Page 1

DIRECTOR Joaquim Duarte

SEMANÁRIO 15 de Janeiro de 2010 | Ano X X V | N. 1263 | €0,80 Telefone 243 309 600 · Fax 243 333 766 · CNE - Quinta das Cegonhas - Apartado 355 - 2000 -471

(IVA 5% incluído)

Santarém

info@oribatejo.pt batejo.pt · www.oribatejo.pt

Pedro Braz acusa Moita Flores de “gestão danosa” | página 6

Torres Novas Caso Esmeralda de volta a tribunal página 15

Abrantes Urgências do hospital à beira da ruptura página 15

Santarém Jorge Coelho arguido no caso do Cnema página 3

Politécnico

Jorge Justino vence eleições no IPS página 19

Rota das Freguesias

Rossio ao Sul do Tejo vai ter novo lar páginas 16 a 18

Os dois médicos cubanos colocados no Centro de Saúde de Alpiarça afirmam estar felizes com as condições que encontraram em Portugal, mesmo por 500 euros de salário.

Médicos cubanos com salário mínimo | página 12


2

O Ribatejo 15 | Janeiro | 2010

praçapública sopa da pedra

Agradeciementos póstumos O aniversário do Atlético Clube de Pernes foi uma festa de “agradecimentos póstumos” a ex-detentores de cargos públicos em Santarém. Paulo Fonseca, exgovernador civil e agora presidente da Câmara de Ourém, recebeu homenagem pelo seu apoio à atribuição do estatuto de utilidade pública ao clube. Ramiro Matos, ex-vereador da Câmara de Santarém, foi também chamado ao palco para receber

uma homenagem pelo seu apoio ao clube enquanto foi autarca com o pelouro do desporto. Recebeu também louvor o extécnico da autarquia scalabitano, Carlos Coutinho, actual director do Centro de Estágios de Rio Maior. Uma noite de homenagens em que a ausência de Moita Flores, ou de alguém que o representasse, falou mais alto do que os discursos mais críticos dos responsáveis do clube.

O ministro “Santa Bárbara” António Serrano, o novo ministro da Agricultura, é um governante em “estado de graça”. O novo titular de uma das pastas mais polémicas do anterior governo, foi recebido com palmas e ovações por mais de uma centena de produtores de arroz em Benavente. Uma situação a contrastar com as mega-manifestações de agricultores que se juntaram por várias vezes nos últimos anos para contestar o antigo ministro, Jaime Silva, “o senhor Silva” como era tratado pelas associações e confederações do sector. Carlos Laranjeiro, presidente da associação dos produtores de arroz, apelidou mesmo ao novo ministro de “Santa Bárbara”, fazendo referência ao popular pregão: “Só nos lembramos de Santa Barbara quando troveja”. Já para o elogiado Carlos Laranjeira, o sector agrícola vive “momentos de tempestade”e por isso se volta para o novo ministro como os crentes para “Santa Bárbara”.

Boas notícias Finalmente, uma boa notícia a circular na Net. Um estudo recente conduzido pela Universidade Técnica de Lisboa mostrou que cada português caminha em média 440 km por ano. Outro estudo feito pela Associação Médica de Coimbra revelou que, em média, cada português bebe 26 litros de vinho por ano. Conclusão possível a tirar: Cada português gasta, em média, 5,9 litros aos 100km. Ou seja, um consumo bastante económico. Como se vê, nem tudo vai mal no combate ao deficit.

crónica de maldizer

Cada um paga a cada qual Ao contrário do que certas pessoas pensam e outras dizem, não sou pessimista. Pelo contrário, sou um optimista inquebrantável e incorrigível, que se gasta constantemente na defesa e amparo dos infelizes que se convenceram de que o dinheiro é a mãe de todas as virtudes, que o dinheiro dá poder e dá saúde e gozos sadios, pelo que, enganados pela sua sede de dinheiro, quando mal se precatam, por só terem olhos e ouvidos para o dinheiro, quando mal se precatam estão nomeados por outros como eles para cargos e funções que dão dinheiro, muito dinheiro, cada vez mais dinheiro, nem sempre de forma ortodoxa, que é como quem diz que,

ortodoxamente, o cargo só dá dinheiro, e que donde mana muito dinheiro e cada vez mais dinheiro é dumas cornucópias heterodoxas que o desgraçado ignorava que lá houvesse mas que lá estão seguramente instaladas no seu novo gabinete. Pouco tempo depois, o desgraçado já não tem saúde, nem disposição, nem tempo para gozos, sadios ou não. E descobre então que, do que lhe prometera o dinheiro, a posse do dinheiro só lhe dá poder. Poder na proporção do dinheiro que tiver, porque a única fonte democrática do poder é o dinheiro: o que temos ou o que os outros acreditam que nós lhes permitiremos ganhar, e atão nós permitimos e vamos recolhendo

uns trocos graúdos e quando eles acordam já somos mais ricos do que eles. Tardou mas chegou: a única coisa que queria dizer-lhes era que já vivi os anos bastantes para saber que não tenho o menor jeito para coisas dessas, que o mesmo é dizer que não tenho jeito para enriquecer assim. Mas não gosto que o dinheiro dos impostos que os governantes me catam não tenha o destino constitucionalmente consagrado: satisfação de necessidades colectivas. Por duas ou três razões, de que só vou referir a principal. Acontece que sou do povo, do que me orgulho (mas se fosse banqueiro rico também não me importava, porque os banqueiros ricos tam-

bém são portugueses, dos mais sacrificados por sinal, porque têm que arrostar com o asco e com a inveja dos do povo, como se tem visto nos últimos meses) e, sendo do povo, comporto-me como ele. Com uma reserva: a maior parte do povo continua a votar; e, votando, elege deputados e autarcas que eu não sei donde são nem o que fazem ou fizeram nem se são inteligentes ou burros, honestos ou oportunistas, e põem-me a pagar os ordenados e as gamelas dessa gente e dos seus apensos e consequentes dependentes sem me perguntarem se concordo com isso, e isso confesso que me encanita. Por isso, meses atrás desatei a remexer no meu fraco bestunto,

Eurico H. Consciência

para nele encontrar uma solução para o problema. E digo-lhes que encontrei. E digo já qual será, que não sou de arcas encoiradas: mantém-se o sistema democrático, mas o voto será obrigatório e deixará de ser secreto. Pelo contrário, o cidadão terá que assinar o boletim de voto e a sua assinatura será certificada pelo presidente da mesa face ao bilhete de identidade do votante. E só pagarão impostos futuramente os que tiverem votado no partido vencedor. Vão ver como este país se regenera num instante…


OPINIÃO | PRAÇA PÚBLICA 3

O Ribatejo 15 | Janeiro | 2010

Cartoon de António Maia

eles dizem r

Os outros povos curam a ressaca do fim de ano com café e sono, nós curamos com a mensagem de Cavaco Silva. Cavaco é o Guronsan de Portugal. Ricardo Araújo Pereira Visão

a pergunta da semana

Há aspectos em que concordo com o acordo ortográfico, outros nem tanto. Acredito que facilita a escrita e evita alguns erros ortográficos, neste sentido é muito bom. No entanto, pode trocar o sentido às palavras e por consequência alterar o significado da mensagem que a frase pretende traduzir. Ainda assim, há que assumir este novo acordo e obedecer à sua utilização. Adélia Esteves Presidente C.E Escola Sá da Bandeira

Não concordo em parte com este acordo. Não traz nada de novo nem positivo para o Português. Acho também que a Língua Portuguesa não tem que sofrer mudanças, no sentido de se adaptar ao português falado no Brasil. Irei apenas escrever de acordo com esta nova ortografia, quando tiver directrizes do Ministério da Educação e quando os dicionários portugueses também o adaptarem Gonçalo Pereira Escola Técnica Profissional do Ribatejo

Ainda estou um pouco dividida. Mas confesso que estou mais preocupada com a terminologia linguística e com a gramática portuguesa. Acho sinceramente, que este novo acordo ortográfico, não tem benefícios para a língua portuguesa. Quanto à sua utilização, se for obrigada, terei que utilizá-lo.

Henriqueta Carolo Escola Dr. Ginestal Machado

F editorial

Uma história mal contada

r

Concorda com acordo ortográfico? Vai aplicá-lo?

Concordo e vou tentar estar atento às novas alterações para poder utilizar o novo acordo ortográfico. Acho que este acordo é uma forma de unir e facilitar o uso do português nos países que utilizam a língua portuguesa. Em tudo há que existir uma evolução e a língua não é excepção.

xiado na dívida com que nasceu e que a banca reclamava. Sendo o Cnema uma instituição relevante para a cidade de Santarém e da sua afirmação como capital agrícola do país – onde a própria Câmara tem participação social –, justificava-se plenamente a decisão política de tentar salvá-la de uma iminente falência. José Manuel Casqueiro, o homem forte da CAP, que já não se encontra entre nós, foi o principal protagonista desta aventura – desde a criação do Cnema, a partir da transferência da Feira Nacional de Agricultura –, e também quem melhor poderia esclarecer este imbróglio que redundou agora na constituição de dois ex-governantes socialistas como arguidos, a juntar ao ex-autarca José Miguel Noras, também ele já constituído arguido neste processo que tem o Cnema por centro da investigação da PJ.

Vítor Ramalho, presidente da Federação Distrital do PS de Setúbal

r

Eu não vou concorrer a um partido que não me grama, no qual, infelizmente eu estou lá dentro.” Alberto João Jardim Correio da Manhã

r

“É um verdadeiro aborto jurídico.” Marcelo Rebelo de Sousa Sobre a aprovação do casamento entre homossexuais

Dionísio Mendes Pres. Câmara de Coruche e ex-professor

A notícia abriu os telejornais, sensivelmente à hora do fecho desta edição de O Ribatejo: Jorge Coelho e Luís Parreirão, ex-ministro e ex-secretário de Estado do segundo governo de António Guterres, foram constituídos arguidos num alegado caso de transferência de verbas para o CNEMA – Centro Nacional de Exposições e Mercados Agrícolas de Santarém. A história, que ouvimos na TVI, está mal contada. Em factos, em números e em datas. E a insinuação que deixa é perigosa. À luz do que sabemos hoje, se alguma irregularidade houve – e será esse o ponto da investigação em curso – não chega para se falar em financiamentos de campanhas eleitorais ou corrupção. Longe disso. Na base de tudo isto há um percurso, notoriamente meio trapalhão, mas com a inequívoca intenção, e essa meritória, de salvar o Cnema, à época asfi-

“Sócrates e Cavaco são dois irmãos siameses, presos um ao outro até 2011.”

Sabemos, isso sim, que quem está hoje na direcção da CAP e do Cnema, tal na Câmara Muncipal e no Governo, nada têm a ver com este caso que remonta há onze anos atrás, antes ainda da nossa adesão ao euro, quando a Câmara vendeu ao então Instituto das Estradas de Portugal a chamada Rua O por 900 mil contos, variante à cidade com quatro faixas de circulação que passou a ligar a A-1 à ponte Salgueiro Maia. Com esta aquisição de cerca de oito quilómetros de uma estrada municipal, contornou o governo daquela época a necessidade de construir outra ligação entre auto-estradas. Mas essa aquisição negociada com a Câmara, então presidida por José Miguel Noras, destinaria aparentemente parte desse valor ao pagamento da dívida bancária do Cnema. De acordo, aliás, com o que se pode ler

na acta da reunião da Câmara Municipal de 3 de Junho de 2002, de que aqui reportamos breve extracto: “o acordo de desenvolvimento do Cnema, negociado ao longo de vários meses, previa uma transferência de 900 mil contos para a Câmara Municipal, dos quais 660 mil contos se destinavam ao pagamento da dívida do Cnema ao Banco Totta & Açores. A posição do presidente da Câmara foi a de que a Câmara garante o passivo de 440 mil contos, a transferir para outra instituição de crédito, com todas as responsabilidades inerentes.” O resto, é o que se sabe. Miguel Noras arrastou a solução. Rui Barreiro herdou parte do problema. E Moita Flores chamou a Judiciária. Haverá mais para contar, mas não cabe neste espaço. Joaquim Duarte


4 PRAÇA PÚBLICA | OPINIÃO

O Ribatejo 15 | Janeiro | 2010

Director Joaquim Duarte joaquim.duarte@oribatejo.pt CP. n.º 867

Redacção - 243 309 601 João Baptista (chefe) joao.baptista@oribatejo.pt - CP. n.º 1157 João Nuno Pepino joao.pepino@oribatejo.pt - CP. n.º 6911 Bruno Oliveira bruno.oliveira@oribatejo.pt - CP. nº 8754 Jorge Guedes - CP. nº 2798 Jerónimo Belo Jorge - CP. nº 1907 (Abrantes) Maria João Ricardo - CP. nº 6383 (Abrantes) Vânia Clemente (Estagiária) Colunistas Armando Fernandes, Beja Santos, Carlos Chaparro, Daniel Abrunheiro; Eurico Heitor Consciência, José Niza, Luís Eugénio Ferreira, António Maia (Cartoon)

Colaboradores António Branquinho Pequeno, António Brotas, Alexandre Manuel, André Lopes (desporto), Adolfo Luís (fotografia futebol), Carlos Alberto Cruz, Hélder Duque (fotografia futebol), Joaquim Dâmaso (fotografia), João Grego Esteves, José A. Costa (fotografia futebol), Júlio Freches, Nuno Abreu (fotografia futebol), Nuno Matos (fotografia futebol), Renato Campos, Rogério Rodrigues, Rosalina Melro, Vítor Gomes (fotografia futebol)

Departamento Gráfico Vítor Arsénio (chefe), António Vieira

Projecto Gráfico

defrank - Comunicação Editorial defrank@interacesso.pt

Departamento Comercial - 243 309 602 Rita Duarte (directora comercial) 962 108 761 rita.duarte@oribatejo.pt Luís Silva - 962 108 756 Ana Marecos - 962 108 762 Sandra Amendoeira - 961 736 350

foto denúncia Esta armadilha está plantada em plena estrada nacional 114 há mais de um mês. Já passaram os temporais, o Natal e o Ano Novo, e o obstáculo colocado numa descida a seguir a uma curva continua a surpreender os automobilistas neste troço da estrada junto ao Secorio, Santarém. Desconhece-se a existência de acidentes provocados pela barreira, mas todos os dias os automobilistas ali sofrem grandes sustos. Até quando?

Secretariado - 243 309 600 Ana Sousa - 962 108 760

Sede: Centro Nacional de Exposições Quinta das Cegonhas Apartado 355 2000-471 Santarém Geral: 243 309 600

Publicidade

Penso logo insisto

Um mau acordo

243 309 602 Fax: 243 333 766

E-mail info@oribatejo.pt

Internet www.oribatejo.pt

Serviços assinaturas 243 309 600

Paginação e montagem Jortejo, Lda. - Santarém telef.: 243 309 605

Impressão Imprejornal, S.A. Rua Rodrigues Faria 103, 1300-501 Lisboa

José Niza

Distribuição Vasp

Assinaturas (52 Números) Portugal: 25 € Europa: 50 € Resto do Mundo: 75 € Preço Avulso 0.80 € (IVA incluído) Editora e proprietária: Jortejo, Lda. Apartado 355 2002 SANTARÉM Codex

GERÊNCIA Francisco Santos, Ângela Gil, Albertino Antunes

Departamento Financeiro Ângela Gil (Direcção), Catarina Branquinho, Celeste Pereira, Gabriela Alves, João Machado e Patrícia Santos. info@lenacomunicacao.pt

Departamento de Marketing Patrícia Duarte (Direcção), Susana Santos (Coordenação), Catarina Fonseca e Catarina Silva. marketing@lenacomunicacao.pt

Departamento Recursos Humanos Nuno Silva (Direcção) e Sónia Vieira. drh@lenacomunicacao.pt

Departamento Sist. Informação Tiago Fidalgo (Direcção) e Hugo Monteiro. dsi@lenacomunicacao.pt

Unidade de Projectos Lúcia Silva (Direcção) e Joana Baptista (Coordenação) projectos@lenacomunicacao.pt Tiragem semanal 9.500 exemplares Depósito Legal 13 983/86 Sócios com mais de 10% de capital Sojormédia: 83% Nº Registo no ICS: 111209 (20.11.85) Nº Contribuinte: 501636110

Autorizado pelos CTT a circular em invólucro fechado de plástico envoi fermé autorisé par les PTT Portugais · Autorização - Autorisation: Nº 16 DE 001602 DCE pode abrir-se para verificação postal

O acordo que há dias foi assinado pela ministra da educação e pelos sindicatos dos professores é um mau acordo, em que as cedências do governo foram demasiadas. Mas do mal, o menos. Mais vale um mau acordo do que acordo nenhum.

Mais vale um mau acordo do que acordo nenhum. O acordo que há dias foi assinado pela ministra da educação e pelos sindicatos dos professores é um mau acordo. Um acordo em que as cedências do governo foram demasiadas e exageradas. No entanto, se este acordo falhasse, ainda seria pior. É que, na Assembleia da República, os partidos da oposição, para namorar os votos dos professores, ainda abririam mais os cordões à bolsa. Do mal, o menos. Para se ter uma ideia correcta e completa dos benefícios que os professores já auferem, e daqueles que vão passar a auferir, é necessário ter duas realidades em conta: por um lado, as vantagens que decorrem do acordo agora obtido; por outro, as condições excepcionais de que os professores já desfrutavam ANTES das mais-valias que agora conseguiram. Quando, em Portugal, se pretende avaliar o que quer que seja, a prática habitual é fazer comparações com o que se passa na Europa. Na maioria esmagadora dos casos essas comparações são-nos desfavoráveis. Mas há excepções. E, uma delas, é a do estatuto remuneratóro e laboral dos nossos professores. Vejamos o que se passa, comparativamente, em relação aos países da OCDE: • Nos ensinos básicos e secundário, a quantidade de alunos por professor é de um para onze. Na OCDE, a média é de um para dezasseis, mais 30% do que em Portugal. • Portugal é um dos países da OCDE que melhor paga aos seus docentes. Por exemplo, e no que respeita a pro-

fessores com mais de quinze anos de carreira, os salários médios praticados são superiores aos da Suécia, Itália ou Noruega! Nos lugares de topo da carreira, os nossos ordenados estão ao nível dos da Alemanha e da Finlândia. E acima dos da Dinamarca, Reino Unido ou França! • Se compararmos os números de horas de trabalho anuais, concluiremos que os professores portugueses,

ao cumprirem 1440 horas/ano, trabalham menos 250 horas do que a média da OCDE. Isto é, menos 18%! Permito-me ter a convicção de que estes números arrasadores são desconhecidos da esmagadora maioria dos Portugueses, incluindo os próprios professores. Porque, caso fossem conhecidos e debatidos – designadamente na Assembleia da República – nem os sindicatos teriam o descaramento de

fazer as exigências que fizeram (e que em parte foram satisfeitas), nem os decisores polítcos da oposição teriam a desfaçatez de alinhar, da forma como o fizeram, com os “coitadinhos” dos professores das grandes manifs. Mas há mais. Segundo o ministério da educação, 83% dos professores avaliados no ano passado conseguiram a classificação de BOM. E só 0,5% - meio por cento! – foram classificados como Suficientes ou Irregulares. Deduzo que os restantes 16,5% terão obtido a classificação de Muito Bom ou Excelente. Somos, realmente, os maiores! Um país de super-dotados! Outro dado da questão foi que, para se obter a classificação de Bom, apenas bastou não faltar às aulas, cumprir o serviço e fazer alguma “formação” (não se sabe qual, nem onde). Isto é: para se ter Bom, basta estar vivo! E são estes Bons professores que vão passar a somar 270 euros mensais aos 3.091,82 que já recebiam. Feitas as contas, um vencimento sete vezes superior aos 475 euros do tão regateado salário mínimo. Foi este o acordo conseguido. Um acordo injusto. Um mau acordo. Parabéns ao patrão da Fenprof, Mário Nogueira. E ponto final. Não se fala mais nisso. Impõe-se agora – espero eu e espera o País – que os professores e os sindicatos parem de se obcecar com o brilho dos euros para finalmente olharem para as escolas, para os alunos, para o ensino, para o insucesso escolar, para o absentismo, para a violência, e façam por merecer o generoso salário que os Portugueses lhes pagam.


OPINIÃO | PRAÇA PÚBLICA 5

O Ribatejo 15 | Janeiro | 2010

números

há vinte anos

Sua insolência, o senhor Buraco, tomou conta das estradas - era o título da reportagem de há 20 anos, antes da chegada das autoestradas. A universidade pública sem vagas, fechava a porta a mil jovens candidatos do distrito. Os deputados calçavam as botas para verem os estragos deixados pelas cheias do Tejo. Os correios de Santarém voltavam ao “palácio” remodelado, depois de 1,3 milhões gastos.

400

Os números divulgados pelo Observatório da Diabetes são assustadores: 400 mil portugueses têm a doença, mas não o diagnóstico. E, sem o saber, não podem tratar-se. A estes somamse mais dois milhões acima dos 20 anos em risco de virem a ter este problema. Temos ainda 60 mil novos casos de diabetes por ano, uma das mais altas incidências da Europa.

estrelas

Carlos Beato Autarca

O ribatejano Carlos Beato, que preside à Câmara de Grândola, foi agora eleito presidente da Comunidade Intermunicipal do Alentejo Litoral, onde vai gerir 33 milhões de fundos comunitários para investimento naquela região. O mesmo autarca foi também eleito presidente do Pólo de Turismo do Litoral Alentejano. Mérito reconhecido a Carlos Beato, o militar de Abril que integrou a coluna de Salgueiro Maia.

A espuma dos dias

Armando Fernandes

A segurança dos passageiros por via aérea restringe movimentos e obriga a chegar aos aeroportos com grande antecedência. É o preço que pagamos por causa dos actos terroristas.

Numa disputa renhida entre três candidatos, foi Jorge Justino que venceu as eleições para a presidência do Instituto Politécnico de Santarém. Regressa assim ao cargo que já exerceu durante dez anos, mas agora com um novo enquadramento institucional que traz maior centralidade à gestão do Politécnico. Deixa ainda vaga a direcção da Escola Agrária que irá agora a votos. (Pág. 19)

Garcia Correia Provedor Misericórdia de Santarém

Na hora da despedida do cargo de provedor, Garcia Correia faz um balanço amargo dos 9 anos em que esteve à frente da Misericórdia de Santarém. Diz sair com o sentido do dever cumprido, mas não poupa críticas aos tribunais, à Segurança Social, à Câmara de Santarém, e até ao prof. Veríssimo Serrão, pelos inúmeros problemas e entraves que causaram à instituição que agora deixa a Mário Rebelo (Pág. 8).

Comunicação

Viajar na SATA A segurança dos passageiros por via aérea restringe movimentos e obriga a chegar aos aeroportos com grande antecedência. É o preço que pagamos por causa dos actos terroristas perpetrados contra ou nos aviões. Tais restrições, não se discutem, mas devemos questionar procedimentos das companhias de aviação as quais provocam aborrecimentos e desconforto aos passageiros. Assim me aconteceu em dois voos da SATA, de Lisboa para Boston e viceversa. Frequento os aviões desta companhia desde 1970, nos voos inter-ilhas e, porque não tenho escapatória quando o destino é S. Miguel, ou pretendo chegar à snobe bostoniana. No dia 27 de Dezembro, o avião saiu muito atrasado, tendo escalado Ponta Delgada. Aqui, à chegada todos merecemos minuciosa revista. Do avião à gare são escassos cinquenta metros. A lógica da revista seria no momento de embarcar de novo. Mas não. O imbecil nigeriano da tentativa contra o avião em Detroit foi o responsável. No regresso de Boston, nova e longa espera, desta feita a culpa seria dos computadores. Largos minutos a secar, enquanto nos balcões das outras companhias o serviço decorria dentro da normalidade. Durante o voo, tal como no antecedente ouvimos dizer que um decreto-lei racionava o consumo de bebi-

Jorge Justino Presidente eleito do IPS

“Artes” de fazer multidões das alcoólicas. Serviram, novamente, medíocre refeição, em voos longos não devia ser assim, e tornámos a escalar Ponta Delgada. A gare do aeroporto possui uma cafetaria mal apetrechada, nem água gaseificada tinha, enquanto as instalações sanitárias deviam tudo à higiene, o único mictório estava entupido. Uma vergonha não imputável à SATA. Mas já lhe imputo o talento antipático do pessoal, quando pedi um copo de leite a fim de acompanhar o simulacro de sanduíche. Um hospedeiro (?) meneou a cabeça em sinal negativo, o outro deu a nega. Ante o natural protesto acabou por entregar o dito copo de leite, acrescentando: só trazemos um pacote de leite destinado às crianças. Disse-lhe para passarem a trazer dois. Não deixa de ser curioso que uma companhia superabundantemente expansiva no auto-elogio não entenda o ridículo – um único pacote de leite –, além do nonsense na referência à lei no afã de conter o possível assédio dos transportados às bebidas detentoras de álcool. Fugir da SATA para outras companhias é difícil, pois implica transbordo noutros países, mas dado o custo dos bilhetes ser mais barato e não existirem restrições ao consumo de leite, e quanto aos vinhos prevalece o bom-senso, vou optar pelo sacrifício.

Carlos Chaparro

Apesar dos mecanismos e das doutrinas internacionais que consolidam no mundo político as experiências democráticas, ainda são numerosos os ditadores bem instalados que, de forma ostensiva ou dissimulada, usam artimanhas da manipulação para impor a sua vontade.

Por pelo menos duas décadas e meia, vivi e trabalhei sob a ditadura salazarista. E a estudei, em suas formas políticas, sociais e policiais de agir para afirmar e exercer poder absoluto sobre consciências e vontades. Com a violência (explícita e/ou possível) da repressão policial, da censura prévia, do partido único, da aliança quase indestrutível com os mais ricos e da disseminação do medo entre as multidões pobres e desinformadas, Salazar construiu uma ditadura que reinou e resistiu por 45 anos. Assente em um solidário tripé formado pelo poder policial, pelo poder económico e pelo poder político do partido único, a ditadura salazarista adquiriu vida própria, sobrevivendo ao próprio ditador. Como qualquer ditador competente de qualquer tendência ideológica, Salazar foi um fabricante de “verdades” incontestáveis, e as impunha como “verdades” da Pátria. (…) Sei lá por quê, me vêm à lembrança todos esses cenários do salazarismo sempre que vejo as impressionantes fotos das multidões chavistas, em Caracas. Milhares de pessoas uniformizadas, amalgamadas na unanimidade da cor vermelha e do gestual do punho erguido. E a multidão se entrega a slogans proclamados como “verdades”. “Verdades” em torno das quais se celebram os acordos da adesão sem questionamentos à vontade política de Chávez. Sei, porém, que a “realidade Chávez” pouco ou nada tem a ver com a “realidade Salazar”. Chávez foi democraticamente eleito, em

eleições acompanhadas de perto por observadores internacionais. Tem e exerce um poder recebido das urnas. E, quer se goste ou não do seu estilo dramaticamente populista, é um líder verdadeiramente forte no seu país. Onde a oposição continua a existir e a manifestar-se, não sei com que limitações e possibilidades. Mas que Hugo Chávez tem jeitos, trejeitos e impulsos de ditador, lá isso tem. Tão fortes, que nem ele faz questão de escondê-los. Como se trata de um político de razoável estofo intelectual, não custa a crer que tenha estudado muito bem as artes e malas-artes dos grandes ditadores retóricos do século XX – de Hitler a Fidel Castro. Pelas demonstrações que dá, não só estudou tais artes e malas-artes, mas as actualizou, adequando-as às suas ambições pessoais. Porém, como problema ou como solução, Chávez pertence aos venezuelanos. Razão mais do que suficiente para parar por aqui, propondo aos leitores a seguinte idéiachave: Criar um pensamento mágico que não passa pela razão é a lógica das manhas e artimanhas da manipulação, das quais fazem parte os slogans, o gestual e os símbolos, responsáveis pela mediação entre os instintos e as opiniões. Sempre com o apoio de mecanismos de repetição – como Salazar fazia e os ditadores e demagogos de hoje continuam a fazer. * Professor jubilado da Universidade de S. Paulo (texto integral em www.oxisdaquestao.blogspot.com.br)


6

O Ribatejo 15 | Janeiro | 2010

à conversa

texto e fotografia ∑ João Baptista

Pedro Braz: “Moita Flores tem feito uma gestão danosa da Câmara” Pedro Braz tomou posse, na sexta-feira, como presidente da Comissão Concelhia do PS de Santarém. Admite que “o PS bateu no fundo e vai ter de fazer a travessia do deserto”. Assume o desafio de encontrar um bom candidato à Câmara e não poupa críticas a Moita Flores. Assume a liderança num período especialmente difícil em que o PS obteve o pior resultado eleitoral de sempre. Qual é o grande desafio deste mandato?

O desafio tem a ver com o facto do PS ter batido no fundo. Agora há que fazer a travessia do deserto. Protagonizo a vontade de um conjunto de militantes que se reuniu já há algum tempo e que é constituído maioritariamente por gente com menos de 40 anos de idade. Luís Almeida, Ricardo Segurado, Marta Rodrigues, Ricardo Martinho do Rosário, Joaquim Neto, Luís Batista, Luís Nazaré, Sandra Vitorino, são algumas das pessoas que fazem parte desta lista. Numa primeira fase, vamos fazer uma reorganização interna. Depois, assumimos o desafio de abrir o PS à sociedade, aos todos os militantes, mas também os apoiantes e simpatizantes, de forma a mobilizar os descontentes pela actual situação em Santarém e

criar um projecto alternativo. Considero que o grande erro do PS em Santarém foi ter-se fechado à sociedade ao longo dos 30 anos em que foi poder. Temos um mandato de dois anos. Vamos preparar o caminho para a escolha de um candidato à Câmara que poderá até nem ser um militante do PS. Daqui a dois anos, iremos novamente a eleições no PS e daqui a 3 anos será feita a escolha do candidato. O que pensa da situação da Câmara Municipal de Santarém?

Moita Flores e o PSD têm feito uma gestão incompetente da Câmara Municipal de Santarém. Assistimos a um rol de gastos sem sentido, de prioridades de despesas de duvidosa gestão, como a construção de um parque de estacionamento subterrâneo numa zona da cidade que não estava degradada do ponto de vista urbanístico e até existia um projecto de requalificação apoiado pelo programa Polis, aprovado na durante a gestão socialista, enquanto outras zonas mais degradadas, como o Campo Infante da Câmara, continuam abandonadas. Assistimos também à realização de gastos em imóveis que nem sequer pertencem ao Município. Com isto, a dívida do Município já vai nos 85,8 milhões, tendo aumentado 18 milhões desde Abril do ano passado. As pessoas ainda parecem andar contentes e embevecidas com as festas, mas é importante dizer que o rei vai nu e que Moita Flores está a fazer uma gestão danosa da Câmara. Veja-se o caso da saída de Santarém das Águas do Ribatejo, em que Moita Flores por pouco não acabava com a empresa, e ago-

A Pedro Braz assume liderança do PS num momento especialmente difícil para o partido em Santarém. ra o imbróglio da Águas de Santarém em que o parceiro privado exige que os 15 milhões de euros fiquem no orçamento da empresa. Moita Flores tem uma estratégia inteligente, mas é uma estratégia de gestão pessoal e não tem em conta o interesse do Município. Que apreciação faz do trabalho dos dois vereadores do PS na Câmara de Santarém?

António Carmo e Ludgero Mendes têm tido um papel positivo como únicos vereadores da oposição na Câmara. Têm demonstrado coragem, fazendo uma oposição frontal e sem tibiezas. Como é que o PS deve fazer oposição?

O PS tem de mostrar que tem um projecto alternativo para o concelho. Sem prejuízo das ideias que o nosso futuro candidato venha apresentar, entendo que a Câmara deverá ter uma intervenção mais

discreta e eficaz da gestão pública. É prioritário concluir a cobertura de saneamento básico no concelho. A partir daí, será necessário fazer o saneamento financeiro da autarquia. Só

depois será possível redefinir a acção posterior da Câmara. O betão não deverá continuar a ter tanto peso, mas deverá apostar-se antes nas políticas sociais, na educação e na

cultura. Não nos revemos na actual política cultural representada pelas centenas de artistas da cassete pirata que estão a vir a Santarém e que é o oposto do que defendemos.

Empresas municipais são luxo Concorda com a criação das empresas municipais pela Câmara de Santarém?

A proliferação de empresas municipais em Santarém é um luxo, uma forma de pagar grandes salários a administradores. Pensamos que as empresas municipais só servem para desorçamentação das actividade que são da competência da Câmara, e para se justificar a sua existência tem de se provar primeiro que os meios da autarquia não são suficientes para desempenhar essas competências. Não concordo com a criação da empresa municipal de reabilitação urbana, cuja articulação com a Comunidade Intermunicipal da Lezíria duvidamos que seja possível, atendendo ao historial de Moita Flores na Águas do Ribatejo. Muito menos concordamos com a empresa

municipal de cultura e turismo, que é um caso flagrante de desorçamentação municipal e uma forma de arranjar uns bons salários... Que papel pode ter o município no combate à crise?

Se o Município de Santarém tivesse as contas arrumadas podia criar um airbag social e apoio à educação em lugar do permanente show-off a que assistimos. Seria importante a autarquia trabalhar com a Segurança Social, para criar sinergias. Dessa forma, seria capaz de apoiar os pequenos negócios, o empreendedorismo, e as famílias com maiores dificuldades. A Câmara podia, por exemplo, dar livros e material escolar às crianças de famílias carenciadas, ideia que nem sequer é original - Rui Rio fê-lo no Porto.


8

O Ribatejo 15 | Janeiro | 2010

santarém Projecto Urbi Scallabis apresentado Luís Mata, historiador da Câmara Municipal de Santarém, e Patrícia Valinho, da empresa YDreams, vão apresentar ao público o projecto museológico do jardim das Portas do Sol denominado “Urbi Scallabis – Centro de Interpretação e musealização de estruturas arqueológicas”. Situado no Jardim das Portas do Sol, o Centro de Interpretação ‘Urbi Scallabis’ é o mais recente núcleo do Museu

RECOLHAS DE SANGUE EM VAQUEIROS E RIBEIRA DE SANTARÉM O Grupo de Dadores de Sangue de Pernes vai realizar duas recolhas de sangue no fim de semana, das 9 às 13 horas. No sábado, dia 16, a recolha de sangue vai realizar-se no Teatro Clube Ribeirense na Ribeira de Santarém. No domingo, 17, a recolha terá lugar lugar em Vaqueiros.

Municipal de Santarém. O espaço pretende funcionar como a sala de visita de uma cidade com 3000 anos de história. A apresentação do projecto museológico terá lugar na Sala de Leitura Bernardo Santareno, na próxima quarta-feira, dia 20, pelas 18 horas. Os técnicos vão explicar o projecto museológico e a componente multimédia que constitui uma mais-valia para o visitante.

Carro roubado encontrado submerso

ELEIÇÕES NO CINECLUBE DE SANTARÉM

A Garcia Correia aproveitou a despedida para “ajustar as contas” de 9 anos.

Despedida amarga de Garcia Correia Criticas ∑ Provedor da Misericórdia sai magoado

Um carro roubado foi encontrado capotado e submerso dentro de uma vala perto da Quinta do Boial, em Santarém, na terça-feira, 12 de Janeiro. Ao passar de tractor, um popular, Tiago Martinho, avistou a viatura “praticamente só com as rodas e a matrícula de fora da água” e alertou as autoridades. Ao chegar ao local, os bombeiros ainda colocaram a hipótese

de existirem vítimas mortais no interior do veículo, o que não se verificou. A viatura, um Honda Civic, tinha sido dada como furtada há vários dias, e a PSP desconhece a hora concreta do acidente. As autoridades supõem que terá ocorrido antes da vala ter um caudal de água tão forte, o que permitiu aos sinistrados e presumíveis autores do furto fugir do local.

António Garcia Correia despediu-se do cargo de provedor da Santa Casa da Misericórdia de Santarém (SCMS) com um balanço amargo de “9 anos de desilusões, de angústias, e de mágoas de profundas injustiças, com reflexos muito negativos numa instituição que pratica a solidariedade”. Num artigo publicado no último boletim informativo da SCMS, Garcia Correia queixa-se dos “tribunais que condenaram a Santa Casa da Misericórdia por razões processuais e não materiais”. Critica também os serviços da Segurança Social que, “em vez de apoiarem, retiraram recursos à SCMS e promoveram inspecções de A a Z quando lhe foi pedido apoio técnico (por auto denúncias de situações graves), humilhando até o seu provedor,

obrigando-o a depor em Lisboa, atitude que nunca o Ministério Público ou a Polícia Judiciária exerceram”. O coronel Garcia Correia critica igualmente a Câmara Municipal de Santarém por ter retirado à SCMS cerca de 1,5 hectares de terreno para construção de um pontão e de um troço de estrada e ainda se preparou para lhe retirar cerca de 10 hectares para avançar com um complexo desportivo, que não chegou a concretizar”. O provedor lamentou as “dificuldades processuais colocadas em quase todos os projectos de arquitectura ou afins que foram solicitados pela SCMS para recuperação de imóveis”. Garcia Correia lamentou ainda que o “prof. dr. J. Veríssimo Serrão, por escrito e por palavras, doou à Santa Casa a maioria dos

seus haveres culturais e, posteriormente, lhos retirou para os doar à Câmara Municipal de Santarém, após a SCMS, para o efeito, ter afectado um prédio, elaborado e pago um projecto de arquitectura, bem como ter recebido para catalogar cerca de 300 livros do acervo do professor Pina Martins que, entretanto, devolveu”. Garcia Correia afirma sair “com a certeza do dever cumprido: dever moral, ético e de cidadania para com o próximo”. Sublinha que “os relatórios destes 9 anos de actividade expressam bem o quanto a Misericórdia evoluiu”. Garcia Correia foi substituído, na passada sextafeira, por Mário Rebelo no cargo de provedor da SCMS. João Baptista

O Cineclube de Santarém vai reunir em assembleia-geral ordinária no sábado, dia 16, às 16 horas, no Fórum Actor Mário Viegas. Da ordem de trabalhos constam informações diversas, admissão de novos sócios e a eleição de novos corpos gerentes para o ano de 2010.

DECO DÁ CONSULTAS A CONSUMIDORES DE SANTARÉM A jurista da DECO – Associação de Defesa do Consumidor faz atendimento gratuito aos munícipes de Santarém, mediante marcação prévia através dos telefones: 243 304 609 (CIAC) e 243 329 950 (DECO). O próximo dia de atendimento será a 25 de Janeiro, das 10h00 às 12h30, na Travessa do Montalvo, 10 – A – r/c Esq. Santarém.

TORNEIO DE SUECA EM PERNES O Grupo de Dadores de Sangue de Pernes vai realizar o seu 12º Torneio de Sueca, que terá início no dia 5 de Fevereiro. As inscrições terminam no dia 30 de Janeiro, dia em que será realizado o sorteio às 21 horas na sede do grupo.


10 SANTARÉM

O Ribatejo 15 | Janeiro | 2010

XII Encontro Internacional de Jovens Cientistas A Escola Secundária de Sá da Bandeira acolhe, de 13 a 16 de Janeiro, o XII Encontro Internacional de Jovens Cientistas das Escolas Associadas da UNESCO, que tem como tema principal a “Biodiversidade pela Sustentabilidade”, já que em 2010 se assinala a “Década da Educação para o Desenvolvimento Sustentável” Com o objectivo de promover uma sociedade sustentável, com cidadãos atentos à biodiversidade e aos ecossistemas naturais, os jovens envolvidos apresentarão durante os quatro dias, no auditório da Estação Zootécnica Nacional, trabalhos relacionados com a sustentabilidade, sempre com uma discussão final para reflectirem sobre os projectos apresentados, sem esquecer que “o futuro está nas mãos dos jovens”. Os alunos presentes vão ter a oportunidade de conhecer

AEx-secretário do Tesouro participou na conferência organizada pelo PSD de Santarém

Nogueira Leite: “Portugal tem solução” Crise ∑ Antigo secretário de Estado falou da situação económica do País Congelamento de salários, energia nuclear, endividamento do país, défice do Estado, falta de produtividade e de competitividade da economia. Estes os principais temas abordados por António Nogueira Leite, ex-secretário de Estado Tesouro, na conferência sobre “os impactos locais da crise mundial”, organizada pelo grupo de deputados municipais do PSD de Santarém. A crise mundial tem um impacto profundo na economia portuguesa que, segundo Nogueira Leite, é a economia ocidental mais dependente da energia importada”. Assim, as empresas portuguesas têm mais dificuldade em concorrer porque, “em média, têm custos de factores de produção mais elevados, e os aumentos salariais não têm sido acompanhados por iguais aumentos de produtividade que continua a ser das mais baixas”. O ex-secretário de Estado concorda com o congelamento de salários proposto esta semana por Pedro

Passos Coelho, defendendo que só se devem aumentar os salários e pensões mais baixas. “Para haver um aumento da competitividade é preciso baixar os salários”, disse o economista. “Se não houver coragem dos governos para um congelamento dos salários vai acontecer-nos o mesmo que na Grécia, e as imposições virão e fora”. Defende igualmente a reforma do Estado Social, com uma maior intervenção dos sectores cooperativo e mutualista e privado nas áreas sociais. Quanto à dependência energética, considera necessário um sistema mais eficaz, com uma aposta no nuclear, desde que em conjunto com Espanha. O professor catedrático da Faculdade de Economia na Universidade Nova de Lisboa destaca a questão das finanças públicas como um dos principais problemas do país. Referiu o peso grande da despesa do Estado que absorve quase 50 % do que produzimos, sendo que a gran-

de fatia da despesa pública vai para as reformas e subsídios de desemprego. “Portugal tem solução”, afirmou Nogueira Leite, sublinhando que “as gerações mais novas são mais educadas e instruídas do que qualquer outra anterior e isso cria condições para uma mudança”. O antigo secretário de Estado do Tesouro aponta também o facto de Portugal ter “a sorte de poder aproveitar uma estreita relação a duas geografias com grande potencial, como é o Brasil, economia com 200 milhões de habitantes, e Angola, com 25 milhões”. Nogueira Leite defende a libertação de meios financeiros para os Muni-

Reformas dos mais novos estão em risco

cípios, para permitir uma maior utilização dos fundos comunitários. “A taxa de execução do QREN é muito baixa, porque os municípios estão sem capacidade financeira para garantir a comparticipação nacional dos investimentos”, disse o economista. Considera que “não podemos continuar as regiões autónomas a gastar à tripa-forra – na Madeira já se fazem túneis para construir estradas - enquanto os municípios, responsáveis apenas por 5% da dívida do Estado, estão sujeitos a forte contenção”. João Baptista joao.baptista@oribatejo.pt

∑ “O mais grave é que a pressão demográfica está a criar problemas e neste momento já estamos numa relação de 1,3 activos para 1 reformado e se esta tendência se mantiver não vamos ter a reforma que esperávamos”, disse Nogueira Leite.

algum património histórico do país como o Centro Histórico de Santarém, o Pavilhão do Conhecimento, o Mosteiro dos Jerónimos e o Oceanário de Lisboa. Neste encontro estão envolvidas 17 escolas, sendo oito delas portuguesas e as nove restantes, da vizinha Espanha, do Principado de Andorra e dos Estados Unidos. Para a realização deste Encontro, a Escola Secundária de Sá da Bandeira conta com patrocínios da Comissão Nacional da UNESCO, da Câmara Municipal de Santarém, do Governo Civil de Santarém e das Juntas de Freguesia de S. Salvador e de Marvila. Tem ainda o apoio da Escola Superior Agrária de Santarém e do L-INIA Fonte Boa (EZN) que disponibilizam professores e investigadores que coordenarão algumas das actividades.

Exposição SOS Igreja no Convento de S. Francisco O Convento de São Francisco em Santarém vai acolher a partir do dia 29 de Janeiro, a exposição Itinerante Multimédia “SOS Igreja” - Projecto Igreja Segura – Igreja Aberta, que dá a conhecer uma colecção de arte sacra furtada de origem desconhecida, os problemas de segurança das igrejas Portuguesas e a função social de prevenção criminal do Museu da Policia Judiciária. A mostra é promovida pelo Instituto Superior de Ciências de Policia Judiciária e Ciências Criminais, em parceria com a Diocese de Santarém e o Município de Santarém. A exposição vai estar patente até ao dia 14 de Março e tem como objectivo informar e sensibilizar para

a necessidade de enfrentar os problemas de segurança que afectam as nossas igrejas. Ao modelo da exposição juntar-se-á uma terceira parte, da responsabilidade da Diocese de Santarém, que consistirá numa mostra do que tem vindo a ser realizado em termos de inventariação local e demais medidas de protecção e valorização das igrejas escalabitanas. A exposição poderá ser visitada por grupos escolares ou outros (de preferência com marcação – no Convento de São Francisco ou através do telefone 243 359 160) e público em geral, de quarta-feira a domingo, das 9h30 às 17 horas. As visitas à exposição terão também sessões multimédia guiadas.


12

O Ribatejo 15 | Janeiro | 2010

região lezíria do tejo santarém QUESTÃO DO SALÁRIO É TABU

A Jorge Sobriño e Mercedez Garcia dizem ter sido muito bem acolhidos e elogiam todo o pessoal que trabalha com eles

Cubanos felizes no Ribatejo Alpiarça ∑ Médicos prestam serviço no centro de saúde desde Agosto, por menos de 500 euros mensais Dos 44 médicos de família contratados pelo Estado português ao Ministério da Saúde de Cuba, o casal Jorge Sobriño, de 42 anos, e Mercedez Garcia, de 36, são os únicos colocados no Ribatejo. Cinco meses volvidos, garantem estar “muito satisfeitos” e “adaptados” ao ritmo de vida pacato da vila de Alpiarça, onde prestam serviço no centro de saúde local. “As pessoas que trabalham connosco são muito simpáticas, excelentes profissionais e têm-nos ajudado bastante”, afirma o médico. Na sua opinião, a medicina familiar está mais avançada em Cuba, mas Jorge Sobriño diz ter ficado “agradado com as boas condições” que encontrou em Portugal, e elogia o sistema informático e o acesso imediato às informações sobre os pacientes. Sobre as principais diferenças, nota que, em Cuba, “não estamos um dia inteiro no consultório. À tarde ou de manhã, visitamos os

doentes nas suas próprias casas”, o que resulta numa relação de “maior proximidade”. Chegados ao Ribatejo, cada um deles herdou um ficheiro clínico com mais de 2.000 utentes e chegam a dar cerca de 30 consultas por dia, mas não se queixam de excesso de trabalho. Por semana, Jorge Sobriño ainda faz uma noite em Coruche e Mercedez Garcia um dia em Almeirim. Dizem-se “perfeitamente adaptados” ao rit-

Câmara suporta renda para assegurar clínicos no centro de saúde

mo de trabalho, sobretudo depois de ultrapassadas as barreiras iniciais provocadas pela língua e a desconfiança de alguns, mas poucos, doentes. “Cuba tem médicos espalhados por 85 países do mundo, mas é a primeira vez que estabelece este tipo de acordos com países europeus. Foi sobretudo a curiosidade e a oportunidade de evoluirmos profissionalmente que nos levou a concorrer para Portugal”, explica o clínico, acrescen-

tando que o casal já exerceu na Venezuela, durante cinco anos e meio. Ainda em Cuba, submeteram-se a um exame preparado pela Ordem dos Médicos portuguesa, e obtiveram nota positiva em mais dois testes após terem chegado a Portugal, a 8 de Agosto de 2009. Um era de medicina e o outro de língua portuguesa, realizados na Faculdade de Medicina do Porto. Já com 12 anos de experiência no curriculum, Jorge

∑ Em Maio de 2009, a Câmara de Alpiarça viu-se a braços com uma situação dramática a nível da saúde no concelho. Cerca de metade dos habitantes não tinha médico de família e apenas dois clínicos garantiam as consultas no centro de saúde. Entre a espada e a parede, a autarquia aceitou as condições impostas pelo Ministério da Saúde português para garantir os serviços dos profissionais cubanos, sob o risco de os ver colocados noutros concelhos. Por deliberação do executivo, a Câmara suporta a renda mensal do casal, 350 euros, a que acrescem os gastos de electricidade, luz, gás, televisão e internet, entre outros custos. Pelo que conseguimos apurar junto de alguns utentes, a população está satisfeita com o trabalho dos médicos cubanos, elogiados pela “simpatia” e “atenção com que ouvem as queixas” dos doentes.

Sobriño formou-se na faculdade de ciências médicas Ciego de Ávila, ao passo que a esposa obteve o diploma na faculdade de Cienfuegos, num país onde todas as capitais de província têm universidades com curso de medicina, segundo relatam. “Em Cuba, o curso geral demora seis anos, a que acrescem mais três anos desta especialidade, designada por medicina geral integral”, explica o clínico, que estava colocado na zona central da ilha. Mesmo satisfeitos com a opção profissional de exercer no estrangeiro e dos elogios à forma como foram acolhidos, o casal não esconde que as saudades de casa começam a fazerse sentir. “É lá que está toda a nossa família e será sempre nossa terra natal”, afirma o médico, explicando que o casal ainda não decidiu, mas está mais inclinado para o regresso quando o contrato acabar. João Nuno Pepino

“Podemos conversar sobre tudo, excepto sobre salários”, avisa desde logo Jorge Sobriño. Na verdade, não se sabe quanto auferem os médicos cubanos colocados no Ribatejo, Alentejo (24 clínicos) e Algarve (18), mas estimase que cada um receba menos de 500 euros por mês, segundo denúncias feitas pelo Sindicato Independente dos Médicos. Como muitos concursos públicos para a contratação de médicos de clínica geral terminaram sem candidatos, o Ministério da Saúde português estabeleceu um protocolo com Cuba para suprir a falta destes profissionais em 15 centros de saúde, localizados sobretudo em zonas deprimidas do interior e sul do país. O governo garante que os vencimentos que suporta são iguais ao de qualquer outro médico de clínica geral, entre 2.500 a 3.000 euros. Mas o dinheiro é transferido para os serviços de saúde cubanos, que retêm parte do salário e entregam aos profissionais deslocados um valor aproximado ao que receberiam em Cuba, acrescido de um subsídio à família. Entre os clínicos cubanos, há uma espécie de pacto de silêncio à volta deste assunto, mas dão a entender que a questão não lhes levanta qualquer celeuma. Até porque os salários chorudos e os rendimentos extra pelo exercício de medicina em clínicas do sector privado não fazem parte da realidade cubana, ao contrário do que acontece em Portugal.


ALMEIRIM | REGIÃO 13

O Ribatejo 15 | Janeiro | 2010

Ministério Público pede absolvição para autor de disparos sobre GNR Rapidez ∑ Apesar do número de crimes e das molduras penais, julgamento realizou-se numa única sessão Nelson P. entrou no Tribunal de Almeirim acusado de dois crimes de homicídio na forma tentada sobre elementos da GNR, quatro de ofensas à integridade física qualificada e três de resistência e coacção a agentes da autoridade. E saiu desta primeira sessão, realizada na terçafeira, 12 de Janeiro, com o Ministério Público (MP) a pedir a sua absolvição das acusações mais graves durante as alegações finais, num julgamento realizado praticamente em tempo recorde. Até porque a leitura do acórdão ficou logo marcada para 3 de Fevereiro. O defensor do arguido, Jorge Veiga Dias, pediu também a sua absolvição por falta de provas em relação aos crimes pelos quais está a responder. Nenhuma das oito testemunhas, sete militares e um inspector da Judiciária, conseguiu provar que o arguido disparou sobre um carro-patrulha da GNR de Almeirim durante uma perseguição a alta velocidade na ponte Salgueiro Maia, em Junho de 2003. Foram ouvidos os dois elementos da guarda que seguiam na viatura atingida, mas nenhum deles conseguiu colocar nas mãos de

A O arguido está acusado de ter alvejado dois elementos da GNR de Almeirim, na Ponte Salgueiro Maia Nelson P. a arma 6.35mm com que foram feitos os disparos, que podem ter sido efectuados pelos outros ocupantes do carro que o arguido conduzia, durante a fuga. Perante o colectivo de juízes, Nelson P., de 32 anos, desmentiu a versão da GNR, em que assentava boa parte da acusação, e negou mesmo possuir qualquer arma nessa ocasião, dizendo-se vítima de uma “mentira” inventada para encobrir uma even-

tual negligência e uso desproporcional de força na morte do seu padrasto. Um dos militares da GNR que seguia no encalço da viatura disparou para a traseira da Opel Combo cinco tiros de pistola e cinco de “shotgun”, dos quais resultou a morte de Vítor Santos, o ex-companheiro da mãe do arguido que estava em liberdade condicional. As autoridades só descobriram que a vítima mortal ia escondida na carrinha de caixa fechada quando a

fuga terminou, numa barreira policial montada na rotunda do Modelo, já com agentes da PSP de Santarém no local. Diligências posteriores da GNR no tabuleiro da ponte recuperaram uma pistola 6.35mm, bastante danificada após um pesado lhe ter passado por cima, arma atribuída a Nelson P. A mulher da vítima mortal ainda se constituiu assistente no processo para tentar que o soldado que disparou a “shot-gun” fos-

se acusado de homicídio doloso e omissão de auxílio, mas o MP de Almeirim arquivou a queixa, a 3 de Fevereiro de 2009. Natural de Mira de Aire, o arguido encontra-se actualmente a cumprir uma pena de 12 anos e seis meses de prisão efectiva no Estabelecimento Prisional de Vale de Judeus, condenado noutros processos-crime que correram nos Tribunais de Pombal e Porto de Mós. João Nuno Pepino

10 LOCAIS CANDIDATOS A MARAVILHAS NATURAIS O distrito de Santarém tem 10 lugares candidatos às “Sete Maravilhas Naturais de Portugal”, numa eleição que resulta de uma parceria institucional entre o Ministério do Ambiente, o Instituto da Conservação da Natureza e da Biodiversidade, a Liga para a Protecção do Ambiente, a Quercus, GEOTA e “National Geographic Portugal”. A primeira listagem do concurso apresenta um total de 323 locais, onde se encontram, do distrito, a Reserva Natural do Paúl do Boquilobo (concelhos da Golegã e Torres Novas), o Parque Natural das Serras de Aire e Candeeiros e Olhos d’Água do Alviela (Conjunto Flúvio – Cársico da Ribeira dos Amiais, em Alcanena), o Vale do Cabril, na Lapa (Sardoal), a Gruta do Algar do Pena (Santarém), a Reserva Natural do Estuário do Tejo e Reserva Integral de Pancas (Benavente), o Montado de Sobro e os açudes da Agolada e Monte da Barca (Coruche). A próxima fase do projecto consiste na criação de um painel de 77 especialistas, representantes das várias áreas científicas e com representatividade geográfica nacional, para chegar a uma “short list” de 77 locais naturais préfinalistas.

Os proprietários da Ourivesaria Costa, em Almeirim, apresentaram uma queixa-crime no Ministério Público (MP) contra desconhecidos, uma vez que as autoridades ainda não apuraram quem colocou no YouTube um vídeo de quase três minutos com imagens do assalto ocorrido no passado dia 28 de Outubro. Os fotogramas, que mostram o casal de ourives a ser violentamente agredido por um dos assaltantes

com um martelo, foram recolhidos pelas câmaras de vídeo-vigilância do estabelecimento. No dia a seguir ao crime, os DVD’s foram recolhidos por elementos do Núcleo de Investigação Criminal da GNR de Santarém e visionados por inspectores da Polícia Judiciária. Por decisão do titular do processo, o Ministério Público de Santarém, a investigação tem estado a cargo da GNR, uma vez que o crime não foi cometido com

recurso a armas de fogo. Segundo conseguimos apurar, o vídeo terá sido colocado na sexta-feira, 8 de Janeiro. No sábado, a sua existência começou a ser divulgada através de e-mails sucessivamente reencaminhados, e o facto foi divulgado em redes sociais como o Facebook e o Twitter. As imagens foram retiradas do popular site de vídeos na segunda-feira, 11 de Janeiro, já com as autoridades a investigarem um caso de

possível fuga de informação, uma vez que as imagens estão em segredo de justiça enquanto decorrer a fase de instrução. No vídeo, é possível identificar os rostos da dupla de assaltantes e a violência com que um deles agride o casal Costa, de 56 e 53 anos, que estiveram internados no Hospital de Santarém durante cerca de uma semana, com traumatismos cranianos. Os indivíduos ainda não foram detidos.

arquivo

Vídeo de assalto violento no YouTube motiva queixa-crime


14 REGIÃO | CARTAXO | CORUCHE

O Ribatejo 15 | Janeiro | 2010

Ourives amarrado e sequestrado durante assalto O assalto à ourivesaria Monteiro, no Cartaxo, rendeu aos autores do crime cerca de 100 mil euros em ouro, jóias e outros objectos valiosos. A dupla de assaltantes entrou no estabelecimento, em plena Rua Batalhoz, pouco depois das 10 horas de terça-feira, 12 de Janeiro, quando o proprietário estava sozinho a arrumar a montra. Sob ameaça de uma arma de fogo, António Monteiro, de 62 anos, foi amarrado com fita adesiva e sequestrado nas traseiras da loja, sem oferecer resistência, enquanto um dos gatunos escolheu calmamente as peças que estavam dispostas nos armários e vitrinas. Segundo fonte da PSP do

Cartaxo, os assaltantes actuaram de rosto descoberto, e as imagens recolhidas pelas câmaras de videovigilância já estão na posse da Polícia Judiciária. Os indivíduos são bastante corpulentos, aparentem ter entre 35 a 45 anos e devem ser experientes neste tipo de assaltos. O filho do ourives assaltado, Nuno Monteiro, disse à Lusa que, por alturas do Natal, os assaltantes já tinham estado no estabelecimento, passando-se por clientes interessados em fios de ouro. Por infeliz coincidência, a ourivesaria Monteiro foi assaltada pela primeira vez a 12 de Janeiro de 2009, acrescentou o filho do proprietário.

Câmara do Cartaxo aumenta verbas para as Juntas As oito Juntas de Freguesia do concelho do Cartaxo vão receber cerca de 1,7 milhões de euros em 2010, “o maior valor de sempre entregue pela Câmara com o objectivo de reforçar a descentralização de investimentos e competências”, segundo o presidente Paulo Caldas. Os protocolos foram aprovados na terça-feira, 12 de Janeiro, na última reunião pública do executivo, onde o autarca sublinhou que “esta proximidade deve continuar a ser reforçada com verbas que permitam aos eleitos nos órgãos executivos das freguesias ter a possibilidade de responder de modo efectivo aos anseios e necessidades das populações”. Segundo os documentos, Vila Chã de Ourique é a freguesia que mais dinheiro vai receber, cerca de 411 mil euros, seguida por Pontével, com 346 mil euros, Vale da Pedra, com 285 mil euros, e Vale da Pinta, 198 mil euros. Seguem-se Valada (188 mil

euros), Lapa (151 mil euros), Cartaxo (96 mil euros) e a Ereira (80 mil euros). A Câmara arrancou com estes protocolos de descentralização em 2002, com um valor que rondava os 950 mil euros. Em 2009, foram contratualizados cerca 1,3 milhões de euros. Na reunião, os protocolos foram aprovados com os votos favoráveis do PS e PSD, mas com o voto contra da CDU. Afirmando-se “por princípio” totalmente a favor da descentralização de competências para as Juntas, o vereador Mário Júlio Reis teceu vários reparos à aplicação prática dos protocolos e à informação que é transmitida aos eleitos da oposição sobre a fiscalização e acompanhamento da aplicação das verbas transferidas. “Falta-nos apreciar o projecto, os objectivos e os relatórios de transferências e competências anteriores”, concluiu Mário Júlio Reis, acrescentando ter dúvidas que as Juntas conheçam sequer os protocolos.

SETE CÂMARAS DEVOLVEM IRS AOS MUNÍCIPES

A Agente Mário Ferreira matou o cunhado, Luís Fernandes, e ocultou o cadáver

Polícia confessa homicídio a chorar Acusação ∑ Esposa da vítima mortal é cumplice do crime Emocionado e com lágrimas, o agente da PSP Mário Ferreira confessou perante o colectivo de juízes do Tribunal do Cartaxo que matou o excunhado, Luís Fernandes. De seguida, colocou o cadáver na bagageira do carro da vítima, e deslocouse de Alcoentre ao lugar do Furadouro, na Serra de Montejunto, onde incendiou a viatura e a empurrou por uma ravina abaixo, após ter colocado o corpo ao volante. Contudo, negou que a irmã Célia Ferreira, que estava num divórcio litigioso com Luís Fernandes, participou na ocultação e profanação do cadáver, único crime de que está acusada pelo Ministério Público.

A arguida, que também falou na primeira audiência, realizada a 7 de Janeiro, contou que, apesar de ter seguido noutro carro atrás do irmão até ao Furadouro e de o ter transportado novamente para casa, “não sabia” que Mário tinha assassinado o marido e que ia desfazerse do cadáver, simulando um despiste. “Sabia que algo grave tinha ocorrido, mas o meu irmão estava tão desesperado e a chorar que nem conseguia falar”, disse. O autor confesso, de 28 anos, relatou que na noite do crime, 17 de Novembro de 2008, deslocou-se à casa onde o casal residiu porque a sua mãe telefonou a avisar que Célia

e Luís tinham ido para lá, a discutir. Ao chegar, viu o ex-cunhado a agredir a murro e pontapé a mulher, e “salvou-a da morte” colocando-a na rua. Quando tentou sair, Luís agrediu-o com um objecto em madeira e ferro. Envolveramse numa briga que terminou no jardim, quando a vítima, de 35 anos, morreu ao “bater com a cabeça” num canteiro de mármore. “Percebi que tinha destruído a minha vida. Não fui capaz de pensar e tomar a atitude correcta”, confessou a chorar o polícia, defendendo que o crime foi acidental e em legítima defesa. João Nuno Pepino joao.pepino@oribatejo.pt

Provas desmentem versão dos arguidos ∑ A versão contada pelos irmãos foi contrariada pela inspectora da Judiciária que coordenou a investigação. As provas recolhidas no local indicam que foi Luís Fernandes quem andou a fugir de Mário Ferreira, ao contrário do que o arguido referiu. E o relatório da autópsia refere que a morte deve-se a várias pancadas na cabeça com um objecto em ferro, facto que Mário não conseguiu explicar. A PJ con-

cluiu ainda que não houve nenhum acidente de viação no Furadouro, porque foram encontrados vestígios de sangue no alcatrão e as marcas de fogo indicaram que o carro já ia a arder quando desceu a ravina. O arguido, que está em prisão preventiva, só foi detido cinco meses depois, em Maio de 2008. As autoridades acreditam que a irmã está envolvida no crime, motivado por divergências nas partilhas do divórcio.

Dos 21 concelhos do distrito de Santarém, apen a s sete Câ m aras Municipais optaram por devolver parte do IRS aos respectivos munícipes, ao abrigo da nova Lei das Finanças Locais, que permite às autarquias devolver entre 0,5% e 5% do valor declarado do imposto a cada contribuinte. Alcanena, Almeirim, Cartaxo e Torres Novas (todas lideradas pelo PS) e Constância (CDU) deliberaram devolver 1% em 2011, um valor que será calculado tendo por base os rendimentos deste ano. Abrantes e Barquinha (PS) ficaram-se pelos 0,5%. Dos 308 concelhos do país, apenas 66 Câmaras optaram por introduzir nos respectivos orçamentos de 2010 este novo regime legal que permite devolver parte do IRS aos contribuintes. Este número tem vindo a aumentar desde 2008, em que arrancou com 44 concelhos, tendo aumentado para 63 municípios aderentes em 2009.

VENTOS DE 220KM/H EM CORUCHE O concelho de Coruche foi fustigado por ventos superiores a 220km/h na madrugada de 23 de Dezembro, data em que se registou o vendaval que provocou estragos avultados na região Oeste e Ribatejo. Estes dados, não definitivos, foram divulgados pelo Instituto de Meteorologia, que registou ventos dessa ordem na zona coberta pelo radar de Coruche / Cruz de Leão entre as 4 e as 5 horas da madrugada, numa faixa de terreno com 30 quilómetros de largura. Os resultados preliminares revelam também que em Torres Vedras, uma das zonas mais afectadas, registaram-se rajadas de 142 km/hora, “ventos extraordinariamente fortes à superfície”, segundo o mesmo organismo.


15

O Ribatejo 15 | Janeiro | 2010

região médio tejo santarém URGÊNCIAS DO HOSPITAL DE ABRANTES ENTUPIDAS

A A criança de 7 anos foi entregue ao pai pelo Tribunal. A mãe interpôs agora novo processo para ficar com a guarda da menor.

Esmeralda de volta a tribunal Julgamento ∑ Pedopsiquiatra defende entrega da criança à mãe A pedopsiquiatra Ana Vasconcelos defendeu no Tribunal de Torres Novas a atribuição da guarda parental da pequena Esmeralda Porto à sua mãe Aidida Porto. Na primeira audiência do julgamento iniciado na sexta-feira em Torres Novas, os técnicos advertiram o tribunal para os diversos sinais de problemas psicológicos da criança actualmente a viver com o pai biológico. Porém, já no final da audiência que durou o dia inteiro, o julgamento registou um volte face quando se soube que Aidida Porto tem outros três filhos no Brasil com os quais perdeu o contacto. O Tribunal de Torres Novas iniciou na sexta-feira o julgamento do processo de regulação do poder paternal e da guarda da menor Esmeralda Porto, de 7 anos, segundo o pedido interposto pela mãe da criança, Aidida Porto, que alega ter agora condições económicas e estabilidade familiar para acolher a

criança em sua casa. Recorde-se que o pai biológico da pequena Esmeralda, Baltazar Nunes ganhou a guarda da menor em Março de 2009, numa disputa judicial com o casal Luís Gomes-Adelina Lagarto que criou a menina desde os 3 meses de idade. Agora, a mãe biológica Aidida Porto pediu a abertura de outro processo de regulação do poder paternal que está a ser julgado pelo novo juiz do processo Pedro Carrilho de Sousa.

Especialistas advertem: menina está em sofrimento psicológico

Luís Vilas Boas, psicólogo clínico do Abrigo Aboim Ascensão, de Faro, disse ao tribunal que a menina sofreu um traumatismo psicológico por ter sido retirada aos pais. Para este psicólogo clínico, “a menina viveu 90% da sua vida, com o casal e por isso só tem como referência emocional estes pais com os quais formou a vinculação emocional que é irreversível e permanecerá até final da sua vida”. A pedopsiquiatra Ana

Vasconcelos disse que “Aidida tem demonstrado melhores condições para funcionar como ponte de diálogo”. A pedopsiquiatra disse que a menina pede para ir viver com a mãe. A pedopsiquiatra que acompanha a menina a pedido do tribunal disse que “Baltazar não aceita que exista uma passagem harmoniosa da criança entre as duas casas e não compreende como seria importante para a criança que os adultos tivessem uma

∑ A pedopsiquiatra Ana Vasconcelos, que acompanha a menor a pedido do tribunal desde Maio de 2008, disse que a menina tem “comportamentos que revelam uma clivagem e um mau estar psicológico”. Segundo a psicóloga, o facto da menina “sentir necessidade de se despir e de vestir outra roupa, para ser outra vez a Ana Filipa quando vai visitar Aidida e o casal, revela uma clivagem que é um mecanismo de defesa da criança para não enlouquecer”. O psicólogo clínico Luís Vilas Boas considera que “a manter-se esta situação, a menina que foi Ana Filipa até aos 7 anos e desde há um ano passou a ser Esmeralda, viverá em grande sofrimento psicológico, corre risco grave de auto-mutilação e de auto-flagelação, está em perigo emocional”.

relação cordial, de forma a que a criança não sinta este traumatismo terrível que é a passagem abrupta de uma casa para outra”. Ana Vasconcelos defendeu que a responsabilidade parental deve ser exercida em conjunto pelos dois progenitores, e a criança deve viver com a mãe”. Recomenda que este processo de passagem da guarda da criança à mãe não seja abrupto para não afectar afectar a sua vida escolar”. A última testemunha ouvida foi Carina Porto Alves, a irmã de Aidida Porto, emigrante na Inglaterra. O advogado de Baltazar Nunes perguntou-lhe se Aidida tem outros filhos no Brasil, se tem mantido contactos e o que tem feito para cuidar deles. Após alguma insistência Carina confirmou existirem “outros três filhos, que vivem com os pais”. O julgamento continua dia 22. João Baptista

O encerramento do Serviço de Atendimento Permanente (SAP) está a criar graves problemas no serviço de urgências do hospital de Abrantes. O Agrupamento de Centros de Saúde do Zêzere (ACES) decidiu encerrar o SAP, neste início do ano, e os dois médicos que faziam serviço nesta unidade, das 8h às 20h, foram retirados do hospital. Os cerca de 120 doentes não urgentes que diariamente chegam ao serviço de urgência e que deviam recorrer ao seu Centro de Saúde, começaram a “entupir” o serviço. O director clínico do Centro Hospitalar, Edgar Pereira, disse em conferência de imprensa que “se encerrassem o serviço mas levassem os 120 utentes não urgentes para a consulta de recurso, o serviço de urgências cumpriria cabalmente a sua função”. Edgar Pereira disse que serão feitos esforços para a contratação de mais médicos para o serviço de urgência, mas “não cabe ao hospital resolver a situação dos doentes não urgentes que devem dirigir-se aos Centros de Saúde”.

ABRANTES NA FEIRA INTERNACIONAL DE TURISMO A Câmara Municipal de Abrantes volta a participar na BTL - Feira Internacional de Turismo, entre os dias 13 e 17, no Parque das Nações, em Lisboa.Com um stand promocional do concelho subordinado ao tema “Abrantes é muito mais que uma visita”, irá contar com a participação de 51 operadores turísticos do concelho de Abrantes que aceitaram o convite da autarquia para promover os seus espaços e serviços nas mais diversas áreas do turismo.


16 ROTA DAS FREGUESIAS

O Ribatejo 15 | Janeiro | 2010

rossio ao sul do tejo

textos e fotos ∑ Bruno Oliveira

Obras avançam na freguesia Aquapolis ∑ Projecto ribeirinho é considerado “fundamental” para o desenvolvimento da freguesia

A O presidente da Junta, Luís Valamatos, junto do novo Centro Escolar, que integra os alunos do 1º ciclo e do pré-escolar O Rossio ao Sul do Tejo tem o nome a sua própria riqueza, o rio Tejo. A aposta na requalificação da zona ribeirinha, através do projecto Aquapolis, é encarada como “fundamental e decisivo” para o futuro da freguesia, sobretudo porque permite alavancar outros investimentos na área do turismo. O presidente da junta de freguesia, Luis Vala-

matos, espera que o projecto do Aquapolis avance com brevidade e considera que essa obra pode ajudar a que outros projectos nasçam na freguesia, nomeadamente ligados ao turismo e, em especial ao turismo de habitação, permitindo assim também recuperar muitas casas e edifícios do centro histórico que estão de devolutos ou em risco de ruína. “Em termos indus-

triais não podemos esperar muito, o comércio está a perder importância. O turismo será o futuro”, afirma Luís Valamatos. O projecto de reabilitação da margem sul do Tejo inclui a criação de zonas de lazer, de um quiosque-cafetaria para apoio aos visitantes, de uma circuito de manutenção e de uma parque sénior, uma área para dinamizar actividades para a po-

pulação mais idosa. Nesta zona existe também já um parque de campismo, de caravanismo e de autocaravanismo, com cerca de 6000 metros quadros e o presidente da junta revelou-nos que a Câmara de Abrantes tem projectos para alargar ainda este parque de campismo. A reabilitação urbana do centro da freguesia é uma das prioridades deste executivo lide-

Junta com instalações renovadas Para dar o exemplo a Junta de Freguesia investiu na requalificação das suas instalações com a deslocação da secretaria para o rés-dochão e com a modernização da biblioteca que passou a integrar um Centro de Novas Tecnologias, com sete computadores com ligação

à internet e acesso gratuito para todos. Esta obra veio dar novas condições de trabalho, mantendo também este edifício histórico com vida e requalificado. Depois das obras, outros proprietários fizeram ntambém beneficiações nos seus edifícios,

destaca Luís Valamatos. “Se outros projectos de requalificação aparecerem pode ser que se crie uma dinâmica para uma reabilitação global do nosso centro histórico”, frisa o autarca. A Junta investiu também na requalficação do antigo edifício do matadouro

da freguesia. Próximo do Aquapolis e do rio Tejo, este espaço, que ganhou também sanitários, serve agora de local de apoio para as actividades secção de canoagem do Clube Desportivo “Os Patos”, uma das principais associações da terra.

rado por Luís Valamatos. O autarca demonstra-se preocupado com a degradação de muitos imóveis nesta zona e espera que o programa de reabilitação urbana da Câmara de Abrantes possa ser alargado. “O mais difícil muitas vezes é convencer os proprietários, mas penso que com incentivos poderá ser possível estimular esta área”, frisa Luís Valamatos.

CENTRO ESCOLAR CONCLUÍDO; CAMPO DESPORTIVO EM OBRAS Apesar das obras que ainda não avançaram, outras estão já em curso ou mesmo concluídas na freguesia. É o caso do centro escolar, uma obra que custou cerca de 740 mil euros, financiada em 476 mil euros, e que trouxe novas condições às cerca de 120 crianças do 1º ciclo e às duas turmas do pré-escolar. Em obra está também campo desportivo, que é propriedade municipal, e é onde joga a União Desportiva Rossiense. O campo vai ter relvado sintético e vai transforma-se no terceiro campo municipal,

CRISE AGUDIZA SITUAÇÕES SOCIAIS Luís Valamatos revelou-nos que, com a situação de crise que se vive, algumas áreas sociais estão com maiores dificuldades. “Muitas pessoas têm vindo aqui à junta pedir ajudar para comprarem medicamentos, vive-se na freguesia alguma situações de fome e é preciso que a comissão social de freguesia ganhe outra dinâmica”, frisa o autarca


ROSSIO AO SUL DO TEJO | ROTA DAS FREGUESIAS 17

O Ribatejo 15 | Janeiro | 2010

“Filarmónica” festeja 95 anos em 2010 Sociedade de Instrução Musical Rossiense ∑ Escola, orquestra ligeira e banda filarmónica movimentam dezenas de jovens A música está bem viva na freguesia do Rossio, muito por causa da acção da Sociedade de Instrução Musical Rossiense, que em 2010 completa 95 anos de existência. Esta “filarmónica”, como é mais conhecida, nasceu em 1915 por um conjunto de entusiastas da música, nos tempos em que as filarmónicas foram as verdadeiras escolas de muitos músicos portugueses. Mas, se no passado, esta sociedade musical formou dezenas e dezenas de músicas, o presente e o futuro da colectividade confirmam que a sua missão vai continuar. Nesta sociedade de instrução musical existe uma escola de música, para jovens a partir dos 6 anos, e que tem neste momento mais de 30 alunos e muitos outros que dela querem

A Os músicos desta colectividade têm tocado um pouco por toda a região fazer parte para aprender as primeiras notas. Para além da escola, a colectividade tem uma banda filarmónica com cerca de 38 elementos e ainda uma orquestra ligeira constituída pelos jovens músi-

cos formados pela escola da associação. Orientados e ensinados pelo maestro Francisco Lamarosa, estes jovens músicos treinam e estudam com afinco, tanto às sextas-feiras à noite como aos sábados, durante

quase todo o dia. Aprender música nesta escola é gratuito, cada músico tem direito ao seu instrumento, as fardas também são oferecidas e desta forma mais alunos haviam se também existissem mais instru-

mentos, lamenta o presidente da Sociedade, Diogo Lamaroso. A escassez de instrumentos é mesma a única reivindicação deste dirigente que, em 2005, assumiu a liderança da colec-

tividade numa altura em que esta estava em riscos de deixar de existir. Mal entrou, Diogo Lamaroso pôs mãos à obra e viu-se a braços com uma sede onde chovia e onde o chão estava muito degradado. Graças ao apoio financeiro de uma benemérita estrangeira com ligações à terra, a doutora Tereza Bueno, resolveu-se o problema do telhado e, através de peditórios e outros apoios, a situação do chão também. Recuperada a casa, foi tempo de ir à procura de antigos músicos e dos instrumentos que tinham desaparecido da colectividade. A banda voltou a formar-se, compraram-se novos instrumentos e, em vez de esperar que alunos aparecessem, foram os responsáveis que decidiram ir à escola cativar os jovens.


18 ROTA DAS FREGUESIAS | ROSSIO AO SUL DO TEJO

O Ribatejo 15 | Janeiro | 2010

Escuteiros dinamizam freguesia Na freguesia de Rossio ao Sul do Tejo o escutismo é já uma tradição com mais de um quarto de século, mais concretamente 27 anos, tantos quantos tem o Agrupamento de Escuteiros 697. Com mais de uma centena de jovens escuteiros, este agrupamento realiza anualmente um conjunto de actividades que trazem centenas de pessoas à freguesia. É exemplo disso a “Escapadinha dos Mourões”, um acampamento anual, realizado habitualmente em Maio, e que no ano passado

contou com a participação de mais quase 400 jovens, oriundos de vários agrupamentos de escuteiros de todo o país. Nesta “escapadinha”, que dura um fimde-semana e já vai para a sétima edição, os jovens acampam junto ao rio Tejo, no Aquapolis, realizam actividades desportivas e de animação um pouco pela região e pela freguesia. Este ano o tema da “escapadinha” é a música em homenagem aos 95 anos da Sociedade de Instrução Musical Rossiense.

A Este é uma proposta de um arquitecto para o reconstrução do edifício

Centro social projecta lar Recuperação do actual edifício ∑ Obra há muito esperada pode avançar este ano A casa é velhinha como são muitos dos seus utentes. Mas no lar do Centro Social Paroquial do Rossio ao Sul do Tejo o espírito é jovem e os 22 idosos que aqui residem “têm carinho, são bem tratados e o ambiente é familiar”, salienta a directora técnica, Ana Paula Antunes. Para além do apoio que presta a estes idosos, o Centro Social tem um serviço de apoio domiciliário que chega ainda a 27 outros idosos da freguesia. Sendo uma das poucas instituições da freguesia a prestar apoio social nesta área, há muito que os responsáveis do Centro têm o objectivo de criar me-

lhores condições com a construção de um novo edifício. O projecto já está no papel, a candidatura foi apresentada à Segurança Social, a Câmara de Abrantes já aprovou a obra e falta só mesmo que o processo regresse da Segurança Social para que o Centro Social comece a pensar em formas de financiamento e na candidatura a verbas comunitárias. O objectivo é construir um novo edifício no lugar do antigo, um antigo solar do séc. XIX que foi doado por uma benemérita, que agora apresenta condições deficientes para albergar com total conforto estes idosos.

Segundo o tesoureiro do Centro, Paulo Estrada, o projecto deverá ser feito por fases, permitindo assim demolir por partes o antigo edifício à medida que o novo for sendo construído no mesmo espaço. Desta forma, é possível também manter os idosos neste espaço e ir depois transferindo as valências para as novas instalações. O novo lar poderá ter capacidade para integrar mais alguns idosos mas permite principalmente reforçar as condições de apoio domiciliário, fazendo chegar a este serviço para um total de 40 pessoas. Há ainda a perspectiva de ser criado um cen-

tro de dia e, caso o centro consiga negociar com alguns proprietários de habitações vizinhas no quarteirão, poderão ainda ser criadas residências assistidas. “Este é um projecto que não só vem dar melhores condições aos nossos idosos, como também revitaliza o centro histórico da freguesia”, salienta Paulo Estrada. Para financiar esta obra, que poderá ultrapassar os 1,5 milhões de euros, o Centro conta com os financiamentos de fundos europeus e com alguns fundos próprios, escassos ainda assim para uma obra desta envergadura. Por isso o responsável salienta que “todos os apoios são bem-vindos”.


19

O Ribatejo 15 | Janeiro | 2010

Instituto Politécnico de Santarém

politécnico

Integram o Instituto Politécnico a Escola Superior Agrária de Santarém, Escola Superior de Educação de Santarém, Escola Superior de Desporto de Rio Maior, Escola Superior de Saúde de Santarém e Escola Superior de Gestão e Tecnologia de Santarém

JORNADAS TÉCNICAS DE ORIENTAÇÃO NA ESCOLA DE DESPORTO

A O director da Escola Agrária venceu com 12 votos contra 9 de Jorge Faria, numas eleições em que a actual presidente ficou pela 1ª volta

Jorge Justino é o novo presidente Presidência do Instituto Politécnico∑ Jorge Justino venceu segunda volta contra Jorge Faria O professor Jorge Justino é o novo presidente do Instituto Politécnico de Santarém para o mandato 2010 / 2014, após ter vencido a segunda volta das eleições, que decorreram esta semana na terça e na quarta-feira. O actual director da Escola Superior Agrária recolheu 12 votos dos membros do Conselho Geral da instituição, contra apenas nove votos de Jorge Faria. A actual presidente e recandidata ao cargo, Maria de Lurdes Asseiro, ficou pela primeira volta das eleições com apenas 5 votos. Na primeira volta, Jorge Justino recolheu 8 votos e Jorge faria os restantes 7. Jorge Justino destaca a questão orçamental como uma prioridade imediata e diz que é necessário que o Instituto Politécnico de Santarém faça todos os esforços para exigir mais financiamento junto do Ministério da Ciência e Ensino Superior. “Temos que captar verbas porque esse vai ser o problema prin-

cipal com que nos vamos defrontar nos próximos anos”, explica Jorge Justino. O novo presidente do Instituto considera este mandato “vai ser mais difícil” do que os outros dois em que esteve à frente do Instituto, destacando também o novo enquadramento legislativo nacional do ensino superior e as mudanças impostas pelo Processo de Bolonha. Para equipa de Jorge Justino, já estão designados dois vice-presidentes:

Lurdes Asseiro vai-se aposentar e explica razões da derrota

Pedro Reis, professor-adjunto da Escola Superior de Educação; e a professora coordenadora Teresa Serrano, presidente do Conselho Técnico-Científico da Escola Superior de Saúde. Jorge Justino quer ainda escolher um terceiro elemento, um pró-presidente, um nome ainda não definido pelo novo presidente do Instituto. Tomando posse como presidente do Instituto, Jorge Justino abandona a direcção da Escola Agrá-

ria e explicou a O Ribatejo que já deu início, junto da Assembleia de Escola, ao processo eleitoral para a eleição do novo director desta escola.

A palavra aos candidatos derrotados O candidato Jorge Faria espera que o novo presidente faça um bom mandato e diz-se disponível para trabalhar em conjunto “pelo futuro do Instituto”. “Concerteza que irá dignificar e fazer um bom trabalho. É uma

∑ A actual presidente, Maria de Lurdes Asseiro, diz

que não se recandidata até porque já apresentou ao Instituto o seu pedido de aposentação. “Não se concretizando a minha continuidade, uma opção que eu fiz em favor da instituição e não de interesses pessoais, optei pela aposentação. Estou tranquila e feliz pelo meu trabalho”, conclui Lurdes Asseiro, a candidata que há quatro anos venceu as eleições contra o professor José Rodrigues, da Escola Superior de Desporto. Protagonista de uma mudança de fundo na instituição, que envolveu a entrada em vigor de novos estatutos e a perda da autonomia financeira das escolas, Lurdes Asseiro admite que sentiu “resistências” na implementação destas mudanças e que isso pode ter contribuído para a sua derrota nestas eleições.

personalidade de grande mérito”, frisa o candidato derrotado, salientando ainda a “elevação com que decorreu” todo o processo eleitoral. O actual director da Escola de Gestão tenciona agora recandidatar-se a este cargo e continuar o seu trabalho à frente desta escola. Quanto a uma futura recandidatura à presidência do Instituto, Jorge Faria considera que, para já, é cedo para pensar nisso. Maria de Lurdes Asseiro diz que encarou esta derrota “com naturalidade” e confessou que quando resolveu recandidatar-se já sabia que esta situação poderia acontecer. “Entendi que me deveria recandidatar por um dever público, de cidadania e de missão. Pelo trabalho que iniciei há quatro anos, que significou uma grande renovação, achei que ninguém melhor que eu poderia dar continuidade a um projecto que tinha como linha condutora a afirmação do Instituto”, justifica.

A Escola Superior de Desporto de Rio Maior recebe esta sexta e sábado a 2ª edição das Jornadas Técnicas de Orientação no âmbito de uma parceria com a Federação Portuguesa de Orientação (FPO). A primeira sessão decorre esta sexta, às 9h15, com comunicações sobre “A rganização de actividades de Orientação no Desporto de Natureza, na investigação e como profissão”. Em seguida, António Aires da FPO vai falar sobre o que é esta actividade actualmente em Portugal e ainda sobre “A organização de actividades de Orientação no contexto do Desporto de Natureza”. Tiago Aires, também da FPO, falará sobre cartografia e Daniel Marques, do Clube de Orientação do Centro, vai abordar a vertente do atleta de orientação em BTT. Ana Gama e Teresa Bento, da ESDRM, vão falar sobre a importância da composição corporal e atletas femininas de orientação e, durante a tarde vão acontecer vários workshops (programa completo em www.esd. ipsantarem.pt.

REVISTA INTERACÇÕES DA ESES COM BOA AVALIAÇÃO A revista online da Escola Superior de Educação de Santarém, a “Interacções”, recebeu recentemente uma classificação de nível B1 equivalente à nota de “Muito Bom” numa avaliação realizada pela CAPES (Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior do Brasil). De um total de 1162 revistas avaliadas, só 51 obtiveram o nível A1 (Excelência) e 122 o nível B1. 2 (Óptimo).


20

O Ribatejo 15 | Janeiro | 2010

negócios INOVREGIO PROMOVE SEMINÁRIO

A O ministro António Serrano esteve no Encontro Nacional de Orizicultura em Benavente

Agricultores em paz com ministro Arroz ∑ António Serrano prometeu ajuda ao combate a práticas comerciais que prejudiquem produtores Foi um ministro da Agricultura em estado de graça aquele que foi recebido na semana passada no encerramento o I Encontro Nacional da Orizicultura Portuguesa, que decorreu em Benavente e onde António Serrano foi aplaudido por um auditório cheio de produtores, aparentemente “pacificados” com o novo titular da pasta. António Serrano prometeu ajudar no combate a práticas comerciais que prejudiquem os produtores de arroz e referiu que o seu ministério, em conjunto com a Autoridade da Concorrência, já estão a trabalhar na avaliação destas situações que colocam em causa os preços do arroz nacional. O ministro da Agricultura afirmou que o Governo “não pode tolerar práticas comerciais que penalizem e esmaguem os produtores portugueses”, apontando o dedo, sem especificar, a “agentes comerciais que trazem para Portugal arroz de má qualidade”. O

governante disse ainda que a mesma avaliação está a ser feita para o mercado do leite e das frutas e que o objectivo é lançar uma campanha nacional e internacional de promoção destes produtos. Esta foi a resposta do governante ao pedido do presidente da Associação Portuguesa dos Orizicultores, Carlos Laranjeira, que pediu a criação de legislação que “não seja feita à medida dos distribuidores e da indústria” e que permita aos produtores de

CAP pede linha de desendividamento

arroz portugueses colocarem nas superfícies comerciais o arroz nacional. Interpelado pelo presidente da CAP, João Machado – que quem ouviu rasgados elogios – António Serrano disse também que quer “desligar o complicómetro” dos serviços do seu ministério e começar “a pagar a tempo e horas” aos agricultores, sobretudo as medidas do Regime de Pagamento Único (RPU) e as agro-ambientais. “Não estou neste cargo para atrapalhar, mas

para ajudar”, frisou António Serrano, referindo que se sente o representante dos agricultores junto do Governo e do Conselho de Ministros, órgão onde pretende demonstrar que o sector da agricultura “consegue aplicar bem os fundos este ano e que para o ano pode ter mais orçamento”.

Mais orçamento pede a CAP E foi mais orçamento que pediu também o presidente da CAP, deixando o desafio ao novo

∑ Na sua intervenção, João Machado pediu ainda que a linha de desendividamento que foi criada pelo ministério, no valor de 50 milhões de euros, possibilite aos agricultores melhorarem a sua situação com a banca mas também que permita o pagamentos à Segurança Social e às Finanças. E alertou que, se esta linha exigir que os agricultores tenham as suas situações contributivas resolvidas, vai deixar muitos de fora. O presidente da CAP apelou ainda à revogação da modulação voluntária e pediu que as medidas já anunciadas para ajudar os agricultores vítimas das intempéries “cheguem rapidamente”, num período de semanas. “Não é possível que a burocracia tome conta deste processo”, frisou João Machado.

ministro para que consiga chegar a um orçamento para o sector na ordem dos 300 milhões, uma meta bem acima dos 172 milhões de euros do último orçamento e semelhante ao que existia há quatro anos, antes da “era do senhor Silva”, como João Machado se referiu ao mandato de Jaime Silva à frente desta pasta. João Machado elogiou a “postura diferente” de António Serrano e classificou o trabalho do novo ministro como uma “tarefa ciclópica” por estar numa altura de “contraciclo económico” e por ter uma “herança difícil”. Não se dando por satisfeito com o restabelecimento das ajudas da chamada “electricidade verde”, o presidente da CAP considerou que é preciso “afinar” esta medida porque o seu novo formato pode deixar de fora muitos agricultores. uma área em que teve resposta imediata do ministro que se mostrou disponível para corrigir eventuais falhas.

A InovRegio, associação de inovação regional, vai promover, em conjunto com as autarquias de Abrantes e do Cartaxo, um seminário sobre “Redes de Empreendedorismo”, no próximo dia 21, pelas 9h, no TagusValley – Tecnopolo do Vale do Tejo, em Abrantes. Vão ser apresentados caos de sucesso em autarquias, estabelecimentos de ensino, empresas e centros de negócio e inovação. A InovRegio foi criada a 17 de Julho de 2009 e inclui uma rede de agentes nacionais e internacionais unidos com o objectivo claro de estimular a inovação, o empreendedorismo e o desenvolvimento regional. Os objectivos passam pela incubação e “follow-up” das novas empresas, detecção de projectos de incentivo e desenvolvimento local e regional. Dos órgãos sociais fazem parte as câmaras do Cartaxo, de Abrantes, os Politécnicos de Santarém e Leiria, o ISLA, a Universidade Autónoma, a Escola Profissional de Coruche/Salvaterra de Magos, a Tagusvalley, o INTEC – Instituto de Tecnologia Comportamental, a Websys e a Softlimits.

PROJECTO DA AVIPRONTO EM CONSULTA PÚBLICA O estudo de impacte ambiental para a instalação do projecto da Avipronto na zona empresarial do Casal Branco no Cartaxo, que estava em apreciação no Ministério do Ambiente, entrou em fase de consulta pública, até ao próximo dia 5 de Fevereiro de 2010. Terminada esta fase, a CCDR poderá então pronunciar-se sobre o estudo, o que permitirá à Avipronto avançar com a instalação na Zona Empresarial do Casal Branco, em Pontével.


INVESTIR & AGIR | NEGÓCIOS 21

O Ribatejo 15 | Janeiro | 2010

Centro de Emprego de Tomar com nova directora O Centro de Emprego e o Centro de Formação Profissional de Tomar têm novos directores. Para o Centro de Emprego de Tomar foi nomeada Maria de Lurdes Botas, ex-presidente da Junta de Freguesia de São Miguel do Rio Torto em Abrantes e Coordenadora do Centro de Novas Oportunidades do concelho. Substitui Anabela Freitas. Para director do Centro de Formação Profissional de Tomar foi nomeado Jorge Reis, ex-director de Serviços do Centro de Formação Profissional de Santarém. Vem substituir Lucília

A

Lurdes Botas, ex-presidente da Junta de S. Miguel do Rio Torto, é a nova directora Vieira que foi eleita para vereadora na Câmara Municipal de Ourém.

arquivo

MODCOM traz mais 20 milhões para comércio

A

O secretário de Estado do Comércio numa visita a Santarém, no âmbito do MODCOM Abriu no dia 8 de Janeiro, a 5ª fase de candidaturas ao Sistema de Incentivos à Modernização do Comércio – MODCOM, com uma dotação de 20 milhões de euros. Este incentivo destina-se a micro, pequenas e médias empresas e contempla apoios a três tipos de áreas: lojas individuais, lojas em rede e estruturas associativas (associações comerciais). O apoio para lojas em rede destina-se a parcerias entre empresas ou a conjunto de empresas que pretendam adoptar uma marca ou insígnia comum. Pode também ser adoptado por empresas que

utilizem a mesma plataforma informática ou escolham a mesma central de compras. Os projectos de investimento das lojas individuais vão ter uma taxa de incentivo a fundo perdido de 45% das despesas, as redes de empresas um incentivo de 50% e as associações comerciais uma taxa de incentivo de 60%. Nas quatro fases anteriores do MODCOM o Governo disponibilizou um total de 114 milhões de euros a fundo perdido para a revitalização do comércio tradicional, tendo sido seleccionados cerca de 4 mil projectos empresariais e associativos.

Fiação torrejana na BTL Companhia Nacional de Fiação ∑ Em destaque produtos para restauração e Spa’s Apesar dos momentos de maior dificuldade que tem vivido, nomeadamente com cerca de centena e meia de trabalhadores em lay-off desde 07 de Junho e dívidas à banca, a Com-

panhia Nacional de Fiação e tecidos de Torres Novas vai marcar presença na BTL - Feira Internacional de Turismo, a decorrer entre 13 e 17 de Janeiro, no Parque das Nações. A

empresa vai apresentar a sua gama de produtos com destaque para a colecção têxtil-lar, o sub-segmento de produtos para hotelaria, restauração e SPA’s entre outras áreas como a rou-

pa de banho, cama e mesa. Fundada em 1845, a empresa é uma das mais antigas da Península Ibérica e produz roupa de banho, roupa de cama e mesa, em 100% de algodão.


22

O Ribatejo 15 | Janeiro | 2010

desporto André Lopes

Campeonato do Inatel - 2ª fase

Favoritos não escorregaram Raposa. Grupo D: Santanense 0 – Erra 1, Rebocho 3 – Azervadinha 0, e Santa Justa 1 – Carapuções 0. Folgou o Lavre. Na série 2, que reúne as equipas não apuradas na 1ª fase, os resultados foram: Grupo A: Carregueira 1 – Carvoeiro 0, Casais Ravelhos 3 – Sabacheira 3, e Lobos do Carvalhal 3 – Tancos 2. Grupo B: V. Cavalos 3 – Alcanhões 0, A. Travessa 3 – Vale das Mós 3, e Ulme 2 – S. Facundo 1. Grupo C: Alencalense 2 – Lapa 0, e Marmeleira 1 – Assentiz 1; o Atalaiense desistiu. Grupo D: F. Salvaterra 1 – Granho 0, Fajarda 0 – Zebrinho 0, e CB Samora Correia 0 – Vale da Pedra 1. Grupo E: C. Lavre 0 – F. Lagoiços 1, M. Alta 0 – F. Figueiras , e Volta do Vale 0 – M. Pegos 3.

Fátima Penafiel Oliveirense Portimonense Feirense Sp. Covilhã Aves Carregado

1 1

1. 2. 3. 4. 5. 6. 7. 8. 9. 10. 11. 12. 13. 14. 15. 16.

Beira-Mar Santa Clara Portimonense Feirense Chaves Fátima Gil Vicente Estoril Trofense Desp. Aves Oliveirense Freamunde Sp. Covilhã Varzim Penafiel Carregado

15 15 15 15 15 14 15 15 15 15 14 15 14 14 15 15

9 6 7 6 5 5 5 4 5 3 4 4 4 2 2 2

2 8 5 5 6 6 5 8 4 9 5 5 3 8 7 4

4 1 3 4 4 3 5 3 6 3 5 6 7 4 6 9

29 26 26 23 21 21 20 20 19 18 17 17 15 14 13 10

15ª jornada (17 Janeiro) Monsanto Operário Arouca Praiense Pampilhosa Ac. Viseu Marinhense Tourizense

Vit. Pico Mafra Sertanense Tondela Eléctrico Esmoriz U. Serra Ol. Bairro

1. 2. 3. 4. 5. 6. 7. 8. 9. 10. 11. 12. 13. 14. 15. 16.

Tondela Esmoriz Tourizense Pampilhosa Operário Arouca U. Serra Praiense Monsanto Ac. Viseu Sertanense Marinhense Mafra Eléctrico Oliv. Bairro Vit. Pico

Visita ao santuário de cachecol ao peito Apenas nos jogos com o Carregado a bancada do

14 14 14 14 14 14 13 14 14 14 14 14 14 14 14 13

8 8 7 7 7 6 5 5 4 5 4 4 4 3 3 2

2 2 4 4 3 3 4 4 6 2 4 4 4 5 5 2

4 4 3 3 4 5 4 5 4 7 6 6 6 6 6 9

25-11 16-10 21-13 21-15 16-11 16-15 13-9 12-13 13-17 19-20 15-16 11-17 10-16 12-17 13-19 8-22

26 26 25 25 24 21 19 19 18 17 16 16 16 14 14 8

visitante teve mais público do que no domingo passado. A ocasião desportiva trouxe a um grupo de adeptos excursionistas a oportunidade de fazer um passeio pela cidade de Fátima: “Já que o Chaves jogava em Fátima, aproveitámos para visitar o Santuário. Nós viemos numa excursão, outros vieram em transporte particular, mas juntámo-nos todos para o jogo”, disse um dos cerca de 120 adeptos transmontanos presentes.

Z

DISTRITAL - DIVISÃO PRINCIPAL - PRIMEIRA FASE

Mação Fazendense Pego U. Tomar Cartaxo Atl. Riachense

1 1 1 4 0 8

17ª jornada (17 Janeiro) Alferrarede Torres Novas Ouriquense Alcanenense U. Almeirim Amiense

Mação Fazendense Pego U. Tomar Cartaxo Atl. Riachense

1. 2. 3. 4. 5. 6. 7. 8. 9. 10. 11. 12.

Atl. Riachense Amiense Alcanenense Torres Novas Cartaxo U. Tomar Ouriquense Fazendense U. Almeirim Pego Mação Alferrarede

15 16 16 16 16 16 16 15 16 16 16 16

12 11 10 8 8 7 5 4 4 3 3 1

3 4 3 4 4 5 2 2 2 4 3 2

0 1 3 4 4 4 9 9 10 9 10 13

GOLOS

41-7 34-10 37-15 31-18 20-13 25-23 20-24 17-23 17-42 9-30 20-31 11-46

PONTOS

DERROTAS

JOGOS

1 1 1 0 0 0

VITÓRIAS

Classificação Torres Novas Ouriquense Alcanenense U. Almeirim Amiense Alferrarede

EMPATADOS

0 0 4 0 1 3 1 0

GOLOS

Monsanto Operário Arouca Praiense Pampilhosa Ac. Viseu Marinhense Tourizense

PONTOS

3 1 0 2 0 1 0 1

DERROTAS

Tondela Ol. Bairro Mafra Sertanense Vit. Pico Eléctrico Esmoriz U. Serra

ta de inverno (no seu caso não termina pois tem um jogo a menos) num óptimo sexto lugar, se compararmos à primeira vez que participou na Liga. No domingo o Fátima joga com o Santa Clara, uma das equipas mais difíceis, que esta semana só não ascendeu à liderança pois empatou com o Aves.

16ª jornada

Classificação EMPATADOS

GOLOS

21-15 21-13 22-16 18-11 20-16 17-13 21-16 14-13 19-23 17-17 14-14 18-21 19-25 9-14 13-21 10-25

PONTOS

DERROTAS

EMPATADOS

JOGOS

0 0 3 2 0

VITÓRIAS

Chaves Trofense Freamunde BeiraMar Santa Clara Varzim Oliveirense Estoril

ram uma boa oportunidade cancelada por Nené. Na segunda parte, o médio Bamba foi expulso levando a equipa transmontana a refugiar-se completamente na sua defesa e Rui Vitória a alargar a frente de ataque com Helton e Wanderson. Apesar da quase perfeita circulação de bola e domínio na parte final, os últimos homens do ataque fatimense foram sempre inconsequentes. O Fátima termina a vol-

2ª NACIONAL - SÉRIE CENTRO

14ª jornada

Classificação

16ª jornada (17 Janeiro) Santa Clara Gil Vicente Varzim Estoril Chaves BeiraMar Freamunde Trofense

Z

LIGA DE HONRA

15ª jornada Fátima 0 Gil Vicente 4 Penafiel 2 Carregado 0 Desp. Aves 0 Covilhã (adiado) Portimonense 3 Feirense 1

dominaram toda a partida, pontuada aqui e ali com contra-ataques dos ribatejanos. Alex ainda causou um ou dois arrepios, mas nada que justificasse a recuperação. O Monsanto caiu para o nono lugar e tem na 15ª jornada uma oportunidade de ouro para voltar às vitórias, se não quiser ir para águas perigosas. O adversário é o Vitória do Pico, equipa açoriana que está em último lugar.

Debaixo de um frio cortante, o Fátima desperdiçou a oportunidade de vencer o Chaves, que tinha os mesmos pontos, e assim ficou. A história de jogo comprova isso mesmo: apesar de uns 90 minutos pouco inspirados de ambos os lados, a turma ribatejana foi crescendo gradualmente para cima do visitante. Na primeira parte, tanto Moreira como Nuno Sousa poderiam ter marcado, enquanto os flavienses tive-

JOGOS

Derrota na neve

Z

Liga de Honra

Faltou o essencial ao Fátima

2ª Nacional - Centro

Foi em condições madrastas para a prática do futebol que o Monsanto perdeu em Tondela, depois de um nevão matinal que deixou um frio cortante no ar e o relvado muito escorregadio. Ao contrário do que tem sido o seu costume nesta época, o Tondela conseguiu uma vitória clara em casa sobre o Monsanto e ascendeu à liderança, depois das derrotas do Esmoriz e do Tourizense. Os da casa

A Fátima-Chaves: Káta tornou-se um elemento indispensável no meio-campo

VITÓRIAS

A jornada inaugural da série 1 nesta segunda fase do campeonato de futebol do Inatel ficou marcada pelas vitórias dos chamados “candidatos”, que se começam a perfilar já para os lugares de acesso à conquista do troféu Albino Maria e acesso à fase nacional. Aqui ficam os resultados completos: Grupo A: Sentieiras 3 – Envendos 0, Seiça 1 – Arreciadas 1, e Alvega 0 – Rio de Moinhos 2. Folgou a Amoreira. Grupo B: Batalha 1 – Arrouquelas 2, Azambujeira 1 – Alvitejo 0, e Almoster 3 – Vilanovense 1. Folgou o Juventude de São Domingos. Grupo C: Vale da Pinta 0 – Paço dos Negros 2, Vale Paraíso 1 – Benfica do Ribatejo 1, e Parreira 3 – Valada 1. Folgou a

39 37 33 28 28 26 17 14 14 13 12 5


FUTEBOL | DESPORTO 23

O Ribatejo 15 | Janeiro | 2010

Divisão Principal

Riachense volta a isolar-se no comando André Lopes

O Alcanenense também tem uma tarefa difícil ante o U.Tomar. Enquanto o primeiro quer aproveitar um deslize do Amiense, o segundo não pode correr o risco que deixar aproximar o sétimo lugar. A 17ª jornada completa-se com os seguintes jogos: Torres Novas-Fazendense, U.Almeirim-Cartaxo, Ouriquense-Pego e Alferrarede-Mação.

Mação-Torres Novas polémico

A Cartaxo-Amiense: Um jogo estimulante que terminou num contraditório nulo

Coruchense Barrosense Glória Marinhais Folga o Samora

Porto Alto Salvaterrense Benavente Pontével

0 0 1 3 2 3 2 2 1

GOLOS

29-4 24-9 19-12 15-11 14-20 10-15 14-25 8-23 8-22

PONTOS

DERROTAS

1 3 4 2 4 4 6 6 7

27 21 16 15 14 12 8 8 4

3 2 4 2 1. 2. 3. 4. 5. 6. 7. 8. 9.

Moçarriense Emp. Comércio U. Chamusca Meiaviense Folga o Pernes

Atalaiense Ferroviários Rio Maior Goleganense

Moçarriense Ferroviários Emp. Comércio Rio Maior Atalaiense Pernes Goleganense U.Chamusca Meiaviense

10 10 10 10 9 10 10 10 9

9 8 3 3 3 3 2 3 2

0 1 2 2 2 1 4 1 3

1 1 5 5 4 6 4 6 4

GOLOS

Moçarriense Emp. Comércio U. Chamusca Meiaviense

35-5 30-9 14-18 13-18 14-24 16-19 15-20 16-34 9-15

PONTOS

Classificação 2 2 4 2

12ª jornada (17 Janeiro)

27 25 11 11 11 10 10 10 9

DISTRITAL - DIVISÃO SECUNDÁRIA - PRIMEIRA FASE - SÉRIE C

11ª jornada Caxarias Linhaceira Cercal Tramagal F. Zêzere

Caxarias Sardoal Mindense Ouriense Mouriscas

5 2 0 2 1

1. 2. 3. 4. 5. 6. 7. 8. 9. 10.

Ouriense Mindense Caxarias Assentis Tramagal Sardoal Cercal Ferreira Zêzere Linhaceira Mouriscas

11 11 11 11 11 11 11 11 11 11

8 7 5 5 3 4 4 4 3 1

3 1 2 2 7 2 2 1 1 1

0 3 4 4 1 5 5 6 7 9

GOLOS

Classificação 1 3 3 2 3

12ª jornada (10 Janeiro) Linhaceira Cercal Tramagal F. Zêzere Assentis

9 7 5 4 4 3 2 2 1

DERROTAS

Ferroviários Rio Maior Goleganense Pernes Folgou o Atalaiense

Mouriscas Sardoal Mindense Ouriense Assentis

10 10 10 9 10 10 10 10 9

DISTRITAL - DIVISÃO SECUNDÁRIA - PRIMEIRA FASE - SÉRIE B

11ª jornada

Z

Benavente Samora Correia Glória Porto Alto Salvaterrense Barrosense Coruchense Pontével Marinhais

EMPATADOS

Z

JOGOS

1. 2. 3. 4. 5. 6. 7. 8. 9.

12ª jornada (17 Janeiro)

VITÓRIAS

1 0 2 0

EMPATADOS

Coruchense Barrosense Glória Marinhais

29-4 31-17 24-19 21-17 15-12 17-23 14-21 21-22 15-28 10-34

PONTOS

por perder 2-3, fruto de um auto-golo perto do final do jogo. Os amarelos da Moçarria subiram ao primeiro lugar e têm a melhor média de golos de toda a Divisão. De resto, todos os jogos acabaram em empates, pelo que a classificação se encontra rigorosamente na mesma, com a excepção do Atalaiense que caiu do terceiro para o quinto lugar por ter folgado. No domingo, o Moçarriense recebe o Atalaiense e o Ferroviários vai a casa do Empregados

Classificação 3 3 0 4

DERROTAS

do que sonha com a subida. O calendário da 12ª jornada completa-se com os jogos: Coruchense-Porto Alto, Barrosense-Salvaterrense e Marinhais-Pontével. Série B – A 11ª jornada ficou marcada pela primeira derrota do líder Ferroviários, e logo em casa. A equipa responsável foi o Moçarriense que já encetava uma perseguição implacável há várias jornadas. A turma orientada por Paulo Costa ainda esteve em vantagem por duas vezes, mas acabou

do Comércio. O Rio Maior vai à Chamusca e o Goleganense à Meia Via. Série C - O líder Ouriense teve um deslize e empatou em casa ante o Tramagal, o que permitiu ao Mindense reduzir a desvantagem. A equipa de Minde venceu folgadamente o Cercal. Já o Caxarias e o Assentis também venceram, respectivamente o Mouriscas e o Ferreira do Zêzere, e mantêm-se ex-aequo na classificação. O Sardoal venceu tangencialmente na recepção ao Linhaceira e apanhou o Cercal no sexto lugar. No domingo que vem é o tira-teimas entre Sardoal e Cercal. Na próxima jornada o líder é favorito em Ferreira do Zêzere enquanto o vicelíder tem uma prova dura no Tramagal. O Caxarias e o Assentis voltam a ter uma jornada acessível uma vez que encontram os últimos classificados, o Linhaceira e o Mouriscas.

Salvaterrense Benavente Pontével Samora Folgou o Porto Alto

EMPATADOS

Série A – Apesar de já possuir uma vantagem muito confortável, o líder Benavente continua na senda das vitórias, levando desta vez a melhor sobre o Barrosense. O Samora Correia também para lá caminha. Ao intervalo do jogo com o lanterna vermelha já Andrey tinha bisado e assegurando a vitória sobre o Marinhais. O Glória venceu em Pontével, o que lhe permitiu aceder ao terceiro lugar, ultrapassando o Porto Alto que folgou na primeira jornada do ano. Em relação ao Coruchense, as boas notícias do regresso do velho emblema não bastaram para a recuperação, perdendo mais uma vez, em casa com o Salvaterrense. Este subiu ao quinto lugar. Na jornada 12, é a vez de o Samora folgar, enquanto o Benavente vai a Glória do Ribatejo, onde deve encontrar um adversário aguerri-

Élio Batista

Moçarriense passa Ferroviários

DISTRITAL - DIVISÃO SECUNDÁRIA - PRIMEIRA FASE - SÉRIE A

11ª jornada

JOGOS

Z

Divisão Secundária

VITÓRIAS

No final do jogo, ambos os treinadores dirigiram palavras inflamadas à actuação do trio de arbitragem. O treinador maçaense José Carlos acabou expulso do banco por protestos num jogo em que disse merecer claramente a vitória. Já João Henriques, dos amarelos, repudiou a falta de um árbitro assistente, colmatada por um elemento do clube local; a 3ª Divisão Nacional vai acabar no próximo ano e parece que andamos a brincar aos Distritais , disse à Rádio Local de Torres Novas.

JOGOS

volta, o Alcanenense venceu folgadamente os pegachos. Por seu lado, o Torres Novas foi a Mação empatar com uma equipa que se demonstrou rejuvenescida o suficiente para disputar o jogo com uma equipa supostamente mais forte. Assim, do grupo dos seis de cima, além do líder, o U. Tomar foi o único que tirou a barriga de misérias, fazendo esquecer a derrota pesada da Taça com uma goleda em casa ao U. Almeirim. David marcou dois golos e o jogo ficou resolvido na primeira parte. Por fim, Fazendense e Ouriquense empataram, duas equipas que almejam o sétimo lugar. Com o ponto conseguido, o Fazendense ultrapassou o U.Almeirim no oitavo lugar, que é o limiar da manutenção. No domingo há jogo grande em Amiais de Baixo. O Riachense desloca-se ao reduto do segundo classificado, Amiense, onde se joga a liderança entre as duas equipas que têm mostrado o melhor futebol.

VITÓRIAS

Depois de duas jornada consecutivas a empatar, o Riachense voltou às vitórias de forma categórica. Jogar em casa com o último classificado ajudou a criar a maior goleada da época, pela segunda vez. O líder venceu oito a zero o Alferrarede e, aproveitando os empates de todas as equipas que ainda lhe poderão fazer frente, voltou a isolar-se no comando. Na esperança de ficar a ver o líder mais perto, Cartaxo e Amiense encontraram-se na capital do vinho para um encontro de força. Os anfitriões ainda mandaram duas bolas ao poste e dominaram toda a primeira parte, mas o poderio físico do Amiense mandou nos últimos vinte minutos. Um jogo que merecia golos. Já o Alcanenense e o Torres Novas mais não conseguiram do que um ponto ante equipas do fundo da tabela. No caso do Alcanenense foi o Pego que voltou a fazer das suas ao impor novo empate a um dos candidatos no seu pelado. Na primeira

27 22 17 17 16 14 14 13 10 4


24 DESPORTO | MODALIDADES

O Ribatejo 15 | Janeiro | 2010

Eleições realizam-se esta sexta-feira

Duas listas em luta pelo comando da Académica O actual presidente, Vítor Farinha, e António Melão, sócio há vários anos, encabeçam as duas listas que esta sexta-feira, 15 de Janeiro, pelas 20h30, vão disputar as eleições para os órgãos sociais da Académica de Santarém. A primeira lista a ser conhecida foi a de António Melão, profissional de seguros, que terá Nuno Branco na vice-presidência e

Pedro Bastos como tesoureiro. O médico Carlos Noronha é o candidato à mesa da assembleia geral e o economista Afonso Severo ao Conselho Fiscal. A maioria dos 15 elementos da lista são pais de atletas da Briosa, estando também incluídos alguns treinadores, casos de Bruno Morais e Luís Marques. Entre os objectivos da candidatura estão a apro-

ximação do clube aos sócios, a promoção do equilíbrio financeiro, tentando captar mais receitas próprias e minimizando a dependência dos subsídios, e a melhoria das condições do clube, sobretudo em termos de meios de transporte e da criação de uma enfermaria e um posto médico. António Melão garante ainda que, para já, está fora de questão criar

equipa de futebol sénior. Quanto à lista liderada por Vítor Farinha, eleito em Junho de 2007, pouco se sabe embora este já tenha referido a necessidade de renovar o actual elenco. O Ribatejo tentou falar com o dirigente sobre este assunto mas a conversa, apesar de marcada por diversas vezes, foi sucessivamente adiada por Vítor Vítor Farinha candidata-se ao segundo mandato Farinha. enquanto António Melão concorre pela primeira vez

A

Atletismo

PASSEIO PEDESTRE POR ARTE RUPESTRE

Sporting domina taça de saltos em Alpiarça O Sporting Clube de Portugal dominou por completo a taça da Federação Portuguesa de Atletismo em Saltos, que se disputou na pista coberta da nave desportiva de Alpiarça, onde o frio dentro do pavilhão acabou por prejudicar as prestações de todos os atletas. Mesmo sem atingirem grandes marcas, os leões venceram três das quatro provas da competição mas-

culina, através David Cardeira no salto em comprimento, Roman Giuly no salto em altura, e Edi Maia no salto com vara. No triplo salto, Carlos Calado ficou-se pelo segundo lugar. nas mulheres, a equipa leonina arrecadou mais dois primeiros lugares, com as prestações de Marisa Anselmo no salto em altura e Vera Lavrador no concurso da vara.

Uma das maiores provas da região

Maratona BTT dos “Águias” em Março A III maratona BTT dos Águias de Alpiarça realizase no dia 7 de Março. As inscrições estão abertas até dia 5 do mesmo mês. Podem ser feitas através dos telefones 919 938 269, 961 796 131 e 243 558 429, ou pelo e-mail cdaguiasbtt@ sapo.pt, e custam 10 pedaladas para os participantes que só querem fazar a

prova, e 15 pedaladas com direito a almoço. Esta iniciativa atribui prémios monetários aos melhores classificados de cada um dos percursos de dificuldade média, de 40 e 80 quilómetros, e haverá também lembranças para todos os participantes. Todas as informações em http://maratonabttcda.no.sapo.pt.

Hóquei em patins

“Tigres” apostam tudo na segunda volta O campeão mundial sub20 Rui Cova é o nome mais sonante das contratações de Inverno do Hóquei Clube “Os Tigres”, de Almeirim. “A principal razão para esta mudança foram os meus antigos colegas no Benfica que aqui jogam, e que me falaram muito bem do clube”, disse ao nosso jornal o internacional português, que vem Parede FC, clube da 2ª divisão nacional, para os Tigres, do escalão inferior, zona centro. “Apesar de estar na 3ª divisão, é um clube que tem um projecto para crescer, e isso cativou-

me”, continuou Rui Cova, que se junta a Ivo Nascimento (ex Paço de Arcos) e Tiago Barreira (ex Santa Cita), contratados em Dezembro. “Para mim, o mais importante é sentirme bem onde estou a jogar, e acho que encontrei isso aqui”, afirma o jogador, explicando que a integração no plantel tem corrido bastante bem. Depois de um início de época desastrado, o clube ocupa a 2ª posição da tabela classificativa, em igualdade pontual com o Santa Cita e a quatro pontos do líder HC Mealhada. Os resultados têm melho-

rado muito desde a entrada do treinador Jorge Godinho, a partir da 6ª jornada. Desde então, o clube só conheceu um resultado: a vitória. “Tendo em conta o que não correu bem de início, estarmos em 2º lugar é positivo, apesar desta equipa ter qualidade para estar mais acima”, afirma Jorge Godinho, acrescentando que plantel dá-me todas as garantias porque tem valores individuais acima da média para uma terceira divisão, mas é preciso trabalhar muito para ganhar os jogos e ter em conta o valor dos adversários”.

A arte rupestre nas margens do rio Ocreza, freguesia de Envendos, serve de tema para um passeio pedestre que se realiza dia 17 de Janeiro, às 9 horas. A Câmara de Mação, responsável pela iniciativa, garante os transportes de ida e volta entre a sede do concelho e o local do passeio. Mais informações pelos números 241 577 200 e 241 573 235..

AMIGOS D’ELAS ORGANIZAM PROVA TODO-O-TERRENO O moto clube “Os Amigos D’Elas”, das Fazendas de Almeirim, está a organizar o II passeio todo-oterreno 4X4 “Trilhos da Serra”, cujas receitas revertem a favor dos Bombeiros Voluntários de Almeirim. A prova realizase no a 7 de Fevereiro. As inscrições estão abertas até 24 de Janeiro e podem se feitas em www.osamigosdelas.com. Custam 25 rodas para condutores e acompanhantes, e incluem reforço alimentar a meio do passeio, lembranças para todos os participantes.


MODALIDADES | DESPORTO 25

O Ribatejo 15 | Janeiro | 2010

Pernes festeja aniversário sem “promessas” de novo campo O Atlético Clube de Pernes (ACP) festejou o 67º aniversário num jantar em que a ausência mais notada foi a do presidente Moita Flores e de representantes da Câmara de Santarém. Uma ausência que nunca foi directamente referida mas que o presidente do clube, Pedro Teopisto, não deixou de marcar no seu discurso ao referir que “quem não esteve é que terá que justifica porque não o fez”. Ao contrário de outros anos, em que houve “promessas” de um novo campo sintético para o clube, integrado no projecto do Complexo Desportivo, este ano o clube não teve direito a “prendas”, uma situação que para Pedro Teopisto já não é proble-

A Paulo Fonseca homenageado pela ajuda no desbloqueio do estatuto de utilidade pública do clube ma até porque “o clube e os seus atletas estão habituados a treinar com lama, com os pés molhados e frios”. O presidente do ACP disse ainda que considera ter o “melhor campo pelado” da região e destacou o empenho dos atletas e corpos técnicos e dirigentes do clube ao conseguirem mesmo assim bons resultados.

A prova disso é o número cada vez maior de atletas a jogar no clube, já são cerca de 125, cerca de meia centena a mais do que há quatro anos, quando esta direcção tomou posse. “Estamos bem servidos e vamos ter que continuar assim”, rematou Pedro Teopisto, destacando a importância dos apoios das empresas e instituições que actual-

mente patrocinam o clube e os prémios entregues aos atletas nesta festa de aniversário. “Estamos maiores, temos mais atletas e, por isso, há cada vez mais patrocinadores a acreditarem em nós. O tempo tudo traz e a seu tempo espero que façam justiça a este clube”, referiu ainda. O ex-governador civil, Paulo Fonseca, recebeu a grande homenagem da noite por ter contribuído para que o processo de atribuição de estatuto de utilidade pública ao Atlético tivesse sido finalmente concluído, em Abril de 2009. Com o novo estatuto de utilidade pública, o Pernes espera agora conseguir outros apoios e poder candidatar-se a projectos para desenvolver o seu projecto desportivo.

Ténis - Almeirim

Sub16 masculinos eliminam CT Alcobaça Os tenistas da equipa sub16 masculina da Associação 20kms de Almeirim eliminaram o Clube de Ténis de Alcobaça por 3-2, na 1ª jornada dos campeonatos regionais de equipas, que decorreram a 9 de Janeiro. Em singulares, José Miguel Lopes venceu por 6-4 e 6-3, ao passo que Miguel Esteves ganhou por 7-6 e 7-6. No 3º singular, Pedro Francisco perdeu por 1-6, 6-1 e 1-6. Nos encontros de pares, a dupla José Lopes e Miguel Esteves venceu por 6-2 e 6-3, ao passo que Miguel Dias

e Pedro Francisco sairam derrotados por 2-6 e 4-6. As sub16 femininas, que na época passada se sagraram campeãs regionais de equipas, receberam o troféu num jantar organizado pela Associação de Ténis de Leiria (ATLEI), que decorreu a 9 de Janeiro. A equipa, que conquistou este troféu pela primeira vez na história do clube, é composta por Carlota Féria, Bárbara Rosário, Marta Ferreira, Ana Beatriz Fernandes, Joana Carriço e Rita Silva, treinadas por José Rodrigues.


26

Madalena Matoso num “encontro” em Abrantes

culturas

O Ribatejo 15 | Janeiro | 2010

Madalena Matoso, vencedora do Prémio Nacional de Ilustração 2009 chega à Biblioteca Municipal António Botto, em Abrantes. Um encontro com a ilustradora dedicado aos alunos do ensino pré-escolar e 1ºciclo, dia 15 de Janeiro, às 14h30.

destaques

Cultura religiosa e devoção popular chega a Santarém na voz de Padre Ricardo Mónica O Teatro Sá da Bandeira vai ser palco do espectáculo “Encantos da Minha Terra”, um musical do Padre Ricardo Mónica, dia 16 de Janeiro, às 21h30 e dia 17, às 16h00. “Encantos da Minha Terra” retrata quadros da devoção popular que identificam uma cultura religiosa muito especial onde muitas vezes a barreira entre a religiosidade e o paganismo se torna muito delicada e pouco compreensível. Porém desvela-se uma devoção indescritível do sentido da presença de Deus no quotidiano destas gentes. Quer no campo desde o romper do sol ao fim do dia, quer nas festas dos domingos, passando pela Quaresma, Páscoa e Natal onde a vertente etnográfica se torna enriquecida com as orações musicadas e

recitadas mediante cada momento. Um misto de cultura religiosa e devoção popular, pela voz de Padre Ricardo Mónica, em colaboração com o rancho Folclórico de Almeirim e que conta com diversos elementos em palco, trajados a rigor com as vestes do inicio do século XX, época a que pertence a origem dos trechos musicais apresentados. Um musical de alegria, luz, cor e dinamismo, que serve para redescobrir a presença de Deus ao longo da vida do homem e que hoje se actualiza pelo modo de O descobrir nas pequenas coisa da vida “Um projecto de amor e homenagem às gentes da terra para ver no Teatro Sá da Bandeira, dia 16Jan. às 21h30 e 17Jan. às 16h00.

“As árvores morrem de pé” para ver no Sardoal

Aurora, um filme com música ao vivo no Virginia

“La Nonna” no Teatro Taborda “As árvores morrem de pé”, uma peça de teatro do Grupo de Teatro Paroquial Perafita, com encenação de Cecília Bento, sobe ao palco do Centro Cultural Gil Vicente, no Sardoal, dia 16, às 21h30.

O Veto Teatro Oficina apresenta, no Teatro Taborda, em Santarém, todas as sextas-feiras, até ao final do mês de Janeiro, às 21h40, a sua peça, “La Nonna”, da autoria do jornalista e dramaturgo argentino Roberto Cossa, “um mestre na arte de observar a realidade”. Uma “comédia de situações grotescas”, que nos conta a história da velha Nonna, uma “personagem sinistra, tirana, egoísta, caprichosa e indiferente a tudo e a todos os que a rodeiam” e com uma obsessão gigantesca pela comida, misturando “o trágico, o cómico e o grotesco”.

“Au rora” é uma história eterna, de grande poder emocional, contada sem os excessos do cinema mudo, emoldurada em belas imagens de notável qualidade fotográfica, do realizador alemão F. W. Murnau. Mais de oitenta anos depois, chega ao Virgínia uma cópia nova e restaurada, musicada por uma orquestra de músicos que nos levam numa viagem no tempo, até uma sessão de cinema em 1927. “Um dos mais belos filmes de toda a história do cinema” para ver no Teatro Virgínia, dia 16 de Janeiro, às 21h30.

roteiro cinemas SANTARÉM W Shopping - Cinemas Tel: 707220220

Castello Lopes 1

mes Cameron à direcção das grandes produções desde “Titanic” de 1997-Sessão às 16h30, 21h10 e 00h50.

Ágora Acção/Romande (M16) - Ver destaque. Sessoes às 16h10, 18h50, 21h30 e 00h20.

Castello Lopes 2 Avatar Aventura/Acção (M12) “Avatar” marca o regresso de Ja-

Playboy Americano Comedia (M16) Nikki é um engatatão que tem conseguido manter uma existência recheada de privilégios, vivendo na casa de Hollywood Hills de uma advogada de meia-idade, Samantha. Ele

vai partilhando os seus segredos connosco ao mesmo tempo que organiza festas e leva mulheres para a cama. Tudo corre pelo melhor para Nikki, até ao momento em que conhece uma bela criada, Sessões às 16h20, 19h00 e 21h40

Castello Lopes 3 Ouviste falar dos Morgans?

∑ Comédia (M12) Paul Morgan quer salvar o seu casamento. A sua mulher, Meryl, recusou todas as tentativas de reavivar a relação e o casal parece condenado, até uma noite em que testemunharam um homicídio. Sessões às 16h40, 19h100, 22h00 e 00h30.

Castello Lopes 4 Avatar

Aventura/Acção (M12) “Avatar” marca o regresso de James Cameron à direcção das grandes produções desde “Titanic” de 1997-Sessão às 16h30 e 21h30

Castello Lopes 5 2 amas de gravata Comédia (M12) - Dois grandes amigos - um divorciado sem sorte ao amor e um solteiro e divertido pinga-amor

- vêem as suas vidas, literalmente, viradas do avesso quando, inesperadamente, se tornam responsáveis por dois gémeos de seis anos no momento em que estão perante o maior negócio das suas vidas. Sessões às 21h50 e 00h00

Alvin e os esquilos 2 Animação (M6) - Nesta sequela dos esquilos estrelas


O Ribatejo

CULTURAS 27

Caminhadas pelo concelho de Alcanena

15 | Janeiro | 2010

A Freguesia de Vila Moreira recebe a primeira caminhada de 2010 pelo concelho de Alcanena, dia 17 de Janeiro. As inscrições são gratuitas e a concentração está marcada as 10h, junto ao Largo da Igreja.

exposições

Destaque

Teatro

Carlos Mendes e Os Terra de Sempre no Cartaxo

Abrantes Gonçalo Byrne Gonçalo Byrne é autor de uma vasta obra, várias vezes premiada a nível nacional e internacional. A sua produção tem mostrado particular relevo nos planos patrimonial e cultural. A sua obra chega à galeria Municipal de Abrantes a 15 de Janeiro, às 18h00

A voz inconfundível de Carlos Mendes E Os Terra de Sempre chega ao Centro Cultural do Cartaxo, dia 16 de Janeiro, sábado, às 21h30. Um espectáculo que recupera para além do próprio cantor, dois grandes músicos, Fernando Chaby e Edmundo Silva, do mítico “Os Sheiks”, grupo de sucesso fundado por Carlos Mendes em 1963 e que o tornou conhecido, mas que acaba por abandonar em 1967 para iniciar uma carreira a solo. Foi então que, em 1968 venceu o Festival da Canção, do canal RTP com a canção “Verão” e participou no Festival da Eurovisão, realizado em Londres, no Royal Albert Hall. Uma experiência única na sua carreira enquanto músico e que o lançou para os tops a solo. Agora, o cantor recupera parte dos elementos dos Sheiks, incluindo algumas músicas dos anos 40, 50 e “golden oldies” sem esquecer as músicas e melodias actuais, assim como originais escritos pelo próprio cantor entre os anos 70 e os dias de hoje. Carlos Mendes e Os Terra de Sempre, dia 16, às 21h30, no Centro Cultural do Cartaxo. (Entrada Livre mas sujeita a reserva)

Almeirim Sacro e Profano ”Almeirim, pessoas e factos VIII, o Sacro e o Profano”, é uma exposição organizada pela Associação de Defesa do Património Histórico e Cultural do Concelho de Almeirim e vai estar patente ao público na Galeria Municipal até 13 de Fevereiro

Golegã Expografia O CESPOGA – Centro de Estudos Politécnicos da Golegã do Instituto Politécnico de Tomar apresenta “Expografia - A Golegã na objectiva de uma fotógrafa local: a obra de Tereza Trancas” Para ver no Palácio do Pelourinho, dia 15 de Janeiro, pelas 18h00

cinema

Rio Maior José Augusto França A Biblioteca Municipal de Rio Maior recebe a Exposição “Lezíria do Tejo Suas Gentes, Suas Paisagens”. patente até 15 de Janeiro. Entretanto, na Galeria Municipal de Exposições, estará uma mostra de pintura de Anes Fonseca – Envolvência Humana. Para ver até 29 de Janeiro

Ágora. Quando é preciso escolher entre o amor e a liberdade

“À Descoberta do Actor” em Rio Maior A Oficina de Artistas Quem Não Tem Cão, de Rio Maior propõe um curso de iniciação ao teatro “À Descoberta do Actor”. Uma iniciativa com duração de três meses, a começar já em Fevereiro, em horário pós-laboral, das 20h30 às 23h30, uma vez por semana. Para mais informações e inscrições consulte o blogue http://equemnaotemcao. blogspot. com/ ou contacte através do número 96 788 67 62.

poesia

Sonho De suspirar em vão já fatigado, Dando trégua a meus males eu dormia; Eis que junto de mim sonhei que via Da Morte o gesto lívido e mirrado: Curva fouce no punho descarnado Sustentava a cruel, e me dizia: “Eu venho terminar tua agonia; Morre, não penes mais, ó desgraçado!”

Século IV. No Egipto, sob o poder do Império Romano, violentos confrontos sociais e religiosos invadem as ruas de Alexandria… Presa entre paredes, sem poder sair da lendária livraria da cidade, a brilhante astrónoma, Hypatia, com a ajuda dos seus discípulos, faz tudo para salvar os documentos da sabedoria do Antigo Mundo… Entre os discípulos, encontram-se dois homens que disputam o seu coração: o inteligente e privilegiado Orestes e o jovem Davus, escravo de Hypatia, dividido entre o amor secreto que nutre por ela e a liberdade que poderá ter ao juntar-se à imparável vaga de Cristãos.

Quis ferir-me, e de Amor foi atalhada, Que armado de cruentos passadores Aparece, e lhe diz com voz irada: “Emprega noutro objecto teus rigores; Que esta vida infeliz está guardada Para vítima só de meus furores.” Bocage

roteiro cinemas pop, Alvin, Simon e Theodore, ficam a cargo do sobrinho de Dave Seville. Ao voltar para a escola, os “rapazes” têm de colocar de parte a música “superstardom”, até serem convidados a salvar o programa musical escolar.Sessões às 15h20, 17h30 e 19h40.

Castello Lopes 6 Sherlock Holmes Aventura/Acção (M12) -”Sher-

lock Holmes”, o detetive e o seu leal parceiro Watson, encontram o seu último desafio. Revelando habilidades de luta tão letais quanto o seu lendário intelecto, Holmes vai lutar como nunca para derrubar um novo inimigo e desvendar uma conspiração mortal que pode destruir o país Sessão às 16h00, 18h40, 21h200 e 00h10.

TORRES NOVAS

Avatar

TorreShopping

Aventura/Acção (M12)- Sessões às 13h20 ,16h00, 18h30 e 21h10

Planeta 51 Animação (M16)- Sessões às 13h10, 15h10 e 17h10.

lidar com os seus impulsos. É obcecado pela ideia de vir a sair com raparigas, mas no campo amoroso está sempre a falhar.. Dia21Jan. às 21h30

deles muda para sempre quando descobrem que a sua filha de dois anos, Kate, tem leucemia. A sua única esperança é conceberem outra criança. Dia 16, às 21h30.

Sherlock Holmes

CARTAXO

Aventura (M12)- Sessões às 13h10,16h10, 19h20, 21h45 e 00h20

Centro Cultural

CONSTÂNCIA

Uns Belos Rapazes

Auditorio Municipal

SARDOAL

Comedia(M12) Hervé é um típico adolescente de 14 anos com um físico pouco atraente e um intelecto medíocre. Vive com a mãe e tenta, a custo,

Para a minha irmã

Tetro

Drama (M12) Sara e Brian Fitzgerald são pais de duas crianças e formam uma família feliz. No entanto, a vida

Drama (M12) Uma família desmembrada e afastada por conflitos que ficaram por resolver. Dia 20 às 21h30.

Terapia para casais Comedia (M12)- Sessões às 13h20,16h00, 18h30, 21h10 e 00h15


28 CULTURAS

O Ribatejo

Semana do Inverno em Tomar

De 18 a 23 de Janeiro, Tomar é palco da Semana do Inverno. Uma iniciativa com vários ateliês pedagógicos, de expressão plástica, escrita criativa e expressão musical, sem esquecer a leitura com a “Hora do Conto” e ainda o visionamento de um dvd. Uma semana dedicada aos mais novos.

15 | Janeiro | 2010

destaque

Vai acontecer...

“Não se nasce leitor” em Constância

Teatro Virgínia aposta em projectos comunitários

“Nos dias 22 e 23 de Janeiro vai decorrer na Biblioteca Municipal Alexandre O’Neill, em Constância, a acção de formação “Não se nasce leitor: literatura para a infância e juventude”. A acção de formação é dinamizada por Rui Marques Veloso e destina-se a animadores sócio-culturais, bibliotecários, professores, educadores e técnicos de biblioteca. Uma organização da Câmara Municipal, com o apoio da Direcção-Geral do Livro e das Bibliotecas. As inscrições podem ser efectuadas até ao dia 19 de Janeiro, na Biblioteca Municipal Alexandre O’Neill.

A nova programação do Teatro Virgínia, em Torres Novas, para este primeiro trimestre de 2010 engloba um conjunto de projectos voltados para a comunidade torrejana. Um dos projectos, o espectáculo “Dos Joelhos para Baixo – que vai a cena no dia 22 – envolve alunos do ensino secundário do concelho que são desafiados a pensar os locais da cidade que mais os marcam e como lidam com esses espaços. Outros dos projectos que vai envolver a comunidade, é o espectáculo Lago dos Cisnes- que vai a cena dia 27 de Março, e que apela à participação de seniores com 50 ou mais anos para serem eles

próprios a dançar este bailado clássico. Este trimestre começa também o projecto “Revisitar D. Manuel I” que vai recriar as cortes quinhentistas em Torres Novas de 30 de Abril a 2 de Maio mas que já em Março vai levar a história do foral da cidade às escolas através de três momentos dinamizados pelo museu, pelo próprio Teatro Virgínia e pela biblioteca. Em finais de Abril e inícios de Maio, a cidade vai-se vestir à época e fazer uma viagem no tempo para a recriação, em jeito de feira medieval, o tempo do rei D. Manuel I. Este projecto foi alvo de uma candidatura a apoios do QREN no valor de 200

mil euros. Continua também o projecto “Panos” que desafia jovens do concelho a criarem um espectáculo de teatro, orientado pela encenadora Suzana Branco, e que vai estrear em Abril. Pelo teatro vão passar ainda Luís Represas, dia 20 de Fevereiro, e o actor João Reis, com a peça “A Febre de Wallace Shawn”, dia 13 de Fevereiro. Estarão também nomes internacionais como Marc Copland, referência do jazz, dia 6 de Fevereiro, e Corey Harrey, um nome ligado ao reggae, dia 29 de Janeiro. Programação completa no novo site do teatro Virgínia em www. teatrovirgina.com


O Ribatejo

CULTURAS 29

Oficina de Modelagem em Gesso no Entroncamento

15 | Janeiro | 2010

Uma Oficina de Moldagem em Gesso dirigida a crianças dos 6 aos 10 anos de idade é a proposta do Centro Cultural do Entroncamento. Uma oficina prática para os mais pequenos a decorrer nos dias 16 e 17 de Janeiro das 15h00 às 17h00.

televisão

LIVRO Fúria Divina José Rodrigues dos Santos PVP:20,70€ Fúria Divina é um impressionante guia que nos orienta pelo labirinto do mundo e nos revela os tempos em que vivemos. Um empolgante romance baseado em informações verídicas. Um livro que nos conta a história de um criptanalista português, Tomás Noronha, apaixonado por uma bela operacional da CIA, quando é confrontado em Veneza com uma estranha cifra

horóscopo

O pior acidente de aviação do século

carneiro 21/3 a 20/4

RTP2

Não parece ser uma semana fácil, na medida em que está um tanto desgastado e sem grande capacidade de compreensão ou tolerância. Poderá haver lugar a rupturas ou à criação de novos relacionamentos. A sua vida económica necessita de uma gestão muito mais rígida.

No amor, está muito favorecido e é natural que balança 24/9 a 23/10 marque pontos e colha vantagens. É no convívio

touro 21/4 a 21/5

Não se sentirá muito satisfeito com a vida sentimental, por falta da correspondência e/ou compreensão desejadas ou necessárias. Depende de si dar uma volta à sua vida. Não conte, esta semana, com resultados imediatos. Morosidade nos processos e desenvolvimentos.

escorpião 24/10 a 22/11

Os sentimentos estão muito agitados e tende a reagir com excessos de emotividade. Não encare comentários ou conversas banais como críticas. Também no aspecto profissional as emoções se fazem sentir. Tende a misturar assuntos e a sentir-se lesado de uma forma pessoal.

gémeos 22/5 a 21/6

Esta semana, encontrará facilidades no sector amoroso, fazendo assim com que toda a esperança seja lícita e a felicidade nos relacionamentos previsível. A vida profissional tende a revelar-se intensa, podendo mesmo trazer muitos transtornos à sua vida pessoal.

sagitário 23/11 a 20/12

Denota uma grande lucidez ao enfrentar as questões da vida afectiva. Pode tomar decisões e é natural que opções de outros impendam sobre si. De uma maneira geral, saberá sempre adoptar as atitudes mais correctas. A semana pode ser decisiva em termos profissionais.

caranguejo 22/6 a 22/7

Está sujeito a oscilações de sentimentos e mesmo a paixões fortes que o podem levar a comportamentos inusitados. Assuma completamente as suas opções. Esta semana não poderá tomar os acontecimentos como certos nem actuar só com base em hipóteses.

capricórnio 21/12 a 20/1

Esta semana, os sentimentos e as emoções surgem cheios de intensidade e, quando menos esperar, pode ser surpreendido por manifestações fortes ou pela necessidade de se expressar. Os resultados só surgem com persistência. Ponha capitais a circular.

leão 23/7 a 23/8

O momento é especialmente favorável à vida sentimental e à conquista. Neste período, não há lugar para reservas ou desânimo; é essencial manter uma atitude positiva. Esta semana deve colocar-se bastante no centro dos acontecimentos e chamar a si as iniciativas.

aquário 21/1 a 19/2

No sector amoroso necessita de tentar entrar num regime mais calmo, para poder definir melhor os seus sentimentos. Impõem-se uma reflexão sobre situações de constante decepção. Esta semana, necessita de actuar de forma muito consistente profissionalmente.

virgem 24/8 a 23/9

Está sujeito a influências bastante positivas e a conjuntura é-lhe favorável; apesar de tudo, nem sempre se sentirá satisfeito, já que atravessa uma fase de grande exigência. Boa semana para falar sobre assuntos, esclarecer pontos de vista e adquirir novos conhecimentos.

peixes 20/2 a 20/3

Sector amoroso bastante favorecido; sentir-se-á admirado e desejado. Ponha de lado preconceitos ou outros condicionalismos e tente novos relacionamentos. Todo o tempo que dedicar ao amor será bem empregue. Embora com realismo, deve aproveitar as oportunidades.

Sexta-feira, 15 de Janeiro,23h30

27 de Março de 1977. Às duas da tarde, um espesso nevoeiro rolava no pacato aeroporto de Los Rodeos em Tenerife. Na pista dois aviões carregados de passageiros, colidem em pleno processo de decolagem. Mais de 583 pessoas morrem. Foi um dos mais mortíferos desastres que o mundo testemunhou.Um documentário que nos leva até aos “cokpits” destes dois aviões destruídos, reconstruindo os momentos que levaram à tragédia.

Potugal e a NATO Canal História Sábado,16 de Janeiro,22h00

CD Elv1s - 30 #1 Hits Elvis Presley PVP:9,95€ Mais de trinta anos depois de morrer, Presley ainda é o artista solo detentor do maior número de “hits” e também é um dos maiores recordistas mundiais em vendas de discos em todos os tempos . Se fosse vivo faria em 2010, 75 anos. Ainda assim, será eterno e mundialmente denominado “O Rei do Rock”.

A NATO inicialmente era uma organização imprecisa, um ponto de encontro de vários projectos e intenções. Os países do Pacto de Bruxelas, esperavam, beneficiar da ajuda americana. Portugal participou nas reuniões preparatórias com dificuldades, já que não tinham claro quem era o responsável interno. Os membros da Aliança pensavam que Portugal estava fora da organização mas a atitude dos Americanos está muito bem resumida num diálogo que ocorreu no Senado de Washington. As relações entre Portugal e a NATO.

sorte

palavras cruzadas Marcos Cruz - Rede Expresso

Concurso nº 54/2009

DVD Boston Legal David E. Kelley PVP: 39,99€ De David E. Kelly, o génio criativo responsável pelos sucessos de “Ally McBeal”, “Picket Fences” e “Causa Justa”, surge uma das mais escaldantes e inovadoras séries dos últimos anos. com um elenco vencedor de Emmys . “Boston Legal” lança um extravagante e satírico olhar às vidas pessoais e profissionais dos conceituados advogados da firma Crane, Poole & Schmidt.

totobola

112x1x112xx22 Super 14. Rio Ave - Benfica, 0-1

totoloto 7 | 21 | 36 | 43 |46| 48| 14

joker JOGO Ju-on: The Grudge Wii PVP: 39,99€ Infelizmente sempre que uma pessoa morre com um profundo rancor, nasce uma maldição. Conseguirás sobreviver aos teus próprios desafios individuais para assim te conseguires libertar e salvar a família Yamada? Um jogo de aventura para maiores de 16.

1.410.444

loto2 4 | 15 | 21 | 27 |40| 43 | 18 Estes resultados não dispensam a consulta da lista oficial do Departamento de Jogos da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa

2

6

9

1

1 5 5

8 8

8

7

4 9

3 5

7

2

6

1 9

6

2 5

9

VERTICAIS: 1 - Calcula grandezas. 2 - Poucos mas bons. Tem seis faces. 3 - De ombro a anca oposta. Soma ao centro. 4 - Protege do sol. Fazia falar os animais. 5 - Cobertor. Duas de tifo. 6 - Instrumento musical de sopro. Patas. Vogal repetida. 7 - Bronzeava Cleópatra. Dirigiu o Êxodo. 8 - Boi sagrado. Direcção. 9 - Falava-se no sul da França. Para o público contribuímos todos. 10 - Acaba no cóccix. Perigosa quando dilatada. 11 Protegia a cabeça dos guerreiros. Paganini nunca os concedia. Princípio de contagem.

6

7 8

7

HORIZONTAIS: 1 - Transformação. 2 - Chefiava quarenta ladrões. Branqueia. 3 - Era Nero. Iniciais de autarquia. 4 - Actua no País Basco. Dá sabor à comida. 5 - Madeixa de cabelo. Nem tudo o que luz o é. 6 Guarneço de asas. Calca. 7 - Os sportinguistas. Televisão italiana. 8 - Os de Março foram fatais para César. Honestos. 9 - Fica perto. Eliminação de toxinas. 10 - Perfilha. Tratamento íntimo. 11 - Gosta de carne crua. Antes do meio-dia.

7 4

1

HORIZONTAIS: 1 - metamorfose. 2 - Ali-Babá; cal. 3 - tirano; CM. 4 - ETA; tempero. 5 - mecha; oiro. 6 - aso; pisa. 7 - leões; RAI. 8 - idos; sérios. 9 - cá; suor. 10 - adopta; tu. 11 - omófago; AM.

4 | 5 | 14 | 44|46| 8 | 9

sudoku

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11

VERTICAIS: 1 - matemática. 2 - elites; dado. 3 - tiracolo; om. 4 - aba; Esopo. 5 - manta; tf. 6 - oboé; pés; aa. 7 - Rá; Moisés. 8 - Ápis; rumo. 9 - Oc; erário. 10 - sacro; aorta. 11 - elmo: bis; um.

euromilhões

que podem estar oportunidades sentimentais muito promissoras. A semana é excelente para rebater críticas e libertar-se de pressões, podendo passar da defesa ao ataque.

Soluções

escaparate

6

7

5

2

4 7

1

3 5 5

4

8 7

2

1

9

9

6

3

8

2 9

8 5

8 8

1

3

7

Só há uma regra: completar a grelha, de modo a que cada linha, cada coluna e cada bloco de 3x3 incluam os números de 1 a 9, sem repetições!


30

O Ribatejo 15 | Janeiro | 2010

comeres & beberes Dona Maria O múltiplo Bob Parker concede 91 pontos a este vinho alentejano, criação de Júlio Bastos. O efeito Parker é grande, assim o atesta a “indústria” que criou em torno dele, sendo os seus guias estudados ao pormenor por todos quantos ao vinho de-

Vinho tinto ∑ 2004

dicam afeição. Um feliz acaso proporcionou-me a aquisição de algumas garrafas deste tinto das colheitas de 2004 e 2005, em terras do Tio Sam, ao preço de treze dólares cada uma. Rigorosamente verdade. A razão da pechincha? Noutra crónica o direi.

Fruto de uvas das castas Aragonês, Alicante Bouchet, Syrah e Cabernet Sauvignon, no copo mostrou-se retinto, sem mácula e exibiu-se brilhante. O nariz detectou aromas fortes a fruta gorda, numa maturação concentrada. Denso no seus 14,5º,

pesado para meu gosto, assim o apreciei em termos de boca, tendo registado recordações a groselha preta e amoras reboludas, num final prolongado, mas a conceder-me pouco prazer palatal. Estava bem disposto, o almoço prometia, no entanto, o

celebrado D. Maria desta feita (ao contrário de outras provas), teimou em não acompanhar de acordo com as minhas expectativas. Pois é: devemos configurar as grandes expectativas ao romance de Dickens. Armando Fernandes

Comer às escuras Há meses referi o facto de as experimentações na área da gastronomia extravasarem o nonsense, sendo disso paradigma tomar-se uma refeição totalmente às escuras. Na minha última passagem por Paris estive à entrada de um restaurante da obscuridade, mas pelo facto de os preços praticados serem ao nível do preço do ouro, seja ainda pelo facto de temer um fiasco ou como popularmente se diz – enfiar o barrete –, não entrei. Esqueci a novidade. Mas o El Mundo anuncia a bombo e prato a abertura de um restaurante desse género em Barcelona, baptizado – como era de esperar –, Dans le Noir. O periodista Salvador Sostres ficou fulo pelo não visto, mas tocado e tomado. Na sua abalizada opinião a comida servida é de má qualidade, mal cozinhada, sendo aceitável que seja colocada à frente do nariz de cada cliente às escuras, pois se fosse vista seria rejeitada de imediato. Segundo ele, o embuste é total, pois aquela experiência prima pelo grotesco, a falta de classe, prevalecendo a charlatanice à “custa da ignorância de tanta gente que se apresta a qualquer xaropada a pretexto de se sentir especial.” O comentário do articulista vai mais longe, mas pela amostra estou grato ao bom-senso por me ter livrado da tentação na cidade parisiense. Por outro lado, todos quantos prestam atenção às artes culinárias e à gastronomia desconfiam de quão grande é a farândola existente nestes dois universos, pois jovens aprendizes de cozinheiro (sem tempo para praticarem e estudarem) julgam-se grandes chefes, macaqueiam os Mestres e quanto mais excêntrica for a combinação de produtos, no seu entender, melhor e mais sublime é o prato. Muitos nem sabem em quantas áreas os círculos se divide um prato, as pseudo-vedetas enquanto explicam as inovações vão levando as mãos ao cabelo a fim de comporem os caracóis, outros falam, falam, falam e dizem muito pouco no fazer fazendo. O leitor faça favor levar esta crónica em conta caso pense em comer na mais completa escuridão no referente às modas em curso. Uma coisa pode ter certa: na maioria das vezes a conta até faz ver estrelas. Armando Fernandes


RESTAURANTES E ESPECIALIDADES | COMERES & BEBERES 31

O Ribatejo 15 | Janeiro | 2010

SANTARÉM A GRELHA Especialidades Peixe Fresco, Bacalhau Assado com Magusto, Espetadas de Lulas com Gambas, Espetadas de carne Barrosã com Gambas e Ananás, Espetadas Mistas, Arroz de Feijoca, Bons Vinhos da Região Folga 2ª Feira Morada R. Ateneu Comercial, 1 r/c Esq. – Santarém Telefone. 243333348/ 243322636/ 917604488 ADEGA DO BACALHAU Especialidades Bacalhau à Lagareiro, Bacalhau assado com Magusto, Bife à Casa Folga Domingo Morada Travessa da Boleta, 2 e 4 (centro histórico) Santarém. Tel. 243306519- 964569837. QUINTAL DO BECO Especialidades Lulas fritas com camarão, Bife à Beco. Folga Domingo. Morada Beco dos Fiéis de Deus, nº 15, Santarém. Tel. 243391247. OH VARGAS Especialidade Comida Tradicional Folga Sábado (excepto para serviços marcados) Morada EN 3 - Portela das Padeiras - Santarém Tel. 243351146. O SALSA Especialidades Peixe Fresco, Carnes da Especialidade, Massinhas de Peixe, Açorda de Ovas Folga Domingo - Aberto nos Feriados Morada EN 3 – Portela das Padeiras – Santarém Tel. 243351341 J F RESTAURANTE Especialidades Folhado de Perdiz, Bacalhau frito com Gambas e Coentros, Camarão com Risotto 3 queijos, Bifes do lombo, Cozinha Tradicional portuguesa Folga 3ª Feira Morada Jardim de Cima - Santarém Tel. 243302200 CASA CONDEÇO Especialidades Açorda de Bacalhau à Barrão, Molhinhos de Carneiro com Grão, Migas Ribatejanas c/ Bochechas de Porco Favas com Entrecosto Folga 2ª Feira Morada Rua do Alfageme, 41 – Ribeira de Santarém - Santarém Tel. 243326887 A CARROÇA Especialidades Bacalhau à Carroça; Bacalhau à Lagareiro, Bacalhau à Brás, Carne de porco à Alentejana, Petiscos (amêijoas, moelas, pica-pau) - Aberto todos os dias Morada Rua Principal – Advagar - Achete Tel. 243478216 LUÍS DO LEITÕES Especialidades Leitão assado à Bairrada, Bacalhau à Lagareiro, Grelhados variados Folga 2ª Feira Morada Rua Teófilo Braga, 10 - Santarém Tel. 243332102 O BACALHAU Especialidades Borrego à Casa, Bacalhau à Lagareiro, Peixe Fresco Folga 3ª feira à tarde Morada Rua S. Tiago - Tremez Tel. 243479196 TABERNA DO QUINZENA Especialidades: Magusto com Bacalhau Assado, Pato Assado no Forno, Cozido à Portuguesa, Cabrito Assado no Forno, Pernil de Porco e Naco de Toiro Bravo Avinhado Folga Domingo Morada Taberna I - Rua Pedro Santarém, 93/95 - Santarém Tel. 243322804 Morada Taberna II – Cerco da Mecheira, 20 - Santarém Tel. 243333110 ADEGA DOS SABORES Especialidades Cabrito Assado no Forno, Bacalhau assado com batata a murro, Polvo à Lagareiro. Folga 5ª feira e domingo ao Jantar. Morada Rua 25 de Abril, 27 – Casa dos Pinheirinhos- Casal da Charneca – Almoster – Santarém. Tlm 916845000 O CANTINHO DA BELA Especialidades Bacalhau gratinado, bacalhau à casa, ensopado de borrego, lombo assado com migas, coelho à caçador Folga Domingo Morada Estrada Nacional 3, Lote 3, Pernes Tel. 243 449 514.

Repsol) – Biscainho . Tel. 243660333

QUINTA DOS GRAVELHOS Folga 3ª feira Morada: Rua do Comércio, 58 - Moçarria Tel. 243499300 Tlm. 967062629

A TASCA Especialidades Pernil de porco no forno, cozido à portuguesa. Carne Brava Folga Domingo Morada Mercado Municipal – Coruche Tel. 243675232

DOM TACHO Especialidades Ensopado de Enguias, Feijoada de Gambas, Mar e Terra Morada Rua Marquesa da Ribeira Grande 53, Vale de Santarém Tel. 243 761078. Aberto todos os dias.

O CHOUPO Especialidades Bacalhau à Choupo; ensopado de enguias; cabrito assado à padeiro; medalhões de porco à Ti Fernanda Folga 2ª feira (após almoço) Morada Montinhos dos Pegos (1 Km cruz. Monte da Barca) – Coruche Tel. 243618875

O CANTINHO DOS SABORES Especialidade Bacalhau Assado com Açorda de Grelos Folga: Domingo. Morada Estrada Nacional 3, Alto do Vale, Vale de Santarém Tel. 243761268

O FARNEL Especialidades Bacalhau à Farnel; Bacalhau assado c/migas à moda de Coruche; cabrito frito à lavrador; migas de batata c/ carne de porco; ensopado de borrego, grelhado de novilho bravo e porco preto na telha Folga 2ª feira Morada Sala p/ banquetes no Monte da Barca. Rua Vasconcelos Porto – Coruche Tel. 243675436

TABERNA RENTINI Especialidades Cozinha Tradicional, Grelhados no carvão Morada Casais do Quintão - Perofilho, 2005-021 Várzea Santarém Tel. 243499254 CHAFARICA DA TORRE Especialidades Carne de Vitela Maronesa, Bacalhau na brasa, Camarão Tigre, Raia com molho de alcaparras Folga Domingo Morada Praceta João Caetano Brás, 9 - S. Domingos - Santarém Telf. 243 372 649 96 6620790 O TASCO Especialidades Massa à Barrão, Bacalhau grelhado com Magusto, Bife à Tasco, Entrecôte com Migas, Carnes de Porco Preto grelhadas Folga Domingo Morada EN 3 – S. Pedro (frente à JAE) – 2005 Santarém Tel. 243302740 Tlm. 917062391 MINA VELHA Especialidades: Bacalhau Assado com Magusto, Bacalhau c/ Broa, Massa à Barrão, Bife à Mina Velha, Posta à Mina Velha. Folga : Domingo à Noite e 2ª Feira. Contacto 243 372 581. Morada : Urb. Quinta das Fontainhas – Santarém. Long. 08´42´20” O. Lat. 39´42´19” N O BERNARDO Especialidades: Bacalhau no forno com Broa de Milho, Polvo no forno, Ensopado de Borrego, Cabrito no Forno e Lombos de Fataça Grelhados Folga: 2ªas Feiras Morada: Loja Nova – S. Vicente do Paúl Contactos: 243428388 Telemóvel 9918939656 O CANTINHO DO AVÔ Especialidades: Queixadas de Porco no Forno, Molhinhos com Feijão Branco, Cozido à Portuguesa, Feijoada à Transmontana, Secretos de Porco Preto, Magusto com Bacalhau Assado, Polvo à Lagareiro. Folga Domingo. Morada Rua Paulino da Cunha e Silva nº 121 – 2000-369 Alcanhões. Tel. 243428303 CONSTÂNCIA FALCÕES Especialidades: Troxas de Sta. Madalena, Bife na Pedra, Terra e Mar, Maçã Romana Folga: Terça-Feira Morada: Rua Luís de Camões, 33 - Abrantes Horário: 12h10m ás 15h00m e das 19h30m ás 22h30m Telefone: 249 098 875 E-mail: restaurantefalcoes@gmail.com SALVATERRA TIRA PICOS Especialidades Grelhados Folga 2ª Feira Morada Foros de Salvaterra - Salvaterra de Magos Tel. 263501447 PRETO & BRANCO Especialidades Bacalhau com natas, Porco Preto, Arroz de Pato, Enguias do Rio, Carne Mirandesa Folga 2ª feira Morada Av. Dr. Roberto Ferreira da Fonseca, 144 Salvaterra de Magos Tel. 263507858 918675981 PARQUE REAL Especialidades Cataplanas de Enguias e Mariscos. Mariscos e Peixe fresco durante todo o ano. Espetadas variadas. Folga 5ª Feira. Tel. 263505508; Telm. 969517664. Morada Estrada Nacional

SAL & BRASAS Especialidade: Carnes na brasa Folga 2ª feira Morada Cruzamento Monte da Barca - Coruche Tel. 243618319 118, nº51 - Val Queimado - Salvaterra de Magos ADEGA DA ROSA Especialidades Picanha, Bacalhau à Lagareiro, Chocos à Lagareiro, Espetada de lulas c/gambas, costeleta Mirandesa. Garrocheira – Foros de Salvaterra; Telf: 263 507 240 CABANA DOS PARODIANTES Especialidades Bife à Patilhas & Ventoinha, Molhata de Enguias (caldeirada típica avieira). Pode encomendar Barretes, Bolo Rei e outras especialidades. Folga 4ªs feiras à tarde. Av. Dr. Roberto Ferreira da Fonseca. Mail: cabana.eventos@ gmail.com telf: 263504177 ; site: www. cabanadosparodiantes.com ESCAROUPIM Especialidades Enguias todo o ano, Açorda de Sável, Lampreia em época, Arroz de Bacalhau c/ Farinheira, Migas, Tarte de Perdiz Folga 5ª Feira e Domingo ao jantar Morada Largo do Avieiros - Escaroupim Salvaterra de Magos Tel. 263107332 telemóvel: 912539228 e mail: rest.o.escaroupim@hotmail.com A CASINHA Especialidades Ensopado de Enguias, Enguias Fritas, Picanha, Plumas de Porco Preto, Alheira, Caça Grelhada Folga Domingo Morada Av. Dr Roberto Ferreira da Fonseca 54 - Salvaterra de Magos Tel. 263504795 DOM ROBERTO Especialidades Enguias à Lagareiro, Grelhados Folga 5ª Feira Morada Av. Dr. Roberto Ferreira da Fonseca, 70/ 72 - Salvaterra de Magos Tel. 263504484 BARQUINHA ALMOUROL Especialidades Enguias, Sável e Lampreia Folga 3ª Feira Morada Tancos, Vila Nova da Barquinha Tel. 249 720 100. Mail: www.almourol.com ABRANTES CRISTINA Especialidades Bacalhau c/Broa, Polvo à Lagareiro, Cherne c/molho de coentros, cabrito assado no forno, Arroz de Pato à Antiga, Perna de Borrego assada c/alecrim. Folga Domingo à tarde e 2ª feira Morada Rio Moinhos – Abrantes Tel. 241881177 Fax: 241881343 Email info@ restaurante-cristina.com Web www.restaurante-cristina.com AVENIDA Especialidades Polvo a Lagareiro, Bacalhau a Braga, Pescada Gratinada com Ca-

marão, Bifes da vazia à Portuguesa com Pimenta ou com Alho. Reservas para grupo e Serviço de Take Away pelo 968486613 - Karaoke aos Sábados Morada Av. Forças Armadas - Abrantes O FUMEIRO Especialidades Bife da casa, Fondue de Porco Preto, secretos com migalhana, Ovas na Brasa com Açorda de Ovas, Bacalhau à Fumeiro Folga Domingo Morada Rua do Pisco, 9 – Abrantes Tel. 938851963 Email restaurantefumeiro@clix.pt ALMEIRIM RETIRO DO CAMPINO Especialidades Sopa da Pedra, Grelhados no Carvão Folga 3ª Feira Morada Largo da Praça de Toiros, 1 A - Almeirim Tel. 243592528 O GALINHA Especialidades Sopa 3/1, Sopa da Pedra, Polvo à Lagareiro, Cozido à Portuguesa, Arroz de Tamboril, Massada de Cherne, Bife à Cortador Folga 3ª Feira. Aceita-se reservas para grupos Morada Rua Ilha da Madeira, 16 J - Almeirim Tel. 243579797 DAVID PARK Especialidades Arroz de Tamboril, Espetadas de Lombinhos c/ Gambas, Cozinha Tradicional, Peixe Fresco grelhado na Brasa Folga 4ª feira Morada Largo da Praça de Touros, 15 - Almeirim Email: davidparkmail.telepac.pt. Tel. 243591475 SEPÚLVEDA Especialidades Bacalhau à Lagareiro, Molhinhos c/ Grão, Entremeada de Vitela, Moelas estufadas c/ batata frita, Chocos e Grelhados Folga Não tem Morada Rua Vinha do Santíssimo, Bloco 32 - Almeirim Tel. 938732058 O FORNO Especialidades Sopa da Pedra, Peixe Fresco, Carne Porto Preto e Grelhados Folga 3ª feira Morada Largo da Praça de Touros, 23 - Almeirim Tel. 243592916 O CHURRASCO Especialidades Frango, Coelho, Carnes grelhadas. Pratos do dia. Cozido à portuguesa (à quinta-feira). Morada R. 5 de Outubro, 115 - Almeirim Telem: 963458371 CONSTANTINO DAS“ENGUIAS” Especialidades: Enguias Fritas, Ensopado, Grelhados no carvão Folga à 2ª Feira. Aceita reservas Morada Foros de Benfica – Benfica do Ribatejo Tel. 243589156 CAMBÁIA Especialidades: Ensopado de Enguia e Enguias Fritas. Folga 4ª e 5ª feira (excepto feriados). Morada Rua do Campo da Bola

- Foros de Benfica. Tel. 243580934 CARTAXO QG Folga 3ª feira Morada: Praça 15 de Dezembro, 1 - Cartaxo Tel. 243499300 Tlm. 967062629 O CHURRASCO Especialidades Frango, Coelho, Costeletas e Mistas grelhadas. Pratos do dia. Cozido à portuguesa (à quinta-feira). Morada R. Dr. Gomes da Silva (Sociedade Filarmónica Cartaxense) - Cartaxo Telem: 963458371 TABERNA DO GAIO Especialidades Pratos Regionais e grelhados de peixe e carne. Jantares às sextas e sábados. Folga ao domingo. Estrada Nacional N3 - Cruz do Campo - Cartaxo. Telf: 243 759 883 CHARANA Especialidades Mão de vaca c/grão, pernil no forno, entrecosto de novilho, chocos grelhados, grelhados no carvão. Folga domingo Morada Rua 25 Abril,131 – Vale da Pedra. Tlm. 912274197 GOLEGÃ CENTRAL Especialidades: Bife à Central com Molho à Brogueira, Entrecosto à Goleganense, Açorda de Sável- Sobremesa: Toureiros Telefone : 249976345 Morada : Largo Imaculada Conceição 3 a 8 - 2150-125 Golegã. Reservas@cafecentral.pt www. cafecentral.pt O BARRIGAS Especialidades: Buffet de entradas regionais, fritada de camarão com açorda e naco de boi no carvão.Folga: Domingo ao jantar e 2ª feira Morada: Largo 5º Outubro, nº 55 e 56 – Golegã Contacto: 240 717 631 Site: www.obarrigas.com Outras info: Zona para fumadores

PONTE DA COROA Especialidades: Cozinha regional e grelhados no carvão Folga Domingo Morada Estrada Nacional 114 - Coruche Tel. 243617390 ALPIARÇA TERTÚLIA Especialidades Ensopado de enguias, bacalhau com broa, bacalhau com favas, bacalhau (frito) à marialva, porco preto, borrego à moda de Alpiarça, costeletas de borrego, espetada de javali, alheiras (caça/ mirandesa), coelho com molho de coentros. Bons vinhos da Região e de outras regiões. Ementas personalizadas para grupos e ocasiões especiais. Abrerto todos os dias Morada Rua Engº Álvaro da SilvaSimões,108-AlpiarçaTel:243558588 Reservas 935587920. Site http//tertuliarest-bar.hi5.com Email:bernardos.inv. hot@sapo.pt

RIO MAIOR MANJAR DO PARQUE Especialidades Leitão assado em forno de lenha, Picanha à Brasileira, Secretos de porco preto na brasa , Manjar de Gambas, Bacalhau Maravilha, Bife à Casa. Leitão assado para fora. Ementas para grupos Morada Rua Almirante Cândido Reis, 26 R/c (junto ao jardim) – Rio Maior Tel. 243997071 Email geral@manjardoparque.net PALHINHAS GOLD Especialidades Alheira de caça, Carne mirandesa, Porco preto com migas, Picanha, Bacalhau com crosta de azeitona, Tiborna de bacalhau, Caril de gambas, Arroz de tamboril, , Pão de Ló caseiro. Folga Domingo à noite e 2ª Feira. Morada Trav. do Palhinhas (centro da cidade) - Rio Maior Tel. 963435547. Site www.palhinhasgold.pt MAÇÃO

CORUCHE Ó MANEL Especialidades: Espetadas do Toiro Bravo. Dobrada e mão de vaca. Sopa de Rabo de boi. Grelhados. Morada Rua de S Tomé, 4 – Bairro Novo. Tel. 243675878. Folga ao Domingo JAKIM GIRASSOL Especialidades: Bacalhau c/ Migas, Feijoada de Chocos c/ Gambas, Borrego assado no forno, Pernil de Porco no Forno, Arroz de Pato, Bacalhau gratinado c/camarões. Petiscos variados. Morada: Estrada Nacional 119 (Área de serviço

O GODINHO Especialidades Café – Restaurante.Cozinha Regional. Quarta-Feira: Cozido à Portuguesa. Serve Almoços e Jantares. Encerra ao Domingo. Telf: 241572874;tlm 962536310 Rua da Republica – Mação O CANTINHO Especialidades Restaurante Marisqueira; Especialidades: Arroz de Marisco, Cataplana de Cherne, Bife à Cantinho na Frigideira e Maranho de Mação.Almoços e Jantares.Aberto todos os dias.Telf: 241107558.Tlm: 964677705. Rua Monsenhor Alvares de Moura - Mação


32 ADVOGADOS SANTARÉM A Dr. José Francisco Faustino; Drª. Cristina Alvarez; Dr. João Rafael; Dr. Pedro Goulão; Dr. Pedro Matos Barbosa; Dr. Francisco Lopes Leitão - Rua Capitão António Montez, 10 – Santarém - Tel. 243327159 Fax 243327160 - adv.santarem@mail. telepac.pt A Oliveira Domingos - Largo Cândido dos Reis, 3 -1º - Santarém Tel. 243326310 - Fax 243333587 oliveiradomingos-161e@adv.oa.pt A Sandra Alexandre - Rua do Colégio Militar, 10 - 2º esq. - 2000-230 Santarém - Telef./Fax: 243 322 268 A Dr. Francisco Antunes Luís - Av. D. Afonso Henriques, 89 - 2º Dtº - Santarém - Tel. 243321024/ 243321426 - Fax 243321425 advogados.s@mail.telepac.pt A Drª Sónia Bento - Av. do Brasil, 13 – 1º Andar – Santarém - Tel. 243372159 Fax 243372159 - sbentompires.adv@gmail.com

O Ribatejo 15 | Janeiro | 2010 A Dr. Marco Pires - Av. do Brasil, 13 – 1º Andar – Santarém - Tel. 243372159 Fax 243372159 - sbentompires.adv@gmail.com A Dr. Morgado Ribeiro - Av. do Brasil – Edifício Scálabis, 1º Esq – Santarém - Tel. 243323143 Fax 243326144 - morgadoribeiro-185e@ adv.oa.pt A Drª Margarida Lencastre Fróis - Praça Sá da Bandeira, 22 – 1º Santarém - Tel. 243325178 Fax 243325178 - margarida.lencastre@ gmail.com

A Dr. Adriano de Melo Nazareth Barbosa - Praça da República, 29 – 1º Esq. – Almeirim - Tel. 243597997/8 Fax 243597999

A Dr.º Martins Carreto - Rua Dr. António José de Almeida, 17-2º Dto - 2000-238 Santarém - Telefone 243333519 Fax 243326531 e-mail: artinscarreto-1078C@adv.oa.pt

A Dr. Sérgio Luís Coutinho dos Santos - Praça da República, 18 A 1º - Apartado 61 – 2080-044 Almeirim Tel. 2435991172 - Fax 243593224 sergiosantos - 365e@advogados.oa.pt

A Dr.ª Helena Marques Duarte - Rua Pedro de Santarém - 2 – 2º A - Tel. 243 352 407 – Fax. 243

A Dr. Vítor Sousa - Praça Lourenço Carvalho, 23 – 1º D – Almeirim - Tel. 243593626 Fax 243593626

ALBERTINO ANTUNES ALEXANDRE OLIVEIRA

A Drª Ana Gomes Ribeiro - Rua 5 de Outubro, 63 - 1º A/B – 2080-052 Almeirim - Tel. 243570093 Fax 243570099 - anagomesribeiro2104e@adv.oa.pt A Dr. Pedro Borrego - Rua 5 de Outubro, 63 - 1º A/B – 2080-052 Almeirim -Tel. 243570091 Fax 243570099 - pedroborrego-2083e@ adv.oa.pt A Drª América Cravo - R. Dr. Óscar da Costa Neves, 8 - 1º - 2080-130 Almeirim - Tel. 243597946/8 Fax 243597947 - americacravo-855e@ adv.oa.pt

ADVOGADOS Av. 5 de Outubro, Nº 77, 3º Dtº - 1050-049 LISBOA Tel. 213 172 720 Fax. 213 172 729

ABRANTES

CARTAXO

A Mário P. Claro - Célia Cruz Rua Luís de Camões nºs 9 - 11, 1º Esq., 2200-421 Abrantes Tel 241 379 090 - Fax.: 241 363 364; Trv. da Batoca, 6 - 2140-149 Chamusca; Tel/fax: 249 760 058 E-mail: mclaro.ccruz.spa@mail. telepac.pt

A Drª Liliana Pita - R. Dr. Manuel Correia Ramalho, 9 – 2º Esqº - 2070095 Cartaxo - Tel 243703631 Fax 243703631- lilianapita-18943l@ adv.oa.pt

A Norberto Timóteo - Advogado Praceta do Chafariz, Lote 6- 1º Esq. - Apartado 93 - 2204-909 Abrantes; Tel.: 241 363 484; Fax: 241 365 234; Email: norbertotimoteo-169e@ advogados.oa.pt A Eurico Consciência & Associados - Abrantes - Apartado 37 Tel: 241372831 /2/3 - Fax: 241362645 - E-mail: consciencia-839c@adv.oa.pt A António Pires de Oliveira - Rua de Santa Isabel, nº 1- 1º Dto. 2200-393 Abrantes Tel.: 241 360 540 - Fax: 241 372 481 E-mail: dr.a.oliveira-355e@adv.oa.pt - Cédula Prof. 355 Évora

Armando Ferreira

A Drª Ana Fonseca e Silva - Praça 15 de Dezembro, 23ª - 2º A – 2070049 Cartaxo - Tel. 243704323 Fax. 2437074328 - anafonsecaesilva1002e@advogados.oa.pt

LISBOA A Albertino Antunes - Av. 5 De Outubro, Nº 77, 3º Dtº 1050-049 Lisboa Tel. 213172720 Fax. 213172729 A Alexandre Oliveira - Telem.: 969 239 263 - Av. 5 De Outubro, Nº 77, 3º Dtº 1050-049 Lisboa - Tel. 213172720 - Fax. 213172729

ADVOGADOS    

Eurico Heitor Consciência Rui Roboredo Consciência João Roboredo Consciência Teresa Roboredo Consciência

   

Normando Sérgio Rita Teimão Figueiredo Fernando Zuzarte Saraiva Helena Marques Duarte

ABRANTES: Rua de S. Domingos – 336 – 2º A – Apart. 37 Tel. 241372831/2/3 – Fax 241362645 – 2200 – 397 ABRANTES PONTE DE SOR: Rua Vaz Monteiro – 19 – 1º andar Tel. 242207319 – Fax 242203335 – 7400 – 281 PONTE DE SOR SANTARÉM: Rua Pedro de Santarém – 2 – 2º A Tel. 243352407 – Fax 243352409 – 2000 – 223 SANTARÉM (Defronte do W Shopping) LISBOA: Rua Braamcamp – 52 – 9º Esqº Tel. 213860963 – 213862922 – Fax 213863923 – 1250 – 051 LISBOA

assinatura anual por apenas 25 €

Francisco Pedrógão

A Drª Rute Nunes - Rua Dr. Lopes Batista, 5 B -1º E – Cartaxo TLM 914177635 Fax 243120102 - rute.nunes@apoiojuridico.com - www.apoiojuridico.com

MADEIRA LOPES FRANCISCO MADEIRA LOPES

ADVOGADOS

ADVOGADOS

Av. do Brasil - Edifício Scalabis - 1º F Tef.: 243326242 2000 SANTARÉM

A Drª Ana Oliveira Simões - Rua 5 de Outubro, 63 - 1º A/B – 2080-052 Almeirim - Tel. 243570092 Fax 243570099 - anaoliveirasimoes2078e@adv.oa.pt

Tel.: 243323700 - Fax: 243332994 Rua Elias Garcia, 24 - 1º Apartado 173 2001-902 Santarém

Tel: 243 328 444 - Fax: 243 391 079

ADVOGADOS

A Drª Célia Sousa Pinhal - Praça Lourenço de Carvalho, 12 A 1º 2080-043 Almeirim - Tel. 243593737 Fax 243593737 TLM 966110936 Celiasp-1498e@adv.oa.pt

Telem.: 969 239 263

Travessa do Fróis, 3 - 1º e 2º

ANA MARTINHO DO ROSÁRIO ISABEL ALVES DE MATOS VICTOR BAPTISTA

A Dr. Manuel Faustino Silva - Praça Lourenço Carvalho, 23 – 1º D – Almeirim - Tel. 243593626 Fax 243593626 - faustino-1239e@adv.oa.pt

A Drª Ana Sofia Casebre - Rua Dionísio Saraiva, Lote 1 – 1º Andar – Porta A – Almeirim - Tel. 243579134 Fax 243579134 TLM 936280534

SOCIEDADE DE ADVOGADOS, RL

2000-145 SANTARÉM

ALMEIRIM

A Drª Cristina Saldanha - Av. D. Afonso Henriques, 67 – 1º Esq – Santarém - Tel. 243323019 Fax 243333414 - cristinasaldanha1531e@adv.oa.pt

ORLANDO MENDES TERESA PINTO FERREIRA

E-mail: orlandomtpf_socadv.rl@mail.telepac.pt

352 409 - 2000-223 SANTARÉM (Defronte do W Shopping) - hmduarte-16362l@adv.oa.pt

Pcta. Pedro Escuro n. 2 1.º Esq. Telef.: 243333821 Fax: 243391021 2000 SANTARÉM

E.Mail: consciencia-839c@adv.oa.pt

Visite o nosso Site: advogadosabrantes.com

FARMÁCIAS DE SERVIÇO SANTARÉM

ALMEIRIM

TORRES NOVAS

Sexta

15 Francisco Viegas

Rua Pedro Santarém, 2-A

243 330 570

Sexta

15 Mendonça

Praça da República, 12

243 592 265

Sexta

15 Nicolau

Rua 25 de Abril, 7

Sábado

16 Oliveira

Rua Colégio Militar, 1

243 326 182

Sábado

16 Correia de Oliveira

Rua Condessa da Junqueira

243 509 370

Sábado

16 Nicolau

Rua 25 de Abril, 7

249 830 180

Rua 5 de Outubro, 58/60

243 592 265

Domingo 17 Nicolau

Rua 25 de Abril, 7

249 830 180 249 822 067

Domingo 17 Pereira

Av. Grup. Forcados Amadores St - 8 243 325 113

Domingo 17 Central

249 830 180

Segunda

18 Sá da Bandeira

Av.ª do Brasil, 38

243 322 966

Segunda

18 Barreto do Carmo

Praça da República, 45/7

243 592 379

Segunda

18 Lima

Av. de Sá Carneiro, Lote 7

Terça

19 Confiança

Urb. Oliv. Arame - S. Domingos

243 306 410

Terça

19 Mendonça

Praça da República, 12

243 592 265

Terça

19 Central

Rua de São Pedro, 5

249 822 411

Quarta

20 Vitorino

Av.ª Bernardo Santareno, 24

243 326 704

Quarta

20 Correia de Oliveira

Rua Condessa da Junqueira

243 509 370

Quarta

20 Higiene

Lg. Cor. António Maria Batista, 7

249 819 540

Quinta

21 Helena

R. Dr. Jorge Sena, 12 - Alto do Bexiga 243 420 214

Quinta

21 Central

Rua 5 de Outubro, 58/60

243 592 265

Quinta

21 Nicolau

Rua 25 de Abril, 7

249 830 180

Sexta

22 Flama Vitae

Pç. Sá da Bandeira, 4 e 5

Sexta

22 Barreto do Carmo

Praça da República, 45/7

243 592 379

Sexta

22 Lima

Av. de Sá Carneiro, Lote 7

249 822 067

243 322 195

TOMAR

CORUCHE

ALPIARÇA

Sexta

15 Nova

Rua Silva Magalhães, 6

249 310 360

Sexta

15 Aguiar

Avenida Casa do Povo, 15

243 558 424

Sábado

16 Central

Rua Marquês de Pombal, 16

249 312 329

Sábado

16 Gameiro

Rua Silvestre Bernardo Lima, 94

243 558 365

Domingo 17 Misericórdia

Rua Infantaria, 15, Nº 9

249 312 465

Domingo 17 Gameiro

Rua Silvestre Bernardo Lima, 94

243 558 365

Segunda

18 Torres Pinheiro

Rua Serpa Pinto, 27-33

249 312 206

Segunda

18 Aguiar

Avenida Casa do Povo, 15

243 558 424

Terça

19 Ribeiro dos Santos

Av. Norton de Matos, 13-15 e 17 249 324 373

Terça

19 Leitão

Rua José Relvas, 208-A

243 558 435

Quarta

20 Dias Costa

Rua Serpa Pinto, 160-162

249 312 203

Quarta

20 Gameiro

Rua Silvestre Bernardo Lima, 94

243 558 365

Quinta

21 Nova

Rua Silva Magalhães, 6

249 310 360

Quinta

21 Aguiar

Avenida Casa do Povo, 15

243 558 424

Sexta

22 Central

Rua Marquês de Pombal, 16

249 312 329

Sexta

22 Leitão

Rua José Relvas, 208-A

243 558 435

Sexta

15 Frazão

Rua Direita, 64

243 660 099

Sábado

16 Higiene

Rua da Misericórdia

243 675 070

Domingo 17 Misericórdia

Largo de S. Pedro, 4

243 610 370

Segunda

Rua da Misericórdia, 16

243 617 068

18 Almeida

Terça

19 Frazão

Rua Direita, 64

243 660 099

Quarta

20 Higiene

Rua da Misericórdia

243 675 070

Quinta

21 Misericórdia

Largo de S. Pedro, 4

243 610 370

Sexta

22 Almeida

Rua da Misericórdia, 16

243 617 068

R. Heróis de Chave

263 504 319

SALVATERRA DE MAGOS ABRANTES

CARTAXO

Sexta

Sexta

15 Santos

Av.ª Dr. Ant. A.s. Mart. 47

241 360 530

Sexta

15 Abílio Guerra

Rua de S. Sebastião, 3

Sábado

16 Correia dos Santos Rua da República, 10

243 702 653 243 770 997

Sábado a Sexta

15 Martins 16 a 22 Carvalho

16 Silva

Rua José Estevão, 1

241 360 060

Sábado

Domingo 17 Silva

Rua José Estevão, 1

241 360 060

Domingo 17 Pereira, Sucrs

Rua Serpa Pinto, 8

Segunda

18 Silva Tavares

Rua do Comércio, 56

241 371 713

Segunda

18 Central do Cartaxo

R. H. Qt.ª da Cabreira, Lt 54A-55A-B 243 749 123

Terça

19 Duarte Ferreira

R. Tenente Cor. J. B. Camejo, 13

241 333 222

Terça

19 Abílio Guerra

Rua de S. Sebastião, 3

Quarta

20 Motta Ferraz

Largo Mota Ferraz, 7

241 360 520

Quarta

20 Correia dos Santos Rua da República, 10

243 770 997

BENAVENTE

Quinta

21 Santos

Av.ª Dr. Ant. A.s. Mart. 47

241 360 530

Quinta

21 Pereira, Sucrs

Rua Serpa Pinto, 8

243 700 130

Funciona 9 às 22 h

Sexta

22 Silva

Rua José Estevão, 1

241 360 060

Sexta

22 Central do Cartaxo

R. H. Qt.ª da Cabreira, Lt 54A-55A-B 243 749 123

243 700 130 243 702 653

R. Dr. Gregório Fernandes, 20/2 263 504 451

RIO MAIOR Sexta Sábado a Sexta

15 Cândido Barbosa Rua Serpa Pinto, 50 16 a 22 Almeida

Baptista

Assegura serviço durante a noite Martins

243 994 700

R. Almir. Cândido dos Reis, 19 243 992 255

Av. Dr. Francisco S. Dias, 8, 1º 263 580 108 R. do Diário de Notícias, 9-r/c

263 517 633


D Ómega 3 previne doença cardiovascular

O Ribatejo 15 | Janeiro | 2010

saúde

33

“Prevenção é a solução”, foi o lema do 17º Congresso Português de Aterosclerose. A utilização de ácidos gordos polinsaturados ómega 3, preparados laboratorialmente ou presentes em alguns alimentos, como os peixes gordos – salmão, sardinha, cavala, atum, etc. – permite fazer a prevenção primária cardiovascular.

Dores musculares e articulares De que dores estamos a falar? Como prevenir e tratá-las ∑ Conheça o método PRACE As dores musculares e articulares de menor gravidade, são dores muito comuns, podem afectar qualquer um de nós, envolvem músculos, ligamentos e tendões, são causadas por tensão, stresse ou esforço muscular excessivo e traumatismos que podem ocorrer, por exemplo, em actividades desportivas ou por má postura profissional. Entre as lesões mais comuns temos a distensão muscular, a entorse e a tendinite. Quer a distensão muscular, a entorse ou a tendinite manifestam-se por dor, inchaço ou inflamação e, por vezes, dificuldade de movimentos. Estas dores musculares e articulares têm manifestações com características diversas, tais como: dor com localização típica, isolada; dor exacerba-

da por certos movimentos; dor em repouso, sobretudo à noite; dor activa mais intensa do que a dor passiva. Encontrou-se uma ferramenta útil para o tratamento genérico destas dores, chamado método PRACE, que significa: protecção, repouso, arrefecimento, compressão e elevação. Há medidas específicas que também têm que ser tidas em conta. No caso de uma distensão muscular, não só se pára o exercício imediatamente como se deixa o músculo lesionado em repouso, aplicando-se gelo no local e de acordo com os sintomas associados, poderá haver vantagem em dar-se analgésicos e anti-inflamatórios. Nos casos mais rebeldes, poderá vir a ser necessário fazer fisioterapia.

No caso de uma entorse ligeira, opta-se pela aplicação de ligadura elástica, o repouso é igualmente fundamental, tal como a elevação do tornozelo e a aplicação de compressas frias. Nas tendinites ligeiras e moderadas, o gelo, sempre que bem utilizado, pode reduzir a infla-

mação dos tendões. Pode ser necessário recorrerse a terapêutica com antiinflamatórios para diminuir a dor e a inflamação. Estas dores que surgem por excesso de esforço, traumatismos ao nível dos ossos, ligamentos, tendões ou músculos, maus jeitos ou como resultado de ta-

refas repetitivas, más posturas, calçado inadequado ou esforços físicos incomuns podem ser tratadas com medicamentos que não exijam receita médica. Dispõe de vários medicamentos a que pode recorrer para tratar estas situações. Os anti-inflamatórios de aplicação local são provi-

O método de Prace na busca de alívio Se estiver a sofrer de dores musculares ou articulares, não se esqueça de pôr em prática o método PRACE: ∑ Proteja a área afectada, se necessário recorrendo a ligaduras elásticas ou talas; ∑ Repouse, é a melhor maneira de acelerar a cura e evitar o agravamento dos sintomas; ∑ Aplique frio nas primeiras horas para diminuir a dor, o inchaço e a inflamação e prevenir o risco de hemorragia: use para o efeito um saco de gelo ou um saco de gel reutilizável, durante 15/20 minutos de cada

vez, repetindo a cada duas ou três horas;

∑ Comprima a zona lesionada até que

o inchaço passe, com a ajudada de ligaduras elásticas ou faixas de suporte; ∑ Eleve o membro afectado acima do coração (obviamente se a localização da lesão o justificar) pois assim ajuda a diminuir o inchaço. Quando já não há inchaço, em geral após 48 horas, pode aplicar-se calor a 40º - 45º C, recorrendo a um saco de água quente ou a sacos de gel reutilizáveis com aquecimento prévio.

dos de boa actividade analgésica. São de escolher os medicamentos que possuam um só princípio activo. Há situações em que para a mesma substância activa, o medicamento pode apresentarse sob a forma de creme, pomada, spray ou emplastro. A escolha dependerá do conforto do doente. O aconselhamento farmacêutico revela-se de uma importância muito grande. Contudo, recomenda-se a consulta médica sempre que surja febre ou os sintomas persistam por mais de 2-3 dias ou regressem alguns dias após se ter sentido alívio, mesmo com o recurso a medicamentos sem receita médica. Beja Santos

CONSULTÓRIOS MÉDICOS DO JARDIM Praça da República, Nº 47 - 1.º - ALMEIRIM Junto à Farmácia Barreto do Carmo MEDICINA GERAL E FAMILIAR Dr.ª Emanuela Santos Andrade Dr. Generoso Barbosa Dr.ª Anabela Xavier de Basto PSIQUIATRIA Dr.ª Joana Alexandre CARDIOLOGIA Dr.ª Marisa Peres NEUROCIRURGIA Dr. Rui Bello Silva PSICOLOGIA Dr.ª Sandra Silva Dr. Ricardo Luciano (Avaliação Psicoterapia c/ crianças) ENDOCRINOLOGIA Dr. Carlos Fernandes PEDIATRIA Dr.ª Teresa Barracha Dr. Nuno Carvalho GINECOLOGIA/OBSTETRÍCIA Dr. Pedro Rocha (HDS) Dr.ª Lucília Gaspar (HDS) PODOLOGIA Dr.ª Sandrina Fortunato UROLOGIA Dr. António Oliveira ORTOPEDIA Dr. Joaquim Simões

CIRURGIA VASCULAR Dr. Edgar Berdeja FISIOTERAPIA RESPIRATÓRIA Fisioterapeuta Alexandra Claudino PNEUMOLOGIA Dr.ª Paula Cravo IMUNOALERGOLOGIA Dr. Abreu Nogueira DIETISTA/NUTRICIONISTA Dr.ª Susana Brites/Dr.ª Helga Marques ACUPUNCTURA Dr.ª Alda Costa HOMEOPATIA Dr. Rui Pinto NATUROPATIA/ /HOMOTOXICOLOGIA Dr. Jaime João Tavares TERAPIA DA FALA Terapeuta Dora Colaço SERVIÇOS DE ENFERMAGEM Enf.ª Ana SHIATSU Drª Mª Rosário Salavessa ELECTROCARDIOGRAMAS Com Técnico Especializado CTG - Grávidas Holter - 24 h Mapa (Tensão Arterial)

Acordos com ADVANCE CARE; MULTICARE e MÉDIS ANÁLISES CLÍNICAS - com todos os acordos

MARCAÇÕES Dr. A. JÚLIO SILVA

Tel 243 593 422 Tlm 969 902 195

Dr. ARMANDO RODRIGUES LOPES

Médico Especialista ORTOPEDIA

INSTITUT SUTHERLAND DE PARIS

(Centro Clínico do Choupal) R. Capitão António Montez, 4-A • Tel. 243326935 • SANTARÉM

Av. Bernardo Santareno, 39 - 1.º Esq. Telefone 243 327 546 - 2000 SANTARÉM

OSTEOPATIA


34 SAÚDE

O Ribatejo 15 | Janeiro | 2010

CENTRO AUDITIVO WIDEX Audiologia  X  X  X X

Dr.ª Odete Batista Diagnóstico (adultos e crianças) Reabilitação Auditiva (Próteses Auditivas) Potenciais Evocados Auditivos do Tronco Cerebral (PEATC) Protectores de Natação

Cardiopneumologia X

Dr.ª Patrícia Branco

Estudo do Sono

Acordos: CGD, SAMS, PT, Médis, Advance Care e Mondial Assistance Horário: 13.00 às 20.00 horas

Largo Cândido dos Reis, 14 - 1.º Esquerdo • 2000-241 Santarém Tel.: 243 391 547 • Fax: 243 391 549 • E-mail: audioteste@netcabo.pt

Drª MADALENA BARRETO INSTITUT SUTHERLAND DE PARIS

OSTEOPATIA Av. Bernardo Santareno, 39 - 1.º Esq. Telefone 243327546 - 2000 SANTARÉM

DR. JOSÉ LUÍS P. BARRETO UROLOGISTA Pela Ordem dos Médicos DOENÇAS DOS RINS, VIAS URINÁRIAS E APARELHO SEXUAL MASCULINO

F. RIBEIRO DE CARVALHO CIRURGIÃO PLÁSTICO Cirurgia Plástica Reconstrutiva e Estética Cirurgia Estética e Reconstrutiva da Mama Cirurgia do Contorno Corporal Cirurgia Estética Facial Surgimed Pcta. Praceta Eduardo Rosa Mendes, 6 - r/c SANTARÉM Marcações pelo Tel: 243 30 57 80

CONS. - SURGIMED

Pr. Eduardo Rosa Mendes n.º 6 R/C - Telef.: 243305780 2000 SANTARÉM

Dr. Martinho do Rosário

Médico de Urologia CONSULTAS 2ªs, 4ªs e 6ªfeiras a partir das 15 h. MARCAÇÕES todos os dias, a partir das 15 h. SANTARÉM

Dr. Rui Castro

Rua José Saramago, 17 Telef.: 243327431 - 2005-185 SANTARÉM

DRA. MARISA PERES MÉDICA CARDIOLOGISTA

Médico Especialista de Clínica Geral

Consultas e Exames de Cardiologia

CLIMECO - Clínica Médica de Eduardo Lopes

CONSULTÓRIO:

Santarém: GFS: 243 328 890 IMS: 962 567 961

Oftalmologia Dr. Eduardo Lopes

Rua José Saramago, 17-1º (edifícios atrás do Banco de Portugal)

Telef. e Fax: 243 327 431

Almeirim: Clínica do Jardim: 243 593 422

Telemóvel: 917 770 678

Enfercentro: 243 579 601

CONSULTAS E MARCAÇÕES DIÁRIAS

Aveiras de Cima: Centro Médico de Aveiras: 263 474 976

Acordos c/ Médis / Advancecare / EDP Portugal Telecom / CGD / SAMS / Multicare

Oftalmologia Pediátrica Drª Cristina Amorim Acordos c/ Médis / Advancecare / EDP Portugal Telecom / CGD / SAMS / Multicare

Ortóptica Dr. Alfredo Sousa - Drª Ana Ascensão Neurocirurgia Dr. Bello da Silva Acordos c/ Multicare

Neurologia Drª Adelaide Palos Dermatologia Drª Maria João Reumatologia Drª Manuela Micaelo Acordos c/ Multicare

Psicologia Drª Sandra Silva - Drª Isabel Baptista Medicina Interna Dr. Victor Bezerra Nutrição Drª Susana Rodrigues MARCAÇÕES PELO TELEFONE 243 328 303 Rua Colégio Militar, Lt. A - 1º Esquerdo (junto ao antigo Campo dos Leões) 2000 SANTARÉM


SAÚDE 35

O Ribatejo 15 | Janeiro | 2010

EXAMES COMPLEMENTARES DE CARDIOLOGIA

Dr. Júlio Aranha Cardiologista

Ecocardiograma M e 2D Ecocardiograma com doppler e côr ECG Holter de 24 horas Monitorização Ambulatória da Pressão Arterial Electrocardiograma EXAMES EFECTUADOS NO CONSULTÓRIO E AO DOMICÍLIO SANTARÉM - Tel. 243 327 431 RIBACLÍNICA - CHAMUSCA - Tel. 249 760 031

CENTRO CLÍNICO DO CHOUPAL MED. FÍSICA E REABILITAÇÃO CONSULTAS

Fisiatria (Dr.ª Helena Martins) (Dr. José Miguel Pais) Ortopedia (Dr. A. Júlio Silva) Psicologia (Dr.ª Elsa Couchinho) (Dr.ª Teresa Molina) Clínica Geral e doenças do Coração (Dr.ª Liliana Aleksandrov)

Drª ISABEL MONTEIRO Médica Cardiologista • Consultas de Cardiologia • Electrocardiogramas • Ecocardiogramas Modo M, 2D e Doppler a cor • M.A.P.A. (Monitorização Ambulatória da Pressão Arterial) Rua Dr. António José de Almeida, nº 11, 4º Dt.º 2000 - SANTARÉM

Telef. 243 326 957

Sílvia Lencastre Fróis Psicóloga Clínica Psicologia Clínica e Psicoterapia Marcações pelo tmóvel -

918 732 116

Santarém • Coruche • Rio Maior

JOSÉ MANUEL PIRES TEIXEIRA

OTORRINO

DR. FLÁVIO DE SÁ CHEFE DO SERVIÇO HOSPITALAR DE OTORRINO PEDIÁTRICO

ACORDOS FISIOTERAPIA: ADSE, ADMFA, ADMA, C.G. DEPÓSITOS, CTT, SAMS, TELECOM e SEGURADORAS R. Capitão António Montês, 4-A (Rampa Ciclistas) Tel. 243326935 - Fax: 243326935 2000 SANTARÉM

• Otorrino (crianças) • Otorrino Geral • Alergologia • Terapia da Fala • Exames de Audição • Endoscopia • Cirurgia Pediátrica e Geral • Doenças do Saco Lacrimal

CONSULTÓRIO NA CLÍNICA “FERRO DE ENGOMAR” Rua do Quintino, 9 - A - Tel.: 243770939 - CARTAXO

CONSULTÓRIO DENTÁRIO - Nova morada -

DR. MARCÃO Médico especialista de ESTOMATOLOGIA (Doenças da boca e dentes) pela Ordem dos Médicos e pelo Hospital de Santa Maria

MEMBRO FUNDADOR DA SOCIEDADE PORTUGUESA DE PSICOTERAPIAS CONSTRUTIVISTAS www.sppc.org.pt

CONSULTAS DIÁRIAS DAS 10H. ÀS 20H.

Largo de S. João, N.º 1 - Telefones 241 371 566 - 241 371 690

C O N S U LTA S ACUPUNCTURA Dr.ª Elisabete Alexandra Duarte Serra ALERGOLOGIA Dr. Mário de Almeida; Dr.ª Cristina Santa Marta CARDIOLOGIA Dr.ª Maria João Carvalho CIRURGIA Dr. Francisco Rufino CLÍNICA GERAL Dr. Pereira Ambrósio - Dr. António Prôa DERMATOLOGIA Dr.ª Maria João Silva GASTROENTERELOGIA E ENDOSCOPIA DIGESTIVA Dr. Rui Mesquita; Dr.ª Cláudia Sequeira MEDICINA INTERNA Dr. Matoso Ferreira NEFROLOGIA Dr. Mário Silva NEUROCIRURGIA Dr. Armando Lopes NEUROLOGIA Dr.ª Isabel Luzeiro; Dr.ª Amélia Guilherme

POR

MARCAÇÃO

OBSTETRÍCIA E GINECOLOGIA Dr.ª Lígia Ribeiro, Dr. João Pinhel OFTALMOLOGIA Dr. Luís Cardiga ORTOPEDIA Dr. Matos Melo OTORRINOLARINGOLOGIA Dr. João Eloi PNEUMOLOGIA Dr. Carlos Luís Lousada PROV. FUNÇÃO RESPIRATÓRIA Patricia Gerra PSICOLOGIA Dr.ª Odete Vieira; Dr. Michael Knoch; Dr.ª Maria Conceição Calado PSIQUIATRIA Dr. Carlos Roldão Vieira; Dr.ª Fátima Palma UROLOGIA Dr. Rafael Passarinho NUTRICIONISTA Dr.ª Carla Louro SERVIÇO DE ENFERMAGEM Maria João TERAPEUTA DA FALA Dr.ª Susana Martins

FAUSTINO SANTOS

CONSULTAS DE CARÁCTER SOCIAL, ÀS TERÇAS-FEIRAS, NO MESMO HORÁRIO LISBOA: CLÍNICA MOVIMENTO E SAÚDE R. JOSÉ FALCÃO 52, 2º F ALVERCA: R. CIDADE DÉVNIA, 21, 2º, DTO

INFORMAÇÕES E MARCAÇÕES: 961 285 155

Surgimed Anat. Patológica Dra. Margarida Mendes

Gastroenterologia Dr. Júlio Veloso

Ortopedia Dr. D. Cadavez

Cir. Geral / Obesidade Dr. Joaquim Costa

Endocrinologia Dr. Luís Raposo

Otorrino. Dr. Flávio de Sá

Cirurgia Geral Dr. Paulo Alves

Medicina Interna Dra. Luísa Wandschneider

Pneumologia Dr. Marco da Costa e Silva

Cirurgia Plástica Dr. Ribeiro de Carvalho

Acupunctura / Hipnoterapia Clínica Licenciado em Medicina Tradicional Chinesa Curso pós-graduado de aperfeiçoamento de Hipnose em Clínica Médica (componente de especialização) da Faculdade de Medicina de Lisboa

Rua Pedro de Santarém, nº 65, 1º andar

Cirurgia Vascular Dr. Mário Soares Clínica Geral Dra. Hélia Castro Dr. Benjamim Coimbra Dietética Dra. Célia Dias

(antiga Rua do Matadouro perto do W Shopping)

MARCAÇÕES - Telemóvel: 962 600 338

www.faustinosantos-acupunctura.com

Terapeuta Osteopata Rui Leite

CLÍNICA - CIRURGIA - PRÓTESES DENTÁRIAS CONSULTAS TODOS OS DIAS Largo Cândido dos Reis, 11 - 1º Direito (junto à rotunda do hospital velho) Telef: 243 326 435 - 2000 SANTARÉM

PSICÓLOGO CLÍNICO E PSICOTERAPEUTA

CENTRO MÉDICO E DE ENFERMAGEM DE ABRANTES

MÉDICO ESPECIALISTA - GINECOLOGISTA / OBSTETRA ASSISTENTE HOSPITALAR GRADUADO do HOSPITAL DE SANTARÉM DOENÇA DA MAMA - DIPLOMADO e MASTER em Senologia / / Pat. Mamária pela F. de Medicina da Un. de Barcelona

DR. JOSÉ BRANCO

TODOS OS DIAS DAS 9.00 - 20.00 horas R. Dr. António José de Almeida, n.º 11 - 2.º Esq.º Tel./Fax 243 329 010 - SANTARÉM

Ceficarte CENTRO DE FISIOTERAPIA DO CARTAXO

MARCAÇÕES: Tlm.: 919 612 454 • Tel./Fax: 243 702 311 Av. João de Deus, n.º 10 r/c 2070-011 Cartaxo

Neurocirurgia Dr. Carlos Calado

Psicologia Dra. Elsa Martins Dr. João Paulo Ribeiro

Neurologia Dr. Jorge Becho

Psiquiatria Dr. Vítor Henriques

Oftalmologia Dr. Juan Palomares Dr. Castela Rodrigues Dr. Fábio Trindade

Reumatologia Dr. Teixeira Costa Urologia Dr. Luís Barreto

Exames Complementares e Outros: • • • • • • •

Endoscopia Digestiva Alta Colonoscopia Fibrorectosigmoidoscopia Polipectomia Endoscópica Citologia Aspirativa Urofluxometria E.C.G.

• Trat. varizes (esclerose e laser) • Sedação profunda c/apoio de Anest. p/ exames endoscópicos • Laser Cirúrgico • Internamento (Piso 10 – HDS) • M.A.P.A. • Holter 24 horas

Marcações das 9:00 às 19:00 de 2ª a 6ª Feira Telef: 243 305 780 Fax: 243 305 781 Praceta Eduardo Rosa Mendes, 6-r/c 2005-174 SANTARÉM Email: surgimed@mail.telepac.pt


36

O Ribatejo 15 | Janeiro | 2010

emprego & formação Sistema Fiscal: a mudança precisa-se Florinda Matos(*)

A economia portuguesa está débil, o desemprego não pára de subir e o endividamento do país começa a atingir limiares preocupantes. A mensagem é clara e provem de todos os quadrantes: temos que poupar mais e aumentar as receitas. Como todos sabemos, a principal fonte de receita pública são os impostos e, hoje, vou falar Direcção-Geral das Contribuições e Impostos (DGCI). Fundada em 1849 e reestruturada por sucessivos diplomas, é esta Direcção que assegura que todos os cidadãos cumpram as suas obrigações fiscais, fazendose representar, em todo o país, através dos Serviços Locais de Finanças, que asseguram a proximidade com os cidadãos. De acordo com o mencionado no endereço electrónico da DGCI, esta tem por missão “ad-

ministrar os impostos sobre o rendimento, sobre o património e sobre o consumo, bem como administrar outros tributos que lhe sejam atribuídos por lei, de acordo com as políticas definidas pelo Governo em matéria tributária.” E tem ainda como atribuições: a) Assegurar a liquidação e cobrança dos impostos e outros tributos que lhe incumbe administrar; b) Exercer a acção de inspecção tributária, prevenindo e combatendo a fraude e evasão fiscais; c) Exercer a acção de justiça tributária e assegurar a representação da Fazenda Pública junto dos órgãos judiciais; d) Executar acordos e convenções internacionais em matéria tributária, nomeadamente os destinados a evitar a dupla tributação, cooperar com as administrações tributárias de outros Estados; e) Informar os particulares sobre as respectivas obrigações fiscais e apoiá-los no cumprimento das mesmas; f) Promover a correcta aplicação da legislação e das decisões administrativas relacionadas

com as atribuições que prossegue e contribuir para a melhoria da eficácia do sistema fiscal, propondo as medidas de carácter normativo, técnico e organizacional que se revelem adequadas. Ora, na minha opinião, os responsáveis destes Serviços e muitos dos seus colaboradores, desconhecem ou esqueceram esta missão e atributos, comportando-se como simples cobradores de impostos, perseguindo os cidadãos e as empresas, ao serviço de uma política fiscal que não funciona. A qualidade do atendimento, na maioria dos Serviços de Finanças, não existe. Os cidadãos amontoam-se num espaço exíguo, à espera de serem atendidos, num balcão, do tipo mercearia antiga, sem qualquer privacidade, por um funcionário, na maior parte das vezes, com muita falta de formação ao nível do atendimento público. Não existe foco na satisfação do cliente e a falta de ética faz com que muitas vezes o cidadão, que devia ser tratado como cliente, seja tratado como se fosse malfeitor. A liquidação e a cobrança de impostos impõem um excesso de zelo a muitos dos responsá-

veis destes Serviços que, em vez de combaterem a fraude e a invasão fiscal, correm atrás dos cidadãos e das empresas, cometendo abusos, que só um Estado onde a Justiça não funciona o pode permitir. É frequentes os cidadãos serem mal informados e mal apoiados no cumprimento das suas obrigações fiscais. A aplicação da legislação é feita de forma abusiva, normalmente em proveito da Estado. Portugal tem que mudar e a mudança também tem que se verificar nestes Serviços. Não podemos continuar a “ser clientes” de um Sistema que nos trata mal e que não está ao nosso serviço. É preciso melhorar a qualidade e a funcionalidade destes serviços, é preciso incutir o sentido da ética e da responsabilidade social aos responsáveis destes serviços, é preciso formar chefias e funcionários destes serviços para o foco na qualidade do atendimento e na satisfação do cliente.

Da minha parte, a batalha já começou: o sistema tem que mudar, a qualificação tem que começar e para isso, vou protestar sempre que não concordar, vou reclamar sempre que for necessário, vou exigir o cumprimento da lei sempre que a mesma for desrespeitada, se for preciso, vou para os tribunais, lutar pelo respeito que exijo enquanto contribuinte do Estado português. (*) Investigadora MRC / ISCTE – IUL Consultora PMEConsult


SERVIÇOS | PUBLICIDADE 37

O Ribatejo 15 | Janeiro | 2010

CRÉDITOS PAU LO N I ZA assinatura anual

por apenas 25 €

* CRÉDITO RÁPIDO P/ INÍCIO DO SEU NEGÓCIO Taeg desde 12,49%

* CRÉDITO PARA MÁQUINAS INDUSTRIAIS, AGRÍCOLAS E VEÍCULOS PESADOS Taeg desde 6,06%

* CRÉDITO PESSOAL RÁPIDO ATÉ 40.000€ COM ASSINATURA SÓ DE 1 TITULAR, SE CASADO Taeg desde 12,49%

* CRÉDITO CONSOLIDADO S/ HIPOTECA C/ REDUÇÃO ATÉ 50% DO ENCARGO MENSAL Taeg desde 12,49%

* CRÉDITO COM GARANTIA DO SEU AUTOMÓVEL E NEGÓCIOS AUTO ENTRE PARTICULARES Taeg desde 18,52%

* CRÉDITO HABITAÇÃO SEM FIADORES E COM REDUÇÃO DA SUA PRESTAÇÃO MENSAL PARA TRANSFERÊNCIAS Taeg desde 5,1994%

* CRÉDITO CONSOLIDADO C/ HIPOTECA MESMO P/ PESSOAS COM PROBLEMAS BANCÁRIOS Redução Até 60% da prestação mensal Taeg desde 6,509%

www.pauloniza.pt Urb. Vila das Taipas. Lt.4 – r/c Drt. 2080-067 Almeirim E-mail: geral@pauloniza.com

Telf.: 243 579 296

Telm. 938 879 678


38

O Ribatejo 15 | Janeiro | 2010

imobiliário & classificados IMOBILIÁRIO arrenda-se

A ESCRITÓRIO na Calçada do Monte, 4 gabinetes 226m2, cave com acesso a viaturas Preço: 1.100,00€ - Ref. A96 Go Imobiliária AMI – 8191 Tlf – 915084892/ 243094092

A SANTARÉM – Mercearia equipada e pronta a funcionar. 700 € RE/MAX Milénio – AMI 6883 www. remax.pt/121871066-21 Tel. 961 778 995

A T1 na Calçada do Monte. Não mobilado nem equipado. Preço: 280,00€ - Ref. A98 Go Imobiliária AMI – 8191 Tlf – 915084892/243094092

A O CNEMA dispões de 3 lojas (espaços comerciais/ escritórios) c/ as seguintes áreas 18m2, 26m2 e 125m2 ( esta última inclui wc). Contactar TLF 243300300 ou geral@ cnema.pt

A LOJA em São Nicolau, 72m2, Zona urbana, com extracção de fumos. Bem localizada. Preço: 600,00€ - Ref. A81 Go Imobiliária AMI – 8191 Tlf – 915084892/243094092

A QUARTO mobilado em Santarém TLM 969303121 A T1 mobilado p/ prof., enf.,etc. TLM 911010160 A ARMAZÉM na Zona Industrial. Com cerca de 1.500m2. Valor: 2.500,00€ - Ref. A83 Go Imobiliária AMI – 8191 Tlf – 915084892/243094092 A ESCRITÓRIO em Marvila, 3 salas, 1 wc, Perto do Seminário Preço: 400,00€ - Ref. A79 Go Imobiliária AMI – 8191 Tlf – 915084892/243094092 A T3 Sala c/ lareira. Não equipado Perto do centro da cidade Preço: 400,00€ - Ref. A PARA SERVIÇOS em Marvila, c/ 9 gabinetes e 2 Salas, zona de atendimento, 3 Wc’s. Com 400m2. Preço: 2.500,00€ - Ref. A97 Go Imobiliária AMI – 8191 Tlf – 915084892/243094092

A T4/ ESCRITÓRIO na Rua António José de Almeida. Remodelado, p/ escritório ou habitação. Preço: 550,00€ - Ref. A39 Go Imobiliária AMI – 8191 Tlf – 915084892/ 243094092 A APT T2 mobilado, no Cartaxo, 380€, AMI 7252, Localvoga, Lda TLM 961503151 A APT T2 semi-novo c/ 1 lugar de garagem, no Cartaxo, 350€, AMI 7252, Localvoga, Lda TLM 961503151 A APT T3 no centro do Cartaxo, 425€/mês, AMI 7252, Localvoga, Lda TLM 961503151

IMOBILIÁRIO trespassa-se A BAR c/ grande afluência de clientes, no centro de

Santarém, junto a escolas superiores. Todo Equipado. Em pleno funcionamento Ref. 3390 Trata: Era Santarém AMI 5563 – Telf. 243303390 A CAFÉ em S. João da Ribeira (RIO MAIOR) Contacto: 243 949 159

IMOBILIÁRIO vende-se A SALA em Marvila, c/ roupeiro, serviço de recepção incluído. Para serviços médicos. Valor: 250€ - Ref. A73 Go Imobiliária AMI – 8191 Tlf – 915084892/243094092 A MORADIA nova Achete barata. Urgente 911010160 A MORADIA c/ terreno nova ou permuto TL911010160 A PRÉDIO c/ 4 Apt Str 220.000€ neg. 962719038 A QUINTINHA c/3casas 75000€/ troco T3 TLM 911008574 A APT T2 c/ terraço, r/ch alto, no Cartaxo, grandes áreas, pouco uso, varanda, 2 despensas, marquise, 73.000€. AMI 7252 Localvoga, Lda TLM 961503152 A APT T2 no Cartaxo, r/ ch, c/ acesso à A1, área útil 95m2, lareira, cozinha semi-equipada, despensa e varanda fechada, roupeiros. wc, videoporteiro, garagem c/ portão automático,

elevador, 70.000€, AMI 7252, Localvoga, Lda TLM 961503152. A ALMOSTER moradia V3 c/ garagem, como nova. Antes 95.000 € / Agora 90.000 € RE/MAX Milénio – AMI 6883 Tel.: 969754602 A VALE DE SANTARÉM moradia V4 c/ terraços e logradouro Antes: 147.500 € / Agora 137.500 € RE/ MAX Milénio – AMI 6883 Tel.: 961535235 A SANTARÉM moradia V3+1 a estrear (Qtª Trigosas) Antes 190.000 € / Agora 180.000 € RE/MAX Milénio – AMI 6883 Tel.: 961311745 A CARTAXO apt T3 no centro Antes 89.000 € / Agora 85.000 € RE/MAX Milénio – AMI 6883 Tel.: 969754602 A CARTAXO Apt T3 na Qtª das Correias Antes 115.000 € / Agora 105.000 € RE/MAX Milénio – AMI 6883 Tel.: 961334733 A CARTAXO apt T3 c/ 2 lugares garagem Antes 99.000 € / Agora 95.000 € RE/MAX Milénio – AMI 6883 Tel.: 961778968 A VALE DA PEDRA quintinha rústica c/ 8.920 m2 Antes 275.000 € / Agora 250.000 € RE/MAX Milénio – AMI 6883 Tel.: 961725441 A CARTAXO moradia V3 2 pisos c/ garagem Antes 142.000 € / Agora 138.000 € RE/MAX Milénio – AMI 6883 Tel.: 961778995 A APT situado na zona do Planalto c/ uma vista aberta. 5ºandar, remodelado. Composto por

2 quartos, 1 wc, sala, cozinha, despensa e arrecadação. Lugar de estacionamento p/ uma viatura – 69.500€ www. remax.pt/120431070-131 AMI 5430 – RE/MAX SCALA – Santarém. Tel: 243 307 500 A APT T3 excelente estado de conservação, centro da cidade de Santarém. Prédio c/ elevador, bom estado. Oportunidade única! – 72.500€ www. remax.pt/120431108-25 AMI 5430 – RE/MAX SCALA – Santarém. Tel: 243 307 500 A EXCELENTE moradia V2 c/ 3 pisos no centro da cidade de Santarém em zona agradável e aprazível. Tem 2 quartos sendo um deles suite, sala, cozinha equipada, sala de refeições e 2 wc Tem aproveitamento de sótão - 56.500€ www.remax. pt/120431071-77 AMI 5430 - RE/MAX SCALA - Santarém. Tel: 243 307 500 A MORADIA em São Vicente do Paúl. em terreno c/ 3020 m2, sala comum envidraçada c/ lareira à portuguesa, cozinha c/ lareira à portuguesa, 3 quartos c/ roupeiro, 2 wc e garagem. Sistema de rega. Portão principal automático e vidros duplos. Sótão c/ aproveitamento para fazer um quarto extra ou estúdio. Chão em soalho. Terreno c/ duas frentes e bons acessos – 150.000€ www. remax.pt/120431071-57 AMI 5430 - RE/MAX SCALA - Santarém. Tel: 243 307 500 A CASA de rés-do-chão nas Fazendas de Almeirim c/ 4 assoa., 3 quartos,

cozinha, sala, wc e quintal c/ anexos. O quintal tem área c/ cerca de 120m2 – 75.000€ www.remax. pt/120431106-20 AMI 5430 - RE/MAX SCALA - Santarém. Tel: 243 307 500 A CASA antiga c/ a recuperação iniciada e vários anexos novos já construídos numa Rua perto do centro de Alpiarça mas bastante sossegada, c/ quintal complet. vedado c/ varias arvores de fruto e um barbecue. Lote de 225 m2 – 66.000€ www.remax. pt/120431092-28 AMI 5430 - RE/MAX SCALA - Santarém. Tel: 243 307 500 A APT T2 em bom estado de conserv., arrecadação, sala c/ lareira (recup. de calor), soalho em madeira carvalho. Quartos c/ soalho em madeira carvalho, roupeiros c/ portas de correr. Suite c/ banheira de hidromassagem, pré-instalação de aquecimento central. S. Domingos – 95.000€ www. remax.pt/120431071-8 AMI 5430 - RE/MAX SCALA Santarém. Tel: 243 307 500 A APT T3 c/ pouco tempo de uso. Possibilidade de espaço de garagem. Santarém – S. Domingos (95.000€) Ref; 001001018 Trata: Imovenda, Lda – AMI 5774 www.imovenda. pt – 243306076/ 917 997770 A MORADIA geminada c/ 3 assoa., 2 pisos, terraço e logradouro. Centro da cidade. Bom preço. Calçada do monte – Santarém (95.000€) Ref; 001002002 Trata: Imovenda, Lda – AMI 5774 www.imovenda.pt – 243306076/ 917 997770

A V2, pré-instalação a.c., cozinha rústica c/ lareira, telheiro c/ barbecue e lavatório, parqueamento, murado e possib. construção de 182m2. Frade de cima – (125.000€) Ref; 001003006 Trata: Imovenda, Lda – AMI 5774 www.imovenda.pt – 243306076/ 917 997770 A QUINTINHA c/ 10.200 m2, moradia c/ 4 quartos, sala comum (32.85 m2) c/ recup. calor, Cozinha semi-equipada, pré-instalação de aquec. central e garagem p/ 2 carros. Piscina (4.5mx9m). Achete (199.000€) Ref; 001004007 Trata: Imovenda, Lda – AMI 5774 www.imovenda.pt – 243306076/ 917 997770 A APT T2 em muito bom estado, situado na zona nobre de S. Domingos – Santarém (95.000 €) Ref; 001005001 Trata: Imovenda, Lda – AMI 5774 www.imovenda.pt – 243306076/ 917 997770 A APT T2, Almeirim, coo novo, cozinha equipada, logradouro c/churrasqueira. Valor 90.000,00€ - Ref. A-327 TLF: 243595033 www.habigotica.com AMI 5915 A TERRENO c/ 165m2, Almeirim, c/ moradia para demolir. Valor 27.500,00€ Ref A-326 TLF: 243595033 www.habigotica.com AMI 5915 A APT T3, Almeirim, novo, lugar garagem, ar condicionado, cozinha equipada, excelentes. Valor 115.000,00€ - Ref. A-322 TLF: 243595033 www.habigotica.com AMI 5915

A MORADIA T2 rural, na Várzea, 1900m2 terreno, zona sossegada. Valor 68.000,00€ - Ref. A-320 TLF: 243595033 www. habigotica.com AMI 5915 A LOJA em Santarém, nova, 110m2, grandes montras. Valor 97.500,00€ - Ref. S-574 TLF: 243595033 www. habigotica.com AMI 5915 A São Vicente Paúl Moradia T3, usada, como nova, c/ 2 quartos, suite , cozinha, sala, 2 wc, alpendre, garagem. 2 cadernetas urbana c/1.000m2 e rústica c/3.020m2. convida ao relax e qualidade de vida . ZEN , c/ a capital do gótico e entrada para A1 a 10 min. ZEN MOR.199 PREÇO 175.000€ AMI 6566 ZEN Santarém TLM 919727243 A Santarém – Jardim de Baixo Moradia T3, r/c e 1º, usada, soalheira, em ópt. estado, pré-instal. p/ paneis solares, logradouro, alpendre, garagem indiv.. Zona residencial mtº aprazível, próx. entrada A1, zonas comercias, escolas e cidade de Santarém. ZEN MOR.198 PREÇO 165,000€ AMI 6566 ZEN Santarém TLM 919727243 A Romeira Moradia T4+1. r/chão, cave e sótão. No r/ chão: hall, sala, quarto, suite, wc e alpendre; na cave: cozinha, despensa, casa máq., 2 quartos, casa jantar e wc. Sótão amplo. 2 cadernetas, urbana c/ 450m2, rústica c/ 11.680m2. ZEN MOR.130 PREÇO 199.000€ AMI 6566 ZEN Santarém TLM 919727243 A Alpiarça Moradia T5+1,usada ( cave, r/c e


IMOBILIÁRIO & CLASSIFICADOS 39

O Ribatejo 15 | Janeiro | 2010 1º), proj. numa construção e acab. Qualidade, zona habitacional privilegiada... Barragem, Museu dos Patudos e Reserva Natural do Cavalo Sorraia. ZEN MOR.168 PREÇO 280.000€ AMI 6566 ZEN Santarém TLM 919727243

rém. 50.000€ - Xequecasa, Lda – AMI 6019 TLF 243306653

A Santarém – S.Salvador Apt Duplex T2, usado, bem cons., bons acab., 2 quartos, sala, Wc ,cozinha, zona arrumos, garagem priv. c/acesso ao duplex, arrecadação, em zona calma, a 3 min. centro da cidade, e 5 min. acesso a A1 .ZEN APT.107 PREÇO 97.500€ AMI 6566 ZEN Santarém TLM 919727243

A Apt. usado T2 em Santarém. 65.000€ - Xequecasa, Lda – AMI 6019 TLF 243306653

A Almeirim Apt T3, novo, hall (tecto falso c/ projec.) 2 quartos (roupeiros de correr), 1 suite( banheira hidrom. wc c/ janela), sala, wc, cozinha semi-equipada c/ electrodom. INDESIT, garagem (box indiv. exterior, c/ água e luz ligado cada fracção), zona agradável, c/ jardim, bons acessos rodoviários ZEN APT.155 PREÇO 105.000€ AMI 6566 ZEN Santarém TLM 919727243 A Apt. usado T2 Almeirim c/ 1 lugar de garagem. 100.000€ - Xequecasa, Lda – AMI 6019 TLF 243306653 A Casa antiga em Ponte do Soleiro/ Santa-

A LOJA c/ + - 40 m2 em Santarém na zona histórica. 42.500€ neg - Xequecasa, Lda – AMI 6019 TLF 243306653

A Apt. novo T3 c/ garagem em Almeirim. 126.000€ - Xequecasa, Lda – AMI 6019 TLF 243306653 A SANTARÉM/ S. Salvador excelente Apt T3; arrecadação; 2 lugares de garagem; lareira; 2 varandas; jardins; grandes áreas; local tranquilo e muito bom ambiente; Ref. 3734 Preço: 91.500,00 € Trata Era Santarém AMI 5563 – Telf. 243303390 A SANTARÉM/ MARVILA Prédio R/c, 1º e 2º andares e sótão; 19 divisões; área construção 456m2; logradouro; zona histórica da cidade; traça antiga; zona de comércio e serviços. Ref. 3736 Preço: 180.000,00 € Trata Era Santarém AMI 5563 – Telf. 243303390 A SANTARÉM/ S. SALVADOR Apt T3; quartos amplos, 2 c/ Roupeiro; cozinha c/

despensa; arrecadação; 2 garagens fechadas; excelente localização. Ref. 3723 Preço: 90.000,00 € Trata Era Santarém AMI 5563 – Telf. 243303390 A SANTARÉM/S. SALVADOR Moradia V4; 2 pisos+cave; habitação c/ 229m2; ar condicionado; painel solar; arrecadação; garagem; logradouro c/ 683,5m2; excelente localização Ref. 3729 Preço Sob Consulta Trata Era Santarém AMI 5563 – Telf. 243303390 A SANTARÉM/ S. SALVADOR Apt T3; arrecadação; varandas; área total 109m2; Grande oportunidade! Ref. 3150 Preço: 50.000,00 Trata Era Santarém AMI 5563 – Telf. 243303390

A SMART Fourtwo cdi 7/05 29000km novo TLM 965175504

DIVERSOS geral A EXPLICAÇÕES: de Matemática A e B; biologia, geologia, física, química, geografia, estatística e MACS aos 2º e 3º ciclos e nível universitário. Perto da Ginestal Machado. Contacto: 914 626 531

EMPREGO oferece-se A FAÇO entregas encomendas domicilio TLM 966997886

VEÍCULOS vende-se A CARRINHA OPEL Campus inspecção. Barato TLM 914143540 A CHEVROLET Spazio 1.4 Sx ac 6000€ TLM 936205470 A MOTO Suzuki Bandit GSF 650.S 2008 TLM 911010160

DIVERSOS mensagens A VIÚVO procura senhora + 60 assunto sério TLM249381922

CÁRITAS PAROQUIAL DE TREMEZ - IPSS Agradece a todos aqueles que, sempre estão disponíveis para ajudarem nas acções de solidariedade que a Cáritas tem promovido pelos mais desfavorecidos. Ajuda bem explícita no lanche que oferecemos no Natal. Todas as ajudas são valiosas, mas temos que sublinhar: - À família da empresa da nossa Freguesia e nossa parceira, na sua presença incondicional, sempre que lhe solicitamos ajuda. Bem hajam “OLITREM” - Também está a ser preciosa a ajuda dos “Administradores” do Hipermercado E.LECLERC Santarém. Logo na primeira fase distribuímos bens alimentares a 19 famílias da nossa Freguesia. Regularmente teremos essa ajuda para continuarmos a ajudar estes e todos os outros que anónimamente estão sempre connosco. O nosso muito obrigado. Cáritas

Comunica-se que no próximo dia 17 de Janeiro de 2010 (Domingo), prevê-se o corte de corrente nos locais e períodos abaixo mencionados: DRC TEJO Concelho de Santarém Freguesia de Santarém (Salvador): Rua 19 de Março, Qta Besteira Lt, Qta Portela Lt, Bairro Trigoso, Rua da Besteira Lt, Urb. Bairro Trigoso Lt, Urb. Bairro Trigoso. (das 08:00 às 12:00 horas) Zona Urbana: Ae Auto Estrada A1. (das 08:00 às 12:00 horas) Concelho de Benavente Freguesia de Benavente: Qta Brasileira Li Lt. (das 08:00 às 12:00 horas) Nota: Devido a situações imprevistas, os trabalhos poder-se-ão prolongar até às 15:00 horas. Por motivos de segurança e dado poder haver necessidade de proceder a ensaios ou ser feito o restabelecimento antecipado, as instalações deverão ser consideradas permanentemente em tensão.


tempo: nublado O tempo deverá apresentar-se melhor nos próximos dias com previsões de sol e céu pouco nublado até ao início da próxima semana. A chuva deve voltar a partir de terça-feira e as temperaturas nocturnas vão baixar. 15 | JANEIRO | 2009

∑agenda Sábado

Alcanena ∑ Espectáculo de dança “Vale” no cine-teatro S. Pedro, às 21h30. Volta a estar em cena no domingo, às 16h. Mação ∑ Concerto com Coro Infantil de Mação, o Coro Infantil de Pinhel, o Coro Misto da Beira Interior e a Orquestra Clássica da Beira Interior. Às 17h, na Igreja Matriz. Rio Maior ∑O grupo La Farse Manouche apresenta concerto de “gipsy jazz” no cine-teatro, às 21h30.

Impresso em papel que incorpora 30 por cento de fibra reciclada, com tinta ecológica de base vegetal

rosário breve

Deputados exigem números Santarém∑ Mortes na estrada aumentaram 68,9% em 2009 Os três deputados do PSD eleitos pelo círculo de Santarém requereram na Assembleia da República que o Ministério da Administração Interna entregue uma listagem pormenorizada dos dados da sinistralidade rodoviária no distrito, com indicações sobre vítimas mortais, feridos graves, ligeiros e acidentes. Pacheco Pereira, Vasco Cunha e Carina Oliveira solicitam também a divulgação dos locais exactos dos sinistros, categorizados entre estradas nacionais ou municipais. Segundo os deputados, os números preliminares da Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária (ANSR) são “preocupantes” e revelam que o “distrito de Santarém é um dos mais afectados por esta tragédia nacional”.

Daniel Abrunheiro

Vodka, êxtase sexual e outros vazios Segundo os dados da ANSR, até 31 de Dezembro de 2009, o distrito registou um total de 74 óbitos, contra 51 contabilizados no ano anterior. No ranking nacional das mortes na estrada, Santarém aparece em 3º lugar, apenas superado por Lisboa (79) e Setúbal (75), distritos onde o número de óbitos até sofreu uma diminuição. A nível nacional, o número de mortes desceu de 776 óbitos

em 2008 para 738 em 2009, o que representa uma diminuição percentual que ronda os 5%. No distrito, o aumento foi de 68,9%. Refira-se ainda que os números da ANSR (recolhidos entre a GNR e PSP), em que se baseiam as estatísticas oficiais do governo, não contabilizam os sinistrados que morrem posteriormente nos hospitais, em consequência dos acidentes.

Comboios com grande procura em Coruche

De acordo com dados divulgados pela CP e REFER, a ligação ferroviária entre Coruche e Lisboa, retomada no passado dia 7 de Setembro depois de ter sido desactivada em 2004, foi utilizada por um total de 11.815 passageiros até ao final de Novembro de 2009, o que dará uma média aproximada de 700 utentes por semana. No troço reaberto, a estação de Coruche é a que regista um maior número de utilizadores, sendo que o trajecto Coruche – Marinhais é a viagem com mais passageiros, até porque os utilizadores são, na sua grande maioria, alunos que frequentam a escola profissional local. “Para além dos passageiros regulares, a CP apurou ainda um dado curioso: alguns jovens viajaram até à vila através de um bilhete de Inter-Rail que dá acesso a todos os países da Europa” assinala ainda uma nota da autarquia, que se congratula pelo sucesso alcançado por este novo serviço.

Fiquei esta semana a saber que uma das tias de Portugal, a senhora Maria Filomena Mónica, janta croissant com vodka. Li algures. Ela mesmo o escreveu numa crónica a propósito do mais recente (e mais célebre) desempregado português: o professor Marcelo, posto porta fora da RTP não tarda nada. Croissant com vodka: sim senhora. Outra tia, Clara Pinto Correia (“Copy Paste” para os amigos da onça), fez-se fotografar pelo actual marido (chama-se Pedro Palma) em pleno “êxtase sexual”. As fotografias são para expor publicamente, parece. Parece que no Centro Cultural de Cascais. Cascais tem muita tia, como se sabia. Mas assim em êxtase para toda a gente ver, que eu saiba, é a primeira. Já havia na net, naturalmente. Nem outra coisa seria de esperar da Clarinha: mostrar como dela o que já outros (e outras) tinham feito. Modos que é-assim, em linguajar de tias: uma mama vodka com croissant, a outra dá a cara ao mesmo tempo que dá o resto. Não sei que raio se passa com as pessoas, mesmo incluindo as tias nesta geral categoria humana. Não sei mesmo que raio se passa. Convenhamos: se o assunto é o despedimento de Marcelo, que gaita nos interessa se a senhora Mónica enfia vodka em vez de água tónica? E se a senhora Correia-Palma (também) faz aquilo, por que gaita (já agora…) nos mostra a triste figura do durante? Tudo resulta, acho eu, do desolador esvaziamento da nossa era. Só o frívolo, o superficial, o banal, o tristonho, o asinino, o ora-vai-te-pôr-num-porco – é que contam. A plateia nacional é pobre, o balcão pátrio é miserável – mas o palco nativo é tenebroso. E estas senhoras não ajudam nada. Nadinha. Népias. Tudo se esvazia: a ortografia, a moral, os costumes, a carteira. Tudo. Tudinho. E elas a darem-lhe com o croissant e com o “êxtase”. Muito gostaria de saber que diria, de tudo isto, o professor Marcelo, se ainda trabalhasse como antigamente. daniel.abrunheiro@gmail.com

ed 1263  

Jornal O Ribatejo