Issuu on Google+

NEWSLETTER

OUTUBRO 2013

Nº 03

SE ESTA PEÇA FALASSE

O PORVIR VISITOU a MOURARIA

ai! MOURARIA Alimentação saudável e a qualidade de vida

NUtRiCIONISMO Drª Inês Luz Lopes

Cultura . ACTIVIDADES . BREVES . CONVOCATÓRIA ASSEMBLEIA GERAL . DESCONTRAIR . SOLIDARIEDADE


Director: António Soares Editor: Teresa Correia Colaboradores: Américo Rodrigues Salomé Serra Isabel Santiago (FPC) Tiragem: 14.000 exemplares

...devem procurar viver bem, buscando momentos de alegria, comendo comida saudável, fazendo pequenos exercícios físicos e intelectuais, convivendo com amigos, intensificando as relações familiares.”

Design: Nelson Garcez Créditos: istockphoto Agradecimentos: Fundação Portuguesa das Comunicações Impressão: gráfica expansão Sede: Rua Arco do Marquês de Alegrete - Nº 2 1100-034 Lisboa Contactos: porvir.socios@gmail.com // www.oporvir.pt +351 218852065 Depósito Legal: 346447/12 Edição e Propriedade : © O PORVIR da Família Telegrafo Postal 2013

Pode a vida ser maldosa, difícil e caprichosa, mas não há coisa mais bela. Rezava assim uma parte da letra de um fado, cantado pelo fadista Fernando Farinha, já falecido. E de facto é verdade, a vida é bela, mas como me dizia um amigo: a vida é bela, nós, é que, por vezes, damos cabo dela. Então, temos de aproveitar, ao máximo e bem todo o tempo que a vida nos concede. Sabemos que não viveremos sempre, sabemos que um dia havemos de partir, não sabemos é quando. E enquanto estamos vivos devemos desenvolver a nossa criatividade e o nosso trabalho de transformação do mundo. Não podemos ficar encerrados em nós, qualquer que seja a nossa situação. Aprender até morrer, deve ser a nossa divisa. Mesmo os mais idosos e aqueles onde a saúde já dá alguns problemas, devem procurar viver bem, buscando momentos de alegria, comendo comida saudável, fazendo pequenos exercícios físicos e intelectuais, convivendo com amigos, intensificando as relações familiares, etc, etc. Dentro deste espírito, a nossa Associação o PORVIR, sem descurar o seu objectivo principal – garantir a atribuição de subsídios pós morte dos seus sócios – está a desenvolver um programa de actividades culturais, recreativas e formativas para proporcionar a todos momentos felizes. Simultaneamente, vai ser criada uma rede de solidariedade para apoiar os sócios mais carecidos de convívio. Mas todas estas iniciativas só poderão ter êxito se houver uma adesão dos sócios do PORVIR. Muitas vezes encontramos a nossa felicidade quando tornamos outros mais felizes. A Direcção

Caldelas, uma viagem que se realiza há cerca de 30 anos, ganhando raízes tradicionais pela sua antiguidade. Este ano, o PORVIR foi o seu patrocinador, organizando a excursão que há anos vinha sendo dirigida pela nossa colega e consocia Isaura Baptista. Este passeio contou com a presença habitual de várias colegas que ao longo destes anos, têm aproveitado este período para - em alegre camaradagem conviverem, recordarem episódios vividos em comum, descansarem e visitarem lugares bem bonitos do nosso País. O passeio a Caldelas, com residência fixa no antigo Hotel Bela Vista, permitiu efectuar vários passeios a pé, fazer tratamentos nas conhecidas Termas de Caldelas e ainda realizar duas belas excursões, onde tivemos oportunidade de ver belezas inarráveis em tão curto espaço.

Não deixaremos todavia de destacar as localidades que mais admiração nos causou, nomeadamente Guimarães, cidade berço de Portugal, onde visitámos o castelo e passeámos pelo centro histórico; Baiona, cidade espanhola, o maior porto da Galiza, com os muros da sua bela fortaleza a entrar nas águas do mar. Voltando a Portugal, visitámos ainda o Miradouro do Veado, no alto da montanha, onde pudémos apreciar as mais belas panorâmicas do Minho. Em nota final, não queremos deixar de agradecer a participação e a simpatia de todos os colegas e amigos que participaram nesta viagem, esperando que para o ano possamos repetir tão aprazível convívio.

FALECIMENTO DO

Raúl FERNANDES

No passado mês de Julho, faleceu o sócio e ex- Dirigente do PORVIR, Raul de Castro Costa Fernandes. O Raúl foi Vogal da Direcção em 2006 e 2007 e Secretário-Geral entre 2008 e 2011. Quem conviveu com o Raul Fernandes teve a oportunidade de apreciar a sua enorme disponibilidade para se dedicar ao serviço das instituições de que fazia parte e isto não obstante a doença que o atingiu, cuja gravidade se acentuou nos últimos anos de vida.

No passado dia 12 de Junho, véspera do dia de Santo António, durante a tarde, decorreu, na sede do PORVIR, um convívio para o qual foram convidados os sócios e amigos. Podemos dizer que não foram muitos os participantes mas não faltou animação. Tivemos canções, poesia, anedotas e um grupo coral que nos encantou com a sua actuação. A Direcção agradece a participação dos amigos José Carlos e António Medeiros, «animadores de serviço», bem como ao grupo Coral de Alfornelos. Esperamos que em iniciativas posteriores possamos contar com maior número de sócios

Além da participação no PORVIR, o Raul desempenhou funções de Dirigente no CDCR na área do Desporto, foi militante sindical e trabalhou como voluntário na Junta de Freguesia de Caneças. Obrigado Raúl. Que descanses em Paz

3 CONViVER


UMA ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL permite prevenir doenças e melhorar a qualidade de vida

Roda dos Alimentos Portuguesa

a 3 peças/dia (20%) e no que se refere ao grupo dos Lacticínios (18%) recomenda-se que ingira cerca de 750 ml = 3 chávenas médias de leite/dia. Ocupando lugares de menor destaque temos o grupo das Carnes, pescado e ovos (5%) (recomendase que dê preferência às carnes magras como frango, peru, coelho, lombo de porco; que ao longo da semana consuma mais vezes peixe que carne; coma até 3 ovos por semana), o grupo das Leguminosas (4%) e o grupo das Gorduras e óleos (2%) - prefira sempre o azeite mas use-o em quantidades moderadas pois apesar de ser mais saudável não deixa de ser uma gordura. Como foi referido anteriormente, a água ocupa o centro da Roda dando-se a esta bebida o merecido destaque pois é essencial à vida de qualquer indivíduo. As recomendações de água são 1,5 l/dia (também pode ser ingerida na forma de chás de ervas, sem adicionar açúcar). Para além de uma adequada alimentação, a prática diária de actividade física moderada e um sono reparador são factores essenciais para uma boa saúde por isso esteja atento e procure, no seu dia-a-dia, alimentar-se adequadamente, fazer algum exercício físico e dormir bem.

Drª .Inês Luz Lopes NUTRICIONISTA

Inês Luz Lopes 1,2 Nutricionista 1 Hospital de Santiago (Setúbal) 2 Hospital da Misericórdia de Évora

Uma correcta alimentação é essencial em

Bibliografia * Envelhecer com Sabedoria - Alimente-se melhor para Manter a sua Saúde e Independência. Direção Geral de Saúde, 2008 * A Roda dos Alimentos Portuguesa. Instituto do Consumidor, 2003

4 CONViVER

qualquer etapa da vida - os nutrientes obtidos através dos alimentos que ingerimos promovem o fortalecimento e a manutenção dos ossos e músculos, e fornecem energia ao corpo. Ter hábitos alimentares saudáveis permite reduzir o risco de doenças (como diabetes, obesidade, desnutrição, doenças cardíacas, tensão alta, osteoporose e alguns tipos de cancro) e pode melhorar a qualidade de vida de quem sofre de uma ou mais doenças crónicas.

Lembre-se que a qualidade de vida não se traduz apenas pela ausência de doença mas também pela manutenção da independência, da mobilidade, das funções cognitivas, de um estado psicológico adequado, das relações sociais e das redes de apoio (DGS, 2008). Através deste texto irei partilhar com o leitor as regras gerais de uma correcta alimentação tendo por base a Roda dos Alimentos Portuguesa. Esta é constituída por 7 grupos de alimentos, agrupados de acordo com as suas características nutricionais, mais o grupo da água (ao centro). Uma alimentação saudável assenta em 3 regras fundamentais. Deve ser completa, variada e equilibrada i.e. ingira ao longo do dia alimentos de todos os grupos, dentro de cada

grupo varie os alimentos e respeite sempre as porções diárias que se adequam às suas necessidades. Na idade adulta avançada são necessárias menos calorias para realizar as actividades diárias mas não menos nutrientes, daí ser tão importante ter uma alimentação nutricionalmente adequada. O grupo dos Cereais e derivados, tubérculos é aquele com maior representação na Roda dos Alimentos (28%) querendo isto dizer que deve ingerir na maior parte das refeições alimentos deste grupo. Segue-se o grupo dos Hortícolas, ocupando 23% do total de alimentos que deve consumir diariamente, correspondendo a aproximadamente 400g/dia. Quanto à Fruta, recomenda-se a ingestão de 2

Conselhos alimentares potenciadores de uma melhor saúde: • Tome sempre o pequeno-almoço e evite estar mais de 8h em jejum nocturno • Torne o pequeno-almoço uma refeição equilibrada incluindo leite ou equivalentes (1 chávena de leite = 2 iogurtes naturais = 2 fatias finas de de uma pão ou queijoPara = 100 além gr. de requeijão), cereais e fruta alimentação, adequada

a prática diária derefeições • Não faça intervalos entre as superiores a 3 horas e meia actividade física • Coma sopa todos e osum dias sono pois é moderada uma excelente forma de consumir reparador são factores hortaliças e legumes; acompanhe o essenciais uma peixe ou a carnepara sempre comboa salada saúde por isso esteja ou legumes

e procure, seu • Ratento eduza o consumo de salno e em substituição usealimentar-se ervas aromáticas, dia-a-dia, especiarias, alho, louro, limão,.. adequadamente, fazer •Evite o açúcar refinado (o que algum exercício físico e colocamos nas bebidas e faz parte dos dormir bem. bolos, sumos, doces…)


Ai! MOURARIA

SE ESTA PEÇA FALASSE A Caixa Postal Via Aérea, datada de 1940, sobressai pelo seu design vanguardista aliado a um lettering inovador para a época, sendo a sua autoria atribuída a Almada Negreiros

DA VELHA RUA DA PALMA…

VISITA À MOURARIA A actual sede do PORVIR fica situada em pleno Bairro da Mouraria. Todo este espaço, há muito considerado uma das zonas mais típicas de Lisboa, sofreu recentemente obras que o embelezaram ainda mais. Em Abril, no dia 20, o PORVIR organizou uma visita guiada à Mouraria. Cerca de 30 pessoas, entre sócios e familiares, percorreram as ruas da Mouraria e visitaram os lugares mais típicos, escutando com atenção todas as informações prestadas por Nuno Franco, um dos Colaboradores da Associação Renovar a Mouraria.

Roteiro do Passeio Iniciámos o passeio no largo Martim Moniz. Escutámos as palavras iniciais do nosso Guia. Depois entrámos na Igreja de Nossa Senhora da Saúde, onde apreciámos os belos azulejos, o altar em talha e, naturalmente, a imagem da Senhora da Saúde. Seguimos em direcção ao rio, passámos pela porta da sede do Porvir (Poço do Borraten) e demos uma vista de olhos à casa de João das Regras. Subimos as escadinhas de S. Cristóvão e apreciámos a fachada da Igreja de S. Cristóvão e chegámos ao Largo da Achada. Admirámos as imagens desenhadas nas paredes e as fotos de habitantes locais feitas por Camila Watson. No Largo da Rosa tivemos oportunidade de apreciar o que resta hoje do Palácio da Rosa, em frente do qual se encontra uma

escultura com o busto de Afonso Lopes Vieira e o Lavadouro do Povo. Entrámos na Igreja de S. Lourenço e ficámos impressionados com a beleza dos azulejos da Sacristia e a qualidade das Imagens. Descemos para a rua João do Outeiro, Beco do Jasmim, rua da Guia, onde paramos para saborear uma ginjinha, junto da casa onde nasceu Fernando Maurício (fadista). No Largo da Severa e na rua do Capelão continuámos a «cheirar» fado. Terminámos a visita na rua do Bemformoso, mescla de diversas culturas que hoje convivem na Mouraria.

um pouco de história D. Afonso Henriques, primeiro rei de Portugal, após a sua conquista de Lisboa, decidiu confinar os Muçulmanos (Mouros) na zona da cidade que hoje é o Bairro da Mouraria. Após a reconquista Cristã os Muçulmanos continuaram neste espaço e os Judeus foram deslocados para a zona do Castelo. Foi no Bairro da Mouraria que terá nascido o Fado (hoje património mundial), mais concretamente na Rua do Capelão. Fadistas como a Severa e Fernando Maurício nasceram e cresceram neste bairro. E até a mais internacional das fadistas portuguesas – Mariza - nasceu nesta zona de Lisboa

A introdução de Recetáculos Postais em Portugal para a aceitação das correspondências remonta ao ano de 1799. Até então, as cartas expedidas para os mais diversos destinos, eram entregues em mão própria nas instalações dos Correios. Nesse ano foi promulgada a regulação que estabelecia as regras a seguir por todos os Correios do país relativamente às caixas postais expostas ao Público. Deste modo, com exceção das cartas registadas, todas as outras correspondências passaram a beneficiar desta nova e cómoda modalidade de entrega aos Correios. Estas alterações nos serviços postais dos países da Europa não foram fáceis e rápidas, incluindo a introdução de Recetáculos Postais. Pensa-se que a colocação de caixas em Lisboa terá demorado mais devido ao projeto da distribuição domiciliária, que por sua vez estava associada à questão da distribuição e colocação do número de polícia nas habitações. Após a introdução do selo adesivo, em 1853, e o consequente enorme aumento do tráfego, assistiu-se a uma grande difusão e expansão das caixas de correio. Houve então a necessidade de criar um sistema de divisão do Correio no momento de depósito, surgindo assim o Correio Nacional, o Correio Marítimo e o Correio por Via Aérea, tendo-se criado caixas próprias, distribuídas pelo País, de Norte a Sul, das grandes cidades aos lugares mais recônditos do interior. Muitos dos modelos criados eram simples, e só pontualmente surgiram outros, de grande sentido estético. Exemplo disto foi a Caixa Postal Via Aérea, datada do ano de 1940, que esteve ao serviço na Estação Central de Correios do Porto durante muitos anos. Ela sobressai pelo seu design vanguardista aliado a um lettering inovador para a época. Tratava-se de uma caixa de madeira, coberta a folha metálica, formato paralelepipédico e decorada com elementos retilíneos em tons de azul. Deste modelo apenas é conhecido outro exemplar, sendo a sua autoria atribuída a Almada Negreiros, devido à forte influência das conceções artísticas dos anos 40 Este e muitos outros modelos, criados ao longo dos tempos em Portugal, constituem uma preciosa coleção integrada no Património Museológico da Fundação Portuguesa das Comunicações.

PORVIR

Dia 22 de Outubro às 15.30 horas. Conferência, seguida de debate sobre a História dos Correios em Portugal. A exposição inicial será feita pelo Dr. Fernando Moura, licenciado em História e grande especialista em assuntos dos Correios.

Dia 11 de Novembro às 15.30 horas Convívio de S. Martinho com música, canções poesias e como não poderia deixar de ser castanhas e água pé.

Dia 20 de Novembro às 15.00 horas Caro Sócio se puder não deixe de participar nestas actividades.

Visita à Fundação das Comunicações para ver a exposição permanente e as outras exposições temporárias. A partida é da sede do PORVIR .

Informe a sua presença e, quando

Dia 11 de Dezembro às 15.30 horas

for o caso pode trazer, bolos,

Terá lugar a Assembleia Geral e Eleitoral do PORVIR

bebidas e outras iguarias para partilha com os outros sócios

Dia 14 de Dezembro às 15.30 horas Convívio de Natal: Conferência, música, poesia, convívio e lanche


convocatória

ASSEMBLEIA GERAL ORDINÁRIA DO PORVIR - ASSEMBLEIA ELEITORAL ASSEMBLEIA EXTRAORDINÁRIA

Usando da competência que é conferida pelos Artigos 28º nº 1 e 32º a) dos Estatutos, convoco a Assembleia Geral Ordinária, cumulativa com a Assembleia Eleitoral e e Assembleia Extraordinária, para o próximo dia 11 de Dezembro ( 4ª feira), pelas 15.30 horas na sede do PORVIR , sito no Palácio do Aboim, 4.7 Arco do Marquês do Alegrete, em Lisboa , com a seguinte Ordem de Trabalhos:

1- Informações 2- Apreciação e votação do Plano e Orçamento para 2014 3- Eleição dos Órgãos Sociais Assembleia Extraordinária Ponto único: Discussão e votação do Projecto de Alteração dos Estatutos Se à hora marcada não houver um número de sócios estipulado nos Estatutos para a Assembleia poder funcionar, a mesma terá lugar meia hora depois com qualquer número de sócios. Lisboa, Outubro de 2013 O Presidente da Mesa da Assembleia Geral

António Almeida Martins N.B. Durante o mês de Novembro os Sócios podem apresentar listas para os Órgãos Sociais do PORVIR para o biénio de 2014/ 2015. As listas concorrentes ficarão afixadas na sede durante o mês de Dezembro.

DESCONTRAIR

Caro Sócio Tem conhecimento de algum sócio do PORVIR que vive isolado e tem necessidade de algum apoio? Está disponível para fazer parte duma equipa de voluntários para visitar com regularidade quinzenal ou mensal alguns sócios do PORVIR ? Por favor responda a estas duas perguntas para: Telefone 218852065 Mail: porvir.socios@gmail.com Morada: Rua Arco do Marquês do Alegrete nº 2 – 4 1100 – 034 LISBOA

www.oporvir.pt


Convivernº 3