Page 14

Acadêmicos de Enfermagem 16 JORNAL DE BELTRÃO Domingo, 9.6.2013 da Unipar assistem palestra sobre mercado de trabalho

Geral SAÚDE

Projeto Mão Amiga realiza 2º Encontro Paranaense de Prevenção ao Câncer

Evento do curso de Enfermagem da Unipar com a professora e doutoranda Daniela Savi Geremia. Da assessoria - Estudantes e professores do curso de Enfermagem da Universidade Paranaense (Unipar), unidade de Francisco Beltrão, participaram do 12º Fórum Pedagógico de Enfermagem. Além de discutir a estrutura pedagógica do curso e o mercado de trabalho, os estudantes também assistiram a duas palestras: "Perspectivas dos egressos de enfermagem frente ao mercado de trabalho", na quinta-feira; "25 anos de SUS e os desafios do financiamento e público em saúde", na sexta-feira. Ambas foram ministradas pela professora doutoranda em Saúde Coletiva e professora na Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro, Daniela Savi Geremia. Ela é egressa da turma que se formou em 2008 do curso de Enfermagem da Unipar de Beltrão. Ela apresentou um balanço de sua trajetória acadêmica e destacou que o mercado de trabalho está em transformação forçando os jovens a buscar uma formação diversificada, ter versatilidade, autonomia e estar conectado com as tecnologias. Conforme disse, ainda há muita carência de enfermeiros no país, principalmente nas regiões Norte, Centro Oeste e Nordeste. A coordenadora do curso, professora Lediana Dalla Costa, disse que os temas foram úteis e ajudaram a mostrar as diferentes possibilidades que a profissão oferece. "Mostramos aos estudantes como é promissora a área de Enfermagem e que o profissional deve, indiscutivelmente, aliar conhecimento técnico, comprometimento, qualidade e eficiência", destaca. Os estudantes também elogiaram o evento. A acadêmica do 5º ano de Enfermagem Géssica Tuani Teixeira afirmou que o curso de Enfermagem possibilita ver a saúde com outros olhos. "Durante nossos estágios, principalmente voltados para a saúde pública, nos deparamos com várias situações que exigem de nós técnica e conhecimento cientifico, somados a carinho pela profissão e versatilidade, porém trata-se de identificar no trabalho o que mais nos realiza para que saibamos que caminhos seguir a partir da graduação. Ter a presença da Daniela neste evento nos dá ânimo novo, principalmente, nesta reta final que eu e meus colegas nos encontramos. Além disso, sua juventude e dinâmica nos abrem novos horizontes e impulsiona a sair da universidade rumo a novos desafios e conquistas", comenta. Para a estudante Thays Bieger, do 3º ano de Enfermagem, a oportunidade proporcionada pela coordenação do curso de assistir à palestra da ex-aluna que saiu da universidade, conseguiu se estabelecer na carreira e alcançou os objetivos, "nos motiva ainda mais a se esforçar e acreditar que todos podemos nos tornar profissionais capazes, sendo que isto dependerá exclusivamente de nosso interesse e dedicação ao curso".

MEIO AMBIENTE

Na Semana do Meio Ambiente um flagrante de desrespeito com a natureza. Num trecho da PR 566, entre Beltrão e Itapejara, latas de cerveja, garrafas pet e plásticos estavam jogados na margem da rodovia.

O evento contou com palestras e depoimentos.

Entre os participantes, voluntários de Capanema, São João, Pato Branco, Dois Vizinhos, Curitiba e Cascavel.

Os objetivos são a troca de experiências entre as organizações e a qualificação dos voluntários. Por Leandra Francischett Câncer: a informação pode salvar vidas. Com este objetivo, o Projeto Mão Amiga luta para reduzir a mortalidade causada por esta doença, em especial o câncer de mama. Uma destas atividades é o 2º Encontro Paranaense de Prevenção ao Câncer, realizado durante todo o dia de ontem, no auditório da Pampeana. Rose Guarda, secretária municipal de Saúde, participou da abertura. Irene Piazza Naime, presidente da Mão Amiga, afirma que o evento será realizado todos os anos, em diferentes cidades do Sudoeste. O encontro é voltado para as organizações, como troca de ideia, a partir de depoimentos, e como qualificação das voluntárias. Entre as participantes, pessoas de Capanema, São João, Pato Branco, Dois Vizinhos, Chopinzinho, Curitiba, Cascavel e Porto União(SC). Na ocasião, teve o lançamento do trabalho "Rede multiplicadora, sobre prevenção, caminho do diagnóstico e tratamento do câncer". Além de atividades sobre a saúde da mulher, houve também palestras sobre saúde do homem, com médicos da área. Reuniões "As pessoas com vontade de doar seu tempo para este trabalho são bem-vindas", declara Irene, que fundou a organização em Beltrão há três anos. As reuniões da Mão Amiga acontecem na primeira terça-feira

de cada mês, na sede cedida pela prefeitura, que fica na Rua Niterói, 522, antiga Apae. O início dos trabalhos foi em Capanema, quando Irene ainda morava lá, onde criou a APCM (Associação

Dr André Luiz Marini, mastologista de Pato Branco, tratou sobre a reconstrução da mama. de Prevenção do Câncer de Mama). Com sua mudança para Beltrão, decidiu fundar uma entidade semelhante no município, então apresentou a ideia no Rotary e começou a mobilização. "O presidente da Unimed, Mau-

rício Alves, e o vice-prefeito na época, Antônio Carlos Bonetti, abraçaram a causa." Contato Mais informações pelo maoamigafb@gmail.com/

JornaldeBeltrão-5069_9-6-13.pdf  

JornaldeBeltrão-5069_9-6-13.pdf

Advertisement