Page 1

EQUILÍBRIO E PACIÊNCIA Paulo Bento dá a tática para Portugal ganhar hoje à Rússia na Luz (20h45)

Há 144 anos, sempre consigo. 1868 2012

Continente - 0,60 € (IVA INCLUIDO) – Ilhas - S. Miguel e Madeira - 0,75 € (IVA INCLUIDO) – Porto Santo 0,80 € (IVA INCLUIDO)

Director: Angela Amorim | Distribuição Gratuita | www.edvsemanario.pt |

|

Diretor: Rui Alas Pereira | ISSN 0873-170 X |

DIÁRIO NACIONAL

Ano CXLV | N.º 129

Sexta-feira, 07 de junho de 2013

PSD ASSINALA DOIS ANOS DE GOVERNO E DIZ NÃO TER MEDO DE IR A VOTOS

ORGULHO F1 MERCEDES TENTA MANTER BOM MOMENTO NO CANADÁ

F!NALMENTE LISBOA

DIRECTOR: RUI ALAS PEREIRA |SÉRIE II ANO XI N.º 991

www.motor.online.pt

Ruas “rebatizadas” com nomes de governantes

07-06-2013 | SEMANÁRIO | PREÇO: 1,50 EUROS IVA INCLUÍDO Taxa paga | Devesas - 4400 V.N. Gaia | Autorizado a circular em invólucro de plástico fechado | Autorização n.º 26 de 2026/00

 O PSD, pela voz do seu líder parlamentar, assinalou dois anos de governação, dizendo-se “orgulhoso” e “sem medo de ir a votos”, enquanto a oposição em bloco acusa o Governo de ter atuado ao serviço da banca. Luís Montenegro sublinha que “esta maioria não tem qualquer problema em ir para o debate público”, mas o PS contrapõe por Carlos Zorrinho, dizendo que "Portugal não tem Governo" e que “os últimos dois anos pareceram várias décadas".

AMADORA Piloto finlandês consegue subir ao Olimpo com o primeiro triunfo pela Volkswagen

Confrontos entre jovens resulta num morto junto à escola secundária

IMPARÁVEL

Moto3 Miguel Oliveira quarto em Mugello

TODO-O-TERRENO MIGUEL BARBOSA DOMINA SERRAS DO NORTE

FC PORTO

Paulo Fonseca é o técnico escolhido para substituir Vítor Pereira


local porto

2 | O Primeiro de Janeiro

Sexta-feira, 7 de Junho de 2013

CMP quer remover 36 mil veículos ligeiros e 55 pesados em três anos

Concurso público internacional A Câmara do Porto quer abrir um concurso público internacional para contratar por 855 mil euros (sem IVA). A Câmara do Porto quer abrir um concurso público internacional para contratar por 855 mil euros (sem IVA) um serviço de reboques que estima poder remover 36 mil veículos ligeiros e 55 pesados em três anos. A proposta vai ser votada na reunião camarária de terça-feira, escreve-se que “os números estimados de viaturas a remover durante a vigência do contrato é de 36 mil para veículos ligeiros e de 55 para pesados”. “O horário geral da prestação de serviços será das 09:00 às 22:00, todos os dias úteis, devendo o prestador de serviços afetar, no mínimo, quatro viaturas ao serviço” e uma delas “deverá possuir características para remoção de veículos pesados”, escreve-se no caderno de encargos do procedimento. Nas condições do contrato a celebrar, a Câmara determina que depois do pedido de intervenção dos reboques “o tempo médio de resposta não poderá ser superior a 15 minutos”. O período máximo para a remoção das viaturas é de 30 minutos para os ligeiros e de 90 minutos para os pesados. A proposta do vereador da Fiscalização e Proteção Civil, António

2.ª Vara Criminal do Porto

Burla qualificada para burla simples

Porto. “Os números estimados de viaturas a remover durante a vigência do contrato é de 36 mil para veículos ligeiros e de 55 para pesados”

Sousa Lemos, alerta que “em 2012 vigorou um contrato com idêntico objeto”, ao qual a Lei do Orçamento do Estado para 2013 impôs uma redução de 10%, o equivalente a menos 95 mil euros. Na “projeção plurianual de encargos” (com IVA) apresentada no documento, aponta-se para um gasto de 87 mil euros em 2013, de 350,5 em 2014 e 2015 e de 262,9 mil euros em 2016. Tal corresponde a um total global de 1,051 milhões de euros, segundo consta de um quadro apresentado na proposta.

Na mesma sessão de câmara, os vereadores analisam o alargamento por três anos do prazo de concessão do direito de superfície do Mercado Ferreira Borges ao Hard Club, o que permitirá a esta associação de Turismo de Animação Cultural permanecer no espaço “até 02 de abril de 2029”. A proposta recorda que a escritura pública relativa ao direito de superfície sobre o Mercado Ferreira Borges foi “constituído a favor” do Hard Club “a 02 de abril de 2009”, com uma duração de 17 anos (até 2026).

Contudo, a sociedade pediu ao município “a prorrogação do prazo de duração do direito de superfície”, uma vez que “o volume de investimento” foi “substancialmente superior ao inicialmente previsto” e que houve uma “quebra da atividade económica desenvolvida no espaço”, nomeadamente devido à “intervenção na via pública circundante”. Isto, explica a Câmara do Porto no documento, “obrigará a um investimento e a um período de amortização superiores aos inicialmente previstos”.

Imposto Municipal sobre Imóveis (IMI) deve ser reduzido

Medida que peca por ser tardia O Candidatos à Câmara do Porto concordam que o Imposto Municipal sobre Imóveis (IMI) deve ser reduzido, considerando os partidos à esquerda que Rui Rio podia ter ido mais além numa medida que peca por ser tardia. O presidente da Câmara do Porto, Rui Rio, anunciou na quarta-feira que quer reduzir o IMI em 10%, para os 0,36, aproveitando a redução em 8,8 milhões de euros do esforço médio de diminuição de dívida. O autarca considera justo que a “folga” resultante de “uma gestão financeira rigorosa” seja usada “em prol das famílias”. A proposta de Rui Rio para baixa do IMI será votada na reunião camarária da próxima

IMI. Permite deixar folga orçamental às famílias

terça-feira. “Esta medida permite também deixar uma folga orçamental para tempos que se adivinham difíceis e permite que olhemos com maior otimismo a forma de suprir algumas das carências que temos vindo a identificar, nomeadamente em termos de coesão social, em que certamente vai ser preciso aumentar os pagamentos para ter a certeza de que aqueles que estão mais aflitos veem as suas necessidades básicas resolvidas”, observou. O Manuel Pizarro, concordou com uma medida que vem “no seguimento de uma proposta socialista que foi recusada pela maioria municipal, que era o de fixar a taxa

de IMI para os imóveis reavaliados em 0,35 em vez dos 0,40”. Pedro Carvalho, da CDU, disse ser “bom ver que o Rui Rio está a dar razão à CDU e ainda podia dar mais razão se a redução fosse mais além”, defendendo que “é necessário investir e reduzir a carga fiscal dos portuenses que tinha atingido o máximo”. Para Pedro Carvalho, “a câmara, até este momento, ainda não tinha nenhum sinal” neste sentido e, pelo contrário, “continuava-se a fazer poupança e gáudio que no ano passado houve um excedente de caixa de 16 milhões de euros” quando há investimento parado.

A 2.ª Vara Criminal do Porto alterou, de burla qualificada para burla simples, a acusação contra muitos dos 65 arguidos de terem lesado os antigos Serviços Municipalizados de Águas e Saneamento (SMAS). A decisão foi hoje comunicado aos arguidos e aos seus advogados pela presidente do coletivo que julga este caso, Ana Paula Oliveira, a qual anunciou também que a leitura do acórdão será no dia 04 de julho, às 14:30. Neste processo, os arguidos são o dono da Clínica Dentária de Santo Ildefonso, no Porto, a sua mulher e 63 funcionários dos antigos Serviços Municipalizados de Águas e Saneamento (SMAS) daquela cidade - atual empresa municipal Águas do Porto.

Tâmega e Sousa

Oportunidades de negócio e investimento

Treze empresários do Tâmega e Sousa iniciam, no domingo, uma deslocação de oito dias a Moçambique, para contactos comerciais nas cidades de Maputo e da Beira, anuncia hoje fonte da organização. Até 16 de junho, os empresários, de vários setores de atividade, vão procurar oportunidades de negócio e investimento naquele país africano de expressão portuguesa. A missão reúne empresas de mobiliário, materiais de fixação, construção e conservação de vias, janelas e caixilharias, vestuário, extração de pedra e construções metálicas.


regiões

Sexta-feira, 7 de Junho de 2013

O Primeiro de Janeiro | 3

Encarregados de educação da área de Lisboa estão “muito preocupados”

Sentimento de insegurança Opção da Câmara de Lisboa

Vereadores do PSD e CDS contra permuta

Vereadores de Lisboa do PSD e do CDS manifestaram-se, ontem, contra uma proposta da maioria camarária de permutar um terreno municipal por outro terreno particular menor e com condicionantes à construção, ambos junto à avenida 5 de Outubro. “Um terreno onde a construção é praticamente nula, vamos trocar por um terreno com capacidade de construção muito maior, com pelo menos três frentes, sem hotéis ao lado. Isto, de facto, é impossível que alguém considere que as duas parcelas têm o mesmo valor”, disse Vítor Gonçalves.

São Bartolomeu de Messines

Presos tinham plantação de canábis em casa

A GNR de Silves informou, ontem, que deteve na quarta-feira dois homens que alegadamente se dedicavam ao cultivo de canábis, apreendendo mais de 400 pés daquela planta e 28 mil doses de haxixe. Os suspeitos, de 23 e 24 anos, detidos na zona de São Bartolomeu de Messines, tinham na casa que foi alvo de buscas a droga, as plantas e ainda armas de fogo e dois coletes antibalas. A GNR apreendeu ainda 57 doses individuais de cocaína, aproximadamente 29 mil sementes de canábis e um carro de alta cilindrada.

DR

Alegada violação de aluna de 12 anos por três colegas, na Póvoa de Santo Adrião, alerta para crescente sentimento de insegurança. A Federação Regional de Lisboa das Associações de Pais (FERLAP) mostrou-se, ontem, “muito preocupada” com a alegada violação da aluna de 12 anos por três colegas, alertando para o crescente sentimento de impunidade e de insegurança nas escolas. “Existe um aumento do sentimento de impunidade por parte dos alunos, e um crescente sentimento de insegurança dos profissionais. E não é diminuindo o número de professores e de auxiliares, e aumentando o número de alunos por turma que as coisas se vão resolver”, criticou o presidente da FERLAP. Isidoro Roque desconhece que tenha havido mais casos idênticos à da alegada violação cometida por três menores, de 11 e 12 anos, mas frisou que os relatos de agressões entre alunos, e de alunos a professores, verbal ou fisicamente, têm vindo a aumentar nas escolas da área de Lisboa, sem que se “consigam controlar”. A alegada violação terá sido cometida pelos colegas a 30 de

Póvoa Santo Adrião. Aluna de 12 anos terá sido violada por três colegas maio numa casa de banho pública próxima da Escola Básica Carlos Paredes, na freguesia da Póvoa de Santo Adrião, no concelho de Odivelas, que os alunos frequentam. Além disso, os três menores são ainda suspeitos da tentativa de violação de um rapaz, desta vez dentro das instalações da escola. O presidente da FERLAP reconheceu que é “difícil” controlar os alunos fora do estabelecimento de ensino, mas “a falta de acompanhamento dos alunos no interior das escolas pode potenciar situações de risco”, como a

que terá acontecido na escola em causa. Isidoro Roque defendeu a colocação de mais auxiliares e professores na escola, e a redução do número de alunos por turma, o que, no seu entender, poderia ajudar a diminuir o problema da insegurança e da violência escolar. O presidente da FERLAP salientou, contudo, que “felizmente, a grande maioria” dos alunos são “miúdos bons”. A alegada vítima contou a uma professora e à psicóloga da escola que foi alegadamente violada pelos três colegas. A mãe da me-

nor deu conhecimento do caso à polícia que remeteu a participação para o Tribunal de Família e Menores de Loures, a quem cabe decidir sobre estes casos. O Ministério da Educação (ME) informa que os três suspeitos foram “suspensos preventivamente” até ao final do ano letivo e que decorre um processo disciplinar acerca da alegada violação. Foi instaurado um segundo processo disciplinar aos três alunos, por haver suspeitas da participação dos mesmos na tentativa de violação de um rapaz.

Protesto contra dois anos de Governo

Ruas de Lisboa «ganham» novos nomes DR

As praças dos Restauradores e do Rossio, em Lisboa, foram, ontem, «rebatizadas» como praça Pedro Passos Coelho, “restaurador da independência financeira de Portugal”, numa iniciativa de cidadãos anónimos para assinalar os dois anos do Governo de coligação PSD/CDS. Um email deu conta, aos meios de comunicação, que um grupo de cidadãos anónimos colocou de madrugada, em algumas ruas e praças de Lisboa, placas de papel, para assinalar o segundo aniversário da eleição do Governo de Pedro Passos Coelho. O mesmo aconteceu noutras

Lisboa. Grupo de cidadãos anónimos «batizou» algumas ruas da capital

artérias da cidade, como a avenida da Liberdade, agora avenida Miguel Relvas [ex-ministro adjunto e dos Assuntos Parlamentares], “herói da liberdade de expressão”, a rua Augusta, agora rua Vitor Gaspar [ministro das Finanças], “grande inspirador do Portugal Novo”, a rua do Ouro, agora avenida António Borges [consultor do Governo], “grande ideólogo da competitividade de Portugal”, e a rua da Betesga, agora Carlos Moedas [secretário de Estado adjunto do primeiroministro], “zeloso guardião do ajustamento de Portugal”. O email dava ainda conta da

mudança de nome da avenida Fontes Pereira de Melo para avenida Álvaro Santos Pereira [ministro da Economia], “grande obreiro da reindustrialização de Portugal”. O Governo de coligação PSD/ CDS-PP, liderado por Pedro Passos Coelho, foi eleito a 5 de junho de 2011, numa altura em que Portugal estava sob intervenção externa. Dois anos depois, o desemprego está em máximos históricos (17,7% no primeiro trimestre de 2013) e o Produto Interno Bruto (PIB) continua a cair (-3,9% no primeiro trimestre de 2013).


4 | O Primeiro de Janeiro

nacional

Sexta-feira, 7 de Junho de 2013

Luís Montenegro (PSD) assinala dois anos de governação no Parlamento

Orgulhosos e sem medo de ir a votos O PSD assinalou dois anos desde as últimas legislativas dizendose “orgulhoso” da governação e “sem medo de ir a votos”. Numa declaração política no parlamento, o líder da bancada social-democrata, Luís Montenegro, defendeu que foram conseguidos progressos nas contas públicas, na balança externa, na saúde, na execução dos fundos europeus, na organização do Estado, na justiça, na diplomacia económica e no apoio às empresas, embora isso tenha exigido sacrifícios e subsistam problemas. A oposição contestou este balanço, reiterando a defesa de eleições legislativas antecipadas. O CDSPP declarou estar de acordo com o diagnóstico feito pelo PSD, sem desenvolver o tema. “Se temos uma convicção profunda que equivale ao orgulho naquilo que estamos a fazer? Temos, sim senhor”, afirmou Luís Montenegro. O líder parlamentar do PSD alegou que, com a perspetiva de recuperação da soberania financeira em junho de 2014, as reformas e a redução da despesa pública realizadas, a atual coligação não vai ter medo nem vergonha de prestar contas no final do seu mandato. “Este é um Governo e uma maioria que não vão ter qualquer problema em ir para o debate público, hoje neste parlamento, amanhã na campanha eleitoral, seja ela quando for, ainda que eu esteja convicto de que será em 2015”, acrescentou. Na sua intervenção, Luís Montenegro descreveu o período da anterior governação do PS como uma “grande festa” de despesismo e apelou à atual liderança socialista para que assuma as suas responsabilidades e colabore com a atual maioria, apelo subscrito pelo líder parlamentar do CDS-PP, Nuno Magalhães. Na resposta, o líder parlamentar do PS, Carlos Zorrinho, contrapôs que “Portugal não tem Governo”, que este executivo “só sabe amputar” e que os últimos dois anos “pareceram várias décadas”, pelos

PSD. Luís Montenegro diz que o Governo está “orgulhoso”, mas a oposição responde, avisando que Portugal “está sem Governo”

Conselho de Ministros

Novo modelo de gestão de fundos europeus

Conselho de Ministros aprovou um novo modelo institucional de governação dos fundos europeus, que implica a criação de uma nova instituição, a Agência para o Desenvolvimento e Coesão, informou o Governo. De acordo com o comunicado divulgado no portal do Governo a propósito da reunião do Conselho de Ministros, este

novo modelo para a governação dos fundos europeus é composto por um nível de coordenação política e por outro de coordenação técnica. “O nível de coordenação técnica será assegurado por uma instituição a criar, a Agência para o Desenvolvimento e Coesão, com atribuições de programação, coordenação, certificação e de pagamento dos fundos da política de coesão, cabendo-lhe ainda as funções de monitorização, avaliação e reporte do Acordo de Parceria”, esclarece.

retrocessos que produziram, insistindo em novas eleições. O deputado do PCP António Filipe considerou que nada há para comemorar e que cada dia a mais com este Governo é um dia a menos para os portugueses. O líder parlamentar do BE, Pedro Filipe Soares, falou em dois anos de défice, desemprego e dívida descontrolados. Antes, o deputado do PCP João Oliveira fez uma declaração política acusando a coligação PSD/CDS-PP de governar ao serviço da banca, com políticas que “apenas servem os interesses de uma minoria de poderosos, prejudicando os interesses da imensa maioria que é o povo”, apontando os casos do BPN, dos contratos financeiros de alto risco em empresas públicas e do Banif. Esta intervenção recebeu o apoio da deputada do BE Ana Drago, e foi contestada pelos deputados do CDS-PP João Almeida e do PSD Hugo Soares. O PS ficou em silêncio neste debate. João Oliveira começou por salientar que, em setembro de 2011, cinco ex-administradores do BPN foram absolvidos de uma indemnização pedida pelo Estado porque “a ação foi intentada no tribunal errado”, acrescentando: “Não se conhece uma única medida do Governo para pedir responsabilidades por este ‘presente processual’ que absolveu os ex-administradores do BPN”. Depois, referiu-se aos contratos financeiros de alto risco assinados por administradores de empresas públicas, assinalando que “a exigência de destituição daqueles administradores passou afinal a um convite sussurrado para que apresentem a sua própria demissão”. Quanto à injeção de capital público no Banif, o deputado do PCP destacou que se soube entretanto que este banco “poderá não pagar no final de junho ao Estado a primeira ‘tranche’ do empréstimo” e “vai pedir ao Governo o adiamento do prazo” para a recapitalização que se comprometeu a fazer. “O que estes factos confirmam é a prática política de um Governo de capatazes da banca, dos grupos económicos e da ‘troika’ estrangeira”, sustentou.

Fenprof deixa Ministério sem acordo

Mobilidade em fevereiro A Fenprof saiu do Ministério da Educação sem ter chegado a acordo com o Governo sobre mobilidade especial e horário de trabalho, mas com a informação de que o regime de mobilidade só avança em fevereiro de 2014. “Agora a proposta é para a mobilidade avançar só no dia 01 de fevereiro, é verdade, mas também é verdade que desde o início foram encurtando o tempo de permanência na mobilidade especial. Quando nós começámos os professores só terminavam o tempo de mobilidade especial a 01 de março de 2015, agora que adiaram a entrada cinco ou seis meses, vão terminar um mês mais cedo, ou seja, é o despedimento”, disse o secretário-geral da Federação Nacional de Professores (Fenprof). Mário Nogueira falava à saída da reunião com o secretário de Estado da Administração Escolar, Casanova de Almeida, e com o Secretário de Estado da Administração Pública, Hélder Rosalino, que decorreu nas instalações do Ministério da Educação e Ciência no Palácio das Laranjeiras, em Lisboa, para negociar as novas regras aplicáveis à função pública. O líder da Fenprof reiterou que os professores não vão aceitar os termos propostos e que a greve se mantém, mas sem objetivos de prejudicar os alunos.


economia

Sexta-feira, 7 de Junho de 2013

O Primeiro de Janeiro | 5

Presidente do BCE revê em baixa estimativas de crescimento para zona euro

“Recessão mais profunda” Privatizações em Portugal

“Empresas brasileiras estão interessadas”

DR

Banco Central Europeu mantém taxa de juro de referência em mínimo histórico de 0,50%, após reunião do conselho de governadores.

O embaixador brasileiro em Lisboa, Mário Vilalva, declarou, ontem, que empresas brasileiras estão interessadas nas privatizações de empresas portuguesas como a TAP e CTT, e na concessão dos estaleiros navais de Viana do Castelo. “Nas três hipóteses haverá, sem sombra de dúvida, uma empresa brasileira a participar”, afirmou, dias antes da visita a Portugal da Presidente Dilma Rousseff. “Vale lembrar que o Governo brasileiro não compra nada, mas mobiliza os interesses e é isso que nós temos feito”, sublinhou.

O presidente do Banco Central Europeu, Mario Draghi, anunciou, ontem, uma revisão em baixa das estimativas de crescimento para a zona euro, esperando agora que a recessão este ano atinja os 0,6% do Produto Interno Bruto da região. Na conferência de imprensa que se seguiu à reunião do conselho de governadores da instituição que lidera, onde foi decidida uma manutenção das taxas de juro apesar das expectativas mais pessimistas para a área do euro, Mario Draghi disse no entanto que continuam a esperar uma estabilização da economia ao longo do ano. Segundo o presidente do BCE, os dados mais recentes dão conta de uma estabilização e mesmo um início da retoma no final do ano, e, como tal, a revisão em baixa de 0,1 pontos percentuais não deu para já lugar a novo corte nas taxas de juro de referência, que sofreram uma redução no mês passado. “A atividade económica na zona euro deve estabilizar e recuperar ao longo do ano apesar de a um ritmo lento”, disse. Os riscos para a inflação con-

Segundo dia consecutivo

Solvay fecha unidade com 250 empregados

Bolsa de Lisboa fecha sessão em queda

O PSI20 fechou, ontem, a cair pelo segundo dia consecutivo, ao desvalorizar 1,36% para 5.793,19 pontos, acompanhando a queda das principais praças europeias. Entre os 20 títulos do principal índice da bolsa portuguesa, 16 fecharam a desvalorizar, sendo que nove perderam mesmo mais de 2%, entre os quais as ações da banca e o «peso pesado» PT. As ações do Banif destacaram-se novamente pela negativa, ao caírem 4,90%. Em terreno positivo terminaram apenas quatro títulos, com a Sonaecom a avançar 2,94% e a EDP 0,33%.

Zona euro. BCE espera que a “actividade económica estabilize” este ano tinuam “equilibrados na generalidade”, enquanto existem riscos descendentes para o crescimento económico. Ainda assim, o líder do BCE garante que a instituição irá continuar vigilante. “Vamos acompanhar de perto todos os desenvolvimentos e estamos prontos a agir” se necessário, garantiu. O Banco Central Europeu considera, também, que a flexibilização das metas para o défice orçamental de alguns países pela Comissão Europeia só deve acontecer em situações excecionais. O

presidente do BCE voltou também a encorajar os governos a continuar as reformas estruturais à economia e que defende a importância dos governos não estragarem os esforços feitos para reduzirem os seus défices orçamentais. Por outro lado, Draghi admitiu que discutiu com os governadores dos bancos centrais do euro a possibilidade de passar a taxa de depósitos da instituição para valores negativos, cobrando aos bancos para receber os seus depósitos, o que poderia ser um incentivo para que estes dessem

mais financiamento ou que mantivessem pelo menos o dinheiro no sistema. Mario Draghi disse ainda que o BCE está agora tecnicamente pronto para avançar com estas medidas, mas que para já estas ficarão guardadas para quando a situação assim o exigir. Sobre um novo corte nas taxas de juro, o responsável máximo do euro disse que “houve um consenso sobre a avaliação de que as mudanças não são ainda suficientes para se avançar com medidas imediatas”.

Póvoa de Santa Iria perde fábrica DR

O grupo Solvay em Portugal confirmou, ontem, que vai fechar uma unidade da fábrica de Póvoa de Santa Iria, mas garantiu que irá tentar recolocar os 90 trabalhadores e que só irá recorrer a despedimentos em último recurso. Atualmente, esta fábrica emprega 250 pessoas. O grupo belga de produtos químicos divulgou, em comunicado, a intenção de encerrar uma unidade da fábrica da Póvoa de Santa Iria, Vila Franca de Xira, até janeiro de 2014 devido a um plano de reestruturação global, no qual serão dispensados, em três anos, 450 funcionários na Europa.

Solvay. empresa irá tentar recolocar 90 dos trabalhadores da fábrica

O porta-voz da empresa, Mário Branco, disse não poder garantir que não vão haver despedimentos em Portugal, mas salientou que antes de se proceder à dispensa de trabalhadores serão esgotadas todas as possibilidades. “O despedimento será o último dos recursos. Serão esgotadas todas as possibilidades de recolocação e até de alternativa de emprego no exterior”, afirmou. “O grupo anunciou [ontem] de manhã um plano muito amplo de recuperação da sua posição no mercado do carbonato de sódio, de que a Solvay é líder

histórico e quer continuar a ser. Este plano responde a diversas dinâmicas de mercado a nível global nos EUA, na Europa e, sobretudo, no sul da Europa onde se verificam as maiores ameaças a esta atividade”, contou o responsável. “Os resultados estão à vista, com a quebra brutal na construção civil, que se reflete também nos menores consumos de vidro no setor automóvel e na habitação”, disse, salientando que outro fator importante para a decisão foi a concorrência muito agressiva dos produtores de carbonato natural.


futebol

6 | O Norte Desportivo

Sexta-feira, 7 de Junho de 2013

Paulo Bento admite que Portugal entra pressionado no jogo contra Rússia

“Temos de ter paciência” DR

“Aquilo em que temos de nos focar é terminar em segundo lugar, disputar um ‘play-off’ e não nos desviaremos”, assegurou. O treinador Paulo Bento apelou, ontem, ao “equilíbrio” e à “paciência” no decisivo jogo com a Rússia, no qual a seleção portuguesa deve evitar querer “resolver tudo o mais depressa possível”. A seleção lusa recebe a Rússia, hoje, no Estádio da Luz, em Lisboa, em jogo com início às 20h45 horas, arbitrado pelo esloveno Damir Skomina, que assume caráter decisivo para marcar presença no Mundial de 2014, no Brasil. Paulo Bento reconheceu que a equipa lusa está “pressionada” pelos resultados obtidos na qualificação, liderado pela Rússia, com mais um ponto e menos dois jogos do que Portugal e Israel, mas advertiu que os jogadores portugueses não se podem deixar “condicionar pela ansiedade”. “Temos de ser uma equipa equilibrada a nível tático e emocional. Vamos deparar-nos com muitas dificuldades e estamos um pouco mais pressionados em função da nossa margem ir diminuindo com os pontos que deixámos pelo caminho”, reforçou. O selecionador português as-

Por salários em atraso

Targino rescinde contrato com Olhanense

Mundial 2014. Paulo Bento pede que Seleção Nacional não fique ansiosa sinalou que “do outro lado está uma equipa que defende bem e a prova disso é que não tem golos sofridos”, mas alertou também para o perigo do contra-ataque russo, que dispõe de “jogadores rápidos”, avisando que é preciso ter cuidados redobrados com o momento e o local da perda de bola. O técnico recusou indicar quem, entre Luís Neto e Ricardo Costa, será o substituto de Pepe, habitual líder da defesa lusa, deixando uma única garantia: Bruno Alves vai comandar o setor mais

recuado. A utilização do Nani será mais pacífica, mas o selecionador lembrou que o avançado já “tem um tempo de inatividade largo, pois o último jogo que fez foi em finais de abril”. “Está clinicamente apto, mas temos que ter em consideração tudo isso e definir a melhor forma de o utilizar. É um jogador com demasiado talento, que é importante na nossa dinâmica, o que nos obrigava a esgotar todos os prazos”, explicou. Paulo Bento reconheceu que a Rússia “está numa situação mais

confortável” do que Portugal e recusou distrair-se com a questão da luta primeiro lugar do grupo. “Disse antes da fase qualificação que o objetivo era estar no Brasil de preferência em primeiro lugar. Neste momento é um cenário muito complicado de realizar. Aquilo em que temos de nos focar é terminar em segundo lugar, disputar um ‘play-off ’ e não nos desviaremos”, assegurou, pedindo o apoio do público, mas também lembrando aos jogadores que é preciso “trazer as pessoas para o lado” da seleção.

Inscrição na II Liga

FC Porto já tem sucessor de Vítor Pereira

Paulo Fonseca é o treinador escolhido DR

O ex-treinador do Paços de Ferreira, Paulo Fonseca, foi o escolhido pelo presidente Pinto da Costa para substituir Vítor Pereira. Segundo as informações, ontem, veiculadas por alguns meios de comunicação, Paulo Fonseca, de 40 anos, irá assinar por duas temporadas e será apresentado antes da próxima quarta feira, dia 12, tal como o presidente do FC Porto tinha anunciado. O novo treinador deve levar para o «Dragão» o adjunto Nuno Campos e Pedro Moreira, que faziam parte da sua estrutura na capital do móvel. A restante equipa técnica deverá transi-

FC Porto. Depois do P. Ferreira, Paulo Fonseca treina campeões nacionais

O futebolista Tiago Targino comunicou ao Olhanense a intenção de rescindir com justa causa o contrato de trabalho, por não receber salários há cerca de quatro meses e meio, revelou, ontem, o advogado do jogador. De acordo com Paulo Assis, o jogador comunicou ao Olhanense a rescisão do contrato por justa causa “para não passar mais privações” e para “tentar dar um novo rumo à sua vida”. Na carta de rescisão, o futebolista refere que ainda não foram pagos os salários de janeiro (metade), fevereiro, março, abril e maio.

tar dos actuais quadros «azuis e brancos». Depois de uma época sensacional no Paços de Ferreira, que conquistou o terceiro lugar, o técnico, preparar-se, agora, para assumir o maior desafio da sua carreira. O FC Porto irá indemnizar o Paços de Ferreira em cerca de um milhão de euros, que diz respeito à cláusula de rescisão do técnico. Com esta decisão, fica confirmada a saída de Vítor Pereira, que, numa entrevista à revista Dragões dada ainda antes de saber o que lhe reservaria o futuro, exaltou a superioridade nos

confrontos diretos com o Benfica. “As pessoas não se deixam enganar dois anos consecutivos. No primeiro ano foi sorte e demérito deles, no segundo ano foi outra vez sorte e demérito deles? Não, podem contar a história do ceguinho a quem quiserem, mas a mim é que não me enganam”, afirmou. “Mesmo não jogando um futebol que me orgulhasse do ponto de vista estético, fomos sempre uma equipa consistente e por isso é que ganhámos o campeonato e eles ficaram mais uma vez com a conversa da nota artística”, rematou.

“Não” da Naval abre vaga para Sp. Covilhã

A Naval 1.º de Maio ficou, ontem, impedida de participar na II Liga, abrindo uma vaga para o Sporting da Covilhã, depois de a Liga de Clubes não ter recebido a inscrição do clube. A Comissão Executiva da Liga Portuguesa de Futebol Profissional deliberou “dar por verificada a não apresentação pela Naval – Futebol, SAD, de candidatura para participação na época 2013/14, no campeonato da II Liga”, de acordo com o despacho oficial. A Naval terminou a II Liga na 17.ª posição, enquanto o Sp. Covilhã foi 20.º classificado.


Sexta-feira, 7 de Junho de 2013

cultura e espetáculos

O Primeiro de Janeiro | 7

O primeiro encontro de música e dança tradicional da região

Festival do Solstício em Santa Clara-a-Velha leitura

Feira do Livro de Lisboa A Feira do Livro de Lisboa está a chegar ao fim de mais uma edição de grandes novidades para toda a família. Voluntariado, Clube da Leitura e Conferência de Edimburgo são alguns dos ingredientes desta grande festa do livro, que poderá ainda vistar até dia 10 de junho, no Parque Eduardo VII. Alguns dos grandes editores reforçam a sua presença neste último fim-de-semana. Este ano, oferecendo aos visitantes a possibilidade de usufruir por mais tempo da companhia dos livros, a Feira tem vindo a apresentar um horário alargado: entre segunda-feira a quinta-feira das 12h30 às 23h00; sextafeira das 12h30 às 24h00; sábado e véspera de feriado das 11h00 às 24h00; e domingo das 11h00 às 23h00.

Nos dias 21, 22 e 23 de junho, a aldeia de Santa Clara-a-Velha e as margens do rio Mira vão receber o primeiro festival de dança da região. Com uma programação repleta de bailes, oficinas de dança, instrumentos, tradição oral, atividades para famílias e crianças, animação de rua, passeios, gastronomia local e ambiente. O projeto, que inclui também trabalho comunitário e campos de férias, é organizado pela Associação PédeXumbo, em parceria com o Município de Odemira e visa realçar as tradições locais fundindo-as com outras que vêm de longe. O Festival do Solstício será dedicado à dança e à música tradicional e terá uma forte ligação aos costumes locais, com a participação de artistas e artesãos do concelho. Serão promovidas várias atividades um pouco por toda a aldeia e as tendas de dança e a área de campismo serão instaladas nas margens do rio Mira. Haverá oficinas de danças do Alentejo, de circo, cabo-ver-

Festival. O trabalho artístico com a comunidade local permitirá fazer uma recolha das tradições locais

Vila Nova de Gaia

Estádio do Dragão

Sessão extra do Festival Panda A organização do Festival Panda criou uma sessão extra para mais um espetáculo no Estádio do Dragão, no Porto, a decorrer domingo, 16 de junho, pelas 10h30. Às portas do verão, a organização do Festival Panda está já a concluir os preparativos do evento mais esperado pelos mais novos com arranque a 15 de junho, no Estádio do Dragão, e que marcará presença no Estádio do Belenenses, em Lisboa, nos dias 28, 29 e 30 de junho.

Concertos de Verão na Serra do Pilar

O Os Concertos de Verão na Serra do Pilar em Vila Nova de Gaia estão de regresso em junho. A monumentalidade da Serra do Pilar, Património da Humanidade, vai ser palco de momentos musicais inesquecíveis. O primeiro a pisar o palco da Serra do Pilar para os Concertos de Verão de 2013 será João Pedro Pais, no dia 21 de junho. Os “Pássaros do Sul” visitam o Norte no dia 22, trazidos pela viola e pela voz de Mafalda Veiga, devidamente acompanhada pela sua banda. O fim de semana seguinte marca o regresso do melhor rock/blues dos Ten Years After a Gaia. No dia 28, a banda britânica de finais da década de 60,

dianas, de Israel, dos Balcãs, Biodanza, danças ciganas e muito mais. Os espetáculos, oficinas de música e bailes serão constantes, com música que irá da tradicional, às Adufeiras de Monsanto e aos sons do didgeridoo. Tal como é hábito nas atividade promovidas pela PédeXumbo, o voluntariado e as boas práticas ambientais assumem-se como pilares fundamentais deste projeto, sendo o respeito pelo património natural da região uma responsabilidade acrescida na organização do festival. Este festival integra um projeto mais alargado a desenvolver com o Município de Odemira – o Projeto Solstício, com a duração prevista de cinco anos, e é composto também pelo desenvolvimento de um trabalho artístico com a comunidade local e a realização de campos de férias após o festival. O trabalho artístico com a comunidade local permitirá fazer uma recolha das tradições locais com o objetivo da população, artistas e artesãos locais verem o seu trabalho e costumes presentes na programação do festival e dos campos de férias. O primeiro campo de férias (Campo Gaiato PX) decorrerá em Santa Clara-aVelha e Sabóia, entre os dias 23 e 29 de Junho, para jovens entre os 6 e os 12 anos.

que fez furor no Festival de Woodstock, vai recriar êxitos do passado – “I’m Going Home”, “Love Like a Man”, “I’d Love To Change The World” – mostrando a pujança dos seus lendários músicos. Tricky, o eterno “enfant terrible” de Bristol, encerra os Concertos de Verão – Serra do Pilar 2013, com a apresentação no dia 29 do seu novo álbum “False Idols”. Pelos Concertos de Verão Serra do Pilar já passaram bandas e cantores como os Echo & The Bunnymen,os Blood, Sweat and Tears, os Manfred Mann, os Slade, os Barclay James Harvest ou os portugueses Rui Veloso, Moonspell, Mão Morta, Pedro Abrunhosa, Deolinda e David Fonseca, entre muitos outros. A Serra do Pilar vai-se transformar uma vez mais num magnífico palco, tendo por pano de fundo uma das mais belas paisagens do mundo.


8 O Primeiro de Janeiro |

roteiro

Sexta-feira, 7 de Junho de 2013

Roteiro Cultural

Circuito da Boavista 2013

A edição 2013 do Circuito da Boavista promete levar ainda mais emoção ao histórico traçado portuense, com dois fins-de-semana de automobilismo do passado e do presente, já que entre 21 e 23 de Junho se disputará o Grande Prémio Histórico do Porto e entre 28 e 30 do mesmo mês terá lugar a etapa portuguesa do Campeonato do Mundo FIA de Carros de Turismo. O primeiro dos dois fins-de-semana, com provas para todos os gostos, é dominado pela nostalgia do automobilismo das décadas de 50, 60 e 70 do século passado. Desde os monolugares da Fórmula Ford (dividida por duas classes), passando pelos carros sport mais antigos (Historic Endurance), ou os sport dos anos 60 (da Sixties Endurance), até aos potentes protótipos e GT que marcaram as 24 Horas de Le Mans durante toda a década de 70. Mas um dos momentos mais aguardados será o Trophée Legende, prova que reúne os carros mais carismáticos do período pré-guerra, como o Bugatti 37. Automóveis míticos, com valores acima de um milhão de euros e que prometem atrair todas as atenções. O programa incluirá uma prova da Taça Nacional de Clássicos e o Porsche Flat 4, criado pela Peter Auto no ano passado, para os modelos da marca de Weissach com motores boxer fabricados até 1965, como o 356, o 912 e mesmo alguns 911. Troféu Abarth Portugal aceleram no Porto Já para o segundo fim-de-semana, as velocidades e os tempos são outros, com o WTCC como ‘cabeça de cartaz’ de um programa que inclui ainda algumas das competições nacionais mais recentes. Estarão no Porto o Campeonato de Portugal de GT/Supercars International Series, que reúne os melhores carros de Grande Turismo que competem no nosso país, o Single Seater Series, que recria as corridas de monolugares em solo nacional ou o Super Seven by KIA, para os curiosos mas sempre rápidos Caterham. No programa deste segundo fim-de-semana de corridas no Circuito da Boavista competirão os pequenos 500 do recém-criado Troféu Abarth Portugal. A completar o cardápio temos o aliciante Campeonato de Portugal de Clássicos.

Festa dos Dias Cheios

O programa desenhado para o Serviço Educativo de Guimarães 2012 Capital Europeia da Cultura chega ao fim com uma semana ativa e divertida. A Festa dos Dias Cheios – de 21 a 24 de Junho – junta visitas a exposições, oficinas, espetáculos e ideias para alimentar a imaginação. Cruzando a cidade desde a Plataforma das Artes e da Criatividade até ao Centro Cultural Vila Flor, os visitantes vão ter a oportunidade de participar na construção do Museu da Crise e assistir aos espetáculos “Sopa Nuvem” e “Histórias em Viagem”. “Histórias em Viagem” é teatro de rua protagonizado por maiores de 55 anos, encarando o riso como uma possibilidade até ao fim da juventude. Com uma linguagem teatral cómica e muito física, o objetivo do projeto foi procurar no interior de cada intérprete aquilo que o/a fazia rir, transformando essas memórias em ações e construindo assim uma cumplicidade com os outros, com o público. 22 e 23, 29 e 30 de Junho os visitantes poderão assistir a este espetáculo para toda a família às 17h00, com entrada livre. “Sopa Nuvem” assume-se como um thriller gastronómico para degustar em família: vários objetos sonoros e vídeos permitem mergulhar na vida de um homem normal e evocar a passagem de testemunho, a memória, a família e o amor que tudo atravessa – de pais para filhos, de avós para netos. A peça tem a duração de uma hora, seguida de uma bela sopa, e tem lugar na Plataforma das Artes e da Criatividade, nos dias 22 e 23 de Junho.


agenda

Sexta-feira, 7 de Junho de 2013

Telefones Úteis Hospitais Santo António Tel. 222 077 500 Linha Azul 222 084 601 São João Tel. 225 512 100 Pediátrico Maria Pia Tel. 226 089 900 Linha Azul 226 099 674 Maternidade Júlio Dinis Tel. 226 087 400 Psiquiátrico Conde Ferreira Tel. 225 022 031 Magalhã es Lemos Tel. 226 192 400 Privados Ordem do Carmo Tel. 222 008 113 Ordem da Lapa Tel. 225 502 828 Ordem da Trindade Tel. 222 083 656 Prelada - Tel. 228 330 600 Militar Reg. Nº1 Tel. 226 063 011/ 12/13 Santa Maria Tel. 225 504 844 São Francisco Tel. 222 008 441 CONCELHO DE MATOSINHOS Distrital -Tel. 229 372 091 Pedro Hispano Tel. 229 391 000 Linha Azul 229 391 100 CONCELHO DE V. N. GAIA Eduardo Santos Silva Tel. 227 865 100 227 839 001 Vila Nova de Gaia Tel. 223 778 100/ 223 754180

Televisão

Serviço permanente PORTO PERMANENTE Pinheiro Manso – Rua S. João de Brito, 25/29 – Tel. 226 172 601 Lapa – Rua Antero de Quental, 211 – Tel. 225 020 697 MAIA Gemunde – Rua da Igreja, 1002 – Gemunde – Tel. 229 828 927 VALONGO De Sampaio – .Rua Bouça 58, 4445-355 Ermesinde Tel. 229 741 062 GONDOMAR Central – Rua 25 de Abril, 344 – S. Cosme – Tel. 224 830 039 MATOSINHOS José Morais – Praceta António Sérgio, 319 – Cruz de Pau – Tel. 229 385 367 VILA NOVA DE GAIA PERMANENTE Couto - Av. da República, 1412 Mafamude 4430-193 Mafamude De Canidelo - Rua da Fitela, 24-26 Canidelo 4400-710 Canidelo Arcozelo - Avenida João Paulo II 811 4410-406 Arcozelo VNG Tel. 227 621 758

Hoje AMARANTE São Gonçalo – Estrada nacional 15 333, Madalena 4600 Amarante Tel. 225 425 418 FELGUEIRAS J. Reis – Rua Rebelo Carvalho / 4610-212 Felgueiras Tel. 255 922 640 LOUSADA Fonseca – Rua Santo António, 554 – Silvares / 4620-651 Lousada Tel. 255 912 141 MARCO DE CANAVESES Farmácia Cabanelas - Lugar de Eiro Soalhães - Tel. 255511565 PAREDES Ruão – Rua 1.º Dezembro – Castelões, Cepeda – Tel. 255 777 578 PENAFIEL Sameiro – Rua D. António F Gomes, 230-B – Tel. 255 713 071/2/3 SANTO TIRSO Central – Tel. 252 852 923 TROFA Trofense – Rua Costa Ferreira, C. C. Loja 2 – Tel. 252 412 543

Banda Desenhada

Sr. Perfeito

Passatempos

Farmácias de serviço

ZÉ do boné

Andy, a Flo está?

Quero uma cerveja fresca! Não, mas já devia ter voltado há meia hora!

O Primeiro de Janeiro | 9

RTP1 06:30 Bom Dia Portugal 10:00 Praça da Alegria 13:00 Jornal da Tarde 14:15 Windeck - O Preço da Ambição 15:00 Praça da Alegria 18:00 Portugal em Direto 19:00 O Preço Certo 20:00 Telejornal 20:45 Futebol: Seleção Nacional (AA) Direto - Portugal x Russia 22:30 Mundial 2014 22:45 Portugueses Pelo Mundo - São Paulo 23:45 5 Para a Meia-Noite 00:45 Nikita 01:30 Alcatraz 02:15 Vidas em Jogo 03:45 Televendas 06:00 Salvador RTP2 07:00 Zig Zag 13:00 National Geographic 14:00 Sociedade Civil 15:30 Iniciativa 15:35 ConsigoTeletexto 16:00 RTP Premium 17:00 Zig Zag 18:00 A Fé dos Homens 18:30 Portugueses Pelo Mundo 19:30 Iniciativa (R/) 19:35 A Entrevista de Maria Flor Pedroso 20:00 Zig Zag 21:00 National Geographic 21:55 Agora (Diários) 21:55 24 - Sumário 22:05 Cinco Noites, Cinco Filmes 00:00 24 Horas 01:00 Dois Mil e Doze 01:30 A Entrevista de Maria Flor Pedroso (R/) 02:00Euronews SIC 06:00 Jornal de Síntese 07:00 Edição da Manhã 08:45 A Vida nas Cartas - O Dilema 10:15 Querida Júlia - Sextas Mágicas 13:00 Primeiro Jornal 14:30 Querida Júlia - Sextas Mágicas 18:30 Cheias de Charme 20:00 Jornal da Noite 21:30 Dancin' Days 22:30 Avenida Brasil 23:30 Páginas da Vida 00:35 Mentes Criminosas 01:15 CSI Miami 02:25 Volante 02:50 Podia Acabar o Mundo 03:50 Televendas TVI 06:30 Diário da Manhã 10:15 Você na TV! 13:00 Jornal da Uma 14:30 Ninguém Como Tu 16:00 A Tarde é Sua 18:00 Doce Fugitiva 19:00 Doida por Ti 20:00 Jornal das 8 21:30 Euromilhões 21:45 Big Brother Vip Diário 22:45 Destinos Cruzados 23:45 Mundo ao contrário 00:45 Big Brother Vip Extra 02:00 Filme a Designar 03:45 Série - Heroes 04:45 Spot +

Amanhã RTP1 06:30 Zig Zag 08:00 Bom Dia Portugal – Fim-deSemana 11:00 Surf Report 11:15 Portugal de...José Luís Peixoto 12:00 BBC Terra 13:00 Jornal da Tarde 14:15 Futsal: Campeonato Nacional 1.ª Divisão - Direto Benfica x Rio Ave 16:00 Aqui Portugal 19:15 Hotel 5 Estrelas Casamento 5 estrelas 20:00 Telejornal 21:00 Programa a designar 22:30 Herman 2013 23:45 Ninja Assassino (Filme) 01:30 Coragem (Filme) 03:15 Janela Indiscreta com Mário Augusto 03:45 Televendas 06:00 Salvador RTP2 07:00 Fórum África 2012 07:30 África 7 Dias 08:00 Zig Zag 10:30 Universidade Aberta 11:00 Nós 11:30 Consigo (R/) 12:00 Mar de Letras 12:30 Academia RTP 13:00 URTI 14:00 Parlamento 15:00 Desporto 2 19:00 RTP Artes 19:30 Academia RTP 20:00 Zig Zag 21:00 Bairro Alto 22:00 Palcos 23:00 No Limite 00:00 24 Horas 01:00 Mar de Letras (R/) 01:30 RTP Artes (R/) 02:00Euronews SIC 05:50 Etnias 06:30 Lol 08:30 Disney Kids 09:40 Os Protegidos 11:00 Rex, O Cão Polícia 12:15 O Nosso Mundo 13:00 Primeiro Jornal 14:00 Alta Definição 14:40 E-Especial 15:30 Cinema 17:45 Sessão Hollywood 20:00 Jornal da Noite 21:45 Gosto Disto! 23:20 Sorteio do Totoloto 23:30 Páginas da Vida 00:05 O Contra Ataque 00:55 EPT - European Poker Tour 02:00 Cinema 03:45 Televendas TVI 06:30 Diário da Manhã 10:15 Você na TV! 13:00 Jornal da Uma 14:30 Ninguém Como Tu 16:00 A Tarde é Sua 18:00 Doce Fugitiva 19:00 Doida por Ti 20:00 Jornal das 8 21:45 Big Brother Vip Diário 22:45 Destinos Cruzados 23:45 Mundo ao contrário 00:45 Big Brother Vip Extra 01:45 Autores IV 02:45 Série - Eureka IV 03:45 Deixa-me Amar 04:30 Spot +


publicidade/editais

Administradora da Insolvência

Administradora da Insolvência

ANÚNCIO

ANÚNCIO

INSOLVÊNCIA DE “SALVADOR MARTINHO LOURIDO DUARTE e ANA MARIA TEIXEIRA MAGALHÃES DA SILVA DUARTE”

INSOLVÊNCIA DE “JOSÉ ANTÓNIO FERREIRA TEIXEIRA E MARIA ISABEL SILVA GUEDES TEIXEIRA”

VENDA DE BENS

VENDA DE BENS

FAZ-SE SABER que, pela Administradora da Insolvência, ouvidos os credores e os insolventes, nos autos de Liquidação do Activo por apenso ao processo de insolvência de SALVADOR MARTINHO LOURIDO DUARTE e ANA MARIA TEIXEIRA MAGALHÃES DA SILVA DUARTE, com morada fixada na Rua D. Pedro V, número noventa e cinco, rés-do-chão, em Santa Marinha, Vila Nova de Gaia, (Proc0 n° 10.479/12.2 TBVNG - 4o Juízo Cível - Tribunal Judicial de Vila Nova de Gaia) foi ordenada a venda extrajudicial por negociação particular por propostas em carta fechada dos bens abaixo identificados, pertencentes à massa insolvente:

FAZ-SE SABER que, pela Administradora da Insolvência, ouvidos os Credores e os insolventes, nos autos de Liquidação do Activo por apenso ao processo de insolvência de JOSÉ ANTÓNIO FERREIRA TEIXEIRA E MARIA ISABEL SILVA GUEDES TEIXEIRA, com morada fixada na Rua Sophia Mello Breyner, número cinquenta e dois, habitação cinco ponto quatro, freguesia de Oliveira do Douro, concelho de Vila Nova de Gaia (Proa0 n.° 10.984/12.0 TBVNG - 4o Juízo Cível - Tribunal Judicial de Vila Nova de Gaia) foi ordenada a venda extrajudicial por negociação particular dos bens abaixo identificados, pertencentes à massa insolvente:

Da identificação dos imóveis VERBA NÚMERO UM - Fracção autónoma, designada pelas letras “BX”, do prédio urbano destinado a habitação, correspondente a um apartamento tipo T três, sito na Avenida da República, número setecentos e cinquenta e cinco, no oitavo andar traseiras, freguesia de Mafamude, concelho de Vila Nova de Gaia, com a área de cento e cinquenta e nove vírgula noventa metros quadrados e terraço com quarenta e oito vírgula sessenta metros quadrados. O prédio está inscrito na matriz predial urbana do Terceiro Serviço de Finanças de Vila Nova de Gaia sob o artigo número quatro mil setecentos e sessenta e sete “BX”, e tem o valor patrimonial de cento e cinco mil e trezentos euros, descrito na Segunda Conservatória do Registo Predial de Vila Nova de Gaia sob o número oitenta e cinco “BX” de quinze de Abril de mil novecentos e oitenta e cinco. O prédio está constituído no regime de propriedade horizontal pela apresentação número trinta de vinte e três de Outubro de mil novecentos e setenta e nove. VERBA NÚMERO DOIS - Fracção autónoma, designada pelas letras “DQ”, correspondente a um estacionamento coberto e fechado na primeira cave, com o número vinte e dois, sita na Avenida da República, número setecentos e cinquenta e cinco, com entrada pelo duzentos e dezoito, freguesia de Mafamude, concelho de Vila Nova de Gaia, com a área total de vinte e nove metros quadrados. O prédio está inscrito na matriz predial urbana do Terceiro Serviço de Finanças de Vila Nova de Gaia sob o artigo número quatro mil setecentos e sessenta e sete “DQ”, e tem o valor patrimonial de sete mil trezentos e cinquenta euros, descrito na Segunda Conservatória de Registo Predial de Vila Nova de Gaia sob o número oitenta e cinco “DQ” de quinze de Abril de mil novecentos e oitenta e cinco. O prédio está constituído no regime de propriedade horizontal pela apresentação número trinta de vinte e três de Outubro de mil novecentos e setenta e nove. Nota: As verbas um e dois serão vendidas conjuntamente. Da identificação dos móveis VERBA NÚMERO TRÊS - Recheio da habitação dos insolventes, composto por: Sala comum, com: uma mesa rectangular com seis cadeiras, um sofá de couro preto, três móveis diversos e uma estante; Cozinha, com: uma máquina de lavar louça, uma máquina de lavar roupa Aríete e uma máquina de secar roupa Whirlpool. Os bens supra descritos correspondem às verbas número um a três do auto de arrolamento de bens datado de 16 de Janeiro de 2013, cuja cópia pode ser consultada no processo, no escritório da Administradora de Insolvência ou junto do Sr. Louvado abaixo indicado, estando ali melhor identificados. Das condições da venda e do valor mínimo definido O valor mínimo de venda, será: para a verba um - cento e dois mil e quinhentos euros; para a verba dois - sete mil euros; para a verba três - cem euros. Acrescem impostos, nomeadamente IMT e Imposto de Selo, sobre o valor dos imóveis e IVA sobre o valor, dos móveis. Das visitas Os bens supra descritos poderão ser vistos no local da sua implantação, no dia 20 de Junho de 2013, das 16h às 16h30m, mediante contacto telefónico prévio com o Louvado - Sr. João Lopes -TLC 919 329 285, estando disponível para consulta dossier com cópia do auto de arrolamento e fotocópia dos documentos fiscais e prediais, para melhor apreciação do negócio. Das propostas e sua apresentação e da licitação As propostas serão entregues ou enviadas até às 17h do dia 21 de Junho de 2013 (poderão ser entregues pessoalmente, enviadas por fax, e-mail ou correio, desde que respeitem a hora de recepção indicada, não sendo considerado o carimbo do correio), no escritório da Sr1 Administradora, sito na Rua Jornal Correio da Feira, número onze, primeiro andar, na cidade de Santa Maria da Feira, sendo abertas na presença de todos os interessados a partir das 17h 01 m, podendo abrir-se licitação, se necessário (em caso de propostas de igual montante). Só serão consideradas as propostas que vierem acompanhadas de cheque correspondente a 20% do valor da proposta. Todas as propostas serão registadas. Os proponentes serão notificados da decisão de adjudicação (ou não), após cumprimento do disposto no artigo 164°, n.° 2 do CIRE (em relação ao credor hipotecário). Do pagamento e adjudicação Desde que seja decidida a entrega do bem, será depositado o respectivo cheque caução. Quanto aos imóveis, o adquirente, terá de proceder à outorga do contrato promessa de compra e venda, no prazo de quinze dias após notificação para o efeito, sendo o pagamento restante efectuado no acto da escritura pública de compra e venda (a realizar no prazo de trinta dias após assinatura do contrato promessa já referido), sob pena de se considerarem as propostas sem efeito. Quanto aos bens móveis, os adquirentes terão de proceder ao seu pagamento integral e do IVA devido no prazo de quinze dias após comunicação para o efeito, considerando-se as propostas sem efeito, no caso de não pagamento atempado. Os bens só serão entregues após pagamento dos valores acima referidos, na sua totalidade. Dos contactos e esclarecimentos Para qualquer esclarecimento poderão os interessados contactar o Sr. Louvado, acima identificado, a Administradora da Insolvência, nos n°s (telef. 256 181 280, fax 256 181 289) ou consultar o respectivo processo, acima identificado. A Administradora da Insolvência, (Emília Manuela Gomes da Conceição)

Da identificação do imóvel VERBA NÚMERO UM - Fracção autónoma, designada pelas letras AL, do prédio urbano destinado a habitação, tipo T dois no terceiro andar direito, sito na Rua Castanheira do Ribatejo, número duzentos e trinta e quatro, freguesia de Avintes, concelho de Vila Nova de Gaia, com a área de oitenta e cinco vírgula vinte metros quadrados. O prédio está inscrito na matriz predial urbana do Primeiro Serviço de Finanças de Vila Nova de Gaia sob o artigo número três mil quatrocentos e quarenta e quatro AL e descrito na Segunda Conservatória do Registo Predial de Vila Nova de Gaia sob o número dois mil e doze AL de vinte e três de Julho de mil novecentos e noventa e seis, tendo o valor patrimonial de quarenta e oito mil e quarenta euros. O prédio está afecto ao regime da propriedade horizontal, pela apresentação número setenta e oito de vinte e três de Julho de mil novecentos e noventa e seis. Da identificação dos bens móveis VERBA NÚMERO DOIS - Recheio da habitação dos insolventes, composto por: Sala comum, com: uma mesa rectangular com seis cadeiras, dois sçfás, uma cristaleira e uma mesa pequena de centro; Cozinha, com: uma máquina de lavar roupa de marca Philco; Quarto, com: uma cómoda; Corredor, com: dois móveis pequenos. Os bens supra descritos correspondem às verbas números um e dois do auto de arrolamento de bens datado de 08 de Fevereiro de 2013, cuja cópia pode ser consultada no processo, no escritório da Administradora de Insolvência ou junto do Sr. Louvado abaixo indicado, estando ali melhor identificados. Das condições da venda e do valor mínimo definido O valor mínimo de venda, será: para a verba número um - vinte e sete mil seiscentos e vinte e cinco euros e para a verba número dois - cinquenta euros. Acrescem impostos IMT e Imposto de Selo para o imóvel e IVA para os bens móveis. Das visitas Os bens supra descritos poderão ser vistos no local da implantação da verba número um, no dia 20 de Junho de 2013, das 15h00m às 15h 30m, mediante contacto telefónico prévio com o Louvado - Sr. João Lopes - TLC 919 329 285, estando disponível para consulta dossier com cópia do auto de arrolamento e fotocópia dos documentos fiscais e prediais, para melhor apreciação do negócio. Das propostas e sua apresentação e da licitação As propostas serão entregues ou enviadas até às 17h00m do dia 21 de Junho de 2013 (poderão ser entregues pessoalmente, enviadas por fax, e-mail ou correio, desde que respeitem a hora de recepção indicada, não sendo considerado o carimbo do correio), no escritório da Sr8 Administradora, sito na Rua Jornal Correio da Feira, número onze, primeiro andar, na cidade de Santa Maria da Feira, sendo abertas na presença de todos os interessados a partir das 17h01 m, podendo abrir-se licitação, se necessário (em caso de propostas de igual montante). Só serão consideradas as propostas que vierem acompanhadas de cheque visado correspondente a 20% do valor da proposta. Todas as propostas serão registadas. Os proponentes serão notificados da decisão de adjudicação (ou não), após cumprimento do disposto no artigo 164°, n.° 2 do CIRE (em relação ao credor hipotecário) e após prévia apreciação dos insolventes, se aplicável. Do pagamento e adjudicação Desde que seja decidida a entrega dos bens, será depositado o cheque caução. Quanto aos imóveis o adquirente, terá de proceder à outorga do contrato promessa de compra e venda, no prazo de quinze dias após notificação para o efeito, sendo o pagamento restante efectuado no acto da escritura pública de compra e venda (a realizar no prazo de trinta dias após assinatura do contrato promessa já referido), sob pena de se considerarem as propostas sem efeito. Quanto aos bens móveis os adquirentes terão de proceder ao seu pagamento integral e do IVA devido no prazo de quinze dias após comunicação para o efeito, considerando-se as propostas sem efeito, no caso de não pagamento atempado. Os bens só serão entregues após pagamento dos valores acima referidos, na sua totalidade. Dos contactos e esclarecimentos Para qualquer esclarecimento poderão os interessados contactar o Sr. Louvado, acima identificado, a Administradora da Insolvência, nos n°s (telef.: 256 181 280, fax: 256 181 289) ou consultar o respectivo processo, acima identificado. A Administradora da Insolvência, (Emília Manuela Gomes da Conceição)

VENDA

«O PRIMEIRO DE JANEIRO», 7/05/2013

INSOLVÊNCIA DE: ENCER – SOC. COM. E IND. ENCERADOS E PELES, LDA. Processo Nº 307/13.7 TYVNG Tribunal do Comércio de Vila Nova de Gaia – 1º Juízo Por determinação da Exma. Sra. Administradora de Insolvência e com o acordo dos Credores, vamos proceder à venda, na modalidade de negociação particular, nos termos do art.º905 do C.P.C. dos bens móveis apreendidos.

ACEITAMOS PROPOSTAS ATÉ AO DIA 18 DE JUNHO DE 2013 As quais deverão ser enviadas em carta fechada para o nosso escritório, contendo no envelope a referência de “Proposta – Encer - Soc. Com. e Ind. de Encerados e Peles, Lda.”.

Bens a vender- Máquina de vulcanizar de duas cabeças SHFENG COMPANY, diversas máquinas de costura industriais de duplo e triplo arrasto das marcas BROTHER e REFREY, máquina de corte e tico-tico manuais, berbequins, máquinas de meter ilhós, diversas estantes contendo rolos e restos de tecidos, napas, e cones de fio, secretárias, mesas de apoio, móveis diversos, cadeira. Computador LG com monitor, teclado e rato; multifunções BROTHER………..

Valor Base para venda …..………………………………………….………€1.060,00 A abertura das propostas será efectuada no dia 20 de Junho de 2013 pelas 14h30 no escritório da Administradora da Insolvência, sito na Rua Celestino Neto, nº 17, Sala 0, 1º andar, em Águeda. Ao valor oferecido acresce 10% mais o respectivo IVA correspondente ao pagamento da prestação de serviços

Os bens podem ser vistos mediante marcação prévia para os nossos escritórios.

4ºElemento Leilões e Avaliações, Lda.

C. Com. Cristal, Loja 19, R. António Correia de Carvalho, 88. 4400-023 V.N. Gaia Tel. 220932235 / Telem. 916302038/ 915769747

DEPARTAMENTO DE PUBLICIDADE Telefone: 22 096 78 46

Tlm: 91 282 06 79 Fax: 22 096 78 45

www.oprimeirodejaneiro.pt

«O PRIMEIRO DE JANEIRO», 7/05/2013

Emília Manuela

www.oprimeirodejaneiro.pt

«O PRIMEIRO DE JANEIRO», 7/05/2013

Emília Manuela

Sexta-feira, 7 de Junho de 2013

www.oprimeirodejaneiro.pt

10 | O Primeiro de Janeiro


Sexta-feira, 7 de Junho de 2013

«O PRIMEIRO DE JANEIRO», 7/06/2013

MUNICÍPIO DE MARCO DE CANAVESES AVISO – 19/2013

publicidade/editais «O PRIMEIRO DE JANEIRO», 7/06/2013

AVISO

AVISO

M/F

M/F

M/F

Especialista de Informática

Especialista de Informática

RECRUTAMENTO PARA O EXERCÍCIO DE FUNÇÕES EQUIVALENTES A ENFERMAGEM Refª INT 28/2012-Um lugar para o Serviço de Ginecologia

1 - A Unidade Local de Saúde do Alto Minho, E.P.E., com sede na Estrada de Santa Luzia, em Viana do Castelo pretende celebrar contrato individual de trabalho a termo certo, no âmbito do código do trabalho, para exercício de funções equivalentes a Enfermeiro.

2 - Local de Trabalho: Unidade Local de Saúde do Alto Minho, E.P.E.

DR. MANUEL MARIA MOREIRA, PRESIDENTE DA CÂMARA MUNICIPAL DE MARCO DE CANAVESES, torna público que, para dar cumprimento ao art. 22º, do Decreto-Lei n.º 555/99 de 16 de Dezembro, com as alterações introduzidas pelo DecretoLei n.º 26 de 30 de Março de 2010 e por despacho de 28 de Maio de 2013, procede à abertura da “DISCUSSÃO PÚBLICA DO ADITAMENTO AO ALVARÁ DE LOTEAMENTO Nº 15/95, EMITIDO EM NOME DE LUÍSA JOAQUINA FERREIRA ALMEIDA, O LOTE Nº 33, PASSA A DESTINAR-SE PARA HABITAÇÃO MULTIFAMILIAR E QUE JOSÉ CARVALHO PRETENDE LEVAR A EFEITO NO LUGAR DE LAGES, FREGUESIA DE VILA BOA DO BISPO, CONCELHO DE MARCO DE CANAVESES”, a partir do dia 11 de Junho de 2013. O prazo para a consulta pública do loteamento urbano é de quinze dias úteis e poderá ser consultado todos os dias úteis, durante as horas normais de expediente, no Edifício da Câmara Municipal e na Sede da Junta de Freguesia de Vila Boa do Bispo. Os interessados, ao apresentarem observações e sugestões sobre este documento, poderão fazê-lo no local de consulta, em requerimento, ou em carta dirigida ao Ex.mo Senhor Presidente da Câmara Municipal de Marco de Canaveses, Largo Sacadura Cabral, 4630-219 – Marco de Canaveses. Para constar se lavrou o presente e outros de igual teor que vão ser afixados no lugar de estilo.

3 - Prazo de candidatura: cinco dias úteis a contar do dia seguinte ao da publicação do presente aviso.

O PRESIDENTE DA CÂMARA MUNICIPAL, DR. MANUEL MOREIRA

«O PRIMEIRO DE JANEIRO», 7/06/2013

AVISO

DISCUSSÃO PÚBLICA

Paços do Concelho e Secção de Obras de Marco de Canaveses, 04 de Junho de 2013.

«O PRIMEIRO DE JANEIRO», 7/06/2013

O Primeiro de Janeiro | 11

4 - Formalização das candidaturas: Os/as interessados/as deverão apresentar as candidaturas através do preenchimento do formulário disponível no site da ULSAM: EPE: www.cham.min-saude.pt e entregues no Serviço de Apoio Administrativo Geral da Unidade Local de Saúde do Alto Minho, EPE, sito na Rua José Espregueira, n° 126, 4901-871-Viana do Castelo, nas horas normais de expediente ou remetidas por correio registado, expedido até ao último dia do prazo fixado. 5- Os formulários devem ser acompanhados dos seguintes documentos • Currículum vitae (modelo europeu), devidamente datado e assinado: • Fotocópia do certificado de habilitações literárias ou profissionais. • Fotocópia do cartão de contribuinte e do bilhete de identidade ou cartão de cidadão. • Fotocópia da cédula profissional ou documento comprovativo de inscrição na Ordem dos Enfermeiros; • Fotocópia dos documentos comprovativos das qualificações especificas. • Fotocopia de declaração comprovativa da Experiência Profissional, quando referido no curriculum. Unidade Local de Saúde do Alto Minho E.P.E. 10 de maio 2013. O PRESIDENTE DO CONSELH0 DE ADMINISTRAÇÃO Dr António Franklim Ribeiro Ramos ULSAM, EPE Estrada de Santa Luzia - 4901-858 VIANA DO CASTELO - Telf: 258 802 100 Fax: 258 802 511 - Linha Azul: 258 828 888 N.I.P.C. 508 786 193 Capital Estatutário: 44 870 523 €

Rua de Santa Catarina, n.º 489 4000-446 Porto Telefone: 22 096 78 46 Tlm: 91 282 06 79 Fax: 22 096 78 45

email: conceicao.carvalho@oprimeirodejaneiro.pt

1 - A Unidade Local de Saúde do Alto Minho, E.P.E., com sede na Estrada de Santa Luzia, em Viana do Castelo pretende celebrar contratos individuais de trabalho a termo certo, com dois Especialistas de Informática, no âmbito do código do trabalho. Nos termos do Despacho n° 2706/2012 datado de 27 de dezembro 2012, de Sua Excelência o Secretário de Estado da Saúde, foi autorizada a celebração de dois contratos individuais de trabalho a termo resolutivo certo, com dois Especialistas de Informática. 2 -Requisitos de candidatura: Refª.N.º7-B/2012-Especialista de Informática (perfil 2) -Organizado - Dinâmico - Proactivo - Capacidade de trabalhar em equipa - Gestão documental - Capacidade de análise - Sentido crítico - Facilidade de comunicação Competências - Conhecimentos de estatística descritiva - Conhecimentos de gestão - Domínio das ferramentas do Office, nomeadamente de excell avançado - Facilidade de adaptação e exploração de conteúdos das bases de dados, para desenvolvimento de soluções de Business Inteligence - Desenvolvimento e gestão de projectos 2 - Local de Trabalho: Unidade Local de Saúde do Alto Minho, E.P.E. 3 - Prazo de candidatura: cinco dias úteis a contar do dia seguinte ao da publicação do presente aviso. 4 - Formalização das candidaturas: Os/as interessados/as deverão apresentar as candidaturas através do preenchimento do formulário disponível no site da ULSAM: EPE: www.cham.min-saude.pt e entregues no Serviço de Apoio Administrativo Geral da Unidade Local de Saúde do Alto Minho, EPE, sito na Rua José Espregueira, n° 126, 4901-871-Viana do Castelo, nas horas normais de expediente ou remetidas por correio registado, expedido até ao último dia do prazo fixado. 5- Os formulários devem ser acompanhados dos seguintes documentos • Currículum vitae (modelo europeu), devidamente datado e assinado: • Fotocópia do certificado de Licenciatura: • Fotocópia do cartão de contribuinte e do bilhete de identidade ou cartão de cidadão: • Fotocópia de declaração comprovativa da Experiência Profissional quando referido no curriculum. Unidade Local de Saúde do Alto Minho E.P.E. 07 de maio 2013. O PRESIDENTE DO CONSELH0 DE ADMINISTRAÇÃO Dr António Franklim Ribeiro Ramos ULSAM, EPE Estrada de Santa Luzia - 4901-858 VIANA DO CASTELO - Telf: 258 802 100 Fax: 258 802 511 - Linha Azul: 258 828 888 N.I.P.C. 508 786 193 Capital Estatutário: 44 870 523 €

1 - A Unidade Local de Saúde do Alto Minho, E.P.E., com sede na Estrada de Santa Luzia, em Viana do Castelo pretende celebrar contratos individuais de trabalho a termo certo, com dois Especialistas de Informática, no âmbito do código do trabalho. Nos termos do Despacho n° 2706/2012 datado de 27 de dezembro 2012, de Sua Excelência o Secretário de Estado da Saúde, foi autorizada a celebração de dois contratos individuais de trabalho a termo resolutivo certo, com dois Especialistas de Informática. 2-Requisitos de candidatura:

Ref N° 7- A/2012-Especialista de Informática (perfil 1) Os (as) candidatos (as) deverão possuir uma licenciatura na área de Informática e ter sólidos conhecimentos nas áreas de, SQL Server, Oracle, Plataforma Moodle, Unix e conhecimentos de linguagens de programação, nomeadamente PHP, Html, Java Script etc. Deve possuir capacidade de análise e de resolução de problemas, espirito empreendedor, iniciativa, facilidade de relacionamento interpessoal e carta de condução. Requisitos preferenciais - Mais de 1 anos de experiência em administração, instalação e configuração de Base de dados Oracle -Mais de 1 anos de experiência em tunning de Oracle SQL e PL/SQL - Desenho, Instalação, configuração e manutenção de sistemas “disaster recovery”. - Desenho, instalação, configuração e manutenção de base de dados Oracle nas arquitecturas “Microsoft Cluster” e “Oracle RAC” - instalação, configuração e manutenção de mecanismos de backup de bases de dados Oracle. - implementação de políticas de backup. - Instalação, configuração e manutenção de servidores aplicacionais e web. - Instalação e configuração de aplicações baseadas em Oracle Developer Forms/Rcport versões 6i e l0g. - Instalação, configuração de Sistema Linux, - Conhecimentos de Sistemas Operativos: Microsoft Windows 2003 e 2008 R2 e Sun Solaris - Conhecimentos Data Warehouse e Business Intelligence. - Conhecimento no desenvolvimento de aplicações web. - Facilidades de comunicação e relacionamento interpessoal. - - Rigor na documentação. 2 - Local de Trabalho: Unidade Local de Saúde do Alto Minho, E.P.E. 3 - Prazo de candidatura: cinco dias úteis a contar do dia seguinte ao da publicação do presente aviso. 4 - Formalização das candidaturas: Os/as interessados/as deverão apresentar as candidaturas através do preenchimento do formulário disponível no site da ULSAM: EPE: www.cham.min-saude.pt e entregues no Serviço de Apoio Administrativo Geral da Unidade Local de Saúde do Alto Minho, EPE, sito na Rua José Espregueira, n° 126, 4901-871-Viana do Castelo, nas horas normais de expediente ou remetidas por correio registado, expedido aié ao último dia do prazo fixado. 5-Os formulários devem ser acompanhados dos seguintes documentos: • Curriculum vitae (modelo europeu), devidamente datado e assinado: • Fotocópia do certificado de Licenciatura: • Fotocópia do cartão de contribuinte e do bilhete de identidade ou cartão de cidadão; • Fotocópia de declaração comprovativa da Experiência Profissional, quando referido no curriculum. Unidade Local de Saúde do Alto Minho E.P.E. 10 de maio 2013. O PRESIDENTE DO CONSELH0 DE ADMINISTRAÇÃO Dr António Franklim Ribeiro Ramos ULSAM, EPE Estrada de Santa Luzia - 4901-858 VIANA DO CASTELO - Telf: 258 802 100 Fax: 258 802 511 - Linha Azul: 258 828 888 N.I.P.C. 508 786 193 Capital Estatutário: 44 870 523 €

Empresas e Pessoas com dificuldades económicas (art.º 1º Cire)

www.antoniobonifacio.pt


1868

Há 144 anos, todos os dias consigo.

Director: Angela Amorim | Distribuição Gratuita | www.edvsemanario.pt |

|

CRÓNICAS DE UM CADÁVER ANUNCIADO (25) Depois de trabalhar oito a dez horas num clima de profundo descontentamento, gordura incessante e frenesim arrepiante, Frederico (nome fictício) abandona exausto o seu posto de trabalho em direção à sua habitação, situada a trinta quilómetros de distância. Por vezes, trabalha mais horas por dia, dependendo das exigências e complexidade do serviço. A sua função consiste em retirar a gordura e sujidade dos enormes exaustores das grandes cadeias de fast-food. É um trabalho físico, desgastante, desconfortável e que cheira muito mal. É daFilipe Abraão queles trabalhos, segundo confidenciou o próprio, que por mais que Martins do Couto* se tome banho, o fedor a gordura permanece para sempre. O trajeto tortuoso das estradas que albergam a grande indústria abandonada de metal que caraterizou outrora o célebre acordo da BENELUX, faz parte da paisagem e desencantamento do seu percurso rotineiro, tal como o frio e neve. Talvez ele não preste demasiada atenção a este pormenor. Afinal, conseguiu trabalho numa empresa luxemburguesa que presta serviços de limpeza em grandes superfícies. Da mesma forma, Maria, a sua companheira, também arranjou trabalho na mesma empresa, trabalhando doze a catorze horas diárias a limpar tudo aquilo que lhe mandam, desde fábricas a armazéns, casas particulares a centros comerciais. Talvez esta semana lhes seja concedido um dia de folga, talvez não. Ambos estão na casa dos trinta anos e, tal como milhares de jovens em Portugal, emigraram para os habituais países em busca de uma vida melhor. Iniciaram a sua demanda pela Suiça, terra das vacas azuis, das paisagens sublimes, dos chocolates extraordinários, dos bancos pomposos, dos relógios precisos e dos patrões esquizofrénicos e estúpidos. Não me refiro ao tradicional patrão suíço, distante e incomunicável, mas às centenas de encarregados portugueses que, imbuídos com algum poder de supervisão, atormentam e fazem a vida negra às centenas de cobaias portuguesas que todos os dias chegam a países estrangeiros com os sonhos pendurados numa mochila de viagem. Afinal, a odisseia prometia: ao casal, foi-lhes apalavrado uma casa digna, carro da empresa, e um trabalho para ganhar dinheiro que jamais ganhariam em Portugal. Com o tempo, aperceberam-se da embrulhada. A casa, conforme prometido, era digna e espaçosa, com piscina exterior e inserida num bairro agradável. Mas, foi-lhes omitido que a casa já estava ocupada por um casal que também trabalhava para a empresa. O facto não seria um problema sério, se os ocupantes fossem trabalhadores normais que respeitassem o espaço dos recém-chegados. Tal nunca aconteceu e as intrigas começaram a somar-se umas às outras. Nunca se soube se o conflito surgiu porque os que já estavam na casa eram portugueses e sentiram o seu trabalho ameaçado pelos visitantes. Certo é que, semelhante a uma paródia do Big Brother, a vida do novo casal tornou-se praticamente num inferno, recheado de queixas, armadilhas, bocas foleiras, ameaças verbais e físicas e talvez alguma pancadaria. Quanto ao patrão, um labrego português, que infelizmente não está em vias de extinção, nada fazia em relação a esta situação. Descobrira-se, um pouco mais tarde, que este era o seu modus operandis. Ou seja, passado alguns meses após a contratação de um casal, imediatamente contratava outro, sempre portugueses. Porquê ele fazia isto e ainda continua a fazer? Para obrigar os trabalhadores a apresentar a sua demissão e ele não ter de pagar a rescisão do contrato. Para além do mais, uma vez que a casa é paga pelos inquilinos e não um direito como prometido, sendo que o aluguer é de cerca de mil euros por casal, está sempre a ganhar dinheiro. Para não falar da quantia que ele retirava dos ordenados pela gasolina. Ou seja, cada um deles (do casal) ganhava mil e trezentos euros, somando dois mil e seiscentos euros pelos dois. O patrão descontava o aluguer da casa diretamente dos salários (mil euros), bem como o valor do condomínio (duzentos e cinquenta euros) mais a gasolina, cujo valor oscilava entre os cem a duzentos euros. Com isto tudo, o casal perdia um ordenado mais cem a duzentos euros do outro. Uma vez que o nível de vida na Suiça é cara, o casal, tendo de pagar tudo (alimentação, móveis e utensílios para a casa) não lhes restava quase nada para poupar. Tornavam-se assim, tal como muitos outros, os novos escravos que iriam alimentar a empresa e os bolsos de alguém durante algum tempo. Tal como fez muitas vezes, o patrão aceitou o pedido de demissão do casal mais antigo, com efeitos imediatos, pois teriam de abandonar a casa no dia seguinte. Assim fizeram. Não se sabe se eles tinham poupanças suficientes para regressar ao seu país, ou se conseguiram arranjar – com muita sorte – algum trabalho. Quanto aos novos ocupantes, submeteram-se, cada vez mais, às exigências faraónicas do patrão ditador, que os ameaçava constantemente com o olho da rua, conseguindo dilatar o seu horário de trabalho com horas extras pagas de uma forma miserável, retirando as suas folgas, os seus privilégios, a sua dignidade. Nunca lhes deu férias, nunca os deixou passar o Natal na sua terra, não permitia a instalação de internet em casa e muito menos a comunicação exterior com ninguém. Arranjar outro trabalho na região estava fora de hipótese porque o idiota do patrão português controlava tudo. Ao casal, magros do corpo, da mente e com o espírito reduzido à espinha de uma sardinha, restavam-lhes apenas a esperança de obter ajuda financeira por parte da família em Portugal. Entre mil e uma maquinações, sem o patrão se aperceber, lá conseguiram. Agora, o plano era simples: teriam de aguardar pelo final do mês para receber os seus ordenados deploráveis, alugar um carro no pouco tempo livre à sua disposição, reunir e arrumar todos os pertences que podiam transportar e porem-se a milhas dali, pela calada da noite. Felizmente, aconteceu tudo o que foi premeditado. E celebrando uma vitória – que no fundo não seria mais do que uma derrota, entre cânticos, gritos e risos, o casal experienciou, certamente, a melhor viagem das suas vidas. Por fim, chegaram a Luxemburgo, onde apanharam, nos empregos que conseguiram arranjar, mais um ou dois encarregados portugueses, que, para não variar, fizeram da sua curta passagem como emigrantes com “e” pequeno, um tremendo e horrível inferno. Que raio de encarregados portugueses são estes que querem fazer aos outros portuguesinhos o tratamento que outrora receberem quando chegaram a estes países? Imbecis! Estragam o bom nome de Portugal, estragam a reputação dos nossos encarregados (aqueles que fazem a ponte entre chefia e o mero trabalhador), que provavelmente serão dos melhores da europa, fartam-se de estragar a vida aos seus conterrâneos, prestando, com tudo isto, maus exemplos enquanto embaixadores de um país. Já dizia Sartre que “O inferno são os outros”, mas, no caso da migração portuguesa dir-se-á que “o inferno é onde estão os encarregados portugueses”. Por isso, muita cautela a todos os portugueses que pretendem aventurar-se em Luxemburgo, França, Suíça, Bélgica e Holanda, os países de eleição por excelência dos embaixadores da má vontade e da prepotência, dos seres híbridos, irónicos e capitalistas, que já não se lembram o que distingue um português de um luxemburguês porque ele é uma mistura sem fundo nem substância de tudo e do nada. Quando virem um anúncio a dizer que precisam de trabalhadores no estrangeiro, desconfiem quando se trata de um Português. A sério. * Professor

Diretor: Rui Alas Pereira (CP-2017). E-mail: ruialas@oprimeirodejaneiro.pt Redatores: Joaquim Sousa (CP-5632), Andreia Cavaleiro (CP-6983), Cátia Costa (Lisboa) e Vasco Samouco. Fotografia: Ivo Pereira (CP-3916) Secretariado de Direção: Sandra Pereira. Secretariado de Redação: Elisabete Cairrão. Publicidade: Conceição Carvalho (chefe), Elsa Novais (Lisboa, 918 520 111) e Fátima Pinto. E-mail: conceicao.carvalho@oprimeirodejaneiro.pt Morada: Rua de Santa Catarina, 489 2º - 4000-452 Porto. Contactos: redação - Tel. 22 096 78 47 - Tm: 912 820 510 E-mail: geral.cloverpress@oprimeirodejaneiro.pt - Publicidade - Telefone: 22 096 78 46, Fax: 22 096 78 45 Propriedade: Globinóplia, Unipessoal Lda. Edição: Cloverpress, Lda. NIF: 509 229 921 Depósito legal nº 1388/82 Impressão: Coraze, Telefs.910252676 / 910253116 / 914602969, Oliveira de Azeméis. Distribuição: Vasp. Tiragem: 20 000

Conselho de Ministros analisou empresas públicas

Governo demite gestores envolvidos nos contratos ‘swap’ O Governo decidiu em conselho de ministros demitir gestores de empresas públicas que estiveram envolvidos em contratos ‘swap’ especulativos na CP, Metro de Lisboa, Carris, Metro do Porto, STCP e EGREPP. “O conselho de ministros determinou a demissão de gestores públicos, a cessação da designação em regime de substituição de vogal de instituto público ou ainda o afastamento dos cargos de direção ou de responsabilidade na área financeira de personalidades que tenham estado envolvidas na negociação de contratos de instrumentos financeiros derivados de natureza claramente especulativa e ou contratualmente desequilibrados”, lê-se no comunicado enviado no final da reunião do Governo. Esta decisão surge na sequência do relatório elaborado pela Agência de Gestão da Tesouraria e da Dívida Pública – IGCP, que concluiu pela existência de contratos deste tipo, de que resultaram prejuízos avultados e

riscos significativos para o erário público, explica o Governo na sua página oficial. Em causa estão os contratos que foram celebrados pela CP - Comboios de Portugal, Metropolitano de Lisboa, Entidade Gestora de Reservas Estratégicas de Produtos Petrolíferos (EGREPP), Companhia Carris de Ferro de Lisboa, Metro do Porto e Sociedade de Transportes Coletivos do Porto (STCP) com diversas instituições financeiras A investigação aos instrumentos financeiros de risco subscritos por várias empresas públicas detetou contratos altamente especulativos, que não se limitam a fazer a cobertura de risco, através da fixação da taxa de juro [os designados ‘swap’], mas que estão dependentes de variáveis complexas, como a variação cambial ou a cotação do petróleo. Em causa estariam cerca de três mil milhões de euros no perímetro das empresas públicas em respon-

sabilidades potenciais por utilização destes instrumentos financeiros, que levaram à substituição dos secretários de Estado Paulo Braga Lino e Juvenal Silva Peneda por alegadamente terem autorizado a celebração destes contratos, enquanto dirigentes de empresas de transportes. Depois de alguns destes contratos terem sido renegociados com a banca, a secretária de Estado do Tesouro afirmou em abril, no parlamento, que foi possível reduzir as perdas potenciais decorrentes das operações ‘swap’ das empresas públicas em 500 milhões de euros. Já em relação aos contratos assinados com os bancos Santander Totta e JP Morgan, com quem não foi possível chegar a acordo, o Governo disse então que ia avançar com processos em tribunal. No entanto, já em maio, estes dois bancos processaram os metropolitanos de Lisboa e Porto e outras empresas públicas para fazerem valer os seus direitos.

Presidente da República e a greve aos exames nacionais

“Estudantes não podem ser meios para atingir fins” O Presidente da República defende que apesar da greve ser um direito constitucional é preciso ter em atenção quem é atingido, sublinhando que “os estudantes não podem ser meios para atingir fins”. Questionado sobre a possibilidade dos professores fazerem greve durante o período de exames, o chefe de Estado sublinhou que, apesar de ser um direito constitucional dos trabalhadores, quando se decreta uma paralisação “é preciso ter em atenção aqueles

que são atingidos”. “Eu tenho alguma dificuldade em compreender bem como é que se podem atingir jovens, crianças, jovens que estão a preparar o seu futuro”, disse. Por isso, acrescentou, “é preciso ter em atenção aquilo que se pode fazer primeiro para impedir a greve”. De qualquer forma, continuou, caso a greve se realize, “os estudantes não podem ser meios para atingir fins”. Cavaco Silva, que falava aos jornalistas no final da sessão do encerramento

do encontro “FAZ - Empreendedorismo Inovador na Diáspora Portuguesa 2013”, que decorreu na Fundação Calouste Gulbenkian, manifestou ainda a expectativa que as negociações entre o Governo e os sindicatos a propósito da greve dos professores “possam conduzir a bom porto”. Relativamente à greve geral convocada para 27 de maio, o Presidente da República disse apenas que se trata de um “direito constitucional dos trabalhadores”.

Junto a uma escola secundária na Amadora

Confrontos provocam uma vítima mortal Confrontos entre dois grupos de jovens rivais provocaram hoje à tarde uma vítima mortal e um ferido ligeiro junto à escola secundária de Seomara da Costa Primo, na Amadora, indicou a PSP. Fonte da PSP informou que os dois grupos rivais já se tinham envolvido em confrontos na quarta-feira, em Queluz, tendo as agressões entre

os jovens continuado hoje, provocando a morte de um jovem de 20 anos e ferimentos na cabeça num outro de 19 anos. Segundo o gabinete de imprensa do Hospital Amadora-Sintra, o jovem ferido deu entrada nesta unidade de saúde pouco antes das 16h00 e uma vez que o ferimento era ligeiro deverá ter alta em breve.

Os acontecimentos deram-se à entrada da escola e a vítima, após ter sido agredida, dirigiu-se para o interior do estabelecimento, onde acabaria por falecer, apesar das tentativas de reanimação, acrescentou a mesma fonte. A PSP já intercetou duas pessoas que supostamente estiveram envolvidos no desacato.

7 06 2013  
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you