Issuu on Google+

INTRODUÇÃO

Uma comunidade recebeu a visita de um mestre missionário e decidiu destrinchar com ele o tema do Dízimo. Ora, este mestre missionário era um contador de histórias e, a qualquer pergunta sobre o tema do dízimo, ele respondia contando uma anedota, ou uma parábola, uma história, um conto....

Este livreto presta-se para a leitura pessoal, mas foi pensado especialmente para encontros, novenas, assembleias... O tema é Dízimo e tem 12 sub-temas. Só o último sub-tema não é Dízimo, mas “Oferta”, sendo os dois temas próximos, embora diferentes. O esquema se repete para os 12 temas: ele lembra o verjulgar-agir, mas é mais livre. Abre com uma historinha (em lugar de “um fato da vida”) e tem “a Bíblia ensina” que lembra o julgar. As historinhas são emprestadas (e adaptadas) de várias fontes: da Índia (1), China (8), Budismo zen (3 e 4) islã (10), judaísmo (9 e 12)... Atenção foi prestada ao Diretório Administrativo e Financeiro da Arquidiocese de Manaus. É possível fazer 12 encontros, ou 6 (tratando dois sub-temas em cada encontro) ou, numa assembleia, dividir o pessoal em grupos de trabalho-estudo. Bom trabalho! Pe. Arnaldo DEVIDI Área Missionária São Francisco, Manaus, Abril 2008

4


PARA TODOS OS ENCONTROS ORAÇÃO INICIAL Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Amém. Senhor Jesus, nós te agradecemos por permitir que nos reunamos em teu nome para tratar das necessidades de tua e nossa igreja. Pedimos que nos ajudes a aprofundar o tema do Dízimo, sua importância e eficácia, para suprir essas necessidades. Amém. Pedimos também a intercessão de Nossa Senhora, para sermos dóceis e fiéis ao chamado de Deus para esta reunião. Ave Maria... ORAÇÃO FINAL Recebe, Senhor, a minha oferta. Não é uma esmola, porque não és mendigo. Não é uma ajuda, porque não és necessitado. Não é um resto, porque tu és o Amigo. Esta oferta, Senhor, é minha gratidão por tudo o que me deste, é minha partilha com quem tem menos, é meu esforço para o sustento da comunidade. Se tenho, é porque Tu me deste. Amém.

5


1. NO DÍZIMO DEUS É O PROTAGONISTA O coordenador da Comunidade cumprimentou o mestre missionário e falou-lhe: - Alguém compara o Dízimo a uma novela ou a um romance. Diga-nos quem é o protagonista neste romance. Então o mestre abriu a boca e contou a seguinte parábola.

O REI E O MENDIGO Um mendigo estava pedindo esmola de porta em porta na aldeia, quando a carruagem dourada do rei surgiu à distância, como um sonho deslumbrante. O mendigo pensou: - Até que enfim! Tirarei a barriga da miséria! O rei vai se compadecer de mim e vai presentear-me com uma oferta super-generosa. Seu coração disparou, quando a carruagem se deteve no lugar onde ele estava! O rei desceu com um sorriso, e seu olhar posou sobre ele. O pobre teve a confirmação de que o dia da sorte tinha chegado, enfim. E ficou fitando a mão do rei. Mas, inesperadamente, o rei estendeu-lhe sua mão vazia e lhe disse: - O que tens para me dar? Ah, que extravagância foi esta do rei abrir a palma de sua mão para pedir... a um pedinte!? Ficou confuso e parou indeciso. Em seguida, abriu devagar sua sacola e tirou dela o menor de todos os grãos de trigo para oferecê-lo ao rei. Sempre sorrindo, o rei recebeu a insignificante oferta, agradeceu e foi embora na sua carruagem. Mas qual não foi a surpresa do mendigo quando, ao fim do dia, revirando sua sacola, viu que o menor dos grãos arrecadados era de ouro! Chorou amargamente e lamentou sua avareza.

Para refletir Quais pontos você achou mais interessantes na parábola do mendigo? (deixar tempo para discussão)

6


Vamos destacar uns elementos: a. O Dízimo tem a ver com Deus: é ele o protagonista! Na historinha, Deus é representado como rei, “é de Deus o que existe, o que cresce, o que se colhe” (Diretório Administrativo e Financeiro, Anexo 9). Ele é também o “Senhor” da nossa história. Se tivermos muitos “senhores”, deveremos nos curvar como escravos; mas se tivermos só Ele acima de nós, seremos livres (com uma genuflexão reta, sem curvar). b. Há quem diga: “Eu não pago o dízimo porque não confio no coordenador do dízimo.” Certo? Errado! Pois no dízimo protagonistas são Deus e o dizimista, e não o coordenador que só representa a comunidade. c. Jesus tinha presente a metáfora do rei, quando disse que ele não precisava pagar tributo nenhum por ser da família régia de Deus. Jesus pagou para dar exemplo e não escandalizar. (Cfr Mt 17,25-27) d. Nós somos convidados não a ter coração de mendigos, sempre e só a pedir, mas coração de pobre: pobre é aquele que coloca sua confiança em Deus (não no dinheiro, na loteria, nos poderosos). Pobre sabe dar e receber. Sabe dizer: “Obrigado, Senhor” e sabe realizar gestos de oferenda em sinal de gratidão. e. Um Deus “pedinte” nos dá dignidade, porque nós não somos mais apenas objetos das Suas iniciativas, mas sujeitos numa relação bonita com ele. Deus espera algo, mesmo de quem acredita não ter nada. f. Compensa confiar em Deus e restituir-lhe alguma coisa do que dele recebemos. Muitos cristãos podem testemunhar como sua vida mudou para melhor ao se tornarem dizimistas. g. “Dízimo é um ato de honestidade, porque a gente devolve a Deus o que é dele” (Diretório Administrativo e Financeiro, Anexo 9)

7


A Bíblia ensina - Todos os dízimos da terra, tomados das sementes do solo e dos frutos das árvores são propriedade do Senhor: é uma coisa consagrada ao Senhor. Todos os dízimos do gado maior e menor, os dízimos do que passa sob o cajado do pastor, o décimo (animal) será consagrado ao Senhor. (Lev 27,30-31) - Javé nos tirou do Egito com mão forte e braço estendido, em meio a grande terror, com sinais e prodígios. E nos trouxe a este lugar, dando-nos esta terra: uma terra onde corre leite e mel. Por isso aqui estou, Javé, com os primeiros frutos da terra que tu me deste. (Dt 26,7-10) - Examinem a história e verão. Quem confiou no Senhor, e ficou desiludido? Quem perseverou no seu temor, e foi abandonado? Quem o invocou e não foi atendido? (Eclo 2,10) - Diz Javé dos exércitos: “Pode um homem enganar a Deus? Pois vocês me enganaram. Vocês perguntam: Em que te enganamos? No dízimo e na contribuição. ... Tragam o dízimo completo para o cofre do Templo, para que haja alimento no meu Templo”. (Ml 3,8-10) - Os espiões perguntaram a Jesus: Mestre, é lícito ou não é pagar o tributo a César? Jesus, porém, percebeu a astúcia deles, e disse: Mostrem-me a moeda. De quem é a figura e a inscrição que está nessa moeda? Responderam: De César. Então Jesus disse: Pois deem a César o que é de César, e a Deus o que é de Deus. (Lc 20,21-25)

12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345 12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345 12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345 12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345 12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345 12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345 12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345 12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345 12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345 12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345 12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345 12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345 12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345 12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345 12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345 12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345 12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345 12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345 12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345 12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345 12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345 12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345 12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345 12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345 12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345

“Se me deres um peixe, eu comerei hoje; se me ensinares a pescar, comerei também amanhã”

8


2. NO DÍZIMO, A PESSOA (E A COMUNIDADE) É VALORIZADA O coordenador da Comunidade acrescentou uma segunda pergunta: - Mestre, se Deus é o protagonista do Dízimo, qual é o nosso papel como comunidade e como dizimistas? O mestre então contou-lhes este fato.

MAS EU CRIEI VOCÊS! Certo dia, uma comunidade de periferia fez uma reunião para tomar conhecimento dos problemas do bairro. Uns começaram a contar do sofrimento das crianças abandonadas nas ruas; outros falaram dos doentes na fila de espera nos hospitais e postos de saúde; outros ainda de famílias passando fome, sem mais vontade, nem força, nem coragem de pedir; outros relataram roubos, inclusive um caso recente de assalto terminado com a morte de uma mãe da comunidade... A certa altura o ambiente estava tão carregado e tenso que uma pessoa gritou: - Senhor, por que não fazes alguma coisa? Outras pessoas logo fizeram eco: - Ó Senhor, nós te pedimos: por que nada fazes para acabar com tanto sofrimento e nos dar dias melhores? Ouviu-se uma voz (umas pessoas juram ter ouvido a voz) que disse: - Mas eu já fiz minha parte. Assustados, perguntaram em coro: - O que você já fez, Senhor? A voz respondeu: - Meus filhos e filhas, eu criei vocês!

Para refletir Quais pontos você achou mais interessantes nesta história da voz do Senhor? (deixar tempo para discussão)

9


Vamos destacar uns elementos: a. Diante dos problemas e dos dramas, nós nos acostumamos ou a encarregar Deus de resolvê-los (limitando-nos a intenções bonitas na oração dos fiéis); ou desconfiamos que Deus seja insensível e que cruze os braços. Mas não é assim: lembremo-nos do Horeb! Do meio da sarça ardente Deus falou a Moisés: “Eu ouvi o clamor do meu povo contra seus opressores, e conheço os seus sofrimentos. Por isso desci para libertá-lo”. (Ex 3,7) O cuidado de Deus não muda no curso dos tempos! Mas Deus desceu para libertar o seu povo... mandando Moisés para que unisse e organizasse o seu povo. Deus age por intermediários: somos nós os intermediários de Deus. b. O Dízimo é uma das formas mais refinadas de nossa organização. Ele nos faz co-protagonistas com Deus. Dízimo é oferta na comunidade e da comunidade. c. Quando Jesus, o grande Libertador, subiu ao céu, ele deixou os seus discípulos, unidos em comunidade, para continuar a missão dele. Hoje Cristo não tem outras mãos que as nossas mãos para cumprir sua missão. d. O Dízimo faz da comunidade uma família: filhos e filhas de Deus Pai; irmãos e irmãs de Jesus. “Dízimo não é mais uma forma de arrecadar dinheiro por parte da igreja. Dízimo é uma pastoral e uma catequese para todos sermos mais igreja” (Antoninho Tatto). e. Nós não podemos rezar “Senhor, dai pão a quem tem fome”, se não estivermos dispostos a repartir e a lutar pelo pão a ser repartido.

A Bíblia ensina - Jacó fez então este voto: “Se Deus for comigo, se ele me guardar durante esta viagem que empreendi, e me der pão para comer e roupa para vestir,

10


e me fizer voltar em paz à casa paterna, então o Senhor será o meu Deus. Esta pedra que ergui como estela será uma casa de Deus e pagarei o dízimo de tudo o que me deres”. (Gen 28,20) - Não se apresente de mãos vazias diante do Senhor, pois tudo isso é pedido pelos mandamentos. A oferta do justo alegra o altar, e o perfume dela sobe até o Altíssimo. O sacrifício do justo é aceito, e o seu memorial não ficará esquecido. Glorifique o Senhor com generosidade, e não seja mesquinho nos primeiros frutos que você oferece. Quando oferecer alguma coisa, esteja de rosto alegre, e consagre o dízimo com boa vontade. Ofereça ao altíssimo conforme o dom que ele fez a você; dê com generosidade, segundo suas possibilidades. Porque o Senhor retribui a oferta e, em troca, lhe dará sete vezes mais. (Eclo 35,4-10) - Eu vos exorto, pois, irmãos, pela misericórdia de Deus, a oferecerdes vossos corpos em sacrifício vivo, santo, agradável a Deus: é este o vosso culto espiritual. Não vos conformeis com este mundo, mas transformai-vos pela renovação do vosso espírito, para que possais discernir qual é a vontade de Deus, o que é bom, o que lhe agrada e o que é perfeito. (Rm 12,1-2) 123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678901234567890123456 123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678901234567890123456 123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678901234567890123456 123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678901234567890123456 123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678901234567890123456 123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678901234567890123456 123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678901234567890123456 123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678901234567890123456 123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678901234567890123456 123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678901234567890123456 123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678901234567890123456 123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678901234567890123456 123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678901234567890123456 123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678901234567890123456 123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678901234567890123456 123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678901234567890123456 123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678901234567890123456 123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678901234567890123456 123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678901234567890123456 123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678901234567890123456 123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678901234567890123456 123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678901234567890123456 123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678901234567890123456 123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678901234567890123456 123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678901234567890123456 123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678901234567890123456 123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678901234567890123456 123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678901234567890123456 123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678901234567890123456 123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678901234567890123456 123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678901234567890123456 123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678901234567890123456 123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678901234567890123456 123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678901234567890123456 123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678901234567890123456 123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678901234567890123456 123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678901234567890123456 123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678901234567890123456 123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678901234567890123456 123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678901234567890123456 123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678901234567890123456 123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678901234567890123456 123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678901234567890123456 123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678901234567890123456 123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678901234567890123456 123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678901234567890123456 123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678901234567890123456 123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678901234567890123456 123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678901234567890123456 123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678901234567890123456 123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678901234567890123456 123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678901234567890123456 123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678901234567890123456 123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678901234567890123456 123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678901234567890123456 123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678901234567890123456 123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678901234567890123456 123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678901234567890123456 123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678901234567890123456 123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678901234567890123456 123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678901234567890123456 123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678901234567890123456 123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678901234567890123456 continua... 123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678901234567890123456

SUBLIME DÍZIMO

- oração sensível, palpável, de agradecimento a Deus por tudo o que nos dá; - oração de louvor a Deus nosso Pai, único Pai bom e rico; - reconhecimento de que todos somos irmãos, irmãosdiferentes, mas iguais em direitos e deveres; - confirmação de que não fazemos deste mundo nossa morada: só preparamos a futura; - partilha de bens entre todos, na comunidade; - testemunho concreto de que somos apenas administradores dos bens que Deus, temporariamente, nos confiou;

11


3. DÍZIMO: SUA PRÁTICA E PORCENTAGEM O coordenador da equipe de dízimo pediu para o mestre: - Mestre, fala-nos da origem do Dízimo, a começar pelo sentido da palavra. O mestre contou o seguinte fato.

O DÍZIMO DO COMERCIANTE Uma senhora muito devota convenceu o esposo, o mais rico comerciante do lugar, a se tornar dizimista. Ele não somente aceitou, mas decidiu dar todo mês o Dízimo integral, isso é, 10% do que ele ganhasse, não um centavo a menos. Ele era feito assim, tudo que fizesse era para aparecer. Então foi à comunidade na hora em que, terminada a missa, o padre estava tirando a túnica.

O rico chegou ao padre e foi direito no assunto, falando em voz alta: - Padre, decidi ser dizimista, quer dizer, pagar o 10% de todos os meus lucros. Após uma pausa, o padre disse: - Acho que a comunidade vai aceitar. Veja: hoje é o Domingo do Dízimo, e lá está o coordenador recebendo a mensalidade. Pode se colocar na fila. O comerciante achou que o padre não tinha escutado bem. Olhou a fila dos dizimistas, humildes, e protestou: - Padre, 10% do que ganho é, sem dúvida, mais que tudo o que o senhor recolhe de todos os dizimistas desta comunidade! - Então...? - Então, no mínimo, o padre deveria me dar mais atenção; deveria me agradecer! - Por quê? - retrucou o padre. Eu acho que é quem dá que deve dizer “obrigado!”. Ademais, o Dízimo é algo que se devolve a Deus.

12


Para refletir Quais pontos você achou interessantes no conto do dízimo do comerciante? (deixar tempo para discussão)

Vamos destacar uns elementos: a. A palavra “Dízimo” quer dizer “10%”. No povo de Deus era obrigatório pagar “dízimo”, isso é o 10% dos bens. b. O que dar? Nos tempos antigos, havia “colhedores”, caçadores, pescadores, pastores e agricultores; eles sentiam a necessidade de reservar para Deus “as primícias”, isso é, os primeiros frutos da natureza ou da roça, o primeiro nato dos animais (e em alguns casos até o primeiro filho: lembram de Isaac!). O povo de Deus era povo de pastores, dava o 10% do rebanho. Quando se tornou agrícola, passou a dar 10% dos cereais, do vinho e do azeite. c. Para que dar? Crescendo a atividade religiosa, foi estabelecido por lei que o dízimo sustentasse os “ministros do culto”. A tribo de Levi, uma das 12 de Israel, destinada para o culto, na repartição das terras não recebeu sua parte. Então estabeleceu-se que o dízimo fosse para os “levitas” e os sacerdotes (filhos de Aarão). A esta finalidade acrescentaram-se as obras de misericórdia e até as sociais (sendo o sistema semi-teocrático). Ao longo dos séculos as leis do povo de Deus sobre Dízimo variaram um pouco, como indicam os livros da Bíblia,como no livro de Tobias. (1,6-8) c. Dízimo não é para ser vaidoso; é devolução, “restituição”. “Dízimo é aquele percentual devolvido a Deus de tudo o que a gente já recebeu: a vida, a saúde, a inteligência, o salário, a colheita”. (Dir. Adm. e Fin.) d. A Igreja adaptou a lei do dízimo, acompanhando as mudadas situações sócio-religiosas. Por exemplo, na Itália

13


havia o “quartese”, amparado pela lei civil: toda família dava ao pároco 1/40 (isso é, 2,5% ) de todos os produtos e lucros. Hoje os católicos são deixados livres de decidir quanto dar mensalmente. “Depende da fé de cada um a quantia do que se vai devolver”. (Diretório Adm. e Fin., Anexo 9) e. Dinheiro e Dízimo não são a mesma coisa. Para dar dinheiro basta tê-lo; para dar o Dízimo é necessário conscientizar-se no amor a Deus e à comunidade. Há católicos que pagam integralmente 10%, e não se arrependem da sua escolha, pois Deus não se deixa vencer em generosidade.

A Bíblia ensina - Diz o Senhor: “Todos os anos você separará o dízimo de qualquer produto de seus campos”. (Dt 14,22) - Javé disse: “Aos filhos de Levi doo como herança todos os dízimos recolhidos em Israel, para pagar os serviços que me prestam. ... Eu doo aos levitas como herança os dízimos que os filhos de Israel reservam para Javé. (Num 18,21.24) - Tema ao Senhor de todo o coração e respeite os seus sacerdotes. Ame com todas as forças aquele que criou você, e não abandone os ministros dele. Tema ao Senhor e honre o sacerdote, dando-lhe a parte que cabe a ele, como foi ordenado a você: os primeiros frutos, os sacrifícios pelo pecado, a oferta das espáduas, o sacrifício de santificação e os primeiros frutos das coisas consagradas. Estenda a mão ao pobre, e você será plenamente abençoado. (Eclo 7,29-32) - Cuidado! Não pratiqueis vossa justiça na frente dos outros, só para serdes notados. Quando deres esmola, não saiba a tua mão esquerda o que faz a direita. (Mt 6,1.3) - Os sacerdotes devem cobrar o dízimo do povo. (Hb 7,5)

14


4. JESUS MODELO DO DIZIMISTA A comunidade perguntou ao mestre missionário: - De todos os personagens da Bíblia, qual é o modelo para nós imitarmos mais de perto? O pai Abraão? Jacó? Tobit? O mestre queria responder diretamente, mas também neste caso recorreu a uma história.

OS MOSTEIROS DE ROMÉLIO Nos Alpes, entre Itália e Suíça, há um mosteiro construído por um santo monge de nome Romélio. Muitos peregrinos sobem até àquele edifício majestoso cavado na rocha, com escadas de pedra, muralhas, salas e uma igreja com enfeites maravilhosos. Um frei apresenta aos visitantes toda a construção e termina com estas palavras: - Este é só um dos três mosteiros que o monge Romélio construiu. - Como assim? - perguntam os peregrinos. Onde se encontram os outros dois? Então o frei explica: - Padre Romélio, mal tinha arrecadado bastantes recursos para construir o mosteiro, e veio uma carestia com a peste e dizimou os habitantes do vale. Ele então reverteu os recursos em comida e remédios para aqueles coitados e passou mais de ano cuidando deles: este é o primeiro mosteiro esplêndido embora invisível. - E o outro mosteiro? - perguntam os peregrinos. - O outro mosteiro é o próprio corpo do santo. Em tempo de guerra, na chegada do inimigo, os pobres foram se abrigar no mosteiro. Quando os soldados procuraram os aldeões e não os encontraram, suspeitaram que eles estivessem no mosteiro. Então chegaram com extrema ferocidade e queriam que o santo entregasse os coitados (escondidos nos porões e cavernas). Ele resistiu... até ser morto.

15


Aí os soldados foram tomados de terror e se retiraram. O corpo martirizado do santo é o templo mais belo, está exposto à veneração dos peregrinos e é um mosteiro no mosteiro.

Para refletir Quais pontos você achou mais interessantes na história dos três mosteiros?... (deixar tempo para discussão)

Vamos destacar uns elementos: a. Evidentemente, Romélio nos lembra Jesus. b. Na Bíblia nós temos muitos modelos de dizimistas, desde os patriarcas como Abraão e Jacó, até devotos judeus como Tobit (Tobias 1,6-8), mas o modelo perfeito de dizimista é o Senhor Jesus. c. Jesus, sem dúvida, pagou o Dízimo, quando vivia na família de Nazaré e quando mandou Pedro pescar o peixe da moeda para o templo (Mt 17,25-27). E ainda pagou um segundo dízimo, apostólico, ao oferecer três anos de sua vida pregando, curando, cuidando do povo mais necessitado. Jesus pagou um terceiro dízimo, espiritual, oferecendo sua vida na cruz para a nossa salvação. d. Certo dia, Jesus disse que dava o seu próprio corpo (sua própria vida) como alimento: os ouvintes ficaram espantados (Jesus teria depois pedido para o povo fazer o mesmo?) Cfr. Jo 6,35-59. De fato, Jesus nos pede para dar não só dinheiro, mas dar nosso tempo e nossa capacidade. Deste modo, Jesus é o modelo do coordenador do dízimo e da equipe de dízimo. e. Jesus, que era o maior dos profetas, aos que mostraram a moeda com a cara de César, disse: “Deem a César a minúcia que lhe cabe, mas devolvam a Deus o que é de Deus, e antes de mais nada restituam-lhe o povo que lhe pertence!”.

16


A Bíblia ensina - Abraão, o patriarca, deu a Melquisedec (sacerdote do Deus Altíssimo) a décima parte de tudo. (Hb 7,4) - Jesus se antecipou, perguntando: “Que te parece, Simão? De quem os reis da terra cobram impostos ou tributos, dos filhos ou dos estranhos?” Ele respondeu: “Dos estranhos”. E Jesus lhe disse:”Então os filhos estão isentos. Mas, para não os escandalizarmos, vai ao mar, lança o anzol, pega o primeiro peixe que morder a isca, abre-lhe a boca e nela acharás uma moeda. Retira-a e dá (aos cobradores do imposto do Templo) por mim e por ti”. (Mt 17,25-27) - ... Jesus continuou: Quem come a minha carne e bebe o meu sangue vive em mim e eu vivo nele. A partir desse momento, muitos discípulos voltaram atrás, e não andavam mais com Jesus. Então Jesus disse aos doze: Vocês também querem ir embora? (Jo 6,56.66s) - Disse Jesus: Eu que sou o Mestre e o Senhor, lavei os seus pés; por isso vocês devem lavar os pés uns dos outros. Eu lhes dei um exemplo: vocês devem fazer a mesma coisa que eu fiz. (Jo 13,12.14s) - Não existe maior amor do que dar a vida pelos amigos. (Jo 15,13) 123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678901234567890123456 123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678901234567890123456 123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678901234567890123456 123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678901234567890123456 (continuação) 123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678901234567890123456 123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678901234567890123456 123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678901234567890123456 123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678901234567890123456 123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678901234567890123456 123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678901234567890123456 123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678901234567890123456 123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678901234567890123456 123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678901234567890123456 123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678901234567890123456 123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678901234567890123456 123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678901234567890123456 123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678901234567890123456 123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678901234567890123456 123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678901234567890123456 123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678901234567890123456 123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678901234567890123456 123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678901234567890123456 123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678901234567890123456 123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678901234567890123456 123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678901234567890123456 123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678901234567890123456 123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678901234567890123456 123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678901234567890123456 123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678901234567890123456 123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678901234567890123456 123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678901234567890123456 123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678901234567890123456 123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678901234567890123456 123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678901234567890123456 123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678901234567890123456 123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678901234567890123456 123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678901234567890123456 123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678901234567890123456 123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678901234567890123456 123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678901234567890123456 123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678901234567890123456 123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678901234567890123456 123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678901234567890123456 123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678901234567890123456 123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678901234567890123456 123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678901234567890123456 123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678901234567890123456 123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678901234567890123456 123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678901234567890123456 123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678901234567890123456 123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678901234567890123456 123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678901234567890123456 123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678901234567890123456

SUBLIME DÍZIMO

- doação sagrada, não importa a quantidade, e sim a generosidade: não conta quanto se dá, mas como se dá; - prova de nossa confiança filial em Deus Pai; - valor espontâneo colocado a serviço da minha comunidade; - ato sagrado de cristão liberto, como é o dizimista, que entende a liberdade dos filhos de Deus; - enriquecimento espiritual, proporcionado pela doação de bens materiais; - sinal de fé na vida eterna, onde tudo será de todos para sempre.

17


Dízimo em Contos