Page 1

O Praticante DESPORTO | LAZER | SAÚDE

http://opraticante.bloguedesporto.com

Janeiro / Fevereiro 2012 • Nº 45 • Bimestral • Distribuição Gratuita

BICICLETAS

Acessórios | Assistência

Charneca - 214 062 737 Paivas - 210 892 663

Karate Shotokan

Ana Cruz Medalha de ouro

Saúde

■ Pedagogia Desportiva ■ Lesões e Doenças ■ Nutrição Desportiva ■ Alimentação ■ Vegetarianismo

Eventos de Trail

em maior número


Formação Profissional Certificada Serviços de Saúde de Bem Estar Ultimas Vagas - Setembro 2011 Técnico Auxiliar de Fisioterapia Geral de Massagem e Terapias Orientais Geral de Medicinas Alternativas Drenagem Linfática Manual Técnico de SPA Monitor de Método Pilates

Reabilitação Física Acupunctura Mesoterapia Shiatsu Drenagem Linfática Manual Massagens Relaxamento; Geotermal; Aromaterapia Tratamentos rosto e corpo

www.trevo.pt - geral@trevo.pt | 961.694.647 - 913.570.990 - 211.808.177 Amora - Guarda - Albufeira


Editorial

Praticar Desporto N Directora: Amália Mendes amalia.opraticante@gmail.com

estas alturas de dificuldade, nada melhor que praticar desporto: alivia a tensão diária a que somos submetidos pela nossa actividade profissional. Cada um, após um árduo dia de labuta, deverá fazer um pouco de exercício físico, para descontrair, libertar-se do stress. Mas dirão uns: “Isso fica caro!”; dirão outros: “Nem por isso…”, e lá diz o velho ditado: “quem não tem cão caça com gato”. É o que se pode aplicar nestes casos; se o ginásio é caro, faça umas caminhadas, corra, mexa-se, pela sua saúde. E é nesse sentido que continuamos edição após edição a dar-vos conselhos na área da saúde, para que se mantenham saudáveis; na área da nutrição, para que se alimentem melhor e tenham cuidados com o que ingerem (e até o yoga, que serve também para descontrair); bem como de outras modalidades, umas mais e outras menos conhecidas de todos vós. Temos ao longo destes quase nove anos construído um projecto e uma publicação que divulga o desporto no geral, sabendo e tendo consciência de que não temos agradado a todos. É normal que isso aconteça; que não conseguimos estar em todos os eventos que desejaríamos, também é verdade. Afinal somos um

projecto amador, com cariz profissional, que apesar de todas as adversidades, tem prosseguido o seu rumo. Temos sido alvo de elogios de variados quadrantes pela qualidade de todo um trabalho de divulgação elaborado por pessoas que amam as suas modalidades, quer pela qualidade dos seus artigos, quer pelo seu trabalho gráfico. A terminar, não posso deixar de voltar a falar do CD Asas do Milénium / O Praticante, um clube que, embora desprovido de infra-estruturas, continua a desenvolver o seu trabalho e a aumentar o número de atletas que o representam: neste momento são cerca de cento e cinquenta atletas, findando o ano com uma série de resultados prestigiantes, dos quais destaco o primeiro lugar sénior colectivo no Corta Mato de Amora, e iniciando o ano com objectivos renovados, ocupando o segundo lugar no Troféu de Atletismo do Seixal e ambição para a disputa do Campeonato Nacional de Montanha. Desejamos a todos os atletas que o representam, e aos que o venham a representar, força para treinar arduamente, porque serão depois as provas fáceis e os resultados magníficos, e nós tentaremos dentro das nossas possibilidades e disponibilidades continuar a apoiá-los. Até Março e até lá pratiquem Desporto, muito Desporto.

Pratiquem desporto, liberta e alivia a tensão a que estamos sujeitos diariamente, aconselhe-se.

O Praticante

3

Janeiro 2012


Índice Atletismo

e Inglés res no El Cort

e ncem Mulh a Homens ve o sb Li e d São Silvestre

Atletismo

ium/O Praticante

a Oficia

Atletismo - Págin

gue foi o encarre Timóteo Seia Silva

u na Natal decorre almoço de Sada Praia, no Quinta Moinho marcaram presenmouco, onde famílias, os e respectivas ça os atletas como Joaclube, bem dirigentes do Desporto da Vereador do Manuel quim Santos, al do Seixal, Câmara Municip e Odete Gonçalves nte ia de Araújo, preside da Junta de Fregues ex-presidente ,a Amora. tivo Asas Milénium e O Clube Despor existência onze anos de e numa caminho dos de actividade, dez anos e meio do númecrescimento altura de franco o representam, bem que obtiro de atletas os prestigiantes como os resultad todas as frentes, faem sem dos pela equipa exemplo de trabalho amente zem deles um , mais concret infra-estruturas local para ela. a ser sem Sede, ou resposta continua os reNo entanto a é desenvolvido, dada, o trabalho os patrocinaaparecido, e têm sultados têm ou menor número dores em maior

es, pelos Odete Gonçalv ade no te da JF Amora u prestou à comunid espeSantos, saliento serviços que e em O Vereador Joaquim quanto têm sido do seu cargo ções, desempenho nas suas declara lvido pelo o e ao Clube. trabalho desenvo campo cial ao desport apreciado o no destes anos, seus Clube, ao longo ações, que os particip das várias nacional e em território oratletas têm tido no aspecto também o em internacional, Clube têm traduzid é um ganizativo o , que os seus eventos êxitos, todos forma como apoiado. o concelho, a que David Silva, desenexemplo para E foi nesse sentido es, incentivanapoios para o present trabalha e angaria ização dos seus obfalou aos atletas de serem em o porquê volvimento e concret do-os a mostrar limite o Céu”, terem como jectivos. Araújo, manifes o Clube, “ASAS e só na atletas para Presidente Manuel O mais inserir m se a cativare pelo Clube a em todas mais presenç tou o seu apreço do todos os a marcarem se faz repreAmora, felicitan s pelo que o Clube Freguesia de as provas em média este presentes e ausente desetêm-se visto (a intervenientes lvendo, sentar, e isso os 60 atletas, vêm desenvo sede, entre os 40 e trabalho que dispor de uma ano têm sido como uma provas), bem jando que possam a melhorar o trabalho na maioria das r ao principal continua imento e assim palavra de agradec empresa “O à comunidade. do Clube, a que prestam de grande patrocinador do almoço, oficiais, que Camaes, No decorrer às entidades - Vereador da Praticante”, e eira entre os present porque pasJoaquim Santos dificuldades convívio, brincad para se conhecerem do Seixal o Clube apesar das ra Municipal deixado de apoiar que serviu tambémgeada a ex-presidensam não têm que todos os os objectivos melhor, foi homena a concretizar 34 O Praticante anos traça. Janeiro 2012

meta caminho da logo atrás a com Dulce Félix

- Vencedor Junior Emanuel Rolim

Janeiro 2012

24

Janeiro 2012

Atletismo 24| São Silvestre de Lisboa

O Praticante

ismo

Praticante - Atlet

lves Odete Gonça da ea ag en hom

O

25

do Milénium / O

iuM

a Asas voltam após confraternizar dois interregno de ndo anos, aproveita ear a enag para hom da Junta ex-presidente de Amora de Freguesia

O Praticante

Clube Desportivo Asas

C.D. AsAs Milén

ão da A quarta ediç festa aos trouxe muita no Restauradores, ano. último dia do

(os vencedores), e Tiago Costa Hermano Ferreira

Página Oficial do

Asas do Milén l do Clube Desportivo

a homenagem de entregar

David ao Presidente

homenagem atletas, uma os restantes s aos olhos levou lágrima ções de agradesurpresa, que Nas suas declara foi um orgulho quanto do homenageado. totalmente surprecimento, frisou foi Clube, e vêDavid Silva, dirigentes do atletas, e foi deprivar com os atitude dos anos todos, que eu, endido pela -lo crescer nestes desde o inicio, uma ada, que agradec com voz embarg sido a primeira homonstraram sempre e nunca se ter de vontade, mencionando 27 anos de em solude grande força recebeu os na busca menagem que não trabaobjecnegaram a sacrifíci desporto, que izarem os seus homededicação ao à espera das ções para concret +e surpresa pelo qual, não lhou, nem trabalha gostamos de ver o tivos, motivo os desportivos , mas todos resultad os nagens para ninguém ndo com reconhecido. ndo, termina nosso trabalho com a proque vêm alcança Clube, disponha de u o convívio, o Assim termino mais intero desejo que o trabalho não existam aumentar todo messa, de que s anos. Sede e possa lve. regnos, nos próximo Seque desenvo o almoço, Augusto do E a terminar s atletas Dias mais recente geaFonte: Henrique medo, um dos a ideia de homenaSilva, José Carlos Pinto Clube, mediou Fotos: David Clube nte do todos rem o preside recepção de tendo tido imediata

de apresenencarregue Paulo Lopes es atletas present tar todos os

- Presidente Manuel Araujo de Amora de Freguesia O Praticante

35

da Junta

Janeiro 2012

ATLETISMO 34| C. D. Asas Milénium homenageia Odete Gonçalves

Capa

30| 12º Corta Mato do Ervedal | 3ª Corrida dos Advogados | V Milha

Editorial 3| Praticar Desporto

31| Corrida da Ajuda | Dia do Meio Fundo 32| XXIX G. P. do G. D. do Cavadas 33| 1ª São Silvestre de Santa Cita | São Silvestre dos Olivais 34| C. D. Asas Milénium homenageia Odete Gonçalves 35| AXtrail®series 2012 38| Noticias BTT 40| Maratona de BTT de Canha 42| 6º Passeio de São Martinho 44| 2º BTT “Rota dos Moinhos” 45| Maratona BTT Castro Verde 46| Os Kotas Bike Team 48| V Troféu BTT – Souto Extreme 49| 2º BTT Urbano de São Martinho 50| 4º Raid BTT “Aldeias das Casas Baixas” 51| 7ª Maratona BTT “Pelos Trilhos do Ceireiro” 52| 4º Passeio BTT de Alburitel | Passeio de Natal BTT 53| Calendário de eventos de BTT Cicloturismo

Urbana da Quinta do Conde

Foto: http://www.sergioazenha.com Zé Preguiças

Atletismo 6| Serra D’Arga 7| III Trilhos de Casainhos 8| Mi La Sofrida 9| Meia Maratona da Nazaré 10| Circuito Nacional de Montanha 2011 11| Circuito Nacional de Montanha 2012 12| XXI Cross da Amora 14| Conversando com… João Barbosa e com…Dulce Félix 16| Grande Prémio de Natal 18| São Silvestre do Sado 20| São Silvestre da Amadora 24| São Silvestre de Lisboa 28| D. Dinis em Odivelas | G. P. da Mendiga | Maratona de Lisboa 29| VI G. P. da Arrábida | Corrida pela Vida | XIV S. Silvestre do Crato 4º G. P. de Marvila Jovem | 1º Trail São Silvestre

Btt

Artes Marciais |

ate

Desportos de Comb

ate | Artes Marciais

Btt izaDor Do

Grupo Dinam

Desportos de Comb

Desporto

s Bike Team”

“Os Kota

em 18 de tivos fundada Sem Fins Lucra Associação Santo André. Vila Nova de sediada em

, está

Janeiro de 2001

1ª MARATONA

ROTA

2º MARATONA

- 2010 CASQUEIRO

EIRO ROTA CASQU

- 2011

valores do promover os (na sua definiram para produtos locais grupo em crescidesporto e os o t-shirts, s Kotas, um têm oferecid ar-se da cenMaratona não recebem de mento e a aproximAmigos, além participantes e em mas todos os tena de Sócios por hácasqueiro, cozido de passeios tem evenrecordação um linguiça da região da organização Associação nos de lenha, e uma queixou ;) a forno ntar se ao longo bito represe e noutros pontos – até agora ninguém antes no do tos regionais, de 370 particip modalidades cerca nas do reunir Com das beconseguiram do país, sobretu o, desfrutando primeiro evento, segunda edição em BTT e do Atletism na e da simpatia is 500 de naciona mais na qualidaretribuir las paisagens am a apostar que procuram limita2011. Continu edição, daí a das suas gentes, de para a terceira quando os visitam.regularidade eventos es. ção às inscriçõ CasqueiPromovem com ivo, Caminhadas e a “Na Rota do A 3ª Maraton desport Fevereiro com cade carácter r no dia 26 de BTT, vários deles ões da ro” vai decorre em www.kotaspasseios de ções instituiç Alte Algarapoiar de 2012 – informa na Maratona riz solidário para . Kota Leonel biketeam.org da época a des região. activida levou-os de ve acumulada No relatório o regisA experiência s Noc2010-2011 ficou em 65 primeiros passeio adas desportiva de organizar dos com ação d’Os Kotas tanto em Caminh 407 desenvolvido to da particip assinalando e turnos da região, por todo o trabalho desportivos, orens, anteriores eventos turno, BTT. reportag seu e da em e por como atletas, fotos, vídeos , que muito destes eventos presenças de seus eventos solidariedaCom o sucesso de BTT pelo eventos (2 de posteriores aos do passeio ganizaram 11 o. 1145 atletas. organização ficaram molhes têm agradad agrasua Cidade, de), movimentando Aniversário da o de 2010 aproveitou para Fonte: Luis Raposo A associação que em Fevereir de BTT Praticante” tivados para a empresa “O Bike Team com a 1ª Maraton decer à nossa Fotos: Os Kotas de divulgação avançassem dos parceiros iro”. um a, ser Casque por Maraton “Na Rota do edição da trigo típié o pão de desde a primeira que O casqueiro e foi esta a imagem co da região,

O

Publicidade

CM Desporto da Vereadora do nte FPK, Dr. Rodrigues – es, - Preside Engª Laura Dr. Mário Fernand Aut. Açores, Belma RiReg. Torres Vedras, es Director Desp. António Gomes, da AKBMTA e Luísa Fernand nte beiro – Preside de diversas a colaboração o também com III Congresso Nacional de o Vedras, contand ares e oficiais, uma prova do entidades particul de lançamento para mais l. Kickboxing serviu l, no caso a Taça de Portuga entidades locais calendário naciona “desafio” lançado pelas a a um r Pedro Koll, Em resposta jovem promoto pelo de Torres logo desde de novo a cidade e abraçado l” vai colocar . “Taça de Portuga eventos de grande sucesso dos Vedras, na rota

NO BOM FEDERAÇÃO

Janeiro 2012

46

da Fonseca, nº13 Avenida Manuel ANDRÉ NOVA DE SANTO 7500-200 VILA O Praticante

47

aos dirigentivo, no que toca movimento associatam para se reunir e colocar ponto alto do e, onde o ade, que aprovei o de combat tes da modalid es de um desport em dia as novidad o principal lema. “Fair Play” é sempre

S NTES , CLUBE DOS ATLETAS, DIRIGE S HOMENAGEA E TREINADORE

a parte convívio, a segund solene do almoço de sessão Após um degusta preenchida pela agentes desfoi totalmente do congresso ivos aos diversos prémios desport de entrega de portivos.

Marques – ão FPK, Dr. Carlos Fernandes, Cunha – Formaç Escolar, Dr. Mário Dr. Leonardo e ing Desporto esidente FPK Projecto Kickbox Dr. Paulo Ribeiro – Vice-Pr Açores FPK, o Reg. Desp. - Presidente – Jurista da Direcçã Dr. Arnaldo Ourique

Tel. 269 752 194 sapo.pt

E-mail: fbikes@

da o (Presidente José Machad de Pedro e do Ano a Premio Dirigent Emanuel (em representação(Presidente com rve), Luís Gomes A.K.Centro) nte da A.K.Alga (presidente da A.K.Açores). Telles preside e Belma Ribeiro da A.K.Lisboa)

Janeiro 2012

nse com Clube Figueire do Ano ao Ginásio Pedro e José Machado. , Dina Prémio de Clube , Joana Teixeira 64 Walter Pestana Janeiro 2012

O Praticante

curso de ÁrbiDiploma do Teixeira Tabortros a Joana e por Irineu da a ser entregu Cons. Arb. Fernandes (Pres. FPK)

a Nuno Menção Honrosa Pedro Kol. por com entrega

BTT

Dina or do Ano a Prémio de Treinad Laura Rodrigues. a Engª Fernandes e

Masculino Premio de Atleta a Manuel Pinto de Classe C pelo seu trei(representado a entrega por nador) com . Manuel Teixeira

ão a uma granam a dedicaç s contidas os que premiar Gestos simbólic a nível nacional. Entre emoçõe iva de grande cade causa desport sentidas, o espíritorealidade consabertamente uma e outras mais desportiva foi e de família maradagem o em ing é um desport no tante. loco” que o Kickbox lutadores, quer Verificou-se “in repleto de grandes tiva e federativa. está e o grande evoluçã fora dele na gestão associa quer quadrilátero,

CAMINHO

encerramenmomento de es, referiu no a Federação José Mário Fernand parte do congresso que de primeira da resolução to solene da bom caminho qualidade encontra no dada foi a alta Portuguesa se as e que a prova so. todos os problem acional do presente congres ntantes de formativa e organiz estiveram presentes represe escolar e do que to ramos Despor do Relemb ável máxicomo é o caso entidades oficiais nacional, bem como o responsque fechou ivo Gomes, desport Parque Dr. António to Açoriano, ao dinamismo mo pelo Despor discurso de encorajamento toum pese embora o evento com tem mantido, o Kickboxing desportivo que ultrapassado. tem sido o des que tem das as dificulda que vai na sua terceira edição, so, Este congres

Publicidade

férias ou um fimideal para umas e praia. do Alentejo, o local misto de campo Na simplicidade tes, num ambiente o ambiente tranquilo de-semana repousan à sua disposição 28 quartos - tem rodeada pelos pinheiros, O Hotel - 2 pisos, familiar, esta unidade, ao seu máximo conforto as que procura. Quase infraestruturas necessári oferece todas as da Lezíria Hotel Rural Monte | Portugal de Santo André 269 084 877 Nova Vila 7500-120 | Fax:+351 935 / 934 744 700 ntedaleziria.com Tel:+351 269 084 ria.com | www.mo mail@montedalezi

Alto Rendida em Desp. Desp., Dr. Perdigão – Mestran Perfomance Drª. Tatiana o Rocha – Alta Silva – MesFPK, Dr. Gil mento, Dr. Fernand do Cunha – Vice-Presidente ento e Dr. Leonar Paulo Ribeiro Alto Rendim trando em Desp. FPK. – Formação

à VereaMenção honrosa de Torres o dora do Desport Laura RodriVedras Engª e pelo Dr. Fergues entregu (presidente nando Garcia da FPK) da Ass. Geral

TIVIDADE E REPRESENTA

S COM GRAND

AÇORE participação ainda a grande de diversos so destaca-se que para além Neste congres a dos Açores, nte da Direcda Região Autónom de onde se conta a Preside o Treinador ivos presentes agentes desport estiveram tambémRegional do Desporto, ção, Belma Ribeiro, Direcção do. O e o Jurista da de orador convida do Dr. de Nuno Santos qualida na cuidado Dr. Arnaldo Ouriquenota de encerramento ao to dos Açores. a sua Despor do l certame teve Director Regiona António Gomes, Bom Avaliação: Muito já em 2013 Nota final: A repetir Fonte: / Henrique Dias Fotos: Carlos Lopes

Mário Pedro com Dr.

Feminina Premio de Atleta a Ariana Sande Classe A entrega pelo tos, com a Gomes, Marques. l 2012 com Luís Engº Carlos da Taça de Portugae Dr. Mário Fernandes. es Apresentação Laura Rodrigu Janeiro 2012 Pedro Kol, Engª O Praticante 65

Masculino Premio de Atleta a Diogo Neves, de Classe A por Fernancom a entrega do Fernandes.

O Praticante

Desportos de combate 63| 3º Congresso Nacional de Kickboxing

46| Os Kotas Bike Team

Revista nº 45 | 20.000 exemplares | Periodicidade: Bimestral Publicação de Revistas Desportivas, Unipessoal Lda. Avª 25 de Abril, 138 - Casal do Marco 2840-604 ALDEIA DE PAIO PIRES Tel.: 914 848 407 Reg. no I.C.S.: 124.273/03 | Dep. Legal: 223.591/05 Directora: Amália Mendes amalia.opraticante@gmail.com

Geral: opraticante@gmail.com Noticias: opraticantenoticias@gmail.com Comercial: opraticantecomercial@gmail.com Assinaturas: opraticanteassinaturas@gmail.com Paginação: Vitor Vieira | vimorisi@gmail.com Impressão: Peres-Soctip – Soc. Tipográfica, S.A. Estrada Nacional 10, km 108,3 | Porto Alto 2135-114 SAMORA CORREIA Janeiro 2012

4

O Praticante

Tel.: 263 009 900 Proibida a reprodução parcial ou total do conteúdo desta revista, ou a sua cópia scaneada, transmitida, armazenada ou traduzida para qualquer linguagem humana ou de computador, sob qualquer forma ou por qualquer meio, electrónico, manual, fotocópia ou outro, ou divulgado a terceiros sem autorização prévia e por escrito da gerência desta empresa.


Índice Lutas Olímpicas

Lutas Olímpicas ALL StAR WReStLinG

2011

os Passos e Santões pe m ca Bi são

Nautimodelismo

ampeão CM União C 11 20 l Naciona Clube Musical

União rouba

o apog

Natal 2011 Encontro de

Roman, Cataraga, Adrian Nelson Equipa: Radu , Amadeus Pereira, Scholle, Manuel Almeida Coelho, Kevin Gonçalves, David e Nuno Pina es, Rui Soares André Gonçalv de Portugal (2011) Curriculum: Taça ReSULtADoS

ingo dia 18

Dom as portas no Barreiro, abriu em Palhais – ios WAS11. O Bar RM Club ga dos prém , para a entre de Dezembro

Nautimodelismo

ico Clube

Pia Atlét eu da Casa

JoRnADAS e

Luta Together Day iniciativa “Live o encerramento Olímpica”, foi que s do WAS11 das votaçõe da Luta Blog do Mundo on-line, decorreram no esteve 150 dias sitanOlímpica, onde 2250 Votos/vi lizados Lutadoforam contabi nos Melhores tes que votaram

A

res de 2011. 2010, onde resultado de Repetiu-se o Estrelas, o rados como as com foram consag o Hugo Passos Tricampeão Olímpic ã Mediterrânea LiCampe 456 votos e a votos. com o total 556 liana Santos, ambos os Currículos de O resumo os Atletas em 2011: Atleta da Casa Pia – Hugo Passos Lisboa Caml; Atlético Clube, ão Naciona 4 do Individual: Campe de Surdos; Nível peão Europeu o GasProjecto Olímpic ça Fernando Equipas: Superta da Taça de PortuVencido par; Finalista Nacional mpeão gal; Vice-Ca Casa do – Atleta da Liliana Santos Conde, Setúbal do Quinta CamBenfica da ã Nacional; Individual: Campe 10 Campeonato Top peã Mediterrânea; Projecto Olímpico; 4 do Europeu; Nível Nacional Campeã do RankingPortugal de um Equipas: Taça ntou ao “WAS” O MLO acresce consiste em preem que icompet novo prémio, que Lutadores Torneios miar ainda os Equipas nos 3 rem com as suas ados pela FederaColectivos, organiz Amadoras esa de Lutas Portugu Campeção de Portugal e (Supertaça, Taça fica intitul), esse prémio Naciona onato

1ª Jornada Serra - 0 SR Baixa da Casa Pia AC 8 9 - 1 GD Mouraria CM União VS 2ª Jornada - 8 CM União Casa Pia AC 2 4 - 6 GD Mouraria SR Baixa da Serra 3ª Jornada GD Mouraria 2 8 AC Casa Pia 0 - 10 CM União SR Baixa da Serra Classificação 15 pontos 1º CM União - 11 pontos 2º Casa Pia AC - 7 pontos 3º GD Mouraria Serra - 3 pontos 4º SR Baixa da cinco anos a “Equipa Durante os últimos Atlético Clua 10” a Casa Pia da Década 01 sem qualTaça por 4 vezes desta be levantou a , mas no início quer tipo de oposição. Aliás no início desta diferente foi Maia; os novos Década Treinador – David Santos, Isentender que l Carvalho, Sílvio Década, dá para ganhar aos mais antiCalendário Naciona Equipa: João Passos; para Hugo maior prova do e colecvieram Vedor Clubes te em termos já tinha ganho mael Pereira, Daniel ia CM União, que Portugal (2006, e a mais importan gos, porque o m: 5 Taças de se com uma aderênc Pia, voltou a ficar Curriculu Vencido Casa à tivos, realizouFinalista na Federa2010); a Taça de Portugal e sagrou-se Campeão dades filiadas 2007, 2008, 2009, (2011); 4 Campeonas. de quatro colectivi à frente da mesma de Lutas Amadora de 11 da Taça de Portugal 2008, 2009, 2010); 4 ro ção Portuguesa s à (2007, Nacional. 10 de Dezemb tos Nacionais os nossos Parabén Decorreu no dia da Motrici2009, 2010, 2011). SerUnião Deixamos aqui da Faculdade Supertaças (2008, , ao Clube Musical o nas iva da Baixa da no Pavilhão Lord Nacional por Equipa Campeã Sociedade Recreat o Campeonato ano e pela revoluçã dade Humana e momento ção de Setúbal pelo excelente também os Eleufoi um excelent ra da Associa is. Endereçamos Equipas, onde Alecrim e Andreia da modaliLutas Naciona equipas pela grande e propaganda Treinador – Lídio aliar de promoção possível nato e foi parabéns às restantes que em João tério; m neste Campeo dade, na medida de talento Lobo, Telmo Baeta, réplica que aplicara a próxima época. os por atletas Equipa: Carlos para e Joaquim Gomes preparem de combates disputad s colectivos extremase Ramos ano que do Nacional Gastão, António primeira prova inegável, e encontrocom um pavilhão de Campeonato No entanto, a o Gaspar os, Curriculum: nato NaSupertaça Fernand contra mente disputad modalidaado no Campeo 2012, será a de amantes da Vencido inha” CM União (2006); 2º Classific bancadas cheias instituição. a Casa 2010); 3X Finalista 2010); 4 e irá opor a “Dobrad da cional (2008, 4 anteriores Taças equipas (2007, 2009, de e estudantes à detentora das a mais um Nacional, as da Taça de Portugal a (2008, 2009, 2010, vamos assistir No Campeonato jornadas, Pia AC. Será que de Janeiro no Pavilhão as na Supertaç m entre si, em Presenç 15 compete de dia no , inscritas 5 atletas nse na “assalto” de 10 atletas, a da As2011). Chinquilho Cruzeire de Livre com o máximo ivo da Mourari do Grupo Sport e outros 5 atletas Grupo Desport s nesta toGreco Romana Ajuda em Lisboa? em que regulou categorias presente sociação de Lisboa Nunes; Olímpica. As os Seniores, A Equipa de Arbitrag os Juniores e re SanTreinador – Carlos s, foram: competição são Furtado, Alexand Tiadois atletas dos os combate Rui Marta; Equipa: Osvaldo escalões etários, Borges, João Costa e pontos, l: divididos em 5 Internacional: Djaguite, Bruno Cada vitória soma-sevitórias e Bernardes; Regiona Afonso tos, Suleimane por categoria. Lima e Vladimiro Nacional: Eugénio to Duarte; Estaque obteve mais nato Nago Brito, Danyllo o Bastos e Humber no final a equipa l de 2011. Lugar no Campeo 3º Frederic m: Naciona Curriculu . Campeã evenpontos será a giário: Flávio MendesTexto: João Vitor Costa de participaram neste cional (2008) da Associação As equipas que respectivo e União Olímpica nto Luta Musical da Clube seu alinhame Mundo to, vejamos o Lisboa ção Curriculum: Lopes; Associa da Mário – Clube Treinador Casa Pia Atlético Janeiro 2012 de Lisboa O Praticante 75

a esta de há três anos lá a todos, vez a ser hábito, Como tem vindo um convívio de Natal, desta mais os seus efeitos data, foi feito ência, o que surtiu mais anteced anunciado com e do Sul do país (Porto) na comparência. ntantes do norte antes da grande Lisboa Vieram represe particip dos a maioria (Olhão), sendo , que fica o açude de Pegões plano de e Vale do Tejo. foi o local escolhid óptimo Desta feita, o O açude é um desta região. de. muito próximo desta activida convívio de sáágua para a prática ter começado com o jantar vontade de O encontro devia de uns e a enorme tarde de disponíbilidade sse para a manhã/ bado, mas a as com que se anticipa direito a fogueira, para outros, fizeram mas com intenso. início calmo, pois o frio era sábado. Um se aquecerem, nte (O Giracrianças as restaura e aquele senhoras além da janta e nunca como este: Para Chegou à hora ter visto um jantar fazem acompanhar, deve ) fa em Corroios pessoas se (muitos) terem que todas as u-se por alguns s, todos estido comum, de difrencio amigos este grupo de pequenos a enorme eira e natubarcos. Desde brincad levado os seus de conversa, ários. No e foram tema aos seus propriet veram n’O Girafa de questões feitas para a cave desse mesralmente, objecto levados open space, os barcos foram de convívio em final do jantar, que é um espaço “matrecos”, onde mo restaurante, de snooker e e até procemente mesa cima das mesas que tem inclusiva se falaos barcos em mesa também noutra pudemos colocar to . s, enquan do Miguel Parente der a várias afinaçõe barco a vapor a trabalhar o va e se punha

O

A

l e Participan- Campeão NacionaSilva - Recebeu Frederico Bastos RM Club; Pedro da para a Direita: ora do WAS Costa - Nomea Da Esquerda Santos - Venced CFC; Marlene Revista te do WAS; Liliana Passos, vencedor do WAS David Silva - Director da Hugo Lda.; Club; João prémio pelo Construções, do BAR RM a & Fernandes, - Empresário pelo Costinh José Lameiras Praticante”; Desportiva “O r do MLO Directo Vitor Costa e codesconhecidos ilustres de então encher Deu-se da modalidade. do Ano”. Será nhecidos da dos Prémios lado com a “Equipa organizador. da Entrega e do a Cerimónia Melhores responsabilidad da entrega consagrar os tarde, antes WAS11, para poderia de No final da começou a final, como não , o RM Club de 2011. No de família, dos prémios tirou-se a foto deixar de ser, a prosperidade. Patrocique será para especial aos Agradecimento deste WAS11, radores pica nadores /Colabo & Fernandes o da Luta Olím ao Costinha para o Mund ao RM Club, ort e à ReSuplentes Equipa do Ano Lda., à OliveSp 2011 | Titulares Clube Construções Equipa Ideal Nome “O Praticante”. Casa Pia AC Clube vista Desportiva João Carvalho Casa Pia AC Categoria Nome CM União Ismael Pereira Radu Cataraga SR Baixa da Serra 60Kg CM União Costa Vitor Ramos Almeida João António Manuel Texto: CM União 66Kg Casa Pia AC Olímpica Kevin Scholle Hugo Passos Mundo da Luta GD Mouraria 74Kg es CM União Vladimiro Afonso Nelson Gonçalv 84Kg CM União Rui Soares 96Kg 74 O Praticante Janeiro 2012

almoço, lá fodo pequeno o de manhã, depois Já sabiamos de antemã No outro dia água. cingfsr.com) o ao plano de mos em direcçã outro fórum (Multirra o estaos colegas do Neste encontr que estariam encontrámos. os quais nos veleiros a barcos no local, com barcos. Desde e enorme de va uma variedad

a ler este a quem esteja a enpara solicitar Eu olhei ura puder ajudar ário tos tudo parou. artigo, se porvent a água, cio. Por momen ação, o seu propriet eléctrie ele olhava para contrar a embarc passando pelos superfípara o Gerardo não voltava à a combustão, tamanhos acabou agradece. a amplitude de incrédulo. O barco a falar. O Tiagop a diencontro, tudo cos. Também ser e desde alguns Ainda no dia do grande, indo cie. Todos voltaram com a fotos do local, normal que pôde ) nunca foi tão um barco ficado por voltar ao mais seu e do Zé (Tommy até 2m e 20cm, Algarve, zer que tinha rans do João de imediato o centímetros, ilisou do catama os tempo para o das nossos amigos o Paulo disponib Houve ainda nhados trazido pelos e o colete salva-vi Borges, deram show. do e Hélio acompa -lo, mas barco de resgate do Fernando Mário Figueire do barco procurá resgate do veleiro vento não conseguia s. e lá foi o dono de não do Artur Marque feito que por falta dominante, mas valor . O resgate foi em vão. grande um margem um à O frio era a nota ar têm regress João. e todos tiveram hoTodos os barcos ira (airboat) do está fora do impediu o convívio o seu barpela pantane uma pequena nós, o que, quem navegar com porque para nasceu para o ho bem, tudo, encontr de bocadin se lá muito Deste divertiram e acima bby não entende iras, que veremos suspeitar, muito co. Todos se do que possam febre por pantane ou não... demonstrando é maior ainda também um frutos respeitaram-se, eo particular, tinha dará os seus . o helicópetro mas este em pois todos companheirismo Lameiras e o enorme Do João é também m parte deste fora do normal, do há de valor material animara “Ripava” o F1 “eram” do que enquanto o hidroavião que Carlos Saloio, os componentes tipo de embarcação. catamaran do para o seu veeste convívio. Sílva colocav o a todos os que melhor para dos esforPedro Alves da porque apesar Um muito obrigad na concretização barco. Eu digo eram, e ajudaram l recuperar o leiro na água. extremamente possíve ticiparam amigos. foi de correr os não a (Multirra ços, encontr Tudo estava eu. O Ge, o Carlos Pais de mais um belo o pior acontec (PtmautiNo dia seguinte estava a bem, quando Até breve, e o João Correia amigo do norte, cingfsr.com) ao local e o rardo, o nosso mono-casco, regressaram o seu barco cmodel.net) de mergulho navegar com altura, em equipamento “varTexto: Paulo Capelo e a determinada Carlos, com super rápido com uma rede, o barco dá Fotos: Carlos Matos a “full speed” e os dois depois, mas sem sucesso. e ao replena recta e local, io, salto numa onda reram” todo o gindo toum pequeno tenho este previlég embica submer Aproveito, porque silênde gressar à água, uns segundos talmente. Fez-se

O Praticante

Lutas olimpicas 74| WRESTLING ALL STAR 2011

Janeiro 2012

54| 15º Passeio de Cicloturismo G. R. E. C. Vendas Novas 55| Encontro Nacional de Cicloturismo 56| Festival de Bicicleta Solidária 59| São Silvestre da Amadora Desportos de Combate | Artes Marciais 60| VII Gala de Beneficência | Água Viva um Estandarte | Taça do

76

O Praticante

77

NAUTIMODELISMO 76| Encontro de Natal 2011

78| O Variador (ESC – Electronic Speed Control) Orientação 80| Dia Internacional da Pessoa com Deficiência 81| WMOC 2012 | Querer é Poder 82| Dia Mundial da Diabetes 83| Joaquim Sousa | Ori-BTT Ginásio Saúde 84| Pedagogia Desportiva - Como lidar com os pais no desporto

Algarve | 2º Torneio Interclubes | 1ª Gala de Natal ABA

61| Campeonato Europeu de Karaté Shotokan | Campeonato

Nacional de Karaté | Núcleo Karaté Goju Ryu | Kickboxing

infanto-juvenil?

62| Breves | Jorge Silva Campeão Ibérico | Torneio Triangular de 63| 3º Congresso Nacional de Kickboxing Karting 68| Campeonatos da Nacional Kart 70| Algarve Indoor Kart Center 71| Karting em banda desenhada 72| Nacional Kart 2011 Lutas Olímpicas 74| WRESTLING ALL STAR 2011 75| Campeonato Nacional por Equipas Nautimodelismo 76| Encontro de Natal 2011

86| Rupturas Musculares | Nutrição Desportiva 88| Proteínas e desporto 90| O sal e a asma 91| Os cereais integrais Surf, Longboard & Bodyboard 92| Saudades de estar na água salgada 94| Layback 95| Entrevista a António Barquinha 97| Voleibol de Sesimbra visita a CERCI 98| Yoga e simplicidadeE

Orientação

Nutrição desportiva

WMOC 2012 um lugar na

Orientação

e actividade de precisão Orientação solta em Vila do Conde adaptada à iência 2011

oa com deFic

nal da pess

dia internacio

Um dia em tudo e e iência 2011. intensidad a com Defic le vivido com nal da Pesso meia demais, aque Dia Internacio a em baliza, tudo igual aos dos, de baliz o de Precisão diferente e em do Conde. Sorrisos rasga fio da Orientaçã um paixão em Vila r-atletas aceitaram o desa e a alma dum dia com supe foram a força e centena de tada e Adap todos. e da Actividad especial para e uma enorme muito energia o orando com cia. significad dade, ali comem com Deficiên ores do resgate dos pescad emocionado ”, que uniu num m dia após o “Virgem do Sameiro Orientação barco de pesca solidário todo um país, a e com armas abraço fraterno Adaptada rumaram de mar. E terra e a Actividade de Precisão terra de gente, a Vila do Conde, com essa mesma e bagagens fraternidade, mesma essa fizeram-no com

U

solidarie da Pessoa al de Vila do Internacional Câmara Municip alegria o Dia os, que cona conjunta da Quatro Caminh Numa iniciativ Desportivo dos de Orientação Conde e do Grupo da Federação Portuguesa cia Inpara a Deficiên tou com os apoios do Desporto manhã ção Nacional m o desafio duma e da Associa comum. Na ta atletas aceitara telectual, cinquen Orientação foi o denominador a 2ª etapa a o desenrolou-se diferente, onde ão de Precisã na qual particivertente de Orientaç Diferentes, Todos Iguais”, Classe Aberta. “Todos pica e 18 na do II Circuito na Classe Paralím a teve um total de 25 atleparam 7 atletas Adaptad de trar, apesar da a Activida Por seu lado, voltando a demons actividade arem na prova, vez que uma tas a particip al e – foi a terceira o seu potenci sua enorme juventudlugar no nosso País -, todo a teve Intelectual. desta naturez à Deficiência sua adequação inclusivo e a

do” de Filipe

ia “ao segun

leite

Vitór pica de OrienClasse Paralím destinada à Prelada) e Diana Na competição (Hospital da trao, Filipe Leite favoritismo e tação de Precisã confirmaram o seu natural terminaram com Coelho (ES Baião) triunfo. Ambos a despique pelo a vitória a sorrir varam aceso possíveis), com pontos (em 10 um total de 9 Janeiro 2012

80

A procura de do Campeonato próxima edição Veteranos de Oriendo Mundo de que WMOC 2012, tação Pedestre / Bad Harzburg terá lugar em do ha) no Verão Harz (Aleman as dores. está a exceder próximo ano, surpresa os organiza a apanhar de 2012 estima que expectativas e dor do WMOC quatro O Comité organiza s números que superem os conpossam ser atingido antes, um sonho que ganha milhares de participnuma altura em que os inscritos e is de tornos de realidad 3100. Se usarmos os Mundia a es t, e os seus 4089 são já superior se em Wiener Neustad Veteranos de 2006, termos de comparação, verificacomo ro de 2005 participantes, no final de Dezemb o opque os 2.500 inscritos uma projecção que legitima cer recebidas permitem estabele ção alemã. As inscrições Nova timismo da organiza oriundas de 39 países, da de to são o maior número até ao momen e à Rússia, com já com Zelândia ao Brasil uma vez mais da Finlândia, um dos a vir participantes . Portugal será atletas inscritos to com meio milhar de o até ao momen tados, contand Sousa, países represen os quais Joaquim atletas, entre no um total de 29 Sprint em título do Mundo de ado, com o Vice-Campeão é o mais particip s O escalão M65 centena três M40. as já escalão antes a atingir to o número de particip idoso inscrito até ao momen mais que apone meia. O atleta Tudo motivos num anos em 2012. completará 91 se venha a tornar tudo o WMOC 2012 sucedido. Saiba tam para que inariamente bem evento extraord e/en/ c2012.d em http://www.wmo

Saúde | Nutrição

O Praticante

e à eviDência

científica

rânea…

contempo

ssita um tidade nece De que quan suplementar no desporto? de? É necessário l das proteínas Qual o pape a sua modalida ício? Saiba mais o em conta após o exerc desportista, tend orto. s, durante e/ou mundo do desp proteínas ante no s iático a dieta com med nutrientes mais sobre um dos

o exercício dida durante energia despen o de proteípela oxidaçã é assegurada s. de nas/aminoácido as necessidades Por este motivo, não são tão elevaatletas comproteína dos ao normal quando das em relação de hidratos necessidades dos desparadas às maioria que a de carbono, pelo uma dieta habitualmente necesportistas já faz suas excede as , um que atinge e/ou . Por exemplo sidades de proteína se exercite a uma vo que semaatleta recreati fon3 a 5 vezes por as respectivas intensidade leve, ingerir mais proteínas s proteínas e desde de res foram precisa, na, não precisa tes alimenta o sedentário tidas como um do que um indivídug peso corporal (48 cedo na história ance e para a perform Crecerca de 0,8-1g/k s por dia para atleta de factor relevant wrestler proteína um a 60g de de 80kg). desportiva. Milos, medalha de ouro em 80g para atleta a de 60kg, 64 a carga e voluta que ganhou os no séc. aumento na Jogos Olímpic também Conforme o 5 edições dos cerca de as necessidades atletas alegadamente me de treinos o 1,6g/kg em VI A.C., ingeria das crenpor dia! Umas aumentam, atingind ce, ou 1,7g/kg em 10kg de carne a este tipo de argumento de elite de endurancia (“musculação”) o a ças que servia a de que, ingerindte, o atletas de resistên treino. Apesar desde práticas era resisten fase inicial do animal forte e motivos numa um s, de mesmas carne próximo os va dessas tes valores serem atleta de endurance indivíduo se apropriacrença era, evidenaldiferentes: no Esta são essenci rísticas. serve caracte proteínas a ingestão de enquanto temente, falsa. proteínas ão tecidular, o papel das mente a reparaç cia necessita de proActualmente, desportiva performance o atleta de resistên s para aumento da s particina saúde e na proteína . As proteína novas ão ao duzir definido está bem músculos r. Após a adaptaç a de ossos e dades massa muscula pam na estrutur cia, as necessi fundamenresistên enzimas de para várias nte treino e compõem . Ao nível mabaixam novame lismo humano destes atletas recreativos magro ou 1 iogurte is tais ao metabo s dos atletas tarde e (ex: 200ml leite m-se as principa valores próximo ao lanche da desportivo, salienta utriente: gro) de manhã, ue-se uma macron (1-1,2g/kg). jantar) conseg funções deste de células à ceia (após te 80g de regeneração as necesaproximadamen o; •Reparação e difícil atingir ingestão de das pelo exercíci Não é muito alimenmusculares danifica o de massa muscus através da quantiproteínas. eixe/ aumento nas sidades proteica •Suportar aument o 150g de carne/p Basta um ligeiro tação: ingerind l e 1 lácteo do sisprincipa lar; óptimo mento ovos/soja à refeição •Manter funciona io; de protema imunitár as anifuncionamento fontes proteic •Assegurar o o oro”, que inclua lismo que utilizem complementad alimentar “omnív cessos do metabo es que formam as cínios) e seja (unidad Nota: um regime ja e derivaado/ovos/lacti aminoácidos oleaginosos/so derivados/pesc inosas/frutos ão parcial mais (carne e do proteínas). is (cereais/legum mais “vegetariano” (restriç fundamentais à qualipor fontes vegeta Apesar de serem al, as proteínas regime ), no que toca vel face a um estrutur vista de de origem animal dos), é preferí ponto significativa os alimentares participação o não têm uma ou total de produt ingeridas. energético durante as ento adas no fornecim dade das proteín io, quando compar Na esforço/exercíc lípidos. de carbono e com hidratos 3 a 6% da geral apenas 88 O Praticante realidade, em Janeiro 2012

A

“Em Portuga espede documentação métodos cífica sobre os ão, de treino de Orientaç para os em particular – de escalões jovens geral, as treino de uma maneira os métodos de do ias técnicas sobre exclusivamente raras referênc provenientes quase sabemos, treinar Orientação são como de orientista. Mas, elite da amente diferente escalão nto é complet os conjovens em crescime os objectivos e as componentes, variam treinar elites… metas a atingir, bem como as ” É com esta teúdos de treino, l diferentes idades… das Emanue e longo muito ao Hélder Ferreira , implícita que o “Querer é Poder...” preocupação acabam de lançar “instrumentos de Alte Rodrigues o na partilha que um blogue apostad experiências e documentação ação cos, ento, a actualiz técnico-pedagógi ir para o conhecim entes possam contribu rático das principais compon nas e o estudo teórico-p ão, em particular para jovens ter do treino de Orientaç da sua formação.” Para e fases tterorienteer.blodiferentes idades a basta digitar http://be a matéria específic acesso ao blogue encontrará, entre “Iniciagspot.com/ e lá s Didácticos sobre cinco Caderno , aquela que compõe os Mapas Simples” da ão na escola em por “Pergunta ção à Orientaç e do blogue designam comentário sumário que os autores , publique um o tamSemana”. Participe autores enviand blogue e os seus esclarecidas. ver de interaja com o que gostaria bém outras questões

81

desportiva

Da antiguiDaD

esporto Proteínas e D

Dos mitos

r Querer é pode l há falta

três pontos cronol conjunto dos mais rápido no Moreira (Hospita Filipe Leite, o coube a Vítor Rodrigues e terceira posição metrados. A seguido de Adriano 5 e 4 pontos com 5 pontos, ão, com da Prelada), da mesma instituiç (Hospital da Prelada), de António Jamba, Marques el, a e. Ana Paula afável e disponív inrespectivament o pódio. Sempre excelência, fechou num plano de com 3 pontos, de acordo com voltou a cotar-se organização de inovações pleno o conjunto um visando troduzindo mais internacionais, rumo à primeira regulamentos de Precisão, as normas e da Orientação em 2012. estabelecimento Portugal, que terá lugar já – Movimento de úl Dias, MADI edição da Taça Apoio a DefiVertical Júlio-Sa al, Centro de Agrupamento do Diminuído Intelectude Desporto Adaptado de Apoio ao ha, Núcleo do Hospital da cientes de Touguina Física e de Reabilitação (Matosinhos) Vilarinha CEFPI Serviço de Medicin insAPPACDM Gaia, algumas das Prelada, Clube foram apenas ária de Baião saldou num êxito se que e Escola Secund ntadas num evento forma como as iniciativas pela tituições represe ão e Parente satisfeita Educaç Visivelm . Cultura, da rotundo a Vereadora de reafirmar a se desenrolaram, Ferraz, para além géDra. Maria Elisa ense a mais iniciativas do que Escolar, vir a ser io vilacond breve, poder abertura do Municíp de, muito em cidade, o priou a intenção s verdes da nero, express país. dos muitos espaço Adaptada do instalado, num de Actividade M MARGARIDO o permanente Texto: JOAQUI meiro percurs om ntovar.blogspot.c Fonte: www.orie

Janeiro 2012

Janeiro 2012

SAÚDE 80| Dia Internacional da Pessoa com Deficiência

O Praticante

| Saúde

quanres. A toma de proteínas muscula não oferece benefíno res , nomeadamente contidades superio . Após tação com proteína is, sendo o excesso dos de acomno/competição cios adiciona fontes, a adição os mais demora período pós-trei há um estímulo or(ex: dades destas vertido (por process , a conversão de ricos em proteína pão/ um treino vigorosorenovar e/ou fabricar exemplo ao panhamentos . Pelo para do que, por queijo fresco) signifi) em energia gânico forte qual diminui fiambre de aves, osas à refeição prinhidratos de carbono atletas que proteínas, o os que ente pelo novas legumin 2h, de tostas, cerca de os ao loncontrário, normalm do nas proteínas, secos/oleaginos cativamente após proteínas de fontes r cipal e frutos te se duplica se focam demasiaatingir as suas nente ingerir facilmen entos importa é para /suplem a não go do dia, ingerida. ou isoladas arriscam-se carbono e do total de proteína de proalimentares hidratos de isolada de soro a quantidade cessidades de adequada Vários de suplementos muito (sendo a proteína impedir uma A utilização é recomendada). acabam por qual impliidos isolados leite/whey a mais mostraram que uma muscular, a ateínas ou aminoác os recuperação glicogénio amente em modalid estudos científic de elevareposição de lvimento comum, nomead 20g de proteína animal) hidratos ca também a grande desenvo ingestão até l reserva de com des onde um o (ex: proteína a inmuscular, principa ado. De acordo de do valor biológic organismo. Assim, muscular é privilegi a actual, podem optimizar a síntese de carbono no caseiro que inclua científic é suficiente para de um batido a evidência suplemenna ade sugestão ns vantage es em quantid existir de facto ambos os nutrient uma óptima solução. ser poderá um maficiente proteínas são Resumindo, as e relevância com bastant ente cronutri de atletas e performance inpara a saúde A chave de uma e pessoas activas. mais releda está em dar ição gestão adequa e adequada distribuade. vo à qualidade quantid dia, do que à s após ao longo do 15-20g de proteína A ingestão de te forma de uma excelen o esforço é muscular, em ação de promover a recuper adequada ingestãovem adição a uma artigo carbono. Este para hidratos de chamar à atenção aliuma mais uma vez de se praticar a necessidade ada e sem demasia mentação equilibr nado nutriente. Em lisdo zelo por determi consulte um especia Nutrição caso de dúvida, acreditado em ta devidamente ance e Desporto. a melhor perform Desejando-lhe de sempre,

| Dietista Diogo Ferreira Tel.: 961 249 167 t@gmail.com

diogoferreira.dietp

Publicidade

O Praticante

89

Janeiro 2012

SAÚDE 88| Proteínas e desporto

http://opraticante.bloguedesporto.com

Notícias desportivas actualizadas diariamente O Praticante

5

Janeiro 2012


Atletismo Mau tempo estragou festa, deixando um amargo na boca de todos os participantes

Serra D’Arga, um êxito O

As vencedoras do 1º Ultra Trail Serra D’Arga, Da esqª para a Dtª 2ª Cármen Pires (Asas Milénium/O Praticante); 1ª Natércia Pinto (Individual); 3ª Glória Ser

Manuela Machado com três participantes

concelho de Caminha foi pequeno, para tanta gente que ocorreu à localidade, muita gente ansiosa por participar na primeira edição do Grande Trail da Serra d’Arga, organização de Carlos Sá - ultra-trailer, que aliava a sua experiência de atleta, na organização deste evento, e a quem damos os parabéns pelo êxito da primeira edição. No dia anterior ao evento no hotel, onde foram entregues os dorsais, decorreram as jornadas técnicas desportivas, onde alguns atletas e técnicos debateram vários aspectos importantes para os desportos de natureza e onde os participantes tiveram oportunidade de trocar ideias com amantes destes desportos. Foi uma prova bem organizada, nos vários testemunhos dos participantes, era unânime a opinião, que o evento tinha tido sido magnífico e agradável, pela beleza do percurso, das paisagens, pelas vistas, até encontraram cavalos selvagens no percurso, pelos trilhos técnicos, as calçadas medievais, lamentável foi as condições atmosféricas, já prometidas, mas para mais tarde, e que mais cedo vieram estragando a festa e ensombrando o evento, obrigando a organização a interromper o mesmo, quando ainda somente metade da distância tinha sido percorrida, um amargo na boca e a frustração no rosto de muitos participantes, foi patente, mas compreenderam, que estava em risco a sua integridade física, e mais importante, que terminar, é terminar com saúde. Paralelamente à prova principal foram realizadas uma meia maratona e uma caminhada. Para terminar um belo repasto esperava os participantes, a entrega dos prémios e pró ano muitos prometeram “estamos cá outra vez, mas para fazer a prova toda”. Um único reparo a ser corrigido na próxima edição, a demora na entrega dos prémios. A próxima edição será a 6 e 7 de Outubro de 2012. Fonte / Fotos : Henrique Dias Janeiro 2012

6

O Praticante

Equipa e acompanhantes do CD Asas Milénium / O Praticante

Abastecimento

Abastecimento

O repasto


Atletismo III Trilhos de Casainhos-14 km

Aventura ou alcatrão? Foi a escolha que os participantes tiveram de fazer em dia de Meia Maratona da Nazaré e esta prova.

Vencedores da geral, Pedro Rodrigues (GCB) e Patrícia Serafim (CPA)

J

á vai na 3ª edição a prova do Sporting Clube de Casainhos sempre com a mesma dedicação das pessoas desta terra nos arredores de Loures. Com um percurso bastante duro, mas bonito, com passagem pelo Parque Municipal do Cabeço de Monchique, antes

da subida ao alto de Montachique, em que foram os participantes brindados por uma bela carga de água, para refrescar os ânimos nesta íngreme subida, depois descer regressar à meta, para um merecido banho. A prova foi ganha por Pedro Rodrigues do GC Bragança seguido de Marco Bernardo do NA Vila Real, em 3º ficou Alexi Scutaru do Arrudense. Nas senhoras venceu Patrícia Serafim (CPA) seguida de Adelindina Lopes

Publicidade

O Praticante

7

Janeiro 2012

(Ind), em 3º Ana Mendes (Multiflow). No final um excelente almoço-convívio com distribuição de lembranças aos vencedores. Pena não haver classificações por equipas, uma forma de premiar quem patrocina os atletas. O CD Asas Milénium / O Praticante esteve presente com os atletas Luís Sousa, 8º sénior, José Simões, 16º vet M40. Fonte: José simões Fotos: Organização


Atletismo A mi la Sufrida, La valiente, Santiponce, 55 km.

Asas Milénium excelentes

O C.D. Asas Milénium / O Praticante participou, de forma muito positiva na 1ª edição da prova, com fins solidários, realizada nos arredores de Sevilha, junto às ruínas de Itálica (a 1ª cidade fundada pelos Romanos fora da Península Itálica).

C

om alguns Portugueses presentes na corrida a pé, na distância de 54 km (no final seriam 57,5 km), a prova contava ainda com uma corrida de BTT com 78 km, outra com 54 km também em BTT e no mesmo percurso da corrida, uma corrida em duatlo e uma estafeta. A prova organizada (?) por uma colectividade local e um “senhor” que se Auto-proclamava o “pai” dos 101 km de Ronda viria a mostrar-se decepcionante por um conjunto de factores. Com um regulamento pouco claro em que a referência a um tempo limite de 6 horas (?!) e a cronometragem de uma parte do percurso (intermédio) a deixarem os atletas bastante confusos viria a mostrar-se uma das dificuldades menores da prova. Difícil foi correr num percurso sem marcações, a obrigar os atletas a arriscar ir por “intuição”. Mais parecia uma prova de Orientação sem qualquer mapa.

Prémios para vários escalões! (Ainda estamos à espera dos Prémios!)

No final a comida tinha “desaparecido” (Os ciclistas, que chegaram primeiro, ou foram comilões ou a tal “organização” não contou as inscrições?!...).

No meio dos dois atletas de amarelo Luís Sousa de Preto e José Simões de Verde, atletas do CD Asas milénium O Praticante DAVID GARRIDO DIAZ, vencedor dos 78 KILOMETROS MOUNTAIN BIKE

Célia Azenha (Lebres do Sado) O percurso em constante sobe-e-desce com pequenos declives, embora alguns bastante acentuados, permitiam uma corrida rápida. A parte classificativa, “algures” entre os 30 e os 40 km (com chip valha-nos Janeiro 2012

8

O Praticante

isso, claro que com fiança de 5 euros que nunca mais vimos...) foi ganha pelo recente campeão Espanhol na distância de 100 km José L Rodriguez Rodriguez “El Cano”, no escalão M45 anos (com o tempo de 7h.56 min!). Venceu no escalão e na geral. Em 2º José Simões - CD Asas Milénium / O Praticante e em 3º Fernando J Lopez. Em seniores ganhou Fernando Soriano Rubio (o vencedor das LXVII Millas Romanas de Mérida 2011), com Luís Sousa - CD Asas Milénium / O Praticante num honroso 4º lugar. Outros Portugueses, Tiago Dionísio, Pedro Faria e João Cabeleira a chegarem juntos em 7º lugar. Também no escalão M45 a vencedora a ser uma Portuguesa, Célia Azenha. Uma prova a repetir apenas pelo percurso...e pelo prazer de correr! Fonte: José Simões Fotos: Pedro Vazquez Angoloti


Atletismo Meia Maratona da Nazaré, a mãe das Meias Maratonas em Portugal

Chuva e corrida Será das suas gentes? Será do local que preserva tradições? Será daquele mar? Ou será o misticismo de estarmos no local da “Mãe”, onde as corridas para todos se lançaram?

S

eja o que for, disputar a Meia-Maratona da Nazaré é sempre um momento único que se sente e custa descrever. É o sentir que estamos a preservar e fazer parte da história, é o percorrer aqueles quilómetros tantas e tantas vezes percorridos ao longo das suas 37 edições, o respirar o seu ar e fazer parte da festa. Classificaram-se 1.135 atletas, sendo que Pedro Cruz do J.Cruz Irmãos foi o mais rápido com 1.09.09, inscrevendo o seu nome pela primeira vez na galeria de vencedores. Em 2º a 30 segundos, Gonçalo Borges dos 3 Santos Populares e em 3º, Ricardo Gomes do Fornos (1.10.26) Também no sector feminino uma vencedora nova, Ana Mafalda Ferreira do Estreito que despachou os 21.097 metros em 1.20.43, seguida da Anabela Tavares (Águias Unidas) em 1.22.49 e Maria José Frias (Amigos Atletismo Mafra) com 1.28.13 A prova contou igualmente para o 4o Campeonato da Europa Open - Deficiência Intelectual, tendo participado 13 concorrentes e vitória do português Paulo Pinheiro (1.12.17) e da polaca Arleta Meloch (1.20.42) A chuva apareceu por volta dos 45 minutos, ganhando intensidade e acompanhada de trovoada. Por volta de 1.55 de corrida, caiu de forma muito forte, alagando por completo a marginal. Fonte: http://www.joaolima.net/Atletismo.htm Fotos: Carlos Lopes

Publicidade

Praceta José Maria Veloso, loja 2, A/B | Paivas | 2845-353 Amora | 212 268 790 | husete@husete.pt | www.husete.pt

Preencha a candidatura online e venha fazer parte da nossa equipa O Praticante

9

Janeiro 2012


Atletismo Circuito Nacional de Montanha 2011

Sameiro encerrou Uma justa e singela homenagem foi prestada a todos os que enfrentaram tão duro e exigente calendário desportivo.

R

ui Muga (FC Mogadourense) e Fernanda Miranda (ARC Águias de Alvelos) venceram a 13ª Subida do Vale de Sameiro conquistando ainda os respectivos títulos de campeões de Portugal de Km Vertical, da Federação Portuguesa de Montanhismo e Escalada, bem como o Circuito Nacional de Montanha 2011, que em Sameiro tive a sua última prova. Rui Muga revalidou um título que lhe pertence desde 2009 relegando para o 2º posto José Carvalho (N.A. Matosinhos), a 21 segundos do vencedor, com o 3º lugar do pódio a caber a Pedro Rodrigues (FC Mogadourense) que, com esta posição garantiu o 2º posto final no Circuito Nacional de Montanha 2011. No sector feminino Fernanda Miranda inscreveu pela 1ª vez o seu nome na galeria de vencedoras sucedendo a Rosa Madureira (Individual), vencedora em 2010 e desta feita 2ª, a 1m21s da vencedora, e a Lucinda Moreiras (FC Penafiel), titulada das duas primeiras edições deste campeonato e que em Sameiro se quedou pelo bronze individual, já a 3m22s de Fernanda Miranda. Colectivamente, em masculinos o FC Mogadourense inscreveu o seu nome na galeria dos vencedores, com a 2ª posição a caber à formação do Núcleo de Atletismo de Matosinhos e o 3º posto a receber a equipa do GDC Castelo de Paiva, enquanto em femininos o título coube à formação do FC Penafiel, única equipa feminina a completar o duro percurso de 8,5 km entre a aldeia de Sameiro, nas margens do Zêzere e o alto da Azinha, onde estava instalada a meta da 13ª Subida do Vale de Sameiro e de onde se podia avistar um panorama sem igual na serra da Estrela. Cármen Pires e Custódio António, foram os dignos representantes do C.D. Asas Milénium / O Praticante, com a primeira a obter o 7º da geral, 3º e 5º lugar, e o segundo, 12º da geral, o 5º e 7º lugar, respectivamente no Camp. Nacional Montanha e Camp. Nacional Vertical, também uma referência para o título de Campeão Nacional obtido pelo atleta Veterano José Pulido

Rui Muga (dorsal 545 - FC Mogadourense) - Vencedor do Circuito Nacional de Montanha 2011 e campeão de Portugal de Km Vertical FPME CDRA Unidas no C. N. Montanha. À semelhança do verificado em edições anteriores da Subida do Vale de Sameiro, o CIRCUITO NACIONAL DE MONTANHA aproveitou a realização desta jornada desportiva na Serra da Estrela para levar a cabo a cerimónia final de entrega de prémios. Além dos troféus, prémios monetários e material desportivo diverso que premiou uma parte dos melhores classificados da geral masculina e feminina, escalões e equipas masculinas, houve ainda espaço para um saudável e franco convívio entre os atletas e equipas que se classificaram num mínimo de 3 das 13 jornadas que integraram o CIRCUITO NACIONAL DE MONTANHA 2011, da responsabilidade da Federação Portuguesa de Montanhismo e Escalada. Fonte / Fotos: Terras de Aventura

Publicidade

TE ST EN RE UL AG IN S U W EM SE L G O ICIA AR OFNA M

Caixa Registadora Avançada

POS com Software certificado

Rua Domingos Bontempo, Lote 1 Loja A | Amora | Tel. 210884607 | Fax: 210884725 | 917079294 geral@luismcbranco.com | www.luismcbranco.com Janeiro 2012

10

O Praticante


Atletismo

Circuito Nacional de Montanha está de volta Com a chegada de Fevereiro e até Novembro de cada ano, regressa o Circuito Nacional de Montanha.

Q

uadro competitivo, da responsabilidade de Federação Portuguesa de Montanhismo e Escalada, que coloca milhares de atletas e caminheiros em contacto com a montanha através da prática desportiva. Fevereiro, como habitualmente o Nordeste Transmontano receberá a primeira etapa deste Circuito, com os atletas a demandarem terras de Mogadouro para a disputa da 10ª edição, num percurso totalmente renovado, dos Trilhos das Amendoeiras em Flor. A prova deste ano irá estrear um novo traçado, em sentido contrário ao habitual, desta feita de Mogadouro para Valverde, e mais extenso, crescendo 3 km para se percorrer desta feita 17 km, isto graças à descoberta de novos trilhos nas margens dos afluentes do Sabor, que farão o contentamento dos amantes desta modalidade. Março será mês da mãe das provas de montanha, com a realização da 30ª edição dos 12 Kms Manteigas - Penhas Douradas e o tradicional desafio que representa um percurso quase sempre em subida, desde o fundo do vale do Zêzere até aos píncaros das Penhas Douradas. Abril leva o Circuito de Montanha até terras de Arouca para a 10ª edição de uma das mais duras provas de todo o calendário, desta feita também com um renovado percurso de montanha, que levará os atletas até novos trilhos na serra da Freita. Maio recebe mais uma edição da Corrida do Guincho, no reconhecidamente duro, mas um dos mais belos percursos de montanha de todo o país, disputado na ponta mais ocidental da europa, que proporciona paisagens inesquecíveis da serra de Sintra e oceano a seus pés. Junho, o Circuito de Montanha continua pelo sul de Portugal, para O Praticante

11

Janeiro 2012

a disputa da 26ª edição da Escalada do Mendro, em pleno Baixo Alentejo (Vidigueira). Julho trará a 1ª novidade do ano, com a inclusão do Cross de S.Brás, a disputar na aldeia da Granja (Castro Daire), já em 6ª edição, a sofrer profundas alterações de percurso que lhe permitem receber a caravana do Circuito Nacional de Montanha. Também em Julho será a vez da realização da 12ª edição do Trilho dos Mouros, em Sever do Vouga. Agosto, o Circuito de Montanha estará por Lisboa para a disputa dos Trilhos de Monsanto. Setembro começará com a realização do Campeonato de Portugal de Corrida em Montanha da FPME, este ano a disputar em Penacova, cuja prova sofreu uma substancial alteração de percurso para receber o referido campeonato. Ainda em Setembro o Circuito de Montanha visitará Castelo de Paiva e a sua muito apreciada Corrida das Vindimas. Outubro, chegar a vez da realização do 1º Campeonato de Portugal de Maratona em Montanha da FPME, a realizar em S. João da Pesqueira, por ocasião da 2ª edição dos Trilhos do Douro, também em Outubro será a vez da grande festa que se deseja para a 20ª edição da Corrida do Monge, na serra de Sintra. Novembro, o encerramento do Circuito de Montanha na serra da Estrela, já em finais do mês, com a realização da Subida do Vale de Sameiro, uma vez mais Campeonato de Portugal de Km Vertical da FPME. Assim será a 10ª edição do Circuito Nacional de Montanha, com provas para todos os gostos, no qual se irão mostrar alguns dos mais duros mas belos percursos de montanha do nosso país. Fonte / Fotos: Terras de Aventura


Atletismo XXI Cross da Amora

Vitória histórica para o Asas do Milénium

Foi também a segunda equipa da prova, e a primeira do concelho do Seixal com mais representantes.

E

ste foi um dia que ficará na história do CD Asas do Milénium | O Praticante, com a vitória colectiva no escalão de seniores, facto inédito nos onze anos de história do clube liderado por David Silva e a primeira vez, que vence colectivamente, uma prova sob a chancela da FPA. Enquanto milhões de portugueses em todo o mundo esperavam naquela manhã, pela Televisão, por Rádio, na Net ou por SMS o resultado de um outro evento à escala universal, (candidatura do Fado a Património Imaterial da Humanidade) algumas centenas de pessoas, (portugueses, claro) diria mesmo, uma pequena multidão aguardava o desfecho final de

mais uma prova de atletismo, das muitas que se desenrolam no Concelho do Seixal. Esta, mais propriamente, no Parque do Serrado, na Amora. Quis o destino que o dia estivesse magnífico, com o Sol cheio de magia, e quentinho, dando assim mais liberdade de movimento para quem foi fazer o seu trabalho na zona demarcada. Cheguei cedo, como mandam as regras, que é como quem diz, para apalpar terreno, e a azáfama já era grande, embora praticamente toda a instalação de tendas, palco, pódio, gabinete da Comunicação Social, staff, troféus a atribuir, em alinhamento correcto, etc., estivesse quase terminada.

Publicidade

CENTRO COMERCIAL

Avenida 1º de Maio, 35 – A, Paivas , 2845-162 AMORA Telf.:

21 225 01 23 | Fax: 21 088 38 49 | E-mail: ccamora.adm@netvisao.pt Janeiro 2012

12

O Praticante


Atletismo

Dulce Félix vencedora Sénior

Pódio Veteranas

Esta edição, a 22ª, como aliás, as anteriores, está inserida no calendário de provas do Troféu de Atletismo do Concelho do Seixal e enquadra-se nos princípios orientadores no Plano Municipal de Desenvolvimento Desportivo do Concelho do Seixal, que tem como objectivos: promover a prática massiva do desporto, através da corrida ao ar livre em plena natureza, popularizar a prática da corrida de longa distância como variante desportiva acessível a todos, contribuir para a qualidade de vida dos cidadãos e combater o sedentarismo inerente ao actual modo de vida. A prova, escalonada por categorias, cerca de 2000 inscrições, teve o seu início pouco depois das 9 da manhã (e que bela manhã) tendo por base a observação aos atletas, por parte dos dirigentes federativos, para a qualificação para o Campeonato da Europa. Entre marcação de partidas e a entrega de troféus aos vencedores dos vários escalões, já terminados, ainda houve tempo para uma singela homenagem a João Barbosa, fundador e antigo dirigente desportivo que nas palavras do Vereador da C. M. Seixal, Joaquim Santos e do Presidente da J. F. Amora, Manuel Araújo, enalteceram a coragem, determinação e humildade de quem deu tanto em troca de nada, tendo este recebido um quadro com uma imagem alusiva ao Concelho do Seixal. Eram precisamente 12h15, quando recebo no meu telemóvel a confirmação da escolha do Fado, como Património da Humanidade, (mas que pouco liguei, porque não é o meu género, embora seja alfacinha de gema, pois nasci na Mouraria. Esquisito, não é?) e nessa altura já se corria a parte final e mais apetecida da prova: a classe “seniores”. Resta acrescentar o tempo em que os vencedores “demoraram” para cortar a Meta: Rui Teixeira percorreu os 10 kms em 32.00 minutos exactos, enquanto a sua colega de equipa, Dulce Félix palmilhou os 6 kms em 21.01 minutos.

Por ultimo uma palavra para o jovem Clube Desportivo Asas do Milénium / O Praticante, que para além do resultado já salientado, foi a equipa mais representativa do concelho do Seixal (44 atletas), à frente do CCRA Moinho (39) e CRC Pau (29), a segunda da prova atrás do NucleOeiras (70), e a vencer e convencer no escalão de Séniores, superando o CRD Arrudense e o CCRA Moinho, destaque ainda para o quinto lugar nos Veteranos, e para a Lurdes Henriques a única atleta a subir ao pódio em 2º lugar em Veteranas. Refira-se que este Clube ainda não dispõe de sede física, nem de infra-estruturas como os restantes, que poderá fazer, quando dispuser delas? Como será? Fonte: José Carlos Pinto / Timóteo Seia Fotos: José Carlos Pinto

Manuel Araujo e Joaquim Santos, Presidente da JF Amora e Vereador desporto CM Seixal

Publicidade

www.macrimport.com

macrimport@gmail.com R. Dr. Emílio G. Garcia Mendes, 51-A O Praticante

13

Janeiro 2012


Atletismo Conversando com...

João Barbosa, (ex-dirigente desportivo)

muito a isto. Acho que quando treinamos, e sofremos também, os resultados aparecem que foi o que aconteceu comigo. Há cerca de três semanas fiz a Maratona de Nova Iorque, estou um bocado desgastada, é normal, não treinei para o Corta-Mato, mas vou recuperar. A vida de uma corredora é treinar, correr, comer e dormir e ponto final? Neste momento só corro, é o que faço. Trabalhava numa fábrica, mas saí por opção minha, para apostar no atletismo, as coisas estão a correr bem, portanto só tenho que estar contente comigo própria pela opção que tomei.

É o fundador do Corta-Mato Cidade de Amora? Sim. Os primeiros dois, que fiz sozinho, foram para crianças, foi precisamente neste local, depois fiz o, vamos lá, o verdadeiro Corta-Mato para a Junta de Freguesia, cujo local chama-se Quinta Maria Pires. Foram o 1º, 2º e 3º e mais tarde mudámos de localização para os terrenos da Festa do Avante.

O que podemos esperar na Eslovénia? Não sei. Estamos muito perto dos Jogos Olímpicos e esse é um dos meus objectivos e quero apostar na Maratona, depende como correr a preparação, o treinador depois dirá da sua justiça, mas vou dar o meu melhor.

Reparo que anda de muletas devido a uma cirurgia ao joelho, mas se pudesse participar na corrida o que escolheria: correr ou receber este reconhecimento? Preferia correr, até porque foi o que sempre fiz desde os 16 anos, corri atletismo até aos 50, aí parei por motivos de saúde e agora como vê estou assim (de muletas). Já fui operado ao joelho esquerdo devido a ligamentos e menisco, e agora é a vez do outro joelho. Lembra-se do primeiro Corta-Mato? Claro. Tinha chovido torrencialmente e eu estreei um impermeável entregue pelos meus colegas, mas com uma proposta: se metesse água não o pagava. Fiquei seco por dentro e tive que o pagar. Encontramo-nos aqui para o ano? Espero bem que sim, e sem muletas.

Dulce Félix

(atleta do Maratona Clube de Portugal) Dulce Félix, desta vez é .....Dulce Feliz ? (risos) é as duas coisas, Félix e Feliz. O meu objectivo, aqui era ficar seleccionada para o Europeu, consegui, nós conhecemos as adversárias e agora é tentar ajudar a equipa o melhor que puder. Estive a pesquisar na net e tirei, entre outra informação, esta: 1º lugar na Taça dos Clubes Campeões Europeus de Estrada, 8º lugar no Campeonato do Mundo, na Coreia do Sul, 5º lugar no Campeonato da Europa por Equipas, 1º lugar na Corrida da Mulher, na Áustria. Posso afirmar, convictamente, que tens umas boas pernas? (risos, risos, risos) Penso que sim, faço muito treino, dedico-me

Publicidade

Janeiro 2012

14

O Praticante


Publicidade

OURIVESARIA ESTRELICIA Tel: 212 224 676 Tlm: 916 639 341 Fax: 210 805 458

Executam-se consertos em ouro Prata e Relógios Compra de Ouro e Prata Venda de Taças e Troféus

CENTRO COMERCIAL PISCINAS, LOJA 13 Rua Gil Vicente, Lt 40 - Torre da Marinha - 2840-437 SEIXAL

Rua Dr. Emidio Guilherme Garcia Mendes, nº 15 AMORA

Telefone 212 216 857

O Praticante

15

Janeiro 2012


Atletismo Grande Prémio de Natal

Evans Kiplagat venceu 6 Vitórias em 3 semanas, foram obtidas por este atleta!

Vencedor: Evans Kiplagat

Vencedora: Madalena Carriço do Marítimo

Janeiro 2012

16

O Praticante


Atletismo

A

pesar de diversos problemas em edições anteriores, o G.P. de Natal é uma prova acarinhada pelos atletas de pelotão, como o comprova a afluência desta edição, 1.667, mais do dobro de 2010 (811) E com um nome a destacar, Evans Kiplagat. Este jovem queniano venceu em Mendiga três semanas antes e neste intervalo de 21 dias, participou em mais 4 provas, Volta a Paranhos, Oliveira do

Bairro, Braga e na véspera em Vila Real. Com esta prova completou 6 corridas em 3 semanas sempre com o mesmo resultado, vitória! E de forma clara, como aqui onde bateu por 21 segundos Sérgio Silva do Maratona e 34 de Nélson Cruz do Praia Salema. No capítulo feminino, um nome igualmente a destacar. Após a vitória na véspera na São Silvestre do Crato, Madalena Carriço do Marítimo impôs-se em

Publicidade

O Praticante

17

Janeiro 2012

29.29 e um avanço de 17 segundos sobre Ana Mafalda Ferreira do Estreito. Correndo pelo Elvense de Natação, Raquel Trabuco fechou o pódio em 30.12 Realizaram-se diversas provas por escalões e também de Marcha, onde João Vieira do Sporting e Kristina Saltanovic da Lituânia arrecadaram a vitória. Fonte: http://www.joaolima.net/Atletismo.htm Foto: Mafalda Lima


Atletismo São Silvestre do Sado

Asas do Milénium de novo Vitória de Ana Henriques e onze troféus individuais e colectivos

Pódio Veteranos

As vencedoras

O

riginal, peculiar (talvez até excêntrica!) são alguns dos adjectivos com que podemos classificar a São Silvestre do Sado de 2011, realizada nas localidades de Praias do Sado, Faralhão e Santo Ovídio, numa organização da UCD Praiense.

E sobre esta São Silvestre começamos por dar destaque aos aspectos organizativos, que primaram pela inovação e, nalguns casos, deram um motivo extra de interesse à prova. Senão vejamos: trinta minutos antes do início da corrida, eis que se realiza… uma procissão religiosa, em honra, claro está, de São Silvestre. Terminada a procissão, os atletas perfilaram-se junto ao pórtico da partida e surge pela instalação sonora a notícia de que iria haver prémios-surpresa para os últimos classificados e, tal como se fosse uma corrida de ciclismo, estavam instaladas duas metas volantes (aos quilómetros 2 e 6), com os prémios a serem jantares para quem fosse o primeiro a passar em cada um dos dois locais. Naturalmente todos os participantes ficaram curiosos sobre os prémios que iriam ser atribuídos aos últimos classificados, e que viriam a ser… um coelho e um pato. Vivos! A prova contou com público em número relativamente assinalável, mesmo tendo em conta que coincidia com um jogo de futebol transmitido pela televisão em sinal aberto. Porém, parte dos cerca de dez quilómetros que constituíam a prova passava em zonas residenciais nas quais estavam algumas pessoas com falta de civismo, tendo uma das atletas participantes no evento quase sido atingida por pedras que foram lançadas para a estrada por duas crianças! Em relação à vertente competitiva propriamente dita, Alberto Chaíça, segundo melhor atleta português de sempre na maratona nos Jogos Olímpicos (não esquecer o 6º lugar em Atenas em 2004), aqui em representação do SU Caparica, venceu com 30’30”, batendo em cima da meta Miguel Quaresma, do CUA Benaventense. Já a mais de um minuto, Luís Margarido, do Vitória de Setúbal, foi o terceiro. No sector feminino, mais uma vitória para o Asas Milénium / O Praticante, com Ana Henriques a parar o cronómetro nos 40’23”, à frente de Isabel Maldonado, do GD Quinta da Lomba, a 26 segundos, e de Olga Araújo, do GD “O Independente”, a quase três minutos de Ana Henriques. Colectivamente havia classificações separadas para masculinos e femininos, sendo que nos homens a equipa vencedora foi o SU Caparica (Asas Milénium / O Praticante 5º classificado) e nas mulheres o Asas Milénium / O Praticante venceu confortavelmente, mercê das prestações da citada Ana Henriques, de Célia Dias (1.ª veterana I) e de Lurdes Henriques

Publicidade

Janeiro 2012

18

O Praticante


Atletismo

o em grande plano Equipa do CD Asas Milénium O Praticante

(3.ª veterana II). O Asas Milénium / O Praticante tiveram uma estreia auspiciosa nas corridas de São Silvestre de 2011, tendo os seus atletas sido onze vezes chamados para receberem troféus, respeitantes a: vencedor por equipas femininas; 5.º classificado por equipas masculinas; vencedora geral feminina (Ana Henriques); vencedora das seniores femininas (Ana Henriques); vencedora das veteranas I (Célia Dias), 3.ª das veteranas II (Lurdes Henriques); 6.º sénior masculino (Cus-

tódio António); 4.º veterano I (Nuno Henriques); 4.º veterano IV (Augusto Semedo); 5.º dos veteranos V (José Silva) e 5.º dos veteranos VI (Carlos Pereira), para além deste mais oito representaram o clube. Fonte: Timóteo Seia Fotos: Tânia Correia

Publicidade

O Praticante

19

Janeiro 2012


Atletismo 37.ª São Silvestre da Amadora

Portugueses reconquistam Grandes exibições de Manuel Damião e Marisa Barros aniquilaram estrangeiros

Janeiro 2012

20

O Praticante


Atletismo

m Amadora

O Praticante

21

Janeiro 2012


Atletismo

N

o final da tarde do último dia do ano de 2011 disputou-se a 37.ª edição da corrida de São Silvestre da Amadora, a mais antiga e, pese embora a concorrência de outras provas, a mais competitiva das corridas de São Silvestre no nosso país. A organização esteve a cargo do Desportivo Operário Rangel e teve o apoio técnico da Xistarca, incluindo este ano uma exibição de automóveis clássicos e um passeio de cicloturismo no percurso que iria ser percorrido pelos atletas. Como curiosidade, a Xistarca fez uso do novo mecanismo de controlo de passagem dos atletas (uma tira em plástico com um código de barras), que já tinha sido aplicado nas maratonas do Porto e de Lisboa, e que na nossa opinião é uma grande vantagem para os atletas, pois não os obriga a retirarem-no e a entregarem-no à organização logo após o final da prova. Os 751 atletas presentes, menos 25 que no ano anterior, tinham um percurso de 10 quilómetros exigente, com pouco terreno plano. Porém, quem já se habituou a correr na Amadora no dia 31 de Dezembro já sabe que contará com uma motivação suplementar: o apoio entusiasta do muito público que acorre às ruas da cidade dos arredores de Lisboa. Em relação à competição propriamente dita, Manuel Damião, 2.º classificado em 2010, havia prometido que iria tentar novamente disputar a vitória em 2011 e conseguiu-o este ano, vencendo com 29’00” (menos 10 segundos que no ano passado), derrotando os africanos Kifle Goitom, da Eritreia, a dois segundos do atleta do Maratona CP, e Evans Kiplagat, do Quénia, que terminou a 20 segundos do vencedor. Manuel Damião tornou-se, assim, o primeiro português a vencer a São Silvestre da Amadora desde Rui Pedro Silva, em 2005. No sector feminino, a maratonista olímpica do SL Benfica, Marisa Barros, sucedeu a Sara Moreira e conquistou facilmente a vitória, pois aos 200 metros da prova já seguia isolada e não voltou a ser alcançada, terminando com 33’23”, menos 33 segundos que o tempo da atleta do Maratona em 2010. Excelente prestação também de Clarisse Cruz, do Sporting, com 34’12”, ficando à frente da eritreia Nazareth Weldu, que registou 34’27”. As classificações colectivas estavam todas divididas por escalões como as classificações individuais, tendo o Sporting vencido tanto nos seniores masculinos como nos femininos. O CD Asas Milénium / O Praticante alinhou com 12 atletas, tendo-se destacado Ricardo Mestre (6.º nos veteranos I), Carlos Pereira, 8.º nos veteranos V, e Cirilo Santos, 10.º nos veteranos IV, colectivamente o clube pontuou apenas no escalão de seniores masculinos, tendo-se classificado no sétimo lugar entre 21 equipas. Fonte: Timóteo Seia Fotos: http://www.aminhacorrida.blogspot.com/ Janeiro 2012

22

O Praticante


Atletismo

O Praticante

23

Janeiro 2012


Atletismo

Homens vencem Mulhe São Silvestre de Lisboa A quarta edição da trouxe muita festa aos Restauradores, no último dia do ano.

Hermano Ferreira e Tiago Costa (os vencedores),

Janeiro 2012

24

O Praticante


Atletismo

eres no El Corte Inglés

, com Dulce Félix logo atrás a caminho da meta

Emanuel Rolim - Vencedor Junior O Praticante

25

Janeiro 2012


Atletismo

N

a iniciativa Homens contra Mulheres, os atletas masculinos foram mais fortes desta vez, com Hermano Ferreira e Tiago Costa a cortarem a meta dois segundos antes que Dulce. Perto de 3000 atletas participaram no evento, com a prova principal de dez quilómetros a ter uma chegada emocionante. Hermano Ferreira e Tiago Costa cortaram a meta juntos e terminaram com o mesmo tempo: 30:27. Dois segundos depois, Dulce Félix terminou a prova. Quer isto dizer que os homens recuperaram a desvantagem de 02m37s com que iniciaram a corrida. Após dois anos de vitórias femininas, surgiu um triunfo masculino na iniciativa Homens contra Mulheres. Para Hermano Ferreira, foi a segunda vitória consecutiva na São Silvestre de Lisboa, tendo sido acompanhado no pódio por Tiago Costa, segundo classificado, e Luís Feiteira e Ricardo Ribas, terceiro lugar ex-aequo (30:53). José Ramos ficou na quinta posição. Em femininos, a vice-campeã europeia de corta-mato repetiu o êxito de 2009, depois de se ter isolado das principais adversárias. Atrás da atleta do Maratona Clube de Portugal, ficou a duPublicidade

Janeiro 2012

26

O Praticante


Atletismo pla do Sporting Salomé Rocha (33:47) e Catarina Ribeiro (34:54). Quarto lugar para Mónica Silva, seguida de Filomena Costa e Daniela Cunha. Este ano, a São Silvestre de Lisboa teve como palco central a Praça dos Restauradores e a grande novidade do percurso envolveu a passagem pela Praça Duque de Saldanha. Muitos foram os convidados que marcaram presença no evento, como Manuel Brito, vereador da Câmara Municipal de Lisboa, Paulo Vistas, vice-presidente da Câmara Municipal de Oeiras, Ricardo Tomás, vice-presidente do Sporting CP, e do actor Miguel Costa, entre outros. Fonte: HMS SPORTS Fotos: HMS SPORTS\Gustavo Figueiredo

Publicidade

Esteja atento ao nosso blogue. Brevemente novidades. Siga-nos também no facebook, twitter e blogger. O Praticante

27

Janeiro 2012


Atletismo Uma corrida diferente

O

G.P. da Mendiga, mais do que uma corrida, é um acontecimento, um verdadeiro exemplo para tantos, numa altura que o individualismo impera na nossa sociedade e onde toda uma população se une para dar o seu melhor. Todos unidos em prol do bem comum. Não é uma corrida, é uma festa, onde no meio há uma prova de Atletismo, seguindo-se um muito bem organizado almoço e a distribuição de prémios. Competitivamente falando, o queniano Evans Kiplagat venceu com a excelente marca de 48.12, tendo Paulo Gomes (49.27) e Sérgio Silva (50.20) ocupado os restantes lugares. A queniana Recho Jerubet foi a vencedora feminina (57.59), seguida por Ana Mafalda Ferreira (59.12) e a vencedora da edição transacta, Madalena Carriço (1.00.58) Fonte http://www.joaolima.net/Atletismo.htm Foto Mafalda Lima

D.Dinis em Odivelas

P

edro Gomes da Odimarq Alumínios foi o mais rápido a percorrer os 10.000 metros de sobe e desce que agradou à maioria dos participantes, no tempo de 33.35, 7 segundos à frente de David Fernandes do Mirantense e 10 sobre o seu colega de equipa, Luís Batista. No capítulo feminino, venceu Lúcia Oliveira (Açoreana Banif) em 43.31 e um avanço de 14 segundos de Marta Fonseca (ADFA) e 20 de Mª Piedade Alves (Fontainhas). Colectivamente, triunfo para a Odimarq Alumínios. No final, saco com medalha, T-Shirt técnica e um cubo de marmelada branca, especialidade local, numa primeira edição que muito promete. Fonte http://www.joaolima.net/Atletismo.htm Foto Mafalda Lima

Uma manhã em cheio!

C

om um programa englobando várias ofertas, Vasco Azevedo venceu pela 4ª vez a Maratona de Lisboa, sagrando-se novamente, Campeão Nacional de Maratona, marcando 2.22.03 e um avanço de 21 segundos sobre o ucraniano Anatolli Arzehkhovskyi, 3º lugar para o estoniano Viljar Vallimae (2.25.43), seguindo-se Daniel Peixoto da Adercus (2.28.30) No capítulo feminino, vitória de Anabela Tavares do Arrudense que junta assim ao seu título de 10.000 metros, o título nacional de Maratona!

Foi apenas a 2ª Maratona da Anabela e, simultaneamente, a sua 2ª vitória, após a do Algarve em Outubro passado, onde registou 2.54.49, retirou mais

Publicidade

Janeiro 2012

28

O Praticante

de 4 minutos e meio, cortando a meta em 2.50.15 e um avanço de 5.18 sobre a russa Larisa Andronova, Lídia Pereira do Mangualde, foi a 3ª em 2.58.40. Terminaram 1.344 atletas, record de participação por larga margem. A nível de estafetas, o Reboleira alcançou o tri (consecutivo) em masculinos e em femininos, estreia como vencedora da Açoreana Banif. Na Meia-Maratona, vitórias para Pedro Pessoa do Praia Salema (pela 5ª vez!) e Chantal Xervelle do Casal Figueiras. Fonte http://www.joaolima.net/Atletismo.htm Foto Mafalda Lima


Atletismo Moscatel para Todos

A

Associação de atletismo “ Lebres do Sado”, organizaram uma magnifica corrida de 12 kms. Recorde de inscritos e chegados com uma participação acima dos 500 atletas. Partida e chegada no Jardim Vanicelos, onde se passou uma agradável manhã. Foram vencedores Lúcia Oliveira e Paulo Guimarães. As classificações e entregas de prémios correram com normalidade, terminando todo o evento por volta das 12.15horas. Fonte: www. aminhacorrida.blogspot.com

Um município com História

S

ituado no Alto Alentejo, é um Município com história, com um passado marcado pela presença dos pastores megalíticos e dos seus hábitos e cultura. E foram mais de duzentos atletas, que participaram na XIV S. Silvestre do Crato. Iniciou-se a primeira prova na distância de 200m destinada aos “pequenotes”, foram-se seguindo as provas até à principal ganha por Luís Feiteira da GARMIN e por Madalena Carriço do CS Marí timo. Colectivamente o vencedor foi o Clube Elvense de Natação - 54 pts Fonte / Fotos: João Fortunato

Dez mais IVA e trocos

2

ª edição da Corrida pela Vida nas Caldas da Rainha, com carácter solidário destinado à Acreditar. De positivos, além do fim em si, a beleza e simpatia desta cidade, percurso agradável e um jantar estilo banquete oferecido a todos os participantes, numa corrida com todos os condimentos para crescer e tornar-se numa clássica. Para tal, não pode deixar que aconteçam os er-

ros que sucederam. Os 10.000 metros de extensão, foram afinal entre 12.600 a 12.700, por mau encaminhamento dos atletas nas 2ª e 3ª voltas que deveriam ser mais curtas. A 1ª passagem no Parque (cerca de 500 metros) fez-se às escuras, tendo um atleta caído e outro torcido um pé. Grave foi o trânsito deficientemente cortado, tendo estado aberto na última volta, com os atle-

tas a serpentearem entre carros em aceleração. Competitivamente, Hermano Ferreira da Conforlimpa repetiu a vitória do ano passado, com a sportinguista Clarisse Cruz a suceder a Mónica Rosa. Fonte: http://www.joaolima. net/Atletismo.htm

Marvila em Festa

O

C.R.C. MARVILA JOVEM, levou a efeito o 4.º G.P de Marvila Jovem. Prova integrada nas comemorações do 15.º Aniversário desta colectividade. A conveniência de ser divulgada com antecedência, possibilitará uma maior presença de atletas. Esta é realmente uma prova de bairro, prova organizada com poucos recursos, o premio para os vencedores (todos os atletas), foi o convívio de quem “ O Desporto É Uma Forma Salu-

tar De Estar Na Vida!”. Com Taças para os 3 primeiros de cada escalão, bacalhau aos primeiros da geral e medalhas do 4º ao 10º. Além da entrega de taças a todas equipas presentes neste evento. Fonte: www. aminhacorrida.blogspot.com Foto retirada site : cdulatletismo.blogspot.com

1.º Trail de S. Silvestre em Torres Novas

O

objectivo foi proporcionar o convívio entre os amantes do Trail e a captação de novos elementos para a modalidade. Foram percorridos cerca de 20km, ao ritmo dos mais lentos. Metade dos participantes foram estreantes e pelos seus comentários gostaram muito, ganhando-se mais alguns

Publicidade

O Praticante

29

Janeiro 2012

traillers. O percurso iniciou-se junto ao complexo de piscinas e decorreu essencialmente na Quinta da Rainha, às portas de Torres Novas, que é uma zona espectacular para os amantes das actividades de contacto com a natureza, como é o caso do Trail. Texto: Anibal Godinho


Atletismo - Página Oficial do Clube Desportivo Asas do Milénium/O Praticante Circuito espectacular

Diminuiu inscrição, duplicou participantes!

O 12º Corta Mato do Ervedal foi a abertura da época desportiva da Associação de Atletismo do Distrito de Portalegre. Com um circuito de 1000m traçado numa das margens da albufeira da Barragem do Maranhão, a competição integrou provas para todos os escalões etários desde os Benjamins aos Veteranos. Em relação ao circuito em si, foi espectacular! Com alguns altos e baixos, e vários obstáculos naturais tornou-se num traçado, apesar de repetitivo, nada monótono. O CD Asas Milénium / O Praticante fez-se representar por Cátia Serôdio 5ª e Pedro Marques 6º, ambos seniores.

Integrada nos 4os Jogos do Direito, disputou-se a 3ª edição da Corrida dos Advogados no Parque Florestal do Monsanto. Esta edição mudou de local para a Estrada de Montes Claros e uma distância de cerca de 7.500 metros, dos quais 3.000 em mata, o que foi uma óptima mudança pois assim aproveita-se o que o Parque tem à disposição. Num ano em que a maioria das organizações agravou o preço das inscrições, esta diminuiu, e aumentou o número de participantes no dobro. Algo a meditar.

Hélder Grosso dos Leões de Porto Salvo Vencedor Masculino

O CD Asas Milénium / O Praticante fez-se representar por Augusto Semedo 7º Vet III, António Marques 17º Vet V, e Miguel Lopes 23º Sénior, numa prova que teve como vencedores Hélder Grosso dos Leões de Porto Salvo e a benfiquista Lucília Soares. Fonte: http://www.joaolima.net Prova marcada pela péssima organização Teve lugar a V Milha Urbana da Quinta do Conde, numa organização do Centro Comunitário da Quinta do Conde e com o apoio da Junta de Freguesia da Quinta do Conde. Com a entrega de dorsais a realizar-se no dia anterior à prova numa superfície comercial da zona, parecia que estaríamos a presenciar um grande evento… Puro engano! Na verdade, podemos mesmo classificar a organização desta corrida como uma das piores às quais assistimos desde que cobrimos as mais diversas corridas para O Praticante. Grande atrapalhação na entrega dos dorsais, na separação dos escalões, nas classificações, no local de parti-

Publicidade

11 de Março de 2012

om neste dia? desporto.c e Vais faltar ste evento ? u g lo .b ticante er e Vais perd ttp://opra h m e o ã ç ma Mais infor

Organização

Apoio: AMMA | Movimento Associativo do Concelho do Seixal | Comércio Local | Correr por prazer | A Minha Corrida | João Lima

Janeiro 2012

30

O Praticante


Página Oficial do Clube Desportivo Asas do Milénium / O Praticante - Atletismo Carlos Pereira venceu

da… De bradar aos céus!... Cátia Serôdio (CD Asas Milénium / O Praticante) e Nélson Taia (AA Seixal) foram os grandes vencedores, tendo Pedro Marques do CD Asas Milénium / O Praticante sido terceiro. A prova contou também com uma corrida em marcha atlética, vencida por Nuno Santos, do Belenenses. Dos restantes atletas do CD Asas Milénium / O Praticante não foi possível saber as suas classificações, pois só foram publicados os dez primeiros atletas de cada escalão. Fonte: Timóteo Seia

Florestal de Monsanto. Com partida na Alameda Kiel do Amaral, encontrámos ao km 5 a descida para o Estádio Pina Manique e ao km 7 a subida para a Rotunda dos Montes Claros, para no final descermos para a Ajuda, onde nos esperava a t-shirt, a medalha e um magusto de castanhas e água-pé, como é tradicional na época do São Martinho, para retemperar energias. Prova muito agradável, ou não fosse ela em Monsanto. O CD Asas Milénium / O Praticante fez-se representar por nove atletas, dos quais se destaca Carlos Pereira Vet V, vencedor do seu escalão, colectivamente um 7º lugar, entre 41 equipas Fonte: Timóteo Seia Voltas e voltas… e confusão

Neste domingo a prometer que ia chover mas não choveu, o CD Asas Milénium / O Praticante foi à 1ª Corrida da Ajuda, corrida de estrada em Monsanto que terminou junto à Igreja da Memória, na Ajuda. Prova quase toda ela nas estradas do pulmão da capital, o belo Parque

Publicidade

O Praticante

31

Janeiro 2012

O caos na atribuição das classificações foi a nota dominante no Dia do Meio Fundo, disputado na Pista Municipal de Atletismo Carla Sacramento, no Seixal, constituindo-se como a segunda prova pontuável para o Troféu de Atletismo do Seixal de 2011/12 e marcada por condições climatéricas instáveis. Nas provas destinadas aos jovens, com distâncias mais curtas, tudo correu


Atletismo - Página Oficial do Clube Desportivo Asas do Milénium/O Praticante

dentro da normalidade. Porém, a partir das provas dos veteranos, com 3000 metros, tudo aconteceu: atletas com voltas a mais, com voltas a menos, repetidos na classificação, fora dela… Lamentável a actuação dos juízes da Associação de Atletismo de Setúbal, que mesmo com muita experiência acumulada, tinham a obrigação de fazer melhor, ainda que tenhamos em conta que o seu trabalho estava bastante dificultado pelo facto de chegarem a estar mais de 30 atletas em simultâneo na pista e com ritmos de corrida totalmente distintos. O vencedor da prova principal foi Carlos Alpoim (CP RTP) e a vencedora feminina foi Cátia Serôdio (CD Asas Milénium / O Praticante). Publicidade

Por equipas, vitória para o CCR Alto do Moinho. O CD Asas Milénium / O Praticante alinhou com 31 atletas, terminando no quarto lugar colectivo. Cinco dos seus atletas conseguiram lugares de pódio: além da já referida Cátia Serôdio, Lurdes Henriques foi a 2.ª veterana II, Valentim Henriques foi o segundo veterano I, Paulo Lopes o terceiro veterano I e Carlos Pereira foi o quinto veterano V. Fonte: Timóteo Seia no XXIX Grande Prémio do GD Cavadas Asas supera de novo o seu máximo 53 atletas do Asas Milénium / O Praticante “povoaram” a 5ª prova do Troféu de Atletismo do Seixal 2011/12 Como é tradição, disputou-se na manhã do feriado, debaixo de nevoeiro e com uma temperatura bastante baixa. A organização esteve a cargo do clube que dá o nome da prova, com o apoio da Câmara Municipal do Seixal. Os 293 atletas presentes tinham a percorrer aproximadamente 10 quilómetros, com todos os escalões (de juniores para cima) a competirem em

Newfix

Equipamentos de Fixação e Ferramentas, Lda.

Rua Eduardo Soares Figueiredo, Lt. 28, Lj. Esq. Cruz de Pau | 2845-108 AMORA Tel.: 212 219 197 | 961 327 673 | 918 453 801 Fax: 212 219 164 | Newfix.lda@gmail.com

Janeiro 2012

32

O Praticante

simultâneo. Jorge Miranda, do CUA Benaventense, venceu com 32’13”, superiorizando-se a Alexandre Canal (CCRA Moinho) com 32’38” e Filipe Januário (CCDTA Almada), que terminou a 28 segundos do vencedor. Menos equilíbrio na vertente feminina, com a vitória folgada de Celina Rodrigues, do CRD Arrudense com 38’04”, derrotando Chantal Xhervelle, em representação do CDRA Unidas por 19 segundos e Luísa Monteiro, colega de equipa da vencedora, fechou o pódio a mais de dois minutos da vencedora. Por equipas a equipa vencedora foi mais uma vez o CCRA Moinho, seguido


Página Oficial do Clube Desportivo Asas do Milénium / O Praticante - Atletismo do CD Asas Milénium / O Praticante e do CRD Arrudense. O Asas Milénium / O Praticante alinhou com 53 atletas, superando o anterior máximo estabelecido no dia 30 de Outubro no Grande Prémio do CR Cruz de Pau (página 17 da edição 44 de O Praticante), destacando-se os pódios de Ricardo Mestre (1.º veterano I), Carlos Pereira (2.º veterano V) e Cátia Serôdio (3.ª sénior), felicitando-se todos os atletas pela sua prestação, para a concretização do objectivo de se conseguir a melhor classificação possível no TAS. Em relação à organização, tudo correu sem falhas e o GD Cavadas está de parabéns. Fonte: Timóteo Seia Foto: Miguel Silva Experiência Única Decorreu a 1º São Silvestre de Santa Cita, no concelho de Tomar. Prova de convívio que juntou cerca de meia centena de atletas. Pelas 19h, deu-se início a uma experiencia única para quem está acostumado a participar em provas de estrada e durante o dia. Juntar o factor de surpre-

sa da noite (onde se torna difícil decifrar os locais de lama, charcos e subidas), com o factor frio (3ºC), fez com fosse uma prova bastante desafiante para se ter uma pequena noção do que podemos encontrar numa prova de trilhos. Por último agradecer à organização da prova pelo banho morno e pelo jantar óptimo que proporcionaram a todos os participantes. Fonte: Leonel Rodrigues

lotão a senti-los com uma excelente organização virada para si. Ricardo Dias do Maratona bisou a vitória, cortando a meta destacado em 31.23, menos 1.09 que Ricardo Paixão (Estreito) e 1.18 de Carlos Santos (Benfica) Maria José Areias (Gira Sol) triunfou em 39.12, com Catarina Ferreira (Joaninhas Leião) a apenas 4 segundos. Patrícia Serafim (Praças Armada) foi 3ª a 37 segundos. O CD Asas Milénium / O Praticante, fez-se representar por 13 atletas, dos quais se destaca Cármen Pires 8ª Sénior Fonte: http://www.joaolima.net/Atletismo.htm Foto Mafalda Lima

Excelente organização A 23ª edição da São Silvestre dos Olivais pulverizou o anterior record de 1.117 atletas classificados em 2008 para 1.484, paradoxalmente num ano que reduziu o orçamento. Porém, cortes, não foi o atleta de pe-

Publicidade

Café Restaurante

O Trevo Frente aos B. V. do Seixal

Todo o tipo de grelhados Peixe fresco todos os dias Rua Santa Teresinha, 21-A | 2840-399 SEIXAL

Tel.: 210 863 480

O Praticante

33

Janeiro 2012


Atletismo - Página Oficial do Clube Desportivo Asas do Milénium/O Praticante C.D. Asas Milénium

Odete Gonçalves homenageada Asas voltam a confraternizar após interregno de dois anos, aproveitando para homenagear a ex-presidente da Junta de Freguesia de Amora

O

almoço de Natal decorreu na Quinta Moinho da Praia, no Samouco, onde marcaram presença os atletas e respectivas famílias, os dirigentes do clube, bem como Joaquim Santos, Vereador do Desporto da Câmara Municipal do Seixal, Manuel Araújo, presidente e Odete Gonçalves ex-presidente da Junta de Freguesia de Amora. O Clube Desportivo Asas Milénium, a caminho dos onze anos de existência e dez anos e meio de actividade, e numa altura de franco crescimento do número de atletas que o representam, bem como os resultados prestigiantes obtidos pela equipa em todas as frentes, fazem deles um exemplo de trabalho sem infra-estruturas, mais concretamente sem Sede, ou local para ela. No entanto a resposta continua a ser dada, o trabalho é desenvolvido, os resultados têm aparecido, e os patrocinadores em maior ou menor número têm apoiado. E foi nesse sentido que David Silva, falou aos atletas presentes, incentivando-os a mostrarem o porquê de serem “ASAS e só terem como limite o Céu”, a cativarem mais atletas para o Clube, a marcarem mais presença em todas as provas em que o Clube se faz representar, e isso têm-se visto (a média este ano têm sido entre os 40 e os 60 atletas, na maioria das provas), bem como uma palavra de agradecimento ao principal patrocinador do Clube, a empresa “O Praticante”, e às entidades oficiais, que apesar das dificuldades porque passam não têm deixado de apoiar o Clube a concretizar os objectivos que todos os anos traça.

O Vereador Joaquim Santos, salientou nas suas declarações, quanto têm sido apreciado o trabalho desenvolvido pelo Clube, ao longo destes anos, no campo das várias participações, que os seus atletas têm tido em território nacional e internacional, também no aspecto organizativo o Clube têm traduzido em êxitos, todos os seus eventos, que é um exemplo para o concelho, a forma como trabalha e angaria apoios para o desenvolvimento e concretização dos seus objectivos. O Presidente Manuel Araújo, manifestou o seu apreço pelo Clube se inserir na Freguesia de Amora, felicitando todos os intervenientes presentes e ausentes pelo trabalho que vêm desenvolvendo, desejando que possam dispor de uma sede, e assim continuar a melhorar o trabalho que prestam à comunidade. No decorrer do almoço, de grande convívio, brincadeira entre os presentes, que serviu também para se conhecerem melhor, foi homenageada a ex-presidenJaneiro 2012

34

O Praticante

te da JF Amora Odete Gonçalves, pelos serviços que prestou à comunidade no desempenho do seu cargo e em especial ao desporto e ao Clube.

Joaquim Santos - Vereador da Camara Municipal do Seixal


Página Oficial do Clube Desportivo Asas do Milénium / O Praticante - Atletismo

Timóteo Seia foi o encarregue de entregar a homenagem ao Presidente David Silva Nas suas declarações de agradecimento, frisou quanto foi um orgulho privar com os dirigentes do Clube, e vê-lo crescer nestes anos todos, que demonstraram sempre desde o inicio, uma grande força de vontade, e nunca se negaram a sacrifícios na busca de soluções para concretizarem os seus objectivos, motivo pelo qual, não +e surpresa para ninguém os resultados desportivos que vêm alcançando, terminando com o desejo que o Clube, disponha de Sede e possa aumentar todo o trabalho que desenvolve. E a terminar o almoço, Augusto Semedo, um dos mais recentes atletas do Clube, mediou a ideia de homenagearem o presidente do Clube David Silva, tendo tido imediata recepção de todos

os restantes atletas, uma homenagem surpresa, que levou lágrimas aos olhos do homenageado. David Silva, foi totalmente surpreendido pela atitude dos atletas, e foi com voz embargada, que agradeceu, mencionando ter sido a primeira homenagem que recebeu em 27 anos de dedicação ao desporto, que não trabalhou, nem trabalha à espera das homenagens, mas todos gostamos de ver o nosso trabalho reconhecido. Assim terminou o convívio, com a promessa, de que não existam mais interregnos, nos próximos anos.

Paulo Lopes encarregue de apresentar todos os atletas presentes

Manuel Araujo - Presidente da Junta de Freguesia de Amora

Fonte: Henrique Dias Fotos: José Carlos Pinto

O Praticante

35

Janeiro 2012


AXtrail

AXtrail®series 2012 es O calendário de 2012 do circuito AXtrail®series conta com 3 séries de puro trail running e fantásticos trilhos das Aldeias do Xisto.

E

m 2012 o AXtrail®series soma a sua 5ª edição e novidades não vão faltar... percursos incríveis, paisagens típicas, a organização de um Trail Running Camp, e o primeiro Ultra Trail das Aldeias do Xisto. No domínio das caminhadas teremos novos percursos e o tão apreciado acompanhamento e interpretação dos nossos guias. A primeira prova está agendada para dia 4 de Março e fará a ligação de Foz de Alge à Ferraria de São João. O traçado, já conhecido e tão elogiado pelos atletas, apresenta um total de 32 km de distância e cerca de 1400 m de desnível acumulado. A paisagem é simplesmente deslumbrante, fortemente marcada pelo verde da vegetação ripícola que acompanha as margens da Ribeira de Alge e as já habituais Aldeias do Xisto de Casal de São Simão e Ferraria de São João. Na #02 série, o AXtrail volta ao Município de Alvaiázere, para mais uma incursão nesta fantástica serra. A prova será realizada ao entardecer, e o percurso de 25 a 30 km de distância e aproximadamente 1200 m de desnível, fará a ligação da vila à serra de Alvaiázere, por caminhos rurais e trilhos técnicos, nos quais as plantas aromáticas da serra, as vistas panorâmicas e o pôr-do-sol farão certamente as delícias de atletas e caminheiros. A prova terá lugar no dia 2 de Junho. A 10 de Novembro, o AXtrail®series traz pela primeira vez um Ultra Trail às Aldeias do Xisto. A prova que encerrará o circuito promete 75 km de puro trail, com desníveis generosos, single tracks espectaculares, e aquelas paisagens a que a Serra da Lousã e as Aldeias do Xisto já o habituaram. Para os adeptos de distâncias inferiores, decorrerá em simultâneo o Trail da Lousã. O percurso com cerca de 30 km

Janeiro 2012

de distância é igualmente interessante e desafiador, garantindo a passagem por várias Aldeias do Xisto e percorrendo trilhos de grande tecnicidade e beleza! Se gostou do K42 Portugal, não vai mesmo querer perder um destes desafios!

Trail Running Camp Este ano o AXtrail®series lança uma nova proposta aos amantes do trail running. São dois dias exclusivamente dedicados à modalidade, com a presença garantida de alguns dos melhores atletas nacionais e internacionais. O objectivo é o de proporcionar aos presentes workshops técnicos de trail running, de promover a troca de experiências e o convívio entre atletas. Serão abordadas áreas como a técnica (subida, descida, terrenos acidentados, lama...), planos de treino, alimentação, lesões... Haverá espaço para exposições, debates e treinos, tudo para um fim-de-semana único, numa envolvente fantástica e com muito potencial para o trail running. As inscrições serão limitadas.

Caminho do Xisto À semelhança das edições anteriores também este ano levaremos a cabo mais um conjunto de Caminhos do Xisto. Em simultâneo com cada prova decorrerá um percurso pedestre guiado na envolvente da Aldeia do Xisto onde decorre a prova. Este percurso disponibiliza aos familiares e amigos dos atletas a oportunidade de conhecer a Aldeia em causa, suas tradições, riqueza patrimonial, curiosidades e até os recantos mais escondidos. Aproveite, traga a sua família e passe um fim-de-semana em pleno nas Aldeias do Xisto. Não faltará animação e locais fantásticos para descobrir. 36

O Praticante


AXtrail

stá de volta

O AXtrail®series é um circuito de trail running que se desenvolve no território das Aldeias do Xisto. Este circuito é uma organização da Go Outdoor, com o apoio da Rede das Aldeias das Aldeias do Xisto, das marcas Salomon e Suunto e dos Municípios de Figueiró dos Vinhos, Penela, Alvaiázere, Arganil, Pampilhosa da Serra e Lousã. Publicidade

Informações: Go Outdoor Tel: (+351) 239 561 392 Fernando Pinto, Tlm: (+351) 916 292 279 Web: www.axtrail.com Inscrições: www.axtrail.com/inscricoes/ E-mail: axtrail@go-outdoor.pt O Praticante

37

Janeiro 2012


Noticias Os verdadeiros valores desportivos

sas de sapato de cristal quando tens as galochas com o “Royal Warrant”, o selo de qualidade da casa real britânica. Equipada com umas Hunter, o teu relacionamento ultrapassará qualquer tempestade. No Dia dos Namorados

Paulo Édson Cunha www.pauloedsonc.blogspot.com

Perspectiva

Não desistir Depois de começar, ou recomeçar, muito a custo a prática de exercício físico, Joel sentiu na pele, ou melhor, nos ossos, o quão penoso foi esse recomeço. Foram anos de inércia, que o corpo preguiçosamente reivindicava, qual motor entorpecido pela paragem de anos e anos, apesar de potencialmente potente. Pior, muito pior, ao esforço do recomeço, penoso como qualquer recomeço, seguiu-se a recaída pela época natalícia, repleta de doces e docinhos, bolos-rei e rabanadas, filhós e troncos de natal, a que se juntou o cabrito e o bacalhau, o perú e o borrego de horas intermináveis à mesa, o que não facilitou a vida ao nosso inefável Joel. Foi assim, com a barriga cheia e deveras avantajada e com os ossos intermitentementes doridos que encarou o ano novo, mas com vontade indominável de fazer mais e melhor. Responder ao seu desafio, ao desafio que lançou à sua própria vontade, era bem maior do que a dificuldade de locomoção. A mente é um órgão maravilhoso, que tolhe movimentos, mas move montanhas e para Joel a sua vitória estava simplesmente em não desistir, pois desistindo o recomeço tornar-se-ia uma meta inatingível. Foi assim, num dia de chuva e frio, que Joel caminhou rumo à sua meta, longíncua, tortuosa, porém visível no seu horizonte, um horizonte feito de vontade e determinação. Um bom ano para todos.

A nova campanha “Made of Sport” foi criada pela 180 Amsterdam e comemora a verdadeira jornada do atleta até à vitória pessoal. O anúncio da ASICS celebra as madrugas e as longas noites que o compromisso exige e homenageia os atletas que respeitam o outro e prezam os desafios, as exigências, a paixão e a dedicação que os faz correr em busca de um reconhecimento mais nobre do que a fama e a riqueza. www.asics.pt Realiza o conto de fadas

Manter uma relação dá trabalho, algo que não assusta a CAT. Era bom que fosse tão fácil encontrar no amor os atributos que encontramos numa relação com a CAT. Qualidade, durabilidade a toda a prova e uma sensação de conforto e confiança que fazem da CAT o presente ideal neste Dia dos Namorados. Amor ao ar livre A melhor aventura é aquela que é partilhada. Explora o ar livre com a tua cara-metade e, neste Dia dos Namorados,

Se desde pequena sonhas com o conto de fadas e com um casamento digno da realeza, Hunter é o presente que tens que pedir no Dia dos Namorados. Não preciPublicidade

Janeiro 2012

38

O Praticante


Noticias oferece-lhe as novidades da nova colecção MERRELL à prova de água. Aventura-te no amor com Merrell.

Spine Concept by Fi’zi:k

Para corações saudáveis

Celebre o Dia dos Namorados com um clássico pic-nic a dois e ofereça a autenticidade de uns Sperry Top-sider, os sapatos de vela originais. Para o dia de São Valentim, a marca desportiva ASICS sugere o modelo GEL-NIMBUS 13 . Para ela e para ele é o melhor modelo na categoria de amortecimento. Com um excepcional conforto e estabilidade para os corredores, é concebido para homens e mulheres que praticam mais de uma hora em treinos e competições, em estrada e caminhos estáveis. Aproveite o dia dos namorados para encontrar o equilíbrio entre corpo e a alma. Corra para um manter o coração saudável! www.asics.pt Mantenha-se original Não caia na rotina e mantenha-se original.

New PiMag Sendo fácil de transportar esta garrafa serve para qualquer desporto, ela difere de tudo o resto, porque inclui tecnologia Nikken “PiMag”, incluindo um microfiltro patentado que atende e excede as especificações de qualidade da água internacionalmente reconhecidas. A garrafa de Bottle Desporto PiMag quando termine a sua vida útil é totalmente reciclável e biodegradável.

Uma abordagem revolucionária na escolha personalizada do selim. O Spine Concept compreende que os ciclistas têm diferentes graus de flexibilidade. A flexibilidade humana afecta directamente o comportamento em cima da bicicleta, especialmente quando se assume uma posição de alta performance. http://jasma.pt/ BROOKS … Sente a Corrida A AQUABASICS – Comércio de Equipamentos Desportivos, Unipessoal Lda, é uma empresa inovadora que procura proporcionar aos seus clientes os melhores padrões de qualidade dos equipamentos e dos serviços prestados com o menor custo final. Representa para Portugal a Nova Linha de Running da BROOKS. www.brooksrunning.eu

Publicidade

ROUPARIA ANINHAS Tel.: 212 245 557 - 212 214 250 - Tlm.: 963 509 544 - 963 509 547

Av. Marcos Portugal, nº 7-A - Amora Entregas em 24 horas Costura Engomadoria Lavandaria Limpeza

a seco

Recolhas e entregas gratuitas ao domicílio em horários flexíveis O Praticante

39

Janeiro 2012


Btt Num dia cinzento, que prometia chuva, S. Pedro perdoou e proporcionou manhã agradável.

Canha um êxito R

ealizou-se pela Sétima vez, a Maratona de BTT Canha 2011, na Vila de Canha (Montijo), com cerca de quatro centenas de participantes, que saíram junto ao quartel dos Bombeiros desta vila, para percorrer os trilhos, no meio de pinhais e eucaliptais, muito

bem marcados, para que ninguém se perdesse. Duas distãncias, uma denominada de meia maratona com 40Km e outra a maratona para os mais duros com 70Km. O dia estava lindo, ajudando assim atletas e organização, permitindo um

bom andamento, pois a prova no global é rolante apesar de alguma areia e de umas poças de água que são óptimas, BTT é assim com contrariedades, e são essas que levam os bêtêtistas a gostarem da modalidade. Houve dois abastecimentos para a

Publicidade

EXTERNATO HELGUINHA, LDA

Creche – Jardim de Infância – ATL

Deixe o seu fi lho crescer num ambiente tranquilo. Onde o Amor e o Carinho proporcionam um crescimento saudável • Seis salas para crianças com idades dos três meses aos seis anos (duas com jardim de infância / três creche com berçário / uma com ATL partir dos seis até aos dez anos) • Actividades (natação, ginástica, passeios, artes marciais e outras) • Alimentação confeccionada no estabelecimento no s Transporte próprio para toda a área do concelho do Seixal A • Ambiente familiar, convívio e confraternização entre funcionários do erta o e encarregados de educação o T Ab Rua Rodrigo Sá Nogueira, nº 31 - Foros de Amora - 2845-322 AMORA Tel.: 212 243 484 - Fax: 212 251 966 - Tlm: 915 233 422 - 919 138 648 Janeiro 2012

40

O Praticante

t er ções b A cri s In


Btt

prova pequena e cinco para a grande com fartura de água, fruta e bebida energetica, para dar mais um pouco de força. Nos cruzamentos para segurança dos atletas além das forças policiais estavam tambem voluntários que com

palavras de apoio e incentivo também davam mais uma forçita. Todos os que chegaram ao fim mostravam satisfação por terem participado. Otimas condições para lavagem das bicicletas não sendo necessário muito

tempo de espera. Boas condições também para o banho retemperador que tanta falta faz. Quem foi ao almoço ainda mais satisfeito ficou, pois foi presenteado com umas fatias de porco no espeto e um ou mais pães quentinhos com chouriço, regados com um vinho da região, muito bom, bebido moderadamente por quem gosta. A organização está de parabéns e deve continuar embora se reconheça mais dificuldades para os próximos anos devido á situação politica ou económica que atravessamos. Uma palavra de agradecimento aos Bombeiros Voluntários de Canha que estiveram sempre presentes para dar apoio a quem precisou. Uma prova que se recomenda para quem gosta do BTT e do convívio. Por ultimo referir que o C. D. Asas Milénium / O Praticante, este presente através de David Silva e Hélder Henriques, com uma prestação agradável. Fonte: Hélder Henriques Fotos: Henrique Dias / 5 Star Fotos

Publicidade

A sUA LojA no seixAL Usados para venda Rua Alves Redol, nº 9 | Loja 7 Casal do Marco | 2840-173 Seixal Tlm. 917 654 419 | bykemania@sapo.pt O Praticante

41

Janeiro 2012


Btt Clube de BTT de Azeitão

6º Passeio de São Martinho

Foi organizado pelo Clube de BTT de Azeitão, pelo 6º ano consecutivo o já famoso Passeio BTT de São Martinho.

O

s ciclistas tiveram à sua disposição dois percursos, um de 20 Km com dificuldade média e outro de 40 Km com uma dificuldade média alta, que percorreram os fantásticos trilhos do Parque Natural da Serra da Arrábida. Estava um dia espantoso e como manda a tradição, um verdadeiro Verão de São Martinho, mas a chuva, que havia caido nos dias anteriores, tornou

os caminhos muito mais interessantes, o que juntamente com o ambiente e espirito de camaradagem que se verificou entre todos os praticantes, foi a fórmula mágica para um dia bem passado a praticar o desporto de nossa eleição. A meio do passeio, fomos presenteados com o tradicional mangusto, onde não faltaram as castanhas assadas, a boa água pé (muito boa !!!) e o porco preto assado na brasa, fora as loiras e outros tantos petiscos. Dificil foi voltar a arrancar, mas não havia nada a fazer, tinhamos que terminar o passeio e ainda havia umas subidas de respeito para serem superadas. Felizmente tinhamos o incentivo de saber que o almoço já estava a ser preparado e como já é tradicional, porco no espeto para todos, temperado com boa disposição. Parabéns e obrigado ao Clube de BTT de Azeitão, por nos propocionar este formidavel passeio na Serra Mãe. Texto: Nuno Lucas “Xutos”

Janeiro 2012

42

O Praticante

Como reza a lenda, Martinho, era um valente soldado Romano, que num dia tempestuoso é abordado por um mendigo, que cheio de frio lhe pede esmola. Sem hesitar, Martinho, pegou na espada e cortou ao meio a sua capa, deu metada ao pobre e preparou-se para seguir caminho. De repente o mau tempo desapareceu, o céu ficou limpido e o sol inundou a terra, foi como uma recompensa de Deus. É o chamado Verão de São Martinho.


Publicidade

Preencha a candidatura online e venha fazer parte da nossa equipa Praceta José Maria Veloso, loja 2, A/B | Paivas | 2845-353 Amora | 212 268 790 | husete@husete.pt | www.husete.pt

Somos uma Empresa de Trabalho Temporário vocacionada para a área da Metalomecânica. Acreditamos na Potencialidade dos nossos profissionais garantindo aos nossos clientes a Maior Satisfação. Junte-se a nós! O Praticante

43

Janeiro 2012


Btt 2º BTT “Rota dos Moinhos”

Sucesso Total

Uma prova organizada pela secção de Desporto do Centro Cultural Desportivo e Recreativo de Matas e Cipreste.

D

ecorreu num excelente dia para a prática da modalidade, a 2ª edição do BTT “Rota dos Moinhos” nas localidades de Matas do Louriçal e Cipreste. Foi uma manhã de BTT que contemplou um passeio com aproximadamente 20 Km para aqueles que quiseram desfrutar as paisagens de uma forma tranquila, e um RAID de 40 Km para os que fazem BTT de forma mais competitiva. O sucesso do evento deveu-se essencialmente ao número e qualidade dos atletas oriundos de todo o país. Estiveram presentes à partida 234 atletas, alguns dos melhores praticantes de BTT do país. O percurso primou com todos os “ingredientes” do BTT, bem marcado (referido por todos os participantes), excelen-

Janeiro 2012

tes reforços e almoço. Terminaram o RAID 156 atletas. A classificação final masculina não teve grande contestação, pois Nelson Sousa da equipa Team Bike Space/Ledechem dominou toda a prova do primeiro ao quadragésimo quilómetro gastando 1h 55min. Os irmãos Bruno e Hugo Matos, fizeram brilhantemente o 2º e 3º lugar gastando mais 6 min. que o vencedor. Na classificação feminina foi vencedora Olga Agostinho da equipa Agostinho - Esgota BTT Foram atribuídos ainda prémios à melhor equipa, equipa com mais inscritos e atleta mais velho. Fonte / Fotos : Organização

44

O Praticante


Btt MARATONA BTT DE CASTRO VERDE 2011

Êxito no regresso

Após 3 anos de interregno, os campos de Castro Verde voltaram a encher-se de cor.

O

s caminhos do Campo Branco abriram-se sem barreiras ao espírito do BTT. Percorrer estas paisagens milenares, vislumbrar um pequeno ponto branco no horizonte que, pouco a pouco se vai transformando em ermida, ou num monte caiado é descobrir cada pedaço destas terras. Hectares e hectares de Zona de Protecção Especial onde habitam várias espécies ameaçadas únicas no nosso país como a Abetarda, o Peneireiro-das-torres ou o Sisão que aos poucos se foram habituando ao Homem que vai passando a pedal. É este o outro lado da Maratona BTT de Castro Verde. Por um lado a protecção da natureza e do respeito pelos seus ocupantes. Por outro o compromisso que ninguém rejeitará O Praticante

nos trilhos os plásticos não-biodegradáveis dos géis, das barras energéticas ou as câmaras-de-ar esfrangalhadas. Promover a harmonia do BTT com o meio envolvente é a nossa prioridade. “Não se esqueçam de apreciar a paisagem.” Os 100 TRILHOS - BTT de Castro Verde organizaram este evento que contou com cerca de 260 participantes, que unanimemente elogiaram, tanto o acolhimento, que receberam, como os trilhos escolhidos para a prova. A organização eleva assim a fasquia para 2012 e espera engrossar a lista de inscritos, conseguindo ao mesmo tempo uma organização ao mais alto nível. Fonte / Fotos: Organização 45

Janeiro 2012


Btt Grupo Dinamizador do Desporto

“Os Kotas Bike Team” Associação Sem Fins Lucrativos fundada em 18 de Janeiro de 2001, está sediada em Vila Nova de Santo André.

Publicidade

Na simplicidade do Alentejo, o local ideal para umas férias ou um fimde-semana repousantes, num ambiente misto de campo e praia. O Hotel - 2 pisos, 28 quartos - tem à sua disposição o ambiente tranquilo que procura. Quase familiar, esta unidade, rodeada pelos pinheiros, oferece todas as infraestruturas necessárias ao seu máximo conforto Hotel Rural Monte da Lezíria 7500-120 Vila Nova de Santo André | Portugal

Tel:+351 269 084 935 / 934 744 700 | Fax:+351 269 084 877

mail@montedaleziria.com | www.montedaleziria.com Janeiro 2012

46

O Praticante


Btt

1ª MARATONA ROTA CASQUEIRO - 2010

O

s Kotas, um grupo em crescimento e a aproximar-se da centena de Sócios e Amigos, além da organização de passeios tem por hábito representar a Associação nos eventos regionais, e noutros pontos ao longo do país, sobretudo nas modalidades do BTT e do Atletismo, desfrutando das belas paisagens nacionais e da simpatia das suas gentes, que procuram retribuir quando os visitam. Promovem com regularidade eventos de carácter desportivo, Caminhadas e passeios de BTT, vários deles com cariz solidário para apoiar instituições da região. A experiência acumulada levou-os a organizar dos primeiros passeios Nocturnos da região, tanto em Caminhadas como em BTT. Com o sucesso destes eventos e da organização do passeio de BTT pelo Aniversário da sua Cidade, ficaram motivados para que em Fevereiro de 2010 avançassem com a 1ª Maratona de BTT “Na Rota do Casqueiro”. O casqueiro é o pão de trigo típico da região, e foi esta a imagem que

2º MARATONA ROTA CASQUEIRO - 2011 definiram para promover os valores do desporto e os produtos locais (na sua Maratona não têm oferecido t-shirts, mas todos os participantes recebem de recordação um casqueiro, cozido em forno de lenha, e uma linguiça da região – até agora ninguém se queixou ;) Com cerca de 370 participantes no primeiro evento, conseguiram reunir mais de 500 na segunda edição em 2011. Continuam a apostar na qualidade para a terceira edição, daí a limitação às inscrições. A 3ª Maratona “Na Rota do Casqueiro” vai decorrer no dia 26 de Fevereiro de 2012 – informações em www.kotasbiketeam.org . No relatório de actividades da época desportiva de 2010-2011 ficou o registo da participação d’Os Kotas em 65 eventos desportivos, assinalando 407 presenças de atletas, por seu turno, organizaram 11 eventos (2 de solidariedade), movimentando 1145 atletas. A associação aproveitou para agradecer à nossa empresa “O Praticante” por ser um dos parceiros de divulgação desde a primeira edição da Maratona,

Kota Leonel na Maratona Alte Algarve por todo o trabalho desenvolvido com fotos, vídeos e reportagens, anteriores e posteriores aos seus eventos, que muito lhes têm agradado. Fonte: Luis Raposo Fotos: Os Kotas Bike Team

Publicidade

Avenida Manuel da Fonseca, nº13 7500-200 VILA NOVA DE SANTO ANDRÉ O Praticante

47

Janeiro 2012

Tel. 269 752 194 E-mail: fbikes@sapo.pt


Btt Albufeira da Barragem de Castelo de Bode recebe bêtetistas

V Troféu BTT – Souto Extreme Prova de 3H de resistência BTT volta a animar pequena localidade do norte do concelho de Abrantes

O

rganizado pela Associação Jovem Acção no Futuro (A.J.A.F.), teve lugar no Souto esta 5.ª edição XCO BTT 2011, cuja prova decorreu num circuito com extensão de 8,3km e 215 mt de acumulado de subida por volta. Os 62 atletas presentes foram divididos em 4 escalões, havendo a destacar um número razoável de participantes femininas, tendo sido distribuídos entre os respectivos vencedores 990,00€ em prémios monetários, além de 8 Troféus e ainda 12 prémios. Na opinião geral dos participantes, a Organização e o evento em geral estiveram irrepreensíveis, com uma boa e simpática recepção além dos demais

apoios aos atletas e instalações, num ambiente familiar, tendo sido apresentado um circuito muito interessante com média dificuldade física/técnica e excelentes paisagens a proporcionar uma boa manhã de desporto e convívio. Os três primeiros classificados à geral, tendo todos eles realizado um total de 9 voltas ao percurso, foram Nuno Vicente (C.S.R.D. Ota/CarbBoom/Extrusal) na 1.ª posição, Ismael Graça (S.C. Leiria e Marrazes) no 2.º posto e em 3.º lugar ficaria João Pereira (Jorbi Test Team) que simultaneamente realizou a volta mais rápida com o tempo de 14m28s. Texto: João Valério Foto: Organização (soutoextreme.com)

Publicidade

CENTRO COMERCIAL

E muito mais... Visite-nos!

Avenida 1º de Maio, 35 – A, Paivas , 2845-162 AMORA Telf.:

21 225 01 23 | Fax: 21 088 38 49 | E-mail: ccamora.adm@netvisao.pt Janeiro 2012

48

O Praticante


Btt

Centro Histórico de Fão com ruas cortadas ao trânsito para realização de evento de BTT

2.º BTT Urbano de São Martinho em Fão Numa Organização da Junta de Freguesia de Fão, esta prova teve a aprovação da Federação Portuguesa de Ciclismo

U

m evento de particularidades únicas, num formato original e com objectivos bem definidos, que levou até Fão algumas dezenas de atletas. O percurso da prova teve este ano 3.500 metros de extensão, sendo constituída por 2 mangas, cujos participantes partiram a solo em contra-relógio, valendo a volta mais rápida. A improvisada pista levou os participantes a rolar por diversos tipos de terreno, terra batida, asfalto e maioritariamente calçada pelas ruas do centro histórico de Fão, cujo trânsito esteve condicionado durante as 4 horas em que decorreu o evento. A zona pedonal junto às margens do Rio Cávado foi igualmente parte integrante do percurso, assim como as margens enlameadas de difícil progressão, cuja exigência técnica concorria com os ganchos da zona urbana. O evento, que se realizou após o almoço, também aqui original, permitiu aos participantes algumas voltas de reconhecimento ao percurso antes das partidas oficiais, captando desde logo o interesse de muitos populares para assistir à passagem dos atletas, com especial interesse e visibilidade na zona ribeirinha. A prova, bastante disputada, com 15 atletas a realizarem tempos no mesmo minuto do vencedor, foi ganha por Diogo Figueiredo (C.S.J.U. de Marinhas/Bike Seven) com o tempo de 07m09s, tendo ficado no 2.º posto Ruben Nunes (Propedal) que gastou mais 6 segundos e em 3.º classificou-se João Araújo (C.S.J.U. de Marinhas/ Bike Seven) tendo gasto 07m25s. De acordo com a opinião de alguns participantes, o formato do evento é engraçado e bem organizado, no entanto impunha-se um maior controlo à pista, de forma a evitar os diversos atravessamentos de peões que colocavam a própria integridade física e a dos atletas em risco. Texto: João Valério Fotos: Organização (jf-fao.pt) O Praticante

49

Janeiro 2012


Btt BTT na aldeia do Pego, localidade do concelho de Abrantes

4.º Raid BTT “Aldeia das Casas Baixas” O Clube Aventura e Motorizado do Pego (CAMP), voltou a resgatar a organização de mais um evento BTT numa aldeia aonde o que não faltam são trilhos bonitos.

O

CAMP é uma híper activa associação local, já com créditos firmados na organização de eventos em diversas áreas da competição motorizadas, como sejam a perícia, ralis, provas TT e outras, mas já tem igualmente um bom currículo no que diz respeito ao BTT. A prova disso ficou demonstrada na organização do seu 4.º Raid BTT “Aldeia das Casas Baixas”, que apesar da magra lista de participantes, cerca de 50 betêtistas, que se dividiram por 3 distâncias: 50km, 20km e passeio guiado de 7km, não deixou os seus créditos por mãos alheias. O título “Aldeia das Casas Baixas”, como é conhecida esta localidade do Pego, também famosa pelas quartas-feiras da matança do porco e pelo seu rancho folclórico, foi mais uma vez demonstrado pelo CAMP que também possui muitos trilhos com paisagens

bem bonitas para a prática do BTT e desta vez os percursos estiveram bem mais interessantes. Apesar de se haver realizado em Novembro, o S. Pedro resolveu dar uma ajudinha e o sol brilhou em todo o seu esplendor, animando a manhã do evento. No final, difícil foi alguém não levar uma lembrança para casa, tal era a lista de prémios a sorteio, enquanto os participantes iam saboreando a sua refeição no Restaurante Bertolina, um dos restaurantes típicos da aldeia escolhido

para a realização do almoço, que foi por todos bastante apreciado. Resta-nos divulgar as classificações da distância maior, os 50km, onde a vitória coube a Miguel Serra (BTT Cabeço das Águias) com 02h11m15s, seguido de perto pelo Paulo Cruz (individual) que fez 02h12m47s e em terceiro chegaria o Paulo Martins (Team Abranlógica) com o tempo de 02h12m48s. Texto: João Valério Fotos: ABTFoto.com

Publicidade

Palmela

PINTURAS E IMPERMEABILIZAÇÕES

EN 375 - KM 35,100 Volta da Pedra Tel.: 212 333 792 www.biciplus.com Janeiro 2012

50

O Praticante


Btt invasão de bêtetistas quadriplica a população da pequena aldeia de Beselga

7.ª Maratona BTT “Pelos Trilhos do Ceireiro” A Associação Beselguense tem conseguido com o seu trabalho, uma verdadeira proeza, ao continuar a reunir na sua maratona BTT anual diversas centenas de entusiastas desta modalidade.

N

um dia que se previra chuvoso mas que afinal não passou de ameaças meteorológicas, tal não abalou um pouco que fosse a extensa lista de participantes. Foram cerca de 700 os inscritos que tiveram à escolha 3 distâncias. A Maratona (72km), a Meia Maratona (50km) e a Mini Maratona (21km), sendo todas elas divididas entre escalões masculinos e femininos, e por sua vez por 7 escalões etários de classificação, em percursos por todos considerados bem marcados. A explicação para tal ajuntamento de, nalguns casos, famílias inteiras de diversas faixas etárias comparecerem nesta festa do BTT, é talvez pelo facto de existirem menos eventos no interior norte de Portugal e também pela simpatia e humildade destas gentes genuinamente hospitaleiras. A aldeia da Beselga, onde residem menos de duzentos habitantes, recebeu este ano cerca de mil visitantes, de alguma

forma relacionados com este evento, fosse para participar, acompanhar, ou simplesmente para assistir à grandiosa festa desportiva, como se de uma romaria se tratasse. De uma forma geral, notou-se o cuidado com que todo o evento foi organizado. Com as dificuldades logísticas e escassez de instalações adequadas decorrentes de uma povoação desta dimensão e localização, mas com esforço, trabalho e um pouco de compreensão dos participantes, tudo correu pelo melhor. O espaço destinado aos banhos, as piscinas de Penedono, localizadas a escassos quilómetros, tinha inclusivamente um autocarro disponibilizado pela Câmara para o transporte dos atletas. Destacamos ainda a forma excelente e competente como funcionou o Secretariado, o formato das partidas separadas por tempo conforme as distâncias e, acima de tudo, a qualidade dos trilhos escolhidos, envoltos numa paisagem de beleza tal que arrebata os sentidos de todos quantos ali se deslocam. Todo este espectáculo culminou num farto almoço, cujo espaço apesar de ser diminuto para tamanha quantidade de gente, promoveu o convívio e a partilha de experiências entre todos os convivas. Por melhor que hajamos tentado escolher as palavras, difícil seria a tarefa de conseguir transmitir-vos o ambiente vivido na Beselga. Para o atestar, nada como estarem presentes em 2012, mas aconselhamos a irem no dia anterior ou antes, pois as dificuldades em arranjar dormidas são complicadas e a zona merece mais do que um dia para a apreciarmos minimamente bem. Texto: João Valério (Zona 55) e José Gouveia (Lamego Bike) Fotos: www.daonelas.com, Samuka’s Blog (www.ruisamuel.com) Organização: http://associacaobeselguense.pt

O Praticante

51

Janeiro 2012


Btt Pequena povoação do concelho de Ourém acolhe mais um evento BTT

4.º Passeio BTT de Alburitel O

team local Alburibike meteu mais uma vez mãos à obra e O Praticante decidiu apoiar o projecto deste dinâmico grupo O dia amanheceu farrusco mas depressa se recompôs para os cerca de cem participantes que se deslocaram até Alburitel para este que foi o quarto passeio que teve à escolha duas distâncias: 30km e 50km, ambas razoavelmente bem marcadas. O local da partida esteve bem definido, ao lado de um café para o respectivo serviço e também de um parque de estacionamento adaptado para o efeito. Os participantes foram chegando a conta-contas e finalmente foi dada a partida um pouco atrasada, já com uma boa mancha de atletas, que após a pequena voltinha da praxe em asfalto, lá foram encaminhados para a terra batida. O percurso esteve um pouco perigoso, devido ao orvalho caído pela noite dentro, que dificultou ainda mais algumas zonas que por si só impunham cuidado, pela natural exigência técnica a contrastar com a grande beleza da paisagem, não estivéssemos nós ali mesmo junto à Serra de Aire. Elevamos o trabalho demonstrado pela Organização, que inclusivamente até possuíam uma zona de apoio mecânico a meio do percurso, que veio mesmo a calhar para alguns. A

festa culminou num delicioso almoço e desde logo prometemos voltar numa próxima oportunidade. Texto: João Valério e José Santos (Zona 55) Fotos: ABTFoto.com Organização: http://alburibike.blogspot.com

Para dar as boas vindas ao inverno e à época natalícia

Passeio de Natal BTT em Torres Novas A

loja da especialidade RHC Motos/Bikes, levou a efeito mais um passeio de Natal com o objectivo de juntar os seus clientes, atletas e equipas que apoia regularmente. Uma manhã fria, própria da época, que nem o sol conseguiu aquecer, tão-somente os equipamentos apropriados e as pedaladas decidas dos pouco mais de quarenta bêtetistas que compareceram para cumprir cerca de 30km de percurso único, guiados pelos colaboradores, mas ainda assim, houve a preocupação de colocar veículos e pessoas a auxiliar nas passagens e cruzamentos em vias rodoviárias mais movimentadas, dando a segurança necessária a todos. O passeio teve partida e chegada na loja RHC, na zona industrial de Torres Novas e decorreu por trilhos de terra na periferia daquela cidade, onde por vezes encontrámos bastante lama e poças de água, mas sem grandes dificuldades de progressão. A meio do passeio tivemos direito ao habitual abastecimento, onde não faltou o termo de café e bolos caseiros, tudo muito delicioso. Neste evento encontravam-se os amigos das voltinhas e eventos dominicais, além de diversos desportistas locais de reconhecido mérito, não somente bêtetistas mas também triatletas, pilotos de motocross, atletas e trialistas, que também gostam de dar uma perninha em BTT. Janeiro 2012

No final regressámos pelo centro da cidade sempre pedalando em pelotão e na zona de meta esperava-nos um autêntico banquete montado no interior das instalações da RHC, onde tivemos direito a banhos quentes e até a lavagem de bikes. Para a próxima edição lançamos a ideia de todos os participantes se apresentarem vestidos de pai natal. Texto: João Valério (Zona 55) Fotos: Carlos Lopes Organização: http://www.rhcmotosbikes.com 52

O Praticante


Btt

CALENDÁRIO NACIONAL DE EVENTOS BTT FEVEREIRO/MARÇO 2012 DATA

LOCALIDADE

EVENTO

ORGANIZAÇÃO

FEVEREIRO 2012 05

12

19

26

Pego - Mealhada

II Passeio Passeio BTT Encostas Serra do Buçaco

Ass. Rec. Cult. Amigos do Pego

Vieira do Minho

III Passeio BTT Feira do Fumeiro

Pedalarvieira Associação

Póvoa do Varzim

Raid das Masseiras

Bike Service

Pombal

II Maratona APJ

Associação Pombal Jovem

Rebordosa

1.º Passeio BTT Trilhos de Rebordosa

Rebordosa BTT Clube

Proença-a-Velha

IV BTT Rota do Azeite

ACIN – Assoc. Cicloturismo Idanha-a-Nova

Penacova

Rota da Lampreia

Município de Penacova

Vila Nova de Santo André

Na Rota do Casqueiro

Kotas Bike Team

Pego – Abrantes

5.º Raid BTT Aldeia das Casas Baixas

CAMP – Clube Aventura Motorizado Pego

Juncal – Porto de Mós

2.ª Resistência 3H BTT Juncal

Os Fincadas BTT Juncal

MARÇO 2012 03

04

Taipadas - Montijo

1.º Raid BTT Rota das Flores

Torres Vedras

9.º Passeio BTT Sobreiro Curvo

Arganil

5.ª Maratona de Arganil BTT

Oliveira do Hospital

1.º Passeio BTT À Descoberta do Lordelo (Evento Solidário) 6H Resistência BTT (Evento Solidário) 1.ª Maratona BTT Fonte dos Garfos 12.º BTTTrigo Os Gasparinhos 3.º Raid BTT Sobe e Desce Maratona Internacional BTT Trilhos do Lince Passeio BTT À Descoberta da Serra dos Candeeiros Pelos Trilhos da Maria da Fonte VIII Raid BTT Rota dos Pinheiros 1 Prova Troféu BTT Conc. Ourém 6.ª Maratona BTT Lazer

Cebolais de Cima

2.º BTT IFCC

Póvoa de Varzim Sardoal Barbacena Batalha

Póvoa 130 KM V Maratona BTT Sardoal 3H Resistência Barbaris BTT Team Maratona do Centro 2012

Lordelo 10

11

Nelas Gavião Monte Trigo São Martinho do Bispo Penamacor Benedita

17

Póvoa de Lanhoso Caxarias - Ourém

18

25

Assoc. Amigos do Campo e Aventura Malandros BTT Clube Arganil BTT Serra do Açor Kess&Arrefece Dão Nelas BTT BTT Clube Gavionense BTT Trigo – Os Gasparinhos Cães de Caça BTT Recantos de Lazer Benedita Sport Clube Natação/Escuteiros BTT Maria da Fonte BTT Clube Pinheiros Clube Seita BTT Lazer Ind. Fut. Clube Cebolense / Grau 5 Bike Service Grupo BTT Sardoal Barbaris BTT Team Airbike

Divulgação gratuita de eventos BTT em diversos meios. Enviar informação para: zona55biketeam@gmail.com e/ou opraticantenoticias@gmail.com O Praticante

53

Janeiro 2012


Cicloturismo

“Vendas Novas no seu melhor” Por vales e montes alentejanos, Grupo Recreativo Empregados do Comércio festeja 106 anos

F

oi para a estrada no passado dia 13 de Novembro o 15ª Passeio de Cicloturismo do Grupo Recreativo Empregados do Comercio de Vendas Novas, o penúltimo passeio do calendário oficial da Federação Portuguesa de Cicloturismo e Utilizadores de Bicicleta (FPCUB) de 2011, juntou 166 cicloturistas, divididos por 22 equipas e alguns individuais, para um trajecto de 70 quilómetros aproximadamente, a partida foi dada pelas 9,30 em Vendas

Novas junto ao pavilhão gimnodesportivo, com a caravana a passar por, Lavre, Foros de Valfigueira, Montemor-o-Novo e Silveiras, com a chega a ocorrer pelas 12,45, no mesmo local da partida, com uma paragem para abastecimento em Foros de Valfigueira. As paisagens e os montes alentejanos estiveram neste domingo como pano de fundo de mais um passeio de cicloturismo, num trajecto de baixa dificuldade, apenas ao km 20 na subida para o La-

Publicidade

CORREIA & MATEUS, LDA TINTAS - VERNIZES - ISOLAMENTOS - FERRAMENTAS

Sede / Loja 1 Av. 25 de Abril nº 136-A Casal do Marco 2840-010 Aldeia Paio Pires Tel/Fax: 212

216 798

Loja 2 Av. da Liberdade nº 122- A Vale de Milhaços 2855-385 Corroios Tel/Fax: 212

551 423

email:correiaemateus@gmail.com Janeiro 2012

54

O Praticante

vre as dificuldades foram maiores, e ao km 40 a subida para Montemor, onde às mesmas se juntou um vento forte que dificultou as pedaladas, mas onde os ciclistas conseguiram superar as mesmas. Numa manhã que acordou molhada, com fortes ventos e chuva ao longo da noite e no inicio da manhã, muitos dos inscritos não comparecessem, porem, os presentes animaram o passeio, que deu origem a alegria e cor na estrada, onde o sol veio mais tarde dar o ar da sua graça, numa manhã que acabou totalmente por ficar isenta de chuva. Após o arrumar das bicicletas e de tomar banho, foi tempo de almoço, e o tradicional não faltou, este passeio tem também uma componente interessante, não só as pedaladas que são excelentes, a maneira como todos são recebidos ser espectacular, existe ainda a vertente gastronómica, com o tradicional grão-de-bico com bacalhau, prato que faz a delicia de todos, e onde muitos confessam que é aquele momento, de que ano para ano os faz irem até Vendas Novas, onde também não faltou o convívio tarde dentro, seguido da entrega das tradicionais lembranças alusivas ao evento. Texto e fotos: José Morais


Cicloturismo

Época cicloturistica encerra com meio milhar Serra da Arrábida como pano de fundo, com o nevoeiro a estragar a paisagem Foi um passeio bem agradável, onde o nevoeiro foi mais tarde substituído pelo sol, com um trajecto de dificuldade baixa, este ano o vento esteve quase ausente, em especial no Caço Espichel local de abastecimento, o que proporcionou ainda melhor as pedaladas. O comentário final: Com o Encontro Nacional de Cicloturismo, chega assim ao fim, o longo calendário da FPCUB, este que foi um passeio que terminou a época em cheio, com uma moldura humana imensa, a qual alegrou as estradas por onde passou, num trajecto de dificuldade baixa, com o tempo a ajudar, por locais maravilhosos, pena algum nevoeiro, mas onde o sol veio mais tarde dar o seu ar de graça. No final, participantes e organização estão de parabéns, também o excelente trabalho feito pela BT da GNR mereceu os mesmos pela segurança dada à longa caravana. Texto e fotos: José Morais

C

om o dia a acordar cheio de nevoeiro, a Federação Portuguesa de Cicloturismo e Utilizadores de Bicicleta (FPCUB), encerrou no passado domingo 20 de Novembro na Quinta do Conde/Sesimbra, o seu calendário oficial, 497 cicloturistas estiveram presentes, no Encontro Nacional de Cicloturismo, evento que anualmente encerra o ano cicloturistico. Bem cedo a Quinta do Conde começou a receber os ciclistas, inscrições feitas, bicicletas preparadas, pelas 9,30 era dado inicio ao último passeio do calendário oficial de 2011, com um dia limpo de nuvens, a chuva deu tréguas este domingo, porem algum frio se fazia sentir, mas o nevoeiro era o mais presente, cerca de 50 quilómetros tinha o trajecto, com passagem da caravana por locais como, Marco do Grilo, Santana, Cabo Espichel, Aldeia do Meco, Alfarim e Lagoa, a partida e a chegada, na Quinta do Conde, junto à Junta de Freguesia local. Publicidade

CASA DE REPOUSO O SENHOR DO BONFIM Rua do M. F. A., Lote 102 Quinta do Bonfim Foros de Amora

Vários Serviços a Mesma Qualidade

2845-307 Amora Tel. / Fax: 212 258 794 Tlm.: 969 840 007

Contacte-nos

Rua Gervásio Lobato nº 13 2840-187 SEIXAL | Arrentela-Seixal Tel. / Fax: 212 241 616 | E-mail: itptecnica@sapo.pt

O Praticante

www.crdobonfim.com.sapo.pt E-mail: infoglad@sapo.pt 55

Janeiro 2012


Cicloturismo

Festival da Bicicleta Solidária “Uma tonelada” de géneros alimentícios foi o resultado final

S

er solidário, em especial na quadra natalícia, é sem dúvida algo muito bonito, mas com a actual crise que o país também atravessa, onde as necessidades de muitos são imensas, é sempre bom contribuir com um pouco, e foi com esse espírito de solidário, que a Federação Portuguesa de Cicloturismo e Utilizadores de Bicicleta (FPCUB) se despediu de 2011 com um grande evento realizado no passado domingo dia 18 de Dezembro, denominado de Festival da Bicicleta Solidária, evento que tinha como objectivo angariar géneros alimentícios, os quais foram entregues à Associação da Legião da Boa Vontade, para mais tarde serem distribuídos pelos mais necessitados. O evento contou com um Encontro de Bicicletas clássicas e antigas, um passeio de bicicleta pelas ruas de Lisboa, para todo o tipo de bicicletas, animação de rua com a Kumpania Algazarra, Alley Cat um evento de orientação percorrido pelas ruas de Lisboa no menor espaço de tempo, cicloficina, para ajudar em pequenas reparações, tudo isto fazia parte do Festival da Bicicleta Solidária. O Terreiro do Paço em Lisboa, foi o local de encontro, numa manhã que acordou com sol, mas muito fria, apenas com 8 graus, não desmotivou os participantes, e bem cedo começaram a chegar ao local trazendo os seus donativos, uns ficaram para participar no passeio, outros seguiam, já que o trajecto é muito pequeno com apenas cerca de 7 quilómetros. Com a chegada Kumpania Algazarra,

a mesma animou os presentes com boa música, pelas 11 horas era dado o inicio ao passeio, bicicletas clássicas e antigas na frente marcaram o andamento, o longo pelotão com cerca de 1000 participantes dirigiram à Praça da Figueira, Rossio, Restauradores, subiram a Av. da Liberdade até ao Marques de Pombal, depois em direcção ao Largo do Rato, rua de São Bento, Santos, Av. 24 de Julho, Cais do Sodré, e a chegada ao Terreiro do Paço, que ocorreu pelas 12,30, onde novamente a Kumpania Algazarra animou os participantes.

João Araújo, responsável pela Associação Legião da Boa Vontade mesmo dizia; “Temos de agradecer a FPCUB

Publicidade

FUNERÁRIA UNIVERSAL (antiga Sul do Tejo)

Funerais | Transladações | Cremações Av. da República, 95 - Arrentela (junto ao rio) 2840-142 SEIXAL Tel.: 212 227 713 | Tlm: 936 254 506 | Fax: 211 932 280 Janeiro 2012

56

O Praticante


Cicloturismo

a juntou um milhar a pedalar

a colaboração que teve com a nossa Associação, em especial nesta época tão especial que é o Natal, as nossas dificuldades e carências diárias, foram hoje um pouco ajudadas, e com estes donativos vamos poder oferecer mais um pouco aos mais necessitados. Para José Manuel Caetano, presidente da FPCUB, o mesmo dizia; “Estou satisfeito com a iniciativa, foi muito positiva, mais uma vez vem demonstrar que a bicicleta é solidária, e com a mesma conseguimos juntar uma tonelada de géneros alimentícios. Passaram por aqui cerca de 1200 pessoas que deixaram ficar o seu contributo, porem como o trajecto era relativamente pequeno, muito foram embora, mas os que pedalaram rondou os mil. Neste Festival da Bicicleta Solidária tivemos várias actividades, muita ani-

mação, as pessoas gostaram, é pena muitas pessoas ligadas ao ramo da bicicleta estivesse ausente, porque para que a mesma possa ter mais expressão, é necessário que apareçam, para afir-

mar tanto a bicicleta como a sua actividade, algo que cada vez mais força deve ter, em especial nas alturas de crise, como a que o país actualmente atravessa. O comentário final: O Festival da Bicicleta Solidária foi um evento sem dúvida muito positivo, uma participação massiva, onde o tempo sem dúvida ajudou. Teve um passeio apesar de muito pequeno, muito bonito, muito colorido, onde a atracção principal foi o imenso número de bicicletas antigas, e clássicas, os participantes, esses eram sem dúvida de maior número da área da grande Lisboa, porem estiveram participantes da Murtosa, Alcobaça, e Caldas da Rainha, só daqui mais de 65 bicicletas antigas, com os seus proprietários, muitos a participarem vestido a rigor com trajes antigos, os quais vieram até Lisboa mostrar as bicicletas e vestes de outros tempos, onde todos os presentes quiseram ajudar e ser solidários Texto e fotos: José Morais

Publicidade

1º Ciclo Pré-escolar e Mensalidades comparticipadas

R. Quinta do Poço do Bispo, lote 3, 3A Foros da Amora - 2845-317 AMORA T: 212 240 567 | 91 721 78 27 F: 212 258 344

Avenida Carlos de Oliveira, nº 64/66 - Arrentela 2840-215 SEIXAL Tel.: 212 212 231 / 212 276 055 Fax: 212 276 056 externato_piriquito@hotmail.com

zamarmores@hotmail.com | www.zamarmores.com O Praticante

57

Janeiro 2012


Publicidade

NELSON RESENDE CAIXILHARIA DE ALUMINIO

Cada obra um amigo...

FERRO - PVC - PORTAS JANELAS - MARQUISES

Rua 1º de Maio, nº 58-A Amora Fax: 21 082 53 22 | Email: cila-cruz@hotmail.com

E-Mail: nr-aluminios@hotmail.com Tel. e Fax: 212 121 071 - Tlm. 967 078 349

DEFEnDA-SE E DEFEnDA A SuA FAmílIA

CGK Investimentos Imobiliários

PoRTAS DE AlTA SEGuRAnÇA

Grades de protecção | Corta Fogo | Portões Seccionados | de Fole | Basculantes | Automatismos para Portões | Cofres, etc. Procure uma empresa CERTIFICADA | 17 anos ao seu dispôr

Rua Associação Reformados Corroios nº22 2855-109 Corroios

RuA InFAnTE D. AuGuSTo, 98 A/B - CRuZ DE PAu TEl.: 212 260 190 A 98 | FAx: 212 260 199 | Tm: 96 574 77348

Janeiro 2012

58

O Praticante


Cicloturismo

São Silvestre da Amadora promove passeio de bicicleta

chegada de todos ao local de partida em segurança e sem qualquer acidente a registar, bem como a certeza de que esta iniciativa veio para ficar, e com votos de repetir no próximo ano. Como 1º ano desta iniciativa não foi excelente, o fim do ano leva muitas pessoas para fora, mas a participação foi positiva, com uma assistência sem dúvida imensa., num evento que teve ainda os apoios da, Lisboa on Bike, Federação Portuguesa de Cicloturismo e Utilizadores de Bicicleta (FPCUB) No final foi tempo de despedida, seguindo todos para o seu reveillon, após um final de dia e de ano desportivo, a promessa foi de voltar em 2012, até lá os votos de boas pedaladas. Texto: José Morais / Paulo Lopes Fotos: António Baganha

N

a 37ª Edição da São Silvestre da Amadora, prova tão importante do atletismo nacional, organizada pelo Desportivo Operário do Rangel, o Grupo de Cicloturismo Estrelas da Amadora foram convidados a realizar a realizar um passeio de bicicleta, que antecedesse a maratona de final de ano. O parque de Estacionamento do Pingo Doce da Falagueira/Venda Nova foi o local da concentração pelas 16 horas, a tarde de sol recebia assim os participantes, os mesmos eram constituídos por Ciclistas de várias idades, homens e mulheres, vindos de vários locais, num ambiente agradável e descontraído não fossem já os momentos finais de um ano naturalmente muito animado, recebidos pelo “Pico” a Mascote CHOCAPIC, que animou os presentes com brindes, e tirando algumas fotos com os participantes e muitas crianças que circulavam. Confirmadas as inscrições, preparadas as bicicletas, pelas 18 horas tudo estava a posto, os atletas do São Silvestre alinhavam na linha de partida, logo de seguida os ciclistas, cerca de 80. Às 18.10 os ciclistas davam inicio às pedaladas, pela frente 10 quilómetros, percorrido pelas ruas da cidade da Amadora, no percurso oficial da prova, numa fantástica apoteose com cerca de 70 mil pessoas na assistência ao longo de todo o percurso, milhares aplaudiam e incentivavam os ciclistas mais jovens, e ajudavam na festa desportiva que encerrava o ano de 2011, um público alegre e entusiasta, claramente habituado a esta festa, que ficaram surpreendidos com a presença das bicicletas e seus amigos. Pelas 19.30, o sucesso desta festa ficou concluído com a O Praticante

59

Janeiro 2012


Desportos de Combate | Artes Marciais BOXE

Boxe

VII Gala de Beneficência

A

Uma iniciativa do Clube de Artes Marciais de S. Brás de Alportel , que anualmente convida os locais e todos os interessados a assistirem a uma Gala de Desportos de Combate, este ano na modalidade de BOXE Olímpico, com fins de beneficência. A Gala teve lugar no no Pavilhão Municipal de São Brás de Alportel, na qual participaram os atletas do Algarve que mais se destacaram na modalidade. As verbas oriundas da realização do evento (donativos) destinam-se à compra de alimentos de primeira necessidade que foram posteriormente distribuídos na véspera do Natal às pessoas mais desfavorecidas do concelho, acção efectuada pelos serviços Sociais da Autarquia e Junta de Freguesia de S. Brás de Alportel, com a colaboração do Clube de Artes Marciais. Fonte: ABA

Água Viva um Estandarte O clube nortenho do ÁGUA VIVA continua a ser o mais forte estandarte das equipas de desportos de combate no norte do país. Assim na primeira competição na modalidade de boxe, acabaria por comprovar a brilhante prestação vivida aquando dos campeonatos da associação norte, em que se sagrou campeão e acabaria por repetir o feito com a conquista do ceptro máximo nacional por equipas. Diogo Simões (54 kg), Miguel Barbosa (60 kg), Marco Barbosa (64 kg), Augusto Pinheiro (81,kg) e Bernardino Figueiredo (+91kg) obtiveram títulos individuais e fizeram do Água Viva o CAMPEÃO NACIONAL DE BOXE 2011 No campeonato nacional de boxe 2011 iniciados, que este ano se realizou na cidade de Matosinhos (Arena de Matosinhos) o sucesso foi mais uma vez alcançado quer pela excelente organização protagonizada, quer pela forte envolvente humana a nível de clubes, atletas, árbitros e publico presente, que fez desta ultima prova uma mais valia no calendário pugilistico, fechando desta forma o calendário anual. Fonte / Fotos: César Moreira

| Taça do Algarve

taça do Algarve ou apuramento regional da Taça de Portugal desenrolou-se em duas fases; semi-finais em São Brás de Alportel e Finais em Loulé. Este evento foi aberto a todos os boxadores, masculinos e femininos, portugueses ou estrangeiros e tem como finalidade apurar os atletas para a Taça de Portugal, evento da responsabilidade da Federação Portuguesa de Boxe. Os vencedores da Taça do Algarve

Categoria de 64kg

1º - FÁBIO MARQUES - JS CAMPINENSE

Categoria de 69kg

1º - TONI GONÇALVES - JS CAMPINENSE

André Sousa (encarnado) Fábio Marques (azul)

Categoria de 75kg

1º - ANDRIY OSTANIN - SC FARENSE Fonte: ABA

| 2º Torneio Interclubes

Boxe

D

ecorreu no Salão de Festas da Câmara Municipal de Loulé, o 2º Torneio Interclubes de Boxe Olímpico, promovido pelo Juventude Sport Campinense, com a presença de 6 clubes da região sul (JS Campinense, APKP - Arena Faro, C.A.M. São Brás Alportel, Big Gym - Quarteira, SC Farense, Clube Champions Quarteira) e 2 de (Lisboa Lisboa FC e Pavanito’s Sport Team). Foram realizados dez combates em diferentes escalões, desde os schoolboys (infantil) a séniores consagrados. Com duas centenas de pessoas a assistir, o evento foi um exemplar na dinâmica e na qualidade dos atletas e disputas. O próximo torneio está previsto para Abril 2012 em Loulé Fonte: ABA

Boxe

| 1ª Gala de Natal ABA 2011

A

Associação de Boxe do Algarve honrou os valores humanos, que mais se destacaram na época desportiva de 2011. Esta acção realizada pela 1ª vez no seio da Associação, foi caracterizada pelos presentes como uma excelente iniciativa, que promove o mérito desportivo daqueles que se destacaram pelo seu trabalho e dedicação à modalidade. Os galardoados na 1ª edição da “Gala Natal ABA - Mérito Desportivo 2011”, foram: - ATLETA REVELAÇÃO - Vadim Frunza (JS Campinense) - ATLETA DO ANO - André Sousa (APKP - Arena Faro) - DIRIGENTE DO ANO - José SiJaneiro 2012

60

O Praticante

mões (Clube de Artes Marciais S. B. Alportel) - ÁRBITRO DO ANO - Jorge Santos - TREINADOR DO ANO - Rogério Espada (JS Campinense) - CARREIRA DESPORTIVA - Walter Pestana (APKP - Arena Faro) Fonte: ABA


Artes Marciais | Desportos de Combate Karaté

Karate Shotokan C. R. D. Cavaquinhas em grande

Ana Cruz de ouro Decorreu na cidade Polaca de Bielsko Biala, o Campeonato Europeu de Karate Shotokan, sob a égide da European Shotokan Karate-Do Association.

4 Títulos nacionais de Karaté

Realizou-se a mais importante prova nacional de Karate nos escalões de cadetes, juniores e sub 21, no pavilhão Rota dos Moveis em Lordelo. As expectativas eram muito grandes e os atletas do C.R.D. Cavaquinhas superam-nas largamente ao alcançarem 4 títulos nacionais, uma vice-campeã e 3 terceiros classificados o que fez do clube um dos mais medalhados a nível nacional. Fonte: C.R.D.Cavaquinhas

Núcleo Karate Goju Ryu

D

o núcleo de karaté do C.R.D. Cavaquinhas foram seleccionados 5 atletas para representar Portugal neste prestigiado campeonato europeu, Ana Cruz, Ana Simão, Gonçalo Santos, Armando Santos e Rafael Pinto, levando a atleta Ana Cruz a responsabilidade de pelo menos igualar o 2º lugar obtido no ano passado. A atleta, conseguiu superar todas as adversárias com brilhantismo chegando ao mais alto lugar do pódio e conquistando a única medalha de ouro da delegação portuguesa. Outra importante conquista foi a equipa portuguesa de combate no escalão Júnior feminino onde a atleta Ana Simão obteve o 3º lugar, conquistando assim a sua primeira medalha europeia. Na equipa de kata Júnior os 3 atletas do Cavaquinhas obtiveram um

excelente 5º lugar, dando excelentes perspectivas para os internacionais seguintes. De salientar também, que estes 3 atletas passaram varias eliminatórias nas competições individuais. Mais duas medalhas europeias para o Karaté do Clube das Cavaquinhas, para o Concelho e para Portugal, importantes e difíceis de conquistar, porque foi um campeonato de grande nível, com a participação de cerca de 700 atletas de 22 países. Mas, quando se trabalha com qualidade e quantidade, com empenho e dedicação, os resultados a nível nacional e internacional aparecem, vendo o seu esforço compensado, foi o que demonstraram estes atletas, dando uma grande alegria aos seus colegas e ao mestre, muitos parabéns para todos. Fonte: Sérgio Pereira O Praticante

61

Janeiro 2012

Foi num ambiente de salutar convívio que se realizou no passado dia 10 de Dezembro mais um evento do Núcleo Karate Goju Ryu. Sob a orientação técnica do Sensei David Oliveira, os exames tiveram início logo que o ponteiro marcou as catorze horas, prolongando-se por cerca de três horas e meia, tempo visto como necessário para efectuar os diversos exames, com o nível técnico requerido, aos atletas propostos. É de realçar o empenho e humildade que todos os atletas sem exceção demonstraram, revelando que os valores que este núcleo procura passar aos seus atletas estão a ser compreendidos do modo que se pretende. Após a conclusão dos exames deu-se início ao convívio de Natal com os atletas e respectivas famílias. Houve direito a música, alegria e boa disposição característica desta quadra. No final o Sensei David Oliveira, em conjunto com os restantes elementos do Núcleo Karate Goju Ryu, proferiram algumas palavras de apreço e incentivo a todos os presentes, desejando as “Boas Festas a todos!”. Fonte David Oliveira


Desportos de Combate | Artes Marciais Kickbonxing / Muay Thai Stand Up and Fight 3

Decorreu no passado dia 3 de Dezembro a Gala Stand Up and Fight na Venda Nova com organização de Luis Rosu e João Vidal e com a parceria dos DESPORTOSDECOMBATE.COM. Resultados Completos Placuvio Furtado vence Joel Silva Ruben Almeida vence Alcides Gil R. Fernandes vence Cristiano Oliveira Carlos Moreira vence Sandro Frenesson Evandro Santos vence Euclides Martins António Borges vence Gonçalo Oliveira Tiago Pereira vence Gilmar Francisco Aderito Silva vence Octávio Camfron Francisco Matos vence Vasyl Maskhutov

“Até Já”

Após a vitória na Gala Stand Up and Fight 3 o atleta Campeão Nacional classe B Francisco Matos declara uma pausa na sua carreira. Em comunicado o atleta anuncia “Venho por este meio meio comunicar que ontem foi o ultimo combate. Vou fazer uma pausa pelos ringues em Portugal, uma nova aventura na Suíça espera-me. Desde já um muito obrigado a todos os que me apoiaram ao longo destes 77 combates durante os últimos 5 anos, em especial à minha família e aos meus treinadores e alguns amigos que são como irmãos. Não é uma despedida, mas sim um até já” Fonte: Francisco Matos

Sucesso no 4 All em Tavira

Decorreu a Actividade de Formação KICKBOXING 4 ALL, realizada no passado dia 3 em Tavira no Pav. Dr. Paio Peres, promovida pelo Arena Faro com o Formador Walter Pestana e pela Associação KombateFácil. A actividade decorreu sob a coordenação científica da Associação de Kickboxing do Algarve, na presença do Prof. Pedro Teles e da Federação Portuguesa de Kickboxing e MuayThai, na presença do Dr. Leonardo Cunha. A sessão foi dividida em 2 sessões (uma teórica e uma prática) com 21 participantes e 31 participantes respectivamente. O conceito KICKBOXING 4ALL significa o cair das barreiras entre as práticas, entre níveis ou escalões etários. Pretende revelar a parte formativa e lúdica do Kickboxing, permitindo a sua prática a todos! Fonte: http://www.fpkbmt.com

Jorge “the gentelman” Silva sagrou-se Campeão Ibérico Profissional de K1 Mais uma magnífica produção desportiva nos festejos do 7º aniversário da Arena de Matosinhos.

O

main event da noite prometia com a disputa do título ibérico de k1 entre o matosinhense e um dos ídolos locais Jorge “the gentelman” Silva e o ex-campeão da Europa Alfred Calero num combate profissional previsto em 7 assaltos. O público aderiu em massa e lotou o espaço nortenho, numa festa efusiva e preenchida, para o que ajudava o grande cartaz apresentado, que além deste importante confronto contava ainda com 2 títulos nacionais profissionais e ainda 8 super fights. Jorge Silva entrou sob forte apoio do público, que de forma exuberante tratou de conceder uma motivação extra ao já experiente atleta do ÁGUA VIVA, que ostenta entre outros o titulo Portugal boxe profissional, e as medalhas de ouro nos europeus e mundiais da ISKA . Um primeiro assalto disputado e equilibrado, que fazia antever uma guerra pelo ceptro máximo ibérico. Mas após o habitual assalto de estudo e totalmente apostado em marcar posição, o atleta luso entrou com máxima disposição de lutar e fruto de muita raça e determinação efectuou um segundo assalto de total pressão com múltiplas combinações de punhos, pernas e joelhos que faziam com que o duro adversário recuasse e se recolhesse junto às cordas, tentando travar o ímpeto imposto pelo luso, que atacava de

forma intermitente. Seria precisamente no final do assalto que nas cordas e após mais uma rápida combinação de pernas e punhos Jorge Silva remataria a contenda com um poderoso e colocado joelho na cabeça de Callero, que sucumbiu com um corte profundo. Ainda grogue e tentando recuperar, acabaria por ser a forte hemorragia a impedir a continuação do combate, consagrando assim o português como o novo campeão ibérico profissional de k1 por KO. Por sua vez João Balbeira e Elson Agante, ambos do Curigym sagraram-se campeões nacionais em neo pro após brilhantes embates contra Diego Freitas e Andre Durate respectivamente. Estes 3 confrontos foram os principais no evento final relativo ao ano de 2011 Fonte / Foto: César Moreira

Torneio Triangular de Kickboxing

D

ecorreu em Coimbra, um torneio de kickboxing no Nexgym com a presença de 5 clubes da região centro. Além da equipa da casa, estiveram presentes as equipas Team JP (Academia Desportiva e Ginásio Pampigym ), C. S. Team e a Ass. K. Castelo Branco. Com mais de meia centena de atletas, serviu para os técnicos analisarem os aspectos técnico e tácJaneiro 2012

62

O Praticante

tico assim como o físico para o campeonato regional que vai decorrer no dia 24 Março. O próximo torneio está previsto para este mês em data e local ainda a designar. Fonte: Nexgym


Artes Marciais | Desportos de Combate

III Congresso Nacional de Kickboxing

Evento foi um êxito Atletas, dirigentes, clubes árbitros e treinadores receberam em primeira mão, os prémios e as menções honrosas de mérito.

Aspecto Geral da Sala, onde se realizou o evento

N

o âmbito do seu PDD – Projecto de Desenvolvimento desportivo para a corrente época em curso 2011 / 2012, a Direcção da Federação Portuguesa de Kickboxing levou a cabo a realização do III Congresso Nacional de Kickboxing, o qual decorreu na sala de congressos do Hotel Campo Real em Torres Vedras. Realce-se deste já que este certame foi coroado de um enorme êxito em todos os níveis. Para além de uma componente muito técnica e específica da modalidade, onde estiveram presentes diversos oradores convidados de levada reputação e renome nacional, este momento alto da modalidade ficou também marcado pela sessão solene de entrega dos troféus desportivos da época desportiva 2010 / 2011. Organizado em estreita colaboração entre a Federação Portuguesa de Kickboxing e a Câmara Municipal de Torres O Praticante

Dr. Leonardo Cunha – Formação FPK, Dr. Mário Fernandes, - Presidente FPK, Dr. Paulo Alves – Coordenador Nacional Desporto Escolar e Dr. Paulo Ribeiro – Vice-Presidente FPK 63

Janeiro 2012


Desportos de Combate | Artes Marciais

Drª. Tatiana Perdigão – Mestranda em Desp. Alto Rendimento, Dr. Fernando Rocha – Alta Perfomance Desp., Dr. Paulo Ribeiro – Vice-Presidente FPK, Dr. Gil Silva – Mestrando em Desp. Alto Rendimento e Dr. Leonardo Cunha – Formação FPK.

Engª Laura Rodrigues – Vereadora do Desporto da CM Torres Vedras, Dr. Mário Fernandes, - Presidente FPK, Dr. António Gomes, Director Desp. Reg. Aut. Açores, Belma Ribeiro – Presidente da AKBMTA e Luísa Fernandes Vedras, contando também com a colaboração de diversas entidades particulares e oficiais, o III Congresso Nacional de Kickboxing serviu de lançamento para mais uma prova do calendário nacional, no caso a Taça de Portugal. Em resposta a um “desafio” lançado pelas entidades locais e abraçado desde logo pelo jovem promotor Pedro Koll, a “Taça de Portugal” vai colocar de novo a cidade de Torres Vedras, na rota dos eventos de grande sucesso.

ponto alto do movimento associativo, no que toca aos dirigentes da modalidade, que aproveitam para se reunir e colocar em dia as novidades de um desporto de combate, onde o “Fair Play” é sempre o principal lema.

FEDERAÇÃO NO BOM CAMINHO José Mário Fernandes, referiu no momento de encerramento solene da primeira parte do congresso que a Federação Portuguesa se encontra no bom caminho da resolução de todos os problemas e que a prova dada foi a alta qualidade formativa e organizacional do presente congresso. Relembramos que estiveram presentes representantes de entidades oficiais como é o caso do Desporto escolar e do Parque desportivo nacional, bem como o responsável máximo pelo Desporto Açoriano, Dr. António Gomes, que fechou o evento com um discurso de encorajamento ao dinamismo desportivo que o Kickboxing tem mantido, pese embora todas as dificuldades que tem ultrapassado. Este congresso, que vai na sua terceira edição, tem sido o

Dr. Leonardo Cunha – Formação FPK, Dr. Carlos Marques – Projecto Kickboxing Desporto Escolar, Dr. Mário Fernandes, - Presidente FPK, Dr. Paulo Ribeiro – Vice-Presidente FPK e Dr. Arnaldo Ourique – Jurista da Direcção Reg. Desp. Açores

Premio Dirigente do Ano a José Machado (Presidente da A.K.Centro) com Emanuel (em representação de Pedro Telles presidente da A.K.Algarve), Luís Gomes (Presidente da A.K.Lisboa) e Belma Ribeiro (presidente da A.K.Açores).

Prémio de Clube do Ano ao Ginásio Clube Figueirense com Walter Pestana, Joana Teixeira, Dina Pedro e José Machado. Janeiro 2012

64

O Praticante


Menção honrosa à Vereadora do Desporto de Torres Vedras Engª Laura Rodrigues entregue pelo Dr. Fernando Garcia (presidente da Ass. Geral da FPK)

Artes Marciais | Desportos de Combate

Diploma do curso de Árbitros a Joana Teixeira Taborda a ser entregue por Irineu Fernandes (Pres. Cons. Arb. FPK)

Menção Honrosa a Nuno com entrega por Pedro Kol.

ATLETAS, DIRIGENTES , CLUBES E TREINADORES HOMENAGEADOS

Premio de Atleta Masculino de Classe C a Manuel Pinto (representado pelo seu treinador) com a entrega por Manuel Teixeira.

Gestos simbólicos que premiaram a dedicação a uma grande causa desportiva a nível nacional. Entre emoções contidas e outras mais abertamente sentidas, o espírito de grande camaradagem e de família desportiva foi uma realidade constante. Verificou-se “in loco” que o Kickboxing é um desporto em grande evolução e está repleto de grandes lutadores, quer no quadrilátero, quer fora dele na gestão associativa e federativa.

Após um degustado almoço de convívio, a segunda parte do congresso foi totalmente preenchida pela sessão solene de entrega de prémios desportivos aos diversos agentes desportivos.

AÇORES COM GRANDE REPRESENTATIVIDADE Neste congresso destaca-se ainda a grande participação da Região Autónoma dos Açores, que para além de diversos agentes desportivos de onde se conta a Presidente da Direcção, Belma Ribeiro, estiveram também presentes o Treinador Nuno Santos e o Jurista da Direcção Regional do Desporto, Dr. Arnaldo Ourique na qualidade de orador convidado. O certame teve a sua nota de encerramento ao cuidado do Dr. António Gomes, Director Regional do Desporto dos Açores. Avaliação: Muito Bom Nota final: A repetir já em 2013 Fonte: Fotos: Carlos Lopes / Henrique Dias

Prémio de Treinador do Ano a Dina Pedro com Dr. Mário Fernandes e a Engª Laura Rodrigues.

Premio de Atleta Feminina de Classe A a Ariana Santos, com a entrega pelo Engº Carlos Marques.

Apresentação da Taça de Portugal 2012 com Luís Gomes, Pedro Kol, Engª Laura Rodrigues e Dr. Mário Fernandes. O Praticante

65

Janeiro 2012

Premio de Atleta Masculino de Classe A a Diogo Neves, com a entrega por Fernando Fernandes.


Desportos de Combate | Artes Marciais

N Carlos Marques

os últimos anos, os Professores de Educação Física têm procurado introduzir no Desporto Escolar modalidades “não–tradicionais” que estimulem a prática da actividade desportiva. O KickBoxing é uma prática oriunda das Artes Marciais, que combina o melhor das técnicas orientais, batimento de pernas, e do boxe ortodoxo, batimento punhos. Tem como grande atractivo a rapidez de aprendizagem e a facilidade de assimilação. O Kickboxing permitirá trabalhar aspectos estruturais e disciplinares, por estimular a autoconfiança, autocontrole, desenvolvimento de habilidades cognitivas, saúde e con-

A Fernando Rocha

Alta Performance Desportiva (APD) existe no mercado da formação desportiva desde o ano 2002. Colabora com vários clubes, associações, federações no sentido de organizar e dotar os membros de cada modalidade com maiores recursos, conhecimentos e competências, com o objectivo final de aumentar a qualidade, crescimento e competitividade das diversas disciplinas desportivas, olímpicas e não - olímpicas. Foi com esse desiderato, que a APD participou no 3º

Publicidade

Serviço Permanente 212 240 550 Funerais - Transladações - Cremações Para todo o País e Estrangeiro Com serviço de Florista Tratamos da documentação para subsídio de funeral

AMORA - Largo da Igreja, 5 CORROIOS - Av. 25 de Abril, 64 - A Tlm.: 917 273 975

J & T Borges Comércio de Metais, Lda.

Tlm: 918 592 956 | Tiago Borges

Tel./Fax: 212 121 291 | e-mail: J-tborges@hotmail.com Rua dos Laminadores, 17 - B Parque Industrial do Seixal | 2840-586 Paio Pires Janeiro 2012

66

O Praticante

trolo de peso, e a disciplina. O aumento do desempenho escolar poderá ser uma consequência positiva desta nova forma de estar. Para se evitarem situações de risco, e se ultrapassar a preocupação, justificável, quanto à segurança, a prática inicial deve ser efetuada individualmente, evitando-se o contacto físico, minimizando-se assim a redução de lesões e o aparecimento de situações agressivas ou hostis. O ensino do Kickboxing Escolar está enquadrado em quatro princípios fundamentais: actividade física, autonomia, criatividade e sociabilidade.

Congresso Nacional de kikcboxing, um evento de excelente qualidade, onde se abordou temas muito atuais do desporto e do kickboxing em particular. A APD congratula a Federação Portuguesa de Kickboxing e MuayThai, pela iniciativa e pelos resultados muito positivos que os trabalhos deste congresso produziram.


Artes Marciais | Desportos de Combate

A Leonardo Cunha

Formação no seio da Federação Portuguesa de Kickboxing e Muay Thai foi desde o início do mandato desta direcção um elemento nuclear para o desenvolvimento desportivo do Kickboxing Nacional. Exemplo disso é a criação do Departamento de Formação e Desenvolvimento Científico no qual tenho o privilégio de ser coordenador. Com uma equipa multidisciplinar constituída também pelo Dr. Gil Silva e a Drª Tatiana Perdigão conseguimos na inserção dos nossos projectos de mestrado dar um contributo ao Kickboxing.

N Mário Fernandes

o final do 3º Congresso Nacional de Kickboxing posso afirmar que este foi um dia muito importante para o Kickboxing Nacional e que o mesmo teve um êxito total, virado principalmente para o futuro da modalidade, com apresentações de elevado nível, assumo que até superou as minhas expectativas. Sabíamos que tínhamos elevado muito a fasquia da qualidade, com temas de grande interesse, mas os Oradores estavam empenhados em dar um grande contributo, para engrandecer o

Publicidade

Técnicos Oficiais de Contas (Inscritos na O.T.O.C.)

O Praticante

67

Janeiro 2012

As próprias Associações nacionais partilham a visão da Federação no capítulo da formação e em consonância com esta contribuem em apoiar iniciativas como a que verificamos neste congresso de elevar a qualidade e formação dos nossos pares. De futuro queremos alargar a nossa intervenção esperando apoios institucionais para ter liberdade para liderar projectos como o que estamos a trabalhar no âmbito do Desporto Escolar.

nome do Kickboxing e conseguiram-no totalmente. A presença de congressistas de todo o nosso País Continental e Regiões Autónomas dos Açores e da Madeira, bem como, os Convidados Oficiais que estiveram presentes, engrandeceram o nosso evento. A entrega de Prémios aos que mais se destacaram em 2011, abrilhantou o fecho do nosso 3º Congresso. Um Bem Hajam e Parabéns a todos os Premiados.


Karting Campeonatos da Nacional Kart (Rota K)

A Idade continua a ser um “posto” Com a entrada no “defeso”, a entrega de prémios relativa ao ano 2011 que se aproxima e a preparação de 2012, sentimo-nos na obrigação de falar acerca das equipas que nos têm acompanhado mais assiduamente desde o ano 1998.

E

stes verdadeiros “irredutíveis” e “gladiadores do circuito fechado em asfalto”, são um bom exemplo de perseverança e amor a esta modalidade. Uns há mais, outros há menos, o que é certo é que todos se têm mantido fiéis, aos Campeonatos que a Rota K tem vindo a organizar desde esse já longínquo ano de fim de Século. - A BS (Belas Serrão) é composta por Rui (pai) e Nuno (filho) Serrão. É actualmente a equipa mais antiga e coesa do “universo” Rota K e a insistência em correrem juntos, demonstra o compromisso entre divertimento e competitividade. Nuno é um dos melhores pilotos de Karting Amador do País e no ano 2006, conseguiu a proeza de vencer o Troféu Henrique Gonçalves (que elege o melhor piloto do ano) no 7º Troféu e no 9º Campeonato da Nacional Kart. Nuno começou a participar em 1999 e em 2000 juntamente com o seu pai Rui, venceu o 1º Troféu da Rota K a que lhe juntou o Henrique Gonçalves do mesmo. Em 2004, Rui Serrão foi distinguido com o prémio de “melhor piloto do Serie

CH”, por ter sido co-responsável pela sua BS ter alcançado o segundo lugar da classificação geral. - A Liztrêz é também umas das mais velhas equipas participantes. Embora não começassem a participar na mesma equipa, Carlos Freitas e Luis Duarte,

Janeiro 2012

68

O Praticante

iniciaram-se (na Rota K) no 3º Campeonato em 2000. Em 2004 juntaram-se na mesma equipa e mantiveram-se juntos até hoje. A sua evolução desde então, tem sido evidente, culminado mesmo com a vitória no 8º Troféu em 2007. Na condução de ambos é notória a experiencia e regularidade e essas têm sido as “armas” que levam muitas vezes de vencida equipas “tidas” como muito mais rápidas. Carlos terminou por 3 vezes o Troféu Henrique Gonçalves em 2º lugar, enquanto Luis venceu o mesmo por duas vezes. Ambos têm um curriculum imprecionante. - Os Metralhas é uma das equipas compostas por 2 pilotos que se juntaram neste evento. Luis Chambel, começou no 2º Camp. Rota K (1999) e evoluiu bastante. Desde a 1ª vez que deu “nas vistas” pela sua rapidez mas, a confirmação da mesma, só apareceria em 2003 quando “bateu” o excelente Nuno Serrão na conquista do Troféu Henrique Gonçalves desse ano. Foi também nesse que convidou João Faria para seu colega e assim sendo formaram


Karting

uma excelente equipa que conquistou o Classe A de 2004 (evento com motores 125 cc). João estreou-se também no

Campeonato de 1999 e desde logo se mostrou muito rápido, mas após sair da equipa que até 2002 tinha representado esteve algum tempo arredado da Rota K. A entrada no Metralhas mostrou ser uma excelente aposta, pois é impossível de dizer qual dos dois pilotos é o mais rápido dentro da equipa e só as condicionantes das provas é que o decidem. - A Karters Team é a mais recente das equipas aqui relatadas, pois só começou a participar no 4º Troféu em 2003. Há imagem da BS, também esta é composta por Paulo (pai) e Miguel (filho) Patricio. Conhecidos por serem “azarados” e “desastrados” nas tácticas, o que é certo é que ninguém tem

dúvidas do seu valor no asfalto, sendo das equipas mais difíceis de “bater”. O seu palmarés, não espelha muito o que podem fazer mas, Paulo, conseguiu vencer o Henrique Gonçalves em 2007 mesmo falhando 2 das 12 provas agendadas. Miguel é mais conhecido pela sua impetuosidade e quando tudo lhe corre bem, é um adversário de grande categoria. No reverso da medalha, está facilidade que tem de “desistir” quando as condições não se apresentam favoráveis. A Conselho de Paulo Patricio, a Nacional Kart começou a partir do ano 2009 a oferecer o “Troféu Galo” e foi a Karters Team que foi congratulada com ele nesse ano.

Publicidade

Contacte-nos e solicite os serviços de: • Assistência a avarias domésticas • Reparação de Edifícios • Remodelação de interiores • Pinturas interiores e exteriores • Limpezas de caleiras e algerozes • Isolamentos • Canalizadores • Claraboias • Carpintaria • Soalhos flutuantes • Desentupimentos • Infiltrações • Reparações eléctricas • Videoporteiros • Interfones • Antenas • Limpezas domésticas e industriais • Pesquisa de avarias • Sistemas anti-pombos

UMA NOVA DIMENSÃO EM PROJECTOS DE INTERIORES Tectos Falsos Pavimentos e revestimentos Divisórias em Gesso Cartonado Acabamentos em Pedra Natural Protecção passiva contra incêndios Isolamentos térmicos e acústicos Zona Industrial Vila Amélia Lote 125 - Fracção G QUINTA DO ANJO - 2950-805 PALMELA TEL: 212 110 765 - FAX: 212 110 766 www.mrcosta.com

Rua 25 de Abril, 70 - 1º Dtº. Sala A Cruz de Pau | 2845-137 SEIXAL Tel.: 212 500 672 | smed.geral@netcabo.pt O Praticante

69

Janeiro 2012


Karting

O maior Kartódromo Indoor do país no Algarve

O maior kartódromo indoor do país é a grande novidade no Algarve em termos de atracção turística para estas férias de Verão. Com quase 10 000 metros quadrados de área, esta nova infraestrutura turístico/ desportiva está sediada num dos pisos do Ria Shopping localizado em Olhão.

C

om estacionamento gratuito no interior e com acesso por directo elevador a partir do exterior, o Algarve Indoor Kart Center é um dos complexos mais bem equipados a nível europeu, ou não tivesse ele a chancela do Kartódromo Internacional de Palmela, um dos melhores e mais sucedidos equipamentos do género existentes em Portugal. São 650 metros de pista, com sete metros de largura, num traçado capaz de levar a adrenalina a níveis inconcebíveis. Uma emoção que tanto pode ser feita a nível individual como em grupo, mas sempre na máxima segurança. A segurança foi um dos principais preocupações dos responJaneiro 2012

70

O Praticante

sáveis deste novo equipamento desportivo, tendo sido desenvolvidas propositadamente para o efeito protecções de pista, enquanto o sistema de extracção de gases é pura e simplesmente perfeito. Para além da pista, o kartódromo está equipado com uma zona de convívio, onde é possível ver em ecrãs televisivos, tal como também os pilotos, os tempos por volta ou a classificação de uma corrida. Para eternizar um momento inesquecível, em pista está sempre um fotógrafo para registar o instante.. O Algarve Indoor Kart Center está aberto todos os dias, com fecho às 24 horas na sexta-feira e sábado, enquanto que nos restantes dias da semana encerra às 23.00. O aluguer dos novíssimos karts RIMO 270cc Honda, de karts iniciação para crianças a partir dos 5 anos e de um kart para pessoas com mobilidade reduzida, tanto pode ser feito individualmente como em grupo.


Karting

O Praticante

71

Janeiro 2012


Karting Nacional Kart 2011

Entrega de Prémios em noite diver

D

ecorreu a entrega de prémios relativa ao ano 2011 da Nacional Kart. O tradicional jantar, seguido da entrega de prémios realizou-se pelo 13º ano consecutivo no restaurante típico O Areias em Talaíde na Freguesia de São Domingos de Rana. Embora este ano tenha sido pautado por algumas ausências, este convívio é o culminar de uma época desportiva e tem como um dos pontos altos, a entrega dos prémios especiais que distingue pilotos e equipas que estiveram presentes no 14º Campeonato de Karting da Nacional Kart. Instituído em 2010 por Paulo Patricio, o “Troféu Galo” visa distinguir a equipa mais azarada ao longo do ano. Este, coube à equipa Liztrêz 2 (Pedro Gregório e Duarte Lopes) que perdeu o Campeonato devido a na última prova, o seu motor ter avariado quando discutiam a Publicidade

Praceta Quinta das Parreiras, nº 2 Torre da Marinha Tel.: 212 217 186

SOLUÇÕES PARA AQUECIMENTO DE PISCINAS

De SegunDa a Sexta

Pastelaria Tãobela

Prato do Dia

Fabrico Próprio Diário Bolos para Casamentos, Batizados, Aniversários

Sábado

o Choco Frit Domingo ortuguesa Cozido à P omingo d e o d a b Sá e Cabidela o arroz de a garareir Polvo à L

Rua da Cordoaria, 4-B • 212 24 15 79 • Cruz de Pau • 2845 AMORA Fábrica: Praça do Douro, 27 • 212 24 06 87 • Fax: 21 224 70 06 Janeiro 2012

4,30 €

72

O Praticante


Karting

rtida num clássico já com 14 anos vitória da mesma. O Troféu de “Revelação do Ano”, visa premiar o piloto que mais evoluiu desde o ano passado e foi entregue a Fábio Costa da equipa “CORTEAM Junior Racing”. O Troféu Fair Play, foi para a equipa cineteka.com, premiando assim Pedro e Gonçalo Peres pelo excelente desportivismo demonstrado ao longo do Campeonato. O Troféu Henrique Gonçalves, tem como objectivo distinguir os pilotos mais rápidos e é encontrado atribuindo pontos aos detentores das melhores voltas. Este ano, Duarte Lopes foi o vencedor, seguido de Gonçalo Peres e Nuno Martins. Outra tradição do evento, é a entrega do Anuário, publicação anual que relata o mais significativo do ano terminado, assim como os regulamentos para o novo ano.

Este ano, a entrega do Anuário, foi acompanhada pela distribuição das duas últimas revistas de O Praticante, assim como de um quadro, onde estava uma foto de cada piloto na prova onde conseguiu a sua melhor classificação. Agradecemos ainda a presença de Amália Mendes, Sócia Gerente e Directora desta publicação desportiva e também do Presidente do Clube Asas Milénium / O Praticante, David Silva, que nos acompanharam nesta excelente noite que marca também (oficialmente) o inicio de mais um ano competitivo. O 15º Campeonato, terá este ano a companhia do 9º Troféu, um evento que não se realiza desde 2007 e apraz-nos dizer que as inscrições para os dois estão muito concorridas. Os Kartódromos visitados também sofreram alterações, juntando Almeirim e Palmela aos já habituais Campera e Leiria. Esperemos que este seja um ano

Paulo Campos e a filha juntos aos troféus de mudança para melhor, a todos vós UM EXCELENTE ANO DESPORTIVO. Fonte: Paulo Campos Fotos: Henrique Dias

Publicidade

SOARFIL

TINTEIROS :: TONERS :: PAPÉIS :: KITS DE RECARGA Av. dos Resistentes Antifascistas, 33 | Torre da Marinha 2840-404 SEIXAL “Junto à rounda da Torre da Marinha” Tel.: 212 220 281 :: seixal@prink.pt

SOCIEDADE DE CONSTRUÇÕES, LDA. PROJECTOS E ORÇAMENTOS

CONSTRUÇÕES CIVIS INDUSTRIAIS

OBRAS PÚBLICAS E MILITARES

TEL.: 212 595 928 - FAX: 212 594 040

www.prink.pt

Rua Maria Judite Carvalho, nº 15 C - Feijó - 2810 ALMADA O Praticante

Garantia de dois anos em todos os produtos 73

Janeiro 2012


Lutas Olímpicas Wrestling All Star 2011

Passos e Santos são Bicampeões O Bar RM Club em Palhais – Barreiro, abriu as portas no Domingo dia 18 de Dezembro, para a entrega dos prémios WAS11.

A

iniciativa “Live Together Day Luta Olímpica”, foi o encerramento das votações do WAS11 que decorreram no Blog do Mundo da Luta Olímpica, onde esteve 150 dias on-line, foram contabilizados 2250 Votos/visitantes que votaram nos Melhores Lutadores de 2011. Repetiu-se o resultado de 2010, onde foram consagrados como as Estrelas, o Tricampeão Olímpico Hugo Passos com 456 votos e a Campeã Mediterrânea Liliana Santos, com o total 556 votos. O resumo os Currículos de ambos os Atletas em 2011: Hugo Passos – Atleta da Casa Pia Atlético Clube, Lisboa Individual: Campeão Nacional; Campeão Europeu de Surdos; Nível 4 do Projecto Olímpico Equipas: Supertaça Fernando Gaspar; Finalista Vencido da Taça de Portugal; Vice-Campeão Nacional Liliana Santos – Atleta da Casa do Benfica da Quinta do Conde, Setúbal Individual: Campeã Nacional; Campeã Mediterrânea; Top 10 Campeonato Europeu; Nível 4 do Projecto Olímpico; Campeã do Ranking Nacional Equipas: Taça de Portugal O MLO acrescentou ao “WAS” um novo prémio, em que consiste em premiar ainda os Lutadores que competirem com as suas Equipas nos 3 Torneios Colectivos, organizados pela Federação Portuguesa de Lutas Amadoras (Supertaça, Taça de Portugal e Campeonato Nacional), esse prémio fica intitu-

Da Esquerda para a Direita: Frederico Bastos - Campeão Nacional e Participante do WAS; Liliana Santos - Vencedora do WAS RM Club; Pedro Silva - Recebeu prémio pelo Hugo Passos, vencedor do WAS CFC; Marlene Costa - Nomeada pelo Costinha & Fernandes, Construções, Lda.; David Silva - Director da Revista Desportiva “O Praticante”; José Lameiras - Empresário do BAR RM Club; João Vitor Costa - Director do MLO lado com a “Equipa do Ano”. Será da responsabilidade do organizador. No final da tarde, antes da entrega dos prémios, o RM Club começou a

Equipa do Ano para o Mundo da Luta Olímpica

Equipa Ideal 2011 | Titulares Suplentes Categoria Nome Clube Nome 60Kg Radu Cataraga CM União João Carvalho 66Kg Manuel Almeida CM União Ismael Pereira 74Kg Hugo Passos Casa Pia AC António Ramos 84Kg Nelson Gonçalves CM União Kevin Scholle 96Kg Rui Soares CM União Vladimiro Afonso

Janeiro 2012

Clube Casa Pia AC Casa Pia AC SR Baixa da Serra CM União GD Mouraria 74

O Praticante

encher de ilustres desconhecidos e conhecidos da modalidade. Deu-se então a Cerimónia da Entrega dos Prémios WAS11, para consagrar os Melhores de 2011. No final, como não poderia de deixar de ser, tirou-se a foto de família, que será para a prosperidade. Agradecimento especial aos Patrocinadores /Colaboradores deste WAS11, ao RM Club, ao Costinha & Fernandes Construções Lda., à OliveSport e à Revista Desportiva “O Praticante”. Texto: João Vitor Costa Mundo da Luta Olímpica


Lutas Olímpicas

CM União Campeão Nacional 2011 Clube Musical União rouba o apogeu da Casa Pia Atlético Clube Equipa: Radu Cataraga, Adrian Roman, Manuel Almeida, Amadeus Pereira, Nelson Gonçalves, David Coelho, Kevin Scholle, André Gonçalves, Rui Soares e Nuno Pina Curriculum: Taça de Portugal (2011)

Jornadas e resultados

1ª Jornada Casa Pia AC 8 - 0 SR Baixa da Serra CM União VS 9 - 1 GD Mouraria 2ª Jornada Casa Pia AC 2 - 8 CM União SR Baixa da Serra 4 - 6 GD Mouraria 3ª Jornada Casa Pia AC 8 - 2 GD Mouraria SR Baixa da Serra 0 - 10 CM União Classificação 1º CM União - 15 pontos 2º Casa Pia AC - 11 pontos 3º GD Mouraria - 7 pontos 4º SR Baixa da Serra - 3 pontos Durante os últimos cinco anos a “Equipa da Década 01 a 10” a Casa Pia Atlético Clube levantou a Taça por 4 vezes sem qualquer tipo de oposição, mas no início desta Década foi diferente. Aliás no início desta Década, dá para entender que os novos Clubes vieram para ganhar aos mais antigos, porque o CM União, que já tinha ganho a Taça de Portugal à Casa Pia, voltou a ficar à frente da mesma e sagrou-se Campeão Nacional. Deixamos aqui os nossos Parabéns à Equipa Campeã, ao Clube Musical União pelo excelente ano e pela revolução nas Lutas Nacionais. Endereçamos também os parabéns às restantes equipas pela grande réplica que aplicaram neste Campeonato e que se preparem para a próxima época. No entanto, a primeira prova do ano de 2012, será a Supertaça Fernando Gaspar e irá opor a “Dobradinha” CM União contra à detentora das 4 anteriores Taças a Casa Pia AC. Será que vamos assistir a mais um “assalto”, no dia 15 de Janeiro no Pavilhão do Grupo Sport Chinquilho Cruzeirense na Ajuda em Lisboa? A Equipa de Arbitragem que regulou todos os combates, foram: Internacional: João Costa e Rui Marta; Nacional: Eugénio Bernardes; Regional: Frederico Bastos e Humberto Duarte; Estagiário: Flávio Mendes. Texto: João Vitor Costa Mundo da Luta Olímpica

A

maior prova do Calendário Nacional e a mais importante em termos colectivos, realizou-se com uma aderência de quatro colectividades filiadas na Federação Portuguesa de Lutas Amadoras. Decorreu no dia 10 de Dezembro de 11 no Pavilhão Lord da Faculdade da Motricidade Humana o Campeonato Nacional por Equipas, onde foi um excelente momento de promoção e propaganda da modalidade, na medida em que foi possível aliar combates disputados por atletas de talento inegável, e encontros colectivos extremamente disputados, com um pavilhão de bancadas cheias de amantes da modalidade e estudantes da instituição. No Campeonato Nacional, as equipas inscritas competem entre si, em jornadas, com o máximo de 10 atletas, 5 atletas de Greco Romana e outros 5 atletas de Livre Olímpica. As categorias presentes nesta competição são os Juniores e os Seniores, divididos em 5 escalões etários, dois atletas por categoria. Cada vitória soma-se pontos, no final a equipa que obteve mais vitórias e pontos será a Campeã Nacional de 2011. As equipas que participaram neste evento, vejamos o seu alinhamento e respectivo Curriculum: Casa Pia Atlético Clube da Associação de Lisboa

Treinador – David Maia; Equipa: João Carvalho, Sílvio Santos, Ismael Pereira, Daniel Vedor e Hugo Passos; Curriculum: 5 Taças de Portugal (2006, 2007, 2008, 2009, 2010); Finalista Vencido da Taça de Portugal (2011); 4 Campeonatos Nacionais (2007, 2008, 2009, 2010); 4 Supertaças (2008, 2009, 2010, 2011). Sociedade Recreativa da Baixa da Serra da Associação de Setúbal Treinador – Lídio Alecrim e Andreia Eleutério; Equipa: Carlos Lobo, Telmo Baeta, João Gastão, António Ramos e Joaquim Gomes Curriculum: Campeonato Nacional (2006); 2º Classificado no Campeonato Nacional (2008, 2010); 3X Finalista Vencido da Taça de Portugal (2007, 2009, 2010); 4 Presenças na Supertaça (2008, 2009, 2010, 2011). Grupo Desportivo da Mouraria da Associação de Lisboa Treinador – Carlos Nunes; Equipa: Osvaldo Furtado, Alexandre Santos, Suleimane Djaguite, Bruno Borges, Tiago Brito, Danyllo Lima e Vladimiro Afonso Curriculum: 3º Lugar no Campeonato Nacional (2008) Clube Musical União da Associação de Lisboa Treinador – Mário Lopes; O Praticante

75

Janeiro 2012


Nautimodelismo

Encontro de Natal 2011

O

lá a todos, Como tem vindo a ser hábito, de há três anos a esta data, foi feito mais um convívio de Natal, desta vez anunciado com mais antecedência, o que surtiu os seus efeitos na comparência. Vieram representantes do norte do país (Porto) e do Sul (Olhão), sendo a maioria dos participantes da grande Lisboa e Vale do Tejo. Desta feita, o local escolhido foi o açude de Pegões, que fica muito próximo desta região. O açude é um óptimo plano de água para a prática desta actividade. O encontro devia ter começado com o jantar convívio de sábado, mas a disponíbilidade de uns e a enorme vontade de outros, fizeram com que se anticipasse para a manhã/tarde de sábado. Um início calmo, mas com direito a fogueira, para as senhoras e as crianças se aquecerem, pois o frio era intenso. Chegou à hora da janta e nunca aquele restaurante (O Girafa em Corroios) deve ter visto um jantar como este: Para além do comum, de que todas as pessoas se fazem acompanhar, este grupo de amigos difrenciou-se por alguns (muitos) terem levado os seus barcos. Desde pequenos a enormes, todos estiveram n’O Girafa e foram tema de conversa, brincadeira e naturalmente, objecto de questões feitas aos seus proprietários. No final do jantar, os barcos foram levados para a cave desse mesmo restaurante, que é um espaço de convívio em open space, que tem inclusivamente mesa de snooker e “matrecos”, onde pudemos colocar os barcos em cima das mesas e até proceder a várias afinações, enquanto noutra mesa também se falava e se punha a trabalhar o barco a vapor do Miguel Parente.

Janeiro 2012

No outro dia de manhã, depois do pequeno almoço, lá fomos em direcção ao plano de água. Já sabiamos de antemão que estariam os colegas do outro fórum (Multirracingfsr.com) no local, com os quais nos encontrámos. Neste encontro estava uma variedade enorme de barcos. Desde veleiros a barcos

76

O Praticante


Nautimodelismo

a combustão, passando pelos eléctricos. Também a amplitude de tamanhos nunca foi tão grande, indo desde alguns centímetros, até 2m e 20cm, um barco trazido pelos nossos amigos do Algarve, Mário Figueiredo e Hélio acompanhados do Artur Marques. O frio era a nota dominante, mas não impediu o convívio e todos tiveram um bocadinho para navegar com o seu barco. Todos se divertiram e acima de tudo, respeitaram-se, demonstrando muito companheirismo. “Ripava” o F1 do Lameiras e o enorme catamaran do Carlos Saloio, enquanto o Pedro Alves da Sílva colocava o seu veleiro na água. Tudo estava a correr extremamente bem, quando o pior aconteceu. O Gerardo, o nosso amigo do norte, estava a navegar com o seu barco mono-casco, super rápido e a determinada altura, em plena recta e a “full speed” o barco dá um pequeno salto numa onda e ao regressar à água, embica submergindo totalmente. Fez-se uns segundos de silên-

cio. Por momentos tudo parou. Eu olhei para o Gerardo e ele olhava para a água, incrédulo. O barco não voltava à superfície. Todos voltaram a falar. O Tiagop a dizer que tinha ficado com a fotos do local, o Paulo disponibilisou de imediato o seu barco de resgate e o colete salva-vidas e lá foi o dono do barco procurá-lo, mas em vão. Todos os barcos têm um grande valor para nós, o que, quem está fora do hobby não entende lá muito bem, porque é maior ainda do que possam suspeitar, mas este em particular, tinha também um valor material fora do normal, pois todos os componentes “eram” do que há de melhor para este tipo de embarcação. Eu digo eram, porque apesar dos esforços, não foi possível recuperar o barco. No dia seguinte, o Carlos Pais (Multirracingfsr.com) e o João Correia (Ptmauticmodel.net) regressaram ao local e o Carlos, com equipamento de mergulho e os dois depois, com uma rede, “varreram” todo o local, mas sem sucesso. Aproveito, porque tenho este previlégio,

O Praticante

77

Janeiro 2012

para solicitar a quem esteja a ler este artigo, se porventura puder ajudar a encontrar a embarcação, o seu proprietário agradece. Ainda no dia do encontro, tudo acabou por voltar ao mais normal que pôde ser e os catamarans do João e do Zé (Tommy) deram show. Houve ainda tempo para o resgate do veleiro do Fernando Borges, que por falta de vento não conseguia regressar à margem. O resgate foi feito pela pantaneira (airboat) do João. Deste encontro nasceu uma pequena febre por pantaneiras, que veremos se dará os seus frutos ou não... Do João é também o helicópetro e o hidroavião que animaram parte deste convívio. Um muito obrigado a todos os que participaram e ajudaram na concretização de mais um belo encontros de amigos. Até breve, Texto: Paulo Capelo Fotos: Carlos Matos


Nautimodelismo

O Variador (ESC – Electroni No seguimento do artigo anterior em que foi dado a conhecer melhor o motor brushless/brushed , o seu funcionamento e construção, avançamos agora para um componente imprescindível ao motor , o speed-control.

C

om o avanço da tecnologia os circuitos electrónicos evoluíram a nível de potência e eficácia ao mesmo tempo que o seu tamanho e peso reduziram drasticamente. Antes, o accionamento dos motores era bem mais rudimentar, com relés, reóstatos, componentes volumosos e pesados, dispendiosos. A outra solução era motor ligado à bateria e pronto, eis o movimento do modelo. Nos nossos dias o ESC tornou-se banal, muito mais acessível e com uma vasta gama de escolha entre marcas, preço, potência, eficácia, tamanho, qualidade…Penso também que é o componente que mais dúvidas suscita aos que se iniciam no hobby e, por isso, vamos aqui revelar o essencial sobre ele. Pode dizer-se que o variador é composto de duas partes distintas, mas interligadas: - bloco de potência, que transfere a corrente em forma de pulsos ao motor - bloco de cpu, lógica de control, que “traduz” o sinal vindo do receptor rádio e o converte numa gama de 0 a 100% de potência na etapa final (motor). O sinal vindo do RX (receptor rádio), e que é aplicado ao ESC, é denominado por PWM (Pulse-Width-Modulation), modulação por largura de pulso, ou seja, é a largura desse impulso que determina a potência a aplicar ao motor. Normalmente varia numa duração entre 1ms (milésima de segundo) e 2 ms. Uma largura de impulso de 1.5 ms corresponde assim a 50% de ciclo o que leva o nosso motor a trabalhar a cerca de metade da velocidade. O BEC (battery eliminator circuit) é um termo que pode surgir também associado a alguns variadores e indica se este tem integrado um regulador de tensão para “alimentar” a restante electrónica, como o RX, e os servos. No caso de possuir BEC já não será necessário usar um pack de pilhas (4/5) extra para esse fim. Um ponto importante na escolha do

Bateria Li-Po

Motor Outrunner

RX

Variador (ESC)

Configuração com BEC externo Desliga-se o fio vermelho (+)

Janeiro 2012

78

O Praticante


Nautimodelismo

ic Speed Control) variador é o consumo máximo que iremos ter no modelo, ou seja, se, à priori, o setup pode atingir consumo máximo de 50 ampéres, o variador escolhido terá uma margem de segurança de cerca de 20/30% a mais, escolher-se-ia um de 70 amp., no mínimo. A voltagem máxima de trabalho ou o número de

células máxima também costuma estar indicada. Convém sempre examinarmos as instruções de uso e programação do ESC já que o método de configuração varia bastante, pode ser via rádio-comando, através de combinação de sons, via pc/ usb, cartão de programação.

Deve-se escolher o variador mais adequado para cada modelo, consoante o tamanho, potência, peso...

Ligação para o motor

Ligação para a Bateria

O variador possui um processador inteligente com as mais diversas opções que nos permitem ajustar o comportamento do modelo. A configuração varia consoante o fabricante mas, regra geral, existem parâmetros básicos, comuns a quase todos: o tipo de bateria usada (Li-Po ou células Ni-Cad/Ni-Mh), número de células (para que seja controlado o limite mínimo de tensão da bateria, ou seja, para não descarregar abaixo de um certo nível (essencial nas baterias Li-Po), o sentido de rotação das fases/ motor, arranque suave ou brusco, o “Brake” (travão/ABS), o “Timing-advance” e o “Switching-frequency” que alteram directamente o rendimento do motor e, consequentemente, os consumos e temperaturas dos outros elementos do setup, bateria e ESC). Regra geral: os motores Outrunner “gostam” de timings altos (15º-30º), para os Inrunner escolhem-se timings baixos (1º-15º). Aumentando o timing (avanço do motor) ganha-se rendimento mas as temperaturas podem subir até 30%, portanto… cuidado! Alterando o “Switching frequency” (frequência dos pulsos) nota-se diferença de suavidade no comportamento do motor, quanto maior fôr a frequência dos pulsos, mais suavemente o motor trabalha. Para finalizar, seja o que estiver acoplado ao motor, um hélice, uma roda, uma engrenagem, deve-se sempre começar com atitude conservadora, pelos parâmetros mínimos, hélices mais pequenos, depois ir exigindo mais consoante as temperaturas e/ou as duração das baterias permitirem. O variador deverá estar sempre bem ventilado ou arrefecido (através de água, em muitos casos). Ficam assim os princípios básicos de um Speed-Control. Desejo-vos bons projetos! Texto e fotos: João Correia

Ligação ao Canal 3 do RX

(-) (+) (s)

Nota: Por lapso foi dito que nos motores outruners o estator estaria na parte de fora, quando o correcto é dizer-se que o estator, nestes motores, está na parte de dentro. O Praticante

79

Janeiro 2012


Orientação Dia Internacional da Pessoa com Deficiência 2011

Orientação de precisão e adaptada à solta em Vila d

Dia Internacional da Pessoa com Deficiência 2011. Um dia em tudo diferente e em tudo igual aos demais, aquele vivido com intensidade e paixão em Vila do Conde. Sorrisos rasgados, de baliza em baliza, meia centena de super-atletas aceitaram o desafio da Orientação de Precisão e da Actividade Adaptada e foram a força e a alma dum dia com um significado muito especial para todos.

U

m dia após o emocionado resgate dos pescadores do barco de pesca “Virgem do Sameiro”, que uniu num abraço fraterno e solidário todo um país, a Orientação de Precisão e a Actividade Adaptada rumaram com armas e bagagens a Vila do Conde, terra de gente, terra de mar. E fizeram-no com essa mesma fraternidade, com essa mesma

solidariedade, ali comemorando com energia e uma enorme alegria o Dia Internacional da Pessoa com Deficiência. Numa iniciativa conjunta da Câmara Municipal de Vila do Conde e do Grupo Desportivo dos Quatro Caminhos, que contou com os apoios da Federação Portuguesa de Orientação e da Associação Nacional do Desporto para a Deficiência Intelectual, cinquenta atletas aceitaram o desafio duma manhã diferente, onde a Orientação foi o denominador comum. Na vertente de Orientação de Precisão desenrolou-se a 2ª etapa do II Circuito “Todos Diferentes, Todos Iguais”, na qual participaram 7 atletas na Classe Paralímpica e 18 na Classe Aberta. Por seu lado, a Actividade Adaptada teve um total de 25 atletas a participarem na prova, voltando a demonstrar, apesar da sua enorme juventude – foi a terceira vez que uma actividade desta natureza teve lugar no nosso País -, todo o seu potencial inclusivo e a sua adequação à Deficiência Intelectual.

Vitória “ao segundo” de Filipe Leite Na competição destinada à Classe Paralímpica de Orientação de Precisão, Filipe Leite (Hospital da Prelada) e Diana Coelho (ES Baião) confirmaram o seu natural favoritismo e travaram aceso despique pelo triunfo. Ambos terminaram com um total de 9 pontos (em 10 possíveis), com a vitória a sorrir a Janeiro 2012

80

O Praticante


Orientação WMOC 2012

A procura de um lugar na próxima edição do Campeonato do Mundo de Veteranos de Orientação Pedestre WMOC 2012, que terá lugar em Bad Harzburg / Harz (Alemanha) no Verão do próximo ano, está a exceder as expectativas e a apanhar de surpresa os organizadores. O Comité organizador do WMOC 2012 estima que possam ser atingidos números que superem os quatro milhares de participantes, um sonho que ganha contornos de realidade numa altura em que os inscritos são já superiores a 3100. Se usarmos os Mundiais de Veteranos de 2006, em Wiener Neustadt, e os seus 4089 participantes, como termos de comparação, verifica-se que os 2.500 inscritos no final de Dezembro de 2005 permitem estabelecer uma projecção que legitima o optimismo da organização alemã. As inscrições recebidas até ao momento são oriundas de 39 países, da Nova Zelândia ao Brasil e à Rússia, com o maior número de participantes a vir uma vez mais da Finlândia, já com meio milhar de atletas inscritos. Portugal será um dos países representados, contando até ao momento com um total de 29 atletas, entre os quais Joaquim Sousa, o Vice-Campeão do Mundo de Sprint em título no escalão M40. O escalão M65 é o mais participado, com o número de participantes a atingir já as três centenas e meia. O atleta mais idoso inscrito até ao momento completará 91 anos em 2012. Tudo motivos que apontam para que o WMOC 2012 se venha a tornar num evento extraordinariamente bem sucedido. Saiba tudo em http://www.wmoc2012.de/en/

actividade do Conde

Querer é poder

“Em Portugal há falta de documentação específica sobre os métodos de treino de Orientação, em particular para os escalões jovens – de uma maneira geral, as raras referências técnicas sobre os métodos de treino de Orientação são provenientes quase exclusivamente do escalão da elite orientista. Mas, como sabemos, treinar jovens em crescimento é completamente diferente de treinar elites… as componentes, os objectivos e os conteúdos de treino, bem como as metas a atingir, variam muito ao longo das diferentes idades…” É com esta preocupação implícita que Hélder Ferreira e Emanuel Alte Rodrigues acabam de lançar o “Querer é Poder...”, um blogue apostado na partilha de “instrumentos técnico-pedagógicos, experiências e documentação que possam contribuir para o conhecimento, a actualização e o estudo teórico-prático das principais componentes do treino de Orientação, em particular para jovens nas diferentes idades e fases da sua formação.” Para ter acesso ao blogue basta digitar http://betterorienteer.blogspot.com/ e lá encontrará, entre a matéria específica que compõe os cinco Cadernos Didácticos sobre “Iniciação à Orientação na escola em Mapas Simples”, aquela que os autores do blogue designam por “Pergunta da Semana”. Participe, publique um comentário sumário e interaja com o blogue e os seus autores enviando também outras questões que gostaria de ver esclarecidas.

Filipe Leite, o mais rápido no conjunto dos três pontos cronometrados. A terceira posição coube a Vítor Moreira (Hospital da Prelada), com 5 pontos, seguido de Adriano Rodrigues e de António Jamba, da mesma instituição, com 5 e 4 pontos respectivamente. Ana Paula Marques (Hospital da Prelada), com 3 pontos, fechou o pódio. Sempre afável e disponível, a organização voltou a cotar-se num plano de excelência, introduzindo mais um conjunto de inovações de acordo com as normas e regulamentos internacionais, visando o pleno estabelecimento da Orientação de Precisão, rumo à primeira edição da Taça de Portugal, que terá lugar já em 2012. Agrupamento Vertical Júlio-Saúl Dias, MADI – Movimento de Apoio ao Diminuído Intelectual, Centro de Apoio a Deficientes de Touguinha, Núcleo de Desporto Adaptado do Serviço de Medicina Física e de Reabilitação do Hospital da Prelada, Clube APPACDM Gaia, CEFPI Vilarinha (Matosinhos) e Escola Secundária de Baião foram apenas algumas das instituições representadas num evento que se saldou num êxito rotundo. Visivelmente satisfeita pela forma como as iniciativas se desenrolaram, a Vereadora da Cultura, Educação e Parque Escolar, Dra. Maria Elisa Ferraz, para além de reafirmar a abertura do Município vilacondense a mais iniciativas do género, expressou a intenção de, muito em breve, poder vir a ser instalado, num dos muitos espaços verdes da cidade, o primeiro percurso permanente de Actividade Adaptada do país. Texto: JOAQUIM MARGARIDO Fonte: www.orientovar.blogspot.com O Praticante

81

Janeiro 2012


Orientação Orientação no Dia Mundial da Diabetes

“Orienta a tua diabetes” ju centena de pessoas A Associação de Diabéticos do Concelho de Ovar assinalou o Dia Mundial da Diabetes com uma prova de Orientação que se espalhou pelas artérias da cidade. Actividade física e promoção da saúde de mãos dadas, numa acção de sensibilização para uma problemática que pode afectar qualquer um de nós.

É

sabido que os hábitos de sedentarismo e uma alimentação pouco equilibrada – males de que padece a nossa sociedade actual – são duas das principais causas para o aparecimento da Diabetes na pessoa. Este verdadeiro problema de saúde pública, de acordo com a Sociedade Portuguesa de Diabetologia, afecta hoje em dia meio milhão de portugueses, valor que tem vindo a aumentar em ambos os sexos, com valores mais elevados para o sexo feminino. Foi no sentido de sensibilizar a população do concelho de Ovar para a problemática da doença e, simultaneamente, assinalar o Dia Mundial da Diabetes, que a Associação de Diabéticos do Concelho de Ovar promoveu uma iniciativa desportiva que chamou à cidade-museu do azulejo mais duma centena de pessoas. Acções de rastreio da Diabetes, esclarecimento de dúvidas e aconselhamento da população para hábitos de vida saudáveis misturaram-se com uma actividade física bem orientada ao encontro dos prismas laranja e brancos espalhados pelas praças e ruas de Ovar. Muita energia, boa disposição e uma enorme simpatia por parte da extraordinária equipa da Associação de Diabéticos do Concelho de Ovar foram imagens de marca duma iniciativa que se quer ver perpetuada no futuro. Novos e menos novos, a correr ou a caminhar, individualmente ou em grupo, foram em número superior a uma centena os participantes numa actividade que contou com a Direcção Técnica do Clube Ori-Estarreja e com os apoios da Câmara Municipal de Ovar, Junta de Freguesia de Ovar e Atletas Fim de Semana, que cederam gentilmente o mapa.

te nos tempos que correm esta iniciativa, de promoção da saúde mas com outras componentes que talvez nós, autarquia, possamos enriquecer.” Aquele autarca considera a Orientação “uma modalidade extraordinária e uma forma pedagógica de disponibilizarmos aos nossos munícipes uma série de áreas de bem-estar, conhecimento e informação.” O propósito, de ora em diante é o de “alargar este tipo de iniciativas e apontá-las para períodos em que as probabilidades de termos condições climatéricas favoráveis sejam melhores.” A terminar, uma palavra de apreço e de reconhecimento: “Em meu nome pessoal e em nome da Câmara Municipal de Ovar quero saudar a Associação de Diabéticos do Concelho de Ovar por esta iniciativa e é muito gratificante perceber que, sendo esta uma das instituições que também apoiamos, faz realmente um trabalho altamente meritório e direccionado para os nossos munícipes.”

“Aquilo que queremos é divulgar a Orientação” Presidente do Clube Ori-Estarreja, Nuno Leite evidenciava no final o seu enorme contentamento: “Mais do que para o Clube Ori-Estarreja, este tipo de iniciativas traz uma enorme mais-valia à Orientação em geral. Enquanto clube apoiamos sempre este tipo de iniciativas e estamos sempre prontos para ajudar quer escolas, quer associações nestas actividades, porque no fundo aquilo que queremos é divulgar a Orientação e não propriamente trazer mais-valias para o clube.” Apesar do tempo pouco convidativo, os bons índices de participação não surpreenderam aquele responsável: “O trabalho de divulgação desenvolvido ao longos das semanas anteriores deixava-me na certeza de termos uma adesão destas. Este mapa de Ovar é muito bom e permite traçar tanto percursos mais complicados, para atletas mais evoluídos, como percursos

Câmara de mãos dadas com a iniciativa Para Vítor Ferreira, Vereador da Acção Social da Câmara Municipal de Ovar, esta foi “uma primeira experiência com a Orientação e devo dizer que é extraordinariamente importanJaneiro 2012

82

O Praticante


Orientação Joaquim Sousa

Depois de ter estado em risco, a 16ª Gala do Desporto da Confederação do Desporto de Portugal teve lugar no Casino do Estoril, distinguindo os desportistas que mais se evidenciaram na época finda. Subordinada ao tema “CPLP – A Língua une, o Desporto reforça”, tendo em vista a divulgação dos Jogos Desportivos da CPLP que se realizam em Portugal em Julho de 2012, a 16ª Gala do Desporto da Confederação do Desporto de Portugal atribuiu os galardões “Desportistas do Ano” ao motociclista Hélder Rodrigues (Atleta Masculino 2011), à judoca Telma Monteiro (Atleta Feminino 2011), à canoísta Francisca Laia (Jovem Promessa 2011), ao treinador da Selecção Nacional de Futebol de Sub-20, Ilídio Vale (Treinador 2011) e à Selecção Nacional de Futebol de Sub-20 (Equipa 2011). Nesta Gala, o atleta do COC – Clube de Orientação do Centro, Joaquim Sousa (na foto), foi galardoado com o Troféu para a Personalidade do Ano da Orientação. Um justo reconhecimento para um atleta que manteve uma regularidade impressionante ao longo da temporada, bateu-se de igual para igual com todos os demais valores da nossa Orientação e teve no título de Vice-Campeão do Mundo de Veteranos, na vertente de Sprint, o ponto alto deste ano repleto de alegrias.

unta uma

simples para aqueles que se estão a iniciar. Tem características que servem os dois propósitos, o que é óptimo.” Mas não é só a cidade de Ovar, enquanto núcleo urbano, que tem excelentes condições para a prática da Orientação. Se nos deslocarmos para o Furadouro, para Maceda ou para o Torrão de Lameiro, as florestas são fantásticas e o Clube Ori-Estarreja desenvolve aqui actividades ao longo do ano e com enorme frequência. Por esse motivo, Nuno Leite deixa um convite: “As pessoas podem consultar o nosso site, contactar-nos para se inteirarem das nossas actividades e a partir daí é só aparecerem. Estamos sempre abertos a receber toda e qualquer pessoa e a fazer o devido acompanhamento na sua iniciação.”

Ori-BTT Ginásio

Chegou ao fim a Taça de Portugal de Orientação em BTT, com a realização, na Figueira da Foz, do III Ori-BTT do Ginásio. Este foi o quinto evento promovido no corrente ano pela Secção de Orientação da novel colectividade figueirense, que mais uma vez demonstrou a sua capacidade organizativa, aliás já bem testada anteriormente em Campeonatos Nacionais e Meetings Internacionais. Com um percurso traçado por Rui Mora, a prova foi dirigida por Ricardo Freitas e António Neto, tendo o Centro do evento ficado instalado no Centro Náutico da Fontela – Vila Verde, local onde se concentraram os 90 participantes, em representação de 24 clubes. A prova contou com um Prólogo, no período da manhã, que permitiu ordenar as partidas da prova principal. Esta teve lugar no período vespertino, num percurso de Distância Média, que Davide Machado (.COM) venceu de forma convincente na Elite masculina. Colectivamente, a vitória sorriu ao COC. Estes resultados em nada vieram alterar o escalonamento final do ranking da Taça de Portugal de Orientação em BTT 2011, que teve em Davide Machado e Susana Pontes (CPOC) os grandes vencedores. Colectivamente, o triunfo no ranking coube à turma algarvia do BTT Loulé / EAFIT / BPI. Saiba tudo sobre a prova em http://btt10dez. ginasiori.com/.

“A Orienta a Tua Diabetes veio para ficar” Também Graça Carrapatoso, Vice-Presidente da Associação de Diabéticos do Concelho de Ovar, traça no final um balanço muito positivo: “Não podia ter corrido melhor, se considerarmos as adversidades em termos climatéricos. As pessoas perceberam que o que estava aqui em causa era o rastreio da doença e a divulgação dos cuidados necessários à sua prevenção.” Os momentos de agradável convívio na sede da Associação, onde funcionou o secretariado do evento, espalharam-se pelas ruas de Ovar e o regresso das pessoas no final da actividade revelou-se particularmente gratificante: “Foi fantástico ver o sorriso no rosto de cada um, a sensação de descoberta e de quase perplexidade por verem a sua cidade duma forma diferente, até aqui nunca vista. Penso que as pessoas sentiram também uma enorme alegria por partilharem esta nossa terra com aqueles que nos visitaram e que vieram de localidades tão diversas como Braga, Porto, Estarreja, S. João da Madeira ou Águeda. Tivemos, inclusivamente, um grupo de três jovens da República Checa, atletas habituados a correr por essa Europa fora e que muito prezaram este mapa de Ovar que é precioso.” E a terminar, uma forte aposta na perpetuação deste tipo de iniciativas: “A Orienta a Tua Diabetes veio para ficar. Queremos multiplicar este tipo de actividades ao longo do ano e não as restringir ao Dia Mundial da Diabetes.” Texto: Joaquim Margarido Fonte: www.orientovar.blogspot.com O Praticante

83

Janeiro 2012


Saúde | Pedagogia Desportiva

Como lidar com os pais no O desporto de formação e a prática desportiva que nele vivenciamos encara uma enorme variedade de intervenientes em todo o seu domínio, principalmente quando falamos ao nível da competição. Dentro deste enorme leque encontra-mos certamente os pais e não podemos, nem devemos deixar de lhes dar importância, uma vez que sem estes o desporto infanto-juvenil não existiria, devemos então reconhecer que os pais fazem parte do “triângulo desportivo”, onde se inclui os seus filhos e os treinadores.

A

maioria dos pais ignora quase por completo ou acompanha de forma discreta e pouco significativa a prática desportiva dos seus filhos, todavia, pelo contrario existem os que demonstram por ela um interesse excessivo e tal como os primeiros não saudável tanto para os seus filhos como para a pratica. Permanecem felizmente os pais que pelas boas acções, pelo correcto acompanhamento que dão aos seus filhos a nível do desporto, merecem um papel de positiva relevância neste âmbito. É pena que ao vermos uma simples competição de jovens, a percentagem deste louvável género de

pais seja na sua globalidade uma minoria, são poucos aqueles que se esforçam para proporcionar aos seus filhos as melhores condições para que os mesmos possam desenvolver as suas aptidões, de forma realista e com prudência. Dentro daqueles que identificamos como obsessivos quanto a prática dos seus filhos podemos dividir em dois grupos bastante distintos: 1. Os que acham que os seus filhos nunca fazem nada de errado e a culpa nunca é deles, criticando os árbitros, treinador, adversários, achando regularmente que tem melhores soluções, e Janeiro 2012

84

O Praticante

“As condutas erradas dos pais marcam vivamente a atitude dos jovens perante o treinador e colegas de equipa, tornando-se a médio e longo prazo uma dificuldade dentro do grupo” Mas afinal porque se comportam os pais desta forma?


Pedagogia Desportiva | Saúde

o desporto infanto-juvenil?

usualmente chamado de “treinador de bancada”; 2. O outro grupo pertence aos pais que consideram que os seus filhos não fazem nada de certo, são hipercríticos em relação as acções sociomotoras do seu filho; Neste dois subgrupos temos ainda o papel superprotector das mães que por vezes se torna também uma fonte perturbadora da prática desportiva.

Mas afinal porque se comportam os pais desta forma? Classificado com um comportamento irracional, vincado por parte dos pais com todos os intervenientes na competição e treino, pode ser interpretado com as seguintes razões: • Auto-realização, assumindo a vitoria ou derrota como sendo parte inerente

dos mesmos, traduzindo-se muitas das vezes em orgulho próprio que sentem posto em causa em relação a vizinhos ou amigos devido a resultados ou comportamentos medíocres do seu filho. Auto-realização também no desejo de concretizar os seus próprios sonhos, e objectivos passados, utilizando os seus filhos como veiculo para tal; • Desejo de todos os pais de quererem o que pensam ser melhor para os seus filhos, acompanhado da dificuldade de observarem tanto o fracasso como decepção dos seus filhos.

Como agir em relação aos pais? Como ajuda-los? A questão passa por saber o que o treinador pode fazer para alterar estes comportamentos desajustados e negativos por parte dos pais, para que estes possam ver a prática dos seus filhos

integrada na equipa e formação desejável e saudável. Existem duas principais formas de agir: • Intervenção directa: esta encara muitas das vezes o dialogo com os pais, tentando fazer ver que devem controlar a pressão, os seus impulsos a nível da defesa dos seus filhos, o seu próprio orgulho, e que deve aceitar o seu filho, sendo ele talentoso ou não, nunca exercendo comparações sociais; • Intervenção Indirecta: aplicação do exemplo, ou seja, partir do treinador, através de uma correcta e cuidadosa intervenção ao nível da prática tanto no treino como na competição, incluindo as suas relações com os árbitros, adversários, atletas e pais. Fonte: João Góis joaogoispinto@gmail.com Fotos: Associação de Rugby do Sul

CONCLUSÃO É então crucial por parte dos agentes de ensino realizar junto do jovem praticante uma abordagem positiva das suas práticas desportivas, motivando-o, recompensando-o do esforço e trabalho exercido. É também fundamental tentar o mais possível moldar os pais, para que o seu envolvimento junto das práticas dos seus filhos seja útil e saudável, e acima de tudo que a forma como interpretam a importância da pratica desportiva, possa transmitir aos jovens entusiasmo pelo desporto. O Praticante

85

Janeiro 2012


Saúde | Lesões e doenças

Rupturas musculares Depois de termos falado sobre contraturas musculares, um problema secundário, muito associado a más posturas e à repetição continuada de um mau gesto técnico, vamos agora tentar perceber as rupturas musculares, uma condição clínica em si, mais rara do que possamos imaginar, e, no atletismo, muito associada aos músculos mais “dinâmicos”, nomeadamente os da barriga da perna, adutores e quadricipites.

U

ma ruptura muscular pode ser causada pelo estiramento brusco dos músculos, pela contracção repentina quando em carga ou por um episódio de sobrecarga num período relativamente curto de tempo, como correr uma maratona por exemplo. Desportos que requerem explosões de velocidade, como certas modalidades do atletismo, aumentam o risco de lesão. Assim como a fadiga muscular, pouca flexibilidade e a falta de aquecimento prévio à prática desportiva. Todas as rupturas musculares podem ser graduadas de 1-3, consoante a gravidade da lesão: • O grau I corresponde a pequenas lesões (até 10% das fibras musculares envolvidas), também designadas de micro-rupturas. • No grau II existe lesão de até 90% das fibras musculares. • O grau III implica a ruptura de mais de 90% das fibras musculares ou uma ruptura completa. Estas últimas geralmente ocorrem junto à transição de músculo para tendão ou já no próprio tendão em si. As rupturas musculares podem ainda ser apenas intra-musculares, ou seja, dá-se uma ruptura das fibras musculares, sem envolver a bainha muscular (fino tecido que envolve e protege cada músculo). Isso significa que o sangramento inicial pode parar mais cedo (em poucas horas) devido ao aumento da pressão dentro do músculo. O resultado é uma perda considerável da função e dor que pode levar dias ou semanas a recuperar. Não é provável a formação de um hematoma visível neste tipo de lesão, especialmente numa fase inicial. A ruptura pode, em alternativa, ser inter-muscular, em que há uma ruptura do músculo e de parte da bainha que o rodeia. Isto significa que a hemorragia inicial vai demorar mais tempo a parar, especialmente se não colocar gelo. No entanto, a recuperação é muitas vezes mais rápida do que nas rupturas intra-musculares, pois o sangue e outros fluidos não estão confinados à bainha muscular, podendo ser reabsorvidos mais rapidamente. Um hematoma, que

pode alastrar-se a toda a região próxima ao músculo afectado, dependendo da gravidade da lesão, é frequentemente observado. Esteja alerta para os seguintes sintomas Rupturas de Grau I: • Uma pontada de dor fina, bem definida, localizada a meio do músculo, que surge a primeira vez durante a prática desportiva. • Poderá ser capaz de continuar a correr com um desconforto ligeiro. • Tensão e dor localizados nos 2-5 dias depois da lesão. Rupturas de Grau II • Dor aguda bem definida, localizada a meio do músculo, que surge a primeira vez durante a prática desportiva. • Dor ao caminhar. • Poderá formar-se inchaço no músculo. • Hematoma leve a moderado. • Tensão e dor localizada durante uma semana ou mais. Rupturas de Grau III • Dor imediata e incapacitante, localizada a meio do músculo, que surge a primeira vez durante a prática desportiva. • Uma dor súbita, geralmente na junção musculo-tendão. • Hematoma e inchaço significativos • Nos casos de rupturas completas, muitas vezes pode ser visível a separação muscular sob a pele. Uma boa avaliação, incluindo uma história clínica e exame atento da barriga da perna são geralmente suficientes para diagnosticar uma ruptura muscular. Uma ecografia ou RM podem ser pedidas para confirmar o diagnóstico e avaliar a extensão da lesão.

Tratamento

O tratamento em fisioterapia, nas primeiras 24 a 48 horas após a lesão e enquanto o diagnóstico não está confirmado, consiste e controlar os sinais inflamatórios, através de: • Descanso: Evite caminhar ou estar muito tempo de pé. Se tiver de o fazer utilize canadianas. Andar a pé pode significar um agravamento da sua lesão. • Gelo: Aplique uma compressa de gelo Janeiro 2012

86

O Praticante

na área lesada, colocando uma toalha fina entre o gelo e a pele. Use o gelo por 20 minutos e depois espere pelo menos 40 minutos antes de aplicar gelo novamente. • Compressão: uma meia elástica pode ser usada para controlar o inchaço. • Elevação: A perna deve ser elevada um pouco acima do nível do seu coração para reduzir o inchaço. • Analgésicos e anti-inflamatórios não-esteróides poderão ser receitados pelo médico para controlar o processo inflamatório e aliviar as dores. Após esta primeira fase, e com o diagnóstico confirmado, o tratamento irá depender da gravidade da lesão: Ruptura de grau I: A reabilitação deve estar completa ao final de cerca de 2 semanas. O tratamento deve incluir: Fase 2: Após as 1ªs 24 a 48 horas e até às 2 semanas • Alongamentos suaves dos músculos lesados, 2 a 3 vezes por dia. • Massagem de drenagem e de mobilização de tecidos. • Aplicação de ultra-sons. • Continuar o descanso das actividades que provocaram a lesão e a utilização de meia de compressão elástica no caso de a lesão ser nos membros inferiores. • Ao final da 1ª semana introduzir o fortalecimento muscular progressivo, incluindo exercícios em carga. À medida que for efectuando os exercícios sem dor reintroduzir a corrida. • Ao final da 2ª semana deve voltar à actividade desportiva e continuar por algumas semanas exercícios específicos de fortalecimento e alongamento do músculo lesado. Ruptura de grau II: A reabilitação deve estar completa ao final de cerca de 4-6 semanas. O tratamento deve incluir: Fase 2: Após as 1ªs 24 a 48 horas e até às 2 semanas • Continuar o descanso das actividades que provocaram a lesão e a utilização de meia elástica. • Alongamentos suaves dos músculos da barriga da perna, 2 a 3 vezes por dia. • Em vez de apenas gelo poderá aplicar durante 20 a 30 minutos quente e frio, al-


Lesões e doenças | Saúde ternadamente, 5 minutos cada, três vezes por dia • Deve iniciar um programa específico de reabilitação, orientado pelo seu fisioterapeuta Fase 3: Semanas 3, 4, 5 e 6 • Introduzir o fortalecimento muscular progressivo, incluindo exercícios em carga. À medida que for efectuando os exercícios sem dor reintroduzir corrida. • Ao final da 4ª semana deve ser reintroduzido o gesto desportivo em ambiente

clínico, iniciar a corrida. • Na 6ª semana deve retornar à prática desportiva e continuar por algumas semanas exercícios específicos de fortalecimento e alongamento do músculo lesado. Ruptura de grau III: A reabilitação poderá demorar mais de 3 meses em casos de ruptura completa. O tratamento deve incluir: Se o músculo apresentar uma ruptura total o tratamento consiste na reconstrução cirúrgica. Se suspeitar de uma lesão gra-

ve deve parar imediatamente a actividade desportiva e dirigir-se ao hospital para ser avaliado. Se a ruptura for parcial será seguido o protocolo de reabilitação das rupturas de grau II, com a adaptação dos respectivos períodos de tempo.

Autor: João Carlos Maia - Fisioterapeuta Fonte: www.fisioinforma.com Publicado em: www.correrporprazer.com

Exercícios terapêuticos para uma ruptura parcial nos gémeos Os seguintes exercícios são apenas exemplos e podem ser prescritos durante a reabilitação de uma contratura, dependendo do músculo/grupo muscular afectado. Deverão ser realizados 2 a 3 vezes por dia e apenas na condição de não causarem ou aumentarem os sintomas. Flexão resistida do pé Sentado, com o elástico na ponta do pé. Puxe a ponta do pé para cima, depois deixe o pé voltar lentamente à posição inicial. Repita entre 8 a 12 vezes, desde que não desperte nenhum sintoma.

Alongamento da cadeia posterior Sentado, com a perna a alongar esticada. Tente chegar com as mãos o mais abaixo possível. Mantenha essa posição por 20 segundos. Repita entre 3 a 6 vezes, desde que não desperte nenhum sintoma. Correcção postural da cervical e ombros Flexão resistida do pé Sentado, com o elástico na ponta do pé. Puxe a ponta do pé para cima, depois deixe o pé voltar lentamente à posição inicial. Repita entre 8 a 12 vezes, desde que não desperte nenhum sintoma.

Antes de iniciar estes exercícios deve sempre aconselhar-se com o seu fisioterapeuta Referências: Counsel P, Breidahl W. Muscle injuries of the lower leg. Semin Musculoskelet Radiol. 2010 Jun;14(2):162-75. Agre JC. Hamstring injuries. Proposed aetiological factors, prevention, and treatment. Sports Med. 1985 Jan-Feb;2(1):21-33. O Praticante

87

Janeiro 2012


Saúde | Nutrição desportiva Dos mitos da Antiguidade à evidência científica contemporânea…

Proteínas e Desporto Qual o papel das proteínas no desporto? De que quantidade necessita um desportista, tendo em conta a sua modalidade? É necessário suplementar a dieta com proteínas antes, durante e/ou após o exercício? Saiba mais sobre um dos nutrientes mais mediáticos no mundo do desporto.

A

s proteínas e as respectivas fontes alimentares foram desde cedo na história tidas como um factor relevante para a performance desportiva. Milos, um wrestler de Creta que ganhou a medalha de ouro em 5 edições dos Jogos Olímpicos no séc. VI A.C., ingeria alegadamente cerca de 10kg de carne por dia! Umas das crenças que servia de argumento a este tipo de práticas era a de que, ingerindo a carne de um animal forte e resistente, o indivíduo se apropriava dessas mesmas características. Esta crença era, evidentemente, falsa. Actualmente, o papel das proteínas na saúde e na performance desportiva está bem definido. As proteínas participam na estrutura de ossos e músculos e compõem várias enzimas fundamentais ao metabolismo humano. Ao nível desportivo, salientam-se as principais funções deste macronutriente: •Reparação e regeneração de células musculares danificadas pelo exercício; •Suportar aumento de massa muscular; •Manter funcionamento óptimo do sistema imunitário; •Assegurar o funcionamento de processos do metabolismo que utilizem aminoácidos (unidades que formam as proteínas). Apesar de serem fundamentais do ponto de vista estrutural, as proteínas não têm uma participação significativa no fornecimento energético durante o esforço/exercício, quando comparadas com hidratos de carbono e lípidos. Na realidade, em geral apenas 3 a 6% da

energia despendida durante o exercício é assegurada pela oxidação de proteínas/aminoácidos. Por este motivo, as necessidades de proteína dos atletas não são tão elevadas em relação ao normal quando comparadas às necessidades de hidratos de carbono, pelo que a maioria dos desportistas já faz habitualmente uma dieta que atinge e/ou excede as suas necessidades de proteína. Por exemplo, um atleta recreativo que se exercite a uma intensidade leve, 3 a 5 vezes por semana, não precisa de ingerir mais proteínas do que um indivíduo sedentário precisa, cerca de 0,8-1g/kg peso corporal (48 a 60g de proteínas por dia para atleta de 60kg, 64 a 80g para atleta de 80kg). Conforme o aumento na carga e volume de treinos as necessidades também aumentam, atingindo 1,6g/kg em atletas de elite de endurance, ou 1,7g/kg em atletas de resistência (“musculação”) numa fase inicial do treino. Apesar destes valores serem próximos, os motivos são diferentes: no atleta de endurance a ingestão de proteínas serve essencialmente a reparação tecidular, enquanto o atleta de resistência necessita de produzir novas proteínas para aumento da massa muscular. Após a adaptação ao treino de resistência, as necessidades destes atletas baixam novamente para valores próximos dos atletas recreativos (1-1,2g/kg). Não é muito difícil atingir as necessidades proteicas através da alimentação: ingerindo 150g de carne/peixe/ ovos/soja à refeição principal e 1 lácteo

(ex: 200ml leite magro ou 1 iogurte magro) de manhã, ao lanche da tarde e à ceia (após jantar) consegue-se uma ingestão de aproximadamente 80g de proteínas. Basta um ligeiro aumento nas quanti-

Nota: um regime alimentar “omnívoro”, que inclua fontes proteicas animais (carne e derivados/pescado/ovos/lacticínios) e seja complementado por fontes vegetais (cereais/leguminosas/frutos oleaginosos/soja e derivados), é preferível face a um regime mais “vegetariano” (restrição parcial ou total de produtos alimentares de origem animal), no que toca à qualidade das proteínas ingeridas.

Janeiro 2012

88

O Praticante


Nutrição desportiva | Saúde dades destas fontes, a adição de acompanhamentos ricos em proteína (ex: fiambre de aves, queijo fresco) ao pão/ tostas, de leguminosas à refeição principal e frutos secos/oleaginosos ao longo do dia, para facilmente se duplicar a quantidade total de proteína ingerida. A utilização de suplementos de proteínas ou aminoácidos isolados é muito comum, nomeadamente em modalidades onde um grande desenvolvimento muscular é privilegiado. De acordo com a evidência científica actual, podem existir de facto vantagens na suplemen-

tação com proteína, nomeadamente no período pós-treino/competição. Após um treino vigoroso há um estímulo orgânico forte para renovar e/ou fabricar novas proteínas, o qual diminui significativamente após cerca de 2h, pelo que é importante ingerir proteínas de fontes alimentares ou isoladas/suplementos (sendo a proteína isolada de soro do leite/whey a mais recomendada). Vários estudos científicos mostraram que uma ingestão até 20g de proteína de elevado valor biológico (ex: proteína animal) é suficiente para optimizar a síntese de

proteínas musculares. A toma de quantidades superiores não oferece benefícios adicionais, sendo o excesso convertido (por processos mais demorados do que, por exemplo, a conversão de hidratos de carbono) em energia. Pelo contrário, normalmente os atletas que se focam demasiado nas proteínas, arriscam-se a não atingir as suas necessidades de hidratos de carbono e acabam por impedir uma adequada recuperação muscular, a qual implica também a reposição de glicogénio muscular, principal reserva de hidratos de carbono no organismo. Assim, a ingestão de um batido caseiro que inclua ambos os nutrientes em quantidade suficiente poderá ser uma óptima solução. Resumindo, as proteínas são um macronutriente com bastante relevância para a saúde e performance de atletas e pessoas activas. A chave de uma ingestão adequada está em dar mais relevo à qualidade e adequada distribuição ao longo do dia, do que à quantidade. A ingestão de 15-20g de proteínas após o esforço é uma excelente forma de promover a recuperação muscular, em adição a uma adequada ingestão de hidratos de carbono. Este artigo vem mais uma vez chamar à atenção para a necessidade de se praticar uma alimentação equilibrada e sem demasiado zelo por determinado nutriente. Em caso de dúvida, consulte um especialista devidamente acreditado em Nutrição e Desporto. Desejando-lhe a melhor performance de sempre,

Diogo Ferreira | Dietista Tel.: 961 249 167 diogoferreira.dietpt@gmail.com Publicidade

O Praticante

89

Janeiro 2012


Saúde | Alimentação

O sal e a asma… Diminuir a ingestão de sal pode ajudar no tratamento da asma. Diminuir a ingestão de sal é importante para uma vida mais saudável, todos nós já temos esse conhecimento.

M

as, o que não sabia era que se diminuir a quantidade de sal na alimentação, além de controlar a pressão arterial pode ajudar a combater a asma! Foi a conclusão de um estudo realizado por investigadores norte-americanos. Estes especialistas comprovaram que uma alimentação com uma ingestão mínima de sal é benéfica para os indivíduos que padecem de bronquite asmática. Os cientistas concluíram que uma dieta com um baixo consumo de sal, por um período de duas a cinco semanas, melhorava a capacidade pulmonar e diminuía a frequência das crises as-

máticas, enquanto que as pessoas que tinham uma dieta com uma ingestão elevada de sal apresentava um efeito contrário e negativo para o organismo. Os investigadores ainda destacaram no estudo que, mesmo se o consumo for diminuído por apenas uma ou duas semanas, o efeito dessa redução no organismo é benéfico, isto é, já promove a redução das crises que atacam os asmáticos durante a prática de exercício físico. O meu conselho é: modere o consumo de sal no seu dia-a-dia! Alexandre Fernandes – Nutricionista Consulte – www.bemnutrir.com

SETÚB AL

LIS B

• Vidro Temperado • Laminado • Duplo • Espelhos • Montagens • Revenda

OA

Publicidade

TLM: 96 409 76 65 • Tel.: 211 556 996 • FAX: 211 558 110

Estrada Nacional 10, Quinta dos Caldinhos, armazém 11 | 2840 Fogueteiro - SEIXAL | e-mail: paulojorgealmas@hotmail.com Janeiro 2012

90

O Praticante


Vegetarnismo | Saúde

Os cereais integrais A base de uma alimentação vegetariana equilibrada

T

al como referido em artigos anteriores, o equilíbrio de uma alimentação vegetariana saudável tem como base o uso de cereais integrais e leguminosas (e seus derivados). Os cereais representam uma importante fatia de qualquer regime alimentar equilibrado. Mas o que são cereais integrais? Os cereais pertencem ao grupo dos hidratos de carbono, vulgarmente associados ao pão, arroz e massas, que desde há séculos constituem a base alimentar dos seres humanos. As vantagens de os consumirmos são inúmeras: alto valor energético e nutricional, baixo custo, fácil conservação e versatilidade na forma como são confecionados. Contudo, se pretendemos um bom nível de saúde, não basta consumirmos hidratos de carbono numa determinada quantidade. É necessário termos atenção à qualidade dos cereais e à forma como são consumidos. É por isso importante que saibamos distinguir os cereais integrais dos refinados. São cereais integrais todos os cereais (ou produtos derivados) não processados ou cuja transformação não influencia a constituição e qualidade nutricional do grão original do cereal. Os cereais refinados são todos os cereais que foram processados de forma a ser retirada a camada exterior (casca), o gérmen e o farelo, que em conjunto perfazem a porção nutricionalmente mais rica do grão. No caso dos cereais refinados apenas resta o endosperma do grão, que fornece sobretudo energia (sob

a forma de amido), mas cuja qualidade nutricional se encontra comprometida. Os cereais integrais, tal como o nome indica, mantêm a integridade do grão, conservando as suas propriedades originais – ricos em hidratos de carbono completos, fibras, proteínas, vitaminas, minerais e antioxidantes. Será, deste modo, importante que se dê primazia ao consumo de cereais integrais em grão ou de produtos derivados destes cereais, como é exemplo o arroz integral, o millet, a quinoa, a cevada, o milho, o centeio, o trigo-sarraceno, a espelta, o pão de cerais integrais, as massas integrais, o bulgur, o cuscuz, ou até o seitan. As variedades são inúmeras e os modos de confeção infinitos. Para conhecer estes cereais, seja vegetariano ou não, deve procurar as lojas de produtos naturais, lojas de produtos biológicos ou mesmo grandes superfícies comerciais. Tenha em atenção aos rótulos destes alimentos, procure cereais sem aditivos e de origem biológica. Procure e arrisque novas receitas, conheça o valor e a riqueza biológica deste alimento. Recomendações que devem fazer parte da rotina de uma dieta vegetariana nutricionalmente adequada. Próximo artigo: Os cereais integrais (continuação) Texto e Fotos: Brígida Peres Ribeiro Nutricionista | Aconselhamento Alimentar Tel.: 919 129 331 brigida.ribeiro.nutri@gmail.com

Publicidade

Para além da venda de vidros para automóveis, nós também fazemos a montagem dos mesmos. É um processo delicado, consistindo em: * Remoção do vidro danificado; * Preparação da viatura e do vidro novo; * Aplicação do vidro utilizando um kit de colagem especial para vidro; * Secagem do kit de colagem especial para vidros. Fazemos reparação de pequenas áreas danificadas em vidros auto utilizando a tecnologia de ponta existente para este efeito, garantindo resultados 100% eficazes Garantimos a eficiência dos nossos serviços.

Rua 1º de Maio, 21-B Fogueteiro | 2845-163 Amora

O Praticante

91

Janeiro 2012

E-mail: vidrauto.amora@sapo.pt Tel./Fax: 212 269 503 Tlm: 963 294 300


Surf, Longboard & BodyBoard

…Saudades de estar na água salgada…

Foto de: Jorge Correia

Ao longo da vida deixamos para trás algo que gostamos apenas porque nos deixamos envolver numa vida “sem vida”… avançamos em cada dia, como que robotizados pela sociedade precária, deprimida e deprimente em que vivemos… e um dia, simplesmente, acordamos e resta-nos olhar em volta e perceber que deixámos a própria vida em pausa! Sentimos a falta daquilo que sempre nos fez feliz e sem saber o porquê ficou para trás… Com a mudança do ano, renova-se a esperança…renovam-se forças e a vida retoma um dia de cada vez mas com novos objetivos… retomar o mar! Vivê-lo, na sua essência, e voltar a sentir o sangue pulsar nas veias, o sal secar na pela, o respirar de um mundo sempre ao nosso alcance… o mar... o surf! Publicidade

Essência - Escola de Surf, Bodyboard e Longboard de: Renato A. G. P. Nunes

COSTA DA CAPARICA - PRAIA DA RAINHA - QUEEN'S BEACH CLUB Certificada pela: Federação Portuguesa de Surf Registo como Operador Marítimo-Turístico, no Turismo, I.P.: 130/2011 Reconhecida para realização de Actividades de Turismo de Natureza na Rede Nacional de Áreas Protegidas, pelo I.C.N.B.

Tlm: +351 96 602 52 52 Endereço Web: www.essencia-surf.com E-mail: geral@essencia-surf.com Messenger: essencia-surf@hotmail.com

Janeiro 2012

92

O Praticante


Surf, Longboard & BodyBoard

U

m velho surfista reencontra a sua essência numa manhã de Novembro. Com tantas voltas que a vida dá e à medida que a idade avança, surgem responsabilidades e obrigações as quais separam a juventude, em que se tem tanto tempo livre e o mundo parece azul, da fase adulta em que tudo passa a correr e o sabor das coisas mais parece o de algumas pastilhas elásticas (excelente quando se começa a mastigar, mas passado algum tempo já mais parece saber a borracha). Atualmente, das crianças aos adultos, dos que não têm nada para fazer, aos mais atarefados, todos se queixam que a vida passa a correr. É incrível como hoje é segunda-feira e amanhã já é fim-de-semana. Mas o que terá acontecido com o mundo e com as coisas boas que pareciam durar para sempre? Este velho surfista de quem há pouco falava, deu por ele a tirar um pouco do seu tempo de vida, consumido diariamente por trabalho em frente ao computador ou a correr de um lado para o outro a resolver assuntos. Parou no mar e dentro de água sentado sobre a sua prancha, questionou-se sobre isto e lembrou-se do quão importante o surf era na sua vida. Tantos haviam sido os dias marcantes que teve no mar, a aguardar por mais uma onda… É triste esquecermos a beleza e intensidade das coisas, por não as vivermos com calma, atenção e dedicação. Já lá vai o tempo em que entrava na água do mar, fria e salgada e conseguia esquecer tudo o resto: obrigações, stress e até mesmo horários…

de tantos fatores: marés, ventos, tamanho e formação das ondas, estado de espirito e físico do praticante, etc… Para quem não sabe, não existe uma onda igual a outra, é como uma impressão digital e a forma como a onda é abordada (interpretada e explorada) vai influenciar muito o “resultado”. Tal como a Essência diz: “uma onda é apenas uma onda, até que decidas surfar”… Foto: Miro Mamede

Há que saber ler o mar e as suas ondas e não apenas olhar para ele como se de água salgada se tratasse. Infelizmente, muitas são as pessoas que assim o fazem e nenhuma importância lhe dão, deixando lixo pelas praias ou deitando-o diretamente no mar. Isto é desrespeitar a natureza e o que ela nos pode oferecer, será que querem melhor prenda/dádiva do que esta? O que este surfista sente falta, é: sentir a água a deslizar de baixo da sua prancha, ora deitado, ora de pé… sentir a água a entrar por alguma zonas do seu fato (costas/pescoço), sobretudo no primeiro mergulho a passar por baixo das ondas… sentir a brisa de vento “off-shore” frio (vento de terra para o mar), a bater nas costas enquanto aguarda a onda seguinte… de ver o sol a cair, mesmo à sua frente, sobre o mar num final de tarde, “dropando” no escuro, pois as ondas passam a fazer sombra da réstia de luz vinda do horizonte, à medida que estas se aproximam do surfista… dos dias completamente cinzentos e sem vento em que não se consegue distinguir a superfície do mar, do imenso céu… do dia perfeito, com ondas clássicas que quebram sempre no mesmo local, rolando sem parar, até acabarem na areia… do remar para ir pegar outra e mais outra onda e sentir o cansaço a ficar esquecido depois de tantas horas seguidas dentro de água… do pôr em pé sobre a prancha, no momento exato e a cortar a onda (para um dos lados), subindo e descendo na parede da onda: tudo tão rápido, tudo tão único, tudo tão difícil de descrever, pois apenas o surfista sabe do que estou a falar!... do estar com velhos amigos, na água, a partilhar ondas, em que cada um relembra situações do passado (de surf ou não) e grita: esta é tua! Dá-lhe! Tão boooooa (que sorte!) Era tudo isto e muito mais que estava esquecido pelo velho surfista, o qual ou deixara de surfar com tanta frequência ou quando surfava, nem sequer tinha tempo/atenção para contemplar o que estava ao seu redor, o que estava a viver, o que estava a sentir… O surf não pode ser um conjunto de tarefas automatizadas, sem ser vivido/sentido com a intensidade que lhe é real. Já que o tempo não tem remédio e corre de forma tão veloz, tenta fazer como este surfista, para um pouco e busca a tua felicidade em cada onda que surfes, essa felicidade está dentro de ti e, ou já te esqueceste dela, ou nunca a descobriste! Ama o mar e as suas ondas, disfruta dele ao máximo, mas preserva-o para que ele possa continuar a fazer-te sentir vivo.

Foto: Esmi

Atualmente, todas as surfadas têm que ser devidamente controladas para evitar que a alegria passe à frente da responsabilidade . No princípio do surf, qualquer onda servia (era boa), queria lá ele saber se tinha fato ou não, se a água estava gelada ou apenas um pouco fria, não havia cãibra que o travasse. Com o passar do tempo e sua evolução na modalidade, passou a ser seletivo e a dispensar dias de muito vento, muito frio, ausência de sol, dias de ondas muito grandes/pequenas, dias em que estaria sozinho na água, ou até a trocar a surfada por outras tarefas… O surf começou a passar para segundo plano em grande parte das vezes, algo difícil de se entender quando este não se trata de uma mera diversão, mas sim um forma de estar na vida. O contato com uma onda transmite uma sensação única de liberdade, alimentada por uma incessante adrenalina, por vezes acompanhada de algum medo (controlado ou não): fatores que nos fazem sentir realmente vivos! Um bom (candidato a) surfista, não deve pensar que já sabe tudo sobre a matéria e dispensar qualquer surfada, ou seja quanto mais treinar, maior será a possibilidade de alcançar momentos únicos que só este desporto poderá transmitir. É impossível haver monotonia numa atividade que depende O Praticante

93

Janeiro 2012


Surf, Longboard & BodyBoard

A manobra desta edição é o Layback Trata-se de uma rasgada tão radical, que o surfista usa o braço de traz para enfiar na água e fazer um pivô, trazendo a prancha para baixo, vindo o surfer já deitado na água para conseguir recuperar. É necessário muita força abdominal para realizar essa manobra.

Foto de: Júlio Barreiros

Foto de: Júlio Barreiros

Publicidade

Janeiro 2012

94

O Praticante


Surf, Longboard & BodyBoard Nesta edição entrevistámos o bodyboarder António Barquinha

“O meu principal objetivo é divertir-me!” Foto de: Margarida Andrade

Nome: António Pedro Barquinha “Topê” Idade: 25 anos Local: Almada Estudos: Mestrado Integrado em Arquitetura Profissão: Arquiteto Tempo de prática de Bodyboard: 7 a 8 Anos Que pranchas tens? Comecei a fazer Bodyboard com uma Tribord, como a grande maioria das pessoas que se aventura num novo desporto, assim que fiquei com o vício bem marcado investi com o apoio dos meus pais numa WR Tâmega passando de um triciclo para um avião. Atualmente tenho vindo a usar a NMD Novy em PP bem como a TOYS metal em PE, com as quais tenho vindo a procurar evoluir e melhorar o meu surf. Porque escolheste praticar Bodyboard? Sempre tive uma grande relação com o mar pois o meu avô materno é de Porto Covo, razão pela qual passei sempre muito tempo na praia em contacto com desportos e atividades náuticas. Iniciei-me no Bodyboard visto ser de mais rápida evolução no início, foi a forma que encontrei de compreender o funcionamento das ondas e das correntes bem como me comportar dentro de água em condições adversas. Rapidamente fiquei vidrado na possibilidade de evoluir cada vez mais e em experimentar manobras que só um desporto como o Bodyboard consegue dar! Patrocínios? Não tenho Apoios? Os meus pais que quando era mais novo funcionaram como o meu patrocinador!!!

Quais os teus objetivos a curto prazo relacionados com o teu Surf / Bodyboard? O meu principal objetivo é divertir-me! Para mim isso é o fundamental em tudo, seja num desporto seja na vida profissional, se fizermos algo que não nos motiva e diverte não há razão para o fazer. Continuar com a escola de surf Essência a ensinar outras pessoas a relacionarem-se com o mar e a usufruir deste. De momento treino com o Rui Pereira com o objetivo de corrigir erros em algumas manobras que já fazia como também corrigir a minha linha de onda e evoluir de forma a realizar manobras mais difíceis de executar. Praticas algum desporto complementar? Porquê? Pratiquei Esgrima durante algum tempo, de momento, e devido à falta de tempo que resulta da minha atividade profissional é muito complicado conseguir conciliar horários. Viagens que fizeste e/ou gostarias de fazer? Internacionalmente só viajei, com o intuito de surfar, para Tenerife. Gostaria de lá voltar visto que da primeira e única vez, calhou ser a pior semana do ano em termos de ondas e tempo. Gostaria também de ir à Indonésia como todas as pessoas que praticam O Praticante

95

Janeiro 2012

qualquer modalidade relacionada com ondas, Ilhas Reunião ou até mesmo a Irlanda. No fundo onde houver ondas eu gostava de lá estar! Opinião sobre o nosso país para a prática destas modalidades: É capaz de ser dos únicos países no mundo que disponibiliza tantas condições para a prática de atividades náuticas. Não compreendo como é que se centra o turismo no Algarve e não se promove um turismo de desporto criando e potenciando o desenvolvimento do litoral Português, permitindo assim uma maior receita nesse sector e ajudando localmente o desenvolvimento de polos para atletas de alto rendimento, equipas internacionais bem como competições nas mais variadas áreas. Pico preferido? Costa da Caparica, especialmente a praia do Norte. Manobra preferida? ARS Maior susto no Bodyboard: Praia do Norte (Costa da Caparica), um dia gigante, tinha ainda pouca experiência e entrei sozinho. Não estava ninguém na água, na segunda onda que apanho fico dentro dela e sou arrastado debaixo de água até ao “inside”.


Surf, Longboard & BodyBoard Foto de: surfridersite.com

A sensação de estar debaixo de água tanto tempo e saber que não estava lá ninguém para me ajudar ensinou-me a não surfar sozinho ainda por mais naquelas condições. O que achas do Bodyboard como desporto? O Bodyboard para mim é a melhor coisa que existe! O estar na água com os meus amigos é algo que só é possível neste tipo de desportos, poder usufruir da natureza para me divertir, viajar, conhecer novas pessoas e novas ondas é brutal e indescritível. É algo que todos deviam experimentar, seja Surf ou Bodyboard, a nossa relação com o mar é muito forte e estes dois desportos promovem isso da melhor maneira! Opinião sobre o estado destes desportos em Portugal? Vou-me centrar mais no Bodyboard, o Surf sendo mais comercial e tendo, como resultado disso, mais visibilidade está bem de saúde! O Bodyboard, á parte do futebol, é o desporto que mais atletas Portugueses, dá a conhecer internacionalmente. Temos campeões e vice-campeões europeus tanto masculinos como femininos.

Portugal tem mais que um atleta a correr o circuito Mundial. Se sem grandes patrocínios, apoios ou sequer reconhecimento por parte da comunicação social o Bodyboard atinge estes resultados, imagino o que não conseguiria se tivesse mais visibilidade! O que pode ser melhorado? Em termos desportivos, apoiar-se outros desportos que não o Futebol. É complicado para qualquer desporto evoluir seja em Portugal seja internacionalmente quando as deslocações, equipamentos, inscrições, etc. têm que ser suportadas pelos próprios atletas.

Uma surfada memorável que tenhas dado? Todas! Mensagem a deixar: Vão para a água!!! Aproveitem o que o mar vos oferece e acima de tudo divirtam-se!

Mestre do estilo (teu atleta favorito) no Bodyboard: Mitch Rawlins e todo o grupo de Australianos que tem uma linha de onda impecável, fluida e explosiva! Guilherme Tâmega que apesar de ser o oposto do estilo Australiano é simplesmente o Rei!!! Em relação ao número de competições em Portugal? Somos um dos Países com o calendário mais preenchido. O que achas que isso pode beneficiar os nossos surfistas? A participação em campeonatos possibilita e estimula uma rápida evolução dos participantes e através destes do desporto. Penso que é preciso ter em atenção as condições do mar e as alturas para a execução desses mesmos campeonatos. Passa uma imagem errada da organização e das ondas em Portugal quando a etapa de Sintra surge sem ondas. Compreendo a necessidade de ser uma altura onde estejam presentes muitas pessoas, gerando assim maior receita em termos turísticos, mas isso não deveria por em causa a qualidade e espetáculo de uma etapa de nível mundial.

Se houver questões que gostassem de ver respondidas por surfistas entrevistados em futuras edições, não hesitem nos enviar um e-mail para: geral@essencia-surf.com Assim e depois de estórias sentidas, vividas…de experiências contadas na primeira pessoa, resta-nos esperar que reflitam um pouco sobre aquilo que se sente, o que se deixa para trás, por razões tão diferentes, se vale mesmo a pena e que o mar…esse…está sempre para nós! Na próxima edição continuaremos com as experiências vividas por diversos alunos da escola Essência e o relatar de factos e eventos! Até lá….não deixem de pensar na “mensagem” que aqui deixámos e… BOAS ONDAS!

Publicidade

CAFÉ SNACK BAR

ESCADINHAS

Almoçe por

7,50 €

tudo incluído

Gerência de Casimiro

Praceta José Leite de Vasconcelos, nº 3B Paivas - 2840 AMORA Tel.: 934 688 283 Janeiro 2012

96

O Praticante


Voleibol

Voleibol do GD Sesimbra visita a Cerci

A

equipa de iniciados femininos do Grupo Desportivo de Sesimbra, aproveitou o bom tempo em Dezembro e foi até às instalações da Cercizimbra, em Sampaio, fazer uma demonstração de voleibol. “Voleibol pra todos” é uma iniciativa da secção de Voleibol e que visa a divulgação do voleibol a toda a população e consciencializar as nossas atletas para acções de solidariedade. Assim, coordenado pelo seu treinador Tiago Pinhal, que exerce funções de auxiliar de acção educativa especial na Cercizimbra, e pelo técnico superior de reabilitação, Luís Peixoto, a manhã começou com uma visita pelas diversas valências das instalações, onde através da explicação e demonstração, as atletas tiveram a noção das dificuldades de cada aluno e ao mesmo tempo das suas competências nas diferentes tarefas e projectos da Cerci. Após a visita, as atletas fizeram uma demonstração de Voleibol. Para o final foi reservada a melhor parte. Com a colaboração das atletas, os alunos da Cerci experimentaram o voleibol, jogando de uma forma aplicada, divertida e alegre, proporcionando um excelente convívio.

equipa de Juvenis Femininos que se qualificou na 2ª posição da sua série, esta classificação possibilita a sua passagem à 2ª Fase do Campeonato Nacional. No que respeita aos Iniciados Femininos e após a conclusão do Campeonato Regional na 7ª posição esta equipa iniciou a sua prova no Campeonato Inter-Regional. Já os Infantis Femininos estão também envolvidos na disputa do Campeonato Inter-Regional. Em actividade mas desta feita no INATEL continua a equipa de Seniores Masculinos que fechou o ano sem derrotas na competição. Até a presente data os objectivos competitivos foram todos alcançados, contudo não são só estes os objectivos do G. D. Sesimbra e no que respeita aos objectivos de tarefa, os dirigentes e técnicos têm notado uma franca evolução em todos os aspectos do treino (técnico, táctico, físico e psicológico) dos atletas. Destaque pela negativa ainda a falta de pagamento de alguns apoios referentes às épocas de 2009/10 e 2010/11 que tem condicionado o trabalho do Clube na modalidade. Estas são verbas importantes para a vida do Voleibol e que sem uma liquidação imediata das mesmas poderá ter o Clube que desinvestir na dinamização do desporto no Concelho de Sesimbra. Autor: Prof. António Piedade Fotos: Tiago Pinhal

Balanço da 1ª Fase da Época As equipas do G. D. Sesimbra continuam a disputa das provas de carácter Inter-Regional e Nacional. Destaque para a

O Praticante

97

Janeiro 2012


Yoga

ॐ Yoga e Simplicidade Simplifique a sua vida e ganhe tempo para fazer coisas que ama!

S

ignificado de Simplicidade no Dicionário on-line de Português: Qualidade daquilo que é simples, que não é composto: simplicidade dos elementos. Ausência de complicação: simplicidade de raciocínio. Naturalidade, desafetação: falar e escrever com simplicidade. Ingenuidade, candura, pureza, sinceridade. Simplicidade em Wikipédia, a enciclopédia livre: Simplicidade ou frugalidade é a ausência de artifícios, extravagâncias e excessos de ordem material, social ou psicológica. Simplicidade é o caminho para se chegar a humildade, e com isso ser uma pessoa mais servil, menos arrogante e prepotente, combatendo e se livrando da inveja, orgulho e ciúmes. Simplicidade voluntária em Wikipédia, a enciclopédia livre: Vida simples ou simplicidade voluntária é um estilo de vida no qual os indivíduos conscientemente escolhem minimizar a preocupação com o “quanto mais melhor”, em termos de riqueza e consumo. Seus adeptos escolhem uma vida simples por diferentes razões que podem estar ligadas a espiritualidade, saúde, qualidade de vida e do tempo passado com a família e amigos, redução do stress, preservação do meio ambiente, justiça social ou anti consumismo, enquanto outros escolhem viver mais simplesmente por preferência pessoal ou por razões econômicas - embora a vida simples seja essencialmente uma escolha e nada tenha a ver com “pobreza forçada”. A simplicidade é voluntária e mobilizadora, significa fazer um esforço consciente para descobrir o que realmente é importante e abrir mão do que é supérfluo, descobrindo assim que uma vida mais frugal exteriormente pode ser muito mais rica e abundante interiormente. Nos últimos anos, “a simplicidade voluntária” ganhou milhares de adeptos que adotam Sustentabilidade e Atitudes Sustentáveis. No Yoga simplicidade associa-se ao crescimento pessoal. Patañjali, o codificador do Yoga, na sua obra Yoga Sútra (em cerca de 360 a.C.), estrutura o ensino do Yoga em etapas ou passos, não

“Há um tempo em que é preciso abandonar as roupas usadas... Que já têm a forma do nosso corpo... E esquecer os nossos caminhos que nos levam sempre Aos mesmos lugares... É o tempo da travessia... E se não ousarmos fazê-la... Teremos ficado... para sempre... À margem de nós mesmos...” (Palavras de Fernando Pessoa)

passando à técnica seguinte sem o domínio pleno da atual. As primeiras duas etapas, Yama e Niyama, contêm um conjunto de 10 princípios éticos da prática do Yoga, considerados como estrutura básica ou alicerces no caminho de desenvolvimento do ser humano.

Um dos Yama é o Aparigraha, traduzido como não cobiçar, sugere um modo de vida simples. Num sentido mais profundo, Aparigraha não é apenas o desapego do desnecessário, supérfluo, mas também o ato de estabelecer a real necessidade do objeto em si. A prática de Aparigraha consiste em perceber seus apegos e depois eliminar aquilo que não tem mais utilidade. O resultado desJaneiro 2012

98

O Praticante

sa análise e eliminação é o desapego. Aparigraha leva naturalmente para um dos Niyama, Samtosha, traduzido como contentamento. É na simplicidade que nos encontramos e podemos partilhar a plenitude do Universo. “O contentamento (Samtosha) produz uma constante felicidade” (II 42, Yoga Sútra, Patañjali). “A Simplicidade é o último degrau da Sabedoria.” (Khalil Gibran). Om Shánti! Pratique Yoga connosco! www.yoga-samkhya.pt Náráyana (Marina Issakova) Diretora do Centro do Yoga Áshrama Seixal http://www.yoga-seixal.com


Publicidade

www.m-banza.com | geral@m-banza.com

O Praticante

99

Janeiro 2012


O praticante - Revista / Publicação Desportiva - Edição 45  

A Publicação Desportiva "O Praticante" com edição impressa de vinte mil exemplares e visível em Formato digital em http://opraticante.blogue...

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you