Page 1

www.diariodoscampos.com.br

DIÁRIO DOS CAMPOS S TRADIÇÃO A SERVIÇO DOS CAMPOS GERAIS

CHEFE DE REDAÇÃO: EDILENE SANTOS

PONTA GROSSA, QUINTA-FEIRA,

28 DE MARÇO DE 2013

ANO 106  Nº 31.884 R$ 2,00

JOSÉ ALDINAN/DIVULGAÇÃO

ANA MARIA SE IRRITA COM COLEGAS DE CASA

Thalles Roberto faz show hoje em PG

Durante a sessão de ontem na Câmara de Ponta Grossa, vereadores pediram agilidade na CPI que investiga o sumiço da parlamentar. Irritada, Ana Maria de Holleben (PT) chegou a dizer que seria melhor ter “roubado dinheiro público” e se dispôs à quebra de sigilo bancário. Política 3A

O Centro de Eventos recebe show gospel hoje, a partir das 21 horas, com o cantor Thalles Roberto. Ingressos custam R$ 25 . Variedades 3B

PONTA GROSSA TEM QUEDA DE 13,66% NAS EXPORTAÇÕES Ponta Grossa voltou a registrar queda nas exportações. Em fevereiro, as vendas para o mercado externo caíram 13,66% na comparação com o mesmo mês de 2012. No mês passado foram exportados US$ 52,68

milhões. Os números foram divulgados ontem pelo Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior. Com as importações, o caminho seguido pelas indústrias foi o contrário. As compras aumentaram

31,13%. Com o resultado atual (exportações menos importações), o município tem um saldo de US$ 25,18 milhões na balança comercial. Em fevereiro de 2012 o saldo correspondia a US$ 40,05 milhões. Economia 5A ISRAEL KAÉ

Femai prevê crescimento de 15%

Só a vitória interessa ao Fantasma

Imbituva realiza, a partir do dia 19, mais uma Feira de Malhas. O evento recebe consumidores de todo país e será mais longo este ano. Geral 7A

Operário enfrenta o Paraná Clube, hoje, às 21 horas, no Eco-Estádio; última vitória do alvinegro no Janguitão foi em 2011. Esportes 8A ARQUIVO DC

Carro cai em buraco no Jardim Carvalho EMENDAS GARANTEM R$ 8,7 MILHÕES A PG

Um buraco aberto há cerca de 20 dias numa esquina do Jardim Carvalho, em Ponta Grossa, provocou um acidente, na noite de terça-feira. Um GM Monza caiu na cratera, mas,

por sorte, ninguém se feriu. A Prefeitura teve de abrir o buraco para verificar uma erosão e descobriu que a rede de esgoto havia rompido. Cidades 4A

MARCO FAVERO

FABIO MATAVELLI

Valor é resultado de emendas individuais apresentadas pelo deputado federal Sandro Alex (PPS) - foto - e foi incluído no orçamento da União para este ano. Entre as áreas beneficiadas com os recursos estão saúde, educação, esportes, piscicultura e assistência social. Geral 7A

Fiéis fazem Caminhada da Penitência Cidades 4A

Veja o que abre e fecha no feriado Cidades 4A

Tubarão vence Mercado da o Cianorte Família é alvo no Germano de ladrões Esportes 8A

Polícia 6A

ISSN 1807-7005

9 771807 700004

02

Edital na página

4

Caminhão tomba

Quatro mortos

Um caminhão carregado com compensados tombou no Contorno Leste, região do Jardim Castanheira, em Ponta Grossa. Ninguém se feriu, mas o acidente gerou congestionamento. O ponto do acidente é uma curva acentuada. Polícia 6A

Três acidentes deixaram quatro mortos nas rodovias da região. Na noite de terça-feira, uma moto foi atingida na traseira por um carro e arrastada por 150 metros, na BR-376, em Ponta Grossa. O motociclista não resistiu. Polícia 6A


 editor@diariodoscampos.com.br (42)3220-7788

2A DIÁRIO DOS CAMPOS Portal DC

OPINIÃO

As notícias mais lidas ontem no site do DC

Enquete

PONTA GROSSA, QUINTA-FEIRA

28 DE MARÇO DE 2013

Participe: www.diariodoscampos.com.br

7,91%

Casal de policiais morre em acidente na BR-376

Você foi ou vai à Feira do Peixe?

7,72%

Acusado de morte em autódromo é preso

SIM: 30,71%

5,15%

Ladrões roubam carga de café avaliada em R$ 177 mil

Tempo

Fonte: Climatempo nova 11/03

Quinta 28/03

Total de votos: 142 (apurados às 20h40)

NÃO: 69,29%

MAX

24

MIN

12

Manhã Tarde Noite

Sol com nuvens durante o dia e períodos de céu nublado. Noite com muitas nuvens.

Para os cristãos, está chegando a hora de comemorar a festa mais esperada do ano: a Páscoa. As celebrações na Igreja Católica se intensificam hoje com a missa de lava-pés; amanhã haverá a celebração da Paixão de Cristo e a noite do Sábado de Aleluia é dia de comemorar a ressurreição de Cristo. É impressionante como apesar de tantos ‘ventos’ soprando contra muitas pessoas não perdem a fé. Tanto que para a Sextafeira Santa milhares de pessoas são esperadas para a tradicional Caminhada da Penitência, em Ponta Grossa, que percorre mais de dez quilômetros. Não são raros os fieis que fa-

Linotipo

zem o trajeto descalços para pagar promessa ou fazer pedidos. Os anos passam, a quantidade de católicos vem diminuindo no Brasil, mas quando se aproximam momentos como Páscoa e Natal parece que muitas pessoas recebem uma ‘injeção’ de fé. É por conta disso que as igrejas ficam lotadas nesses dias, especialmente na Sexta-feira Santa. E se a Igreja Católica pretende continuar com seus fieis e ainda angariar mais precisa apostar nessas datas. Hoje, as pessoas estão mais exigentes e, porque não, esclarecidas. Elas buscam conhecimento, estudam teologia e querem entender o que move a fé. Para

muitos, trata-se de um sentimento inexplicável e eles não conseguem sentir. Outros, mesmo sem saber de onde vem, são tomados pela crença. O mais importante nesse período em que os sentimentos de fé, esperança, amor e caridade estão mais ‘aflorados’ é promover a paz e a Igreja deveria aproveitar o momento para analisar os problemas sociais, culturais, educacionais e de segurança do Brasil com seus fieis. Esse também é um papel da instituição Igreja. O que se espera é que o sentimento ‘pascal’, independente de religiões, permaneça nas pessoas mesmo após os festejos.

O que foi notícia no DC em 28 de março de 1985

A Secretaria de Obras da Prefeitura, através do seu Departamento de Serviços Públicos já deu início aos trabalhos de plantio e replantio de árvores ornamentais que se encontram danificadas em todas as ruas da cidade conforme programa previamente elaborado pela Administração Otto Cunha. (...) O titular da pasta de Obras informou também que a Praça Barão do Rio Branco será remodelada com melhorias totais conforme cronograma de serviços que prevê a substituição parcial do “petit pavet” e melhorias da drenagem do sistema de galeria pluvial. Inclui a reconstrução da fonte luminosa que existiu em outros tempos cujo funcionamento será possível pela condução das águas provenientes de uma vertente que nasce no Edifício Soraya até àquela praça, o que significa que a manutenção da fonte, que foi um dos orgulhos e cartão de visita de Ponta Grossa será feita a custo zero. Todos esses serviços estão previstos para serem executados durante os próximos meses.

JORNAL DOS CAMPOS GERAIS® Fundado em 27 de abril de 1907

wilson@diariodoscampos.com.br

Ana Virginia Valêncio de Oliveira Diretora Geral anavirginia@diariodoscampos.com.br

Edilene Santos Chefe de Redação editor@diariodoscampos.com.br

EDITORA DIÁRIO DOS CAMPOS Ltda.

CNPJ: 03.319.996/0001-90 Telefone: (42) 3220.7744 Rua Prudente de Morais, 10 Vila Placidina - CEP: 84 040-150 Ponta Grossa-PR

FALE COM O DC Redação: 42-3220.7788 Redação (Fax): 42-3220.7725 Comercial: 42-3220.7760 Comercial (Fax): 42-3220.7758 Classificados: 42-3220.7744 Assinaturas: 42-3220.7777 Cidadão do Futuro: 42-3220.7777 Editais: 42-3220.7738 www.diariodoscampos.com.br REDAÇÃO editor@diariodoscampos.com.br CADERNO B suplementos@diariodoscampos.com.br SOCIAL social@diariodoscampos.com.br EDITAIS editais@diariodoscampos.com.br ARTE arte@diariodoscampos.com.br COMERCIAL comercial@diariodoscampos.com.br ASSINATURAS assinaturas@diariodoscampos.com.br

DISTRIBUIÇÃO Visconde Logística - Av. Visconde de Taunay, 923 Fone: 3028-8536 - CEP 84.051-000 - Ponta Grossa - PR

Doenças como dengue, febre amarela e malária são transmitidas pela picada de mosquitos. Embora as três doenças tenham alguns sintomas semelhantes (febre, cansaço e dor muscular), apresentam muitas outras especificidades - desde a espécie de mosquito até o tipo de tratamento. A dengue, por exemplo, é transmitida pelo mosquito aedes aegypti sendo causada por um vírus que pode ter quatro subtipos. A febre amarela, por seu lado, é causada por um vírus denominado flavivírus (transmitida por dois tipos de vetores-mosquitos). Já a malária não é causada por vírus, mas por protozoários chamados plasmodium vivax e a transmissão ocorre pela picada do mosquito anopheles. A dengue, atualmente, é a doença com maior número de casos no país. Isto porque o ciclo de vida do aedes aegypti – transmissor da dengue – é o que está mais adaptado ao modo

ASSINATURAS Anual/Nova Anual/Renovação

R$ 360,00* R$ 330,00* (* à vista)

REPRESENTANTES: Central de Comunicação s/c Ltda - Florianópolis/ SC: Rua Anita Garibaldi, 79 Conj. 701 Centro Executivo Miguel Daux. CEP 88.010-500. Fone: (48) 222-4355. central@ centralcomunicacao.com.br - Brasília/DF: SCS - Setor Comercial Sul - Quadra 02 - Bloco D, Nº 03, sala 1002 - Ed. Oscar Niemeyer - CEP 70.316-900 - Fone: (61) 323-4701. brasilia@centralcomunicacao. com.br www.centralcomunicacao.com.br - agribusiness / SÃO PAULO: agromídia - desenvolv. negócios public. ltda. São Paulo/ SP: Rua Barão do Triunfo, 464 - 6º andar - conj. 61. Fone: (11)5092-3305 - Fax (11)5092-3153. agromidia@terra. com.br - NOMINAL Representações e publicidade - São Paulo/SP - Alameda Lorena, 1304, conj 703. CEP: 01424-001. Fone: (11) 3063-5677 - 3777-8938. e-mail: mauro@nominalrp.com.br - Merconeti - Curitiba: Rua Dep. Atilio de Almeida Barbosa , 76 - conj-03. Edifício Comercial Marsala - Boa Vista - Curitiba - Pr. Cep 82560-460 - PABX 41-3079-4666. e-mail: ricardo@merconeti.com.br

de vida dos humanos em me- Recentemente vem sendo utitrópoles e cidades (onde existe lizada uma solução aquosa do bastante água parada e limpa). cravo-da-índia (que está em Contrariamente, os mosquitos qualquer supermercado nas de malária e febre amarela vi- prateleiras de temperos e convem em ambientes silvestres, ra- dimentos). O cravo tem um zão pela qual são mais comuns cheiro bem característico por nos Estados que possuem a flo- causa do eugenol, uma subsresta amazônica. As três doen- tância que tem se mostrado ças podem levar à morte em ca- eficiente no combate às larvas do mosquito da sos mais graves e, dengue. O eugeinfelizmente, apeO eugenol tem se nol (ou óleo de nas a febre amamostrado eficiente cravo) é, pois, um rela possui vacino combate às forte antisséptico. na. O diagnóstico de dengue e fe- larvas do mosquito Contém propriedades bactericibre amarela é feida dengue das, antivirais e to por sorologia – é historicamente exame de sangue que verifica anticorpos da do- usado pelos cirurgiões-dentisença -, enquanto a malária é ve- tas como anestésico e anti-séprificada por exame de gota de tico para o alívio de dores de sangue para tentar encontrar o dente. O cravo-da-índia, originado de um arbusto (syzygium plasmodium. Como se sabe a dengue se aromaticum), são botões florais desenvolve em águas paradas. secos que se mastigados têm No caso da malária, a preven- um efeito anestesiante sobre os ção é feita nas regiões de maior tecidos da boca. O eugenol é, pois, uma risco com o uso de repelentes, roupas que protegem per- substância oleosa e aromática nas e braços e mosquiteiros. encontrada no cravo. Viajantes

Indicadores Econômicos DÓLAR Comercial Turismo Paralelo

27/03/2013

EURO

COMPRA

VENDA

COMPRA

R$ 2,0100 R$ 1,9600 R$ 1,9600

R$ 2,0110 R$ 2,1200 R$ 2,1400

POUPANÇA

vindos da Arábia já vendiam cravos na Europa, ainda no império romano. O país que mais utiliza o cravo-da-índia é a Indonésia: alguns dizem que o país inteiro cheira um pouco o aroma do cravo. O pai da odontologia moderna Pierre Fauchard já utilizava em 1720 o líquido de eugenol misturado com o pó do óxido de zinco para aliviar as terríveis dores da polpa dos dentes. Por fim, a etimologia lembra que a palavra grega aedes significa ‘odioso’ (o agente transmissor de doença que vem do Egito) e, quem diria, para enfrentar a este odioso e incômodo vetor de doenças existe o eugenol (ou óleo de cravo). Misturado à água parada o eugenol pode matar o mosquito que, para o bem da humanidade, irá passar por uma forma de eutanásia, morrendo anestesiado e cheirando incenso. O autor é cientista político e professor da Universidade Estadual de Ponta Grossa

Flagra 27/03/2013

R$ 2,5791

VENDA

R$ 2,5800

28/03/2013 0,4134%

Loterias MEGA-SENA

(1479) 23/03

21 - 48 - 50 - 54 - 57 - 60

FEDERAL

(04747) 23/03

1º 2º 3º

4º 5º

10.485 87.487 60.437

DUPLA-SENA

89.192 47.008

(1162) 26/03

04 - 15 - 17 - 25 - 42 - 44 06 - 14 - 21 - 27 - 36 - 45

Manhã Tarde Noite

Manhã Tarde Noite

23

MIN

16

MAX

23

MIN

17

Elogios Quando elogiamos algo é pelo motivo de admirarmos. Tenho gostado muito da expedição nos interessantes e curiosos fatos do Rio Tibagi e os municípios o qual corta. Uma brilhante jornada histórica, que deveria ser lida, recortada e estudada por todas as pessoas que buscam o verdadeiro conhecimento. Sem dúvida, precisamos investir nestas séries temáticas, as quais nos abrem novos horizontes. Também cito a coluna temporária do médico legista a qual nos abrilhantou os domingos que foram publicadas. Muitas histórias de vidas e de mortes, sem perder o profissionalismo e a ética. Parabéns! Nota 100! (Sobre a série de reportagens especiais do Rio Tibagi e sobre os textos publicados na Coluna Beltrami)

Bate-boca

O eugenol do dentista e as doenças tropicais FABIO ANIBAL GOIRIS

Sábado 30/03

Emerson Pugsley emersonpugsley@hotmail.com

Artigo

Wilson Oliveira Diretor Presidente

minguante 04/03

Leitor

Prefeitura Recriará a Fonte Luminosa

DIÁRIO DOS CAMPOS

cheia 25/03

Sexta 29/03

MAX

Momento de ser igreja

crescente 19/03

QUINA

Laroca e Pietro vão longe... Eles são corajosos, ou melhor, honestos! (Sobre a matéria ‘George e Laroca ‘batem boca’ na Câmara de PG’) Ana Maria Vaurek https://www.facebook.com/ anamaria.vaurek

Documentário Uma oportunidade única de conhecer a cidade de Irati de outra maneira. Parabéns ao organizador do documentário. É para assistir sempre e ter guardado na memória. (Sobre a matéria ‘Irati será tema de documentário’) Emerson Pugsley emersonpugsley@hotmail.com

Acidente Um acidente que poderia ter causado uma grande tragédia. Ainda bem que foi só material. É para passar o dia todo recolhendo a carga derrubada no asfalto. (Sobre a matéria ‘Caminhão carregado tomba na Castanheira’) Emerson Pugsley emersonpugsley@hotmail.com

Prisão Entre mortos e feridos, mais uma prisão em Ponta Grossa. Assim vai caminhando a nossa lenta Justiça. É preciso punir com rigor quem comete tais assassinatos. Chega de tragédias! Queremos paz! (Sobre a matéria ‘Acusado de morte em autódromo é preso’) Emerson Pugsley emersonpugsley@hotmail.com

(3153) 26/03

11 - 26 - 40 - 54 - 73

LOTOMANIA

(1334) 23/03

05 - 09 - 24 - 27 - 36 - 38 - 39 41 - 43 - 54 - 57 - 63 - 76 - 85 88 - 89 - 90 - 91 - 93 - 97

LOTOFÁCIL

(884) 25/03

01 - 04 - 07 - 08 - 09 - 10 - 12 13 - 15 - 17 - 18 - 19 - 20 - 21 - 25 fonte: www.caixa.com.br

SINGELA HOMENAGEM – Através do adesivo, o motorista da Kombi homenageia uma das pessoas mais importantes da sua vida, que partiu deixando saudades.

As opiniões manifestadas nas seções “Artigo” e “Espaço do Leitor” são de responsabilidade dos autores e não expressam, necessariamente, a opinião do DC. Os artigos devem ter, no máximo, 3.500 caracteres. O comentários para o Espaço do Leitor estão limitados em 1.000 caracteres. Os textos - com nome, profissão, endereço, e-mail e telefone dos autores - devem ser entregues em disquete ou enviados por e-mail para editor@diariodoscampos.com.br. comentários do leitor também podem ser postados no site do jornal. O DC se dá o direito de não publicar os textos sem a correta identificação ou de teor duvidoso ou ofensivo.


 politica@diariodoscampos.com.br (42)3220-7717

PONTA GROSSA, QUINTA-FEIRA

28 DE MARÇO DE 2013

JOSÉ ALDINAN/DIVULGAÇÃO

POLÍTICA JOSÉ ALDINAN/DIVULGAÇÃO

DIÁRIO DOS CAMPOS

3A

JOSÉ ALDINAN/DIVULGAÇÃO

COLUNA DC

Aline Rios

politica@diariodoscampos.com.br

Sessão do dia 1º promete O presidente da Câmara, vereador Aliel Machado (PCdoB), gracejou ontem ao dizer que fará um pronunciamento bombástico na sessão de segunda-feira sobre o caso Ana Maria. “Apesar de dia 1º ser o dia da mentira, eu virei aqui para dizer algumas verdades. Porque nós não podemos deixar de discutir os fatos concretos que ocorreram antes da vereadora perder a memória”, disse. Ana Maria aproveitou, antecipadamente, para justificar que estará ausente na segunda-feira, já que ela receberá uma medalha por sua luta por políticas para autistas na terça-feira, no Rio de Janeiro. “Felizmente, alguém ainda lembra das coisas boas que eu fiz”, dizendo que viajará já na segunda porque terá uma reunião antes do evento. Ana Maria de Holleben (PT), Antonio Laroca Neto (PDT) e Alysson Zampieri (PPS) foram alguns dos vereadores envolvidos na discussão

Caso Ana Maria provoca debate na Câmara de PG Vereadora se irritou com manifestações de parlamentares que pedem agilidade no trabalho da CPI, chegando a dizer que talvez fosse melhor se tivesse “roubado dinheiro público” ALINE RIOS

A situação da vereadora Ana Maria de Holleben (PT) voltou a gerar debate acalorado na sessão da Câmara desta quarta-feira. Toda a discussão teve início quando o presidente da Casa, vereador Aliel Machado (PCdoB), usou a tribuna para explicar por que defende a conclusão da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar o suposto falso sequestro da parlamentar em detrimento da abertura de outras comissões. A própria Ana Maria pediu a palavra para se defender das manifestações de outros parlamentares. Aliel criticou ainda o ritmo de andamento das investigações sobre o caso na Câmara. Para Aliel, os vereadores não podem mudar o foco das discussões na Casa neste momento. “Existem mensagens trocadas por telefone celular que estão em poder da polícia que tratam de valores e que têm que vir à tona porque são parte do processo. Temos que ir para o embate para dar uma resposta à população”, manifestou o presidente, destacando mais tarde que não se podem esquecer dos “fatos concretos”. O líder da oposição, Pietro Arnaud (PTB), também se manifestou sobre o tema, enfatizando que a população merece uma satisfação. “Tenho sido questionado pelas pessoas se a CPI terminará em pizza. Tenho

Laroca acusa vereadora de causar a polêmica O vereador Antonio Laroca Neto (PDT) também usou a tribuna para falar sobre o caso Ana Maria. “Se tudo isso está acontecendo é por culpa de vossa excelência, porque vossa excelência deixou de cumprir com sua obrigação, pois deveria estar aqui no dia 1º, já que tem subsídio para isso. Sobre a mensagem de celular, eu estive na Delegacia e tenho a informação, que, inclusive, envolve o vereador Alysson Zampieri (PPS) e seu pai, o senhor Marcos Zampieri. Por isso, eu gostaria de solicitar a saída do vereador Alysson da CPI”, manifestou. defendido que o trabalho terá uma resolução. Que precisamos chegar a uma conclusão de alguma forma, mesmo que personalidades sejam envolvidas. Precisamos nos reunir e dar encaminhamento à CPI o quanto antes”, defende. Visivelmente irritada, Ana Maria pediu a palavra para que pudesse se manifestar, tendo em vista que havia sido citada por duas vezes. “Estou achando interessante uma situação. De não poder abrir outra CPI enquanto outra não for concluída. Na legislatura anterior, quando éramos em 15 vereadores, conseguimos encaminhar três CPIs, todas impor-

Laroca aproveitou ainda para enfatizar que, do que depender dele, a CPI não será transformada em pizza. “Preciso esclarecer. Preciso que a verdade, dentro da Justiça possa ser dada à comunidade dentro desta Casa de Leis. Gostaria ainda de dizer uma coisa sobre a quebra de sigilo bancário [fazendo alusão à manifestação de Ana Maria]: malandro não deposita em conta. Tudo corre no dinheiro”, disse, sendo interrompido por Ana Maria, que afirmou que não admitiria a ofensa. “Eu não citei vossa execlência em nenhum momento. O que eu quis dizer tantes e agora que estamos em 23 não podemos?”, questiona. O regimento interno da Casa estabelece que não podem ser encaminhadas no Legislativo mais do que duas Comissões simultaneamente. Suborno Ana Maria ainda se manifestou sobre as acusações de que teria recebido suborno para sumir no dia da eleição da Mesa Executiva da Casa, em 1º de janeiro. “Não teve suborno. Quero ver o que vai acontecer quando for líquido e certo que não houve dinheiro envolvido. Quero ver se vão usar este espaço regimental para falar isso, se a imprensa vai usar letras gar-

é que com quebra de sigilo bancário não se chega a lugar nenhum. Não podemos esconder o que está acontecendo aqui”, expôs. Alysson declarou que apesar da manifestação de Laroca, não irá sair da CPI por sua própria vontade. “Eu fui um dos mais prejudicados naquele diz porque eu poderia ter ganhado a eleição para a Mesa. Se eu tiver que me afastar da CPI por causa de boatos, peço que quem está me acusando oficialize isso, pois terei o maior prazer em abrir um processo. Eu continuarei na CPI até o fim”, ressaltou. (A.R.) rafais. Eu abro meu sigilo bancário, eu não tenho medo. E se tem alguém interessado que esta investigação seja encerrada, sou eu”, destacou, acrescentando que a mensagem citada por Aliel teria sido apresentada à polícia pelo vereador Valdenor Paulo do Nascimento (PSC), o ‘Cenoura’. A vereadora ainda criticou a população e a imprensa por não demonstrar revolta em relação A outros escândalos envolvendo agentes públicos. “Se você tiver um problema na vida, é melhor roubar dinheiro público porque as pessoas não estão preocupadas com isso”, disparou.

Pietro diz que mudança na LOM é inconstitucional JOSÉ ALDINAN/DIVULGAÇÃO

Pietro: vereadores não podem assumir cargos na administração

O líder da oposição, vereador Pietro Arnaud (PTB), destacou ontem que o projeto de emenda à Lei Orgânica do Município (LOM), de autoria do Poder Executivo, que busca garantir que vereadores possam se licenciar do mandato para assumir cargos na administração indireta é inconstitucional. A matéria, que segue rito especial, deveria ter sido apreciada na Casa ontem em primeira discussão, mas foi retirada para vistas pelo vereador Júlio Küller (PSD) por três

dias. Küller expôs ao DC que, como estavam faltando parlamentares da base de governo na sessão, ele ficou temeroso de que o projeto não garantisse os 2/3 de votos favoráveis necessários à sua aprovação. Conforme Pietro, que também emitiu um voto contrário à matéria dentro da Comissão de Legislação, Justiça e Redação, a mudança fere a Constituição Federal. “No artigo 54 da Constituição Federal consta que deputados e senadores não podem se licenciar

para assumir cargos na administração indireta. No artigo 55 consta ainda que quem ferir o que prevê a Constituição, perderá seu mandato. O artigo 58 da Constituição do Estado do Paraná tem a mesma previsão, sendo que a LOM, por simetria, não pode contrariar os dispositivos da Constituição”, explica, destacando ainda que no caso de a matéria ser aprovada, os suplentes que vierem a assumir no lugar de vereadores que sigam para a administração indireta, poderão ir à Justiça. (A.R.)

Küller nega que Município não tenha licitado combustível O vereador Júlio Küller (PSD) aproveitou a sessão de ontem para entregar ao parlamentar Antonio Laroca Neto (PDT) a cópia do contrato referente à compra de combustíveis pela Prefeitura, do pos-

to Pitangui, para a fundação Proamor. Suspeita de compra sem licitação havia sido levantada por Laroca ainda na sessão de segunda-feira, quando o parlamentar citou uma nota refe-

rente à atualização de valores publicada no Diário Oficial do Município. Küller expôs que o contrato referente à aquisição dos combustíveis foi firmado ainda na gestão do ex-

prefeito Pedro Wosgrau Filho (PSDB), tendo sido renovado no ano passado. O contrato, segundo explicou o vereador, se encerra em maio próximo. “Não existe nenhuma irregularidade”, declarou. (A.R.)

“Servidores assumiram a vaga por meio de concurso público e não merecem perder as funções para as quais foram contratados” PÉRICLES DE MELLO (PT) DEPUTADO ESTADUAL

Prefeito veta artigo de sua própria lei Depois de enviar à Câmara o projeto de lei que tratava do reajuste de salários para servidores e professores de forma atrelada à criação de 94 cargos em comissão, criticando a oposição de querer travar o governo por apontar falhas no texto, o prefeito Marcelo Rangel (PPS) acabou vetando artigo da lei de autoria do Poder Executivo. O artigo vetado, o de número 12, que incorporava ao salário de servidores com dez anos ou mais de exercício ininterrupto de função gratificada e ou cargo em comissão os respectivos adicionais, observando a média dos últimos 36 meses. Como não havia previsão de impacto orçamentário, o item teve que ser vetado.

CPI Ainda no reflexo das declarações feitas pela vereadora Ana Maria de Holleben (PT), sobre as Comissões Parlamentares de Inquérito (CPI’s) na Câmara, o vereador Daniel ‘Milla’ Fracaro (PSDB) destacou que no caso dos roubos e furtos às lojas do Mercado da Família (citados por Ana), é preciso ter cautela. “Nós estamos aguardando o resultado da sindicância que busca verificar se houve envolvimento de funcionários porque, caso contrário, talvez não seja justificada e nem necessária a abertura de uma CPI”, manifestou.

STF discute financiamentos O Supremo Tribunal Federal (STF) realizará, nos dias 17 e 24 de junho, audiência pública sobre o modelo normativo vigente para financiamento das campanhas eleitorais. A audiência foi convocada pelo ministro Luiz Fux, relator da Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI) 4650, na qual o Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil questiona diversos preceitos das Leis Orgânica dos Partidos Políticos e das Eleições. Os interessados poderão manifestar seu desejo de participar e de indicar expositores na audiência pública até as 20h do dia 10/5/2013. Os requerimentos deverão ser encaminhados exclusivamente para financiamentodecampanhas@stf.jus.br.

Na Casa O vice-líder de Governo, vereador Romualdo Camargo (PSDC), agiu à moda George durante a sessão de ontem, quando gracejou a maneira como o líder da oposição, vereador Pietro Arnaud (PTB) insiste em apresentar críticas e denúncias em relação à secretária de Educação, Esméria Saveli. Em tom irônico, Romualdo disse que a secretária está à disposição dos vereadores na próxima sessão para prestar esclarecimentos.

RÁPIDAS O vereador Antonio Laroca Neto (PDT) destacou, ontem, que o seu projeto de lei, que busca regulamentar a obrigatoriedade de que as Unidades de Terapia Intensiva (UTI) sejam vigiadas por câmeras que registrem áudio e vídeo tem repercutido em âmbito nacional. Um deputado federal já o procurou para apresentar a ideia em Brasília. ‹ Representante do PSDB na Câmara, o vereador Daniel ‘Milla’ Fracaro, destacou ontem que os vereadores devem investigar as questões sob suspeita do governo Wosgrau, mas que não devem esquecer dos bons feitos do ex-alcaide. “O prefeito Pedro Wosgrau Filho atraiu grandes indústrias para Ponta Grossa, teve excelente desempenho na Educação”, citou. ‹ Os deputados da bancada do PT na Assembleia Legislativa devem apresentar na próxima segunda-feira duas emendas ao projeto de lei do Poder Executivo que prevê a isenção do ICMS incidente sobre o óleo diesel usado no transporte público coletivo. São emendas para estender o benefício a cidades com mais de 50 mil habitantes e para incluir a isenção do imposto ao transporte escolar dos demais municípios.


 cidades@diariodoscampos.com.br (42)3220-7732

4A DIÁRIO DOS CAMPOS

CIDADES MARCO FAVERO-ARQUIVO PESSOAL

PONTA GROSSA, QUINTA-FEIRA

28 DE MARÇO DE 2013

Feira de Malhas de Imbituva prevê crescimento de 15% Lojistas de diversos estados devem marcar presença na Feira que entra na 29ª edição e espera aproximadamente 45 mil visitantes, entre consumidores e empresários de várias regiões DIVULGAÇÃO

LUCIANA R. BRICK

Cerca de três mil fiéis participaram da Caminhada da Penitência em 2011

Sexta-Feira Santa terá Caminhada da Penitência Milhares de fiéis são esperados para participar da Caminhada da Penitência, amanhã, em Ponta Grossa. O trajeto de 13 quilômetros começa às 6 horas na Paróquia Bom Jesus, no Bairro Uvaranas, e segue até a Capela Santa Bárbara. Várias pessoas aproveitam esse momento especial da Sexta-feira Santa para pagar promessa e refletir sobre o significado religioso da Páscoa. Muitos se revezam com uma cruz de madeira até chegar ao destino. A caminhada tem o apoio de enfermeiros, carros e ônibus que ajudam as pessoas caso elas passem mal durante o trajeto. Outras ações também es-

tão marcadas no período que antecede a Páscoa. O tríduo pascal começa hoje com a missa de lava-pés que acontecerá em todas as igrejas católicas. “Na sexta-feira será celebrada a Paixão de Cristo. Geralmente acontece às 15 horas, horário em que Jesus faleceu. A procissão está marcada para às 19 horas”, explica o frei Atílio Galvan, pároco da Bom Jesus. No sábado, será celebrada a missa da vigília com as luzes apagadas. “Neste dia, nós acendemos o Círio Pascal, que representa Jesus que foi para o mundo e que nenhum mal apagará o fogo simbólico. Também representa o caminho da luz”, diz o frei. (L.S.)

Patrulha Escolar registra 71 casos de agressão A Patrulha Escolar registrou de 2012 até março deste ano 71 agressões nas escolas de Ponta Grossa. De acordo com o tenente Saulo Vinícius Hladyszwski, comandante do 5º Pelotão da 1ª Companhia do Batalhão de Patrulha Escolar Comunitária (BPEC), o número não é tão expressivo, mas mesmo assim preocupa. Ontem, duas agressões em colégios foram contabilizadas. “Os motivos que levam a essas brigas, na maioria das vezes, são banais. As brigas geralmente acontecem entre meninas e principalmente por ciúmes. Neste período em que as agressões foram registradas, a Patrulha Escolar realizou cinco mil visitas de situações preventivas. Ou seja, 95% das visitas foram em caráter preventivo”, explica o tenente. A primeira briga atendida nesta quinta-feira foi na Escola Estadual José Elias da Rocha. “Duas meninas de 15 anos si-

mularam uma briga de verdade e filmaram com a intenção de mandar o vídeo para os veículos de comunicação”, diz Saulo. As adolescentes ficaram sem lesões. A segunda briga foi no Colégio Estadual Presidente Kennedy, envolvendo dois meninos. “Nesta escola um aluno deu um soco no rosto do outro. Nós então marcamos uma reunião com os pais desses alunos para segunda-feira”, comenta o tenente Saulo. Ações educativas De acordo com o tenente, grande parte das brigas ocorre entre jovens de 12 a 15 anos. “Nossa intenção é diminuir o ritmo dessas situações. Neste ano, vamos trabalhar com o tema ‘Pratique a Cortesia’, com o objetivo que os alunos sejam mais gentis uns com os outros e, dessa forma, evitando as brigas. Um simples pedido de desculpas já seria o suficiente”, afirma. (L.S.)

PUBLICAÇÃO LEGAL PARANÁ GOVERNO DO ESTADO

AVISO DE LICITAÇÃO - RETIFICAÇÃO Aviso publicado neste Jornal na edição de 16/3/2013, Caderno Cidades, página 4A. - Pregão Presencial n.º 009/2013 - Objeto: Produtos Saneantes (lote único). Valor Máximo: R$ 62.700,00. Autorização: 8/3/2013.Onde se lê: Data de abertura: 5/4/2013 às 10h00, leia-se: Data de abertura: 12/4/2013 às 15h30. *Especificações técnicas constantes no Anexo I do Edital foram alteradas, e nos termos do §4.º do Art. 31 da Lei Estadual 15.608/2007, republicamos o presente aviso. Ponta Grossa, 26 de março de 2013. Rodrigo Zardo Pregoeiro

De 19 de abril a 5 de maio próximo, o Pavilhão Francisco Barros em Imbituva receberá a 29ª Feira de Malhas (Femai), evento que recebe consumidores e lojistas de estados como São Paulo, Santa Catarina, Rio Grande do Sul e Paraná. Entre as novidades desta edição está o aumento no número de dias da feira, que saltou de 11 para 17, atendendo assim uma reivindicação dos visitantes. A expectativa com a alteração e com a previsão de frio é que a Femai cresça de 10% a 15% em relação a 2012. De acordo com o presidente da Imbitumalhas (entidade responsável pela organização e gestão da feira), Verli Antônio Moleta, são aguardados em torno de 45 mil visitantes, sendo tanto o consumidor final quanto os empresários. “O consumidor que nos visita está num raio de 200 quilômetros de Imbituva, já os lojistas vem de todo Paraná e outros estados”, conta. Para ele, a Femai é importante porque inicia o processo de vendas de todas as malharias do município. “As empresas menores não têm um ponto de venda chamativo e na feira elas vendem bem. A feira dá oportunidade igual para todas as malharias”, diz. Segundo ele, todas as ma-

Malharias estão com produção pronta para expor na 29ª Femai

lharias investem em novidades todos os anos, investimento que garante o retorno financeiro. “Chamamos seis estilistas para workshop com as malharias e eles mostram a moda na Europa e que vem sendo novidade. Sempre fazemos estes encontros com os estilistas que viajam e vão buscar novas tendências”, conta. Ele explica que quando termina um inverno imedia-

tamente as malharias começam a se preparar para outro. “Algumas fazem verão, mas a maioria começa a se preparar para o próximo inverno. Em junho, julho já estaremos vendo a tendência do próximo ano. Nunca pode parar com a moda, a moda está em andamento”, fala. Neste ano, cerca de 30 malharias estarão expondo na Femai. A aposta é de que sejam

comercializadas 110 mil peças, volume superior ao registrado na última feira. O evento funcionará diariamente das 9 às 21 horas. A entrada é gratuita. Polo Imbituva é polo têxtil no Paraná. O segmento é de grande importância para o município, uma vez que emprega em torno de 500 trabalhadores de forma direta. As empresas têm característica familiar.

Confira o que abre e fecha no feriadão LUANA SOUZA

No feriado da Sexta-Feira Santa a Prefeitura de Ponta Grossa fechará e retornará na segunda-feira, a partir das 8 horas. As aulas nas escolas municipais seguem até hoje e retornam na segunda-feira. As Unidades Básicas de Saúde (UBS) não atenderão amanhã e voltam na segunda. Os Centros de Atendimento à Saúde (CAS) terão horários diferenciados. Os CAS de Oficinas, Nova Rússia e

Uvaranas funcionarão amanhã das 9 às 18 horas, no sábado das 9 às 20 horas e no domingo das 9 às 18 horas. Apenas o CAS Central funcionará todos os dias das 9 às 23 horas. Os hospitais terão horário normal de funcionamento. O serviço de coleta de lixo, prestado pela Ponta Grossa Ambiental (PGA) funcionará até hoje e amanhã não haverá serviço. O Mercado da Família e o Programa Feira Verde encerram as atividades hoje e retornam na próxima semana.

Comércio Os supermercados funcionarão na Sexta-Feira Santa até às 20 horas. O atendimento será normal no sábado. No Domingo de Páscoa, as lojas estarão fechadas. Já o Palladium Shopping Center terá horários diferenciados em cada setor. As lojas e quiosques funcionarão amanhã das 14 às 20 horas, no sábado terão horário normal e no domingo estarão fechadas. O cinema e boliche terão horário normal na sexta, sábado

e domingo. A praça de alimentação irá atender os visitantes das 11 às 22 horas na sexta e no domingo. No sábado o horário será normal. Detran O Departamento de Trânsito do Paraná (Detran) informou nesta semana que não haverá expediente nas 101 unidades e nos 211 postos de atendimento do Estado nem hoje nem amanhã. Os serviços serão retomados normalmente na segunda-feira, das 8 às 14 horas.

Buraco provoca acidente no Jardim Carvalho Um acidente, na noite de terça-feira, assustou os moradores do Jardim Carvalho, em Ponta Grossa. Um enorme buraco, localizado entre a Rua Augusto Faria da Rocha e a Rua Theodoro Machado, ‘engoliu’ um GM Monza, que ficou de ‘ponta cabeça’ dentro da cratera. Segundo moradores, o motorista não se feriu. De acordo com moradores do local, o buraco foi aberto há mais de duas semanas e estava preocupante. “Ele já nos incomodava quando ainda estava pequeno. Então, a Prefeitura veio até o local, abriu mais e constatou que era um problema de esgoto. Então, encaminhou a situação para a Sanepar resolver. Porém, ninguém tinha aparecido até o momento”, disse o morador Cláudio Márcio. Segundo ele, o local estava sinalizado, mas a visibilidade era muito baixa no período da noite. “Por sorte, o condutor do veículo não estava em alta velocidade, porque se estivesse, poderia ter sérias consequ-

ISRAEL KAÉ/DIVULGAÇÃO

Veículo caiu de ‘bico’ e boa parte ficou dentro da cratera

ências ao cair no local”, diz. O comerciante José Vilson de Souza comenta que já era esperado acontecer um acidente na rua. “Nós já esperávamos, pois o problema estava muito sério. Precisou acon-

tecer um acidente para que alguém viesse resolver”, afirma. De acordo com a Sanepar, um reparo na rede coletora de esgoto foi concluído ontem pela manhã. Segundo a assessoria da Sanepar, a Secretaria

de Obras deu início aos serviços, em virtude de uma erosão. Ao constatar que se tratava de um rompimento na rede de esgoto, a Sanepar foi acionada. A empresa informa que o local estava sinalizado. (L.S.)


 economia@diariodoscampos.com.br (42)3220-7719

PONTA GROSSA, QUINTA-FEIRA

28 DE MARÇO DE 2013

ECONOMIA

DIÁRIO DOS CAMPOS

Exportações recuam 13,66% em Ponta Grossa

BREVES

Nova queda foi registrada em fevereiro. Apesar da importação continuar crescendo, município mantém saldo positivo na balança comercial DIVULGAÇÃO

LUCIANA R. BRICK

As empresas exportadoras em Ponta Grossa não conseguiram aquecer as negociações com o mercado externo em fevereiro. As exportações caíram 13,66% em relação ao mesmo período de 2012, quando as indústrias venderam US$ 61,02 milhões em produtos. No mês passado foram exportados US$ 52,68 milhões. O recuo é levemente menor que o registrado em janeiro deste ano em comparação com o primeiro mês de 2012, 20,02%. Os números foram divulgados ontem pelo Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC). Com as importações o caminho seguido pelas indústrias ponta-grossenses foi o contrário. As compras aumentaram 31,13% em fevereiro deste ano em relação a igual mês de 2012. As empresas importaram US$ 27,49 milhões no mês passado e US$ 20,97 milhões em fevereiro do ano passado. Já em janeiro último as aquisições de mercadorias somaram US$ 22,09 milhões, 12,17% a menos que o primeiro mês do ano passado, quando as importações corresponderam a US$ 25,15 milhões. Com o resultado atual (exportações menos importações), o município tem um saldo de US$ 25,18 milhões na balança comercial. Em fevereiro de 2012 o saldo correspon-

Taxa para financiamento do BNDES

O abate de bovinos em 2012 foi o maior desde 2007, com alta de 8% em relação a 2011, informou ontem o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O instituto aponta a redução dos preços nos mercados interno e externo e o aumento das exportações como as principais causas que elevaram o número para 31,118 milhões de cabeças, superando os 30,713 milhões de cinco anos antes. A pesquisa também mostra que o abate de bovinos no quarto trimestre de 2012 foi o maior desde o início da série histórica, em 1997, com 8,186 milhões de animais.

Pelo segundo trimestre consecutivo, a taxa de juros de longo prazo (TJLP) foi mantida em 5% ao ano, o menor nível da história. O índice, usado nos financiamentos concedidos pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), foi definido ontem pelo Conselho Monetário Nacional (CMN). A cada três meses, o CMN fixa o nível da taxa para o trimestre seguinte. O conselho é composto pelos ministros da Fazenda, Guido Mantega, e do Planejamento, Miriam Belchior, e pelo presidente do Banco Central, Alexandre Tombini.

salamacha@salamacha.com.br

Exportação de soja impactará positivamente na balança comercial

dia a US$ 40,05 milhões. Dos US$ 110,36 milhões exportados no acumulado (janeiro e fevereiro) de 2013, US$ 23,25 milhões foram através de carnes (frango), em pedaços congelados. Outros US$ 19,13 milhões também envolveram a carne, sendo miudezas comestíveis. No ranking dos mais exportados, os açúcares de cana aparecem em segundo lugar, com US$ 16,53 milhões. Os bagaços e outros resíduos de soja movimentaram US$ 11, 28 milhões e o óleo de soja, US$ 8,38 milhões. Os principais destinos das exportações locais foram Arábia Saudita (US$ 11,49 mi-

lhões), Índia (US$ 9,49 milhões), Paraguai (US$ 9,46 milhões), Japão (US$ 9,15 milhões) e Cuba (US$ 8,47 milhões). As importações vieram da China (US$ 14,42 milhões), Itália (US$ 6,43 milhões), Alemanha (US$ 5,15 milhões), Suécia (US$ 3,80 milhões), Estados Unidos (US$ 3,09 milhões) e Paraguai (US$ 2,19 milhões). Entre os produtos mais importados pelas empresas locais estão as máquinas e aparelhos para encher e fechar embalagem, com movimentação de US$ 5,39 milhões no acumulado deste ano; feijão em grão, US$ 3,62 milhões; má-

quinas e aparelhos para empacotar embalagem de papel cartão, US$ 2,03 milhões e soja (exceto para semeadura), US$ 1,76 milhão. Recuperação Em fevereiro, o país registrou déficit da balança comercial de US$ 1,27 bilhão. As exportações caíram 8,9% ante fevereiro do ano passado, mas cresceram 19% na comparação com janeiro último. A Secretária de Comércio Exterior no país, Tatiana Prazeres, afirma que uma recuperação no cenário nacional é aguardada a partir de abril, já que se iniciarão as safras de milho e soja, que devem ter impacto positivo na balança.

DIVULGAÇÃO

AGÊNCIA ESTADUAL

Luciano Salamacha

Qual o papel do filho na sucessão familiar? Cuidado em não decepcionar Acreditar que a responsabilidade de direcionar sua carreira profissional é da família, isto é, que são os pais que devem dizer o que ele deve fazer, é o que normalmente os filhos preferem. O raciocínio é que, por serem empresários bem sucedidos, seus pais é que tem condições para decidir o melhor. E para cada caso, pode haver um motivo diferente. Existem jovens que se sentem pressionados a não decepcionar os seus pais. Essa insegurança é perigosa e, na maioria dos casos, não é devidamente compreendida pelos pais. De um lado, o pai confia na capacidade do filho e, por conta disso, concede liberdade para que ele faça o que bem entender na empresa. Não provocar tristeza De outro lado, o filho está desesperado, pois tem noção que não tem preparo suficiente. Acontece que ele não consegue falar isso aos seus pais. O jovem profissional não quer entristecer os seus pais sendo um filho abaixo da expectativa sonhada. Essa é uma situação que aflige muitos jovens com uma intensidade maior do que se imagina. O detalhe interessante nessa relação é que quanto mais os pais deixam o filho livre para decidir, mais ele se sente pressionado. A dica para situações como essa pode ser dividida em dois ângulos. Compreender as limitações Aos pais, recomenda-se que observem atentamente se não projetam nos filhos as qualidades que admiram num profissional. É necessário compreender as limitações de um sucessor, deixando de exigir que ele seja melhor em tudo que seus pais não conseguem ser. Já para os filhos a dica é em forma de pergunta: quem garante que seus pais realmente vão se ofender ou entristecer ao ouvir a verdade? Lembre-se: Se você quer ser um grande profissional, comece falando a verdade para os seus clientes mais fiéis, que são os seus pais.

PUBLICAÇÃO LEGAL

Ricardo Barros: Governo vai apresentar à Tirol os benefícios do Paraná Competitivo

endimentos que estão gerando 120 mil empregos com carteira assinada em todas as regiões. “É o maior ciclo de industrialização da história do Estado”, reforça Ricardo Barros. Segundo informações da empresa, o Paraná disputa o empreendimento com o Rio Grande do Sul e a escolha do

local deve ser anunciada em 60 dias. A Tirol estuda a instalação da unidade na região dos Campos Gerais, onde se encontra uma das principais bacias leiteiras do Estado e que já é sede de outros grandes laticínios. O Paraná é o terceiro estado na produção nacional de leite com 3,8 bilhões por ano

e possui mais de 300 laticínios espalhados pelo Estado. Tirol A nova fábrica para processamento e industrialização de leite e derivados vai duplicar a produção da Tirol com a mais 2 milhões de litros de leite por dia. O foco é o mercado nacional.

Castro é o maior produtor de leite da região Nos Campos Gerais, região que interessa para a Tirol, Castro é o maior produtor nacional de leite do país. Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), em 2011 foram produzidos 210 mil litros da bebida. O município assumiu naquele ano o segundo lugar em produtividade, com 7.527 li-

Abate de bovinos sobe 8%

VISÃO EMPRESARIAL

Paraná negocia instalação de fábrica de laticínios O Governo do Paraná está em negociação com empresa catarinense Tirol Laticínios para a instalação no Estado de uma fábrica de processamento de leite e derivados. A nova unidade deve gerar 500 empregos diretos e outros 5 mil indiretos. O valor do investimento não foi divulgado pela empresa. O secretário da Indústria, Comércio e Assuntos do Mercosul, Ricardo Barros, disse que o Governo vai apresentar à Tirol os benefícios do programa Paraná Competitivo. “Com o Paraná Competitivo nós fazemos as negociações caso a caso. A empresa apresenta as demandas sejam elas fiscal, de infraestrutura, mão de obra entre outras, e o corpo técnico faz a construção da melhor proposta possível aliando o interesse do investidor e do Estado”, afirma Barros. Em cerca de dois anos o programa atraiu cerca de R$ 20 bilhões em novos empre-

5A

tros/vaca/ano. Castro é conhecido como ‘terra do ouro branco’. Abriga as Cooperativas Batavo e Castrolanda. Carambeí – vizinha de Castro e Ponta Grossa – também se destaca nos Campos Gerais em produção de leite. Conforme o IBGE, foram produzidos em 2011, 120 mil litros da bebida. O município

passou da 12ª para a 5ª colocação nacional na produção, em função da expansão da atividade leiteira para atender à demanda da indústria láctea local. Apesar de não ter produção expressiva de leite, Ipiranga também está sendo sondada pela empresa para receber a fábrica. A prefeitu-

ra daquele município recebeu uma correspondência do grupo investidor. Visita Há cerca de 20 dias, o vice-prefeito de Castro, Marcos Bertolini, visitou as instalações da fábrica da Tirol em Santa Catarina. Na oportunidade, ele apresentou o município aos investidores. (L.R.B.)

DECLARAÇÃO DE PROPÓSITO FABIO CRISTIANO ALVES - cédula de identidade nº 4.996.748-9 SSP/PR, CPF nº 806.909.209-20 LUIZ CARLOS MARTINS - cédula de identidade nº 4.600.250-4 SSP/PR, CPF nº 588.379.909-44 DECLARAM sua intenção de exercer cargos de administração na COOPERATIVA DE CRÉDITO DE LIVRE ADMISSÃO CENTRO LESTE DO PARANÁ SICOOB CENTRO LESTE e que preenchem as condições estabelecidas no art. 2º do Regulamento Anexo II à Resolução nº 4.122, de 2 de agosto de 2012. ESCLARECEM que, nos termos da regulamentação em vigor, eventuais objeções à presente declaração devem ser comunicadas diretamente ao Banco Central do Brasil, no endereço abaixo, no prazo de quinze dias contados da divulgação, por aquela Autarquia, de comunicado público acerca desta, por meio formal em que os autores estejam devidamente identificados, acompanhado da documentação comprobatória, observado que os declarantes podem, na forma da legislação em vigor, ter direito a vistas do processo respectivo. Banco Central do Brasil DEORF/GTCUR Av. Cândido de Abreu, 344 – Centro Cívico Curitiba – PR CEP 80530-914 Telêmaco Borba, 21 de março de 2013


6A DIÁRIO DOS CAMPOS

 policia@diariodoscampos.com.br (42)3220-7720

POLÍCIA

PONTA GROSSA, QUINTA-FEIRA

28 DE MARÇO DE 2013

Acidentes deixam 4 mortos nas rodovias da região

Ladrões levam R$ 12 mil do Mercado da Família

Nas estradas dos Campos Gerais foram registrados pela PRE e PRF acidentes graves que resultaram em mortes, como atropelamento e ocorrências que envolveram motocicletas FÁBIO MATAVELLI

PATRÍCIA BIAZETTO

Acidentes de trânsito registrados em rodovias da região dos Campos Gerais deixaram quatro pessoas mortas entre a última terça-feira até ontem. Dois dos acidentes ocorreram na BR-376, em Ponta Grossa, e o outro na PR-151, onde um casal que estava em uma moto morreu após colidir na lateral de um caminhão. Um dos acidentes aconteceu na BR-376, no Distrito Industrial de Ponta Grossa, por volta das 19h40 da última terça-feira. A vítima José Aparecido de Souza, 41 anos, conduzia uma motocicleta Honda CG/150 quando colidiu contra um veículo Saveiro, O piloto de uma moto, José Aparecido de Souza, morreu após colidir contra um veículo Saveiro, na BR-376 que era dirigido por Vanderlei Antonio Pereira, 41 anos de idade. Com a colisão, o capô do Saveiro se encaixou na traseira da motocicleta, que foi Na área urbana de Ponta Rua Antonio Saad, no Jardim sentido da bicicleta tentou arrastada por cerca de 150 meGrossa, um adolescente de Esplanada. Conforme infor- desviar, mas acabou colidintros. Souza morreu na hora e 16 anos de idade ficou gra- mações de uma das testemu- do. “Não entendo porque ano corpo foi encaminhado ao vemente ferido após a bici- nhas do acidente, Ana Paula dar no meio da rua com a biInstituto Médico Legal (IML) cleta em que estava colidir Rebello Chaves, o adolescen- cicleta se tem ciclovia aqui no de Ponta Grossa. na lateral de um caminhão. te trafegava com a bicicle- local”, diz. O menor foi atenA outra ocorrência foi regisO acidente ocorreu por vol- ta no meio da pista. O cami- dido pelos bombeiros e encatrada ontem pela manhã, tamta das 15 horas de ontem, na nhão que vinha no mesmo minhado para o hospital. bém na BR-376, por volta das 5 horas, próximo ao Viaduto Vendrami. Miriam Larissa da tamento com a finalidade de contra Miriam. O corpo foi motorista do caminhão, com Silva França, 20 anos, foi ví- liberar o tráfego de veículos encaminhado ao IML. placas de Jaguariaíva, não teve tima de acidente de trânsito e de liberar outros acidentes. Já na PR-151, em Jagua- ferimentos. A concessionária por atropelamento. Os bom- Conforme informações apura- riaíva, a colisão entre uma Rodonorte que administra o beiros prestaram atendimento das pelo DC, a vítima foi atin- motocicleta – com placa de trecho fez isolamento do local à vítima e a equigida pelo veículo Florianópolis - e um caminhão do acidente. pe da concessioInformações de testemuCorsa, conduzido resultou em duas mortes. O nária Rodonorte Já na PR-151, em por Sérgio Luis acidente aconteceu ontem pela nhas apontam que o caminhão – que adminisStremel, 39 anos, manhã, às 11h25. O piloto da seguia sentido Ponta Grossa Jaguariaíva, a tra o trecho – fi- colisão entre moto e na faixa 1. O mo- moto, Geovani dos Santos, na terceira faixa e que ao tenzeram a remoção caminhão resultou torista não con- 45 anos, e a passageira Maria tar fazer o retorno sobre a pisdo corpo da pisseguiu desviar a Aparecida José Raimundo, 48 ta a moto colidiu na transverem duas mortes ta para o acostempo e colidiu anos, morreram no local. Já o sal do caminhão.

Adolescente é atropelado no Esplanada

Páscoa deve aumentar 40% fluxo de veículos nas estradas MARCO FAVERO

Um dos poucos feriados prolongados do ano, a Páscoa de 2013 deve ter um grande número de viajantes nas estradas paranaenses. Entre esta quinta e a próxima segundafeira, cerca de 340 mil veículos devem circular nos principais trechos administrados pela Rodonorte, entre Curitiba e Apucarana e Ponta Grossa a Jaguariaíva. O número corresponde a um aumento de 40% sobre o fluxo normal. Nesta Páscoa serão colocados 70 viaturas e 600 colaboradores da concessionária para o atendimento a usuários e incidentes. Entre as ações estão a sinalização volante em casos de congestionamento, desobstrução da pista, operações papa-fila nas praças de pedágio e deslocamento rápido para atendimento e liberação do tráfego. Para isso, viaturas serão colocadas em pontos estratégicos, diminuindo a distância entre as ocorrências. A operação da Polícia

minimizar os riscos e evitar esse tipo de crime. “O primeiro procedimento foi implantar o transporte de valores, pela Guarda Municipal. Na própria terça-feira, houve uma coleta na loja da vila Vicentina, o que evitou um prejuízo maior ao programa”, anota o secretário. Ele também menciona que em parceria com a Secretaria de Cidadania e Segurança foi instituída a “Operação Mercado da Família”, que prevê patrulhamento ostensivo em todas as lojas. Também está em discussão a disponibilização de um link das imagens do sistema de vigilância para a Guarda Municipal. As câmeras, no entanto, não foram suficientes para afastar os ladrões. “O prejuízo não é da prefeitura, mas da comunidade que é atendida pelo Mercado. Este é um programa social de grande alcance que fica prejudicado pela ação desses bandidos”, registra Zadorosny.Internamente, foi aberta uma sindicância para apurar as circunstâncias em que ocorreu o roubo e, se cabível, na seqüência um processo administrativo. MARCO FAVERO

Caminhão transportava o equivalente a 400 chapas de MDF

Caminhão de compensados tomba no Contorno Leste Um caminhão carregado com compensados tombou por volta das 4 horas de ontem, no Contorno Leste, em Ponta Grossa. Dezenas de chapas de madeira se espalharam pela pista e acostamento. Agentes de trânsito permaneceram no local por cerca de quatro horas até que a carga fosse retirada da rodovia. A coordenadora do Departamento de Trânsito da AMTT, Jocelei Kingeski, diz que a passagem de veículo foi liberada gradativamente. Os agentes chegaram ao local por volta das 8 horas e permaneceram até às 12 horas. Foi feita a sina-

lização do local até que a carga de compensados – que se espalhou pela pista – fosse transferida para outro caminhão da empresa do ramo que atua em Ponta Grossa. O caminhão transportava 12 paletes de mdf, o equivalente a 400 chapas. Foi necessária ainda a utilização de um guincho para a retirada do caminhão que ficou atravessada na pista. O motorista do caminhão, José Carvalho, teve ferimentos leves.Jocelei acredita que o caminhão tenha tombado por conta do deslizamento das chapas de madeira, já que o local tem uma curva acentuada. (P.B)

BREVES Até segunda-feira, cerca de 340 mil veículos devem circular nos principais trechos administrados pela Rodonorte

Rodoviária Federal (PRF) começou a partir da meia noite desta quinta-feira e segue até as 23h59 do domingo. Segundo o Inspetor Chefe da 3ª Delegacia da PRF, Haroldo Luis Rauch Junior, o objeto é coibir as principais infrações de trânsi-

www.centroseg.com.br www.centros

Segurança armada/desarmada Alarmes Monitorados * Portaria

O Mercado da Família, instalado na Rua Siqueira Campos, na Vila Vicentina, foi alvo de ladrões, que levaram do local cerca de R$ 12 mil. O furto qualificado foi constatado por um funcionário do estabelecimento quando chegou trabalhar ontem pela manhã. Ninguém foi preso. Imagens captadas pelo sistema de vigilância eletrônica mostram dois homens entrando na área do mercado com uma escada. Depois, retiraram telhas e, antes de entrar no escritório – onde fica o cofre – moveram a câmera interna, que ficou voltada para a parede. Depois, arrombaram o cofre.Segundo os registros, os ladrões permaneceram no mercado por cerca de duas horas. Conforme informações repassadas pela Polícia Militar, o funcionário do local ao chegar no estabelecimento ontem pela manhã que o telhado estava danificado e que cerca de R$ 12 mil tinham sido furtados. De acordo com o secretário municipal de Abastecimento, Sérgio Zadorosny Filho, várias medidas têm sido tomadas para

Venda de equipamentos para segurança e cameras de video.

Rua Dr. Paula Xavier, 1266 Centro - Ponta Grossa - PR - CEP: 84010-270

to, que são excesso de velocidade, ultrapassagem perigosa e motoristas embriagados ao volante. Haverá um incremento no efetivo da PRF nos postos da região dos Campos Gerais, que totalizam quatro. A orientação é que os motoristas transitem com os faróis acessos se houver neblina e diminuam a velocidade em caso de chuva. “Além disso, é necessário utilizar cinto de segurança e cadeirinhas para as crianças, sempre respeitando as leis de trânsito”, frisa. Cada um dos postos da PRF realizarão durante a operação diariamente pelo menos 30 testes de bafômetro. Já as pessoas envolvidas em acidentes são obrigadas a realizar o teste. Hoje, uma ação educa-

tiva será realizada no posto de Irati das 15 horas às 17 horas. “Serão distribuídos folders com a tentativa de conscientizar os motoristas com relação às normas de trânsito”, diz. Já a Polícia Militar Rodoviária Estadual na região dos Campos Gerais inicia a operação Páscoa às 12 horas desta quinta-feira. As operações serão realizadas em pontos e horários críticos das principais rodovias que concentram os maiores tráfegos de veículos da região. O efetivo policial militar será reforçado em operações de fiscalização dos veículos, operações presença ao longo das rodovias e fiscalizações com uso dos bafômetros e radares fotográficos.

Em Castro, blitz Quadrilha é presa pela fechará bares após à meia-noite Polícia Militar Guardas municipais e funcionários do setor de Fiscalização do Município , com o apoio da Polícia Militar, exigirão, a partir da próxima semana, o cumprimento da lei 36/2011 que proíbe bares e similares de funcionarem após a meia-noite. A intenção é divulgar o teor do Código de Postura, de onde consta a referida legislação, até a quarta-feira, quando deverá acontecer a primeira blitz nos estabelecimentos comerciais da região central e dos bairros. Os bares serão fechados e os donos multados em até R$ 384.

A Polícia Militar prendeu ontem pela manhã uma quadrilha especializada em furtos em lojas. Os elementos, conforme informações da PM, escolhiam apenas as lojas que comercializam roupas de marca e que tinham apenas uma vendedora. Enquanto um dos elementos distraia a vendedora na parte dos fundos da loja, os outros faziam os furtos das roupas. Em algumas situações, o bebê do casal, de apenas 10 meses, também estava em companhia dos ladrões. A quadrilha foi presa por policiais de Guamiranga em Teixeira Soares.


editor@diariodoscampos.com.br (42)3220-7788

GERAL

PONTA GROSSA, QUINTA-FEIRA

28 DE MARÇO DE 2013

DIÁRIO DOS CAMPOS

PR desenvolve Parque Tecnológico Virtual Projeto do Estado atinge instituições de ensino superior, profissionais e empresários. Modelo de plataforma permite interação em ambiente comum de gestão e inteligência competitiva DIVULGAÇÃO

DAS ASSESSORIAS

Promover a atração de investimentos para o Estado de forma diferenciada, atraindo empresas de base tecnológica e desenvolvendo e fixando novos empreendimentos. Este é o objetivo principal do Parque Tecnológica Virtual do Paraná (PTV-PR), cuja base regional foi lançada ontem em workshop realizado na Universidade Estadual de Ponta Grossa. O projeto do governo do Estado, desenvolvido pela Secretaria de Estado da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (Seti), através do Instituto Tecnológico do Paraná (Tecpar), foi apresentado a um público de mais de 300 pessoas, formado por pesquisadores, estudantes universitários, profissionais e empresários da Região dos Campos Gerais. Segundo o diretor presidente do Tecpar, Júlio César Felix, o PTV-PR resulta da integração dos ativos de inovação tecnológica e empresas de base tecnológica do Paraná numa plataforma virtual desenvolvida para promover a cooperação entre empresas, governo, academia e entidades de pesquisa, desenvolvimento e inovação. A partir dessa plataforma virtual, a atração e criação de novas empresas de base tecnológica resultam na formação de jovens empreendedores nas regiões de influência das universidades ou, ainda, o aumen-

Workshop Regional Parque Tecnológico Virtual reuniu ontem 300 pesquisadores e empresários da região

to da capacitação e qualificação profissional, voltada para a área tecnológica, agregando valor à mão de obra. “Temos que fazer com que os jovens tenham oportunidades e permaneçam na região”, disse, citando ainda outros benefícios como o aumento da competitividade, fortalecimento das incubadoras tecnológicas, sistematização das empresas inovadoras de base tecnológica e integração das esferas de governo federal, estadual e municipal em torno de um projeto de desenvolvimento sustentável. O secretário de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior,

Alípio Santos Leal Neto, também ressalta que a rede de ensino superior do Estado, hoje composta por sete universidades, apresenta polos de excelência equiparados às instituições federais. “Não temos dúvida que este é um projeto de suma importância para o desenvolvimento da UEPG, do Estado e do País”, observa o reitor João Carlos Gomes, citando estatísticas que colocam o Brasil na 13ª posição mundial na produção de artigos científicos e na 59ª colocação, no registro de patentes. “Essa disparidade precisa ser atacada”, disse o reitor.

O Parque Tecnológico Virtual é um modelo de plataforma que permite que os agentes interajam em ambiente comum de gestão e inteligência competitiva. É aberto à participação de instituições de pesquisa, parques, universidades, centros de promoção de empreendedorismo, incubadoras de municípios paranaenses. Para as empresas há o benefício do uso de serviços tecnológicos credenciados e do acompanhamento de um parque tecnológico, uma incubadora ou núcleo de inovação. A próxima edição do workshop ocorre em 4 de abril em Curitiba.

PG terá mais R$ 8,7 milhões no orçamento DIVULGAÇÃO

O deputado federal Sandro Alex (PPS-PR), incluiu no orçamento de 2013 do governo federal o valor de R$ 8,7 milhões para cidade de Ponta Grossa, fruto de suas emendas individuais. Este valor vai contemplar o município em várias áreas como saúde e educação básica, e também na saúde especializada, atendendo hospitais filantrópicos. O deputado também é responsável pela construção do novo Fórum Trabalhista de Ponta Grossa que será inaugurado neste ano, uma obra importante para Justiça no município que também recebeu recursos através de suas emendas. Ponta Grossa ainda será

O valor é resultado de emendas individuais do deputado Sandro Alex

contemplada com infraestrutura na área do esporte, com a construção de quadras nos bairros, assim como também dois caminhões feira que serão

destinados à Prefeitura para um trabalho com piscicultores. A Universidade Estadual de Ponta Grossa também receberá recursos na ordem de R$ 1,5 milhão

para construção de um novo bloco na área de Engenharia e a UTFPR continua recebendo investimento para aquisição de equipamentos, como o deputado fez no ano passado para os laboratórios. Na área de assistência social, as entidades que não foram contempladas no orçamento passado, serão contempladas neste ano e também terão parceria com a primeira dama do Estado, Fernanda Richa, com obras através da Secretaria da Família e Desenvolvimento Social. “Ponta Grossa hoje tem o reconhecimento de investimentos federais através da sua representação dada pela população”. (Das Assessorias)

Sanepar vai implantar Usina de Tratamento de Resíduos DIVULGAÇÃO

O prefeito Marcelo Rangel firmou ontem parceira com a Sanepar para implantação de uma Usina de Tratamento de Resíduos. A proposta de criação de uma Usina de Geração de Energia, a partir, do tratamento de resíduos foi apresentada pelo diretor de Meio Ambiente e Ação Social da Sanepar, Péricles Weber. Para isso, a Prefeitura conta com o apoio do governo de Estado, através da Secretaria de Meio Ambiente e busca novas parcerias. O secretário de Planejamento, João Ney Marçal Junior acredita que são necessárias ações conjuntas para minimizar o problema dos resíduos. “Precisamos estabelecer uma integração de atividades para estimularmos a coleta seletiva”. Conforme Marçal a po-

Prefeitura e Sanepar começaram ontem a discutir o projeto

pulação de Ponta Grossa produz 250 toneladas de lixo por dia. Para Péricles Weber a problemática dos resíduos precisa ser resolvida de forma sustentável. “Estamos desenvolvendo um plano de ação para equacionarmos a situação dos resí-

duos sólidos, seremos parceiros nesta questão, visando uma solução moderna voltada para a coleta seletiva”. O prefeito Rangel acredita que a integração entre as secretarias e a comunidade será fundamental para o desenvolvi-

mento de políticas de educação ambiental. “Vamos lançar campanhas para incentivar a coleta seletiva. Queremos tornar Ponta Grossa uma cidade moderna e ambientalmente correta em relação à forma de tratamento dos resíduos sólidos”. O formato do acordo entre município e Sanepar para a execução da usina que vai produzir energia a partir do lixo ainda está sendo deliberado. “Certamente vamos ouvir a comunidade, porque é um tema que interessa a todos”, anota o prefeito. Também participaram da reunião representantes da Cooperativa francesa Limagrain e da empresa Guerra e o coordenador de Resíduos da Secretaria do Estado de Meio Ambiente (Sema). (Das Assessorias)

7A

Sistema Fiep investe R$ 8 mi em Ponta Grossa

Péricles quer garantir vaga para concursados

De olho nos bons negócios que vêm sendo realizados em Ponta Grossa, o Sistema Fiep, através do Sesi/Senai vai investir R$ 8 milhões na construção e funcionamento do Instituto Senai de Tecnologia em Construção Civil e Cerâmica Vermelha. Ponta Grossa é uma das oito cidades do Estado a ter essa estrutura. Segundo a gerente do SESI em Ponta Grossa, Denise Beninca, a cidade foi escolhida por ser referência na área, além da logística, um dos maiores entroncamentos rodoferroviários do Sul do País. A secretária de Governo, Indianara Milléo, destacou o apoio do município nas instalações das indústrias. “A Prefeitura dá condições para a instalação das indústrias e o Sesi/ Senai complementa, dando suporte para as empresas”, diz. A Secretaria de Indústria Comércio e Qualificação Profissional vem negociando a instalação de empresas que vão precisar construir suas instalações. Isso implica em mão de obra da construção civil, justamente uma das áreas visada pelo Instituto Senai. “O Instituto será capaz de dar esse suporte de pessoal para as indústrias”, diz Denise. (Das Assessorias)

O deputado estadual Péricles de Mello (PT) quer garantir que os servidores aprovados em concurso público para o Hospital Regional Wallace Thadeu de Mello e Silva, mas que ainda não foram convocados, tenham prioridade na contratação de funcionários, após a composição da nova estrutura da unidade. Preocupado com esse grupo de pessoas, Péricles vai apresentar uma emenda ao Projeto de Lei do Poder Executivo, que transforma o HR em Hospital Universitário dos Campos Gerais e transfere sua administração para a UEPG. “Esta semana tivemos uma primeira vitória, com a aprovação do projeto na Comissão de Constituição e Justiça, garantindo o direito dos atuais servidores de ficaram trabalhando no hospital. Agora, queremos dar segurança para quem aguarda ser chamado, incluindo na proposta do governo uma nova emenda para que o Hospital Universitário dê prioridade na contratação dessas pessoas, respeitando a validade do concurso”, explica Péricles que pediu o apoio do deputado Plauto Miró (DEM) para aprovar a emenda.

BALANÇA COMERCIAL DE PG Importação e exportação Principais blocos – Fevereiro/13 Analisando a balança comercial entre os meses de janeiro e fevereiro de 2013 verifica-se que Ponta Grossa exportou mercadorias principalmente para os blocos econômicos do Oriente Médio, Ásia e Mercosul em um total de US$ 75,8 milhões, o que representou 65,7% do total. Comparando com os primeiros meses de 2012, o volume foi de US$ 88,9 milhões, representando 66% do total das exportações. Mesmo verificando uma elevação nos volumes de exportação para o Oriente Médio (125,5%), Mercosul (11,3%) e demais países da América Latina (1343,1%), as reduções ocorridas na Ásia (-57,7%) e União Europeia (-61,5%) mostraramse significativas em valores absolutos. Com isso, os valores totais das exportações para os blocos econômicos, entre os anos de 2012 e 2013, apresentaram redução de US$ 23 milhões (-17,1%).

Fonte: Ministério de Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior

Analisando as importações ponta-grossenses verifica-se que os principais blocos econômicos de origem das mercadorias, entre janeiro e fevereiro de 2013, foram União Europeia, Ásia (exceto Oriente Médio) e Mercosul com US$ 43,5 milhões, o que representa 87,8% do total. Comparando com o mesmo período de 2012, o volume foi de US$ 37,3 milhões, 81% do total. Comparando 2012 e 2013, Ponta Grossa aumentou seu volume de importação para a União Européia (84,7%), Aladi (324,4%) e Mercosul (0,5%), porém as reduções ocorridas na Ásia (-18%) e Estados Unidos (-52,8%) são significativas em valores absolutos contribuindo para a redução de 7% das importações entre os anos de 2012 e 2013, no valor de US$ 3,4 milhões. Portanto, os desequilíbrios internacionais afetam diretamente o comércio exterior municipal, com redução nos volumes totais das importações e das exportações. Porém verificou-se uma elevação significativa nas exportações para países latino-americanos bem como elevação das importações dos países integrantes da Aladi, refletindo em maior integração econômica entre o município e países geograficamente e culturalmente mais próximos, além de uma capacidade de adaptar-se aos desequilíbrios do mercado através da diversificação de parceiros comerciais espalhados por todos os blocos econômicos. Professores: Profa. Adriana G. Fabrini Diniz, Prof. César E. Abud Limas e Prof. Osvaldo M. Callegari. Acadêmicos: Luis Fernando Klabunde, Evandro Vinicius da Rosa, Leonardo Corrêa Camargo e Evelyn Giovana Faustinoni.


ESPORTES

DIÁRIO DOS CAMPOS

FAÇA COMO A MAIOR COMUNIDADE DO PARANÁ. EMBARQUE NO PLANO REALMENTE ILIMITADO

PONTA GROSSA, QUINTA-FEIRA

28 DE MARÇO DE 2013

TIM LIBERTY +50

R$

=75

+

Blue Man Group

8A

 esportes@diariodoscampos.com.br (42)3220-7716

*Fonte: ANATEL Dezembro/2012. Valor do aparelho Samsung Galaxy Pocket: R$ 309,00. Valor do plano: R$ 49,00. Mais informações em tim.com.br

/MÊS

PLANO + SMARTPHONE

SAMSUNG GALAXY POCKET

Operário quer quebrar ‘tabu’ no Janguitão Fantasma enfrenta o Paraná Clube às 21 horas no Janguito Malucelli; alvinegro não vence desde 2011 no Parque Barigui e precisa dos três pontos

Ficha Técnica PARANÁ: Luís Carlos; Ângelo, Anderson, Alex Alves e Gilton; Zé Luis, Júnior Capixaba e Lúcio Flávio; Carlinhos, Júlio César e JJ Morales - Técnico: Toninho Cecílio OPERÁRIO: Silvio; Correia, Alex Moraes, Edimar e Alex Cazumba; Jacio, Patrick, Sidnei e Rone Dias; Maicon Veiga e Paulo Sérgio Técnico: Paulo Turra ARBITRAGEM: Leandro Junior Hermes ASSISTENTES: Bruno Boschilia e Fabrício da Silva Martins EVENTO: Estádio: Janguito Malucelli Data: 28/03 - Horário: 21 horas INGRESSOS: Ingressos: R$ 40 (visitantes)

MARCO FAVERO

SEBASTIÃO NETO

O Operário Ferroviário entra em campo hoje, às 21 horas, não pensando em outro resultado diferente da vitória. Apesar do duelo ser diante do Paraná Clube em Curitiba, no Eco-Estádio Janguito Malucelli, só os três pontos mantêm o Fantasma de Vila Oficinas vivo na briga pela vaga na Série D do Campeonato Brasileiro desta temporada. E para seguir pensando em calendário no 2° semestre, o alvinegro terá de quebrar um tabu recente: nas últimas três vezes que o time de Ponta Grossa jogou no estádio, que fica as margens do Parque Barigui, a equipe voltou de lá com um empate e duas derrotas. A última vez que o Operário jogou no Eco-Estádio foi na última rodada do 1° turno do Estadual deste ano, quando o Fantasma foi derrotado pelo Atlético por 3 a 0. Antes disso, na 7ª rodada, o alvinegro já havia perdido para o J. Malucelli por 3 a 2, em jogo que causou

EUROMAX ARGAMASSAS E REJUNTES R

(42)

3239.4668

Paulo Sérgio será a novidade no ataque, substituindo Reinaldo Mineiro

a primeira ‘demissão’ do técnico Lio Evaristo do comando da equipe. Na temporada passada, a equipe de Vila Oficinas enfrentou o então Corinthians Paranaense na última rodada do turno, e ficou no empate e 2 a 2. A última vitória do Fantasma no Janguitão foi em 2011, quan-

do o time princesino derrotou o Corinthians por 2 a 1. Desde a temporada passada na equipe profissional do Operário, o lateral-direito Correia minimiza o tabu de não vencer no Janguito Malucelli. “Independente de tabu, nosso grupo está focado e fizemos um

bom trabalho junto com o professor Paulo Turra nesta semana e temos condições de sair de lá com a vitória”, disse o defensor que saiu das categorias de base do clube. Inclusive, a defesa será o único setor onde o comandante do Fantasma não fará alterações para a partida contra o Tricolor, já que o time não tem desfalques por suspensão ou lesão. Já no meio-campo, o Operário deve voltar a atuar com três volantes. A formação que venceu o Cianorte por 3 a 0 na última quarta-feira será repetida, com Jacio, Patrick e Sidnei na marcação e Rone Dias como único armador. No ataque, a alteração será forçada: após a lesão de Reinaldo Mineiro, Paulo Sérgio deve ser o camisa 9 do Fantasma na noite de hoje. “Muda um pouco a característica de jogo pela altura, pela velocidade, mas estou ciente da responsabilidade de entrar e ajudar o time”, destaca Paulo Sérgio, que marcou o segundo gol do alvinegro no empate contra o Rio Branco no domingo.

Jotinha Adversário direto pela vaga na Série D, o J. Malucelli visitará o Operário neste Domingo de Páscoa, às 16 horas, em jogo que vai acontecer no Estádio Germano Krüger. A 7ª rodada do Campeonato Paranaense foi homologada na tarde de ontem pela Federação Paranaense de Futebol (FPF) e terá as seguintes partidas: Atlético x Londrina (no sábado); Rio Branco x Paraná, Nacional x Toledo, Cianorte x Paranavaí, Coritiba x Arapongas, além de Operário x J. Malucelli.

CARLINHOS Um dos destaques do Paraná Clube no 2° turno do Estadual e que vai enfrentar o Operário logo mais, o atacante Carlinhos foi formado nas categorias de base do futsal ponta-grossense. Filho do técnico Carlos Nunes, a joia paranista jogou pelos Colégios Sagrada Família e Sant’Ana, além de vestir a camisa do Clube Verde e do Santa Paula. FÁBIO MATAVELLI

Londrina ‘invade’ Germano Krüger e vence o Cianorte FÁBIO MATAVELLI

Mais de 930 torcedores pagaram ingresso no Estádio Germano Krüger, em Ponta Grossa, para ver o Londrina vencer o Cianorte por 2 a 0 na tarde desta quarta-feira e seguir na liderança do 2° turno e da classificação acumulada do Campeonato Paranaense. Neílson (aos 33 minutos do 2° tempo) e Maicon (aos 45’) marcaram os gols do Tubarão, que chegou aos 18 pontos no returno e 41 na soma dos dois turnos. Já o Leão do Vale vai terminar a 6ª rodada na zona de rebaixamento, com 14 pontos na classificação acumulada do Estadual. “O time sentiu um pouco o gramado diferente e as dimensões do campo, já que

EUROMAX

R

ARGAMASSAS E REJUNTES (42)

3239.4668

Tubarão conquistou o sexto triunfo consecutivo no Estadual

o Estádio do Café é maior, mas a equipe se adaptou ao longo da partida e correspondeu”, avaliou o técnico Cláudio

Tencati na entrevista coletiva após o apito final, lembrando que o próprio Operário tem dificuldades para vencer os ad-

versários em casa por causa das dimensões do gramado. Em campo, o Londrina viu o Cianorte até assustar na etapa inicial, mas a presença do goleiro Danilo evitou que os visitantes abrissem o placar. Na etapa final, o alviceleste abriu o marcador após boa jogada de Serginho Paulista, que serviu o artilheiro Neílson, que chegou aos nove gols do Estadual. No segundo gol, foi a vez de Neílson servir o lateral-direito Maicon, que invadiu a grande área e tocou na saída do goleiro Paes. “Estou muito feliz com o momento do time, e também com a nossa torcida, que veio até Ponta Grossa para nos apoiar”, ressaltou Neílson. (S.N.)

José Avelar de Melo Curitiba-PR

TEMPO TE EMP MPO O DE SAÚDE. SAÚ A DEE

SAÚDE NÃO TEM PREÇO OFERECE REMÉDIOS DE GRAÇA E UMA VIDA MELHOR PARA OS BRASILEIROS. O programa Saúde Não Tem Preço do Governo Federal oferece remédios de graça para milhões de brasileiros com hipertensão, diabetes e asma. Ao mesmo tempo em que garante o acesso ao tratamento das doenças, também representa uma economia para esses brasileiros, que podem usar o dinheiro em outras necessidades. 

‡ Mais de 26 mil farmácias credenciadas em todo o Brasil. ‡ Mais de  milK}es de Eene´ciados. ‡ Descontos de até 90% em outros itens e medicamentos pelo programa Farmácia Popular. PROCURE UMA FARMÁCIA DA REDE AQUI TEM FARMÁCIA POPULAR E APRESENTE CPF, DOCUMENTO COM FOTO E RECEITA MÉDICA VÁLIDA. MELHORAR SUA VIDA, NOSSO COMPROMISSO.

EUROMAX ARGAMASSAS E REJUNTES R

(42)

3239.4668

Primeira reunião entre os nove conselheiros aconteceu na terça-feira

Conselho adia decisão sobre Lei de Incentivo O Conselho Municipal do buscando mais recursos, mas Esporte (CMER) de Ponta neste primeiro momento teGrossa se reuniu na noi- mos que trabalhar com aquite de terça-feira, na sede da lo que já está garantido”, exFundação Municipal de plica Brustolin. O responsável Esportes (Fundesp), para ava- ainda explica que na segundaliar os projetos que se inscre- feira haverá uma reunião enveram na Lei de Incentivo ao tre a Fundesp e a Secretaria de Esporte do município. Ao todo Finanças para ver a possibiliforam 28 proposições, feitas dade de trazer mais recursos por clubes, ligas e associações para o orçamento da Lei. Seleção esportivas, que pleiteiam os R$ Dos 28 projetos apresenta472 mil disponibilizados pelo poder público para o ano de dos ao CMER cinco deles não serão contempla2013. Mas por dos por problecausa do grande “Neste primeiro mas na confecnúmero de promomento temos ção do plano de jetos, e também pelo valor pedido que trabalhar com execução. Já enultrapassar o oraquilo que já está tre os 23 restantes, a maior parçamento disponígarantido” te deles - como vel, o CMER deaconteceu no cidiu adiar a decisão sobre quais serão os pro- ano passado - deve ser aprojetos contemplados para a pró- vada, mas com menos recursos do que a instituição solixima terça-feira. Segundo Marcelo Brustolin, citou ao Conselho no projeto. responsável técnico pela Lei de Entre os solicitantes, estão enIncentivo, o valor somado dos tidades como a Liga de Futsal pedidos chega a quase R$ 850 dos Campos Gerais e a Liga mil, o que requer uma aten- Desportiva de Ponta Grossa, as ção e um tempo maior para Associações de Pais e Amigos os conselheiros selecionarem da Natação e do Karatê, e tamos projetos que serão contem- bém a Apedef, que mantém a plados. “Claro que o Leopoldo equipe de basquete cadeirante [presidente da Fundesp] está dos Tubarões. (S.N.)


 social@diariodoscampos.com.br (42)3220-7788

Faltam 7 dias!

SOCIAL

LOCAL: PARQUE HISTÓRICO DE CARAMBEÍ

Ana Cláudia Gambassi

DIÁRIO DOS CAMPOS 1B

PONTA GROSSA, QUINTA-FEIRA, 28 DE MARÇO DE 2013

Festival

Um coquetel na Cervejaria Heineken assinalou o lançamento do 26º Festival Universitário da Canção (FUC), da Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG), que acontece de 18 a 22 de junho no Cine Teatro Ópera. Aberto à participação de compositores e músicos de todo o País, o festival recebe inscrições até 12 de abril. Na edição de 2013, o FUC vai oferecer R$ 29,2 mil em prêmios. A realização é da Divisão de Assuntos Culturais (DAC) da Pró-Reitoria de Extensão e Assuntos Culturais (PROEX) da universidade, com apoio da Caixa Econômica Federal, Governo do Estado do Paraná e Fundação de Apoio à UEPG (Fauepg).

2

FOTOS:

REBECA GAMBASSI

1

3

4

1

- Nadja Kincheski Marques (assessora de comunicação da Heineken), Luiz Henrique Borgo (superintendente da Caixa Econômica), Márcia Dropa (coordenadora do FUC) e Carlos Luciano Vargas (vice-reitor da UEPG)

2 3

- Osnara e João Carlos Gomes, reitor da Universidade Estadual de Ponta Grossa

- Da Fundação Municipal de Cultura: Eurico Pereira de Souza Filho (diretor administrativo) e Claudio Jorge Guimarães (presidente)

4 5 6

- Johnny Adam Bueno e Jairo Ferreira (diretor do Conservatório Municipal)

- A banda Novos Malandros deu o tom da noite

5

6

R$ 2 BILHÕES

- Claudia, Osni Neto e Osni Mongruel Junior (diretor do colégio SEPAM)

A Sanepar está realizando o maior investimento de todos os tempos na ampliação dos sistemas de água e esgoto no Paraná, com mais de R$ 2 bilhões em obras em todas as regiões. São novas redes de distribuição de água e coleta de esgoto, adutoras, poços, reservatórios, Estações Elevatórias e Estações de Tratamento. Porque cuidar da água é cuidar da gente.

Veja as obras em www.sanepar.com.br


 suplementos@diariodoscampos.com.br (42)3220-7713

2B DIÁRIO DOS CAMPOS

VARIEDADES

TELEVISÃO 06h30 - Bom Dia Paraná 07h30 - Bom Dia Brasil 08h30 - Mais Você 09h55 - Bem Estar 10h40 - Encontro com Fátima Bernardes 12h00 - Paraná TV 12h45 - Globo Esporte 13h20 - Jornal Hoje 13h50 - Vídeo Show 14h40 - O Profeta 16h10 - HDTV - A Lady e o Lobo - O Bicho tá Solto 17h47 - Globo Notícia 17h50 - Malhação 18h20 - Flor do Caribe 19h10 - Paraná TV 19h30 - Guerra dos Sexos 20h30 - Programa Político Partidário 20h40 - Jornal Nacional 21h20 - Salve Jorge 22h30 – Especial: Vem aí 23h40 - Pé na Cova

00h00 - Agora é Tarde 01h00 - Jornal da Noite 01h45 - Claquete 04h00 - Igreja Mundial 06h00 - Igreja Mundial 06h50 - 1º Jornal 07h30 - Salve Maria 08h00 - Dia Dia 09h10 - Band Kids 11h10 - Jogo Aberto 12h30 - Maçonaria na Tv 12h35 - Jogo Aberto Paraná 12h50 - Boa Tarde Paraná 13h40 - Eletrofunk 13h50 - Shop TV 14h00 - Nosso Tempo 14h30 - Espaço Empresarial 15h00 - Futurama 15h50 - I-Carly 16h50 - Brasil Urgente 18h50 - Band Cidade 19h17 - Paraná Business Pílulas 19h20 - Jornal da Band 20h25 - Momento da Sorte 20h30 - Horário Político 20h40 - Show da Fé 21h30 - Zoo 21h40 - Os Simpsons 22h40 - Polícia 24 Horas

58 Cultura

47 Record 06h00 - IURD 06h45 - Record Kids - Pica Pau 07h30 - Paraná no Ar 08h40 - Fala Brasil - HD 10h00 - Hoje em Dia - HD 12h00 - Record Kids - Pica Pau 12h30 - Balanço Geral 14h05 - Ver Mais 14h40 - Programa da Tarde 17h15 - Cidade Alerta - HD 18h15 - Todo Mundo Odeia o Chris - HD 19h45 - RIC Notícias 20h30 - Horário Político - PC do B 20h40 - Jornal da Record - HD 21h15 - CSI Nova York (1ª Temp) - HD 22h15 - Balacobaco - HD 23h15 - Cine Maior 01h15 - IURD

HORÓSCOPO

OZ MAGICO E PODEROSO Sala 3. Dublado. Aventura. Censura Livre. Diariamente: 16h VAI QUE DA CERTO (ESTREIA) Sala 3. Nacional. Comédia. Censura 12 anos. Diariamente: 18h30 e 20h30

CINEMA LUMIÈRE

CINE ARAÚJO

OBSERVAÇÕES: Programação do dia 22/03/13 a 28/03/13 do Lumière Cinema. Outras informações ligue (042) 3227-9432. Conforme a empresa, os filmes estão sujeitos a mudança de horários sem prévio aviso.

OBSERVAÇÕES: Programação do dia 22/03/13 a 28/03/13 do Multiplex Palladium. Outras informações ligue (042) 3223-1137. Conforme a empresa, os filmes estão sujeitos a mudança de horários sem prévio aviso.

NOVELAS MALHAÇÃO Vitor defende Sal de Alemão e Caixote, mas confronta o irmão por causa de Lia. Fatinha constrange Marta e Bruno pede paciência à mãe. Vitor lê uma de suas poesias em sala de aula e Orelha o ironiza. Bruno segue de carro para o trabalho e Sal vai atrás dele. Mathias diz a Rita que marcou uma reunião com os pais de Fera para conversar sobre sua dificuldade de aprendizado. Vitor e Lia discutem por causa de Sal. Lia desconfia de que Sal tenha sido responsável pelo tombo de Orelha. Lia liga a câmera de seu celular e procura Sal no jardim secreto.

FLOR DO CARIBE Alberto diz a Ester que pode ser o melhor pai do mundo para Samuca. Ester diz a Alberto que precisa refazer sua vida antes de pensar em se casar. Alberto decide financiar uma ONG para Ester trabalhar. Cassiano e Duque tem dificuldades para encontrar a saída pelo duto de esgoto.

Ester sente uma ciúmes de Alberto, quando ele sai com Yvete para dar uma entrevista.

GUERRA DOS SEXOS Lucilene reclama de Ulisses. Dominguinhos afirma a Felipe que Nando e Juliana estão apaixonados. Frô fica satisfeita por deixar Carolina irritada. Isadora interroga Ronaldo sobre a sabotagem no desfile e tenta se aproximar de Carolina. Olívia fala para Charlô que vai tentar provar que Otávio está fingindo ser Dominguinhos. Nando questiona Juliana sobre seus sentimentos por Fábio. Ciça consola o pai. Vânia apoia Ulisses. Charlô e Olívia se lembram de uma marca de nascença de Otávio. Kiko e Roberta pensam em como encontrar o dinheiro que Vitório escondeu. Nieta limpa a boneca russa e estranha seu peso.

SALVE JORGE Morena faz várias perguntas a

BALACOBACO Norberto avisa que Arnaud não pode falhar ao matar Danilo e que deve sequestrar Taís. Violeta desdenha ao saber que Josefina é Marcelona e Plínio demonstra sua decepção com a professora. Dóris conta para Cremilda sobre o excesso de jornalistas na porta da sua casa e fica triste ao saber que os episódios de Diva são os mais visto de “Socorro Paquetá”. Adriana teme não se adaptar ao escritório de advocacia e Eduardo a contrata como secretária particular. Danilo conta para André e Catarina sobre a visita de Fabiana e os dois estranham. Plínio e Josefina pedem para Violeta guardar segredo e a professora exige que os dois também não contem

Que trabalha de maneira lenta (fem.)

Ricky Vallen, cantor fluminense

Atuação em prol de uma causa Agência da ONU para a saúde

Menor espécie de macaco existente

1 - Preencha os espaços em branco com algarismos de 1 a 9, de modo que cada número apareça apenas uma vez na linha. 2 - O mesmo deve acontecer em cada coluna. Nenhum número pode ser repetido e todos os números de 1 a 9 se encontram presentes. 3 - Nos quadrados menores (3x3), a regra é a mesma: aparecem números de 1 a 9, mas nenhum se repete.

A região dos cerrados (abrev.)

CAPRICÓRNIO

De difícil compreensão (fig.)

Tarcísio Meira, ator Tecla de micros

(?) Lee, diretor de “Hulk” Corretas

21/01 a 19/02 Guerra descrita na “Ilíada” Repugnante Ente folclórico (bras.) Banha Tabatinga, no Amazonas

7

(?)-arbítrio, capacidade de escolha Secreção hepática auxiliar na digestão

AQUÁRIO

(?) pé nem cabeça: destituído de lógica

Tântalo (símbolo) A favor de

Editor (abrev.) “Interno”, em PIB

S E

Cidade natal de Fagner (CE)

5 1

Grande quantidade (pop.)

M

PEIXES

100

3

A presença lunar e o stellium em sua área material lhe estimulam a cuidar das finanças. Promova melhorias na área, mas procure orientação antes de aproveitar as oportunidades de investimento. Seja generosa, mas tenha limites!

M E R L I M

F P A Ç O Ç O S A A S B N C I A H O D A M A T M T I C O A T L B I L E T I S I V O E R OR M Õ E S

Copel - www.copel.com Serviços on-line para informações cadastrais, débito automático, avisos e segunda via de débito, solicitação de nova ligação ou reforma de padrão Sanepar - www.sanepar.com.br

115 Detran - www.detran.pr.gov.br

0800-643-7373 Informações do Departamento Estadual de Trânsito, como retirada da Carteira de Habilitação, IPVA, consultas de multas e pontos na carteira 2ª Ciretran - Ponta Grossa

(42) 3219-2652 (Veículos) (42) 3219-2657 (Habilitação)

3 1 2

6 19 9

4

3

4

5 2

21

9

7

6

7

5

8

Solução

20/02 a 20/03

S E P R V M I Ç O

Que tal ampliar conhecimentos? A Lua incentiva atividades que expandam os horizontes, e o stellium em sua terceira casa favorece as atividades intelectualmente estimulantes. Leituras e boas conversas são boas opções!

Grito de incentivo em touradas

Rato, em inglês Realizado no presente

(?) Guedes, apresentador de TV

8

Circulação de fofocas (bras.)

Ponto central do furacão

2

FU

22/12 a 20/01

O trânsito da Lua por sua décima casa indica instabilidade no trabalho hoje. Não é um bom momento para tomar grandes decisões profissionais. O stellium em sua quarta casa promove o bom entendimento nas relações pessoais!

Diâmetro (símbolo) 2.100, em romanos

F B A R G U I S I T A O L S E A N G G M A U R I A T A P U L R A I

A montanha-russa emocional vai dando lugar ao equilíbrio interior, à medida que a Lua vai deixando sua área de crise. Que tal aprender a promover melhorias em sua vida? O stellium em sua sexta casa estimula a organização!

Apresentar (provas) como defesa

Camiseta estampada que funciona como ingresso de trios elétricos

I D O N E A

23/10 a 21/11

Luiza (?), jurada do programa “Ídolos”

E N E T R A R I

ESCORPIÃO

Proeza impressionante Graceja

(?) Silva, apresentador da Globo Lendário mago da história do Rei Arthur

Solução

Dele fazem parte a cremação e o embalsamento Situação constrangedora

Sudoku

RI O S O L

Seus interesses pessoais estão em foco, pois a Lua ainda transita por seu signo. O stellium em sua sétima casa lembra a importância das amizades, pois seus amigos podem lhe ajudar de maneira pontual, mas significativa!

Suas amizades ainda demandam atenção, pois a Lua permanece no circuito. Os astros se acumulam em sua área social e lhe aconselham a se abrir para as interações, mas pedem mais reserva quanto aos assuntos íntimos!

Cruzadas

8 7 2 4 9 6 3 5 1

23/09 a 22/10

22/11 a 21/12

4 6 5 7 1 3 9 2 8

LIBRA

0800 51 00 116

Correios - www.correios.com.br

Barros, que tenta desconversar. Helô e Jô conversam sobre os impactos causados pela quadrilha na vida de Morena e Theo. Lucimar se arruma para encontrar Helô e Delzuite tenta consolar a amiga. Amanda ameaça contar o segredo de Carlos para impedi-lo de sair de casa. Celso implica com Antônia e Raissa enfrenta a mãe. Ayla conta para Tamar que vai ao restaurante de Cyla. Demir questiona Zyah sobre Bianca. Russo acredita que o bebê de Tamar seja o filho de Morena. Rosângela não acredita que a quadrilha será descoberta.

1 9 3 8 5 2 6 7 4

23/08 a 22/09 É preciso harmonizar sua atitude em relação às finanças neste momento em que a Lua ainda passa por sua segunda casa. O stellium em sua oitava casa lhe faz perceber melhor os desperdícios e economizar sem fazer sacrifícios!

SAGITÁRIO

GUIA ÚTIL

0800-5700 100

AS AVENTURAS DE TADEO Sala 5. Dublado. Animação. Censura Livre. Diariamente as 14h10 e 16h30

6 2 8 3 7 4 1 9 5

Bom momento para organizar as atividades cotidianas e colocar o lar e o trabalho em ordem, pois a Lua ainda transita por sua quarta casa. O acúmulo de astros em sua décima casa indica superações relativas às suas tarefas!

VAI QUE DÁ CERTO (ESTREIA) Sala 1. Nacional. Comédia. Censura 12 anos. Diariamente as 14h20, 16h30, 18h40 e 21h

3 4 9 5 6 1 2 8 7

21/06 a 21/07

A NEGOCIAÇÃO Sala 5. Legendado. Suspense. Censura 14 anos. Diariamente as 18h40 e 21h

OS CROODS (ESTREIA) Sala 4. 3d - Dublado. Animação. Censura Livre. Sex, Sáb, Dom, Seg e Qua: 15h, 17h, 19h e 21h. Ter e Qui: 15h, 17h, 19h e 21h

BANCO

CÃNCER

G.I. JOE- RETALIAÇÃO (ESTREIA) Sala 4. Legendado. Ação. Censura 14 anos. Quarta as 18h40 e 21h. Quinta as 14h, 16h20, 18h40 e 21h

7 5 1 2 8 9 4 3 6

VIRGEM

Que tal fazer pequenas viagens? A Lua lhe estimula a conhecer lugares diferentes e a harmonia do stellium em sua área de amizades incentiva as interações e trocas de novos conhecimentos. Nutra os laços de cumplicidade!

OZ, MAGICO E PODEROSO Sala 4. Dublado. Aventura/Fantasia. Censura Livre. Quarta as 14h. Sexta a Terça as 14h30, 17h30 e 20h30

5 3 6 1 2 7 8 4 9

22/07 a 20/08

TOURO

21/05 a 20/06

OZ MAGICO E PODEROSO Sala 2. Dublado. Aventura. Censura Livre. Diariamente: 21h

2 1 7 9 4 8 5 6 3

LEÃO

Você vai ficando mais serena e focada à medida que a Lua vai saindo de sua área de comunicação. Ainda em sua área espiritual, os astros reunidos lhe estimulam a defender ideias. Conquiste seu espaço e reconhecimento!

GÊMEOS

OS MISERÁVEIS Sala 3. Legendado. Musical. Censura 12 anos. Diariamente as 17h20 e 20h30

PASSATEMPOS

Inquietações íntimas levam você a tomar decisões precipitadas e enganadas neste momento em que a Lua se opõe ao seu signo. A reunião de astros em seu signo lhe aconselha a buscar o apoio e os conselhos dos mais próximos!

21/04 a 20/05

TAINÁ 3- A ORIGEM Sala 3. Nacional. Aventura. Censura Livre. Diariamente as 14h e 15h40

9 8 4 6 3 5 7 1 2

00h00 - Jornal da Globo 00h30 - Programa do Jô 02h05 - The Good Guys 02h55 - Dias de Trovão 04h50 - Sagrado 04h52 - Telecurso Educação Básica 05h09 - Telecurso Profissionalizante 05h25 - Telecurso Ensino Médio 05h40 - Telecurso Ensino Fundamental 05h55 - Globo Rural

00h00 - De Frente Com Gabi 01h00 - Jornal do SBT 01h45 - Dois Homens e Meio 02h15 - The Big Bang Theory 03h00 - Harry’s Law 04h00 - Show da Fé 05h50 - Negócios da Terra 06h00 - Jornal do SBT 07h00 - Jornal da Massa 07h30 - Carrossel Animado 09h30 - Bom Dia & Cia 11h45 - Show de Bola 12h15 - Tribuna da Massa 14h00 - Chaves 14h30 - Rosalinda 15h15 - Jamais te Esquecerei 16h15 - A Usurpadora 17h15 - Quem Convence Ganha Mais 18h15 - As Visões da Raven 19h15 - SBT Paraná 19h45 - SBT Brasil 20h30 - Horário Político 20h35 - Carrossel 21h15 - Programa do Ratinho 22h45 - A Praça é Nossa

OS CROODS (ESTREIA) Sala 2. Dublado. Animação. Censura Livre. Diariamente as 14h, 16h10, 18h20 e 20h25

OS CROODS (ESTREIA) Sala 2. Dublado. Animação. Censura Livre. Diariamente: 15h15, 17h15 e 19h15

3/ang — rat. 4/bile — iara — olho. 5/sagui. 6/ti-ti-ti. 7/façanha.

07 Globo

Seu dia deve correr sem grandes problemas, pois a Lua está deixando sua sexta casa hoje. A harmonia que o stellium promove em sua área de crise resgata antigos projetos que estavam esquecidos. É momento de aprimorá-los!

VAI QUE DA CERTO (ESTREIA) Sala 1. Nacional. Comédia. Censura 12 anos. Sex, Sáb, Dom, Seg e Qua: 15h30, 17h30, 19h30 e 21h30. Ter e Qui: 17h30, 19h30 e 21h30

34 SBT

05h30 - Tecendo O Saber 06h00 - Novo Telecurso - Ensino Fundamental 06h15 - Novo Telecurso - Ensino Médio 06h30 - Telecurso Tec 06h45 - Novo Telecurso Profissionalizante 07h00 - Guia Do Trânsito (Ao Vivo) 08h00 - Pronto Atendimento (Ao Vivo) 08h30 - Bob O Construtor 09h00 - Peixonauta 09h30 - Quintal Da Cultura 11h30 - Tv Cocoricó 12h30 - Peixonauta 13h00 - Os Sete Monstrinhos 13h30 - Cyberchase 14h00 - Doug 14h30 - Quintal Da Cultura 17h30 - Matinê Cultura 19h00 - Cartãozinho Verde 19h15 - Pé Na Rua 19h30 - JornaL Da Educativa-Local-Ao-Vivo 20h15 - As Aventuras De Sarah Jane 21h00 - Jornal Da Cultura (Ao Vivo) 22h00 - Clube Do Filme 00h00 - Metrópolis 00h30 - Roda Viva

21/03 a 20/04

28 DE MARÇO DE 2013

CINEMAS

22 Band

ÁRIES

PONTA GROSSA, QUINTA-FEIRA

SERVIÇOS ON LINE e TELEFONES ÚTEIS Procon Coordenadoria de Defesa do Consumidor e-mail: procon@pontagrossa.pr.gov.br

0800-6451250 Prefeitura Municipal de Ponta Grossa www.pontagrossa.pr.gov.br / e-mail: pmpg@pontagrossa.pr.gov.br

(42) 3220-1000 Câmara Municipal de Ponta Grossa www.cmpg.pr.gov.br - e-mail: cmpg@cmpg.pr.gov.br

(42) 3220-7100 Autarquia Municipal de Trânsito

(42) 3901-4000 (Multas de Trânsito)

(42) 3901-4008 (Zona Azul)

(42) 3901-1811 (Guarda municipal) e-mails: amt@pontagrossa.pr.gov.br amt-zonaazul@pontagrossa.pr.gov.br

ARAS - Agência Reguladora de Águas e Saneamento de Ponta Grossa Órgão responsável por acompanhar e fiscalizar os serviços públicos de abastecimento de água e de esgotamento sanitário no Município. aras@pontagrossa.pr.gov.br

(42) 3901-4023

Afepon - Agência de Fomento Econômico de Ponta Grossa Serviços de iluminação pública www.afepon.com.br

(42) 3222-1811 - 0800 643 8585

Simepar - www.simepar.br Site que fornece previsões do tempo

(42) 3220-1900

Prolar Companhia de Habitação de Ponta Grossa

(42) 3222-1257

(42) 3219-3600

Agência do Trabalhador de Ponta Grossa e-mail: agpontagrossa@setp.pr.gov.br

(42) 3222-9980 CPS - Companhia Pontagrossense de Serviços

(42) 3026-1600

Receita Federal em Ponta Grossa Receita Estadual em Ponta Grossa A. A. – Alcoólicos Anônimos

(42) 3222-2233 OAB/Ponta Grossa

(42) 3028-2313 FÓRUM/Ponta Grossa

(42) 322-4900

EMERGÊNCIAS Bombeiros/Siate Samu IML Polícia Civil Polícia Militar Polícia Rodoviária Estadual Polícia Florestal Polícia Rodoviária Federal Hospital Municipal Narcodenúncia SOS Criança

193 192 3224-1674 3223-1011/197 190 198 / 3229-5286 3228-1697 / 3228-1621 191 192 / 3220-7800 181 0800-643 7400

FARMÁCIAS 24 HORAS Drogamed Fleming Mercuri Farmácia Herculano Farm. Trabalhador (horário comercial)

3224-1511 0800-42 2424 0800-42 0800 3224-1622 0800-42 3132


 suplementos@diariodoscampos.com.br (42)3220-7713

28 DE MARÇO DE 2013

Centro de Eventos de PG recebe show gospel hoje Thalles Roberto apresenta seu segundo trabalho, ‘Uma história escrita pelo dedo de Deus’, e anuncia seu novo DVD ‘Sejam cheios do Espírito Santo’, que deve ser lançado ainda neste semestre DAS ASSESSORIAS

O Centro de Eventos Cidade de Ponta Grossa vai tremer esta noite, a partir das 21 horas com o show gospel de Thalles Roberto. “É uma oportunidade de evangelizar”, assim descreve o talentoso músico e adorador sobre cada apresentação. Pela primeira vez ele se apresenta em Ponta Grossa, e os ingressos custam R$ 25 e estão à venda em Ponta Grossa na Livraria Yeshua, do Shopping Total, Polar Sorvetes, Lucisom, Kairós Livraria e Óticas Diniz de Castro. Ex-integrante da banda de rock nacional Jota Quest, Thalles tem uma historia de vida marcada por superações, e desde 2009 tem levado a muitas pessoas não só boas canções, mas, transformação de comportamento, gerando assim esperança de uma vida melhor a pessoas que são influenciadas por suas ministrações. Em 2009 gravou seu primeiro CD e DVD ‘Na Sala do Pai’, registrado ao vivo em Belo Horizonte, é um misto de documentário com musical e alcançou vendas superiores a 200 mil copias entre CD e DVD, onde as canções logo se tornaram as mais executadas nas principais emissoras de rádios gospel de todo o Brasil. Seu mais recente trabalho é o álbum em CD e DVD duplo intitulado “Uma Historia escrita pelo dedo de Deus”, gravado no Chevrolet Hall em Belo Horizonte que em cinco meses obteve a marca de mais 250 mil co-

pias vendidas. Para este ano Thalles já prepara o novo trabalho “Sejam cheios do Espírito Santo”, que deve ser apresentado ainda em no primeiro semestre deste ano. Ele já iniciou as gravações pela Graça Music, e fecha a trilogia de sua volta para a casa do Pai. “O

DIV

UL

Thales Roberto se apresenta hoje pela primeira vez em Ponta Grossa, a partir das 21 horas

GA

ÇÃ

O

primeiro CD, ‘Na Casa do Pai’, representou meu retorno para a igreja; o segundo, ‘Uma História Escrita pelo Dedo de Deus’, retrata minha vida já na casa do Pai, com intimidade com Deus; e o terceiro, ‘Sejam Cheios do Espírito Santo’, vai ser um instrumento para que, através da minha música, outras pessoas também sejam alcançadas pelo Espírito Santo”, explica Thalles. O repertório já está definido e, além de músicas inéditas, contará com ‘Maravilha’, canção-tema do filme ‘Três Histórias, Um Destino’, da Graça Filmes. Outra canção de destaque será ‘Estou Apaixonado’. Talles ainda tem a pretensão de lançar, este ano, o roteiro para criação de um filme para ser rodado em 2014 que, segundo o cantor, é apenas uma ideia. No final do ano passado Thalles lançou o livro ‘Olha o que Ele fez comigo’, com o testemunho de vida do cantor. História Com uma voz de potencia e forte carisma, Thalles, cresceu cantando na igreja onde seu pai o pastor Job, era regente do coral. Ainda muito jovem começou a ser procurado por profissionais da musica, onde foi indicado para integrar o time de músicos como back vocal das bandas Jota Quest, Jamil e Uma Noites, e ainda recebeu convites de inúmeros artistas, dentre estes Ivete Sangalo, chegando a participar de um dos especiais de fim de ano de Roberto Carlos. Podemos acrescentar também suas composições para artistas como Luciana Mello, Seu Jorge dentre outros.

Unidade de Saúde faz Páscoa para crianças em Castro Ansiedade. Esse era o clima na Unidade de Saúde Lineu Aurélio Salgado, na tarde de ontem, quando perto de 30 crianças esperavam pela ‘festa’ comemorativa da Páscoa promovida pelos 15 funcionários e mais o médico do Programa Saúde da Família Morada do Sol. Todos acompanhados das mães, os pequenos assistiram o filme Valente, regados a pipoca e suco e ganharam cesta de doces. “Todos os meses, nas datas comemorativas, nós reunimos a comunidade. Este mês, é a Páscoa que está sendo festejada com filme, pipoca e uma cesta com chocolate, pirulito e balas”, contou a enfer-

DANIEL CALVO/DIVULGAÇÃO

Funcionários do PSF Morada do Sol se uniram para promover festa

meira coordenadora da unidade, Tassiana Laroca Moroz. Os ovos foram feitos na cozinha da própria unidade de saúde, a partir de barras de chocolate comprados pelos funcioná-

rios. 30 crianças, entre seis e oito anos, foram convidadas pelos agentes comunitários de saúde, dentro das nove microáreas em que atuam. A diarista Cristiane de

Fátima Ribeiro dos Santos levou a filha Ana Júlia, de seis anos. “Ela está meio doentinha, eu vim consultar hoje para encaminhá-la para exames e acabei sabendo da festa”, dizia a moradora, que reside à Rua Dorotea Wildeman, lado do 60. Conforme a enfermeira Tassiana, foram montadas 35 cestas e houve sobra. “No dia 7 de maio, traremos uma psicóloga para falar com as gestantes atendidas aqui pela unidade para comemorar o Dia das Mães”, antecipou, citando que a palestra está marcada para às 13h30. A unidade de saúde foi inaugurada em dezembro de 2007. (Das Assessorias)

Ação educativa resgata história de Jaguariaíva DIVULGAÇÃO

O Museu Histórico Municipal Conde Francisco Matarazzo é um espaço público revitalizado onde ocorre o projeto Ação Educativa, da Secretaria Municipal de Educação, Cultura e Esporte. Com ele, alunos da rede pública municipal passam um dia de aprendizagem diferente e participam de atividades de resgate histórico da sociedade jaguariaivense. A atividade é voltada aos estudantes do 5º ano. Durante o dia os estudantes conhecem a exposição permanente do museu, que funciona no palacete onde foi residência do Conde Francisco Matarazzo. Visitam a sede da Secretaria de Indústria, Comércio e Turismo,

Alunos da rede municipal passam um dia de aprendizagem diferente

que era a casa dos diretores do Frigorífico Matarazzo. Os alunos passam ainda pelo Espaço Cultural Maria Timm, onde morou a funcionária doméstica dos Matarazzo.

Neste lugar é possível observar obras de artistas locais. O prédio, que estava em ruínas, foi reconstruído pela administração municipal e hoje chama atenção pelo seu valor históri-

co-cultural. Lá funciona a sede do Departamento de Cultura do município. Depois de passearem pelos espaços do entorno do Palacete Matarazzo, onde a natureza também é um atrativo, os alunos confeccionam trabalhos manuais associados à visita. O material é fornecido pela Prefeitura Municipal. Depois de prontas, os alunos levam as peças para casa. Todas as fases da visita são orientadas por historiadores que atuam no museu. Informações sobre agendamento de visitas podem ser obtidas pelos telefones (43) 35354226 e (43)3535-7935 ou pelo e-mail turismo@jaguariaiva. pr.gov.br. (Das Assessorias)

DIÁRIO DOS CAMPOS

SINTONIA FINA

tvcanal1@terra.com.br

3B

José Carlos Nery

Nos mínimos detalhes - 1 A Band reuniu representantes do mercado publicitário na tarde de ontem, em São Paulo, para lançar o plano comercial da emissora para a Copa do Mundo FIFA Brasil 2014. Vários artistas da casa participaram. Felipe Andreoli, apresentador do “Deu Olé” e repórter do “CQC”, foi o mestre de cerimônias. Nos mínimos detalhes - 2 A emissora irá transmitir todas as 64 partidas da Copa do Mundo, em julho de 2014. Para isso, chamadas espalhadas por toda a programação, boletins nos programas esportivos, além de atrações especiais serão exibidos pelo canal. O plano comercial estará disponível para os anunciantes a partir de 8 de abril. Trabalho Susana Vieira chegou ontem a São Paulo. Ela veio a capital paulista para gravar as últimas externas de “Amor à Vida”, próxima novela das nove. As gravações se encerram nesta quinta, e, já na semana que vem, o elenco embarca para o Peru. Riscado do papel A ideia da Rede TV! de se produzir dramaturgia com o selo “Made in Brazil”, divulgada aos quatro ventos tempos atrás por integrantes da própria emissora, não sairá do papel. O terreno, localizado ao lado da sede da TV e adquirido em 2011 para servir de cidade cenográfica, segue sem o uso devido. Números A final de “Big Brother Brasil” registrou 29 pontos de média com 53% de participação na Grande São Paulo. Cada ponto na região equivale a 62 mil domicílios e a 186 mil telespectadores. Fernanda levou o prêmio.

DIVULGAÇÃO

VARIEDADES

PONTA GROSSA, QUINTA-FEIRA

JOGO RÁPIDO A equipe de “Salve Jorge” realizou gravações num condomínio da Barra, na zona oeste do Rio. O local já serviu para cenas de ‘Máscaras’, e ‘Avenida Brasil’. O capítulo de “Carrossel”, que contou com a participação de Neymar, foi ao ar na terça. O jogador santista não cobrou absolutamente nada

para gravar. No dia, a novelinha registrou 14 pontos de média na Grande São Paulo. O ex-jogador Juninho Paulista, atualmente, presidente do Ituano, participa como convidado especial do “Meninos de Ouro”. O programa vai ao ar às 10h do próximo domingo, no SBT.

NOTA 10 Para os editores de “Big Brother Brasil”, que, no último dia do programa fizeram VTs redondinhos.

NOTA 0 Para a 13 edição do programa. Sem medo de errar, esta foi a pior edição de um “BBB” de todos os tempos. Não havia participantes que nos entusiasmasse no jogo.


SOCIAL Ana Cláudia Gambassi  social@diariodoscampos.com.br

Selo Verde

Durante um café da manhã, realizado na última terça-feira, o Sindicato da Indústria de Reparação de Veículos e Acessórios de Ponta

Grossa - Sindirepa, fez a entrega do Selo Verde para oito empresas associadas, que conquistaram o certificado.A certificação foi instituída pelo Sindirepa e reconhece as soluções adotadas pelas empresas

para minimizar o impacto ambiental gerado por resíduos sólidos. A partir deste ano, a iniciativa será adotada também pelo Sindirepa estadual e estendida para empresas do setor de todo o Paraná.

DIÁRIO DOS CAMPOS

4B

PONTA GROSSA, QUINTA-FEIRA, 28 DE MARÇO DE 2013

Ramalhetes

Agendado para o dia 5 de abril, o lançamento da 5ª edição da antologia “Ramalhetes Princesinos”, obra que reúne textos de vários autores e é organizada pela poetisa Sônia Maria Ditzel Martelo, presidente da Associação Pontagrossense de Letras e Artes (APLA). A noite de autógrafos será no Centro de Cultura, a partir das 19h30, com homenagem aos autores, apresentação de Show Nativista com Silvestre Alves e espetáculo da Academia de Danças Pró-Arte.

Diretores da Fiep, Sindirepa e Acipg, com representantes das oficinas certificadas

Guiando Bem Aconteceu no último sábado, o Encontro Guiando Bem. O café colonial com as alunas, que aconteceu no Hotel Planalto, foi muito animado.

Inauguração Inaugura amanhã no Palladium, o Jimmys Juice & Krepps. O quiosque, do empresário Ivan Faria, será localizado na Praça de Alimentação.

Sônia (Ditzel) e Silvino Martelo. Ela é a presidente da Apla

ANIVERSÁRIOS Parabéns hoje para

No registro, os jornalistas Jeferson Souza e Érica Busnardo

Alex Ferreira Álvaro Severo Bianca Kanawate Capri Edmundo de Jesus Gonzalez Serrano Fábio Lopes Felipe Bortoli Felipe Reis Ladix Kátia Cilene Luiz André Pedroso Luiz Simão Staszczak Manu Rodrigues Marcelo Gomes Maria Stella Cordeiro Montes Paulo Sérgio Oliveira do Lago Sérgio de Assis


 classificados@diariodoscampos.com.br (42)3220-7744

CLASSIFICADOS

Rádio Sant´Ana Programação com qualidade e conteúdo

www.radiosantana.com.br Praça Mal. Floriano Peixoto, 581 - 3º andar CEP 84010-970 Ponta Grossa - PR - Telefone: (042) 3028-0028

PONTA GROSSA, QUINTA-FEIRA, 28 DE MARÇO DE 2013

CELTA 2004 VHC Cor branco, com 2 portas, trava elétrica vidro elétrico alarme 4 pneus novos super consevados. Troca-se por mais novo.Tratar: (42) 99419119 / 8810-3343 VENDE-SE FIAT UNO 92 Valor: R$ 6.000,00 com entrada e saldo pode ser no cartão em até 10 meses. Tratar: Visconde de Taunay,1598 Ronda. VENDE-SE STRADA FIRE 1.4 FLEX 2009 CE Cor vermelha, possui rádio cd, vidro elétrico, ar quente, alarme de fábrica, cabine estendida, único dono com 55.000km. R$ 24.750,00. Tratar: 3025-2086 / 88239556 / 8823-9480

MOTO

ANO/MOD

COR

VALOR

2010/2011 2008/2008 2005/2005 2009/2010 2006/2007 2007/2008 2008/2009 2004/2005 1992/1992 2002/2002 2004/2004 2011/2012 2007/2008 2006/2007 2011/2011 2009/2010 2007/2008 2009/2010 2009/2010 2007/2007

DOURADA VERMELHA PRETA DOURADA VERMELHA PRETA PRETA CINZA PRETA PRETA AZUL PRETA PRETA VERMELHA PRETA PRETA VERMELHA DOURADA PRETA PRATA

R$ 40,000.00 R$ 31,000.00 R$ 21,000.00 R$ 27,000.00 R$ 20,000.00 R$ 23,000.00 R$ 25,000.00 R$ 19,000.00 R$ 16,000.00 R$ 13,500.00 R$ 13,000.00 R$ 5,800.00 R$ 7,800.00 R$ 7,500.00 R$ 6,500.00 R$ 5,500.00 R$ 7,800.00 R$ 11,500.00 R$ 9,800.00 R$ 3,800.00

RANGER 98 4CC

VENDE-SE CB 300R

POLISHOP

Adquira uma franquia da Polishop, tenha sua LOJA VIRTUAL e crie sua REDE DE LOJAS, você pode ter ganhos de R$1.000,00 a R$ 50.000,00. Todos os dias têm conferência de apresentação do negócio POLISHOP Online as 15:00h e 21:00h. Para mais informações e assistir a conferência.

VENDO MOTO FAN CG 125

42 9144-2662 / 42 9994-2792 / 42 323-8196

Ano 2012, preta, com 1.000Km de uso (nova). Valor R$ 5.000,00. Interessados tratar 9935-6141

www.minhafranquiapolishop.com

AP-0120 - CENTRO Edifício Ópera. Apartamento residencial, contendo: 02 quartos, bwc social, sala, cozinha, área de serviço, 1 vaga de garagem, com a metragem a partir de 104,89 m2. A partir de R$ 200.000,00.. Fone (42) 3225-1487 / 9978-6527 – 9923-7551 Creci J-4.179

Atende cidades vizinhas

R$ 750,00 - apartamento com 03 quartos, sala, cozinha, banheiro social, 01 vaga de garagem. End: Conrado Schiffer.. Msaad Creci J 4196. Fone 30274500/9106-0009.

Aceitamos propostas!

R$245.000

R$640.000

Torne-se um empreendedor polishop

Entre em contato/Marcos Email: mpaulistapolish@gmail.com

Edifício Gávea - Apartamento residencial, contendo: 02 quartos, bwc social, sala, cozinha, área de serviço, 01 vaga de garagem, com a metragem a partir de 100,35 m2. A partir de R$ 220.000,00.. Fone (42) 3225-1487 / 9978-6527 – 9923-7551 Creci J-4.179

9975-8899

ALUGA-SE JARDIM AMÉRICA - RESIDENCIAL TIBAGI

www.polishop.com.vc/mpaulista

Ano 2011. Valor R$ 10.500,00. 9119-5468 / 9916-4165.

AP-0119 - CENTRO

Apartamento c/aprox. 150m² c/3 quartos sendo 1 suíte, sala 2 ambientes c/sacada, coz c/armários, lavand, banheiro social, 1 vaga de garagem. END: DRº COLARES Nº 833.. Msaad Creci J 4196. Fone 3027-4500/91060009.

(42) 3087-0501 - 9931-6155

OPORTUNIDADE DE COMEÇAR SEU PRÓPRIO NEGÓCIO SEM DEIXAR O SEU TABALHO ATUAL

2 dono, com manual, NF, estepe sem uso. Tratar fone: 9119-5468 / 9916-4165.

ALUGA-SE EDIFICIO MARIA RITA - R$ 1.300,00

Av. Monteiro Lobato, 448 - Jd. Carvalho - Ponta Grossa - PR www.mfmotospg.com.br - contato@mfmotospg.com.br

SUA FRANQUIA

DIÁRIO DOS CAMPOS 1C

Apartamento com 3 quartos (sendo 1 suíte e 1 demi suíte), cozinha com armários, área de serviço com 1 quarto e 1 banheiro, churrasqueira, lavabo, sala de estar, sala de jantar, 2 vagas de garagem. END: Sete de Setembro. Msaad Creci J 4196. Fone 3027-4500/9106-0009.

VENDE-SE PRISMA 1.4 MAX 2011 GSXR750 DAYTONA 675 HORNET HORNET BANDIT 650S BANDIT 1200S FZ6N FAZER GSX750F Zx1100 NINJA Cb500 Xt600 FACTOR 125 ED FAZER 250 LANDER XTZ125E TITAN MIX ES TWISTER XRE300 Cb300 BIZ 125 KS

De segunda a sexta-feira das 7:00 as 9:00 da manhã!

ALUGA-SE CENTRO - R$ 2.600,00

• Compra • Vende • Troca • Financia

Cor preto, completo ar condicionado direção hidraulica, trava elétrica, único dono com 22.000km. Valor: R$ 24.900,00 Tratar: 30252086 / 8823-9556

Tribuna Popular

CHÁCARA BONITA 019 - Lote urbano com 3.450 m², sendo 27,85 x143 x 147,40 x 20,10. Bairro Oficinas

R$145.000

R$120.000

028 – Chácara, Guaragi, 4.356m², contendo residência em alvenaria de 99m²

Área rural, 87 km de PG, Guamiranga. 30.250 m². Próx Igreja de São Pedro.

R$450.000

Ou acesse o site:

026 – Terreno de esq., medindo aprox. 6.500m². Próx. Núcleo Santa Terezinha

9924-5678 9974-6918

AP-0108 - UVARANAS

AP-0117 - CENTRO

AP-0130 - OFICINAS

AP-077 - SÃO JOSÉ

AP-0122 - ÓRFÃS

Residencial Acapulco I – Rua: Pedro Beninca, apto nº. 03. Apartamento residencial, contendo: 3 quartos, bwc social, sala p/2 ambientes, coz e área de serviço, 1 vaga p/ carro sem cobertura, c/ a metragem aproximada de 61,79 m2. A partir de R$ 98.000,00.Fone (42) 32251487 / 9978-6527 – 99237551 Creci J-4.179

Rua: General Carneiro, nº. 1170, apto nº. 103, 1º andar, Edifício Oswaldo Cruz. Apartamento residencial, contendo: 03 quartos sendo 01 suíte, bwc social, sala, cozinha, lavanderia, 01 vaga de garagem, churrasqueira na varanda e ampla área livre, com área total de 149,70m m2 e área privativa de 97,5 m2. R$ 290.000,00.. Fone (42) 3225-1487 / 9978-6527 – 9923-7551 Creci J-4.179

Rua: Freud, nº. 696, apto nº. 303, bloco 24, Condomínio Residencial Antares. Apartamento residencial contendo: 02 quartos, bw social, sala 02 ambientes, cozinha c/ armários, sacada e lavanderia, estacionamento, c/ a metragem de 63,00 m2. R$ 105.000,00.. Fone (42) 3225-1487 / 9978-6527 – 9923-7551 Creci J-4.179 AP-0133 - UVARANAS Rua: Bonifácio Ribas, nº. 241, apto nº. 02, térreo, bloco 1, Condomínio Residencial Zafira II. Apto residencial, contendo: 3 quartos sendo 1 suíte, bwc social, sala 2 ambientes, coz, lavand, 1 vaga de garagem fechada, c/a metragem total de 95,52 m2. R$ 165.000,00.. Fone (42) 3225-1487 / 9978-6527 – 9923-7551 Creci J-4.179

Residencial Murano. Aptos contendo: 3 quartos sendo 1 suíte, bwc social, sala 2 ambientes c/sacada, coz, lavand, bwc de serviço, c/áreas de 162 e 165 m2. Ampla sala c/sacada e churrasq. Hall de entrada com pé direito duplo. Área de lazer c/piscina e playground. Medidores individuais de água e gás. Porte-Cochère. A partir de R$ 349.000,00.. Fone (42) 3225-1487 / 9978-6527 – 9923-7551 Creci J-4.179

RESIDENCIAL ANA GIULIA - Avenida Anita Garibaldi, nº. 2155. Apartamentos residenciais, novos, contendo: 02 ou 03 quartos c/ suíte c/ sacada, bwc social, sala 02 ambientes, cozinha, lavanderia, churrasq, 1 vaga de garagem. OBS: Os apartamentos do 1º andar com área livre com churrasqueira. A partir de R$ 200.088,00.. Fone (42) 3225-1487 / 99786527 – 9923-7551 Creci J-4.179

AP-0125 - UVARANAS Rua: Coronel Victor Batista, nº. 111, apto nº. 21, Edifício Maranello. Apartamento residencial, contendo: 03 quartos, bwc social, sala 2 ambientes, coz, lavanderia, garagem para 2 carros, salão de festa. Obs: com elevador. R$ 230.000,00. Fone (42) 3225-1487 / 9978-6527 – 9923-7551 Creci J-4.179

AP-0129 - UVARANAS Av. Ana Rita, nº. 789, apto 12, Ed San Ruan. Apto residencial contendo: 3 quartos, bwc social, sala, coz c/ armários, copa, lavand, 1 vaga de garagem, c/ a metragem de 91m2. R$ 155.000,00.. Fone (42) 3225-1487 / 9978-6527 – 9923-7551 Creci J-4.179

Em Castro, 16,0 hectares, com casa, luz, galpão, tanque com peixes, ribeirão para pescar,região de Abapan, 8 km do asfalto,pastagens formadas, eucaliptos, por R$ 220.000,00-tratar com Araújo.corretor Creci.8728, (42)9971.5702 e 9934.8191

MENDES

Perito Avaliador - CNAI 06002 Corretor de Imóveis - CRECI F-18395

Fone:

APROVEITE ESTA OPORTUNIDADE

037 - Residência em alvenaria com 3 dormitórios, atrás do Detran - Ronda

ANA RITA R$ 155.000,00 Apartamento c/aprox. 72m², contendo 02 quartos (com opção de 3), cozinha com armarios e lavanderia conjugada, sala de jantar, sala de tv, bwc social e 01 vaga de garagem.. Msaad Creci J 4196 Fone 3027-4500/9106-0009.

AP-0127 - CENTRO Ed. Pablo Picasso - Rua: 7 de Setembro, apto nº. 11, Edifício Pablo Picasso. Apartamento residencial, contendo: 03 quartos sendo 01 suíte, bwc social, salas de estar, jantar e Tv, lavabo, 02 áreas livres c/ armários e churrasq, coz e lavanderia c/ armários, bwc de serviço, 2 vagas de garagem, c/a metragem aproximada de 340m2. OBS: Edifício c/salão de festa, academia, sauna, portaria 24 horas c/ circuito interno, 2 elevadores, play ground. R$ 500.000,00.. Fone (42) 3225-1487 / 9978-6527 – 9923-7551 Creci J-4.179 AP-0128 - CENTRO Rua: Francisco Ribas, nº. 386, apto nº. 41, Edifício Vitória Régia. Apartamento residencial, contendo: 03 quartos sendo 01 suíte, bwc social, sala 02 ambientes, salas de estar e jantar, cozinha, lavanderia, banheiro de serviço, garagem para 02 carros. OBS: armários nos quartos, banheiros, cozinha e lavanderia, prédio com 01 elevador, salão de festa, churrasqueira. R$ 500.000,00. Fone (42) 3225-1487 / 9978-6527 – 9923-7551 Creci J-4.179

ALUGA-SE CENTRO EDIFICIO DONA EDITH - R$ 880,00 Apartamento com 03 quartos, sala ampla, banheiro, cozinha, lavanderia com banheiro, 01 vaga de garagem. Msaad Creci J 4196. Fone 3027-4500/9106-0009.

VENDE-SE CASA NOVA UVARANAS Próximo ao mercado com laje excelente mento financiamos casa minha vida. 9972-5387

Slonik, acabaminha Tratar:

VENDE-SE CASA NOVA VILA RICCI 2 quartos, sala, cozinha, bwc, finciamento pela minha casa minha vida, com laje e excelemte acabamento. Tratar. Fone: 9972-5387 VENDE-SE RESIDÊNCIA 2 DORM. JD. CARVALHO Em condominio fechado c/ apenas 5 residências, bela arquitetura e ótimo acabamento com piso porcelanato, interfone e portão automático, com 2 quartos, sala e cozinha conjugada, bwc, área de serviço, lavanderia e garagem. Área de aprox. 59m². Excelente Localização. ótima oportunidade R$ 95.000,00. Direto com o proprietário. Aceita financiamento. Rua: Farias de Brito,413. Ligue e agende uma visita.(42) 9944-5417 / 3224-4975 CA-0321 VILA ESTRELA Rua José do Patrocínio, nº. 309. Residência em alv, contendo: 3 quartos, 1 suíte, sala de estar, sala 2 ambientes, bwc social, coz, churrasq, garagem coberta p/4 carros, garagem s/cobert ura p/3 carros, edícula c/1 quarto, bwc, lavand, c/metragem aproximada de 258 m2. Terreno c/a metragem de 15 x 28 c/o total de 420 m2. Obs: portão eletrônico. R$ 400.000,00. (aceita proposta). Fone (42) 32251487 / 9978-6527 – 99237551 Creci J-4.179 CA-0333 - ÓRFÃS Rua: República Argentina, nº. 511. Residência em alv, laje, contendo: 03 quartos sendo 01 suíte, sala de jantar e estar conjugadas c/lareira, sala de tv, cozinha reformada c/armários, bwc social, edícula c/quarto, cozinha, lavand, bwc de serviço, churrasqueira, 2 quartos, despejo, garagem fechada p/2 carros, com a metragem de 259,50 m2. Terreno c/metragem de 495,00 m2. R$ 430.000,00. Fone (42) 3225-1487 / 9978-6527 – 9923-7551 Creci J-4.179

CURSOS EM PONTA GROSSA MARÇO/2013: CONFERENTE DE CARGAS DATA: 24 e 25/04 INTRODUÇÃO AO COMÉRCIO EXTERIOR (COMEX) DATA: 16/03 LOCAL: HOTEL PLANALTO PONTA GROSSA – PR INFORMAÇÕES

e-mail: contato@strategiclog.com.br tel: ( 19) 3889-2827 www.strategiclog.com.br

VERY IMPORTANT PEOPLE Curso de Inglês e Espanhol voltado a Conversação AQUI VOCÊ APRENDE OU APRENDE Aulas Técnicas para Todas as áreas Módulos Personalizados para sua Necessidade Planos Especiais para Grupos e Convênios

PROMOÇÃO!

TURMA NO SÁBADO Apenas R$110,00 por aluno HORÁRIO

Das 09:30 as 11:30 hrs Das 13:30 as 15:30 hrs A partir de 09/03/13 Reserve sua vaga no site!

3028-7741

www.cursodeinglesamericano.com.br Rua Minas Gerais, 1381 - Nova Rússia


 classificados@diariodoscampos.com.br (42)3220-7744

2C DIÁRIO DOS CAMPOS CA-0352 - TELÊMACO BORBA Jardim São Felix - Rua: Media¬nei¬ra, nº. 16. Duas residências, 1º resid mista, contendo: 2 quartos, bwc social, sala, lavand, 2º resid em madeira, contendo: 1 quarto, bwc social, sala, coz, c/ a metragem aproximada de 60 m2. Terreno c/a metragem de 10x 25 c/o total de 250 m2. R$ 30.000,00. Fone (42) 3225-1487 / 9978-6527 – 9923-7551 Creci J-4.179 CA-0523 - NÚCLEO BORSATO Rua Santa Elena, nº. 88. Residência em alv, contendo: 3 quartos, bwc social, sala, copa, coz, entrada p/carro, c/metragem aprox. de 60m2. Terreno c/a metragem de 290m2. R$ 100.000,00. Fone (42) 3225-1487 / 9978-6527 – 9923-7551 Creci J-4.179 CA-0615- VILA BORATO Rua: Andorinha esq c/ Rua: Irapuru n°766. Residência em alv, laje, contendo 3 quartos, bwc social, sala em L, cozinha, lavand, sacada, garagem c/a metragem de 80m². R$ 145.000,00. Fone (42) 3225-1487 / 9978-6527 – 9923-7551 Creci J-4.179

ALUGA-SE QUARTOS MASCULINOS Devidamente mobiliado. Rua:Doutor Paula Xavier 236, Centro Vila Estrela, R$ 250,00 - R$ 300,00 - R$ 350,00. Fone (42) 30254119 com Daniel KITINETE NO CENTRO Alugo Kitinet mobiliada para estudante contendo 4 peças: sala, quarto, cozinha e banheiro. Situada na Rua Rocha Pombo, 11, Jd Carvalho, próximo ao Colégio Meneleu. Preço R$ 330,00 + consumo água e luz. Fone: (41) 9653-9180 / (41) 34723209

PRAIA DE LESTE PASCOA Casa alv., térreo, gradeada, churrasq., lareira, 100m da praia, próx. Hipermercado, 2 qtos 1 suíte, abrigo p/ 2 carros, sombra, calçadão, ideal p/ 6 pessoas. F (42) 99716306.

CONDOMÍNIO LA DEFENSE Na Rua Joaquim de Paula Xavier, vende-se 2 (doi) lotes juntos ou separadamente, localizado na entrada, parte de cima e na parte de baixo. Tratar (42) 8810-3343 / (42) 9941-9119.

CENTRO ESPÍRITA DE LUZ ões Previs para

2013

Neste começo de ANO estamos nas correntes de Nossa Senhora e de São Jorge

P/ Saúde, Amor, Negócios, Justiça e para todos os fins.

Abra seus caminhos Simpatias, Reza, Benzimentos e Passes

Insônia, nervosismo, pertubações e estresse, vícios, impotência, filhos problemáticos, afastar quem te perturba e todos os males.

Búzios Africanos, Tarot Egípcio, Borra de Café, Mapa Astral Venha receber sua benção dos guias de luz e ganhe um PATUÁ GRÁTIS. Campanha das crianças carente: Não cobramos consulta! Traga 3 Kg de alimentos não perecìveis que serão doados.

Uma nova Vida te espera! Rua: Dr. Colares, 327 - em frente BV Financeira

(42) 3028-6757

TERRENO 840M² Ótimo terreno, a 900mts do Shopping Palladium. Rua Benjamin Franklin, ao lado nº 406. Fones 9127-5214 / 3224-4727. VENDO DOIS LOTES JARDIM AMÉRICA Vendo 2 lotes juntos ou separadamente, ambos de frente para o Condomínio Villaggio Del Tramonto na Rua Joaquim de Paula Xavier, Jardim América, sendo um de esquina 20m x 35m e outro 16m x 35m. Tratar c/ proprietário. (42) 8810-3343 / (42) 9941-9119.

BARRACÕES EM ESTRUTURA METALICA Barracões diversos. tamanhos : 9x15m, 9x30m, 12x30m, pés direiro podem ser c/ as seg. alturas: 3,00 ou 6,00m. Aceito carro ou terreno. F:(42) 3238-8452 / 9132-7080. INGLÊS - CONVERSAÇÃO Particular. Professor com pós-graduação em Inglês, experiência internacional. Metodologia Comunicativa. 1X/2X p/semana, certificado. Local central prox. a UEPG. FONE (42) 9986-1000 VENDO CARRINHO DE BEBÊ Marca Galzerano. Semi novo, confortável, unissex. Tratar 9911-7203. VENDO PONTO COMERCIAL Loja de recarga de cartuchos à 3 anos no mercado com clientela formada. Tratar fone: 9119-5468 / 99164165.

VENDE-SE BAR AMARELINHO AO LADO DO CAMPUS (PONTO), R$ 25.000,00. Fone 9960-1108 Jonas

VENDE-SE EXCELENTE TERRENO Imóvel de esquina medindo 17,5x31,0mt, próximo ao INSS, Rec. Fed. e Prefeitura. Rua: Chile, 251. Valor: R$ 400,00 por m². Tratar direto com proprietário. Fone: (42) 8403-3395

Agência do Trabalhador Ponta Grossa.

Líder Espiritual do Amor

CONDOMÍNIO LA DEFENSE Na Rua Joaquim de Paula Xavier, vende-se 2 (doi) lotes juntos ou separadamente, localizado na entrada, parte de cima e na parte de baixo. Tratar (42) 8810-3343 / (42) 9941-9119.

28 DE MARÇO DE 2013

ENGENHEIRO MECÂNICO

ALUGA-SE CASA NA RONDA (ALVENARIA) Com 2 quartos, sala, cozinha, banheiro, lavanderia e entrada para carro. Rua Euzebio da Mota, 836. Valor R$ 490,00. Tratar 98190510

CLASSIFICADOS

PONTA GROSSA, QUINTA-FEIRA

APLICAÇÃO DE VENENO E ROÇADA Limpeza de terreno, faço roçadas e aplicação de veneno. Fone 8827-9291

JAZIGOS a partir de

R$

49

,00

MENSAIS

3238.1515

42 8402.6500

Compro consórcios, pago `a vista, negócio rápido e seguro (23 anos no ramo) F: 41 3249-1404 / 98461005 E-mail: plinioconsorcio@yahoo.com.br.

FARMACEUTICO curriculo c/foto. F: (42) 3272-1331 - Agência do Trabalhador Telêmaco Borba. OPERADOR DE MOLDUREIRA c/experiencia em serraria. F: (42) 3272-1331 - Agência do Trabalhador Telêmaco Borba.

RECEBIMENTO DE RENOVAÇÃO

W3 INDÚSTRIA METALÚRGICA LTDA. torna público que recebeu do IAP a prorrogação da Licença de Operação até a data de 18/03/2015, para FABRICAÇÃO DE MÓVEIS EM AÇO, MDP, MDF, SISTEMAS DE ARMAZENAGENS E TINTAS EM PÓ, na cidade de Ponta Grossa – Paraná. SUMULA DE AUTORIZAÇÃO FLORESTAL

ALEX MAGER inscrito no CPF 042.129.119-22, Localizado no Sítio Barracas, Município de Ipiranga Pr, torna público que pediu ao IAP, a AUTORIZAÇÃO FLORESTAL para o Corte de 15 árvores de ARAUCÁRIA.

SIMPATIA PARA EMAGRECER - CHICO XAVIER Quarta-feira pela manhã, coloque meio copo d’água e dentro dele o nº de grãos de arroz correspondente aos quilos que deseja emagrecer. Não coloque grãos a mais do que deseja perder, pois os quilos perdidos não serão recuperados. A noite beba a água deixando os grãos de arroz, completando novamente com meio copo d’água. Quinta feira pela manhã, em jejum, beba a água, deixando os grãos de arroz, completando novamente com meio copo d’água.Sexta-feira pela manhã, em jejum, beba a água, desta vez com os grãos de arroz junto.OBS: 1) Importante conservar o mesmo copo durante o processo, 2-) Não faça regime, pois a simpatia é infalível, 3-) tirar cópias, o nº de cópias correspondentes aos quilos que deseja perder, 4-) comece nas quartas-feiras e logo após distribua as cópias, 5-) publique na mesma semana, e Boa sorte.

AMARRAÇÃO AMOROSA Trago seu amor de volta em 7 dias. Resolvo qualquer tipo de problema. 43 3152-1658 / 43 9678-5730 / 43 96606186. e-mail: laercio.adriano@yahoo.com.br

TÉCNICO EM ELETRÔNICA c/experiencia. F: (42) 3272-1331 - Agência do Trabalhador Telêmaco Borba. TÉCNICO INSTALADOR DE ALARMES c/experiencia. F: (42) 3272-1331 - Agência do Trabalhador Telêmaco Borba.

venda

% mês

DÓLAR COMERCIAL

-0,30%

2,0100

2,0110

+1,67%

Agência do Trabalhador Ponta Grossa.

DÓLAR PTAX (BC)

+0,49%

2,0179

2,0185

+2,18%

DÓLAR PARALELO

0,00%

1,9600

2,1400

+1,42%

MECÂNICO MONTADOR

DÓLAR TURISMO

+0,47%

1,9600

2,1200

+1,92%

-0,11%

2,5791

2,5800

-0,12%

Agência do Trabalhador Ponta Grossa.

Grife de lingerie com padrão internacional está selecionando representantes com excelente lucratividade. Informações: (42)9972-1170

MOTOBOY

BOVESPA IBOVESPA: +0,65%

MOTORISTA DE CAMINHÃO Agência do Trabalhador Ponta Grossa. OPERADOR DE INSTALAÇÕES DE AR CONDICIONADO Agência do Trabalhador Ponta Grossa. PINTOR DE EDIFÍCIOS (P/ TRABALHAR COM ALTURA) Agência do Trabalhador Ponta Grossa. PIZZAIOLO Agência do Trabalhador Ponta Grossa. PRENSEIRO Agência do Trabalhador Ponta Grossa.

TÉCNICO MECÂNICO MONTADOR Agência do Trabalhador Ponta Grossa. TORNEIRO CNC Agência do Trabalhador Ponta Grossa. TORNEIRO MECÂNICO Agência do Trabalhador Ponta Grossa. TRABALHADOR RURAL Agência do Trabalhador Ponta Grossa.

ALMOXARIFE repositor em lanchonete/restaurante c/experiencia comprovada, ensino médio. F: (42) 3272-1331 - Agência do Trabalhador Telêmaco Borba. AUXILIAR DE CONFEITEIRO

Agência do Trabalhador Ponta Grossa.

BALCONISTA DE LANCHONETE

c/experiencia. F: (42) 3272-1331 - Agência do Trabalhador Telêmaco Borba. CONFEITEIRO

ELETRICISTA FORÇA E CONTROLE

ATENDENTE DE FARMÁCIA - BALCONISTA

c/experiencia, c/curso nr10, nr-33, nr-35. F: (42) 3272-1331 - Agência do Trabalhador Telêmaco Borba.

Agência do Trabalhador Ponta Grossa. AUXILIAR DE COLOCADOR DE VIDROS

CALDEIREIRO DE MANUTENÇÃO

c/experiencia. F: (42) 3272-1331 - Agência do Trabalhador Telêmaco Borba.

Agência do Trabalhador Ponta Grossa.

c/experiencia. F: (42) 3272-1331 - Agência do Trabalhador Telêmaco Borba.

c/experiencia. F: (42) 3272-1331 - Agência do Trabalhador Telêmaco Borba.

Agência do Trabalhador Ponta Grossa.

BALCONISTA DE LANCHONETE

CONFEITEIRO

AUXILIAR DE CONFEITEIRO

ASSISTENTE DE PUBLICIDADE

Agência do Trabalhador Ponta Grossa.

BORRACHEIRO

repositor em lanchonete/restaurante c/experiencia comprovada, ensino médio. F: (42) 3272-1331 - Agência do Trabalhador Telêmaco Borba.

c/experiencia. F: (42) 3272-1331 - Agência do Trabalhador Telêmaco Borba.

c/experiencia. F: (42) 3272-1331 - Agência do Trabalhador Telêmaco Borba.

c/experiencia. F: (42) 3272-1331 - Agência do Trabalhador Telêmaco Borba.

ALMOXARIFE

BORRACHEIRO AJUDANTE DE ELETRICISTA

ELETRICISTA MONTADOR c/experiencia, c/curso nr10, nr-33, nr-35. F: (42) 3272-1331 - Agência do Trabalhador Telêmaco Borba. FARMACEUTICO curriculo c/foto. F: (42) 3272-1331 - Agência do Trabalhador Telêmaco Borba. OPERADOR DE MOLDUREIRA

COSTUREIRO Agência do Trabalhador Ponta Grossa. ELETRICISTA Agência do Trabalhador Ponta Grossa. ENCARREGADO DE CONSTRUÇÃO CIVIL

ELETRICISTA FORÇA E CONTROLE

Agência do Trabalhador Ponta Grossa.

c/experiencia, c/curso nr10, nr-33, nr-35. F: (42) 3272-1331 - Agência do Trabalhador Telêmaco Borba.

ENCARREGADO DE SUPERMERCADO Agência do Trabalhador Ponta Grossa.

c/experiencia em serraria. F: (42) 3272-1331 - Agência do Trabalhador Telêmaco Borba. SALGADEIRO c/experiencia. F: (42) 3272-1331 - Agência do Trabalhador Telêmaco Borba. TÉCNICO INSTALADOR DE ALARMES c/experiencia. F: (42) 3272-1331 - Agência do Trabalhador Telêmaco Borba.

JARDIM CARVALHO

FALECIMENTOS

AGRADECIMENTOS, CULTOS, FALECIMENTOS E MISSAS

Missa de 7º dia

DARCY DOMINGUES DE ALMEIDA, 59 anos GENEFA SALAMACHA, 78 anos ANA DA LUZ DE LARA, 81 anos JOSÉ APARECIDO DE SOUZA, 41 anos

Familiares e amigos convidam para a missa de 7º dia do querido e inesquecível

MIRIAM LARISSA DA SILVA FRANÇA, 20 anos Velório na Câmara Municipal de Imbaú - Cemitério Municipal de Telêmaco Borba, às 10 horas EDUARD LUÍS BUENO PEREIRA, 9 meses Velório na Capela São José Cemitério Campos Gerais, em horário a definir CAROLINE YUMI SATO, 2 meses Velório na Capela São Francisco Cemitério Parque Jardim Paraíso, às 10 horas

FRANCISCO CAVALIN NETO A ser celebrada em intenção de sua alma, dia 28/03/2013 (quinta-feira) às 20hrs Igreja Santa Terezinha. Por mais este ato de fé e solidariedade cristã, os familiares agradecem.

% -0,91 +1,94 +2,18 +5,39 +4,67 +3,91 -3,13

BOLSAS NO MUNDO

14.526,16 6.387,56 12.493,79

var. dia R$ 105,49 /grama

94,38 0,6617 0,7824

18/2 a 18/3 19/2 a 19/3 20/2 a 20/3 21/2 a 21/3 22/2 a 22/3 23/2 a 23/3 24/2 a 24/3 25/2 a 25/3 26/2 a 26/3 27/2 a 27/3 28/2 a 28/3 1/3 a 1/4 2/3 a 2/4 3/3 a 3/4 4/3 a 4/4

-0,23 -0,18 +0,18

OURO - BM&F 27/03

US$ 1 É IGUAL A: Iene Libra esterlina Euro

Período

R$ 18,42 33,63 33,33 3,13 23,55 2,39 11,75

%

Dow Jones Londres Tóquio

R$ 3,05 R$ 0,39

(%)

Poupança antiga: depósitos até 03/05/12 Nova poupança: dep. a partir de 04/05/12

56.034 pontos

Ações Petrobrás PN Vale PNA Bradesco PN PDG Realt ON Fibria ON OGX Petróleo ON Gol PN

MOEDAS X REAL Libra esterlina Peso argentino

POUPANÇA, TR

27/03/13

Volume negociado: R$ 5,68 bilhões

+1,73%

POUP ANTIGA 0,5000 0,5000 0,5000 0,5000 0,5000 0,5000 0,5000 0,5000 0,5000 0,5000 0,5000 0,5000 0,5000 0,5000 0,5000

POUP NOVA 0,4134 0,4134 0,4134 0,4134 0,4134 0,4134 0,4134 0,4134 0,4134 0,4134 0,4134 0,4134 0,4134 0,4134 0,4134

TR 0,0000 0,0000 0,0000 0,0000 0,0000 0,0000 0,0000 0,0000 0,0000 0,0000 0,0000 0,0000 0,0000 0,0000 0,0000

mar 0,49 0,21 -

ano 1,44 1,47 2,06 1,37 1,26 0,84 0,51

12m 6,77 6,31 6,43 5,91 8,06 8,24

ÍNDICES DE INFLAÇÃO Índice em % INPC (IBGE) IPCA (IBGE) IPCA-15 (IBGE) IPC (FIPE) IPC (IPARDES) IGP-M (FGV) IGP-DI (FGV)

out 0,71 0,59 0,65 0,80 0,50 0,02 -0,31

nov 0,54 0,60 0,54 0,68 0,94 -0,03 0,25

dez 0,74 0,79 0,69 0,78 0,40 0,68 0,66

REAJUSTE DE ALUGUÉIS fev 1,0663 1,0791 1,0811

Índice INPC (IBGE) IGP-M (FGV) IGP-DI (FGV)

jan 0,92 0,86 0,88 1,15 0,79 0,34 0,31

fev 0,52 0,60 0,68 0,22 0,46 0,29 0,20

OUTROS INDICADORES mar 1,0677 1,0829 1,0824

abr 1,0806 -

jan 1,570040 5,00 678,00 22,31

BTN + TR TJLP (%) Sal. mínimo UPC

* Correção anual. Multiplique valor pelo índice

PREVIDÊNCIA

IR

mar 1,570040 5,00 678,00 22,31

Facultativo Contribui com 20% sobre qualquer valor entre R$ 678,00 (R$ 135,60) e R$ 4.159,00 (R$ 831,80), através de carnê. Assalariados Salários até 1.247,70 8,00% de 1.247,71 até 2.079,50 9,00% de 2.079,51 até 4.159,00 11,00% Empregados domésticos

Alíq. % isento 7,5 15 22,5 27,5

Alíquota %

R$ mín

R$ máx

8 a 11 12 20 a 23

54,24 81,36 135,60

457,49 499,08 956,57

Empregado Empregador Total

Vencimento: empresas 19/4 e pessoas físicas 15/4. Após multas de 4% a 100% e juros (Selic)

SAL. MÍNIMO PARANÁ

MARÇO

BASE (R$) Até 1.710,78 De 1.710,79 até 2.563,91 De 2.563,92 até 3.418,59 De 3.418,60 até 4.271,59 Acima de 4.271,59

fev 1,570040 5,00 678,00 22,31

COMPETÊNCIA MARÇO

Empresário/empregador Contribui com 11% sobre o pró-labore, entre R$ 678,00 (R$ 74,58) e R$ 4.159,00 (R$ 457,49), através de GPS. Autônomo 1) Quem só recebe de físicas: recolhe por carnê 20% sobre os limites de R$ 678,00 (R$ 135,60) a R$ 4.159,00 (R$ 831,80). 2) Quem só recebe de pessoas jurídicas: a empresa recolhe 11% sobre o máximo de R$ 4.159,00 (R$ 457,49) e desconta do autônomo. 3) Quem recebe de jurídicas e físicas: têm desconto de 11% sobre as jurídicas, até R$ 4.159,00 (R$ 457,49). Se não atingir este teto, recolhe 20%, via carnê, sobre a diferença até R$ 4.159,00. 4) Aut. especial: sobre R$ 678,00, recolhe 5% (donas de casa, Lei 12.470/2011) ou 11% (demais especiais), mas a aposentadoria é por idade.

deduzir 128,31 320,60 577,00 790,58

Deduções Assalariados: 1-R$ 171,97 por dependente; 2 - pensão alimentícia; 3 - contribuição à Prev. Social; 4 - R$ 1.710,78 por aposentado a partir de 65 anos; 5 - contribuições à previdência privada e aos Fapi pagas pelo contribuinte;

SELIC - IR 2012: A 8ª parcela venceu em 30/11. Nesta e em outras parcelas atrasadas há juros de 7,09% para pagamento no mês de março.

Grupo 1 R$ 783,20 Trab.s na agricultura. Grupo 2

Grupo 3 R$ 842,60 Trab. produção de bens e serviços industriais Grupo 4 R$ 904,20 Técnicos nível médio. * Valores válidos de maio/2012 a abril/2013

R$ 811,80

Serviços administrativos, domésticos e gerais, vendedores e trab. de reparação.

CUB PARANÁ R$/m2

JAN

Paraná Norte Noroeste Oeste

1.077,14 1.016,21 1.050,36 1.068,78

(SINDUSCON) FEV

a%m %ano %12m

1.079,94 0,26 0,44 1.017,74 -0,15 -0,79 1.053,23 0,27 0,34 1.070,39 0,15 0,30

8,15 4,41 7,64 7,09

Mercado Agropecuário LOTES - ATACADO

27/03/13

SOJA - saca 60kg

TRIGO - saca 60kg

PRAÇA Paranaguá Ponta Grossa Maringá Cascavel Sudoeste Guarapuava

R$ 61,00 58,00 57,00 56,00 57,00 57,00

SEM 2,5% 2,7% 3,6% 3,7% 4,6% 4,6%

30 d. -2,4% -2,2% -0,9% -0,9% -0,9% -0,9%

28,00 25,00 23,50 25,50 25,50

-9,7% 0,0% -4,1% 0,0% -3,8%

-12,5% -7,4% -13,0% -7,3% -12,1%

MILHO - saca 60kg Paranaguá Sudoeste Cascavel Maringá Ponta Grossa

PREÇO AO PRODUTOR Produto

unidade

SOJA MILHO TRIGO FEIJÃO CAR. FEIJÃO PRETO ARROZ SEQ. BOI GORDO SUÍNO ERVA MATE

R$ 45,00 45,00 44,50

SEM 0,0% 0,0% 0,0%

Cont. mai/13 jul/13

PRODUTO Bezerro (1) Boi gordo (2) Café (3) Algodão (4)

R$ 763,44 99,19 301,56 215,50

DIA 0,15% 0,60% -1,58% 0,79%

*DIF. 6,00 4,50

1 SEM. 2,4% 2,3%

1- preço médio no MS, unidade de 8 a 12 meses; 2 -média à vista da arroba no Estado de SP; 3 - valor à vista saca 60kg posto SP Capital, arábica, bica corrida, tipo 6; 4 - em pluma, cent/R$ por librapeso (453 gr), posto SP Capital.

var. diária 0,0% -0,5% 0,0% 0,0% 1,2% 0,0% 0,1% 0,0% -16,9%

27/03/13

var. 7 dias 2,2% -1,9% 0,7% -3,9% -0,6% -0,6% 0,1% -1,7% -16,9%

MILHO 1 MÊS 1,0% 0,4%

var. 30 dias -4,5% -10,7% 0,5% -0,2% 0,2% 1,3% -0,1% -4,8% -11,4%

Guarap. R$ 54,10 21,80 39,00 160,00 130,00 99,00 2,85 12,00

423,10 418,30

2,90 2,80

2,2% 2,5%

PontaG. R$ 58,00 26,00 45,00 200,00 130,00 98,00 2,90 11,00

- US$cents por bushel (25,4 kg)

Cont. mai/13 jul/13

FECH. 735,25 716,00

*DIF. 5,00 3,75

1 SEM. 0,4% -0,2%

1 MÊS 5,8% 5,5%

TRIGO - US$cents por bushel (25,4 kg)

FARELO - US$ por tonelada curta (907,2kg) mai/13 jul/13

MÊS 3,68% 1,73% -2,54% 13,10%

27/03/13

- US$cents por bushel (27,216 kg)

FECH. 1.453,75 1.431,00

30 d. -1,7% -1,1% -1,8%

INDICADORES CEPEA/ESALQ

(SIMA/DERAL/SEAB)

média PR - R$ 53,74 22,05 40,02 179,03 124,59 48,30 97,70 2,97 10,54

saca 60 kg saca 60 kg saca 60 kg saca 60 kg saca 60 kg saca 60 kg arroba, em pé kg, vivo arroba

PRAÇA Ponta Grossa Maringá Cascavel

BOLSA DE CHICAGO SOJA

SEPULTAMENTOS PARA 27/03/2013

SEPULTAMENTOS PARA 28/03/2013

EURO

Agência do Trabalhador Ponta Grossa.

c/experiencia. F: (42) 3272-1331 - Agência do Trabalhador Telêmaco Borba.

“OPORTUNIDADE IMPERDÍVEL” CONTRATA-SE

27/03/13 compra

SALGADEIRO c/experiencia. F: (42) 3272-1331 - Agência do Trabalhador Telêmaco Borba.

CÂMBIO % dia

INSTALADOR DE ALARMES

SALGADEIRO

c/experiencia, c/curso nr10, nr-33, nr-35. F: (42) 3272-1331 - Agência do Trabalhador Telêmaco Borba.

COMPRO CONSÓRCIOS

Agência do Trabalhador Ponta Grossa.

Agência do Trabalhador Ponta Grossa. ELETRICISTA MONTADOR

Indicadores Econômicos

FRENTISTA

-1,3% -1,1%

mai/13 jul/13

736,75 736,00

5,25 3,75

0,1% 0,3%

3,5% 2,9%

*Diferença sobre dia anterior. 1 ponto = US$ 0,01 na soja, milho e trigo e US$ 1,00 no farelo

BOLSA DE NOVA YORK (NYBOT) CAFÉ Cont. mai/13 jul/13

27/03/13

- US$cents/libra peso (0,453 kg)

FECH. 136,60 139,20

*DIF. -1,00 -0,85

1 SEM. 2,2% 2,1%

1 MÊS -4,8% -4,8%

ALGODÃO

- US$cents/libra peso (0,453 kg)

Cont. mai/13 jul/13

FECH. 88,53 89,80

*DIF. 0,49 0,47

1 SEM. -0,6% -0,2%

Ind. Econômicos elaborados pela agência Dossiê:Dinheiro. Fone: (41) 3205-5378

1 MÊS 4,9% 5,9%


 classificados@diariodoscampos.com.br (42)3220-7744

PONTA GROSSA, QUINTA-FEIRA

28 DE MARÇO DE 2013

CLASSIFICADOS

GRUPO REVIVER - ASSOCIAÇÃO REVIVER DE ASSISTÊNCIA AO PORTADOR DO VÍRUS HIV

DIÁRIO DOS CAMPOS

3C

PREFEITURA MUNICIPAL DE VENTANIA Estado do Paraná EXTRATO DO CONTRATO Nº 13/2013 DATA DE ASSINATURA DO CONTRATO: doze dias de março de 2013. CONTRATANTE: MUNICÍPIO DE VENTANIA, Estado do Paraná, pessoa jurídica de direito público interno, com sede à Av. Anacleto Bueno de Camargo, 825, inscrito no CNPJ/MF nº 95.685.798/0001-69, neste ato devidamente representado pelo Prefeito Municipal, em pleno exercício de seu mandato e funções, Sr. José Luiz Bitencourt, brasileiro, casado, portador da Cédula de Identidade RG. n° 1.318.879/PR, e inscrito no CPF/MF sob nº 232.294.389-49, residente e domiciliado nesta cidade de Ventania/PR. CONTRATADA: A Srta. Sandra Mara Luz da Silva, pessoa física, portadora da Cédula de Identidade RG n° 9.701.166-4, inscrita no CPF/MF sob nº 069.501.419-63, residente e domiciliada nesta cidade de Ventania/PR. OBJETO: prestação de serviços como Agente Comunitário de Saúde na Unidade Básica de Saúde e PAM, conforme horários e locais a serem definidos pela Secretaria Municipal de Saúde, limitando-se a carga horaria de 40 (quarenta) horas semanais, decorrente do procedimento de dispensa de licitação n° 25/2013. VALOR TOTAL GLOBAL: R$ 2.445,00 (dois mil, quatrocentos e quarenta e cinco reais). As despesas com a execução do objeto deste Contrato serão financiadas com recursos consignados na dotação: DOTAÇÕES Conta da despesa Funcional programática Destinação de recurso Natureza da despesa 00720 10.301.0701-2020 3.3.90.360600 0.0.0.00 APLICAÇÃO DE MULTA: compete ao Departamento de Administração do contratante a aplicação de multas. PRAZO DE VIGÊNCIA: 91 (noventa e um) dias corridos contados a partir da data da assinatura do Contrato. FORO: Comarca de Tibagi, Estado do Paraná. Edifício da Prefeitura Municipal de Ventania, em, doze dias de março de 2013. MUNICÍPIO DE VENTANIA - CONTRATANTE SANDRA MARA LUZ DA SILVA - CONTRATADA José Luiz Bitencourt - Prefeito Municipal Sandra Mara Luz da Silva - Contratada EXTRATO DO CONTRATO Nº 14/2013 DATA DE ASSINATURA DO CONTRATO: doze dias de março de 2013. CONTRATANTE: MUNICÍPIO DE VENTANIA, Estado do Paraná, pessoa jurídica de direito público interno, com sede à Av. Anacleto Bueno de Camargo, 825, inscrito no CNPJ/MF nº 95.685.798/0001-69, neste ato devidamente representado pelo Prefeito Municipal, em pleno exercício de seu mandato e funções, Sr. José Luiz Bitencourt, brasileiro, casado, portador da Cédula de Identidade RG. n° 1.318.879/PR, e inscrito no CPF/MF sob nº 232.294.389-49, residente e domiciliado nesta cidade de Ventania/PR. CONTRATADA: A profissional Karina Gonçalves Orlandi Pereira, Fisioterapeuta inscrita no Conselho Regional de Fisioterapia e Terapia Ocupacional da 8ª Região - Paraná, sob n° 114392-F, portadora de Cédula de Identidade RG n° 30.187.507-8/SSP-SP, inscrita no CPF/MF sob nº 305.401.938-10, residente e domiciliado nesta cidade. OBJETO: prestação de serviços como Fisioterapeuta para atuar na Unidade Mista de Saúde e PAM e no Posto de Saúde do Distrito Novo Barro Preto, conforme horários e locais a serem definidos pela Secretaria Municipal de Saúde, limitando-se a carga horária de 40 (quarenta) horas semanais, decorrente do procedimento de dispensa de licitação n° 25/2013., decorrente do procedimento de licitação Processo dispensa n° 25/2013. VALOR TOTAL GLOBAL: R$ 9.900,00 (nove mil e novecentos reais). As despesas com a execução do objeto deste Contrato serão financiadas com recursos consignados na dotação: DOTAÇÕES Conta da despesa Funcional programática Destinação de recurso Natureza da despesa 00720 10.301.0701-2020 3.3.90.360600 0.0.0.00 APLICAÇÃO DE MULTA: compete ao Departamento de Administração do contratante a aplicação de multas. PRAZO DE VIGÊNCIA: 91 (noventa e um) dias corridos contados a partir da data da assinatura do Contrato. FORO: Comarca de Tibagi, Estado do Paraná. Edifício da Prefeitura Municipal de Ventania, em, doze dias de março de 2013. MUNICÍPIO DE VENTANIA - CONTRATANTE KARINA GONÇALVES ORLANDI PEREIRA - CONTRATADA José Luiz Bitencourt - Prefeito Municipal Karina gonçalves Orlandi Pereira - Fisioterapeuta EXTRATO DO CONTRATO Nº 15/2013 DATA DE ASSINATURA DO CONTRATO: doze dias de março de 2013. CONTRATANTE: MUNICÍPIO DE VENTANIA, Estado do Paraná, pessoa jurídica de direito público interno, com sede à Av. Anacleto Bueno de Camargo, 825, inscrito no CNPJ/MF nº 95.685.798/0001-69, neste ato devidamente representado pelo Prefeito Municipal, em pleno exercício de seu mandato e funções, Sr. José Luiz Bitencourt, brasileiro, casado, portador da Cédula de Identidade RG. n° 1.318.879/PR, e inscrito no CPF/MF sob nº 232.294.389-49, residente e domiciliado nesta cidade de Ventania/PR. CONTRATADA: A profissional IZABELA CORREA BATISTA, Enfermeira, inscrita no Conselho Federal de Enfermagem - COREN-PR 010.675, portador da Cédula de Identidade RG n° 9.972.465-0, inscrita no CPF/MF sob n° 010.605.679-46, residente e domiciliado nesta cidade. OBJETO: prestação de serviços como Enfermeira para atuar na Unidade Mista de Saúde e PAM e no Posto de Saúde do Distrito Novo Barro Preto, conforme horários e locais a serem definidos pela Secretaria Municipal de Saúde, limitando-se a carga horária de 40 (quarenta) horas semanais, decorrente do procedimento de dispensa de licitação n° 25/2013., decorrente do procedimento de licitação Processo dispensa n° 25/2013. VALOR TOTAL GLOBAL: R$ 10.500,00 (dez mil e quinhentos reais). As despesas com a execução do objeto deste Contrato serão financiadas com recursos consignados na dotação: DOTAÇÕES Conta da despesa Funcional programática Destinação de recurso Natureza da despesa 00720 103010701-2020 3390360600 00000 APLICAÇÃO DE MULTA: compete ao Departamento de Administração do contratante a aplicação de multas. PRAZO DE VIGÊNCIA: 91 (noventa e um) dias corridos contados a partir da data da assinatura do Contrato. FORO: Comarca de Tibagi, Estado do Paraná. Edifício da Prefeitura Municipal de Ventania, aos doze dias de março de 2013. MUNICÍPIO DE VENTANIA - CONTRATANTE IZABELA CORREA BATISTA - CONTRATADA José Luiz Bitencourt - Prefeito Municipal Izabela Correa Batista - Enfermeira EXTRATO DO CONTRATO Nº 16/2013 DATA DE ASSINATURA DO CONTRATO: doze dias de março de 2013. CONTRATANTE: MUNICÍPIO DE VENTANIA, Estado do Paraná, pessoa jurídica de direito público interno, com sede à Av. Anacleto Bueno de Camargo, 825, inscrito no CNPJ/MF nº 95.685.798/0001-69, neste ato devidamente representado pelo Prefeito Municipal, em pleno exercício de seu mandato e funções, Sr. José Luiz Bitencourt, brasileiro, casado, portador da Cédula de Identidade RG. n° 1.318.879/PR, e inscrito no CPF/MF sob nº 232.294.389-49, residente e domiciliado nesta cidade de Ventania/PR. CONTRATADO: O profissional JUAN GUILLEN PONS JUNIOR, Enfermeiro, inscrito no Conselho Regional de Enfermagem - COREN-PR 280.409, portador da Cédula de Identidade RG n° 8.582.898-3/SSP-PR, inscrito no CPF/MF sob n° 048.067.129-06, residente e domiciliado nesta cidade de Ventania/PR. OBJETO: prestação de serviços como Enfermeiro para atuar na Unidade Mista de Saúde e PAM e no Posto de Saúde do Distrito Novo Barro Preto, conforme horários e locais a serem definidos pela Secretaria Municipal de Saúde, limitando-se a carga horária de 40 (quarenta) horas semanais, decorrente do procedimento de dispensa de licitação n° 25/2013, decorrente do procedimento de dispensa de licitação n° 25/2013. VALOR TOTAL GLOBAL: R$ 10.500,00 (dez mil e quinhentos reais). As despesas com a execução do objeto deste Contrato serão financiadas com recursos consignados na dotação: DOTAÇÕES Conta da despesa Funcional programática Destinação de recurso Natureza da despesa 00720 103010701-2020 3390360600 00000 APLICAÇÃO DE MULTA: compete ao Departamento de Administração do contratante a aplicação de multas. PRAZO DE VIGÊNCIA: 91 (noventa e um) dias corridos contados a partir da data da assinatura do Contrato. FORO: Comarca de Tibagi, Estado do Paraná. Edifício da Prefeitura Municipal de Ventania, aos doze dias de março de 2013. MUNICÍPIO DE VENTANIA - CONTRATANTE JUAN GUILLEN PONS JUNIOR - CONTRATADA José Luiz Bitencourt - Prefeito Municipa Juan Guillen Pons Junior - Enfermeiro

EDITAL N.º 01/2013 A Comissão Eleitoral designada conforme deliberação em Assembléia Geral Ordinária do dia 13 de dezembro de 2012, faz saber, a quem interessar possa, que no dia 25 de abril de 2013, haverá eleição para escolha da Diretoria do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Ponta Grossa, para o exercício do mandato eletivo de 28 de maio de 2013 a 28 de maio de 2016. x O recebimento das inscrições das chapas concorrentes, será do período de 28 de Março (quinta-feira) a 16 de Abril (terça-feira), em dias úteis, das 11:00 às 12:00 horas da manhã na Sede do Sindicato dos Servidores Municipais, localizada na Rua Santos Dumont, 1234 - Centro, conforme estabelece o estatuto social da Entidade: x Art.44 Os candidatos serão registrados através de chapas, contendo o nome de todos os concorrentes efetivos e suplentes, com número não inferior a 2/3 (dois terços) dos cargos a preencher (no mínimo 17 integrantes). x Art.47 O requerimento do registro da chapa, em 3 (três) vias, deve ser endereçado ao Presidente do Sindicato Leovanir Martins, assinado por qualquer um dos integrantes da chapa, acompanhados dos seguintes documentos: 1) Ficha de qualificação de cada um dos integrantes da chapa, em três vias assinadas, constando: nome, filiação, data e local de nascimento, estado civil, endereço residencial, n.º da matrícula, n.º e série da carteira de trabalho, n.º do CPF, nome da empresa em que trabalha, cargo ocupado e a data de admissão. 2) Cópia da carteira de trabalho, onde conste, a qualificação civil, verso e anverso, e o contrato de trabalho em vigor, cópia do RG e CPF. x Art.45 Não poderá candidatar-se o associado que: 1) houver lesado o patrimônio de qualquer entidade sindical; 2) não estiver pelo menos com 2 anos de contrato efetivo no município de Ponta Grossa. 3) não estiver inscrito por mais de 06 (seis) meses no quadro social. 4) foi condenado por crime doloso, enquanto persistirem os efeitos da pena; 5) for estrangeiro, não naturalizado. OBS.: As fichas de Inscrição da Chapa e Qualificação dos Candidatos encontram-se à disposição no Sindicato. Ponta Grossa, 28 de Março de 2013.

Comissão Eleitoral: Angela Aparecida Gasparello -Coordenação Vania Schleder - Secretaria José Irajan de Fátima Camargo Júnior Renato Iaroczinski Valdilene Maria de Carvalho Joarez Vieira Rosa

IBEMA PARTICIPAÇÕES S.A. CNPJ/MF: 84.962.919/0001-56 - NIRE: 41 3 0000939 2. ASSEMBLEIA GERAL EXTRAORDINÁRIA - EDITAL DE CONVOCAÇÃO. Ficam convocados os senhores acionistas da Companhia a se reunirem em Assembleia Geral Extraordinária no dia 24 de abril de 2013, em primeira convocação, às 10h00, na sede da Companhia, na Praça Marechal Floriano Peixoto, 42, sala 51, na cidade de Ponta Grossa, Paraná, para deliberar a respeito da seguinte ordem do dia: i) alteração do endereço da Sede da Companhia; ii) consolidação do Estatuto Social. Informa-se que a Assembleia Geral Extraordinária ora convocada ocorrerá, conforme permissivo legal, conjuntamente com a Assembleia Geral Ordinária da Companhia, já devidamente convocada. Atendendo às disposições legais vigentes, a Companhia informa que se acham à disposição dos acionistas, no endereço da Companhia, os documentos pertinentes à ordem do dia. Ponta Grossa, 25 de março de 2013. Nei Senter Martins - Diretor Presidente.

TERMO DE RATIFICAÇÃO DE DISPENSA DE LICITAÇÃO Ratifico por este termo, a dispensa de licitação N° 33/2013, que tem como objeto a contratação de pessoa fisica certificada no Conselho Regional de Enfermagem do Paraná COREN, para a prestação de serviços no periodo de 3 (três) meses em atendientos as unidades mistas de saúde municipais e PAM, em favor das proponentes DAYANE CAROLINE SILVA CRUZ, CPF 055.178.609-40, no valor total global de R$ 10.500,00 (dez mil e quinhentos reais) e ROSANGELA SOUZA CRUZ, CPF 033.430.029-09, no valor total global de R$ 10.500,00 (dez mil quinhentos reais), com base no inciso IV, do Art. 24, da Lei Federal 8.666/93 e suas alterações posteriores, de acordo com parecer da Procuradoria Jurídica, e tendo em vista os elementos que instruem o processo nº 93/2013. Para cobertura das despesas com a realização dos serviços objetos do procedimento de dispensa acima mencionado, serão utilizados recursos consignados no orçamento geral do municipio na seguinte dotação orçamentária: 07.001.10.301.0701-2020.3.3.90.36.06.00. Gabinete do Prefeito Municipal de Ventania, aos Vinte e Sete dias do mês de março de 2013. José Luiz Bitencourt - Prefeito Municipal

CLASSIFONE 3220-7744

Comissão Eleitoral – Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Ponta Grossa


4C DIÁRIO DOS CAMPOS

 classificados@diariodoscampos.com.br (42)3220-7744

CLASSIFICADOS

C O MAR CAD E PO NTAG R O S SA PRIMEIRO TABELIONATO DE PROTESTO DE TITULOS

(a) DUPLICATA POR INDICACAO protocolado (a) sob o numero 113033952, cujo valor se encontra inserido na faixa A do item I da Tabela XV da Lei 13.611/02.

Edital de Intimação Encontram-se neste Tabelionato, sito na Rua XV de Novembro, 259 - 1o. Andar, na cidade de Ponta Grossa, para protesto, os títulos abaixo discriminados de responsabilidade dos devedores a seguir relacionados.

ROSIANE DE FATIMA SILVA - CPF 740.194.65991 - Um (a) DUPLICATA POR INDICACAO protocolado (a) sob o numero 113033953, cujo valor se encontra inserido na faixa A do item I da Tabela XV da Lei 13.611/02.

C B CONTROL INSPE ES MARITIMAS LTDA CNPJ 07.697.670/0001-58 - Um (a) DUPLICATA POR INDICACAO protocolado (a) sob o numero 113033922, cujo valor se encontra inserido na faixa A do item I da Tabela XV da Lei 13.611/02.

ROSICLEIA PEREIRA DE SOUZA - CPF 034.046.019-98 - Um (a) DUPLICATA POR INDICACAO protocolado (a) sob o numero 113033954, cujo valor se encontra inserido na faixa A do item I da Tabela XV da Lei 13.611/02.

DEYSE BUENO LOPES - CPF 085.403.109-02 - Um (a) DUPLICATA POR INDICACAO protocolado (a) sob o numero 113033923, cujo valor se encontra inserido na faixa A do item I da Tabela XV da Lei 13.611/02.

ROSICLEIA PEREIRA DE SOUZA - CPF 034.046.019-98 - Um (a) DUPLICATA POR INDICACAO protocolado (a) sob o numero 113033955, cujo valor se encontra inserido na faixa A do item I da Tabela XV da Lei 13.611/02.

JAIRO WAGUENER - CPF 583.754.309-00 - Um (a) DUPLICATA POR INDICACAO protocolado (a) sob o numero 113033924, cujo valor se encontra inserido na faixa A do item I da Tabela XV da Lei 13.611/02.

ROSICLEIA PEREIRA DE SOUZA - CPF 034.046.019-98 - Um (a) DUPLICATA POR INDICACAO protocolado (a) sob o numero 113033956, cujo valor se encontra inserido na faixa A do item I da Tabela XV da Lei 13.611/02.

JAIRO WAGUENER - CPF 583.754.309-00 - Um (a) DUPLICATA POR INDICACAO protocolado (a) sob o numero 113033925, cujo valor se encontra inserido na faixa A do item I da Tabela XV da Lei 13.611/02.

ROSILENE LOPES ALVES - CPF 057.599.929-29 Um (a) DUPLICATA POR INDICACAO protocolado (a) sob o numero 113033957, cujo valor se encontra inserido na faixa A do item I da Tabela XV da Lei 13.611/02.

PAULO ROBERTO DE OLIVEIRA - CPF 883.676.81991 - Um (a) DUPLICATA POR INDICACAO protocolado (a) sob o numero 113033926, cujo valor se encontra inserido na faixa A do item I da Tabela XV da Lei 13.611/02. RAFAELA HAMBRUSCH DA SILVA - CPF 045.637.149-41 - Um (a) DUPLICATA POR INDICACAO protocolado (a) sob o numero 113033927, cujo valor se encontra inserido na faixa A do item I da Tabela XV da Lei 13.611/02. RAFAELA HAMBRUSCH DA SILVA - CPF 045.637.149-41 - Um (a) DUPLICATA POR INDICACAO protocolado (a) sob o numero 113033928, cujo valor se encontra inserido na faixa A do item I da Tabela XV da Lei 13.611/02. RAPHAEL DOMICIANO SORRENTINO - CPF 071.703.529-82 - Um (a) DUPLICATA POR INDICACAO protocolado (a) sob o numero 113033929, cujo valor se encontra inserido na faixa A do item I da Tabela XV da Lei 13.611/02. RAPHAEL DOMICIANO SORRENTINO - CPF 071.703.529-82 - Um (a) DUPLICATA POR INDICACAO protocolado (a) sob o numero 113033930, cujo valor se encontra inserido na faixa A do item I da Tabela XV da Lei 13.611/02.

ROSILENE LOPES ALVES - CPF 057.599.929-29 Um (a) DUPLICATA POR INDICACAO protocolado (a) sob o numero 113033958, cujo valor se encontra inserido na faixa A do item I da Tabela XV da Lei 13.611/02. ROSILENE LOPES ALVES - CPF 057.599.929-29 Um (a) DUPLICATA POR INDICACAO protocolado (a) sob o numero 113033959, cujo valor se encontra inserido na faixa A do item I da Tabela XV da Lei 13.611/02. ROSILENE LOPES ALVES - CPF 057.599.929-29 Um (a) DUPLICATA POR INDICACAO protocolado (a) sob o numero 113033960, cujo valor se encontra inserido na faixa A do item I da Tabela XV da Lei 13.611/02. ROSINEIA ROBERTA HENRIQUES - CPF 018.533.749-03 - Um (a) DUPLICATA POR INDICACAO protocolado (a) sob o numero 113033961, cujo valor se encontra inserido na faixa A do item I da Tabela XV da Lei 13.611/02. RUBIA MARA BARROS - CPF 052.821.969-30 - Um (a) DUPLICATA POR INDICACAO protocolado (a) sob o numero 113033962, cujo valor se encontra inserido na faixa A do item I da Tabela XV da Lei 13.611/02.

RAPHAEL DOMICIANO SORRENTINO - CPF 071.703.529-82 - Um (a) DUPLICATA POR INDICACAO protocolado (a) sob o numero 113033931, cujo valor se encontra inserido na faixa A do item I da Tabela XV da Lei 13.611/02.

SALETE APARECIDA GONCALVES - CPF 029.260.589-77 - Um (a) DUPLICATA POR INDICACAO protocolado (a) sob o numero 113033963, cujo valor se encontra inserido na faixa A do item I da Tabela XV da Lei 13.611/02.

RAPHAEL DOMICIANO SORRENTINO - CPF 071.703.529-82 - Um (a) DUPLICATA POR INDICACAO protocolado (a) sob o numero 113033932, cujo valor se encontra inserido na faixa A do item I da Tabela XV da Lei 13.611/02.

SELMA GOMES DE MOURA SILVA - CPF 045.928.648-08 - Um (a) DUPLICATA POR INDICACAO protocolado (a) sob o numero 113033964, cujo valor se encontra inserido na faixa A do item I da Tabela XV da Lei 13.611/02.

RAPHAEL DOMICIANO SORRENTINO - CPF 071.703.529-82 - Um (a) DUPLICATA POR INDICACAO protocolado (a) sob o numero 113033933, cujo valor se encontra inserido na faixa A do item I da Tabela XV da Lei 13.611/02.

SIDNEI FERNANDES DE SOUZA - CPF 838.667.01934 - Um (a) DUPLICATA POR INDICACAO protocolado (a) sob o numero 113033965, cujo valor se encontra inserido na faixa A do item I da Tabela XV da Lei 13.611/02.

RAPHAEL DOMICIANO SORRENTINO - CPF 071.703.529-82 - Um (a) DUPLICATA POR INDICACAO protocolado (a) sob o numero 113033934, cujo valor se encontra inserido na faixa A do item I da Tabela XV da Lei 13.611/02.

SILVANA MOREIRA QUINTINHO - CPF 029.831.43988 - Um (a) DUPLICATA POR INDICACAO protocolado (a) sob o numero 113033966, cujo valor se encontra inserido na faixa A do item I da Tabela XV da Lei 13.611/02.

RAPHAEL DOMICIANO SORRENTINO - CPF 071.703.529-82 - Um (a) DUPLICATA POR INDICACAO protocolado (a) sob o numero 113033935, cujo valor se encontra inserido na faixa A do item I da Tabela XV da Lei 13.611/02.

SILVANO LIMA DE MELO - CPF 017.539.739-29 Um (a) DUPLICATA POR INDICACAO protocolado (a) sob o numero 113033967, cujo valor se encontra inserido na faixa A do item I da Tabela XV da Lei 13.611/02.

RAQUEL RODRIGUES - CPF 672.301.809-53 - Um (a) DUPLICATA POR INDICACAO protocolado (a) sob o numero 113033936, cujo valor se encontra inserido na faixa A do item I da Tabela XV da Lei 13.611/02.

SIMONE APARECIDA BUENO BENEDYKT - CPF 838.854.049-15 - Um (a) DUPLICATA POR INDICACAO protocolado (a) sob o numero 113033968, cujo valor se encontra inserido na faixa A do item I da Tabela XV da Lei 13.611/02.

RAQUEL RODRIGUES - CPF 672.301.809-53 - Um (a) DUPLICATA POR INDICACAO protocolado (a) sob o numero 113033937, cujo valor se encontra inserido na faixa A do item I da Tabela XV da Lei 13.611/02. RAQUEL RODRIGUES - CPF 672.301.809-53 - Um (a) DUPLICATA POR INDICACAO protocolado (a) sob o numero 113033938, cujo valor se encontra inserido na faixa A do item I da Tabela XV da Lei 13.611/02. RAQUEL RODRIGUES - CPF 672.301.809-53 - Um (a) DUPLICATA POR INDICACAO protocolado (a) sob o numero 113033939, cujo valor se encontra inserido na faixa A do item I da Tabela XV da Lei 13.611/02. RAQUEL RODRIGUES - CPF 672.301.809-53 - Um (a) DUPLICATA POR INDICACAO protocolado (a) sob o numero 113033940, cujo valor se encontra inserido na faixa A do item I da Tabela XV da Lei 13.611/02. RENATO ROCHA DE RAMOS - CPF 447.947.62968 - Um (a) DUPLICATA POR INDICACAO protocolado (a) sob o numero 113033941, cujo valor se encontra inserido na faixa A do item I da Tabela XV da Lei 13.611/02. RICARDO AUGUSTO CAMPOS - CPF 034.585.28938 - Um (a) DUPLICATA POR INDICACAO protocolado (a) sob o numero 113033942, cujo valor se encontra inserido na faixa A do item I da Tabela XV da Lei 13.611/02. RICARDO AUGUSTO CAMPOS - CPF 034.585.28938 - Um (a) DUPLICATA POR INDICACAO protocolado (a) sob o numero 113033943, cujo valor se encontra inserido na faixa A do item I da Tabela XV da Lei 13.611/02. RICARDO PEREIRA DA SILVA - CPF 062.613.41966 - Um (a) DUPLICATA POR INDICACAO protocolado (a) sob o numero 113033944, cujo valor se encontra inserido na faixa A do item I da Tabela XV da Lei 13.611/02. RICARDO PEREIRA DA SILVA - CPF 062.613.41966 - Um (a) DUPLICATA POR INDICACAO protocolado (a) sob o numero 113033945, cujo valor se encontra inserido na faixa A do item I da Tabela XV da Lei 13.611/02. RICARDO PEREIRA DA SILVA - CPF 062.613.41966 - Um (a) DUPLICATA POR INDICACAO protocolado (a) sob o numero 113033946, cujo valor se encontra inserido na faixa A do item I da Tabela XV da Lei 13.611/02. RICARDO PEREIRA DA SILVA - CPF 062.613.41966 - Um (a) DUPLICATA POR INDICACAO protocolado (a) sob o numero 113033947, cujo valor se encontra inserido na faixa A do item I da Tabela XV da Lei 13.611/02. RICARDO PEREIRA DA SILVA - CPF 062.613.41966 - Um (a) DUPLICATA POR INDICACAO protocolado (a) sob o numero 113033948, cujo valor se encontra inserido na faixa A do item I da Tabela XV da Lei 13.611/02. RICARDO PEREIRA DA SILVA - CPF 062.613.41966 - Um (a) DUPLICATA POR INDICACAO protocolado (a) sob o numero 113033949, cujo valor se encontra inserido na faixa A do item I da Tabela XV da Lei 13.611/02. ROBERTO JUSTINO RIBEIRO - CPF 599.321.47915 - Um (a) DUPLICATA POR INDICACAO protocolado (a) sob o numero 113033950, cujo valor se encontra inserido na faixa A do item I da Tabela XV da Lei 13.611/02. ROSELI APARECIDA MIRANDA - CPF 053.928.19990 - Um (a) DUPLICATA POR INDICACAO protocolado (a) sob o numero 113033951, cujo valor se encontra inserido na faixa A do item I da Tabela XV da Lei 13.611/02. ROSELI DA SILVEIRA - CPF 840.626.579-53 - Um

SIRLEI DO NASCIMENTO - CPF 716.615.739-91 Um (a) DUPLICATA POR INDICACAO protocolado (a) sob o numero 113033969, cujo valor se encontra inserido na faixa A do item I da Tabela XV da Lei 13.611/02. SOLANGE DE FATIMA CORDEIRO - CPF 028.089.039-79 - Um (a) DUPLICATA POR INDICACAO protocolado (a) sob o numero 113033970, cujo valor se encontra inserido na faixa A do item I da Tabela XV da Lei 13.611/02. SONIA SIQUEIRA PASINHO - CPF 011.248.819-64 - Um (a) DUPLICATA POR INDICACAO protocolado (a) sob o numero 113033971, cujo valor se encontra inserido na faixa A do item I da Tabela XV da Lei 13.611/02. SONIA SIQUEIRA PASINHO - CPF 011.248.819-64 - Um (a) DUPLICATA POR INDICACAO protocolado (a) sob o numero 113033972, cujo valor se encontra inserido na faixa A do item I da Tabela XV da Lei 13.611/02. SONIA SIQUEIRA PASINHO - CPF 011.248.819-64 - Um (a) DUPLICATA POR INDICACAO protocolado (a) sob o numero 113033973, cujo valor se encontra inserido na faixa A do item I da Tabela XV da Lei 13.611/02. TANIA DE FATIMA OLIVEIRA - CPF 680.357.30959 - Um (a) DUPLICATA POR INDICACAO protocolado (a) sob o numero 113033974, cujo valor se encontra inserido na faixa A do item I da Tabela XV da Lei 13.611/02. TANIA DE FATIMA OLIVEIRA - CPF 680.357.30959 - Um (a) DUPLICATA POR INDICACAO protocolado (a) sob o numero 113033975, cujo valor se encontra inserido na faixa A do item I da Tabela XV da Lei 13.611/02. TELMA RITA MILESKI - CPF 491.230.099-34 - Um (a) DUPLICATA POR INDICACAO protocolado (a) sob o numero 113033976, cujo valor se encontra inserido na faixa A do item I da Tabela XV da Lei 13.611/02. TIAGO LOBO TAVARES SILVA - CPF 057.978.55992 - Um (a) DUPLICATA POR INDICACAO protocolado (a) sob o numero 113033977, cujo valor se encontra inserido na faixa A do item I da Tabela XV da Lei 13.611/02. UILITON NASCIMENTO MAEDA - CPF 070.739.15986 - Um (a) DUPLICATA POR INDICACAO protocolado (a) sob o numero 113033978, cujo valor se encontra inserido na faixa A do item I da Tabela XV da Lei 13.611/02. UILITON NASCIMENTO MAEDA - CPF 070.739.15986 - Um (a) DUPLICATA POR INDICACAO protocolado (a) sob o numero 113033979, cujo valor se encontra inserido na faixa A do item I da Tabela XV da Lei 13.611/02. UILITON NASCIMENTO MAEDA - CPF 070.739.15986 - Um (a) DUPLICATA POR INDICACAO protocolado (a) sob o numero 113033980, cujo valor se encontra inserido na faixa A do item I da Tabela XV da Lei 13.611/02. VALDEMIR MOREIRA DA SILVA - CPF 016.705.59920 - Um (a) DUPLICATA POR INDICACAO protocolado (a) sob o numero 113033981, cujo valor se encontra inserido na faixa A do item I da Tabela XV da Lei 13.611/02. VALDENI ALVES MARCONDES - CPF 977.515.96953 - Um (a) DUPLICATA POR INDICACAO protocolado (a) sob o numero 113033982, cujo valor se encontra inserido na faixa A do item I da Tabela XV da Lei 13.611/02. VALMIRO GOMES DE SOUZA - CPF 329.236.00991 - Um (a) DUPLICATA POR INDICACAO protocolado (a) sob o numero 113033983, cujo valor se

encontra inserido na faixa A do item I da Tabela XV da Lei 13.611/02. VALMIRO GOMES DE SOUZA - CPF 329.236.00991 - Um (a) DUPLICATA POR INDICACAO protocolado (a) sob o numero 113033984, cujo valor se encontra inserido na faixa A do item I da Tabela XV da Lei 13.611/02. VALMIRO GOMES DE SOUZA - CPF 329.236.00991 - Um (a) DUPLICATA POR INDICACAO protocolado (a) sob o numero 113033985, cujo valor se encontra inserido na faixa A do item I da Tabela XV da Lei 13.611/02. VALMIRO GOMES DE SOUZA - CPF 329.236.00991 - Um (a) DUPLICATA POR INDICACAO protocolado (a) sob o numero 113033986, cujo valor se encontra inserido na faixa A do item I da Tabela XV da Lei 13.611/02. VALMIRO GOMES DE SOUZA - CPF 329.236.00991 - Um (a) DUPLICATA POR INDICACAO protocolado (a) sob o numero 113033987, cujo valor se encontra inserido na faixa A do item I da Tabela XV da Lei 13.611/02. VALMIRO GOMES DE SOUZA - CPF 329.236.00991 - Um (a) DUPLICATA POR INDICACAO protocolado (a) sob o numero 113033988, cujo valor se encontra inserido na faixa A do item I da Tabela XV da Lei 13.611/02. VANESSA RODRIGUES DA COSTA - CPF 060.594.679-54 - Um (a) DUPLICATA POR INDICACAO protocolado (a) sob o numero 113033989, cujo valor se encontra inserido na faixa A do item I da Tabela XV da Lei 13.611/02. VANESSA RODRIGUES DA COSTA - CPF 060.594.679-54 - Um (a) DUPLICATA POR INDICACAO protocolado (a) sob o numero 113033990, cujo valor se encontra inserido na faixa A do item I da Tabela XV da Lei 13.611/02. VANESSA RODRIGUES DA COSTA - CPF 060.594.679-54 - Um (a) DUPLICATA POR INDICACAO protocolado (a) sob o numero 113033991, cujo valor se encontra inserido na faixa A do item I da Tabela XV da Lei 13.611/02. VANESSA RODRIGUES DA COSTA - CPF 060.594.679-54 - Um (a) DUPLICATA POR INDICACAO protocolado (a) sob o numero 113033992, cujo valor se encontra inserido na faixa A do item I da Tabela XV da Lei 13.611/02. VANESSA RODRIGUES DA COSTA - CPF 060.594.679-54 - Um (a) DUPLICATA POR INDICACAO protocolado (a) sob o numero 113033993, cujo valor se encontra inserido na faixa A do item I da Tabela XV da Lei 13.611/02. VANESSA RODRIGUES DA COSTA - CPF 060.594.679-54 - Um (a) DUPLICATA POR INDICACAO protocolado (a) sob o numero 113033994, cujo valor se encontra inserido na faixa A do item I da Tabela XV da Lei 13.611/02. VANESSA RODRIGUES DA COSTA - CPF 060.594.679-54 - Um (a) DUPLICATA POR INDICACAO protocolado (a) sob o numero 113033995, cujo valor se encontra inserido na faixa A do item I da Tabela XV da Lei 13.611/02. VANESSA RODRIGUES DA COSTA - CPF 060.594.679-54 - Um (a) DUPLICATA POR INDICACAO protocolado (a) sob o numero 113033996, cujo valor se encontra inserido na faixa A do item I da Tabela XV da Lei 13.611/02. VANESSA RODRIGUES DA COSTA - CPF 060.594.679-54 - Um (a) DUPLICATA POR INDICACAO protocolado (a) sob o numero 113033997, cujo valor se encontra inserido na faixa A do item I da Tabela XV da Lei 13.611/02. VICENTE CARLOS SOUZA DE ALMEIDA - CPF 875.007.879-87 - Um (a) DUPLICATA POR INDICACAO protocolado (a) sob o numero 113033998, cujo valor se encontra inserido na faixa A do item I da Tabela XV da Lei 13.611/02. VIDELINA LIMA DE SOUZA - CPF 648.385.012-34 - Um (a) DUPLICATA POR INDICACAO protocolado (a) sob o numero 113033999, cujo valor se encontra inserido na faixa A do item I da Tabela XV da Lei 13.611/02. VIVIANE DOS SANTOS - CPF 073.635.789-07 Um (a) DUPLICATA POR INDICACAO protocolado (a) sob o numero 113034000, cujo valor se encontra inserido na faixa A do item I da Tabela XV da Lei 13.611/02. ANDERSON STADLER - CPF 051.468.499-27 - Um (a) DUPLICATA POR INDICACAO protocolado (a) sob o numero 113034001, cujo valor se encontra inserido na faixa A do item I da Tabela XV da Lei 13.611/02. ANDRE MIKOS - CPF 027.845.229-97 - Um (a) DUPLICATA POR INDICACAO protocolado (a) sob o numero 113034002, cujo valor se encontra inserido na faixa A do item I da Tabela XV da Lei 13.611/02. ALCIDES DOS SANTOS - CPF 798.327.509-97 Um (a) DUPLICATA POR INDICACAO protocolado (a) sob o numero 113034003, cujo valor se encontra inserido na faixa A do item I da Tabela XV da Lei 13.611/02. JOSE CARLOS SOARES MACHADO - CPF 396.369.769-53 - Um (a) DUPLICATA POR INDICACAO protocolado (a) sob o numero 113034043, cujo valor se encontra inserido na faixa A do item I da Tabela XV da Lei 13.611/02. FABIO JUNIOR DO BONFIM - CPF 079.232.089-13 - Um (a) DUPLICATA POR INDICACAO protocolado (a) sob o numero 113034049, cujo valor se encontra inserido na faixa A do item I da Tabela XV da Lei 13.611/02. ANDERSON ANDREY VARGAS - CPF 828.201.55049 - Um (a) DUPLICATA POR INDICACAO protocolado (a) sob o numero 113034051, cujo valor se encontra inserido na faixa A do item I da Tabela XV da Lei 13.611/02. EZEQUIEL LOURIVAL CORREIA - CPF 084.152.63970 - Um (a) DUPLICATA POR INDICACAO protocolado (a) sob o numero 113034057, cujo valor se encontra inserido na faixa A do item I da Tabela XV da Lei 13.611/02. ALBERTO ALEXANDRE TORRES CABA AS CPF 812.153.041-53 - Um (a) DUPLICATA POR INDICACAO protocolado (a) sob o numero 113034059, cujo valor se encontra inserido na faixa A do item I da Tabela XV da Lei 13.611/02. PAULO ROBERTO WALENGA - CPF 592.447.47987 - Um (a) DUPLICATA POR INDICACAO protocolado (a) sob o numero 113034060, cujo valor se encontra inserido na faixa A do item I da Tabela XV da Lei 13.611/02. CAMILA REGINA MAGALH ES - CPF 033.414.62910 - Um (a) DUPLICATA POR INDICACAO protocolado (a) sob o numero 113034061, cujo valor se encontra inserido na faixa A do item I da Tabela XV da Lei 13.611/02. LEONARDO CHAVES DOS SANTOS - CPF 072.605.729-06 - Um (a) DUPLICATA POR INDICACAO protocolado (a) sob o numero 113034062, cujo valor se encontra inserido na faixa A do item I da Tabela XV da Lei 13.611/02. GILSO LUIZ MELO - CPF 420.730.901-25 - Um (a) DUPLICATA POR INDICACAO protocolado (a) sob o numero 113034066, cujo valor se encontra inserido na faixa A do item I da Tabela XV da Lei 13.611/02.

PONTA GROSSA, QUINTA-FEIRA

28 DE MARÇO DE 2013

97 - Um (a) DUPLICATA POR INDICACAO protocolado (a) sob o numero 113034075, cujo valor se encontra inserido na faixa A do item I da Tabela XV da Lei 13.611/02.

87 - Um (a) DUPLICATA POR INDICACAO protocolado (a) sob o numero 113034033, cujo valor se encontra inserido na faixa A do item I da Tabela XV da Lei 13.611/02.

CRISTIANO LEBIT - CPF 071.333.109-70 - Um (a) DUPLICATA POR INDICACAO protocolado (a) sob o numero 113034077, cujo valor se encontra inserido na faixa A do item I da Tabela XV da Lei 13.611/02.

LEONIDAS ROSA - CPF 676.414.079-00 - Um (a) DUPLICATA POR INDICACAO protocolado (a) sob o numero 113034034, cujo valor se encontra inserido na faixa A do item I da Tabela XV da Lei 13.611/02.

MICHELE APARECIDA BARBOSA - CPF 070.226.239-02 - Um (a) DUPLICATA POR INDICACAO protocolado (a) sob o numero 113034078, cujo valor se encontra inserido na faixa A do item I da Tabela XV da Lei 13.611/02. PAULO ROBERTO WEIMAYER ANDRADE - CPF 072.605.999-44 - Um (a) DUPLICATA POR INDICACAO protocolado (a) sob o numero 113034084, cujo valor se encontra inserido na faixa A do item I da Tabela XV da Lei 13.611/02. CLADENIR SELVA - CPF 043.280.389-07 - Um (a) DUPLICATA POR INDICACAO protocolado (a) sob o numero 113034090, cujo valor se encontra inserido na faixa A do item I da Tabela XV da Lei 13.611/02. JOAO CARLOS GALVAO - CPF 056.287.059-85 - Um (a) DUPLICATA POR INDICACAO protocolado (a) sob o numero 113034092, cujo valor se encontra inserido na faixa A do item I da Tabela XV da Lei 13.611/02. JOS RICARDO PACHECO - CPF 881.739.099-20 Um (a) DUPLICATA POR INDICACAO protocolado (a) sob o numero 113034093, cujo valor se encontra inserido na faixa A do item I da Tabela XV da Lei 13.611/02. FABRICIO GELSLEICHTER - CPF 073.940.119-09 Um (a) DUPLICATA POR INDICACAO protocolado (a) sob o numero 113034094, cujo valor se encontra inserido na faixa A do item I da Tabela XV da Lei 13.611/02. CLAUDIA IZABEL RICARDO - CPF 080.001.37941 - Um (a) DUPLICATA POR INDICACAO protocolado (a) sob o numero 113034099, cujo valor se encontra inserido na faixa A do item I da Tabela XV da Lei 13.611/02. EVANDRO VON REYN - CPF 042.318.709-00 - Um (a) DUPLICATA POR INDICACAO protocolado (a) sob o numero 113034102, cujo valor se encontra inserido na faixa A do item I da Tabela XV da Lei 13.611/02. RONALDO JOSE DE SOUZA - CPF 017.935.85962 - Um (a) DUPLICATA POR INDICACAO protocolado (a) sob o numero 113034105, cujo valor se encontra inserido na faixa A do item I da Tabela XV da Lei 13.611/02. LEANDRO APARECIDO FURTADO - CPF 043.698.639-61 - Um (a) DUPLICATA POR INDICACAO protocolado (a) sob o numero 113034108, cujo valor se encontra inserido na faixa A do item I da Tabela XV da Lei 13.611/02. SERGIO BONETE GON ALVES - CPF 034.850.49930 - Um (a) DUPLICATA POR INDICACAO protocolado (a) sob o numero 113034110, cujo valor se encontra inserido na faixa A do item I da Tabela XV da Lei 13.611/02. PAISANI E CIA LTDA - CNPJ 80.054.422/0001-89 - Um (a) DUPLICATA POR INDICACAO protocolado (a) sob o numero 113033723, cujo valor se encontra inserido na faixa A do item I da Tabela XV da Lei 13.611/02. CELIA VANUZA ROSSETTO SANTOS - CPF 062.699.609-08 - Um (a) DUPLICATA POR INDICACAO protocolado (a) sob o numero 113033829, cujo valor se encontra inserido na faixa A do item I da Tabela XV da Lei 13.611/02. MARILIZ SILVA FELICIANO - CPF 750.501.539-72 - Um (a) DUPLICATA POR INDICACAO protocolado (a) sob o numero 113033862, cujo valor se encontra inserido na faixa B do item I da Tabela XV da Lei 13.611/02. LENITA APARECIDA DA LUZ - CPF 055.253.35999 - Um (a) DUPLICATA POR INDICACAO protocolado (a) sob o numero 113033873, cujo valor se encontra inserido na faixa B do item I da Tabela XV da Lei 13.611/02. MARICELIA LARA MORAES ME - CNPJ 11.587.497/0001-02 - Um (a) DUPLICATA POR INDICACAO protocolado (a) sob o numero 113033878, cujo valor se encontra inserido na faixa C do item I da Tabela XV da Lei 13.611/02. FERNANDO CAMARGO - CPF 047.983.009-69 Um (a) DUPLICATA POR INDICACAO protocolado (a) sob o numero 113033896, cujo valor se encontra inserido na faixa A do item I da Tabela XV da Lei 13.611/02. CTR - COMERCIO DE TINTAS LTDA ME CNPJ 09.459.656/0001-41 - Um (a) DUPLICATA POR INDICACAO protocolado (a) sob o numero 113033914, cujo valor se encontra inserido na faixa E do item I da Tabela XV da Lei 13.611/02. RUBIA MARA ACRENDE - CPF 063.975.929-79 Um (a) DUPLICATA POR INDICACAO protocolado (a) sob o numero 113033917, cujo valor se encontra inserido na faixa A do item I da Tabela XV da Lei 13.611/02. ADRIANE NOVAK - CPF 094.120.129-50 - Um (a) DUPLICATA POR INDICACAO protocolado (a) sob o numero 113033918, cujo valor se encontra inserido na faixa A do item I da Tabela XV da Lei 13.611/02. ALESSANDRA MARIA PALHANO - CPF 034.884.009-80 - Um (a) DUPLICATA POR INDICACAO protocolado (a) sob o numero 113033920, cujo valor se encontra inserido na faixa A do item I da Tabela XV da Lei 13.611/02. PAOLA KRENISKI - CPF 097.444.969-59 - Um (a) DUPLICATA POR INDICACAO protocolado (a) sob o numero 113033921, cujo valor se encontra inserido na faixa A do item I da Tabela XV da Lei 13.611/02. BRUNA THAMIRIS WEBER - CPF 086.289.349-60 - Um (a) DUPLICATA POR INDICACAO protocolado (a) sob o numero 113034007, cujo valor se encontra inserido na faixa A do item I da Tabela XV da Lei 13.611/02. DERYA PIRES OZKAN - CPF 086.185.519-10 - Um (a) DUPLICATA POR INDICACAO protocolado (a) sob o numero 113034009, cujo valor se encontra inserido na faixa C do item I da Tabela XV da Lei 13.611/02. GRECIANO CESAR RIBAS MONTEIRO - CPF 026.799.099-50 - Um (a) DUPLICATA POR INDICACAO protocolado (a) sob o numero 113034010, cujo valor se encontra inserido na faixa A do item I da Tabela XV da Lei 13.611/02. ROSELI APARECIDA QUENTIN BRAUNE - CPF 048.705.089-40 - Um (a) DUPLICATA POR INDICACAO protocolado (a) sob o numero 113034013, cujo valor se encontra inserido na faixa A do item I da Tabela XV da Lei 13.611/02. IRAN NOFEKE - CPF 632.267.409-97 - Um (a) DUPLICATA POR INDICACAO protocolado (a) sob o numero 113034017, cujo valor se encontra inserido na faixa A do item I da Tabela XV da Lei 13.611/02. LUANA DE FATIMA SILVEIRO MACHADO - CPF 061.113.529-97 - Um (a) DUPLICATA POR INDICACAO protocolado (a) sob o numero 113034018, cujo valor se encontra inserido na faixa A do item I da Tabela XV da Lei 13.611/02.

CRISTIANE AZAMBUJA - CPF 030.687.239-06 - Um (a) DUPLICATA POR INDICACAO protocolado (a) sob o numero 113034067, cujo valor se encontra inserido na faixa A do item I da Tabela XV da Lei 13.611/02.

JOVENTINO DOS SANTOS PINTURAS - CNPJ 08.704.953/0001-42 - Um (a) DUPLICATA POR INDICACAO protocolado (a) sob o numero 113034023, cujo valor se encontra inserido na faixa A do item I da Tabela XV da Lei 13.611/02.

JOSE ANSOLIN - CPF 110.488.320-15 - Um (a) DUPLICATA POR INDICACAO protocolado (a) sob o numero 113034072, cujo valor se encontra inserido na faixa A do item I da Tabela XV da Lei 13.611/02.

LUANA DO ROCIO M DA SILVA - CPF 071.526.23945 - Um (a) DUPLICATA POR INDICACAO protocolado (a) sob o numero 113034031, cujo valor se encontra inserido na faixa A do item I da Tabela XV da Lei 13.611/02.

FABIO ALEXANDRE CEMBRANI - CPF 018.013.429-

LUIZ HENRIQUE DE MARTINO - CPF 559.823.289-

LEONICE ROCHA LESSA - CPF 020.436.489-26 Um (a) DUPLICATA POR INDICACAO protocolado (a) sob o numero 113034035, cujo valor se encontra inserido na faixa A do item I da Tabela XV da Lei 13.611/02. NELSON PAIVA BRANCO JUNIOR - CPF 019.239.908-02 - Um (a) DUPLICATA POR INDICACAO protocolado (a) sob o numero 113034037, cujo valor se encontra inserido na faixa A do item I da Tabela XV da Lei 13.611/02. SIMONE KOSIEDOSKI SCHIMANSKI - CPF 701.072.549-72 - Um (a) DUPLICATA POR INDICACAO protocolado (a) sob o numero 113034041, cujo valor se encontra inserido na faixa A do item I da Tabela XV da Lei 13.611/02. ROBERTO CARLOS VAZ CORREIA - CPF 020.894.989-51 - Um (a) DUPLICATA POR INDICACAO protocolado (a) sob o numero 113034045, cujo valor se encontra inserido na faixa A do item I da Tabela XV da Lei 13.611/02. NEWTON CARLOS PEREIRA DO NASCIMENTO - CPF 604.760.529-04 - Um (a) DUPLICATA POR INDICACAO protocolado (a) sob o numero 113034048, cujo valor se encontra inserido na faixa A do item I da Tabela XV da Lei 13.611/02. DANIELLE CRISTINE CAMARGO DOS SANTOS - CPF 056.637.329-77 - Um (a) DUPLICATA POR INDICACAO protocolado (a) sob o numero 113034052, cujo valor se encontra inserido na faixa A do item I da Tabela XV da Lei 13.611/02. JESSICA LINHARES DE LARA - CPF 093.197.24938 - Um (a) DUPLICATA POR INDICACAO protocolado (a) sob o numero 113034056, cujo valor se encontra inserido na faixa A do item I da Tabela XV da Lei 13.611/02. DANIELE APARECIDA PRIMOR BUSS - CPF 031.337.739-17 - Um (a) DUPLICATA POR INDICACAO protocolado (a) sob o numero 113034058, cujo valor se encontra inserido na faixa A do item I da Tabela XV da Lei 13.611/02. DANIELE DE CAMARGO BOREK - CPF 030.021.719-64 - Um (a) DUPLICATA POR INDICACAO protocolado (a) sob o numero 113034068, cujo valor se encontra inserido na faixa A do item I da Tabela XV da Lei 13.611/02. LIDNEI DE FATIMA DE PAIVA CUNHA - CPF 015.844.029-38 - Um (a) DUPLICATA POR INDICACAO protocolado (a) sob o numero 113034069, cujo valor se encontra inserido na faixa A do item I da Tabela XV da Lei 13.611/02. SIDENEI JOSE MARTINI - CPF 906.633.579-34 Um (a) DUPLICATA POR INDICACAO protocolado (a) sob o numero 113034070, cujo valor se encontra inserido na faixa A do item I da Tabela XV da Lei 13.611/02. ANDREIA DE VASCONCELOS - CPF 042.962.59954 - Um (a) DUPLICATA POR INDICACAO protocolado (a) sob o numero 113034073, cujo valor se encontra inserido na faixa A do item I da Tabela XV da Lei 13.611/02. VANDERLEI DA SILVA BORGES - CPF 075.161.01940 - Um (a) DUPLICATA POR INDICACAO protocolado (a) sob o numero 113034074, cujo valor se encontra inserido na faixa A do item I da Tabela XV da Lei 13.611/02. DIRLEI DA SILVEIRA - CPF 018.600.379-09 - Um (a) DUPLICATA POR INDICACAO protocolado (a) sob o numero 113034076, cujo valor se encontra inserido na faixa A do item I da Tabela XV da Lei 13.611/02. ANDREIA DE FATIMA LIMA DA LUZ - CPF 027.056.229-00 - Um (a) DUPLICATA POR INDICACAO protocolado (a) sob o numero 113034079, cujo valor se encontra inserido na faixa A do item I da Tabela XV da Lei 13.611/02. SANDRA REGINA BUZACK - CPF 025.922.779-00 - Um (a) DUPLICATA POR INDICACAO protocolado (a) sob o numero 113034080, cujo valor se encontra inserido na faixa A do item I da Tabela XV da Lei 13.611/02. ROGERIO FRANCISCO D DA SILVA - CPF 080.421.259-76 - Um (a) DUPLICATA POR INDICACAO protocolado (a) sob o numero 113034081, cujo valor se encontra inserido na faixa A do item I da Tabela XV da Lei 13.611/02. LUCAS WILLIAN SANTOS ROCHA - CPF 065.942.179-84 - Um (a) DUPLICATA POR INDICACAO protocolado (a) sob o numero 113034083, cujo valor se encontra inserido na faixa A do item I da Tabela XV da Lei 13.611/02. BRUNA RAFAELA MELLO - CPF 074.845.689-96 Um (a) DUPLICATA POR INDICACAO protocolado (a) sob o numero 113034089, cujo valor se encontra inserido na faixa A do item I da Tabela XV da Lei 13.611/02. KELLY THAIS TAVARES PENTEADO - CPF 086.809.869-84 - Um (a) DUPLICATA POR INDICACAO protocolado (a) sob o numero 113034096, cujo valor se encontra inserido na faixa A do item I da Tabela XV da Lei 13.611/02. WILLIAM TISON - CPF 099.190.579-24 - Um (a) DUPLICATA POR INDICACAO protocolado (a) sob o numero 113034097, cujo valor se encontra inserido na faixa A do item I da Tabela XV da Lei 13.611/02. OLGA KARINE DE CAMARGO - CPF 010.481.65973 - Um (a) DUPLICATA POR INDICACAO protocolado (a) sob o numero 113034098, cujo valor se encontra inserido na faixa A do item I da Tabela XV da Lei 13.611/02. LUCIO MARCELO DUARTE - CPF 153.124.788-14 Um (a) DUPLICATA POR INDICACAO protocolado (a) sob o numero 113034104, cujo valor se encontra inserido na faixa A do item I da Tabela XV da Lei 13.611/02. ARLITA MANSANI LOPES - CPF 926.567.819-49 - Um (a) DUPLICATA POR INDICACAO protocolado (a) sob o numero 113034106, cujo valor se encontra inserido na faixa A do item I da Tabela XV da Lei 13.611/02. EMERSON CONRADO DE QUADROS - CPF 033.508.409-57 - Um (a) DUPLICATA POR INDICACAO protocolado (a) sob o numero 113034107, cujo valor se encontra inserido na faixa A do item I da Tabela XV da Lei 13.611/02. JACQUELINE ANGELA DE SOUZA - CPF 726.542.109-44 - Um (a) DUPLICATA POR INDICACAO protocolado (a) sob o numero 113034111, cujo valor se encontra inserido na faixa A do item I da Tabela XV da Lei 13.611/02. TATIANE BORZUK DA FONSECA - CPF 059.704.329-97 - Um (a) DUPLICATA POR INDICACAO protocolado (a) sob o numero 113034112, cujo valor se encontra inserido na faixa A do item I da Tabela XV da Lei 13.611/02. EUDIMAR PRESTES ROCHA - CPF 057.232.93931 - Um (a) CEDULA DE CREDITO BANCARIO protocolado (a) sob o numero 113034113, cujo valor se encontra inserido na faixa F do item I da Tabela XV da Lei 13.611/02. Por não ter sido possível encontrar os referidos responsáveis, pelo presente os intimo para todos os fins de direito e, ao mesmo tempo os cientifico de que, se não atendido ao presente até o dia 01/04/2013 (em caso de pagamento, observar horário dos bancos), serão lavrados os respectivos protestos em data de 01/04/2013. Afixado no lugar de costume, nesta data. Ponta Grossa, 27/03/2013 Glaci da C. Siduoski Mielke Escrevente


 classificados@diariodoscampos.com.br (42)3220-7744

CLASSIFICADOS

PONTA GROSSA, QUINTA-FEIRA

28 DE MARÇO DE 2013

5C

DIÁRIO DOS CAMPOS

MUNICÍPIO DE VENTANIA MUNICÍPIO DE VENTANIA

MUNICÍPIO DE VENTANIA

RELATÓRIO RESUMIDO DA EXECUÇÃO ORÇAMENTARIA BALANÇO ORÇAMENTÁRIO - DESPESA

RELATÓRIO RESUMIDO DA EXECUÇÃO ORÇAMENTÁRIA BALANÇO ORÇAMENTÁRIO - RECEITAS INTRA-ORÇAMENTÁRIAS ORÇAMENTO FISCAL E DA SEGURIDADE SOCIAL

ORÇAMENTO FISCAL E DA SEGURIDADE SOCIAL JANEIRO A FEVEREIRO DE 2013

Página: 1 /

1

JANEIRO A FEVEREIRO DE 2013

LRF, Art. 52, inciso I, alíneas "a" e "b" do inciso II e § 1º - Anexo I Dotação inicial (d)

DESPESAS

Créditos adicionais (e)

Dotação atualizada (f) = (d + e)

DESPESAS EMPENHADAS No bimestre (g)

DESPESAS LIQUIDADAS

Até bimestre (h)

No bimestre (i)

Até bimestre (j)

Saldo a liquidar (f - j)

% (j / f)

18.850.000,00

0,00

18.850.000,00

2.846.007,24

2.846.007,24

2.682.726,11

2.682.726,11

14,23

16.167.273,89

DESPESAS CORRENTES

16.570.500,00

(39.000,00)

16.531.500,00

2.515.882,98

2.515.882,98

2.446.139,66

2.446.139,66

14,80

14.085.360,34

10.160.520,00

(88.700,00)

10.071.820,00

1.577.132,41

1.577.132,41

1.577.132,41

1.577.132,41

PESSOAL E ENCARGOS SOCIAIS JUROS E ENCARGOS DA DIVÍDA OUTRAS DESPESAS CORRENTES DESPESAS DE CAPITAL

15,66

Previsão Inicial

Receitas realizadas No bimestre (b)

Até o bimestre (c)

% (b/a)

1

Saldo a realizar (a - c)

% (c/a)

110.000,00

0,00

110.000,00

11.816,14

11.816,14

11.816,14

11.816,14

10,74

98.183,86

49.700,00

6.349.680,00

926.934,43

926.934,43

857.191,11

857.191,11

13,50

5.492.488,89

RECEITAS CORRENTES INTRAORÇAMENTARIAS

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

RECEITA TRIBUTARIA INTRAORÇAMENTARIA

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

TAXAS - OPERAÇOES INTRAORÇAMENTARIAS

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

CONTRIBUIÇAO DE MELHORIA

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

CONTRIB SOCIAIS - OPERAÇOES

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

CONTRIBUIÇÕES DE INTERVENÇÃO NO

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

COSIP - COBRANÇA NA FATURA DE CONSUMO

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

2.091.000,00

39.000,00

2.130.000,00

330.124,26

330.124,26

236.586,45

236.586,45

11,11

1.893.413,55

39.000,00

1.730.000,00

164.756,60

164.756,60

98.256,60

98.256,60

5,68

1.631.743,40

INVERSÕES FINANCEIRAS

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

AMORTIZAÇÃO DA DÍVIDA

400.000,00

0,00

400.000,00

165.367,66

165.367,66

138.329,85

138.329,85

34,58

261.670,15

RESERVA DE CONTINGÊNCIA

188.500,00

0,00

188.500,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

188.500,00

188.500,00

0,00

188.500,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

188.500,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

18.850.000,00

0,00

18.850.000,00

2.846.007,24

2.846.007,24

2.682.726,11

2.682.726,11

14,23

16.167.273,89

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

RECEITA PATRIMONIAL INTRAORÇAMENTARIA

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

RECEITAS IMOBILIARIAS - OPERAÇOES

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

RESERVA DE CONTINGÊNCIA DESPESAS INTRA-ORÇAMENTÁRIAS (IX) SUBTOTAL DAS DESPESAS (X) = (VIII + IX)

RECEITAS INTRA-ORÇAMENTÁRIAS

8.494.687,59

Previsão atualizada(a)

6.299.980,00

1.691.000,00

INVESTIMENTOS

Página: 1 /

LRF, Art. 52, inciso I, alíneas "a" e "b" do inciso II e § 1º - Anexo I

DESPESAS (EXCETO INTRA-ORÇAMENTÁRIAS) (VIII)

AMORTIZAÇÃO DA DÍVIDA - REFINANCIAMENTO (XI) Amortização da Dívida Interna Dívida Mobiliária Outras Dívidas

RECEITAS DE OPERAÇOES

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

Dívida Mobiliária

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

RECEITA DE CONCESSOES E PERMISSOES -

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

Outras Dívidas

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

OUTRAS REC PATRIMONIAIS - OPERAÇOES

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

18.850.000,00

0,00

18.850.000,00

2.846.007,24

2.846.007,24

2.682.726,11

2.682.726,11

14,23

16.167.273,89

RECEITA AGROPECUARIA INTRAORÇAMENTARIAS

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

122.198,16

122.198,16

0,00

(122.198,16)

RECEITA DA PRODUÇAO VEGETAL -

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

18.850.000,00

0,00

18.850.000,00

2.846.007,24

2.846.007,24

2.804.924,27

2.804.924,27

14,88

16.045.075,73

RECEITA DA PRODUÇAO ANIMAL E DERIV -

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

OUTRAS RECEITAS AGROPECUARIAS -

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

RECEITA INDUSTRIAL INTRAORÇAMENTARIA

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

RECEITA DA INDÚSTRIA EXTRATIVA MINERAL

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

RECEITA DA INDUSTRIA DE TRANSFORMAÇAO

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

RECEITA DA INDUSTRIA DE CONSTRUÇAO/ -

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

OUTRAS RECEITAS INDUSTRIAIS/ -

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

RECEITA DE SERVIÇOS INTRAORÇAMENTARIAS

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

OUTRAS RECEITAS CORRENTES

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

MULTAS DE JUROS DE MORA/OPERAÇOES

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

Amortização da Dívida Externa

SUBTOTAL COM REFINANCIAMENTO (XII) = (X + XI) SUPERÁVIT (XIII) TOTAL (XIV) = (XII + XIII)

MUNICÍPIO DE VENTANIA RELATÓRIO RESUMIDO DA EXECUÇÃO ORÇAMENTARIA BALANÇO ORÇAMENTÁRIO - DESPESAS INTRA-ORÇAMENTÁRIAS ORÇAMENTO FISCAL E DA SEGURIDADE SOCIAL JANEIRO A FEVEREIRO DE 2013

Página: 1 /

1

LRF, Art. 52, inciso I, alíneas "a" e "b" do inciso II e § 1º - Anexo I Dotação inicial (d)

DESPESAS INTRA-ORÇAMENTÁRIAS DESPESAS CORRENTES (I)

Créditos adicionais (e)

Dotação atualizada (f) = (d + e)

DESPESAS EMPENHADAS No bimestre (g)

DESPESAS LIQUIDADAS

Até bimestre (h)

No bimestre (i)

Até bimestre (j)

Saldo a liquidar (f - j)

% (j / f)

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

SUBTOTAL DAS DESPESAS (III) = (I + II)

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

INDENIZAÇOES E RESTITUIÇOES/OPERAÇOES

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

SUPERÁVIT (IV)

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

RECEITAS DE APORTES PERIÓDICOS PARA

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

TOTAL (V) = (III + IV)

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

RECEITAS DIVERSAS /OPERAÇOES

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

RECEITAS DE CAPITAL INTRAORÇAMENTARIAS

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

OPERAÇOES DE CREDITO - OPERAÇOES

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

OPERAÇOES DE CREDITO INTERNAS

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

ALIENAÇAO DE BENS MOVEIS - OPERAÇOES

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

ALIENAÇAO DE BENS IMOVEIS - OPERAÇOES

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

AMORTIZAÇAO DE EMPRESTIMOS - OPERAÇOES

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

TRANSFERÊNCIA DE CAPITAL

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

OUTRAS RECEITAS DE CAPITAL - OPERAÇOES

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

INTEGRALIZAÇAO DO CAPITAL SOCIAL -

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

OUTRAS RECEITAS - OPERAÇOES

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

SUBTOTAL DAS RECEITAS (III)=(I+II)

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

OUTRAS DESPESAS CORRENTES

MUNICÍPIO DE VENTANIA RELATÓRIO RESUMIDO DA EXECUÇÃO ORÇAMENTARIA BALANÇO ORÇAMENTÁRIO - RECEITAS ORÇAMENTO FISCAL E DA SEGURIDADE SOCIAL

ALIENAÇAO DE BENS - OPERAÇOES

JANEIRO A FEVEREIRO DE 2013 Página: 1 /

LRF, Art. 52, inciso I, alíneas "a" e "b" do inciso II e § 1º - Anexo I

RECEITAS

Previsão atualizada(a)

Previsão Inicial

RECEITAS CORRENTES RECEITA TRIBUTÁRIA IMPOSTOS TAXAS

Receitas realizadas No bimestre (b)

Até o bimestre (c)

% (b/a)

2

Saldo a realizar (a - c)

% (c/a)

21.397.940,00

3.355.437,95

15,68

3.355.437,95

15,68

18.042.502,05

974.940,00

974.940,00

0,00

0,00

0,00

0,00

974.940,00

DÉFICIT (IV)

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

930.940,00

930.940,00

0,00

0,00

0,00

0,00

930.940,00

TOTAL(V) = (III + IV)

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

44.000,00

44.000,00

0,00

0,00

0,00

0,00

44.000,00

CONTRIBUIÇÃO DE MELHORIA

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

216.000,00

216.000,00

11.724,29

5,43

11.724,29

5,43

204.275,71

CONTRIBUIÇÕES SOCIAIS

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

CONTRIBUIÇÕES DE INTERVENÇÃO NO

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

216.000,00

216.000,00

11.724,29

5,43

11.724,29

5,43

204.275,71

RECEITAS DE CONTRIBUIÇÕES

CONTRIBUIÇÃO PARA O CUSTEIO DO SERVIÇO RECEITA PATRIMONIAL

74.300,00

74.300,00

167,21

0,23

167,21

0,23

74.132,79

RECEITAS IMOBILIÁRIAS

15.000,00

15.000,00

0,00

0,00

0,00

0,00

15.000,00

RECEITAS DE VALORES MOBILIÁRIOS

59.300,00

59.300,00

167,21

0,28

167,21

0,28

59.132,79

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

RECEITA DE CONCESSÕES E PERMISSÕES

MUNICÍPIO DE VENTANIA RELATÓRIO RESUMIDO DA EXECUÇÃO ORÇAMENTARIA DEMOSTRATIVO DA EXECUÇÃO DAS DESPESAS POR FUNÇÃO E SUBFUNÇÃO ORÇAMENTO FISCAL E DA SEGURIDADE SOCIAL JANEIRO A FEVEREIRO DE 2013

COMPENSAÇÕES FINANCEIRAS

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

RECEITA DECORRENTE DO DIREITO DE

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

RECEITA DA CESSÃO DE DIREITOS

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

OUTRAS RECEITAS PATRIMONIAIS

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

RECEITA AGROPECUÁRIA

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

RECEITA DA PRODUÇÃO VEGETAL

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

RECEITA DA PRODUÇÃO ANIMAL E

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

OUTRAS RECEITAS AGROPECUÁRIAS

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

RECEITA INDUSTRIAL RECEITA DA INDUSTRIA EXTRATIVA MINERAL RECEITA DA INDÚSTRIA DE TRANSFORMAÇÃO

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

RECEITA DA INDÚSTRIA DE CONTRUÇÃO

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

OUTRAS RECEITAS INDUSTRIAIS

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

15.000,00

15.000,00

0,00

0,00

0,00

0,00

15.000,00

TRANSFERÊNCIAS CORRENTES

DESPESAS EMPENHADAS FUNÇÃO / SUBFUNÇÃO

INICIAL

DESPESAS (EXCETO INTRA-ORÇAMENTÁRIAS (I))

20.015.700,00

20.015.700,00

3.343.546,45

16,70

3.343.546,45

16,70

16.672.153,55

19.865.700,00

19.865.700,00

3.343.546,45

16,83

3.343.546,45

16,83

16.522.153,55

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

TRANSFERÊNCIAS DE INSTITUIÇÕES TRANSFERÊNCIAS DO EXTERIOR

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

TRANSFERÊNCIAS DE PESSOAS

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

150.000,00

150.000,00

0,00

0,00

0,00

0,00

150.000,00

102.000,00

102.000,00

0,00

0,00

0,00

0,00

102.000,00

2.000,00

2.000,00

0,00

0,00

0,00

0,00

2.000,00

TRANSFERÊNCIAS DE CONVÊNIOS OUTRAS RECEITAS CORRENTES MULTAS JUROS DE MORA INDENIZAÇÕES E RESTITUIÇÕES RECEITA DA DÍVIDA ATIVA

5.000,00

5.000,00

0,00

0,00

0,00

0,00

5.000,00

90.000,00

90.000,00

0,00

0,00

0,00

0,00

90.000,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

SEM DESCRIÇÃO DEFINIDA PELO TCE RECEITAS DIVERSAS

5.000,00

5.000,00

0,00

0,00

0,00

0,00

5.000,00

350.000,00

350.000,00

0,00

0,00

0,00

0,00

350.000,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

OPERAÇÕES DE CRÉDITO INTERNAS

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

OPERAÇÕES DE CRÉDITO EXTERNAS

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

350.000,00

350.000,00

0,00

0,00

0,00

0,00

350.000,00

RECEITAS DE CAPITAL OPERAÇÕES DE CRÉDITO

ALIENAÇÃO DE BENS ALIENAÇÃO DE BENS MÓVEIS

350.000,00

350.000,00

0,00

0,00

0,00

0,00

350.000,00

ALIENAÇÃO DE BENS IMÓVEIS

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

AMORTIZAÇÃO DE EMPRÉSTIMOS

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

TRANSFERÊNCIAS DE CAPITAL

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

TRANSFERÊNCIAS INTERGOVERNAMENTAIS

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

TRANSFERÊNCIAS DE INSTITUIÇÕES

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

TRANSFERÊNCIAS DO EXTERIOR

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

TRANSFERÊNCIAS DE PESSOAS

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

TRANSFERÊNCIAS DE OUTRAS INSTITUIÇÕES

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

TRANSFERÊNCIAS DE CONVÊNIOS

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

INTEGRALIZAÇÃO DO CAPITAL SOCIAL

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

RECEITA DA DÍVIDA ATIVA PROVENIENTE DE

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

OUTRAS RECEITAS DE CAPITAL

ATUALIZADA (a)

No bimestre (b)

DESPESAS LIQUIDADAS

Até o bimestre (c)

No bimestre (d)

Até o bimestre (e)

% (e / total e)

2

Saldo a liquidar (a - e)

% (e / a)

18.850.000,00

18.850.000,00

2.846.007,24

2.846.007,24

2.682.726,11

2.682.726,11

100,00

14,23

1.300.000,00

1.116.194,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

LEGISLATIVA AÇÃO LEGISLATIVA

ADMINISTRAÇÃO GERAL

16.167.273,89 1.116.194,00

1.300.000,00

1.116.194,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

1.116.194,00

2.213.280,00

2.257.280,00

542.272,36

542.272,36

468.686,17

468.686,17

17,47

20,76

1.788.593,83

2.213.280,00

2.257.280,00

542.272,36

542.272,36

468.686,17

468.686,17

17,47

20,76

1.788.593,83

ASSISTÊNCIA SOCIAL

602.200,00

602.200,00

58.455,44

58.455,44

58.455,44

58.455,44

2,18

9,71

543.744,56

ASSISTÊNCIA AO PORTADOR DE DEFICIÊNCIA

3.100,00

3.100,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

3.100,00

ASSISTÊNCIA À CRIANÇA E AO ADOLESCENTE

250.500,00

250.500,00

26.702,03

26.702,03

26.702,03

26.702,03

1,00

10,66

223.797,97

ASSISTÊNCIA COMUNITÁRIA

348.600,00

348.600,00

31.753,41

31.753,41

31.753,41

31.753,41

1,18

9,11

316.846,59

SAÚDE ATENÇÃO BÁSICA

5.517.500,00

5.605.306,00

932.294,86

932.294,86

880.094,10

880.094,10

32,81

15,70

4.725.211,90

5.402.500,00

5.490.306,00

932.294,86

932.294,86

880.094,10

880.094,10

32,81

16,03

4.610.211,90

10.000,00

10.000,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

VIGILÂNCIA SANITÁRIA VIGILÂNCIA EPIDEMIOLÓGICA EDUCAÇÃO

10.000,00

105.000,00

105.000,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

105.000,00

4.896.420,00

4.938.220,00

593.944,59

593.944,59

585.944,59

585.944,59

21,84

11,87

4.352.275,41

ALIMENTAÇÃO E NUTRIÇÃO

135.000,00

135.000,00

11.253,56

11.253,56

11.253,56

11.253,56

0,42

8,34

123.746,44

3.967.620,00

4.002.920,00

488.217,86

488.217,86

480.217,86

480.217,86

17,90

12,00

3.522.702,14

14.500,00

14.500,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

14.500,00

EDUCAÇÃO INFANTIL

732.000,00

738.500,00

94.473,17

94.473,17

94.473,17

94.473,17

3,52

12,79

644.026,83

EDUCAÇÃO ESPECIAL

47.300,00

47.300,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

47.300,00

ENSINO FUNDAMENTAL ENSINO SUPERIOR

CULTURA

20.000,00

DIFUSÃO CULTURAL URBANISMO

5.000,00

5.000,00

5.000,00

5.000,00

0,19

25,00

15.000,00

20.000,00

5.000,00

5.000,00

5.000,00

5.000,00

0,19

25,00

15.000,00

1.963.700,00

424.978,26

424.978,26

424.978,26

424.978,26

15,84

21,64

1.538.721,74

INFRA-ESTRUTURA URBANA SERVIÇOS URBANOS

20.000,00

20.000,00 1.953.500,00 330.000,00

330.000,00

8.282,82

8.282,82

8.282,82

8.282,82

0,31

2,51

321.717,18

1.623.500,00

1.633.700,00

416.695,44

416.695,44

416.695,44

416.695,44

15,53

25,51

1.217.004,56

30.000,00

30.000,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

30.000,00

30.000,00

30.000,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

30.000,00

SANEAMENTO SANEAMENTO BÁSICO URBANO

TRANSFERÊNCIAS INTERGOVERNAMENTAIS

Página: 1 /

LRF, Art. 52, inciso II, alínia "c" - Anexo II

ADMINISTRAÇÃO

RECEITA DE SERVIÇOS

0,00

21.397.940,00

GESTÃO AMBIENTAL

6.416,66

0,24

21,39

30.000,00

30.000,00

6.416,66

6.416,66

6.416,66

6.416,66

0,24

21,39

23.583,34

515.000,00

30.000,00

515.000,00

51.355,35

51.355,35

51.355,35

51.355,35

1,91

9,97

463.644,65

ALIMENTAÇÃO E NUTRIÇÃO

10.000,00

10.000,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

10.000,00

PROMOÇÃO DA PRODUÇÃO VEGETAL

67.000,00

67.000,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

67.000,00

416.000,00

416.000,00

51.355,35

51.355,35

51.355,35

51.355,35

1,91

12,35

364.644,65

22.000,00

22.000,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

22.000,00

CONTROLE AMBIENTAL AGRICULTURA

PROMOÇÃO DA PRODUÇÃO ANIMAL EXTENSÃO RURAL COMUNICAÇÕES

30.000,00

26.000,00

26.000,00

3.020,00

6.416,66

6.416,66

3.020,00

2.852,00

23.583,34

2.852,00

0,11

10,97

26.000,00

26.000,00

3.020,00

3.020,00

2.852,00

2.852,00

0,11

10,97

23.148,00

862.600,00

862.600,00

15.562,37

15.562,37

13.324,00

13.324,00

0,50

1,54

849.276,00

COMUNICAÇÃO SOCIAL TRANSPORTE

6.416,66

23.148,00

MUNICÍPIO DE VENTANIA RELATÓRIO RESUMIDO DA EXECUÇÃO ORÇAMENTARIA DEMOSTRATIVO DA EXECUÇÃO DAS DESPESAS POR FUNÇÃO E SUBFUNÇÃO ORÇAMENTO FISCAL E DA SEGURIDADE SOCIAL JANEIRO A FEVEREIRO DE 2013

Página: 2 /

2

LRF, Art. 52, inciso II, alínia "c" - Anexo II DESPESAS EMPENHADAS FUNÇÃO / SUBFUNÇÃO

INICIAL

ATUALIZADA (a)

No bimestre (b)

DESPESAS LIQUIDADAS

Até o bimestre (c)

No bimestre (d)

Até o bimestre (e)

% (e / total e)

SERVIÇOS URBANOS

101.500,00

101.500,00

106,06

106,06

0,00

0,00

0,00

TRANSPORTE RODOVIÁRIO

761.100,00

761.100,00

15.456,31

15.456,31

13.324,00

13.324,00

185.000,00

185.000,00

35.523,55

35.523,55

35.473,55

35.473,55

185.000,00

185.000,00

DESPORTO E LAZER DESPORTO COMUNITÁRIO ENCARGOS ESPECIAIS SERVIÇO DA DÍVIDA INTERNA RESERVA DE CONTINGÊNCIA

35.523,55

35.473,55

35.473,55

0,00

101.500,00

0,50

1,75

747.776,00

1,32

19,17

149.526,45

1,32

19,17

149.526,45

510.000,00

510.000,00

177.183,80

177.183,80

150.145,99

150.145,99

5,60

29,44

359.854,01

510.000,00

510.000,00

177.183,80

177.183,80

150.145,99

150.145,99

5,60

29,44

359.854,01

188.500,00

188.500,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

188.500,00

188.500,00

188.500,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

188.500,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

18.850.000,00

18.850.000,00

2.846.007,24

2.846.007,24

2.682.726,11

2.682.726,11

100,00

14,23

16.167.273,89

RESERVA DE CONTINGÊNCIA DESPESAS (INTRA-ORÇAMENTÁRIAS (III)) TOTAL

35.523,55

Saldo a liquidar (a - e)

% (e / a)

MUNICÍPIO DE VENTANIA RELATÓRIO RESUMIDO DA EXECUÇÃO ORÇAMENTÁRIA DEMONSTRATIVO DAS RECEITAS E DESPESAS COM MANUTENÇÃO E DESENVOLVIMENTO DO ENSINO - MDE ORÇAMENTO FISCAL E DA SEGURIDADE SOCIAL JANEIRO A FEVEREIRO DE 2013 Página: 1 /

Lei 9.394/96, Art. 72 - Anexo X

3

RECEITAS DE ENSINO RECEITA RESULTANTE DE IMPOSTOS (Caput do art. 212 da constituição)

MUNICÍPIO DE VENTANIA RELATÓRIO RESUMIDO DA EXECUÇÃO ORÇAMENTARIA BALANÇO ORÇAMENTÁRIO - RECEITAS ORÇAMENTO FISCAL E DA SEGURIDADE SOCIAL

Página: 2 /

RECEITAS

Previsão atualizada(a)

Previsão Inicial

No bimestre (b)

Até o bimestre (c)

% (b/a)

% (c/a)

2

Saldo a realizar (a - c)

8.088,26

9.904,93

6.572,89

5.236,99

5.683,93

8.103,45

9.969,25

0,11

85.475,97

85.475,97

87.870,90

81.549,91

0,56

6.097,71

6.097,71

7.108,86

4.398,20

0,91

98.589,07

128.589,07

98.734,24

96.549,79

0,27

1.1.4 - Multas, juros de mora, atualização monetária e outros encargos da dívida ativa do IPTU

4.739,90

5.739,90

5.844,32

10.366,39

0,25

1.1.5 - ( - ) Deduções da receita do IPTU

5.298,84

5.298,84

4.055,66

9.223,79

0,64

1.2 - Receita resultante do imposto sobre transmissão inter vivos - ITBI

7.948,93

3.888,45

1.906,03

7.941,93

0,66

311.847,62

311.847,62

317.453,05

318.584,72

0,96

963,50

5.476,40

606,32

0,46

9.142,46

5.844,94

4.436,64

0,74

1.2.4 - Multas, juros de mora, atualização monetária e outros encargos da dívida ativa do ITBI

3.913,40

3.913,40

7.468,79

6.820,03

0,08

1.2.5 - ( - ) Deduções da receita do ITBI

9.133,96

9.133,96

7.109,84

5.105,02

0,94

0,00

1.3 - Receita resultante do imposto sobre serviços de qualquer natureza - ISS

4.783,39

4.069,57

9.432,94

3.503,50

0,59

0,00

1.3.1 - Imposto sobre serviços de qualquer natureza - ISS

354.604,00

354.604,00

355.771,20

353.590,17

0,92

1.3.2 - Multas, juros de mora e outros encargos do ISS

5.417,20

5.417,20

851,26

4.209,84

0,48

1.3.3 - Dívida ativa do ISS

8.303,09

8.303,09

9.343,32

4.933,17

0,77

1.3.4 - Multas, juros de mora, atualização monetária e outros encargos da dívida ativa do ISS

4.413,58

4.413,58

5.700,34

1.400,22

0,69

1.3.5 - ( - ) Deduções da receita do ISS

2.934,92

2.934,92

9.936,16

8.686,69

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

(2.897.940,00)

(2.897.940,00)

(550.513,68)

19,00

(550.513,68)

19,00

(2.347.426,32)

RENÚNCIA

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

RESTITUIÇÕES

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

DEDUÇÃO RECEITA FORMAÇÃO DO

1.2.2 - Multas, juros de mora e outros encargos do ITBI

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

(2.897.940,00)

(2.897.940,00)

(550.513,68)

19,00

(550.513,68)

19,00

(2.347.426,32)

(2.897.940,00)

(2.897.940,00)

(550.513,68)

19,00

(550.513,68)

19,00

(2.347.426,32)

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

1.4 - Receita resultante do imposto de renda retido na fonte - IRRF

0,00

1.4.1 - IRRF

OUTRAS DEDUÇÕES RECEITAS INTRA-ORÇAMENTÁRIAS (II)

0,00

SUBTOTAL DAS RECEITAS (III)=(I+II)

1.2.1 - ITBI

963,50

0,00

0,00

DESCONTOS CONCEDIDOS

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,72

9.142,46

0,00

OUTRAS RECEITAS

DEDUÇÃO RECEITA FORMAÇÃO DO

% c = (b / a)

1.2.3 - Dívida ativa do ITBI

RECEITA AUFERIDA POR DETENTORES DE

DEDUÇÕES DA RECEITA

Até bimestre (b)

5.090,15

1.1.3 - Dívida ativa do IPTU

Receitas realizadas

RECEITAS REALIZADAS No bimestre

1.1 - Receitas resultantes do imposto sobre a propriedade predial e territorial urbana - IPTU

1.1.2 - Multas, juros de mora e outros encargos do IPTU

LRF, Art. 52, inciso I, alíneas "a" e "b" do inciso II e § 1º - Anexo I

PREVISÃO ATUALIZADA (a)

1 - RECEITA DE IMPOSTOS

1.1.1 - IPTU

JANEIRO A FEVEREIRO DE 2013

PREVISÃO INICIAL

0,25

7.042,00

117,22

334,06

305,37

0,42

195.919,75

210.859,75

199.557,58

200.864,24

0,43

1.4.2 - Multas, juros de mora e outros encargos do IRRF

7.517,99

8.327,34

8.863,21

1.366,29

0,83

1.4.3 - Dívida ativa do IRRF

2.779,85

8.583,55

3.869,36

199,90

0,64

1.4.4 - Multas, juros de mora, atualização monetária e outros encargos da dívida ativa do IRRF

3.129,04

2.497,01

263,66

9.194,49

0,16

1.4.5 - ( - ) Deduções da receita do IRRF

2.679,49

8.643,44

248,81

6.286,68

0,86

18.850.000,00

18.850.000,00

2.804.924,27

14,88

2.804.924,27

14,88

16.045.075,73

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

MOBILIÁRIA

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

1.5 - Receita resultante do imposto de renda retido na fonte - ITR

4.789,41

9.923,48

5.439,16

376,91

0,96

CONTRATUAL

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

1.5.1 - ITR

6.318,48

5.997,31

9.080,54

9.374,93

0,68

1.5.2 - Multas, juros de mora e outros encargos do ITR

4.627,93

6.182,96

2.396,21

272,96

0,05

1.5.3 - Dívida ativa do ITR

7.422,49

2.157,71

9.653,44

703,51

0,34

1.5.4 - Multas, juros de mora, atualização monetária e outros encargos da dívida ativa do ITR

8.175,55

585,20

3.557,98

210,81

0,93

1.5.5 - ( - ) Deduções da receita do ITR

7.615,01

3.694,77

6.985,83

1.324,88

0,08

2 - RECEITAS DE TRANSFERÊNCIAS CONTITUCIONAIS E LEGAIS

6.619,88

171,54

1.050,66

1.187,33

0,99

2.1 - Cota-parte FPM

7.894,86

5.500,13

747,13

3.871,03

0,00

2.1.1 - Parcela referenta à CF. art. 159, I, alínea 'b'

8.483.431,86

16.963.431,86

8.483.539,76

8.488.310,97

0,38

2.1.2 - Parcela referenta à CF. art. 159, I, alínea 'd'

355.479,96

705.479,96

359.387,14

352.791,14

0,04

5.374.145,03

10.738.845,03

5.366.575,69

5.366.498,95

0,96

2.3 - ICMS-Desoneração - LC. nº 87/1996

64.712,11

124.712,11

63.924,63

66.572,43

0,34

2.4 - Cota-parte IPI-Exportação

86.180,82

171.180,82

85.426,84

90.350,03

0,96

2.5 - Cota-parte ITR

155.649,04

305.649,04

157.184,71

150.934,50

0,52

2.6 - Cota-parte IPVA

OPERAÇÕES DE CRÉDITO - REFINANCIAMENTO (IV) OPERAÇÕES DE CRÉDITO INTERNAS

OPERAÇÕES DE CRÉDITO EXTERNAS

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

MOBILIÁRIA

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

CONTRATUAL

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

18.850.000,00

18.850.000,00

2.804.924,27

14,88

2.804.924,27

14,88

16.045.075,73

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

18.850.000,00

18.850.000,00

2.804.924,27

14,88

2.804.924,27

14,88

16.045.075,73

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

SUPERÁVIT FINANCEIRO

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

REABERTURA DE CRÉDITOS ADICIONAIS

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

SUBTOTAL COM REFINANCIAMENTO (V) = (III+IV) DÉFICIT (VI) TOTAL (VII) = (V + VI) SALDO DE EXERCÍCIOS ANTERIORES

Município de Ventania - 2013 SALDO DA DESPESA ORÇAMENTÁRIA EXECUTADA SALDO EM: 27/03/2013 Equiplano

2.2 - Cota-parte ICMS

358.863,64

708.863,64

356.535,29

351.161,36

1,00

2.7 - Cota-parte IOF-Ouro (100 %)

4.839,55

4.839,55

6.549,84

5.903,31

0,51

3 - TOTAL DA RECEITA BRUTA DE IMPOSTOS (1+2)

3.157,41

2.237,11

2.024,17

2.742,61

0,28

Página:1

Data

Número

Tipo

Conta

Natureza

Fornecedor

Empenhado

Saldo a liquidar

Saldo a pagar

306,70

0,00

0,00

1.975,00

0,00

1.975,00

532,50

0,00

532,50

SUBTOTAL:

2.814,20

0,00

2.507,50

TOTAL GERAL:

2.814,20

0,00

2.507,50

RECEITAS ADICIONAIS PARA FINANCIAMENTO DO ENSINO

10.002.08.243.0703.6057 MANUTENÇAO DO FUNDO MUNICIPAL DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE 29/01/2013

141

O

2160

3.3.90.32.04.00

37986-7 NUTRISERVICE SUPORTE NUTRICIONAL LTDA ME

31/01/2013

234

O

2180

3.3.90.36.06.00

37801-1 WILLIAM RICARDO BAHNERT DE CAMARGO

25/02/2013

469

O

2160

3.3.90.32.04.00

37927-1 MULTICORP INDUSTRIA E COMERCIO DE EMBALAGENS LTDA

Critérios de seleção: Ordenação: Funcional programática Unidade: 002 até 002 Imprimir: Todos os empenhos

4 - RECEITA DA APLICAÇÃO FINANCEIRA DE OUTROS RECURSOS VINCULADOS AO ENSINO

RECEITAS REALIZADAS No bimestre

Até bimestre (b)

% c = (b / a)

10.783,64

2.702,27

3.224,42

3.180,71

6.332,38

8.117,55

2.003,06

0,32

5.1 - Transferências do salário-educação

291.724,14

573.724,14

283.386,06

283.766,40

0,80

0,51

5.2 - Outras transferências do FNDE

711.820,36

711.820,36

717.502,73

714.846,68

0,42

5.3 - Aplicação financeira dos recursos do FNDE

9.697,77

1.279,73

3.904,71

1.393,44

0,41

6 - RECEITAS DE TRANSFERÊNCIAS DE CONVÊNIOS

7.763,87

5.706,29

4.571,43

9.708,07

0,45

158.192,65

158.192,65

150.895,93

156.252,58

0,49

6.2 - Aplicação financeira dos recursos de convênios

27/03/2013 17:20:47

PREVISÃO ATUALIZADA (a)

10.783,64

5 - RECEITAS DE TRANSFERÊNCIAS DO FNDE

6.1 - Transferências de convênios

Emitido por: Glaucio Correa, na versão: 5501 t

PREVISÃO INICIAL

15.209,02

15.209,02

15.320,78

14.296,27

0,94

7 - RECEITAS DE OPERAÇÕES DE CRÉDITO

3.316,11

3.316,11

4.887,76

8.524,17

0,42

8 - OUTRAS RECEITAS PARA FINANCIAMENTO DO ENSINO

9.884,10

9.884,10

9.976,17

5.286,30

0,48

9 - TOTAL DAS RECEITAS ADICIONAIS PARA FINANCIAMENTO DO ENSINO (4+5+6+7+8

7.670,68

2.236,00

7.840,85

1.025,52

0,05


 classificados@diariodoscampos.com.br (42)3220-7744

6C DIÁRIO DOS CAMPOS

CLASSIFICADOS

PONTA GROSSA, QUINTA-FEIRA

28 DE MARÇO DE 2013

MUNICÍPIO DE VENTANIA MUNICÍPIO DE VENTANIA RELATÓRIO RESUMIDO DA EXECUÇÃO ORÇAMENTÁRIA DEMONSTRATIVO DAS RECEITAS E DESPESAS COM MANUTENÇÃO E DESENVOLVIMENTO DO ENSINO - MDE

RESTOS A PAGAR INSCRITOS COM DISPONIBILIDADE FINANCEIRA DE RECURSOS DE IMPOSTOS VINCULADOS AO ENSINO

ORÇAMENTO FISCAL E DA SEGURIDADE SOCIAL JANEIRO A FEVEREIRO DE 2013 3

FUNDEB PREVISÃO INICIAL

10 - RECEITAS DESTINADAS AO FUNDEB

PREVISÃO ATUALIZADA (a)

RECEITAS REALIZADAS No bimestre

Até bimestre (b)

% c = (b / a)

7.825,42

8.596,26

8.117,65

7.807,58

0,74

10.1 - Cota-parte FPM destinada ao FUNDEB - (20% de 2.1)

1.696.167,70

3.392.167,70

1.698.319,49

1.699.635,83

0,44

10.2 - Cota-parte ICMS destinada ao FUNDEB - (20% de 2.2)

Valor 968,56

48 - (+) INGRESSOS DE RECURSOS DO FUNDEB ATÉ O BIMESTRE

6.187,01

49 - (-) PAGAMENTOS EFETUADOS ATÉ O BIMESTRE

3.147,47

50 - (+) RECEITA DE APLICAÇÃO FINANCEIRA DOS RECURSOS DO FUNDEB ATÉ O BIMESTRE

3.104,19

51 - SALDO FINENCEIRO DO FUNDEB NO EXERCÍCIO ATUAL

6.090,92

1.082.249,00

2.155.189,00

1.078.888,00

1.077.265,98

0,87

21.777,34

33.777,34

17.109,44

12.326,96

0,40

10.4 - Cota-parte IPI-Exportação destinada ao FUNDEB - (20% de 2.4)

23.421,16

40.421,16

17.334,57

24.900,78

0,22

10.5 - Cota-parte ITR destinada ao FUNDEB - (20% de 2.5)

30.720,24

60.720,24

34.013,29

34.637,62

0,82

10.6 - Cota-parte IPVA destinada ao FUNDEB - (20% de 2.6)

72.578,33

142.578,33

77.988,95

76.420,32

0,41

ORÇAMENTO FISCAL E DA SEGURIDADE SOCIAL

8.850,24

6.878,27

204,93

9.720,00

0,61

2.802.869,03

5.602.869,03

2.807.617,49

2.809.279,60

0,51

JANEIRO A FEVEREIRO DE 2013

11.1 - Transferências de recursos do FUNDEB 11.2 - Complementação da união ao FUNDEB 11.3 - Receita de aplicação financeira dos recursos do FUNDEB 12 - RESULTADO LÍQUIDO DAS TRANSFERÊNCIAS DO FUNDEB

5.159,41

5.159,41

1.111,97

5.816,13

0,08

16.391,55

16.391,55

19.082,25

17.060,66

0,21

4.455,39

6.673,40

2.320,98

3.187,38

0,37

ACRÉSCIMO RESULTANTE DAS TRANSFERÊNCIAS DO FUNDEB

6.262,61

DECRÉSCIMO RESULTANTE DAS TRANSFERÊNCIAS DO FUNDEB

9.430,51

MUNICÍPIO DE VENTANIA RELATÓRIO RESUMIDO DA EXECUÇÃO ORÇAMENTARIA DEMOSTRATIVO DA RECEITA LÍQUIDA DE IMPOSTOS E DAS DESPESAS PRÓPRIAS COM SAÚDE

DOTAÇÃO INICIAL

DOTAÇÃO ATUALIZADA (a)

DESPESAS EMPENHADAS No bimestre

Até bimestre (b)

% c = (b / a)

Página: 1 / 2

ADCT. Art. 77 - Anexo XVI Previsão inicial

RECEITAS RECEITAS DE IMPOSTOS E TRANFERÊNCIAS CONSTITUCIONAIS E LEGAIS (I)

Previsão atualizada (a)

RECEITAS REALIZADAS Até o bimestre (b)

% (b/a)

1.022.940,00

1.022.940,00

0,00

0,00

930.940,00

930.940,00

0,00

0,00

930.940,00

930.940,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

92.000,00

92.000,00

0,00

0,00

92.000,00

92.000,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

Impostos líquidos DESPESAS DO FUNDEB

9.887,76

47 - SALDO FINANCEIRO DO FUNDEB EM 31/12/2013

10.3 - ICMS-Desoneração destinada ao FUNDEB - (20% de 2.3)

11 - RECEITAS RECEBIDAS do FUNDEB

CANCELADOS EM 2013 (g)

9.463,24

FLUXO FINANCEIRO DOS RECURSOS DO FUNDEB

Página: 2 /

Lei 9.394/96, Art. 72 - Anexo X

RECEITAS DO FUNDEB

SALDO ATÉ BIMESTRE

46 - RESTOS A PAGAR DE DESPESAS COM MANUTENÇÃO E DESENVOLVIMENTO DO ENSINO

Impostos (-)Deduções da Receita de Impostos Multas, juros de mora e dívida ativa dos impostos líquidos

13 - PAGAMENTO DOS PROFISSIONAIS DO MAGISTÉRIO

8.036,82

1.762,72

5.339,22

6.488,18

0,95

Multas, juros de mora e dívida ativa dos impostos

13.1 - Com educação infantil

1.436,85

9.195,53

2.435,69

3.702,16

0,99

(-)Deduções da Receita de Multas, Juros e Dívida Ativa dos Impostos

13.2 - Com ensino fundamental

1.977,00

8.694,15

2.615,82

1.747,14

0,97

14.489.700,00

14.489.700,00

2.752.594,53

19,00

14 - OUTRAS DESPESAS

4.360,15

5.613,00

4.662,77

5.436,48

0,93

Da união

8.690.000,00

8.690.000,00

1.778.896,32

20,47

14.1 - Com educação infantil

3.291,53

7.354,08

1.002,16

2.496,42

0,60

Do estado

5.799.700,00

5.799.700,00

973.698,21

16,79

14.2 - Com ensino fundamental

3.560,69

6.978,38

9.353,51

4.887,80

0,84

1.551.000,00

1.551.000,00

0,00

0,00

15 - TOTAL DAS DESPESAS COM FUNDEB (13+14)

4.510,49

8.861,50

211,39

2.531,34

0,23

1.409.000,00

1.409.000,00

0,00

0,00

Receitas de transferências constitucionais e legais

TRANSFERÊNCIAS DE RECURSOS DO SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE-SUS(II) Da união para o município Do estado para o município

DEDUÇÕES PARA FINS DE LIMITE DO FUNDEB PARA PAGAMENTO DOS PROFISSIONAIS DO MAGISTÉRIO

Valor

142.000,00

142.000,00

0,00

0,00

Demais municípios para o município

0,00

0,00

0,00

0,00

Outras receitas do SUS

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

21.747.940,00

21.747.940,00

3.355.437,95

15,43

2.897.940,00

2.897.940,00

550.513,68

19,00

2.897.940,00

2.897.940,00

550.513,68

19,00

24.321.880,00

24.321.880,00

3.355.437,95

13,80

16 - RESTOS A PAGAR INSCRITOS NO EXERCÍCIO SEM DISPONIBILIDADE DE RECURSOS DO FUNDEB

5.482,01

RECEITAS DE OPERAÇÕES DE CRÉDITO VINCULADAS À SAÚDE(III)

17 - DESPESAS CUSTEADAS COM SUPERÁVIT FINANCEIRO DO EXERCÍCIO ANTERIOR DO FUNDEB

9.011,39

OUTRAS RECEITAS ORÇAMENTÁRIAS

18 - TOTAL DAS DEDUÇÕES CONSIDERADAS PARA FINS DE LIMITE DO FINDEB (16+17)

291,49

19 - MÍNIMO DE 60% DO FUNDEB NA REMUNERAÇÃO DO MAGISTÉRIO COM EDUCAÇÃO INFANTIL E ENSINO FUNDAMENTAL ((13-18) / (11) X 100)%

3.392,03

(-)Deduções de Outras Receitas Orçamentárias (-)DEDUÇÃO PARA O FUNDEB TOTAL

CONTROLE DA UTILIZAÇÃO DE RECURSOS NO EXERCÍCIO SUBSEQUENTE

Valor

20 - RECURSOS RECEBIDOS DO FUNDEB NO EXERCÍCIO ANTERIOR QUE NÃO FORAM UTILIZADOS

4.886,83

21 - DESPESAS CUSTEADAS COM O SALDO DO ITEM 20 ATÉ O 1º TRIMESTRE DO EXERCÍCIO

DESPESAS COM SAÚDE

Dotação inicial

2.912,21

DESPESAS CORRENTES MANUTENÇÃO E DESENVOLVIMENTO DO ENSINO - DESPESAS CUSTEADAS COM A RECEITA RESULTANTE DE IMPOSTOS E RECURSOS DO FUNDEB RECEITAS COM AÇÕES TÍPICAS DE MDE

PREVISÃO INICIAL

22 - IMPOSTOS E TRANSFERÊNCIAS DESTINADAS À MDE (25% DE 3)

PREVISÃO ATUALIZADA (a)

239,20

DESPESAS COM AÇÕES TÍPICAS DE MANUTENÇÃO E DESENVOLVIMENTO DO ENSINO

DOTAÇÃO INICIAL

RECEITAS REALIZADAS No bimestre

6.970,99

DOTAÇÃO ATUALIZADA (c)

3.250,78

Até bimestre (b)

% c = (b / a) 0,12

% (d / c)

DESPESAS EMPENHADAS No bimestre

Até bimestre (d)

% (d/c)

7.367.280,00

7.367.280,00

1.397.320,78

18,97

4.919.020,00

4.919.020,00

836.925,14

17,01

Juros e encargos da dívida

0,00

0,00

0,00

0,00

Outras despesas correntes

2.448.260,00

2.448.260,00

560.395,64

22,89

508.500,00

508.500,00

88.500,00

17,40

508.500,00

508.500,00

88.500,00

17,40

Inversões financeiras

0,00

0,00

0,00

0,00

Amortização da dívida

0,00

0,00

0,00

0,00

7.875.780,00

7.875.780,00

1.485.820,78

18,87

Investimentos

TOTAL (IV)

23 - EDUCAÇÃO INFANTIL

1.523,15

985,21

2.954,74

1.644,81

0,27

23.1 - Despesas custeadas com recursos do FUNDEB

4.723,63

2.303,11

2.608,09

6.676,84

0,45

23.2 - Despesas custeadas com outros recursos de impostos

9.308,03

6.596,69

7.124,69

3.884,96

0,49

24 - ENSINO FUNDAMENTAL

8.853,11

2.218,77

2.786,84

3.231,22

0,16

24.1 - Despesas custeadas com recursos do FUNDEB

1.725,36

7.691,15

4.652,66

9.950,66

0,59

DESPESAS COM SAÚDE (V) = (IV)

24.2 - Despesas custeadas com outros recursos de impostos

5.823,81

8.089,92

4.617,84

6.099,50

0,19

(-)DESPESAS COM INATIVOS E PENSIONISTAS

871,81

5.040,20

1.772,01

8.042,10

0,93

(-)DESPESAS CUSTEADAS COM RECURSOS VINCULADOS À SAÚDE

26 - ENSINO SUPERIOR

3.295,64

1.695,84

6.446,44

7.340,19

0,61

Recursos de transferências do sistema único de saúde - SUS

27 - ENSINO PROFISSIONAL NÃO INTEGRADO AO ENSINO REGULAR

2.341,10

2.762,96

9.276,98

8.231,85

0,78

Recursos de operações de crédito

28 - OUTRAS

8.897,92

2.119,16

1.315,39

4.921,13

0,21

Outros recursos

29 - TOTAL DAS DESPESAS COM AÇÕES TÍPICAS DE MDE (23+24+25+26+27+28)

9.911,96

7.284,61

7.754,42

547,15

0,60

25 - ENSINO MÉDIO

Até o bimestre (d)

Pessoal e encargos sociais

DESPESAS DE CAPITAL

5.568,65

DESPESAS EMPENHADAS

Dotação atualizada (c)

DESPESAS EMPENHADAS DESPESAS PRÓPRIAS COM AÇÕES E SERVIÇOS PÚBLICOS DE SAÚDE

Dotação inicial

Até o bimestre (e)

% (e/V)

7.875.780,00

7.875.780,00

1.485.820,78

0,00

0,00

0,00

0,00

1.811.966,21

1.811.966,21

622.490,79

41,90

1.440.600,00

1.440.600,00

331.847,78

22,33

0,00

0,00

0,00

0,00

371.367,21

371.367,21

290.644,01

19,56

(-)RESTO A PAGAR INSCRITOS SEM DISPONIBILIZADE DE RECURSOS TOTAL DAS DESPESAS PRÓPRIAS COM AÇÕES E SERVIÇOS PÚBLICO DE SAÚDE (VI)

Dotação atualizada

100,00

0,00

0,00

0,00

0,00

6.063.813,79

6.063.813,79

863.329,99

58,10

MUNICÍPIO DE VENTANIA RELATÓRIO RESUMIDO DA EXECUÇÃO ORÇAMENTÁRIA DEMONSTRATIVO DAS RECEITAS E DESPESAS COM MANUTENÇÃO E DESENVOLVIMENTO DO ENSINO - MDE ORÇAMENTO FISCAL E DA SEGURIDADE SOCIAL JANEIRO A FEVEREIRO DE 2013

RESTOS A PAGAR CONTROLE DE RESTOS A PAGAR INSCRITOS EM EXERCÍCIOS ANTERIORES VINCULADOS A SAÚDE

Página: 3 /

Lei 9.394/96, Art. 72 - Anexo X DEDUÇÕES/ADIÇÕES CONSIDERADAS PARA FINS DE LIMITE CONSTITUCIONAL

3

Inscritos em exerc.

Cancelados em

0,00

RESTOS A PAGAR DE DESPESAS PRÓPRIAS COM AÇÕES E SERVIÇOS PÚBLICOS DE SAÚDE

0,00

Valor

30 - PERDA NA TRANSFERÊNCIA DO FUNDEB

6.983,74

31 - DESPESAS CUSTEADAS COM A COMPLEMENTAÇAO/GANHO DO FUNDEB NO EXERCÍCIO ANTERIOR

0,00

PARTICIPAÇÃO DAS DESPESAS COM AÇÕES E SERVIÇOS PÚBLICOS DE SAÚDE NA RECEITA LÍQUIDA DE IMPOSTOS E TRANSFERÊNCIAS CONTITUCIONAIS E LEGAIS - LIMITE CONSTITUCIONAL [(V - VI) / I]

163,23

32 - RECEITA DE APLICAÇÃO FINANCEIRA DOS RECURSOS DO FUNDEB ATÉ O BIMESTRE = (50h)

8.563,32

33 - DESPESAS VINCULADAS AO SUPERÁVIT FINANCEIRO DO ACRÉSCIMO E DA COMPLEMENTAÇÃO DO FUNDEB DO EXERCÍCIO ANTERIOR

3.745,15

34 - DESPESAS VINCULADAS AO SUPERÁVIT FINANCEIRO DO EXERCÍCIO ANTERIOR DE OUTROS RECURSOS DE IMPOSTOS

4.106,41

35 - RESTOS A PAGAR INSCRITOS NO EXERCÍCIO SEM DISPONIBILIDADE FINANCEIRA DE RECURSOS DE IMPOSTOS VINCULADOS AO ENSINO

8.587,46

36 - CANCELAMENTO, NO EXERCÍCIO, DE RAP INSCRITOS COM DISP. FINANCEIRA DE RECURSOS DE IMPOSTOS VINCULADOS AO ENSINO

6.444,18

37 - TOTAL DAS DEDUÇÕES/ADIÇÕES CONSIDERADAS PARA FINS DE LIMITE CONSTITUCIONAL (30+31+32+33+34+35+36)

9.664,39

38 - TOTAL DAS DESPESAS PARA FINS DE LIMITE (23+24+37)

MUNICÍPIO DE VENTANIA RELATÓRIO RESUMIDO DA EXECUÇÃO ORÇAMENTARIA DEMOSTRATIVO DA RECEITA LÍQUIDA DE IMPOSTOS E DAS DESPESAS PRÓPRIAS COM SAÚDE ORÇAMENTO FISCAL E DA SEGURIDADE SOCIAL Página: 2 / 2 JANEIRO A FEVEREIRO DE 2013

508,62

39 - MÍNIMO DE 25% DAS RECEITAS RESULTANTES DE IMPOSTOS EM MDE (38/3) X 100 %

6.746,94

ADCT. Art. 77 - Anexo XVI DESPESAS EMPENHADAS DESPESAS COM SAÚDE (Por Subfunção)

Dotação inicial

Dotação atualizada

Até o bimestre (g)

OUTRAS INFORMAÇÕES PARA CONTROLE OUTRAS DESPESAS CUSTEADAS COM RECEITAS ADICIONAIS PARA FINANCIAMENTO DO ENSINO

DOTAÇÃO INICIAL

DOTAÇÃO ATUALIZADA (c)

DESPESAS EMPENHADAS No bimestre

Até bimestre (d)

% (d / c)

Atenção básica

% (g/total g)

5.402.500,00

5.402.500,00

932.294,86

32,76

Assistência hospitalar e ambulatorial

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

10.000,00

10.000,00

0,00

0,00

105.000,00

105.000,00

0,00

0,00

40 - DESPESAS CUSTEADAS COM APL FINAN DE OUTROS RECURSOS DE IMP VINC AO ENSINO

1.118,28

535,18

1.197,34

7.990,05

0,34

Suporte profilático e terapêutico

41 - DESPESAS CUSTEADAS COM A CONTRIBUIÇÃO SOCIAL DO SALÁRIO-EDUCAÇÃO

1.949,33

2.149,83

6.079,14

844,58

0,34

Vigilância sanitária

42 - DESPESAS CUSTEADAS COM OPERAÇÕES DE CRÉDITO

7.149,58

7.710,81

2.281,99

2.912,80

0,59

Vigilância epidemiológica

43 - DESPESAS CUSTEADAS COM OUTRAS RECEITAS PARA FINANCIAMENTO DO ENSINO

6.123,71

801,51

7.097,33

2.617,43

0,18

Alimentação e nutrição

145.000,00

145.000,00

11.253,56

0,40

85,65

6.367,35

2.356,62

7.716,72

0,13

Outras subfunções

13.187.500,00

13.187.500,00

1.902.458,82

66,85

8.360,33

1.632,02

135,00

7.730,19

0,53

TOTAL

18.850.000,00

18.850.000,00

2.846.007,24

15,10

44 - TOTAL OUTRAS DESP CUSTEADAS COM REC ADICIONAIS PARA FINAN DO ENSINO 45 - TOTAL GERAL DAS DESPESAS COM MDE (29+44)

O Jornal Diário dos Campos oferece ao leitor informação de qualidade, além de vários descontos e vantagens muito especiais.

Bom para você. Indispensável para os seus negócios.

EMPRESAS PARCEIRAS DO CLUBE DO ASSINANTE DC

ACADEMIAS Academia Bio Ativa 3028-7601 Academia Motiva-Ação 3224-1954 ALIMENTAÇÃO EM GERAL Casa de Carnes Sta. Rosa 3225-4329 Confeitaria Balduíno 3223-2159 Restaurante La Taverne 3225-2334 Lanchonete e Sorveteria Pedroso 3236-1117

CASAS NOTURNAS ENTRETENIMENTO Empório Avenida 3025-6553 Diretoria Bar 3027-1616 Play Conveniências 3027-6202 Na Pole Position Kart Indor 3028-6011 CINEMA Cinemas Lumière 3227-9432

CHURRASCARIAS Churrascaria Espeto na Pedra 3028-4346 Churrascaria Lugano 3229-4455 Churrascaria Zancanaro 3229-7562 DECORAÇÃO/PRESENTES Armazém Chica Benta 3028-1032 EDUCAÇÃO/ESCOLAS/ IDIOMAS Cultura Inglesa 3028-2787 Escola de Música Sta. Cecília 3027-3636 FARMÁCIA Anny Farma 3028-3102 Eficácia Manipulação 3028-2800 FOTOGRAFIA Studio Paola Antunes 3224-2550 Foto Carlos Demario 3223-8834 INFORMÁTICA Iniciativa Cartuchos 3224-3665

A lista completa também está disponível em diariodoscampos.com.br/empresas_parceiras

Até DES 50% de CON TO

JOALHERIAS Gold Finger 3027-6469 LABORATÓRIOS /MEDICINA /SEG. NO TRABALHO Laboratório Oscar Pereira 3026-1650 ÓTICAS Ótica Diniz 3225-5000 Ótica Prisma (Castro) (42) 3232-3615 PERSONAL TRAINNER YOGA / PILATES Studio R Personal Club 3025-3559 DIVERSOS Atelier de Artes Cristina Sá 3025-5110 Casa das Mangueiras 3227-1724 Eletro Cometa 3222-2166 Espaço Ponta Grossa 3224-0740 Exodus Bordados 3224-3088 Glaba Materiais de Const. LTDA 3222-1254 J. Capri Pesca e Camping 3027-6428

Odontologic 3025-5252 Parumed 3222-3007 Purific 3224-6666 SERVIÇOS PARA VEÍCULOS E.K. Martelinho de Ouro 3226-5091 Simão Pneus e Serviços 3224-7621 Daytona Lataria e Pintura 3238-6591 Centro Automotivo Laranja Mecânica 3028-1339 ROUPAS, ACESSÓRIOS FEMININOS Glecy Boutique 3224-1448 Pijamodas 3224-6092 Flowers Boutique 3027-1910

ASSINE

VIAGENS/ TURISMO O DC Travel Turismo E FAÇA PARTE 3025-1122 DO CLUBE! LIGUE

42

3220 7777


 classificados@diariodoscampos.com.br (42)3220-7744

CLASSIFICADOS

PONTA GROSSA, QUINTA-FEIRA

28 DE MARÇO DE 2013

DIÁRIO DOS CAMPOS

7C

Metalgráfica Iguaçu S.A. COMPANHIA ABERTA ISO 9001 / ISO 14001 / C.N.P.J. 80.227.184/0001-66 / PONTA GROSSA - PR Exercício findo em 31 de Dezembro de 2012 Valores Expressos em Reais

RELATÓRIO DA ADMINISTRAÇÃO SENHORES ACIONISTAS Apresentamos a V. Sas. o Relatório da Administração, as Demonstrações Contábeis e o Parecer dos Auditores Independentes relativos ao exercício de 2012. MERCADO O mercado nacional de embalagens metálicas, como um todo, apresentou um crescimento da receita bruta de 11,20% durante o exercício de 2012, comparativamente ao ano anterior. Nos mercados de latas para tintas, nos quais a companhia não atua, verificou-se crescimento de 6,90% nos galões; 1,79% nas latas de 18 litros e redução de 26% nas latas de ¼ de galão. Já nos mercados em que a Metalgráfica Iguaçu atua, verificou-se crescimento de 1,33% nas latas de diâmetro 73 mm (principalmente para milho, ervilhas, atomatados, café, creme de leite, leite condensado, salsichas, patês e rações animais) e 2,98% nas latas de diâmetro 99 mm (principalmente para frutas em calda, tais como pêssegos, figos e abacaxi). A Companhia atua no segmento de embalagens de aço (folha de flandres) para alimentos, nos diâmetros 73 mm, 99 mm e 155 mm. Em função da suspensão temporária das operações de alguns dos clientes da Companhia durante o ano de 2012, verificou-se uma redução no volume de latas 73 mm da ordem de 27%. Porém, excluindo-se este efeito localizado, observou-se um crescimento de 25% nas compras dos demais clientes. No mercado de

99 mm houve redução de 6,86% e na lata de 155 mm houve crescimento de 100%. Iniciou-se em novembro de 2012 a produção de latas para pescados, principalmente para sardinha e atum. O setor de pescados planeja fortes investimentos para o exercício de 2013, o que faz prever que esta lata deverá apresentar um crescimento importante dentro do portfolio de produtos da Companhia. No final do ano, adquiriu-se uma linha de produção de latas tronco-piramidais para corned-beef. Sua instalação deverá estar concluída em março próximo. Em função da desvalorização cambial da moeda nacional e a suspensão das barreiras sanitárias impostas por diversos países à carne brasileira, as exportações de carne enlatada têm excelente perspectiva. As análises de mercado indicam que as embalagens concorrentes, tais como cartonadas multifolhadas e sacos aluminizados, não deverão conquistar novas aplicações no setor alimentício. Também, a concorrência com o alimento enlatado importado deverá ser menor, face ao efeito cambial. Estes fatores aliados apontam para um cenário bastante favorável ao setor em 2013. Em função de diversas barreiras impostas aos produtos brasileiros destinados à Argentina, a Companhia suspendeu as exportações de latas para aquele País. Destacamos ainda, que objetivando aproveitar os benefícios estabelecidos pelo progra-

Levantados em 31 de Dezembro Valores Expressos em Reais

BALANÇO PATRIMONIAL

2012

2011

ma Produzir, do Estado de Goiás, bem como capturar as vantagens logísticas em função da maior proximidade de seus clientes, a Iguaçu inaugurou uma nova filial na cidade de Goiânia, com início das operações em fevereiro de 2013. MERCADO DE CAPITAIS O capital social da empresa é composto por 312.516.000 ações, sendo 104.172.000 ações ordinárias e 208.344.000 ações preferenciais. O pregão do dia 28/12/2012 da Bolsa de Valores do Estado de São Paulo (BM&FBOVESPA), encerrou negociando as ações ON da Companhia a R$0,64/ ação e as ações PN a R$0,12/ ação. INSTRUÇÃO CVM Nº 381/03 Em atendimento à Instrução CVM nº 381/03, incisos I a IV do artigo 2º, a Metalgráfica Iguaçu S.A. informa que não possui outros contratos com seus auditores independentes que não os relacionados com a auditoria das Demonstrações Financeiras, divulgadas e encaminhadas à Comissão de Valores Mobiliários (CVM). MENSAGEM FINAL Agradecemos nossos clientes pela preferência com que nos distinguiram e, aos acionistas, funcionários e fornecedores pela confiança e dedicação. Ponta Grossa, 04 de março de 2013 A Administração

DEMONSTRAÇÃO DOS FLUXOS DE CAIXA - MÉTODO INDIRETO

Exercícios Findos em 31 de Dezembro Valores Expressos em Reais

2012

ATIVO CIRCULANTE Caixa e Equivalentes de Caixa ............................................................. Contas a Receber ................................................................................ Adiantamentos a Terceiros ................................................................. Adiantamentos a Empregados ............................................................. Impostos e Contribuições a Recuperar ................................................ Estoques ............................................................................................. Outros Créditos .................................................................................. Despesas Antecipadas ........................................................................

51.004.701,01 1.605.461,17 38.984.656,57 14.150,60 39.423,61 2.515.887,88 6.878.085,92 919.456,58 47.578,68

40.628.411,99 3.574.958,37 26.369.422,13 9.595,38 2.442.124,95 7.169.423,72 950.864,35 112.023,09

NÃO CIRCULANTE

30.204.939,56

28.298.114,16

Realizável a Longo Prazo Impostos e Contribuições a Recuperar ............................................. Imposto de Renda e Contribuição Social Diferidos ............................ Depósitos Judiciais .......................................................................... Outros Créditos ............................................................................... Despesas Antecipadas .....................................................................

5.627.879,17 49.335,20 4.963.830,84 614.713,13 -

3.915.820,96 33.899,81 3.180.845,71 565.235,74 126.250,10 9.589,60

Imobilizado ........................................................................................

24.577.060,39

24.382.293,20

Total do Ativo ...............................................................................

81.209.640,57

68.926.526,15

CIRCULANTE Fornecedores ..................................................................................... Empréstimos e Financiamentos .......................................................... Obrigações Sociais e Trabalhistas ........................................................ Impostos e Contribuições a Recolher .................................................. Dividendos e/ou Juros sobre o Capital Próprio a Pagar ........................ Outras Exigibilidades ..........................................................................

22.291.815,67 8.115.517,66 11.678.506,59 1.893.557,16 327.955,21 3.119,49 273.159,56

14.922.689,47 3.987.167,25 8.772.688,71 1.109.504,65 819.895,75 214.915,99 18.517,12

NÃO CIRCULANTE Empréstimos e Financiamentos ..........................................................

13.279.950,59 13.279.950,59

4.881.878,00 4.881.878,00

PATRIMÔNIO LÍQUIDO Capital Social ...................................................................................... Reserva de Lucros ............................................................................... Prejuízos Acumulados .........................................................................

45.637.874,31 48.319.313,14 802.645,54 (3.484.084,37)

49.121.958,68 48.319.313,14 802.645,54 -

Total do Passivo ............................................................................

81.209.640,57

68.926.526,15

PASSIVO

FLUXOS DE CAIXA DAS ATIVIDADES OPERACIONAIS:

(10.829.184,52)

2.984.195,64

(5.267.069,50)

1.456.238,44

Ajustes por: . Depreciações ................................................................................... . Juros e Variações Monetárias ........................................................... . Valor Residual do Imobilizado Baixado .............................................

(4.252.618,25) 1.004.059,10 (6.085.269,67) 828.592,32

2.385.754,80 1.024.560,86 1.298.433,08 62.760,86

Resultado Ajustado

(9.519.687,75)

3.841.993,24

Aumento (Redução) nos Passivos: . Fornecedores ...................................................................................... . Obrigações Sociais e Trabalhistas ......................................................... . Imposto de Renda e Contribuição Social Pagos .................................... . Impostos e Contribuições a Recolher ................................................... . Adiantamentos de Clientes ................................................................. . Outras Exigibilidades ...........................................................................

4.631.542,15 4.072.388,57 792.002,20 (182.927,47) (309.227,89) 259.306,74

(8.375.163,79) (6.848.417,96) (377.944,36) (220.652,65) 598.759,62 (614.975,05) (911.933,39)

(Aumento) Redução nos Ativos: . Contas a Receber ................................................................................. . Adiantamentos a Terceiros .................................................................. . Adiantamentos a Empregados ............................................................. . Impostos e Contribuições a Recuperar ................................................. . Estoques ............................................................................................. . Outros Créditos ................................................................................... . Despesas Antecipadas .........................................................................

(5.941.038,92) (6.281.683,83) (4.555,22) (39.318,06) (89.034,10) 291.337,80 108.180,48 74.034,01

7.517.366,19 (8.705.198,33) 159.440,73 28.820,89 4.552.181,95 12.503.272,78 (1.091.364,15) 70.212,32

FLUXOS DE CAIXA DAS ATIVIDADES DE INVESTIMENTO: . Aquisição de Imobilizado ....................................................................

(2.027.418,61) (2.027.418,61)

(3.385.015,86) (3.385.015,86)

FLUXOS DE CAIXA DAS ATIVIDADES DE FINANCIAMENTO: . Empréstimos e Financiamentos Obtidos .............................................. . Pagamento de Empréstimos e Financiamentos .................................... . Pagamento de Dividendos/Juros sobre Capital Próprio ........................

10.887.105,93 31.570.610,02 (20.471.707,59) (211.796,50)

1.557.859,68 10.480.357,67 (8.922.491,02) (6,97)

(1.969.497,20)

1.157.039,46

CAIXA E EQUIVALENTES DE CAIXA NO INÍCIO DO PERÍODO

3.574.958,37

2.417.918,91

CAIXA E EQUIVALENTES DE CAIXA NO FIM DO PERÍODO

1.605.461,17

3.574.958,37

Lucro (Prejuízo) Líquido do Exercício antes do Imposto de Renda e da Contribuição Social

AUMENTO (REDUÇÃO) LÍQUIDO DE CAIXA E EQUIVALENTES DE CAIXA

As notas explicativas são parte integrante das demonstrações contábeis.

DEMONSTRAÇÃO DO VALOR ADICIONADO

As notas explicativas são parte integrante das demonstrações contábeis.

2012

2011

Receita Líquida das Atividades Operacionais Vendas - Mercado Interno ................................................................................... Vendas - Mercado Externo ...................................................................................

51.690.716,65 51.690.716,65 -

69.056.030,28 62.257.578,11 6.798.452,17

Custo das Atividades Operacionais Custo dos Produtos Vendidos ..............................................................................

(48.846.160,24)

(62.013.759,53)

2.844.556,41

7.042.270,75

(16.427.635,31) (8.073.047,71) (7.965.121,47) 330.648,04 (720.114,17)

(16.116.473,59) (7.756.276,44) (8.079.393,40) (16.750,86) (264.052,89)

(13.583.078,90)

(9.074.202,84)

8.316.009,40 (2.662.930,13) 11.233.477,22 (254.537,69)

10.530.441,28 (2.005.026,83) 13.643.026,23 (1.107.558,12)

(5.267.069,50)

1.456.238,44

RESULTADO BRUTO OPERACIONAL (Despesas) e Receitas Operacionais: Despesas com Vendas .......................................................................................... Despesas Gerais e Administrativas ...................................................................... Resultado da Alienação de Ativo Permanente .................................................... Outras Despesas e Receitas Operacionais Líquidas ............................................. RESULTADO ANTES DAS RECEITAS E DESPESAS FINANCEIRAS Resultado Financeiro Líquido .......................................................................... Despesas Financeiras ........................................................................................... Receitas Financeiras ............................................................................................. Variações Monetárias e Cambiais ........................................................................ RESULTADO ANTES DOS TRIBUTOS SOBRE O LUCRO Imposto de Renda e Contribuição Social Contribuição Social ............................................................................................... Imposto de Renda ................................................................................................ LUCRO (PREJUÍZO) LÍQUIDO DO EXERCÍCIO

1.782.985,13 471.966,65 1.311.018,48

(403.580,12) (114.573,36) (289.006,76)

(3.484.084,37)

1.052.658,32

312.516.000

312.516.000

Número de Ações no Final do Exercício LUCRO (PREJUÍZO) LÍQUIDO DO EXERCÍCIO POR LOTE DE MIL AÇÕES DO CAPITAL SOCIAL AO FINAL DO EXERCÍCIO

(11,15)

3,37

As notas explicativas são parte integrante das demonstrações contábeis.

DEMONSTRAÇÃO DAS MUTAÇÕES DO PATRIMÔNIO LÍQUIDO

Exercícios Findos em 31 de Dezembro Valores Expressos em Reais

Reserva de Lucros Capital Social Saldos em 31 de Dezembro de 2010 Redução de Capital - (91ª AGE de 26/04/2011) ..... Lucro Líquido do Exercício ................................... Destinações . Constituição de Reserva ................................. . Reserva Legal ................................................. . Juros sobre o Capital Próprio .......................... Saldos em 31 de Dezembro de 2011 Prejuízo Líquido do Exercício ............................... Saldos em 31 de Dezembro de 2012

Reserva Legal

Reserva para Expansão

(Prejuízos) Lucros Acumulados

Total

54.241.549,49

-

-

(5.922.236,35)

48.319.313,14

(5.922.236,35) -

-

-

5.922.236,35 1.052.658,32

1.052.658,32

(750.012,62) (52.632,92) (250.012,78)

(250.012,78)

48.319.313,14 48.319.313,14

52.632,92 -

750.012,62 -

52.632,92

750.012,62

52.632,92

750.012,62

-

49.121.958,68

(3.484.084,37)

(3.484.084,37)

(3.484.084,37)

45.637.874,31

As notas explicativas são parte integrante das demonstrações contábeis.

Exercícios Findos em 31 de Dezembro Valores Expressos em Reais

2012

Exercícios Findos em 31 de Dezembro Valores Expressos em Reais

DEMONSTRAÇÃO DO RESULTADO

2011

2011

1. RECEITAS 1.1. Vendas de Produtos ................................................................................... 1.2. Outras Receitas Operacionais .................................................................... 1.3. Resultado na Venda de Ativos Imobilizados .............................................. 1.4. Perdas no Recebimento de Créditos ..........................................................

63.321.215,56 63.148.905,83 5.789,18 330.648,04 (164.127,49)

84.709.524,47 84.695.117,94 38.819,76 (16.750,86) (7.662,37)

2. INSUMOS ADQUIRIDOS DE TERCEIROS 2.1. Matérias-Primas Consumidas ..................................................................... 2.2. Materiais, Energia, Serviços de Terceiros e Outros ...................................

45.021.701,01 31.774.139,52 13.247.561,49

59.989.211,17 48.006.634,99 11.982.576,18

3. VALOR ADICIONADO BRUTO ( 1 - 2 )

18.299.514,55

24.720.313,30

1.004.059,10 1.004.059,10

1.024.560,86 1.024.560,86

5. VALOR ADICIONADO LÍQUIDO ( 3 - 4 )

17.295.455,45

23.695.752,44

6. VALOR ADICIONADO RECEBIDO EM TRANSFERÊNCIA 6.1. Receitas de Aplicações Financeiras ............................................................ 6.2. Receitas Financeiras s/ Valores a Receber ................................................. 6.3. Descontos Obtidos ..................................................................................... 6.4. Variações Monetárias Ativas - Cambial ...................................................... 6.5. Variações Monetárias Ativas s/ Atualização de Tributos e Outros ............

12.094.956,98 119.999,29 10.920.683,83 192.794,10 798.837,86 62.641,90

14.939.414,19 458.594,16 13.070.215,32 114.216,75 1.284.013,77 12.374,19

7. VALOR ADICIONADO TOTAL A DISTRIBUIR ( 5 + 6 )

29.390.412,43

38.635.166,63

8. DISTRIBUIÇÃO DO VALOR ADICIONADO 8.1. Pessoal e Encargos ..................................................................................... 8.2. Impostos, Taxas e Contribuições ................................................................ 8.3. Juros e Aluguéis .......................................................................................... 8.4. Variações Monetárias Passivas .................................................................. 8.5. Juros sobre o Capital Próprio ..................................................................... 8.6. Lucros Retidos / (Prejuízos Absorvidos) .....................................................

29.390.412,43 16.165.855,25 12.607.296,71 2.985.327,39 1.116.017,45 (3.484.084,37)

38.635.166,63 14.311.389,19 18.793.582,16 2.073.590,88 2.403.946,08 250.012,78 802.645,54

4. RETENÇÕES 4.1. Depreciações e Amortizações do Imobilizado ...........................................

As notas explicativas são parte integrante das demonstrações contábeis.

NOTAS EXPLICATIVAS 01) CONTEXTO OPERACIONAL A Metalgráfica Iguaçu S.A. é uma Companhia de capital aberto e tem por objeto a fabricação, comercialização, exportação e importação de recipientes e embalagens em geral, metálicas ou não; a importação, comercialização e exportação de chapas metálicas, matérias-primas e insumos para produtos siderúrgicos ou plásticos, equipamentos e componentes eletrônicos em geral e a participação em outras empresas que consultem aos interesses sociais. 02) BASE DE PREPARAÇÃO E APRESENTAÇÃO DAS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS 02.1 Declaração de Conformidade As demonstrações contábeis da Companhia foram elaboradas em conformidade com as práticas contábeis adotadas no Brasil e com observância às disposições contidas na legislação societária brasileira, associadas às normas e instruções da Comissão de Valores Mobiliários (CVM) e nos pronunciamentos, orientações e interpretações técnicas emitidas pelo Comitê de Pronunciamentos Contábeis (CPC), aprovados pelo Conselho Federal de Contabilidade (CFC). Esses pronunciamentos visam à convergência das Normas Brasileiras de Contabilidade às Normas Internacionais de Contabilidade (IFRS). 02.2 Declaração de Concordância Em atendimento ao Art.25, §1º, incisos V e VI da Instrução CVM n.º 480 de 07 de dezembro de 2009, a Diretoria Executiva declara que reviu, discutiu e concorda com as demonstrações contábeis do exercício encerrado em 31 de dezembro de 2012 e com a opinião expressa no relatório dos auditores independentes.

Exercícios Findos em 31 de Dezembro de 2012 e 2011 Valores Expressos em Reais 02.3 Moeda Funcional As demonstrações contábeis são apresentadas em reais, que é a moeda funcional da Companhia. Todas as informações financeiras são divulgadas em reais, exceto se indicado de outra forma. 02.4 Base de Mensuração As demonstrações contábeis foram preparadas com base no custo histórico e ajustadas com base no uso de estimativas. 02.5 Uso de Estimativa A preparação das demonstrações contábeis requer que a Administração faça julgamentos, estimativas e premissas que afetam valores de ativos, passivos, receitas e despesas. Por definição, os resultados reais podem divergir das respectivas estimativas. Estimativas e premissas com relação ao futuro são revistas de maneira contínua pela Companhia e são baseadas em experiência histórica e novas informações. Revisões de estimativas contábeis são reconhecidas no período em que as estimativas são revisadas e em quaisquer períodos futuros afetados. 03) PRINCIPAIS PRÁTICAS CONTÁBEIS As principais práticas contábeis adotadas pela Companhia nessas demonstrações contábeis estão descritas a seguir. Essas políticas foram aplicadas de modo consistente nos exercícios apresentados: a) Ativos Circulantes e Não Circulantes Caixa e Equivalentes de Caixa compreendem os saldos de dinheiro em caixa, depósitos bancários à vista e aplicações financeiras. As aplicações financeiras estão demonstradas ao custo, acrescido dos rendimentos auferidos até a data do encerramento do balanço patrimonial e são de liquidez imediata. Continua


 classificados@diariodoscampos.com.br (42)3220-7744

8C DIÁRIO DOS CAMPOS

CLASSIFICADOS

PONTA GROSSA, QUINTA-FEIRA

28 DE MARÇO DE 2013

Continuação

Metalgráfica Iguaçu S.A. COMPANHIA ABERTA ISO 9001 / ISO 14001 / C.N.P.J. 80.227.184/0001-66 / PONTA GROSSA - PR Referidos empréstimos, tanto externos como internos, estão garantidos por avais, equipamentos, imóveis e matérias-primas.

NOTAS EXPLICATIVAS

Exercícios Findos em 31 de Dezembro de 2012 e 2011 Valores Expressos em Reais

As contas a receber são registradas pelo valor faturado, incluindo os respectivos impostos diretos de responsabilidade tributária da Companhia, e ajustadas por perdas no recebimento, quando aplicável . Os estoques de produtos acabados estão avaliados pelos custos médios de produção (matérias-primas, mão de obra direta, embalagens, outros custos diretos e os respectivos gastos indiretos de produção). Os demais estoques estão avaliados pelo custo médio de aquisição. Tanto os produtos acabados quanto aos demais estoques não excedem aos valores de mercado. Os itens do imobilizado são avaliados pelo custo histórico de aquisição, menos a depreciação acumulada. O custo histórico inclui os gastos necessários para que o item específico esteja em condições para seu uso pretendido. Reparos e manutenções, incluindo o custo das peças de reposição, somente são ativados quando for provável que os gastos proporcionem benefícios econômicos futuros para a Companhia. Caso contrário, são reconhecidos como despesa quando incorridos. A depreciação é reconhecida de maneira a alocar o valor depreciável dos ativos durante suas respectivas vidas úteis. O método de depreciação utilizado é linear. Os valores residuais e a vida útil dos ativos são revisados e ajustados, se apropriado, no decorrer do exercício. A depreciação se inicia quando o ativo está nas condições de uso pretendidas pela Administração e cessa quando o ativo é desreconhecido ou classificado como ativo mantido para venda. Um item do imobilizado é desreconhecido quando for vendido ou quando nenhum benefício econômico futuro for esperado (Nota 08). Os demais ativos estão demonstrados ao valor de realização, que inclui, quando aplicável, os rendimentos, variações monetárias e cambiais auferidos até a data do balanço. b) Passivos Circulantes e Não Circulantes As Obrigações Sociais e Trabalhistas incluem a Provisão para Férias e Encargos Sociais, constituída em função dos direitos adquiridos até as datas dos balanços. Os demais passivos estão demonstrados por valores conhecidos ou calculáveis, acrescidos, quando aplicável, dos correspondentes encargos e variações monetárias incorridos até a data do balanço. c) Resultado do Exercício O resultado é apurado pelo regime de competência de exercícios e considera: (i) os rendimentos, encargos e efeitos das variações monetárias, calculados a índices ou taxas oficiais, incidentes sobre os ativos e passivos; e (ii) as provisões para imposto de renda e contribuição social calculadas considerando a opção de tributação pelo Lucro Real Anual. A Companhia reconheceu, em seu Ativo e Resultado, conforme detalhado na Nota 07, créditos diferidos de CSLL e IRPJ, respectivamente sobre base negativa e prejuízo fiscal apurados nos exercícios de 2012, 2009 e 2008, com base nos termos da Deliberação CVM 371/02 e Pronunciamento Técnico CPC 32. Nos exercícios de 2011 e 2010, parte do valor foi revertido em função do lucro apurado. d) Demonstração dos Fluxos de Caixa Preparada pelo método indireto, está apresentada de acordo com a Deliberação CVM nº 547, de 13 de agosto de 2008, que aprovou o pronunciamento contábil CPC 03. Para fins de melhor apresentação e comparabilidade dos exercícios, a coluna do ano de 2011 foi retificada, principalmente quanto aos valores do fluxo de caixa das atividades de financiamento. e) Demonstração do Valor Adicionado Preparada de acordo com as normas e procedimentos previstos no CPC 09. 04) CAIXA E EQUIVALENTES DE CAIXA 2012 Caixa ....................................................................................... Bancos Conta Movimento ........................................................ Aplicações Financeiras ............................................................

55.070,74 767.555,41 2.752.332,22 3.574.958,37

As Aplicações Financeiras correspondem a Curto Prazo Automático - CPA , remunerados com base em percentual da variação do Certificado de Depósito Interbancário (CDI), considerando o valor, o prazo e a época da aplicação e podem ser resgatadas a qualquer momento de acordo com a necessidade de recursos da Companhia. 05) IMPOSTOS E CONTRIBUIÇÕES A RECUPERAR 2012

533.786,22 1.527.321,06 381.017,67 2.442.124,95

49.335,20 49.335,20

33.899,81 33.899,81

06) ESTOQUES 2012 Matérias-Primas ...................................................................... Produtos Acabados .................................................................. Outros Estoques ......................................................................

2011

3.742.016,33 2.886.566,56 249.503,03 6.878.085,92

5.007.624,32 1.989.527,28 172.272,12 7.169.423,72

A Administração da Companhia entende que não há fatores que levem a crer na necessidade de registro de provisão para perdas em estoques, seja por obsolescência ou lenta movimentação. 07) IMPOSTO DE RENDA E CONTRIBUIÇÃO SOCIAL DIFERIDOS O IRPJ e CSLL Diferidos referem-se aos prejuízos fiscais e base negativa para contribuição social, cuja realização e manutenção do registro está baseada na análise de viabilidade econômica e plano de negócios da Companhia apresentada em Reunião do Conselho de Administração realizada em 24 de setembro de 2012. Os valores foram calculados nos termos da Deliberação CVM 371/2002 e CPC 32 e registrados contabilmente no ativo não circulante conforme a seguir: 2012

2011 CSLL

IRPJ

CSLL

IRPJ

Prejuízo Fiscal Anterior ( A )

(8.991.349,12)

(10.366.760,42)

(9.373.375,27)

(10.748.671,64)

. Resul ta do Apura do no Exercício...............................

(5.267.069,50)

(5.267.069,50)

1.456.238,44

1.456.238,44

. Juros s obre o Ca pi ta l Próprio.................................... . Adi ções e Excl us ões...................................................

-

. Compensa çã o - 30% do Lucro Tri butá vel ( B )......... Prejuízo Fiscal Atual ( A - B )

Débito Lançado no Resultado

(250.012,78)

22.995,56

-

-

(250.012,78)

67.194,86

66.811,77

382.026,15

381.911,22

(14.235.423,06)

(15.610.834,36)

(8.991.349,12)

25%

9%

25%

9%

3.558.855,75

1.404.975,09

2.247.837,27

933.008,44

471.966,65

(95.506,54)

(34.372,01)

. Al íquota de IRPJ e CSLL............................................... Impostos e Contribuições Diferidos

-

22.995,56

1.311.018,48

2012

Terrenos .................................... Máquinas e Equipamentos............ 0,96 a 6,00 Máquinas e Equipamentos............ 6,01 a 9,00 Máquinas e Equipamentos............ 9,01 a 11,25 Edificações ................................. Equipamentos e Instalações.......... 10 Equipamentos de Informática........ 20 Veículos ..................................... 20 Outras Imobilizações.................... -

2011

Custo

Depreciação Acumulada

Valor Líquido

Valor Líquido

1.609.320,16 22.309.033,12 469.888,50 31.102.082,82 5.100.866,72 732.983,01 400.511,74 556.999,77 362.332,22 62.644.018,06

(9.562.039,31) (140.971,99) (24.990.129,45) (2.270.299,77) (510.218,01) (301.198,25) (292.100,89) (38.066.957,67)

1.609.320,16 12.746.993,81 328.916,51 6.111.953,37 2.830.566,95 222.765,00 99.313,49 264.898,88 362.332,22 24.577.060,39

1.578.816,64 15.086.691,46 360.363,23 3.927.188,51 2.844.844,10 214.203,42 92.021,13 269.832,55 8.332,16 24.382.293,20

( * ) - Taxas a nuai s de depre ci a ção.

09) EMPRÉSTIMOS E FINANCIAMENTOS 2012

2011

BIC Banco ................................................................................ Banco Bradesco ....................................................................... Banco do Brasil ........................................................................ Banco Citibank ........................................................................ Banco Indusval ........................................................................ Banco Itaú ...............................................................................

1.433.288,14 2.204.629,18 7.427.828,15 7.172.193,67 3.133.213,22 3.587.304,82 24.958.457,18

1.738.593,80 1.311.933,42 5.015.856,88 2.632.168,80 2.956.013,81 13.654.566,71

Circulante ............................................................................... Não Circulante ........................................................................

11.678.506,59 13.279.950,59 24.958.457,18

8.772.688,71 4.881.878,00 13.654.566,71

O vencimento dos contratos, captados em moeda nacional ou estrangeira, está assim distribuído: Vencimento

R$

2012 US$

Com Repasse de Recursos Externos: 2012 2013 209.014,49 2013 2014 209.014,49

-

Com Repasse de Recursos Internos: 2012 2013 11.469.492,10 2014 5.486.472,31 2015 4.893.478,28 2016 1.450.000,00 2017 1.450.000,00 24.749.442,69

-

Total Consolidado: Circulante Não Circulante

R$

77.544,89 77.544,89 -

5.199.005,64 184.974,86 3.286.607,77 287.231,00 8.957.819,27 3.573.683,07 956.881,74 166.182,63 4.696.747,44

63.445.315,11 (11.469.041,64) (285.556,82) 51.690.716,65

12) OUTRAS RECEITAS E DESPESAS OPERACIONAIS 2012 Receitas Receitas Diversas ................................................................. Despesas Imposto sobre Operações Financeiras - IOF .......................... Outros Impostos e Taxas ....................................................... Perda no Recebimento de Créditos ...................................... Outras Despesas ...................................................................

2011 US$

1.139.611,78 1.139.611,78 -

Total Líquido ...........................................................................

2011

5.789,18 5.789,18

38.819,76 38.819,76

(346.632,42) (215.143,44) (164.127,49) (725.903,35)

(76.111,68) (218.753,83) (7.662,37) (344,77) (302.872,65)

(720.114,17)

(264.052,89)

13) RESULTADO FINANCEIRO LÍQUIDO 2012

2011

Receitas Financeiras ................................................................ Variações Monetárias Ativas: Financiamentos de Matéria-Prima ........................................ Financiamentos de Máquinas ............................................... Outras ..................................................................................

11.233.477,22

13.643.026,23

616.634,35 44.416,21 200.429,20 12.094.956,98

1.090.955,60 83.817,40 121.614,96 14.939.414,19

Despesas Financeiras .............................................................. Variações Monetárias Passivas: Financiamentos de Matéria-Prima ........................................ Financiamentos de Máquinas ............................................... Outras ..................................................................................

(2.662.930,13)

(2.005.026,83)

(1.038.616,27) (73.492,20) (3.908,98) (3.778.947,58)

(2.201.623,77) (185.642,22) (16.680,09) (4.408.972,91)

Total Líquido ...........................................................................

8.316.009,40

10.530.441,28

14) DESPESA COM IMPOSTO DE RENDA E CONTRIBUIÇÃO SOCIAL A composição da despesa com imposto de renda e contribuição social apresentada na demonstração do resultado dos exercícios findos em 31 de dezembro de 2012 e 2011 encontra-se resumida a seguir: 2012 2011 Imposto de Renda Corrente ..................................................... Contribuição Social Corrente ................................................... Imposto de Renda Diferido ...................................................... Contribuição Social Diferida .................................................... Total .......................................................................................

1.311.018,48 471.966,65 1.782.985,13

(193.500,22) (80.201,35) (95.506,54) (34.372,01) (403.580,12)

162.757,54 75.990,00 238.747,54 -

24.958.457,18

-

77.544,89

13.654.566,71

1.139.611,78

238.747,54

11.678.506,59 13.279.950,59 24.958.457,18

-

77.544,89 77.544,89

8.772.688,71 4.881.878,00 13.654.566,71

1.139.611,78 1.139.611,78

162.757,54 75.990,00 238.747,54

Com repasse de recursos externos: Com saldo residual de € 77.544,89, juros de 5,75% a.a. acima de EURIBOR e com vencimentos para abril e outubro de 2013. Com repasse de recursos internos: Para capital de giro, os financiamentos estão reconhecidos com saldos em reais em virtude da conversão contratual dos custos. Os percentuais de juros variam de 0,786% a.m. a 1,30% a.m. e, nas operações de desconto de títulos, entre 1,15% a.m. a 1,20% a.m..

15) LUCRO (PREJUÍZO) ANTES DA TRIBUTAÇÃO, RESULTADO FINANCEIRO E DEPRECIAÇÕES (EBTIDA) 2012 2011 Resultado do Período .............................................................. IRPJ e CSLL Correntes ............................................................... IRPJ e CSLL Diferidos ................................................................ Resultado Financeiro Líquido ................................................... Depreciações do Ativo Imobilizado .......................................... EBTIDA ....................................................................................

(3.484.084,37) (1.782.985,13) (8.316.009,40) 1.004.059,10 (12.579.019,80)

18) SEGUROS CONTRATADOS A Companhia mantém seguros que garantem adequadamente o seu patrimônio quanto a eventuais riscos e outras responsabilidades perante terceiros, sendo renovados anualmente no mês de julho. Em 31 de dezembro estavam em vigência as seguintes coberturas: Modalidade

Objeto

Incêndio, Explosão, Roubo e Lucros Cessantes Responsabilidade Civil Total

Edificações, Maquinários, Móveis e Utensílios, Instalações e Estoques. Veículos em Geral.

Importância Segurada 2012 2011 66.705.000,00 2.200.000,00 68.905.000,00

73.160.000,00 2.200.000,00 75.360.000,00

19) ÔNUS, AVAIS E GARANTIAS Exceto quanto as operações de financiamentos, a Companhia não possui ônus relevantes sobre seus ativos, tampouco é garantidora de aval junto a instituições financeiras em benefício de outras sociedades. Adicionalmente, a Companhia não tem nenhuma obrigação adicional de pós-emprego, bem como não oferece outros benefícios de longo prazo ou licenças por tempo de serviço. A Companhia também não oferece outros benefícios no desligamento de seus membros da alta administração, além daqueles definidos pela legislação trabalhista vigente no Brasil.

2011 84.858.729,37 (15.641.417,65) (161.281,44) 69.056.030,28

(10.366.760,42)

08) IMOBILIZADO O valor residual e vida útil dos ativos e os métodos de depreciação são revistos no encerramento de cada exercício e ajustados de forma prospectiva, quando for o caso. % (*)

2012 Receita Bruta Fiscal ................................................................. (-) Impostos sobre Vendas ....................................................... (-) Devoluções e Abatimentos ................................................. Total da Receita Contábil .........................................................

2011

183.427,05 1.781.788,17 550.672,66 2.515.887,88

Não Circulante ICMS ....................................................................................

11) RECEITA LÍQUIDA DAS ATIVIDADES OPERACIONAIS Em atendimento ao previsto no CPC 30 – Receitas, a seguir apresentamos a conciliação entre as receitas brutas para fins fiscais e as receitas apresentadas na demonstração de resultado:

2011

43.606,06 1.042.366,94 519.488,17 1.605.461,17

Circulante ICMS .................................................................................... IPI ........................................................................................ Outros Tributos ....................................................................

10) PATRIMÔNIO LÍQUIDO a) Capital Social O capital social subscrito e integralizado está representado por 104.172.000 ações ordinárias e 208.344.000 ações preferenciais, sem valor nominal. Cada ação ordinária corresponde a um voto nas Assembleias Gerais, segundo os direitos e privilégios próprios estabelecidos por lei e nos estatutos. Às ações preferenciais, sem direito a voto nas Assembleias Gerais, é assegurada prioridade na percepção de dividendos nos termos da Lei e direito de, na eventual alienação de controle, serem incluídas em oferta pública de modo a lhes garantir o preço igual a 100% do valor pago por ação com direito a voto integrante do bloco de controle (Tag Along), assegurado o dividendo igual ao das ações ordinárias, não existindo remuneração baseada em ações para a Administração. b) Redução do Capital Social Por meio da 91ª AGE de 26/04/2011 foi aprovada, por unanimidade dos acionistas presentes, a redução do capital social pela absorção de prejuízos acumulados registrados nas Demonstrações Contábeis de 31 de dezembro de 2010. Desta forma, o capital social no montante de R$ 54.241.549,49, fica reduzido a R$ 48.319.313,14. Tal operação não elimina o direito da Companhia em manter os prejuízos fiscais registrado no LALUR para futura compensação, nos termos do § 2° do Art. 509 do Decreto 3.000/99 (Regulamento do Imposto de Renda). c) Reserva de Lucros A reserva legal, constituída anualmente como destinação de 5% do lucro líquido do exercício, não poderá exceder 20% do capital social e tem por fim assegurar a integridade do capital social. Nos termos da legislação, foi utilizada no exercício de 2011 para compensar prejuízos acumulados. A reserva para expansão refere-se à retenção do saldo remanescente de lucros acumulados, a fim de atender ao fluxo de caixa de obrigações assumidas, conforme orçamento de capital aprovado e proposto pelos administradores da Companhia. No exercício de 2011, foi utilizada para compensar prejuízos acumulados. d) Juros sobre Capital Próprio A Companhia destinou no exercício de 2011 o montante de R$ 250.012,78 a título de Juros sobre o Capital Próprio, conforme faculta o artigo 9º da Lei 9.249/95, calculados sobre as contas do patrimônio líquido e limitados a variação pro rata die da TJLP, computados no resultado do exercício como despesa financeira. Entretanto, para fins de divulgação nas demonstrações contábeis, referidos juros são computados como destinação de resultados aos acionistas demonstrado nas Mutações do Patrimônio Líquido.

b) Contas a Receber e Contas a Pagar Os montantes divulgados no balanço patrimonial para contas a receber e contas a pagar aproximam-se de seus valores de mercado, considerando as provisões constituídas, o seu vencimento a curto prazo e, exceto pelo mencionado na Nota 16, ausência de atualizações monetárias sobre a parcela vencida de contas a receber. c) Outras Contas Nenhuma outra conta contábil apresenta diferenças relevantes entre os valores registrados contabilmente pela empresa e seus valores prováveis de realização a valores de mercado de 31 de dezembro de 2012. d) Empréstimos e Financiamentos Sujeitos a juros com taxas usuais, os valores contabilizados dos empréstimos e financiamentos se aproximam dos seus valores de mercado. e) Risco de Crédito Esses riscos são administrados por critérios específicos de análise de crédito e estabelecimento do limite de exposição para cada cliente. f) Risco de Mercado Os riscos de mercado são aqueles decorrentes da evolução do custo dos insumos, principalmente o aço, que compõem a própria formação dos preços. A Companhia, através de seus departamentos técnico e de planejamento, analisa cada pedido, aplicando a sua experiência e seus índices de produtividade na formação de preços. No caso de surgimento de distorções que afetem o disposto originalmente nos pedidos contratados, a Administração da Companhia procura, através de negociação direta com seus clientes, a restauração do equilíbrio econômico-financeiro das operações.

1.052.658,32 273.701,57 129.878,55 (10.530.441,28) 1.024.560,86 (8.049.641,98)

16) CONTINGÊNCIAS Ativas A Companhia mantém como contas a receber da Kremon do Brasil S.A. Indústria e Comércio, o montante de R$ 26.733.422,13 (R$ 15.883.661,82 em 31 de dezembro de 2011) provenientes do fornecimento de embalagens no decorrer do exercício de 2005. Vencido e não pago, o montante foi objeto de instrumento particular de confissão de dívida firmado pela Kremon e fiadores. Não honrado e levado a processo de cobrança judicial, resultou nos dois processos abaixo descritos, garantidos por penhora de 24.000.874 ações da Mococa S.A. Produtos Alimentícios. Transitados em julgado em favor da Metalgráfica Iguaçu S.A., não comportam mais qualquer discussão a respeito de valor e sua exigibilidade. Para efeito de reforço de garantia, foi determinada a realização de uma Perícia Contábil na empresa Mococa S.A., cujo perito judicial foi nomeado em 02/02/2012. Em 20/11/2012 conforme decisão às folhas 785 da ação de execução, foi designado novo perito para realização dos trabalhos e “deverão ser rigorosamente observados os parâmetros da sentença proferida em sede de embargos (fls. 215/220), bem como os encargos constantes dos títulos executivos não excluídos pelo decisum”. 1. Autos nº 659/2005 – Execução de Título Extrajudicial (Confissão de Dívida) 4ª Vara Cível de Ponta Grossa Exequente: Metalgráfica Iguaçu S.A. Executados: Kremon do Brasil S.A., Fábio Oliveira Lima e Sandra Oliveira Lima Data Inicial: 28/09/2005 Natureza: Execução Atual Estágio de Tramitação: Apresentados os quesitos das partes e efetivado em 28/02/2013 e 1º/03/2013 os depósitos judiciais das parcelas 1/3 e 2/3 dos honorários estipulados pelo perito. Valor Original: R$ 1.193.492,10 Valor Atualizado: R$ 7.042.947,48 - dezembro/2012. 2. Autos nº 62/2006 - Execução de Título Extrajudicial (Confissão de Dívida) 4ª Vara Cível de Ponta Grossa Exequente: Metalgráfica Iguaçu S.A. Executados: Kremon do Brasil S.A., Fábio Oliveira Lima e Sandra Oliveira Lima Data Inicial: 26/01/2006 Natureza: Execução Atual Estágio de Tramitação: Apresentados os quesitos das partes e efetivado em 28/02/2013 e 1º/03/2013 os depósitos judiciais das parcelas 1/3 e 2/3 dos honorários estipulados pelo perito. Valor Original: R$ 2.539.248,57 Valor Atualizado: R$ 19.690.474,65 - dezembro/2012. Passivas Baseada na opinião de seus assessores jurídicos, por não haver ações com perdas prováveis, não foram constituídas provisões para contingências. As ações consideradas de perdas possíveis não são relevantes. 17) INSTRUMENTOS FINANCEIROS A Companhia não opera com instrumentos financeiros derivativos. Até 31 de dezembro de 2012 utilizou os seguintes métodos e premissas no cálculo do valor justo de seus instrumentos financeiros: a) Caixa e Equivalentes de Caixa Os valores estão registrados ao valor de mercado, na data da demonstração contábil.

20) EVENTOS SUBSEQÜENTES AO ENCERRAMENTO DO EXERCÍCIO Os equipamentos de produção da unidade de São José do Rio Preto-SP estão sendo transferidos para a unidade de Goiânia-GO, que iniciou suas atividades produtivas em fevereiro de 2013. Com a conclusão das transferências, o imóvel objeto da matrícula nº 95.801 do 1º Ofício de Registro de Imóveis da Comarca de São José do Rio Preto será efetivamente disponibilizado para venda, conforme autorizado na 353ª Reunião do Conselho de Administração em 29 de janeiro de 2013. A Administração Dilmarise Wiegand Tkaczuk Contadora CRC.PR-042.117/O-2

RELATÓRIO DOS AUDITORES INDEPENDENTES SOBRE AS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS Ilmos Srs. Administradores e Acionistas da Metalgráfica Iguaçu S.A. Examinamos as demonstrações contábeis da Metalgráfica Iguaçu S.A., que compreendem o balanço patrimonial em 31 de dezembro de 2012 e as respectivas demonstrações do resultado, das mutações do patrimônio líquido e dos fluxos de caixa para o exercício findo naquela data, assim como o resumo das principais práticas contábeis e demais notas explicativas. Responsabilidade da administração sobre as demonstrações contábeis A Administração da Companhia é responsável pela elaboração e adequada apresentação dessas demonstrações contábeis de acordo com as práticas contábeis adotadas no Brasil e pelos controles internos que ela determinou como necessários para permitir a elaboração de demonstrações contábeis livres de distorção relevante, independentemente se causada por fraude ou erro. Responsabilidade dos auditores independentes Nossa responsabilidade é a de expressar uma opinião sobre essas demonstrações contábeis com base em nossa auditoria, conduzida de acordo com as normas brasileiras e internacionais de auditoria. Essas normas requerem o cumprimento de exigências éticas pelos auditores e que a auditoria seja planejada e executada com o objetivo de obter segurança razoável de que as demonstrações contábeis estão livres de distorção relevante. Uma auditoria envolve a execução de procedimentos selecionados para obtenção de evidência a respeito dos valores e divulgações apresentados nas demonstrações contábeis. Os procedimentos selecionados dependem do julgamento do auditor, incluindo a avaliação dos riscos de distorção relevante nas demonstrações contábeis, independentemente se causada por fraude ou erro. Nessa avaliação de riscos, o auditor considera os controles internos relevantes para a elaboração e adequada apresentação das demonstrações contábeis da Empresa para planejar os procedimentos de auditoria que são apropriados nas circunstâncias, mas não para fins de expressar uma opinião sobre a eficácia desses controles internos da Companhia. Uma auditoria inclui, também, a avaliação da adequação das práticas contábeis utilizadas e a razoabilidade das estimativas contábeis feitas pela administração, bem como a avaliação da apresentação das demonstrações contábeis tomadas em conjunto. Acreditamos que a evidência de auditoria obtida é suficiente e apropriada para fundamentar nossa opinião. Opinião Em nossa opinião, as demonstrações contábeis acima referidas apresentam adequadamente, em todos os aspectos relevantes, a posição patrimonial e financeira da Metalgráfica Iguaçu S.A. em 31 de dezembro de 2012, o desempenho de suas operações e os seus fluxos de caixa para o exercício findo naquela data, de acordo com as práticas contábeis adotadas no Brasil. Ênfases Contas a Receber Conforme mencionado na Nota 16, a Companhia possui créditos a receber da Kremon do Brasil S.A. Indústria e Comércio no montante de R$ 26.733.422,13 (R$ 15.883.661,82 em 31 de dezembro de 2011), provenientes do fornecimento de embalagens no decorrer do exercício de 2005. A atualização desses créditos a receber, realizada por orientação dos assessores jurídicos, vem sendo registrada em contrapartida de Receitas Financeiras no resultado. Não honrados, esses créditos resultaram em dois processos judiciais garantidos por penhora de ações da Mococa S.A. Produtos Alimentícios, já transitados em julgado a favor da Metalgráfica Iguaçu S.A., não cabendo qualquer discussão a respeito da sua exigibilidade. O registro no ativo circulante foi realizado segundo expectativas da administração da Companhia, e a realização do ativo pela integralidade do valor reconhecido depende do sucesso de todas as ações que vem sendo tomadas. Imposto de Renda e Contribuição Social Ativos Diferidos Conforme mencionado na Nota 07, a Companhia mantém registro de IRPJ e CSLL Diferidos no ativo não circulante pelos montantes respectivos de R$ 3.558.855,75 e R$ 1.404.975,09 (R$ 2.247.837,27 e R$ 933.008,44 em 31 de dezembro de 2011), calculados com base em prejuízos fiscais e base negativa para contribuição social, cuja realização e manutenção do registro está baseada na análise de viabilidade econômica e plano de negócios da Companhia. A realização desses ativos depende do sucesso das ações que vem sendo tomadas pela administração da Companhia, com a correspondente geração de lucros operacionais futuros. Outros Assuntos Demonstração do Valor Adicionado – DVA Examinamos, também, a Demonstração do Valor Adicionado (DVA), referentes ao exercício findo em 31 de dezembro de 2012, elaboradas sob a responsabilidade da administração da Companhia, cuja apresentação é requerida pela legislação societária brasileira para companhias abertas, e como informação suplementar pelas IFRSs que não requerem a apresentação da DVA. Essas demonstrações foram submetidas aos mesmos procedimentos de auditoria descritos anteriormente e, em nossa opinião, estão adequadamente apresentadas, em todos os seus aspectos relevantes, em relação às demonstrações contábeis tomadas em conjunto. Auditoria dos valores correspondentes ao exercício anterior Os valores correspondentes ao exercício findo em 31 de dezembro de 2011, apresentados para fins de comparação, foram anteriormente por nós auditados de acordo com as normas de auditoria vigentes por ocasião da emissão do relatório em 03 de fevereiro de 2012, contendo ênfase quanto aos créditos a receber da Kremon e ressalva quanto aos efeitos contábeis por avaliar os estoques de produtos acabados de acordo com os critérios definidos pela legislação tributária até 31 de dezembro de 2010 e considerando que a partir do exercício 2011 a Companhia optou por avaliar seus estoques de produtos acabados de acordo com o custo médio de produção, tal ressalva não é mais requerida. Curitiba (PR), 04 de março de 2013. MOORE STEPHENS BOEING AUDITORES INDEPENDENTES S/S CRC.PR-005.174/O-5 Paulo Roberto Cardoso Contador CRC.PR-035.096/O-0

ed31884.pdf  

ed31884.pdf

Advertisement