Page 1

DIRECTORA: Sandra Ribeiro Gonçalves

Ano XI n.º 590 de 12 a 18 de Julho de 2011

DISTRIBUIÇÃO GRATUITA

Condutor embriagado abalroa agência bancária Pág. 3

Pág. 2

Três bombeiros feridos em acidente com jipe

Pág. 5 e 7

Bombeiros empossaram Comando e Adjuntos


2

De 12 a 18 de Julho de 2011

Bombeiros sofrem acidente quando se dirigiam para incêndio

Notícias de Famalicão

Causas Escrevi no número mil do Jornal Opinião Pública que o jornalismo local deve ser um “jornalismo de causas” e não de casos. Causas de interesse relevante para a comunidade a quem se dirige. Infelizmente não temos essa tradição. Fala-se na imprensa de um assunto de interesse e depois deixa-se cair sem o acompanhar até à desejada solução. É claramente uma causa do maior relevo a luta por uma melhor Estação Ferroviária e zona envolvente. Causa perdida no seu aspecto mais relevante é certo, pois a Estação em si é o que é (comparem-na com a da Trofa ou a de Viana do Castelo), não tendo sequer um elevador. Mas há ainda por resolver o problema da zona envolvente. O estacionamento junto da Urbanização das Bétulas está cada vez mais degradado e o espaço onde estava alojada a comunidade cigana está fechado e não se sabe o que ali vai fazer-se. A câmara o que tem a dizer sobre isso? Se tivéssemos uma imprensa mais unida e mais atenta ao que é importante a câmara teria mesmo que dar explicações claras e quanto antes. Quanto à assembleia municipal que deveria estar bem atenta, nem vale a pena falar. Não conta... ANTÓNIO CÂNDIDO DE OLIVEIRA

Três bombeiros ficaram feridos, um com gravidade, quando o jipe em que seguiam para combater um incêndio, em Oliveira Santa Maria, sofreu um despiste seguido de capotamento. Os voluntários dos Bombeiros de Famalicão dirigiam-se, ao final da tarde do passado domingo para combater um fogo, quando, ao fazerem uma curva tiveram que se desviar de uma viatura seguindo em sentido contrário, e acabaram por se despistar e capotar. Dois dos bombeiros sofreram apenas ferimentos ligeiros, mas o estado de saúde de um terceiro inspora maiores cuidados. Segundo O Povo Famalicense conseguiu apurar o bombeiros sofreu um traumatismo crâ-

nio-encefálico tinha um traumatismo crânio-encefálico. Apesar de tudo não corre risco de vida. Ao que apurámos o acidente deu-se quando o jite dos Bombeiros de Famalicão seguia no sentido FamalicãoGuimarães, em direção ao incêndio de Oliveira Santa Maria. Ao entrar numa curva tentou evitar o embate com um outro veículo e acabou por entrar e despiste, seguindose o capotamento. Um dos bombeiros ficou encarcerado pelo que os bombeiros tiveram de promover manobras de desencarceramento. Devido ao acidente a estrada que liga Famalicão a Guimarães esteve cortada até às 20h00 para que os bombeiros procedessem às

operações das vítimas do acidente. A situação originou natural congestionamento no trânsito automóvel daquela via, apesar do tráfego ter sido desviado para estradas secundárias. A circulação foi retomada a partir das 20h00, mas ainda assim de forma alternada por apenas uma via. No local estiveram vários

elementos da corporação que se queriam inteirar do estado de saúde dos colegas. Os três feridos foram encaminhados para o hospital de Famalicão. No local esteve a GNR de Famalicão e a Unidade de Trânsito (ex-Brigada) de Braga. S.R.G.

Recolha de sangue em Telhado

Recolha de sangue em Telhado

A Associação de Dadores de Sangue de Famalicão promove no próximo domingo, dia 17 de Julho, uma “Colheita de Sangue” no Salão Paroquial da Freguesia de Telhado, com o apoio do CNE nº464 desta localidade, aberta à população em geral. A colheita será realizada entre as 09h00 e as 12h30 pelo Instituto Português do Sangue do Porto.

O Futebol Clube Landim promove, no próximo dia 30 de Julho, um passeio de bicicletas a Balazar. Com concentração marcada para as 7h30 na sede do clube e saída as 8h00. A chegada prevista para as 13h00, onde quem quiser no final poderá marcar presença no almoço na sede social mediante um pagamento de 10 euros. Entretanto no dia 23 terá lugar para um torneio de malha.

http://www.opovofamalicense.com

Alunas da Cior promovem Arraial de Verão Um grupo de alunas do 11.º ano da Escola Profissional CIOR, a frequentar o 11.º ano do curso de Animação Sociocultural, promove na próxima sextafeira, dia 8 de Julho, pelas 21h00, um Arraial de Verão. A iniciativa terá lugar no Parque D. Maria II, junto do Cupertino de Miranda.

Rua S. João de Deus: Esta tampa de saneamento tem “fama” de já ter sido causadora de diversas quedas, algumas graves até... Tudo porque a dita cuja não se encontra, como deveria, ao nível do pavimento, sobrassaindo deste, e acaba apanhando transeuntes desprevenidos. A empreitada é pequena! Bem maior é o ganho de pôr termo às quedas frequentes!!! Propriedade e Editor Grito de Força - Comunicação e Publicidade, Unipessoal Lda. - Nif 508116260 - Conservatória do Registo Comercial do Braga nº 3003/2007 - Registo do Instituto da Comunicação Social n.º123427 - Sede Rua Adriano Pinto Basto, n.º 161 - Tel.: 252 378 165 - Fax: 252 378 167 E-mail: opovofamalicense@opovofamalicense.com Gerência - Joaquim Ribeiro - Director Sandra Ribeiro Gonçalves (directora@opovofamalicense.com; sandragoncalves1302@hotmail.com) ; Chefe de Redacção Filomena Lamego (redaccao@opovofamalicense.com) - Redacção Sandra Gonçalves; Luís Cardoso, Filomena Lamego e Carlos de Sousa (cdesousa@sapo.pt) - Editor Gráfico Luís Cardoso - Desenho Gráfico Luís Cardoso - Publicidade Joaquim Ribeiro - 931990020 (publicidade@opovofamalicense.com; povofamalicense@sapo.pt), Sérgio Costa - 918 157 706 ; Inscrito na Associação Portuguesa de Imprensa Impressão Celta de Artes Gráficas, SL Vigo, Espanha - Tiragem 15.000 exemplares - Distribuição gratuita * Todos os textos assinados são da exclusiva responsabilidade dos seus autores * Todos os anúncios e fotografias são propriedade do editor, não podendo ser reproduzidos sem autorização por escrito *


3

De 12 a 18 de Julho de 2011

Rotunda da Paz

Condutor perde controlo do carro e entra agência bancária adentro Um veículo ligeiro entrou pelas instalações dentro da loja do “Montepido Geral” existente nas imediações da rotunda da Paz. O único ocupante, que conduzia com a taxa de alcoolomia de 2,87 miligramas por litro de sangue, sofreu apenas ferimentos ligeiros. O acidente teve lugar cerca da 01h30 da manhã da passada quarta-feira. Ao que apurámos, o condutor e único ocupante do veículo, um Mercedes 220 CDI, entrava na cidade a partir da EN 204, que liga Famalicão a Santo Tirso. Ao fazer a rotunda para entrar na cidade perdeu o controlo do carro. O veículo galgou o passeio junto às instalações da agência bancária, levou um dos mecos de ferro pela frente, entrou pela montra principal partindo o vidro e portas, e saiu pela montra traseira, também ela em vidro. O condutor, de 31 anos, sofreu apenas ferimentos ligeiros e conduzia sob efeito

dia de quarta-feira, dados os elevados estragos causados

de álcool. Ao que apurámos apresentava mesmo uma taxa de 2,87 miligramas de álcool por litro de sangue, tendo sido notificado para comparecer em tribunal, dado que acima de uma taxa de alcoolomia de 1,2 a lei prevê a ins-

tauração de um processo crime. Foi socorrido pelos Bombeiros Voluntários de Famalicão, ali mesmo ao lado, que estiveram no local com uma ambulância e dois homens. Foi encaminhado ao Hospital

de Famalicão onde recebeu tratamento médico. No local esteve também a PSP de Famalicão no sentido de tomar conta da ocorrência. As instalações do “Montepio Geral” ficaram totalmente inaptas a funcionar durante o

pelo despiste do veículo. S.R.G.


4

Os nossos descontos... para combater a crise Todos os descontos desta página, são da concordância e responsabilidade de cada interveniente. A validade dos descontos é igual à duração da data do jornal.

De 12 a 18 de Julho de 2011

Vale S. Martinho

Violento despiste feriu mulher de 21 anos Um mulher de 21 anos viuse envolvida num violento despiste com capotamento, em Vale S. Martinho, na regional que liga Famalicão a Joane. O acidente ocorreu pouco depois das onze da manhã da passada terçafeira. Apesar do aparato do acidente, a condutora da carrinha, único ocupante do carro, sofreu ferimentos de média gravidade. Ao que conseguimos apurar, o carro seguia no sentido Joane-Famalicão quando a condutora perdeu o controlo do mesmo depois de uma curva. Embateu no muro de uma residência do seu lado direito, acabando por capotar. O único ferido, a condutora da carrinha, teve que ser desencarcerada. No socorro à vítima estiveram dois veícu-

los e oito homens dos Bombeiros Voluntários de Famalicão, que fizeram o transporte da ferida ao Hospital de Famalicão. No local estiveram também os Bombeiros Voluntários Famalicenses com i-

gual número de meios e homens. A Unidade de Trânsito (exBrigada de Trânsito) foi a autoridade que tomou conta da ocorrência. Ao que apurámos o despiste pode ter sido pre-

cipitado por um pequeno derramamento de óleo na estrada a algumas dezenas de metros atrás.

S.R.G.

Susto junto à cantina do município No prédio onde funciona a cantina da Câmara viveram momento de pânico na passada terça-feira, cerca das 12h45. No terceiro andar, uma panela que se encontrava ao lume incendiou-se, propagando-se ao exaustor e placa. Os danos acabaram sendo apenas materiais, e o vasto contingente de bombei-

ros mobilizado para o local, por precaução, não chegou a efetuar grandes manobras de extinção. Os estragos circunscreveram-se ao fogão e exaustor, não tendo havido consequências para a pessoa que manuseava a panela. Apesar do aparato este foi um incidente sem muita relevância. No local estiveram dois veículos e sete ho-

mens dos Bombeiros Voluntários de Famalicão, e ainda cinco homens e um veículo dos Bombeiros Famalicenses.

ACIDENTE EM MOUQUIM

dos na colisão de duas viaturas em Mouquim. O acidente, ocorrido cerca das 13h29, teve como balanço dois feridos ligeiros. No local estiveram duas viaturas e quatro homens dos Famalicenses.

Esta corporação esteve, entretanto, no mesmo dia, no socorro aos feridos envolvi-

CCDR: festa de encerramento do Centro Popular de Música O Salão Paroquial de Ribeirão acolhe, no próximo domindo, pelas 17h00, a festa de encerramento das actividades do Centro Popular de Música, escola de iniciação musical do Clube de Cultura e Desporto de Ribeirão (CC DR). Na primeira parte do espectáculo os alunos mais velhos interpretarão canções com instrumentos a partir de materiais alternativos e executarão ritmos com sons corporais. Na segunda parte a turma dos mais novos apresentará o musical “Aladino e a lâmpada mágica”. Na festa de encerramento do próximo domingo será também realizado o sorteio dos números premiados relativos às rifas que o CCDR vendeu ao longo do ano, com o intuito de angariar fundos

Brufe é palco de tarde desportiva A Liga de Amigos do Centro Social e Paroquial de São Martinho de Brufe promove, no próximo domingo, pelas 18h00 no Pavilhão Multiusos, uma tarde desportiva. Haverá lugar para demonstrações das modalidades de pilates e ginástica localizada. Segue-se a possibilidade de participação livre nas modalidades de Body attack e de Zumba Fitness. No final, haverá um lanche partilhado. Durante todo o evento realizar-se-á um rastreio de saúde. para as actividades que a as-

sociação desenvolve.


5

De 12 a 18 de Julho de 2011

Francisco Sampaio lídera nova equipa de Comando dos Bombeiros Voluntários de Vila Nova de Famalicão

“Queremos ser os melhores entre os melhores” Os Bombeiros Voluntários de Famalicão empossaram formalmente a nova equipa de comando da corporação. Francisco Sampaio irá liderar uma equipa jovem constituída por bombeiros com vários anos de ligação à associação humanitária. Carlos Freitas passa a ser o segundo comandante, e Sérgio Gomes, Rui Santos e Celine Oliveira assumem-se como adjunto na equipa de comando. Com 24 anos de ligação à corporação famalicense, o médico Francisco Sampaio assume a liderança do Corpo Ativo e promete a mesma dedicação de sempre à causa humanitária. Como referiu no ato formal de posse, que teve lugar na noite da passada sexta-feira no quartel dos Bombeiros de Famalicão, “ser humanitário, voluntario, bombeiro, é deixar tudo para se dedicar a quem mais precisa”. Imbuído do espírito, o Comandante confirmou a sua

confiança naqueles que vai comandar, certo da mesma dedicação aos outros. O novo Comandante agradeceu a colaboração da direção, do seu antecessor Vítor Azevedo, à família a quem retira horas de convívio

para dedicar à causa humanitária, e ao presidente do Centro Hospitalar do Médio Ave, José Dias, pelas facilidades que lhe concedeu durante os meses em que teve que acumular o serviço médico hospitalar com a formação

que lhe permitiu a ascensão ao cargo de Comandante. No dia em que deixa de estar no comando em regime de substituição para envergar os galões de Comandante, Francisco Sampaio fez questão de salientar que a ambição que fez dos Bombeiros Voluntários de Famalicão uma das melhores corporações do País irá manter-se imaculada. “Queremos ser os melhores entre os melhores”, disse. João Coelho, presidente da direção da Associação Humanitária, salientou o número “assinalável de condecorações” de Francisco Sampaio para reiterar a confiança na sua capacidade de lide-

rança, e na sua dedicação à causa. Este responsável não deixou de referir que foi por intermédio de Francisco Sampaio que a corporação se distingue por uma equipa de socorro médico de “alto ní-vel”. Segundo o presidente da direção, a corporação conta hoje com um total de sete médicos e 13 enfermeiros que acederam a vestir a camisola de voluntários, ao serviço da prestação de cuidados de saúde de elevada qualidade. O segundo Comandante passa a ser Carlos Freitas, um bombeiro com 23 anos de experiência que confessou que “sempre quis ajudar o próximo”, e sempre teve “orgulho em vestir a farda dos bombeiros”. Consciente de que as exigências colocadas aos voluntários são cada vez maiores, em matéria de formação, Carlos Freitas mostrou-se convicto de que o Corpo Ativo saberá dar a resposta certa, perseguindo os objetivos traçados. “Bombeiros sem formação não salva nem socorre”, disse a propósito.

“GRANDEZA DE ESPÍRITO” Presente no acto de posse, o vereador da Proteção Civil, Ricardo Mendes disse que só a “grandeza de espírito, o altruísmo, o elevado sen-

tido de ajuda à vida humana” justificam Francisco Sampaio tenha acedido a assumir o comando de um corpo de bombeiros, uma vez que se trata de um médico com uma carreira prestigiada. No seu entender são precisamente estes exemplos de abnegação “que nos permitem ter esperança no futuro”, e que confirmam que “o maior património da Proteção Civil é humano”. Na cerimónia marcou também presença o presidente da Federação dos Bombeiros do Distrito”, Marinho Gomes, que expressou a sua disponibilidade e da organização que representa para colaborar com a corporação famalicense.

1.ª ADJUNTA MULHER DO CONCELHO Celine Oliveira, um dos adjuntos do comando empossados, trata-se da primeira mulher, na corporação e no concelho, assumir o cargo. No distrito é a segunda mulher a avançar para adjunta do comando num corpo de bombeiros. No ato de posse, disse sentir-se “lisonjeada” pelo voto de confiança de Francisco Sampaio, a quem se referiu como “um excelente condutor de homens”. Ciente das responsabilidades que assume, Celine Oliveira prometeu empenho para a fazer face às dificuldades, e a “lealdade” de sempre aos Bombeiros Voluntários de Famalicão. Rui Santos, que também assumiu funções de adjunto do comando, encontra-se ligado à corporação há 15 anos. Habituado a uma equipa pautada “pela competência, dinamismo, amizade de coesão” confirmou a sua dispo-nibilidade para continuar a fazer destes pressupostos o dia-a-dia de um Corpo Ativo que sempre conheceu como “dinâmico e unido”. Sérgio Gomes, outro dos adjuntos da equipa formada por Francisco Sampaio, prometeu por sua vez trabalhar “para elevar mais ainda o nome deste corpo de bombeiros”. O bombeiro agradeceu entretanto ao Comandante Paredes, que o formou “como bombeiros e como homem”. SANDRA RIBEIRO GONÇALVES


6

De 12 a 18 de Julho de 2011

Os nossos descontos... para combater a crise Todos os descontos desta página, são da concordância e responsabilidade de cada interveniente. A validade dos descontos é igual à duração da data do jornal.

Deputado preocupado com falta de apoio à ampliação da “Casa Abrigo” A ampliação das instalações da Casa Abrigo, integrada no complexo habitacional das Lameiras, gerido pela Associação de Moradores com o mesmo nome (AML), foram concluídas em Abril de 2009 mas aguardam ainda a revisão do Acordo de Cooperação, celebrado entre aquela IPSS e o Instituto de Segurança Social – Centro Distrital de Segurança Social de Braga. A novidade foi dada a conhecer no âmbito da visita do deputado social democrata eleito pelo círculo de Braga, Jorge Paulo Oliveira, que na passada semana visitou a valência acompanhado do presidente da direção e da assembleia geral da instituição, Jorge Faria e José Maria Costa, respetivamente, e ainda da psicóloga Alexandra Rodrigues. Todos deram conta dos prejuízos que vem causando esta situação, adianta o deputado em nota de imprensa. A primeira reformulação da valência, inicialmente criada como centro familiar, ocorreu em 2006, altura em que passa a ser designada por “Casa Abrigo”, mantendo a matriz de dar acolhimento a mulheres vítimas de violência. Com capacidade para seis utentes, a homologação da estrutura pelos Serviços da Segurança Social então concedida, foi condicionada à absoluta necessidade de num futuro próximo se proceder ao alargamento da sua capacidade para 12 utentes,

de modo a rentabilizar custos e recursos humanos. Nesta perspetiva a AML adquiriu uma fração contígua à “Casa Abrigo”, realizou as obras de junção das duas habitações e equipou as mesmas, tudo num investimento superior a 60 mil euros, concluído em Abril de 2009. Desde então e na sequência do clausulado contratual, a AML submeteu à Segurança Social um pedido de Revisão do Acordo, de modo a abranger a ampliação exigida e concretizada. Dois anos depois os serviços da Segurança Social ainda não tomaram qualquer decisão. Como a capacidade de resposta continua a ser de apenas 6 utentes, “a Associação de Moradores das Lameiras tem recusado inúmeros pedidos de acolhimento de mulheres e crianças em risco oriundas, não só do distrito de Braga, mas também de várias

zonas de norte a sul do país”, referiu ao deputado Jorge Faria, adiantando a título exemplificativo que, no primeiro trimestre de 2011 a instituição foi obrigada “a recusar a integração de 19 utentes por falta de vagas”. Jorge Paulo Oliveira que se comprometeu com os dirigentes da AML a levar o caso ao conhecimento de Pedro Mota Soares, o novo ministro da Solidariedade e da Segurança Social, através da figura do requerimento, mostrouse crítico com o desenvolvimento deste processo. Para o deputado à Assembleia da República ”um Estado que obriga uma instituição a efectuar elevados investimentos, mas que por força da sua própria inércia impede a devida rentabilização é um Estado que merece a nossa censura”. E continua: “um Estado que contratualmente impõe condições a outrem, mas não cumpre a sua parte é um Estado que merece a nossa

censura. Um Estado que não cumpre com eficácia o seu dever de proteger a integridade física e psicológica das mulheres vítimas de violência é um Estado que merece toda a nossa censura”. Para o deputado a situação é tanto mais “incompreensível” quando a rede nacional de casas-abrigo (o distrito de Braga possui uma segunda em Barcelos), é insuficiente para dar resposta ao aumento cada vez mais elevado de mulheres vítimas de violência doméstica que necessitam deste tipo de apoio. Desde 2000, as estatísticas apontam para um crescimento médio anual de participações na ordem dos 12 por cento. Segundo o Relatório Anual de Segurança Interna (RASI) em 2010 foram registadas em Portugal 31.235 participações de violência doméstica.

Jorge Paulo Oliveira em duas Comissões Permanentes na AR Jorge Paulo Oliveira tomou posse como membro efectivo na Comissão de Ambiente, Ordenamento e Poder local e membro suplente na Comissão de Orçamento, Finanças e Administração Pública. As comissões parlamentares permanentes são comissões especializadas em razão da matéria, com jurisdição permanente, em princípio em cada legislatura. Cada comissão pode criar subcomissões, para acompanhar matérias específicas inseridas no âmbito de competências da respectiva comissão, bem como grupos de trabalho, para fins temporários e específicos, de natureza legislativa ou de acompanhamento de determinada matéria. A XII Legislatura arrancou com 12 comissões parlamentares permanentes, menos uma que na legislatura anterior. As Obras Públicas, Transportes e Comunicações deixaram de ter uma comissão parlamentar autónoma transitando para a Economia, que passou a designarse de Comissão de Economia e Obras Públicas.


7

De 12 a 18 de Julho de 2011

Bombeiros Voluntários Famalicenses

Mogege

Adjuntos empossados

250 marcam presença no passeio da A. D. Carril

Bruno Alves

A Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários Famalicenses empossou, na passada sexta-feira, os restantes elementos do quadro de comando da corporação. A cerimónia decorreu no salão nobre do quartel e contou com a presença do vereador Ricardo Mendes e de outras figuras ligadas à sociedade famalicense e à Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários Famalicenses; Foram investidos no cargo de adjuntos de comando, o chefe Horácio Costa e o bombeiro de 1.ª classe Bruno Alves, que, juntamente com o

Horácio Costa

Comandante Francisco Mesquita e com o Segundo Comandante, Manuel Silva Alves, reforçam a equipa que tem a responsabilidade de “organizar o corpo de bombeiros, assegurar a sua operacionalidade e comandar as operações de socorro a cargo desta instituição”, refere a Associação Humanitária em nota de imprensa. Na cerimónia houve ainda tempo para evocar Abílio Alves, presente na sala, pai do agora adjunto de comando Bruno Alves, sendo realçado o seu percurso enquanto bombeiro. Ricardo Mendes, vereador

da Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão com responsabilidade no domínio da protecção civil municipal, aproveitou a oportunidade para realçar o papel importante desempenhado pelos corpos de bombeiros, expressando uma palavra de “elogio ao trabalho que tem vindo a ser desenvolvido pelos Famalicenses” e manifestando a sua “satisfação pela conclusão do processo de nomeação e investidura dos elementos empossados”. Por seu turno, António Meireles, presidente da direcção, manifestou a sua satisfação por, finalmente, po-

der empossar os elementos em questão, ao fim de um longo processo burocrático, fazendo um apelo a todos os associados e bombeiros, desafiando-os a uma participação activa na vida da instituição. Amândio Carvalho, presidente da AssembleiaGeral da Associação Humanitária, declarou, a fechar, sentir-se orgulhoso pelo “percurso que os “guitas” desde sempre vêm trilhando, nunca virando a cara a dificuldades e encontrando sempre soluções para seguir em frente”.

A Associação Desportiva Carril de Mogege levou 250 associados e população da freguesia ao seu 19.º passeio. O local escolhido para o encontro e passeio foi o Santuario da Senhora da Boa Morte em Ponte de Lima. A saída teve inicio às sete horas da manhã a chegada ao local do convivio às 8h30. O progama deu início com a missa no Mosteiro da Senhora da Boa Morte, tendo começado em seguida os jogos tradicionais com o jogo da Cantara e concurso de bolos. O concurso premiou os bolos mais bonitos e saborosos. O almoço teve lugar pelas 12h00, sendo que a parte da tarde voltou ontinuidade de jogos populares e o tão esperado campeonato de Sueca. Já ao final da tarde, pelas 18h00, deu-se o corte de bolo e champanhe para todos os participantes deste convivio. Já no final foram entregues os prémios a todos os participantes nos jogos tradicionais e campeonato de Sueca Houve ainda tempo para um pézinho de dança com música tradicional portuguesa. Segundo a direção, todos os participantes agradeceram mais uma vez à organização deste passeio. O regresso à freguesia de Mogege teve inicio às 20h0.


8 Dia a dia

De 12 a 18 de Julho de 2011

Por Mário C. Martins

Comunidade de Freguesias do Vale do Este e do Guizande Em vez das cinco freguesias, autónomas e geograficamente definidas, passaríamos a ter a “Comunidade de Freguesias do Vale do Este e do Guizande” que, em vez das cinco juntas de freguesia e das cinco assembleias de freguesia, passaria a ter apenas uma “Junta da Comunidade de Freguesias do Vale do Este e do Guizande” e uma “Assembleia da Comunidade de Freguesias do Vale do Este e do Guizande”. Claro que, neste novo quadro, as eleições autárquicas teriam como destinatária a “Assembleia da Comunidade” e não as cinco assembleias de freguesia, com as diferentes listas a concorrerem para a “Assembleia da Comunidade”.

1.

O assunto já não é novo, mas ganha agora uma pertinência e uma acuidade que não possuía anteriormente. Há vários anos já que me tenho debruçado sobre a possibilidade de ouro que as cinco freguesias que integram a “Engenho” têm de dar um exemplo concreto e bem sucedido de reforma administrativa, constituindo uma unidade territorial que poderia ser exemplar para Vila Nova de Famalicão e para o País. O tema ganhou agora uma visibilidade especial, dadas as exigências feitas pelos nossos parceiros internacionais de se reduzir substancialmente o número de freguesias e o número de concelhos existentes em Portugal. Antes dos ditames da “troika”, já por várias vezes referi que

Portugal tem que reduzir o número de freguesias, o número de concelhos, o número de deputados e o número de vereadores das câmaras municipais. Não se compreende que um País tão pequeno com tão pequenos municípios continue a governar-se como se fosse um grande continente, com dinheiro que é pago por todos nós!

2.A “Engenho” tem uma tradição de vida comunitária com mais de quinze anos. Foi a primeira instituição privada de solidariedade social a constituir-se, agregando não apenas pessoas, mas também várias freguesias: Arnoso Santa Eulália, Arnoso Santa Maria, Jesufrei, Lemenhe e Sezures constituem o núcleo duro e operativo da “Engenho”. Receava-se no início que as diferentes composições político-partidárias dos executivos das cinco juntas de freguesia gerassem dificuldades operacionais e minassem a coesão da “Engenho”, mas isso nunca aconteceu. Os presidentes de junta e os autarcas sucessivamente eleitos ao longo de todos estes anos sempre souberam colocar em patamares diferentes aquilo que é a fidelidade política àqueles por quem foram eleitos e os interesses concretos das cinco freguesias, nas áreas fundamentais em que a “Engenho” intervém quotidianamente. Este modelo de coesão social podia também ser experimentado e testado no âmbito da reforma administrativa do Estado Português, no contexto atrás referido, muito embora eu pense que as instituições portuguesas podiam e deviam dar estes passos por si mesmas, sem estarem à espera que, num contexto de crise, em que é preciso contar todos os cêntimos, as instituições internacionais nos viessem dizer aquilo que temos que fazer e que já devia estar feito há muito tempo. É inadmissível e intolerável que, por exemplo, existam em Portugal 41 municípios com menos de cinco mil habitantes e 113 com menos de dez mil!...

3.

Juntas, as freguesias de Arnoso Santa Eulália, Arnoso Santa Maria, Jesufrei, Lemenhe e Sezures têm 4 950 eleitores e 5 658 habitantes (utilizando-se aqui ainda os dados dos “Censos 2001”). Se os critérios para extinção de freguesias que vierem a ser fixados pelo Governo Português tiverem como base o número de mil eleitores ou de mil habitantes, ou seja, se forem extintas as freguesias que tiverem menos de mil eleitores ou menos de mil habitantes, as freguesias de Jesufrei e de Sezures “desaparecerão do mapa”, sendo integradas noutras freguesias a definir pela administração. Jesufrei tem 666 habitantes e 602 eleitores e Sezures tem 619 habitantes e 497 eleitores. Julgo que estas freguesias não quererão que outros que não os seus habitantes definam o seu destino, um destino que podem achar incoerente e injusto, como acontece sempre em situações deste género. É neste contexto que, no meu entender, as cinco freguesias da “Engenho”, fazendo valer os seus “pergaminhos” de mais de quinze anos de cooperação solidária, criativa e pouco vulgar no

País, deviam ser uma vez mais pioneiras e propor ao Governo um modelo novo de organização administrativa para o seu território conjunto que permitisse continuar a manter a sua coesão. Atrevo-me a avançar com um possível modelo.

4.

Em vez das cinco freguesias, autónomas e geograficamente definidas, passaríamos a ter a “Comunidade de Freguesias do Vale do Este e do Guizande” que, em vez das cinco juntas de freguesia e das cinco assembleias de freguesia, passaria a ter apenas uma “Junta da Comunidade de Freguesias do Vale do Este e do Guizande” e uma “Assembleia da Comunidade de Freguesias do Vale do Este e do Guizande”. Claro que, neste novo quadro, as eleições autárquicas teriam como destinatária a “Assembleia da Comunidade” e não as cinco assembleias de freguesia, com as diferentes listas a concorrerem para a “Assembleia da Comunidade”. Com o número de eleitores actualmente existente nas cinco freguesias, o número de membros da “Assembleia da Comunidade” seria de nove, mas é natural que já numas próximas eleições haja lugar a treze membros. Recorde-se que, de acordo com a actual lei, as assembleias de freguesia são compostas por nove membros, quando o número de eleitores é igual ou inferior a 5 000 e superior a 1 000 e por treze membros quando o número de eleitores é igual ou inferior a 20 000 e superior a 5 000 mil. Esta “Assembleia da Comunidade” reuniria mensalmente, até porque os problemas passarão a ter outra dimensão, e não quatro vezes por ano, como acontece com as actuais assembleias de freguesia. O estatuto remuneratório dos membros da “Junta da Comunidade” e da “Assembleia da Comunidade” seria mantido como está previsto actualmente. Como a “Assembleia da Comunidade”, por força dos resultados eleitorais, pode não ter membros oriundos das cinco freguesias – um elemento que me parece muito importante – há lugar à criação de um órgão composto por 15 membros, chamado “Conselho Geral da Comunidade de Freguesias do Vale do Este e do Guizande”. Os membros deste órgão não recebem qualquer compensação, exercendo as suas funções a título gratuito. Serão escolhidos dentre os elementos que compõem as várias listas concorrentes à “Assembleia da Comunidade”. Este órgão reunirá duas vezes por ano, uma antes da elaboração do Plano de Actividades e Orçamento da “Comunidade de Freguesias” e outra após a aprovação do Relatório de Actividades e Conta de Gerência do ano anterior. Terão sobretudo funções de acompanhamento e de aconselhamento relativamente às actividades desenvolvidas e a desenvolver, sendo um factor de coesão económica, territorial e social.

5.

Questão importante é, sem dúvida, a questão financeira, sobretudo na componente de investimentos em cada uma das “anteriores” cinco freguesias. Numa “Comunidade de Freguesias”, há que garantir investimentos mínimos, sob de pena de um “lobo” qualquer querer “comer” as “ovelhas” mais frágeis, garantindo-se assim a coesão territorial e a equidade de cidadania. Neste sentido, e em cada ano económico, descontados proporcionalmente os encargos permanentes com o funcionamento da “comunidade”, nenhuma das cinco freguesias poderia ter investimentos em menor montante do equivalente às transferências financeiras da Administração Local e da Administração Central a que teria direito se se mantivesse como freguesia autónoma. As leis e os regulamentos teriam que prevenir esta situação. Outras questões menores como a rotatividade das reuniões pelas cinco freguesias e a localização dos serviços mínimos centrais serão facilmente “regulamentáveis”. Importante é agir, antes que outros actuem, impondo as suas soluções. As cinco freguesias da “Engenho” têm uma oportunidade única de reforçar a coesão territorial, dando um passo em frente na defesa do seu legado histórico e na promoção do bem – estar das suas populações.


9

De 12 a 18 de Julho de 2011

Aniversário da Cidade: Armindo Costa fez balanço e falou do futuro

Parque da Cidade é “a melhor prenda” A cidade comemorou 26 anos em dia marcado pelo arranque formal das obras de construção do Parque das Cidade, através da plantação das primeiras árvores. Na sessão evocativa do aniversário, realizada na passada sexta-feira na Casa das Artes, Armindo Costa salientou que o arranque deste projeto “é a melhor prenda que os famalicenses podem receber”. Num discurso marcado pela obra que definirá a governação de Armindo Costa, o edil não deixou de aludir às dificuldades que surgiram à progressão do projeto, mas frisou que o Parque da Cidade é hoje “uma realidade imparável”. A cidade, que soprou as velas do seu 26.º aniversário, “é fruto do trabalho de todos, do envolvimento de cada cidadão, de cada trabalhador, de cada estudante, de cada famalicense sem exepçao”, referiu o edil, acrescentando que resulta de “um sonho coletivo”. Convicto de que o seu executivo está a “construir uma cidade melhor para todos”, o autarca disse mesmo que “a primeira década do século XXI foi a década das obras estruturantes e do planeamento estratégico”. E referiu-se aos passos que no seu entender são determinantes para o desenvolvimento concelhio: “nesta década, cumprimos o sonho de construir novas escolas e novos jardins-de-infância. Novos equipamentos culturais e obras de reabilitação urbana na cidade e nas freguesias. Modernizámos a rede viária e ampliámos as redes de água e saneamento básico. Cumprimos o sonho de construir novos equipamentos desportivos e o sonho de planear e construir novos centros sociais. Lançámos medidas de apoio social, não esquecendo os mais desfavorecidos. Construímos habitação social. Promovemos iniciativas culturais de grande dimensão e criámos medidas e equipamentos de apoio à juventude”. Fazendo um balanço de “trabalho intenso”, o Parque da Cidade é mais uma concretização que destaca na construção “da cidade dos nossos sonhos”. Certo de que a qualidade de vida das cidades é determinante para a fixação de novos cidadãos, adiantou

Fotos de António Freitas

que, a levar em conta os dados dos Censos 2011, “Vila Nova de Famalicão foi dos concelhos do País onde a população mais cresceu”. Numa década o concelho passou a contar com mais 6237 habitantes, ao passo que no Vale do Ave a subida foi de apenas 1335 habitantes, quando em toda a região norte a subida foi de apenas 2420 habitantes. No entender de Armindo Costa “o aumento da nossa população, que é muito superior à média da região norte, é o melhor elogio que pode ser feito ao trabalho desenvolvido pela Câmara Municipal”. Disse-se certo que este aumento “significa que as políticas públicas aplicadas são as mais corretas, atraindo pessoas e

novos investimentos”. Em matéria de avaliação positiva de desempenho governativo, aludiu ainda ao Anuário Financeiro dos Municípios Portugueses - elaborado pelo Tribunal de Contas, Instituto Politécnico do Cávado e do Ave e Ordem dos Técnicos Oficiais de Contas – para dizer que a Câmara Municipal de Famalicão está no grupo das dez autarquias com melhor eficiência financeira. Mesmo perante um cenário de limitação da ação das autarquias, “estas são boas notícias sobre Famalicão, são factores de responsabilidade e de estímulo para fazermos mais e melhor pela nossa cidade e pelo nosso concelho”, concluiu. Orientado para o futuro,

Armindo Costa não deixou de se referir ao momento de crise que se vive. Consciente de que “a recuperação do País vai demorar e as dificuldades não vão desaparecer tão cedo”, o edil famalicense referiu-se ao título do mais recente livro lançado por Mário Soares, “Portugal tem saída”, para deixar uma palavra de esperança: “havemos de encontrar uma saída com dias melhores para todos”. A sessão solene realizada na Casa das Artes ficou como sempre marcada pela distinção de vários cidadão, empresas e instituições famalicenses pelo mérito social, cultural, autárquico e económico.

SANDRA RIBEIRO GONÇALVES


10

De 12 a 18 de Julho de 2011

Aniversário da Cidade

Parque da Cidade recebeu primeiras árvores O “Parque da Devesa” recebeu, na passada sexta-feira, as primeiras dez árvores. O acto simbólico foi promovido pelo presidente da Câmara Municipal, Armindo Costa, e por nove outras personalidades presentes. Devido ao mau tempo ficou adiado o batismo das primeiras árvores do parque por parte de crianças de dez instituições do concelho, o que acontecerá na próxima semana. Na cerimónia Armindo Costa aludiu ao tempo que os famalicenses aguardam por esta obra: “há cinco décadas

que os famalicenses anseiam por esta obra e, como muito empenho, esforço e graças à parceria que a Câmara estabeleceu com a ADRAVE, CES PU, CITEVE e com a Associação de Moradores do Bairro das Lameiras, vamos finalmente vê-la concretizada”. Referiu-se ainda ao “engenho” que foi necessário para conseguir o cofinanciamento da União Europeia da obra que tornam possível o investimento que, entre equipamentos próprios, acessibilidades e obras complementares, ronda os 14 milhões de euros.

Os dez pinheiros mansos plantados na passada sextafeira receberão durante a próxima semana a visita de crianças da Santa Casa da Misericórdia de Vila Nova Famalicão; Associação Trabalhadores da ACO; Casa de Pessoal do Hospital Distrital VN Famalicão; Creche Mãe; AFPAD, Associação Famalicense de Prevenção e Apoio à Deficiência; Associação Gerações; Centro Social de Ribeirão; Associação Moradores das Lameiras; Infantário da Escola Júlio Brandão e da “Mais Plural”, que assim ficarão ligadas às primeiras árvores do parque que verão nascer até ao Verão de 2011. Durante a regeneração dos quase 270 mil metros quadrados, 245 mil dos quais serão de espaço verde, o Parque da Devesa vai receber mais 37.979 plantas, entre as quais 2.258 árvores. Algumas árvores de espécies menos sustentáveis, árvores em mau estado, mortas ou que apresentem problemas de segurança, serão substituídas por novas árvores, tendo sido

identificadas 203 no rio e 253 no restante parque. No final, o Parque da Devesa terá mais

1.800 árvores do que atualmente. Serão ainda plantadas outras espécies arbus-

tivas e herbáceas num total que ficará próximo das 38 mil peças.

A. D. Oliveirense capta novos atletas O departamento de futebol juvenil da Associação Desportiva Olivei-rense vai realizar nos dias 18, 19, 20 e 21 de Julho treinos de captação para atletas de todos os esca-lões. “Se gostas de jogar futebol aparece no Campo da Ribes em Oliveira Santa Maria, acompanhado de um amigo”, desafia o clube. Nos dias 18 e 19 de Julho , pelas 17 horas ps treinos de captação de Futebol de 11 são dirigidos a juvenis, atletas nascidos em 1995 e 1996. Pelas 19h00 do mesmo dia os treinos de captação para Futebol de 11 são dirigidos a juniores, atletas nascidos em 1993 e 1994. Nos dias 20 e 21 de Julho, pelas 17 hora os treinos visam a captação para Futebol de 11 de atletas para escalão de iniciados, nascidos em 19977 e 1998.


De 12 a 18 de Julho de 2011

11


12

De 12 a 18 de Julho de 2011

Agrupamento de Escuteiros de Ribeirão apresentou-se à comunidade O Agrupamento de Escuteiros de Ribeirão, com o número provisório 9088, apresentou-se à comunidade paroquial no passado dia 3 de Julho, através de uma cerimónia onde os aspirantes a dirigentes deste Agrupamento assumiram, publicamente, um compromisso com o Corpo Nacional de Escutas (CNE) e com a Paróquia de Ribeirão. O Agrupamento de Escuteiros conta com vinte e quatro aspirantes a dirigentes, que iniciaram já o processo de formação do Agrupa-men-

to, com reuniões de formação com a Junta Núcleo de Vila Nova de Famalicão e já visitaram dois Agrupamentos (Joane e Antas), com o objetivo de ver o seu funcionamento e aprender com eles, seguindo-se, proximamente, a formação de dirigentes através do CIP. A cerimónia realizou-se na Eucaristia da 10h00, com a presença da Junta de Núcleo de Vila Nova de Famalicão e do Agrupamento de Lousado, que apadrinha o novo Agrupamento de Ribeirão. Os aspirantes a dirigentes compro-

meteram-se a viver empenhadamente os ideais do escutismo, no cumprimento da máxima "Sempre Alerta para Servir". No final da Eucaristia os escuteiros dirigiram-se para a Junta de Freguesia, onde participaram na sessão solene comemorativa dos 25 anos de elevação a Vila. No decorrer da cerimónia foi assinado um protocolo de colaboração mútua entre a Junta de Freguesia e o Agrupamento de Escuteiros.

Esmeriz foi palco do 14.º Passeio da Freguesia

Cinema com entrada livre na Casa das Artes

O POVO FAMALICENSE, 12 de Julho de 2011 - 1.ª PUBLICAÇÃO

“Domicílio Conjugal”, de François Truffaut, é o filme em exibição amanhã, quartafeira, pelas 21h30, em mais uma sessão de cinema promovida pelo Cineclube de Joane. A sessão, ao abrigo da rubrica “Já Não

Há Cinéfilos?!”, é de entrada livre. No dia seguinte o cinema prossegue com “Algure” de Sofia Coppola. A sessão é à mesma hora.

Serviço de Finanças de VILA N.FAMALICAO-1.-0450

ANÚNCIO VENDA E CONVOCAÇÃO DE CREDORES N.º da Venda: 0450.2010.117 - Prédio inscrito na matriz predial urbana da freguesia de Joane, concelho de Vila Nova de Famalicão, sob o n.º 2263 e descrito na Conservatória do Registo Predial de Vila Nova de Famalicão sob o n.º 693/19940728, casa de habitação de r/c. Área total do terreno 858,00m2, área de implantação do edifício de 243,60m2, área bruta de construção de 325,60m2, área bruta dependente de 127,60m2 e área bruta privativa de 198,00m2, sito na Trav. de Figueiró n.º 252, da referida freguesia. Proc. Exec. Fiscal 0450200701012681 e aps. Teor do Edital Gabriel Torres Bezerra, Chefe de Finanças do Serviço de Finanças VILA N.FAMALICAO-1.-0450, sito em R. ERNESTO CARVALHO EDIF. MILAO R/C, VILA N. FAMALICAO, faz saber que irá proceder à venda por meio de propostas em carta fechada, nos termos dos artigos 248.º e seguintes do Código de Procedimento e de Processo Tributário (CPPT), do bem acima melhor identificado, penhorado ao executado infra indicado, para pagamento de divida constante em processo(s) de execução fiscal. É fiel depositário(a) o(a) Sr(a) FRANCISCO XAVIER OLIVEIRA VIEIRA, residente em JOANE, que deverá mostrar aquele bem a qualquer potencial interessado (249.º/6 CPPT), entre as 10:00 horas do dia 2011-0801 e as 18:00 horas do dia 2011-09-26. O valor base da venda (250.º CPPT) é de € 86.968,00. As propostas deverão ser enviadas via Internet, mediante acesso ao “Portal das Finanças”, em www.portaldasfinancas.gov.pt na opção “Venda de bens penhorados” ou entregues neste Serviço de Finanças, em carta fechada dirigida ao Chefe do Serviço de Finanças, mencionando o número da venda no envelope e na respectiva proposta, indicando nesta ultima, nome, morada e número de identificação fiscal do proponente. O prazo para recepção de propostas termina às 10:00 horas do dia 2011-09-27 procedendo-se à sua abertura pelas 10:00 horas do dia 2011-09-27, na presença do Chefe do Serviço de Finanças (253.º/a CPPT). Não serão consideradas as propostas de valor inferior ao valor base da venda (250.º/c CPPT). Se o preço mais elevado, com o limite mínimo do valor base para venda, for oferecido por mais de um proponente, abre-se licitação entre eles, salvo se declararem que pretendem adquirir o(s) bem(ns) em compropriedade (253.º/b CPPT). Estando presente só um dos proponentes do maior preço, pode esse cobrir a proposta dos outros, caso contrário proceder-se-á a sorteio (253.º/c CPPT). A totalidade do preço deverá ser depositada, à ordem do órgão de execução fiscal, no prazo de 15 dias, contados do termo do prazo de entrega das propostas, mediante guia a solicitar junto do órgão de execução fiscal, sob pena das sanções previstas na lei do processo civil (256.º/e CPPT e 898.º Código de Processo Civil - CPC). No caso do montante superior a 500 unidades de conta, e mediante requerimento fundamentado, entregue no prazo de 5 dias, contados do termo do prazo de entrega de propostas, poderá ser autorizado o depósito, no prazo mencionado no parágrafo anterior, de apenas a uma parte do preço, não inferior a um terço, e o restante em até 8 meses (256.º/f CPPT). A venda pode ainda estar sujeita ao pagamento dos impostos que se mostrem devidos, nomeadamente o Imposto Municipal Sobre as Transmissões Onerosas de Imóveis, o Imposto do Selo, o Imposto Sobre o Valor Acrescentado ou outros. Mais, correm anúncios e éditos de 20 dias (239.º/2 e 242.º/1 CPPT), contados da 2.ª publicação (242.º/2), citando os credores desconhecidos e os sucessores dos credores preferentes para reclamarem, no prazo de 15 dias, contados da data da citação, o pagamento dos seus créditos que gozem de garantia real, sobre o bem penhorado acima indicado (240.º/CPPT). Teor do Edital: Identificação do Executado: N.º de Processo de Execução Fiscal: 0450200701012681 (e apensos) NIF/NIPC: 144541319 Nome: FRANCISCO XAVIER OLIVEIRA VIEIRA Morada: TV DE FIGUEIRO N 252 - JOANE - JOANE

O Chefe de Finanças Gabriel Torres Bezerra 2011-07-05

A freguesia de Esmeriz foi palco, no passado dia 2, para o 14.º Passeio da Freguesia, "um dos grandes eventos culturais de Esmeriz" conforme referiu o autarca Jorge Silva. O ponto de encontro foi o Salão Paroquial, onde se reuniram mais de setecentos participantes a procurarem o seu autocarro e a guardarem as suas merendas. A saída, meia hora depois, teve como

destino primeiro o município de Aveiro. Já na cidade, tempo para uma breve visita, seguida da tradicional missa da paz, na secular Sé de Aveiro. Uma celebração marcada pelas palavras do Bispo de Aveiro, em forma de mensagem, dedicada a todos os esmerizenses. Cumprida a primeira parte do passeio, a viagem continuou para o Parque do Mon-

te da Senhora do Socorro, em Albergaria-a-Velha, onde decorreu o almoço piquenique e uma tarde de convívio com a participação do cantor de música popular Hozei e do Grupo de Cavaquinhos de Esmeriz. De regresso a "casa", os participantes foram recebidos com fogo de artifício e uma segunda actuação do Grupo de Cavaquinhos da Freguesia.

Juniores do RHC vencem Taça Regional O Riba de Ave Hóquei Clube (RHC) classificou-se em 1.º lugar na fase de grupos na Taça Regional Norte, com a equipa de juniores. Na finalíssima encontraram-se na meia final a equipa do RHC e a equipa da casa, a Juventude de Viana, tendo a formação ribadavense alcançado uma vitória por 9 a 4. O RHC encontrou o Valongo e acabou por vencer pela diferença de um golo.


13

De 12 a 18 de Julho de 2011

Fundação Cupertino de Miranda lança-se a um novo desafio

Festival de Polifonia promove herança musical e arquitetónica dos séculos XVI e XVII Promover o património musical dos mais reputados compositores portugueses dos séculos XVI e XVII, considerados dos melhores do mundo, e promover os monumentos do barroco na região, são os objetivos da Fundação Cupertino de Miranda para o lançamento de um evento inédito, o Festival Internacional de Polifonia Portuguesa. O evento foi apresentado ontem (segunda-feira) pelo presidente do Conselho de Administração da Fundação, Pedro Alves Oliveira. Segundo este responsável este festival é uma evolução natural dos Concertos Capella Musical, que a instituição tem vindo a promover de 2009, com direção artística de Luís Toscano, e dos quais confessa que têm motivos para ter “muito orgulho”. Mantendo-se uma matriz de qualidade em tudo quanto promove, a Fundação não fez por menos e irá trazer ao Festival os melhores organistas, músicos e estudiosos e especialistas. Conhecedor do vasto património musical e patrimonial dos século XVI e XVI, Pedro Alves Oliveira entende que “nunca

é tarde” para o fazer chegar ao conhecimento de novos públicos. O Festival Internacional de Polifonia Portuguesa tem a sua primeira iniciativa a 22 de Julho, com a realização de um concerto na Catedral de Santa Maria de Braga, pelas 21h30. Logo no dia 23 seguese novo concerto, em mais um monumento emblemático da época, a Igreja da Misericórdia, em Ponte de Lima, pelas 18h00. Num dia repleto de iniciativas os concertos

prosseguem pelas 22h00 na Igreja de São Gonçalo em Amarante. Ainda no dia 23, já pelas 23h00, o programa prevê uma prova de vinhos nos claustros do monumento emblemático de Amarante. O Festival de Polifonia prossegue no dia 24 de Julho com uma matriz ligeiramente diferente. Pelas 12h00 terá lugar um Seminário do Barroco, no Bom Jesus, em Braga. Este conta com a intervenção dos mais reputados historiadores. Pedro Dias debaterá

“O Barroco e a Sociedade da Festa”, António Pimentel “O Barroco Vernacular Português um Território a Inventar”, e José Manuel Tedim falará sobre “O Barroco no Norte de Portugal”. Os concertos voltam pelas m18h00 e pelas 22h00, no Mosteiro de São Martinho de Tibães, e na Igreja do Bom Jesus, respectivamente. Segue-se prova de vinhos pelas 23h00 na escadaria do Bom Jesus. A 29 de Julho o Festival Internacional de Polifonia passa por Famalicão. O Mosteiro de Landim é o cenário escolhido para mais um concerto capella, a começar pelas 21h30. No dia seguinte nova “morada”, e desta feita, Espanha. O festival atravessa fronteiras para visitar a Igreja de San Martim, em Santiago de Compostela, para um concerto agendado para as 19h00. No último dia de festival Guimarães é a cidade que promete fechá-lo com “chave de ouro” sob o teto da Igreja de Nossa Senhora da Oliveira. O concerto está marcado para as 21h30. SANDRA RIBEIRO GONÇALVES

AFPAD aposta na modernização TREVO – Trabalho para obter Resultados com Envolvimento e Valores criando Oportunidades é o nome do projecto que dá rosto ao novo desafio ao qual a AFPAD (Associação Famalicense de Prevenção e Apoio à Deficiência) se propõe nos próximos dois anos. O projecto nasce de uma candidatura realizada em Janeiro de 2011 ao POPH, tipologia de intervenção 6.4 “Qualidade dos Serviços e Organizações”, no âmbito do Programa Arquimedes – Capacitação e Qualidade nos Serviços Sociais relativos às deficiências e incapacidades em Portugal. São objectivos deste projecto: modernizar os serviços prestados pela organização, adequando-os aos requisitos da qualidade; promover a capacitação da organização; aperfeiçoar sistemas e práticas de gestão; aperfeiçoar sistemas de gestão dos dirigentes e quadros da organização; identificar necessi-

dades e apoiar o desenvolvimento ao nível das competências técnicas/profissionais; certificar a qualidade da organização, de acordo com o referencial EQUASS (sistema integrado de certificação, formação e consultoria no domínio da qualidade, específico para o sector dos serviços sociais). De Maio de 2011 a Março de 2013, a AFPAD encontrarse-á em processo de Consultoria, orientado pelo Centro de Reabilitação Profissional de Gaia (CRPG), que irá decorrer ao longo de 4 fases. O processo de Consultoria encontra-se actualmente na fase 2 (imersão nos referenciais conceptuais e de acção através de workshops temáticos), tendo já decorrido a primeira fase (mobilização e envolvimento das organizações). Seguir-se-á a fase de diagnóstico organizacional e Plano de Desenvolvimento da Qualidade (fase 3), culminando com a implementação do Plano de Desenvolvimen-

to da Qualidade (fase 4). Entre Março e Maio de 2013, a AFPAD entrará em

processo de certificação, que constitui o objectivo último do Projecto TREVO.

Os nossos descontos... para combater a crise Todos os descontos desta página, são da concordância e responsabilidade de cada interveniente. A validade dos descontos é igual à duração da data do jornal.


14

De 12 a 18 de Julho de 2011

LIPAC debateu importância de viver em comunidade A LIPAC – Liga de Profilaxia e Ajuda Comunitária no Auditório da Escola Superior de Saúde do Vale do Ave promoveram a primeira conferência num conjunto de cinco, integradas nos 25 anos da sua existência e subordinadas ao tema “Viver a, na, com, e, para, a Comunidade”. O tema, “Como se define uma Verdadeira Pastoral de Caridade na Igreja/Comunidade” contou com o Arcipreste de Famalicão, o padre Mário Martins, e teve como moderador Ademar Carvalho, Assessor dopresidente da Câmara para a área da ação social. A abertura coube a Silva Marques, presidente da direcção da LIPAC, que salientou a importância da comunidade enquanto “célula mais importante da vida social de cada indivíduo ao criar-lhe um sentimento de pertença, participação espontânea ligada, muitas vezes, por laços de sangue que responde à maior necessidade de processos (língua, cultura, costumes, princípios, saúde, leis …) no sentido de se manter uma coexistência pacífica”. No entender de Silva Marques, a comunidade, circunscrita a certo espaço com “fronteiras” flexíveis, “serve no todo, um País, uma região pelos bons exemplos de cidadania onde o fácil acesso, o conhecimento e o “poder” dos seus órgãos locais, levam a uma natural participação em comum, privilegiada por

ser o lugar que escolhem e se devotam, intentando melhorá-lo, integrá-lo ou em última situação, poder abandoná-lo livremente quando não se vive ou não se sente”. O presidente da LIPAC sublinhou que mesmo que é ela que nos dá “consciência de nós, operando uma certa fusão e um modo de participação que situa as pessoas a meio caminho, entre a pressão da massa e a atracção que desperta, e se alicerça através dos laços de família mais alargada e por uma vizinhança interactiva onde todos pensam poder contribuir, mais ou menos conscientemente, para uma integração mesmo que para muitos dos que a compõem, nunca a venham por em prática”. Para o mesmo responsável, “este sentir comunitário está também presente nas comunidades religiosas, nas

paróquias, no trabalho, no lazer”. Em suma, “em toda a vivência comunitária cria-se um sentimento de integração, vida em conjunto, actividades e interesses comuns”, frisou. Numa Comunidade, com ela, por ela e para ela, a “verdade” torna-se irrefutável e facilmente “materializada”, apontando-se os bons exemplos e corrigindo-se os demais. Cada um dos seus “moradores”, aferiu Silva Marques, são chamados à participação e à melhoria criandose sinergismo, partilha, solidariedade, entreajuda, riqueza e bem-estar individual e social, pautado num ideal de vida, pesem as diferenças de raça, credo ou outras. A palestra começou por valorizar a importância do factor “eu” onde, infelizmente, muitas pessoas falham. “Não tenho tempo para… É demasiado cedo para… É demasiado tarde para… Está na hora de… Preciso de tempo

para…”, são várias formas de alheamento, alegou. E rematou: “meu Deus, tanta desculpa de mau pagador quando o factor “Eu” toca na nossa pessoa.” O padre Mário Martins sustentou a sua intervenção nas palavras de sua Santidade o Papa Bento XVI: “o presente, ainda que custoso, pode ser vivido e aceite: a) – Se nos levar a uma meta… b) – Se pudermos estar seguros dessa meta… c) – Se a meta for tão grande que justifique a canseira do caminho”. O sacerdote Mário Martins “tocou” uma vez mais no problema quando somos confrontados com uma figura Bíblica, Job, e nos situa perante uma constatação tão actual quanto no passado: “Ele afastou de mim os meus irmãos, e os meus amigos retiraram-se como estranhos. Os meus parentes abandonaram-me, e os que me conheciam esqueceram-se de mim. Os meus criados

olham-me como um estranho, e sou um desconhecido aos seus olhos. Chamo o meu servo e ele não responde, tenho de lhe pedir por favor que me atenda. A mulher sente repugnância do meu hálito, e tornei-me fétido para os meus próprios filhos. Até os garotos me desprezam; e insultam-me, quando me levanto”. No essencial das conclusões sobre o papel do ser humano na sua comunidade, ficou a certeza de que “só a partir do momento em que cada um de nós se sinta pertença à Comunidade, pode passar-se “do eu solitário ao nós solidário”, alegou o Arciprestre A terminar o palestrante falou uma vez mais que “se cada um for ao encontro do outro, torna-se mais próximo, à imagem de Deus, promovendo o verdadeiro sentido de Comunidade, à imagem da Comunhão da Comunidade”. E estar na, com e para a Comunidade, o sacerdote referiu, ainda, que «não é intimismo, sentimentalismo, activismo, boa vontade, autoafirmação, para agir com duplas finalidades: fugas (cultura da simulação), devocionismo, individualismo, clericalismo, autoritarismo, paternalismo, formalismo… (mecanismos de compensação), messianismo, querendo serse agradável a todos, perfeito, invulnerável, super gentil, simpático, forte, impassível”, mas falta “um acto de fé que através de um determinado método exige uma atitude

(norma ética), uma atitude de fé correspondente ao sentimento, sentir orientado pela fé, abertura ao mistério de Cristo (compreensão do mistério do homem à luz do mistério de Cristo), comportamento activo (pró-actividade) face ao sofrimento do outro, atracção inevitável pela fragilidade, atitude encontrada e experimentada pessoalmente, vinda de Deus, parente próxima da ternura, viver a: palavra do Pai que, como ninguém, se entregou aos outros e gerou vida na entrega da própria vida”. A próxima Conferência será ainda este mês subordinada à temática “Erigir Com Uma Comunidade”. O evento c o n ta r á c o m J o s é M a r i a Costa, um dos maiores lutadores para que a “Comunidade das Lameiras”, como orador principal. A moderar a Conferência estará presente Mário Passos, vereador do Pelouro da Acção Social, Família e Juventude da Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão. O intuito da conferência, ferefe Silva Marques, é o de “despertar nos jovens e todos quantos trabalham no voluntariado o élan de vida pa r a s a b e r m o s v i v e r e m Comunidade, a única que melhor nos poderá ajudar a resolver todas as frentes de batalha que o futuro nos esperam”. O evento será na Biblioteca Municipal, pelas 17h00 do dia 23 de Julho.


15

De 12 a 18 de Julho de 2011

GDN com medalha de ouro nos Jogos do Eixo Atlântico O Grupo Desportivo de Natação de Famalicão (GD NF), conquistou o primeiro lugar do pódio no Jogos do Eixo Atlântico, realizados em Matosinhos no passado dia 4. Com a participação de oito nadadores ( Luís Fernandes, André Isaías, Nuno Martins, Pedro Rocha, Carla Alves, Bárbara Gonçalves, Isabel Fernandes e Catarina Jardim), orientados pelo técnico do Rui Correia, Famalicão conquistou a medalha de ouro no sector masculino e a medalha de prata no sector feminino. De referir que nestes Jogos do Eixo Atlântico participam todos os municípios do eixo atlântico de Portugal e Espanha, o que

demonstra que a competição foi de elevado nível, bastante emotiva e com um óptimo clima desportivo entre os atletas participantes. Para responsável técnico do clube, Pedro Faia, “uma vez mais, os atletas famalicenses honraram as cores do município e demonstraram que o seu real valor, consolidando a natação como uma referência desportiva”. Para o treinador “são estes momentos e esta forma de estar no desporto que deverá servir de exemplo para os demais jovens, uma vez que o desporto em geral e a natação em particular é uma escola de vida”. Pedro Faia considera

mesmo que o clube e a cidade tiveram “o prestígio merecido

com toda a dedicação, empenho e competências destes

extraordinários atletas famalicenses”.

Casa do Povo de Lousado repleta de atividade A Casa do Povo de Lousado mantém a sua permanente actividade. No dia 23 de Julho organiza o seu 5º Torneio de Pesca de Rio que decorrerá no Rio Ave, em Ribeirão. As inscrições (limitadas) para a prova deve ser feita nos lugares habituais até ao dia anterior e no final da competição, haverá o

tradicional jantar/convívio entre os participantes. Também no sábado dia 23, regressa mais um Convívio de Esplanada, abrilhantado com uma Noite Especial de Karaoke. Garantida muita animação, festa e boa disposição. Antes das actuações serão entregues os prémios do torneio

de pesca aos vencedores e no final haverá lembranças para todos os participantes no karaoke. Uma grande oportunidade para um serão bem passado e que terá a funcionar o serviço de bar da Casa do Povo.


16

De 12 a 18 de Julho de 2011

Festas de Riba de Ave dinamizaram a vila A freguesia de Riba de Ave foi palco das habituais festas em honra de São Pedro, em Riba de Ave, que segundo a organização decorreram “num ambiente de alegria e boa disposição”. A Associação Cultural e Recreativa de São Pedro de Riba de Ave agradece o contributo e o apoio de todos os que se associaram a esta festividade que, refere, “continua a enobrecer o bom-nome de Riba de Ave”. Do programa destacamos a participação de largas centenas de foliões que assistiram às marchas populares, as quais continuam a liderar o momento alto destes três dias de festejos, e que este ano contaram também com o desfile de automóveis clássicos, que deslumbraram todos os presentes. A organização fregozija-se pelo facto das festividades “terem decorrido com enorme brilhantismo”, e aproveita para fazer dois agradecimentos muito especiais, um primeiro à Comissão Organizadora do evento, que mais um ano se disponibilizou para assegurar toda a preparação e logística do mesmo; e um outro a todos os Ribadavenses que participaram com grande bairrismo na Marcha representativa da Associação.

D. Sancho I na Eslovénia O encontro final do projecto “Are we Masters or Slaves of Time?”, ao qual se encontra associada a Escola Secundária D. Sancho I, decorreu em Trjic, pequena localidade montanhosa a norte da capital da Eslovénia, Liubliana, nos dias 19, 20 e 21 de Junho. Durante o encontro foi concluído um Catálogo (publicação com todos os trabalhos e actividades desenvolvidas pelos parceiros), feita a avaliação da gestão, actividades e desenvolvimento do Projecto e redigido o seu Relatório Final. Naturalmente, também houve tempo para outras actividades de carácter essencialmente social: jogos de interacção e competição entre os grupos nacionais presentes (Portugal, Bélgica, Polónia e Eslovénia) e uma visita guiada às montanhas com o intuito de analisar fósseis com milhares de anos inseridos nas rochas locais. No último dia do encontro, o país anfitrião brindou os restantes parceiros com um inesquecível jantar de despedida do Projecto localizado num cenário de cortar a respiração, que incluiu, entre outras actividades, danças e cantares típicos do país.


17

De 12 a 18 de Julho de 2011

Seminário de Imersão e Diagnóstico organizado pela ACIF

Nova edição do QI PME Norte arrancou com mais 25 empresas O Centro de Estudos Camilianos, em S. Miguel de Seide, acolheu na passada semana o Seminário de Imersão e Diagnóstico da 3.ª edição do Programa de Formação-Acção QI PME Norte. Enquanto entidade beneficiária, a Associação Comercial e Industrial de Famalicão (ACIF) leva a cabo mais uma edição deste projecto que integra 25 novas empresas que desta forma procuram aumentar o seu quociente de inteligência colectiva.

Nesta sessão inicial, as empresas ficaram a conhecer a metodologia do Diagnóstico Organizacional e a componente de Formação, sendo também apresentado o Organismo Intermédio, a AIMinho, representada pelo director geral, Nuno Martins. Após uma breve introdução, realizada por Fernando Xavier, director de projectos da ACIF, seguiu-se a intervenção do representante da AIMinho. Ana Machado, da Oficina da Inovação, abordou a meto-

dologia do QI PME Norte, fechando as intervenções o coordenador pedagógico da ACIF, Eduardo Gonçalves, com a referência à componente de formação do projecto. Os representantes das 25 empresas que integram esta 3ª edição do QI PME Norte foram depois chamados ao palco do auditório do Centro de Estudos para receberem das mãos do presidente da ACIF, António Peixoto, o quadro identificativo do tipo

EARO: equipa feminina sagrou-se vice-campeã Os atletas da Escola de Atletsimo Rosa Oliveira conseguiram excelentes resultados na prova de dois mil metros estrada femininos e dois mil e quinhentos metros masculinos, nos Jogos do Eixo Atlântico. A equipa feminina formada pelas nossas atletas Sara Dias Oliveira e Jéssica Pontes sagraram-se campeãs, pela Cidade de

Guimarães Sílvia Oliveira foi vice-campeã por equipas. Já na prova masculina dois mil e quinhentos metros participaram por Guimarães, Luís Machado e José Pedro Pereira. A EARO dá os parabéns aos seus atletas pelos excelentes resultados obtidos nos IX Jogos do Eixo Atlântico.

de intervenção a realizar. Os presentes puderam ainda visualizar alguns testemunhos das empresas participantes na anterior edição deste programa. O Seminário de Imersão e Diagnóstico contemplou também uma visita guiada à Casa de Camilo, encerrando com um jantar servido no Centro de Estudos Camilianos. O Projecto QI PME Norte – Qualificação e Inovação é promovido pela AIMinho – Associação Empresarial na região Norte, enquanto organismo intermédio para esta formação-acção de qualificação das empresas, tendo a ACIF como entidade beneficiária. Esta parceria com a ACIF potencializa a obtenção de resultados positivos na melhoria dos processos de gestão das micro, pequenas e médias empresas que integram o programa. A ACIF, com o desenvolvimento do QI PME Norte, enquadrada no eixo de intervenção Gestão e Aperfeiçoamento Profissional, implementa um conjunto de formações associadas a processos de modernização organizacional, reestruturações e

reconversões produtivas que promovem a capacidade de inovação, gestão e modern-

ização das empresas.

PJ detém suspeitos de roubo em residência A Polícia Judiciária, através da Directoria do Norte, identificou e deteve dois presumíveis autores de um roubo em residência ocorrido na tarde do dia 05 de Maio de 2011, em Santiago da Cruz, Vila Nova de Famalicão. Em comunicado a PJ descreve o modo de operar do indivíduo: “abordando a vítima, uma mulher de 71 anos de idade, com a falsa intenção de visitarem a casa, que se encontrava para venda, certificaram-se de que ela se encontrava aí sozinha. Após terem simulado a saída do local, a ele regressaram, penetrando na habitação de modo desconhecido e ameaçando a vítima, com o empunhamento de uma arma de fogo. Obrigaram-na então a permanecer no seu quarto enquanto buscavam todas as dependências da residência procurando objectos de valor, apenas se apossando de um relógio”. Os detidos, um homem de 39 anos de idade com antecedentes criminais por condução sem habilitação legal e receptação, e uma mulher com 20 anos de idade com antecedentes criminais por condução sem habilitação legal, vão ser hoje presentes a primeiro interrogatório judicial para aplicação das medidas de coacção tidas por adequadas.


18

De 12 a 18 de Julho de 2011

Galardão foi entregue no encerramento da Semana das Misericórdias

Seide S. Miguel

Centro de Estudos Camilianos recebeu festa do ballet

Armindo Costa homenageado com o emblema de Irmão da Misericórdia ANTÓNIO FREITAS

O auditório do Centro de Estudos Camilianos foi pequeno para receber os familiares e amigos das crianças que frequentam as aulas de ballet clássico do Centro de Dança do Porto no pólo de Seide S. Miguel, para assistirem ao espectáculo de fim de ano lectivo que teve lugar no passado dia 25 de Junho. Cada grupo de bailarinas dos diferentes graus de aprendizagem apresentou uma coreografia, intercala-

das por actuações de bailarinos mais velhos, provenientes do Centro de Dança do Porto, que, com o seu bailado, vieram enriquecer mais o espectáculo. O público assistente ficou maravilhado com a leveza dos movimentos destes bailarinos e confiante que no futuro as crianças do pólo de Seide irão também ter o mesmo desempenho. As entidades promotoras deste projecto, Jardim-de-

Infância e Junta de Freguesia de Seide S. Miguel, mostraram-se satisfeitas com o resultado do trabalho desenvolvido ao longo do ano, visível na crescente adesão de crianças a esta modalidade artística, e informam que se encontram abertas inscrições na Junta de Freguesia para o próximo ano lectivo.

O presidente da Câmara Municipal de Famalicão, Armindo Costa, foi homenageado com o emblema de Irmão pelos 25 anos de inscrição na Irmandade da Santa Casa da Misericórdia de Vila Nova de Famalicão. O galardão foi entregue durante a cerimónia de encerramento da Semana das

Misericórdias que decorreu no passado dia 4. Para Armindo Costa, receber o emblema de Irmão “é motivo de grande orgulho”, mas é também “uma responsabilidade acrescida enquanto cidadão da comunidade famalicense”. A cerimónia que contou com a presença de António

Pedras, presidente do Secretariado Regional de Braga da União das Misericórdias, ficou ainda marcada pelo descerramento da fotografia do último provedor, José Machado Nogueira.


19

De 12 a 18 de Julho de 2011

Arnoso Santa Eulália

Jardim de Infância a EB 1 encerraram ano letivo em festa

Foi num ambiente festivo e de grande animação que os cerca de 60 meninos e meninas que frequentam o Jardim de Infância do Mosteiro e a Escola EB1 de Quintão, na freguesia de Arnoso Santa Eulália, encerraram o ano lectivo 2010/2011. A festa foi organizada pela

Associação de Pais e Encarregados de Educação daqueles estabelecimentos de ensino e traduziu-se num momento “de grande diversão, confraternização e alegria em que as crianças foram o alvo de todos as atenções”, adianta em nota de imprensa. Pelo palco da festa passaram

não só as crianças, que muito bem cantaram e dançaram sob a “batuta” dos docentes, mas também os pais do JI que mostraram os seus dotes na arte de representar. Ao duo “Rodolfo e Filota” coube a missão de animar a pequenada com todas as suas palhaçadas e malabaris-

mos, a qual foi complementada com uma sessão de pinturas faciais. No fecho da noite, um trio de concertinas possibilitou mais um momento de entretenimento às crianças, pais, familiares e população em geral presentes no recinto da EB1. A festa contou com o apoio

da Junta de Freguesia local, de várias empresas e particulares e foi mais uma grande demonstração da grande di-

nâmica que está incutida nos estabelecimentos de ensino de Arnoso Sta. Eulália.

Vale S. Cosme

Vacinação anual de cães contra a raiva

A vacinação dos cães da freguesia de Vale S. Cosme será efectuada no próximo dia 16 de Julho nos seguintes locais: Junto à Farmácia às 11h30;e Junto à Igreja Paroquial às 12h00. Os animais já vacinados em anos anteriores devem fazer-se acompanhar do respectivo cartão de vacinas. A taxa de vacinação anti-rábica é de cinco euros, e o boletim sanitário, quando aplicável será cobrado um euro. A vacinação contra a raiva é obrigatória para todos os cães com mais de três meses de idade.


20

De 12 a 18 de Julho de 2011

Campeonato Nacional Feminino 2011

Inês Machado Oliveira mantém-se no TOP-10 O 34.º Campeonato Nacional Feminino decorreu em Vila Nova de Foz Côa, de 2 a 6 de julho, numa organização da Federação Portuguesa de Xadrez e apoio da Câmara Municipal local. A prova contou, pela primeira vez, com 4 anteriores campeãs nacionais: Catarina Leite (ADRC Mata do Benfica-Lisboa), Margarida Coimbra (Palma e Arredores-Lisboa), Tânia Saraiva (Grupo de Xadrez do Porto) e a vencedora do ano transacto Ana Ferreira (ACR Vale de Cambra). A grande favorita ao título, entre as 22 inscritas, era a Mestre Internacional Feminina Catarina Leite, cabeça de série numero 1. No entanto, com uma prestação invicta e cedendo apenas um empate na ronda final, a Mestre Fide Feminina Margarida Coimbra conquistou mais um título nacional. O 2.º lugar foi ocupado por Catarina Leite (5 vitórias e 1 derrota) e o 3.º lugar do pódio foi ocupado pela, também, Mestre Fide Feminina Ariana Pintor (Gru-

po de Xadrez do Porto). O NXVSC-Didáxis foi representado por Inês Machado Oliveira, actual Campeã Nacional Sub-16, e Alice Machado Oliveira, detentora do título absoluto nacional Sub08. Inês Machado Oliveira, que no ano transacto classificou-se em 3.º lugar, alcançou o 9º lugar (3 vitórias e 3 derrotas) depois de perder na última sessão com a ex-campeã nacional Tânia Saraiva. De realçar que a jovem atleta famalicense defrontou as duas primeiras classificadas da prova o que denota o elevado grau de competitividade e combatividade demonstrado na sua performance e lutou, inclusive, por um lugar no pódio até ao último instante. De realçar, também, que na sua quarta participação consecutiva, Inês Machado Oliveira têm-se mantido no Top-10 Nacional Feminino. Alice Machado Oliveira, com apenas oito anos de idade, era a atleta mais jovem em prova, mas “não deixou os

seus créditos por mãos alheias” posicionando-se na 16ª posição (2 vitórias, 1 empate e 3 derrotas)! Estas duas atletas famalicenses têm obtido uma evolução crescente e sistemática e ao revelarem uma enorme margem de progressão alimentam o “sonho” de representar a Selecção Nacional Feminina. Desta forma, o NXVSC – Didáxis, continuará a apostar no Xadrez Feminino, área pouco desenvolvida deste desporto com o intuito de melhorar cada vez mais os resultados anteriormente obtidos. O NXVSC-Didáxis gostaria de agradecer o apoio da Cooperativa de Ensino Didáxis CRL e da Associação de Pais da Escola Cooperativa Vale S. Cosme – Didáxis às nossas atletas, bem como, aos Encarregados de Educação pela sua organização no transporte e toda a logística necessária para o seu bemestar.

Diácono de Requião ordenado Sacerdote no próximo domingo

No próximo domingo, dia 17, irão realizar-se as ordenações sacerdotais na nossa Arquidiocese de Braga, sendo que desta feita serão apresentados dois candidatos ao presbiterado, oriundos dos Arciprestados de Guimarães e Famalicão. Deste modo, na celebração, marcada para as 15h30, na Cripta do Sameiro, será ordenado Sacerdote um jovem Diácono natural do Arciprestado de Famalicão, mais concretamente da paróquia de Requião. Pedro Daniel Faria Marques (à direita na foto) nasceu, assim, em Requião, a 10 de Julho de 1986. Entrou para o Seminário Menor de Nossa Senhora da Conceição no ano lectivo de 1998/ 1999, para frequentar o sétimo ano de escolaridade. Contudo, e segundo o próprio testemunhou, “os meus primeiros sinais de vocação surgiram mais cedo, quando tinha cerca de 7 anos, por altura da Primeira Comunhão. Foi a partir dessa festa importante que eu comecei a falar aos meus pais e ao meu pároco que queria ser padre”.

Dado que não foi possível entrar para o Seminário no final da quarta classe, pois não podia por ser ainda muito novo, os seus pais, procurando respeitar e levar a sério a sua decisão, deixaram-no frequentar o Colégio Dom Diogo de Sousa, em Braga, durante os 5.º e 6.º anos (96/97 e 97/98), em regime de internato, para que se habituasse a estar longe da família e para avaliar melhor se era mesmo isso que queria. Sendo assim, com 10 anos, foi estudar para Braga. Durante seis anos frequentou o Seminário Menor de Braga, e em Setembro de 2004, após ter concluído o 12.º ano, entrou para o Seminário Conciliar de S. Pedro e S. Paulo em Braga (Seminário Maior), fazendo os 5 anos do Mestrado Integrado em Teologia na Faculdade de Teologia de Braga. Foi ordenado Diácono no dia 25 de Abril de 2010, na Capela do Seminário de Nossa Senhora da Conceição, em Braga. Agora, findo o ano de estágio pastoral, realizado na Paróquia do Senhor dos Navegantes Caxinas – Vila do

Conde, sob a orientação do Monsenhor Domingos Araújo, prepara-se para a ordenação sacerdotal que ocorrerá, tal como referido, no próximo domingo. Para além do Diácono Pedro, natural de Famalicão, refira-se ainda que o outro candidato, o Diácono José Miguel Fraga Cardoso (à esquerda na foto), realizou o seu estágio pastoral no Arciprestado de Vila Nova de Famalicão nas paróquias de Cabeçudos, Esmeriz, Palmeira, Brufe, Cavalões e Santo Adrião. Assim, o Arciprestado de Famalicão aproveita para endereçar os mais sentidos parabéns ao futuro padre Pedro, assim como ao futuro padre José Miguel, desejando-lhes as maiores felicidades nesta nova etapa que agora iniciam, “alegrando-se e rejubilando com as suas ordenações sacerdotais que nos ajudam a perceber e a sentir a riqueza incomensurável da vocação ao sacerdócio, constituindo testemunho vivo de que Deus continua hoje e sempre a chamar operários para a Sua messe”.


21

De 12 a 18 de Julho de 2011

4 Horas BTT disputa-se a 3 e 4 de Agosto no Louro

Mais de três dezenas de Prémios para distribuir nas 24 Horas BTT

A organização da Talvai 24 Horas de BTT de Vila Nova de Famalicão reserva um total de 34 troféus para premiar os atletas e as equipas que nos próximos dias 03 e 04 de Setembro consigam as melhores performances na prova. Para além disso, os responsáveis do evento garantem um conjunto de brindes a todos os participantes, assim como as emoções únicas que a competição e toda a sua envolvente vão naturalmente despoletar. Serão premiados os 3 primeiros classificados de cada categoria e escalão, nomeadamente os melhores atletas masculinos e femininos que vão competir individualmente, assim como as três me-

lhores equipas mistas, masculinas e femininas de 2, 4 ou 6 elementos. Prémio especial também para o primeiro classificado em singlespeed, uma novidade introduzida este ano na prova para premiar os amantes das bicicletas só com uma velocidade. Igualmente relevante ao nível das ofertas é a entrega a todos os participantes de um cheque-brinde da AfaCycles no valor de 25 euros a descontar nas lojas da marca em compras de valor superior a 125 euros. Recorde-se que a organização é da responsabilidade da associação “Amigos do Pedal” que assim reforça a aposta num dia inteiro de pedaladas, convívio e anima-

ção, com a edílica envolvente à Quinta do Outeirinho, na freguesia do Louro, como pano de fundo. Esta segunda edição da prova terá condições renovadas, sobretudo ao nível do acolhimento dos atletas e do público em geral. A componente social do evento será novamente um das fortes componentes da iniciativa, através da disponibilização, aos atletas e público, de um conjunto de valências de lazer, como bares com animação permanente, parque infantil, restaurante, zona de recuperação e massagens e zonas de espetáculo.

1.ª Corrida Popular de S. Pedro em Vermoim

A secção de atletismo da ARPO - Associação Recreativa Pousadense, participou no passado dia 3 de Julho na 1.ª Corrida Popular de S. Pedro em Vermoim. O destaque da participação da ARPO nesta prova vai para o 1.º lugar obtido por equipas com Joaquim Silva que se classificou em 2.º

lugar, Joaquim Costa em 4.º lugar e Joaquim Coelho em 6.º lugar. Nesta prova participaram ainda os atletas, Manuel Ribeiro, Carlos Ferreira, Álvaro Sousa, Bruno Sampaio, Paulo Carvalho, José Magalhães e José Silva que obtiveram classificações também satisfatórias.


22

De 12 a 18 de Julho de 2011

Lousado: Clube Desportivo promoveu 1.º Passeio de Cicloturismo

Serviço de Finanças de VILA N.FAMALICAO-1.-0450

ANÚNCIO VENDA E CONVOCAÇÃO DE CREDORES N.º da Venda: 0450.2009.77 - Serv. Finanças VILA N.FAMALICAO-1. - [0450] Freguesia de Bairro , Prédio Urbano Artigo 1479 Fracçao U, Anexo destinado a garagem com o nº1, Estacionamento coberto e fechado, com a Área: 22,8 m², de um prédio em propriedade horizontal sito na Av Joaquim Leite Nº: 479 Lugar: Lagoços Código Postal: 4765-689 BAIRRO, descrito na Conservatória sob o nº 419-U de Bairro TEOR DO EDITAL CARVALHO EDIF. MILAO R/C, VILA N. FAMALICAO, faz saber que irá proceder à venda por meio de propostas em carta fechada, nos termos dos artigos 248.º e seguintes do Código de Procedimento e de Processo Tributário (CPPT), do bem acima melhor identificado, penhorado ao executado infra indicado, para pagamento de divida constante em processo(s) de execução fiscal. É fiel depositário(a) o(a) Sr(a) DANIEL CORREIA E IRMAO LDA, residente em VILA NOVA DE FAMALICAO, que deverá mostrar aquele bem a qualquer potencial interessado (249.º/6 CPPT), entre as 14:52 horas do dia 2011-05-04 e as 10:00 horas do dia 2011-07-28. O valor base da venda (250.º CPPT) é de € 3.024,00. As propostas deverão ser enviadas via Internet, mediante acesso ao “Portal das Finanças”, em www.portaldasfinancas.gov.pt na opção “Venda de bens penhorados” ou entregues neste Serviço de Finanças, em carta fechada dirigida ao Chefe do Serviço de Finanças, mencionando o número da venda no envelope e na respectiva proposta, indicando nesta ultima, nome, morada e número de identificação fiscal do proponente. O prazo para recepção de propostas termina às 10:00 horas do dia 2011-07-28 procedendo-se à sua abertura pelas 10:00 horas do dia 2011-07-28, na presença do Chefe do Serviço de Finanças (253.º/a CPPT). Não serão consideradas as propostas de valor inferior ao valor base da venda (250.º/c CPPT). Se o preço mais elevado, com o limite mínimo do valor base para venda, for oferecido por mais de um proponente, abre-se licitação entre eles, salvo se declararem que pretendem adquirir o(s) bem(ns) em compropriedade (253.º/b CPPT). Estando presente só um dos proponentes do maior preço, pode esse cobrir a proposta dos ou-tros, caso contrário proceder-se-á a sorteio (253.º/c CPPT). A totalidade do preço deverá ser depositada, à ordem do órgão de execução fiscal, no prazo de 15 dias, contados do termo do prazo de entrega das propostas, mediante guia a solicitar junto do órgão de execução fiscal, sob pena das sanções previstas na lei do processo civil (256.º/e CPPT e 898.º Código de Processo Civil - CPC). No caso do montante superior a 500 unidades de conta, e mediante requerimento fundamentado, entregue no prazo de 5 dias, contados do termo do prazo de entrega de propostas, poderá ser autorizado o depósito, no prazo mencionado no parágrafo anterior, de apenas a uma parte do preço, não inferior a um terço, e o restante em até 8 meses (256.º/f CPPT). A venda pode ainda estar sujeita ao pagamento dos impostos que se mostrem devidos, nomeadamente o Imposto Municipal Sobre as Transmissões Onerosas de Imóveis, o Imposto do Selo, o Imposto Sobre o Valor Acrescentado ou outros. Mais, correm anúncios e éditos de 20 dias (239.º/2 e 242.º/1 CPPT), contados da 2.ª publicação (242.º/2), citando os credores desconhecidos e os sucessores dos credores preferentes para reclamarem, no prazo de 15 dias, contados da data da citação, o pagamento dos seus créditos que gozem de garantia real, sobre o bem penhorado acima indicado (240.º/CPPT). Teor do Edital: N.º de Processo de Execução Fiscal: 0450200801072340 (e apensos) NIF/NIPC: 501670068 Nome: DANIEL CORREIA E IRMAO LDA Morada: R AUGUSTO CORREIA N 38 1 ESQ - VILA NOVA DE FAMALICAO VILA NOVA DE FAMALICAO O Chefe de Finanças Gabriel Torres Bezerra 2011-07-04

Mabor, Sete Fontes, Ancide, Ponte da Lagoncinha, Ponte de Ferro, Ponte Retorta, Igreja, Casa do Povo e Poiares foram alguns dos locais por onde o grupo passou, com uma paragem realizada na Ponte da Lagoncinha onde foi distribuído um pequeno lanche (água e bolachas) pelos participantes. Gabriela, João Cruz, Car-

O POVO FAMALICENSE, 12 de Julho de 2011 - 2.ª PUBLICAÇÃO

O POVO FAMALICENSE, 12 de Julho de 2011 - 2.ª PUBLICAÇÃO

O Clube Desportivo de Lousado promoveu, no passado domingo, o seu 1.º Passeio de Cicloturismo . Um número elevado de participantes com idades compreendidas entre os seis e 60 anos “deram cor e alegria a esta iniciativa onde reinou a boa disposição”, refere em nota enviada à imprensa. Praticar exercício físico ao ar livre, co-nhecer melhor a freguesia e proporcionar uma manhã diferente aos apreciadores do cicloturismo, eram alguns dos objectivos propostos pelos organizadores desta actividade. Com um percurso de dificuldade baixa os participantes percorreram os 13 quilómetros pela freguesia de Lousado, com partida e chegada ao campo de jogos do Clube Desportivo de Lousado. Com a partida a ser dada às 9h30m o grupo fez-se à estrada percorrendo o Parque do Souto, Continental

los Pinho, Renato, Nelson, Pedro, Fernando Jorge e Carlos "Aranha" organizadores deste evento estavam satisfeitos pela adesão muito positiva e pelo facto da prova ter decorrido conforme o previsto. João Cruz um dos organizadores afirmou que "esta iniciativa é para se manter para o ano”. Disse mesmo que o

objetivo será o de “tentar aumentar o numero de atletas”. Em nome da organização agradeceu à Continental Mabor, patrocinador oficial, e a todos que colaboraram e participaram na realização desta actividade.

Serviço de Finanças de VILA N.FAMALICAO-1.-0450

ANÚNCIO VENDA E CONVOCAÇÃO DE CREDORES N.º da Venda: 0450.2011.109 - Fracção autónoma, designada pela letra CM, destinada a habitação, do tipo T2, com área bruta privativa de 70,13m2, situada no 5.º direito, do prédio construído em regime de propriedade horizontal, localizado na Rua Luís Barroso, n.º 825, freguesia e concelho de Vila Nova de Famalicão. Inscrita na matriz predial urbana da freguesia referida, sob o artigo 1867, fracção CM e descrita na Conservatória do Registo Predial de Vila Nova de Famalicão sob o n.º 534/19980302-CM. Proc. exec.: 0450201001034839 e apensos. TEOR DO EDITAL Gabriel Torres Bezerra, Chefe de Finanças do Serviço de Finanças VILA N.FAMALICAO-1.-0450, sito em R. ERNESTO CARVALHO EDIF. MILAO R/C, VILA N. FAMALICAO, faz saber que irá proceder à venda por meio de propostas em carta fechada, nos termos dos artigos 248.º e seguintes do Código de Procedimento e de Processo Tributário (CPPT), do bem acima melhor identificado, penhorado ao executado infra indicado, para pagamento de divida constante em processo(s) de execução fiscal. É fiel depositário(a) o(a) Sr(a) ADELINO HENRIQUE CAMPOS DA SILVA, residente em VILA NOVA DE FAMALICAO, que deverá mostrar aquele bem a qualquer potencial interessado (249.º/6 CPPT), entre as 10:00 horas do dia 2011-08-01 e as 18:00 horas do dia 2011-09-22 O valor base da venda (250.º CPPT) é de € 40.388,11. As propostas deverão ser enviadas via Internet, mediante acesso ao “Portal das Finanças”, em www.portaldasfinancas.gov.pt na opção “Venda de bens penhorados” ou entregues neste Serviço de Finanças, em carta fechada dirigida ao Chefe do Serviço de Finanças, mencionando o número da venda no envelope e na respectiva proposta, indicando nesta ultima, nome, morada e número de identificação fiscal do proponente. O prazo para recepção de propostas termina às 10:00 horas do dia 2011-09-23 procedendo-se à sua abertura pelas 10:00 horas do dia 2011-09-23, na presença do Chefe do Serviço de Finanças (253.º/a CPPT). Não serão consideradas as propostas de valor inferior ao valor base da venda (250.º/c CPPT). Se o preço mais elevado, com o limite mínimo do valor base para venda, for oferecido por mais de um proponente, abre-se licitação entre eles, salvo se declararem que pretendem adquirir o(s) bem(ns) em compropriedade (253.º/b CPPT). Estando presente só um dos proponentes do maior preço, pode esse cobrir a proposta dos ou-tros, caso contrário proceder-se-á a sorteio (253.º/c CPPT). A totalidade do preço deverá ser depositada, à ordem do órgão de execução fiscal, no prazo de 15 dias, contados do termo do prazo de entrega das propostas, mediante guia a solicitar junto do órgão de execução fiscal, sob pena das sanções previstas na lei do processo civil (256.º/e CPPT e 898.º Código de Processo Civil - CPC). No caso do montante superior a 500 unidades de conta, e mediante requerimento fundamentado, entregue no prazo de 5 dias, contados do termo do prazo de entrega de propostas, poderá ser autorizado o depósito, no prazo mencionado no parágrafo anterior, de apenas a uma parte do preço, não inferior a um terço, e o restante em até 8 meses (256.º/f CPPT). A venda pode ainda estar sujeita ao pagamento dos impostos que se mostrem devidos, nomeadamente o Imposto Municipal Sobre as Transmissões Onerosas de Imóveis, o Imposto do Selo, o Imposto Sobre o Valor Acrescentado ou outros. Mais, correm anúncios e éditos de 20 dias (239.º/2 e 242.º/1 CPPT), contados da 2.ª publicação (242.º/2), citando os credores desconhecidos e os sucessores dos credores preferentes para reclamarem, no prazo de 15 dias, contados da data da citação, o pagamento dos seus créditos que gozem de garantia real, sobre o bem penhorado acima indicado (240.º/CPPT). Teor do Edital: Identificação do Executado: N.º de Processo de Execução Fiscal: 0450201001034839 NIF/NIPC: 215754450 Nome: ADELINO HENRIQUE CAMPOS DA SILVA Morada: R LUíS BARROSO N 825 5º D - VILA NOVA DE FAMALICãO VILA NOVA DE FAMALICAO O Chefe de Finanças: Gabriel Torres Bezerra 2011-07-04


23

De 12 a 18 de Julho de 2011

DIVERSOS VENDE-SE VIVENDAS GEMINADAS GONDIFELOS , JESUFREI E ANTAS

969 994 181

VENDE EM AVIDOS TERRENO P / CONS TRUÇÃO C / 2.300 M 2 969 994 181

VENDO YAMAHA RZ50 DE 94 COMO NOVA, 1000€

URGENTE VENDE-SE T3 COMO NOVO C/ GARAGEM, NO CENTRO DE DELÃES. 65.000€, NEGOCIÁVEL

919 524 310

912 784 645

PASSA-SE OU TRESPASSA-SE

VENDE-SE LOJA NO CENTRO -ARRENDADA POR VALOR BAST. INFERIOR AO DA COLETA 919 371 367

LAVANDARIA EM VIATODOS

BOA CLIENTELA TODA EQUIPADA

917 662 749

PRECISA-SE

PRECISA-SE

AJUDANTE DE COZINHA

AJUDANTE DE COZINHA C/ EXPERIÊNCIA

913 397 459

252 331 283

AQUECIMENTO AR CONDICIONADO BOMBA DE CALOR

SUPERCLIMA, LDA 20 ANOS DE ACTIVIDADE

ORÇAMENTOS 917 337 391

Necessita, para entrada imediata, do seguinte pessoal: OPERÁRIOS INDEFERENCIADOS

MORADIA DE GAVETO EM TELHADO 927 810 012

VENDE-SE DIVERSO EQUIPAMENTO

HOTELEIRO USADO 918 589 970

PASSA-SE CAFÉ/BAR RESTAURANTE RUA LUÍS CAMÕES NESTA CIDADE

917 485 873

TOMO CONTA DE IDOSOS NA MINHA RESIDÊNCIA 969 994 181

(O MAIS ECONÓMICO)

ARTEBOR, LDA Fábrica Artefactos de Borracha, Lda

VENDO URGÊNTE

PRECISA-SE TÉCNICO DE AR-CONDICIONADO C/ CONHECIMENTOS DE ELECTRICIDADE

Contacto através da seguinte morada: Z. Industrial - Meães

(antes do Matadouro Central)

VN Famalicão

tel: 252 308 070

CAVALHEIRO COM VIDA ESTÁVEL PROCURA CONHECER SENHORA P/ FUTURA AMIZADE ASSUNTO SÉRIO.

CONSULTA DE TAROH

910 900 557

MARQUE A SUA CONSULTA DAS 08H ÀS 13H

PUBLICIDADE 252 378 165 931 990 020

912 129 604

Cavalheiro

Viúvo, reformado, sem herdeiro, situação financeira estável. Deseja conhecer pessoa honesta, seria e sem vicios, com cultura média, solteira ou viúva sem encargos familiares. Idade entre 43 e 57 anos. Assunto sério, resposta ao apartado 36-4760 Correios de Famalicão

916 953 544 918 365 177 VENDO OU ALUGO T3 VIVENDA PERTO DA CIDADE 969 994 181

GÊMEAS APARÊNCIA ORIENTAL

SAFADINHAS GOSTOSAS SEXY TARADAS

MORENA CLARA TRAÇOS INDIANOS CORPO DE SEREIA PEITOS E BUMBUM EMPINADOS

ATENDE S / PRESSA

918 380 028 ALUGA-SE T2+1 MÓVEIS DE COZINHA E APARCAMENTO RIBEIRAIS-ANTAS

967 704 847 T3-EDIFICIO TRIPEIRA

COZ.EQUIPADA COND. INCLUIDO

914 904 464 ALUGA-SE T3

ALUGA-SE T3 S.COSME DO VALE C/ LUGAR ESTAC. 914 904 464 ALUGO T2 C/ GARAGEM CENTRO 375€ COND. INC. 933 899 591 ARRENDA-SE 2 LOJAS

400€ C/ LUGAR DE GARAGEM

1C/ 43 M2 1C/35 M2 R. LUÍS BARROSO

914 904 464

938 632 439

ALUGO T1 C/ COZ. MOBILADA

ALUGA-SE T2 EM REQUIÃO MOBILADO 315€ 913 329 217

ROT. BERNARDINO MACHADO

E APARCAMENTO NA CIDADE

969 994 181 TRESPASSA-SE RESTAURANTE PIZARIA C/ BOA FACTURAÇÃO 910 235 574

ARRENDA-SE T3+1 C/ GARAGEM FECHADA 400€/MÊS R. LUÍS BARROSO

938 632 439

SUZI

LOIRA DOS OLHOS

VERDES ,

26 ANOS MEIGUINHA E PELUDINHA TODOS OS DIAS 919 162 044

DAS

09

ÀS

23

HORAS

914 252 428

PORTUGUESA

CATARINA

23

PORTUGUESA

ANOS

BONITA ELEGANTE

910 453 946

ATENDIMENTO DAS

10

ÀS

20 H .

912 539 948 ( NÃO

ATENDO N º PRIVADOS )

MORENA

28

ANOS

LOUCA POR SEXO SAFADINHA , PEITO XXXL

69,

POSIÇÕES VARIADAS

1.ª

VEZ FAMALICÃO

MORENA E LOIRA C / NOVOS ACESSÓRIOS

- 509 24 HORAS

DELIRANTE DAS

19 ÀS 20 BEIJINHOS

TODOS OS DIAS

912 951 334 967 515 869

TODA SEXY MAGRA PEITO XXL , PELUDA

15 BEIJINHOS

AMANTE DE

TARADA

919 409 005

918 081 000

FAMALICÃO

1.ª

VEZ

MAGRA PEITO XXL ORAL PROFUNDO MEIGUINHA E MUITO ATREVIDA

912 532 935

F AMALICÃO

PORTUGUESA

FAMALICÃO

MENINA CARENTE

966 927 889

914 904 464

COM MARIDO AUSENTE MUITO MEIGA

MAR DE ROSAS

36 ANOS 917 440 160

916 349 050 916 230 091

10

ÀS

22

HORAS

FAMALICÃO JOVEM ANA

+ AMIGA 100% PRAZER

NÃO ATENDO N º PRIVADOS

LOIRINHA BRANZEADA !!!

MEIGA , CARINHOSA , PEITOS DE CABRITINHA ,

916 130 100 FAMALICÃO QUARENTONA SÓ PEITO XXL, TODA BOA O... NATURAL TOLA NA CAMA GARGANTA FUNDA

965 572 633 10 ÀS 19 H

SEG. À SÁB.

ORAL E VAGINAL FABULOSO

TODOS OS DIAS

COMPLETÍSSIMA

DAS

TODA BOA

910 140 867

C/GARAGEM FECHADA COND, INCLUIDO 550€

TODOS OS DIAS N . ATENDO N º PRIVADOS

ORAL GOSTOSO COM ACESSÓRIOS.

T2- EDF MILLENIUM / NOVO

MEIGUINHA

36 ANINHOS 08 ÀS 00 HORAS

914 409 181 912 561 871

ALUGA-SE LOJA 70M2, 275€ MÊS

69

E MUITO FOLGO

CUZINHO GULOSO

FAMALICÃO JOVEM MEIGA PEITO XL,

VEZ FAMALICÃO

BOKINHA KENTE

GARGANTA FUNDA DE VOLTA A FAMALICÃO

1.º

BOMBÁSTICA

DAS

8

À

1

DA MANHA

APART. PRIVADO MT HIGIENE

917 259 678

SENHORA SENSUAL

40

ANOS PEITO GRANDE MEIGA E PELUDINHA 965 303 814-913 003 238 TODOS OS DIAS


Edição 590  

Edição 590

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you