Issuu on Google+

IMPERATIVO GANHAR FC PORTO SÓ PENSA NUM RESULTADO FRENTE AO ÁUSTRIA DE VIENA

Há 144 anos, sempre consigo. 1868

Continente - 0,60 € (iva incluido) – Ilhas - S. Miguel e Madeira - 0,75 € (iva incluido) – Porto Santo 0,80 € (iva incluido)

Director: Angela Amorim | Distribuição Gratuita | www.edvsemanario.pt |

Diretor: Rui Alas Pereira | ISSN 0873-170 X |

|

DIÁRIO NACIONAL

Ano CXLV | N.º 240

Terça-feira, 26 de novembro de 2013

MAIORIA VOLTA A REJEITAR PROPOSTA PARA REDUZIR IVA DA RESTAURAÇÃO

NOVO CHUMBO

n A maioria parlamentar voltou a chumbar ontem as propostas do PS, Bloco de Esquerda, PCP e Os Verdes para que o IVA sobre a restauração voltasse aos 13%, ao contrário dos 23% atuais. Os deputados do PSD e do CDS-PP, que hoje votam favoravelmente a proposta de Orçamento de Estado para 2014, também viabilizaram sozinhos a sobretaxa de 3,5% em sede de IRS, renovando uma medida tomada já este ano...

MELHORES

SALÁRIOS n O novo diretor nacional da PSP, que ontem tomou posse, considera que os polícias devem ter melhores condições de trabalho e “um estatuto remuneratório mais adequado”, o que permitirá alcançar resultados mais eficazes...

IGAI

abre processo de averiguações à invasão da escadaria no parlamento

FUNERAL do arquiteto Alcino Soutinho realiza-se hoje

43,5

segundos foi o tempo que demorou a esgotar o espetáculo dos Monty Python


local porto

2 | O Primeiro de Janeiro

Terça-feira, 26 de Novembro de 2013

Vereador da CDU e a gestão dos bairros municipais no Porto

Proposta a “imediata revogação” do regulamento O vereador da CDU na Câmara do Porto vai propor hoje, na reunião do executivo, a “imediata revogação” do regulamento de gestão dos bairros municipais. Em conferência de imprensa, Pedro Carvalho afirmou ontem ter ficado “espantado” com o recente anúncio da abertura de um período de discussão pública para reapreciação do Regulamento de Gestão do Parque Habitacional do Município do Porto, quando, durante a campanha eleitoral, os candidatos à presidência da câmara assumiram um “compromisso claro” de revogar o documento. “Com a reapreciação [do regulamento], estamos a assumir como boa uma base que a CDU sempre criticou, por ser injusto socialmente”, disse Pedro Carvalho, considerando que “é pouco” o que o executivo liderado pelo independente Rui Moreira - que conta com o socialista Manuel Pizarro como vereador do pelouro da Habitação - está a apresentar. Para a CDU, é preciso “partir do zero, criar condições para que se faça um regulamento que dure e perdure

“Espantado”. Foi a reação de Pedro Carvalho perante a reapreciação do Regulamento de Gestão do Parque Habitacional no tempo”, assumindo que o regulamento em vigor “não é uma boa base de trabalho”. O documento deve “dar uma resposta social”, através de “critérios transparentes” e garantindo direitos aos munícipes. Na proposta que vai apresentar em reunião do executivo, no período antes da ordem do dia, além da revogação do documento que disciplina a gestão das habitações sociais, Pedro Carvalho defende a criação de um grupo de trabalho, “constituído por um representante da vereação com o pelouro da habitação, um representante da [empresa municipal] Domus Social e de um membro

de cada uma das restantes forças políticas representadas no executivo”, que terá que apresentar “até 31 de janeiro” um projeto de regulamento. A proposta de regulamento que venha a ser criada será depois objeto de discussão pública, antes de ser submetida à Assembleia Municipal, sendo que a CDU indica o dia 30 de abril como data de conclusão de todo este processo. Entre o período de revogação do regulamento e entrada em vigor de um novo documento de gestão dos bairros municipais, disse Carvalho, deve valer “o anterior documento, que esteve em vigor quase doze anos” durante os man-

datos do antigo presidente da Câmara, Rui Rio, sublinhou Pedro Carvalho. O comunista vai também apresentar uma proposta de deliberação para a criação de um Provedor do Inquilino Municipal, figura que já defendeu no mandato anterior e que terá competências “para analisar queixas dos inquilinos e dos candidatos à habitação social municipal”. O provedor conseguirá “garantir a transparência da gestão do parque habitacional e dos critérios de atribuição de uma habitação social”, entende a CDU. A Câmara do Porto aprovou em 28 de maio de 2012 o regulamento que disciplina a gestão dos cerca de 13 mil fogos municipais com os votos contra dos vereadores do PS e da CDU, tendo Pedro Carvalho dito na ocasião que o documento “olha para a habitação social como um favor que se faz aos pobres”. O comunista renovou ontem a promessa de lutar contra o atual regulamento, defendendo novamente seis “eixos orientadores” na elaboração do novo documento. “Garantir transparência na gestão do parque habitacional”, garantir “o acesso à habitação municipal a todas as famílias carenciadas” e o “direito à habitação dos atuais inquilinos”, bem como “aplicar rendas técnicas e apoiadas justas e adequadas”, “assumir as obrigações do senhorio Câmara do Porto e envolver as populações” e “criar um núcleo habitacional para dar resposta a situações de emergência” são princípios defendidos pela CDU.

Câmara de Matosinhos decreta dois dias de luto

Alcino Soutinho “introduziu a modernidade” A Câmara de Matosinhos decretou ontem dois dias de luto municipal pela morte do arquiteto Alcino Soutinho, que projetou o edifício da autarquia, o “homem que introduziu a modernidade” e “fica para sempre ligado à história do poder local”. O arquiteto Alcino Soutinho, de 83 anos, distinguido com um Prémio Europa Nostra em 1982, morreu no domingo, no Porto. Em declarações aos jornalistas, o presidente da Câmara de Matosinhos, Guilherme Pinto, afirmou que Alcino Soutinho “é um nome que fica para sempre ligado à história do poder local em Portugal

porque há um antes e um depois, em termos de modernidade, com a obra do Alcino Soutinho em Matosinhos”. “Hoje, resolvemos decretar um luto municipal por dois dias em sua homenagem e é evidente que vai ser alvo de homenagens que não faz sentido ponderar hoje. Hoje, vamonos recolher na dor que temos porque era um grande amigo”, disse. Guilherme Pinto afirmou ainda que Alcino Soutinho, ao construir o edifício da câmara, “marcou uma mudança completa naquilo que era a consideração do poder local”. “Morreu o homem que in-

troduziu a modernidade, quer em Matosinhos quer um pouco na ideia do que era o poder local democrático à época”, sublinhou. O presidente da câmara adiantou ainda que a peça institucional oferecida pela autarquia no Natal deste ano vai ser do Alcino Soutinho. “Vamos homenageá-lo não agora porque agora queremos apenas falar do homem, da obra, da memória, da saudade que nos vai ficar e teremos tempo para fazer a homenagem como ele merece”, enfatizou. Guilherme Pinto recordou sobretudo o “sentido de humor e a sua postura despojada porque era

um homem muito conversador, sempre muito perspicaz”. “Uma das expressões que eu mais recordo, quando se discutiu Matosinhos Sul, foi que ele na altura disse que a opção que estávamos a fazer por jardins no interior dos quarteirões eram jardins aprisionados e verificou-se, com o passar dos anos, que eventualmente ele tinha razão”, concluiu. A Câmara de Matosinhos homenageou Alcino Soutinho, em julho passado, no dia Nacional do Arquiteto. O arquiteto foi considerado pela crítica nacional e internacional como um dos “ícones” da denominada “Escola do Porto”.

PCP quer chamar Ministro da Saúde

CRN em causa O PCP vai requerer a presença ministro da Saúde na Comissão Parlamentar para esclarecer a decisão de entregar 27 milhões de euros e o Centro de Reabilitação do Norte (CRN) à Santa Casa da Misericórdia do Porto. Para a Direção da Organização Regional do Porto (DORP) do PCP, está em causa “a destruição do Serviço Nacional de Saúde (SNS)” em mais um procedimento “em que a saúde é tratada como um negócio e não como um direito constitucional que o Governo tem a obrigação de assegurar”. Em comunicado enviado às redações, a DORP revela que “o PCP irá propor a ida do ministro à Comissão Parlamentar da Saúde”, para que Paulo Macedo “preste esclarecimentos sobre as razões e consequências” da decisão tomada em Conselho de Ministros na quinta-feira de entregar a gestão do Centro de Reabilitação à Santa Casa da Misericórdia do Porto (SCMP) por três anos. Em Baguim do Monte

PSP apreende haxixe para mais de 40 mil doses

A PSP anunciou a apreensão de oito quilos de haxixe (40 381 doses), uma nota de 10 euros presumivelmente falsa, uma arma de fogo, sete munições e duas armas brancas durante uma operação em Gondomar que culminou numa detenção. Ao detido, de 37 anos, residente em Lousada, foram ainda apreendidos o veículo em que seguia e pequenas quantidades de heroína e liamba. Um comunicado do Comando Metropolitano da PSP do Porto indica que o suspeito foi intercetado na rua Vasco da Gama, freguesia de Baguim do Monte, Gondomar, durante uma operação de fiscalização rodoviária, realizada no domingo. O mesmo comunicado indicado que durante todo o fim de semana a PSP do Porto efetuou mais 58 detenções, a maioria (33) por condução sob efeito do álcool.


regiões

Terça-feira, 26 de Novembro de 2013

O Primeiro de Janeiro | 3

Fogo em habitação num prédio no Olival de Basto faz ainda dois feridos graves

Incêndio mata uma pessoa Marcado para hoje

Trabalhadores da Soflusa desconvocam plenário Os trabalhadores da Soflusa, empresa que faz a ligação fluvial entre o Barreiro e Lisboa, decidiram desconvocar o plenário, com paralisação de atividade, que estava marcado para hoje, depois de uma reunião com a empresa. Jorge Valente, da Comissão de Trabalhadores da Soflusa, disse que os trabalhadores desconvocaram o plenário depois de a empresa ter mostrado disponibilidade para conversar com os sindicatos. no próximo dia 2 de dezembro. “Existem muitos pontos para serem analisados entre ambas as partes, como no caso do acordo de empresa”, salientou.

Conclusão do Túnel do Marão

Câmara de Vila Real solicita reunião O presidente da Câmara de Vila Real vai solicitar uma audiência no Ministério da Economia para reivindicar a conclusão do Túnel do Marão, considerando “criminoso” que esteja a degradar uma obra onde já gastos milhões de euros. Rui Santos revelou que, ainda esta semana, segue um pedido de audiência para o Ministério da Economia, dirigido a “quem tiver agora” o dossier da Autoestrada do Marão, cuja construção parou em junho de 2011. “É complicado porque a perceção que vamos tendo é que ninguém quer de facto assumir responsabilidades face a este processo”, salientou.

A única vítima mortal, uma mulher de 40 anos, não vivia na habitação. Criança e mãe tiveram que se retiradas pela janela. Uma pessoa morreu e duas ficaram feridas com gravidade num incêndio ocorrido, ontem de madrugada, numa habitação em Olival de Basto, concelho de Odivelas. Duas das quatro vítimas, entre elas uma criança, tiveram de ser retiradas pela janela, após o incêndio deflagrou às 03h55 no 1.º esquerdo de um prédio com rés-do-chão e primeiro andar da rua de Moçambique. A única vítima mortal, uma mulher de 40 anos, não vivia na habitação e tinha ido com o marido jantar a casa de um casal amigo, que também ficou ferido neste incidente, disse aos jornalistas o presidente da União de Freguesias da Póvoa de Santo Adrião e Olival Basto, Rogério Breia. “Aquilo que me comunicaram é que um casal veio passar a noite aqui e a esposa viria a falecer no local. O marido entrou em paragem cardiorrespiratória, foi entubado e transportado para o hospital”, contou o autarca. No 1.º esquerdo do prédio vi-

Tragédia. Uma pessoa morreu e duas ficaram feridas com gravidade num incêndio ocorrido, ontem, numa habitação em Olival de Basto via um casal e uma criança de seis anos que teve, juntamente com a mãe, de ser retirada pela janela, uma vez que a porta de entrada estava trancada, relatou um vizinho, que vive num prédio em frente e auxiliou as vítimas. “Estava a dormir e fui acordado pela minha mulher, que ouviu gritar por socorro. Quando cheguei à rua vi a senhora pendurada na janela com a filha e pedi-lhe que a deixasse cair que eu apanhava”, contou Luís Fernandes. Já um dos moradores do prédio afetado, que vive no rés-do-

chão, disse que só se apercebeu de que alguma coisa se tinha passado quando abriu de manhã a janela e viu um polícia. “Não ouvi absolutamente nada. Deiteime ontem às 22h00 e só quando acordei hoje [ontem] de manhã e vi um polícia é que fiquei a saber o que se tinha passado”, contou Eduardo dos Santos, 66 anos. Atualmente no prédio residem seis pessoas, sendo que apenas os moradores do andar afetado tiveram de ser retirados do edifício. O comandante dos bombeiros voluntários de Odive-

las, Carlos Dinis, explicou que o incêndio afetou só o rés-do-chão e o primeiro andar do prédio. “A situação está normalizada e os restantes moradores regressaram a suas casas”, referiu o comandante. As duas vítimas graves do incêndio foram encaminhadas para o Hospital de São José em Lisboa, enquanto a mãe e a criança, que apenas inalaram fumo, foram transportadas para o Hospital Beatriz Ângelo, em Loures. As causas do incêndio estão ainda por apurar.

Advogado de defesa do militar vai recorrer

11 de anos de prisão para GNR pedófilo O Tribunal de Idanha-a-Nova deu como provadas as acusações de abuso sexual de crianças e adolescentes que pendiam sobre um cabo da GNR, condenando-o, ontem, a uma pena de 11 anos de prisão efectiva, pelo crime de pedofilia. O colectivo de juízes deu como provados “quase todos os factos constantes na acusação” e aplicou ainda pena efectiva de cinco anos de cadeia à mulher de 36 anos que estava acusada de ter praticado parte dos crimes em co-autoria com o militar. Um terceiro arguido, um homem de 58 anos que respondia por um crime de abuso

Idanha-a-Nova. Militar da GNR foi condenado por abusar sexualmente de quatro meninas

sexual e de recurso à prostituição, foi condenado a três anos e 11 meses de cadeia. Nenhuma destas penas será suspensa, decisão que o presidente do colectivo de juízes explicou com a “gravidade dos factos”, com a “especial necessidade de prevenção” e com “as expectativas criadas no seio da comunidade”. Durante a leitura do acórdão, o juiz presidente do colectivo recordou que, “apesar de algumas incongruências”, os testemunhos das vítimas (quatro meninas) foram suficientemente “pormenorizados” de forma a “merecerem toda a credibilidade”. O magis-

trado recordou que as “discrepâncias” podem ter como base o tempo já passado desde que os factos ocorreram, bem como questões emocionais e de protecção que as vítimas têm entre si. Durante o julgamento, o militar da GNR, de 45 anos, nunca mostrou arrependimento, preferindo antes dizer-se “vítima de uma gigantesca cabala”. Em declarações aos jornalistas, o advogado de defesa do militar, Abel Cardoso, anunciou que vai recorrer da decisão, por acreditar que o cliente “é inocente” e que “a investigação foi mal conduzida”..


nacional

4 | O Primeiro de Janeiro

Terça-feira, 26 de Novembro de 2013 IGAI abriu processo de averiguações

Novo diretor nacional da PSP tomou posse

Luís Farinha pede um “estatuto remuneratório mais adequado” O novo diretor nacional da PSP considera que os polícias devem ter melhores condições de trabalho e “um estatuto remuneratório mais adequado”, o que permitirá alcançar resultados mais eficazes. “A procura da melhoria da eficiência dos processos e da eficácia dos resultados, quer de gestão, quer do produto operacional policial, deverá servir de base a um incremento da produtividade e a uma melhoria da motivação”, disse Luís Farinha, que ontem tomou posse, no Ministério da Administração Interna, como diretor nacional da PSP. Tal, adiantou, “deverá ser conseguido através de uma evolução positiva das condições de trabalho, dos meios e dos equipamentos e dos instrumentos legais de estruturação e organização da instituição e de gestão dos recursos humanos, designadamente no que se refere a um regime de carreiras e

PSP. Luís Farinha é o novo diretor nacional, ontem empossado pelo ministro Miguel Macedo a um estatuto remuneratório mais adequado”. No seu discurso, o novo diretor nacional da PSP sublinhou que os polícias estão “consciente das circunstâncias” que o país atravessa e das limitações que o afetam e “nunca” vão deixar de “contribuir para um esforço que é nacional e que a todos envolve”. Porém, sustentou que não podem “deixar de salientar a relevância e a singularidade do papel da polícia e das condições em que é exercida a função policial em democracia no contexto da garantia do regular funcionamento das instituições e do

exercício dos direitos de liberdades e garantias individuais”. Dirigindo-se aos polícias que vai comandar, o novo diretor sublinhou que devem ter em consideração que os “princípios da atuação e da proporcionalidade da mobilização dos meios deverão ser sempre aplicados em prol de uma ação policial que no final deverá ser a adequada, justa e equilibrada”. Luís Farinha manifestou ainda disponibilidade total para privilegiar ”uma conduta de diálogo responsável e de cooperação e de participação construtiva” com as organizações sin-

dicais da PSP por forma “a potenciar uma busca de soluções adequadas para os constrangimentos que afetam a PSP em necessária coordenação com a tutela”. Até aqui comandante da Unidade Especial de Polícia (UEP), Luís Farinha sucede no cargo ao superintendente Paulo Valente Gomes, que colocou o lugar à disposição na sexta-feira, na sequência dos acontecimentos de quinta-feira em frente à Assembleia da República, tendo o seu afastamento sido aceite pelo ministro da Administração Interna. Entretanto, o Sindicato Nacional dos Oficiais de Polícia (SNOP) considerou ontem que a decisão de demitir o diretor nacional da PSP representa “uma ingerência inaceitável do poder político na autonomia de uma força de segurança”. Em comunicado, o sindicato que representa os oficiais de Polícia refere que a demissão do diretor nacional da PSP ainda não foi esclarecida pelo ministro da Administração Interna, Miguel Macedo, e representa “uma ingerência inaceitável do poder político na autonomia de uma força de segurança, nomeadamente no que concerne à tomada de decisão em âmbito operacional”.

Maioria volta a chumbar redução do IVA

Restauração continua nos 23 por cento A coordenadora do Bloco de EsA maioria parlamentar voltou a chumbar as propostas do PS, Bloco de Esquerda, PCP e Os Verdes para que o IVA sobre a restauração voltasse aos 13%, ao contrário dos 23% atuais. O Governo aumentou o IVA na restauração da taxa intermédia do IVA de 13% para a taxa normal de 23% no Orçamento do Estado para 2012. Desde essa altura, os empresários da restauração têm vindo a exigir a mudança e a alertar para o impacto desta alteração fiscal no futuro do setor. O PS, que tem vindo a ser um dos maiores defensores públicos da redução do IVA na restauração, voltou a apresentar uma proposta de alteração ao orçamento para que esta redução se efetivasse, mas PSD e CDS-PP fizeram como no ano passado e chumbaram as propostas tanto do PS, como do Bloco de Esquerda, PCP e Os Verdes, naquele que é o último dia de votação na especialidade de proposta de lei do Orçamento do Estado para 2014.

Entretanto, os partidos da maioria parlamentar aprovaram sozinhos, no debate na especialidade do Orçamento, a sobretaxa de 3,5% em sede de IRS, renovando uma medida tomada já este ano. No último dia das votações na especialidade artigo a artigo do Orçamento do Estado para 2014, as bancadas parlamentares do PSD e do CDS aprovaram sozinhos a sobretaxa de 3,5% sobre os rendimentos em sede de IRS (Imposto sobre o Rendimento de Pessoas Singulares). A medida foi inscrita no Orçamento pela primeira vez em 2013, apontando inicialmente para os 4%, mas acabou por ser alterada no processo na especialidade para os 3,5%. No entanto, já em 2011, para fazer face a uma derrapagem orçamental no final do ano, este executivo impôs um corte de metade do valor do subsídio de natal (acima do salário mínimo nacional) em sede de retenção na fonte, e ainda uma sobretaxa de 3,5% em IRS na altura de fazer o apuramento do imposto, que ocorre no ano seguinte ao ano dos

rendimentos, também sobre o valor que excedesse o salário mínimo nacional. Ainda no que toca ao OE2014, o PS conseguiu aprovar uma proposta que responde à disputa entre discográficas e autores, passando a incluir os direitos conexos no regime de isenção de IVA a pagar. “A transmissão do direito de autor ou de direitos conexos e a autorização para a utilização da obra intelectual ou prestação, definidas no Código de Direito de Autor e dos Direitos Conexos, quando efetuados pelos próprios titulares, seus herdeiros ou legatários, ou ainda por terceiros, por conta deles, ainda que o titular do direito seja pessoa coletiva”, lê-se na proposta de alteração do PS, ontem aprovada por unanimidade na votação na especialidade. Até agora o Fisco considerava que os direitos de autor estavam isentos de IVA, mas excluía da isenção os direitos conexos que são atribuídos aos artistas (intérpretes e executantes) e aos produtores

de um filme ou de uma música. Com esta proposta de alteração, os direitos conexos passam a estar isentos do pagamento de IVA. A maioria formada pelo PSD e o CDS/PP também já tinha apresentado uma proposta no mesmo sentido que, agora, fica prejudicada pela aprovação da proposta socialista. No início deste mês, a Audiogest e alguns dos produtores associados foram notificados pelo Fisco com vista à liquidação adicional do IVA alegadamente devido em 2009, argumentando o Fisco que os direitos conexos não estavam abrangidos pela isenção de IVA como estão os direitos de autor. A Audiogest, a associação que gere, cobra e distribui direitos de produtores musicais, apresentou a 30 de outubro uma nova queixa ao Provedor de Justiça sobre a cobrança de IVA às editoras discográficas, considerando que esta cobrança é ilegal e que resulta de uma interpretação diferente da que o Fisco tem seguido nos últimos anos.

Manif das forças de segurança A Inspeção-Geral da Administração Interna (IGAI) abriu um processo de averiguações aos acontecimentos ocorridos na manifestação da passada quinta-feira junto à Assembleia da República, informou ontem a inspetora-geral da IGAI. “Estamos a analisar, não há processo de inquérito, nem disciplinar, estamos a fazer um processo de acompanhamento e de averiguações relativamente aos factos que ocorreram”, adiantou a inspetora-geral Margarida Blasco à margem da tomada de posse do novo diretor nacional da PSP, superintendente Luís Farinha. A inspetora-geral da IGAI afirmou que está a ser feita uma análise a tudo o que se passou, tanto ao comportamento dos manifestantes [profissionais das forças e serviços de segurança], como à atuação da PSP, estando a visualizar, por exemplo, as imagens que passaram nas televisões. “Estamos a analisar ponto a ponto e a ver se houve alguma infração”, disse, acrescentando que foi “uma situação obviamente grave”. Após essa análise e ponderação, o organismo que fiscaliza as polícias vai decidir qual o procedimento que a adotar, devendo existir uma decisão dentro de oito dias, adiantou. “Temos que ponderar cada uma das situações, depois dessa ponderação, tomaremos uma decisão”, acrescentou Margarida Blasco. Milhares de profissionais de forças e serviços policiais e de segurança - PSP, GNR, SEF, ASAE, polícia marítima, guardas prisionais, polícia municipal e PJ - manifestaram-se na passada quinta-feira em Lisboa e, depois de derrubarem uma barreira policial, conseguiram chegar à entrada principal da Assembleia da República, onde cantaram o hino nacional, tendo depois desmobilizado voluntariamente. Na sequência destes acontecimentos, o diretor nacional da PSP, superintendente Paulo Valente Gomes, colocou o lugar à disposição na sextafeira, tendo o seu afastamento sido aceite pelo ministro da Administração Interna, que entretanto nomeou o superintendente Luís Farinha para novo diretor nacional da PSP.


economia

Terça-feira, 26 de Novembro de 2013

O Primeiro de Janeiro | 5

Governo fala em “impacto positivo” da taxa de 23% no IVA da restauração

180 milhões de euros Presidência rotativa da UE

Janeiro é data limite para governo da Grécia A Grécia tem de chegar a acordo com a «troika» quanto às suas contas públicas e reformas antes de assumir a presidência rotativa da União Europeia em janeiro, disse, ontem, o ministro das Finanças grego. “Tudo deve ser resolvido antes de a Grécia assumir a presidência”, a partir de 1 de janeiro, declarou aos jornalistas Yannis Stournaras. O governo grego apresentou na semana passada um projeto de orçamento que prevê que o país ponha fim em 2014 a seis anos de recessão, com um crescimento de 0,6%, que não foi aprovado pela «troika».

Em linha com a Europa

Bolsa de Lisboa fecha sessão a valorizar

O PSI20, principal índice da bolsa de Lisboa, encerrou, ontem, a sessão a valorizar 0,15% para 6.359,63 pontos, em linha com as principais praças europeias. Dos 20 títulos que compõem o índice, metade fechou em terreno positivo, enquanto os restantes desvalorizaram. Por outro lado, a cimenteira Cimpor divulgou que teve prejuízos de 5,6 milhões de euros entre janeiro e setembro, numa melhoria face aos resultados negativos de 165 milhões de euros registados há um ano. Apenas no terceiro trimestre, o resultado líquido foi positivo em 69,2 milhões de euros.

“Governo tem de demonstrar é quantas receitas fiscais entraram nos cofres do Estado”, respondeu a AHRESP, que rejeita os números. A AHRESP - Associação de Hotelaria, Restauração e Similares de Portugal desafiou o Governo a tornar público o montante de IVA que “efetivamente” entrou nos cofres do Estado, recusando que resulte no impacto positivo que o Governo anunciou. Ontem, o secretário de Estado dos Assuntos Fiscais disse aos deputados que a taxa de 23% no IVA da restauração teve um impacto financeiro positivo de cerca de 180 milhões de euros. “O impacto financeiro para o Estado no seu todo foi um impacto positivo de cerca de 180 milhões de euros”, afirmou Paulo Núncio, no Parlamento. “O Governo não quer saber dos cidadãos e da economia, gaba-se do aumento das receitas, mas a verdade é que o IVA aumentou 77% e provocou um grande aumento dos prejuízos em segurança social”, afirmou o secretário-geral da AHRESP, José Manuel Esteves, desafiando o Governo a anunciar, não o IVA declarado, mas o IVA efetivamente cobrado. “Nós sabe-

Restauração. Secretário-geral da AHRESP desafia o Governo a anunciar, não o IVA declarado, mas o IVA efetivamente cobrado mos que os empresários declaram um IVA que depois não conseguem pagar porque não têm dinheiro. O Governo tem de demonstrar é quantas receitas fiscais entraram nos cofres do Estado”, adiantou. A possibilidade de o Governo decidir um novo aumento do IVA, como alternativa a um chumbo do Tribunal Constitucional ao corte nas pensões dos ex-funcionários públicos, é encarada pela associação como “surpreendente”. “O plano B não pode ser outra vez um sacrifício dos portugueses: porque é que o plano B não taxar as PPP”, questio-

nou o secretário-geral da AHRESP, lembrando que o setor da restauração “não aguenta” o IVA a 23% e “muito menos” uma nova subida. Ontem, a maioria parlamentar PSD/CDS-PP voltou a chumbar as propostas do PS, Bloco de Esquerda, PCP e Os Verdes para que o IVA sobre a restauração voltasse aos 13%, ao contrário dos 23% atuais. O Governo aumentou o IVA na restauração da taxa intermédia do IVA de 13% para a taxa normal de 23% no Orçamento do Estado para 2012. Desde essa altura, os empresários da restauração têm vindo a exigir a mu-

dança e a alertar para o impacto desta alteração fiscal no futuro do setor. O PS, que tem vindo a ser um dos maiores defensores públicos da redução do IVA na restauração, voltou a apresentar uma proposta de alteração ao orçamento para que esta redução se efetivasse, mas PSD e CDSPP fizeram como no ano passado e chumbaram as propostas tanto do PS, como do Bloco de Esquerda, PCP e Os Verdes, naquele que foi o último dia de votação na especialidade de proposta de lei do Orçamento do Estado para 2014.

Exportações de Portugal triplicaram desde 2009

Sétimo fornecedor de calçado da China Portugal é atualmente o sétimo fornecedor de calçado da China, com as exportações para aquele país a triplicarem nos últimos quatro anos para mais de 22 milhões de euros. Tendo por base dados da alfândega chinesa, a Associação Portuguesa dos Industriais do Calçado, Componentes, Artigos de Pele e Seus Sucedâneos revelou, ontem, que, nos primeiros oito meses de 2013, as exportações portuguesas de calçado para a China somaram 20,036 milhões de dólares (14,8 milhões de euros), devendo ultrapassar os 30 milhões de dólares (22 milhões de euros)

Calçado. Nos primeiros oito meses de 2013, exportações portuguesas para a China somaram 14,8 milhões de euros

até final do ano. Em todo o ano 2010, as exportações portuguesas de calçado para a China ficaramse pelos 10,665 milhões de dólares (7,880 milhões de euros). Segundo a APICCAPS, nos dados revelados pela alfândega chinesa, para além das exportações diretas de Portugal para a China, há um registo das exportações indiretas, ou seja, da produção portuguesa para outras marcas internacionais, mas que tem como destino final a China. No conjunto, as exportações de calçado português aumentaram 6,5% entre janeiro e agosto, mas os mercados fora da União

Europeia, onde se inclui a China, revelaram-se bastante mais dinâmicos, ao absorverem mais 40% de exportações do setor face ao período homólogo de 2012. A comprovar como o mercado chinês é “verdadeiramente apetecível” para as empresas portuguesas, a APICCAPS aponta o crescimento de 37% da comitiva portuguesa na 2.ª edição da feira MICAM Xangai. De acordo com a associação, “estima-se que, na atual China, cerca de 5% da população tenha um poder de compra elevado”, o que se traduz em “65 milhões de potenciais consumidores de produtos de gama superior ou de luxo”.


6 | O Norte Desportivo

futebol

Terça-feira, 26 de Novembro de 2013

Paulo Fonseca não admite outro cenário no jogo frente ao Áustria de Viena

“O FC Porto tem a obrigação de vencer” O FC Porto recebe o Áustria de Viena, hoje, e a vitória é o único resultado que permite sonhar com a continuidade na «Champions». Sem qualquer dúvida, o treinador Paulo Fonseca considera imperativo e obrigatório o FC Porto vencer, hoje, o Áustria de Viena, no Dragão, para discutir em Madrid o apuramento para a fase seguinte da Liga dos Campeões. Paulo Fonseca, que falava na conferência de imprensa de antevisão do jogo, considerou que a situação do FC Porto é bastante clara e passa por vencer o complicado Áustria de Viena, que é uma equipa que tem vindo a crescer e soma três vitórias consecutivas. “Temos a obrigação de ter aqui uma postura que nos leve a vencer o jogo”, apontou Paulo Fonseca, recordando que o FC Porto, como em todos os jogos e independentemente do adversário, irá adotar uma estratégia ofensiva. O treinador dos «dragões» minimizou ainda o facto de o Atlético de Madrid, líder invicto do grupo e já apurado para a fase seguinte, prescindir de nove habituais convocados para o jogo de terça-feira com os russos do Zenit São Petersburgo, segundo do Grupo G, com mais um ponto do que o FC Porto. “Não vale a pena pensar no Atlético de Madrid. Temos é que pensar no nosso jogo e em focarmo-nos para levar de vencido o Áustria de Viena”, sustentou Paulo Fonseca, que destacou o valor de todo o plantel dos espanhóis e na sua disposição de querer vencer o Zenit. Pinto da Costa no treino

O FC Porto recebe o Áustria de Viena após ter empatado a 1-1 com o Nacional da Madeira, no Dragão, e de pelo segundo jogo consecutivo ter perdido pontos para os mais diretos opositores na I Liga, Sporting (segundo) e Benfica (terceiro), agora a um ponto. Apesar de mais um deslize, o treinador recordou que o FC Porto continua a liderar a Liga, embora

pudesse estar com uma vantagem maior, e que se mantém em todas as restantes frentes competitivas. Paulo Fonseca reconheceu que “não é fácil encontrar uma explicação muito plausível para justificar alguns erros cometidos”, que geralmente se traduzem em perda de pontos, e considerou que só dentro de campo é que se percebe como as coisas acontecem. “Temos falado muito sobre isso e é notória a nossa preocupação em não cometer esse tipo de erros e essa situação leva a alguns períodos de intranquilidade que, a espaços, nos afeta”, justificou. O treinador explicou que não será pela perda de pontos com o Nacional da Madeira que a equipa do FC Porto não estará determinada frente ao Áustria de Viena e acredita que “todos os jogadores estarão, como sempre, motivados para vencer o jogo”. O treino dos «dragões», ultimo antes da receção de terça-feira ao Áustria de Viena, contou com a presença de Pinto da Costa, num gesto que Paulo Fonseca não quis atribuir significado especial, dado considerar normal e muitas vezes repetido pelo presidente. Jackson tranquilo

«Champions» “Não vale a pena pensar no Atlético de Madrid. Temos é que pensar no nosso jogo e em focarmo-nos”, disse Paulo Fonseca

Europeu feminino sub-17

Seleccionadora garante Portugal na máxima força

A selecionadora de futebol feminino de sub-17, Susana Cova, assegura que a equipa portuguesa está na máxima força para a estreia, hoje, no Europeu da categoria, no qual marca presença pela primeira vez. “Pareceu-nos que a equipa está toda em condições de ser utilizada, o que é ótimo, deixa-nos várias opções, como contávamos antes do início”, disse Susana Cova em declara-

ções à assessoria da Federação Portuguesa de Futebol (FPF) e antes de realizar o último treino. Portugal conseguiu um apuramento inédito para o Europeu de sub-17 feminino e tem o primeiro jogo frente à Áustria, a partir das 20h00, em Telford, Inglaterra, país onde decorrerá a competição até 8 de dezembro. O primeiro adversário no grupo A, onde se encontram também a anfitriã Inglaterra e a Itália, é uma seleção que Susana Cova diz conhecer, estando atenta quer aos processos defensivos, como ofensivos.

O avançado colombiano Jackson Martinez partilhou da opinião de Paulo Fonseca de que o FC Porto podia estar melhor, pelo menos em relação à diferença pontual na Liga, mas não está mal. O principal artilheiro dos portistas considera que a equipa está forte e disse que o tranquiliza o facto de todos os jogadores pensarem da mesma forma. O jogador colombiano considera que a equipa está a trabalhar para evitar repetir os erros, que considera serem da responsabilidade de todos e não apenas de um ou outro jogador. “A defesa é a mesma dos anos anteriores e que tão bem dava segurança à equipa”, explicou Jackson Martinez, adiantando que o seu papel é o de procurar sempre marcar golos e ajudar a equipa o melhor possível. A entrada do central Mangala e a saída do médio Carlos Eduardo destacam-se na convocatória do FC Porto para a receção Áustria de Viena. O defesa francês não jogou frente ao Nacional por se encontrar suspenso por um jogo.

Real Madrid não revela tempo de paragem

Coxa «pára» Ronaldo

O português Cristiano Ronaldo tem uma lesão muscular na coxa esquerda, revelou o Real Madrid, que não adiantou se o jogador estará apto para defrontar o Galatasaray, em jogo da Liga dos Campeões, amanhã. “Após exames imagiológicos hoje [ontem] realizados ao nosso jogador Cristiano Ronaldo, pelos serviços médicos do Real Madrid, no hospital La Moraleda, foi detetada uma lesão na parte posterior da coxa esquerda”, lê-se numa nota divulgada no site «merengue», que não adianta o tempo de recuperação. O internacional luso foi substituído aos 54 minutos do embate com o Almeria (5-0), no sábado, da 14.ª jornada da Liga. Por outro lado, o francês Frank Ribéry considerou ser tão merecedor da Bola de Ouro como Ronaldo, recordando que, apesar de ter menos golos marcados, tem mais títulos conquistados. “É verdade que Cristiano Ronaldo marcou golos, mas eu também. É verdade que ele marcou mais, mas não temos o mesmo perfil de jogo. Apesar de não marcar tanto, eu incendeio as defesas”, declarou o futebolista do Bayern de Munique numa entrevista publicada ao diário francês Le Monde.”Não tenho qualquer temor. Fiz o que tinha de fazer e agora só me resta esperar o resultado”, declarou.


parque fechado

8 | O Primeiro de Janeiro

Opel desenvolve faróis de matriz de LED

Terça-feira, 26 de Novembro de 2013

O futuro da iluminação A Opel prepara o futuro, desenvolvendo a introdução dos faróis de matriz de LED, um sistema de iluminação avançado que “torna a noite em dia”. Maximiza a visibilidade do condutor sem encandear os outros, permitindo reagir mais rapidamente e prevenir eventuais acidentes.

Os primeiros faróis eléctricos iniciaram produção em série pela Bosch há 100 anos e a tecnologia de iluminação representa um contributo decisivo para a segurança rodoviária. A Opel é pioneira no sector, disponibilizando avançados sistemas de faróis como o AFL+, com o qual democratiza tecnologia ao equipar com ele até modelos mais pequenos, tornando-o acessível a larga faixa de automobilistas. O conceito Monza, que a Opel apresentou no Salão de Frankfurt deste ano, tem um design inovador e integra tecnologia LED a vários níveis, oferecendo uma perspectiva do que se pode esperar da marca no futuro. Mas os seus engenheiros estão a trabalhar já um passo à frente, desenvolvendo a introdução dos faróis de matriz de LED, que “tornam a noite em dia”. Sempre em máximos O Centro Internacional de Desenvolvimento Técnico da Opel, em Rüsselsheim (Alemanha), está a trabalhar na próxima geração de sistemas de iluminação a aplicar em futuros modelos Opel. Os faróis de matriz de LED produzem uma luz de máximos permanente, que se ajusta automaticamente em função do tráfego. O sistema é capaz de detectar fontes de luz de veículos circulando à frente ou em sentido

contrário, desativando alguns LED da zona relevante, enquanto o resto da estrada se mantém bem iluminado. As vantagens dos faróis de matriz de LED também foram confirmadas recentemente por testes realizados pelo Departamento de Tecnologia de Iluminação da Universidade Técnica de Darmstadt, também na Alemanha. O estudo de comparação entre a iluminação de matriz e os médios de xénon convencionais mostra que, à velocidade de 80 km/h, os objectos que se encontrem na berma podem ser detetados mais rapidamente, em cerca de 1,3 segundos. Uma diferença de 30 metros, que equivale quase à distância de travagem necessária para parar quando se circula a 100 km/h. O conceito de luz de matriz será introduzido gradualmente em todas as gamas de modelos Opel nos próximos anos e a tecnologia percorreu um longo caminho até conseguir oferecer uma visão noturna ideal para os automobilistas. Aquilo que hoje tomamos por vulgar no tráfego rodoviário era simplesmente impensável há 100 anos, quando os automóveis timnham lanternas com velas instaladas à frente. A intenção não era alumiar o caminho mas ser visto pelos outros. Mais tarde, as luzes de acetileno e carboneto viriam a lançar uma

ténue luz sobre as estradas que, em muitos casos, não eram pavimentadas. Só em 1913, ano em que a Bosch inventou o farol eléctrico, a luz viria realmente a ajudar os condutores do tráfego rodoviário na escuridão. O sistema de iluminação da Bosch compreendia faróis, alternador, bateria e regulador de tensão, substituindo as perigosas luzes de gás que exigiam grande cuidado com manutenção. O conceito utilizava um alternador para produzir eletricidade que era armazenada na bateria e depois alimentada aos faróis. Este sistema criou os alicerces sobre os quais a tecnologia de iluminação continuaria a evoluir nas décadas seguintes. Fazendo jus à longa tradição de democratizar tecnologia, a Opel foi o primeiro fabricante a oferecer luz dinâmica de curva e luz de cruzamento a 90 graus, integradas no inovador sistema AFL, em 2003. Em 2008, a geração seguinte, o AFL+, foi estreada no Insignia, criando uma nova referência na indústria automóvel. As evoluções do sistema oferecem várias funções de iluminação automáticas e incluem luzes LED de condução diurna que consomem muito menos energia eléctrica, reduzindo assim o consumo de combustível. A Opel foi distinguida com os prémios Genius 2010 da Allianz Deutschland AG e o Euro NCAP Advanced Award.


8 | O Primeiro de Janeiro

roteiro

Terça-feira, 26 de novembro de 2013

Roteiro Cultural

9ª edição do BES Revelação em Serralves

No Museu de Serralves, a exposição BES Revelação 2013 que apresenta os trabalhos vencedores de André Romão, Diogo Evangelista e Nádia Rodrigues Ribeiro. A exposição é comissariada por Filipa Ramos e tem o mecenato exclusivo do Banco Espírito Santo. O Prémio BES Revelação, iniciativa conjunta da Fundação de Serralves e do Banco Espírito Santo, tem constituído um significativo contributo para a projeção de novos talentos na fotografia em Portugal. Os três projetos vencedores foram selecionados por unanimidade pelo júri do concurso, este ano composto por Guillaume Désanges, curador independente que trabalha em Paris, Marina Fokidis, directora da Kunsthalle Athena, em Atenas, e da revista South, Nav Haq, curador no MHKA, Antuérpia e Filipa Ramos, curadora independente portuguesa que trabalha e vive entre Londres e Milão. André Romão (Lisboa, 1984) selecionou uma projeção vídeo de uma colagem dos vários fragmentos do friso ocidental do Pártenon (dispersos por vários museus europeus) que através do seu próprio desmembramento relata e sintetiza a história do Ocidente. Diogo Evangelista (Lisboa, 1984) apresenta uma instalação vídeo com recurso às convenções do falso documentário (mockumentary) para, nas palavras do artista, refletir sobre os “arquétipos de deserto, sonho, ilusão, utopia e paraíso”, associando “o planeta Marte a um paraíso perdido, representado pelas ilhas de Mauna Kea, no Havai, Faial, nos Açores, Nova Guiné, na Indonésia e Lanzarote, nas Ilhas Canárias”. De Nádia Rodrigues Ribeiro (Leiria, 1984) será exibida uma série de mais de oitenta imagens que testemunham a degradação de um ramo de flores. A artista usou uma variedade de processos fotográficos para revelar as imagens, sublinhando a relação da fotografia com a temporalidade. A exposição é comissariada pela curadora e crítica de arte Filipa Ramos. Curadora de Vdrome (um ciclo de filmes da autoria de artistas visuais e cineastas), Filipa Ramos foi editora associada da revista Manifesta e membro da equipa de investigação da Documenta 13 de 2012. Tem comissariado exposições em espaços públicos e privados e colabora regularmente com várias publicações internacionais.

‘Teatro Avulso’ Na terceira semana da iniciativa ‘Teatro Avulso’, o TNDM II apresenta na Sala Estúdio, de 29 de novembro a 1 de dezembro, Materiais diversos, um solo concebido e coreografado por Tiago Guedes. Neste solo, Tiago Guedes volta a aproximar-se da coreografia e explora as relações e influências entre os materiais plásticos e coreográficos. O espetáculo será interpretado por David Marques nos dias 29 e 30 nov, e pelo próprio Tiago Guedes no dia 1 dezembro, e integra o “Ciclo 2003 - 2013 | 10 anos Tiago Guedes & Materiais Diversos” e pretende comemorar a obra coreográfica do seu diretor artístico. É possível assistir a um ensaio aberto deste espetáculo no dia 28 de novembro, às 21h15, mediante marcação prévia para imprensa@teatro-dmaria.pt.

Larabét 3 – A Morte

Imaginem só! O Labarét 3 está de volta para apresentar um espetáculo acerca da Morte. Desta vez o Clown Laboratori, único grupo inteiramente dedicado à arte do palhaço em Portugal, visita o Teatro Helena Sá e Costa, para mais uma temporada de risos e gargalhadas. Se ainda não viu, não perca esta oportunidade. Se já viu, venha divertir-se de novo e traga os seus amigos! O Labarét 3 é uma criação coletiva, com direção artística de Pedro Fabião, dirigida a um público de todas as idades e feitios, e estará em cena de 27 a 30 de novembro, sempre às 21h30, na Rua da Alegria.

Vida e Alma

Atravessando um tempo de tónicas tão diversas, senti necessidade de olhar um pouco para dentro de mim. Mas não deixando, ao mesmo tempo, de me situar na sociedade em que vivo. Dessa caminhada resultaram 31 paragens, uma por cada dia do mês, em que busquei em mim e nos que me rodeiam valores que pareciam haver-se esfumado, refere Helena Sacadura Cabral sobre o seu mais recente livro. Vida e Alma será apresentado pela jornalista Fernanda Freitas na próxima quintafeira, dia 28 de Novembro, às 18h30, no El Corte Inglés de Lisboa.


Terça-feira, 26 de Novembro de 2013

publicidade/editais

Ganhe convites duplos com o “O PRIMEIRO DE JANEIRO”

O Primeiro de Janeiro | 9


agenda

10 | O Primeiro de Janeiro

Telefones Úteis Hospitais

Farmácias de serviço

Televisão

Serviço permanente

Santo António Tel. 222 077 500 Linha Azul 222 084 601 São João Tel. 225 512 100 Pediátrico Maria Pia Tel. 226 089 900 Linha Azul 226 099 674 Maternidade Júlio Dinis Tel. 226 087 400 Psiquiátrico Conde Ferreira Tel. 225 022 031 Magalhã es Lemos Tel. 226 192 400

PORTO PERMANENTE Cosme Suc. – Rua de Costa Cabral, 584 – Tel. 225 021 511 Liga Ass. Soc. Mútuo – Rua do Bonjardim, 286 (à Pç D. João I) – Tel. 222 001 711 MAIA Aeroporto – Avª do Aeroporto – Moreira da Maia – Tel. 229 471 994 VALONGO Da Formiga – Rua Nuno Tristão 10, 4445-537 Ermesinde Tel. 229 759 750

Privados Ordem do Carmo Tel. 222 008 113 Ordem da Lapa Tel. 225 502 828 Ordem da Trindade Tel. 222 083 656 Prelada - Tel. 228 330 600 Militar Reg. Nº1 Tel. 226 063 011/ 12/13 Santa Maria Tel. 225 504 844 São Francisco Tel. 222 008 441 CONCELHO DE MATOSINHOS Distrital -Tel. 229 372 091 Pedro Hispano Tel. 229 391 000 Linha Azul 229 391 100 CONCELHO DE V. N. GAIA Eduardo Santos Silva Tel. 227 865 100 227 839 001 Vila Nova de Gaia Tel. 223 778 100/ 223 754180

MATOSINHOS Matosinhos Sul – Rua Sousa Aroso, 120 Matosinhos Tel. 222 007 640 VILA NOVA DE GAIA PERMANENTE Rodrigues Rocha – Rua Tenente Valadim, 921 – Canidelo – Tel. 227 811 871 Central – Rua Prof. Amadeu Santos – Valadares – Tel. 227 110 210 Liga das Associações - Rua Marquês de Sá da Bandeira, 344 – Mafamude – Tel. 223 750 765

Hoje AMARANTE São Gonçalo – Estrada nacional 15 333, Madalena 4600 Amarante Tel. 225 425 418 FELGUEIRAS J. Reis – Rua Rebelo Carvalho / 4610-212 Felgueiras Tel. 255 922 640 LOUSADA Fonseca – Rua Santo António, 554 – Silvares / 4620-651 Lousada Tel. 255 912 141 MARCO DE CANAVESES Farmácia Cabanelas - Lugar de Eiro Soalhães - Tel. 255511565 PAREDES Ruão – Rua 1.º Dezembro – Castelões, Cepeda – Tel. 255 777 578 PENAFIEL Sameiro – Rua D. António F Gomes, 230-B – Tel. 255 713 071/2/3 SANTO TIRSO Central – Tel. 252 852 923 TROFA Trofense – Rua Costa Ferreira, C. C. Loja 2 – Tel. 252 412 543

Banda Desenhada

Sr. Perfeito

Passatempos

GONDOMAR Silveira – Rua Dr. Américo Jazelino Dias da Costa, 89 – Fânzeres – Tel. 224 896 905

ZÉ do boné

Conheces aquele restaurante que tem um carrinho de sobremesas? Como correu o vosso jantar?

Pois este tinha um carrinho de cerveja Sim

Terça-feira, 26 de novembro de 2013

Amanhã

RTP1 06:30 Bom Dia Portugal 09:56 Praça da Alegria 12:16 Os Nossos Dias 13:00 Jornal da Tarde 14:16 Windeck - O Preço da Ambição 14:39 Éramos Seis 15:25 Portugal no Coração 18:00 Portugal em Direto 19:09 O Preço Certo 20:00 Telejornal 21:10 Bem-vindos a Beirais 21:47 Quem Quer Ser Milionário 22:49 5 Para a Meia-Noite 23:58 Zon North Canyon 01:04 Pão Negro (Filme) 02:49 Ler +, Ler Melhor 02:59 Regresso a Sizalinda 03:51 Televendas 05:59 Nós

RTP1 06:30 Bom Dia Portugal 09:56 Praça da Alegria 12:16 Os Nossos Dias 13:00 Jornal da Tarde 14:16 Windeck - O Preço da Ambição 14:39 Éramos Seis 15:25 Portugal no Coração 18:00 Portugal em Direto 19:09 O Preço Certo 20:00 Telejornal 21:10 Bem-vindos a Beirais 21:47 Quem Quer Ser Milionário 22:49 5 Para a Meia-Noite 23:58 Zon North Canyon 01:04 Pão Negro (Filme) 02:49 Ler +, Ler Melhor 02:59 Regresso a Sizalinda 03:51 Televendas 05:59 Nós

RTP2 07:00 Zig Zag 15:05 Predadoras 15:30 National Geographic (R/) 16:25 Iniciativa 16:30 Sociedade Civil 18:00 A Fé dos Homens 18:30 Iniciativa (R/) 18:35 Ler +, Ler Melhor 18:45 Zig Zag 20:55 Ler +, Ler Melhor (R/) 21:00 National Geographic 22:00 Síntese 24 horas 22:25 Agora (Diários) 22:30 Dexter 23:30 Estado de Graça (R/) 00:30 O Primogénito (Telefilme) 01:30 Esec-tv 02:00 Agora (Diários)(R/) 02:10 Euronews

RTP2 07:00 Zig Zag 15:05 Predadoras 15:30 National Geographic (R/) 16:25 Iniciativa 16:30 Sociedade Civil 18:00 A Fé dos Homens 18:30 Iniciativa (R/) 18:35 Ler +, Ler Melhor 18:45 Zig Zag 20:55 Ler +, Ler Melhor (R/) 21:00 National Geographic 22:00 Síntese 24 horas 22:25 Agora (Diários) 22:30 Dexter 23:30 Estado de Graça (R/) 00:30 O Primogénito (Telefilme) 01:30 Esec-tv 02:00 Agora (Diários)(R/) 02:10 Euronews

SIC 06:00 Sic Notícias 07:00 Edição da Manhã 08:00 Uma Aventura 08:40 A Vida nas Cartas - O Dilema 10:15 Querida Júlia 13:00 Primeiro Jornal 14:40 Rosa Fogo 15:50 Boa Tarde 18:10 Senhora do Destino 19:10 Sangue Bom 20:00 Jornal da Noite 21:30 Sol de Inverno 22:25 Amor à Vida 22:45 Sorteio do Totoloto (no intervalo) 23:20 A Guerreira 00:55 Investigação Criminal Los Angeles 01:40 EPT - European Poker Tour 02:40 Investigação Criminal Los Angeles 03:45 Televendas

SIC 06:00 Sic Notícias 07:00 Edição da Manhã 08:00 Uma Aventura 08:40 A Vida nas Cartas - O Dilema 10:15 Querida Júlia 13:00 Primeiro Jornal 14:40 Rosa Fogo 15:50 Boa Tarde 18:10 Senhora do Destino 19:10 Sangue Bom 20:00 Jornal da Noite 21:30 Sol de Inverno 22:25 Amor à Vida 22:45 Sorteio do Totoloto (no intervalo) 23:20 A Guerreira 00:55 Investigação Criminal Los Angeles 01:40 EPT - European Poker Tour 02:40 Investigação Criminal Los Angeles 03:45 Televendas

TVI 06:30 Diário da Manhã 10:15 Você na TV! 13:00 Jornal da Uma 14:30 A Outra 16:00 A Tarde é Sua 18:00 Doce Fugitiva 18:30 I Love It 19:30 Casa dos Segredos 4 - Diário da Tarde 20:00 Jornal das 8 21:45 Belmonte 22:45 Destinos Cruzados 23:45 Casa dos Segredos 4 - Diário 00:30 Liga dos Campeões - Resumos 01:00 Casa dos Segredos 4 - Extra 02:00 Guestlist 02:30 Série - Jess e os rapazes 03:30 Série - Segurança Nacional II 04:30 O Último Beijo 05:00 TV Shop

TVI 06:30 Diário da Manhã 10:15 Você na TV! 13:00 Jornal da Uma 14:30 A Outra 16:00 A Tarde é Sua 18:00 Doce Fugitiva 18:30 I Love It 19:30 Casa dos Segredos 4 - Diário da Tarde 20:00 Jornal das 8 21:45 Belmonte 22:45 Destinos Cruzados 23:45 Casa dos Segredos 4 - Diário 00:30 Liga dos Campeões - Resumos 01:00 Casa dos Segredos 4 - Extra 02:00 Guestlist 02:30 Série - Jess e os rapazes 03:30 Série - Segurança Nacional II 04:30 O Último Beijo 05:00 TV Shop


agenda

Terça-feira, 26 de novembro de 2013

Cinemas PORTO DOLCE VITA Cowboys & Aliens M/12 Sessões: 21h20, 00h35

Sugestões Os Smurfs M/6 Sessões: 10h30, 12h50, 15h20, 18h (V.Port./3D)

Capuchinho Vermelho: A Nova Aventura M/6 Sessões: 14h, 16h30, 19h (V.Port./3D)

Amigos Coloridos M/12 Sessões: 13h15, 15h40, 18h30, 21h30, 00h10

Planeta dos Macacos: A Origem M/12 Sessões: 22h, 00h35

Um Dia M/12 Sessões: 13h40, 16h20, 19h, 21h20, 23h50

Os Smurfs M/6 Sessões: 12h50, 15h30, 18h30 (V.Port./3D) Um Dia M/12 Sessões: 13h30, 16h10, 19h05, 21h50, 00h30 Chefes Intragáveis M/12 Sessões: 12h30, 15h10, 17h50, 21h10, 23h50 Conan, o Bárbaro M/12 Sessões: 13h20, 16h, 18h40, 21h30, 00h10 Amigos Coloridos M/12 Sessões: 13h, 15h40, 18h50, 21h40, 00h25 Assim é o Amor M/12 Sessões: 12h40, 15h25, 18h10, 21h, 23h50 MAIA MAIASHOPPING Os Smurfs M/6 Sessões: 13h30, 16h, 18h40, 21h20, 23h50 (V.Port./3D) Conan, o Bárbaro M/12 Sessões: 13h20, 16h20, 19h, 21h50, 00h35 Capitão América: O Primeiro Vingador M/12 Sessões: 21h10, 00h10 Planeta dos Macacos: A Origem M/12 Sessões: 13h40, 16h30, 19h10, 21h40, 00h20 Cowboys & Aliens M/12 Sessões: 13h10, 15h50, 18h50, 21h30, 00h30 Capuchinho Vermelho: A Nova Aventura M/6 Sessões: 13h50, 16h10, 18h30 (V.Port.)

MATOSINHOS MAR SHOPPING O Último Destino 5 M/16 Sessões: 13h40, 16h20, 19h10, 22h, 00h30 Green Lantern - Lanterna Verde M/12 Sessões: 22h45 Amigos Coloridos M/12 Sessões: 13h20, 16h, 18h40, 21h50, 00h25 Capuchinho Vermelho: A Nova Aventura M/6 Sessões: 12h40, 15h10, 17h40, 20h (V.Port./3D) Sem Prada nem Nada M/12 Sessões: 21h20, 24h Os Smurfs M/6 Sessões: 13h10, 15h50, 18h30 (V.Port.) Cowboys & Aliens M/12 Sessões: 12h50, 15h30, 18h20, 21h30, 00h10 Chefes Intragáveis M/12 Sessões: 13h, 15h40, 18h10, 21h, 23h40 Conan, o Bárbaro M/12 Sessões: 13h30, 16h10, 18h50, 21h40, 00h20 ) VILA NOVA DE GAIA LUSOMUNDO GAIASHOPPING Carros 2 M/6 Sessões: 13h15, 15h45 (V.Port./3D) Planeta dos Macacos: A Origem M/12 Sessões: 18h25, 20h55, 24h Cowboys & Aliens M/12 Sessões: 13h, 15h50, 18h50, 21h55, 00h35

NORTESHOPPING Capitão América: O Primeiro Vingador M/12 Sessões: 13h30, 16h10, 19h10, 22h30

Super M/12 Sessões: 21h50, 00h25

Conan, o Bárbaro M/12 Sessões: 12h40, 15h10, 18h10, 22h, 00h35

Os Smurfs M/6 Sessões: 13h05, 15h35, 18h15, 20h50, 23h50 (V.Port./3D)

O Último Destino 5 M/16 Sessões: 13h10, 15h30, 18h20, 21h40, 00h30 Cowboys & Aliens M/12 Sessões: 13h, 16h, 18h50, 22h, 00h45 Planeta dos Macacos: A Origem M/12 Sessões: 21h50, 00h25 Capuchinho Vermelho: A Nova Aventura M/6 Sessões: 10h50, 13h20, 15h50, 18h40 (V.Port./3D) Chefes Intragáveis M/12 Sessões: 21h10, 23h40

Conan, o Bárbaro M/12 Sessões: 12h55, 15h40, 18h40, 21h30, 00h10 Capuchinho Vermelho: A Nova Aventura M/6 Sessões: 12h55, 15h, 17h20, 19h40 (V.Port.) Capitão América: O Primeiro Vingador M/12 Sessões: 13h30, 16h10, 19h, 21h45, 00h40 Animais Unidos M/6 Sessões: 12h45, 14h55, 17h10, 19h25 (V.Port./3D) Harry Potter e os Talismãs da Morte: Parte 2 M/12 Sessões: 21h40, 00h30

Chefes Intragáveis M/12 Sessões: 12h50, 15h05, 17h25, 19h45, 22h, 00h20 Amigos Coloridos M/12 Sessões: 13h25, 16h05, 18h45, 21h20, 00h15 UCI ARRÁBIDA 20 O Último Destino 5 M/16 Sala: Sala 1 Sessões: 14h, 16h30, 19h, 21h35, 00h35 A Ressaca - Parte II M/16 Sala: Sala 2 Sessões: 22h20, 00h40 Capuchinho Vermelho: A Nova Aventura M/6 Sala: Sala 2 Sessões: 13h40, 15h50 (V.Port.), 18h, 20h10 (V.Port./3D) Capitão América: O Primeiro Vingador M/12 Sala: Sala 3 Sessões: 13h55, 16h25, 18h55, 21h25, 24h Planeta dos Macacos: A Origem M/12 Sala: Sala 4 Sessões: 14h10, 16h40, 19h05, 21h35, 00h05 Sem Prada nem Nada M/12 Sala: Sala 5 Sessões: 14h10, 16h45, 19h20, 21h50, 00h20 Larry Crowne M/12 Sala: Sala 6 Sessões: 18h30 Tinhas Mesmo Que Ser Tu M/12 Sala: Sala 6 Sessões: 13h50, 16h10, 21h30, 00h15 A Árvore da Vida M/16 Sala: Sala 7 Sessões: 18h45

Carros 2 M/6 Sala: Sala 8 Sessões: 13h40 (V.Port.) Eu Vi o Diabo M/16 Sala: Sala 8 Sessões: 16h10, 19h05, 22h, 00h55 Cowboys & Aliens M/12 Sala: Sala 9 Sessões: 14h, 16h30, 18h55, 21h25, 00h15 Assim é o Amor M/12 Sala: Sala 10 Sessões: 13h50, 16h35, 19h20, 22h, 00h40 Chefes Intragáveis M/12 Sala: Sala 11 Sessões: 14h10, 16h40, 19h15, 21h45, 00h20 Conan, o Bárbaro M/12 Sala: Sala 12 Sessões: 14h05, 16h45, 19h20, 21h55, 00h35 Conan, o Bárbaro M/12 Sala: Sala 13 Sessões: 13h45, 16h20, 18h55, 21h35, 00h15 (2D) Bem-vindo ao Sul M/12 Sala: Sala 14 Sessões: 14h15, 16h40, 19h10, 21h40, 00h10 Os Smurfs

HOJE TODO O TERRITÓRIO: Céu muito nublado, diminuindo de nebulosidade a partir da tarde. Períodos de chuva,por vezes forte a norte do sistema montanhoso Montejunto-Estrela, passando a aguaceiros. Queda de neve nos pontos mais altos da serra da Estrela, descendo gradualmente a cota para os 800 metros a partir da tarde. Vento fraco a moderado (10 a 25 km/h) de sudoeste, temporariamente moderado a forte (30 a 45km/h) no litoral, rodando para noroeste, sendo forte (35 a 50 km/h) nas terras altas. Pequena subida da temperatura mínima. MADEIRA: Períodos de céu muito nublado. Aguaceiros fracos a partir do início da manhã, em especial nas vertentes norte. Vento em geral fraco (inferior a 20 km/h) de noroeste, rodando para leste. AÇORES: GRUPO OCIDENTAL: Períodos de céu muito nublado, tornando-se encoberto. Períodos de chuva, passando a aguaceiros. Vento sudoeste FORTE (50/65 km/h) com rajadas até 80 km/h, rodando para oeste e tornando-se muito fresco (40/50 km/h). GRUPO CENTRAL: Períodos de céu muito nublado, tornando-se encoberto. Períodos de chuva. Vento sudoeste muito fresco a FORTE (40/65 km/h) com rajadas até 80 km/h. GRUPO ORIENTAL: Períodos de céu muito nublado, tornando-se encoberto. Aguaceiros. Vento do quadrante sul fresco (30/40 km/h), tornando-se FORTE (50/65 km/h) com rajadas até 75 km/h.

TODO O TERRITÓRIO: Céu muito nublado, diminuindo de nebulosidade a partir da tarde. Períodos de chuva,por vezes forte a norte do sistema montanhoso Montejunto-Estrela, passando a aguaceiros. Queda de neve nos pontos mais altos da serra da Estrela, descendo gradualmente a cota para os 800 metros a partir da tarde. Vento fraco a moderado (10 a 25 km/h) de sudoeste, temporariamente moderado a forte (30 a 45km/h) no litoral, rodando para noroeste, sendo forte (35 a 50 km/h) nas terras altas. Pequena subida da temperatura mínima. MADEIRA: Períodos de céu muito nublado. Aguaceiros fracos a partir do início da manhã, em especial nas vertentes norte. Vento em geral fraco (inferior a 20 km/h) de noroeste, rodando para leste. AÇORES: GRUPO OCIDENTAL: Períodos de céu muito nublado, tornando-se encoberto. Períodos de chuva, passando a aguaceiros. Vento sudoeste FORTE (50/65 km/h) com rajadas até 80 km/h, rodando para oeste e tornando-se muito fresco (40/50 km/h). GRUPO CENTRAL: Períodos de céu muito nublado, tornando-se encoberto. Períodos de chuva. Vento sudoeste muito fresco a FORTE (40/65 km/h) com rajadas até 80 km/h. GRUPO ORIENTAL: Períodos de céu muito nublado, tornando-se encoberto. Aguaceiros. Vento do quadrante sul fresco (30/40 km/h), tornando-se FORTE (50/65 km/h) com rajadas até 75 km/h.

M/6 Sala: Sala 15 Sessões: 14h, 16h30, 18h55 (V.Port.), 21h20, 24h Amigos Coloridos M/12 Sala: Sala 16 Sessões: 13h50, 16h20, 18h50, 21h45, 00h25

Concerto de Nouvelle Vague

Harry Potter e os Talismãs da Morte: Parte 2 M/12 Sala: Sala 17 Sessões: 15h, 17h55, 21h25, 00h15 Animais Unidos M/6 Sala: Sala 18 Sessões: 14h10, 16h20 (V.Port./3D) Green Lantern - Lanterna Verde M/12 Sala: Sala 18 Sessões: 18h35, 21h15, 00h10 A Melhor Despedida de Solteira M/12 Sala: Sala 19 Sessões: 13h50, 16h35 Super 8 M/12 Sala: Sala 19 Sessões: 19h20, 21h55, 00h30 Um Dia M/12 Sala: Sala 20 Sessões: 14h, 16h40, 19h10, 22h, 00h40

GONDOMAR LUSOMUNDO - PARQUE NASCENTE Os Smurfs M/6 Sessões: 13h25, 16h, 18h35, 21h10, 23h50 (V.Port.) Conan, o Bárbaro M/12 Sessões: 13h45, 16h30, 19h15, 21h55, 00h40 O Último Destino 5 M/16 Sessões: 13h50, 16h20, 19h30, 22h, 00h30

Sem Remorsos M/12 Sala: Sala 7 Sessões: 14h05, 16h25, 21h40, 00h10

Tempo

AMANHÃ

O Primeiro de Janeiro | 11

Amigos Coloridos M/12 Sessões: 12h50, 15h20, 17h50, 21h20, 24h Green Lantern - Lanterna Verde M/12 Sessões: 21h15, 24h Capuchinho Vermelho: A Nova Aventura M/6 Sessões: 13h10, 15h30, 18h (V.Port./3D) Chefes Intragáveis M/12 Sessões: 15h, 17h40, 20h30, 23h Conan, o Bárbaro M/12 Sessões: 13h, 15h40, 18h25, 21h, 00h05 Um Dia M/12 Sessões: 14h10, 16h45, 19h20, 22h10, 00h45 Sem Prada nem Nada M/12 Sessões: 21h50, 00h20 Carros 2 M/6 Sessões: 13h40, 16h25, 19h (V.Port.) Capitão América: O Primeiro Vingador M/12 Sessões: 14h30, 17h30, 20h40, 23h40 Planeta dos Macacos: A Origem M/12 Sessões: 14h45, 17h15, 20h, 22h30 Cowboys & Aliens M/12 Sessões: 13h15, 15h50, 18h40, 21h40, 00h25

A Câmara municipal do Fundão e o Teatro Clube de Alpedrinha vêm por este meio apresentar o programa, para a realização do concerto de Nouvelle Vague (uma Nova Vaga no que à filosofia cultural da região centro diz respeito) que irá decorrer no dia 13 de Dezembro 2013, com atuação de DJ’S após o concerto, DJ Lynce do Plano b do Porto e DJ Lollipopz residente na cidade do Fundão. A banda de Marc Collin e Olivier Libaux, Nouvelle Vague, tem vindo a desenvolver um percurso notável. Desde o primeiro concerto no Lux, em 2004, que conquistaram o carinho do público Português, tocando de Norte a Sul do País em pequenos teatros, no Campo Pequeno e em muitos festivais de Verão. Os concertos agendados para Dezembro deste ano prendem-se com o facto de os Nouvelle Vague terem recebido, nomeadamente através do facebook, inúmeros pedidos por parte de fãs portugueses para o seu regresso aos palcos nacionais. Estas actuações ao vivo terão a particularidade de, pela primeira vez, subirem ao palco três vocalistas femininas e da inclusão de uma nova componente visual inexistente nas actuações anteriores do grupo. Em estreia absoluta a nova vocalista Zula (cantora e bailarina num famigerado clube de Paris) e a já indispensável presença de Melanie Pain. Dois fortes motivos para não faltarem ao concerto do ano na Beira Interior. Este concerto acontece com base no conceito de inovação e diversificação, presente em apostas diversas do Município (tal como o Living Lab Cova da Beira) e também de parceria – incluindo as entidades juvenis e culturais do concelho, pretende-se (re)posicionar o nosso concelho num contexto global, altamente dinâmico e evolutivo, bem como destacar a sua estratégia cultural relativamente a outras regiões.

“O TEU NATAL” “O TEU NATAL” é a canção inédita que Miguel Angelo escreveu para o Natal de 2013. E para muitos outros que se lhe seguirão. “O TEU NATAL” recupera a tradição das grandes canções pop de Natal que vivem para sempre. Versando sobre a difícil situação que atravessamos, recupera a iluminação do Natal passado, entre os contos dos Tempos Difíceis de Dickens e a esperança de Lennon & McCartney. O tema tem uma edição digital e está também disponível em single de vinil, numa edição limitada pela editora Rastilho, com o instrumental no lado B (inclui código para download). Edição em vinil já está nas lojas.


1868

Há 144 anos, todos os dias consigo.

Director: Angela Amorim | Distribuição Gratuita | www.edvsemanario.pt |

|

O PRESIDENTE Para quem vive do sistema ou anda próximo da mesa do orçamento, para quem, no meio da crise, cresce e engorda, é evidente que as recentes declarações do Dr. Mário Soares são excessivas e impróprias para quem já exerceu a mais alta Magistratura da Nação. Para milhões de portugueses e muitos outros que sofrem nesta desgraçada Europa, Mário Soares está cada vez mais lúcido. As suas palavras e as de outros que se reuniAndré Escórcio* ram na Aula Magna constituem, apenas, a campainha de alarme de um quadro que pode descambar em violência. É a própria História que nos ensina e aconselha a saber interpretar os sinais. A situação vivida nas escadarias do Parlamento, a generalizada insatisfação de todos os grupos profissionais, o assustador desemprego, a galopante pobreza, o confisco de salários e de pensões, a insuportável carga de impostos, o cinismo e aldrabice discursiva dos governantes, do FMI à Europa, passando pela dupla Passos/Portas na Assembleia da República, coloca o País numa tensão muito próxima da explosão social. Será que há gente que ainda não percebeu isto? Que esta Europa de especuladores não nos interessa, que este governo está fora de prazo, que não podemos ficar reféns dos mercados, que é o Euro que está em causa, que temos de lutar pela nossa independência e soberania? É difícil perceber que são exigidas saídas deste drama que espezinha e tritura povos e que a austeridade não é a solução? Trata-se de um quadro que ninguém deveria ignorar. O problema é que o próprio Presidente da República ignora-o ao agir partidariamente e não como a figura independente e de garantia do equilíbrio e busca de soluções. Mastiga, gagueja, assobia para o lado, sorri, talvez de si próprio, não assume uma palavra em defesa do Tribunal Constitucional, toma por certo um único caminho quando, nesta encruzilhada, são várias as opções possíveis. É pois legítimo que se lhe aponte o dedo acusador, pela mais completa e notória ineficácia. Hoje, já não é apenas o governo que está em causa, é também o Presidente da República. E quando Mário Soares aponta para a demissão de ambos é pela pública existência de uma cumplicidade que nos está a arrastar para uma situação de difícil regresso. Não basta o Presidente apelar à "serenidade" em "tempo que não é fácil". O que é que isto quer dizer e que importância prática têm estas palavras? Zero! Deveria, antes, mostrar-se preocupado com o Relatório Comissão Europeia que se junta ao FMI e ao Governo no sentido de, em uníssono, apertarem o cerco aos juízes do Palácio Ratton. Mário Soares e muitos outros estão lúcidos, muito lúcidos. Por isso, saúdo-o quando exprime quase em tom de grito: "Senhor Presidente, demita-se, uma vez que não cumpre a Constituição" (...) "Não desgrace mais Portugal, senhor *Professor www.comqueentao.blogspot.com

Diretor: Rui Alas Pereira (CP-2017). E-mail: ruialas@oprimeirodejaneiro.pt Redatores: Joaquim Sousa (CP-5632), Andreia Cavaleiro (CP-6983), Cátia Costa (Lisboa) e Vasco Samouco. Fotografia: Ivo Pereira (CP-3916) Secretariado de Direção: Sandra Pereira. Secretariado de Redação: Elisabete Cairrão. Publicidade: Conceição Carvalho (chefe), Elsa Novais (Lisboa, 918 520 111) e Fátima Pinto. E-mail: conceicao.carvalho@oprimeirodejaneiro.pt Morada: Rua de Santa Catarina, 489 2º - 4000-452 Porto. Contactos: redação - Tel. 22 096 78 47 - Tm: 912 820 510 E-mail: geral.cloverpress@oprimeirodejaneiro.pt - Publicidade - Telefone: 22 096 78 46, Fax: 22 096 78 45 Propriedade: Globinóplia, Unipessoal Lda. Edição: Cloverpress, Lda. NIF: 509 229 921 Depósito legal nº 1388/82 Impressão: Coraze, Telefs.910252676 / 910253116 / 914602969, Oliveira de Azeméis. Distribuição: Vasp. Tiragem: 20 000

Presidente da República recorda “invulgar talento” do arquiteto

Funeral de Alcino Soutinho realiza-se hoje O Presidente da República lembrou ontem o “invulgar talento” do arquiteto Alcino Soutinho, que morreu no domingo aos 83 anos, sublinhando o contributo inestimável que deu para a difusão internacional da arquitetura portuguesa. “Foi um nome maior da ‘Escola do Porto’, que marcou de forma decisiva a arquitetura portuguesa na segunda metade do século XX, projetando o seu exemplo neste novo milénio”, escreve Cavaco Silva. “Alcino Soutinho foi um nome maior da ‘Escola do Porto’, que marcou de forma decisiva a arquitetura portuguesa na segunda metade do século XX, projetando o seu exemplo neste novo milénio”, lê-se na mensagem de condolências enviada pelo chefe de Estado, Aníbal Cavaco Silva, à família do arquiteto. Na mensagem, divulgada no ‘site’ da Presidência da República, Cavaco Silva lembra ainda a “vasta obra e reveladora de invulgar talento” com que Alcino Soutinho deu “um contributo inestimável para a difusão internacional” da arquitetura portuguesa e “para tornar a região do Porto um dos grandes polos de cultura e criatividade do País”. O arquiteto Alcino Soutinho, distinguido com o Prémio Europa Nostra em 1982 pelo pro-

jeto da Pousada de S. Diniz, em Vila Nova de Cerveira, morreu domingo no Porto. O projeto da Biblioteca-Museu Amadeo de Souza Cardoso e dos Paços do Concelho de Amarante valeramlhe também o Prémio Associação de Críticos de Arte - Secção Portuguesa em 1984. As Faculdades de Química e de Cerâmica, em Aveiro, o Museu do Neo-Realismo em Vila Franca de Xira, o Centro de Estágios do FC Porto, em Vila Nova de Gaia, a marginal de Vila do Conde e o Eco Resort, em Tróia, são alguns outros edifícios projetados por Alcino Soutinho. Em Matosinhos, além dos Paços do Concelho, Alcino Soutinho assinou os projetos da Biblioteca Municipal Florbela Espanca, as urbanizações da Quinta das Sedas e do Palácio da Enseada, a Torre Sinhá e a estação de metropolitano Brito Capelo, entre outros. “DEIXOU A SUA MARCA POR TODO O PAÍS”

O arquiteto Alcino Soutinho, falecido no domingo aos 83 amos, “deixou a sua marca por todo o país, numa presença feita de rigor e pureza no traço arquitetónico”, afirma em comunicado a presidente da Assembleia da República. “Alcino Soutinho dei-

xou a sua marca por todo o país, numa presença feita de rigor e pureza no traço arquitetónico, no encontro de soluções de grande expressividade, sempre com uma particular atenção ao contexto da sua arte”, lê-se na mensagem de pesar de Assunção Esteves, divulgada ontem. “Na arquitetura, na sua atividade de docência na Faculdade de Arquitetura da Universidade do Porto e também na pintura, Alcino Soutinho deixa-nos um legado de justeza e inventividade que devemos recordar e celebrar sempre”, afirma presidente do parlamento. Assunção Esteves aponta como “emblemáticas” as “construções como os Paços do Concelho e a Biblioteca Florbela Espanca, em Matosinhos, a Casa-Museu Guerra Junqueiro, no Porto, ou o Museu do Neorrealismo, em Vila Franca de Xira”. Para Assunção Esteves, “Portugal perdeu um dos seus maiores arquitetos e um dos mais destacados representantes da ‘Escola do Porto’. O corpo do arquiteto foi velado ontem na Igreja de CristoRei, no bairro da Boavista, realizando-se hoje (10h30) o funeral com uma cerimónia no Porto, seguindo o corpo para o Tanatório de Matosinhos, será efetuada a cremação.

Primeiro espetáculo dos britânicos Monty Python

Bilhetes esgotaram em 43,5 segundos Os bilhetes para o primeiro espetáculo do grupo humorístico britânico Monty Python em 30 anos, agendado para 01 de julho de 2014 em Londres, esgotaram ontem em 43,5 segundos, tendo os organizadores anunciado quatro datas suplementares. “O primeiro espetáculo esgotou completamente em 43,5 segundos”, afirmou um porta-voz dos Monty Python, em declarações à agência francesa AFP. Os bilhetes para o espetáculo, que vai ser realizado no recinto O2 Arena, foram colocados ontem à venda. O bilhete mais caro custava 95 libras (cerca de 113

euros), enquanto o ingresso mais barato 27,50 libras (33 euros). O recinto O2 Arena, na capital britânica, tem capacidade para cerca de 20 mil pessoas. Os ‘sites’ de venda online de bilhetes foram inundados com pedidos e muitos ficaram inacessíveis por algum tempo. Alguns segundos depois do início da venda nos ‘sites’ autorizados, muitos bilhetes ficaram disponíveis em sites de revenda a preços que atingiram as 1600 libras (cerca de 1900 euros). Perante a reação do público, os organizadores do espetáculo anunciaram que John Cleese, Ter-

ry Gilliam, Eric Idle, Terry Jones e Michael Palin, atualmente todos septuagenários, vão atuar em mais quatro datas suplementares: 02,03, 04 e 05 de julho. O grupo humorístico britânico Monty Python, que atuou pela última vez há 30 anos, anunciou na passada quinta-feira que ia regressar aos palcos para fazer um único espetáculo ao vivo em Londres. Intitulado “One Down, Five to Go” (“Um já está, faltam cinco”, na tradução em português), o espetáculo vai recordar igualmente o sexto membro do grupo, Graham Chapman, que morreu em 1989 vítima de um cancro.


26 11 2013