Issuu on Google+

V!TAL NÃO SOFRER NA LUZ Seleção tenta dar hoje primeiro passo rumo ao Mundial do Brasil

Há 144 anos, sempre consigo. 1868 2012

Continente - 0,60 € (iva incluido) – Ilhas - S. Miguel e Madeira - 0,75 € (iva incluido) – Porto Santo 0,80 € (iva incluido)

Director: Angela Amorim | Distribuição Gratuita | www.edvsemanario.pt |

|

Diretor: Rui Alas Pereira | ISSN 0873-170 X |

DIÁRIO NACIONAL

Ano CXLV | N.º 233

Sexta-feira, 15 de novembro de 2013

MINISTRA FALA EM TRAJETÓRIA POSITIVA

MAS SINDICATOS TÊM MUITAS DÚVIDAS

AN!MADA O mais jovem campeão mundial e logo no ano de estreia

BdP Número

de trabalhadores diminuiu apesar de terem aumentado as empresas

www.motor.online.pt

IRLANDA

DIRECTOR: RUI ALAS PEREIRA |SÉRIE II ANO XI N.º 1117

é o espelho de um Governo animado com o crescimento (0,2%) no terceiro trimestre e com isso a saída de Portugal da “recessão técnica”. “É de evidenciar a forma como a economia portuguesa está a reagir nesta fase e é necessário persistir nesta trajetória de ajustamento para consolidar estes resultados positivos”, refere a ministra das Finanças em Bruxelas. Menos animadas estão as duas principais centrais sindicais, que referem tratar-se de mais uma ilusão criada pelas exportações e que, infelizmente, não vai durar muito tempo.

MOTOGP MARQUEZ FESTEJA PRIMEIRO TÍTULO EM VALÊNCIA

15-11-2013 | SEMANÁRIO | PREÇO: 1,50 EUROS IVA INCLUÍDO Taxa paga | Devesas - 4400 V.N. Gaia | Autorizado a circular em invólucro de plástico fechado | Autorização n.º 26 de 2026/00

n Maria Luís Albuquerque

ESTORIL Circuito pode voltar a receber Fórmula 1

CPR RICARDO MOURA GARANTE TRIUNFO NO CASINOS DO ALGARVE

mostra a Portugal como regressar aos mercados sem passar por programa cautelar

BOMBEIROS

Tribunal do Porto aceitou providência cautelar contra as 40 horas de trabalho

PORTO

Rui Moreira deu “duas alternativas” para reinstalar esquadra de Cedofeita da PSP


local Porto

2 | O Primeiro de Janeiro

Sexta-feira, 15 de novembro de 2013

Gonçalo Rocha e a saída de Paredes para a Área Metropolitana do Porto

“Região mantém-se coesa e determinada” O novo presidente da Comunidade do Tâmega e Sousa, Gonçalo Rocha, disse que a região se mantém "coesa e determinada", apesar da saída de Paredes para a Área Metropolitana do Porto.. "Paredes era um concelho importante e esteve na dinâmica inicial desta comunidade intermunicipal. Temos que respeitar a decisão daquele município, mas na certeza de que a vida continua e que nos mantemos coesos e com vontade de defender os nossos interesses", afirmou o autarca de Castelo de Paiva. Gonçalo Rocha, do Partido Socialista, foi ontem escolhido para liderar a Comunidade Intermunicipal do Tâmega e Sousa, tendo como vice-presidentes os autarcas

PAREDES. “Temos de respeitar a decisão do município, mas na certeza de que a vida continua”, defende Gonçalo Rocha de Paços de Ferreira, Humberto Brito, e Felgueiras, Inácio Ribeiro. O mandato de Gonçalo Rocha será de dois anos, estando assumido que nos dois anos subsequentes a presidência passará a ser assumida pelo presidente da Câmara de Felgueiras, do PSD. Gonçalo Rocha explicou que a constituição do órgão executivo foi feita por consenso e unanimidade, "procurando traduzir a representatividade das duas principais forças políticas na região" e tendo em conta "a ambiguidade da lei". Comentando a sua escolha para a liderança, assinalou que teve a ver com facto de ser o autarca socialista mais antigo, depois do autarca de Baião, João Luís Carneiro, se ter manifestado indisponível para o cargo. "É um orgulho e uma honra e darei o meu melhor para valorizar a região", comentou Gonçalo Rocha. Os presidentes de câmara, reunidos em Penafiel, na sede da Comu-

nidade Intermunicipal, indicaram ainda duas personalidades para secretários executivos. Os cargos vão ser desempenhados, a tempo inteiro, pelo social-democrata Alírio Costa (economista), de Felgueiras, e pelo socialista Paulo Ferreira (jurista), de Paços de Ferreira. "Essas personalidades, que apresentam bons currículos, serão os agentes ativos no trabalho do dia-a-dia da nossa comunidade", explicou, frisando que trabalharão na sede do agrupamento de municípios, em Penafiel. Para Gonçalo Rocha, "é tempo de arregaçar as mangas e prosseguir o trabalho que vinha de trás". As matérias do emprego estão no centro das atenções da região, acreditando o novo presidente que o novo quadro comunitário de apoio possa trazer "medidas concretas para minorar aquele flagelo". Também as acessibilidades à região, sobretudo o IC 35, merecerão

grande acompanhamento dos municípios do Tâmega e Sousa. Entretanto, o autarca de Felgueiras, Inácio Ribeiro (PSD), vai liderar a Comunidade do Tâmega e Sousa na segunda metade do mandato autárquico, sucedendo a Gonçalo Rocha (PS), de Castelo de Paiva. Inácio Ribeiro explicou que este modelo de liderança para a região, com a primeira metade a ser protagonizada pelo PS e a segunda pelo PSD, foi a forma encontrada pelos autarcas para responder ao "paradoxo" da lei. "Foi uma decisão tomada de forma cordata e sensata", comentou. O autarca de Felgueiras recordou que o PS conquistou mais câmaras nas últimas autárquicas na região, mas o PSD foi o partido mais votado, com cerca de 61%, no conjunto dos 11 concelhos. O acordo entre os autarcas, que se reuniram em Penafiel, na sede da Comunidade Intermunicipal, incluiu também a indicação de um primeiro e um segundo secretários executivos, cargos que vão ser desempenhados por Alírio Costa, do PSD de Felgueiras, e Paulo Ferreira, do PS de Paços de Ferreira. Inácio Ribeiro explicou ainda que, de acordo com a nova legislação, a Comunidade do Tâmega e Sousa tem dimensão para indicar três secretários, mas entendeu-se que dois serão suficientes. "Eles serão os 'braços armados' para executar as decisões políticas tomadas pelos presidentes de câmara", disse o edil de Felgueiras, destacando o facto de as duas personalidades escolhidas - um economista e outro jurista - conhecerem bem o território.

Presidente Rui Moreira reuniu-se com o comandante da PSP do Porto

“Duas alternativas” para reinstalar esquadra de Cedofeita O presidente da Câmara do Porto, Rui Moreira, revelou ter apresentado à PSP “duas alternativas” de instalações camarárias que podem servir para reinstalar a esquadra de Cedofeita, encerrada no fim de outubro. “Aquilo que fizemos foi um levantamento de equipamentos municipais que temos nas proximidades [e] viemos aqui apresentar duas alternativas diferentes, que agora deixaremos que a PSP e o Ministério da Administração Interna avaliem”,

afirmou o autarca no final de uma reunião, ontem à tarde, com o Comandante Metropolitano da PSP do Porto Escusando-se a avançar com mais pormenores sobre as duas alternativas apresentadas, Rui Moreira disse apenas que as mesmas se localizam “em zonas próximas” da esquadra que foi encerrada no seguimento da “nova lei de arrendamento em que o senhorio, legitimamente, pede um aumento de renda que

não é comportável pela PSP”. “Eu não quereria antecipar a solução porque aquilo que me parecia importante neste momento era trazer duas alternativas, bem diferentes” e “ demonstrar que estamos preocupados”, afirmou o presidente da câmara. Segundo Rui Moreira “a Câmara municipal do Porto não se deve imiscuir na localização das esquadras, mas se a PSP precisa de uma esquadra naquela zona, e havendo edifícios municipais que

podem ser disponibilizados, a câmara municipal é sensível a isto”. O autarca salientou porém que qualquer que seja a escolha feita, “o Ministério da Administração Interna a promover a reabilitação dos edifícios”, uma vez que “têm de ter condições diferentes” das atuais. Questionado sobre o eventual pagamento de uma renda à câmara, respondeu ser essa “uma questão simbólica” sobre a qual não está “nada” preocupado. .

TRBUNAL DE SANTO TIRSO

Jovem condenado a 20 anos de prisão

O Tribunal de Santo Tirso condenou a 20 anos e seis meses de prisão e a pagar 120 mil euros um jovem de 20 anos acusado de matar a namorada com uma pá e ocultar o seu cadáver. Foi lido ontem o acórdão final de um julgamento que já teve início em outubro passado, tendo o arguido sido condenado a uma pena de prisão de 20 anos e seis meses, 19 dos quais pelo crime de homicídio e os restante tempo por ocultação de cadáver. O caso remonta a setembro de 2012 mas o julgamento só teve início em outubro deste ano. Ontem foi considerado provado que Ricardo Pacheco, de 20 anos, foi o autor do homicídio da namorada, Bruna Silva, então com 19 anos. O cadáver da vítima terá sido enterrado junto ao cemitério de Santo Tirso. Além da pena de prisão, o arguido foi obrigado a indemnizar a família da vítima com um montante total de 120 mil euros. O acórdão lido ontem refere que o arguido agiu com "frieza de ânimo, atuou de forma calculada" e teve "persistência em matar a vítima". O facto de o jovem não ter antecedentes criminais serviu como atenuante na hora da sentença, que poderia ter ido até 25 anos de prisão.

DECISÃO TOMADA PELO PRESIDENTE MANUEL MOREIRA

Câmara do Marco suspende 40 horas

A Câmara do Marco de Canaveses, liderada pelo socialdemocrata Manuel Moreira, vai suspender o horário de trabalho de 40 horas semanais, passando os funcionários municipais a cumprir as 35 horas. De acordo com uma comunicação da autarquia, a decisão foi tomada pelo presidente da câmara. Face a esta alteração, o horário de atendimento ao público e de funcionamento dos serviços administrativos na Câmara Municipal do Marco de Canaveses volta a ser das 09h00 às 12h30 e das 14h00 às 17h30.


regiões

Sexta-feira, 15 de Novembro de 2013

O Primeiro de Janeiro | 3

António Costa desvaloriza impugnação da CDU a eleições do Conselho da AML

“Não há aqui nenhuma fratura, nem rutura” “[Dúvida júridica] não prejudicará o funcionamento do Conselho Metropolitano, com o empenhamento de todos”, assegurou.

Todos os serviços do Hospital de Loures

Acreditação confirmada Todos os serviços clínicos e não clínicos do Hospital Beatriz Ângelo (HBA), em Loures, obtiveram a acreditação internacional de qualidade pela Joint Comission International, obrigatória para estas instituições de saúde, informou, ontem, o hospital. Fonte do HBA explicou que esta acreditação internacional significa que “o hospital respeita, a todos os níveis, elevados padrões de qualidade e segurança dos doentes, em áreas como o controlo da infeção hospitalar, a segurança dos medicamentos, a prestação dos cuidados médicos e cirúrgicos e até a gestão da instituição”. Os auditores da Joint Comission International avaliaram cerca de 1.300 parâmetros de qualidade e segurança e atribuíram a acreditação ao HBA – gerido em regime de Parceria Público-Privada (PPP) pela Espírito Santo Saúde - ao fim de “pouco mais de um ano”. O Ministério da Saúde tinha definido um prazo máximo de dois anos após a abertura do hospital para a obtenção desta acreditação pela JCI. Pela construção e manutenção do edifício, o Estado vai pagar 150 milhões de euros durante 30 anos, a que se somam mais 444 milhões pela gestão clínica e produção contratualizada nos próximos 10 anos.

O presidente do Conselho Metropolitano de Lisboa, António Costa, afirmou, ontem, que este órgão irá funcionar normalmente e com o “empenho” de todos os autarcas da área metropolitana, uma vez que estão “separadas as questões jurídicas do funcionamento”. Ontem de manhã, foram eleitos como vice-presidentes os autarcas de Oeiras, Paulo Vistas, e de Mafra, Hélder de Sousa e Silva, com nove votos a favor, o que corresponde a 63,17% dos votos da Área Metropolitana de Lisboa nas últimas eleições autárquicas. A CDU voltou a recusar participar na eleição dos dirigentes por discordar da metodologia aplicada e sobre a qual interpôs uma ação judicial. “Como é sabido subiste uma dúvida jurídica à aplicação da nova lei, mas isso será dirimido no local próprio, que é o tribunal, mas, como ficou claro, isso não prejudicará o funcionamento do Conselho Metropolitano, com o empenhamento de todos”, assegurou António Costa aos jornalistas, no final da reunião. O também presidente da Câmara Municipal de Lisboa, eleito pelo PS, referiu que até uma decisão judicial em contrário há “órgãos constituídos”. “O importante é sublinhar que não há aqui nenhuma fratura, nem nenhuma rutura. Pelo contrário, há um empenho em trabalhar de acordo com as prioridades das nossas regiões e das nossas populações”, afirmou António Costa, referindo que serão procuradas posições comuns sobre a aplicação das 40 horas semanais, as privatizações nos serviços intermunicipais, a preparação do próximo quadro comunitário de apoio e as questões relativas ao Orçamento de Estado de 2014. O vice-presidente Paulo Vistas, presidente da Câmara de Oeiras, considerou haver mais questões que “unem do que dividem” os au-

tarcas do Conselho Metropolitano de Lisboa. “Acho que os diversos municípios da Área Metropolitana de Lisboa têm graves problemas que são comuns à maioria, senão à totalidade dos municípios, e que nesta sede importa debater, consertar e encontrar as melhores soluções”, afirmou. À saída da reunião, o eleito pela CDU para a Câmara de Loures, Bernardino Soares, reafirmou aguardar a decisão do tribunal sobre o método de eleição dos cargos dirigentes do Conselho Municipal de Lisboa. “Naturalmente vamos continuar a votar contra sobre o que acharmos que devemos votar contra”, disse. 40 horas no centro do debate

Polémica. CDU voltou a recusar participar na eleição dos dirigentes por discordar da metodologia aplicada e sobre a qual interpôs uma ação judicial

Polis na Verderana

Barreiro executa garantia bancária de 2,2 milhões

A Câmara do Barreiro anunciou, ontem, a aprovou, por unanimidade, uma proposta no sentido de acionar a garantia bancária de 2,2 milhões de euros para concluir uma intervenção na zona do Polis na Verderana. Em comunicado, a autarquia explica que deliberou o acionamento da garantia bancária para execução das obras de urbanização, tendo em conta

que o titular do alvará de loteamento da Verderena, a empresa Espaço 3030, “não as executou nos prazos previstos, nem depois de acrescidas as prorrogações legalmente previstas”. Ao acionar a garantia bancária, a autarquia irá substituir-se ao urbanizador na execução das intervenções.”Para já, o que pedimos foi a libertação de parte da verba e vamos ficar à espera da resposta da instituição bancária que, em princípio, deverá ser positiva. Ainda ficará uma parte da garantia bancária por executar”, concluiu o autarca.

O alargamento do horário de trabalho para as 40 horas semanais nas autarquias esteve em debate na reunião do Conselho Metropolitano de Lisboa, com os autarcas a pedirem uma posição comum daquele organismo. Segundo os autarcas da Área Metropolitana de Lisboa, esta posição comum é necessária, tendo em conta que, depois de despachos emitidos para aplicarem as 40 horas, os municípios têm sido citados por tribunais devido à interposição de processos judiciais. O presidente da Câmara de Mafra, Helder de Sousa e Silva (PSD), informou que, na sua autarquia, o prolongamento do horário está a ser aplicado a todos os funcionários, por o tribunal ter dado razão ao município, que contestou uma providência cautelar interposta pelo Sindicato dos Trabalhadores da Administração Local (STAL). Relativamente a Lisboa, António Costa (PS) reconheceu o “atraso” neste processo, por estarem a ser ouvidas as várias estruturas sindicais, enquanto o presidente da Câmara de Sesimbra, Augusto Pólvora (CDU), anunciou que não irá contestar o processo judicial do sindicato. António Costa indicou a intenção de convidar para a próxima reunião o presidente da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional de Lisboa e Vale do Tejo, bem como a apresentação de posições comuns sobre os temas das 40 horas, sistemas multimunicipais e as “questões mais gravosas sobre o Orçamento de Estado”.


nacional

4 | O Primeiro de Janeiro

Sexta-feira, 15 de novembro de 2013

Ministra das Finanças “animada” com o crescimento (0,2%) da economia

“A nossa trajetória é francamente positiva” “Portugal saiu da recessão técnica” e isso é um cenário “animador” e que mostra que a “trajetória é francamente positiva”, destaca Maria Luís Albuquerque. A ministra das Finanças considerou, em Bruxelas, que o crescimento de 0,2% da economia portuguesa no terceiro trimestre, e pelo segundo trimestre consecutivo, é "animador" e, em conjunto com outros indicadores, mostra que "a trajetória é francamente positiva". Falando à saída de uma reunião dos ministros das Finanças da zona euro, Maria Luís Albuquerque, ao comentar os dados ontem divulgados pelo Instituto Nacional de Estatística (INE), que revelam um novo crescimento do Produto Inter-

FINANÇAS. Ministra Maria Luís Albuquerque reuniu-se ontem em Bruxelas com os seus parceiros da zona euro no Bruto (PIB) no terceiro trimestre, sublinhou que este "está em linha com o crescimento da União Europeia" e disse que "é animador verificar que o terceiro trimestre registou mais uma vez um crescimento positivo" e que "Portugal saiu da recessão técnica". "É de evidenciar a forma como a economia portuguesa está a reagir nesta fase", disse, sustentando que o facto de Portugal já ter registado "dois trimestres consecutivos de crescimento, em conjunto com uma série de indicadores mais para a frente", mostra que "os esforços e os sacrifícios, que têm sido muitos, estão a valer a pena" e é necessário "persistir nesta trajetória de ajustamento

para consolidar estes resultados positivos". A ministra advertiu todavia que "é normal que este percurso de crescimento tenha algumas oscilações, isto é, que num trimestre (a economia) cresça mais por determinados fatores específicos, noutro trimestre tenha um crescimento inferior, ou até que possamos ainda ter algum trimestre com um crescimento marginalmente negativo", mas que o que é importante salientar é que, olhando para os diversos indicadores, incluindo produção, exportações, execução orçamental e receita fiscal, "a trajetória é francamente positiva nas várias frentes", de "há muitos meses a esta parte". "Tudo indica uma recupe-

ração já consistente", mas que, "naturalmente, ainda vai demorar algum tempo" para consolidar, apontou. Relativamente à ajuda externa, a ministra disse ainda em Bruxelas que “não faz sentido descartar” a possibilidade de Portugal também decidir, em 2014, sair do programa de ajustamento sem solicitar um programa cautelar, tal como decidiu ontem a Irlanda. No final de uma reunião do Eurogrupo, marcada pelo anúncio do governo irlandês de prescindir de um programa cautelar para regressar ao mercado, Maria Luís evitou fazer ligações entre a decisão de Dublin e aquela que o Governo português vier a tomar, sustentando que, a sete meses da conclusão do programa, é “prematuro” traçar cenários, mas sublinhou que a saída da Irlanda sem programa é “encorajadora” e não afetará a solução que Portugal vier a analisar com os seus parceiros europeus. No entanto, a ministra fez também questão de desdramatizar a eventual opção, de Portugal, por um programa cautelar, considerando que tal não representará necessariamente uma "medida de insucesso" e pode ser antes vista como "uma medida de prudência", além de um programa cautelar ser "claramente uma evolução favorável" relativamente a um programa de assistência, pois ocorre num cenário de acesso regular ao mercado.

Arménio Carlos (CGTP) e a ilusão de que Portugal está a crescer

“Prematuro, errado e perigoso” O secretário-geral da CGTP, Arménio Carlos, considera ser “prematuro, errado e perigoso” criar a ilusão de que Portugal está perante a inversão de um ciclo económico. “Nada nos diz que vamos começar a crescer, pelo contrário, tudo nos leva a crer que vamos continuar com uma economia ou em recessão ou em estagnação e, como sabemos, nós não precisamos de uma nem de outra, precisamos de por a economia a crescer”, disse Arménio Carlos. O líder da central sindical lembra que, se comparado com o período homólogo, Portugal continua em recessão. “A variação trimestral entre o segundo e o terceiro trimestre vieram demonstrar que havia expectativas demasiado elevadas porque

no terceiro trimestre a evolução da economia ficou muito aquém daquilo que inicialmente se perspetivava, mesmo sabendo de antemão que havia um acréscimo de procura no turismo”, referiu. Neste período, sinalizou ainda, os custos salariais continuaram a cair “e isso é mau para a economia”. “O memorando da ‘troika’ e as políticas deste governo são os causadores da situação desastrosa económica e social que o país está a viver”, referiu. Questionado sobre o relatório do Fundo Monetário Internacional (FMI) relativo à oitava e nona avaliação do programa de ajustamento português que foi divulgado na quarta-feira, Arménio Carlos considerou que a proposta de redução de salários é “inadmissível e indecente”.

O secretário-geral da CGTP considerou ainda “inqualificável” a pressão que considera que o FMI está a exercer sobre o Tribunal Constitucional para que este órgão “deixe passar” o Orçamento do Estado apresentado pelo Governo para 2014. Entretanto, a secretária-geral adjunta da UGT, Paula Bernardo, também manifestou preocupação quanto à evolução futura do Produto Interno Bruto (PIB), apesar de reconhecer a existência de sinais que apontam para uma situação menos negativa. “A nossa preocupação persiste quanto à evolução do PIB”, disse Paula Bernardo, referindo algumas reservas relativamente às metas de crescimento previstas no Orçamento do Estado (OE)para 2014.

“São sinais que apontam para uma situação menos negativa do PIB, mas são sinais muito ténues”, disse a dirigente da UGT. Para Paula Bernardo, a evolução trimestral do PIB “é muito sustentada nas exportações”. Por isso, manifestou preocupação relativamente à desaceleração das economias da Alemanha e da França, “que são dois importantes mercados para Portugal”. A economista salientou ainda que o OE para 2014 não assegura o crescimento e o emprego, pelo contrário, “continua a reduzir o rendimento das famílias”. “Este OE penaliza as pessoas e a economia, pois sem rendimento não há consumo e sem consumo as empresas não vendem”, concluiu.

COMUNICAÇÕES

Sérgio Monteiro pede mais emprego jovem O secretário de Estado das Comunicações, Sérgio Monteiro, apelou aos operadores de telecomunicações que "façam um pouco mais" na criação de emprego jovem e formação e que ponderem dar aos seus trabalhadores o passe de transporte público. "Sei que têm feito a vossa parte, lanço-vos o desafio de fazer um pouco mais", disse Sérgio Monteiro, referindo-se ao desafio por si lançado, sobre "o papel que o setor pode ter no emprego jovem, nos cursos de formação, nos estágios de integração na vida ativa". O governante falava na sua intervenção no 23.º Congresso da Associação Portuguesa para o Desenvolvimento das Comunicações (APDC). Além disso, apelou ainda às empresas para que ponderem atribuir passes de transporte público aos seus trabalhadores. "O segundo desafio é que possam ajudar-me, enquanto responsável tutelar e setorial, ponderando dar nas vossas empresas um benefício aos trabalhadores que é o passe de transporte público, que é dedutível em termos fiscais e era ótimo para a consolidação das contas públicas e para as receitas das empresas de transporte em defesa do Orçamento do Estado", frisou. Sérgio Monteiro lembrou que os dois desafios já tinham sido lançados há dois anos. Um terceiro desafio, acrescentou, passa pelas Pequenas e Médias Empresas (PME) portuguesas. "Deixo um desafio: que as entidades que surgem dos movimentos de concentração no setor não se esqueçam do papel que as PME tiveram e ainda têm na sua projeção e no crescimento e possam continuar a ajudar à internacionalização da economia portuguesa, não só da sua própria organização, mas também de todo o setor e empresas que orbitam à sua volta. O seu sucesso será o sucesso coletivo e deste imenso setor", acrescentou, terminando a sua intervenção dizendo que espera daqui por um ano que o setor das telecomunicações passe a representar "talvez 9% do PIB" (Produto Interno Bruto), face aos atuais 8%.


economia

Sexta-feira, 15 de Novembro de 2013

O Primeiro de Janeiro | 5

País garante “finanças públicas controladas” após regaste financeiro

Irlanda diz “não” a programa cautelar “Vamos iniciar um caminho para um futuro económico mais brilhante para o nosso povo”, disse Enda Kenny. Apesar de aumento de empresas não financeiras

Menos empregados O número de empresas não financeiras aumentou 2,7% entre 2006 e 2012, mas o volume de negócios e o número de trabalhadores recuou no mesmo período, segundo dados, ontem, divulgados pelo Banco de Portugal (BdP). O estudo «Estrutura e Dinâmica das Sociedades Não Financeiras em Portugal 2006-2012», divulgado pelo banco central, incidiu sobre o setor das sociedades não financeiras, excetuando-se as sociedades gestoras de participações sociais, num total de 378 mil empresas em 2012, mais 2,7% do que em 2006. No entanto, apesar de o número de empresas ter crescido neste período, o número total de trabalhadores decresceu 3,4% e o volume de negócios gerado também recuou 3,9% em 2012 face a 2006. Face a 2006, o contributo das grandes empresas aumentou em 2012: em relação ao volume de negócios, este contributo cresceu 4,7 pontos percentuais e 3,4 pontos percentuais no número de pessoas. Quanto ao número de pessoas ao serviço, as PME concentravam 44% do emprego em 2012, as grandes empresas detinham 29% e as microempresas os restantes 27%. Nos anos considerados, registou-se uma diminuição da dimensão média das empresas em cerca de 6%, sendo que esta diminuição se verificou tanto no número de trabalhadores como no volume de negócios.

A Irlanda vai sair do programa de assistência financeira no próximo mês sem necessidade de um programa cautelar, anunciou, ontem, o governo irlandês. “Após uma avaliação cuidadosa e completa de todas as opções disponíveis (...) o Governo irlandês decidiu hoje [ontem] que a Irlanda deixará o programa de assistência da União Europeia e do Fundo Monetário Internacional (FMI) em dezembro, como previsto, sem recorrer a um programa cautelar”, refere um comunicado do Departamento das Finanças. O comunicado lembra que o país regressou aos mercados em 2012 e que as finanças públicas “estão controladas”. “Sairemos do resgate numa posição forte. O governo esteve a preparar-se para regressar com normalidade aos mercados”, afirmou o primeiro-ministro. Desde o seu regresso aos mercados em julho de 2012, a Irlanda conseguiu financiamento alternativo a juros razoáveis, o que lhe permitiu acumular uma reserva de 25 mil milhões de euros para fazer frente a imprevistos. Segundo o comunicado das Finanças, com este montante o país pode cobrir as suas necessidades económicas até princípios de 2015. “Vamos iniciar um caminho para um futuro económico mais brilhante para o nosso povo, uma viagem do desemprego em massa para o pleno emprego, desde a emigração forçada ao regresso de milhares de pessoas que foram para outros países procurar trabalho”, disse Enda Kenny. O primeiro-ministro advertiu, no entanto, que esta decisão não significa que o país vai voltar a nadar na abundância já que “os desafios económicos” se mantêm. Portugal “sem referência”

Em reação, o ministro da Presidência considerou que a decisão da Irlanda de recusar um progra-

Crise. “Se Portugal vai precisar ou não de um programa cautelar, neste momento é obviamente muito prematuro para saber isso”, disse Marques Guedes

Linha com Europa

Bolsa de Lisboa fecha sessão em subida ligeira

O PSI20, o índice de referência da bolsa portuguesa, fechou, ontem, a subir 0,03% para 6.324,35 pontos, em linha com as praças europeias de referência, com o setor das telecomunicações em destaque. Dos 20 títulos que compõem o índice, nove fecharam no vermelho e 11 terminaram a sessão positivos, no dia em que o Instituto Nacional de

Estatística (INE) divulgou que a economia portuguesa cresceu no terceiro trimestre do ano, com o Produto Interno Bruto (PIB) a aumentar 0,2% face ao segundo trimestre do ano, mas mantendo-se ainda em valores negativos quando comparado com o mesmo período do ano passado. A liderar as subidas esteve a ZON OPTIMUS, que cresceu 6,98% para 5,15 euros, seguida pela Sonaecom, que avançou 4,27% para 2,44 euros, enquanto a Galp liderou as quedas, tendo deslizado 2,32% para 12,03 euros.

ma cautelar deixa Portugal “sem referência” para a eventualidade de precisar desse instrumento, que assinalou não ter ainda contornos definidos. Na conferência de imprensa sobre as conclusões do Conselho de Ministros, o ministro da Presidência, Luís Marques Guedes, afirmou que, “se Portugal vai precisar ou não de um programa cautelar, neste momento é obviamente muito prematuro para saber isso”. Por sua vez, o vice-primeiroministro, Paulo Portas, declarou que “não há negociações abertas quanto a Portugal”, acrescentando: “no momento certo, falaremos do modelo relativamente a Portugal”. Paulo Portas felicitou a Irlanda pela decisão de regressar ao financiamento nos mercados de forma autónoma, não se alongando sobre este assunto, enquanto Marques Guedes, questionado pela comunicação social sobre o caso português, comentou: “A Irlanda tomou esta decisão. Ficamos sem um ponto de referência, porque se tivesse a Irlanda optado por esse programa cautelar as negociações desse programa seriam uma referência interessante para o nosso país. Ficamos sem essa referência, mas obviamente que nos congratulamos que a Irlanda tenha podido terminar o seu programa nos moldes em que entende que o consegue fazer, ainda por cima sem qualquer tipo de apoio no pós-programa”. O ministro da Presidência considerou, ainda, que um eventual programa cautelar poderá dispensar um acordo político alargado aos partidos do “arco da governação” porque não deverá incluir “nenhum auxílio financeiro”, assinalando estar a falar em abstrato. O comissário europeu dos Assuntos Económicos comentou hoje que a decisão da Irlanda de sair do seu programa na data prevista, e sem programa cautelar, prova que a implementação determinada das reformam pode mudar a economia de um país. Já a diretora-geral do Fundo Monetário Internacional (FMI), Christine Lagarde, elogiou a forma como a Irlanda cumpriu o programa de resgate e disse que o país tem agora uma reserva financeira considerável.


6 | O Norte Desportivo

desporto

Sexta-feira, 15 de Novembro de 2013

Portugal e Suécia defrontam-se, hoje, na primeira mão do «play-off»

Procurar a «Luz» para chegar ao Brasil Ronaldo e Ibrahimovic são as duas estrelas das seleções que procuram «passaporte» para o Mundial. Primeiro duelo realiza-se, hoje, às 19h45, na Luz.

ca que mais preocupa Paulo Bento, como admitiu o próprio selecionador. A boa notícia para o técnico passa pela recuperação da dupla de centrais, composta por Pepe e Bruno Alves, desfeita nos últimos dois encontros da fase de grupos, um setor nevrálgico tendo em consideração o «poder de fogo» da Suécia.

A seleção portuguesa procura agarrar a última oportunidade de qualificação para o Mundial2014, ao receber, hoje, a Suécia, na primeira mão de uns «play-offs» que se confundem com o duelo entre Cristiano Ronaldo e Zlatan Ibrahimovic. Depois de ter falhado o apuramento direto, ao terminar na segunda posição do Grupo F europeu de apuramento, atrás de uma pouco impressionante equipa da Rússia, Portugal volta a ver-se na obrigação de passar pelaseliminatóriasparaasseguraruma fase final, como aconteceu no Mundial de 2010 e no Europeu de 2012. A grande diferença entre essas duas, afinal bem-sucedidas, campanhas parece estar no valor do adversário: em vez da mais modesta Bósnia-Herzegovina, que desta vez até alcançou a qualificação direta, a equipa lusa terá pela frente um adversário que só não resistiu à poderosa Alemanha na fase de grupos.

Para rumar em vantagem para Solna, onde terça-feira disputa a segunda mão, Portugal precisa de cometer a uma «proeza» inédita: vencer em casa a seleção sueca, algo que nunca conseguiu, em sete jogos - três empates e quatro derrotas. Em contrapartida, já averbou três triunfos na Suécia. No que respeita às fases de qualificação, nas cinco vezes em que as duas seleções se encontraram, Portugal qualificou-se para os Mundiais de 1986 e 2010, enquanto ambos ficaram pelo caminho na corrida aos Europeus de 1968 e 1988 e ao Mundial de 1982. A seleção portuguesa apenas perdeu um dos 10 jogos no Grupo F europeu de apuramento para o Mundial de 2014, mas três empates, dois deles em casa, atiraram a formação das «quinas» para os «play-offs». Portugal terminou no segundo lugar - com menos um ponto do que uma Rússia que nem precisou de impressionar -, com apenas seis triunfos, isto tendo estado em desvantagem em metade dos jogos (cinco) e chegado ao intervalo a vencer em apenas em três. Foi, em resumo, uma campanha pouco brilhante, com a equipa das «quinas», salvando-se o mérito de inverter totalmente dois resultados, no Luxemburgo e na Irlanda do Norte, e, parcialmente outros dois, na receção aos irlandeses e em Israel. A seleção viveu à imagem do «capitão» Cristiano Ronaldo, que, em oito jogos, só marcou quatro golos - um inédito «hat-trick» em Belfast e um tento no Luxemburgo - e viu outros tantos amarelos, que o afastaram dos jogos no Azerbaijão e com o Luxemburgo. Na «ausência» do jogador do Real Madrid, destaque para os seis golos de Hélder Postiga e os quatro do central Bruno Alves, determinante nas bolas paradas.

Feito inédito precisa-se

Ronaldo vs Ibrahimovic

A importância de Ronaldo e Ibrahimovic para as respetivas seleções é tal que os selecionadores Paulo Bento e Erik Hamrén tiveram o máximo cuidado em assegurar que os avançados estariam nos dois jogos dos «play-offs» e ambos «limparam» o registo disciplinar nos penúltimos jogos da fase de grupos. Os dois jogadores atravessam um dos melhores momentos de forma das respetivas carreiras, tendo ambos marcado um «hat-trick» no último fim de semana e cotando-se como os melhores marcadores da Liga dos Campeões, ainda que Ibrahimovic pareça transportar melhor essa condição para a seleção sueca. Apesar da importância do avançado, nem só de Ibrahimovic vive a seleção sueca e o seu colega de setor, Johan Elmander, constitui outra forte ameaça para a defesa lusa, ainda que seja a superior estatura da equipa nórdi-

Mundial 2014. Depois de ter falhado o apuramento direto, Portugal volta a verse na obrigação de passar pelas eliminatórias para assegurar uma fase final

Momento da decisão

22 equipas em busca das últimas 11 vagas

Além de Portugal, os campeões Uruguai e França estão entre as 22 seleções em busca das 11 últimas vagas na fase final do campeonato do Mundo. Caso França e Uruguai se juntem a Brasil, Argentina, Itália, Alemanha, Inglaterra e Espanha, a prova será disputada pela primeira vez por oito campeões do Mundo, todos os vencedores da prova, estatuto que os espanhóis

só adquiriram em 2010. Na luta pela qualificação está também a campeã europeia de 2004, a Grécia, que vai medir forças com a Roménia. O outro encontro opõe a Islândia e a Croácia. Além da Europa e da América do Sul com a Ásia, também se joga um «play-off» entre o México e a Nova Zelândia, vencedora, há muito, da zona da Oceânia. Por definir, estão ainda as cinco vagas africanas, sendo que uma está “virtualmente” entregue, ao Gana, sensacional sétimo classificado em 2010, que goleou fora o Egito por 6-1.

Último treino em Óbidos com 24 disponíveis

Todos a postos A seleção portuguesa realizou, ontem, o último treino antes da receção de sexta feira à congénere da Suécia, no jogo da primeira mão dos «playoff» de apuramento para o Mundial2014. Na véspera do primeiro confronto com os nórdicos, o selecionador, Paulo Bento, orientou mais uma sessão no campo de treinos do hotel onde a comitiva está instalada, na Praia d’El Rey, em Óbidos, tendo contado com os 23 atletas convocados. De resto, nos 15 minutos iniciais do apronto, os únicos que foram abertos aos órgãos de comunicação social, todos os jogadores realizaram o aquecimento em pleno, não se verificando qualquer limitação na condição física de João Pereira, Fábio Coentrão, Pepe e Cristiano Ronaldo, os casos que geravam maior atenção. Por seu lado, a comitiva da Suécia, na qual se destaca o avançado Zlatan Ibrahimovic, chegou a Lisboa prevista por volta das 14h00, com os jogadores a realizarem o único treino no relvado do Estádio da Luz às 18h00. Portugal recebe a Suécia hoje, no Estádio da Luz, em Lisboa, em jogo agendado para as 19h45 e com arbitragem do italiano Nicola Rizzoli, voltando a defrontar a seleção escandinava quatro dias mais tarde, em Solna, num encontro que será dirigido pelo inglês Howard Webb.


cultura e espetáculos

Sexta-feira, 15 de novembro de 2013

O Primeiro de Janeiro | 7

Fadista estará hoje na histórica sala de espetáculos de Nova Iorque

lançamento de livro

Homenagem a Eduardo Nery Uma homenagem ao artista plástico Eduardo Nery (1938-2013) foi realizada na loja da Vista Alegre Atlantis do Chiado, em Lisboa, com o lançamento do livro "Os Quadradinhos Mágicos de Eduardo Nery". De acordo com a Vista Alegre, a obra é da autoria de Teresa Saporiti, que compilou a iconografia do artista plástico Eduardo Nery aplicada ao azulejo. A Vista Alegre Atlantis apresentará também as últimas peças desenvolvidas em vida pelo artista plástico com a empresa de cerâmica.

utilidade pública

Trienal de Arquitetura

A Trienal de Arquitetura de Lisboa, pessoa coletiva de direito privado, com sede em Lisboa, no Palácio de Sinel de Cordes, foi declara entidade de utilidade pública em Diário da República (DR). A associação, criada em 2007, e que está a realizar este ano a terceira edição da Trienal de Lisboa, dedicada à arquitetura, tem por objeto a preparação, promoção e gestão daquele evento de natureza cultural e científica. A Trienal de Arquitetura de Lisboa envolve a realização de exposições e conferências e ainda a realização de outros eventos culturais ou científicos nas áreas de arquitetura, urbanismo, paisagismo, artes visuais e fabrico de materialidades e componentes de arquitetura.

Mariza atua esta no Carnegie Hall Encerramento da sua primeira digressão nos Estados Unidos, desde 2009.

A artista de 39 anos, que fez uma pausa na carreira em 2011 e 2012 depois de ter sido mãe, diz que descobriu “novas emoções neste regresso” aos palcos internacionais. “Acho que mudei imenso. Tenho novas perspetivas sobre as emoções, uma maneira diferente de olhar os sentimentos. Ganhei uma nova forma de viver a música”. “Todos os anos são diferentes, já conhecemos melhor as salas e o público. Mas, nesta digressão, fizemos algumas coisas diferentes, como ir a cidades onde nunca tínhamos estado. Atuámos em Las Vegas, onde acho que o fado nunca tinha estado”, explicou a artista, que já vendeu um milhão de discos e fez mais de mil concertos. Mariza disse que “existiam muitos portugueses” na cidade do Nevada, o que a

surpreendeu, mas que “talvez 60% do público fosse americano”. “Sabiam quem eu era, mas não me conheciam bem. Então estavam a tentar perceber que música cantava, o que era o fado. Isso é muito enriquecedor, passados 12 anos ainda levar o fado a novos públicos”, referiu a artista. Além de Las Vegas, no Nevada, Mariza fez no último mês um total de 17 espetáculos, de Los Angeles, na Califórnia, a Austin, no Texas, a Vancouver, no Canadá, e a Washington, na Virgínia. A artista revelou à agência Lusa que o seu novo álbum, que reúne os seus maiores êxitos, terá dois temas originais e deverá ser lançado antes do Natal. Para 2014, está planeado um novo álbum de originais. Nos Estados Unidos, a portuguesa tem cantado músicas de todos os discos editados e feito algumas versões, como "Smile", de Nat King Cole. “Nesta digressão, tentámos tocar em salas mais pequenas e estar mais perto do público. Tinha uma necessidade gigante de estar mais perto das pessoas. Queria perceber que músicas tinha feito, que tinham ficado com as pessoas; queria perceber que temas as pessoas sentem mais, quais é que as fazem ficar mais emotivas, mais fadistas”. Mariza disse que “há sempre muitos portugueses nos espetáculos, o que nos faz sentir muito bem”, mas que há mais americanos. “Significa que estou a chegar a outro tipo de público, o que é extraordinariamente importante para um artista”, salientou. Mariza teve um papel de relevo na can-

Museu do Oriente

Festa do Livro O Museu do Oriente, em Lisboa, anunciou que vai realizar a Festa do Livro entre sextafeira e o dia 15 de dezembro, com centenas de títulos de várias temáticas, tendo a Ásia como denominador comum. Exceto às segundas-feiras, dia de encerramento, a feira vai decorrer das 10h00 às 18h00 e, às sexta-feiras, das 10h00 às 22h00. Numa parceria com outras editoras e livrarias nacionais e estrangeiras, a Fundação Oriente vai disponibilizar, durante um mês, livros e catálogos a preços muito inferiores aos habitualmente praticados no mercado. Nesta feira poderão ser encontrados do romance e poesia de autores asiáticos consagrados, a catálogos de exposições e livros técnicos sobre sociedade, cultura ou arte dos países asiáticos, passando também pela gastronomia.

Carnegie Hall. Mariza subiu a este palco pela primeira vez em 2005, e será acompanhada por José Manuel Neto.

didatura do fado a Património Imaterial da Humanidade, no âmbito da Unesco, a organização das Nações Unidas para a Educação Ciência e Cultura. A fadista atua esta noite no Carnegie Hall, onde subiu ao palco pela primeira vez em outubro de 2005, e será acompanhada por José Manuel Neto, na guitarra portuguesa, Pedro Jóia, na viola,

Yami, na viola baixo, e Vicky Marques, nas percussões. A digressão mundial de Mariza termina a 13 de dezembro, na Europa Central e de Leste, passando por Dortmund e Munique, na Alemanha, Bruges e Antuérpia, na Bélgica, Zurique, na Suíça, Belgrado, na Sérvia, e Budapeste, na Hungria.


8 | O Primeiro de Janeiro

roteiro

Sexta-feira, 15 de novembro de 2013

Roteiro Cultural

HOLLYWOOD Das origens do cinema até aos nossos dias, o reconhecido realizador Edgar Pêra traz-nos a história dos bastidores de Hollywood. Um olhar divertido e mordaz sobre a vida secreta das estrelas do cinema. Espreitando para o outro lado do glamour, das festas, dos vestidos e dos ecrãs luminosos, revela-nos o que sabemos que existe, mas não vemos no grande ecrã…Tragédia, miséria, amor e morte são alguns dos ingredientes deste relato protagonizado pelos grandes astros do cinefirmamento. Atravessando várias décadas e temas - da censura à política, das festas aos fãs, passando pelas drogas, o sexo e a violência - Edgar Pêra traça-nos um retrato vivo das glórias e mentiras de Hollywood, numa reflexão pessoal sobre a poderosa máquina de Hollywood e a indústria cinematográfica norte-americana.

CONCENTRAÇÃO DE VESPISTAS

No próximo dia 16 de Novembro de 2103 (Sábado), iremos realizar no Largo que entronca com as Rua Soares de Passos, Rua Guilherme Braga e Rua Felicidade Brown na cidade do Porto, uma CONCENTRAÇÃO DE VESPISTAS, a iniciar-se pelas 14 horas. Estão previstos cerca de 50 participantes. Depois da Concentração, pelas 15 horas, será dada ordem de partida para em CARAVANA seguirmos até ao Campo de Treinos da A.D.R. da Pasteleira, local da realização do FUTE VESPA. O percurso previsto, será o seguinte: PARTIDA » Rua Guerra Junqueiro » Av. da Boavista » Av. Montevideu » Av. Do Brasil » Passeio Alegre » Rua Nª Sª da Luz » Rua do Diu » Praça do Império » Av. Marechal Gomes da Costa » Rua João de Barros» Campo de treinos, pelado da A.D.R. da Pasteleira ( CHEGADA). Hora prevista da Chegada 16 horas.

“CAIXA FORTE”

Fernando Mendes regressa ao Teatro Villaret, em Lisboa, com o novo espetáculo “CAIXA FORTE”, com estreia marcada para o dia 29 de Novembro. Acompanham Fernando Mendes, nesta nova comédia Carla Andrino, Cristina Areia e Frederico Amaral. A autoria é de Frederico Pombares, Henrique Dias e Roberto Pereira. A encenação está a cargo de Henrique Dias. Fernando Mendes é Rogério, um segurança de um banco, que numa sexta-feira se prepara para um dia normal de trabalho ao acompanhar um casal de clientes ao interior da caixa forte. Minutos depois de entrarem, a porta da caixa forte fecha-se automaticamente, deixando o segurança e o casal de clientes encurralados no seu interior. Assim, um segurança bonacheirão, uma rica arrogante e o seu jovem e maltratado marido vão ter de aprender a conviver juntos e arranjar um plano que lhes permita sobreviver até segunda-feira, altura em que a porta se voltará a abrir. Dentro da caixa forte os telemóveis não funcionam, não há maneira de contactar com o exterior, só há uma garrafa de água e - o mais grave, na opinião de Rogério – não há chanfana. Durante uma hora e meia, os três vão conhecer-se, odiar-se, discutir o canibalismo, confessar os seus pecados, arranjar maneira de ultrapassar o facto de não haver uma casa de banho, ouvir Jorge Fernando e... sobreviver. Sobreviver à clausura e, mais difícil, sobreviver às conversas e teorias do segurança. Um Espetáculo que é um Espetáculo!

À Portuguesa

À Portuguesa, o novo livro do chef Hélio Loureiro, é um livro de receitas originais e saborosas usando os melhores produtos nacionais. Das laranjas do Algarve aos enchidos de Trás-os-Montes, sem esquecer o queijo, as bananas e os ananases das ilhas, À Portuguesa enaltece o que de melhor se produz em Portugal e sugere várias Entradas, Sopas, Pratos de Peixe e de Carne e Sobremesas usando este rico e diversificado património. Este livro pretende dar a conhecer algumas receitas de uma vida dedicada à cozinha portuguesa e, sobretudo, aos produtos portugueses. Falo de produtos do dia-a-dia trazidos das nossas viagens, séculos antes, oceano fora. É o caso de aromas tão populares como a canela, o cravinho ou a pimenta, entre outros ingredientes que hoje nos parecem ter sido sempre parte integrante da nossa cozinha como o tomate, o feijão, a batata ou o bacalhau. Estas receitas são, pois, um contributo para que, ao olhar para cada uma das receitas, saboreie um pouco de Portugal. O lançamento terá lugar no Ateneu Comercial do Porto no próximo dia 21 de Novembro, quinta-feira, às 18h30. Gonçalo Cadilhe e Jorge Gabriel apresentam o livro.


Sexta-feira, 15 de Novembro de 2013

publicidade/editais

O Primeiro de Janeiro | 9

Ganhe convites duplos com o “O PRIMEIRO DE JANEIRO”


agenda

10 | O Primeiro de Janeiro

Telefones Úteis Hospitais Santo António Tel. 222 077 500 Linha Azul 222 084 601 São João Tel. 225 512 100 Pediátrico Maria Pia Tel. 226 089 900 Linha Azul 226 099 674 Maternidade Júlio Dinis Tel. 226 087 400 Psiquiátrico Conde Ferreira Tel. 225 022 031 Magalhã es Lemos Tel. 226 192 400 Privados Ordem do Carmo Tel. 222 008 113 Ordem da Lapa Tel. 225 502 828 Ordem da Trindade Tel. 222 083 656 Prelada - Tel. 228 330 600 Militar Reg. Nº1 Tel. 226 063 011/ 12/13 Santa Maria Tel. 225 504 844 São Francisco Tel. 222 008 441 CONCELHO DE MATOSINHOS Distrital -Tel. 229 372 091 Pedro Hispano Tel. 229 391 000 Linha Azul 229 391 100 CONCELHO DE V. N. GAIA Eduardo Santos Silva Tel. 227 865 100 227 839 001 Vila Nova de Gaia Tel. 223 778 100/ 223 754180

Televisão

Serviço permanente PORTO PERMANENTE Oriental, Lda. – Rua do Bonjardim, 727 – Tel. 222 007 878 Viamial – Rua do Amial 731, Lj 3, Paranhos 4200-062 PORTO MAIA Vila Nova da Telha – Rua Direita de Quinas, 1237 – Urbanização do Lidador – Vila Nova da Telha – Tel. 229 289 363 VALONGO Nova de Alfena – Rua D. Afonso Henriques 384, 4445-085 Alfena Tel. 229 670 705 GONDOMAR Central – Praça da Estação, 261 – Rio Tinto – Tel. 224 890 022 MATOSINHOS Matosinhos Sul – Rua Sousa Aroso, 120 Matosinhos Tel. 222 007 640 VILA NOVA DE GAIA PERMANENTE Rodrigues Rocha – Rua Tenente Valadim, 921 – Canidelo – Tel. 227 811 871 Central – Rua Prof. Amadeu Santos – Valadares – Tel. 227 110 210 Liga das Associações - Rua Marquês de Sá da Bandeira, 344 – Mafamude – Tel. 223 750 765

Hoje AMARANTE São Gonçalo – Estrada nacional 15 333, Madalena 4600 Amarante Tel. 225 425 418 FELGUEIRAS J. Reis – Rua Rebelo Carvalho / 4610-212 Felgueiras Tel. 255 922 640 LOUSADA Fonseca – Rua Santo António, 554 – Silvares / 4620-651 Lousada Tel. 255 912 141 MARCO DE CANAVESES Farmácia Cabanelas - Lugar de Eiro Soalhães - Tel. 255511565 PAREDES Ruão – Rua 1.º Dezembro – Castelões, Cepeda – Tel. 255 777 578 PENAFIEL Sameiro – Rua D. António F Gomes, 230-B – Tel. 255 713 071/2/3 SANTO TIRSO Central – Tel. 252 852 923 TROFA Trofense – Rua Costa Ferreira, C. C. Loja 2 – Tel. 252 412 543

Banda Desenhada

ZÉ do boné

Sr. Perfeito

Passatempos

Farmácias de serviço

A Flo continua sem falar comigo

Eu só lhe pedi, com muito jeitinho, se me fazia um chá

Sexta-feira, 15 de novembro de 2013

Ela estava com o joelho torcido, mas as mãos estavam livres

RTP1 06:30 Bom Dia Portugal 10:00 Praça da Alegria 12:15 Os Nossos Dias 13:00 Jornal da Tarde 14:15 Windeck - O Preço da Ambição 14:45 Éramos Seis 15:30 Portugal no Coração 18:00 Portugal em Direto 19:00 Telejornal 19:45 Futebol: Seleção Nacional (AA) DiretoPortugal x Suécia, no Estádio da Luz 21:45 Futebol: Seleção Nacional (AA) - Pós Match 22:00 Bem-vindos a Beirais 23:00 Quem Quer Ser Milionário 00:00 5 Para a Meia-Noite 01:15 Sherlock 03:00 Ler +, Ler Melhor 03:15 Regresso a Sizalinda 04:00 Televendas 06:00 Casas com História RTP2 07:00 Zig Zag 15:05 Predadoras 15:25 Iniciativa 15:35 Trovas Antigas, Saudade Louca 16:30 Sociedade Civil 18:00 A Fé dos Homens 18:30 Iniciativa (R/) 18:40 Ler +, Ler Melhor 18:45 Zig Zag 20:40 Ler +, Ler Melhor (R/) 20:45 Argaço 22:00 Síntese 24 horas 22:25 Agora (Diários) 22:30 Clínica Privada 23:30 Estado de Graça (R/) 00:30 Liberdade 21 01:35 Agora (Diários)(R/) 01:40 Euronews SIC 06:00 Sic Notícias 07:00 Edição da Manhã 08:40 A Vida nas Cartas - O Dilema 10:15 Querida Júlia - Sextas Mágicas 13:00 Primeiro Jornal 14:30 Querida Júlia - Sextas Mágicas 19:15 Sangue Bom 20:00 Jornal da Noite 21:30 Sol de Inverno 22:40 Amor à Vida 23:20 A Guerreira 02:00 Investigação Criminal 02:55 Inimigos do estado 03:30 Televendas TVI 06:30 Diário da Manhã 10:15 Você na TV! 13:00 Jornal da Uma 14:30 A Outra 16:00 A Tarde é Sua 18:30 I Love It 19:30 Casa dos Segredos 4 - Diário da Tarde 20:00 Jornal das 8 21:30 Euromilhões 21:45 Belmonte 22:45 Destinos Cruzados 23:45 Casa dos Segredos 4 - Diário 00:30 Casa dos Segredos 4 - Extra 02:00 Filme - Marci X - A Dama do rap 03:45 É a vida Alvim! 04:45 O Último Beijo

Amanhã RTP1 06:30 Príncipes do Nada 07:00 Fórum África 2013 07:30 África 7 Dias 08:00 Bom Dia Portugal – Fim-deSemana 10:45 Surf Report 11:00 Pai à Força 11:45 Voz do Cidadão 12:00 BBC Terra- O Cuco 13:00 Jornal da Tarde 14:15 Aqui Portugal 20:00 Telejornal 21:15 Sabe ou Não Sabe 22:45 Herman 2013 00:15 Danos Colaterais (Filme) 02:00 Janela Indiscreta com Mário Augusto 02:30 Aurora (Filme) 04:15 Televendas 06:00 Casas com História RTP2 07:00 Zig Zag 15:09 Predadoras 15:31 Iniciativa 15:34 Trovas Antigas, Saudade Louca 16:28 Sociedade Civil 18:00 A Fé dos Homens 18:37 Iniciativa (R/) 18:41 Ler +, Ler Melhor 18:53 Zig Zag 20:59 Ler +, Ler Melhor (R/) 21:15 S. João D Arga 22:00 Síntese 24 horas 22:24 Agora (Diários) 22:31 Anatomia de Grey 23:21 Estado de Graça (R/) 23:54 Liberdade 21 00:59 Agora (Diários) (R/) 01:08 Euronews SIC 06:05 Etnias 06:50 Lol 08:40 Disney Kids 09:55 H2O: A Ilha de Mako 11:00 Se os Animais Falassem 12:15 Nosso Mundo 13:00 Primeiro Jornal 14:00 Alta Definição 14:25 Fama Show 15:15 E-Especial 15:45 Grande Matiné 18:25 Sessão Hollywood 20:00 Jornal da Noite 21:45 Sol de Inverno 22:45 Gosto Disto! 22:50 Sorteio do Totoloto 00:15 Blacklist 01:15 Rota dos Vinhos 01:55 Cinema 03:40 Televendas TVI 06:30 Animações - Sitting Ducks 06:45 Animações - New Woody 07:30 Kid Kanal - Dora, a exploradora 08:15 Kid Kanal - Winx 08:45 Kid Kanal - Sponge Bob 09:15 Kid Kanal Tartarugas Ninja 09:45 Série - Glee III 10:45 Inspector Max 13:00 Jornal da Uma 14:00 Série - Havai: Força Especial III 16:00 Filme - Eu, Tu e o Emplastro 18:00 Não Há Bela Sem João 20:00 Jornal das 8 21:45 Casa dos Segredos 4 - Diário de Sábado 22:30 Doida por Ti 00:00 Casa dos Segredos 4 - Fim-desemana 01:45 Filme - Eclipse Mortal 03:45 O Último Beijo 04:45 TV Shop 06:15 Batanetes


agenda

Sexta-feira, 15 de novembro de 2013

Cinemas PORTO DOLCE VITA Cowboys & Aliens M/12 Sessões: 21h20, 00h35

Sugestões Os Smurfs M/6 Sessões: 10h30, 12h50, 15h20, 18h (V.Port./3D)

Capuchinho Vermelho: A Nova Aventura M/6 Sessões: 14h, 16h30, 19h (V.Port./3D)

Amigos Coloridos M/12 Sessões: 13h15, 15h40, 18h30, 21h30, 00h10

Planeta dos Macacos: A Origem M/12 Sessões: 22h, 00h35

Um Dia M/12 Sessões: 13h40, 16h20, 19h, 21h20, 23h50

Os Smurfs M/6 Sessões: 12h50, 15h30, 18h30 (V.Port./3D) Um Dia M/12 Sessões: 13h30, 16h10, 19h05, 21h50, 00h30 Chefes Intragáveis M/12 Sessões: 12h30, 15h10, 17h50, 21h10, 23h50 Conan, o Bárbaro M/12 Sessões: 13h20, 16h, 18h40, 21h30, 00h10 Amigos Coloridos M/12 Sessões: 13h, 15h40, 18h50, 21h40, 00h25 Assim é o Amor M/12 Sessões: 12h40, 15h25, 18h10, 21h, 23h50 MAIA MAIASHOPPING Os Smurfs M/6 Sessões: 13h30, 16h, 18h40, 21h20, 23h50 (V.Port./3D) Conan, o Bárbaro M/12 Sessões: 13h20, 16h20, 19h, 21h50, 00h35 Capitão América: O Primeiro Vingador M/12 Sessões: 21h10, 00h10 Planeta dos Macacos: A Origem M/12 Sessões: 13h40, 16h30, 19h10, 21h40, 00h20 Cowboys & Aliens M/12 Sessões: 13h10, 15h50, 18h50, 21h30, 00h30 Capuchinho Vermelho: A Nova Aventura M/6 Sessões: 13h50, 16h10, 18h30 (V.Port.)

MATOSINHOS MAR SHOPPING O Último Destino 5 M/16 Sessões: 13h40, 16h20, 19h10, 22h, 00h30 Green Lantern - Lanterna Verde M/12 Sessões: 22h45 Amigos Coloridos M/12 Sessões: 13h20, 16h, 18h40, 21h50, 00h25 Capuchinho Vermelho: A Nova Aventura M/6 Sessões: 12h40, 15h10, 17h40, 20h (V.Port./3D) Sem Prada nem Nada M/12 Sessões: 21h20, 24h Os Smurfs M/6 Sessões: 13h10, 15h50, 18h30 (V.Port.) Cowboys & Aliens M/12 Sessões: 12h50, 15h30, 18h20, 21h30, 00h10 Chefes Intragáveis M/12 Sessões: 13h, 15h40, 18h10, 21h, 23h40 Conan, o Bárbaro M/12 Sessões: 13h30, 16h10, 18h50, 21h40, 00h20 ) VILA NOVA DE GAIA LUSOMUNDO GAIASHOPPING Carros 2 M/6 Sessões: 13h15, 15h45 (V.Port./3D) Planeta dos Macacos: A Origem M/12 Sessões: 18h25, 20h55, 24h Cowboys & Aliens M/12 Sessões: 13h, 15h50, 18h50, 21h55, 00h35

NORTESHOPPING Capitão América: O Primeiro Vingador M/12 Sessões: 13h30, 16h10, 19h10, 22h30

Super M/12 Sessões: 21h50, 00h25

Conan, o Bárbaro M/12 Sessões: 12h40, 15h10, 18h10, 22h, 00h35

Os Smurfs M/6 Sessões: 13h05, 15h35, 18h15, 20h50, 23h50 (V.Port./3D)

O Último Destino 5 M/16 Sessões: 13h10, 15h30, 18h20, 21h40, 00h30 Cowboys & Aliens M/12 Sessões: 13h, 16h, 18h50, 22h, 00h45 Planeta dos Macacos: A Origem M/12 Sessões: 21h50, 00h25 Capuchinho Vermelho: A Nova Aventura M/6 Sessões: 10h50, 13h20, 15h50, 18h40 (V.Port./3D) Chefes Intragáveis M/12 Sessões: 21h10, 23h40

Conan, o Bárbaro M/12 Sessões: 12h55, 15h40, 18h40, 21h30, 00h10 Capuchinho Vermelho: A Nova Aventura M/6 Sessões: 12h55, 15h, 17h20, 19h40 (V.Port.) Capitão América: O Primeiro Vingador M/12 Sessões: 13h30, 16h10, 19h, 21h45, 00h40 Animais Unidos M/6 Sessões: 12h45, 14h55, 17h10, 19h25 (V.Port./3D) Harry Potter e os Talismãs da Morte: Parte 2 M/12 Sessões: 21h40, 00h30

Chefes Intragáveis M/12 Sessões: 12h50, 15h05, 17h25, 19h45, 22h, 00h20 Amigos Coloridos M/12 Sessões: 13h25, 16h05, 18h45, 21h20, 00h15 UCI ARRÁBIDA 20 O Último Destino 5 M/16 Sala: Sala 1 Sessões: 14h, 16h30, 19h, 21h35, 00h35 A Ressaca - Parte II M/16 Sala: Sala 2 Sessões: 22h20, 00h40 Capuchinho Vermelho: A Nova Aventura M/6 Sala: Sala 2 Sessões: 13h40, 15h50 (V.Port.), 18h, 20h10 (V.Port./3D) Capitão América: O Primeiro Vingador M/12 Sala: Sala 3 Sessões: 13h55, 16h25, 18h55, 21h25, 24h Planeta dos Macacos: A Origem M/12 Sala: Sala 4 Sessões: 14h10, 16h40, 19h05, 21h35, 00h05 Sem Prada nem Nada M/12 Sala: Sala 5 Sessões: 14h10, 16h45, 19h20, 21h50, 00h20 Larry Crowne M/12 Sala: Sala 6 Sessões: 18h30 Tinhas Mesmo Que Ser Tu M/12 Sala: Sala 6 Sessões: 13h50, 16h10, 21h30, 00h15 A Árvore da Vida M/16 Sala: Sala 7 Sessões: 18h45

Carros 2 M/6 Sala: Sala 8 Sessões: 13h40 (V.Port.) Eu Vi o Diabo M/16 Sala: Sala 8 Sessões: 16h10, 19h05, 22h, 00h55 Cowboys & Aliens M/12 Sala: Sala 9 Sessões: 14h, 16h30, 18h55, 21h25, 00h15 Assim é o Amor M/12 Sala: Sala 10 Sessões: 13h50, 16h35, 19h20, 22h, 00h40 Chefes Intragáveis M/12 Sala: Sala 11 Sessões: 14h10, 16h40, 19h15, 21h45, 00h20 Conan, o Bárbaro M/12 Sala: Sala 12 Sessões: 14h05, 16h45, 19h20, 21h55, 00h35 Conan, o Bárbaro M/12 Sala: Sala 13 Sessões: 13h45, 16h20, 18h55, 21h35, 00h15 (2D) Bem-vindo ao Sul M/12 Sala: Sala 14 Sessões: 14h15, 16h40, 19h10, 21h40, 00h10 Os Smurfs

HOJE TODO O TERRITÓRIO: Céu muito nublado, diminuindo de nebulosidade a partir da tarde. Períodos de chuva,por vezes forte a norte do sistema montanhoso Montejunto-Estrela, passando a aguaceiros. Queda de neve nos pontos mais altos da serra da Estrela, descendo gradualmente a cota para os 800 metros a partir da tarde. Vento fraco a moderado (10 a 25 km/h) de sudoeste, temporariamente moderado a forte (30 a 45km/h) no litoral, rodando para noroeste, sendo forte (35 a 50 km/h) nas terras altas. Pequena subida da temperatura mínima. MADEIRA: Períodos de céu muito nublado. Aguaceiros fracos a partir do início da manhã, em especial nas vertentes norte. Vento em geral fraco (inferior a 20 km/h) de noroeste, rodando para leste. AÇORES: GRUPO OCIDENTAL: Períodos de céu muito nublado, tornando-se encoberto. Períodos de chuva, passando a aguaceiros. Vento sudoeste FORTE (50/65 km/h) com rajadas até 80 km/h, rodando para oeste e tornando-se muito fresco (40/50 km/h). GRUPO CENTRAL: Períodos de céu muito nublado, tornando-se encoberto. Períodos de chuva. Vento sudoeste muito fresco a FORTE (40/65 km/h) com rajadas até 80 km/h. GRUPO ORIENTAL: Períodos de céu muito nublado, tornando-se encoberto. Aguaceiros. Vento do quadrante sul fresco (30/40 km/h), tornando-se FORTE (50/65 km/h) com rajadas até 75 km/h.

TODO O TERRITÓRIO: Céu muito nublado, diminuindo de nebulosidade a partir da tarde. Períodos de chuva,por vezes forte a norte do sistema montanhoso Montejunto-Estrela, passando a aguaceiros. Queda de neve nos pontos mais altos da serra da Estrela, descendo gradualmente a cota para os 800 metros a partir da tarde. Vento fraco a moderado (10 a 25 km/h) de sudoeste, temporariamente moderado a forte (30 a 45km/h) no litoral, rodando para noroeste, sendo forte (35 a 50 km/h) nas terras altas. Pequena subida da temperatura mínima. MADEIRA: Períodos de céu muito nublado. Aguaceiros fracos a partir do início da manhã, em especial nas vertentes norte. Vento em geral fraco (inferior a 20 km/h) de noroeste, rodando para leste. AÇORES: GRUPO OCIDENTAL: Períodos de céu muito nublado, tornando-se encoberto. Períodos de chuva, passando a aguaceiros. Vento sudoeste FORTE (50/65 km/h) com rajadas até 80 km/h, rodando para oeste e tornando-se muito fresco (40/50 km/h). GRUPO CENTRAL: Períodos de céu muito nublado, tornando-se encoberto. Períodos de chuva. Vento sudoeste muito fresco a FORTE (40/65 km/h) com rajadas até 80 km/h. GRUPO ORIENTAL: Períodos de céu muito nublado, tornando-se encoberto. Aguaceiros. Vento do quadrante sul fresco (30/40 km/h), tornando-se FORTE (50/65 km/h) com rajadas até 75 km/h.

M/6 Sala: Sala 15 Sessões: 14h, 16h30, 18h55 (V.Port.), 21h20, 24h Amigos Coloridos M/12 Sala: Sala 16 Sessões: 13h50, 16h20, 18h50, 21h45, 00h25

‘Off The Beaten Track’

Harry Potter e os Talismãs da Morte: Parte 2 M/12 Sala: Sala 17 Sessões: 15h, 17h55, 21h25, 00h15 Animais Unidos M/6 Sala: Sala 18 Sessões: 14h10, 16h20 (V.Port./3D) Green Lantern - Lanterna Verde M/12 Sala: Sala 18 Sessões: 18h35, 21h15, 00h10 A Melhor Despedida de Solteira M/12 Sala: Sala 19 Sessões: 13h50, 16h35 Super 8 M/12 Sala: Sala 19 Sessões: 19h20, 21h55, 00h30 Um Dia M/12 Sala: Sala 20 Sessões: 14h, 16h40, 19h10, 22h, 00h40

GONDOMAR LUSOMUNDO - PARQUE NASCENTE Os Smurfs M/6 Sessões: 13h25, 16h, 18h35, 21h10, 23h50 (V.Port.) Conan, o Bárbaro M/12 Sessões: 13h45, 16h30, 19h15, 21h55, 00h40 O Último Destino 5 M/16 Sessões: 13h50, 16h20, 19h30, 22h, 00h30

Sem Remorsos M/12 Sala: Sala 7 Sessões: 14h05, 16h25, 21h40, 00h10

Tempo

AMANHÃ

O Primeiro de Janeiro | 11

Amigos Coloridos M/12 Sessões: 12h50, 15h20, 17h50, 21h20, 24h Green Lantern - Lanterna Verde M/12 Sessões: 21h15, 24h Capuchinho Vermelho: A Nova Aventura M/6 Sessões: 13h10, 15h30, 18h (V.Port./3D) Chefes Intragáveis M/12 Sessões: 15h, 17h40, 20h30, 23h Conan, o Bárbaro M/12 Sessões: 13h, 15h40, 18h25, 21h, 00h05 Um Dia M/12 Sessões: 14h10, 16h45, 19h20, 22h10, 00h45 Sem Prada nem Nada M/12 Sessões: 21h50, 00h20 Carros 2 M/6 Sessões: 13h40, 16h25, 19h (V.Port.) Capitão América: O Primeiro Vingador M/12 Sessões: 14h30, 17h30, 20h40, 23h40 Planeta dos Macacos: A Origem M/12 Sessões: 14h45, 17h15, 20h, 22h30 Cowboys & Aliens M/12 Sessões: 13h15, 15h50, 18h40, 21h40, 00h25

‘Off The Beaten Track’ é um documentário que acompanha a viagem sónica dos Buraka Som Sistema no último ano, um percurso que explora os sons de lugares tão diversos como Amadora, Luanda, Caracas, Paris ou Londres. Narrado na primeira pessoa por Branko, Kalaf, Conductor e Riot, o núcleo duro da banda, é um documento de descoberta e crescimento. O ponto de chegada? O novo disco, cujas linhas mestras foram arquitetadas em intensas sessões nos Red Bull Studios, em Londres. Na verdade, a história dos Buraka Sistema e a da Red Bull Music Academy confundem-se: Branko já desempenhou todos os papéis possíveis para um artista na Academia. Em 2002, foi participante na edição de São Paulo; seis anos mais tarde aterrou em Barcelona para dar uma lecture ao lado de Conductor; em 2010 foi tutor de estúdio na edição de Londres, o que se repetiu em Nova Iorque 2013. A colaboração entre os Buraka Som Sistema e a Red Bull Music Academy em “Off The Beaten Track” é apenas mais um passo natural neste contínuo de visão partilhada. Já exibido em várias metrópoles europeias, chega a vez de Lisboa. É que a energia contagiante deste grupo de jovens da Amadora tornou-se global pouco depois de terem começado a tocar no circuito underground lisboeta. Faz sentido: o espírito que os move é uma aventura planetária à procura do beat perfeito. Neste filme, tudo fica descodificado: os Buraka têm como missão descobrir esses beats. Dar-lhes uma nova vida em estúdio. E depois, fazê-los explodir em atuações contagiantes com ajuda do talento da bateria de Fred e do skill de Blaya. As risadas, as experiências, o apoio de estrelas internacionais como Diplo, Santigold ou Skream e os insights sobre a evolução da banda – tudo isso foi capturado pela lente de João Pedro Moreira, o realizador de eleição da banda, que os acompanha desde o videoclip de “Sound of Kuduro”. E a história da expansão da música portuguesa ficou melhor, imperdível a 22 de Novembro - Lisboa».

“PETER PAN”

“Peter Pan” – O Musical de Filipe La Féria foi considerado pela crítica o melhor espectáculo infanto-juvenil realizado em Portugal. “Peter Pan” – O Musical, que durante um ano foi representado no Teatro Politeama com um invulgar sucesso está em cena no Teatro Rivoli, sendo representado todos os dias às 11h e às 14h, aos sábados e domingos ás 15h. “Peter Pan” é uma lição de vida para adultos e crianças, uma história imortal que La Féria transformou num espectacular musical pleno de magia, poesia e encantamento. A Terra do Nunca, a Sininho, os piratas, as sereias e os índios fazem parte do imaginário que Peter Pan, o rapaz voador que recusa ser adulto, nos transporta nas suas asas de sonho e fantasia. “Peter Pan” – O Musical de Filipe La Féria é interpretado por actores do Norte que o encenador descobriu, como Sissi Martins e Rúben Madureira, excepcionais cantores e actores que desde “Jesus Cristo Superstar” viajaram pelo mundo, participando em produções em Nova Iorque e na Inglaterra. Sissi e Rúben são, como Sara Lima, dos maiores cantores portugueses, vencedores de vários concursos televisivos. Manuel Luís Goucha já declarou que “Sissi Martins é uma das maiores vozes que já teve oportunidade de ouvir num dueto com Diana Ross”, quando a grande vedeta americana se deslocou ao Casino da Póvoa do Varzim. O público do Porto tem a oportunidade de levar os seus filhos e alunos a assistir a um espectáculo de alto nível artístico e de uma qualidade inigualável por preços acessíveis com descontos significativos para grupos e escolas. “Peter Pan”, o musical de La Féria, estará em cena no Rivoli em Novembro e Dezembro, voando depois para outras paragens internacionais. As reservas podem ser feitas para os telefones 220 194 262/3 ou para o e-mail portoproducao@gmail.com.


1868

Há 144 anos, todos os dias consigo.

Director: Angela Amorim | Distribuição Gratuita | www.edvsemanario.pt |

|

CRÓNICAS DE UM CADÁVER ANUNCIADO (43) Carta de Apresentação Ex.mos (as) senhores (as) potenciais empregadores (as) internacionais: A nova geração de Portugal, que compreende os jovens empreendedores portugueses da faixa etária Filipe Abraão entre os 18 e os 55 anos de idade – e não só –, vem Martins do Couto* por este meio oferecer os seus serviços para trabalhar no estrangeiro, em qualquer parte do mundo. Procuramos emprego em todos os setores de atividade profissional, em todas as áreas de saber formal e não formal, para qualquer posto de trabalho imaginável ou utópico. Desde a construção civil à restauração, desde eletricistas a engenheiros aerodinâmicos, de jogadores de futebol de topo a investigadores académicos brilhantes, de picheleiros de primeira a cozinheiras de categoria mundial indesmentível, de profissionais de educação altamente qualificados a sapateiros de renome, não há limites para aquilo que esta nação pode oferecer. Consideramo-nos como uma geração que assimilou o caráter plástico, flexível, trabalhador e perseverante dos nossos avós que teve o atrevimento de adicionar a estas caraterísticas um conjunto de competências técnicas e científicas que foram adquiridas através das centenas de cursos profissionais, licenciaturas, mestrados e doutoramentos que, infelizmente, não valem a ponta de um corno no nosso país. Em causa estão um conjunto de políticos portugueses inúteis que, ao longo dos anos, não conseguem reconhecer que a força potencial para o rejuvenescimento de um país reside na sua população jovem e na mais-valia que estes podem trazer através dos seus conhecimentos, energia e criatividade fecunda e preciosa. Como estamos fartos de viver de políticas retrógradas feitas para um país de velhos, consideramo-nos disponíveis para acolher qualquer projeto que nos concretize enquanto pessoas com sonhos e como profissionais dignos, independentemente da profissão. Certamente que os ex. mos (as) senhores (as) já ouviram falar de nós, possivelmente nos meios de comunicação social e talvez pelos piores motivos. No entanto, gostaríamos de enaltecer os feitos dos nossos pais e avós quando, a partir da década de 60, emigraram para os vossos países e impressionaram-vos com a sua capacidade quase desumana de sacrifício, trabalho e integração humana. Nós não somos diferentes. Apenas temos a mais aquilo que eles nunca tiveram acesso – a educação – e através dela, queremos crer, adquirimos o passaporte para vislumbrar a vida com outros olhos, sem nunca perder de vista o húmus que nos subjaz. É esta raiz que nos dá a força e alimenta o nosso sangue e espírito, caraterística intrínseca e absoluta que vos irá garantir a contratação de excelentes profissionais porque se tratam de excelentes pessoas. Mas, por favor, não nos venham com a treta dos estágios profissionais, porque desde há muito que nos encontramos a estagiar na escola da vida, aprisionados pela falta de trabalho e pelas paredes lá de casa, ou, quanto muito, pelo frio das ruas e avenidas desertas de alma que desde há muito nos perturbam o espírito. Para muitos de nós, a sobrevivência é o maior estágio que a natureza pode conceder ao homem e à mulher, condição que muitos de nós são exímios – o resto, são migalhas. Desta forma, consideramos ser as pessoas certas para o cargo, seja ele qual for. A polivalência é a nossa grande arma, não por a procurarmos, mas porque ela acaba sempre por nos encontrar. Quanto às línguas, não se preocupem – é fácil de mais, porque nos desenrascamos sempre. A atenção sempre concedida aos pormenores, às pessoas e situações, a sincera e genuína bondade natural, a coragem para assumir desafios, ainda que megalómanos, o gosto por comunicar e sentir as pessoas, a vontade para concluir empreendimentos e projetos para o bem comum, a extraordinária capacidade de adaptação e resistência aliada aos conhecimentos culturais, científicos e sociais, fazem de nós, portugueses à solta pelo mundo, agentes do bem e da verdade, da justiça e da beleza, capazes de fundirem e direcionarem isto tudo para a profissão que amarem e não só. O crime reside só e apenas quando um dos milhares destes portugueses é condenado a não ter trabalho, que é o que acontece em Portugal. Ficaremos assim à vossa disposição, aguardando um contato da vossa parte em resposta às centenas de currículos que já enviamos. Atenciosamente. * Professor

Diretor: Rui Alas Pereira (CP-2017). E-mail: ruialas@oprimeirodejaneiro.pt Redatores: Joaquim Sousa (CP-5632), Andreia Cavaleiro (CP-6983), Cátia Costa (Lisboa) e Vasco Samouco. Fotografia: Ivo Pereira (CP-3916) Secretariado de Direção: Sandra Pereira. Secretariado de Redação: Elisabete Cairrão. Publicidade: Conceição Carvalho (chefe), Elsa Novais (Lisboa, 918 520 111) e Fátima Pinto. E-mail: conceicao.carvalho@oprimeirodejaneiro.pt Morada: Rua de Santa Catarina, 489 2º - 4000-452 Porto. Contactos: redação - Tel. 22 096 78 47 - Tm: 912 820 510 E-mail: geral.cloverpress@oprimeirodejaneiro.pt - Publicidade - Telefone: 22 096 78 46, Fax: 22 096 78 45 Propriedade: Globinóplia, Unipessoal Lda. Edição: Cloverpress, Lda. NIF: 509 229 921 Depósito legal nº 1388/82 Impressão: Coraze, Telefs.910252676 / 910253116 / 914602969, Oliveira de Azeméis. Distribuição: Vasp. Tiragem: 20 000

Tribunal do Porto aceitou providência cautelar

Bombeiros profissionais contra as 40 horas O Tribunal Fiscal e Administrativo do Porto aceitou a providência cautelar interposta pelo Sindicato Nacional de Bombeiros Profissionais contra a aplicação das 40 horas semanais na Câmara Municipal do Porto, revelou ontem a estrutura sindical. A providência cautelar, refere o comunicado, tinha como objetivo “impedir a aplicação das 40 horas semanais no Batalhão Sapadores Bombeiros do Porto, previstas na revisão do Código de Trabalho”. O sindicato informa ainda que “levantará providências cautelares a todos os municípios que quiserem aplicar

as 40 horas semanais sem consultar as estruturas sindicais”. Também ontem o Tribunal Fiscal e Administrativo do Funchal aceitou a providência cautelar para impedir a aplicação das 40 horas semanais nos Bombeiros Municipais do Funchal, tendo decisão igual sido dada nos processos de Leiria e Setúbal, informou Fernando Curto, presidente da Associação Nacional dos Bombeiros Profissionais. “Nós interpusemos providências cautelares em todas as câmaras que apresentaram despacho para aplicação das 40 horas” de trabalho, afirmou o res-

ponsável segundo o qual “com as 40 horas há uma desorganização brutal de um serviço que estava a funcionar bem” e que “estava organizado para 35 horas”. Fernando Curto espera agora que as câmaras “suspendam as 40 horas de trabalho, até ser conhecida a decisão do Tribunal Constitucional” sobre o assunto, voltando a defender que devem ser celebrados acordos coletivos de trabalho com os bombeiros. O presidente referiu ainda estar agendada para hoje uma reunião com o vereador responsável na Câmara do Porto, Sampaio Pimentel.

Presidente do SMMP não comenta «caso de Angola»

“Espero que a decisão esteja de acordo com a lei portuguesa” O presidente do Sindicato dos Magistrados do Ministério Público (SMMP), Rui Cardoso, recusou-se a comentar o arquivamento dos inquéritos a dois responsáveis angolanos, mas afirmou esperar que todas as decisões obedeçam estritamente à lei portuguesa. Na terça-feira, a Procuradoria Geral da República (PGR) anunciou que o Departamento Central de Investigação e Ação Penal (DCIAP) arquivou o inquérito ao vice-presidente de Angola, Manuel Domingos Vicente, ao governador angolano Francisco Higino Lopes Carneiro e à empresa Portmill. O procurador Paulo Gonçalves, no seu despacho, manifestou o desejo de que a sua decisão de arquivamento possa “contribuir para desanuviar” as relações diplomáticas entre Portugal e Angola. Após ter estado reunido com a di-

reção do PS, o presidente do SMMP foi confrontado pelos jornalistas com o teor deste despacho do procurador Paulo Gonçalves. “Não comento qualquer caso em concreto. Mas espero que qualquer caso em concreto tenha a decisão adequada ao caso concreto”, começou por referir Rui Cardoso. De acordo com o presidente do SMMP, “podem haver cem arquivamentos e cem acusações, estando corretos se forem tomadas essas decisões de acordo com aquilo que a lei prevê e de acordo com a prova recolhida, e estando errados se assim não for”. “Presumo que todos os colegas magistrados do Ministério Público obedeçam à lei, sigam os critérios que a lei estabelece e tomem as decisões de acordo com a lei”, acrescentou Rui Cardoso. Relativamente à greve agenda-

da para o próximo dia 25, o mesmo dirigente sindical diz que SMMP colocou três condições para admitir suspender a paralisação e questionou o Governo se quer colocar as entidades reguladoras acima dos tribunais na arquitetura institucional. Segundo Rui Cardoso, o Governo poderá evitar a greve dos magistrados do Ministério Público caso aceite três condições, sendo a primeira delas a de prever “outro sistema de gestão dos oficiais de justiça no quadro da nova organização judiciária”. “É preciso garantir ao Ministério Público a condição essencial, básica mesmo - porque decorre diretamente do princípio constitucional da autonomia do Ministério Público e de independência face à magistratura judicial - de poder gerir os seus funcionários, coisa que não terá com o projeto em causa”, sustentou Rui Cardoso.

Ajuda humanitária às Filipinas

Comunidade internacional envia 230 milhões de dólares A comunidade internacional já anunciou o envio de cerca de 230 milhões de dólares para as Filipinas, atingidas pelo tufão Haiyan na semana passada e onde as necessidades urgentes estão estimadas em mais de 300 milhões de dólares. A passagem do tufão, na passada sexta-feira, causou mais de 2300 mortos, segundo dados oficiais, além de quase 4000 feridos. Diversos países e organizações internacionais estão a enviar apoio financeiro e material, além de comida

e medicamentos para as Filipinas. As Nações Unidas já estimaram em 301 milhões de dólares (223,5 milhões de euros) as necessidades básicas urgentes naquele país. De Portugal, a ajuda às Filipinas surge na forma de dois voluntários da Assistência Médica Internacional (AMI), que estão no terreno a avaliar a situação, e de um donativo de 25 000 euros da Cáritas Portuguesa “para ajuda imediata e de emergência”. O Governo português anunciou

ontem, em comunicado divulgado pelo Ministério dos Negócios Estrangeiros, que vai apoiar ações de ajuda humanitária nas Filipinas através do Camões – Instituto da Cooperação e da Língua, “em parceria com organizações que já se encontram no terreno”. De acordo com um balanço realizado até às 16:00 GMT de ontem (mesma hora em Lisboa), a ajuda internacional ascendia a 229,2 milhões de dólares (cerca de 170 milhões de euros).


15 11 2013