos@gmail.com telf: 263504177 ; site: www.cabanadosparodiantes.com ESCAROUPIM Especialidades Enguias todo o ano, Açorda de Sável, Lampreia em época, Arroz de Bacalhau c/ Farinheira, Migas, Tarte de Perdiz Folga 5ª Feira e Domingo ao jantar Morada Largo do Avieiros - Escaroupim - Salvaterra de Magos Tel. 263107332 telemóvel: 912539228email:rest.o.escaroupim@ hotmail.com A CASINHA Especialidades Ensopado de Enguias, Enguias Fritas, Picanha, Plumas de Porco Preto, Alheira, Caça Grelhada Morada Av. Dr Roberto Ferreira da Fonseca 54 - Salvaterra de Magos Tel. 263504795 Aberto ao domingo durante o mês da enguia BARQUINHA ALMOUROL Especialidades Enguias, Sável e Lampreia Folga 3ª Feira Morada Tancos, Vila Nova da Barquinha Tel. 249 720 100. Mail: www.almourol.com ABRANTES CRISTINA Especialidades Bacalhau c/Broa, Polvo à Lagareiro, Cherne c/molho de coentros, cabrito assado no forno, Arroz de Pato à Antiga, Perna de Borrego assada c/alecrim. Folga Domingo à tarde e 2ª feira Morada Rio Moinhos – Abrantes Tel. 241881177 Fax: 241881343 Email info@restaurantecristina.com Web www.restaurantecristina.com

AVENIDA Especialidades Polvo a Lagareiro, Bacalhau a Braga, Pescada Gratinada com Camarão, Bifes da vazia à Portuguesa com Pimenta ou com Alho. Reservas para grupo e Serviço de Take Away pelo 968486613 - Karaoke aos Sábados Morada Av. Forças Armadas - Abrantes O FUMEIRO Especialidades Bife da casa, Fondue de Porco Preto, secretos com migalhana, Ovas na Brasa com Açorda de Ovas, Bacalhau à Fumeiro Folga Domingo Morada Rua do Pisco, 9 – Abrantes Tel. 938851963 Email restaurantefumeiro@clix.pt ALMEIRIM RETIRO DO CAMPINO Especialidades Sopa da Pedra, Grelhados no Carvão Folga 3ª Feira Morada Largo da Praça de Toiros, 1 A Almeirim Tel. 243592528 O GALINHA Especialidades Sopa 3/1, Sopa da Pedra, Polvo à Lagareiro, Cozido à Portuguesa, Arroz de Tamboril, Massada de Cherne, Bife à Cortador Folga 3ª Feira. Aceita-se reservas para grupos Morada Rua Ilha da Madeira, 16 J - Almeirim Tel. 243579797 DAVID PARK Especialidades Arroz de Tamboril, Espetadas de Lombinhos c/ Gambas, Cozinha Tradicional, Peixe Fresco grelhado na Brasa Folga 4ª feira Morada Largo da Praça de Touros, 15 - Almeirim Email: davidparkmail.telepac. pt. Tel. 243591475 SEPÚLVEDA Especialidades Bacalhau à Lagareiro, Molhinhos c/ Grão, Entremeada de Vitela, Moelas estufadas c/ batata frita, Chocos e Grelhados Folga Não temMoradaRuaVinhadoSantíssimo, Bloco 32 - Almeirim Tel. 938732058 O FORNO Especialidades Sopa da Pedra, Peixe Fresco, Carne Porto Preto e Grelhados Folga 3ª feira Morada Largo da Praça de Touros, 23 - Almeirim Tel. 243592916 O CHURRASCO Especialidades Frango, Coelho, Carnes grelhadas. Pratos do dia. Cozido à portuguesa (à quinta-feira). Morada R. 5 de Outubro, 115 - Almeirim Tel: 963458371 CONSTANTINO DAS“ENGUIAS” Especialidades: Enguias Fritas, Ensopado, Grelhados no carvão Folga à 2ª Feira. Aceita reservas Morada Foros de Benfica – Benfica do Ribatejo Tel. 243589156 CAMBÁIA Especialidades: Ensopado de Enguia e Enguias Fritas. Folga 4ª e 5ª feira

TABERNA DO ALFAIATE Especialidades Bacalhau assado no forno com manja, Migas de bacalhau, Cabrito assado no forno, Naco de boi em vinho tinto com migas, Entrecosto de porco preto com arroz de feijoca, Porco preto assado no forno à padeiro. Folga Encerra às 2ª feiras e Domingos ao jantar. Morada Lapa, Cartaxo, telefone 243 790 005 GOLEGÃ CENTRAL Especialidades: Bife à Central com Molho à Brogueira, Entrecosto à Goleganense, Açorda de Sável- Sobremesa: Toureiros Telefone : 249976345 Morada : Largo Imaculada Conceição 3 a 8 - 2150-125 Golegã. Reservas@cafecentral.pt www.cafecentral.pt O BARRIGAS Especialidades: Buffet de entradas regionais, fritada de camarão com açorda e naco de boi no carvão.Folga: Domingo ao jantar e 2ª feira Morada: Largo 5º Outubro, nº 55 e 56 – Golegã Contacto: 240 717 631 Site: www. obarrigas.com Outras info: Zona para fumadores ALPIARÇA TERTÚLIA Especialidades Ensopado de enguias, bacalhau com broa, bacalhau com favas, bacalhau (frito) à marialva, porco preto, borrego à moda de Alpiarça, costeletas de borrego, espetada de javali, alheiras (caça/ mirandesa), coelho com molho de coentros. Bons vinhos da Região e de outras regiões. Ementas personalizadas para grupos e ocasiões especiais. Abrerto todos os dias Morada Rua Engº Álvaro da Silva Simões, 108 Alpiarça Tel: 243558588 Reservas 935587920. Site http//tertulia-restbar.hi5.com Email:bernardos.inv. hot@sapo.pt CORUCHE Ó MANEL Especialidades: Espetadas do Toiro Bravo. Dobrada e mão de vaca. Sopa de Rabo de boi. Grelhados. Morada Rua de S Tomé, 4 – Bairro Novo. Tel. 243675878. Folga ao Domingo JAKIM GIRASSOL Especialidades: Bacalhau c/ Migas, Feijoada de Chocos c/ Gambas, Borrego assado no forno, Pernil de Porco no Forno, Arroz de Pato, Bacalhau gratinado c/camarões. Petiscos variados. Morada: Estrada Nacional 119 (Área de serviço Repsol) – Biscainho . Tel. 243660333 A TASCA Especialidades Pernil de porco no forno, cozido à portuguesa. Carne Brava Folga Domingo Morada Mercado Municipal – Coruche Tel. 243675232 O CHOUPO

Especialidades Bacalhau à Choupo, enguias fritas e ensopado, medalhões de Maronesa, Posta Maronesa, Carnes de porco preto, cataplanas Folga 2ª feira (após almoço) Morada Montinhos dos Pegos (1 Km cruz. Monte da Barca) – Coruche Tel. 243618875. Tel. 917785703 O FARNEL Especialidades Bacalhau à Farnel; Bacalhau assado c/migas à moda de Coruche; cabrito frito à lavrador; migas de batata c/carne de porco; ensopado de borrego, grelhado de novilho bravo e porco preto na telha Folga 2ª feira Morada Sala p/banquetes no Monte da Barca. Rua Vasconcelos Porto – Coruche Tel. 243675436 SAL & BRASAS Especialidade: Carnes na brasa Folga 2ª feira Morada Cruzamento Monte da Barca - Coruche Tel. 243618319 PONTE DA COROA Especialidades: Cozinha regional e grelhados no carvão Folga Domingo Morada Estrada Nacional 114 Coruche Tel. 243617390 RIO MAIOR MANJAR DO PARQUE Especialidades Leitão assado em forno de lenha, Picanha à Brasileira, Secretos de porco preto na brasa , Manjar de Gambas, Bacalhau Maravilha, Bife à Casa. Leitão assado para fora. Ementas para grupos Morada Rua Almirante Cândido Reis, 26 R/c (junto ao jardim) – Rio Maior Tel. 243997071 Email geral@manjardoparque.net PALHINHAS GOLD Especialidades Alheira de caça, Carne mirandesa, Porco preto com migas, Picanha, Bacalhau com crosta de azeitona, Tiborna de bacalhau, Caril de gambas, Arroz de tamboril, , Pão de Ló caseiro. Folga Domingo à noite e 2ª Feira. Morada Trav. do Palhinhas (centro da cidade) - Rio Maior Tel. 963435547. Site www.palhinhasgold.pt FÁTIMA SANTA RITA Madeirense e Açoriano Especialidades: Bacalhau Espiritual, Bacalhau com camarão, Bacalhau Nove Ilhas, Bife de Atum; Alcatra, Linguiça do Pico, Secretos Porco Preto, Vitela. Morada: R. Rainha Santa Isabel (em frente ao Hotel Cinquentenário) Fátima. Tel. 249098041/919822288. Site: http://santarita.no.comunidades. net. Oferta de 5% de desconto com a apresentação deste jornal. MAÇÃO O GODINHO Especialidades Café – Restaurante. Cozinha Regional. Quarta-Feira: Cozido à Portuguesa. Serve Almoços e Jantares. Encerra ao Domingo. Telf: 241572874;tlm 962536310 Rua da Republica – Mação O CANTINHO Especialidades Restaurante Marisqueira; Especialidades: Arroz de Marisco, Cataplana de Cherne, Bife à Cantinho na Frigideira e Maranho de Mação.Almoços e Jantares.Aberto todos os dias.Telf: 241107558.Tlm: 964677705. Rua Monsenhor Alvares de Moura - Mação TORRES NOVAS O BABALHAU BRASAS Especialidades: Arroz de Pato, Cabrito no Forno, Camarão Flamejado c/ manga, Peixe Fresco do Mar e Carne c/Qualidade. Folga ao Domingo à noite e Segunda. Ladeira da Enfermaria Militar, nº 21 – T Novas – Telf: 249183699. Reservas: 913125149


OPINIÃO | COMERES & BEBERES 41

O Ribatejo 15 | Outubro | 2010

Trinta anos de Festival de Gastronomia Borba Nenhum especialista ou estudioso do devir alimentar do homem esquece o facto de a maioria das receitas tradicionais, especialmente as oriundas da cozinha oral, serem fruto do instinto de sobrevivência que obrigava a as mulheres e homens retirarem o maior proveito dos alimentos. Ao cozinharem tais produtos praticavam um acto cultural que ia sendo enriquecido através do engenho e argúcia base fundamental das criações culinárias. Ora, esta engenharia alimentar diferenciadora das regiões seja por razões de isolamento, seja pela miscigenação, seja ainda pela existência ou não de determinados produtos (veja-se o caso do sal) é a matricialidade do Festival Nacional de Gastronomia. Apesar de alguns narizes de cera ficarem torcidos quando se fala no Festival, não ousam colocar em dúvida o que é evidente: é a maior, a melhor e mais conhecida festa dos comeres oriundos da cozinha oral (que está a desaparecer) e da cozinha escrita histórica, burguesa e popular. As receitas que perduraram po-

Vinho tinto ∑ Reserva 2005

dem não ser as da mais genuína estirpe ortodoxia gastronómica culinária, diversos factores estão na origem das muitas heterodoxias (aparecimento de outros produtos, novos utensílios, aperfeiçoamento de técnicas, melhores acessibilidades e transportes, etecetra e tal), no entanto, o Festival tem conseguido salvar muitas fórmulas ancestrais de confecção de comeres, o que deve ser salientado. Os nefelibatas e relapsos ao entendimento do valor cultural das refeições escondem-se com

o rabo de fora na cova do petisquinho, no intuito de retirarem valor aos pratos de base alimentar seja do quotidiano, seja dos dias nomeados ou de regozijo. Fazem mal. O Festival já conseguiu promover pratos regionais que durante séculos estiveram confinados ao reduto originário, e se ainda não conseguimos ao contrário de outros países, estabelecer uma marca identitária de Portugal com base numa receita, não é o Festival o culpado. Apesar de todas as lacunas e imperfeições, apesar de possí-

veis descuidos ou omissões na programação ao longo dos anos, o Festival Nacional de Gastronomia de e em Santarém continua a ser referência primacial no domínio das convivialidades em torno da mesa seja enquanto modesta refeição, ágape no sentido cristão do termo ou alegre festim a satisfazer o gourmet e o gourmand. O Festival começa amanhã, dia 16, certamente, vaime obrigar a outras crónicas, que seja pelos melhores motivos. Viva o Festival.

Os rótulos de cortiça dos vinhos da Adega da Adega Cooperativa de Borba estão associados a boas colheitas, e todos os cultores dos néctares de qualidade lembram-se da sensação que produziram já lá vão muitos anos. O tinto da colheita de 2005 também é anunciado com um desses rótulos, além da garrafa exibir um selo a informar os consumidores de no concurso mundial de Bruxelas ter obtido uma medalha de ouro. O vinho em causa estagiou “em carvalho francês (sic.), tonéis de madeira exótica e mais tarde na própria garrafa”. Assim o informa o contra-rótulo o que é confirmado pelo palato. No referente à prova em termos de cor assinalo a limpidez, o nariz apanhou fragâncias a fruta corada e madura com algum floral assim o entendi na altura (dia luminoso e manhã suave), enquanto o palato recebeu referenciou taninos arredondados, carácter na estrutura e um final operativo, ou seja: beber porque proporciona alongado prazer. Ao almoço acompanhou (bem) pato assado com batatinhas louras e queijo de pasta dura. Preço numa grande superfície a rondar os nove euros.

Armando Fernandes

A.F.


42 ADVOGADOS SANTARÉM A Dr. José Francisco Faustino; Drª. Cristina Alvarez; Dr. João Rafael; Dr. Pedro Goulão; Dr. Pedro Matos Barbosa; Dr. Francisco Lopes Leitão - Rua Capitão António Montez, 10 – Santarém - Tel. 243327159 Fax 243327160 - adv.santarem@mail. telepac.pt A Oliveira Domingos - Largo Cândido dos Reis, 3 -1º - Santarém Tel. 243326310 - Fax 243333587 oliveiradomingos-161e@adv.oa.pt A Sandra Alexandre - Rua do Colégio Militar, 10 - 2º esq. - 2000-230 Santarém - Telef./Fax: 243 322 268 A Dr. Francisco Antunes Luís - Av. D. Afonso Henriques, 89 - 2º Dtº - Santarém - Tel. 243321024/ 243321426 - Fax 243321425 advogados.s@mail.telepac.pt

O Ribatejo 15 | Outubro | 2010 A Drª Margarida Lencastre Fróis - Praça Sá da Bandeira, 22 – 1º Santarém - Tel. 243325178 Fax 243325178 - margarida.lencastre@ gmail.com A Drª Cristina Saldanha - Av. D. Afonso Henriques, 67 – 1º Esq – Santarém - Tel. 243323019 Fax 243333414 - cristinasaldanha1531e@adv.oa.pt A Dr.º Martins Carreto - Rua Dr. António José de Almeida, 17-2º Dto - 2000-238 Santarém - Telefone 243333519 Fax 243326531 e-mail: artinscarreto-1078C@adv.oa.pt A Dr.ª Helena Marques Duarte - Rua Pedro de Santarém - 2 – 2º A - Tel. 243 352 407 – Fax. 243 352 409 - 2000-223 SANTARÉM (Defronte do W Shopping) - hmduarte-16362l@adv.oa.pt

A Dr. Morgado Ribeiro - Av. do Brasil – Edifício Scálabis, 1º Esq – Santarém - Tel. 243323143 Fax 243326144 - morgadoribeiro-185e@ adv.oa.pt

A Drª Ana Sofia Casebre - Rua Dionísio Saraiva, Lote 1 – 1º Andar – Porta A – Almeirim - Tel. 243579134 Fax 243579134 TLM 936280534 A Dr. Sérgio Luís Coutinho dos Santos - Praça da República, 18 A 1º - Apartado 61 – 2080-044 Almeirim Tel. 2435991172 - Fax 243593224 sergiosantos - 365e@advogados.oa.pt A Dr. Vítor Sousa - Praça Lourenço Carvalho, 23 – 1º D – Almeirim - Tel. 243593626 Fax 243593626

A Dr. Pedro Borrego - Rua 5 de Outubro, 63 - 1º A/B – 2080-052 Almeirim -Tel. 243570091 Fax 243570099 - pedroborrego-2083e@ adv.oa.pt A Drª América Cravo - R. Dr. Óscar da Costa Neves, 8 - 1º - 2080-130 Almeirim - Tel. 243597946/8 Fax 243597947 - americacravo-855e@ adv.oa.pt A Drª Sónia Bento - Praça da República, 29 - 1º Esq.º - 2080-044 Almeirim - Tel. 243372159 Fax 243597999 sbentompires.adv@gmail.com

ADVOGADOS Av. 5 de Outubro, Nº 77, 3º Dtº - 1050-049 LISBOA Tel. 213 172 720 Fax. 213 172 729

ABRANTES

CARTAXO

A Mário P. Claro - Célia Cruz Rua Luís de Camões nºs 9 - 11, 1º Esq., 2200-421 Abrantes Tel 241 379 090 - Fax.: 241 363 364; Trv. da Batoca, 6 - 2140-149 Chamusca; Tel/fax: 249 760 058 E-mail: mclaro.ccruz.spa@mail. telepac.pt

A Drª Liliana Pita - R. Dr. Manuel Correia Ramalho, 9 – 2º Esqº - 2070095 Cartaxo - Tel 243703631 Fax 243703631- lilianapita-18943l@ adv.oa.pt

A Norberto Timóteo - Advogado Praceta do Chafariz, Lote 6- 1º Esq. - Apartado 93 - 2204-909 Abrantes; Tel.: 241 363 484; Fax: 241 365 234; Email: norbertotimoteo-169e@ advogados.oa.pt A Eurico Consciência & Associados - Abrantes - Apartado 37 Tel: 241372831 /2/3 - Fax: 241362645 - E-mail: consciencia-839c@adv.oa.pt A António Pires de Oliveira - Rua de Santa Isabel, nº 1- 1º Dto. 2200-393 Abrantes Tel.: 241 360 540 - Fax: 241 372 481 E-mail: dr.a.oliveira-355e@adv.oa.pt - Cédula Prof. 355 Évora

Armando Ferreira

A Drª Ana Fonseca e Silva - Praça 15 de Dezembro, 23ª - 2º A – 2070049 Cartaxo - Tel. 243704323 Fax. 2437074328 - anafonsecaesilva1002e@advogados.oa.pt

LISBOA A Albertino Antunes - Av. 5 De Outubro, Nº 77, 3º Dtº 1050-049 Lisboa Tel. 213172720 Fax. 213172729 A Alexandre Oliveira - Telem.: 969 239 263 - Av. 5 De Outubro, Nº 77, 3º Dtº 1050-049 Lisboa - Tel. 213172720 - Fax. 213172729

ADVOGADOS    

Rui Roboredo Consciência Eurico Heitor Consciência João Roboredo Consciência Teresa Roboredo Consciência

   

Normando Sérgio Rita Teimão Figueiredo Fernando Zuzarte Saraiva Helena Marques Duarte

ABRANTES: Rua de S. Domingos – 336 – 2º A – Apart. 37 Tel. 241372831/2/3 – Fax 241362645 – 2200 – 397 ABRANTES PONTE DE SOR: Rua Vaz Monteiro – 19 – 1º andar Tel. 242207319 – Fax 242203335 – 7400 – 281 PONTE DE SOR SANTARÉM: Rua Pedro de Santarém – 2 – 2º A Tel. 243352407 – Fax 243352409 – 2000 – 223 SANTARÉM (Defronte do W Shopping) LISBOA: Rua Braamcamp – 52 – 9º Esqº Tel. 213860963 – 213862922 – Fax 213863923 – 1250 – 051 LISBOA

assinatura anual por apenas 25,50 €

Francisco Pedrógão

A Drª Rute Nunes - Rua Dr. Lopes Batista, 5 B -1º E – Cartaxo TLM 914177635 Fax 243120102 - rute.nunes@apoiojuridico.com - www.apoiojuridico.com

MADEIRA LOPES FRANCISCO MADEIRA LOPES

ADVOGADOS

ADVOGADOS

Av. do Brasil - Edifício Scalabis - 1º F Tef.: 243326242 2000 SANTARÉM

A Drª Ana Gomes Ribeiro - Rua 5 de Outubro, 63 - 1º A/B – 2080-052 Almeirim - Tel. 243570093 Fax 243570099 - anagomesribeiro2104e@adv.oa.pt

Tel.: 243323700 - Fax: 243332994 Rua Elias Garcia, 24 - 1º Apartado 173 2001-902 Santarém

Tel: 243 328 444 - Fax: 243 391 079

ADVOGADOS

A Drª Ana Oliveira Simões - Rua 5 de Outubro, 63 - 1º A/B – 2080-052 Almeirim - Tel. 243570092 Fax 243570099 - anaoliveirasimoes2078e@adv.oa.pt

Telem.: 969 239 263

Travessa do Fróis, 3 - 1º e 2º

ANA MARTINHO DO ROSÁRIO ISABEL ALVES DE MATOS VICTOR BAPTISTA

A Dr. Adriano de Melo Nazareth Barbosa - Praça da República, 29 – 1º Esq. – Almeirim - Tel. 243597997/8 Fax 243597999

ALBERTINO ANTUNES ALEXANDRE OLIVEIRA

SOCIEDADE DE ADVOGADOS, RL

2000-145 SANTARÉM

A Dr. Manuel Faustino Silva - Praça Lourenço Carvalho, 23 – 1º D – Almeirim - Tel. 243593626 Fax 243593626 - faustino-1239e@adv.oa.pt

A Drª Célia Sousa Pinhal - Praça Lourenço de Carvalho, 12 A 1º 2080-043 Almeirim - Tel. 243593737 Fax 243593737 TLM 966110936 Celiasp-1498e@adv.oa.pt

ORLANDO MENDES TERESA PINTO FERREIRA

E-mail: orlandomtpf_socadv.rl@mail.telepac.pt

ALMEIRIM

Pcta. Pedro Escuro n. 2 1.º Esq. Telef.: 243333821 Fax: 243391021 2000 SANTARÉM

E.Mail: consciencia-839c@adv.oa.pt

Visite o nosso Site: advogadosabrantes.com

FARMÁCIAS DE SERVIÇO SANTARÉM

ALMEIRIM

TORRES NOVAS

Sexta

15 Veríssimo

R. Capelo Ivens, 74

243 330 230

Sexta

15 Correia de Oliveira

Rua Condessa da Junqueira

243 509 370

Sexta

15 Nicolau

Rua 25 de Abril, 7

Sábado

16 S. Nicolau

R. Capelo Ivens, 38

243 325 067

Sábado

16 Central

Rua 5 de Outubro, 58/60

243 592 265

Sábado

16 Lima

Av. de Sá Carneiro, Lote 7

249 822 067

Rua Pedro Santarém, 2-A

243 330 570

Domingo 17 Barreto do Carmo

Praça da República, 45/7

243 592 379

Domingo 17 Lima

Av. de Sá Carneiro, Lote 7

249 822 067

243 326 182

249 822 411

Domingo 17 Francisco Viegas

249 830 180

Segunda

18 Oliveira

Rua Colégio Militar, 1

Segunda

18 Mendonça

Praça da República, 12

243 592 265

Segunda

18 Central

Rua de São Pedro, 5

Terça

19 Pereira

Av. Grup. Forcados Amadores St - 8 243 325 113

Terça

19 Correia de Oliveira

Rua Condessa da Junqueira

243 509 370

Terça

19 Pereira Martins

Rua José Augusto Torres, Lt 129 249 812 472

Quarta

20 Sá da Bandeira

Av.ª do Brasil, 38

243 322 966

Quarta

20 Central

Rua 5 de Outubro, 58/60

243 592 265

Quarta

20 Higiene

Lg. Cor. António Maria Batista, 7

249 819 540

Quinta

21 Confiança

Urb. Oliv. Arame - S. Domingos

243 306 410

Quinta

21 Barreto do Carmo

Praça da República, 45/7

243 592 379

Quinta

21 Nicolau

Rua 25 de Abril, 7

249 830 180

Sexta

22 Vitorino

Av.ª Bernardo Santareno, 24

243 326 704

Sexta

22 Mendonça

Praça da República, 12

243 592 265

Sexta

22 Lima

Av. de Sá Carneiro, Lote 7

249 822 067

243 675 070

TOMAR

CORUCHE

ALPIARÇA

Sexta

15 Torres Pinheiro

Rua Serpa Pinto, 27-33

249 312 206

Sexta

15 Aguiar

Avenida Casa do Povo, 15

243 558 424

Sábado

16 Ribeiro dos Santos

Av. Norton de Matos

249 324 373

Sábado

16 Gameiro

Rua Silvestre Bernardo Lima, 94

243 558 365

Rua Serpa Pinto, 160-162

249 312 203

Domingo 17 Gameiro

Rua Silvestre Bernardo Lima, 94

243 558 365

Domingo 17 Dias Costa Segunda

18 Central

Rua Marquês de Pombal, 16

249 312 329

Segunda

18 Aguiar

Avenida Casa do Povo, 15

243 558 424

Terça

19 Misericórdia

Rua Infantaria, 15, Nº 9

249 312 465

Terça

19 Leitão

Rua José Relvas, 208-A

243 558 435

Quarta

20 Torres Pinheiro

Rua Serpa Pinto, 27-33

249 312 206

Quarta

20 Gameiro

Rua Silvestre Bernardo Lima, 94

243 558 365

Quinta

21 Ribeiro dos Santos

Av. Norton de Matos

249 324 373

Quinta

21 Aguiar

Avenida Casa do Povo, 15

243 558 424

Sexta

22 Dias Costa

Rua Serpa Pinto, 160-162

249 312 203

Sexta

22 Leitão

Rua José Relvas, 208-A

243 558 435

Sexta

15 Higiene

Rua da Misericórdia

Sábado

16 Misericórdia

Largo de S. Pedro, 4

243 610 370

Rua da Misericórdia, 16

243 617 068

Domingo 17 Almeida Segunda

18 Frazão

Rua Direita, 64

243 660 099

Terça

19 Higiene

Rua da Misericórdia

243 675 070

Quarta

20 Misericórdia

Largo de S. Pedro, 4

243 610 370

Quinta

21 Almeida

Rua da Misericórdia, 16

243 617 068

Sexta

22 Frazão

Rua Direita, 64

243 660 099

SALVATERRA DE MAGOS ABRANTES

CARTAXO

Sexta Sábado a Sexta

15 Carvalho 16 a 22 Martins

Sexta

15 Motta Ferraz

Largo Mota Ferraz, 7

241 360 520

Sexta

15 Correia dos Santos Rua da República, 10

243 770 997

Sábado

16 Santos

Av.ª Dr. Ant. A.S. Mart. 47

241 360 530

Sábado

16 Pereira, Sucrs

243 700 130

Domingo 17 Santos

Av.ª Dr. Ant. A.S. Mart. 47

241 360 530

Domingo 17 Central do Cartaxo

R. H. Qt.ª da Cabreira, Lt 54A-55A-B 243 749 123

Segunda

18 Silva

Rua José Estevão, 1

241 360 060

Segunda

18 Abílio Guerra

Rua de S. Sebastião, 3

Terça

19 Silva Tavares

Rua do Comércio, 56

241 371 713

Terça

19 Correia dos Santos Rua da República, 10

243 770 997

Quarta

20 Duarte Ferreira

R. Tenente Cor. J. B. Canejo, 13

241 333 222

Quarta

20 Pereira, Sucrs

Rua Serpa Pinto, 8

243 700 130

Quinta

21 Motta Ferraz

Largo Mota Ferraz, 7

241 360 520

Quinta

21 Central do Cartaxo

R. H. Qt.ª da Cabreira, Lt 54A-55A-B 243 749 123

Funciona 9 às 22 h

Sexta

22 Santos

Av.ª Dr. Ant. A.S. Mart. 47

241 360 530

Sexta

22 Abílio Guerra

Rua de S. Sebastião, 3

Assegura serviço durante a noite Martins

Rua Serpa Pinto, 8

243 702 653

243 702 653

R. Dr. Gregório Fernandes, 20/2 263 504 451 R. Heróis de Chave

263 504 319

RIO MAIOR Sexta Sábado a Sexta

15 Almeida

R. Almir. Cândido dos Reis, 19 243 992 255

16 a 22 Cândido Barbosa Rua Serpa Pinto, 50

243 994 700

BENAVENTE Baptista

Av. Dr. Francisco S. Dias, 8, 1º 263 580 108 R. do Diário de Notícias, 9-r/c

263 517 633


O Ribatejo 15 | Outubro | 2010

saúde

D Sobreviver ao cancro do ovário

43

As mulheres com cancro do ovário têm actualmente as maiores probabilidades de sempre de sobreviver durante vários anos após o diagnóstico. Contudo, defendem os especialistas, é necessário um diagnóstico cada vez mais precoce, pois o tempo é determinante no combate ao cancro.

Saiba como ter um coração saudável Guia para prevenir as doenças cardiovasculares ∑ Uma leitura acessível e recomendada para todos O professor Manuel Carrageta é um cardiologista credenciado e presidente da Fundação Portuguesa de Cardiologia. O seu livro “Como ter um Coração Saudável” (Âncora Editora, 2010) prima por vários méritos: é abrangente, rigoroso e acessível. Um guia de consulta com preciosos ensinamentos para todos aqueles que queiram prevenir a curar as doenças cardiovasculares. O autor reserva uma “fatia de leão” para a problemática alimentar. Questões que frequentemente preocupam todos aqueles que querem prevenir e curar as doenças cardiovasculares: o sal, o álcool, as gorduras, as proteínas e os hidratos de carbono. Como ele escreve: “As alterações dos seus hábitos não precisam de ser drásticas, basta comer um pouco menos em cada dia – por exemplo comer menos 100 calorias por dia, pode ter como consequência emagrecer cerca de 5 quilos ao fim de um ano”. Segue-se a actividade física, primordial para a nossa mobilidade e até alegria de viver. É recomendado a todos que devemos destinar cerca de 20 a 30 minutos a actividades aeróbias, fazer exercícios de resistência dois a três dias por semana, em dias não consecutivos. Os factores de risco cardiovascular de-

vem ser bem enquadrados, a começar pela hipertensão arterial ou HTA (o principal problema de saúde pública em Portugal), seguindo-se o colesterol (o principal factor de risco de ataque cardíaco), as vantagens em não fumar ou deixar de fumar, os riscos da inactividade física, os alertas para a obesidade, diabetes e stress. O professor Carrageta recorda-nos as principais doenças associadas à HTA (acidente vascular cerebral, cardiopatia isquémica, insuficiência cardíaca…), o que devemos fazer para a prevenir, como medir a tensão arterial e quais os tratamentos possíveis. São explicados os tipos de colesterol existentes, como se pode reduzir o colesterol e tratar. O stress afecta o coração: eleva a tensão arterial e a frequência cardíaca; causa inflamação arterial; eleva o colesterol; aumenta o risco de morte súbita; causa excesso de peso e obesidade. É a todos os títulos importante saber gerir o stress. Passando para as doenças cardiovasculares, são referidas pela sua importância: aterosclerose (doença causada pela deposição de colesterol na parede das artérias), ataque cardíaco (ocorre quando uma das artérias coronárias entope subitamente, bloqueando o acesso de sangue

e oxigénio a uma zona do músculo cardíaco), insuficiência cardíaca (os principais motivos desta patologia são sobretudo o envelhecimento, com as suas doenças associadas, caso da hipertensão arterial e a epidemia da obesidade), acidente vascular cerebral (resulta da interrupção brusca da chegada de sangue ao cérebro), apneia obstrutiva do sono (manifesta-se durante o sono por paragens temporárias da respiração que o tipo mais frequente é causado por um bloqueio temporário das vidas aéreas), disfunção eréctil (incapacidade para atingir ou manter uma erecção adequada à actividade sexual). A obra conclui com a apresentação de 10 conselhos para prevenir as doenças cardiovasculares: alimentação saudável (é o factor mais importante), fazer actividade física (a pessoa sente-se melhor, mais resistente, com menos cansaço e menos stress), manter um peso saudável, reduzir a tensão arterial (a HTA não tratada implica risco elevado de doença cardiovascular), baixar o colesterol (o controlo dos níveis de colesterol deve assentar numa alimentação saudável, rica em fibra vegetal e pobre em gorduras saturadas, colesterol e ácidos gordos trans), não fumar, saber gerir adequadamente o stress, beber vinho tinto moderadamen-

CONSULTÓRIOS MÉDICOS DO JARDIM Praça da República, Nº 47 - 1.º - ALMEIRIM Junto à Farmácia Barreto do Carmo MEDICINA GERAL E FAMILIAR Dr.ª Emanuela Santos Andrade Dr. Generoso Barbosa Dr.ª Anabela Xavier de Basto PSIQUIATRIA Dr.ª Joana Alexandre Dr. João Chambel CARDIOLOGIA Dr.ª Marisa Peres NEUROCIRURGIA Dr. Rui Bello Silva PSICOLOGIA Dr.ª Sandra Silva Dr. Ricardo Luciano (Avaliação Psicoterapia c/ crianças) ENDOCRINOLOGIA Dr. Carlos Fernandes PEDIATRIA Dr.ª Teresa Barracha Dr. Nuno Carvalho GINECOLOGIA/OBSTETRÍCIA Dr.ª Patrícia Silva Dr.ª Graça Marona Dr. Pedro Rocha (HDS) Dr.ª Lucília Gaspar (HDS) PODOLOGIA Dr.ª Sandrina Fortunato

UROLOGIA Dr. António Oliveira ORTOPEDIA Dr. Joaquim Simões CIRURGIA VASCULAR Dr. Edgar Berdeja FISIOTERAPIA RESPIRATÓRIA Fisioterapeuta Alexandra Claudino PNEUMOLOGIA Dr.ª Paula Cravo IMUNOALERGOLOGIA Dr. Abreu Nogueira DIETISTA/NUTRICIONISTA Dr.ª Susana Brites/Dr.ª Helga Marques NATUROPATIA/ /HOMOTOXICOLOGIA Dr. Jaime João Tavares TERAPIA DA FALA Terapeuta Dora Colaço SERVIÇOS DE ENFERMAGEM Enf.ª Ana SHIATSU Drª Mª Rosário Salavessa ELECTROCARDIOGRAMAS Com Técnico Especializado CTG - Grávidas Holter - 24 h Mapa (Tensão Arterial)

Acordos com ADVANCE CARE; MULTICARE e MÉDIS ANÁLISES CLÍNICAS - com todos os acordos

MARCAÇÕES

Tel 243 593 422 Tlm 969 902 195

te, reduzir o consumo de sal, tomar o pequeno-almoço (logo após o acordar é a altura ideal para fazer uma refeição saudável recorrendo a cereais ou pão, lacticínios e fruta). Beja Santos


44 SAÚDE

O Ribatejo 15 | Outubro | 2010

Terapeuta Osteopata Rui Leite Ceficarte

CENTRO DE FISIOTERAPIA DO CARTAXO

MARCAÇÕES: Tlm.: 919 612 454 • Tel./Fax: 243 702 311 Av. João de Deus, n.º 10 r/c • 2070-011 Cartaxo

Dr. ARMANDO RODRIGUES LOPES INSTITUT SUTHERLAND DE PARIS

OSTEOPATIA Av. Bernardo Santareno, 39 - 1.º Esq. Telefone 243 327 546 - 2000 SANTARÉM

Drª MADALENA BARRETO INSTITUT SUTHERLAND DE PARIS

OSTEOPATIA Av. Bernardo Santareno, 39 - 1.º Esq. Telefone 243327546 - 2000 SANTARÉM

DR. JOSÉ LUÍS P. BARRETO UROLOGISTA Pela Ordem dos Médicos DOENÇAS DOS RINS, VIAS URINÁRIAS E APARELHO SEXUAL MASCULINO

F. RIBEIRO DE CARVALHO CIRURGIÃO PLÁSTICO Cirurgia Plástica Reconstrutiva e Estética Cirurgia Estética e Reconstrutiva da Mama Cirurgia do Contorno Corporal Cirurgia Estética Facial Surgimed Pcta. Praceta Eduardo Rosa Mendes, 6 - r/c SANTARÉM Marcações pelo Tel: 243 30 57 80

CONS. - SURGIMED

Pr. Eduardo Rosa Mendes n.º 6 R/C - Telef.: 243305780 2000 SANTARÉM

Dr. A. JÚLIO SILVA Médico Especialista ORTOPEDIA

SANTARÉM

Dr. Rui Castro

DRA. MARISA PERES MÉDICA CARDIOLOGISTA

(Centro Clínico do Choupal) R. Capitão António Montez, 4-A Tel. 243326935 SANTARÉM

CLIMECO - Clínica Médica de Eduardo Lopes Oftalmologia Dr. Eduardo Lopes

Médico Especialista de Clínica Geral

Consultas e Exames de Cardiologia

Acordos c/ Médis / Advancecare / EDP Portugal Telecom / CGD / SAMS / Multicare

CONSULTÓRIO:

Santarém: GFS: 243 328 890 IMS: 962 567 961

Acordos c/ Médis / Advancecare / EDP Portugal Telecom / CGD / SAMS / Multicare

Rua José Saramago, 17-1º (edifícios atrás do Banco de Portugal)

Telef. e Fax: 243 327 431

Almeirim: Clínica do Jardim: 243 593 422

Telemóvel: 917 770 678

Enfercentro: 243 579 601

CONSULTAS E MARCAÇÕES DIÁRIAS

Aveiras de Cima: Centro Médico de Aveiras: 263 474 976

Oftalmologia Pediátrica Drª Cristina Amorim Ortóptica Dr. Alfredo Sousa - Drª Ana Ascensão Neurocirurgia Dr. Bello da Silva Acordos c/ Multicare

Neurologia Drª Adelaide Palos Dermatologia Drª Maria João Reumatologia Drª Manuela Micaelo Acordos c/ Multicare

Psicologia Drª Sandra Silva - Drª Isabel Baptista Medicina Interna Dr. Victor Bezerra Nutrição Drª Susana Rodrigues MARCAÇÕES PELO TELEFONE 243 328 303 Rua Colégio Militar, Lt. A - 1º Esquerdo (junto ao antigo Campo dos Leões) 2000 SANTARÉM


SAÚDE 45

O Ribatejo 15 | Outubro | 2010

Júlio Aranha

Drª ISABEL MONTEIRO

Cardiologista

Médica Cardiologista • Consultas de Cardiologia • Electrocardiogramas • Ecocardiogramas Modo M, 2D e Doppler a cor

CHECK UP CARDIOVASCULAR RISCO CARDIOVASCULAR PRÁTICA DESPORTIVA Consulta médica Exames laboratoriais Electrocardiograma Ecocardiograma M e 2D Prova de Esforço

• M.A.P.A. (Monitorização Ambulatória da Pressão Arterial) Rua Dr. António José de Almeida, nº 11, 4º Dt.º 2000 - SANTARÉM

Telef. 243 326 957

RIBAMÉDICA - Telefone 912 722 206

Sílvia Lencastre Fróis Psicóloga Clínica Psicologia Clínica e Psicoterapia Marcações pelo tmóvel -

918 732 116

Santarém • Coruche • Rio Maior

JOSÉ MANUEL PIRES TEIXEIRA MÉDICO ESPECIALISTA - GINECOLOGISTA / OBSTETRA ASSISTENTE HOSPITALAR GRADUADO do HOSPITAL DE SANTARÉM DOENÇA DA MAMA - DIPLOMADO e MASTER em Senologia / / Pat. Mamária pela F. de Medicina da Un. de Barcelona CONSULTÓRIO NA CLÍNICA “FERRO DE ENGOMAR” Rua do Quintino, 9 - A - Tel.: 243770939 - CARTAXO

CONSULTÓRIO DENTÁRIO - Nova morada -

DR. MARCÃO

CENTRO CLÍNICO DO CHOUPAL MED. FÍSICA E REABILITAÇÃO CONSULTAS

Fisiatria (Dr.ª Helena Martins) (Dr. José Miguel Pais) Ortopedia (Dr. A. Júlio Silva) Psicologia (Dr.ª Elsa Couchinho) (Dr.ª Teresa Molina) Clínica Geral e doenças do Coração (Dr.ª Liliana Aleksandrov)

CLÍNICA - CIRURGIA - PRÓTESES DENTÁRIAS CONSULTAS TODOS OS DIAS Largo Cândido dos Reis, 11 - 1º Direito (junto à rotunda do hospital velho) Telef: 243 326 435 - 2000 SANTARÉM

por apenas 25,50 €

ACORDOS FISIOTERAPIA: ADSE, ADMFA, ADMA, C.G. DEPÓSITOS, CTT, SAMS, TELECOM e SEGURADORAS R. Capitão António Montês, 4-A (Rampa Ciclistas) Tel. 243326935 - Fax: 243326935 2000 SANTARÉM

DR. JOSÉ BRANCO PSICÓLOGO CLÍNICO E PSICOTERAPEUTA MEMBRO EFECTIVO DA ORDEM DOS PSICÓLOGOS (CÉDULA PROFISSIONAL Nº 8881) MEMBRO FUNDADOR DA SOCIEDADE PORTUGUESA DE PSICOTERAPIAS CONSTRUTIVISTAS

CENTRO MÉDICO E DE ENFERMAGEM DE ABRANTES Largo de S. João, N.º 1 - Telefones 241 371 566 - 241 371 690

C O N S U LTA S

Médico especialista de ESTOMATOLOGIA (Doenças da boca e dentes) pela Ordem dos Médicos e pelo Hospital de Santa Maria

assinatura anual

POR

ACUPUNCTURA Dr.ª Elisabete Alexandra Duarte Serra ALERGOLOGIA Dr. Mário de Almeida; Dr.ª Cristina Santa Marta CARDIOLOGIA Dr.ª Maria João Carvalho CIRURGIA Dr. Francisco Rufino CLÍNICA GERAL Dr. Pereira Ambrósio - Dr. António Prôa DERMATOLOGIA Dr.ª Maria João Silva GASTROENTERELOGIA E ENDOSCOPIA DIGESTIVA Dr. Rui Mesquita; Dr.ª Cláudia Sequeira MEDICINA INTERNA Dr. Matoso Ferreira NEFROLOGIA Dr. Mário Silva NEUROCIRURGIA Dr. Armando Lopes NEUROLOGIA Dr.ª Isabel Luzeiro; Dr.ª Amélia Guilherme

DIAGNÓSTICO E TRATAMENTO DE PROBLEMAS DE NATUREZA PSICOLÓGICA CONSULTAS PRESENCIAIS E PELO TELEFONE

MARCAÇÃO

OBSTETRÍCIA E GINECOLOGIA Dr.ª Lígia Ribeiro, Dr. João Pinhel OFTALMOLOGIA Dr. Luís Cardiga ORTOPEDIA Dr. Matos Melo OTORRINOLARINGOLOGIA Dr. João Eloi PNEUMOLOGIA Dr. Carlos Luís Lousada PROV. FUNÇÃO RESPIRATÓRIA Patricia Gerra PSICOLOGIA Dr.ª Odete Vieira; Dr. Michael Knoch; Dr.ª Maria Conceição Calado PSIQUIATRIA Dr. Carlos Roldão Vieira; Dr.ª Fátima Palma UROLOGIA Dr. Rafael Passarinho NUTRICIONISTA Dr.ª Carla Louro SERVIÇO DE ENFERMAGEM Maria João TERAPEUTA DA FALA Dr.ª Susana Martins

CONSULTÓRIOS: LISBOA: CLÍNICA MOVIMENTO E SAÚDE, R. JOSÉ FALCÃO, 52, 2º, F ALVERCA: R. CIDADE DE DÉVNIA, 21, 2º, DTO

MARCAÇÕES E INFORMAÇÕES

961 285 155 / 216 037 099

Surgimed Anat.Patológica Dra. Margarida Mendes

Endocrinologia Dr. Luís Raposo

Ortopedia Dr. Duarte Cadavez

Cir.Geral/Obesidade Dr. Joaquim Costa

Gastroenterologia Dr. Júlio Veloso

Pneumologia Dr. Marco da Costa e Silva

Cirurgia Plástica Dr. Ribeiro de Carvalho

Medicina Interna Dra. Luísa Wandschneider

Cirurgia Vascular Dr. Mário Soares Clínica Geral Dra. Hélia Castro Dr. Benjamim Coimbra Dermatologia Dra. Joana Parente Dietética Dra. Célia Dias

Neurocirurgia Dr. Carlos Calado Neurologia Dr. Jorge Becho Neuropsicologia Dr. Nuno Pestana Oftalmologia Dr. Juan Palomares Dr. Castela Rodrigues

Psicologia Dra. Elsa Martins Dr.João Paulo Ribeiro Dra. Cátia Lima Psiquiatria Dr. Vítor Henriques Reumatologia Dr. Teixeira Costa Urologia Dr. Luís Barreto Dr. Luís Costa

CENTRO AUDITIVO WIDEX Exames Complementares e Outros:

Audiologia  X  X  X X

Dr.ª Odete Batista

Diagnóstico (adultos e crianças) Reabilitação Auditiva (Próteses Auditivas) Potenciais Evocados Auditivos do Tronco Cerebral (PEATC) Protectores de Natação

Cardiopneumologia X

Dr.ª Patrícia Branco

Estudo do Sono

Acordos: CGD, SAMS, PT, Médis, Advance Care e Mondial Assistance Horário: 13.00 às 20.00 horas

Largo Cândido dos Reis, 14 - 1.º Esquerdo • 2000-241 Santarém Tel.: 243 391 547 • Fax: 243 391 549 • E-mail: audioteste@netcabo.pt

• • • • • • •

Endoscopia Digestiva Alta Colonoscopia Fibrorectosigmoidoscopia Polipectomia Endoscópica Citologia Aspirativa Urofluxometria E.C.G.

• Trat. varizes (esclerose e laser) • Sedação profunda c/apoio de Anest. p/ exames endoscópicos • Laser Cirúrgico • M.A.P.A. • Holter 24 horas • Polisonografia em ambulatório

Marcações das 9:00 às 19:00 de 2ª a 6ª Feira Telef: 243 305 780 Fax: 243 305 781 Praceta Eduardo Rosa Mendes, 6-r/c 2005-174 SANTARÉM Email: surgimed@mail.telepac.pt


46

O Ribatejo 15 | Outubro | 2010

imobiliário & classificados www.remax.pt/12043111410 AMI 5430 – RE/MAX SCALA – Santarém. Tel: 243 307 500

IMOBILIÁRIO arrenda-se A O CNEMA dispõe de 3 lojas (espaços comerciais/ escritórios) c/ as seguintes áreas 18m2, 26m2 e 125m2 (esta última inclui wc). Contactar TLF 243300300 ou geral@cnema.pt A OU vende-se CASA na R. Paulino Cunha e Silva, 363 Alcanhões. Trata no local A PONTÉVEL - Moradia térrea T4 à entrada da Cruz do Campo. Com quintal e telheiro para carros. 550 € / mês www. remax.pt/121871028-411 RE/MAX Milénio – Cartaxo (AMI 6883) Tel. 961 311 745 A CARTAXO - Espaço comercial amplo, c/ potencial para serviços ou comércio, perto da Escola Secundária. Arrecadação e 1 WC. 450 € / mês www. remax.pt/121871072-65 RE/MAX Milénio – Cartaxo (AMI 6883) Tel. 961 334 733

IMOBILIÁRIO vende-se A CAFÉ Restaurante + moradia 5 assoa c/ terreno Benfica do Ribatejo. Aceiro permuta parte valor. Preço 250.000€ T 969738212 A MORADIA T3 reconstruída situada no Bairro D. Constança. Sala c/ lareira, 3 quartos, WC e cozinha. No espaço exterior anexos e telheiros. Piscina, WC de apoio e Jardim cuidado–149.500€

A MORADIA em Achete a 10 min. de Santarém e da A1. 2 quartos c/ roupeiros sendo um deles suite com poliban e janela, Sala c/ lareira, Cozinha ampla equipada com placa, forno e exaustor e uma boa despensa ou lavandaria, WC com lavatório duplo, banheira de hidromassagem e janela. Hall, com acesso a alçapão para o sótão, Aspiração central. No exterior possui logradouro com churrasqueira, telheiro – 100.000€ www. remax.pt/120431070-179 AMI 5430 – RE/MAX SCALA – Santarém. Tel: 243 307 500 A APT T3 remodelado perto da Segurança Social em Santarém. Prédio com 2 elevadores, o apt fica no último piso, 5º andar, o que possibilita bonitas vistas de envolvência. Canalização e electricidade recentes. Cozinha remodelada. Varanda das traseiras fechada em marquise e janelas com vidros duplos. Quarto com ar condicionado, sala, cozinha, despensa e 2 WC’s, três roupeiros. 85.000€ www.remax. pt/120431105-15 AMI 5430 - RE/MAX SCALA - Santarém. Tel: 243 307 500 A MORADIA isolada em Alpiarça, rés do chão e sótão aproveitado. No r/c tem três quartos, um deles c/ roupeiro, salão c/ lareira, cozinha c/ sala de refeições, despensa, dois WC´s, logradouro com canil, alpendre e garagem. No piso superior mais um salão c/ lareira, um espaço para arrumos, além de outros dois espaços de arrumos transformados em quartos, um WC, um Hall, e varanda com acesso ao logradouro. – 160.000€ www.remax.pt/120431092-

45 AMI 5430 - RE/MAX SCALA - Santarém. Tel: 243 307 500 A T3 em bom estado de conservação, c/ 2 casas de banho e cozinha c/ despensa. Dois dos quartos têm roupeiro; uma das casas de banho tem janela. O imóvel tem três frentes e boa exposição solar. Este apt tem arrecadação. O prédio é servido por dois elevadores e tem muito bom aspecto nas zonas comuns. Situado na zona da Praça de Touros - 70.000€ www. remax.pt/120431104-22 AMI 5430 - RE/MAX SCALA - Santarém. Tel: 243 307 500 A APT T4 localizado perto do Hospital, em zona residencial aprazível e em bom estado de conservação. Sala c/ lareira, 4 quartos (2 c/ roupeiro e varanda), 2 casas de banho (uma com duas janelas). Cozinha equipada com despensa, pré-instalação de aquecimento central e lugar de estacionamento. Prédio bem localizado, com 3 frentes e boas vistas – 85.000€ www.remax. pt/120431121-35 AMI 5430 - RE/MAX SCALA - Santarém. Tel: 243 307 500 A APT T4 no centro de Santarém, zona residencial c/ facilidade de estacionamento, último piso destinado a habitação. Casa de traça antiga com pé direito alto, paredes estucadas em bom estado mas carente de melhoramentos. Perto de comércio, serviços e Rodoviária, com boas acessibilidades. - 50.000€ www.remax.pt/120431071119 AMI 5430 - RE/MAX SCALA - Santarém. Tel: 243 307 500 A APT T2, Almeirim, coo novo, cozinha equipada, logradouro c/churrasqueira. Valor 90.000,00€ - Ref. A-327 TLF: 243595033 www.habigotica.com AMI 5915

A TERRENO c/ 165m2, Almeirim, c/ moradia para demolir. Valor 27.500,00€ Ref A-326 TLF: 243595033 www.habigotica.com AMI 5915 A APT T3, Almeirim, novo, lugar garagem, ar condicionado, cozinha equipada, excelentes. Valor 115.000,00€ - Ref. A-322 TLF: 243595033 www.habigotica.com AMI 5915 A MORADIA T2 rural, na Várzea, 1900m2 terreno, zona sossegada. Valor 68.000,00€ - Ref. A-320 TLF: 243595033 www. habigotica.com AMI 5915 A LOJA em Santarém, nova, 110m2, grandes montras. Valor 97.500,00€ - Ref. S-574 TLF: 243595033 www. habigotica.com AMI 5915

450m2, rústica c/ 11.680m2. ZEN MOR.130 PREÇO 199.000€ AMI 6566 ZEN Santarém TLM 919727243

A Apt. novo T3 c/ garagem em Almeirim. 126.000€ - Xequecasa, Lda – AMI 6019 TLF 243306653

A Alpiarça Moradia T5+1,usada ( cave, r/c e 1º), proj. numa construção e acab. Qualidade, zona habitacional privilegiada... Barragem, Museu dos Patudos e Reserva Natural do Cavalo Sorraia. ZEN MOR.168 PREÇO 280.000€ AMI 6566 ZEN Santarém TLM 919727243

A VILA CHÃ OURIQUE Espectacular propriedade p/ hotel rural, casa de repouso, restaurante multi-espaços. Estac. e arruamentos já construídos. www.remax. pt/121871002-1141 RE/ MAX Milénio – Cartaxo (AMI 6883) Tel. 961 331 788

A Santarém – S.Salvador Apt Duplex T2, usado, bem cons., bons acab., 2 quartos, sala, Wc ,cozinha, zona arrumos, garagem priv. c/acesso ao duplex, arrecadação, em zona calma, a 3 min. centro da cidade, e 5 min. acesso a A1 .ZEN APT.107 PREÇO 97.500€ AMI 6566 ZEN Santarém TLM 919727243

A SANTARÉM – Mansão de 7 assoalhadas em pleno coração da cidade www.remax.pt/12187107837 303.000 € RE/MAX Milénio – Cartaxo (AMI 6883) Tel. 926 613 915

A São Vicente Paúl Moradia T3, usada, como nova, c/ 2 quartos, suite , cozinha, sala, 2 wc, alpendre, garagem. 2 cadernetas urbana c/1.000m2 e rústica c/3.020m2. convida ao relax e qualidade de vida . ZEN , c/ a capital do gótico e entrada para A1 a 10 min. ZEN MOR.199 PREÇO 175.000€ AMI 6566 ZEN Santarém TLM 919727243

A Almeirim Apt T3, novo, hall (tecto falso c/ projec.) 2 quartos (roupeiros de correr), 1 suite( banheira hidrom. wc c/ janela), sala, wc, cozinha semi-equipada c/ electrodom. INDESIT, garagem (box indiv. exterior, c/ água e luz ligado cada fracção), zona agradável, c/ jardim, bons acessos rodoviários ZEN APT.155 PREÇO 105.000€ AMI 6566 ZEN Santarém TLM 919727243

A Santarém – Jardim de Baixo Moradia T3, r/c e 1º, usada, soalheira, em ópt. estado, pré-instal. p/ paneis solares, logradouro, alpendre, garagem indiv.. Zona residencial mtº aprazível, próx. entrada A1, zonas comercias, escolas e cidade de Santarém. ZEN MOR.198 PREÇO 165,000€ AMI 6566 ZEN Santarém TLM 919727243

A Apt. usado T2 Almeirim c/ 1 lugar de garagem. 100.000€ - Xequecasa, Lda – AMI 6019 TLF 243306653

A Romeira Moradia T4+1. r/chão, cave e sótão. No r/ chão: hall, sala, quarto, suite, wc e alpendre; na cave: cozinha, despensa, casa máq., 2 quartos, casa jantar e wc. Sótão amplo. 2 cadernetas, urbana c/

A Casa antiga em Ponte do Soleiro/ Santarém. 50.000€ - Xequecasa, Lda – AMI 6019 TLF 243306653 A LOJA c/ + - 40 m2 em Santarém na zona histórica. 42.500€ neg - Xequecasa, Lda – AMI 6019 TLF 243306653 A Apt. usado T2 em Santarém. 65.000€ - Xequecasa, Lda – AMI 6019 TLF 243306653

A CARTAXO – Moradia T3 em estado de reconstrução. Pré-instalação A.C. e p/ painel solar, cozinha totalmente equipada, logradouro c/ churrasqueira e telheiro. www.remax. pt/121871072-84 127.500 € RE/MAX Milénio – Cartaxo (AMI 6883) Tel. 961 334 733 A ALMEIRIM – Apartamento T3 perto de todo o comércio e serviços. Trata-se de um 1º andar com terraço de 18 m2. www.remax.pt/121871028410 60.000 € RE/MAX Milénio – Cartaxo (AMI 6883) Tel. 961 311 745 A LAPA, Cartaxo – Moradia renovada c/ 4 suites, A.C., alarme, tertúlia, pátio em calçada portuguesa. Acabamentos de 1ª qualidade! www.remax. pt/121871028-410 199.000 € RE/MAX Milénio – Cartaxo (AMI 6883) Tel. 961 311 788 A Pontével – Moradia T4 em lote de 4.600 m2. Suite com closet, cozinha equipada, lareira c/ recuperador, alpendre c/ churrasqueira, árvores de fruto, furo…www.remax. pt/121871023-28 287.500

€ RE/MAX Milénio – Cartaxo (AMI 6883) Tel. 961 725 440 A MORADIA T3 Arneiro Tremês, 415m2 útil, com terreno, a 10km Santarém Preço: 125.000,00€ - Ref. 363 Go Imobiliária AMI – 8191 Tlf – 915084892/ 243094092 A APARTAMENTO T3 São Domingos, usado, ar condicionado box fechada, Oportunidade de negócio. Preço: 95.000,00€ - Ref. 700 Go Imobiliária AMI – 8191 Tlf – 915084892/ 243094092 A MORADIA T3 Moçarria, 382m2 terreno, dois pisos, como nova, Avaliação garantida, condições especiais Preço: 137.300,00€ - Ref. 747 Go Imobiliária AMI - 8191 Tlf – 915084892/ 243094092 A APARTAMENTO T2 Salvaterra de Magos, Novo, cozinha equipada, box fechada, suite. Excelente negócio. Preço: 100.000,00€ - Ref. 751 Go Imobiliária AMI – 8191 Tlf – 915084892/ 243094092 A SANTARÉM – Arredores Terreno em Zona Rural Muito Tranquila; Área 48.080m2; Viab. Construção; Topografia Interessante; Vista Magnífica; Adjacente a Linha de Água c/ Ponte em Pedra; Poço; Oliveiras e Figueiras. Ref. 4191 Preço: 76.000,00€ Trata: Era Santarém AMI 5563 – Telf. 243303390 A SANTARÉM – São Salvador Apartamento 4 assoa.; 2 Frentes; 2 Varandas; Arrecadação; Excelente Estado de Conservação; Localizado Junto a Hospital, Comércio, Serviços e Transportes Públicos. Ref. 4217 Preço: 97.000,00€ Trata: Era Santarém AMI 5563 – Telf. 243303390 A SANTARÉM – Arredores Moradia V1; Estilo Rústico; Sala Ampla;

Cozinha Americana; Salamandra; WC; Mezzanine c/ 1 WC e Porta de Acesso a Varanda; Muita Luz Natural; Logradouro c/ 300m2; Anexo c/ Forno a Lenha e Barbecue. Ref. 4207 Preço: 79.000,00€ Trata: Era Santarém AMI 5563 – Telf. 243303390 A SANTARÉM – São Salvador Apt Semi-Novo T3/T4; Excelentes Áreas e Acabamentos; Localizado em Zona Calma e de Fáceis Acessos; Cozinha Semi-Equipada; Ar Condicionado; Terraço; Garagem; Arrecadação. Ref. 3543 Preço: 137.500,00€ Trata: Era Santarém AMI 5563 – Telf. 243303390 A SANTARÉM – Marvila Apartamento de 3 assoa.; Arrecadação; Despensa; Varanda; Vista Panorâmica; Zona Calma da Cidade; Boas Áreas; Junto a Escolas e Serviços. Ref. 3397 Preço: 80.000,00€ Trata: Era Santarém AMI 5563 – Telf. 243303390

DIVERSOS geral A Permuto T0+1 PORTIMÃO p/terreno c/ casa p/recuperar TLM 933251598

VEÍCULOS vende-se A AUDI A4 Tdi S-line SW 2005 Particular 965175504


SERVIÇOS / PUBLICIDADE 47

O Ribatejo 15 | Outubro | 2010

ESPAÇO/CONSULTÓRIO Pretendo alugar espaço para consultório ou consultório (este, em regime de tempo parcial), em clínica, em Santarém (zona central). Para actividade profissional de psicólogo clínico, membro efectivo da Ordem dos Psicólogos.

Contacto Tm. 961 285 155

FAUSTINO SANTOS

Acupunctura / Hipnoterapia Clínica

Empresa de prestação de cuidados domiciliários pretende contratar:

FISIOTERAPEUTA TERAPEUTA DA FALA TERAPEUTA OCUPACIONAL PODOLOGISTA Enviar currículo para ribamedica@gmail.com ou contactar telefone 912 722 206

Licenciado em Medicina Tradicional Chinesa Curso pós-graduado de aperfeiçoamento de Hipnose em Clínica Médica (componente de especialização) da Faculdade de Medicina de Lisboa

Praceta Pedro Escuro, 10 - 3.º Esq.º (Junto à Rádio Pernes)

MARCAÇÕES - Telemóvel: 962 600 338

www.faustinosantos-acupunctura.com

assinatura anual

por apenas 25,50 €


tempo: sol Prevê-se céu geralmente limpo e sol para os próximos dias, podendo ocorrer alguma neblina martinal. As tenperaturas vão rondar os 20ºC e os 22 ºC. 15 | OUTUBRO | 2010

Impresso em papel que incorpora 30 por cento de fibra reciclada, com tinta ecológica de base vegetal

∑agenda

rosário breve

Sábado Cartaxo ∑ Carmen, um espectáculo baseado na ópera, interpretado pela Sociedade Filarmónica Cartaxense, às 21h30, no Centro Cultural. Entroncamento ∑ Peça de teatro galardoada “A Verdadeira História de Andreia Belchior, às 21h30, no pavilhão municipal.

Domingo Alcanena ∑ “Debaixo da Mesa” – Teatro para a Infância, às 11h, no Cine-Teatro.

Segunda-feira Santarém ∑ O actor e apresentador Fernando Mendes na Gastronomia, às 21h30.

Terça-feira Santarém ∑ José Cid actua no Festival de Gastronomia, às 21h30.

Daniel Abrunheiro

Semelhança do buraco

Ladrões fazem carjacking para escapar às autoridades Póvoa da Isenta - Incendeiam carro após assalto falhado Um grupo de assaltantes roubou um carro por carjacking na Póvoa da Isenta, Santarém, para escapar às autoridades após uma tentativa de assalto falhada a uma carrinha de tabaco, à entrada do Cartaxo. O crime ocorreu na terça-feira, dia 13, por volta das 17h00, após os ladrões terem perseguido sem sucesso uma carrinha de uma empresa de distribuição de tabaco de Alenquer. “Eles ainda exibiram armas de fogo e tentaram abalroar a viatura, mas o condutor nunca parou e conseguiu fugir-lhes”,

disse ao nosso jornal fonte da GNR. Depois de ter despistado os assaltantes, o vendedor encontrou pelo caminho uma patrulha do Destacamento de Trânsito da Guarda, que deu o alerta às restantes unidades. Poucos minutos depois, os militares encontraram o carro usado pelos assaltantes a arder na estrada nacional que liga a Póvoa da Isenta a Almoster. Foi aqui que os autores do crime incendiaram a viatura – um Rover 214 furtado – para apagar pistas e mandaram parar um Seat Ibiza preto que se aproximava,

tendo obrigado o proprietário a sair sob ameaça de armas de fogo. De seguida, arrancaram a alta velocidade na direcção de Almoster e abandonaram a viatura na aldeia da Atalaia, antes de fugirem a pé por uma zona de mato. A GNR, que suspeita que os autores do crime sejam indivíduos de etnia cigana, ainda montou um dispositivo para capturar os suspeitos, mas sem sucesso. O caso está a ser investigado pela Polícia Judiciária, que esteve no local a recolher provas poucas horas depois do crime.

Os mineiros do Chile foram resgatados. Excelente notícia. O desejo (que todos tínhamos) de que assim acontecesse, foi felizmente satisfeito. O airoso desenlace ficou a dever-se ao heroísmo lúcido dos homens soterrados e à dedicação incansável dos técnicos, que nunca souberam, estes, desistir à superfície, e aqueles idem lá nas profundas. O ocaso deste caso deixa-me, em lugar do desejo único de ver os mineiros cá em cima com as respectivas famílias, dois outros desideratos. Estes aqui: 1) Que a equipa internacional de técnicos salvadores venha para Portugal formar Governo. Só gente assim, abnegada e competente e capaz e dedicada e desinteressada nos pode tirar de um buraco como aquele em que nos metemos a partir de 1976, ano a partir do qual o PS e o PSD, alternadamente, nos meteram no fundo. 2) Que os 33 mineiros sejam secretários de Estado desses (verdadeiros) engenheiros. Em lugar de, por mero exemplo, um qualquer José Junqueiro, seria ou não seria excelente termos na Secretaria de Estado da Administração Local um Florencio Ávalos, ou um Victor Zamora, ou um Carlos Barrios, ou um Edison Pena, ou um Jorge Galleguillos, ou um Alex Veja, ou um Mario Gomez, ou um Claudio Yáñez Lagos, ou um José Ojeda, ou um Carlos Mamani, ou um Jimmy Sánchez, hum? Seria pois. Ou então a presidentes de Câmara, estes e os outros. Haveria de dar para todos. E todos eles nos prestariam um serviço a que não estamos habituados – e com abnegação, coragem, solidariedade, entreajuda, disciplina, contacto, comunicação, comunhão de objectivos, igualdade de ponto de partida, essas coisas que perdemos desde 1976. Julgo que estes meus desejos, ao contrário do outro que queria ver os 33 trabalhadores sãos e a salvo, não serão resgatados de sua mesma utopia. É pena. Porque no Chile só os 33 bravos é que estavam no buraco. Aqui somos dez milhões. E os nossos “engenheiros” são do calibre que são. Só o buraco é semelhante. daniel.abrunheiro@gmail.com


ed. 1302