Page 1

DIRECTOR Joaquim Duarte

SEMANÁRIO 4 de Junho de 2010 | Ano X X V | N. 1283 | €0,80

(IVA 5% incluído)

Telefone 243 309 600 · Fax 243 333 766 · Centro Nacional de Exposições - Quinta das Cegonhas - Apartado 355 - 2000-471 Santarém info@oribatejo.pt

Especial nesta edição

Santarém ASPA ameaça fechar canil por falta de apoio

www.oribatejo.pt

Feira do Ribatejo deixa crise à porta | páginas 25 a 33

página 6

Benavente Ourives que enfrentou ladrões inconformado página 19

Abrantes Quartel dos bombeiros já não é como dantes página 22

Politécnico Escolas preparam futuro da enfermagem página 34

Rota das Freguesias Achete quer criar escola única páginas 12 a 16

Ver página 7

Voo acrobático em Santarém | página pági pá g na gi na 9


2

O Ribatejo 04 | Junho | 2010

praçapública sopa da pedra

Ode ou hino? O ministro da Agricultura foi recebido na Feira da Cortiça em Coruche com uma original “Ode ao Sobreiro”, poema dito pelo grupo “Equus Suber” que se apresentou trajado a rigor com pedaços de cortiça no fato. “Sobreiro tenaz, nobre espécie, árvore valente sem igual, resguardai hoje de novo o montado de Portugal”, foram estas as palavras, com a musiquinha de fundo e toada a lembrar o hino de Portugal.

A boina do secretário de estado

A águia em Abrantes

O secretário de Estado das Florestas, Rui Barreiro, esteve na inauguração da Feira da Cortiça em Coruche, onde estavam à venda muitos produtos de vestuário e adereços feitos de cortiça. Ao passar por um dos stands, Rui Barreiro aproveitou para colocar um original boné de cortiça, até porque o dia em Coruche estava quente e mais valia prevenir. Prova de que o governante é capaz de “vestir a camisola” (ou o boné) pela causa do sobreiro e da cortiça.

A águia Vitória, do Benfica, e o seu treinador Juan Barnabé, juntamente com a ex glória do Benfica Artur Correia, foram as estrelas do torneio de escolinhas de Casais de Revelhos, em Abrantes. Ora, com tarde de futebol e porco no espeto, não há crise que pare a festa. Mesmo a dez euros para tirar uma foto ao lado da águia mais famosa de Portugal, a fila foi enorme toda a tarde…

crónica de maldizer

Tinha que dar nisto Ouvi na TV que o Banco Central Europeu está legalmente impedido de emprestar dinheiro aos Estados. Por isso, empresta o dinheiro aos Bancos existentes nos diversos Estados. Empresta-lhes dinheiros, de que cobra (ou cobrava) juros à taxa de 1%, que os Bancos emprestam depois aos cidadãos, às empresas, às Câmaras Municipais, às empresas públicas, às empresas municipais e aos próprios Estados, cobrando juros que vão de 4 ou 5% a 30% (no

caso do crédito ao consumo). Só soube disso agora e percebi finalmente porque é que os Bancos, há poucos anos, emprestavam 30 a quem só pedira 20 (Aproveite e compre carro novo e sofás e bengaleiro e pijamas e cuecas, o que quiser), e a pessoa, que só queria comprar uma casa quando se dirigiu ao Banco, saiu de lá a dever a casa, o carro novo e renovado bragal e sofás e juros disto tudo. E os Bancos a ganharem dezenas de milhões todos os anos…

E os governantes felizes com a prosperidade do povo… Não se gastavam 5 na reparação duma casa porque mais facilmente se comprava casa nova quatro ou cinco vezes mais cara. E desapareceram do mapa aqueles enxames de motorizadas que com ruídos nos matavam, e inundaram-se as ruas, as avenidas, os largos e os pátios e as travessas e os becos com automóveis reluzentes com que passámos a gastar os domin-

gos: de manhã a dar-lhes cuidado banho e a pô-los a reluzir, nas chapas e nos cromados, e à tarde a repetir eternos passeios de tristes, com regresso a casa com duvidosos ares de felizes, de finalmente felizes não achas Maria pois claro que sim, Zé. E os felizes governantes a passarem-se para os Bancos e para as empresas que lhes pagam milhares sobre milhares de “salários” e prémios. E o povo a sustentar o sistema…

Eurico H. Consciência

Só que agora está a ficar desempregado… Ó Sr. Presidente da República, cumpra o seu dever: arranje uma Comissão Executiva Provisória que tome conta disto, formada por portugueses competentes e devotados à causa pública, que muitos há mas poucos encontrará nos partidos – tanto no seu como nos dos outros. Apresse-se.


OPINIÃO | PRAÇA PÚBLICA 3

O Ribatejo 04 | Junho | 2010

Cartoon de António Maia

eles dizem

r ”A economia do

medo pode ser vencida se mostrarmos a cada trabalhador que um corte no seu salário é para pagar oito milhões a Rendeiro ou três milhões a Mexia.” Francisco Louçã Correio da Manhã

r

a pergunta da semana

Este ano vai à Feira da Agricultura? Vou no dia 09 para ver a brasileira Daniela Mercury porque sempre gostei muito de a ouvir. Já no ano passado fui ver o Tony Carreira e gostei e este ano espero ir pelo menos um dia, mas logo cedo porque para estacionar é muito complicado.

Dilson Rocha Santarém

Vou dia 09 e dia 10 para ver Ana Moura e Daniela Mercury. Talvez vá outros dias mas devido ao trabalho e ao elevado custo dos bilhetes torna-se complicado.

Liliana Mena Santarém

Desde sempre que vou à Feira da Agricultura e gosto especialmente de o fazer de tarde. Gosto de vir para apreciar o artesanato, mas os cavalos também são uma fonte de atracção.

Vou todos os anos e este não será excepção. Quero ver as máquinas e as alfaias agrícolas, as novidades na área da agricultura essencialmente. Quanto a espectáculos, infelizmente como sou padeiro e trabalho à noite, nunca posso ir.

Luís Silva Santarém

F editorial

Feira do Ribatejo deixa a crise à porta

Laurinda Silva Santarém

Quando e apesar do mundo virtual da internet já quase nos permitir tudo sem sair de casa, a Feira como espaço físico e social renovase numa realidade que não dispensamos. Este ano, sem a paradoxal concorrência das improvisadas festas da Câmara de Santarém junto à praça de toiros – que também ajudaram a cavar mais fundo a pesada dívida municipal – a Feira Nacional de Agricultura volta a ser o acontecimento único e singular de todo o Ribatejo, e orgulho de Santarém. A organização da Feira Nacional de Agricultura – a que o Cnema soube manter sempre associado o nome original da Feira do Ribatejo, já com mais meio século – aposta forte na edição que agora arranca e que promete ser a maior dos últimos anos, mesmo com a crise a bater-nos à porta. Também a realização conjunta da Fersant, que a associação empresa-

rial do distrito soube salvar ao deslocá-la de Torres Novas para Santarém, vem ajudar a engrandecer este incomparável evento que é a Feira do Ribatejo. Conforme se pode ver nas páginas que mais adiante dedicamos ao tema da Feira Nacional de Agricultura, a organização reforçou claramente o investimento na animação e nos espectáculos, com nomes fortes da cena musical, mas também nos seminários e nas actividades técnicas que comportam um evento desta natureza e dimensão. Depois de quatro anos sem receber a visita de um ministro da agricultura – quem não se lembra ainda da guerra sem quartel que opôs a CAP ao anterior ministro Jaime Silva? – a Feira retoma este ano a sua antiga e capital importância como espaço central do debate da política agrícola. Pela primeira vez, desde que ade-

Com o PEC, foi preciso apertar o cinto. Neste momento, com os novos aumentos de impostos, parece ser tempo de Portugal apertar o cordel. Creio que o que estamos a apertar agora é essa guita - ironicamente, por falta de guita.” Ricardo Araújo Pereira Visão

r

“Chamaria todos [os partidos para uma coligação de governo, o mais alargada possível” Fernando Nobre Público

rimos à Comunidade Europeia, a Feira vai ter a visita do comissário europeu da Agricultura que virá aqui debater, junto de técnicos e agricultores, aquelas que serão as grandes linha de força da reforma da Política Agrícola Comum. Entre este sábado, dia 5 e o dia 13 de Junho, a Feira volta a ser um superior palco político, sendo certo que vai receber as visitas de Cavaco Silva e de José Sócrates, tal como do ministro da Agricultura e respectivos secretários de Estado, e ainda dos líderes dos principais partidos políticos e dos já anunciados candidatos à Presidência da República. Nota necessária – O concurso promovido pelo jornal O Ribatejo para eleger a”A Melhor Voz da Região” vai ter a grande gala de encerramento já na próxima segunda-feira, no palco principal da Feira

Nacional de Agricultura. Iniciativa pioneira na região, que obteve uma surpreendente adesão de concorrentes – 56 vozes no total – e milhares de visitantes ao site do jornal (www.oribatejo.pt) onde ainda se podem ver e ouvir as suas originais interpretações musicais, foi uma experiência inovadora e gratificante para todos nós. É certo que só 15 dos concorrentes subirão ao palco a disputar a grande final – ver página 32 e 45 desta edição –, esse é o incómodo de iniciativas como esta que comportam escolhas. Mas eram também essas as regras do jogo. Contamos, apesar disso, com a presença de todos na grande gala, porque todos subiremos ao palco a agradecer o imenso público que tivemos na visita ao site e que vamos de certeza ter ao vivo no grande espectáculo da noite de 7 de Junho. Até lá. Joaquim Duarte


4 PRAÇA PÚBLICA | OPINIÃO

O Ribatejo 04 | Junho | 2010

Director Joaquim Duarte joaquim.duarte@oribatejo.pt CP. n.º 867

Redacção - 243 309 601 João Baptista (chefe) joao.baptista@oribatejo.pt - CP. n.º 1157 João Nuno Pepino joao.pepino@oribatejo.pt - CP. n.º 6911 Bruno Oliveira bruno.oliveira@oribatejo.pt - CP. nº 8754 Jorge Guedes - CP. nº 2798 Jerónimo Belo Jorge - CP. nº 1907 (Abrantes) Maria João Ricardo - CP. nº 6383 (Abrantes) Vânia Clemente (Estagiária)

foto denúncia

Colunistas Armando Fernandes, Beja Santos, Carlos Chaparro, Daniel Abrunheiro; Eurico Heitor Consciência, José Niza, Luís Eugénio Ferreira, António Maia (Cartoon)

Colaboradores António Branquinho Pequeno, António Brotas, Alexandre Manuel, André Lopes (desporto), Adolfo Luís (fotografia futebol), Carlos Alberto Cruz, Hélder Duque (fotografia futebol), Joaquim Dâmaso (fotografia), João Grego Esteves, José A. Costa (fotografia futebol), Júlio Freches, Nuno Abreu (fotografia futebol), Nuno Matos (fotografia futebol), Renato Campos, Rogério Rodrigues, Rosalina Melro, Vítor Gomes (fotografia futebol)

Departamento Gráfico Vítor Arsénio (chefe), António Vieira

Projecto Gráfico

defrank - Comunicação Editorial defrank@interacesso.pt

Departamento Comercial - 243 309 602 Rita Duarte (directora comercial) 962 108 761 rita.duarte@oribatejo.pt Luís Silva - 962 108 756 Ana Marecos - 962 108 762 Sandra Amendoeira - 961 736 350

Secretariado - 243 309 600 Ana Sousa - 962 108 760

Em Abril de 2007 ficou concluída esta ponte sobre a Ribeira de Abrançalha, no concelho de Abrantes. Porque a conduta de 450 m/m que a atravessa, contraria as disposições da Lei, em Maio do mesmo ano, o Ministério do Ambiente notificou a Câmara Municipal de Abrantes para alargar a conduta. Passados três anos, a situação de risco mantém-se.

Penso logo insisto

Sede: Centro Nacional de Exposições Quinta das Cegonhas Apartado 355 2000-471 Santarém Geral: 243 309 600

Publicidade 243 309 602 Fax: 243 333 766

E-mail info@oribatejo.pt

Internet www.oribatejo.pt

Serviços assinaturas 243 309 600

Paginação e montagem Jortejo, Lda. - Santarém telef.: 243 309 605

Impressão Imprejornal, S.A. Rua Rodrigues Faria 103, 1300-501 Lisboa

Distribuição Vasp

Assinaturas (52 Números) Portugal: 25 € Europa: 50 € Resto do Mundo: 75 € Preço Avulso 0.80 € (IVA incluído) Editora e proprietária: Jortejo, Lda. Apartado 355 2002 SANTARÉM Codex

GERÊNCIA Francisco Santos, Ângela Gil, Albertino Antunes

Departamento Financeiro Ângela Gil (Direcção), Ana Rita Fonseca, Catarina Branquinho, Gabriela Alves e Patrícia Santos. info@lenacomunicacao.pt

Departamento de Marketing Patrícia Duarte (Direcção), Susana Santos (Coordenação) e Catarina Fonseca marketing@lenacomunicacao.pt

Departamento Recursos Humanos Nuno Silva (Direcção) e Sónia Vieira. drh@lenacomunicacao.pt

Departamento Sist. Informação Tiago Fidalgo (Direcção) e Hugo Monteiro. dsi@lenacomunicacao.pt

Unidade de Projectos Lúcia Silva (Direcção) e Joana Baptista (Coordenação) projectos@lenacomunicacao.pt Tiragem semanal 9.500 exemplares Depósito Legal 13 983/86 Sócios com mais de 10% de capital Sojormédia: 83% Nº Registo no ICS: 111209 (20.11.85) Nº Contribuinte: 501636110

Autorizado pelos CTT a circular em invólucro fechado de plástico envoi fermé autorisé par les PTT Portugais · Autorização - Autorisation: Nº 16 DE 001602 DCE pode abrir-se para verificação postal

Grandes males, pequenos remédios 1. Pode tratar-se um cancro com aspi-

rinas? Poder, pode. Mas não deve. Não resulta. As medidas que o governo decidiu tomar para combater a crise e reconduzir as finanças públicas e a economia portuguesa a uma situação de convalescença e tranJosé Niza quilidade são tímidas e insuficientes. Por muito politicamente incorrecta que esta afirmação possa parecer para quem não goste de ouvir falar de desgraças, o que eu mais desejo é que ela seja errada. Se os parMas temo que não. A crise – como o sol – quando nasceu foi tidos levapara todos. Leia-se, apenas, todos os parem para o Parlamento íses. Mas nem todos eles a enfrentaram da mesma maneira e com as mesmas sodeputados luções. Enquanto que os Gregos a esconque saibam deram até onde puderam, enganando fazer leis em meio mundo, os Irlandeses pegaram-na vez de gritar de caras e combateram-na com medidas drásticas logo desde o início. inutilidades, Em Portugal – país de brandos costumes e que olhem e de duvidosos milagres – o governo e as mais para o oposições não viram a evidência objectiPaís do que va da realidade. Para as oposições, a cripara o espe- se é toda “made in Portugal”, é nossa e só nossa. E só existiu por culpa e incompelho, então tência do governo. Para o governo, a crieu direi se foi um azar de importação. Nem uma que mais coisa, nem outra. O problema, ao que parece, é que ninvalem 180 guém fez contas, ninguém detectou nem deputados dissecou a origem da situação, ninguém bons do que encarou e analisou a questão com a fria 230 deputa- e lúcida objectividade que se impunha dos maus. e exigia. Porque, quando os números negros coGanha-se meçaram a surgir, até deu a impressão qualidade de que os sintomas da doença constituíe poupa-se am apenas uma banal maleita passageira dinheiro. como os espirros de uma constipação. E a triste constatação foi a de que o País, todo o País, não sabia – ou não queria sa-

ber – até que ponto estava endividado. O Estado devia biliões ao estrangeiro.Os bancos deviam biliões ao estrangeiro. Os Portugueses deviam biliões aos bancos. Toda a gente devia a toda a gente. Pouca gente pagava. E o dinheiro não chegava. E o problema com o qual hoje nos defrontamos em todo o seu dramatismo, é: Como pagar? Quando pagar? E com quê? É nesta que estamos e ainda vamos estar por muito tempo. Paradoxalmente a solução é tão simples e tão difícil quanto isto: gastar menos, produzir mais e melhor, exportar mais, e ir pagando as dívidas. Por quanto tempo? Who knows?

2. Quando no início escrevi que as me-

didas que o governo decretou são insuficientes e tímidas eu estava a querer dizer que um cancro, com metásteses espalhadas por tudo o que é sítio, não se trata com aspirinas ou mézinhas. Às vezes – como é o caso – é preciso cortar largo e fundo. Ao contrário do exagerado alarido que por aí anda, a verdade é que, feitas as contas, a subida de 1% no IVA não vai ser “sentida” como não o foi a descida, também de 1%, que Sócrates fez há tempos. Isto é, quase nada. Também a subida do IRS em 1% ou 1.5% conforme os rendimentos – não me parece que faça grande mossa, são só cócegas na algibeira. Porque, para um ordenado de, por exemplo 1.500 euros, o agravamento mensal vai ser de 15 euros, isto é, o custo de uma bica por dia. Será isto um enorme sacrifício? Ou será apenas uma questão de mais ou menos cafeína? O valor das reduções dos vencimentos dos políticos e dos gestores públicos em 5% - para além do significado simbólico e pedagógico da medida, e da aplicação

do salutar princípio de que “o exemplo deve vir de cima” – infelizmente quase não dará para mandar cantar um cego. O mesmo acontece com a obrigatoriedade de que, daqui para a frente, os políticos passem a viajar nos aviões em classe turística. Bom seria que estivesse aqui a solução, mas tudo isto são trocos. E não adianta estarmos a iludirmo-nos com medidas com que eventualmente até possamos concordar, mas que de pouco vão servir. É preciso ir mais longe e mais fundo. É preciso ter a coragem de enfrentar os senhores do dinheiro. É preciso ir buscá-lo onde ele verdadeiramente está a mais. É preciso que não sejam sempre os mesmos a pagar as crises. É preciso.

3. Ciclicamente, quando os sinos tocam

a rebate, logo surgem as vozes populistas a exigir a redução do número de deputados, como se a política e a democracia se reduzissem apenas a números e a contabilidades. É que o verdadeiro e mais grave problema da nossa democracia parlamentar não reside no número de deputados, não é uma questão de quantidade, mas sim de qualidade. Se os partidos políticos – todos eles – garantirem que os deputados passarão a ser escolhidos pela sua inteligência, competência e disponibilidade total, e não apenas pela fidelidade cega e passiva do seu voto silencioso; Se os partidos políticos – todos eles – levarem para o Parlamento deputados que verdadeiramente saibam fazer leis em vez de gritar inutilidades, e que olhem mais para o País do que para o espelho, então eu direi que mais valem 180 deputados bons do que 230 deputados maus. Ganha-se qualidade e poupa-se dinheiro.


OPINIÃO | PRAÇA PÚBLICA 5

O Ribatejo 04 | Junho | 2010

há vinte anos

Com entradas livres, a XXVII edição da Feira Nacional de Agricultura realizava-se ainda no recinto da Casa do Campino, já com a maqueta do Cnema em exposição. As duas associações de municípios do distrito deslocavamse a Bruxelas para discutir directamente na Comissão o programa operacional do Vale do Tejo. Os italianos ganhavam o mundial de pesca de rio em Tomar.

números

1750

É o número de instituições de solidariedade que vão beneficiar da recolha do Banco Alimentar, na campanha do último fim de semana. Um total de 2005 toneladas de alimentos, que estas instituições vão agora distribuir por famílias carenciadas. Participaram nesta campanha do Banco Alimentar 28 mil voluntários, espalhados por 1400 superfícies comerciais. (Ver pág. 6)

estrelas

A aposta da autarquia de Coruche na criação do Observatório da Cortiça é um exemplo de criatividade e de sucesso. A segunda edição da Feira Internacional da Cortiça trouxe mais visitantes e boas novidades: vem aí um milhão de euros para a construção do Eco Parque do Sobreiro, um parque temático do sector a instalar em 220 hectares, e equipamento de ponta para investigação no Observatório. (Pág. 36)

A espuma dos dias

A Ribatel, empresa de Santarém, está a comercializar uma inovadora solução de comunicações de voz e de dados que permite reduzir acentuadamente os custos de empresas e de instituições em comunicações. O sistema designado Polyspeak, é uma plataforma “open source” desenvolvida pela Universidade do Porto, que permite a comunicação de voz por internet ligada à central telefónica. (Pág. 37)

Mário Pereira Presidente da Câmara de Alpiarça

A braços com uma dívida pesada e em risco de perder perto de meio milhão nas transferências do Estado, a Câmara de Alpiarça surpreendeu ao cancelar a realização da Feira do Vinho. Contenção orçamental é a razão alegada para interromper este evento de promoção vitivinícola que já se realizava há 12 anos. A autarquia diz preferir manter a Alpiagra e querer agora inovar com a promoção do melão. (Pág. 20)

Opinião

O número de deputados O deputado Mota Amaral, inimigo declarado da heresia, opinou sobre o número de deputados. O Mefistofélico Amaral admira a ordem, por esse facto limitou a leitura das escutas de maneira a neArmando Fernandes nhuma desordem rebentar no Parlamento, caso a irrupção das revelações provocasse um revolução a fazer cair o governo. Receava ele, absurdamenOs depute patriota, que por falta de tados são inteligência, os deputados espalhassem as más novas colocalaceiros e vaidosos, cando em xeque José Sócrates, como se ele não estivesse já passando em tal condição, levando a o tempo Comunidade Europeia a garabsorvidos rotar-nos em matéria de conna chicana cessão de novos e mais avulintriguista tados empréstimos. Talvez. A Comunidade garrotou-nos e interesà mesma. O Sr. Mota Amaral seira. É é mais impenetrável que um verdade Cardeal da cúria romana, no que muitos entanto, quando lhe apetece deles dão demonstra folgada loquacitotal razão dade a ponto de revelar o seu apetite cortando na quantidaao chiste de de deputados. Devem diqueirosiaminuir, diz ele, provocando o no, a culpa gáudio dos comentadores de é de quem café – os deputados são calaos escolhe, ceiros, parlapatões e vaidosos e de todos – passando o tempo absorvios cidadãos dos na chicana intriguista e que não os interesseira. É verdade, inúmeros deputados dão total raobrigam a zão ao chiste queirosiano, a trabalhar culpa é de quem os escolhe, mais e e de todos os cidadãos que não os obrigam a trabalhar melhor. mais e melhor. Assim como,

Armando Rosa Empresário, administrador da Ribatel

Dionísio Mendes Presidente da Câmara de Coruche

na genealogia das famílias, há indivíduos desmiolados, assim na genealogia da classe política existem deputados que nunca manifestaram a mais leve ideia a originar um projecto-lei, elaboraram um relatório ou produziram uma intervenção encadeada a preceito. Alguns fizeram-se e fazem-se notar pelos ditos de delírio, outros por participarem em comissões onde eram negociados interesses para eles ou clientes, outros ainda pela falta de assiduidade. Repito: a culpa não é deles, é nossa. Admito a possibilidade de cortes na melancia de deputados, mas o antigo vice-rei dos Açores não será o mais indicado para bulir no caso, enquanto governante não consta ter-se preocupado com tal problema no arquipélago. Tê-lo levantado agora ressuma a palpite a fim de soterrar na obscuridade o ter cerceado aos deputados informações vitais para sabermos se existiram ou não maquinações do poder no sentido de aumentar a influência em órgãos de comunicação social. O Sr. Amaral não é um deputado vulgar, eleito pela primeira vez em 1969, governou os Açores durante largos anos, depois abandonou os conterrâneos de forma esquisita, foi Presidente da Assembleia da República, no presente exerce o magistério da influência. Terá chegado a hora de regressas a casa?

Essa coisa que vem dos gregos

Vicente Batalha

Ao ver um bom texto, encenado com inteligência e bons actores, apetece-me deixar o teatro para quem o sabe fazer. Mas pó do palco entranha-se, e volto a cair, com o propósito de não ceder á facilidade, a tudo o que está a mais nessa arte visceralmente humana.

Fazer teatro é difícil. Penso mais nisso, em vésperas de estreia. E pergunto: como podem os amadores fazer teatro na lufa-lufa das suas vidas, após um dia de trabalho? É essa entrega e dedicação que, no Portugal do século XX, deu ao teatro de amadores um lugar cimeiro na resistência à ditadura e à censura. É preciso amar o teatro, essa coisa que vem dos gregos e que através dos séculos continua como a melhor forma de questionar as sociedades. O teatro olha o homem, as suas perplexidades, dúvidas, esperanças e anseios. (…) O teatro é sempre inesperado, “e é nesse inesperado que se centra a magia da criação”, diz o encenador Alfredo Brissos, no programa de “Jardim de Suspenso”, de Abel Neves, Prémio Luso-Brasileiro de Dramaturgia António José da Silva. Fui ver o espectáculo, e senti-me em família. Carla Chambel, a protagonista, recebeu o Prémio Santareno de Teatro “Interpretação”, Abel Neves fez parte do Júri da 1ª edição do Prémio de Teatro Bernardo Santareno. Dos restantes, trabalhei com, Manuel Coelho, fomos co-fundadores da Cooperativa “Teatro Popular” de Almada, e Cármen Santos em “Os Bonecreiros” (é a Coordenadora do Sindicato dos Trabalhadores de Espectáculos) e, quanto a Simone, convivemos nos tempos do velho Parque Mayer e da rainha Ivone… Também fui ao Teatro Experimental de Cascais ver a última sessão de “Destino, Destino” de Jean Pierre Renault (presente para conversa no final), tradução de Júlio de Magalhães, encenação de Carlos Avilez e um belíssimo cenário de

Fernando Alvarez. É o regresso do TEC ao Teatro Mirita Casimiro, o antigo Picadeiro, descoberto por João Vasco, que inauguramos com “A Mãe” de Witckiewicz, onde trabalhei alguns anos, e é também a minha casa. Encontro de amigos, extensivo a Luís Francisco Rebelo, António Valdemar, Isabel da Nóbrega, Eugénia Vasques, presentes na plateia. Vem tudo isto a propósito de “A Promessa” de Bernardo Santareno, que o Grupo Cénico da Música Nova estreia a 5 e 6 de Junho, pelas 21h30, no seu Teatrinho de Bolso, em Pernes, e que repete a 20 de Junho, ás 16 horas, no mesmo local. Montar este espectáculo foi uma luta sem tréguas, limitações e dificuldades… com tanta gente a pisar o palco pela primeira vez, chegar ao fim, é uma epopeia. Obra-prima de Santareno, “A Promessa” é uma homenagem à Zézinha, que nos deixou tão cedo e tanta falta faz, e um contributo para a divulgação da obra do autor, acompanhando o esforço que a Câmara de Santarém tem vindo a fazer. Depois de “O Duelo”, Prémio Santareno de Teatro “Especial”, as expectativas são altas, mas, cada espectáculo vale por si. Em comum, o autor, e a força dos seus textos, o resto é a matéria de que o teatro é feito, emoções e sentimentos, lágrimas e riso, corpo e alma. Conseguimos chegar ao íntimo e dá-lo com clareza aos espectadores? Essa é sempre a dúvida. Já ouço as pancadas de Moliére, “A Promessa” vai ver a luz do palco. Venham ao teatro. (Presidente do Instituto Bernardo Santareno)


6

O Ribatejo 04 | Junho | 2010

santarém CIGANOS AGRIDEM UTENTE NO HOSPITAL

A Associação está sem verbas para assegurar a alimentação aos cerca de 200 animais, cuidados veterinários e salários dos funcionários

ASPA ameaça fechar canil Câmara de Santarém ∑ Já pagou 3 mil euros, o que deixa a dívida total nos 10 mil euros A Associação Scalabitana de Protecção dos Animais (ASPA) ameaça fechar as portas do seu canil devido ao estrangulamento financeiro que enfrenta de momento. “A situação é insustentável”, garante o presidente da direcção, Filipe Silva, adiantando que a ASPA nunca conseguirá “manter o canil em funcionamento só com as receitas das quotas dos sócios e o dinheiro de alguns beneméritos”.

Em causa está o incumprimento do protocolo por parte da Câmara de Santarém, cujas transferências mensais não estão a ser feitas com regularidade desde finais de 2009. Na segunda-feira, 31 de Maio, e após uma reclamação administrativa, a autarquia transferiu para a ASPA uma tranche de 3 mil euros, deixando a dívida total em 10 mil euros. Os dois funcionários que asseguram o funcionamento do canil

e a recolha de animais ainda não foram despedidos porque membros da direcção estão a pôr dinheiro do seu bolso para assegurar os salários. E começam a escassear as verbas para a alimentação dos animais e cuidados veterinários. As “despesas fixas mensais rondam, em média, os 2.400 euros por mês. Sem os 2 mil euros protocolados com a Câmara, não há qualquer hipótese de manter o canil aberto”, explica

Filipe Silva, que lamenta a falta e diálogo por parte da autarquia e o facto de “existir quem ainda não tenha percebido que a ASPA se distingue pelo serviço público que presta”. Os membros da direcção têm tentado marcar reuniões com responsáveis da autarquia desde há vários meses para cá, e lamentam ainda não terem sido recebidos por ninguém do executivo. “O assunto até já foi levantado numa sessão da

Assembleia Municipal, mas ficou sem resposta”, recorda o presidente. No próximo dia 9 de Junho, a ASPA já tem agendada uma reunião no Governo Civil de Santarém. “Se a situação não melhorar até lá, vamos ter que chegar ao ponto de entregar a chave à senhora governadora civil, mas esperemos que isso não aconteça”, avançou Filipe Silva. João Nuno Pepino

Banco Contra a Fome recebeu 52 toneladas O Banco Alimentar Contra a Fome de Santarém recolheu, no último fim de semana, 52,5 toneladas na região da Lezíria do Tejo, numa acção que envolveu cerca de 2.000 voluntários, sinalizando que esta região está a ser afectada de forma significativa pela crise, mas demonstrando igualmente que os cidadãos se tornam mais solidários em conjunturas menos favoráveis.

No fim de semana, os Bancos Alimentares Contra a Fome recolheram em Portugal um total de 2.006 toneladas de géneros alimentares na campanha realizada em mais de 1400 superfícies comerciais. Cerca de 28 mil voluntários disponibilizaram algum do seu tempo,durante o fim-de-semana, para participar na campanha de recolha. Tarefas como a reco-

lha nos estabelecimentos comerciais, o transporte, pesagem e separação dos produtos, foram integralmente asseguradas por voluntários, confirmando assim a adesão entusiástica ao projecto dos Bancos Alimentares Contra a Fome. Os géneros alimentares recolhidos serão distribuídos a partir da próxima semana a mais de 1.700 Instituições de Solidariedade Social que

os entregam a cerca de 275 mil pessoas com carências alimentares comprovadas, sob a forma de cabazes ou de refeições confeccionadas. Trata-se da maior acção de voluntariado organizada em Portugal, mostrando que a acção conjunta de todos os agentes de solidariedade gera resultados muito superiores aos que seriam obtidos se cada um deles resolvesse agir de for-

ma isolada. Ao longo da próxima semana, até 6 de Junho, haverá ainda a possibilidade de contribuir para os Bancos Alimentares Contra a Fome, através da Campanha “Ajuda Vale”, presente em todas as lojas das cadeias Pingo Doce/Feira Nova, Dia/Minipreço, El Corte Inglês, Jumbo/Pão de Açúcar, Lidl, Modelo/ Continente.

Um a mu l her foi agredida, na segundafeira à tarde, por um indivíduo de etnia cigana na urgência do Hospital de Santarém. O incidente foi o culminar de uma série de desacatos que os elementos das famílias ciganas têm sido autores nos últimos dias. “Temos sido muito tolerantes com estas pessoas, que são tratadas como quaisquer outros cidadãos, mas da parte deles não tem havido reciprocidade”, lamenta o presidente do conselho de administração do Hospital, José Josué. “Estes grupos violaram as regras de acesso, ocuparam abusivamente o parque de estacionamento com um acampamento, assim como parte dos jardins, provocam muitos estragos nos equipamentos e no jardim e deixam tudo sujo”, adiantou. Mais graves são os “comportamentos pouco razoáveis e já recorrentes” dos elementos destas famílias ciganas. “Os seguranças do Hospital tentam acalmar as pessoas e a polícia vai passando por cá para ajudar a manter a ordem, mas os comportamentos abusivos são já recorrentes”, adiantou o administrador do Hospital. Vários utentes do Hospital, que presenciaram a agressão e outros desacatos, contactaram o nosso jornal, dando conta da sua indignação pelos comportamentos dos ciganos. “As pessoas estão com medo, e já não querem ser assistidas aqui com receio de serem agredidas, estão a pensar ir embora”, disse uma utente. A PSP foi chamada ao local e a senhora apresentou queixa de um jovem pertencente a uma das famílias que montaram, abusivamente acampamento no parque de estacionamento do Hospital de Santarém.


8 SANTARÉM

O Ribatejo 04 | Junho | 2010

FERNANDO NOBRE EM SANTARÉM

RESITEJO ADERE A CAMPANHA DE RECICLAGEM

O candidato presidencial Fernando Nobre vem a Santarém, no próximo sábado, dia 5. Fernando Nobre vem inaugurar, às 11h30, a Sede Distrital da sua Candidatura à Presidência da República, no Largo do Seminário, almoça com voluntários e apoiantes ,e visita às 18h30, a Feira Nacional de Agricultura que abre as suas portas neste dia.

TRÃNSITO CORTADO NA RUA MIGUEL BOMBARDA A Câmara Municipal de Santarém vai cortar o trânsito na Rua Miguel Bombarda, a partir do próximo dia 7 de Junho, devido às obras de reabilitação do Palácio João Afonso”, junto ao Teatro Sá da Bandeira. A suspensão do trânsito vai estar devidamente assinalada no local, prevendo-se a conclusão dos trabalhos e reabertura ao tráfego no próximo dia 11 de Junho. Segundo a Câmara Municipal, será permitido o acesso aos moradores e aos utentes do Centro Social Interparoquial de Santarém, à Rua Miguel Bombarda através do Largo do Milagre.

DIA DA CONSTRUÇÃO SUSTENTÁVEL A Casa do Ambiente, valência da Divisão de Resíduos e Promoção Ambiental da Câmara de Santarém, está a promover todas as primeiras quartas-feiras de cada mês, o Dia da Construção Sustentável. O “Dia da Construção Sustentável” foi criado com o objectivo de divulgar e apoiar os cidadãos na opção pela Construção Sustentável. Esta semana, realizou-se um workshop sobre o tema da “Construção Sustentável Local”, com técnicos da Amorim Isolamentos, Ecodepur e Instituto Politécnico de Santarém.

A A equipa da USF do Planalto na entrega da nova viatura pelo empresário Jorge Cordeiro.

USF recebe viatura para cuidados ao domicílio Mecenato ∑ Viatura doada por empresa à Unidade de Saúde de Familiar Planalto A Unidade de Saúde do Planalto de Santarém recebeu esta segunda-feira, a doação de uma viatura para a prestação de cuidados domiciliários médicos e de enfermagem, ao abrigo da lei do mecenato, por parte do empresário Jorge Cordeiro - comércio de automóveis. “Esta viatura é uma mais valia para a excelência da qualidade dos cui-

dados domiciliários aos nossos utentes, libertando assim as viaturas do ACES Ribatejo para as outras unidades funcionais”, afirmou a coordenadora da USF do Planalto. No agradecimento ao empresário Jorge Cordeiro, a médica sublinhou que “actos beneméritos como este não acontecem frequentemente e, por isso, deve ser reconhecido pela

comunidade”. A Unidade de Saúde Familiar do Planalto entrou em funcionamento no ínicio de Abril e tem cerca de 14.500 utentes inscritos, abrangendo parte da população das freguesias da cidade - São Salvador, São Nicolau e Marvila. A equipa desta unidade é constituída por 9 médicos, 8 enfermeiros e 6 administrativos.

Futuramente, esta USF irá ser instaladas no edifício localizado na Rua António Bastos em São Bento. As obras de adaptação deste edifício já se iniciaram, esperando-se a sua entrada em funcionamento para breve. O atraso no início das obras deveu-se à necessidade de submeter o projecto à aprovação do Tribunal de Contas.

Santa Casa da Misericórdia de Santarém: 510 anos de solidariedade A Santa Casa da Misericórdia de Santarém comemorou na quinta-feira, dia 27, o seu 510º aniversário. O provedor Mário Rebelo sublinhou o investimento que está a ser feito nas instalações do velho Hospital, para a criação de mais 21 camas da unidade de cuidados continuados. O investimento de um milhão de euros é financiado a 75% pelo Programa Modelar. “As obras estão quase concluídas, e contamos ter a unidade a funcionar dentro de aproximadamente um mês”, disse o provedor, lamentando, porém, o atra-

so nos pagamentos por parte do Governo. O jantar-convívio teve lugar nos claustros do Convento do Sítio (antigo Hospital de Jesus Cristo). Entre os muitos convidados, contaram-se as presenças do secretário de Estado das Florestas e Desenvolvimento Rural, Rui Barreiro, o director do ACES da Lezíria, Carlos Ferreira, o comandante da PSP, Luís Simões, os antigos provedores José Manuel Cordeiro e Garcia Correia, entre outros. O provedor Mário Rebelo aproveitou para homenagear alguns colaboradores e

A Resitejo, empresa responsável pela gestão dos resíduos sólidos urbanos da zona geográfica de Santarém e do Médio Tejo, acaba de se tornar parceira da Tetra Pak na campanha nacional de sensibilização ambiental “Sim, é no Amarelo”. Com o objectivo de esclarecer a população sobre a reciclabilidade das embalagens de cartão para alimentos líquidos e qual o contentor do ecoponto correcto para a sua deposição, as duas empresas deram início, no dia 1 de Junho, a um conjunto de acções. Até final de Dezembro, a campanha “Sim, é no Amarelo” marca presença nos dez concelhos do Sistema Municipal do Médio Tejo, sendo distribuída, de diferentes formas, informação aos mais de 210 000 habitantes. Durante esta campanha, os estabelecimentos de ensino também serão alvo de sensibilização, através da entrega de materiais informativos e acções de esclarecimento, bem como aos restaurantes inscritos na recolha porta-a-porta da Resitejo. “Sim, é no Amarelo” foi lançada em Setembro do ano passado, passando a mensagem que as embalagens de cartão da Tetra Pak são 100% recicláveis e a reciclagem de uma tonelada de embalagens de cartão para alimentos líquidos evita o abate de cerca de 15 árvores adultas e a emissão de perto de 900 kg de gases com efeito de estufa.

PAULO PORTAS VISITA FEIRA DO RIBATEJO

A Jovens solidários com a Misericórdia. voluntários da Misericórdia de Santarém, como o enfermeiro Canário e a funcionária Maria Eugénia, responsável pelo refeitório. neste jantar, os alunos Secundá-

ria Ginestal Machado, Jéssica Pereira e Bernardo Fazenda,entregaram um cheque de 350 euros angariados através de uma gala de solidariedade. .

O presidente do CDS Paulo Portas visitará a Feira Nacional da Agricultura no próximo sábado, dia 5, pelas 17H30 e estará presente no jantar de tomada de posse da Distrital de Santarém, que se realiza no Restaurante Adiafa no antigo campo da feira , pelas 20H30.


SANTARÉM 9

O Ribatejo 04 | Junho | 2010

PS critica política de educação da Câmara

A Pilotos, equipa organizadora e apoiantes do único campeonato nacional desta modalidade aérea

Ases pelos ares em Santarém 3 a 6 de Junho∑Campeonato Nacional de Acrobacia Aérea – Plácido Air Cup Os ases dos aviões estão de volta a Santarém na terceira edição do Campeonato Nacional de Acrobacia Aérea – Plácido Air Cup, que se realiza de 3 a 6 de Junho no aeródromo Cosme Pedrógão. Vão participar mais de uma dezena de pilotos, na sua maioria portugueses, e três espanhóis. Francisco Santos, director da prova, destaca a maior participação de pi-

lotos portugueses, reflexo do crescimento desta modalidade em Portugal. Lino Gonçalves, um dos pilotos portugueses mais conceituados, destaca a importância desta prova de Santarém, que é ainda pioneira no país, para a evolução da modalidade em Portugal. Este ano, existe já uma selecção nacional de acrobacia aérea que vai participar no campeonato do mundo na

Polónia, em Agosto. A selecção irá ser apresentada no decurso desta prova A selecção engloba também um piloto espanhol (nascido em Itália), Santiago Sampietro que, com a sua esposa Isabel Santos (também ela piloto de aviões), estão em Santarém há algumas semanas e pensam em aqui se fixar. Isabel tem mesmo ascendência familiar em Santarém (um avô) e está muito sa-

tisfeita com o acolhimento da cidade. Refira-se que a Plácido Air Cup tem também, pela primeira vez, uma piloto feminina. As provas começaram esta quinta-feira, com treinos oficiais e competição durante a tarde, e prosseguem nos próximos dias, até domingo, com mais provas abertas à assistência do público. A zona de público abre pelas 10h e, no domingo à tarde, vão haver voos de exibição, páraquedismo, baptismos de voo e outras actividades espalhadas pelo recinto do aeródromo, entre as quais aeromodelismo. De manhã, há Freestyle e entrega de prémios. Em pararelo, decorre até 11 de Junho, no W Shopping de Santarém (patrocinador da prova), uma exposição de alguns equipamentos de aviões, de um helicóptero e de fotos.

Os dirigentes do PS de santarém reuniram com vários responsáveis de agrupamentos escolares e escolas secundárias do concelho de Santarém, para conhecer melhor os problemas. “A Câmara não paga, a tempo e horas, aos agrupamentos escolares, nem aos promotores das AEC – Actividades de Enriquecimento Escolar, aos quais pertencem os professores que asseguram as actividades do prolongamento escolar nas

escolas básicas do primeiro ciclo, embora receba, previamente, as respectivas verbas do Ministério da Educação”, refere o comunicado. “A Câmara Municipal de Santarém ainda não pagou as verbas para a manutenção dos refeitórios das escolas básicas e paga, com muito atraso, as refeições a algumas colectividades que as confeccionam”, adianta. A Câmara também não tem pago às Juntas de Freguesia os transportes escolares.

Dona Hermínia soprou 100 velas

Rodeada dos dois filhos, de um neto e muitos amigos, Hermínia Maria do Carmo festejou o centésimo aniversário, esta terçafeira, no lar da Santa Casa da Misericórdia de Santarém. “Na Santa Casa este não é um fenómeno isolado, no entanto, a situação desta senhora merece destaque pela boa forma com que irá completar esta centena de anos de vida”, disse o provedor da Santa Casa da Misericórdia de Santarém. O almoço de aniversário reuniu dezenas de pessoas no claustro do Convento do Sítio, no antigo Hospital de Santarém. Hermínia do Carmo tem uma “saúde de

ferro”, dispensa quaisquer medicamentos, e está em plena posse das suas faculdades, notando apenas uma perda de audição. O que não a impede de conversar, animada e sempre de bom humor. Natural do Secorio, Santarém, levou uma vida dura de trabalho no campo. Teve três filhos, dos quais dois estão vivos e fizeram questão de festejar o aniversário na companhia da mãe. Conta seis netos, cinco bisnetos e um trineto. A receita da vida longa e com saúde? “Se não fosse o Dr. Adelino Carvalho, médico do lar da Misericórdia, já não estava cá”, comentou a centenária.


10 SANTARÉM

O Ribatejo 04 | Junho | 2010

Mãe convenceu filho a matar Tribunal Judicial de Santarém ∑ Mão pesada para autores de homicídio e ocultação de cadáver Uma mulher residente em Vale de Figueira foi condenada a 20 anos e seis meses de prisão por ter orquestrado o homicídio e a ocultação do cadáver do próprio marido. O crime foi executado por um filho da mandante, a quem o Tribunal de Santarém aplicou uma pena de 19 anos e meio de prisão na sexta-feira, 28 de Maio. O jovem, de 22 anos, teve a ajuda de um menor de 14, que foi julgado em separado no Tribunal da Golegã num processo tutelar educativo, e entregue a uma instituição em regime de internato. Os factos remontam a 31 de Julho de 2009, dia em que Alice Ferreira, de 43 anos, atraiu o marido António (com quem já não co-habitava), à sua casa em Vale de Figueira. À espera do homem estavam o filho da mulher, Armindo Grazina, e João F., o amigo menor, que o atacaram com grande violência assim que abriu a porta. Na luta corpo a corpo, António Ferreira foi esfaqueado duas vezes por Armindo,

A Alice Ferreira e o filho, Armindo Grazina, apanharam penas de prisão que rondam os 20 anos com uma navalha com 8 centímetros de lâmina. Como a vítima continuava viva, os autores do crime asfixiaram-no colocando um pano de cozinha na boca, tendo sido esta a causa da morte determinada pela autópsia. De seguida, Armindo e João F. amarram-lhe os pés e as mãos, colocaram o cadáver dentro de uma

saca e seguiram de carro até um eucaliptal em Vale de Água, à saída de Alcanede, a 25 quilómetros de distância, onde largaram o cadáver. António Ferreira, que tinha 59 anos, foi encontrado no dia seguinte pelos proprietários do terreno, sem identificação. A Polícia Judiciária demorou 48 horas a resolver o crime, que os envolvidos

confessaram logo no primeiro interrogatório judicial. Além do homicídio e ocultação de cadáver, Armindo Grazina, que estava já em prisão preventiva no Estabelecimento Prisional de Leiria, foi também condenado por mais três crimes: condução ilegal, furto e falsificação de documento. Contu-

do, a sua pena é inferior à da mãe porque o colectivo de juízes teve em conta o facto do jovem ter confessado integralmente os factos. Alice optou por não falar durante o julgamento, mas foi dado como provado que foi da sua autoria o plano para assassinar o marido, tendo convencido o próprio filho a executá-lo.

O acórdão do Tribunal de Santarém determina também que as três filhas órfãs de António Ferreira, que residiam com ele no Entroncamento, vão receber uma indemnização cível de 77.500 euros, uma pequena parte de um pedido que era superior a 550 mil euros. João Nuno Pepino


SANTARÉM 11

O Ribatejo 04 | Junho | 2010

Obra do arquitecto Amílcar Pinto revisitada No âmbito das celebrações dos 120 anos do nascimento do arquitecto Amílcar Pinto, decorreu no sábado, na Sala de Leitura Bernardo Santareno, uma conferência sobre o tema “Intervenções sobre a cidade de um arquitecto na província”. A palestra contou com intervenções do arquitecto José Manuel Fernandes e o economista e urbanista Rui Braz Afonso. A sessão contou ainda com as participações dos arqui-

A Idália Moniz, secretária de Estado da Reabilitação Social, participou na iniciativa

Pensar nas crianças que são esquecidas no seu dia

tectos Tiago Soares Lopes e Rodrigo Pessoa, e do historiador José Raimundo Noras, jovens que constituem a comissão organizadora dos “120 anos de Amílcar Pinto”. A exposição sobre Amílcar Pinto decorre na Sala de Leitura Bernardo Santareno até dia 31 de Julho. No sábado dia 29, Raimundo Noras, Rodrigo Pessoa e Tiago Soares Lopes guiaram cerca de vinte participantes pela obra de Amílcar Pinto em Santarém.

Idoso de Sobral comemorou 100 anos

Dia da Criança em Santarém ∑ Festa nas Portas do Sol para a criançada No Dia da Criança é preciso pensar também naquelas crianças que são esquecidas ou menos lembradas neste dia. A ideia foi lançada em Santarém, num encontro distrital no âmbito das comemorações do Dia Mundial da Criança. A secretária de Estado Adjunta e da Reabilitação Social, Idália Moniz, aproveitou a deixa de uma investigadora em ciências da educação da Universidade de Aveiro e salientou que, no seu trabalho de governante, dá prioridade ao combate à pobreza infantil. “Para atacarmos a pobreza infantil é preciso trabalhar com as famílias. É preciso que todos demos o nosso contributo para rompermos com ciclo da pobreza”, referiu Idália Moniz que participava num de-

A Crianças divertiram-se com jogos e com actividades lúdicas bate sobre o tema central deste encontro e que denominou “Crianças…Crescer com Oportunidades”. Para a secretária de Estado, “para crescer com oportunidades é fundamental respeitar e entender os direitos das crianças, não como mini-direitos para mini-pessoas, mas como direitos próprios de uma faixa da população

com mais fragilidades”. A secretária de Estado frisou ainda que “é importante que as crianças vão à escola para saberem interpretar um contrato de trabalho, um contrato de arrendamento”. “A formação é meio caminho para não ser excluído”, rematou. O presidente da Comissão Nacional das Crianças e Jovens em Perigo, o

juiz conselheiro Armando Leandro, salientou a importância das crianças serem “sujeitos de direito”. “è uma conquista extraordinária podermos dizer hoje que a criança é sujeito do seu próprio destino, que é pessoa. É nessa dignidade e reconhecimento que residem os seus direitos”, afirmou Armando Leandro.

“Muitos parabéns e que conte muitos, um de cada vez!”. Foi assim que José Henriques foi recebido pelas crianças do Sobral, ao comemorar o seu centésimo aniversário. Sempre bem disposto e de sorriso nos lábios, aos 100 anos José Henriques é um homem de poucas falas e até um pouco tímido, mas dono de uma memória incrível e de uma saúde de fazer inveja, já que aos 100 anos continua a pedalar pela freguesia na sua antiga bicicleta. José teve u m a v id a dedicada à agricultura, na lida do campo, um trabalho duro que aos 100 anos ainda deixa saudade. Agora, a viver sozinho na sua própria casa, desde que a sua

esposa faleceu aos 95 anos, José Henriques recebe apenas apoio domiciliário, que inclui a higiene da habitação, tratamento de roupas e alimentação e ainda lúcido afirma que “quero continuar a ter a minha independência sem incomodar ninguém, quieto no meu canto a descansar”, apesar da família o visitar diariamente. Agora, aos 100 anos leva na bagagem as memórias de um século de vida, amigos e familiares que viu partir e um sorriso rasgado ao soprar as velas ladeado de tantas crianças em pleno Dia Mundial da Criança, numa comemoração organizada pelo Presidente da Junta de Freguesia e pelo Centro Social Bem Estar de vale de Figueira.


12 ROTA DAS FREGUESIAS

O Ribatejo 04 | Junho | 2010

achete

Textos e fotos: Vânia Clemente

ACHETE: A ORIGEM DA PALAVRA

A Depois de um problema de saúde e do impasse para a recandidatura, Joaquim Saramago continua em Achete para melhorar a freguesia

Escola única é um desejo de Joaquim Saramago

Não se sabe ao certo a origem da origem da palavra “Achete”, mas segundo a opinião dos mais velhos, a palavra deriva de “axxat”, cujo significado corresponde a “terra de ovelhas”. Outros apontam para a derivação românica “acheta»”ou para a palavra “achada”. Agora, independentemente da etimologia, Achete tem uma simbologia forte no seu brasão, uma cruz que simboliza a Comenda da ordem de Cristo, uma coroa que simboliza a quinta onde D.Fernando I repousava, e as ovelhas que representam a provável origem do nome, o lugar de rebanhos de ovelhas e que desvenda o mistério da origem desta terra.

CENTRO DE SAÚDE FUNCIONA A 100%

Obras∑ Executivo da junta aposta na requalificação e embelezamento dos espaços públicos A freguesia de Achete, em Santarém tem cerca de 2000 habitantes dispersos por 37 aldeias e lugares. A população vive maioritariamente da agricultura, apesar das gerações mais novas começarem a apostar na formação e a seguirem o seu rumo. Joaquim Saramago, presidente da Junta de Freguesia de Achete, afirma que “o bem-estar da população, independentemente da idade, é muito importante para o actual executivo da Junta e é a pensar nela que têm apostado na reestruturação, requalificação e embelezamento de toda a freguesia”, construindo dois largos, embelezando as fontes numa tentativa de preservar o património da terra, arranjando os caminhos ru-

rais e alcatroando algumas das estradas da freguesia e “se mais não faço é porque a crise não me deixa”. Tal como outras freguesias do concelho, Achete vive algumas dificuldades causadas pela falta de verbas, devido ao atraso dos pagamentos da Câmara Municipal de Santarém. Ainda assim, Joaquim Saramago afirma que “os ordenados das auxiliares das escolas, ao contrário do que disseram, estão em dia, mas para pagar ordenados não pagamos aos fornecedores”, uma situação que espera ver resolvida a curto prazo “até porque todos têm as suas dificuldades”. Mas nem tudo são más notícias, o presidente da Junta afirma que tem novos projectos para a fre-

guesia, a começar pela construção de casas de banho no cemitério, a reparação e alcatroamento de novas ruas, a conclusão do saneamento básico e a vontade de construir uma escola única no centro da freguesia que reuniria todas as escolas das 37 aldeias, um projecto que por agora não passa de um so-

nho mas que por estar previsto na carta educativa, espera um dia vir a ser concretizado. Enquanto isso não acontece, Achete não descuida a educação e a formação, contando com duas escolas pré-primárias, quatro escolas primárias, uma delas com crianças mais problemáticas e ainda uma apos-

Achete quer criar escola única para as crianças no centro da freguesia

∑ A freguesia de Achete aposta na formação e na aprendizagem da população, para valorização profissional e pessoal, dando aos mais velhos a possibilidade de encontrar novos trabalhos em caso de desemprego. Através do programa das Novas Oportunidades criaram várias turmas de 9º e 12º anos.

ta forte em formação para adultos através do Programa Novas Oportunidades e que deu formação a quase 80 alunos, divididos em turmas de 9º e 12º anos e um curso de iniciação à informática. Também uma turma de 4º ano foi aberta para dar a possibilidade da população mais velha receber aprendizagem e renovar a carta de condução, no entanto, a população não aderiu e a turma foi extinta. Devido a problemas de saúde no último ano, Joaquim Saramago ainda ponderou não se recandidatar, mas ultrapassou as adversidades da vida com a mesma força de vontade que afirma querer vencer as dificuldades na freguesia.

Com um posto de saúde em Achete e uma extensão de saúde a funcionar no Verdelho, Joaquim Saramago diz que quanto a saúde “talvez tenhamos um dos melhores serviços”. O médico dá consultas todos os dias, excepto às terças, e a enfermeira dá consultas diariamente. Toda a população tem médico de família. O serviço realiza periodicamente rastreios ao nível da diabetes, colesterol e tensão arterial, consultas de saúde materna, saúde infantil e ainda rastreio oncológico, possibilitando em alguns casos descobrir a doença atempadamente.


ACHETE | ROTA DAS FREGUESIAS 13

O Ribatejo 04 | Junho | 2010

Associação de caçadores prevê um bom ano de caça Restaurante ∑ estabelecimento da Associação abre as portas brevemente A Associação de Caçadores da Freguesia de Achete foi criada em Dezembro de 1989. Passados 20 anos, a Associação continua bastante activa na freguesia, tendo mais de 180 associados caçadores e alguns não caçadores que, devido à idade avançada tiveram de parar de caçar, mas continuam a colaborar com a associação e a pagar quotas. José Vicente, presidente de direcção da Associação afirma que as principais peças de caça são as aves migratórias como a rola e os tordos e depois espécies como o coelho, a lebre e a perdiz, sendo que “o coelho nos últimos oito anos foi afectado pela doença

hemorrágica e apesar dos cuidados com a alimentação e a água, muitas vezes acabam por morrer com a doença e temos que ter um acto de gestão diferente para não desaparecerem de vez”. Actos de gestão como a diminuição de horas de caça e dos meses, agora de Setembro a Novembro e só até às 13h00. No entanto, a lebre e a perdiz são espécies que se têm adaptado bem ao habitat de Achete. Só no último ano, a associação largou mais de 200 perdizes que se mantiveram e se reproduziram, antevendo um bom ano de caça para aqueles que preferem esta espécie. A reserva de caça abrange uma área de 2200 hec-

tares. As quotas são de 125 euros para sócios não reformados e 60 euros para reformados com idade igual ou superior aos 65 anos. Ainda assim, esta é uma reserva que admite muitos sócios de “terras de fora”, contudo, com quotas com valores superiores. José Vicente afirma que a conclusão das obras no restaurante da associação é a prioridade. As obras encontram-se na fase final, faltando apenas uma licença para poderem abrir as portas. Um restaurante de comida tradicional à base de bacalhau e carnes, com uma vista privilegiada sobre as terras do Ribatejo. Outro projecto que espera concretizar é a obten-

ção de autorização para as montarias aos javalis, espécie que começa a fazer estragos na zona e que pelo seu grande porte é muito apreciada pelos caçadores. Ainda assim, e porque o melhor da caça é o convívio, a associação realizará até à abertura do inicio da época de caça, algumas iniciativas que promovem a confraternização de todos como largadas de perdizes a acontecer já no dia 20 de Junho e cujas inscrições estão abertas aos sócios até dia 15 de Julho. No entanto esta será uma actividade a realizar no campo de tiro e estará aberta a toda a população que queira assistir à largada das aves.

A Associação conta com mais de 180 sócios.


14 ROTA DAS FREGUESIAS | ACHETE

O Ribatejo 04 | Junho | 2010

A Carlos Ferreira conta com uma produção de 490 hectares de melão e abastece a maioria das superfícies comerciais do país

Hortomelão, o líder no mercado nacional Carlos Ferreira ∑ Produtor recebe prémio empreendedorismo durante 2ªGala Viva das frutas e legumes Carlos Ferreira sempre esteve ligado ao melão, primeiro na área comercial e a partir de 1989 como jovem agricultor. Com apenas quatro hectares de terreno começou a sua primeira plantação de melão e com os passar dos anos foi aumentando a sua área de produção, tendo cinco anos depois uma área de 40 hectares e actualmente uma plantação de melão com quase 490 hectares que abastece a maioria das superfícies comerciais. Com o passar dos anos e o aumento da plantação, Carlos Ferreira foi crescen-

do como produtor a nível nacional, o que envolveu um maior investimento ao nível da construção de armazéns e maquinaria e em 1998 foi convidado para integrar o clube de produtores da Sonae, razão que lhe permitiu alargar a área de negócio e ajudar alguns vizinhos ao lhes escoar os produtos, no caso melão, melancia e meloa. Uma situação que durou até ao ano de 2005, no entanto já em 2004 pensou em criar uma nova sociedade que pudesse ser benéfica para todos, foi dessa necessidade e das dificuldades que

eram sentidas na época que criou a Hortomelão, um agrupamento de produtores de hortícolas e frutas, com 12 associados e que lhes permitiu aumentar o leque de oferta, produzindo, actualmente, além do melão, melancia e meloa alguns legumes como o courgette, os brócolos, a couve-flor, o pimento, a beringela e a abóbora. Sendo que esta última obrigou a uma nova linha de produção, a área de embalamento na própria central fazendo com que a abóbora chegue às superfícies comerciais já devidamente cortada, em-

balada e etiquetada com o preço e prazo de validade, um novo projecto já desenvolvido pela Hortomelão, também com a ajuda do Proder. Carlos Ferreira, afirma que no último ano a Hortomelão passou de agrupamento para organização de produtores, onde se verifica plantações durante todo o ano, o que obriga a um número elevado de mão-de-obra, 90 pessoas durante o Inverno e quase 300 durante o Verão, uma época alta principalmente de Junho a Setembro devido à plantação de melão,

melancia e meloa, a principal aposta do agricultor. Desde sempre ligado a esta área, Carlos Ferreira afirma que é preciso ter técnicos especializados que garantam a qualidade e o tratamento da fruta, contando assim com três técnicos de campo e três técnicos de controlo de qualidade, “Não que seja uma exigência do cliente mas porque é uma necessidade para quem quer continuar no ramo”. O agricultor garante que actualmente 5 por cento da produção corresponde à exportação, no entan-

to tem acordos com quase todas as cadeias de supermercado no país e é por isso que o “seu” melão é reconhecido. Reconhecido foi também o agricultor que recebe dia 2 de Junho, durante a 2ªa Gala Viva das Frutas e Legumes a decorrer no casino da Figueira da Foz, o prémio empreendedorismo na área da hortifruticultura e que homenageia Carlos ferreira pela sua actividade de empresário hortícola, na cultura do melão, sendo este um exemplo de um caso de sucesso.


O Ribatejo 04 | Junho | 2010

ACHETE | ROTA DAS FREGUESIAS 15


16 ROTA DAS FREGUESIAS | ACHETE

O Ribatejo 04 | Junho | 2010

Achete em festa todo o ano Festas e romarias ∑ cada aldeia gosta de homenagear o seu padroeiro Com 37 aldeias, a freguesia de Achete vive em festa durante quase todo o ano, tal como afirma o presidente da junta, Joaquim Saramago. Apesar de unidas, todas as aldeias gostam de realizar a sua festa em homenagem ao seu padroeiro, festas essas que já começaram com as festas de Santo Amaro e de Santa Maria

e que têm o seu auge durante o mês de Junho, com a Festa de Santo António, em Advagar, a festa de S.João, no Verdelho e as festas de S.Pedro, em Dona Belida De 28 a 30 de Maio, foi o centro da freguesia de Achete que recebeu mais uma festa repleta de música, muita animação, petiscos e o canti-

nho das rifas que fazem sempre as delícias dos mais novos. Ainda assim, as festas continuam o resto do ano com a festa da padroeira, em Setembro e a Festa de S.Simão no último fim de semana de Novembro. Homenagens aos padroeiros a juntar a momentos de convívio que unem os habitantes de Achete.

Futsal luta para ter pavilhão desportivo onde treinar A Fundado no ano de 2004, o Grupo Futsal Achete (GFA) já foi uma equipa sensação conseguindo sagrar-se campeão da 1ª divisão distrital de futsal e conquistar a taça do Ribatejo da Associação de Futebol de Santarém. No entanto tem vindo a ressentir-se baixando de posição para a 3ª divisão nacional. Actualmente, o grupo conta com duas equipas, uma de seniores e outra de juniores, num total de 35 atletas, um número que tem vindo a diminuir pois “o desgaste para os mais novos era muito grande”, tal como afirmou ao nosso jornal José Júlio, membro da direcção do grupo. Confrontado com as dificuldades que o grupo enfrenta, José Júlio declara que a falta de verbas é sem-

pre um problema, no entanto a maior dificuldade do clube é a falta de um pavilhão próprio para treinar e realizar os jogos durante o campeonato. Nos últimos anos, a equipa divide-se entre treinos em São Vicente do Paúl e jogos em Santarém, uma situação complicada que leva a grandes custos até agora suportados pela junta de freguesia e a um grande esforço e desgaste físico por parte dos atletas. A solução para a falta de pavilhão poderá passar pela reestruturação do pavilhão do Centro de Desporto e Cultura do Verdelho, permitindo assim uma nova aposta na formação dos jovens atletas. No entanto, os custos são demasiados elevados para o grupo de futsal.


18

O Ribatejo 04 | Junho | 2010

região lezíria do tejo santarém CARTAXO CANDIDATA 900 MIL EUROS AO QREN

A À saída do tribunal do Cartaxo, o autarca disse que ainda ia reunir com os advogados para estudar a hipótese de recurso

Caldas condenado em multa Apanhado com arma ilegal ∑ Presidente da Câmara do Cartaxo vai pagar 2.750 euros O presidente da Câmara Municipal do Cartaxo, Paulo Caldas, foi condenado em processo sumário por um crime de detenção de arma proibida a 110 dias de multa a uma taxa diária de 25 euros, o que perfaz um total de 2.750 euros. A arma, uma pistola semiautomática Star, modelo Starlet de calibre 6.35mm, foi encontrada na gaveta da mesa-de-cabeceira do autarca durante buscas domiciliárias realizadas pela

Policia Judiciária (PJ), no passado dia 18 de Maio. Além da arma ilegal, que não estava manifestada nem registada, os inspectores apreenderam ainda dois carregadores, um vazio e um suplente com quatro munições, que foram declarados perdidos a favor do Estado. “Custame que uma peça de colecção, que é uma herança de família, nos seja retirada e fique agora nas mãos do Estado”, disse Paulo Cal-

das à saída do Tribunal do Cartaxo, na quinta-feira, 27 de Maio. De resto, Paulo Caldas disse “respeitar integralmente” a decisão da juíza Emília Palma, que, durante a leitura da sentença, advertiu o presidente da Câmara dizendo-lhe que “há pessoas que, pelos cargos que ocupam, tem o especial dever de pautar a sua conduta pelo integral respeito da lei”. O mês de Maio foi particularmente dramático

para Paulo Caldas, no que toca ao seu relacionamento com a justiça. Além desta condenação, o autarca soube que vai ter que responder em julgamento pelos crimes de denegação de justiça e peculato de uso (num processo que envolve a realização de obras ilegais no complexo industrial da Casa das Peles e a atribuição de regalias irregulares a uma funcionária do município), e ainda foi alvo de buscas por par-

te da PJ, na sua residência pessoal e na Câmara. Mesmo assim, Paulo Caldas não equaciona abandonar o cargo de presidente da Câmara. “Tenho todas as condições e sinto-me mais motivado do que nunca para cumprir o mandato para o qual fui eleito, por amor a esta terra e com vontade e determinação”, sublinhou o autarca à saída do tribunal. João Nuno Pepino

A requalificação do jardim central e do largo das festas de Vila Chã de Ourique, a recuperação da aldeia avieira da Palhota e das margens ribeirinhas de Valada, a beneficiação do largo público do centro social de Vale da Pedra ou o largo do rio da fonte em Pontével são apenas algumas das candidaturas que a Câmara Municipal do Cartaxo vai apresentar ao Quadro de Referência Estratégico Nacional (QREN 2009-2013), no âmbito da qualificação ambiental e valorização do espaço rural. No total, são 10 projectos em sete das oito freguesias do concelho, orçados em cerca de 900 mil euros, e para os quais a Câmara espera um financiamento de 80% a fundo perdido. “Tratando-se de territórios de baixa densidade, as intervenções previstas visam valorizar os espaços públicos, equipamentos e valores patrimoniais”, explicou o presidente da autarquia durante a reunião de Câmara de 25 de Maio, aquando da aprovação das candidaturas. Paulo Caldas sublinhou que estes projectos “revestem-se de elevado valor para as populações das freguesias abrangidas pela melhoria da qualidade de vida que vão trazer”.

Cartaxo deve um milhão de euros à Resiurb A Câmara do Cartaxo deve cerca de um milhão de euros há perto de 2 anos e meio à Resiurb, empresa intermunicipal que recebe no aterro sanitário da Raposa os lixos urbanos de seis concelhos da lezíria do Tejo. A difícil situação financeira da empresa foi um dos assuntos debatidos entre os responsáveis da Comunidade Intermunicipal da Lezíria do Tejo

(CIM-LT) e os deputados do PSD eleitos por Santarém, que, na terça feira, 1 de Junho, reuniram primeiro com os municípios da Lezíria e depois com os da Comunidade Intermunicipal do Médio Tejo (CUMT). “É uma situação que desconhecíamos e que nos causa alguma apreensão, porque coloca em risco a sustentabilidade do aterro”, disse ao nosso jornal

o deputado Vasco Cunha, acrescentando que há outros municípios com dívidas à Resiurb, mas de menor valor e há menos tempo, segundo o que lhe foi transmitido pelos responsáveis da CIM-LT. Outro dos assuntos que esteve em cima da mesa foi a suspensão da construção do IC3, “projecto que não deixa de ser prioritário, apesar dos municípios enten-

deram esta decisão face às contingências orçamentais necessárias para equilibrar as contas públicas”. Os deputados do PSD debateram ainda a redução de 100 milhões de euros nas transferências para as autarquias, previstos a nível nacional no Plano de Estabilidade e Crescimento (PEC), e manifestaram a sua preocupação com as taxas de execução

do QREN. Segundo Vasco Cunha, a taxa de execução na Lezíria ronda os 16%, o que está acima da média nacional (11,8%), mas no Médio Tejo anda apenas pelos 2%. “Já chegámos quase a metade do tempo de vigência deste quadro comunitário”, frisou o deputado social-democrata, alertando para o facto de “caso não se verificar um aproveitamento significa-

tivo dos fundos comunitários, isso pode significar a sua devolução, o que seria bastante negativo para Portugal”. No caso do Médio Tejo, os municípios preparam-se para lançar projectos estruturantes, sobretudo centros escolares, que devem aumentar nos próximos anos a taxa de execução do QREN, disse ainda o deputado social-democrata.


BENAVENTE | REGIÃO 19

O Ribatejo 04 | Junho | 2010

SEIS SUSPEITOS EM LIBERDADE

Ourives que enfrentou ladrões diz-se revoltado com a justiça Tribunal de Vila Franca ∑ Libertou suspeitos dos dois assaltos à sua ourivesaria “Sinto-me revoltado porque é impossível acreditar numa justiça que coloca os marginais em liberdade”, afirmou ao nosso jornal António José Pessoa, proprietário de uma ourivesaria em Samora Correia que este ano já foi assaltada duas vezes. O desabafo deste ourives de 66 anos surge a propósito da decisão do Tribunal de Instrução Criminal de Vila Franca de Xira, que optou por não colocar em prisão preventiva nenhum dos seis elementos de um gang suspeito de três assaltos a ourivesarias, duas no concelho de Benavente e uma terceira na zona do Samouco. A Polícia Judiciária disse

a António Pessoa ter provas sólidas “de que dois ou três dos indivíduos detidos estiveram envolvidos nos assaltos ao meu estabelecimento”, conta. A 11 de Março, dois assaltantes encapuzados entraram na ourivesaria Pinto, no centro de Samora Correia, e apontaram-lhe uma pistola ao peito. Os ladrões obrigaramno a abrir os cadeados dos armários e levaram cerca de 125 mil euros em ouro e jóias que retiraram de 15 expositores, recorda. Na semana passada, a 25 de Maio, foi o próprio ourives quem impediu o assalto, ao envolver-se numa luta corpo a corpo com os gatunos. “Quando um de-

A António José Pessoa queixa-se da insegurança les saltou para trás do balcão, eu mandei-me ao outro que estava a apontar-me a pistola e agarrei-o como se

estivesse a pegar um toiro”, conta António Pessoa, confessando não saber o que lhe “passou pela cabeça”. O

homem só largou o ladrão após ter sido agredido com grande violência nas mãos e na cabeça com a coronha da arma, mas conseguiu que fugissem sem levar nada. “A PJ pediu-me uma relação detalhada dos artigos roubados e disse que os tinha apanhado, mas afinal o juiz decidiu pô-los na rua”, lamenta António Pessoa, que se diz farto “do aumento da insegurança e da criminalidade”. “Mais dia menos dia, fecho mesmo a porta, não porque me queixe do negócio, mas por medo de ser assaltado novamente”, desabafa. João Nuno Pepino

A Polícia Judiciária (PJ) deteve cinco homens e uma mulher, com idades entre os 21 e 40 anos, suspeitos por três assaltos a ourivesarias (Samora Correia, Benavente e Samouco), e a um café na margem sul, que renderam mais de 150 mil euros. Como a detenção dos suspeitos foi feita fora de flagrante delito, o Tribunal de Vila Franca de Xira não aplicou a prisão preventiva como medida de coacção. Na operação, que recebeu o nome de “rio grande”, foram ainda apreendidos três carros, uma pistola de pressão de ar desportiva, telemóveis e várias ferramentas que os suspeitos terão usado para cometer os assaltos. Segundo um comunicado da PJ, alguns dos detidos têm antecedentes criminais por crimes contra a propriedade, lenocínio e condução de veículo sem habilitação legal.


20 REGIÃO | ALMEIRIM | ALPIARÇA | CORUCHE

O Ribatejo 04 | Junho | 2010

GNR RECUPERA 200 METROS DE COBRE FURTADO

CÂMARA CANCELA FEIRA DO VINHO DE ALPIARÇA

A GNR de Coruche recuperou 200 metros de cabo em cobre, avaliados em cerca de 5 mil euros, na sexta-feira, 28 de Maio. A apreensão ocorreu durante uma operação de patrulha, em que os militares detectaram o cabo eléctrico no interior de um veículo ligeiro que estava estacionado junto a uma sucateira. A GNR identificou ainda os três indivíduos que estavam na posse do material furtado, e que se estavam a preparar para o vender na referida sucata.

Por razões de contenção orçamental, a Câmara Municipal de Alpiarça decidiu interromper a realização da feira do vinho, um evento local dedicado à promoção vitivinícola que se realizava há 12 anos, habitualmente no final do mês de Maio. A situação económica e o nível da dívida da autarquia, que vai até propor ao governo um plano de reestruturação financeira de carácter conjuntural, torna muito difícil a manutenção de dois certames de grande dimensão, casos da feira do vinho e da Alpiagra, uma feira comercial e agrícola que o município organiza em Setembro. Por outro lado, o novo executivo da CDU, eleito em 2009 nas últimas eleições autárquicas, prefere antes apostar na divulgação e promoção do melão, possivelmente com a realização de uma feira do melão em Julho, época em que este produto atinge o seu pico de produção. Tal como o nosso jornal noticiou na última edição, uma auditoria pedida pelo actual executivo de Mário Pereira revelou que a dívida ascendia, em Dezembro último, aos 13,1 milhões de euros. A autarquia foi notificada pela Direcção Geral das Autarquias Locais (DGAL) de que, em 2010, vão ser retidos 455 234 euros, valor que poderá ascender aos 1,788 milhões em 2011. Para evitar que a tutela imponha um plano de reequilíbrio financeiro, a autarquia está a preparar um plano de reequilíbrio financeiro conjuntural a submeter ao Governo.

VOLUNTÁRIOS LIMPAM ALDEIA DO PATACÃO Cerca de 30 voluntários retiraram várias toneladas de lixo junto à praia fluvial da aldeia avieira do Patacão, no concelho de Alpiarça. As duas carrinhas de caixa aberta emprestadas pela Câmara Municipal recolheram um total de 13 cargas de troncos secos, ervas altas, silvas e lixo de difícil degradação, casos de plásticos para agricultura, embalagens, latas e garrafas de vidro, entre outros objectos. Esta acção de protecção do meio ambiente foi dinamizada pela AIDIA, Fórum Ribatejo, Câmara Municipal e Junta de Freguesia de Alpiarça, tendo contado com a colaboração da Associação de Estudo e Defesa do Património Histórico-Cultural de Santarém e de vários particulares que ofereceram o seu trabalho e parte do material e equipamento utilizado na limpeza.

A Durante a apresentação, a Câmara entregou um cheque de 1.019 euros aos dadores de sangue de Almeirim

Festas da cidade apostam na prata da casa Contenção orçamental ∑ Este ano, não há “loucuras” na contratação de artistas A fadista scalabitana Joana Amendoeira é o nome mais sonante do cartaz musical das festas da cidade de Almeirim deste ano, onde se pretende dar mais destaque à prata da casa do que contratar artistas com créditos firmados no panorama nacional. “Não será certamente por isso que vão ter menos qualidade”, garantiu o vereador com o pelouro da cultura, José Carlos Silva, durante a conferência de imprensa de apresentação das festas, que se realizam entre 19 e 27 de Junho. Em ano de forte contenção orçamental, “a Câmara prefere pegar no dinheiro que muitas vezes se paga a artistas de renome e aplicá-lo noutras obras

da cidade, sobretudo as de cariz social”, explicou José Carlos Silva, sublinhando, por outro lado, que “o concelho de Almeirim tem talentos suficientes para subir ao palco principal”. A gala dos jovens talentos de Almeirim, o espectáculo de encerramento a 27 de Junho, será “a prova disso”, acrescentou o vereador. A gastronomia e petiscos serão asseguradas por 14 tasquinhas de colectividades do concelho, e a mostra de actividades económicas contará com 60 expositores, adiantou ainda José Carlos Silva. A conferência de imprensa de apresentação das festas, realizada no sábado, 29 de Maio, serviu também para entregar um cheque de 1.019 euros ao

Grupo de Dadores Benévolos de Sangue do Concelho de Almeirim. O dinheiro foi recolhido das participações nos jogos tradicionais do stand da Câmara Municipal de Almeirim durante o certame gastronómico “Pão, Vinho & Companhia” de 2009. Todos os anos, a autarquia entrega as verbas angariadas a instituições do concelho. Foram também divulgados os vencedores da 1ª edição do concurso de fotografia promovido pela autarquia, que entregou o primeiro prémio a António Marciano, pelo trabalho “passagem do tempo”. Maria de Fátima Condeço, com “transporte alternativo”, foi a segunda classificada, ao passo que o ter-

ceiro prémio foi entregue a Rui Paulo Apolinário, com a fotografia “telhado sagrado”. Os trabalhos foram escolhidos por um júri composto por elementos da Câmara Municipal de Almeirim, pelo fotojornalista freelancer Pedro Loureiro e pelo realizador e produtor Luís Filipe Marecos, que escolheram entre 170 imagens de 59 concorrentes. “Para uma primeira edição, o número de participantes deixounos bastante satisfeitos”, afirmou José Carlos Silva, acrescentando que os trabalhos impressos vão estar patentes ao público durante as festas da cidades, que se realizam no jardim da biblioteca municipal. João Nuno Pepino


RIO MAIOR | REGIÃO 21

O Ribatejo 04 | Junho | 2010

MAIS INFORMAÇÃO SOBRE A EUROPA Difundir e partilhar o maior volume possível de informação sobre a União Europeia através das actividades do Centro “Europe Direct” é o objectivo do protocolo que a Câmara de Rio Maior vai assinar com a Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Santarém. Através deste acordo, que durará até 2012, os suportes de comunicação do município vão passar a veicular informação sobre as actividades desenvolvidas pelo “Europe Direct”, no que se refere a contactos, debates, fóruns e projectos de intercâmbio, que poderão ter interesse para os jovens ou associações do concelho. “É uma excelente forma de dar a conhecer aos riomaiorenses as questões relacionadas com a Europa, na qual nos devemos sentir totalmente integrados”, frisou o vereador Nuno Malta.

“Novas Oportunidades” para mais de 2.000 alunos Aniversário ∑ Escola secundária de Rio Maior apagou 35 velas Cerca de 2000 alunos já passaram pelo Centro de Novas Oportunidades (CNO) da escola secundária de Rio Maior, que se assume cada vez mais como um pólo muito importante a nível da certificação de competências, sublinhou o director do estabelecimento durante as comemorações do 35º aniversário da escola, que decorreu no passado dia 26 de Maio. “O objectivo deste centro era que passasse por aqui cerca de 10% da população do concelho, e isso neste momento foi alcançado”, afirmou José Albino Correia durante a cerimónia, que serviu não só para homenagear os funcionários e professores

mais antigos, mas também para entregar os diplomas a alguns dos mais de mil formandos actualmente inscritos no CNO da secundária de Rio Maior. No final da sua intervenção, José Albino Correia mostrou-se preocupado com a progressiva diminuição de alunos na esco-

la e alertou para o crescente envelhecimento da população do concelho. Segundo o director, “no futuro o país sofrerá os custos sociais e económicos provenientes desta situação”. “Rio Maior precisa da motivação, do profissionalismo e da ambição de todos os jo-

vens aqui formados para criar raízes e focos de desenvolvimento”, disse a presidente da Câmara, Isaura Morais, lembrando que o passado do concelho, ligado eminentemente à agricultura, está a dar lugar a um futuro em que a aposta recai nas áreas dos serviços e da indústria. Foi neste sentido que a autarca apelou aos alunos da secundária para definirem o seu futuro pessoal e profissional ligado a Rio Maior. “Pensem no concelho como o grande beneficiado com a vossa colocação pessoal e vontade de vencer”, disse Isaura Morais, frisando que conta “com todos os jovens para construir o futuro”.

RIO MAIOR ADERE AO PLANO NACIONAL DE LEITURA A Câ m a ra de R io Maior vai estabelecer um protocolo com o Plano Nacional de Leitura (PNL) que visa “dotar as bibliotecas escolares do concelho com obras literárias adequadas à leitura orientada nas salas de aula, desde a educação pré-escolar ao 3.º ciclo do ensino básico”. Segundo um comunicado de imprensa da autarquia, a Câmara e o PNL vão dividir os custos de aquisição dos livros durante 2010 e 2011, no valor de 6.650 euros. As bibliotecas abrangidas por este protocolo são a da EBI Marinhas do Sal, EBI Asseiceira, Centro Escolar de Alcobertas e Centro Escolar Rio Maior 1, EBI Fernando Casimiro Pereira da Silva, Centro Escolar Rio Maior 2 e a escola secundária Dr. Augusto César da Silva Ferreira.


22

O Ribatejo 04 | Junho | 2010

região médio tejo santarém “Palestinianos destacam-se na educação”

A O ministro Rui Pereira deixou muitos elogios às novas instalações dos bombeiros

Já não é como dantes, o quartel de Abrantes Antiga fábrica de cerveja ∑ Requalificação custou cerca de 1,3 milhões de euros Moderno, amplo e funcional, o novo quartel dos bombeiros municipais de Abrantes foi inaugurado na quinta-feira, 27 de Maio, numa cerimónia presidida pelo ministro da Administração Interna. “Não me lembro, desde que assumi funções neste ministério há cerca de três anos, de ter inaugurado um quartel melhor que este”, afirmou Rui Pereira, sublinhando que o edifício que visitou é “exemplar pelas condições de operacionalidade e características estéticas”. O novo quartel situa-se na antiga fábrica da Cervinal, uma produtora de cerveja cujas instalações industriais foram reconvertidas para acolher a corporação, composta actualmente por um quadro activo de cerca de 80 elementos, entre profissionais e voluntários. A Câmara, a braços com a necessidade de retirar os bombeiros das antigas instalações no centro histórico de Abrantes, adquiriu o terreno e arrancou com a obra

mesmo antes de ter assegurado qualquer tipo de financiamento comunitário, o que lhe valeu elogios por parte ministro. A autarquia assinou o contrato de financiamento com a Estrutura de Missão para a Gestão dos Fundos Comunitários cerca de duas horas antes da inauguração oficial das novas instalações, assegurando uma comparticipação de 903 mil euros através do Fundo de Coesão para uma obra que teve um custo total que quase ascendeu aos 1,3 milhões de euros. “Esta é uma bela prenda de aniversário, para uma corporação que comemora os seus 150 anos”, afirmou o comandante dos bombeiros de Abrantes, António Manuel, sublinhando que o novo quartel “oferece todas as condições de trabalho para melhorar a operacionalidade da corporação e assegurar o socorro às populações. “Os desafios que se colocam hoje no exercício da protecção civil não são

os mesmo de há 150 anos”, frisou Maria do Céu Albuquerque, dando como exemplo as novas exigências a nível da prevenção rodoviária, segurança nas florestas ou mesmo catástrofes naturais, para os quais é necessário “ter um sistema montado que responda pronta e eficazmente”. A localização do novo quartel dá aos bombeiros maior facilidade de acesso à A23, e às grandes áreas florestais do concelho e de municípios vizinhos, “permitindo uma resposta muito mais rápida”, destacou ainda a presidente da

Câmara. Durante a cerimónia, Rui Pereira anunciou ainda que o governo prevê investir cerca de 200 milhões de euros na modernização do dispositivo nacional de Protecção Civil, até 2013. Deste bolo, cerca de 150 milhões são assegurados através de financiamento comunitário, cabendo ao governo suportar os restantes 50 milhões de euros, explicou ainda o ministro, que quer ter “um sistema preparado para responder a todas as ameaças”.

Homenagem a chefe que morreu em serviço

∑ A inauguração foi também aproveitada para prestar uma homenagem ao chefe Álvaro Serrano, um elemento da corporação que morreu a 18 de Dezembro de 2007 num despiste quando ia numa missão de socorro. Foi descerrada uma placa “que imortaliza o seu nome na parede deste quartel”, disse o comandante António Manuel.

João Nuno Pepino

A representante da Autoridade Palestiniana em Portugal disse, em Torres Novas, que o povo palestiniano recorreu à educação “como única arma de sobrevivência”, o que explica as numerosas personalidades “brilhantes” que se destacaram em várias áreas em todo o mundo. Randa al Nabulsi falou numa sessão dedicada à cultura palestiniana promovida, na sexta feira, 29 de Maio, pelo Cine Clube de Torres Novas, em colaboração com o Movimento pelos Direitos do Povo Palestino e pela Paz no Médio Oriente (MPPM). A representante sublinhou que a cultura do seu povo está marcada pelos acontecimentos dramáticos que viveu, sobretudo desde o exílio forçado no início dos anos 1920, provocado pela chegada dos primeiros judeus europeus. A proclamação do Estado de Israel, em 1948, e a ocupação da “Palestina histórica” ignorando a resolução de partilha da ONU, levou a “massacres” que deixam ainda

hoje “uma ferida profunda na memória” dos palestinianos, disse, citada pela Lusa. “Isto reflectiu-se em todos os aspectos da vida, quer seja na literatura, na história ou na arte”, afirmou. Outra marca que Randa Nabulsi identifica na cultura palestiniana é a capacidade de preservar a identidade quer seja nos campos de refugiados quer seja no mais longínquo exílio. “Não há casa palestiniana em qualquer lugar do Mundo sem um mapa da Palestina e uma imagem de Jerusalém, sem um vestido com os bordados tradicionais, não há pequeno almoço sem azeite e sem tomilho”, disse, realçando o papel das mulheres na preservação da identidade na diáspora. O sonho da Pátria é outro “quadro” que marca a cultura palestiniana, afirmou, sublinhando que não há palestiniano que não sonhe com um Estado independente, democrático e laico, com Jerusalém como capital, com justiça e com o regresso ansiado dos refugiados.

Prémio para trabalhos sobre a mulher e igualdade A Câmara Municipal de Torres Novas criou a primeira edição do prémio bienal Maria Lamas para estudos sobre a mulher, género e igualdade. Com um valor pecuniário de 10 mil euros, o prémio visa distinguir as mais variadas abordagens a estes temas na perspectiva das ciências sociais e humanas, “podendo submeter-se a concurso dissertações de mestrado e doutoramento, bem como trabalhos decorrentes de pós-doutoramento ou outros, desenvolvidos no âmbito de centros de investigação científica

credenciados”, segundo uma nota de imprensa da autarquia. As candidaturas são individuais, abertas a autores portugueses ou estrangeiros, e, para a edição de 2011, “serão aceites a concurso trabalhos validados nos três anos anteriores (2010, 2009 e 2008)”, sendo o dia 31 de Dezembro de 2010 o prazo limite para entrega, segundo a mesma nota da Câmara. Para mais informações, os interessados deverão contactar o gabinete de estudos e planeamento editorial da autarquia, através do email gepe@cm-torresnovas.pt.


CONSTÂNCIA | ABRANTES | REGIÃO 23

O Ribatejo 04 | Junho | 2010

CONSTÂNCIA CELEBRA CAMÕES Constância vai ser palco, de 10 a 12 de Junho, da XV edição das Pomonas Camonianas, uma celebração que continua trazer muitos visitantes à vila poema. A recriação de um mercado quinhentista é uma das principais iniciativas destes três dias. A feira fica a cargo dos alunos e docentes do agrupamento de escolas de Constância, e todos vão trajar e representar os mercadores da época, e vender no mercado as frutas da região, como as cerejas, as nozes, as amêndoas, os tremoços e também, algumas flores. Segundo Máximo Ferreira, presidente da Câmara de Constância, “o aspecto positivo deste ano é que o mercado quinhentista é organizado apenas pelos jovens estudantes do nosso concelho. Esperase uma animação muito interessante no parque de merendas da vila”.

“A escola também deve servir para combater a imigração ilegal” “SEF vai à Escola” ∑ Programa dá vistos de residência a famílias com crianças a frequentar o ensino “As crianças excluídas são as presas mais fáceis de esquemas de imigração ilegal e de redes de prostituição e exploração de seres humanos. E é este tráfico de pessoas que temos que combater sem tibiezas ou medos”, disse o ministro da Administração Interna, Rui Pereira, durante a apresentação pública do programa “SEF vai à escola”, que decorreu no edifício Pirâmide, em Abrantes, no dia 27 de Maio. Acompanhado por dois dos seus secretários de Estado, Conde Rodrigues e Dalila Araújo, o representante da tutela veio entregar vistos de residência a 15 crianças de

origem estrangeira que frequentam o ensino no concelho, uma autorização de permanência em Portugal que é extensível às respectivas famílias. Desenvolvido pelo Ministério da Administração Interna e pelo Ministério da Educação, com a colaboração do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF), este programa visa precisamente legalizar famílias de imigrantes concedendo vistos de residência aos descendentes que frequentam estabelecimentos oficiais de ensino. Segundo Rui Pereira, está nos planos do governo implementar este programa em todas as esco-

A Conde Rodrigues foi um dos secretários de Estado presentes na cerimónia las do país, em colaboração com as Câmaras Municipais, “que serão um parceiro fundamental para o sucesso do projecto, uma vez

que são elas as melhores conhecedores das realidades sociais a nível local”. Num plano mais abrangente, o grande objectivo

do programa é “combater a imigração ilegal em Portugal”, destacou. João Nuno Pepino


24 REGIÃO | ABRANTES | SARDOAL

O Ribatejo 04 | Junho | 2010

Saúde oral quer chegar aos idosos Orçamento de Estado 2010 ∑ Contempla 30 milhões para o programa “Portugal a Sorrir” Chegar a uma fatia maior da população idosa é um dos objectivos do Plano Nacional de Saúde Oral, apresentado esta segunda-feira, 31 de Maio, em Abrantes, numa cerimónia onde esteve presente o secretário de Estado da Saúde, Manuel Pizarro. Este programa, lançado em 2006, tem atingido os objectivos junto das crianças e população mais jovem, mas continua ainda por chegar à população mais idosa. Com cerca de 30 milhões de euros inscritos no Orçamento de Estado para este ano, o programa de saúde oral “Portugal a Sorrir” chega apenas a 4% da população idosa do país. Rui Calado, coordenador nacional do programa, revelou que dos idosos que re-

A

O secretário de Estado da Saúde, Manuel Pizarro, deu a conhecer os objectivos do plano cebem em casa os chequesdentista, dois por ano, 80% até vão às consultas e tratamentos. O problema é fazer chegar a informação deste programa aos restan-

tes idosos, explicou. E, diz o coordenador, não é com publicidade na televisão, a informação tem de chegar por uma via mais directa, autarcas ou através das re-

des sociais. O secretário de estado Adjunto e da Saúde, Manuel Pizarro, disse que o programa abrangeu nos últimos dois anos 600 mil

portugueses, através da entrega de cheques-dentista, tendo manifestado “preocupação” por apenas 10% dos 200 mil idosos beneficiários do complemento solidário usufruírem do programa, reforçado financeiramente este ano em 21%. Este serviço é prestado nos próprios consultórios dos cerca de 3.500 médicos dentistas que aderiram ao programa. Aliás, mesmo quem esteja de férias no Algarve, por exemplo, pode usufruir do serviço fora da sua zona de residência. Para este ano, o objectivo do programa é chegar junto de cerca de 300 mil crianças já que a dotação financeira para os mais novos é de 21 milhões de euros. Jerónimo Belo Jorge

CASAL DO SARDOAL MORRE EM ACIDENTE A colisão entre um quadriciclo e uma viatura ligeira resultou na morte do casal que seguia no primeiro veículo, no domingo, 30 de Maio, na Estrada Nacional 2 junto ao cruzamento do Pisco, concelho do Sardoal. As vítimas, que tinham cerca de 60 anos, residiam na aldeia de Entrevinhas, Sardoal.

ABRANTES INVESTE NO CASTELO A Câmara de Abrantes deverá apresentar até ao fim deste mês ou no início de Julho o projecto para a requalificação da entrada no Castelo da cidade a partir do seu jardim. A intervenção da autarquia vai permitir requalificar a entrada no monumento pela chamada “Porta da Traição” e efectuar melhorias no jardim do Castelo.


ESPECIAL

Feira Nacional de Agricultura

Apesar da crise, a edição deste ano da Feira Nacional de Agricultura é a maior dos últimos anos, agora com a realização conjunta da Fersant que se deslocou de Torres Novas para Santarém. Sem a concorrência das festas da Câmara de Santarém junto à praça de toiros, a organização da Feira reforçou o investimento nos espectáculos e na animação, nos seminários e nas actividades. Depois de quatro anos sem receber a visita de um ministro da Agricultura, a Feira retoma este ano a sua antiga importância como espaço central do debate da política agrícola. Pela primeira vez, vai ter a participação do comissário europeu da Agricultura que virá dizer quais serão as grandes linhas de força da reforma da Política Agrícola Comum. Entre este sábado e o dia 13, a Feira vai receber as visitas do Presidente da República, do Primeiro-ministro, do ministro da Agricultura e secretários de Estado, além dos líderes dos principais partidos políticos e dos candidatos à Presidência da República.


26 ESPECIAL | FEIRA NACIONAL DE AGRICULTURA

O Ribatejo 04 | Junho | 2010

Luís Mira, secretário-geral da CAP e administrador do Cnema, afirma que esta é a maior Feira Nacional de Agricultura dos últimos anos.

“Esta é a melhor Feira dos últimos anos, apesar da crise”

Este ano a Feira realiza-se sob o signo da crise económica. Poderá ser afectada?

Por incrível que pareça, a Feira Nacional de Agricultura não está a ser afectada pela crise económica. Tomámos algumas medidas que vão contrariar isso. A Feira este ano tem mais expositores, mais actividades, mais animação e mais seminários. Vai ter a presença das mais altas individualidades da política agrícola a nível nacional e europeu. Vamos ter aqui a presença do ministro da Agricultura e dos secretários de Estado, da presidente do Conselho Europeu da Agricultura, a ministra espanhola da Agricultura, do comissário europeu da agricultura e os funcionários da Comissão Europeia que vão realizar uma série de actividades durante a Feira. Portanto, do ponto de vista agrícola, desde que faço parte da administração do Cnema, nunca tivemos uma feira como esta. Como explica este crescimento da Feira?

Temos vindo a trabalhar ao longo destes quatro anos, que não têm sido nada fáceis nem para o Cnema, nem para a agricultura, devido à questão que existiu entre os agricultores e o anterior ministro da agricultura e que fizeram com que nos anos anteriores o não tivéssemos recebido o ministro nas últimas quatro edições da Feira, o que foi lamentável. Esse período já passou e reparem que o problema não era nosso, nós somos os mesmos e o primeiro-ministro também é o mesmo, quem mudou foi o ministro da Agricultura. É um regresso à normalidade.

A Luís Mira destaca a vinda à Feira do comissário europeu da Agricultura para dar a conhecer as linhas de força da reforma da PAC. O Cnema faz este ano um grande investimento na animação da Feira. É porque este ano não tem a concorrência das festas da Câmara no planalto?

Não… A aposta é feita em todas as frentes, não apenas na animação, mas também nos seminários e outras actividades. É certo que este ano, temos um maior envolvimento das Câmaras Municipais da região – Santarém, Alpiarça, Golegã, Salvaterra de Magos, Rio Maior, Cartaxo, Coruche, Azambuja, Chamusca, Benavente e Almeirim. No ano passado lançámos a iniciativa que este ano terá mais visibilidade. Todos estes municípios vão ter iniciativas nos dias da feira que lhes são dedicados e terão o seu espaço nos claustros que são a zona nobre da Feira do Ribatejo. A questão da tradição e as questões do Ribatejo, os ranchos folclóricos, os cavalos, os campinos, treinos de forcados, as escolas de toureio, tem uma presença reforçada. Também há mais gado em exposi-

ção este ano. Por outro lado, este ano a nave A vai estar completamente cheia com os festivais dos sabores. Em anos anteriores tivemos algumas dificuldades em pôr de pé esta iniciativa, mas este ano até tivemos de deixar muitos expositores de fora. Aqui a feira é dedicada ao “prazer de provar”. É um espaço para os consumidores em geral que vai ter encontros de confrarias gastronómicas, concurso de escanções, curso de iniciação à prova de azeites, provas de degustação gastronómicas e de produtos regionais.

“Prove e compre” é um dos lemas desta Feira, porque entendemos que o consumidor tem de ter a possibilidade de provar, comprar e levar para casa, de forma a que seja também interessante para o expositor que, em tempo de crise, pode fazer também algum negócio. A Feira se não tiver um motor económico não tem sustentabilidade. Essa é uma preocupação nossa e temos vindo a apostar nessa linha e finalmente os frutos começam a aparecer. O que defende a CAP para esta reforma da Política

Agrícola Comum?

Ainda estamos muito no início do processo. A Comissão só irá apresentar a sua proposta legislativa no final deste ano. Para já, o que mais preocupa a CAP é a falta de eficiência de Portugal na utilização dos fundos comunitários nestes últimos 4 anos. Nos últimos anos, temos uma subutilização dos pagamentos directos dos fundos comunitários, ou seja, dos fundos que são 100% pagos pela União Europeia e não têm qualquer repercussão no Orçamento do Estado. Portugal tem uma sub-utiliza-

“Relacionamento com a Câmara de Santarém está normalizado”

∑ Relacionamento com a Câmara de Santarém parece estar apaziguado…

Neste momento existem boas as relações. O primeiro dia da Feira é dedicado a Santarém e a Câmara conta com toda a nossa colaboração, o que é normal. Só não era normal era a Câmara realizar outra feira junto á praça de toiros na mesma altura da Feira do Ribatejo… O Cnema recebe uma média de 500 mil pessoas por ano. Noutras cida-

des, parques como este recebem mais apoios institucionais. Mas em Santarém a grande discussão ainda é sobre a razão por que estas pessoas vêm ao Cnema e não vão visitar à cidade e ainda há quem diga que o CNEMA está fora da cidade... Se calhar se houver mais transportes em dias de feiras para o Cnema, se aproveitarem as feiras para fazer a divulgação os pontos de interesse da cidade, penso que certamente Santarém terá tudo a ganhar com o Cnema.

ção desses fundos de 12%, o que é um recorde na Europa, quando a média europeia é de 2,5%. Quanto aos apoios ao investimento na agricultura, o PRODER tem neste momento uma taxa de execução de 20% e já devia estar nos 50%. Ora, um país que não utiliza o dinheiro disponível, quando for para um processo negocial sobre os futuros fundos certamente irá perder dinheiro, porque ninguém numa negociação irá dar mais dinheiro do que aquele que fomos capazes de gastar. Isso preocupa-nos muito. Portugal ainda tem até 2013 para recuperar esta ineficiência na utilização dos fundos. O país nos últimos 20 anos maltratou os sectores produtivos da agricultura e das pescas e a culpa não é da PAC, mas da visão política errada que não sentiu necessidade de ter um sector agrícola mais forte. Só agora se ouvem as primeiras vozes a reconhecer a importância da agricultura para o país.


FEIRA NACIONAL DE AGRICULTURA | ESPECIAL 27

O Ribatejo 04 | Junho | 2010

“A vertente tradicional sai mais cara que os espectáculos” Este ano há uma espécie de “feeling” que esta vai ser uma grande feira. Também tem esse feeling?

Nós temos sempre esse feeling que às vezes não se concretiza. Mas acho que o que se passa este ano já vem na sequência do ano anterior, em que se verificou um maior envolvimento dos visitantes com a feira. Batemos o recorde de entradas dos últimos anos e isso dá uma maior vontade de que as coisas corram bem e de construir uma feira cada vez mais interessante para as pessoas. Mas a feira não são só espectáculos

O programa de espectáculos é muito interessante e para todos os gostos mas

não nos esqueçamos que os visitantes vêm sobretudo para ver a feira e não para ver os espectáculos. Depois há os que juntam o útil e o agradável e aproveitam para ver a feira, almoçar e assistir aos espectáculos. Mas o salão da alimentação também tem ajudado a aumentar o número de visitante porque introduz um conjunto muito alargado de produtores com produtos que as pessoas normalmente não encontram nos supermercados. E depois há tudo o que é ligado aos touros, ao cavalo, ao campino, ao folclore e ao que é mais tradicional. Quantas pessoas são precisas para organizar uma feira destas?

Muitas… funcionários do Cnema são apenas 24 mas depois, sem contar com os expositores, deverão estar aqui mais de 100 pessoas ligadas às limpezas, segurança, porteiros, etc. Nos dias fortes é melhor as pessoas virem mais cedo por causa do trânsito?

Este ano penso que no dia do Tony não haverá grandes problemas porque é domingo e as pessoas vêm mais ao longo do dia e ficarão cá para o concerto. Na quarta-feira, com a Daniela Mercury, penso que poderá haver alguns problemas de trânsito e estacionamento porque é dia de trabalho e as pessoas vão vir muito em cima do concerto.

Os grandes concertos são cada vez mais inseparáveis da feira?

Ao contrário do que as pessoas pensam, os concertos não são a principal razão das pessoas virem à feira. Num sábado, se não houver nenhum concerto, temos cá 15 a 20 mil pessoas. Com o concerto temos 22 - 25 mil. Os concertos são mais um motivo. As pessoas acabam é por optar pelo dia em razão do espectáculo dessa noite. Quanto custa a feira deste ano?

O orçamento total ronda o milhão de euros, um pouco mais do que no ano passado, o que até pode parecer estranho pela crise que se vive

A Vasco Gracias, director-geral do Cnema


28 ESPECIAL | FEIRA NACIONAL DE AGRICULTURA

O Ribatejo 04 | Junho | 2010

Vinho, azeite e produtos da terra para provar…e comprar Prazer de Provar ∑ Salões do Vinho, da Alimentação e do Azeite mostram “produtos da terra” Uma mercearia da Feira: é assim que a organização define os três salões que decorrem, já com muito sucesso, em simultâneo com a restante exposição da Feira Nacional de Agricultura. É o caso do 5º Salão do Vinho/Festival Nacional do Vinho, o 3º Salão da Alimentação e o 4º Salão do Azeite. Sob o lema “Prazer de Provar”, aqui vai poder encontrar um sem número de “produtos da terra”, fazer a degustação desses produtos, participar em provas enogastronómicas (diárias), provas de vinhos e de azeites, sessões de cozinha ao vivo, conferências e palestras, e muito mais.

O programa é vasto (o melhor será mesmo consultar em www.cnema.pt) mas deixamos-lhe aqui alguns aperitivos: prova de borrego à celoricense com vinho Solar do Queijo (dia 5, às 16h); Prova comentada com vinhos do Porto com criações gastronómicas pelo Chefe Marco Gomes (do restaurante Foz Velha), no dia 7, às 17h30; Sopa de Pedra trazida pelo restaurante “O Toucinho” de Almeirim, no mesmo dia, às 20h30; o pastel de nata chega no dia 9, às 16h, e no dia 10, é tempo de provar e saber mais sobre o Arroz Carolino; os aromas do mel e dos moscatéis de Setúbal chegam no dia 11,

A O objectivo é tornar estes três espaços numa “mercearia da Feira” data em que os vinhos do Tejo também vão estar em destaque. A entrega dos prémios

do Concurso Nacional de Vinhos Engarrafados está marcada para dia 10 de Junho. Em todos estes três sa-

lões vai poder provar mas também comprar produtos para experimentar no local ou levar para casa.

LIVRO SOBRE FORCADOS APRESENTADO NA FEIRA No dia 5 de Junho, pelas 17h, a Feira vai acolher a apresentação do livro “Forcados: os últimos românticos da festa” da autoria do antigo forcado Eurico Lampreia. A obra, que enaltece os mais consagrados grupos de forcados do país, terá lugar no Auditório do Centro Nacional de Exposições e incluirá a projecção em slide-show das 1.000 fotografias do livro. Vai haver ainda um conjunto de intervenções num debate em que serão abordados os temas: “Forcado a alma de um povo”, por Francisco Morgado; “A equitação de tradição portuguesa” pelo Eng. João Lince e “A arte de pegar toiros como uma expressão do toureio” por Ludgero Marques.


30 ESPECIAL | FEIRA NACIONAL DE AGRICULTURA

O Ribatejo 04 | Junho | 2010

Fersant revista e aumentada Mais expositores∑ Seminários dedicados ao empreendedorismo

A António Campos, comissão executiva Nersant

“A feira terá sempre a sua identidade” Quais as vantagens da Fersant se juntar à FNA?

A diversidade do público presente, que abrange o país todo e de sectores de actividade profissional muito heterogéneos. São uns dos factores de sucesso importantes, para além de podermos estar associados à grande festa que é a FNA e a Feira do Ribatejo. A Fersant é para manter em Santarém?

Será sempre uma decisão dos expositores/associados e da direcção da Nersant, em primeira instância e, em segundo lugar, continuar a haver entendimento por parte das organizações envolvidas.

Não receiam a identidade da Fersant se diluia na Feira da Agricultura?

Não podemos ter receios de mitos. O que importa é ter um certame empresarial que encoraje a participação das empresas, por este representar um investimento com retorno positivo e que se enquadra na sua estratégia de afirmação. A Fersant terá sempre o seu espaço próprio e a uma identidade diferente. Penso até que a área expositiva tenderá a melhorar a sua qualidade, pois este público é muito exigente. Penso que a articulação entre os dois certames se faz perfeitamente. Há temas que são comuns às empresas, que podemos até potenciar.

Será uma feira empresarial revista e aumentada a edição deste ano da Fersant, organizada pela Nersant, e que vai decorrer em conjunto com a Feira Nacional da Agricultura, num espaço com cerca de 2000 metros quadrados. Ao todo estão confirmados 95 expositores, mais do que na anterior edição que se realizou ainda em Torres Novas, e entre os quais vão estar 61 novas empresas e instituições. Um rejuvenescimento da maior feira empresarial do distrito que se muda de sítio - do pavilhão de exposições da Nersant em Torres Novas para o Cnema –e muda de data – de Setembro/Outubro para Junho. Aproveitando a presença no mesmo espaço da maior feira agrícola do país, a Fersant vai dar ênfase ao projecto do cluster agro-industrial do Ribatejo, uma iniciativa da Nersant que junta 34 empresas e entidades, com 21 projectos e 51 milhões de euros de investimento previsto, já com candidatura aprovada pelo Proder. O

A A Fersant muda do Pavilhão da Nersant em Torres Novas para Santarém objectivo, dizem os responsáveis, é apostar em áreas de inovação e desenvolvimento tecnológico da fileira da agro-indústria, uma das mais fortes na nossa região. Aproveitando ainda a presença num certame de grande exposição e muito público, como é a Feira Nacional da Agricultura, a Fersant vai ter um dia dedicado aos mais jovens. É a 8 de Junho, de manhã

e à tarde, que se vão realizar dois fóruns de apresentação dos projectos de empreendedorismo que a Nersant lançou, o EmpCriança e o EmpreEscola. Estes dois projectos englobaram 429 alunos de 31 escolas do ensino básico (EmpCriança) e do ensino secundário (EmpreEscola) do distrito. O desafio lançado aos alunos foi de criarem empresas, de serem empreendedores

e de aprenderem conceitos ligado ao mundo dos negócios. Na Feira serão apresentados e premiados os projectos vencedores do EmpCriança, durante a parte da manhã, numa sessão onde se prevê a presença da ministra da Educação; e também os projectos vencedores do EmpreEscola, durante a tarde, com presença do secretário de Estado da Inovação, Carlos Zorrinho.


FEIRA NACIONAL DE AGRICULTURA | ESPECIAL 31

O Ribatejo 04 | Junho | 2010

Comissão Europeia presente em força na Feira A Comissão Europeia tem também um programa próprio de debates, seminários e workshops que vão acontecer no stand. Destaque para o de dia 5, às 11h30, que vai abordar “As alterações climáticas e a agricultura”. Vão também ser apresentados cerca de dez projectos portugueses, co-financiados por fundos comunitários, no âmbito da política de desenvolvimento rural da EU. Vão ainda ser divulgadas informações de como um jovem agricultor pode receber ajudas para lançar a sua actividade, quais são as ajudas à reestruturação das empresas agricultas ou a reconversão em agricultura biológica ou ainda como criar uma estrutura de turismo rural. Peritos da Comissão Europeia estarão presentes no stand, ao logo da feira, para responder a qualquer

A

O comissário Europeu visita a Feira no dia 11 tipo de pergunta colocada por agricultores, empresários ou pelo público em geral. Estarão acessíveis ao público, publicações sobre os vários aspectos da Politica Agrícola Comum tal como jogos para crianças e adultos, com os quais cada um poderá por à prova os seus conhecimentos em matéria de agricultura.

Reforma da PAC e a “nova” agricultura em debate Este ano, para além das energias renováveis estarem em destaque em vários debates, colóquios e seminários, a reforma da Política Agrícola Comum (PAC) vai ser uma preocupação transversal aos vários painéis. O grande seminário sobre o futuro da PAC está marcado para dia 11 de Junho, às 10h. Para este dia está também marcada a visita de Dacian Ciolos, Comissário Europeu para a Agricultura e o Desenvolvimento Rural, que participará na sessão de encerramento deste seminário às 12h. Passará também pela Feira, no dia 10 de Junho, a ministra da Agricultura espanhola que ocupa a presidência do Conselho de Ministros da Agricultura da União Europeia. No dia 7, às 9h30, decorre um workshop organizado pela CVR Tejo so-

bre o tema “Como tornar a vitivinicultura uma actividade rentável”. No mesmo dia, pelas 10h, decorre um seminário de balanço sobre o Programa de Desenvolvimento Rural – PRODER – e as suas perspectivas futuras. No dia 8, é a vez de debater as castas de vinho portuguesas e no dia 9, decorre a apresentação do chamado “Livro Verde” sobre a importância da floresta portuguesa para a mitigação das alterações climáticas, uma organização da secretaria de Estado das Florestas e Desenvolvimento Rural e onde estará o secretário de Estado, Rui Barreiro, assim como o seu colega com a secretaria de Estado do Ambiente, Humberto Rosa. Começa às 10h. Neste mesmo dia, acontece ainda o seminário “A gestão é uma alfaia de futuro”, às 15h.

Comitiva política de peso Visitas à Feira∑ Presidente da República, primeiro-ministro e ministro da Agricultura Além a representação europeia ao mais alto nível, a Feira recebe ainda a visita do Presidente da República, do primeiro-ministro e do ministro da Agricultura, que estará várias vezes no certame, ao contrário dos últimos quatro anos, onde o seu antecessor, Jaime Silva, foi muito criticado e alvo de uma grande manifestação que juntou milhares de agricultores no Cnema em 2009.


32 ESPECIAL | FEIRA NACIONAL DE AGRICULTURA

O Ribatejo 04 | Junho | 2010

A FESTA BRAVA

FOLCLORE, SEVILHANAS E DANÇAS DE SALÃO A feira é também palco do habitual Encontro de Folclore Português, que se realiza nos dias 5 e 6 de Junho e que inclui recriação de mercados tradicionais e mostra etnográfica. Haverá ainda espaço para as sevilhanas, no dia 9 de Junho, às 21h30, com o grupo Triana. Este grupo volta a subir ao palco no dia 12, em conjunto com um outro grupo, os Alpana, num espectáculo marcado para as 21h30. No dia 11 de Junho, é a vez da premiada Associação de Dança Desportiva de Tremez trazer à Feira o melhor da sua arte, num espectáculo às 21h.

CNEMA DÁ NOME DE JOSÉ CASQUEIRO A PRAÇA A praça de entrada no Cnema vai passar a chamar-se “Praça José Manuel Casqueiro” em homenagem ao antigo presidente da instituição e um dos impulsionadores da construção deste centro de exposições.

HORÁRIOS 5 a 12 de Junho Nave A (Salão do Vinho, da Alimentação e Salão dos Azeites): 13h00 às 22h30; Nave B e Zona Maquinaria Agrícola: 10h às 22h30; Zona Exterior: 10h às 22h30; Actividades Lúdicas: 10h às 3h 13 de Junho Nave A (: 13h às 20h); Nave B e Zona Maquinaria Agrícola: 10h às 20h; Zona Exterior: 10h às 20h; Actividades Lúdicas: 10h às 20h

O PREÇO DOS BILHETES O bilhete diário custa cinco euros e dá direito a visitar toda a Feira (o prçeo não muda à noite), as cadernetas de 10 bilhetes custam 35 euros e os livres-passes 18 euros.

A Micakel Carreira, Tony Carreira, Daniela Mercury, Ana Moura, Buraka Som Sistema e Xutos são cartaz

“Clã” Carreira, o furacão brasileiro e Xutos no cartaz Animação ∑ Noites de música com melhor cartaz musical dos últimos anos É sem dúvida uma das melhores ofertas de animação na região e um dos mais recheados cartazes da Feira Nacional da Agricultura dos últimos anos. Começa já este fimde-semana dedicado ao clã Tony Carreira. O filho, Mickael Carreira, sobe ao palco já este sábado, às 22h30. No domingo, dia 6, está prometida enchente com o concerto de Tony

Carreira marcado para as 22h. Para segunda-feira, 7 de Junho, dia com entradas livres na Feira, está marcada a grande final do concurso promovido pelo Jornal O Ribatejo, “A Melhor Voz da Região” (ver destaque). Na quarta-feira, dia 9, véspera de feriado nacional, é esperada nova enchente para o concerto de Daniela Mer-

cury, às22h30, o furacão brasileiro que há alguns anos esgotou a capacidade de circulação nas imediações do Cnema e de Santarém. No dia da nação, 10 de Junho, é a vez da consagrada fadista ribatejana Ana Moura subir ao palco, pelas 22h30. Nova expectativa de enchentes para sexta, dia 11, e sábado, dia 12. Na sextafeira, estreiam-se na Feira

os já consagrados Buraka Som Sistema, numa das suas poucas actuações em Portugal durante este ano. No sábado, é a vez dos veteranos Xutos e Pontapés subiram ao palco da Feira, às 22h30. A animar as longas noites de feira vai estar ainda David Antunes & The Midnight Band nos dias 7, 9, 11 e 12. Jim Dungo toca no dia 5.

Jornal O Ribatejo escolhe “A Melhor Voz da Região” com Gala a 7 de Junho Iniciativa pioneira na região, o concurso promovido pelo jornal O Ribatejo vai eleger “A Melhor Voz da Região”, numa grande gala que vai animar a noite de dia 7 de Junho, segunda-feira (entradas livres). Vão estar em palco os 15 concorrentes mais votados mas esta será também uma festa de todos os mais de meia centena de participantes que se inscreveram nesta iniciativa. A acompanhar os concorrentes finalistas

vão estar o músico David Antunes e a Midnight Band. José Niza, José Carlos Silva, Olavo Bilac (Santos&Pecadores) e Nuno Norte (vencedor da 1ª edição do programa “Ídolos”) vão ser o júri que irá avaliar e escolher os vencedores. A apresentar a final vão estar os apresentadores do programa “5 para a meia noite”, Luís Filipe Borges e Pedro Fernandes.

A Feira começa como habitualmente com um desfile de campinos e cavaleiros pelas ruas da cidade, no sábado, pelas 9h30. A largada e entrada de toiros está marcada os finais de noite, por volta das 23h30 até à meia-noite, durante todos os dias da feira, às excepção de domingo, dia 13, em que acontece por volta das 17h30. Vai haver a famosa “mesa da tortura” na terça-feira, dia 8, e no sábado, dia 12. O final de tarde é reservado para o treino de forcados, corridas de campinos e concursos equestres. Como habitualmente, decorrem várias corridas de toiro na Praça Celestino Graça, no Campo Emílio Infante da Câmara, no centro da cidade de Santarém. A primeira é no dia 6, às 17h30, com os cavaleiros Rui Salvador, Luís Rouxinol, Tito Semedo, José Manuel Duarte, Sónia Matias e Tomás Pinto. Em praça vão estar os forcadores amadores de Santarém de Montemor. No dia 10 de Junho, nova corrida às 17h30, com João Moura, Diego Ventura e João Moura Júnior, acompanhados pelos Forcados Amadores de Santarém e de Alcochete. No dia 12 de Junho, a corrida vai ter em praça os cavaleiros António Telles, João Salgueiro e João Moura Caetano, com a companhia dos Forcados Amadores de Santarém

CONCELHOS DA LEZÍRIA NA FEIRA

Ver vídeos dos concorrentes em www.oribatejo.pt

À semelhança do ano passado, os municípios da Comunidade Intermunicipal da Lezíria do Tejo vão estar presentes num espaço próprio nos claustros do Cnema. Cada município vai ter um dia específico na Feira, cabendo-lhe a animação do Palco Tradição, na zona dos restaurantes com grupos d e folclore. Vão haver desgustações de produtos tradicionais dos concelhos, provas de vinhos, fado, entre outro conjunto de actividades.


34

O Ribatejo 04 | Junho | 2010

Instituto Politécnico de Santarém

politécnico

Integram o Instituto Politécnico a Escola Superior Agrária de Santarém, Escola Superior de Educação de Santarém, Escola Superior de Desporto de Rio Maior, Escola Superior de Saúde de Santarém e Escola Superior de Gestão e Tecnologia de Santarém

A Vinte e quatro responsáveis de escolas de saúde e enfermagem de todo o país estiveram reunidos em Santarém, na Escola Superior de Saúde

Escolas preparam futuro da enfermagem Fórum da Enfermagem∑ Escolas de todo o país juntaram-se em Santarém para pedir alterações no ensino da enfermagem Vinte e quatro directores de escolas de saúde e enfermagem de todo o país reuniram-se esta semana em Santarém para debater alguns aspectos do futuro do ensino da enfermagem em Portugal. José Amendoeira, director da Escola de Saúde de Santarém, onde decorreu o Fórum de Enfermagem, referiu que foi debatido a necessidade de harmonização dos métodos de ensino clí-

nico (período de estágio dos alunos), através da criação de regulamentação própria para a área da enfermagem. Este grupo de escolas, que junta instituições de ensino politécnicas e universitárias, vai mesmo propor ao Ministério da Ciência e Ensino Superior que seja elaborado um Plano Estratégico para o ensino nesta área e que tenha a vigência de quatro anos. Estas escolas pedem tam-

bém que seja reconhecido o domínio científico para a investigação académica em enfermagem, permitindo-lhes assim enquadrar projectos de investigação em financiamentos da Fundação para a Ciência e Tecnologia. “Será sempre um investigação em rede, juntando centros de investigação de várias instituições e com o objectivo de, no futuro, podermos internacionalizar este trabalho”, salientou José Amendoeira,

que é também coordenador da mesa da comissão permanente do Fórum de Enfermagem. O responsável refere ainda que o reconhecimento do domínio científico na investigação em enfermagem é importante para o processo de internacionalização, pois permite reforçar os trabalhos de parceria e pesquisa que já acontecem e dar mais capacidade para trabalhar em rede com instituições estrangeiras.

Escolas unidas em fórum de debate trimestral

∑ O Fórum de Enfermagem é um grupo de trabalho e discussão que junta as escolas dfe saúde e enfermagem de Portugal e que se reúne uma vez por trimestre. Junta escolas de enfermagem e saúde do ensino politécnico, do ensino universitário e as escolas de enfermagem de Lisboa, Porto e Coimbra.

Aluna conquista Olimpíadas da Enfermagem

Exposição Profissional na ESDRM

Marlene Martinho, aluna do 1º ano do curso superior de enfermagem, da Escola de Saúde de Santarém, conquistou o primeiro lugar nas Olimpíadas da Enfermagem, que decorreram este ano em Furadouro no âmbito do Encontro Nacional de Estudantes de Enfermagem. A aluna, natural de Tomar, tem 19 anos e sempre sonhou ser enfermeira. O sucesso nestas Olimpíadas deu continuidade ao sucesso escolar que

A Escola Superior de Desporto de Rio Maior realiza, no próximo dia 9 de Junho, a 5ª edição do “BlastOff – Exposição profissional e de oportunidades no desporto”, que pretende mostrar a os trabalhos desenvolvidos pelos alunos finalistas ao longo do ano lectivo com vista à futura inserção no mercado de tra-

a aluna já conseguiu neste primeiro ano do curso. Para vencer, a aluna conseguiu os melhores resultados numa espécie de “teste” sobre temas de enfermagem, no qual participaram 100 estudantes de todo o país. A Escola de Saúde de Santarém foi a primeira escolha desta aluna que diz ter confirmado as boas referências que já tinha desta instituição. “É um escola exigente e que forma bons Marlene Martinho, aluna do 1º ano profissionais”, salienta. de Enfermagem

A

balho. Os trabalhos dos 103 alunos, realizados no âmbito dos seus estágios profissionais . Durante o período da tarde realiza-se uma sessão de debate sobre o tema “Novo regime de acesso e exercício da actividade de treinador de desporto e obtenção da cédula de treinador desportivo (CTD)”.


36

O Ribatejo 04 | Junho | 2010

negócios CORTIÇA JÁ ESTÁ NA BOLSA

A Dionísio Mendes, presidente da Câmara, com o ministro da Agricultura, António Serrano, e o secretário de Estado, Rui Barreiro

A cortiça como resposta à crise FICOR∑ Ministério da Agricultura acredita que Portugal pode reforçar liderança mundial no sector O ministro da Agricultura disse em Coruche que acredita na possibilidade de Portugal reforçar a liderança mundial ao nível da produção de cortiça. Na inauguração da segunda edição da Ficor – Feira Internacional da Cortiça, que decorreu em Coruche de 28 a 30 de Maio, o ministro António Serrano recordou que a floresta contribui “praticamente com 3 por cento do Produto Interno Bruto (PIB)” do país, tendo ajudado nos últimos anos no incremento das exportações. O governante lembrou ainda que só o sector da cortiça representa 800 milhões de euros nas exportações e emprega 12 000 pessoas. “Num momento de profunda crise é importante dizer que a fileira florestal representa vitalidade e esperança muito importante para todos”, salientou António Serrano. O ministro feli-

citou ainda os produtores que continuam a apostar num sector em que o investimento é feito a longo prazo, frisando que “são investidores muito especiais, já que trabalham não para tirar rendimento no imediato mas para as gerações futuras”. O ministro reconheceu o papel do Estado como “pivot fundamental” para o sector, acrescentando que existem apoios dentro do sistema de financiamento do Programa de Desenvolvimento Rural

Eco Parque e Observatório com dinheiros do QREN

(Proder). “Apoios não faltam. O que falta muitas vezes é organização e coordenação”, alertou, frisando esperar que a Filcork, Associação Interprofissional da Cortiça, venha a ter um “papel decisivo na coordenação e cooperação com o Estado”. Recorde-se que a Filcork instalou a sua sede no Observatório do Sobreiro e da Cortiça no decurso desta feira. “Somos líderes mundiais, quer na área de montado quer na produ-

ção da cortiça, que é um ecossistema muito valioso e que temos trabalhado para preservar pois permite congregar uma série actividades”, destacou ainda António Serrano, realçando ainda a importância do sector para o sequestro de carbono. Actualmente, o montado de sobro contribui com 5,7 toneladas por ano, um valor que o ministro acredita que pode ser aumentado. Questionado sobre as quebras no mercado internacional da cortiça, com

∑ Segundo Dionísio Mendes, foi aprovada, no dia 25 de Maio, uma candidatura colectiva, liderada pelo município de Coruche, no âmbito do Programa de Valorização Económica de Recursos Endógenos (Provere), da CCDR do Alentejo. A autarquia candidatou-se a dois projectos, ambos no valor de 500 mil euros, um para financiar a compra de equipamento para o arranque das actividades de investigação no Observatório do Sobreiro e da Cortiça, e o segundo para construir o Eco Parque do Sobreiro, um parque temático dedicado ao sector e que deverá ficar instalado numa propriedade do município com 220 hectares, a Herdade dos Concelhos.

efeitos nos preços oferecidos à produção, António Serrano frisou que o Estado tem ajudado a combater esse efeito, referindo em concreto a campanha internacional, “com grande impacto e volume financeiro”, para promover a cortiça no mercado internacional. Trata-se da Intercork, um projecto com 21 milhões de euros destinados a várias áreas de promoção e a campanhas de estímulo ao uso de produtos feitos em cortiça. “Nunca se fez um trabalho tão grande e tão bem organizado ao nível da promoção da rolha”, disse, declarandose satisfeito por ter ouvido hoje no certame que está já a haver uma inflexão de alguns grandes compradores internacionais. Bruno Oliveira

Durante a inauguração da Ficor, o ministro assistiu ainda ao lançamento da Plataforma de Transacção de Cortiça, uma espécie de mercado bolsista de estabelecimento do preço da cortiça, e que vai ser promovida pela Associação de Produtores Florestais de Coruche às quartasfeiras no Observatório do Sobreiro e da Cortiça. António Gonçalves Ferreira, da Associação de Produtores, explicou que a bolsa vai servir como ponto de encontro dos produtores florestais e dos responsáveis da indústria, que aqui irão negociar e estabelecer preços para a cortiça. “Os produtores deixam tirar dos seus sobreiros uma amostra, a chamada cala, que é trabalhada e depois colocada num sítio público permitindo que os industriais se apercebam da cortiça que está para vender, que tipo qualidade têm e formem o preço”, explicou Dionísio Mendes.

PORTUGAL E ESPANHA ACORDAM ESTRATÉGIAS PARA O MONTADO A Ficor serviu ainda de palco para uma reunião de responsáveis portugueses e espanhóis que se juntaram para começarem a preparar a reactivação do Observatório Ibérico do Montado, que visa “uma gestão ibérica de interesses”, nomeadamente nas negociações da Política Agrícola Comum pós 2013. “Queremos que Portugal e Espanha tenham posições concertadas no seio dessa negociação”, afirmou Rui Barreiro, secretário de Estado das Florestas.


INVESTIR & AGIR | NEGÓCIOS 37

O Ribatejo 04 | Junho | 2010

INCENTEA INAUGUROU DELEGAÇÃO EM ABRANTES

Ribatel lança solução de comunicação inovadora Polyspeak∑ Comunicações de voz e de dados a custo reduzido com recurso à Internet A Ribatel, empresa de Santarém especializada na área das telecomunicações, apresentou na semana passada em Santarém, no Cnema, uma nova solução de comunicações de voz e de dados que permite reduzir custos aos clientes. O Polyspeak, como se chama o produto, foi desenvolvido sobre uma plataforma “open source” (código aberto) pela Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto (FEUP) e já tem vindo a ser instalada em empresas e instituições no norte do país, com “sucesso e fiabilidade”, diz Armando Rosa, administrador da Ribatel. Na prática, o Polyspeak permite comunicar como se de um telefone normal se tratasse mas com recurso a uma plataforma de internet de banda larga. Pode ser comparada com outras soluções gratuitas já existentes, como o Skype, mas Armando Rosa afasta essa ligação. “Não é uma solução tipo Skype, é uma solução profissional com qualidade, que trabalha através de Internet com largura de banda e com alguns recursos técnicos”, frisa o administrador da Ribatel. A diferença reside nas especificações técnicas e

A Armando Rosa, da Ribatel, e Jorge Rocha, coordenador da equipa que criou o produto na “qualidade das comunicações” mas também na possibilidade de integrar este serviço com as centrais telefónicas já existentes nas instituições. Além disso, pode funcionar também como a principal e única solução de comunicações das empresas, sem necessidade de que os telefones estejam sequer ligados ao sistema público de telefones. “O Polyspeak está a ser usado em câmaras municipais e Misericórdias, per-

mitindo-lhes comunicar para diferentes instalações físicas da mesma instituição, a custo zero e sem recurso aos serviços da Portugal Telecom. Para fora da instituição, as comunicações são a custo muito reduzido”, explica Armando Rosa. Nesta parceria com a FEUP, a Ribatel vai ficar responsável pela comercialização do produto a nível nacional. No futuro, a Ribatel vai continuar também a desenvolver a solução Sicor, uma

marca já premiada a nível internacional, que funciona com recurso à tecnologia da telemetria (medição de parâmetros à distância). Esta solução permite detectar, à distância, o nível de gás numa determinada instalação, possibilitando a gestão dos stocks. A Ribatel vai integrar esta solução com equipamentos de medição de níveis de fumo e de detectores de incêndio, estando numa parceria com uma empresa francesa. “A telemetria é uma

das áreas que vamos continuar a apostar e a fazer investigação para inovar”, refere o empresário. “A crise também se tem reflectido no nosso negócio. O ano passado foi um ano normal mas este ano sentimos já algum decréscimo. Esperamos que com estas novas propostas, o ano de 2010 fique normal”, salienta Armando Rosa.

Companhia das Lezírias, o pulmão de Lisboa A Companhia das Lezírias (CL) abriu as suas portas a mais de duas dezenas de visitantes, no sábado, dia 28 de Maio. A opinião dos visitantes foi comum: este vasto território propriedade do Estado é um “pulmão” necessário e importante para a área metropolitana de Lisboa, ali bem perto a 30 quilómetros. Numa viagem de autocarro pelos mais de 20 mil hectares da Companhia das Lezírias, os vi-

sitantes estiveram em contacto com a natureza, num território que combina montado, pinhal, as zonas húmidas do estuário do Tejo e os pauis que rasgam a Charneca. Para o presidente da administração da CL, Vítor Barros, a iniciativa, que surge no âmbito das comemorações do Ano Internacional da Biodiversidade, visa “mostrar a um conjunto de pessoas a vertente da biodiversidade que é pra-

ticada” no local. “É um local onde há boas práticas agrícolas, onde há uma promoção da biodiversidade, adaptação às alterações climáticas e um sumidor de carbono”, afirmou o responsável. “Um pulmão bom é necessário ser preservado”, foi a metáfora utilizada quer por Vítor Barros quer pelo antigo secretário de Estado do Ordenamento do Território ,João Ferrão, um dos participantes da viagem.

“Temos que perceber que hoje a Área Metropolitana de Lisboa não pode prescindir daquilo que eu considero ser o pulmão esquerdo da cidade”, disse João Ferrão, numa referência à Companhia. Situada nos concelhos de Vila Franca de Xira, Benavente e Salvaterra, a Companhia das Lezírias é tida como a maior exploração agro-pecuária do país detida na totalidade por capitais públicos.

A inCentea inaugurou, no passado dia 27 de Maio, a sua mais recente delegação no Tecnópolo de Abrantes. Miguel Lopes, director de marketing e comunicação da empresa de software e tecnologia na área da gestão, refere em comunicado que a abertura desta nova delegação é conseguir “uma maior proximidade com os clientes do eixo da A23 e uma dinamização desse eixo na área da tecnologia de gestão”. Esta delegação permite ainda à empresa colmatar a falta de oferta na área de suporte de software de gestão e expandir os seus serviços nesta área onde já detém clientes.

TURISMO É “EASY” EM PORTAL O Instituto Politécnico de Tomar, através da OTIC.IP T (Of icina de Transferência de Tecnologia e de Conhecimento), desenvolveu o Portal Portugeasy - Portugal Made Easy (www. portugeasy.pt)- para a empresa Wladival, localizada em Dornes, no concelho de Ferreira do Zêzere O objectivo deste portal, diz uma nota do IPT, é desenvolver uma “lógica de interacção virtual, promovendo a compra, venda e aluguer de imóveis para férias”


38

O Ribatejo 04 | Junho | 2010

desporto Uma vez que na época passada o Samora optou pela despromoção à Secundária, neste final de época houve quem duvidasse da vontade dos samorenses em regressar à divisão maior do futebol distrital. Até porque esse não era o objectivo para a agora terminada época. Os desígnios da direcção passavam apenas por dar continuidade ao futebol sénior. Mas confirmada a pro-

André Lopes

Samora mantém equipa técnica moção na última jornada, Jorge Martins confirmou que o Samora vai mesmo subir, e manter no comando o técnico João Bancaleiro. Bancaleiro terminou da melhor forma a sua primeira época como treinador principal, depois de dois anos como adjunto de Paulo Eira. Planeia já a próxima época, tendo como primeiro objectivo fazer regressar jogadores que saíram devido à descida de divisão.

Ouriense poderá perder equipa sénior Nas eleições realizadas na semana passada, não apareceu nenhuma lista candidata, uma situação cada vez mais comum no associativismo desportivo. Esta arrastada situação poderá por em risco a manutenção da equipa sénior, segundo José Luis Ferreira, o ainda presidente, que está de saída por falta de tempo. Caso não apareça ninguém nas eleições do próximo dia 1 4 de Junho, Ferreira admite recandidatar-se, mas garante que apenas manterá apenas as camadas de formação, cujas despesas são cobertas pelo subsídio anual da autarquia de Ourém.

DISTRITAL - DIVISÃO SECUNDÁRIA - APURAMENTO DO CAMPEÃO

Última jornada

1. 2. 3. 4. 5. 6.

Ouriense Benavente Samora Correia Moçarriense Ferroviários Mindense

10 10 10 10 10 10

8 6 4 3 1 0

2 0 4 4 4 2

0 4 2 3 5 8

GOLOS

19-7 20-13 16-11 17-13 4-10 5-27

PONTOS

1 0 2

DERROTAS

Classificação Moçarriense Samora Benavente

EMPATADOS

2 0 0

JOGOS

Atl. Ouriense Ferroviários Mindense

VITÓRIAS

Z

No cerne da decisão estão as exigências financeiras da participação na Divisão Principal da AFS, assim descritas pelo dirigente: Entre taxas, policiamento, remuneração dos técnicos, segurança social, deslocações, alimentação e outras despesas de manutenção, precisamos de pelo menos 20 mil euros para a participação na Principal. E sem pagar ordenado a qualquer jogador . Na semana passada, o Ouriense sagrou-se campeão da Divisão Secundária, com apenas duas derrotas em 28 jogos e ganhou o direito à participação na Divisão Principal na época 2010/11.

26 18 16 13 7 2

A Ferroviários-Samora: Na última jornada o Samora garantiu o salto para a Principal Divisão Secundária

Samora e Benavente seguem para principal E pronto, está confirmado. Além do já conhecido campeão Ouriense, Samora e Benavente vão juntar-se aos maiores do campeonato Distrital na próxima época: Amiense, Alcanenense, Cartaxo,

Torres Novas, Mação, Pego e Ouriquense. De fora fica o Moçarriense, que à partida para a última jornada, precisava de uma difícil conjugação de resultados para conseguir ser apurado, além de ter de ir ven-

cer no reduto do campeão. Mas o Moçarriense não foi capaz de fazer a gracinha em Ourém e tudo ficou na mesma. O Benavente venceu tranquilamente em Minde, um resultado pouco surpreendente. Já

o Samora empatou a zeros no Entroncamento, num jogo que poderia ter dado vitória para qualquer um dos lados. Para Setembro há mais bola, agora começa a dança dos treinadores e plantéis.

Luís Albuquerque recandidata-se em Fátima O dirigente do Fátima anunciou que afinal aceita a recandidatura à direcção no lugar de presidente. Decidido a prolongar a chefia da gestão do Fátima apenas até Julho, Albuquerque acabou por ver finalmente aceites alguns acordos de apoios, nomeadamente por parte da Freguesia de Fátima, da Câmara de Ourém e

também a nível de patrocínios empresariais. Posto isto, Luis Albuquerque afirmou ainda que o Fátima está numa altura vital para se consolidar como um clube da Liga, e que não pode passar pelo vazio directivo. As eleições estão marcadas para o dia 8 de Junho e tudo indica que no próximo biénio, o Fáti-

ma terá o mesmo presidente dos últimos anos áureos. A notícia surge pouco antes de Rui Vitória ter aceitado sentar-se à mesa do Paços de Ferreira para negociar uma possível contratação. A concretizar-se, o treinador terá a sua primeira incursão na Primeira Liga num clube que costuma valorizar treinado-

res jovens, como foi o caso de Paulo Sérgio, agora no Sporting. Até ao fecho desta edição não foi possível apurar o futuro de Rui Vitória, um treinador de 40 anos e começou a carreira aos 32. Comandou a equipa do Fátima nas últimas quatro épocas, as melhores de sempre do clube ribatejano.


MODALIDADES | DESPORTO 39

O Ribatejo 04 | Junho | 2010

Organizado pelo Clube de Ténis de Santarém

Torneio jornal “O Ribatejo” marcado pelo sucesso Disputado num ambiente de grande desportivismo e convívio entre jogadores e famílias presentes, o torneio “O Ribatejo”, organizado pelo Clube de Ténis de Santarém (CTS), reuniu um total de 62 jovens tenistas, vindos não só de Santarém e dos concelhos mais próximos, mas também da zona da grande Lisboa e Cascais, Alentejo, Coimbra e Figueira da Foz, entre outros locais do país. Em termos de resultados, destaque para o Colégio Amor de Deus (CAD), parceiro estratégico do CTS, que esteve presente com nove atletas e ganhou cinco das sete finais em disputa. Mafalda Fernandes, do CAD, foi a vencedora no escalão sub12 feminino, depois de bater na final Marta Limpinho, do ATJM. No

escalão masculino, Gonçalo Carvalho, também do CAD, conquistou o troféu após vencer João Leal no jogo decisivo. Estes dois jogadores formaram a dupla que venceu o torneio de pares, e que derrotou na final Henrique Bandeira e Duarte Sousa. No escalão sub14 feminino, Inês Mesquita, do Clube de Ténis de Torres Vedras, venceu individualmente ao derrotar a irmã Sara Mesquita na final, e ganhou em pares já a jogar ao lado da irmã, derrotando a dupla do CTS Teresa Carolino e Vera Seabra. Nos sub14 masculinos, João Carvalho, do CAD, derrotou o colega de clube Tomás Ribeiro. Novamente, os finalistas voltaram a fazer dupla nos pares, onde na final derrotaram João Ribeiro e Hen-

A

João Carvalho e Tomás Ribeiro, do CAD, sagraram-se vencedores em pares sub14, depois de derrotaram na final João Ribeiro e Henrique Bilhastre rique Bilhastre. Dos jogadores da casa, destacamse as prestações de Vera Seabra e Teresa Carolino, que disputaram a final de

pares sub12, e os resultados de Gonçalo Andrade, João Gil Ribeiro e Francisca Carolino, que ultrapassaram a fase de grupos.

Nuno Vieira venceu o seu primeiro jogo em torneios oficiais e José Maria Seabra atingiu pela primeira vez uma meia-final.

O director de prova, Luís Seabra, fez um balanço positivo deste torneio de nível C, inserido no calendário oficial de provas da Federação Portuguesa de Ténis, e sublinhou ao nosso jornal que este é o 4º torneio jovem que o CTS realiza este ano, facto que está a contribuir para que Santarém se esteja a afirmar cada vez mais “como um ponto de referência a nível das competições jovens”. “Há dois anos, quando começámos este caminho, a grande maioria dos jogadores vinha através do protocolo que o clube tem com a empresa United Sports. Hoje, são os próprios jogadores e os clubes que fazem questão de cá estar, pela qualidade das provas e pela forma como são recebidos”, afirmou Luís Seabra.


40 DESPORTO | MODALIDADES

O Ribatejo 04 | Junho | 2010

Torneio de patinagem de Santa Cita

Ciclismo - 33º Troféu Joaquim Agostinho

Hóquei de Santarém conquista 2º lugar

Samora Correia recebe partida

O Hóquei Clube de Santarém (HCS) participou com uma equipa constituída por 12 patinadores no 6º torneio de patinagem artística da Associação Desportiva e Cultural de Santa Cita, concelho de Tomar, que se realizou no sábado, dia 29 de Maio. Colectivamente, a prova foi ganha pelo União FC do Entroncamento, tendo o HCS conquistado o 2º lugar, com uma equi-

pa composta por Cristiana Afonso, João Reis e Margarida Canelas (escalão B), Margarida Lopes (escalão C), Margarida Reis, Érica Madruga, Rita Narciso, Mariana Morais, Rita Carvalho e Catarina Moreira (escalão D), e Filipa Baeta e Andreia Santos (escalão E). O torneio contou com a presença de cerca de uma centena de atletas provenientes de oito clubes.

A 33ª edição do troféu Joaquim Agostinho em bicicleta vai passar pelas estradas do distrito. A 1ª etapa após o prólogo inicial, na distância de 166 quilómetros, parte de Samora Correia, concelho de Benavente, e termina em Manique do Intendente, Azambuja, no dia 8 de Julho. Esta prova clássica de homenagem a um dos

maiores ciclistas portugueses de todos os tempos disputa-se entre 7 e 11 de Julho, num total de 594 quilómetros, e vai ser disputada por nove equipas portuguesas e oito estrangeiras. Além das cinco equipas profissionais portuguesas (Madeinox-Boavista, CC Loulé-Louletano, LA-Rota dos Móveis, Barbot-Siper e Palmeiras Resort- Tavi-

ra) e das quatro de clube (sub-23), o pelotão vai contar ainda com formações estrangeiras com corredores lusos, casos da espanhola Caja Rural, de Vítor Rodrigues, e a francesa Côtes d’Armor, que conta com Armindo Fonseca. Na edição deste ano, os ciclistas vão cumprir um curto prólogo de 5,3 quilómetros entre o Parque Verde da Várzea e o For-

Santarém Basket

RAID BTT EM MINDE

Sub13 femininas vencem Amiense As sub13 femininas foram a única equipa do Santarém Basket a entrar em competição no passado fim-desemana. Em jogo a contar para o campeonato distrital, as scalabitanas deslocaram-se aos Amiais de Baixo, onde venceram as congéneres do CD Amiense por 65-50. As sub13 voltam

a jogar no domingo, 6 de Junho, às 16h30, no palácio dos desportos de Torres Novas, frente à UDR Zona Alta. No mesmo dia, os minis 8 – 10 anos do Santarém Basket vão participar na concentração do Clube Náutico de Abrantes, que se realiza no pavilhão municipal daquela cidade.

Atletismo - Rio Maior

Alexandre Aráujo vence torneio das freguesias Alexandre Araújo foi o vencedor na categoria de seniores masculinos do 22º torneio de atletismo das freguesias do concelho de Rio Maior. Em seniores femininas, a vencedora foi Carina Vicente, ao passo que Carlos Cardoso venceu em veteranos masculinos, Diogo Henriques em juniores masculinos, Ana Canadas em juniores femininos, Cristian Rosa em 13 – 15 anos masculinos, Joana Costa em 13 -15 anos femininos, Oleg Reabciuk em infantis masculinos e Salomé Santos em infantis femininos. Esta 22ª edição da prova, organizada todos os anos pela Câmara Municipal em parceria com as Juntas de Freguesia e clubes desportivos e colectividades locais, foi disputa-

te de São Vicente, três etapas em linha entre a região Oeste e a Lezíria ribatejana, e o tradicional circuito com 10 voltas em Torres Vedras, cidade onde nasceu Joaquim Agostinho. As 2ª e 3ª etapas do troféu correm-se entre Sobral de Monte Agraço e Carvoeira (na distância de 148 quilómetros), e Mafra – Vimeiro (170 quilómetros).

da por 131 do concelho, 88 no sector masculino e 43 no feminino, com idades entre os 8 e os 60 anos. A classificação final para os atletas de Rio Maior baseou-se nas cinco melhores classificações obtidas por cada um dos vencedores de cada escalão. O torneio iniciou-se a 14 de Novembro, com o Grande Prémio de Outeiro da Cortiçada, e prosseguiu com a Volta à Freguesia de Asseiceira, Troféu Vítor Barata na Marmeleira, Grande Prémio do Ribeirense na Ribeira de S. João, Corrida de Natal da AECRM em Rio Maior, Grande Prémio de Malaqueijo, Mil Metros de Assentiz, Légua de Vale de Óbidos, Dupla Légua em Arrouquelas e, finalmente, a Milha de Alcobertas.

1ª prova do campeonato nacional individual

Duarte Marques venceu triatlo no Funchal Duarte Marques, do “Águias de Alpiarça”, venceu a primeira das quatro etapas do campeonato naciona l de triatlo individual, que se rea l i zou n a cidade do Funchal, Madeira. O atleta olímpico ribatejano impôs um ritmo basta nte forte logo desde o início da prova, que acabou por dominar até ao final.

Duarte Marques saiu da água com 30 segundos de vantagem sobre Vasco Pessoa, do Clube de Triatlo do Fundão, vantagem que dilatou de forma significativa na corrida e no ciclismo. Depois de em 2009 ter subido ao 2º lugar do pódio, o atleta dos Águias cortou a meta com 4m26s de vantagem sobre o companhei-

ro de selecção nacional Vasco Pessoa , tendo Tiago Silva, do Ludens Clube de Machico, fechado o pódio, a 8m54s do vencedor. Neste campeonato nacional de triatlo individual, cada uma das etapas é disputada na distância olímpica, sendo a f inal disputada em Cascais, com a pontuação a dobrar.

Ourém

Vigilantes receberam formação Os vigilantes aquáticos do concelho de Ourém, mais precisamente das piscinas de Ourém e Caxarias e da praia fluvial do Agroal, frequentaram uma acção de formação de salvamento e

socorro em meio aquático. Esta acção decorreu durante os meses de Abril e Maio, nas piscinas municipais de Ourém, e foi ministrado pela Búzios – Associação de Nadadores Sal-

vadores de Coruche, sob a supervisão do Instituto de Socorro a Náufragos. Dos 17 inscritos à partida, 14 formandos concluíram com êxito as provas teóricas e práticas.

O Parque Natural das Serras de Aire e Candeeiros (PNSAC) vai ser palco do raid BTT Minde 2010, iniciativa que deverá reunir cerca de 500 praticantes da modalidade no próximo dia 20 de Junho. A prova divide-se entre dois percursos de 30 e 50 quilómetros no coração do PNSAC. As inscrições custam 15 euros e incluem almoço, seguro, reforços alimentares, banho, lavagem de bicicletas, assistência técnica e lembranças. Haverá também um mini BTT infantil, limitado a 100 participantes, e um passeio pedestre para um máximo de 200 caminhantes, de inscrições gratuitas.

PEDRO SANTOS REPRESENTA PORTUGAL

Pedro Santos, atleta da Casa do Povo de Alcanena, vai representar Portugal na 14ª edição dos campeonatos ibero-americanos de atletismo, que decorrem na cidade espanhola de S. Fernando até ao próximo domingo, 6 de Junho. Depois de se ter sagrado campeão nacional de sub23 de decatlo há duas semanas, o atleta ribatejano vai representar as cores nacionais nesta difícil especialidade do atletismo.


42

O Ribatejo

Passeio de BTT Casa do Benfica em Abrantes

culturas

04 | Junho | 2010

A Casa do Benfica de Abrantes realiza dia 06 de Junho, às 09h00, o 3ºpasseio de BTT com percursos de 20 e 50KM. Com partida da sede do clube, a prova está limitada a 300 ciclistas sendo obrigatório o uso de capacete.

destaques

Deolinda apresentam “Dois selos e um carimbo” em Torres Novas Distinguidos recentemente com o Prémio Revelação pela Songlines, “Deolinda” chegam a Torres Novas, dia 05 de Junho, às 21h30 para mostrar todo o seu cariz mas também boa música com o seu mais recente álbum “Dois selos e um carimbo”. Desde a primeira semana no top de vendas nacional, a banda de Ana Bacalhau afirma que as novas canções dos Deolinda acentuam no “humor, na sátira e também no sonho” e que este concerto será focado no novo álbum mas reflectirá o per-

curso da banda com muitas músicas do “canção ao lado”. A banda composta por Ana Bacalhau na voz, Pedro da Silva Martins na guitarra clássica, Zé Pedro Leitão no contrabaixo e Luís José Martins na Guitarra clássica e viola braguesa está na estrada desde 22 de Abril e já faz o povo trautear as novas músicas. Agora é a vez de Torres Novas receber o grupo, dia 05 de Junho, às 21h30, no Teatro Virgínia, em Torres Novas.

Barquinha Non Stop, uma referência nacional De 10 a 13 de Junho, Vila Nova da Barquinha volta a acolher o Barquinha Non Stop, um festival de artes de animação e teatro de rua. Uma iniciativa de referência nacional que se alastra a nível internacional, Barquinha Non Stop tenta promover o que de melhor existe em Portugal ao nível da expressão artística, mostrado uma inovação e criatividade intensa através de um cartaz diversificado que reúne companhias internacionais como “Voalá!” e “La Salamandre” mas também espectáculos singulares, teatro, fogo aéreo, música, dança, folclore e o melhor da gastronomia, do artesanato e do desporto.

“A Promessa” em Pernes

Festival de Tunas Femininas em Santarém O Teatro Sá da Bandeira, em Santarém acolhe o 3º Scalabis, um Festival de tunas femininas da cidade de Santarém. Este festival contará com a participação de quatro tunas distintas de vários pontos do país e que disputarão os sete prémios em concurso, entre os quais a melhor tuna. Santarém será representada pela TUFES, num espectáculo musical verdadeiramente académico, para ver e ouvir, dia 05 de Junho, às 21h00, no Teatro Sá da Bandeira.

“A Promessa”, uma peça de teatro em três actos e três quadros de Bernardo Santareno estreia dia 05 de Junho, às 21h30, no Teatrinho de Bolso em Pernes. Uma história de amor e tragédia causada por uma promessa de votos de castidade de um jovem casal recém-casado em plena aldeia piscatória. Em cena estará Sara Martins, Bruno Oliveira e José António Teopisto nos principais papéis.

roteiro cinemas Castello Lopes 3

SANTARÉM W Shopping - Cinemas

Castello Lopes 2

Ex-Mulher Procura-se

Sexo e a Cidade 2

Castello Lopes 4

Tel: 707220220

A ilha de Impy

Comédia (M12) As vidas das quatro amigas estão como elas sempre desejaram, mas isto não seria Sexo e a Cidade se não houvessem surpresas... Desta vez, decidem embarcar numa viagem para um dos lugares mais exóticos e misterio onde tudo pode acontecer. Sessões às 13h00, 15h50, 18h40, 21h30 e 00h20

Castello Lopes 5

Aventura (M6) Titiwoo é uma pequena ilha vulcânica no meio do oceano. É aqui que o zoólogo e cientista indisciplinado, Professor Horatio Tiberton. Tudo corre bem até que um iceberg dá à costa com ovos da pré-história congelados. Sessões às 13h00, 15h10, 17h20, 19h30.

Comédia (M12) Milo Boyd é um bounty hunter, ou seja, tem como profissão capturar fugitivos à lei em troca de uma recompensa monetária. Um dia, a sua missão é encontrar e prender a repórter Nicole Hurley, a sua ex-mulher. Sessões às21h00, 21h50, 00h00 e 00h20

Pesadelo em Elm Street

Castello Lopes 1

Terror (M16) Nancy, Kris, Quentin, Jesse e Dean vivem em Elm Street. Durante a noite, todos têm tido o mesmo sonho – um homem com uma camisola vermelha e verde, listada, com um velho chapéu a tentar esconder uma cara desfigurada. Sessão às 13h30, 16h10, 18h50, 21h40,

Robin Hood

A Melodia do Adeus Drama (M12) Uma história sobre a família, a amizade, os segredos e a salvação, que foca ainda os temas do primeiro amor e de segundas oportunidades. Sessão às 13h20, 16h00, 19h00, 21h20, 00h00

00h30

Acção (M12) O príncipe João apoderou-se do trono de Inglaterra e com a ajuda da serpente Hiss sobrecarrega de impostos os habitantes de Nottingham. Mas Robin dos Bosques e o seu leal amigo João Pequeno planeiam formas de o enganar e afastar


O Ribatejo

CULTURAS 43

Apresentação do Livro “O Mistério da Estrelinha Curiosa”

04 | Junho | 2010

A autora Leonor Lourenço, apresenta dia 05 de Junho, às 16h00, no Centro Ciência Viva, em Constância, o seu livro “O Mistério da Estrelinha Curiosa”. Uma história sobre os desejos da Estrela Sírio que promete envolver miúdos e graúdos.

exposições José Abrantes Exposição de banda desenhada de José Abrantes, ilustrador, autor de banda desenhada e editor português. José da Piedade de Lencastre e Távora que também assina como Kundry mostra o que de melhor realizou ao nível das histórias aos quadradinhos durante 35 anos de trabalho. De 01 a 30 de Junho, na sala de leitura Bernardo Santareno.

Azambuja

Exposição “Capotes em Cartel”, uma mostra colectiva de 19 artistas que aceitaram o desafio de (re)criar o mais emblemático objecto da lide do toureio – o capote. O elenco de artistas é constituído por Artur Varela; Ana Cruz; Ana Mena;Sofia Cravo; Sónia Militão; Tiago Cutileiro, entre muitos outros. A exposição está visivel no Pateo Valverde

vai acontecer

destaque

Santarém

AmarAmália no Centro Cultural do Cartaxo

“O Ginjal” no Cartaxo

A Complet a r o seu 5ºaniversário, o Centro Cultural do Cartaxo recebe dia 09 de Junho, às 21h30, o espectáculo “AmarAmália”. Criada em 2004, este espectáculo é uma obra de referência na dança portuguesa e um sucesso junto do público e da crítica nacional e internacional. Uma peça de grande impacto visual devido à vivacidade dos gestos dos corpos que revelam paixão nos actos, criando um “curto-circuito emocional exaltante”. Uma mostra de que o

“O Ginjal ou sonho das Cerejas” chega ao Centro Cultural do Cartaxo, dia 05 de Junho, às 21h30, iniciando assim a partir da cidade do Cartaxo a sua digressão nacional. Dirigido por Mónica Calle e produzido pela Casa Conveniente, a estrutura de “O Ginjal” foi distinguida pela Associação Portuguesa de Críticos de Teatro “pela persistência que abraça um teatro que alia músculo verbal e exigência interpretativa raros a um impreterível, generoso desígnio de repensar formas e práticas”. Um espectáculo único de Anton Tchékhov que reúne em palco 12 actores, um cão e três músicos que “contam histórias e riem enquanto a casa é destruída. É continuar a viver”. fado também se dança, numa verdadeira homenagem à diva do fado português, Amália e que assinala

da melhor forma o 5º aniversário do Centro Cultural do Cartaxo, dia 09 de Junho, às 21h30.

Câmara Lenta - Antevisão por Francisco Maia

Cartaxo

Binquedos “Brinquedos de outros tempos” uma exposição temporária do museu escolar do concelho do Cartaxo, em Vale da Pinta. Uma mostra que recorda brinquedos de infância como aviões de lata, tabus de passar a ferro de madeira e famosas máquinas de costura, brinquedos que com o passar dos anos foram descontinuados. Para ver até 30 de Junho.

Salão Erótico de Lisboa está de volta à FIL

Sexo e a Cidade 2, Barbies no Dubai Se fazer um filme de uma série já por si moribunda, já não foi a mais brilhante das ideias… imagine a sequela. Sexo e a Cidade 2 é um filme baseado em marcas de roupa, estereótipos, compras e uma pitada de sexo. A premissa deste filme não passa de uma desculpa para esticar uma corda que já tinha sido esticada ao limite, atada, e até cortada. A liderar esta superficialidade toda, estão Samantha, Carrie, Charlotte e Miranda, as quatro senhoras da alta-roda nova-iorquina, que… diga-se de passagem, já não estão no seu primor. Por isso se a sua definição de diversão, passa por ver uma reunião de “barbies” ao sabor de vários cocktails, e pagar para ver “mais do mesmo” mas com pior qualidade, então Sexo e a cidade 2 é o seu veneno.

Almeirim

Maria João Roque Pintura em tela e Arte Sacra, de Maria João Roque, intitulada “Explosão da Côr”. Para ver na na Galeria Municipal de Almeirim e vai estar patente até ao dia 26 de Junho

Salão Erótico de Lisboa arranca dia 04 de Maio, despido de preconceitos e tabus. Aberto ao público até domingo vão estar mais de 100 artistas nacionais e internacionais, 400 shows contínuos e 60 expositores que prometem “animar” os visitantes. O evento deste ano espera ultrapassar os 30 mil visitantes, mostrando aos portugueses, homens e mulheres com mais de 18 anos, o que há de novo na indústria do sexo internacional. Para ver, na FIL, em Lisboa de 04 a 06 de Junho.

roteiro cinemas do trono.Sessões às 12h40, 15h40, 18h50, 21h40 e 00h30

Castello Lopes 6

areias do tempo. Sessões às 13h10, 15h50, 18h40, 21h10 e 00h10

Drama(M6)- Sessões às 13h10, 15h50, 18h20 e 21h20

Sexo e a Cidade

Principe da Pérsia: As areias do Tempo

TORRES NOVAS

Acção (M12) Um príncipe trapaceiro une forças, contra a sua vontade, com uma misteriosa princesa e, juntos, irão enfrentar as forças do mal para proteger uma antiga insígnia capaz de libertar as

Príncipe da Pérsia: As areias do tempo

TorreShopping Acção (M12)- Sessões às 13h00, 15h40, 18h20, 21h30 e 00h10

Sonho Possivel

Comédia (M12)- Sessões às 12h50, 15h40, 18h30, 21h30 e 00h20

Robin Hood Animação (M6)- Sessões às 12h30, 15h30, 18h30, 21h10 e 00h00

CineTeatro Teatro Virgínia

Um cidadão exemplar

Séraphine

Drama(M12) -Dia 05 de Junhoàs 21h30.

Biografia(M12) -A extraordinária vida da francesa Séraphine de Senlis, uma mulher nascida em 1864 que foi pastora e dona de casa antes de se transformar em pintora e submergir-se na loucura Dia 02 de Junhoàs 21h30.

OURÉM

audiovisual.

CONSTÂNCIA Cine-teatro municipal Lenda de Desesperaux

ABRANTES Espalhafitas Festival de Cinema Italiano Até 06 de Junho entre as 19h00 e as 21h30. Um festival que mostra o que de melhor se faz em Itália no mundo

Comédia(M12)- Um conto de fadas moderno ‘A Lenda de Despereaux’ conta a história de vários heróis improváveis: Despereaux, um valente ratinho banido para as masmorras por falar com um humano Dia 04 de Junho, às 16h00


44 CULTURAS

televisão O Segredo Nuclear do Titanic

RTP2

O Ribatejo

Ler, Ouvir e Ver para miúdos em Santarém

horóscopo carneiro 21/3 a 20/4

Não se deixe perturbar por acontecimentos balança 24/9 a 23/10 inesperados; encare com serenidade críticas e

Modificações na vida sentimental e familiar devem ser evitadas ou então muito bem pensadas, já que a conjuntura as desaconselha. Perspectivam-se conhecimentos interessantes. A semana não é indicada a inovações ou aquisições; aguarde uma melhor altura.

escorpião 24/10 a 22/11

gémeos 22/5 a 21/6

Necessita de fazer “mea culpa” no sentido de moderar comportamentos egoístas e reencontrar um lado positivo e harmonioso. Todas as alterações devem ser feitas com muito realismo. Poderá obter alguns ganhos através da permuta de bens.

sagitário 23/11 a 20/12

Semana de modificações lentas e progressivas apesar de haver forças contrárias à harmonização da sua vida. Possibilidade de um amor novo aparecer de repente. Esta semana não se deixe influenciar ao tomar decisões. Deve aflorar um espírito decidido e apto a comandar.

caranguejo 22/6 a 22/7

Não há grande progressão no plano amoroso até porque o seu íntimo está um pouco magoado ou doentio. Poderá ser alvo de comentários que não lhe vão agradar e até imerecidos. Controle gastos pois deve prevenir eventualidades desagradáveis. Concentre-se nas finanças.

capricórnio 21/12 a 20/1

Não ponha a sexualidade num plano superior aos sentimentos e companheirismo. Conhecerá novos amigos que poderão permanecer. Alguns entraves a nível de projectos causar-lhe-ão certo desânimo, mas evite reagir impulsivamente. Tenha prudência em negócios.

leão 23/7 a 23/8

Distinga o que é seguro e duradouro do que é ilusório e faça opções. Esta semana nada de precipitações; deve avaliar bem as situações pois pode destruir coisas boas à sua volta. Evite dar muito nas vistas em termos profissionais. Alguns dos projectos podem ser alterados.

aquário 21/1 a 19/2

Tome especial atenção à saúde do seu cônjuge ou namorado. Vida social intensa e grande magnetismo mas evite a sedução ostensiva. Tendência a alguns desentendimentos sempre que trabalhar em grupo por isso é preferível que trabalhe de forma muito mais independente.

Bom momento no plano sentimental com evoluções favoráveis e crescendo de sentimentos. Sentirá impulsos românticos mas que deve racionalizar sem contudo se inibir. O quadro profissional caminha para uma realização muito importante. Favorecidas tarefas públicas.

peixes 20/2 a 20/3

touro 21/4 a 21/5

O Final da Vida Canal Odisseia Domingo, 06 de Junho,10h00

Esta é uma série sobre a impressionante capacidade que o corpo humano tem para sobreviver e para reunir forças com a medicina moderna para seguir em frente. Uma passagem ao longo da vida de uma pessoa desde o seu nascimento - a viagem mais arriscada que o ser humano faz até à vida adulta, passando pela infância e pela adolescência. Nestes períodos, o corpo terá que passar por acidentes, doenças, ataques...

sorte

virgem 24/8 a 23/9

euromilhões 4 | 9 | 31 | 32| 33| 3 | 7

totobola

x1211112xx121 Super 14. Múrcia-Celta M-1

totoloto 7 | 23 | 29 | 41 |43 | 47 | 19

joker 9 .319 .9 48

até ultimatos. Para celibatários e divorciados possibilidade de encontro da maior importância. Espírito de iniciativa em momento privilegiado. Os trabalhos criativos estão em boa fase.

palavras cruzadas Marcos Cruz - Rede Expresso

Concurso nº 22/2010

Momento desfavorável à vida conjugal já que se perspectivam desentendimentos muito graves. Sentirá vontade de desenvolver mais um recente conhecimento. Esta semana são desaconselháveis novas associações. Tente ser versátil no trabalho, sobretudo face a falhas.

LIVRO A Mentira Julie Metz PVP:14,95€ A Mentira é a história real de Julie Metz, uma nova-iorquina sofisticada presa numa pequena vila onde reina a lei do silêncio – onde todos, menos ela, conhecem o segredo de Henry. E é a história de uma mulher que tudo fará para descobrir a verdade, e para recuperar – para si, para a filha – a felicidade perdida.

CD To The Sea Jack Johnson PVP:16,99€ “To The Sea”, o quinto álbum de originais de Jack Johnson, tem produção de Robert Carranza, do próprio Jack Johnson e dos seus companheiros de banda Merlo Podlewski, Zach Gill e Adam Topol, tendo como convidados especiais G. Love e Paula Fuga.

8

1

9

5

4

3

9

2 1

3 5 8

7

8

6 9

1 7

4

6

7

4

5

2

3

5

1 7

HORIZONTAIS: 1 - Assembleia legislativa. 2 - Onde Homero descreve a Guerra de Tróia. Cidade. 3 - Convém não pisá-lo. Dois romanos. 4 - No meio do bibe. Anula o efeito do veneno. 5 - Tosquiam-se. Já foi Pérsia. Implica alternativa. 6 - É a Etiópia. 7 - É a cara do doente. Oferta. 8 - O Supremo é Deus. Rezar ou discursar. 9 - Kung-Fu é uma das suas artes marciais. 10 - Choro copioso. O estóico suporta-a bem. 11 - Vela pela segurança alimentar. Tem divisões.

4

2

9

3 8

7

8

9 8

5

9

1 5 2

4 9

1

6 8

Billie Piper/Iddo Golbergst PVP: 22,99€ Uma adaptação de bestseller baseado nas memórias de Belle de Jour, a acompanhante de luxo apaixonada pela sua profissão. “Diário Secreto de Uma Call Girl” dá-nos uma visão muito diferente e controversa sobre o mundo da prostituição, mostrando também os problemas que ocorrem quando alguém tenta conciliar a sua vida pessoal com a profissional.

1

6

9

6

DVD Diário Secreto de Call Girl

2

3

VERTICAIS: 1 - Insecto dom luz própria. 2 - Chefiava 40 ladrões. 3 - Achas graça. A última da escala. O pequeno entra em casa. 4 - Incrustação resinosa. Palavras-chave. 5 - O mais belo jovem grego. Turner, cantora americana. 6 - Como as cobras. Ceptro de Neptuno. 7 - Tem um templo em Évora. Cardeais. 8 - O olho assim vê menos. Loucos. 9 - Três fazem um. A vida do boémio. 10 - Certidão que o próprio não assina. Podem ser comunicantes. 11 - Atrever-se. Bronzeava Cleópatra.

VERTICAIS: 1 - pirilampo. 2 - Ali Babá. 3 - ris; si; ecrã. 4 - laca; senhas. 5 - Adónis; Tina. 6 - má; tridente. 7 - Diana; OE. 8 - nu; doidos. 9 - trio; airada. 10 - óbito; vasos. 11 - ousar; Rá. HORIZONTAIS: 1 - Parlamento. 2 - Ilíada; urbe. 3 - risco; II. 4 - ib; antídoto. 5 - lãs; Irão; ou. 6 - Abissínia. 7 - má; dádiva. 8 - Ente; orar. 9 - chinesas. 10 - pranto; dor. 11 - ASAE; casa. Soluções

Estes resultados não dispensam a consulta da lista oficial do Departamento de Jogos da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa

Não disperse sentimentos. Tem tendência a confundir sentimentos e pensar que está apaixonado quando na verdade é uma mera ilusão. Numa relação deve existir diálogo e respeito. Tenha em conta que as modificações devem ser lentas e progressivas para terem solidez.

sudoku

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11

loto2 2 | 10 | 14 | 20 |34| 48| 11

04 | Junho | 2010

escaparate

Momento excelente no amor, embora seja um erro pensar que alguém lhe pertence; a conquista deve ser permanente. Prefira ambientes calmos a locais agitados. Tem possibilidade de bons progressos na vida profissional e de alguns ganhos notórios na vida financeira.

Sexta-feira, 04 de Junho, 21h15

Em 1985, o Dr. Robert Ballard surpreendeu o mundo ao descobrir os restos do Titanic. Na ocasião, poucos sabiam que na verdade Ballard estava numa missão secreta para o Exército dos Estados Unidos em busca de dois submarinos nucleares que foram perdidos durante a Guerra Fria. Agora, Ballard revela os detalhes destas missões, como conseguiu que o Exército permitisse que ele procurasse o Titanic e como o seu trabalho com os submarinos naufragados forneceram informações vitais para que ele encontrasse o navio perdido.

O projecto “Ler, Ouvir e Ver” vai estar na Sala de Leitura Bernardo Santareno, em Santarém de 01 a 30 de Junho. Uma iniciativa que promete levar ao mais novos o conto integrado num espaço infantil, primeiro através da apresentação de um livro e da história e posteriormente através de uma oficina criativa de expressão plástica. Para crianças do pré-escolar e 1ºciclo do ensino básico.

4

3

5 7

2

Só há uma regra: completar a grelha, de modo a que cada linha, cada coluna e cada bloco de 3x3 incluam os números de 1 a 9, sem repetições!

JOGO Prince of Persia: Forgotten Sands PS3 PVP: 69,99€ Depois da grande estreia nas salas de cinema, o filme “principe da Persia” chega às consolas de jogos. Um jogo para as gerações mais novas, repleto de acção com novos elementos à mistura e que não constavam nas edições anteriores como a corrupção.


46 COMERES & BEBERES | RESTAURANTES E ESPECIALIDADES SANTARÉM A GRELHA Especialidades Peixe Fresco, Bacalhau Assado com Magusto, Espetadas de Lulas com Gambas, Espetadas de carne Barrosã com Gambas e Ananás, Espetadas Mistas, Arroz de Feijoca, Bons Vinhos da Região Folga 2ª Feira Morada R. Ateneu Comercial, 1 r/c Esq. – Santarém Telefone. 243333348/ 243322636/ 917604488 ADEGA DO BACALHAU Especialidades Bacalhau à Lagareiro, Bacalhau assado com Magusto, Bife à Casa Folga Domingo Morada Travessa da Boleta, 2 e 4 (centro histórico) Santarém. Tel. 243306519964569837. QUINTAL DO BECO Especialidades Lulas fritas com camarão, Bife à Beco. Folga Domingo. Morada Beco dos Fiéis de Deus, nº 15, Santarém. Tel. 243391247. OH VARGAS Especialidade Comida Tradicional Folga Sábado (excepto para serviços marcados) Morada EN 3 - Portela das Padeiras - Santarém Tel. 243351146. O SALSA Especialidades Peixe Fresco, Carnes da Especialidade, Massinhas de Peixe, Açorda de Ovas Folga Domingo Aberto nos Feriados Morada EN 3 – Portela das Padeiras – Santarém Tel. 243351341 J F RESTAURANTE Especialidades Folhado de Perdiz, Bacalhau frito com Gambas e Coentros, Camarão com Risotto 3 queijos, Bifes do lombo, Cozinha Tradicional portuguesa Folga 3ª Feira Morada Jardim de Cima - Santarém Tel. 243302200 CASA CONDEÇO Especialidades Açorda de Bacalhau à Barrão, Molhinhos de Carneiro com Grão, Migas Ribatejanas c/ Bochechas de Porco Favas com Entrecosto Folga 2ª Feira Morada Rua do Alfageme, 41 – Ribeira de Santarém - Santarém Tel. 243326887 A CARROÇA Especialidades Bacalhau à Carroça; Bacalhau à Lagareiro, Bacalhau à Brás, Carne de porco à Alentejana, Petiscos (amêijoas, moelas, pica-pau) - Aberto todos os dias Morada Rua Principal – Advagar - Achete Tel. 243478216 LUÍS DO LEITÕES Especialidades Leitão assado à Bairrada, Bacalhau à Lagareiro, Grelhados variados Folga 2ª Feira Morada Rua Teófilo Braga, 10 - Santarém Tel. 243332102 O BACALHAU Especialidades Borrego à Casa, Bacalhau à Lagareiro, Peixe Fresco Folga 3ª feira à tarde Morada Rua S. Tiago Tremez Tel. 243479196 TABERNA DO QUINZENA Especialidades: Magusto com Bacalhau Assado, Pato Assado no Forno, Cozido à Portuguesa, Cabrito Assado no Forno, Pernil de Porco e Naco de Toiro Bravo Avinhado Folga Domingo Morada Taberna I - Rua Pedro Santarém,93/95-SantarémTel.243322804 Morada Taberna II – Cerco da Mecheira, 20 - Santarém Tel. 243333110 ADEGA DOS SABORES Especialidades Cabrito Assado no Forno, Bacalhau assado com batata a murro, Polvo à Lagareiro. Folga 5ª feira e domingo ao Jantar. Morada Rua 25 de Abril, 27 – Casa dos PinheirinhosCasal da Charneca – Almoster – Santarém. Tlm 916845000 MINA VELHA Especialidades: Bacalhau Assado com Magusto, Bacalhau c/ Broa, Massa à Barrão, Bife à Mina Velha, Posta à Mina Velha. Folga : Domingo à Noite e 2ª Feira. Contacto 243 372 581. Morada : Urb. Quinta das Fontainhas – Santarém. Long. 08´42´20” O. Lat. 39´42´19” N O CANTINHO DA BELA Especialidades Bacalhau gratinado, bacalhau à casa, ensopado de borre-

go, lombo assado com migas, coelho à caçador Folga Domingo Morada Estrada Nacional 3, Lote 3, Pernes Tel. 243 449 514.

TABERNA DO ALFAIATE Especialidades Bacalhau assado no forno com manja, Migas de bacalhau, Cabrito assado no forno, Naco de boi em vinho tinto com migas, Entrecosto de porco preto com arroz de feijoca, Porco preto assado no forno à padeiro. Folga Encerra às 2ª feiras e Domingos ao jantar. Morada Lapa, Cartaxo, telefone 243 790 005

QUINTA DOS GRAVELHOS Folga 3ª feira Morada: Rua do Comércio, 58 - Moçarria Tel. 243499300 Tlm. 967062629 DOM TACHO Especialidades Ensopado de Enguias, Feijoada de Gambas, Mar e Terra Morada Rua Marquesa da Ribeira Grande 53, Vale de Santarém Tel. 243 761078. Aberto todos os dias.

GOLEGÃ CENTRAL Especialidades: Bife à Central com Molho à Brogueira, Entrecosto à Goleganense, Açorda de Sável- Sobremesa: Toureiros Telefone : 249976345 Morada : Largo Imaculada Conceição 3 a 8 - 2150-125 Golegã. Reservas@ cafecentral.pt www.cafecentral.pt

O CANTINHO DOS SABORES Especialidade Bacalhau Assado com Açorda de Grelos Folga: Domingo. Morada Estrada Nacional 3, Alto do Vale, Vale de Santarém Tel. 243761268 TABERNA RENTINI Especialidades Cozinha Tradicional, Grelhados no carvão Morada Casais do Quintão - Perofilho, 2005-021 Várzea - Santarém Tel. 243499254 CHAFARICA DA TORRE Especialidades Carne de Vitela Maronesa, Bacalhau na brasa, Camarão Tigre, Raia com molho de alcaparras Folga Domingo Morada Praceta João Caetano Brás, 9 - S. Domingos - Santarém Telf. 243 372 649 - 96 6620790 O TASCO Especialidades Massa à Barrão, Bacalhau grelhado com Magusto, Bife à Tasco, Entrecôte com Migas, Carnes de Porco Preto grelhadas Folga Domingo Morada EN 3 – S. Pedro (frente à JAE) – 2005 Santarém Tel. 243302740 Tlm. 917062391 O BERNARDO Especialidades: Bacalhau no forno com Broa de Milho, Polvo no forno, Ensopado de Borrego, Cabrito no Forno e Lombos de Fataça Grelhados Folga: 2ªas Feiras Morada: Loja Nova – S. Vicente do Paúl Contactos: 243428388 Telemóvel 9918939656 O CANTINHO DO AVÔ Especialidades: Queixadas de Porco no Forno, Molhinhos com Feijão Branco, Cozido à Portuguesa, Feijoada à Transmontana, Secretos de Porco Preto, Magusto com Bacalhau Assado, Polvo à Lagareiro. Folga Domingo. Morada Rua Paulino da Cunha e Silva nº 121 – 2000-369 Alcanhões. Tel. 243428303 CONSTÂNCIA FALCÕES Especialidades: Troxas de Sta. Madalena, Bife na Pedra, Terra e Mar, Maçã Romana Folga: Terça-Feira Morada: Rua Luís de Camões, 33 Abrantes Horário: 12h10m ás 15h00m e das 19h30m ás 22h30m Telefone: 249 098 875 E-mail: restaurantefalcoes@gmail.com SALVATERRA PRETO & BRANCO Especialidades Bacalhau com natas, Porco Preto, Arroz de Pato, Enguias do Rio, Carne Mirandesa Folga 2ª feira Morada Av. Dr. Roberto Ferreira da Fonseca, 144 - Salvaterra de Magos Tel. 263507858 - 918675981 CALIFÓRNIA Especialidades Enguias c/arroz de feijão, Ensopado de Enguias, Entrecosto Frito c/arroz de feijão, Vitela estufada, Chispe c/Feijão Branco. Serve Jantares. Fecha às terças. Telf: 263504643 . Foros de Salvaterra. O PINTO Especialidades Enguias fritas c/arroz de feijão, ensopado de enguias, polvo à lagareiro, Borrego à Alentejana. Fondue. Aberto todos os dias. Serve jantares. EN 118 KM54 – Marinhais ADEGA DA ROSA Especialidades Picanha, Bacalhau à Lagareiro, Chocos à Lagareiro, Espetada de lulas c/gambas, costeleta Mirandesa. Garrocheira – Foros de Salvaterra; Telf: 263 507 240

O Ribatejo 04 | Junho | 2010

CABANA DOS PARODIANTES Especialidades Bife à Patilhas & Ventoinha, Molhata de Enguias (caldeirada típica avieira). Pode encomendar Barretes, Bolo Rei e outras especialidades. Folga 4ªs feiras à tarde. Av. Dr. Roberto Ferreira da Fonseca. Mail: cabana.eventos@gmail.com telf: 263504177 ; site: www.cabanadosparodiantes.com ESCAROUPIM Especialidades Enguias todo o ano, Açorda de Sável, Lampreia em época, Arroz de Bacalhau c/ Farinheira, Migas, Tarte de Perdiz Folga 5ª Feira e Domingo ao jantar Morada Largo do Avieiros - Escaroupim - Salvaterra de Magos Tel. 263107332 telemóvel: 912539228email:rest.o.escaroupim@ hotmail.com A CASINHA Especialidades Ensopado de Enguias, Enguias Fritas, Picanha, Plumas de Porco Preto, Alheira, Caça Grelhada Morada Av. Dr Roberto Ferreira da Fonseca 54 - Salvaterra de Magos Tel. 263504795 Aberto ao domingo durante o mês da enguia BARQUINHA ALMOUROL Especialidades Enguias, Sável e Lampreia Folga 3ª Feira Morada Tancos, Vila Nova da Barquinha Tel. 249 720 100. Mail: www.almourol.com ABRANTES CRISTINA Especialidades Bacalhau c/Broa, Polvo à Lagareiro, Cherne c/molho de coentros, cabrito assado no forno, Arroz de Pato à Antiga, Perna de Borrego assada c/alecrim. Folga Domingo à tarde e 2ª feira Morada Rio Moinhos – Abrantes Tel. 241881177 Fax: 241881343 Email info@restaurantecristina.com Web www.restaurantecristina.com AVENIDA Especialidades Polvo a Lagareiro, Bacalhau a Braga, Pescada Gratinada com Camarão, Bifes da vazia à Portuguesa com Pimenta ou com Alho. Reservas para grupo e Serviço de Take Away pelo 968486613 - Karaoke aos Sábados Morada Av. Forças Armadas - Abrantes O FUMEIRO Especialidades Bife da casa, Fondue de Porco Preto, secretos com migalhana, Ovas na Brasa com Açorda de Ovas, Bacalhau à Fumeiro Folga Domingo Morada Rua do Pisco, 9 – Abrantes Tel. 938851963 Email restaurantefumeiro@clix.pt ALMEIRIM RETIRO DO CAMPINO Especialidades Sopa da Pedra, Grelhados no Carvão Folga 3ª Feira Mora-

da Largo da Praça de Toiros, 1 A - Almeirim Tel. 243592528 O GALINHA Especialidades Sopa 3/1, Sopa da Pedra, Polvo à Lagareiro, Cozido à Portuguesa, Arroz de Tamboril, Massada de Cherne, Bife à Cortador Folga 3ª Feira. Aceita-se reservas para grupos Morada Rua Ilha da Madeira, 16 J - Almeirim Tel. 243579797 DAVID PARK Especialidades Arroz de Tamboril, Espetadas de Lombinhos c/ Gambas, Cozinha Tradicional, Peixe Fresco grelhado na Brasa Folga 4ª feira Morada Largo da Praça de Touros, 15 - Almeirim Email: davidparkmail.telepac.pt. Tel. 243591475 SEPÚLVEDA Especialidades Bacalhau à Lagareiro, Molhinhos c/ Grão, Entremeada de Vitela, Moelas estufadas c/ batata frita, Chocos e Grelhados Folga Não tem Morada Rua Vinha do Santíssimo, Bloco 32 - Almeirim Tel. 938732058 O FORNO Especialidades Sopa da Pedra, Peixe Fresco, Carne Porto Preto e Grelhados Folga 3ª feira Morada Largo da Praça de Touros, 23 - Almeirim Tel. 243592916 O CHURRASCO Especialidades Frango, Coelho, Carnes grelhadas. Pratos do dia. Cozido à portuguesa (à quinta-feira). Morada R. 5 de Outubro, 115 - Almeirim Tel: 963458371 CONSTANTINO DAS“ENGUIAS” Especialidades: Enguias Fritas, Ensopado, Grelhados no carvão Folga à 2ª Feira. Aceita reservas Morada Foros de Benfica – Benfica do Ribatejo Tel. 243589156 CAMBÁIA Especialidades: Ensopado de Enguia e Enguias Fritas. Folga 4ª e 5ª feira (excepto feriados). Morada Rua do Campo da Bola - Foros de Benfica. Tel. 243580934 CARTAXO QG Folga 3ª feira Morada: Praça 15 de Dezembro,1-Cartaxo Tel.243499300 Tlm. 967062629 O CHURRASCO Especialidades Frango, Coelho, Costeletas e Mistas grelhadas. Pratos do dia. Cozido à portuguesa (à quinta-feira). Morada R. Dr. Gomes da Silva (Sociedade Filarmónica Cartaxense) Cartaxo Telem: 963458371 TABERNA DO GAIO Especialidades Pratos Regionais e grelhados de peixe e carne. Jantares às sextas e sábados. Folga ao domingo. Estrada Nacional N3 - Cruz do Campo - Cartaxo. Telf: 243 759 883

O BARRIGAS Especialidades: Buffet de entradas regionais, fritada de camarão com açorda e naco de boi no carvão.Folga: Domingo ao jantar e 2ª feira Morada: Largo 5º Outubro, nº 55 e 56 – Golegã Contacto: 240 717 631 Site: www. obarrigas.com Outras info: Zona para fumadores ALPIARÇA TERTÚLIA Especialidades Ensopado de enguias, bacalhau com broa, bacalhau com favas, bacalhau (frito) à marialva, porco preto, borrego à moda de Alpiarça, costeletas de borrego, espetada de javali, alheiras (caça/ mirandesa), coelho com molho de coentros. Bons vinhos da Região e de outras regiões. Ementas personalizadas para grupos e ocasiões especiais. Abrerto todos os dias Morada Rua Engº Álvaro da Silva Simões, 108 - Alpiarça Tel: 243558588 Reservas 935587920. Site http//tertulia-rest-bar.hi5.com Email:bernardos.inv.hot@sapo.pt CORUCHE Ó MANEL Especialidades: Espetadas do Toiro Bravo. Dobrada e mão de vaca. Sopa de Rabo de boi. Grelhados. Morada Rua de S Tomé, 4 – Bairro Novo. Tel. 243675878. Folga ao Domingo JAKIM GIRASSOL Especialidades: Bacalhau c/ Migas, Feijoada de Chocos c/ Gambas, Borrego assado no forno, Pernil de Porco no Forno, Arroz de Pato, Bacalhau gratinado c/camarões. Petiscos variados. Morada: Estrada Nacional 119 (Área de serviço Repsol) – Biscainho . Tel. 243660333 A TASCA Especialidades Pernil de porco no forno, cozido à portuguesa. Carne Brava Folga Domingo Morada Mercado Municipal – Coruche Tel. 243675232 O CHOUPO Especialidades Bacalhau à Choupo, enguias fritas e ensopado, medalhões de Maronesa, Posta Maronesa, Carnes de porco preto, cataplanas Folga 2ª feira (após almoço) Morada Montinhos dos Pegos (1 Km cruz. Monte da Barca) – Coruche Tel. 243618875. Tel. 917785703 O FARNEL Especialidades Bacalhau à Farnel; Bacalhau assado c/migas à moda de Coruche; cabrito frito à lavrador; mi-

gas de batata c/carne de porco; ensopado de borrego, grelhado de novilho bravo e porco preto na telha Folga 2ª feira Morada Sala p/banquetes no Monte da Barca. Rua Vasconcelos Porto – Coruche Tel. 243675436 SAL & BRASAS Especialidade: Carnes na brasa Folga 2ª feira Morada Cruzamento Monte da Barca - Coruche Tel. 243618319 PONTE DA COROA Especialidades: Cozinha regional e grelhados no carvão Folga Domingo Morada Estrada Nacional 114 Coruche Tel. 243617390 RIO MAIOR MANJAR DO PARQUE Especialidades Leitão assado em forno de lenha, Picanha à Brasileira, Secretos de porco preto na brasa , Manjar de Gambas, Bacalhau Maravilha, Bife à Casa. Leitão assado para fora. Ementas para grupos Morada Rua Almirante Cândido Reis, 26 R/c (junto ao jardim) – Rio Maior Tel. 243997071 Email geral@manjardoparque.net PALHINHAS GOLD Especialidades Alheira de caça, Carne mirandesa, Porco preto com migas, Picanha, Bacalhau com crosta de azeitona, Tiborna de bacalhau, Caril de gambas, Arroz de tamboril, , Pão de Ló caseiro. Folga Domingo à noite e 2ª Feira. Morada Trav. do Palhinhas (centro da cidade) - Rio Maior Tel. 963435547. Site www.palhinhasgold. pt FÁTIMA SANTA RITA Madeirense e Açoriano Especialidades: Bacalhau Espiritual, Bacalhau com camarão, Bacalhau Nove Ilhas, Bife de Atum; Alcatra, Linguiça do Pico, Secretos Porco Preto, Vitela. Morada: R. Rainha Santa Isabel (em frente ao Hotel Cinquentenário) Fátima. Tel. 249098041/919822288. Site: http://santarita.no.comunidades.net. Oferta de 5% de desconto com a apresentação deste jornal. MAÇÃO O GODINHO Especialidades Café – Restaurante. Cozinha Regional. Quarta-Feira: Cozido à Portuguesa. Serve Almoços e Jantares. Encerra ao Domingo. Telf: 241572874;tlm 962536310 Rua da Republica – Mação O CANTINHO Especialidades Restaurante Marisqueira; Especialidades: Arroz de Marisco, Cataplana de Cherne, Bife à Cantinho na Frigideira e Maranho de Mação.Almoços e Jantares.Aberto todos os dias.Telf: 241107558.Tlm: 964677705. Rua Monsenhor Alvares de Moura - Mação TORRES NOVAS O BABALHAU BRASAS Especialidades: Arroz de Pato, Cabrito no Forno, Camarão Flamejado c/manga, Peixe Fresco do Mar e Carne c/Qualidade. Folga ao Domingo à noite e Segunda. Ladeira da Enfermaria Militar, nº 21 – T Novas – Telf: 249183699. Reservas: 913125149


OPINIÃO | COMERES & BEBERES 47

O Ribatejo 04 | Junho | 2010

Santa Luzia Restaurante ∑ Viseu Todas as visitas que efectuei a este restaurante acabaram numa constatação: bons produtos, boa confecção, boa relação qualidade/ preço, garrafeira de grande amplitude a preços sensatos, serviço impecável e vontade de regressar. A memória do gosto tem destas coisas, sendo um desgosto quando nos aconselha a desistir, o que não é o caso. As auto-estradas desviam-nos dos centros urbanos, por essa razão estive largo tempo sem refeiçoar no Santa Luzia. Há dias lá voltei e, enquanto conversava com o Sr. Vasco e o irmão Jorge, umas finas fatias de queijo curado surgiram num pratinho a fim de acompanharem o gracioso tinto Vinha Paz, colheita de 2006. Eram três da tarde e o estômago precisava de afago. Sobre os espaços do restaurante falarei noutra crónica, da qualidade das louças, vidros e atoalhados, nesta informo da existência no capítulo das entradas de trutinhas e sardinhas de escabeche, morcela e chouriça de cunho local, enguias fritas, salada de bacalhau, presunto e outros mimos. No referente a pratos principais podia-se optar entre pescada frita com salada russa e vitelinha na púcara, passando por carapauzinhos fritos com feijãofrade, linguadinhos fritos com arroz de couve, bacalhau à Santa Luzia, cabrito assado ao padeiro e favas guisadas com carne. Eram os pratos do dia, por razões de espaço não enumero os restantes da lista fixa. O Sr. Vasco deu-me conta das

Reserva ACR vinho tinto ∑ 2007

suas andanças no universo do trabalho, começou aos doze anos, e da restauração com uma carga horária de doze horas, a correr de um lado para o outro tendo apenas um dia de folga por semana, dos trabalhos e das dificuldades que agora são de outro género e do perspectivado para o futuro. Enquanto o ouvia agradado, saboreei lentamente pelo aprazimento um delicado linguadinho frito em conformidade, acompanhado por fina açorda com cogumelos. Notável. Tenro tal como a manteiga o filete de polvo a impelir à gulodice, a mesma tenrura encontrei na vitela acetinada coadjuvada por uma miga untuosa a fazer quebrar as barreiras da prudência na dieta. A falta de tempo impediu-me de concentrar atenções no naipe de sobremesas, no entanto, ficou a promessa de um jantar sem tais limitações. Uma coisa é certa: no caso do Santa Luzia não se aplica a célebre frase: não voltas a onde foste feliz. Desde há quase três décadas que os comeres ali servidos são fiel expressão da cozinha de matriz local e regional, alardeando um claro acerto na escolha dos produtos exaltados pela adequada e brilhante confecção. Que assim continue. Aos domingos recomenda-se a marcação de mesa. Armando Fernandes

Estacionamento privativo. Aceita cartões de crédito. Encerra às segundas-feiras. Telefone 232 459 325. GPS: 7º 54’40,1’’W 40º 41’43,7’’

Um tinto da Adega Cooperativa do Redondo aureolado com duas medalhas de prata, dizendo-se no contra-rótulo que o “vinho estagiou em pipas novas de carvalho francês e americano, com estágio final de seis meses em garrafa”, sendo fruto de uvas das castas Aragonês, Trincadeira e Alicante Bouchet. Em termos de nota de prova há a referir o facto de no copo mostrar-se retinto, límpido e sem mácula, os aromas exalaram sinais de madeira casada com fruta bem madura e preta – amoras, ameixas –, enquanto que na boca confirmou as impressões colhidas pelo nariz, mostrando-se equilibrado, tènuemente agressivo (colheita de 2007), com um final prolongado e interessante. Armando Fernandes


48

O Ribatejo 04 | Junho | 2010

emprego & formação

Agricultura: uma imagem de marca

Florinda Matos(*)

Esta semana começa a Feira Nacional de Agricultura, um evento que aparece renascido, dando a entender que ainda há vitalidade no sector agrícola nacional. Não

esquecendo o deslumbre que tenho por esta “arte do saber fazer” milenar, gostaria que este evento, de carácter nacional, servisse para uma reflexão sobre o sentido que queremos dar à agricultura e ao desenvolvimento rural português. Efectivamente, durante os últimos anos não soubemos tornar a agricultura uma moda e deixámos que este sector fosse considerado sem interesse para a independência da

economia nacional. Já não temos mais tempo, precisamos de formar e qualificar agricultores e outros agentes de desenvolvimento local para uma postura mais competitiva, onde a valorização do território rural, em toda a sua amplitude, seja um dos eixos do desenvolvimento económico do país. O sucesso desta mudança deverá fazer-se com recurso à qualificação e requalificação da população agrícola, inte-

grada em planos orientados para uma estratégia coesa, a qual, por sua vez, deverá ser suportada no marketing de uma identidade nacional que, por si só, já é uma vantagem competitiva mas que deverá constituir a base de uma imagem de marca a nível internacional. É esta a oportunidade de reflectirmos sobre este velho, e novo, desafio! (*) Docente /Investigadora - Consultora PMEConsult (florinda.matos@pmeconsult.pt)


O Ribatejo 04 | Junho | 2010

saúde

D Esclerose Múltipla sensibiliza deputados

49

A Fundação Século XXI – Saúde e Vida inaugurou a exposição A Brighter Picture: a Esclerose Múltipla vista pelos doentes, na Assembleia da República. Uma doença do sistema nervoso central que afecta ceerca de 5 mil portugueses. Trata-se de uma patologia inflamatória crónica e degenerativa que interfere com a capacidade em controlar funções como a visão, locomoção e equilíbrio.

Álcool e medicamentos: as interacções Antes de começar um tratamento ∑ veja as interacções medicamentosas, alimentares, ou com bebidas alcoólicas A toma de dois medicamentos em simultâneo pode ocasionar efeitos benéficos ou prejudiciais. Como exemplos dos efeitos benéficos, pode referir-se a toma de dois ou mais medicamentos da hipertensão, da asma, da diabetes, da epilepsia, da doença de Parkinson, entre outros. Os efeitos prejudiciais, a que vulgarmente se chama interacções, podem não ser notados pelo doente, como é o caso da toma simultânea de dois medicamentos em que um pode diminuir a quantidade absorvida do outro. Mas para além das interacções medicamentosas, há ainda as alimentares, com bebidas alcoólicas ou com substâncias estimulantes. Limitamo-nos aqui a referir a alguns aspectos de possíveis interacções entre álcool e medicamentos. Há uma diversidade de medicamentos com comportamentos

muito variáveis perante o álcool. Exactamente por isso, a Organização Mundial de Saúde recomenda ao doente que se informe junto do seu médico ou farmacêutico sobre se pode ou não ingerir bebidas alcoólicas durante o tratamento. Para surpresa de muitos, há dados sobre a ingestão de álcool que abalam os preconceitos sobre esta equação álcool/medicamento. Por exemplo: a toxicidade para o fígado do paracetamol é maior quando se ingere diariamente álcool (3 ou mais bebidas alcoólicas por dia); a ingestão de álcool e a toma de medicamentos como os calmantes, pode diminuir a capacidade de raciocínio, os reflexos, a concentração na condução e nas tarefas de precisão; há antibióticos em que é aconselhado evitar a ingestão de bebidas alcoólicas durante o tratamento; al-

guns medicamentos para dores e febre têm um efeito muito intensificado quando se ingerem bebidas alcoólicas; alguns medicamentos para as diabetes, no caso de se beber álcool, podem provocar reacções de tal forma graves (será o caso da diminuição da glucose no sangue) que podem pôr a vida do doente em risco; quando se ingere álcool, os anticoagulantes podem ter um efeito potenciado (como o risco de hemorragias). Como é evidente, para sua segurança ou para poder tomar bebidas alcoólicas tranquilamente, informe-se sempre junto do seu médico ou farmacêutico. Há medicamentos que reduzem os reflexos, provocam alterações de comportamento e causam transtornos na visão. É o caso de fármacos como alguns analgésicos, ansiolíticos, antidepressivos ou anti-hipertensores,

cujos efeitos se prolongam durante horas. Os medicamentos para dormir e os ansiolíticos se bem que se tomem, regra geral, à noite, ao deitar, mantêm os seus efeitos sobre o sistema nervoso até ao dia seguinte, diminuindo o estado de atenção e os reflexos. Isto para dizer que conduzir qualquer veículo ou executar trabalhos perigosos comporta riscos acrescidos, pelo que deve estar informado sobre a associação entre álcool, medicamentos e condução. Há alertas que não devem ser descurados, caso da sonolência, dificuldades de concentração, perturbações da percepção ou perturbações comportamentais. Leia os folhetos informativos dos medicamentos, em concordância com o que prevê a legislação europeia, é obrigatório destacar as interacções medi-

camentosas com álcool, tabaco ou alimentos. Para quem bebe habitualmente e tem que conduzir e se encontra a fazer um tratamento para o sistema nervoso, impõese consultar o médico acerca de eventuais efeitos e se não é de excluir completamente a ingestão de álcool. Beja Santos

CONSULTÓRIOS MÉDICOS DO JARDIM Praça da República, Nº 47 - 1.º - ALMEIRIM Junto à Farmácia Barreto do Carmo MEDICINA GERAL E FAMILIAR Dr.ª Emanuela Santos Andrade Dr. Generoso Barbosa Dr.ª Anabela Xavier de Basto PSIQUIATRIA Dr.ª Joana Alexandre Dr. João Chambel CARDIOLOGIA Dr.ª Marisa Peres NEUROCIRURGIA Dr. Rui Bello Silva PSICOLOGIA Dr.ª Sandra Silva Dr. Ricardo Luciano (Avaliação Psicoterapia c/ crianças) ENDOCRINOLOGIA Dr. Carlos Fernandes PEDIATRIA Dr.ª Teresa Barracha Dr. Nuno Carvalho GINECOLOGIA/OBSTETRÍCIA Dr.ª Patrícia Silva Dr.ª Graça Marona Dr. Pedro Rocha (HDS) Dr.ª Lucília Gaspar (HDS) PODOLOGIA Dr.ª Sandrina Fortunato

UROLOGIA Dr. António Oliveira ORTOPEDIA Dr. Joaquim Simões CIRURGIA VASCULAR Dr. Edgar Berdeja FISIOTERAPIA RESPIRATÓRIA Fisioterapeuta Alexandra Claudino PNEUMOLOGIA Dr.ª Paula Cravo IMUNOALERGOLOGIA Dr. Abreu Nogueira DIETISTA/NUTRICIONISTA Dr.ª Susana Brites/Dr.ª Helga Marques NATUROPATIA/ /HOMOTOXICOLOGIA Dr. Jaime João Tavares TERAPIA DA FALA Terapeuta Dora Colaço SERVIÇOS DE ENFERMAGEM Enf.ª Ana SHIATSU Drª Mª Rosário Salavessa ELECTROCARDIOGRAMAS Com Técnico Especializado CTG - Grávidas Holter - 24 h Mapa (Tensão Arterial)

Acordos com ADVANCE CARE; MULTICARE e MÉDIS ANÁLISES CLÍNICAS - com todos os acordos

MARCAÇÕES

Tel 243 593 422 Tlm 969 902 195

Terapeuta Osteopata

Dr. A. JÚLIO SILVA

Rui Leite

Médico Especialista ORTOPEDIA

INSTITUT SUTHERLAND DE PARIS

(Centro Clínico do Choupal) R. Capitão António Montez, 4-A • Tel. 243326935 • SANTARÉM

Av. Bernardo Santareno, 39 - 1.º Esq. Telefone 243 327 546 - 2000 SANTARÉM

Ceficarte

CENTRO DE FISIOTERAPIA DO CARTAXO

MARCAÇÕES: Tlm.: 919 612 454 • Tel./Fax: 243 702 311 Av. João de Deus, n.º 10 r/c • 2070-011 Cartaxo

Dr. ARMANDO RODRIGUES LOPES

OSTEOPATIA


50 SAÚDE

O Ribatejo 04 | Junho | 2010

CENTRO AUDITIVO WIDEX Audiologia  X  X  X X

Dr.ª Odete Batista Diagnóstico (adultos e crianças) Reabilitação Auditiva (Próteses Auditivas) Potenciais Evocados Auditivos do Tronco Cerebral (PEATC) Protectores de Natação

Cardiopneumologia X

Dr.ª Patrícia Branco

Estudo do Sono

Acordos: CGD, SAMS, PT, Médis, Advance Care e Mondial Assistance Horário: 13.00 às 20.00 horas

Largo Cândido dos Reis, 14 - 1.º Esquerdo • 2000-241 Santarém Tel.: 243 391 547 • Fax: 243 391 549 • E-mail: audioteste@netcabo.pt

Drª MADALENA BARRETO INSTITUT SUTHERLAND DE PARIS

OSTEOPATIA Av. Bernardo Santareno, 39 - 1.º Esq. Telefone 243327546 - 2000 SANTARÉM

DR. JOSÉ LUÍS P. BARRETO UROLOGISTA Pela Ordem dos Médicos DOENÇAS DOS RINS, VIAS URINÁRIAS E APARELHO SEXUAL MASCULINO

F. RIBEIRO DE CARVALHO CIRURGIÃO PLÁSTICO Cirurgia Plástica Reconstrutiva e Estética Cirurgia Estética e Reconstrutiva da Mama Cirurgia do Contorno Corporal Cirurgia Estética Facial Surgimed Pcta. Praceta Eduardo Rosa Mendes, 6 - r/c SANTARÉM Marcações pelo Tel: 243 30 57 80

CONS. - SURGIMED

Pr. Eduardo Rosa Mendes n.º 6 R/C - Telef.: 243305780 2000 SANTARÉM

Dr. Martinho do Rosário

Médico de Urologia CONSULTAS 2ªs, 4ªs e 6ªfeiras a partir das 15 h. MARCAÇÕES todos os dias, a partir das 15 h. SANTARÉM

Dr. Rui Castro

Rua José Saramago, 17 Telef.: 243327431 - 2005-185 SANTARÉM

DRA. MARISA PERES MÉDICA CARDIOLOGISTA

Médico Especialista de Clínica Geral

Consultas e Exames de Cardiologia

CLIMECO - Clínica Médica de Eduardo Lopes

CONSULTÓRIO:

Santarém: GFS: 243 328 890 IMS: 962 567 961

Oftalmologia Dr. Eduardo Lopes

Rua José Saramago, 17-1º (edifícios atrás do Banco de Portugal)

Telef. e Fax: 243 327 431

Almeirim: Clínica do Jardim: 243 593 422

Telemóvel: 917 770 678

Enfercentro: 243 579 601

CONSULTAS E MARCAÇÕES DIÁRIAS

Aveiras de Cima: Centro Médico de Aveiras: 263 474 976

Acordos c/ Médis / Advancecare / EDP Portugal Telecom / CGD / SAMS / Multicare

Oftalmologia Pediátrica Drª Cristina Amorim Acordos c/ Médis / Advancecare / EDP Portugal Telecom / CGD / SAMS / Multicare

Ortóptica Dr. Alfredo Sousa - Drª Ana Ascensão Neurocirurgia Dr. Bello da Silva Acordos c/ Multicare

Neurologia Drª Adelaide Palos Dermatologia Drª Maria João Reumatologia Drª Manuela Micaelo Acordos c/ Multicare

Psicologia Drª Sandra Silva - Drª Isabel Baptista Medicina Interna Dr. Victor Bezerra Nutrição Drª Susana Rodrigues MARCAÇÕES PELO TELEFONE 243 328 303 Rua Colégio Militar, Lt. A - 1º Esquerdo (junto ao antigo Campo dos Leões) 2000 SANTARÉM


SAÚDE 51

O Ribatejo 04 | Junho | 2010

Júlio Aranha Cardiologista

Consultas de Cardiologia Ecocardiograma M e 2D Ecocardiograma com doppler e côr ECG Holter de 24 horas Monitorização Ambulatória da Pressão Arterial Electrocardiograma Provas de Esforço SANTARÉM - Tel. 243 327 431 RIBACLÍNICA - CHAMUSCA - Tel. 249 760 031 CENTRO CLÍNICO DO CHOUPAL MED. FÍSICA E REABILITAÇÃO CONSULTAS

Fisiatria (Dr.ª Helena Martins) (Dr. José Miguel Pais) Ortopedia (Dr. A. Júlio Silva) Psicologia (Dr.ª Elsa Couchinho) (Dr.ª Teresa Molina) Clínica Geral e doenças do Coração (Dr.ª Liliana Aleksandrov)

Drª ISABEL MONTEIRO Médica Cardiologista

assinatura anual

por apenas 25 €

ACORDOS FISIOTERAPIA: ADSE, ADMFA, ADMA, C.G. DEPÓSITOS, CTT, SAMS, TELECOM e SEGURADORAS

DR. JOSÉ BRANCO

R. Capitão António Montês, 4-A (Rampa Ciclistas) Tel. 243326935 - Fax: 243326935 2000 SANTARÉM

PSICÓLOGO CLÍNICO E PSICOTERAPEUTA MEMBRO FUNDADOR DA SOCIEDADE PORTUGUESA DE PSICOTERAPIAS CONSTRUTIVISTAS

• Consultas de Cardiologia

www.sppc.org.pt

• Electrocardiogramas

TRATAMENTO DE CASOS DE DEPRESSÃO, ANSIEDADE, INSÓNIA, PÂNICO, FOBIAS, BAIXA AUTO-ESTIMA, DIFICULDADES INTERPESSOAIS, STRESS PÓS-TRAUMÁTICO

• Ecocardiogramas Modo M, 2D e Doppler a cor • M.A.P.A. (Monitorização Ambulatória da Pressão Arterial)

CONSULTÓRIOS: ALVERCA: R. CIDADE DÉVNIA, 21, 2º, DTO

Rua Dr. António José de Almeida, nº 11, 4º Dt.º 2000 - SANTARÉM

LISBOA: CLÍNICA MOVIMENTO E SAÚDE R. JOSÉ FALCÃO 52, 2º F

Telef. 243 326 957

MARCAÇÕES E INFORMAÇÕES: TM 961 285 155

Sílvia Lencastre Fróis Psicóloga Clínica

Surgimed

Psicologia Clínica e Psicoterapia Marcações pelo tmóvel -

918 732 116

Santarém • Coruche • Rio Maior

CENTRO MÉDICO E DE ENFERMAGEM DE ABRANTES

JOSÉ MANUEL PIRES TEIXEIRA

Largo de S. João, N.º 1 - Telefones 241 371 566 - 241 371 690

MÉDICO ESPECIALISTA - GINECOLOGISTA / OBSTETRA ASSISTENTE HOSPITALAR GRADUADO do HOSPITAL DE SANTARÉM DOENÇA DA MAMA - DIPLOMADO e MASTER em Senologia / / Pat. Mamária pela F. de Medicina da Un. de Barcelona CONSULTÓRIO NA CLÍNICA “FERRO DE ENGOMAR” Rua do Quintino, 9 - A - Tel.: 243770939 - CARTAXO

CONSULTÓRIO DENTÁRIO - Nova morada -

DR. MARCÃO Médico especialista de ESTOMATOLOGIA (Doenças da boca e dentes) pela Ordem dos Médicos e pelo Hospital de Santa Maria

CLÍNICA - CIRURGIA - PRÓTESES DENTÁRIAS CONSULTAS TODOS OS DIAS Largo Cândido dos Reis, 11 - 1º Direito (junto à rotunda do hospital velho) Telef: 243 326 435 - 2000 SANTARÉM

C O N S U LTA S ACUPUNCTURA Dr.ª Elisabete Alexandra Duarte Serra ALERGOLOGIA Dr. Mário de Almeida; Dr.ª Cristina Santa Marta CARDIOLOGIA Dr.ª Maria João Carvalho CIRURGIA Dr. Francisco Rufino CLÍNICA GERAL Dr. Pereira Ambrósio - Dr. António Prôa DERMATOLOGIA Dr.ª Maria João Silva GASTROENTERELOGIA E ENDOSCOPIA DIGESTIVA Dr. Rui Mesquita; Dr.ª Cláudia Sequeira MEDICINA INTERNA Dr. Matoso Ferreira NEFROLOGIA Dr. Mário Silva NEUROCIRURGIA Dr. Armando Lopes NEUROLOGIA Dr.ª Isabel Luzeiro; Dr.ª Amélia Guilherme

POR

MARCAÇÃO

OBSTETRÍCIA E GINECOLOGIA Dr.ª Lígia Ribeiro, Dr. João Pinhel OFTALMOLOGIA Dr. Luís Cardiga ORTOPEDIA Dr. Matos Melo OTORRINOLARINGOLOGIA Dr. João Eloi PNEUMOLOGIA Dr. Carlos Luís Lousada PROV. FUNÇÃO RESPIRATÓRIA Patricia Gerra PSICOLOGIA Dr.ª Odete Vieira; Dr. Michael Knoch; Dr.ª Maria Conceição Calado PSIQUIATRIA Dr. Carlos Roldão Vieira; Dr.ª Fátima Palma UROLOGIA Dr. Rafael Passarinho NUTRICIONISTA Dr.ª Carla Louro SERVIÇO DE ENFERMAGEM Maria João TERAPEUTA DA FALA Dr.ª Susana Martins

Anat.Patológica Dra. Margarida Mendes

Endocrinologia Dr. Luís Raposo

Ortopedia Dr. Duarte Cadavez

Cir.Geral/Obesidade Dr. Joaquim Costa

Gastroenterologia Dr. Júlio Veloso

Otorrino. Dr. Flávio de Sá

Cirurgia Plástica Dr. Ribeiro de Carvalho

Medicina Interna Dra. Luísa Wandschneider

Pneumologia Dr. Marco da Costa e Silva

Cirurgia Vascular Dr. Mário Soares Clínica Geral Dra. Hélia Castro Dr. Benjamim Coimbra Dermatologia Dra. Joana Parente Dietética Dra. Célia Dias

Neurocirurgia Dr. Carlos Calado

Psicologia Dra. Elsa Martins Dr.João Paulo Ribeiro Dra. Cátia Lima

Neurologia Dr. Jorge Becho

Psiquiatria Dr. Vítor Henriques

Neuropsicologia Dr. Nuno Pestana

Reumatologia Dr. Teixeira Costa

Oftalmologia Dr. Juan Palomares Dr. Castela Rodrigues

Urologia Dr. Luís Barreto Dr. Luís Costa

Exames Complementares e Outros: • • • • • • •

Endoscopia Digestiva Alta Colonoscopia Fibrorectosigmoidoscopia Polipectomia Endoscópica Citologia Aspirativa Urofluxometria E.C.G.

• Trat. varizes (esclerose e laser) • Sedação profunda c/apoio de Anest. p/ exames endoscópicos • Laser Cirúrgico • M.A.P.A. • Holter 24 horas • Polisonografia em ambulatório

Marcações das 9:00 às 19:00 de 2ª a 6ª Feira Telef: 243 305 780 Fax: 243 305 781 Praceta Eduardo Rosa Mendes, 6-r/c 2005-174 SANTARÉM Email: surgimed@mail.telepac.pt


52 ADVOGADOS SANTARÉM A Dr. José Francisco Faustino; Drª. Cristina Alvarez; Dr. João Rafael; Dr. Pedro Goulão; Dr. Pedro Matos Barbosa; Dr. Francisco Lopes Leitão - Rua Capitão António Montez, 10 – Santarém - Tel. 243327159 Fax 243327160 - adv.santarem@mail. telepac.pt A Oliveira Domingos - Largo Cândido dos Reis, 3 -1º - Santarém Tel. 243326310 - Fax 243333587 oliveiradomingos-161e@adv.oa.pt A Sandra Alexandre - Rua do Colégio Militar, 10 - 2º esq. - 2000-230 Santarém - Telef./Fax: 243 322 268 A Dr. Francisco Antunes Luís - Av. D. Afonso Henriques, 89 - 2º Dtº - Santarém - Tel. 243321024/ 243321426 - Fax 243321425 advogados.s@mail.telepac.pt

O Ribatejo 04 | Junho | 2010 A Drª Margarida Lencastre Fróis - Praça Sá da Bandeira, 22 – 1º Santarém - Tel. 243325178 Fax 243325178 - margarida.lencastre@ gmail.com A Drª Cristina Saldanha - Av. D. Afonso Henriques, 67 – 1º Esq – Santarém - Tel. 243323019 Fax 243333414 - cristinasaldanha1531e@adv.oa.pt A Dr.º Martins Carreto - Rua Dr. António José de Almeida, 17-2º Dto - 2000-238 Santarém - Telefone 243333519 Fax 243326531 e-mail: artinscarreto-1078C@adv.oa.pt A Dr.ª Helena Marques Duarte - Rua Pedro de Santarém - 2 – 2º A - Tel. 243 352 407 – Fax. 243 352 409 - 2000-223 SANTARÉM (Defronte do W Shopping) - hmduarte-16362l@adv.oa.pt

A Dr. Morgado Ribeiro - Av. do Brasil – Edifício Scálabis, 1º Esq – Santarém - Tel. 243323143 Fax 243326144 - morgadoribeiro-185e@ adv.oa.pt

A Drª Ana Sofia Casebre - Rua Dionísio Saraiva, Lote 1 – 1º Andar – Porta A – Almeirim - Tel. 243579134 Fax 243579134 TLM 936280534 A Dr. Sérgio Luís Coutinho dos Santos - Praça da República, 18 A 1º - Apartado 61 – 2080-044 Almeirim Tel. 2435991172 - Fax 243593224 sergiosantos - 365e@advogados.oa.pt A Dr. Vítor Sousa - Praça Lourenço Carvalho, 23 – 1º D – Almeirim - Tel. 243593626 Fax 243593626

A Dr. Pedro Borrego - Rua 5 de Outubro, 63 - 1º A/B – 2080-052 Almeirim -Tel. 243570091 Fax 243570099 - pedroborrego-2083e@ adv.oa.pt A Drª América Cravo - R. Dr. Óscar da Costa Neves, 8 - 1º - 2080-130 Almeirim - Tel. 243597946/8 Fax 243597947 - americacravo-855e@ adv.oa.pt A Drª Sónia Bento - Praça da República, 29 - 1º Esq.º - 2080-044 Almeirim - Tel. 243372159 Fax 243597999 sbentompires.adv@gmail.com

ADVOGADOS Av. 5 de Outubro, Nº 77, 3º Dtº - 1050-049 LISBOA Tel. 213 172 720 Fax. 213 172 729

ABRANTES

CARTAXO

A Mário P. Claro - Célia Cruz Rua Luís de Camões nºs 9 - 11, 1º Esq., 2200-421 Abrantes Tel 241 379 090 - Fax.: 241 363 364; Trv. da Batoca, 6 - 2140-149 Chamusca; Tel/fax: 249 760 058 E-mail: mclaro.ccruz.spa@mail. telepac.pt

A Drª Liliana Pita - R. Dr. Manuel Correia Ramalho, 9 – 2º Esqº - 2070095 Cartaxo - Tel 243703631 Fax 243703631- lilianapita-18943l@ adv.oa.pt

A Norberto Timóteo - Advogado Praceta do Chafariz, Lote 6- 1º Esq. - Apartado 93 - 2204-909 Abrantes; Tel.: 241 363 484; Fax: 241 365 234; Email: norbertotimoteo-169e@ advogados.oa.pt A Eurico Consciência & Associados - Abrantes - Apartado 37 Tel: 241372831 /2/3 - Fax: 241362645 - E-mail: consciencia-839c@adv.oa.pt A António Pires de Oliveira - Rua de Santa Isabel, nº 1- 1º Dto. 2200-393 Abrantes Tel.: 241 360 540 - Fax: 241 372 481 E-mail: dr.a.oliveira-355e@adv.oa.pt - Cédula Prof. 355 Évora

Armando Ferreira

A Drª Ana Fonseca e Silva - Praça 15 de Dezembro, 23ª - 2º A – 2070049 Cartaxo - Tel. 243704323 Fax. 2437074328 - anafonsecaesilva1002e@advogados.oa.pt

LISBOA A Albertino Antunes - Av. 5 De Outubro, Nº 77, 3º Dtº 1050-049 Lisboa Tel. 213172720 Fax. 213172729 A Alexandre Oliveira - Telem.: 969 239 263 - Av. 5 De Outubro, Nº 77, 3º Dtº 1050-049 Lisboa - Tel. 213172720 - Fax. 213172729

ADVOGADOS    

Rui Roboredo Consciência Eurico Heitor Consciência João Roboredo Consciência Teresa Roboredo Consciência

   

Normando Sérgio Rita Teimão Figueiredo Fernando Zuzarte Saraiva Helena Marques Duarte

ABRANTES: Rua de S. Domingos – 336 – 2º A – Apart. 37 Tel. 241372831/2/3 – Fax 241362645 – 2200 – 397 ABRANTES PONTE DE SOR: Rua Vaz Monteiro – 19 – 1º andar Tel. 242207319 – Fax 242203335 – 7400 – 281 PONTE DE SOR SANTARÉM: Rua Pedro de Santarém – 2 – 2º A Tel. 243352407 – Fax 243352409 – 2000 – 223 SANTARÉM (Defronte do W Shopping) LISBOA: Rua Braamcamp – 52 – 9º Esqº Tel. 213860963 – 213862922 – Fax 213863923 – 1250 – 051 LISBOA

assinatura anual por apenas 25 €

Francisco Pedrógão

A Drª Rute Nunes - Rua Dr. Lopes Batista, 5 B -1º E – Cartaxo TLM 914177635 Fax 243120102 - rute.nunes@apoiojuridico.com - www.apoiojuridico.com

MADEIRA LOPES FRANCISCO MADEIRA LOPES

ADVOGADOS

ADVOGADOS

Av. do Brasil - Edifício Scalabis - 1º F Tef.: 243326242 2000 SANTARÉM

A Drª Ana Gomes Ribeiro - Rua 5 de Outubro, 63 - 1º A/B – 2080-052 Almeirim - Tel. 243570093 Fax 243570099 - anagomesribeiro2104e@adv.oa.pt

Tel.: 243323700 - Fax: 243332994 Rua Elias Garcia, 24 - 1º Apartado 173 2001-902 Santarém

Tel: 243 328 444 - Fax: 243 391 079

ADVOGADOS

A Drª Ana Oliveira Simões - Rua 5 de Outubro, 63 - 1º A/B – 2080-052 Almeirim - Tel. 243570092 Fax 243570099 - anaoliveirasimoes2078e@adv.oa.pt

Telem.: 969 239 263

Travessa do Fróis, 3 - 1º e 2º

ANA MARTINHO DO ROSÁRIO ISABEL ALVES DE MATOS VICTOR BAPTISTA

A Dr. Adriano de Melo Nazareth Barbosa - Praça da República, 29 – 1º Esq. – Almeirim - Tel. 243597997/8 Fax 243597999

ALBERTINO ANTUNES ALEXANDRE OLIVEIRA

SOCIEDADE DE ADVOGADOS, RL

2000-145 SANTARÉM

A Dr. Manuel Faustino Silva - Praça Lourenço Carvalho, 23 – 1º D – Almeirim - Tel. 243593626 Fax 243593626 - faustino-1239e@adv.oa.pt

A Drª Célia Sousa Pinhal - Praça Lourenço de Carvalho, 12 A 1º 2080-043 Almeirim - Tel. 243593737 Fax 243593737 TLM 966110936 Celiasp-1498e@adv.oa.pt

ORLANDO MENDES TERESA PINTO FERREIRA

E-mail: orlandomtpf_socadv.rl@mail.telepac.pt

ALMEIRIM

Pcta. Pedro Escuro n. 2 1.º Esq. Telef.: 243333821 Fax: 243391021 2000 SANTARÉM

E.Mail: consciencia-839c@adv.oa.pt

Visite o nosso Site: advogadosabrantes.com

FARMÁCIAS DE SERVIÇO SANTARÉM

ALMEIRIM

TORRES NOVAS

Sexta

4 Baptista

Rua Serpa Pinto, 101/3

243 322 072

Sexta

4 Mendonça

Praça da República, 12

243 592 265

Sexta

4 Pereira Martins

Sábado

5 Veríssimo

R. Capelo Ivens, 74

243 330 230

Sábado

5 Correia de Oliveira

Rua Condessa da Junqueira

243 509 370

Sábado

5 Higiene

Rua José Augusto Torres, Lt 129 249 812 472 Lg. Cor. António Maria Batista, 7

249 819 540

Domingo

6 S. Nicolau

R. Capelo Ivens, 38

243 325 067

Domingo

6 Central

Rua 5 de Outubro, 58/60

243 592 265

Domingo

6 Higiene

Lg. Cor. António Maria Batista, 7

249 819 540

Segunda

7 Francisco Viegas

Rua Pedro Santarém, 2-A

243 330 570

Segunda

7 Barreto do Carmo

Praça da República, 45/7

243 592 379

Segunda

7 Nicolau

Rua 25 de Abril, 7

249 830 180

Terça

8 Oliveira

Rua Colégio Militar, 1

243 326 182

Terça

8 Mendonça

Praça da República, 12

243 592 265

Terça

8 Lima

Av. de Sá Carneiro, Lote 7

249 822 067

Quarta

9 Pereira

Av. Grup. Forcados Amadores St - 8 243 325 113

Quarta

9 Correia de Oliveira

Rua Condessa da Junqueira

243 509 370

Quarta

9 Central

Rua de São Pedro, 5

249 822 411

Quinta

10 Sá da Bandeira

Av.ª do Brasil, 38

243 322 966

Quinta

10 Central

Rua 5 de Outubro, 58/60

243 592 265

Quinta

10 Pereira Martins

Rua José Augusto Torres, Lt 129 249 812 472

Sexta

11 Confiança

Urb. Oliv. Arame - S. Domingos

243 306 410

Sexta

11 Barreto do Carmo

Praça da República, 45/7

243 592 379

Sexta

11 Higiene

Lg. Cor. António Maria Batista, 7

249 819 540

243 660 099

TOMAR

CORUCHE

ALPIARÇA

Sexta

4 Nova

Rua Silva Magalhães, 77-79

249 310 360

Sexta

4 Gameiro

Rua Silvestre Bernardo Lima, 94

243 558 365

Sábado

5 Central

Rua Marquês de Pombal, 16

249 312 329

Sábado

5 Leitão

Rua José Relvas, 208-A

243 558 435

Domingo

6 Misericórdia

Rua Infantaria, 15, Nº 9

249 312 465

Domingo

6 Leitão

Rua José Relvas, 208-A

243 558 435

Segunda

7 Dias Costa

Rua Serpa Pinto, 160-162

249 312 203

Segunda

7 Gameiro

Rua Silvestre Bernardo Lima, 94

243 558 365

Terça

8 Alfa

Av. Nuno Álvares Pereira, 62-64

249 321 404

Terça

8 Aguiar

Avenida Casa do Povo, 15

243 558 424

Quarta

9 Nova

Rua Silva Magalhães, 77-79

249 310 360

Quarta

9 Leitão

Rua José Relvas, 208-A

243 558 435

Quinta

10 Central

Rua Marquês de Pombal, 16

249 312 329

Quinta

10 Gameiro

Rua Silvestre Bernardo Lima, 94

243 558 365

Sexta

11 Misericórdia

Rua Infantaria, 15, Nº 9

249 312 465

Sexta

11 Aguiar

Avenida Casa do Povo, 15

243 558 424

Sexta

4 Frazão

Rua Direita, 64

Sábado

5 Higiene

Rua da Misericórdia

243 675 070

Domingo

6 Misericórdia

Largo de S. Pedro, 4

243 610 370

Segunda

7 Almeida

Rua da Misericórdia, 16

243 617 068

Terça

8 Frazão

Rua Direita, 64

243 660 099

Quarta

9 Higiene

Rua da Misericórdia

243 675 070

Quinta

10 Misericórdia

Largo de S. Pedro, 4

243 610 370

Sexta

11 Almeida

Rua da Misericórdia, 16

243 617 068

R. Heróis de Chave

263 504 319

SALVATERRA DE MAGOS ABRANTES Sexta

CARTAXO

4 Santos

Av.ª Dr. Ant. A.s. Mart. 47

241 360 530

Sexta

Sábado

5 Silva

Rua José Estevão, 1

241 360 060

Sábado

5 Correia dos Santos Rua da República, 10

243 770 997

Domingo

6 Silva

Rua José Estevão, 1

241 360 060

Domingo

6 Pereira, Sucrs

Rua Serpa Pinto, 8

243 700 130

Segunda

7 Silva Tavares

Rua do Comércio, 56

241 371 713

Segunda

7 Central do Cartaxo

R. H. Qt.ª da Cabreira, Lt 54A-55A-B 243 749 123

Terça

8 Duarte Ferreira

R. Tenente Cor. J. B. Camejo, 13

241 333 222

Terça

8 Abílio Guerra

Rua de S. Sebastião, 3

Quarta

9 Motta Ferraz

4 Abílio Guerra

Sexta Rua de S. Sebastião, 3

9 Correia dos Santos Rua da República, 10

243 702 653

243 702 653

Sábado a Sexta

4 Martins 5 a 11 Carvalho

RIO MAIOR Sexta Sábado a Sexta

4 Cândido Barbosa Rua Serpa Pinto, 50 5 a 11 Almeida

243 770 997

BENAVENTE

243 700 130

Funciona 9 às 22 h

Largo Mota Ferraz, 7

241 360 520

Quarta

Quinta

10 Santos

Av.ª Dr. Ant. A.s. Mart. 47

241 360 530

Quinta

10 Pereira, Sucrs

Rua Serpa Pinto, 8

Sexta

11 Silva

Rua José Estevão, 1

241 360 060

Sexta

11 Central do Cartaxo

R. H. Qt.ª da Cabreira, Lt 54A-55A-B 243 749 123

R. Dr. Gregório Fernandes, 20/2 263 504 451

Baptista

Assegura serviço durante a noite Martins

243 994 700

R. Almir. Cândido dos Reis, 19 243 992 255

Av. Dr. Francisco S. Dias, 8, 1º 263 580 108 R. do Diário de Notícias, 9-r/c

263 517 633


SERVIÇOS | PUBLICIDADE 53

O Ribatejo 04 | Junho | 2010

CRÉDITOS PAU LO N I ZA

* CRÉDITO RÁPIDO P/ INÍCIO DO SEU NEGÓCIO Taeg desde 7,00%

* CRÉDITO PESSOAL COM POSSIBILIDADE

ASSINATURA DE 1 SÓ TITULAR, SE CASADO Taeg desde 12,04%

* CRÉDITO CONSOLIDADO S/ HIPOTECA

C/ REDUÇÃO ATÉ 50% DO ENCARGO MENSAL Taeg desde 12,49%

* CRÉDITO COM GARANTIA DO SEU AUTOMÓVEL E NEGÓCIOS AUTO ENTRE PARTICULARES Taeg desde 18,52%

* LINHAS DE CRÉDITO C/ APOIO DO ESTADO

assinatura anual

por apenas 25 €

P/ INÍCIO DO SEU NEGÓCIO E REESTRUTURAÇÃO DE DÍVIDAS EM EMPRESAS JÁ EXISTENTES Taeg desde 2,50%

* CRÉDITO HABITAÇÃO E TRANSFERÊNCIAS COM REDUÇÃO DA SUA PRESTAÇÃO MENSAL E POSSIBILIDADE DE TAXA FIXA ATÉ 7 ANOS Taeg desde 5,1994%

* CRÉDITO CONSOLIDADO C/ HIPOTECA MESMO P/ PESSOAS COM PROBLEMAS BANCÁRIOS, Redução até 60% da prestação mensal Taeg desde 6,509%

ÉDITOS E ANÚNCIO DE VENDA PROCESSO DE EXECUÇÃO FISCAL N.º 2089200601091077 AP

CITAÇÃO, CONVOCAÇÃO DE CREDORES E VENDA DE BENS

www.pauloniza.pt Urb. Vila das Taipas. Lt.4 – r/c Drt. 2080-067 Almeirim E-mail: geral@pauloniza.com

Telf.: 243 579 296

Telm. 938 879 678

2ª PUBLICAÇÃO JORGE MANUEL SARDINHA SERRA, Chefe do Serviço de Finanças do concelho de Santarém. Faz saber que por este Serviço de Finanças correm ÉDITOS DE 20 DIAS, contados da segunda e última publicação deste anúncio, citando, nos termos do n.º 2 do artigo 239º do Código de Procedimento e de Processo Tributário (CPPT), os credores desconhecidos e sucessores dos credores preferentes de TELMO GONÇALO VIDAL RIBEIRO, no estado de casado com Joana Rita dos Santos Faria, com domicílio fiscal na Quinta da Silva – Lote 129 1 Esq. Lapas 2350-106 Torres Novas, executado por reversão de TELMO E RIBEIRO – SISTEMAS DE REGA, LDA., para no prazo de 15 (QUINZE) DIAS posteriores aos dos éditos, reclamarem os seus créditos pelo produto da venda do bem a seguir indicado, sobre o qual tenham garantia real (art. 240º, CPPT) e que foi penhorado em 22 de Janeiro de 2010 no processo de execução fiscal acima identificado, instaurado para pagamento de dívidas à Administração Fiscal provenientes de Imposto sobre o Valor Acrescentado (IVA), Imposto sobre o Rendimento das Pessoas Colectivas (IRC) e Coimas Fiscais (CF), dos anos de 2006 a 2009, no montante actual de 16.055,04 €, sendo 14.287,16 € de quantia exequenda e 1.767,88 € de acréscimos legais. BEM A VENDER METADE INDIVISA da fracção autónoma designada pela letra D do prédio urbano constituído no regime de propriedade horizontal, sito na Quinta da Silva – Lote 129, no lugar e freguesia de Lapas, concelho de Torres Novas, cuja fracção respeita ao PRIMEIRO ANDAR ESQUERDO destinado a habitação, com as seguintes CARACTERÍSTICAS: Afectação: Habitação, Tipologia/Divisões: T3, Permilagem: 65,00, Nº de pisos da fracção: 1, Área bruta privativa: 121,20m2, Área bruta dependente: 31,20m2, Área total do terreno: 320,00m2, Área de implantação do edifício: 240,00m2, Área bruta privativa total: 2.169,60m2, Área do terreno integrante das fracções: 80,00m2, Nº de pisos do artigo: 8. Inscrito na matriz no ano de 2005 sob o artigo urbano nº 1314 – Fracção D, da freguesia de Lapas. Acha-se descrito na Conservatória do Registo Predial de Torres Novas sob o nº 00353/19901107-D (Lapas).

Comunica-se que no próximo dia 6 de Junho de 2010 (Domingo), prevê-se o corte de corrente nos locais e períodos abaixo mencionados: DRC TEJO Concelho de Benavente Freguesia de Benavente: Herdade Vale Maria. (das 07:00 às 11:00 horas) Concelho de Salvaterra de Magos Freguesia de Foros de Salvaterra: Sítio Lagoa das Donzelas. (das 07:00 às 11:00 horas) Nota: Devido a situações imprevistas, os trabalhos poder-se-ão prolongar até às 14:00 horas. Por motivos de segurança e dado poder haver necessidade de proceder a ensaios ou ser feito o restabelecimento antecipado, as instalações deverão ser consideradas permanentemente em tensão.

É depositário nomeado o executado, o qual, depois de contactado no domicílio fiscal acima indicado e no cumprimento das suas obrigações legais, o mostrará aos interessados. Findo o prazo dos éditos, no dia 21 de JULHO de 2010, pelas 15,00 HORAS, proceder-se-á à sua venda por meio de PROPOSTAS EM CARTA FECHADA (art. 248º/1,CPPT) sendo o valor base para a venda de 29.998,00€, correspondente a 70% do valor atribuído em avaliação, não sendo consideradas as de valor inferior (art. 250º/4, CPPT). As propostas poderão ser submetidas através da Internet no site (www.e-financas. gov.pt/vendas/.) ou, em alternativa, serem entregues pessoalmente neste Serviço de Finanças ou remetidas pelo correio em sobrescrito fechado, dentro de outro envelope, de forma a serem recebidas até às 16 horas do dia anterior ao da venda, e delas deve constar a referência “PROPOSTA PARA A VENDA Nº 2089.2010.071 – TELMO GONÇALO VIDAL RIBEIRO”, bem como o preço oferecido e a identificação completa (Nome, morada e CF) e a assinatura do proponente, ocorrendo a sua abertura no dia e hora acima designados, na presença do Chefe do Serviço de Finanças, podendo assistir ao acto o executado, o seu cônjuge, os proponentes e eventuais titulares do direito de preferência, os quais, por este meio, ficam notificados para, nos termos do art. 892º do Código de Processo Civil, exercerem o seu direito. Se o preço mais elevado, com o limite mínimo da base de licitação, for oferecido por mais de um proponente, e se estiverem presentes no acto da abertura, abrirse-á logo licitação entre eles, salvo se declararem que desejam adquirir o bem em compropriedade. Estando presente só um dos proponentes do maior preço oferecido, poderá este cobrir as propostas dos outros, e, se nenhum deles estiver presente ou nenhum quiser cobrir as propostas dos outros, proceder-se-á a sorteio, com vista à determinação da proposta que deverá prevalecer (art. 253º/c. CPPT). Adjudicado o bem, deverá ser depositada na Secção de Cobrança deste Serviço de Finanças a totalidade do preço ou parte dele, não inferior a 1/3 do valor da venda, devendo a restante parte ser depositada no prazo de 15 dias, sob pena das sanções previstas na Lei do Processo Civil. Sendo devido Imposto Municipal sobre as Transmissões Onerosas de Imóveis (I.M.T.), o pagamento deverá ocorrer no prazo de 30 dias contados da data da adjudicação, nos termos do n.º 3 do artigo 36º do respectivo código. É devido o Imposto do Selo a que se refere a verba nº. 1 da respectiva Tabela. SERVIÇO DE FINANÇAS DE SANTARÉM, aos vinte e seis dias do mês de Maio do ano de dois mil e dez. . O CHEFE DE FINANÇAS, O ESCRIVÃO, (Jorge Manuel Sardinha Serra) (Jorge Fernando Santos Morgado) (em Jornal “O Ribatejo”, edição n.º 1283 de 04.06.2010)

CONVOCATÓRIA Convoco a ASSEMBLEIA GERAL ORDINÁRIA do Clube de Ténis de Santarém para o próximo dia 14 de Junho de 2010 pelas 20h30 na sede do CTS, com a seguinte ordem de Trabalhos 1 - Eleições dos Órgãos Sociais para o mandato 2010/2013; 2 - Outros assuntos de interesse para o Clube. Se à hora marcada não estiverem presentes a maioria dos sócios a Assembleia Geral reunirá uma hora depois – 21h30 – com o número de sócios presentes. A partir do próximo dia 7 de Junho de 2010, estarão expostas na secretaria do Clube as listas candidatas para estas eleições. O PRESIDENTE DA ASSEMBLEIA GERAL,

José Esteves da Cunha


54

O Ribatejo 04 | Junho | 2010

imobiliário & classificados IMOBILIÁRIO arrenda-se

IMOBILIÁRIO trespassa-se

A CARTAXO – Loja com 55 m2, situada em zona central. 250€/Mês www. remax.pt/121871069-17 RE/MAX Milénio – AMI 6883 Tel: 961 725 441

A CAFÉ em S. João da Ribeira (RIO MAIOR) Contacto: 243 949 159

A CARTAXO – Escritórios junto à Câmara Municipal com ar condicionado e elevador. Possibilidade de venda. 130€/Mês www. remax.pt/121871066-44 RE/MAX Milénio – AMI 6883 Tel: 961 778 995 A QUARTO mobilado em Santarém TLM 969303121 A LOJA/ ESCRITÓRIO Estrada de São Domingos, 1wc 55m2. Excelente localização. Go Imobiliária AMI – 8191 Tlf – 915084892/243094092 A O CNEMA dispõe de 3 lojas (espaços comerciais/ escritórios) c/ as seguintes áreas 18m2, 26m2 e 125m2 ( esta última inclui wc). Contactar TLF 243300300 ou geral@ cnema.pt

IMOBILIÁRIO vende-se A MORADIA T3 Abitureiras, nova, moderna, Terreno 408m2, a 16mnt Santarém Cozinha equip, rec. calor, páteo, Preço: 145.000,00€ - Ref. 311 Go Imobiliária AMI – 8191 Tlf – 915084892/243094092 A MORADIA T3 Arneiro Tremês, 415m2 útil, Com terreno, a 10km Santarém Preço: 125.000,00€ - Ref. 363 Go Imobiliária AMI – 8191 Tlf – 915084892/243094092 A MORADIA T5 Romeira, 700m2 terreno, restaurada,

com jardim e páteo, lareira, excelente Vista para o campo. Preço: 140.000,00€ - Ref. 263 Go Imobiliária AMI – 8191 Tlf – 915084892/243094092 A APARTAMENTO T3 S. Domingos, 1º andar sem elevador, Usado em ótimo estado, ar condicionado Preço: 85.000,00€ - Ref. 691 Go Imobiliária AMI – 8191 Tlf – 915084892/243094092 A APARTAMENTO T3 Almeirim, usado, bom estado, com suite, grandes áreas, lareira, varanda, Oportunidade de negócio Preço: 85.000,00€ - Ref. 685 Go Imobiliária AMI – 8191 Tlf – 915084892/243094092 A A SANTARÉM - Excelente apartamento T3 localizado em zona residencial sossegada, perto do acesso à auto-estrada. 100.500 € www.remax.pt/12187107441 RE/MAX Milénio – AMI 6883 Tel. 961 778 968

respectivamente. 140.000 € www.remax. pt/121871072-55 RE/MAX Milénio – AMI 6883 Tel. 961 334 733 A VALADA – Moradia térrea T1 em zona ribeirinha. Com anexo, garagem, poço e tanque. Logradouro com árvores de fruto. 80.000 € www. remax.pt/121871057-89 RE/MAX Milénio – AMI 6883 Tel. 961 778 997 A ALMOSTER – Moradia T4 a estrear. Construção moderna. 2 Suites, cozinha equipada, garagem p/ 2 carros, anexos, painéis solares, poço e furo. 375.000 € www.remax. pt/121871069-18 RE/MAX Milénio – AMI 6883 Tel. 961 725 441 A VILA NOVA DO COITO – Moradia T2 com terreno para jardim. Boas áreas, muita luz e anexos que servem de forno de pão e de arrumação. 24.800 €

A VILA CHÃ DE OURIQUE – Quintinha em plena Lezíria do Tejo, c/ 6 casas de habitação de 2 assoalhadas, cozinha, casa de banho e quintal,

www.remax.pt/121871028330 RE/MAX Milénio – AMI 6883 Tel. 926 613 915

pt/121871066-43 RE/MAX Milénio – AMI 6883 Tel. 961 778 995

A ARROUQUELAS – Excelente moradia de 5 assoalhadas. Cozinha com forno a lenha, sala com lareira, garagem e terraços. 109.000 € www.remax. pt/121871030-115 RE/MAX Milénio – AMI 6883 Tel. 961 535 235

A MORADIA isolada V3, zona tranquila, bons acessos em Vale Figueira. Cozinha ampla c/ lareira rústica, 3 quartos (2 c/ roupeiro), sala c/ lareira e 2 wc, uma c/ banheira e lavatório duplo. Exterior ajardinado com possibilidade de construção de piscina –149.900€ www. remax.pt/120431070-145 AMI 5430 – RE/MAX SCALA – Santarém. Tel: 243 307 500

A CARTAXO – T3+1. Box p/ 2 carros, som ambiente, ar condicionado, lareira com recuperador, cozinha totalmente equipada, alarme, acesso directo ao sótão, aproveitado para escritório. 150.000 € www. remax.pt/121871072-53 RE/MAX Milénio – AMI 6883 Tel. 961 334 733 A VALE DA PEDRA – Gostava de reconstruir a seu gosto? Casa térrea c/ 105 m2, com logradouro de 637 m2, com poço. 37.000 € www.remax.

A ÓPTIMO APT como novo, em zona sossegada, fácil estacionamento. Sala c/ lareira e recup. de calor, cozinha equipada c/ placa, forno e exaustor, boa despensa, casa de banho com banheira de hidromassagem e 2 quartos c/ roupeiro c/ portas de correr dispõe ainda de arrecadação c/ 25 m2 e pré-instalação de Ac e Asp. central. – 80.000€ www.remax.pt/1204311054 AMI 5430 – RE/MAX SCALA – Santarém. Tel: 243 307 500

A T3 em bom estado de conservação, c/ 2 casas de banho e cozinha c/ despensa. Dois dos quartos têm roupeiro; uma das casas de banho tem janela. O imóvel tem duas frentes e boa exposição solar. Situado na zona da Praça de Touros, próximo da Segurança Social e do Instituto da Juventude, a dois passos do Politécnico - 70.000€ www.remax. pt/120431108-43 AMI 5430 - RE/MAX SCALA - Santarém. Tel: 243 307 500 A APT constituído por 3 quartos c/ roupeiro, um dos quais suite, wc na zona social, sala c/ lareira e AC, cozinha c/ placa, forno e esquentador, despensa na cozinha e área de estendal. Boa localização, comércio variado, Hospital, farmácias, cafés e hipermercados. Bons acessos. Possui um lugar de estacionamento e ainda possui uma arrecadação c/ 4,20 m² – 122.000€ www. remax.pt/120431104-16 AMI 5430 - RE/MAX SCALA - Santarém. Tel: 243 307 500 A VARZEA moradia de rés do chão e 1º andar. Possui 3 quartos e 3 casas

de banho. Inserida num lote de terreno de 640,5 m² e c/ uma área de implantação de 258,8 m². No logradouro possui algumas árvores de fruto, um furo, tertúlia e garagem. A necessitar de algumas obras de remodelação – 129.500€ www.remax.pt/120431071115 AMI 5430 - RE/MAX SCALA - Santarém. Tel: 243 307 500 A MORADIA de 2 pisos em Urb. nova perto do centro da cidade, restaurantes e serviços. R/ chão c/ cozinha e sala de refeições, sala de estar / lareira e wc de serviço, garagem c/ portão automático e terraço c/ churrasqueira. 1º andar c/ 3 quartos c/ roupeiros e uma arrecadação transformada em escritório com janela velux e wc completo – 135.000€ www. remax.pt/120431114-6 AMI 5430 - RE/MAX SCALA Santarém. Tel: 243 307 500 A APT T3 c/ pouco tempo de uso. Possibilidade de espaço de garagem. Santarém – S. Domingos (95.000€) Ref; 001001018 Trata: Imovenda, Lda –

ÉDITOS E ANÚNCIO DE VENDA

ÉDITOS E ANÚNCIO DE VENDA

PROCESSO DE EXECUÇÃO FISCAL N.º 2089200501001841 AP

PROCESSO DE EXECUÇÃO FISCAL N.º 2089200501001841 AP

CITAÇÃO, CONVOCAÇÃO DE CREDORES E VENDA DE BENS

CITAÇÃO, CONVOCAÇÃO DE CREDORES E VENDA DE BENS

2ª PUBLICAÇÃO

2ª PUBLICAÇÃO

JORGE MANUEL SARDINHA SERRA, Chefe do Serviço de Finanças do concelho de Santarém. Faz saber que por este Serviço de Finanças correm ÉDITOS DE 20 DIAS, contados da segunda e última publicação deste anúncio, citando, nos termos do n.º 2 do artigo 239º do Código de Procedimento e de Processo Tributário (CPPT), os credores desconhecidos e sucessores dos credores preferentes de VITOR MANUEL VARANDA ALVES NETO, no estado de casado com Filomena Frazão Justo, com domicílio fiscal na Rua Dr. António Maria Galhordas – 2025-300 Amiais de Baixo – Santarém, executado por reversão de MANUEL FRAZÃO NETO E FILHOS, LDA., para no prazo de 15 (QUINZE) DIAS posteriores aos dos éditos, reclamarem os seus créditos pelo produto da venda do bem a seguir indicado, sobre o qual tenham garantia real (art. 240º, CPPT) e que foi penhorado em 23 de Outubro de 2009 no processo de execução fiscal acima identificado, instaurado para pagamento de dívidas à Administração Fiscal provenientes de Imposto sobre o Valor Acrescentado (IVA), Imposto Municipal sobre Imóveis (IMI), Imposto sobre o Rendimento das Pessoas Colectivas (IRC) e Coimas Fiscais (CF), dos anos de 2001 a 2006, no montante actual de 50.306,69 €, sendo 37.767,32 € de quantia exequenda e 12.539,37 € de acréscimos legais.

JORGE MANUEL SARDINHA SERRA, Chefe do Serviço de Finanças do concelho de Santarém. Faz saber que por este Serviço de Finanças correm ÉDITOS DE 30 (TRINTA) DIAS, contados da segunda e última publicação deste anúncio, citando, nos termos do n.º 3 do artigo 193º do Código de Procedimento e de Processo Tributário (CPPT), ANTÓNIO JORGE VARANDA NETO, no estado de casado com Isabel Maria Ventura Luis Neto, com domicílio fiscal e última residência conhecida em Amiais de Baixo 2025-000 Amiais de Baixo Santarém, executado por reversão de MANUEL FRAZÃO NETO E FILHOS, LDA., de que contra ele corre termos o processo de execução fiscal acima indicado, por dívidas à Administração Fiscal provenientes de Imposto sobre o Valor Acrescentado (IVA), Imposto Municipal sobre Imóveis (IMI), Imposto sobre o Rendimento das Pessoas Colectivas (IRC) e Coimas Fiscais (CF), dos anos de 2001 a 2006, na quantia exequenda total de 37.767,32 € (Trinta e sete mil, setecentos sessenta e sete euros e trinta e dois cêntimos), pelo que deverá, no prazo de 30 (TRINTA) DIAS seguintes ao do final dos éditos, proceder ao seu pagamento, acrescido dos respectivos acréscimos relativos a juros de mora e custas processuais, no montante a pagar total de 50.306,69 €, mediante guias que deverá solicitar neste Serviço de Finanças, podendo, no mesmo prazo, deduzir oposição à execução (art. 203º/ss, CPPT), requerer o pagamento em prestações (art. 196º/ss, CPPT) ou solicitar a dação em pagamento (art. 201º/ss, CPPT). Nos termos do n.º 2 do artigo 239º do CPPT, são citados os credores desconhecidos e sucessores dos credores preferentes da executada para, no prazo de 15 (QUINZE) DIAS, findos os primeiros 20 (VINTE) DIAS dos éditos, reclamarem os seus créditos pelo produto da venda do imóvel a seguir descrito, o qual foi penhorado em 2 de Novembro de 2009 no processo de execução fiscal acima identificado e sobre o qual tenham garantia real, Faz ainda saber que, se não fizer o pagamento no prazo dos éditos, no dia 17 de AGOSTO de 2010, pelas 11,30 HORAS, se procederá à sua venda judicial por meio de PROPOSTAS EM CARTA FECHADA (art. 248º/1,CPPT), com o valor base para a venda de 42.854,00 €, correspondente a 70% do valor atribuído em avaliação, não sendo consideradas as de valor inferior (art. 250º/4, CPPT).

BEM A VENDER Prédio urbano destinado a habitação, sito na Rua Dr. António Maria Galhordas, em Amiais de Baixo, freguesia de Amiais de Baixo, concelho de Santarém, composto de CAVE ampla para arrecadação, RÉS-DO-CHÃO com espaço amplo, cozinha e casa de banho e PRIMEIRO ANDAR com quatro divisões assoalhadas, uma casa de banho e varanda. Tem ainda sótão amplo para arrecadação. Confronta de norte com José de Almeida, de sul com estrada, de nascente com Manuel Saldanha e de poente com Maria de Jesus Alves. Tem a área de 52,00m2 e as seguintes CARACTERÍSTICAS: Afectação: Habitação, Tipologia/Divisões: 5, Nº de pisos: 4, Área bruta privativa: 156,00m2, Área bruta dependente: 52,00m2, Área total do terreno: 208,00m2, Área de implantação do edifício: 52,00m2, Área bruta de construção: 208,00m2. Inscrito na matriz no ano de 1996 sob o artigo urbano nº 1695, da freguesia de Amiais de Baixo. Descrito na Conservatória do Registo Predial de Santarém sob o nº 0484/19940210 (Amiais de Baixo) É depositário nomeado o executado, o qual, depois de contactado no domicílio fiscal acima indicado e no cumprimento das suas obrigações legais, o mostrará aos interessados. Findo o prazo dos éditos, no dia 17 de AGOSTO de 2010, pelas 11,00 HORAS, proceder-se-á à sua venda por meio de PROPOSTAS EM CARTA FECHADA (art. 248º/1,CPPT) sendo o valor base para a venda de 54.376,00€, correspondente a 70% do valor atribuído em avaliação, não sendo consideradas as de valor inferior (art. 250º/4, CPPT). As propostas poderão ser submetidas através da Internet no site (www.e-financas.gov.pt/vendas/.) ou, em alternativa, serem entregues pessoalmente neste Serviço de Finanças ou remetidas pelo correio em sobrescrito fechado, dentro de outro envelope, de forma a serem recebidas até às 16 horas do dia anterior ao da venda, e delas deve constar a referência “PROPOSTA PARA A VENDA Nº 2089.2009.244 – VITOR MANUEL VARANDA ALVES NETO”, bem como o preço oferecido e a identificação completa (Nome, morada e CF) e a assinatura do proponente, ocorrendo a sua abertura no dia e hora acima designados, na presença do Chefe do Serviço de Finanças, podendo assistir ao acto o executado, o seu cônjuge, os proponentes e eventuais titulares do direito de preferência, os quais, por este meio, ficam notificados para, nos termos do art. 892º do Código de Processo Civil, exercerem o seu direito. Se o preço mais elevado, com o limite mínimo da base de licitação, for oferecido por mais de um proponente, e se estiverem presentes no acto da abertura, abrir-se-á logo licitação entre eles, salvo se declararem que desejam adquirir o bem em compropriedade. Estando presente só um dos proponentes do maior preço oferecido, poderá este cobrir as propostas dos outros, e, se nenhum deles estiver presente ou nenhum quiser cobrir as propostas dos outros, proceder-se-á a sorteio, com vista à determinação da proposta que deverá prevalecer (art. 253º/c. CPPT). Adjudicado o bem, deverá ser depositada na Secção de Cobrança deste Serviço de Finanças a totalidade do preço ou parte dele, não inferior a 1/3 do valor da venda, devendo a restante parte ser depositada no prazo de 15 dias, sob pena das sanções previstas na Lei do Processo Civil. Sendo devido Imposto Municipal sobre as Transmissões Onerosas de Imóveis (I.M.T.), o pagamento deverá ocorrer no prazo de 30 dias contados da data da adjudicação, nos termos do n.º 3 do artigo 36º do respectivo código. É devido o Imposto do Selo a que se refere a verba nº. 1 da respectiva Tabela. SERVIÇO DE FINANÇAS DE SANTARÉM, aos vinte e cinco dias do mês de Maio do ano de dois mil e dez. O CHEFE DE FINANÇAS, (Jorge Manuel Sardinha Serra)

O ESCRIVÃO, (Jorge Fernando Santos Morgado)

(em Jornal “O Ribatejo”, edição n.º 1283 de 04.06.2010)

BEM A VENDER Prédio urbano destinado a habitação, sito em Amiais de Baixo, freguesia de Amiais de Baixo, concelho de Santarém, composto de casa de RÉS-DO-CHÃO com uma divisão assoalhada, uma cozinha, uma casa de banho e hall e PRIMEIRO ANDAR com três divisões assoalhadas, uma casa de banho e hall. Confronta de norte com Maria Augusta Faustino, de sul com Maria Laura de Oliveira, de nascente com José Maria Tavares e outra e poente com estrada. Tem a área de 74,00m2 e as seguintes CARACTERÍSTICAS: Afectação: Habitação, Tipologia/Divisões: 4, Nº de pisos: 2, Área bruta privativa: 144,00m2, Área bruta dependente: 00,00m2, Área total do terreno: 72,00m2, Área de implantação do edifício: 72,00m2, Área bruta de construção: 144,00m2. Inscrito na matriz no ano de 1991 sob o artigo urbano nº 1533, da freguesia de Amiais de Baixo. Descrito na Conservatória do Registo Predial de Santarém sob o nº 0972/20001228 (Amiais de Baixo) É depositário nomeado o executado, o qual, depois de contactado no domicílio fiscal acima indicado e no cumprimento das suas obrigações legais, o mostrará aos interessados. As propostas poderão ser submetidas através da Internet no site (www.e-financas.gov.pt/vendas/.) ou, em alternativa, serem entregues pessoalmente neste Serviço de Finanças ou remetidas pelo correio em sobrescrito fechado, dentro de outro envelope, de forma a serem recebidas até às 16 horas do dia anterior ao da venda, e delas deve constar a referência “PROPOSTA PARA A VENDA Nº 2089.2009.260 – ANTÓNIO JORGE VARANDA NETO”, bem como o preço oferecido e a identificação completa (Nome, morada e CF) e a assinatura do proponente, ocorrendo a sua abertura no dia e hora acima designados, na presença do Chefe do Serviço de Finanças, podendo assistir ao acto o executado, o seu cônjuge, os proponentes e eventuais titulares do direito de preferência, os quais, por este meio, ficam notificados para, nos termos do art. 892º do Código de Processo Civil, exercerem o seu direito. Se o preço mais elevado, com o limite mínimo da base de licitação, for oferecido por mais de um proponente, e se estiverem presentes no acto da abertura, abrir-se-á logo licitação entre eles, salvo se declararem que desejam adquirir o bem em compropriedade. Estando presente só um dos proponentes do maior preço oferecido, poderá este cobrir as propostas dos outros, e, se nenhum deles estiver presente ou nenhum quiser cobrir as propostas dos outros, proceder-se-á a sorteio, com vista à determinação da proposta que deverá prevalecer (art. 253º/c. CPPT). Adjudicado o bem, deverá ser depositada na Secção de Cobrança deste Serviço de Finanças a totalidade do preço ou parte dele, não inferior a 1/3 do valor da venda, devendo a restante parte ser depositada no prazo de 15 dias, sob pena das sanções previstas na Lei do Processo Civil. Sendo devido Imposto Municipal sobre as Transmissões Onerosas de Imóveis (I.M.T.), o pagamento deverá ocorrer no prazo de 30 dias contados da data da adjudicação, nos termos do n.º 3 do artigo 36º do respectivo código. É devido o Imposto do Selo a que se refere a verba nº. 1 da respectiva Tabela. SERVIÇO DE FINANÇAS DE SANTARÉM, aos vinte e cinco dias do mês de Maio do ano de dois mil e dez O CHEFE DE FINANÇAS, (Jorge Manuel Sardinha Serra)

O ESCRIVÃO, (Jorge Fernando Santos Morgado)

(em Jornal “O Ribatejo”, edição n.º 1283 de 04.06.2010)


IMOBILIÁRIO & CLASSIFICADOS 55

O Ribatejo 04 | Junho | 2010 AMI 5774 www.imovenda. pt – 243306076/ 917 997770

Imovenda, Lda – AMI 5774 www.imovenda.pt – 243306076/ 917 997770

A MORADIA geminada c/ 3 assoa., 2 pisos, terraço e logradouro. Centro da cidade. Bom preço. Calçada do monte – Santarém (95.000€) Ref; 001002002 Trata: Imovenda, Lda – AMI 5774 www.imovenda.pt – 243306076/ 917 997770

A APT T2, Almeirim, coo novo, cozinha equipada, logradouro c/churrasqueira. Valor 90.000,00€ - Ref. A-327 TLF: 243595033 www.habigotica.com AMI 5915

A V2, pré-instalação a.c., cozinha rústica c/ lareira, telheiro c/ barbecue e lavatório, parqueamento, murado e possib. construção de 182m2. Frade de cima – (125.000€) Ref; 001003006 Trata: Imovenda, Lda – AMI 5774 www.imovenda.pt – 243306076/ 917 997770

A TERRENO c/ 165m2, Almeirim, c/ moradia para demolir. Valor 27.500,00€ Ref A-326 TLF: 243595033 www.habigotica.com AMI 5915 A APT T3, Almeirim, novo, lugar garagem, ar condicionado, cozinha equipada, excelentes. Valor 115.000,00€ - Ref. A-322 TLF: 243595033 www.habigotica.com AMI 5915

A QUINTINHA c/ 10.200 m2, moradia c/ 4 quartos, sala comum (32.85 m2) c/ recup. calor, Cozinha semi-equipada, pré-instalação de aquec. central e garagem p/ 2 carros. Piscina (4.5mx9m). Achete (199.000€) Ref; 001004007 Trata: Imovenda, Lda – AMI 5774 www.imovenda.pt – 243306076/ 917 997770

A MORADIA T2 rural, na Várzea, 1900m2 terreno, zona sossegada. Valor 68.000,00€ - Ref. A-320 TLF: 243595033 www. habigotica.com AMI 5915

A APT T2 em muito bom estado, situado na zona nobre de S. Domingos – Santarém (95.000 €) Ref; 001005001 Trata:

A São Vicente Paúl Moradia T3, usada, como nova, c/ 2 quartos, suite , cozinha, sala, 2 wc, alpendre, garagem. 2

A LOJA em Santarém, nova, 110m2, grandes montras. Valor 97.500,00€ - Ref. S-574 TLF: 243595033 www. habigotica.com AMI 5915

cadernetas urbana c/1.000m2 e rústica c/3.020m2. convida ao relax e qualidade de vida . ZEN , c/ a capital do gótico e entrada para A1 a 10 min. ZEN MOR.199 PREÇO 175.000€ AMI 6566 ZEN Santarém TLM 919727243 A Santarém – Jardim de Baixo Moradia T3, r/c e 1º, usada, soalheira, em ópt. estado, pré-instal. p/ paneis solares, logradouro, alpendre, garagem indiv.. Zona residencial mtº aprazível, próx. entrada A1, zonas comercias, escolas e cidade de Santarém. ZEN MOR.198 PREÇO 165,000€ AMI 6566 ZEN Santarém TLM 919727243 A Romeira Moradia T4+1. r/chão, cave e sótão. No r/ chão: hall, sala, quarto, suite, wc e alpendre; na cave: cozinha, despensa, casa máq., 2 quartos, casa jantar e wc. Sótão amplo. 2 cadernetas, urbana c/ 450m2, rústica c/ 11.680m2. ZEN MOR.130 PREÇO 199.000€ AMI 6566 ZEN Santarém TLM 919727243 A Alpiarça Moradia T5+1,usada ( cave, r/c e 1º), proj. numa construção e acab. Qualidade, zona habitacional privilegiada... Barragem, Museu dos Patudos e Reserva Natural do Cavalo Sorraia.

Privilegiada do Centro Histórico; Vista Deslumbrante Sobre a Cidade; Fachada do Prédio Recuperada. Ref. 2279 Preço: 39.000,00€ Era Santarém AMI 5563 – Telf. 243303390

ARRENDA-SE

Espaço para escritório/ Serviços c/ 80 m2 Qualquer actividade - Em openspace, Totalmente Remodelado Centro Cidade Santarém

Contacto: 96 210 87 61 ZEN MOR.168 PREÇO 280.000€ AMI 6566 ZEN Santarém TLM 919727243

APT.155 PREÇO 105.000€ AMI 6566 ZEN Santarém TLM 919727243

126.000€ - Xequecasa, Lda – AMI 6019 TLF 243306653

A Santarém – S.Salvador Apt Duplex T2, usado, bem cons., bons acab., 2 quartos, sala, Wc ,cozinha, zona arrumos, garagem priv. c/acesso ao duplex, arrecadação, em zona calma, a 3 min. centro da cidade, e 5 min. acesso a A1 .ZEN APT.107 PREÇO 97.500€ AMI 6566 ZEN Santarém TLM 919727243

A Apt. usado T2 Almeirim c/ 1 lugar de garagem. 100.000€ - Xequecasa, Lda – AMI 6019 TLF 243306653

A ALCANENA Terreno Rústico c/ 4.790m2; Água; Luz; Viabilidade de Construção; Zona Calma Ref. 4010 Preço: 46.000,00€ Trata Era Santarém AMI 5563 – Telf. 243303390

A Almeirim Apt T3, novo, hall (tecto falso c/ projec.) 2 quartos (roupeiros de correr), 1 suite( banheira hidrom. wc c/ janela), sala, wc, cozinha semi-equipada c/ electrodom. INDESIT, garagem (box indiv. exterior, c/ água e luz ligado cada fracção), zona agradável, c/ jardim, bons acessos rodoviários ZEN

A N Ú N C I O e ÉDITOS DE 20 DIAS

A Casa antiga em Ponte do Soleiro/ Santarém. 50.000€ - Xequecasa, Lda – AMI 6019 TLF 243306653 A LOJA c/ + - 40 m2 em Santarém na zona histórica. 42.500€ neg - Xequecasa, Lda – AMI 6019 TLF 243306653 A Apt. usado T2 em Santarém. 65.000€ - Xequecasa, Lda – AMI 6019 TLF 243306653 A Apt. novo T3 c/ garagem em Almeirim.

A SANTARÉM – Marvila Apartamento T3 p/ Renovação; Zona

Acessos; A 10 Minutos do Centro da Cidade. Ref. 3431 Preço: 50.000,00€ Era Santarém AMI 5563 – Telf. 243303390

A SANTARÉM – arredores Ruína c/ 240m2; Inserida em Terreno c/ 4.280m2; Vista Sobre Vales e Montes; Excelente Exposição Solar; Num Local Sossegado Ref. 4011 Preço: 60.000,00€ Era Santarém AMI 5563 – Telf. 243303390

A ZAFIRA GPL 2001 7 Lug só 12000€ TLM 917046580

A SANTARÉM – S. Nicolau Apartamento 4 Assoalhadas; Remodelado; Cozinha Equipada; Arrecadação; Próximo de Comércio e Serviços Ref. 4003 Preço: 70.000,00€ Era Santarém AMI 5563 – Telf. 243303390

EMPREGO oferece-se

A SANTARÉM – ARREDORES Terreno c/ 8.000m2; Água e Luz na Proximidade; Bons

VEÍCULOS vende-se

A CHURRASQUEIRO/ ajudante c/prática TL 927295726

FAUSTINO SANTOS

Acupunctura / Hipnoterapia Clínica Licenciado em Medicina Tradicional Chinesa Curso pós-graduado de aperfeiçoamento de Hipnose em Clínica Médica (componente de especialização) da Faculdade de Medicina de Lisboa

Praceta Pedro Escuro, 10 - 3.º Esq.º (Junto à Rádio Pernes)

MARCAÇÕES - Telemóvel: 962 600 338

www.faustinosantos-acupunctura.com

A N Ú N C I O e ÉDITOS DE 20 DIAS

PROCESSO DE EXECUÇÃO FISCAL Nº 2089200501011510 AP

PROCESSO DE EXECUÇÃO FISCAL Nº 2089200801108816 AP

CITAÇÃO DE CREDORES E VENDA DE BENS

CITAÇÃO DE CREDORES E VENDA DE BENS

2ª PUBLICAÇÃO

1ª PUBLICAÇÃO

JORGE MANUEL SARDINHA SERRA, Chefe do Serviço de Finanças do concelho de Santarém. Faz saber que por este Serviço de Finanças correm ÉDITOS DE 20 DIAS, contados da segunda e última publicação deste anúncio, citando, nos termos do n.º 2 do artigo 239º do Código de Procedimento e de Processo Tributário (CPPT), os credores desconhecidos e sucessores dos credores preferentes do executado LUIS MIGUEL NORTE LOPES, no estado de casado com Mafalda Sofia Santos Rodrigues Ferreira Lopes, com domicílio fiscal na Rua Dr. Manuel Pereira Brandão, Lote 2 1º Esq. Vale de Estacas - 2005-267 Santarém, para no prazo de 15 (QUINZE) DIAS posteriores aos dos éditos, reclamarem os seus créditos pelo produto da venda do bem a seguir indicado, sobre o qual tenham garantia real (art. 240º, CPPT) e que foi penhorado em 2 de Julho de 2008 no processo de execução fiscal acima identificado, instaurado para pagamento de dívidas de que é responsável respeitantes a Imposto sobre o Valor Acrescentado (IVA) e Coimas Fiscais (CF) dos anos 2005 a 2007, no montante actual de 3.970,98 €, sendo 3.530,00 € de quantia exequenda e 440,98 € de acréscimos legais.

JORGE MANUEL SARDINHA SERRA, Chefe do Serviço de Finanças do concelho de Santarém. Faz saber que por este Serviço de Finanças correm ÉDITOS DE 20 DIAS, contados da segunda e última publicação deste anúncio, citando, nos termos do n.º 2 do artigo 239º do Código de Procedimento e de Processo Tributário (CPPT), os credores desconhecidos e sucessores dos credores preferentes do executado MIGUEL HUGO DE OLIVEIRA MOTA, no estado de casado com Fernandina Ferreira Vaz Bento Mota, com domicílio fiscal na Rua Florentino Pereira Mota N 27 3 ESQ. Jardim de Baixo 2005-278 Santarém, para no prazo de 15 (QUINZE) DIAS posteriores aos dos éditos, reclamarem os seus créditos pelo produto da venda do bem a seguir indicado, sobre o qual tenham garantia real (art. 240º, CPPT) e que foi penhorado em 25 de Maio de 2009 no processo de execução fiscal acima identificado, instaurado para pagamento de dívidas de que são responsáveis respeitantes a Imposto Municipal sobre Imóveis (IMI), Imposto sobre o Valor Acrescentado (IVA) e Coimas Fiscais (CF), dos anos de 2004 a 2008, no montante actual de 1.844,59 €, sendo 1.607,88 € de quantia exequenda e 236,71 € de acréscimos legais.

BEM A VENDER

BEM A VENDER

METADE INDIVISA da fracção autónoma designada pela letra D do prédio urbano constituído no regime de propriedade horizontal, sito na Rua Dr. Manuel Pereira Brandão, Lote 2, no lugar de Mergulhão, na freguesia de S. Salvador, concelho de Santarém, cuja fracção respeita ao PRIMEIRO ANDAR ESQUERDO destinado a habitação, composto de quatro assoalhadas, dois roupeiros, cozinha, duas casas de banho, vestíbulo, corredor e tratamento de roupa. Tem a área coberta de 97,50m2 e ainda uma arrecadação na cave com o nº 4, com a área de 23,09m2. Tem as seguintes CARACTERÍSTICAS: Afectação: Habitação, Tipologia/Divisões: 4, Permilagem: 125,00, Nº de pisos: 1, Área bruta privativa: 97,50m2, Área bruta dependente: 23,09m2, Área total do terreno: 210,00m2, Área de implantação do edifício: 210,00m2, Área bruta privativa total: 97,50m2, Área do terreno integrante das fracções: 00,00m2. Inscrito na matriz no ano de 1996 sob o artigo urbano nº 3835 – Fracção D, da freguesia de S. Salvador. Acha-se descrito na Conservatória do Registo Predial de Santarém sob o nº 01585/19960527D (S. Salvador) É depositário o Sr. Luís Miguel Norte Lopes, executado nos autos, o qual, nessa qualidade e depois de contactado no seu domicílio fiscal, o mostrará aos interessados. Findo o prazo dos éditos, no dia 20 de JULHO de 2010, pelas 15,00 HORAS, proceder-se-á à sua venda por meio de PROPOSTAS EM CARTA FECHADA (art. 248º/1,CPPT) sendo o valor base para a venda de 18.466,00€, correspondente a 70% do valor atribuído em avaliação, não sendo consideradas as de valor inferior (art. 250º/4, CPPT). As propostas poderão ser submetidas através da Internet no site (www.e-financas.gov.pt/vendas/.) ou, em alternativa, serem entregues pessoalmente neste Serviço de Finanças ou remetidas pelo correio em sobrescrito fechado, dentro de outro envelope, de forma a serem recebidas até às 16 horas do dia anterior ao da venda, e delas deve constar a referência “PROPOSTA PARA A VENDA Nº 2089.2009.011 – LUIS MIGUEL NORTE LOPES”, bem como o preço oferecido e a identificação completa (Nome, morada e CF) e a assinatura do proponente, ocorrendo a sua abertura no dia e hora acima designados, na presença do Chefe do Serviço de Finanças, podendo assistir ao acto os executados, o seu cônjuge, os proponentes e eventuais titulares do direito de preferência, os quais, por este meio, ficam notificados para, nos termos do art. 892º do Código de Processo Civil, exercerem o seu direito. Se o preço mais elevado, com o limite mínimo da base de licitação, for oferecido por mais de um proponente, e se estiverem presentes no acto da abertura, abrir-se-á logo licitação entre eles, salvo se declararem que desejam adquirir o bem em compropriedade. Estando presente só um dos proponentes do maior preço oferecido, poderá este cobrir as propostas dos outros, e, se nenhum deles estiver presente ou nenhum quiser cobrir as propostas dos outros, proceder-se-á a sorteio, com vista à determinação da proposta que deverá prevalecer (art. 253º/c. CPPT). Adjudicado o bem, deverá ser depositada na Secção de Cobrança deste Serviço de Finanças a totalidade do preço ou parte dele, não inferior a 1/3 do valor da venda, devendo a restante parte ser depositada no prazo de 15 dias, sob pena das sanções previstas na Lei do Processo Civil. Sendo devido Imposto Municipal sobre as Transmissões Onerosas de Imóveis (I.M.T.), o pagamento deverá ocorrer no prazo de 30 dias contados da data da adjudicação, nos termos do n.º 3 do artigo 36º do respectivo código. É devido o Imposto do Selo a que se refere a verba nº. 1 da respectiva Tabela. SERVIÇO DE FINANÇAS DE SANTARÉM, aos vinte e cinco dias do mês de Maio do ano de dois mil e dez. O CHEFE DE FINANÇAS, (Jorge Manuel Sardinha Serra)

O ESCRIVÃO, (Jorge Fernando Santos Morgado)

(em Jornal “O Ribatejo”, edição n.º 1283 de 04.06.2010)

Prédio urbano sito na Rua da Igreja, N 12, na freguesia de Marvila, concelho de Santarém, composto de moradia destinada a habitação de rés-do-chão e primeiro andar, com a área coberta de 85,00m2. Confronta de norte com Rua, de sul com António Cruz, de nascente com Alfredo Rio Marques e de poente com Travessa. Tem as seguintes CARACTERÍSTICAS: Afectação: Habitação, Tipologia/Divisões: 4, Nº de pisos: 2, Área bruta privativa: 170,00m2, Área bruta dependente: 00,00m2, Área total do terreno: 85,00m2, Área de implantação do edifício: 85,00m2, Área bruta de construção: 170,00m2. Inscrito na matriz no ano de 1937 sob o artigo urbano nº 704, da freguesia de Marvila. Acha-se descrito na Conservatória do Registo Predial de Santarém sob o nº 0929/19970901 (Marvila). É depositário o Sr. Miguel Hugo de Oliveira Mota, executado nos autos, o qual, nessa qualidade e depois de contactado no seu domicílio fiscal, o mostrará aos interessados. Findo o prazo dos éditos, no dia 21 de JULHO de 2010, pelas 11,00 HORAS, proceder-se-á à sua venda por meio de PROPOSTAS EM CARTA FECHADA (art. 248º/1,CPPT) sendo o valor base para a venda de 38.395,00€, correspondente a 70% do valor atribuído em avaliação, não sendo consideradas as de valor inferior (art. 250º/4, CPPT). As propostas poderão ser submetidas através da Internet no site (www.e-financas.gov.pt/vendas/.) ou, em alternativa, serem entregues pessoalmente neste Serviço de Finanças ou remetidas pelo correio em sobrescrito fechado, dentro de outro envelope, de forma a serem recebidas até às 16 horas do dia anterior ao da venda, e delas deve constar a referência “PROPOSTA PARA A VENDA Nº 2089.2009.127 – MIGUEL HUGO DE OLIVEIRA MOTA”, bem como o preço oferecido e a identificação completa (Nome, morada e CF) e a assinatura do proponente, ocorrendo a sua abertura no dia e hora acima designados, na presença do Chefe do Serviço de Finanças, podendo assistir ao acto os executados, o seu cônjuge, os proponentes e eventuais titulares do direito de preferência, os quais, por este meio, ficam notificados para, nos termos do art. 892º do Código de Processo Civil, exercerem o seu direito. Se o preço mais elevado, com o limite mínimo da base de licitação, for oferecido por mais de um proponente, e se estiverem presentes no acto da abertura, abrir-se-á logo licitação entre eles, salvo se declararem que desejam adquirir o bem em compropriedade. Estando presente só um dos proponentes do maior preço oferecido, poderá este cobrir as propostas dos outros, e, se nenhum deles estiver presente ou nenhum quiser cobrir as propostas dos outros, proceder-se-á a sorteio, com vista à determinação da proposta que deverá prevalecer (art. 253º/c. CPPT). Adjudicado o bem, deverá ser depositada na Secção de Cobrança deste Serviço de Finanças a totalidade do preço ou parte dele, não inferior a 1/3 do valor da venda, devendo a restante parte ser depositada no prazo de 15 dias, sob pena das sanções previstas na Lei do Processo Civil. Sendo devido Imposto Municipal sobre as Transmissões Onerosas de Imóveis (I.M.T.), o pagamento deverá ocorrer no prazo de 30 dias contados da data da adjudicação, nos termos do n.º 3 do artigo 36º do respectivo código. É devido o Imposto do Selo a que se refere a verba nº. 1 da respectiva Tabela. SERVIÇO DE FINANÇAS DE SANTARÉM, aos vinte e cinco dias do mês de Maio do ano de dois mil e dez. O CHEFE DE FINANÇAS, (Jorge Manuel Sardinha Serra)

O ESCRIVÃO, (Jorge Fernando Santos Morgado)

(em Jornal “O Ribatejo”, edição n.º 1283 de 04.06.2010)


tempo: sol 4 | JUNHO | 2010

∑agenda Sábado

Torres Novas ∑ Os Deolinda apresentam o seu novo álbum no Virgínia às 21h30. Santarém ∑Festival de Tunas Femininas no Teatro Sá da Bandeira, às 21h Tomar ∑ Apresentação do livro “António Pedro e o Teatro em Portugal”, de Teresa André, às 16h, no Museu Municipal.

Domingo Santarém ∑Corrida de toiros às 17h30, com Rui Salvador, Luís Rouxinol, Tito Semedo, José Manuel Duarte, Sónia Matias e Tomás Pinto.

Quarta-feira Cartaxo ∑”Amar Amália” é o espectáculo que celebra 0 5º aniversário do Centro Cultural, às 21h30.

Impresso em papel que incorpora 30 por cento de fibra reciclada, com tinta ecológica de base vegetal

O sol e as temperaturas elevadas vão continuar nos próximos dias, prevendo-se no entanto céu ligeiramente nublado no sábado. A partir de terça, podem ocorrer alguns aguaceiros, voltando o tempo limpo na quarta-feira.

rosário breve

José Alberto deixa comando dos bombeiros Municipais de Santarém∑ Nuno Moleiro é o novo comandante O comandante José Alberto deixou de ser o responsável operacional pelos bombeiros municipais de Santarém na terça-feira, 1 de Junho, tendo sido substituído no cargo pelo até aqui 2º comandante Nuno Oliveira Moleiro. A decisão foi tomada numa reunião realizada durante a tarde, em que estiveram presentes estes dois elementos do corpo de bombeiros, o presidente da Câmara Municipal de Santarém, Moita Flores, e o vereador com o pelouro da protecção civil, António Valente. Segundo Francisco Moita Flores, o comandante José Alberto saiu do comando dos municipais porque o novo regime de incompatibilidades “não permite a acumulação da reforma com o cargo de comandante dos bombeiros, o que ali-

ás já nos tinha sido transmitido através de um parecer que solicitámos à Inspecção-Geral das Autarquias Locais” (IGAL). Segundo o autarca, esta substituição foi “pacífica e decorreu apenas das proibições suscitadas pela nova legislação”. “É uma pena, porque perdemos um homem com uma grande experiência”, acrescentou Moita Flores. Sobre as razões que o levaram a colocar o lugar à disposição, José Alberto afirma apenas que se devem a motivos da sua “vida pessoal e familiar”, e acrescenta que “não se encontravam reunidas as condições para continuar a exercer o cargo de comandante dos bombeiros municipais de Santarém”. Na mesma reunião, ficou decidido entregar o comando da corporação a Nuno Oliveira Moleiro.

Daniel Abrunheiro

Quanto futuro (não) temos A taxa oficial de desemprego ronda, à hora a que vos escrevo, os 10,8 por cento da população activa também oficial. Quero lá saber disso. Vem aí um mês inteirinho de mundial da bola. É certo que a selecção alegadamente nacional só vai durar três jogos, mas mesmo assim Sócrates e seus acólitos têm razões feriadas para curtir mais uma temporada à nossa pala, mesmo com este alegre tiro no pé desfechado a favor do poeta Alegre. Tanto desemprego dá muito trabalho. Ou deveria dar. Mas como já não mandamos nisto (porque abdicámos de direitos e porque nos abstivemos de deveres), que se dane. Onde agora moro, florescem os abates de fábricas e de lojas e de oficinas e de tudo o que outrora deu de comer a quem trabalhava. Em contrapartida, irrompem as grandes urbanizações quadriláteras a juros dispara(ta) dos. Grandes centros comerciais sobem do chão vários patamares para que o nosso insosso povinho tenha por onde passear sem poder comprar nada. A mocidade grafita as paredes, imit’hip-hops lá de fora e anda pelas ruas com as calças a expor o rebordo das cuecas e o traço longitudinal que de cima para baixo dá lugar ao apartamento das pernas. A velhice pasma nos centros de dia a alzheimerar ante a pimbalhada das televisões alegadamente nacionais. A maltosa de meiaidade, essa não sabe nem o que há-de fazer, nem como desfazer o que nunca deveria ter feito, isto é, abdicar sem luta de direitos e abster-se sem ética de deveres. A coisa não está boa nem vai ficar melhor. Qualquer pequena ilusão só pode gerar desilusão ainda maior. Claro que nem pensar em revoluções. Já não temos educação cívica nem consciência crítica para uma atitude histórica dessa envergadura. Ou seja: já nem uma vassoura sabemos usar, neste tempo de aspiradores industriais. Vale o mundial. Aqui onde moro, o gajo do café fia as minis e os tremoços, embora só por um mês, que é o exacto tempo que temos de futuro. daniel.abrunheiro@gmail.com

edicao 1283  

Jornal O Ribatejo - edição de 4 Junho 2010

Advertisement