Page 1

FC PORTO JOGA HOJE EM AVEIRO Vítor Pereira não quer facilitar e chamou o recuperado James Rodriguez

Há 144 anos, sempre consigo. 1868 2012

Continente - 0,60 € (IVA INCLUIDO) – Ilhas - S. Miguel e Madeira - 0,75 € (IVA INCLUIDO) – Porto Santo 0,80 € (IVA INCLUIDO)

Director: Angela Amorim | Distribuição Gratuita | www.edvsemanario.pt |

Diretor: Rui Alas Pereira | ISSN 0873-170 X |

|

DIÁRIO NACIONAL

Ano CXLV | N.º 44

Sexta-feira, 8 de fevereiro de 2013

OPOSIÇÃO ACUSA GOVERNO DE NÃO FAZER NADA PARA EVITAR ESPIRAL RECESSIVA

CATÁSTROFE  O BE, o PCP e o PS uniram-se nas críticas às políticas do Governo, considerando que este “revanchismo ideológico contra os direitos sociais e democráticos” está a colocar o país “numa situação de “desastre social”. Carlos Zorrinho, líder parlamentar socialista, sublinha: “A enorme crise que já se sentia no ar é agora oficial. Agora sabemos, com números claros, que o nosso país está numa situação de pré-catástrofe, quase um milhão de desempregados, 40% dos jovens sem emprego e o PIB em derrapagem”.

CÁRITAS EUROPA Pobreza em Portugal é superior à média europeia

JORNADA DE LUTA Sindicatos apelam à participação nas manifestações por todo o país

BENFICA vence em Leverkusen com golo de Cardozo


local Porto

2 | O Primeiro de Janeiro

Sexta-feira, 15 de Fevereiro de 2013

Manifestação agendada para amanhã no Porto

Baião

Sindicatos apelam à participação popular A concentração está agendada para as 15 horas, na Praça da Batalha, e seguirá em desfile até à Praça da Liberdade. A União do Sindicatos do Porto apelou à participação popular na manifestação nacional descentralizada que decorrerá amanhã em 18 capitais de distrito para protestar contra “a política criminosa” do Governo que “ataca direitos, liberdades e garantias constitucionais”. No Porto, a concentração está agendada para as 15 horas, na Praça da Batalha, e segui-

DR

Contra o Governo. USP espera forte adesão ao protesto contra a austeridade

rá em desfile até à Praça da Liberdade. “Vamos exigir o aumento imediato dos salários e a atualização do Salário Mínimo Nacional para 515 euros, o aumento das pensões de todos os reformados e pensionistas, incluindo as pensões mínimas e uma proposta de emergência de combate ao desemprego”, anunciou João Torres, da USP. A USP defende também, entre outras propostas, “uma mudança política e de Governo para aumentar a produção nacional, parar com os processos de privatização, baixar os preços da energia, transportes e comunicações para as famílias e as empresas, desagravar o IVA na

restauração e taxar as transações financeiras, os dividendos e as mais-valias dos grandes acionistas”, para além de “revogar os benefícios fiscais atribuídos ao setor segurador e financeiro e às fundações privadas dos grupos económicos e pôr termo ao negócio escandaloso das parcerias públicoprivadas”. De acordo com o dirigente sindical, João Torres, a manifestação do Porto contará “com milhares de trabalhadores e suas famílias vindos de todo o distrito, oriundos da Administração Pública e do setor privado, contando com fortes mobilizações da indústria, dos transportes, do comércio e serviços”.

DR

Contra Fernando Ulrich

Cidadãos protestaram junto ao BPI do Porto

Mega agrupamentos motivam queixas

A Câmara de Baião acusou a Direção-Geral dos Estabelecimentos de Ensino, através dos seus serviços na região norte, de “falta de cooperação institucional” com o município na questão dos megaagrupamentos de escolas. Em comunicado, a autarquia lamenta a “indisponibilidade” para participar numa sessão de esclarecimento sobre os mega-agrupamentos. Fundo Diocesano do Porto

Distribuídos 240 mil euros num ano

O Fundo Social Diocesano do Porto distribuiu 239.605 euros desde a Quaresma de 2012 até à deste ano, de acordo com o bispo Manuel Clemente. As verbas foram dadas através da Sociedade de São Vicente de Paulo, a Cáritas Diocesana, a Obra Diocesana de Promoção Social, a Associação Católica Internacional ao Serviço da Juventude Feminina e a Vida Norte.

Um grupo de cidadãos manifestou-se ontem, junto ao edifício do Banco Português de Investimento (BPI), no Porto, contra as declarações “infelizes” que o presidente executivo do BPI fez sobre os sem-abrigo, e contra os lucros “obscenos” dos bancos. A fotografia do presidente executivo do BPI, com a inscrição da frase “porque não te calas?” foi a imagem principal na ação de protesto de um grupo de cidadãos reformados, desempregados e estudantes que decidiram indignar-se contra a declaração de Fernando Ulrich que disse “se os sem-abrigo aguentam, porque é que nós não”. Durante a ação de protesto, alguns dos manifestantes entraram, de forma pacífica, nas instalações do BPI no Porto e, em jeito de brincadeira, pediram um “plano de investimentos em que o lucro fosse os 240 milhões de lucros do BPI”. Entre-os-Rios

Moção da CDU aprovada em assembleia

Gaia contra Lei das Finanças Locais A Assembleia Municipal de Gaia aprovou uma moção da CDU contra a alteração da Lei das Finanças Locais que, dizem os comunistas, “agravaria ainda mais a situação do município”. A moção da CDU, que considera que “a nova lei de finanças locais agravaria ainda mais a situação do município de Vila Nova de Gaia”, foi aprovada com a abstenção do PSD e CDS, que assim deram “prova do seu evi-

DR

Moção. PSD e CDS abstiveram-se

dente desconforto”, e com os votos a favor da “maioria dos presidentes de junta”. Segundo a moção aprovada, a Assembleia Municipal irá agora “pronunciar-se contra a nova proposta de lei das Finanças Locais”. “A Assembleia Municipal de Vila Nova de Gaia aprovou ontem [quarta-feira] uma moção apresentada pela CDU contra as alterações propostas pelo governo à Lei das Finanças Locais,

que se encontra em apreciação na Assembleia da República e que é um profundo e grave ataque às autarquias e à sua autonomia”, confirma um comunicado. Na na noite de quarta-feira, a CDU viu também aprovada “pela esmagadora maioria dos deputados e com abstenção apenas do CDS” uma moção contra a introdução de novas portagens nas ex-SCUT.

Festival da lampreia na 5.ª edição

O festival da lampreia de Entre-os-Rios, que este ano cumpre a quinta edição, vai reeditar a promoção de se comer uma dose da iguaria por 10 euros. O evento vai realizar-se nos fins de semana de 8 a 10 de março e de 15 a 17 do mesmo mês, no cais, onde estará montada uma tenda gigante, com cinco restaurantes especializados na confeção da lampreia.


regiões

Sexta-feira, 15 de Fevereiro de 2013

O Primeiro de Janeiro | 3

Movimento intenta ações populares para impedir candidaturas autárquicas

“Prevenir ilegalidades” Fecho da Fehst Componentes

Empregados e sindicatos contra “vigarice”

Trabalhadores e sindicatos garantiram, ontem, que vão lutar “até às últimas consequências” contra o despedimento coletivo de 40 operários na Fehst Componentes, em Braga, que consideram “ilegal” e uma “vigarice completa”. “Querem despedir 40 trabalhadores e estão a recorrer sistematicamente, à socapa, a trabalho extraordinário e a prestadores de serviços”, referiu o coordenador da Fiequimetal - Federação das Indústrias Metalúrgicas, Rogério Silva. Até à hora de fecho, não era conhecida nenhuma posição oficial da Fehst.

Viana do Castelo

Estaleiros requalificam 60 soldadores

Cerca de 60 soldadores dos Estaleiros Navais de Viana do Castelo viram as suas competências “requalificadas” em ações de formação realizadas este mês na empresa, anunciou, ontem, a comissão de trabalhadores. “Apesar do momento de indefinição que vivemos, é importante ver a prioridade que a administração está a dar à qualificação dos nossos recursos humanos. Só com boas competências é que a nossa empresa pode vingar”, afirmou António Costa. Este incremento na formação foi propiciado pela ausência de novas construções.

DR

Candidaturas de Fernando Seara, Luís Filipe Menezes, Fernando Costa e José Estevens são algumas das contestadas nestas ações. Sete ações populares foram interpostas para impedir candidaturas de autarcas do PSD, entre as quais as de Luís Filipe Menezes, no Porto, e de Fernando Seara, em Lisboa. “Queremos prevenir a concretização de candidaturas ilegais, uma vez que na nossa ótica as mesmas violam a lei” de limitação de mandatos, explicou o vice-presidente do Movimento Revolução Branca, Pedro Pereira Pinto. Para além de Luís Filipe Menezes, que está impedido de voltar a ser candidato em VilaNova de Gaia e de Fernando Seara, que não pode repetir a candidatura a Sintra, as ações que deram entrada em vários tribunais do País têm como alvo outros quatro candidatos sociais-democratas. Segundo o movimento, a lei que estabelece limites à renovação sucessiva de mandatos dos presidentes dos órgãos executivos das autarquias impede igualmente as candidaturas de Fernando Costa a Loures, António Sebastião a Beja, Francisco Amaral a Castro

Autárquicas. Movimento Revolução Branca fala em candidaturas ilegais Marim, Pedro Lancha a Estremoz e José Estevens a Tavira. Nas ações pede-se aos juízes dos tribunais que se declare impedido o candidato de concorrer à Câmara e que se determine que o PSD não possa apresentar qualquer outro cidadão que tenha ultrapassado o limite de três mandatos imposto pela lei. Pedro Pinto Pereira esclareceu que o facto de estas ações incidirem apenas sobre candidatos do PSD deve-se ao facto de “serem para já o único partido que aprovou as candidaturas de autarcas

que não podem concorrer, pela lei,”, sublinhando que “assim que qualquer outro partido faça o mesmo, terá que se avançar de novo para os tribunais”. Para além do argumento jurídico que remete para o próprio articulado da lei, o vice-presidente do movimento sediado no distrito do Porto alerta para “um reforço de razão” recente já determinado pelos tribunais. “O autarca Macário Correia perdeu o mandato em Faro por atos praticados em Tavira. O que ficou claro nesta decisão é

que existe uma linha contínua relativa às funções exercidas e que é independente do local”, argumentou. Em novembro de 2012, a Comissão Nacional de Eleições deliberou que a lei que estipula que o presidente de uma autarquia não pode cumprir mais de três mandatos consecutivos se aplica apenas na mesma autarquia. No dia 8 de fevereiro, o ministro Miguel Relvas, que tutela as autarquias, defendeu que caberia ao parlamento clarificar a Lei da Limitação de Mandatos.

Parte da produção pode ser transferida

Fábrica da Renault em Cacia expectante DR

A Renault admite transferir para França parte da produção de caixas de velocidade feita em Cacia, Aveiro, no âmbito da restruturação das suas fábricas francesas, e a comissão de trabalhadores portuguesa aguarda esclarecimentos da administração. O objetivo da mudança de produção das caixas J, que equipam o modelo Clio, é revitalizar a fábrica de Cleon, França, confirmou Francisco Costa, da comissão de trabalhadores da fábrica CACIA, que teve conhecimento dessa possibilidade através de informações internas, mas não oficiais. “É a transferência de alguma

Cacia. Renault estuda possibilidade de transferir parte da produção

produção e não da totalidade. O assunto ainda não foi transmitido localmente em Cacia pela administração, pelo que não vou comentar enquanto o diretor não fizer uma reunião com a Comissão de Trabalhadores para transmitir o que se está a passar”, disse. Aquele representante dos trabalhadores considera prematuro tomar qualquer posição, porquanto não se sabe ainda que números estão em causa: “Pode ser uma transferência elevada como pode não ser. Não fazemos ideia, pelo que convém esperar e procurar o mais rapidamente possível saber o que se está a passar”.

A fábrica CACIA produz caixas de velocidade e componentes para motores, mas o maior volume de faturação respeita à produção de caixas de velocidade. Segundo Francisco Costa, a fábrica mantém um elevado ritmo de produção, considerando mesmo que no contexto de crise, “a fábrica de Cacia é um oásis no País, com produções muito elevadas”. A comissão de trabalhadores aguarda que sejam revelados em concreto os valores a transferir para França, admitindo que possa “não ser muito relevante para Cacia.


4 | O Primeiro de Janeiro

nacional

Sexta-feira, 15 de Fevereiro de 2013

Oposição acusa Governo de “revanchismo ideológico contra direitos sociais”

“A caminho da catástrofe” DR

Agravamento do desemprego e da economia estiveram em destaque na sessão parlamentar de ontem. O BE, o PCP e o PS uniram-se nas críticas às políticas do Governo, considerando que este “revanchismo ideológico contra os direitos sociais e democráticos” está a colocar o país “numa situação de pré-catástrofe”. Numa declaração política no Parlamento, a coordenadora do BE, Catarina Martins, atacou “a naturalidade com que os números” que revelam um agravamento do desemprego e da economia “foram recebidos pelo primeiroministro e o PSD”. “É este o resultado prático da austeridade, tirando a Grécia nenhum outro país viu a economia cair como a nossa. É preciso parar, parar a política de destruição da economia, parar este desastre social, parar a austeridade, que não tem outro sentido que não seja empobrecer o país e os portugueses”, defendeu a bloquista, notando que a economia portuguesa está “ao nível de 2001”. Catarina Martins considerou que “este resultado não é um incidente”, mas “um caminho trilhado com notável coerência por um Governo que tem um progra-

Reforma do Estado

PS quer saber o que será proposto à troika

“É preciso parar”. BE diz que Portugal vive um “desastre social”

ma bem claro”: “Transferir o que puder dos rendimentos do trabalho para o capital, desregular as relações laborais e sociais, um projeto de revanchismo ideológico contra os direitos sociais e democráticos”, criticou. A líder do BE citou o último discurso de Barack Obama do Estado da Nação para sustentar a sua tese, salientando ainda que a discussão neste momento nos Estados Unidos é “aumentar o salário mínimo em 24%”. “Oiçam quem do outro lado do Atlântico destrói a obsessão

deste Governo numa única frase? A redução do défice, em si mesma, não é um plano económico. Quem o disse não foi nenhum perigoso esquerdista, mas o presidente da maior economia do mundo”, frisou. Já o líder parlamentar do PS, Carlos Zorrinho, afirmou que “a enorme crise que já se sentia no ar é agora oficial”. “Agora sabemos com números claros que o nosso país está numa situação de pré-catástrofe, é quase um milhão de desempregados, 40% dos jovens sem emprego e o PIB em derrapagem”, enumerou.

Neste contexto, Zorrinho advertiu que o corte de quatro mil milhões de euros que o Governo tenciona fazer nas funções do Estado poderá conduzir a “2% a mais na recessão”. “Poderemos ter em 2013 uma recessão quase igual à de 2012, podemos chegar ao fim deste ano a tocar nos 20% de desemprego”, alertou. Também o PCP considerou que os dados sobre a economia portuguesa “revelam uma realidade extremamente preocupante” e apelou à demissão do Governo.

Relatório da Cáritas Europa

Pobreza em Portugal superior à média da UE DR

A taxa de pobreza em Portugal é superior à média da União Europeia a 27 (UE27), atingindo o 20.º lugar, sendo ultrapassada apenas pelos valores de Itália, Grécia, Lituânia, Bulgária, Espanha, Roménia e Letónia. De acordo com o relatório «O impacto da crise europeia», da Cáritas Europa, a taxa de risco de pobreza em Portugal situava-se nos 17,9%, em 2010, mas 2011 subiu para 18%, o que representa mais de 1,9 milhões de pessoas. “Este aumento acontece não obstante o facto de o limiar da pobreza ter baixado, entre

Pobreza. Riscos sociais na Europa estão à aumentar

2010 e 2011, em linha com uma quebra generalizada dos rendimentos”, explica o documento. Ao mesmo tempo, a taxa de pobreza em Portugal para as pessoas que trabalham, mas que ainda não ganham o suficiente para estar acima do limiar da pobreza, era de 10,3% em 2011, situando-se acima da média europeia (8,4% em 2010), segundos os dados de 2012 do Eurostat, citados pela Cáritas. Na população das pessoas com 65 ou mais anos, o risco era de 21%, em 2010, e os dados mais recentes sugerem uma taxa de 20%, em 2011, semelhante à

taxa de 2009 e superior à média da UE27 (16% em 2010). Houve também uma diferença de 3,4 pontos percentuais entre o risco de pobreza em homens mais velhos (18%), em 2010, e para as mulheres mais velhas (21,4%), segundo o Eurostat. O relatório analisa o impacto da crise económica e das medidas políticas tomadas para a enfrentar, em particular nos cinco países “mais severamente afetados”: Grécia, Irlanda, Itália, Portugal e Espanha. O documento aponta para o cenário de uma Europa onde os riscos sociais estão a aumentar.

O PS desafiou o Governo a revelar “o que vai propor à troika»”, que começa no fim do mês a sétima avaliação da execução do memorando, para materializar o corte de quatro mil milhões de euros. “Para a semana temos cá a «troika», e esta comissão era para discutir o corte dos quatro mil milhões de euros. Não houve comissão, mas nós esperamos que o Governo diga aos portugueses o que é que vai propor à «troika», onde é que vai cortar. Esperamos não ser de novo surpreendidos por um acordo secreto”, afirmou Carlos Zorrinho.

Alberto da Ponte

“Objetivo é ter toda a RTP2 no norte”

O presidente do conselho de administração da RTP apontou como objetivo que “tudo o que seja RTP2 passe a ser produzido no Centro de Produção do Norte (CPN)”, privilegiando a “criatividade e a produção nacionais”. A provar a aposta da RTP na delegação do norte, Alberto da Ponte adiantou que, nos próximos cinco meses, a ocupação de estúdio deverá aumentar “10 a 12%” face ao mesmo período de 2012, sendo o objetivo associar progressivamente cada vez mais programas ao CPN.


economia

Sexta-feira, 15 de Fevereiro de 2013

O Primeiro de Janeiro | 5

Recessão da economia portuguesa chega aos nove trimestres consecutivos

PIB cai mais que o previsto Produtores e industriais

Contratos obrigatórios no leite bem aceites Os produtores e os industriais do leite aplaudem a legislação aprovada, ontem, em Conselho de Ministros, que prevê contratos obrigatórios no setor, considerando que permite manter “uma relação estável e de confiança” entre as partes. Os contratos devem incluir elementos obrigatórios (identificação das partes, preço, quantidade, calendarização de fornecimento, modalidades de entrega ou recolha de leite, condições de pagamento, duração do contrato e causas de cessação) e estar de acordo com o modelo de contrato tipo.

Ao perder 0,78 por cento

Bolsa de Lisboa fecha sessão em queda

O PSI20, principal índice da bolsa portuguesa, encerrou, ontem, a sessão a perder 0,78% para 6.169,80 pontos, em linha com as restantes praças europeias. Dos 20 títulos cotados, oito encerraram a valorizar e 12 acabaram em terreno negativo. As ações da EDP caíram 3,18% para 2,35 euros, no dia em que a negociação dos títulos foi suspensa pelo regulador da CMVM. As principais praças europeias encerraram em baixa, com Frankfurt (DAX) a recuar mais de 1%, com as restantes bolsas a registarem quebras inferiores.

DR

Em 2012, a recessão foi de 3,2%, pior que os 3% esperados pelo Governo e a «troika». Pior só em 1975, com dados não comparáveis. O abrandamento na queda da procura interna, em especial do investimento, não compensou a queda nas exportações, o que resultou numa recessão superior à esperada pelo Governo em 2012, atingindo os nove trimestres consecutivos de contração. Segundo o Instituto Nacional de Estatística, na estimativa rápida do PIB do quarto trimestre de 2012 ontem divulgada, a economia terá contraído 1,8% nos últimos três meses do ano quando comparado com o terceiro trimestre de 2012, e 3,8% quando se compara com o último trimestre de 2011. No total de 2012, a recessão foi de 3,2%, pior que os 3% esperados pelo Governo e a «troika». A economia portuguesa registou a segunda maior recessão da sua história em 2012, encontrando um registo anual mais negativo apenas em 1975, com dados que não são inteiramente comparáveis, quando a recessão atingiu os 5,1%. Em reacção, o PSD defendeu que os números do PIB mostram “um ligeiríssimo desvio” face às previsões do Governo, que está

PIB.Economia registou em 2012 segunda maior recessão desde que há dados “em linha” com as economias europeias e é justificado pela “falta de procura externa” de vários países. O vice-presidente da bancada social-democrata Luís Menezes, no Parlamento, disse esperar que “este ano, com o regresso aos mercados e com a consolidação orçamental”, seja “possível começar a reganhar capacidade de financiamento para a economia”. Já o líder parlamentar do PS, Carlos Zorrinho, acusou o Governo de estar a conduzir Portugal para “uma catástrofe económica

e social”, considerando que o País vive “um cenário perfeito de espiral recessiva” que reclama uma mudança de políticas. “Perante isto o que faz o Governo? O primeiro-ministro é uma espécie de comentador piedoso, vai descrevendo o que está a correr mal e vai mostrando alguma fé em que alguma coisa mude, mas nada muda por acaso”, criticou o socialista. Por seu turno, o secretáriogeral do PCP, Jerónimo de Sousa, afirmou que o País “está a afundar-se” com a política do Gover-

no e perguntou “quando é que isto acaba”, defendendo mais uma vez a demissão do Executivo. “A ideia que temos é que caso este Governo continue, ficaremos depois pior do que o que estamos”, disse. Também o Bloco de Esquerda, através de Catarina Martins, acusou o Governo de estar a “matar o País” com as medidas de austeridade e consequente “espiral recessiva”, afiançando que o executivo liderado por Passos Coelho vive em “completo descontrolo” sobre a economia.

Últimas ações vendidas por 356 milhões

Estado deixa em definitivo estrutura da EDP DR

A Parpública, empresa que gere as participações do Estado, anunciou, ontem, a venda das últimas ações detidas na EDP, num total de 4,144% do capital social da empresa, que deverá gerar um encaixe de 356 milhões de euros. Em comunicado enviado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), a Parpública informa que a venda foi concretizada a 2,35 euros por ação. Durante a manhã, a CMVM chegou a suspender a negociação de ações da EDP até à divulgação de informação pedida pelo regulador. Segundo informou a Parpública, o lançamento de ações

EDP. Parpública perdeu 659 milhões de euros com a venda das últimas ações

da EDP vai ser feito no âmbito da sétima fase de reprivatização da EDP, aprovada a 15 de novembro de 2012. O Governo vendeu, em 2012, 21,35% que o Estado detinha na EDP à China Three Gorges por um valor total de 2,7 mil milhões de euros. A Parpública ainda ficou a ser detentora de 151.517.000 ações da EDP, que representam 4,144% do capital social da EDP. De acordo com a informação da Parpública, a venda - com efeitos imediatos - das ações da EDP será processada através da Caixa BI – Banco de Investimento e da Morgan Stanley.

A Parpública registou uma perda de 659 milhões de euros com a venda das últimas ações que detinha na EDP. A colocação de ontem, a 2,35 euros por ação, num total de 356 milhões de euros, não conseguiu atingir o valor do reembolso (1.015 milhões de euros) da emissão obrigacionista que a Parpública devolveu a 18 de dezembro passado aos investidores, o que equivale a uma perda de valor de 659 milhões de euros. A colocação desta participação no mercado marca em definitivo a saída do Estado da estrutura acionista da empresa.


futebol

6 | O Norte Desportivo

Sexta-feira, 15 de Fevereiro de 2013

«RANKING» FIFA

DADOS OFICIAIS

LIGA DE HONRA

Portugal mantém o sexto lugar

17% dos jogos sem policiamento

Benfica B derrota Aves (2-1)

A seleção portuguesa continua na sexta posição na classificação da FIFA, apesar da derrota no particular com o Equador. O «ranking» mundial continua a ser liderado pela bicampeã europeia e campeã mundial, Espanha, seguida pela Alemanha e Argentina, seleções que também mantiveram o segundo e terceiro lugares, respetivamente. O Brasil, organizador do Mundial2014, ocupa o 18.º lugar.

Dos 269 jogos disputados nas competições da Liga Portuguesa de Futebol Profissional (LPFP), apenas 16,7 por cento decorreram sem policiamento, desde a entrada em vigor da legislação sobre policiamento em eventos desportivos, a 9 de novembro de 2012. FC Porto, Braga, Vitória de Guimarães, Gil Vicente, Marítimo e Moreirense já foram anfitriões em jogos da I Liga sem policiamento.

A jornada 28 da Liga de Honra abriu ontem com a vitória do Benfica B sobre o Aves. Reforçado com alguns elementos da equipa principal, o conjunto de Norton de Matos conquistou os três pontos graças a dois golos de Alan Kardec, ambos na primeira parte. O Aves ainda reduziu, mas foi insuficiente para evitar o desaire. Com este triunfo, os «encarnados» subiram ao sétimo lugar.

16 avos de final da Liga Europa

GIL VICENTE

Benfica ganha vantagem na eliminatória com Leverkusen DR

Um golo de Cardozo permitiu aos «encarnados» triunfarem na Alemanha e ficarem mais perto do apuramento. O Benfica ficou mais perto dos oitavos de final da Liga Europa, depois de vencer em Leverkusen os alemães do Bayer por 0-1, em jogo da primeira «mão» dos 16 avos. Um golo de Óscar Cardozo, aos 61 minutos, foi o suficiente para os «encarnados» ganharem vantagem na luta pelo apuramento e encararem com mais tranquilidade o encontro no Estádio da Luz. Jorge Jesus tinha dito na véspera que o jogo da próxima jornada do campeonato era mais “FC PORTO NÃO É IMBATÍVEL”

Ulisses Morais acredita numa surpresa O treinador do Beira-Mar quer “concentração em absoluto” para reduzir as diferenças para o FC Porto, e desse modo ficar mais perto de conseguir um resultado positivo frente ao bicampeão nacional. “Não há equipas imbatíveis. Independentemente de ser o último ou o primeiro classificado, devemos é demonstrar aquilo que somos capazes de fazer. Até o último pode ser muito melhor do que parece”, sublinhou Ulisses Morais, na conferência de imprensa de antevisão ao encontro desta noite.

O suspeito do costume.Cardozo redimiu-se da expulsão na Madeira com um golo de belo efeito que valeu o triunfo na Alemanha

importante e nesse sentido foi sem surpresa que apresentou um «onze» sem Maxi Pereira, Enzo Pérez, Salvio e Lima, habituais titulares, cabendo a André Almeida, André Gomes, Ola John e Cardozo substituírem-nos. O equilíbrio foi a nota dominante durante todo o encontro, mas os «encarnados» foram mais eficazes, por culpa de Cardozo, que, aos 61 minutos, apontou um golaço, para gáudio dos mais de 5 mil benfiquistas que estiveram na BayArena. Em desvantagem, os alemães pressionaram até ao apito final e no último suspiro (93’) viram Melgarejo evitar o golo do empate ao tirar a bola em cima da linha de baliza de Artur. A partida de volta está agendada para a próxima quintafeira (dia 21), às 20h05, no Estádio da Luz.

FC Porto defende liderança em Aveiro

James Rodriguez de regresso aos convocados A chamada do internacional colombiano constitui a principal novidade da lista de convocados do FC Porto para o jogo de hoje com o Beira-Mar, em Aveiro, que abre a 19.ª jornada da I Liga. James Rodriguez regressa aos eleitos do treinador Vítor Pereira após mais de um mês de ausência, devido a lesão contraída a 5 de janeiro, durante o encontro com o Nacional da Madeira, mas não é o único que volta às opções. Também o ganês Cristian Atsu, que esteve na CAN, e o brasileiro Kelvin, após dois jogos na equipa B, fazem parte dos

DR

«Reforço». James está de regresso após lesão

eleitos para a deslocação ao terreno do Beira-Mar. No sentido inverso estão Abdoulaye, Tozé e Varela, que saiu lesionado da partida do passado domingo, frente ao Olhanense (1-1), no Dragão. Lista de 18 convocados: Guarda-redes – Helton e Fabiano; defesas – Danilo, Maicon, Otamendi, Mangala e Alex Sandro; médios – Fernando, Lucho Gonzalez, Castro, João Moutinho e Kelvin; avançados – Atsu, Jackson, Izmailov, James Rodriguez, Liedson e Sebá. O jogo tem início marcado para as 20h30.

“Rigor para vencer o Sporting”

O treinador Paulo Alves considera que a sua equipa tem de ser “muito séria e rigorosa” se quiser derrotar, no sábado, o Sporting, em Barcelos. O treinador dos gilistas disse que o atual mau momento da equipa de Alvalade não lhe “diz respeito”, esperando um “adversário muito difícil”. “Embora esteja a atravessar uma fase menos boa, o Sporting quererá, a todo o custo, melhorar a sua situação. Por isso, teremos que fazer um grande jogo e estar a um nível muito elevado se quisermos conquistar os três pontos”, alertou o técnico na conferência de imprensa de antevisão ao encontro (20h15).

POR 4,5 MILHÕES DE EUROS

Braga vende Ismaily ao Shakhtar Ismaily já foi apresentado como reforço do campeão ucraniano, depois de ter assinado um contrato válido por quatro anos e meio. O lateral brasileiro, que foi vendido por 4,5 milhões de euros, já falou como jogador do Shakhtar Donetsk. “Acho que a minha adaptação será rápida. Fui bem recebido pela equipa e já tenho alguma experiência acumulada no futebol europeu, por isso conto rapidamente estar a jogar pelo Shakhtar. Estou grato ao Braga, aos treinadores, adeptos e funcionários do clube”, salientou. Ismaily foi contratado ao Olhanense por pouco mais de um milhão de euros.


cultura e espetáculos

Sexta-feira, 15 de Fevereiro de 2013

O Primeiro de Janeiro | 7

Lúcia Moniz marca regresso de iniciativa em Gaia

«Conta-me histórias» Cine Teatro Eduardo Brazão recebe programa que promove «conversas-concerto», onde se partilham histórias e músicas dos convidados. «Mundo Pequenino»

Deolinda volta aos Coliseus em maio

O grupo Deolinda apresentará o novo álbum, «Mundo Pequenino», em dois concertos em maio, nos coliseus de Lisboa e do Porto. No dia 3 de maio, atuam no Coliseu de Lisboa e, no dia seguinte, no Coliseu do Porto. Os concertos vão acontecer dois meses depois de os Deolinda editarem «Mundo Pequenino», terceiro álbum de originais, sucessor de «Dois selos e um carimbo» e «Canção ao lado». O novo álbum, gravado no Porto, conta com produção do britânico Jerry Boys. Os Deolinda atuaram nos coliseus em janeiro de 2011, onde estrearam o tema «Parva que sou». Os Deolinda são formados por Ana Bacalhau (voz), José Pedro Leitão (contrabaixo) e pelos irmãos Luís Martins e Pedro da Silva Martins (guitarras).

O programa «Conta-me Histórias», conversas-concerto onde os músicos partilham narrativas da sua carreira com o público, inicia a segunda série amanhã, no Cine Teatro Eduardo Brazão, em Gaia, e conta com a participação de Lúcia Moniz. Integrada na programação do pelouro da Cultura de Vila Nova de Gaia, a iniciativa regressa depois de na primeira série, em 2012, ter recebido nomes como Clã, Rita Redshoes, Mafalda Veiga, João Pedro Pais e Sérgio Godinho. De origem açoriana, Lúcia Moniz desenvolveu “uma carreira musical invejável, com vários álbuns

«Conta-me histórias». Lúcia Moniz é a convidada do primeiro programa da segunda série, no Cine Teatro Eduardo Brazão

de sucesso e uma participação no euro-festival da canção que lhe valeu, com apenas 19 anos, a melhor classificação de sempre de Portugal”. “Lúcia Moniz tem mantido em paralelo uma respeitável carreira de atriz, com participações regulares nas principais produções de ficção nacional, mas aventurando-se também em voos mais altos, como foi o caso da sua participação no filme «Love Actually», de Richard Curtis, onde contracenou com o oscarizado Colin Firth”, recorda a organização. O programa «Conta-me histórias» centra-se na vida dos músicos, promovendo «conversas-concerto» nos quais se pretende que os artistas partilhem com o público histórias das suas carreiras e do seu processo criativo, pontuadas com algumas das suas músicas mais emblemáticas em formato acústico. Com início marcado para as 21h45, os bilhetes para o programa custam seis euros (preço normal) ou quatro euros para os portadores do Passaporte Cultural.

Novo álbum de Maria João Pires

Regresso com Schubert

Voz de Mariza encanta empresários russos

O novo álbum da pianista Maria João Pires é constituído pelas Sonatas n.ºs 16 e 21, de Franz Schubert, compositor falecido há 114 anos, em Viena, que tem vindo a incluir nos seus recitais. A Sonata n.º 16, em Lá menor, foi apresentada pelo próprio compositor como a sua «Primeira Grande Sonata», quando a deu à impressão, no outono de 1825, tendo-a dedicado ao arquiduque Rudolfo

da Áustria, em sinal de gratidão ao mecenas da música. Esta é uma Sonata que Maria João Pires grava pela primeira vez, segundo a editora da pianista, a alemã Deutsche Grammophon. Segundo a discográfica alemã, com a edição deste CD, a pianista “aprofunda a sua relação musical com o compositor austríaco, relação que muito tem cativado críticos e público, ao longo da sua carreira”, em

D. Manuel Clemente apresenta em Lisboa

A fadista Mariza cantou e encantou os participantes de um jantar realizado, na quarta-feira, na capital russa, dedicado aos produtos portugueses exportados pelo grupo Portunion. O jantar contou com a presença de mais de 30 gerentes de empresas importadoras russas de produtos alimentares, bem como de grandes cadeias de supermercados. A sala ouviu com atenção o fado «Que Deus me perdoe», acompanhou com palmas quando Mariza interpretou os fados «Rosa Branca» e «Feira de Castro», mas o mais aplaudido foi, sem dúvida, «Oh, gente da minha terra». Depois de dar entrevistas a jornalistas russos e portugueses, em que Mariza, entre outras coisas, sublinhou o papel do fado e da cultura em geral como uma das formas fundamentais de dar “a conhecer ao mundo Portugal e os produtos portugueses”, a fadista conversou com Victoria Fedossiuk, uma jovem russa que sonha cantar o fado ao som da guitarra portuguesa.

Livro revela novos dados sobre Inquisição O livro «História da Inquisição Portuguesa 1536-1821» é, segundo os autores, a primeira “síntese” sobre o Santo Ofício em todo o Império Português, que trata aspetos “desconhecidos” como o processo de abolição no século XIX. “Também pela primeira vez, apresentamos de forma sintética e sistémica aquilo que foi a atuação da Inquisição naquilo que era o antigo Império Português, do século XVI ao século XIX”, revela José Pedro Paiva, autor do livro conjuntamente com Giuseppe Marcocci. O livro vai ser apresentado em Coimbra, no dia 28 de fevereiro, e em Lisboa, no dia 11 de março, pelo bispo do Porto D. Manuel Clemente.

particular desde a integral dos “Impromptus”, reunidos em “Le Voyage Magnifique”. Maria João Pires, 64 anos, é a mais internacional pianista portuguesa, tendo chamado à atenção com a vitória no Concurso Beethoven, em Bruxelas, em 1970.


8 O Primeiro de Janeiro |

roteiro

Sexta-feira, 15 de Fevereiro de 2013

Roteiro Cultural

“todos a andar - edp gás”

A Câmara Municipal Maia em parceria com a Runporto e a EDP Gás, vai levar a efeito a caminhada designada “todos a andar - edp gás”, no dia 16 de fevereiro (sábado), com início às 15h30 e término às 17h00, na Praça Doutor José Vieira de Carvalho. Este evento é de cariz solidário, já que o valor da inscrição (1 euros) reverte a favor da Associação “No Meio do Nada” que tem como objetivo serviços de apoio de natureza moral e material a pessoas e grupos que deles careçam, nomeadamente a pais e familiares com vivências em Cuidados Intensivos Neonatais e Pediátricos. Prevê-se uma participação de ± 2000 pessoas e as inscrições podem ser realizadas em www. runporto.com ou no dia e local do evento.

«O ESTADO DO BOSQUE»

O Teatro da Cornucópia apresenta desde o dia 7 de Fevereiro o espectáculo O ESTADO DO BOSQUE de José Tolentino Mendonça. Devido à elevada procura por bilhetes e à impossibilidade de prolongar a sua carreira para além de dia 24 de Fevereiro, por compromissos anteriores dos actores e da própria companhia, decidimos fazer duas sessões suplementares nas tardes dos próximos sábados, dias 16 e 23 de Fevereiro às 17h. O espectáculo estará em cena até 24 de Fevereiro, de 3ª a Sábado às 21h e Domingo às 16h.

“O Mundo do Coleccionismo” A exposição colectiva “O Mundo do Coleccionismo” estará patente na Galeria Principal da Casa da Cultura de Santa Comba Dão entre os dias 17 de Março e 14 de Abril. Nesta sua quarta edição, “O Mundo do Coleccionismo”, uma organização da Câmara Municipal de Santa Comba Dão, através do seu Sector Cultural, conta, como habitualmente, com uma mostra de colecções de objectos variados que povoaram o imaginário de várias gerações e que continuam a encantar miúdos e graúdos. Poderá visitar esta exposição de segunda a sexta-feira entre as 09:30h e as 12:30h e das 14h às 18 horas e aos Sábados e Domingos entre as 15h e as 19 horas. Para mais informações contacte a organização do evento, de segunda a sexta-feira, pelo número 232 880 570, através do endereço de correio electrónico paula.francisca@ cm-santacombadao.pt ou pela página de Facebook da Casa da Cultura em www.facebook.com/casadacultura.

Cinquentenário da morte de Aquilino Ribeiro No próximo mês de Maio, completam-se 50 anos sobre a morte de Aquilino Ribeiro. A Associação Portuguesa de Escritores (APE) vai, assim, comemorar a respectiva efeméride, com um importante conjunto de iniciativas, coordenadas pelo escritor Luís Machado. O programa “Aquilino – Cinquentenário da Morte”, patrocinado pelo Montepio, integra um ciclo de conferências e debates que conta com a intervenção de destacadas figuras da cultura portuguesa, algumas das quais suas contemporâneas, contactaram directamente com Aquilino Ribeiro. O arranque das comemorações está previsto para o dia 25 de Fevereiro (2.ª feira), no Panteão Nacional, às 18h30, subordinado ao tema “Aquilino – O Homem e o Escritor”, com as intervenções de António Valdemar, José Manuel Mendes, Mário de Carvalho, Serafina Martins e moderação de Luís Machado. O programa prossegue, no dia 19 de Março (3.ª feira), às 18h30, na Assembleia da República, onde terá lugar a mesa-redonda “Aquilino – O Tempo da Clandestinidade e dos Exílios”, que reunirá os nomes de Alfredo Caldeira, Fernando Rosas, Mário Cláudio e José Manuel Mendes, como moderador. A 27 de Maio, dia do aniversário da morte do escritor, terá lugar um jantar/ tertúlia “De Garfo e Faca com Aquilino”, no Café Martinho da Arcada, pelas 20h00, onde Luís Machado irá debater a importância que a gastronomia ocupou na vida e na obra Aquilianianas. Esta jornada de convívio será moderada por António Valdemar. Aquilino Ribeiro, recorde-se, que nasceu em 1885, em Carregal de Tabosa, concelho de Sernancelhe, e morreu em Lisboa, em 1963, e sendo um dos maiores vultos da literatura portuguesa do século XX, com incursões pelo romance, novela, conto, teatro, literatura biográfica, etc., foi o primeiro presidente da Sociedade Portuguesa de Escritores (sócio n.º 1), instituição que antecedeu a APE. “Aquilino – Cinquentenário da Morte” é uma iniciativa patrocinada pelo Montepio, que mereceu, também, o apoio do Secretario de Estado da Cultura | Direcção-Geral do Património Cultural | Panteão Nacional, da Antena 1 e da Antena 2. Todas as sessões têm entrada livre, à excepção do jantar de encerramento, no Café Martinho da Arcada, que é sujeito a marcação prévia.


Sexta-feira, 15 de Fevereiro de 2013

publicidade/editais

O Primeiro de Janeiro | 9


agenda

10 | O Primeiro de Janeiro

Telefones Úteis Hospitais

Farmácias de serviço

Televisão

Serviço permanente

Hoje

PORTO PERMANENTE Firmeza – Rua da Firmeza, 99-A – Tel. 225 365 226 Herculano – Rua Alexandre Herculano, 384 – Tel. 222 007 943

Santo António Tel. 222 077 500 Linha Azul 222 084 601 São João Tel. 225 512 100 Pediátrico Maria Pia Tel. 226 089 900 Linha Azul 226 099 674

MAIA Silva Escura – Rua Central de Frejufe, 92 – Tel. 229 811 696

Maternidade Júlio Dinis Tel. 226 087 400 Psiquiátrico Conde Ferreira Tel. 225 022 031 Magalhães Lemos Tel. 226 192 400

VALONGO Marques da Cunha – Rua Capitão Aresta, 198 / 4440-539 Valongo Tel. 224 224 433

Privados Ordem do Carmo Tel. 222 008 113

GONDOMAR Oliveiras – D. Afonso Henriques, 646 – Rio Tinto – Tel. 229 710 690

Ordem da Lapa Tel. 225 502 828 Ordem da Trindade Tel. 222 083 656 Prelada - Tel. 228 330 600

MATOSINHOS Moderna – Rua Brito Capelo, 808 – Tel. 229 380 594

Militar Reg. Nº1 Tel. 226 063 011/ 12/13 Santa Maria Tel. 225 504 844 São Francisco Tel. 222 008 441

VILA NOVA DE GAIA PERMANENTE Central – Rua Prof. Amadeu Santos – Valadares – Tel. 227 110 210 Ibérica - R Igreja 777, Sermonde 4415-106 Sermonde Tel. 227 457 172 Castelo Branco – Rua 27 de Fevereiro, 135 – Afurada – Tel. 227 814 507

CONCELHO DE MATOSINHOS Distrital -Tel. 229 372 091 Pedro Hispano Tel. 229 391 000 Linha Azul 229 391 100 CONCELHO DE V. N. GAIA Eduardo Santos Silva Tel. 227 865 100 227 839 001 Vila Nova de Gaia Tel. 223 778 100/ 223 754180

AMARANTE São Gonçalo – Estrada nacional 15 333, Madalena 4600 Amarante Tel. 225 425 418 FELGUEIRAS J. Reis – Rua Rebelo Carvalho / 4610-212 Felgueiras Tel. 255 922 640 LOUSADA Fonseca – Rua Santo António, 554 – Silvares / 4620-651 Lousada Tel. 255 912 141 MARCO DE CANAVESES Farmácia Cabanelas - Lugar de Eiro Soalhães - Tel.:255511565 PAREDES Ruão – Rua 1.º Dezembro – Castelões, Cepeda – Tel. 255 777 578 PENAFIEL Sameiro – Rua D. António F Gomes, 230-B – Tel. 255 713 071/2/3 SANTO TIRSO Central – Tel. 252 852 923 TROFA Trofense – Rua Costa Ferreira, C. C. Loja 2 – Tel. 252 412 543

Banda Desenhada

ZÉ do boné

Sr. Perfeito

Passatempos

A Flo obrigou-me a ir ao centro de emprego

Nós dizemos o emprego que procuramos e eles procuram arranjar uma vaga

Sexta-feira, 15 de Fevereiro de 2013

O que lhes disseste?

Domador de leões marinhos

Amanhã

RTP1

RTP1

06:30 Bom Dia Portugal 10:00 Praça da Alegria 13:00 Jornal da Tarde 14:15 Velhos Amigos 15:15 Portugal no Coração 18:00 Portugal em Direto 19:05 O Preço Certo 20:00 Telejornal + 21:00 Sexta às 9 21:30 Sinais de Vida 22:30 Portugueses Pelo MundoKuala Lumpur-Malasia 23:15 5 Para a Meia-Noite 00:15 Clínica Privada 01:45 Ossos 02:30 O Direito de Nascer 04:00 Televendas 06:05 Mudar de Vida

06:30 Zig Zag 08:00 Bom Dia Portugal – Fim-deSemana 11:00 Magneto 13:00 Jornal da Tarde 14:15 Aqui Portugal 18:00 Maternidade Teletexto 19:15 Hotel 5 Estrelas 20:00 Telejornal 21:00 Odisseia 21:50 Feitos ao Bife 23:15 Herman 2013 00:30 A Queda - Hitler e o Fim do Terceiro Reich (Filme) 03:30 Ciclismo: Volta ao Algarve 2013 03:45 Janela Indiscreta com Mário Augusto 04:15 Televendas 06:05 Mudar de Vida

RTP2 07:00 Zig Zag 13:00 National Geographic (R/) 14:00 Sociedade Civil 15:30 Consigo 16:00 RTP Premium 17:00 Zig Zag 18:00 A Fé dos Homens 18:30 Portugueses Pelo Mundo 19:30 A Entrevista de Maria Flor Pedroso 20:00 Zig Zag 21:00 National Geographic 21:55 24 - Sumário 22:00 Cinco Noites, Cinco Filmes - O Visitante Universo de Mya 00:00 24 Horas 01:00 Estranha Forma de Vida Uma História da Música Popular Portuguesa 01:30 A Entrevista de Maria Flor Pedroso (R/) 02:00 Euronews

RTP2

SIC

SIC

06:00 Jornal de Síntese 07:00 Edição da Manhã 08:40 Cartas da Maya O Dilema 10:15 Querida Júlia 13:00 Primeiro Jornal 14:40 Vingança 15:45 Boa Tarde 18:25 Fina Estampa 20:00 Jornal da Noite 21:30 Dancin’ Days 22:30 Avenida Brasil 23:30 Páginas da Vida 00:35 CSI Miami 01:15 Investigação Criminal 02:25 Volante 02:50 Podia Acabar o Mundo 03:50 Televendas

05:50 Etnias 06:30 Lol 08:45 Disney Kids 10:25 Dance! 12:15 O Nosso Mundo: Wildest Artic 13:00 Primeiro Jornal 14:00 Alta Definição 14:40 E-Especial 15:25 Sessão Hollywood 17:40 O Formigueiro 20:00 Jornal da Noite 21:40 Gosto Disto! 22:55 Sorteio do Totoloto 23:00 Páginas da Vida 00:00 Sábado à Luta 00:30 Downton Abbey 01:00 Downton Abbey 03:45 Televendas

TVI

TVI

06:30 Diário da Manhã 10:15 Você na TV! 13:00 Jornal da Uma 14:30 Tempo de Viver 16:00 A Tarde é Sua 18:00 Doce Fugitiva 19:00 Doida por Ti 20:00 Jornal das 8 21:30 Euromilhões 21:45 Destinos Cruzados 22:45 Louco Amor 23:45 Doce Tentação 00:30 Filme - A Última casa à esquerda 02:30 Amanhecer 04:45 TV Shop

06:30 Animações - Curious George 07:15 Kid Kanal - Dora, a exploradora 07:45 Kid Kanal - Sponge Bob 08:15 Kid Kanal - Kung Fu Panda 08:45 Kid Kanal - Winx 09:15 Série - Heroes 10:00 Inspector Max 13:00 Jornal da Uma 14:00 Filme - Giras e Terriveis 16:00 Filme - Inkheart - Coração de Tinta 18:00 Filme a Designar 20:00 Jornal das 8 21:45 Louco Amor 23:00 Doce Tentação 00:15 Filme - O Golpe Perfeito 02:15 Amanhecer 04:45 TV Shop

07:00 Fórum África 2012 07:30 África 7 Dias 08:00 Zig Zag 11:00 Nós 11:30 Consigo (R/) 12:00 A Conversa dos Outros 12:30 Academia RTP - Big Bang - Isto É Ciência 13:00 Planeta Humano 14:00 Parlamento 15:00 Desporto 2 19:00 RTP Artes 19:30 Academia RTP - Portugal a Preto e Branco 20:00 Zig Zag 21:00 Bairro Alto 22:00 Palcos - Jamie Cullum1ª Parte 23:00 South Riding 00:00 24 Horas 01:00 Concerto de Gala 02:00 Euronews


agenda

Sexta-feira, 15 de Fevereiro de 2013

Cinemas PORTO DOLCE VITA Cowboys & Aliens M/12 Sessões: 21h20, 00h35

Sugestões Os Smurfs M/6 Sessões: 10h30, 12h50, 15h20, 18h (V.Port./3D)

Capuchinho Vermelho: A Nova Aventura M/6 Sessões: 14h, 16h30, 19h (V.Port./3D)

Amigos Coloridos M/12 Sessões: 13h15, 15h40, 18h30, 21h30, 00h10

Planeta dos Macacos: A Origem M/12 Sessões: 22h, 00h35

Um Dia M/12 Sessões: 13h40, 16h20, 19h, 21h20, 23h50

Os Smurfs M/6 Sessões: 12h50, 15h30, 18h30 (V.Port./3D) Um Dia M/12 Sessões: 13h30, 16h10, 19h05, 21h50, 00h30 Chefes Intragáveis M/12 Sessões: 12h30, 15h10, 17h50, 21h10, 23h50 Conan, o Bárbaro M/12 Sessões: 13h20, 16h, 18h40, 21h30, 00h10 Amigos Coloridos M/12 Sessões: 13h, 15h40, 18h50, 21h40, 00h25 Assim é o Amor M/12 Sessões: 12h40, 15h25, 18h10, 21h, 23h50 MAIA MAIASHOPPING Os Smurfs M/6 Sessões: 13h30, 16h, 18h40, 21h20, 23h50 (V.Port./3D) Conan, o Bárbaro M/12 Sessões: 13h20, 16h20, 19h, 21h50, 00h35 Capitão América: O Primeiro Vingador M/12 Sessões: 21h10, 00h10 Planeta dos Macacos: A Origem M/12 Sessões: 13h40, 16h30, 19h10, 21h40, 00h20 Cowboys & Aliens M/12 Sessões: 13h10, 15h50, 18h50, 21h30, 00h30 Capuchinho Vermelho: A Nova Aventura M/6 Sessões: 13h50, 16h10, 18h30 (V.Port.)

MATOSINHOS MAR SHOPPING O Último Destino 5 M/16 Sessões: 13h40, 16h20, 19h10, 22h, 00h30 Green Lantern - Lanterna Verde M/12 Sessões: 22h45 Amigos Coloridos M/12 Sessões: 13h20, 16h, 18h40, 21h50, 00h25 Capuchinho Vermelho: A Nova Aventura M/6 Sessões: 12h40, 15h10, 17h40, 20h (V.Port./3D) Sem Prada nem Nada M/12 Sessões: 21h20, 24h Os Smurfs M/6 Sessões: 13h10, 15h50, 18h30 (V.Port.) Cowboys & Aliens M/12 Sessões: 12h50, 15h30, 18h20, 21h30, 00h10 Chefes Intragáveis M/12 Sessões: 13h, 15h40, 18h10, 21h, 23h40 Conan, o Bárbaro M/12 Sessões: 13h30, 16h10, 18h50, 21h40, 00h20 ) VILA NOVA DE GAIA LUSOMUNDO GAIASHOPPING Carros 2 M/6 Sessões: 13h15, 15h45 (V.Port./3D) Planeta dos Macacos: A Origem M/12 Sessões: 18h25, 20h55, 24h Cowboys & Aliens M/12 Sessões: 13h, 15h50, 18h50, 21h55, 00h35

NORTESHOPPING Capitão América: O Primeiro Vingador M/12 Sessões: 13h30, 16h10, 19h10, 22h30

Super M/12 Sessões: 21h50, 00h25

Conan, o Bárbaro M/12 Sessões: 12h40, 15h10, 18h10, 22h, 00h35

Os Smurfs M/6 Sessões: 13h05, 15h35, 18h15, 20h50, 23h50 (V.Port./3D)

O Último Destino 5 M/16 Sessões: 13h10, 15h30, 18h20, 21h40, 00h30 Cowboys & Aliens M/12 Sessões: 13h, 16h, 18h50, 22h, 00h45 Planeta dos Macacos: A Origem M/12 Sessões: 21h50, 00h25 Capuchinho Vermelho: A Nova Aventura M/6 Sessões: 10h50, 13h20, 15h50, 18h40 (V.Port./3D) Chefes Intragáveis M/12 Sessões: 21h10, 23h40

Conan, o Bárbaro M/12 Sessões: 12h55, 15h40, 18h40, 21h30, 00h10 Capuchinho Vermelho: A Nova Aventura M/6 Sessões: 12h55, 15h, 17h20, 19h40 (V.Port.) Capitão América: O Primeiro Vingador M/12 Sessões: 13h30, 16h10, 19h, 21h45, 00h40 Animais Unidos M/6 Sessões: 12h45, 14h55, 17h10, 19h25 (V.Port./3D) Harry Potter e os Talismãs da Morte: Parte 2 M/12 Sessões: 21h40, 00h30

Chefes Intragáveis M/12 Sessões: 12h50, 15h05, 17h25, 19h45, 22h, 00h20 Amigos Coloridos M/12 Sessões: 13h25, 16h05, 18h45, 21h20, 00h15 UCI ARRÁBIDA 20 O Último Destino 5 M/16 Sala: Sala 1 Sessões: 14h, 16h30, 19h, 21h35, 00h35 A Ressaca - Parte II M/16 Sala: Sala 2 Sessões: 22h20, 00h40 Capuchinho Vermelho: A Nova Aventura M/6 Sala: Sala 2 Sessões: 13h40, 15h50 (V.Port.), 18h, 20h10 (V.Port./3D) Capitão América: O Primeiro Vingador M/12 Sala: Sala 3 Sessões: 13h55, 16h25, 18h55, 21h25, 24h Planeta dos Macacos: A Origem M/12 Sala: Sala 4 Sessões: 14h10, 16h40, 19h05, 21h35, 00h05 Sem Prada nem Nada M/12 Sala: Sala 5 Sessões: 14h10, 16h45, 19h20, 21h50, 00h20 Larry Crowne M/12 Sala: Sala 6 Sessões: 18h30 Tinhas Mesmo Que Ser Tu M/12 Sala: Sala 6 Sessões: 13h50, 16h10, 21h30, 00h15 A Árvore da Vida M/16 Sala: Sala 7 Sessões: 18h45 Sem Remorsos M/12 Sala: Sala 7 Sessões: 14h05, 16h25, 21h40, 00h10 Carros 2 M/6 Sala: Sala 8 Sessões: 13h40 (V.Port.) Eu Vi o Diabo M/16 Sala: Sala 8 Sessões: 16h10, 19h05, 22h, 00h55 Cowboys & Aliens M/12 Sala: Sala 9 Sessões: 14h, 16h30, 18h55, 21h25, 00h15 Assim é o Amor M/12 Sala: Sala 10 Sessões: 13h50, 16h35, 19h20, 22h, 00h40 Chefes Intragáveis M/12 Sala: Sala 11 Sessões: 14h10, 16h40, 19h15, 21h45, 00h20 Conan, o Bárbaro M/12 Sala: Sala 12 Sessões: 14h05, 16h45, 19h20, 21h55, 00h35 Conan, o Bárbaro M/12 Sala: Sala 13 Sessões: 13h45, 16h20, 18h55, 21h35, 00h15 (2D) Bem-vindo ao Sul M/12 Sala: Sala 14 Sessões: 14h15, 16h40, 19h10, 21h40, 00h10 Os Smurfs

Tempo HOJE TODO O TERRITÓRIO: Céu muito nublado, diminuindo de nebulosidade a partir da tarde. Períodos de chuva,por vezes forte a norte do sistema montanhoso Montejunto-Estrela, passando a aguaceiros. Queda de neve nos pontos mais altos da serra da Estrela, descendo gradualmente a cota para os 800 metros a partir da tarde. Vento fraco a moderado (10 a 25 km/h) de sudoeste, temporariamente moderado a forte (30 a 45km/h) no litoral, rodando para noroeste, sendo forte (35 a 50 km/h) nas terras altas. Pequena subida da temperatura mínima. MADEIRA: Períodos de céu muito nublado. Aguaceiros fracos a partir do início da manhã, em especial nas vertentes norte. Vento em geral fraco (inferior a 20 km/h) de noroeste, rodando para leste. AÇORES: GRUPO OCIDENTAL: Períodos de céu muito nublado, tornando-se encoberto. Períodos de chuva, passando a aguaceiros. Vento sudoeste FORTE (50/65 km/h) com rajadas até 80 km/h, rodando para oeste e tornando-se muito fresco (40/50 km/h). GRUPO CENTRAL: Períodos de céu muito nublado, tornando-se encoberto. Períodos de chuva. Vento sudoeste muito fresco a FORTE (40/65 km/h) com rajadas até 80 km/h. GRUPO ORIENTAL: Períodos de céu muito nublado, tornando-se encoberto. Aguaceiros. Vento do quadrante sul fresco (30/40 km/h), tornando-se FORTE (50/65 km/h) com rajadas até 75 km/h.

AMANHÃ

O Primeiro de Janeiro | 11

TODO O TERRITÓRIO: Céu muito nublado, diminuindo de nebulosidade a partir da tarde. Períodos de chuva,por vezes forte a norte do sistema montanhoso Montejunto-Estrela, passando a aguaceiros. Queda de neve nos pontos mais altos da serra da Estrela, descendo gradualmente a cota para os 800 metros a partir da tarde. Vento fraco a moderado (10 a 25 km/h) de sudoeste, temporariamente moderado a forte (30 a 45km/h) no litoral, rodando para noroeste, sendo forte (35 a 50 km/h) nas terras altas. Pequena subida da temperatura mínima. MADEIRA: Períodos de céu muito nublado. Aguaceiros fracos a partir do início da manhã, em especial nas vertentes norte. Vento em geral fraco (inferior a 20 km/h) de noroeste, rodando para leste. AÇORES: GRUPO OCIDENTAL: Períodos de céu muito nublado, tornando-se encoberto. Períodos de chuva, passando a aguaceiros. Vento sudoeste FORTE (50/65 km/h) com rajadas até 80 km/h, rodando para oeste e tornando-se muito fresco (40/50 km/h). GRUPO CENTRAL: Períodos de céu muito nublado, tornando-se encoberto. Períodos de chuva. Vento sudoeste muito fresco a FORTE (40/65 km/h) com rajadas até 80 km/h. GRUPO ORIENTAL: Períodos de céu muito nublado, tornando-se encoberto. Aguaceiros. Vento do quadrante sul fresco (30/40 km/h), tornando-se FORTE (50/65 km/h) com rajadas até 75 km/h.

M/6 Sala: Sala 15 Sessões: 14h, 16h30, 18h55 (V.Port.), 21h20, 24h Amigos Coloridos M/12 Sala: Sala 16 Sessões: 13h50, 16h20, 18h50, 21h45, 00h25 Harry Potter e os Talismãs da Morte: Parte 2 M/12 Sala: Sala 17 Sessões: 15h, 17h55, 21h25, 00h15

CONVERSAS COM ROSTO

Animais Unidos M/6 Sala: Sala 18 Sessões: 14h10, 16h20 (V.Port./3D) Green Lantern - Lanterna Verde M/12 Sala: Sala 18 Sessões: 18h35, 21h15, 00h10 A Melhor Despedida de Solteira M/12 Sala: Sala 19 Sessões: 13h50, 16h35 Super 8 M/12 Sala: Sala 19 Sessões: 19h20, 21h55, 00h30 Um Dia M/12 Sala: Sala 20 Sessões: 14h, 16h40, 19h10, 22h, 00h40

GONDOMAR LUSOMUNDO - PARQUE NASCENTE Os Smurfs M/6 Sessões: 13h25, 16h, 18h35, 21h10, 23h50 (V.Port.) Conan, o Bárbaro M/12 Sessões: 13h45, 16h30, 19h15, 21h55, 00h40 O Último Destino 5 M/16 Sessões: 13h50, 16h20, 19h30, 22h, 00h30 Amigos Coloridos M/12 Sessões: 12h50, 15h20, 17h50, 21h20, 24h Green Lantern - Lanterna Verde M/12 Sessões: 21h15, 24h Capuchinho Vermelho: A Nova Aventura M/6 Sessões: 13h10, 15h30, 18h (V.Port./3D) Chefes Intragáveis M/12 Sessões: 15h, 17h40, 20h30, 23h Conan, o Bárbaro M/12 Sessões: 13h, 15h40, 18h25, 21h, 00h05 Um Dia M/12 Sessões: 14h10, 16h45, 19h20, 22h10, 00h45 Sem Prada nem Nada M/12 Sessões: 21h50, 00h20 Carros 2 M/6 Sessões: 13h40, 16h25, 19h (V.Port.) Capitão América: O Primeiro Vingador M/12 Sessões: 14h30, 17h30, 20h40, 23h40 Planeta dos Macacos: A Origem M/12 Sessões: 14h45, 17h15, 20h, 22h30 Cowboys & Aliens M/12 Sessões: 13h15, 15h50, 18h40, 21h40, 00h25

O TNDM II apresenta, no dia 19 de fevereiro, às 19h, no Salão Nobre, uma conversa informal com a atriz Eunice Muñoz, moderada pelo Diretor Artístico do Teatro, João Mota. A iniciativa decorre no âmbito da atividade 'Conversas com Rosto' do Projeto TEIA e pretende abordar alguns dos momentos mais marcantes do percurso de vida e profissional da atriz. Eunice Muñoz começou a sua carreira de atriz em 1941, no TNDM II, ainda antes de concluir o curso de Atores do Conservatório de Lisboa. Ao longo de sete décadas dedicadas à representação, marcou de forma definitiva o teatro português, trabalhando com os mais importantes encenadores e companhias. Depois da sua interpretação em 2009 de O Ano do pensamento mágico, Eunice regressa ao Teatro Nacional. A entrada é livre.


1868

Há 144 anos, todos os dias consigo.

Director: Angela Amorim | Distribuição Gratuita | www.edvsemanario.pt |

|

OS MEANDROS DO OLIMPISMO Um atleta de reconhecido prestígio e mérito da alta competição nacional, já retirado, resolveu apoiar um dos candidatos (não interessa qual) à presidência do Comité Olímpico de Portugal (COP) sob o argumento de que esse candidato “conhece os meandros”. O tal atleta acredita que, por o candidato conhecer os meandros do Olimpismo, eventual, até os do COP, está preparado para dirigir os destinos Gustavo Pires* do Movimento Olímpico (MO) em Portugal durante os próximos quatro anos. Um meandro é uma curva acentuada de um rio que corre numa planície aluvial. Não foi neste sentido que o tal atleta utilizou a palavra. Utilizou-a certamente no seu sentido figurado que, entre outros significados, quer dizer: sinuosidade; enredo, intriga, complicação, alhada, embaraço, confusão, … Este é o grande problema do desporto e, muito certamente, até do País. Quando se necessita de alguém para resolver um problema, para ocupar um cargo ou exercer uma chefia não se vai buscar o mais sério, o mais competente, o melhor preparado, tanto do ponto de vista prático como teórico. Vai-se buscar aquele que melhor conhece os meandros da questão. E, do Governo aos Partidos, das Federações ao Comité, o que interessa é colocar lá alguém que domine as sinuosidades da organização, o enredo das dialéticas em confronto, os contornos das intrigas reinantes, as complicações provocadas pelas inépcias, as alhadas que pululam por toda a parte, o embaraço da confusão dos problemas ou, entre outros, a dinâmica das barafundas sem fim. Tenho pelos dois candidatos à presidência do COP a maior consideração e eles não têm qualquer responsabilidade relativamente às afirmações proferidas por aqueles que os apoiam. Contudo, é bom que se tome consciência que o País, da organização do desporto à reforma do Estado, não pode ser liderado por pessoas cujo critério de nomeação ou de eleição é conhecerem os meandros da atividade. O País e o desporto, de há muitos anos a esta parte, têm sido governados nos seus meandros. Ora, quando um país ou uma qualquer organização é governada por especialistas dos meandros, haverá sempre um momento em que alguém vai ter de pagar a fatura. Hoje, o País é uma vítima de muitos anos de gestão dos meandros. E o problema é que, em muitas circunstâncias, continua a perder-se na incompetência dos meandros. E os portugueses estão a pagar a fatura. O Olimpismo nacional se tem meandros não devia ter. Tem é de ser gerido a partir de uma cultura de milénios e de uma carta, a Carta Olímpica, que começou a ser construída vai para cento e vinte anos. É o que se espera das candidaturas em confronto. Independentemente de quem vier a ganhar exige-se uma disputa nobre e leal para uma futura liderança de competência e não de meandros. *Professor na FMH/UTL

Diretor: Rui Alas Pereira (CP-2017). E-mail: ruialas@oprimeirodejaneiro.pt Redatores: Joaquim Sousa (CP-5632), Andreia Cavaleiro (CP-6983), Cátia Costa (Lisboa) e Vasco Samouco. Fotografia: Ivo Pereira (CP-3916) Secretariado de Direção: Sandra Pereira. Secretariado de Redação: Elisabete Cairrão. Publicidade: Conceição Carvalho (chefe), Elsa Novais (Lisboa, 918 520 111) e Fátima Pinto. E-mail: conceicao.carvalho@oprimeirodejaneiro.pt Morada: Rua de Santa Catarina, 489 2º - 4000-452 Porto. Contactos: redação - Tel. 22 096 78 47 - Tm: 912 820 510 E-mail: geral.cloverpress@oprimeirodejaneiro.pt - Publicidade - Telefone: 22 096 78 46, Fax: 22 096 78 45 Propriedade: Globinóplia, Unipessoal Lda. Edição: Cloverpress, Lda. NIF: 509 229 921 Depósito legal nº 1388/82 Impressão: Coraze, Telefs.910252676 / 910253116 / 914602969, Oliveira de Azeméis. Distribuição: Vasp. Tiragem: 20 000

Mais de 200 pessoas participaram na iniciativa

Dançar contra a violência Duas centenas de pessoas juntaram-se ontem, no Largo de Camões, em Lisboa, para, no Dia dos Namorados, contrariarem o dito “entre marido e mulher não metas a colher” e dançarem pelo fim da violência. Aproveitando o dia que celebra o amor, cidadãos e cidadãs responderam ao convite “@ Menin@ Dança?” e participaram na coreografia de várias músicas, animada por quatro artistas da companhia Chapitô empoleirados em andas, e não se distraíram do objetivo, mesmo quando foram atacados pelo ensurdecedor megafone da manifestação dos empresários de diversões, que estacionou no mesmo largo central lisboeta. Organizada pela eurodeputada socialista Ana Gomes, a iniciativa no Largo de Camões contou com ativistas de organizações como a Associação Portuguesa de Apoio à Vítima, Associação Portuguesa de Mulheres Juristas, ILGA Portugal, União de Mulheres Alternativa e Resposta e Amnistia Internacional. Numa pausa entre danças, Filipa Vieira, de 26 anos, disse que o “medo” e a “vergonha” existem mesmo entre as mulheres mais jovens, que também não denunciam os atos de violência contra si praticados. Ana Gomes, nas breves palavras que dirigiu aos presentes, destacou a importância de “lutar contra a impunidade dos perpetradores de crimes”

contra as mulheres e de “dar formação adequada” aos agentes públicos responsáveis por proteger as vítimas. Entre os dançantes estavam deputadas, mas também deputados. “Esta causa não é de mulheres, nem é de homens, é de todos”, disse o socialista Acácio Pinto. A Subcomissão de Igualdade da Assembleia da República aprovou um “voto de saudação” à iniciativa One Billion Rising, campanha mundial que propunha, hoje, que se dançasse pelo fim da violência contra mulheres. No voto, deputados e deputadas portugueses convidam todos a mobilizarem-se “pelo fim da violência física, psicológica e sexual contra as mulheres e raparigas” e recusarem “participar num statu quo, por vezes culturalmente admitido”. Duas outras dezenas de danças realizaram-se por todo o país, em Viseu, Covilhã, Fundão, Lagos, Góis, Aljustrel, Coimbra, Almada, Costa de Caparica e Setúbal, nas ruas ou em

escolas e associações. Ações locais de uma iniciativa mundial, cujo nome encontra explicação numa estatística das Nações Unidas: “mil milhões de mulheres – uma em cada três – serão violadas e agredidas no planeta durante a sua vida”. A campanha propunha que um número igual ou superior de mulheres e homens se juntasse hoje, em todo o mundo, dançando, e 203 países responderam ao apelo. A ideia da campanha global surgiu depois de Eve Ensler, conhecida dramaturga dos Estados Unidos e autora do livro “Os Monólogos da Vagina”, ter visitado uma comunidade na República Democrática do Congo, onde as mulheres, altamente vulneráveis à violência, saram as feridas através da dança. “Vi o poder da dança e comecei a pensar o que seria se mil milhões de mulheres, e todos os homens que as amam, dançassem no mesmo dia, em todo o planeta”, explicou Eve Ensler, recentemente, em teleconferência com jornalistas de todo o mundo.

Protestos na estação B em Coimbra

Dirigente sindical detido pela PSP Um dirigente do Sindicato Nacional dos Trabalhadores do Setor Ferroviário foi detido pela Polícia de Segurança Pública em Coimbra, no final de um protesto na estação B da cidade. O sindicalista Fernando Picanço foi detido por agentes da PSP na sequência de uma troca de palavras com um polícia à civil que assistia à intervenção de António Maló, membro da Comissão de Trabalhadores da CP – Comboios de Portugal. Os ânimos exaltaramse porque, alegadamente, o sindicalista recusou identificar-se ao agente à civil. O coordenador da União dos Sindicatos de Coimbra, António Moreira, disse que, apesar de este agente da PSP “estar a exercer a sua missão”, deveria “ter sido mais dis-

creto”, uma vez que “estava a ouvir a intervenção logo em frente ao megafone”. Pouco antes, um passageiro, que alegou ter sido prejudicado pela iniciativa, dirigiu-se aos manifestantes dizendo “vão trabalhar”. Um membro da Comissão de Trabalhadores da CP, António Maló, disse que o protesto realizado na estação de Coimbra B “reflete a indignação” dos ferroviários no ativo, reformados e seus familiares, que perdem agora o direito de viajar gratuitamente de comboio. “As pessoas sentiram-se no direito de chamar a atenção” do Governo e das administrações das empresas que integravam a antiga CP, referiu António Maló. O representante dos trabalhadores da CP disse que a ação de

protesto “foi além das expectativas” em termos de mobilização, tendo participado “entre 200 a 300 pessoas”, segundo a sua estimativa. A concentração estava marcada para as 17h00, mas às 16h45 um grupo de pessoas, sobretudo reformados e seus familiares, acabou por bloquear de forma pacífica a passagem do comboio Alfa Pendular que circulava no sentido Porto-Faro. Às 18h43, este comboio finalmente arrancou. A manifestação inseriu-se numa ação de luta contar a perda de direitos e “a destruição da componente social dos caminhos de ferro”, segundo o porta-voz da comissão de trabalhadores da CP, José Manuel Oliveira. O protesto decorreu também em Lisboa, Entroncamento, Barreiro, Faro e Porto.


15-02-2013  

15-02-2013

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you