Issuu on Google+

PORTUGAL DESFALCADO PAULO BENTO COM DIFICULDADES EM FAZER O MELHOR 0NZE

Há 144 anos, sempre consigo. 1868 2012

Continente - 0,60 € (iva incluido) – Ilhas - S. Miguel e Madeira - 0,75 € (iva incluido) – Porto Santo 0,80 € (iva incluido)

Director: Angela Amorim | Distribuição Gratuita | www.edvsemanario.pt |

|

Diretor: Rui Alas Pereira | ISSN 0873-170 X |

DIÁRIO NACIONAL

Ano CXLV | N.º 208

Sexta-feira, 11 de outubro de 2013

GOVERNO E OPOSIÇÃO ACERTAM

CORTES NAS SUBVENÇÕES

MORDOM!AS CTT Conselho de Ministros aprova privatização de 70% do capital

www.motor.online.pt DIRECTOR: RUI ALAS PEREIRA |SÉRIE II ANO XI N.º 1082

de cortar nas subvenções dos políticos, parece a agradar a todos os grupos parlamentares. Falta apenas saber se a medida fica apenas pelos 15%, apoiados pelos sociais-democratas e socialistas, ou se, como defendem PCP, CDS e BE, devem ser suspendidas a 100%, como refere a deputada do PSD Teresa Leal Coelho, que fez questão de recordar que Passos Coelho “foi dos poucos políticos que renunciou à subvenção vitalícia”, o que lhe garante “legitimidade” para discutir o assunto.

F1 VETTEL SOMA QUARTA VITÓRIA CONSECUTIVA NA COREIA DO SUL

11-10-2013 | SEMANÁRIO | PREÇO: 1,50 EUROS IVA INCLUÍDO Taxa paga | Devesas - 4400 V.N. Gaia | Autorizado a circular em invólucro de plástico fechado | Autorização n.º 26 de 2026/00

n A proposta do Governo,

MARCHA CGTP reúne-se hoje com as câmaras de Lisboa e Almada

Campeão imparável na corrida para o tetra

WRC Ogier junta festa do título ao Rali França

LITERATURA Rápido, ágil e corajoso como um bombeiro...

COMÉRCIO MERCEDES CLASSE A 220 CDI VESTIDO PARA ENCANTAR INDÚSTRIA

Escritora canadiana Alice Munro vence Prémio Nobel


local Porto

2 | O Primeiro de Janeiro

Sexta-feira, 11 de outubro de 2013

Dia Internacional para a Redução de Catástrofes

A Terra Treme no NorteShoping A iniciativa é hoje promovida pela ANPC e está inserida nas celebrações do Dia Internacional para a Redução de Catástrofes. O NorteShopping vai aderir hoje (às 11h10) à iniciativa “A Terra Treme”, promovida pela Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC) e inserida nas celebrações do Dia Internacional para a Redução de Catástrofes (http://www. unisdr.org/2013/iddr/), este exercício visa sensibilizar as diferentes comunidades para a preparação e autoproteção para o risco sísmico. O exercício “A Terra Treme” terá a duração de um minuto e qualquer ci-

PORTO. Câmara Municipal tenta disciplinar a movida noturna criada após a ampla instalação de bares na Baixa dadão pode participar, individualmente ou em grupo. No NorteShopping o exercício, que contará com a participação da Proteção Civil de Matosinhos, Polícia Municipal de Matosinhos, do Núcleo de Matosinhos da Cruz Vermelha, dos Bombeiros Voluntários de Leixões e do K9 Rodrigues, decorrerá na Praça da Restauração e contará com a presença de cerca de 120 crianças da EB1 Quinta de S. Gens. Os cães especializados de busca e

Concurso Bloom

Procura de novos talentos O concurso Bloom, lançado pelo Portugal Fashion com o objetivo de encontrar novos talentos na moda, recebendo os designers vencedores apoio financeiro, estratégico e acesso à passerelle de criadores emergentes, tem inscrições abertas até 08 de novembro. O responsável pelo Espaço Bloom (plataforma de lançamento de novos talentos do Portugal Fashion), Miguel Flor, explicou que o concurso “está aberto para jovens entre os 18 e os 35 anos que residem em Portugal com formação académica na área da moda”. O designer adiantou que os interessados se apresentam a concurso com um dossiê, passando depois por várias fases diferentes de avaliação. “De todas as candidaturas entregues, vamos selecionar 12 e vamos pedir aos designers dessas 12 seleções para fazerem um coordenado”, explicou. Os designers que cheguem a esta fase voltam a ser avaliados pelo júri, sendo também feita uma entrevista. “Os oito finalistas vão a desfile na edição de março de 2014 do Portugal Fashion e serão escolhidos qua-

tro vencedores que vão ser automaticamente apoiados pelo Portugal Fashion e com entrada direta para o Bloom”, descreveu. Cada um dos quatro criadores reconhecidos vai receber um incentivo financeiro de mil euros para criação e desenvolvimento dos respetivos trabalhos. “A aposta em jovens criadores é, sem dúvida, um dos pilares da estratégia do Portugal Fashion. O projeto que a Associação Nacional de Jovens Empresários promove em parceria com a Associação Têxtil e Vestuário de Portugal quer ser, cada vez mais, um trampolim para talentos emergentes, de forma a renovar o panorama da moda nacional, a facilitar a integração de novos designers na cadeia de produção e distribuição”, refere o comunicado da entidade. A organização recorda que estes concursos para novos talentos tiveram início em 2004 e já foram responsáveis pelo lançamento no mercado de nomes como Filipe Trindade, Pedro Pinto, Diogo Miranda, Ivo Calado e, mais recentemente, Carla Pontes, João Melo Costa e Elionai Campos.

salvamento da equipa K9, vão também aliar-se à comemoração deste dia, demonstrando o profissionalismo e eficiência de quatro patas em situações de emergência. O exercício ajudará a população a conhecer e praticar os três gestos que podem salvar vidas em caso de sismo. Durante o exercício, os cidadãos devem BAIXAR-SE sobre os joelhos, uma posição que evita cair em caso de ocorrência de sismo, (também designado por

Espetáculo “fAXAda para Obras” no Porto terramoto ou tremor de terra). Deverão PROTEGER a cabeça e o pescoço com os braços e as mãos, procurando abrigar-se, se possível colocando-se sob uma mesa resistente e segurar-se firmemente a ela. Por fim, AGUARDAR até que a ‘terra pare de tremer’. Pretende-se, sobretudo, envolver todas as comunidades nesta ação de sensibilização e de preparação, contribuindo de uma forma ativa para o aumento da preparação dos indivíduos, enquanto responsáveis de primeira linha pela sua autoproteção em situação de emergência. “Esta iniciativa insere-se no compromisso do centro para com a comunidade local de informar, sensibilizar e esclarecer a população para questões tão importantes como a segurança, a proteção e a prevenção, no âmbito da Política de Responsabilidade Corporativa do NorteShopping”, diz o diretor do centro, João Fonseca. Para inscrever-se na iniciativa, individualmente ou em grupo (famílias, escolas, empresas, organizações públicas e privadas), basta aceder a www.aterratreme.pt, promovendo a animação desse minuto, o debate e a partilha de ideias antes ou após o exercício, de forma a melhorar algumas fragilidades identificadas, organizando desde já o exercício do próximo ano.

Hélio Loureiro na Praça D. João I

Vai uma Francesinha com nova roupagem?! O chefe Hélio Loureiro aceitou o desafio de conferir uma nova roupagem à famosa iguaria tripeira, centro de todas as atenções no festival “Francesinha na Baixa”, iniciativa gastronómica que decorre até domingo, na Praça D. João I, no Porto. Pão aromatizado com malte, lombo de porco fumado (típico da Baviera), alheira especial, queijo flamengo, queijo da ilha de São Jorge com cura de quatro meses, puré de espargos e espinafres e molho de francesinha elaborado a partir de cerveja. É com base nestes ingredientes que Hélio Loureiro vai recriar hoje a francesinha, em sessão de cozinha ao vivo, pelas 21 horas. “Francesinha, saudade de Munique no Porto” é o título da apresentação, que terá ainda a participação de Beatriz Carvalho, Beer Sommelier da Unicer, a explicar os princípios de harmonização desta francesinha criada por Hélio Loureiro com a nova Super Bock Selecção 1927 Munich Dunkel. A programação do evento con-

ta ainda com outras apresentações do chefe Nuno Inverneiro, amanhã (19h30) e domingo (20h):. “Francesinha primorosa em focaccia” e “francesinha primorosa em pão de hambúrger”, respetivamente, são as temáticas das apresentações. Ao ritmo de 12 horas diárias, do meio-dia à meia-noite, o “Francesinha na Baixa” apresenta cinco das mais conceituadas cervejarias da cidade: BB Gourmet, Café Santiago, Capa Negra, Cufra e Porto Beer. A totalidade de propostas de francesinhas ronda as 20, de carne assada, com bife, de linguiça de porco preto, com vitela fumada, com camarão, de carnes brancas, vegetariana, com e sem ovo, “especial”, em “pão de cruz”, entre outras opções, sempre a 8€, 10€ e 12€. Entradas e sobremesas completam o menu. E porque a melhor companhia para uma francesinha é a cerveja, o “Francesinha na Baixa” tem uma carta de cervejas que inclui as Super Bock de sempre e as novas cervejas artesanais Super Bock Selecção 1927, incluindo a Munich Dunkel, um novo lançamento.

Farol gigante nos Aliados

A fachada do edifício AXA vai ser transformada num farol gigante, amanhã, pelas 18h30, com o espetáculo “fAXAda para Obras” que promete animar a avenida dos Aliados, no Porto, evocando o imaginário português. O espetáculo começa na avenida dos Aliados, perto da Câmara do Porto, com o “encontro de um conjunto de famílias ou grupos bizarros” para dar início a uma “discussão sobre alguns problemas do país refletindo, de forma humorada e bemdisposta” o tema da atual crise, explicou um dos diretores artísticos do projeto, António Júlio. “fAXAda para Obras”, coprodução da ACE - Escola de Artes, Teatro do Bolhão e do projeto 1.ª Avenida, promete ainda animar a praça General Humberto Delgado terminando no edifício Axa, espaço que vai ter a sua fachada transformada num farol gigante que pretende simbolizar o sentimento português. “O farol é exatamente o sinal de terra quando estamos perdidos no mar e essa será a alegoria, para pensarmos sobre este momento, em que talvez estejamos perdidos e precisemos de alguma luz de orientação que nos guie”, argumentou António Júlio. O diretor artístico que faz dupla com a coreógrafa Joana Providência adiantou que, no edifício, que a 19 de abril foi convertido num espaço de acolhimento de várias iniciativas culturais e se tornou sede do projeto 1.ª Avenida, serão ainda evocadas algumas figuras importantes da história e citadas frases de autores portugueses. “Haverá um momento de chamada de um farol que vai aterrar sob a avenida dos Aliados e nesse farol vão ocorrer aparições de algumas figuras importantes da história de Portugal, lembrando frases de autores portugueses como Fernando Pessoa e Guerra Junqueiro”, de forma a “relembrar essas palavras que nos são próximas ou que já esquecemos”, e “trazendo à luz, por exemplo, Nossa Senhora de Fátima e D. Sebastião”. Este espetáculo envolve 80 participantes, entre alunos da Academia Contemporânea de Espetáculo e atores convidados.


regiões

Sexta-feira, 11 de Outubro de 2013

O Primeiro de Janeiro | 3

Ex-aluno do Colégio Militar acusado de agredir antigos colegas assume

Castigos corporais “normais” Setúbal e Alentejo

Desmantelada rede de assaltos a caixas ATMO

“Não havia nada escrito, mas era um código que foi passando de geração em geração que todos sabiam existir”, afirmou o arguido.

A Polícia Judiciária desmantelou, nos últimos dois anos, uma “dezena e meia de grupos” responsáveis por assaltos a caixas multibanco, o que levou à detenção de perto de cem pessoas. Luís Neves, responsável pela Unidade Nacional de Combate ao Terrorismo da Polícia Judiciária (PJ), falou, ontem, um dia depois da detenção de 13 pessoas, entre as quais duas mulheres, por uma “dezena de assaltos, alguns na forma tentada”, realizados no último ano e meio, na área definida entre a Península de Setúbal, Litoral Alentejano e Alentejo.

Um ex-aluno disse, ontem, em tribunal que os “castigos corporais” eram “normais” no Colégio Militar, e pediu desculpa por ter dado uma chapada de luva castanha a uma das vítimas que ficou 688 dias em convalescença por perfuração do tímpano. “Certo tipo de castigos corporais e físicos eram normais no Colégio Militar. Se algum aluno cometia um erro, como não fazer a cama, chegar atrasado ou faltar ao respeito tinha de ser castigado. Não havia nada escrito, mas era um código de conduta que foi passando de geração em geração que todos no Colégio sabiam existir”, afirmou o arguido na primeira sessão do julgamento, na 6.ª Vara Criminal de Lisboa. Os oito ex-alunos do Colégio Militar estão acusados de maus tratos cometidos, alegadamente, no interior daquela instituição de ensino no ano letivo de 2006/07 e no início de 2008, contra outros três estudantes. Os arguidos tinham, à data dos factos, entre 17 e 22 anos, e frequentavam o último ano na condição de graduados e/ou coman-

Transportes públicos

Peregrinos vão encher Santuário no fim de semana

Trabalhadores em vigília no Largo de Camões

Os trabalhadores das empresas públicas de transportes cumprem, hoje, uma vigília no Largo de Camões, em Lisboa, contra as políticas do Governo para o setor. Promovida pela Federação dos Sindicatos de Transportes e Comunicações (Fectrans), a vigília vai decorrer entre as 09h00 e as 18h00. Segundo o coordenador da Fectrans, José Manuel Oliveira, os trabalhadores pretendem mostrar assim o seu desagrado para com as políticas do Governo para o setor dos transportes. Aquelas políticas “levam a que o ambiente seja muito mau. Há um ambiente de revolta”, frisou.

Colégio Militar. “Certo tipo de castigos corporais e físicos eram normais”, admitiu arguido dantes de companhia ou secção, enquanto as três vítimas tinham 11 e 13 anos (2 dos ofendidos). Na sessão estiveram sete dos oito acusados, tendo apenas um dos arguidos querido prestar declarações, enquanto os restantes se remeteram ao silêncio. O ex-aluno, que à data dos factos tinha 17 anos e que era comandante da terceira companhia, é visado em dois dos três episódios constantes do despacho de acusação e de pronúncia. Numa das situações, ocorrida a 27 de fevereiro de 2007, o argui-

do contou que foi buscar as luvas castanhas para dar uma chapada a uma das vítimas que terá proferido uma expressão “desrespeitosa” para com os graduados por as camas estarem desmanchadas, mas lamentou e mostrou-se arrependido pelo ato e consequências do mesmo, praticado no corredor da camarata. “Arrependo-me todos os dias ao longo dos últimos sete anos do que fiz. Não era minha intenção aleijá-lo e quero aproveitar a oportunidade de estar em tribunal para lhe pedir desculpa”, explicou o arguido.

O jovem acrescentou que a luva castanha tinha um “significado simbólico”, pois faz parte da farda, frisando que a força que utilizou não foi superior àquela que tinha presenciado noutros casos idênticos praticados no interior do Colégio Militar. No outro episódio, ocorrido a 17 de outubro de 2006 durante o almoço, o arguido disse que apenas presenciou o início do castigo aplicado aos alunos que, alegadamente, estavam a rir de outros alunos quando estavam em formatura.

Todos os caminhos vão dar a Fátima Peregrinos que rumaram a pé em direção a Fátima, para as celebrações dos próximos dias 12 e 13, recomendam aos portugueses uma “injeção” de fé, para “anestesiar” os efeitos da austeridade. “Dói menos”, justificou Licínia Heleno, ainda no concelho de Leiria. “Quando a vida nos corre mal, nós agarramo-nos a Nossa Senhora para seguirmos em frente”, porque “temos devoção (…) e a fé e a esperança é são as últimas a morrer”. Manuel Jesus Silvestre já conhece bem as estradas e os caminhos da devoção, no seu caso, calcorreados no concelho de Pombal. As injeções de fé - que “é anestesia para tudo”

Fátima. Peregrinação de 12 e 13 de Outubro tem como tema «Mantenhamos firme a confiança»

- não são suficientes, contudo, para salvar o País dos responsáveis “pelo confisco de direitos e regalias que vitima os mais pobres”, defendeu. “Eles estão a cortar tudo o que os pobres ganharam, direitos e regalias, estamos a ir para o tempo de Salazar e não sei onde é que isto vai parar”, sublinhou, lembrando a ditadura do Estado Novo, para se referir, de seguida, às “vidas complicadas” pela crise que não se pediu, e por um Orçamento do Estado que “preocupa e de que maneira”. A peregrinação internacional aniversária dos dias 12 e 13 de outubro, dedicada ao tema «Mantenhamos firme a confiança», é presidida

este ano pelo cardeal Tarcisio Bertone, secretário de Estado do Vaticano. O cardeal já havia presidido à peregrinação de outubro, em Fátima, em 2007, quando do encerramento dos 90 anos das Aparições de Fátima, na qualidade de secretário de Estado e de enviado do papa Bento XVI, e numa data que culminou com a inauguração da Igreja da Santíssima Trindade, agora elevada a basílica. A passagem do secretário de Estado do Vaticano por Fátima ficou ainda marcada pelo lançamento de um livro da sua autoria sobre um conjunto de encontros com a vidente Lúcia de Jesus.


nacional

4 | O Primeiro de Janeiro

Sexta-feira, 11 de outubro de 2013

Governo tem o aval da oposição para avançar com a medida

Cortes nas subvenções dos políticos no OE2014 A decisão do Governo cortar nas subvenções dos políticos parece gerar consenso entre os partidos com assento parlamentar, faltando apenas saber qual a dimensão real do corte, que segundo PCP, CDS e BE deveria ser total. O líder parlamentar do PS manifestou-se a favor da proposta do Governo de cortar em 15 por cento as subvenções vitalícias dos titulares de cargos políticos. Carlos Zorrinho falava aos jornalistas na Assembleia da República, numa declaração em que frisou que o direito de os titulares de cargos políticos terem uma subvenção vitalícia foi revogado em outubro de 2005 por um Governo do PS. "Trata-

PARLAMENTO. Os deputados com assento na Assembleia parecem dispostos a colocar um ponto final nas subvenções... se agora de reduzir as subvenções dos titulares que já tinham adquirido esse direito à data da revogação. Em nome da equidade na repartição dos sacrifícios, obviamente que o PS votará a favor da proposta feita pela maioria", afirmou o presidente cessante do Grupo Parlamentar socialista. Interrogado sobre a possibilidade de a medida ter um caráter retroativo, Carlos Zorrinho admitiu que "poderá conter um pouco esse princípio". "Mas é tomada num contexto de equidade e também num contexto de defesa da imagem (que é muito importante) da política e dos políticos. O reforço dessa imagem é fundamental para podermos ultrapassar com sucesso o momento difícil que o país vive em consequência das más políticas aplicadas pelo Governo", respondeu o dirigente socialista. Questionado sobre a ideia do CDS de eliminar totalmente as subvenções vitalícias dos políticos, Carlos Zorrinho salientou que apenas se referiu ao

corte de 15 por cento. "Nós estamos a favor dessa proposta, reafirmando que a revogação das subvenções foi feita por um Governo socialista em 2005", acrescentou. O Bloco de Esquerda, por seu lado, lembrou que sempre combateu "mordomias" como as subvenções vitalícias, criticando o CDS-PP por querer agora tirar "da manga esta carta" para superar uma "semana negra". "O BE sempre combateu as benesses, todo o tipo de mordomias que aqueles que desempenham cargos públicos pudessem ter", declarou aos jornalistas o líder do grupo parlamentar bloquista, Pedro Filipe Soares. O deputado falava sobre a intenção do Governo pretender cortar 15 por cento das subvenções vitalícias dos políticos, eliminadas em 2005, mas ainda válidas para os que já tivessem direito a elas anteriormente. "Em 2005 conseguimos fazer parte daqueles partidos que apoiaram esta mudança legislativa, o que permitiu

dar um avanço na qualidade da nossa democracia. É curioso que o CDS, o único partido que não fez parte deste movimento, é agora o que parece ser mais radical na proposta. É um artifício, é forma, não é conteúdo", declarou Pedro Filipe Soares. Antes, o vice-presidente da bancada do CDS-PP João Almeida defendeu, a título pessoal, a suspensão total das subvenções dos ex-políticos, considerando que um corte de 15% não é suficiente do ponto de vista ético. "Entendo que esse esforço deve ser muito maior, entendo até que, do ponto de vista ético, não fazia sentido, neste momento, pagar qualquer subvenção a ex-políticos", afirmou João Almeida. De acordo com esta proposta está também o PCP, que se mostrou "obviamente contra" as subvenções vitalícias de antigos titulares de cargos políticos, já que foi o único partido contra a sua criação, mas sublinhou que o emblema do Governo é a "redução salarial generalizada". "O PCP está particularmente à vontade relativamente à questão das subvenções dos titulares de cargos políticos porquanto, quando essa medida foi decidida, no início dos anos 80, foi o único partido que se lhe opôs e que nunca concordou com a existência desse tipo de subvenções e que concordou, em 2005, quando foi tomada a decisão de as extinguir", disse o deputado comunista e vicepresidente da Assembleia da República António Filipe. "O Governo procura apresentar esta medida como emblemática relativamente às medidas de austeridade quando o que é emblemático não é esse corte, que abrange um universo algumas centenas de titulares, mas o corte de 10 por cento em todas as pensões e salários da administração pública", afirmou o parlamentar do PCP, caracterizando a política governamental como um conjunto de "redução salarial generalizada".

Deputada Teresa Leal Coelho recorda a situação do atual primeiro-ministro

Passos Coelho renunciou à subvenção A vice-presidente da bancada social-democrata Teresa Leal Coelho sublinhou hoje que o primeiro-ministro Pedro Passos Coelho renunciou a uma subvenção vitalícia a que tinha direito, o que lhe garante "legitimidade" para discutir o assunto. "Foi dos poucos políticos que renunciou à subvenção vitalícia. É talvez um dos poucos políticos que tem legitimidade para propor esta medida", disse Teresa Leal Coelho aos jornalistas, no dia em que se ficou a saber que o Governo da maioria pretende

cortar 15 por cento das referidas retribuições, eliminadas em 2005, mas ainda válidas para os políticos que já tivessem direito a elas anteriormente. Teresa Leal Coelho sublinhou, "naturalmente, que o PSD concorda que o esforço deve ser dividido por todos e também por aqueles que titulam subvenções vitalícias", e assume que a "título pessoal" apoia a suspensão a 100% das subvenções aos expolíticos. "Aguardamos a proposta de Orçamento do Estado. Vamos

analisar a proposta detalhadamente, não sabemos ainda quais são os contornos que virão a ser propostos através da proposta de OE e nessa altura vamos avaliar o alcance e extensão que consideramos adequada e com significado orçamental para que todos possam contribuir para este esforço", declarou a deputada do PSD. As subvenções vitalícias dos políticos foram eliminadas em 2005, continuando a recebê-las quem tinha constituído esse direito anteriormente a essa data.

.

PRESIDENTE CAVACO SILVA RECORDA WILFRIED MARTENS

Grande estadista O Presidente da República recordou o antigo primeiro-ministro belga Wilfried Martens como um "grande estadista e homem de convicções", lamentando a sua morte aos 77 anos. "Nesta ocasião, recordo muito particularmente o grande estadista e homem de convicções que, ao longo dos anos, se manteve empenhado pelo seu país, pelo aprofundamento da integração europeia e pelos princípios e valores do seu partido", lê-se numa mensagem de condolências enviada pelo chefe de Estado, Aníbal Cavaco Silva, ao Rei belga e que foi divulgada no ‘site' da Presidência da República. Sublinhando que foi com "grande consternação" que tomou conhecimento da notícia do falecimento de Wilfried Martens, Cavaco Silva lembra que trabalhou e privou com o antigo primeiro-ministro belga durante vários anos, "tendo sempre admirado a sua coragem e determinação pessoal". "Nesta hora, quero, em meu nome pessoal e em nome do povo português, apresentar a vossa majestade e, em particular, à família enlutada, os sentimentos do meu profundo pesar e sinceras condolências", refere ainda o Presidente.

PRograma da rtp deixa muito a desejar

Novelas ganham a Passos Coelho A entrevista do primeiro-ministro concedida na quarta-feira a vinte cidadãos conseguiu uma média de 1 milhão e 50 mil espetadores no primeiro canal da RTP, segundo a empresa, ficando aquém do desempenho da programação dos canais rivais, SIC e TVI. O “País Pergunta” teve uma audiência média de 10,8% e um “share” - ou quota de mercado, - médio de 21,7%, revelou hoje a RTP, ficando aquém das audiências da SIC (que passou a novela "Sol de Inverno" e "Amor à vista") e da TVI (novelas "Belmonte" e "Destinos cruzados") na maior parte do tempo que durou o programa. Passos Coelho manteve uma audiência sempre acima dos 18% de share ao longo da emissão do “País Pergunta”. O minuto mais visto ocorre às 21:18hs, altura em que o programa conta com uma plateia de 1 milhão e 317 mil espetadores.


economia

Sexta-feira, 11 de Outubro de 2013

O Primeiro de Janeiro | 5

Conselho de Ministros aprova as condições para Oferta Pública de Venda

Estado vende 70% dos CTT Maturidade até 2020

REN coloca 400 milhões em obrigações

A REN - Redes Energéticas Nacionais colocou, ontem, 400 milhões de euros em obrigações a sete anos com uma taxa de juro de 4,75%, tendo a procura superado três vezes a oferta. “Estamos muito contentes com o sucesso de mais uma emissão obrigacionista da REN”, afirmou o presidente executivo da REN, salientando que “o interesse dos investidores internacionais aumentou, representado estes a larga maioria da procura final”. Colocada pelos bancos Caixa BI, ING, JP Morgan, Royal Bank of Scotland e Société Générale, a emissão tem maturidade em 16 de outubro de 2020.

Em linha com a Europa

Bolsa de Lisboa fecha sessão a ganhar terreno

O principal índice da bolsa portuguesa, o PSI20, encerrou a sessão de ontem a valorizar 0,67% para 6.066,30 pontos, num dia de fortes subidas na Europa. Das 20 cotadas no índice de referência português, 14 avançaram e seis fecharam em terreno negativo. No resto da Europa, os ganhos variaram entre os 1,46% de Londres e os 2,35% de Madrid. Por outro lado, os juros da dívida soberana de Portugal estavam, durante o dia de ontem, a subir a dois e dez anos e a descer a cinco anos em relação aos valores de quarta-feira.

Parpública autorizada a alienar um número de ações representativas de uma percentagem de “até 70% do capital social” dos CTT. O Conselho de Ministros aprovou as condições da Oferta Pública de Venda (OPV) e o caderno de encargos da venda direta institucional dos CTT - Correios de Portugal. Segundo o comunicado do Conselho de Ministros, a Parpública fica autorizada a alienar um número de ações representativas de uma percentagem de “até 70% do capital social” dos CTT. Esta venda será feita através da realização das seguintes operações: OPV no mercado nacional e “venda direta a um conjunto de instituições financeiras, que ficam obrigadas a proceder à subsequente dispersão das ações nos mercados de capitais”. Do conjunto de ações destinado à OPV, um lote representativo de até 5% do capital será reservado à aquisição por trabalhadores. O Conselho de Ministros aprovou também a constituição da comissão especial de acompanhamento da privatização dos CTT, que vai “apoiar tecnicamente o processo” e “garantir a cabal observância dos princípios da transparência, do rigor, da isenção, da impar-

CTT. Presidente da Urbanos admite que grupo continua interessado na privatização dos Correios cialidade e da melhor defesa do interesse público”. Os membros desta comissão serão nomeados por despacho, nos termos da lei-quadro das privatizações. O secretário de Estado das Infraestruturas, Transportes e Comunicações afirmou, na quarta-feira, que a privatização dos CTT através da dispersão em bolsa era “o cenário central” que o Governo estava a trabalhar, mas referiu que ainda não havia “confirmação oficial”. O Diário Económico noticiou na segunda-feira que, além do Grupo Urbanos, estão na corri-

da à privatização dos CTT os Correios do Brasil, o Grupo Rangel, aliado ao Montepio Geral, o empresário Paulo Fernandes, o fundo Apax Partners Private Equity Investment Group Fund e “outros dois/três fundos de investimento”. O presidente da Urbanos, Alfredo Casimiro, disse que o grupo continua a estar interessado em acompanhar a privatização dos Correios, mas admite que terá de pensar caso não detenha uma posição maioritária. “O nosso interesse em acompanhar a privatização no início da semana é igual

ao de agora. O modelo sem OPV era claramente mais atrativo, mas não deixamos de olhar para o ‘dossier’ e ver qual a percentagem para IPO [Oferta Pública Inicial - dispersão em bolsa] e a percentagem para o modelo particular”, disse o presidente da Urbanos. Alfredo Casimiro reforçou ainda que o grupo vai continuar a analisar como será o preço, a evolução do processo, as decisões do Governo e as condições do negócio. “Se ficarmos com posição maioritária temos interesse, se não depende”, rematou.

«Certificados do Tesouro Poupança Mais»

Novo produto para investidores particulares O Estado lançou, ontem, um novo produto de poupança destinado a investidores particulares com menor necessidade de liquidez, os «Certificados do Tesouro Poupança Mais» (CTPM), que pode ser subscrito a partir de 31 deste mês. Os CPTM podem ser subscritos apenas por investidores particulares, por prazos de cinco anos, e amortizados na respetiva data de vencimento ou antecipadamente, nas condições fixadas na resolução ontem publicada em Diário da República, que vão dos 2,75% no primeiro ano aos 5% nos quarto e quinto anos.

CTPM. Os certificados são emitidos ao valor nominal de um euro por unidadeLopes

As taxas de juro fixadas para os CTPM na data da sua subscrição são garantidas até à sua amortização, e esta é feita ao valor nominal na data do seu vencimento, mas o Governo, através do Ministério das Finanças, tem a prerrogativa de alterar as taxas de juro dos CTPM que venham a ser emitidos após a data de entrada em vigor do despacho. “A opção por instrumentos de dívida pública de médio e longo prazo, tal como os CTPM, permite ao investidor beneficiar de uma maior remuneração, aproximando-a da rendibilidade de instrumentos de

dívida pública transacionados no mercado por grosso”, sublinha o texto da resolução. Os certificados são emitidos ao valor nominal de um euro por unidade, o montante mínimo de subscrição é de mil unidades e o máximo de um milhão de unidades. O prazo é então de cinco anos, a partir da respetiva datavalor da subscrição, e as taxas de juro fixadas para esta série de CTPM, fixas para cada ano, é de 2,75%, no primeiro ano, 3,75% no segundo, 4,75% no terceiro e 5% nos quarto e quinto anos. O valor dos juros é líquido de IRS e não há capitalização de juros.


futebol

6 | O Norte Desportivo

Sexta-feira, 11 de Outubro de 2013

Paulo Bento assume que nunca teve tantas dificuldades para escolher o «onze»

“Há um objetivo que é ganhar e só ganhar” DR

“A nós compete-nos fazer seis pontos – três amanhã [hoje] – para continuar a lutar pelo objetivo de estar no Mundial2014”, disse. O selecionador português assume que nunca encontrou tantas dificuldades para formar o «onze» como para o jogo de hoje, com Israel, mas rejeitou a possibilidade de mexer um milímetro no habitual modelo de jogo. Paulo Bento está obrigado a fazer seis alterações em relação à equipa que alinhou de início da Irlanda do Norte (vitória por 4-2) e admitiu que ainda não tomou decisões definitivas relativamente a todas as posições, apesar de ter deixado algumas certezas: Antunes será o lateral esquerdo e dos estreantes Cédric e André Almeida sairá o substituto de João Pereira no lado direito da defesa. “Já tivemos em outros momentos algumas ausências. É verdade que agora há um maior número de aus��ncias, mas temos de fazer face a elas, temos de jogar dentro do nosso modelo e não fugir do objetivo principal que é conquistar os três pontos e continuar a lutar para estar no Brasil”, admitiu o treinador, antecipando o penúltimo jogo no grupo F europeu de apuramento para o Mundial de 2014. Paulo Bento acredita que a equipa lusa terá “capacidade para dar resposta” às baixas de Fábio Coentrão e Hélder Postiga, suspensos por um jogo, e dos lesionados João Pereira, Bruno Alves, Vieirinha e Raul Meireles, que foi dispensado na quarta-feira, pois os substitutos são todos jogadores que se identificam com modelo de jogo habitual da seleção. “Há um objetivo que nos serve que é ganhar e só ganhar. Foi para isso que nos preparámos e para nenhum outro resultado, nem escolhemos outro tipo de estratégia. Com algumas ausências, escolheremos aqueles que estão em melhores condições para fazer face ao plano que temos”, ex-

plicou o técnico, em conferência de imprensa realizada no Estádio José Alvalade, em Lisboa, palco do jogo de hoje. Controlar o jogo e a bola

Mundial2014. “Com algumas ausências, escolheremos aqueles que estão em melhores condições para fazer face ao plano que temos”, disse Paulo Bento

«Resposta» a estudo

Benfica assegura ter 232.268 associados

O Benfica garantiu, ontem, que contabiliza 232.268 sócios, números acima dos publicados num estudo da Euromericas Sport Marketing, que avança com 197.877 sócios, revelou o Diretor de Comercial e Marketing do clube. Segundo esse mesmo estudo, os números apresentados colocavam o Benfica em terceiro lugar, atrás de FC Barcelona e Bayern Munique,

mas Miguel Bento explicou que esses dados foram ultrapassados há alguns anos. Atualmente, segundo o diretor «encarnado», a contagem de sócios pagantes situa-se ligeiramente acima dos 232 mil. Com estes números, o Benfica, comparativamente ao estudo da agência de marketing Euromericas Sport, até fica à frente de FC Barcelona, que surge com 222.980 sócios, e de Bayern de Munique, com 217.000. Em 2006, o Benfica entrou no livro de recordes Guinness como o clube com mais sócios do Mundo, então com 160.932.

Paulo Bento espera que Israel com elevado pendor defensivo e a tentar sair do seu meio campo em rápidos contra-ataques, mas assegurou que isso não retirará a Portugal o “propósito de assumir o jogo, ser dominador e controlar o jogo através da posse de bola”, perante um adversário que joga a última cartada na luta por um lugar nos «play-offs». “É um jogo em que adversário vai esgotar todas as possibilidades para poder qualificar-se através dos ‘play-offs’. A nós competenos fazer seis pontos – três amanhã [hoje] – para continuar a lutar pelo objetivo de estar no Mundial de 2014. Depois, pensar no jogo do Luxemburgo, em mais três pontos e esperar por outros resultados”, sustentou. A «equipa das quinas» ocupa a segunda posição do grupo, com menos um ponto do que a Rússia, e está dependente de um deslize da líder para poder vencer a «poule» e assegurar o apuramento direto, mas, em primeiro lugar, necessita de confirmar o segundo posto e a presença nos «play-offs» de acesso à fase final nos encontros com Israel e com o Luxemburgo, na terça-feira seguinte. Paulo Bento respondeu a Jesualdo Ferreira, que questionou a disponibilidade física de Éder para participar na dupla jornada de apuramento, observando que o treinador do Sporting de Braga “não é médico”, assinalando que o avançado “é um jogador apto” e “se estiver confortável poderá ser um jogador a utilizar”. Portugal defronta Israel no Estádio José Alvalade, em Lisboa, em jogo com início às 20h45 horas e arbitragem do norueguês Tom Harald Hagen, fechando a participação no grupo F europeu de qualificação frente ao Luxemburgo, na terça-feira seguinte, no Estádio Cidade de Coimbra, em encontro marcado para as 18h00 e que será dirigido pelo árbitro turco Bülent Yildirim.

Rui Costa traça objetivos para Volta a Pequim

“Entre os dez primeiros” O novo campeão mundial de ciclismo, o português Rui Costa, manifestou-se, ontem, confiante que conseguirá um bom resultado na próxima Volta a Pequim, desdramatizando a pressão que aquele titulo poderá ter no seu desempenho. “Continuo a ser mesma pessoa. O título [de campeão do mundo] não me pressiona. Pelo contrário, até me dá mais força”, disse, já em Pequim. A Volta a Pequim em bicicleta - um percurso de 835,5 quilómetros, dividido por cinco etapas - começa hoje com a participação de mais de 160 ciclistas, de 20 equipas. “Entro sempre para o dar o meu melhor e espero alcançar um bom resultado”, disse Rui Costa, que corre pela equipa espanhola Movistar. Questionado sobre o que será um “bom resultado”, respondeu: “Ficar entre os dez primeiros”. O ciclista português ficou em 9.º lugar na edição de 2012 da Volta a Pequim. “É uma prova que eu conheço bem e de que gosto”, afirmou Rui Costa, numa entrevista citada no website da organização. O alemão Tony Martin, que venceu as duas primeiras edições, é apontado como um dos favoritos. Grande parte da prova decorrerá nos arredores de Pequim, nomeadamente no norte da cidade, de onde se pode avistar a famosa Grande Muralha da China.


Sexta-feira, 11 de outubro de 2013

cultura e espetáculos

O Primeiro de Janeiro | 7

Reúne a obra integral de Lourdes Castro em tapeçaria

Cine Teatro Eduardo Brazão

VII Encontro de Tunas

A música volta a ser celebrada em Gaia, mais uma vez pela mão das associações que lhe dedicam a sua atividade. Durante o mês de outubro vão-se realizar o VIII Encontro de Coros, o VII Encontro de Tunas, ambos no Cine Teatro Eduardo Brazão e o VII Festival de Bandas, este último no Auditório Municipal de Gaia. As coletividades musicais do concelho têm contribuído de forma decisiva para o ensino e a divulgação da música. Nas suas escolas, milhares de crianças têm um primeiro contacto com o solfejo e com os instrumentos musicais. Muitas crescem com o desejo de terem uma profissão ligada à música, fruto desse primeiro carinho musical, não faltando testemunhos de alguns dos nossos melhores cantores, instrumentistas, maestros e compositores, que começaram a sua formação musical nas coletividades do concelho, enveredando depois pelo ensino superior e que agora se apresentam nas grandes salas de todo o mundo. Estas coletividades são ainda garante de preservação da memória da comunidade e de participação cívica, constituindo espaços de lazer e de cultura para milhares de pessoas, de todas as idades e condições sociais.

“Lourdes Castro no D. Maria II” Será inaugurada, no dia 15 de outubro às 19h00, a exposição "Lourdes Castro no D. Maria II".

Coleção. Procura relacionar a artista plástica com o seu contexto artístico relembrando o Grupo KWY

Esta exposição, com curadoria de Adelaide Ginga, numa colaboração Museu Nacional de Arte Contemporânea-Museu do Chiado e Manufactura de Tapeçarias de Portalegre, reunirá a obra integral de Lourdes Castro em tapeçaria, em articulação com um conjunto de obras de pintura provenientes da coleção MNAC-MC e SEC, que procuram relacionar a artista plástica com o seu contexto artístico relembrando o Grupo KWY. Lourdes Castro (1930, Funchal) frequentou o curso de Pintura na Escola

de Belas-Artes de Lisboa (1950-1956). Em 1958, instala-se em Paris, como bolseira da Fundação Gulbenkian. É aqui que trabalha com Arpad Szenes. Entre 1958 e 1962, juntamente com René Bertholo, foi fundadora do grupo KWY, a que se associaram Christo, Jan Voss, João Vieira, José Escada, Gonçalo Duarte e Costa Pinheiro. Na década de 70, foi artista residente na Deutscher Akademischer Austauschdienst, em Berlim. É ainda nesta década que produz com René Bertholo e depois com Manuel Zimbro, um

Teatro de Sombras. Recebeu o prémio Consagração da EDP e foi convidada para representar Portugal na XXIV Bienal de S. Paulo em 1986 (onde já tinha representado Portugal em 1959 e 1980), em parceria com Francisco Tropa. Em 1983, regressou à ilha da Madeira, onde reside. A sua obra encontra-se em diversas coleções públicas estrangeiras tais como: Victoria e Albert Museum, Londres; Museu de Arte Moderna, Havana; Museu de Arte Moderna, Belgrado; Museus Nacionais de Varsóvia, Vroclaw e Lódz. A

sua colaboração com a Manufactura de Tapeçarias de Portalegre data de 1984. A exposição estará patente até ao dia 29 de dezembro no Salão nobre do TNDM II, no seguinte horário: 6.ª das 15h00 às 18h00 e 4.ª a dom. 30 min. antes do início dos espetáculos da Sala Garrett. No dia 15 de outubro será também exibido o documentário “Tapeçarias de Portalegre”, realizado por Teresa Martha, que documenta a história da Manufatura e dá a conhecer a técnica usada para traduzir o cartão do artista em tapeçaria. A entrada é livre.

Direcção Artística de Rodrigo Malvar

"Oco" Teatro do Frio criação Amarelo Silvestre

Sangue na guelra

Vimos apresentar a próxima criação Amarelo Silvestre, com encenação de Rogério de Carvalho. Sangue na Guelra estreia a 11 e 12 de Outubro (sexta-feira e sábado), no Teatro Viriato, em Viseu. Gostaríamos de partilhar o nosso trabalho: um muro imaginado, uma mulher e um homem que somos nós, um lugar que é muitos, um tempo que é todos, uma guerra que é qualquer uma (com ou sem balas).

A peça estará em cena nos dias 12 e 13 de Outubro, Sábado e Domingo, às 21h30, na Sala do Tribunal do Mosteiro de São Bento da Vitória. Oco é um espectáculo multidisciplinar que convoca arte sonora, Teatro Físico e elocução. Reunimos na mesma sala de ensaios um músico, duas actrizes e uma artista plástica. Encarámos o corpo como instrumento musical, emotivo e sensorial. Pesquisámos alcances da respiração e cartografamos ressoadores do corpo em movimento. Entendemos o espaço como elemento fundamental na expressividade do som. Com a cumplicidade de microfones captamos, processamos e manipulamos toda esta informação, para depois a vibrarmos pelo espaço, no espaço e com espaço potenciando e abrindo os sentidos criados. Encontrámos um lugar quase nu onde pequenas escultu-

ras cénicas testemunham e relatam a fisicalidade do som, reconduzindo de forma minimal as ondas sonoras num percurso site-specific. Em cada espetáculo e na vivência de cada momento encontra-se a respiração e eco daquele que será o próximo arquivo sónico. Este colectivo surge da necessidade artística e humana de criação de um espaço que privilegie na actividade teatral o lugar da pesquisa. Privilegia a criação de espectáculos teatrais através de processos de pesquisa e devising, daí resultando uma produção de textos originais em que a palavra surge como inevitabilidade dramatúrgica em estrita relação com o corpo e a acção. Privilegia igualmente o cruzamento entre criadores e práticas de diferentes naturezas artísticas, buscando uma maior pluralidade do discurso e acção artísticos.

Oco. É um espectáculo multidisciplinar que convoca arte sonora, Teatro Físico e elocução


8 | O Primeiro de Janeiro

roteiro

Sexta-feira, 11 de outubro de 2013

Roteiro Cultural

XVIII Feira da Maçã Bravo de Esmolfe No próximo dia 12 de outubro, a Câmara Municipal de Penalva do Castelo e a Junta de Freguesia de Esmolfe promovem a XVIII Feira da Maçã Bravo de Esmolfe, que irá decorrer, no Centro de Exposições de Produtos DOC (Largo de Stº Ildefonso), em Esmolfe, entre as 8h00 e as 17h00. A Maçã Bravo de Esmolfe é uma maçã de características únicas, extremamente aromática e sumarenta, doce e simultaneamente ácida. Tem uma forma oblongocónica, polpa branca e a sua epiderme esbranquiçada apresenta por vezes manchas rosadas uma variedade de aroma intenso e polpa macia. Conjugando estas características com os fatores climatéricos e da peculiaridade das encostas e vales que constituem o “coração do Dão”, produz-se aqui um dos “ex-libris” da fruticultura portuguesa, a Maçã Bravo de Esmolfe, única e inconfundível. Esta variedade regional, conhecida desde o séc. XVIII, é originária da localidade de Esmolfe, freguesia de Penalva do Castelo, e terá sido obtida a partir de uma árvore proveniente de semente. Como os seus frutos são muito apreciados, obtiveram-se enxertos que disseminaram esta variedade por várias zonas de produção frutícola. Na XVIII FEIRA DA MAÇÃ BRAVO DE ESMOLFE, fruto de uma parceria entre a FELBA e a Câmara Municipal, está a ser efetuado um trabalho de sensibilização junto dos produtores, de forma a ser colocada à venda maçã Bravo de Esmolfe certificada e devidamente embalada para melhor ostentar a marca. Para além da exposição e venda de Maçã Bravo de Esmolfe, dos vinhos “Dão de Penalva do Castelo”, Queijo Serra da Estrela e de peças de artesanato local, a animação do recinto será assegurada por grupos de música tradicional do concelho, nomeadamente a Banda Musical e Recreativa de Penalva do Castelo, o Grupo de Concertinas do Dão, a Tuna São Martinho de Pindo, o Grupo de Cantares “Pena Alba”, o Grupo de Cantares de Pindo, a Tuna Realense e o Rancho Folclórico de Penalva do Castelo. Com a XVIII FEIRA DA MAÇÃ BRAVO DE ESMOLFE, pretende-se promover a Maçã Bravo de Esmolfe e dar um impulso na divulgação das potencialidades endógenas do concelho de Penalva do Castelo. A Maçã Bravo de Esmolfe, os Vinhos “Dão de Penalva do Castelo” e o Queijo Serra da Estrela, que constituem a “trilogia de excelência produtiva” do concelho, em virtude das suas especificidades e qualidades, são produtos de alto valor acrescentado, que desempenham um papel importante no desenvolvimento sustentável do concelho.

“Identidade”

A Autarquia Trofense aceitou o convite da Entidade de Turismo do Porto e Norte de Portugal para divulgar o turismo Concelhio, bem como o artesanato e os seus artesãos. É com base nesta parceria que a Loja de Turismo Interativa do Aeroporto Francisco Sá Carneiro recebe de 15 a 21 de outubro a exposição do Trofense Vítor Macedo, intitulada “Identidade”. Trata-se de uma exposição de peças em cerâmica, que se impõem pela figuração/representação de temas alusivos a Portugal. O fado, a saudade, os lenços dos namorados, os barcos rabelos e a filigrana são apenas alguns exemplos de temas retratados nas suas peças e que identificam o nosso país. Vítor Macedo nasceu a 25 de abril de 1969, na freguesia de Santiago de Bougado. Desde cedo mostrou interesse pelas artes plásticas. Aos 15 anos começou a pintar e em 1987 fez a sua primeira exposição. Após o cumprimento do serviço militar dedicou-se à recriação de cenários alusivos a temas de banda desenhada e filmes de animação tendo desenvolvido uma exposição intitulada “Brinquedos do Nosso tempo” e um pequeno cenário da aldeia dos estrunfes /smurfs. Este último trabalho, a par de outros, alcançou notoriedade pelo público em geral e tem percorrido várias salas de exposição a nível nacional e internacional. Atualmente está a trabalhar em novos desafios, nomeadamente, o projeto “Comboios em Movimento” e o “Tempo dos Dinossauros”. Tem vindo a colaborar com os serviços educativos da Casa da Cultura da Trofa, realizando diversos workshops temáticos na área da pintura e cerâmica.

Desfolhada Tradicional e Petiscos em Valença Valença promove a desfolhada tradicional, acompanhada de mostra gastronómica, com arroz de sarrabulho, rojões e petiscos, no fim de semana de 12 e 13 de outubro, na freguesia de Cerdal. Uma festa minhota das colheitas onde os afamados vinhos verdes e os petiscos também marcarão presença com o Caldo à Lavrador, Bolo do Tacho, Pataniscas, Fêveras, Belouras, Moelas, Chouriço e o Presunto. O evento começa às 18h00 de sábado com uma arruada de bombos, a cargo dos Amigos do Bombinho de Fontoura, segue-se o desfile da desfolhada tradicional encabeçado, por um carro de bois, carregado de milho e as lavradeiras que vão apresentando os mais típicos versos da época. O cortejo percorrerá a avenida da Junta de Freguesia até ao Cruzeiro em Bogim, onde decorrerá a desfolhada tradicional, a partir das 20h. Uma eira tradicional vai ser improvisada no local e começa a desfolhada, soltam-se as cantigas, as estórias e as lendas. Os sons estridentes das concertinas e dos bombos vão entusiasmar os mais afoitos para umas desgarradas. Pelo meio a ânsia de aparecer uma espiga rainha e manda a tradição de roubar um beijo a uma donzela, ou de aparecer uma espiga com “filhos” e cumprir o ritual de acender uma vela e colocar a espiga numas alminhas, que se encontrem num cruzamento de caminhos, para espantar os maus espíritos. A noite de sábado encerra-se com um encontro de concertinas onde os sons mais tradicionais e os despiques, com os celebres cantares ao desafio farão as notas da festa. No domingo, 13 de Outubro, o recinto reabre às 11h com uma arruada de bombos a cargo dos Bombos São Cristóvão de Gondomil. Segue-se um almoço convívio onde o Arroz de Sarrabulho e Rojões serão duas iguarias gastronómicas locais que será possível saborear. A tarde será animada com o Grupo Popular Cantares do Campo. A iniciativa é da Câmara Municipal de Valença e do Grupo Cultural e Recreativo “Os Camponeses Minhotos” de Cerdal e conta, ainda, com a colaboração da Junta de Freguesia de Cerdal e de várias associações e juntas de freguesia do concelho.


publicidade/editais

Sexta-feira, 11 de Outubro de 2013

No âmbito do processo supra mencionado, vem, o Administrador da Insolvência, ao abrigo do disposto nos artºs 161° e 164° do C.I.R.E., promover a venda do seguinte bem imóvel: Prédio Urbano, Edifício de rés-do-chão para garagem e fabricação de blocos, com logradouro, - situado no Lugar das Fontaínhas, Balazar, Póvoa de Varzim, inscrito na Conservatória do Registo Predial de Vila de Conde sob o n° 00170, Matriz Predial Artigo n° 740 da Freguesia de balazar, pelo valor mínimo de € 365.000,00 (trezentos e sessenta cinco mil euros);

1.º Juízo

REGULAMENTO 1 - As visitas serão previamente agendadas e são efectuadas no dia 16/10/2013 (3 dias após anúncio), pelas 14 horas. 2- A venda será efectuada por meio de propostas que deverão ser remetidas pelo correio, em carta registada, ou entregues em mão, c/ c indicação do n.° do Processo e “Proposta em Carta Fechada”, dirigida ao Administrador da Insolvência, Sr. Dr. António Dias Seabra, c/ escritório na Avenida da República, n.° 2208, 8o Dto./Fte., 4430196 Vila Nova de Gaia, e que venham a ser recepcionadas até ao dia 21/10/2013, impreterivelmente, devendo conter a identificação completa ou denominação social do proponente, morada, acompanhada de fotocópia do B.l. e NIF, tel., fax e/ou no caso de pessoa colectiva a certidão comercial da emprese e telfs., identificação da verba e valor oferecido por extenso, sob pena de serem excluídas. 3- As ofertas deverão ser acompanhadas de cheque/caução correspondente a 20% do valor da proposta, sob pena de rejeição, sendo o restante preço pago no acto da escritura Notarial. 4 - Não serão aceites propostas recepcionadas após o dia 22/10/2013 5 - No dia 24/10/2013, pelas 14H30 serão abertas as propostas entregues na morada em Vila Nova de Gaia indicada e na presença do Sr. Administrador da Insolvência e da Comissão de Credores. 6 - O imóvel será vendido no estado físico e jurídico em que se encontra, livre de ónus e encargos, sendo da responsabilidade do promitente-comprador todos os custos inerentes à escritura, imposto selo e IMI. 7 - A adjudicação do bem será feita à proposta de maior valor; caso existam valores iguais, proceder-se-á logo à licitação entre os proponentes de propostas iguais. 8 - A escritura notarial de venda do imóvel será efectuada, logo que se encontre reunida toda a documentação necessária para o efeito, em data e hora a avisar ao promitente-comprador c/ a antecedência mínima de 15 dias. 9 - Qualquer situação de incumprimento ao proponente determinará a perda dos montantes já pagos seja a que título for. 10 - Se por motivos alheios à nossa vontade, a venda for considerada sem efeito, por quem de direito, a quantia recebida será devolvida em singelo. 11 - Desde já, se informa que se irá dar cumprimento ao n° 1 do art.° 896°, ao n° 2 do art.° 897° e ao art. 1.458° e seguintes do Código do Processo Civil.

ANÚNCIO

O ADMINISTRADOR DA INSOLVÊNCIA,

www.oprimeirodejaneiro.pt

Tribunal Judicial de Paços de Ferreira

www.oprimeirodejaneiro.pt

VENDA DE BEM IMÓVEL QUE INTEGRA A MASSA INSOLVENTE IRMÃOS MOREIRA SANTOS, LDA PROC N.° 506/09.6 TBPNF- 3ºJUÍZO TRIBUNAL JUDICIAL DE PENAFIEL

«O PRIMEIRO DE JANEIRO», 11 /201 3 11//10 10/201 /2013

www.oprimeirodejaneiro.pt

«O PRIMEIRO DE JANEIRO», 11/10/2013

O Primeiro de Janeiro | 9

Processo: 1285/13.8TBPFR Interdição / Inabilitação N/Referência: 4234433 Requerente: Maria Áives Moreira Interdito: Margarida Ferreira Alves

Faz-se saber que foi distribuída neste tribunal a ação de Interdição/Inabilitação em que é requerido Margarida Ferreira Alves, viúva, com residência em Travessa da Boavista, 96, 4595-102 PAÇOS DE FERREIRA, para efeito de ser decretada a sua inierdição por anomalia psíquica. Passei o presente e outro de igual teor para serem afixados. A Juiz de Direito, Dr(a). Paula Cristina B. Gonçalves A Oficial de Justiça Adelaide Mendes

Ganhe convites duplos com o “O PRIMEIRO DE JANEIRO”


agenda

10 | O Primeiro de Janeiro

Telefones Úteis Hospitais

Farmácias de serviço

Televisão

Serviço permanente

Santo António Tel. 222 077 500 Linha Azul 222 084 601 São João Tel. 225 512 100 Pediátrico Maria Pia Tel. 226 089 900 Linha Azul 226 099 674 Maternidade Júlio Dinis Tel. 226 087 400

PORTO PERMANENTE Queija Ferreira – Rua Vasques de Mesquita, 32 (às Antas) – Tel. 225 511 619 do Bessa – Rua 1º Janeiro 424, Porto 4100-365 Porto Tel. 222 005 644 MAIA Maia - Rua D. Afonso Henriques, 3218 – Alto da Maia – Tel. 229 710 246

Psiquiátrico Conde Ferreira Tel. 225 022 031 Magalhã es Lemos Tel. 226 192 400 Privados

VALONGO De Sampaio – Rua Bouça 58, Ermesinde 4445-355 Ermesinde Tel. 229 741 060

Ordem do Carmo Tel. 222 008 113 Ordem da Lapa Tel. 225 502 828 Ordem da Trindade Tel. 222 083 656 Prelada - Tel. 228 330 600 Militar Reg. Nº1 Tel. 226 063 011/ 12/13

GONDOMAR Silva Dias – Rua da Ranha, 372 – Rio Tinto – Tel. 224 862 926 MATOSINHOS Do Viso – Estrada Circunvalação 12080 4460-282 Matosinhos Tel. 226 160 176

Santa Maria Tel. 225 504 844 São Francisco Tel. 222 008 441 CONCELHO DE MATOSINHOS Distrital -Tel. 229 372 091 Pedro Hispano Tel. 229 391 000 Linha Azul 229 391 100 CONCELHO DE V. N. GAIA Eduardo Santos Silva Tel. 227 865 100 227 839 001 Vila Nova de Gaia Tel. 223 778 100/ 223 754180

Hoje V.N.Gaia Tel. 227 620 193 / 929 192 680 AMARANTE São Gonçalo – Estrada nacional 15 333, Madalena 4600 Amarante Tel. 225 425 418 FELGUEIRAS J. Reis – Rua Rebelo Carvalho / 4610-212 Felgueiras Tel. 255 922 640 LOUSADA Fonseca – Rua Santo António, 554 – Silvares / 4620-651 Lousada Tel. 255 912 141 MARCO DE CANAVESES Farmácia Cabanelas - Lugar de Eiro Soalhães - Tel. 255511565 PAREDES Ruão – Rua 1.º Dezembro – Castelões, Cepeda – Tel. 255 777 578 PENAFIEL Sameiro – Rua D. António F Gomes, 230-B – Tel. 255 713 071/2/3 SANTO TIRSO Central – Tel. 252 852 923 TROFA Trofense – Rua Costa Ferreira, C. C. Loja 2 – Tel. 252 412 543

Banda Desenhada

ZÉ do boné

Sr. Perfeito

Passatempos

VILA NOVA DE GAIA PERMANENTE Martins – Rua António F. Sousa, 487 – Madalena- Tel. 227 110 207 Santo Ovídeo – Rua Soares dos Reis, 650 – Mafamude – Tel. 223 751 962 Santa Apolónia - Rua Norton de Matos, 878 4410-222 Serzedo -

O jantar é uma óptima altura para falarem do dia um do outro.

Não percebo!

Sexta-feira, 11 de outubro de 2013

Como conseguiria ouvir a televisão?

RTP1 06:30 Bom Dia Portugal 10:00 Praça da Alegria 12:15 Os Nossos Dias 13:00 Jornal da Tarde 14:15 Windeck - O Preço da Ambição 14:45 Éramos Seis 15:15 Praça da Alegria 18:00 Portugal em Direto 19:00 O Preço Certo 20:00 Telejornal 20:45 Futebol: Seleção Nacional (AA) Direto - Portugal x Israel 22:45 Futebol: Seleção Nacional (AA) - Pós Match 23:00 Quem Quer Ser Milionário 00:00 5 Para a Meia-Noite - DiretoVerbo: Estereotipar 01:00 Flash Report 01:05 O Exorcista 03:30 Ler +, Ler Melhor 03:45 Vidas em Jogo 04:30 Televendas 06:00 Casas com História RTP2 07:00 Zig Zag 15:05 No Meio do Nada 15:25 Iniciativa 15:35 Esta é a Nossa Rua (R/) 16:30 Sociedade Civil 18:00 A Fé dos Homens - Aliança Evangélica Portuguesa 18:30 Iniciativa (R/) 18:40 Ler +, Ler Melhor 18:45 Zig Zag 20:55 Ler +, Ler Melhor (R/) 21:00 Há Festa na Ilha 22:00 Síntese 24 horas 22:25 Agora (Diários) 22:30 Clínica Privada 23:30 Os Contemporâneos (R/) 00:30 Liberdade 21HD 01:35 Agora (Diários) (R/) 01:40 Euronews SIC 06:05 Sic Notícias 07:00 Edição da Manhã 08:40 A Vida nas Cartas - O Dilema 10:15 Querida Júlia - Sextas Mágicas 13:00 Primeiro Jornal 14:25 Querida Júlia Sextas Mágicas 19:00 Sangue Bom 20:00 Jornal da Noite 21:45 Sol de Inverno 22:30 Amor à Vida 23:30 A Guerreira 00:15 Páginas da Vida 00:45 CSI Miami 01:25 As taras de Tara 02:35 Volante 04:40 Televendas TVI 06:30 Diário da Manhã 10:15 Você na TV! 13:00 Jornal da Uma 14:30 Ninguém Como Tu 16:00 A Tarde é Sua 19:00 I Love It 19:30 Casa dos Segredos 4 - Diário da Tarde 20:00 Jornal das 8 21:45 Belmonte 22:45 Destinos Cruzados 23:45 Casa dos Segredos 4 - Diário 00:30 Casa dos Segredos 4 - Extra 00:45 Filme - Amélia 02:45 É a vida Alvim! 03:45 Deixa-me Amar

Amanhã RTP1 06:30 Príncipes do Nada 07:00 Fórum África 2013 07:30 África 7 Dias 08:00 Bom Dia Portugal – Fim-deSemana 10:45 Voz do Cidadão 11:00 Surf Report 11:15 Pai à Força 12:00 BBC Terra 13:00 Jornal da Tarde 14:15 Aqui Portugal 20:00 Telejornal 21:15 Sabe ou Não Sabe 22:45 Herman 2013 00:15 007 - Goldfinger (Filme) 02:00 Flash Report 02:15 Justiça de Cahill (Filme) 04:00 Janela Indiscreta com Mário Augusto 04:30 Televendas 06:00 Consigo RTP2 07:00 Zig Zag 11:11 Consigo 11:38 Iniciativa 12:00 Olhar o Mundo 12:30 Gente da Cidade 2012 13:00 Programa a designar 14:00 Parlamento 15:00 Desporto 2 19:01 Janela Indiscreta com Mário Augusto 19:30 A Teoria do Big Bang 20:00 Zig Zag 21:00 Bairro Alto 22:00 Procissão de Velas 22:45 Fátima e o Mundo 00:00 24 Horas 01:04 Palcos - Trovante 35 Anos 01:50 Euronews SIC 06:05 Etnias 06:50 Lol 08:40 Disney Kids 09:55 A casa de Anúbis 11:00 Rex, O Cão Polícia 12:15 Nosso Mundo 13:00 Primeuiro Jornal 14:00 Alta Definição 14:25 Fama Show 15:15 E-Especial 15:45 Cinema 18:25 Sessão Hollywood 20:00 Jornal da Noite 21:45 Sol de Inverno 22:45 Gosto Disso! 22:50 Sorteio do Totoloto 00:15 Rota dos Vinhos 00:45 Mob Doctor. Às ordens da Máfia 01:55 Inesquecível 03:40 Televendas TVI 06:30 Animações - Sitting Ducks 06:45 Animações - New Woody 07:30 Kid Kanal - Dora, a exploradora 08:15 Kid Kanal - Winx 08:45 Kid Kanal - Sponge Bob 09:15 Kid Kanal Tartarugas Ninja 09:45 Série - Glee III 10:45 Inspector Max 13:00 Jornal da Uma 14:00 Série - Havai: Força Especial II 15:45 Filme - 500 Dias com Summer 17:30 Não Há Bela Sem João 20:00 Jornal das 8 22:00 Casa dos Segredos 4 - Diário de Sábado 22:45 Destinos Cruzados 00:00 Doida por Ti 00:30 Casa dos Segredos 4 - Fim-desemana 01:00 Filme - Joshua 03:00 Deixa-me Amar 04:45 TV Shop 06:15 Batanetes


agenda

Sexta-feira, 11 de outubro de 2013

Cinemas PORTO DOLCE VITA Cowboys & Aliens M/12 Sessões: 21h20, 00h35

Sugestões Os Smurfs M/6 Sessões: 10h30, 12h50, 15h20, 18h (V.Port./3D)

Capuchinho Vermelho: A Nova Aventura M/6 Sessões: 14h, 16h30, 19h (V.Port./3D)

Amigos Coloridos M/12 Sessões: 13h15, 15h40, 18h30, 21h30, 00h10

Planeta dos Macacos: A Origem M/12 Sessões: 22h, 00h35

Um Dia M/12 Sessões: 13h40, 16h20, 19h, 21h20, 23h50

Os Smurfs M/6 Sessões: 12h50, 15h30, 18h30 (V.Port./3D) Um Dia M/12 Sessões: 13h30, 16h10, 19h05, 21h50, 00h30 Chefes Intragáveis M/12 Sessões: 12h30, 15h10, 17h50, 21h10, 23h50 Conan, o Bárbaro M/12 Sessões: 13h20, 16h, 18h40, 21h30, 00h10 Amigos Coloridos M/12 Sessões: 13h, 15h40, 18h50, 21h40, 00h25 Assim é o Amor M/12 Sessões: 12h40, 15h25, 18h10, 21h, 23h50 MAIA MAIASHOPPING Os Smurfs M/6 Sessões: 13h30, 16h, 18h40, 21h20, 23h50 (V.Port./3D) Conan, o Bárbaro M/12 Sessões: 13h20, 16h20, 19h, 21h50, 00h35 Capitão América: O Primeiro Vingador M/12 Sessões: 21h10, 00h10 Planeta dos Macacos: A Origem M/12 Sessões: 13h40, 16h30, 19h10, 21h40, 00h20 Cowboys & Aliens M/12 Sessões: 13h10, 15h50, 18h50, 21h30, 00h30 Capuchinho Vermelho: A Nova Aventura M/6 Sessões: 13h50, 16h10, 18h30 (V.Port.)

MATOSINHOS MAR SHOPPING O Último Destino 5 M/16 Sessões: 13h40, 16h20, 19h10, 22h, 00h30 Green Lantern - Lanterna Verde M/12 Sessões: 22h45 Amigos Coloridos M/12 Sessões: 13h20, 16h, 18h40, 21h50, 00h25 Capuchinho Vermelho: A Nova Aventura M/6 Sessões: 12h40, 15h10, 17h40, 20h (V.Port./3D) Sem Prada nem Nada M/12 Sessões: 21h20, 24h Os Smurfs M/6 Sessões: 13h10, 15h50, 18h30 (V.Port.) Cowboys & Aliens M/12 Sessões: 12h50, 15h30, 18h20, 21h30, 00h10 Chefes Intragáveis M/12 Sessões: 13h, 15h40, 18h10, 21h, 23h40 Conan, o Bárbaro M/12 Sessões: 13h30, 16h10, 18h50, 21h40, 00h20 ) VILA NOVA DE GAIA LUSOMUNDO GAIASHOPPING Carros 2 M/6 Sessões: 13h15, 15h45 (V.Port./3D) Planeta dos Macacos: A Origem M/12 Sessões: 18h25, 20h55, 24h Cowboys & Aliens M/12 Sessões: 13h, 15h50, 18h50, 21h55, 00h35

NORTESHOPPING Capitão América: O Primeiro Vingador M/12 Sessões: 13h30, 16h10, 19h10, 22h30

Super M/12 Sessões: 21h50, 00h25

Conan, o Bárbaro M/12 Sessões: 12h40, 15h10, 18h10, 22h, 00h35

Os Smurfs M/6 Sessões: 13h05, 15h35, 18h15, 20h50, 23h50 (V.Port./3D)

O Último Destino 5 M/16 Sessões: 13h10, 15h30, 18h20, 21h40, 00h30 Cowboys & Aliens M/12 Sessões: 13h, 16h, 18h50, 22h, 00h45 Planeta dos Macacos: A Origem M/12 Sessões: 21h50, 00h25 Capuchinho Vermelho: A Nova Aventura M/6 Sessões: 10h50, 13h20, 15h50, 18h40 (V.Port./3D) Chefes Intragáveis M/12 Sessões: 21h10, 23h40

Conan, o Bárbaro M/12 Sessões: 12h55, 15h40, 18h40, 21h30, 00h10 Capuchinho Vermelho: A Nova Aventura M/6 Sessões: 12h55, 15h, 17h20, 19h40 (V.Port.) Capitão América: O Primeiro Vingador M/12 Sessões: 13h30, 16h10, 19h, 21h45, 00h40 Animais Unidos M/6 Sessões: 12h45, 14h55, 17h10, 19h25 (V.Port./3D) Harry Potter e os Talismãs da Morte: Parte 2 M/12 Sessões: 21h40, 00h30

Chefes Intragáveis M/12 Sessões: 12h50, 15h05, 17h25, 19h45, 22h, 00h20 Amigos Coloridos M/12 Sessões: 13h25, 16h05, 18h45, 21h20, 00h15 UCI ARRÁBIDA 20 O Último Destino 5 M/16 Sala: Sala 1 Sessões: 14h, 16h30, 19h, 21h35, 00h35 A Ressaca - Parte II M/16 Sala: Sala 2 Sessões: 22h20, 00h40

Planeta dos Macacos: A Origem M/12 Sala: Sala 4 Sessões: 14h10, 16h40, 19h05, 21h35, 00h05 Sem Prada nem Nada M/12 Sala: Sala 5 Sessões: 14h10, 16h45, 19h20, 21h50, 00h20 Larry Crowne M/12 Sala: Sala 6 Sessões: 18h30 Tinhas Mesmo Que Ser Tu M/12 Sala: Sala 6 Sessões: 13h50, 16h10, 21h30, 00h15 A Árvore da Vida M/16 Sala: Sala 7 Sessões: 18h45

Eu Vi o Diabo M/16 Sala: Sala 8 Sessões: 16h10, 19h05, 22h, 00h55 Cowboys & Aliens M/12 Sala: Sala 9 Sessões: 14h, 16h30, 18h55, 21h25, 00h15 Assim é o Amor M/12 Sala: Sala 10 Sessões: 13h50, 16h35, 19h20, 22h, 00h40 Chefes Intragáveis M/12 Sala: Sala 11 Sessões: 14h10, 16h40, 19h15, 21h45, 00h20 Conan, o Bárbaro M/12 Sala: Sala 12 Sessões: 14h05, 16h45, 19h20, 21h55, 00h35 Conan, o Bárbaro M/12 Sala: Sala 13 Sessões: 13h45, 16h20, 18h55, 21h35, 00h15 (2D) Bem-vindo ao Sul M/12 Sala: Sala 14 Sessões: 14h15, 16h40, 19h10, 21h40, 00h10

TODO O TERRITÓRIO: Céu muito nublado, diminuindo de nebulosidade a partir da tarde. Períodos de chuva,por vezes forte a norte do sistema montanhoso Montejunto-Estrela, passando a aguaceiros. Queda de neve nos pontos mais altos da serra da Estrela, descendo gradualmente a cota para os 800 metros a partir da tarde. Vento fraco a moderado (10 a 25 km/h) de sudoeste, temporariamente moderado a forte (30 a 45km/h) no litoral, rodando para noroeste, sendo forte (35 a 50 km/h) nas terras altas. Pequena subida da temperatura mínima. MADEIRA: Períodos de céu muito nublado. Aguaceiros fracos a partir do início da manhã, em especial nas vertentes norte. Vento em geral fraco (inferior a 20 km/h) de noroeste, rodando para leste. AÇORES: GRUPO OCIDENTAL: Períodos de céu muito nublado, tornando-se encoberto. Períodos de chuva, passando a aguaceiros. Vento sudoeste FORTE (50/65 km/h) com rajadas até 80 km/h, rodando para oeste e tornando-se muito fresco (40/50 km/h). GRUPO CENTRAL: Períodos de céu muito nublado, tornando-se encoberto. Períodos de chuva. Vento sudoeste muito fresco a FORTE (40/65 km/h) com rajadas até 80 km/h. GRUPO ORIENTAL: Períodos de céu muito nublado, tornando-se encoberto. Aguaceiros. Vento do quadrante sul fresco (30/40 km/h), tornando-se FORTE (50/65 km/h) com rajadas até 75 km/h.

TODO O TERRITÓRIO: Céu muito nublado, diminuindo de nebulosidade a partir da tarde. Períodos de chuva,por vezes forte a norte do sistema montanhoso Montejunto-Estrela, passando a aguaceiros. Queda de neve nos pontos mais altos da serra da Estrela, descendo gradualmente a cota para os 800 metros a partir da tarde. Vento fraco a moderado (10 a 25 km/h) de sudoeste, temporariamente moderado a forte (30 a 45km/h) no litoral, rodando para noroeste, sendo forte (35 a 50 km/h) nas terras altas. Pequena subida da temperatura mínima. MADEIRA: Períodos de céu muito nublado. Aguaceiros fracos a partir do início da manhã, em especial nas vertentes norte. Vento em geral fraco (inferior a 20 km/h) de noroeste, rodando para leste. AÇORES: GRUPO OCIDENTAL: Períodos de céu muito nublado, tornando-se encoberto. Períodos de chuva, passando a aguaceiros. Vento sudoeste FORTE (50/65 km/h) com rajadas até 80 km/h, rodando para oeste e tornando-se muito fresco (40/50 km/h). GRUPO CENTRAL: Períodos de céu muito nublado, tornando-se encoberto. Períodos de chuva. Vento sudoeste muito fresco a FORTE (40/65 km/h) com rajadas até 80 km/h. GRUPO ORIENTAL: Períodos de céu muito nublado, tornando-se encoberto. Aguaceiros. Vento do quadrante sul fresco (30/40 km/h), tornando-se FORTE (50/65 km/h) com rajadas até 75 km/h.

Harry Potter e os Talismãs da Morte: Parte 2 M/12 Sala: Sala 17 Sessões: 15h, 17h55, 21h25, 00h15 Animais Unidos M/6 Sala: Sala 18 Sessões: 14h10, 16h20 (V.Port./3D)

“As Libélulas de Portugal”

A Melhor Despedida de Solteira M/12 Sala: Sala 19 Sessões: 13h50, 16h35 Super 8 M/12 Sala: Sala 19 Sessões: 19h20, 21h55, 00h30 Um Dia M/12 Sala: Sala 20 Sessões: 14h, 16h40, 19h10, 22h, 00h40

GONDOMAR LUSOMUNDO - PARQUE NASCENTE Os Smurfs M/6 Sessões: 13h25, 16h, 18h35, 21h10, 23h50 (V.Port.) Conan, o Bárbaro M/12 Sessões: 13h45, 16h30, 19h15, 21h55, 00h40

Amigos Coloridos M/12 Sessões: 12h50, 15h20, 17h50, 21h20, 24h Green Lantern - Lanterna Verde M/12 Sessões: 21h15, 24h

Carros 2 M/6 Sala: Sala 8 Sessões: 13h40 (V.Port.)

HOJE

Amigos Coloridos M/12 Sala: Sala 16 Sessões: 13h50, 16h20, 18h50, 21h45, 00h25

O Último Destino 5 M/16 Sessões: 13h50, 16h20, 19h30, 22h, 00h30

Sem Remorsos M/12 Sala: Sala 7 Sessões: 14h05, 16h25, 21h40, 00h10

Os Smurfs

M/6 Sala: Sala 15 Sessões: 14h, 16h30, 18h55 (V.Port.), 21h20, 24h

Green Lantern - Lanterna Verde M/12 Sala: Sala 18 Sessões: 18h35, 21h15, 00h10

Capuchinho Vermelho: A Nova Aventura M/6 Sala: Sala 2 Sessões: 13h40, 15h50 (V.Port.), 18h, 20h10 (V.Port./3D) Capitão América: O Primeiro Vingador M/12 Sala: Sala 3 Sessões: 13h55, 16h25, 18h55, 21h25, 24h

Tempo

AMANHÃ

O Primeiro de Janeiro | 11

Capuchinho Vermelho: A Nova Aventura M/6 Sessões: 13h10, 15h30, 18h (V.Port./3D) Chefes Intragáveis M/12 Sessões: 15h, 17h40, 20h30, 23h Conan, o Bárbaro M/12 Sessões: 13h, 15h40, 18h25, 21h, 00h05 Um Dia M/12 Sessões: 14h10, 16h45, 19h20, 22h10, 00h45 Sem Prada nem Nada M/12 Sessões: 21h50, 00h20 Carros 2 M/6 Sessões: 13h40, 16h25, 19h (V.Port.) Capitão América: O Primeiro Vingador M/12 Sessões: 14h30, 17h30, 20h40, 23h40 Planeta dos Macacos: A Origem M/12 Sessões: 14h45, 17h15, 20h, 22h30 Cowboys & Aliens M/12 Sessões: 13h15, 15h50, 18h40, 21h40, 00h25

No próximo sábado, dia 12 de outubro, pelas 11h00, vai ser promovida no auditório da Escola Básica de Sabóia n.º 1, no concelho de Odemira, uma sessão de apresentação do livro “As libélulas de Portugal”, da autoria de Ernestino Maravalhas e Albano Soares. A apresentação da obra em Sabóia decorre da parceria entre o Agrupamento de Escolas de Sabóia e o Grupo MiraClara do Projeto Rios, com o apoio do Município de Odemira e das Juntas de Freguesia de Sabóia e Santa Clara-a-Velha, e do facto da zona do médio Mira/Santa Claraa-Velha ser o habitat de, pelo menos, uma espécie deste inseto. “As Libélulas de Portugal – The Dragonflies of Portugal”, numa edição bilingue (português e inglês), é uma obra científica, mas dirigida ao público em geral, que apresenta o estudo de uma espécie/família de insetos pouco divulgada, sendo uma edição inédita em Portugal. São publicadas mais de 600 fotos e mapa de habitats, sobre 65 espécies de libélulas que existem no nosso país.

Afonso cruz nas “Quintas de leitura” Afonso Cruz, escritor, ilustrador, cineasta e músico da banda “The Soaked Lamb”, é o próximo convidado das “Quintas de Leitura”, ciclo poético do Teatro do Campo Alegre/Câmara Municipal do Porto. A sessão, intitulada “O pior cego é o que não quer ler”, realiza-se no dia 24 de Outubro de 2013, às 22h00, no Café-Teatro do Campo Alegre. O convidado conversará com o jornalista Aurélio Gomes, apresentador do programa do Canal Q “Baseado Numa História Verídica”. As leituras estarão a cargo da performer Marta Bernardes e do radialista Rui Portulez. Oportunidade para ouvirmos, em estreia absoluta, alguns fragmentos do novíssimo livro de Afonso Cruz “Para onde vão os guarda-chuvas”, a publicar brevemente pela Alfaguara, uma chancela da editora Objectiva. A abrir a sessão, algumas canções de filmes pela cantora Ana Deus, acompanhada ao piano por Ricardo Serrano. Assinale-se, ainda, um imperdível momento de pole dance pela escultural Joana Silva, atleta da Selecção Nacional de Ginástica Acrobática. Na segunda parte há ensopado de borrego. Afonso Cruz regressa a palco para nos revelar a sua faceta de músico, integrando a banda “The Soaked Lamb”, a primeira banda de cozinha e, segundo a revista Blitz, “uma das 15 promessas da música portuguesa que estão a dar que falar”. Tudo isto pela módica quantia de 11,00 Euros ou 7,50, no caso de ter direito a desconto (reformado, estudante ou jovem). A não perder!


1868

Há 144 anos, todos os dias consigo.

Director: Angela Amorim | Distribuição Gratuita | www.edvsemanario.pt |

|

CRÓNICAS DE UM CADÁVER ANUNCIADO (38) Os últimos acontecimentos em torno das declarações proferidas para a comunicação social Angolana do atual Ministro dos Negócios Estrangeiros Português, Rui Machete, são sinais reveladores de um total desalinho da voz governamental que, ao contrário de Filipe Abraão ser una, demonstrou ser o oposto, motivo Martins do Couto* pela qual originou uma onda de indignação e perplexidade, quer na sociedade portuguesa, quer na sociedade angolana. As consequências, infelizmente, estão-nos a bater à porta, exigindo da nossa parte explicações simples, porém sinceras, do porquê de termos um governo tão corrupto e imbecil que, à força de não se considerar um regime, vergonhosamente apelida de tirano o irmão de longa data, quando este acolhe mais portugueses desempregados do que qualquer outro país da lusofonia. Como seria de esperar, a conversa ramificou-se, não só através dos média, como também nos vários canais das redes sociais, onde os comentários deram lugar a insultos de toda a espécie, inclusive de natureza xenófoba e racista, que em nada privilegia as boas relações diplomáticas que se tem mantido – ainda que insuficientes no todo potencial – entre as nações. Se os olhos de muitos políticos portugueses e não só vislumbram Angola como um país extraordinário mas com imensos problemas, não deixa de ser verdade que Angola também vislumbra Portugal com bastantes reticências, para não dizer outras coisas. Existem feridas em carne viva, de um lado e do outro, manifestamente visíveis, porém extremamente sensíveis. E não só é muito perigoso tocar nestas feridas, como é o caminho errado a trilhar por ambas as partes. Afinal, temos tanto a aprender com Angola, como Angola tem a aprender connosco – e seria ridículo da parte portuguesa enveredar pelo caminho oposto ao que se pretende. Aliás, temos de fazer tudo o que está ao nosso alcance para melhorar as relações diplomáticas entre os países, fortalecendo as ligações em todas as áreas da vida. As falhas, os erros, os episódios menos apropriados ou indignos são comuns em todos os homens e mulheres, em todas as nações e continentes. Mas mais triste será se permanecermos nesta trincheira onde se deposita a estupidez e maldade, a falta de visão ou a intermitência de espírito. Se o nosso governo atual não consegue avivar a chama que sempre uniu estas duas grandes nações, seja por que motivo for, por ignorância ou permissividade – talvez até por incapacidade política ou imbecilidade – por favor, permaneçam quietos, sentados e em silêncio. Antes que aconteça mais algum mal ou sejam protagonistas, uma vez mais, de ações que perpetuam a estupidez em geral. Pois os portugueses que se encontram em Angola desejam continuar a viver num país que tão bem os acolheu e que tanto lhes têm oferecido, qual verdadeiro porto de abrigo para muitos de nós. E se o Governo Português não percebe nada de diplomacia, deixem essa tarefa para os portugueses que lá se encontram, esperançosos por aprender com eles e de ajudar a construir a Angola que todos os angolanos sonham e anseiam. Quanto ao Ministro dos Negócios Estrangeiros Rui Machete, já tem idade suficiente para compreender que é seu dever inteirar-se minuciosamente de todos os dossiês internacionais, sobretudo o dossiê de Angola e estudá-lo como se a sua vida dependesse disso. Porque há muitas vidas dependentes de Angola que não se podem dar ao luxo de serem alvos frágeis de lapsos pessoais de Ministros que demonstram não saberem muito bem o que andam a fazer. * Professor

Diretor: Rui Alas Pereira (CP-2017). E-mail: ruialas@oprimeirodejaneiro.pt Redatores: Joaquim Sousa (CP-5632), Andreia Cavaleiro (CP-6983), Cátia Costa (Lisboa) e Vasco Samouco. Fotografia: Ivo Pereira (CP-3916) Secretariado de Direção: Sandra Pereira. Secretariado de Redação: Elisabete Cairrão. Publicidade: Conceição Carvalho (chefe), Elsa Novais (Lisboa, 918 520 111) e Fátima Pinto. E-mail: conceicao.carvalho@oprimeirodejaneiro.pt Morada: Rua de Santa Catarina, 489 2º - 4000-452 Porto. Contactos: redação - Tel. 22 096 78 47 - Tm: 912 820 510 E-mail: geral.cloverpress@oprimeirodejaneiro.pt - Publicidade - Telefone: 22 096 78 46, Fax: 22 096 78 45 Propriedade: Globinóplia, Unipessoal Lda. Edição: Cloverpress, Lda. NIF: 509 229 921 Depósito legal nº 1388/82 Impressão: Coraze, Telefs.910252676 / 910253116 / 914602969, Oliveira de Azeméis. Distribuição: Vasp. Tiragem: 20 000

Nobel da Literatura para a canadiana Alice Munro

Prémio “justamente atribuído” Alice Munro é a vencedora do prémio Nobel da Literatura 2013, ontem anunciado em Estocolmo, no aniversário da morte do industrial e filantropo sueco Alfred Nobel, que o instituiu. “Estou muito contente, a Real Academia Sueca premiou um grande escritor”, refere o tradutor José Miguel Silva. O galardão, no valor de oito milhões de coroas suecas (925 mil euros) foi anunciado pelo secretário da Academia de Ciências Sueca no histórico edifício da Bolsa, na baixa de Estocolmo. Nos últimos 10 anos, o Nobel da Literatura distinguiu nomes como o chinês Mo Yan (2012), o sueco Tomas Tranströmer (2011), o peruano Mario Vargas Llosa (2010), a alemã de origem romena Herta Müller (2009), o francês Jean-Marie Gustave Le Clézio (2008), a britânica Doris Lessing (2007), o turco Orhan Pamuk (2006), o britânico Harold Pinter (2005), a austríaca Elfriede Jelinek (2004) e o sul-africano J.M. Coetzee (2003). A língua portuguesa foi laureada uma única vez, em 1998, com a atribuição do prémio ao escritor José Saramago, justificada pela Academia sueca com o facto de ele, “com parábolas sustentadas em imaginação, compaixão e ironia, permitir mais uma vez apreender uma realidade evasiva”. “JUSTAMENTE ATRIBUÍDO”

José Miguel Silva, tradutor de obras de Alice Munro, afirmou que o Nobel

da Literatura foi “justamente atribuído” e salientou a “densidade das personagens” criadas pela autora, que utiliza uma “grande economia de meios” literários. “Estou muito contente, a Real Academia Sueca premiou um grande escritor”, começou por justificar o tradutor. “A técnica de escrita” da autora “consegue criar personagens muito realistas e fortes, memoráveis, com uma técnica narrativa extraordinária”, salientou. “Para mim é quase miraculoso como ela consegue, em tão poucas páginas, ou até num pormenor descritivo, fazer um retrato robot da personagem. Tem uma economia de meios, que é prodigiosa”, disse. “Onde outro escritor precisaria de cinco ou dez parágrafos para nos dar a imagem de uma personagem, ela consegue isso em duas frases; com muito pouco, marca logo a personagem, salienta-a na narrativa - ou pela forma como se expressa ou através de uma peça de roupa”, acrescentou, como exemplo. O tradutor considera que é “espantoso como, aparentemente, com tão poucos meios e com tanta subtileza, se consegue tirar tanto de uma história”. Alice Munro “não é uma escritora de grandes personagens e de grandes frases”, disse o tradutor. “Não usa um léxico demasiado rico, mas as suas personagens têm uma grande densidade”. José Miguel Silva salientou, entre os títulos existentes no mercado por-

tuguês, “A vista de Castle Rock”, que “é uma ficção sobre os seus antepassados, mas com uma base em factos reais”, e ainda “O amor de uma boa mulher” e “O progresso do amor”. José Miguel Silva, 44 anos, além de tradutor é poeta, autor dos livros “O Sino de Areia” (1999), “Ulisses Já Não Mora aqui” (2002), “Vista Para um Pátio seguido de Desordem” (2003), “24 de Março” (2004) e “Movimentos no Escuro” (2005). O autor colabora em várias revistas e é o responsável pelo blog “Ad Loca Infecta”. A Real Academia Sueca, ao anunciar ontem a distinção da escritora canadiana, referiu-se a Alice Munro, de 82 anos, como uma “mestre do conto contemporâneo”. Alice Munro, nasceu em Winghamem, na província de Ontario, no Canadá. Em 2009 recebeu o Man Booker Prize britânico e tinha sido já amplamente distinguida no seu país de origem, nomeadamente com o Prémio PEN de Excelência, em 1997, e Governor General’s Award, que lhe foi atribuído por diversas vezes entre as décadas de 1960 e de 1980. Em 2006 e 2008, recebeu o Prémio O. Henry do conto, uma das mais importantes distinções norte-americanas para a “ficção breve”. Em Portugal, pela Relógio d’Água, estão editados os livros “Fugas”, “O amor de uma boa mulher”, “A vista de Castle Rock”, “Demasiada felicidade”, “O progresso do amor” e “Amada vida”.

CGTP reúne-se hoje com as Câmaras de Lisboa e Almada

Marcha em cima… da Ponte! A CGTP reúne-se hoje com os presidentes das câmaras municipais de Lisboa e de Almada para discutirem questões relacionadas com a realização da marcha de protesto na ponte 25 de Abril, no dia 19. Fonte sindical informou que os encontros foram agendados para o final da manhã, com o presidente do município de Lisboa, e para o início da tarde, com a presidente de Almada. A CGTP pediu quarta-feira reuniões aos autarcas de Lisboa e de Almada para tentar resolver as questões que têm sido levantadas em torno da realização de uma manifestação com travessia da ponte 25 de Abril. O Sistema de Segurança Interna (SSI) elaborou um parecer técnico desfavorável à realização de uma marcha de protesto da CGTP, cujo itinerário inclui a ponte 25 de Abril, invocando diversos riscos de segurança. A PSP também considerou que existem “alguns níveis de risco identificados para esta manifestação”.

A Câmara de Almada referiu que a manifestação da CGTP ultrapassa “o âmbito físico e jurídico do município” e considerou “não existir violação de lei, da moral, dos direitos das pessoas, da ordem e tranquilidade públicas” no aviso prévio da marcha da CGTP. A autarquia informou que está a “diligenciar pela implementação dos necessários e adequados desvios de trânsito dentro do território de Almada, exclusivamente nas vias sob a sua jurisdição nos termos da lei” dado que “não existe qualquer outra competência municipal que possa ser exercida nesta matéria”. A Câmara de Lisboa também se declarou incompetente para condicionar manifestações na cidade e tomou as diligências necessárias para a manifestação da CGTP passe pela Avenida de Ceuta, único território sob a jurisdição da autarquia previsto no percurso. A CGTP reuniu-se com o ministro da Administração Interna na segunda-

feira, para discutir questões relacionadas com a jornada de luta de dia 19 e tomou conhecimento do parecer do Sistema de Segurança Interno (SSI), embora não tenha recebido o texto. Tendo em conta o parecer negativo, por alegadas questões de seguranças, a central sindical propôs ao ministro Miguel Macedo uma nova reunião, com ele, com as autarquias e com as forças de segurança. Dado que o encontro ainda não foi marcado a Intersindical optou por pedir reuniões as duas câmaras para ultrapassar quaisquer dúvidas que permaneçam relacionadas com a segurança durante a manifestação, disse a mesma fonte sindical. A Inter marcou para dia 19 uma jornada nacional de luta contra a política de austeridade e o empobrecimento, que inclui manifestações em Lisboa e no Porto, com travessia das pontes 25 de Abril e do Infante, respetivamente.


11 10 2013