Page 67

Foto feita por Diego Kern Lopes em Colatina, dia 04/12/2015. “Se a Samarco tem capacidade de distribuir minério pelo mundo todo, por que não leva água em cada casa? ” (Entrevista com um Professor de letras colatinense realizada no dia 09/12/2015).

Esta mesma água contaminada distribuída pelas empresas responsáveis pelo desastre, também compromete a irrigação de lavouras e a pecuária, e, por conseguinte, também a alimentação - que já estava prejudicada pela seca. Casos como o da família de um senhor ribeirinho que visitamos, localizada em Entre Rios, servem como denúncia ao descaso. A família com quantidade significativa de integrantes - crianças e idosos, e toda a comunidade ali encontrada, são dependentes do exercício agropecuário para uso próprio e para venda. Preocupados com a qualidade da água, temem utilizá-la e com isso suspenderam as atividades no pasto, na colheita. Comunidades vão, assim, perdendo seu gado pela seca, que já caminhava a passos do extermínio, e esse fato se agrava com a má qualidade da água. Pelo caminho de Entre Rios à Regência pudemos presenciar animais mortos e, desnutridos.

46

Impactos socioambientais no Espírito Santo da ruptura da barragem de rejeitos da Samarco  

Relatório Novembro/Dezembro 2015

Impactos socioambientais no Espírito Santo da ruptura da barragem de rejeitos da Samarco  

Relatório Novembro/Dezembro 2015

Advertisement