Page 1

JORNAL DE BELTRÃO Francisco Beltrão, domingo, 23 de fevereiro de 2014 - Ano XXV - Número 5.286 - R$ 2,00 - Fone (46) 3520-4000

NESTA EDIÇÃO, 4 CADERNOS, 40 PÁGINAS. JdeB, O LEITOR EM PRIMEIRO LUGAR. WWW.JORNALDEBELTRAO.COM.BR

Foto de ???????????

Até lei protege o tablado, tchê

Lei assinada pelo governador Beto Richa regulamenta questões relativas aos CTG´s, a fim de assegurar as manifestações artístico-culturais. No Sudoeste, patrões de centro de tradições adeririam às mudanças e afirmam que seguir as normas de segurança do Corpor de Bombeiros é melhor para todos. Pág. 6

População desarmada, ladrões mais ousados

Foto de Adolfo Pegoraro/JdeB

Homenagem aos felinos

Após a tragédia da Boate Kiss de Santa Maria, os Bombeiros passaram a exigir, para os locais de aglomeração de público, até mudança de material, como a troca do piso de madeira por alvenaria. Patrões de CTGs do Paraná conseguiram a aprovação de uma lei estadual que lhes garante a manutenção dos tablados de madeira. Mas os patrões de CTGs ouvidos pelo Jornal de Beltrão preferem atender às exigencias do Corpo de Bombeiros, até porque eles permitem a manutenção do piso de madeira, desde que seja revestido com uma tinta que protege contra o fogo. Pág. 6

O desarmamento da população pode ter deixado os ladrões mais ousados. As pessoas de bem precisam viver enclausuradas, enquanto os criminosos estão soltos. Mas vale a pena ter uma arma de fogo em casa? Pág. 8A

Maioria aprova Copa no Brasil

Faleceu a psicóloga Maria de Fátima

O presidente da seção da OAB do Paraná, Juliano José Breda, e o presidente da subseção de Francisco Beltrão, Marcelo Miró, entregam o certificado para Carla Patrícia Vagner, que fez o juramento junto com outros 53 advogados do Paraná, quinta, 20, na Amsop. Miró e Breda participaram também de evento na Cesul. Págs. 3 e 8 Foto de Badger Vicari/JdeB

Segunda-feira, 17 de fevereiro, foi o Dia Mundial do Gato e o Mundo Animal conta a história de amantes desses animais. Na foto, Greici Audibert com o namorado Gabriel Spenassatto e o gato deles Doritos, toda dedicação para ele. Pág. 4A

Pesquisa Ibope revelou que a maioria da população brasileira é a favor da realiazção da Copa do Mundo no país. Em relação a benefícios ou prejuízos, há um empate técnico. Pág. 3

Beto Richa na Expobel

O deputado estadual Ademar Traiano anunciou ontem uma pré-data para a visita do governador Beto Richa na Expobel que acontecerá em março. Pág. 2

Ingressos esgotados

Sete jogos, entre eles a abertura e a final da Copa do Mundo, já estão com os ingressos esgotados. Segundo a Fifa, este indicativo dá sinais de que a competição será um sucesso. Pág. 11

Sudoeste

Empresas de tecnologia geram mais de 1,5 mil empregos em Pato Branco. Pág. 1A

Faleceu às 22 horas de sexta-feira e foi sepultada ontem no cemitério Jardim da Luz, de Francisco Beltrão, a psicóloga Maria de Fátima Peres Oliveira, de apenas 61 anos. Ela sofria de câncer. Deixa viúvo Ertal Oliveira e três filhos: Érico, Bruno e Ertal Júnior.

Foto de Leandra Francischett/JdeB

Um café da manhã formalizou ontem, na sede do PSC, o apoio do PMN de Francisco Beltrão à pré-candidatura de Wilmar Reichembach para deputado estadual. Entre os presentes, Acir Nego Lopes, Irineu Miller, Reinoldo Fernandes, Vitalino Tonello, Valmir Dile Tonello, José Constantino, Jair Galvan, Valdir, entre outros. Pág. 3

Qual a idade certa para entrar na faculdade? Pode ser 50 anos. Luiz Bertó (de camisa azul) e a filha Cheila (na sua frente) são calouros no curso de Fisioterapia da Unisep. Na foto, com os colegas de turma e a professora Marceléia Rubert. Pág. 7

Neuri Baú, ex-prefeito de Salto do Lontra, é o entrevistado desta edição. Págs. 2A e 3A Dois Vizinhos oficializa participação no Encontro de Mulheres. Pág. 7A

Edital pág. 3


EDITORIAL

Ansiedade contagiante O Ministério da Fazenda está elaborando novas medidas que visam aumentar a arrecadação do governo federal. Começa com a elevação do PIS e da Cofins sobre os produtos importados. Alguém pode dizer tudo bem, meu carro é nacional, pouco dependo de importações. Nem é preciso buscar argumentos para mostrar que todos acabam sendo atingidos, direta ou indiretamente. Não é preciso porque, depois da taxação dos importados, deverá vir PIS e Cofins mais caro também para os cosmétidos. E aí, qual a família que não faz gastos com cosméticos? Isso na visão pessoal. Na visão macro das finanças públicas, essa decisão do governo federal em aumentar a arrecadação despeja um balde de água fria nos governos estaduais que ainda acreditam que novos patamares para as dívidas com a União sejam negociados. Se empréstimos considerados já quitados continuam gerando cobranças (caso do Banestado do Paraná), é porque aquela transação se transformou numa nova fonte de arrecadação. E se a preocupação com a geração de novas fontes de recursos continua, mesmo em ano eleitoral, é porque não vai mudar tão logo. Sabe-se também que muitas taxações são feitas até para controlar a balança comercial. Para definir uma necessidade de exportar mais e importar menos. Mas não é somente isso que está acontecendo. Longe de folgar seu caixa, o que especialistas preveem é que o governo federal vai continuar buscando sempre novos meios de aumentar a arrecadação e empurrar a estados e municípios o atendimento à população. Pode-se contra-argumentar que há compensações, como por exemplo as desonerações. Mas essas têm suas contrapartidas, nada vem de graça. Se umas empresas são beneficiadas, outras acabam sendo penalizadas. Essa imagem de um estado que só arrecada e pouco retribui em infraestrutura e em atendimento básico, como a saúde por exemplo, acaba gerando uma ansiedade que contagia a população, que entra no mesmo ritmo. Uma ansiedade perniciosa, porque gera uma competição desumana. O lado bom do capitalismo é que ele por si só motiva as pessoas a ser mais objetivas, mais eficazes e mais ambiciosas. O lado mau é quando bitola pessoas ou governos a olhar somente o seu lado, somente as suas necessidades. Uma das metas do governo é controlar a inflação. Mas ele acaba sendo o primeiro a provocar descontrole. Sem os investimentos necessários em infraestrutura e logística, os produtos se tornam mais caros, as empresas e os próprios cidadãos se obrigam a entrar no mesmo ritmo de uma ansiosa busca por mais e mais recursos financeiros. Uma análise mais apurada pode mostrar que é assim mesmo, que nunca foi diferente. Então vale dizer que a expectativa do contribuinte também não muda, continua esperando um cenário competitivo, mas mais seguro e compartilhado. EXPEDIENTE: JORNAL DE BELTRÃO Diário de terça a domingo Fundação: 1° de maio de 1989. Propriedade: Editora Jornal de Beltrão Sociedade Anônima. CNPJ 95420188/000133 -Rua Mato Grosso, 55 CEP 85.605-280 - Francisco Beltrão - PR. Fonefax: (46) 3520-4000 Conselho Editorial (º) e Conselho de Administração (*): Badger Vicari*º, Celso Albino Reichert*º, Claudiney Del Cieloº, Domingos Rafagnin*º, Flávio Cesar Pedron*º, Itamar M. Pereira*, Ivo A. Pegoraro*º (presidente), Luciano André Trevisan*º, Luiz Carlos Bággioº, Marcos Kuchinski*º e Quintino Girardi*º. Diretor de Redação: Jornalista Ivo A. Pegoraro - ivo@jornaldebeltrao.com.br Chefe de Reportagem: Jornalista Flávio Cesar Pedron - flavio@jornaldebeltrao.com. br Diretor Administrativo-Financeiro: Celso A. Reichert - celso@jornaldebeltrao.com.br Diretor de Produção: Quintino Girardi quintino@jornaldebeltrao.com.br Gerente de vendas: Marcos Kuchinski comercial@jornaldebeltrao.com.br Impressão própria As matérias assinadas não representam, necessariamente, a opinião do jornal. Notícias nacionais e internacionais Agência Estado e Agência Brasil Representantes Dois Vizinhos: 3536-2929 (Sucursal) Pato Branco: 3025-2970 Curitiba: Merconeti (041) 3079-4666 Brasília: Central de Comunicação - (061) 3323-4701 O Jornal de Beltrão é associado à ADI-PR (Associação dos Jornais Diários do Interior do Paraná) Endereço eletrônico: jornaldebeltrao@gmail.com assinaturas@jornaldebeltrao.com.br www.jornaldebeltrao.com.br e www.guiaparanasudoeste.com.br Cartas e e-mails: O Jornal de Beltrão faz questão de publicar as cartas e/ou e-mails dos leitores mas, por problema de espaço, quando forem muito longas, ou se for resposta a outra opinião ou a algo publicado no jornal, e sempre que fogem do tema em debate, reserva-se o direito de sintetizá-las.

Tabela de assinaturas: Anual nova: R$ 421,15 - à vista R$ 213,73 - 1+1 R$ 144,62 - 1+2 R$ 110,09 - 1+3 R$ 89,39 - 1+4 R$ 75,61 - 1+5 R$ 427,47 - 30 dias Anual renovação: R$ 404,73 - à vista R$ 205,39 - 1+1 R$ 138,99 - 1+2 R$ 105,80 - 1+3 R$ 85,90 - 1+4 R$ 72,66 -1+5 R$ 410,80 - 30 dias Semestral nova: R$ 215,70 - à vista R$ 109,47 - 1+1 R$ 74,07 - 1+2 R$ 56,39 - 1+3 R$ 45,78 - 1+4 R$ 38,72 - 1+5 R$ 218,83 - 30 dias Semestral renovação: R$ 207,50 - à vista R$ 105,29 - 1+1 R$ 71,25 - 1+2 R$ 55,04 -1+3 R$ 43,97 - 1+4 R$ 37,19 - 1+5 R$ 210,61 - 30 dias Mensal: R$ 38,72 Jornal de domingo: Anual: R$ 129,79 R$ 65,85 - 1+1 Semestral: R$ 65,85 R$ 33,43 - 1+1 Por Correios: R$ 652,28 - anual R$ 326,65 - semestral Tabela válida de janeiro a dezembro de 2013.

2 JORNAL DE BELTRÃO Domingo, 23.2.2014

Opinião

Umas e Outras De acordo com a coordenação da Expobel, já foram vendidos cerca de 150 mil ingressos. O resultado é considerado excelente. A feira será no parque de exposições, de 7 na 16 de março.

foto renata preto e branco

O governador Beto Richa (PSDB) já tem uma data pré-agendada para visitar a Expobel. Será dia 14, uma sexta-feira. A informação foi dada ontem pelo deputado Ademar Traiano (PSDB), em entrevista para a Rádio Educadora. Em Pato Branco, dia 13 de março, está marcada uma audiência pública com o tema “Ciclovias em Pato Branco”. A proposição é de autoria do vereador Raffael Cantu (PC do B). “O objetivo é debater a construção de ciclovias, é avançar com o meio de transporte”, ressalta o vereador. Para ele, “a sociedade, os vereadores, precisamos avançar com esse debate”. Na sua fala, o vereador comunista cumprimentou a Prefeitura de Francisco Beltrão “pela ousadia em criar ciclovias em seu município; esperamos realmente que o prefeito Augustinho Zucchi [PDT] também tenha essa ousadia, esse comprometimento com a mobilidade urbana”, ressaltou . Na audiência será apresentando um estudo elaborado por uma entidade não-governamental e por um arquiteto. Ontem o ex-deputado Roberto Jefferson (PTB) foi para a cadeia, no Rio de Janeiro. Sua prisão havia sido determinada na sexta-feira. Ele foi o delator do esquema do mensalão, ainda em 2005.

Nesta semana em Francisco Beltrão, o prefeito Antonio Cantelmo Neto deu as boas-vindas para a deputada ítalo-brasileira, Renata Bueno; ao centro, o ex-vereador Irineu Wessler e o secretário mkunicipal Jose Carlos Vieria (Urbanismo), O encontro foi no auditório da Churrascaria Marabá.

Ciclofaixa em Beltrão Às vezes precisamos renunciar algo em busca de algo maior, de evoluir em determinados aspectos. É o tal "dar um passo atrás para dar dois à frente", o qual só estará fadado ao fracasso se não houver convicção e coragem. A ciclovia em Beltrão foi implantada à força? Pode ser que sim, visto que o motivo principal foi adequar-se a uma lei federal para não perder investimentos importantes no futuro. Mas, se a ideia é interligar parques em regiões opostas do município e criar um corredor para os ciclistas, alguém imagina outra via por onde começar? A Rua Curitiba tem mais de três quilômetros e, sozinha, praticamente liga os dois principais parques do município. Mas a mudança "imposta", que começou com entusiasmo, cedeu diante da força comercial. Ou seria do interesse político futuro? Também não se pode concluir.

A "falta da cultura da bicicleta", alegada por muitos como uma justificativa para não se implantar a ciclovia, é justamente a razão para ela ser mantida em seu funcionamento pleno. Onde tem campo de futebol, joga-se futebol. Onde tem estacionamento, estaciona-se. Onde tem ciclofaixa, anda-se de bicicleta. A cultura de uma região não é estática. Não é porque aqui nunca se andou de bike que a moda não vai pegar. Estudei na minha graduação que eram os administradores que se adaptavam ao meio – político, legal, ambiental, cultural, geográfico etc. —, não o contrário. Numa época em que empreendedorismo é a tônica nas organizações, empreendedor é aquele que sabe tirar proveito das mudanças e dificuldades. À parte disso, o que restam são meros comerciantes. Tiago Moreira jornalista do Jornal de Beltrão

O leitor e o passarinho

Laudi Vedana

Na atualidade, o leitor é a pessoa mais importante da generosa, quando respeitada, assim os leitores de norte a sul sociedade. Alguém poderia imaginar que essa figura é im- semeando a renovação espargindo novos conceitos e juízos portante porque é rara e tudo o que é raro assume um valor de valor, farão brotar, com certeza, as espécimes da “antifora do comum. Numa analogia fácil de entender, pode-se ga” moral, ética, democracia, reformas estruturais, aplicação comparar o leitor ao passarinho. Este, responsável pela mul- correta de recursos públicos, mata ciliar contra as enchentes tiplicação das florestas e da vegetação em geral. O pássaro se da corrupção, educação socializadora, que combata os fins alimenta de frutas e sementes degustadas nos mais variados interesseiros, linhas de prioridade para nortear os investirecantos do Brasil e por funções orgânicas exerce as funções mentos em todos os campos, mentes lúcidas para que situação e oposição construam a pirâmide da felicidade, apoio da sustentabilidade disseminando às mentes privilegiadas, para que surjam sementes, até em locais improváveis novas patentes, cujos frutos são emprede germinação. Valorização dos gos e renda. Imaginem vingarem essas Não trabalham, nem ceifam, mas professores por ideias novas em todos os municípios! plantam. Nem todas vigoram, mas a repoTambém haveria escolas padrão Fifa, sição florestal muito deve a esses bípedes meritocracia, educação valorização dos professores por meritoempenados e irracionais. Para eles “semencomo prioridade e cracia, educação como prioridade e não te engolida é missão cumprida”. Assim é o leitor que, no dia-a-dia alimenta o espírito não a farsa de manter a farsa de manter as mentes em currais com leituras diversas, analisa dados, emite as mentes em currais eleitoreiros, ou melhorias de ensino no disfarce das estatísticas. Essa é a transjuízos de valor, assimila ou rejeita ideias, eleitoreiros, ou formação real, porque haveria o sincroque nos mais variados momentos, em contato com a sociedade, vai disseminando o melhorias de ensino no nismo de decisões, e cada cidadão se senconteúdo das leituras, que por sua vez são disfarce das estatísticas. tiria responsável por seu país, em todos os segmentos sociais. analisadas pelo ouvinte, que poderá se torMissão dada é ser o passarinho do nar outro multiplicador. Por isso Olavo Bi- Essa é a transformação lac escreveu: “Bendito o que semeia livros real, porque haveria o repovoamento das sementes de todas as que o povo almeja, a partir da porque faz o povo pensar”. sincronismo de decisões, reformas escorchante cobrança de impostos sobre Infelizmente o Brasil ainda padece de e cada cidadão se os medicamentos. Quantos cidadãos muita aridez mental. O processo da educação não conseguiu evoluir a ponto de sentiria responsável por brasileiros, no último andar da vida, não comprar os remédios para produzir resultados em que prevaleçam os seu país, em todos os conseguemcontinuar vivendo miseraefeitos da moral e da ética. segmentos sociais. velmente, trêmulos, sem soÉ por isso que o advogado e professor Canhos, sem lenitivos para um leb Salomão escreveu: “O brasileiro é um restinho de vida pelo menos povo de espírito levíssimo, tem vocação para a catarse, pelas coisas mais simples, como receber favores, à semelhança do decente. Em cada três reais de medicamentos, um é para os maná caindo do céu, bolsas, agrados, a ponto de abdicar da impostos. Se a sociedade não é vítima, mas culpada, como disse o cidadania para alimentar a letargia que produz, por sua vez, a alergia à integração social, cultural e econômica. O futebol ministro do STF, porque vota mal, esta mesma sociedade ganhou ares de religião, num país em que educação e cultura deve reagir, nem que seja com as sementes do passarinho da leitura disseminadas nas diversas sociedades. Afinal ainda apostam no ócio distrativo, promovendo culto aos clubes”. Qual a explicação que pode ser dada à estatística que mos- somos racionais e como tal podemos agir até melhor que os tra 73% de eleitores analfabetos funcionais e 8% da popula- passarinhos. Será? ção analfabeta total? Laudi Vedana O leitor é fonte de integração nacional, como o é o passarinho no repovoamento vegetal. Assim como a natureza é Professor e Jornalista da Rádio Elite FM de Pato Branco.


Política

Domingo, 23.2.2014 JORNAL DE BELTRÃO

3

francisco beltrão

PMNformalizaapoioaonomedeReichembach Ex-prefeito tem seu nome colocado como pré-candidato a deputado estadual pelo PSC.

Desde o ano passado lideranças do PMN de Francisco Beltrão — como o presidente Reinoldo Fernandes e o dirigente José Constantino, entre outros — já declaravam informalmente que estariam apoiando o nome do ex-prefeito Wilmar Reichembach (PSC) a deputado estadual. Ontem, na sede do PSC, um café da manhã selou o apoio. “O Reichembach será a novidade dessa eleição aqui em Beltrão e na região, e o eleitor quer votar em nome novo”, avaliou Reinoldo. “Meu compromisso com a candidatura não é só votar, estou indo atrás de mais apoios”, acrescentou Constantino, também presidente do Marrecas Clube. “Eu agradeço esse apoio importante, o PMN mostrou sua força na eleição para vereador em 2012, elegendo Valmir Dile Tonello, além de outros candidatos que tiveram boas votações, como Everton Gomes e Orlando Ozório”, disse Reichembach Dile também estava presente,”O partido definiu esse apoio e eu acho muito bom”, destacou. Reichembach lembrou de um dado

OAB de Beltrão realiza juramento de 54 advogados

Na reunião do PSC, Acir Nego Lopes, Irineu Miller e Reinoldo Fernandes. da Acamsop-13, informando que em 2012, 84 vereadores foram reeleitos, mas 164 foram novos,. “Há o desejo de votar na novidade”, sublinhou. Ele também comentou das suas visitas pela região, se apresentando como opção. “Fizemos um bom trabalho em Beltrão na Prefeitura e isso repercute para a região”, disse, lembrando da parceria para o novo CRE (que está

sendo construído na região da Água Branca) e o curso de Medicina para o campus da Unioeste em Francisco Beltrão. Além de Reichembach, Reinoldo, Constantino e Dile, outras lideranças participaram, como Acir Nego Lopes, Vitalino Tonello, Irineu Miller, Jair Galvan, Vanderlei Holup, Fogaça, Lalo, Valdir

Ibope: 58% do povo é a favor da Copa do Mundo no Brasil Para 43% dos 2.002 entrevistados pelo instituto, o evento causará mais benefícios do que prejuízo; outros 40% acham o contrário AE Pesquisa Ibope/Estado revelou que os brasileiros estão divididos em relação aos possíveis efeitos da Copa do Mundo no Pa-

ís. Para 43%, o evento trará mais benefícios que prejuízos. Outros 40% pensam o contrário. pesar disso, a parcela da

população favorável à realização do torneio de futebol no Brasil é majoritária: 58%. Para 38%, seria melhor se o evento fosse realizado em outro País. Para 25% dos entrevistados, a violência e os gastos de recursos públicos serão os maiores desafios que os organizadores da Copa te-

rão de enfrentar. A seguir, no ranking, aparecem a desorganização (25%) e os protestos de rua (11%). A imagem do Brasil vai melhorar com a realização do evento na opinião de 47% dos entrevistados. Para 37%, a imagem ficará mais negativa. O levantamento do Ibope foi feito em 141 municípios e tem margem de erro de dois pontos porcentuais. Foram ouvidas 2.002 pessoas.

Dom Orani Tempesta é ordenado cardeal São Paulo (AE) - O Papa Francisco nomeou oficialmente, neste sábado, 19 novos cardeais em um consistório realizado na Basílica de São Pedro, no Vaticano. Entre eles está o brasileiro Dom Orani Tempesta, agora cardeal arcebispo do Rio de Janeiro. A presidente Dilma Rousseff participou da celebração. Ela cumprimentou Tempesta após a cerimônia.

A sessão aconteceu na tarde de quinta, na Amsop. JdeB - A subseção da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) de Francisco Beltrão realizou na tarde de quinta-feira, dia 20, no auditório da Amsop, o juramento de 54 novos advogados, que foram aprovados recentemente no exame da ordem. A maioria dos novos profissionais eram de Foz do Iguaçu (16) e Cascavel (13), mas havia também mais 9 de Francisco Beltrão e 7 de Pato Branco. Umuarama, Paranaguá, Toledo, Medianeira, Curitiba e Laranjeiras do Sul também tiveram representantes no juramento realizado em Francisco Beltrão. Dentre as autoridades presentes, estavam o presidente da seção da OAB no Paraná, Juliano José Breda, o vice-presidente, Cássio Lisandro Telles, o presidente da subseção de Francisco Beltrão, Marcelo Miró, o vice-presidente, Luiz Carlos Dagostini Júnior, o conselheiro estadual da OAB, Ciro Piaseck, a delegada da Caixa de Assistência do Paraná, Mércia Ribeiro, o membro do Tribunal de Ética e Disciplina da seção da OAB do Paraná, Paulo José Giaretta, e o coordenador da comissão do Jovem Advogado, Fernando Saggin. Advogados de Francisco Beltrão e Pato Branco Os nove advogados de Francisco Beltrão são: Alexandre Wajand, Antônio Lucas Tomazoni, Carla Patrícia Vagner, Clarice Mendes Dalbosco, José Paulo da Silva Pertile, Maiara Andressa Pozzebon, Rodrigo Malinoski, Rui Mandelli Júnior e Willian Nathan Madruga. Os sete advogados novos de Pato Branco são: André Celso Rucinski, Elaine Cristina Gambeta, Fábio Briskievicz, Flávio Sufiatti, Heloíse Schiavini, Miria Straesser da Cruz e Paola Andriguetti Zucchi.

COMPANHIA DE HABITAÇÃO DO PARANÁ EDITAL Nº 01/2014 – CHAMAMENTO PÚBLICO Objeto: Seleção de empresas do ramo da construção civil para apresentação de proposta para produção de empreendimento habitacional de interesse social, no âmbito do Programa Minha Casa Minha Vida – PMCMV, com recursos do Fundo de Arrendamento Residencial - FAR, em diversos municípios do Estado do Paraná, relacionados no Anexo I do Edital. Data de Abertura: 07/03/2014 – 09:00h Local: Rua Marechal Deodoro, nº 1133 – 1º andar – Curitiba-PR Consulta e Retirada do Edital: www.cohapar.pr.gov.br Curitiba, 21 de fevereiro de 2014. Mounir Chaowiche Diretor-Presidente


Religião 250

Por que sou católico? (2) Sou católico por vontade e graça de Deus! De minha parte não há merecimento algum. Mas considero imensa dádiva o mérito das chagas de Cristo em meu favor e em favor de todos os viventes da terra. Católica significa exatamente isto: graça para todos! Ao alcance de todos. Então, católica, origem do grego, significa universal. Inácio de Antioquia, bispo que viveu entre os anos 30 e até as proximidades do ano 120 d.C., em suas cartas aos Romanos e Efésios, além de outras, já chamava a nossa Igreja de Católica. E mais: falava da missa, o Santo Ofício, o Culto Divino como o tesouro da Igreja e nela se encerrava a Eucaristia – o Corpo de Cristo – alimento para todo o cristão. Esta carta é reconhecida pela ciência moderna como autêntica. Portanto, mais uma prova extra-bíblica da autenticidade da Igreja dos Apóstolos. Daí a conclusão: Apostólica, ou seja: dos Apóstolos de Jesus Cristo. Ele também reconhecia o Primado de Pedro sobre os demais, sempre defendendo a unidade da Igreja, vindo daí a conclusão de Romana. Não escrevo estas linhas como “prova ou sugestão” para você mudar a sua crença ou deixar a sua Igreja. Isto já está no Evangelho que não precisa de nenhuma complementação. Os fundamentos que sempre encontrei e a verdade por mim considerada para viver e crescer nesta Igreja ultrapassam tudo o que se fala ou se escreve sobre ela. O fundamento único da minha fé é Jesus Cristo! A visão que carrego sem nenhuma dúvida: Jesus Cristo é Deus! Não pode errar ou criar confusão... Jesus sempre tem razão e não muda. Não sou católico por causa de padre, bispo ou de exemplos de pessoas, como alguns costumam dizer. Se fosse por isso, teria mil razões para ter mudado de Igreja e de religião. Considero os padres Ministros da Igreja, Sacerdotes de Jesus Cristo e tenho imenso respeito por todos eles. Os bispos fazem às vezes dos Apóstolos, comandam uma Igreja Particular ou Diocesana. Mas sei com clareza que são homens... Sujeitos a todas as vicissitudes humanas e que podem cair na desgraça do pecado. E quando isto acontece, sinto piedade e compaixão por eles. E rezo para que reencontrem o significado da formação em Cristo! Sou Católico Apostólico Romano porque a Igreja – aqui precisamos o dom do entendimento sobre o que é a Igreja – não pode errar. Quanto ao poder, ela tem a chave do Reino dos Céus. Se algo mudar será porque a mudança será “ligada” nos céus. No entanto, a Igreja não segue a vontade do mundo. Nem da ciência, nem da racionalidade, nem da maioria. Acredito profundamente na Igreja Católica porque Jesus Cristo disse que ela seria perseguida, “assim como Eu fui perseguido”, mas nada a derrubará! O inferno não tem poder sobre ela. A Igreja é Deus. Foi sobre um homem – Pedro – que Jesus instituiu esta obra maravilhosa. “Tu és Pedro e sobre esta “pedra” edifico a “minha” Igreja. A Igreja não erra... Não comete equívocos... Quem erra e comete pecados são os homens. E o homem – para ser Igreja – necessita que Deus (a Igreja) entre nele. Então, o homem só é Igreja quando Deus está nele. Ao cometerem o pecado, no mesmo instante – a Igreja Deus – afasta-se dele. Aqui ele se transforma na “Sinagoga de Satanás”. Portanto, pecado e desobediência não cabem na Igreja. Trata-se de excomunhão por ato e vontade própria. Finalmente, sou católico porque os pecadores redimidos no sangue de Cristo são Nele santificados! Para a manifestação da Glória de Deus! Itacir Camilo Rovaris

Artigo

É verdade que tudo muda?

Não, não é verdade, pois nem tudo pode ser mudado, e as razões são inúmeras: temperamento, visões diferentes ou equivocadas sobre a realidade, entre outros. Mas isso nem é o mais importante. Compreenda que todas as vezes em que nos deparamos com o imutável, o melhor e mais sábio é se perguntar se não é a hora de a mudança acontecer em nós. Resumindo: quando as coisas não mudam, nós é que temos de mudar! Esteja certo de que, a partir disso, tudo ficará mais simples e será mais fácil ser feliz! Coragem! Estou rezando por você! Ricardo Sá – Canção Nova

4 JORNAL DE BELTRÃO Domingo, 23.2.2014

Leitura

Catolicismo

A unção de Jesus e o perdão dado gratuitamente (1) A pecadora perdoada (Lucas 7,36-50) Adentrando nos evangelhos Jesus, o Messias, significa o “ungido de Deus”. O tema da unção está presente nos quatro evangelhos. Cada um, do seu modo, apresenta a cena em que Jesus foi ungido. - Mateus diz que Jesus foi ungido em Betânia, na casa de Simão, o leproso (Mt 26,6-13). - Marcos também diz a mesma coisa (Mc 14,3-9). - João, por sua vez, apresenta a unção de Jesus também em Betânia, mas na casa de Lázaro, Marta e Maria (Jo 12,1-11). - O episódio narrado em Lucas é totalmente diferente dos demais. Ele apresenta a unção durante uma refeição, na casa de Simão, o fariseu (Lc 7,36-50). Mateus e Marcos dizem que a unção foi feita na cabeça de Jesus. Lucas e João dizem que a unção foi realizada nos pés de Jesus. Os três sinóticos não dão nome à mulher, embora que seja possível identificá-la como sendo Maria Madalena, mas João a identifica como sendo Maria, a irmã de Marta e de Lázaro. Vamos nos deter, então, no evangelho de Lucas. Um convite feito a Jesus Quem convida Jesus para tomar uma refeição é o fariseu Simão. Não sabemos nada sobre este personagem. Nem sabemos qual era a intenção que estava oculta em seu coração ao fazer tal convite a Jesus. Para a mentalidade da época, sentar-se à mesa com alguém, era considerado um gesto de profunda intimidade. Era compartilhar das idéias e dos sentimentos da outra pessoa. Convidar era comprometer-se. Quem aceitava o convite também se comprometia. Ir à casa de alguém era romper as barreiras, vencer a distância e o preconceito. O fariseu é correto e cortês, mas não é fraterno. Não pratica as leis da fraternidade, que logo em seguida Jesus vai reivindicar. É provável que

pretendesse colocar Jesus à prova e verificar realmente quem era Jesus. O fariseu convida Jesus talvez por curiosidade, talvez por interesses, querendo observar como ele iria se comportar ou talvez pensando que Jesus jamais iria aceitar tal convite. O que surpreende, à primeira vista, é que Jesus aceita tal convite. Entra na casa deste fariseu. Reclina-se à mesa, como era o costume da época. Participa desta refeição, à primeira vista, festiva. A refeição na casa de Simão O fariseu nem podia imaginar o que estava para acontecer. Tudo transcorria bem. O clima era de festa e de alegria, até que aparece uma intrusa e vai adentrando sem pedir licença. Aparece de improviso. Não sabemos o seu nome. O que sabemos dela é que “era pecadora”. É tudo o que o evangelho diz dessa mulher. Sua fama na cidade é negativa. Era costume que durante uma refeição os convidados se colocavam ao redor da mesa, sentados no chão sobre almofadas, com a cabeça para frente e os pés para fora. Normalmente, a sala de refeição permanecia aberta, especialmente quando recebia um “convidado ilustre”. As pessoas de fora podiam entrar e sair para ver “tal personagem” que aí se encontrava, porém não podiam falar com ele, durante as refeições, para não perturbar o ambiente e as solenidades do momento. Jamais uma pecadora pública entrava na casa de um fariseu e, muito menos, se fosse uma prostituta. Nestes assuntos os fariseus eram muito rigorosos. Eles formavam um grupo considerado “os puros e os perfeitos observadores da Lei”. Por isso, mantinham distância dos publicanos e pecadores para não se contaminarem. Os fariseus formavam um partido religioso fechado em suas tradições e ensinamentos. Estudavam minuciosamente as Leis de Moisés e propunham a mais rigorosa observância,

mensagem do dia

Eucaristia, remédio para as doenças espirituais O remédio para acabar com as doenças espirituais que nós, infelizmente, adquirimos é a Eucaristia. É o próprio Corpo e Sangue, Alma e Divindade do Nosso Senhor Jesus Cristo, remédio eficaz para o corpo e para a alma. Ao comungar o Corpo do Senhor descontaminamos nosso corpo e nossa alma; e nossos pensamentos, sentimentos, ideias e fantasias são purificados. A descontaminação acontece pela Eucaristia. Além de recebermos Jesus Eucarístico, é preciso adorá-Lo no Santíssimo Sacramento. Seja adorador! Se, por vários motivos, você não puder permanecer por muito tempo em adoração, passe pelo menos cinco

minutos por dia diante de Jesus no sacrário. Adorar ao Senhor é reconhecê-Lo como Deus, como o Criador e o Salvador, o Senhor e Mestre de tudo o que existe, o Amor infinito e misericordioso. “Adorarás o Senhor teu Deus, e só a ele prestarás culto” (Lc 4,8), diz Jesus, citando o livro do Deuteronômio (6,13). Seu irmão, Monsenhor Jonas Abib

Dom Agenor Girardi principalmente em matéria do sábado, do dízimo e da pureza ritual. O desejo de mudança de vida A mulher pecadora ficou sabendo que Jesus estava na casa de Simão, o fariseu, naquele dia. É possível que dentro dela tenha começado uma luta muito grande: -

“Vou ou não vou me encontrar com Jesus? – Será que ele vai me receber? – O que os convidados vão pensar de mim? – Será que não vou sofrer mais uma humilhação?” – Provavelmente ela já estava cansada daquela vida que levava. Queria algo diferente, algo que lhe desse um novo sentido e um novo sabor à vida, algo que realmente lhe preenchesse o coração, sem deixar um gosto amargo das experiências vividas. É possível que esta mulher pecadora já tivesse ouvido seus ensinamentos ou presenciado alguns dos seus milagres. Talvez já conhecesse a Jesus. Dom Agenor Girardi, MSC - Bispo Auxiliar de Porto Alegre, RS

Comunidade Batista Betel

As cenas da sabedoria no discipulado

“E chegou a Derbe e Listra. E eis que estava ali um certo discípulo por nome Timóteo, filho de uma judia que era crente, mas de pai grego; Do qual davam bom testemunho os irmãos que estavam em Listra e em Icônio. Paulo quis que este fosse com ele; e tomando-o, o circuncidou, por causa dos judeus que estavam naqueles lugares; porque todos sabiam que seu pai era grego. E, quando iam passando pelas cidades, lhes entregavam, para serem observados, os decretos que haviam sido estabelecidos pelos apóstolos e anciãos em Jerusalém. De sorte que as igrejas eram confirmadas na fé, e cada dia cresciam em número”. Atos 16:1-5 Novamente estamos diante do fluir do ministério de Paulo e aqui, em especial, nos depararemos com três cenas distintas e uma constatação inequívoca. Na primeira cena vemos o perfil do Apóstolo Discipulador. Paulo, ao chamar Timóteo para caminhar consigo, encontra no mesmo algumas realidades. Sua mãe é judia, cristã, seu pai é grego, e não se diz dele ser cristão. Os judeus não se misturavam em suas prerrogativas conjugais, ou seja, o normal de se esperar era ver um judeu casado com outra pessoa de nacionalidade igual. Não é o caso aqui, e claro, isto dever ter nos dias iniciais causado intenso desconforto com as famílias de origem. Neste contexto emerge Timóteo, que apesar disto tem uma experiência com Deus centrada em Jesus Cristo e torna-se discípulo. O texto não o chama de membro de igreja, de frequentador, simpatizante da fé ou de adjetivo outro. Timóteo, apesar das conjunturas difíceis iniciais de sua mãe, contempla sua conversão e se converte também. Este jovem atrai a atenção de Paulo, o apóstolo, que deseja tê-lo como companheiro de suas viagens missionárias, com vistas ao treinamento futuro para assumir posturas de liderança. Filho com referência familiar estável, apesar da diversidade de fatores que formavam a sua família e de bom testemunho com os de fora, este é o cartão de visitas do jovem Timóteo. Na cena seguinte encontramos o bom senso do apóstolo aos gentios que, sabedor da presença judaica nas visitas que fariam a seguir, circuncida Timóteo para facilitar-lhe o acesso e isentar-lhe de questionamentos desnecessários. Mesmo sabedor da realidade grega de sua vida, Timóteo, que poderia questionar e não ver necessidade no ato, obedece e flui na direção da vontade e direção de Deus para a sua vida naquele momento. Ambos, Paulo e Timóteo, entendem que a nobreza da missão exige entrega e sacrifício do eu e de suas particularidades ou filosofias pré-concebidas. Por amor ao Senhor e àqueles que por eles seriam evangelizados, resolvem contextualizar-se. Na terceira e última cena presenciamos a ambos cumprindo a missão de levar os “decretos” da igreja, na pessoa dos Apóstolos e anciãos que estavam em Jerusalém, a fim de que as igrejas caminhassem dentro de propósitos e visão específica. Isto revela que a igreja não nasceu acéfala, desprovida de direção e comando. Isto também prova que Paulo não trabalhava na perspectiva individualista de seu ministério. A missão de ambos era respaldada pelos líderes em Jerusalém. Era para o Senhor, por eles e com eles. Agora a constatação.Após o crescimento e a desenvoltura de Timóteo, fatores estes que consolidaram o seu amadurecimento como líder, Timóteo liderou várias igrejas de várias cidades, principalmente em Éfeso. O resultado disto foi “que as igrejas eram confirmadas na fé, e cada dia cresciam em número”. Agora não temos apenas em Paulo a visão do discipulado eficaz. Vemos também sua primeira geração frutificando, e, segundo o desafio de Paulo a Timóteo, outras gerações fariam o mesmo a partir do mesmo processo, só que desta vez com um moço a quem Paulo chamou de discípulo e filho. Leia 2 Timóteo 2.2 e verá que o que digo está respaldado. Pr. Fernando Alberto Araújo.


Social

5

Foto Juarez Gralak

Domingo, .23.2.2014 JORNAL DE BELTRÃO

Dia 23/02 * Armelinda Calgarotto * Claudecir Parmigani * Davi Luis Bággio * Edianes B. Bruni * Emeli Alice Cagol * Gabriela Fregonese Feltrin * Ivanete Tartari * Júlio Cesar Secco * João Francisco Mello * Maria das Graças Oliveira Danschi * Marian Gisele Heizen * Sérgio Tartari

“O primeiro a pedir desculpas é sempre o mais corajoso. O primeiro a perdoar é o mais forte. E o primeiro a esquecer é o mais feliz.” Baiano, ó xénti! Este moreno é Théo Pires, cantor, e atualmente está morando em Francisco Bel trão, onde prepara um novo trabalho. Ele também está em contagem regressiva para o carnaval. E onde você acha que ele vai passar a maior folia brasileira? Claro que na Bahia, onde dizem que acontece o melhor carnaval de rua do mundo.

* Tatiana Brancalhão * Vera Maria Hoppen * Willian L. Smaniotto * Thainá Campos

Dia 24/02

O advogado Fábio Guerro comemora seu aniversário hoje, 23 de fevereiro. Amigos e familiares o parabenizam e desejam muito sucesso.

Foto Juarez Gralak

* Ari Amadori * André César Capelina * Claudete Fantan * Dirceu Biavati * Ibraina dos Santos Lampugnani * Luiz Zanini * Lademir Mocelin * Rafaela Jacchini da Silva

Claudimara e Álvaro Guindani na festa animada que marcou o lançamento da 15ª edição do Baile do Porca Pipa, no início deste mês. O baile será no dia 26 de abril, no Santa Fé, numa realização do Rotary Club Francisco Beltrão Alvorada.

Eu apoio!

Esta bela é a Hellen Araújo, secretária das rádios Educadora e Continental. Junto com a equipe, ela vai marcar presença no estande do grupo durante a Expobel 2014.

Foto Juarez Gralak

Estava marcada para ontem uma mobilização, no calçadão de Francisco Beltrão, para que a taxa mínima da água, que é de 10m³, seja reduzida para um metro cúbico, e que a gente pague apenas o que consome. Eu apoio! Na minha conta, se eu consumir 11m³, pago pelos 11. Mas toda vez que consumo menos que 10, continuo pagando os 10. Eu sou adepta ao lema: “Temos que economizar”. Eu economizo. Na minha casa é regra: economizar sempre, tanto água quanto energia. E mesmo economizando, consumindo água menos que a taxa, eu tenho que pagar o valor cheio, mesmo não usando os tais 10 metros a que “tenho direito”. Por isso é mais do que justo que a gente pague somente pelo que for consumido. Eu quero, sim, pagar só pelo que eu consumo!

Este é um típico trio do barulho: papai Alexandre Pasqualotto com os filhos Otávio e Pedro. E pra encarar esta turma animada, só mesmo a mamãe Anne Joice, que, pra variar, quase não aparece na foto, afinal esta tarefa é sempre dela!

O caminhão do Sesi-Senai continua desenvolvendo a campanha de prevenção contra o câncer. Agora foi a vez de realizar algumas atividades e exames preventivos com a equipe de colaboradores da Marel/Dimare. A prevenção, com certeza, é sempre o melhor negócio.

Adriano e Fran Perondi Amaro em uma sessão pra lá de animada com o filho Felipe. Este príncipe, supersapeca, comemorou nesta semana dois aninhos. Parabéns!


Geral

6 JORNAL DE BELTRÃO Domingo, 23.2.2014

Por Lígia Tesser No início do mês, o deputado estadual Antônio Anibelli Neto (PMDB) trouxe à tona a discussão da segurança em caso de incêndios em centros de tradições gaúchas (CTGs). O deputado é autor da Lei 17.950, publicada no Diário Oficial, dia 5 de fevereiro, após assinatura do governador Beto Richa (PSDB). A lei proíbe mexer nos pisos de madeira dos CTGs e garante manutenção dos tablados diante da mudança exigida pelas autoridades responsáveis pela concessão de laudos de vistorias, principalmente do Corpo de

Bombeiros de alguns municípios. De acordo com matéria publicada no último domingo, 16, no Jornal de Beltrão, os tablados tinham que ser substituídos devido à madeira ser material de fácil combustão e que pode ocasionar incêndios. A partir dessa lei, também estão protegidos palcos e pistas de danças. O deputado Anibelli Neto defende que o tablado de madeira faz parte da tradição referente à cultura do Movimento Tradicionalista Gaúcho. O tenente Melchior Felipe dos Santos, chefe da 7ª seção de análise e vistorias

Tenente Melchior afirma que CTGs da região estão se adequando às medidas de segurança.

do 3º Subgrupamento de Bombeiros Independente de Francisco Beltrão, esclarece que a entidade exige um laudo provando que o tablado é incombustível. Isso pode ser providenciado por meio de uma tinta intumescente para madeira. Mas até então o Corpo de Bombeiros não recebeu novas normas de procedimento para fiscalização. Corpo de Bombeiros exige ART Se o piso de madeira não for retirado, é necessário que alguém responda assegurando a utilização de revestimento ou acabamento, por meio de Anotação de Responsabilidade Técnica (ART). A ART pode ser emitida por um engenheiro, arquiteto ou técnico que tenha respaldo do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia (Crea-PR). O tenente Melchior informa que a determinação não é só para os CTGs, mas todos os locais de reunião de público, bailes, boates, em geral, precisam ter ART: “A gente cobra as exigências mínimas, como extintor, iluminação, mas focamos, principalmente, nas saídas de emergências compatíveis com o número de pú-

CTG Recordando os Pagos, em Beltrão, concorda com exigência dos bombeiros Delcir Scolari, patroa do CTG Recordando os Pagos, conta que recebeu a visita do Corpo de Bombeiros na sede da entidade. Da avaliação técnica, surgiu a necessidade de realizar um projeto de melhoria na segurança do pavilhão, onde acontecem as atividades do CTG. As exigências foram respeitadas e não houve nenhum problema entre as entidades. “Nós vamos sempre respeitar as determinações do Corpo de Bombeiros. O que foi pedido nós estamos fazendo, as modificações são de acordo com as nossas possibilidades, pois são reformas caras, porém prezamos antes de tudo pela segurança do nosso público”, diz Delcir. O CTG Recordando os Pagos está colocando as sinalizações de saída e refazendo as portas de saída de emergência. O principal gasto é com a central de hidrantes, cujo orçamento a patroa já tem em mãos. Sobre o apoio dos bombeiros, Delcir é só elogios.

Delcir Scolari, patroa do Recordando os Pagos, com a lei que protege os CTGs em mãos, mas ela prefere se adequar às normas dos bombeiros. Segundo ela, os militares estão sempre disponíveis a explicar e ajudar nas dúvidas que surgem na hora das melhorias. “Para mim, foi uma aula”, completa. Na sede do CTG cabem 800 pessoas, um número expressivo de público, por isso, mesmo com a lei criada pelo deputado estadual Antônio Anibelli Neto, Delcir opta por seguir

as exigências do Corpo de Bombeiros e garantir a segurança de quem frequenta os eventos promovidos pela a entidade. “Nossa sociedade precisa do tablado, faz parte da nossa cultura, mas para manter a entidade primeiro precisamos estar bem adequados para receber bem o público que mantém o CTG”, garante a patroa.

CTG de Marmeleiro apoia ações contra incêndio O Centro de Tradições Gaúchas Laçando a Tradição, de Marmeleiro, também recebeu a visita do Corpo de Bombeiros, que exigiu modificações em sua sede. Em parceria com a prefeitura, foi realizado um projeto de adequação, no qual as principais mudanças foram aberturas de portas e colocação de mais extintores. Uma porta de expansão já foi feita, agora está em

fase de colocação da sinalização e as outras mudanças estão em andamento. “Nós temos um enfeite de taquara dentro da sede e os bombeiros pediram para que pintássemos com tinta intumescente, e nós fizemos. Concordamos com as determinações, pois elas são boas para todo mundo. Com as adequações, podemos realizar os bailes com segurança”, diz Edgar Montagna, patrão do CTG.

O patrão reforça que a direção da entidade está focada nas melhorias da sede e ressalta as 16 janelas, que são baixas, como mais um ponto de segurança, facilitando a ventilação e a possível fuga de dentro do estabelecimento. “Somos preocupados com a segurança de nosso público, por isso trabalhamos em conjunto com o engenheiro da prefeitura”, afirma Edgar.

O pedido para substituição dos tablados é por serem inflamáveis. Na foto, apresentação tradicionalista com uso do piso de madeira no CTG Recordando os Pagos. do revestimento que retarda a ação do fogo”, ressalta o tenente.

blico”. A vistoria nos locais é feita uma vez por ano, inclusive nas localidades do interior, onde há centros comunitários. Tenente Melchior comenta que locais como o Rancho Dariva e o Challé, que contam com estruturas de madeira, apresentaram laudo no qual fizeram aplicação da tinta intumescente. “A tinta é cara, se o proprietário achar mais viável trocar por alvenaria é possível, mas ele tem a opção

CTGs da região aderem à norma de segurança O Tenente Melchior informa que depois do desastre da Boate Kiss, em Santa Maria (RS), em geral os donos de locais de concentração de público estão tentando se adequar às normas do Corpo de Bombeiros. “Se eles não se conscientizarem, a fiscalização irá acontecer da mesma for-

ma”, declara. Até então, nos 27 municípios atendidos pelo 3º Subgrupamento de Bombeiros Independente (SGBI), não aconteceu nenhum grande problema e os CTGs estão aderindo às normas de segurança. “Em nossa região, a vantagem é que os centros comunitários e CTGs já contam com as saídas, estas são superdimensionadas, que é a principal forma de evitar problemas maiores em casos de incêndio.”

CTGs de Pato Branco estão dentro das normas

Por Luana Borba O patrão do CTG Tarca Nativista, de Pato Branco, Antônio Fernandes Coldebella, conta que durante todo o ano de 2013 a entidade passou por diversas intervenções para continuar funcionando dentro das normas de segurança exigidas pelo Corpo de Bombeiros. Além da pintura do tablado com tinta antichama, a sacada do CTG, toda em madeira, também precisou ser pintada com o mesmo material. A pedido da corporação, o Tarca Nativista passou a contar com mais duas saídas de emergência munidas de barras antipânico e um teto antichamas. Os investimentos em segurança também incluíram a mudança da parte elétrica e o aumento da capacidade de armazenagem de água em 30 mil litros. “A despesa do Tarca foi muito grande. Somente com as exigências dos bombeiros gastamos mais de R$ 80 mil. A pedido da saúde, também precisamos adequar os banheiros para deficientes. Hoje, o custo das reformas já passou dos R$ 500 mil. Estamos trabalhando em eventos e vendemos alguns terrenos do Tarca para ajudar a pagar os custos”, ressalta Fernandes. Durante as adequações, o CTG Tarca Nativista chegou a ficar fechado durante 120 dias. Porém, Fernandes diz que as reformas têm se mostrado válidas, já que a população aprovou a no-

Foto de Divulgação

Lei estadual deixa tablados de CTGs intocáveis, mas patrões da região concordam com exigências do Corpo de Bombeiros para segurança do público.

foto de Patricia Klochinski

Segurança, um novo desafio para os centros de tradições gaúchas

CTG Tarca Nativista, de Pato Branco, fez pintura do tablado com tinta antichama. va cara dada ao espaço e a agenda do CTG está quase lotada até o fim de 2014. Segundo o tenente Genuíno Luiz Dalponte, do 2º Subgrupamento de Bom-

beiros Independente (SGBI), o CTG Carreteando a Saudade também passou, em 2013, pelas adequações exigidas e está apto a receber o público para eventos.

A sede investiu mais de R$ 500 mil em melhorias.


Geral

Domingo, 23.2.2014 JORNAL DE BELTRÃO

Luiz Celito Bertó e a filha Cheila são colegas na universidade

Após três infartos, ele terminou o ensino médio e agora cursa Fisioterapia.

Por Leandra Francischett Após três infartos, Luiz Celito Bertó, 56 anos, eletricista aposentado, foi submetido a uma cirurgia cardíaca,

que durou das 12h40 às 19h. “Diziam que eu tinha pouca chance de vida, mas falei para o médico: ‘O senhor é apenas a ferramenta nas mãos de Deus’.” Duas horas depois, um novo infarto levou-o mais uma vez para sala de cirurgia, até as 7 horas da manhã do dia seguinte. Ao acordar no Centro de Terapia Intensiva (CTI), não

Luiz Celito Bertó (de camisa azul) e a filha Cheila (do seu lado) são os mais “experientes” entre os calouros de Fisioterapia da Unisep. Na foto, estão com a professora Marceléia Rubert (de jaleco à direita). fazia ideia do que tinha passado, apenas agradecia por estar vivo. Isso aconteceu há três anos e esta nova chance de viver foi responsável pela mudança de vida e o retorno à sala de aula. Em julho de 2013, concluiu o ensino médio no Centro de Educação Básica para Jovens e Adultos (Ceebja), fez vários cursos técnicos, como massoterapia, quiropraxia e thai yoga, e agora é calouro de Fisioterapia na Unisep. Essa reviravolta marcou também a vida da filha Cheila Bertó Pinto, 32 anos, que é sua colega de faculdade. “Depois do pai, eu sou a mais velha da turma”, comenta, bem-humorada. Mãe de Mateus Felipe, 13, e Lucas Gabriel, 12, ela até começou a cursar Educação Física e Economia Do-

méstica, mas parou para se dedicar aos filhos, que ainda eram pequenos. Cheila destaca o apoio do marido Genatan José, como colaborador na realização deste sonho de concluir uma faculdade. Pai e filha conciliam a graduação com os cursos técnicos de terapia alternativa, que geralmente são ministrados nos finais de semana. “Temos planos de, no futuro, montar uma clínica de fisioterapia para trabalharmos juntos.” Marceléia Rubert, professora de fisioterapia, enfatiza o empenho e o interesse de Luiz e Cheila. “Quando as pessoas entram na universidade mais maduras, já sabem o que querem da vida e têm certeza de que rumo tomar.”

7 Qual a idade ideal para

concluir a faculdade?

Juahil Gerhard, Airton Betti, a filha Dulcinéia, que se formou em Educação Física, e a esposa Nedi, que concluiu Pedagogia aos 50 anos.

Por Leandra Francischett - Para Nedi dos Santos, a resposta é 50 anos. Ela acaba de concluir a graduação em Pedagogia pela Facinter e dia 6 de março completa 50 anos. Há três anos trabalha como cozinheira no Sesc, mas já chegou a atuar no magistério por 14 anos. “A educação ficou cada vez mais exigente, então troquei de profissão. Agora resolvi voltar para esta área.” Após quatro anos de curso, seu objetivo é dar um tempo e então fazer uma pós em educação especial, para, no futuro, participar do teste seletivo do Sesc, pois pretende continuar na entidade. “Daqui dois anos meu marido (Airton Betti) se aposenta, então podemos ir para outra cidade, se precisar.” Nedi é o orgulho de Dulcinéia, 25, a única filha, que já é formada em Pedagogia e acaba de se formar em Educação Física. “Há quatro anos eu não acreditava que iria dar conta de pagar a faculdade e de estudar, mas agora peguei o ritmo de novo”, completa Nedi, que ainda tem muitos planos na carreira acadêmica.

“A educação ficou cada vez mais exigente, então troquei de profissão. Agora resolvi voltar para esta área.”


RECEITA

Chocolate com licor Ingredientes: 1 litro de leite quente 200 g de chocolate meio amargo picado 2 ovos 2 xícaras (chá) de açúcar 4 colheres (sopa) de licor de laranja

Modo de preparo: Numa panela, ponha 1 xícara (chá) do leite e o chocolate, misture e leve ao fogo, mexendo sempre, até dissolver o chocolate e começar a ferver. Na batedeira, bata os ovos até dobrarem de volume. Junte o açúcar e bata por mais 3 minutos. Adicione o leite restante e misture bem. Acrescente os ovos batidos ao chocolate da panela e mexa bem. Leve ao fogo até atingir o ponto de fervura. Despeje o licor de laranja e misture.

CAÇA-PALAVRAS Encontre, no quadro abaixo, as palavras sublinhadas do texto que segue. As palavras estão escritas na horizontal, da direita para a esquerda ou da esquerda para a direita, ou na vertical, de cima para baixo ou de baixo para cima. Cuidado com as pegadinhas.

Grupo sou Arte encanta o público na abertura da agenda cultural. Por Alex Trombetta Clássicos do cinema hollywoodiano, como Alice no País das Maravilhas, As Panteras, Piratas do Caribe, Sr. e Sra.Smith, Crepúsculo, Dançando na Chuva e até o nacional Tropa de Elite, entre tantos outros, foram representados num brilhante espetáculo teatral, regado de arte circense e muita dança, preparado pelo Grupo Sou Arte, de Campo Mourão, que abriu com categoria a

E T R A U O S A E C H C

S A R E T N A P U L O W

O Ç C V W A H T Y A L C

M A R A V I L H A S L I

N W E H Ç D Z Y X S Y N

E O P C O O E U N I C E

agenda cultural de Francisco Beltrão. O evento aconteceu na noite de quarta-feira, 19, no Teatro Eunice Sartori (Espaço da Arte). Com casa cheia, por quase duas horas o grupo se apresentou com muito dinamismo e performances impressionantes, homenageando os maiores clássicos do cinema com espetáculo “Cinema In Palco”. Jornal de Beltrão, 21.2.2014

M O U R Ã O A L I C E M

N D S R C W H T R O P A

I I C R A Y C C O S W T

C E U N H U N L U L O Ç V I B B A C C C L L O H D C O U H H Ç V T R A S V S P A O O S R I L E T

8 JORNAL DE BELTRÃO Domingo, 23.2.2014

Variedades

Presidente da OAB/PR palestrou no Cesul

Dr. Juliano Breda falou sobre "A missão do advogado e da OAB na sociedade", durante aula magna. Da assessoria Quinta-feira, dia 20, a Faculdade de Direito de Francisco Beltrão, mantida pelo Cesul – Centro Sulamericano de Ensino Superior –, abriu oficialmente o ano letivo com aula magna, quando o dr. Juliano Breda, presidente a OAB, seção do Paraná, abordou o tema “A missão do advogado e da OAB na sociedade”. Em sua carreira, Juliano Breda acumulou um importante currículo. É mestre e doutor em Direito das Relações Sociais, pela Universidade Federal do Paraná, autor do livro Gestão Fraudulenta de Instituição Financeira e Dispositivos Processuais da Lei 7.492/86, coautor do livro Crimes Contra o Sistema Financeiro Nacional e contra o Mercado de Capitais, e membro da Direção do Grupo Brasileiro da Associação Internacional de Direito. Dr. Juliano listou os principais pontos focados pela instituição, frisando a ética do advogado na sociedade. “No Direito, a atividade principal realizada é a advocacia. E como qualquer outra atividade, alguns acabam transgredindo os preceitos éticos disciplinares, denigrem a imagem da profissão. O grande número de advogados contribui pra isso. A OAB continua cada vez mais respeitada, ouvida. Assim estamos lutando pelo resgate da credibilidade dos advogados. Nossa finalidade principal é defender os advogados”, comentou o presidente da OAB/PR. O presidente também destaca algumas das inúmeras atividades que estão sendo realizadas pela instituição no Estado. “Depois de muito tempo conseguimos a aprovação da PEC para a criação do Tribunal Regional Federal no Paraná. Esperamos que nos próximos meses o mesmo seja liberado e instalado. Conseguimos realizar o pagamento pendente de R$ 10 milhões aos advogados

Os alunos ouviram atentamente a palestra do dr. Juliano Breda, proferida no Auditório do Cesul na quinta-feira, durante a aula magna da instituição. dativos que realizaram trabalhos para o governo. Mantivemos a integridade das contas dos advogados, que o governo queria acesso de depósitos particulares. Estabelecemos o piso ético inicial da profissão em R$ 2.800,00, entre vários outros trabalhos que estamos realizando”. Para o diretor da Faculdade de Direito, professor Marcelo Miró, foi uma honra para o Cesul poder contar com o dr. Juliano Breda na abertura das atividades acadêmicas deste ano. “O dr. Juliano abordou um tema muito importante, que está no nosso dia a dia. É importante essa conexão do Direito em si com a sociedade. Realmente ele nos brindou com uma importante aula. Nossos acadêmicos aproveitarão muito do que aprenderam, tanto na vida acadêmica quanto na profissional.” Os acadêmicos aprovaram o tema exposto pelo palestrante, principalmente a forma direta e clara que ele tratou o assunto e passou sua mensagem. “Foi muito interessante a palestra; dr. Juliano enfatizou o prazer de ter sido professor e, também, de exercer o Direito, ser advogado. Destacou que é muito gratificante ler, aprender e buscar o que o Direito oferece. Ele foi direto, passando facilmente a mensagem, incentivou que sejamos bons advogados. Achei muito interessante a questão de o quanto a OAB é respeitada. Dr. Juliano comentou sobre a

Aqui tem história

classe dos médicos, com relação ao Programa Mais Médicos, do Governo Federal, que procuraram a OAB para intervir no programa, ao invés de procurar o Conselho de Medicina”, frisou o acadêmico Rafael Azzolini, do 1° período. Opinião semelhante é a do acadêmico Vinícius Arthur Costa, do 3º período.

Momento propício no trabalho para melhor relacionamento profissional e social. Você pode fazer compras ou vendas lucrativas. Procure cuidar de sua saúde. Atividade brilhante na vida social, esportiva intelectual e administrativa.

Dia neutro a vida sentimental e amorosa. Haverá, também, muitas dificuldades que só serão solucionadas com bastante trabalho, otimismo e perseverança. Cuide da saúde, evite abusos e tome cuidado com os inimigos e não se irrite com brincadeiras de mal gosto.

Bom período para progredir no trabalho. Desenvolva sua função com afinco e dedicação e tudo melhorará scada vez mais. Melhora no relacionamento profissional, social e emocional. A saúde estará boa e chances de êxito amoroso e social.

Com otimismo e entusiasmo, você conseguirá ótimos resultados. Sorte e êxito com relação as coisas do coração. Procure evitar os compromissos arriscados. Não trate nada com pessoas desconhecidas.

Todas as suas possibilidades de êxito, estarão conjugadas hoje. Basta que dê mais atenção às pessoas próximas ou vizinhos para desenvolver com sucesso qualquer transação. Excelente período para contratar. Cuide da aparência.

Carnaval de 1999 em Marmeleiro, no Ginásio Volnei Pires, Silvana e José Carlos Vieira.

Você obterá hoje possíveis lucros relacionados a negócios em geral. Não se precipite e não espere demais das pessoas que o cercam, antes ser surpreendido do que desapontado. Relaxe e viva bem pois as dificuldades serão solucionadas e você terá um dia agradável.

“Excelente palestra. Ele abordou de modo objetivo, fazendo com que não ficasse exaustiva pros ouvintes. Tratou muito bem sobre o tema, explicou bem a história da OAB e a importância do advogado na sociedade, perpassando pelos pontos históricos principais e sanando muitas dúvidas dos acadêmicos sobre a entidade nacional.”

Comece a praticar alguma modalidade esportiva e se preocupar com seu físico e mental para evitar problemas futuros. Mas no final sairá vencedor. Evite desavenças na vida familiar e não complique seu trabalho por bobagem.

Boa influência para cuidar dos seus interesses pessoais e assuntos sentimentais. Pessoas próximas vão procurar favorecê-lo. Saúde e amor sob excelentes influxos. Sorte grande em jogos, em especial na loteria e no seu time preferido.

Neste dia terá sorte de uma forma geral, mas não haja sob impulso ou afobação. Sucesso nos transportes e em viagens. Harmonia familiar e êxito sentimental. Fase ótima para fazer amigo e com possíbilidades de encontrar seu futuro amor.

Período em que deverá evitar questões e negócios com pessoas da família. Por outro lado, haverá progressos profissionais. Cuide de sua saúde. Prepare-se para receber visitas inusitadas de velhos amigos..

Aja com calma e autoconfiança quando tratar de assuntos delicados que tudo tende a dar certo. Melhora da saúde e das chances gerais. Visite seus amigos e parentes. Aproveite as boas vibrações que virão.

Muita disposição, otimismo e compreensão para com os outros. Assim estará você nesta fase que tem tudo para lhe ser maravilhosa. Mas evite estragar tudo isso sem motivo. Procure fazer exercícios físicos e libere a sua energia.


Esporte

Domingo, 23.2.2014 JORNAL DE BELTRÃO

11

Copajátemsetepartidascomingressosesgotados Abertura, final e jogos em Manaus estão entre os jogos que não dispõem mais de entradas.

AE - A Fifa anunciou oficialmente sexta-feira 21, que um total de 2,3 milhões de ingressos da Copa do Mundo de 2014 já foram destinados para torcedores que fizeram solicitações por bilhetes, assim como revelou que sete jogos da competição já estão com entradas esgotadas. Este total contabilizado foi revelado durante essa primeira parte da segunda fase de vendas da competição, que computou um total de 473.076 de pedidos para todos os jogos do torneio marcado para acontecer entre junho e julho no Brasil. As sete partidas com ingressos esgotados são as seguintes: a abertura da competição, entre Brasil e Croácia, em 12 de junho, no Itaquerão, a final em 13 de julho, no Maracanã, os confrontos Inglaterra x Itália e Estados Unidos x Portugal (ambos em Manaus, pela fase de grupos), além dos duelos válidos pelas oitavas de final em Porto Alegre e São Paulo e a semifinal que ocorrerá em Belo Horizonte. A Fifa também revelou que 1,5 milhão de ingressos já foram destinados aos torcedores até o momento, sendo que 57% deste total serão para brasileiros e outros 43% para habitantes de outros países. Com 906.433 bilhetes reservados, os torcedores do Brasil lideram com folga o mapa de distribuição das entradas do Mundial, seguidos pelos norte-americanos (com 125.465) e a Colômbia (60.231 ingressos). Alemanha (55.666), Argentina (53 809), Inglaterra (51.222),

Campeonato Gaúcho Sequência da 10ª rodada - Hoje 16h Veranópolis x Internacional 16h Cruzeiro-RS x Passo Fundo 17h Esportivo x Lajeadense 17h Aimoré x Brasil de Pelotas 19h São Luiz x Caxias

Campeonato Paranaense Ingressos como este, da Copa das Confederações, já não estão mais disponíveis para jogos entre Inglaterra e Itália e Estados Unidos e Portugal. Austrália (40.446), França (34.971), Chile (32.189) e México (30.238) completam a lista das 10 primeiras nações com mais bilhetes destinados. “Com 290.169 ingressos dedicados a torcedores das seleções participantes já destinados, começamos a ver um equilíbrio na atribuição de ingressos. As seleções podem contar com o apoio das suas torcidas nos 12 estádios do Brasil. Isto demonstra a enorme expectativa pela Copa do Mundo de 2014 em todas as partes do mundo e também mostra que podemos esperar um ambiente incrível em todas as partidas nos estádios em junho e julho, assim como o que vimos na Copa das Confederações do ano passado”, afirmou Thierry Weil, diretor de ma-

rketing da FIFA. Procura recorde O dirigente também enfatizou que a procura nesta segunda fase de vendas de bilhetes foi a maior já vista até hoje em uma Copa. “Podemos anunciar o novo recorde: 473.076 ingressos foram alocados. Tivemos 3,5 milhões de pedidos, sendo que 80% dos pedidos vieram do Brasil. Do total de 1,5 milhão de ingressos alocados, 57% foram para brasileiros. Agora estamos na expectativa da próxima fase, que começa em 12 de março e vai até 1º de abril”, disse Weil, que está em Florianópolis para participar do Congresso Técnico da Fifa que reúne técnicos e representantes de todas as seleções da Copa.

Copa Sudoeste de futebol

Nova Prata terá pela primeira vez equipe na disputa Da assessoria Com intenção de valorizar os atletas locais, o município de Nova Prata do Iguaçu terá pela primeira vez uma equipe disputando a 12ª Copa Sudoeste de Futebol, organizada pela Aesupar (Associação Esportiva do Sudoeste). Para conduzir a equipe, foi montada uma diretoria presidida pelo empresário Marcos Bertóglio. O técnico será o professor de educação física Eli Carlos Fiorese. A administração municipal, Câmara de Vereadores e patrocinadores irão apoiar a equipe formada por 30 atle-

tas da cidade. Nesta edição da Copa Sudoeste, o número de equipes inscritas será recorde, são 27 distribuídas e divididas em oito grupos. A equipe de Nova Prata do Iguaçu está no grupo “C”, composto pelas equipes de Capanema, Pranchita e Pérola D’Oeste. A equipe de Nova Prata do Iguaçu vai disputar a primeira partida no sábado, 8 de março, com início às 20h30, na cidade de Capanema. Na segunda partida, dia 16, a diretoria irá apresentar no Estádio Cristo Redentor o novo uniforme. A terceira partida será dia

Sequência da 8ª rodada - Hoje 16h Toledo x Coritiba 16h Operário x Metropolitano 16h Prudentópolis x J. Malucelli 16h Cianorte x Londrina 18h30 Atlético-PR x Arapongas

Campeonato Paulista Sequência da 10ª rodada - Hoje 16h São Paulo x Santos 18h30 Linense x São Bernardo 18h30 Botafogo-SP x Palmeiras 18h30 Paulista x Atlético Sorocaba 18h30 Portuguesa x Comercial

Campeonato Carioca Sequência da 10ª rodada - Hoje 16h Fluminense x Botafogo 16h Volta Redonda x Bangu 16h Nova Iguaçu x Boavista 16h Bonsucesso x Macaé 16h Duque de Caxias x Audax-RJ 18h30 Vasco x Cabofriense

Campeonato Catarinense Sequência da 8ª rodada - Hoje 16h Marcílio Dias x Figueirense 16h Atlético de Ibirama x Metropolitano 18h30 Juventus x Criciúma 18h30 Avaí x Chapecoense

A equipe vai mandar seus jogos no Estádio Cristo Redentor.

23, na cidade de Pérola D’Oeste. O returno iniciará no dia 30, entre as equipes de cada grupo, as duas mais pontuadas se classificarão para as oitavas de final. A partir daí é mata-mata. A novidade deste ano são os grupos regionalizados. A

direção da Aesupar espera, com estas medidas, principalmente a diminuição dos gastos com transportes e maior arrecadação nos jogos em casa. Poderão jogar no campeonato atletas que comprovarem domicílio eleitoral no município inscrito.


12 JORNAL DE BELTRÃO Domingo, 23.2.2014

Geral SEGURANÇA NO TRABALHO

Colégio Reinaldo Sass promove oficina sobre normas de trabalho em altura Por Tiago Moreira Alunos e ex-alunos do curso técnico em Segurança do Trabalho, oferecido pelo Colégio Estadual Reinaldo Sass, de Francisco Beltrão, participaram de oficina sobre normas técnicas de trabalho em altura. Com duração de oito horas, o curso foi ministrado pelo técnico em segurança do trabalho Olívio Gustavo Conte, e abordou a Norma Regulamentadora 35 (NR 35) do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE). Além da teoria em sala, os participantes puderam visualizar na prática conteúdos como a utilização de equipamentos de proteção individual, a análise preliminar de risco (APR) e a permissão de trabalho (PT). Aberto em 2010, o curso técnico em Segurança do Trabalho do Colégio Reinaldo Sass é gratuito, ofertado à noite e tem duração de um ano e meio. Para ingressar, é preciso ter 18 anos e ensino médio completos, além de apresentar os documentos necessários ao processo de seleção, que normalmente acontece em maio e setembro. “Temos duas turmas em andamento e, para o segundo semestre deste ano, pretendemos fechar mais uma turma. Além deste curso, iremos realizar outro de formação de brigada de emergência no mês de abril, este destinado para alunos

Alunos do curso técnico em segurança tiveram aula prática de utilização de EPIs para trabalho em altura. e funcionários da escola”, disse Natielen Somariva,

engenheira e coordenadora do curso.


Domingo, 23 de fevereiro de 2014 - Número 200 - 1 caderno, 8 páginas

ENTREVISTA Neuri João Merlin Baú tem orgulho de sua trajetória e de sua família. Ele chegou ao Paraná com apenas cinco anos de idade e hoje, aos 67 anos, lembra com alegria de seus dois mandatos como vereador e um como prefeito de Salto do Lontra, cidade que escolheu para casar, criar os filhos e trabalhar. Ele é pai do atual prefeito Maurício Baú. Págs. 2A e 3A.

Empresas de tecnologia geram mais de 1,5 mil empregos em Pato Branco Estimativa da Secretaria responsável aponta que empresas do setor possuem faturamento global de aproximadamente R$ 40 milhões ao ano. Apontada como cidade polo de tecnologia no Sudoeste, Pato Branco conta atualmente com 38 empresas nas áreas de produção de Hardware e Software. Segundo o secretário municipal de Ciência, Tecnologia e Inovação, Aldair Tarcisio Rizzi, estas empresas geram mais de 1,5 mil empregos diretos. O faturamento global anual destas empresas é de aproximadamente R$ 40 milhões, segundo documento elaborado pela secretaria de Rizzi. Alessandro Graczyk Moraes, presidente do Núcleo de Tecnologia da Informação/ Arranjo Produtivo Local Sudoeste, explica que o núcleo possui atualmente como

associadas 57 empresas de toda a região e que mais de 50% delas, 31 exatamente, pertencem a empresários de Pato Branco. Mão de obra qualificada Os empresários do setor destacam a existência de cursos de formação superior na área de tecnologia como o grande atrativo do município. “Acredito que na área de tecnologia para as empresas é importante a infra-estrutura que encontramos nos municípios, mas em nossa área de atuação o principal é ter acesso a mão de obra qualificada. E a cidade de Pato Branco oferece boas condições neste sentido, porque tem a Uni-

A cada dia aumentam os investimentos em Tecnologia da Informação.

versidade Federal (UTFPR) e pelo menos duas Faculdades com cursos na área”, ressalta Alessando que também é proprietário da empresa Softfocus. Segundo o empresário, a falta de mão de obra sentida no setor tem origem na elevada demanda devido à quantidade de empresas existentes em Pato Branco. Esta falta de profissionais para atuar nas empresas fez com que o NTI em parceria com o Município e apoio do Senai formasse em 2013 a primeira turma

do projeto “Desenvolvendo Talentos”, que qualificou 32 estudantes do Ensino Médio para atuar na área de TI. “Fizemos uma parceria com as empresas que assumiram o compromisso de abrir espaço para que os jovens fizessem estágio. Destes estudantes formados em setembro, 70% estão empregados. Neste processo geramos 30 empregos qualificados”, destaca o secretário Rizzi. Empreendedorismo Para o presidente do NTI,

ainda que o cenário pato-branquense não seja favorável a ponto de atrair empresas de fora, a característica empreendedora dos estudantes tem se mostrado importante para o desenvolvimento do setor. “Muitos dos alunos que saem da faculdade, na grande maioria das vezes, acabam por abrir suas próprias empresas. Sempre surgem novas empresas por conta disto. Esta é uma área que não demanda muito recurso para você se tornar um empreendedor. Na verdade para abrir uma empresa hoje na área de sistemas e tecnologia da informação o que é necessário é basicamente o capital intelectual.”, ressalta Alessandro. Incubadoras auxiliam no desenvolvimento Neste aspecto a existência de duas incubadoras em Pato

Branco, a do Proem ligada à UTFPR e a Incubadora Tecnológica Pato Branco, mantida pelo município, contribuíram para o desenvolvimento de muitas empresas de sucesso. Entre elas estão CTS, Sponte, SAG, Inobram, Supera e Softfocus. Atualmente a incubadora municipal mantém nove projetos e já está com processo aberto para selecionar outros 32 que devem iniciar suas atividades no novo Parque Tecnológico. Parque Tecnológico Com conclusão prevista para os próximos meses, o Parque Tecnológico de Pato Branco deve impulsionar ainda mais o desenvolvimento do setor de tecnologia, pois sua estrutura tem capacidade para abrigar seis empresas de médio porte e 32 empresas incubadas.


2A JORNAL DE BELTRÃO Domingo, 23.2.2014

Entrevista

entrevista com neuri baú

“Vim pra visitar e nem fui mais embora” Ele morou em Mariópolis, Dois Vizinhos e Beltrão antes de Salto do Lontra. Em Salto, foi açougueiro, bancário, trabalhou em hospital e escritório de contabilidade, até se tornar vereador e, por fim, prefeito. Por Alex Trombetta já tinha mais movimento, Dos quatro filhos do ca- na verdade o Paraná inteisal Luiz Baú e Ida Merlin, ro estava naquele auge da ambos já falecidos, apenas madeira, e Dois Vizinhos o mais velho nasceu no Rio tinha uma boa perspectiva Grande do Sul, no municí- pra se trabalhar com a ofipio de Arvorezinha, onde cina. Isso foi em 1962, mais a família vivia antes de se ou menos. Lá, eu comecei mudar para o Paraná. Neu- a trabalhar com um camiri João Merlin Baú nasceu nhãozinho, um Ford F6, eu no dia 22 de julho de 1946. tinha uns 16 anos. Então, Em 1951, a família chega por volta de 1968, vendea Mariópolis, no Sudoeste mos a mecânica e trocamos do Paraná, aonde anos mais por um sítio em Cruzeiro tarde nasceram seus irmãos: do Iguaçu, mas não fomos Vilmar, Sérgio e Luiz Baú morar lá. Mudamos pra Filho (falecido). Francisco Beltrão e meus Os pais de Neuri traba- pais montaram uma churlhavam como operários no rascaria, bem no Centro, ali Rio Grande e vieram para ao redor da praça, no prédio o Paraná com a esperança do Soranso. de dias melhores. Em Mariópolis, o pai logo iniciou Aí o senhor trabalhava os trabalhos em uma serra- na churrascaria da famíria, mas as oportunidades lia? possibilitaram que a família Eu ajudava na churrascaingressasse no mundo do ria de meio-dia, porque a empreendedorismo. Tive- gente só servia almoço. Na ram uma mecânica e até época servia uma média de uma churrascaria. Viveram 50 almoços por dia. Então em várias cidades da região, eu fui atrás de uns serviços incluindo Dois Vizinhos e extras, pra juntar uns trocos. Francisco Beltrão. Achei um emprego no priMas o que levou Neuri meiro boliche de Beltrão, a morar em Salto do Lon- também ali no centro, do latra, no ano de 1971, foi o do do Banestado na época, amor, amor mesmo, por e eu trabalhava de garçom dona Marlene Luiza Man- nas noites de quartas, sábafrói, com quem é casado até dos e domingos. Também hoje e juntos ti- durante o dia trabalhava de veram taxista, na praQuando eu t r ê s ça, por um ano filhos: Leane pouco. vim pra Salto dro, Maurício do Lontra, as e Renata. DoO táxi era do na Marlene é oportunidades senhor mesfilha de Luiz mo? eram poucas, (falecido) e Até um ano T e r e z i n h a raríssimas, e na antes de eu Manfrói, e comprar o meu, verdade aqui tem sete ir- em Salto faltava eu trabalhava mãos: Melicom o carro do na, Ildo, La- praticamente tudo, seu Aldo Vetodemir, Dilce, tinha só essa rua relo, o carro era Zelir, Marli e ele traaqui, a avenida e dele, ebalhava Marlei. poucas casas. Quando de machegou a Salnhã até to do Lontra, Neuri sequer as quatro horas imaginava que 30 anos da tarde, daí eu trabalhava à depois seria o prefeito da noite, finais de semana, era cidade, ou que por dois bico também. mandatos seguidos seria o segundo vereador mais E estudava também nesvotado. Em uma conversa te tempo? descontraída, na tarde de seSim, eu estudei no cogunda-feira, 17, em seu es- légio das irmãs, no Nossa critório de contabilidade, na Senhora da Glória, por uns Avenida Nicolau Inácio, no dois anos. Eu cursava o técCentro de Salto do Lontra, nico em Contabilidade. Daí, o ex-prefeito, ex-vereador e quando eu vim pra Salto do empresário Neuri Baú, aos Lontra, as oportunidades 67 anos, contou ao Jornal eram poucas, raríssimas, e de Beltrão detalhes de sua na verdade aqui em Salto história, o orgulho que tem faltava praticamente tudo, de sua cidade e sua família tinha só essa rua aqui, a e o sentimento de vencer e avenida, poucas casas, aqui também de ser derrotado na frente era um atolador em uma eleição.

JdeB – Sua família viveu em várias cidades do Sudoeste. Como foi isso? Neuri Baú – Nós viemos de Arvorezinha (RS), e eu tinha cinco anos de idade. Chegamos primeiro em Mariópolis, onde meu pai trabalhava com serraria. Aí, depois de um tempo, ele teve a oportunidade de comprar uma mecânica, que foi o que acabou nos levando para Dois Vizinhos. Mariópolis era muito pequena e Dois Vizinhos

Eu ajudava na churrascaria de meio-dia, porque a gente só servia almoço. Na época servia uma média de 50 almoços por dia. Então eu fui atrás de uns serviços extra, pra juntar uns trocos.

Em seu escritório, na Avenida Nicolau Inácio, ele recordou vários episódios, os desafios da vida e sua caminhada política.

até na frente da lotérica, demorava pra secar o atoleiro. Daí eu completei meus estudos em Santa Izabel D’Oeste. Era tudo estrada de chão, o caminho não era longo, mas era difícil, estrada sem cascalho, nós pagávamos um carro e íamos em seis ou sete companheiros. Foi onde concluí o técnico em Contabilidade, que é a atividade que faço até hoje. Na época, em Beltrão, além de estudar, tirava minhas horas pra jogar bola, gostava bastante de futebol, como todos os ‘piazotes’ da época. Eu lembro que em Beltrão eram dois times rivais, o Real e o União. Aí eu joguei um tempo pro Real, até hoje de vez em quando nos reunimos pra relembrar aquela época. Como o senhor decidiu morar em Salto do Lontra? Ali por 1968, 1969, foi quando eu trabalhava de garçom no boliche. E a Marlene, a família e os amigos dela frequentavam o boliche. Era um local de encontro da juventude, era coisa nova, diferente, e foi quando conheci ela. Então eu vinha pra Salto a cada quinze dias, vinte dias, pra fazer uma visita. Não era fácil. E, em 1971, vim pra visitar ela e na ocasião me surgiu a oportunidade de colocar um pequeno comércio, um açougue, e já fiquei. Nem fui mais embora. Já fazia uns dois anos que estávamos namorando e no final daquele mesmo ano casamos. E tô até hoje aqui. Seus pais vieram também? Não, eu vim sozinho, meus pais continuaram em Beltrão um tempo e depois foram de volta pra Dois Vizinhos, onde hoje é Cruzeiro do Iguaçu, pra viver no sítio que eles tinham negociado pela mecânica uns tempos antes. Depois que eles faleceram, meu irmão Vilmar foi cuidar do sítio da família. E naquela época, dona Marlene trabalhava com o quê? Ela trabalhava na prefeitura, e logo em

seguida ela iniciou o curso de Pedagogia, em União da Vitória. Depois transferiu -se para Palmas, pra ficar mais perto, e daí conseguiu concluir e foi pra sala de aula. Foi professora e se aposentou como professora. Na verdade ela parou um tempo em Beltrão antes de nos conhecermos, daí lá ela trabalhava num escritório, tudo coisa de notas, era tudo manual, não existia computador. Ela se formou depois que vocês já tinham casado? Sim, foi professora aqui em Salto do Lontra, ensinou até se aposentar. Hoje está sossegada, e às vezes ela auxilia meu filho que é engenheiro na parte de finanças, ele cuida só da engenharia, das construções, e tem uma lojinha de materiais de construção ali também que é a mulher dele, Luciane, que cuida. O Leandro também, junto com o Maurício, eles tem uma fábrica de pré-moldados. Antes disso, o senhor contou que chegou aqui e comprou um açougue. Trabalhou muito tempo com isso? Eu fiquei um ano e pouco no ramo, quase dois anos. Era bom o setor, e eu trabalhava sozinho. Naquele tempo eu terminei o curso de técnico em Contabilidade, e daí eu já estava parando com o açougue e, por fim, vendi. E bem nesse tempo abriu por aqui uma agência bancária, do antigo Banco Comercial do Paraná (Bancial). E como eu tinha um pouco de estudos, o pessoal por aqui era muito simples, muito carente de tudo, então o gerente do banco foi lá e me convidou pra trabalhar, fazer carteira agrícola. E eu aceitei, fiquei uns cinco anos naquele banco, não tinha concurso nem nada, era contratado. Depois o Bancial foi incorporado pelo Bamerindus e depois comprado pelo HSBC. Quando houve a incorporação, eles mandaram muita gente embora, trouxeram um pessoal deles, e eu também acabei saindo.

anos, e a Luíza, com quatro. Mas aí já tinha uma experiência com banco para E no escritório, o senhor o currículo, né? trabalha sozinho? Exatamente. Depois que Não, sempre tive funcioeu saí do banco, eu fui tra- nários. Hoje tem a Elisanbalhar no Hospital Nossa dra me auxiliando, faz uns Senhora de Fáti- dois anos, a gente sempre ma, que se virou com era aqui um ou dois E com esse nessa O escritório, por funcionários. avenida tamescritório tinha bém. Eu era anos sem férias muito movifuncionário do e sem ‘arredar’ mento de conDr. Wilson, que de aluguel, o pé, criei os trato foi o primeide arrendaro prefeito de filhos e sustentei mento de terra, Salto do Lon- a família. Hoje principalmente, tra. Fiquei seis de compra e anos ali, até os filhos estão venda, e 1981. Trabalhei encaminhados. isso vina parte admirou uma nistrativa e financeira até euforia para vim fazer setembro de 1981, quando contrato comigo. É que eu saí do hospital e logo em nunca fui muito chegado seguida comprei esse escri- em dinheiro, então sempre tório de contabilidade que dava uma mão pra um ou hoje trabalho. O escritório pra outro. Até hoje tem esjá existia, era do seu Aldir sa mania, alguém humilde Hoback. E com esse escri- chega e pede “quanto é que tório, por anos sem férias e custa, tô sem dinheiro”, e eu sem ‘arredar’ o pé, criei os já digo “me traga uma cozifilhos e sustentei a família. nhada de milho verde, uma Hoje os filhos estão enca- cozinhada de batata doce”. minhados. E assim foi encorpando aquela amizade, muita genOs seus filhos são todos te amiga, e sempre se dando empresários? E os netos, já bem com todos. chegaram? Sim, sim, é muito bom E com isso percebeu que ver isso, todos bem. O Le- poderia entrar para a políandro é engenheiro, tem o tica? escritório com a construtora Foi em 1988, quando e uma loja, LB Materiais de tinha aquele negócio da Construção. Daí junto com constituinte, sabe? Então o Maurício, eles têm a LB tinha que fazer a constituinFábrica de Pré-Moldados. te, a nova Constituição na E o Maurício é prefeito Nação e depois do Estado, hoje, né? A Renata é farma- e depois do Município, e cêutica e bioquímica e tem daí já tinha assim uma conum laboratório de análises. versinha, um fuxico por aí, o E também já tenho netos pessoal falando que o Neuri sim (risos). O Leandro e a Baú ia ser vereador. Mas eu Luciane tiveram duas meni- nunca tinha pensado nisso, nas: a Amanda, com oito na minha família não tinha ninguém envolvido com a E, em 1971, vim política. E eu dizia “eu não quero esse troço, vamos pra visitar ela deixar, não tô muito afim, e na ocasião não é comigo”. Mas a gente vê as pessoas assim, com me surgiu a muito agrado, com amizade, oportunidade e aí pensei que podia dar a de colocar um minha parcela de contribuipequeno comércio, ção com o município. Então vou ser candidato um açougue, e já decidi: mesmo, isso em 1988, e fui fiquei. Nem fui o segundo vereador mais votado do município mais embora. naquele ano.


Entrevista

Domingo, 23.2.2014 JORNAL DE BELTRÃO

3A

“Não queria ser candidato, mas percebi que poderia dar minha contribuição para o município” JdeB – Até então o senhor não pertencia a nenhum grupo político? Ou era filiado a algum partido? Neuri – Foi naquela época que me filiei ao PDT, e só tive um partido, nunca mudei. Então me candidatei pela primeira vez em 1988 (gestão 1989-1992), e fui o segundo vereador mais votado, com 444 votos. E então sempre trabalhei ajudando a pedir coisas pro prefeito, melhoria de estradas, bueiros, enfim, o que pudesse fazer pra ajudar o povo sempre fazia, principalmente buscando beneficiar mais o agricultor. E percebeu que poderia tentar novamente em 1992? Na eleição seguinte teve um fato, foi quando desmembrou parte de Salto do Lontra pro município de Nova Esperança do Sudoeste. Quando eu me elegi pela primeira vez, era junto até no Gavião, e quando eu fui candidato pela segunda vez, daí uma parte ali do Varanda tinha desmembrado, que era as comunidades São Carlos, Gavião, Varanda, Varandinha e Linha Felicidade, ali pra baixo. E ali era um lugar grande de votos pra mim, até porque o meu falecido sogro Luiz Manfrói morava ali, e gostava muito da política e me apoiou bastante. Daí com isso começou a especulação. ‘Vai ser vereador?’, me perguntavam, e eu dizia que não, que já estava de bom tamanho, já havia dado minha parcela de contribuição pro município. E na época, um advogado, muito meu amigo até hoje, ele disse pra mim: “Mas é bom que você não vá, porque você nem se elege dessa vez”. Aí simplesmente eu falei: “Tu vai ver como eu me elejo”. E decidi ir de novo. Então, mesmo tendo perdido uma grande parcela dos meus eleitores, que eram daquela região que virou Nova Esperança, fui novamente o segundo mais votado do município, com 386 votos, em 1992 (gestão 1993-1996). Acho que eu tinha muita amizade com todo mundo. Assim tudo se encaminhou para a candidatura a prefeito em 96? Isso me segurou lá em cima, continuei bem, e confiante. Mas daí, quando chegou a eleição de 1996, o prefeito Dalvo Koerich

(PST – 1993-1996) não preparou ninguém, não se preocupou e quando chegou a hora ‘H’, quando ele viu a coisa feia, disse: “O candidato vai ser o Baú!”. E eu já disse que não queria, enfrentei o grupo, resisti, enfrentei a família e insistia em não aceitar. Por fim, acabaram me convencendo e fui, com o Luiz Pedroso como vice da chapa. Enfrentei o Nery Maria, que tinha como vice o Martinho da Silva. Só que aí, o PT e o PSDB, os dois não se bicavam de jeito nenhum, e não sei como é que foi que o Nery convenceu o Martinho, que era presidente do PT, a unir PT e PSDB pra disputar contra o PDT e o PST. O Nery também tava tentando, ele perdeu em 1992 pro Dalvo. Ele tinha dinheiro, tinha tudo. E dessa vez eu não consegui e perdi com 1.063 votos de diferença. Mas não desanimou e decidiu tentar de novo... Na verdade, em 2000, a candidatura surgiu naturalmente. O povo não estava muito contente por aí e eu, praticamente, nem precisei fazer campanha. Sem nenhum tostão no bolso, sem nada, sem apoio de deputado, só eu e os ‘lambari’ (risos). Então, perdi em 1996, mas em 2000 (gestão 2001-2004) venci com 1.024 votos de vantagem. Fiz 4.115 votos. Era eu e o Altair José Eduardo “Vierinha”. Concorremos contra o Luiz Carlos Gotardi (PSDB). Esse cara tem um poder de convencimento muito grande. Ele conseguiu até convencer meus companheiros que eu iria perder a eleição, que ia ser difícil, que iríamos gastar muito dinheiro. Daí em 2004 não fui mais, ele convenceu até os líderes do meu partido e se elegeu por dois mandatos como candidato único. Daí eu fiquei quieto, e começamos a pensar na candidatura do Maurício, meu filho. O senhor acredita que seu trabalho contribuiu para a vida política de seu filho? Eu acho que sim, que incentivou de alguma forma. O Maurício decidiu se candidatar pelo PPS a vereador em 2008 (gestão 2009-2012), e foi o vereador mais votado da história do município, com 1.291 votos. A gente sempre esteve mais do lado dos humil-

des, no meio do povo. E eu decidi parar, deixar pra ‘piazada’. E assim, em 2012, o Maurício se lançou a prefeito, com o Fernando Cadore de vice, e se elegeu, com 3.326 votos. Então tem tudo para continuar? É, o pessoal tá falando bastante que ele vai de novo e tal. E o pessoal diz ‘não mude, Maurício, não mude, continue assim’. Ele desencalhou muitas coisas boas pro município, ele observa as coisas, sabe como ir atrás. Um exemplo foi um trecho de asfalto que liga a comunidade São Jorge ao município. Enrolaram por anos aquilo ali e o Maurício, certa vez, encontrou o Beto Richa numa visita, e com aquele jeito dele falou bem assim: “ô Beto, dá uma forçinha aí pra gente”. E assim consegue as coisas, fez amizade com o governador e é sempre bem recebido por ele. E daí quando o Beto vem pra região ele sempre vai junto, e já enxerga ele de longe, com aquela camisa vermelha que ele sempre usa (risos). Não tem jeito de mudar a cor da camisa, né? E faz tempo isso, e depois que entrou pra política, então, foi de vez. Uma vez dei uma camisa verde pra ele e ele me devolveu, e disse que não ia usar (risos). E daí quando ele vai nesses eventos, o Beto, os deputados, já enxergam e gritam “ô Bauzinho, vem cá”. E ele é desse tipo, vai fuçando, xeretando com os outros, ele é metido, e daí consegue as coisas pro município. E como é a sensação de saber que o senhor passou por isso, e agora seu filho está tomando conta? A gente não tem palavras pra expressar o que é isso, sabe? É uma sensação estranha, claro, é uma coisa muito gostosa, muito alegre, mas você não consegue dizer. As quatro vezes que eu fui candidato, me elegeram três, a sensação de perder também é complicado, claro que ganhar é muito melhor do que perder. O Maurício, as duas vezes que ele foi se elegeu, e a gente esteve lá,

O casal Neuri e Marlene Baú com o filho e atual prefeito de Salto do Lontra, Maurício Baú. tivemos uma parcela de ajuda pra ele. Então é muito bom isso tudo. O senhor deixou Beltrão, que já era uma cidade maior, e decidiu morar aqui, acreditou numa cidade que estava começando a se estruturar. O senhor viu um futuro aqui, que podia crescer junto com o município? Aquela coisa de você ver um lugar novo, pessoas honestas, pessoas boas, trabalhadoras, então isso aí até despertou uma atenção pra gente. Eu não tinha praticamente nada em vista, e surgiu essa oportunidade de colocar um açougue, um investimento pequeno. E aí tudo foi se ajeitando. Teve uns tropeços, como na vez que tentei colocar uma fábrica de madeirite e compensados, mas não deu muito certo. Mandei a primeira remessa lá pro Nordeste e até hoje não recebi. Mas depois, com a ajuda de uns amigos, me emprestaram uma serra fita e comecei de novo com uma serraria, depois comprei uma serra própria e estamos até hoje com atividade de serraria. Também com o trabalho aqui do escritório consegui comprar um sítio aí no interior. A ideia do sítio era ter uma garantia pra quando os filhos fossem estudar, e eu pudesse ajudar eles. Se precisasse, vendia um alqueire por vez e ia pagando tudo. A gente tem aquela coisa de ser seguro, de ser pão duro. Depois as coisas foram mudando, melhorando, e no fim consegui estudar os filhos, pagar a faculdade pra eles, e não vendi a terra (risos). Eu também quase cursei duas faculdades. É mesmo? Mas chegou a concluir alguma? Fiz quase até o final, daí abandonei. No primeiro ano que abriu o curso de Administração em Palmas, na Facepal, eu passei no vestibular. Era vestibular de inverno, e eu já morava em Salto e ia caçar lá. Tinha um amigo nosso que morava aqui e os pais dele moravam lá e daí a gente ia caçar todo ano. E eu tinha marcado pra ir pra lá, e os caras naquela semana estavam se preparando pro vestibular, que era sexta, sábado e domingo as provas. Eu nunca tinha feito um vestibular e todo mundo falava que era um diabo de ruim, que era desgraçado, que era difícil e não sei o quê, a gente fica com aquela coisa. Aí tinha um pessoal aqui, uma porção de amigos, que convidaram pra fazer. Então me organizei pra ir caçar lá e já fazer as provas. Na sexta-feira de manhã já fiz uma prova, saí da prova e fui caçar. Na sexta-feira de noite mais uma prova, sábado de manhã outra prova e depois caçar, e domingo de manhã a mesma coisa. No do-

Em recente homenagem aos ex-prefeitos do município, Neuri recebe uma placa entregue pela nora Suzana e o filho Maurício.

mingo de tarde saiu o resultado, tinha 50 vagas e eu fiquei em 49º, mas entrei. Fiz até o último ano, mas começou aquele negócio de estágio e tal, e daí desisti de ir. Eu já tinha aprendido o que precisava. Depois disso, em 2004, quando aconteceu um acidente com a minha filha e nós estávamos na Policlínica, em Beltrão, eu estava lendo, por coincidência, o Jornal de Beltrão, e tinha uma notícia que era o último dia para as inscrições do vestibular da Unipar. E dessa vez qual foi o curso? Fiz pra Direito. Eu não falei nada pra ninguém. Fui na Unipar e pedi o que precisava para a inscrição do vestibular. Já entreguei os documentos e pronto. Daí ainda a moça me disse que, pela minha idade, eu ia entrar num programa e só pagava metade da mensalidade. Fiz as provas, pra Direito, e daí eles me deram os papéis, pegaram meu telefone e disseram que se eu passasse eles iriam me avisar. E eu não falei nada pra ninguém, fiquei bem na minha. E passei, sem me preparar, e fiz quatro anos. Eu queria me inteirar da situação do advogado por causa do serviço aqui no escritório, que ia me ajudar muito. Daí, quando terminei o quarto ano e no outro ano que tinha só estágio e não sei o quê, decidi parar de novo. Não precisava do diploma, o que eu precisava tá gravado na memória, e já me ajudou bastante. Enfim, como o senhor vê o município hoje? Mas, olha, pelo tamanho da cidade, pelo poder aquisitivo das pessoas, tanto da cidade como do interior, por aquilo que eu acompanhei nos meus 43 anos de Salto do Lontra, no meu ponto de vista tá muito bem, um povo muito chegado às tradições, o Salto está progredindo. Sempre foi uma cidade pacata, gostosa de viver, povo muito bem dado, todo mundo conhece todo mundo, e isso aí é um dos pontos principais, e daí pra frente é só crescer, e como falou o prefeito no dia da homenagem aos políticos e aos pioneiros (realizada no dia 14 de fevereiro), cada um no seu tempo teve a sua participação. Quando eu fui eleito, foi o primeiro ano da Lei da Responsabilidade Fiscal, muito difícil, e a gente conseguiu colocar o município em ordem. Me orgulho disso, e também me orgulho dos seis barracões que foram construídos pra instalar indústrias aqui, e até hoje é uma das alegrias que a gente tem, na hora da saída dos funcionários, passar por ali e ver aquele ‘mundarel’ de gente saindo do trabalho e indo pra casa. Esperamos que o nosso prefeito atual faça e continue fazendo pelo município o que deve ser feito, não é por ser meu filho, mas eu acho que ele tá no caminho certo.


4A JORNAL DE BELTRÃO Domingo, 23.2.2014

Felinos comemoraram seu dia recebendo o amor dos donos

Dia 17 de fevereiro foi o Dia Mundial do Gato, mas para os donos todo dia é dia do gato.

Greici aproveitando para dar carinho a Doritos.

Por Lígia Tesser Há quem discorde sobre a data em que se comemora o Dia do Gato, pois também é celebrado em 8 de agosto. O importante é que todo dia é dia deles, mas no dia 17 de fevereiro os “mimis” tiveram um dia a mais para miar de felicidade. A data foi escolhida como um marco de defesa aos felinos e para promover a adoção consciente. Ser dono de gato é diferente de ser dono de cão. Mesmo que cada bichano tenha uma personalidade própria, eles são mais independentes e, ao mesmo tempo, carinhosos. Enquanto a empresária Carina Clara Trombetta falava com a redação do Jornal de Beltrão por telefone, seu gato, o Jhon, se entrelaçava em suas pernas, pois percebeu que falavam dele. Inteligentes, os gatos merecem ser homenageados como companheiros, brincalhões e doadores de carinhos. “Eu acho diferente ser dona de felino, eu cuido do Jhon como se ele fosse da família. Ele tem um quarto só para ele. Eu já tive cães, mas eles não são tão carinhosos, os gatos nos procuram por carinho”, declara Carina, uma das amantes de gatos. Jhon tem dois anos e é supermimado. “Cada pouco, eu dou um presente diferente para ele. Mas ele é exigente e não gosta de qualquer coisa, com ração ele também é assim.

Eu sempre fui louca por gatos e não vivo sem”, justifica Carina, com sua dedicação pelo felino. Assim como Carina, também amam gatos a bióloga Tatty Borghezan e a jornalista Greici Audibert. Tatty concorda que é diferente ser dona de um gato e um cão. Ela cuida de Mimo junto com a mãe, Ivah, e do Bob, um labrador, com o namorado Niomar Pereira. “Nós temos o Mimo há quatro anos, agora ele mora com a minha mãe, mas é diferente, o meu gato pelo menos é amoroso, mas bem desconfiado e se você chega em casa com roupas muito diferentes, ele já estranha. Ele sente o cheiro de longe da gente, quando estamos no elevador, Mimo já fica na porta esperando”, conta a bióloga. Greici também afirma que cuidar de gato e cão é bem distinto, principalmente devido à independência dos felinos. “Desde criança eu gosto de gatos. Recolhia qualquer um de Jhon adora bons brinquedos e comida rua e levava pra de qualidade; o bichano é mimado. casa. Minha mãe enlouquecia. Tive um muito especial, que viveu 13 anos, o Carina Clara Vesgo – ele era muito vesgo –, que me espeTrombetta rava em frente de casa todos os dias. Mesmo é dona do depois que fui morar sozinha, quando visitaJhon, e ele va meus pais, ele estava lá. Quando eu choé o dono da rava por algum motivo, ele se aconchegava por perto. Era incrível. Fiz uma tatuagem em casa.

Doritos está na adolescência e dando muito trabalho para a dona, Greici Audibert.

Social Mundo Animal

Envie a foto de seu animal de estimação para a coluna Social do Mundo Animal. Capriche na foto, ele pode aparecer no jornal e ficar famoso. Contato: ligiatesser@yahoo.com.br

homenagem a ele.” Hoje, além do Doritos, a jornalista tem a Dorothy, que mora com a mãe dela. Gato faz o que quer A independência não é mito, mesmo carinhoso, o bichano procura o dono quando quer. Então, se a pessoa é dependente de carinho, pode se frustrar com a companhia dos gatos. Greici comenta que se a pessoa souber lidar com essa característica, vai ver a sua vida se transformar. O Doritos está na adolescência e isso exige mais atenção de Greici, principalmente quando ela chega do trabalho. “É a hora do dia que ele fica mais manhoso. Nos acompanha por toda a casa, até no banheiro. Tem uma personalidade tranquila agora, mas não foi fácil. Passamos muitas noites sem dormir direito, com ele brincando e quebrando coisas pela casa durante a madrugada”, relata a jornalista, que teve a ajuda do namorado Gabriel Spenassatto para dar conta do Doritos. Quando se trata de amor por animais, para Greici é possível amar todos igualmente, mas a forma como se lida com cada um é diferente. “Os gatos não são tão submissos como os cães. Na realidade, eles é que estão no comando, porque só brincam, deitam ou sobem no colo quando querem. No entanto, a presença deles pode tranquilizar, confortar e divertir qualquer ambiente.

Com todo o charme, Mimo posa pra foto.

Mimo x Bob: dona compara comportamento do gato e do cão Tatty Borghezan conta que Mimo tem seu esconderijo “secreto” embaixo da mesa e fica lá até ver quem é. Interesseiro, só se aproxima quando deseja receber carinho ou comida. E não é toda hora que está a fim de brincadeiras. O Bob, labrador, não é festeiro, mas toda hora é hora pra brincadeiras. “Ao contrário do gato, se você não quer brincar com ele, mesmo assim o cão vem do ladinho, traz a bolinha e pede para você jogar para ele buscar. No caso do gato, se ele não gosta, se emburra. Já o cão late querendo explicar o que ele quer até que você entenda”, relata Tatty. Mesmo com as diferenças, a dona ama os dois. Os gatos são inteligentes da maneira deles e são muito espertos. A bióloga sugere que, para quem busca tranquilidade e não quer ter a função de passear e dar atenção toda hora, “a melhor opção é ter um gato”.

Mundo animal

Tatty Borghezan com Mimo, seu felino de quatro anos.

A leitora do Mundo Animal, Kalyta Juliana Ramos mandou as fotos de Magaly e Penélope. A primeira, Magaly, é da irmã de Kalyta, a Karolline Ramos, a pequenina é muito brincalhona e adora tirar fotos. A segunda é a Penélope, já bem velhinha, com 16 anos, e superdorminhoca.


JdeB - A Associação Comercial e Empresarial de Parto Branco (Acepb) revelou na noite da última quinta-feira, 20, os nomes das 51 empresas mais lembradas pelo público pato-branquense em pesquisa realizada pelos acadêmicos das faculdades Mater Dei e Fadep para o Prêmio Destaque Empresarial. A Acepb também premiou três categorias especiais: a empresa mais lembrada dentre todas as categorias, a personalidade mais lembrada e a empresa associada mais votada. Aproximadamente 800 pessoas participaram do evento realizado no salão nobre do Clube Pinheiros. A pesquisa Segundo o coordenador do Prêmio Destaque Empresarial, Alex Fabiano Duarte, 1.400 pessoas foram ouvidas durante as pesquisas. “Estamos bem felizes pelo envolvimento da população e das empresas. Foram ouvidas mais de 1400 pessoas nas pesquisas, destas a metade era representante das empresas, em torno de 300 pesquisas foram feitas com a comunidade em geral e tivemos mais 400 votantes pela internet. Este é um diferencial, nossa pesquisa está registrada em cartório. Então as empresas que vieram para a final realmente foram votadas pelo público”, esclarece. Uma noite para recordar Para o presidente da Acepb, Jair dos Santos, a noite de quinta-feira foi importante porque coroou um trabalho extenso desenvolvido pela entidade e atendeu a uma antiga solicitação dos empresários. “Este era um anseio, um sonho da nossa comunidade empresarial. Hoje estamos

ansiosos para entregar os prêmios, mas destacando que todas as empresas aqui hoje já são vencedoras, porque foram lembradas de forma considerável nas pesquisas”, disse Jair. Premiados Academia – Fisicorpus Agência de publicidade – Xok Agropecuária – Agrotesser Banco ou Cooperativa de crédito – Sicredi Bar, Lanchonete ou Choperia – Patô Lanches Clínica Estética – Edna Estética Clínica de Fisioterapia e reabilitação – Pró-forma Clínica Médica – Clipe Clínica Pediátrica Clinica Odontológica – Archetti Odontologia e Odontosan Clínica Veterinária – Bicho Bom Comércio de Artigos Esportivos – A Esportiva Comércio de Cosméticos e Perfumes – O Boticário Comércio de Equipamentos e Máquinas Agrícolas – Taísa S/A Comércio de Materiais de Construção – Zanin materiais de construção Comércio de Máquinas Ferramentas e Equipamentos – Kuzma Ferragens Comércio de Móveis e Eletrodomésticos – Magazine Luíza Comércio de Peças para carros, motos e caminhões – Rozimbo Peças Comércio de Roupas, Calçados e Acessórios – Pittol Calçados Comunicação Visual – Marwill Concessionária – VVL Veículos Construtora – Franzoni Distribuidora de Bebidas e Água – Balvedi

Distribuidora de Gás – Liquigás Escritório de Contabilidade – Ortec Estúdio de Foto e Filmagem – Foto Zanella Farmácia – Salute Floricultura – Atalaia Funilaria – Mafissoni Gráfica e Editora – Xingu Hospital – Policlínica Pato Branco Imobiliária – Moretti Indústria de Móveis e Marcenaria – Gava Indústria Metalúrgica, Vidraçaria ou Serralheria – CBS Informática equipamentos – Cybertech Informática Software – Viasoft Locadora de Filmes – Digital Mecânica de Automóveis – Pasa Mecânica de Motos – Lucidio Motos Mecânica de Caminhões – Retibra Supermercado, Mercearia ou Açougue – Supermercado Patão Organização de Eventos e Formaturas – A1 Formaturas Ótica e relojoaria – Vaticano Panificadora – Santa Terezinha Papelaria – Stampa Pet Shop – Bicho Bom Presentes e Utilidades – Utilíssima Posto de Combustíveis – Calhambeque Restaurante e Churrascaria – Restaurante Ferreira Salão de Beleza – Studio Moriá Sistemas de Segurança – Inviolável Veículo de Comunicação – TV Sudoeste Personalidade – Cláudio Petrycoski Associado mais votado – Rozimbo Peças Empresa mais votada dentre todas as categorias – A1 Formaturas

Sebrae apresenta resultados de 2013 e metas para 2014 Por Luana Borba O Sebrae Paraná está realizando em suas seis regionais uma reunião informal com empresários, políticos e representantes de entidades para apresentar os resultados obtidos no ano de 2013, as metas para o ano de 2014 e o Projeto Sebrae 2022, ano em que a entidade completará 50 anos. O chamado “Papo Estratégico” ocorreu na manhã de ontem, na Regional de Pato Branco. “A proposta é mostrar o que o Sebrae fez em 2013, os ganhos e as parcerias e mostrar o que será feito neste ano. Temos um grande projeto de mudança no Sebrae Paraná até 2022”, disse o diretor-superintendente do Sebrae Paraná, Vítor Roberto Tioqueta, sobre o evento. Na avaliação de Tioqueta, o ano de 2013 foi de grandes realizações. Segundo o diretor-superintendente, somente no Sudoeste 5.035 empresas foram atendidas em 2013, no Paraná este número chegou a 123.751. Em média 507

Vitor Tioqueta, diretor-superintendente do Sebrae-PR.

empresas foram atendidas ao dia, ou seja, foram realizados 63 atendimentos pelo Sebrae a cada hora. “Estes números correspondem a aproximadamente 20% das empresas existentes no Estado, e este número é bem expressivo”, destacou Tioqueta.

Sudoeste superou expectativas Joailson Agostinho, gerente regional do Sebrae, comenta que no Sudoeste o Sebrae possui a regional em Pato Branco que corresponde a 48 municípios. O escritório de Francisco Beltrão e três pontos de atendimento também

fazem parte do sistema de atendimento às empresas. O gerente explica que há previsão de que mais quatro pontos de atendimento sejam instalados na região ainda em 2014. Agostinho ressalta que as expectativas traçadas para a regional em 2013 foram superadas. “Os resultados do Sebrae no Sudoeste superaram as expectativas, até porque o capital social que temos é muito grande. Como trabalhamos com a parte econômica de desenvolvimento e atendimento a empresários, trabalhamos muito com parcerias, sejam elas públicas ou entidades de classe. Tive-

mos um grande resultado em 2013, superando os números inicialmente estabelecidos não só em quantidade, mas principalmente em qualidade”, pontuou. Joailson destaca que o numero de microempreendedores individuais vem crescendo exponencialmente na região e, devido a este crescimento, a expectativa é que em breve o número de MEIs ultrapasse as microempresas. “Este é um público para o qual nós temos um olhar especial, pois precisa de “n” coisas para crescer e em pouco tempo se tornar micro ou médias empresas. Precisamos nos organizar na região para dar vazão a este atendimento. Para isto o Sebrae está criando a “Sala do Empreendedor”, que será o canal de comunicação com este público.” A meta regional do Sebrae, em uma primeira fase, é montar 16 Salas do Empreendedor nos municípios participantes do Programa Cidade Empreendedora.

Maria Allice Labres. Cena Foto Vídeo

Prêmio Destaque Empresarial apresentou seus vencedores no Clube Pinheiros

Cena Foto Vídeo

5A

Maria Rita fotografada pelas lentes de Matheus Curzel . Matheus Curzel - Cena Foto Vídeo

Domingo, .23.2.2014 JORNAL DE BELTRÃO

Murilo Rufatto completando seus 10 meses.

Cena Foto Vídeo

Pato Branco

Anderson e Fátima trocam alianças neste fim de semana!

Graziele Tonello se formou em Administração pela Faculdade Fadep, de Pato Branco, e familiares festejaram junto essa conquista. Sucesso!


Literatura/Geral Livro: ‘Olhe pra Mim’: enredo 6A JORNAL DE BELTRÃO Domingo, 23.2.2014 engenhoso com grande Crônica número de personagens Será que somos tão pequenos?

AE - Jennifer Egan é uma escritora estranha: seus livros são emaranhados, embrulhados, esbugalhados. Seguindo uma entropia paródica e satírica, quando seus elementos são enumerados jamais remetem à possibilidade de um livro bom, sequer razoável. Sugerem mais uma catástrofe. Como exemplo, o recém-lançado Olhe pra Mim. A modelo Charlotte sofre um acidente de carro e tem seu rosto reparado por 80 peças de titânio. O rosto muda; e ela não é mais reconhecida. Há uma estória paralela: outra Charlotte, adolescente da mesma cidade onde ocorreu o acidente de carro, vai se aventurando com homens mais velhos, e descobrindo sua sexualidade. Há um professor universitário, Moose, que pesquisa aquilo que chama de “passado industrial” da cidade onde nasceu, mas sua estória não dialoga com as outras tramas em qualquer grau aparente. Um terrorista libanês está presente na narrativa. Sim, há um detetive privado, que passa seus dias remoendo um divórcio. Um punhado de outros personagens, como um rapaz com doença terminal, habita esse estranho Olhe pra Mim sem jamais realmente justificarem suas presenças. Publicado em 2001, o livro já tem todas as características que Egan vai extrapolar em A Visita Cruel do Tempo: pluralidade de conceitos e perspectivas e subjetividades, em personagens que estão reunidos em uma narrativa sem propriamente estarem juntos. Em Visita..., Egan consegue articular com imensa fluidez essas disparidades, pois o tema da mortalidade une os pontos; em Olhe para Mim, a narrativa avança mais esquemática. Ainda assim, a legibilidade é garantida pela extrema elegância da prosa de Jennifer Egan. Ela divide com seus contemporâneos a vocação pelo excesso de tudo.

Rocamp/Logic lança pedra fundamental de nova fábrica em Capanema

Da assessoria - Será lançada no próximo dia 25, em Capanema, a pedra fundamental da nova fábrica da Rocamp/Logic. Com a nova unidade, a indústria de confecções, de propriedade do presidente do Sistema Federação das Indústrias do Paraná (Fiep), Edson Campagnolo, e de sua esposa, a industrial Sueli Roveda Campagnolo, prevê aumentar de 240 para 300 o número de empregos que gera no município. Com mais de 24 anos de história, a Rocamp/Logic tornou-se referência nacional no segmento de vestuário esportivo. Sua atuação principal é no fornecimento de peças de futebol, fitness, running e demais artigos esportivos para grandes marcas brasileiras e estrangeiras. Entre seus clientes estão empresas como Olympikus, Lupo Sport, Mizuno, Decathlon, Centauro, Petrobrás - Fórmula 1, Oakley e Penalty. Além de levar o nome de Capanema para todo o país, a Rocamp/Logic contribui de maneira significativa para o desenvolvimento econômico e social do município e do Sudoeste do Paraná. Importância que deve crescer ainda mais pela decisão da empresa de seguir investindo na implantação de uma nova fábrica longe da capital ou de grandes centros, o que vai se reverter na geração de novos postos de trabalho. Além da sede em Capanema, a Rocamp/Logic mantém ainda outras três unidades na região, nos municípios de Planalto, Santo Antônio do Sudoeste e Itaipulândia.

Mangueirinha recebe material para ponte

AEN - O Departamento de Estradas de Rodagem do Paraná (DER-PR) entregou nesta semana materiais para construção de pontes de concreto para três municípios. As novas travessias substituirão antigas passarelas de madeira localizadas em áreas rurais. As novas pontes beneficiarão mais de 35 mil moradores das cidades de Rio Azul, Mangueirinha e Diamante do Sul. O Estado atende diretamente os municípios por meio do Programa Pontes do Desenvolvimento, fornecendo vigas de concreto, guarda-rodas e lajotas, para a construção ou restauração de pontes. “A iniciativa visa melhorar o acesso dos moradores e o escoamento dos produtores locais que utilizam as estradas rurais”, afirma o diretor-geral do DER-PR, Nelson Leal Júnior. Em Rio Azul, nos Campos Gerais, foram entregues quatro vigas de 11,5 metros, 33 lajotas e 11 guarda-rodas. A travessia de concreto sobre o Rio dos Iantas será mais larga que a antiga. Em Mangueirinha, na região Sudoeste, as equipes entregaram 96 lajotas e 18 quarda-rodas. A ponte será construída sobre o Rio Vila Nova. O município de Diamante do Sul recebeu seis vigas de concreto de 15,5 metros. A nova travessia ficará sobre o córrego Diamante. Pontes do desenvolvimento As prefeituras são as responsáveis pelas obras e contratação de funcionários para a construção das pontes e o DER-PR pelo fornecimento de material. Desde o início de 2011 foram entregues 140 pontes e outras 14 vão ficar prontas ainda no primeiro semestre deste ano. Mais de 120 cidades paranaenses já foram beneficiadas com o programa.

Muitas vezes, inadvertidamente até, somos “atingidos” ou esquecidos pelo restante do nosso pequeno mundo – pois, poderíamos chamá-lo dessa maneira se conseguíssemos instalar uma bolha transparente, daquelas da ficção científica e que aparece na televisão. Exatamente hoje, dez dias depois, por acaso, chegou às minhas mãos uma edição do JdeB de 22 de janeiro – e, junto com ela, algumas críticas e cobranças, e no qual estava uma foto do goleiro Boligon, do Tarumã de Nova Prata do Iguaçu, sendo entrevistado por um repórter de uma emissora de Francisco Beltrão. Na legenda, fulano de tal “...entrevista o experiente goleiro do Tarumã, Boligon, que teve passagens nos times profissionais do Francisco Beltrão FC e do Cascavel”. Sobre a participação do goleiro na equipe do Amigos de Futebol aqui de Santo Antônio no ano de 2000, nada foi citado, pela segunda divisão de futebol profissional do Paraná. Consta na ficha técnica dos jogos da Federação Paranaense de 2000, a atuação do grande goleiro por sinal, defendendo as cores da equipe da qual eu acumulava o cargo de treinador, entre outras atividades, partidas contra Foz do Iguaçu, Cascavel, Marechal Cândido Rondon, Real de Francisco Beltrão, Sorec de Cascavel, e Grêmio de Maringá. Este em três oportunidades, devido ao play-off. Contra os outros adversários foram duas vezes, justamente uma em casa e outra fora. Há pouco tempo, não sei de quem é a culpa, também saiu uma listagem dos campeões regionais, e lá no ano de 1998 não constava o nome do Amigos do Futebol, que conquistou o título regional de amadores também sobre o Tarumã, e lá, no Estádio Cristo Rei. O ex-ministro Bresser Pereira, que transitava numa boa entre o PT e o PSDB,

publicou um livro que falava de Getúlio Vargas a Lula, e que Leonel Brizola seria excluído da história política do Brasil com o passar dos anos. Pelo menos, essa era e ainda é a intenção de muitos... Neste mês estarei publicando alguns livros, e num deles existe uma crônica que se chama “Apenas os loucos podem pensar”, e poderá transmutar o pensamento de muita gente que anda por cá e acolá das linhas de impedimento dos consultores de alfarrábios, e de mecanismos inexistentes para explicar o inexplicável, como fazer o cego ver e o mudo falar. Vamos a um frangalho daquelas escritas: “Cogito, ergo sum. Penso, logo existo.” A frase do filósofo e matemático francês Descartes, quando apresentou seu trabalho Discours de la mèthode em 1637, foi criada porque ele mesmo duvidava da sua própria existência. A frase é conhecida também como dubito, ergo cogito, ergo sum o que significa “eu duvido, logo penso, logo existo”. Noutro pedaço de papel apanhado no lixo cerebral daquele alfarrábio que deixei para iniciar o churrasco do domingo acompanhado do tradicional “sertanojo”, ou para o que mais lhe aprouverem: “No mundo da arte – literatura, pintura e música, somam-se uma centena de pessoas com um QI elevadíssimo e superior a tantos outros seres humanos, que sequer conseguem entender o que é que um louco pode pensar”. Talvez os cães... Grandes coisas passaram por aqui no nosso pequeno paraíso, apesar de tudo, como diz o meu amigo comunista Helfenstein. Entre eles, campeão da São Silvestre, títulos estaduais de handebol, basquete, futebol de salão – duas oportunidades, bicicross, motocross e tantas premiações, divulgadas por toda a imprensa regional, estadual e até do país inteiro. Além de outras

particularidades sui generis de nossa pequena aldeia em relação a outrem. Afora as competições internacionais, que parece que não existem para as pessoas do lado de lá do “The wall” do Pink Floyd e do nosso. Em tempo: as datas que constam neste texto são reais, e apenas fiquei sabendo de tudo porque não possuo – ainda – o costume de ler notícias on-line e preciso

Unidos pela Morte

da maleabilidade do papel nãos mãos para ler, e por aqui os diários quase não chegam. Talvez por tudo isso, e mais ainda por sermos tão pequenos, somando-se a loucura, ficamos desavisados de tudo na hora certa... Ojala todo cambie. Tenemos mucho en que pensar… *Por Ilmar Antônio Auth *2014, 2 de fevereiro

Poesia

O piano toca e a chuva chora na janela Um barulho ao longe Lá vem o trem da meia-noite Curvando silenciosamente Espera não acordar ninguém Lá está ele na estação Acompanhado pelo frio e pelo sono Todos saltam do trem Olha e não vê aquela que espera Corre atordoado Verifica todos os vagões Nada além do vazio metálico Última estação da vida Olha desolado e cai O solo recebe sua última dor Nada para ser feito O trem da esperança chegou e ela não veio Sentidos perdidos Emergência e nada pode ser feito Está morto Longe, longe, muito longe Ela caminha em sua direção Sem dinheiro veio a pé Dormente após dormente Vai-se a vida e nada por fazer Um passo atrás do outro O cansaço faz tropeçar Cambaleia e cai O vermelho que escorre entre os trilhos Levando aos poucos a vida Com sua esperança e sentimentos Não mais poderá chegar Unidos pela morte Tiveram o mesmo fim O lençol branco sobre o corpo frio A vela acesa e trêmula Cláudio Loes, de Francisco Beltrão www.ecophysis.com.br

Crônica

A vida comparada a uma caixa de bombons sortidos Em uma caixa de bombons você pode deixar de lado os que não lhe agradam.

Cada pessoa tem suas preferências, mas como na vida em que existem momentos com os quais praticamente todos sonham viver, saborear, em uma caixa de bombons sortidos também há os "queridinhos" da galera. Qual a melhor maneira de "saborear" a vida, de devorar a caixa de bombons? Talvez a primeira resposta que nos venha à cabeça seja de que esta é uma decisão de cada um, e que basta ser uma pessoa decidida, segura sobre suas preferências e tudo fica simples. Mas já parou para pensar que a caixa de bombons talvez você possa devorar sozinho, da forma que decidir, mesclando os melhores com os nem tão

deliciosos, ou comendo antes os que menos lhe agradam para no fim deliciar-se com seus preferidos e ficar com aquele gostinho de quero mais, mas que na vida não é bem assim? Existem muitas interferências, é muito mais fácil manter seus bombons longe de condições que possam alterar seu sabor do que conseguir manter-se longe de problemas e dissabores que "azedem" o dia. Isso sem falar que a vida a gente nunca "tempera" sozinho, tem os que chegam colocando pimenta, os qua adoram estragar a mistura, e claro os que acredito serem o tipo de pessoa que todos adorariam ter por perto, as que "dão o ponto", aquelas que nos fazem conhecer e nos apaixonar pelo gostinho de quero mais. Em uma caixa de bombons você pode deixar de lado os que não lhe agra-

dam, mas estará desperdiçando dinheiro, e com isso o tempo que gastou trabalhando para conquistá-lo. Na vida nem sempre há opção de deixar de lado o que não combina com nossa vontade, às vezes é preciso até mesmo engolir a seco, outras vezes usamos de algum artíficio para ajudar a tirar o gosto amargo de algumas experiências. Também nem sempre é possível escolher a ordem dos sabores, contudo, não sei se seria melhor viver todos os momentos amargos e azedos de uma vez ou mesclá-los com os doces acontecimentos pelos quais se luta, se bem que, apesar de tantas semelhanças, há uma grande diferença. Acredito que na vida o bom é sentir o doce primeiro, porque diferente

de bombons que em instantes se acabam, na vida sentimos a doçura através de bons momentos compostos por pessoas que fazem parte dela, são a família, os amigos, os amores, os enviados de Deus para retemperar a mistura toda vez que seu sabor deixar de ser agradável. No fim das contas, o que realmente importa é como nos comportamos diante dos sabores. Quem tem a alma doce consegue fazer com que este sabor seja predominante perante todas as amarguras e azedumes do caminho, e melhor, costuma "adoçar" a vida de quem tem a sorte de cruzar seu caminho e de permanecer ao seu lado. Thaís Caroline Boreli, de Francisco Beltrão.


8A JORNAL DE BELTRÃO Domingo, 23.2.2014

Geral

Eles não têm mais medo de entrar na sua casa

Por Niomar Pereira O que fazer do com a situação. Não com as Se você costuma ter o sono perdas materiais – foram levados se o sono é pesado, reforce a segurança do alguns pertences como joias, roupesado? seu lar. Muitas casas estão sendo pas, calçados, celular, notebook As pessoas invadidas à noite, enquanto as e dinheiro –, mas com a falta de que têm o sono pessoas dormem. E o que é mais segurança, a audácia dos crimi- pesado tendem curioso: algumas vítimas chegam nosos e o perigo a que as famílias a dormir e não a ser vigiadas pelos marginais no estão sujeitas. “Com toda certeza c o n s e g u i r tempo em eles saem drogados e levantar até que repouarmados, porque não que tenham As pessoas de bem sam e nada têm medo nenhum. repousado o precisam viver Acredito até que seja suficiente para percebem. Muito se deve à habilidade enclausuradas, uma quadrilha, por- descansar o cordos “gatunos”, que que, como eles não po. Barulhos pela enquanto os escalam paredes, conseguiram levar casa, música alta telhados, entram criminosos estão tudo naquela noite, no e nem mesmo alardia para de noite pratipor aberturas micarem os furtos.” soltos. Tá todo dia seguinte voltaram mes são capazes de núsculas e andam com um carro que despertar quem está nesta zona nas pontas dos pés. mundo tendo que ficou parado na es- de dormência. Segundo o Guia Levaram viver atrás de quina.” No momento do Sono da Fundação Oswaldo pertences da A impressão que há na mente de muitas mesinha de que a luz da ca- Cruz (Fiocruz), o processo do sogrades. pessoas é que, após cabeceira sa foi acendida, no é composto por cinco fases. A o desarmamento da O beltronense o veículo saiu primeira é a do adormecimento, população, os ladrões perderam o rapidamente. Segundo Ademir, o que pode durar até 15 minutos. Valmor Jonatan viveu uma simedo, invadem moradias a qual- na mesma noite muitas outras É como uma espécie de zona in- tuação muito parecida há cerca quer hora do dia, estando seus moradias aforam arrombadas na termediária entre estar acordado de três anos, quando ainda moproprietários em casa ou não. rava em Sorriso (MT). Ele e a vizinhança. “Muitos optaram por e dormindo. No final do mês de janeiro, a não denunciar, porque sabem que A segunda fase é a de um so- ex-namorada foram dormir por família Barancelli teve uma ex- não acontece nada.” no mais leve. Na terceira fase, o volta das 2 horas da madrugada, periência traumatizante. Ladrões No dia seguinte, a família Ba- corpo já começa a entrar em um tiveram uma noite tranquila de entraram, circularam por vários rancelli tomou providências para sono profundo, em que as ondas sono e, ao acordar, às 7 horas, cômodos – corredores, sala, co- garantir a segurança do lar, com cerebrais diminuem o ritmo. A qual foi sua surpresa? A porta zinha, banheiro –, abriram gela- instalação de grades nas janelas quarta fase é a do sono profundo, da sala estava aberta, a casa todeira, comeram, beberam cerveja e alarme. Mas não é assim que quando o corpo repõe as energias da bagunçada, faltando dinheiro e fumaram. Ninguém da família gostaria de viver Ademir, porque, do desgase pertences pessoais. percebeu, só deram conta que a na opinião dele, há uma inversão te diário. “Após pegarmos no A polícia não pode casa tinha sido arrombada pela de valores. “As pessoas de bem Nesta fasono, os assaltantes manhã, quando acordaram. O precisam viver enclausuradas, se é que as pessoas vigiar a casa de arrombaram a porta e proprietário da residência, Ade- enquanto os criminosos estão sol- têm mais dificuldatodo mundo a permanecerem por almir, afirma que o crime aconteceu tos. Quando fui encomendar as de de acordar, por toda hora. Cada gum tempo dentro da numa das noites de calor intenso, grades, tive dificuldade, porque as isso, não é incocasa. Além de levaum precisa dar rem peças de roupas, o ar-condicionado estava ligado empresas não vencem atender aos mum que algumas no quarto do casal, o que pode ter pedidos. Tá todo mundo tendo que simplesmente não sua parcela de que eu vendia na épodisfarçado o barulho que os ban- viver atrás de grades. A socieda- percebam que sua ca, também comeram didos faziam na residência. de percebe que há claramente casa está sendo in- contribuição e não e beberam, entraram Para entrar, eles subiram por uma sensação de impunidade. vadida. Para Ade- adianta esperar no nosso quarto, cheuma parede de dois metros de As polícias são inoperantes, eu mir Barancelli, o tudo do poder gando bem próximos altura e passaram pela janela do nunca vejo viaturas no meu bair- cidadão ainda leva de onde estápúblico. banheiro com menos de 30 centí- ro. Vivemos trancados por causa desvantagem com vamos dorminmetros. A filha mais nova dormia de 1% ou 2% da população que relação ao bandido para pegar no quarto do casal e a mais velha decide praticar crimes. Quem de- do, porque cumpre uma jornada de cima da mesinha de cabeceiestava deitada em sua cama com veria estar preso são eles (bandi- exaustiva de trabalho durante o ra alguns pertences.” Valmor e a porta do quarto aberta. Pela ma- dos)”, desabafa. Ele acredita que dia e à noite, quando deita, “lite- a companheira não perceberam nhã, quando a jovem levantou, a vinda do presídio tem parcela ralmente desmaia” em função do nada. Pelo fato de terem deixado viu marcas na entrada do quar- de culpa no aumento da crimina- cansaço. “Ao tempo em que os cinco copos sujos e espalhados to. É provável que os invasores lidade no município. ladrões podem ficar dormindo de pela casa, a polícia acredita que tenham-na observado enquanto era esse o número de meliantes. dormia. “O que deu mais medo Nesta semana, um morador foi saber que eles circularam pela do bairro Uassari, em Ampere, Vale a pena ter uma arma de fogo em casa? casa toda e a gente não percebeu acordou por volta da meia-noite, Com a quantidade de furtos aumen- sui residência fixa, profissão definida e nada. Eu e minha mãe sempre lelevantou, olhou para fora, viu o tando cada vez mais – no ano passado que não tem antecedentes criminais. vantamos à noite, estranho como carro na garagem e voltou a dorforam 238 simples e 511 qualificados “A procura é maior de agricultores que ninguém acordou naquele dia. mir. Por volta das 2h40, acordou –, vale a pena ter uma arma de fogo procuram armas longas (rifles), porém Acho que foi Deus quem não nos novamente, mas desta vez o carro em casa para se defender? O delega- muitos chefes de famílias, com idade deixou despertar, tenho certeza não estava mais lá, tinha sido furdo David Passerino não emite opinião entre 30 e 40 anos, estão comprando que foi melhor assim. Não sabetado. Apesar de não ter alarme, sobre a posse de armas, apenas lem- pistolas para fazer a defesa pessoal.” mos se estavam armados ou não”, o veículo estava trancado. Ainda bra que a legislação permite certos ca- Cada arma registrada tem um limite de conta Jéssica. assim, ele não ouviu qualquer balibres para civis contanto que estejam 50 munições que podem ser adquirias Mesmo o cãozinho que dormia rulho feito pelos bandidos. registrados na Polícia Federal (PF). por ano. em um dos quartos e tem o olfato Recentemente, o capitão Rogério “Sempre existe o risco de ocorrer o apurado não farejou nada, sequer Nem alarme simples resolve contrário. O cidadão que compra uma Pitz, subcomandante do 21º BPM, latiu. Os ladrões sabiam que os Mas o que fazer se a pessoa tem arma pode acabar armando o bandi- disse que a maioria das pessoas que moradores estavam em casa, poro sono pesado e não consegue procuram uma arma legalizada pensa do.” que carro e moto permaneciam acordar nem “com a casa peganO empresário Rafael Anghinoni, na defesa da família e do patrimônio. na garagem. Nos 15 dias que se do fogo”? No mercado, há alguns proprietário da loja Lazer e Cia, afirma “Se alguém entrar na casa, é legítimo seguiram ao crime, os moradores alarmes que são feitos especialque a pessoa faça a sua defesa e da que não conseguiram mais mente para pessoas com sono só no sua família, bem como do seu patrimôpregar o olho à noite pesado, eles quase sempre vêm nio, no entanto, se fizer isso sem ter o ano de tanta tensão equipados com opções de vibraregistro da arma, mesmo sendo uma pase medo. ção que chacoalham a cama. Isso ação de defesa, irá responder a um crisado Ademir é necessário porque, nestes casos, a pro- me de posse ilegal de arma de fogo.” está iné preciso que ocorra contato físico Ele alerta os compradores, porque cura dignacom quem está adormecido. Oupor armas de fogo existem dois tipos de crimes diferentes tra opção mais barata é conectar o em seu estabelecimento relacionados ao uso de armas: um é o alarme da casa ao celular e deixáaumentou de 30% a 40%. porte ilegal de arma e o outro é a pos-lo no lado do travesseiro ou da Ele discorda que as ar- se ilegal de arma de fogo. Quando alcama da pessoa no modo em que mas vendidas legalmente sejam guém compra uma arma de fogo para vibra e toca.

sos como homicídios, tráfico de drogas, estupros e latrocínios em detrimento de situações menos graves. “A grande verdade é que, se o suspeito não tem precedente e pratica um furto, nem fica preso. A própria lei permite a concessão de fiança no caso dos furtos simples”, frisa. De acordo com ele, a maioria dos crimes patrimoniais ocorre em função da “teoria da oportunidade”. Ou seja, o criminoso procura roubar no lugar mais

as que acabam nas mãos dos criminosos. “Pelo contrário, como estamos em uma região de fronteira, a maioria das armas que circulam aqui vêm da Argentina e do Paraguai.” Além dos preços altos – um revólver varia de R$ 2 mil a R$ 3 mil –, a pessoa precisa ser aprovada em exames de tiro e psicológicos, provar que pos-

ter somente em casa ou no seu local de trabalho, não necessita do porte de arma de fogo, somente o registro, que é concedido pela PF quando se faz a aquisição. “Se este cidadão que tem o registro da arma for pego com ela fora do seu domicílio, sem autorização para transporte, irá responder pelo crime de porte ilegal de arma de fogo.”

“Cada um tem que fazer sua parte em prol da segurança”, diz delegado O delegado chefe da 19ª SDP, David Ricardo Passerino, afirma que, em decorrência da falta de efetivo, a polícia é forçada a priorizar os crimes mais inten-

Para o delegado David Passerino, a segurança pública precisa ser construída em parceria: população e polícias.

fácil. “Os moradores precisam tomar cuidados, reforçar segurança de portas, janelas e evitar de deixar bens à mostra.” O delegado lembra que a melhoria da segurança pública precisa ser construída em conjunto, entre autoridades policiais e população. “A polícia não pode vigiar a casa de todo mundo a toda hora.” Passerino ressalta que o cidadão deve ficar atento para se proteger, garantir a segurança de sua família e seus bens. “Cada um precisa dar sua parcela de contribuição e não adianta esperar tudo do poder público.” Na avaliação do policial civil, se as famílias atualmente precisam viver atrás de muros altos e casas fechadas, infelizmente, isso é decorrência de um problema cultural e social. “Existe uma grande massa de marginais excluídos da sociedade, viciados em drogas que praticam furtos e roubos para manter o vício”, ressalta.


Classificados

Domingo, 23 .2.2014 JORNAL DE BELTRÃO

KANGOO - 06, 1.6, 16v, cinza, 12 opcionais, 4 pneus novos, excelente estado de conservação. Entrada + financiamento. Tratar (46) 9919-1308 CAMIONETE C 10 - 76, motor 6 cilindros com caixa e diferencial novos. Carroceria de madeira boa, estofamento e pneus bom, documentada. R$ 8 mil. Aceito proposta ou troco por carro de passeio. F: (46) 8805-0981. CORSA WIND - 97/98, verde, trava elétrica, 4 portas. R$ 9.800,00. Ou troco por maior valor. Tratar (46) 9104-2729. D 10 - 84, original, super conservada, 05 marchas, hidráulica. Tratar (46) 8801-1429. OMEGA CD – 01, 3.8 V6, 197cv, Automático, Ar digital, DH, Air-bag, Abs, Controle de tração, Piloto Automático, Couro, Sensor de Estacionamento, GPS/DVD, Manual do proprietário. F(46) 9978-9950. S10 - 01, cabine dupla, completa, a gasolina. Troca-se por Ducato ou Master furgão. Tratar (46) 9908-4449 ou 9906-2841. S10 COLINA CS - 08, diesel, 4x4, completa + couro, impecável. F(46) 8804-7017.

PALIO CELEBRATION - 08, 4 portas, prata, ar cond., VE, trava e alarme. Em ótimo estado. Tratar (46) 8807-4773 / 9908-6127. PALIO FIRE FLEX - 06/07, vermelho, 5 portas, completo. R$ 17.600,00. Tratar (46) 9931-4415/ 9135-5904. ROSSETO VEÍCULOS! STRADA CS 02, 1.6, DH + opcionais. R$ 16.500,00. Excelente carro. Tratar (46) 30551612/9103-0878. STILO - 05, 1.8, 8V, Preto, AC, DH, VE, TE, alarme, rodas 17. R$ 20.000,00 Aceito carro de menor valor F(46) 9105-5765 STRADA ADVENTURE - 06, prata, completa, bancos em couro, capota marítima, pneus novos, Vendo ou troco por S10 ou F1000 com carroceria de madeira. F(46)9107-9442(VIVO) ou 9978-6638(TIM). STRADA FIRE - 09/10, flex, branca, em bom estado, documentos 2014 pagos. R$ 18 mil. Tratar (46)3523-0800 em horário comercial ou 9911-0707. STRADA FLEX - 11, 1.4, branca, cabine estendida, DH, c/ 39 mil km. Tratar (46) 9915-7777 c/ Paulo.

CIVIC LXS - 07, aut, banco em couro, completo. Tratar (46) 8819-3030 F 250 XLT - 99, mod. 2007, branca, placa A. Aceito troca por carro. Tratar (46) 9974-7256/ 3055-6105.

OPORTUNIDADE! FLUENCE - 12/13, branco, com teto, couro, câmbio automático, 6 airbags e vários itens de tecnologia. Está com 18.600km e quitado, com garantia de fábrica até 09/2015. Não aceito carro e/ou moto em troca. Preço abaixo da tabela Fipe. Interessados (46) 9906-0226 ou no facebook Cleverson Rio Branco para maiores informações. ROSSETO VEÍCULOS! CLIO - 97, RN, 4 portas + banco de couro. De R$ 9.500,00 por R$ 8.500,00.Tratar (46) 3055-1612/9103-0878.

@OPORTUNIDADE!! VOYAGE - 13, branco, completo, motor tec, rodas esportivas, NF, 1° dono. Valor a combinar. Tratar (46) 9974-3526 ou 8807-1670. AMAROK HIGHLINE - 11, prata, top de linha, completa. Tratar (46) 99157777 com Paulo. FOX - 12/13, DH, 9 mil km, preto, preço a combinar. Tratar (46) 9975-2763 GOL - 03, 01, 96, todos em ótimo estado, aceito troca por moto ou carro de menor valor. Tratar (46) 9111-6509 ou 9925-6542 GOL G4 - 05/06, 1.0, flex, único dono, 47 mil Km. R$ 15.500,00. Tratar (46) 8814-9002 ou 8407-6852. GOL IMOTION - 12, 1.6, automático, prata, bancos em couro, rodas de liga leve, comando de som no volante, câmbio borboleta, com 24 mil km. R$ 34.500,00. F: 9903-9781/ 3524-1662. GOL SPECIAL - 00/00, AC, 4 pneus novos, aceito proposta. Sem troca. R$ 10 mil. F(46) 9111-9784 c/ Edson GOLF GLX - 96, vermelho Ferrari, completo, R$ 10.500,00. Tratar (46) 99715576 ou 9922-4980. KOMBI - 12, 1.4, STANDER, 9 lugares. Tratar (46) 8819-3030 POLO HATCH - 02/03, 1.6, 8V, vermelho, VE, TE, AL, 2 chaves canivetes, manual, instruções. Tratar (46) 9975-2188. ROSSETO VEÍCULOS! OPORTUNIDADE! GOL G3 - 04, 4 portas, R$ 12 mil. Abaixo da Fipe. GOL - 99, 4 portas. R$ 10.500,00. Impecável. F(46)3055-1612/9103-0878 SAVEIRO SUPER SURF - 03, legalizada baixa, AC, DH, vidro, trava e alarme, rodas 15, suspensão preparada, em ótimo estado. F:(46) 88074773/ 9908-6127 SAVEIRO TURBO - 96, AL, VE, painel satélite, banco recaro, em ótimo estado, legalizado turbo, rebaixado e xenon. F(46) 9106-3211

F1000 - 88, preta, hidráulica, carroceria de madeira. Raridade!! Valor a combinar. Tratar (46) 9974-2020. FOCUS HATCH - 13, 1.6, prata, flex, placa, pneus novos, todas as revisões feitas na agência, único dono, está na garantia. Valor da Fipe, sem troca. F: (46) 9113-2821.

COMPRO CARROS - Financiados, assumo parcelas. Tratar (46) 9932-6734.

RANGER XLS - 07, 3.0, prata, 4x4, cabine dupla, 2° dono, em ótimo estado. Só vendo. R$ 53 mil. Tratar (46) 9974-0871 (VIVO) ou 9916-5941 (TIM)

TORRO! CIVIC LXS - 08, prata, automático, bancos em couro, 80 mil km, xenon, central multi midia, 4 pneus novos, 2º dono, manual do proprietário, NF, chave reserva, placa A, nunca bateu, carro novo. Aceito carro de menor valor. Tratar (46) 3536-3187 ou 91013407 ou 9109-1232.

L200 – 03, 4X4, GLS, CD TURBO, preta, Sto Antônio e quebra mato BEPO cromados, rodas esporte, 5 pneus novos. Lindíssima! À combinar. F:(46)9105-3003

206 QUIKSILVER - 03, completo, rodas de liga leve, 4 pneus novos, airbag, direção hid., ar-condicionado, computador de bordo, alarme, trava elet. F: (46)3523-3142/ 8808-1965 c/ Marli.

Jornal de Beltrão 3520-4000

FILHOTE SCHNAUZER - fêmea, cor sal e pimenta. Tratar (46) 9926-7550 c/ Egida. FILHOTES DE LHASA APSO - machos R$ 350,00 e fêmeas R$ 500,00; Yorkshire - machos R$ 650,00 e Shih tzu - machos R$ 450,00. F: (46) 9919-7161. FILHOTES DE BORDER COLLIE - Vacinados e desverminados. Tratar (46) 3525-1065 ou 9107-0656. FILHOTES DE SHIH-TZU - Lindos filhotes, vacinados e desverminados. R$ 600,00. Tratar (46) 8813-3858.

Aluga-se

ALUGO APARTAMENTO - 1 suíte + 2 qrts, 2 salas, coz., wc, lav., garagem p/ 1 carro, Rua Alagoas, 1139, R$ 750,00. Tratar (46) 8415- 3450. APARTAMENTO - 2 quartos, sala, coz., área servi., wc, garagem, R$ 600,00 + condomínio. Edifício San Ricardo, R: Mato Grosso, 412. F: (46) 9975-8008 APARTAMENTO - no Centro Fco Beltrão, 81m², com 2 qrts, wc, sala, coz., área de serviço e garagem. R$ 650,00 + IPTU. F: (46) 3525-1150/ 9903-4497. APARTAMENTO - No Ed. Zatta, Av. Luiz Antônio Faedo, próx. ponte da Cango,com sacada, c/ garagem. Tratar (46) 3524-4371. APARTAMENTO NOVO - 2 qrtos, wc (1 suíte), garagem, varanda c/ churrasq., R: Venezuela, próx. o Hemocentro. R$ 724,00, s/ condomÍnio. F: (46) 3523-4015 APTO NOVO - R: Santa Marta, 151, Cristo Rei, 100m da Avenida, c/1 suite + 1 qto, sl, coz, 2 wc, lav, gar. p/1 carro. R$ 650,00. F: (46)8415-3450.

vende-se

ALLUVAN IMOVÉIS: Apartamento 174m², B: Nossa Senhora Apª, c/ 1 suíte c/ sacada, closet c/ armários, AC, painel p/ TV, cabeceira da cama, 1 qto, sala c/ painel, escritório, ar 24.000 btus, cozinha c/ armários sob medida, tampa de granito, wc social, aquecimento a gás, lavanderia c/ armários, sacada c/ churrasq, linda visão da cidade, garagem p/ 2 carros, Box p/ deposito. R$ 370 mil. Creci J-4793. F(46) 3523-7777 ou site WWW.cordassoimoveis.com.br APARTAMENTO - Mobiliado, Com 1 suíte + 2 qrts, c/ 185m², B. Nossa Sra Ap., 02 anos de uso, móveis e acabamento de primeira. R$ 370 mil. F(46)9911-5016 APARTAMENTO - no Edifício Ilha do Mel, Rua Romeu Lauro Werlang, 849, 6º andar. Com 3 quartos, sendo uma suíte, sala ampla, 3 banheiros, dependência de empregada ( escritório), área de serviço e sacada, uma vaga de garagem. Apartamento em ótimo estado, teto revestido em gesso, piso laminado, semi-mobiliado. 470.000,00. Tratar (41) 9517-7447 Mariangela ou (46) 9115-7921 Fábio. APARTAMENTO - Próx. a Copel do Centro, aprox. 84m², com 1 suíte + 1 quarto, wc, sala grande, coz., e despença. Tratar (46) 9917-4783 ou 3523-2499.

ROSSETO VEÍCULOS! F1000 - 82, hidráulica, toda original. Tratar (46) 30551612/ 9103-0878. ROSSETO VEÍCULOS! KA - 04, de R$ 13.500,00 por R$ 12 mil. Abaixo da Fipe. Tratar (46) 3055-1612/ 9103-0878.

Vende-se

Ford

CARGO CAVALO 4432 E - 06, vermelho, engatado com carreta 03 eixos 2007 Schiffer. Vendo ou troco por terreno R$ 140 mil. F: (46) 8401-4479.

vende-se

EUROCARGO IVECO 160-E21 - 99, diesel, motor 22 mil km de uso, caixa e diferencial em funcionamento. R$ 55 mil. Tratar (46) 9931-4415/ 9135-5904.

Honda

ROSSETO VEÍCULOS! TITAN – 06, 150 cilindradas. De R$ 4.000,00 por 3.500,00. BROS 150 - 07, de R$ 6.000,00 por 5.500,00. Tratar (46)30551612/9103-0878 TWISTER - 08, preta, manual, NF, chave res., alarme, tudo original. Impecável. A mais nova que existe. R$ 6.900,00. F: (46) 9911-4237/ 9106-3007 Sundown STX MOTARD - 07/08, 200cc, preta, R$ 4 mil. Tratar (46) 9934-1917 Angelin.

IMPERDÍVEL: APTOS. NOVOS, próx. ao Mário de Andrade – c/02 quartos, sala, cozinha, área de serviço, sacada c/churrasqueira, 01 vaga de garagem, c/elevador - a partir de R$ 159.000,00. F: (46)3524-6631/9974-0615 VENDE-SE OU ALUGA-SE APTO - No Centro de Curitiba. Tratar (46) 35471018 ou 9112-9001 com Lourenil ZANATTA CORRETOR DE IMÓVEIS VENDE: APARTAMENTO em excelente localização, próximo a UNIPAR, com área total de 72 m². Contendo 02 quartos, sala, cozinha, lavanderia, sacada e vaga de garagem. No Edifício Brasília, Rua Pernambuco, bairro Vila Nova. R$ 150 mil (Cód. VA-010) Tratar: (46) 3523-0576, 88066363 (Claro), 9911-0904 (Tim), 91254469 (Vivo) ou 8408-9488 (Oi). Creci F 21037. Email:zanattaimoveis@ hotmail.com Veja essa e outras opções no site: WWW.ZANATTAIMOVEIS.COM.BR

Aluga-se

9

COMPRO CONSÓRCIO! Contemplado, não contemplado, em atraso ou cancelado. Pago à vista o melhor preço! Vou até você! f(46) 9971-9976.

CASA - 1 quarto, sala, coz., conjugada, wc, área, lavanderia, Cidade Norte. R$ 270,00 + água e luz. Tratar (46) 8810-3727/ 9915-9336. PROCURO CASA PARA ALUGAR No Bairro Marrecas, Alvorada e Cristo Rei. Pago até R$ 450,00 a R$ 480,00. F: (46) 9119-9658/ 9920-5755.

vende-se

CASA - 80m², c/ lote de 14X25, Rua Pará, duas quadras do Mano Manfrói 2, R$ 250 mil. Tratar (46) 9901-7266 CASA - na Cango, excelente localização, com 03 quartos, sala e coz. conjugadas, edícula nova. Aceito carro no negócio. F: (46)9908-3252. CASA DE ALVENARIA - na Rua Paraíba. Bairro Vila Nova. Valor negociável. F(46) 8404-9506/9903-6312 CASA DE MADEIRA - Para retirar do local. De 6x8, em bom estado. Em Marmeleiro. R$ 5 mil. Tratar (46) 99084449 ou 9906-2841. DALABETA VENDE! CASA NOVA, ALTO PADRÃO, C/370,00M2 DE TERRENO E 155,00M2 DE ÁREA CONTRUÍDA – C/SALÃO DE FESTAS E PISCINA – no Bairro São Cristovão – Excelente Investimento! F: (46)35246631/9974-0615 DALABETA VENDE: OPORTUNIDADE! CASA DE ALVENARIA; no Centro de Fco. Beltrão – c/terreno de 750,00M2 – com: 01 suíte, 02 quartos, WC social, sala de estar, sala de jantar, cozinha gde; área de serviço, salão de festas c/wc, garagem p/02 carros e piscina – EXCELENTE LOCALIZAÇÃO!! EXCELENTE INVESTIMENTO! F: (46)35246631/9974-0615 LOTE COM CASA - 356m², 2 quadras do Supermercado Italo. R$ 250 mil. Tratar (46) 9914-4934. OFERTA ESPECIAL! Casa bem localizada com 161,50m², terreno de 15x30 = 450m² B. Marrecas. R$ 270 mil. Serve para financiamento. Aguardo sua proposta. CRECI F-12427. Tratar: (46)3523-3105/9971-5173 ou guilhermekarkling@gmail.com OMEULOTE.com.br | CASA com 180m2, B. Jardim Itália II, suíte, 2 qtos, wc, lavabo, garagem p/ 2 carros, lav. copa, sala, coz., churrasq., sala comercial nos fundos, terreno com 544m2. R$ 320 mil, mais informações fale, conosco (46) 3524-1546/ 9908-0600. CRECI F23107. OMEULOTE.com.br | CASA com 180m2, B. Jardim Itália II, suíte, 2 qtos, wc, lavabo, garagem, 2 salas, coz., churrasq., R$ 235 mil, mais informações, fale conosco (46) 3524-1546/ 99080600. CRECI F23107 OMEULOTE.com.br | CASA com 180m2, B. Jardim Itália II, suíte, 2 qtos, wc, lavabo, garagem, 2 salas, coz., churrasq., R$ 235 mil, mais informações, fale conosco (46) 3524-1546/ 99080600. CRECI F23107. OMEULOTE.com.br | CASA com 180m2, terreno com 506m2 , B. Vila Nova na av. União da Vitória, 3 qtos, wc, garagem, sala com 2 ambientes, coz., churrasq., R$ 650 mil, mais informações, fale conosco (46) 3524-1546/ 9908-0600. CRECI F23107. OMEULOTE.com.br | CASA com 483m2 B. N. Sra. Aparecida, suíte, 2 qtos, wc, lavabo, garagem, lavabo, garagem 2 carros, sala TV, sala jantar, coz., churrasq, área de festas, despensa, área de serviço, acabamento em gesso impecável, aquecimento solar, R$ 700 mil. Fale conosco e faça sua proposta (46) 3524-1546/ 9908-0600. CRECI F23107. OMEULOTE.com.br | CASA com 71m2, Lot. Bom Pastor, 2 qtos, wc, garagem, lav. sala, coz. Acabamento em gesso e cerâmica de primeira, possibilidade de ampliação. Própria para MCMV, R$ 130 mil, mais informações, fale conosco (46) 3524-1546/ 9908-0600. CRECI F23107 OMEULOTE.com.br | CASA Lot. Primavera, c/ 2 qtos, sala, coz., lavanderia, garagem. Própria para MCMV. R$ 120mil mais informações fale, conosco (46) 3524-1546/9908-0600. CRECI F23107. OMEULOTE.com.br | LOTE com 483m2 B. N. Sra. Aparecida com vista para a cidade, área nobre da cidade. Terreno com declive. R$ 280 mil. Mais informações, fale conosco (46) 3524-1546/ 9908-0600. CRECI F23107. PROPRIEDADE - Situada na R. Clevelândia, 2558, B. São Cristóvão, entre o Colégio Águia e fundos da Fiat (Bevel). Interessados tratar no local com o proprietário.

Consultas Espirituais OPORTUNIDADE DE NEGÓCIO! ZANATTA CORRETOR DE IMÓVEIS VENDE: CASA com mais de 120m², em ótima localização, em terreno todo murado, medindo 450m² (15 x 30). A 1 km do centro da cidade, no bairro Cristo Rei, rua Prof. Canísio Hillebrand. Contendo suíte, 02 quartos, sala de esta e sala de jantar, cozinha, garagem para 02 carros, lavanderia e salão de festa com churrasqueira. De 250 mil, por R$ 220 mil. Tratar: (46) 3523-0576, 8806-6363 (Claro), 9911-0904 (Tim), 9125-4469 (Vivo) ou 8408-9488 (Oi). Creci F 21037. Email:zanattaimoveis@hotmail.com Veja essa e outras opções no site: WWW.ZANATTAIMOVEIS.COM.BR PLANO MINHA CASA MINHA VIDA! ZANATTA CORRETOR DE IMÓVEIS VENDE: CASA financiável, com aprox. 65 m². Contendo 2 quartos, sala, cozinha, banheiro, lavanderia e garagem. Com acabamentos em madeira de cedro, de primeira qualidade (forro, janelas e portas). Na parte de baixo do Loteamento Bom Pastor. R$ 115 mil. Encaminhamos seu financiamento, com condições especiais e ENTRADAS REDUZIDAS! Tratar: (46) 3523-0576, 8806-6363 (Claro), 9911-0904 (Tim), 9125-4469 (Vivo), 8408-9488 (Oi). Creci F 21037. Email:zanattaimoveis@hotmail.comVeja essa e outras opções no site: WWW. ZANATTAIMOVEIS.COM.BR ZANATTA CORRETOR DE IMÓVEIS VENDE: CASA de 2 pisos, toda em alvenaria em Lote plano de 336 m², com aprox. 240 m² de área construída. Contendo na parte superior, suíte, 03 quartos, banheiro e escritório. Na parte de baixo, sala de estar e sala de jantar, cozinha, lavanderia, lavabo, garagem para 02 carros e churrasqueira. Lote todo gramado com piscina. Na Rua Arapoti, bairro Seminário. R$ 400 mil. (Cód. CA-057) Tratar: (46)3523-0576, 88066363 (Claro), 9911-0904 (Tim), 91254469 (Vivo) ou 8408-9488 (Oi). Creci F 21037. Email:zanattaimoveis@ hotmail.comVeja essa e outras opções no site: WWW.ZANATTAIMOVEIS.COM.BR ZANATTA CORRETOR DE IMÓVEIS VENDE: CASA em alvenaria, com aprox. 90 m² em Lote de 324 m². Contendo 02 quartos, dispensa, sala, cozinha, banheiro, lavanderia e garagem. Na Rua Marilena, Bairro Jardim Itália I. 95 mil (aceita troca / entrada e o restante parcela-se). (Cód. CA059). Tratar: (46) 3523-0576, 88066363 (Claro), 9911-0904 (Tim), 91254469 (Vivo) ou 8408-9488 (Oi). Creci F 21037. Email:zanattaimoveis@ hotmail.comVeja essa e outras opções no site: WWW.ZANATTAIMOVEIS.COM.BR ZANATTA CORRETOR DE IMÓVEIS VENDE: CASA NOVA, 2 pisos, em excelente localização! Com aprox. 200m². Parte inferior contendo, cozinha, sala de jantar e estar, escritório e lavabo, garagem para 3 carros, salão de festa com pia em mármore, banheiro e churrasqueira. Parte superior contendo suíte, 2 quartos com sacada e banheiro social. Acabamentos de primeiríssima qualidade. Lote grande, com 630 m². No Bairro Alvorada, Rua Rio Grande do Sul. R$ 640 mil (a negociar). Tratar: (46)3523-0576, 8806-6363 (Claro), 9911-0904 (Tim), 9125-4469 (Vivo) ou 8408-9488 (Oi). Creci F 21037. Email:zanattaimoveis@ hotmail.comVeja essa e outras opções no site: WWW.ZANATTAIMOVEIS.COM.BR

VENDE-SE

IMÓVEL - no loteamento Jardim Europa (fazendinha), no lago de Salto Caxias em Nova Prata, lote de 700m², c/ casa de alv. Aceito troca. F(46)9112-0953.

@IRMÃ BIANCA - tarôs, cartas, búzios e vidências na água, trabalhos p/ amor, saúde, comércio, negócios e união familiar, orientação espiritual para propriedade no campo e na lavoura irmã Bianca tem a solução para seus problemas por mais difícil que seja. Trabalhos rápidos e garantidos. Tratar (55) 8100-6120/ (46) 9936-6429. Agende seu horário. ADRIANA! - Cartas, búzios e tarô! Trago a pessoa que você ama, tenho a solução para todos os tipos de problemas, seja ele de doença, vícios, inveja, filhos problemáticos, comercial etc. Rua Mato Grosso, 633, em frente a Escola Betel. Tratar(46) 9923-1980/ 9123-6368. AMARRAÇÃO AMOROSA Pai Laércio do Exu Omulu Rei das Almas.Trago a pessoa amada em apenas 7 dias Realizo trabalhos de Bruxaria, Nação (Orixás) e Quimbanda para todos os fins. 43 3152-1658/43 9678-5730/43 9644-0792 Com Pai Laércio ou Irmã Jaqueline. MÃE JUSSARA - Faço trabalho com alta magia. Trago quem você ama gamado em você. Também faço trabalho para prosperar seu comércio, político. Faço e desfaço qualquer tipo de trabalhos, tenho experiência e respeito pelos seus sentimentos. Sigilo absoluto. Tratar(43) 3322-6735/ 9922-5315 ou solucoes.deamor@hotmail.com

Vende-SE

EQUIPAMENTOS USADOS DE SUPERMERCADO – 04 Check outs (balcões de caixa de supermercado). Tratar (46) 8822-1199. CANTEIRO NO CEMITÉRIO - Jardim da Luz (canteiro 54, ala B). Tratar no (49) 3316-3262 e (49) 9942-3566 EQUIPAMENTOS ESTÉTICOS incluindo aparelhos eletrônicos para tratamento facial e corporal. Pacote R$ 1.800,00. F(46)3525-1150/9903-4497 FURGÃO DE ALUMÍNIO - Seminovo, 10,5x3m, com 82m³. Tratar (46) 9115-2590. OPORTUNIDADE! 05 AR CONDICIONADOS NOVOS -na caixa, quente e frio, split, marca CONSUL e KOMECO, de 9 mil Btus R$ 1.100,00 e 12 mil Btus R$ 1.200,00. Com garantia. Parcela-se. E tbm disponibiliza ar condicionado de 110v. F: (46)9112-4976. TABLET CCE - c/ 1 mês de uso, Android 4.0, Wi-Fi, 4 giga de memória, tela de 7’ R$ 280,00. Home Theater Lenoxx c/ 5 caixas e 1 Subwoofer R$280,00. Jogo de Calotas Wolks aro 14 R$ 30,00. Par de 6x9 1800W R$40,00. Tweeter Roadstar 4000W R$35,00. Bicicleta 18 Marchas Caloi R$ 140,00. Botijão de Gás vazio R$ 80,00. F: (46) 88155104/ 3524-0827/ 3520-1673. VENDO OU TROCO! TRAILER KARMAN GUIA KC 450 – 83, Todo original, pouco uso reformado a 1 ano, funciona 110V, 220V e 12V, a gás, e possuí um gerador com motor a gasolina 5.5 branco,c/ toldo de rolo 4 m, caixa de água 120 litros, não possuí caixa de detrito, mas tem vaso químico. Chuveiro a gás, ar condicionado, frigobar, microondas, pneus. 8 lonas de kombi praticamente novos, revisado todo o sistema hidráulico, freios novo e funcionando. Amortecedores novos, pintura. Vedado, fogão de mesa 2 boas, luz interna e externa 220v, 12v estofado densidade 33. Possuí 2 cama de casal que vira sofá-mesa, e também possuí mesa externa. Cortinas de renda e também cortinas de tecido, pia toda de mármore. R$ 30.000. Vendo ou troco por Microonibus. F(46) 99750399 ou 3523-4980

CONTRATA-SE

DISTRIMAR DISTRIBUIDORA DE ALIMENTOS LTDA: Admite vendedor(a), com experiência para atender o sudoeste do Paraná. Imprescindível ter bom relacionamento junto ao comercio varejista da região, bem como conhecimento do setor. Enviar currículo para distrimar@netuno.com.br


10 JORNAL DE BELTRÃO Domingo, 23 .2.2014

Geral/Classificados VENDO OU ALUGO! SOBRADO - Com 2 quartos + 1 suíte, lavabo, wc, sala, coz., garagem, área de serviço, aprox. 109m², B. Vila Nova, R. Antonio Marcelo, 962, prox. R. Curitiba e Parque de Exposições. R$ 850,00 (aluguel) R$ 180 mil (venda). Tratar (46) 99826000 ou (41) 9652-1155(TIM) admmordomus@hotmail.com

VENDE-SE

SOBRADO - Rua Londrina, 532, Bairro Vila Nova, 2 quartos + 1 suíte, wc social, sala, coz., lavanderia, garagem, portão eletrônico. R$ 260 mil. F: (46) 9916-5419.

Contrata-SE

CONTRATA-SE ARTE FINALISTA com experiência. Tratar (46) 9914-8220. CONTRATA-SE COZINHEIRA - com experiência, para trabalhar de segunda a sexta-feira. Tratar (46) 9933-1514. CONTRATA-SE MECÂNICO - E eletrecista automotivo, com experiência, salário a combinar. F: (46) 8401-5270 ou 3524-2389 PRECISA-SE DE MECÂNICO - Com experiência no ramo de motos. Tratar (46) 8807-4773 / 9908-6127. TEMOS VAGA PARA VENDEDORES EXTERNOS DE LANCHES - Horário aprox. de 14:30 as 17:30h. É necessário veículo próprio. F: (46) 9933-1514 após 13 horas.

Oportunidade

EMPREGOS JAPÃO - Para Descendentes, homens, mulheres e casais, vistos, Elegibilidade, passagens F(41)3019-9858(Tim)ou (41)9701-3602 www.nipponservice.com.br

Vende-SE

ÁREA DE TERRA - Km 20, c/ 10 alq., 6 mec., 4 c/ mata pode ser mecanizado. 12 alq., c/ 6,35 mec., 5.65 em mata, pode ser mecanizado. As duas áreas são próximas, com documentação individual, venda juntas ou individual. R$ 50 mil p/ alq., negociavel!. F: (46) 8415-2103.

OMEULOTE.com.br | BARRACÃO com 156m2 e terreno de 572m2, B. Industrial próx. a Renault, com escritório, estacionamento próprio. R$ 330 mil, mais informações, fale conosco (46) 3524-1546/9908-0600. CRECI F23107 OMEULOTE.com.br | MERCADO COMPLETO 240m2 com terreno de 580m2 B. Floresta. Estrutura completa com açougue, estoque, gondolas, churrasqueira para carne assada, produção de hortaliças, prédio próprio, ótima localização, moradia nos fundos com 3 quartos, sala, cozinha, lavanderia, garagem 2 carros, R$ 500 mil, mais informações, fale conosco (46) 3524-1546/ 9908-0600. CRECI F23107. OPORTUNIDADE! LOJA DE BIJUTERIAS E ACESSÓRIOS - femininos, Travessa Frei Deodato, sala 2, ao lado da casa dos Passáros. Vendo por motivo de mudança. F(46) 35236272 ou 9909-7056 c/ Juliana.

VENDE-SE

RESTAURANTE - Com 50 lugares, no Centro de Beltrão, com clientela formada, com mais de 10 anos no mercado. F(46)8401-8075.

SITIO - 2,6 alqueires, na Linha Piracema, R$ 85 mil. Aceito carro, ou caminhonete ou terreno na cidade. Tratar (46) 9111-6509 ou 9925-6542 SÍTIO - no KM 20, 8 alq., próx. o asfalto, 1 casa de alv. e 1 de madeira. Ótimo de água, eucaliptos de 3 anos, açude. R$ 550 mil. F: (46) 9914-4934

02 TERRENOS - No Loteamento Henick, em frente a Raffer. De 346m² por R$ 55 mil e terreno de 388m² por R$ 60 mil.Tratar (46) 8816-3921 BARBADA! NAVARINI IMÓVEIS VENDE: Lote 12x22m (264m²), Rua Tijucas, bairro São Cristovão. Apenas R$ 100 mil. Tratar (46)3524-2525. Creci 14472. DALABETA VENDE: TERRENO C/300M2 – NO ALTO DA AV. JÚLIO ASSIS - EXCELENTE INVESTIMENTO! Por apenas 145.000,00 F: (46)3524-6631/99740615 (claro) IMPERDÍVEL! TERRENO URBANO C/1000,00(M2), no Loteamento Dalabeta, - ótima localização! Por apenas R$ 90.000,00 – Recebe-se veículo e parcela-se. F: (46)3524-6631/9974-0615 IMPERDÍVEL: 02 terrenos com 300m2(cada), com infra-estrutura pronta, em ótima localização – próx. ao santa fé, por apenas r$ 45.000,00(cada) F(46)35246631/9974-0615/9922-4310 LOTE - No Loteamento Pedra Branca. Aceito camionete. Tratar (46) 99220894 ou 8813-3674.

Aluga-SE

QUITINETE - 2 quartos, coz. grande, quarto, wc, lav., s/ garagem. B: Cristo Rei, R: Santo Inácio de L., próx. a Creche, para 1 pessoa ou casal. Não fumante. F: (46) 9976-7990. QUITINETE - Somente para casais, sem criança e sem animais. R$ 480,00 com água. F: (46) 9975-3170.

CHÁCARA - com aprox. 3.000m², condomínio rural, Linha São Paulo, água de poço artesiano. Última unidade. Tratar (46) 9109-9619. OFERTA! CHÁCARA - Nova Seção, de 1.000m², a 4 km do parque. R$ 50 mil. Aceito troca. Tratar (46) 9111-6509 ou 9925-6542

Vende-SE

@LOTE - no Santa Barbara, próx. a UTFPR com 16mX62.5m (1000m²), de esquina, no alto do loteamento. R$ 25 mil + 92 parcelas de R$ 500,00 direto c/ o proprietário. Aceito carro/moto. Negociável. F: (46) 8815-5104/ 35240827/ 3520-1673 Paulo.

ACOMPANHANTES DE LUXO - Mulheres de 18 a 24 anos. Muito carinho sem compromisso. Contato para encontro: (46) 9921-6348. Para Francisco Beltrão e Região BONITA, LOIRA - simpática, 20 anos, muito amor e carinho. Homens acima de 40 anos. Tratar (46) 9109-3669

TERRENO NO CEMITÉRIO - Jardim da Luz, Ala B 54. Tratar (49) 9942-3566. ZANATTA CORRETOR DE IMÓVEIS VENDE: LOTE de 360 m², bem localizado, com 20 metros de frente, por 18 metros de largura. No Bairro Cristo Rei, Rua Santa Ana, próx. Ao Colégio Estadual Vicente de Carli. R$ 85 mil. (Cód. LO-013) Tratar: (46) 3523-576, 8806-6363 (Claro), 9911-0904 (Tim), 9125-4469 (Vivo) ou 8408-9488 (Oi). Creci F 21037. Email:zanattaimoveis@ hotmail.comVeja essa e outras opções no site: WWW.ZANATTAIMOVEIS.COM.BR ZANATTA CORRETOR DE IMÓVEIS VENDE: LOTE DE ESQUINA com aprox. 325 m². No Loteamento Bom Pastor. Pronto para financiar. O Loteamento é bem localizado, próximo ao Aeroporto de Francisco Beltrão. R$ 60 mil. Venha até nós e faça uma simulação do seu financiamento! Tratar: (46)3523-0576, 88066363 (Claro), 9911-0904 (Tim), 91254469 (Vivo) ou 8408-9488 (Oi). Creci F 21037. Email:zanattaimoveis@ hotmail.comVeja essa e outras opções no site: WWW.ZANATTAIMOVEIS.COM.BR ZANATTA CORRETOR DE IMÓVEIS VENDE: LOTE de 364 m², em ótima localização, com 26 metros de frente com a Av. Progresso, no bairro São Miguel. Próximo a mercados, escola, posto de saúde e aprox. 2 km do centro da cidade. R$ 70 mil. (Cód. LO-003) Tratar: (46) 3523-576, 88066363 (Claro), 9911-0904 (Tim), 91254469 (Vivo) ou 8408-9488 (Oi). Creci F 21037. Email:zanattaimoveis@ hotmail.com Veja essa e outras opções no site: WWW.ZANATTAIMOVEIS.COM.BR

VENDE-SE

TERRENO - rua Rio Grande do Sul. B: Alvorada, 663m² (15x44,20). R$ 350 mil. Tratar (46) 9116-5364 ou (45) 99221172.

LOTES - a partir de R$ 35.000,00, em bairro residencial, a 2 minutos do centro, na cidade de Marmeleiro - PR. Forma de pagamento flexível e fácil negociação. F: (46) 9911-7843/ 9911-8937. NAVARINI IMÓVEIS VENDE: LOTE com 1.030m², no bairro Nova Petrópolis. R$ 290 mil. Creci 14472. F: (46) 3524-2525 NAVARINI IMÓVEIS VENDE: lote com 2.088m²(36x58), localizado na rua Clevelandia, bairro Vila Nova, próx. ao Ctg. Tratar (46) 3524-2525 Creci 14472 NAVARINI IMÓVEIS VENDE: Lote de 644m² (18,84m de frente), Rua Turquia Loteamento Laurindo, já terraplanado. R$ 92 mil. Creci 14472. F: (46) 3524-2525

@ACOMPANHANTES - As mais belas mulheres da cidade e região, com idade de 18 a 25 anos à sua disposição. Tratar (46) 9942-3704

OPORTUNIDADE! ÁREA C/4.000,00(M2), perímetro urbano, no Loteamento Dalabeta- Podendo ser utilizado para construção de vários segmentos Empresariais. EXCELENTE INVESTIMENTO! R$ 430.000,00 – Recebe-se caminhão e veículo F: (46)3524-6631/9974-0615

OMEULOTE.com.br | LOTE com 352m2, Lot. São Cristóvão, com vista privilegiada por apenas R$ 95 mil. mais informações, fale conosco (46) 3524-1546/ 9908-0600. CRECI F23107. OMEULOTE.com.br | LOTE com 432m2, B. Cango, com edificação de 145m2, excelente ponto comercial na Av. General Osório, R$ 450 mil. Mais informações, fale conosco (46) 3524-1546/ 9908-0600. CRECI F23107.

Vende-SE

RETROESCAVADEIRA MF 86 - ano 90, revisada, 4 pneus novos, trabalhando. R$ 45 mil. Tratar (46) 9109-9619

ORAÇÃO À SANTA EDWIGES

Vós, Santa Edwiges, que fostes na terra amparo dos pobres e desvalidos e socorro dos endividados; no céu gozais o eterno prêmio da caridade que praticastes, confiante vos peço sede a minha advogada para que eu obtenha a graça de... (dizer a graça que se pretende alcançar), e por fim a graça suprema da salvação eterna. Em favor dos que trabalham para pagar dívidas e vencer dificuldades da vida. (Missa e prece a Sta. Edwiges no dia 16 de cada mês).

Aluga-SE

@SALAS COMERCIAIS - Diversos tamanhos, a partir de 100m². Ótimo ponto comercial. Excelente localização na Av. Luiz A. Faedo, próximo da Kako Pneus. F:(46)9922-9432/ 3057-0415 SALA COMERCIAL - com 70m², na Rua São Marcos, próx. do Colégio F. Deodato. Valor a combinar. Tratar (46) 8803-4761 ou 9940-3934. SALA COMERCIAL - em clínica montada para profissionais da área de saúde. Região central. Edificio Aline. Tratar (46) 9111-8659

Vende-SE

LANCHONETE E CASA DE SHOW funcionando, no Centro de Marmeleiro, lanchonete completa, c/ clientela formada, há mais de 3 anos no mercado. Valor a combinar. Aceito carro de menor valor. F: (46) 8808-1580. MERCEARIA - Na Cidade Norte, 150m², ótima clientela, ótimo ponto comercial. R$ 60 mil. Aceito carro até R$ 20 mil. F(46) 9929-9115/8814-4675 OMEULOTE.com.br | BARRACÃO 158m2, terreno 602m2 B. Industrial, estacionamento próprio, visibilidade comercial, moradia nos fundos com 260m2, sendo: 2 quartos + suíte, banheiro social, 2 salas, cozinha e lavanderia amplas, área de festa, garagem aberta. R$ 450 mil, mais informações, fale conosco (46) 3524-1546/ 99080600. CRECI F23107.

Aluga-SE

ALUGO OU VENDO! SOBRADO - no Loteamento Marcelo, Rua Carolina Zanette Marcelo, nº 234, Luther King, próx. a Polícia Militar, c/ 94m², parte baixa c/ cerâmica (sala, coz., lavabo, lav. e garagem) parte superior com piso laminado (2 qrts, escritório). R$ 190 mil. Tratar (46) 9912-9867 ou 8801-2411.

Vende-SE

OMEULOTE.com.br | SOBRADO com 90m2, B. Cango - próx. Colégio da Cango, 3 qtos, wc, lavabo, garagem, lav., sala, coz., churrasq., R$ 160 mil, mais informações, fale conosco (46) 35241546/ 9908-0600. CRECI F23107. PLANO MINHA CASA MINHA VIDA ZANATTA CORRETOR DE IMÓVEIS VENDE: SOBRADOS financiáveis, com prox. 70 m². Contendo 2 Quartos, sala, cozinha, banheiro, lavabo, lavanderia e garagem. Lote plano com bom espaço de terreno na frente e nos fundos do imóvel. Localizado na parte baixa do Lot. Bom Pastor. De R$ 125 mil, por R$ 120 mil. Venha até nós e faça uma simulação do seu financiamento, com condições es-peciais e ENTRADAS REDUZIDAS! Tratar: (46) 3523-0576, 8806-6363 (Claro), 9911-0904 (Tim), 9125-4469 (Vivo), 8408-9488 (Oi). Creci F21037. Email:zanattaimoveis@hotmail.comVeja essa e outras opções no site WWW.ZANATTAIMOVEIS.COM.BR

@LAVANDERIA BELTRÃO - Agora também lavamos sofás, poltronas, colchões, tapetes e também tingimos peças em algodão. Atendemos em dois endereços na Av. General Osório, 55, Cango e outro na Av. União da Vitória em frente a panificadora Doce Pão. Tratar (46) 3524-2511 ou 9975-0574/8836-4774 @TRANSPORTADORA MARSARO. Mudanças locais, municipais e interestaduais. Trabalhamos com desmontagem e montagem, fornecemos caixas e pláticos bolha. Solicite um orçamento. Entrada + 2x, no cheque, cartão ou boleto. Tratar (46) 8802-2030/9976-6500 ou mudancas.marsaro@hotmail. com Emitimos nota fiscal. @VEG TRANSPORTES E MUDANÇAS - Sua mudança c/ segurança, agilidade e responsabilidade. Equipe especializada em montagens de coz., e dormitórios modulados. Tratar (46) 9106-9426/9920-5634. vegtransportesmudanca@yahoo.com ARBEL COMPRESSORES E LAVADORAS DE ALTA PRESSÃO - Av. Duque de Caxias, 386, Trevo do B: Alvorada. Tratar (46) 3524-2596 e 3524-2406 LIMPEBEL! A LIMPEZA QUE FALTAVA EM SUA OBRA - Limpeza pós-obra, limpeza de vidros e pisos, limpezas em geral, lavagem e pintura de telhados, lavagem de placas, casas e prédios. Lavagem, pintura e impermeabilização de pavers. Agora com mais uma novidade: roçadeira p/ limpeza de terrenos. PINTURAS DE PISOS EPOXI. Tratar (46) 3527-1374/8817-0700 REPARE BEM REPAROS E REFORMAS! serviços de elétrica hidráulica, pintura, contruções e reformas, jardinagem e detetização. F(46) 3055-4441 ou 3055-4440 SOFÁ CLEAN - Limpeza de estofados, tapetes, cortinas, interiores de veículos, edredons (cobertores), carpetes. Atendimento a domicílio. Tratar (46) 9934-1299/ 9912-3885/ 3523-2229. SUPER LIMPEZA: Lavamos sofá, cadeiras, colchões, cama box. Atendemos todo Sudoeste. Orçamento sem compromisso. Atendimento a Domicilio. Tratar (46) 9121-9480/9936-3383. TERRAPLENAGEM VALÉRIO - Venda de terra; LIMPEZA DE LOTES, terraplenagem e Aterros; Serviços de rompedor, retroescavadeira, escavadeira hidráulica, trator de esteira e caminhões de caçamba p/ açudes. Locação de máquinas. Tratar (46) 3523-1753 ou 9917-2131.

Gestão de pessoas

Produtividade em vendas Podemos citar que entre as diferenças de um atendente para um verdadeiro vendedor, uma das principais é a produtividade em vendas. Isso porque o atendente tem uma postura passiva, que espera o cliente chegar e ter interesse. Já o vendedor precisa estabelecer métodos de trabalho que Melissa Faust lhe proporcione ter produtividade no dia-a-dia e lhe permita manter uma carteira de clientes ativa. Recentemente a Revista Venda Mais publicou os principais erros da baixa performance. Considerando uma pesquisa que revela que 85% dos vendedores que não atingem as metas, cometem os seguintes erros: - Desânimo e desmotivação. - Não superar a rejeição. - Não investir no crescimento pessoal. - Tirar conclusões precipitadas do cliente. - Enfatizar mais a venda do que o relacionamento com o cliente. - Não qualificar os prospects. - Falar de características e não de benefícios. Para não cometer esses erros, o vendedor precisa estar sempre buscando atualizar seus conhecimentos seja sobre o produto que vende ou sobre a arte de vender. Estar preparado é o primeiro passo para ter sucesso em vendas, pois o cliente compra os benefícios que o produto oferece e não suas características. Ninguém compra um aparelho de celular porque ele tem sistema Android, mas pelas funcionalidades que ele proporciona e se essas funcionalidades são interessantes para o cliente. O vendedor bem preparado não se prende a rejeição do cliente, porque sabe que na sua profissão os “não’s” fazem parte do dia-a-dia, seja porque o cliente realmente não quer comprar ou porque o vendedor não está suficientemente preparado para a venda. É preciso saber reconhecer quando a causa é a segunda opção e buscar a superação. A preocupação principal do vendedor é encontrar soluções e não simplesmente vender. A preocupação com as reais necessidades do cliente é que gera um bom relacionamento com o cliente e torna o vendedor a primeira opção quando surge a necessidade de compra. Para ter produtividade, o vendedor precisa conhecer o comportamento de compra do seu cliente e ter informações de forma organizada sobre sua carteira de clientes, que lhe permita entrar em contato com seus clientes conforme a probabilidade de conseguir fazer novos negócios. Por exemplo, saber a freqüência de compra do cliente, quais as suas preferências, se uma promoção desperta o desejo de compra ou não. São as informações que fazem com que uma carteira “rode” e faz com que o vendedor mantenha a motivação, pois estará sempre focado em contactar seus clientes e buscar oportunidades. Isso é qualificar os prospects. Adquirir hábitos produtivos e entender que vendas é um trabalho que também trás resultados em longo prazo, e não apenas imediatos, faz do vendedor um profissional mais consciente de sua eficiência e do quanto seu empenho precisa ser constante. Quantos clientes você entra em contato por dia? Quantos, em média, compram? Qual o valor médio gasto por eles? Então, com quantos clientes você precisa entrar em contato por dia, para que tenha um mínimo de clientes que comprem e determinem a sua meta diária? Pense nisso e sucesso! Melissa Faust Administradora, especialista em Recursos Humanos, palestrante e consultora empresarial. E-mail: melissa_faust@hotmail.com Menino morre em acidente Na madrugada deste sábado, dia 22, à uma hora, aconteceu grave acidente de trânsito na PR 280, trecho de Marmeleiro a Renascença. Foi uma colisão frontal entre um Escort, de Renascença, conduzido por Adão Adair de Oliveira, 42 anos, e um Versailles, de Realeza, dirigido por Vilmar Ferreira Mendes, 47. O menor Jardel de Oliveira, 11 anos, passageiro do Escort, foi socorrido com ferimentos graves e morreu ao dar entrada no hospital. Sofreram ferimentos os dois condutores e Marli de Oliveira, 37, Marli Antunes,

44, e Mateus Felipe Antunes Batista, 17 anos. Na PR 566, em Itapejara do Oeste, houve capotamento de um Santana, de Curitiba. O motorista, José Custódio de Freitas, 58, e José Daniel da Silva, sofreram ferimentos leves. Em Salto do Lontra, na PR 471, deslizamento de um Gol, de Nova Prata do Iguaçu. Gelci Rosa Ramos, 43, e Cleverson Ramos, 9 anos, tiveram ferimentos leves. Neste mês aconteceram 87 acidentes nas rodovias estaduais da região, com seis mortes e 87 feridos. No ano são 208 acidentes, com 16 mortes e 180 feridos.

Jornaldebeltrao 5283 2014 02 23  

jornaldebeltrao_5283_2014-02-23.pdf

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you