Page 1

Ciclo de Ações “Gente desse Género” Ciclo de ações de prevenção, consciencialização e informação sobre violência doméstica e ISTs entre casais homossexuais residentes no concelho de Lisboa.

Maio de 2013 Projeto “Agressão, Não!”


Projeto contra a Violência Doméstica em Casais Homossexuais

Data: 18 de Maio de 2013 Nome da ação: Gente desse Género - Ciclo de ações de prevenção, consciencialização e informação sobre violência doméstica e ISTs entre casais homossexuais residentes no concelho de Lisboa. Local: Auditório Municipal Ruy de Carvalho – Centro Cívico de Carnaxide Público-alvo: População LGBT, público em geral, técnicos que trabalham na área e restantes interessados. Entidade: Opus Gay, representada pelo Presidente da Direção, Dr. António Serzedelo. Técnicos envolvidos: Dr. António Guarita (coordenador), Dra. Patrícia Rainho (socióloga) e Dr. José António Teixeira (psicoterapeuta). Objetivos: Divulgação, informação e sensibilização para a problemática da violência doméstica entre casais homossexuais.

Descrição: No dia 18 de Maio de 2013, foi efetuada uma ação de divulgação, informação e sensibilização sobre a problemática da violência doméstica entre casais homossexuais, inserida no âmbito do projeto Agressão, Não! A ação foi desenvolvida no Auditório Ruy de Carvalho em Carnaxide, em simultâneo com a ante-estreia da peça de teatro Crimes Exemplares, espaço que nos foi gentilmente cedido pelo encenador da peça Nuno Loureiro e pelo ator Rui Cardoso, cuja disponibilidade demonstrada foi crucial para a exequibilidade desta ação. O desenvolvimento de uma ação de divulgação, informação e sensibilização neste contexto, foi bastante pertinente, na medida em que a peça em exibição demonstra como o ritmo frenético e o stress que carateriza a sociedade atual, destabiliza a ordem social vigente, levando a uma desestruturação psicológica de pessoas aparentemente comuns, que se veem envolvidas em situações de desvios comportamentais e até mesmo em situações de cometimento de crimes, muitos deles relativos ao contexto doméstico (mães e pais que matam os seus filhos, mulheres que assassinam os

maridos/namorados, homens que matam as esposas, entre outros).

Com o apoio da Câmara Municipal de Lisboa Sede: Rua da Ilha Terceira, nº34-2º andar | 1000-173 LISBOA Telefone | 96 157 14 97 agressaonao@opusgay.org

consultorio.lisboa@opusgay.org


Entre o público em geral, cerca de 237 pessoas, estiveram presentes diversos membros da comunidade LGBT, o que garantiu o sucesso dos objetivos da ação desenvolvida, uma vez que é este o principal público-alvo do projeto. Como meio de divulgação, foram afixados cartazes que permanecerão no auditório por tempo indeterminado e foram também colocados, no interior dos panfletos publicitários da peça de teatro, panfletos alusivos ao projeto Agressão, Não!, nos quais constam informações sobre violência doméstica entre casais homossexuais, os embaixadores do projeto e elementos que apelam à participação no inquérito que se encontra a decorrer, o que resultou num excelente meio de divulgação, uma vez que os panfletos em questão foram entregues a cada um dos presentes. Foram também prestadas informações extra às diversas pessoas que se dirigiram a nós com o objetivo de obter conhecimentos diversos sobre o teor do projeto, informações essas que foram prestadas pelos técnicos do projeto, nomeadamente pela socióloga Patrícia Rainho, pelo psicólogo José António Teixeira e também pelo presidente da Opus Gay António Serzedelo.

Considerações finais: Concluímos que a ação desenvolvida atingiu os objetivos propostos, superando inclusive as expetativas em vários aspetos, tais como: o facto da temática da peça de teatro ser convergente com a problemática da violência doméstica; o facto de nos ter sido dada a possibilidade de colocação de cartazes e de distribuição de panfletos para que a informação pudesse chegar a um número bastante elevado de pessoas; o facto de estarem presentes bastantes pessoas da comunidade LGBT (público alvo do projeto Agressão, Não!); o facto de diversas pessoas, quer heterossexuais, quer LGBTs terem demonstrado interesse em conhecer com maior profundidade o projeto; o facto de termos estabelecido alguns contactos que nos permitirão num futuro próximo desenvolver mais ações e assim chegar a mais pessoas vítimas de violência doméstica que necessitem de apoio. Lisboa, 20 de Maio de 2013 Relatório elaborado por: Dra. Patrícia Rainho Validado por: Equipa do Projeto e respetivo Coordenador Organização da Ação e Logística: Coordenador do Projeto/Admin., Dr. António Guarita Implementação no terreno: Técnicos do Projeto Agradecimentos: Auditório Municipal Ruy de Carvalho, Encenador Nuno Loureiro, Ator Rui Cardoso

Com o apoio da Câmara Municipal de Lisboa Sede: Rua da Ilha Terceira, nº34-2º andar | 1000-173 LISBOA Telefone | 96 157 14 97 agressaonao@opusgay.org

consultorio.lisboa@opusgay.org


Ciclo de Ações "Gente desse Género" - I  

Relatório sobre ação desenvolvida, no âmbito do Projeto "Agressão, Não!", contra a Violência Doméstica entre Casais Homossexuais, no concelh...