Issuu on Google+

EVITAR ERROS DO LUXEMBURGO Custódio diz que Portugal vai vencer Azerbaijão com exibição convincente

Há 143 anos, sempre consigo. 1868 2012

Continente - 0,60 € (IVA INCLUIDO) – Ilhas - S. Miguel e Madeira - 0,75 € (IVA INCLUIDO) – Porto Santo 0,80 € (IVA INCLUIDO)

Director: Angela Amorim | Distribuição Gratuita | www.edvsemanario.pt |

|

DIÁRIO NACIONAL

Diretor: Rui Alas Pereira | ISSN 0873-170 X |

Ano CXLIV | N.º 177

Segunda-feira, 10 de setembro de 2012

SEGURO TORNA CLARO QUAL SERÁ VOTO DO PS NO PRÓXIMO OE2013

CONTRA  Discursando em Penafiel, na Universidade de Verão

do PS/Porto, Seguro deixou claro qual será a intenção do seu partido na próxima votação do Orçamento de Estado. O líder socialista acusa Passos de dizer uma coisa e fazer outra: “Assim não. O Governo não muda, esticou a corda e o PS prefere com toda a clareza e normalidade um caminho alternativo. Quero aqui afiançar aos portugueses que não somos nem seremos cúmplices das opções políticas erradas do atual primeiro-ministro”.

AVANTE

JUÍZES

“BASTA”

AUMENTO

Jerónimo Sousa

Novas medidas

D. Januário

Bagão Félix

deixa o aviso:

são uma “afronta

fala em “vilania”

diz que “subida

“É preciso pôr um

do Governo

e “ataque

da contribuição

ponto final nesta

ao Tribunal

atroz aos

é um verdadeiro

política de ruína”

Constitucional”

trabalhadores”

imposto”

PASSOS GARANTE: CORTE SERÁ PERMANENTE


2 | O Primeiro de Janeiro

local Porto

Segunda-feira, 10 de Setembro de 2012

Aos comerciantes do Mercado do Bolhão

Executivo propõe redução de taxas mensais DR

Câmara do Porto pretende uma redução de até 40 por cento do valor das taxas mensais aos comerciantes do Mercado do Bolhão. A Câmara do Porto vai propor, na reunião do executivo de amanhã, a redução das taxas mensais individuais dos comerciantes do Mercado do Bolhão em 2013, sendo esta descida de até 40 por cento do valor atual. Este é um dos pontos em agenda da próxima reunião de Câmara do Porto, propondo o executivo liderado por Rui Rio “uma redução de até 40 por cento do valor das taxas mensais individuais devidas pelo direito de ocupação até a um mínimo de dez euros, quando superior a este valor”. Segundo a proposta, esta redução estará em vigor durante o ano de 2013, sendo necessária uma nova deliberação da Câmara do Porto para que esta seja renovada. Segundo o texto da proposta, o “município do Porto tem encetado as diligências e o esforço necessários à reabilitação do Mercado, sendo que por força da crise económica e do elevado valor do investimento necessário tal ainda não foi possível”. “O entusiasmo e a própria subsistência dos comerciantes do Bolhão encontram-se hoje seriamente ameaçadas pelas debilidades que o edifício em causa apresenta, não estando reunidas as condições ideais que necessitam para o normal desempenho da sua atividade”, defende a câmara, que considera que um dos meios para dinamizar o comércio local tradicional “passa pela redução da respetiva contrapartida devida pelos seus comerciantes”. O executivo vota ainda uma proposta de alargamento do prazo de concessão da exploração do Silo-Auto, após em janeiro a hasta pública ter ficado deserta e não haver interessados na aquisição do imóvel. A proposta do vereador do Urbanismo e Mobilidade, Gonçalo Gonçalves, da maioria PSD/CDSPP liderada por Rui Rio, defende “a prorrogação do prazo do contrato

Mercado do Bolhão. A redução das taxas estará em vigor durante o ano de 2013

Manobras no Porto

Novo arraial inspirado em rituais do Norte

Um novo arraial baseado nos rituais do norte de Portugal e uma exposição fotográfica inédita sobre as «Marias» do Porto são alguns dos 48 projetos que o programa «Manobras» apresenta de 28 de setembro a 07 de outubro. O novo arraial é um “espetáculo de teatro e dança com a comunidade que se baseia nas festas, romarias, crenças e

rituais populares do norte de Portugal” e vai ser apresentado no Mosteiro de São Bento da Vitória, nos dias 27 a 30 de setembro, pelas 21h30, disse fonte da assessoria de imprensa do programa Manobras no Porto. O «Manobras no Porto» é um projeto bienal de intervenção sobre o património imaterial do centro histórico do Porto, comparticipado em 80 por cento pelo Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional (FEDER) e 20 por cento pela Câmara do Porto, através da PortoLazer.

de concessão de exploração do Parque de Estacionamento das Carvalheiras (Silo-Auto) pelo período de seis meses renovável por mais três”. A 31 de janeiro, o Silo-Auto foi colocado em hasta pública por 10,102 milhões de euros, tendo esta ficado deserta. “Face à inexistência de interessados na aquisição do imóvel, começaram a ser equacionadas novas formas de exploração deste equipamento que permitam rentabilizar o espaço, possibilitando ao município arrecadar receita e dinamizar a sua utilização, cumprindo os seus objetivos de prossecução do interesse público”, acrescenta a proposta. Segundo o documento, “é necessário assegurar a prorrogação do prazo do contrato de concessão em vigor, pelo período de tempo estritamente necessário à implementação da melhor solução”. “A decisão de prorrogação permitirá ao município continuar a arrecadar receita e a não ter que realizar despesa com a gestão e manutenção do equipamento prosseguindo desta forma princípios de boa gestão do erário publico”, acrescenta. A Câmara do Porto vota ainda a atribuição de um subsídio de 60 mil euros ao Centro Cultural e Desportivo dos Trabalhadores da autarquia, para comparticipação de atividades culturais e desportivas. O apoio financeiro ao Centro Cultural e Desportivo dos Trabalhadores da Câmara do Porto (CCDTCMP) é justificado pelo “artigo 64.° da Lei nº 169/99, de 18 de setembro”, de acordo com o qual “compete ao município deliberar sobre a concessão de apoio financeiro a instituições legalmente constituídas pelos funcionários dos municípios, tendo por objeto o desenvolvimento de atividades culturais, recreativas e desportivas”. A proposta recorda que uma auditoria do Tribunal de Contas considerou que as transferências para o CCDTCMP “eram violadoras do artigo 156.° da Lei do Orçamento do Estado para 2007 (Lei n.º 53-A/2006, de 29/12), mas que a situação seria alterada com o decreto-lei n.°13/2011, de 25 de janeiro”.

Estudantes de Medicina de «Bata Branca»

Cerimónia inédita A passagem dos estudantes de Medicina da Universidade do Porto (FMUP) do ciclo básico para o ciclo clínico assinala-se hoje com a cerimónia «Bata Branca», informou aquela instituição universitária. “Esta cerimónia assinala um ponto de viragem importante no percurso académico dos estudantes” e tem como principal objetivo “consciencializar os estudantes dos valores e princípios que orientam a relação de um médico com a sociedade e seus pacientes”, lê-se numa nota informativa do Centro de Educação Médica da FMUP, entidade responsável pela iniciativa. A cerimónia, que vai decorrer a partir das 17h15, de dia 10 deste mês, na Aula Magna da FMUP, serve para assinalar a “transição para o 4.º ano de Medicina, dando início ao ciclo clínico, ao contacto regular com os pacientes e altura em que os futuros médicos vão receber a sua primeira bata pela mão dos seus professores”. A cerimónia da “Bata Branca, na qual será lido um trecho do “Juramento de Hipócrates”, é tradição em países como os Estados Unidos, mas na Faculdade de Medicina da Universidade do Porto é a primeira vez que se realiza.


regiões

Segunda-feira, 10 de Setembro de 2012

O Primeiro de Janeiro | 3

Sobrevivente do acidente num poço em Chaves continua sem respostas

“Está aqui um mistério” Na zona de Ourique

Choque em cadeia faz cinco feridos ligeiros

Cinco pessoas sofreram, ontem, ferimentos ligeiros na sequência de um choque em cadeia que envolveu cinco viaturas ligeiras no IC1, na zona de Ourique. Fonte do CDOS de Beja indicou que o acidente ocorreu às 15h39 no IC1, junto à localidade de Panóias, no concelho de Ourique (Beja). Os cinco feridos receberam tratamento no local, uma vez que apresentavam apenas “escoriações”, acrescentou a mesma fonte. Prestaram socorro às vítimas seis bombeiros das corporações de Ourique e Castro Verde, apoiados por três veículos.

Nas ilhas dos Açores

Sete mortes nos primeiros sete meses do ano

Sete pessoas morreram e 50 ficaram gravemente feridas nos 1621 acidentes de viação registados nos Açores nos primeiros sete meses deste ano, revelou a Polícia de Segurança Pública. No mesmo período de 2011, os cerca de 1735 acidentes ocorridos nas estradas das ilhas tinham causado 13 mortes e 55 feridos graves, segundo dados da PSP citados pelo Serviço Regional de Estatística. Entre janeiro e julho, o total de feridos ligeiros em consequência de acidentes de viação registou também uma descida, de 372 para 299.

DR

Um dos dois feridos graves encontra-se com prognóstico reservado, enquanto o jovem de 23 anos está a apresentar melhorias. Um dia depois da morte de cinco pessoas por inalação de gás num poço em Vilela Seca, Chaves, um dos sobreviventes contou não perceber como ocorreu o incidente, já que não viu qualquer bomba de extração de água. “Está aqui um mistério. Eu desci ao poço, estive lá cerca de 40 minutos a reanimar os homens e não vi nenhuma bomba de extração de água, por isso não entendo de onde vem o gás”, explicou Manuel Pires Martins, de 64 anos e residente na localidade onde se deu a tragédia. A emissão de gás emitido por uma destas bombas é o motivo avançado pelas autoridades para o acidente, que, além de cinco mortos, fez três feridos, dois deles com gravidade. Manuel Pires Martins contou ter sido o primeiro a entrar na mina de água. A seguir, entrou o cunhado, um dos dois feridos em estado grave, e um vizinho que acabou por morrer. De acordo com moradores, o acidente ocorreu quando três pessoas estavam a desentupir a mina de água, particular, porque não

Acidente. Um dos feridos graves encontra-se com prognóstico reservado havia água para regar uma horta, e alguns residentes tentaram socorrê-las. Manuel Pires Martins relatou que ouviu gritos de socorro e que, mal se apercebeu do sucedido, entrou no poço e viu um homem a boiar, já sem vida, outro pendurado num dos degraus e um rapaz a reanimar o pai. “Agarrei no rapaz que estava entalado nas escadas e fiz-lhe respiração boca a boca, mas não consegui reanimá-lo”, disse. Depois, “levantei a cabeça, senti-me atordoado e sem visão e então decidi voltar para cima,

mas já sem forças”, acrescentou. O sobrevivente esteve duas horas a receber oxigénio, tendo ainda sido transportado para o Hospital de Chaves. “Hoje voltaria a fazer tudo da mesma forma”, afirmou. O poço, com aproximadamente seis metros de profundidade e 12 degraus, estava ontem à tarde à vista dos muitos curiosos que foram ao local, já que a porta da quinta estava aberta e a tampa em cimento destapada. Um dos primeiros bombeiros a prestar ajuda, de 23 anos, teve de

ser retirado do poço por se sentir mal, tendo sido levado para o hospital local, mas já teve alta. Os cinco mortos, dois de 17 anos, um de 30, um de 45 e um de 60 anos, naturais de Chaves e de Boticas, foram levados para a morgue do hospital de Chaves para serem submetidos à autópsia. Um dos dois feridos graves, de 65 anos, encontra-se com prognóstico reservado, enquanto a situação do outro homem, de 23 anos, está a apresentar melhorias, disse fonte oficial do Hospital Pedro Hispano, em Matosinhos.

Grupo fazia fraudes na Grande Lisboa

Rede criminosa de 40 elementos em tribunal DR

O Ministério Público acusou 40 arguidos dos crimes de associação criminosa, burla e furto qualificados, branqueamento de capitais, falsificação de documentos e violação de correspondência, entre outros, num processo com 149 testemunhas. De acordo com o despacho de acusação do Departamento Central de Investigação e Ação Penal, 15 dos arguidos - com antecedentes criminais - uniram-se e delinearam um plano de atuação criminoso, aproveitando os conhecimentos de cada um, em áreas como a falsificação de documentos, o funcionamento do sistema bancário

Justiça. Início do julgamento está agendado para as 09h30 de amanhã

ou o furto de correspondência. Fonte ligada ao processo disse que o grupo atuava na Grande Lisboa. Segundo o MP, o «modus operandi» do gangue consistia em furtar cheques que pertenciam a bancos, instituições de crédito, Segurança Social, empresas e particulares dos marcos dos correios dos CTT, previamente escolhidos pelos dois alegados cabecilhas. Seguia-se a seleção dos cheques a adulterar e a sua entrega aos falsificadores. O esquema, que terá funcionado entre 2009 e 2010, prosseguia com o depósito dos cheques com

os valores adulterados em contas bancárias abertas com documentação falsa, angariadas por 15 dos arguidos junto de familiares e amigos ou em contas criadas para o efeito pela organização. Destes 15 arguidos, dez encontram-se em prisão preventiva ao abrigo deste processo e três estão a cumprir pena por condenação noutro julgamento. Todos os restantes arguidos, incluindo um Técnico Oficial de Contas, encontram-se em liberdade, sujeitos a outras medidas de coação. O início do julgamento está agendado para as 09h30 de amanhã, em Sintra.


4 | O Primeiro de Janeiro

país em revista

Segunda-feira, 10 de Setembro de 2012

Aumento dos descontos à Segurança Social destaca-se no pacote

Passos Coelho apresenta mais austeridade DR

No discurso, Passos Coelho pediu aos portugueses que “não acreditem nas pequenas soluções, nas soluções indolores”. O primeiro-ministro assegurou, sexta feira, que o Governo rejeitou incluir um “aumento generalizado de impostos” no Orçamento do Estado para 2013 porque considerar que isso comprometeria as perspetivas de recuperação económica do País. “Na ponderação das diferentes possibilidades de resposta afirmativa e eficaz a todos estes desafios quisemos ser ambiciosos. Ao mesmo tempo, rejeitámos outras alternativas que, de uma forma ou de outra, se resumiam ao aumento generalizado de impostos”, afirmou Pedro Passos Coelho, numa declaração, na residência oficial de São Bento, em Lisboa, acrescentando: “com estes contornos, o Orçamento de Estado para 2013 será um orçamento ainda de resposta à emergência financeira e à situação excecional que ela criou. Pedirá sacrifícios, mas será ousado e ambicioso.” O primeiro-ministro referiu-se ao desemprego como “a grande ameaça” à recuperação de Portugal e “a principal fonte de angústia das famílias portuguesas”, reforçando: “Para nós, o desemprego atingiu uma dimensão que não podemos tolerar. Ninguém pode julgar que o nosso maior problema se resolve sem escolhas difíceis e ambiciosas. É meu dever como primeiro-ministro adotar a solução que realmente o pode resolver”. Em seguida, Passos Coelho pediu aos portugueses que “não acreditem nas pequenas soluções, nas soluções indolores” para os problemas “mais graves” do país, nem se convençam de já foi feito “tudo o que era necessário para vencer a crise”. Mais austeridade

Os pensionistas, reformados e funcionários públicos vão continuar sem subsídios de férias e de natal, embora em formas diferentes, durante o período de vigência de programa e o Governo irá também tentar reti-

rar o equivalente a um subsídio aos privados. A forma encontrada pelo Governo para conseguir mais receita para os cofres do Estado, e de uma forma a que exista um “contributo equitativo” nas palavras do próprio primeiro-ministro, foi aumentar a contribuição para a Segurança Social de 11 para 18 por cento, tanto no setor privado como no público, o que nas contas do Governo será o equivalente a um subsídio para todos. Assim, pensionistas e reformados continuam com os subsídios suspensos durante o período de vigência do programa de assistência financeira a Portugal. Os funcionários públicos continuam sem subsídios, mas de forma diferente. Um dos subsídios permanece suspenso, e o outro é reposto nos 12 salários dos trabalhadores, apenas para ser retirado de forma diferente, com o aumento da contribuição para a Segurança Social, de 11 para 18 por cento. No caso dos privados, é aplicado «apenas» este aumento, ficando estes, assim, sem um subsídio mas de forma indireta, nas contas do Governo. Oposição indignada

Crise. Pensionistas, reformados e funcionários públicos vão continuar sem subsídios de férias e de natal

Gabinete de Olli Rehn

«Troika» só fala no final da quinta avaliação

A Comissão Europeia escusouse a comentar as novas medidas de austeridade anunciadas pelo Governo, dado que a quinta avaliação do programa de assistência a Portugal ainda não está concluída, e só se pronunciará uma vez terminada a missão da «troika». O gabinete de imprensa do comissário dos Assuntos Económicos, Olli Rehn, indicou que a Comissão

só fará comentários quando chegar ao fim a missão de representantes do executivo comunitário, do BCE e do Fundo Monetário Internacional, o que deverá suceder em breve, uma vez que a ‘troika’ iniciou a 28 de agosto passado a sua missão, que normalmente se prolonga por cerca de duas semanas. A declaração do primeiro-ministro em São Bento surge numa altura em que a quinta avaliação do Programa de Assistência Económica e Financeira se aproxima do fim.

Em reação, o líder parlamentar do CDS-PP destacou o esforço de “equidade” entre o setor público e privado das medidas de austeridade anunciadas pelo primeiro-ministro, afirmando que visam também a criação de emprego. Do lado oposto, na oposição, as críticas foram severas. Através de Carlos Zorrinho, o PS afirmou que se opõe ao conjunto das medidas de austeridade anunciadas pelo primeiro-ministro, considerando que os novos aumentos de impostos ultrapassam “todos os limites admissíveis” e que é altura de dizer “basta”. O secretário-geral do PCP considerou que a declaração do primeiroministro “foi pior” que o esperado, traduzindo-se “num mês de salário roubado a todos os trabalhadores”, e apelou aos portugueses para que se “ergam” contra o Governo. O Bloco de Esquerda manifestou “indignação” perante as medidas adicionais de austeridade, considerando que vão “condenar” Portugal a mais pobreza e desemprego.

Ajuda às famílias atingidas pelos incêndios

Apoio de 400 euros O secretário de Estado da Solidariedade e da Segurança Social, Marco António Costa, garantiu, sexta feira, que as famílias atingidas pelos incêndios florestais irão receber um subsídio de apoio, de cerca de 400 euros, num prazo de 30 dias. “Podem esperar o pagamento de um subsídio de apoio imediato no valor de 419 euros (valor do IAS – Indexante de Apoio Social)”, explicou o governante, no final de uma reunião com a Associação de Municípios e quando questionado sobre o que poderão esperar as famílias afetadas pelos fogos. Marco António Costa assinalou que “este é um primeiro apoio social”, existindo posteriormente “um conjunto de apoios complementares”, nomeadamente “iniciativas de apoio ao microcrédito” que o ministério está a preparar com a cooperativa António Sérgio para ajudar na recuperação de “microatividades económicas” que possam ter sido atingidas pelos fogos. Quanto às habitações atingidas, contou que está a ser preparada uma intervenção “para ajudar, em articulação com os municípios, nesta recuperação” a “habitações permanentes e que não tenham cobertura de seguros”. “Nós estaremos onde for necessário”, frisou, ainda, o governante.


nacional

Segunda-feira, 10 de Setembro de 2012

O Primeiro de Janeiro | 5

PS não será “cúmplice do caminho de austeridade”

Seguro deve chumbar orçamento de 2013 Januário Torgal Ferreira diz “basta”

“Ataque atroz” O bispo das Forças Armadas classificou ontem de “ataque atroz aos trabalhadores” as medidas de austeridade anunciadas pelo primeiro-ministro e disse ser altura de dizer “basta”. D. Januário Torgal Ferreira referiu que o que o “escandaliza” é a “falta de justiça social”, observando que com estas medidas se “assiste a um ataque atroz aos trabalhadores em nome da equidade”. O bispo das Forças Armadas mostrou-se ainda escandalizado com a desproteção da população mais vulnerável, incluindo os jovens, numa altura em que grassa o “desânimo e o protesto”. D. Januário Torgal Ferreira criticou também o “solilóquio” de Passos Coelho no Facebook, a tentar justificar como cidadão as medidas anunciadas, desafiando o primeiro-ministro a debater ideia em “diálogo aberto” e não desta forma. Nas palavras do bispo das Forças Armadas, “não é com austeridade que se salva o país” e “se o primeiro-ministro vai em frente, deixa o país fortemente desgraçado”, ou melhor “uma parte do país”. Disse ainda que Passos deve explicar ao país porque razão disse “basta” ao Programa de Estabilidade e Crescimento 4 durante o Governo de José Sócrates, e “agora assina tudo” para que Portugal receba dinheiro.

DR

“O PS não pode pactuar com um caminho de que discorda”, disse António José Seguro após as medidas anunciadas por Passos Coelho. O secretário-geral do PS, António José Seguro, assegurou ontem que o PS “não pode pactuar” nem será “cúmplice do caminho de austeridade” seguido pelo Governo, anunciando que haverá “consequências” na votação do Orçamento de Estado para 2013. “O PS não pode pactuar com um caminho de que discorda. Assim não. O Governo não muda, esticou a corda e o PS prefere um caminho alternativo. Não somos nem seremos cúmplices das políticas erradas do atual primeiro-ministro”, afirmou o líder socialista, na Universidade de Verão do PS, em Penafiel. Numa primeira reação às medidas anunciadas na sexta-feira pelo primeiro-ministro, António José Seguro lembrou que o Governo tem insistido “na política que se tem revelado um fracasso” e que assim o “país não vai lá”. “É tempo de separar as águas de um modo mais claro. Avisei várias vezes que a austeridade do ‘custe o que custar’ está a aumentar a pobreza”, referiu. No seu entender, “quando o primeiro-ministro opta pelas medidas [que anunciou na sexta-feira], não pode ignorar o que o PS tem dito e as consequências que terá na votação do Orçamento de Estado para 2013”. Segundo o secretário-geral socialista, “o caminho do Governo não é o caminho do PS e da maioria dos portugueses”. No final da declaração política que fez na Universidade de Verão, o líder do PS não esclareceu os jornalistas sobre se o partido irá votar contra o orçamento. “Não tenho nada a acrescentar, as minhas palavras foram muito claras”, disse à comunicação social. No seu discurso perante dezenas de militantes do PS da zona do Porto, que encerrou a Universidade de Verão realizada por aquela fede-

António José Seguro. “Não somos nem seremos cúmplices das políticas erradas do atual primeiro-ministro”

Bagão Félix

“Machadada final no regime previdencial”

O antigo governante Bagão Félix considera que, com a decisão do Executivo de promover o aumento da contribuição dos trabalhadores para a Segurança Social, quando há uma redução dos benefícios existentes, foi dada “a machadada final” no regime previdencial. “Acho que se deu a machadada final no regime previ-

dencial. Não estou a dizer na Segurança Social, estou a dizer no regime previdencial, que é aquele em que há uma relação direta entre o esforço que os trabalhadores fazem e os benefícios que têm”, afirmou. Por sua vez, a Associação Sindical dos Juízes Portugueses (ASJP) disse que as novas medidas de austeridade anunciadas pelo Governo são “uma afronta ao Tribunal Constitucional”, considerando que penalizam “mais uma vez” os rendimentos do trabalho.

ração distrital, António José Seguro destacou que as medidas de austeridade anunciadas na sexta-feira por Pedro Passos Coelho “ultrapassam todos os limites” e visam “tapar os buracos da política do primeiroministro”. “O Governo ataca os trabalhadores, provocando o agravamento das injustiças e desigualdades sociais”, disse, frisando que o aumento anunciado da Taxa Social Única (TSU) “penaliza mais os portugueses que menos recebem”. Muito aplaudido pelos militantes, Seguro criticou a “teimosia” do primeiro-ministro em seguir uma receita com resultados conhecidos: “mais desemprego, menos economia, mais dívida pública, mais falências e nem sequer o objetivo do défice foi alcançado”. Por isso, insistiu, o PS opõe-se às novas medidas e salientou haver outro caminho, com mais tempo para consolidar as contas públicas. Na noite de sábado, o primeiroministro publicou uma mensagem no seu mural da rede social Facebook reiterando que as medidas de austeridade que anunciou “representam um passo necessário e incontornável no caminho de uma solução real e duradoura”. Na mensagem, Pedro Passos Coelho dirige-se aos portugueses chamando-lhes “amigos” e afirma que esse foi “um dos discursos mais ingratos que um primeiro-ministro pode fazer”: ter de “informar os portugueses, que têm enfrentado com tanta coragem e responsabilidade este período tão difícil da nossa história, de que os sacrifícios ainda não terminaram”. “Não era o que gostaria de poder vos dizer, e sei que não era o que gostariam de ouvir”, acrescenta. “Queria escrever-vos hoje, nesta página pessoal, não como primeiroministro mas como cidadão e como pai, para vos dizer apenas isto: esta história não acaba assim. Não baixaremos os braços até o trabalho estar feito, e nunca esqueceremos que os nossos filhos nos estão a ver, e que é por eles e para eles que continuaremos, hoje, amanhã e enquanto for necessário, a sacrificar tanto para recuperar um Portugal onde eles não precisarão de o fazer”, assegura.


economia

6 | O Primeiro de Janeiro

Segunda-feira, 10 de Setembro de 2012

Para integrar programa de compra de fundos soberanos do BCE

FMI revela disponibilidade DR

“Gostaríamos de atuar na qualidade de consultor e fazer parte da elaboração do programa de compra de fundos”, disse o FMI. A diretora do Fundo Monetário Internacional garantiu, ontem, que o organismo tem interesse em participar como supervisor e consultor do programa de compra de fundos soberanos do Banco Central Europeu (BCE), destinado a comprar dívida dos países que atravessam dificuldades para se financiarem junto dos mercados. “O BCE já comunicou que saúda a nossa ajuda e nós oferecemos auxílio com satisfação. Gostaríamos, sem dúvida, de atuar na qualidade de consultor e fazer parte da elaboração do programa de compra de fundos”, indicou a diretora do FMI. Por outro lado, Roger Myerson, vencedor do Nobel da Economia de 2007, defendeu, ontem, que os bancos centrais deviam ter por meta o crescimento nominal das economias e não a inflação. “Creio que toda a gente no mundo da economia compreende hoje em dia que a política monetária tem de seguir uma regra previsível. A regra dominante hoje em dia é ter por objetivo uma inflação à volta de 2

Para duplicar faturação

Real Companhia Velha aposta na exportação

Ajuda. FMI quer participar no novo programa delineado pelo BCE

por cento, manter a estabilidade de preços”, afirmou Myerson, à margem de uma conferência sobre desenvolvimento económico em África na Universidade Nova de Lisboa. Em vez da estabilidade de preços, Myerson defende que os bancos centrais - incluindo o BCE - devem guiar-se por um objetivo diferente. “O que eu proponho é que os bancos centrais tenham uma meta de cinco por cento para o crescimento nominal”, disse o economista norte-americano, professor na Universidade de Chicago, reforçando: “uma meta

para o crescimento nominal daria ao banco central a capacidade de ‘imprimir dinheiro’ suficiente para sustentar a dívida dos países em dificuldades.” Para Myerson, o atual “empenho político alemão na estabilidade dos preços” está pura e simplesmente “errado”. “Se a Alemanha e Portugal pertencem à mesma zona monetária, e se um está em depressão e o outro não, talvez seja preciso ter alguma inflação para ajudar o país que tem muito desemprego”, defendeu. O economista americano louva

a decisão recente do BCE de retomar as compras de dívida pública de países da zona euro. “É um passo na decisão certa”, afirma Myerson. “Mas claro, o que acontece ao dinheiro [que o BCE vai injetar] é uma questão política importante.” Myerson defendeu, ainda, que a ajuda internacional aos países em vias de desenvolvimento não deve ir apenas para os governos centrais mas também para autoridades locais “Alguns autarcas vão roubálos, mas outros vão usá-los para benefício do povo”, rematou.

Para enfrentar crise

Primeira sessão plenária de Estrasburgo

Crise é tema central do «Estado da União» DR

A primeira sessão plenária do Parlamento Europeu depois das férias de verão, que decorre entre hoje e quinta-feira em Estrasburgo, França, será dominada pelo discurso anual do presidente da Comissão Europeia sobre o «Estado da União». O discurso de José Manuel Durão Barroso, que terá lugar na quarta-feira de manhã, sendo seguido de um debate no hemiciclo, deverá centrar-se no combate à crise do euro, numa agenda de crescimento e emprego, no reforço da integração europeia e na necessidade de um orçamento plurianual ambicioso para

Crise. Durão Barroso vai discursar na quarta-feira de manhã

O presidente da Real Companhia Velha, Pedro Silva Reis, assumiu, ontem, que a exposição da empresa a Portugal deverá ser reduzida para 40 por cento em breve e criticou o aumento do IVA na restauração. Próxima de celebrar os 256 anos, a mais antiga produtora de Vinho do Porto do País tem procurado compensar a contração em Portugal com a expansão para mercados como Angola, Brasil, EUA e Canadá. O objetivo da empresa é duplicar a faturação até ao final da década, objetivo longínquo neste momento.

2014-2020, que começou agora a ser negociado. Este será o terceiro discurso do «Estado da União» de Durão Barroso, que, no início do seu segundo mandato, em 2009, acordou com o Parlamento Europeu instituir este modelo, semelhante ao norte-americano, para dar a sua perspetiva de onde a Europa se encontra e traçar as grandes linhas prioritárias do seu executivo comunitário para o futuro. Também na quarta-feira terá lugar o outro grande destaque da sessão, com a apresentação, pelo comissário europeu do Mercado Interno e Serviços, Michel

Barnier, das propostas formais da Comissão para a conceção de um mecanismo único de supervisão bancária para a zona euro. Na semana passada, o comissário europeu dos Assuntos Económicos, Olli Rehn, explicou que o mecanismo único de supervisão, acordado pelos líderes europeus na cimeira de julho passado, vai aplicar-se a todos os países da zona euro, mas será aberto à participação de outros Estadosmembros. Bruxelas espera que a proposta seja aprovada até ao final do ano, para que o novo sistema entre em vigor já em 2013.

Putin deseja sorte aos “colegas europeus”

O presidente russo, Vladimir Putin, assegurou, ontem, que os países da região Ásia Pacífico, que representam metade do Produto Interno Bruto (PIB) do planeta, estão moderadamente otimistas em relação à situação da economia mundial. “Sinceramente desejamos êxitos aos nossos colegas europeus na hora de superar as dificuldades que enfrentam atualmente”, disse, durante a conferência de imprensa de encerramento da cimeira do Fórum de Cooperação Económica Ásia- Pacífico (APEC), que decorreu na cidade de Vladivostok, Rússia.


sociedade

Segunda-feira, 10 de Setembro de 2012

O Primeiro de Janeiro | 7

Alterações vão marcar o início do ano letivo de quase dois milhões de alunos

Polémica no regresso às aulas Pede fim da violência

Papa visita Líbano sob “o signo da paz”

O Papa Bento XVI assegurou, ontem, a visita que vai realizar este mês ao Líbano, entre os dias dias 14 e 16, vai decorrer sob “o signo da paz”, tendo apelado às autoridades e à comunidade internacional para assumir compromissos na busca “prioritária” no sentido do diálogo e da reconciliação no Médio Oriente. “Apesar de parecer difícil encontrar soluções, não podemos resignar-nos à violência e à exasperação das tensões”, disse o Papa, na sua mensagem de domingo em Castel Gandolfo, em Itália.

Lei da imigriação

Novo regime jurídico já está em vigor

Entrou, ontem, em vigor o novo regime jurídico de entrada, permanência, saída e afastamento de estrangeiros, que traz medidas como a criminalização da contratação de imigrantes ilegais ou a expulsão dos estrangeiros condenados a penas superiores a um ano. O novo regime jurídico traz cinco alterações fundamentais, entre a criminalização da contratação de imigração ilegal, a criação de um novo tipo de autorização de residência «Cartão Azul UE» e o reforço ao combate aos casamentos e uniões de facto de conveniência.

Exames para o 4.º ano, uma nova estrutura curricular, novos centros escolares e um Novo Estatuto do Aluno são algumas das medidas. Arranca hoje, em milhares de escolar de todos o País um novo ano letivo, que envolve quase dois milhões de alunos, do pré-escolar ao ensino secundário, entrando agora em vigor exames para o 4.º ano, uma nova estrutura curricular, novos centros escolares e um Novo Estatuto do Aluno com penalização para os pais pelo comportamento dos filhos. Por outro lado, foram contratados, através do concurso de 31 de agosto, 7600 professores, menos 5147 do que em 2011/2012. Num total de 51.209 candidatos, foram excluídos 43.609. Perante estes dados, a oposição parlamentar afirma recear um início de ano letivo atribulado e marcado pela instabilidade, enquanto os partidos da maioria garantem que as escolas e famílias têm condições para começar bem. “Devido a um conjunto de medidas introduzidas pelo Governo ao longo do último ano letivo, este início de ano vai ser particularmente atribulado, muito exigente e muito difícil para as escolas e para as famílias”, advertiu a deputada do BE Ana Drago. A deputada bloquista acusou o Governo PSD/CDS-PP

Ano letivo. Oposição receia um início de ano letivo atribulado, Governo garante condições de “falta de diálogo” após “bombardear as escolas” com mudanças a nível curricular e de gestão “sem que as direções tenham tido tempo para preparar a sua aplicação”. Para o PCP, na véspera da abertura do ano letivo “a única certeza” é a de que se iniciará sob uma profunda instabilidade na vida das escolas e da comunidade educativa. Jorge Pires, da Comissão Política do PCP, apontou como fatores de instabilidade os “despedimentos de professores”, a redução na ação social escolar e as mudanças na organização interna das escolas,

considerando que está em curso “a destruição da escola pública”. Do lado da maioria, o deputado do PSD Emídio Guerreiro rejeitou as críticas da oposição, afirmando que eram esperadas e não correspondem à realidade. “As oposições todos os anos, antes do ano letivo iniciar, têm sempre grandes afirmações a dizer que ele nem sequer vai começar, que vai correr muito mal. O que eu acho é que há condições para que este ano letivo se inicie da melhor forma”, afirmou. Emídio Guerreiro defendeu que os problemas que existem “são

pontuais numa ou noutra escola” e, quanto ao impacto da reforma curricular, “na grande maioria os professores estão mobilizados, as direções das escolas estão mobilizadas e os alunos também”. “Não concordo com a ideia que haja falta de diálogo. Nós sabemos que há estruturas sindicais que vivem apenas da crispação e da instabilidade. Felizmente, no seio da Educação existe um conjunto grande de plataformas sindicais e o Governo tem conseguido firmar acordos com a esmagadora maioria deles”, rematou.

Porto com a Universidade mais procurada

Número de entradas na faculdade em queda DR

Cerca de 90 por cento dos candidatos ao ensino superior entraram na Universidade, com 40.415 alunos colocados na primeira fase. Segundo os dados do Ministério da Educação e Ciência, neste ano letivo, o número de candidatos - 45.078 - foi também o mais baixo dos últimos seis anos, ficando por colocar 4.663 alunos. O número de colocados desceu em relação a 2011/2012, quando 90,5% das vagas ficaram preenchidas na primeira fase. Na primeira fase entraram este ano 89,6% do total de candidatos; destes, 54% entraram no curso que escolheram como pri-

Ensino Superior. Universidade do Porto com vagas quase preencidas

meira opção, menos quatro por cento que no ano letivo passado. Dos colocados, 21% entrou para a segunda opção escolhida e 12% para a terceira opção. Das 52.298 vagas disponíveis este ano, ficaram por preencher 12.306, o número mais alto desde 2005. As vagas utilizadas atingiram as 39.992, com 423 adicionais. A Universidade do Porto foi a instituição de ensino superior mais procurada no concurso de acesso ao ensino superior deste ano, com mais de 7400 candidatos para 4160 vagas, 99 por cento das quais ficaram já preenchidas.

Os cursos de Medicina da Universidade do Porto tiveram as notas mínimas mais altas de todo o espetro dos cursos superiores: 18,35 valores, o que já vem sendo tradição nos concursos de acesso à universidade. De sete cursos com nota de entrada superior a 18, só dois não são de Medicina: Bioengenharia e Arquitetura, ambos da Universidade do Porto. Em 28 cursos, não foi preciso ter nota positiva para entrar, entre os 9,96 valores (em 20) do curso pós laboral de Turismo de Coimbra e os 9,5 do curso de Gestão Informática de Lamego.


8 | O Norte Desportivo

desporto em revista

Segunda-feira, 10 de Setembro de 2012

QUALIFICAÇÃO MUNDIAL

SUSTO

ANDEBOL

Argentina vence com Garay e Rojo

Eusébio sai ileso de acidente

FC Porto afastado da «Champions»

Os defesas de Benfica e Sporting foram titulares na vitória da Argentina sobre o Paraguai de Óscar Cardozo (Benfica), por 3-1, em jogo da sétima jornada da qualificação sul-americana. Di Maria, logo aos três minutos, deu vantagem aos argentinos, que viram a formação paraguaia empatar por Jonathan Fabbro. Higuain voltou a colocar os «albicelestes» na dianteira e Messi fixou o resultado.

O antigo jogador de futebol sofreu um aparatoso acidente de viação mas saiu completamente ileso, tendo sido assistido no local. Numa das rampas de acesso ao Centro Comercial Colombo, na Avenida Condes de Carnide, Eusébio, que seguia sozinho, perdeu o controlo do seu veículo e embateu com estrondo no separador central, tendo colidido posteriormente com outra viatura.

O FC Porto voltou a não conseguir apurar-se para a Liga dos Campeões, após derrota frente ao Partizan de Belgrado (27-25). Foi a quarta vez consecutiva que os «dragões» ficaram afastados da fase final da maior competição de clubes de andebol, uma vez mais após uma partida em que fica a sensação de que a qualificação ficou condenada por detalhes ao nível da eficácia.

Apuramento para Mundial2014

BENFICA

Portugal sofre para trazer vitória do Luxemburgo DR

Cristiano Ronaldo e Hélder Postiga foram os autores dos golos que impediram nova entrada em falso numa qualificação. Portugal entrou com o pé direito na qualificação para o Mundial2014, mas teve de dar a volta ao resultado para se impor por magro 1-2 no Luxemburgo. Em estreia no grupo F europeu de apuramento e já depois de saber que a Rússia tinha ganho por 2-0 na receção à Irlanda do Norte, a «equipa das quinas» retribuiu o apoio dos emigrantes com uma exibição descolorida, ampliada por alguma falta de sorte. Depois de há dois anos ter entrado na qualificação para o JOGOS PARALÍMPICOS

José Macedo conquista medalha de bronze O atleta português ficou em terceiro lugar na prova individual de boccia 3 (BC3) nos Jogos Paralímpicos de Londres2012, ao vencer o coreano Han-Soo Kim, por 3-1. Bicampeão em Atlanta1996 e Sidney2000, José Macedo soma a quarta participação paralímpica em Londres2012, onde já tinha conquistado uma medalha de prata na categoria de pares. Esta foi terceira medalha ganha por Portugal, depois da prata em pares BC3 de boccia e do bronze de Lenine Cunha no salto em comprimento F20 (deficiência intelectual).

Euro2012 com um comprometedor empate 4-4 na receção a Chipre, a seleção portuguesa viveu até ao apito final sob a ameaça de nova entrada em falso, acabando salva pelo golo de Hélder Postiga, aos 54 minutos, depois de Cristiano Ronaldo, aos 28’, ter anulado a vantagem que Da Mota deu ao Luxemburgo, aos 13 minutos. Cristiano Ronaldo aumentou para 37 golos o pecúlio na seleção, em 97 jogos, ficando a apenas quatro do registo de Eusébio, segundo melhor «artilheiro» atrás de Pauleta, e só não se aproximou ainda mais do «Pantera Negra» porque o poste da baliza luxemburguesa lhe devolveu dois remates. No outro jogo do Grupo F, Azerbaijão e Israel empataram (1-1), o que faz com que Rússia e Portugal comandem a classificação.

Tristeza ficou em Madrid. Cristiano Ronaldo marcou e festejou o golo com a camisola da seleção portuguesa

“Podíamos e devíamos ter controlado melhor o jogo” DR

Exigência. Selecionador quer equipa mais agressiva

Luís Filipe Vieira espera que o clube ganhe “mais três ou quatro” futebolistas “com igual ou maior influência” que os médios Javi Garcia e Witsel, mas pediu o apoio dos adeptos para os jogadores portugueses. “Não podemos estar sempre a reclamar por jogadores portugueses e depois criticá-los ao primeiro erro, à primeira falha. Eles vão falhar, como todos os outros falham, e a nossa obrigação é redobrar o nosso apoio e o nosso incentivo porque só assim podemos inverter o atual cenário”, disse o líder benfiquista, enaltecendo o trabalho que está a ser feito na formação e na equipa B.

SPORTING

Paulo Bento não gostou muito do que viu

O selecionador português reconheceu méritos à equipa por ter reagido bem ao golo inaugural do Luxemburgo, mas não gostou do facilitismo dos primeiros minutos e do facto de o resultado se ter mantido em aberto até ao apito final. “É verdade que também tivemos uma boa reação a esses momentos menos positivos, mas poderíamos e deveríamos ter controlado melhor o jogo, mesmo na segunda parte. Complicámos o jogo, principalmente nos 15 minutos iniciais, onde estivemos longe daquilo que habituámos as pessoas, nomeada-

Presidente pede apoio aos sócios

mente em termos de qualidade e de agressividade”, lamentou Paulo Bento, no rescaldo do encontro. Ainda assim, o principal objetivo foi conseguido, mas o técnico português não quer ver repetidos os mesmos erros. “Um dos objetivos foi cumprido, que era ganhar, mas não o cumprimos com brilhantismo. Temos um jogo de um cariz muito semelhante na terça-feira (amanhã) e estes 15 minutos vão servirnos de lição para não cometermos os mesmos erros que cometemos aqui”, salientou Paulo Bento.

Prejuízo de 45 milhões em 2011/12 A SAD sportinguista apresentou um prejuízo de 45.947 milhões de euros (ME) no exercício da época passada, o que representa um agravamento de 4,4 por cento, por comparação aos 43.991 ME de 2010/11. A informação prestada à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM) compreende o período entre 1 de julho de 2011 e 30 de junho de 2012, onde se destaca, ainda, o acréscimo dos custos operacionais em 27,5 por cento, “essencialmente motivado pelo aumento da rubrica «Custos com Pessoal», como consequência de uma política de investimento na equipa principal de futebol”.


futebol

Segunda-feira, 10 de Setembro de 2012

O Norte Desportivo | 9

REAL MADRID

TAÇA DA LIGA

LIGA DE HONRA

Ricardo Carvalho afastado

Gil Vicente empata na Figueira

União vence duelo de ilhas

Afinal, o «central» português não vai entrar nas contas de José Mourinho para esta época, apesar de ter sido inscrito na Liga dos Campeões. De acordo com o jornal «As», Ricardo Carvalho não aceitou nenhuma das propostas recebidas até ao fecho do mercado, e decidiu ficar no Real Madrid, mas não é opção, pelo que foi relegado por Mourinho para as equipas dos escalões secundários.

A Naval não foi além de um empate na receção à equipa da I Liga e ficou em desvantagem na eliminatória. André Carvalhas colocou os figueirenses na frente, mas Brito empatou à partida aos 64 minutos. No sábado, o Sporting da Covilhã colocou-se em vantagem na eliminatória com a Académica (2-0), enquanto o Vitória de Setúbal derrotou o Leixões, graças a um golo de Meyong.

O União da Madeira recebeu e venceu o Santa Clara, em jogo em atraso da terceira jornada. A eficácia madeirense fez a diferença num encontro quase sempre dominado pelos açorianos. Hugo Morais, aos 76 e 85 minutos, apontou os golos da equipa da casa, enquanto Acioly fixou o resultado final em cima do minuto 90. No sábado, Desportivo das Aves e Freamunde empataram sem golos.

SPORTING

“Recusamos vender cinco jogadores” Godinho Lopes revelou ontem ter recusado propostas para a saída de “quatro ou cinco jogadores”. O presidente «leonino» salientou que a recusa se deve ao facto de querer dar ao treinador Ricardo Sá Pinto todas as condições para poder competir nas várias frentes. “O Sporting teve ofertas razoáveis para cinco jogadores, não vou dizer os nomes. O Sporting não quis aceitar as ofertas, não porque do ponto de vista económico não precisasse, mas porque entendeu que a equipa tem de ser sustentada numa certa continuidade. Os nossos objetivos são grandes e a saída de jogadores não ajudaria”, explicou.

BERTI VOGTS

“Portugal é das melhores do Mundo” O selecionador do Azerbaijão considera que Portugal é “uma das melhores equipas do Mundo” e revelou pouca esperança num resultado positivo, no encontro de amanhã. Dado o mote, Berti Vogts disse esperar um jogo “muito difícil”, admitindo que “servirá para a equipa ganhar experiência”, pois o grande objetivo do Azerbaijão “é o Europeu2016”. “Portugal não é Ronaldo. É que injusto que se fale disse e a grande prova é que no Europeu só uma seleção revelou capacidade para ganhar à Espanha e Portugal só não o fez por muito pouco. Portugal é favorito a par da Rússia”, frisou o técnico alemão.

Pepe e Nani já estão integrados

Custódio promete uma seleção diferente para melhor DR

Depois do susto frente ao Luxemburgo, os jogadores portugueses estão decididos a evitar novos calafrios no encontro de amanhã. Custódio garante que a seleção portuguesa está preparada para vencer a “boa seleção” do Azerbaijão, no encontro de amanhã, referente à segunda jornada do Grupo F da qualificação europeia para o Mundial2014, que terá lugar no Estádio AXA, em Braga. O médio do Sporting de Braga prevê que Portugal esteja a um bom nível para somar novo triunfo, mas alertou para a necessidade de a equipa lusa ter de estar atenta aos azeris. “Portugal vai estar preparado e vamos fa-

Apoio. Custódio vai jogar no «seu» estádio e acredita que os bracarenses apoiarão a seleção do princípio ao fim

Sub-21 jogam «cartada» decisiva na Polónia

“Depender de nós próprios é uma grande vantagem” DR

A seleção portuguesa de sub21 disputa hoje a última jornada da fase de apuramento para o Euro2013 da categoria com a pressão de ter de ganhar para assegurar um lugar nos «playoff». O selecionador Rui Jorge garante uma equipa preparada e motivada para conquistar os três pontos. “Trata-se do nosso último jogo e, à partida, só um resultado nos interessa. Estamos numa fase da época em que os jogadores já têm algum tempo de jogo acumulado e tenho sentido a equipa tem estado bem nos treinos, portanto estou com esperan-

Decisivo. Portugal preparado para a Polónia

ça e confiante em relação ao jogo. Se fizermos o nosso trabalho, temos a certeza que estaremos na fase seguinte. Dependermos de nós próprios é, obviamente, uma grande vantagem”, assumiu Rui Jorge, durante a conferência de imprensa de antevisão ao encontro, que decorreu antes do habitual treino de adaptação ao palco da partida. A equipa sub-21 de Portugal defronta a congénere polaca pelas 16h30, no Estádio Gdynski, na sua derradeira partida do Grupo 6 de apuramento para o Israel2013.

zer tudo por tudo para vencer e estou certo que isso vai acontecer. Apesar disso, o Azerbaijão é uma boa equipa, que empatou frente a Israel. Temos de estar atentos”, salientou Custódio, após o treino matinal da «equipa das quinas», em Óbidos. Depois do susto no Luxemburgo, o médio acredito que Portugal não vai repetir os mesmos erros, mas nega que os jogadores tenham desvalorizado o adversário devido à diferença de qualidade entre ambas as equipas. “É verdade que não entrámos bem no último jogo, mas conseguimos dar a volta e alcançámos a vitória que era o importante. Encarámos o jogo como se fosse uma meia-final. Sabemos que nas qualificações há pouca margem de manobra, e que a exibição não foi a desejada”, confidenciou o futebolista bracarense. NA COMITIVA

Humberto Coelho apoia mais novos O vice-presidente da Federação Portuguesa de Futebol, que lidera a comitiva dos «A» no apuramento para o Mundial2014, juntou-se aos sub-21, que hoje defrontam a Polónia, em partida decisiva da qualificação para o Europeu de Israel, no próximo ano. De acordo com fonte da Federação Portuguesa de Futebol, Humberto Coelho partiu com o grupo de trabalho mais jovem para a Polónia, onde chegou ao início da noite de ontem. Após o regresso, Humberto Coelho volta ao convívio da seleção principal, em Braga.


Segunda-feira, 10 de Setembro de 2012

modalidades

10 | O Norte Desportivo

Atleta português criticou a preparação e acusa o CPP de abandonar atletas

Mundiais BTT

Mário Costa falha «oitavos»

Jorge Pina atira-se ao Comité Paralímpico DR

O presidente da missão portuguesa em Londres2012 garantiu, no entanto, que não recebeu qualquer queixa de outros atletas. O Comité Paralímpico de Portugal (CPP) vai analisar o comportamento do atleta Jorge Pina, que após a maratona de ontem criticou a preparação dos atletas portugueses e o funcionamento da missão lusa nos Jogos Paralímpicos Londres2012. “Mais importante do que o que Jorge Pina diz são os seus comportamentos na aldeia e em todos os espaços envolventes, que serão analisados em Lisboa e que poderão ter consequências”, afirmou o chefe da missão portuguesa em Londres, Carlos Lopes. No final da prova e ainda antes de saber da desclassificação, Jorge Pina (deficiência visual) afirmou que os atletas se sentiram abandonados nos Jogos Paralímpicos Londres2012. O atleta criticou ainda o atraso no pagamento das bolsas que “atrasou a preparação”, e deixou questões no ar: “Este campeonato é para quem? É para virmos competir ou para virmos passear? Fui acusado de vir cá desestabilizar e não para competir. Sentimonos abandonados, cheguei mais tarde, ninguém esteve cá para me receber”, afirmou Jorge Pina, garantindo que não querer culpar ninguém pela sua prestação. Pina, que foi desclassificado por violação da regra que impede o guia de cortar a meta à frente do atleta, considerou que o CPP tem um papel essencial na preparação dos atletas, para uma “competição que já não a brincar”. De acordo com Carlos Lopes, “Jorge Pina chegou algo tenso a Londres, por aspetos que têm a ver com a sua preparação e que nada têm a ver com a organização da missão e teve o mesmo apoio que todos os outros atletas”. O chefe da missão portuguesa garantiu não ter recebido qualquer manifestação de desa-

O português terminou no 33.º lugar a prova de eliminação de sub-23 do Campeonato do Mundo de BTT, disputada em Saalfelden, na Áustria. Mário Costa cumpriu a manga de qualificação em 2.10,468 segundos, um registo 0,003 segundos pior do que o espanhol José Antonio Hermida, que conseguiu o último lugar de acesso à próxima fase da competição.

Ciclismo

Contador conquista «Vuelta» O «sprinter» alemão John Degenkolb (Argos) ganhou a 21.ª e última etapa da Volta a Espanha, enquanto o espanhol Alberto Contador (SaxoBank) controlou a liderança da geral. Contador chegou integrado no pelotão e manteve os compatriotas Alejandro Valverde e Joaquin «Purito» Rodriguez a 1.16 e a 1.37 minutos de diferença, nas segunda e terceira posições.

Polémica a fechar. No último dia dos Jogos Paralímpicos, o maratonista Jorge Pina criticou comportamento do CPP

Futsal

Sporting goleia na primeira ronda Os «leões» estrearam-se no campeonato com uma goleada aos Piratas do Creixomil (0-9), em Guimarães. Frente ao recém-promovido à I Divisão, a equipa de Alvalade chegou ao intervalo a vencer por 3-0, num jogo em que Deo, com quatro golos, foi a grande figura da partida. Paulinho, com dois golos, Cary, Divanei e João Matos marcaram os restantes golos «leonino».

Com este triunfo, o conjunto que esta época é orientado por Nuno Dias assumiu a liderança do campeonato da I Divisão, beneficiando da diferença de golos em relação às outras equipas que também entraram com o pé direito na competição. Resultados completos da 1.ª jornada: Académica, 1 – Fundão, 2; Freixieiro, 1 – Rio Ave, 4; Cascais, 2 – Leões Porto Salvo, 3; Fabril, 2 – Benfica, 5; Operário, 3 – Braga, 3; Módicus, 8 – Olivais, 6; Piratas, 0 – Sporting, 9.

grado dos atletas, nas reuniões que mantém com os coordenadores de modalidade. Noutro sentido, Carlos Lopes fez um balanço positivo da prestação de Portugal nos Jogos Paralímpicos de Londres2012, admitindo que não esperava um nível elevado de medalhas. No entender do chefe de missão, a prestação dos atletas portugueses, que competiram em cinco modalidades, “dignificou o país e, sobretudo, mostrou que é possível fazer melhor”. Portugal esteve representado em Londres por 30 atletas e conquistou três medalhas: Duas de prata e uma de bronze.

Fórmula 1

Hamilton mantém título em aberto O britânico da McLaren venceu o Grande Prémio da Itália, superando Sergio Pérez (Sauber) e Fernando Alonso (Ferrari), e encurtou distância para o líder do Mundial. Alonso aumentou a sua pontuação e soma, agora, 179 pontos, mais 37 do que Hamilton e mais 38 do que o finlandês Kimi Raikkonen (Lotus-Renault), que terminou a corrida de ontem em quinto.


cultura e espetáculos

Segunda-feira, 10 de Setembro de 2012

O Primeiro de Janeiro | 11

Schostakovitch Ensemble marcam rentrée do CCB

Concerto de Outono Festival de Veneza

«Pieta» vence Leão de Ouro

DR

A nova programação, para 2013, será anunciada em outubro, e irá incluir propostas de criadores portugueses.

O filme sul-coreano «Pieta», do cineasta Kim Ki-duk, venceu o Leão de Ouro da edição deste ano do festival de cinema de Veneza. O galardão de melhor realizador, contudo, foi entregue ao norte-americano Paul Thomas Anderson, pelo filme «The Master». Joaquin Phoenix e Philip Seymour Hoffman, dupla de atores do filme, dividiram a distinção máxima de representação masculina, ao passo que a israelita Hadas Yaron conquistou o prémio de melhor atriz pela participação em «Fill the Void».

O «Concerto de Outono» pelo Schostakovitch Ensemble, reabre, a 16 de setembro, com Vivaldi, Tchaikovsky e Piazzolla, a programação do Centro Cultural de Belém (CCB), até ao final de 2012. O concerto deste conjunto em residência do CCB será interpretado no grande auditório, pelas 17h00, com direção artística de Filipe Pinto-Ribeiro, segundo a programação do centro cultural. Por decisão do Conselho de Administração do CCB, liderado por Vasco Graça Moura, o calendário das temporadas do centro vai passar a estar alinhado com os anos civis. Segundo a mesma fonte, a nova programação, para 2013, será anunciada em outubro, e irá incluir propostas de criadores portugueses, na sequência de um desafio lançado pela nova administração da entidade no início deste ano. Por outro lado, a atual temporada 2011-2012 vai estender-se até dezembro do corrente ano, acrescentou a mesma fonte. Concertos dos Cowboy Junkies e da contralto Sara Mingardo, um

«Soul notes»

«Tempest» com selo da Sony Music

Aurea vai editar disco em novembro A artista portuguesa Aurea editará em novembro o álbum «Soul notes», dois anos depois da estreia discográfica, que a apresentou como cantora do universo da «soul», informou a editora Sony Music. «Soul notes» sairá a 26 de novembro e o alinhamento inclui apenas temas originais, entre os quais «Scratch my back», compostos por Rui Ribeiro e Ricardo Ferreira, que já tinham participado em «Aurea» (2010). Aurea estreou-se há dois anos com um álbum que denunciava influências de cantoras marcadas pela soul e pelo «r&b».

CCB. Festival Música Viva realiza-se este mês

ciclo dedicado ao escritor Camilo Castelo Branco e os Festivais Música Viva e Big Bang integram ainda a programação do CCB, até dezembro de 2012. Ainda em setembro, entre outros espetáculos, decorrerá o Festival Música Viva 2012, em coprodução com a Miso Music, concertos da Orquestra Metropolitana de Lisboa, e o Big Bang Festival de Música e de Aventura para Crianças. Em outubro, de 22 a 27, decorrerá um ciclo dedicado ao escritor Camilo Castelo Branco

(1825-1890), intitulado «As paixões juvenis e o Amor de Perdição», no ano em que se assinalam os 150 anos sobre a data da primeira edição da obra (1862). No mesmo mês estarão em palco o grupo Divino Sospiro, orquestra em residência no CCB, dirigido por Massimo Mazzeo, num concerto com o flautista Maurice Steger, e a instalação/ performance «Anatomization», de Sylvia Rijmer. Entre outros espetáculos, está previsto um concerto da Orquestra de Câmara Portuguesa,

outra formação em residência no CCB, intitulado «Espírito Beethoven!», dirigido por Pedro Carneiro, com Jorge Moyano, solista em piano. Ao longo do mês de novembro, será a vez do grupo canadiano Cowboy Junkies, entre outros, se apresentar em concerto, no dia 17, numa coprodução com a Uguru, um espetáculo da Companhia Maior, com atores e bailarinos seniores, num espetáculo intitulado «Iluminações», com adaptação, encenação e espaço cénico de Mónica Calle.

Álbum de Bob Dylan editado hoje Cinquenta anos e 500 canções depois da estreia discográfica, o músico e compositor norte-americano Bob Dylan edita, hoje, o álbum «Tempest», com selo da Sony Music. Aos 71 anos, Bob Dylan parece estar na melhor forma, por causa de canções assentes num rock potente e na melhor tradição folk, escreveu a revista norte-americano Rolling Stone, a propósito de «Tempest». O álbum foi gravado em Los Angeles, com os músicos que o acompanham ao vivo, e contou com produção de Jack Frost, tão só um pseudónimo para Bob Dylan.

DR

Bob Dylan. Última vez que esteve em Portugal foi em 2008

O disco inclui os temas «Narrow way», que cita um blues de 1934, «Tempest», com quase 14 minutos, em que discorre sobre o afundamento do transatlântico Titanic, e «Roll on John», com uma referência à morte do exBeatle John Lennon. Bob Dylan disse em entrevista à Rolling Stone que queria fazer um disco “mais religioso”, mas não tinha suficientes canções religiosas, acabando por gravar dez canções com histórias trágicas, de amor e vingança. Nascido Robert Allen Zimmerman, em Duluth, nos Estados Unidos, a 24 de maio de

1941, Bob Dylan é considerado um dos maiores nomes da música popular norte-americana. A última vez que o cantor esteve em Portugal para uma atuação foi em 2008, no Festival Optimus Alive, em Lisboa. No ano seguinte editou «Together through life», o disco anterior a «Tempest». Várias vezes indicado para o Nobel da Literatura, Prémio Príncipe das Astúrias, multipremimado com Grammy, Bob Dylan foi considerado, em 2004, pela Rolling Stone, como o segundo melhor artista de todos os tempos, a seguir aos Beatles.


12 O Primeiro de Janeiro |

roteiro

Segunda-feira, 10 de Setembro de 2012

Roteiro Cultural

Quando o jovem analista Peter Sullivan revela informação que poderá vir a originar o fim da companhia, desencadeia uma sucessão de acontecimentos que leva a que decisões, ao mesmo tempo financeiras e morais, poderão colocar a vida de todos os envolvidos à beira do desastre.As sessões terão lugar dia 11 de Setembro, no Auditório Municipal de Gaia, às 15h00 e 21h30. Dia 12 de Setembro no Cine Teatro Eduardo Brazão, no mesmo horário.

«Momentos Marcantes» Clássicos na Rua

Lançamento do livro "Momentos Marcantes" do Professor António Pereira. A apresentação da obra está a cargo do Presidente da Federação do Método DeRose de Portugal, Professor Luís Lopes, e contará com momentos de apresentação de coreografias do Método DeRose, que espelham essa mesma poesia captada na escrita do Professor António Pereira. O evento terá lugar na Ordem dos Farmacêuticos do Porto, no dia 20 de Setembro pelas 21h. Momentos Marcantes é um livro de poesia sobre sentimentos e sensações vivenciadas ao longo de mais de 30 anos, propondo uma vida de bem-estar e a meta de um maior auto-conhecimento.

Domingo, dia 16, pelas 19h00, na Praça Luís de Camões poderemos assistir mais uma edição de Clássicos na Rua. De Piazzolla a Ligeti, passando por Carrapatoso, as obras escolhidas para apresentar a Lisboa, nesta edição dos Clássicos na Rua, trazem influências e histórias muito variadas, percorrendo não só distâncias geográficas como temporais, das Américas à Hungria. As formas mais clássicas coexistem com a intensidade da dança, o lirismo da paixão com a serenidade de uma paisagem. Os próprios compositores escolhidos para este programa são a prova de como a música se deixa contagiar, contendo em si tantas viagens e mesclas. Programa que vai decorrer em agosto e setembro, com o Quinteto de Sopros da Metropolitana a apresentar-se sempre ao fim da tarde, traçando na cidade um roteiro de descobertas musicais.


Segunda-feira, 10 de Setembro de 2012

publicidade/editais

O Primeiro de Janeiro | 13


agenda

14 | O Primeiro de Janeiro

Telefones Úteis

Farmácias de serviço

Hospitais

São João Tel. 225 512 100 Pediátrico Maria Pia Tel. 226 089 900 Linha Azul 226 099 674 Maternidade Júlio Dinis Tel. 226 087 400 Psiquiátrico Conde Ferreira Tel. 225 022 031 Magalhães Lemos Tel. 226 192 400 Privados Ordem do Carmo Tel. 222 008 113 Ordem da Lapa Tel. 225 502 828 Ordem da Trindade Tel. 222 083 656 Prelada - Tel. 228 330 600 Militar Reg. Nº1 Tel. 226 063 011/ 12/13 Santa Maria Tel. 225 504 844 São Francisco Tel. 222 008 441 CONCELHO DE MATOSINHOS Distrital -Tel. 229 372 091 Pedro Hispano Tel. 229 391 000 Linha Azul 229 391 100 CONCELHO DE V. N. GAIA Eduardo Santos Silva Tel. 227 865 100 227 839 001 Vila Nova de Gaia Tel. 223 778 100/ 223 754180

PORTO PERMANENTE Cruz – Rua Costa Cabral, 1082 (ao Conde Ferreira) – Tel. 225 020 041 Lusa – Rua Sá da Bandeira, 140 – Tel. 222 006 134 do Campo – Praça da República, 18 4050497 Porto Tel. 222 005 116 MAIA Nova de Ardegães – Avenida Dom João I 180, (EN 107) 4425-138 Águas Santas Tel. 229 730 195 REFORÇO Aeroporto – Avª do Aeroporto – Moreira da Maia – Tel. 229 471 994 VALONGO Sobrado – Rua Santo André, 30 / Sobrado 4440-337 Valongo Tel. 224 160 087 GONDOMAR Central – Praça da Estação, 261 – Rio Tinto – Tel. 224 890 022 Marques – Rua Vasco da Gama, 1358 – Alto da Serra – Baguim do Monte Tel. 224 228 923 MATOSINHOS Ferreira de Sousa – Rua Nova do Seixo, 79 – Senhora da Hora – Tel. 229 517 454 José Morais – Praceta António Sérgio, 319 – Cruz de Pau – Tel. 229 385 367 VILA NOVA DE GAIA PERMANENTE São Félix - R São Félix 940, S.Félix Marinha 4405-407 São Félix da Marinha Tel:227 538 783 D’Arrábida - CC Arrabida Shopping, Lj 030 Praceta Henrique Moreira 4400-346 São Pedro da Afurada Gonçalves - Avenida São Salvador 233, Seixezelo 4415-943 SEIXEZELO Tel:227 640 009 Da Misericórdia – Rua Capitão Salgueiro

Hoje Maia, 303 – Vilar de Andorinho – Tel. 227 828 971 REFORÇO Alves de Oliveira – Rua Caetano Melo, 219 – Oliveira do Douro – Tel. 223 752 142 Moreira - Rua do Padrão, 202 Pedroso Tel.:227842052 Castro Carneiro – Avª dos Descobrimentos, 459, loja 9 – Sta. Marinha – Tel. 223 774 140 Magalhães Suc. – Rua de Trás, 157 – Sta. Marinha – Tel. 223 746 810 AMARANTE Amarante – Av.ª 1.º de Maio / Edifício Mirante / 4600-013 Amarante Tel. 255 422 449 FELGUEIRAS J. Reis – Rua Rebelo Carvalho / 4610-212 Felgueiras Tel. 255 922 640 LOUSADA Fonseca – Rua Santo António, 554 – Silvares / 4620-651 Lousada Tel. 255 912 141 MARCO DE CANAVESES Farmácia Cabanelas - Lugar de Eiro Soalhães - Tel.:255511565 PAREDES Lopes Caçola – Praceta Jaime P. Moura, Loja 35 4620-030 Lousada Tel. 255 811 673 PENAFIEL Sameiro – Rua D. António F Gomes, 230-B – Tel. 255 713 071/2/3 SANTO TIRSO Central – Tel. 252 852 923 TROFA Trofense – Rua Costa Ferreira, C. C. Loja 2 – Tel. 252 412 543

Banda Desenhada

ZÉ do boné

Sr. Perfeito

Passatempos

Televisão

Serviço permanente

D

Santo António Tel. 222 077 500 Linha Azul 222 084 601

Olha bem para ti- passas todas as noites aqui sentado

Devias estar a fazer alguma coisa produtiva

Segunda-feira, 10 de Setembro de 2012

Jack tens uma garrafa de cerveja que dê para desenhar alguma coisa?

RTP1 06:30 Bom Dia Portugal 10:00 Praça da Alegria 14:15 Vidas em Jogo 15:15 Portugal no Coração 16:30 Futebol: Seleção Nacional (Sub 21) - Campeonato Europa 2013 Direto - Polónia x Portugal 18:30 Portugal em Direto 19:05 O Preço Certo 21:00 Especial Informação - Direto Ano Escolar 22:30 Hóquei em Patins: Campeonato Europeu 2012 -Portugal x França 00:00 5 Para a Meia-Noite 01:15 Impensável (Filme) 03:00 Ribeirão do Tempo 04:30 Televendas 06:05 Nós RTP2 07:00 Zig Zag 14:00 Sociedade Civil 15:30 O Mentalista 16:10 National Geographic 17:00 Zig Zag 18:00 A Fé dos Homens 18:30 A Teoria do Big Bang 20:00 Zig Zag 21:00 National Geographic 21:50 A Hora da Sorte 22:00 Hoje 22:37 Diário Câmara Clara 22:45 Californication 23:15 Erva 23:30 Um Sitio onde Pousar a Cabeça (Doc Nac) 00:15 Rockefeller 30 01:00 Nós(R/) 02:00 Grandes Livros II 02:30 Indisciplinas 03:45 24 Horas 05:00 Diário Câmara Clara (R/) 05:15 Sociedade Civil (R/) SIC 06:00 Jornal de Síntese 07:00 Edição da Manhã 07:45 Floribella 2 08:35 Cartas da Maya - O Dilema 10:10 Querida Júlia 13:00 Primeiro Jornal 14:40 Podia Acabar o Mundo 15:55 Boa Tarde 18:35 Fina Estampa 20:00 Jornal da Noite 21:40 Dancin' Days 22:45 O Astro 23:40 Insensato Coração 00:25 Investigação Criminal Los Angeles 01:20 Investigação Criminal Los Angeles 02:20 Cenas do Casamento 03:00 Televendas TVI 06:30 Diário da Manhã 10:15 Você na TV! 13:00 Jornal da Uma 14:30 Tempo de Viver 16:00 A Tarde é Sua 18:00 Morangos com Açúcar IX Verão 20:00 Jornal das 8 21:30 Louco Amor 22:30 Doce Tentação 23:30 Remédio Santo 00:30 Filme - O ano do cão 02:30 Sonhos Traídos 05:00 TV Shop

Amanhã RTP1 06:30 Bom Dia Portugal 10:00 Praça da Alegria 14:15 Vidas em Jogo 15:15 Portugal no Coração 18:00 Portugal em Direto 19:00 Telejornal 20:15 Futebol: Seleção Nacional (AA) DiretoPortugal x Azerbaijão 22:30 Hóquei em Patins: Campeonato Europeu 2012 - Portugal x Itália 00:00 5 Para a Meia-Noite 01:15 11 de Setembro: As Torres Gémeas(Documentário) 03:00 Ribeirão do Tempo 04:30 Televendas 06:05 Nós RTP2 07:00 Zig Zag 14:00 Sociedade Civil 15:30 O Mentalista 16:10 National Geographic 17:00 Zig Zag 18:00 A Fé dos Homens 18:30 A Teoria do Big Bang 19:00 Biosfera 19:45 Nativos Digitais 20:00 Zig Zag 21:00 National Geographic 22:00 Hoje 22:37 Diário Câmara Clara 22:48 Clínica Privada 23:30 Bairro Alto 00:15 9/11 Telefonemas das Torres (Doc) 01:30 Biosfera (R/) 02:00 Nativos Digitais (R/) 02:15 Grandes Livros II 02:45 Indisciplinas 03:45 24 Horas 05:00 Diário Câmara Clara (R/) 05:15 Sociedade Civil (R/) SIC 06:00 Jornal de Síntese 07:00 Edição da Manhã 07:45 Floribella 2 08:40 Cartas da Maya - O Dilema 10:10 Querida Júlia 13:00 Primeiro Jornal 14:40 Podia Acabar o Mundo 15:55 Boa Tarde 18:35 Fina Estampa 20:00 Jornal da Noite 21:35 Dancin' Days 22:35 O Astro 23:35 Insensato Coração 00:25 Investigação Criminal Los Angeles 01:20 Investigação Criminal Los Angeles 02:25 Cenas do Casamento 03:05 Televendas TVI 06:30 Diário da Manhã 10:15 Você na TV! 13:00 Jornal da Uma 14:30 Tempo de Viver 16:00 A Tarde é Sua 18:00 Morangos com Açúcar IX Verão 20:00 Jornal das 8 21:15 Euromilhões 21:30 Louco Amor 22:30 Doce Tentação 23:30 Remédio Santo 00:30 Filme - Voo 93 02:30 Sonhos Traídos 05:00 TV Shop


agenda

Segunda-feira, 10 de Setembro de 2012

O Primeiro de Janeiro | 15

Cinemas PORTO DOLCE VITA Cowboys & Aliens M/12 Sessões: 21h20, 00h35

Os Smurfs M/6 Sessões: 10h30, 12h50, 15h20, 18h (V.Port./3D)

Capuchinho Vermelho: A Nova Aventura M/6 Sessões: 14h, 16h30, 19h (V.Port./3D)

Amigos Coloridos M/12 Sessões: 13h15, 15h40, 18h30, 21h30, 00h10

Planeta dos Macacos: A Origem M/12 Sessões: 22h, 00h35

Um Dia M/12 Sessões: 13h40, 16h20, 19h, 21h20, 23h50

Os Smurfs M/6 Sessões: 12h50, 15h30, 18h30 (V.Port./3D) Um Dia M/12 Sessões: 13h30, 16h10, 19h05, 21h50, 00h30 Chefes Intragáveis M/12 Sessões: 12h30, 15h10, 17h50, 21h10, 23h50 Conan, o Bárbaro M/12 Sessões: 13h20, 16h, 18h40, 21h30, 00h10 Amigos Coloridos M/12 Sessões: 13h, 15h40, 18h50, 21h40, 00h25 Assim é o Amor M/12 Sessões: 12h40, 15h25, 18h10, 21h, 23h50 MAIA MAIASHOPPING Os Smurfs M/6 Sessões: 13h30, 16h, 18h40, 21h20, 23h50 (V.Port./3D) Conan, o Bárbaro M/12 Sessões: 13h20, 16h20, 19h, 21h50, 00h35 Capitão América: O Primeiro Vingador M/12 Sessões: 21h10, 00h10 Planeta dos Macacos: A Origem M/12 Sessões: 13h40, 16h30, 19h10, 21h40, 00h20 Cowboys & Aliens M/12 Sessões: 13h10, 15h50, 18h50, 21h30, 00h30 Capuchinho Vermelho: A Nova Aventura M/6 Sessões: 13h50, 16h10, 18h30 (V.Port.)

MATOSINHOS MAR SHOPPING O Último Destino 5 M/16 Sessões: 13h40, 16h20, 19h10, 22h, 00h30 Green Lantern - Lanterna Verde M/12 Sessões: 22h45 Amigos Coloridos M/12 Sessões: 13h20, 16h, 18h40, 21h50, 00h25 Capuchinho Vermelho: A Nova Aventura M/6 Sessões: 12h40, 15h10, 17h40, 20h (V.Port./3D) Sem Prada nem Nada M/12 Sessões: 21h20, 24h Os Smurfs M/6 Sessões: 13h10, 15h50, 18h30 (V.Port.) Cowboys & Aliens M/12 Sessões: 12h50, 15h30, 18h20, 21h30, 00h10 Chefes Intragáveis M/12 Sessões: 13h, 15h40, 18h10, 21h, 23h40 Conan, o Bárbaro M/12 Sessões: 13h30, 16h10, 18h50, 21h40, 00h20 ) VILA NOVA DE GAIA LUSOMUNDO GAIASHOPPING Carros 2 M/6 Sessões: 13h15, 15h45 (V.Port./3D) Planeta dos Macacos: A Origem M/12 Sessões: 18h25, 20h55, 24h Cowboys & Aliens M/12 Sessões: 13h, 15h50, 18h50, 21h55, 00h35

NORTESHOPPING Capitão América: O Primeiro Vingador M/12 Sessões: 13h30, 16h10, 19h10, 22h30

Super M/12 Sessões: 21h50, 00h25

Conan, o Bárbaro M/12 Sessões: 12h40, 15h10, 18h10, 22h, 00h35

Os Smurfs M/6 Sessões: 13h05, 15h35, 18h15, 20h50, 23h50 (V.Port./3D)

O Último Destino 5 M/16 Sessões: 13h10, 15h30, 18h20, 21h40, 00h30 Cowboys & Aliens M/12 Sessões: 13h, 16h, 18h50, 22h, 00h45 Planeta dos Macacos: A Origem M/12 Sessões: 21h50, 00h25 Capuchinho Vermelho: A Nova Aventura M/6 Sessões: 10h50, 13h20, 15h50, 18h40 (V.Port./3D) Chefes Intragáveis M/12 Sessões: 21h10, 23h40

Conan, o Bárbaro M/12 Sessões: 12h55, 15h40, 18h40, 21h30, 00h10 Capuchinho Vermelho: A Nova Aventura M/6 Sessões: 12h55, 15h, 17h20, 19h40 (V.Port.) Capitão América: O Primeiro Vingador M/12 Sessões: 13h30, 16h10, 19h, 21h45, 00h40 Animais Unidos M/6 Sessões: 12h45, 14h55, 17h10, 19h25 (V.Port./3D) Harry Potter e os Talismãs da Morte: Parte 2 M/12 Sessões: 21h40, 00h30

Chefes Intragáveis M/12 Sessões: 12h50, 15h05, 17h25, 19h45, 22h, 00h20 Amigos Coloridos M/12 Sessões: 13h25, 16h05, 18h45, 21h20, 00h15 UCI ARRÁBIDA 20 O Último Destino 5 M/16 Sala: Sala 1 Sessões: 14h, 16h30, 19h, 21h35, 00h35 A Ressaca - Parte II M/16 Sala: Sala 2 Sessões: 22h20, 00h40 Capuchinho Vermelho: A Nova Aventura M/6 Sala: Sala 2 Sessões: 13h40, 15h50 (V.Port.), 18h, 20h10 (V.Port./3D) Capitão América: O Primeiro Vingador M/12 Sala: Sala 3 Sessões: 13h55, 16h25, 18h55, 21h25, 24h Planeta dos Macacos: A Origem M/12 Sala: Sala 4 Sessões: 14h10, 16h40, 19h05, 21h35, 00h05 Sem Prada nem Nada M/12 Sala: Sala 5 Sessões: 14h10, 16h45, 19h20, 21h50, 00h20 Larry Crowne M/12 Sala: Sala 6 Sessões: 18h30 Tinhas Mesmo Que Ser Tu M/12 Sala: Sala 6 Sessões: 13h50, 16h10, 21h30, 00h15 A Árvore da Vida M/16 Sala: Sala 7 Sessões: 18h45 Sem Remorsos M/12 Sala: Sala 7 Sessões: 14h05, 16h25, 21h40, 00h10 Carros 2 M/6 Sala: Sala 8 Sessões: 13h40 (V.Port.) Eu Vi o Diabo M/16 Sala: Sala 8 Sessões: 16h10, 19h05, 22h, 00h55 Cowboys & Aliens M/12 Sala: Sala 9 Sessões: 14h, 16h30, 18h55, 21h25, 00h15 Assim é o Amor M/12 Sala: Sala 10 Sessões: 13h50, 16h35, 19h20, 22h, 00h40 Chefes Intragáveis M/12 Sala: Sala 11 Sessões: 14h10, 16h40, 19h15, 21h45, 00h20 Conan, o Bárbaro M/12 Sala: Sala 12 Sessões: 14h05, 16h45, 19h20, 21h55, 00h35 Conan, o Bárbaro M/12 Sala: Sala 13 Sessões: 13h45, 16h20, 18h55, 21h35, 00h15 (2D) Bem-vindo ao Sul M/12 Sala: Sala 14 Sessões: 14h15, 16h40, 19h10, 21h40, 00h10 Os Smurfs

Tempo HOJE TODO O TERRITÓRIO: Períodos de céu muito nublado, apresentando-se pouco nublado nas regiões a sul do sistema montanhoso Montejunto-Estrela. Vento fraco a moderado (10 a 30 km/h) de norte, soprando temporariamente forte (35 a 45 km/h) no litoral oeste a sul do Cabo Carvoeiro. Nas terras altas, vento forte (35 a 55 km/h) de norte, diminuindo de intensidade a partir da tarde. Formação de geada nas regiões do interior Norte e Centro. Subida da temperatura mínima. Pequena subida da temperatura máxima MADEIRA: Céu pouco nublado, temporariamente muito nublado até final da manhã na parte nordeste da Madeira e no Porto Santo. Vento moderado(20 a 35 km/h) de leste, sendo em geral fraco (inferior a 20 km/h) no Funchal. AÇORES: GRUPO OCIDENTAL: Períodos de céu muito nublado com abertas. Vento sudoeste moderado a fresco (20/40 km/h) com rajadas até 55 km/h. GRUPO CENTRAL: Céu muito nublado. Períodos de chuva. Vento sul fresco a muito fresco (30/50 km/h) com rajadas até 65 km/h. GRUPO ORIENTAL: Períodos de céu muito nublado com abertas. Vento sul fresco (30/40 km/h) com rajadas até 55 km/h, tornando-se moderado (20/30 km/h).

AMANHÃ

TODO O TERRITÓRIO: Períodos de céu muito nublado, apresentando-se pouco nublado nas regiões a sul do sistema montanhoso Montejunto-Estrela. Vento fraco a moderado (10 a 30 km/h) de norte, soprando temporariamente forte (35 a 45 km/h) no litoral oeste a sul do Cabo Carvoeiro. Nas terras altas, vento forte (35 a 55 km/h) de norte, diminuindo de intensidade a partir da tarde. Formação de geada nas regiões do interior Norte e Centro. Subida da temperatura mínima. Pequena subida da temperatura máxima MADEIRA: Céu pouco nublado, temporariamente muito nublado até final da manhã na parte nordeste da Madeira e no Porto Santo. Vento moderado(20 a 35 km/h) de leste, sendo em geral fraco (inferior a 20 km/h) no Funchal. AÇORES: GRUPO OCIDENTAL: Períodos de céu muito nublado com abertas. Vento sudoeste moderado a fresco (20/40 km/h) com rajadas até 55 km/h. GRUPO CENTRAL: Céu muito nublado. Períodos de chuva. Vento sul fresco a muito fresco (30/50 km/h) com rajadas até 65 km/h. GRUPO ORIENTAL: Períodos de céu muito nublado com abertas. Vento sul fresco (30/40 km/h) com rajadas até 55 km/h, tornando-se moderado (20/30 km/h).

M/6 Sala: Sala 15 Sessões: 14h, 16h30, 18h55 (V.Port.), 21h20, 24h Amigos Coloridos M/12 Sala: Sala 16 Sessões: 13h50, 16h20, 18h50, 21h45, 00h25

‘SOUL NOTES’

Harry Potter e os Talismãs da Morte: Parte 2 M/12 Sala: Sala 17 Sessões: 15h, 17h55, 21h25, 00h15 Animais Unidos M/6 Sala: Sala 18 Sessões: 14h10, 16h20 (V.Port./3D) Green Lantern - Lanterna Verde M/12 Sala: Sala 18 Sessões: 18h35, 21h15, 00h10 A Melhor Despedida de Solteira M/12 Sala: Sala 19 Sessões: 13h50, 16h35 Super 8 M/12 Sala: Sala 19 Sessões: 19h20, 21h55, 00h30 Um Dia M/12 Sala: Sala 20 Sessões: 14h, 16h40, 19h10, 22h, 00h40

GONDOMAR LUSOMUNDO - PARQUE NASCENTE Os Smurfs M/6 Sessões: 13h25, 16h, 18h35, 21h10, 23h50 (V.Port.) Conan, o Bárbaro M/12 Sessões: 13h45, 16h30, 19h15, 21h55, 00h40 O Último Destino 5 M/16 Sessões: 13h50, 16h20, 19h30, 22h, 00h30 Amigos Coloridos M/12 Sessões: 12h50, 15h20, 17h50, 21h20, 24h Green Lantern - Lanterna Verde M/12 Sessões: 21h15, 24h Capuchinho Vermelho: A Nova Aventura M/6 Sessões: 13h10, 15h30, 18h (V.Port./3D) Chefes Intragáveis M/12 Sessões: 15h, 17h40, 20h30, 23h Conan, o Bárbaro M/12 Sessões: 13h, 15h40, 18h25, 21h, 00h05 Um Dia M/12 Sessões: 14h10, 16h45, 19h20, 22h10, 00h45 Sem Prada nem Nada M/12 Sessões: 21h50, 00h20 Carros 2 M/6 Sessões: 13h40, 16h25, 19h (V.Port.) Capitão América: O Primeiro Vingador M/12 Sessões: 14h30, 17h30, 20h40, 23h40 Planeta dos Macacos: A Origem M/12 Sessões: 14h45, 17h15, 20h, 22h30 Cowboys & Aliens M/12 Sessões: 13h15, 15h50, 18h40, 21h40, 00h25

Sugestões

AUREA está de regresso às edições discográficas com ‘SOUL NOTES’, que chega às lojas a 26 de Novembro 2012. O novo registo de originais sucede o álbum homónimo lançado em Setembro de 2010 e é uma evolução do trabalho da artista que vai beber inspiração à soul music. O single de avanço de ‘SOUL NOTES’ é o tema ‘Scratch my back’, que chegou às rádios nacionais e já se encontra disponível digitalmente. ‘Scratch my back’ é o presente que AUREA escolheu para dar a todos que acompanham o seu trabalho no dia do seu 25.º aniversário, pelo incansável e contínuo apoio incondicional. É um tema fresco e vibrante, que mostra outra faceta da música de Aurea, mais enérgica e descontraída mas igualmente intensa, características essas que se reflectem nos espectáculos ao vivo. O alinhamento de ‘SOUL NOTES’ é constituído exclusivamente por temas originais e segue a linha de composição do último trabalho da artista, que se rodeou da mesma equipa e cumplicidade do álbum anterior, completada por Rui Ribeiro e Ricardo Ferreira. Nesse sentido, o novo álbum – gravado e produzido pela Blim Records -, apresenta um conjunto de canções intemporais que irão reconquistar os amantes da música de AUREA e que facilmente se identificarão com o conteúdo das suas letras, que focam temáticas e histórias reais e muito próximas a qualquer indivíduo. Estes temas reflectem também situações, episódios, vivências e emoções que, de certo modo, inspiraram AUREA por algum motivo especial e que a cantora partilha agora com o mundo em ‘SOUL NOTES’.


1868

Há 143 anos, todos os dias consigo.

Director: Angela Amorim | Distribuição Gratuita | www.edvsemanario.pt |

|

Jerónimo faz duras críticas a Passos na festa do Avante

POLITICA E COISAS PIORES

ERROS CRASSOS Pedro Passos Coelho, na sua mensagem ao país cometeu vários erros crassos.

Joaquim Jorge*

Diretor: Rui Alas Pereira (CP-2017). E-mail: ruialas@oprimeirodejaneiro.pt Redatores: Joaquim Sousa (CP-5632), Andreia Cavaleiro (CP-6983), Cátia Costa (Lisboa) e Vasco Samouco. Fotografia: Ivo Pereira (CP-3916) Secretariado de Direção: Sandra Pereira. Secretariado de Redação: Elisabete Cairrão. Publicidade: Conceição Carvalho (chefe), Elsa Novais (Lisboa, 918 520 111) e Fátima Pinto. E-mail: conceicao.carvalho@oprimeirodejaneiro.pt Morada: Rua de Santa Catarina, 489 2º - 4000-452 Porto. Contactos: redação - Tel. 22 096 78 47 - Tm: 912 820 510 E-mail: geral.cloverpress@oprimeirodejaneiro.pt - Publicidade - Telefone: 22 096 78 46, Fax: 22 096 78 45 Propriedade: Globinóplia, Unipessoal Lda. Edição: Cloverpress, Lda. NIF: 509 229 921 Depósito legal nº 1388/82 Impressão: Coraze, Telefs.910252676 / 910253116 / 914602969, Oliveira de Azeméis. Distribuição: Vasp. Tiragem: 20 000

1 - Nunca se faz uma intervenção desta natureza, antes de um jogo de futebol, ainda mais da selecção nacional. A ideia que perpassa é que se pretende que passe despercebida e que o menor número de pessoas esteja atenta.

2 - A sua explicação é confusa e não esclarecedora. Seria mais eficaz ter feito de outro modo: os funcionários públicos mantêm o corte nos subsídios de férias e de natal e os funcionários privados têm o corte de um subsídio. 3 - Tendo em conta o peso da austeridade, nunca se vem anunciar mais medidas sobre as pessoas sem apresentar medidas no corte da despesa do estado: fundações, parcerias público-privadas, etc. 4- A perda da noção da realidade. A desculpa que herdou uma situação dramática, não justifica, antes pelo contrário, dá-lhe margem de manobra para alcançar o défice (3%) de uma maneira mais suave. 5- Esta teimosia de cumprir o que a troika nos diz, sem contestar ou pedir outra forma de o fazer, vai fazer com que seja apeado do poder mais depressa do que pensamos... A sua base social de apoio ao Governo está a ficar reduzida e desgastada. A erosão é enorme por culpa própria. 6- Pedro Passos Coelho não pode afirmar com toda a certeza que estas novas medidas não sejam inconstitucionais e venham a ser chumbadas, de novo, no TC. Biólogo facebook.com/joaquim.jorge.CdP

CGTP

Reunião para analisar novas medidas A CGTP convocou uma reunião extraordinária da sua comissão executiva para hoje para analisar as novas medidas de austeridade anunciadas na sexta-feira pelo primeiro-ministro e decidir como lhes responder, disse ontem fonte sindical. A direção da central sentiu necessidade de marcar a reunião extraordinária por considerar que as novas medidas de austeridade têm de ser “analisas em pormenor” e para definirem eventuais respostas. A CGTP aprovou na quinta-feira a sua proposta reivindicativa para 2013 e convocou uma ação nacional de luta para 01 de outubro.

Problemas atingiram “níveis inimagináveis” O secretário-geral do PCP afirmou ontem que passado um ano de Governo PSD/CDS, “a dimensão dos problemas atingiu níveis inimagináveis” e não se resolveu a questão do défice e da dívida, acusando o primeiro-ministro de “descaramento inacreditável” ao anunciar mais austeridade. “Dissemo-lo e a vida confirma-o. A dimensão dos problemas atingiu níveis inimagináveis. Se o país há muito estava mal, tudo ficou pior”, disse Jerónimo de Sousa, na Quinta da Atalaia, no Seixal, durante o comício de encerramento da Festa do Avante! deste ano, depois de lembrar que há um ano, neste mesmo comício, tinha avisado que o acordo da ajuda externa assinado com os credores internacionais “não era um programa

de ajuda, mas um pacto de agressão ao país e aos portugueses”. O líder dos comunistas portugueses sublinhou que o Governo PSD/ CDS pediu “sacrifícios atrás de sacrifícios” mas “nem um só problema do país [ficou] resolvido”. “Nem aquele com que justificavam esta ação destruidora e este ataque brutal à vida dos portugueses: o controlo do défice das contas públicas. As metas do défice, em nome do qual este Governo pôs o país a ferro e fogo não vão ser resolvidas”, acrescentou Jerónimo de Sousa, considerando que se trata de “um fracasso em toda a linha”. “Temos o país no fundo, défice por resolver e dívida a aumentar 6,6 milhões de euros”, insistiu. Para Jerónimo de Sousa é, por isso,

um “descaramento” o recente anúncio de mais austeridade: “Agora, aí os temos a dizer que nem tudo correu como previam. E com um descaramento inacreditável a anuncia novas e mais brutais medidas, em nome da solução dos problemas que deliberadamente agravaram e continuam a agravar”, afirmou. “Ultrapassando tudo o que era imaginável e todos os limites da desfaçatez e do cinismo, acabámos de ver o primeiro-ministro, Passos Coelho, com ar pungente, a anunciar um descarado roubo nos salários dos trabalhadores e reformados, em nome do combate ao desemprego”, acrescentou, perante os milhares de pessoas que enchiam o recinto envolvente do Palco 25 de Abril da Quinta da Atalaia.

Montenegro diz que PS desistiu de assumir compromissos

PSD rejeita que novas medidas sejam imposto O líder do grupo parlamentar do Partido Social Democrata (PSD), Luís Montenegro, negou ontem que as medidas de austeridade anunciadas na sexta-feira sejam um imposto, mas reconheceu que são um maior encargo para os trabalhadores. Em conferência de imprensa ontem no Porto, Luís Montenegro respondia às críticas do antigo ministro das Finanças Bagão Félix, segundo quem o aumento do desconto feito pelos trabalhadores para a Segurança Social “não é uma taxa”, mas sim um imposto. “Não vou entrar na discussão técnico-jurídica. Objetivamente, do ponto de vista técnico e do

ponto de vista jurídico esta opção não é um imposto. Isso não significa que não seja um encargo maior para quem trabalha na medida em que há um aumento que não pode esconder-se na contribuição que os trabalhadores fazem para a Segurança Social”, declarou o deputado do PSD. O líder do grupo parlamentar do PSD rejeitou, também, as críticas da Associação Sindical dos Juízes Portugueses, para a qual as novas medidas de austeridade anunciadas pelo Governo são “uma afronta ao Tribunal Constitucional”. Luís Montenegro disse ainda que o PS desistiu de assumir os seus compromissos para com o país e de-

safiou o secretário-geral socialista a apresentar alternativas. O líder do grupo parlamentar do PSD afirmou que o PS “parece ter anunciado ao país que desistiu de assumir os seus compromissos e as suas responsabilidades quer para com o passado quer para com o futuro do país”, em resposta às declarações do secretário-geral socialista, António José Seguro, que disse não poder “pactuar” ou ser “cúmplice” da austeridade imposta pelo Governo. “António José Seguro pode não querer ser cúmplice deste Governo, mas é seguramente cúmplice e coautor das opções dos Governos anteriores e não devia esquecer-se disso”, afirmou.


10-09-2012