Page 6

futebol

6 | O Norte Desportivo

Segunda-feira, 20 de Maio de 2013

Vitória em Paços de Ferreira confirma 27.º título da história dos «dragões»

FC Porto festeja o «tri» na Capital do Móvel DR

Golos de Lucho e Jackson garantiram novo campeonato para os «azuis e brancos». Beira-Mar e Moreirense despromovidos. O FC Porto conquistou o seu 27.º título de campeão nacional, o terceiro consecutivo, ao vencer no reduto do Paços de Ferreira por 0-2, em encontro da 30.ª e última jornada da I Liga. O argentino Lucho Gonzalez, aos 23 minutos, de grande penalidade, mal assinalada pelo árbitro Hugo Miguel, e o colombiano Jackson Martinez, aos 52’, apontaram os tentos dos «azuis e brancos», que terminaram o campeonato com 78 pontos, mais um do que o Benfica. Os «encarnados», que precisavam de vencer e que o FC Porto não o conseguisse para somar o seu 33.º ceptro, ganhara em casa ao Moreirense (3-1), com tentos do paraguaio Óscar Cardozo e do brasileiro Lima (dois). No campeonato mais disputado dos últimos anos, a equipa de Vítor Pereira não facilitou no jogo decisivo e garantiu novo título, que chegou a ser uma miragem. Depois do empate caseiro do Benfica na receção ao Estoril, os «dragões» precisavam de duas vitórias para voltarem a festejar e conseguiram: Primeiro derrotaram os «encarnados», graças a um golo de Kelvin no período de descontos, e na última jornada venceram no terreno do terceiro classificado. Na Mata Real, o encontro ficou praticamente definido à passagem dos 20 minutos, quando o árbitro Hugo Miguel assinalou mal uma grande penalidade a favor do campeão e expulsou o «central» Ricardo na sequência da mesma. Lucho juntou a vantagem no marcador à vantagem numérica. Na segunda parte, Jackson fixou o resultado final, antes de Danilo receber ordem de expulsão, por acumulação de amarelos.

Tricampeão. O FC Porto voltou a sorrir no final do campeonato, saindo à rua para festejar o 27.º título da sua história

Inglaterra

Villas-Boas falha apuramento para «Champions»

O Tottenham derrotou, em casa, o Sunderland (1-0), mas falhou o acesso à Liga dos Campeões da próxima época, numa última jornada da Liga inglesa marcada pelo adeus de Alex Ferguson, que se despediu com um empate (5-5). Em White Hart Lane, o conjunto comandado por André VillasBoas massacrou o adversário e criou inúmeras oportunidades,

mas só marcou aos 89 minutos, através de mais um fenomenal pontapé do galês Gareth Bale (21.º golo), considerado o melhor jogador do campeonato. Com o triunfo, o Tottenham totalizou 72 pontos, batendo o seu recorde de 70, em 2009/2010, mas ficou-se pelo quinto lugar, já que o Arsenal conseguiu também venceu (0-1), em Newcastle, com um tento do francês Laurent Koscieny, aos 52 minutos. Os «gunners» ficaram no quartos e vão disputar o «playoff» da Liga dos Campeões.

No final do encontro, Vítor Pereira, com o futuro ainda por definir, explicou o seu segundo campeonato com o facto de a sua equipa não falhar nos momentos cruciais. “O que ditou o campeão? Nós já mostrámos que nos momentos cruciais não falhamos e nos chegamos à frente, foi assim o ano passado e assim foi este ano. Mas neste momento o fundamental é agradecer a todas as nossas famílias, a todos os jogadores pelo seu empenho, à equipa técnica, à nossa Direção e claro, aos nossos adeptos, que nunca nos abandonaram”, vincou. No Estádio da Luz, a equipa da casa conseguiu terminar o campeonato com uma vitória, apesar de ter ido em desvantagem para o intervalo, devido a um golo de Vinicius. Na etapa complementar, as «águias» reagiram e lograram a reviravolta, graças a tentos apontados por Cardozo e Lima. No final da partida, a desilusão tomou conta do Estádio da Luz, porque nenhuma das equipas conseguiu os objetivos. E se o Benfica dependia de terceiros para ser campeão, o Moreirense dependia apenas de si para evitar a despromoção, mas o pior cenário acabou por se verificar. Na luta pela Europa, o Estoril garantiu a última vaga em aberto, enquanto Beira-Mar e Moreirense desceram ao segundo escalão. Com os «canarinhos», que garantiram o quinto lugar com a vitória por 3-1 sobre o Gil Vicente, em Barcelos, seguem para a segunda prova europeia o Sporting de Braga, quarto classificado, e Vitória de Guimarães, por estar na final da Taça de Portugal (o outro finalista, o Benfica, vai à Liga dos Campeões). O Beira-Mar, goleado em Aveiro pelo Sporting por 1-4, e Moreirense, são os dois clubes despromovidos à II Liga, abrindo as vagas para Belenenses e Arouca. Gil Vicente, Olhanense e Vitória de Setúbal, apesar de não terem vencido, conseguiram a manutenção.

Presidente não confirma Leonardo Jardim

Treinador é segredo O presidente do Sporting, Bruno de Carvalho, adiantou ontem que a decisão sobre o próximo treinador de futebol será anunciada na altura certa, frisando que todo o processo está a ser gerido com ética, boa educação e respeito. Bruno de Carvalho não se pronunciou sobre as notícias que dão como certa a saída de Jesualdo Ferreira e a contratação de Leonardo Jardim para o comando técnico. “Há assuntos que devem ser tratados internamente. Há alturas para tudo na vida, pois temos que saber o que são as regras da ética, boa educação e respeito e é por isso que vamos anunciar a decisão na altura que for a ideal. Hoje (ontem) o nosso treinador é o Jesualdo Ferreira”, frisou. O presidente do clube de Alvalade mostrou-se descontente com algumas notícias vindas e público, ressalvando que “no Sporting não se tomam decisões baseadas em manipulações, nem no que diz a comunicação social ou em opiniões que as pessoas vão dando”, assegurando que “se o Sporting fizer uma alteração de treinador não o vai esconder”. Ontem, os «leões» despediram-se da temporada com um triunfo sobre o BeiraMar, por 1-4.

20-05-2013  

20-05-2013

20-05-2013  

20-05-2013