Page 1

BEIRA-MAR E MOREIRENSE DESCEM Estoril agarra o último lugar na Liga Europa ao vencer (3-1) em Barcelos

Há 144 anos, sempre consigo. 1868 2012

Continente - 0,60 € (IVA INCLUIDO) – Ilhas - S. Miguel e Madeira - 0,75 € (IVA INCLUIDO) – Porto Santo 0,80 € (IVA INCLUIDO)

Director: Angela Amorim | Distribuição Gratuita | www.edvsemanario.pt |

Diretor: Rui Alas Pereira | ISSN 0873-170 X |

|

DIÁRIO NACIONAL

Ano CXLV | N.º 115

Segunda-feira, 20 de maio de 2013

CONSELHO DE ESTADO REÚNE-SE HOJE COM A SENSAÇÃO DE IMPOTÊNCIA

DEBATE  O Presidente da República e os seus conselheiros encontram-se hoje em Belém para analisar o futuro de Portugal «pós-troika». Alberto João Jardim resume o espírito da reunião: “Vou com a sensação de impotência, porque não vai resolver nada”...

TR!CAMPEÕES  O FC Porto garantiu o 27.º título nacional de futebol ao vencer em Paços de Ferreira por 2-0. Um golo de Lucho, na transformação de uma grande penalidade, que deixou os locais com menos um homem, tornou tudo mais fácil para os portistas que ainda marcaram por Jackson Martínez...

TUDO SOBRE A FESTA PORTISTA EM WWW.OPRIMEIRODEJANEIRO.PT

SEGURO

Estado pode “salvar empresas sem gastar um cêntimo”

JERÓNIMO

Governo continua a praticar “política fora da lei”

D.CLEMENTE

pede solidariedade e clareza aos políticos


local Porto

2 | O Primeiro de Janeiro

Segunda-feira, 20 de Maio de 2013

“Inadmissível” que projeto do Bairro do Lagarteiro esteja por completar

CDU exige que requalificação seja terminada DR

O candidato comunista, Pedro Carvalho, vai levar a situação do Lagarteiro à próxima reunião da Câmara Municipal do Porto. O candidato da CDU à Câmara Municipal do Porto, Pedro Carvalho, exige que a requalificação do bairro do Lagarteiro seja terminada, considerando “inadmissível” que 40 por cento do projeto esteja ainda por completar. Em comunicado enviado após a visita de ontem ao bairro situado na zona de Campanhã, a Coligação Democrática Unitária (CDU) recordou que “a suspensão de maio do ano passado deixou por requalificar cinco dos 13 blocos do bairro, uma situação injustificável e discriminatória para os moradores do Lagarteiro”, que, acrescenta, viram as suas rendas aumentadas “substancialmente”. Por esse motivo, Pedro Carvalho vai levar a situação do Lagarteiro à próxima reunião da Câmara Municipal do Porto e o deputado Honório Novo vai questionar o Governo na Assembleia da República. “A CDU alerta, que não obstante de exigir que o IHRU (Instituto da Habitação e da Reabilitação Urbana) cumpra todos os compromissos assumidos com o município do Porto, os moradores não podem ser prejudicados, devendo a requalificação avançar, lembrando a margem existente a nível orçamental”, referindo-se a um saldo de gestão de 16,4 milhões de euros e a 10 milhões de encaixe relativos à “redução do capital social da Águas do Porto”. A CDU acusa ainda o Governo – através do IHRU – de se “desresponsabilizar no âmbito dos bairros da sua propriedade”, mas também no caso dos protocolos existentes para com a autarquia, exemplificando com os bairros de S. Tomé e do Lagarteiro. Bloco de Esquerda tem 100 milhões para reabilitação urbana

O candidato do Bloco de Es-

Projeto por terminar. CDU vai levar situação do bairro do Lagarteiro à próxima reunião da Câmara Municipal do Porto

Concelhia do PS

Autarcas reúnem-se hoje no Palácio do Freixo

O Palácio do Freixo recebe esta manhã (10h30) a reunião entre os presidentes de câmara do Partido Socialista da Região Norte, sob o tema «O Porto e o Norte – Cimeira dos presidentes de câmara do PS do Norte». De acordo com um comunicado da concelhia socialista, os “39 autarcas vão debater a grave situação económica e social na região norte e, em

concreto, o quadro comunitário 2014-2020, reivindicando uma gestão regional e descentralizada”. Este encontro, o primeiro do género desde “há anos”, é iniciativa da concelhia do PS portuense, e visa “envolver os diferentes municípios na defesa dos interesses da Região Norte e contribuir para o seu desenvolvimento, contrariando a tendência centralista a que se tem assistido nos últimos anos”. A reunião decorrerá à porta fechada.

querda à Câmara Municipal do Porto, José Soeiro, já deu a conhecer sete propostas para a cidade, entre as quais o investimento de 100 milhões de euro, para reabilitar o edificado. Durante a apresentação pública da candidatura à autarquia, sob o mote «E se virássemos o Porto ao contrário?», o antigo deputado disse que o que move o projeto, entre outros motivos, é um “sentido de urgência em relação” ao Porto, cidade que classifica como “depauperada, despovoada e deprimida”, face a 10 anos de “péssimo governo” e de “uma oposição que nem sempre esteve à altura”. Por essa razão, o também sociólogo propôs o investimento de 25 milhões de euros por ano na reabilitação urbana durante quatro anos, uma “revolução cidadã para aprofundar a democracia”, a suspensão imediata de despejos e de cortes de luz e água, a transformação das escolas em equipamentos ao serviço das comunidades, um «plano verde» que efetive a plantação de 2.500 árvores por ano, um programa para “reduzir drasticamente as vítimas de acidentes viários na cidade”, e a “conquista” das ruas através da ocupação dos espaços públicos com arte e cultura. “Não nos candidatamos para termos razão. Queremos mesmo transformar o Porto. Queremos aprender com a cidade. Promover a participação. Queremos levar estas vozes à vereação e multiplicá-las na Assembleia Municipal”, disse José Soeiro, numa sessão que contou com as presenças dos dois coordenadores do Bloco de Esquerda, Catarina Martins e João Semedo. Minutos antes da intervenção de Soeiro, a cabeça de lista do Bloco de Esquerda à Assembleia Municipal, Ana Luísa Amaral, declarou que o objetivo é que o Porto deixe de ser “a cidade dos que são forçados a partir”, tendo perdido 9,7% da população entre 2001 e 2011 para um total 237.591 habitantes, segundo os Censos. A candidatura vai ter um “fórum aberto” para debater o programa, que ainda está por finalizar.

Santa Casa distingue bispo Manuel Clemente

Homenagem em junho A Santa Casa da Misericórdia do Porto (SCMP) vai organizar em junho uma homenagem ao bispo do Porto, Manuel Clemente, recentemente nomeado patriarca de Lisboa, figura que, na opinião do provedor da instituição, marcou a cidade. António Tavares disse ter recebido o anúncio da nomeação de Manuel Clemente para patriarca de Lisboa com “muita satisfação e alegria”, não duvidando de que, num momento “difícil” da vida nacional, vai executar “esta missão com muita determinação e bondade”. “Será sempre uma voz a favor daqueles que não têm quem os defenda no dia de hoje e estou-me a referir claramente aos mais jovens e aos mais idosos da nossa sociedade e que são aqueles mais desprotegidos”, referiu o provedor da SCMP. A homenagem vai decorrer no Palácio da Bolsa, no Porto, no próximo mês, com o objetivo “de congregar à sua volta muitas das instituições da cidade e será uma maneira de os homens e mulheres do Porto dizerem que não se esquecem do seu bispo e daquilo que Manuel Clemente fez enquanto cá esteve”.


Segunda-feira, 20 de Maio de 2013

regiões

O Primeiro de Janeiro | 3

Câmara de Penacova substitui Ministério da Justiça sem verbas para obra

250 mil euros investidos no novo tribunal Residentes de Lisboa

Estacionamento pago passa para duas zonas

Os residentes na cidade de Lisboa vão poder estacionar na zona onde moram e numa outra contígua, a partir de sexta feira, mediante a solicitação de novo dístico, que custa 12 euros. O pedido de extensão para duas zonas de estacionamento pode ser feito no momento da renovação do dístico, anunciou a Empresa Municipal de Estacionamento de Lisboa (EMEL). A alteração deve-se a dois motivos: a dificuldade em estacionar na zona por haver mais dísticos de residentes do que lugares disponíveis e divisões de zonas na mesma rua.

Governo dos Açores

Campanha para economia do mar sustentável

Passeios de barco e pedestres, exposições, concursos de pesca recreativa e regatas de vela ligeira são iniciativas de uma campanha que arranca, hoje, nos Açores, para divulgar as formas da utilização económica do mar açoriano numa perspetiva sustentável. Denominada «Açores entre Mares», a campanha é promovida pelo Governo açoriano, através da secretaria dos Recursos Naturais, e já tem agendadas 86 atividades nas nove ilhas do arquipélago, hoje, Dia Europeu do Mar, e 8 de junho, Dia Mundial dos Oceanos.

DR

Câmara de Penacova assume responsabilidade das obras, depois de Ministério da Justiça ter comunicado que “não tinha dinheiro”. A Câmara Municipal de Penacova está a recuperar uma antiga escola para acolher o tribunal local, investindo 250 mil euros no projeto. O presidente da autarquia, Humberto Oliveira, eleito pelo PS, explicou, ontem, que a Câmara de Penacova assumiu a responsabilidade de realizar as obras, depois de o Ministério da Justiça ter comunicado que “não tinha dinheiro” para requalificar e ampliar o bloco nascente da escola Maria Máxima. No Tribunal Judicial de Penacova, que serve também o concelho de Vila Nova de Poiares, trabalham três magistrados (dois juízes e um representante do Ministério Público) e sete funcionários. A extinção da Comarca de Penacova chegou a estar prevista numa das propostas do Governo de alteração do mapa judiciário, mas acabará por se manter, segundo a última versão do documento. Iniciadas há três meses, as obras vão custar 250 mil euros, mais IVA, ao município, que prevê a sua conclusão em agosto. “A

Penacova. Tribunal local vai ficar numa antiga escola do concelho que vai ser requalificada pela Câmara Municipal

Três violentos acidentes

Quatro feridos graves de madrugada

Quatro pessoas ficaram gravemente feridas ontem de madrugada em três acidentes ocorridos em Vila Verde (Braga), Amarante (Porto) e Monte Trigo (Évora). Um dos acidentes, um atropelamento, ocorreu cerca das 00h15 na região de Vila Verde, em Soutelo (Braga), na Rua Ponte do Bico, quando um veículo ligeiro de passageiros embateu numa pessoa, pondo-se

inauguração deverá ser em setembro, na reabertura do ano judicial”, disse Humberto Oliveira, que vai candidatar-se a um segundo mandato na Câmara, nas próximas eleições autárquicas. Admitindo que a autarquia “está a prejudicar outros investimentos da sua responsabilidade”, ao avançar com a recuperação da antiga escola, o presidente da Câmara realçou que se trata de “uma obra estratégica” para o concelho. “A construção do Palácio da Justiça era uma ‘novela’ que já vinha de 1995”, recordou. O acolhimento do tribunal nas novas instalações, propriedade do município, será objeto de um protocolo a celebrar entre a Câmara Municipal e o Ministério da Justiça. Quanto a encargos para a Administração Central, ainda “não há nada definido”. No entanto, “seria de elementar justiça” o MJ assumir o pagamento de uma renda, preconizou Humberto Oliveira. Em 2008, o Governo socialista de José Sócrates e a Câmara Municipal, então presidida por Maurício Marques, do PSD, assinaram um protocolo para a construção do novo equipamento público. No ano passado, o presidente da Câmara de Vila Nova de Poiares, Jaime Soares, chegou a manifestar a disponibilidade do seu município para acolher provisoriamente aquele serviço público, cuja comarca abrange os dois concelhos. de seguida em fuga, causando um ferido grave que foi transportado para o Hospital de Braga. À mesma hora, uma colisão entre dois automóveis no IP2, em Monte Trigo (Évora), causou outros dois feridos graves, que foram de imediato transportados para o hospital Espírito Santo de Évora. Mais tarde, pelas 06h15, um automóvel despistou-se em Amarante, em Ariz, provocando igualmente um ferido grave que foi encaminhando para o Hospital de S. João, no Porto. Os acidentes estão a ser investigados pela GNR.


4 | O Primeiro de Janeiro

nacional

Segunda-feira, 20 de Maio de 2013

Discussão do «pós-troika» deve alargar-se às novas medidas de austeridade

“Sensação de impotência” no Conselho de Estado DR

Alberto João Jardim vai estar presente, mas considera que a reunião convocada por Cavaco Silva “não vai resolver nada”. O Presidente da República, Cavaco Silva, e os seus conselheiros de Estado reúnem-se hoje, com o «pós-troika» em cima da mesa, num encontro que também deverá servir para discutir o Conselho Europeu de junho. Na passada terça-feira, um dia depois de ter anunciado publicamente a convocatória da reunião do seu órgão político de consulta, o chefe de Estado defendeu que “era importante ouvir a reflexão dos conselheiros de Estado sobre matérias de relevância clara em Portugal, à medida que se aproxima o fim do programa de assistência financeira, mas também para obter indicações para a posição portuguesa a ser defendida, pelo Governo português, no Conselho Europeu do mês de junho”. Contudo, e apesar de competir ao Presidente da República escolher o tema em relação ao qual quer escutar a opinião dos seus conselheiros, outros assuntos poderão também vir a ser abordados, nomeadamente a situação política ou as mais recentes medidas de austeridade anunciadas pelo Governo, nomeadamente a chamada «TSU dos pensionistas», aprovada no dia anterior à convocação do Conselho de Estado. Pelo menos um conselheiro de Estado, o antigo Presidente da República Mário Soares, já admitiu que preferia discutir na reunião de hoje a situação atual do país. Para outro conselheiro de Estado, o ex-líder do PSD, Marcelo Rebelo de Sousa, o debate vai ser centrado no futuro e servir para o Presidente da República “ouvir o que é que os conselheiros pensam sobre o mundo, a Europa e Portugal, daqui a um ano, um ano meio, dois anos, três anos, quatro anos”, mas vai decorrer “cheio de pontos de interrogação” e com “muitas incógnitas”.

O primeiro-ministro, que também é conselheiro de Estado por inerência do cargo, também já manifestou a sua convicção de que o debate será centrado no “país pós-troika” e não na situação do executivo PSD/CDS, dissociando a convocação do órgão de consulta presidencial de alegadas “guerras internas” no Executivo, que também já negou existirem. Apesar de os partidos políticos não estarem representados no Conselho de Estado, quer o Bloco de Esquerda quer o PCP também já falaram da reunião hoje, com o coordenador dos «bloquistas», João Semedo, a desvalorizar o encontro, considerando que “o futuro do país não depende nem do Presidente da República nem do Conselho de Estado”. Por sua vez, o comunista Jerónimo de Sousa considera que “com aquela ordem de trabalhos, vai ser para validar o prolongamento do pacto de agressão”. Alberto João presente com “sensação de impotência”

Conselho de Estado. Cavaco Silva quer discutir o «pós-troika», mas a situação do país não deve passar ao lado

“Sem gastar um cêntimo”

Seguro quer Estado no capital das empresas

O secretário-geral do PS insistiu na ideia de o Estado poder entrar no capital de empresas viáveis, negando que esta medida, justificada pela crise, seja uma nacionalização e custe dinheiro ao país. No encerramento do II Fórum Municipal de Leiria, o líder socialista garantiu que com esta solução o Estado consegue “salvar as empresas e não

mete lá um cêntimo”, viabilizando a empresa e os respetivos postos de trabalho. “Em vez do Governo deixar que empresas viáveis vão à falência, eu proponho, por iniciativa dos empresários, que os créditos do Estado numa empresa sejam transformados em capital social. Estou a falar de empresas com saúde, que passam por momentos difíceis”, sublinhou Seguro, reiterando o objetivo de promover uma agenda de crescimento económico e a defesa dos postos de trabalho.

O presidente do Governo Regional da Madeira, Alberto João Jardim, vai estar presente no Conselho de Estado com a “sensação de impotência”, porque, considera, “não vai resolver nada”. No campo de golfe do Santo da Serra, no concelho de Machico, onde ontem terminou o Open da Madeira, o chefe do Executivo insular defendeu que o regime político que “trouxe Portugal ao abismo” precisa de levar uma “tacada”. “Este regime político trouxe Portugal ao abismo, que não é só financeiro e económico, é um abismo na justiça, é um abismo na educação, é um abismo nos valores e nos princípios e é um choque contra a civilização e a cultura portuguesa”, criticou. A última reunião do Conselho de Estado aconteceu a 21 de setembro e serviu para analisar a crise da Zona Euro e a situação nacional, uma semana depois de o primeiroministro ter anunciado alterações à Taxa Social Única, que criaram polémica em diferentes setores e um clima de instabilidade na coligação governativa. Esse encontro demorou oito horas…

PCP contra “declaração de guerra ao povo”

“Governo fora da lei” O secretário-geral do PCP acusou o Executivo PSD/ CDS de estar a praticar uma política “fora da lei e em confronto com a Constituição da República”, impondo “um verdadeiro Estado de exceção”. Jerónimo de Sousa, que falava no encerramento da tradicional homenagem do PCP à trabalhadora rural Catarina Eufémia, assassinada pelas forças do regime fascista, a 19 de maio de 1954, naquela aldeia, acusou também o Governo de estar a “tirar o pão da boca dos portugueses para alimentar a gula da especulação do grande capital económico e financeiro”. “Trata-se de um Governo e uma política fora da lei e em confronto com a Constituição da República que está a impor, na prática, um verdadeiro estado de exceção”, disse Jerónimo de Sousa. De acordo com o líder do PCP, o Governo, através de um “programa de terrorismo social, que definiu com a «troika» e inclui medidas devastadoras, está a fazer uma “brutal declaração de guerra aos trabalhadores e ao povo”. No seu discurso, Jerónimo de Sousa criticou também os socialistas por “só estarem a pensar nas próximas eleições autárquicas” e chamou o PS para se juntar à luta pela demissão do Governo.


Segunda-feira, 20 de Maio de 2013

economia

O Primeiro de Janeiro | 5

Durão Barroso num debate no Parlamento Europeu para combater problema

Evasão e fraude fiscais preocupam Europa

Torres Vedras a produzir mais energia

Sustentável em 2015 O concelho de Torres Vedras, onde residem 80 mil pessoas, produz mais de metade da eletricidade que consome e pode tornar-se autossustentável em 2015, devido à existência de fontes de energia renováveis. Dados da Direção Geral de Energia e Geologia (DGEG), disponibilizados pela Câmara, revelam que as várias fontes renováveis existentes no concelho já contribuem com a produção de 250 gigawatts (GW) para as necessidades anuais de consumo, que são de 336 GW. A entrada em funcionamento de uma central de gás natural, uma parceria da Galp Energia com uma empresa hortícola, para aquecimento de estufas e geração de energia, vai permitir tornar o concelho autossustentável até 2015. “Hoje conseguimos uma redução de 20% na fatura total da eletricidade consumida pelo município, que por ano para 1,2 milhões de euros”, precisou, ontem, o «vice» da Câmara, Carlos Bernardes, também vereador com o pelouro do Ambiente. A substituição da iluminação pública convencional por lâmpadas de baixo consumo, o incentivo aos particulares para aderirem à microgeração e ao veículo elétrico e a criação da rede de bicicletas públicas gratuitas, a inaugurar em junho, são outras das medidas do município.

DR

A fuga aos impostos na UE ascende a um bilião de euros por ano. Parlamento Europeu e Comissão Europeia pretendem «atacar» problema. O Parlamento Europeu (PE) reúne-se esta semana com a agenda dominada, amanhã, pelo debate com o presidente da Comissão Europeia, Durão Barroso, sobre o combate à fraude e evasão fiscais, tema do Conselho Europeu do dia seguinte. Um relatório que vai ser votado no mesmo dia defende que os países da UE devem ter como objetivo reduzir para metade o diferencial de tributação entre Estados-membros até 2020. No relatório, elaborado pela comissão dos Assuntos Económicos e Monetários do PE, é pedido aos Estados-membros que tomem “medidas imediatas e coordenadas” contra os paraísos fiscais e o planeamento fiscal agressivo e apelam a um “empenho reforçado” que conduza a um acordo internacional sobre o intercâmbio automático multilateral obrigatório da informação em matéria fiscal. A fuga aos impostos na UE ascende a um bilião de euros por ano. Hoje, os eurodeputados vão debater, e votar amanhã, um relatório que recomenda a salvaguarda dos regimes de pensões públicos na UE para garantir um padrão de vida digno aos idosos. “No debate europeu em curso, os regimes de pensões são frequentemente considerados como um mero fardo para as finanças públicas e não como uma ferramenta essencial para combater a pobreza entre os idosos e permitir uma redistribuição ao longo da vida de uma pessoa e em toda a sociedade”, refere o relatório da comissão parlamentar do Emprego e dos Assuntos Sociais. Os eurodeputados recomendam regimes de pensões com pilares múltiplos, dada a vulnerabilidade tanto dos regimes de pensões públicos como dos privados, exposta pela crise económica e pelo envelhecimento das populações. Um relatório de Vital Moreira (PS)

respeitante ao acordo sobre trocas comerciais e investimento entre a UE e os EUA será debatido na quarta-feira e votado no dia seguinte. O acordo terá de ser aprovado pelo Parlamento Europeu para poder entrar em vigor. Chipre quer ficar na zona euro

União Europeia. Segundo dados da Comissão Europeia, a fuga aos impostos ascende a um bilião de euros por ano

Na Cidade da Praia

Portugal em feira de construção e habitação

Portugal é um dos quatro países que vão estar presentes na 4.ª Feira Internacional de Construção e Habitação (FICH), que decorre de 7 a 9 de junho, na Cidade da Praia. Segundo o presidente da Feira Internacional de Cabo Verde (FIC), Luís Cardoso, citado pela Inforpress, além de Portugal e de Cabo Verde estarão representadas empre-

sas do setor vindas do Brasil e Espanha, com as espanholas oriundas maioritariamente das ilhas Canárias. A feira «Construir para a Sustentabilidade» já tem confirmada a presença de 50 expositores. A participação das empresas cabo-verdianas, oriundas sobretudo das ilhas de Santiago, São Vicente e Sal, ronda os 45%. Para permitir a participação de pequenas e médias empresas nesta atividade promocional da construção, a FIC reduziu em 50% o valor das inscrições.

Por outro lado, no meio das dificuldades, a maioria dos cipriotas defende a permanência do país na zona euro e o acordo alcançado pelo governo com a «troika», apesar dos ajustes de austeridade a que estão sujeitos. Segundo um inquérito levado a cabo pela LS Prime Market Research & Consulting Ltd, difundido pela imprensa local, 69,2% dos cipriotas são defensores da permanência na zona euro e só dois em cada dez (20,1%) consideram melhor que o Chipre se desvincule da moeda europeia e volte a ter a sua moeda nacional. O inquérito, realizado entre os dias 14 e 17 de maio, mostra que 58,2% da sociedade cipriota apoia o acordo com a «troika» internacional, que teve como contrapartida um resgate no valor de 10 mil milhões de euros. Cerca de 32,6% pronunciou-se contra a decisão do parlamento de dar luz verde a este acordo, considerando que seria melhor encontrar outras soluções de apoio financeiro. Em troca do resgate, o Chipre está obrigado a levar a cabo uma ampla reestruturação do sistema bancário, que implica perdas para os depositantes com poupanças superiores a 100.000 euros nos principais bancos: Banco do Chipre e Banco Popular (Laiki). O acordo com a «troika» inclui a reestruturação da maior instituição financeira cipriota, o Banco do Chipre, e a liquidação do Banco Popular, o segundo maior do país. O inquérito mostra também que a maioria dos entrevistados (57,8%) considera que a responsabilidade de o Chipre ter sido obrigado a aceitar o memorando da «troika» recai sobre o anterior governo, dirigido pelo comunista Dimitris Christofias. Cerca de 66,5% acredita que a crise económica cipriota será um fator negativo na solução do problema do Chipre, dividido entre greco-cipriotas e turco-cipriotas há 39 anos.


futebol

6 | O Norte Desportivo

Segunda-feira, 20 de Maio de 2013

Vitória em Paços de Ferreira confirma 27.º título da história dos «dragões»

FC Porto festeja o «tri» na Capital do Móvel DR

Golos de Lucho e Jackson garantiram novo campeonato para os «azuis e brancos». Beira-Mar e Moreirense despromovidos. O FC Porto conquistou o seu 27.º título de campeão nacional, o terceiro consecutivo, ao vencer no reduto do Paços de Ferreira por 0-2, em encontro da 30.ª e última jornada da I Liga. O argentino Lucho Gonzalez, aos 23 minutos, de grande penalidade, mal assinalada pelo árbitro Hugo Miguel, e o colombiano Jackson Martinez, aos 52’, apontaram os tentos dos «azuis e brancos», que terminaram o campeonato com 78 pontos, mais um do que o Benfica. Os «encarnados», que precisavam de vencer e que o FC Porto não o conseguisse para somar o seu 33.º ceptro, ganhara em casa ao Moreirense (3-1), com tentos do paraguaio Óscar Cardozo e do brasileiro Lima (dois). No campeonato mais disputado dos últimos anos, a equipa de Vítor Pereira não facilitou no jogo decisivo e garantiu novo título, que chegou a ser uma miragem. Depois do empate caseiro do Benfica na receção ao Estoril, os «dragões» precisavam de duas vitórias para voltarem a festejar e conseguiram: Primeiro derrotaram os «encarnados», graças a um golo de Kelvin no período de descontos, e na última jornada venceram no terreno do terceiro classificado. Na Mata Real, o encontro ficou praticamente definido à passagem dos 20 minutos, quando o árbitro Hugo Miguel assinalou mal uma grande penalidade a favor do campeão e expulsou o «central» Ricardo na sequência da mesma. Lucho juntou a vantagem no marcador à vantagem numérica. Na segunda parte, Jackson fixou o resultado final, antes de Danilo receber ordem de expulsão, por acumulação de amarelos.

Tricampeão. O FC Porto voltou a sorrir no final do campeonato, saindo à rua para festejar o 27.º título da sua história

Inglaterra

Villas-Boas falha apuramento para «Champions»

O Tottenham derrotou, em casa, o Sunderland (1-0), mas falhou o acesso à Liga dos Campeões da próxima época, numa última jornada da Liga inglesa marcada pelo adeus de Alex Ferguson, que se despediu com um empate (5-5). Em White Hart Lane, o conjunto comandado por André VillasBoas massacrou o adversário e criou inúmeras oportunidades,

mas só marcou aos 89 minutos, através de mais um fenomenal pontapé do galês Gareth Bale (21.º golo), considerado o melhor jogador do campeonato. Com o triunfo, o Tottenham totalizou 72 pontos, batendo o seu recorde de 70, em 2009/2010, mas ficou-se pelo quinto lugar, já que o Arsenal conseguiu também venceu (0-1), em Newcastle, com um tento do francês Laurent Koscieny, aos 52 minutos. Os «gunners» ficaram no quartos e vão disputar o «playoff» da Liga dos Campeões.

No final do encontro, Vítor Pereira, com o futuro ainda por definir, explicou o seu segundo campeonato com o facto de a sua equipa não falhar nos momentos cruciais. “O que ditou o campeão? Nós já mostrámos que nos momentos cruciais não falhamos e nos chegamos à frente, foi assim o ano passado e assim foi este ano. Mas neste momento o fundamental é agradecer a todas as nossas famílias, a todos os jogadores pelo seu empenho, à equipa técnica, à nossa Direção e claro, aos nossos adeptos, que nunca nos abandonaram”, vincou. No Estádio da Luz, a equipa da casa conseguiu terminar o campeonato com uma vitória, apesar de ter ido em desvantagem para o intervalo, devido a um golo de Vinicius. Na etapa complementar, as «águias» reagiram e lograram a reviravolta, graças a tentos apontados por Cardozo e Lima. No final da partida, a desilusão tomou conta do Estádio da Luz, porque nenhuma das equipas conseguiu os objetivos. E se o Benfica dependia de terceiros para ser campeão, o Moreirense dependia apenas de si para evitar a despromoção, mas o pior cenário acabou por se verificar. Na luta pela Europa, o Estoril garantiu a última vaga em aberto, enquanto Beira-Mar e Moreirense desceram ao segundo escalão. Com os «canarinhos», que garantiram o quinto lugar com a vitória por 3-1 sobre o Gil Vicente, em Barcelos, seguem para a segunda prova europeia o Sporting de Braga, quarto classificado, e Vitória de Guimarães, por estar na final da Taça de Portugal (o outro finalista, o Benfica, vai à Liga dos Campeões). O Beira-Mar, goleado em Aveiro pelo Sporting por 1-4, e Moreirense, são os dois clubes despromovidos à II Liga, abrindo as vagas para Belenenses e Arouca. Gil Vicente, Olhanense e Vitória de Setúbal, apesar de não terem vencido, conseguiram a manutenção.

Presidente não confirma Leonardo Jardim

Treinador é segredo O presidente do Sporting, Bruno de Carvalho, adiantou ontem que a decisão sobre o próximo treinador de futebol será anunciada na altura certa, frisando que todo o processo está a ser gerido com ética, boa educação e respeito. Bruno de Carvalho não se pronunciou sobre as notícias que dão como certa a saída de Jesualdo Ferreira e a contratação de Leonardo Jardim para o comando técnico. “Há assuntos que devem ser tratados internamente. Há alturas para tudo na vida, pois temos que saber o que são as regras da ética, boa educação e respeito e é por isso que vamos anunciar a decisão na altura que for a ideal. Hoje (ontem) o nosso treinador é o Jesualdo Ferreira”, frisou. O presidente do clube de Alvalade mostrou-se descontente com algumas notícias vindas e público, ressalvando que “no Sporting não se tomam decisões baseadas em manipulações, nem no que diz a comunicação social ou em opiniões que as pessoas vão dando”, assegurando que “se o Sporting fizer uma alteração de treinador não o vai esconder”. Ontem, os «leões» despediram-se da temporada com um triunfo sobre o BeiraMar, por 1-4.


Segunda-feira, 20 de Maio de 2013

cultura e espetáculos

O Primeiro de Janeiro | 7

Novo livro da escritora portuguesa procura apresentar autora d’ «Os Cinco»

Enid Blyton «personagem» de Alice Vieira Pianista polaca em Lisboa

Anna Kijanowska toca no Palácio Foz

A pianista polaca Anna Kijanowska toca, quartafeira, pelas 18h30, na sala dos espelhos do Palácio Foz, em Lisboa. O programa do recital é constituído por peças de Karol Szymanowski, Frederic Chopin, Witold Lutosławski e Grażyna Bacewicz. Kijanowska começou a sua educação musical em BielskoBiala, na Polónia. Kijanowska é atualmente professora do College of William and Mary, na Virgínia. Como pianista tem atuado, ensinado e trabalhado na América do Norte e do Sul, na Ásia, Europa, Nova Zelândia, África e Austrália.

«A Sagração da Primavera»

Companhia Olga Roriz promove colóquio

Um colóquio sob o tema “A Sagração da Primavera 100 Anos” vai realizar-se quinta feira, às 18h30, no Teatro Camões, em Lisboa, por iniciativa da Companhia Olga Roriz, com o apoio da Companhia Nacional de Bailado (CNB). Participam no colóquio os oradores Rui Vieira Nery e Maria José Fazenda. Estreada em Paris em maio de 1913, com coreografia de Vaslav Nijinsky (1889-1950), «A Sagração da Primavera» provocou, na altura, assobios da plateia e até cenas de pugilato entre o público, obrigando à intervenção da polícia.

DR

A obra «O mundo de Enid Blyton», de Alice Vieira, com a chancela da Texto Editora, é apresentada, hoje, às 18h30, em Lisboa. A escritora Enid Blyton, autora das aventuras do Noddy, falecida há 45 anos, continua a ser uma mais vendidas no mundo, afirma Alice Vieira na sua obra «O mundo de Enid Blyton» que é apresentada, hoje, em Lisboa. Enid Blyton iniciou a carreira literária em 1922 e, até 1967, quando publicou os últimos livros, escreveu mais de 700 títulos, o que “é quase humanamente impossível”, afirma Alice Vieira, cuja obra se divide em ficção infanto-juvenil, poesia, teatro, ensaio e romance. Na década de 1950, espalhou-se até o boato de que os livros de Blyton não eram só escritos por uma pessoa, questão sobre a qual a escritora inglesa levou a tribunal uma editora sul-afriacna, e ganhou a causa. Na realidade, a autora de séries protagonizadas pelo boneco Noddy, «Os Cinco», «Os Sete», ou «As Gémeas», “cedo entendeu que a sua vida seria exclusivamente dedicada a escrever para crianças”, e nunca se afastou desse objetivo, atesta Alice Vieira. A escritora afir-

«O mundo de Enid Blyton». A obra de Alice Vieira, com chancela da Texto Editora, é apresentada, hoje, às 18h30, em Lisboa

«Kali, o pequeno vampiro»

Filme luso premiado em Badajoz

O filme português «Kali, o pequeno vampiro», de Regina Pessoa, foi distinguido com o prémio para a melhor banda sonora e uma menção especial do júri, no 19.º Festival Ibérico de Cinema, que decorreu em Badajoz. A organização do festival anunciou, ontem, as distinções para a curta-metragem de animação, que já soma mais de 10 prémios. O primeiro

ma que Blyton sacrificou a sua vida pessoal e a dos que a rodeavam em prol desse objetivo, fez e desfez amizades, “consoante o trabalho”. A faceta de escritora é a única visível na vida de Enid Blyton, a ponto de que, quando morreu, em 1968, “os obituários nos jornais vieram cheios de informações erradas”. Alice Vieira afirma que pretende aproximar-se de “quem foi afinal esta mulher, que marcou gerações no mundo inteiro” e “que ainda hoje, na era da tecnologia mais avançada, consegue cativar pequenos leitores”. O título do primeiro capítulo, «No rasto de Enid Blyton», evidencia a dificuldade da tarefa em resgatar um esboço da vida de uma escritora que tudo fez para esconder outras facetas além da de autora de livros infantojuvenis. A obra de Alice Vieira está dividida em 18 capítulos, mais um prefácio e um posfácio, e ainda uma tábua cronológica da atividade literária da autora, entre 1942 e 1963. Sobre a autora inglesa, Alice Vieira cita o psicológo Michael Wood que a descreveu “no máximo rigor: ‘era uma criança, pensava como uma criança, escrevia como uma criança’”. A obra «O mundo de Enid Blyton», de Alice Vieira, com a chancela da Texto Editora, é apresentada às 18h30, pela autora, na livraria Buchholz, ao Marquês de Pombal, em Lisboa. prémio do festival foi atribuído ao trabalho «Aquel no era yo», do espanhol Esteban Crespo. «Kali, o pequenho vampiro» relata a história de um rapaz diferente dos outros, que sonha em encontrar o seu lugar no mundo. Depois de «Noite» (1999) e «História trágica com final feliz» (2005), Regina Pessoa filmou, utilizando a técnica de desenho e gravura em computador, a história de um pequeno vampiro que não gostava do escuro e só queria ter amigos e ser como as outras crianças.


8 O Primeiro de Janeiro |

roteiro

Segunda-feira, 20 de Maio de 2013

Roteiro Cultural

“Que género de participação?” No dia 22 de maio, quarta-feira, às 21h00, irá realizar-se, na Biblioteca Municipal Rocha Peixoto, a tertúlia “Que género de participação?”. A iniciativa é organizada pela ACEP - Associação para a Cooperação Entre os Povos, no âmbito do projeto “e-storias d'igualdade”, em parceria com a Câmara Municipal da Póvoa de Varzim. Moderada por Sofia Branco, jornalista, a tertúlia irá contar com as intervenções de Abel Coentrão, jornalista do Público, Ilda Cadilhe, Comandante dos Bombeiros Voluntários da Póvoa de Varzim, Manuel Costa, Diretor da Biblioteca Municipal Rocha Peixoto, e Paula Alexandre, Coordenadora do Plano de Igualdade da Junta de Freguesia de Aver-o-Mar. A organização pretende, com esta iniciativa, contribuir para o debate sobre o papel das mulheres e dos homens na sociedade e para a desconstrução dos estereótipos de género, bem como questionar o papel dos media, convidando, para o efeito, pessoas das áreas do jornalismo, da sociedade civil e do poder local, para discutir o tema Género e Participação.

De 23 de maio a 10 de junho pode visitar na Feira do Livro (stands A69 - A71 - A73) as histórias infantis reeditadas pela Editora Livros Horizonte onde encontrará temas como a História de Arte, História de Portugal, Olissipografia, Urbanismo e Arquitetura, Arte e Livros infantis, aproveitando os preços especiais.

“Arte em Peças 2013 LEGO Fan Event”

“Do Bojador à Boa Esperança”

No próximo dia 22 de maio de 2013, pelas 18h00, irá realizar-se no Salão Nobre da Câmara Municipal de Matosinhos, a Conferência 0 - Matosinhos, porto de oportunidades, incluída no ciclo de conversas sobre Internacionalização “Do Bojador à Boa Esperança”. À semelhança de João Gonçalves Zarco, também nascido em Matosinhos, partimos à descoberta da (nova) internacionalização. Dirigida a jovens e empresários, Matosinhos, port@ de oportunidades, pretende dar a conhecer as vantagens do posicionamento estratégico de Matosinhos, como local de acesso aos mercados externos, refletir sobre a antítese que determina o Norte como centro de negócios e Lisboa como centro de decisão, e dar a conhecer os vários instrumentos financeiros disponíveis a nível local e nacional. Esta primeira viagem conta com a intervenção do Presidente Dr. Guilherme Pinto, do Professor Doutor J. César Rocha Alves - CEO da IS – Insurance Brocker e elemento do corpo docente da Eudem – Escola de Negócios, e com o engenheiro António Varela que desenvolve a sua atividade profissional como Funding Adviser e Backer, em projetos internacionais de Arte e Ciência e Funding de projetos internacionais via plataformas de Crowdfunding. Se és empreendedor e ambicionas conhecer os mercados internacionais, vem conhecer as suas histórias por quem as viveu. Entrada Livre.

A exposição de construções em peças LEGO será organizada pela Comunidade 0937, em Paredes de Coura, o "Arte em Peças 2013 - LEGO Fan Event", e terá lugar de 01 a 10 de Junho de 2013.


publicidade/editais

Segunda-feira, 20 de Maio de 2013

Albino José Vaz Agente de Execução Av. António José de Almeia, nº. 292, 3º andar 3720-239 Oliveira de Azeméis Tel. 256688949 Fax 256683050

«O PRIMEIRO DE JANEIRO», 20/05/2013

«O PRIMEIRO DE JANEIRO», 20/05/2013 CARLA MENDES Agente de Execução Cédula n.º 3096

ANÚNCIO

VENDA EM PROCESSO EXECUTIVO PROCESSO: 1916/09.4TBVFR, 2º. Juízo Cível Tribunal Judicial de Santa Maria da Feira (1.ª publicação) EXEQUENTE: CAIXA GERAL DE DEPÓSITOS, SA, NIPC 500.960.046 EXECUTADO: SOCIEDADE DE CONSTRUÇÕES DIAMANTINO & GOMES, LDA, NIPC 504.955314, com sede na Rua Delfim Lima, 189 Canelas VNG Informa-se os eventuais interessados que são aceites propostas de aquisição do(s) seguinte(s) bem(s) penhorado(s):

VERBAS VERBA 2 Fracção autónoma designada pela letra “B” destinada a habitação de tipologia T2, no 3º andar Traseiras, compreendendo 2 varandas e garagem na sub-cave, devidamente assinalada com a respectiva letra sita na Rua Água Velha, nº. 13, com a área de superfície coberta de 114,60m2Lugar da Malaposta, freguesia de Sanfins, concelho de Santa Maria da Feira, inscrita na matriz sob o artº. 920 e descrito na 1º conservatória de registo predial de Santa Maria da Feira sob ao descrição 447/20001025-B. PELO VALOR DE 61.000,00 EUROS VERBA 3 Fracção autónoma designada pela letra “D” destinada a habitação de tipologia T2, no 2º andar esquerdo, compreendendo duas varandas e garagem na subcave, devidamente assinalada com a mesma letra da fracção, com a área de superfície coberta de 122,50m2, sita na Rua Água Velha, nº. 13, Lugar da Malaposta, freguesia de Sanfins, concelho de Santa Maria da Feira, inscrita na matriz sob o artº. 920 e descrito na 1º conservatória de registo predial de Santa Maria da Feira sob ao descrição 447/20001025-D. PELO VALOR DE 66.800,00 EUROS VERBA 4 Fracção autónoma designada pela letra “E” destinada a habitação de tipologia T2, no 2º. Andar traseiras, compreendendo 2 varandas e garagem na subcave devidamente assinalada coma respectiva letra da fracção, com a área de superfície coberta de 144,60m2, sita na Rua Água Velha, nº. 13, Lugar da Malaposta, freguesia de Sanfins, concelho de Santa Maria da Feira, inscrita na matriz sob o artº. 920 e descrito na 1º conservatória de registo predial de Santa Maria da Feira sob ao descrição 447/20001025-E. PELO VALOR DE 61.000,00 EUROS VERBA 5 Fracção autónoma designada pela letra “F”, destinada a habitação de tipologia T2, no 2º. Andar direito, compreendendo 3 varandas e garagem na sub cabe, devidamente assinalada com a respectiva letra, com a área de superfície coberta de 120,05m2, sita na Rua Água Velha, nº. 13, Lugar da Malaposta, freguesia de Sanfins, concelho de Santa Maria da Feira, inscrita na matriz sob o artº. 920 e descrito na 1º conservatória de registo predial de Santa Maria da Feira sob ao descrição 447/20001025-F. PELO VALOR DE 65.000,00 EUROS VERBA 8 Fracção autónoma designada pela letra “I” destinada a habitação de tipologia T2, no 1º andar direito, compreendendo 2 varandas e garagem na subcave, devidamente assinalada com a respectiva letra, com a área de 124,85m2, sita na Rua Água Velha, nº. 13, Lugar da Malaposta, freguesia de Sanfins, concelho de Santa Maria da Feira, inscrita na matriz sob o artº. 920 e descrito na 1º conservatória de registo predial de Santa Maria da Feira sob ao descrição 447/20001025-I. PELO VALOR DE 65.900.00 EUROS VERBA 9 Fracção autónoma designada pela letra “K” destinada a habitação de tipologia T3, no r/chão esquerdo, compreendendo 2 varandas e garagem na subcave, devidamente assinalada com a respectiva letra, com a área de superfície coberta de 159,48m2, sita na Rua Água Velha, nº. 13, Lugar da Malaposta, freguesia de Sanfins, concelho de Santa Maria da Feira, inscrita na matriz sob o artº. 920 e descrito na 1º conservatória de registo predial de Santa Maria da Feira sob ao descrição 447/20001025-K. PELO VALOR DE 87.300,00 EUROS VERBA 10 Parcela de terreno destinada a construção urbana, Lote nº. 8. Aditamento ao Álvara de loteamento nº. 28/2000 a confrontar a norte com Novo arruamento, a Sul com Zona Verde, a nascente e poente com Sociedade de Construção Diamantino & Gomes, Lda, com a área de 283m2, sita no Lugar da Malaposta, freguesia de Sanfins concelho de Santa Maria da feira, inscrito na matriz sob o artº. 971 e descrito na Conservatória de Registo Predial de Santa Maria da Feira # 1, sob a descrição 449/20001025 601.560,00 EUROS VERBA 11 Parcela de terreno destinada a construção urbana, denominado de lote 10, a confrontar a norte com arruamento, a sul com Joaquim Henriques da Silva a nascente e a poente com Sociedade de Construção Diamantino & Gomes, Lda, com a área de 1045m2, sito no Lugar da Malaposta freguesia de Sanfins, concelho de Santa Maria da Feira, inscrita na matriz sob o Artº. 819 e descrita na 1º conservatória de Registo Predial de Santa Maria da Feira sob o nº. 451/20001025 PELO VALOR DE 40.000,00 EUROS VERBA 13 Parcela de terreno destinada a construção urbana, lote 14 a confrontar a norte e poente com arruamento a sul e nascente com sociedade de construções Diamantino & Gomes, Lda, com a área de 683m2, sito no Lugar da Malaposta freguesia de Sanfins, concelho de Santa Maria da Feira, inscrito na matriz sob o artº. 823 e descrita na 1º conservatória de registo predial de santa Maria da feira sob a descrição 455/20001025 PELO VALOR DE 40.000,00 EUROS VERBA 14 Parcela de Terreno para construção urbana # lote 15 a confrontar a norte com Armindo Alves da Silva Santos, a sul com arruamento, a nascente e a poente com Sociedade de construção Diamantino & Gomes, Lda, com a área de 955m2 , sito no no Lugar da Malaposta freguesia de Sanfins, concelho de Santa Maria da Feira, inscrito na matriz sob o artº. 824 e descrita na 1º conservatória de registo predial de santa Maria da feira sob a descrição 456/ 20001025 PELO VALOR DE 39.000,00 EUROS VERBA 15 Parcela de Terreno para construção urbana # lote 17 a confrontar a norte com Armindo Alves da Silva Santos, a sul com arruamento, a nascente e a poente com Sociedade de construção Diamantino & Gomes, Lda, com a área de 740m2 , sito no no Lugar da Malaposta freguesia de Sanfins, concelho de Santa Maria da Feira, inscrito na matriz sob o artº. 826 e descrita na 1º conservatória de registo predial de santa Maria da feira sob a descrição 458/20001025 PELO VALOR DE 37.000,00 EUROS

O Primeiro de Janeiro | 9

VERBA 16 Parcela de Terreno para construção urbana # lote 18 a confrontar a norte com Armindo Alves da Silva Santos, a sul com arruamento, a nascente e a poente com Sociedade de construção Diamantino & Gomes, Lda, com a área de 965m2 , sito no no Lugar da Malaposta freguesia de Sanfins, concelho de Santa Maria da Feira, inscrito na matriz sob o artº. 827 e descrita na 1º conservatória de registo predial de santa Maria da feira sob a descrição 459/20001025 PELO VALOR DE 45.000,00 EUROS VERBA 17 Parcela de Terreno para construção urbana # lote 19 a confrontar a norte e nascente com Armindo Alves da Silva Santos, a sul com arruamento, e a poente com Sociedade de construção Diamantino & Gomes, Lda, com a área de 1220m2 , sito no Lugar da malaposta freguesia de Sanfins, concelho de Santa Maria da Feira, inscrito na matriz sob o artº. 828 e descrita na 1º conservatória de registo predial de santa Maria da feira sob a descrição 460/20001025 PELO VALOR DE 45.000,00 EUROS VERBA 18 Parcela de Terreno para construção urbana # lote 21 a confrontar a norte e sul com Sociedade de construção Diamantino & Gomes, Lda, a nascente com arruamento e a poente com caminho de servidão com a área de 950m2 , sito no Lugar da Malaposta freguesia de Sanfins, concelho de Santa Maria da Feira, inscrito na matriz sob o artº. 828 e descrita na 1º conservatória de registo predial de santa Maria da feira sob a descrição 462/20001025 PELOS VALOR DE 43.000,00 EUROS VERBA 19 Parcela de Terreno para construção urbana # lote 22 a confrontar a norte e sul com Sociedade de construção Diamantino & Gomes, Lda, a nascente com arruamento e a poente com caminho de servidão com a área de 600m2 , sito no Lugar da Malaposta freguesia de Sanfins, concelho de Santa Maria da Feira, inscrito na matriz sob o artº. 831 e descrita na 1º conservatória de registo predial de santa Maria da feira sob a descrição 463/20001025 PELO VALOR DE 35.000,00 EUROS VERBA 20 Parcela de Terreno para construção urbana # lote 23 a confrontar a norte com Sociedade de construção Diamantino & Gomes, Lda, a sul com caminho Pedestre a nascente com arruamento e a poente com caminho de servidão com a área de 600m2 , sito no Lugar da Malaposta freguesia de Sanfins, concelho de Santa Maria da Feira, inscrito na matriz sob o artº. 832 e descrita na 1º conservatória de registo predial de santa Maria da feira sob a descrição 464/20001025 PELO VALOR DE 35.000,00 EUROS VERBA 21 Parcela de Terreno para construção urbana # lote 24 a confrontar a norte com Caminho pedestre, a sul com Sociedade de construção Diamantino & Gomes, Lda, a nascente com arruamento e a poente com caminho de servidão com a área de 600m2 , sito no Lugar da Malaposta freguesia de Sanfins, concelho de Santa Maria da Feira, inscrito na matriz sob o art.º 833 e descrita na 1º conservatória de registo predial de santa Maria da feira sob a descrição 465/20001025 PELO VALOR DE 35.000,00 EUROS VERBA 22 Parcela de Terreno para construção urbana # lote 25 a confrontar a norte e sul com Sociedade de construção Diamantino & Gomes, Lda, a nascente com arruamento e a poente com caminho de servidão com a área de 600m2 , sito no Lugar da Malaposta freguesia de Sanfins, concelho de Santa Maria da Feira, inscrito na matriz sob o artº. 834 e descrita na 1º conservatória de registo predial de santa Maria da feira sob a descrição 466/20001025 PELO VALOR DE 35.000,00 EUROS VERBA 23 Parcela de Terreno para construção urbana # lote 26 a confrontar a norte com Sociedade de construção Diamantino & Gomes, Lda, a sul com Joaquim Henrique da Silva e a nascente com arruamento e a poente com caminho de servidão com a área de 716m2 , sito no Lugar da Malaposta freguesia de Sanfins, concelho de Santa Maria da Feira, inscrito na matriz sob o artº. 835 e descrita na 1º conservatória de registo predial de santa Maria da feira sob a descrição 467/20001025 PELO VALOR DE 38.000,00 EUROS VERBA 24 Parcela de terreno - Construção urbana - Lote 7 – norte - arruamento; sul - zona verde; nascente e poente - Sociedade de Construções Diamantino & Gomes, Limitada, sito no Lugar da Malaposta freguesia de Sanfins, concelho de Santa Maria da Feira, com a área total de 302m2 PELO VALOR DE 641.800,00 EUROS VALOR BASE São aceites propostas superiores a 70% dos valores indicados em cada verba TOTAL GLOBAL DAS VERBAS 2.117.360,00 EUROS APRESENTAÇÃO DE PROPOSTAS As propostas são apresentadas em carta fechada até às 10:00 horas (DEZ HORAS) do dia 06/06/2013 na Secretaria do Tribunal Judicial de Santa Maria da Feira, sito na Rua Dr. Cândido de Pinho, 18/30 – Ed. Manuel I, Bl. B 4520-211 Santa Maria da Feira, devendo os proponentes, nos termos do nº 1 do artigo 897º do Código Processo Civil, juntar à sua proposta, como caução, um cheque visado, à ordem do solicitador de execução no montante correspondente a 5% do valor base dos bens, ou garantia bancária no mesmo valor. As propostas serão abertas no dia e hora indicado, não sendo obrigatória a presença do proponente. FIEL DEPOSITÁRIO A executada. O Solicitador Albino José Vaz – Cédula 3536

«O PRIMEIRO DE JANEIRO», 20/05/2013 CARLA MENDES Agente de Execução Cédula n.º 3096

Tribunal Judicial da Maia

Tribunal Judicial da Maia

Juízo de Execução

Juízo de Execução

Processo: 9393/07.8TBMAI Processo Comum Exequente: Banco Espirito Santo, SA - Soc. Aberta Executados: Paula Cristina Oliveira Mesquita Carvalho Maria Luísa Neves Moreira Figueiredo Fernandes e Outros Proc. Int. n.° 29/07MAI-F 1.ª Publicação

Processo: 9393/07.8TBMAI Processo Comum Exequente: Banco Espirito Santo, SA - Soc. Aberta Executados: Paula Cristina Oliveira Mesquita Carvalho Maria Luísa Neves Moreira Figueiredo Fernandes e Outros Proc. Int. n.° 29/07MAI-F 1.ª Publicação

A CITAR: Paula Cristina Oliveira Mesquita Carvalho OBJECTO E FUNDAMENTO DA CITAÇÃO Nos termos e para efeitos do disposto no artigo 248° do Código Processo Civil correm éditos de 30 (trinta) dias, contados da data da segunda e última publicação do anúncio, citando o ausente Paula Cristina Oliveira Mesquita Carvalho, com última residência conhecida em Rua D. Afonso Henriques, n.º 2573,1.º Drt °FRT H6, freguesia de Ermesinde, concelho de Valongo, para no prazo de 20 (vinte) dias, decorrido que seja o prazo dos éditos, pagar ou deduzir oposição à execução supra referenciada, nos termos do artigo 812° n.º6, do Código de Processo Civil. O duplicado do requerimento executivo e a cópia dos documentos encontram-se à disposição do citando na Secretaria do Tribunal Judicial da Maia. MEIOS DE OPOSIÇÃO Nos termos do disposto no artigo 60 ºdo Código Processo Civil, é obrigatória a constituição de Advogado. COMINAÇÃO EM CASO DE REVELIA Caso não se oponha à execução no prazo supra indicado e não pague ou caucione a quantia exequenda, seguem-se o termos do artigo 832º do Código Processo Civil, sendo promovida a venda dos bens penhorados necessários para garantir o pagamento da quantia exequenda, acrescida de 10% nos termos do disposto no n° 3 do artigo 821.º do Código Processo Civil. PAGAMENTO, DESPESAS E HONORÁRIOS Poderá efectuar o pagamento da quantia exequenda no escritório do signatário (dias e horas constantes do rodapé) m dinheiro ou cheque visado. Á quantia exequenda acrescem, para além dos juros calculados nos termos do pedido, a taxa de justiça inicial no montante de 48,00€ e aos honorários e despesas de Solicitador de Execução, que nesta data ascendem a 5.647,66€ INFORMAÇÕES COMPLEMENTARES Este edital encontra-se afixado na porta do último domicílio conhecido do citando, na Junta de Freguesia de Ermesinde e no Tribunal Judicial da Comarca da Maia. São também publicados dois anúncios consecutivos no jornal “O Primeiro de Janeiro”. Os prazos começam a contar-se da publicação do último anúncio.

A CITAR:

Maria Luísa Neves Morais Figueiredo Fernandes OBJECTO E FUNDAMENTO DA CITAÇÃO Nos termos e para efeitos do disposto no artigo 248° do Código Processo Civil correm éditos de 30 (trinta) dias, contados da data da segunda e última publicação do anúncio, citando o ausente Maria Luísa Neves Morais Figueiredo Fernandes, com última residência conhecida em Rua José Gomes Ferreira, n.º 115, freguesia de Aldoar, concelho do Porto, para no prazo de 20 (vinte) dias, decorrido que seja o prazo dos éditos, pagar ou deduzir oposição à execução supra referenciada, nos termos do artigo 812° n.º6, do Código de Processo Civil. O duplicado do requerimento executivo e a cópia dos documentos encontram-se à disposição do citando na Secretaria do Tribunal Judicial da Maia. MEIOS DE OPOSIÇÃO Nos termos do disposto no artigo 60 ºdo Código Processo Civil, é obrigatória a constituição de Advogado. COMINAÇÃO EM CASO DE REVELIA Caso não se oponha à execução no prazo supra indicado e não pague ou caucione a quantia exequenda, seguem-se o termos do artigo 832º do Código Processo Civil, sendo promovida a venda dos bens penhorados necessários para garantir o pagamento da quantia exequenda, acrescida de 10% nos termos do disposto no n° 3 do artigo 821.º do Código Processo Civil. PAGAMENTO, DESPESAS E HONORÁRIOS Poderá efectuar o pagamento da quantia exequenda no escritório do signatário (dias e horas constantes do rodapé) m dinheiro ou cheque visado. Á quantia exequenda acrescem, para além dos juros calculados nos termos do pedido, a taxa de justiça inicial no montante de 48,00€ e aos honorários e despesas de Solicitador de Execução, que nesta data ascendem a 5.647,66€ INFORMAÇÕES COMPLEMENTARES Este edital encontra-se afixado na porta do último domicílio conhecido do citando, na Junta de Freguesia de Ermesinde e no Tribunal Judicial da Comarca da Maia. São também publicados dois anúncios consecutivos no jornal “O Primeiro de Janeiro”. Os prazos começam a contar-se da publicação do último anúncio.

A Agente de Execução (Carla Mendes)

A Agente de Execução (Carla Mendes)

ANÚNCIO

Paços de Ferreira Avenida Dr.Nicolau Carneiro, 15 - 2º Dtº Ft. 255 965 242 // Fax: 255 965 470 4590-511 Paços de Ferreira

Povoa de Varzim Avenida Mouzinho Albuquerque C Com Premar Lj. 11 Tel. E fax: 252 681 597 4490-409 Povoa de Varzim

ANÚNCIO

Paços de Ferreira Avenida Dr.Nicolau Carneiro, 15 - 2º Dtº Ft. 255 965 242 // Fax: 255 965 470 4590-511 Paços de Ferreira

«O PRIMEIRO DE JANEIRO», 20/05/2013 MARIA JOÃO NETO DA SILVA Agente de Execução C.P. 2762

Edital 1.ºAnúncio

CITAÇÃO DE AUSENTE EM PARTE INCERTA (artigos 244.º e 248.º) do CPC) A CITAR: MIL E CINQUENTA - SOCIEDADE IMOBILIÁRIA, LDA. Porto-1.º e 2.º Juízos de Execução - 2.º Juízo - 2.º Secção Processo:7932/07.3YYPRT Rua Cantor Zeca Afonso, 730 4200 - 534 Porto Execução para Pagamento de Quantia Certa Valor: 115.194,32€. Exequente(s): Banco Popular Portugal, Sa (Ex: BNC Banco Nacional de Crédito Imobiliário, Sa) Executada (s): Mil e Cinquenta - Sociedade Imobilária, Lda. OBEJCTO E FUNDAMENTO DA CITAÇÃO Nos termos e para os efeitos do disposto no art.º e 248 e ss. do Código de Processo Civil (CPC), correm éditos de 30 (trinta) dias, contados da data da segunda e última publicação do anúncio, citando o (a) ausente Mil e Cinquenta - Sociedade Imobiliária, Lda, com última morada conhecida na Av.ª D.Manuel II, 2070 7.º Piso, sala 74, freguesia de Vermoim, comarca da Maia, para no prazo de 20 (vinte) dias, decorrido que seja o dos éditos, para pagar ou deduzir oposição à execução supra referenciada, nos termos do art.ºs 812.º, n.º6 e 813.º, n.º 1, ambos do CPC. O duplicado do requerimento executivo e a cópia dos documentos encontram - se à disposição do (a) citando na Secretaria no 1.º e 2.º Juízos de Execução do Porto - 2.º Juízo - 2.ª Secção. MEIOS DE OPOSIÇÃO Nos termos do disposto no art.º 60º do CPC e tendo em consideração o valor do processo, para se opor à execução (que terá de ser apresentada no Tribunal supra identificado), é obrigatória a constituição de advogado, advogado estagiário ou solicitador. COMINAÇÃO EM CASO DE REVELIA Caso não se oponha à execução no prazo supra indicado e não pagar ou caucione a quantia exequenda, seguem-se os termos do artigo 832º do CPC, sendo promovida a penhora dos bens necessários para garantir o pagamento da quantia exequenda, acrescido de 5%, nos termos do disposto no n.º 3 do artigo 821.º do CPC PAGAMENTO, DESPESAS E HONORÁRIOS Poderá efectuar o pagamento da quantia exequenda mediante o levantamento da guia de depósito junto do escritório do signatário nos dias e horas constantes no rodapé. Pode igualmente solicitar, a qualquer momento, na secretaria do Tribunal, ainda que verbalmente, guias para depósito da parte liquida ou já liquidada do crédito do exequente que não estejam solvidos pelo produto áa venda ou adjudicação de bens. À quantia exequenda acrescem, além dos juros calculados nos termos do pedido, a taxa de justiça no montante de 48,00€ e os honorários e despesas do agente de execução, que nesta data ascendem a 1.000,00 €. Após a realização da penhora o valor dos honorários e despesas sofrerá agravamento, de acordo com a tabela publicada em anexo à Portaria n.º 708/2003, de 04.08. Este edital encontra-se afixado na porta da última morada conhecida do(a) citado(a), na Junta de Freguesia respectiva e no Tribunal Judicial da Comarca da última morada do (a) citando. São também publicados dois anúncios consecutivos no Jornal. Os prazos começam a contar da publicação do último anúncio.

A Agente de Execução Maria João Neto da Silva Rua António Matos, n.º 50 - 4595-122 Frazão - Paços de Ferreira Telefone: 255 891 581 Fax: 255864019 e-mail: 2762@solicitador.net Horário de Atendmento - Dias úteis das 17:00h às 19:00h

Povoa de Varzim Avenida Mouzinho Albuquerque C Com Premar Lj. 11 Tel. E fax: 252 681 597 4490-409 Povoa de Varzim

«O PRIMEIRO DE JANEIRO», 20/05/2013

Tribunal Judicial de Olhão 1.º Juízo Cível Processo: 327/07.0TBOLH - 1º. Juizo Civel Execução Comum Exequente: Finicrédito - Instituição Financeira de Crédito S.A.. Executado: Rute Isabel Caixeirinho Guerreiro Ramos Procº Int. N° 91/07.PRT 1.ª Publicação

ANÚNCIO

A CITAR: Rute Isabel Caixeirinho Guerreiro Ramos OBJECTO E FUNDAMENTO DA CITAÇÃO Nos termos e para efeitos do disposto no artigo 248° e ss. do Código Processo Civil correm éditos de 30 (trinta) dias, contados da data da segunda e última publicação do anúncio, citando o ausente Rute Isabel Caixeirinho Guerreiro Ramos, com última residência conhecida na Rua Aldeamento de Marim, Bloco Dinamarca H, Freguesia de Moncarapacho e Comarca de Olhão, para no prazo de 20 (vinte) dias, decorrido que seja o prazo dos éditos, pagar ou deduzir oposição à execução supra referenciada, nos termos do artigo 812° n.º 6, e 813º, n.º1, ambos do Código de Processo Civil. O duplicado do requerimento executivo e a cópia dos documentos encontram-se à disposição do citando na Secretaria do Tribunal Judicial da Olhão. MEIOS DE OPOSIÇÃO Nos termos do disposto no artigo 60 ºdo Código Processo Civil, é (não) obrigatória a constituição de Advogado. COMINAÇÃO EM CASO DE REVELIA Caso não se oponha à execução no prazo supra indicado e não pague ou caucione a quantia exequenda, seguem-se o termos do artigo 832º do C.P.C, sendo promovida a venda dos bens penhorados necessários para garantir o pagamento da quantia exequenda, acrescida de 10% nos termos do disposto no n° 3 do artigo 821.º do Código Processo Civil. PAGAMENTO, DESPESAS E HONORÁRIOS Poderá efectuar o pagamento da quantia exequenda no escritório do signatário (dias e horas constantes do rodapé) em dinheiro ou cheque visado. Á quantia exequenda acrescem, para além dos juros calculados nos termos do pedido, a taxa de justiça inicial no montante de 24,00€ e aos honorários e despesas de Solicitador de Execução, que nesta data ascendem a 1.552,92€ INFORMAÇÕES COMPLEMENTARES Este edital encontra-se afixado na porta do último domicílio conhecido do citando, na Junta de Freguesia respectica e no tribunal Judicial de Olhão. O Agente de Execução

INSOLVÊNCIAS: www.antoniobonifacio.pt


agenda

10 | O Primeiro de Janeiro

Telefones Úteis Hospitais Santo António Tel. 222 077 500 Linha Azul 222 084 601 São João Tel. 225 512 100 Pediátrico Maria Pia Tel. 226 089 900 Linha Azul 226 099 674 Maternidade Júlio Dinis Tel. 226 087 400 Psiquiátrico Conde Ferreira Tel. 225 022 031 Magalhã es Lemos Tel. 226 192 400 Privados Ordem do Carmo Tel. 222 008 113 Ordem da Lapa Tel. 225 502 828 Ordem da Trindade Tel. 222 083 656 Prelada - Tel. 228 330 600 Militar Reg. Nº1 Tel. 226 063 011/ 12/13 Santa Maria Tel. 225 504 844 São Francisco Tel. 222 008 441 CONCELHO DE MATOSINHOS Distrital -Tel. 229 372 091 Pedro Hispano Tel. 229 391 000 Linha Azul 229 391 100 CONCELHO DE V. N. GAIA Eduardo Santos Silva Tel. 227 865 100 227 839 001 Vila Nova de Gaia Tel. 223 778 100/ 223 754180

Televisão

Serviço permanente PORTO PERMANENTE Cardona dos Santos – Rua D. Manuel II, 86-88-90 (ao Palácio) – Tel. 226 093 745 Monte dos Burgos – Rua Monte dos Burgos, 808 – Tel. 227 623 946 MAIA Aliança – Rua Nossa Senhora da Caridade, 953 – Vermoim – Tel. 229 440 886 VALONGO De Sampaio – Rua Bouça 58, 4445355 Ermesinde Tel. 229 741 060 GONDOMAR Sousa Reis – Rua da Restauração, 686 – Rio Tinto – Tel. 229 738 063 MATOSINHOS Peninsular – Avenida República 685 4450-242 Matosinhos – Tel. 222 000 707 VILA NOVA DE GAIA PERMANENTE Dos Arcos – Avª Vasco da Gama, 1781 – Tel. 227 862 020 Azevedo - Rua 25 de Abril, 375 – Brandariz 4415-079 Perozinho Da Madalena – Rua Tapada da Marinha, 348 – Marinha – Tel. 227 122 090

Hoje AMARANTE São Gonçalo – Estrada nacional 15 333, Madalena 4600 Amarante Tel. 225 425 418 FELGUEIRAS J. Reis – Rua Rebelo Carvalho / 4610-212 Felgueiras Tel. 255 922 640 LOUSADA Fonseca – Rua Santo António, 554 – Silvares / 4620-651 Lousada Tel. 255 912 141 MARCO DE CANAVESES Farmácia Cabanelas - Lugar de Eiro Soalhães - Tel. 255511565 PAREDES Ruão – Rua 1.º Dezembro – Castelões, Cepeda – Tel. 255 777 578 PENAFIEL Sameiro – Rua D. António F Gomes, 230-B – Tel. 255 713 071/2/3 SANTO TIRSO Central – Tel. 252 852 923 TROFA Trofense – Rua Costa Ferreira, C. C. Loja 2 – Tel. 252 412 543

Banda Desenhada

ZÉ do boné

Sr. Perfeito

Passatempos

Farmácias de serviço

Ontem dormi, pelo menos, dez horas

Hoje dormi três aqui no sofá…

Segunda-feira, 20 de Maio de 2013

…e agora estou acordado. As insónias são terríveis!

Amanhã

RTP1 06:30 Bom Dia Portugal 10:00 Praça da Alegria 13:00 Jornal da Tarde 14:15 Windeck - O Preço da Ambição 15:00 Éramos Seis 15:45 Portugal no Coração 18:00 Portugal em Direto 19:00 O Preço Certo 19:45 Direito de Antena 21:00 Termómetro Político 21:30 AntiCrise 22:15 Bem-vindos a Beirais 22:45 Prós e Contras 00:15 5 Para a Meia-Noite 01:15 Nikita 02:00 Californication 02:30 Vidas em Jogo 04:15 Televendas 06:00 Nós

RTP1 06:30 Bom Dia Portugal 10:00 Praça da Alegria 13:00 Jornal da Tarde 14:15 Windeck - O Preço da Ambição 15:00 Éramos Seis 15:45 Portugal no Coração 18:00 Portugal em Direto 19:00 O Preço Certo 19:45 Direito de Antena 21:00 Termómetro Político 21:30 AntiCrise 22:15 Bem-vindos a Beirais 22:45 Prós e Contras 00:15 5 Para a Meia-Noite 01:15 Nikita 02:00 Californication 02:30 Vidas em Jogo 04:15 Televendas 06:00 Nós

RTP2 07:00 Zig Zag 14:00 Sociedade Civil 15:30 Iniciativa 15:34 Janela Indiscreta com Mário Augusto (R/) 16:03 RTP Premium 17:00 Zig Zag 18:00 A Fé dos Homens 18:35 Viagem ao Centro da Minha Terra 19:19 Iniciativa 19:22 Eurodeputados 20:00 Zig Zag 21:00 National Geographic 21:53 A Hora da Sorte 21:59 24 - Sumário 22:35 Cinco Noites, Cinco Filmes 00:00 24 Horas 01:00 U24 01:30 Escola das Artes da Universidade Católica do Porto - "Não Linear" 02:00 Euronews

RTP2 07:00 Zig Zag 13:00 National Geographic (R/) 14:00 Sociedade Civil 15:31 Iniciativa 15:35 Biosfera 16:04 RTP Premium 17:00 Zig Zag 18:00 A Fé dos Homens 18:34 Esta É a Minha Família 19:16 Iniciativa 19:18 Olhar o Mundo 20:00 Zig Zag 21:00 National Geographic 22:00 24 - Sumário 22:25 Cinco Noites, Cinco Filmes 00:00 24 Horas 01:00 U24 01:3 0E:2 - Escola Superior de Comunicação Social 02:00 Euronews

SIC 06:00 Jornal de Síntese 07:00 Edição da Manhã 08:45 A Vida nas Cartas - O Dilema 10:10 Querida Júlia 13:00 Primeiro Jornal 14:40 Vingança 15:45 Boa Tarde 18:30 Cheias de Charme 20:00 Jornal da Noite 21:30 Dancin' Days 22:30 Avenida Brasil 23:35 Páginas da Vida 00:40 Mentes Criminosas 01:20 CSI Miami 02:15 O Encantador de Cães 03:00 Podia Acabar o Mundo 04:00 Televendas TVI 06:30 Diário da Manhã 10:00 Você na TV! 13:00 Jornal da Uma 14:30 Ninguém Como Tu 16:00 A Tarde é Sua 18:00 Doce Fugitiva 19:00 Doida por Ti 20:00 Jornal das 8 21:30 Big Brother Vip Diário 22:15 Destinos Cruzados 23:15 Mundo ao contrário 00:15 Big Brother Vip Extra 02:00 Série - Eureka IV 03:45 Deixa-me Amar 05:00 TV Shop

SIC 06:00 Jornal de Síntese 07:00 Edição da Manhã 08:45 A Vida nas Cartas - O Dilema 10:10 Querida Júlia 13:00 Primeiro Jornal 14:40 Vingança 15:45 Boa Tarde 18:30 Cheias de Charme 20:00 Jornal da Noite 21:30 Dancin’ Days 22:30 Avenida Brasil 23:35 Páginas da Vida 00:40 Mentes Criminosas 01:20 CSI Miami 02:15 O Encantador de Cães 03:00 Podia Acabar o Mundo 04:00 Televendas TVI 06:30 Diário da Manhã 10:00 Você na TV! 13:00 Jornal da Uma 14:30 Ninguém Como Tu 16:00 A Tarde é Sua 18:00 Doce Fugitiva 19:00 Doida por Ti 20:00 Jornal das 8 21:30 Big Brother Vip Diário 22:15 Destinos Cruzados 23:15 Mundo ao contrário 00:15 Big Brother Vip Extra 02:00 Série - Eureka IV 03:45 Deixa-me Amar 05:00 TV Shop


agenda

Segunda-feira, 20 de Maio de 2013

Cinemas PORTO DOLCE VITA Cowboys & Aliens M/12 Sessões: 21h20, 00h35

Sugestões Os Smurfs M/6 Sessões: 10h30, 12h50, 15h20, 18h (V.Port./3D)

Capuchinho Vermelho: A Nova Aventura M/6 Sessões: 14h, 16h30, 19h (V.Port./3D)

Amigos Coloridos M/12 Sessões: 13h15, 15h40, 18h30, 21h30, 00h10

Planeta dos Macacos: A Origem M/12 Sessões: 22h, 00h35

Um Dia M/12 Sessões: 13h40, 16h20, 19h, 21h20, 23h50

Os Smurfs M/6 Sessões: 12h50, 15h30, 18h30 (V.Port./3D) Um Dia M/12 Sessões: 13h30, 16h10, 19h05, 21h50, 00h30 Chefes Intragáveis M/12 Sessões: 12h30, 15h10, 17h50, 21h10, 23h50 Conan, o Bárbaro M/12 Sessões: 13h20, 16h, 18h40, 21h30, 00h10 Amigos Coloridos M/12 Sessões: 13h, 15h40, 18h50, 21h40, 00h25 Assim é o Amor M/12 Sessões: 12h40, 15h25, 18h10, 21h, 23h50 MAIA MAIASHOPPING Os Smurfs M/6 Sessões: 13h30, 16h, 18h40, 21h20, 23h50 (V.Port./3D) Conan, o Bárbaro M/12 Sessões: 13h20, 16h20, 19h, 21h50, 00h35 Capitão América: O Primeiro Vingador M/12 Sessões: 21h10, 00h10 Planeta dos Macacos: A Origem M/12 Sessões: 13h40, 16h30, 19h10, 21h40, 00h20 Cowboys & Aliens M/12 Sessões: 13h10, 15h50, 18h50, 21h30, 00h30 Capuchinho Vermelho: A Nova Aventura M/6 Sessões: 13h50, 16h10, 18h30 (V.Port.)

MATOSINHOS MAR SHOPPING O Último Destino 5 M/16 Sessões: 13h40, 16h20, 19h10, 22h, 00h30 Green Lantern - Lanterna Verde M/12 Sessões: 22h45 Amigos Coloridos M/12 Sessões: 13h20, 16h, 18h40, 21h50, 00h25 Capuchinho Vermelho: A Nova Aventura M/6 Sessões: 12h40, 15h10, 17h40, 20h (V.Port./3D) Sem Prada nem Nada M/12 Sessões: 21h20, 24h Os Smurfs M/6 Sessões: 13h10, 15h50, 18h30 (V.Port.) Cowboys & Aliens M/12 Sessões: 12h50, 15h30, 18h20, 21h30, 00h10 Chefes Intragáveis M/12 Sessões: 13h, 15h40, 18h10, 21h, 23h40 Conan, o Bárbaro M/12 Sessões: 13h30, 16h10, 18h50, 21h40, 00h20 ) VILA NOVA DE GAIA LUSOMUNDO GAIASHOPPING Carros 2 M/6 Sessões: 13h15, 15h45 (V.Port./3D) Planeta dos Macacos: A Origem M/12 Sessões: 18h25, 20h55, 24h Cowboys & Aliens M/12 Sessões: 13h, 15h50, 18h50, 21h55, 00h35

NORTESHOPPING Capitão América: O Primeiro Vingador M/12 Sessões: 13h30, 16h10, 19h10, 22h30

Super M/12 Sessões: 21h50, 00h25

Conan, o Bárbaro M/12 Sessões: 12h40, 15h10, 18h10, 22h, 00h35

Os Smurfs M/6 Sessões: 13h05, 15h35, 18h15, 20h50, 23h50 (V.Port./3D)

O Último Destino 5 M/16 Sessões: 13h10, 15h30, 18h20, 21h40, 00h30 Cowboys & Aliens M/12 Sessões: 13h, 16h, 18h50, 22h, 00h45 Planeta dos Macacos: A Origem M/12 Sessões: 21h50, 00h25 Capuchinho Vermelho: A Nova Aventura M/6 Sessões: 10h50, 13h20, 15h50, 18h40 (V.Port./3D) Chefes Intragáveis M/12 Sessões: 21h10, 23h40

O Primeiro de Janeiro | 11

Conan, o Bárbaro M/12 Sessões: 12h55, 15h40, 18h40, 21h30, 00h10 Capuchinho Vermelho: A Nova Aventura M/6 Sessões: 12h55, 15h, 17h20, 19h40 (V.Port.) Capitão América: O Primeiro Vingador M/12 Sessões: 13h30, 16h10, 19h, 21h45, 00h40 Animais Unidos M/6 Sessões: 12h45, 14h55, 17h10, 19h25 (V.Port./3D) Harry Potter e os Talismãs da Morte: Parte 2 M/12 Sessões: 21h40, 00h30

M/6 Sala: Sala 15 Sessões: 14h, 16h30, 18h55 (V.Port.), 21h20, 24h

Chefes Intragáveis M/12 Sessões: 12h50, 15h05, 17h25, 19h45, 22h, 00h20

Amigos Coloridos M/12 Sala: Sala 16 Sessões: 13h50, 16h20, 18h50, 21h45, 00h25

Amigos Coloridos M/12 Sessões: 13h25, 16h05, 18h45, 21h20, 00h15

Harry Potter e os Talismãs da Morte: Parte 2 M/12 Sala: Sala 17 Sessões: 15h, 17h55, 21h25, 00h15

UCI ARRÁBIDA 20 O Último Destino 5 M/16 Sala: Sala 1 Sessões: 14h, 16h30, 19h, 21h35, 00h35

Animais Unidos M/6 Sala: Sala 18 Sessões: 14h10, 16h20 (V.Port./3D)

A Ressaca - Parte II M/16 Sala: Sala 2 Sessões: 22h20, 00h40

Green Lantern - Lanterna Verde M/12 Sala: Sala 18 Sessões: 18h35, 21h15, 00h10

Capuchinho Vermelho: A Nova Aventura M/6 Sala: Sala 2 Sessões: 13h40, 15h50 (V.Port.), 18h, 20h10 (V.Port./3D) Capitão América: O Primeiro Vingador M/12 Sala: Sala 3 Sessões: 13h55, 16h25, 18h55, 21h25, 24h Planeta dos Macacos: A Origem M/12 Sala: Sala 4 Sessões: 14h10, 16h40, 19h05, 21h35, 00h05 Sem Prada nem Nada M/12 Sala: Sala 5 Sessões: 14h10, 16h45, 19h20, 21h50, 00h20 Larry Crowne M/12 Sala: Sala 6 Sessões: 18h30 Tinhas Mesmo Que Ser Tu M/12 Sala: Sala 6 Sessões: 13h50, 16h10, 21h30, 00h15 A Árvore da Vida M/16 Sala: Sala 7 Sessões: 18h45

Um Dia M/12 Sala: Sala 20 Sessões: 14h, 16h40, 19h10, 22h, 00h40

GONDOMAR LUSOMUNDO - PARQUE NASCENTE Os Smurfs M/6 Sessões: 13h25, 16h, 18h35, 21h10, 23h50 (V.Port.) Conan, o Bárbaro M/12 Sessões: 13h45, 16h30, 19h15, 21h55, 00h40

Chefes Intragáveis M/12 Sessões: 15h, 17h40, 20h30, 23h

Cowboys & Aliens M/12 Sala: Sala 9 Sessões: 14h, 16h30, 18h55, 21h25, 00h15

Conan, o Bárbaro M/12 Sessões: 13h, 15h40, 18h25, 21h, 00h05

Assim é o Amor M/12 Sala: Sala 10 Sessões: 13h50, 16h35, 19h20, 22h, 00h40 Chefes Intragáveis M/12 Sala: Sala 11 Sessões: 14h10, 16h40, 19h15, 21h45, 00h20 Conan, o Bárbaro M/12 Sala: Sala 12 Sessões: 14h05, 16h45, 19h20, 21h55, 00h35 Conan, o Bárbaro M/12 Sala: Sala 13 Sessões: 13h45, 16h20, 18h55, 21h35, 00h15 (2D) Bem-vindo ao Sul M/12 Sala: Sala 14 Sessões: 14h15, 16h40, 19h10, 21h40, 00h10

Amigos Coloridos M/12 Sessões: 12h50, 15h20, 17h50, 21h20, 24h

Capuchinho Vermelho: A Nova Aventura M/6 Sessões: 13h10, 15h30, 18h (V.Port./3D)

Eu Vi o Diabo M/16 Sala: Sala 8 Sessões: 16h10, 19h05, 22h, 00h55

HOJE

Super 8 M/12 Sala: Sala 19 Sessões: 19h20, 21h55, 00h30

Green Lantern - Lanterna Verde M/12 Sessões: 21h15, 24h

Carros 2 M/6 Sala: Sala 8 Sessões: 13h40 (V.Port.)

Tempo

A Melhor Despedida de Solteira M/12 Sala: Sala 19 Sessões: 13h50, 16h35

O Último Destino 5 M/16 Sessões: 13h50, 16h20, 19h30, 22h, 00h30

Sem Remorsos M/12 Sala: Sala 7 Sessões: 14h05, 16h25, 21h40, 00h10

Os Smurfs

Centenário da pianista e pedagoga Helena Sá e Costa

Um Dia M/12 Sessões: 14h10, 16h45, 19h20, 22h10, 00h45 Sem Prada nem Nada M/12 Sessões: 21h50, 00h20 Carros 2 M/6 Sessões: 13h40, 16h25, 19h (V.Port.) Capitão América: O Primeiro Vingador M/12 Sessões: 14h30, 17h30, 20h40, 23h40 Planeta dos Macacos: A Origem M/12 Sessões: 14h45, 17h15, 20h, 22h30 Cowboys & Aliens M/12 Sessões: 13h15, 15h50, 18h40, 21h40, 00h25

As comemorações do Centenário da pianista e pedagoga Helena Sá e Costa terão lugar de 21 a 31 de maio, no Teatro Helena Sá e Costa e serão levadas a cabo pela ESMAE, através de um ciclo de eventos. O centenário do nascimento de uma das maiores personalidades da música portuguesa, figura intimamente ligada à criação da Escola Superior de Música, Artes e Espectáculo (ESMAE), cujo legado permanece vivo na instituição, especialmente através de vários docentes que foram seus discípulos. O Teatro que detém o nome da pianista e pedagoga Helena Sá e Costa promove, entre 21 e 31 de maio de 2013, vários concertos: Orquestra Sinfónica da ESMAE (21 e 22 de Maio), de Professores da ESMAE (23 de Maio) e do Ensemble I&D (30 e 31 de Maio).

“Meu Peito Rasgado a Fogo”

TODO O TERRITÓRIO: Céu muito nublado, diminuindo de nebulosidade a partir da tarde. Períodos de chuva,por vezes forte a norte do sistema montanhoso Montejunto-Estrela, passando a aguaceiros. Queda de neve nos pontos mais altos da serra da Estrela, descendo gradualmente a cota para os 800 metros a partir da tarde. Vento fraco a moderado (10 a 25 km/h) de sudoeste, temporariamente moderado a forte (30 a 45km/h) no litoral, rodando para noroeste, sendo forte (35 a 50 km/h) nas terras altas. Pequena subida da temperatura mínima. MADEIRA: Períodos de céu muito nublado. Aguaceiros fracos a partir do início da manhã, em especial nas vertentes norte. Vento em geral fraco (inferior a 20 km/h) de noroeste, rodando para leste. AÇORES: GRUPO OCIDENTAL: Períodos de céu muito nublado, tornando-se encoberto. Períodos de chuva, passando a aguaceiros. Vento sudoeste FORTE (50/65 km/h) com rajadas até 80 km/h, rodando para oeste e tornando-se muito fresco (40/50 km/h). GRUPO CENTRAL: Períodos de céu muito nublado, tornando-se encoberto. Períodos de chuva. Vento sudoeste muito fresco a FORTE (40/65 km/h) com rajadas até 80 km/h. GRUPO ORIENTAL: Períodos de céu muito nublado, tornando-se encoberto. Aguaceiros. Vento do quadrante sul fresco (30/40 km/h), tornando-se FORTE (50/65 km/h) com rajadas até 75 km/h.

AMANHÃ

TODO O TERRITÓRIO: Céu muito nublado, diminuindo de nebulosidade a partir da tarde. Períodos de chuva,por vezes forte a norte do sistema montanhoso Montejunto-Estrela, passando a aguaceiros. Queda de neve nos pontos mais altos da serra da Estrela, descendo gradualmente a cota para os 800 metros a partir da tarde. Vento fraco a moderado (10 a 25 km/h) de sudoeste, temporariamente moderado a forte (30 a 45km/h) no litoral, rodando para noroeste, sendo forte (35 a 50 km/h) nas terras altas. Pequena subida da temperatura mínima. MADEIRA: Períodos de céu muito nublado. Aguaceiros fracos a partir do início da manhã, em especial nas vertentes norte. Vento em geral fraco (inferior a 20 km/h) de noroeste, rodando para leste. AÇORES: GRUPO OCIDENTAL: Períodos de céu muito nublado, tornando-se encoberto. Períodos de chuva, passando a aguaceiros. Vento sudoeste FORTE (50/65 km/h) com rajadas até 80 km/h, rodando para oeste e tornando-se muito fresco (40/50 km/h). GRUPO CENTRAL: Períodos de céu muito nublado, tornando-se encoberto. Períodos de chuva. Vento sudoeste muito fresco a FORTE (40/65 km/h) com rajadas até 80 km/h. GRUPO ORIENTAL: Períodos de céu muito nublado, tornando-se encoberto. Aguaceiros. Vento do quadrante sul fresco (30/40 km/h), tornando-se FORTE (50/65 km/h) com rajadas até 75 km/h.

O lançamento do livro "Meu Peito Rasgado a Fogo", de Maria de Lourdes de Carvalho, terá lugar no dia 24 de Maio na SPA, às 18h30. As palavras serão de José Jorge Letria, a leitura caberá a Victor de Sousa, o cantar será de Maria da Nazaré e André Baptista, acompanhados por José Manuel Duarte e José Elmiro Nunes.


1868

Há 144 anos, todos os dias consigo.

Director: Angela Amorim | Distribuição Gratuita | www.edvsemanario.pt |

|

Diretor: Rui Alas Pereira (CP-2017). E-mail: ruialas@oprimeirodejaneiro.pt Redatores: Joaquim Sousa (CP-5632), Andreia Cavaleiro (CP-6983), Cátia Costa (Lisboa) e Vasco Samouco. Fotografia: Ivo Pereira (CP-3916) Secretariado de Direção: Sandra Pereira. Secretariado de Redação: Elisabete Cairrão. Publicidade: Conceição Carvalho (chefe), Elsa Novais (Lisboa, 918 520 111) e Fátima Pinto. E-mail: conceicao.carvalho@oprimeirodejaneiro.pt Morada: Rua de Santa Catarina, 489 2º - 4000-452 Porto. Contactos: redação - Tel. 22 096 78 47 - Tm: 912 820 510 E-mail: geral.cloverpress@oprimeirodejaneiro.pt - Publicidade - Telefone: 22 096 78 46, Fax: 22 096 78 45 Propriedade: Globinóplia, Unipessoal Lda. Edição: Cloverpress, Lda. NIF: 509 229 921 Depósito legal nº 1388/82 Impressão: Coraze, Telefs.910252676 / 910253116 / 914602969, Oliveira de Azeméis. Distribuição: Vasp. Tiragem: 20 000

FESTA PELA NOITE DENTRO Os sócios e simpatizantes do FC Porto não perderam tempo e, mal acabou o jogo em Paços de Ferreira com a vitória dos azuis e brancos, saíram para festejar nas ruas da cidade, principalmente nos palcos predilectos na Avenida dos Aliados e na Alameda do Dragão. Carros cobertos de bandeiras e de cachecóis ao vento davam um colorido especial à Invicta, que assim comemorava o 27.º título nacional de futebol, depois da equipa de Vítor Pereira ganhar no sprint final do campeonato aos encarnados da Luz. Cânticos de “FC Porto TRICAMPEÃO” e “Ninguém para o DRAGÃO” entoaram um pouco por toda a cidade, em mais um S. João antecipado que durou até às tantas! POLITICA E COISAS PIORES

COMUNICAÇÃO SOCIAL Há uma crise enorme na comunicação social, por problemas económicos, mas também pelas opções editoriais e por culpa de quem decide o que é notícia ou não. No jornalismo moderno não chega a simples descrição dos factos ou a transcrição de declarações. É necessário uma abordagem multidisciplinar e plural. Por outro lado, que não seja Joaquim Jorge* «pé-de-microfone», em que apenas se retransmite a informação fornecida por outrem. Muitas vezes o jornalismo é tendencioso, distorcido e preconcebido. Vamos a qualquer jornal, e todos dizem a mesma coisa... A venda de jornais decaiu imenso. A circulação total dos diários generalistas de âmbito nacional – Correio da Manhã, Jornal de Notícias, Público, Diário de Notícias e I – caiu 10% nos dois primeiros meses do ano, de acordo com números da Associação Portuguesa para o Controlo de Tiragem e Circulação (APCT): O jornal I registou uma circulação de 5255 exemplares diários (venda em banca e digital) O Correio da Manhã teve uma circulação de 118.723 exemplares (banca e digital) Jornal Público em banca foram de 28.872 exemplares (banca e digital) Jornal de Notícias teve vendas de 68.558 exemplares (banca e digital) O Diário de Notícias teve vendas 25.398 exemplares (banca e digital) É preciso diversificar as notícias, actualmente o monopólio do assunto é autárquicas e maioria dos portugueses não liga e não vai votar. É um paradoxo! Há coisas importantes para além da política que devem ser noticiadas. Há uma tentativa de suprimir e ignorar, o que não é política, políticos e escândalos. Há outros assuntos importantes e que se não forem noticiados, não são conhecidos e não podem ser analisados. Infelizmente o jornalismo está a perder credibilidade, como a política. O Jornalismo é considerado o “4ºpoder”, mas não pode ser para suas conveniências ou para o que lhe interessa. O Jornalismo deve ser isento, plural, denunciador, de oportunidade e não oportunista, honesto, leal, equilibrado, sem favorecimento, etc. Por este andar muitos mais jornais vão desaparecer e as audiências da rádio e televisão estão em queda livre. O jornalismo deve realçar e promover gente pelas suas qualidades humanas, dar oportunidade a nova gente, e não, sempre os mesmos e gente do poder ou que foi poder. *Biólogo, fundador do Clube dos Pensadores facebook.com/joaquim.jorge.CdP

D. Manuel Clemente pede “muita clareza” aos políticos

“Solidariedade e pedagogia” D. Manuel Clemente, nomeado no sábado patriarca de Lisboa, pediu aos políticos “solidariedade, pedagogia” e “muita clareza” com a sociedade, sob pena de todos ficarem “tão atordoados que desistem de perceber”. Sobre os casos de abusos sexuais, o ainda bispo do Porto defendeu que “devem andar para a frente, devem ser verificados e acompanhados”. Em declarações aos jornalistas no fim da missa na Sé Catedral, Manuel Clemente criticou as “informações contraditórias” e as “possibilidades apresentadas como factos consumados” diariamente transmitidas às pessoas, porque isso as deixa atordoadas. “Isto acontece todos os dias: mandam-nos com termos, com dados, com informações às vezes contraditadas, às vezes apresentando como factos consumados coisas que ainda são possibilidades e nós ficamos muito atordoados, desistimos de perceber e cada um vai à sua vida”, lamentou. Pedindo aos políticos para darem explicações técnicas “devagarinho”, Manuel Clemente notou que “a solidariedade tem de ser uma atitude diária, de proximidade com as pessoas” e de “uma pedagogia que tem de ser muito reforçada”. “Era bom - e tenho falado com responsáveis políticos, do Governo e da oposição - que sejam ao mesmo tempo solidários e pedagógicos. Para que a nossa população, com essa capacidade de se reconstruir que mantêm, seja correspondida com propostas claras e solidárias. Que as pessoas percebam que toda a gente está com toda a gente, que ninguém se põe de fora e que é um esforço conjunto”, defendeu. Este “desfasamento entre a capacidade de resistência das pessoas” a solidariedade e pedagogia nas “propostas que se fazem nacional e internacionalmente” é aquilo que mais preocupa o novo patriarca de Lisboa. “Há uma disponibilidade grande da parte de muita gente e custa-nos verificar que não é suficientemente correspondida pelos decisores nacionais e internacionais em termos de pedagogia social”, lamentou, observando

que os mesmos “já tem um certo receio de fazer previsões, mesmo a curto prazo, para não serem desmentidos por uma catadupa de contrariedades”. Admitindo não saber dizer se a sua voz crítica será mais ouvida em Lisboa, onde está mais perto dos poderes, Manuel Clemente garantiu que não pretende pôr de parte os avisos. “Não deixarei obviamente de alertar. Em todas as realidades em que estou presente surgem muitas situações que são grandes alertas. Umas vezes faço-os publicamente, outras intervenções são mais diretamente com a pessoa que pode resolver o melhor o assunto”, esclareceu. Manuel Clemente afirmou que lhe “custa muito” deixar o Porto, “onde tudo é muito simples”, e uma diocese “muito enriquecedora e com uma convivência magnífica”. “Esta diocese vai do mar até à serra do Marão. São gentes diferentes, mas em geral muito participativas, muito vivas e muito diretas. Isso é muito bonito no Porto. O Porto é muito identificado em si. Facilmente percebemos que é uma realidade envolvente e onde ficamos bem, porque é tudo muito simples”, notou. Para o bispo do Porto, a experiência foi importante porque a região “foi particularmente afetada pela crise, concretamente no que diz respeito ao emprego”. “Levo daqui para Lisboa uma consciência muito circunstanciada do que essa crise representa na vida das famílias e das pessoas e a convicção de que vale a pena resistir à crise de forma positiva”, continuou. “DEVEM ANDAR PARA A FRENTE”

Manuel Clemente defendeu ainda que os casos de abusos sexuais envolvendo a Igreja devem ser alvo dos procedimentos previstos na “ordem civil” e que os processos “devem andar para a frente”. “São casos que, se aparecerem, devem ser verificados e acompanhados. Para isso, estão previstos uma série de procedimentos quer dentro da igreja quer na ordem civil. E nós, como cidadãos e

como pessoas da igreja temos de respeitar o que está previsto e andar com esses casos para a frente”, sublinhou o ainda bispo do Porto. Manuel Clemente, que falava em declarações aos jornalistas no fim da missa a que presidiu na Sé Catedral do Porto, recusou pronunciar-se sobre “casos concretos” e disse falar em “termos genéricos, mas envolvidos e comprometidos”. O novo patriarca de Lisboa, que toma posse a 07 de julho, quis deixar um apelo para que os casos sejam tratados “com muito cuidado” porque em causa está “a realidade mais sensível, que é a realidade humana”. “Trata-se sempre de pessoas, em primeiro lugar das vítimas e de agressores que, em alguns casos já foram vítimas. São pessoas. E por isso nunca são casos que se resolvam rapidamente. Às vezes leva uma vida inteira a resolver. Têm de ser acompanhados, durante os processos”, frisou. Para Manuel Clemente, “os casos pessoais não se resolvem como quem abre e fecha dossiês”. Precisamente “por causa da humanidade” que os acontecimentos envolvem, “e em primeiro lugar pelo respeito pelas próprias vítimas”, o novo patriarca defende a necessidade da Igreja ser “mediaticamente discreta”. “Facilmente se fazem juízos e isso pode danificar muito o futuro da vida mesmo quando a pessoa se recupera. Temos de ter muito cuidado”, notou. O atual bispo do Porto Manuel Clemente, de 64 anos, foi no sábado nomeado patriarca de Lisboa, sucedendo no cargo a José Policarpo, resignatário desde 2011, quando completou 75 anos, noticiou a agência Ecclesia. Nomeado em 2007 bispo do Porto pelo papa Bento XVI, Manuel Clemente foi o vencedor do Prémio Pessoa 2009 e é atualmente vice-presidente da Conferência Episcopal Portuguesa (CEP), presidida por José Policarpo, e membro do Pontifício Conselho para as Comunicações Sociais.

20-05-2013  

20-05-2013

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you