Page 1

PREPARADO PARA TUDO TREINADOR PAULO FONSECA REFUTA CRÍTICAS AO RENDIMENTO DO FC PORTO

Há 144 anos, sempre consigo. 1868

Continente - 0,60 € (IVA INCLUIDO) – Ilhas - S. Miguel e Madeira - 0,75 € (IVA INCLUIDO) – Porto Santo 0,80 € (IVA INCLUIDO)

Director: Angela Amorim | Distribuição Gratuita | www.edvsemanario.pt |

Diretor: Rui Alas Pereira | ISSN 0873-170 X |

|

DIÁRIO NACIONAL

Ano CXLV | N.º 197

Quinta-feira, 26 de setembro de 2013

SINDICATOS DA FUNÇÃO PÚBLICA APERTAM O CERCO AO GOVERNO

!MUR AL CE

defende que Portugal deve continuar aposta nas exportações

FMI

quer zona euro com orçamento único e criação de Eurobonds

PSD

preocupado com as elevadas taxas de juros da dívida

 Os sindicatos da função pública não deixam o Governo pôr o pé em ramo verde e prometem continuar a luta contra os cortes nas pensões, o aumento do horário de trabalho e o desemprego. Ontem, aposentados e pensionistas protestaram no Rossio, enquanto a Fesap entregava uma providência cautelar no Tribunal de Lisboa contra as 40 horas semanais. Hoje, no Porto, a Fenprof realiza mais uma ação de protesto, com a instalação de um “(I)Mural do Desemprego”, que pretende alertar para a situação em que se encontram “dezenas de milhar” de professores que não têm trabalho...

AMADORA PJ liberta criança após 30 horas de cativeiro

PORTO Comerciantes da Baixa vão ser indemnizados


local Porto

2 | O Primeiro de Janeiro

Quinta-feira, 26 de setembro de 2013

Tribunal da Relação do Porto confirma sentença da 1.ª instância

Estado condenado a pagar cerca de três milhões de euros Comerciantes da baixa, prejudicados pelas obras da Capital Europeia da Cultura, vão receber indemnização. Segundo um comunicado do escritório de advogados que representa a Associação de Comerciantes do Porto, intitulado “Casa da Música em risco de penhora”, a “sentença do tribunal foi hoje conhecida e o Estado tem mesmo que pagar três milhões de euros aos 60 comerciantes pelos prejuízos causados pelas obras da Porto 2001”. A indemnização a ser paga pelo Estado deverá rondar os 1,9 milhões de euros, aos quais acrescem juros de mora que poderão elevar o valor para os três milhões. Os comerciantes em causa, representados pela Associação dos Comerciantes do Porto, pertencem algumas das artérias que receberam melhoramentos durante a Porto2001, nomeadamente Santa Catarina, Ceuta, Sá da Bandeira ou a praça Carlos Alberto.

PSP

Apreendidas 2354 doses de heroína

Indemnização. Deverá rondar os 1,9 milhões de euros, aos quais acrescem

. juros de mora que poderão elevar o valor para os três milhões

Subsiste a polémica sobre quem será o responsável pela dívida já que o comunicado volta a nomear a Casa da Música com alvo de uma possível penhora. Em comunicado, a Casa da Música “vem esclarecer que não decorre, para ela, qualquer responsabilidade de indemnizar os comerciantes da Baixa do Porto pelos prejuízos causados pelas obras de requalificação do espaço público, realizadas no âmbito da Porto 2001 – Capital Europeia da Cultura”. Segundo o mesmo comunicado, “a ré não é a Fundação Casa da Mú-

sica SA, mas sim a Casa da Música / Porto 2001 SA, sociedade extinta em Junho de 2008” pelo que, decorrente da extinção, todos os direitos e obrigações da “sociedade Casa da Música / Porto 2001 foram transferidos para o Estado Português, representado pela Direção-Geral de Tesouro e Finanças, a quem compete o pagamento da eventual indemnização, caso venha a transitar em julgado”. O advogado Nuno Cerejeira Namora defende que foram transferidos para a Fundação Casa da Música “o ativo e o passivo” da Porto2001 e só posteriormente

praia de Matosinhos

Embarcação de pesca encalhada Uma embarcação de pesca costeira de Vila do Conde encalhou ontem de manhã na praia de Matosinhos, sem que algum dos seus quatro tripulantes sofresse qualquer tipo de ferimento, declarou a Polícia Marítima. Segundo oficial-adjunto da Capitania do porto de Leixões, Lourenço Afonso, o acidente ocorreu cerca das 07h30, quando o barco “Trajano” ficou “a cerca de 15 metros da praia do Titan”, em Matosinhos. Na ocasião, um dos quatro tripulantes saltou à água, mas apenas por ter receio que a embarcação de virasse, o que não aconteceu, tendo sido assistido pelo salva-vidas do porto de Leixões. Lourenço Afonso informou que, às 12h30, a embarcação encontrava-se assente na areia. A Polícia Marítima já abriu um inquérito para perceber quais as causas deste acidente.

A PSP do Porto deteve, ontem, uma mulher de 44 anos na posse de heroína suficiente para 2.354 doses individuais e 35 euros. A mulher foi detida durante uma ação de combate à criminalidade na rua Alexandre Herculano.

para o principal acionista desta instituição que é o Estado. Considera, também, que o facto do Ministério Público (MP) representar o Estado no processo advém do ser o Estado “o sócio maioritário da Casa da Música”. A Casa da Música, pelo seu lado, considera que “o comunicado da sociedade de advogados cria um enredo que nada tem a ver com a realidade. A Fundação Casa da Música contactou telefonicamente o Advogado Nuno Cerejeira Namora, que reconheceu o erro, comprometendo-se a esclarecer a dúvida que dele possa resultar”.

Reabertura

Cinemas em S. João da Madeira

A licença da Inspeção-Geral das Atividades Culturais (IGAC) que permite a reabertura dos cinemas de S. João da Madeira foi emitida. Num comunicado em que faz este anúncio, a Câmara Municipal regista “com satisfação” a forma “célere e eficaz” como atuaram as entidades envolvidas no processo: IGAC, Delegação de Saúde e Bombeiros de S. João da Madeira, além dos próprios serviços municipais. A abertura dos cinemas surge na sequência da recente assinatura de um contrato entre a Sonae Sierra e o operador Orient Cinemas.


regiões

Quinta-feira, 26 de Setembro de 2013

O Primeiro de Janeiro | 3

PJ liberta criança de 13 anos de cativeiro de 30 horas

Terror na Amadora Rapto foi culminar de conflito que opunha o detido aos pais da criança, devido ao não pagamento das rendas de casa. Escola fechada em Aveiro

Obras no conservatório geram protesto dos pais Dezenas de pais compareceram, ontem, durante o almoço, junto ao Conservatório de Música de Aveiro, em protesto contra a falta de segurança da construção de uma ponte pedonal, que alegadamente impede a escola de abrir. Segundo Jorge Tavares, da Associação de Pais, o estacionamento foi fechado para ser usado como estaleiro e não há proteção no acesso, o trajeto ficou perigoso, e desde janeiro que alertaram a autarquia para os problemas, sem que fossem acauteladas alternativas. Ao todo são cerca de 600 alunos que estão sem aulas porque as atividades estão suspensas por motivos de segurança. Os pais equacionam agora a possibilidade da comunidade escolar vir a interpor uma providência cautelar para suspender a construção.

A Polícia Judiciária libertou uma criança de 13 anos que esteve em cativeiro durante 30 horas na zona da Amadora e deteve o raptor, agora em prisão preventiva, divulgou, ontem, esta força policial, dando alguns detalhes sobre uma situação inusitada, principalmente, pela idade do raptado. Segundo a Unidade Nacional Contra o Terrorismo (UNCT) da PJ, o homem detido, de 41 anos, sem profissão, tinha antecedentes criminais por crimes especialmente violentos, nomeadamente sequestro, ofensas à integridade física e violência doméstica, tendo exigido aos pais e familiares da criança raptada o pagamento de um resgate em

Rapto. Criança foi libertada após 30 horas de cativeiro. Raptor exigiu a pais e familiares o pagamento de um resgate troca da sua libertação com vida. O rapto, explicou ainda a Polícia Judiciária no mesmo comunicado, foi o culminar de um longo conflito que opunha o detido aos pais da criança, motivado pelo não pagamento por parte dos segundos das rendas da casa em que habitavam.

Fonte policial da Unidade Nacional Contra o Terrorismo revelou também que o rapto ocorreu na comarca do Seixal e que a criança ficou em cativeiro numa residência na Amadora com a qual o arguido não tinha ligação, o que dificultava à partida a sua localização.

Após subjugar fisicamente a criança, torcendo-lhe o braço, o raptor manteve-a fechada na casa de banho daquela residência. Durante esse período telefonou aos pais e familiares a exigir três mil euros e que abandonassem o imóvel arrendado.

encapuzados munidos com pelo menos uma arma de fogo. Tudo aconteceu na casa paroquial de Mujães, freguesia de Viana do Castelo, entre as 00h00 e as 02h00, conforme relatou o pároco Manuel da Costa Pereira, de 72 anos. “Acho que entraram pela parte de baixo da casa, talvez arrombando a porta, e como não encontraram dinheiro foram-me buscar

à cama para lhes dar a chave do cofre. Arrastaram-me, ameaçaram-me e ainda me deram uma bofetada na cara”, disse. Antes de se colocarem em fuga, os três assaltantes amarraram o sacerdote com gravatas. “Ao fim de alguns minutos, consegui soltar-me e pedi ajuda. Mas tive muito medo, porque eles ameaçaram-me com a arma”, confessou.

Padre de Viana do Castelo agredido

Assalto violento

Quatro anos e meio de prisão por fogo posto

Um padre de Viana do Castelo foi assaltado com violência, na madrugada de ontem, no interior da residência, entregando cerca de 5 mil euros, num caso já em investigação pela Polícia Judiciária. Fonte daquela força policial confirmou que estão a decorrer “diligências” no terreno, tendo em conta que o assalto terá sido perpetrado por três homens

Quarta ação do género realizada este ano

O Tribunal de Castro Daire condenou na terça-feira, a quatro anos e meio de prisão efetiva, um arguido pela prática do crime de incêndio florestal. Segundo um comunicado ontem revelado, os factos remontam a 3 de setembro do ano passado, quando ateou um fogo em Alva, no concelho de Castro Daire, “numa área densamente florestada, composta maioritariamente por pinheiros”. “Ateou fogo à vegetação, dando origem a um incêndio que consumiu cerca de 1.500 metros quadrados de área florestal”, refere. Na atribuição da pena, o tribunal teve em consideração “o facto de o arguido ter praticado os factos no decurso do cumprimento de uma pena de prisão por dias livres”, acrescenta. A fonte explicou que o arguido já tinha sido condenado no passado dia 4, “também pela prática do crime de incêndio florestal, porém por factos reportados a março de 2012”, na pena de sete anos e meio de prisão.

PSP destrói 3125 armas já degradadas O Departamento de Armas e Explosivos da Polícia de Segurança Pública (PSP) destruiu um total de 3125 armas, sendo 2.800 de fogo e 325 classificadas como brancas. Esta ação de destruição de armas, em estado de degradação, foi a quarta realizada este ano pela PSP. As armas destruídas foram apreendidas pela PSP e outras autoridades policiais em todo o País, no âmbito de processos-crime, contraordenação ou administrativos e na sua missão preventiva, em especial da comissão de crimes violentos com o emprego de armas de fogo. Neste lote, inseriram-se ainda as armas entregues voluntariamente ou encontradas casualmente.


nacional

4 | O Primeiro de Janeiro

Quinta-feira, 26 de setembro de 2013

Governo preocupado com as elevadas taxas dos juros da dívida

“Portugal vencerá” O porta-voz do PSD diz que o Governo está preocupado com os juros da dívida pública portuguesa, mas determinados em cumprir as obrigações assumidas. ”Eu ouvi alguns dirigentes políticos dizer que estavam muito preocupados com as taxas de juro”, referiu Marco António Costa, durante uma ação de campanha autárquica nas Caldas da Rainha, perante cerca de 40 militantes do PSD, acrescentando: “E nós estamos preocupados com as taxas de juro”.

Seguro e a revisão da lei das campanhas

“Desviar atenções”

PSD. Porta-voz Marco António Costa defende que o Governo “tem feito tudo para dar sinais claros aos país e aos mercados internacionais de que Portugal irá cumprir as suas obrigações” “Nós estamos preocupados com as taxas de juro, e tudo temos feito para dar sinais claros ao país, e também para os mercados internacionais e para os nossos financiadores internacionais, de que nós estamos determinadíssimos em cumprir as nossas obrigações e que Portugal vencerá”, completou. O coordenador e porta-voz da direção nacional do PSD manifestou-se convicto de o povo português conseguirá “recuperar a soberania financeira e não estar

Nono dia da campanha eleitoral marcado por acusações entre os dois maiores partidos

“Devem meter a mão na consciência”

Ao nono dia da campanha eleitoral para as autarquias locais, os líderes partidários voltaram a trocar acusações sobre a governação do país, com o porta-voz do PSD ainda assim a reiterar os apelos ao PS para trabalho conjunto. Numa iniciativa da campanha autárquica nas Caldas da Rainha, o vice-presidente do PSD Marco António Costa descreveu Portugal como um país que está a “erguer-se, depois de ter sido derrubado em maio de 2011” durante a governação socialista de José Sócrates. “Devem meter a mão na consciência. Devem recordar-se que durante seis anos geriram o país a um ponto de pré-rutura financeira que não só terminaria com o Estado social como levaria - levaria - e só não levou porque tivemos ajuda externa internacional, que agora temos de pagar - ao colapso de todo o Estado português”, afirmou. O dirigente do PSD reiterou os apelos para que os adversários políticos “não virem as costas a Portugal”, afirmando que devem “dar as mãos” em nome do “interesse nacional”. Por sua vez, o secretário-geral do PS, António José Seguro, procurou traçar diferenças de caráter entre si e o primeiro-ministro, dizendo que cumpre o pouco que promete e que Passos Coelho faltou à palavra ao cortar nas pensões da função pública. “Todos nós sabemos, infelizmente, o que vale a palavra do primeiro-ministro”, apontou Seguro, numa alusão ao facto de Pedro Passos Coelho ter dito em 2011, antes das legislativas desse anos, que não cortaria nas pensões. Na campanha do BE, Catarina Martins criticou igualmente o Governo PSD/CDS-PP, afirmando que o executivo tem como “maior interesse” o despedimento de funcionários públicos e a promoção de salários baixos. A deputada comentava a possibilidade de o Governo invocar o inte-

dependente de terceiros para ter o seu Estado a funcionar”. Marco António Costa esteve nas Caldas da Rainha para apoiar o candidato do PSD à presidência da Câmara deste concelho, Fernando Tinta Ferreira, seguindo de lá para a Nazaré e, depois, para um almoço na Batalha. Na terça-feira, em Ferreira do Zêzere, o secretário-geral do PS, António José Seguro, disse estar “muito triste e preocupado” com o nível dos juros da dívida portuguesa e defendeu que

quem tem colocado o cenário de um “indesejável” segundo resgate financeiro é o primeiroministro, Passos Coelho. “Eu apenas falo de um segundo resgate reagindo àquilo que o primeiro-ministro diz, designadamente na sequência de perguntas feitas pelos jornalistas. Desejo que não haja um segundo resgate e contribuo, pela minha parte, para que o país possa equilibrar as contas públicas, aliando rigor e apoio à economia”, sustentou..

resse público para aplicar as 40 horas de trabalho por semana na função pública para anular as providências cautelares entregues para bloquear a medida. As limitações à cobertura mediática da campanha voltaram à ordem do dia, depois de o primeiro-ministro ter defendido, terça-feira ao final do dia, em Sintra, a necessidade de alterar a lei eleitoral, que prevê um “tratamento não discriminatório” das candidaturas. Passos Coelho, que teve a seu lado pela primeira vez na campanha o vice-primeiro-ministro e líder do CDS-PP, Paulo Portas, considerou que a lei sobre a cobertura mediática das eleições revelou-se “inadequada aos tempos presentes”, considerando que a campanha é `sui generis´ devido ao limitado acompanhamento televisivo. Confrontado com as palavras do primeiro-ministro, o presidente da Comissão Nacional de Eleições, Fernando Soares, considerou que Passos Coelho deu razão à CNE no sentido em que “não podia haver outra interpretação da lei” que não a da CNE - que as televisões classificam como restritiva e que invocaram para justificar a limitação da cobertura. Para o secretário-geral do PCP, Jerónimo de Sousa, o primeiro-ministro quer alterar a legislação para beneficiar os “partidos da política única”. “Aquilo que se pressupõe na expressão do primeiro-ministro visa, no essencial, eliminar um princípio fundamental de qualquer democracia - o direito a não ser discriminado. Esse esforço que está a ser feito visa que os partidos da política única sejam promovidos, beneficiados, à custa dos meios de comunicação social”, disse Jerónimo de Sousa, numa “arruada” no Alto do Seixalinho, Barreiro. Na campanha do Porto, o candidato da coligação PSD/MPT/PPM, Luís Filipe Menezes, afirmou que anda há algum tempo a fazer diligências para que o realizador Woody Allen fizesse um filme sobre o Porto, à semelhança do que fez em Paris e em Roma. O candidato disse por isso ter ficado surpreendido com a noticia que dizia que o ministro Paulo Portas se reuniu com a equipa de Woody Allen para negociar um filme em Lisboa. A poucos dias do fim da campanha, o candidato do PS a Lisboa, António Costa, pediu uma “maioria muito expressiva” para evitar “um problema de governabilidade”.

O secretário-geral do PS acusa o primeiro-ministro de tentar desviar as atenções dos portugueses ao propor um acordo em torno da revisão da lei das campanhas eleitorais, advertindo que apenas falará do tema depois de domingo. António José Seguro respondia aos jornalistas na Marinha Grande, onde esteve numa ação de campanha em apoio à reeleição do presidente da Câmara socialista, Álvaro Pereira, após o presidente do PSD, na terça-feira, no concelho de Sintra, ter defendido uma atualização da lei das campanhas eleitorais. "Essa é uma matéria que falaremos depois das eleições. O primeiro-ministro tem é de responder àquilo que os portugueses querem, designadamente, porque é que ele exigiu pesados sacrifícios aos portugueses, porque fez cortes nas reformas e nos salários, porque despediu professores e porque aumentou impostos e, ao mesmo tempo, não cumpre com os seus objetivos, já que há cada vez mais crise, tal como se demonstra nos dados da mais recente execução orçamental", reagiu o líder socialista. António José Seguro justificou depois que não toca no tema da revisão das campanhas eleitorais para não permitir ao presidente do PSD "desviar as atenções". "Não quero desviar as atenções do essencial, que são os problemas dos portugueses. Se o primeiro-ministro quer desviar as atenções do essencial, é um problema dele, mas eu quero falar dos problemas dos portugueses, do desemprego, dos cortes nas reformas, dos despedimentos de professores e de crianças com deficiência que não podem ir à escola", disse, tendo ao seu lado o presidente da Câmara da Marinha Grande e o líder da Federação de Leiria do PS, João Paulo Pedrosa.


Quinta-feira, 26 de setembro de 2013

nacional

O Primeiro de Janeiro | 5

Fesap já entregou providência cautelar contra as 40 horas

“Usamos todos os meios para impedir aumento” A Fesap entregou uma providência cautelar no TAL para tentar impedir o aumento do horário de trabalho. ”Usamos todos os meios ao nosso alcance para impedir o aumento do horário de trabalho e já entregámos providências cautelares nesse sentido”, disse o secretário coordenador da Fesap, Nobre dos Santos, aos jornalistas. Nobre dos Santos, que falava à imprensa à entrada para uma reunião com o secretário de Estado da Administração Pública, Hélder Rosalino, no Ministério das Finanças, disse que a Fesap entregou hoje a respetiva providência cautelar e

FESAP. “É do interesse público que o Governo seja ajuizado e que acautele os interesses de todos” .

o Sindicato dos Trabalhadores da Administração Pública (SINTAP), um dos seus principais filiados, fez idêntica diligência na terça-feira. “É do interesse público que o Governo seja ajuizado e que acautele os interesses de todos”, afirmou Nobre dos Santos, antecipando um possível cenário de o Executivo alegar o interesse público da lei em causa para travar as providências cautelares. O dirigente da Fesap lembrou que

os partidos da oposição já pediram ao Tribunal Constitucional que se pronuncie sobre “a inconstitucionalidade do diploma”. O objetivo da providência cautelar entregue ao Tribunal Administrativo do Círculo de Lisboa é o de suspender de forma imediata o alargamento da carga horária para as 40 horas, até que o Tribunal Constitucional se pronuncie definitivamente sobre essa matéria. O aumento do horário de trabalho de

35 para 40 horas por semana entra em vigor no sábado (28 de setembro), segundo o estipulado no diploma publicado a 29 de agosto em Diário da República. Se a providência cautelar não produzir efeitos, os funcionários públicos vão passar a ter jornadas de trabalho mais longas já a partir de outubro. Ao abrigo da nova lei, o período normal de trabalho dos trabalhadores em funções públicas é de “oito horas por dia e quarenta horas por semana”, e este alargamento do horário de trabalho “tem natureza imperativa e prevalece sobre quaisquer leis especiais e instrumentos de regulamentação coletiva de trabalho”. O diploma estabelece também que o período de atendimento ao público dos serviços deve, tendencialmente, ter a duração mínima de oito horas diárias, abranger o período da manhã e da tarde e ter obrigatoriamente afixado, de modo visível ao público, nos locais de atendimento, as horas do seu início e do seu termo. A inconstitucionalidade do novo diploma, que foi invocada pelos sindicatos e pelos partidos da oposição, baseia-se na violação do artigo da Constituição que garante a remuneração do trabalho, porque a nova lei obriga a mais uma hora de trabalho por dia e sem remuneração acrescida.

Consolidação amiga do crescimento

O Presidente da República defende uma “consolidação orçamental amiga do crescimento económico”, desafiando os agentes políticos a reforçar o discurso sobre os fatores de crescimento económico e de criação do emprego. “Nós temos que dar mais sentido a uma expressão que ultimamente tem sido muito referida nos documentos oficiais das instituições internacionais que acompanham a situação económica e financeira portuguesa, que é ‘consolidação orçamental amiga do crescimento económico’”, afirmou Cavaco Silva, durante um encontro com representantes das empresas ‘startups’ de 25 países, participantes no programa internacional Lisbon Challenge.

RUI MACHETE DISPONÍVEL PARA IR AO PARLAMENTO

“Erro involuntário”

FENPROF realiza hoje ação de protesto

(I)Mural contra o desemprego

A Federação Nacional dos Professores (Fenprof) realiza hoje, no Porto, uma iniciativa contra o desemprego e a precariedade em que se encontram milhares de docentes, tendo já agendadas outras ações de luta, a pensar nos aposentados. Com a instalação de um “(I)Mural do Desemprego e da Precariedade dos Professores Portugueses”, a maior federação sindical do setor pretende alertar para a situação em que se encontram “dezenas de milhar” de professores que não têm trabalho. “Estes problemas afetam a vida de muitas famílias, prejudicam gravemente a escola pública e resultam num inaceitável desperdício de qualificações e de experiências profissionais num país que tanto precisa de professores”, defende a Fenprof. Nesta ação, a estrutura sindical promete mostrar quais os profissionais que deviam estar a desempenhar funções nas escolas numa situação de estabilidade, assente em preceitos legais, princípios constitucionais e normas comunitárias. “Os projetos de vida de tantos docentes profissionalizados estão a ser imolados pela austeridade que norteia a ação deste Governo”, afirma a Fenprof em comunicado. O local escolhido para a iniciativa foi a Praça da Liberdade, no Porto, onde será erguido um mural com exemplos de perfis profissionais de professores hoje desempregados ou contratados a prazo, alguns há muitos anos. Ontem, a Fenprof anunciou também que, em novembro, realizará uma conferência nacional e avançará com ações jurídicas (de âmbito tributário e administrativo) para defender os professores e educadores aposentados.

PRESIDENTE DEFENDE

“Os trabalhadores reformados têm sido fortemente penalizados por roubos sucessivos, decididos e executados pelo governo”, escreve a FENPROF. O objetivo da conferência, a 21 de novembro, em Lisboa, é debater a situação a que chegaram os aposentados ao fim de uma vida de descontos e, ao mesmo tempo, decidir ações de luta, seja em convergência com outros setores ou de forma autónoma. A conferência contará com cerca de 200 delegados, dos quais 150 serão eleitos em reuniões a realizar por todo o país. Após o debate sobre o papel dos aposentados na sociedade, será aprovado um caderno reivindicativo. Os docentes aposentados serão aconselhados a agir juridicamente em defesa dos seus direitos. Durante a próxima semana será divulgada uma minuta de reclamação para contestar os cortes efetuados este ano. A Fenprof vai, entretanto, interpor 12 ações em tribunal (seis no plano administrativo e as restantes no plano tributário) nas regiões de intervenção dos seus sindicatos: Porto, Coimbra, Lisboa, Beja, Funchal e Ponta Delgada), “em representação abstrata de interesses coletivos”.

O ministro de Estado e dos Negócios Estrangeiros, numa carta dirigida ao presidente da comissão parlamentar Alberto Martins, sugere que seja aproveitada a sua primeira audição, prevista para dia 8 de outubro, para “prestar os esclarecimentos que os senhores deputados julguem pertinentes”. “Tendo os senhores deputados do Bloco de Esquerda levantado dúvidas em relação a uma carta de 5 de novembro de 2008, que escrevi ao senhor deputado Luís Fazenda, em que, por erro involuntário, referi nunca ter sido acionista da SLN - Sociedade Lusa de Negócios S.A., julgo curial aproveitar a minha primeira ida ao Parlamento após aqueles eventos para prestar os esclarecimentos que os senhores deputados julguem pertinentes”, refere Rui Machete.


economia

6 | O Primeiro de Janeiro

Quinta-feira, 26 de Setembro de 2013

Economia paralela ultrapassa metade do valor do empréstimo da «troika»

44,183 milhões de euros Em 2012, e após novo crescimento, a economia paralela já representa 26,74% do PIB, devido principalmente da fuga ao fisco. O peso da economia paralela em Portugal voltou a aumentar em 2012 para 26,74% do PIB, equivalentes a 44,183 milhões de euros, mais de metade do valor do empréstimo da «troika» a Portugal. Relativamente a 2011, este valor representa uma subida de 1,25 pontos percentuais, ou 992 milhões de euros, suficientes para pagar um mês de salários a todos os funcionários públicos portugueses, conforme notou, ontem, o vice-presidente do Observatório de Economia e Gestão de Fraude da Faculdade de Economia da Universidade do Porto, Óscar Afonso, que apresentou o Índice da Economia Não Registada relativo a 2012. De acordo com o professor da FEP, este aumento do peso da economia não registada na economia resultou quer do crescimento em volume da fuga ao fisco, quer do decréscimo do PIB oficial. Segundo os cálculos do OBEGEF, bastaria que os níveis de economia paralela em Portugal caíssem para a média da OCDE (Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico) – 16,4% do PIB, contra os 26,74%

Conselho de Administração

Américo Amorim abandonada Banco Popular

Economia paralela. 44,183 milhões de euros equivalem a 16,74% do PIB português em 2012 portugueses – para, aplicando-se uma taxa média de impostos de 20% ao rendimento adicional considerado, o défice público descer dos 6,443% de 2012 para os 3,77%. Já num cenário de total inexistência de economia não registada no país, Portugal passaria a ter um défice de 0,85%, “um valor próximo do equilíbrio”, conforme salientou Óscar Afonso. Analisando a evolução da economia paralela em Portugal, verifica-se que o seu peso no PIB praticamente triplicou relativamente aos 9,23% estimados pelo

OBEGEF para o ano de 1970, enquanto, em termos absolutos, o seu valor aumentou mais de 300 vezes face aos 135 milhões de euros do início da década de 70. A carga de impostos diretos e indiretos, de contribuições para a Segurança Social e de regulação e ainda a taxa de desemprego são apontadas pelo OBEGEF como as “principais variáveis motivadoras” do aumento da economia não registada, sendo que o observatório antecipa que, “se nada mais for feito”, haverá uma nova subida em 2013.

“Têm sido tomadas algumas medidas que vão no sentido positivo - é melhor fazer alguma coisa do que nada fazer -, mas entendemos que existem muitas outras medidas que podiam ser implementadas”, disse. Entre estas, destacou “uma justiça mais rápida e eficaz, com a criminalização do enriquecimento ilícito e o combate a empresas fantasma, aos relatórios fraudulentos de empresas, ao aproveitamento de situações de dupla tributação e ao branqueamento de capitais”, defendeu Óscar Afonso.

União Europeia deixa conselho a Portugal

Vital basear crescimento nas exportações Portugal deve basear o seu crescimento económico na capacidade para exportar bens e serviços com elevado valor acrescentado, recomenda um relatório publicado, ontem, pela Comissão Europeia sobre a competitividade da indústria europeia, que reconhece progressos neste domínio. Segundo o relatório anual de 2013 sobre o desempenho da competitividade e política industrial dos Estados-membros e da União Europeia no seu conjunto – no qual Portugal continua a meio da tabela, no grupo dos países com performances “mo-

Exportações. UE defende aposta clara de Portugal neste setorda I Liga

deradas” -, em 2012 o desempenho das exportações em Portugal “foi significativo e manteve a tendência ascendente dos anos anteriores” e “as exportações tornaram-se mais diversificadas e com mais mercados-alvo”. Apontando que “o maior desafio de Portugal é restaurar a competitividade da sua economia após uma década de baixo crescimento da produtividade e de endividamento crescente”, o relatório defende que “no futuro, o crescimento económico deve basear-se na capacidade para exportar bens e serviços com elevado valor acrescentado, bem

como na capacidade para atrair o investimento estrangeiro”. Segundo a Comissão, o Governo já está a “relançar a economia com vista ao crescimento baseado nas exportações, colocando as empresas exportadoras no centro das suas iniciativas estratégicas em vários domínios, tais como a inovação, os transportes ou o acesso ao financiamento”. Ontem também, o ministro da Economia, António Pires de Lima, afirmou que Portugal se está a posicionar como um centro de investimento estrangeiro na área dos serviços sujeitos à concorrência internacional.

Américo Amorim apresentou, ontem, a sua demissão como membro do Conselho de Administração do Banco Popular, decisão fundamentada pela venda da participação significativa que que até agora tinha mantido a Topbreach Holding BV no capital do banco. O empresário explicou que “mantém total sintonia com a gestão do Conselho de Administração de Banco Popular”, agradecendo o apoio recebido durante os últimos anos. Américo Amorim foi membro do Conselho de Administração do Banco Popular desde 27 de maio de 2003.

Face a uma Europa mista

Bolsa de Lisboa fecha sessão a subir

O principal índice da bolsa portuguesa, o PSI20, encerrou a sessão a valorizar 0,82% para 6.039,73 pontos, face a uma Europa mista, com o contributo da Jerónimo Martins a ser decisivo para este desempenho. Dos 20 títulos, 16 avançaram, dois terminaram o dia estável face à cotação da véspera e dois perderam valor. A maior subida do dia pertenceu à Cofina, que disparou 16,56%. No resto da Europa, as principais praças acionistas fecharam sem tendência definida, com Londres e Paris em terreno negativo e Frankfurt e Madrid em alta.


desporto

7 | O Norte Desportivo

Quinta-feira, 26 de Setembro de 2013

Paulo Fonseca não quer polémicas mas assume defesa dos interesses do FC Porto

“Preparado para tudo” Antevisão do jogo contra o V. Guimarães marcada por polémicas com o técnico do Benfica, Jorge Jesus. O treinador Paulo Fonseca refutou, ontem, as críticas ao alegado sub-rendimento da equipa do FC Porto, considerando que não anda aos “esses” e que tem ideias próprias e é nelas que acredita. “Vivo com essas ideias e trabalho para dar sentido àquilo que acredito”, defendeu Paulo Fonseca, durante a conferência de imprensa de antevisão do jogo de sexta-feira com o Vitória de Guimarães, no Dragão, da sexta jornada da I Liga. O treinador referiu que estaria mais preocupado se neste momento a equipa não tivesse ainda respondido da melhor forma, como já o fez: “já jogou bem, já teve bons momentos, não acredito que passamos dos oitenta para os oito”. Paulo Fonseca disse que o FC Porto está focado em vencer o Vitória de Guimarães e responder da melhor forma à exigência de um jogo que acredita que seja muito elevada, dada a evolução registada na equipa de Rui Vitória, como ficou evidente com o Benfica. O treinador quer ainda vencer para reforçar a posição do FC Porto, que é a de líder do campeonato, e associar-se ao momento importante da história do clube, que faz 120 anos e inaugura no sábado o museu, oferecendo uma

Jogo da Taça da Liga

Marítimo em poupança vence Farense

Um Marítimo, mesmo em poupança, venceu, ontem, no reduto do Farense, por 2-0, em jogo da primeira mão da segunda fase da Taça da Liga, ficando mais perto do apuramento para a fase de grupos, que incluiu os primeiros classificados. A equipa da I Liga já vencia ao intervalo, com golo de Ruben Brígido (29 minutos), e geriu tranquilamente o resultado na segunda parte, perante um conjunto da II Liga muito tímido, selando o 2-0 final aos 89, por Nuno Rocha, a aproveitar uma falha do guardião Ricardo, após cruzamento rasteiro de Fidelis.

FC Porto. Paulo Fonseca quer vencer na véspera dos 120 anos dos «dragões»

prenda aos associados e direção. Paulo Fonseca, escusando-se a alimentar mais polémicas em torno das declarações por si proferidas no final do jogo com o Estoril (2-2), de que o treinador do Benfica, Jorge Jesus, tinha ganho em três campos, disse apenas estar sempre preparado para defender o FC Porto. “Não vejo o futebol como uma guerra, longe disso. É um desporto muito envolvente, que se joga debaixo de enorme tensão, e que gera sen-

timentos positivos e negativos. Estou preparado para tudo o que for necessário para defender os interesses do FC Porto e a minha equipa e vou fazê-lo sempre que for necessário”, disse. Quanto a esse momento em particular e às críticas que recebeu, Paulo Fonseca disse que as leu e registou. “Não faço qualquer leitura, não vivo minimamente afetado pelo que as pessoas fora do FC Porto possam dizer e pensar. Lido

muito bem com isso”, afirmou. O treinador portista abordou ainda os 50 minutos de conversa com os jogadores antes do início do primeiro treino após o empate no Estoril, onde o FC Porto deixou os primeiros pontos da Liga, adiantando que é uma situação normal após os jogos. “Dialogar com os jogadores sempre foi e é importante. Os 50 minutos de conversa é normal e não teve nada de diferente em relação ao que são as outras semanas”, explicou.

Golpe da na cara e outro no braço de agente

Relatório da PSP acusa Jesus de agressão O relatório da Polícia de Segurança Pública, sobre os incidentes no final do jogo entre V. Guimarães e Benfica, confirma que Jorge Jesus agrediu por duas vezes agentes da PSP. Segundo a SIC Notícias, o auto elaborado pela polícia descreve que o treinador atingiu o agente da unidade especial de spotters com um golpe na cara e outro no braço. Ainda de acordo com a SIC, Jorge Jesus só não foi detido no relvado por motivos de segurança. O treinador do Benfica foi constituído arguido e ficou com termo de identidade e residência.

Jesus. Benfica estranha dados do relatório da PSP da I Liga

Jorge Jesus já foi notificado e agora aguarda que o Tribunal de Guimarães o chame para prestar depoimento sobre o caso. Porém, segundo a TSF, o clube estranha esta revelação. Fonte oficial do Benfica disse à TSF que os dois agentes da PSP, que ontem se deslocaram ao Estádio da Luz, por volta da hora de almoço, para notificar o treinador da equipa de futebol, de que era arguido e que tinha termo de identidade e residência, informaram Jorge Jesus verbalmente que não havia qualquer acusação de agressão nem tentativa de

agressão no relatório policial. Os dois agentes da PSP disseram a Jesus, no momento da assinatura da notificação, que estaria em causa a resistência à autoridade. O técnico dos encarnados pode ser acusado de agressão a agentes de segurança e apanhar uma pena que pode chegar aos cinco anos de prisão. O Conselho de Disciplina (CD) da Federação Portuguesa de Futebol também vai analisar o caso e deverá anunciar a abertura de um processo disciplinar ao técnico. Se for provada a agressão, Jesus poderá ser suspenso entre três meses a três anos pela FPF.

15.º nos Mundiais

Nelson Oliveira histórico no «crono»

Nelson Oliveira conseguiu, ontem, o melhor resultado de sempre de um ciclista português no contrarrelógio de elite de um Campeonato do Mundo, ao ser 15.ª no final dos 57,9 quilómetros em Florença, Itália, com o alemão Tony Martin a conquistar o terceiro título consecutivo. O outro português em prova, Tiago Machado, foi 39.º em 77 ciclista. O ciclista alemão foi o único corredor a gastar menos de 1h06, batendo o campeão olímpico do «crono», o britânico Bradley Wiggins, por 46,09 segundos. O suíço Fabian Cancellara foi terceiro.


Quinta-feira, 26 de setembro de 2013

cultura e espetáculos

O Primeiro de Janeiro | 8

Músico português é cabeça de cartaz

NOVO ÁLBUM

VANESSA DA MATA

Um álbum único que retrata a poesia de Tom Jobim sob a voz doce e actual de Vanessa da Mata, Com produção de kassin chega às lojas a 7 de outubro. É resultado de uma produção que uniu várias gerações da MPB. Eumir Deodato, arranjador que trabalhou com Tom Jobim, acompanhou as canções ao lado de músicos jovens, como Alberto Continentino, Dustan Gallas e Gustavo Ruiz. O produtor Kassin preocupou-se em manter a jovialidade no disco, fazendo uma releitura da obra de Tom. E o trabalho final foi um belo álbum, que retrata a poesia de Tom Jobim, sob a voz doce e actual de Vanessa da Mata. O disco é uma extensão do projecto “Nivea Viva Tom Jobim”, uma digressão de espectáculos que se realizou meses antes do lançamento deste álbum. Foram concertos gratuitos em várias capitais brasileiras como Salvador, Recife, Brasília, Porto Alegre e Rio de Janeiro. O repertório do álbum traz canções consagradas e conhecidas em todo o mundo como: “Falando de Amor”, “Eu Sei Que Vou Te Amar”, “Wave” além da belissíma “Dindi” e o single de apresentação “Fotografia”, entre muitas outras.

Rodrigo Leão na XI edição da Mostra Portuguesa O evento decorre em novembro em Madrid e consolida-se como principal palco da cultura de Portugal em Espanha.

Mostra. Atualmente é o principal palco de difusão “dos latidos culturais e humanos portugueses” em Espanha Rodrigo Leão leva ao Circulo de Bellas Artes de Madrid, a 18 de novembro, o seu último projeto "Os Poetas - Entre nós e as palavras", definido como um encontro da música "com os versos de algumas das vozes mais importantes da pai-

sagem poética portuguesa, como Mário Cesariny, Herberto Helder, Luísa Neto Jorge e Adília Lopes". Uma exposição sobre o pintor Domingos Antonio Sequeira, que arranca já a 23 de outubro no Museu Romântico de Madrid,

dará início ao festival, onde haverá ainda, entre outras, propostas do mundo da arte, da literatura e da gastronomia. Organizado pela Embaixada de Portugal em Madrid e pelo Instituto Camões, a mostra é atualmente

o principal palco de difusão "dos latidos culturais e humanos portugueses" em Espanha. Os detalhes da edição deste ano da mostra serão dados a conhecer em conferência de imprensa no final de outubro.

CICLO DE CINEMA TEM INÍCIO HOJE

’20 anos de Cinema Português’ TEATRO BRUTO

“COMIDA”

A Comissão de Viticultura da Região dos Vinhos Verdes (CVRVV) acolhe, até 13 de Outubro, a peça de teatro “Comida” – uma obra cujo texto original é da autoria de Valter Hugo Mãe com encenação de Ana Luena – na Casa do Vinho Verde, sede da CVRVV. Com “Comida” a subir ao palco de quarta a domingo, pelas 22 horas, a companhia Teatro Bruto apresenta ao público uma obra que ironiza a atitude de submissão e bajulação da Europa à Alemanha, deixando exposto o lado “glutão” de uma sociedade demasiado ambiciosa, que busca fortunas fáceis por métodos pouco ortodoxos. Para que “Comida” faça parte de um serão perfeito nas noites de Setembro e Outubro, a CVRVV harmoniza o espectáculo com a oferta de uma aprova de Vinhos Verdes, “refrescando” e apelando à “espontaneidade” durante o intervalo da peça.

A exibição do filme Rasganço de Raquel Freire abre este ciclo de cinema, seguido de um debate sobre a "Representação do Património Cultural no Cinema". Alicerçado no mote 20 anos do festival Caminhos do Cinema Português, o Centro de Estudos Cinematográficos/AAC selecionou 43 filmes que passaram ao longo das XIX edições do festival e que melhor representam as diversas vertentes de cinema português. Desta selecção fazem parte filmes como O Barão de Edgar Pêra, Sapatos Pretos e Sangue do meu Sangue de João Canijo, Recordações da Casa Amarela, A comédia de Deus e As Bodas de Deus de João César Monteiro, Um filme falado de Manoel de Oliveira, Embargo de António Ferreira, Tráfico de João Botelho, entre outros. Este Ciclo de Cinema decorrerá entre 26 de Setembro de 2013 e 5 de Junho de 2014, pelas 22horas, no Mini-auditório Salgado Zenha, no edifício da Associação Académica de Coimbra.


Quinta-feira, 26 de setembro de 2013

roteiro

O Primeiro de Janeiro | 11

Roteiro Cultural

A Beta Movement O Teatro Clube de Alpedrinha convida mais uma vez os seus Sócios e Amigos, dia 5 de outubro, a descobrirem mais um novo projeto do panorama musical português. Eles são do Porto, produzem uma sonoridade "...indie alternativo calminho, que misturam com elementos electrónicos, numa sedutora mescla de estilos...genuinamente bom de se ouvir. Encantem-se!" com os A Beta Movement. Os A Beta Movement entraram numa nova era. Quem ouve o primeiro EP da banda de 2010 e este “Blossom Age” de 2013 pode até pensar que são duas bandas diferentes. Quem pesquisa um pouco mais dá-se logo conta de que a chegada de uma menina pode ter sido fulcral para a nova viragem da banda. Será impossível dizer se essa escolha foi acertada e se a banda se dá realmente melhor neste estilo. O certo é que o resultado parece bem mais limado, fruto de um uso de novas sonoridades, mais inteligentes e menos recorrentes á electrónica. O último EP da banda “Blossom Age” oferece-nos, um indie-rock com laivos de The XX e sugere-nos um diálogo incessante com os tons de faroeste que The Legendary Tiger Man sugou dos Estados Unidos da América.

“Seasons Tour”

Depois de nos últimos meses ter concentrado as suas apresentações ao vivo em eventos e festivais de Verão, David Fonseca regressa com a “Seasons Tour - Rising : Falling” às salas nacionais, retomando a tournéeindoors iniciada em Março de 2011 e que teve, entre muitos outros pontos altos, os concertos realizados nos Coliseus de Lisboa e Porto em Abril passado ou, em Espanha, nas apresentações que tiveram lugar em Madrid e Barcelona. Assim, nos meses de Novembro e Dezembro, David Fonseca levará as canções do seu último trabalho de originais de Norte e Sul do país: 16/11 - Centro de Artes e Espectáculos da Figueira da Foz 29/11 – Centro de Artes de Ovar 7/12 – Cine-Teatro Alba, em Albergaria-a-Velha 20/12 – TEMPO-Teatro Municipal de Portimão David Fonseca participará, entretanto, no ciclo “Conta-me Histórias”, a 4 de Outubro na Casa da Cultura de Paredes; e será um dos artistas presentes na “Festa da Latas”, a recepção ao caloiro promovida pela Associação Académica de Coimbra, a 20 de Outubro.

Feira Nacional dos Frutos Secos

A 28.ª edição da Feira Nacional dos Frutos Secos realiza-se de 3 a 6 de outubro, no Palácio dos Desportos, em Torres Novas, num evento que procura afirmar o concelho como «capital dos frutos secos» e dinamizar um setor com fortes raízes na tradição e na cultura torrejanas. Este evento, a que se juntam a 22.ª Feira Internacional dos Frutos Secos e a 11.ª Feira do Figo Preto de Torres Novas, espelha uma aliança entre a tradição e a inovação, conjugando objetivos de diferenciação e de qualidade, de transmissão de conhecimento e de envolvimento da comunidade torrejana e do visitante. Entre os principais objetivos da feira contam-se a dinamização e a dignificação do setor dos frutos secos e passados, a preservação dos saberes e sabores associados aos frutos secos, com principal destaque para a tradição, cultura e património torrejanos. A feira visa ainda afirmar Torres Novas enquanto destino turístico e palco de eventos nacionais de destaque e de qualidade. A nova localização permite um fácil acesso do visitante a partir da A23, utilizando um equipamento nobre da cidade, que dispõe de todas as condições necessárias à realização de um evento desta dimensão. No interior do Palácio dos Desportos haverá espaços dedicados aos frutos secos, ao artesanato, a bens alimentares, à restauração e a entidades oficiais, instituições sem finslucrativos, entre outros. As atuações musicais, que irão complementar o programa da feira, terão lugar junto à zona de restauração, envolvendo o visitante numa atmosfera de animação enquanto aprecia as iguarias tradicionais confecionadas.

FESTA DA MARIONETA 2013 A Festa da Marioneta da Artemrede vai já na sua 5ª edição e é um dos momentos altos da programação anual da Associação, pela diversidade e originalidade das propostas apresentadas. Este ano a Festa da Marioneta decorre entre 6 de Outubro e 22 de Dezembro e dá a conhecer aos pequenos e grandes espectadores o trabalho das companhias Teatro e Marionetas de Mandrágora, Teatro de Marionetas do Porto, La Fontana, Partículas Elementares, e dos artistas Madalena Victorino, António Jorge Gonçalves e Eugénio Roda, Gémeo Luís e Joana Providência. São mais de 30 apresentações de 7 espectáculos diferentes, que vão percorrer 13 teatros da Artemrede, em 11 Municípios. Os projectos programados demonstram a variedade de técnicas e de linguagens artísticas no campo do teatro de marionetas, objectos e formas animadas e são capazes de atrair crianças e adultos através de propostas que apelam aos sentidos, ao sonho ou ao humor e que são, sobretudo, belas histórias para ver e ouvir.


10 | O Primeiro de Janeiro

opinião

Quinta-feira, 26 de Setembro de 2013

HÁ ESTILISTAS QUE EU NUNCA VESTI – Parte I São importantes as meditações e observações sobre a história da ciência ência não é o seu uso? Será que não é habitual o conjunto das teorias estar e do conhecimento. A realidade, a exactidão e a certeza acabam, em cernum patamar bastante mais avançado do que o das técnicas e tecnologias ta medida, por ser determinadas pelos códigos, símbolos e regulamentos que possivelmente o irão aplicar? Será que o cientista acredita permanencientíficos. A ciência é parte integrante da nossa existência. Comunicar, temente que a teoria irá ter utilização prática? Será que o uso da ciência estudar e tomar fármacos, por exemplo, constituem conjunções que aganão é uma “matéria” delicada? Será que o mesmo não desaparece da “jusalham alguns conceitos obtidos no “dicionário” da ciência. Será que a risdição” dos próprios cientistas? Será que essa situação não é responsável maioria dos cidadãos tem noção desse “desenho”? pelo fabrico de armas nucleares, armas químicas, armas telecomandadas e Alexandre Gonçalves* A ciência ainda continua a ser, embora em moldes diferentes de outrora, satélites, assim como pela “internacionalização” da espionagem? um porto de abrigo para o homem. Mais do que verdades e certezas, procuramos na O desenvolvimento tecnológico divulga, em todos os capítulos do seu percurso, ciência as opiniões isentas, consistentes e abalizadas. Mas, será que a ciência conseum penetrante “convívio” entre os estímulos e ensejos que apadrinham as inovações gue ser profundamente descritiva? Será que a ciência é verdadeiramente imparcial? tecnológicas e os contextos socioculturais nos quais as mesmas aparecem. Na realiSerá que o pensamento humano não observou e saboreou o conhecimento de formas dade, as necessidades sociais, os recursos sociais e as atmosferas sociais benignas são dissemelhantes? Será que, em determinadas ocasiões, o cientista não influência objec“figuras” que acabam por estabelecer a perfilhação e vulgarização de uma determitivamente os resultados? Será que, em algumas circunstâncias, o mesmo não influi no nada inovação ou modernização. Será que o propósito da necessidade não aconchega método de pesquisar esses resultados? diversas indumentárias? Os progressos da medicina transferem elevadas doses de refolgo e alegria a muitas Na sociedade de consumo existem inúmeras necessidades que são desenhadas pospessoas enfermas; as máquinas, com o decorrer do tempo, estão cada vez mais requintiçamente pela publicidade e pela apetência para a ostentação. Será que não é fundatadas, oferecendo gigantescos benefícios em todas as “repartições” sociais; a evolução mental para a invenção e imaginação a presença de alguns cidadãos que exteriorizem da construção civil abriga-nos de uma outra forma; e as missões espaciais destapam a as necessidades? Será que não é somente dessa maneira que se erige mercado para o existência de outros mundos. O conhecimento acaba, deste modo, por ser expandindo produto ambicionado? Será que os recursos sociais não são também imprescindíveis a lugares nunca antes “imaginados”. A ciência e a tecnologia foram capazes de mepara que uma ocasionada inovação desagúe em águas calmas e cristalinas? Será que tamorfosear o semblante do Universo. Será que a ciência e a técnica não constituem muitas invenções não britaram pelo facto de não existirem “recursos sociais” fundaalicerces de orgulho para o homem? Será que o fascínio adjacente à técnica industrial mentais para a sua concretização? não edifica um certo grau de apresamento? Será que a tecnologia, numa determinada A “flexibilidade” de capital está intimamente associada com a presença de um reperspectiva, não menospreza a capacidade criadora do homem? Será que a essência e manescente na produção, bem como com índices organizativos aptos a encaminhar a capacidade espiritual devem ser contempladas como um todo? Será que a ciência e as verbas para o inventor. A sociedade deve estar satisfatoriamente ajaezada para que a técnica, de carimbo ocidental, têm aquiescência em outros paradigmas de cultura? consiga fortalecer e empregar as inovações tecnológicas. Será que os incentivos ao laSerá que saber é poder? bor dos inventores não foram, de modo ininterrupto, um agente importantíssimo para A ciência moderna transforma a técnica em tecnologia. A máquina deixou de ser o desenvolvimento tecnológico? um instrumento comum para se metamorfosear numa autêntica ferramenta de exacA religião e a religiosidade podem ser saboreadas como produções humanas locatidão, possibilitando e disseminando agnições mais rigorosas e correctas. Os “utenlizadas no campo da cultura. Acabam certamente por ser históricas. Os conceitos relisílios” tecnológicos ultrapassam a correcção da nossa compreensão, uma vez que os giosos e históricos são numerosos e multifacetados. Logo, há a necessidade de limar as mesmos rectificam imperfeições do nosso próprio pensamento. Na verdade, são mecaarestas dos mesmos para que consigamos circular. nismos de inteligência artificial. Será que a inteligência artificial é mais conscienciosa A religião pode naturalmente ser definida como o conjunto de doutrinas e prodo que a inteligência individual? cedimentos institucionalizados que têm a finalidade não só de estabelecer o vínculo Obviamente que são os conhecimentos científicos que consentem a edificação desentre o sagrado e o profano, como também de engrossar o percurso de reaproximação ses instrumentos, transferindo-lhes “competências” que o indivíduo não aquartela. entre o Homem e Deus. As diversas “igrejas” existentes no mundo estabeleceram-se Os “equipamentos” técnicos e tecnológicos acabam por amplificar o “conceito” da tradicionalmente como meio de exteriorização da religiosidade. Porém, é pertinente ciência. Os objectos técnicos são concebidos pela ciência como aparelhos de coadjuvaidentificar que nem sempre a religiosidade se manifesta por meio de religiões oficialição ao labor do homem. Será que o senso comum social não desconhece as transmutazadas. A devoção destapa uma particularidade humana de procura do sagrado, sem, ções, os compromissos e as transacções existentes entre a técnica e a ciência? Será que no entanto, nunca caracterizar esse mesmo sagrado. As práticas da religiosidade, em o mesmo não conhece unicamente os resultados mais directos e imediatos? algumas ocasiões, são apenas manifestações não institucionalizadas da religiosidade e Os estudos científicos passaram a ser parte integrante dos mecanismos produtivos precisamente, por essa razão, agasalham a chancela da liberdade e do sincretismo. da sociedade, ou seja são como uma espécie de componente dos vértices económicos produtivos. Acartaram modificações sociais de titânica escala na repartição social do Técnico Superior trabalho, bem como na confecção, distribuição, disposição e consumo das matérias de Relações Públicas/Escritor corpóreas. Os autómatos, os sistemas informáticos e o universo das telecomunicações determinam: configurações de poder económico; paradigmas antigos; incrementos de velocidade na produção e distribuição de mercadorias; feições de estruturação do trabalho industrial; modelos de profissões novas; índices modernos de consumo; hodiernos “requintes” de vida; e texturas industriais e comerciais novas. A ciência metamorfoseou-se num verdadeiro agente económico e político. Talvez por não compreenderem a jurisdição e autoridade económica das ciências, os cidadãos apenas combatem pelo acesso, propriedade e utilização dos mecanismos tecnológicos. Infelizmente, os cidadãos não se preocupam com o acesso às pesquisas científicas e ao conhecimento. Será que os indivíduos lutam pelo direito de deliberar sobre a configuração de inclusão, nos padrões económico e político, dos aparelhos tecnológicos? Na realidade, as teorias científicas são confeccionadas a partir de determinadas deliberações, finalidades e selecções do cientista. Muitas vezes os resultados acabam por ser sisudos para o homem. Será que um dos enigmas emergente da superfície da ci-


publicidade/editais

Quinta-feira, 26 de Setembro de 2013

«O PRIMEIRO DE JANEIRO», 24/09/2013

«O PRIMEIRO DE JANEIRO», 23/09/2013

«O PRIMEIRO DE JANEIRO», 25/09/2013

Ministério da Educação e Ciência

Ministério da Educação e Ciência Direção Geral dos Estabelecimentos Escolares AGRUPAMENTO DE ESCOLAS SOPHIA DE MELLO BREYNER, Vila Nova de Gaia Em cumprimento do disposto na alínea a) do nº1 e nº4 do artigo 19º da Portaria nº83-A/2009 de 22 de janeiro, torna-se público que, através do Aviso nº 11780/2013, publicado em Diário da República nº 182, II Série, de 20 de setembro de 2013, se encontra aberto procedimento concursal comum de recrutamento para ocupação de 5 postos de trabalho em funções públicas a termo resolutivo certo, a tempo parcial, para a carreira e categoria de Assistente Operacional (m/f), neste Agrupamento de Escolas Sophia de Mello Breyner, pelo prazo de 10 (dez) dias úteis, a contar da publicação em Diário da República.

Direção-Geral dos Estabelecimentos Escolares Agrupamento de Escolas do Castêlo da Maia Aviso (extrato) n.º 11861/2013 de 24 de Setembro 2013 Procedimento concursal –Tempo Parcial

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DO COUTO MINEIRO DO PEJÃO COD. 346688 Escola EB 2,3 Couto Mineiro

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DO COUTO MINEIRO DO PEJÃO

Prestação de serviço / Tarefa de Limpeza /Acompanhamento de Alunos Torna-se público o seguinte que se encontra a decorrer o concurso nos próximos cinco (5) dias Prazo/Condições úteis a contar da data da publicação de presente Aviso (extrato) n.º 11861/2013. D.R. n.º 184, Série II de 2013-09-24 Escola Secundária do Castelo da Maia Rua Idalina Quelhas Contacto 4475-640 Stª Maria Avioso Telef: 22 982 06 41 Castelo da Maia, 24 de setembro de 2013 Função

Em cumprimento do disposto na alínea a) do n.º 1 e n.º 4 do artigo 19.º da Portaria n.º 83-A/ 2009, de 22 de janeiro, torna-se público que, através do Aviso n.º 11828/2013 (2.ª série), publicado no Diário da República n.º 183, de 23 de setembro, se encontra aberto procedimento concursal comum de recrutamento para ocupação de 6 postos de trabalho em regime de contrato de trabalho em funções públicas a tempo parcial), pelo prazo de 10 (dez) dias úteis a contar da publicação em Diário da República. Para além do Diário da República, pode ainda ser consultado o aviso integral na página eletrónica deste Agrupamento (moodle). Este concurso é válido para eventuais contratações que ocorram durante o presente ano escolar

A Diretora, Luzia de Fátima Lopes Gomes Veludo

ANÚNCIO VENDA EM PROCESSO EXECUTIVO TERRENOS E FRACÇÕES EM: AROUCA, SANTA MARIA DA FEIRA e VILA NOVA DE GAIA PROCESSO: 1961/09.0TBVFR, 2º. Juízo Cível Tribunal Judicial de Santa Maria da Feira 1.ª Publicação

«O PRIMEIRO DE JANEIRO», 23/09/2013

Anúncio Vende-se no Pº de insolvência 1323/08.6TBMCN – 2ºJ, em que é insolvente a Manuel Monteiro Pereira “, Nif: 180 852 523, os seguintes bens: 1 Lote composto por 2 verbas (4 e 5): Viatura com a matrícula 55-38-TV e 61-67-QU; Valor base: 2.000 €. As propostas são sempre confirmadas, via CTT (questão de certeza) até ao próximo dia 7 de Outubro de 2013, para Apartado 47, 4634-909 Marco de Canaveses. Para qualquer esclarecimento contactar 91 329 77 44. Funchal, 20.09.2013

EXECUTADO SOCIEDADE DE CONSTRUÇÕES GOMES & NUNES, LDA, NIPC 503.680.486 Informa-se os eventuais os eventuais interessados que são aceites propostas de aquisição do(s) seguinte(s) bem(s) penhorado(s): VERBA1 Terreno a pinhal com mato a confrontar a nascente com José de Brito Correia, a norte com caminho publico a poente com Jerónimo de Pinho Brandão e a sul com Alberto Martins Brandão, com a área total de 4450m2, sito no Lugar de Souto, freguesia de Arrô, concelho de Arouca, inscrito na matriz sob o artº. 2318 e descrito na Conservatória de registo predial de Arouca sob o nº. 11/19850327 – PELO VALOR DE 18.000,00 € VERBA 2 Terreno para construção a confrontar a nascente s sul com caminho publico a poente com estrada e a norte com Joaquim dos Santos Brandão, com a área total de 5200m2, sito no Lugar da Portela, freguesia de Urro, concelho de Arouca, inscrito na matriz sob o artº. 943 e descrito na Conservatória de Registo predial de Arouca sob o nº. 12/19850327 – PELO VALOR DE 169.200,00 €. VERBA 3 Fracção autónoma designada pela letra #Q# destinada a habitação com entrada pela Rua Sul (Entrada B), sita no Piso 5 centro, no Lugar de Ribeira da Venda, freguesia de Argoncilhe, concelho de Santa Maria da Feira, é constituída por hall de entrada, sala comum com varanda, cozinha, dois quartos e duas casas de banho, a Fracção tem a área de 96,60m2 e a varanda de 6,80m2, faz parte desta fracção uma garagem individual, no piso 2, com a área de 20,10m2, inscrita na matriz sob o artº. 3376"Q” e descrita na 2ª Conservatória de Registo Predial de Santa Maria da Feira, sob o nº. 261/1988080-Q – PELO VALOR DE 77.000,00 € VERBA 4 Estabelecimento comercial no r/chão direito do corpo IV: um espaço amplo, dois sanitários, bem como a afectação do direito de oportunamente proceder á realização das obras necessárias á adaptação de qualquer actividade, no âmbito da ocupação atrás referida, sem que para tal facto, tenha de solicitar a anuência parcial ou total dos condóminos., sito na Rua Manuel Moreira Costa Júnior, nº. 1008, freguesia de Valadares concelho de Vila Nova de Gaia, com a área de 12,70m2, inscrito na matriz sob o artº. 2793 fracção AD e inscrito na descrição nº. 731/19930608"AD” – PELO VALOR DE 143.000,00 € VERBA 5 Garagem na cave, devidamente assinaladas com a respectiva letra, sita na E.N. 109, nº. 2120, na Cave, freguesia de Valares concelho de Vila Nova de Gaia, com a área de 128m2, inscrito na matriz sob o Artº. 2793"BA” e descrita na 2ª Conservatória de registo predial de Vila Nova de Gaia sob a descrição 731/19930608-BA – PELO VALOR DE 47.000,00 € VERBA 6 Parcela de terreno sendo construção urbana a confrontar a norte e nascente com estrada a sul e poente com Fernando dimas e outro, descrito na conservatória de registo predial de santa maria da feira sob o nº. 768/19930303 da freguesia de Argoncilhe concelho de Santa Maria da feira sito na Ribeira da venda, da dita freguesia e concelho. PELO VALOR DE 1.528.743,00 € VALOR BASE de acordo com o artigo 816º nº. 2 do C.P.C. alterado pela Lei 41/2013 de 26 de Junho e do artigo nº. 6º do preâmbulo que aprova o Código de Processo Civil São aceites propostas superiores a 85% do valor de cada verba APRESENTAÇÃO DE PROPOSTAS As propostas são apresentadas em carta fechada até às 14:00 horas (catorze horas) do dia 09/10/2013 na Secretaria do Tribunal Judicial de Santa Maria da Feira, sito na Rua Dr. Cândido dos Reis, 18/30 – Ed. Manuel I, Bl. B 4520-211 Santa Maria da Feira, devendo os proponentes, nos termos do nº 1 do artigo 824º do Código Processo Civil, juntar à sua proposta, como caução, um cheque visado, à ordem do Agente de execução no montante correspondente a 5% do valor anunciado dos bens, ou garantia bancária no mesmo valor. As propostas serão abertas no dia e hora indicado, não sendo obrigatória a presença do proponente. FIEL DEPOSITÁRIO A executada. O Agente de Execução - Albino José Vaz – Cédula 3536

O Diretor, Marco António Esteves Marques

A diretora Maria Emília Teixeira da Silva

«O PRIMEIRO DE JANEIRO», 25/09/2013 Albino José V az Vaz Agente de Execução Av. António José de Almeia, nº. 292, 3º andar 3720-239 Oliveira de Azeméis Tel. 256688949 Fax 256683050

Agrupamento de Escolas do Castelo da Maia.

Serviço

Oliveira do Arda, 23 de setembro de 2013

20/09/2013

O Primeiro de Janeiro | 11

António Bonifácio Administrador de Insolvências – 96 435 14 42 (recuperação/revitalização - www.antoniobonifacio.pt)

«O PRIMEIRO DE JANEIRO», 25/09/2013

ANÚNCIO Vende-se no Processo 652/11.6TBSEI – 2º J, em que é insolvente Brito e Marques, Lda, os seguintes bens: V. 2: viatura 44 – FV – 66 – valor base: * V. 3: viatura 92 – AG – 30 – valor base: ** V. 4: viatura 82 – BT – 71 – valor base: ** V. 5: viatura 29 – 44 – ZO – valor base: ** Valor: aceita-se a melhor oferta. Os bens podem ser visitados, prévio contacto para o telemóvel 91 329 77 44. As propostas devem ser remetidas por correio para o Apartado 47, 4634 – 909 Marco de Canavezes, até ao dia 18 de Outubro de 2013, acompanhadas de 20% do valor proposto e ainda identificação do proponente. * Reserva de propriedade a favor da Finicrédito ** Reserva de propriedade a favor da Sofinloc

«O PRIMEIRO DE JANEIRO», 26 3 26//0 9/201 /2013

Juízos Cíveis do Porto

«O PRIMEIRO DE JANEIRO», 3/10/2013

Empresas e Pessoas com

1.º Juízo Cível Processo: 1137/13.1TJPRT Interdição / Inabilitação N/Referência: 11723024 Data: 16-09-2013 Requerente: Ministério Público Requerido: Adriano José Lavandeira da Silva

dificuldades económicas (art.º 1º Cire)

www.antoniobonifacio.pt

ANÚNCIO Faz-se saber que foi distribuída neste tribunal, em 1307-2013, a ação de Interdição em que é requerido Adriano José Lavandeira da Silva, com residência no Lar Monte dos Burgos, R.Monte dos Burgos, 116, 4250-309 Porto, para efeito de ser decretada a sua interdição por Anomalia Psíquica. A Juiz de Direito, Dr(a). Mónica Alexandra da Silva Oliveira A Oficial de Justiça, Maria da Conceição Carvalho

Quer anunciar ao melhor preço

?

CONTACTE-NOS Telefone: 22 096 78 46

Tlm: 91 282 06 79

Fax: 22 096 78 45

email: conceicao.carvalho@oprimeirodejaneiro.pt


«O PRIMEIRO DE JANEIRO», 26/09/2013

UNIVERSIDADE DO PORTO EDITAL N.º I/159462/13/CMP Rui Fernando da Silva Rio, Presidente da Câmara Municipal do Porto, faz saber, para efeitos do disposto no art° 91° (Publicidade das deliberações) da Lei n.° 169/99, de 18 de setembro, com as alterações introduzidas pela Lei n.° 5-A/2002, de 11 de Janeiro, as deliberações tomadas na reunião da Câmara Municipal, de 17 de setembro de 2013: Aceitação da doação de duas pinturas a óleo, da pintora Isaura Xavier de Campos, para integração na Casa Museu Guerra Junqueiro: Aprovada. Legado de D. Marta de Sousa Ortigão Sampaio Sequeira ao Municipio do Porto - retificação da deliberação de 24.10.2000: Aprovada. Atribuição de uma comparticipação financeira à CNOD destinada a apoiar a organização do 11o Congresso Nacional de Deficientes: Aprovada. Adesão do Município do Porto ao projeto Turismo Médico/ Porto Medical Tourism: Aprovada. Isenção do pagamento de Taxas á Guerrilha Filmes, Lda referente à realização de filmagens: Aprovada. Ratificação do ato de modificação do contrato de prestação de serviços celebrado com CMPL - PortoLazer no âmbito do Programa das Atividades de Enriquecimento Currícular no 1.º ciclo do ensino básico: Aprovada. Ratificação do ato de modificação do contrato celebrado com a Know How - Sociedade de Ensino de Línguas e Acção Social, Unipessoal no âmbito do Programa Municipal de Enriquecimento Curricular: Aprovada. Ratificação da alteração ao contrato de cedência de espaço à Federação Académica do Porto: Aprovada Cedência temporária ao Centro Social do Barredo de prédio municipal: Aprovada. Contrato de Cedência de Utilização à Associação Desportiva e Recreativa da Pasteleira: Aprovada. 2.ªAlteração orçamental: Aprovada Concessão de benefícios fiscais à Universidade do Porto: Aprovada Aprovação do Regulamento do IV Concurso Literário “Leituras das Familias”: Aprovada. Aprovação do Regulamento do Concurso “Descobre Outra Cidade”; Aprovada. Alteração ao Código Regulamentar do Município do Porto - emissão de licença para Inscrição de grafitos: Aprovada. Abertura de um procedimento concursal para a elaboração do “Diagnóstico tecnológico de arquitetura de sistemas”no âmbito da candidatura “cap@CIDADE: inovar para o cidadão”: Aprovada. Reversão do direito de superfície, a favor do Municipio do Porto, da parcela de terreno sita à Rua Direita das Campinas: Aprovada. Cedência temporária de uma fração municipal à ANPME - Associação Nacional das Pequenas e Médias Empresas: Aprovada. Cedência temporária de uma fração municipal, sita à Rua da Ribeira Negra n.º 53, á Associação de Turismo do Porto: Aprovada. Pagamento de quotização anual à Associação de Turismo do Porto: Aprovada. Permuta de parcelas de terreno entre o Município do Porto e a Universidade do Porto: Aprovada. Aditamento ao contrato celebrado com a Optimus S.A: Aprovada. Emissão de parecer prévio vinculativo favorável, para efeitos do disposto nos n.os 4 e 10. do artigo 75.º da LOE2013, relativamente aos contratos de prestação e aquisição de serviços: Aprovada Protocolo de colaboração com a Faculdade de Engenharia da U.P. e a Associação Porto Digital no âmbito do projeto “Future Cities”: Aprovada. Ratificação de atos praticados no procedimento concursal de prestação de serviços para a locação operacional de veículos automóveis pesados; Aprovada. Designação do representante do Município do Porto para o cargo de Presidente da Direcção da ATC - Associação de Empresários para o Desenvolvimento do Turismo Cuítural no Porto e na Região: Aprovada. E, para constar, se mandou lavrar este e outros de igual teor, que vão ser afixados nos lugares do costume. Eu,

, a Diretora Municipal da Presidência, subscrevo.

Porto, Paços do Concelho, 18 de setembro de 2013.

HÁ 144 ANOS TODOS OS DIAS CONSIGO

Rua de Santa Catarina, n.º 489 4000-446 Porto

Praceta Gente do Amanhã 4460-235 - SENHORA DA HORA - Tel./Fax - 22 9513115 Capital Social: 20 000 Euros Cons. Reg. Com. Porto n° 38 Contribuinte n° 500 812 578

COOPERATIVA DE HABITAÇÃO ECONÓMICA

“GENTE DO AMANHÔ, C.R.L

CONVOCATÓRIA N° 03/2013 ASSEMBLEIA GERAL ORDINÁRIA (ELEITORAL) Ao abrigo do Artigo 36° dos Estatutos, convoco todos os cooperadores desta Cooperativa a reunirem em Assembleia Geral Ordinária, no próximo dia 01 de Novembro de 2013, das 10.00 às 22.00 Horas, na Sede desta Cooperativa, sita na Praceta Gente do Amanhã - Senhora da Hora, com a seguinte,

ORDEM DE TRABALHOS: PONTO ÚNICO - ELEIÇÃO DOS ÓRGÃOS SOCIAIS DA COOPERATIVA PARA O BIÉNIO DE 2013 A 2015. Nota: Parágrafo único do ponto 1.1 do Regulamento Eleitoral Cada Cooperador terá um voto. É admitido o voto por representação, devendo a delegação de poderes ser feita a outro Cooperador, cônjuge ou filho maior, e constar de documento escrito dirigido ao Presidente da Mesa da Assembleia Geral. Cada Cooperador não poderá representar mais que três membros da Cooperativa (Artigo 45° dos Estatutos). A apresentação das listas de candidatura devera ser feita até 8 dias antes da data do Acto Eleitoral. Nota: Ponto 3.3 do Regulamento Eleitoral A apresentação das listas de candidatura deverá ser feita até oito dias antes do acto eleitoral, com a indicação de todos os elementos. Senhora da Hora,26 de Setembro de 2013 O Presidente da Mesa da Assembleia Geral ANTÓNIO CARDOSO MAGALHÃES PINTO

FACULDADE DE ENGENHARIA Dá-se conhecimento público, de que se encontram abertos dois recrutamentos de seleção em regime de contrato de trabalho a termo resolutivo certo, para o Departamento de Engenharia Eletrotécnica e de Computadores: - 1 vaga de Técnico Superior, referência on-line n.º 515; - 1 vaga de Técnico Superior (tempo parcial), referência on-line n.º 514, aos quais podem candidatar-se os indivíduos que reúnam as condições fixadas no aviso disponível no seguinte endereço:

http://www.fe.up.pt/concursos O prazo limite para submissão on-line das candidaturas é de 5 dias úteis a contar da data da publicação do presente anúncio. 26 de setembro de 2013 Centro de Recursos e Serviços Comuns da U.P

«O PRIMEIRO DE JANEIRO», 26 3 26//0 9/201 /2013

Assistência aos Tuberculosos do Norte de Portugal NIPC 501 419 691 Rua Conde Vilas Boas, 126 4250-495 Porto TeL 228 349 660 Fax. 228 349 669

CONVOCATÓRIA Nos termos do disposto no artigo 16° dos Estatutos, convocam-se todos os associados da “ASSISTÊNCIA AOS TUBERCULOSOS DO NORTE DE PORTUGAL”, Associação n.° 501419691, com sede na Rua do Conde de Vilas Boas, n° 126, 4250495 Porto, para participarem na Assembleia-Geral Extraordinária a realizar pelas 19:00 horas do próximo dia 10 de outubro de 2013, nas instalações da Associação sitas na Rua do Conde de Vilas Boas, n° 126, 4250-495 Porto, cuja ordem de trabalhos é a seguinte: 1. Venda de imóvel sito na Rua Barão de S. Cosme, 72, no Porto. A Assembleia funcionará em segunda convocação uma hora depois da primeira convocação se nesta não estiver reunida a maioria absoluta dos associados no pleno gozo dos seus direitos sociais. Porto, 26 de setembro de 2013 O Presidente da Mesa da Assembleia-Geral,

www.oprimeirodejaneiro.pt

«O PRIMEIRO DE JANEIRO», 26/9/2013

www.oprimeirodejaneiro.pt

«O PRIMEIRO DE JANEIRO», 26/09/2013

Quinta-feira, 26 de Setembro de 2013

www.oprimeirodejaneiro.pt

publicidade/editais

12 | O Primeiro de Janeiro


Quinta-feira, 26 de Setembro de 2013

publicidade/editais

«O PRIMEIRO DE JANEIRO», 26/09/2013 Albino José V az Vaz Agente de Execução Av. António José de Almeia, nº. 292, 3º andar 3720-239 Oliveira de Azeméis Tel. 256688949 Fax 256683050

ANÚNCIO VENDA EM PROCESSO EXECUTIVO TERRENOS E FRACÇÕES EM: AROUCA, SANTA MARIA DA FEIRA e VILA NOVA DE GAIA PROCESSO: 1961/09.0TBVFR, 2º. Juízo Cível Tribunal Judicial de Santa Maria da Feira 2.ª Publicação EXECUTADO SOCIEDADE DE CONSTRUÇÕES GOMES & NUNES, LDA, NIPC 503.680.486 Informa-se os eventuais os eventuais interessados que são aceites propostas de aquisição do(s) seguinte(s) bem(s) penhorado(s): VERBA1 Terreno a pinhal com mato a confrontar a nascente com José de Brito Correia, a norte com caminho publico a poente com Jerónimo de Pinho Brandão e a sul com Alberto Martins Brandão, com a área total de 4450m2, sito no Lugar de Souto, freguesia de Arrô, concelho de Arouca, inscrito na matriz sob o artº. 2318 e descrito na Conservatória de registo predial de Arouca sob o nº. 11/19850327 – PELO VALOR DE 18.000,00 € VERBA 2 Terreno para construção a confrontar a nascente s sul com caminho publico a poente com estrada e a norte com Joaquim dos Santos Brandão, com a área total de 5200m2, sito no Lugar da Portela, freguesia de Urro, concelho de Arouca, inscrito na matriz sob o artº. 943 e descrito na Conservatória de Registo predial de Arouca sob o nº. 12/19850327 – PELO VALOR DE 169.200,00 €. VERBA 3 Fracção autónoma designada pela letra #Q# destinada a habitação com entrada pela Rua Sul (Entrada B), sita no Piso 5 centro, no Lugar de Ribeira da Venda, freguesia de Argoncilhe, concelho de Santa Maria da Feira, é constituída por hall de entrada, sala comum com varanda, cozinha, dois quartos e duas casas de banho, a Fracção tem a área de 96,60m2 e a varanda de 6,80m2, faz parte desta fracção uma garagem individual, no piso 2, com a área de 20,10m2, inscrita na matriz sob o artº. 3376"Q” e descrita na 2ª Conservatória de Registo Predial de Santa Maria da Feira, sob o nº. 261/1988080-Q – PELO VALOR DE 77.000,00 € VERBA 4 Estabelecimento comercial no r/chão direito do corpo IV: um espaço amplo, dois sanitários, bem como a afectação do direito de oportunamente proceder á realização das obras necessárias á adaptação de qualquer actividade, no âmbito da ocupação atrás referida, sem que para tal facto, tenha de solicitar a anuência parcial ou total dos condóminos., sito na Rua Manuel Moreira Costa Júnior, nº. 1008, freguesia de Valadares concelho de Vila Nova de Gaia, com a área de 12,70m2, inscrito na matriz sob o artº. 2793 fracção AD e inscrito na descrição nº. 731/19930608"AD” – PELO VALOR DE 143.000,00 € VERBA 5 Garagem na cave, devidamente assinaladas com a respectiva letra, sita na E.N. 109, nº. 2120, na Cave, freguesia de Valares concelho de Vila Nova de Gaia, com a área de 128m2, inscrito na matriz sob o Artº. 2793"BA” e descrita na 2ª Conservatória de registo predial de Vila Nova de Gaia sob a descrição 731/19930608-BA – PELO VALOR DE 47.000,00 € VERBA 6 Parcela de terreno sendo construção urbana a confrontar a norte e nascente com estrada a sul e poente com Fernando dimas e outro, descrito na conservatória de registo predial de santa maria da feira sob o nº. 768/19930303 da freguesia de Argoncilhe concelho de Santa Maria da feira sito na Ribeira da venda, da dita freguesia e concelho. PELO VALOR DE 1.528.743,00 € VALOR BASE de acordo com o artigo 816º nº. 2 do C.P.C. alterado pela Lei 41/2013 de 26 de Junho e do artigo nº. 6º do preâmbulo que aprova o Código de Processo Civil São aceites propostas superiores a 85% do valor de cada verba APRESENTAÇÃO DE PROPOSTAS As propostas são apresentadas em carta fechada até às 14:00 horas (catorze horas) do dia 09/10/2013 na Secretaria do Tribunal Judicial de Santa Maria da Feira, sito na Rua Dr. Cândido dos Reis, 18/30 – Ed. Manuel I, Bl. B 4520-211 Santa Maria da Feira, devendo os proponentes, nos termos do nº 1 do artigo 824º do Código Processo Civil, juntar à sua proposta, como caução, um cheque visado, à ordem do Agente de execução no montante correspondente a 5% do valor anunciado dos bens, ou garantia bancária no mesmo valor. As propostas serão abertas no dia e hora indicado, não sendo obrigatória a presença do proponente. FIEL DEPOSITÁRIO A executada. O Agente de Execução - Albino José Vaz – Cédula 3536

«O PRIMEIRO DE JANEIRO», 24/09/2013

Anúncio Vende-se no Pº de insolvência 1323/08.6TBMCN – 2ºJ, em que é insolvente a Manuel Monteiro Pereira “, Nif: 180 852 523, os seguintes bens: 1 Lote composto por 2 verbas (4 e 5): Viatura com a matrícula 55-38-TV e 61-67-QU; Valor base: 2.000 €. As propostas são sempre confirmadas, via CTT (questão de certeza) até ao próximo dia 7 de Outubro de 2013, para Apartado 47, 4634-909 Marco de Canaveses. Para qualquer esclarecimento contactar 91 329 77 44. Funchal, 20.09.2013

DEPARTAMENTO DE PUBLICIDADE Telefone: 22 096 78 46

Fax: 22 096 78 45

António Bonifácio Administrador de Insolvências – 96 435 14 42 (recuperação/revitalização - www.antoniobonifacio.pt)

«O PRIMEIRO DE JANEIRO», 26/09/2013

ANÚNCIO Vende-se no Processo 652/11.6TBSEI – 2º J, em que é insolvente Brito e Marques, Lda, os seguintes bens: V. 2: viatura 44 – FV – 66 – valor base: * V. 3: viatura 92 – AG – 30 – valor base: ** V. 4: viatura 82 – BT – 71 – valor base: ** V. 5: viatura 29 – 44 – ZO – valor base: ** Valor: aceita-se a melhor oferta. Os bens podem ser visitados, prévio contacto para o telemóvel 91 329 77 44. As propostas devem ser remetidas por correio para o Apartado 47, 4634 – 909 Marco de Canavezes, até ao dia 18 de Outubro de 2013, acompanhadas de 20% do valor proposto e ainda identificação do proponente. * Reserva de propriedade a favor da Finicrédito ** Reserva de propriedade a favor da Sofinloc

«O PRIMEIRO DE JANEIRO», 4/10/2013

O Primeiro de Janeiro | 13


agenda

14 | O Primeiro de Janeiro

Telefones Úteis Hospitais Sa n t o A n t ó n i o Te l . 2 2 2 0 7 7 5 0 0 Linha Azul 222 084 601 S ã o Jo ã o Te l . 2 2 5 5 1 2 1 0 0 Pediátrico Ma r i a Pi a Te l . 2 2 6 0 8 9 9 0 0 Linha Azul 226 099 674 Ma t e r n i d a d e J ú l i o D i n i s Te l . 2 2 6 0 8 7 4 0 0 Psiquiátrico Co n d e Fe r r e i r a Te l . 2 2 5 0 2 2 0 3 1 Ma g a l h ã e s L e m o s Te l . 2 2 6 1 9 2 4 0 0 P r i va d o s O r d e m d o Ca r m o Te l . 2 2 2 0 0 8 1 1 3 Ordem da Lapa Te l . 2 2 5 5 0 2 8 2 8 O r d e m d a Tr i n d a d e Te l . 2 2 2 0 8 3 6 5 6

Farmácias de serviço

Televisão

Serviço permanente

Hoje

PORTO PERMANENTE Fátima – Rua de Oliveira Monteiro, 435 – Tel. 226 065 406 Magalhães – Rua de Serralves, 566 – Tel. 226 100 300 MAIA Álvaro Agante – Avª D. Manuel II, 1386 – Vermoim – Tel. 229 419 854 VALONGO Da Travagem – Rua Elias Garcia 1245 4445 Tel. 229 740 328

Sa n t a Ma r i a Te l . 2 2 5 5 0 4 8 4 4 S ã o Fr a n c i s c o Te l . 2 2 2 0 0 8 4 4 1 CO N CE L H O DE M ATO S I N H O S Distrital -

Te l . 2 2 9 3 7 2 0 9 1

Pe d r o Hi s p a n o Te l . 2 2 9 3 9 1 0 0 0 Linha Azul 229 391 100 CO N CE L H O DE V. N . G A I A E d u a r d o Sa n t o s Si l v a Te l . 2 2 7 8 6 5 1 0 0 227 839 001 Vi l a No v a d e Ga i a Te l . 2 2 3 7 7 8 1 0 0 / 223 754180

Tel. 225 425 418 FELGUEIRAS J. Reis – Rua Rebelo Carvalho / 4610-212 Felgueiras Tel. 255 922 640 LOUSADA Fonseca – Rua Santo António, 554 – Silvares / 4620-651 Lousada Tel. 255 912 141

GONDOMAR Central – Rua Dr. Joaquim da Costa, 931 – Valbom – Tel. 224 837 321

Farmácia Cabanelas - Lugar de Eiro Soalhães - Tel. 255511565 PAREDES

MATOSINHOS Rocha Pereira – Rua Brito Capelo, 426 – Tel. 229 380 013 VILA NOVA DE GAIA Saraiva - Rua de Pinhais Bastos, 123 Avintes 4430-880 Avintes Portuense - Rua do Corvo, 519/531 Arcozelo 4410-439 Arcozelo De Coimbrões – Rua Domingos Matos, 680 – Sta. Marinha – Tel. 227 811 924

Ruão – Rua 1.º Dezembro – Castelões, Cepeda – Tel. 255 777 578 PENAFIEL Sameiro – Rua D. António F Gomes, 230-B – Tel. 255 713 071/2/3 SANTO TIRSO Central – Tel. 252 852 923 TROFA

AMARANTE

Trofense – Rua Costa Ferreira, C. C.

São Gonçalo – Estrada nacional 15 -

Loja 2 – Tel. 252 412 543

Banda Desenhada

ZÉ do boné

Sr. Perfeito

Passatempos

333, Madalena 4600 Amarante

MARCO DE CANAVESES

P r e l a d a - Te l . 2 2 8 3 3 0 6 0 0 Mi l i t a r Re g . N º 1 Te l . 2 2 6 0 6 3 0 1 1 / 1 2 / 1 3

O quê que queres fazer primeiro?

Quinta-feira, 26 de setembro de 2013

Ir á biblioteca e devolver os meus livros ou fazer as compras?

Oh, tu conheces-me. Não consigo tomar uma decisão dessas estando tão excitado.

RTP1 06:30 Bom Dia Portugal 10:00 Praça da Alegria 12:15 Os Nossos Dias 13:00 Jornal da Tarde 14:15 Windeck - O Preço da Ambição 14:45 Éramos Seis 15:30 Portugal no Coração 18:00 Portugal em Direto 19:00 O Preço Certo 20:00 Telejornal 21:15 Bem-vindos a Beirais 21:45 Quem Quer Ser Milionário 22:45 Portugueses Pelo Mundo - Nova Deli 23:45 Olhos de Anjo (Filme) 01:30 Hóquei em Patins - Campeonato do Mundo 2013 (Resumo Diário) 01:45 Californication 02:15 Ler +, Ler Melhor 02:30 Vidas em Jogo 04:00 Televendas 06:00 Nós RTP2 07:00 Zig Zag 15:05 No Meio do Nada 15:25 Iniciativa 15:35 Um Sitio onde Pousar a Cabeça (R/) 16:30 Sociedade Civil 18:00 A Fé dos Homens 18:30 Hóquei em Patins - Campeonato do Mundo 2013 - Direto Quartos de final 20:00 Iniciativa (R/) 20:05 Ler +, Ler Melhor 20:15 Zig Zag 20:45 Grande Final Prémio Jovens Músicos 20:55 Ler +, Ler Melhor (R/) 22:00 Síntese 24 horas 22:25 Agora (Diários) 22:30 Fringe 23:30 Os Contemporâneos 00:30 Liberdade 21 01:30 Agora (Diários) (R/) 01:40 Euronews SIC 06:05 Sic Notícias 07:00 Edição da Manhã 08:40 A Vida nas Cartas - O Dilema 10:15 Querida Júlia 13:00 Primeiro Jornal 14:30 Vingança 15:55 Boa Tarde 18:00 Sangue Bom 20:00 Jornal da Noite 21:45 Sol de Inverno 22:45 Dancin' Days 23:30 Amor à Vida 00:00 A Guerreira 00:30 Páginas da Vida 01:00 CSI Miami 01:40 Cartaz Cultural 02:15 De corpo e alma 03:20 Televendas TVI 06:30 Diário da Manhã 10:15 Você na TV! 13:00 Jornal da Uma 14:30 Ninguém Como Tu 16:00 A Tarde é Sua 18:00 Doce Fugitiva 19:00 I Love It 20:00 Jornal das 8 21:45 Belmonte 22:45 Destinos Cruzados 23:45 Mundo ao contrário 00:45 Série - Segurança Nacional 01:45 Autores IV 02:45 Deixa-me Amar 04:00 É a vida Alvim! 05:00 TV Shop

Amanhã RTP1 06:30 Bom Dia Portugal 10:00 Praça da Alegria 12:15 Os Nossos Dias 13:00 Jornal da Tarde 14:15 Windeck - O Preço da Ambição 14:45 Éramos Seis 15:30 Portugal no Coração 18:00 Portugal em Direto 19:00 O Preço Certo 20:00 Telejornal 21:00 Bem-vindos a Beirais 21:45 Quem Quer Ser Milionário 22:45 Portugueses Pelo Mundo – Peru 23:45 O Ritual - Estreia (Filme) 01:30 Hóquei em Patins - Campeonato do Mundo 2013 (Resumo Diário) 01:45 Californication 02:15 Flash Report 02:20 Ler +, Ler Melhor 02:30 Vidas em Jogo 03:45 Televendas 06:00 Palácios de Portugal RTP2 07:00 Zig Zag 15:05 No Meio do Nada 15:25 Iniciativa 15:35 Retratos 16:30 Sociedade Civil 18:00 A Fé dos Homens 18:30 Iniciativa (R/) 18:35 Ler +, Ler Melhor 18:40 Zig Zag 21:00 Fernando Tordo, Adeus Tristeza 21:10 Ler +, Ler Melhor (R/) 21:15 Hóquei em Patins - Campeonato do Mundo 2013 22:45 Agora (Diários) 23:00 Clínica Privada 23:40 Os Contemporâneos 00:30 Liberdade 21 01:35 Agora (Diários) (R/) 01:40 Euronews SIC 06:05 Sic Notícias 07:00 Edição da Manhã 08:40 A Vida nas Cartas - O Dilema 10:15 Querida Júlia - Sextas Mágicas 13:00 Primeiro Jornal 14:25 Querida Júlia - Sextas Mágicas 19:00 Sangue Bom 20:00 Jornal da Noite 21:45 Sol de Inverno 22:45 Dancin' Days 23:30 Amor à Vida 00:00 A Guerreira 00:30 Páginas da Vida 00:45 CSI Miami 01:25 As taras de Tara 02:35 Volante 04:40 Televendas TVI 06:30 Diário da Manhã 10:15 Você na TV! 13:00 Jornal da Uma 14:30 Ninguém Como Tu 16:00 A Tarde é Sua 19:00 I Love It 20:00 Jornal das 8 21:30 Euromilhões 21:45 Belmonte 22:45 Destinos Cruzados 23:45 Mundo ao contrário 00:45 Série - Castle III 01:45 Programa a Designar 02:45 É a vida Alvim! 03:45 Deixa-me Amar


Quinta-feira,26 de setembro de 2013

agenda Sugestões

Cinemas PORTO DOLCE VITA Cowboys & Aliens M/12 Sessões: 21h20, 00h35 Capuchinho Vermelho: A Nova Aventura M/6 Sessões: 14h, 16h30, 19h (V.Port./3D) Planeta dos Macacos: A Origem M/12 Sessões: 22h, 00h35 Os Smurfs M/6 Sessões: 12h50, 15h30, 18h30 (V.Port./3D) Um Dia M/12 Sessões: 13h30, 16h10, 19h05, 21h50, 00h30 Chefes Intragáveis M/12 Sessões: 12h30, 15h10, 17h50, 21h10, 23h50 Conan, o Bárbaro M/12 Sessões: 13h20, 16h, 18h40, 21h30, 00h10 Amigos Coloridos M/12 Sessões: 13h, 15h40, 18h50, 21h40, 00h25 Assim é o Amor M/12 Sessões: 12h40, 15h25, 18h10, 21h, 23h50 MAIA MAIASHOPPING Os Smurfs M/6 Sessões: 13h30, 16h, 18h40, 21h20, 23h50 (V.Port./3D) Conan, o Bárbaro M/12 Sessões: 13h20, 16h20, 19h, 21h50, 00h35 Capitão América: O Primeiro Vingador M/12 Sessões: 21h10, 00h10 Planeta dos Macacos: A Origem M/12 Sessões: 13h40, 16h30, 19h10, 21h40, 00h20 Cowboys & Aliens M/12 Sessões: 13h10, 15h50, 18h50, 21h30, 00h30 Capuchinho Vermelho: A Nova Aventura M/6 Sessões: 13h50, 16h10, 18h30 (V.Port.) NORTESHOPPING Capitão América: O Primeiro Vingador M/12 Sessões: 13h30, 16h10, 19h10, 22h30 Conan, o Bárbaro M/12 Sessões: 12h40, 15h10, 18h10, 22h, 00h35 O Último Destino 5 M/16 Sessões: 13h10, 15h30, 18h20, 21h40, 00h30 Cowboys & Aliens M/12 Sessões: 13h, 16h, 18h50, 22h, 00h45 Planeta dos Macacos: A Origem M/12 Sessões: 21h50, 00h25 Capuchinho Vermelho: A Nova Aventura M/6 Sessões: 10h50, 13h20, 15h50, 18h40 (V.Port./3D) Chefes Intragáveis M/12 Sessões: 21h10, 23h40 Os Smurfs M/6 Sessões: 10h30, 12h50, 15h20, 18h (V.Port./3D) Amigos Coloridos M/12 Sessões: 13h15, 15h40, 18h30, 21h30, 00h10 Um Dia M/12 Sessões: 13h40, 16h20, 19h, 21h20, 23h50 MATOSINHOS MAR SHOPPING O Último Destino 5 M/16 Sessões: 13h40, 16h20, 19h10, 22h, 00h30 Green Lantern - Lanterna Verde M/12 Sessões: 22h45 Amigos Coloridos M/12 Sessões: 13h20, 16h, 18h40, 21h50, 00h25 Capuchinho Vermelho: A Nova Aventura M/6 Sessões: 12h40, 15h10, 17h40, 20h (V.Port./3D)

O Primeiro de Janeiro | 15

Sem Prada nem Nada M/12 Sessões: 21h20, 24h Os Smurfs M/6 Sessões: 13h10, 15h50, 18h30 (V.Port.) Cowboys & Aliens M/12 Sessões: 12h50, 15h30, 18h20, 21h30, 00h10 Chefes Intragáveis M/12 Sessões: 13h, 15h40, 18h10, 21h, 23h40 Conan, o Bárbaro M/12 Sessões: 13h30, 16h10, 18h50, 21h40, 00h20 ) VILA NOVA DE GAIA LUSOMUNDO GAIASHOPPING Carros 2 M/6 Sessões: 13h15, 15h45 (V.Port./3D) Planeta dos Macacos: A Origem M/12 Sessões: 18h25, 20h55, 24h Cowboys & Aliens M/12 Sessões: 13h, 15h50, 18h50, 21h55, 00h35

M/12 Sala: Sala 9 Sessões: 14h, 16h30, 18h55, 21h25, 00h15 Assim é o Amor M/12 Sala: Sala 10 Sessões: 13h50, 16h35, 19h20, 22h, 00h40 Chefes Intragáveis M/12 Sala: Sala 11 Sessões: 14h10, 16h40, 19h15, 21h45, 00h20 Conan, o Bárbaro M/12 Sala: Sala 12 Sessões: 14h05, 16h45, 19h20, 21h55, 00h35 Conan, o Bárbaro M/12 Sala: Sala 13 Sessões: 13h45, 16h20, 18h55, 21h35, 00h15 (2D) Bem-vindo ao Sul M/12 Sala: Sala 14 Sessões: 14h15, 16h40, 19h10, 21h40, 00h10 Os Smurfs M/6 Sala: Sala 15 Sessões: 14h, 16h30, 18h55 (V.Port.), 21h20, 24h

Super M/12 Sessões: 21h50, 00h25

Amigos Coloridos M/12 Sala: Sala 16 Sessões: 13h50, 16h20, 18h50, 21h45, 00h25

Os Smurfs M/6 Sessões: 13h05, 15h35, 18h15, 20h50, 23h50 (V.Port./3D)

Harry Potter e os Talismãs da Morte: Parte 2 M/12 Sala: Sala 17 Sessões: 15h, 17h55, 21h25, 00h15

Conan, o Bárbaro M/12 Sessões: 12h55, 15h40, 18h40, 21h30, 00h10 Capuchinho Vermelho: A Nova Aventura M/6 Sessões: 12h55, 15h, 17h20, 19h40 (V.Port.) Capitão América: O Primeiro Vingador M/12 Sessões: 13h30, 16h10, 19h, 21h45, 00h40 Animais Unidos M/6 Sessões: 12h45, 14h55, 17h10, 19h25 (V.Port./3D) Harry Potter e os Talismãs da Morte: Parte 2 M/12 Sessões: 21h40, 00h30 Chefes Intragáveis M/12 Sessões: 12h50, 15h05, 17h25, 19h45, 22h, 00h20 Amigos Coloridos M/12 Sessões: 13h25, 16h05, 18h45, 21h20, 00h15 UCI ARRÁBIDA 20 O Último Destino 5 M/16 Sala: Sala 1 Sessões: 14h, 16h30, 19h, 21h35, 00h35 A Ressaca - Parte II M/16 Sala: Sala 2 Sessões: 22h20, 00h40 Capuchinho Vermelho: A Nova Aventura M/6 Sala: Sala 2 Sessões: 13h40, 15h50 (V.Port.), 18h, 20h10 (V.Port./3D) Capitão América: O Primeiro Vingador M/12 Sala: Sala 3 Sessões: 13h55, 16h25, 18h55, 21h25, 24h Planeta dos Macacos: A Origem M/12 Sala: Sala 4 Sessões: 14h10, 16h40, 19h05, 21h35, 00h05 Sem Prada nem Nada M/12 Sala: Sala 5 Sessões: 14h10, 16h45, 19h20, 21h50, 00h20 Larry Crowne M/12 Sala: Sala 6 Sessões: 18h30 Tinhas Mesmo Que Ser Tu M/12 Sala: Sala 6 Sessões: 13h50, 16h10, 21h30, 00h15 A Árvore da Vida M/16 Sala: Sala 7 Sessões: 18h45 Sem Remorsos M/12 Sala: Sala 7 Sessões: 14h05, 16h25, 21h40, 00h10 Carros 2 M/6 Sala: Sala 8 Sessões: 13h40 (V.Port.) Eu Vi o Diabo M/16 Sala: Sala 8 Sessões: 16h10, 19h05, 22h, 00h55 Cowboys & Aliens

Tempo HOJE TODO O TERRITÓRIO: Céu geralmente limpo, aumentando temporariamente de nebulosidade no interior da região Sul durante a tarde. Vento fraco a moderado (10 a 25 km/h) do quadrante leste, rodando para noroeste no litoral oeste durante a tarde, e soprando moderado a forte (25 a 40 km/h) de leste nas terras altas. Pequena descida da temperatura máxima nas regiões do interior da região Sul. MADEIRA: Céu em geral pouco nublado, apresentando períodos de muito nublado nas vertentes norte, em especial até ao meio da manhã. Vento moderado (20 a 30 km/h) de nordeste, soprando forte (35 a 45 km/h) nas terras altas até ao final da manhã e sendo fraco (inferior a 15 km/h) nas vertentes sul da ilha da Madeira. REGIÃO DO FUNCHAL: Céu geralmente pouco nublado. Vento fraco (inferior a 15 km/h). Pequena subida da temperatura máxima. AÇORES: GRUPO OCIDENTAL Períodos de céu muito nublado com boas abertas. Vento leste moderado (20/30 km/h). GRUPO CENTRAL Períodos de céu muito nublado com boas abertas. Vento leste moderado (20/30 km/h). GRUPO ORIENTAL Períodos de céu muito nublado com abertas. Vento nordeste moderado (20/30 km/h), soprando temporariamente de leste.

AMANHÃ TODO O TERRITÓRIO: Céu geralmente limpo. Vento fraco a moderado (10 a 25 km/h) do quadrante leste, rodando para noroeste no litoral oeste durante a tarde, em especial a norte do Cabo Raso, e sendo moderado a forte (30 a 45 km/h) de leste nas terras altas até ao fim da manhã e no fim do dia. MADEIRA:Céu em geral pouco nublado. Vento fraco a moderado (10 a 25 km/h) de norte, sendo fraco (inferior a 15 km/h) nas vertentes sul da ilha da Madeira. AÇORES: GRUPO OCIDENTAL Períodos de céu muito nublado com boas abertas. Vento leste bonançoso a moderado (10/30 km/h). GRUPO CENTRAL Períodos de céu muito nublado com boas abertas. Vento leste bonançoso a moderado (10/30 km/h). GRUPO ORIENTAL Períodos de céu muito nublado com boas abertas. Vento nordeste bonançoso a moderado (10/30 km/h).

ContraCanto na Casa da Cultura

Animais Unidos M/6 Sala: Sala 18 Sessões: 14h10, 16h20 (V.Port./3D) Green Lantern - Lanterna Verde M/12 Sala: Sala 18 Sessões: 18h35, 21h15, 00h10 A Melhor Despedida de Solteira M/12 Sala: Sala 19 Sessões: 13h50, 16h35 Super 8 M/12 Sala: Sala 19 Sessões: 19h20, 21h55, 00h30 Um Dia M/12 Sala: Sala 20 Sessões: 14h, 16h40, 19h10, 22h, 00h40

GONDOMAR LUSOMUNDO - PARQUE NASCENTE Os Smurfs M/6 Sessões: 13h25, 16h, 18h35, 21h10, 23h50 (V.Port.) Conan, o Bárbaro M/12 Sessões: 13h45, 16h30, 19h15, 21h55, 00h40 O Último Destino 5 M/16 Sessões: 13h50, 16h20, 19h30, 22h, 00h30 Amigos Coloridos M/12 Sessões: 12h50, 15h20, 17h50, 21h20, 24h Green Lantern - Lanterna Verde M/12 Sessões: 21h15, 24h Capuchinho Vermelho: A Nova Aventura M/6 Sessões: 13h10, 15h30, 18h (V.Port./3D) Chefes Intragáveis M/12 Sessões: 15h, 17h40, 20h30, 23h Conan, o Bárbaro M/12 Sessões: 13h, 15h40, 18h25, 21h, 00h05 Um Dia M/12 Sessões: 14h10, 16h45, 19h20, 22h10, 00h45 Sem Prada nem Nada M/12 Sessões: 21h50, 00h20 Carros 2 M/6 Sessões: 13h40, 16h25, 19h (V.Port.) Capitão América: O Primeiro Vingador M/12 Sessões: 14h30, 17h30, 20h40, 23h40 Planeta dos Macacos: A Origem M/12 Sessões: 14h45, 17h15, 20h, 22h30 Cowboys & Aliens M/12 Sessões: 13h15, 15h50, 18h40, 21h40, 00h25

O Cine-teatro da Casa da Cultura de Santa Comba Dão recebe na noite de 05 de Outubro, Sábado, a apresentação do musical ContraCanto, um espectáculo de António Leal com co-autoria de Sandra Leal e produção da Fundação Lapa do Lobo que combina poesia e músicas de Zeca Afonso. O espectáculo, marcado para as 21:30 horas, conta a história de Pedro, personagem através da qual o público revisita o final dos anos 60 e testemunha a seu desencantamento actual através das interacções de Ricardo, seu filho já adulto, que experiencia algumas das angústias passadas vividas pelo progenitor causadas por elementos contextuais actuais. Os bilhetes para este espectáculo encontram-se disponíveis na Casa da Cultura de Santa Comba Dão (91 20 10 663) e no Posto de Turismo (232 880 570).

VILA NAVIO

No dia 28,pelas 21h30, no Auditório Municipal de Esposende vai realizar-se o concerto de apresentação do disco dos VILA NAVIO, Cantinho da Vila. Bilhetes à venda nas Piscinas Municipais, Loja Interativa de Turismo e Casa da Juventude de Esposende.


1868

Há 144 anos, todos os dias consigo.

Director: Angela Amorim | Distribuição Gratuita | www.edvsemanario.pt |

|

SOBREVIVEM AQUELES QUE MELHOR SE ADAPTAREM Bruno de Carvalho, mostrou-se incomodado por algumas declarações de treinadores poderem estar condicionar a atuação dos árbitros. E disse: “não ouvi Paulo Fonseca, nem sei o que ele disse, mas há, realmente, treinadores que tentam condicionar e depois há coisas que acontecem. (…) Era bom que os treinadores se Gustavo Pires* concentrem mais em treinar as suas equipas e não em falar.”. (Record, 23-09-2013) Bruno de Carvalho só pode estar numa jogada de “bluff ”. O campeonato desenrola-se num ambiento agónico (social, económico e desportivo), onde as diferentes vontades se confrontam num jogo de soma nula. E, nesta lógica de confronto direto, segundo o pensamento de Carl von Clausewitz: “enquanto o inimigo não estiver vencido, ele pode vencer-me; então não serei mais dono de mim mesmo; ele vai ditar-me as suas leis como eu lhe fiz a ele”. Hoje, o futebol não tem lugar nem para ingénuos nem para ingenuidades e Bruno de Carvalho sabe-o muito bem. Não se trata de o modelo organizacional do futebol estar certo ou errado. Trata-se de compreender que é o modelo que existe e é aquele com que os dirigentes e os técnicos têm de aprender a viver. A dinâmica da competição desportiva não se cinge exclusivamente ao que se passa nas quatro linhas durante o tempo de jogo mas, em vários planos de análise, tem a ver com um “antes – durante – depois” de cada jogo, ao longo de toda a época e durante várias épocas. Em conformidade, as responsabilidades do treinador são bem mais amplas do que treinar a sua equipa. Um treinador que pretenda concentrar-se exclusivamente em treinar a sua equipa o melhor é ir orientar uma equipa do Desporto Escolar. A responsabilidade do treinador é fazer com que o futuro aconteça de acordo com os interesses do clube pelo que tem de se preocupar com a ação dos árbitros. E é perfeitamente legítimo que os treinadores se preocupem com os árbitros tal como os árbitros se devem preocupar com os treinadores sobretudo durante os jogos. O futebol na sua essência, é um jogo de conflito que se desenrola ao longo de uma época. Assim sendo, os clubes competem entre si pela conquista dos resultados que lhes abrem as portas dos campeonatos externos e, em consequência, da própria sobrevivência. Neste modelo competitivo que é anacrónico mas ninguém tem coragem de mudar, como diria Empédocles (495-430 aC), “sobrevivem aqueles que melhor se adaptarem.”. O campeonato é um jogo estratégico de soma igual a zero, em que só uma equipa pode ganhar. Bruno de Carvalho está a adaptar-se. Por isso, só pode estar a fazer “bluff ”.

Diretor: Rui Alas Pereira (CP-2017). E-mail: ruialas@oprimeirodejaneiro.pt Redatores: Joaquim Sousa (CP-5632), Andreia Cavaleiro (CP-6983), Cátia Costa (Lisboa) e Vasco Samouco. Fotografia: Ivo Pereira (CP-3916) Secretariado de Direção: Sandra Pereira. Secretariado de Redação: Elisabete Cairrão. Publicidade: Conceição Carvalho (chefe), Elsa Novais (Lisboa, 918 520 111) e Fátima Pinto. E-mail: conceicao.carvalho@oprimeirodejaneiro. pt Morada: Rua de Santa Catarina, 489 2º - 4000-452 Porto. Contactos: redação - Tel. 22 096 78 47 - Tm: 912 820 510 E-mail: geral.cloverpress@oprimeirodejaneiro.pt - Publicidade - Telefone: 22 096 78 46, Fax: 22 096 78 45 Propriedade: Globinóplia, Unipessoal Lda. Edição: Cloverpress, Lda. NIF: 509 229 921 Depósito legal nº 1388/82 Impressão: Coraze, Telefs.910252676 / 910253116 / 914602969, Oliveira de Azeméis. Distribuição: Vasp. Tiragem: 20 000

Aposentados e pensionistas protestaram no Rossio

Frente comum contra os cortes nas pensões Centenas de reformados e pensionistas da Função Pública concentraram-se ontem no Rossio, em Lisboa, em protesto contra o corte nas pensões do Estado, classificados pela Frente Comum de “aldrabice”. “Esta é uma jornada de resistência num primeiro momento de indignação e de luta aqui no Rossio. Temos de afirmar que é uma mistificação o Governo dizer que quer convergência de pensões, porque isso é falso”, disse a coordenadora da Frente Comum dos Sindicatos da Administração Pública, Ana Avoila. De acordo com a sindicalista, “uma grande parte do setor privado tem pensões e salários iguais ou superiores aos dos trabalhadores da função pública”.

Nesse sentido, “é uma aldrabice e uma chantagem dizer que se não se cortar nas pensões terá de se pedir um segundo resgate”, considerou Ana Avoila. A coordenadora da estrutura sindical referiu ainda que a proposta de lei do Governo “está cheia de inconstitucionalidades, nomeadamente, a questão da retroatividade”. A Frente Comum vai, assim, enviar uma petição ao Presidente da República, Aníbal Cavaco Silva, para que este peça a fiscalização preventiva do diploma. Seguidamente, a estrutura sindical vai solicitar aos partidos a fiscalização sucessiva do diploma, segundo Ana Avoila. “Se o Governo invocar o interesse público para avançar com os cortes nas pensões, à semelhança do que pre-

tende fazer acerca do aumento do horário de trabalho, é outra aldrabice, uma falácia e uma hipocrisia”, rematou a sindicalista. Na resolução aprovada nesta concentração, na Praça do Rossio, para além da rejeição do corte nas pensões, a Frente Comum apela a todos os aposentados para que expressem o “descontentamento e oposição já no próximo dia 29 de setembro, nas eleições autárquicas”. Apesar de não estar previsto inicialmente, Ana Avoila propôs aos aposentados e pensionistas para que marchassem até ao Ministério das Finanças, em Lisboa. Os manifestantes aceitaram o desafio e desfilaram até ao Terreiro do Paço para mostrarem ao Governo o descontentamento.

Rui Rio inaugurou nova esquadra da PSP em Aldoar

“Julgo que era preciso continuar a obra” O presidente da Câmara do Porto, Rui Rio, considera ser preciso continuar a sua obra na cidade, admitindo que sentirá “nostalgia” dos 12 anos “muito intensos” de liderança da autarquia. “Julgo que era preciso continuar a obra, mas é evidente que a obra tem uma marca e não há duas pessoas iguais, aliás a limitação de mandatos permite isso mesmo, que haja uma certa renovação e renovação é bom, portanto, continuar os princípios fundamentais mas num estilo novo, inverter é que não, é a minha opinião”, afirmou Rui Rio aos jornalistas, à margem da cerimónia de inauguração da nova esquadra da

PSP de Aldoar. Questionado se sentia já alguma nostalgia, o autarca afirmou que “neste momento ainda não”, mas admitiu que à medida que se aproxima do fim do mandato a irá sentir. Foram “12 anos e 12 anos muito intensos, marcam qualquer pessoa”, referiu, considerando-se “muito satisfeito com a obra feita”. Segundo Rio, o Porto modificouse de uma forma única nos últimos 12 anos, quer por ação da Câmara, quer por ação dos cidadãos, sendo a sua transformação “brutal”. “As pessoas nem se apercebem bem das mudanças brutais que o Porto teve”, dis-

se, considerando que para o futuro “as pessoas percebem que o primado tem de ser as pessoas e não as obras”. “Eu acho que isso é mais ou menos consensual, quer dizer, Portugal não sai da situação em que está com uma política igual aquela que durante muitos anos levou a cabo”, continuou. O autarca reafirmou que o seu sucessor tem um problema grande, “que o Governo criou e está a criar à cidade”, que é a questão da reabilitação urbana, esperando que haja ainda um recuo e que o Governo “passe a compreender o que é elementar” nessa questão.

FMI defende para a zona euro

Orçamento comum e Eurobonds O Fundo Monetário Internacional (FMI) defende a criação de uma união orçamental na zona euro, com um orçamento comum e a emissão de Eurobonds, para se evitar uma nova crise na região. Num relatório intitulado ‘Toward a fiscal union for the euro area’ (a caminho de uma união orçamental para a zona euro), o FMI defende que, no mínimo, uma integração orçamental mais profunda requer maior controlo dos Estados-membros e a finalização rápida da união bancária, com um fundo comum de apoio a bancos em dificuldades. O FMI sugere aos decisores políticos que criem um fundo para eventualidades, com os países no total, a contribuírem com até 200

mil milhões de euros por ano para ajudar países mais fracos, e assim evitar uma crise sistémica. A organização diz que as atuais regras do Pacto de Estabilidade e Crescimento, que exigem um défice inferior a 3% do PIB anual a cada país, não são suficientes e que devia ser exigido aos Estados-membros que criassem almofadas financeiras em tempos de crescimento que lhes dessem maior margem de manobra em tempo de crise. Para a instituição, a criação da moeda única fez pouco para encurtar as desigualdades em termos de crescimento económico dos seus participantes. Para cimentar esta união monetário, o FMI defende então que

seja criado um orçamento comum. “Apesar de muito intrusivo, esta medida teria o benefício de dar a possibilidade de interventiva preventiva e atempada quando a estratégia orçamental fosse claramente incompatível com as metas orçamentais”, diz o relatório citado pela Bloomberg. Sobre os Eurobonds (obrigações de dívida comuns aos países da zona euro), o FMI diz que esta seria uma forma de manter os custos da dívida em países periféricos, como Portugal, mais acessíveis e sob controlo. Angela Merkel, chanceler alemã, recém-eleita com um resultado eleitoral muito positivo, já tinha dito que não haverá este tipo de mutualização de dívida “enquanto for viva”.

26 11 2013