Page 11

• M  archa contra o desemprego! Trabalho com direitos! Por um Portugal com futuro! – Tribuna pública em Portel com manifestação, na rotunda da Lagril, em Évora e com manifestação para a praça do Giraldo, na zona industrial de Arraiolos manifestação até ao largo da Câmara; na zona industrial da Adua em Montemor com manifestação até ao IEFP; Montemor e zona industrial Vendas Novas com manifestação até caixa agrícola; • Concentração em Évora, na Praça do Giraldo, “Por um Poder Local Forte ao Serviço das Populações! Em Defesa das Freguesias e dos Serviços Públicos! Não ao roubo dos Salários! Pela criação de emprego! Olhar para o futuro que os Portugueses têm direito, repondo os valores de Abril!”; • Greve Geral – CGTP-IN – Contra a Exploração e o Empobrecimento! • Por um Portugal com Futuro! com manifestação em Évora; • Manifestação Nacional / manifestação em Évora sob o lema” Contra a Exploração e o Empobrecimento! Saúde, Educação e Segurança Social para Todos!”; • Concentração da Inter-Reformados integrada na “Semana de Luta de Reformados 19 a 26 de Março”, em Évora; • Marcha Contra o Empobrecimento – Marcha / Manifestação com 3 concentrações em Évora. Estas lutas integraram-se numa acção de uma política alternativa às políticas desenvolvidas pelos os governos PS e PSD/CDS, realizada por milhares de trabalhadores, reformados, jovens, desempregados e população em geral que nela participaram activamente no distrito e em Lisboa, em greves e em várias manifestações e concentrações nacionais de grande importância para derrotar a política de direita. A 8ª Assembleia de Organização coloca como tarefas e prioridades do trabalho, dos comunistas dirigentes e delegados sindicais: 1º O Reforço da unidade dos trabalhadores e da luta pelo aumento geral de salários e o aumento do Salário Mínimo Nacional; 2º O prosseguimento da acção reivindicativa nas empresas e locais de trabalho e a resposta aos problemas imediatos dos trabalhadores, indissociáveis da importância estratégica das acções de massas de âmbito distrital e nacional; 3º O reforço da organização sindical nas empresas e locais de trabalho, através da sindicalização e da eleição de dirigentes e delegados sindicais, numa lógica de acção integrada e permanente; 4º A reestruturação administrativa e financeira, implicando orientação e tomada de medidas, de modo a disponibilizar meios e recursos, para a acção sindical; 5º A afirmação da liberdade de organização e acção sindical, confrontando, resistindo, intervindo e agindo, contra o condicionamento e impedimento do grande capital.

O DISTRITO DE ÉVORA HOJE

11

Resolução Política  

8ª Assembleia da Organização Regional de Évora do PCP

Resolução Política  

8ª Assembleia da Organização Regional de Évora do PCP

Advertisement